ALMA SEGUNDO A BÍBLIA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ALMA SEGUNDO A BÍBLIA"

Transcrição

1 A REALIDADE DA ALMA A busca do homem pela compreensão da alma, essência divina e base da consciência imortal que peregrina através das reencarnações a caminho da iluminação. O conhecimento que o ser humano pode ter da realidade da alma constitui a informação mais importante que venha a adquirir em toda a sua existência, pois inúmeras pessoas desconhecem que, além do corpo físico, cada um tem uma alma imortal que dirige os seus atos. Mesmo os que dizem saber que o ser humano é formado de corpo e alma, desconhecem sua participação na vida humana e que a mesma se manifesta pelo pensamento, pela inteligência, pelo senso de responsabilidade, pelo caráter, pela consciência, pela vontade, pelo livre-arbítrio, pela intuição e pelo anseio, muitas vezes oculto, de ser útil aos seus semelhantes. A aquisição desse conhecimento pode trazer um enriquecimento do seu ser lhe advindo o reconhecimento da unidade da criação e da responsabilidade pela sua própria existência e o amor que deve dispensar a todos os seres da natureza e, especialmente, às criaturas humanas, independentemente de sua idade, raça, condições sociais, econômicas e do seu próprio estado físico. Todo ser humano é uma alma pensante que se identifica pelos seus atributos próprios e não pela sua aparência física ou pelos seus adornos complementares. A alma é um ser de constituição energética que apresenta a forma do ser humano, amoldando-se à sua idade, sexo e características do corpo no qual imprime sua vitalidade. A individualidade e a grandeza lhe facultam vida plena, quando se encontra na espiritualidade ou na condição de estar vivificando um organismo biológico, participando da constituição do ser humano. Alma é a denominação dada por Kardec ao espírito encarnado, como está em O Livro dos Espíritos, pág. 100, item 134. Essa denominação é simplesmente didática, visto que alma e espírito designam a mesma entidade, respectivamente, quando está encarnada ou quando se encontra no mundo espiritual. A ALMA SEGUNDO A BÍBLIA Sua criação e sobrevivência são mencionadas na Bíblia. Consta do Gênese que o homem foi feito alma vivente (Ge 2,7), visto que criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criaram (Ge 1,27). A mensagem segundo a qual o homem foi feito a alma vivente tem um significado muito importante, evidenciando que o ser humano deve pensar e viver como alma encarnada e não pelos atributos inerentes ao seu corpo físico. Da alma sabemos, ainda, que desfruta do privilégio da imortalidade, como consta da afirmação contida nos Salmos: Tu, senhor, livraste a minha alma da morte (SL 116,6). Do mesmo modo, Jesus lembra que a alma é imortal, afirmando: Não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma (Mt 10,28). Falando sobre a alma, Allan Kardec, em O Livro dos Médiuns, reúne dois conceitos, o da existência e o da imortalidade da alma. Diz que na formação do ser

2 humano há a participação do corpo físico e da alma ou espírito. Afirma que o espírito é o elemento principal dessa união, pois é o ser pensante e sobrevive à morte. O corpo não é mais do que um acessório do espírito, um invólucro, uma roupagem que ele abandona depois de ele usar. Não obstante esteja aparentemente oculta no organismo, a alma está sujeita a receber os efeitos das ações boas ou más perpetradas pelo ser humano. No Evangelho de São Marcos há uma observação sobre a conduta das pessoas que, desviadas do bem, podem ser danosas à própria alma, aconselhando o desapego dos valores transitórios da vida: O que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua alma? (Mc 8, 36). Essa mensagem de São Marcos nos faz pensar que se o ser humano passar pela vida entretido em preocupações frívolas, sua alma terá que enfrentar as consequências de uma vida desperdiçada. Os diferentes caracteres psicológicos que qualificam o ser humano não são determinados pelas peculiaridades dos seus órgãos físicos, da sua aparência e constituição, mas pelos atributos da alma que participa em todos os atos da vida. Desse modo, uma pessoa não se torna um cientista porque recebeu hereditariamente circunvoluções cerebrais diferenciadas nesse sentido, mas porque a sua alma é dotada das qualidades de cientista. Esse conceito está de acordo com o que ensina Allan Kardec em O Livro dos Espíritos, item 370: O espírito dispõe sempre das faculdades que lhe são próprias. Ora, não são os órgãos que dão as faculdades, e, sim, estas que impulsionam o desenvolvimento dos órgãos. Sendo a alma responsável pelo pensamento, pelo livre-arbítrio, pela conduta das criaturas, é natural que possa exercer influência não apenas sobre o seu comportamento mas também sobre as células do seu organismo, condicionando os seus estados de saúde ou de doença. DESLIZES DA ALMA A tendência para a constante procura de satisfações pessoais, prazeres mundanos, bens materiais ou extravasamento de maldades, procura incessante do poder e da supremacia sobre suas semelhanças, decorre basicamente da ação da alma que não teve a oportunidade de ser educada nos moldes dos valores que enaltecem a vida humana. Analisando o conceito popular segundo o qual as pessoas podem cometer deslizes quando a carne é fraca, Allan Kardec, no livro O Céu e o Inferno, diz: A carne só é fraca porque o espírito é fraco, o que inverte a questão, deixando àquele a responsabilidade de todos os seus atos. A carne destituída de pensamento e vontade não pode prevalecer jamais sobre o espírito, que é ser pensante e de vontade própria. LEI DE CAUSA E EFEITO Em virtude de sua natureza espiritual, e na condição de estar vivificando um organismo biológico, a alma realiza em cada criatura o encontro entre o humano e o divino. Como espírito encarnado, o ser humano tem sua dignidade e deve ser respeitado, não obstante a situação em que possa encontrar-se e as faltas que tenha

3 praticado. É um ser em fase de evolução, a caminho do seu aprimoramento, ainda que esteja passando por situações menos dignas. Na prática, cada pessoa pode conduzir livremente sua vida, procurando praticar o bem e desfrutar condições progressivamente melhores ou optar por uma conduta menos digna para si mesma em relação aos demais seres humanos. O importante é que, diante desses acontecimentos, a alma participa, consciente ou inconscientemente, de todos os atos da vida e as ações boas ou más que tenha praticado são registradas no arquivo perispiritual e se enquadram na lei de reciprocidade ou de causa e efeito e suas consequências, respectivamente, boas ou más, retornam para o mesmo ser, nesta vida ou em vidas futuras, porque as existências são solidárias umas com as outras. As boas ações voltam sob a forma de alegria, saúde e bem-estar e as más, como diferentes modalidades de sofrimentos. Nos tempos atuais, há um número crescente de pessoas que procuram dedicar-se à vivência interior por meio de diferentes recursos, como os religiosos, esotéricos, meditação, grupos de estudo, retiro espiritual e práticas orientais, que, a par da realização dos seus anseios, podem levar ao reconhecimento da alma. Nesse mesmo sentido, o espiritismo incentiva a prática do bem sem limitações, o estudo, a prece e a educação espiritual, que levam à reforma íntima. Entre os que se dedicam aos estudos orientais é comum a prática da meditação através de uma autoanálise, que consiste em dar um mergulho no seu interior, num trabalho lento e gradativo que leva o reconhecimento de sua própria individualidade. Podem, assim, ser descortinadas suas diferentes qualidades, suas aspirações mais íntimas, e encontradas as raízes que levam ao reconhecimento do seu ser. Dispondo de novas visões interiores, o homem comum começa a reconhecer as peculiaridades de sua alma que, embora possa manter-se aparentemente oculta, manifesta sua própria essência e sua participação em todos os atos da vida humana. O ser humano vai descobrindo novos horizontes no seu eu interior, reconhecendo que o saber intelectual expressa a sabedoria da alma e que, conduzindo para a espiritualidade, leva à sua iluminação. Reconhece que a intuição é um atributo da alma e, embora tenha sido relegada em favor do saber intelectual, está presente em todas as realizações humanas, como nas descobertas científicas e demais atividades relacionadas ao conhecimento. O estudo da alma deixou de ser do âmbito puramente religioso ou teosófico para constituir uma realidade não menos científica. E, embora ainda não possa ser demonstrada pelos recursos materiais, é evidenciada pelos seus atributos, que podem ser cientificamente observados. ATRIBUTOS DO CÉREBRO O cérebro, apesar das aparências, não é o criador dos pensamentos, mas um recurso para a manifestação de outros atributos da alma, como a vontade, o querer, a determinação, a intuição e a consciência. As diferentes modalidades do conhecimento que adornam a personalidade humana são muito importantes mas podem ser superestimadas, levando à vaidade intelectual e ao orgulho, altamente prejudiciais ao entendimento da realidade da alma.

4 Para o reconhecimento dessa realidade, não são indispensáveis conhecimentos de alta sabedoria, pois este é um campo em que os simples e os sábios se identificam. Esse conhecimento, que no passado era revelado apenas a alguns iniciados, começa a ser desvendado por um grande número de pessoas, visto que a humanidade se encontra no limiar da realidade e nada pode manter-se oculto no alvorecer da nova era que se aproxima, a Era do Espírito. Filosofias Orientais, como o Hinduísmo, já explicavam a existência da alma de forma clara, há milhares de anos antes de cristo: com a morte, não se perde nada daquilo que a alma adquiriu. As experiências que o homem fez nas vidas Passadas tornam-se instintos e incitam-no ao progresso, até inconscientemente. BHAGAVAD GITA INDAGAÇÕES SOBRE A ALMA Quem sou eu? Como conhecer e identificar este ser que está em mim? São perguntas que inquietam os seres humanos desde remota antiguidade. Para se chegar ao conhecimento dessa verdade, é necessário despojar-se das vaidades intelectuais e tornar-se como criança, que se encontra numa fase da vida mais propícia às manifestações da alma na vida humana. Essa afirmação se identifica com o ensinamento de Jesus quando afirma: se não vos converterdes e não vos fizerdes como meninos, de modo algum entrareis no reino dos céus (Mt. 18,3). Durante a infância, o ser humano tem o dom de expandir as peculiaridades de sua alma, recentemente chegada do reino espiritual, e pode, mais facilmente, relatar fatos ocorridos na vida regressa. E como ainda não assimilou a influência psicossocial do ambiente em que vive, é, frequentemente, mais simples e humilde, qualidades enaltecidas por Jesus ao afirmar que Aquele que se tornar humilde como este menino, este é o maior Reino dos Céus (Mt. 18,4). A vivência da realidade da alma se caracteriza pela valorização dos bens espirituais e pelo desprendimento das preocupações voltadas para os bens transitórios da vida. O amor é o recurso para que o ser humano possa viver a realidade da alma, o requisito essencial para que possa alcançar a vida plena como ser vivente. A senda espiritual de cada um é percorrida individualmente, mesmo que esteja participando de treinamentos em grupos de estudos ou frequentando as mesmas instituições religiosas, visto que os seres humanos são almas que apresentam graus diferentes de evolução e têm experiências próprias, individuais e indivisíveis. E, à medida que vão alcançando graus mais sensíveis de consciência, cada um vai se capacitando para alcançar estados progressivamente mais elevados de percepção espiritual. Mas a fase primeira para se alcançar o conhecimento da realidade da alma consiste em admitir sua existência como parte integrante do organismo humano, responsável pelos seus atributos psíquicos e espirituais e pelos atos da vida diária.

5 A exploração do mundo interior teve em Sócrates um dos seus mais brilhantes adeptos, e a humanidade teve nesse homem um dos seus mais insignes pensadores. Sua atenção esteve sempre voltada para os problemas que preocupam particularmente os jovens a política e a moral. Ele viveu em Atenas no período de 399 a 470 a. C., sendo considerado um dos maiores filósofos gregos, homem de singular sabedoria, de retidão, de caráter e de devotado amor à justiça e aos seres humanos. Para ele, não havia verdadeira filosofia se o homem não se voltasse, reflexivamente, para si mesmo. Suas idéias levavam a uma moral individual, baseada na essência espiritual de cada ser humano, alicerçando a conduta de cada um na plena consciência responsável. Mas em sua época os homens estavam voltados para uma falsa política democrática e consideravam que suas idéias poderiam ser prejudiciais aos jovens que o seguiam com fervor. Esse homem, que teve por seguidor um contemporâneo como Platão, foi acusado de corromper a mocidade. A razão de Sócrates é a razão humana que duvida, que investiga e que leva cada um a ter as suas próprias convicções. A bem da verdade, Sócrates não se marginalizou da sociedade. Quando foi convocado para a guerra entre Esparta e Atenas, pensou muito e ficou uma noite inteira meditando, porque era humilde, obediente e amava sua comunidade. Sendo um homem forte e de elevada estatura, foi para a guerra movido por uma extraordinária força interior e, na luta que era individual entre soldados, procurou defender-se e não matou nenhum adversário por considerar todos os homens seus verdadeiros irmãos. Sua filosofia é sintetizada no seu ensinamento fundamental que atravessa os séculos e se mantém atualizado: Conhece-te a ti mesmo. Essa preposição ainda é lembrada como base para o conhecimento do eu interior; a própria alma. O PENSAMENTO DE DESCARTES Mais recentemente, no século 17 da era atual, o eminente pensador francês, René Descartes ( ), centrava suas flexões no ser imaterial atuante em seu organismo. Reconheceu que o ser humano é formado de corpo e alma, dois princípios completamente distintos, um material e outro espiritual, e que o pensamento está relacionado ao seu eu espiritual. Teve assim, a percepção do seu eu espiritual, independentemente dos seus atributos físicos, chegando à famosa conclusão, ainda não contestada: Penso, logo existo. Segundo ele, o corpo se manifesta pelos seus atributos físicos e a alma, pelo pensamento e pela vontade. Há, todavia, uma perfeita harmonia entre ambos, como pode ser observado nas sensações e nos sentimentos em que a alma recebe os estímulos das impressões corporais e, por outro lado, a vontade impulsiona a dinâmica do corpo.

6 Partindo do reconhecimento do seu próprio eu, e plenamente convencido do potencial da inteligência humana, acreditou na possibilidade de substituir a fé cega pela razão e pela Ciência. Na verdade, Descartes pode ser considerado um precursor do espiritismo, pois há alguma semelhança entre certos anseios, como a expressão penso, logo existo e a afirmação de Allan Kardec, segundo a qual a alma é um espírito que pensa, como está em O Livro dos Espíritos, item 460. Outro ponto de convergência é o de considerar que a fé deve ser baseada na razão e na ciência, conceito que se identifica com a fé raciocinada de Allan Kardec em O Evangelho Segundo o Espiritismo, itens 6 e 7. Há ainda, outro conceito, segundo o qual, para Descartes, a glândula pineal é o centro da alma, conceito idêntico ao de André Luiz no livro Missionários da Luz, ao afirmar que a pineal é a glândula da vida espiritual do homem. Contudo, há uma diferença muito grande entre os ensinamentos desses dois insignes pensadores. René Descartes procurou evidenciar a existência da alma tendo por base sua vida na matéria e Allan Kardec analisa a vida do espírito na matéria tendo por base sua existência como ser cósmico, universal. Esse conceito do mestre lionês tem dupla conotação: estuda a alma na erraticidade, como espírito, e na vida biológica como ser encarnado, durante certo período de tempo. A situação do espírito viver na Terra, encarnado num corpo físico, é apenas uma das condições, como ser cósmico, de participar da vida humana, mas que tem na Casa do Pai muitas moradas (Jo 14, 2). Para os espíritos, a encarnação pode ser um ato de expiação ou de missão. É de expiação para os espíritos imperfeitos que têm necessidade de enfrentar diferentes dificuldades e sofrimentos como seres humanos, maneira pela qual podem ressarcir as faltas cometidas. A ALMA E O ESPIRITISMO Seguindo a sequencia da evolução dos conhecimentos adquiridos no Ocidente sobre a realidade da alma, em diferentes épocas, destaca-se Allan Kardec, o emérito codificador da Doutrina Espírita, nascido em Lyon, na França ( ), que transcreve a mensagem revelada pelo Espírito da Verdade, à luz do cristianismo, onde o ser espiritual, que dá vida à criatura humana, é muito bem estudado nas diferentes modalidades de sua existência. Seus ensinamentos vêm adquirindo progressivamente maior número de adeptos em todas as camadas sociais, em diferentes partes do mundo. Alguns conceitos contidos em O Livro dos Espíritos são aqui transcritos livremente no seu conteúdo por serem indispensáveis à interpretação que se procura dar, no presente texto, sobre a realidade da alma ou espírito: 1- Os espíritos são os seres inteligentes da criação e se caracterizam pela sua individualidade. Foram criados simples e ignorantes e têm a oportunidade de evoluir e tornarem-se perfeitos. 2- O pensamento, a inteligência, as qualidades morais e a consciência são atributos da alma.

7 3- As almas são os espíritos encarnados. Fazem parte da constituição dos seres humanos, temporariamente, para se purificarem e esclarecerem, e fora deles, como espíritos, povoarem o Universo. 4- A participação dos espíritos na formação dos seres humanos faz-se através do processo da reencarnação, um fenômeno de associação, lhes advindo a oportunidade de evoluírem, pois todos os espíritos tendem à perfeição. 5- O espírito é revestido por um envoltório de natureza eletromagnética, o perispírito, que no organismo humano constitui o liame entre a alma e o corpo físico, e, após a separação que se realiza no desenlace, o perispírito também se desprende do corpo e se mantém unido ao espírito. 6- Se os espíritos, como seres encarnados, procederem de modo contrário à Lei de Deus, receberão, como retorno, nesta vida ou em vidas futuras, as provas correspondentes às suas faltas, sob forma de sofrimentos físicos ou psíquicos, ou dificuldades nos diferentes setores da vida. 7- Os atributos da individualidade humana são os do espírito encarnado. Assim, um homem de bem é a encarnação de um espírito bom e um homem perverso, a encarnação de um espírito impuro, ignorante. 8- Os seres que cometem faltas, que agridem a lei, não retrogradam espiritualmente. Mantêm-se estacionários e, se não tiverem a oportunidade de se reparar, na mesma existência, as faltas cometidas terão que retornar em encarnações futuras, quantas sejam necessárias, e enfrentar diferentes modalidades de sofrimentos, que constituem formas de reparação de suas faltas, e terão a oportunidade de refazer a existência não aproveitada para alcançar algum progresso espiritual. 9- Os espíritos sofrem, quer no mundo corporal quer no espiritual, as consequências das suas imperfeições. 10- Para os espíritos, a encarnação pode ser um ato de expiação ou de missão. É de expiação para os espíritos imperfeitos que têm necessidade de enfrentar diferentes dificuldades e sofrimentos como seres humanos, maneira pela qual podem ressarcir as faltas cometidas. Para os espíritos mais evoluídos, a reencarnação constitui uma missão que eles aceitam prazerosamente, com o fim de ajudar os seres humanos a alcançar mais rapidamente o progresso nos diferentes setores da vida. São almas primorosas que podem reencarnar isoladamente ou em grupos, e mesmo em diferentes países; distinguem-se pelos seus dotes científicos, artísticos, culturais e outros, identificamse pelos seus ideais de amor aos semelhantes, procurando incentivar o progresso e o bem-estar dos seres humanos nas diferentes áreas de atuação, motivando a evolução da consciência humana nos ideais de paz, fraternidade e progresso. REVISTA CAMINHO ESPIRITUAL - POR: ROBERTO BRÓLIO

A BUSCA DO HOMEM PELA COMPREENSÃO DA ALMA, ESSÊNCIA DIVINA E

A BUSCA DO HOMEM PELA COMPREENSÃO DA ALMA, ESSÊNCIA DIVINA E A BUSCA DO HOMEM PELA COMPREENSÃO DA ALMA, ESSÊNCIA DIVINA E BASE DA CONSCIÊNCIA IMORTAL QUE PEREGRINA ATRAVÉS DAS REENCARNAÇÕES A CAMINHO DA ILUMINAÇÃO Por Roberto Brólio Oconhecimento que o ser humano

Leia mais

CONHECIMENTO DA LEI NATURAL. Livro dos Espíritos Livro Terceiro As Leis Morais Cap. 1 A Lei Divina ou Natural

CONHECIMENTO DA LEI NATURAL. Livro dos Espíritos Livro Terceiro As Leis Morais Cap. 1 A Lei Divina ou Natural CONHECIMENTO DA LEI NATURAL Livro dos Espíritos Livro Terceiro As Leis Morais Cap. 1 A Lei Divina ou Natural O que é a Lei Natural? Conceito de Lei Natural A Lei Natural informa a doutrina espírita é a

Leia mais

Espírito, Perispírito e Corpo 1 / 9

Espírito, Perispírito e Corpo 1 / 9 CURSO: NOÇÕES BÁSICAS DOUTRINA ESPÍRITA e Corpo EDITORA 1 / 9 Elementos Gerais do Universo Perg. 27 - Há então dois elementos gerais do Universo: a matéria e o Espírito? Sim e acima de tudo Deus, o criador,

Leia mais

ESPIRITA FELIZ - COMO FAZER PARA EVOLUIR NA ESCALA ESPIRITA - ESPIRITA FELIZ COMO FAZER PARA EVOLUIR NA ESCALA ESPIRITA ESPIRITISMO BENEFÍCIOS

ESPIRITA FELIZ - COMO FAZER PARA EVOLUIR NA ESCALA ESPIRITA - ESPIRITA FELIZ COMO FAZER PARA EVOLUIR NA ESCALA ESPIRITA ESPIRITISMO BENEFÍCIOS ESPIRITA FELIZ - COMO FAZER PARA EVOLUIR NA ESCALA ESPIRITA - ESPIRITA FELIZ COMO FAZER PARA EVOLUIR NA ESCALA ESPIRITA ESPIRITISMO BENEFÍCIOS MENSAGENS ESPIRITAS E-BOOK C.E.S. JOVEM ESPIRITA FELIZ COMO

Leia mais

Curso OAM Turma 6 Módulo 2 1º Semestre 2015. LEI DIVINA ou NATURAL e LEI DE ADORAÇÃO

Curso OAM Turma 6 Módulo 2 1º Semestre 2015. LEI DIVINA ou NATURAL e LEI DE ADORAÇÃO Curso OAM Turma 6 Módulo 2 1º Semestre 2015 LEI DIVINA ou NATURAL e LEI DE ADORAÇÃO José Aparecido 18.03.2015 CURSO DOUTRINARIO OAM Turma 6 Módulo 2 1º Semestre 2015 Aulas Curso Doutrinário OAM Turma 6

Leia mais

Pluralidade dos Mundos Habitados. Paulo Roberto de Mattos Pereira Centro Espírita Casa do Caminho - DF

Pluralidade dos Mundos Habitados. Paulo Roberto de Mattos Pereira Centro Espírita Casa do Caminho - DF Habitados Paulo Roberto de Mattos Pereira Centro Espírita Casa do Caminho - DF Jesus referiu-se em algum momento de suas pregações à existência de outros mundos habitados? Qualquer pessoa que pensa, ao

Leia mais

A continuidade da vida Roteiro 3

A continuidade da vida Roteiro 3 A continuidade da vida Roteiro 3 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo II A Morte e seus Mistérios Objetivos

Leia mais

PARTE SEGUNDA - Do mundo espírita ou mundo dos Espíritos CAPÍTULO 4 Da pluralidade das existências 1. Reencarnação. Perguntas 166 a 170

PARTE SEGUNDA - Do mundo espírita ou mundo dos Espíritos CAPÍTULO 4 Da pluralidade das existências 1. Reencarnação. Perguntas 166 a 170 PARTE SEGUNDA - Do mundo espírita ou mundo dos Espíritos CAPÍTULO 4 Da pluralidade das existências 1. Reencarnação. Perguntas 166 a 170 166 Como a alma, que não alcançou a perfeição durante a vida corporal,

Leia mais

Bilhões de estrelas no Universo. Imensidão de mundos.

Bilhões de estrelas no Universo. Imensidão de mundos. ROGER BOTTINI PARANHOS Bilhões de estrelas no Universo. Imensidão de mundos. "Há muitas moradas na casa de meu Pai" Jesus. www.ramatislajeado.org.br 1 Ciclos de evolução planetária. Nós, espíritos imortais,

Leia mais

As três revelações divinas: Moisés, Jesus e Kardec

As três revelações divinas: Moisés, Jesus e Kardec FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo I Metodologia para o estudo do Evangelho à luz da Doutrina Espírita As três revelações

Leia mais

OS ANIMAIS E OS HOMENS E SUAS RELAÇÕES EVOLUTIVAS.

OS ANIMAIS E OS HOMENS E SUAS RELAÇÕES EVOLUTIVAS. 1 OS ANIMAIS E OS HOMENS E SUAS RELAÇÕES EVOLUTIVAS. 591 Nos mundos superiores as plantas são, como os outros seres, de natureza mais perfeita? --Tudo é mais perfeito: mas as plantas são sempre plantas,

Leia mais

5. Autoconsciência e conhecimento humano de Jesus

5. Autoconsciência e conhecimento humano de Jesus 5. Autoconsciência e conhecimento humano de Jesus Através do estudo dos evangelhos é possível captar elementos importantes da psicologia de Jesus. É possível conjeturar como Jesus se autocompreendia. Especialmente

Leia mais

Religião e Espiritualidade

Religião e Espiritualidade Religião e Espiritualidade Há mais coisas entre o céu e a terra do que sonha vossa vã filosofia. Shakespeare A Mudança de Modelos Mentais O que é Religião? O que é espiritualidade? O que é Meditação? Como

Leia mais

Palestra Virtual. Tema: Espiritismo e Espiritualismo. Palestrante: Altivo Pamphiro. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.

Palestra Virtual. Tema: Espiritismo e Espiritualismo. Palestrante: Altivo Pamphiro. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org. Palestra Virtual Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Espiritismo e Espiritualismo Palestrante: Altivo Pamphiro Rio de Janeiro 01/08/2003 Organizadores da Palestra: Moderador:

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Vida em Sociedade Palestrante: Regina de Agostini Rio de Janeiro 05/02/1999 Organizadores da palestra: Moderador: "Brab" (nick: [Moderador])

Leia mais

Lição 01 O propósito eterno de Deus

Lição 01 O propósito eterno de Deus Lição 01 O propósito eterno de Deus LEITURA BÍBLICA Romanos 8:28,29 Gênesis 1:27,28 Efésios 1:4,5 e 11 VERDADE CENTRAL Deus tem um propósito original e eterno para minha vida! OBJETIVO DA LIÇÃO Que eu

Leia mais

Instituição Beneficente A Luz Divina Grupo da Fraternidade CONDUTA DOS MÉDIUNS 07 / 08 / 2015

Instituição Beneficente A Luz Divina Grupo da Fraternidade CONDUTA DOS MÉDIUNS 07 / 08 / 2015 Instituição Beneficente A Luz Divina Grupo da Fraternidade CONDUTA DOS MÉDIUNS 07 / 08 / 2015 Durante os meus estudos, fiquei me perguntando, o que trazer de muito especial para compartilhar com os irmãos,

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: A Vontade Palestrante: Dulce Alcione Rio de Janeiro 29/09/2000 Organizadores da palestra: Moderador: "Luno" (nick: [Moderador]) "Médium

Leia mais

1. Fatos Espíritas através dos Tempos... 11 2. Kardec e a Codifi cação... 21 3. O Que o Espiritismo Prega... 29 4. Diferenças Fundamentais...

1. Fatos Espíritas através dos Tempos... 11 2. Kardec e a Codifi cação... 21 3. O Que o Espiritismo Prega... 29 4. Diferenças Fundamentais... CAMPINAS-SP 2003 Sumário A Doutrina 1. Fatos Espíritas através dos Tempos...11 O anúncio de uma nova era...12 Em Hydesville, o primórdio...13 O neo-espiritualismo...17 2. Kardec e a Codificação...21 Primeiras

Leia mais

Demonstração de Maturidade

Demonstração de Maturidade Demonstração de Maturidade TEXTO BÍBLICO BÁSICO 2 Reis 4.12-17 12 - Então disse ao seu servo Geazi: Chama esta sunamita. E chamando-a ele, ela se pôs diante dele. 13 - Porque ele tinha falado a Geazi:

Leia mais

A Liderança do Espírito

A Liderança do Espírito A Liderança do Espírito Autor : Andrew Murray Para muitos Cristãos a liderança do Espírito é considerada como uma sugestão de pensamentos para nossa orientação. Eles almejam e pedem por ela em vão. Quando

Leia mais

IV PARTE FILOSOFIA DA

IV PARTE FILOSOFIA DA IV PARTE FILOSOFIA DA 119 P á g i n a O que é? Como surgiu? E qual o seu objetivo? É o que veremos ao longo desta narrativa sobre a abertura do trabalho. Irmos em busca das estrelas, no espaço exterior,

Leia mais

O P O N T O D O M E I O

O P O N T O D O M E I O PLENILÚNIO DE LIBRA (Lua Cheia 18/10/2013 às 20h38, hora local de Argentina e Brasil) O P O N T O D O M E I O A matéria é o veículo para a manifestação da alma neste plano de existência, e a alma é o veículo

Leia mais

CURSO FLUIDOTERAPIA ESPÍRITA: PASSES E ÁGUA FLUIDIFICADA

CURSO FLUIDOTERAPIA ESPÍRITA: PASSES E ÁGUA FLUIDIFICADA CURSO FLUIDOTERAPIA ESPÍRITA: PASSES E ÁGUA FLUIDIFICADA A APLICAÇÃO DE PASSES O MÉDIUM APLICADOR DE PASSES O MÉDIUM APLICADOR DE PASSES Vimos em nossa 4ª. vídeo-aula sobre fluidoterapia espírita que

Leia mais

1. Apresentar a origem e a história do Espiritismo; 2. Explanar as principais divisões do espiritismo; 3. Mostar a diferença entre a heresia Espírita e a verdade das Escrituras Sagradas. Dt 18.10 Não se

Leia mais

T O U R O : R E V E L A Ç Ã O D A N O VA L U Z E M E R G E N T E

T O U R O : R E V E L A Ç Ã O D A N O VA L U Z E M E R G E N T E PLENILÚNIO DE TOURO (Lua Cheia 14/5/2014 às 16h16 hora local de Argentina e Brasil) T O U R O : R E V E L A Ç Ã O D A N O VA L U Z E M E R G E N T E Desenvolvimento e revelação ou (se preferirem) uma revelação

Leia mais

Centralidade da obra de Jesus Cristo

Centralidade da obra de Jesus Cristo Centralidade da obra de Jesus Cristo MÓDULO 3 3ª AULA AULA 3 MÓDULO 3 SALVAÇÃO EM CRISTO Jesus no Centro Por que deve ficar claro isso? Dá para evangelizar sem falar de Jesus? É possível partir de outro

Leia mais

Direitos reservados Domingos Sávio Rodrigues Alves Uso gratuito, permitido sob a licença Creative Commons 1

Direitos reservados Domingos Sávio Rodrigues Alves Uso gratuito, permitido sob a licença Creative Commons 1 1 O caminho da harmonia. Colossenses 3 e 4 Col 3:1-3 Introdução: Portanto, já que vocês ressuscitaram com Cristo, procurem as coisas que são do alto, onde Cristo está assentado à direita de Deus. Mantenham

Leia mais

Palestra Virtual. Tema: O Programa do Senhor. Palestrante: Oswaldo Cruz. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.

Palestra Virtual. Tema: O Programa do Senhor. Palestrante: Oswaldo Cruz. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org. Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: O Programa do Senhor Palestrante: Oswaldo Cruz Rio de Janeiro 22/12/2000 Organizadores da palestra: Moderador: [HELENA] (nick: [Moderador])

Leia mais

A ESCOLA CATÓLICA, UMA INSTITUIÇAO DE ENSINO COM MÍSTICA EVANGELIZADORA

A ESCOLA CATÓLICA, UMA INSTITUIÇAO DE ENSINO COM MÍSTICA EVANGELIZADORA A ESCOLA CATÓLICA, UMA INSTITUIÇAO DE ENSINO COM MÍSTICA EVANGELIZADORA A escola católica será uma instituiçao com mística evangelizadora UMA ESCOLA A SERVIÇO DA PESSOA E ABERTA A TODOS UMA ESCOLA COM

Leia mais

As fontes da nossa auto-imagem

As fontes da nossa auto-imagem AUTO IMAGEM O QUE EU ACHO DE MIM MESMO QUEM SOU EU E QUAL E O MEU VALOR? NARCISISMO (deus da mitologia grega que se apaixonou por si mesmo ao ver sua imagem refletida na água) AS FONTES DA NOSSA AUTO -

Leia mais

Seminário: Terapia pelos Passes

Seminário: Terapia pelos Passes 1 Atividade Integrativa Para a tarefa do passe, no plano espiritual, não basta boa vontade. São necessárias qualidades de ordem superior e conhecimentos especializados. Padrão superior de elevação mental

Leia mais

Reunião Pública - 07/05/2015 Tema: Espiritualidade no Brasil Palestrante: Maria Stela de Barros Guimarães ESPIRITUALIDADE NO BRASIL

Reunião Pública - 07/05/2015 Tema: Espiritualidade no Brasil Palestrante: Maria Stela de Barros Guimarães ESPIRITUALIDADE NO BRASIL Reunião Pública - 07/05/2015 Tema: Espiritualidade no Brasil Palestrante: Maria Stela de Barros Guimarães ESPIRITUALIDADE NO BRASIL Espiritualidade prática da crença, viver de acordo com a fé. Espiritualista

Leia mais

FILOSOFIA ESPÍRITA E MEDIUNIDADE

FILOSOFIA ESPÍRITA E MEDIUNIDADE FILOSOFIA ESPÍRITA E MEDIUNIDADE 11ª. AULA GRAUS DE MEDIUNIDADE E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO: CONHECIMENTO OU SENSO COMUM? AutorIa: Projeto Estudos Filosóficos Espíritas GRAU DA MEDIUNIDADE É POSSÍVEL MENSURAR

Leia mais

THEREZINHA OLIVEIRA ANTE OS QUE PARTIRAM. 8 a edição

THEREZINHA OLIVEIRA ANTE OS QUE PARTIRAM. 8 a edição THEREZINHA OLIVEIRA ANTE OS QUE PARTIRAM 8 a edição Campinas SP 2009 ANTE OS QUE PARTIRAM Morrer é mudar continuando em essência o mesmo O que a morte parece ser C ostuma-se simbolizar a morte por um esqueleto

Leia mais

Caracterização Cronológica

Caracterização Cronológica Caracterização Cronológica Filosofia Medieval Século V ao XV Ano 0 (zero) Nascimento do Cristo Plotino (204-270) Neoplatônicos Patrística: Os grandes padres da igreja Santo Agostinho ( 354-430) Escolástica:

Leia mais

Os trabalhadores da vinha

Os trabalhadores da vinha Os trabalhadores da vinha Roteiro 2 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III - Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo III Ensinos por Parábolas Objetivo Explicar,

Leia mais

Estudo Espírita. Promovido pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Centro Espírita Léon Denis http://www.celd.org.

Estudo Espírita. Promovido pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Centro Espírita Léon Denis http://www.celd.org. Estudo Espírita Promovido pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Centro Espírita Léon Denis http://www.celd.org.br Tema: O Livro dos Espíritos - questões 223 a 232 Expositor: Andreia Azevedo

Leia mais

EVANGELIZAÇÃO É AMOR E LUZ É JESUS NO CORAÇÃO

EVANGELIZAÇÃO É AMOR E LUZ É JESUS NO CORAÇÃO EVANGELIZAÇÃO É AMOR E LUZ É JESUS NO CORAÇÃO Lenildo Solano EVANGELIZAÇÃO EM MÚSICA - Sequência Musical: 01- Aula de Evangelização 02- Deus 03- Jesus 04- Anjos da Guarda 05- Oração 06- Espiritismo 07-

Leia mais

ESTUDANDO O LIVRO DOS ESPÍRITOS

ESTUDANDO O LIVRO DOS ESPÍRITOS ESTUDANDO O LIVRO DOS ESPÍRITOS OBJETIVO GERAL: Com base em O Livro dos Espíritos, também eixo gerador das demais quatro obras básicas da Codificação Espírita, estudar a Doutrina Espírita, estudar ALLAN

Leia mais

CONVERSANDO COM OS ESPÍRITOS

CONVERSANDO COM OS ESPÍRITOS THEREZINHA OLIVEIRA CONVERSANDO COM OS ESPÍRITOS NA REUNIÃO MEDIÚNICA CAMPINAS SP 2009 SUMÁRIO Apresentação...1 PRIMEIRA PARTE CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES 1. O diálogo com os espíritos...5 2. Como Kardec

Leia mais

O futuro da fé, da religião e da ciência

O futuro da fé, da religião e da ciência Aula IV - Ano 2015 O Despertar da Consciência O futuro da fé, da religião e da ciência Claudio C. Conti www.ccconti.com Qual o futuro? 1. A Fé não tem futuro; 2. A Religião não tem futuro; 3. A Ciência

Leia mais

Não estrague o seu dia

Não estrague o seu dia você é o humor que você tem Não estrague o seu dia Poucas são as mensagens que encontrei e que tratam sobre a problemática do humor, desta forma, não podem ser desperdiçadas neste trabalho. Iniciamos nosso

Leia mais

SEMINÁRIO O SIGNIFICADO DAS LEIS DIVINAS NO TRABALHO VOLUNTÁRIO. www.espiritizar.com.br

SEMINÁRIO O SIGNIFICADO DAS LEIS DIVINAS NO TRABALHO VOLUNTÁRIO. www.espiritizar.com.br SEMINÁRIO O SIGNIFICADO DAS LEIS DIVINAS NO TRABALHO A PROGRAMAÇÃO DA REENCARNAÇÃO Meditando sobre o significado das Leis Divinas em nossas vidas: Feche os olhos e entre em contato com você mesmo(a) em

Leia mais

INTRODUÇÃO Introdução ao Hinduísmo

INTRODUÇÃO Introdução ao Hinduísmo INTRODUÇÃO Introdução ao Hinduísmo Denominação do conjunto de princípios, doutrinas e práticas religiosas que surgiram na Índia, a partir de 2000 a.c. O termo é ocidental e é conhecido pelos seguidores

Leia mais

Metodologia da Catequese com Crianças. Ligia Aparecida de Oliveira

Metodologia da Catequese com Crianças. Ligia Aparecida de Oliveira Metodologia da Catequese com Crianças Ligia Aparecida de Oliveira O que é ser Criança? Watson, Piaget ou Freud? Eis a Questão. John B. Watson, psicólogo americano, é o principal responsável pela teoria

Leia mais

AMOR E EVOLUÇÃO ROTEIRO 6

AMOR E EVOLUÇÃO ROTEIRO 6 ROTEIRO 6 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo IV A humanidade regenerada OBJETIVOS Esclarecer por que a capacidade

Leia mais

Proposta da Doutrina Espírita para a Educação do Homem. Claudia Werdine claudiawerdine@hotmail.com

Proposta da Doutrina Espírita para a Educação do Homem. Claudia Werdine claudiawerdine@hotmail.com Proposta da Doutrina Espírita para a Educação do Homem Claudia Werdine claudiawerdine@hotmail.com Como vai o nosso mundo? Como poderemos transformar esta triste realidade? O progresso intelectual

Leia mais

Máximas de André Luiz

Máximas de André Luiz Máximas de André Luiz 1 Máximas de André Luiz 3 MÁXIMAS DE ANDRÉ LUIZ Capa: Rogério Mota Projeto gráfico: Equipe O Clarim Revisão: Teresa Cunha e Cássio Leonardo Carrara Todos os direitos reservados Casa

Leia mais

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA DOUTRINA ESPÍRITA ESPÍRITA E ESPIRITISMO

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA DOUTRINA ESPÍRITA ESPÍRITA E ESPIRITISMO INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA DOUTRINA ESPÍRITA 1 ESPÍRITA E ESPIRITISMO Para designar coisas novas, são necessárias palavras novas. A clareza de uma língua assim exige, a fim de evitar que uma mesma palavra

Leia mais

O GRANDE COMPROMISSO. www.searadomestre.com.br Grupo Espírita Seara do Mestre 25 de abril de 2011

O GRANDE COMPROMISSO. www.searadomestre.com.br Grupo Espírita Seara do Mestre 25 de abril de 2011 O GRANDE COMPROMISSO www.searadomestre.com.br Grupo Espírita Seara do Mestre 25 de abril de 2011 O grande compromisso Nesse desequilíbrio do sentimento e da razão é que repousa atualmente a dolorosa realidade

Leia mais

A Identidade da Igreja do Senhor Jesus

A Identidade da Igreja do Senhor Jesus A Identidade da Igreja do Senhor Jesus Atos 20:19-27 (Ap. Paulo) Fiz o meu trabalho como Servo do Senhor, com toda a humildade e com lágrimas. E isso apesar dos tempos difíceis que tive, por causa dos

Leia mais

GRAÇA E FÉ por Rev. Fernando Almeida

GRAÇA E FÉ por Rev. Fernando Almeida 1 GRAÇA E FÉ por Rev. Fernando Almeida Introdução Muitos de nós ouvimos, com certa freqüência, pregadores que ao fazerem apelo, dizem coisas do tipo: dê uma chance para Jesus ou ainda deixe Jesus entrar

Leia mais

O CONSOLADOR PROMETIDO. Cleto Brutes Apresentação disponível em www.searadomestre.com.br

O CONSOLADOR PROMETIDO. Cleto Brutes Apresentação disponível em www.searadomestre.com.br O CONSOLADOR PROMETIDO Cleto Brutes Apresentação disponível em www.searadomestre.com.br O Consolador Prometido... Se me amais, guardai os meus mandamentos; e Eu rogarei a meu Pai e Ele vos enviará outro

Leia mais

Salvador Dali - Geopoliticus Child Watching the Birth Of A New Man - 1940

Salvador Dali - Geopoliticus Child Watching the Birth Of A New Man - 1940 Autor: André Martinez REFLEXÕES ESPÍRITAS: O Homem no Mundo. Salvador Dali - Geopoliticus Child Watching the Birth Of A New Man - 1940 Capítulo 17 de "O Evangelho Segundo o Espiritismo" de Allan Kardec

Leia mais

O QUE É ESPIRITISMO (DOUTRINA ESPÍRITA)

O QUE É ESPIRITISMO (DOUTRINA ESPÍRITA) O QUE É ESPIRITISMO (DOUTRINA ESPÍRITA) Os fatos que o espiritismo nos trouxe a partir de 1857 existem faz tempo e tempo; mas somente a partir de 1857, com a publicação de O Livro dos Espíritos, eles vieram

Leia mais

LIVROS DA ESCOLA PARA A FORMAÇÃO DE EVANGELIZADORES DA INFÂNCIA

LIVROS DA ESCOLA PARA A FORMAÇÃO DE EVANGELIZADORES DA INFÂNCIA 1 LIVROS DA ESCOLA PARA A FORMAÇÃO DE EVANGELIZADORES DA INFÂNCIA CRIANÇAS DE 0 a 5 anos CRIANÇAS DE 6 a 11 anos 2 História de Joaquim Joaquim, criança rebelde e agressiva. Joaquim recebe ensinamentos

Leia mais

C RS R O S NO N ÇÕ Ç ES

C RS R O S NO N ÇÕ Ç ES CURSO NOÇÕES BÁSICAS DOUTRINA ESPÍRITA de Si Mesmo EDITORA 1 / 9 Iluminação Interior Como iniciar o trabalho de iluminação de nossa própria alma? Deve-se começar com o autodomínio. Disciplina de sentimentos

Leia mais

Parte Terceira Capítulo XII Da perfeição moral

Parte Terceira Capítulo XII Da perfeição moral Parte Terceira Capítulo XII Da perfeição moral Caracteres do homem de bem Questão: 918 O homem de bem tira boas coisas do bom tesouro do seu coração e o mau tira as más do mau tesouro do seu coração; porquanto,

Leia mais

LIÇÃO 3 O aspecto tríplice do Espiritismo

LIÇÃO 3 O aspecto tríplice do Espiritismo Religião Ciência Filosofia LIÇÃO 3 O aspecto tríplice do Espiritismo 2009 United States Spiritist Council O Espiritismo é ao mesmo tempo filosofia e um campo de estudo científico. Como ciência ele estuda

Leia mais

Para evoluir é necessário reencontrar a autenticidade do próprio espírito

Para evoluir é necessário reencontrar a autenticidade do próprio espírito Para evoluir é necessário reencontrar a autenticidade do próprio espírito Autor: Regis Mesquita Blog Nascer Várias Vezes - http://www.nascervariasvezes.com/ "Não ser autêntico é uma forma de evitar aquilo

Leia mais

Hippolyte Léon Denizard Rivail 03-10-1804-31-03-1869

Hippolyte Léon Denizard Rivail 03-10-1804-31-03-1869 Hippolyte Léon Denizard Rivail 03-10-1804-31-03-1869 O dom da mediunidade é tão antigo quanto o mundo. Os profetas eram médiuns. Os caldeus, os assírios, possuíam médiuns. Sócrates era dirigido por um

Leia mais

Roteiro 31. FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas

Roteiro 31. FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas Roteiro 31 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas Objetivos Explicar a abrangência da Teoria dos valores e sua evolução histórica Analisar

Leia mais

Questão (1) - Questão (2) - A origem da palavra FILOSOFIA é: Questão (3) -

Questão (1) - Questão (2) - A origem da palavra FILOSOFIA é: Questão (3) - EXERCICÍOS DE FILOSOFIA I O QUE É FILOSOFIA, ETIMOLOGIA, ONDE SURGIU, QUANDO, PARA QUE SERVE.( 1º ASSUNTO ) Questão (1) - Analise os itens abaixo e marque a alternativa CORRETA em relação ao significado

Leia mais

LIÇÃO 7 Da Pluralidade dos Mundos Habitados. 2010 United States Spiritist Council

LIÇÃO 7 Da Pluralidade dos Mundos Habitados. 2010 United States Spiritist Council LIÇÃO 7 Da Pluralidade dos Mundos Habitados 2010 United States Spiritist Council Existência*de*Deus! Existência dos espíritos e sua sobrevivência após a morte* Reencarnação* Pluralidade dos mundos habitados*

Leia mais

O Centro Espírita e seus Trabalhadores

O Centro Espírita e seus Trabalhadores FidelidadESPÍRITA Abril 2007 O Centro Espírita e seus Trabalhadores por Therezinha Oliveira 42 Uma publicação do Centro de Estudos Espíritas Nosso Lar Campinas/SP Abril 2007 FidelidadESPÍRITA Toda religião

Leia mais

Roteiro 3 João Batista, o precursor

Roteiro 3 João Batista, o precursor FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro 1 Cristianismo e Espiritismo Módulo II O Cristianismo Roteiro 3 João Batista, o precursor Objetivo Identificar a missão de João

Leia mais

FILOSOFIA. Platão. OpenRose

FILOSOFIA. Platão. OpenRose FILOSOFIA Platão OpenRose 1 PLATÃO Filósofo grego (427 a.c.?-347 a.c.?). Um dos mais importantes filósofos de todos os tempos. Suas teorias, chamadas de platonismo, concentram-se na distinção de dois mundos:

Leia mais

O objetivo da existência é o desabrochar dos germens divinos da alma;

O objetivo da existência é o desabrochar dos germens divinos da alma; PEDAGOGIA ESPÍRITA Trabalho formulado pelos facilitadores Edmar Jr. Ed e Juliana Machado da FEB Capacitação de Evangelizadores - Irmão Estevão, setembro de 2015 A Pedagogia Espírita Fundamentos Somos seres

Leia mais

Palestra Virtual. Tema: O Homem Total. Palestrante: Luzia Ribamar. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.

Palestra Virtual. Tema: O Homem Total. Palestrante: Luzia Ribamar. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org. Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: O Homem Total Palestrante: Luzia Ribamar Rio de Janeiro 20/11/1998 Organizadores da Palestra: Moderador: "Brab" (nick: [Moderador])

Leia mais

NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS

NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS Pe. Nilton César Boni, cmf NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS EDITORA AVE-MARIA Apresentação Aos membros da família cristã podem aplicar-se de modo particular as palavras com que Cristo promete a sua

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo VI Aprendendo com Fatos

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo VI Aprendendo com Fatos FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo VI Aprendendo com Fatos Extraordinários Objetivos Explicar o fenômeno de transfiguração,

Leia mais

2011 United States Spiritist Council AUTO- CONHECIMENTO SINCERIDADE

2011 United States Spiritist Council AUTO- CONHECIMENTO SINCERIDADE 2011 United States Spiritist Council AUTO- CONHECIMENTO SINCERIDADE Conhece-te a ti mesmo O Antigo aforisma Grego Conhece-te a ti mesmo está escrito em letras douradas na parte externa do Templo de Apolo

Leia mais

RESPOSTAS PARA SEREM ESCRITAS NO QUADRO-DE-GIZ, PELO(A) EVANGELIZADOR(A):

RESPOSTAS PARA SEREM ESCRITAS NO QUADRO-DE-GIZ, PELO(A) EVANGELIZADOR(A): ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 18 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 1. TEMA: Reencarnação. PLANO DE AULA 2. OBJETIVO: As crianças deverão tomar conhecimento

Leia mais

Leis Morais Lei da Igualdade. Sandra Veiga 01/04/2015

Leis Morais Lei da Igualdade. Sandra Veiga 01/04/2015 Leis Morais Lei da Igualdade Sandra Veiga Sandra Veiga A Idade Moderna Contexto da França Pré-revolucionária 1- Crise econômica: A França era basicamente agrária e semifeudal, aliada ao crescimento demográfico

Leia mais

AUTA DE SOUZA CURSO O N OÇ O ÕE Õ S BÁSIC I AS D E DOU O TR T IN I A E SPÍR Í IT I A

AUTA DE SOUZA CURSO O N OÇ O ÕE Õ S BÁSIC I AS D E DOU O TR T IN I A E SPÍR Í IT I A CURSO NOÇÕES BÁSICAS DOUTRINA ESPÍRITA EDITORA 1 / 9 O Bom Samaritano Qual desses três vos parece ter sido o próximo daquele que caiu nas mãos dos ladrões? O doutor lhe respondeu: Aquele que exerceu a

Leia mais

Encontro Fraterno Auta de Souza

Encontro Fraterno Auta de Souza Encontro Fraterno Auta de Souza Em matéria de conhecimento, onde poderemos localizar a maior necessidade do homem? Em matéria de conhecimento, onde poderemos localizar a maior necessidade do homem? Como

Leia mais

POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS?

POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? 01/12/2003 POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? 2 Índice Geral I POR QUE NÃO ORAMOS COM FREQUÊNCIA?... 4 II QUANDO NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS... 5 III

Leia mais

DONS INFUSOS DO ESPÍRITO SANTO

DONS INFUSOS DO ESPÍRITO SANTO DONS INFUSOS DO ESPÍRITO SANTO O Espírito Santo nos foi dado para que nos tornemos santos, e para que assim se cumpram perfeitamente em cada um de nós os desígnios amorosos que o Pai tem preparado para

Leia mais

Projetado Para Ser Espiritual

Projetado Para Ser Espiritual Pr. Patrick Robert Briney Mission Boulevard Baptist Church Projetado Para Ser Espiritual A Série das Verdades do Evangelho (caderno2) Designed to Be Spiritual Tradução Pr. Anastácio Pereira de Sousa Primeira

Leia mais

O QUE É SER ESPÍRITA?

O QUE É SER ESPÍRITA? Suzane Câmara O QUE É SER ESPÍRITA? pessoa vinculada ao Espiritismo. os espíritas "mexem" com os mortos outros temem, outros permanecem indiferentes ir ao Centro, tomar passe, ouvir ou fazer palestras,

Leia mais

Preces POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS?

Preces POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? Preces POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? A grande maioria das pessoas só recorrem à oração quando estão com problemas de ordem material ou por motivo de doença. E sempre aguardando passivamente

Leia mais

O que é Ética? Uma pessoa que não segue a ética da sociedade a qual pertence é chamado de antiético, assim como o ato praticado.

O que é Ética? Uma pessoa que não segue a ética da sociedade a qual pertence é chamado de antiético, assim como o ato praticado. 1 O que é Ética? Definição de Ética O termo ética, deriva do grego ethos (caráter, modo de ser de uma pessoa). Ética é um conjunto de valores morais e princípios que norteiam a conduta humana na sociedade.

Leia mais

Sites. www.bemestareconhecimento.weebly.com www.universoholisticodoser.weebly.com. Skype: filha.da.mata

Sites. www.bemestareconhecimento.weebly.com www.universoholisticodoser.weebly.com. Skype: filha.da.mata Sites www.bemestareconhecimento.weebly.com www.universoholisticodoser.weebly.com Skype: filha.da.mata Ritual para o Conselho Cármico Todas as pessoas encarnadas, nesta noite de 31 de (março, junho, setembro

Leia mais

Uma Visão Panorâmica da ANTROPOLOGIA

Uma Visão Panorâmica da ANTROPOLOGIA Uma Visão Panorâmica da ANTROPOLOGIA (Pr. Eudes Lopes Cavalcanti) 1) Etimologia Anthropos = homem; logos (logia) = estudo, tratado 2) Conceito Antropologia é a parte da Teologia Sistemática que estuda

Leia mais

Código penal da vida futura

Código penal da vida futura Código penal da vida futura André Villas-Boas GECC 2 1 Doutrina das penas eternas A doutrina das penas eternas teve sua razão de ser, como a do inferno material enquanto o temor podia constituir um freio

Leia mais

LEIS DA JUSTIÇA, AMOR e CARIDADE 1. O obje6vo deste tema, será o de possibilitar o entendimento das leis de jus6ça, amor e caridade.

LEIS DA JUSTIÇA, AMOR e CARIDADE 1. O obje6vo deste tema, será o de possibilitar o entendimento das leis de jus6ça, amor e caridade. LEIS DA JUSTIÇA, AMOR e CARIDADE 1 O obje6vo deste tema, será o de possibilitar o entendimento das leis de jus6ça, amor e caridade. DIREITOS NATURAIS 2 Direitos Naturais: São os mesmos para todos os indivíduos,

Leia mais

gê ne se (grego génesis) origem, fonte, início, produção, geração, criação.

gê ne se (grego génesis) origem, fonte, início, produção, geração, criação. A Gênese Orgânica A Gênese Espiritual gê ne se (grego génesis) origem, fonte, início, produção, geração, criação. Emanação Divina Fluido Cósmico Universal Matéria Corpos Materiais A Gênese Orgânica Orgânicos

Leia mais

Filosofia na Antiguidade Clássica Sócrates, Platão e Aristóteles. Profa. Ms. Luciana Codognoto

Filosofia na Antiguidade Clássica Sócrates, Platão e Aristóteles. Profa. Ms. Luciana Codognoto Filosofia na Antiguidade Clássica Sócrates, Platão e Aristóteles Profa. Ms. Luciana Codognoto Períodos da Filosofia Grega 1- Período pré-socrático: (VII e VI a.c): início do processo de desligamento entre

Leia mais

CLAYTON LEVY ESPÍRITOS DIVERSOS DIRETRIZES ESPÍRITAS. 4 a EDIÇÃO

CLAYTON LEVY ESPÍRITOS DIVERSOS DIRETRIZES ESPÍRITAS. 4 a EDIÇÃO CLAYTON LEVY ESPÍRITOS DIVERSOS DIRETRIZES ESPÍRITAS 4 a EDIÇÃO CAMPINAS SP 2007 Sumário Mensagem de Bezerra...XI Apresentação...XIII Capítulo I Diretrizes Doutrinárias O papel do Espiritismo...3 Caráter

Leia mais

Palestra Virtual. Tema: O Egoísmo. Palestrante: Amália Silveira. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br

Palestra Virtual. Tema: O Egoísmo. Palestrante: Amália Silveira. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: O Egoísmo Palestrante: Amália Silveira Rio de Janeiro 22/01/1999 Organizadores da palestra: Moderador: Luno (nick: )

Leia mais

18º ENCONTRO ESPÍRITA SOBRE MEDIUNIDADE

18º ENCONTRO ESPÍRITA SOBRE MEDIUNIDADE 18º ENCONTRO ESPÍRITA SOBRE MEDIUNIDADE CONCLUSÃO DOS ESTUDOS REALIZADOS COM BASE NAS MENSAGENS DE ANTONIO DE AQUINO E NA ENTREVISTA COM ALTIVO FÉ E MEDITAÇÃO Fé adesão absoluta do espírito àquilo que

Leia mais

UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL.

UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL. UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL. Como sabemos o crescimento espiritual não acontece automaticamente, depende das escolhas certas e na cooperação com Deus no desenvolvimento

Leia mais