FEAMIG FACULDADE DE ENGENHARIA DE MINAS GERAIS CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (MANHÃ E NOITE) DISCIPLINAS - PERIODIZAÇÃO - EMENTAS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FEAMIG FACULDADE DE ENGENHARIA DE MINAS GERAIS CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (MANHÃ E NOITE) DISCIPLINAS - PERIODIZAÇÃO - EMENTAS"

Transcrição

1 FEAMIG FACULDADE DE ENGENHARIA DE MINAS GERAIS CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (MANHÃ E NOITE) DISCIPLINAS - PERIODIZAÇÃO - EMENTAS DISCIPLINAS DO 1 PERÍODO CÁLCULO I Ementa: Aritmética em N. Conjunto dos Números Racionais. Conjunto dos Números Reais. Cálculo Algébrico. Funções Polinomiais e Transcendentes. Limites. Definição de Derivada. GEOMETRIA ANALÍTICA Ementa: Sistema de Coordenadas Cartesianas Bidimensionais; Lugares Geométricos (LG) no plano; Retas e Circunferências; Seções Cônicas como LG no plano (Parábolas, Elipses, Hipérboles, Translação de eixos); Curvas em Coordenadas Polares; Parametrização de Curvas. Sistema de Coordenadas Cartesianas Tridimensionais; Vetores no R2 e R3; Produto Escalar; Produto Vetorial; Produto Misto. Retas e planos no R3. Sistemas Lineares; Escalonamento. FILOSOFIA E CIDADANIA Ementa: Iniciação ao universo do conhecimento filosófico. Questões fundamentais da filosofia contemporânea. Filosofia como elemento de reflexão da relação sujeito/cidadania. Questões contemporâneas da Filosofia e da cidadania: A Filosofia como elemento de reflexão da relação sujeito/cidadania. A contextualização da formação e da atuação do engenheiro de produção no cenário brasileiro. Página 1/18

2 INTRODUÇÃO À ENGENHARIA Ementa: Apresentação da Feamig e de sua Estrutura Organizacional; A modernização da Grade Curricular; Normas Acadêmicas; A história da Engenharia no Brasil; O papel do Engenheiro na Sociedade; Ciência e Tecnologia; A Engenharia de Produção e suas áreas de atuação; Orgãos de Classe. DESENHO TÉCNICO Ementa: Linguagem gráfica: escrita e leitura; Normalização para o desenho técnico; Recursos computacionais aplicados à Engenharia; Modelos gráficos bidimensionais: aplicações de recursos do sistema CAD; Morfologia e construções geométricas convencionais e digitais; Geometria espacial e sistemas de projeções; Modelos gráficos tridimensionais: aplicações de recursos do sistema CAD. LEITURA E PRODUÇÃO DE TEXTOS Ementa: Frase, oração e período. Relações lógicas entre as orações. Níveis de linguagem. Funções da linguagem. Estrutura e organização do parágrafo. Tipologia textual. Estrutura e organização do texto dissertativo. Coerência e coesão textual. Metodologia de leitura. DISCIPLINAS DO 2 PERÍODO CÁLCULO II Página 2/18

3 Ementa: Tangentes, velocidades e taxas de variação; Derivadas; Regra do Produto, Regra do quociente e Regra da Cadeia; Diferenciação implícita; Diferenciais; Construção de gráficos: crescimento, decrescimento, inflexão, máximos e mínimos; Problemas de otimização; Problemas de taxas relacionadas. FÍSICA I Ementa: Leis de Newton e suas aplicações; Trabalho, energia potencia e conservação da energia; Momento linear, colisões e conservação do momento linear. ANTROPOLOGIA CULTURAL Ementa: Conceitos básicos da Antropologia necessários à análise da organização social das sociedades primitivas e à compreensão de seus sistemas simbólicos. O homem e o meio social. O processo de criação e de reprodução cultural e das relações entre o universo simbólico e a vida social. REDAÇÃO TÉCNICA Ementa: O discurso dissertativo de caráter científico. Resumo. Narração. Descrição. Descrição técnica. Instruções e normas. Relatório: relatório informativo, relatório de pesquisa, relatório de especificações técnicas, relatório de gestão. Virtudes do texto técnico: transparência; publicidade; formalidade; impessoalidade; objetividade. SEGURANÇA DO TRABALHO Página 3/18

4 Ementa: Introdução à Segurança do Trabalho: normas e legislação; Higiene do Trabalho: levantamento ambiental, embasamento legal específico (NR15), instrumental utilizado; Combate a Incêndio; Prevenção e Controle de Acidentes na empresa; Psicologia aplicada ao trabalho; Doenças do trabalho; Ergonomia. PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES Ementa: Fundamentos de hardware. Fundamentos dos recursos gerenciais: processador de texto, planilha eletrônica, software de apresentação, banco de dados, softwares utilitários. Desenvolvimento de algoritmos em linguagens de computação. Desenvolvimento de programas em uma linguagem de alto nível: dados, comandos, ferramentas de modularização. Metodologias de desenvolvimento. QUÍMICA GERAL Ementa: Estados físicos da matéria, mudanças de estado, modelo atômico de Rutherford-Bohr, partículas subatômicas (prótons, elétrons e nêutrons), isótopos (definição, importância e aplicações), íons (cátions e ânions), distribuição eletrônica (diagrama de Linus Pauling), tabela periódica, ligações químicas (iônicas, covalentes e metálicas), reações químicas, balanceamento de reações, cálculo estequiométrico, termoquímica (entalpia, entropia, processos endo e exotérmicos, energia livre de Gibbs), cinética química (fatores que influenciam na velocidade, catalisadores, energia de ativação), eletroquímica (oxidação, redução, agentes oxidante e redutor, passivação, corrosão, proteção galvânica), acidez e alcalinidade (escala de ph). DISCIPLINAS DO 3 PERÍODO QUÍMICA EXPERIMENTAL Ementa: Segurança no laboratório, elaboração de relatórios técnicos, algarismos significativos, precisão e exatidão de medidas, valor médio, desvio relativo e absoluto, desvios de equipamentos e vidrarias, tipos de Página 4/18

5 erro, propagação de erros, determinação da densidade da madeira, introdução às técnicas de laboratório, determinação do teor de álcool na gasolina, estudo das reações químicas, pressão, estudo da velocidade das reações químicas, propriedades coligativas, determinação do teor de ácido acético no vinagre, desenvolvimento de metodologia para o cálculo da densidade. FÍSICA II Ementa: Corrente elétrica, resistência e lei de Ohm; circuitos simples; leis de Kirchhoff; baterias; Magnetismo, força magnética; fluxo e indução magnética; leis de Farday Lenz; geração e transmissão de energia elétrica; transformadores. CÁLCULO III Ementa: Introdução ao cálculo Integral; Integral definida; Teorema fundamental do cálculo; Integrais indefinidas (primitivas ou antiderivadas); Integração por substituição de variáveis; Integração por partes; Áreas entre curvas; Volumes; Aplicações em fenômenos físicos. PSICOLOGIA APLICADA Ementa: Analisar a importância do estudo da Psicologia num curso de Engenharia de Produção/Agrimensura. O mercado de trabalho e o Perfil do Engenheiro. A gestão de pessoas e o RH. O comportamento organizacional na gestão organizacional. O Indivíduo, Personalidade, Emoções e Percepções. Valores, atividades e comportamentos. Motivação, Conflitos e Negociação. Trabalho em equipe. Liderança e Poder. Página 5/18

6 NOÇÕES DE DIREITO E LEGISLAÇÃO AMBIENTAL Ementa: Noções gerais de direito. Sistema Constitucional Brasileiro. Fontes do Direito. Personalidade e Capacidade Jurídica. Bens. Posse. Propriedade. Princípios gerais de direito ambiental. Meio Ambiente na Constituição Federal. Sistema Nacional de Meio Ambiente. Estudo de Impacto Ambiental. Licenciamento Ambiental. Responsabilidade por dano ambiental. Código Florestal. Política nacional de recursos hídricos. PROBABILIDADE E ESTATÍSTICA Ementa: Introdução. Técnicas de Amostragem. Estatística Descritiva. Probabilidade. Probabilidade. Distribuições de DISCIPLINAS DO 4 PERÍODO MECÂNICA DOS FLUIDOS Ementa: Propriedades dos fluidos. Conceitos fundamentais. Estática dos fluidos. Escoamento de fluidos. Balanço de massa. Regime laminar. Regime turbulento. Balanço macroscópico de energia. Equações básicas. Escoamento incompressível de fluidos não viscosos. Perda de carga em condutos. Escoamento viscoso, incompressível, interno e externo. Introdução ao escoamento em canais abertos. Manometria. GESTÃO DE PROCESSOS Página 6/18

7 Ementa: Definições e conceitos. Modelos de processos. O conjunto de microprocessos. Considerações sobre o Ciclo de Vida do Produto/ Serviço. Tipos de operações de processos. Tipos de processos de manufatura e serviços. Análise e definição de microprocessos. Mapeando processos. Custo da não conformidade. Terceirização de processos. Cálculo de capacidade e balanceamento de linha. METODOLOGIA DE PESQUISA Ementa: Ciência e conhecimento: critérios de demarcação. Interdisciplinaridade, multidisciplinaridade e transdisciplinaridade na ciência. Métodos científicos: principais tipos e fases de pesquisa. Principais técnicas de coletas de dados. Pesquisa bibliográfica: fontes e fases. Investigação e análise de pesquisa na área da engenharia. Normas para elaboração de trabalhos acadêmicos e científicos. CÁLCULO NUMÉRICO Ementa: Introdução à problemática da aproximação (erro de arredondamento e truncamento). Diferenças finitas. Interpolação. Resolução de sistemas de equações. Resolução numérica de equações algébricas e transcendentes. ESTATÍSTICA AVANÇADA Ementa: Introdução. Estimação de Parâmetros. Teste de Hipóteses. Análise de Variância. Planejamento de Experimentos. Análise de Regressão e Correlação. Métodos Estatísticos de Previsão. Estatística não paramétrica. Página 7/18

8 GESTÃO DE CUSTOS INDUSTRIAIS Ementa: Operações com mercadorias, Introdução à contabilidade de custos, Terminologia e implantação de sistemas de custos, O esquema básico da contabilidade de custos, Critérios de rateio de custos indiretos, Custo fixo, lucro e margem de contribuição, sistemas de custeio, Relação CUSTO/VOLUME/LUCRO, Controle, custos controláveis e custos estimados, Custo Padrão, Análise das variações de materiais e mão de obra. FLUXOS DE INFORMAÇÕES ORGANIZACIONAIS Ementa: Macro visão integrada dos fluxos de informação nas organizações. Mapeamento dos principais fluxos de informação nas organizações. O uso de informações nos processos administrativos. Etapas do gerenciamento de informações. Aspectos tecnológicos e comportamentais relacionados ao uso da informação. Informação, estratégias e processo decisório. Uso estratégico das informações. Informação e ambiente externo. DISCIPLINAS DO 5 PERÍODO TRANSFERÊNCIA DE CALOR Ementa: Transmissão de calor. Lei de Fourier. Condutividade térmica dos materiais. Transmissão de Calor por condução. Convecção natural e forçada. Lei de Newton do resfriamento. Radiação. Condução de calor em regime permanente e transiente. Princípios de funcionamento de máquinas térmicas. Ciclos térmicos. Ciclo Otto. Ciclo Diesel. Página 8/18

9 TECNOLOGIA DOS MATERIAIS Ementa: Classificação geral dos materiais usados na engenharia. Estrutura e micro-estrutura dos materiais. Propriedades (mecânica, elétrica, óticas etc.) e ensaios de materiais. Introdução ao estudo de materiais poliméricos. Introdução ao estudo de minérios. Ligas e aplicações dos metais. INFORMÁTICA INDUSTRIAL Ementa: Histórico e tendências da Automação dos Sistemas de Produção. Arquiteturas típicas de sistemas de automação. Projetos de sistemas de controle digital. Algoritmo de controladores. Estratégias de controle. Desenvolvimento de sistemas instrumentados de segurança de processos industriais. Critérios de desempenho. Implantação de sistema de controle. Controle seqüencial. Controladores Lógico-Programáveis (CLP). Linguagens de programação de CLPs. SISTEMAS DE PRODUÇÃO Ementa: Escola científica e de relações humanas. Sistema Americano. Sistema Japonês. Sistema Sueco. Modelos híbridos. POLUIÇÃO HÍDRICA E ATMOSFÉRICA Página 9/18

10 Ementa: Conceito de Poluição hídrica; Natureza e tipos de poluentes da água; O ciclo dos nutrientes, ciclo hidrológico; Legislação/ CONAMA 357/2005; Padrões e Parâmetros de Qualidade da Água; Caracterização Quantitativa e Qualitativa das Águas Residuárias; Efeitos do Lançamento de Cargas Poluidoras em Corpos d água; Autodepuração; Eutrofização; Conceitos de Microbiologia Aquática; Tratamento de águas residuárias, Conceitos sobre tratamento de águas de abastecimento; Riscos à Saúde Pública Reuso de Águas residuárias. GESTÃO DE MATERIAIS Ementa: Conceitos de Material de Estoque; Gestão Integrada de Materiais: Compras, Dimensionamento e Controle de Estoque, Objetivos, Políticas e Princípios do Controle de Estoques; Tipos de Estoques; Previsões para os Estoques; Perfis dos Materiais de Estoque; Métodos de Previsão dos Materiais de Estoque; Custos de Estoques; Curva Dente de Serra; Ponto de Reposição e Tempo de Reposição; Métodos de Cálculo de Estoque de Segurança; Giro ou Taxa de Rotatividade e Antiigiro; Classificação e Curva ABC; Lotes Econômicos de Compras sem Faltas, com Faltas, com Desconto e Lotes Econômicos de Produção sem Faltas; Avaliação Crítica da Fórmula do Lote Econômico. DISCIPLINAS DO 6 PERÍODO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE Ementa: Conceitos de Qualidade, Produtividade, Competitividade e Sobrevivência; Conceito do Controle da Qualidade Total; Conceito de Processo; Relacionamento Causa e Efeito; Itens do Controle de Processo; O que é um Problema; Conceito de Controle do Processo e Rompimento; Método do Controle do Processo: Ciclo do PDCA; Diagrama de Ishikawa, Plano de Ação; A Prática do Controle de Qualidade; Itens de Controle da Rotina; Gerenciamento pelas Diretrizes; Garantia da Qualidade; Custos da Qualidade; Gerenciamento do Crescimento do Ser Humano; Gestão Integrada da Qualidade: Conceito, Estrutura e Aplicação Prática; Métodos Estatísticos para Melhoria da Qualidade, Cartas de Controle, CP e CPk (Controle Estatístico da Qualidade). Página 10/18

11 PLANEJAMENTO E CONTROLE DA PRODUÇÃO Ementa: Caracterização da função planejamento e controle da produção (MRP, JIT e OPT). Estratégia de manufatura. Fatores críticos de sucesso. Os planos na produção: Planejamento Agregado, Planejamento Mestre e Sequenciamento. Controle da Produção. PESQUISA OPERACIONAL Ementa: Programação matemática: programação linear e o método Simplex. Utilização do software Solver. Programação dinâmica. Programação inteira. Programação não-linear. Otimização em redes. Noções de modelos de filas. Planejamento agregado. Problemas de transporte. Tomada de decisão em ambiente de incerteza. OPERAÇÕES E PROCESSOS UNITÁRIOS Ementa: Conceitos básicos. Fluxograma de processos industriais. Balanço de massa para processos industriais. Área de utilidades. Equipamentos envolvendo reações química e/ou transferência de calor (caldeira e trocadores de calor). Transporte dentro das indústrias. Separação sólido-sólido. Separação sólido-líquido. Separação sólido-gás/líquido-gás. Separação líquido-líquido. ENGENHARIA DO PRODUTO Ementa: Competitividade através da estratégia de desenvolvimento de produtos. Definição e conceito de gestão de desenvolvimento do produto (GDP). Estrutura e organização do trabalho de desenvolvimento de Página 11/18

12 produto. Implantação e auditoria de sistemas de desenvolvimento de produtos. Planejamento do produto. Metodologia de Projeto de Produtos. Concepção e Desenvolvimento de Produtos, patentes e Propriedade Industrial. Métodos de GDP (QFD, FMEA, EAV, Engenharia de Confiabilidade). SISTEMAS INTEGRADOS DE MANUFATURA Ementa: Tecnologia de grupo. Tecnologias de produção: células de manufatura, sistemas flexíveis de manufatura. Relacionamentos produto-processo-tecnologias de produção. Sistemas integrados de manufatura. Manufatura integrada por computadores: CAD, CAPP, CAM e CAQ. Engenharia simultânea. Escalonamento da produção. RESÍDUOS SÓLIDOS Ementa: Introdução. Os Resíduos Sólidos: Conceitos, Definições.Geração de Resíduos Sólidos Impactos Ambientais.Formas e Tipos de Resíduos. Caracterização Normas NBR da ABNT. Resíduos Perigosos. Aspectos Legais relacionados aos Resíduos Sólidos. Resíduos sólidos domiciliares e de serviços de saúde. Resíduos sólidos industriais e perigosos. Gerenciamento integrado de resíduos sólidos. Infra-estrutura Urbana: Desempenho, Uso e Ocupação do solo. Tecnologias para Tratamento e Disposição Final de Resíduos Sólidos. DISCIPLINAS DO 7 PERÍODO IMPACTOS AMBIENTAIS Ementa: Conceito de impacto ambiental. Classificação de impactos. Sistemática de avaliação de impactos como instrumento de planejamento público e de gestão ambiental privada. Diagnóstico ambiental. Avaliação de impactos. Medidas mitigadoras para os impactos ambientais negativos. Estudos de impacto ambiental (EIA/RIMA/RCA/PCA e outros). Formação de equipes multidisciplinares. Realização de Audiências Públicas. Página 12/18

13 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Ementa: Administração estratégica. Conceitos e contextualização da administração estratégica nas organizações. Evolução do conceito de estratégia. A estratégia em mercados globalizados. Noções básicas de planejamento e acompanhamento de indicadores. Informação, planejamento estratégico e processo decisório. Principais etapas do planejamento estratégico. Principais etapas da implementação e acompanhamento das estratégias. O uso das informações no planejamento e gerenciamento das estratégias. Mitos e realidade alinhamento estratégico. Construção de cenários. Missão, objetivos, estratégias básicas, metas, projetos. Formatação e elaboração do Plano Estratégico. Componentes da avaliação estratégica de desempenho. Sistemas de avaliação estratégica. Indicadores de desempenho. Infra-estrutura de avaliação. A revolução da inovação. A inovação como fator de diferenciação. O papel humano no processo inovador. Inovação tecnológica x Inovação Organizacional. As duas faces da tecnologia: emprego x empreendedorismo. A tecnologia, a cooperação e a inovação. Modelos aplicados: ferramentas e estudos de casos. ENGENHARIA ECONÔMICA Ementa: Origens e desenvolvimento do pensamento econômico. Teoria de consumidor, da firma e estruturas de mercado. Determinantes do nível de emprego e renda.fundamentos de Matemática Financeira. Considerações sobre Critérios de Decisão. Análise de Sensibilidade. Depreciação. Imposto de Renda e Financiamentos. Substituição de Equipamentos. Avaliação e Seleção de Projetos de Investimentos. Pesquisa Operacional em Análise de Investimentos. Incerteza em Análise de Investimentos. Risco em Análise de Investimentos. Árvore de Decisão. Uso do CAPM - Modelo de Precificação de Ativos. WACC - Custo de Capital. LOGÍSTICA E CADEIA DE SUPRIMENTO Ementa: Origem da Logística, Conceito de Logística Integrada Empresarial, Relacionamento na Cadeia de Suprimentos (SCM); Estratégia Competitiva da Organização; Conceito de Logística de Distribuição e transporte; Página 13/18

14 Estrutura dos Canais de Distribuição (Modais); Aspectos Econômicos da Distribuição; Almoxarifado e Rotas Econômicas de Transporte (Roteirização), Custos de Transporte; Operador Logístico; Embalagem; Localização de Armazém; Transações Internacionais. GESTÃO DE BACIAS HIDROGRÁFICAS E RECURSOS HÍDRICOS Ementa: Recursos Hídricos. Interação entre Sistemas Hídricos e Sistemas Humanos. Bacia Hidrográficas. Gestão Ambiental. Políticas e Sistemas Nacional e Estaduais de Gerenciamento de Recursos Hídricos. Experiências Internacionais no Gerenciamento de Recursos Hídricos. OPTATIVA I Ementa: De acordo com o interesse dos alunos, será oferecida a disciplina Optativa I dentre as elencadas no quadro de disciplinas optativas da Instituição. TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO I Ementa: Estrutura de Trabalho de conclusão de Curso, Normas e formatações, métodos de pesquisa e avaliação, coleta e estruturação dos dados, fontes de pesquisa bibliográfica. Página 14/18

15 DISCIPLINAS DO 8 PERÍODO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Ementa: Tecnologia da informação e Sociedade da informação. Princípios de avaliação de Perfil de Usuários de informação. Princípios de Usabilidade em software. Tecnologias de tratamento da informação. Sistemas de informação: ERP, CRM, Data Warehouse, Data Mining. Gestão da tecnologia da informação nas organizações. GESTÃO AMBIENTAL Ementa: As causas e os efeitos dos atuais problemas ambientais: causas, responsáveis, diferentes visões sobre o problema. Sistema de Gestão Ambiental (SGA): o que é um SGA, como se implanta; casos de sucesso. Marco legal e institucional: sistemas nacional e estadual de meio ambiente, ISO 9000 e ISO Poluição e proteção ambiental: principais tipos de poluição e de proteção ambiental. Utilização sustentável dos recursos naturais. Usos múltiplos e gestão das águas. Produção limpa e enxuta: a evolução dos sistemas de produção. O que é produção limpa e enxuta. Casos de empresas que implantaram a produção limpa e enxuta. Impacto ambiental: metodologia de avaliação de impacto ambiental. Avaliação de qualidade ambiental. Economia do meio ambiente e dos recursos naturais: economia e meio ambiente. Instrumentos econômicos. Impactos econômicos das políticas ambientais. Ecoestratégia ambiental na empresa: educação e extensão ambiental. Como inserir a preocupação ambiental na estratégia da empresa. Como a gestão ambiental pode tornar a empresa mais competitiva. Certificação e auditoria ambiental ISO 14000: introdução à certificação. Sistema de gestão ambiental (SGA). Auditoria ambiental. TRATAMENTO DE EFLUENTES INDUSTRIAIS Ementa: Fontes poluidoras. Geração de Efluentes líquidos e atmosféricos. Ruídos. Resíduos Sólidos. Padrões de qualidade ambiental. Amostragem da água. Amostragem do ar e de fontes de emissão. Definição de parâmetros. Interpretação de resultados analíticos. Página 15/18

16 GESTÃO DE PROJETOS Ementa: Definição de projetos. Características do Pmbok. Técnicas de gerenciamento de projetos. Ciclo de vida de projetos. Técnicas de administração de projetos: Pert/CPM, LBO OPTATIVA II Ementa: De acordo com o interesse dos alunos, será oferecida a disciplina Optativa II dentre as elencadas no quadro de disciplinas optativas da Instituição. TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO II Ementa: Os tópicos especiais serão desenvolvidos sob a forma de disciplina eletiva, possibilitando ao aluno a escolha de conteúdos de seu interesse no Curso de Engenharia da Produção, visando seu enriquecimento curricular. QUADRO DE OPTATIVAS 4 CRÉDITOS (7º PERÍODO) ELETROTÉCNICA Ementa: Circuitos elétricos. Corrente contínua e corrente alternada. Métodos de resolução de malhas. Noções de medidas elétricas. Circuitos de baixa potência. Noções de transformadores. Motores elétricos de indução. Página 16/18

17 MECÂNICA APLICADA Ementa: Movimento Circular Uniforme. Força, Torque e Potência. Transmissão por correias e correntes. Transmissão por engrenagens. Caixas redutoras. Mancais de escorregamento. Rolamentos e mancais de rolamento. Eixos. Acoplamentos. PROJETOS DE SISTEMAS Ementa: Planejamento de tecnologia e sistemas de informação. Análise e projeto de sistemas. Metodologia de desenvolvimento de sistemas. Tópicos em gerenciamento de sistemas: integração, segurança. Acompanhamento e avaliação de implantação do projeto. Comportamento humano na fase de implantação. Dissonância cognitiva: o planejado e o real. Sistemas integrados: ERP, CRM, SCP. Soluções em Internet e Intranet. QUADRO DE OPTATIVAS 2 CRÉDITOS (8º PERÍODO) PROSPECÇÃO TECNOLÓGICA Ementa: Formas de transferência de tecnologia. Noções de legislação e formas de fomento. Fontes de informação tecnológica. Novas tecnologias: avaliação do custo em relação aos benefícios. INTRODUÇÃO AOS CONHECIMENTOS BÁSICOS DA LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS Ementa: Introdução aos conhecimentos básicos de LIBRAS, de acordo com princípios gerais que determinam seu funcionamento. Técnicas de desenvolvimento da linguagem corporal. Página 17/18

18 INGLÊS INSTRUMENTAL Ementa: Prática de leitura da língua inglesa sob abordagem instrumental; reconhecimento e análise de elementos da estrutura da língua inglesa relevantes para leitura; aplicação de estratégias de leitura; estudo das pistas contextuais, dos elementos constitutivos do gênero científico; interpretação de gráficos e tabelas, os modos de organização do parágrafo, estudo dos elementos semântico-discursivos e formais capazes de gerar o sentido de um texto. Página 18/18

FEAMIG FACULDADE DE ENGENHARIA DE MINAS GERAIS CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (MANHÃ E NOITE) DISCIPLINAS - PERIODIZAÇÃO - EMENTAS

FEAMIG FACULDADE DE ENGENHARIA DE MINAS GERAIS CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (MANHÃ E NOITE) DISCIPLINAS - PERIODIZAÇÃO - EMENTAS FEAMIG FACULDADE DE ENGENHARIA DE MINAS GERAIS CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (MANHÃ E NOITE) DISCIPLINAS - PERIODIZAÇÃO - EMENTAS DISCIPLINAS DO 1 PERÍODO CÁLCULO I 6 0 6 108 0 108 90 0 90 Ementa: Aritmética

Leia mais

Ementas das disciplinas do 1 o período

Ementas das disciplinas do 1 o período s das disciplinas do 1 o período Disciplina: Cálculo Diferencial e Integral Carga Horária: Total 072 / Teórica 054 / Prática 018 Conceitos fundamentais de limite e derivadas e aplicação nos campos Econometria,

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Matriz Curricular válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2014/1 Fase

Leia mais

FEAMIG FACULDADE DE ENGENHARIA DE MINAS GERAIS CURSO DE ENGENHARIA DE AGRIMENSURA DISCIPLINAS - PERIODIZAÇÃO - EMENTAS DISCIPLINAS DO 1 PERÍODO

FEAMIG FACULDADE DE ENGENHARIA DE MINAS GERAIS CURSO DE ENGENHARIA DE AGRIMENSURA DISCIPLINAS - PERIODIZAÇÃO - EMENTAS DISCIPLINAS DO 1 PERÍODO FEAMIG FACULDADE DE ENGENHARIA DE MINAS GERAIS CURSO DE ENGENHARIA DE AGRIMENSURA DISCIPLINAS - PERIODIZAÇÃO - EMENTAS Versão atualizada dezembro de 2010 com reformulação das ementas das disciplinas Topografia

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1)

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1) Matriz Curricular aprovada pela Resolução nº 24/09-CONSUNI, de 1º de dezembro de 2009. MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1) Fase

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Matriz Curricular válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2014/1 Fase Cod

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Logística Empresarial

Curso Superior de Tecnologia em Logística Empresarial PRIMEIRA FASE 01 CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL I Funções, gráficos e aplicações; cálculo diferencial e aplicações; funções de duas ou mais variáveis: derivadas parciais e aplicações; aplicação computacional

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Matriz Curricular válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2014/1 Fase Cod Disciplina Pré-Req.

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS 1º SEMESTRE

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS 1º SEMESTRE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS 1º SEMESTRE DISCIPLINA: INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO Ementa: Identificar os elementos básicos das organizações: recursos, objetivos e decisões. Desenvolver

Leia mais

GESTÃO DA PRODUÇÃO INDUSTRIAL EMENTAS

GESTÃO DA PRODUÇÃO INDUSTRIAL EMENTAS GESTÃO DA PRODUÇÃO INDUSTRIAL EMENTAS CULTURA RELIGIOSA O fenômeno religioso, sua importância e implicações na formação do ser humano, da cultura e da sociedade. As principais religiões universais: história

Leia mais

EMENTAS DO CURSO ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL

EMENTAS DO CURSO ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL EMENTAS DO CURSO ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL EDA 1601 - INGLÊS INSTRUMENTAL I (2.0.0)2 English for Specific Purposes": introdução. Leitura e compreensão de texto: estratégias de leitura. Organização e partes

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Matriz Curricular válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2014/1 Fase Cod

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR - 2012/1º semestre (Aprovada pela Resolução nº 01 CONSEPE, de 09/02/2012). 1º PERÍODO 2º PERÍODO

ESTRUTURA CURRICULAR - 2012/1º semestre (Aprovada pela Resolução nº 01 CONSEPE, de 09/02/2012). 1º PERÍODO 2º PERÍODO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI INSTITUTO DE CIÊNCIA, ENGENHARIA E TECNOLOGIA - TEÓFILO OTONI CURSO DE GRADUAÇÃO - ENGENHARIA CIVIL ESTRUTURA CURRICULAR

Leia mais

ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade Geral - 4 72 ADM004 Metodologia Científica - 2 36 ADM005 Métodos Quantitativos - 4 72

ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade Geral - 4 72 ADM004 Metodologia Científica - 2 36 ADM005 Métodos Quantitativos - 4 72 Matriz Curricular do Curso de Administração 2015.1 1ª Fase CÓDIGO DISCIPLINAS PRÉ- REQUISITOS CRED ADM001 Interpretação e Produção de Textos - ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade

Leia mais

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE 1º SEMESTRE 7ECO003 ECONOMIA DE EMPRESAS I Organização econômica e problemas econômicos. Demanda, oferta e elasticidade. Teoria do consumidor. Teoria da produção e da firma, estruturas e regulamento de

Leia mais

Cálculo Diferencial e Integral 80hrs Funções de uma variável e seus gráficos; Limites e continuidade; Derivada; Diferencial; Integral.

Cálculo Diferencial e Integral 80hrs Funções de uma variável e seus gráficos; Limites e continuidade; Derivada; Diferencial; Integral. Ementas: Cálculo Diferencial e Integral 80hrs Funções de uma variável e seus gráficos; Limites e continuidade; Derivada; Diferencial; Integral. Desenho Mecânico 80hrs Normalização; Projeções; Perspectivas;

Leia mais

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1 CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2011.1 BRUSQUE (SC) 2015 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 ARQUITETURA DE COMPUTADORES... 4 02 FILOSOFIA... 4 03 FUNDAMENTOS MATEMÁTICOS PARA COMPUTAÇÃO...

Leia mais

EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 60 h 1º Evolução histórica dos computadores. Aspectos de hardware: conceitos básicos de CPU, memórias,

Leia mais

MEC - UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 108/2010

MEC - UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 108/2010 MEC - UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 108/2010 EMENTA: Estabelece o Currículo do Curso de Graduação em Engenharia Mecânica - Niterói O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO EDITAL COMPLENTAR N 001 AO EDITAL N 003/2012 UNAT A, no uso de suas atribuições legais e em cumprimento das normas previstas no artigo 37, inciso IX, da Constituição Federal, de 5 de outubro de 1988, Decreto

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL

DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL EMENTA DAS DISCIPLINAS 1º Período GADM 7712-TGA - TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO (4.0.0) 4 Introdução; Antecedentes Históricos;

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Matemática I 1º PERÍODO Matrizes e sistemas lineares. Funções: lineares, afins quadráticas,

Leia mais

UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE-FAC-CG

UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE-FAC-CG UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE-FAC-CG CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING MÓDULO I 304101 FUNDAMENTOS DE MARKETING Fundamentos do Marketing. Processo de Marketing.

Leia mais

EDITAL GR Nº 707/2014. Quadro de Disciplinas Especiais ou Unidades de Aprendizagem Especiais com Pré-Requisito semestre 2015A 2º Período

EDITAL GR Nº 707/2014. Quadro de Disciplinas Especiais ou Unidades de Aprendizagem Especiais com Pré-Requisito semestre 2015A 2º Período Quadro de Disciplinas Especiais ou Unidades de Aprendizagem Especiais com Pré-Requisito semestre 2015A 2º Período Disciplina Especial Ofertada Pré-Requisito Ementa Análise das Demonstrações Contábeis II

Leia mais

ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL E TECNOLÓGICA DE SANTA CATARINA Ementas Tecnólogo em Manutenção Industrial Departamento de Ensino Superior

ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL E TECNOLÓGICA DE SANTA CATARINA Ementas Tecnólogo em Manutenção Industrial Departamento de Ensino Superior ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL E TECNOLÓGICA DE SANTA CATARINA Ementas Tecnólogo em Manutenção Industrial Departamento de Ensino Superior DISCIPLINA: Metodologia da Pesquisa Científica Técnicas para elaboração

Leia mais

REITORIA PRÓ-REITORIA DE ENSINO Quadro de Disciplinas Comuns aos Cursos de Graduação (2015)

REITORIA PRÓ-REITORIA DE ENSINO Quadro de Disciplinas Comuns aos Cursos de Graduação (2015) PRÓREITORIA DE ENSINO Quadro de s Comuns aos Cursos de Graduação (2015) I FUNDAMENTAÇÃO: 1) RESOLUÇÃO N. 81/2014/CS (PPC de Engenharia Civil), referendado pela Resolução n. 04/2015/CS/IFS; 2) RESOLUÇÃO

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO 1 CURSO DE MATRIZ CURRICULAR 2012.1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) 2011 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INTRODUÇÃO AO CÁLCULO... 4 02 DESENHO TÉCNICO... 4 03 QUÍMICA GERAL... 4 04 INTRODUÇÃO À... 4 05

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão. Objetivo Geral

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão. Objetivo Geral Curso: ENGENHARIA ELÉTRICA SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Missão O Curso de Engenharia Elétrica da Universidade Estácio de Sá tem por missão formar engenheiros com sólidos e atualizados conhecimentos científicos

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA Matriz Curricular vigente a partir de 2012/1 Fase Cód Disciplina Pré Req. I II III IV V

Leia mais

Missão. Objetivos Específicos

Missão. Objetivos Específicos CURSO: Engenharia Ambiental e Sanitária Missão O Curso de Engenharia Ambiental e Sanitária da Universidade Estácio de Sá tem por missão formar profissionais com sólida formação técnico científica nas áreas

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CAMPUS CATALÃO MESTRADO PROFISSIONAL EM GESTÃO ORGANIZACIONAL. Ementário

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CAMPUS CATALÃO MESTRADO PROFISSIONAL EM GESTÃO ORGANIZACIONAL. Ementário SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CAMPUS CATALÃO MESTRADO PROFISSIONAL EM GESTÃO ORGANIZACIONAL Ementário Metodologia de Pesquisa 64 horas Introdução; Paradigmas da investigação social.

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO Matriz curricular do Curso de Graduação em Engenharia de Produção da UFERSA a partir de 2011.2. (Adequada à Matriz curricular do Curso de Bacharelado em Ciência e Tecnologia) Período Disciplinas Obrigatórias

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: ENGENHARIA ELÉTRICA MISSÃO DO CURSO O Curso de Engenharia Elétrica tem por missão a graduação de Engenheiros Eletricistas com sólida formação técnica que

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO 1 CURSO DE MATRIZ CURRICULAR 2012.1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) 2011 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INTRODUÇÃO AO CÁLCULO... 4 02 DESENHO TÉCNICO... 4 03 QUÍMICA GERAL... 4 04 INTRODUÇÃO À... 4 05

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

LOGÍSTICA EMENTAS DO CURSO

LOGÍSTICA EMENTAS DO CURSO LOGÍSTICA EMENTAS DO CURSO 1º P TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO ORAL E ESCRITA Técnicas de leitura, interpretação e produção de textos, expressão oral e apresentação de trabalhos acadêmicos, argumentação científica.

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) CIÊNCIAS CONTÁBEIS CIÊNCIAS CONTÁBEIS COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO A leitura como vínculo leitor/texto, através da subjetividade contextual, de atividades

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO (PROENG) ASSESSORIA DE DESENVOLVIMENTO ASSESSORIA JURÍDICA

PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO (PROENG) ASSESSORIA DE DESENVOLVIMENTO ASSESSORIA JURÍDICA FORMULÁRIO DE ALTERAÇÃO DE EMENTAS CURSO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MATRIZ(ES) CURRICULAR(ES): 2015 ALTERAÇÕES PASSAM A VIGORAR A PARTIR DO SEMESTRE: 1 Arquitetura de Computadores Arquitetura de Computadores

Leia mais

EMENTÁRIO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

EMENTÁRIO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1/5 ANEXO II RESOLUÇÃO CONSEPE Nº 31/2005 EMENTÁRIO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO I SEMESTRE Algoritmos e Estruturas de Dados I Fundamentos da Computação Fundamentos Matemáticos para a Computação

Leia mais

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS Graduação PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS Prepara os estudantes para o empreendedorismo e para a gestão empresarial. Com foco nas tendências

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CST SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DISCIPLINA: Algoritmo e Programação I A disciplina aborda o estudo de algoritmos, envolvendo os conceitos fundamentais: variáveis, tipos de dados, constantes,

Leia mais

DISCIPLINA CRED CH PRÉ - REQUISITOS 1ª FASE Geometria Analítica e Álgebra Linear

DISCIPLINA CRED CH PRÉ - REQUISITOS 1ª FASE Geometria Analítica e Álgebra Linear CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS AUTORIZAÇÃO: Portaria UDESC nº 646/2001 RECONHECIMENTO: Decreto Estadual nº 3324/2005 renovado pelo Decreto Estadual nº 1664/2013 PERÍODO

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2010.2 A BRUSQUE (SC) 2014 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INFORMÁTICA APLICADA À... 4 02 MATEMÁTICA APLICADA À I... 4 03 METODOLOGIA CIENTÍFICA... 4 04 PSICOLOGIA... 5 05

Leia mais

Portaria Inep nº 249, de 02 de junho de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014.

Portaria Inep nº 249, de 02 de junho de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014. Portaria Inep nº 249, de 02 de junho de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014. O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep),

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Matriz Curricular aprovada pela Resolução nº 18/09-CONSUNI, de 1º de dezembro de 2009. MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Válida para os acadêmicos ingressantes

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS

CURSO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Matemática I CURSO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1º PERÍODO Matrizes e sistemas lineares. Funções: lineares, afins quadráticas, exponenciais

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA. 1.1.4.20.01 Lista Pré-Requisitos por Curso

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA. 1.1.4.20.01 Lista Pré-Requisitos por Curso Código Nome da Tipo Pré Requisito Curso: BAEQ ENGENHARIA QUIMICA Ano do Curriculo: 2010 Descrição da Estrutura: 2º SEMESTRE BA010903 FISICA II BA011004 CALCULO I BA010901 FISICA I BA010904 LABORATORIO

Leia mais

Ementário e Bibliografia do curso de. Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04

Ementário e Bibliografia do curso de. Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 01 - ADMINISTRAÇÃO Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 Introdução à Administração. Antecedentes históricos da Administração. Escolas de Administração. Administração e suas perspectivas. Variáveis

Leia mais

1º período. 2º período

1º período. 2º período 1º período Eixo Disciplina CH Pré-requisito Correquisito (C) 1 Cálculo I 90 9 Contexto Social e Profissional do Engenheiro Civil 30 7 Desenho Técnico 30 1 Geometria Analítica e Álgebra Vetorial 90 2 Laboratório

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO BACHARELADO EM SECRETARIADO EXECUTIVO

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO BACHARELADO EM SECRETARIADO EXECUTIVO Anexo II da Resolução nº, de de de 2008. EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO BACHARELADO EM SECRETARIADO EXECUTIVO 1. DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS PORTUGUÊS INSTRUMENTAL Comunicação e linguagem; estrutura do

Leia mais

RESOLUÇÃO. Esta Resolução entra em vigor nesta data, revogadas as disposições contrárias. Campinas, 16 de novembro de 2004.

RESOLUÇÃO. Esta Resolução entra em vigor nesta data, revogadas as disposições contrárias. Campinas, 16 de novembro de 2004. RESOLUÇÃO CONSEAcc CPS 3 /2004 APROVA AS EMENTAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, DO CÂMPUS DE CAMPINAS, DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. O Presidente do Conselho Acadêmico por Câmpus CONSEAcc, do câmpus de Campinas,

Leia mais

RESOLVE: Art. 1 o Aprovar o Projeto Político Pedagógico do Curso de Engenharia Elétrica, modalidade Bacharelado, do Centro de Tecnologia, no Campus I.

RESOLVE: Art. 1 o Aprovar o Projeto Político Pedagógico do Curso de Engenharia Elétrica, modalidade Bacharelado, do Centro de Tecnologia, no Campus I. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 23/2008 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Engenharia Elétrica, do Centro

Leia mais

CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS

CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS PONTOS PARA CONCURSO PÚBLICO DE DOCENTES DO ENSINO SUPERIOR EDITAL 001/2009 Matéria/Área do Conhecimento: MATEMÁTICA 1. Transformações Lineares e Teorema do Núcleo

Leia mais

FORMULÁRIO DE ALTERAÇÃO DE EMENTAS. Engenharia de Métodos e Organização do Trabalho CARGA HORÁRIA: Engenharia de Operações e Manufatura I

FORMULÁRIO DE ALTERAÇÃO DE EMENTAS. Engenharia de Métodos e Organização do Trabalho CARGA HORÁRIA: Engenharia de Operações e Manufatura I FORMULÁRIO DE ALTERAÇÃO DE EMENTAS CURSO: Engenharia de Produção MATRIZ(ES) CURRICULAR(ES): 2012.1 ALTERAÇÕES PASSAM A VIGORAR A PARTIR DO SEMESTRE: 2015.1 Engenharia de Métodos e Organização do Trabalho

Leia mais

Currículo: 2003/1. Créd. Teóricos Créd. Práticos 1 ADM.0086.00-9 Evolução dos Modelos de Gestão

Currículo: 2003/1. Créd. Teóricos Créd. Práticos 1 ADM.0086.00-9 Evolução dos Modelos de Gestão 19//15 11:5 Centro de Ciências Sociais Aplicadas Curso: 5 Administração (Matutino) Currículo: 3/1 1 ADM.86.-9 Evolução dos Modelos de Gestão Ementa: Conceitos básicos e histórico da Administração. Escolas

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO REVOGADA PELA RESOLUÇÃO Nº 128/2014- COU/UNICENTRO. DISPOSITIVOS DO PROJETO PEDAGÓGICO APROVADO POR ESTA RESOLUÇÃO, ESTÃO ALTERADOS PELA RESOLUÇÃO Nº 26/2009-COU/UNICENTRO.

Leia mais

Ementas. Carga Horária: 48h

Ementas. Carga Horária: 48h Ementas Disciplina: Técnicas de Comunicação Oral e Escrita Ementa: Técnicas para Elaboração de Documentos; Metodologias para apresentação de trabalhos; Técnicas de comunicação e público; Linguagem. Competência:

Leia mais

CONSIDERANDO: os critérios e os padrões de qualidade estabelecidos pela UFPB para formação de profissionais;

CONSIDERANDO: os critérios e os padrões de qualidade estabelecidos pela UFPB para formação de profissionais; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 34/2011 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Química Industrial, Bacharelado,

Leia mais

ENGENHARIA DA PRODUÇÃO 2.0

ENGENHARIA DA PRODUÇÃO 2.0 ENGENHARIA DA PRODUÇÃO 2.0 SOBRE O CURSO Mercados dinâmicos demandam profissionais com formação completa e abrangente, aptos a liderarem equipes multidisciplinares em empresas de todos os setores econômicos

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1º MED

EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1º MED 1º MED DESENHO TÉCNICO MECÂNICO I Especificação de elementos que compõem projetos; técnicas de desenho técnico e de representação gráfica correlacionadas com seus fundamentos matemáticos e geométricos;

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS DELIBERAÇÃO Nº 006/2013 CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

X (X-X): Total de Créditos (Carga Teórica semanal-carga Prática semanal)

X (X-X): Total de Créditos (Carga Teórica semanal-carga Prática semanal) Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Curso: Engenharia Agrícola e Ambiental Matriz Curricular 1 Período IB 157 Introdução à Biologia 4 (2-2) IT 103 Técnicas Computacionais em Engenharia 4 (2-2)

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ PRISE/PROSEL- 1ª ETAPA DISCIPLINA QUIMICA EIXO TEMÁTICO: MATÉRIA, TRASFORMAÇÕES QUÍMICAS E AMBIENTE

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ PRISE/PROSEL- 1ª ETAPA DISCIPLINA QUIMICA EIXO TEMÁTICO: MATÉRIA, TRASFORMAÇÕES QUÍMICAS E AMBIENTE PRISE/PROSEL- 1ª ETAPA EIXO TEMÁTICO: MATÉRIA, TRASFORMAÇÕES QUÍMICAS E AMBIENTE COMPETÊNCIA HABILIDADE CONTEÚDO - Compreender as transformações químicas em linguagem discursivas. - Compreender os códigos

Leia mais

Matriz Curricular válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1

Matriz Curricular válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL CONVÊNIO COM O SENAI Matriz Curricular válida para os acadêmicos

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 64/2011 Altera a Resolução nº. 57/2007 do CONSEPE, que aprova o Projeto Político-Pedagógico

Leia mais

Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística

Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística - TLO 2005/1 Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística 1 DADOS LEGAIS: Reconhecido pela Portaria MEC 134 de

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO CST ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo desde a

Leia mais

DISCIPLINA CRED CH PRÉ-REQUISITO 1ª FASE Algoritmos

DISCIPLINA CRED CH PRÉ-REQUISITO 1ª FASE Algoritmos CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO AUTORIZAÇÃO: Resolução nº 89/2007 CONSUNI RECONHECIMENTO: Decreto Estadual nº 858/2012 renovado pela Resolução CEE nº 3/2015 PERÍODO DE CONCLUSÃO: Mínimo:

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO 1º SEMESTRE Administração Aplicada ao Meio Ambiente Ementa: Gestão ambiental e desenvolvimento sustentável. Compromisso dos indivíduos e das

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CST EM GESTÃO AMBIENTAL Nome da disciplina Semestre básica Introdução à Gestão Ambiental 1 o Industrialização; demografia e impactos ambientais; poluição: ar-águasolo; tecnologias

Leia mais

Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística

Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística - TLO 2006/1 Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística 1 DADOS LEGAIS: Reconhecido pela Portaria MEC 134 de

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) SISTEMAS PARA INTERNET INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA Matriz Curricular vigente a partir de 2012/1 Fase Cód. Disciplina Prérequisitos Carga Horária

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA QUÍMICA

CURSO DE ENGENHARIA QUÍMICA 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2016.1 BRUSQUE (SC) 2015 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INTRODUÇÃO AO CÁLCULO... 4 02 INTRODUÇÃO A... 4 03 QUÍMICA GERAL... 4 04 DESENHO TÉCNICO... 4 05 FÍSICA GERAL...

Leia mais

FEAMIG FACULDADE DE ENGENHARIA DE MINAS GERAIS CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINAS PERIODIZAÇÃO - EMENTAS

FEAMIG FACULDADE DE ENGENHARIA DE MINAS GERAIS CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINAS PERIODIZAÇÃO - EMENTAS FEAMIG FACULDADE DE ENGENHARIA DE MINAS GERAIS CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINAS PERIODIZAÇÃO - EMENTAS CÁLCULO I DISCIPLINAS DO 1 PERÍODO 6 0 6 108 0 108 90 0 90 Ementa: O conjunto dos números Reais.

Leia mais

ANEXO I QUADRO DAS ÁREAS DE ESTUDO. Lotação 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ

ANEXO I QUADRO DAS ÁREAS DE ESTUDO. Lotação 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ Código/Área de Estudo. Desenho Técnico, Desenho Assistido por Computador (CAD), Informática 02. Materiais para Construção Mecânica, Corrosão e Tribologia 03. Termodinâmica, Refrigeração, Transferência

Leia mais

Departamento de Enfermagem Básica (1 vaga) Processo nº 23071.004115/2009-81

Departamento de Enfermagem Básica (1 vaga) Processo nº 23071.004115/2009-81 Períodos de inscrições: no sítio http://www.concurso.ufjf.br a) Primeiro período: das 09h do dia 11/05/2009 até as 14h do dia 29/05/2009; b) Segundo período: das 09h do dia 22/06/2009 até as 14h do dia

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 147/2012

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 147/2012 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 147/2012 Altera o Currículo do Curso de Engenharia de Produção Mecânica para regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do Processo nº MEC-479/2012,

Leia mais

Disciplinas Obrigatórias do Núcleo Básico Geral Comum do Campus de Limeira

Disciplinas Obrigatórias do Núcleo Básico Geral Comum do Campus de Limeira EMENTAS DAS DISCIPLINAS DOS CURSOS DA ENGENHARIA Disciplinas Obrigatórias do Núcleo Básico Geral Comum do Campus de Limeira Sociedade e Cultura no Mundo Contemporâneo As mudanças nas relações entre cultura

Leia mais

FACULDADE SANTA RITA

FACULDADE SANTA RITA FACULDADE SANTA RITA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL BACHARELADO Matriz Curricular 1º SEMESTRE Introdução à Engenharia Geometria Analítica e Álgebra Linear 04 80 Cálculo I 04 80 Tópicos de Economia para Engenharia

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISAS EM ADMINISTRAÇÃO - CEPEAD CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO ESTRATÉGICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISAS EM ADMINISTRAÇÃO - CEPEAD CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO ESTRATÉGICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISAS EM ADMINISTRAÇÃO - CEPEAD CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO ESTRATÉGICA ADMINISTRAÇÃO: ENSINO E PESQUISA - grade curricular 2015-2016

Leia mais

CÓD. 5129 - CURSO DE ENGENHARIA QUÍMICA MANHÃ E TARDE MATRIZ CURRICULAR - Currículo nº 01

CÓD. 5129 - CURSO DE ENGENHARIA QUÍMICA MANHÃ E TARDE MATRIZ CURRICULAR - Currículo nº 01 Aprovado no CONGRAD 25.08.2015 Vigência: retroativa aos ingressantes de 2014/2 5129 - CURSO DE ENGENHARIA QUÍMICA MANHÃ E TARDE MATRIZ CURRICULAR - Currículo nº 01 I NÚCLEO DE CONTEÚDOS BÁSICOS Matemática

Leia mais

ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL E TECNOLÓGICA DE SANTA CATARINA Ementas Tecnólogo em Fabricação Mecânica Departamento de Ensino Superior

ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL E TECNOLÓGICA DE SANTA CATARINA Ementas Tecnólogo em Fabricação Mecânica Departamento de Ensino Superior ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL E TECNOLÓGICA DE SANTA CATARINA Ementas Tecnólogo em Fabricação Mecânica Departamento de Ensino Superior DISCIPLINA: Metodologia da Pesquisa Científica Técnicas para elaboração de

Leia mais

Curso de Engenharia. Formação Geral 1º e 2º anos

Curso de Engenharia. Formação Geral 1º e 2º anos Curso de Engenharia Formação Geral 1º e 2º anos DISCIPLINA 1º Bimestre Introdução à Engenharia Informática Matemática Produção de Textos 2º Bimestre Cálculo I Física I Inglês Metodologia Científica 3º

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 095/2015

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 095/2015 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 095/2015 Altera a Deliberação CONSEP Nº 147/2012, que altera o Currículo do Curso de Engenharia de Produção Mecânica para regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA,

Leia mais

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 901491 - EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução da teoria organizacional

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET Introdução à Computação A disciplina apresenta a área da Computação como um todo, desde a história e a evolução dos computadores

Leia mais

O presente processo de seleção tem por objetivo preencher vaga e formar cadastro de docentes para ministrar as disciplinas/áreas abaixo:

O presente processo de seleção tem por objetivo preencher vaga e formar cadastro de docentes para ministrar as disciplinas/áreas abaixo: A Faculdade de Economia e Finanças Ibmec/RJ torna pública a abertura de processo seletivo para contratação de professores PJ para o curso de Pós Graduação Executiva - CBA. I Das vagas abertas para seleção

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 75/2010 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Engenharia de do Centro

Leia mais

Curso de Engenharia Formação Geral 1º e 2º anos

Curso de Engenharia Formação Geral 1º e 2º anos Curso de Engenharia Formação Geral 1º e 2º anos DISCIPLINA 1º Bimestre Introdução à Engenharia 40 Informática 40 Matemática 80 Produção de Textos 40 2º Bimestre Cálculo I 80 Física I 80 Inglês 20 Metodologia

Leia mais

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR ORGANIZAÇÃO CURRICULAR O curso Técnico em Informática, em Nível Médio Subseqüente, será organizado de forma semestral, com aulas presenciais, compostos por disciplinas, com conteúdos estabelecidos, tendo

Leia mais

Curso Técnico em Segurança do Trabalho Subsequente

Curso Técnico em Segurança do Trabalho Subsequente Curso Técnico em Segurança do Trabalho Subsequente PERFIL PROFISSIONAL Profissional capaz de orientar e intervir na realidade do processo produtivo, promovendo mudanças em relação às aplicações tecnológicas

Leia mais

1ª ETAPA - TURMA E e F

1ª ETAPA - TURMA E e F Atualizado em: 20/05/2013 1/7 CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL I PF 3 CIÊNCIAS DO AMBIENTE PF 3 ÉTICA E CIDADANIA I PF 3 FÍSICA GERAL I PF 3 GEOMETRIA ANALITICA E VETORES PF 3 COMPUTAÇÃO, ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO

Leia mais

III Integralização Curricular do Curso de Engenharia de Produção

III Integralização Curricular do Curso de Engenharia de Produção III Integralização Curricular do Curso de Engenharia de Produção 1º SEMESTRE Carga Horária PRÉ-REQUISITO 1. Álgebra e Geometria Analítica 60-60 04-2. Antropologia Teológica 45-30 02-3. Cálculo Diferencial

Leia mais

Conselho Universitário - Consuni

Conselho Universitário - Consuni PRIMEIRA FASE 01 ECONOMIA Definições e conceitos de economia; macroeconomia; microeconomia; a organização econômica; a atividade de produção; a moeda; a formação de preços; economia de mercado: consumo,

Leia mais