DE 4 DE ABRIL DE 2006 EDITAL NORMATIVO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DE 4 DE ABRIL DE 2006 EDITAL NORMATIVO"

Transcrição

1 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO POR TEMPO DETERMINADO EDITAL N o 1 DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 1/2006 MDS, DE 4 DE ABRIL DE 2006 EDITAL NORMATIVO A SECRETÁRIA EXECUTIVA DO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME, no uso de suas atribuições legais, torna pública a realização de processo seletivo simplificado para contratação, por tempo determinado, de 60 (sessenta) profissionais para atuação em projetos de cooperação técnica, implementados mediante acordos internacionais, conforme a Portaria n. 36, de 21 de fevereiro de 2006, publicada no Diário Oficial da União de 22 de fevereiro de DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1.1. O processo seletivo simplificado será regido por este edital e executado pela Fundação Universa O processo seletivo simplificado destina-se a selecionar 60 (sessenta) candidatos para contratação, por tempo determinado, para atuar em projetos de cooperação técnica, implementados mediante acordos internacionais, nas seguintes Atividades Técnicas Especializadas: de Suporte, de Complexidade Intelectual, de Complexidade Intelectual, com ênfase em Tecnologia da Informação, de Complexidade Gerencial e de Complexidade Gerencial, com ênfase em Tecnologia da Informação O processo seletivo simplificado será realizado na cidade de Brasília/DF e composto das seguintes etapas: a) exame de habilidades e de conhecimentos, mediante aplicação de provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, para todas as Atividades Técnicas Especializadas; b) avaliação de títulos e de experiência profissional, de caráter classificatório, para todas as Atividades Técnicas Especializadas Os candidatos aprovados serão convocados para a realização dos procedimentos pré-admissionais e dos exames médicos complementares, de caráter eliminatório, de responsabilidade do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. 2. DAS ATIVIDADES TÉCNICAS ESPECIALIZADAS, DOS REQUISITOS ACADÊMICOS E PROFISSIONAIS PARA CONTRATAÇÃO NAS ATIVIDADES TÉCNICAS ESPECIALIZADAS, DOS NÚMEROS DE VAGAS, DOS SALÁRIOS, DA CARGA HORÁRIA E DOS VALORES DAS TAXAS DE INSCRIÇÃO 2.1. Atividade Técnica Especializada de Suporte código Requisito(s): Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, e registro no respectivo órgão de classe, se for o caso Número de vagas: 24 (vinte e quatro) Salário: R$ 2.800,00 (dois mil e oitocentos reais) Carga horária: 40 (quarenta) horas semanais Taxa de inscrição: R$ 45,00 (quarenta e cinco reais) Atividade Técnica Especializada de Complexidade Intelectual código Requisito(s): Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, nas áreas de Ciências Humanas, Ciências Sociais, Ciências Contábeis ou Estatística, e registro no respectivo órgão de classe, se for o caso; experiência profissional superior a 3 (três) anos ou qualificação diferenciada, como pós-graduação lato sensu, Mestrado ou Doutorado Número de vagas: 18 (dezoito) Salário: R$ 4.500,00 (quatro mil e quinhentos reais) Carga horária: 40 (quarenta) horas semanais Taxa de inscrição: R$ 65,00 (sessenta e cinco reais) Atividade Técnica Especializada de Complexidade Intelectual, com ênfase em Tecnologia da Informação código Requisito(s): Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, na área de Informática, em Administração, Demografia, Engenharia ou Estatística, e registro no respectivo órgão de classe, se for o caso; experiência profissional superior a 3 (três) anos ou qualificação diferenciada, como pós-graduação lato sensu, Mestrado ou Doutorado Número de vagas: 4 (quatro) Salário: R$ 4.500,00 (quatro mil e quinhentos reais) Carga horária: 40 (quarenta) horas semanais.

2 Taxa de inscrição: R$ 65,00 (sessenta e cinco reais) Atividade Técnica Especializada de Complexidade Gerencial código Requisito(s): Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, nas áreas de Ciências Humanas, Ciências Sociais, Ciências Contábeis ou Estatística, e registro no respectivo órgão de classe, se for o caso; experiência profissional superior a 5 (cinco) anos ou título de Mestrado ou de Doutorado Número de vagas: 11 (onze) Salário: R$ 6.100,00 (seis mil e cem reais) Carga horária: 40 (quarenta) horas semanais Taxa de inscrição: R$ 80,00 (oitenta reais) Atividade Técnica Especializada de Complexidade Gerencial, com ênfase em Tecnologia da Informação código Requisito(s): Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, na área de Informática, em Administração, Demografia, Engenharia ou Estatística, e registro no respectivo órgão de classe, se for o caso; experiência profissional superior a 5 (cinco) anos ou título de Mestrado ou de Doutorado Número de vagas: 3 (três) Salário: R$ 6.100,00 (seis mil e cem reais) Carga horária: 40 (quarenta) horas semanais Taxa de inscrição: R$ 80,00 (oitenta reais). 3. DAS VAGAS DESTINADAS AOS CANDIDATOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA 3.1. Do total de vagas destinadas a cada Atividade Técnica Especializada, 5% (cinco por cento) serão providas na forma do Decreto n , de 20 de dezembro de 1999, publicado no Diário Oficial da União de 21 de dezembro de 1999 e alterado pelo Decreto n , de 2 de dezembro de 2004, publicado no Diário Oficial da União de 3 de dezembro de Para concorrer às vagas destinadas aos candidatos portadores de deficiência, o candidato deverá, no ato de inscrição, declarar-se portador de deficiência e entregar laudo médico original ou cópia autenticada, emitido nos últimos 12 (doze) meses, atestando o nome da doença, a espécie e o grau ou o nível da deficiência, com expressa referência à classificação correspondente do Código Internacional de Doenças (CID 10), bem como à provável causa da deficiência, na forma do subitem 3.3 deste edital, e o requerimento constante do Anexo III deste edital O candidato portador de deficiência deverá entregar, durante o período de inscrições, das 10 (dez) horas às 17 (dezessete) horas, ininterrupto, pessoalmente ou por terceiro, o laudo médico (original ou cópia autenticada) a que se refere o subitem 3.2 deste edital e o requerimento constante do Anexo III devidamente preenchido e assinado, no local em que realizou a sua inscrição O candidato poderá, ainda, encaminhar, impreterivelmente até o dia 24 de abril de 2006, o referido laudo médico, via SEDEX, para a Fundação Universa Processo Seletivo Simplificado MDS, caixa postal 6149, CEP , Brasília/DF, desde que cumprida a formalidade de inscrição dentro dos prazos citados no item 5 deste edital O laudo médico (original ou cópia autenticada) não será devolvido e não serão fornecidas cópias desse laudo O candidato portador de deficiência poderá requerer, na forma do subitem deste edital e no ato de inscrição, tratamento diferenciado para o dia de aplicação das provas, indicando as condições de que necessita para a sua realização, conforme previsto no artigo 40, parágrafos 1. e 2., do Decreto n , de 20 de dezembro de 1999, publicado no Diário Oficial da União de 21 de dezembro de 1999 e alterado pelo Decreto n , de 2 de dezembro de 2004, publicado no Diário Oficial da União de 3 de dezembro de O candidato que, no ato de inscrição, declarar-se portador de deficiência, se aprovado e classificado no processo seletivo simplificado, terá seu nome publicado em lista à parte e, caso obtenha classificação necessária, figurará também na lista de classificação geral O candidato que se declarar portador de deficiência, caso aprovado e classificado no processo seletivo simplificado, será convocado para submeter-se à perícia médica promovida por uma junta médica do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, que verificará sua qualificação como portador de deficiência, o grau da deficiência e a capacidade para o exercício da respectiva Atividade Técnica Especializada O candidato mencionado no subitem 3.8 deste edital deverá comparecer à perícia médica munido de laudo médico original ou de cópia autenticada do laudo que ateste a espécie e o grau ou o nível de deficiência, com expressa referência à classificação correspondente do CID 10, conforme especificado no Decreto n , de 20 de dezembro de 1999, publicado no Diário Oficial da União de 21 de dezembro de 1999 e alterado pelo

3 Decreto n , de 2 de dezembro de 2004, publicado no Diário Oficial da União de 3 de dezembro de 2004, bem como à provável causa da deficiência A inobservância do disposto no subitem 3.2 deste edital ou a reprovação na perícia médica acarretará a perda do direito às vagas reservadas aos candidatos portadores de deficiência e, ainda, o não-atendimento às condições especiais necessárias, se solicitadas As vagas definidas no subitem 3.1 deste edital que não forem providas por falta de candidatos portadores de deficiência ou por reprovação no processo seletivo simplificado ou na perícia médica serão preenchidas pelos demais candidatos, observada a ordem geral de classificação dentro das respectivas Atividades Técnicas Especializadas. 4. DOS REQUISITOS BÁSICOS PARA CONTRATAÇÃO NAS ATIVIDADES TÉCNICAS ESPECIALIZADAS 4.1. Ter nacionalidade brasileira ou portuguesa e, em caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento de gozo de direitos políticos, nos termos do parágrafo 1., artigo 12, da Constituição da República Federativa do Brasil Estar em dia com as obrigações eleitorais Ter certificado de reservista ou de dispensa de incorporação, em caso de candidato do sexo masculino Possuir o(s) requisito(s) exigido(s) para o exercício da respectiva Atividade Técnica Especializada, constante(s) do item 2 e do Anexo I deste edital Ter idade mínima de 18 (dezoito) anos completos na data da contratação Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições correspondentes às respectivas Atividades Técnicas Especializadas Estar devidamente registrado no órgão profissional competente, quando for o caso, e inexistir incompatibilidade legal para o exercício da profissão, conforme o item 2 e o Anexo I deste edital Não ser servidor ou aposentado da Administração Direta ou Indireta da União, dos Estados, dos Municípios ou do Distrito Federal, nem empregado ou servidor de suas subsidiárias e controladas Não ter sido contratado nos últimos 24 (vinte e quatro) meses, nos termos da Lei n , de 9 de dezembro de 1993, publicada no Diário Oficial da União de 10 de dezembro de 1993, e suas alterações Não participar de gerência ou de administração de empresa privada ou de sociedade civil, salvo a participação nos conselhos de administração e fiscal de empresas ou de entidades em que a União detenha, direta ou indiretamente, participação do capital social, nem exercer o comércio, exceto na qualidade de acionista, cotista ou comanditário, nos termos do artigo 117, inciso X, da Lei n , de 11 de dezembro de Cumprir as determinações deste edital e ser aprovado no processo seletivo simplificado. 5. DAS INSCRIÇÕES NO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 5.1. As inscrições poderão ser efetuadas em posto de atendimento presencial ou via internet, conforme procedimentos especificados a seguir DA INSCRIÇÃO NOS POSTOS DE ATENDIMENTO PRESENCIAL PERÍODO: de 10 a 22 de abril de 2006 (exceto domingo e feriado) LOCAL: Central de Atendimento ao Candidato da Fundação Universa: L 2 Sul, quadra 609, módulo C, Asa Sul, Brasília/DF HORÁRIO: das 10 (dez) horas às 17 (dezessete) horas, ininterrupto Para efetuar a inscrição no posto, o candidato deverá: a) preencher e entregar o formulário de inscrição com os dados pessoais (nome, endereço, CEP, telefone(s) para contato, número de documento de identidade e número do CPF) e a indicação do código e do nome da Atividade Técnica Especializada a que irá concorrer; b) receber da Fundação Universa comprovante provisório de inscrição e o boleto de cobrança para pagamento na rede bancária; c) encaminhar-se a uma agência bancária munido do boleto de cobrança correspondente e efetuar o pagamento da taxa de inscrição até o dia 24 de abril de O pagamento da taxa de inscrição sem a devida entrega do formulário de inscrição no posto de atendimento presencial acarretará o indeferimento da inscrição do candidato A Fundação Universa enviará o comprovante definitivo de inscrição do candidato a partir do dia 10 de maio de O comprovante será enviado por via postal ou via correio eletrônico, de acordo com a opção do candidato no momento de preenchimento do formulário de inscrição O candidato também poderá obter o seu comprovante definitivo de inscrição no endereço eletrônico a partir do dia 10 de maio de O comprovante definitivo de inscrição terá

4 a informação do local e do horário de realização das provas objetivas e de entrega da documentação referente à avaliação de títulos e de experiência profissional, o que não desobriga o candidato do dever de observar o edital, que será publicado, de divulgação de locais e de horários de aplicação das respectivas provas DA INSCRIÇÃO VIA INTERNET Será admitida a inscrição via internet, no endereço eletrônico solicitada no período entre 12 (doze) horas do dia 10 de abril de 2006 e 20 (vinte) horas do dia 23 de abril de 2006, observado o horário oficial de Brasília/DF A Fundação Universa não se responsabilizará por solicitação de inscrição via internet não recebida por motivos de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação, congestionamento das linhas de comunicação, bem como outros fatores de ordem técnica que impossibilitem a transferência de dados O candidato que desejar realizar sua inscrição via internet poderá efetuar o pagamento da taxa de inscrição por meio de boleto bancário, pagável em toda a rede bancária O boleto bancário estará disponível no endereço eletrônico e deverá ser impresso para o pagamento da taxa de inscrição após a conclusão do preenchimento da ficha de solicitação de inscrição on-line O pagamento da taxa de inscrição por meio de boleto bancário deverá ser efetuado até o dia 24 de abril de As inscrições efetuadas via internet somente serão acatadas após a comprovação de pagamento da taxa de inscrição O comprovante definitivo de inscrição do candidato inscrito via internet estará disponível no endereço eletrônico a partir do dia 10 de maio de 2006, sendo de responsabilidade exclusiva do candidato a obtenção desse documento O candidato inscrito via internet não deverá enviar cópia de documento de identidade, sendo de sua exclusiva responsabilidade a correção e a veracidade dos dados cadastrais informados no ato de inscrição, sob as penas da lei Informações complementares acerca da inscrição via internet estarão disponíveis no endereço eletrônico DAS DISPOSIÇÕES GERAIS SOBRE A INSCRIÇÃO NO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Antes de efetuar a inscrição, o candidato deverá conhecer este edital e certificar-se de que preenche todos os requisitos exigidos Será admitida a inscrição por terceiros, mediante a entrega de procuração do interessado, acompanhada de cópia legível de documento de identidade do candidato. Não há necessidade de reconhecimento de firma na procuração. Esses documentos serão retidos no ato de inscrição O candidato inscrito por procuração assume total responsabilidade pelas informações prestadas por seu procurador, arcando com as conseqüências de eventuais erros de seu representante no preenchimento do formulário de inscrição e em sua entrega É vedada a inscrição condicional, fora do prazo de inscrições, via postal, via fax ou via correio eletrônico Para efetuar a inscrição, é imprescindível o número de Cadastro de Pessoa Física (CPF) do candidato O candidato que não possuir CPF deverá solicitá-lo nos postos credenciados, localizados em qualquer agência do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal e dos Correios, ou na Receita Federal, em tempo hábil, isto é, de forma que consiga obter o respectivo número antes do término do período de inscrição As informações prestadas no formulário de inscrição ou na solicitação de inscrição via internet serão de inteira responsabilidade do candidato, dispondo a Fundação Universa do direito de excluir do processo seletivo simplificado aquele que não preencher o formulário de forma completa, correta e legível O candidato deverá obrigatoriamente preencher de forma completa o campo referente a nome, endereço e telefone, bem como deverá informar o CEP correspondente à sua residência O valor referente ao pagamento da taxa de inscrição não será devolvido em hipótese alguma, salvo em caso de cancelamento do certame por conveniência da Administração Pública No caso do pagamento da taxa de inscrição ser efetuado com cheque bancário que, porventura, venha a ser devolvido, por qualquer motivo, a Fundação Universa reserva-se o direito de tomar as medidas legais cabíveis, inclusive a não-efetivação da inscrição Não haverá isenção total ou parcial da taxa de inscrição, à exceção dos casos previstos em lei É vedada a transferência para terceiros do valor pago da taxa de inscrição O comprovante de inscrição deverá ser mantido em poder do candidato e apresentado nos locais de realização das provas O candidato, portador de deficiência ou não, que necessitar de atendimento especial para a realização das provas deverá indicar, no formulário de inscrição ou na solicitação de inscrição via internet, os recursos

5 especiais necessários e, ainda, enviar, até o dia 24 de abril de 2006, impreterivelmente, via SEDEX, para a Fundação Universa Processo Seletivo Simplificado MDS, caixa postal 6149, CEP , Brasília/DF, laudo médico, original ou cópia, que justifique o atendimento especial solicitado. Após esse período, a solicitação será indeferida, salvo nos casos de força maior e nos que forem de interesse da Administração Pública O laudo médico referido no subitem deste edital poderá, ainda, ser entregue, até o dia 24 de abril de 2006, das 10 (dez) horas às 17 (dezessete) horas, pessoalmente ou por terceiro, na Central de Atendimento ao Candidato da Fundação Universa, localizada na L 2 Sul, quadra 609, módulo C, Asa Sul, Brasília/DF A candidata que tiver necessidade de amamentar durante a realização das provas deverá, ainda, levar um acompanhante, que ficará em sala reservada para essa finalidade e que será responsável pela guarda da criança. A candidata que não levar acompanhante não realizará as provas A solicitação de atendimento especial será atendida segundo os critérios de viabilidade e de razoabilidade O candidato deverá declarar, no formulário de inscrição ou na solicitação de inscrição via internet, que tem ciência e que aceita que, caso aprovado, deverá entregar, por ocasião da contratação, os documentos comprobatórios dos requisitos exigidos para a respectiva Atividade Técnica Especializada O candidato poderá efetuar inscrição para mais de uma Atividade Técnica Especializada. 6. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS SOBRE AS PROVAS 6.1. As provas do processo seletivo simplificado consistirão de exame de habilidades e de conhecimentos, mediante aplicação de provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, que abrangem os objetos de avaliação constantes do Anexo II deste edital, e de avaliação de títulos e de experiência profissional, de caráter classificatório Para a Atividade Técnica Especializada de Complexidade Intelectual e para a Atividade Técnica Especializada de Complexidade Intelectual, com ênfase em Tecnologia da Informação, as provas objetivas terão a duração de 4 (quatro) horas e serão aplicadas no dia 20 de maio de 2006, no turno da tarde Para a Atividade Técnica Especializada de Complexidade Gerencial e para a Atividade Técnica Especializada de Complexidade Gerencial, com ênfase em Tecnologia da Informação, as provas objetivas terão a duração de 4 (quatro) horas e serão aplicadas no dia 21 de maio de 2006, no turno da manhã Para a Atividade Técnica Especializada de Suporte, as provas objetivas terão a duração de 4 (quatro) horas e serão aplicadas no dia 21 de maio de 2006, no turno da tarde Os locais e os horários de aplicação das provas objetivas e de entrega da documentação referente à avaliação de títulos e de experiência profissional serão publicados no Diário Oficial da União, bem como divulgados na internet, no endereço eletrônico na data provável de 10 de maio de São de responsabilidade exclusiva do candidato a identificação correta de seu local de realização das provas e de entrega da documentação referente à avaliação de títulos e de experiência profissional, quando for o caso, e o comparecimento no horário determinado Não serão dadas, por telefone, fax ou correio eletrônico, informações a respeito de datas, de locais e de horários de aplicação de provas. O candidato deverá observar rigorosamente os editais e os comunicados a serem publicados O candidato deverá comparecer ao local designado para a realização das provas com antecedência mínima de 1 (uma) hora do horário fixado para o seu início, munido de caneta esferográfica de tinta preta ou azul, de comprovante de inscrição e de documento de identidade original Não será admitido ingresso de candidato no local de realização das provas após o horário fixado para o seu início O candidato que se retirar da sala de aplicação de provas não poderá retornar a ela, em hipótese alguma, exceto se sua saída for acompanhada, durante todo o tempo de ausência, de fiscal ou de membro da coordenação da Fundação Universa Serão considerados documentos de identidade: carteiras expedidas pelos Comandos Militares, pelas Secretarias de Segurança Pública, pelos Institutos de Identificação e pelos Corpos de Bombeiros Militares; carteiras expedidas pelos órgãos fiscalizadores de exercício profissional (ordens, conselhos, entre outros); passaporte brasileiro; certificado de reservista; carteiras funcionais do Ministério Público; carteiras funcionais expedidas por órgão público que, por lei federal, valham como identidade; carteira de trabalho; carteira nacional de habilitação (somente o modelo aprovado pelo artigo 159 da Lei n , de 23 de setembro de 1997, publicada no Diário Oficial da União de 24 de setembro de 1997).

6 Não serão aceitos como documentos de identidade: certidão de nascimento, CPF, título eleitoral, carteira nacional de habilitação (modelo antigo), carteira de estudante, carteira funcional sem valor de identidade nem documentos ilegíveis, não-identificáveis e(ou) danificados Não será aceita cópia de documento de identidade, ainda que autenticada, bem como protocolo de documento de identidade Caso o candidato esteja impossibilitado de apresentar, no dia de aplicação das provas, documento de identidade original, por motivo de perda, furto ou roubo, deverá ser apresentado documento que ateste o registro da ocorrência em órgão policial, expedido há, no máximo, 30 (trinta) dias, ocasião em que será submetido à identificação especial, que compreenderá coleta de dados, de assinaturas e de impressão digital em formulário próprio A identificação especial será exigida, também, ao candidato cujo documento de identificação apresente dúvidas relativas à fisionomia e(ou) à assinatura do portador Por ocasião da realização das provas, o candidato que não apresentar documento de identidade original, na forma definida no subitem 6.11 deste edital, não poderá fazer as provas e será automaticamente eliminado do processo seletivo simplificado Não serão aplicadas provas, em hipótese alguma, em local, em data ou em horário diferentes dos predeterminados em edital ou em comunicado Não será permitida, durante a realização das provas, a comunicação entre os candidatos nem a utilização de máquinas calculadoras e(ou) similares, livros, anotações, réguas de cálculo, impressos ou qualquer outro material de consulta No dia de realização das provas, não será permitido ao candidato permanecer com armas ou aparelhos eletrônicos (bip, telefone celular, relógio do tipo data bank, walkman, agenda eletrônica, notebook, palmtop, receptor, gravador, entre outros). Caso o candidato leve alguma arma e(ou) algum aparelho eletrônico, estes deverão ser recolhidos pelas pessoas encarregadas da fiscalização das provas. O descumprimento do disposto neste subitem implicará a eliminação do candidato, constituindo tentativa de fraude A Fundação Universa não se responsabilizará por perdas ou extravios de objetos ou de equipamentos eletrônicos ocorridos durante a aplicação das provas, nem por danos a eles causados Não haverá segunda chamada para a aplicação das provas, em hipótese alguma. O não-comparecimento a quaisquer das provas implicará a eliminação automática do candidato O candidato somente poderá retirar-se definitivamente da sala de aplicação das provas após 1 (uma) hora de seu início. Nessa ocasião, o candidato não levará, em hipótese alguma, o caderno de provas O candidato somente poderá retirar-se do local de aplicação das provas levando o caderno de provas no decurso dos últimos 30 (trinta) minutos anteriores ao término do tempo destinado à realização das provas A inobservância dos subitens 6.19 e 6.20 deste edital acarretará a não-correção das provas e, conseqüentemente, a eliminação do candidato do processo seletivo simplificado Terá suas provas anuladas e será automaticamente eliminado do processo seletivo simplificado o candidato que, durante a aplicação de qualquer uma das provas: a) utilizar ou tentar utilizar meios fraudulentos e(ou) ilegais para obter vantagens para si e(ou) para terceiros, em qualquer etapa do processo seletivo simplificado; b) for surpreendido dando e(ou) recebendo auxílio para a execução de quaisquer das provas; c) utilizar-se de livro, dicionário, notas e(ou) impressos não autorizados e(ou) que se comunicar com outro candidato; d) for surpreendido portando máquina fotográfica, telefone celular, gravador, bip, receptor, pager, notebook, walkman, agenda eletrônica, palmtop, régua de cálculo, máquina de calcular e(ou) equipamento similar; e) faltar com o devido respeito para com qualquer membro da equipe de aplicação das provas, as autoridades presentes e(ou) os candidatos; f) fizer anotação de informações relativas às suas respostas no comprovante de inscrição e(ou) em qualquer outro meio, que não os permitidos; g) recusar-se a entregar o material das provas ao término do tempo destinado à sua realização; h) afastar-se da sala, a qualquer tempo, sem o acompanhamento de fiscal ou de membro da coordenação da Fundação Universa; i) ausentar-se da sala, a qualquer tempo, portando a folha de respostas; j) descumprir as instruções contidas no caderno de provas e(ou) na folha de respostas; k) perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos, incorrendo em comportamento indevido; l) descumprir este edital e(ou) outros que vierem a ser publicados Se, a qualquer tempo, for constatado, por meio eletrônico, estatístico, visual, grafológico e(ou) por meio de investigação policial, ter o candidato utilizado de processo ilícito, suas provas serão anuladas e ele será automaticamente eliminado do processo seletivo simplificado.

7 6.24. Não haverá, por qualquer motivo, prorrogação do tempo previsto para a aplicação das provas em razão do afastamento de candidato da sala de provas No dia de aplicação das provas, não serão fornecidas, por nenhum membro da equipe de aplicação das provas e(ou) pelas autoridades presentes, informações referentes ao conteúdo das provas e(ou) aos critérios de avaliação e de classificação. 7. DAS PROVAS OBJETIVAS 7.1. Para todas as Atividades Técnicas Especializadas, será aplicado exame de habilidades e de conhecimentos, mediante realização de provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, abrangendo as áreas de conhecimento constantes deste item e o conteúdo programático constante do Anexo II deste edital Para todas as Atividades Técnicas Especializadas, à exceção da Atividade Técnica Especializada de Complexidade Intelectual, com ênfase em Tecnologia da Informação e da Atividade Técnica Especializada de Complexidade Gerencial, com ênfase em Tecnologia da Informação, as provas objetivas serão compostas da seguinte forma: Prova objetiva de conhecimentos básicos (Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Microinformática, Raciocínio Lógico e Conhecimentos Gerais): 30 (trinta) questões; peso 1,5 (um vírgula cinco); pontuação máxima: 45,00 (quarenta e cinco) pontos Prova objetiva de conhecimentos específicos: 30 (trinta) questões; peso 1,5 (um vírgula cinco); pontuação máxima: 45,00 (quarenta e cinco) pontos Para a Atividade Técnica Especializada de Complexidade Intelectual, com ênfase em Tecnologia da Informação e para a Atividade Técnica Especializada de Complexidade Gerencial, com ênfase em Tecnologia da Informação, as provas objetivas serão compostas da seguinte forma: Prova objetiva de conhecimentos básicos (Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Raciocínio Lógico e Conhecimentos Gerais): 30 (trinta) questões; peso 1,5 (um vírgula cinco); pontuação máxima: 45,00 (quarenta e cinco) pontos Prova objetiva de conhecimentos específicos: 30 (trinta) questões; peso 1,5 (um vírgula cinco); pontuação máxima: 45,00 (quarenta e cinco) pontos Serão realizadas provas objetivas com questões de múltipla escolha, com 5 (cinco) alternativas em cada questão, para escolha de 1 (uma) única resposta correta, e pontuação total variando entre o mínimo de 0,00 (zero) ponto e o máximo de 90,00 (noventa) pontos, de acordo com o número de questões e os pesos definidos nos subitens 7.2 e 7.3 deste edital O candidato deverá transcrever as respostas das provas objetivas para a folha de respostas, que será o único documento válido para a correção das provas. O preenchimento da folha de respostas será de inteira responsabilidade do candidato, que deverá proceder em conformidade com as instruções específicas contidas neste edital e na folha de respostas. Em hipótese alguma haverá substituição da folha de respostas por erro do candidato Serão de inteira responsabilidade do candidato os prejuízos advindos do preenchimento indevido da folha de respostas. Serão consideradas marcações indevidas as que estiverem em desacordo com este edital e(ou) com a folha de respostas, tais como: marcação rasurada ou emendada, campo de marcação não-preenchido integralmente e(ou) mais de uma marcação por questão O candidato não deverá amassar, molhar, dobrar, rasgar ou, de qualquer modo, danificar a sua folha de respostas, sob pena de arcar com os prejuízos advindos da impossibilidade de realização da leitura óptica Não será permitido que as marcações na folha de respostas sejam feitas por outras pessoas, salvo em caso de candidato portador de deficiência, se a deficiência impossibilitar a marcação pelo próprio candidato, e de candidato que solicitou atendimento especial, observado o disposto no subitem deste edital. Nesse caso, o candidato será acompanhado por um fiscal da Fundação Universa devidamente treinado DOS OBJETOS DE AVALIAÇÃO (HABILIDADES E CONHECIMENTOS) HABILIDADES: As questões das provas objetivas poderão avaliar habilidades que vão além do mero conhecimento memorizado, abrangendo compreensão, aplicação, análise, síntese e avaliação, valorizando a capacidade de raciocínio e envolvendo situações relacionadas às sínteses das atribuições de cada Atividade Técnica Especializada, constantes do Anexo I deste edital Cada questão das provas objetivas poderá contemplar mais de uma habilidade e mais de um conhecimento relativo à respectiva área de conhecimento CONHECIMENTOS: Nas provas objetivas, serão avaliados, além das habilidades, conhecimentos, conforme especificação do Anexo II deste edital. 8. DA AVALIAÇÃO DE TÍTULOS E DE EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

8 8.1. A avaliação de títulos e de experiência profissional, de caráter classificatório, valerá no máximo 10,00 (dez) pontos, ainda que a soma dos valores dos títulos e dos comprovantes apresentados seja superior a este valor Serão avaliados os títulos e os comprovantes de experiência profissional dos candidatos a todas as Atividades Técnicas Especializadas Somente serão aceitos os títulos e a experiência profissional a seguir relacionados, observados os limites de pontuação. Os títulos e os comprovantes deverão ser expedidos até a data de sua entrega Para os candidatos à Atividade Técnica Especializada de Suporte: ITEM DE AVALIAÇÃO: Dupla Graduação TÍTULO: Diplomas, devidamente registrados, de conclusão de mais de um curso de graduação de nível superior, fornecidos por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação PONTUAÇÃO POR ITEM: 0,50 (zero vírgula cinqüenta) ponto PONTUAÇÃO MÁXIMA: 0,50 (zero vírgula cinqüenta) ponto ITEM DE AVALIAÇÃO: Especialização TÍTULO: Certificado de curso de pós-graduação em nível de especialização lato sensu, com carga horária mínima de 360 (trezentas e sessenta) horas PONTUAÇÃO POR ITEM: 0,50 (zero vírgula cinqüenta) ponto PONTUAÇÃO MÁXIMA: 0,50 (zero vírgula cinqüenta) ponto ITEM DE AVALIAÇÃO: Experiência profissional EXPERIÊNCIA: Ano completo de efetivo exercício em atividades técnico-administrativas PONTUAÇÃO POR ITEM: 1,50 (um vírgula cinqüenta) ponto por ano completo de efetivo exercício PONTUAÇÃO MÁXIMA: 9,00 (nove) pontos Para os candidatos à Atividade Técnica Especializada de Complexidade Intelectual e à Atividade Técnica Especializada de Complexidade Intelectual, com ênfase em Tecnologia da Informação: ITEM DE AVALIAÇÃO: Doutorado TÍTULO: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de Doutorado, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação PONTUAÇÃO POR ITEM: 2,00 (dois) pontos PONTUAÇÃO MÁXIMA: 2,00 (dois) pontos ITEM DE AVALIAÇÃO: Mestrado TÍTULO: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de Mestrado, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação PONTUAÇÃO POR ITEM: 1,00 (um) ponto PONTUAÇÃO MÁXIMA: 1,00 (um) ponto ITEM DE AVALIAÇÃO: Especialização TÍTULO: Certificado de curso de pós-graduação em nível de especialização lato sensu, com carga horária mínima de 360 (trezentas e sessenta) horas PONTUAÇÃO POR ITEM: 0,50 (zero vírgula cinqüenta) ponto PONTUAÇÃO MÁXIMA: 0,50 (zero vírgula cinqüenta) ponto ITEM DE AVALIAÇÃO: Dupla graduação TÍTULO: Diplomas, devidamente registrados, de conclusão de mais de um curso de graduação de nível superior, fornecidos por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação PONTUAÇÃO POR ITEM: 0,50 (zero vírgula cinqüenta) ponto PONTUAÇÃO MÁXIMA: 0,50 (zero vírgula cinqüenta) ponto ITEM DE AVALIAÇÃO: Experiência profissional EXPERIÊNCIA: Anos completos de efetivo exercício em: atividades vinculadas ao planejamento, ao monitoramento, à avaliação e à execução de políticas públicas; ou elaboração de termos de referência para contratação de consultorias e prestação de serviços; ou gestão de projetos junto a organismos internacionais; ou administração geral e financeira; e(ou) desenvolvimento de sistemas informatizados, compreendendo análise de sistemas e regras de negócios PONTUAÇÃO POR ITEM: 1,50 (um vírgula cinqüenta) ponto por 3 (três) anos completos de efetivo exercício e, a partir do quarto ano, 0,50 (zero vírgula cinqüenta) ponto por ano completo adicional PONTUAÇÃO MÁXIMA: 3,00 (três) pontos ITEM DE AVALIAÇÃO: Experiência profissional específica EXPERIÊNCIA: Ano completo de efetivo exercício em projetos de cooperação técnica junto a organismos internacionais PONTUAÇÃO POR ITEM: 0,50 (zero vírgula cinqüenta) ponto por ano completo.

9 PONTUAÇÃO MÁXIMA: 3,00 (três) pontos Para os candidatos à Atividade Técnica Especializada de Complexidade Gerencial e à Atividade Técnica Especializada de Complexidade Gerencial, com ênfase em Tecnologia da Informação: ITEM DE AVALIAÇÃO: Doutorado TÍTULO: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de Doutorado, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação PONTUAÇÃO POR ITEM: 2,00 (dois) pontos PONTUAÇÃO MÁXIMA: 2,00 (dois) pontos ITEM DE AVALIAÇÃO: Mestrado TÍTULO: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de Mestrado, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação PONTUAÇÃO POR ITEM: 1,00 (um) ponto PONTUAÇÃO MÁXIMA: 1,00 (um) ponto ITEM DE AVALIAÇÃO: Especialização TÍTULO: Certificado de curso de pós-graduação em nível de especialização lato sensu, com carga horária mínima de 360 (trezentas e sessenta) horas PONTUAÇÃO POR ITEM: 0,50 (zero vírgula cinqüenta) ponto PONTUAÇÃO MÁXIMA: 0,50 (zero vírgula cinqüenta) ponto ITEM DE AVALIAÇÃO: Dupla graduação TÍTULO: Diplomas, devidamente registrados, de conclusão de mais de um curso de graduação de nível superior, fornecidos por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação PONTUAÇÃO POR ITEM: 0,50 (zero vírgula cinqüenta) ponto PONTUAÇÃO MÁXIMA: 0,50 (zero vírgula cinqüenta) ponto ITEM DE AVALIAÇÃO: Experiência profissional EXPERIÊNCIA: Anos completos de efetivo exercício em: gestão de equipes técnicas, gestão de projetos, planejamento, acompanhamento de ações e realização de licitações e de contratações com base na legislação brasileira e em regras de organismos internacionais; e(ou) gerência de projetos de desenvolvimento de sistemas, compreendendo análise de processos e regras de negócios PONTUAÇÃO POR ITEM: 1,50 (um vírgula cinqüenta) ponto por 5 (cinco) anos completos de efetivo exercício e, a partir do sexto ano, 0,50 (zero vírgula cinqüenta) ponto por ano completo adicional PONTUAÇÃO MÁXIMA: 3,00 (três) pontos ITEM DE AVALIAÇÃO: Experiência profissional específica EXPERIÊNCIA: Ano completo de efetivo exercício em projetos de cooperação técnica junto a organismos internacionais PONTUAÇÃO POR ITEM: 0,50 (zero vírgula cinqüenta) ponto por ano completo PONTUAÇÃO MÁXIMA: 3,00 (três) pontos Os títulos e os comprovantes serão, obrigatoriamente, entregues no dia de realização das provas objetivas, até 1 (uma) hora após o término do período destinado a realização das provas, em local e em horário a serem especificados no edital de divulgação dos locais e dos horários de aplicação das provas objetivas. Receberá nota 0,00 (zero) na avaliação de títulos e de experiência profissional o candidato que não entregar os títulos e os comprovantes na forma, no prazo e no local determinados Não serão aceitos títulos nem comprovantes encaminhados via postal, via fax e(ou) via correio eletrônico, tampouco entregues por procurador No ato de entrega de títulos e de comprovantes, o candidato deverá preencher e assinar o formulário a ser fornecido pela Fundação Universa, no qual indicará os títulos e os comprovantes apresentados. Juntamente com esse formulário o candidato deverá apresentar 1 (uma) cópia, autenticada em cartório, de cada título e de cada comprovante declarado. As cópias apresentadas não serão devolvidas em hipótese alguma, tampouco serão recebidos documentos originais A Fundação Universa disponibilizará, também, o formulário citado no subitem 8.6 deste edital no endereço eletrônico Não serão consideradas, para efeito de pontuação, as cópias não-autenticadas em cartório Todo documento expedido em língua estrangeira somente será considerado quando traduzido para a língua portuguesa por tradutor juramentado Cada título e cada comprovante será considerado 1 (uma) única vez Os pontos que excederem o valor máximo estabelecido para cada título e para cada experiência, bem como os que excederem os 10,00 (dez) pontos fixados no subitem 8.1 deste edital, serão desconsiderados Para comprovação de conclusão de curso de pós-graduação em nível de mestrado e(ou) de doutorado, bem como de curso de graduação, somente será aceito o diploma, devidamente registrado, expedido por

10 instituição reconhecida pelo Ministério da Educação. Diplomas expedidos no exterior somente serão considerados quando revalidados por instituição de ensino superior no Brasil. Outros comprovantes de conclusão de curso ou de disciplina não serão aceitos Para comprovação de conclusão de curso de pós-graduação em nível de especialização lato sensu, deverá ser apresentado certificado, devidamente registrado, expedido por instituição oficial ou reconhecida. Não serão aceitas declarações ou atestados de conclusão de curso ou das respectivas disciplinas Somente serão aceitos certificados de cursos de especialização lato sensu nos quais constem todos os dados necessários à sua perfeita avaliação, inclusive a carga horária do curso A comprovação de experiência profissional será feita da forma descrita a seguir: a) mediante apresentação de cópia de Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) acrescida de declaração do órgão ou da empresa, ou, no caso de servidor público, de certidão de tempo de serviço, ambas emitidas pelo setor de pessoal ou equivalente; b) mediante apresentação de contrato de prestação de serviços, devidamente firmado entre as partes, ou de Recibo de Pagamento a Autônomo (RPA) acrescido de declaração, emitida pela organização tomadora de serviços, que informe detalhadamente o período, o serviço realizado quando autônomo e a qualificação da organização tomadora dos serviços; c) para comprovação de experiência profissional no exterior, mediante apresentação de cópia de declaração do órgão ou da empresa ou, no caso de servidor público, de certidão de tempo de serviço. Esses documentos somente serão considerados quando traduzidos para a língua portuguesa por tradutor juramentado A comprovação de experiência profissional deverá ser acompanhada de declaração do empregador em que constem claramente a descrição do serviço e o nível de atuação como profissional Todo documento apresentado para fins de comprovação de experiência profissional deverá ser emitido pelo setor de pessoal competente e conter o período de início e de término do trabalho realizado Não será computado como experiência profissional o tempo de serviço prestado simultaneamente a serviço cujo tempo já tenha sido computado Constatada, em qualquer tempo, irregularidade e(ou) ilegalidade na obtenção de títulos e(ou) de comprovantes apresentados, o candidato terá anulada a pontuação e, comprovada a culpa do mesmo, este será excluído do processo seletivo. 9. DOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E DE CLASSIFICAÇÃO 9.1. Todos os candidatos terão suas provas objetivas corrigidas por meio de processamento eletrônico, a partir das marcações feitas pelos candidatos na folha de respostas A nota de cada candidato em cada prova objetiva será obtida pela multiplicação da quantidade de questões acertadas pelo candidato, conforme o gabarito oficial definitivo, pelo peso da prova Será reprovado nas provas objetivas e eliminado do processo seletivo simplificado o candidato que se enquadrar em pelo menos 1 (uma) das situações previstas a seguir: a) acertar menos de 9 (nove) questões na prova de conhecimentos básicos; b) acertar menos de 12 (doze) questões na prova de conhecimentos específicos; c) acertar menos de 30 (trinta) questões no conjunto das provas objetivas O candidato eliminado na forma do subitem 9.3 deste edital não terá classificação alguma no processo seletivo simplificado Os candidatos não-eliminados na forma do subitem 9.3 deste edital serão ordenados por Atividade Técnica Especializada, de acordo com os valores decrescentes da nota final nas provas objetivas, que será a soma das notas obtidas na prova objetiva de conhecimentos básicos e na prova objetiva de conhecimentos específicos Com base na lista organizada na forma do subitem 9.5 deste edital, serão avaliados os títulos e os comprovantes de experiência profissional dos candidatos aprovados nas provas objetivas e classificados em até 3 (três) vezes o número de vagas definidas para cada Atividade Técnica Especializada, conforme o item 2 e o Anexo I deste edital, observada a reserva de vagas para candidatos portadores de deficiência e respeitados os empates na última posição Os candidatos que não tiverem seus títulos e seus comprovantes de experiência profissional avaliados na forma do subitem 9.6 deste edital estarão, automaticamente, eliminados e não terão classificação alguma no processo seletivo simplificado Todos os cálculos citados neste edital serão considerados até a segunda casa decimal, arredondando-se o número para cima, se o algarismo da terceira casa decimal for igual ou superior a 5 (cinco). 10. DA NOTA FINAL NO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO A nota final no processo seletivo simplificado será igual à soma da nota obtida nas provas objetivas e da nota obtida na avaliação de títulos e de experiência profissional.

11 10.3. Os candidatos serão ordenados por Atividade Técnica Especializada, de acordo com os valores decrescentes da nota final no processo seletivo simplificado. 11. DOS CRITÉRIOS DE DESEMPATE Em caso de empate na nota final do processo seletivo, terá preferência o candidato que obtiver maior nota no conjunto de questões relacionadas à prova de conhecimentos específicos Persistindo o empate, terá preferência o candidato mais idoso. 13. DOS RECURSOS Os gabaritos oficiais preliminares das provas objetivas serão afixados no mural de avisos da Fundação Universa e divulgados na internet, no endereço eletrônico no primeiro dia útil seguinte ao da aplicação das provas objetivas O candidato que desejar interpor recurso contra os gabaritos oficiais preliminares das provas objetivas e o resultado preliminar da avaliação de títulos e de experiência profissional disporá de 2 (dois) dias úteis para fazê-lo, a contar do dia subseqüente ao da divulgação dos gabaritos oficiais preliminares e do edital de resultado preliminar da avaliação de títulos e de experiência profissional, conforme os modelos correspondentes de formulários, que serão disponibilizados no momento de divulgação dos gabaritos oficiais preliminares e do edital de resultado preliminar da avaliação de títulos e de experiência profissional O recurso poderá ser entregue pessoalmente ou por terceiros, no horário das 10 (dez) horas às 17 (dezessete) horas, ininterrupto, na Central de Atendimento ao Candidato da Fundação Universa, localizada na L 2 Sul, quadra 609, módulo C, Asa Sul, Brasília/DF Não será aceito recurso por via postal, via fax, via internet e(ou) via correio eletrônico O candidato deverá entregar 2 (dois) conjuntos idênticos de recursos (original e uma cópia), sendo que cada conjunto deverá ter todos os recursos e apenas uma capa Cada conjunto de recursos deverá ser apresentado com as seguintes especificações: a) folhas separadas para questões diferentes; b) em cada folha, indicação do número da questão, da resposta marcada pelo candidato e da resposta divulgada pela Fundação Universa; c) para cada questão, argumentação lógica e consistente; d) capa única constando: nome e número do processo seletivo simplificado; nome, assinatura e número de inscrição do candidato; código da Atividade Técnica Especializada a que está concorrendo; endereço e telefone(s) para contato; e) sem identificação do candidato no corpo do recurso; f) recurso datilografado ou digitado em formulário próprio, de acordo com o modelo a ser disponibilizado na internet em data a ser informada no momento de divulgação dos gabaritos oficiais preliminares e do edital de resultado preliminar da avaliação de títulos e de experiência profissional, sob pena de serem preliminarmente indeferidos O candidato deverá ser claro, consistente e objetivo em seu pleito. Recursos inconsistentes, em formulário diferente do exigido e(ou) fora das especificações estabelecidas neste edital e em outros editais serão indeferidos Se do exame de recursos resultar anulação de questão(ões), a pontuação correspondente a essa(s) questão(ões) será atribuída a todos os candidatos, independentemente de terem recorrido. Se houver alteração do gabarito oficial preliminar, por força de impugnações, as provas serão corrigidas de acordo com os gabaritos oficiais definitivos. Em hipótese alguma, o quantitativo de questões das provas objetivas sofrerá alterações Para cada etapa de recurso, o candidato deverá utilizar modelo de formulário específico disponibilizado para essa finalidade Em nenhuma hipótese será aceito pedido de revisão de recurso, tampouco recurso de recurso Recurso cujo teor desrespeite a banca examinadora será preliminarmente indeferido A banca examinadora constitui última instância para recurso, sendo soberana em suas decisões, razão pela qual não caberão recursos adicionais. 14. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS A inscrição do candidato implicará a aceitação das normas para o processo seletivo simplificado contidas nos comunicados, neste edital e em outros a serem publicados O candidato poderá obter informações referentes ao processo seletivo simplificado, exceto quanto ao subitem 6.5 deste edital, na Central de Atendimento ao Candidato da Fundação Universa, localizada na L 2 Sul, quadra 609, módulo C, Asa Sul, Brasília/DF, por meio do telefone (61) ou via internet, no endereço eletrônico

12 14.3. O candidato que desejar relatar à Fundação Universa fatos ocorridos durante a realização do processo seletivo simplificado deverá fazê-lo na Central de Atendimento ao Candidato da Fundação Universa, localizada no endereço citado no subitem 14.2 deste edital, por meio de correspondência endereçada à caixa postal 6149, CEP , Brasília/DF, ou, ainda, por meio de mensagem enviada para o endereço eletrônico O requerimento administrativo que, por erro do candidato, não for corretamente encaminhado à Fundação Universa, poderá não ser conhecido pela mesma É de inteira responsabilidade do candidato acompanhar a publicação de todos os atos, editais e comunicados referentes a este processo seletivo simplificado no Diário Oficial da União, no mural de avisos da Fundação Universa e na internet, no endereço eletrônico A aprovação e a classificação final no processo seletivo simplificado geram para o candidato apenas a expectativa de direito à contratação. Durante o período de validade do processo seletivo simplificado, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome reserva-se o direito de proceder às contratações em número que atenda ao interesse e às necessidades do serviço, de acordo com a disponibilidade orçamentária e até o número de vagas existente, observada rigorosamente a ordem de classificação dos candidatos aprovados O período de contratação dos candidatos aprovados e classificados no processo seletivo será de até 4 (quatro) anos, improrrogáveis, e ficará condicionado à vigência dos respectivos projetos O candidato classificado dentro do número de vagas especificado neste edital será convocado, pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, para contratação, por meio de correspondência direta, obrigando-se a declarar, por escrito, seu aceite ou sua recusa para a atividade proposta para a contratação O não-pronunciamento do candidato no prazo de 5 (cinco) dias úteis, a contar da data do recebimento da correspondência emitida pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, resultará na exclusão do candidato do processo seletivo simplificado O candidato classificado no presente processo seletivo simplificado, quando convocado para se manifestar acerca de sua contratação, deverá apresentar-se munido dos comprovantes exigidos neste edital. Nesta ocasião, será encaminhado à avaliação médica pré-admissional e, logo após atestada a aptidão, para a imediata assinatura do contrato de trabalho. A inobservância do disposto neste subitem implicará a eliminação automática do candidato A avaliação médica pré-admissional mencionada no subitem 14.9 deste edital é de caráter eliminatório O prazo de validade do presente processo seletivo simplificado será de 1 (um) ano, contado a partir da data de homologação do resultado final do processo seletivo, podendo ser prorrogado 1 (uma) única vez, por igual período O resultado final do processo seletivo simplificado será homologado pela Secretária Executiva do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, publicado no Diário Oficial da União, afixado no mural de avisos da Fundação Universa e divulgado na internet, no endereço eletrônico O candidato deverá manter atualizado seu endereço e seu telefone na Fundação Universa, enquanto estiver participando do processo seletivo simplificado, e no Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, se aprovado no processo seletivo simplificado e enquanto este estiver dentro do prazo de validade. Serão de exclusiva responsabilidade do candidato os prejuízos advindos da não-atualização de seus dados Acarretará a eliminação sumária do candidato do processo seletivo, sem prejuízo das sanções penais cabíveis, a burla ou a tentativa de burla a quaisquer das normas estipuladas neste edital Os casos omissos serão resolvidos pela Fundação Universa em conjunto com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Legislação com entrada em vigor após a data de publicação deste edital, bem como alterações em dispositivos legais e normativos a ele posteriores, não será objeto de avaliação nas provas do processo seletivo simplificado Quaisquer alterações nas regras estabelecidas neste edital somente poderão ser feitas por meio de outro edital. Márcia Helena Carvalho Lopes Secretária Executiva

13 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO POR TEMPO DETERMINADO EDITAL N o 1 DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 1/2006 MDS, DE 4 DE ABRIL DE 2006 EDITAL NORMATIVO ANEXO I DAS ATIVIDADES TÉCNICAS ESPECIALIZADAS, DOS REQUISITOS ACADÊMICOS E PROFISSIONAIS PARA CONTRATAÇÃO NAS ATIVIDADES TÉCNICAS ESPECIALIZADAS, DAS SÍNTESES DAS ATRIBUIÇÕES E DOS NÚMEROS DE VAGAS 1. Atividade Técnica Especializada de Suporte código Requisito(s): Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, e registro no respectivo órgão de classe, se for o caso Síntese das atribuições: Apoio a atividades de execução de projetos, compreendendo tramitação e arquivo de documentação técnica, redação de textos e correspondências, elaboração de planilhas e operacionalização de sistemas de acompanhamento dos projetos Número de vagas: 24 (vinte e quatro). 2. Atividade Técnica Especializada de Complexidade Intelectual código Requisito(s): Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, nas áreas de Ciências Humanas, Ciências Sociais, Ciências Contábeis ou Estatística, e registro no respectivo órgão de classe, se for o caso; experiência profissional superior a 3 (três) anos ou qualificação diferenciada, como pós-graduação lato sensu, Mestrado ou Doutorado Síntese das atribuições: Execução de atividades de planejamento na área de políticas públicas e na área social, compreendendo gestão de projetos em parceria com organismos internacionais, planejamento, implementação, monitoramento e avaliação de políticas sociais, elaboração e análise de informações socioeconômicas e estatísticas, organização do serviço e demonstrações orçamentárias, físicas e financeiras dos projetos Número de vagas: 18 (dezoito). 3. Atividade Técnica Especializada de Complexidade Intelectual, com ênfase em Tecnologia da Informação código Requisito(s): Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, na área de Informática, em Administração, Demografia, Engenharia ou Estatística, e registro no respectivo órgão de classe, se for o caso; experiência profissional superior a 3 (três) anos ou qualificação diferenciada, como pós-graduação lato sensu, Mestrado ou Doutorado Síntese das atribuições: Análise e desenvolvimento de projetos de sistemas utilizando UML, gerência de requisitos com caso de uso e linguagens orientadas a objeto, em ambiente WEB, plataforma aberta, com elevada taxa de transações simultâneas, utilização de banco de dados (relacional e dimensional) com grande volume de registros e exigência de alta disponibilidade Número de vagas: 4 (quatro). 4. Atividade Técnica Especializada de Complexidade Gerencial código Requisito(s): Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, nas áreas de Ciências Humanas, Ciências Sociais, Ciências Contábeis ou Estatística, e registro no respectivo órgão de classe, se for o caso; experiência profissional superior a 5 (cinco) anos ou título de Mestrado ou de Doutorado Síntese das atribuições: Coordenação de atividades técnicas relacionadas à gestão de projetos, liderança de equipes, gestão técnica e financeira de projetos, planejamento, acompanhamento de ações, avaliação de resultados, revisões substantivas nos documentos de projeto, elaboração de orçamentos e demonstrativos financeiros, relatórios de progresso, supervisão à realização de licitações e de contratações e outras ações administrativas, com base na legislação brasileira e em regras de organismos internacionais Número de vagas: 11 (onze). 5. Atividade Técnica Especializada de Complexidade Gerencial, com ênfase em Tecnologia da Informação código Requisito(s): Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, na área de Informática, em Administração, Demografia, Engenharia ou Estatística, e registro no respectivo órgão de classe, se for o caso; experiência profissional superior a 5 (cinco) anos ou título de Mestrado ou de Doutorado.

14 5.2. Síntese das atribuições: Coordenação e suporte técnico a atividades relacionadas à gestão de projetos e ao desenvolvimento de sistemas orientados a objeto na área de TI, compreendendo análise de processos, definição de regras de negócio, construção de sistemas em ambiente WEB com elevada taxa de transações simultâneas, utilização de banco de dados (relacional e dimensional) com grande volume de registros e exigência de alta disponibilidade, interoperabilidade com sistemas de outras instituições públicas, utilização de plataforma aberta para sistema operacional e rotinas com processamento em lote, modelagem, construção e manutenção de ambientes de datawarehouse. Análise de viabilidade de projetos, gerência de custos e elaboração de propostas de metodologias de gerência de projetos e desenvolvimento de sistemas Número de vagas: 3 (três).

15 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO POR TEMPO DETERMINADO EDITAL N o 1 DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 1/2006 MDS, DE 4 DE ABRIL DE 2006 EDITAL NORMATIVO ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 1. CONHECIMENTOS BÁSICOS (PARA TODAS AS ATIVIDADES TÉCNICAS ESPECIALIZADAS, À EXCEÇÃO DA ATIVIDADE TÉCNICA ESPECIALIZADA DE COMPLEXIDADE INTELECUTAL, COM ÊNFASE EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CÓDIGO E DA ATIVIDADE TÉCNICA ESPECIALIZADA DE COMPLEXIDADE GERENCIAL, COM ÊNFASE EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CÓDIGO 301.1) 1.1. LÍNGUA PORTUGUESA: 1. Compreensão, interpretação e reescrita de textos e de fragmentos de textos, com domínio das relações morfossintáticas, semânticas, discursivas e argumentativas. 2. Tipologia textual. 3. Coesão e coerência. 4. Ortografia oficial. 5. Acentuação gráfica. 6. Pontuação. 7. Formação, classe e emprego de palavras. 8. Significação de palavras. 9. Coordenação e subordinação. 10. Concordância nominal e verbal. 11. Regência nominal e verbal. 12. Emprego do sinal indicativo de crase. 13. Redação de correspondências oficiais LÍNGUA INGLESA: 1. Compreensão de texto escrito em língua inglesa. 2. Itens gramaticais relevantes para a compreensão dos conteúdos semânticos MICROINFORMÁTICA: 1. Sistema Operacional Windows XP. 2. Microsoft Word Microsoft Excel Microsoft PowerPoint Conceitos, serviços e tecnologias relacionados a internet e a correio eletrônico. 6. Internet Explorer 6 e Outlook Express Noções relativas a softwares livres. 8. Noções de hardware e de software para o ambiente de microinformática RACIOCÍNIO LÓGICO: 1. Compreensão de estruturas lógicas. 2. Lógica de argumentação: analogias, inferências, deduções e conclusões. 3. Diagramas lógicos. 4. Fundamentos de matemática. 5. Princípios de contagem e probabilidade. 6. Arranjos e permutações. 7. Combinações CONHECIMENTOS GERAIS: 1. Domínio de tópicos atuais e relevantes de diversas áreas, tais como: desenvolvimento sustentável, ecologia, tecnologia, energia, política, economia, sociedade, relações internacionais, educação, segurança e artes e literatura e suas vinculações históricas. 2. Organismos internacionais que atuam no Brasil. 2. CONHECIMENTOS BÁSICOS (PARA A ATIVIDADE TÉCNICA ESPECIALIZADA DE COMPLEXIDADE INTELECUTAL, COM ÊNFASE EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CÓDIGO E A ATIVIDADE TÉCNICA ESPECIALIZADA DE COMPLEXIDADE GERENCIAL, COM ÊNFASE EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CÓDIGO 301.1) 2.1. LÍNGUA PORTUGUESA: 1. Compreensão, interpretação e reescrita de textos e de fragmentos de textos, com domínio das relações morfossintáticas, semânticas, discursivas e argumentativas. 2. Tipologia textual. 3. Coesão e coerência. 4. Ortografia oficial. 5. Acentuação gráfica. 6. Pontuação. 7. Formação, classe e emprego de palavras. 8. Significação de palavras. 9. Coordenação e subordinação. 10. Concordância nominal e verbal. 11. Regência nominal e verbal. 12. Emprego do sinal indicativo de crase. 13. Redação de correspondências oficiais LÍNGUA INGLESA: 1. Compreensão de texto escrito em língua inglesa. 2. Itens gramaticais relevantes para a compreensão dos conteúdos semânticos RACIOCÍNIO LÓGICO: 1. Compreensão de estruturas lógicas. 2. Lógica de argumentação: analogias, inferências, deduções e conclusões. 3. Diagramas lógicos. 4. Fundamentos de matemática. 5. Princípios de contagem e probabilidade. 6. Arranjos e permutações. 7. Combinações CONHECIMENTOS GERAIS: 1. Domínio de tópicos atuais e relevantes de diversas áreas, tais como: desenvolvimento sustentável, ecologia, tecnologia, energia, política, economia, sociedade, relações internacionais, educação, segurança e artes e literatura e suas vinculações históricas. 2. Organismos internacionais que atuam no Brasil. 3. CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 3.1. ATIVIDADES TÉCNICAS ESPECIALIZADAS DE SUPORTE CÓDIGO 101: 1. Direito Administrativo Ato Administrativo Controle da Administração Pública Contrato Administrativo Agentes Administrativos Poderes da Administração Princípios da Administração Pública Serviços Públicos Lei n , de 1993, e respectivas atualizações Noções da Lei de Permissões e Concessões Lei das Parcerias Público-Privadas. 2. Direito Constitucional Constituição Federal Princípios Fundamentais Direitos e Garantias Fundamentais Organização do Estado Organização dos Poderes. 3. Decreto n , de 22 de julho de 2004, publicado no Diário Oficial da União de 23 de julho de Manual de Convergência de Normas Licitatórias do Programa das Nações Unidas

16 para o Desenvolvimento (PNUD): 5. Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS): Lei n , de 7 de dezembro de Norma Operacional Básica do Sistema Único da Assistência Social (NOB SUAS). 7. Noções de arquivo. 8. Redação oficial ATIVIDADES TÉCNICAS ESPECIALIZADAS DE COMPLEXIDADE INTELECTUAL CÓDIGO 201: 1. Direito Administrativo Ato Administrativo Controle da Administração Pública Contrato Administrativo Agentes Administrativos Poderes da Administração Princípios da Administração Pública Serviços Públicos Lei n , de 1993, e respectivas atualizações Noções da Lei de Permissões e Concessões Lei das Parcerias Público-Privadas. 2. Direito Constitucional Constituição Federal Princípios Fundamentais Direitos e Garantias Fundamentais Organização do Estado Organização dos Poderes. 3. Decreto n , de 22 de julho de 2004, publicado no Diário Oficial da União de 23 de julho de Manual de Convergência de Normas Licitatórias do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD): 5. Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS): Lei n , de 7 de dezembro de Norma Operacional Básica do Sistema Único da Assistência Social (NOB SUAS). 7. Estatuto da Criança e do Adolescente: Lei n , de 13 de julho de 1990, publicada no Diário Oficial da União de 16 de julho de Estatuto do Idoso: Lei n , de 1. de outubro de 2003, publicada no Diário Oficial da União de 3 de outubro de Renda Básica de Cidadania: Lei n , de 8 de janeiro de 2004, publicada no Diário Oficial da União de 9 de janeiro de Programa Bolsa Família: Lei n , de 9 de janeiro de 2004, publicada no Diário Oficial da União de 12 de janeiro de Planejamento estratégico. 12. Elaboração e análise de projetos. 13. Noções de matemática financeira. 14. Noções de contabilidade básica ATIVIDADES TÉCNICAS ESPECIALIZADAS DE COMPLEXIDADE INTELECTUAL, COM ÊNFASE EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CÓDIGO 201.1: 1. Análise e projeto orientado a objetos com notação UML (conceitos gerais, diagrama de casos de uso, diagrama de classes/objetos; diagrama de estados; diagrama de colaboração/comunicação; diagrama de seqüência, diagrama de atividades; diagrama de componentes; diagrama de implementação). 2. Projeto de interfaces, Padrões de Projetos (design patterns), Uso/conceitos de ferramentas de suporte à análise e projetos orientados a objetos. 3. Modelos de ciclo de vida (cascata, prototipação, modelo evolutivo, modelo incremental, modelo espiral, modelo orientado a reuso). Processo de desenvolvimento de software unificado - Unified Process. 4. Princípios de Engenharia de Software, Processos de Software - engenharia de sistemas e da informação, Gerenciamento de projetos de software (planejamento, monitoração e controle de projetos, análise de pontos de função, gerência de requisitos, gerência de configuração e mudanças), Engenharia de requisitos, Projeto (design). 5. Conceitos de Sistemas de Computação, Redes de Computadores, Comunicação de Dados e Segurança. 6. Noções Arquitetura Distribuída: Principais conceitos e componentes, Arquitetura Cliente/Servidor em 2, 3 e N camadas, Internet, Intranet, Extranet. 7. Níveis da Arquitetura de banco de dados, Bancos de dados relacionais, utilitários e dimensionais, Modelagem de Dados - Modelo entidade-relacionamento, Mapeamento do modelo entidade-relacionamento para o modelo objeto relacional, SQL (ANSI) - Conceitos gerais, Principais instruções de manipulação de dados, Noções de Procedures, Functions, Triggers, Restrição, Integridade, segurança em Banco de Dados. 8. Processo de Testes de Software (Conceitos, Fases, Técnicas e Automação de Testes). Técnicas de Revisão de Software (Inspeção, Walkthrough, Pair Programming). Planejamento, controle e garantia da qualidade. 9. Lógica - Lógica formal. Algoritmos e estrutura de dados - Noções de complexidade de algoritmo, Estruturas seqüenciais, condicionais e de repetição, Programação orientada a objetos (conceitos de orientação por objetos, herança, polimorfismo, propriedades, objetos, classes, interfaces, métodos, encapsulamento, sobrecarga). 10. Uso da linguagem Java, Desenvolvimento J2EE - Especificação J2EE, Conceito de servidor de aplicação, Container web, EJB e Hibernate, Padrões de projeto, Padrão MVC de Projeto. 11. Noções de SHELL Linux. 12. Ambiente de banco de dados Oracle e PostGreSQL: Conceitos básicos; Planejamento, implementação, diagnóstico e solução de problemas; Instalação e configuração de contas de usuários, balanceamento, Backup e restauração; Linguagem PL/SQL. 13. Ambiente de banco de dados PostGreSQL: Conceitos básicos; Planejamento, implementação, diagnóstico e solução de problemas; Instalação e configuração de contas de usuários, Backup e restauração; Interoperabilidade PostGreSQL e Oracle. 14. Conceitos de BI e Datawarehouse; Sistemas de Informações Gerenciais: BD Relacionais x BD Multidimensionais; Conceitos de OLTP, OLAP, MOLAP, ROLAP; Definições: Fatos, Dimensões; Modelagem Multidimensional; Conceitos de Datawarehouse ATIVIDADES TÉCNICAS ESPECIALIZADAS DE COMPLEXIDADE GERENCIAL CÓDIGO 301: 1. Direito Administrativo Ato Administrativo Controle da Administração Pública Contrato Administrativo Agentes Administrativos Poderes da Administração Princípios da Administração Pública Serviços Públicos Lei n , de 1993, e respectivas atualizações Noções da Lei de Permissões e Concessões Lei das Parcerias Público-Privadas. 2. Direito Constitucional Constituição Federal Princípios Fundamentais Direitos e Garantias Fundamentais Organização do

17 Estado Organização dos Poderes. 3. Decreto n , de 22 de julho de 2004, publicado no Diário Oficial da União de 23 de julho de Manual de Convergência de Normas Licitatórias do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD): 5. Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS): Lei n , de 7 de dezembro de Norma Operacional Básica do Sistema Único da Assistência Social (NOB SUAS). 7. Estatuto da Criança e do Adolescente: Lei n , de 13 de julho de 1990, publicada no Diário Oficial da União de 16 de julho de Estatuto do Idoso: Lei n , de 1. de outubro de 2003, publicada no Diário Oficial da União de 3 de outubro de Renda Básica de Cidadania: Lei n , de 8 de janeiro de 2004, publicada no Diário Oficial da União de 9 de janeiro de Programa Bolsa Família: Lei n , de 9 de janeiro de 2004, publicada no Diário Oficial da União de 12 de janeiro de Gestão de projetos. 12. Gestão de processos. 13. Gestão de pessoas. 14. Planejamento estratégico. 15. Noções de matemática financeira. 16. Noções de contabilidade básica ATIVIDADES TÉCNICAS ESPECIALIZADAS DE COMPLEXIDADE GERENCIAL, COM ÊNFASE EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CÓDIGO 301.1: 1. Projeto (Caracterização de projetos, diferença entre projetos e processos, caracterização de Gerência de Projetos, estruturas organizacionais relacionadas ao ambiente do projeto (funcional, matricial e por projetos), habilidades dos gerentes de projetos, contexto da gerência de projetos Processos e Ciclo de Vida dos Projetos (Iniciação, Planejamento, Execução, Controle, Encerramento) Gerência da Integração (Elaboração do Plano do Projeto, Controle Geral de Mudanças) Gerência do Escopo (Planejamento do Escopo, Construção da Work Breakdown Structure (WBS), Definição do Escopo, Verificação do Escopo, Controle de Mudanças) Gerência do Tempo, Diagramas de Rede e técnicas de análise (CPM, PERT, GERT), Características das ferramentas de gerenciamento de projetos (MS Project) Gerência dos Custos ( Planejamento de Recursos, Estimativa de custos do projeto, Definição do Orçamento, Controle dos Custos, Técnicas de Estimativas de Custos) Gerência das Comunicações (Planejamento da Estratégia de Comunicação, Elaboração da matriz de comunicação, Distribuição de Informações, Relatório de Performance, Análise do Valor Agregado (Earned Value), Fechamento Administrativo) Gerência de Aquisições (Análise de Propostas, Seleção de Fornecedores, Administração de Contratos, Encerramento de Contratos) Análise e projeto orientado a objetos com notação UML (conceitos gerais, diagrama de casos de uso, diagrama de classes/objetos; diagrama de estados; diagrama de colaboração/comunicação; diagrama de seqüência, diagrama de atividades; diagrama de componentes; diagrama de implementação) Projeto de interfaces, Padrões de Projetos (design patterns), Uso/conceitos de ferramentas de suporte à análise e projetos orientados a objetos Modelos de ciclo de vida (cascata, prototipação, modelo evolutivo, modelo incremental, modelo espiral, modelo orientado a reuso). Processo de desenvolvimento de software unificado - Unified Process Princípios de Engenharia de Software, Processos de Software - engenharia de sistemas e da informação, Gerenciamento de projetos de software (planejamento, monitoração e controle de projetos, análise de pontos de função, gerência de requisitos, gerência de configuração e mudanças), Engenharia de requisitos, Projeto (design) Conceitos de Sistemas de Computação, Redes de Computadores, Comunicação de Dados e Segurança Noções Arquitetura Distribuída: Principais conceitos e componentes, Arquitetura Cliente/Servidor em 2, 3 e N camadas, Internet, Intranet, Extranet Níveis da Arquitetura de banco de dados, Bancos de dados relacionais, utilitários e dimensionais, Modelagem de Dados - Modelo entidade-relacionamento, Mapeamento do modelo entidaderelacionamento para o modelo objeto relacional, SQL (ANSI) - Conceitos gerais, Principais instruções de manipulação de dados, Noções de Procedures, Functions, Triggers, Restrição, Integridade, segurança em Banco de Dados Processo de Testes de Software (Conceitos, Fases, Técnicas e Automação de Testes). Técnicas de Revisão de Software (Inspeção, Walkthrough, Pair Programming). Planejamento, controle e garantia da qualidade Lógica - Lógica formal. Algoritmos e estrutura de dados - Noções de complexidade de algoritmo, Estruturas seqüenciais, condicionais e de repetição, Programação orientada a objetos (conceitos de orientação por objetos, herança, polimorfismo, propriedades, objetos, classes, interfaces, métodos, encapsulamento, sobrecarga) Uso da linguagem Java, Desenvolvimento J2EE - Especificação J2EE, Conceito de servidor de aplicação, Container web, EJB e Hibernate, Padrões de projeto, Padrão MVC de Projeto Noções de SHELL Linux Ambiente de banco de dados Oracle e PostGreSQL: Conceitos básicos; Planejamento, implementação, diagnóstico e solução de problemas; Instalação e configuração de contas de usuários, balanceamento, Backup e restauração; Linguagem PL/SQL Ambiente de banco de dados PostGreSQL: Conceitos básicos; Planejamento, implementação, diagnóstico e solução de problemas; Instalação e configuração de contas de usuários, Backup e restauração; Interoperabilidade PostGreSQL e Oracle Conceitos de BI e Datawarehouse; Sistemas de Informações Gerenciais: BD Relacionais x BD Multidimensionais; Conceitos de OLTP, OLAP, MOLAP, ROLAP; Definições: Fatos, Dimensões; Modelagem Multidimensional; Conceitos de Datawarehouse.

18

19 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO POR TEMPO DETERMINADO EDITAL N o 1 DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 1/2006 MDS, DE 4 DE ABRIL DE 2006 EDITAL NORMATIVO ANEXO III MODELO DE REQUERIMENTO PARA CANDIDATO PORTADOR DE DEFICIÊNCIA OU QUE TEM NECESSIDADES ESPECIAIS REQUERIMENTO DE VAGA COMO PORTADOR DE DEFICIÊNCIA O(A) candidato(a), CPF nº, candidato(a) à Atividade Técnica Especializada de, do processo seletivo simplificado para contratação por tempo determinado do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, regido pelo Edital n. 1 do Processo Seletivo Simplificado 1/2006 MDS, de 4 de abril de 2006, vem requerer vaga especial como PORTADOR DE DEFICIÊNCIA. Nessa ocasião, o referido candidato apresentou LAUDO MÉDICO com a respectiva Classificação Internacional de Doenças (CID 10), no qual constam os seguintes dados: Tipo de deficiência de que é portador:. Código correspondente da (CID 10):. Nome do médico responsável pelo laudo:. OBSERVAÇÃO: Não serão considerados como deficiência os distúrbios de acuidade visual passíveis de correção simples, tais como miopia, astigmatismo, estrabismo e congêneres. REQUERIMENTO DE PROVA ESPECIAL E(OU) DE TRATAMENTO ESPECIAL Marque com um X no quadrado correspondente caso necessite, ou não, de prova especial e(ou) de tratamento especial. NÃO HÁ NECESSIDADE DE PROVA ESPECIAL E(OU) DE TRATAMENTO ESPECIAL. HÁ NECESSIDADE DE PROVA E(OU) DE TRATAMENTO ESPECIAL (No quadro a seguir, selecionar o tipo de prova e(ou) o tratamento especial necessário(s)). 1. Necessidades físicas: ( ) sala para amamentação (candidata que tiver necessidade de amamentar seu bebê) ( ) sala térrea (dificuldade para locomoção) ( ) sala individual (candidato com doença contagiosa/outras) ( ) maca ( ) mesa para cadeira de rodas ( ) apoio para perna 1.1. Mesa e cadeiras separadas ( ) gravidez de risco ( ) obesidade ( ) limitações físicas 1.2. Auxílio para preenchimento dificuldade/ impossibilidade de escrever) ( ) da folha de respostas das provas objetivas 2. Necessidades visuais (cego ou pessoa com baixa visão) ( ) auxílio na leitura da prova (ledor) ( ) prova em braille e ledor ( ) prova ampliada (fonte entre 14 e 16) ( ) prova superampliada (fonte 28) 3. Necessidades auditivas (perda total ou parcial da audição) ( ) intérprete de LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) ( ) leitura labial

20 1.3. Auxílio para leitura (ledor) ( ) dislexia ( ) tetraplegia Brasília/DF, de de Assinatura do(a) candidato(a)

DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE PORTO NACIONAL - IESPEN CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS DE PESSOAL ADMINISTRATIVO EDITAL N o 1 DO CONCURSO PÚBLICO 1/2006 IESPEN, DE 29 DE MAIO DE 2006 EDITAL

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO SELEÇÃO / 2012 RESIDÊNCIA MÉDICA EM CIRURGIA GERAL HOSPITAL SANTA ROSA HOSPITAL SANTA HELENA

MANUAL DO CANDIDATO SELEÇÃO / 2012 RESIDÊNCIA MÉDICA EM CIRURGIA GERAL HOSPITAL SANTA ROSA HOSPITAL SANTA HELENA MANUAL DO CANDIDATO SELEÇÃO / 2012 RESIDÊNCIA MÉDICA EM CIRURGIA GERAL HOSPITAL SANTA ROSA HOSPITAL SANTA HELENA Página - 1 - de 7 CENTRO DE ESTUDOS DR.CERVANTES CAPOROSSI COREME DO HOSPITAL SANTA ROSA

Leia mais

PREFEITURA DE CARUARU CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº. 002/2006 - PMC

PREFEITURA DE CARUARU CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº. 002/2006 - PMC PREFEITURA DE CARUARU CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº. 002/2006 - PMC A Prefeitura Municipal de Caruaru/PE divulga a realização do CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS para o provimento dos cargos de Professor

Leia mais

ESTADO DO PARÁ MUNICÍPIO DE JACAREACANGA PREFEITURA MUNICIPAL DE JACAREACANGA CONCURSO PÚBLICO - Edital N.º 001/2012

ESTADO DO PARÁ MUNICÍPIO DE JACAREACANGA PREFEITURA MUNICIPAL DE JACAREACANGA CONCURSO PÚBLICO - Edital N.º 001/2012 ESTADO DO PARÁ MUNICÍPIO DE JACAREACANGA PREFEITURA MUNICIPAL DE JACAREACANGA CONCURSO PÚBLICO - Edital N.º 001/2012 O Prefeito Municipal de Jacareacanga, no uso de suas atribuições, torna pública a realização

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 3/2012 EBSERH/HU UFPI EDITAL Nº 1, DE 31 DE DEZEMBRO DE 2012 NORMATIVO

CONCURSO PÚBLICO 3/2012 EBSERH/HU UFPI EDITAL Nº 1, DE 31 DE DEZEMBRO DE 2012 NORMATIVO FCACL Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí Concurso Público 3/2012 EBSERH/HU UFPI CONCURSO PÚBLICO 3/2012 EBSERH/HU UFPI EDITAL Nº 1, DE 31

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE FONOAUDIOLOGIA 5ª REGIÃO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 1/2012

CONSELHO REGIONAL DE FONOAUDIOLOGIA 5ª REGIÃO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 1/2012 CONSELHO REGIONAL DE FONOAUDIOLOGIA 5ª REGIÃO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 1/2012 Na presente data de 25 de abril de 2012, a Presidente do Conselho Regional de Fonoaudiologia - 5ª Região (CREFONO5),

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DOS ESTADOS DE RONDÔNIA E ACRE -CRF-RO/AC

CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DOS ESTADOS DE RONDÔNIA E ACRE -CRF-RO/AC Edital nº02/2008 DO PROCESSO SELETIVO 02/2008 CRF/RO-AC DE 07 DE NOVEMBRO DE 2008 ABERTURA. A Presidente do Conselho Regional de Farmácia dos Estados de Rondônia e Acre, no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE TÉCNICOS DE NÍVEIS INTERMEDIÁRIO E SUPERIOR EDITAL MDA N.º 001/2013 O SECRETÁRIO EXECUTIVO DO MINISTÉRIO

Leia mais

Edital Nº 003/ 2015 I - DO PROCESSO SELETIVO E DO CURSO

Edital Nº 003/ 2015 I - DO PROCESSO SELETIVO E DO CURSO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA DE ENFERMAGEM DE NATAL DA UFRN PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO TÉCNICO EM PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES EM SAÚDE Edital Nº 003/ 2015 A Escola

Leia mais

Publicado no Diário Oficial do Distrito Federal Seção III Página 47 quinta-feira, 4 de junho de 2009

Publicado no Diário Oficial do Distrito Federal Seção III Página 47 quinta-feira, 4 de junho de 2009 Publicado no Diário Oficial do Distrito Federal Seção III Página 47 quinta-feira, 4 de junho de 2009 SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS DA CARREIRA

Leia mais

1 DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1 DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES EDITAL N.º 1/2004 ANVISA, DE 25 DE AGOSTO DE 2004 AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA ANVISA CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR O Diretor-Presidente da Agência Nacional

Leia mais

PÁGINA 56 Diário Oficial do Distrito Federal Nº 182 quinta-feira, 6 de setembro de 2012

PÁGINA 56 Diário Oficial do Distrito Federal Nº 182 quinta-feira, 6 de setembro de 2012 PÁGINA 56 Diário Oficial do Distrito Federal Nº 182 quinta-feira, 6 de setembro de 2012 EDITAL NORMATIVO Nº 36, DE 06 DE SETEMBRO DE 2012 CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADAS-

Leia mais

Estado de Goiás Secretaria de Ciência e Tecnologia Superintendência de Educação Superior e Profissional. Edital nº 001 /2009

Estado de Goiás Secretaria de Ciência e Tecnologia Superintendência de Educação Superior e Profissional. Edital nº 001 /2009 Estado de Goiás Secretaria de Ciência e Tecnologia Superintendência de Educação Superior e Profissional Edital nº 001 /2009 Processo Seletivo para Ingresso nos Cursos Técnico de Nível Médio em Agronegócios

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE PROVAS

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE PROVAS EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE PROVAS No uso das atribuições legais, e mediantes as condições estipuladas nos Editais e Comunicados oficiais publicados no site www.selecao.uneb.br/dpe2012, CONVOCA os Candidatos

Leia mais

EDITAL Nº 1/2012 SEDUC/AM

EDITAL Nº 1/2012 SEDUC/AM GOVERNO DO ESTADO DO AMAZOANS SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO (SEDUC) AVALIAÇÃO PARA PROGRESSÃO HORIZONTAL DOS PROFESSORES DA REDE ESTADUAL DE ENSINO DO AMAZONAS EDITAL Nº 1/2012 SEDUC/AM A SECRETARIA

Leia mais

Especialidade Nº de vagas Pré-requisito Duração do Estágio. * Programa de estágio reconhecido pela AMIB Associação de Medicina Intensiva Brasileira.

Especialidade Nº de vagas Pré-requisito Duração do Estágio. * Programa de estágio reconhecido pela AMIB Associação de Medicina Intensiva Brasileira. A Divisão de Ensino do Hospital Ana Costa S. A. realizará Processo Público de Seleção de candidatos para Estágio Médico, para o ano de 2013, nas seguintes áreas: Especialidade Nº de vagas Pré-requisito

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO - UFMT CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE RONDONÓPOLIS - CUR INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS - ICEN

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO - UFMT CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE RONDONÓPOLIS - CUR INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS - ICEN UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO - UFMT CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE RONDONÓPOLIS - CUR INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS - ICEN EDITAL DE SELEÇÃO 2016 PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL EM SAÚDE

Leia mais

O SECRETÁRIO DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DO DISTRITO FEDERAL

O SECRETÁRIO DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DO DISTRITO FEDERAL GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DO DISTRITO FEDERAL CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO RESERVA PARA O CARGO DE AUDITOR DE CONTROLE

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), por meio da Comissão Permanente do Vestibular

Leia mais

EDITAL 01/2015 CONCURSO PARA PROGRAMA DE APRIMORAMENTO EM MEDICINA VETERINÁRIA

EDITAL 01/2015 CONCURSO PARA PROGRAMA DE APRIMORAMENTO EM MEDICINA VETERINÁRIA UNIÃO METROPOLITANA PARA O DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO E CULTURA FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E DA SAÚDE CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA PROGRAMA DE APRIMORAMENTO EM MEDICINA VETERINÁRIA EDITAL 01/2015

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ONOFRE LOPES RESIDÊNCIA MÉDICA 2016 E D I T A L SEGUNDA CHAMADA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ONOFRE LOPES RESIDÊNCIA MÉDICA 2016 E D I T A L SEGUNDA CHAMADA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ONOFRE LOPES RESIDÊNCIA MÉDICA 2016 E D I T A L SEGUNDA CHAMADA A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) por meio do Hospital

Leia mais

PROCESSO SELETIVO INTERNO PARA AGENTE II EDITAL DRH Nº 28/2013

PROCESSO SELETIVO INTERNO PARA AGENTE II EDITAL DRH Nº 28/2013 - Prodin DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS - DRH PROCESSO SELETIVO INTERNO PARA AGENTE II EDITAL DRH Nº 28/2013 A PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS divulga e estabelece normas específicas para a

Leia mais

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RAIMUNDO SÁ IESRSA PROCESSO SELETIVO 2014.2 - IESRSA

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RAIMUNDO SÁ IESRSA PROCESSO SELETIVO 2014.2 - IESRSA ISTITUTO E EUCAÇÃO SUPERIOR RAIMUO SÁ IESRSA PROCESSO SELETIVO 2014.2 - IESRSA EITAL º 05/ 2014 - IESRSA O iretor Geral da Faculdade R. Sá, situada na BR 316, km 302,5, Bairro Altamira, CEP.: 64600-000,

Leia mais

EDITAL Nº 1 DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 1/2012 EBSERH/HU-UFPI - NORMATIVO

EDITAL Nº 1 DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 1/2012 EBSERH/HU-UFPI - NORMATIVO FCACL Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí Processo Seletivo Simplificado EDITAL Nº 1 DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 1/2012 EBSERH/HU-UFPI

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2º SEMESTRE 2016

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2º SEMESTRE 2016 EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2º SEMESTRE 2016 A Profa. Ms. Lizika Goldchleger, Gerente Executiva da Faculdade Cultura Inglesa, no uso de suas atribuições legais, FAZ SABER que o Processo Seletivo para o

Leia mais

1 DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1 DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. PETROBRAS PROCESSO SELETIVO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL MÉDIO EDITAL N.º 1 PETROBRAS/PSP/UN-BC-1/2003, DE 6 DE NOVEMBRO DE 2003 PETRÓLEO BRASILEIRO S.A.

Leia mais

autenticada) e a cópia simples do CPF referidos na alínea b do subitem 3.2 via SEDEX ou carta registrada com aviso de recebimento, postado

autenticada) e a cópia simples do CPF referidos na alínea b do subitem 3.2 via SEDEX ou carta registrada com aviso de recebimento, postado MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR EDITAL N.º 1 MDIC, DE 17 DE JULHO DE 2008 CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NO CARGO DE ANALISTA DE COMÉRCIO EXTERIOR O SECRETÁRIO-EXECUTIVO

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL - Prodin DIVISÃO DE RECURSOS HUMANOS - DRH EDITAL DRH Nº 45/2014

PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL - Prodin DIVISÃO DE RECURSOS HUMANOS - DRH EDITAL DRH Nº 45/2014 - Prodin DIVISÃO DE RECURSOS HUMANOS - DRH EDITAL DRH Nº 45/2014 PROCESSO SELETIVO EXTERNO - Técnico I - Técnico Instrutor I - Técnico Tradutor e Interprete de Libras A PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA

Leia mais

Edital de Processo Seletivo Simplificado nº. 002/2013

Edital de Processo Seletivo Simplificado nº. 002/2013 1 ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Edital de Processo Seletivo Simplificado nº. 002/2013 José Carlos A. Amaral, Prefeito de Três Passos em exercício, no uso de suas atribuições legais, torna público a abertura

Leia mais

MINISTÉRIO DA CULTURA PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PROVIMENTO DE VAGAS DESTINADAS À CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EDITAL Nº 001/2012

MINISTÉRIO DA CULTURA PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PROVIMENTO DE VAGAS DESTINADAS À CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EDITAL Nº 001/2012 MINISTÉRIO DA CULTURA PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PROVIMENTO DE VAGAS DESTINADAS À CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EDITAL Nº 001/2012 A SECRETÁRIA EXECUTIVA DO MINISTÉRIO DA CULTURA no uso de suas atribuições

Leia mais

A SECRETÁRIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO

A SECRETÁRIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO EDITAL Nº 007/SEED - PROFESSOR, DE 14 DE MARÇO DE 2012 CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO-RESERVA PARA O CARGO

Leia mais

Diário Oficial do Distrito Federal

Diário Oficial do Distrito Federal Nº 215, quinta-feira, 11 de novembro de 2010 Diário Oficial do Distrito Federal PÁGINA 49 Caput, artigo 26, da Lei n.º 8.666, de 21 de junho de 1993, e determino a sua publicação no Diário Oficial do Distrito

Leia mais

REGULAMENTO PARA REVALIDAÇÃO DE DIPLOMA ESTRANGEIRO DE BACHAREL EM NUTRIÇÃO

REGULAMENTO PARA REVALIDAÇÃO DE DIPLOMA ESTRANGEIRO DE BACHAREL EM NUTRIÇÃO REGULAMENTO PARA REVALIDAÇÃO DE DIPLOMA ESTRANGEIRO DE BACHAREL EM NUTRIÇÃO A Comissão de Graduação em Nutrição (COMGRAD-NUT) da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, no uso

Leia mais

Portaria MEC 2.235 de 19/12/1997 DOU: 22/12/1997 Resolução CNE/CES n o 1, de 8 de junho de 2007 EDITAL 01/2015 - FACULDADE FUCAPI PÓS-GRADUAÇÃO

Portaria MEC 2.235 de 19/12/1997 DOU: 22/12/1997 Resolução CNE/CES n o 1, de 8 de junho de 2007 EDITAL 01/2015 - FACULDADE FUCAPI PÓS-GRADUAÇÃO A Faculdade FUCAPI, representada pelo seu Programa de Pós-Graduação, faz conhecer aos interessados que, no período de 09 a 20 de março de 2015, estarão abertas as inscrições para o Curso de Especialização

Leia mais

b) ter, no mínimo, dezoito anos completos; c) gozar dos direitos políticos, nos termos dos artigos 14 a 16 da Constituição Federal; d) ter aptidão

b) ter, no mínimo, dezoito anos completos; c) gozar dos direitos políticos, nos termos dos artigos 14 a 16 da Constituição Federal; d) ter aptidão GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO SEAD FUNDAÇÃO CARLOS GOMES - FCG CONCURSO PÚBLICO C-166 PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR, MÉDIO E FUNDAMENTAL EDITAL

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL - PRODIN DIVISÃO DE RECURSOS HUMANOS - DRH

PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL - PRODIN DIVISÃO DE RECURSOS HUMANOS - DRH - PRODIN DIVISÃO DE RECURSOS HUMANOS - DRH PROCESSO SELETIVO INTERNO PARA AUXILIAR II / AUXILIAR DE TRANSPORTE II/ MOTOBOY EDITAL DRH Nº 17/2014 A PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS divulga e estabelece

Leia mais

LIGA NORTE-RIO-GRANDENSE CONTRA O CÂNCER HOSPITAL DR LUIZ ANTÔNIO HOSPITAL PROF. LUIZ SOARES CECAN CENTRO AVANÇADO DE ONCOLOGIA

LIGA NORTE-RIO-GRANDENSE CONTRA O CÂNCER HOSPITAL DR LUIZ ANTÔNIO HOSPITAL PROF. LUIZ SOARES CECAN CENTRO AVANÇADO DE ONCOLOGIA LIGA NORTE-RIO-GRANDENSE CONTRA O CÂNCER HOSPITAL DR LUIZ ANTÔNIO HOSPITAL PROF. LUIZ SOARES CECAN CENTRO AVANÇADO DE ONCOLOGIA RESIDÊNCIA MÉDICA 2013.1 CREDENCIADA PELA COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA

Leia mais

1.4 DA TAXA DE INSCRIÇÃO:

1.4 DA TAXA DE INSCRIÇÃO: UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA (UnB) CENTRO DE SELEÇÃO E DE PROMOÇÃO DE EVENTOS (CESPE) PROGRAMA DE AVALIAÇÃO SERIADA (PAS) SUBPROGRAMA 2010 (TRIÊNIO 2010/2012) EDITAL Nº 8 PAS/UnB Subprograma 2010, DE 15 DE

Leia mais

Edital publicado no Diário Oficial do Distrito Federal nº 159, de 6 de agosto de 2014, Seção 3, páginas 51 a 57

Edital publicado no Diário Oficial do Distrito Federal nº 159, de 6 de agosto de 2014, Seção 3, páginas 51 a 57 GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DO DISTRITO FEDERAL CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO RESERVA PARA O CARGO DE PEDAGOGO-ORIENTADOR

Leia mais

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N o 2/2012 - NORMATIVO

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N o 2/2012 - NORMATIVO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N o 2/2012 - NORMATIVO A Indústria de Material Bélico do Brasil IMBEL, Empresa Pública Federal, vinculada ao Ministério da Defesa por intermédio do Comando do Exército, faz saber

Leia mais

Pré-requisito: Residência Médica em

Pré-requisito: Residência Médica em MINISTÉRIO DA DEFESA SECRETARIA-GERAL SECRETARIA DE PESSOAL, ENSINO, SAÚDE E DESPORTO HOSPITAL DAS FORÇAS ARMADAS VICE-DIREÇÃO DE ENSINO DIVISÃO DE ENSINO E PESQUISA COMISSÃO DE RESIDÊNCIA MÉDICA PROCESSO

Leia mais

1.4. Cada candidato poderá concorrer a apenas uma das vagas ofertadas neste Edital e deverá usar o próprio CPF para inscrição.

1.4. Cada candidato poderá concorrer a apenas uma das vagas ofertadas neste Edital e deverá usar o próprio CPF para inscrição. UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ COORDENADORIA DE CONCURSOS CCV Edital Nº 03/2014/CCV Regulamenta o Teste de Nível das Casas de Cultura Estrangeira, para o período 2014.2. A Presidente da Coordenadoria de

Leia mais

Art. 6º Não serão aceitas inscrições por e-mail, via postal, telefone, FAX ou por qualquer outro meio não especificado neste Edital.

Art. 6º Não serão aceitas inscrições por e-mail, via postal, telefone, FAX ou por qualquer outro meio não especificado neste Edital. FUNDAÇÃO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DE BARUERI Edital Nº 01/ 2015 Processo Seletivo 2016 Ingressantes para o Curso Superior de Redes de Computadores. A Superintendência da FUNDAÇÃO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DE

Leia mais

EDITAL Nº 1, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2004.

EDITAL Nº 1, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2004. EDITAL Nº 1, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2004. A Diretora-Geral do Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (CESPE) da Universidade de Brasília (UnB), nos termos do Contrato 025/2004, celebrado entre o Superior

Leia mais

1. Objeto: 2. Objetivo:

1. Objeto: 2. Objetivo: 1 EDITAL PARA SELEÇÃO DE TUTORES LOCAIS PARA OS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE PROJETOS DE INVESTIMENTOS EM SAÚDE E GESTÃO DE RECURSOS FÍSICOS E TECNOLÓGICOS EM SAÚDE DA EAD/ENSP/FIOCRUZ EM PARCERIA

Leia mais

SENAI/DF PROCESSO SELETIVO Nº 1/2012 EDITAL NORMATIVO

SENAI/DF PROCESSO SELETIVO Nº 1/2012 EDITAL NORMATIVO SENAI/DF PROCESSO SELETIVO Nº 1/2012 EDITAL NORMATIVO Na presente data de 11 de maio de 2012, o Diretor Regional do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional do Distrito Federal

Leia mais

Vale ressaltar ainda que os cursos do PEP são gratuitos, o que facilita e amplia o acesso dos candidatos selecionados.

Vale ressaltar ainda que os cursos do PEP são gratuitos, o que facilita e amplia o acesso dos candidatos selecionados. APRESENTAÇÃO O Programa de Educação Profissional de Minas Gerais (PEP) é a ousada resposta do Governo Mineiro ao desafio de atender à crescente demanda dos nossos jovens por mais e melhores oportunidades

Leia mais

2. Dos Cursos da FASF, Códigos, Turnos, Duração, Vagas, Número de Alunos por Turma, Prazo de Integralização e Atos de Legalização

2. Dos Cursos da FASF, Códigos, Turnos, Duração, Vagas, Número de Alunos por Turma, Prazo de Integralização e Atos de Legalização EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DE INGRESSO AOS CURSOS PRESENCIAIS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DO ALTO SÃO FRANCISCO, TURMAS DE AGOSTO 2015. A Diretora da Faculdade de Filosofia,

Leia mais

Diário Oficial do Distrito Federal

Diário Oficial do Distrito Federal PÁGINA 47 EDITAL NORMATIVO N o 01/2009 SEPLAG/AFC, DE 02 DE JUNHO DE 2009. CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS DA CARREIRA FINANÇAS E CONTROLE DO DISTRITO FEDERAL O SECRETÁRIO DE ESTADO DE PLANEJAMENTO

Leia mais

Edital n 004/2009 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NO CURSO TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM LOGÍSTICA

Edital n 004/2009 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NO CURSO TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM LOGÍSTICA Edital n 004/2009 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NO CURSO TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM LOGÍSTICA A Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia - SECTEC por meio do Centro de Educação Profissional de Anápolis

Leia mais

1 DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1 DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS PROCURADORIA GERAL DO ESTADO DE ALAGOAS CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NO CARGO DE PROCURADOR DO ESTADO DE ALAGOAS EDITAL N.º 1 PGE/AL, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2008

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA PÓS-GRADUAÇÃO IUA nº. 004 de 06/11/2015

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA PÓS-GRADUAÇÃO IUA nº. 004 de 06/11/2015 O INSTITUTO UNIVERSITÁRIO ATLÂNTICO IUA, em parceria com a UNIVERSIDADE ATLÂNTICA Oeiras-Lisboa/Portugal e a Faculdade Einstein, torna público, para conhecimento dos interessados, que realizará Processo

Leia mais

EDITAL PR/MA Nº 02/2012

EDITAL PR/MA Nº 02/2012 EDITAL PR/MA Nº 02/2012 1º PROCESSO SELETIVO PÚBLICO DE 2012 PARA INGRESSO NO PROGRAMA DE ESTÁGIO DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL NO MARANHÃO NÍVEL SUPERIOR TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E EQUIVALENTES O PROCURADOR-CHEFE

Leia mais

Diário Oficial GOIÂNIA, SEXTA-FEIRA, 12 DE DEZEMBRO DE 2014 ANO 178 - DIÁRIO OFICIAL/GO Nº 21.980 5

Diário Oficial GOIÂNIA, SEXTA-FEIRA, 12 DE DEZEMBRO DE 2014 ANO 178 - DIÁRIO OFICIAL/GO Nº 21.980 5 Diário Oficial ANO 178 - DIÁRIO OFICIAL/GO Nº 21.980 5 GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE ESTADO DE GESTÃO E PLANEJAMENTO (SEGPLAN) CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO

Leia mais

Diário Oficial do Distrito Federal

Diário Oficial do Distrito Federal PÁGINA 79 publicação do extrato do ajuste no, conforme art. 61 da Lei nº 8.666/93 e Decisão nº 6.057/97 do TCDF. Assinantes: Pela CAESB: Virgílio de Melo Peres Diretor de Produção e Comercialização. Pela

Leia mais

EDITAL 1, DE 11 DE MAIO DE 2006 CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

EDITAL 1, DE 11 DE MAIO DE 2006 CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO EDITAL No- 1, DE 11 DE MAIO DE 2006 CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO O Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (CESPE/UnB)

Leia mais

1 PRÉ-REQUISITOS São pré-requisitos para a inscrição no processo seletivo do qual se refere esse Edital, regulamentado por meio deste instrumento:

1 PRÉ-REQUISITOS São pré-requisitos para a inscrição no processo seletivo do qual se refere esse Edital, regulamentado por meio deste instrumento: EDITAL DO 3 PROCESSO SELETIVO 2015 PARA TRANSFERÊNCIA DE CURSO DA ÁREA DA SAÚDE E CIÊNCIAS BIOLÓGICAS NO CURSO DE MEDICINA DA FACULDADE SÃO LUCAS 1 SEMESTRE 2015 - EDITAL n o 3/2015 DATA: PROCESSO SELETIVO

Leia mais

HUPES-UFBA HOSPITAL UNIVERSITÁRIO PROFESSOR EDGARD SANTOS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA

HUPES-UFBA HOSPITAL UNIVERSITÁRIO PROFESSOR EDGARD SANTOS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO EMPRESA BRASILEIRA DE SERVIÇOS HOSPITALARES CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA EM EMPREGOS PÚBLICOS EFETIVOS DE NÍVEL SUPERIOR HUPES-UFBA

Leia mais

CURSOS DE NÍVEL SUPERIOR

CURSOS DE NÍVEL SUPERIOR EDITAL PARA ABERTURA DE INSCRIÇÕES E REALIZAÇÃO DO PROCESSO SELETIVO DE ESTUDANTES, PELO CENTRO DE INTEGRAÇÃO EMPRESA ESCOLA CIEE, PARA INGRESSO NO PROGRAMA DE ESTÁGIO DA COMPANHIA DE ÁGUA E ESGOTOS DA

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB EDITAL Nº 098/2012-UAB-UEM

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB EDITAL Nº 098/2012-UAB-UEM EDITAL Nº 098/2012-UAB-UEM A Coordenadora da UAB da Universidade Estadual de Maringá, no uso das atribuições, TORNA PÚBLICO: A abertura de inscrições do processo seletivo para contratação de TUTOR (PRESENCIAL)

Leia mais

Edital n.º 001/12/GABS/e-Tec Brasil

Edital n.º 001/12/GABS/e-Tec Brasil Edital n.º 001/12/GABS/e-Tec Brasil Processo Seletivo para ingresso nos Cursos Técnicos de Nível Médio Subsequentes, na modalidade a Distância EaD, da Rede Escola Técnica Aberta do Brasil e-tec Brasil/SETEC/MEC,

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL - PRODIN DIVISÃO DE RECURSOS HUMANOS - DRH

PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL - PRODIN DIVISÃO DE RECURSOS HUMANOS - DRH - PRODIN DIVISÃO DE RECURSOS HUMANOS - DRH PROCESSO SELETIVO EXTERNO PARA AUXILIAR I / AUXILIAR DE TRANSPORTE I/ MOTOBOY EDITAL DRH Nº 23/2014 A PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS divulga e estabelece

Leia mais

Instituto Suel Abujamra

Instituto Suel Abujamra Instituto Suel Abujamra Seleção de Candidatos para 1º ano de Residência Médica em Oftalmologia - 2015 Edital de Abertura de Inscrições O Instituto Suel Abujamra torna público a realização do processo seletivo

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA Pró-Reitoria de Recursos Humanos

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA Pró-Reitoria de Recursos Humanos UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA Pró-Reitoria de Recursos Humanos EDITAL PRORH N.º 002/02 O PRÓ-REITOR DE RECURSOS HUMANOS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA, no uso de suas atribuições estatutárias

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA EDITAL No- 1, DE 9 DE MAIO DE 2006

CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA EDITAL No- 1, DE 9 DE MAIO DE 2006 CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA EDITAL No- 1, DE 9 DE MAIO DE 2006 CONCURSO PÚBLICO A PRESIDENTE DO CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA, no uso de suas atribuições legais, torna pública a realização de concurso

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO ACRE EDITAL N.º 1 TCE/AC, DE 2 DE ABRIL DE 2008

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO ACRE EDITAL N.º 1 TCE/AC, DE 2 DE ABRIL DE 2008 TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO ACRE EDITAL N.º 1 TCE/AC, DE 2 DE ABRIL DE 2008 CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE ANALISTA DE CONTROLE EXTERNO O TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO ACRE

Leia mais

Edital n.º 04/2008. Seleção para Ingresso ao Curso Técnico em Gestão Hoteleira Município de Rio Quente

Edital n.º 04/2008. Seleção para Ingresso ao Curso Técnico em Gestão Hoteleira Município de Rio Quente Edital n.º 04/2008 Seleção para Ingresso ao Curso Técnico em Gestão Hoteleira Município de Rio Quente A Secretaria de Estado da Educação SEE, por meio do Centro de Educação Profissional Sebastião de Siqueira

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE CIRURGIA GERAL - 2016

PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE CIRURGIA GERAL - 2016 PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE CIRURGIA GERAL - 2016 A Comissão de Residência Médica do Hospital Santa Maria (COREME/HSM), em reunião realizada no dia 24 de agosto de 2015, aprovou a realização do

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES Nº 001/2015

PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES Nº 001/2015 PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES Nº 001/2015 A Comissão Organizadora do Processo Seletivo, designada através da Portaria nº 096/2015, no uso de suas atribuições

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM EMPREGOS DE NÍVEL SUPERIOR COMPLETO EDITAL Nº 02/2011

PROCESSO SELETIVO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM EMPREGOS DE NÍVEL SUPERIOR COMPLETO EDITAL Nº 02/2011 PROCESSO SELETIVO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM EMPREGOS DE NÍVEL SUPERIOR COMPLETO EDITAL Nº 02/2011 A Fundação de Educação Tecnológica e Cultural da Paraíba FUNETEC/PB, pessoa jurídica

Leia mais

ALTERAÇÃO 01. PROCESSO SELETIVO DE BOLSISTAS CNPQ E SEBRAE nº 06/2015 PROCESSO SELETIVO PARA PROGRAMA AGENTES LOCAIS DE INOVAÇÃO

ALTERAÇÃO 01. PROCESSO SELETIVO DE BOLSISTAS CNPQ E SEBRAE nº 06/2015 PROCESSO SELETIVO PARA PROGRAMA AGENTES LOCAIS DE INOVAÇÃO ALTERAÇÃO 01 PROCESSO SELETIVO DE BOLSISTAS CNPQ E SEBRAE nº 06/2015 PROCESSO SELETIVO PARA PROGRAMA AGENTES LOCAIS DE INOVAÇÃO SERVIÇO DE APOIO AS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL MÉDIO E DE NÍVEL SUPERIOR

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL MÉDIO E DE NÍVEL SUPERIOR GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E DA CULTURA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE COMISSÃO DO CONCURSO PÚBLICO PARA TÉCNICOS-ADMINISTRATIVO CONCURSO PÚBLICO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE IMBITUBA SC CONCURSO PÚBLICO EDITAL PMI/CERSP/CP N o 01/2014

PREFEITURA MUNICIPAL DE IMBITUBA SC CONCURSO PÚBLICO EDITAL PMI/CERSP/CP N o 01/2014 PREFEITURA MUNICIPAL DE IMBITUBA SC CONCURSO PÚBLICO EDITAL PMI/CERSP/CP N o 01/2014 Por ordem do Prefeito Municipal de Imbituba, a Comissão Especial de Recrutamento e Seleção de Pessoal - CERSP da Prefeitura

Leia mais

CARGOS DE NÍVEL MÉDIO CADASTRO FORMADO Ampla PNP* PCD** TOTAL Concorrência. 200 Auxiliar Administrativo 2 60 16 4 80 Florianópolis (SC) 8h R$ 1.

CARGOS DE NÍVEL MÉDIO CADASTRO FORMADO Ampla PNP* PCD** TOTAL Concorrência. 200 Auxiliar Administrativo 2 60 16 4 80 Florianópolis (SC) 8h R$ 1. CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA - 12ª REGIÃO CONCURSO PÚBLICO Nº 01/2014 PARA CARGOS DE NÍVEIS MÉDIO E SUPERIOR EDITAL NORMATIVO Nº 01/2014 CRP-SC, DE 17/11/2014 A Conselheira Presidente do CONSELHO REGIONAL

Leia mais

ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL DO GUAPORÉ

ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL DO GUAPORÉ ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL DO GUAPORÉ ASSESSOR JURIDICO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO N. 001/2013 A PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL DO GUAPORÉ, ESTADO DO RONDÔNIA,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANA BEZERRA RESIDÊNCIA MÉDICA 2015 E D I T A L SEGUNDA CHAMADA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANA BEZERRA RESIDÊNCIA MÉDICA 2015 E D I T A L SEGUNDA CHAMADA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANA BEZERRA RESIDÊNCIA MÉDICA 2015 E D I T A L SEGUNDA CHAMADA A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) por meio do Hospital

Leia mais

EDITAL Nº 04/2015. 2. VAGAS OFERECIDAS: Serão oferecidas 10 (dez) bolsas integrais para a comunidade em geral.

EDITAL Nº 04/2015. 2. VAGAS OFERECIDAS: Serão oferecidas 10 (dez) bolsas integrais para a comunidade em geral. O Diretor da Faculdade Fucapi (Instituto de Ensino Superior Fucapi), no uso de suas atribuições regimentais, torna público o edital referente ao Curso de Especialização em Nível de Pós-Graduação lato sensu

Leia mais

AGÊNCIA GOIANA DE TRANSPORTES E OBRAS AGÊNCIA GOIANA DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS PÚBLICOS CONCURSO PÚBLICO PARA O CARGO DE GESTOR DE ENGENHARIA

AGÊNCIA GOIANA DE TRANSPORTES E OBRAS AGÊNCIA GOIANA DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS PÚBLICOS CONCURSO PÚBLICO PARA O CARGO DE GESTOR DE ENGENHARIA AGÊNCIA GOIANA DE TRANSPORTES E OBRAS AGÊNCIA GOIANA DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS PÚBLICOS CONCURSO PÚBLICO PARA O CARGO DE GESTOR DE ENGENHARIA Edital AGANP nº 02/2005, de 02 de dezembro de 2005. O PRESIDENTE

Leia mais

1.4. O Manual do Candidato estará disponível para os inscritos exclusivamente no sítio www.suprema.edu.br.

1.4. O Manual do Candidato estará disponível para os inscritos exclusivamente no sítio www.suprema.edu.br. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS 2º SEMESTRE 2015 EDITAL nº 04/2015 A Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora - FCMS/JF SUPREMA torna público que se encontram abertas

Leia mais

Processo Seletivo Simplificado Edital nº004/2015

Processo Seletivo Simplificado Edital nº004/2015 Processo Seletivo Simplificado Edital nº004/2015 O Secretário Municipal de Orçamento e Gestão no uso de suas atribuições legais e de acordo com as Leis Municipais nºs 2.174/97, 2.270/98, 3248/09 e Decreto

Leia mais

ESTADO DO ACRE SECRETARIA DE ESTADO DA GESTÃO ADMINISTRATIVA SGA

ESTADO DO ACRE SECRETARIA DE ESTADO DA GESTÃO ADMINISTRATIVA SGA CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE GESTOR DE POLÍTICAS PÚBLICAS E DE TÉCNICO EM GESTÃO PÚBLICA EDITAL N.º 18/2006 SGA/GESTOR, DE 20 DE ABRIL DE 2006 A SECRETARIA DE ESTADO DA GESTÃO

Leia mais

Guia do Vestibular / Manual do Candidato Processo Seletivo- Agendado 2014.2 Provas/Matrícula

Guia do Vestibular / Manual do Candidato Processo Seletivo- Agendado 2014.2 Provas/Matrícula Guia do Vestibular / Manual do Candidato Processo Seletivo- Agendado 2014.2 Provas/Matrícula A Faculdade do Vale do Itapecuru FAI, localizada no Município de Caxias/MA, credenciada através da Portaria

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE IMBITUBA SC CONCURSO PÚBLICO EDITAL PMI/CERSP/CP N o 01/2015

PREFEITURA MUNICIPAL DE IMBITUBA SC CONCURSO PÚBLICO EDITAL PMI/CERSP/CP N o 01/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE IMBITUBA SC CONCURSO PÚBLICO EDITAL PMI/CERSP/CP N o 01/2015 Por ordem do Prefeito Municipal de Imbituba, a Comissão Especial de Recrutamento e Seleção de Pessoal - CERSP da Prefeitura

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS - UNITINS CONCURSO PÚBLICO N 001/2014 EDITAL Nº 012/2014 PROVA PRÁTICA

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS - UNITINS CONCURSO PÚBLICO N 001/2014 EDITAL Nº 012/2014 PROVA PRÁTICA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS - UNITINS CONCURSO PÚBLICO N 001/2014 EDITAL Nº 012/2014 PROVA PRÁTICA A Fundação Universidade do Tocantins (UNITINS), por meio de sua Comissão de Concursos e Seleções

Leia mais

3 DAS VAGAS CARGO PERITO MÉDICO-LEGISTA (CÓDIGO 101) DAS VAGAS (AMPLA CONCORRÊNCIA) DAS VAGAS (CANDIDATOS COM DEFICIÊNCIA) TOTAL

3 DAS VAGAS CARGO PERITO MÉDICO-LEGISTA (CÓDIGO 101) DAS VAGAS (AMPLA CONCORRÊNCIA) DAS VAGAS (CANDIDATOS COM DEFICIÊNCIA) TOTAL GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL POLÍCIA CIVIL DO DISTRITO FEDERAL CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO RESERVA PARA O CARGO DE PERITO MÉDICO-LEGISTA DA CARREIRA DE POLÍCIA CIVIL

Leia mais

HOSPITAL DA CRUZ VERMELHA BRASILEIRA FILIAL DO ESTADO DO PARANÁ COMISSÃO DE RESIDÊNCIA MÉDICA COREME EDITAL Nº. 02/2012

HOSPITAL DA CRUZ VERMELHA BRASILEIRA FILIAL DO ESTADO DO PARANÁ COMISSÃO DE RESIDÊNCIA MÉDICA COREME EDITAL Nº. 02/2012 HOSPITAL DA CRUZ VERMELHA BRASILEIRA FILIAL DO ESTADO DO PARANÁ COMISSÃO DE RESIDÊNCIA MÉDICA COREME EDITAL Nº. 02/2012 CONCURSO DE SELEÇÃO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA 2012 A Comissão de Residência Médica do

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA DE JUNDIAÍ

FACULDADE DE MEDICINA DE JUNDIAÍ EDITAL FMJ- 073/2006, de 27/11/2006 CONCURSO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA 2007 O Prof. Dr. NELSON LOURENÇO MAIA FILHO, Diretor da Faculdade de Medicina de Jundiaí, Autarquia municipal de Jundiaí, Estado de São

Leia mais

EDITAL FMJ- 032/2011, de 21/6/2011 ABERTURA DE INSCRIÇÕES AO CONCURSO VESTIBULAR DE 2012 MEDICINA

EDITAL FMJ- 032/2011, de 21/6/2011 ABERTURA DE INSCRIÇÕES AO CONCURSO VESTIBULAR DE 2012 MEDICINA EDITAL FMJ- 032/2011, de 21/6/2011 ABERTURA DE INSCRIÇÕES AO CONCURSO VESTIBULAR DE 2012 MEDICINA O Prof. Dr. ITIBAGI ROCHA MACHADO, Diretor da Faculdade de Medicina de Jundiaí, autarquia municipal de

Leia mais

Prefeitura Municipal da Glória do Goitá

Prefeitura Municipal da Glória do Goitá PREFEITURA MUNICIPAL DE GLÓRIA DO GOITÁ ESTADO DE PERNAMBUCO. NOVO CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS PÚBLICOS DE DIVERSOS NÍVEIS EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO ACRE Tribunal de Justiça - Presidência

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO ACRE Tribunal de Justiça - Presidência EDITAL N o 9/2012. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO ACRE, DESEMBARGADOR ADAIR LONGUINI, TORNA PÚBLICA A ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE PRESTADORES

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO. Concurso Público n.º 01/2015. Estado de Santa Catarina MUNICÍPIO DE IOMERÊ

MANUAL DO CANDIDATO. Concurso Público n.º 01/2015. Estado de Santa Catarina MUNICÍPIO DE IOMERÊ MANUAL DO CANDIDATO Concurso Público n.º 01/2015 Estado de Santa Catarina MUNICÍPIO DE IOMERÊ Orientações e Instruções para a Realização das Provas 1. Do horário de comparecimento para a realização das

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO TOCANTINS TRIBUNAL DE JUSTIÇA CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR EDITAL N

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO TOCANTINS TRIBUNAL DE JUSTIÇA CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR EDITAL N PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO TOCANTINS TRIBUNAL DE JUSTIÇA CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR EDITAL N.º 1 DO CONCURSO PÚBLICO 1/2008 TJ/TO, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2008

Leia mais

EDITAL DO 2 PROCESSO SELETIVO 2015 PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS NO CURSO DE MEDICINA DA FACULDADE SÃO LUCAS FSL. 1 SEMESTRE 2015 - EDITAL n o 2/2015

EDITAL DO 2 PROCESSO SELETIVO 2015 PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS NO CURSO DE MEDICINA DA FACULDADE SÃO LUCAS FSL. 1 SEMESTRE 2015 - EDITAL n o 2/2015 EDITAL DO 2 PROCESSO SELETIVO 2015 PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS NO CURSO DE MEDICINA DA FACULDADE SÃO LUCAS FSL 1 SEMESTRE 2015 - EDITAL n o 2/2015 PROCESSO SELETIVO 19/10/2014 A Faculdade São Lucas FSL

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE LETRAS ESTRANGEIRAS MODERNAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE LETRAS ESTRANGEIRAS MODERNAS EDITAL Nº 01/2014 UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE LETRAS ESTRANGEIRAS MODERNAS EXAME DE PROFICIÊNCIA DE LEITURA EM LÍNGUA ESTRANGEIRA PARA PROCESSOS

Leia mais