SUAS e Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SISAN: Desafios e Perspectivas para a Intersetorialiade

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SUAS e Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SISAN: Desafios e Perspectivas para a Intersetorialiade"

Transcrição

1 SUAS e Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SISAN: Desafios e Perspectivas para a Intersetorialiade XIV ENCONTRO NACIONAL DO CONGEMAS Fortaleza, 22 e 23 de março de 2012

2 História recente no Brasil I Conferência Nacional de Alimentação e Nutrição promovida pelo INAN, à partir de proposta da VIII Conferência Nacional de Saúde propõe a criação de um Conselho Nacional de Alimentação e Nutrição e de um Sistema Nacional de Segurança Alimentar. Aprova a declaração Alimentação como direito de todos e dever do Estado.

3 2003 História recente no Brasil... Instituído o Programa Bolsa Família. Reinstiuído o CONSEA Proposta PEC 047/2003, de autoria do Senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE), que altera o art. 6º da Constituição Federal, para introduzir a alimentação como direito social. Art. 6º São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição.

4 2004 História recente no Brasil... II Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (OLINDA-PE), deliberações principais: criação de uma Lei Orgânica de Segurança Alimentar e Nutricional LOSAN e o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SISAN Criado o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome MDS Aprovada e sancionada a LOSAN

5 História recente no Brasil Realização da III Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Fortaleza, CE) Política de SAN ( 6 DIRETRIZES) Acesso universal à alimentação adequada e saudável Sistemas justos de base agroecológica e sustentáveis Processos permanentes de educação em SAN e DHAA Ações para povos indígenas e comunidades tradicionais Ações de alimentação e Nutrição na atenção em Saúde SAN em âmbito internacional

6 História recente no Brasil Decreto Nº 6.272/2007 CONSEA Decreto Nº 6.273/2007 CAISAN 2010 EC 064/2010 Decreto Nº 7.272/2012 PNSAN 2011 PLANSAN 2012/2015

7 Marcos Legais LOSAN Lei Orgânica de Segurança Alimentar e Nutricional Lei de 15 de setembro de 2006 CONSEA DECRETO 6.272, de 23 de novembro de Dispõe sobre as competências, a composição e o funcionamento do CONSEA CAISAN DECRETO 6.273, de 23 de novembro de Cria a Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional EC 064/2010 Direito Humano à Alimentação inserido no Art. 6º da Constituição Federal de 1988, por meio de emenda constitucional aprovada e sancionada em fevereiro de 2010 PNSAN DECRETO 7.272, de 25 de agosto de 2010 Institui a Política Nacional de SAN e define critérios para a elaboração do Primeiro Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional

8 Lei , de 15 de setembro de 2006 Cria o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SISAN com vistas em assegurar o direito humano à alimentação adequada e dá outras providências. Art. 2 o A alimentação adequada é direito fundamental do ser humano, inerente à dignidade da pessoa humana e indispensável à realização dos direitos consagrados na Constituição Federal, devendo o poder público adotar as políticas e ações que se façam necessárias para promover e garantir a segurança alimentar e nutricional da população.

9 Lei , de 15 de setembro de 2006 Art. 3 o A segurança alimentar e nutricional consiste na realização do direito de todos ao acesso regular e permanente a alimentos de qualidade, em quantidade suficiente, sem comprometer o acesso a outras necessidades essenciais, tendo como base práticas alimentares promotoras de saúde que respeitem a diversidade cultural e que sejam ambiental, cultural, econômica e socialmente sustentáveis.

10 Lei , de 15 de setembro de 2006 Art. 7 o A consecução do direito humano à alimentação adequada e da segurança alimentar e nutricional da população far-se-á por meio do SISAN, integrado por um conjunto de órgãos e entidades da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios e pelas instituições privadas, com ou sem fins lucrativos, afetas à segurança alimentar e nutricional e que manifestem interesse em integrar o Sistema, respeitada a legislação aplicável.

11 Lei , de 15 de setembro de 2006 Art. 10. O SISAN tem por objetivos - formular e implementar políticas e planos de segurança alimentar e nutricional, - estimular a integração dos esforços entre governo e sociedade civil, bem como - promover o acompanhamento, o monitoramento e a avaliação da segurança alimentar e nutricional do País.

12 Lei , de 15 de setembro de 2006 Art. 11. Integram o SISAN: I a Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional Diretrizes da PNSAN; II o CONSEA Assessoramento e Monitoramento; III a CAISAN Articulação e Integração ; IV os órgãos e entidades de segurança alimentar e nutricional da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios ; e V as instituições privadas, com ou sem fins lucrativos, que manifestem interesse na adesão e que respeitem os critérios, princípios e diretrizes do SISAN.

13 CAISAN I - Presidência; II - Pleno Ministerial; III Pleno Executivo; IV Comitês Técnicos; e V Comitês Gestores (Instância cuja criação está em debate na CAISAN)

14 ESTADOS, DISTRITO FEDERAL E MUNICÍPIOS PACTOS DE GESTÃO PELO DHAA ADESÃO SISTEMA NACIONAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL - SISAN FÓRUM BIPARTITE FÓRUM TRIPARTITE POLÍTICA NACIONAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL - PNSAN Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional CONFERÊNCIA NACIONAL CONSELHO NACIONAL CÂMARA INTERMINISTERIAL PLANO NACIONAL CONFERÊNCIA ESTADUAL CONSELHO ESTADUAL CÂMARA INTERSETORIAL PLANO ESTADUAL CONFERÊNCIA MUNICIPAL CONSELHO MUNICIPAL CÂMARA INTERSETORIAL PLANO MUNICIPAL

15 Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional OBJETIVO GERAL Promover a Segurança Alimentar e Nutricional, bem como assegurar o Direito Humano à Alimentação Adequada em todo o território nacional OBJETIVOS ESPECÍFICOS Identificar, analisar, divulgar e atuar sobre os fatores condicionantes da INSAN no Brasil Articular programas e ações dos setores que respeitem, protejam, promovam e provejam o DHAA, observando todo tipo de diversidade, bem como disponibilizando instrumentos para a sua exigibilidade Promover sistemas sustentáveis de base agroecológica de produção e distribuição de alimentos, que respeitem a biodiversidade e fortaleçam a agricultura familiar, os povos indígenas e as comunidades tradicionais e que assegurem o consumo e o acesso à alimentação adequada e saudável, respeitada a diversidade da cultura alimentar nacional; Incorporar à política de Estado o respeito à soberania alimentar e a garantia do direito humano à alimentação adequada, inclusive o acesso à água, e promovê-los no âmbito das negociações e cooperações internacionais.

16 Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional DIRETRIZES I - Promoção do acesso universal à alimentação adequada e saudável II - Promoção do abastecimento e estruturação de sistemas sustentáveis e descentralizados, de base agroecológica, de produção, extração, processamento e distribuição de alimentos III - instituição de processos permanentes de educação alimentar e nutricional, pesquisa e formação nas áreas de SAN e DHAA IV - Promoção, universalização e coordenação das ações de SAN voltadas para quilombolas e demais povos e comunidades tradicionais, povos indígenas e assentados da reforma agrária V - Fortalecimento das ações de alimentação e nutrição em todos os níveis da atenção à saúde, de modo articulado às demais ações de SAN VI - Promoção do acesso universal à água de qualidade e em quantidade suficiente, com prioridade para as famílias em situação de insegurança hídrica e para a produção de alimentos da agricultura familiar e da pesca e aqüicultura VII - apoio a iniciativas de promoção da soberania alimentar, segurança alimentar e nutricional e do direito humano à alimentação adequada em âmbito internacional VIII - monitoramento da realização do direito humano à alimentação adequada

17 Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SUMÁRIO Apresentação Introdução 1. Contextualização 2. Desafios do Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional 3. Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional 4. Diretrizes da Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional Objetivos Metas Iniciativas 5. Monitoramento e Avaliação do Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional Anexos

18 PLANSAN 2012/2015 OBJETIVOS METAS INICIATIVAS AÇÕES ORÇÁMENTÁRIAS

19 SISAN e PNSAN Plano Nacional de SAN aprovado em % dos Estados já aderiram ao SISAN Próximos passos: Elaboração de planos estaduais Mobilização de municípios para adesão ao SISAN Elaboração do planos municipais de SAN Fóruns bipartites e tripartites Realização do 1º Pacto de Gestão pelo Direito Humano à Alimentação Adequada

20 SUAS e SISAN - Interfaces PBF; Bolsa Verde PAA e rede socioassistencial CRAS referenciar públicos para Programas de SAN...

21 Secretaria-Executiva (61) /1571

O SISTEMA NACIONAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL - SISAN

O SISTEMA NACIONAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL - SISAN O SISTEMA NACIONAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL - SISAN ROBERTA MARINS DE SÁ - CAISAN O que é o SISAN? É um sistema em construção, que tem por objetivos formular e implementar políticas e planos

Leia mais

A Construção e Implementação do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional

A Construção e Implementação do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional Oficina Estadual para Implantação do Sistema de Segurança Alimentar e Nutricional A Construção e Implementação do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional Onaur Ruano Secretário-Executivo

Leia mais

Estratégias e programas para a garantia do Direito Humano à Alimentação Adequada

Estratégias e programas para a garantia do Direito Humano à Alimentação Adequada I Seminário Estadual da Rede-SANS Desafios e estratégias para a promoção da alimentação saudável adequada e solidária no Estado de São Paulo Estratégias e programas para a garantia do Direito Humano à

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 7.272, DE 25 DE AGOSTO DE 2010. Regulamenta a Lei n o 11.346, de 15 de setembro de 2006, que cria o Sistema Nacional de

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 11.346, DE 15 DE SETEMBRO DE 2006. Cria o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SISAN com vistas em assegurar

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 6.047-D, DE 2005. O CONGRESSO NACIONAL decreta:

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 6.047-D, DE 2005. O CONGRESSO NACIONAL decreta: COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 6.047-D, DE 2005 Cria o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional - SISAN com vistas em assegurar o direito

Leia mais

COMPONENTES DO SISTEMA NACIONAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL - SISAN

COMPONENTES DO SISTEMA NACIONAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL - SISAN COMPONENTES DO SISTEMA NACIONAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL - SISAN Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional de Goiás - CONESAN GO CRIAÇÃO: Decreto Nº 5.997 de 20 de agosto de 2004.

Leia mais

SISAN Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional

SISAN Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SISAN Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional A garantia da Segurança Alimentar e Nutricional... Segurança Alimentar e Nutricional Todas e todos têm direito a uma alimentação saudável, acessível,

Leia mais

LEI DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL

LEI DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL LEI DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL Lei nº 11.346... 3 Decreto nº 7.272... 11 LEI Nº 11.346 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 11.346, DE 15 DE SETEMBRO DE

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome MDS Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SESAN

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome MDS Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SESAN Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome MDS Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SESAN Fórum de debates sobre a pobreza e a segurança alimentar Campinas, 13 de outubro

Leia mais

Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SESAN. Departamento de Estruturação e Integração de Sistemas Públicos Agroalimentares DEISP

Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SESAN. Departamento de Estruturação e Integração de Sistemas Públicos Agroalimentares DEISP MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME MDS Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SESAN Departamento de Estruturação e Integração de Sistemas Públicos Agroalimentares DEISP

Leia mais

SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL AGRICULTURA FAMILIAR

SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL AGRICULTURA FAMILIAR SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL E AGRICULTURA FAMILIAR Segurança Alimentar e Nutricional (SAN) é a realização do direito de todos ao acesso regular e permanente a alimentos de qualidade, em quantidade

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº...

PROJETO DE LEI Nº... PROJETO DE LEI Nº... Estabelece os componentes municipais do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SISAN, criado pela Lei Federal nº 11.346, de 15 de setembro de 2006. A Câmara Municipal

Leia mais

O papel do nutricionista no fortalecimento das Políticas Públicas e Desenvolvimento Local. Novembro de 2015

O papel do nutricionista no fortalecimento das Políticas Públicas e Desenvolvimento Local. Novembro de 2015 O papel do nutricionista no fortalecimento das Políticas Públicas e Desenvolvimento Local Novembro de 2015 1990 Há 1 ano o Brasil comemora a saída do Mapa da Fome UMA GRANDE CONQUISTA TRAZ UM NOVO DESAFIO

Leia mais

A experiência do Brasil na promoção do direito humano à alimentação adequada a partir do fortalecimento da agricultura familiar e camponesa

A experiência do Brasil na promoção do direito humano à alimentação adequada a partir do fortalecimento da agricultura familiar e camponesa Seminário Agrícola Internacional Bruxelas, 4 e 5 de maio de 2009 Bélgica A experiência do Brasil na promoção do direito humano à alimentação adequada a partir do fortalecimento da agricultura familiar

Leia mais

I Seminário de Agroecologia Brasil França

I Seminário de Agroecologia Brasil França I Seminário de Agroecologia Brasil França Movimentos Sociais e Políticas Públicas Londrina, 06.12.2013 A Constituição Federal do Brasil, ao assegurar, dentre os seus princípios e diretrizes, a participação

Leia mais

Polí%ca Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional e Estratégia Intersetorial de Prevenção e Controle da Obesidade

Polí%ca Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional e Estratégia Intersetorial de Prevenção e Controle da Obesidade Polí%ca Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional e Estratégia Intersetorial de Prevenção e Controle da Obesidade Seminário Frutas e Hortaliças Florianópolis/SC 07 de agosto de 2014 Câmara Intersetorial

Leia mais

A Política e o Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional

A Política e o Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional A Política e o Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional Desafios para o Conhecimento e o Monitoramento dos Programas Públicos Seminário Pesquisa em SAN Brasília, 04 a 06 de dezembro de 2012

Leia mais

SISAN Sistema Nacional de. Segurança Alimentar e. Nutricional

SISAN Sistema Nacional de. Segurança Alimentar e. Nutricional SISAN Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional I OFICINA REGIONAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME SECRETARIA DE ESTADO DO TRABALHO,

Leia mais

DIREITO HUMANO À ALIMENTAÇÃO

DIREITO HUMANO À ALIMENTAÇÃO DIREITO HUMANO À ALIMENTAÇÃO 4º Simpósio de Segurança Alimentar e Nutricional 30.maio.2012 Gramado, RS Direitos Humanos Direitos Humanos são aqueles que os seres humanos possuem, única e exclusivamente,

Leia mais

PNAE: 50 ANOS DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR POLÍTICAS DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL

PNAE: 50 ANOS DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR POLÍTICAS DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL PNAE: 50 ANOS DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR POLÍTICAS DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL Francisco Menezes Pres. CONSEA LOSAN: Antecedentes Em 2004: 2a. Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional

Leia mais

Coordenação-Geral de Regulação da Gestão do SUAS do Departamento de Gestão do SUAS

Coordenação-Geral de Regulação da Gestão do SUAS do Departamento de Gestão do SUAS Coordenação-Geral de Regulação da Gestão do SUAS do Departamento de Gestão do SUAS SUAS E SISAN MARCO LEGAL - Art. 6º da CF/88 : São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia,

Leia mais

Proposta de Pacto Federativo pela Alimentação Adequada e Saudável: uma agenda para os próximos anos

Proposta de Pacto Federativo pela Alimentação Adequada e Saudável: uma agenda para os próximos anos Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional Câmara Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional - CAISAN Secretaria-Executiva Proposta

Leia mais

A governança para a garantia do Direito Humano à Alimentação Adequada

A governança para a garantia do Direito Humano à Alimentação Adequada A governança para a garantia do Direito Humano à Alimentação Adequada Tópicos de abordagem Conceito brasileiro de Segurança Alimentar e Nutricional Organização de um Sistema Nacional de Segurança Alimentar

Leia mais

Programa Nacional de Alimentação Escolar. O papel da participação social para o sucesso do programa

Programa Nacional de Alimentação Escolar. O papel da participação social para o sucesso do programa Programa Nacional de Alimentação Escolar O papel da participação social para o sucesso do programa Referências do SISAN Princípios orientadores Direito humano à alimentação adequada Soberania alimentar

Leia mais

I OFICINA REGIONAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL

I OFICINA REGIONAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL I OFICINA REGIONAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME SECRETARIA DE ESTADO DO TRABALHO, EMPREGO E ECONOMIA SOLIDÁRIA DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA ALIMENTAR

Leia mais

III Conferência Nacional de. e Segurança Alimentar. Nutricional. Por um Desenvolvimento Sustentável com Soberania

III Conferência Nacional de. e Segurança Alimentar. Nutricional. Por um Desenvolvimento Sustentável com Soberania Por um Desenvolvimento Sustentável com Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional 03 a 06 de julho de 2007 Fortaleza (CE) III Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional Resumo do Documento

Leia mais

Silvia do Amaral Rigon DNUT/UFPR CONSEA CORESAN - RMC

Silvia do Amaral Rigon DNUT/UFPR CONSEA CORESAN - RMC Silvia do Amaral Rigon DNUT/UFPR CONSEA CORESAN - RMC Lei federal 11.346 de 2006 (LOSAN): assessoria à Presidência da República Controle Social Monitoramento das políticas/ controle social com base nas

Leia mais

Garanta o direito à alimentação adequada.

Garanta o direito à alimentação adequada. Garanta o direito à alimentação adequada. 2013 Permitida a reprodução sem fins lucrativos, parcial ou total, por qualquer meio, se citada a fonte e o sítio da Internet onde pode ser encontrado o original

Leia mais

(II Conferência Nacional de Segurança Alimentar Nutricional, 2004)

(II Conferência Nacional de Segurança Alimentar Nutricional, 2004) 1 Segurança Alimentar e Nutricional Segurança alimentar é a realização do direito de todos ao acesso regular e permanente a alimentos de qualidade, em quantidade suficiente, sem comprometer o acesso a

Leia mais

Ações de incentivo ao consumo de alimentos orgâncos e de produção agroecológica

Ações de incentivo ao consumo de alimentos orgâncos e de produção agroecológica Ações de incentivo ao consumo de alimentos orgâncos e de produção agroecológica O Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional nos municípios ENCONTRO NACIONAL III Seminário Nacional de Vigilância

Leia mais

O papel do CONSEA na promoção da segurança alimentar e nutricional. Daniela Sanches Frozi UFRJ/INJC CERESAN/UFRRJ CONSEA

O papel do CONSEA na promoção da segurança alimentar e nutricional. Daniela Sanches Frozi UFRJ/INJC CERESAN/UFRRJ CONSEA O papel do CONSEA na promoção da segurança alimentar e nutricional Daniela Sanches Frozi UFRJ/INJC CERESAN/UFRRJ CONSEA O que é Segurança alimentar e nutricional? A evolução de um conceito no Contexto

Leia mais

Ações de Educação Alimentar e Nutricional

Ações de Educação Alimentar e Nutricional Ações de Educação Alimentar e Nutricional Marco Aurélio Loureiro Brasília, 17 de outubro de 2006. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Fome Zero: Eixos Articuladores Acesso ao alimento

Leia mais

DIÁLOGOS SOBRE O DIREITO HUMANO À ALIMENTAÇÃO NO BRASIL. (Pesquisa qualitativa -- RESUMO)

DIÁLOGOS SOBRE O DIREITO HUMANO À ALIMENTAÇÃO NO BRASIL. (Pesquisa qualitativa -- RESUMO) DIÁLOGOS SOBRE O DIREITO HUMANO À ALIMENTAÇÃO NO BRASIL (Pesquisa qualitativa -- RESUMO) Realização: Ibase, com apoio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) Objetivos da Pesquisa: Os Diálogos sobre

Leia mais

SINAPIR: SISTEMA NACIONAL DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL

SINAPIR: SISTEMA NACIONAL DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL SINAPIR: SISTEMA NACIONAL DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL Instituição do SINAPIR Art. 47 da Lei 12.288/2010: Institui o SINAPIR como forma de organização e de articulação para implementação de políticas

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE A FOME CONSELHO NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL RESOLUÇÃO N.º 191, DE 10 DE NOVEMBRO 2005 DOU 17/11/2005

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE A FOME CONSELHO NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL RESOLUÇÃO N.º 191, DE 10 DE NOVEMBRO 2005 DOU 17/11/2005 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE A FOME CONSELHO NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL RESOLUÇÃO N.º 191, DE 10 DE NOVEMBRO 2005 DOU 17/11/2005 Institui orientação para regulamentação do art. 3º

Leia mais

As Compras Públicas da Agricultura Familiar para Programas Sociais

As Compras Públicas da Agricultura Familiar para Programas Sociais As Compras Públicas da Agricultura Familiar para Programas Sociais INCLUSÃO PRODUTIVA RURAL Aumento da produção para segurança alimentar e ampliação de canais de comercialização Programa de Aquisição de

Leia mais

Anexo PROPOSTA DOCUMENTO BASE. Versão Consulta Pública SISTEMA NACIONAL DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL - SINAPIR

Anexo PROPOSTA DOCUMENTO BASE. Versão Consulta Pública SISTEMA NACIONAL DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL - SINAPIR 1 Anexo PROPOSTA DOCUMENTO BASE Versão Consulta Pública SISTEMA NACIONAL DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL - SINAPIR A Definição e organização do sistema: 1 O Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial

Leia mais

FÓRUM REGIONAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL DO ALTO VALE DO ITAJAÍ RIO DO SUL SC 2015 CARTA DE PRINCÍPIOS

FÓRUM REGIONAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL DO ALTO VALE DO ITAJAÍ RIO DO SUL SC 2015 CARTA DE PRINCÍPIOS FÓRUM REGIONAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL DO ALTO VALE DO ITAJAÍ RIO DO SUL SC 2015 CARTA DE PRINCÍPIOS 1. Natureza e Finalidade O Fórum Regional de Educação Infantil do Alto Vale do Itajaí - FREIAVI é um espaço

Leia mais

OBTENHA O PLANSAN 2012/2015 PARA DOWNLOAD EM ww.mds.gov.br/segurancaalimentar

OBTENHA O PLANSAN 2012/2015 PARA DOWNLOAD EM ww.mds.gov.br/segurancaalimentar OBTENHA O PLANSAN 2012/2015 PARA DOWNLOAD EM ww.mds.gov.br/segurancaalimentar 2014 Permitida a reprodução sem fins lucrativos, parcial ou total, por qualquer meio, se citada a fonte. Elaboração Secretaria-Executiva

Leia mais

Políticas Públicas são um conjunto de ações e decisões do governo, voltadas para facilitar a solução de problemas da sociedade.

Políticas Públicas são um conjunto de ações e decisões do governo, voltadas para facilitar a solução de problemas da sociedade. Políticas Públicas são um conjunto de ações e decisões do governo, voltadas para facilitar a solução de problemas da sociedade. Políticas Públicas são a totalidade de ações, metas e planos que os governos

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 47, DE 2003 (PEC nº 64, de 2007, apensada)

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 47, DE 2003 (PEC nº 64, de 2007, apensada) COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A APRECIAR E PROFERIR PARECER À PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO N O 47, DE 2003, DO SENADO FEDERAL, QUE ALTERA O ART. 6 O DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL, PARA INTRODUZIR A ALIMENTAÇÃO

Leia mais

1 Conferência Municipal de Segurança Alimentar Nutricional. Alimentação Adequada e Saudável: Direito de Todos.

1 Conferência Municipal de Segurança Alimentar Nutricional. Alimentação Adequada e Saudável: Direito de Todos. 1 Conferência Municipal de Segurança Alimentar Nutricional Alimentação Adequada e Saudável: Direito de Todos. 14 e 15 de Julho, no Centro Universitário São Camilo Espírito Santo Paraíso. Objetivos Geral

Leia mais

EXPOSIÇÕES DE MOTIVOS DO CONSEA CONSULTORIA CAISAN

EXPOSIÇÕES DE MOTIVOS DO CONSEA CONSULTORIA CAISAN EXPOSIÇÕES DE MOTIVOS DO CONSEA CONSULTORIA CAISAN OBJETO DA CONSULTORIA Produtos: Sistematizar as Exposições de Motivos emitidas pelo CONSEA desde 2003 Subsidiar a construção de respostas para as Exposições

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 7.053 DE 23 DE DEZEMBRO DE 2009. Institui a Política Nacional para a População em Situação de Rua e seu Comitê Intersetorial

Leia mais

DIREITOS HUMANOS DE CRIANÇAS AS E ADOLESCENTES NO BRASIL.

DIREITOS HUMANOS DE CRIANÇAS AS E ADOLESCENTES NO BRASIL. PRINCÍPIOS PIOS DA POLÍTICA NACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS DE CRIANÇAS AS E ADOLESCENTES NO BRASIL. Contextualização A elaboração da Política Nacional e do Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças

Leia mais

PORTARIA Nº 321, DE 29 DE SETEMBRO DE 2008

PORTARIA Nº 321, DE 29 DE SETEMBRO DE 2008 PORTARIA Nº 321, DE 29 DE SETEMBRO DE 2008 Regulamenta a gestão das condicionalidades do Programa Bolsa Família, revoga a Portaria/MDS nº 551, de 9 de novembro de 2005, e dá outras providências. O MINISTRO

Leia mais

Projeto. Das Roças e Florestas dos Povos e Comunidades Tradicionais e da Agricultura Familiar para a Alimentação Escolar

Projeto. Das Roças e Florestas dos Povos e Comunidades Tradicionais e da Agricultura Familiar para a Alimentação Escolar Projeto Das Roças e Florestas dos Povos e Comunidades Tradicionais e da Agricultura Familiar para a Alimentação Escolar Nutritivo para alimentação escolar Nutrição como Sustento e Sustentabilidade Nutrimento

Leia mais

ARQUIVO DISPONIBILIZADO NA BIBLIOTECA VIRTUAL DO PROJETO REDESAN Título AVANÇOS DA POLÍTICA DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL

ARQUIVO DISPONIBILIZADO NA BIBLIOTECA VIRTUAL DO PROJETO REDESAN Título AVANÇOS DA POLÍTICA DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME - MDS FUNDAÇÃO DE APOIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO R.G.SUL - FAURGS REDE INTEGRADA DE EQUIPAMENTOS PÚBLICOS DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL -

Leia mais

Articulação da Participação Social e Processos Formativos Voltados ao Desenvolvimento Rural

Articulação da Participação Social e Processos Formativos Voltados ao Desenvolvimento Rural Universidade Federal da Paraíba - UFPB / Centro de Ciências Agrárias - CCA / Campus II Areia, Paraíba - 27 a 30 de outubro de 2014. Articulação da Participação Social e Processos Formativos Voltados ao

Leia mais

FORTALECIMENTO DA AGENDA DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL NA EDUCAÇÃO O Programa Nacional de Alimentação Escolar - PNAE

FORTALECIMENTO DA AGENDA DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL NA EDUCAÇÃO O Programa Nacional de Alimentação Escolar - PNAE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO FNDE DIRETORIA DE AÇÕES EDUCACIONAIS DIRAE COORDENAÇÃO- GERAL DE PROGRAMAS DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR CGPAE SBS Q.2 Bloco F Edifício FNDE

Leia mais

GUIA DE ARGUMENTOS DE VENDAS

GUIA DE ARGUMENTOS DE VENDAS GUIA DE ARGUMENTOS DE VENDAS O Plano Diretor é uma lei municipal que estabelece diretrizes para a ocupação da cidade. Ele deve identificar e analisar as características físicas, as atividades predominantes

Leia mais

Que o poder público apóie as iniciativas locais de intervenção na insegurança alimentar e nutricional fortalecendo o desenvolvimento local

Que o poder público apóie as iniciativas locais de intervenção na insegurança alimentar e nutricional fortalecendo o desenvolvimento local CARTA DE JOINVILLE No período de 26 a 29 de maio de 2010 a cidade de Joinville em Santa Catarina sediou o CONBRAN 2010 - XXI Congresso Brasileiro de Nutrição, I Congresso Iberoamericano de Nutrição e o

Leia mais

LEI N 21.156, DE 17 DE JANEIRO DE 2014. INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIAR.

LEI N 21.156, DE 17 DE JANEIRO DE 2014. INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIAR. LEI N 21.156, DE 17 DE JANEIRO DE 2014. INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIAR. (PUBLICAÇÃO - MINAS GERAIS DIÁRIO DO EXECUTIVO - 18/01/2014 PÁG. 2 e 03)

Leia mais

Pactuação do processo de construção da Estratégia de Educação Permanente do Sisan para os próximos 4 anos. 9º Encontro Caisan 11/03/2015

Pactuação do processo de construção da Estratégia de Educação Permanente do Sisan para os próximos 4 anos. 9º Encontro Caisan 11/03/2015 Pactuação do processo de construção da Estratégia de Educação Permanente do Sisan para os próximos 4 anos 9º Encontro Caisan 11/03/2015 Contribuição das Conferências de SAN ao debate da educação e formação

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Fome Zero: Eixos Articuladores Acesso ao alimento Bolsa Família Alimentação escolar (PNAE) Cisternas Restaurantes Populares Agricultura Urbana / Hortas

Leia mais

Estratégia de Mobilização de Recursos do CPF (Matrix B)

Estratégia de Mobilização de Recursos do CPF (Matrix B) Estratégia de Mobilização do CPF (Matrix B) Matriz de Resultados B Área Prioritária 1: Indicação Necessários (US$ Milhões de Dólares) Estimativa Recursos Meta de do total de Disponíveis Mobilização (Gap)

Leia mais

A operacionalização da gestão de condicionalidades no Programa Bolsa Família (PBF) ocorre de forma:

A operacionalização da gestão de condicionalidades no Programa Bolsa Família (PBF) ocorre de forma: CONDICIONALIDADES DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA ATORES RESPONSÁVEIS PELA GESTÃO A operacionalização da gestão de condicionalidades no Programa Bolsa Família (PBF) ocorre de forma:» Intersetorial: com os responsáveis

Leia mais

FNTSUAS CARTA DE PRINCÍPIOS

FNTSUAS CARTA DE PRINCÍPIOS CARTA DE PRINCÍPIOS (versão rascunho em análise) I DA ORIGEM O Fórum Nacional de Trabalhadores/as do Sistema Único de Assistência Social foi concebido durante a VII Conferência Nacional de Assistência

Leia mais

Geração de Oportunidades. para a Inclusão. O que é. Importância. Objetivo. Como funciona

Geração de Oportunidades. para a Inclusão. O que é. Importância. Objetivo. Como funciona 4 112 O que é A articulação para a inclusão busca organizar a intervenção direta dos governos e a apoiar projetos desenvolvidos por estados, Distrito Federal e municípios que gerem oportunidades de inclusão

Leia mais

ANEXO 1 PAPEL TIMBRADO DO GOVERNO MUNICIPAL

ANEXO 1 PAPEL TIMBRADO DO GOVERNO MUNICIPAL ANEXO 1 PAPEL TIMBRADO DO GOVERNO MUNICIPAL MOD ELO DE S OLICITAÇÃO D E ADE SÃO POR MUNICÍPIO S AO SI STEMA NACIONAL DE S EGU RANÇA ALIMENTA R E NUTRICIONAL O Município, do Estado, inscrito no CNPJ sob

Leia mais

Prefeitura Municipal de Bom Jesus da Lapa publica:

Prefeitura Municipal de Bom Jesus da Lapa publica: 1 Segunda-feira Ano VII Nº 1081 Prefeitura Municipal de Bom Jesus da Lapa publica: Lei Nº 472 de 19 de junho de 2015 - Aprova o Plano Municipal de Educação PME do Município de Bom Jesus da Lapa BA em consonância

Leia mais

EIXO 5 GESTÃO DA POLÍTICA NACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES PROPOSTAS APROVADAS OBTIVERAM ENTRE 80 e 100% DOS VOTOS

EIXO 5 GESTÃO DA POLÍTICA NACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES PROPOSTAS APROVADAS OBTIVERAM ENTRE 80 e 100% DOS VOTOS EIXO 5 GESTÃO DA POLÍTICA NACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES PROPOSTAS APROVADAS OBTIVERAM ENTRE 80 e 100% DOS VOTOS Garantir a elaboração e implementação da política e do Plano Decenal

Leia mais

Centro de Referência de Assistência Social. Paraná, agosto de 2012

Centro de Referência de Assistência Social. Paraná, agosto de 2012 Centro de Referência de Assistência Social Paraná, agosto de 2012 Centro de Referência de Assistência Social - CRAS Unidade pública estatal de base territorial, localizada em áreas de vulnerabilidade social

Leia mais

A contribuição do Controle Social para Promoção do Uso Racional de Medicamentos

A contribuição do Controle Social para Promoção do Uso Racional de Medicamentos A contribuição do Controle Social para Promoção do Uso Racional de Medicamentos II Seminário Multiprofissional sobre o Uso Racional de Medicamentos Maceió - 2014 Medicamentos e Uso Racional 1975 28ª Assembleia

Leia mais

Programa Nacional de Apoio a Fundos Solidários

Programa Nacional de Apoio a Fundos Solidários Programa Nacional de Apoio a Fundos Solidários Elementos de uma Proposta REDE? SISTEMA? Beneficiários do Bolsa Família não conseguem financiamento para iniciar atividades produtivas Os Fundos Solidários

Leia mais

CONTROLE E PARTICIPAÇÃO SOCIAL NA POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

CONTROLE E PARTICIPAÇÃO SOCIAL NA POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CONTROLE E PARTICIPAÇÃO SOCIAL NA POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CONSELHO NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CNAS SEMINÁRIO PROTEÇÃO SOCIAL NO BRASIL E ÁFRICA BRASÍLIA AGOSTO/2008 MARCO REGULATÓRIO RIO A

Leia mais

Programa de Aquisição de Alimentos

Programa de Aquisição de Alimentos Programa de Aquisição de Alimentos Programa de Aquisição de Alimentos Produção Consumo Rede Socioassistencial Agricultura Familiar Inclui: Agricultores Familiares; Assentados; Povos e Comunidades Tradicionais;

Leia mais

Plataforma dos Consumidores para as Eleições Municipais 2012

Plataforma dos Consumidores para as Eleições Municipais 2012 Plataforma dos Consumidores para as Eleições Municipais 2012 Plataforma dos Consumidores para as Eleições 2012 1 O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) é uma associação de consumidores sem

Leia mais

DECRETO Nº 55.867, DE 23 DE JANEIRO DE 2015

DECRETO Nº 55.867, DE 23 DE JANEIRO DE 2015 Secretaria Geral Parlamentar Secretaria de Documentação Equipe de Documentação do Legislativo DECRETO Nº 55.867, DE 23 DE JANEIRO DE 2015 Confere nova regulamentação ao Conselho Municipal de Segurança

Leia mais

Sistema Único de Saúde (SUS)

Sistema Único de Saúde (SUS) LEIS ORGÂNICAS DA SAÚDE Lei nº 8.080 de 19 de setembro de 1990 Lei nº 8.142 de 28 de dezembro de 1990 Criadas para dar cumprimento ao mandamento constitucional Sistema Único de Saúde (SUS) 1 Lei n o 8.080

Leia mais

9 FOME ZERO PARCERIAS 138

9 FOME ZERO PARCERIAS 138 9 FOME ZERO PARCERIAS 138 O que é O Fome Zero é uma estratégia do Governo Federal para assegurar o direito à alimentação adequada às pessoas com dificuldades de acesso aos alimentos. A base da estratégia

Leia mais

Objetivos Consolidar uma política garantidora de direitos Reduzir ainda mais a desigualdade social

Objetivos Consolidar uma política garantidora de direitos Reduzir ainda mais a desigualdade social AGENDA SOCIAL AGENDA SOCIAL Estamos lutando por um Brasil sem pobreza, sem privilégios, sem discriminações. Um país de oportunidades para todos. A melhor forma para um país crescer é fazer que cada vez

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 11. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 11. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 11 Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua ... Lei nº 8.742, conhecida como Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS) art. 1º define a assistência social como um direito do cidadão e

Leia mais

PLANO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL NOB/SUAS/2012. Vânia Guareski Souto Assistente Social - Especialista em Gestão Social de Políticas Públicas

PLANO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL NOB/SUAS/2012. Vânia Guareski Souto Assistente Social - Especialista em Gestão Social de Políticas Públicas PLANO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL NOB/SUAS/2012 Vânia Guareski Souto Assistente Social - Especialista em Gestão Social de Políticas Públicas Objetivos: Traduzem os resultados que se pretende atingir com a execução

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE URUAÇU ESTADO DE GOIÁS PODER EXECUTIVO SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO CNPJ 01.219.807/0001-82

PREFEITURA MUNICIPAL DE URUAÇU ESTADO DE GOIÁS PODER EXECUTIVO SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO CNPJ 01.219.807/0001-82 Lei nº 1.591/2010 Altera a Lei Municipal 1.313/205, Cria a Coordenadoria Especial de Políticas para Mulheres, Cria a Coordenadoria Especial de Promoção da Igualdade Racial, e dá outras providências. O

Leia mais

CUIDAR DA TERRA ALIMENTAR A SAÚDE CULTIVAR O FUTURO

CUIDAR DA TERRA ALIMENTAR A SAÚDE CULTIVAR O FUTURO CUIDAR DA TERRA ALIMENTAR A SAÚDE CULTIVAR O FUTURO Por que é importante dar preferência aos produtos orgânicos? Os sistemas de produção orgânica se baseiam em princípios da agroecologia e, portanto, buscam

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES DE PARNAMIRIM Casa Antônio Lustosa de Oliveira Cabral CNPJ n.º 35.446.376/0001-09

CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES DE PARNAMIRIM Casa Antônio Lustosa de Oliveira Cabral CNPJ n.º 35.446.376/0001-09 Lei n 763/2010. EMENTA: Dispõe sobre a política municipal de segurança alimentar e nutricional sustentável do município de Parnamirim-PE e dá outras providências. A MESA DIRETORA DA CÂMARA MUNICIPAL DE

Leia mais

ATUAÇÃO DA FAO NA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR

ATUAÇÃO DA FAO NA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR ATUAÇÃO DA FAO NA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR II Encontro Nacional de Experiências Inovadoras em Alimentação Escolar 50 ANOS Sr. José Tubino Representante da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação

Leia mais

DECRETO Nº. III - criação de estrutura de financiamento pública e transparente para a extensão universitária;

DECRETO Nº. III - criação de estrutura de financiamento pública e transparente para a extensão universitária; DECRETO Nº. Institui o Plano Nacional de Extensão Universitária PNExt Art. 1º Fica instituído o Plano Nacional de Extensão Universitária PNExt constante deste Decreto, com o objetivo de promover a política

Leia mais

Segurança Alimentar e Nutricional

Segurança Alimentar e Nutricional Segurança Alimentar e Nutricional Coordenação Geral da Política de Alimentação e Nutrição/ DAB/ SAS Ministério da Saúde Afinal, o que é Segurança Alimentar e Nutricional? Segurança Alimentar e Nutricional

Leia mais

Políticas Públicas de Soberania e Segurança Alimentar: aportes a partir da experiência brasileira Mariana Santarelli Instituto Brasileiro de Análises

Políticas Públicas de Soberania e Segurança Alimentar: aportes a partir da experiência brasileira Mariana Santarelli Instituto Brasileiro de Análises Políticas Públicas de Soberania e Segurança Alimentar: aportes a partir da experiência brasileira Mariana Santarelli Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econônicas IBASE BREVE HISTÓRICO DA CONSTRUÇÃO

Leia mais

Conselho de Alimentação Escolar

Conselho de Alimentação Escolar Conselho de Alimentação Escolar Controle Social no Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) Ana Luiza Scarparo Nutricionista Agente do PNAE Porto Alegre, 30 de setembro de 2014 Centros Colaboradores

Leia mais

RESOLUÇÃO CNAS Nº 11, DE 23 DE SETEMBRO DE 2015.

RESOLUÇÃO CNAS Nº 11, DE 23 DE SETEMBRO DE 2015. RESOLUÇÃO CNAS Nº 11, DE 23 DE SETEMBRO DE 2015. Caracteriza os usuários, seus direitos e sua participação na Política Pública de Assistência Social e no Sistema Único de Assistência Social, e revoga a

Leia mais

Lei nº 17773 DE 29/11/2013

Lei nº 17773 DE 29/11/2013 Lei nº 17773 DE 29/11/2013 Norma Estadual - Paraná Publicado no DOE em 02 dez 2013 Dispõe sobre o Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte - SUSAF-PR.

Leia mais

CARTA POLÍTICA DE MATO GROSSO DO SUL

CARTA POLÍTICA DE MATO GROSSO DO SUL CARTA POLÍTICA DE MATO GROSSO DO SUL Nos dias 17 e 18 de agosto de 2011, na cidade de Campo Grande-MS realizouse a 3.ª Conferência Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional de Mato Grosso do Sul com

Leia mais

NÚCLEOS DE EXTENSÃO EM DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL. PARCERIA MDA / CNPq. Brasília, 13 de maio de 2014

NÚCLEOS DE EXTENSÃO EM DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL. PARCERIA MDA / CNPq. Brasília, 13 de maio de 2014 NÚCLEOS DE EXTENSÃO EM DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL PARCERIA MDA / CNPq Brasília, 13 de maio de 2014 A política de desenvolvimento territorial Desde 2004 a SDT implementa a estratégia de desenvolvimento

Leia mais

FOME ZERO. O papel do Brasil na luta global contra a fome e a pobreza

FOME ZERO. O papel do Brasil na luta global contra a fome e a pobreza FOME ZERO O papel do Brasil na luta global contra a fome e a pobreza Seminário Internacional sobre Seguro de Emergência e Seguro Agrícola Porto Alegre, RS -- Brasil 29 de junho a 2 de julho de 2005 Alguns

Leia mais

Secretaria dos Direitos Humanos Presidência da República ÍNDICE

Secretaria dos Direitos Humanos Presidência da República ÍNDICE Secretaria dos Direitos Humanos Presidência da República O QUE É O PLANTAR? O Plano Técnico de Articulação de Rede de Promoção dos Direitos da Pessoa Idosa (PLANTAR) é uma proposta metodológica que pretende

Leia mais

Resoluções sobre Financiamento das três edições da Conferência Nacional do Esporte

Resoluções sobre Financiamento das três edições da Conferência Nacional do Esporte SEMINÁRIO NACIONAL DO ESPORTE EM CONSTRUÇÃO: SISTEMAS PÚBLICOS NACIONAIS E MODELOS ESPORTIVOS INTERNACIONAIS Resoluções sobre Financiamento das três edições da Conferência Nacional do Esporte Prof. Dr.

Leia mais

REESTRUTURAÇÃO INSTITUCIONAL DOS ÓRGÃOS GESTORES, PARA ADEQUAÇÃO À ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DO SUAS.

REESTRUTURAÇÃO INSTITUCIONAL DOS ÓRGÃOS GESTORES, PARA ADEQUAÇÃO À ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DO SUAS. REESTRUTURAÇÃO INSTITUCIONAL DOS ÓRGÃOS GESTORES, PARA ADEQUAÇÃO À ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DO SUAS. OFICINA 2 Ofertas da Assistência Social: Serviços por níveis de proteção básica e especial de média

Leia mais

Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006

Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006 Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006 Realização: Ágere Cooperação em Advocacy Apoio: Secretaria Especial dos Direitos Humanos/PR Módulo III: Conselhos dos Direitos no

Leia mais

Dom Macedo Costa. ESTADO DA BAHIA Município de Dom Macedo Costa Prefeitura Municipal Onde Pulsa o Desenvolvimento

Dom Macedo Costa. ESTADO DA BAHIA Município de Dom Macedo Costa Prefeitura Municipal Onde Pulsa o Desenvolvimento Terça-feira 54 - Ano I - Nº 98 Dom Macedo Costa LEI MUNICIPAL Nº 400/2010 De 27 de dezembro de 2010 Dispõe sobre a criação do Sistema Municipal de Cultura e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL SANTANA DA VARGEM www.santanadavargem.cam.mg.gov.br

CÂMARA MUNICIPAL SANTANA DA VARGEM www.santanadavargem.cam.mg.gov.br LEI Nº 1342 /2014 Dispõe sobre a criação e regulamentação do Programa Social de Garantia aos Direitos Fundamentais de Moradia, Alimentação e Saúde no Município de Santana da Vargem, a organização e o funcionamento

Leia mais

Participação Social no Governo Federal

Participação Social no Governo Federal PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA-GERAL SECRETARIA NACIONAL DE ARTICULAÇÃO SOCIAL Participação Social no Governo Federal Gerson Luiz de Almeida Silva Secretário Nacional de Articulação Social 1. Visões

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura SISTEMA NACIONAL DE CULTURA Processo de articulação, gestão, comunicação e de promoção conjunta de políticas públicas de cultura, mediante a pactuação federativa. Objetivo Geral do SNC Implementar políticas

Leia mais

Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Tocantins decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Tocantins decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 1.374, DE 08 DE ABRIL DE 2003. Publicado no Diário Oficial nº 1.425. Dispõe sobre a Política Estadual de Educação Ambiental e adota outras providências. O Governador do Estado do Tocantins Faço

Leia mais

Direito Humano à Alimentação Adequada Experiência Brasileira

Direito Humano à Alimentação Adequada Experiência Brasileira Direito Humano à Alimentação Adequada Experiência Brasileira Fórum Urbano Mundial Rio de Janeiro, 2010 Direito humano à Alimentação Adequada direito de estar livre da fome e da má-nutrição; direito à alimentação

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 5.811, DE 21 DE JUNHO DE 2006. Dispõe sobre a composição, estruturação, competência e funcionamento do Conselho Nacional

Leia mais