S I N O P S E S I N D I C A L M A I O D E

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "S I N O P S E S I N D I C A L M A I O D E 2 0 0 3"

Transcrição

1 S I N O P S E S I N D I C A L M A I O D E ÁGUA E ESGOTO. Com data-base em, os 18 mil empregados da empresa de Abastecimento de Água de São Paulo, após 2 dias de paralisação, renovaram o acordo coletivo de trabalho em audiência realizada no TRT 2 a Região, nos seguintes termos: a) Reajuste salarial de 14,45%; b) PLR sobre o valor de uma folha de pagamento; c) Cesta básica de R$ 85,00; d) Manutenção das cláusulas sociais. A título informativo durante as tratativas negociais a posição do sindicato dos trabalhadores era de 18,13% de reajuste salarial, 5% de aumento real e estabilidade no emprego, enquanto a empresa oferecia 8% de reajuste e pagamento de 3 abonos de 15% do salário, além de prêmio de PLR calculado sobre uma folha de pagamento. ALIMENTAÇÃO. A unidade da empresa Linguanotto, fabricante de temperos, com 130 funcionários, localizada no município de São Caetano do Sul, irá encerrar suas atividades até o próximo dia 11 de julho. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação, a empresa ofereceu um pacote de benefícios, a saber: a) Para os empregados com até 9 anos na empresa, será pago, além das indenizações legais, o equivalente a uma semana de salário para cada ano trabalhado; b) Para os empregados com mais de 9 anos na empresa, será pago, além das indenizações legais, o equivalente a duas semanas de salário para cada ano trabalhado; e c) 6 meses de assistência médica. BANCÁRIOS. Com data-base em 1º de setembro, os 120 sindicatos de bancários ligados à CUT em todo o país, representando 300 mil trabalhadores, deverão iniciar uma campanha salarial de emergência objetivando uma antecipação salarial de 15% 1

2 (estimativa de inflação entre abril/02 e abril/03). BORRACHEIROS. Com data-base em 1º de junho, o Sindicato dos Borracheiros da Grande São Paulo renovou acordo coletivo com a Firestone, fabricante de pneus, com empregados, unidade em Santo André, nos seguintes termos: a) Reajuste salarial equivalente a INPC integral do período de junho/02 a maio/03; b) PLR equivalente a R$ 2.750,00, sendo que a 1ª parcela será paga no dia 26/05 no valor de R$ 2.200,00 e em dezembro/2003 o restante (R$ 550,00); CONSTRUÇÃO CIVIL. Com data-base em, o Sindicato dos Trabalhadores na Construção Civil, representando aproximadamente 281 mil empregados, renovou a convenção coletiva de trabalho com o Sindicato da Indústria da Construção Civil Sinduscon, mediante as seguintes cláusulas: a) Reajuste salarial de 18,72%, em duas parcelas: a primeira parcela de 12% a ser paga na data-base e a segunda de 6% a ser paga em agosto/2003; b) Piso salarial evoluirá de R$ 431,20 para R$ 484,00 a partir de e R$ 512,60 a partir de ; c) Tíquete-refeição de R$ 7,00 irá para R$ 7,50 e, a partir de 1º de janeiro de 2004, para R$ 8,00; d) Manutenção das cláusulas sociais. CONSTRUÇÃO PESADA. Com data-base em, o Sindicato dos Trabalhadores na Construção Pesada do Estado de São Paulo, representando 70 mil trabalhadores, fechou acordo coletivo com a entidade patronal, com as seguintes cláusulas: a) Reajuste salarial de 19,44%, sendo 13% em maio e 5,7% em agosto/03; b) Piso salarial no valor de R$ 486,20; c) Vale refeição no valor facial de R$ 10,00 d) Manutenção das cláusulas sociais. 2

3 FGTS. MULTA DE 40%. Com relação ao expurgo dos planos econômicos Verão, de 1989, e Collor I, de 1990, constata-se que o TST já vem entendendo, ainda que de forma não unânime, que a responsabilidade pela correção da multa de 40% paga na demissão sem justa causa é do empregador. IMOBILIÁRIAS. Com data-base em, o Sindicato dos Empregados em Imobiliárias de São Paulo, Guarulhos e ABC assinaram convenção coletiva de trabalho com o SECOVI (entidade patronal) nos seguintes termos: a) Reajuste salarial de 12%; b) Manutenção das cláusulas sociais. METALÚRGICOS. Com data-base em 1º de novembro, o Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, Força Sindical, fechou acordo com o Grupo 3 da FIESP (setores de autopeças, forjaria e parafusos), em audiência realizada no Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo, nos seguintes termos: As empresas pagarão abono equivalente a 45% do salário, com um mínimo de R$ 325,00 e máximo de R$ 990,00 entre as parcelas. Segundo os sindicatos profissionais, o valor de R$ 325,00 (valor mínimo), representará um abono equivalente a 54% do salário médio nas empresas com menos de 100 funcionários. METALÚRGICOS. O Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Taubaté (CUT) e São Carlos (CBTE) decidiram aceitar o acordo com as Montadoras no tocante à campanha emergencial em função do processo inflacionário. Destarte aceitaram um abono de R$ 900,00, o qual será pago em duas parcelas de R$ 450,00 nos próximos dias 16 de maio e 31 de julho. Ressalta-se que o abono em São Carlos será de R$ 500,00. RAÇÕES. Com data-base em, a Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Estado de São Paulo, representando 8 mil trabalhadores, renovou acordo coletivo com as fábricas de rações, mediante as seguintes cláusulas: 3

4 a) Reajuste salarial de 19,36%; b) Piso salarial reajustado em 21%, sendo de R$ 410,00 (empresas com até 40 empregados) e R$ 514,00 (empresas com mais de 40 empregados); TELEFONISTAS. Com data-base em 1º de março, o Sindicato dos Telefônicos (Sintetel), representando 10 mil telefonistas particulares no estado de São Paulo, neste mês de maio, renovou a convenção coletiva de trabalho com a entidade patronal nos seguintes termos: a) Reajuste salarial de 17,66%; b) Piso salarial de R$ 582,40 e a partir de (R$ 611,81); VIGILANTES. Com data-base em, o Sindicato dos Vigilantes no Estado de São Paulo, representando aproximadamente 110 mil trabalhadores, renovou convenção coletiva de trabalho com o setor patronal nos seguintes termos: a) Reajuste salarial de 14,45%; b) Piso salarial de R$ 645,50; 4

5 CAMPANHAS SALARIAIS NO PRIMEIRO SEMESTRE. Álcool (Interior) Alimentação Doces e conservas (Interior) Artefatos de concreto (Estado) Bancários (nacional) Construção civil (capital) Frentistas (Estado) Quantos são Data-base 1º de março 1º de março 1º de setembro 1º de março Inflação em 12 meses 19,36% 17,66% 17,68% 16,2% (de setembro até abril) 19,36% 17,66% Acordo reajuste de 20% a 25% 17,66% para salários até R$ R$ 270 para as demais faixas 17,66% nos pisos 16% para salários acima do piso Querem 15% de antecipação. Negociações ainda não começaram 18,72% de reajuste, sendo 12% em maio e 6% em agosto 13,35%, mais cesta básica e tíquete Metalúrgicos (estado) Químicos (Estado) Refeições coletivas (Interior) Sapateiros de Franca Telefonista Vigilantes (Estado) Quantos são Data-base 1º de novembro 1º de novembro 1º de abril 1º de fevereiro 1º de março Inflação em 12 meses 13,45% de novembro a abril) 13,45% (de novembro a abril) 18,54% 16,33% 17,66% 19,36% Acordo A maior parte da categoria fechou acordos de antecipação (em geral, de 10%) e de abono, em parcelas Negociações com os grupos patronais não avançam Alguns acordos por empresa 15% de reajuste (e 15,5% no piso) 17,64% de reajuste, sendo 11% em fev. e 6% em ago., mais PLR 17,66% de reajuste 14,45% de reajuste Outras categorias em negociação Eletricitários, condutores, metroviários, trabalhadores na Sabesp, e Cetesb (todos com data-base em maio) e borracheiros (junho) Obs.: o índice de inflação considerado foi o do INPC-IBGE Fonte: Diário de São Paulo Trabalho 5

6 OS ACORDOS FORA DA DATA-BASE. MAIORIA CONSEGUIU ANTECIPAÇÃO OU ABONO CUT* Força Sindical Quantos são no estado Quantos são no estado Montadoras Grande São Paulo Abono de R$ 900,00 em duas vezes Quase 60% dos 280 mil metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes fecharam acordos por empresa, em geral com 10% de antecipação, parcelados, e com os setores de máquinas, fundição e siderugia. Sindicatos de Guarulhos e Osasco também acordo por empresa. Na soma, esses acordos atingem mais de 200 mil trabalhadores Máquinas Montadoras Abono de R$ 650,00 (empresa com mais de 40 Abono de R$ 900,00 na GM de São Caetano e funcionários) ou de R$ 500,00 (até 40), em duas vezes antecipação de 10% na GM de Mogi das Cruzes (empresa, que tenta recorrer, marcou reunião com o sindicato para amanhã) Fundição Autopeças, forjadas e parafusos Antecipação de 10%, em três parcelas Produtos eletroeletrônicos, lâmpadas, estamparia e outros setores Negociação por empresa Sindicatos têm audiência de conciliação hoje, no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) * São 13 sindicatos representados pela federação estadual. Outros três sindicatos negociam à parte o de São José dos Campos, por exemplo, já fechou acordo em 90% da base Fonte: Diário de São Paulo Trabalho Fontes de pesquisa: - Diário de São Paulo, Folha de São Paulo, O Estado de São Paulo, Jornal da Tarde - Boletim Dieese - Diário da Justiça - Informações obtidas junto às entidades sindicais 6

7 QUEM SÃO OS AGENTES AUTÔNOMOS DO COMÉRCIO. Categorias Administrador de Consórcio Arrendamento Mercantil Leasing Arquitetura e Engenharia Consultiva Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas: Auditoria; Cobrança; Promotoras de Vendas; Financiadoras; Administradoras de Cartões de Crédito; Reflorestamento; Administração; Participação e Controle de Empresas (holding); Organização e Métodos; Consultoria em Geral Economistas; Associações de Classes não Sindicais; Clubes de Lojistas; Associações Comerciais e Industriais; Informação (SPC); Bolsa de Valores; Mercadorias; Mercantil; Futuros e de Cereais; Perícias (Judiciais Sinistros); Engenharia de Seguros; Assessoria Técnica Promocional na Venda e Colocação de Seguros em Geral para Assegurados e Seguradoras; Análise de Materiais e Equipamentos; Controle de Qualidade; Controle de Sondagens; Assessoria e Previdência Privada; Comércio Exterior; Assessoria em Geral (Técnica, Gerencial, Contábil, Econômica; Burocrática); Estatísticas; Planejamento e Desenvolvimento Econômico; Pesquisas de Mercado e de Opinião Pública; Mapeamento e Levantamento; Aerofotogrametria; Associações, Organizações, Institutos, Fundações, Sociedades que realizam Pesquisas; Marcas e Patentes; Leilão e Leiloeiros; Mala Direita; Tradutor; Logísticas; Controle e Administração de Movimentação de Containers. Comissários de Despachos: Transitários; Agentes de Cargas Aéreas e Operadoras Intermodais; Despachantes Aduaneiros Comissários e Consignatários: Cooperativas (Produção e Agropecuária); Locadoras de Bens Móveis (Telefone, Roupas, Máquinas de Xerox, Empilhadeiras, Equipamentos de Guindastes, Containers); Franquia Postal e Similares; Casas Lotéricas Contabilidade e Contadores Autônomos Corretores de Imóveis Fomento Mercantil (Factoring) Locadoras de vídeos e jogos eletrônicos Locadoras de Equipamentos e Máquinas de Terraplanagem Locadoras de Veículos Representantes Comerciais: Corretagem (Mercadorias, Navios, Jóias, Metais, pedras Preciosas, Café e Outros) Sociedade de Advogados Fonte: Diário de S.Paulo, Trabalho, 31 de março de 2003, p. B8 Data-base 1º de março 1º de julho 1º de julho 7

S I N O P S E S I N D I C A L A B R I L D E 1 9 9 9

S I N O P S E S I N D I C A L A B R I L D E 1 9 9 9 S I N O P S E S I N D I C A L A B R I L D E 1 9 9 9 BANCÁRIOS. A Confederação Nacional dos Bancários da CUT está em tratativas negociais com a Federação Nacional dos Bancos - FENABAN de modo a obter uma

Leia mais

S I N O P S E S I N D I C A L J U N H O D E 2 0 0 8

S I N O P S E S I N D I C A L J U N H O D E 2 0 0 8 S I N O P S E S I N D I C A L J U N H O D E 2 0 0 8 ADICIONAL DE INSALUBRIDADE. MUDANÇA DA BASE DE CÁLCULO. Doravante as empresas deverão estar atentas à questão envolvendo o pagamento do adicional de

Leia mais

S I N O P S E S I N D I C A L S E T E M B R O D E 2 0 0 6

S I N O P S E S I N D I C A L S E T E M B R O D E 2 0 0 6 S I N O P S E S I N D I C A L S E T E M B R O D E 2 0 0 6 ALIMENTAÇÃO. Com data-base em 1º de setembro, o Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Alimentação (Setor de Derivados de Milho e Soja), representando

Leia mais

S I N O P S E S I N D I C A L J U L H O D E 2 0 0 1

S I N O P S E S I N D I C A L J U L H O D E 2 0 0 1 S I N O P S E S I N D I C A L J U L H O D E 2 0 0 1 ABASTECIMENTO. Com data-base em 1º de junho, o Sindicato dos Empregados em Centrais de Abastecimento de Alimentos de São Paulo (SINDBAST) celebrou acordo

Leia mais

S I N O P S E S I N D I C A L S E T E M B R O D E 2 0 0 0

S I N O P S E S I N D I C A L S E T E M B R O D E 2 0 0 0 S I N O P S E S I N D I C A L S E T E M B R O D E 2 0 0 0 BANCÁRIOS. Com data-base em 1º de setembro, A Federação Nacional dos Bancos FENABAN objetivando a renovação da convenção coletiva de trabalho ofereceu

Leia mais

S I N O P S E S I N D I C A L J U N H O D E 2 0 0 1

S I N O P S E S I N D I C A L J U N H O D E 2 0 0 1 S I N O P S E S I N D I C A L J U N H O D E 2 0 0 1 DESTILARIAS. Com data-base em 1º de maio, as 13 usinas de álcool da região de Ribeirão Preto, englobando aproximadamente 4.500 trabalhadores, renovou

Leia mais

Política de Valorização do Salário Mínimo:

Política de Valorização do Salário Mínimo: Nota Técnica Número 143 janeiro 2015 Política de Valorização do Salário Mínimo: Salário Mínimo de 2015 fixado em R$ 788,00 Salário Mínimo de 2015 será de R$ 788,00 A partir de 1º de janeiro de 2015, o

Leia mais

PRÍNCIPE E ADVOGADOS ASSOCIADOS

PRÍNCIPE E ADVOGADOS ASSOCIADOS PRÍNCIPE E ADVOGADOS ASSOCIADOS Registro OAB 2561 S I N O P S E S I N D I C A L M A I O D E 2 0 1 0 BANCÁRIOS. Em decorrência da unificação do Unibanco ao Banco Itaú, até fevereiro de 2012, a totalidade

Leia mais

S I N O P S E S I N D I C A L M A I O D E 2 0 0 6

S I N O P S E S I N D I C A L M A I O D E 2 0 0 6 S I N O P S E S I N D I C A L M A I O D E 2 0 0 6 ALIMENTAÇÃO. Com data-base em 1º de maio, a Federação dos Trabalhadores na Indústria de Alimentação do Estado de São Paulo, representando 56 mil trabalhadores

Leia mais

ANEXO I - Obrigatoriedade da NFS-e a partir de 01/09/2009 CÓDIGO DE ATIVIDADE CNAE 2.0

ANEXO I - Obrigatoriedade da NFS-e a partir de 01/09/2009 CÓDIGO DE ATIVIDADE CNAE 2.0 ANEXO I - Obrigatoriedade da NFS-e a partir de 01/09/2009 CÓDIGO DE ATIVIDADE CNAE 2.0 Código Descrição 1830-0/03-00 REPRODUCAO DE SOFTWARE EM QUALQUER SUPORTE 6190-6/01-00 PROVEDORES DE ACESSO AS REDES

Leia mais

S I N O P S E S I N D I C A L M A R Ç O D E 2 0 0 8

S I N O P S E S I N D I C A L M A R Ç O D E 2 0 0 8 S I N O P S E S I N D I C A L M A R Ç O D E 2 0 0 8 ALIMENTAÇÃO. A empresa J. Macedo decidiu encerrar as atividades de sua unidade da Lapa, capital, São Paulo, e demitir todos os seus 200 funcionários.

Leia mais

CODIGO DA LISTA SERVIÇOS CÓDIGO DE TRIBIBUTAÇÃO DESIF DESCRIÇÃO DO CÓDIGO DE TRIBIBUTAÇÃO DESIF ALÍQUOTA

CODIGO DA LISTA SERVIÇOS CÓDIGO DE TRIBIBUTAÇÃO DESIF DESCRIÇÃO DO CÓDIGO DE TRIBIBUTAÇÃO DESIF ALÍQUOTA CODIGO DA LISTA SERVIÇOS CÓDIGO DE TRIBIBUTAÇÃO DESIF DESCRIÇÃO DO CÓDIGO DE TRIBIBUTAÇÃO DESIF ALÍQUOTA 101 10100001 Análise e desenvolvimento de sistemas 5,00% 102 10200001 Programação 5,00% 103 10300001

Leia mais

1.1.2.07.001 Empréstimos a empregados 1.1.2.07.002 Empréstimos a terceiros 1.1.2.08 Tributos a Compensar 1.1.2.08.001 IR Retido na Fonte a Compensar

1.1.2.07.001 Empréstimos a empregados 1.1.2.07.002 Empréstimos a terceiros 1.1.2.08 Tributos a Compensar 1.1.2.08.001 IR Retido na Fonte a Compensar A seguir um modelo de Plano de Contas que poderá ser utilizado por empresas comerciais, industriais e prestadoras de serviços, com as devidas adaptações: 1 Ativo 1.1 Ativo Circulante 1.1.1 Disponível 1.1.1.01

Leia mais

Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região. Sindicato dos Químicos e Plásticos de São Paulo e Região

Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região. Sindicato dos Químicos e Plásticos de São Paulo e Região 1 Entidades proponentes: Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região Sindicato dos Metalúrgicos do ABC Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté Sindicato dos Químicos e Plásticos

Leia mais

SINOPSE DE CLIPPING SEMANAL SINDISIDER

SINOPSE DE CLIPPING SEMANAL SINDISIDER SINOPSE DE CLIPPING SEMANAL SINDISIDER SEMANA DE 29 DE OUTUBRO A 1º DE NOVEMBRO Um dos destaques desta semana é a reportagem do UOL sobre o recuo de 1% na produção industrial brasileira, entre setembro

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Page 1 of 6 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR001702/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 21/05/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR014964/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.006002/2013-41

Leia mais

FEDERAÇÃO NACIONAL DOS ADMINISTRADORES FENAD CNPJ 00.578.591/0001 SINDICATO DOS ADMINISTRADORES DO ESTADO DA BAHIA CNPJ 13.890.

FEDERAÇÃO NACIONAL DOS ADMINISTRADORES FENAD CNPJ 00.578.591/0001 SINDICATO DOS ADMINISTRADORES DO ESTADO DA BAHIA CNPJ 13.890. FEDERAÇÃO NACIONAL DOS ADMINISTRADORES FENAD CNPJ 00.578.591/0001 SINDICATO DOS ADMINISTRADORES DO ESTADO DA BAHIA CNPJ 13.890.652/0001-90 TABELA ORIENTATIVA PARA COBRANÇA DE HONORÁRIOS SOBRE SERVIÇOS

Leia mais

Nº 77 agosto de 2015 Balanço das negociações dos reajustes salariais do 1º semestre de 2015

Nº 77 agosto de 2015 Balanço das negociações dos reajustes salariais do 1º semestre de 2015 Nº 77 agosto de 2015 Balanço das negociações dos reajustes salariais do 1º semestre de 2015 Balanço das negociações dos reajustes salariais do 1º semestre de 2015 No primeiro semestre de 2015, a maior

Leia mais

TABELA DE RETENÇÃO NA FONTE DAS CONTRIBUIÇÕES - PIS/COFINS/CSLL. SIM (ADI n 10/2004) SIM

TABELA DE RETENÇÃO NA FONTE DAS CONTRIBUIÇÕES - PIS/COFINS/CSLL. SIM (ADI n 10/2004) SIM Serviços/Atividades - PJ Prestadora de Serviços Adiantamento (por conta de aquisições de bens ou prestação de serviços para entrega futura) Administração de bens ou negócios Administração de obras, elaboração

Leia mais

A Negociação Sindical em Tempos de Pleno Emprego

A Negociação Sindical em Tempos de Pleno Emprego A Negociação Sindical em Tempos de Pleno Emprego Flávio Obino Filho www.obinoadvogados.com.br fof@obinoadvogados.com.br Papel do Facilitador Contextualizar a discussão, coordenar e incentivar o debate

Leia mais

SIND-UFLA SIND. TEC. ADM. EDUC. INSTIUIÇÕES FED. DE ENSINO DE LAVRAS BALANÇO PATRIMONIAL ENCERRADO EM 31/12/2014 A T I V O

SIND-UFLA SIND. TEC. ADM. EDUC. INSTIUIÇÕES FED. DE ENSINO DE LAVRAS BALANÇO PATRIMONIAL ENCERRADO EM 31/12/2014 A T I V O SIND-UFLA SIND. TEC. ADM. EDUC. INSTIUIÇÕES FED. DE ENSINO DE BALANÇO PATRIMONIAL ENCERRADO EM 31/12/2014 ATIVO CIRCULANTE A T I V O DISPONIVEL Banco c/ Movimento 10.043,15 10.043,15 OUTROS CRÉDITOS Adiantamentos

Leia mais

S I N O P S E S I N D I C A L M A I O D E

S I N O P S E S I N D I C A L M A I O D E S I N O P S E S I N D I C A L M A I O D E 1 9 9 9 AEROVIÁRIOS. As empresas Varig e Vasp sob o argumento de ajustar o quadro de funcionários à demanda de mercado, demitiram respectivamente 216 e 477 comissários

Leia mais

BANCÁRIOS. Uma História marcada por lutas e conquistas

BANCÁRIOS. Uma História marcada por lutas e conquistas BANCÁRIOS Uma História marcada por lutas e conquistas 1 932 18/04/1932 1ª Greve dos Bancários Iniciada em Santos, formada por funcionários do Banco Banespa que reivindicavam melhorias salariais e das condições

Leia mais

Pesquisas de Orçamentos Familiares POF:

Pesquisas de Orçamentos Familiares POF: Número 107 Fevereiro de 2012 Pesquisas de Orçamentos Familiares POF: A necessária atualização e as mudanças de pesos em um índice de preços Pesquisas de Orçamentos Familiares - POF: a necessária atualização

Leia mais

BAIXADA SANTISTA. Regime de Contratação. Construção Civil 1 Mecânico de manutenção de máquinas, em geral C.L.T. Cubatão Curso Técnico 6

BAIXADA SANTISTA. Regime de Contratação. Construção Civil 1 Mecânico de manutenção de máquinas, em geral C.L.T. Cubatão Curso Técnico 6 Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Outros 1 Motociclista no transporte de documentos e pequenos volumes Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade Experiência (Em Meses) C.L.T. Bertioga Médio

Leia mais

Balanço dos Pisos Salariais dos Servidores da Administração Direta do Estado de São Paulo

Balanço dos Pisos Salariais dos Servidores da Administração Direta do Estado de São Paulo Abril de 2015 Rede Servidores Balanço dos Pisos Salariais dos Servidores da Administração Direta do Estado de São Paulo Introdução Este trabalho analisa a evolução real dos pisos salariais dos servidores

Leia mais

CRISE REVELA TERCEIRIZAÇÕES ILÍCITAS

CRISE REVELA TERCEIRIZAÇÕES ILÍCITAS FILIADO À Jornal do Sindicato dos Empregados em Escritórios de Contabilidade, Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas e Agentes Autônomos do Comércio do Grande ABC, Mogi, Suzano e Região. Telefone

Leia mais

Nº 75 - março de 2015

Nº 75 - março de 2015 Nº 75 - março de 2015 Balanço das negociações dos reajustes salariais de 2014 Balanço das negociações dos reajustes salariais de 2014 O DIEESE - Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos,

Leia mais

Número 131 - novembro de 2013. Imposto de Renda Pessoa Física: Propostas para uma Tributação Mais Justa

Número 131 - novembro de 2013. Imposto de Renda Pessoa Física: Propostas para uma Tributação Mais Justa Número 131 - novembro de 2013 Imposto de Renda Pessoa Física: Propostas para uma Tributação Mais Justa 1 Imposto de Renda Pessoa Física: Propostas Para Uma Tributação Mais Justa É sabido que a política

Leia mais

Nº 69 agosto de 2013 Balanço das negociações dos reajustes salariais do primeiro semestre de 2013

Nº 69 agosto de 2013 Balanço das negociações dos reajustes salariais do primeiro semestre de 2013 Nº 69 agosto de 2013 Balanço das negociações dos reajustes salariais do primeiro semestre de 2013 Balanço das negociações dos reajustes salariais do primeiro semestre de 2013 No primeiro semestre de 2013,

Leia mais

Imposto de Renda Pessoa Física: Propostas para uma Tributação Mais Justa

Imposto de Renda Pessoa Física: Propostas para uma Tributação Mais Justa Fevereiro de 2015 Número 144 Imposto de Renda Pessoa Física: Propostas para uma Tributação Mais Justa (Atualização da NT 131, de novembro de 2013) 1 Imposto de Renda Pessoa Física: Propostas Para Uma Tributação

Leia mais

Acerca da atividade sindical e das contribuições para o Sindicato

Acerca da atividade sindical e das contribuições para o Sindicato Acerca da atividade sindical e das contribuições para o Sindicato Muito se discute hoje acerca das contribuições compulsórias destinadas aos Sindicatos, em especial das contribuições assistencial e confederativa.

Leia mais

A TERCEIRIZAÇÃO NOS BANCOS 5

A TERCEIRIZAÇÃO NOS BANCOS 5 A TERCEIRIZAÇÃO NOS BANCOS 5 Como a maioria das empresas, os bancos terceirizam para cortar custos fixos e preservar suas elevadíssimas margens de lucro e rentabilidade. O lucro líquido dos maiores bancos

Leia mais

COAF- CONS. DE CONTROLE DE ATIVIDADE FINANCEIRA

COAF- CONS. DE CONTROLE DE ATIVIDADE FINANCEIRA COAF- CONS. DE CONTROLE DE ATIVIDADE FINANCEIRA Perguntas e Respostas sobre a aplicação da Resolução CFC n.º 1.445/13 O Conselho Federal de Contabilidade (CFC) é uma autarquia de natureza corporativa,

Leia mais

Em Foco CCENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES. Jornal do Sindicato dos Bancários de Campina Grande e Região, Setembro de 2012 - ano XII - nº 05

Em Foco CCENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES. Jornal do Sindicato dos Bancários de Campina Grande e Região, Setembro de 2012 - ano XII - nº 05 R Em Foco UT BRASIL CCENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES CUT Jornal do Sindicato dos Bancários de Campina Grande e Região, Setembro de 2012 - ano XII - nº 05 Em Foco 02 setembro/2012 Greve surte efeito Chega

Leia mais

75,4. 1,95 mulher, PNAD/08) Taxa de analfabetismo (15 anos ou mais em %) 4,4% População urbana 5.066.324

75,4. 1,95 mulher, PNAD/08) Taxa de analfabetismo (15 anos ou mais em %) 4,4% População urbana 5.066.324 SEMINÁRIO ESTRUTURA E PROCESSO DA NEGOCIAÇÃO COLETIVA CONJUNTURA DO SETOR RURAL E MERCADODETRABALHOEMSANTA DE EM CATARINA CONTAG CARACTERÍSTICAS C C S GERAIS CARACTERÍSTICA GERAIS DE SANTA CATARINA Área

Leia mais

1.0 ATIVO 1.1. ATIVO CIRCULANTE

1.0 ATIVO 1.1. ATIVO CIRCULANTE PLANO DE CONTAS Associações, Sindicatos e Outras Entidades. 1.0 ATIVO 1.1. ATIVO CIRCULANTE 1.1.1. Disponibilidades 1.1.1.1. Caixa 1.1.1.2. Bancos c/ Movimento 1.1.1.3. Aplicações Financeiras 1.1.2. Créditos

Leia mais

Como contratar seu empregado

Como contratar seu empregado MEI - Microempreendedor Individual: Como contratar seu empregado O que você precisa para contratar o seu empregado? Para você que já se tornou MEI Microempreendedor Individual e precisa contratar um empregado,

Leia mais

Ver artigo sobre as Especializações em Contabilidade e as Considerações sobre a Especialização em Contabilidade. Ver ainda a Resolução CFC 560.

Ver artigo sobre as Especializações em Contabilidade e as Considerações sobre a Especialização em Contabilidade. Ver ainda a Resolução CFC 560. - IMPRESSÃO DE PÁGINA - http://www.cosif.com... Page 1 of 6 Cosif Eletrônico - http://www.cosif.com.br/ Documento impresso a partir de http://www.cosif.com.br/mostra.asp?arquivo=especializ2, em 12:34:42

Leia mais

1ª TERMO ADITIVO Convenção Coletiva de Trabalho 2013/2015 COMERCIO

1ª TERMO ADITIVO Convenção Coletiva de Trabalho 2013/2015 COMERCIO 1ª TERMO ADITIVO Convenção Coletiva de Trabalho 2013/2015 COMERCIO SINDICATO DO COMERCIO DE MARABA, CNPJ n. 83.211.862/0001-90, neste ato representado(a) por seu Presidente, Sr(a). FELIX GONÇALVES DE MIRANDA;

Leia mais

CONVÊNIOS ATIVOS 2012

CONVÊNIOS ATIVOS 2012 ALPHA MÁQUINAS E VEÍCULOS DO NORDESTE LTDA Associação dos Magistrados do Maranhão - AMMA ASSOCIAÇÃO MARANHENSE DE SUPERMERCADOS - AMASP ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DO MARANHÃO ACM ASSOCIAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO

Leia mais

Anexo 6 Tabela de Códigos de Tributação da DES-IF

Anexo 6 Tabela de Códigos de Tributação da DES-IF Anexo 6 Tabela de Códigos de Tributação da DES-IF CÓDIGO DE 01.01.01-000 Análise e desenvolvimento de sistemas 0101 01.02.01-000 Programação 0102 01.03.01-000 Processamento de dados 0103 01.05.01-000 Licenciamento

Leia mais

Atividades Profissionais

Atividades Profissionais Atividades Profissionais Representadas CÓDIGO ATIVIDADE DESCRIÇÃO 0230-6/00 Atividades de Apoio à produção florestal A avaliação de massa madeira em pé A estimativa do valor da madeira Os serviços de proteção

Leia mais

S I N O P S E S I N D I C A L J U L H O D E

S I N O P S E S I N D I C A L J U L H O D E S I N O P S E S I N D I C A L J U L H O D E 1 9 9 8 ALIMENTAÇÃO. A Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação do Rio Grande do Sul fechou acordo com a empresa Perdigão referente ao pagamento

Leia mais

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo INPC-IBGE. março de 2014

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo INPC-IBGE. março de 2014 EVOLUÇÃO SALARIAL Categoria: Material de suporte para categorias em data base Deflatores: ICV-DIEESE INPC-IBGE março de 2014 Este trabalho contém o estudo sobre o comportamento dos salários desde 01-março-2013

Leia mais

R E T E N Ç Ã O N A F O N T E CONTRIBUIÇÕES PIS/ S C / O C F O I F NS N / S C / S C L S / L I / RP R F P

R E T E N Ç Ã O N A F O N T E CONTRIBUIÇÕES PIS/ S C / O C F O I F NS N / S C / S C L S / L I / RP R F P R E T E N Ç Ã O N A F O N T E CONTRIBUIÇÕES PIS/COFINS/CSL/IRPF CONSTITUIÇÃO FEDERAL/88 Art. 149. Compete exclusivamente à União instituir contribuições sociais. Legislação Lei nº 10.833/2003 Art. 30 IN

Leia mais

Art. 2º. Esta resolução entrará em vigor na data da sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Art. 2º. Esta resolução entrará em vigor na data da sua publicação, revogadas as disposições em contrário. RESOLUÇÃO SMF N.º 3 DE 19 DE AGOSTO DE 2004 Complementa normas de escrituração fiscal do ISQN para contribuintes que exerçam atividades bancárias e financeiras e dá outras providências. O SECRETÁRIO DE

Leia mais

Prezado Cliente, 1. FINALIDADE DO SISCOSERV

Prezado Cliente, 1. FINALIDADE DO SISCOSERV Prezado Cliente, Tem o presente, a finalidade de informa-los e orienta-los quanto à nova obrigação criada pela Receita Federal do Brasil o SISCOSERV (Portaria Conjunta RFB/SCS nº 1.908, de 19.07.2012).

Leia mais

Comparativo da Despesa Autorizada/Realizada

Comparativo da Despesa Autorizada/Realizada CONSELHO REGIONAL DE CORRETORES DE IMOVEIS - 4ª REGIÃO RUA CARIJOS 244 10º ANDAR EDIFICIO WALMAP BELO HORIZONTE-MG Telefone: (31) 3271-6044 Comparativo da Despesa Autorizada/Realizada Ano do : 2014 : 01/01/2014

Leia mais

04/10/12 www.seaac.com.br/site/categorias/conv encoes/ca1011.htm

04/10/12 www.seaac.com.br/site/categorias/conv encoes/ca1011.htm Convenção Coletiva de Trabalho SEAAC de Pres. Prudente e Região (18)3223-4625 www.seaac.com.br Imprimir Contabilidade e Assessoramento - 2010/2011 1 - BENEFICIÁRIOS São beneficiários da presente Convenção

Leia mais

PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS

PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO ESPECÍFICA SOBRE PARTICIPAÇÃO DOS EMPREGADOS NOS LUCROS OU RESULTADOS DAS EMPRESAS DE SEGUROS PRIVADOS E DE CAPITALIZAÇÃO EM 2013. SINDICATO DOS EMPREGADOS EM EMPRESAS DE

Leia mais

Laboratórios - Aparelhos, artigos e equipamentos

Laboratórios - Aparelhos, artigos e equipamentos RELAÇÃO DE EMPRESAS QUE GASTAM BASTANTE EM TELEFONIA Abraçadeiras Fábricas e indústrias em geral Abrasivos Esquadrias de alumínio, madeira e metálicas Aço (de todos os tipos de empresas) Estamparia Acrilico

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO córdão 1a Turma ENQUADRAMENTO SINDICAL - No caso dos autos restou demonstrado que a segunda reclamada efetivamente se apresenta aos seus clientes como empresa que atua no ramo financeiro e é reconhecida

Leia mais

Negociações Salariais. Vigilantes de Barueri

Negociações Salariais. Vigilantes de Barueri Negociações Salariais Vigilantes de Barueri 1 Pisos Salariais Vigilantes Foi realizada, neste estudo, uma comparação entre os reajustes dos pisos salariais da categoria de Vigilantes de São Paulo, em comparação

Leia mais

Atividades Econômicas Representadas pela FENACON

Atividades Econômicas Representadas pela FENACON Atividades Econômicas Representadas pela FENACON CÓDIGO ATIVIDADE DESCRIÇÃO 0230-6/00 Atividades de Apoio à produção florestal A avaliação de massa madeira em pé A estimativa do valor da madeira Os proteção

Leia mais

Notas Explicativas das Demonstrações Financeiras

Notas Explicativas das Demonstrações Financeiras Notas Explicativas das Demonstrações Financeiras No ano de 2012 o Londrina Country Club atualizou o plano de contas de sua demonstração de resultado. O objetivo é atualizar a nomenclatura das contas permitindo

Leia mais

PISOS SALARIAIS POR CATEGORIAS E OCUPAÇÕES NO ESTADO DE SÃO PAULO

PISOS SALARIAIS POR CATEGORIAS E OCUPAÇÕES NO ESTADO DE SÃO PAULO PROJETO SERT / DIEESE PISOS SALARIAIS POR CATEGORIAS E OCUPAÇÕES NO ESTADO DE SÃO PAULO RELATÓRIO DE PESQUISA Fevereiro de 2002 SERT/DIEESE Apresentação Dando continuidade aos relatórios e estudos previstos

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO DE 2009/2010. b) Sentença normativa proveniente de Dissídio Coletivo de Trabalho.

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO DE 2009/2010. b) Sentença normativa proveniente de Dissídio Coletivo de Trabalho. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO DE 2009/2010 ESTEL - MÁQUINAS E SERViÇOS INDUSTRIAIS LTOA, com estabelecimento à Rua Luiz Musso, 240, Vila Nova, Aracruz Espírito Santo, doravante denominada ESTEL, representado

Leia mais

INTHEGRA TALENTOS HUMANOS CONTRATA-SE URGENTE!!!

INTHEGRA TALENTOS HUMANOS CONTRATA-SE URGENTE!!! INTHEGRA TALENTOS HUMANOS CONTRATA-SE URGENTE!!! Acesse e Cadastre-se: www.inthegrath.com.br OPERADORA DE CAIXA (Loja) - ITH 3390: Ensino Médio Completo Informática: Word e Excel Atividades: Operar caixa,

Leia mais

1- CONTRATO DE TRABALHO

1- CONTRATO DE TRABALHO 1- CONTRATO DE TRABALHO 1.1 - ANOTAÇÕES NA CARTEIRA DE TRABALHO Quando o empregado é admitido - mesmo em contrato de experiência -, a empresa tem obrigatoriamente que fazer as anotações na carteira de

Leia mais

DIEESE - DEPARTAMENTO INTERSINDICAL DE ESTATÍSTICA E ESTUDOS SÓCIO-ECONÔMICOS SUBSEÇÃO CNM/CUT

DIEESE - DEPARTAMENTO INTERSINDICAL DE ESTATÍSTICA E ESTUDOS SÓCIO-ECONÔMICOS SUBSEÇÃO CNM/CUT CNM/CUT - CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS METALÚRGICOS DA CUT DIEESE - DEPARTAMENTO INTERSINDICAL DE ESTATÍSTICA E ESTUDOS SÓCIO-ECONÔMICOS SUBSEÇÃO CNM/CUT ALCAN NO BRASIL 1 ALCAN NO MUNDO Resultados financeiros:

Leia mais

ENCARGOS SOCIAIS. Grupo A. Subtotal. Grupo B. Subtotal. Grupo C. Subtotal Grupo D. Total de Encargos Sociais

ENCARGOS SOCIAIS. Grupo A. Subtotal. Grupo B. Subtotal. Grupo C. Subtotal Grupo D. Total de Encargos Sociais ENCARGOS SOCIAIS 1 INSS 20,00% 2 SESI ou SESC 1,50% 3 SENAI ou SENAC 1,00% 4 INCRA 0,20% 5 Salário Educação 2,50% 6 FGTS 8,00% 7 Seguro Acidente do Trabalho/SAT/INSS 3,00% 8 SEBRAE 0,60% 9 SECONCI 1,00%

Leia mais

Retenção de IRRF DNT/SSSCI/SF MAIO 2013

Retenção de IRRF DNT/SSSCI/SF MAIO 2013 DNT/SSSCI/SF MAIO 2013 Realização Secretaria da Fazenda Subsecretaria do Sistema de Controle Interno Departamento de Normas Técnicas Apresentação David Mendes Fabri Monique Junqueira Ferraz Zanella RESPONSABILIDADE

Leia mais

COMO SÃO DEFINIDOS OS 2. NOSSOS SALÁRIOS

COMO SÃO DEFINIDOS OS 2. NOSSOS SALÁRIOS COMO SÃO DEFINIDOS OS 2. NOSSOS SALÁRIOS Fazendo uma analogia, podemos afirmar que salário é um preço pago pelo trabalho realizado, assim como se paga um preço por qualquer mercadoria na praça. A força

Leia mais

Comparativo da Despesa Paga. Gratificação de Natal - 13º Salário. Material de Limpeza e Produtos de Higiene. Material de Áudio, Vídeo e Foto

Comparativo da Despesa Paga. Gratificação de Natal - 13º Salário. Material de Limpeza e Produtos de Higiene. Material de Áudio, Vídeo e Foto Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Rio Grande do Norte CNPJ: 14.829.126/0001-88 Comparativo da Paga CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 1.819.026,06 1.569.128,55 DESPESA CORRENTE 1.082.835,00 832.937,49

Leia mais

Comparativo da Despesa Paga. Gratificação de Natal - 13º Salário. Material de Limpeza e Produtos de Higiene. Material de Áudio, Vídeo e Foto

Comparativo da Despesa Paga. Gratificação de Natal - 13º Salário. Material de Limpeza e Produtos de Higiene. Material de Áudio, Vídeo e Foto Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Rio Grande do Norte CNPJ: 14.829.126/0001-88 Comparativo da Paga CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 1.819.026,06 102.069,64 491.340,38 1.327.685,68 DESPESA CORRENTE

Leia mais

Notas sobre o Salário Mínimo e imposto de renda. Número 17 março 2006 NOTA TÉCNICA

Notas sobre o Salário Mínimo e imposto de renda. Número 17 março 2006 NOTA TÉCNICA Notas sobre o Salário Mínimo e imposto de renda Número 17 março 2006 NOTA TÉCNICA Notas sobre o salário mínimo e imposto de renda Impactos dos reajustes E m 2005, as Centrais Sindicais 1 deram continuidade

Leia mais

TERMO ADITIVO Á CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

TERMO ADITIVO Á CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO TERMO ADITIVO Á CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 1 Entre as partes, de um lado o SINDICATO DOS EMPREGADOS VENDEDORES E VIAJANTES DO COMÉRCIO, PROPAGANDISTAS, PROPAGANDISTAS VENDEDORES E VENDEDORES DE PRODUTOS

Leia mais

Nº 40, terça-feira, 28 de fevereiro de 2012 3 ISSN 1677-7069 203

Nº 40, terça-feira, 28 de fevereiro de 2012 3 ISSN 1677-7069 203 Nº 40, terça-feira, 28 de fevereiro de 2012 3 ISSN 1677-7069 203 pelo código 00032012022800203 204 ISSN 1677-7069 3 Nº 40, terça-feira, 28 de fevereiro de 2012 pelo código 00032012022800204 Nº 40, terça-feira,

Leia mais

BOLETIM EMPREGO Setembro 2014

BOLETIM EMPREGO Setembro 2014 Introdução A seguir são apresentados os últimos resultados disponíveis sobre o emprego no Brasil, com foco no ramo Metalúrgico. Serão utilizadas as bases de dados oficiais, são elas: a RAIS (Relação Anual

Leia mais

Nº 66 Maio de 2013 Balanço das Greves em 2012

Nº 66 Maio de 2013 Balanço das Greves em 2012 Nº 66 Maio de 2013 Balanço das Greves em 2012 Balanço das Greves em 2012 Com este estudo, o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos DIEESE apresenta um panorama das greves ocorridas

Leia mais

Profissões Regulamentadas

Profissões Regulamentadas Profissões Regulamentadas Para efeitos fiscais e tributários, a Secretaria da Receita Federal expediu orientações, aonde entende, de acordo com o subitem 4.1 do Parecer Normativo CST 15/83, que Profissão

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DO RIO DE JANEIRO CRA/RJ

CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DO RIO DE JANEIRO CRA/RJ RECEITAS 1 - O Orçamento do Conselho Regional de Administração do Rio de Janeiro para o exercício financeiro de 2013, estima a receita em R$ 16.122.900,00 e fixa sua despesa em igual importância. 2 - A

Leia mais

Comparativo da Despesa Paga. Gratificação por Tempo de Serviço. Programa de Alimentação ao Trabalhador - Pat

Comparativo da Despesa Paga. Gratificação por Tempo de Serviço. Programa de Alimentação ao Trabalhador - Pat Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Pará CNPJ: 14.974.293/0001-12 Comparativo da Paga CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 922.380,03 665.569,81 CRÉDITO DISPONÍVEL DESPESA CORRENTE 541.961,33 188.309,60

Leia mais

CLÁUSULA 2 - DATA BASE Fica mantida como data-base o dia primeiro de maio.

CLÁUSULA 2 - DATA BASE Fica mantida como data-base o dia primeiro de maio. COMISSÁRIO E CONSIGNATÁRIOS 2004/2005 PROCESSO TRT/SP - 20236200400002003 PROCESSO TST RODC - 20236/2004-000-02-00.3 CLÁUSULA 1 - BENEFICIÁRIOS São beneficiários da presente todos os empregados de CASAS

Leia mais

Retenções na Fonte. Normas e Procedimentos para retenções de tributos municipais, estaduais e federais para prestadores de serviços

Retenções na Fonte. Normas e Procedimentos para retenções de tributos municipais, estaduais e federais para prestadores de serviços Retenções na Fonte Normas e Procedimentos para retenções de tributos municipais, estaduais e federais para prestadores de serviços Retenção na Fonte IRPJ (1,5% ). Fato Gerador - O imposto de renda na fonte

Leia mais

Comércio em 2013 Um balanço dos principais indicadores

Comércio em 2013 Um balanço dos principais indicadores Junho de 2014 número 6 Comércio em 2013 Um balanço dos principais indicadores Com o objetivo de subsidiar os dirigentes sindicais para as negociações salariais, a Rede Comerciários do DIEESE (Departamento

Leia mais

S I N O P S E S I N D I C A L R E L A Ç Ã O D A T A - B A S E

S I N O P S E S I N D I C A L R E L A Ç Ã O D A T A - B A S E S I N O P S E S I N D I C A L R E L A Ç Ã O D A T A - B A S E ALIMENTAÇÃO 1º de junho o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação de São ALIMENTAÇÃO 1º de março a Federação dos Empregados

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR026037/2013 SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMERCIO DE SAO JOSE E REGIAO, CNPJ n. 03.392.229/0001-07, neste ato representado(a) por seu Membro

Leia mais

SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL BRUNI BRUNI BRUNI BRUNI. Sistema Financeiro Nacional

SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL BRUNI BRUNI BRUNI BRUNI. Sistema Financeiro Nacional Capítulo Sistema Financeiro Nacional Bibliografia básica Todo o conteúdo dos slides deve ser acompanhado com o livro Mercados Financeiros, publicado pela Editora Atlas. Objetivos do capítulo Distinguir

Leia mais

Cuida das relações coletivas de trabalho, onde os interesses cuidados são os de um grupo social. São instituições do direito coletivo do trabalho:

Cuida das relações coletivas de trabalho, onde os interesses cuidados são os de um grupo social. São instituições do direito coletivo do trabalho: Legislação Social Profª Mestre Ideli Raimundo Di Tizio p 38 DIREITO COLETIVO DO TRABALHO Cuida das relações coletivas de trabalho, onde os interesses cuidados são os de um grupo social. São instituições

Leia mais

ANEXO X TABELA DE CÓDIGOS DE TRIBUTAÇÃO DA DES-IF. Definição dos códigos de tributação e correspondência com os subitens da lista de serviços da LC

ANEXO X TABELA DE CÓDIGOS DE TRIBUTAÇÃO DA DES-IF. Definição dos códigos de tributação e correspondência com os subitens da lista de serviços da LC ANEXO X TABELA DE CÓDIGOS DE TRIBUTAÇÃO DA DES-IF Definição dos códigos de tributação e correspondência com os subitens da lista de serviços da LC 116/03. Informação Descrição Oc Obr Tipo Tam Cod Trib

Leia mais

Subordinação da Junta Comercial

Subordinação da Junta Comercial Subordinação da Junta Comercial JUCESP A JUCESP é um órgão público estadual, subordinado administrativamente a Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania; e técnicamente ao Departamento Nacional de

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 1/5 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO O SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ENTIDADES CULTURAIS, RECREATIVAS, DE ASSISTÊNCIA SOCIAL, DE ORIENTAÇÃO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, NO ESTADO DO PARANÁ SENALBA/PR, CNPJ 75.992.446/0001-49,

Leia mais

1- Saldo estimado em aplicações de fevereiro 2011 a junho 2012 534000 mil reais, mais 6 mil de

1- Saldo estimado em aplicações de fevereiro 2011 a junho 2012 534000 mil reais, mais 6 mil de INFORMAÇÕES GERAIS 1- Saldo estimado em aplicações de fevereiro 2011 a junho 2012 534000 mil reais, mais 6 mil de adiantamento a funcionários, TOTALIZANDO, ENTRE DISPONIBILIDADES E CRÉDITOS, O VALOR DE

Leia mais

Número 66 Abril de 2008. Argumentos para a discussão da redução da jornada de trabalho no Brasil sem redução do salário

Número 66 Abril de 2008. Argumentos para a discussão da redução da jornada de trabalho no Brasil sem redução do salário Número 66 Abril de 2008 Argumentos para a discussão da redução da jornada de trabalho no Brasil sem redução do salário 1 Argumentos para a discussão da redução da jornada de trabalho no Brasil sem redução

Leia mais

Número 130 - novembro de 2013. Fator Previdenciário: por que mudar?

Número 130 - novembro de 2013. Fator Previdenciário: por que mudar? Número 130 - novembro de 2013 Fator Previdenciário: por que mudar? FATOR PREVIDENCIÁRIO: POR QUE MUDAR? 1 Como surgiu o Fator Previdenciário? A Reforma Previdenciária de 1998, por meio da Emenda Constitucional

Leia mais

ÁREA: CONTÁBIL / FISCAL / ADM / RH / ECONOMIA / PUBLICIDADE

ÁREA: CONTÁBIL / FISCAL / ADM / RH / ECONOMIA / PUBLICIDADE Cadastre seu currículo em nosso site Valores de cadastro: R$ 25,00 (nível fundamental /médio /técnico) R$ 30,00 (nível superior (em andamento ou concluído)) Informações: (49) 3329.6218 ÁREA: CONTÁBIL /

Leia mais

Prefeitura Municipal de Nova Ubiratã Gestão: 2001/2004 LEI N 200/2001 DATA: 20 DE DEZEMBRO DE 2001

Prefeitura Municipal de Nova Ubiratã Gestão: 2001/2004 LEI N 200/2001 DATA: 20 DE DEZEMBRO DE 2001 LEI N 200/2001 DATA: 20 DE DEZEMBRO DE 2001 SÚMULA: SÚMULA REGULAMENTA OS SERVIÇOS DE FISCALIZAÇÃO REALIZADOS EM ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS, INDUSTRIAIS, PRESTADORES DE SERVIÇOS, E DA OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Leia mais

Comparativo da Despesa Liquidada. Material de Limpeza e Produtos de Higiene. Material de Áudio, Vídeo e Foto. Materiais Elétricos e de Telefonia

Comparativo da Despesa Liquidada. Material de Limpeza e Produtos de Higiene. Material de Áudio, Vídeo e Foto. Materiais Elétricos e de Telefonia Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado de Sergipe CNPJ: 14.817.219/0001-92 Comparativo da Liquidada CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 1.148.289,97 885.632,24 DESPESA CORRENTE 948.289,97 685.632,24 PESSOAL

Leia mais

Relatório do Plano de Contas

Relatório do Plano de Contas 1 10000 ATIVO 1.01 10001 ATIVO CIRCULANTE 1.01.01 10002 DISPONIVEL 1.01.01.01 10003 CAIXA 1.01.01.01.00001 10004 CAIXA GERAL S 1.01.01.02 10020 BANCO CONTA MOVIMENTO 1.01.01.02.00001 10021 BANCO DO BRASIL

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001554/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 12/08/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR032670/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.023032/2010-49 DATA DO

Leia mais

VGL NEWS ANO 8 - INFORMATIVO 128-15 DE SETEMBRO A 30 DE SETEMBRO DE 2008 ASSUNTOS FISCAIS

VGL NEWS ANO 8 - INFORMATIVO 128-15 DE SETEMBRO A 30 DE SETEMBRO DE 2008 ASSUNTOS FISCAIS 1 de 5 19/5/2012 17:30 VGL NEWS ANO 8 - INFORMATIVO 128-15 DE SETEMBRO A 30 DE SETEMBRO DE 2008 ASSUNTOS FISCAIS Tributos e Contribuições Federais DRAWBACK VERDE E AMARELO SUSPENSÃO DE TRIBUTOS FEDERAIS

Leia mais

Fundo de Garantia por Tempo de Serviço. NÚMERO 13 Fev/2006

Fundo de Garantia por Tempo de Serviço. NÚMERO 13 Fev/2006 Fundo de Garantia por Tempo de Serviço NÚMERO 13 Fev/2006 Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) O regime de trabalho vigente entre os anos 40 e 60 garantia estabilidade do trabalhador no emprego

Leia mais

CFQ. Comparativo da Despesa Paga CONSELHO FEDERAL DE QUÍMICA CNPJ: 33.839.275/0001-72. Página:1/6. Evite imprimir. Colabore com o meio ambiente.

CFQ. Comparativo da Despesa Paga CONSELHO FEDERAL DE QUÍMICA CNPJ: 33.839.275/0001-72. Página:1/6. Evite imprimir. Colabore com o meio ambiente. CONSELHO FEDERAL DE QUÍMICA CNPJ: 33.839.275/0001-72 Comparativo da Paga 6.2.2.1.1 - CRÉDITO DISPONÍVEL - DESPESAS CORRENTES 18.718.78 3.991.255,30 3.991.255,30 14.727.524,70 6.2.2.1.1.31 - PESSOAL E ENCARGOS

Leia mais

DESCRIÇÃO DO CÓDIGO DE TRIBIBUTAÇÃO DESIF

DESCRIÇÃO DO CÓDIGO DE TRIBIBUTAÇÃO DESIF CODIGO DA LISTA SERVIÇOS CÓDIGO DE TRIBUTAÇÃO ABRASF DES-IF CÓDIGO DE TRIBIBUTAÇÃO DES-IF DESCRIÇÃO DO CÓDIGO DE TRIBIBUTAÇÃO DESIF ALÍQUOTA 101 10199001 10100001 Análise e desenvolvimento de sistemas

Leia mais

Receitas excluídas do regime de incidência não-cumulativa

Receitas excluídas do regime de incidência não-cumulativa Receitas excluídas do regime de incidência não-cumulativa Ainda que a pessoa jurídica esteja submetida ao regime de incidência não-cumulativa, as receitas constantes do art. 8º da Lei nº 10.637, de 2002,

Leia mais

Declaração Eletrônica de Serviços de Instituições Financeiras DES-IF

Declaração Eletrônica de Serviços de Instituições Financeiras DES-IF Declaração Eletrônica de Serviços de Instituições Financeiras DES-IF Nota Técnica 2009/001 Divulga Termo de Referência - versão 1.0.2 PREFEITURA DE BELO HORIZONTE Janeiro/2009 1 SUMÁRIO 1 SUMÁRIO... 2

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000311/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 13/05/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR020828/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.007783/2013-70

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: CE001071/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 15/12/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR057155/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46205.017363/2009-25 DATA

Leia mais