Empreendedorismo Social 10 de Janeiro 2012

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Empreendedorismo Social 10 de Janeiro 2012"

Transcrição

1 Empreendedorismo Social 10 de Janeiro 2012 É um grande prazer estar aqui convosco no lançamento do Prémio de Empreendedorismo Social Damião de Góis. Queria felicitar-vos pela iniciativa e desejar o maior sucesso para o projeto. E queria também dar-vos a minha perspectiva pessoal sobre este tema. É uma perspectiva de alguém de fora. Fiz toda a minha vida no chamado segundo sector, no mundo privado. Estou há uns meses no primeiro sector. Mas de facto nunca trabalhei no terceiro sector. Acompanho, no entanto, a evolução destes temas. E devo dizer que não me revejo nas típicas gavetas estanques e dicotomias com que estes tendem a ser categorizados. Compreendo o uso de termos como terceiro sector ou sector sem Page1of8

2 fins lucrativos. Mas julgo que não se deve encarar de forma rígida este tipo de categorias. Uma interessante evolução dos últimos tempos tem sido precisamente a constatação que as fronteiras entre os diversos sectores são cada vez menos claras. São cada vez mais fluídas. E isso é positivo. Aliás, o empreendedorismo social tem contribuído de forma decisiva para esbater essas fronteiras entre o mundo das empresas e o mundo da ação social. Nem sempre foi assim. Há umas décadas Milton Friedman, adoptando uma postura crítica no então nascente debate em torno da responsabilidade social das empresas, dizia: thebusinessofbusinessisbusiness. Com algum temor reverencial, e com a devida vénia, devo dizer que não concordo totalmente com o Professor Friedman. Talvez o que ele quisesse dizer é que as empresas não se podem esquecer daquela que é a sua atividade principal. E que não podem ter Page2of8

3 vergonha dos seus lucros. A primeira missão social de uma empresa é precisamente a de ser lucrativa na medida em que tal seja reflexo de um processo de criação de valor. Só assim se cria riqueza para um país. Só assim se gera emprego sustentável. Nisto penso que todos concordamos. Mas julgo que o negócio dos negócios não deve ser apenas o negócio. Julgo que as empresas não se devem demitir de uma vertente mais direcionada à intervenção social. As empresas cumprindo a primeira condição, que é a de serem lucrativas podem e devem ter uma intervenção social direta. Devemter essa intervenção porque com isso melhoram o meio em que se inserem; porque têm competências de gestão que podem ser úteis no terreno;mas também porque com essa intervenção podem também beneficiar a sua atividade principal. Este último ponto é talvez o menos compreendido. O argumento é que uma empresa com preocupações sociais é tipicamente uma empresa mais aberta ao mundo e portanto mais aberta a oportunidades e a necessidades futuras. Page3of8

4 Ian Davis, antigo ManagingDirector da Mckinsey, num artigo para a Economist há uns anos atrás, apresentava uma análise bastante interessante. Defendia estratégias de cidadania empresarial argumentando que, quando bem conduzidas,permitem às empresas antecipar alterações importantes no seu contexto competitivo. As pressões que hoje estão confinadas a pequenas ONGs podem amanhã ser parte do mainstream. Por outro lado, numa perspectiva de prevenção de risco competitivo, o autor relembra também que as pressões sociais de hoje podem ser as diretivas do regulador de amanhã. Por todas estas razões, mas principalmente porque são também agentes da sociedade, julgo que as empresas não devem, portanto, arredarse dos desafios sociais do espaço que ocupam. Da mesma forma que empresas socialmente responsáveis beneficiam a sociedade mas também a si próprias, também os projetos sociais e as Organizações Não Governamentais podem aprender e muito com as empresas e com a Page4of8

5 gestão privada. O empreendedorismo social é também isso mesmo. Reconhecer que os desafios sociais não se resolvem com a mera injeção de dinheiro. Requerem respostas criativas, garra, profissionalismo e tal como nas empresas uma certa apetência pelo risco. Existem vários argumentos a favor do empreendedorismo social. Argumentos que sugerem mesmo a primazia desta forma de intervenção social face a outras. Mas se me permitem, queria dizer-vos, qual é, para mim, o argumento decisivo. Nestamatéria, como em tantas outras, há uma certa tendência paraconfundir inputs com outputs. Dada a dificuldade em medir o impacto social dos projetos, muitas ONGs, muitas empresas com programas de Responsabilidade Social, muitas Agências de Desenvolvimento,entram no erro de apenas reportar o dinheiro que dedicam a estas causas,em vez de tentarem aferir o impacto Page5of8

6 social que obtiveram com esse mesmo investimento. Para mim a grande vantagem do empreendedorismo social é o facto de promover de forma natural um enfoque nos resultados. No empreendedorismo social, tal como no empreendedorismo em geral, o ponto de partida é a identificação de um problema e o ponto de chegada é a solução para esse problema. Tudo o resto a verba investida, os recursos utilizados, a metodologia de ação pode ser importante. Mas o essencial é saber se o problema foi resolvido ou não foi resolvido. Chegar a uma solução pode passar por uma ação de voluntariado, pode passar pela angariação de fundos, mas pode passar também pela criação de um projeto com fins lucrativos;pela criação de uma empesa;pode passar por parcerias entre o sector privado, público e social; pode passar pelo envolvimento das comunidades locais. O caminho pode ser diverso e variado, porque o importante é chegarmos ao nosso objetivo. Page6of8

7 É esta atitude que gera um enfoque no resultado. É este aspecto que faz do empreendedorismo social uma poderosa ferramenta de mudança social. Assim, se me é permitido, e em jeito de conclusão, deixo um apelo ao júri: Que no momento de escolherem o projeto vencedor: - Privilegiem projetos com fins ambiciosos; - Sejam implacáveis na exigência de métricas claras e quantificáveis de sucesso; - Mas sejam tolerantes face ao caminho e ao método escolhido para atingir os resultados, mesmo que este vos pareça estranho ou desadequado. Tal como na inovação em geral, um bom projeto de empreendedorismo social força-nos a abandonar ideias pré-concebidas e rotinas estabelecidas. Torna-nos tolerantes face à experiência e ao erro. Mas conduz-nos a uma Page7of8

8 cultura de responsabilidade e a uma cultura de resultados. Muito obrigado pela vossa atenção. Page8of8

ZADEK, Simon (2001), The Civil Corporation: the New Economy of Corporate Citizenship

ZADEK, Simon (2001), The Civil Corporation: the New Economy of Corporate Citizenship ZADEK, Simon (2001), The Civil Corporation: the New Economy of Corporate Citizenship Mariana Leite Braga Investigadora Estudante de mestrado no ISCTE Grau Académico: Licenciatura em Sociologia Conceitos-chave:

Leia mais

Judith H. Katz e Frederick A. Miller. seja. grande

Judith H. Katz e Frederick A. Miller. seja. grande Judith H. Katz e Frederick A. Miller seja grande Com amor, para David, meu parceiro de vida, que mantém sua fé em meu desejo de ser GRANDE; para Fred, que me ensinou o que realmente significa ousar dar

Leia mais

PESQUISA DE CABELEIREIRA/TÉCNICO DE ESTÉTICA:

PESQUISA DE CABELEIREIRA/TÉCNICO DE ESTÉTICA: Fundo Perpétuo de Educação PESQUISA DE CABELEIREIRA/TÉCNICO DE ESTÉTICA: Os depoimentos, ensinamentos e metas dos participantes mais bem sucedidos. A escolha da escola fez a diferença na sua colocação

Leia mais

7 Negócios Lucrativos

7 Negócios Lucrativos 7 Negócios Lucrativos CAPÍTULO 1 Mentalidade Geralmente empreendedores ficam caçando uma maneira nova de ganhar dinheiro constantemente, e de fato é isso que faz com que uns cheguem ao topo e outros não,

Leia mais

FACULDADE DE CUIABÁ. Curso. Disciplina. Professor. rubemboff@yahoo.com.br. Aulas: 4 e 5/5/2007

FACULDADE DE CUIABÁ. Curso. Disciplina. Professor. rubemboff@yahoo.com.br. Aulas: 4 e 5/5/2007 FACULDADE DE CUIABÁ Curso GESTÃO PÚBLICA Disciplina GESTÃO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Professor Dr. RUBEM JOSÉ BOFF, Ph.D. rubemboff@yahoo.com.br Aulas: 4 e 5/5/2007 Dr. Rubem José Boff, Ph.D. Cuiabá-MT,

Leia mais

visão global do mundo dos negócios

visão global do mundo dos negócios Senhor Primeiro Ministro Senhor Ministro da Saúde Senhor Presidente da AM Senhor Presidente do CA da Lenitudes Senhores Deputados Srs. Embaixadores Srs. Cônsules Senhores Vereadores e Deputados Municipais

Leia mais

É para estes jovens, atentos à sua sociedade, que se destina o concurso de ideias Projeto Voluntariado Jovem.

É para estes jovens, atentos à sua sociedade, que se destina o concurso de ideias Projeto Voluntariado Jovem. 1. APRESENTAÇÃO A juventude, período intermédio entre a infância e a idade adulta, é indubitavelmente uma fase determinante na afirmação do eu, perante si mesmo e perante os outros. Nesta fase, a consciência

Leia mais

Regulamento do Green Project Awards

Regulamento do Green Project Awards Regulamento do Green Project Awards A GCI em parceria com a Agência Portuguesa do Ambiente e a Quercus Associação Nacional de Conservação da Natureza, institui um Prémio de reconhecimento de boas práticas

Leia mais

Um poderoso instrumento de mudança

Um poderoso instrumento de mudança Um poderoso instrumento de mudança José Tribolet Professor Catedrático de Sistemas de Informação do Instituto Superior Técnico Presidente do INESC, Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores Há

Leia mais

GESTÃ T O O E P RÁ R TI T C I AS DE R E R CUR U S R OS

GESTÃ T O O E P RÁ R TI T C I AS DE R E R CUR U S R OS Ensinar para administrar. Administrar para ensinar. E crescermos juntos! www.chiavenato.com GESTÃO E PRÁTICAS DE RECURSOS HUMANOS Para Onde Estamos Indo? Idalberto Chiavenato Algumas empresas são movidas

Leia mais

XII ENCONTRO GESVENTURE DISCURSO DE BOAS VINDAS

XII ENCONTRO GESVENTURE DISCURSO DE BOAS VINDAS XII ENCONTRO GESVENTURE DISCURSO DE BOAS VINDAS Exmo. Senhor Presidente do Grupo Caixa Geral de Depósitos, Engº Fernando Faria de Oliveira Exmo. Senhor Presidente do IAPMEI e da InovCapital, Dr. Luís Filipe

Leia mais

4 passos para uma Gestão Financeira Eficiente

4 passos para uma Gestão Financeira Eficiente 4 passos para uma Gestão Financeira Eficiente Saiba como melhorar a gestão financeira da sua empresa e manter o fluxo de caixa sob controle Ciclo Financeiro Introdução Uma boa gestão financeira é um dos

Leia mais

Voluntariado Parental. Cidadania Ativa

Voluntariado Parental. Cidadania Ativa Voluntariado Parental Cidadania Ativa Cidadania ativa na comunidade educativa O voluntariado é uma das dimensões fulcrais da cidadania ativa e da democracia. O associativismo de pais é um projeto coletivo

Leia mais

Cerimónia de lançamento do contrato de colaboração entre o Estado Português e o Massachusetts Institute of Technology, MIT

Cerimónia de lançamento do contrato de colaboração entre o Estado Português e o Massachusetts Institute of Technology, MIT Cerimónia de lançamento do contrato de colaboração entre o Estado Português e o Massachusetts Institute of Technology, MIT Centro Cultural de Belém, Lisboa, 11 de Outubro de 2006 Intervenção do Secretário

Leia mais

Marketing directo Março de 2015

Marketing directo Março de 2015 Marketing directo Março de 2015 INSTITUTIONAL STRAPLINE! Para quem O que comunicar Porquê comunicar Quando comunicar Estratégia Mensuração Direccionado Quantificação Meios diversos Marketing directo Interactividade

Leia mais

Intervenção Fórum de Empresas para a Igualdade de Género 27/03/14. Senhora Presidente da CITE, Dra. Sandra Ribeiro,

Intervenção Fórum de Empresas para a Igualdade de Género 27/03/14. Senhora Presidente da CITE, Dra. Sandra Ribeiro, Intervenção Fórum de Empresas para a Igualdade de Género 27/03/14 Senhor Secretário de Estado do Emprego, meu caro colega Senhora Presidente da CITE, Dra. Sandra Ribeiro, Senhor Vice- Presidente Executivo

Leia mais

Empreendedorismo social Missão social Concebe a riqueza como meio para alcançar determinado fim.

Empreendedorismo social Missão social Concebe a riqueza como meio para alcançar determinado fim. Empreendedorismo privado geração de riquezas Empreendedorismo social Missão social Concebe a riqueza como meio para alcançar determinado fim. 1 Modelo de gestão com mais de 80 anos, originalmente relacionado

Leia mais

Avaliação final: Desenvolvimento Empresarial das Mulheres e Igualdade do Género na África Austral

Avaliação final: Desenvolvimento Empresarial das Mulheres e Igualdade do Género na África Austral Avaliação final: Desenvolvimento Empresarial das Mulheres e Igualdade do Género na África Austral Factos rápidos Países: Lesoto, Malawi, Moçambique, África do Sul Avaliação final Modo de avaliação: Independente

Leia mais

Enquadramento da sessão. Enquadramento da sessão. Objectivos Gerais. Objectivos Específicos. Método de trabalho proposto

Enquadramento da sessão. Enquadramento da sessão. Objectivos Gerais. Objectivos Específicos. Método de trabalho proposto Como estabelecer uma ligação eficaz com o sector empresarial Lisboa, 1 de Julho de 2006 Gonçalo Rebelo Pinto Managing Manager RSO Consultores de Responsabilidade Social Enquadramento da sessão O acolhimento

Leia mais

1ª Sessão 23 de Fevereiro de 2012

1ª Sessão 23 de Fevereiro de 2012 Workshop Valorizar a abordagem ao Mercado de Trabalho José Rosa / Manuel Santos Carneiro Fac Ciencias Fevereiro 2012 1 1ª Sessão 23 de Fevereiro de 2012 Enquadramento do Workshop Apresentação da Share

Leia mais

Anexo VI Transcrição da entrevista realizada à equipa técnicopedagógica

Anexo VI Transcrição da entrevista realizada à equipa técnicopedagógica Anexo VI Transcrição da entrevista realizada à equipa técnicopedagógica do CNOGE (Grupo2) Entrevistados: Entrevista Grupo 2 E6 Formadora de Linguagem e Comunicação e de Cidadania e Empregabilidade E7 Formadora

Leia mais

Eduardo Branco, presidente da APAN. É preciso. regressar. ao consumo. Pág. 30

Eduardo Branco, presidente da APAN. É preciso. regressar. ao consumo. Pág. 30 Eduardo Branco, presidente da APAN É preciso regressar ao consumo Pág. 30 Fátima de Sousa jornalista fs@briefing.pt "A quadratura do círculo é sermos mais eficientes, ou seja, conseguirmos fazer mais com

Leia mais

MPE Comportamento Empreendedor

MPE Comportamento Empreendedor MPE Comportamento Empreendedor Empresa : Restaurante Naturama Gourmet ( Restaurante Naturama LTDA ) CNPJ : 37.071.297/0001-96 CARACTERISTICAS DE COMPORTAMENTO EMPREENDEDOR Você irá preencher as questões

Leia mais

A importância de um MBA

A importância de um MBA A importância de um MBA para dar o salto na carreira O investimento é grande e o retorno está longe de ser garantido, mas, ainda assim, continua a compensar tirar um MBA. Só que o título não chega. O mais

Leia mais

Rafael Vargas Presidente da SBEP.RO Gestor de Projetos Sociais do Instituto Ágora Secretário do Terceiro Setor da UGT.RO

Rafael Vargas Presidente da SBEP.RO Gestor de Projetos Sociais do Instituto Ágora Secretário do Terceiro Setor da UGT.RO Abril/2014 Porto Velho/Rondônia Rafael Vargas Presidente da SBEP.RO Gestor de Projetos Sociais do Instituto Ágora Secretário do Terceiro Setor da UGT.RO Terceiro Setor É uma terminologia sociológica que

Leia mais

Introdução 01. José Roberto Marques

Introdução 01. José Roberto Marques Introdução 01 José Roberto Marques 9 Empreendedorismo & Coaching Pessoas Inovadoras Empreendem Tudo que você é capaz de imaginar, você pode conseguir. Walt Disney José Roberto Marques jrmcoaching 10 Instituto

Leia mais

Seminário de formação para cooperação e gestão de projetos. João Guilherme da Silva Passos.

Seminário de formação para cooperação e gestão de projetos. João Guilherme da Silva Passos. Seminário de formação para cooperação e gestão de projetos. João Guilherme da Silva Passos. Proposta de trabalho: Solicitação: linhas de Crédito nacional e regional. Sugestão: Conceituar empreendimentos

Leia mais

Comemorações do 35º Aniversário do Banco de Cabo Verde. Conferência internacional sobre A mobilização de oportunidades no pós-crise

Comemorações do 35º Aniversário do Banco de Cabo Verde. Conferência internacional sobre A mobilização de oportunidades no pós-crise Comemorações do 35º Aniversário do Banco de Cabo Verde Conferência internacional sobre A mobilização de oportunidades no pós-crise Senhora Ministra das Finanças, Senhores Representantes Diplomáticos, Senhores

Leia mais

Gestão dos Pequenos Negócios

Gestão dos Pequenos Negócios Gestão dos Pequenos Negócios x Rangel Miranda Gerente Regional do Sebrae Porto Velho, RO, 20 de outubro de 2015 A Conjuntura Atual Queda na produção industrial Desemprego Alta dos juros Restrição ao crédito

Leia mais

MINISTÉRIO DOS NEGóCIOS ESTRANGEIROS DIRECÇÃO GERAL DOS ASSUNTOS MULTILATERAIS Direcção de Serviços das Organizações Económicas Internacionais

MINISTÉRIO DOS NEGóCIOS ESTRANGEIROS DIRECÇÃO GERAL DOS ASSUNTOS MULTILATERAIS Direcção de Serviços das Organizações Económicas Internacionais MINISTÉRIO DOS NEGóCIOS ESTRANGEIROS DIRECÇÃO GERAL DOS ASSUNTOS MULTILATERAIS Direcção de Serviços das Organizações Económicas Internacionais Intervenção de SEXA o Secretário de Estado Adjunto do Ministro

Leia mais

SAÚDEGLOBAL. AON Portugal

SAÚDEGLOBAL. AON Portugal SAÚDEGLOBAL AON Portugal Breve Apresentação do Negócio DADOS DE CARACTERIZAÇÃO Designação Comercial Saúdeglobal N.º Colaboradores N.º de Estabelecimentos Dispersão Geográfica Nacional Facturação em 2010

Leia mais

Gestão Ambiental e Responsabilidade Social. Responsabilidade Social Empresarial. Aula 6. Contextualização. Definições, Conceitos e Terminologia

Gestão Ambiental e Responsabilidade Social. Responsabilidade Social Empresarial. Aula 6. Contextualização. Definições, Conceitos e Terminologia Gestão Ambiental e Responsabilidade Social Aula 6 Responsabilidade Social Empresarial Prof. Esp. Felipe Luiz Contextualização Instrumentalização Definições, Conceitos e Terminologia Responsabilidade obrigação

Leia mais

O CONSULTOR DO FUTURO CRA- RJ 10/07/2013

O CONSULTOR DO FUTURO CRA- RJ 10/07/2013 O CONSULTOR DO FUTURO CRA- RJ 10/07/2013 ESCOLHE UM TRABALHO QUE AMES E NÃO TRABALHARÁS UM DIA DE TUA VIDA! (Kung-Fuh-Tsê, há 25 séculos!) O QUE É CONSULTORIA? e O QUE FAZ O CONSULTOR? CONSULTORIA NÃO

Leia mais

COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO

COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO Por que ler este livro? Você já escutou histórias de pessoas que ganharam muito dinheiro investindo, seja em imóveis ou na Bolsa de Valores? Após ter escutado todas essas

Leia mais

Regulamento do Green Project Awards

Regulamento do Green Project Awards Regulamento do Green Project Awards A GCI em parceria com a Agência Portuguesa do Ambiente e a Quercus Associação Nacional de Conservação da Natureza, institui um Prémio de reconhecimento de boas práticas

Leia mais

Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação

Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação Neste curso serão abordadas as melhores práticas que permitem gerir estrategicamente a informação, tendo em vista a criação de valor para

Leia mais

PEJ AÇORES. Associação Regional Parlamento Europeu dos Jovens Núcleo Açores

PEJ AÇORES. Associação Regional Parlamento Europeu dos Jovens Núcleo Açores CONTRIBUTO DA ASSOCIAÇÃO REGIONAL PARLAMENTO EUROPEU DOS JOVENS NÚCLEO AÇORES PARA O LIVRO BRANCO DO COMITÉ DAS REGIÕES SOBRE GOVERNAÇÃO A VÁRIOS NÍVEIS A (PEJ-A) responde ao desafio do Comité das Regiões

Leia mais

Por fora podemos ser diferentes, mas por dentro somos todos iguais.

Por fora podemos ser diferentes, mas por dentro somos todos iguais. CONCLUSÕES DO III CONGRESSO APRESENTAÇÃO DOS RELATORES Por fora podemos ser diferentes, mas por dentro somos todos iguais. Tomás, 9 anos Projecto Intervir em Marvila na EB1 Dr. João dos Santos Painel 1

Leia mais

Exemplos de Boas Práticas de RSE

Exemplos de Boas Práticas de RSE Exemplos de Boas Práticas de RSE 7.4. Pritchard Englefield Filme sobre a RSE na comunidade Resumo A empresa Pritchard Englefield foi fundada em 1848. Está sediada na City de Londres (Grã-Bretanha). A Pritchard

Leia mais

Mitos e verdades sobre franquias. Fonte: Associação Bras. de Franchising e Guia Oficial de Franquias

Mitos e verdades sobre franquias. Fonte: Associação Bras. de Franchising e Guia Oficial de Franquias Mitos e verdades sobre franquias Fonte: Associação Bras. de Franchising e Guia Oficial de Franquias Bem informado, o futuro franqueado terá maiores possibilidades de fazer um bom negócio Administrar uma

Leia mais

Empreender para Crescer

Empreender para Crescer Empreender para Crescer R. Miguel Coelho Chief EntusiastPersonalBrands Caros Pais e Encarregados de Educação, este ano lectivo, por iniciativa da Assoc. Pais do Colégio, vai iniciar-se em Novembro uma

Leia mais

Criação de Orçamentos

Criação de Orçamentos Criação de Orçamentos As pessoas primeiro, depois o as coisas. Suze Orman, Consultora financeira H á muitas maneiras de gastar seu dinheiro. Será que você deve comprar aquele livro que você está querendo

Leia mais

MICROFINANÇAS. Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil

MICROFINANÇAS. Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil MICROFINANÇAS Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil

Leia mais

UMA PARCERIA DE SUCESSO!

UMA PARCERIA DE SUCESSO! RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013 Parceria Santa Dorotéia e Junior Achievement de Minas Gerais: UMA PARCERIA DE SUCESSO! 1 SUMÁRIO 1. Resultados Conquistados... 3 2. Resultados 2013... 4 3. Resultados Pesquisas...

Leia mais

Apresentação PRO BONO PRO BONO

Apresentação PRO BONO PRO BONO Guia do Voluntário Apresentação A PRO BONO surgiu enquanto forma de aliar o mundo jurídico ao mundo do voluntariado; duas realidades que se desencontram no nosso dia-a-dia mas que acreditamos fazer sentido

Leia mais

COMO CAPACITAR AS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS PARA SE TORNAREM APTAS PARA RECEBER INVESTIMENTO? Carlos Azevedo carlos@ies-sbs.org Diretor Académico IES- SBS

COMO CAPACITAR AS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS PARA SE TORNAREM APTAS PARA RECEBER INVESTIMENTO? Carlos Azevedo carlos@ies-sbs.org Diretor Académico IES- SBS COMO CAPACITAR AS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS PARA SE TORNAREM APTAS PARA RECEBER INVESTIMENTO? Carlos Azevedo carlos@ies-sbs.org Diretor Académico IES- SBS ECONOMIA CONVERGENTE ONDE NASCE A INOVAÇÃO SOCIAL?

Leia mais

PROGRAMA DE PROTEÇÃO DE PI

PROGRAMA DE PROTEÇÃO DE PI GUIA PARA MELHORAR O SEU Principais Práticas para a Proteção de PI PROGRAMA DE PROTEÇÃO DE PI 2013 Centro para Empreendimento e Comércio Responsáveis TABELA DE CONTEÚDO CAPÍTULO 1: Introdução à Proteção

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

Apoio Institucional:

Apoio Institucional: Apoio Institucional: YA ENTREPRENEURSHIP SCHOOL Enquadramento Os Parceiros A YA Entrepreneurship School é um projeto fruto de uma parceria entre o Audax e a UPAJE que pretende fomentar o empreendedorismo

Leia mais

Gestão do Conhecimento

Gestão do Conhecimento Gestão do Conhecimento O QUE QUEREMOS DIZER COM CONHECIMENTO? Helder Haddad Silva 16 de Março de 2003 Leitura Básica e Complementar:: O que queremos dizer com conhecimento in PRUSSAK L., e DAVENPORT T.,

Leia mais

COMO GERIR A OFICINA EM TEMPOS DE CRISE? e as oficinas têm de se adaptar às novas

COMO GERIR A OFICINA EM TEMPOS DE CRISE? e as oficinas têm de se adaptar às novas COMO GERIR A OFICINA EM TEMPOS DE CRISE? 1 1 Com esta crise, já não há filas à porta das oficinas, nem listas de marcações com vários dias de espera. Era bom, era, mas já foi! Os tempos são de mudança

Leia mais

Bem vindos a este novo passo do projeto CIP - FAZER ACONTECER A REGENERAÇÃO URBANA.

Bem vindos a este novo passo do projeto CIP - FAZER ACONTECER A REGENERAÇÃO URBANA. CIP FAZER ACONTECER A REGENERAÇÃO URBANA UM NOVO PASSO Seminário 16 de abril de 2012 Intervenção do Presidente da CIP Bem vindos a este novo passo do projeto CIP - FAZER ACONTECER A REGENERAÇÃO URBANA.

Leia mais

Portugal está quase lá ENTREVISTA

Portugal está quase lá ENTREVISTA Pág: 12 Área: 19,00 x 26,00 cm² Corte: 1 de 6 ENTREVISTA DeF Portugal está quase lá Não somos os melhores na produtividade, na riqueza, na organização empresarial, na capacidade de confiarmos uns nos outros,

Leia mais

O caso Português O EMPREENDEDORISMO NO ÂMBITO DA ECONOMIA DO CONHECIMENTO SEMANA NACIONAL DE BUSINESS ANGELS. 26 de Setembro de 2008

O caso Português O EMPREENDEDORISMO NO ÂMBITO DA ECONOMIA DO CONHECIMENTO SEMANA NACIONAL DE BUSINESS ANGELS. 26 de Setembro de 2008 4,5/4,5 CM 4,5/4,5 CM 4,5/4,5 CM 4,5/4,5 CM SEMANA NACIONAL DE BUSINESS ANGELS O EMPREENDEDORISMO NO ÂMBITO DA ECONOMIA DO CONHECIMENTO O caso Português LUIS MIRA AMARAL Mestre em Economia Professor Catedrático

Leia mais

Senhor Presidente da Distrital de Lisboa do PSD. Senhora Secretária de Estado dos Assuntos Parlamentares e da Igualdade

Senhor Presidente da Distrital de Lisboa do PSD. Senhora Secretária de Estado dos Assuntos Parlamentares e da Igualdade Exmos. Senhor Presidente da Distrital de Lisboa do PSD Senhora Secretária de Estado dos Assuntos Parlamentares e da Igualdade Senhoras e Senhores Deputados Senhor Presidente da UGC Cara Coordenadora do

Leia mais

101 DICAS DE CAPTAÇÃO DE RECURSOS

101 DICAS DE CAPTAÇÃO DE RECURSOS 101 DICAS DE CAPTAÇÃO DE RECURSOS 1979 por Howard E. Fisher. 1. Prepare suas propostas de acordo com a personalidade, interesses e exigências do doador potencial. 2. Indique os benefícios da doação para

Leia mais

Agenda. Visão Sistêmica. Visão Sistêmica. Responsabilidade Social. Responsabilidade Social 29/10/2008

Agenda. Visão Sistêmica. Visão Sistêmica. Responsabilidade Social. Responsabilidade Social 29/10/2008 Agenda e responsabilidade: público, privado e terceiro Prof. Costa de Sousa Internet: paginas.terra.com.br/informatica/ptarso Blog: ptarsosousa.blogspot.com Visão Sistêmica Conclusão 2 Visão Sistêmica

Leia mais

UMA PROPOSTA INOVADORA PARA ENSINAR EMPREENDEDORISMO AOS JOVENS

UMA PROPOSTA INOVADORA PARA ENSINAR EMPREENDEDORISMO AOS JOVENS UMA PROPOSTA INOVADORA PARA ENSINAR EMPREENDEDORISMO AOS JOVENS www.empreende.com.br emp@empreende.com.br FAZENDO ACONTECER Programa de ensino de empreendedorismo inovador em nível mundial, desenvolvido

Leia mais

1ª CONFERÊNCIA IBÉRICA DE EMPREENDEDORISMO

1ª CONFERÊNCIA IBÉRICA DE EMPREENDEDORISMO 1ª CONFERÊNCIA IBÉRICA DE EMPREENDEDORISMO Painel: Empreendedorismo Social - 27 e 28 de Outubro de 2011 Práticas Inovadoras de Responsabilidade Social e Empreendedorismo Cascais, 27 de Outubro de 2011

Leia mais

O que é ISO 14001? Um guia passo a passo para o uso de um Sistema de Gestão Ambiental M EI O AM BI ENTE

O que é ISO 14001? Um guia passo a passo para o uso de um Sistema de Gestão Ambiental M EI O AM BI ENTE O que é ISO 14001? Um guia passo a passo para o uso de um Sistema de Gestão Ambiental M EI O AM BI ENTE Índice O que é um SGA e o que é ISO 14001?...2 ISO 14001:1996. Suas perguntas respondidas...3 O sistema

Leia mais

A grande farsa da evolução do processo de gestão empresarial

A grande farsa da evolução do processo de gestão empresarial A grande farsa da evolução do processo de gestão empresarial Começo minha reflexão de hoje pensando um pouco na história da Administração, nos princípios de gestão e formas como as empresas hoje são geridas.

Leia mais

BrazilFoundation abre edital para de projetos e negócios sociais

BrazilFoundation abre edital para de projetos e negócios sociais Financiamento e apoio técnico BrazilFoundation abre edital para de projetos e negócios sociais Estão abertas inscrições online até 30 de novembro para o edital bianual da BrazilFoundation que selecionará

Leia mais

DEBATE DO PLANO E ORÇAMENTO 2014 INTERVENÇÃO DE TRIBUNA DO DEPUTADO RICARDO RAMALHO POLÍTICAS DE JUVENTUDE - PARTICIPAÇÃO E EMANCIPAÇÃO JOVEM

DEBATE DO PLANO E ORÇAMENTO 2014 INTERVENÇÃO DE TRIBUNA DO DEPUTADO RICARDO RAMALHO POLÍTICAS DE JUVENTUDE - PARTICIPAÇÃO E EMANCIPAÇÃO JOVEM DEBATE DO PLANO E ORÇAMENTO 2014 INTERVENÇÃO DE TRIBUNA DO DEPUTADO RICARDO RAMALHO POLÍTICAS DE JUVENTUDE - PARTICIPAÇÃO E EMANCIPAÇÃO JOVEM Senhora Presidente Senhoras e Senhores Deputados Senhor Presidente

Leia mais

MODELOS DE EXCELÊNCIA. Trabalho realizado por: Ana Duarte, nº n 3419 Cristina Pinto, nº n 3518

MODELOS DE EXCELÊNCIA. Trabalho realizado por: Ana Duarte, nº n 3419 Cristina Pinto, nº n 3518 MODELOS DE EXCELÊNCIA Trabalho realizado por: Ana Duarte, nº n 3419 Cristina Pinto, nº n 3518 Ana Luísa Lopes, nº3598n OBJECTIVOS Referir a importância de um sistema de gestão da qualidade; Definir as

Leia mais

5. Tendências na Gestão de Pessoas *

5. Tendências na Gestão de Pessoas * 5. Tendências na Gestão de Pessoas * Trabalho há mais de dez anos como coach e consultora de desenvolvimento humano e organizacional. Minha formação acadêmica é em Engenharia Eletrônica, e antes da grande

Leia mais

SOBRE GESTÃO * A Definição de Gestão

SOBRE GESTÃO * A Definição de Gestão SOBRE GESTÃO * A Definição de Gestão Chegar a acordo sobre definições de qualquer tipo pode ser uma tarefa de pôr os cabelos em pé, e um desperdício de tempo. Normalmente requer compromissos por parte

Leia mais

empresas), embora também esta sujeita a interrogações e dúvidas, porque as vantagens nem sempre são sistemáticas e garantidas com base em condições

empresas), embora também esta sujeita a interrogações e dúvidas, porque as vantagens nem sempre são sistemáticas e garantidas com base em condições Prefácio Dezoito anos passados da primeira obra do autor sobre a temática, e olhando o percurso a esta distância, não deixamos de nos surpreender pela evolução realizada no mundo empresarial e na sociedade.

Leia mais

Intervenção de Sua Excelência o Secretário Regional da Saúde na apresentação do Programa de Governo 2015-2019 20,21 e 22 de Maio de 2015

Intervenção de Sua Excelência o Secretário Regional da Saúde na apresentação do Programa de Governo 2015-2019 20,21 e 22 de Maio de 2015 1 Intervenção de Sua Excelência o Secretário Regional da Saúde na apresentação do Programa de Governo 2015-2019 20,21 e 22 de Maio de 2015 (só faz fé a versão proferida) Excelentíssimo Senhor Presidente

Leia mais

Adoração no Islã (parte 1 de 3): O Significado da Adoração

Adoração no Islã (parte 1 de 3): O Significado da Adoração Adoração no Islã (parte 1 de 3): O Significado da Adoração O conceito e propósito da adoração no Islã não têm paralelo com qualquer outra religião existente. Ele combina o mundano com o espiritual, o indivíduo

Leia mais

O Fórum Económico de Marvila

O Fórum Económico de Marvila Agenda O Fórum Económico de Marvila A iniciativa Cidadania e voluntariado: um desafio para Marvila A Sair da Casca O voluntariado empresarial e as políticas de envolvimento com a comunidade Tipos de voluntariado

Leia mais

INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O SENHOR MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES. Eng. Mário Lino

INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O SENHOR MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES. Eng. Mário Lino INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O SENHOR MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Eng. Mário Lino por ocasião do Encerramento do Seminário AS NOVAS PERSPECTIVAS NA CONTRATAÇÃO PÚBLICA promovido

Leia mais

REGULAMENTO. Preâmbulo

REGULAMENTO. Preâmbulo REGULAMENTO Preâmbulo O espírito de iniciativa, a criatividade, a capacidade de detectar e aproveitar oportunidades, de assumir o risco e formar decisões, constituem premissas essenciais para o sucesso

Leia mais

Regulamento do Green Project Awards

Regulamento do Green Project Awards Regulamento do Green Project Awards A GCI em parceria com a Agência Portuguesa do Ambiente e a Quercus Associação Nacional de Conservação da Natureza, institui um Prémio de reconhecimento de boas práticas

Leia mais

INTERVENÇÃO DE S.EXA. O SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO, DR.BERNARDO TRINDADE, NA SESSÃO DE ABERTURA DO XXXIII CONGRESSO DA APAVT

INTERVENÇÃO DE S.EXA. O SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO, DR.BERNARDO TRINDADE, NA SESSÃO DE ABERTURA DO XXXIII CONGRESSO DA APAVT INTERVENÇÃO DE S.EXA. O SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO, DR.BERNARDO TRINDADE, NA SESSÃO DE ABERTURA DO XXXIII CONGRESSO DA APAVT TURISMO: TENDÊNCIAS E SOLUÇÕES Exmos. Senhores Conferencistas, Antes de

Leia mais

III PRÊMIO PARAÍBA ABRAÇA ODM

III PRÊMIO PARAÍBA ABRAÇA ODM III PRÊMIO PARAÍBA ABRAÇA ODM Faça parte desse abraço A Fundação Solidariedade ponto focal do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento,braço social do Sistema Correio de Comunicação, é uma Associação

Leia mais

REGULAMENTO. 10º Prêmio de Responsabilidade Social

REGULAMENTO. 10º Prêmio de Responsabilidade Social REGULAMENTO 10º Prêmio de Responsabilidade Social I DA INSTITUIÇÃO DA PREMIAÇÃO II DAS CATEGORIAS III DAS INSCRIÇÕES IV DOS PROJETOS V DO JULGAMENTO VI DAS DATAS VII DA COORDENAÇÃO I DA INSTITUIÇÃO DA

Leia mais

MARKETING SOCIAL O QUE É? PARA QUE SERVE? COMO SE FAZ?

MARKETING SOCIAL O QUE É? PARA QUE SERVE? COMO SE FAZ? MARKETING SOCIAL Prof. Instituto Português de Administração de Marketing (IPAM) O Marketing está presente nas nossas vidas (como consumidores, como profissionais, como gestores ou como empresários) há

Leia mais

Pequenas e médias empresas:

Pequenas e médias empresas: Pequenas e médias empresas: Promovendo ligações empresariais efectivas entre as grandes e as pequenas e médias empresas para o desenvolvimento de Moçambique Comunicação de Sua Excelência Armando Emílio

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca MANAUS, 18 DE ABRIL DE 1956 NO CLUBE

Leia mais

(Só faz fé a versão proferida)

(Só faz fé a versão proferida) Exmo. Senhor Presidente do Centro Desportivo e Cultural de Londres, Exmo. Senhor Embaixador, Exmo. Senhor Cônsul Geral, Exmo. Senhor Adido Social, Exmo. Senhor Conselheiro das Comunidades Madeirenses,

Leia mais

Modalidade Franqueado

Modalidade Franqueado PRÊMIO o cumprimento ABF DESTAQUE de todos os critérios FRANCHISING deste Categoria regulamento, selecionando Sustentabilidade os melhores trabalhos. Modalidade Franqueado REGULAMENTO Objetivos O Prêmio

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL NO CENÁRIO EMPRESARIAL ¹ JACKSON SANTOS ²

RESPONSABILIDADE SOCIAL NO CENÁRIO EMPRESARIAL ¹ JACKSON SANTOS ² RESPONSABILIDADE SOCIAL NO CENÁRIO EMPRESARIAL ¹ JACKSON SANTOS ² A Responsabilidade Social tem sido considerada, entre muitos autores, como tema de relevância crescente na formulação de estratégias empresarias

Leia mais

Gestão da Inovação no Contexto Brasileiro. Hugo Tadeu e Hérica Righi 2014

Gestão da Inovação no Contexto Brasileiro. Hugo Tadeu e Hérica Righi 2014 Gestão da Inovação no Contexto Brasileiro Hugo Tadeu e Hérica Righi 2014 INTRODUÇÃO Sobre o Relatório O relatório anual é uma avaliação do Núcleo de Inovação e Empreendedorismo da FDC sobre as práticas

Leia mais

.:. Aula 2.:. Educação Corporativa e Mudanças Organizacionais. Profª Daniela Cartoni daniela_cartoni@yahoo.com.br

.:. Aula 2.:. Educação Corporativa e Mudanças Organizacionais. Profª Daniela Cartoni daniela_cartoni@yahoo.com.br .:. Aula 2.:. Educação Corporativa e Mudanças Organizacionais Profª Daniela Cartoni daniela_cartoni@yahoo.com.br Definições Treinamento e Qualificação: não dependem de políticas de Educação Corporativa,

Leia mais

Administração de CPD Chief Information Office

Administração de CPD Chief Information Office Administração de CPD Chief Information Office Cássio D. B. Pinheiro pinheiro.cassio@ig.com.br cassio.orgfree.com Objetivos Apresentar os principais conceitos e elementos relacionados ao profissional de

Leia mais

DISCURSO DE SUA EXCELÊNCIA, O PRIMEIRO MINISTRO

DISCURSO DE SUA EXCELÊNCIA, O PRIMEIRO MINISTRO DISCURSO DE SUA EXCELÊNCIA, O PRIMEIRO MINISTRO Senhora D. Maria José Ritta, Presidente da Comissão Nacional para o Ano Internacional dos Voluntários, Ms. Sharon Capeling, Senhoras e Senhores congressistas

Leia mais

Cristiane Silva da Cruz O RESGATE DOS VALORES HUMANOS PELO SUPERVISOR

Cristiane Silva da Cruz O RESGATE DOS VALORES HUMANOS PELO SUPERVISOR Cristiane Silva da Cruz O RESGATE DOS VALORES HUMANOS PELO SUPERVISOR Rio de Janeiro 2004 UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATU-SENSU PROJETO VEZ DO MESTRE 2 O RESGATE DOS VALORES HUMANOS PELO

Leia mais

COMISSÃO DE DIREITO DO TRABALHO

COMISSÃO DE DIREITO DO TRABALHO 48º Congresso UIA 1 / 5 Setembro 2004 COMISSÃO DE DIREITO DO TRABALHO RESPONSABILIDADE SOCIAL DAS EMPRESAS EM PORTUGAL 3 Setembro 2004 Pedro Botelho Gomes (JPAB - José Pedro Aguiar-Branco & Associados)

Leia mais

As exigências e transformações do mercado de trabalho neste novo milênio

As exigências e transformações do mercado de trabalho neste novo milênio As exigências e transformações do mercado de trabalho neste novo milênio 1) - Quais as transformações efetivas que estão ocorrendo no mundo dos negócios e como tais mudanças interferem no movimento do

Leia mais

Palestras Gerenciais. relacionamento

Palestras Gerenciais. relacionamento Palestras Gerenciais Qualidade no relacionamento com clientes O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta na implantação e no desenvolvimento

Leia mais

MANUAL FORMAÇÃO PME GESTÃO ESTRATÉGICA

MANUAL FORMAÇÃO PME GESTÃO ESTRATÉGICA MANUAL FORMAÇÃO PME GESTÃO ESTRATÉGICA 1/21 ANÁLISE DA ENVOLVENTE EXTERNA À EMPRESA... 3 1. Análise do Meio Envolvente... 3 2. Análise da Evolução do Mercado... 7 3. Análise da Realidade Concorrencial...

Leia mais

Aviso de privacidade de dados

Aviso de privacidade de dados Aviso de privacidade de dados 1. Introdução Nós somos a Supplies Distributors SA, a nossa sede está localizada na Rue Louis Blériot 5, 4460 Grâce-Hollogne, está inscrita no Registo do Comércio Liége com

Leia mais

estão de Pessoas e Inovação

estão de Pessoas e Inovação estão de Pessoas e Inovação Luiz Ildebrando Pierry Secretário Executivo Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade Prosperidade e Qualidade de vida são nossos principais objetivos Qualidade de Vida (dicas)

Leia mais

SEMIPRESENCIAL 2013.1

SEMIPRESENCIAL 2013.1 SEMIPRESENCIAL 2013.1 MATERIAL COMPLEMENTAR II DISCIPLINA: GESTÃO DE CARREIRA PROFESSORA: MONICA ROCHA LIDERANÇA E MOTIVAÇÃO Liderança e Motivação são fundamentais para qualquer empresa que deseja vencer

Leia mais

Estamos presentes em 20 estados

Estamos presentes em 20 estados http://goo.gl/7kuwo O IDEBRASIL é voltado para compartilhar conhecimento de gestão com o empreendedor do pequeno e micro negócio, de forma prática, objetiva e simplificada. A filosofia de capacitação é

Leia mais

REGULAMENTO DO VI CONCURSO ESCOLAS EMPREENDEDORAS DE CASCAIS REGULAMENTO DO VI CONCURSO ESCOLAS EMPREENDEDORAS DE CASCAIS.

REGULAMENTO DO VI CONCURSO ESCOLAS EMPREENDEDORAS DE CASCAIS REGULAMENTO DO VI CONCURSO ESCOLAS EMPREENDEDORAS DE CASCAIS. REGULAMENTO DO VI CONCURSO ESCOLAS EMPREENDEDORAS DE CASCAIS Preâmbulo O concurso de Escolas Empreendedoras de Cascais é uma iniciativa da Agência DNA Cascais. O presente documento visa regular o VI Concurso

Leia mais

O que é a Responsabilidade Social Empresarial?

O que é a Responsabilidade Social Empresarial? O que é a Responsabilidade Social Empresarial? 1.5. Campos de acção da RSE Resumo O mundo dos negócios é extremamente heterogéneo. Assim as diferentes abordagens e estratégias sobre responsabilidade compromisso

Leia mais

Empreendedorismo UNIDADE DE ATENDIMENTO INDIVIDUAL - UATI

Empreendedorismo UNIDADE DE ATENDIMENTO INDIVIDUAL - UATI Empreendedorismo Por que abrir uma empresa? Por Oportunidade Empreendedorismo Por Necessidade Empreendedorismo por Necessidade Criação de empresas visando à sobrevivência e ao sustento familiar por falta

Leia mais

UWU CONSULTING - SABE QUAL A MARGEM DE LUCRO DA SUA EMPRESA? 2

UWU CONSULTING - SABE QUAL A MARGEM DE LUCRO DA SUA EMPRESA? 2 UWU CONSULTING - SABE QUAL A MARGEM DE LUCRO DA SUA EMPRESA? 2 Introdução SABE COM EXATIDÃO QUAL A MARGEM DE LUCRO DO SEU NEGÓCIO? Seja na fase de lançamento de um novo negócio, seja numa empresa já em

Leia mais

Compreendendo a dimensão de seu negócio digital

Compreendendo a dimensão de seu negócio digital Compreendendo a dimensão de seu negócio digital Copyright 2015 por Paulo Gomes Publicado originalmente por TBI All New, São Luís MA, Brasil. Editora responsável: TBI All New Capa: TBIAllNew Todos os direitos

Leia mais