SIMULADO Resolução

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SIMULADO 8-2012 - Resolução"

Transcrição

1 SIMULADO Resolução MATEMÁTICA 01. C 02. D 90% do lucro obtido em 2002 é 0, = (reais). Logo, o lucro em 2003 foi 90% do lucro obtido no ano anterior. 03. A 04. E 1

2 05. B 06. A 07. E 08. C 2

3 09. D 10. C 11. D 12. C FÍSICA 13. A 14. D 15. B As esferas, quando colocadas no líquido, ficam sujeitas à ação de uma força vertical para cima, denominada empuxo. Assim, a esfera aplica um força vertical e para baixo no líquido com intensidade igual ao empuxo, de acordo com o princípio da ação e reação. A indicação da balança (dinamômetro) é igual à intensidade da normal aplicada ao recipiente. Na situação 1, a 3

4 normal tem intensidade igual ao peso do conjunto recipiente/líquido (P). Nas situações 2 e 3, a indicação será igual a P somado ao valor do empuxo, que é igual ao peso do líquido deslocado (PLD). Dessa forma, as indicações serão: Como na situação 2 o volume de líquido deslocado é maior que na situação 3, P 2 > P 3 > P D A rotação da Terra ocorre de acordo com a orientação indicada na figura, ou seja, de oeste para leste. Para um observador (referencial) localizado no hemisfério sul, o movimento dos corpos celestes será de leste para oeste. De acordo com a localização do sul, pode-se indicar na figura dada o leste e o oeste. Analisando a figura, pode-se concluir que a posição II será atingida em um instante posterior ao da posição I. Como uma rotação (360º) terrestre ocorre em 24 horas, para um deslocamento de 60º, temos: Portanto, a constelação será observada na posição II quatro horas depois. 17. E 18. C 4

5 19. C De acordo com as medidas fornecidas, o centro óptico (O) da lente divergente coincide com o ponto focal imagem da lente convergente. As trajetórias dos raios de luz, ao atravessarem as duas lentes, estão representadas ao lado. Os triângulos em destaque são congruentes. Logo: R = 4cm 20. E 21. B 22. A As linhas de indução magnética de um campo magnético gerado por ímãs são orientados no sentido norte-sul, tendo, portanto, a configuração: 23. D 5

6 24. E QUÍMICA 25. B 26. D Analisando as frases, temos: I: Verdadeiro O metanol produzido na reação entre CO e H 2 (gás de síntese) pode ser usado para reagir com os óleos vegetais para produzir o biodisel. II: Verdadeiro Um dos produtos obtidos é o C n H 2n + 2, onde n varia de 6 a 10C. Essa mistura de alcanos é semelhante à fração gasolina obtida na destilação fracionada do petróleo. III: Falso Um dos componentes do gás de síntese, o CO é uma substância tóxica. 27. A 6

7 28. C 29. E Analisando as afirmações, temos: I. Falsa. 14N e 15N pertencem ao mesmo elemento químico, portanto apresentam o mesmo número atômico, isto é, o mesmo número de prótons. Esses dois isótopos diferem quanto ao número de nêutrons. II. Verdadeira. Na formação de aminoácidos e proteínas nos vegetais, ocorre a absorção de nitrogênio, qualquer que seja sua fonte: adubos naturais ou fertilizantes sintéticos. III. Verdadeira. NH 3 (g) + HNO 3 (aq) NH 4 NO 3 (aq) 30. E 7

8 31. C 32. D 33. A 8

9 34. C 35. B 36. D BIOLOGIA 37. E A caatinga é um bioma que se caracteriza por apresentar baixo índice pluviométrico e temperaturas médias elevadas. Tanto a floresta amazônica como a floresta atlântica apresentam elevado índice pluviométrico e altas temperaturas médias. O cerrado, por sua vez, é um bioma com características intermediárias entre a caatinga e as florestas pluviais tropicais. 38. D Nas bactérias, que são procariontes, não se encontram retículo endoplasmático, cloroplastos nem mitocôndrias. Elas também não apresentam núcleo organizado. 39. D Dentre as doenças citadas nas alternativas, são transmitidas por artrópodes a dengue, a febre amarela, a filariose (elefantíase) e a malária. 40. C Os vírus possuem material genético representado por DNA ou RNA. Em todos os casos, a síntese das proteínas virais ocorre no interior da célula hospedeira, e o código genético empregado é o mesmo que o dos demais seres vivos (código universal). 9

10 41. C Das células citadas, o óvulo, o segundo corpúsculo polar e a espermátide são todas haplóides, com um cromossomo de cada tipo. A ovogônia, a espermatogônia e o zigoto são células diplóides, tendo o dobro do número de cromossomos das células anteriores. 42. A Os rins são responsáveis pela osmorregulação e pela filtração do sangue, dele retirando excretas nitrogenadas. O mau funcionamento desses órgãos implica, assim, acúmulo de substâncias tóxicas, como a uréia, e a elevação na pressão arterial, por retenção de água. 43. A Nesse exemplo de coevolução, foram selecionados os coelhos mais resistentes à infecção (frase I), ao mesmo tempo que se extinguiam os vírus mais agressivos (frase II). 44. B Nos ecossistemas, a energia solar é fixada pelos organismos clorofilados, no processo de fotossíntese, sendo armazenada nas moléculas de matéria orgânica, que são transmitidas ao longo da cadeia alimentar. O fluxo de energia é unidirecional, havendo diminuição da energia disponível a cada nível trófico. 45. B Marés vermelhas correspondem a uma proliferação de algas tóxicas dinofíceas (pirrofíceas) fitoplanctônicas em consequência de uma eutrofização aumento do teor de nutrientes minerais, notadamente fosfatos e nitratos no meio aquático. As toxinas liberadas pelas algas provocam a morte de alguns animais, caracterizando uma relação ecológica conhecida como amensalismo. 46. C O protozoário Trypanosoma cruzi é o causador da doença de Chagas. Plasmodium falciparum é o nome do protozoário causador de uma das modalidades de malária. Triatoma infestans é o nome de um dos insetos transmissores da doença de Chagas. 47. C O cromossomo esquematizado possui duas cromátides, originadas pela duplicação do DNA que as constitui. Dessa forma, ambas as cromátides, também chamadas de cromátides irmãs, são idênticas e constituídas por moléculas de DNA iguais. 48. E O trecho I é relacionado à circulação da seiva bruta pelo xilema a água vai da raiz até a folha e da elaborada, pelo floema produtos deste processo metabólico são transportados para outras partes da planta. O trecho II refere-se ao trajeto do sangue humano pela pequena circulação (ou pulmonar) o sangue passa do átrio direito para o ventrículo direito e em seguida é levado aos pulmões; uma vez oxigenado, retorna ao coração pelo átrio esquerdo e pela grande circulação (ou sistêmica) (o sangue) passa pelo ventrículo esquerdo, de onde é transportado aos sistemas corporais, voltando em seguida ao coração. PORTUGUÊS 49. C No início do texto, o enunciador destaca as três maneiras mais frequentes de ouvir música, distinguindo-as pela tendência que em cada uma se torna dominante. Assim, pode-se ouvir com o corpo, emotivamente (isto é, com a emoção) e intelectualmente (ou seja, com a razão). No primeiro caso, o ato de escuta privilegia o dado sonoro: é sentir em estado bruto. No segundo, a música é pretexto para reforçar ou destacar algo que já existe em quem a escuta: é sentir com a emoção. No terceiro, o aspecto da obra privilegiado é a estrutura e a forma: é ouvir com a razão. Conforme o próprio texto diz, em cada modo há uma tendência dominante não exclusiva, portanto um não exclui o outro. 50. A Segundo o dicionário Aurélio, proposição é expressão verbal ou simbólica suscetível de ser dita verdadeira ou falsa. A afirmação contida no trecho inicial há muitas maneiras de ouvir música e a enumeração das mais frequentes configuramse como um juízo que necessita ser provado. Os parágrafos seguintes ampliam a proposição inicial, esclarecendo as três perspectivas referidas no primeiro parágrafo: ouvir com o corpo, ouvir emocionalmente, ouvir intelectualmente. 51. E A compatibilidade entre o sentido das alternativas e o dos enunciados contidos no texto é critério suficiente para eleger a alternativa e como correta. Segundo o texto, o ouvinte em estado emotivo tem com a música uma relação mais introspectiva, que só se cria se ele deixa de senti-la no estado bruto isto é, quando ouve mais a si mesmo que propriamente 10

11 a música. Podem ser identificadas as seguintes incongruências de sentido nas demais alternativas: em a, ocorrendo o mesmo [sentir a música em estado bruto] se ouvi-la emotivamente ; em b, sai do estado bruto quem ouve música com o corpo ; em c, quem sai do estado bruto é quem a ouve com o corpo ; em d, sai para o estado emotivo quem ouvia [a música] no estado bruto. 52. E O advérbio honestissimamente refere-se à forma verbal estou, revelando o modo como o enunciador da carta julga a sua permanência em casa. Como essa estada no lar é tida como honesta, nota-se que o enunciador a vê como justa, correta, resignando-se, portanto, a ela. Já que o advérbio em questão é formado a partir do adjetivo honestíssima, pode-se afirmar que a forma superlativa é um recurso para enfatizar a resignação. 53. D O substantivo sinusitezinha acompanhado do adjetivo infernal e da frase exclamativa E eu com tanto trabalho! evidencia inconformismo e irritação do enunciador da carta. O diminutivo com o gerúndio trabalhandinho, no contexto, atenua a noção de trabalho, até mesmo porque a doença limitava a possibilidade de Mário dedicar-se de modo mais vigoroso às suas atividades. 54. C No trecho citado na questão, há uma antítese entre o gosto consciente e o ato de não gostar sensitivamente. A mesma relação semântica de oposição se dá em insatisfação no prazer estético, na qual o enunciador mostra que, numa obra literária, há momentos em que as palavras são postas de propósito para não gostar, ou seja, o artista pode explorar efeitos estéticos a partir de uma palavra aparentemente bárbara, brutal, insatisfatória e lancinante. 55. A Já no enunciado da questão, afirma-se que, em O Príncipe, Maquiavel faz uma análise do poder político, apresentada sob a forma de lições dirigidas ao príncipe Lorenzo de Médicis. Contudo, por ser um homem do povo que pretendia dar lições a alguém de tão elevada posição, para não ferir sua suscetibilidade, captar sua benevolência e justificar a própria autoridade, o enunciador recorre a um argumento de analogia: assim como o cartógrafo deve se colocar na planície para considerar a natureza dos montes, para considerar a natureza das planícies deve ascender aos montes ou seja, para compreender bem a natureza do poder político é preciso colocar-se tanto na perspectiva de quem o exerce (o príncipe) quanto na de quem a ele está submetido (o povo). É o que diz a alternativa a. 56. C Apenas a alternativa c faz um comentário claro, coerente e correto a respeito do texto de Maquiavel. Para justificar a exclusão das demais alternativas, basta levar em consideração que: em a, o uso de tipo com valor de conjunção comparativa não é habitual no padrão culto da língua (trata-se de um registro caracterizado pela oralidade); em b, a preposição que rege o pronome relativo cujo está mal empregada; em d, o verbo advertir que é transitivo direto e indireto está utilizado, equivocadamente, com dois objetos indiretos; em e, falta uma vírgula depois de governante, para marcar que a oração apesar de jamais ter sido um governante está intercalada à principal e, assim, evitar ambiguidade. 57. B Depreende-se do texto de Mário Quintana a congruência entre a visão do poeta perante a sua criação e o entendimento do leitor na recepção da obra, pois ambos nomeiam a imagem em questão com a mesma palavra: borboleta. O crítico, porém, a designa com o vocábulo lepidóptero. Assim, a escolha vocabular atribuída ao crítico sugere, como efeito de sentido, o afastamento do universo poético em favor de uma perspectiva próxima da ciência. Observe-se que na alternativa b o vocábulo prosaico deve ser entendido como oposto ao adjetivo poético. 58. A Ao entregar-se ao devaneio hiperbólico do início do trecho, contrapondo-o ao rigor do final, o narrador, Bento Santiago, pretende produzir uma imagem equilibrada e racional de si mesmo. Almeja angariar a credibilidade do leitor para o conclusão de seu relato. Como se sabe, seu propósito no livro, recompondo a própria vida, é demonstrar a culpa de sua esposa, Capitu, no processo de dissolução da família. Assim, toma cuidado para conferir coerência e objetividade aos pormenores que conduzirão à imagem final que compõe da esposa. 59. D O recurso à quantificação por meio de numerais ( 39 vezes ) e a menção à evidência documentada ( conforme se vê nos registros ) conferem à frase uma dose de precisão e de objetividade suficiente para considerá-la um exemplo do escrúpulo de exatidão apontado pelo narrador. 11

12 60. D A questão aborda com pertinência o assunto religioso nas três obras citadas. No Auto da barca do inferno, Gil Vicente expõe os vícios humanos (prepotência, usura, prostituição, heresia, entre outros) e os critica conforme os dogmas do catolicismo medieval que moldava o contexto histórico da época. Em Dom Casmurro, o motivo do catolicismo é elaborado ironicamente para justificar as decisões e os comportamentos das personagens por exemplo, D. Glória não apresenta profundos escrúpulos ao ajustar uma promessa religiosa às condições do momento. Por fim, em A cidade e as serras, o catolicismo aparece como um dos elementos caracterizadores das origens aristocráticas de Jacinto de Tormes: o protagonista volta a Portugal para inaugurar uma capela em sua propriedade e, além disso, podemos dizer que seu socialismo de amparo aos pobres tem vínculo com a tradição cristã de zelar por eles. 61. C A asserção I está correta pois ambos os livros apresentam uma estrutura circular. Em Vidas Secas, o último capítulo ( Fuga ) apresenta a família de retirantes mais uma vez flagelada pela seca, tal como ocorre no primeiro ( Mudança ); em Iracema, o capítulo final apresenta Martim a levar Moacir para longe da terra natal, o que remete à abertura da narrativa, em que o enunciador se pronuncia numa temporalidade posterior (séc. XIX) à dos eventos relatados (séc. XVII), nos termos da asserção: reportando-se [a história] a uma época anterior [séc. XVII] à da abertura da narrativa [séc. XIX]. A asserção II está igualmente correta, pois, embora de modo diverso, os dois romances abordam o tema da migração. Já a asserção III está incorreta uma vez que Moacir, em Iracema, assim como Fabiano e sinhá Vitória, em Vidas Secas, são personagens puramente ficcionais. 62. B Leonardo (filho), embora viva de maneira descompromissada, mostra-se determinado ao enfrentar alguns contratempos cotidianos, tais como as rixas com a vizinha ou a vingança contra o mestre-de-cerimônia. Pode-se considerar, entretanto, que tal determinação apenas confirma a inconstância de sua vida, já que ele se empenha apenas na resolução de impasses superficiais da vida social. 63. D O texto em que a questão se apoia é um fragmento de Memórias Póstumas de Brás Cubas (capítulo 17: Do trapézio e outras coisas ). Nesse romance, o narrador-protagonista narra a história de sua vida com o intuito declarado de distrair-se do tédio da eternidade (capítulo 71: O senão do livro ). 64. E O principal efeito artístico encontrado na primeira frase do excerto é obtido pela combinação coordenativa de dois termos subordinados dos quais apenas um, em sentido literal, é compatível com a palavra subordinante. Literalmente, quinze meses é compatível com a noção de duração temporal contida na palavra durante, com a qual onze contos de réis só é compatível em sentido não literal. O mesmo tipo de combinação ocorre entre os dois núcleos do objeto do verbo comer: macarronada é compatível com ele, em sentido literal, mas paciência, apenas em sentido não literal. 65. E A publicação do romance Memórias Póstumas de Brás Cubas, em 1881, é considerada como marco inicial do Realismo no Brasil. Essa escola se propunha a representar artisticamente a sociedade contemporânea da segunda metade do século XIX, por meio de uma perspectiva crítica e objetiva, influenciada por correntes filosóficas materialistas. Com isso, opunhase à idealização e ao subjetivismo da escola Romântica. 66. C Memórias Póstumas de Brás Cubas assinala o início da fase madura (ou realista, como preferem alguns) de Machado de Assis. Entre as características estilísticas dessa fase encontram-se, precisamente, a proverbial ironia do escritor vinculada à intenção crítica e/ou satírica e a análise da condição humana, que se verifica na complexa construção psicológica das personagens, ditas redondas pela teoria literária. 67. A Metáfora é o tropo que consiste na transposição de sentido de uma palavra para outra, com base numa relação de semelhança implícita. Trata-se de uma comparação mental, como a que se verifica no verso Céu de vidro azul fumaça, em que o sintagma vidro azul fumaça implica relação de semelhança com o matiz cromático de um céu translúcido como um vidro entre azul e cinza. 68. E A segunda estrofe do poema-canção de Raimundo Fagner e Dedé Evangelista estabelece nítida relação de intertextualidade paródica com a última estrofe da Canção do Exílio, poema romântico de Gonçalves Dias: Não permita Deus que eu morra, Sem que volte para lá; Sem que desfrute os primores Que não encontro por cá; Sem que inda aviste as palmeiras, Onde canta o sabiá. 12

13 HISTÓRIA 69. B Ao longo da História do Ocidente, a Antiguidade greco-romana tem servido de referência aos mais variados contextos. Os elementos valorizados vão se modificando no transcorrer do tempo. Em nosso mundo, ante os debates envolvendo as relações com o Estado, valoriza-se, tanto na democracia ateniense quanto na República romana, a criação de um espaço para os debates em torno da coisa pública. 70. E A partir do século XIV, em meio ao processo de esgotamento do sistema feudal, a Itália experimentava um notável desenvolvimento urbano e econômico, sobretudo em virtude do comércio naval, que conectava cidades mercantis (como Gênova e Veneza) às regiões prósperas do Oriente mediterrânico, como a cidade de Constantinopla. Vinculadas a essa efervescência urbana e comercial, surgiram nesse período manifestações artísticas, científicas e literárias que apontavam para uma ruptura com a tradição medieval. Tais manifestações fizeram da Itália o berço do Renascimento europeu. 71. D A questão se refere ao Tratado de Tordesilhas, divisão arbitrária do Novo Continente (América) por Portugal e Espanha, feita em 7 de junho de Esse tratado excluía as demais potências marítimas européias, como a Inglaterra. 72. C A transferência da família real portuguesa para o Brasil está inserida no contexto das Guerras Napoleônicas do início do século XIX. Com a decretação do Bloqueio Continental e o expansionismo francês pela Europa, o governo português, comandado pelo príncipe regente D. João, desloca a administração do império para sua colônia na América. A decisão não foi tomada apenas em função de pressões inglesas, mas também levou em conta antigo projeto luso de mudança do centro político, sobretudo em tempos de crise. 73. D Na comparação entre os processos colonizatórios das nações ibéricas na América, houve aspectos semelhantes, como os monopólios e privilégios nas atividades econômicas, as alianças sólidas entre a Igreja e as Coroas, as insatisfações políticas manifestadas em sangrentas rebeliões e as restrições impostas aos nascidos nas colônias para a ascensão nas instituições. O emprego da mão-de-obra escrava africana na economia foi, entretanto, predominante apenas no Brasil português. 74. A Apesar da pequena presença portuguesa na região amazônica ao longo do período colonial, não há dúvidas de que a ocupação foi fundamental para garantir a posse daquele território para a Coroa portuguesa. Os portugueses que lá se fixaram envolveram-se sobretudo com a extração das chamadas drogas do sertão. Diferentemente de outras atividades desenvolvidas na América portuguesa, nesta não houve predomínio de mão-de-obra de origem africana, mas sim de mão-de-obra indígena local. 75. E Alguns trechos deixavam claras as posições mais autoritárias do autor, favoráveis à manutenção da ordem numa América Latina marcada historicamente pelos privilégios de uma aristocracia, como, por exemplo, no trecho ( ) com lei ou sem ela, essa senhora que chamam de Constituição tem que ser violada quando as circunstâncias são extremas. 76. B A alternativa correta destaca dois aspectos relevantes da economia brasileira durante a também denominada República Velha. De um lado, temos o reforço da tradicional economia agroexportadora, cuja principal mercadoria é o café, em meio a outros produtos primários como, por exemplo, a borracha. De outro, o fato de ser mercado de investimentos de capitais externos, destacando-se os de origem inglesa, em setores como a produção e distribuição de energia elétrica, transporte ferroviário e transporte coletivo urbano, assim como no setor financeiro. 77. C O texto, extraído da revista inglesa The Economist (publicada desde 1843), faz uma defesa do livre-comércio que, na época citada (primeira metade do século XIX), era de grande interesse para a Inglaterra. O país, então na vanguarda do desenvolvimento industrial, tinha vantagens em relação a outros países em processo de industrialização. 78. D O texto de Timothy Garton Ash apresenta o poder da Rússia em três momentos: a força política devida ao dinamismo da Revolução Russa, há oitenta anos (1917); a força militar durante a Guerra Fria, há quarenta anos (1967); e a força econômica atual, relacionada à disponibilidade de gás e petróleo. 13

14 79. E O enunciado da questão enfatiza as relações entre a urbanização e a presença do mar ou de rios. Nesse sentido, o desenvolvimento de Veneza como um entreposto comercial estratégico nas ligações entre a Europa e o Oriente é exemplar. No século XI, a partir dos benefícios comerciais que obteve com Constantinopla e com as Cruzadas, a cidade tornou-se suprema no Mediterrâneo florescendo em meio à prosperidade econômica. 80. D A figura do Padre Cícero está ligada à religiosidade envolta em misticismo que caracterizou e em parte ainda caracteriza o sertão nordestino. O cangaço, por sua vez, era uma manifestação do banditismo social, decorrente da pobreza e da exploração coronelística que pesavam sobre a população sertaneja. Já a Coluna Prestes está ligada ao Tenentismo, ou seja, ao amplo movimento de oposição ao sistema oligárquico da República Velha que teve âmbito nacional e que se estendeu por toda a década de GEOGRAFIA 81. B A constante ampliação da frota de veículos particulares, em especial nas grandes cidades, obriga as autoridades municipais, em muitos casos com ajuda estadual e até federal, a realizar de forma constante obras de ampliação e remodelação das vias de tráfego, já que elas se tornaram essenciais para diversas atividades urbanas. Cabe destacar que a charge satiriza esse processo, pois a solucão mais lógica, mais barata e menos poluente para o atravancamento do trânsito seria o investimento maciço em transportes públicos coletivos, em especial metrôs subterrâneos, que poderiam no longo prazo resultar em maior fluidez do tráfego viário urbano. 82. E Baseando-se no gráfico, percebe-se que a região Sudeste teve quedas das taxas anuais reais de crescimento, fato evidenciado nitidamente em São Paulo (principal estado industrial do país). O único estado da região que apresentou crescimento, de 2005 para 2006, foi o Espírito Santo, seguindo a tendência de outros estados brasileiros, face ao processo de desconcentração da indústria. 83. C São Paulo funcionou, especialmente ao longo da segunda metade do século XX, como um dos mais importantes pólos de atração populacional no país. Nesse contexto, destacou-se a ocorrência de um grande fluxo de nordestinos para esse estado, na busca de melhores condições de vida, geradas no âmbito da expansão industrial. Nos últimos anos, no entanto, a oferta de oportunidades de trabalho nesse estado, em decorrência de uma série de fatores (automação industrial e dos serviços, descentralização industrial, etc.), reduziu-se expressivamente. Diante dessa nova situação, uma parcela dos migrantes nordestina tem realizado a chamada migração de retorno em direção aos seus estados de origem. 84. B Segundo a classificação do relevo de Jurandyr Ross, a sequência correta no perfil, seguindo a direção F G, é: parte dos planaltos residuais norte-amazônicos (maiores altitudes da região), depressão marginal norte-amazônica, planalto da Amazônia Oriental atravessado pela planície do rio Amazonas, depressão marginal sul-amazônica, finalizando nos planaltos e chapadas da bacia do Parnaíba. Na mesma sequência, encontramos respectivamente as seguintes formações vegetais originais: floresta Amazônica, cerrado (enclave vegetacional no estado de Roraima), novamente a floresta Amazônica, finalizando com a mata dos cocais no meio-norte nordestino. 85. A O território brasileiro sofre a atuação de cinco massas de ar, determinando características climáticas específicas para cada região do país. A massa equatorial atlântica (mea) tem sua origem na porção do Equador sobre o Oceano Atlântico. De maneira geral, caracteriza-se por ser úmida e quente. Penetra constantemente sobre o território brasileiro pelo litoral das regiões Norte e Nordeste, nas quais produz ventos constantes. Sua ação individual ou em contato com outras massas provoca chuvas intensas no litoral da região Norte e pouco expressivas no litoral setentrional do Nordeste. 86. D A Zona da Mata, que corresponde à faixa litorânea oriental do Nordeste, destacou-se, historicamente, durante o período colonial, como uma das mais importantes áreas agrícolas do país. Nela, desenvolveu-se principalmente o cultivo da canade-açúcar na forma de Plantation, ou seja, desenvolvida em grandes latifúndios escravistas, com produções voltadas para o mercado externo. Nos dias atuais, essa sub-região ainda se destaca como a principal área geoeconômica do Nordeste, pois, além da presença da economia açucareira no campo, constata-se a existência de uma importante atividade industrial, concentrada, especialmente, nas regiões metropolitanas de Salvador (BA); Recife (PE) e Fortaleza (CE). 87. C Em alguns países destacados no mapa, o governo pratica a censura política na internet, muitas vezes justificando-a pela 14

15 necessidade de proteger os valores culturais nacionais. É o caso do Irã, país islâmico que, no final na década de 1970, encerrou suas relações com os Estados Unidos, inibindo o contato cultural entre os respectivos povos. Algumas nações também limitam o acesso a informações sobre a situação da política interna, muitas vezes evitando expor demonstrações de desrespeito aos direitos humanos. Um exemplo é a China, acusada de cometer abusos principalmente no combate ao separatismo tibetano. Vale ressaltar que os países destacados no mapa estão inseridos no mercado internacional, cada vez mais globalizado, ou seja, com elevada fluidez de informações e circulação de mercadorias. 88. E Na década de 1970, um vultoso projeto geoeconômico transformou a região semi-árida caspiana do Mar de Aral em uma das maiores produções algodoeiras do mundo. Essa transformação foi realizada graças ao desvio dos rios que o abasteciam, para intenso processo de irrigação, resultando em um desaparecimento quase total do mar. Recentemente o processo vem sendo revertido com progressos visíveis. 89. D Os portulanos foram os primeiros mapas produzidos em larga escala, principalmente por portugueses e espanhóis, usando um método matemático de triangulação que permitia uma boa definição de detalhes de locais relativamente pequenos, tais como trechos de costas de novas áreas. Isso garantia uma navegação segura e um alto grau de precisão na localização de pontos geográficos específicos ou estratégicos. 90. A Na observação do cartograma, é possível perceber que, embora Tóquio (Japão) seja a maior das megacidades, a maioria delas encontra-se em países populosos e em desenvolvimento, que em geral não apresentam elevada renda per capita, a exemplo de China (Pequim e Xangai), Índia (Delhi, Mumbai) e Brasil (São Paulo e Rio de Janeiro). Vale ressaltar que a representação cartográfica não apresenta nenhum núcleo urbano com mais de 10 milhões de habitantes no Sudoeste Asiático (Oriente Médio). Os processos que geraram as megacidades nos países em desenvolvimento foram o êxodo rural e o processo de industrialização tardia. Nesses países as cidades cresceram de forma rápida e menos planejada, provocando um crescimento hipertrofiado do setor terciário. 91. A Sabe-se que a dengue é transmitida por meio dos ovos que o mosquito Aedes Aegypti deposita em locais e recipientes que contenham água limpa estagnada. A única maneira de evitar a dengue é não deixar o mosquito nascer, ou seja, eliminar esses seus criadouros. Assim, pode-se supor que nos municípios em que não exista uma rede de abastecimento de água potável satisfatória, como ocorre em grande parte do interior da Região Nordeste, a necessidade de estocagem de água em diversos tipos de recipientes resulte na proliferação exagerada dos mosquitos e no expressivo aumento do número de casos de dengue na população. 92. C Os campos sulinos brasileiros são muito propícios às invasões biológicas, fato favorecido pela ocorrência do domínio da vegetação herbácea, com pequena diversificação animal e vegetal. As demais estão erradas porque as invasões biológicas no Brasil são um fato que ocorre desde os primórdios da colonização portuguesa (o que elimina a alternativa A. Desde o início dessa colonização, foram introduzidas no, território brasileiro, muitas espécies vegetais e animais estrangeiras, como é o caso notório do eucalipto. Diversas delas proliferaram largamente por todo o país, muitas vezes perturbando a biodiversidade de diversos ecossistemas (o que elimina as alternativas B, D e E). INGLÊS 93. D Lê-se no trecho:... a humanoid robot system that can understand and respond to simultaneous speakers. 94. E Lê-se no seguinte trecho:... responding by repeating each order and giving the total price. 95. A A expressão the cocktail party effect significa o efeito coquetel. A explicação para esta metáfora encontra-se no trecho how to teach machines to pick out significant sounds amid the hubbub (como ensinar máquinas a selecionar sons importantes em meio ao burburinho). 96. B Lê-se no seguinte trecho do segundo parágrafo:... the men had regular physical examinations involving a wide variety of medical tests. They also underwent psychological examinations using well-established questionnaires... 15

16 97. C Lê-se no seguinte trecho do primeiro parágrafo:...anger, depression and hostility may increase the risk for cardiovascular disease D De acordo com o texto: D) pensar em sua identificação será o suficiente para abrir uma porta. Lê-se em: What if you could one day unlock your door will use a person s thought to authenticate her or his identity. 99. C De acordo com o texto: C) o uso de ondas mentais para verificar a identidade pode ser viável. Lê-se em: Their idea of utilizing brain-waves signatures as pass-thoughts Comentário: As alternativas A, D e E estão obviamente erradas. Por outro lado, descartamos a alternativa B por entender que seria forçado afirmar que as pesquisas da Universidade Carleton (erradamente grafada nesta alternativa Carlton) concentram-se no desenvolvimento de dispositivos de segurança biométrica. Portanto, consideramos a alternativa C como correta A De acordo com o texto: A) existe uma diferença mensurável entre pessoas pensando sobre o mesmo objeto. Encontra-se no seguinte trecho: Even when thinking of the same thing, the brain s measurable electrical impulses vary slightly from person to person. Comentário: As alternativas B, C e D estão claramente erradas. Por outro lado, a alternativa E afirma que o novo método de identificação está sendo considerado uma importante contribuição à área da segurança. Ocorre que este método ainda não existe; é apenas uma possibilidade, o que se evidencia pelo uso de várias expressões modalizadoras (what if, could, perhaps, possibility, premise, might). 16

Climatologia. humanos, visto que diversas de suas atividades

Climatologia. humanos, visto que diversas de suas atividades Climatologia É uma parte da que estuda o tempo e o clima cientificamente, utilizando principalmente técnicas estatísticas na obtenção de padrões. É uma ciência de grande importância para os seres humanos,

Leia mais

UFSC. Resposta: 01 + 02 = 03. Comentário

UFSC. Resposta: 01 + 02 = 03. Comentário Resposta: 01 + 02 = 03 01. Correta. 04. Incorreta. O número de trabalhadores no setor primário, principalmente na agropecuária, continuou diminuindo devido à automação. O aumento ocorreu no setor de serviço.

Leia mais

BRASIL REGIONALIZAÇÕES. Mapa II

BRASIL REGIONALIZAÇÕES. Mapa II BRASIL REGIONALIZAÇÕES QUESTÃO 01 - Baseado na regionalização brasileira, apresentados pelos dois mapas a seguir, é INCORRETO afirmar que: Mapa I Mapa II A B D C a. ( ) O mapa II apresenta a divisão do

Leia mais

1) INSTRUÇÃO: Para responder à questão, considere as afirmativas a seguir, sobre a Região Nordeste do Brasil.

1) INSTRUÇÃO: Para responder à questão, considere as afirmativas a seguir, sobre a Região Nordeste do Brasil. Marque com um a resposta correta. 1) INSTRUÇÃO: Para responder à questão, considere as afirmativas a seguir, sobre a Região Nordeste do Brasil. I. A região Nordeste é a maior região do país, concentrando

Leia mais

Colégio São Paulo Geografia Prof. Eder Rubens - 2013

Colégio São Paulo Geografia Prof. Eder Rubens - 2013 Colégio São Paulo Geografia Prof. Eder Rubens - 2013 CAP. 02 O território brasileiro e suas regiões.( 7º ano) *Brasil é dividido em 26 estados e um Distrito Federal (DF), organizados em regiões. * As divisões

Leia mais

GEOGRAFIA. Professores: Marcus, Ronaldo

GEOGRAFIA. Professores: Marcus, Ronaldo GEOGRAFIA Professores: Marcus, Ronaldo Questão que trabalha conceitos de cálculo de escala, um tema comum nas provas da UFPR. O tema foi trabalhado no Módulo 05 da apostila II de Geografia I. Para melhor

Leia mais

CP/CAEM/2005 1ª AVALIAÇÃO FORMATIVA - 2005 FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO

CP/CAEM/2005 1ª AVALIAÇÃO FORMATIVA - 2005 FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO CP/CAEM/05 1ª AVALIAÇÃO FORMATIVA - 05 FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA DO BRASIL 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) Analisar os fatores fisiográficos do espaço territorial do Brasil, concluindo sobre a influência

Leia mais

Climas do Brasil GEOGRAFIA DAVI PAULINO

Climas do Brasil GEOGRAFIA DAVI PAULINO Climas do Brasil GEOGRAFIA DAVI PAULINO Grande extensão territorial Diversidade no clima das regiões Efeito no clima sobre fatores socioeconômicos Agricultura População Motivação! Massas de Ar Grandes

Leia mais

Colégio Senhora de Fátima

Colégio Senhora de Fátima Colégio Senhora de Fátima A formação do território brasileiro 7 ano Professora: Jenifer Geografia A formação do território brasileiro As imagens a seguir tem como principal objetivo levar a refletir sobre

Leia mais

Geografia/Profª Carol

Geografia/Profª Carol Geografia/Profª Carol Recebe essa denominação porque parte dos territórios dos países platinos que constituem a região é banhada por rios que compõem a bacia hidrográfica do Rio da Prata. Países: Paraguai,

Leia mais

MATÉRIA 6º 2º Dez/13 NOTA

MATÉRIA 6º 2º Dez/13 NOTA Valores eternos. TD Recuperação MATÉRIA Geografia ANO/TURMA SEMESTRE DATA 6º 2º Dez/13 ALUNO(A) PROFESSOR(A) Tiago Bastos TOTAL DE ESCORES ESCORES OBTIDOS NOTA VISTO DOS PAIS/RESPONSÁVEIS 1. Analise e

Leia mais

Domínios Morfoclimáticos

Domínios Morfoclimáticos Domínios Morfoclimáticos Os domínios morfoclimáticos representam a interação e a integração do clima, relevo e vegetação que resultam na formação de uma paisagem passível de ser individualizada. Domínios

Leia mais

Respostas das questões sobre as regiões do Brasil

Respostas das questões sobre as regiões do Brasil Respostas das questões sobre as regiões do Brasil Região Norte 1. Qual a diferença entre região Norte, Amazônia Legal e Amazônia Internacional? A região Norte é um conjunto de 7 estados e estes estados

Leia mais

GEOGRAFIA LISTA DE RECUPERAÇÃO - 7º ANO RECUPERAÇÃO FINAL 2015 1. Objetivas:

GEOGRAFIA LISTA DE RECUPERAÇÃO - 7º ANO RECUPERAÇÃO FINAL 2015 1. Objetivas: GEOGRAFIA Objetivas: 01 No último século, o Brasil deixou de ser um país essencialmente rural e se tornou um país urbano-industrial. Nesse processo, foram muitas as mudanças em seu espaço geográfico, especialmente

Leia mais

P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O

P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O DISCIPLINA: Geografia ANO: 7ºano TURMAS: B, C ed ANO LECTIVO: 2011/2012 P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O UNIDADE DIDÁTICA 1: A Terra: Estudos e Representações (1º Período) AULAS PREVISTAS:

Leia mais

BIOVESTIBA.NET BIOLOGIA VIRTUAL Profº Fernando Teixeira UFRGS. ECOLOGIA Conceitos e Sucessão Ecológica

BIOVESTIBA.NET BIOLOGIA VIRTUAL Profº Fernando Teixeira UFRGS. ECOLOGIA Conceitos e Sucessão Ecológica UFRGS ECOLOGIA Conceitos e Sucessão Ecológica 1. (Ufrgs 2014) Considere as seguintes afirmações sobre conceitos utilizados em ecologia. I. Nicho ecológico é a posição biológica ou funcional que um ecossistema

Leia mais

Climas e Formações Vegetais no Mundo. Capítulo 8

Climas e Formações Vegetais no Mundo. Capítulo 8 Climas e Formações Vegetais no Mundo Capítulo 8 Formações Vegetais Desenvolvem-se de acordo com o tipo de clima, relevo, e solo do local onde se situam.de todos estes, o clima é o que mais se destaca.

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES

CADERNO DE ATIVIDADES COLÉGIO ARNALDO 2014 CADERNO DE ATIVIDADES GEOGRAFIA ATENÇÃO: Este trabalho deverá ser realizado em casa, trazendo as dúvidas para serem sanadas durante as aulas de plantão. Aluno (a): 5º ano Turma: Professora:

Leia mais

Município D 8.902 545 6,12 Município E 231.977 3.544 1,53 Município F 93.655 1.280 1,37

Município D 8.902 545 6,12 Município E 231.977 3.544 1,53 Município F 93.655 1.280 1,37 01 - Os problemas ambientais estão na ordem do dia dos debates científicos, das agendas políticas, da mídia e das relações econômicas. Até muito recentemente, ao se falar de meio ambiente, as instituições

Leia mais

Cap. 26 De norte a sul, de leste a oeste: os biomas brasileiros. Sistema de Ensino CNEC Equipe de Biologia. Bioma

Cap. 26 De norte a sul, de leste a oeste: os biomas brasileiros. Sistema de Ensino CNEC Equipe de Biologia. Bioma Cap. 26 De norte a sul, de leste a oeste: os biomas brasileiros Sistema de Ensino CNEC Equipe de Biologia Bioma Conjunto de vida, vegetal e animal, constituído pelo agrupamento de tipos de vegetação, condições

Leia mais

Observe o mapa múndi e responda.

Observe o mapa múndi e responda. EXERCÍCIOS DE REVISÃO COM RESPOSTAS PARA O EXAME FINAL GEOGRAFIA 5ª SÉRIE 1) Escreva V para verdadeiro e F para falso: ( V ) No globo terrestre, no planisfério e em outros mapas são traçadas linhas que

Leia mais

AMÉRICA: ASPECTOS NATURAIS E TERRITORIAIS

AMÉRICA: ASPECTOS NATURAIS E TERRITORIAIS AMÉRICA: ASPECTOS NATURAIS E TERRITORIAIS Tema 1: A América no mundo 1. Um continente diversificado A América possui grande extensão latitudinal e, por isso, nela encontramos diversas paisagens. 2. Fatores

Leia mais

a) Cite o nome do estado brasileiro onde aparece a maior parte do domínio das araucárias. R:

a) Cite o nome do estado brasileiro onde aparece a maior parte do domínio das araucárias. R: Data: /08/2014 Bimestre: 2 Nome: 7 ANO A Nº Disciplina: Geografia Professor: Geraldo Valor da Prova / Atividade: 2,0 (DOIS) Nota: GRUPO 3 1-(1,0) A paisagem brasileira está dividida em domínios morfoclimáticos.

Leia mais

É o estudo do processo de produção, distribuição, circulação e consumo dos bens e serviços (riqueza).

É o estudo do processo de produção, distribuição, circulação e consumo dos bens e serviços (riqueza). GEOGRAFIA 7ª Série/Turma 75 Ensino Fundamental Prof. José Gusmão Nome: MATERIAL DE ESTUDOS PARA O EXAME FINAL A GEOGRAFIA DO MUNDO SUBDESENVOLVIDO A diferença entre os países que mais chama a atenção é

Leia mais

ANEXO 1 CONTEÚDOS PARA O ENSINO FUNDAMENTAL EDITAL CONCURSO DE BOLSAS 2016 COLÉGIOS PROJEÇÃO

ANEXO 1 CONTEÚDOS PARA O ENSINO FUNDAMENTAL EDITAL CONCURSO DE BOLSAS 2016 COLÉGIOS PROJEÇÃO ANEXO 1 S PARA O ENSINO FUNDAMENTAL EDITAL CONCURSO DE BOLSAS 2016 COLÉGIOS PROJEÇÃO S PRÉVIOS DO 5º ANO PARA CANDIDATOS A BOLSA NO 6 ANO PORTUGUÊS Leitura e interpretação textual Artigo Substantivo (comum,

Leia mais

REGIÃO NORDESTE. As sub-regiões do Nordeste 2ª unidade

REGIÃO NORDESTE. As sub-regiões do Nordeste 2ª unidade REGIÃO NORDESTE As sub-regiões do Nordeste 2ª unidade NORDESTE Características gerais 9 Estados / 18, 25% do território do Brasil; 2ª maior população regional; Área de colonização mais antiga; A maior

Leia mais

PROVA DE GEOGRAFIA 3 o TRIMESTRE DE 2012

PROVA DE GEOGRAFIA 3 o TRIMESTRE DE 2012 PROVA DE GEOGRAFIA 3 o TRIMESTRE DE 2012 PROFa. JULIANA NOME N o 8 o ANO A compreensão do enunciado faz parte da questão. Não faça perguntas ao examinador. A prova deve ser feita com caneta azul ou preta.

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS 01

LISTA DE EXERCÍCIOS 01 LISTA DE EXERCÍCIOS 01 01 - (Unicamp 2014) Desde o período neolítico, os povos de distintas partes do mundo desenvolveram sistemas agrários próprios aproveitando as condições naturais de seus habitats

Leia mais

URBANIZAÇÃO LUGAR É A BASE

URBANIZAÇÃO LUGAR É A BASE URBANIZAÇÃO LUGAR É A BASE. DA REPRODUÇÃO DA VIDA E PODE SER ANALISADO PELA TRÍADE HABITANTE- IDENTIDADE-LUGAR. OBJETIVOS ESPECÍFICOS A. Caracterizar o fenômeno da urbanização como maior intervenção humana

Leia mais

O homem e o meio ambiente

O homem e o meio ambiente A U A UL LA O homem e o meio ambiente Nesta aula, que inicia nosso aprendizado sobre o meio ambiente, vamos prestar atenção às condições ambientais dos lugares que você conhece. Veremos que em alguns bairros

Leia mais

Amazônia Brasileira e Brasil em Crise

Amazônia Brasileira e Brasil em Crise Amazônia Brasileira e Brasil em Crise 1. (UERJ-2009) Folha de São Paulo, 01/06/2008. Adaptado de Zero Hora, 16/06/2008. Diferentes critérios e objetivos podem orientar a divisão do espaço geográfico em

Leia mais

CLIMATOLOGIA. Profª Margarida Barros. Geografia - 2013

CLIMATOLOGIA. Profª Margarida Barros. Geografia - 2013 CLIMATOLOGIA Profª Margarida Barros Geografia - 2013 CLIMATOLOGIA RAMO DA GEOGRAFIA QUE ESTUDA O CLIMA Sucessão habitual de TEMPOS Ação momentânea da troposfera em um determinado lugar e período. ELEMENTOS

Leia mais

Prova bimestral 5 o ano 2 o Bimestre

Prova bimestral 5 o ano 2 o Bimestre Prova bimestral 5 o ano 2 o Bimestre geografia Escola: Nome: Data: / / Turma: Leia o trecho da letra da música abaixo e, em seguida, responda às questões. [...] Eu já cantei no Pará Toquei sanfona em Belém

Leia mais

FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO

FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO É claro que o Brasil não brotou do chão como uma planta. O Solo que o Brasil hoje ocupa já existia, o que não existia era o seu território, a porção do espaço sob domínio,

Leia mais

GEOGRAFIA - RECUPERAÇÃO

GEOGRAFIA - RECUPERAÇÃO 1ª série Ens. Médio EXERCÍCIOS DE MONITORIA 2º PERÍODO JULHO GEOGRAFIA - RECUPERAÇÃO 1. Associe os tipos de chuva às suas respectivas características. ( ) Resulta do deslocamento horizontal do ar que,

Leia mais

1) Em novembro de 1807, a família real portuguesa deixou Lisboa e, em março de 1808, chegou ao Rio de Janeiro. O acontecimento pode ser visto como:

1) Em novembro de 1807, a família real portuguesa deixou Lisboa e, em março de 1808, chegou ao Rio de Janeiro. O acontecimento pode ser visto como: 1) Em novembro de 1807, a família real portuguesa deixou Lisboa e, em março de 1808, chegou ao Rio de Janeiro. O acontecimento pode ser visto como: a) incapacidade dos Braganças de resistirem à pressão

Leia mais

Anna Catharinna 1 Ao contrário da palavra romântico, o termo realista vai nos lembrar alguém de espírito prático, voltado para a realidade, bem distante da fantasia da vida. Anna Catharinna 2 A arte parece

Leia mais

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST CIÊNCIAS HUMANAS

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST CIÊNCIAS HUMANAS SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST CIÊNCIAS HUMANAS Título do Podcast Área Segmento Duração Massas de Ar no Brasil Ciências Humanas Ensino Fundamental; Ensino Médio 5min33seg Habilidades: H.7 (Ensino Fundamental)

Leia mais

COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO

COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO Estrada da Água Branca, 2551 Realengo RJ Tel: (21) 3462-7520 www.colegiomr.com.br PROFESSOR ALUNO ANA CAROLINA DISCIPLINA GEOGRAFIA A TURMA SIMULADO: P3 501 Questão

Leia mais

TRABALHO DE GEOGRAFIA ESTUDOS ORIENTADOS 1º ANO ENSINO MÉDIO NOTURNO

TRABALHO DE GEOGRAFIA ESTUDOS ORIENTADOS 1º ANO ENSINO MÉDIO NOTURNO TRABALHO DE GEOGRAFIA ESTUDOS ORIENTADOS 1º ANO ENSINO MÉDIO NOTURNO 1) O gráfico baixo indica uma forma de organização do espaço rural. Sobre esse gráfico é possível inferir: a) Trata-se da representação

Leia mais

Av. Moaci, 965 Moema São Paulo SP CEP: 04083-002 Tel. +55 (11) 2532-4813 www.geekie.com.br. Prezados colégios,

Av. Moaci, 965 Moema São Paulo SP CEP: 04083-002 Tel. +55 (11) 2532-4813 www.geekie.com.br. Prezados colégios, Prezados colégios, Buscando atender a demanda por GeekieTestes para o 1º e 2º anos do Ensino Médio, elaboramos nossa Matriz Geekie de Avaliação para 2014. Nela, buscamos contemplar os principais conteúdos

Leia mais

Centro Educacional Juscelino Kubitschek

Centro Educacional Juscelino Kubitschek Centro Educacional Juscelino Kubitschek ALUNO: N.º: DATA: / /2011 ENSINO FUNDAMENTAL SÉRIE: 6ª série/7 ano TURMA: TURNO: DISCIPLINA: GEOGRAFIA PROFESSOR: Equipe de Geografia Roteiro e lista de Recuperação

Leia mais

A seqüência correta de vegetação natural indicada pelo perfil A B é:

A seqüência correta de vegetação natural indicada pelo perfil A B é: 16. (Unifesp) Observe o mapa: A seqüência correta de vegetação natural indicada pelo perfil A B é: (A) Floresta Eequatorial, Caatinga, Cerrado e Mangue. (B) Mata Aatlântica, Mata dos Cocais, Caatinga e

Leia mais

TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRNTE 8 A - aula 25. Profº André Tomasini

TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRNTE 8 A - aula 25. Profº André Tomasini TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRNTE 8 A - aula 25 Profº André Tomasini Localizado na Região Centro-Oeste. Campos inundados na estação das chuvas (verão) áreas de florestas equatorial e tropical. Nas áreas mais

Leia mais

O candidato deverá demonstrar uma visão globalizante do processo transformacional

O candidato deverá demonstrar uma visão globalizante do processo transformacional CIÊNCIAS HUMANAS (HISTÓRIA/ATUALIDADES/GEOGRAFIA) O candidato deverá demonstrar uma visão globalizante do processo transformacional das sociedades através dos tempos, observando os fatores econômico, histórico,

Leia mais

O Clima do Brasil. É a sucessão habitual de estados do tempo

O Clima do Brasil. É a sucessão habitual de estados do tempo O Clima do Brasil É a sucessão habitual de estados do tempo A atuação dos principais fatores climáticos no Brasil 1. Altitude Quanto maior altitude, mais frio será. Não esqueça, somente a altitude, isolada,

Leia mais

Elementos Climáticos CLIMA

Elementos Climáticos CLIMA CLIMA Elementos Climáticos O entendimento e a caracterização do clima de um lugar dependem do estudo do comportamento do tempo durante pelo menos 30 anos: das variações da temperatura e da umidade, do

Leia mais

PlanetaBio Resolução de Vestibulares FUVEST 2008 1ª fase www.planetabio.com

PlanetaBio Resolução de Vestibulares FUVEST 2008 1ª fase www.planetabio.com 1- Teste de DNA confirma paternidade de bebê perdido no tsunami Um casal do Sri Lanka que alegava ser os pais de um bebê encontrado após o tsunami que atingiu a Ásia, em dezembro, obteve a confirmação

Leia mais

8º ANO ATIVIDADES ONLINE

8º ANO ATIVIDADES ONLINE 8º ANO ATIVIDADES ONLINE 1) Analise a tabela e responda. a) Entre os países andinos, qual apresenta maior desenvolvimento, de acordo com o IDH? E menor desenvolvimento? b)que tipo de produto predomina

Leia mais

07. Alternativa c. Seja PABC a pirâmide regular, com as medidas indicadas. Tem-se:

07. Alternativa c. Seja PABC a pirâmide regular, com as medidas indicadas. Tem-se: + + = = = + = = = = = = 07. Alternativa c. Seja PABC a pirâmide regular, com as medidas indicadas. Tem-se: (1) PP'A: 4 = cos60º = 1 = () PABC é regular P' é baricentro y = y = () ABC é equilátero + y =

Leia mais

CAPÍTULO 13 OS CLIMAS DO E DO MUNDOBRASIL

CAPÍTULO 13 OS CLIMAS DO E DO MUNDOBRASIL CAPÍTULO 13 OS CLIMAS DO E DO MUNDOBRASIL 1.0. Clima no Mundo A grande diversidade verificada na conjugação dos fatores climáticos pela superfície do planeta dá origem a vários tipos de clima. Os principais

Leia mais

GABARITO PRÉ-VESTIBULAR

GABARITO PRÉ-VESTIBULAR LINGUAGENS 01. C 02. D 03. C 04. B 05. C 06. C 07. * 08. B 09. A 10. D 11. B 12. A 13. D 14. B 15. D LÍNGUA ESTRANGEIRA 16. D 17. A 18. D 19. B 20. B 21. D MATEMÁTICA 22. D 23. C De acordo com as informações,

Leia mais

Estrutura Populacional e Indicadores socioeconômicos

Estrutura Populacional e Indicadores socioeconômicos POPULAÇÃO BRASILEIRA Estrutura Populacional e Indicadores socioeconômicos Desde a colonização do Brasil o povoamento se concentrou no litoral do país. No início do século XXI, a população brasileira ainda

Leia mais

ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA Causas da Hegemonia atual dos EUA Hegemonia dos EUA Influência Cultural: músicas, alimentações, vestuários e língua Poderio Econômico: 20% do PIB global Capacidade Militar sem

Leia mais

GEOGRAFIA Questões de 35 a 42

GEOGRAFIA Questões de 35 a 42 GEOGRAFIA Questões de 35 a 42 35. Observe os mapas abaixo. Acerca das escalas apresentadas, é incorreto afirmar: A) O mapa 1 apresenta a menor escala e o maior nível de detalhamento. B) Os mapas 1 e 2

Leia mais

1ª PARTE - OBJETIVA ESPECIFICA (Valendo 05 pontos cada questão)

1ª PARTE - OBJETIVA ESPECIFICA (Valendo 05 pontos cada questão) PREFEITURA DE VÁRZEA ALEGRE CE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 01/2014 SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CONTRATAÇÂO TEMPORÁRIA - PROVA DE GEOGRAFIA PROFESSOR DE GEOGRAFIA (6º ao 9º ANO) ASSINATURA DO

Leia mais

Material de apoio para o exame final

Material de apoio para o exame final Professor Rui Piassini Geografia 1ºEM Material de apoio para o exame final Questão 01) Um transatlântico, navegando pelo Oceano Índico, cruza o Trópico de Capricórnio e segue do Sul para o Norte. Observando

Leia mais

Ecologia. 1) Níveis de organização da vida

Ecologia. 1) Níveis de organização da vida Introdução A ciência que estuda como os seres vivos se relacionam entre si e com o ambiente em que vivem e quais as conseqüências dessas relações é a Ecologia (oikos = casa e, por extensão, ambiente; logos

Leia mais

7ºano 2º período vespertino 25 de abril de 2014

7ºano 2º período vespertino 25 de abril de 2014 GEOGRAFIA QUESTÃO 1 A Demografia é a ciência que estuda as características das populações humanas e exprime-se geralmente através de valores estatísticos. As características da população estudadas pela

Leia mais

CICLOS BIOGEOQUÍMICOS

CICLOS BIOGEOQUÍMICOS CICLOS BIOGEOQUÍMICOS O fluxo de energia em um ecossistema é unidirecional e necessita de uma constante renovação de energia, que é garantida pelo Sol. Com a matéria inorgânica que participa dos ecossistemas

Leia mais

QUAL É A CIDADE MAIS DISTANTE DO MAR?

QUAL É A CIDADE MAIS DISTANTE DO MAR? SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: 03 / 2 / 203 UNIDADE III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE GEOGRAFIA 6.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR:

Leia mais

3º BIMESTRE 2ª Avaliação Área de Ciências Humanas Aula 148 Revisão e avaliação de Humanas

3º BIMESTRE 2ª Avaliação Área de Ciências Humanas Aula 148 Revisão e avaliação de Humanas 3º BIMESTRE 2ª Avaliação Área de Ciências Humanas Aula 148 Revisão e avaliação de Humanas 2 Tipos de vegetação Vegetação é caracterizada como o conjunto de plantas de uma determinada região. Em razão da

Leia mais

Data: /08/2014 Bimestre: 2. Nome: 8 ANO B Nº. Disciplina: Geografia Professor: Geraldo

Data: /08/2014 Bimestre: 2. Nome: 8 ANO B Nº. Disciplina: Geografia Professor: Geraldo Data: /08/2014 Bimestre: 2 Nome: 8 ANO B Nº Disciplina: Geografia Professor: Geraldo Valor da Prova / Atividade: 2,0 (DOIS) Nota: GRUPO 3 1- (1,0) A mundialização da produção industrial é caracterizada

Leia mais

CONTEÚDOS PARA A 1ª AVALIAÇÃO PARCIAL 1ª ETAPA 2014 ENSINO FUNDAMENTAL II CONTEÚDOS DA 1ª AVALIAÇÃO PARCIAL DE CIÊNCIAS 1ª ETAPA 2014

CONTEÚDOS PARA A 1ª AVALIAÇÃO PARCIAL 1ª ETAPA 2014 ENSINO FUNDAMENTAL II CONTEÚDOS DA 1ª AVALIAÇÃO PARCIAL DE CIÊNCIAS 1ª ETAPA 2014 CONTEÚDOS DA 1ª AVALIAÇÃO PARCIAL DE CIÊNCIAS 1ª ETAPA 2014 6º ANO - 17/ 03/ 2014 - Ecologia (níveis de organização; relações alimentares; cadeia e teia alimentar; relações ecológicas); 7º ANO - 17/ 03/

Leia mais

E C O L O G I A. Incluindo todos os organismos e todos os processos funcionais que a tornam habitável

E C O L O G I A. Incluindo todos os organismos e todos os processos funcionais que a tornam habitável E C O L O G I A Deriva do grego oikos, com sentido de casa e logos com sentido de estudo Portanto, trata-se do estudo do ambiente da casa Incluindo todos os organismos e todos os processos funcionais que

Leia mais

A novidade é que o Brasil não é só litoral É muito mais é muito mais que qualquer zona sul Tem gente boa espalhada por este Brasil Que vai fazer

A novidade é que o Brasil não é só litoral É muito mais é muito mais que qualquer zona sul Tem gente boa espalhada por este Brasil Que vai fazer CAUSAS: Acirramento da concorrência comercial entre as potências coloniais; Crise das lavouras de cana; Estagnação da economia portuguesa na segunda metade do século XVII; Necessidade de encontrar metais

Leia mais

Complexo regional do Nordeste

Complexo regional do Nordeste Antônio Cruz/ Abr Luiz C. Ribeiro/ Shutterstock gary yim/ Shutterstock Valter Campanato/ ABr Complexo regional do Nordeste Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, MA. Sertão de Pai Pedro, MG. O norte

Leia mais

BIOMA. dominante. http://www.brazadv.com/passeios_ecol %C3%B3gicos_mapas/biomas.asp

BIOMA. dominante. http://www.brazadv.com/passeios_ecol %C3%B3gicos_mapas/biomas.asp BIOMAS DO BRASIL BIOMA Definição: Bioma, ou formação planta - animal, deve ser entendido como a unidade biótica de maior extensão geográfica, compreendendo varias comunidades em diferentes estágios de

Leia mais

Expedição 1. 7º ANO_ PROFª BRUNA ANDRADE

Expedição 1. 7º ANO_ PROFª BRUNA ANDRADE Expedição 1. 7º ANO_ PROFª BRUNA ANDRADE O Brasil é considerado um país de dimensões CONTINENTAIS, pois sua área de 8.514.876 Km² é quase igual a do Continente Oceânico. Ele é o 5º país em extensão territorial

Leia mais

REGIÃO NORTE: MAIOR REGIÃO BRASILIERA EM EXTENSÃO. 45% do território nacional

REGIÃO NORTE: MAIOR REGIÃO BRASILIERA EM EXTENSÃO. 45% do território nacional REGIÃO NORTE REGIÃO NORTE: MAIOR REGIÃO BRASILIERA EM EXTENSÃO. 45% do território nacional GRANDE ÁREA COM PEQUENA POPULAÇÃO, O QUE RESULTA EM UMA BAIXA DENSIDADE DEMOGRÁFICA (habitantes por quilômetro

Leia mais

REVISÃO AMÉRICA ANGLO SAXÔNICA E MÉXICO

REVISÃO AMÉRICA ANGLO SAXÔNICA E MÉXICO REVISÃO AMÉRICA ANGLO SAXÔNICA E MÉXICO DIVISÃO DO CONTINENTE AMERICANO Os países que pertencem a América do Norte são: EUA, Canadá e México. Os países que pertencem a América Anglo Saxônica são: EUA

Leia mais

Admissão de alunos 2016

Admissão de alunos 2016 Tradição em Excelência Admissão de alunos 2016 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS 8⁰ ANO ENSINO FUNDAMENTAL II CIÊNCIAS 1. ORIGEM DA TERRA 1.1. Origem da vida no Planeta Terra (principais teorias). 1.2. Fósseis,

Leia mais

Cidade e desigualdades socioespaciais.

Cidade e desigualdades socioespaciais. Centro de Educação Integrada 3º ANO GEOGRAFIA DO BRASIL A Produção do Espaço Geográfico no Brasil nas economias colonial e primário exportadora. Brasil: O Espaço Industrial e impactos ambientais. O espaço

Leia mais

Questão 1 Questão 2. Questão 3. Resposta. Resposta

Questão 1 Questão 2. Questão 3. Resposta. Resposta Questão 1 Questão 2 O esquema abaixo representa as principais relações alimentares entre espécies que vivem num lago de uma região equatorial. a) O câncer é uma doença genética, mas na grande maioria dos

Leia mais

QUESTÃO 1 EXPECTATIVA DE RESPOSTA

QUESTÃO 1 EXPECTATIVA DE RESPOSTA GEOGRAFIA 1 Analise a figura a seguir. (Disponível em:

Leia mais

FORMAÇÃO VEGETAL BRASILEIRA. DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS Aziz Ab`Saber. Ipê Amarelo

FORMAÇÃO VEGETAL BRASILEIRA. DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS Aziz Ab`Saber. Ipê Amarelo FORMAÇÃO VEGETAL BRASILEIRA DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS Aziz Ab`Saber Ipê Amarelo Fatores que influenciam na distribuição das formações vegetais: Clima 1. Temperatura; 2. Umidade; 3. Massas de ar; 4. Incidência

Leia mais

HIDROGRAFIA GERAL E DO BRASIL

HIDROGRAFIA GERAL E DO BRASIL HIDROGRAFIA GERAL E DO BRASIL QUESTÃO 01 - A Terra é, dentro do sistema solar, o único astro que tem uma temperatura de superfície que permite à água existir em seus três estados: líquido, sólido e gasoso.

Leia mais

DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES GEOGRAFIA DESAFIO DO DIA. Aula 21.1 Conteúdo. Região Sudeste

DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES GEOGRAFIA DESAFIO DO DIA. Aula 21.1 Conteúdo. Região Sudeste CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA Aula 21.1 Conteúdo Região Sudeste 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA

Leia mais

POPULAÇÃO SUBNUTRIDA - 2006

POPULAÇÃO SUBNUTRIDA - 2006 PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - GEOGRAFIA - 8º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================== 01- Observe os

Leia mais

EXERCÍCIOS ON LINE 6 ANO - 1 TRIMESTRE

EXERCÍCIOS ON LINE 6 ANO - 1 TRIMESTRE EXERCÍCIOS ON LINE 6 ANO - 1 TRIMESTRE 1- Leia o texto e responda as questões Todos os animais, independentemente do seu estilo de vida, servem como fonte de alimento para outros seres vivos. Eles estão

Leia mais

COMENTÁRIO DA PROVA DE BIOLOGIA

COMENTÁRIO DA PROVA DE BIOLOGIA COMENTÁRIO DA PROVA DE BIOLOGIA A prova de Biologia da UFPR apresentou uma boa distribuição de conteúdos ao longo das nove questões. O grau de dificuldade variou entre questões médias e fáceis, o que está

Leia mais

BIOLOGIA. 02 A afirmação O tecido ósseo pode ser citado como o único exemplo de tecido que não possui células vivas pode ser classificada como

BIOLOGIA. 02 A afirmação O tecido ósseo pode ser citado como o único exemplo de tecido que não possui células vivas pode ser classificada como BIOLOGIA 01 O crescimento externo dos artrópodes ocorre pelo processo denominado ecdise, caracterizado pela troca do exoesqueleto. Assinale o gráfico que melhor representa o crescimento desses animais.

Leia mais

COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 2º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2013 Professor : Bruno Matias Telles 1ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA ROTEIRO DE ESTUDO - QUESTÕES

COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 2º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2013 Professor : Bruno Matias Telles 1ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA ROTEIRO DE ESTUDO - QUESTÕES COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 2º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2013 Professor : Bruno Matias Telles 1ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA ROTEIRO DE ESTUDO - QUESTÕES Estudante: Turma: Data: / / QUESTÃO 1 Analise o mapa

Leia mais

RESOLUÇÕES E RESPOSTAS

RESOLUÇÕES E RESPOSTAS GEOGRAFIA 1 GRUPO CV 10/2009 RESOLUÇÕES E RESPOSTAS QUESTÃO 1: a) Os gráficos destacam que conforme ocorreu o aumento da população na grande São Paulo aumentaram também o número de viagens da população

Leia mais

PROVA BIMESTRAL Ciências

PROVA BIMESTRAL Ciências 6 o ano 2 o bimestre PROVA BIMESTRAL Ciências Escola: Nome: Turma: n o : 1. Os animais apresentam diferentes formas de locomoção, alimentação e revestimento do corpo, características estas que os organizam

Leia mais

Aula 19 Conteúdo O homem e o meio ambiente. Principais problemas ambientais do mundo.

Aula 19 Conteúdo O homem e o meio ambiente. Principais problemas ambientais do mundo. CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Unidade IV Natureza sociedade: questões ambientais. Aula 19 Conteúdo O homem e o meio ambiente. Principais problemas ambientais do mundo. 2 CONTEÚDO

Leia mais

Lista de Recuperação de Geografia 2013

Lista de Recuperação de Geografia 2013 1 Nome: nº 9ºano Manhã Prof: Francisco Castilho Lista de Recuperação de Geografia 2013 Conteúdo da recuperação: Europa: industrialização e agropecuária, economia dos países europeues, Ásia: divisão regional,

Leia mais

PlanetaBio Resolução de Vestibulares FUVEST 2010 2ª fase - específicas www.planetabio.com

PlanetaBio Resolução de Vestibulares FUVEST 2010 2ª fase - específicas www.planetabio.com 1- O quadro abaixo mostra diferenças que ocorrem no reino animal quanto ao plano corporal e aos sistemas digestório, circulatório e nervoso: Os anelídeos, por exemplo, apresentam as características A3,

Leia mais

BIOMAS DO BRASIL. Ecologia Geral

BIOMAS DO BRASIL. Ecologia Geral BIOMAS DO BRASIL Ecologia Geral Biomas do Brasil segundo classificação do IBGE Segundo a classificação do IBGE, são seis os biomas do Brasil: Mata Atlântica Cerrado Amazônia Caatinga Pantanal Pampa O

Leia mais

Palestra: História da Cana-de. de-açúcar no Centro-Oeste Professora: Ana Paula PROJETO: PRODUÇÃO DO AÇÚCAR ORGÂNICO NA JALLES MACHADO S/A

Palestra: História da Cana-de. de-açúcar no Centro-Oeste Professora: Ana Paula PROJETO: PRODUÇÃO DO AÇÚCAR ORGÂNICO NA JALLES MACHADO S/A Palestra: História da Cana-de de-açúcar no Centro-Oeste Professora: Ana Paula PROJETO: PRODUÇÃO DO AÇÚCAR ORGÂNICO NA JALLES MACHADO S/A ORIGEM DA CANA-DE-AÇÚCAR A cana-de de-açúcar é uma planta proveniente

Leia mais

CADERNO 1 BRASIL CAP. 3. Gabarito: EXERCÍCIOS DE SALA. Resposta da questão 1: [D]

CADERNO 1 BRASIL CAP. 3. Gabarito: EXERCÍCIOS DE SALA. Resposta da questão 1: [D] Gabarito: EXERCÍCIOS DE SALA Resposta da questão 1: Somente a proposição está correta. Com a expansão napoleônica na Europa e a invasão do exército Francês em Portugal ocorreu a vinda da corte portuguesa

Leia mais

Clima e Formação Vegetal. O clima e seus fatores interferentes

Clima e Formação Vegetal. O clima e seus fatores interferentes Clima e Formação Vegetal O clima e seus fatores interferentes O aquecimento desigual da Terra A Circulação atmosférica global (transferência de calor, por ventos, entre as diferentes zonas térmicas do

Leia mais

Prova bimestral 5 o ANO 1 o BIMESTRE

Prova bimestral 5 o ANO 1 o BIMESTRE Prova bimestral 5 o ANO 1 o BIMESTRE GEOGRAFIA Escola: Nome: Data: / / Turma: Leia: O planeta Terra foi formado há mais de 4 bilhões de anos após uma grande explosão. Na atmosfera havia muita água, gases

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS 1G

CADERNO DE EXERCÍCIOS 1G CADERNO DE EXERCÍCIOS 1G Ensino Fundamental Ciências Humanas Questão Conteúdo Habilidade da Matriz da EJA/FB 1 Relevo H5 2 Agricultura Familiar H12 3 Revoltas Separatistas no Brasil Colonial H42 4 Período

Leia mais

MAS O QUE É A NATUREZA DO PLANETA TERRA?

MAS O QUE É A NATUREZA DO PLANETA TERRA? MAS O QUE É A NATUREZA DO PLANETA TERRA? A UNIÃO DOS ELEMENTOS NATURAIS https://www.youtube.com/watch?v=hhrd22fwezs&list=plc294ebed8a38c9f4&index=5 Os seres humanos chamam de natureza: O Solo que é o conjunto

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2012 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2012 Conteúdos Habilidades Avaliação Disciplina: Geografia Trimestre: 1º PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2012 1. População: - Crescimento populacional - O espaço urbano e o processo de urbanização - Teorias demográficas. 2. Mundo contemporâneo:

Leia mais

Capítulo. Organização político- -administrativa na América portuguesa

Capítulo. Organização político- -administrativa na América portuguesa Capítulo Organização político- -administrativa na América portuguesa 1 O Império Português e a administração da Colônia americana Brasil: 1500-1530 O interesse português pelo território americano era pequeno

Leia mais

É CORRETO afirmar que essa modalidade de desemprego é conseqüência. A) da adoção de novas tecnologias de produção e gerenciamento industrial.

É CORRETO afirmar que essa modalidade de desemprego é conseqüência. A) da adoção de novas tecnologias de produção e gerenciamento industrial. PROVA DE GEOGRAFIA QUESTÃO 09 Parcela considerável do desemprego que se verifica, atualmente, no mundo, está associada a mudanças estruturais na economia é o denominado desemprego estrutural. É CORRETO

Leia mais

SITUAÇÃO DE PRODUÇÃO DA RESENHA NO ENSINO SUPERIOR

SITUAÇÃO DE PRODUÇÃO DA RESENHA NO ENSINO SUPERIOR RESENHA Neste capítulo, vamos falar acerca do gênero textual denominado resenha. Talvez você já tenha lido ou elaborado resenhas de diferentes tipos de textos, nas mais diversas situações de produção.

Leia mais

História. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo

História. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo História baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo 1 PROPOSTA CURRICULAR DA DISCIPLINA DE HISTÓRIA Middle e High School 2 6 th Grade A vida na Grécia antiga: sociedade, vida cotidiana, mitos,

Leia mais