Fuga de Wall Street BOOM DA ECONOMIA BRASILEIRA FAZ GRANDES GESTORES DE BANCOS TROCAREM OS EUA PELO BRASIL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Fuga de Wall Street BOOM DA ECONOMIA BRASILEIRA FAZ GRANDES GESTORES DE BANCOS TROCAREM OS EUA PELO BRASIL"

Transcrição

1 Bolsa: onde investir em 2011 Ranking: os melhores ministros de Finanças da AL FUGA DE WALL STREET N º 395 Janeiro/2011 BRASIL Fuga de Wall Street BOOM DA ECONOMIA BRASILEIRA FAZ GRANDES GESTORES DE BANCOS TROCAREM OS EUA PELO BRASIL AméricaEconomia ISSN N o 395 JAN./2011 R$ 8,90 RICARDO AMORIM, que inaugurou uma butique de investimentos em São Paulo AE 395 capa V1.indd 1 12/21/10 8:23:33 PM

2 FINANÇAS Oportunidades Brasil lança sombra em Foto: Toni Pires Wall Street EXPERIENTES GESTORES DE INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS ESTÃO TROCANDO WALL STREET PELO MERCADO BRASILEIRO PARA CONSTITUIR BUTIQUES DE INVESTIMENTOS ROSA SYMANSKI, DE SÃO PAULO 48 AméricaEconomia Janeiro, 2011 AE 395 wallstreet.indd 2 12/21/10 8:25:42 PM

3 Régis Carvalho, que teve passagens pelo Citibank, Deutsche e Standard Bank, criou no Brasil a Life Capital: análise minuciosa de crédito é fundamental Janeiro, 2011 AméricaEconomia 49 AE 395 wallstreet.indd 3 12/21/10 8:26:26 PM

4 FINANÇAS Oportunidades A lendária região de Wall Street, em Nova York, está vendo alguns de seus grandes especialistas baterem em retirada. O que se tem visto nos últimos tempos, no coração do maior mercado financeiro do mundo, é um movimento de ilustres gestores de grandes bancos novaiorquinos rumo à nova rota da exuberância econômica. Eles têm como destino o Brasil, e o alvo são as expectativas de negócios que a prosperidade do mercado local promete no curto e no médio prazos. Os investimentos diretos de US$ 30 bilhões, em 2010, e de US$ 38 bilhões, previstos para 2011, segundo o Banco Central, denunciam a mudança de direção dos ativos financeiros e despertam a avidez desses especialistas, que estão montando negócios próprios em solo brasileiro. Essas empresas atendem pelo nome de butiques de investimentos, por causa dos diferenciados produtos que oferecem a quem busca obter alta rentabilidade em ativos diversos. Mas o maior centro financeiro do mundo não perdeu o seu brilho. O que existe é a constatação de que a mudança de rota dos ativos traz em seu encalço graúdos executivos, alguns de alto prestígio devido à atuação em tradicionais instituições financeiras norte-americanas, como Deutsche Bank, WestLB e Citibank. Percebi que estava no momento ideal para montar minha empresa e que o Brasil era a grande oportunidade. Quando se fala em investidores e mercados emergentes, se fala em Brasil. Depois de sete anos nos Estados Unidos, minha experiência me fez enxergar oportunidades em operações de grande sofisticação financeira que ainda vão 1,5 bilhão de dólares em operações foram realizados pelo fundador da Life Capital chegar aqui, afirma Régis Carvalho, 37 anos, que criou, em março de 2010, em São Paulo, a butique financeira Life Capital. A empresa oferece produtos como securitização de recebíveis (vendas de ativos, com lastro em algum bem, que são negociados junto a investidores sob a forma de títulos) e operações envolvendo commodities. RECOMEÇO O executivo, que estava em Wall Street quando estourou a crise do subprime e assistiu com os próprios olhos ao desmoronamento de ícones como o banco Lehman Brothers, viu a área em que atuava, no Deutsche Bank, ser desmontada do dia para a noite. Estava no Deutsche desde 2006, no cargo de Após a crise global e as perdas sofridas por investidores, a ênfase na análise de crédito e na percepção de riscos passou a ser primordial VP da área de Capital Markets e Securitização. Fico emocionado até hoje ao me lembrar de profissionais seniores do Lehman, com alguns dos quais sempre mantive contato, saindo do banco carregando suas caixas, mas de cabeça erguida, com orgulho da instituição, conta. Muitos tinham boa parte de seus recursos aplicados em ações do próprio Lehman. Com 15 anos de mercado financeiro e trabalhando em Wall Street desde 2004, Carvalho acumulou larga experiência na área de mercado de capitais, especializandose em finanças estruturadas e crédito, em instituições como Citibank, Standard Bank e Deutsche Bank, em Nova York. Sua trajetória teve início no Brasil, onde atuou no antigo BBA Creditanstalt (atualmente Itaú BBA) e no banco francês Natixis. No Brasil, estou fazendo operações de estruturação de dívidas e financiamento, particularmente em commodities e agronegócio, que são minhas especialidades, revela, acrescentando que, nos tempos em que se dividia entre Wall Street e o Brasil, chegou a estruturar mais de US$ 1,5 bilhão em operações. Tenho orgulho de nunca ter tido uma perda sequer em crédito, afirma. A Life Capital nasceu com a vocação de dar ênfase ao relacionamento com investidores no exterior, ou seja, negociar no mercado lá de fora as operações estruturadas aqui, explica. Meu objetivo é ter uma empresa que origine e estruture operações que possam dar a esses investidores tranquilidade em relação à qualidade de crédito, à estruturação e à amarração jurídica, explica Carvalho. Principalmente após a crise global e as perdas sofridas por investidores, a ênfase na análise de crédito e na percepção e mitigação de riscos é fundamental, e esse é nosso diferencial. Segundo ele, o Brasil é uma fonte importante de geração de operações de crédito para investidores estrangeiros. Uma das facetas de seu negócio consiste na emissão de créditos com lastro em algum tipo de ativo, como em atividades ligadas ao agronegócio. Estruturo um papel com base em um ativo. No caso de uma operação em moeda local envolvendo o plantio de soja, laranja ou de outra commodity, podem ser emitidos títulos tais como CDCAS [Certificado de Direitos Creditórios do Agronegócio], com lastro nos recebíveis futuros da venda das safras. Da mesma forma, Foto: Ricardo Correa 50 AméricaEconomia Janeiro, 2011 AE 395 wallstreet.indd 4 12/21/10 8:27:20 PM

5 estruturamos títulos no exterior, por exemplo, vinculados a exportações de commodities e aos recebíveis de tais exportações, descreve o sócio da Life. BYE BYE NOVA YORK Conhecido do público brasileiro por estar à frente do programa Manhatan Connection (exibido pelo canal GNT) e também por sua atuação no mercado financeiro, o economista Ricardo Amorim, 39 anos, deixou uma carreira brilhante no WestLB Bank de Nova York para abrir a Ricam Consultoria, em São Paulo. Sua carreira sempre foi baseada nas funções de economista e estrategista de investimentos. Voltei para o Brasil em setembro de 2008, quando o Lehman Brothers estava no olho do furacão, relata Amorim, que, na época, retornou ao país para tocar um projeto da Sadia. Entusiasmado com a quantidade de consultas de investidores sobre o país e seguindo as próprias projeções sobre o cenário de prosperidade econômica brasileira, em abril de 2009, decidiu abrir sua consultoria, com atuação em três frentes: palestras sobre cenários para a economia global, alavancagem de investimentos para investidores (com serviços como family offices) e operações como colocação de títulos como debêntures e private equity de empresas brasileiras para investidores estrangeiros. A sólida formação no mercado financeiro começou a carreira em 1992 permite a Amorim enxergar os próximos passos da economia global, não importando a conjuntura. Minha expertise é antecipar o que vai acontecer e como o investidor deve se posicionar em determinadas circunstâncias. Exemplo: ele é conhecido por acumular um verdadeiro arsenal de previsões certeiras para o Brasil e para o mundo. Entre as mais conhecidas está a do boom imobiliário que o país tem registrado nos últimos anos. CHUTE CERTEIRO Outro especialista em finanças, com longa experiência em instituições como o Citibank e BCP Securities, que retornou ao Brasil para conceber a própria empresa depois de quase 14 anos em Nova York, o economista e admistrador de empresas Jayme Bulcão, 51 anos, montou junto com o sócio Élvio Rodrigues, que foi seu colega no Citibank a butique financeira Bridge Partners, na capital paulista, em abril de Ricardo Amorim é conhecido pelas suas previsões certeiras em relação à economia global e abriu em São Paulo a Ricam Consultoria O Brasil é a bola da vez. O atual momento da indústria brasileira exige que o mercado conte com especialistas para viabilizar operações sofisticadas, ou seja, profissionais que conheçam bem o Brasil e os investidores. E eu faço esse canal, explica. Atualmente, a Bridge Partners realiza operações de private equity, de dívidas estruturadas (emissões de dívidas em que se emite um título, como o prépagamento de exportações, que é ofere- Janeiro, 2011 AméricaEconomia 51 AE 395 wallstreet V1.indd 5 12/21/10 8:22:43 PM

6 FINANÇAS Oportunidades cido ao investidor), de project finance (estruturação financeira visando viabilizar um determinado projeto de investimento e que vem sendo utilizada principalmente em projetos de infraestrutura, em virtude do fluxo de receitas previsível) e de fusões e aquisições. Na área de fusões e aquisições, que exige uma série de trâmites, temos parceria com outras empresas do setor, revela o sócio da Bridge Partners. No total, desde que foi inaugurada, a empresa já fez três operações de securitização de recebíveis. Além disso, está com outros três mandatos contrato no qual o cliente dá seu aval ao agente financeiro para realizar alguma operação, assim como o direito de estruturá-la praticamente fechados. Começamos com operações estruturadas de dívidas. Só que apareceram também oportunidades em 50 milhões de dólares é o valor atingido em operações realizadas pela Bridge Partners Jayme Bulcão, experiência no Citibank e BCP Securities transferida para o próprio negócio: a butique financeira Bridge Partners operações de private equity e de mezanino [colocação de dívidas de prazo mais longo que outras operações, normalmente entre cinco e sete anos, e que contam com uma combinação de renda fixa e variável], revela Bulcão. Profundo conhecedor do mercado brasileiro, ele justifica a necessidade de existência de empresas com esse perfil no atual momento do país. Como atuamos como butique de investimentos, não temos condições de conversar com grandes players de mercado, como uma Foto: Toni Pires 52 AméricaEconomia Janeiro, 2011 AE 395 wallstreet V1.indd 6 12/21/10 11:59:16 PM

7 Vale ou Petrobras, que são cobertas por instituições bancárias de grande porte. Nosso nicho são empresas de médio porte, muitas já com linhas de empréstimos tomadas com bancos em outros tipos de operações. Somos procurados porque oferecemos tratamento exclusivo e produtos diferenciados. É como se, em vez de entrar em um grande magazine como a Sears, o cliente preferisse uma butique, onde se paga um pouco mais, mas, em troca, ganha-se em diferencial, explica. As operações que a Brigde Partners estrutura envolvem desde modestas quantias, como US$ 100 mil, a cifras na casa dos US$ 50 milhões. Na hora da distribuição, quando apresentamos os negócios aos investidores, temos capacidade de acionar aplicadores do mundo inteiro, por causa do conhecimento que acumulamos nos anos de Wall Street, comemora o executivo. O sócio da Bridge Partners reconhece, no entanto, que há uma acuidade maior em relação a operações envolvendo crédito depois da avalanche do mercado hipotecário nos EUA e sua repercussão global. Hoje, os processos levam, em média, entre dois e três meses para serem executados. Isso é resultado do aumento do nível de cuidado em relação ao crédito, afirma. DIRETAMENTE DO REINO UNIDO Expert em mercado financeiro, o inglês James Rudd, 39 anos, também resolveu virar empreendedor no Brasil. Rudd, que trabalhava no Lloyd Bank em Londres, em 2009 (ainda na época do colapso financeiro das hipotecas), e acumula experiência de três anos em Nova York, no próprio Lloyds Bank, aproveitou o fato de ter uma esposa brasileira e decidiu apostar no Brasil. Atualmente, a Nova Financial está montando uma operação de securitização de recebíveis com cartões de crédito de lojas e supermercados Ele optou por entrar como sócio na butique de investimentos paulistana Nova Financial, em março de Meu trabalho consiste em viabilizar operações de securitização de recebíveis de clientes. Estamos tentando operações nessa área com empresas com faturamento acima de R$ 50 milhões, explica. Como acontece nas demais empresas do gênero, a Nova Financial mira empresas de médio porte. É uma faixa que não é muito bem atendida pela rede bancária. Nosso objetivo é oferecer produtos para companhias que tenham necessidade de capital de giro, ou que queiram baixar os custos de seu capital de giro, ou ainda que almejam alongar o perfil de sua dívida, observa Rudd. A butique tem clientes bem diversificados quanto à área de atuação, tais como telecomunicações e indústrias, além de prospectar também oportunidades na área de securitização imobiliária. Atualmente, a Nova Financial tem, aproximadamente, 15 operações em andamento. Uma novidade que estamos tentando implantar no Brasil são as operações de securitização de recebíveis envolvendo cartões de crédito de lojas e supermercados. A ideia é aproveitar o fato de que essas empresas que emitem cartões de crédito têm ativos, que são as faturas com vencimento futuro. Os recebíveis seriam lastreados nessas faturas e, posteriormente, negociados junto a investidores, diz Rudd. A empresa já está em fase de elaboração de uma operação nesses moldes, no valor de R$ 20 milhões. Vale lembrar que, dependendo de seu perfil, a butique de investimentos necessita de registro, como prevê a Instrução n o 43/85 da CVM (Comissão de Valores Mobiliários). Quando se trata de gestão de recursos externos, não há necessidade de seguir a legislação da CVM. Mas os casos devem ser analisados individualmente e de acordo com a forma de atuação de cada empresa, afirma Léo Rosenbaum, sócio-titular da Rosenbaum Advocacia. EDUCAR PARA INVESTIR O mercado financeiro brasileiro atrai até mesmo jovens empreendedores. Um exemplo é o alagoano Thiago Aroucha Wanderley. Com apenas 25 anos, ele decidiu abrir uma empresa voltada ao mercado acionário em Maceió (AL). Resolvi usar a experiência que acumulei em uma trading de Nova York, onde fiz estágio na área de commodities. Depois de manter contatos com a corretora New Adge, uma das maiores dos EUA, achei que o Brasil ainda era carente nessa área, explica o empresário, formado em administração com ênfase em comércio exterior. No final de 2009, nascia a Vessel Investimentos, que atua em parceria com uma grande corretora do Rio de Janeiro, a XP Investimentos. Nosso papel é o de prospectar clientes e dar assessoria de investimentos e suporte. Só não fazemos gestão nem aconselhamos atividades como compra de ações, o que fica a cargo da XP, descreve Wanderley, que planeja abrir escritórios em outras cidades brasileiras. O jovem empreendedor optou por Maceió depois de concluir que a população local era pouco familiarizada com os investimentos em bolsa. Geralmente, o que se vê são pessoas com a cultura de investir em poupança. Só que o mercado mudou muito, e os fundamentos do Brasil estão muito bons. Faz parte de nosso trabalho despertar o interesse das pessoas em relação a novas possibilidades de investimento. Por meio da Vessel, o cliente tem a opção de investir de R$ 200 em ações até ultrapassar o montante de R$ 1 milhão em operações em bolsa. Nosso diferencial está em aceitar clientes com perfis bastante variados, aponta. Janeiro, 2011 AméricaEconomia 53 AE 395 wallstreet V1.indd 7 12/21/10 8:24:32 PM

ponto Frio Ponto Frio (GLOB3 e GLOB4) faz parte do Grupo Pão de Açúcar desde 2009. Saiba qual é o futuro da empresa e se suas ações podem se valorizar

ponto Frio Ponto Frio (GLOB3 e GLOB4) faz parte do Grupo Pão de Açúcar desde 2009. Saiba qual é o futuro da empresa e se suas ações podem se valorizar pág. 08 DOUGLAS DUEK COMO AS EMPRESAS PODEM CHEGAR À BOLSA? pág. 12 TRENDS O QUE PODE ATRAPALHAR A BOLSA EM 2011 A REVISTA DO INVESTIDOR NA BOLSA ANO 3 MAR 11 #36 R$ 12,00 9 771982 835003 0 3 0 3 6 EXEMPLAR

Leia mais

Menos imobilizado, mais caixa

Menos imobilizado, mais caixa Menos imobilizado, mais caixa 30 ESPECIAL Captações de recursos Com os CRIs, é possível aliviar o peso do ativo imobilizado no balanço, usufruir um imóvel construído sob medida e liberar recursos para

Leia mais

Operações de Recebíveis de Royalties de Petróleo II

Operações de Recebíveis de Royalties de Petróleo II 2014 Instituto de Previdência e Assistência do Município do Rio de Janeiro Operações de Recebíveis de Royalties de Petróleo II Nota Técnica 14 Nota Técnica nº 14 Operações de Recebíveis de Royalties de

Leia mais

Proposta da CVM pode reduzir acesso a investimentos isentos de IR; mercado questiona

Proposta da CVM pode reduzir acesso a investimentos isentos de IR; mercado questiona Página 1 de 5 Proposta da CVM pode reduzir acesso a investimentos isentos de IR; mercado questiona Associações pedem à CVM que seja menos rigorosa em norma que deve aumentar limite para que investidores

Leia mais

F r e i t a s L e i t e S o l u ç õ e s t ã o e x c l u s i v a s q u a n t o s e u s d e s a f i o s w w w. f r e i t a s l e i t e. c o m.

F r e i t a s L e i t e S o l u ç õ e s t ã o e x c l u s i v a s q u a n t o s e u s d e s a f i o s w w w. f r e i t a s l e i t e. c o m. F r e i t a s L e i t e S o l u ç õ e s t ã o e x c l u s i v a s q u a n t o s e u s d e s a f i o s w w w. f r e i t a s l e i t e. c o m. b r Fundado em 1997, FreitasLeite possui grande experiência

Leia mais

Mercado de Capitais e o Investimento Imobiliário. 1 Fórum de Investimentos Imobiliários

Mercado de Capitais e o Investimento Imobiliário. 1 Fórum de Investimentos Imobiliários Mercado de Capitais e o Investimento Imobiliário 1 Fórum de Investimentos Imobiliários Abril, 2014 Mercado Imobiliário e Mercado de Capitais Relembrando o Passado Recente Maior renda da população Evolução

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Junho 2009

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Junho 2009 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Junho 2009 O papel do private equity na consolidação do mercado imobiliário residencial Prof. Dr. Fernando Bontorim Amato O mercado imobiliário

Leia mais

Fonte: AZ Investimentos / Andima. Fonte: AZ Investimentos / Andima

Fonte: AZ Investimentos / Andima. Fonte: AZ Investimentos / Andima ANÁLISE CAPTAÇÃO DE RECURSOS VIA OFERTAS PUBLICAS DE AÇÕES Por: Ricardo Zeno 55 21 3431 3831 27 de Fevereiro, 2008 Em 2007, o destaque foi para as emissões de Renda Variável, o volume total das ofertas

Leia mais

O Brasil Plural é um Grupo Financeiro fundado em 2009 que possui escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo e Nova York. Nossos sócios possuem um amplo

O Brasil Plural é um Grupo Financeiro fundado em 2009 que possui escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo e Nova York. Nossos sócios possuem um amplo O Brasil Plural é um Grupo Financeiro fundado em 2009 que possui escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo e Nova York. Nossos sócios possuem um amplo histórico de sucesso no mercado de capitais brasileiro

Leia mais

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO L2 0 0 6 R E L AT Ó R I O A N U A EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO Prêmio de Seguros Participação no Mercado (em %) Mercado 74,2% Fonte: Susep e ANS Base: Nov/2006 Bradesco 25,8%

Leia mais

Oferta Pública. Mercado de Capitais

Oferta Pública. Mercado de Capitais Oferta Pública Mercado de Capitais Oferta Pública Para ter suas ações negociadas na Bolsa, as empresas precisam abrir o capital. O primeiro procedimento para a empresa abrir o capital é entrar com o pedido

Leia mais

INVESTIMENTOS EM INFRAESTRUTURA NO BRASIL

INVESTIMENTOS EM INFRAESTRUTURA NO BRASIL JANEO 2013 INVESTIMENTOS EM INFRAESTRUTURA NO BRASIL MEDIDA PROVISÓRIA 601/2012: BENEFÍCIOS FISCAIS DE FIDCS DE PROJETOS DE INVESTIMENTO (INCLUSIVE INFRAESTRUTURA) A. Introdução 1. A fim de aprimorar os

Leia mais

02/02/2013. Para onde correr?

02/02/2013. Para onde correr? 02/02/2013 Para onde correr? Juros historicamente baixos, crescimento modesto, inflação elevada e um ambiente menos hostil, mas ainda cheio de incertezas. Decidir onde aplicar, num cenário desses, é um

Leia mais

Cédula de Crédito Imobiliário - CCI

Cédula de Crédito Imobiliário - CCI Títulos Imobiliários Renda Fixa Cédula de Crédito Imobiliário - CCI Títulos Imobiliários Cédula de Crédito Imobiliário Instrumento que facilita a negociabilidade e a portabilidade do crédito imobiliário

Leia mais

ANÚNCIO DE INÍCIO DE DISTRIBUIÇÃO DO Fundo de Investimento Imobiliário Votorantim Securities CNPJ/MF: 10.347.505/0001-80

ANÚNCIO DE INÍCIO DE DISTRIBUIÇÃO DO Fundo de Investimento Imobiliário Votorantim Securities CNPJ/MF: 10.347.505/0001-80 ANÚNCIO DE INÍCIO DE DISTRIBUIÇÃO DO Fundo de Investimento Imobiliário Votorantim Securities CNPJ/MF: 10.347.505/0001-80 VOTORANTIM ASSET MANAGEMENT DTVM LTDA. ( Administrador ), comunica o início da distribuição

Leia mais

SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL. Parte 4: Como tornar sua Empresa uma Companhia de Capital Aberto

SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL. Parte 4: Como tornar sua Empresa uma Companhia de Capital Aberto SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL Parte 4: Como tornar sua Empresa uma Companhia de Capital Aberto o O que é Abertura de Capital o Vantagens da abertura o Pré-requisitos

Leia mais

Especialista questiona "ascensão" de bancos brasileiros em ranking

Especialista questiona ascensão de bancos brasileiros em ranking Veículo: Valor Online Data: 13/04/09 Especialista questiona "ascensão" de bancos brasileiros em ranking A crise global colocou os bancos brasileiros em destaque nos rankings internacionais de lucro, rentabilidade

Leia mais

2 Abertura de capital

2 Abertura de capital 2 Abertura de capital 2.1. Mercado de capitais O Sistema Financeiro pode ser segmentado, de acordo com os produtos e serviços financeiros prestados, em quatro tipos de mercado: mercado monetário, mercado

Leia mais

FUNDOS DE INVESTIMENTOS IMOBILIÁRIOS

FUNDOS DE INVESTIMENTOS IMOBILIÁRIOS I Curso de Férias do Grupo de Estudos de Direito Empresarial - Direito UFMG S IMOBILIÁRIOS Luis Fellipe Maia Advogado Formado pela UFMG Sócio da Vivá Capital Membro do Conselho Diretor da Júnior Achievement/MG

Leia mais

Soluções de Financiamento e Investimento para Projetos Imobiliários Residenciais

Soluções de Financiamento e Investimento para Projetos Imobiliários Residenciais Soluções de Financiamento e Investimento para Projetos Imobiliários Residenciais I. A Conjuntura Econômica II. III. Introdução à RB Capital Soluções Imobiliárias Residenciais Conjuntura Econômica Cenários

Leia mais

ATIVA Corretora 2012

ATIVA Corretora 2012 ATIVA Corretora 2012 Índice Perfil Distribuição - Como Funciona - Cases Produtos Público Alvo Pós-Venda Cuidados e Riscos Legislação Perfil Há quase três décadas a ATIVA oferece serviços financeiros especializados

Leia mais

Mercado de Capitais. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados.

Mercado de Capitais. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Mercado de Capitais Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Nossos serviços Somos reconhecidos pelo mercado, por nossos clientes e por nossos pares como

Leia mais

BRAZILIAN SECURITIES COMPANHIA DE SECURITIZAÇÃO. 206ª SÉRIE da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS

BRAZILIAN SECURITIES COMPANHIA DE SECURITIZAÇÃO. 206ª SÉRIE da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS BRAZILIAN SECURITIES COMPANHIA DE SECURITIZAÇÃO 206ª SÉRIE da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013 Rio de Janeiro, 30 de Abril de

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional O GRUPO O Grupo MultinvestCapital é formado pelas seguintes empresas MultinvestCapital Administradora de Recursos, MultinvestCapital Agentes Autônomos de Investimentos e MultinvestCapital

Leia mais

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO COM FOCO EM TÍTULOS DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ESTRUTURADO REIT RIVIERA FII

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO COM FOCO EM TÍTULOS DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ESTRUTURADO REIT RIVIERA FII FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO COM FOCO EM TÍTULOS DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ESTRUTURADO REIT RIVIERA FII Crédito lastreado em imóveis, alta rentabilidade e fluxo de caixa constante, com a solidez do concreto.

Leia mais

Instrumentos de Financiamento Imobiliário no Brasil Jorge Sant Anna

Instrumentos de Financiamento Imobiliário no Brasil Jorge Sant Anna Instrumentos de Financiamento Imobiliário no Brasil Jorge Sant Anna 1 Março /2010 Evolução do Financiamento Imobiliário 1964 Base Legal Sistema Financeiro de Habitação Lei 4.328 /64 Lei 5.170/66 1997 Base

Leia mais

O outro lado da dívida

O outro lado da dívida O outro lado da dívida 18 KPMG Business Magazine A crise de endividamento na Europa abalou a economia global como a segunda grande onda de choque após a ruptura da bolha imobiliária nos Estados Unidos,

Leia mais

Insper - Instituto de Ensino e Pesquisa. Caio Marques Silvério de Oliveira

Insper - Instituto de Ensino e Pesquisa. Caio Marques Silvério de Oliveira Insper - Instituto de Ensino e Pesquisa Certificate in Financial Management CFM Caio Marques Silvério de Oliveira DIVERSIFICANDO SEUS INVESTIMENTOS: FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO OU CERTIFICADO DE

Leia mais

Disclaimer. Advertências

Disclaimer. Advertências Disclaimer Advertências O investimento em ativos financeiros envolve riscos sobre os quais o investidor deve buscar informar-se lendo a documentação obrigatória referente a cada ativo. Fundos de investimento

Leia mais

Wolf Kos Trambuch Diretor da ISEC Nelson Campos Diretor da ISEC

Wolf Kos Trambuch Diretor da ISEC Nelson Campos Diretor da ISEC A EMPRESA A ISEC é uma securitizadora independente, ágil, com sólida experiência no mercado cuja missão é oferecer soluções aos que buscam recursos e/ou investimentos a partir de operações estruturadas

Leia mais

Veículo: Valor Econômico Data: 11/05/2015 Seção: Finanças Pág.: 01 Assunto: Retorno imobiliário

Veículo: Valor Econômico Data: 11/05/2015 Seção: Finanças Pág.: 01 Assunto: Retorno imobiliário Veículo: Valor Econômico Data: 11/05/2015 Seção: Finanças Pág.: 01 Assunto: Retorno imobiliário Veículo: Valor Econômico Data: 11/05/2015 Seção: Finanças Pág.: http://zip.net/bfrdry Assunto: Retorno imobiliário

Leia mais

Av. Paulo VI, 621 (antigo 2405) Perdizes - 01.262-010 São Paulo - Tel: 55 11 2614-0550 CNPJ: 08.903.116/0001-42 NIRE: 35.300.342.682 CVM: 21105 IMSP:

Av. Paulo VI, 621 (antigo 2405) Perdizes - 01.262-010 São Paulo - Tel: 55 11 2614-0550 CNPJ: 08.903.116/0001-42 NIRE: 35.300.342.682 CVM: 21105 IMSP: Av. Paulo VI, 621 (antigo 2405) Perdizes - 01.262-010 São Paulo - Tel: 55 11 2614-0550 CNPJ: 08.903.116/0001-42 NIRE: 35.300.342.682 CVM: 21105 IMSP: 4.217.855-0 www.novasec.com.br novasec@novasec.com.br

Leia mais

BRAZIL REALTY - COMPANHIA SECURITIZADORA DE CRÉDITOS IMOBILIÁRIOS. 1ª SÉRIE da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS

BRAZIL REALTY - COMPANHIA SECURITIZADORA DE CRÉDITOS IMOBILIÁRIOS. 1ª SÉRIE da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS BRAZIL REALTY - COMPANHIA SECURITIZADORA DE CRÉDITOS IMOBILIÁRIOS 1ª SÉRIE da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2014 Rio de Janeiro,

Leia mais

NOVA SECURITIZAÇÃO S.A. EXERCÍCIO DE 2014

NOVA SECURITIZAÇÃO S.A. EXERCÍCIO DE 2014 NOVA SECURITIZAÇÃO S.A. 17ª SÉRIE da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2014 Rio de Janeiro, 30 de Abril de 2015. Prezados Senhores

Leia mais

Art. 2º Fica alterado o art. 1º da Resolução 3.042, de 28 de novembro de 2002, que passa a vigorar com a seguinte redação:

Art. 2º Fica alterado o art. 1º da Resolução 3.042, de 28 de novembro de 2002, que passa a vigorar com a seguinte redação: RESOLUCAO 3.308 --------------- Altera as normas que disciplinam a aplicação dos recursos das reservas, das provisões e dos fundos das sociedades seguradoras, das sociedades de capitalização e das entidades

Leia mais

Junta-te a nós. O estágio na Macedo Vitorino & Associados

Junta-te a nós. O estágio na Macedo Vitorino & Associados Junta-te a nós O estágio na Macedo Vitorino & Associados Quem somos A Macedo Vitorino & Associados foi constituída em 1996, concentrando a sua actividade na assessoria a clientes nacionais e estrangeiros

Leia mais

Investimentos no Mercado Imobiliário Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Investimentos no Mercado Imobiliário Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

SECURITIZAÇÃO DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS 28/10/2014 - IBCPF

SECURITIZAÇÃO DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS 28/10/2014 - IBCPF SECURITIZAÇÃO DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS 28/10/2014 - IBCPF Conceito 1 Conceito Integração dos mercados imobiliário e de capitais, de modo a permitir a captação de recursos necessários para o desenvolvimento

Leia mais

Mercado de capitais. Mercado Financeiro - Prof. Marco Arbex. Mercado de capitais. Comissão de Valores Mobiliários. Comissão de Valores Mobiliários

Mercado de capitais. Mercado Financeiro - Prof. Marco Arbex. Mercado de capitais. Comissão de Valores Mobiliários. Comissão de Valores Mobiliários Mercado de capitais Mercado de capitais Prof. Ms. Marco A. Arbex marco.arbex@live.estacio.br www.marcoarbex.wordpress.com O mercado de capitais está estruturado para suprir as necessidades de investimento

Leia mais

Mercado de Títulos Ligados ao Setor Imobiliário para Fundos de Pensão

Mercado de Títulos Ligados ao Setor Imobiliário para Fundos de Pensão Mercado de Títulos Ligados ao Setor Imobiliário para Fundos de Pensão Marielle Brugnari dos Santos Gerência de Produtos Imobiliários Junho/20111 Desenvolvimento do Mercado Imobiliário Cédula de Crédito

Leia mais

Certificado de Recebíveis Imobiliários - CRI

Certificado de Recebíveis Imobiliários - CRI Certificado de Recebíveis Imobiliários - CRI Diversos veículos podem ser utilizados para securitizar recebíveis imobiliários, entretanto o uso dos Certificados de Recebíveis Imobiliários -CRI- vem caminhando

Leia mais

Mercado de Capitais 18/08/2015

Mercado de Capitais 18/08/2015 Mercado de Capitais 18/08/2015 O que é Cetip? CTIP3; Novo Mercado; Integradora do mercado financeiro; Utiliza a tecnologia para oferecer serviços de infraestrutura; Maior depositária de títulos de renda

Leia mais

Perguntas realizadas na apresentação do Fundo Garantidor de Crédito

Perguntas realizadas na apresentação do Fundo Garantidor de Crédito Perguntas realizadas na apresentação do Fundo Garantidor de Crédito - O que significa DPEG? - O que é DPGE 1 e 2? Quais suas finalidades? Qual a diferença para o FGC? DPGEs são títulos de renda fixa representativos

Leia mais

SECURITIZAÇÃO NO AGRONEGÓCIO

SECURITIZAÇÃO NO AGRONEGÓCIO SECURITIZAÇÃO NO AGRONEGÓCIO ÍNDICE I. Agronegócio 1. Definição 2 2. Aspectos Econômicos 3 3. Aspectos Regulatórios 6 II. Securitização 7 1. Aspectos Gerais 2. CRI 11 III. CRA 1. Estoque 13 2. Ciclos Agrícolas

Leia mais

ENTENDENDO O MERCADO DE VALORES MOBILIÁRIOS

ENTENDENDO O MERCADO DE VALORES MOBILIÁRIOS ENTENDENDO O MERCADO DE VALORES MOBILIÁRIOS O Sistema Financeiro O sistema financeiro pode ser definido como o conjunto de instituições, produtos e instrumentos que viabiliza a transferência de recursos

Leia mais

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa Insper Instituto de Ensino e Pesquisa Certificate in Financial Management CFM Carolina Aun Rodrigues ESTÍMULOS À LIQUIDEZ DOS TÍTULOS PRIVADOS DE RENDA FIXA São Paulo 2014 1 Carolina Aun Rodrigues ESTÍMULOS

Leia mais

AS EMPRESAS SEGURADORAS E RESSEGURADORAS COMO INVESTIDORAS DO MERCADO DE CAPITAIS

AS EMPRESAS SEGURADORAS E RESSEGURADORAS COMO INVESTIDORAS DO MERCADO DE CAPITAIS AS EMPRESAS SEGURADORAS E RESSEGURADORAS COMO INVESTIDORAS DO MERCADO DE CAPITAIS HSM EXPO MANAGEMENT 2014 4 de novembro de 2014 Alexandre H. Leal Neto Superintendente de Regulação CNseg Agenda Representação

Leia mais

Workshop de Securitização FIDC E CRI. Comitê de FIDCs da ANBIMA Ricardo Augusto Mizukawa

Workshop de Securitização FIDC E CRI. Comitê de FIDCs da ANBIMA Ricardo Augusto Mizukawa Workshop de Securitização FIDC E CRI Comitê de FIDCs da ANBIMA Ricardo Augusto Mizukawa Fundo de Investimento em Direitos Creditórios Mercado Iniciativas do Mercado - ANBIMA Classificação de FIDCs Formulário

Leia mais

consultoria empresarial (Re)Estruturação Processos Finanças Estratégia

consultoria empresarial (Re)Estruturação Processos Finanças Estratégia consultoria empresarial (Re)Estruturação Processos Finanças Estratégia Quem Somos Constituída em 2006, no Rio Grande do Sul, a RM2 Consultoria atua em projetos nacionais e internacionais. Analisamos processos,

Leia mais

Teleconferência Resultados 3T10

Teleconferência Resultados 3T10 Teleconferência Resultados 3T10 Sexta-feira, 5 de Novembro de 2010 Horário: 14:00 (horário de Brasília) 12:00 (horário US EDT) Tel: + 55 (11) 4688-6361 Código: LASA Replay: + 55 (11) 4688-6312 Código:

Leia mais

Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30

Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30 1 Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30 Entrevistador- Como o senhor vê a economia mundial e qual o posicionamento do Brasil, após quase um ano da quebra do

Leia mais

Mercado de Capitais. mecanismos para acesso a recursos para investimento. micro e pequena empresa

Mercado de Capitais. mecanismos para acesso a recursos para investimento. micro e pequena empresa Mercado de Capitais mecanismos para acesso a recursos para investimento micro e pequena empresa A) APRESENTAÇÃO: Todo empreendedor reconhece, no dia a dia, o papel central de encontrar o adequado financiamento

Leia mais

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa. Cássia Menatto Mebius

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa. Cássia Menatto Mebius Insper Instituto de Ensino e Pesquisa Certificate in Financial Administration CFM Cássia Menatto Mebius ESTUDO DE CASO: Aspectos da Análise fundamentalista versus análise gráfica para uma corretora São

Leia mais

Ficha técnica DESIGN ANUÁRIO 2008 - FINANÇAS ESTRUTURADAS. Carlos Augusto Lopes, Chuck Spragins, Leonardo Augusto e Felipe Pina.

Ficha técnica DESIGN ANUÁRIO 2008 - FINANÇAS ESTRUTURADAS. Carlos Augusto Lopes, Chuck Spragins, Leonardo Augusto e Felipe Pina. ANUÁRIO 2008 - FINANÇAS ESTRUTURADAS Ficha técnica Idealização e Redação Carlos Augusto Lopes, Chuck Spragins, Leonardo Augusto e Felipe Pina Editoração e Revisão Carolina Ebel DESIGN Refinaria Design

Leia mais

Assessoria Consultoria Treinamento F I N A N C E I R A - E M P R E S A R I A L

Assessoria Consultoria Treinamento F I N A N C E I R A - E M P R E S A R I A L Assessoria Consultoria Treinamento F I N A N C E I R A - E M P R E S A R I A L Quem somos Bem vindo à Nord. Formada por profissionais oriundos do mercado financeiro, com formações multidisciplinares e

Leia mais

INSTRUÇÃO CVM Nº. 476, OFERTAS PÚBLICAS DE VALORES MOBILIÁRIOS DISTRIBUÍDAS COM ESFORÇOS RESTRITOS 16 de Janeiro de 2009

INSTRUÇÃO CVM Nº. 476, OFERTAS PÚBLICAS DE VALORES MOBILIÁRIOS DISTRIBUÍDAS COM ESFORÇOS RESTRITOS 16 de Janeiro de 2009 INSTRUÇÃO CVM Nº. 476, OFERTAS PÚBLICAS DE VALORES MOBILIÁRIOS DISTRIBUÍDAS COM ESFORÇOS RESTRITOS 16 de Janeiro de 2009 Apresentamos a seguir um resumo dos principais pontos da Instrução da Comissão de

Leia mais

Apresentação da Companhia. Setembro de 2010

Apresentação da Companhia. Setembro de 2010 Apresentação da Companhia Setembro de 2010 Comprovada capacidade de execução Visão geral da Inpar Empreendimentos por segmento (1) Modelo de negócios integrado (incorporação, construção e venda) Comercial

Leia mais

Vinci Partners Apresentação

Vinci Partners Apresentação Vinci Partners Apresentação Gestora totalmente independente Fundada em 2009 por ex-profissionais seniores do UBS Pactual que ocuparam cargos relevantes nesta instituição; Equipe experiente e coesa Administrada

Leia mais

Senior Solution (SNSL3) Conhecendo a empresa

Senior Solution (SNSL3) Conhecendo a empresa Análise XP Fundamentos Senior Solution (SNSL3) Conhecendo a empresa A Empresa A Senior Solution está presente, há mais de 17 anos, no segmento de Tecnologia da Informação no mercado brasileiro, sendo uma

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional O GRUPO O Grupo MultinvestCapital é formado pelas seguintes empresas MultinvestCapital Administradora de Recursos, MultinvestCapital Agentes Autônomos de Investimentos e MultinvestCapital

Leia mais

BANCO DO BRASIL ESCRITURÁRIO

BANCO DO BRASIL ESCRITURÁRIO BANCO DO BRASIL ESCRITURÁRIO CONHECIMENTOS BANCÁRIOS 1. O Sistema Financeiro Nacional (SFN) é constituído por todas as instituições financeiras públicas ou privadas existentes no país e seu órgão normativo

Leia mais

Relatório Analítico 27 de março de 2012

Relatório Analítico 27 de março de 2012 VENDA Código de Negociação Bovespa TGM A3 Segmento de Atuação Principal Logística Categoria segundo a Liquidez 2 Linha Valor de M ercado por Ação (R$) 29,51 Valor Econômico por Ação (R$) 32,85 Potencial

Leia mais

Fundo multimercado que tem como objetivo buscar rentabilidade acima do Certificado de Depósito Interbancário - CDI.

Fundo multimercado que tem como objetivo buscar rentabilidade acima do Certificado de Depósito Interbancário - CDI. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS 1. Público-alvo dezembro/2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o CSHG VERDE FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO.

Leia mais

a) mercados de derivativos, tais como, exemplificativamente, índices de ações, índices de preços, câmbio (moedas), juros;

a) mercados de derivativos, tais como, exemplificativamente, índices de ações, índices de preços, câmbio (moedas), juros; CREDIT SUISSE HEDGINGGRIFFO 1. Públicoalvo LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS dezembro/2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o CSHG EQUITY HEDGE LEVANTE FUNDO DE INVESTIMENTO

Leia mais

Simulado CPA 10 Completo

Simulado CPA 10 Completo Simulado CPA 10 Completo Question 1. O SELIC é um sistema informatizado que cuida da liquidação e custódia de: ( ) Certificado de Depósito Bancário ( ) Contratos de derivativos ( ) Ações negociadas em

Leia mais

GOVERNANÇA CORPORATIVA

GOVERNANÇA CORPORATIVA GOVERNANÇA CORPORATIVA O que é governança corporativa? Qual o motivo do crescente interesse pela governança corporativa? A quem interessa a governança corporativa? Trata-se de apenas mais um modismo? Francisco

Leia mais

CERTIFICADO DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS CRI

CERTIFICADO DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS CRI CERTIFICADO DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS CRI Diversos veículos podem ser utilizados para securitizar recebíveis imobiliários, entretanto o uso dos Certificados de Recebíveis Imobiliários CRI vem caminhando

Leia mais

EM PAUTA O QUE É PRECISO FAZER PARA VIABILIZAR O ACESSO DE PEQUENAS & MÉDIAS EMPRESAS AO MERCADO DE CAPITAIS NO BRASIL?

EM PAUTA O QUE É PRECISO FAZER PARA VIABILIZAR O ACESSO DE PEQUENAS & MÉDIAS EMPRESAS AO MERCADO DE CAPITAIS NO BRASIL? O QUE É PRECISO FAZER PARA VIABILIZAR O ACESSO DE PEQUENAS & MÉDIAS EMPRESAS AO MERCADO DE CAPITAIS NO BRASIL? 8 REVISTA RI Setembro 2013 É o mercado de capitais brasileiro que precisa das pequenas e médias

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 97 Discurso no banquete oferece/do

Leia mais

SCATOLINI ADVOGADOS. SCATOLINI Advogados

SCATOLINI ADVOGADOS. SCATOLINI Advogados ADVOGADOS Um escritório dinâmico, focado nas necessidades e anseios de seus clientes e que reúne profissionais especializados em ampla gama de assuntos jurídicos. Proporcionamos aos nossos clientes atendimento

Leia mais

Principais Títulos e Valores Mobiliários. Potencial para Instrumentos Incentivados. Infraestrutura no Brasil. Panorama Atual

Principais Títulos e Valores Mobiliários. Potencial para Instrumentos Incentivados. Infraestrutura no Brasil. Panorama Atual AGENDA 2 1 Mercado de Capitais 1.1 Introdução 1.2 Principais Títulos e Valores Mobiliários 1.3 Potencial para Instrumentos Incentivados 1.4 Aplicabilidade dos Títulos e Valores Mobiliários em Projetos

Leia mais

Governança Corporativa

Governança Corporativa Mercado Financeiro Prof. Dr. Alexandre Di Miceli da Silveira aula 1A 1 Conceitos Fundamentais de Aula 1 Parte A Ao final desta aula você : - Identificará a importância da governança corporativa de acordo

Leia mais

Magnum Investimentos promove palestra especial para as mulheres sobre bolsa de valores

Magnum Investimentos promove palestra especial para as mulheres sobre bolsa de valores Nome: Enewsrs Data: 01/03/2011 Endereço: www.enewsrs.com.br Mídia: Newsletter/Site Magnum Investimentos promove palestra especial para as mulheres sobre bolsa de valores Evento será realizado no dia 14

Leia mais

Julho/2008. Abertura de Capital e Emissão de Debêntures

Julho/2008. Abertura de Capital e Emissão de Debêntures Julho/2008 Abertura de Capital e Emissão de Debêntures Principal instrumento de captação de recursos de médio e longo prazos, a debênture representa para muitas companhias a porta de entrada no mercado

Leia mais

Material Explicativo sobre Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI)

Material Explicativo sobre Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI) Material Explicativo sobre (CRI) 1. Definições Gerais Os Certificados de Recebíveis são títulos lastreados em créditos imobiliários, representativos de parcelas de um direito creditório. O ativo permite

Leia mais

Rumo à abertura de capital

Rumo à abertura de capital Rumo à abertura de capital Percepções das empresas emergentes sobre os entraves e benefícios 15º Encontro Nacional de Relações com Investidores e Mercado de Capitais 4 de julho de 2013 Pontos de partida

Leia mais

ABECIP / SECOVI / ORDEM DOS ECONOMISTAS DO BRASIL IMPLEMENTAÇÃO DO SECURITIZAÇÃO NO BRASIL 05/08/2010

ABECIP / SECOVI / ORDEM DOS ECONOMISTAS DO BRASIL IMPLEMENTAÇÃO DO SECURITIZAÇÃO NO BRASIL 05/08/2010 ABECIP / SECOVI / ORDEM DOS ECONOMISTAS DO BRASIL IMPLEMENTAÇÃO DO S.F.I. SECURITIZAÇÃO NO BRASIL 05/08/2010 A IMPORTÂNCIA DO SFI NO BRASIL LEGISLAÇÃO REGULAMENTAÇÃO ARCABOUÇO LEGAL PRONTO Base Legal Fonte

Leia mais

Fontes de Financiamento para Pequenas e Médias Empresas

Fontes de Financiamento para Pequenas e Médias Empresas Fontes de Financiamento para Pequenas e Médias Empresas Bruno Boetger Managing Director, Bradesco BBI 30 de Novembro de 2010 Estritamente Confidencial Fontes de financiamento para as empresas Instrumentos

Leia mais

Julho/2008. O Que São Debêntures

Julho/2008. O Que São Debêntures Julho/2008 O Que São Debêntures As debêntures são títulos que se ajustam perfeitamente às necessidades de captação das empresas. Graças a sua flexibilidade, transformaram-se no mais importante instrumento

Leia mais

O Projeto EuroDisney. O Projeto EuroDisney. O Projeto EuroDisney. 1ª Etapa (1992) 2ª Etapa (2011)

O Projeto EuroDisney. O Projeto EuroDisney. O Projeto EuroDisney. 1ª Etapa (1992) 2ª Etapa (2011) O Projeto EuroDisney Maior parque temático da Europa Área de 2.000 hectares a 32 quilômetros de Paris 17 milhões de pessoas num raio de 2 horas 100 milhões num raio de 6 horas Investimento: 4 bilhões de

Leia mais

Eleições IBCPF 2013. Giuliano De Marchi, Candidato a membro da Diretoria do IBCPF 2013-2015 VOLTAR

Eleições IBCPF 2013. Giuliano De Marchi, Candidato a membro da Diretoria do IBCPF 2013-2015 VOLTAR DIRETORIA: Giuliano De Marchi Gustavo Sandoval Laís Pereto Louis Frankenberg Márcia Dessen Marcos Shalders Plínio de Lucca Renato Roizenblit Rogério Bastos Syllas Ramos Giuliano De Marchi, Candidato a

Leia mais

Bovespa seduz empreendimentos de TI

Bovespa seduz empreendimentos de TI Bovespa seduz empreendimentos de TI Valor Econômico Pg. B2 - Ricardo Cesar e João Luiz Rosa (18/04/2006) Não chega nem perto de ser uma bolha especulativa como a que o Vale do Silício, nos Estados Unidos,

Leia mais

MOVIMENTANDO OPORTUNIDADES gerando investimentos A FORTESEC. securitizadora. Home Empresa Securitização Emissões Fale Conosco

MOVIMENTANDO OPORTUNIDADES gerando investimentos A FORTESEC. securitizadora. Home Empresa Securitização Emissões Fale Conosco MOVIMENTANDO OPORTUNIDADES gerando investimentos Com credibilidade e criatividade, transformamos as novas ideias do mercado SAIBA MAIS A FORTESEC A Fortesec é uma com foco em operações estruturadas de

Leia mais

Brazilian Finance & Real Estate

Brazilian Finance & Real Estate Brazilian Finance & Real Estate Financiamento do Mercado Imobiliário - Visão do Investidor Letra de Crédito Imobiliário - LCI Estrutura do CRI e sua robustez Características do mercado Brasileiro em relação

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional O GRUPO O Grupo MultinvestCapital é formado pelas seguintes empresas MultinvestCapital Administradora de Recursos, MultinvestCapital Agentes Autônomos de Investimentos e MultinvestCapital

Leia mais

A nova classe média vai às compras

A nova classe média vai às compras A nova classe média vai às compras 18 KPMG Business Magazine Cenário é positivo para o varejo, mas empresas precisam entender o perfil do novo consumidor Nos últimos anos o mercado consumidor brasileiro

Leia mais

2ª Conferência de Investimentos Alternativos: FIDC, FII E FIP

2ª Conferência de Investimentos Alternativos: FIDC, FII E FIP 2ª Conferência de Investimentos Alternativos: FIDC, FII E FIP São Paulo, 21 de Agosto de 2013 Hotel Caesar Park Patrocínio Entendendo o Processo de Rating de Crédito: Abordagem Analítica & Práticas do

Leia mais

Conferência de Investimento Alternativo: FIDC, FII E FIP. São Paulo, 11 de dezembro de 2012. Hotel Caesar Park. Patrocínio

Conferência de Investimento Alternativo: FIDC, FII E FIP. São Paulo, 11 de dezembro de 2012. Hotel Caesar Park. Patrocínio Conferência de Investimento Alternativo: FIDC, FII E FIP São Paulo, 11 de dezembro de 2012 Hotel Caesar Park Patrocínio Estratégia FUNCEF Investimentos Estruturados Diversificação de carteira de Fundos

Leia mais

Entrevista / Ricardo Amorim por Roberto Ferreira / Foto Victor Andrade

Entrevista / Ricardo Amorim por Roberto Ferreira / Foto Victor Andrade Entrevista / Ricardo Amorim por Roberto Ferreira / Foto Victor Andrade 28 r e v i s t a revenda construção entrevista_ed.indd 28 14/05/10 22:05 País rico e já estável era rricardo Amorim, economista formado

Leia mais

Securitização De Créditos Imobiliários

Securitização De Créditos Imobiliários Securitização De Créditos Imobiliários Operações Imobiliárias A 1. O que é securitização de créditos imobiliários? Securitização é um processo estruturado, coordenado por uma instituição especializada

Leia mais

AULA 10 Sociedade Anônima:

AULA 10 Sociedade Anônima: AULA 10 Sociedade Anônima: Conceito; características; nome empresarial; constituição; capital social; classificação. Capital aberto e capital fechado. Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e Bolsa de Valores.

Leia mais

A pergunta de um trilhão de dólares: Quem detém a dívida pública dos mercados emergentes

A pergunta de um trilhão de dólares: Quem detém a dívida pública dos mercados emergentes A pergunta de um trilhão de dólares: Quem detém a dívida pública dos mercados emergentes Serkan Arslanalp e Takahiro Tsuda 5 de março de 2014 Há um trilhão de razões para se interessar em saber quem detém

Leia mais

A GP no mercado imobiliário

A GP no mercado imobiliário A GP no mercado imobiliário A experiência singular acumulada pela GP Investments em diferentes segmentos do setor imobiliário confere importante diferencial competitivo para a Companhia capturar novas

Leia mais

BTG Fundo de Fundos. 5ª Emissão. Janeiro, 2013. Para informações adicionais, leia atentamente os Avisos Adicionais no final da apresentação.

BTG Fundo de Fundos. 5ª Emissão. Janeiro, 2013. Para informações adicionais, leia atentamente os Avisos Adicionais no final da apresentação. 5ª Emissão Janeiro, 2013 Para informações adicionais, leia atentamente os Avisos Adicionais no final da apresentação. SEÇÃO 1 Características Características Fundo Carteira Remuneração FUNDO FII fechado

Leia mais

UNIDADE 7 Fontes para obtenção de capital

UNIDADE 7 Fontes para obtenção de capital UNIDADE 7 Fontes para obtenção de capital Muitos empreendedores apontam como principal retardo para o crescimento das MPE s no Brasil a dificuldade em se obter financiamento, devido às exigências estabelecidas

Leia mais

POLÍTICA DE INVESTIMENTOS

POLÍTICA DE INVESTIMENTOS CAGEPREV - FUNDAÇÃO CAGECE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR POLÍTICA DE INVESTIMENTOS PLANO DE BENEFÍCIO DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL Vigência: 01/01/2013 a 31/12/2017 1. OBJETIVOS A Política de Investimentos tem

Leia mais

RBC BRASIL DTVM LTDA. Confiança que faz a diferença

RBC BRASIL DTVM LTDA. Confiança que faz a diferença RBC BRASIL DTVM LTDA Confiança que faz a diferença Sobre o RBC Brasil O RBC Brasil (RBC Brasil DTVM Ltda) é uma subsidiária integral do Royal Bank of Canada, cuja história de atuação em nosso país remonta

Leia mais

2º Congresso Internacional Gestão de Riscos FEBRABAN 23/10/2012

2º Congresso Internacional Gestão de Riscos FEBRABAN 23/10/2012 2º Congresso Internacional Gestão de Riscos FEBRABAN 23/10/2012 1. Certificados de Recebíveis Imobiliários 2. Mercado de CRI 3. Principais Investidores Conceito de Securitização Imobiliária Operação pela

Leia mais

Características. Carga Horária Carga horaria de 24 horas presenciais. Pré-Requisitos Formação acadêmica.

Características. Carga Horária Carga horaria de 24 horas presenciais. Pré-Requisitos Formação acadêmica. 1 Características Sobre o curso Nos últimos 03 anos, o mercado imobiliário abriu suas portas aos investidores, e o mercado de fundos imobiliários saltou de R$ 11 bilhões para R$ 28 bilhões de valor de

Leia mais