UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE LETRAS E ARTES CURSO DE SECRETARIADO EXECUTIVO TRILÍNGUE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE LETRAS E ARTES CURSO DE SECRETARIADO EXECUTIVO TRILÍNGUE"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE LETRAS E ARTES CURSO DE SECRETARIADO EXECUTIVO TRILÍNGUE RÔMULO SIQUEIRA SANTOS Tecnologias da Informação e Comunicação: Uma análise da percepção dos graduandos em Secretariado Executivo sobre o Conhecimento e o Uso da Tecnologia de smartphones para a profissão. MONOGRAFIA Viçosa MG Dezembro 2010

2 UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE LETRAS E ARTES CURSO DE SECRETARIADO EXECUTIVO TRILÍNGUE Tecnologias da Informação e Comunicação: Uma análise da percepção dos graduandos em Secretariado Executivo sobre o Conhecimento e o Uso da Tecnologia de smartphones para a profissão. Monografia apresentada ao Departamento de Letras da Universidade Federal de Viçosa, como exigência da disciplina SEC 499 Monografia e como um dos requisitos para conclusão do curso de bacharelado em Secretariado Executivo Trilíngue, tendo como orientador o Professor Mauro Nacif Rocha. Rômulo Siqueira Santos Viçosa MG 2010 ii

3 A monografia intitulada Tecnologias da Informação e Comunicação: Uma análise da percepção dos graduandos em Secretariado Executivo sobre o Conhecimento e o Uso da Tecnologia de smartphones para a profissão. Elaborada por Rômulo Siqueira Santos Como exigência da disciplina SEC 499 MONOGRAFIA e requisito para conclusão do curso de Secretariado Executivo Trilíngue foi aprovada por todos os membros da banca examinadora. Viçosa, 1 de dezembro de Professor Mauro Nacif Rocha (DPI/UFV) Orientador Professora Rosália Beber de Souza (DLA/UFV) Co-orientadora Professora Maria Cecília Teixeira Reis (ESUV) Examinadora Professora Nathalia Carvalho Moreira(DLA/UFV) Examinadora Conceito S iii

4 Agradecimentos Gostaria de agradecer primeiramente a minha família pelo apoio e amor dado durante toda a composição deste trabalho. Também agradeço a minha namorada pelo amor, paciência e compreensão que teve para comigo durante toda a minha graduação. Agradeço também aos meus professores que me tornaram uma pessoa melhor, um profissional capaz e portador de conhecimentos inestimáveis. Em especial agradeço ao meu orientador, Prof. Mauro pela atenção e auxílio prestado, bem como pela confiança em minha capacidade de desenvolver um trabalho em uma área diferente da qual trabalha. À minha Co-orientadora Rosália, por todo o tempo, paciência e disposição para me auxiliar sempre que necessário, não obstante a difícil situação que se encontrava na ocasião. Também agradeço às professoras Maria Cecília e Nathalia por aceitarem compor minha banca de monografia, bem como por todas as dicas e críticas construtivas que possibilitaram o melhor desenvolvimento e finalização desta monografia. Agradeço também aos professores acima pela amizade que pudemos construir durante a realização deste trabalho monográfico, e espero que esta perdure por muito tempo ainda, como companheiros, amigos e colegas de profissão. Agradeço a todos, pois sem ao menos um de vocês, nem este trabalho, nem a minha pessoa poderiam ter se tornado tudo aquilo que são hoje. Muito Obrigado. iv

5 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO OBJETIVOS JUSTIFICATIVA QUANTO AO DESENVOLVIMENTO DO TRABALHO QUANTO À OPÇÃO PELOS SMARTPHONES QUANTO AO FOCO EM GRADUANDOS METODOLOGIA NATUREZA DA PESQUISA MÉTODO DE COLETA DE DADOS POPULAÇÃO E AMOSTRA MÉTODO DE ANÁLISE DOS DADOS REFERENCIAL TEÓRICO O PROFISSIONAL DE SECRETARIADO EXECUTIVO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAIS BUSINESS INTELLIGENCE SMARTPHONES Sistemas Operacionais Formas de Conexão Desvantagens e dificuldades no uso de smartphones ANÁLISE E DISCUSSÃO CONSIDERAÇÕES FINAIS SUGESTÃO DE PESQUISA REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS APÊNDICE QUESTIONÁRIO APLICADO v

6 LISTA DE QUADROS Tabela 1 Evolução das Atribuições Secretariais Tabela 2 - Exemplo de planilha de análise das capacidades de um smartphone Tabela 3 Impacto da Aplicação das ferramentas de BI Tabela 4 Relação aplicativos Android VS. Funções de Secretáriado Executivo Tabela 5 Relação de Aplicativos do Ios VS. Funções de secretariado Tabela 6 Cobertura 3G no Brasil em Outubro de Fonte: Teleco Tabela 7 Previsão de cobertura 3G nos próximos anos Tabela 8 Relação entre Velocidade de Conexão e preço médio no Brasil.. 34 vi

7 LISTA DE FIGURAS Figura 1 Parcela de Sistemas Operacionais pelo mundo. Fonte: adaptado de Admob Metrics... 5 Figura 2 - Parcela de Sistemas Operacionais por Região. Fonte: adaptado de Admob Metrics... 5 Figura 3 Nível de satisfação de usuários de smartphones. Fonte: adaptado de Admob Metrics... 6 Figura 4 Estrutura de funcionamento de um Data Warehouse Fonte: Reginato (2007) Figura 5 Gráfico de penetração de mercado Adaptado de Arokyamari, Figura 6 Quota de Mercado de Sistemas Operacionais. Fonte: Admob Metrics Figura 7 Visão da evolução das tecnologias utilizadas nos modelos 2G a 3G. Fonte: Arokymari (2009) Figura 8 Cobertura 3G no Brasil em Outubro de Fonte: Teleco Figura 9 Relação do preço do iphone (8Gb) com os planos de compra. Fonte: Balanço Huawei de Tecnologia Móvel Figura 10 Gráfico de conhecimentos. Fonte: Resultados da pesquisa Figura 11 Gráfico de funções secretariais. Fonte: Resultados da pesquisa vii

8 RESUMO SANTOS, Rômulo Siqueira. ROCHA, Mauro Nacif. Tecnologias da Informação e Comunicação: Uma análise da percepção dos graduandos em Secretariado Executivo sobre o Conhecimento e o Uso da Tecnologia de smartphones para a profissão. 61 pág. Monografia (Bacharelado em Secretariado Executivo Trilíngue) Viçosa: UFV/DLA, Este trabalho objetivou identificar a percepção dos estudantes sobre a aplicabilidade dos smartphones para o profissional da área de Secretariado Executivo, tendo em vista a grande popularização deste aparelho recentemente. Para isso foi realizado um estudo bibliográfico onde foi possível demonstrar o que são smartphones, como funcionam, e como podem ser úteis no dia-a-dia profissional, relacionados com as necessidades de um Secretário Executivo e diversas ferramentas que este pode utilizar para o trabalho de informações e para comunicação. Assim foi possível perceber que esta ferramenta pode ser útil no sentido de trazer a mobilidade a este profissional, tirando os limites que restringem seu trabalho ao escritório. Também foi realizada uma análise dos conhecimentos e da formação de futuros profissionais da área, sendo estes estudantes do curso de Secretariado Executivo Trilíngue da Universidade Federal de Viçosa, UFV, onde foi possível concluir que estes alunos possuem uma base relevante e estão dispostos a trabalhar com tais ferramentas no futuro, porém também se percebeu que a formação destes não possui foco específico para este tipo de conhecimento. Dessa forma, verificou-se que o smartphone é uma ferramenta viável de aplicação nesta área e que os futuros usuários estão parcialmente preparados para esta realidade, podendo ser usuários deste equipamento, caso se preparem de forma adequada para esta nova perspectiva. Palavras Chaves: Business Intelligence, Secretariado Executivo, Sistemas de Informação Gerenciais, smartphones, Tecnologias da Informação e Comunicação. viii

9 1. INTRODUÇÃO As novas tecnologias ganham repercussão e credibilidade a cada dia que passa e estas surgem e se atualizam cada vez mais rapidamente. A capacidade de mudança como pessoa e profissional que está no século XXI é condição sine qua non para sobreviver, viver, ser feliz e ter sucesso (GARCIA e D ELIA, 2005, p.123). Assim percebeu-se a inegável evolução tecnológica pela qual passamos e que, para se manter competitiva, a empresa deve acompanhar tal processo, bem como seus funcionários em especial o profissional de Secretariado Executivo. Estando situado entre o nível tático e o nível estratégico da instituição, este profissional atua, organizando a comunicação e disseminando as informações necessárias para todos os níveis da organização. Por esse motivo, o Secretário Executivo surge como um dos usuários dos Sistemas de Informação Gerenciais (SIG), bem como das Tecnologias da Informação e do Business Intelligence dentro de uma empresa. Sabino e Rocha (2004, p.95) afirmam que um dos saberes necessários à profissão de Secretariado Executivo é conhecer a tecnologia de informação. Para utilizar melhor o SIG, o profissional faz uso das tecnologias da informação (TI) para coordenar de forma mais eficiente os dados trabalhados. Atualmente, não é difícil imaginar que as empresas gastam grandes quantias para obter informações, mas podem perder muito mais com informações desnecessárias. Ou seja, para que seu trabalho tenha real sentido e consiga auxiliar o andamento da empresa, o Secretário Executivo deve repassar às diversas áreas da empresa apenas as informações que interessam a cada um destes setores, sempre atentando para a 1

10 qualidade destas, trabalhadas adequadamente para sua total compreensão e, principalmente, em tempo hábil. O computador se tornou a ferramenta de trabalho atual do secretário, que agora faz uso de TI substituindo a agenda de papel por agendas eletrônicas e o repasse de documentos impressos pelo , por exemplo. A partir deste pensamento este trabalho defende o pressuposto de que, num futuro próximo o computador poderá ser acompanhado de uma nova ferramenta para o Secretariado Executivo: o smartphone. Com base nesse instrumento, surge a possibilidade do profissional Secretário Executivo trabalhar o SIG e prestar assistência, independente de sua localidade. Isso é mais que uma idealização, nos dias de hoje o trabalho colaborativo em equipe a quilômetros de distância tornou-se uma realidade (LAUDON & LAUDON, 2005). 2

11 2. OBJETIVOS De modo geral, este trabalho tem o objetivo de conceituar e demonstrar o funcionamento da tecnologia de informação e comunicação dos smartphones em algumas funções da área de Secretariado Executivo, mostrando sua relevância no meio empresarial. Além disso, pretende-se identificar se os alunos do curso de secretariado executivo da Universidade Federal de Viçosa tem conhecimento da relevância desta tecnologia no meio empresarial. Em termos específicos, busca-se: identificar e ressaltar a aplicabilidade de aplicativos de smartphones nas funções da área de Secretariado Executivo; Demonstrar a importância do uso de tal tecnologia e da atualização profissional. Averiguar qual o nível de conhecimento que os graduandos da UFV possuem e a opinião que têm sobre a tecnologia em questão com base na relevância observada. 3

12 3. JUSTIFICATIVA 3.1. QUANTO AO DESENVOLVIMENTO DO TRABALHO O motivo pelo qual o pesquisador motivou-se optar por realizar este trabalho foi, primeiramente, devido à minha vontade de contribuir com o desenvolvimento da área de Secretariado Executivo Trilíngue. Mesmo sendo relativamente nova no universo acadêmico, julgo que ainda há grande escassez de literaturas que abordem este tema. Além disso, a bibliografia já existente, em grande parte, trata apenas de técnicas secretariais de escritório e praticamente não aborda as considerações técnicas relativas às tecnologias da informação que já fazem parte da realidade do profissional QUANTO À OPÇÃO PELOS SMARTPHONES A escolha pelos smartphones está atrelada ao fato de ainda ser uma novidade e a possibilidade de ser a próxima principal ferramenta do trabalho de um Secretário Executivo. Isso se deve pelo fato de que estes aparelhos já conseguem realizar várias operações que atualmente são realizadas localmente através de um computador, além de outras que são específicas a eles, como o rastreamento por GPS. Eles possuem o fator da mobilidade como os Notebooks e Tablets, porém podem ser carregados a todo o momento no bolso, por se tratarem, basicamente, de um aparelho celular, e ainda incorporam todas as funcionalidades de um PDA (Personal Digital Assistant, também conhecido como Palmtop) sendo então o mais relevante para o uso secretarial fora do escritório. 4

13 Para ilustrar a necessidade de conhecimentos técnicos e a relação dos diferentes aplicativos disponíveis visando o aumento da produtividade móvel, foram escolhidos dois Sistemas Operacionais de smartphones, dentre os diversos existentes hoje: o ios da Apple e o Android da Google. Esta escolha se deu devido ao fato de que estes são, atualmente, os sistemas operacionais que mais crescem em uso e nas opiniões de seus usuários no mundo, como mostram os gráficos abaixo. Figura 1 Parcela de Sistemas Operacionais pelo mundo. Fonte: adaptado de Admob Metrics Figura 2 - Parcela de Sistemas Operacionais por Região. Fonte: adaptado de Admob Metrics 5

14 Figura 3 Nível de satisfação de usuários de smartphones. Fonte: adaptado de Admob Metrics 3.3. QUANTO AO FOCO EM GRADUANDOS O uso de smartphones na área secretarial ainda não é uma realidade completa devido à novidade da tecnologia e faz parte da visão de uma futura possibilidade. Por isso a escolha de graduandos de Secretariado Executivo Trilíngue, visto que, caso o aparelho se torne, de fato, a ferramenta de trabalho do profissional, estes serão os responsáveis por esta transição e serão seus usuários. Mesmo os formandos de hoje fazendo parte da chamada Geração Y 1, muito mais acostumada com a tecnologia, existe a necessidade de um conhecimento que, muitas vezes, não se possui ainda hoje, mesmo já existindo a possibilidade de trabalhar com estes aspectos em um computador. Isto levanta o questionamento de até onde o conhecimento empírico e os conhecimentos disponibilizados pelas instituições de ensino superior atendem esta necessidade. 1 Segundo Khoury (2009), se refere aos nascidos entre 1978 e 1989 e também são chamados de geração do milênio. Ainda de acordo com a autora, estes possuem maior facilidade de adaptação a novas tecnologias e são estimulados pela velocidade de acesso a grande quantidade de informação na internet e pela ação dos videgames (KHOURY, 2009 p.127). 6

15 4. METODOLOGIA 4.1. NATUREZA DA PESQUISA Levando em consideração os objetivos gerais e específicos para este estudo, foram utilizadas duas metodologias: realizou-se um levantamento bibliográfico e uma aplicação de questionário. Assim, foi feita uma pesquisa bibliográfica que, segundo Lakatos (2008, p.12), é um apanhado geral sobre os principais trabalhos já realizados, revestidos de importância por serem capazes de fornecer dados atuais e relevantes relacionados com o tema, o qual, no caso, discorre sobre os aparelhos ditos smartphones, a Gestão da Informação e da atuação do Secretário Executivo, bem como sobre a relevância do uso de smartphones para este profissional. A vantagem no uso desta metodologia consiste em, segundo Macedo (1996, p.13), revisar a literatura existente e não redundar o tema de estudo em experimentação MÉTODO DE COLETA DE DADOS Também foi aplicado um questionário, definido por Lakatos (2008, p.86) como um instrumento de coleta de dados, constituído por uma série de perguntas, que devem ser respondidas por escrito. Anterior à aplicação dos questionários no público alvo, foi realizado um pré-teste com o fim de identificar possíveis falhas e, reformular o que se mostrasse necessário (LAKATOS, 2008). 7

16 4.3. POPULAÇÃO E AMOSTRA Inicialmente, nesta pesquisa, pretendia-se utilizar mais de uma forma de questionários a fim de maximizar o alcance deste, sendo estas: questionário impresso, devendo ser respondido à caneta ou lápis, e um questionário virtual, desenvolvido através da ferramenta de formulários da Google (Google Spreadsheets). Porém, dado o grande sucesso obtido através do uso do questionário virtual, não se fez necessário o uso de um questionário escrito. Para este trabalho, considerou-se que 40 pessoas seria um número significante de participantes, visto que englobaria praticamente duas turmas do curso de Secretariado Executivo da UFV. O questionário aplicado obteve a participação de 44 respondentes dentro do período do dia 19/10/2010 até 22/10/ MÉTODO DE ANÁLISE DOS DADOS Foram realizadas perguntas de múltipla escolha, onde os participantes poderiam marcar apenas uma ou várias opções, dependendo do objetivo da questão. Os dados obtidos foram analisados e trabalhados através de software de análise estatística descritiva simples (SPSS Statistics 17.0) para cálculo e análise mais precisas dos dados quantitativos. 8

17 5. REFERENCIAL TEÓRICO 5.1. O PROFISSIONAL DE SECRETARIADO EXECUTIVO O primeiro registro que se tem da figura de um secretário executivo é a figura do escriba (AZEVEDO e COSTA, 2006). Estes profissionais da antiguidade já usufruíam das regalias do serviço público da época e, por terem domínio da escrita e estarem próximos aos governantes, tinham acesso a informações e conhecimentos que não estavam acessíveis ao povo (GARCIA e D ELIA, 2005). Nesta época a profissão era exclusivamente masculina, porém com o passar do tempo este quadro foi se alterando, sendo que, após as duas grandes guerras, dada a pouca mão de obra masculina, surgiu a atuação predominantemente feminina na área (AZEVEDO e COSTA, 2006). As décadas de 60 e 70 trouxeram consigo a expansão da profissão, que foi devidamente reconhecida na década de 80 com a regulamentação da profissão 1 (AZEVEDO e COSTA, 2006). A partir de então, a profissão está sofrendo diversas mudanças e já teve diferentes nomes, mas sempre mantendo uma característica inerente sua: a proximidade ao topo das hierarquias. Isto demonstra que este profissional sempre esteve relacionado a posições de poder, o que ainda permanece (SABINO e ROCHA, 2004). O tratamento de informações por parte dos Secretários Executivos é inerente à profissão e também sofreu diversas mudanças. Oliveira (2002) afirma, ainda, que o assessor é uma extensão do executivo em termos de tempo e de aspectos técnicos. Em certo 1 Lei nº7.377 de 30 de setembro de

18 momento, notou-se que não apenas o conhecimento técnico era importante para a área, mas também habilidades gerenciais, eficiência, criatividade e produtividade (GARCIA e D ELIA, 2005). Outra característica reside no fato de que está em permanente contato com departamentos da organização, servindo de elo entre aqueles e a alta administração (SABINO e ROCHA, 2004, p.13). Assim nasce um profissional com estrita relação ao papel comunicativo e informacional, sendo necessários conhecimentos de SIG e uso das tecnologias da informação e do BI. Este profissional passa a coletar e tratar dados, documentos, informações confidenciais, sistemas de informações e bancos de dados informatizados, sendo fornecedor vital de informações para o processo de tomada de decisões (TORQUATO apud GARCIA e D ELIA, 2005). Tabela 1 Evolução das Atribuições Secretariais Ontem Hoje Futuro Falta de qualquer requisito para o aprimoramento Cursos de reciclagem e conhecimentos peculiares Constante aprimoramento e desenvolvimento contínuo Organizações burocráticas com tarefas isoladas Organizações participativas, tarefas definidas, trabalho com qualidade, criatividade e participação Organizações empreendedoras, trabalho em equipe, visão global, metodologia flexível, divisão de responsabilidade. Tarefas traçadas pela chefia Tarefas definidas pelo novo estilo Tarefas globais com autonomia para Falta de recursos gerencial Domínio em Informática e outros conhecimentos. execução Necessidade constante de aprimoramento e de novos conhecimentos e de visão do negócio. Fonte: adaptado de Garcia e D Elia (2005, p.25,26) O profissional de secretariado atua, ainda hoje, junto a grandes executivos, estando próximo ao poder que, historicamente, é representado pela informação e pelo conhecimento (GARCIA e D ELIA, 2005). Dessa forma, para se manterem competitivas, as empresas precisam evoluir e se adequarem a esta realidade que vive uma constante metamorfose, e para isso depende da capacidade de renovação, através de profissionais dinâmicos, flexíveis e atualizados (SABINO e ROCHA, 2004, p97), principalmente os profissionais da área de Secretário Executivo. Estes autores ainda afirmam que "As empresas não sobrevivem mais sem as redes de informação e comunicação. Portanto, a competência profissional está intimamente ligada à capacidade de atuação no novo mercado digital" (SABINO e ROCHA, 2004, p.50). A globalização continua trazendo efeitos sobre a forma como as empresas se estruturam e se posicionam neste mercado. Barreiras continuam sendo retiradas todos os dias pelas novas tecnologias, reduzindo ou anulando as distâncias que separam as pessoas e diferentes comércios. Laudon e Laudon (2005, p. 21) afirmam que "Uma característica-chave 10

19 da empresa digital emergente é a capacidade de conduzir negócios que ultrapassam essas fronteiras (organizacionais) com tanta eficiência e eficácia quanto o faz dentro de si mesma. Dentro deste contexto surgiu uma nova variável que está afetando a forma como vivemos e, por conseguinte, a forma do trabalho secretarial: a mobilidade. Sendo smartphone uma das possibilidades deste movimento. A cada dia que passa, este aparelho ganha novas capacidades e funções úteis ao mundo dos negócios sem a necessidade de se estar em casa ou no escritório para ter acesso a isso, pois esta tecnologia traz a possibilidade de trabalhar diversos tipos de dados em qualquer lugar, a qualquer hora, da forma que for necessária. Este é o conceito de mobilidade. Os serviços que antes dependiam de uma estação de trabalho fixa como os desktops, ou ainda uma estação móvel, porém muito maior, como no caso dos notebooks ou tablets, está agora dentro do aparelho celular que levamos consigo a todo o momento. Kalakota (2002) explica que "O aparelho móvel está se tornando, rapidamente, uma janela para uma gama de serviços baseados na rede". Este conceito emergente traz diversas possibilidades ao trabalho de um Secretário Executivo. Por exemplo, na parte organizacional de arquivística e biblioteconomia Garcia e D Elia (2005) já afirmavam em realidades anteriores que haverá redução da papelada se os documentos forem bem gerenciados eletronicamente, o que ocorre, por exemplo, através do uso da digitalização para a criação de cópias ou para armazenamento permanente. Apesar disso, ainda são necessárias diversas mídias diferentes e estações de trabalho com grandes CPUs para manter, disponibilizar e compartilhar estas informações. O smartphone faz uso de cartões de memória com um tamanho físico mínimo e relativamente alta capacidade de armazenamento, a preços menores e com capacidade de transporte de grande quantidade de dados (MORIMOTO, 2009). Além disso, há a tecnologia chamada cloud computing, que é algo que lhe permite acessar aplicações que, na verdade, residem em locais diferentes do seu computador ou outro aparelho ligado à internet; na maioria das vezes, será um centro de dados" (VELTE, 2009, pg.4). Isso significa ter acesso, a qualquer momento e em qualquer lugar, a diferentes e diversificadas bibliotecas de arquivos da empresa ou de outros assuntos em um aparelho portátil. Outra vantagem reside na sincronização dos dados de diferentes aparelhos em diferentes plataformas por diversos usuários. Isso significa que, no caso de uma agenda eletrônica, por exemplo, todos os usuários que possuem acesso a ela, independente de estarem 11

20 utilizando um desktop dentro da empresa, ou um smartphone em uma reunião do outro lado do mundo, poderão consultar e modificar esta, conforme sua necessidade. Isto significa que não apenas o secretário, mas também o executivo podem adicionar tarefas em uma agenda que será acessada por ambos em tempo real em locais diferentes. Dessa forma o executivo pode marcar um apontamento pessoal no exato momento em que o combina, levando em consideração outros compromissos que já possam ter sido marcados pelo secretário em outra ocasião, e este último também terá imediato acesso a essa informação. Isso evita que ambos, estando separados, combinem encontros diferentes com pessoas diferentes em um mesmo horário. Outra vantagem é que, como a agenda do smartphone possui um sistema de lembretes automáticos, tanto o secretário quanto o executivo serão lembrados de cada evento, sem que o executivo tenha de depender do secretário ir atrás dele para efetuar o lembrete. Laudon e Laudon (2005, p.18) afirmam que "essas novas tecnologias de conectividade e colaboração podem ser utilizadas para reprojetar e remodelar organizações, transformando a estrutura, o escopo de operações, os mecanismos de controle e de apresentação de relatórios, as práticas de trabalho, os produtos e os serviços". Sabino e Rocha (2004, p.99) complementam afirmando que "O trabalho colaborativo dá ênfase à contribuição e não mais ao desempenho individual". Assim como nos acontece atualmente com os computadores, as possibilidades geradas por este instrumento são inúmeras e podem ser utilizadas de diversas formas e em conjunto de maneira a maximizar a produtividade e a interação entre o pessoal independente de distância e acesso a equipamentos mais robustos. Apesar das vantagens, toda essa tecnologia poderá ter um efeito oposto, dificultando ou atrasando o trabalho, se não forem utilizadas corretamente. Mesmo nos dias atuais onde o uso do computador já se tornou algo comum no cotidiano de um secretário executivo cuja proposta é agilizar tarefas, ainda se discute amplamente a como administrar seu tempo. Isto se deve ao fato de que algumas pessoas não estão acostumadas a utilizar a tecnologia em seu favor (SABINO e ROCHA, 2004), mesmo estando acostumadas a viver rodeado por estes aparatos tecnológicos. Já é reconhecido que profissionais que trabalham com informações, como o secretário devem possuir conhecimentos sociotécnicos (LAUDON e LAUDON, 2005). Ou seja, devem saber conduzir tanto os aspectos comportamentais, quanto técnicos de seu trabalho. Isso não significa que Secretários Executivos devam se tornar tão competentes nesta área quanto profissionais da Tecnologia da Informação, porém devem conhecer um mínimo sobre os 12

21 serviços disponíveis, como funcionam e como devem ser utilizados, a fim de evitar o mau uso destes. Além disso, dada a grande variedade de aparelhos smartphone e a variedade constantemente crescente de aplicativos disponíveis para uso, é necessário saber avaliar bem as necessidades da empresa e do executivo para que se possa fazer uma escolha adequada, garantindo que não haverá desperdício de recursos na obtenção de aparelhos ou aplicativo obsoletos, desnecessários, ou ainda a falta de um destes. Não há um aparelho perfeito para todos, essa escolha depende das necessidades de cada um (KHAWAND 2007). Para isso, o profissional deve ser capaz de identificar as tecnologias necessárias e as características disponibilizadas por cada aparelho. Isso sugere conhecer não apenas as características da empresa que trabalha e a forma como ocorre o fluxo de seus dados, mas também conhecer quais as tecnologias necessárias para melhor atender a estes propósitos, considerando necessário como algo que tenha uma função empresarial ou pessoal a qual, não sendo satisfeita, teria efeito adverso sobre o trabalho ou vida pessoal, ou ainda que lhe faça perder algum tipo de benefício Khawand (2007). Tendo os conhecimentos necessários, realizar a triangulação destes dados é simples e pode ser feita através de uma planilha, como sugerido por Khawand (2007): Tabela 2 - Exemplo de planilha de análise das capacidades de um smartphone Treo 700p BlackBerry Samsung 8800 BlackJack Telefone Necessário Sim Sim Sim Necessário Sim Sim Sim Agenda Necessário Sim Sim Sim Câmera Necessário Sim Não Sim Editar planilhas Através de Através de Útil Sim do Excel aplicativo aplicativo Banda-larga Útil Sim Não Sim GPS Útil Através de Através de Sim aplicativo aplicativo Fonte: Adaptado de Khawand (2007) A partir de uma análise como esta, é possível escolher o melhor aparelho dentro de uma relação custo benefício, bem como preparar um orçamento real dos gastos em sua 13

22 compra, considerando a necessidade de compra de aplicativos de terceiros, o que pode trazer mais gastos SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAIS A definição de Sistemas de Informações Gerenciais (SIG), de acordo com Laudon & Laudon (2005, p.7) é: um conjunto de componentes inter-relacionados que coleta (ou recupera), processa, armazena, e distribui informações destinadas a apoiar a tomada de decisões, a coordenação e o controle de uma organização. Esse mesmo autor ainda coloca os secretários dentro da categoria de trabalhadores de dados. Isso torna fácil a percepção do elo entre essa área com o profissional. Os sistemas de informações gerenciais funcionam através da transformação de dados em informações. Dados são informações brutas, obtidas através de diferentes meios, enquanto informações são conseguidas através da lapidação destes dados brutos, constituindo dados apresentados de forma significativa e útil para os seres humanos (LAUDON & LAUDON, 2005) contendo um mínimo, ou nenhuma informação irrelevante. Uma empresa pode possuir mais de um tipo de SIG, cada voltado a uma área específica, como marketing, produção ou vendas, por exemplo. Ainda sim, os sistemas podem ser alinhados à organização para obter as informações de que seus importantes grupos internos precisam (LAUDON & LAUDON, 2005, p.74). Para efetuar este trabalho dos dados, o SIG funciona através de quatro etapas que, segundo Laudon & Laudon (2005) são entrada, processamento, saída e feedback. A entrada se refere à chegada dos dados brutos através dos diversos meios disponíveis, inclusive algum outro SIG. A partir daí se dá o processamento destes dados, onde são avaliados quanto a sua utilidade e comparados para que se possam ser agrupados e relacionados, constituindo as informações. A saída se refere ao envio, através de mídia adequada, dos dados a quem faça uso destes ou os tenha requisitado. Finalmente, o feedback que é a entrada de dados por parte daqueles que receberam a informação fornecida na etapa de saída, possibilitando uma avaliação e correção do processo como um todo. Apesar de estas etapas serem bem definidas, cada empresa necessita de um SIG que seja compatível com sua realidade. Segundo Oliveira (2002, p.50): 14

O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem

O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem O Microsoft Office 365 é a suíte de Produtividade da Microsoft, que oferece as vantagens da Nuvem a empresas de todos os tamanhos, ajudando-as

Leia mais

O papel dominante da mobilidade no mercado de trabalho

O papel dominante da mobilidade no mercado de trabalho Um perfil personalizado de adoção da tecnologia comissionado pela Cisco Systems Fevereiro de 2012 Dinâmica de ganhos com as iniciativas de mobilidade corporativa Os trabalhadores estão cada vez mais remotos,

Leia mais

Visão Geral dos Sistemas de Informação

Visão Geral dos Sistemas de Informação Visão Geral dos Sistemas de Informação Existem muitos tipos de sistemas de informação no mundo real. Todos eles utilizam recursos de hardware, software, rede e pessoas para transformar os recursos de dados

Leia mais

COMO O INVESTIMENTO EM TI PODE COLABORAR COM A GESTÃO HOSPITALAR?

COMO O INVESTIMENTO EM TI PODE COLABORAR COM A GESTÃO HOSPITALAR? COMO O INVESTIMENTO EM TI PODE COLABORAR COM A GESTÃO HOSPITALAR? Descubra os benefícios que podem ser encontrados ao se adaptar as novas tendências de mercado ebook GRÁTIS Como o investimento em TI pode

Leia mais

Plataformas de BI Qual é a mais adequada para o meu negócio?

Plataformas de BI Qual é a mais adequada para o meu negócio? Plataformas de BI Qual é a mais adequada para o meu negócio? Comparativo prático para escolher a ferramenta perfeita para a sua empresa Faça nosso Quiz e veja as opções que combinam com o seu perfil ÍNDICE

Leia mais

A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos

A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos Denis Alcides Rezende Do processamento de dados a TI Na década de 1960, o tema tecnológico que rondava as organizações era o processamento de

Leia mais

Sistema. Atividades. Sistema de informações. Tipos de sistemas de informação. Everson Santos Araujo everson@everson.com.br

Sistema. Atividades. Sistema de informações. Tipos de sistemas de informação. Everson Santos Araujo everson@everson.com.br Sistema Tipos de sistemas de informação Everson Santos Araujo everson@everson.com.br Um sistema pode ser definido como um complexo de elementos em interação (Ludwig Von Bertalanffy) sistema é um conjunto

Leia mais

Introdução a Computação Móvel

Introdução a Computação Móvel Introdução a Computação Móvel Computação Móvel Prof. Me. Adauto Mendes adauto.inatel@gmail.com Histórico Em 1947 alguns engenheiros resolveram mudar o rumo da história da telefonia. Pensando em uma maneira

Leia mais

GESTÃO DE TI NAS ORGANIZAÇÕES CONTEMPORÂNEAS

GESTÃO DE TI NAS ORGANIZAÇÕES CONTEMPORÂNEAS GESTÃO DE TI NAS ORGANIZAÇÕES CONTEMPORÂNEAS WALLACE BORGES CRISTO 1 JOÃO CARLOS PEIXOTO FERREIRA 2 João Paulo Coelho Furtado 3 RESUMO A Tecnologia da Informação (TI) está presente em todas as áreas de

Leia mais

Por que Office 365? Office 365 Por que usar?

Por que Office 365? Office 365 Por que usar? Por que Office 365? Office 365 Por que usar? POR QUE OFFICE 365? Olá. Nesse guia, vamos tratar de um serviço que está sendo extremamente procurado por executivos e especialistas em TI das empresas: o Office

Leia mais

O que procurar em um aplicativo de Gerenciamento do Relacionamento com o Cliente (CRM) para pequenas empresas

O que procurar em um aplicativo de Gerenciamento do Relacionamento com o Cliente (CRM) para pequenas empresas 1 O que procurar em um aplicativo de Gerenciamento do Relacionamento com o Cliente (CRM) para pequenas empresas O Excel já não basta. Usar o seu sistema de e-mail para acompanhar os seus clientes é complicado

Leia mais

Android. 10 vantagens do sistema Android em relação ao iphone

Android. 10 vantagens do sistema Android em relação ao iphone Android Android é um sistema operacional do Google para smartphones, TVs e tablets. Baseado em Linux e de código aberto, o sistema móvel é utilizado em aparelhos da Samsung, LG, Sony, HTC, Motorola, Positivo,

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Ciências Exatas Departamento de Ciências da Computação. Raphael Ottoni Santiago Machado de Faria

Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Ciências Exatas Departamento de Ciências da Computação. Raphael Ottoni Santiago Machado de Faria Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Ciências Exatas Departamento de Ciências da Computação Raphael Ottoni Santiago Machado de Faria MONOGRAFIA DE PROJETO ORIENTADO EM COMPUTAÇÃO I Rastreamento

Leia mais

DICAS PARA PAGAMENTO MÓVEL NA 7SUA EMPRESA

DICAS PARA PAGAMENTO MÓVEL NA 7SUA EMPRESA DICAS PARA PAGAMENTO MÓVEL NA 7SUA EMPRESA ÍNDICE INTRODUÇÃO O QUE É PAGAMENTO MÓVEL CONCLUSÃO PG. 3 PG. 4 PG. 6 PG. 17 INTRODUÇÃO Os meios de pagamento eletrônico estão cada vez mais fortes no Brasil.

Leia mais

Introdução a programação de dispositivos móveis. Prof. Me. Hélio Esperidião

Introdução a programação de dispositivos móveis. Prof. Me. Hélio Esperidião Introdução a programação de dispositivos móveis. Prof. Me. Hélio Esperidião Windows Mobile O Windows Mobile é um sistema operacional compacto, desenvolvido para rodar em dispositivos móveis como Pocket

Leia mais

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Roberto Marcello SI Sistemas de gestão A Gestão dos Sistemas Integrados é uma forma organizada e sistemática de buscar a melhoria de resultados.

Leia mais

Guia do usuário do PrintMe Mobile 3.0

Guia do usuário do PrintMe Mobile 3.0 Guia do usuário do PrintMe Mobile 3.0 Visão geral do conteúdo Sobre o PrintMe Mobile Requisitos do sistema Impressão Solução de problemas Sobre o PrintMe Mobile O PrintMe Mobile é uma solução empresarial

Leia mais

10 DICAS DE TECNOLOGIA PARA AUMENTAR SUA PRODUTIVIDADE NO TRABALHO

10 DICAS DE TECNOLOGIA PARA AUMENTAR SUA PRODUTIVIDADE NO TRABALHO 10 DICAS DE TECNOLOGIA PARA AUMENTAR SUA PRODUTIVIDADE NO TRABALHO UMA DAS GRANDES FUNÇÕES DA TECNOLOGIA É A DE FACILITAR A VIDA DO HOMEM, SEJA NA VIDA PESSOAL OU CORPORATIVA. ATRAVÉS DELA, ELE CONSEGUE

Leia mais

Sistemas de Informação I

Sistemas de Informação I + Sistemas de Informação I Tipos de SI Ricardo de Sousa Britto rbritto@ufpi.edu.br + Introdução 2 n As organizações modernas competem entre si para satisfazer as necessidades dos seus clientes de um modo

Leia mais

Fonte de Consulta: Sistemas de Informação e as Decisões Gerenciais na Era da Internet James A. O Brien NOTAS DE AULA

Fonte de Consulta: Sistemas de Informação e as Decisões Gerenciais na Era da Internet James A. O Brien NOTAS DE AULA NOTAS DE AULA 1. TENDÊNCIAS EM SISTEMAS DE MICROCOMPUTADORES Existem várias categorias principais de sistemas de computadores com uma diversidade de características e capacidades. Consequentemente, os

Leia mais

EXECUTIVE. A Web 2.0. pode salvar o BI?

EXECUTIVE. A Web 2.0. pode salvar o BI? EXECUTIVE briefing guia executivo para decisões estratégicas A Web 2.0 pode salvar o BI? A usabilidade e a intuitividade das tecnologias Web 2.0 revolucionam o complexo mercado de Business Intelligence.

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO Ponta Grossa 2012 ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO Trabalho elaborado pelo

Leia mais

Seu dia é mais inteligente

Seu dia é mais inteligente Seu dia é mais inteligente O 2007 Microsoft Office system é uma plataforma de soluções inteligentes para tarefas operacionais, estratégicas e organizacionais. O conjunto de aplicativos e servidores e a

Leia mais

Fundamentos de Sistemas de Informações: Exercício 1

Fundamentos de Sistemas de Informações: Exercício 1 Fundamentos de Sistemas de Informações: Exercício 1 Fundação Getúlio Vargas Estudantes na Escola de Administração da FGV utilizam seu laboratório de informática, onde os microcomputadores estão em rede

Leia mais

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani Planejamento Estratégico de TI Prof.: Fernando Ascani BI Business Intelligence A inteligência Empresarial, ou Business Intelligence, é um termo do Gartner Group. O conceito surgiu na década de 80 e descreve

Leia mais

O que é o Virto ERP? Onde sua empresa quer chegar? Apresentação. Modelo de funcionamento

O que é o Virto ERP? Onde sua empresa quer chegar? Apresentação. Modelo de funcionamento HOME O QUE É TOUR MÓDULOS POR QUE SOMOS DIFERENTES METODOLOGIA CLIENTES DÚVIDAS PREÇOS FALE CONOSCO Suporte Sou Cliente Onde sua empresa quer chegar? Sistemas de gestão precisam ajudar sua empresa a atingir

Leia mais

Principais diferenciais do Office 365

Principais diferenciais do Office 365 Guia de compras O que é? é um pacote de soluções composto por software e serviços, conectados à nuvem, que fornece total mobilidade e flexibilidade para o negócio. Acessível de qualquer dispositivo e qualquer

Leia mais

gesacad GESTÃO ACADÊMIDA DE ESCOLAS

gesacad GESTÃO ACADÊMIDA DE ESCOLAS gesacad GESTÃO ACADÊMIDA DE ESCOLAS Mais de uma década de experiência e evolução é o que dá ao sistema uma vasta gama de funcionalidades. Esse conhecimento que faz total diferença para sua empresa. xp+

Leia mais

Construção de um Sistema de Informações Estratégicas, Integrando Conhecimento, Inteligência e Estratégia.

Construção de um Sistema de Informações Estratégicas, Integrando Conhecimento, Inteligência e Estratégia. Construção de um Sistema de Informações Estratégicas, Integrando Conhecimento, Inteligência e Estratégia. Introdução Sávio Marcos Garbin Considerando-se que no contexto atual a turbulência é a normalidade,

Leia mais

... MERCADO DE GAMES NO BRASIL EM FASE DE CONSTRUÇÃO! MUITOS CAMPOS ABERTOS, PORÉM SEM A ESPECIALIZAÇÃO NECESSÁRIA. Precisa-se de mão de obra para:

... MERCADO DE GAMES NO BRASIL EM FASE DE CONSTRUÇÃO! MUITOS CAMPOS ABERTOS, PORÉM SEM A ESPECIALIZAÇÃO NECESSÁRIA. Precisa-se de mão de obra para: MERCADO DE GAMES NO BRASIL EM FASE DE CONSTRUÇÃO! Precisa-se de mão de obra para: Marketing Vendas Distribuição Finanças Localização Desenvolvimento de novos negócios Programação... MUITOS CAMPOS ABERTOS,

Leia mais

Prof. Lucas Santiago

Prof. Lucas Santiago Classificação e Tipos de Sistemas de Informação Administração de Sistemas de Informação Prof. Lucas Santiago Classificação e Tipos de Sistemas de Informação Sistemas de Informação são classificados por

Leia mais

Business Intelligence

Business Intelligence 1/ 24 Business Intelligence Felipe Ferreira 1 Nossa empresa Jornal O Globo Jornais Populares Parcerias Grupo Folha Grupo Estado 2 1 Fundada em 1925 3100 funcionários 2 Parques Gráficos e SP Globo: 220

Leia mais

Softwares de Sistemas e de Aplicação

Softwares de Sistemas e de Aplicação Fundamentos dos Sistemas de Informação Softwares de Sistemas e de Aplicação Profª. Esp. Milena Resende - milenaresende@fimes.edu.br Visão Geral de Software O que é um software? Qual a função do software?

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS 1 SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS John F. Eichstaedt, Toni Édio Degenhardt Professora: Eliana V. Jaeger RESUMO: Este artigo mostra o que é um SIG (Sistema de Informação gerencial) em uma aplicação prática

Leia mais

APOSTILA BÁSICA INFORMÁTICA: 1. PROCESSADOR DE TEXTOS 1.1 Conhecendo o aplicativo Word 2007 2.EDITOR DE PLANILHAS

APOSTILA BÁSICA INFORMÁTICA: 1. PROCESSADOR DE TEXTOS 1.1 Conhecendo o aplicativo Word 2007 2.EDITOR DE PLANILHAS APOSTILA BÁSICA INFORMÁTICA: 1. PROCESSADOR DE TEXTOS 1.1 Conhecendo o aplicativo Word 2007 2.EDITOR DE PLANILHAS 3.INTERNET 3.1. Internet: recursos e pesquisas 3.2. Conhecendo a Web 3.3. O que é um navegador?

Leia mais

Sistemas de Apoio à Decisão. Ciências Contábeis Informática Aplicada

Sistemas de Apoio à Decisão. Ciências Contábeis Informática Aplicada Sistemas de Apoio à Decisão Ciências Contábeis Informática Aplicada Sistemas de Apoio à Decisão Segundo LAUDON (2004) apud SANTOS () afirma que um SAD tem por objetivo auxiliar o processo de decisão gerencial,

Leia mais

CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Franco Vieira Sampaio 1 Atualmente a informática está cada vez mais inserida no dia a dia das empresas, porém, no início armazenavam-se os dados em folhas,

Leia mais

Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 1: Fundamentos dos SI. Resposta do Exercício 1

Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 1: Fundamentos dos SI. Resposta do Exercício 1 Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 1: Fundamentos dos SI Resposta do Exercício 1 Fundação Getúlio Vargas Leia o texto e responda o seguinte: a) identifique os recursos de: Hardware: microcomputadores,

Leia mais

ERP Enterprise Resourse Planning Sistemas de Gestão Empresarial

ERP Enterprise Resourse Planning Sistemas de Gestão Empresarial ERP Enterprise Resourse Planning Sistemas de Gestão Empresarial Prof. Pedro Luiz de O. Costa Bisneto 14/09/2003 Sumário Introdução... 2 Enterprise Resourse Planning... 2 Business Inteligence... 3 Vantagens

Leia mais

A importância da. nas Organizações de Saúde

A importância da. nas Organizações de Saúde A importância da Gestão por Informações nas Organizações de Saúde Jorge Antônio Pinheiro Machado Filho Consultor de Negócios www.bmpro.com.br jorge@bmpro.com.br 1. Situação nas Empresas 2. A Importância

Leia mais

Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE. Prof. Luís Rodolfo

Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE. Prof. Luís Rodolfo Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Luís Rodolfo Vantagens e desvantagens de uma rede para a organização Maior agilidade com o uso intenso de redes de computadores; Grandes interações

Leia mais

Sistema Corporativo de Tele-Medição de Energia Elétrica. Eng. Eduardo Caldas Cardoso ELO Sistemas e Tecnologia eduardo@elotek.com.

Sistema Corporativo de Tele-Medição de Energia Elétrica. Eng. Eduardo Caldas Cardoso ELO Sistemas e Tecnologia eduardo@elotek.com. 21 a 25 de Agosto de 2006 Belo Horizonte - MG Sistema Corporativo de Tele-Medição de Energia Elétrica Eng. Eduardo Caldas Cardoso ELO Sistemas e Tecnologia eduardo@elotek.com.br RESUMO A tele-medição de

Leia mais

O QUE SÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO? Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br

O QUE SÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO? Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br O QUE SÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO? Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br O QUE SÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO? Dado Informação Conhecimento Sistemas de Informação DADO O DADO consiste

Leia mais

Formas de Aumentar a Lucratividade da Sua Empresa com o Big Data

Formas de Aumentar a Lucratividade da Sua Empresa com o Big Data 9 Formas de Aumentar a Lucratividade da Sua Empresa com o Big Data Planejamento Performance Dashboard Plano de ação Relatórios Indicadores Sua empresa sabe interpretar os dados que coleta? Para aumentar

Leia mais

AGILE ROLAP - UMA METODOLOGIA ÁGIL PARA IMPLEMENTAÇÃO DE AMBIENTES DE NEGÓCIOS BASEADO EM SERVIDORES OLAP.

AGILE ROLAP - UMA METODOLOGIA ÁGIL PARA IMPLEMENTAÇÃO DE AMBIENTES DE NEGÓCIOS BASEADO EM SERVIDORES OLAP. AGILE ROLAP - UMA METODOLOGIA ÁGIL PARA IMPLEMENTAÇÃO DE AMBIENTES DE NEGÓCIOS BASEADO EM SERVIDORES OLAP. Luan de Souza Melo (Fundação Araucária), André Luís Andrade Menolli (Orientador), Ricardo G. Coelho

Leia mais

O QUE FAZEMOS MISSÃO VISÃO QUEM SOMOS

O QUE FAZEMOS MISSÃO VISÃO QUEM SOMOS O QUE FAZEMOS Provemos consultoria nas áreas de comunicação online, especializados em sites focados na gestão de conteúdo, sincronização de documentos, planilhas e contatos online, sempre integrados com

Leia mais

PROCESSOS DE CRIAÇÃO DE APLICATIVOS

PROCESSOS DE CRIAÇÃO DE APLICATIVOS PROCESSOS DE CRIAÇÃO DE APLICATIVOS Joaldo de Carvalho Wesley Oliveira Irlei Rodrigo Ferraciolli da Silva Rodrigo Clemente Thom de Souza INTRODUÇÃO O mundo está dominado pelos dispositivos móveis. A cada

Leia mais

2.3. ORGANIZAÇÕES E GESTÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

2.3. ORGANIZAÇÕES E GESTÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 2.3. ORGANIZAÇÕES E GESTÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO As Empresas e os Sistemas Problemas locais - impacto no sistema total. Empresas como subsistemas de um sistema maior. Uma empresa excede a soma de

Leia mais

APLICATIVOS CORPORATIVOS

APLICATIVOS CORPORATIVOS Sistema de Informação e Tecnologia FEQ 0411 Prof Luciel Henrique de Oliveira luciel@uol.com.br Capítulo 3 APLICATIVOS CORPORATIVOS PRADO, Edmir P.V.; SOUZA, Cesar A. de. (org). Fundamentos de Sistemas

Leia mais

Estratégias em Tecnologia da Informação

Estratégias em Tecnologia da Informação Estratégias em Tecnologia da Informação Capítulo 6 Sistemas de Informações Estratégicas Sistemas integrados e sistemas legados Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados Material de apoio 2 Esclarecimentos

Leia mais

6/06/2012 09h26 - Atualizado em 26/06/2012 12h30 Boot to Gecko: o futuro celular da Mozilla

6/06/2012 09h26 - Atualizado em 26/06/2012 12h30 Boot to Gecko: o futuro celular da Mozilla 6/06/2012 09h26 - Atualizado em 26/06/2012 12h30 Boot to Gecko: o futuro celular da Mozilla O mercado brasileiro de dispositivos móveis em breve ganhará mais uma grande plataforma. Anunciado oficialmente

Leia mais

Resultados de Pesquisa sobre utilização empresarial de Plataformas Móveis

Resultados de Pesquisa sobre utilização empresarial de Plataformas Móveis Resultados de Pesquisa sobre utilização empresarial de Plataformas Móveis Apresentação Esta pesquisa sobre a utilização empresarial de Plataformas Móveis, teve como público-alvo profissionais de TI e executivos

Leia mais

Requisitos de business intelligence para TI: O que todo gerente de TI deve saber sobre as necessidades reais de usuários comerciais para BI

Requisitos de business intelligence para TI: O que todo gerente de TI deve saber sobre as necessidades reais de usuários comerciais para BI Requisitos de business intelligence para TI: O que todo gerente de TI deve saber sobre as necessidades reais de usuários comerciais para BI Janeiro de 2011 p2 Usuários comerciais e organizações precisam

Leia mais

Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 2: Vantagem Competitiva. Resposta do Exercício 1

Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 2: Vantagem Competitiva. Resposta do Exercício 1 Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 2: Vantagem Competitiva 1 Resposta do Exercício 1 Uma organização usa algumas ações para fazer frente às forças competitivas existentes no mercado, empregando

Leia mais

Sistemas e Sistemas de Informação

Sistemas e Sistemas de Informação Sistemas e Sistemas de Informação 1) Defina pensamento sistêmico. É pensar na empresa como um sistema. A empresa não é vista como um conjunto de partes independentes, buscando alcançar objetivos isolados,

Leia mais

IF685 Gerenciamento de Dados e Informação - Prof. Robson Fidalgo 1

IF685 Gerenciamento de Dados e Informação - Prof. Robson Fidalgo 1 IF685 Gerenciamento de Dados e Informação - Prof. Robson Fidalgo 1 Banco de Dados Introdução Por: Robson do Nascimento Fidalgo rdnf@cin.ufpe.br IF685 Gerenciamento de Dados e Informação - Prof. Robson

Leia mais

INSTRUÇÃO DE TRABALHO PARA INFORMAÇÕES GERENCIAIS

INSTRUÇÃO DE TRABALHO PARA INFORMAÇÕES GERENCIAIS INSTRUÇÃO DE TRABALHO PARA INFORMAÇÕES GERENCIAIS Asia Shipping Transportes Internacionais Ltda. como cópia não controlada P á g i n a 1 7 ÍNDICE NR TÓPICO PÁG. 1 Introdução & Política 2 Objetivo 3 Responsabilidade

Leia mais

Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gestão e Tecnologia da Informação - Turma 25 20/03/2015. Big Data Analytics:

Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gestão e Tecnologia da Informação - Turma 25 20/03/2015. Big Data Analytics: Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gestão e Tecnologia da Informação - Turma 25 20/03/2015 Big Data Analytics: Como melhorar a experiência do seu cliente Anderson Adriano de Freitas RESUMO

Leia mais

CONTROLE ESTRATÉGICO

CONTROLE ESTRATÉGICO CONTROLE ESTRATÉGICO RESUMO Em organizações controlar significa monitorar, avaliar e melhorar as diversas atividades que ocorrem dentro de uma organização. Controle é fazer com que algo aconteça como foi

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE ESCOLA DE ENGENHARIA MBA EM TV DIGITAL, RADIODIFUSÃO E NOVAS E NOVAS MÍDIAS

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE ESCOLA DE ENGENHARIA MBA EM TV DIGITAL, RADIODIFUSÃO E NOVAS E NOVAS MÍDIAS UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE ESCOLA DE ENGENHARIA MBA EM TV DIGITAL, RADIODIFUSÃO E NOVAS E NOVAS MÍDIAS Trabalho final da disciplina Computadores, Redes, IP e Internet Professor: Walter Freire Aluno:

Leia mais

Como configurar e-mails nos celulares. Ebook. Como configurar e-mails no seu celular. W3alpha - Desenvolvimento e hospedagem na internet

Como configurar e-mails nos celulares. Ebook. Como configurar e-mails no seu celular. W3alpha - Desenvolvimento e hospedagem na internet Ebook Como configurar e-mails no seu celular Este e-book irá mostrar como configurar e-mails, no seu celular. Sistemas operacionais: Android, Apple, BlackBerry, Nokia e Windows Phone Há muitos modelos

Leia mais

Interatividade aliada a Análise de Negócios

Interatividade aliada a Análise de Negócios Interatividade aliada a Análise de Negócios Na era digital, a quase totalidade das organizações necessita da análise de seus negócios de forma ágil e segura - relatórios interativos, análise de gráficos,

Leia mais

DESENVOLVIMENTO EM DISPOSITIVOS MÓVEIS UTILIZANDO BANCO DE DADOS

DESENVOLVIMENTO EM DISPOSITIVOS MÓVEIS UTILIZANDO BANCO DE DADOS DESENVOLVIMENTO EM DISPOSITIVOS MÓVEIS UTILIZANDO BANCO DE DADOS Leandro Guilherme Gouvea 1, João Paulo Rodrigues 1, Wyllian Fressatti 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil leandrog.gouvea@gmail.com,

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE ASSISTÊNCIA ASSISTÊNCIA HELP DESK P L A N O 1

CONDIÇÕES GERAIS DE ASSISTÊNCIA ASSISTÊNCIA HELP DESK P L A N O 1 CONDIÇÕES GERAIS DE ASSISTÊNCIA ASSISTÊNCIA HELP DESK P L A N O 1 1. QUADRO RESUMO DE SERVIÇOS ITEM SERVIÇOS LIMITES DO SERVIÇO 2.1 Suporte Remoto Informática 2.2 Suporte Remoto Celular 2.3 Suporte Remoto

Leia mais

Business Intelligence. BI CEOsoftware Partner YellowFin

Business Intelligence. BI CEOsoftware Partner YellowFin Business Intelligence BI CEOsoftware Partner YellowFin O que é Business Intelligence Business Intelligence (BI) é a utilização de uma série de ferramentas para coletar, analisar e extrair informações,

Leia mais

Sistemas de Informação James A. O Brien Editora Saraiva Capítulo 5

Sistemas de Informação James A. O Brien Editora Saraiva Capítulo 5 Para entender bancos de dados, é útil ter em mente que os elementos de dados que os compõem são divididos em níveis hierárquicos. Esses elementos de dados lógicos constituem os conceitos de dados básicos

Leia mais

BUSINESS INTELLIGENCE, O ELEMENTO CHAVE PARA O SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES.

BUSINESS INTELLIGENCE, O ELEMENTO CHAVE PARA O SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES. Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 88 BUSINESS INTELLIGENCE, O ELEMENTO CHAVE PARA O SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES. Andrios Robert Silva Pereira, Renato Zanutto

Leia mais

TÉCNICAS DE INFORMÁTICA WILLIAN FERREIRA DOS SANTOS

TÉCNICAS DE INFORMÁTICA WILLIAN FERREIRA DOS SANTOS TÉCNICAS DE INFORMÁTICA WILLIAN FERREIRA DOS SANTOS Vimos em nossas aulas anteriores: COMPUTADOR Tipos de computadores Hardware Hardware Processadores (CPU) Memória e armazenamento Dispositivos de E/S

Leia mais

3. Sistemas Empresariais de Processamento de Transações

3. Sistemas Empresariais de Processamento de Transações Curso de Especialização em Gestão Empresarial (MBA Executivo Turma 12) Disciplina: Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Dr. Álvaro José Periotto 3. Sistemas Empresariais de Processamento de Transações

Leia mais

Módulo I - Introdução. Faculdade Christus Sistemas de Informação 17/09/2010. Carlos Eugênio Torres Engenheiro de Informática http://cetorres.

Módulo I - Introdução. Faculdade Christus Sistemas de Informação 17/09/2010. Carlos Eugênio Torres Engenheiro de Informática http://cetorres. Módulo I - Introdução Aula 2 Carlos Eugênio Torres Engenheiro de Informática http://cetorres.com Faculdade Christus Sistemas de Informação 17/09/2010 Graduado em Ciência da Computação pela UFC, Brasil

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DA EMPRESA DIGITAL

ADMINISTRAÇÃO DA EMPRESA DIGITAL Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 1.1 Capítulo 1 ADMINISTRAÇÃO DA EMPRESA DIGITAL 1.1 2003 by Prentice Hall Sistemas de Informação Gerencial Capítulo 1 Administra,cão da Empresa Digital

Leia mais

Sociedade do Conhecimento

Sociedade do Conhecimento Gerenciamento (Gestão) Eletrônico de Documentos GED Introdução Gerenciamento Eletrônico de Documentos - GED Sociedade do Conhecimento Nunca se produziu tanto documento e se precisou de tanta velocidade

Leia mais

PRÁTICAS PEDAGÓGICAS E O USO INTEGRADO DE TECNOLOGIAS DIGITAIS Sérgio Abranches

PRÁTICAS PEDAGÓGICAS E O USO INTEGRADO DE TECNOLOGIAS DIGITAIS Sérgio Abranches PRÁTICAS PEDAGÓGICAS E O USO INTEGRADO DE TECNOLOGIAS DIGITAIS Sérgio Abranches A presença de tecnologias digitais no campo educacional já é facilmente percebida, seja pela introdução de equipamentos diversos,

Leia mais

Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2

Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2 Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2 Miriam Regina Xavier de Barros, PMP mxbarros@uol.com.br Agenda Bibliografia e Avaliação 1. Visão Geral sobre o PMI e o PMBOK 2. Introdução

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL 2015 Sabemos que as empresas atualmente utilizam uma variedade muito grande de sistemas de informação. Se você analisar qualquer empresa que conheça, constatará que existem

Leia mais

POR QUE UTILIZAR BUSINESS INTELLIGENCE NO CALL CENTER

POR QUE UTILIZAR BUSINESS INTELLIGENCE NO CALL CENTER POR QUE UTILIZAR BUSINESS INTELLIGENCE NO CALL CENTER ÍNDICE Por que utilizar Business Intelligence no call center? Introdução Business Intelligence na área de saúde Por que usar Business Intelligence

Leia mais

Professor: Disciplina:

Professor: Disciplina: Professor: Curso: Esp. Marcos Morais de Sousa marcosmoraisdesousa@gmail.com Sistemas de informação Disciplina: Introdução a SI Noções de sistemas de informação Turma: 01º semestre Prof. Esp. Marcos Morais

Leia mais

Manual do aplicativo Conexão ao telefone

Manual do aplicativo Conexão ao telefone Manual do aplicativo Conexão ao telefone Copyright 2003 Palm, Inc. Todos os direitos reservados. O logotipo da Palm e HotSync são marcas registradas da Palm, Inc. O logotipo da HotSync e Palm são marcas

Leia mais

Sistemas de Informação CEA460 - Gestão da Informação

Sistemas de Informação CEA460 - Gestão da Informação Sistemas de Informação CEA460 - Gestão da Informação Janniele Aparecida Conceitos Sistema de Informação Conjunto de componentes interrelacionados que coletam (ou recuperam), processam e armazenam e distribuem

Leia mais

acesse: vouclicar.com

acesse: vouclicar.com Transforme como sua empresa faz negócios, com o Office 365. Vouclicar.com A TI chegou para as pequenas e médias empresas A tecnologia é hoje o diferencial competitivo que torna a gestão mais eficiente,

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE. SALVADOR/BA, 04 de Setembro de 2014.

RIO GRANDE DO NORTE. SALVADOR/BA, 04 de Setembro de 2014. RIO GRANDE DO NORTE SALVADOR/BA, 04 de Setembro de 2014. Monitoramento de veículos na Revenda Francisco Correia E-mail: zonanortegas@ig.com.br O Mercado de GLP em Natal/RN O Mercado de GLP em Natal/RN

Leia mais

Interface gráfica. Figura 1: MS DOS

Interface gráfica. Figura 1: MS DOS Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sergipe IFS Campus Glória Professora: Jamille Madureira Informática Básica Sistemas Operacionais Sistema operacional é um programa que gerencia o hardware

Leia mais

Nove erros comuns que devem ser evitados ao selecionar e implementar uma solução de mobilidade

Nove erros comuns que devem ser evitados ao selecionar e implementar uma solução de mobilidade Nove erros comuns que devem ser evitados ao selecionar e implementar uma solução de mobilidade Introdução Introdução A empresa de pesquisa IDC prevê que mais da metade dos trabalhadores usarão ferramentas

Leia mais

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br Manual do Usuário Versão 1.0.0 Copyright Nextel 2014 http://nextelcloud.nextel.com.br 1 Nextel Cloud... 4 2 Nextel Cloud Web... 5 2.1 Página Inicial... 6 2.1.1 Meu Perfil... 7 2.1.2 Meu Dispositivo...

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Tipos de Sistemas Operacionais Com o avanço dos computadores foram surgindo alguns tipos de sistemas operacionais que contribuíram para o desenvolvimento do software. Os tipos de

Leia mais

Sociedade e Tecnologia

Sociedade e Tecnologia Unidade de Aprendizagem 15 Empresas em Rede Ao final desta aula você será capaz de inovações influenciam na competitividade das organizações, assim como compreender o papel da Inteligência Competitiva

Leia mais

Slice Management. Controlando o que você não vê. Direto ao assunto

Slice Management. Controlando o que você não vê. Direto ao assunto Slice Management Controlando o que você não vê Direto ao assunto O Slice Management (SM) é uma prática de gerenciamento que consiste em colocar um sistema de inteligência em todas as áreas da empresa.

Leia mais

Módulo 15 Resumo. Módulo I Cultura da Informação

Módulo 15 Resumo. Módulo I Cultura da Informação Módulo 15 Resumo Neste módulo vamos dar uma explanação geral sobre os pontos que foram trabalhados ao longo desta disciplina. Os pontos abordados nesta disciplina foram: Fundamentos teóricos de sistemas

Leia mais

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa ACESSE Informações corporativas a partir de qualquer ponto de Internet baseado na configuração

Leia mais

UM NOVO CONCEITO EM HOSPEDAGEM DE DOMÍNIO

UM NOVO CONCEITO EM HOSPEDAGEM DE DOMÍNIO www.origy.com.br UM NOVO CONCEITO EM HOSPEDAGEM DE DOMÍNIO CARACTERÍSTICAS: E-MAIL IMAP * Acesso simultâneo e centralizado, via aplicativo, webmail e celular/smartphone * Alta capacidade de armazenamento

Leia mais

Agência digital especializada na consultoria, design e desenvolvimento de projetos de internet

Agência digital especializada na consultoria, design e desenvolvimento de projetos de internet Agência digital especializada na consultoria, design e desenvolvimento de projetos de internet Oferecemos ao mercado nossa experiência e metodologia amplamente desenvolvidas ao longo de 15 anos de experiência

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO Lato Sensu. Gestão e Tecnologia da Informação

PÓS-GRADUAÇÃO Lato Sensu. Gestão e Tecnologia da Informação IETEC - INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PÓS-GRADUAÇÃO Lato Sensu Gestão e Tecnologia da Informação BAM: Analisando Negócios e Serviços em Tempo Real Daniel Leôncio Domingos Fernando Silva Guimarães Resumo

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAIS

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAIS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAIS O PODER DA INFORMAÇÃO Tem PODER quem toma DECISÃO Toma DECISÃO correta quem tem SABEDORIA Tem SABEDORIA quem usa CONHECIMENTO Tem CONHECIMENTO quem possui INFORMAÇÃO (Sem

Leia mais

Estratégias de Pesquisa

Estratégias de Pesquisa Estratégias de Pesquisa Ricardo de Almeida Falbo Metodologia de Pesquisa Departamento de Informática Universidade Federal do Espírito Santo Agenda Survey Design e Criação Estudo de Caso Pesquisa Ação Experimento

Leia mais

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 Este tutorial não tem como finalidade esgotar todas as funcionalidades do Ambiente, ele aborda de forma prática

Leia mais

Hardware e Software. Professor: Felipe Schneider Costa. felipe.costa@ifsc.edu.br

Hardware e Software. Professor: Felipe Schneider Costa. felipe.costa@ifsc.edu.br Hardware e Software Professor: Felipe Schneider Costa felipe.costa@ifsc.edu.br Agenda Hardware Definição Tipos Arquitetura Exercícios Software Definição Tipos Distribuição Exercícios 2 Componentesde um

Leia mais

Sistemas de Informação Gerenciais

Sistemas de Informação Gerenciais Faculdade Pitágoras de Uberlândia Pós-graduação Sistemas de Informação Gerenciais Terceira aula Prof. Me. Walteno Martins Parreira Júnior www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com Maio -2013 Governança

Leia mais

Estamos muito felizes por compartilhar com você este novo serviço educacional do Centro Universitário de Patos de Minas.

Estamos muito felizes por compartilhar com você este novo serviço educacional do Centro Universitário de Patos de Minas. PALAVRA DO COORDENADOR Estimado, aluno(a): Seja muito bem-vindo aos Cursos Livres do UNIPAM. Estamos muito felizes por compartilhar com você este novo serviço educacional do Centro Universitário de Patos

Leia mais

Tecnologias da Informação e da Comunicação Aula 01

Tecnologias da Informação e da Comunicação Aula 01 Tecnologias da Informação e da Comunicação Aula 01 Douglas Farias Cordeiro Universidade Federal de Goiás 31 de julho de 2015 Mini-currículo Professor do curso Gestão da Informação Professor do curso ESAMI

Leia mais