11 de Julho a 17 de Julho

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "11 de Julho a 17 de Julho"

Transcrição

1 Lição 3 11 de Julho a 17 de Julho A Missionária Improvável Sábado à tarde LEITURA PARA O ESTUDO DA SEMANA: II Reis 5; Marcos 1:40-45; II Reis 2:1-15; João 15:5; Romanos 6:4-11; 6:1. VERSO ÁUREO: E muitos leprosos havia em Israel, no tempo do profeta Eliseu, e nenhum deles foi purificado, senão Naamã, o siro. Lucas 4:27. OS LIVROS DE REIS, que cobrem a história dos reinos de Israel, desde 970 a.c. a 560 a.c., relatam alguns acontecimentos emocionantes e espetaculares, bem como algumas convulsões políticas de grande alcance que atingiram o povo de Deus. Inseridas nestes relatos encontram-se as histórias de Elias e de Eliseu, corajosos profetas de Deus, cujas aventuras têm prendido a imaginação de crianças e de adultos de todas as épocas. Muito interessantes também são as semelhanças entre o ministério de Eliseu e o ministério de Jesus. Em ambos os ministérios foram ressuscitadas pessoas, curados leprosos e alimentadas pessoas com base em pequenas quantidades de alimentos. A lição desta semana aborda um desses milagres: a cura de Naamã, um idólatra rico, poderoso e muito orgulhoso, que, considerando a sua grande necessidade, pôs à prova o poder do Deus vivo, tendo-o feito primeiramente através do testemunho de uma missionária muito improvável. Entre as muitas verdades espirituais que podem encontrar-se neste relato, consegue-se obter um modelo de testemunho intercultural no meio de tensões e de rivalidades internacionais. Pode ver-se igualmente nesta história um modelo da forma como funciona o Plano da Salvação. Ano Bíblico: Provérbios 4-7. SOP: Educação (Livro), (Capítulo) Cooperação, (283) Comentário Nos dias de Eliseu, os leprosos de Israel foram passados por alto. Mas Naamã, um nobre pagão, foi fiel às suas convicções do que era correto, e sentiu a sua grande necessidade de auxílio. Encontrava-se em condições de receber os dons da graça de Deus. Não só foi curado da lepra, mas abençoado com o conhecimento do verdadeiro Deus. A nossa posição diante de Deus depende, não da quantidade de luz que temos recebido, mas do uso que

2 fazemos da que possuímos. Assim, mesmo o pagão que prefere o que é correto, na proporção em que lhe é possível distingui-lo, encontra-se em condições mais favoráveis do que os que têm grande luz e professam servir Deus, mas desprezam essa luz e na sua vida diária contradizem a sua profissão de fé. O Desejado de Todas as Nações, p. 189, ed. P. SerVir. Nós não sabemos em que setor os nossos filhos poderão ser chamados a servir. Mas todos são igualmente chamados como missionários para Deus, ministros de misericórdia para o mundo. Devem obter uma educação que os ajude a permanecer ao lado de Cristo num serviço abnegado. Os pais da menina hebreia, quando lhe ensinaram a conhecer Deus, não sabiam o destino que ela teria. Mas foram fiéis à sua responsabilidade, e, no lar do capitão do exército sírio, a sua filha testemunhou do Deus a Quem tinha aprendido a honrar. Profetas e Reis, p. 164, ed. P. SerVir. A obra de Cristo de purificar o leproso da sua terrível doença é uma ilustração da Sua obra de purificar do pecado. O homem que foi ter com Jesus estava cheio de lepra. O veneno mortal da doença penetrara em todo o seu corpo. Os discípulos procuraram impedir o Mestre de o tocar; pois aquele que tocava num leproso tornava-se por sua vez imundo. Pondo a mão sobre o doente, porém, Jesus não sofreu nenhuma contaminação. O Seu contacto comunicou poder vitalizante. A lepra foi purificada. O mesmo se dá quanto à lepra do pecado profundamente arraigada, mortal e impossível de ser purificada por poder humano. Toda a cabeça está enferma e todo o coração fraco. Desde a planta do pé até à cabeça não há nele coisa sã, senão feridas, e inchaços, e chagas podres. Isaías 1:5 e 6. Mas Jesus, vindo habitar na Humanidade, não recebe nenhuma contaminação. A Sua presença tem poder para curar o pecador. Quem quer que caia de joelhos, a Seus pés, dizendo com fé: Senhor, se quiseres, podes tornar-me limpo, ouvirá a resposta: Quero: sê limpo. Mateus 8:2 e 3. Em alguns casos de cura, Jesus não concedeu imediatamente a bênção procurada. No caso da lepra, todavia, logo que foi feito o apelo, seguiu-se a promessa. Quando pedimos bênçãos terrestres, a resposta à nossa oração talvez seja retardada, ou talvez Deus nos dê outra coisa diferente da que pedimos; mas não é assim, quando pedimos libertação do pecado. É da Sua vontade limpar-nos dele, tornar-nos Seus filhos e habilitar-nos a viver uma vida santa. Cristo deu-se a si mesmo pelos nossos pecados, para nos livrar do presente século mau, segundo a vontade de Deus, nosso Pai. Gálatas 1:4. E esta é a confiança que temos nele, que, se pedirmos alguma coisa, segundo a sua vontade, ele ouve-nos. E, se sabemos que nos ouve em tudo o que pedimos, sabemos que alcançamos as petições que lhe fizemos. I João 5:14 e 15. O Desejado de Todas as Nações, pp. 214 e 215, ed. P. SerVir.

3 Ele Tinha Tudo Mas... Domingo, 12 de Julho. E Naamã, chefe do exército do rei da Síria, era um grande homem diante do seu senhor, e de muito respeito; porque, por ele, o Senhor dera livramento aos siros: e era este varão homem valoroso, porém leproso. II Reis 5:1. Este versículo contém nada menos do que quatro descrições ou títulos que colocam Naamã no escalão mais elevado da sociedade síria ou arameia. Era um homem de grande influência junto do rei de Aram, tido por este em grande estima, sendo o braço direito do rei em questões religiosas, bem como nas militares (v. 18). Além disso, era ainda extraordinariamente rico (v. 5). Contudo, o versículo 1 inclui uma terrível adversativa porém. Todo o poder de Naamã, a sua honra e bravura desvaneciam-se à luz da mais temível doença daqueles dias, a lepra. E era precisamente disto que sofria este pobre homem; um tremendo porém que lançava uma sombra escura sobre tudo o que ele alcançara. A sua doença, no entanto, levou-o ao contacto com o profeta de Deus, e, através deste contacto, Naamã tornou-se num crente do Deus verdadeiro. Leia Marcos 1:40-45; Lucas 8:41-56; Marcos 2:1-12. Para lá do facto óbvio de Jesus ter realizado, nestes casos, curas miraculosas, qual é o denominador comum em todos os relatos? O que levou todas aquelas pessoas até junto de Jesus? Perturbações na vida pessoal, tragédias e sobressaltos podem tornar as pessoas mais abertas à verdade espiritual e lançá-las numa busca por Deus. Desastres físicos, psicológicos, políticos ou outros podem abrir as pessoas à realidade do divino. Perdas pessoais, catástrofes nacionais e guerras são motivadores importantes que levam as pessoas a procurarem um poder superior a elas próprias. Há muito que a Igreja está ciente de que os melhores resultados na conquista de almas tendem a surgir em zonas onde as pessoas são atingidas por sofrimento pessoal ou comunitário. A um certo nível, parecia que Naamã tinha tudo; noutro, ele era um homem derrotado e sem grande esperança. Em que aspetos somos todos nós assim, possuindo coisas boas e coisas más na nossa vida? Como se aprende a permitir que umas e outras dessas coisas contribuam para nos manter ligados ao Senhor? Ano Bíblico: Provérbios Comentário Deus manda provações a fim de provar quem permanecerá fiel sob a tentação. Ele leva todos a situações de prova, para ver se confiam num poder fora e acima deles. Todos têm traços de caráter ainda não descobertos, que têm de vir à luz através da provação. Deus permite que os que confiam nas suas

4 próprias forças sejam tentados severamente, para que se compenetrem da sua incapacidade. Quando nos sobrevêm provações; ao vermos perante nós, não o aumento de prosperidade, mas a pressão que exige sacrifício da parte de todos, como devemos enfrentar as insinuações de Satanás de que haveremos de passar um tempo muito difícil? Se dermos ouvidos às suas insinuações, surgirá a falta de fé em Deus. Nesse tempo, devemos juntar as evidências das bênçãos celestiais, os sinais para o bem, dizendo: Senhor, cremos em ti, nos teus servos e na tua obra. Em ti confiaremos. Testemunhos Para a Igreja, vol. 7, p Ao sobrevirem provações, lembrem-se de que são enviadas para o vosso bem.... Ao virem provações e tribulações sabem que são enviadas a fim de que possam receber do Senhor da glória força renovada e humildade incrementada, de maneira a que Ele possa seguramente abençoar-vos, suster e elevar. Com fé e com esperança firmem-se nas promessas de Deus. Oh, como é bom para connosco o Senhor, e com que segurança podemos confiar num Pai amoroso! O Seu desejo é que os brilhantes raios da Sua justiça irradiem da nossa face e nas nossas palavras e atos. Se nos amarmos uns aos outros como Cristo nos tem amado, as barreiras que nos separam de Deus e uns dos outros serão derrubadas, e muitos obstáculos que impedem que o Espírito Santo flua de coração a coração serão removidos.... Confiai n Ele de todo o vosso coração. Ele transportar-vos-á, assim como às vossas cargas. Minha Consagração Hoje (Meditações Matinais, 1989/1953), p Chamo a sua atenção para estas bênçãos, vindas da generosa mão de Deus. Que o renovado brilho de cada manhã desperte louvor no seu coração por estas provas do Seu amoroso cuidado. Mas, ao mesmo tempo que o nosso bondoso Pai celestial dá tantas coisas para promover a nossa felicidade, também concede bênçãos disfarçadas. Ele compreende as necessidades do homem decaído, e enquanto nos confere benefícios por um lado, por outro designou inconveniências para estimular-nos ao uso das habilidades que nos concedeu. Elas desenvolvem em nós paciente diligência, perseverança e coragem. Há males que o homem pode atenuar, mas nunca pode remover. Ele deve vencer os obstáculos e formar o seu ambiente, em vez de ser moldado por ele. Ele tem margem para pôr em prática os seus talentos, pondo ordem e harmonia onde há confusão. Nesta obra pode ter auxílio divino, se o suplicar. Não é deixado a lutar com as suas próprias forças contra as tentações e provas. Aquele que é poderoso foi autorizado a ajudar. Jesus deixou as cortes reais do Céu e sofreu e morreu num mundo degradado pelo pecado, para que pudesse ensinar o homem a passar pelas provas da vida e vencer as suas tentações. Aqui está um modelo para nós. Testemunhos Para a Igreja, vol. 5, p. 312.

5 Uma Testemunha Improvável Segunda, 13 de Julho. Leia II Reis 5:1-7. Segundo este texto, o que se passou aqui? Que razão teria levado a que os Sírios ouvissem o que uma escravazinha tinha para dizer? Quais poderiam ser as implicações camufladas do que soasse cá fora? A Bíblia não nos faculta qualquer pormenor factual sobre o modo como esta jovem atuava naquela casa, mas percebe-se claramente que havia algo nela que atraía a atenção da família. Pensemos um pouco nisto: com base na palavra de uma menina cativa, a trabalhar na sua casa, um chefe militar, abastado e poderoso, dirige-se ao rei, conta-lhe o que a jovem disse, e, logo a seguir, obtém licença do rei para ir até Israel. Ainda mais notório, carrega-se de presentes para levar ao profeta. Obviamente havia mais a passar-se do que aquilo que é explicitamente afirmado nos textos. Contudo, a agente de Deus para plantar o conhecimento a Seu respeito nos círculos governamentais da Síria foi uma pequena escrava hebreia anónima, que fora cruelmente arrancada do seio da sua família por um destacamento militar numa das suas incursões de pilhagem. Em vez de se demorar na crueldade e na falta de sentido daquele ato, e na sua vida de escravidão, a pequenita partilhou a sua fé inabalável no poder capaz de transformar vidas vindo de Deus, que estava a atuar em Samaria por intermédio de Eliseu (v. 3). Desta maneira, tal como Daniel e os seus companheiros em Babilónia, ela foi capaz de transformar a adversidade pessoal numa forma de glorificar Deus, e, assim, Deus transformou o seu cativeiro numa oportunidade para partilhar a sua fé. De acordo com Ellen G. White: O comportamento da menina cativa, a maneira como procedeu neste lar pagão, é um forte testemunho do poder dos primeiros ensinamentos do lar. Profetas e Reis, p. 163, ed. P. SerVir. Que lições isto nos deve proporcionar quanto à forma como a nossa fé, o nosso estilo de vida e os nossos atos podem ser um meio de atrair outros até nós e até às verdades que nos foram confiadas? Fascinante nesta história também é a reação do rei de Israel quando recebeu a carta. Sou eu Deus? Sou eu capaz de curar lepra? Estas palavras revelam até que ponto era temida esta doença e como apenas um milagre poderia operar uma cura. Por qualquer razão, a carta dava a entender a expectativa de que o rei tinha de providenciar a cura. Este sabia que não o podia fazer, e, por isso, pensou que tudo aquilo era um truque para provocar um conflito. Ano Bíblico: Provérbios Comentário Vós sois o sal da terra. Mat. 5:13. Por estas palavras de Cristo adquirimos alguma ideia do que constitui o valor da influência humana. É trabalhar com a influência de Cristo, exaltar onde Cristo exalta, comunicar princípios corretos e deter o progresso da corrupção do mundo. É difundir a graça que somente Cristo pode conceder. É altear, suavizar a vida e o caráter de outros pelo poder de um exemplo puro, unido com fervorosa fé e amor. O povo de Deus deve exercer um poder reformador e preservador

6 no mundo. Devem contrapor-se à influência corruptora e destruidora do mal.... A obra do povo de Deus no mundo é deter o mal, elevar, purificar e enobrecer a Humanidade. Os princípios de bondade, amor e benevolência devem desarraigar cada fibra de egoísmo que tem permeado toda a sociedade e corrompido a Igreja.... Se homens e mulheres abrirem o coração à celestial influência da verdade e do amor, esses princípios refluirão, como correntes no deserto, refrigerando todos e fazendo com que a amenidade apareça onde agora há sequidão e esterilidade. A influência dos que guardam o caminho do Senhor será de tão grande alcance como a eternidade. Consigo levarão a alegria da paz celestial, como um poder sempre presente, refrigerante e iluminador. Maravilhosa Graça (Meditações Matinais, 1974), p Não é só do púlpito que o coração dos homens é tocado pela verdade divina. Existe outro campo de trabalho, mais humilde, talvez, mas igualmente prometedor. Encontra-se no lar do humilde, e na mansão do grande; na mesa hospitaleira, e em reuniões de inocente prazer social. Aonde quer que formos, devemos levar connosco Jesus, e revelar a outros quão precioso é o nosso Salvador. Os que escondem a sua religião, ocultando-a dentro de muros de pedra, perdem valiosas oportunidades de fazer o bem. Por meio das relações sociais, o Cristianismo põe-se em contacto com o mundo. Todo o que recebeu iluminação divina deve lançar luz sobre o caminho dos que não conhecem a Luz da vida. Todos nos devemos tornar testemunhas de Jesus. A posição social, santificada pela graça de Cristo, deve ser desenvolvida para poder atrair almas para o Salvador. Dêmos a conhecer ao mundo que não nos achamos absorvidos de forma egoísta nos nossos próprios interesses, mas desejamos que os outros participem das bênçãos e privilégios de que gozamos. Mostremos-lhes que a nossa religião não nos torna antipáticos nem exigentes. Que todos quantos professam ter encontrado Cristo trabalhem, como Ele fez, para bem dos homens. O Desejado de Todas as Nações, p. 118, ed. P. SerVir.

7 Eliseu, o Profeta Terça, 14 de Julho. O ministério do profeta Eliseu, no século IX a.c., chega até nós numa série de 18 episódios, que se prolongam por mais de cinquenta anos. Este ministério foi cumprido maioritariamente na liderança da Escola dos Profetas e foi, em grande medida, um ministério público. Nele incluíram-se manifestações de sinais e de milagres, tanto a nível pessoal como a nível nacional. Eliseu foi um profeta cujos conselhos e auxílios foram procurados tanto por reis como por gente comum. Leia II Reis 2:1-15. O que nos diz isto a respeito do chamado e do ministério de Eliseu? Não há dúvidas de que Eliseu foi chamado por Deus; ele passou por experiências incríveis que devem ter confirmado no seu próprio espírito este chamado. Mais importante, o pedido que fez de uma porção dobrada do Espírito revelou a sua perceção de que, para fazer o que fora chamado a fazer, precisava do poder divino, porque, em si e por si mesmo, era incapaz. Quer isto dizer que, mesmo naqueles tempos recuados, este homem de Deus compreendeu o que Jesus viria a dizer muitos séculos mais tarde: Eu sou a videira, vós as varas; quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque, sem mim, nada podeis fazer (João 15:5). Esta é uma lição que nós, independentemente da posição que ocupemos na obra do Senhor, necessitamos de aprender. É óbvio, como podemos constatar na história do chamado de Eliseu, que este poder lhe fora, na verdade, concedido. Assim, Eliseu revelou que tinha uma compreensão sã e honesta da sua própria função e do seu chamado, quando declarou ao rei: Permite que Naamã venha até mim, e saberá que há profeta em Israel (II Reis 5:8). Igualmente interessante deve ter sido a cena quando este comandante militar e a sua comitiva apareceram, em todo o seu esplendor, à porta da casa de Eliseu, provavelmente um lugar relativamente pequeno e modesto, quando comparado com o luxo de que Naamã desfrutava. No entanto, Eliseu não pareceu nada intimidado por Naamã nem pelas suas tropas. De facto, Eliseu nem se deu ao trabalho de vir à porta conhecer este visitante poderoso. Em vez disso, enviou um mensageiro, o qual transmitiu ao comandante militar uma ordem. A única recompensa do longo caminho percorrido desde Damasco foi a brusca indicação de ir até ao Jordão e ali tomar banho. Só que esta indicação trazia consigo uma promessa:... ficarás purificado (v. 10). Não há dúvida de que o orgulho deste homem importante ficou ferido. É provável, no entanto, que fosse essa a intenção. Ano Bíblico: Provérbios Comentário Os primeiros anos da vida do profeta Eliseu foram passados na quietude da vida campestre, sob o ensino de Deus e da Natureza, e na disciplina do trabalho útil. Num tempo de quase universal apostasia, a casa do seu pai estava entre o número dos que não haviam dobrado os joelhos a Baal. Na sua casa Deus era honrado, e a fidelidade ao dever era regra da vida diária.

8 Filho de um abastado agricultor, Eliseu havia assumido o trabalho que mais perto estava. Embora possuísse capacidade para ser um dirigente entre os homens, recebeu ensino nos deveres comuns da vida. A fim de dirigir sabiamente, ele devia aprender a obedecer. Pela fidelidade nas coisas pequenas, preparou-se para os encargos maiores. Dotado de espírito meigo e gentil, Eliseu possuía também energia e firmeza. Acariciava o amor e o temor de Deus, e na humilde rotina do trabalho diário adquiria força de propósito e nobreza de caráter, crescendo na graça e no conhecimento divinos. Enquanto cooperava com o seu pai nos deveres domésticos, aprendia a cooperar com Deus. Refletindo a Cristo (Meditações Matinais, 1986), p À medida que passava o tempo, e Elias se preparava para a trasladação, Eliseu preparava-se para se tornar seu sucessor. E de novo a sua fé e resolução foram provadas. Acompanhando Elias no seu trabalho habitual, e sabendo a mudança que logo ocorreria, era em cada lugar convidado pelo profeta para voltar. Fica-te aqui, porque o Senhor me enviou a Betel, disse Elias (II Reis 2:2). Mas, nos seus primeiros trabalhos de guiar o arado, Eliseu tinha aprendido a não fracassar nem desanimar; e agora que havia posto a mão ao arado para os deveres de outra natureza, não se desviaria do seu propósito. De todas as vezes que lhe era feito o convite para voltar, a sua resposta era: Vive o Senhor, e vive a tua alma, que te não deixarei. II Reis 2:2. E assim ambos foram juntos.... E eles ambos pararam junto ao Jordão. Então Elias tomou a sua capa, e a dobrou, e feriu as águas, as quais se dividiram para as duas bandas; e passaram ambos em seco. Sucedeu, pois, que, havendo eles passado, Elias disse a Eliseu: Pede-me o que queres que te faça, antes que seja tomado de ti. E disse Eliseu: Peço-te que haja porção dobrada de teu espírito sobre mim. E disse: Coisa dura pediste; se me vires quando for tomado de ti, assim se te fará; porém, se não, não se fará. E sucedeu que, indo eles andando e falando, eis que um carro de fogo, com cavalos de fogo, os separou um do outro; e Elias subiu ao Céu num redemoinho (II Reis 2:6-11). Desde então Eliseu ficou no lugar de Elias. E aquele que fora fiel no mínimo, mostrou-se também fiel no muito. A lição é para todos. Ninguém pode saber o que poderá ser o propósito de Deus na Sua disciplina; mas todos podem estar certos de que a fidelidade nas pequenas coisas é a evidência de preparação para maiores responsabilidades. Cada ato da vida é uma revelação do caráter, e somente aquele que nos menores deveres se mostre obreiro que não tem de que se envergonhar (II Tim. 2:15), será honrado por Deus com encargos de mais responsabilidade. Educação, pp

9 A Cura de Naamã Quarta, 15 de Julho. Leia II Reis 5: O que nos ensina este relato a respeito de Naamã e acerca de algumas das lições que ele teve de aprender? Que lições poderemos também tirar para nós próprios? Tivesse o profeta Eliseu ido pessoalmente ao encontro deste proeminente visitante e aplicado alguns gestos exorcistas, acompanhados de fórmulas mágicas e de outros rituais tão vulgares nas religiões pagãs, e Naamã, provavelmente, não teria hesitado. Há dois aspetos, porém, na receção que teve que ele considerou um insulto. Não só o profeta não saiu da sua casa para ir ao encontro de Naamã como também o mandou dirigir-se ao rio Jordão como sendo o lugar onde a sua lepra seria curada. Do ponto de vista do protocolo, Naamã tinha razão. Eliseu devia ter saído para o saudar. E os rios em Damasco eram indubitavelmente melhores, uma vez que as suas águas eram mais límpidas, quando comparadas com as do lamacento Jordão. Contudo, Deus, por intermédio de Eliseu, conduziu Naamã ao Jordão, um rio em Israel. Todo o processo de cura destinava-se a demonstrar, primeiramente, que em Israel havia um profeta do Deus verdadeiro e, depois, que Deus recompensava a submissão da fé. A comitiva de Naamã convenceu-o a submeter-se a este seu novo e divino comandante, ou, pelo menos, a dar-lhe uma oportunidade. O argumento apresentado pela comitiva, de que, se a cura sugerida fosse complicada, ele tê-la-ia seguido, convenceu-o. Deve ter sido difícil para Naamã engolir o seu orgulho, tendo de dar ouvidos a uma menina escrava, a um profeta estrangeiro, que não lhe manifestou qualquer deferência, e, finalmente, ter de ouvir os seus próprios subordinados. Só que ele estava, de facto, desesperado por alcançar a cura. Então desceu, e mergulhou no Jordão sete vezes, conforme a palavra do homem de Deus: e a sua carne tornou, como a carne de um menino, e ficou purificado. II Reis 5:14. Os requisitos iniciais para a cura de Naamã eram a crença e a submissão. Logo que dominou o seu orgulho e se submeteu à vontade expressa de Deus, mergulhando sete vezes no lamacento Jordão, ficou curado. Leia Romanos 6:4-11. De que modo a história de Naamã reflete alguns dos princípios ensinados nestes versículos? Em que aspetos já tivemos pessoalmente a experiência da realidade de uma novidade de vida em Cristo? Ano Bíblico: Provérbios Comentário Naamã, o sírio, consultou o profeta de Deus sobre como se poderia curar de uma doença repugnante, a lepra. Foi-lhe ordenado que se banhasse sete vezes no Jordão. Porque é que não seguiu imediatamente as instruções de Eliseu, o profeta de Deus? Porque é que recusou fazer o que o profeta ordenara? Ele voltou-se para os seus servos, a resmungar. Na sua mortificação e deceção ficou exaltado e, tomado de ira, recusou-se a seguir o humilde procedimento indicado pelo profeta de Deus. Eis que eu dizia comigo,

10 disse ele, certamente ele sairá, pôr-se-á em pé, e invocará o nome do Senhor, seu Deus, e passará a sua mão sobre o lugar, e restaurará o leproso. Não são, porventura, Abana e Farpar, rios de Damasco, melhores do que todas as águas de Israel? Não me poderia eu lavar neles e ficar purificado? E voltou-se e se foi com indignação. O seu servo disse: Meu pai, se o profeta te dissera alguma grande coisa, porventura, não a farias? Quanto mais, dizendo-te ele: Lava-te [simplesmente] e ficarás purificado (II Reis 5:11-13). Sim, aquele grande homem considerava ser abaixo da sua dignidade dirigir-se ao humilde rio Jordão e lavar-se. Os rios por ele referidos e desejados eram embelezados por árvores e bosques, e nesses bosques havia ídolos. Muitos faziam romaria a esses rios para adorar os seus deuses-ídolos; por isso ir para lá não lhe exigiria nenhuma humildade. Mas era o seguir as específicas instruções do profeta que haveria de humilhar o seu espírito altivo e orgulhoso. A obediência voluntária traria o resultado desejado. Banhou-se, e foi curado. Testemunhos Para a Igreja, vol. 2, p Há hoje, em cada lugar, pessoas que são honestas de coração, e sobre essas a luz do Céu está a brilhar. Se continuarem fiéis em seguir o que entendem ser o dever, ser-lhes-á dada luz adicional, até que, como Naamã no passado, sejam obrigadas a reconhecer que em toda a terra não há Deus, senão o Deus vivo, o Criador. A toda a alma sincera quando andar em trevas e não tiver luz nenhuma, é feito o convite: Confie no nome do Senhor e firme-se sobre o seu Deus. Isa. 50:10. Profetas e Reis, p. 167, ed. P. SerVir. O amor de Cristo no coração é o que é necessário. O eu precisa de ser crucificado. Quando o eu está imerso em Cristo, o verdadeiro amor brota espontaneamente. Não é uma emoção ou um impulso, mas uma decisão de uma vontade santificada. Não consiste num sentimento, mas na transformação de todo o coração, alma e caráter, que estão mortos para o eu e vivo para Deus. O nosso Senhor e Salvador pedenos que nos entreguemos a Ele. Submeter o eu a Deus é tudo o que Ele pede, dando-nos a Ele para sermos usamos como Ele achar melhor. Até chegarmos a este ponto de entrega, não trabalharemos felizes, de forma proveitosa e bem-sucedida em nenhum lugar. Comentários de Ellen G. White, The SDA Bible Commentaries, vol. 6, p

11 Um Novo Crente Quinta, 16 de Julho. Eis que tenho conhecido que, em toda a terra, não há Deus senão em Israel: agora, pois, te peço que tomes uma bênção do teu servo (II Reis 5:15). De que maneira estas palavras ajudam a revelar a experiência da Salvação? Ver Apocalipse 14:12; I João 5:2 e 3; Romanos 6:1. Teria sido fácil para Naamã, após ter ficado curado, regressar diretamente do Jordão para Damasco. Contudo, num gesto de agradecimento, ele e os seus servidores regressaram à casa do profeta. Desta vez conheceram pessoalmente Eliseu. O tema principal da Bíblia é a confissão de que o Deus de Israel é soberano no mundo. As palavras de Naamã, vindas de um pagão, constituem um dos pontos altos da revelação do Velho Testamento. A conversão de Naamã tornou claro que a sua nova experiência tinha de estar associada ao Deus de Israel. O profeta era Israelita, o rio era o mais importante rio em Israel e o número sete era uma ligação clara ao Deus da Criação. O que vemos acontecer com Naamã é um exemplo de como a fé verdadeira opera: Naamã recebeu uma coisa que nunca poderia ter conseguido por si mesmo. O facto de Eliseu ter recusado os presentes oferecidos (II Reis 5:16) foi uma maneira de mostrar que a Salvação não pode ser comprada ou merecida, mas que é inteiramente pela graça de Deus. Simultaneamente, porém, a prontidão de Naamã em oferecer alguma coisa a Eliseu por aquilo que este tinha feito por ele demonstra a resposta da fé, uma resposta de gratidão por aquilo que lhe fora concedido. Eliseu recusou a oferta. Neste ponto, o profeta seguiu o exemplo de Abraão quando ajudou os reis pagãos, mas recusou recompensas, dizendo que ninguém seria capaz de poder afirmar: Eu enriqueci Abrão (Gén. 14:23). Eliseu sabia que a aceitação de qualquer oferta teria arruinado a lição que Naamã devia aprender. A cura fora obra de Deus e um ato de graça pura. Seja este ponto plenamente estabelecido em todas as mentes: Se aceitamos Cristo como Redentor, precisamos de aceitá-l'o como Soberano. Não podemos ter certeza e perfeita confiança em Cristo como nosso Salvador enquanto não O reconhecermos como nosso Rei e formos obedientes aos Seus mandamentos. Assim evidenciamos a nossa lealdade a Deus. A nossa fé tem, então, o timbre genuíno, pois é uma fé operante. Ela opera pelo amor. Ellen G. White, Fé e Obras, p. 16. Se os outros observarem a nossa vida, o que veem nela que revela o nosso amor por Deus em reconhecimento por aquilo que Deus fez por nós em Cristo? Ano Bíblico: Provérbios Comentário No novo nascimento, o coração é posto em harmonia com Deus, ao colocar-se em conformidade com a Sua Lei. Quando esta poderosa transformação se efetua no pecador, este passou da morte para a vida, do pecado para a santidade, da transgressão e rebelião para a obediência e lealdade. Terminou a velha vida de afastamento de Deus, começando a nova vida de reconciliação, de fé e amor. Então, a justiça da lei cumpre-se em nós, que não andamos segundo a carne, mas segundo o Espírito (Romanos 8:4). E a linguagem da alma será: Quanto amo a tua lei! É a minha meditação, todo o dia (Salmo 119:97, ARA).

12 A lei do Senhor é perfeita e restaura a alma (Salmo 19:7, ARA). Sem a Lei, os homens não têm uma conceção justa da pureza e santidade de Deus, ou da sua própria culpa e impureza. Não têm verdadeira convicção do pecado, e não sentem necessidade de arrependimento. Não vendo a sua condição perdida, como transgressores da Lei de Deus, não se compenetram da necessidade do sangue expiatório de Cristo. A esperança da Salvação é aceite sem a mudança radical do coração ou a reforma da vida. São assim abundantes as conversões superficiais, e unem-se às igrejas multidões que nunca se uniram a Cristo. O Grande Conflito, pp. 388 e 389, ed. P. SerVir. A bondade e a paciência de Deus, o Seu abnegado amor pelos pecadores, devem levar todos quantos compreendem a Sua graça a manifestarem o mesmo, a darem, liberalmente, simpatia aos outros. O maravilhoso exemplo da vida de Cristo, a incomparável benignidade com que Ele partilhou dos sentimentos dos oprimidos, chorando com os que choravam, regozijando-se com todos quantos se regozijavam no Seu amor, precisam de ter profunda influência sobre o caráter de todos os que amam Deus e guardam os Seus mandamentos. Eles darão simpatia, não com mesquinhez, mas liberalmente; por meio de palavras e atos bondosos, procurarão tornar tão fácil a vereda para os pés cansados, como desejam que se torne a estrada para os seus próprios pés. À medida que recebemos, dia-a-dia e hora a hora, as bênçãos de Deus, não podemos fazer menos para mostrar a nossa gratidão do que ter bondoso e abnegado interesse por aqueles por quem Cristo morreu. Temos bênçãos? Sim, temos. Bem, Cristo diz: Passem-nas a outros; não apenas a alguns favorecidos, mas a todos aqueles com quem entrarmos em contacto. Devemos dar graça por graça. Nossa Alta Vocação (Meditações Matinais, 2015), p. 179, ed. P. SerVir.

13 Sexta, 17 de Julho. ESTUDO ADICIONAL: Séculos depois de Naamã ter regressado à sua pátria, curado do corpo e do espírito, a sua maravilhosa fé foi referida e louvada pelo Salvador como uma lição objetiva para todo aquele que professa servir Deus. Muitos leprosos havia em Israel no tempo do profeta Eliseu, declarou o Salvador, e nenhum deles foi purificado, senão Naamã, o sírio. Lucas 4:27. Deus passou por alto muitos leprosos em Israel, porque a sua incredulidade lhes fechou a porta para a bênção. Um pagão nobre, fiel às suas convicções daquilo que era correto, e que sentira necessidade de auxílio, foi, à vista de Deus, mais digno da Sua bênção do que aqueles que viviam em Israel a mesma aflição e que tinham subestimado e desprezado os privilégios que lhes tinham sido dados por Deus. Deus atua em benefício dos que apreciam os Seus favores e respondem à luz que lhes é dada do Céu. Ellen G. White, Profetas e Reis p. 167, ed. P. SerVir. PERGUNTAS PARA REFLEXÃO: Ao longo dos anos, muitos debates se têm feito sobre o que aconteceu depois da cura de Naamã. Em II Reis 5:17-19, Naamã faz uma poderosa confissão de fé, dizendo:... nunca mais oferecerá este teu servo holocausto nem sacrifício a outros deuses, senão ao Senhor (v. 17). Contudo, logo a seguir, ele afirma: Quando meu senhor entra na casa de Rimon, para ali adorar, e ele se encosta na minha mão, e eu, também, me tenha de encurvar na casa de Rimon, nisto perdoe o Senhor a teu servo (v. 18). Quais são as implicações das palavras de Eliseu? Até que ponto têm os missionários cristãos de ser pacientes e compreensivos para com novos conversos, sobretudo quando estes chegam a nós vindos de diferentes antecedentes religiosos e culturais? Com que rapidez deve ser realizada a integração cultural de novos conversos? A viúva de Sarepta e Naamã da Síria tinham vivido à altura de toda a luz que possuíam. Por isso foram considerados mais justos do que o povo escolhido de Deus que se tinha desviado d Ele, e sacrificado o princípio à conveniência e à honra mundana. Ellen G. White, Atos dos Apóstolos, p. 294, ed. P. SerVir. A cura e a salvação chegaram a Naamã mediante uma fé que se revelou nos seus atos. Analise em mais pormenor toda a questão da relação entre a fé e as obras. Por que razão é tão importante compreender as funções fundamentais, ainda que diferentes, que ambas têm na experiência da Salvação?

14 Ano Bíblico: Provérbios Comentários de EGW, Leitura Adicional: O Desejado de Todas as Nações, pp , ed. P. SerVir; Testemunhos Para a Igreja, vol. 7, p. 211.

15 Moderador Texto-Chave: II Reis 5:14 e 15. Com o Estudo desta Lição o Membro da Unidade de Ação Vai: Aprender: A compreender que testemunhar num contexto intercultural exige coragem moral e disposição para deixar que Deus o surpreenda. Sentir: Gratidão renovada pela graça de Deus para consigo próprio, bem como uma sensibilidade mais apurada para com aqueles que passam por perturbações na sua vida. Fazer: Aceitar o desafio de ministrar às necessidades de outros, mesmo com o risco da sua própria segurança ou dos seus interesses. Esboço da Aprendizagem: I. Aprender: Deus Torna os Fracos Poderosos. A. Ouve-se dizer frequentemente que podemos testemunhar de Deus eficazmente por meio dos nossos atos e da nossa vida. Que lições podemos aprender com o episódio da menina escrava judia que deu um testemunho verbal? B. Consegue perceber algum paralelismo entre a história da cura de Naamã, um inimigo de Israel, e a do leproso samaritano que foi curado por Jesus o único dos dez leprosos curados que voltou atrás para dizer Obrigado (Lucas 17:11-19)? C. Que lições aprendemos, sobre a natureza de Deus e a Sua atitude para com a missão, através da Sua escolha de um instrumento de testemunho (II Reis 5:2 e 3), das Suas instruções dadas a Naamã para ser curado (II Reis 5:10) e do desastre que foi o servo de Eliseu pedir uma recompensa pela cura (II Reis 5:20-27)? II. Sentir: A Compaixão Autêntica Produz Confiança Genuína. A. De que modo uma empatia sincera para com os seres humanos nossos companheiros contribui para o derrube de barreiras, sejam elas culturais, emocionais ou espirituais? B. Mesmo quando as circunstâncias parecem pouco ideais, até que ponto a nossa própria experiência da graça de Deus pode inflamar o nosso empenho no testemunho? III. Fazer: Estar Disponível. A. Que passos práticos podemos dar para fortalecer a coragem moral e espiritual? Que razão torna este processo demorado em vez de poder ser uma decisão momentânea?

16 B. Já dissemos a Deus que estamos disponíveis para ser usados por Ele na Sua missão? De que modo podemos estar prontos para que Ele nos tome de acordo com a nossa palavra? Sumário: O testemunho eficaz não acontece por acaso; o Espírito de Deus reúne o que Ele precisa para atrair homens e mulheres para o Seu reino. CICLO DA APRENDIZAGEM 1º PASSO MOTIVAR! Realce da Escritura: II Reis 5:2-5. Conceito-Chave para Crescimento Espiritual: O ponto de vista de Deus quanto à igualdade que diz que somos todos Seus filhos, igualmente amados por Ele, choca-se com os nossos preconceitos humanos e parcialidades profundamente enraizados. Na história de Naamã, porém, descobrimos Deus a derrubar implacavelmente barreiras sociais, culturais e nacionais para que a Sua missão seja cumprida. Faremos nós menos do que isso? Só para o Dinamizador: O famoso dissidente checo Václav Havel, que veio a tornar-se no presidente da República, dedicou décadas a incitar cidadãos para que tomassem uma posição contra o cruel poder do regime opressivo do seu país. Num notável artigo intitulado A Força dos Fracos, ele fez uma apresentação convincente de que, por muito opressivo que seja um regime político, as pessoas vulgares têm o poder de transformar a sociedade, se tão-somente manifestarem coragem moral através de simples atos diários de autenticidade. Acreditamos nós, por vezes, que a nossa capacidade de testemunhar em favor de Deus está dependente de circunstâncias favoráveis ou de se deparar com a oportunidade certa? Ao ensinar a sua Unidade de Ação hoje, lance o desafio aos membros com o exemplo de uma menina escrava anónima, cuja coragem moral criou, de facto, ondas de transformação que percorreram o mundo conhecido de então. Debate Introdutório: Sente mais empatia para com as pessoas do seu próprio grupo racial? Os psicólogos têm estado a estudar, desde os anos 50 do século passado, a teoria da empatia dentro dos grupos a ideia de que tendemos a sentir mais compaixão e simpatia para com aqueles que são mais parecidos connosco e que aparentam partilhar o nosso próprio contexto cultural.

17 Em 2009, num estudo revelador, investigadores da Universidade de Pequim realizaram scans (análises eletrográficas) em voluntários chineses e europeus enquanto estes assistiam a diferentes amostragens de vídeos de pessoas a receberem dolorosas picadelas com agulhas. Os resultados foram surpreendentes. A reação neural empática a atividade na parte do cérebro estimulada pela emoção e empatia foi consistentemente maior quando os voluntários viam alguém com as suas próprias características raciais a sofrer aquelas picadelas dolorosas (www.sciencedaily.com/releases/2009/06/ htm). A heroína do testemunho dado, relatado em II Reis 5, praticamente não é mencionada na narrativa, mas as suas ações ocupam o centro daquilo que se foi desenrolando. A cura de Naamã decorre a partir da incrível coragem da jovem escrava judia que sentiu uma profunda compaixão e empatia por alguém que não podia ter sido mais diferente em termos de riqueza, poder, nacionalidade, religião e circunstâncias. Perguntas: Que razão faz da empatia um auxiliar tão poderoso do testemunhar? Pode este processo ser falseado? De que modo pode o preconceito seja ele social, racial ou de qualquer outro tipo prejudicar-nos? Prejudicar outros? Até que ponto pode ele perverter e impedir a missão? 2º PASSO ANALISAR! Só para o Dinamizador: Um dos temas entrelaçados na história de Naamã é a ideia do inesperado. Em cada volta do enredo surge mais uma outra surpresa a demonstrar o Espírito de Deus em atuação, de maneiras que ultrapassam as pressuposições ou as expectativas humanas. Ao trabalhar com a Unidade de Ação este relato bíblico, realce o modo como a história da cura de Naamã terá constituído um desafio lançado aos que primeiramente a ouviram o povo judeu. Trace os paralelismos com a missão no século vinte e um, os quais revelam Deus como um Deus de surpresas: Alguém que anseia que nós vejamos a missão através da grande lente angular do Seu amor por todas as gentes, em vez de a vermos através da nossa perspetiva limitada. COMENTÁRIO BÍBLICO I. Missão no Exílio (Recapitule com a Unidade de Ação II Reis 5.)

18 A narrativa bíblica realça a importância de Naamã. Ele era chefe do exército, um grande homem, de muito respeito e homem valoroso (II Reis 5:1). Convencido de que o profeta em Samaria talvez pudesse ser capaz de o curar da lepra, fez com que se escrevesse diretamente ao rei de Israel, em vez de procurar contactar o próprio profeta. E, no entanto, uma das ironias desta história é que não é ninguém importante ou poderoso quem facilita a cura de Naamã. Ironicamente, o poderoso Naamã teve de agradecer a escravos bem como a Deus e a Eliseu pela sua cura. Não só foi uma escrava quem informou a sua patroa sobre Eliseu e os seus poderes curativos, mas, mais tarde, quando Naamã se sentiu largamente ofendido com as instruções dadas por Eliseu para que se fosse banhar no Rio Jordão e quis regressar ao seu país ainda leproso, foram também os seus criados que o convenceram a engolir o orgulho (II Reis 5:13). No tempo de Naamã, havia constantes tensões e confrontos ao longo da fronteira entre a Síria e Israel. Numa dessas incursões pela fronteira, os Sírios levaram cativa uma garota judia. Não sabemos praticamente nada acerca dela com base no relato bíblico, mas na história desta menina vemo-la a enfrentar uma questão que todos os exilados têm de enfrentar: Como é que eu vou viver num ambiente cultural totalmente estranho? Que desafio tremendo para uma menina judia atirada para a casa do dirigente militar do inimigo do seu amado país natal, Israel. Ela, porém, evitou dois extremos. Por um lado, resistiu ao caminho fácil de simplesmente se conformar com a sua nova situação esquecer a religião do seu lar. Por outro, resistiu ao caminho fácil de manter privada a sua religião. Em vez disso, ela incluiu a sua fé na situação que estava a viver. Reuniu a coragem para testemunhar acerca do profeta Eliseu: Oxalá que o meu senhor estivesse diante do profeta que está em Samaria: ele o restauraria da sua lepra. II Reis 5:3. Não subestimemos a fé desta jovem missionária, com tantas marcas negativas contra o seu nome. Ela era do género feminino, jovem, estrangeira, de um país inimigo e era uma simples escrava. Desempenhando funções em que, sem dúvida, se esperava que só falasse quando lhe fosse dirigida a palavra, a jovem deu corajosamente a sua opinião, sugerindo que o seu patrão fosse a um país inimigo em busca de ajuda. E se acontecesse ela estar enganada? Eliseu era conhecido como um operador de milagres, mas não havia nenhum caso registado de ele ter curado um leproso. A coragem espiritual da jovem resultou num dirigente pagão a ajoelhar-se diante de Jeová. Uma vez mais, a misericórdia de Deus atravessa fronteiras culturais e religiosas por meio de uma humilde e fiel missionária. Pergunta para Debate: Muitos de nós debatem-se com a questão de serem testemunhas mesmo em situações relativamente fáceis. De que modo, então, podemos nós explicar a coragem desta jovem menina escrava? 3º PASSO PRATICAR! Só para o Dinamizador: Tenha em conta todos os elementos que parecem subversivos na narrativa de Naamã.

19 1. Eliseu era uma figura pública em Israel. O profeta recebera o seu chamado para o ministério no meio do espetáculo de um carro de fogo e da bênção do grande profeta Elias (II Reis 2:9-11). Contudo, o momento missionário fulcral nesta história cabe não a Eliseu, mas a uma jovem escrava anónima e sem qualquer estatuto. 2. O beneficiário da cura realizada por Deus é um estranho, no extremo, alguém sem direito a qualquer mérito. Naamã era não só membro de uma nação inimiga, mas contava-se também entre os seus dirigentes militares. (Ver Lucas 4:27-29 para uma referência de quão profundamente um escândalo destes poderia claramente tocar um ponto sensível da alma judaica.) 3. Não há aqui nenhum final feliz para todo o sempre. Em II Reis 5:18 é apresentada uma nota desarmónica quando, depois de ter declarado a sua fé no único Deus verdadeiro, Naamã informou Eliseu de que tinha o dever de continuar ainda a sua obrigação cívica de acompanhar o seu senhor e rei, sempre que este fosse adorar no templo de Rimon (ou Baal). E foi então que o profeta de Deus lhe respondeu com uma acalorada censura ou com uma denúncia da idolatria dos Assírios? Não. Eliseu disse-lhe simplesmente: Vai em paz. Embora os teólogos tenham desde há muito debatido o significado desta resposta, o cenário esboçado em II Reis 5 mostra-nos, pelo menos, que, apesar da sua experiência de conversão, Naamã era ainda um bebé espiritual e que teria de enfrentar muitos desafios. Pense Nisto: Tentem, como Unidade, reviver a história de Naamã num ambiente do século vinte e um. Quem poderia ser Naamã, e qual seria a sua lepra? Quem poderia ser um Eliseu dos dias modernos? Quem poderia preencher o lugar da jovem escrava desconhecida? Tenham em consideração também a admissão de Naamã de que teria de continuar a entrar no templo de Rimon para acompanhar o rei sírio. Haverá um equivalente na atualidade que nos forçasse a manifestar paciência para com um recémnascido espiritual? Até que ponto a transposição da narrativa de Naamã para o mundo de hoje desafia as nossas ideias preconcebidas quanto à maneira como devemos tratar a missão e relacionar-nos com os descrentes? Ajuda-nos isto a perceber o modo como o Espírito de Deus pode atuar de maneiras inesperadas? 4º PASSO APLICAR! Só para o Dinamizador: A jovem escrava judia correu um tremendo risco pessoal quando sugeriu que Deus poderia curar a lepra de Naamã. No entanto, talvez a parte mais importante da sua história ocorra muito tempo antes desse momento. A coragem moral e espiritual não surge do nada. Tem de ser permanentemente fortalecida por meio de escolhas diárias, sejam elas grandes ou pequenas. Termine com uma atividade que lembre aos membros que o testemunho requer sempre integridade e coragem, qualidades estas que devemos fortalecer antes de virem a ser necessárias.

11 de Julho a 17 de Julho

11 de Julho a 17 de Julho Lição 3 11 de Julho a 17 de Julho A Missionária Improvável Sábado à tarde LEITURA PARA O ESTUDO DA SEMANA: II Reis 5; Marcos 1:40-45; II Reis 2:1-15; João 15:5; Romanos 6:4-11; 6:1. VERSO ÁUREO: E muitos

Leia mais

O que encobre as suas transgressões jamais prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia. (Prov. 28:13)

O que encobre as suas transgressões jamais prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia. (Prov. 28:13) CONFISSÃO E ARREPENDIMENTO O que encobre as suas transgressões jamais prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia. (Prov. 28:13) A consequência natural do arrependimento é a confissão.

Leia mais

1ª Leitura - 2Rs 5,1-15a

1ª Leitura - 2Rs 5,1-15a 1ª Leitura - 2Rs 5,1-15a Havia muitos leprosos em Israel. Contudo, nenhum deles foi curado, mas sim Naamã, o sírio. Leitura do Segundo Livro dos Reis 5,1-15a Naqueles dias: 1 Naamã, general do exército

Leia mais

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal Personal Commitment Guide Guia de Compromisso Pessoal Nome da Igreja ou Evento Nome do Conselheiro Telefone 1. Salvação >Você já atingiu um estágio na vida em que você tem a certeza da vida eterna e que

Leia mais

Curso de Discipulado

Curso de Discipulado cidadevoadora.com INTRODUÇÃO 2 Este curso é formado por duas partes sendo as quatro primeiras baseadas no evangelho de João e as quatro últimas em toda a bíblia, com assuntos específicos e muito relevantes

Leia mais

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade.

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade. A Palavra de Deus 2 Timóteo 3:16-17 Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. 17 E isso

Leia mais

DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ

DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ EBD DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ OLÁ!!! Sou seu Professor e amigo Você está começando,hoje, uma ETAPA muito importante para o seu CRESCIMENTO ESPIRITUAL e para sua

Leia mais

Lição 9 Completar com Alegria

Lição 9 Completar com Alegria Lição 9 Completar com Alegria A igreja estava cheia. Era a época da colheita. Todos tinham trazido algo das suas hortas, para repartir com os outros. Havia muita alegria enquanto as pessoas cantavam louvores

Leia mais

UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL.

UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL. UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL. Como sabemos o crescimento espiritual não acontece automaticamente, depende das escolhas certas e na cooperação com Deus no desenvolvimento

Leia mais

A filha da mulher cananeia (Mateus 15:21-28). PREPARANDO MISSIONÁRIOS. O endemoniado gadareno (Marcos 5:1-20).

A filha da mulher cananeia (Mateus 15:21-28). PREPARANDO MISSIONÁRIOS. O endemoniado gadareno (Marcos 5:1-20). Lição 8-22 de agosto de 2015 O plano de Jesus era preparar primeiro o povo judeu como base para as missões para outras culturas. Não obstante, não disperdiçou as oportunidades que se apresentaram para

Leia mais

A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO. Romanos 15:13

A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO. Romanos 15:13 A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO Romanos 15:13 - Ora o Deus de esperança vos encha de toda a alegria e paz em crença, para que abundeis em esperança pela virtude do Espírito Santo. Só Deus pode nos dar uma

Leia mais

Você quer ser um Discípulo de Jesus?

Você quer ser um Discípulo de Jesus? Você quer ser um Discípulo de Jesus? A História do povo de Israel é a mesma história da humanidade hoje Ezequel 37:1-4 Eu senti a presença poderosa do Senhor, e o seu Espírito me levou e me pôs no meio

Leia mais

ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO

ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO ESTUDO 1 NOVA VIDA O presente curso ajudará você a descobrir fatos da Palavra de Deus, fatos os quais você precisa para viver a vida em toda a sua plenitude. Por este estudo

Leia mais

Os encontros de Jesus. sede de Deus

Os encontros de Jesus. sede de Deus Os encontros de Jesus 1 Jo 4 sede de Deus 5 Ele chegou a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, que ficava perto das terras que Jacó tinha dado ao seu filho José. 6 Ali ficava o poço de Jacó. Era mais ou

Leia mais

O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO

O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO Vós ouviste o que vos disse: Vou e retorno a vós. Se me amásseis, ficaríeis alegres por eu ir para o Pai, porque o Pai é maior do que eu. João

Leia mais

Etapas da maturidade de Eliseu

Etapas da maturidade de Eliseu Etapas da maturidade de Eliseu TEXTO BÍBLICO BÁSICO 2 Reis 2.5-11 5 - Então os filhos dos profetas que estavam em Jericó se chegaram a Eliseu, e lhe disseram: Sabes que o SENHOR hoje tomará o teu senhor

Leia mais

O seu conceito das religiões é como o seguinte quadro?

O seu conceito das religiões é como o seguinte quadro? ...as religiões? Sim, eu creio que sim, pois não importa a qual religião pertença. O importante é apoiar a que tem e saber levá-la. Todas conduzem a Deus. Eu tenho minha religião e você tem a sua, e assim

Leia mais

CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO

CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO Assinatura do Registo A assinatura do Registo será colocada na Liturgia, conforme prática local ou critério do Oficiante. Celebração da Santa Ceia No caso de ser pedida a Celebração

Leia mais

Escola da Bíblia Rua Rio Azul, 200, Boa Viagem CEP: 51.030-050 Recife PE

Escola da Bíblia Rua Rio Azul, 200, Boa Viagem CEP: 51.030-050 Recife PE AS GRANDES DOUTRINAS DA BÍBLIA LIÇÃO 07 O QUE A BÍBLIA DIZ A RESPEITO DA SALVAÇÃO INTRODUÇÃO Chegamos ao que pode ser o tópico mais importante desta série: a salvação. Uma pessoa pode estar equivocada

Leia mais

A Liderança do Espírito

A Liderança do Espírito A Liderança do Espírito Autor : Andrew Murray Para muitos Cristãos a liderança do Espírito é considerada como uma sugestão de pensamentos para nossa orientação. Eles almejam e pedem por ela em vão. Quando

Leia mais

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado LIÇÃO 1 - EXISTE UM SÓ DEUS 18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado A Bíblia diz que existe um único Deus. Tiago 2:19, Ef. 4 1- O Deus que Criou Todas as coisas, e que conduz a sua criação e

Leia mais

Conceitos Básicos. Profetizou em Israel, durante o reinado de Jeroboão II (Século VIII a.c.), cumpre seu ministério por 30 anos

Conceitos Básicos. Profetizou em Israel, durante o reinado de Jeroboão II (Século VIII a.c.), cumpre seu ministério por 30 anos Oséias Salvação Conceitos Básicos Oséias, o profeta, era filho de Beeri. Profetizou em Israel, durante o reinado de Jeroboão II (Século VIII a.c.), cumpre seu ministério por 30 anos O nome Oséias era comum

Leia mais

NOVENA A SÃO PEREGRINO: PROTETOR DOS DOENTES DE CÂNCER. Comentarista: Quem foi São Peregrino? São Peregrino, foi um frade da Ordem dos

NOVENA A SÃO PEREGRINO: PROTETOR DOS DOENTES DE CÂNCER. Comentarista: Quem foi São Peregrino? São Peregrino, foi um frade da Ordem dos NOVENA A SÃO PEREGRINO: PROTETOR DOS DOENTES DE CÂNCER Comentarista: Quem foi São Peregrino? São Peregrino, foi um frade da Ordem dos Servos de Maria e ficou conhecido como o protetor contra o câncer.

Leia mais

MANUAL. Esperança. Casa de I G R E J A. Esperança I G R E J A. Esperança. Uma benção pra você! Uma benção pra você!

MANUAL. Esperança. Casa de I G R E J A. Esperança I G R E J A. Esperança. Uma benção pra você! Uma benção pra você! MANUAL Esperança Casa de I G R E J A Esperança Uma benção pra você! I G R E J A Esperança Uma benção pra você! 1O que é pecado Sem entender o que é pecado, será impossível compreender a salvação através

Leia mais

Lição 8 Trabalhar com Líderes

Lição 8 Trabalhar com Líderes Lição 8 Trabalhar com Líderes Já havia mais de um ano que o António se tornara membro da sua igreja. Ele tinha aprendido tanto! Começou a pensar nos líderes da igreja que o tinham ajudado. Pensava naqueles

Leia mais

YEHOSHUA E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos (Atos

YEHOSHUA E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos (Atos YEHOSHUA E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos (Atos 4.12) Quando você se arrepende dos seus pecados e crê

Leia mais

Demonstração de Maturidade

Demonstração de Maturidade Demonstração de Maturidade TEXTO BÍBLICO BÁSICO 2 Reis 4.12-17 12 - Então disse ao seu servo Geazi: Chama esta sunamita. E chamando-a ele, ela se pôs diante dele. 13 - Porque ele tinha falado a Geazi:

Leia mais

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA MÓDULO I - O NOVO TESTAMENTO Aula XXII A PRIMEIRA CARTA DE PEDRO E REFLEXÕES SOBRE O SOFRIMENTO Até aqui o Novo Testamento tem dito pouco sobre

Leia mais

Muitos descrentes ao observarem a obra da cruz em sua visão natural pensam que tal gesto praticado por Jesus parece ser de derrota e não de vitória.

Muitos descrentes ao observarem a obra da cruz em sua visão natural pensam que tal gesto praticado por Jesus parece ser de derrota e não de vitória. 1 A OBRA DA CRUZ Mas longe esteja de mim gloriar-me, senão na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim, e eu, para o mundo. Gálatas 6.14 OBJETIVO. Este sermão tem

Leia mais

QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA. II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA

QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA. II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA At 9.31 A igreja, na verdade, tinha paz por toda Judéia, Galiléia e Samaria, edificando-se

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

Lição 01 O propósito eterno de Deus

Lição 01 O propósito eterno de Deus Lição 01 O propósito eterno de Deus LEITURA BÍBLICA Romanos 8:28,29 Gênesis 1:27,28 Efésios 1:4,5 e 11 VERDADE CENTRAL Deus tem um propósito original e eterno para minha vida! OBJETIVO DA LIÇÃO Que eu

Leia mais

OUTRAS ORAÇÕES PAI NOSSO ORAÇÃO A SÃO JERÔNIMO. Pai nosso que estais nos céus. Santificado seja o vosso nome. Venha a nós o vosso reino

OUTRAS ORAÇÕES PAI NOSSO ORAÇÃO A SÃO JERÔNIMO. Pai nosso que estais nos céus. Santificado seja o vosso nome. Venha a nós o vosso reino OUTRAS ORAÇÕES PAI NOSSO Pai nosso que estais nos céus Santificado seja o vosso nome Venha a nós o vosso reino Seja feita a vossa vontade Assim na Terra como no Céu O pão nosso de cada dia nos dai hoje

Leia mais

Naamã, comandante do exército do rei da Síria, era muito respeitado e honrado pelo seu senhor, pois por meio dele o Senhor dera vitória à Síria. Mas esse grande guerreiro ficou leproso. Ora, tropas da

Leia mais

Esperança em um mundo mal Obadias 1-21. Propósito: Confiar em Cristo independente do mundo em que vivemos.

Esperança em um mundo mal Obadias 1-21. Propósito: Confiar em Cristo independente do mundo em que vivemos. Esperança em um mundo mal Obadias 1-21 Propósito: Confiar em Cristo independente do mundo em que vivemos. Introdução Obadias É o livro mais curto do Antigo Testamento. Quase nada se sabe sobre o autor.

Leia mais

O PODER DA ORAÇAO E DA SANTIFICAÇAO

O PODER DA ORAÇAO E DA SANTIFICAÇAO O PODER DA ORAÇAO E DA SANTIFICAÇAO PROGRAMA A HORA MILAGROSA Assim nos ensinou o Santo Irmão Aldo sobre o poder da oração e da santificação: Todo o filho de Deus deve ser dado à oração e à meditação.

Leia mais

2015 O ANO DE COLHER MAIO - 1 COMO SERÁ A CIDADE?

2015 O ANO DE COLHER MAIO - 1 COMO SERÁ A CIDADE? MAIO - 1 COMO SERÁ A CIDADE? Texto: Apocalipse 21:1-2 Então vi um novo céu e uma nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra tinham passado; e o mar já não existia. Vi a cidade santa, a nova Jerusalém,

Leia mais

JESUS É A LUZ DO MUNDO João 8.12 Pr. Vlademir Silveira IBME 24/03/13

JESUS É A LUZ DO MUNDO João 8.12 Pr. Vlademir Silveira IBME 24/03/13 JESUS É A LUZ DO MUNDO João 8.12 Pr. Vlademir Silveira IBME 24/03/13 INTRODUÇÃO O Evangelho de João registra 7 afirmações notáveis de Jesus Cristo. Todas começam com Eu sou. Jesus disse: Eu sou o pão vivo

Leia mais

Disciples of Christ Church Ministerio vida com vida Israel Costa 1

Disciples of Christ Church Ministerio vida com vida Israel Costa 1 Disciples of Christ Church Ministerio vida com vida Israel Costa 1 MANTO QUE TRAZ DE VOLTA O QUE FOI PERDIDO. Orou Eliseu e disse: Jeová, abre os seus olhos, para que veja. Abriu Jeová os olhos do moço,

Leia mais

Perdão Marca de Maturidade

Perdão Marca de Maturidade Perdão Marca de Maturidade TEXTO BÍBLICO BÁSICO Mateus 18.15-22 15 - Ora, se teu irmão pecar contra ti, vai, e repreende-o entre ti e ele só; se te ouvir, ganhaste a teu irmão; 16 - Mas, se não te ouvir,

Leia mais

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 1 a Edição Editora Sumário Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9 Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15 Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 Santos, Hugo Moreira, 1976-7 Motivos para fazer

Leia mais

A Identidade da Igreja do Senhor Jesus

A Identidade da Igreja do Senhor Jesus A Identidade da Igreja do Senhor Jesus Atos 20:19-27 (Ap. Paulo) Fiz o meu trabalho como Servo do Senhor, com toda a humildade e com lágrimas. E isso apesar dos tempos difíceis que tive, por causa dos

Leia mais

A Cura de Naamã - O Comandante do Exército da Síria

A Cura de Naamã - O Comandante do Exército da Síria A Cura de Naamã - O Comandante do Exército da Síria Samaria: Era a Capital do Reino de Israel O Reino do Norte, era formado pelas 10 tribos de Israel, 10 filhos de Jacó. Samaria ficava a 67 KM de Jerusalém,

Leia mais

O PROFETA ELISEU Lição 64. 1. Objetivos: Ensinar que mesmo quando a vida é difícil que nunca devemos perder nossa esperança se estamos em Cristo.

O PROFETA ELISEU Lição 64. 1. Objetivos: Ensinar que mesmo quando a vida é difícil que nunca devemos perder nossa esperança se estamos em Cristo. O PROFETA ELISEU Lição 64 1 1. Objetivos: Ensinar que mesmo quando a vida é difícil que nunca devemos perder nossa esperança se estamos em Cristo. 2. Lição Bíblica: 2 Reis 2, 4, 5 (Base bíblica para a

Leia mais

Retroceder? Só se for pra pegar impulso!

Retroceder? Só se for pra pegar impulso! Retroceder? Só se for pra pegar impulso! Hb 10:35-39 "Por isso, não abram mão da confiança que vocês têm; ela será ricamente recompensada. Vocês precisam perseverar, de modo que, quando tiverem feito a

Leia mais

I DOMINGO DA QUARESMA

I DOMINGO DA QUARESMA I DOMINGO DA QUARESMA LITURGIA DA PALAVRA / I Gen 2, 7-9; 3, 1-7 Leitura do Livro do Génesis O Senhor Deus formou o homem do pó da terra, insuflou em suas narinas um sopro de vida, e o homem tornou-se

Leia mais

DOMINGO VII DA PÁSCOA. Vésperas I

DOMINGO VII DA PÁSCOA. Vésperas I DOMINGO VII DA PÁSCOA (Onde a solenidade da Ascensão não é transferida para este Domingo). Semana III do Saltério Hi n o. Vésperas I Sa l m o d i a Salmos e cântico do Domingo III. Ant. 1 Elevado ao mais

Leia mais

ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO

ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO 1 ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO LIÇÃO Nº 01 DIA 16/06/2014 INTRODUÇÃO: Vamos começar uma nova série de estudos em nossas células. Esta será uma série muito interessante

Leia mais

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER INTRODUÇÃO: Qualquer que seja meu objetivo, ler é a atividade básica do aprendizado. Alguém já disse: Quem sabe ler, pode aprender qualquer coisa. Se quisermos estudar a Bíblia,

Leia mais

Cântico: Dá-nos um coração

Cântico: Dá-nos um coração Cântico: Dá-nos um coração Refrão: Dá-nos um coração, grande para amar, Dá-nos um coração, forte para lutar. 1. Homens novos, criadores da história, construtores da nova humanidade; homens novos que vivem

Leia mais

Direitos reservados Domingos Sávio Rodrigues Alves Uso gratuito, permitido sob a licença Creative Commons 1

Direitos reservados Domingos Sávio Rodrigues Alves Uso gratuito, permitido sob a licença Creative Commons 1 1 O caminho da harmonia. Colossenses 3 e 4 Col 3:1-3 Introdução: Portanto, já que vocês ressuscitaram com Cristo, procurem as coisas que são do alto, onde Cristo está assentado à direita de Deus. Mantenham

Leia mais

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS I. Nas celebrações do Tempo Advento Deus omnipotente e misericordioso, que vos dá a graça de comemorar na fé a primeira vinda do seu Filho Unigénito e de esperar

Leia mais

Português. Sagrada Família de Jesus, Maria e José B. Leitura I Ben-Sirá 3,3-7.14-17a (gr. 2-6.12-14)

Português. Sagrada Família de Jesus, Maria e José B. Leitura I Ben-Sirá 3,3-7.14-17a (gr. 2-6.12-14) Português Sagrada Família de Jesus, Maria e José B Deus apareceu na terra e começou a viver no meio de nós. (cf. Bar 3,38) Leitura I Ben-Sirá 3,3-7.14-17a (gr. 2-6.12-14) Deus quis honrar os pais nos filhos

Leia mais

6. Pergunta de Transição: Quem é o meu próximo? 7. Frase de Transição: Quando usamos de misericórdia estamos agindo para a salvação.

6. Pergunta de Transição: Quem é o meu próximo? 7. Frase de Transição: Quando usamos de misericórdia estamos agindo para a salvação. 1 SERMÃO EXPOSITIVO TITULO: UM MINISTÉRIO DE COMPAIXÃO Lucas 10:25-37. INTRODUÇÃO 1. Saudações: Saúdo a todos os irmãos e amigos desta igreja com a paz do Senhor Jesus e a certeza na esperança de sua breve

Leia mais

UMA LISTA DOS NUNCA MAIS CONFESSAREI

UMA LISTA DOS NUNCA MAIS CONFESSAREI UMA LISTA DOS NUNCA MAIS CONFESSAREI Não há nada mais poderoso que uma decisão, pois esta te colocará em um mundo novo. (Lucas Márquez) VINTE CONFISSÕES NEGATIVAS QUE VOCÊ DEVE CANCELAR EM SUA VIDA 1)

Leia mais

FEB EADE - Livro III - Módulo II Roteiro 2 A autoridade de Jesus

FEB EADE - Livro III - Módulo II Roteiro 2 A autoridade de Jesus OBJETIVOS 1) Analisar em que se resume a autoridade do Cristo. 2) Esclarecer como o Espiritismo explica essa autoridade. IDEIAS PRINCIPAIS 1) Sob a autoridade moral do Cristo, somos guiados na busca pela

Leia mais

Sumário. Prefácio...3. 1. As evidências da ressurreição de Cristo...5. 2. Se Jesus está vivo, onde posso encontrá-lo?...15

Sumário. Prefácio...3. 1. As evidências da ressurreição de Cristo...5. 2. Se Jesus está vivo, onde posso encontrá-lo?...15 1 Sumário Prefácio...3 1. As evidências da ressurreição de Cristo...5 2. Se Jesus está vivo, onde posso encontrá-lo?...15 Comunidade Presbiteriana Chácara Primavera Ministério de Grupos Pequenos Março

Leia mais

As Estratégias para termos vitória! Ezequias.

As Estratégias para termos vitória! Ezequias. As Estratégias para termos vitória! Ezequias. Precisamos ser fiéis para sermos abençoados e recebermos as vitórias de Deus. Ezequias significa Jeová fortalece. Hoje veremos que devido à fidelidade de Ezequias,

Leia mais

Lausperene. Senhor Jesus, Eu creio que estais presente no pão da Eucaristia. Senhor, eu creio em Vós.

Lausperene. Senhor Jesus, Eu creio que estais presente no pão da Eucaristia. Senhor, eu creio em Vós. Lausperene Cântico: Dá-nos um coração Refrão: Dá-nos um coração, grande para amar, Dá-nos um coração, forte para lutar. 1. Homens novos, criadores da história, construtores da nova humanidade; homens novos

Leia mais

O Batismo é mencionado pela primeira vez, no Novo Testamento, quando do ministério de João Batista.

O Batismo é mencionado pela primeira vez, no Novo Testamento, quando do ministério de João Batista. Lição 11 A DOUTRINA DO BATISMO NAS ÁGUAS Por: Pr Valdimário Santos O Batismo é mencionado pela primeira vez, no Novo Testamento, quando do ministério de João Batista. Em Mateus 3.1,2 notamos que a mensagem

Leia mais

Porque Deus mandou construir o tabernáculo?

Porque Deus mandou construir o tabernáculo? Aula 39 Área da Adoração Êxodo 19:5~6 Qual o significado de: vós me sereis reino sacerdotal? Significa que toda a nação, não parte, me sereis reino sacerdotal, povo santo, nação santa. Israel era uma nação

Leia mais

ENSINAR DISCIPULAR SER DISCIPULADO

ENSINAR DISCIPULAR SER DISCIPULADO ENSINAR ENSINAR DISCIPULAR SER DISCIPULADO DISCIPULAR A Palavra de Deus A Palavra de Deus gera a vida, cria a fé, produz mudanças, afugenta o Diabo, realiza milagres, cura feridas, edifica o caráter, transforma

Leia mais

SUMÁRIO Páginas A alegria 10 (A alegria está no coração De quem já conhece a Jesus...) Abra o meu coração 61 (Abra o meu coração Deus!...

SUMÁRIO Páginas A alegria 10 (A alegria está no coração De quem já conhece a Jesus...) Abra o meu coração 61 (Abra o meu coração Deus!... SUMÁRIO Páginas A alegria 10 (A alegria está no coração De quem já conhece a Jesus...) Abra o meu coração 61 (Abra o meu coração Deus!...) A cada manhã 71 (A cada manhã as misericórdias se renovam...)

Leia mais

Jo 15.2 = Toda vara em mim que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto.

Jo 15.2 = Toda vara em mim que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto. A Responsabilidade dos Filhos de Deus Texto Base: 1º João 2.6 = Aquele que diz que está nele também deve andar como ele andou. Introdução: O nosso dever é andar como Ele (Jesus) andou.. Todos que O aceitam

Leia mais

CRISTO EM TI A MANIFESTAÇÃO DA GLÓRIA

CRISTO EM TI A MANIFESTAÇÃO DA GLÓRIA CRISTO EM TI A MANIFESTAÇÃO DA GLÓRIA INTRODUÇÃO Irmãos! A bíblia nos ensina que Deus nos chama a realizar, a ser, a conhecer e a alcançar muitas coisas, tais como, realizar a obra de Deus, a ser santos,

Leia mais

Bíblia Sagrada N o v o T e s t a m e n t o P r i m e i r a E p í s t o l a d e S ã o J o ã o virtualbooks.com.br 1

Bíblia Sagrada N o v o T e s t a m e n t o P r i m e i r a E p í s t o l a d e S ã o J o ã o virtualbooks.com.br 1 Bíblia Sagrada Novo Testamento Primeira Epístola de São João virtualbooks.com.br 1 Capítulo 1 1 O que era desde o princípio, o que temos ouvido, o que temos visto com os nossos olhos, o que temos contemplado

Leia mais

www.aciportugal.org ESTOU NESTE MUNDO COMO NUM GRANDE TEMPLO Santa Rafaela Maria

www.aciportugal.org ESTOU NESTE MUNDO COMO NUM GRANDE TEMPLO Santa Rafaela Maria www.aciportugal.org ESTOU NESTE MUNDO COMO NUM GRANDE TEMPLO Santa Rafaela Maria 2 www.aciportugal.org 11 ORAÇÃO FINAL Senhor Jesus Cristo, hoje sentimos a Tua paixão por cada um de nós e pelo mundo. O

Leia mais

4. O princípio da palavra funciona como ponte entre dois mundos (natural/espiritual) e duas dimensões (física/sobrenatural).

4. O princípio da palavra funciona como ponte entre dois mundos (natural/espiritual) e duas dimensões (física/sobrenatural). O Poder das Palavras LEITURA: Marcos 11:12-14 12. E, no dia seguinte, quando saíram de Betânia, teve fome. 13. Vendo de longe uma figueira que tinha folhas, foi ver se nela acharia alguma coisa; e chegando

Leia mais

Dia 11. Tornando-se amigo de Deus

Dia 11. Tornando-se amigo de Deus Dia 11 Tornando-se amigo de Deus Como tivemos restaurada a nossa amizade com Deus pela morte de seu Filho, enquanto éramos seus inimigos, certamente seremos libertos da punição eterna por meio de sua vida.

Leia mais

ACOLHIMENTO Incentivamos nossas crianças, jovens e adultos à descoberta de novas amizades e ao desenvolvimento de relacionamentos sadios, duradouros

ACOLHIMENTO Incentivamos nossas crianças, jovens e adultos à descoberta de novas amizades e ao desenvolvimento de relacionamentos sadios, duradouros ACOLHIMENTO Incentivamos nossas crianças, jovens e adultos à descoberta de novas amizades e ao desenvolvimento de relacionamentos sadios, duradouros e de mútuo suporte. VIDA Comunicamos os ensinamentos

Leia mais

EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3. Evangelho de João Cap. 3. 1 Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus.

EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3. Evangelho de João Cap. 3. 1 Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus. EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3 LEMBRETE IMPORTANTE: As palavras da bíblia, são somente as frases em preto Alguns comentários explicativos são colocados entre os versículos, em vermelho. Mas é apenas com o intuito

Leia mais

igrejabatistaagape.org.br [1] Deus criou o ser humano para ter comunhão com Ele, mas ao criá-lo concedeu-lhe liberdade de escolha.

igrejabatistaagape.org.br [1] Deus criou o ser humano para ter comunhão com Ele, mas ao criá-lo concedeu-lhe liberdade de escolha. O Plano da Salvação Contribuição de Pr. Oswaldo F Gomes 11 de outubro de 2009 Como o pecado entrou no mundo e atingiu toda a raça humana? [1] Deus criou o ser humano para ter comunhão com Ele, mas ao criá-lo

Leia mais

Lucas 9.51-50. Aproximando-se o tempo em que seria elevado aos céus, Jesus partiu resolutamente em direção a Jerusalém.

Lucas 9.51-50. Aproximando-se o tempo em que seria elevado aos céus, Jesus partiu resolutamente em direção a Jerusalém. Lucas 9.51-50 51 Aproximando-se o tempo em que seria elevado aos céus, Jesus partiu resolutamente em direção a Jerusalém. 52 E enviou mensageiros à sua frente. Indo estes, entraram num povoado samaritano

Leia mais

9.9 Jesus Cristo é homem perfeito

9.9 Jesus Cristo é homem perfeito 9.9 Jesus Cristo é homem perfeito Aula 48 Assim como é importante verificarmos na Palavra de Deus e crermos que Jesus Cristo é Deus, também é importante verificarmos e crermos na humanidade de Jesus após

Leia mais

No princípio era aquele que é a Palavra... João 1.1 UMA IGREJA COM PROPÓSITOS. Pr. Cristiano Nickel Junior

No princípio era aquele que é a Palavra... João 1.1 UMA IGREJA COM PROPÓSITOS. Pr. Cristiano Nickel Junior No princípio era aquele que é a Palavra... João 1.1 UMA IGREJA COM PROPÓSITOS Pr. Cristiano Nickel Junior O propósito é que a Igreja seja um exército com bandeiras Martyn Lloyd-Jones No princípio era aquele

Leia mais

Malaquias 4: 16-18; 4: 5 e 6

Malaquias 4: 16-18; 4: 5 e 6 Malaquias 4: 16-18; 4: 5 e 6 Então aqueles que temeram ao Senhor falaram frequentemente um ao outro; e o Senhor atentou e ouviu; e um memorial foi escrito diante dele, para os que temeram o Senhor, e para

Leia mais

BASES DA CONVERSÃO CRISTÃ E DO DISCIPULADO

BASES DA CONVERSÃO CRISTÃ E DO DISCIPULADO BASES DA CONVERSÃO CRISTÃ E DO DISCIPULADO O que é uma pessoa cristã? É a pessoa que acredita que o Deus vivo é revelado em e por meio de Jesus Cristo, que aceita Jesus Cristo como Senhor e Salvador, que

Leia mais

LC 19_1-10 OS ENCONTROS DE JESUS ZAQUEU O HOMEM QUE QUERIA VER JESUS

LC 19_1-10 OS ENCONTROS DE JESUS ZAQUEU O HOMEM QUE QUERIA VER JESUS 1 LC 19_1-10 OS ENCONTROS DE JESUS ZAQUEU O HOMEM QUE QUERIA VER JESUS Lc 19 1 Jesus entrou em Jericó e estava atravessando a cidade. 2 Morava ali um homem rico, chamado Zaqueu, que era chefe dos cobradores

Leia mais

Tudo que você precisa saber a respeito de Deus está esta escrito no Salmo 23. Tudo que você precisa saber a teu respeito está escrito no Salmo 23.

Tudo que você precisa saber a respeito de Deus está esta escrito no Salmo 23. Tudo que você precisa saber a teu respeito está escrito no Salmo 23. Tema: DEUS CUIDA DE MIM. Texto: Salmos 23:1-6 Introdução: Eu estava pesando, Deus um salmo tão poderoso até quem não está nem ai prá Deus conhece uns dos versículos, mas poderosos da bíblia e o Salmo 23,

Leia mais

Dia 24 - DOAR. Você consegue ver mudanças internas?

Dia 24 - DOAR. Você consegue ver mudanças internas? Jesus deu a resposta aos fariseus naquele dia. Portanto, deem aos pobres o que está dentro dos seus copos e dos seus pratos, e assim tudo ficará limpo para vocês. (Lc 11.41). Com aquela Palavra, Ele tocou

Leia mais

MEDITAÇÃO SALA LARANJA SEMANA 04 RESSURREIÇÃO DE DORCAS / CORNÉLIO E PEDRO Nome: Professor: Sala

MEDITAÇÃO SALA LARANJA SEMANA 04 RESSURREIÇÃO DE DORCAS / CORNÉLIO E PEDRO Nome: Professor: Sala MEDITAÇÃO SALA LARANJA SEMANA 04 RESSURREIÇÃO DE DORCAS / CORNÉLIO E PEDRO Nome: Professor: Sala VERSÍCULOS PARA DECORAR ESTA SEMANA VERSÍCULOS PARA DECORAR ESTA SEMANA Usamos a Bíblia na Nova Versão Internacional

Leia mais

NOVENA PRIMEIRO DIA. Glória a ti Deus Pai, tu que chamaste a Rafqa à santa vida monástica e foste para ela Pai e Mãe.

NOVENA PRIMEIRO DIA. Glória a ti Deus Pai, tu que chamaste a Rafqa à santa vida monástica e foste para ela Pai e Mãe. NOVENA O verdadeiro crente deve conscientizar-se da importância da oração em sua vida. O senhor Jesus disse : Rogai sem cessar ; quando fazemos uma novena que é uma de oração, estamos seguindo um ensinamento

Leia mais

Mateus 4, 1-11. Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto.

Mateus 4, 1-11. Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto. Mateus 4, 1-11 Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto.». Este caminho de 40 dias de jejum, de oração, de solidariedade, vai colocar-te

Leia mais

Fruto do Espírito: Amabilidade e Mansidão

Fruto do Espírito: Amabilidade e Mansidão Fruto do Espírito: Amabilidade e Mansidão O Trigo Humilde Um lavrador e seu jovem filho foram para os campos colher trigo. Ao olharem os campos de grãos dourados bailando ao sabor do vento, o garoto exclamou,

Leia mais

A DÁDIVA DE LIDERANÇA SOBRE O CONTENTAMENTO BÍBLICO. Filipenses 4:10-20

A DÁDIVA DE LIDERANÇA SOBRE O CONTENTAMENTO BÍBLICO. Filipenses 4:10-20 A DÁDIVA DE LIDERANÇA SOBRE O CONTENTAMENTO BÍBLICO Filipenses 4:10-20 Já aprendi a contentar-me com as circunstâncias em que me encontre. Sei passar falta, e sei também ter abundância; em toda maneira

Leia mais

PREGAÇÃO DO DIA 30 DE NOVEMBRO DE 2013 TEMA : A LUTA PELA FÉ PASSAGEM BASE: FILIPENSES 1:27-30

PREGAÇÃO DO DIA 30 DE NOVEMBRO DE 2013 TEMA : A LUTA PELA FÉ PASSAGEM BASE: FILIPENSES 1:27-30 PREGAÇÃO DO DIA 30 DE NOVEMBRO DE 2013 TEMA : A LUTA PELA FÉ PASSAGEM BASE: FILIPENSES 1:2730 FILIPENSES 1:2730 Somente deveis portarvos dignamente conforme o evangelho de Cristo, para que, quer vá e vos

Leia mais

Domingo dentro da Oitava de Natal SAGRADA FAMÍLIA DE JESUS, MARIA E JOSÉ. Vésperas I

Domingo dentro da Oitava de Natal SAGRADA FAMÍLIA DE JESUS, MARIA E JOSÉ. Vésperas I Domingo dentro da Oitava de Natal Semana I do Saltério SAGRADA FAMÍLIA DE JESUS, MARIA E JOSÉ Festa Quando o Natal do Senhor é num Domingo, a festa da Sagrada Família celebra-se no dia 30 de Dezembro e

Leia mais

Você é um Cristão Embaixador ou Turista do Reino de Deus?

Você é um Cristão Embaixador ou Turista do Reino de Deus? Você é um Cristão Embaixador ou Turista do Reino de Deus? 2 Coríntios 5:18-20 Ora, tudo provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação, a saber,

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

JOVENS COM UMA MISSÃO JOCUM ARACAJU PROJETO INTERCESSÃO INTERCESSORES E GRUPOS DE INTERCESSÃO

JOVENS COM UMA MISSÃO JOCUM ARACAJU PROJETO INTERCESSÃO INTERCESSORES E GRUPOS DE INTERCESSÃO JOVENS COM UMA MISSÃO JOCUM ARACAJU PROJETO INTERCESSÃO INTERCESSORES E GRUPOS DE INTERCESSÃO Miss. Gustavo Lima Silva (Beréu) & Wanessa S. B. Santos Silva (Brasil) Recife, 2010. SUMÁRIO INTRODUÇÃO...

Leia mais

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT)

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) 11-02-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Em que sentido toda a vida de Cristo é Mistério? Toda a vida

Leia mais

O QUE E A IGREJA ESQUECEU

O QUE E A IGREJA ESQUECEU 51. Aproximando-se o tempo em que seria elevado aos céus, Jesus partiu resolutamente em direção a Jerusalém. 52. E enviou mensageiros à sua frente. Indo estes, entraram num povoado samaritano para lhe

Leia mais

1ª Leitura - Ex 17,3-7

1ª Leitura - Ex 17,3-7 1ª Leitura - Ex 17,3-7 Dá-nos água para beber! Leitura do Livro do Êxodo 17,3-7 Naqueles dias: 3 O povo, sedento de água, murmurava contra Moisés e dizia: 'Por que nos fizeste sair do Egito? Foi para nos

Leia mais

LIÇÃO 2 Jesus, o Messias Prometido

LIÇÃO 2 Jesus, o Messias Prometido Nesta Lição Estudará... A Natureza da Profecia Bíblica A Importância das Profecias O Desenvolvimento da Profecia Messiânica O Ritual Profético As Profecias Sobre o Messias Humano e Divino Sacrifício e

Leia mais

www.comunidadepedraviva.com.br TRILHO PEDRA VIVA

www.comunidadepedraviva.com.br TRILHO PEDRA VIVA TRILHO PEDRA VIVA ROTEIRO PARA PLANTAÇÃO DE VIDAS Um provérbio chinês nos lembra : se sua visão é para um ano, plante trigo; se sua visão é para uma década, plante árvores; se sua visão é para toda a vida,

Leia mais

Alma prospera, vida prospera. 3 João 1:2 Amado, acima de tudo, faço votos por tua prosperidade e saúde, assim como é próspera a tua alma.

Alma prospera, vida prospera. 3 João 1:2 Amado, acima de tudo, faço votos por tua prosperidade e saúde, assim como é próspera a tua alma. Disciples of Christ Church Ministerio vida com vida Pr Joaquim Costa Junior 1 Alma prospera, vida prospera. 3 João 1:2 Amado, acima de tudo, faço votos por tua prosperidade e saúde, assim como é próspera

Leia mais

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL ESTUDO 3 MILAGRES DE JESUS

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL ESTUDO 3 MILAGRES DE JESUS ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL ESTUDO 3 MILAGRES DE JESUS JESUS ACALMA AS TEMPESTADES MATEUS 8:23-27; 14:22-33; MARCOS 4:35-41 OS MILAGRES: R E L E M B R A N D O - São ricos em significados (nos acorda dos milagres

Leia mais

Você se lembra das três palavras abordadas na lição anterior: Revelação, inspiração e iluminação?

Você se lembra das três palavras abordadas na lição anterior: Revelação, inspiração e iluminação? A BÍBLIA Parte 2 Objetivo para mudança de vida: Dar ao estudante um senso profundo e duradouro de confiança em sua capacidade de entender a Bíblia. Capacidade esta que lhe foi dada por Deus. Você se lembra

Leia mais

JOÁS, O MENINO REI Lição 65. 1. Objetivos: Ensinar que devemos permanecer fiéis a Deus embora nossos amigos parem de segui-lo.

JOÁS, O MENINO REI Lição 65. 1. Objetivos: Ensinar que devemos permanecer fiéis a Deus embora nossos amigos parem de segui-lo. JOÁS, O MENINO REI Lição 65 1 1. Objetivos: Ensinar que devemos permanecer fiéis a Deus embora nossos amigos parem de segui-lo. 2. Lição Bíblica: 2 Reis 11; 2 Crônicas 24.1-24 (Base bíblica para a história

Leia mais