Introdução. àeletrônica com Arduino. Felipe Nascimento Martins. VIII Jornada de Iniciação Científica, Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ifes

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Introdução. àeletrônica com Arduino. Felipe Nascimento Martins. VIII Jornada de Iniciação Científica, Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ifes"

Transcrição

1 v VIII Jornada de Iniciação Científica, Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ifes Introdução àeletrônica com Arduino

2 O trabalho Introdução à Eletrônica com Arduino de foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição- CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada.

3

4 Contato:

5 Conteúdo Arduino; Microcontrolador; Primeiro programa; Um pouco de eletrônica (pouco mesmo!); Programas mais legais; Práticas (montagem e programação); Avançando com o Arduino: shields, comunicação sem fio, aplicações em robótica...

6

7 O que é Arduino? Arduino é uma plataforma de prototipagem eletrônica open-source, baseada nos princípios de flexibilidade e facilidade de uso para hardware e software. Consiste de uma placa com microcontrolador programável preparada para receber sinais de sensores e acionar atuadores. Sua linguagem de programação é baseada em Wiring (baseado em C/C++). A placa pode funcionar em conjunto ou de forma independente do computador.

8 Arduino hardware

9 Arduino hardware

10 Arduino software

11 Arduino é Open Source Desenvolvido por: Massimo Banzi, David Cuartielles, Tom Igoe, Gianluca Martino e David Mellis, na Itália, em 2005; Todo o projeto é aberto: open source hardware and software; 200 placas vendidas em 2005, em 2006, em 2007 e mais de em 2011 e cerca de 1 milhão até setembro de 2013! Site oficial:

12

13 Arduino é Open Source!

14 Arduino é Open Source!

15 Arduino é Open Source! Todo o hardware é aberto e os projetos estão disponíveis. Quem quiser, pode comprar os componentes e montar a sua placa! O software de programação também é livre e está disponível para download gratuitamente.

16 Arduino é Open Source! Todo o hardware é aberto e os projetos estão disponíveis. Quem quiser, pode comprar os componentes e montar a sua placa! O software de programação também é livre e está disponível para download gratuitamente. Mas...

17 Arduino é Open Source! Todo o hardware é aberto e os projetos estão disponíveis. Quem quiser, pode comprar os componentes e montar a sua placa! O software de programação também é livre e está disponível para download gratuitamente. Mas... O nome Arduino é marca registrada!

18 Clones do Arduino Freeduino

19 Clones do Arduino Seeduino

20 Clones do Arduino Brasuíno

21 Clones do Arduino Severino

22 Similares ao Arduino chipkit Uno32 - PIC32MX320F128 (32 bits, 80MHz, 128kB Flash, 16kB SRAM)

23 Similares ao Arduino Olimexino STM32F103RBT6 (núcleo ARM Cortex M3, 32 bits, 128kB, 72MHz)

24 Similares ao Arduino Adafruit Trinket ATtiny85

25 Similares ao Arduino LaunchPad - MSP430

26 Similares ao Arduino LaunchPad - MSP430 US$4,30 com frete grátis!!

27

28 Arduino Uno Microcontrolador: ATmega328; Tensão de operação: 5V; Tensão de entrada (recomendada): 7-12V; Pinos digitais de E/S:14 (6 podem ter sinal PWM); Pinos com entrada analógica: 6; Corrente máxima por pino de E/S: 40 ma; Hardware para comunicação serial: 1 porta; Memória Flash (de programa): 32 kb, dos quais 0,5 kb são usados pelo bootloader; Memória SRAM: 2 kb; EEPROM: 1 kb; Frequência de clock: 16 MHz.

29

30 Arduino Mega 2560 Microcontrolador: ATmega2560; Tensão de operação: 5V; Tensão de entrada (recomendada): 7-12V; Pinos digitais de E/S: 54 (15 podem ter sinal PWM); Pinos com entrada analógica: 16; Corrente máxima por pino de E/S: 40 ma; Hardware para comunicação serial: 4 portas; Memória Flash (de programa): 256 kb, dos quais 8 kb são usados pelo bootloader; Memória SRAM: 8 kb; EEPROM: 4 kb; Frequência de clock: 16 MHz.

31 Arduino Mega 2560

32 O que é um Microcontrolador? Chip; CPU de pequeno porte, capaz de executar um conjunto de instruções; Ou seja, possui um microprocessador! Instruções simples e rápidas; Possui memória(s); Possui periféricos; Pode se comunicar com outros periféricos; etc.

33 Componentes de um Microcontrolador Microcontrolador Conversor D/A EEPROM Porta Serial Conversor A/D CPU Porta Paralela PWM RAM Temporizadores

34 Exemplos de Microcontroladores Família 8051 (Intel ou ATMEL) 80C196KB (Intel) 68HC11 (Motorola / Freescale) MSP430 (Texas Instruments) ATmega328 (ATMEL) PIC16F628A (Microchip) dspic30f6014 (Microchip) Cortex M3 (ARM)

35 Exemplos de Microcontroladores Família 8051 (Intel ou ATMEL) 80C196KB (Intel) 68HC11 (Motorola / Freescale) MSP430 (Texas Instruments) ATmega328 (ATMEL) PIC16F628A (Microchip) dspic30f6014 (Microchip) Cortex M3 (ARM) Cadê o Arduino??

36 Exemplos de Microcontroladores Família 8051 (Intel ou ATMEL) 80C196KB (Intel) 68HC11 (Motorola / Freescale) MSP430 (Texas Instruments) ATmega328 (ATMEL) PIC16F628A (Microchip) dspic30f6014 (Microchip) Cortex M3 (ARM)

37 Microcontroladores do Arduino ATMEL ATmega168: Diecimila, Duemilanove, Nano, LilyPad; ATmega328P: Duemilanove, Nano, Fio, LilyPad, Uno; ATmega1280: Mega; ATmega2560: Mega2560; ATmega32u4: Leonardo, Esplora, LilyPad USB, Yún, Robot; AT91SAM3X8E: Due.

38 , ATmega32u4 Esplora ,5 0,5/1 16/32 ATmega168 ou ATmega328 Nano ,5 16/32 ATmega168V ou ATmega328V LilyPad , ATmega32u4 Leonardo AT91SAM3X8E Due ATmega2560 Mega ATmega1280 Mega ATmega328P Uno ,5 0,5/1 16/32 ATmega168/328P Duemilanove Pinos PWM Clock (MHz) Pinos A/D Dig. I/O SRAM kb EEPROM kb Flash kb Processador Arduino Arduino

39 Arduino - Microcontrolador

40 Arduino - Microcontrolador ATmega328: Núcleo AVR RISC de 8 bits; 32kB Flash, 2kB RAM, 1kB EEPROM; 23 pinos de E/S; 3 temporizadores/contadores; USART; interface a 2 fios SPI; 6 canais de conversor A/D de 10 bits; WDT com oscilador interno; Clock máximo de 20MHz; Opera de 1,8V a 5,5V.

41 Arduino Programa básico

42 Arduino Programa básico

43 Arduino Programa básico

44 Arduino Programa básico

45 Arduino Programa básico

46 Arduino Programa básico

47 Arduino Programa básico No Arduino Uno: pinos digitais 0 a 13 (0 a 13); pinos analógicos 0 a 5 (14 a 19).

48 Prática 1: Pisca-LED Montagem:

49 Um pouco de eletrônica Ok. Entendi o programa. Mas o que acontece nos pinos do Arduino?

50 Um pouco de eletrônica Ok. Entendi o programa. Mas o que acontece nos pinos do Arduino? A função digitalwrite(12,high); faz com que o pino 12 vá para nível alto, ou seja, ele fica com 5V.

51 Um pouco de eletrônica Ok. Entendi o programa. Mas o que acontece nos pinos do Arduino? A função digitalwrite(12,high); faz com que o pino 12 vá para nível alto, ou seja, ele fica com 5V. Este pino está ligado ao RESISTOR+LED, e ao pino GND (0V).

52 Um pouco de eletrônica Ok. Entendi o programa. Mas o que acontece nos pinos do Arduino? A função digitalwrite(12,high); faz com que o pino 12 vá para nível alto, ou seja, ele fica com 5V. Este pino está ligado ao RESISTOR+LED, e ao pino GND (0V). É um circuito série, por onde circula corrente! 0V +5V

53 Um pouco de eletrônica Em resumo: É a circulação de corrente elétrica (elétrons) que faz acender o LED; +5V Experimente retirar o fio que liga o LED ao GND, mantendo o pino 12 em 5V. O LED apaga pois a corrente precisa circular num circuito fechado! 0V

54 Um pouco de eletrônica Em resumo: É a circulação de corrente elétrica (elétrons) que faz acender o LED; A corrente só existirá se houver diferença de potencial elétrico (diferença de tensão) entre pontos do circuito: 5V 0 = 5V; Tensão: volt [V]; Corrente: ampère [A]. 0V +5V

55 Um pouco de eletrônica A função digitalwrite(12,low); faz com que o pino 12 vá para nível baixo, ou seja, ele fica com 0V. Logo, como não há diferença de tensão entre os pinos 12 e GND, a corrente é zero => LED apaga. 0V 0V

56 Um pouco de eletrônica Beleza. Mas, e o resistor? Serve para quê?

57 Um pouco de eletrônica Beleza. Mas, e o resistor? Serve para quê? O elemento resistor serve para dificultar a circulação de corrente elétrica; Ele é colocado no circuito para evitar que a corrente cresça muito, o que pode provocar problemas; No nosso circuito, o resistor serve para evitar que o LED queime devido a uma corrente muito alta.

58 Um pouco de eletrônica Quanto maior for o valor da resistência do resistor, menor será a corrente (para uma mesma diferença de tensão). O brilho do LED varia com a corrente.

59 Um pouco de eletrônica Cálculo da corrente: Lei de Ohm: V = R * I V = 5V, R = 220Ω. I = 5 / 220 I = 0,0227 A = 22,7 ma

60 Um pouco de eletrônica Cálculo da corrente: Lei de Ohm: V = R * I V = 5V, R = 220Ω + 220Ω. I = 5 / 440 I = 0,0114 A = 11,4 ma Podemos calcular a queda de tensão em cada resistor: V R = R * I, R = 220Ω, I = 11,4 ma. V R = 220 * 0,0114 = 2,5 V.

61 Um pouco de eletrônica Cálculo da corrente: O LED tem queda de tensão fixa = ~1,73V. Logo: V = 5 1,73 = 3,27V. V = R * I => I = V / R. I = 3,27 / 220 = 0,0149 A I = 14,9mA. +5V 0V

62 Um pouco de eletrônica Note que se a tensão do pino 12 pudesse ser alterada, a corrente no circuito seria diferente. Ou seja, poderíamos controlar o brilho do LED! +5V 0V

63 Simulador: 123d.circuits.io Detalhes:

64 Diodo Dispositivo semicondutor que permite a circulação de corrente apenas em um sentido; A tensão em seus terminais deve ter polaridade correta: mais positiva no terminal A (anodo) e mais negativa no terminal K (catodo); Apresenta queda de tensão aproximadamente fixa (~0,7V) quando a corrente circula; Usado em circuitos retificadores: transforma corrente alternada para contínua.

65 Diodo Retificador de onda completa:

66 Diodo - exemplos

67 Matriz de contatos (Breadboard ou Protoboard)

68 Matriz de contatos (Breadboard ou Protoboard)

69 Prática 1.1: Não pisca-led LED é um diodo especial que brilha quando a corrente circula por ele. Experimente inverter a ligação dos pinos do LED em nosso circuito e verifique que ele não vai mais piscar, mesmo quando houver diferença de potencial nos pinos!

70 Capacitor Elemento que armazena energia na forma de campo elétrico; Existem vários tipos: alguns têm polaridade (como os eletrolíticos), outros não (como os cerâmicos); A tensão em seus terminais depende da carga acumulada, e não varia instantaneamente; Em corrente contínua, são usados como filtros ou suavizadores de tensão.

71 Capacitor - exemplos

72 Capacitor exemplo de aplicação Retificador de onda completa com capacitor:

73 Prática 2: Pisca-LED com Capacitor Monte o circuito ao lado. Use o mesmo programa da prática 1, mas altere o tempo de espera para 5 segundos; Rode o programa e verifique o resultado; Depois, retire o capacitor e rode o mesmo programa. O que muda?

74 Arduino Outras funções: digitalread(pino); Retorna 0 (V pino < 2V) ou 1 (V pino > 3V). analogread(pino); Obtém valor entre 0 e 1023 proporcional à tensão no pino (entre 0 e 5V). Tempo de conversão = 100µs. while(analogread(a2) < 950); Mantém-se em loop até que o valor de retorno da função analogread seja maior que 800. for(int conta = 0; conta < 6; conta++) Loop: executa o bloco de código até que conta >= 6.

75 Arduino Outras funções: digitalread(pino); Retorna 0 (V pino < 2V) ou 1 (V pino > 3V). analogread(pino); Obtém valor entre 0 e 1023 proporcional à tensão no pino (entre 0 e 5V). Tempo de conversão = 100µs. while(analogread(a2) < 950); Mantém-se em loop até que o valor de retorno da função analogread seja maior que 800. for(int conta = 0; conta < 6; conta++) Loop: executa o bloco de código até que conta >= 6.

76 Arduino Outras funções: digitalread(pino); Retorna 0 (V pino < 2V) ou 1 (V pino > 3V). analogread(pino); Obtém valor entre 0 e 1023 proporcional à tensão no pino (entre 0 e 5V). Tempo de conversão = 100µs. while(analogread(a2) < 950); Mantém-se em loop até que o valor de retorno da função analogread seja maior que 950. for(int conta = 0; conta < 6; conta++) Loop: executa o bloco de código até que conta >= 6.

77 Arduino Outras funções: digitalread(pino); Retorna 0 (V pino < 2V) ou 1 (V pino > 3V). analogread(pino); Obtém valor entre 0 e 1023 proporcional à tensão no pino (entre 0 e 5V). Tempo de conversão = 100µs. while(analogread(a2) < 950); Mantém-se em loop até que o valor de retorno da função analogread seja maior que 800. for(int conta = 0; conta < 6; conta++) Loop: executa o bloco de código até que conta >= 6.

78 LDR Resistência variável com a luz

79 LDR Resistência variável com a luz

80 LDR Resistência variável com a luz O pino 13 tem um resistor interno!

81 Prática 3: Usando o sensor de luz Monte o circuito com o LDR Light Dependent Resistor e execute o seguinte programa: void setup() { Serial.begin(9600); } void loop() { int sensor = analogread(a2); Serial.println(sensor, DEC); }

82 Arduino A.

83 Prática 4: Usando o sensor de luz Monte o circuito com LDR Light Dependent Resistor (sensor de luz). Escreva um programa que acenda o LED do pino 13 quando houver pouca luz e apague o mesmo LED quando houver muita luz. void setup() { }... void loop() { }...

84 Comunicação serial Bit: menor unidade de informação -> 0 ou 1; Informação é enviada bit a bit, em sequência; Síncrona: uma linha de dados e outra de clock:

85 Comunicação serial Bit: menor unidade de informação -> 0 ou 1; Informação é enviada bit a bit, em sequência; Assíncrona: apenas uma linha de dados. A velocidade deve ser definida:

86 Comunicação serial OK. Mas como posso transmitir outras informações além de zeros e uns?

87 Comunicação serial OK. Mas como posso transmitir outras informações além de zeros e uns? Existe uma tabela que relaciona caracteres a sequências de zeros e uns: ASCII (American Standard Code for Information Interchange). Esta tabela criou um padrão para troca de informações em sistemas binários.

88 Tabela ASCII

89 Arduino Microcontrolador possui hardware para comunicação serial: Pino digital 0 (RX): recepção de dados; Pino digital 1 (TX): transmissão de dados; Bit 1 = 5V; Bit 0 = 0V; A maioria das placas Arduino possui hardware que converte sinais do padrão serial assíncrono para USB;

90 Prática 5: Comunicação bidirecional Outro exemplo de comunicação serial: desta vez o Arduino vai receber um dado do computador, processá-lo e retornar o resultado pela porta serial. Vamos analisar o programa: int i, numero; void setup() { } Serial.begin(9600); void loop() { while (true) { Serial.print("Entre com um numero: "); while (Serial.available()==0); numero = Serial.read();

91 } if (numero>='0' && numero<='9') Serial.println(numero, BYTE); else { Serial.println("O valor deve ser numerico!"); } } continue; numero-='0'; for (i = 0; i <= 10; i++) { } Serial.print(numero); Serial.print(" x "); Serial.print(i); Serial.print(" = "); Serial.println(numero*i); Serial.println("");

92

93 PWM PWM = Pulse Width Modulation; Razão cíclica (duty cycle): define a tensão média aplicada: A1 A2 A3 T (PWM) T (PWM) T (PWM)

94 Tensão média de um sinal PWM

95 Sinal PWM versus sinal analógico

96 Controle de potência por PWM analogwrite(11, 200); cria no pino 11 um sinal PWM com razão cíclica igual a 200; f = 490Hz; apenas alguns pinos digitais possuem saída PWM.

97 Prática 6: Controle de brilho PWM int brilho = 0; // brilho do LED int sensor // valor do LDR void setup() { pinmode(a2, INPUT); // pino do LDR: entrada A2 pinmode(11, OUTPUT); // pino do LED: saida 11 Serial.begin(9600); } void loop() { sensor = analogread(a2); // le do LDR brilho = map(sensor, 0, 1023, 0, 255); Serial.println(brilho, DEC); // envia ao PC analogwrite(11, brilho); // aciona LED }

98 Prática 7: Pisca-pisca suave int brilho = 0; // brilho do LED int variacao = 5; // quanto varia o brilho void setup() { pinmode(11, OUTPUT); } void loop() { analogwrite(11, brilho); brilho = brilho + variacao; if (brilho == 0 brilho == 255) { variacao = -variacao; } delay(30); }

99 Motor de Corrente Contínua (CC) Alimentado em corrente contínua; Possui ímã e bobinas internamente; Velocidade é ajustada pela tensão de alimentação (pode ser por PWM!); Sentido de giro é alterado pela polaridade.

100 Motor de Passo Alimentado com sinais digitais; Alimentação das bobinas deve ser sequencial; Permite controle preciso de posição; Torque cai muito com o aumento da velocidade.

101 Servomotor

102 Servomotor É um motor CC que possui um sistema de interno de controle: angular controla a posição (giro) do eixo; contínuo controla a velocidade do eixo;

103 Servomotor Normalmente é feito com um motor de corrente contínua, um circuito eletrônico e engrenagens para aumentar o torque;

104 Servomotor Três fios: 2 de alimentação e um de controle; O sinal de referência (de posição ou velocidade) é do tipo PWM.

105 Servomotor Três fios: 2 de alimentação e um de controle; O sinal de referência (de posição ou velocidade) é do tipo PWM.

106 Prática 8: Controle de Servomotores

107 Prática 8: Controle de Servomotores

108 Prática 8: Controle de Servomotores #include <Servo.h> Servo myservo; // create servo object Servo myservo2; int potpin = 0; // used to connect the potentiometer int val; // value from the analog pin void setup() { myservo.attach(9); // attaches the servo on pin myservo2.attach(10); } void loop() { val = analogread(potpin); // entre 0 e 1023 val = map(val, 0, 1023, 0, 179); // escalona myservo.write(val); myservo2.write(179-val); delay(15); }

109 Outros motores com Arduino Cada pino do Arduino pode fornecer, no máximo, 40mA de corrente -> pode não ser suficiente para acionar um motor! Solução: usar transistores.

110 Transistor Um transistor pode ser entendido como uma válvula eletrônica: é capaz de acionar cargas de alta corrente a partir de um sinal de controle de baixa corrente. Quanto maior for a corrente no pino de base (B), maior será a corrente entre os pinos coletor (C) e emissor (E). Por exemplo, se a corrente na base variar de 0 a 0,01 A, a corrente de coletor pode variar de 0 a 1A!

111 Prática 9: Motor CC com transistor

112 Prática 9: Motor CC com transistor

113 Avançando com Arduino: Shields Pode acionar dois motores CC ou um motor de passo: até 36V, 600mA, 5kHz.

114 Avançando com Arduino: Shields Exemplo: controle de velocidade dos motores com o Shield Motor Control:

115 Avançando com Arduino: Shields Shield oficial para controle de motores:

116 Avançando com Arduino: Shields Ethernet Shield:

117 Avançando com Arduino: RS-485 e I 2 C Detalhes:

118 Avançando com Arduino Arduino Nano

119 Avançando com Arduino: Sem fio Detalhes:

120 Avançando com Arduino: Bluetooth Detalhes:

121 Avançando com Arduino: LCDs LCD gráfico 128x128 pixels: Detalhes:

122 Avançando com Arduino: MATLAB Detalhes:

123 Avançando com Arduino: LabVIEW Detalhes:

124 Avançando com Arduino: Robô Detalhes:

125 Robôs baseados em Arduino DFRobotShop Rover - Arduino Compatible Tracked Robot

126 Robôs baseados em Arduino DFRobotShop Rover 2.0 Arduino Compatible Mecanum

127 Robô Arduino oficial Arduino Robot Detalhes:

128 Softwares gratuitos IDE de programação do Arduino: Fritzing - para fazer esquemas elétricos, de proto-board e placas de circuito impresso: 123D Circuits.io - para simulação de circuitos com ou sem Arduino e projeto de placas de circuito impresso (roda no navegador):

129 Referências VALPEREIRO, Filipe. Workshop Arduino, JUSTEN, Álvaro. Curso de Arduino (apostila), FONSECA, Érika e BEPPU, Mathyan. Apostila Arduino. CT/UFF, ERIKSSON, Fredrik. Industrial Circuits Application Note - Stepper Motor Basics. POMÍLIO, J.A. Eletrônica de Potência. UNICAMP (apostila para o curso de graduação). Acesso em AGO/2010. Blog: Site oficial do Arduino:

130 Obrigado! Felipe N.

Introdução ao Arduino. Pessanha Santos ASPOF EN-AEL

Introdução ao Arduino. Pessanha Santos ASPOF EN-AEL Introdução ao Arduino Pessanha Santos ASPOF EN-AEL Programa 1. Introdução à plataforma de desenvolvimento Arduino 2. Análise à sua constituição 3. Software de desenvolvimento Arduino 4. Estrutura e Sintaxe

Leia mais

Na primeira aula, conhecemos um pouco sobre o projeto Arduino, sua família de placas, os Shields e diversos exemplos de aplicações.

Na primeira aula, conhecemos um pouco sobre o projeto Arduino, sua família de placas, os Shields e diversos exemplos de aplicações. Na primeira aula, conhecemos um pouco sobre o projeto Arduino, sua família de placas, os Shields e diversos exemplos de aplicações. A partir de agora, iremos conhecer o hardware do Arduino e suas caracteristicas

Leia mais

Conceitos Fundamentais de Eletrônica

Conceitos Fundamentais de Eletrônica Conceitos Fundamentais de Eletrônica A eletrônica está fundamentada sobre os conceitos de tensão, corrente e resistência. Podemos entender como tensão a energia potencial armazenada em uma pilha ou bateria

Leia mais

Minicurso Arduino JACEE 2012

Minicurso Arduino JACEE 2012 Minicurso Arduino JACEE 2012 1. Introdução O que é o Arduino? Arduino é uma plataforma de prototipagem eletrônica criado com o objetivo de permitir o desenvolvimento de controle de sistemas interativos,

Leia mais

Arduino Hack Day PROMOVA VOCÊ TAMBÉM UM ARDUINO HACK DAY!

Arduino Hack Day PROMOVA VOCÊ TAMBÉM UM ARDUINO HACK DAY! Arduino Hack Day Evento promovido por entusiastas, universidades e empresas Colaborativo e participativo Informações técnicas e troca de experiências Elétron Livre apoia a iniciativa emprestando materiais,

Leia mais

Viabilizado pela Organização do ERI MS; Apoiado pelo grupo ArduinoMS; Agradecimentos especiais ao do SENAC e UCDB.

Viabilizado pela Organização do ERI MS; Apoiado pelo grupo ArduinoMS; Agradecimentos especiais ao do SENAC e UCDB. Sobre este Minicurso Viabilizado pela Organização do ERI MS; Apoiado pelo grupo ArduinoMS; Agradecimentos especiais ao do SENAC e UCDB. Sobre o Ministrante: Samuel Cavalcante Engenheiro de Computação (UNIDERP)-

Leia mais

Introdução a Robótica, do NXT ao Arduino

Introdução a Robótica, do NXT ao Arduino Introdução a Robótica, do NXT ao Arduino Com Alex Aquino III Workshop de Sistemas Embarcados do Semiárido do Nordeste & 3 Workshop Técnico Científico de Computação De 12 a 15 de Março de 2013 em Mossoró/RN

Leia mais

Características técnicas Baseado no ATMega da empresa AVR, fabricante de micro-controladores em plena ascensão e concorrente do PIC Pode usar ATMega

Características técnicas Baseado no ATMega da empresa AVR, fabricante de micro-controladores em plena ascensão e concorrente do PIC Pode usar ATMega ARDUINO O que é Arduino Arduino foi criado na Itália por Máximo Banzi com o objetivo de fomentar a computação física, cujo conceito é aumentar as formas de interação física entre nós e os computadores.

Leia mais

ARDUINO UNO Guia do Usuário

ARDUINO UNO Guia do Usuário ARDUINO UNO Guia do Usuário Heco Mecatrônica Ltda. e-mail: vendas@hecomecatronica.com.br Visite nosso site: www.hecomecatronica.com.br Loja Virtual: shop.hecomecatronica.com.br Guia do Usuário - Página

Leia mais

InteropMix 2014. Arduino e Internet das Coisas. Leandro Ramos Leonardo Toledo Robson Machado

InteropMix 2014. Arduino e Internet das Coisas. Leandro Ramos Leonardo Toledo Robson Machado InteropMix 2014 Arduino e Internet das Coisas Leandro Ramos Leonardo Toledo Robson Machado 29/novembro/2014 http://www.eaduino.com.br 2 Arduino Arduino é uma plataforma de hardware e software open source

Leia mais

Arduino. Wanderson Souza wandersonsouza.info@gmail.com Professor de Robótica

Arduino. Wanderson Souza wandersonsouza.info@gmail.com Professor de Robótica Arduino Wanderson Souza wandersonsouza.info@gmail.com Professor de Robótica About me Tecnólogo em Computação - ETER Licenciado em Computação - UEPB Professor de Robótica Pedagógica desde 2008 Grupo de

Leia mais

Microcontrolador Arduino: Aplicação em controle PI

Microcontrolador Arduino: Aplicação em controle PI Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Cornélio Procópio Coordenação de Eletrotécnica Microcontrolador Arduino: Aplicação em controle PI Autor: Prof. Alessandro N. Vargas

Leia mais

Minicurso de Arduino

Minicurso de Arduino Minicurso de Arduino Gabriel Vasiljević Wanderson Ricardo August 28, 2015 Gabriel Vasiljević Wanderson Ricardo Minicurso de Arduino August 28, 2015 1 / 45 Roteiro do curso O que é o Arduino (especificações,

Leia mais

ACENDENDO AS LUZES. Capitulo 2 - Aula 1 Livro: Arduino básico Tutor: Wivissom Fayvre

ACENDENDO AS LUZES. Capitulo 2 - Aula 1 Livro: Arduino básico Tutor: Wivissom Fayvre ACENDENDO AS LUZES Capitulo 2 - Aula 1 Livro: Arduino básico Tutor: Wivissom Fayvre Projeto 1 LED piscante Neste capitulo, todos os projetos utilizam luzes LED s de diversas formas. Em relação ao hardware,

Leia mais

Programação em Arduino

Programação em Arduino Programação em Arduino Módulo Básico Material produzido para o projeto Oficina de Robótica por: Anderson Luiz Fernandes Perez Renan Rocha Darós Contatos: Universidade Federal de Santa Catarina - anderson.perez

Leia mais

Arduíno. Adriano Cruz. 16 de setembro de 2013. Adriano Cruz () Arduíno 16 de setembro de 2013 1 / 51

Arduíno. Adriano Cruz. 16 de setembro de 2013. Adriano Cruz () Arduíno 16 de setembro de 2013 1 / 51 Arduíno Adriano Cruz 16 de setembro de 2013 Adriano Cruz () Arduíno 16 de setembro de 2013 1 / 51 Section Summary 1 Introdução 2 Eletrônica 3 Hardware Adriano Cruz () Arduíno 16 de setembro de 2013 2 /

Leia mais

Robótica com Arduino CDI. Professor: Paulo Marcos Trentin

Robótica com Arduino CDI. Professor: Paulo Marcos Trentin Robótica com Arduino CDI Professor: Paulo Marcos Trentin Apresentações Professor: Paulo Marcos Trentin Email: paulo@paulotrentin.com.br Site: www.paulotrentin.com.br Graduando 9ª fase do curso de Ciências

Leia mais

Uma Introdução ao ARDUINO e suas Aplicações na Robótica. André F. Núñez

Uma Introdução ao ARDUINO e suas Aplicações na Robótica. André F. Núñez Uma Introdução ao ARDUINO e suas Aplicações na Robótica André F. Núñez O que é Arduino? Arduino é uma plataforma open-source de protótipos eletrônicos baseados em hardware e software flexível e fácil de

Leia mais

1Manual do Program-ME... 6

1Manual do Program-ME... 6 1Manual do Program-ME... 6 1.1Componentes para Program-ME / Arduino... 6 1.2Aplicações práticas... 7 1.3O que é Arduino... 8 1.3.1Características técnicas do Arduino/Program-ME... 8 1.3.2Program-ME v1.0

Leia mais

// Arduino {? } Mais o que é?..

// Arduino {? } Mais o que é?.. // Arduino {? } Mais o que é?.. // Arduino {? } A origem.. // Arduino {? } A equipe. Dave Mellis Tom Igoe Aluno Programador Gianluca Martino Fabricante de CI's Professor ITP David Cuartielle Engenheiro

Leia mais

Servo Motores. Jener Toscano Lins e Silva

Servo Motores. Jener Toscano Lins e Silva Governo do Estado de Pernambuco Secretaria de Educação Secretaria Executiva de Educação Profissional Escola Técnica Estadual Professor Agamemnon Magalhães ETEPAM Servo Motores Jener Toscano Lins e Silva

Leia mais

Introdução ao Arduino

Introdução ao Arduino Introdução ao Arduino Cassio Trindade Batista Iago Souza de Sousa Universidade Federal do Pará Instituto de Tecnologia Faculdade de Engenharia da Computação e Telecomunicações III Semana Acadêmica da Faculdade

Leia mais

Hacking Class Controlando tomadas da sua casa via Internet

Hacking Class Controlando tomadas da sua casa via Internet Hacking Class Controlando tomadas da sua casa via Internet O que precisamos para controlar uma tomada via Web Microcontrolador Relê, transistor, diodo e resistor PC ou um shield Ethernet ou wifi para seu

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DO TREINAMENTO:

PROGRAMAÇÃO DO TREINAMENTO: PROGRAMAÇÃO DO TREINAMENTO: Página 2 0. Objetivos deste treinamento Quem está fazendo este módulo avançado II é porque já passou pelos módulos anteriores. Portanto não serão abordados aqui os tópicos já

Leia mais

Sistemas de Aquisição de Dados Baseado em Microcontroladores

Sistemas de Aquisição de Dados Baseado em Microcontroladores Universidade Federal do Pará Laboratório de Sensores e Sistemas Embarcados (LASSE) Sistemas de Aquisição de Dados Baseado em Microcontroladores Rodrigo Williams Rodrigues Ataíde rodrigowra@ufpa.br 26 de

Leia mais

Eletrônica & Robótica open-source

Eletrônica & Robótica open-source Eletrônica & Robótica open-source Vinicius Senger Fundador Globalcode e Programador até a morte Agenda Introdução Arduino Circuitos e componentes Ingressando na eletrônica / robótica Projetos Globalcode

Leia mais

Minicurso de Arduino

Minicurso de Arduino Minicurso de Arduino Gabriel Vasiljević Felipe Fernandes January 28, 2013 Gabriel Vasiljević Felipe Fernandes Minicurso de Arduino January 28, 2013 1 / 34 Sobre Sobre o minicurso: Duração de 20 horas Certificado

Leia mais

A ideia! Criar uma plataforma de prototipagem de componentes eletrônicos e sistemas de automação para leigos!

A ideia! Criar uma plataforma de prototipagem de componentes eletrônicos e sistemas de automação para leigos! Prof. Cláudio Oliveira Prof. Humberto Zanetti Prof. Júlio Vansan A ideia! Criar uma plataforma de prototipagem de componentes eletrônicos e sistemas de automação para leigos! 1 O que é Arduino? Uma plataforma

Leia mais

Arduino Hack Day PROMOVA VOCÊ TAMBÉM UM ARDUINO HACK DAY!

Arduino Hack Day PROMOVA VOCÊ TAMBÉM UM ARDUINO HACK DAY! Arduino Hack Day Evento promovido por entusiastas, universidades e empresas Colaborativo e participativo Informações técnicas e troca de experiências Elétron Livre apoia a iniciativa emprestando materiais,

Leia mais

Professor: Fernando Krein Pinheiro

Professor: Fernando Krein Pinheiro Professor: Fernando Krein Pinheiro Quem sou eu: Fernando Krein Pinheiro, bacharel em Ciência da Computação e Especialista em Educação Técnica e Tecnológica. Possui conhecimento nas áreas de algoritmos

Leia mais

Prof. Cláudio Oliveira. Prof. Humberto Zanetti. Coordenador - Fatec Jundiaí. Professor - Fatec Jundiaí Coordenador - Etec de Itatiba

Prof. Cláudio Oliveira. Prof. Humberto Zanetti. Coordenador - Fatec Jundiaí. Professor - Fatec Jundiaí Coordenador - Etec de Itatiba Prof. Cláudio Oliveira Coordenador - Fatec Jundiaí Prof. Humberto Zanetti Professor - Fatec Jundiaí Coordenador - Etec de Itatiba A ideia! Criar uma plataforma de prototipagem de componentes eletrônicos

Leia mais

Introdução a Arduino e Raspberry Pi

Introdução a Arduino e Raspberry Pi Introdução a Arduino e Raspberry Pi Prof. Marcel Silva DCC/IM/UFRRJ Curso de férias - julho de 2016 Roteiro de hoje Programação da semana Introdução Arduino Sistemas embarcados Motivação Características

Leia mais

Arquitetura do Microcontrolador Atmega 328

Arquitetura do Microcontrolador Atmega 328 Governo do Estado de Pernambuco Secretaria de Educação Secretaria Executiva de Educação Profissional Escola Técnica Estadual Professor Agamemnon Magalhães ETEPAM Arquitetura do Microcontrolador Atmega

Leia mais

Hewerson Antonio Perdomo Jacquet Luana Loubet Borges Ricardo Espindola de Aguiar Riccieli Kendy Zan Minakawa Prof. Ricardo Ribeiro dos Santos

Hewerson Antonio Perdomo Jacquet Luana Loubet Borges Ricardo Espindola de Aguiar Riccieli Kendy Zan Minakawa Prof. Ricardo Ribeiro dos Santos 2 o. Encontro DESTACOM Despertando Talentos em Computação Introdução ao Arduino Conceitos Gerais e Programação Hewerson Antonio Perdomo Jacquet Luana Loubet Borges Ricardo Espindola de Aguiar Riccieli

Leia mais

Manual Técnico Arduino Supervisório MODBUS & Conversor RS485

Manual Técnico Arduino Supervisório MODBUS & Conversor RS485 Manual Técnico Arduino Supervisório MODBUS & Conversor RS485 2015 Todos os direitos reservados Página 1 de 27 Sumário Manual Técnico...1 Introdução...3 Arduino Supervisório MODBUS...3 Conversor RS485...3

Leia mais

AULA2 Introdução a Microcontrolador

AULA2 Introdução a Microcontrolador AULA2 Introdução a Microcontrolador Disciplina: Aplicações Avançadas de Microprocessadores (AAM) Profa. Eduardo Henrique Couto ehcouto@hotmail.com Tópicos: Microcontroladores - Evolução Principais características

Leia mais

1. INTRODUÇÃO COMPUTADOR

1. INTRODUÇÃO COMPUTADOR 1. INTRODUÇÃO O objetivo deste manual é apresentar, de uma forma simples e rápida, o básico de programação, sendo assim iremos focar apenas nos conceitos que são importantes para Arduino e sistemas embarcados

Leia mais

Open Hardware & Arduino

Open Hardware & Arduino Open Hardware & Arduino Jeronimo Avelar Filho jeronimo@blogdoje.com.br www.blogdoje.com.br 1 Open Hardware 2 Open Hardware Eletronica SABER Nova Eletrônica Circuit Cellar Magazine Mecatronica Facil Elektor

Leia mais

PROTÓTIPO DE CONTROLE DE ACESSO POR RFID

PROTÓTIPO DE CONTROLE DE ACESSO POR RFID 1 PROTÓTIPO DE CONTROLE DE ACESSO POR RFID Alexsandro Monteiro de Oliveira Antônio Carlos Almeida Eunice de Lassalete Sebastião Bartolomeu RESUMO O projeto de controle de acesso por RFID consiste no desenvolvimento

Leia mais

TUTORIAL Arduino Nano

TUTORIAL Arduino Nano Conceito: O é uma plataforma de prototipagem eletrônica de hardware livre e de placa única, projetada com um microcontrolador Atmel AVR com circuitos de entrada/saída embutido que podem ser facilmente

Leia mais

Robótica com Arduino. Resistores. Professor: Paulo Trentin

Robótica com Arduino. Resistores. Professor: Paulo Trentin Robótica com Arduino Resistores Professor: Paulo Trentin O que é? Componente que resiste a passagem de certa corrente no circuito. "o valor da resistência elétrica é obtido mediante a formação de um sulco

Leia mais

Sistemas Embarcados. Introdução aos sistemas embarcados

Sistemas Embarcados. Introdução aos sistemas embarcados Sistemas Embarcados Introdução aos sistemas embarcados Introdução aos Sistemas embarcados Definição de um sistema embarcado Exemplos de sistemas embarcados Processadores utilizados em sistemas embarcados

Leia mais

Prof. Ivair Teixeira INTEGRAÇÃO ANDROID & ARDUINO

Prof. Ivair Teixeira INTEGRAÇÃO ANDROID & ARDUINO INTEGRAÇÃO ANDROID & ARDUINO FACULDADE ANHANGUERA DE CAMPINAS Unidade 2 Via norte ivair.teixeira@anhanguera.com Coordenador dos cursos de: CC SI TADS - Redes App Inventor é uma ferramenta baseada em nuvem

Leia mais

CAPÍTULO 5. INTERFACES PARA PERIFÉRICOS DE ARMAZENAMENTO INTERFACES DIVERSAS: FIREWIRE, SPI e I 2 C INTERFACES COM O MUNDO ANALÓGICO

CAPÍTULO 5. INTERFACES PARA PERIFÉRICOS DE ARMAZENAMENTO INTERFACES DIVERSAS: FIREWIRE, SPI e I 2 C INTERFACES COM O MUNDO ANALÓGICO 28 CAPÍTULO 5 INTERFACES PARA PERIFÉRICOS DE ARMAZENAMENTO INTERFACES DIVERSAS: FIREWIRE, SPI e I 2 C INTERFACES COM O MUNDO ANALÓGICO Interfaces para periféricos de armazenamento: Periféricos de armazenamento,

Leia mais

A idéia hardware sugerida é colocar a placa entre o PC e o microcontrolador, conforme mostrado no esquema abaixo.

A idéia hardware sugerida é colocar a placa entre o PC e o microcontrolador, conforme mostrado no esquema abaixo. Circuito de gravação (AVR programmer) Introdução Nossa proposta, nesta parte do trabalho, é apresentar um circuito para gravação ISP (In-System- Programming) para microcontroladores AVR. Este circuito,

Leia mais

Manual de funcionamento Esteira transportadora

Manual de funcionamento Esteira transportadora Manual de funcionamento Esteira transportadora Sumário 1. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 2 2. ITENS DO SISTEMA... 3 2.1. PLACA DE COMANDO... 3 2.1.1. Sinalizador... 3 2.1.2. Botão pulsador... 3 2.1.3. Chave comutadora...

Leia mais

Parallel to Serial Shifting IN

Parallel to Serial Shifting IN Parallel to Serial Shifting IN Objectivo: Com o circuito integrado CD4021B Quando num projecto o número de sensores digitais é superior ao número de pinos de entradas digitais disponíveis no microcontrolador

Leia mais

Prá$cas Arduino. Manoel Neto

Prá$cas Arduino. Manoel Neto Prá$cas Arduino Manoel Neto Hello blink // Pin 13 has an LED connected on most Arduino boards. // give it a name: int led = 13; // the setup rou$ne runs once when you press reset: void setup() { // ini$alize

Leia mais

SENSOR DE LUMINOSIDADE Com indicador de intervalo

SENSOR DE LUMINOSIDADE Com indicador de intervalo SENSOR DE LUMINOSIDADE Com indicador de intervalo Este projeto refere-se à construção de um sensor de luminosidade com o uso de um LDR (Light Dependent Resistor), com as seguintes características: 1. Luminosidade

Leia mais

Tutorial de Eletrônica Aplicações com 555 v2010.05

Tutorial de Eletrônica Aplicações com 555 v2010.05 Tutorial de Eletrônica Aplicações com 555 v2010.05 Linha de Equipamentos MEC Desenvolvidos por: Maxwell Bohr Instrumentação Eletrônica Ltda. Rua Porto Alegre, 212 Londrina PR Brasil http://www.maxwellbohr.com.br

Leia mais

Comunicação Serial com o AVR ATMEGA8

Comunicação Serial com o AVR ATMEGA8 Comunicação Serial com o AVR ATMEGA8 Vitor Amadeu Souza vitor@cerne-tec.com.br Introdução Os microcontroladores AVR vem a cada dia tomando cada vez mais espaço nos novos projetos eletrônicos microcontrolados.

Leia mais

RECONHECIMENTO DE VOZ UTILIZANDO ARDUINO

RECONHECIMENTO DE VOZ UTILIZANDO ARDUINO RECONHECIMENTO DE VOZ UTILIZANDO ARDUINO Jessica Garcia Luz, Wyllian Fressatti Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí - PR - Brasil jessica.garcia.luz@gmail.com wyllian@unipar.br Resumo. Este artigo

Leia mais

João Alexandre da Silveira ARDUINO. Cartilha para Programação em C

João Alexandre da Silveira ARDUINO. Cartilha para Programação em C João Alexandre da Silveira ARDUINO Cartilha para Programação em C Para Interfaces Simples de Hardware - Edição 1.0 Pinos Digitais usados para deteção ou transmissão de controles digitais Funções em C:

Leia mais

Robótica com Arduino

Robótica com Arduino Robótica com Arduino Nesta apresentação veremos conceitos sobre contadores, estrutura de condição if, e trabalharemos com a comunicação Serial entre o Arduino e o Computador. Professor: Paulo Marcos Trentin

Leia mais

TÍTULO: BRAÇO MECÂNICO AUTOMATIZADO USANDO UM CONTROLADOR ARDUINO GUIADO POR UM SENSOR DE COR RGB

TÍTULO: BRAÇO MECÂNICO AUTOMATIZADO USANDO UM CONTROLADOR ARDUINO GUIADO POR UM SENSOR DE COR RGB TÍTULO: BRAÇO MECÂNICO AUTOMATIZADO USANDO UM CONTROLADOR ARDUINO GUIADO POR UM SENSOR DE COR RGB CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ENGENHARIAS INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ CÂMPUS CURITIBA CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ CÂMPUS CURITIBA CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO 0 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ CÂMPUS CURITIBA CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO PROJETO INTEGRADO: COBERTURA AUTOMATIZADA COM DETECTOR DE CHUVA CURITIBA 2010 1 TAISA DAIANA DA COSTA PROJETO

Leia mais

Márcio Gomes Assessoria de Inclusão Digital SMED Porto Alegre - RS

Márcio Gomes Assessoria de Inclusão Digital SMED Porto Alegre - RS Márcio Gomes Assessoria de Inclusão Digital SMED Porto Alegre - RS Conceitos, referências e programações básicas com Arduino Agosto 2014 O conteúdo deste material é publicado sob a licença Creative Commons.

Leia mais

Arduino. Gilmar Aquino

Arduino. Gilmar Aquino Arduino Gilmar Aquino Microcontroladores; O que é o Arduino; Sumário A origem do Arduino; Por que Arduino; Placas; Hardware; Shields; Módulos; Software; Exemplo de aplicação; Dicas, Sites e Livros; Prática.

Leia mais

Tutorial 1 Como Escolher meu Arduino

Tutorial 1 Como Escolher meu Arduino Tutorial 1 Como Escolher meu Arduino Após descobrir o Arduino e perceber a infinidade de documentação e projetos disponíveis, a grande questão é: Por qual modelo de Arduino optar? Vamos descobrir juntos?

Leia mais

Controlador de Lâminas para Microscópio Óptico com Arduino Proposta de Projeto

Controlador de Lâminas para Microscópio Óptico com Arduino Proposta de Projeto UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E ESTATÍSTICA MESTRADO EM INFORMÁTICA APLICADA Óptico com Arduino Proposta de Projeto LABORATÓRIO DE PROJETOS SEMESTRE 2013.2 Equipe:

Leia mais

Controle para Motores de Passo usando módulo USB-6008

Controle para Motores de Passo usando módulo USB-6008 Departamento de Física e Ciência dos Materiais Caixa Postal 369-13560-970 São Carlos SP Brasil e-mail : andretec@ifsc.usp.br Controle para Motores de Passo usando módulo USB-6008 Introdução Neste projeto

Leia mais

AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL INTRODUÇÃO A ROBÓTICA

AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL INTRODUÇÃO A ROBÓTICA AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL INTRODUÇÃO A ROBÓTICA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Microcontroladores - Hardware Microcontroladores - Software Visão Geral de um Robô Manipulador Constituição Básica de um Robô Industrial

Leia mais

Lojamundi Tecnologia Sem Limites br

Lojamundi Tecnologia Sem Limites  br Projeto utilizando LDR GBK Robotics Arduíno O objetivo deste projeto é controlar o estado de um LED (aceso ou apagado) através da verificação de luminosidade do ambiente utilizando um sensor de luminosidade

Leia mais

ANEXO I. Medidas (Largura, Altura, Profundidade): 45 mm, 20 mm, 15 mm; Parafusos e porcas para fixação e espaçadores se necessário;

ANEXO I. Medidas (Largura, Altura, Profundidade): 45 mm, 20 mm, 15 mm; Parafusos e porcas para fixação e espaçadores se necessário; ANEXO I Lista de peças com características pré-definidas. Peças que não possuem características aqui descritas podem ser escolhidas de forma a serem integradas com as peças dos Anexos II e III e a placa

Leia mais

Motor de Passo - Arduino

Motor de Passo - Arduino Escola de Engenharia Departamento de Engenharia Mecânica Mestrado em Engenharia Mecatrónica Motor de Passo - Arduino Unidade de Crédito Máquinas de Comando Numérico 20 643 José António Barbosa Goncalves

Leia mais

MINICURSO ARDUINO BÁSICO

MINICURSO ARDUINO BÁSICO MINICURSO ARDUINO BÁSICO Ministrantes: Henrique Wippel Parucker da Silva Murilo de Oliveira do Nascimento Ícaro Cristofolini COLMÉIA Quem somos? O que fazemos? PLATAFORMA DE PROTOTIPAGEM ARDUINO ARDUINO

Leia mais

1.2. Professor: Luciano Ramalho

1.2. Professor: Luciano Ramalho 1.2 Professor: Luciano Ramalho Agenda O que dá para fazer com Arduinos? Primeiro circuito: Blink Coding Dojo com Arduino ABCdE: ABC da Eletrônica Circuito semáforo Fechamento 2 Logística Hashtag: #MakersBR

Leia mais

Datasheet Componentes Eletrônicos

Datasheet Componentes Eletrônicos Datasheet Componentes Eletrônicos Caixa de Pilhas... 2 LED (mini lâmpada)... 2 Conector INT... 3 HUB... 3 Sensor de Luz... 4 Circuito Relé... 4 Circuito Buzz... 5 Sensor de Ímã... 6 Ponte H com Relés...

Leia mais

Eletrônica Industrial Apostila sobre Modulação PWM página 1 de 6 INTRODUÇÃO

Eletrônica Industrial Apostila sobre Modulação PWM página 1 de 6 INTRODUÇÃO Eletrônica Industrial Apostila sobre Modulação PWM página 1 de 6 Curso Técnico em Eletrônica Eletrônica Industrial Apostila sobre Modulação PWM Prof. Ariovaldo Ghirardello INTRODUÇÃO Os controles de potência,

Leia mais

Arduino. Introdução aos Componentes Básicos. Leonardo Mauro P. Moraes. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS.

Arduino. Introdução aos Componentes Básicos. Leonardo Mauro P. Moraes. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS. Arduino Introdução aos Básicos Leonardo Mauro P. Moraes Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS Ponta Porã - MS 2016 1 Introdução 2 Arduino 3 4 Encerramento Introdução Arduino 1 Introdução Arduino

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO CURVE TRACER

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO CURVE TRACER PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO CURVE TRACER CURITIBA 2011 GUSTAVO MURILO SCHMITT MASSANEIRO CURVE TRACER Documentação apresentada

Leia mais

BEC- Bafômetro Embutido em Carros

BEC- Bafômetro Embutido em Carros BEC- Bafômetro Embutido em Carros Síntia Rodrigues Moreira Fernanda Rodrigues da Silva Márcia Jorge do Carmo Renata Cristina Guimarães Sofia Pereira Campos Agosto de 2014 1 1 Introdução O consumo de álcool

Leia mais

AUTOMAҪÃO INDUSTRIAL E LINHAS DE PRODUҪÃO FLEXÍVEIS

AUTOMAҪÃO INDUSTRIAL E LINHAS DE PRODUҪÃO FLEXÍVEIS CENTRO FEDERAL DE ENSINO TECNOLÓGICO MG CONTEXTO SOCIAL E PROFISSIONAL DA ENGENHARIA MECATRÔNICA AUTOMAҪÃO INDUSTRIAL E LINHAS DE PRODUҪÃO FLEXÍVEIS COMPONENTES: Guilherme Márcio Matheus Sakamoto Rafael

Leia mais

Introdução à Plataforma ARDUINO

Introdução à Plataforma ARDUINO MINICURSO Introdução à Plataforma ARDUINO PET Mecatrônica/BSI Geruza M. Bressan O que é um microcontrolador (MCU)? É um computador em um chip Processador Memória Entrada/Saída Controla ações e funções

Leia mais

Arduino MS. Sobre esta Oficina. Oriunda do Arduino Hack Day Organizado pelos Coordenadores do ArduinoMS Agradecimentos ao apoio do SENAC

Arduino MS. Sobre esta Oficina. Oriunda do Arduino Hack Day Organizado pelos Coordenadores do ArduinoMS Agradecimentos ao apoio do SENAC Sobre esta Oficina Oriunda do Arduino Hack Day Organizado pelos Coordenadores do ArduinoMS Agradecimentos ao apoio do SENAC O que veremos Introdução a Arduino Código Pisca LED Acionamento de LED com Botão

Leia mais

Robótica: A aplicação de um Robô em Planta Industrial

Robótica: A aplicação de um Robô em Planta Industrial UNIVERSIDADE PAULISTA CAMPUS BRASILIA Alunos das Turmas EE8P30/EE9P30 Robótica: A aplicação de um Robô em Planta Industrial Brasília 2011 SUMARIO 1 Caracterização... 3 2 Objetivo... 4 3 Metodologia...

Leia mais

CONSTRUÇÃO DE VEÍCULO MECATRÔNICO COMANDADO REMOTAMENTE

CONSTRUÇÃO DE VEÍCULO MECATRÔNICO COMANDADO REMOTAMENTE CONSTRUÇÃO DE VEÍCULO MECATRÔNICO COMANDADO REMOTAMENTE Roland Yuri Schreiber 1 ; Tiago Andrade Camacho 2 ; Tiago Boechel 3 ; Vinicio Alexandre Bogo Nagel 4 INTRODUÇÃO Nos últimos anos, a área de Sistemas

Leia mais

O que o leitor vai aprender 13 O que o leitor vai montar 14 Autor e leitor na internet 14. Capítulo 1 - Microcontroladores 15

O que o leitor vai aprender 13 O que o leitor vai montar 14 Autor e leitor na internet 14. Capítulo 1 - Microcontroladores 15 Sumário Prefácio 5 Apresentação 12 O que o leitor vai aprender 13 O que o leitor vai montar 14 Autor e leitor na internet 14 Capítulo 1 - Microcontroladores 15 Introdução 16 O microcontrolador AVR 18 A

Leia mais

O USO DE UM SENSOR DE LUZ LINEAR COMO RECURSO DIDÁTICO PARA DEMONSTRAR PRINCÍPIOS DE DIFRAÇÃO E ESPECTROSCOPIA

O USO DE UM SENSOR DE LUZ LINEAR COMO RECURSO DIDÁTICO PARA DEMONSTRAR PRINCÍPIOS DE DIFRAÇÃO E ESPECTROSCOPIA Quim. Nova, Vol. 38, No. 3, S1-S6, 2015 O USO DE UM SENSOR DE LUZ LINEAR COMO RECURSO DIDÁTICO PARA DEMONSTRAR PRINCÍPIOS DE DIFRAÇÃO E ESPECTROSCOPIA Fernando Arruda Mendes de Oliveira a,b, Eduardo Ribeiro

Leia mais

AUT 2501 Desenho Paramétrico e Fabricação Digital 2013

AUT 2501 Desenho Paramétrico e Fabricação Digital 2013 Aula XX Firefly Motores de Servo e Atuador Linear Demonstração técnica sobre o controle de dois tipos de motor, usando o aplicativo Grasshopper que acrescenta recursos de modelagem paramétrica ao Rhinoceros

Leia mais

Manual Técnico Arduino Programador Supervisório Gravador de Bootloader

Manual Técnico Arduino Programador Supervisório Gravador de Bootloader Manual Técnico Arduino Programador Supervisório Gravador de Bootloader Seriallink.com.br 2014 Todos os direitos reservados Página 1 de 19 Sumário Manual Técnico...1 Introdução...3 Características...3 Downloads...3

Leia mais

Módulo de Desenvolvimento PIC16F877A

Módulo de Desenvolvimento PIC16F877A Objetivos: Módulo de Desenvolvimento PIC16F877A Realizar programação e projetos com microcontroladores e seus periféricos, integrando sistemas analógicos e digitais com a utilização de compilador (Mikro

Leia mais

SISTEMA INTELIGENTE DE NAVEGAÇÃO E LOCALIZAÇÃO DE ROBÔS MÓVEIS

SISTEMA INTELIGENTE DE NAVEGAÇÃO E LOCALIZAÇÃO DE ROBÔS MÓVEIS SISTEMA INTELIGENTE DE NAVEGAÇÃO E LOCALIZAÇÃO DE ROBÔS MÓVEIS Aluno: Lucas Grativol Ribeiro Orientador: Karla Tereza Figueiredo Leite Introdução As aplicações da robótica fora do contexto industrial têm

Leia mais

Sumário Capítulo I Introdução aos Comandos Elétricos... 12 Capítulo II Chaves com e sem retenção... 14 Capítulo III Atuadores...

Sumário Capítulo I Introdução aos Comandos Elétricos... 12 Capítulo II Chaves com e sem retenção... 14 Capítulo III Atuadores... Sumário Capítulo I Introdução aos Comandos Elétricos... 12 1. Simulações de comandos elétricos... 12 2. Diagrama unifilar e multifilar... 13 Capítulo II Chaves com e sem retenção... 14 1. Chaves... 14

Leia mais

ARDUINO Um Guia Básico para Iniciantes

ARDUINO Um Guia Básico para Iniciantes ARDUINO Um Guia Básico para Iniciantes Conheça essa plataforma de prototipagem eletrônica Um pouco de teoria A convite do amigo de longa data Paulo Brites preparei esse post sobre o Arduino. Esse ano o

Leia mais

Manual Técnico Módulo Ponte H Dupla

Manual Técnico Módulo Ponte H Dupla Manual Técnico Módulo Ponte H Dupla Introdução Módulo de Ponte H dupla para controlar dois motores DC ou um motor de passo bipolar. Com este módulo é possível controlar o sentido de rotação de motores

Leia mais

Encoder Magnético. Contexto Social e Profissional da Engenharia Mecatrônica. Grupo 8: Danilo Zacarias Júnior. Leonardo Maciel Santos Silva

Encoder Magnético. Contexto Social e Profissional da Engenharia Mecatrônica. Grupo 8: Danilo Zacarias Júnior. Leonardo Maciel Santos Silva Encoder Magnético Contexto Social e Profissional da Engenharia Mecatrônica Grupo 8: Danilo Zacarias Júnior Leonardo Maciel Santos Silva Yuri Faria Amorim Índice Resumo... 03 1. Introdução... 04 2. Desenvolvimento...

Leia mais

www.cerne-tec.com.br

www.cerne-tec.com.br 1 Cerne Tecnologia e Treinamento Apostila de Programação para a Família HC908 Com base no microcontrolador MC68HC908QY4 (21) 4063-9798 (11) 4063-1877 E-mail: cerne@cerne-tec.com.br MSN: cerne-tec@hotmail.com

Leia mais

WWW.cerne-tec.com.br. Comunicação USB com o PIC Vitor Amadeu Souza Parte II vitor@cerne-tec.com.br

WWW.cerne-tec.com.br. Comunicação USB com o PIC Vitor Amadeu Souza Parte II vitor@cerne-tec.com.br 1 Comunicação USB com o PIC Vitor Amadeu Souza Parte II vitor@cerne-tec.com.br Continuando com o artigo apresentado na edição passada de comunicação USB com o PIC, continuaremos nesta edição o estudo do

Leia mais

Curso introdutório de microcontroladores - Plataforma Arduino

Curso introdutório de microcontroladores - Plataforma Arduino Curso introdutório de microcontroladores - Plataforma Arduino Prof. Fábio Rodrigues de la Rocha FLISOL - UTFPR-PR - Abril/2011 FLISOL - UTFPR-PR - Abril/2011 1 Introdução Mas afinal, o que é Arduino? Arduino

Leia mais

PIC18F4550. Curso Engenharia de Controle e Automação. Alex Vidigal Bastos www.decom.ufop.br/alex/ alexvbh@gmail.com

PIC18F4550. Curso Engenharia de Controle e Automação. Alex Vidigal Bastos www.decom.ufop.br/alex/ alexvbh@gmail.com PIC18F4550 Curso Engenharia de Controle e Automação Alex Vidigal Bastos www.decom.ufop.br/alex/ alexvbh@gmail.com 1 Agenda Características do PIC18F4550 Pinagem do PIC18F4550 Pinagem do PIC18F4550 Datasheet

Leia mais

Arduino e Proteus (Tutorial)

Arduino e Proteus (Tutorial) Arduino e Proteus (Tutorial) Por Felipe Gomes Flores Para quem trabalha com projetos ou apenas os faz por hobby sabe que há situações em uma boa idéia surge do nada e às vezes não há como reproduzi-la

Leia mais

P3R3 - Robô na Escola

P3R3 - Robô na Escola 2015 P3R3 - Robô na Escola Tutorial Arduino e Programação 1 Coordenador Marco José de Sousa Colaboradora - Diretora Escola Estadual Luiz Nunes Direito Maria de Belém Miranda de Souza Bolsista - LAPS Laboratório

Leia mais

Medidor da temperatura local

Medidor da temperatura local Objectivo: Medidor da temperatura local (Web Server) Disponibilizar numa página da internet a leitura da temperatura local, de forma automática e on-line. O sistema consiste num microprocessador devidamente

Leia mais

Controle universal para motor de passo

Controle universal para motor de passo Controle universal para motor de passo No projeto de automatismos industriais, robótica ou ainda com finalidades didáticas, um controle de motor de passo é um ponto crítico que deve ser enfrentado pelo

Leia mais

Sistemas Digitais EDUARDO ELIAS ALVES PEREIRA

Sistemas Digitais EDUARDO ELIAS ALVES PEREIRA Sistemas Digitais EDUARDO ELIAS ALVES PEREIRA Sistemas Digitais Agenda Arduino Tipos, detalhes; Esquema elétrico. IDEs Eagle; ATMel Studio; Arduino Studio; Circuits IO (Simulador). Arduino Arduino MEGA2560

Leia mais

Easy Lab. Manual do usuário Revisão 1.2 01/11/14. www.dma.ind.br. DMA Electronics 1

Easy Lab. Manual do usuário Revisão 1.2 01/11/14. www.dma.ind.br. DMA Electronics 1 Easy Lab Manual do usuário Revisão 1.2 01/11/14 www.dma.ind.br DMA Electronics 1 A DMA ELECTRONICS projeta e fabrica sistemas para aquisição e registro de dados com conexão a um computador do tipo PC.

Leia mais

Aula 1: Programação com códigos. Roben Castagna Lunardi roben.lunardi@restinga.ifrs.edu.br

Aula 1: Programação com códigos. Roben Castagna Lunardi roben.lunardi@restinga.ifrs.edu.br Aula 1: Programação com códigos Roben Castagna Lunardi roben.lunardi@restinga.ifrs.edu.br Módulo 2 Cronograma: 16/05: Programação usando a interface padrão do Arduino (códigos): Bibliotecas, estruturas,

Leia mais

Desenho Técnico Fundamentos do desenho técnico; Construções geométricas; Desenho eletroeletrônico;

Desenho Técnico Fundamentos do desenho técnico; Construções geométricas; Desenho eletroeletrônico; EMENTA DE CONTEÚDOS Eletricidade Conceitos fundamentais da eletricidade; Circuitos elétricos de corrente contínua; Tensão alternada; Gerador de funções; Operação do osciloscópio; Tensão e corrente alternadas

Leia mais

CCNA 1 Conceitos Básicos de Redes. Capítulo1 - Introdução à Redes. Associação dos Instrutores NetAcademy - Agosto de 2007 - Página

CCNA 1 Conceitos Básicos de Redes. Capítulo1 - Introdução à Redes. Associação dos Instrutores NetAcademy - Agosto de 2007 - Página CCNA 1 Conceitos Básicos de Redes Capítulo1 - Introdução à Redes 1 Requisitos para Conexão à Internet Para disponibilizar o acesso de um computador à rede, devem ser levados em consideração 03 parâmetros:

Leia mais