Exercícios de Java Aula 24 OO Classes e Atributos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Exercícios de Java Aula 24 OO Classes e Atributos"

Transcrição

1 Exercícios de Java Aula 24 OO Classes e Atributos Link do curso: 1. Escreva uma classe para representar uma lâmpada que está à venda em um supermercado. 2. Crie uma classe Livro que represente os dados básicos de um livro, sem se preocupar com a sua finalidade. 3. Usando o resultado do exercício anterior como base, crie uma classe LivroDeLivraria que represente os dados básicos de um livro que está à venda em uma livraria. 4. Usando o resultado do modelo Livro como base, crie uma classe LivroDeBiblioteca que represente os dados básicos de um livro de uma biblioteca, que pode ser emprestado a leitores. 5. Cria uma classe para representar uma conta corrente que possui um número, um saldo, um status que informa se ela é especial ou não, um limite. 6. Crie uma classe que represente um contato da agenda do seu celular.

Exercícios de Java Aula 20 - Matrizes

Exercícios de Java Aula 20 - Matrizes Exercícios de Java Aula 20 - Matrizes Link do curso: http://www.loiane.com/2013/10/curso-java-basico-java-se-gratuito/ 1. Gere e imprima uma matriz M 4x4 com valores aleatórios entre 0-9. Após isso determine

Leia mais

Especificação do Trabalho

Especificação do Trabalho Especificação do Trabalho I. Introdução O objetivo deste trabalho é abordar a prática da programação orientada a objetos usando a linguagem Java envolvendo os conceitos de classe, objeto, associação, ligação,

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR ACESSANDO O PORTAL DO PROFESSOR Para acessar o portal do professor, acesse o endereço que você recebeu através da instituição de ensino ou acesse diretamente o endereço:

Leia mais

Análise e Desenvolvimento de Sistemas ADS Programação Orientada a Obejeto POO 3º Semestre AULA 03 - INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETO (POO)

Análise e Desenvolvimento de Sistemas ADS Programação Orientada a Obejeto POO 3º Semestre AULA 03 - INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETO (POO) Análise e Desenvolvimento de Sistemas ADS Programação Orientada a Obejeto POO 3º Semestre AULA 03 - INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETO (POO) Parte: 1 Prof. Cristóvão Cunha Objetivos de aprendizagem

Leia mais

Trabalho de laboratório Avaliação semestral Exame final MÉDIA PONDERADA CONCEITO

Trabalho de laboratório Avaliação semestral Exame final MÉDIA PONDERADA CONCEITO Exercícios de Seletores (estrutura condicional) Exercício 1. [ASCENCIO] A nota final de um estudante é calculada a partir de três notas atribuídas, respectivamente, a um trabalho de laboratório, a uma

Leia mais

Análise e Projeto Orientados a Objeto

Análise e Projeto Orientados a Objeto Análise e Projeto Orientados a Objeto Objetivos Comparar e contrastar Análise e Projeto Definir O que vamos fazer na disciplina? Saber uma linguagem de programação orientada a objeto (OO) não é suficiente

Leia mais

PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS

PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS CC 3º Período Prof. Diemesleno Souza Carvalho diemesleno@iftm.edu.br www.diemesleno.com.br Unidade I - Objetos e Classes em Java Conceito de Objeto; Conceito de Classe; Atributos; Métodos; Representação

Leia mais

Modelo de Casos de Uso (Casos de Uso Expandidos + Diagrama de Casos de Uso) Modelo Conceitual Diagramas de Sequência de Eventos do Sistema

Modelo de Casos de Uso (Casos de Uso Expandidos + Diagrama de Casos de Uso) Modelo Conceitual Diagramas de Sequência de Eventos do Sistema Sistema para uma biblioteca A biblioteca a ser automatizada trabalha com os seguintes tipos de obra: livros e periódicos. Para cada periódico são mantidos: nome, volume, mês, ano; para cada livro são mantidos

Leia mais

Programação de Computadores. Turma CI-180-B. Josiney de Souza. josineys@inf.ufpr.br

Programação de Computadores. Turma CI-180-B. Josiney de Souza. josineys@inf.ufpr.br Programação de Computadores Turma CI-180-B Josiney de Souza josineys@inf.ufpr.br Agenda do Dia Aula 2 (06/03/15) Como está organizado um computador Computadores antigos Modelo von-neumann Quais suas partes

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicativos com ASR para Android

Desenvolvimento de Aplicativos com ASR para Android Desenvolvimento de Aplicativos com ASR para Android Jonathas Trindade e Thiago Sylas Universidade Federal do Pará Instituto de Tecnologia LaPS - Laboratório de Processamento de Sinais. 24/01/2012 1 / 16

Leia mais

Lista de Exercício Resolvido 01 Modelagem Conceitual parte I

Lista de Exercício Resolvido 01 Modelagem Conceitual parte I Lista de Exercício Resolvido 01 Modelagem Conceitual parte I Vitor Valerio de Souza Campos Exercício 01 Desenvolva o Diagrama Entidade- Relacionamento para as seguintes situações: 1. Um aluno realiza vários

Leia mais

PROGRAMAÇÃO AVANÇADA -CONCEITOS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br

PROGRAMAÇÃO AVANÇADA -CONCEITOS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br PROGRAMAÇÃO AVANÇADA -CONCEITOS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br ROTEIRO 1. Conceitos de Orientação a Objetos Introdução O paradigma da POO Classes

Leia mais

Lab de Programação de sistemas I

Lab de Programação de sistemas I Lab de Programação de sistemas I Apresentação Prof Daves Martins Msc Computação de Alto Desempenho Email: daves.martins@ifsudestemg.edu.br Agenda Orientação a Objetos Conceitos e Práticas Programação OO

Leia mais

FACULDADE SALESIANA DOM BOSCO DE PIRACICABA

FACULDADE SALESIANA DOM BOSCO DE PIRACICABA FACULDADE SALESIANA DOM BOSCO DE PIRACICABA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA A biblioteca Pe. Mário Quilici, da Faculdade Salesiana Dom Bosco de Piracicaba tem por objetivo proporcionar aos professores, alunos,

Leia mais

GUIA DO USUÁRIO. FUPAC FUNDAÇÃO PRESIDENTE ANTONIO CARLOS Faculdade Presidente Antônio Carlos de Nova Lima BIBLIOTECA PROFESSOR BONIFÁCIO ANDRADA

GUIA DO USUÁRIO. FUPAC FUNDAÇÃO PRESIDENTE ANTONIO CARLOS Faculdade Presidente Antônio Carlos de Nova Lima BIBLIOTECA PROFESSOR BONIFÁCIO ANDRADA GUIA DO USUÁRIO HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO De segunda às sextas-feiras: de 13:00h às 21:50h. OBS: No período de férias, o horário de funcionamento poderá sofrer alterações. CADASTRAMENTO DOS USUÁRIOS Para

Leia mais

Exercícios de Java Aula 13

Exercícios de Java Aula 13 Exercícios de Java Aula 13 Link do curso: http://www.loiane.com/2013/10/curso-java-basico-java-se-gratuito/ 1. Faça um Programa que mostre a mensagem "Alo mundo" na tela. 2. Faça um Programa que peça um

Leia mais

Métodos de Construção de Software: Orientação a Objetos. Mestrado em Ciência da Computação 2008 Profa. Itana Gimenes

Métodos de Construção de Software: Orientação a Objetos. Mestrado em Ciência da Computação 2008 Profa. Itana Gimenes Métodos de Construção de Software: Orientação a Objetos Mestrado em Ciência da Computação 2008 Profa. Itana Gimenes Problemas com Modelagem Funcional Falta de aproximação de conceitos com o mundo real

Leia mais

Manual do Aluno Tutorial EAD S.O.S. Professor MANUAL DE ACESSO. Leia este Tutorial antes de entrar na sala de aula virtual

Manual do Aluno Tutorial EAD S.O.S. Professor MANUAL DE ACESSO. Leia este Tutorial antes de entrar na sala de aula virtual 1 MANUAL DE ACESSO Leia este Tutorial antes de entrar na sala de aula virtual 2 ÍNDICE Índice Geral...... 02 Seja bem-vindo!... 03 Instruções para o primeiro acesso...... 04 Acessando o ambiente de ensino...

Leia mais

Orientação a Objetos com Java

Orientação a Objetos com Java Orientação a Objetos com Java Julio Cesar Nardi julionardi@yahoo.com.br 2011/2 Apresentação 3: Orientação Objetos: Conceitos Básicos Objetivos: Compreender os Conceitos Básicos da Orientação a Objetos;

Leia mais

Persistência de dados com JPA. Hélder Antero Amaral Nunes haanunes@gmail.com

Persistência de dados com JPA. Hélder Antero Amaral Nunes haanunes@gmail.com Persistência de dados com JPA Hélder Antero Amaral Nunes haanunes@gmail.com O que é persistência? A persistência de dados é o fato de pegar um dado e torná-lo persistente, ou seja, salvar em algum banco

Leia mais

Java TM e o Modelo de Objetos

Java TM e o Modelo de Objetos Java TM e o Modelo de Objetos Java Deployment Course: Aula 1 por Jorge H C Fernandes (jorge@dimap.ufrn.br) DIMAp-UFRN Java e o Modelo de Objetos Objetivos desta Aula Introduzir conceitos básicos do modelo

Leia mais

REGULAMENTO DAS BIBLIOTECAS: CENTRAL E INFANTIL

REGULAMENTO DAS BIBLIOTECAS: CENTRAL E INFANTIL REGULAMENTO DAS BIBLIOTECAS: CENTRAL E INFANTIL DA NATUREZA Art. 1º - A Biblioteca do Colégio Catarinense, apresentando características inovadoras, alicerçada no conhecimento e na qualidade na prestação

Leia mais

Persistência e Banco de Dados em Jogos Digitais

Persistência e Banco de Dados em Jogos Digitais Persistência e Banco de Dados em Jogos Digitais Prof. Marcos Francisco Pereira da Silva Especialista em Engenharia de Software Jogos Digitais - Banco de Dados 1 Agenda Modelo Entidade-Relacionamento UML

Leia mais

Profº Aldo Rocha. Banco de Dados

Profº Aldo Rocha. Banco de Dados Profº Aldo Rocha Banco de Dados AULA 03: MODELO CONCEITUAL E DE ENTIDADES Turma: ASN102 BELÉM, 19 DE AGOSTO DE 2011 Aula Passada Na aula passada nós trabalhamos a introdução a Banco de dados e a AGENDA

Leia mais

CHECKLIST CRIAÇÃO DE EBOOK

CHECKLIST CRIAÇÃO DE EBOOK CHECKLIST CRIAÇÃO DE EBOOK Defina o Tema Seja específico Enquanto não for uma dor específica da persona, não vale a pena Use as mesmas palavras usadas na pesquisa da sua persona Suficiente para 5 páginas

Leia mais

Programação Concorrente

Programação Concorrente + XV Jornada de Cursos CITi Aula 2 Programação Concorrente Benito Fernandes Fernando Castor João Paulo Oliveira Weslley Torres + Agenda Conceitos básicos de Threads em Java Benefícios de Thread Estados,Métodos,

Leia mais

Plataforma SMS Manual do Usuário

Plataforma SMS Manual do Usuário 1 - Logando no Sistema Acesse o site: http://paineldeenvioscom/painel/ Conforme tela abaixo Informe seu usuário e senha Caso você não se lembre da senha, informe seu usuário e em seguida clique no botão

Leia mais

Laboratório I Aula 4

Laboratório I Aula 4 Laboratório I Aula 4 Prof. Msc. Anderson da Cruz 1. Faça o diagrama de classe UML e programe a classe Data com três atributos inteiros: dia, mês e ano. Faça dois construtores: 1. Um construtor com três

Leia mais

Linguagens de. Aula 01. Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br

Linguagens de. Aula 01. Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br Linguagens de III Aula 01 Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br Linguagens de III Horário das Aulas: 6as feiras das 7h40 às 10h55 Objetivo principal desta disciplina é: utilizar

Leia mais

Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF Colegiado de Engenharia de Computação CECOMP

Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF Colegiado de Engenharia de Computação CECOMP Algoritmos e Programação Ricardo Argenton Ramos Baseado nos slides do professor Jadsonlee da Silva Sá Ementa Conceito de algoritmo. Lógica de programação e programação estruturada. Linguagem de definição

Leia mais

DEFINIÇÃO DE MÉTODOS

DEFINIÇÃO DE MÉTODOS Cursos: Análise, Ciência da Computação e Sistemas de Informação Programação I - Prof. Aníbal Notas de aula 2 DEFINIÇÃO DE MÉTODOS Todo o processamento que um programa Java faz está definido dentro dos

Leia mais

Programação Orientada a Objeto

Programação Orientada a Objeto Programação Orientada a Objeto Prof Márcio Bueno poonoite@marciobueno.com Ementa Levar o aluno a discutir, exercitar e consolidar o uso de técnicas de programação que tenham um impacto considerável sobre

Leia mais

Programas eram lineares e com poucos módulos (Programação estruturada) Aumento da complexidade dos sistemas e difícil reusabilidade dos mesmos

Programas eram lineares e com poucos módulos (Programação estruturada) Aumento da complexidade dos sistemas e difícil reusabilidade dos mesmos OO -Objetos, classes, atributos, métodos, estado, comportamento e identidade (Slide) Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br Programação Orientada a Objetos Introdução Programas eram lineares e com poucos

Leia mais

Plataforma SMS Manual do Usuário

Plataforma SMS Manual do Usuário 1 - Logando no Sistema Plataforma SMS Manual do Usuário Acesse o site: www.softvix.com.br/sms Ou pelo aplicativo de retaguarda: http://smsonline.softvix.com.br Conforme tela abaixo Informe em usuário o

Leia mais

09/09/2013. Roteiro. Aula 2 Revisão 2:Diagrama de Sequência. Diagrama de Sequência. Diagrama de Sequência. Biblioteca. Atributos

09/09/2013. Roteiro. Aula 2 Revisão 2:Diagrama de Sequência. Diagrama de Sequência. Diagrama de Sequência. Biblioteca. Atributos Aula 2 Revisão 2:Diagrama de Sequência UML Roteiro Diagrama Sequência Mostra: a evolução de uma dada situação em determinado momento do software uma dada colaboração entre duas ou mais classes a interação

Leia mais

TUTORIAL PORTAL AO ALUNO. Acesse o Site da Escola QI.EDUBR. Parando o Mouse em cima do link Portal do Aluno:

TUTORIAL PORTAL AO ALUNO. Acesse o Site da Escola QI.EDUBR. Parando o Mouse em cima do link Portal do Aluno: Pg.1 Acesse o Site da Escola QI.EDUBR Parando o Mouse em cima do link Portal do Aluno: Você terá acesso para: Faculdade Matrícula Online; Acessar o Portal; Download Do Manual de Acesso; Ambiente Virtual

Leia mais

Computação II - Java Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Aula Prática - Herança, Polimorfismo e Construtores

Computação II - Java Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Aula Prática - Herança, Polimorfismo e Construtores Computação II - Java Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Aula Prática - Herança, Polimorfismo e Construtores 1 Exercícios Exercício 1: Construtores e Testes Analise a classe Conta.java, mostrada na

Leia mais

Técnicas de Programação II

Técnicas de Programação II Técnicas de Programação II Apresentação da Disciplina Edirlei Soares de Lima Objetivos da Disciplina Apresentar os principais conceitos da orientação a objetos; Capacitar o

Leia mais

Sistemas Operacionais Aula 2

Sistemas Operacionais Aula 2 Sistemas Operacionais Aula 2 Anderson L. S. Moreira anderson.moreira@recife.ifpe.edu.br http://dase.ifpe.edu.br/~alsm Curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas de Informação Recife - PE 1/38 O que

Leia mais

MODELO ENTIDADE - RELACIONAMENTO

MODELO ENTIDADE - RELACIONAMENTO MODELO ENTIDADE - RELACIONAMENTO Modelo Entidade - Relacionamento = Percepção de que o mundo real é formado por um conjunto de objetos chamados entidades e pelo conjunto dos relacionamentos entre estes

Leia mais

Engenharia de Software. Enunciado da Segunda Parte do Projecto

Engenharia de Software. Enunciado da Segunda Parte do Projecto LEIC-A, LEIC-T, LETI, MEIC-T, MEIC-A Engenharia de Software 2 o Semestre 2013/2014 Enunciado da Segunda Parte do Projecto 1. Segunda Parte do Projecto ES A segunda parte do projecto consiste na realização

Leia mais

Plano de Aula - Dreamweaver CS6 - cód.5232 24 Horas/Aula

Plano de Aula - Dreamweaver CS6 - cód.5232 24 Horas/Aula Plano de Aula - Dreamweaver CS6 - cód.5232 24 Horas/Aula Aula 1 Capítulo 1 - Introdução ao Dreamweaver CS6 Aula 2 Continuação do Capítulo 1 - Introdução ao Dreamweaver CS6 Aula 3 Capítulo 2 - Site do Dreamweaver

Leia mais

Regras Práticas de Utilização dos Cartões Eletrónicos. Alunos

Regras Práticas de Utilização dos Cartões Eletrónicos. Alunos Regras Práticas de Utilização dos Cartões Eletrónicos Alunos No dia 2 de abril, entra em funcionamento na Escola Básica e Secundária de Salvaterra de Magos, um Sistema de Automação Escolar, adiante designado

Leia mais

Programação Orientada a Objetos e Java - Introdução. Carlos Lopes

Programação Orientada a Objetos e Java - Introdução. Carlos Lopes Programação Orientada a Objetos e Java - Introdução Carlos Lopes POO e Java Objetivo: proporcionar uma visão dos conceitos de POO e do seu uso na estruturação dos programas em Java. Classes e objetos em

Leia mais

Sistema de Avaliação Institucional WEB SAI 2012 - Atividades dos Docentes Titulações e Produções Acadêmicas

Sistema de Avaliação Institucional WEB SAI 2012 - Atividades dos Docentes Titulações e Produções Acadêmicas Sistema de Avaliação Institucional WEB SAI 2012 - Atividades dos Docentes Titulações e Produções Acadêmicas Orientação ao Docente Sistema de Avaliação Institucional Informações Academicas de Docentes Página

Leia mais

PRÉ-VESTIBULAR PARA NEGROS E CARENTES QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO SÓCIO-CULTURAL. Endereço:

PRÉ-VESTIBULAR PARA NEGROS E CARENTES QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO SÓCIO-CULTURAL. Endereço: PRÉ-VESTIBULAR PARA NEGROS E CARENTES NÚCLEO PETRÓPOLIS QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO SÓCIO-CULTURAL Dados pessoais Nome: Sexo: Cor/Raça: Data de nascimento: / / Idade: Endereço:_ E-mail: Dados escolares Você

Leia mais

Python Aplicado às Redes de Comunicação

Python Aplicado às Redes de Comunicação Python Aplicado às Redes de Comunicação Prof. Gil Pinheiro O que é Python? Linguagem de programação Interpretada Interativa Orientada a objetos Inventada por Guido Van Rossum, em 1990 O nome Python Características

Leia mais

O modelo Entidade-Relacionamento. Agenda: -Modelagem de dados utilizando O Modelo Entidade-Relacionamento

O modelo Entidade-Relacionamento. Agenda: -Modelagem de dados utilizando O Modelo Entidade-Relacionamento O modelo Entidade-Relacionamento Agenda: -Modelagem de dados utilizando O Modelo Entidade-Relacionamento 1 Antes de começarmos: A modelagem conceitual é uma fase muito importante no plamejamento de um

Leia mais

O que é permutação? Série O que é

O que é permutação? Série O que é O que é permutação? Série O que é Objetivos 1. Discutir o significado da palavra permutação no contexto da Matemática; 2. Apresentar os casos clássicos de problemas de análise combinatória; 3. Apresentar

Leia mais

* MANUAL CLIENTE PARA UTILIZAÇÃO E ACESSO À PLATAFORMA TORPEDO CERTO

* MANUAL CLIENTE PARA UTILIZAÇÃO E ACESSO À PLATAFORMA TORPEDO CERTO * MANUAL CLIENTE PARA UTILIZAÇÃO E ACESSO À PLATAFORMA TORPEDO CERTO Este Manual visa orientar o operador da plataforma TORPEDO CERTO a conhecer e utilizar as funcionalidades do sistema conforme o índice

Leia mais

Lista de materiais Uso Individual - 5º Ano

Lista de materiais Uso Individual - 5º Ano Lista de materiais Uso Individual - 5º Ano 02 cadernos brochurão 96 fls (Port/Mat) 01 caderno brochurão 96 fls ( Cienc/Hist/Geog) 01 caderno de desenho 96 fls - Artes Lápis preto de boa qualidade guardar

Leia mais

2. ALGORITMOS. Unesp Campus de Guaratinguetá. Curso de Programação Computadores Prof. Aníbal Tavares Profa. Cassilda Ribeiro

2. ALGORITMOS. Unesp Campus de Guaratinguetá. Curso de Programação Computadores Prof. Aníbal Tavares Profa. Cassilda Ribeiro 2. ALGORITMOS Unesp Campus de Guaratinguetá Curso de Programação Computadores Prof. Aníbal Tavares Profa. Cassilda Ribeiro 2 - Algoritmo 2.1: Introdução Antes de se utilizar uma linguagem de computador,

Leia mais

Orientação a Objetos com Java

Orientação a Objetos com Java Orientação a Objetos com Java Julio Cesar Nardi julionardi@yahoo.com.br 2011/2 Aula 01: Começando com Java Objetivos: Compreender o que é Java, OO e suas vantagens; Entender os procedimentos para criação

Leia mais

Orientação a Objetos. Conceitos Iniciais Introdução a Linguagem Java. Gil Eduardo de Andrade

Orientação a Objetos. Conceitos Iniciais Introdução a Linguagem Java. Gil Eduardo de Andrade Orientação a Objetos Conceitos Iniciais Introdução a Linguagem Java Gil Eduardo de Andrade Conceitos: Orientação a Objeto Introdução Abordagem típica no desenvolvimento de sistemas complexos; Consiste

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA SUMÁRIO INTRODUÇÃO...3 1. USO DA BIBLIOTECA...3 2. ACERVO...3 3. ATENDIMENTO AO PÚBLICO...3 4. USUÁRIOS...3 5. INSCRIÇÃO...3 5.1 DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA...4 6. SERVIÇOS...4 6.1

Leia mais

Aula I_VI Exercícios de Revisão

Aula I_VI Exercícios de Revisão Aula I_VI Exercícios de Revisão 1. Usando as regras de transformação de modelos ER para modelo lógico relacional apresentadas neste capítulo, projete um BD relacional para o modelo abaixo. ESCRITÓRIO (1,1)

Leia mais

Capítulo 6 Sistemas de Arquivos

Capítulo 6 Sistemas de Arquivos Capítulo 6 Sistemas de Arquivos 6.1 Arquivos 6.2 Diretórios 6.3 Implementação do sistema de arquivos 6.4 Exemplos de sistemas de arquivos 1 Armazenamento da Informação a Longo Prazo 1. Deve ser possível

Leia mais

Exercícios de Revisão Java Básico

Exercícios de Revisão Java Básico Exercícios de Revisão Java Básico (i) Programação básica (estruturada) 1) Faça um programa para calcular o valor das seguintes expressões: S 1 = 1 1 3 2 5 3 7 99... 4 50 S 2 = 21 50 22 49 23 48...250 1

Leia mais

Linguagem de Programação I. Orientação a Objetos em Java

Linguagem de Programação I. Orientação a Objetos em Java Linguagem de Programação I Orientação a Objetos em Java Roteiro Introdução Classes e Objetos Declaração de Classes e Instanciação de um Objeto de uma Classe Declarando métodos com parâmetros Atributos,

Leia mais

Manual de utilização do sistema de envio de sms marketing e corporativo da AGENCIA GLOBO. V 1.0. www.sms.agenciaglobo.net

Manual de utilização do sistema de envio de sms marketing e corporativo da AGENCIA GLOBO. V 1.0. www.sms.agenciaglobo.net Manual de utilização do sistema de envio de sms marketing e corporativo da AGENCIA GLOBO. V 1.0 www.sms.agenciaglobo.net 1 ACESSO O SISTEMA 1.1 - Para acessar o sistema de envio entre no site http://sms.agenciaglobo.net/

Leia mais

Software. GUIA DO PROFESSOR Fluxo de energia. Duração da Animação/simulação: 1 hora-aula

Software. GUIA DO PROFESSOR Fluxo de energia. Duração da Animação/simulação: 1 hora-aula Fluxo de energia Conteúdos: Tempo: Objetivos: Descrição: Ecologia: fluxo de energia Duração da Animação/simulação: 1 hora-aula Apresentar o conceito de fluxo de energia e biomassa nos ecossistemas e simular

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 1068 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 1068 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO Impresso por: RODRIGO DIAS Data da impressão: 19/12/2011-16:39:29 SIGOEI - Sistema de Informações Gerenciais da OEI TERMO DE REFERÊNCIA Nº 1068 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO 1.

Leia mais

Exercícios Propostos de Modelagem parte II

Exercícios Propostos de Modelagem parte II Exercícios Propostos de Modelagem parte II Vitor Valerio de Souza Campos Uma pizzaria de tele-entrega apresenta um cardápio composto por diversos tipos de pizza, cujos dados são: número do item, nome da

Leia mais

Exercícios Propostos de Modelagem parte II

Exercícios Propostos de Modelagem parte II Exercícios Propostos de Modelagem parte II Vitor Valerio de Souza Campos Uma pizzaria de tele-entrega apresenta um cardápio composto por diversos tipos de pizza, cujos dados são: número do item, nome da

Leia mais

INF 2125 PROJETO DE SISTEMAS DE SOFTWARE Prof. Carlos J. P. de Lucena

INF 2125 PROJETO DE SISTEMAS DE SOFTWARE Prof. Carlos J. P. de Lucena INF 2125 PROJETO DE SISTEMAS DE SOFTWARE Prof. Carlos J. P. de Lucena Trabalho Experimental Sistema de Biblioteca 1. Objetivo Este trabalho tem o objetivo de consolidar o conhecimento sobre UML e garantir

Leia mais

Programação Orientada a Objetos (DPADF 0063)

Programação Orientada a Objetos (DPADF 0063) Programação Orientada a Objetos (DPADF 0063) Aula 6 Polimorfismo Universidade Federal de Santa Maria Colégio Agrícola de Frederico Westphalen Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Prof.

Leia mais

Criando uma agenda simples com NetBeans 6.5

Criando uma agenda simples com NetBeans 6.5 Criando uma agenda simples com NetBeans 6.5 (Swing application framework e Beansbinding) Já faz algum tempo que escrevi uma agenda simples usando o Eclipse com o Visual Class Editor. Demorei em torno de

Leia mais

ASSESSORIA DE ENSINO PROJETO REDAÇÃO 2011

ASSESSORIA DE ENSINO PROJETO REDAÇÃO 2011 ASSESSORIA DE ENSINO PROJETO REDAÇÃO 2011 A Folha Dirigida, com o apoio do Ministério da Cultura e da Fundação Biblioteca Nacional, promove há cerca de dez anos o "Projeto Redação", que tem o objetivo

Leia mais

Análise e Projeto Orientados por Objetos

Análise e Projeto Orientados por Objetos Análise e Projeto Orientados por Objetos Aula 02 Análise e Projeto OO Edirlei Soares de Lima Análise A análise modela o problema e consiste das atividades necessárias para entender

Leia mais

Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 / 2013.2

Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 / 2013.2 1 Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 / 2013.2 Professor Leandro A. F. Fernandes Instituto de Computação Universidade Federal Fluminense Lista de Exercícios 02 Orientação a Objetos 1) Identifique

Leia mais

Pharma Gestão Serviços Manual de Orientação de Instalação do Certificado Digital Versão 2 Data: 16/07/2015

Pharma Gestão Serviços Manual de Orientação de Instalação do Certificado Digital Versão 2 Data: 16/07/2015 Introdução Este manual tem objetivo de instruir quando a preparação do computador para uso do certificado digital recebido pela Pharma Gestão Serviços As instruções a seguir se aplicam a computadores e

Leia mais

Introdução à Programação 2006/07. Computadores e Programação

Introdução à Programação 2006/07. Computadores e Programação Introdução à Programação 2006/07 Computadores e Programação Objectivos da Aula Noção de computador. Organização Interna de um Computador Noção de Sistema Operativo. Representação digital de informação

Leia mais

Tutorial de Integração JAVA

Tutorial de Integração JAVA Tutorial de Integração JAVA Sumário Tutorial de Integração - JAVA... 3 Configurando Envio... 4 Enviando SMS individualmente... 5 Consultando status de SMS individualmente... 6 Enviando Múltiplos SMS a

Leia mais

NOVIDADES DO JAVA PARA PROGRAMADORES C

NOVIDADES DO JAVA PARA PROGRAMADORES C PROGRAMAÇÃO SERVIDOR EM SISTEMAS WEB NOVIDADES DO JAVA PARA PROGRAMADORES C Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 Objetivos Apresentar o Conceito de Classes e Objetos Capacitar para a criação de objetos simples

Leia mais

QUESTÃO 01 - DIAGRAMA DE SEQUENCIA (CONCEITOS)

QUESTÃO 01 - DIAGRAMA DE SEQUENCIA (CONCEITOS) Campus Cachoeiro de Itapemirim Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas Curso Técnico em Informática Professor: Rafael Vargas Mesquita Bimestre 02 - Avaliação 03 - Assunto: Diagrama de Sequência Aluno:

Leia mais

Ass.CFF 15.05.2015. Portal da Transparência

Ass.CFF 15.05.2015. Portal da Transparência Portal da Transparência Índice ÍNDICE...2 ÍNDICE DE IMAGENS...2 1. INTRODUÇÃO...4 1.1. COMO ESTÁ DISPOSTO ESTE MANUAL... 4 2. LOGIN...5 2.1. LOGIN... 5 2.2. TELA INICIAL... 6 2.3. MENU DE FUNCIONALIDADES...

Leia mais

O Processo de Programação

O Processo de Programação Programação de Computadores I Aula 04 O Processo de Programação José Romildo Malaquias Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2011-1 1/23 Algoritmo Um algoritmo é uma seqüência de

Leia mais

MANUAL DE REFERÊNCIA RÁPIDA PARA ENVIO DE TORPEDO DE VOZ

MANUAL DE REFERÊNCIA RÁPIDA PARA ENVIO DE TORPEDO DE VOZ MANUAL DE REFERÊNCIA RÁPIDA PARA ENVIO DE TORPEDO DE VOZ 1. CONHECENDO O SISTEMA 1º PASSO Acesse www.brasilfone.com.br com seu login e senha no portal do cliente. 2º PASSO No menu clique em SMS. Você será

Leia mais

MODELAGEM VISUAL DE OBJETOS COM UML DIAGRAMA DE CLASSES. lucelia.com@gmail.com

MODELAGEM VISUAL DE OBJETOS COM UML DIAGRAMA DE CLASSES. lucelia.com@gmail.com MODELAGEM VISUAL DE OBJETOS COM UML DIAGRAMA DE CLASSES lucelia.com@gmail.com Externamente ao sistema, os atores visualizam resultados de cálculos, relatórios produzidos, confirmações de requisições solicitadas,

Leia mais

PROGRAMAÇÃO SERVIDOR PADRÕES DAO, VIEW CONTROL E FRONT CONTROL EM SISTEMAS WEB. Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1

PROGRAMAÇÃO SERVIDOR PADRÕES DAO, VIEW CONTROL E FRONT CONTROL EM SISTEMAS WEB. Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 PROGRAMAÇÃO SERVIDOR EM SISTEMAS WEB PADRÕES DAO, VIEW CONTROL E FRONT CONTROL Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 Objetivos Capacitar para a implementação seguindo o padrão DAO Compreender a implementação

Leia mais

2ª Lista de Exercícios Orientação a Objetos

2ª Lista de Exercícios Orientação a Objetos 1 Universidade Federal Fluminense Instituto de Computação Departamento de Ciência da Computação Programação de Computadores II Professores: Leandro A. F. Fernandes, Luiz André P. P. Leme 2ª Lista de Exercícios

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA. Art. 1º - A Biblioteca poderá ser utilizada por professores, alunos e funcionários da UNIESP.

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA. Art. 1º - A Biblioteca poderá ser utilizada por professores, alunos e funcionários da UNIESP. REGULAMENTO DA BIBLIOTECA A Direção da UNIESP estabelece normas disciplinando o funcionamento da Biblioteca, no ano de 2013/1. CAPÍTULO I DO USO DA BIBLIOTECA Art. 1º - A Biblioteca poderá ser utilizada

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação CURSO: Sistemas de Informação FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( X ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

CUPOM ELETRÔNICO GBARBOSA. Manual do Conveniado

CUPOM ELETRÔNICO GBARBOSA. Manual do Conveniado CUPOM ELETRÔNICO GBARBOSA Manual do Conveniado 1. Acesso ao sistema Para ter acesso ao sistema, o conveniado deve solicitar ao Departamento Financeiro da Cencosud Brasil Comercial Ltda. (GBarbosa), o cadastro

Leia mais

Roteiro do Programa e Entrada/Saída

Roteiro do Programa e Entrada/Saída Roteiro do Programa e Entrada/Saída c Professores de ALPRO I Faculdade de Informática PUCRS 03/2012 ALPRO I (FACIN) Roteiro do Programa e E/S 03/2012 1 / 32 Sumário 1 Relembrando 2 Programa Definição de

Leia mais

Exercícios de Java Aula 19

Exercícios de Java Aula 19 Exercícios de Java Aula 19 Link do curso: http://www.loiane.com/2013/10/curso-java-basico-java-se-gratuito/ 1. Criar um vetor A com 5 elementos inteiros. Construir um vetor B de mesmo tipo e tamanho e

Leia mais

Diagramas de Sequência e Contrato das Operações

Diagramas de Sequência e Contrato das Operações UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS, LETRAS E CIÊNCIAS EXATAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DE COMPUTAÇÃO E ESTATÍSTICA Projeto e Desenvolvimento de Sistemas de informação Comportamento

Leia mais

Coordenadoria de Gestão da Informação

Coordenadoria de Gestão da Informação Coordenadoria de Gestão da Informação Curitiba Abril 2015 OBJETIVO Esse Manual descreve os procedimentos a serem realizados para instalação dos drives dos leitores biométricos. Este documento está organizado

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DAS BIBLIOTECAS SENAC/RS

REGULAMENTO GERAL DAS BIBLIOTECAS SENAC/RS REGULAMENTO GERAL DAS BIBLIOTECAS SENAC/RS DA ADMINISTRAÇÃO Art. 1º - A administração da Biblioteca será exercida pelo Bibliotecário seguindo a orientação pedagógica adotada pelo SENAC/RS DAS CONDIÇÕES

Leia mais

Conhecimentos Específicos

Conhecimentos Específicos PROCESSO SELETIVO 2013 10/12/2012 INSTRUÇÕES 1. Confira, abaixo, o seu número de inscrição, turma e nome. Assine no local indicado. 2. Aguarde autorização para abrir o caderno de prova. Antes de iniciar

Leia mais

Introdução ao Jython

Introdução ao Jython Ciclo de Seminários Técnicos Grupo PET Computação UFCG - CEEI - DSC - CCC Maio de 2010 Introdução ao O melhor dos mundos Java e Python Janderson Jason Barbosa Aguiar jason@dsc.ufcg.edu.br Agenda Vantagens/

Leia mais

AULA 15 Plugin Preenchimento de Células

AULA 15 Plugin Preenchimento de Células 15.1 AULA 15 Plugin Preenchimento de Células Nessa aula são apresentadas as funcionalidades do plugin de preenchimento de células. O plugin Preenchimento de Células possibilita calcular valores para atributos

Leia mais

Convertendo Algoritmos para a Linguagem C

Convertendo Algoritmos para a Linguagem C onvertendo Algoritmos para a Linguagem Notas de Aula Prof. Francisco Rapchan www.geocities.com/chicorapchan O objetivo deste texto é mostrar alguns programas em, dando uma breve descrição de seu funcionamento

Leia mais

FBV - Linguagem de Programação II. Um pouco sobre Java

FBV - Linguagem de Programação II. Um pouco sobre Java FBV - Linguagem de Programação II Um pouco sobre Java História 1992: um grupo de engenheiros da Sun Microsystems desenvolve uma linguagem para pequenos dispositivos, batizada de Oak Desenvolvida com base

Leia mais

Banco de Dados. Banco de Dados (aulas 7 e 8) 1 Wedson Quintanilha da Silva - Banco de Dados

Banco de Dados. Banco de Dados (aulas 7 e 8) 1 Wedson Quintanilha da Silva - Banco de Dados Banco de Dados Banco de Dados (aulas 7 e 8) 1 Wedson Quintanilha da Silva - Banco de Dados Generalizaçao/Especialização: Definição de atributos e/ou relacionamentos particulares a um subconjunto de ocorrências

Leia mais

Operação de Computadores e Sistemas. Trabalho Terceiro Bimestre

Operação de Computadores e Sistemas. Trabalho Terceiro Bimestre Operação de Computadores e Sistemas Trabalho Terceiro Bimestre Prof.: Marlon Marcon 03/11/2011 Data de Entrega: 17/11/2011 A nota do trabalho corresponderá à 50% da nota do bimestre A cada dia de atraso

Leia mais