DESVIO DE TRÁFEGO MALICIOSO DESTINADO A REDES DE PRODUÇÃO PARA UMA HONEYNET

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DESVIO DE TRÁFEGO MALICIOSO DESTINADO A REDES DE PRODUÇÃO PARA UMA HONEYNET"

Transcrição

1 DESVIO DE TRÁFEGO MALICIOSO DESTINADO A REDES DE PRODUÇÃO PARA UMA HONEYNET Antonio Montes Laboratório Associado de Computação e Matemática Aplicada Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais Av. dos Astronautas, São José dos Campos, SP - Brasil - 16 Reunião GTER - GTS - 01 a 03/12/2003 p.1/19

2 Apresentação Mecanismos de Proteção em Camadas Motivação do Trabalho Honeypots e Honeynets Propósito do Trabalho Descrição do Sistema Proposto Arquitetura do Sistema Considerações Finais - 16 Reunião GTER - GTS - 01 a 03/12/2003 p.2/19

3 Mecanismos de Proteção em Camadas A segurança de um sistema não pode ser garantida por um único mecanismo de defesa Política de segurança, senhas e backup, coleta e monitoração de logs, utilização de firewall, sistemas de detecção de intrusão Firewalls não bloqueam tentativa de intrusão a serviços de rede para os quais o tráfego é permitido - 16 Reunião GTER - GTS - 01 a 03/12/2003 p.3/19

4 Mecanismos de Proteção em Camadas Intrusão é qualquer ação que tenta comprometer a integridade, a confidencialidade ou a disponibilidade de um recurso computacional Comportamento do atacante difere do comportamento de um usuário legítimo - 16 Reunião GTER - GTS - 01 a 03/12/2003 p.4/19

5 Motivação do Trabalho Aplicações geram grande quantidade de registros Ataques passam a ser difíceis de serem descobertos Não se pode quantificar quantos sistemas foram invadidos e os ataques passam a não serem reportados Difícil identificação da origem e motivação dos atacantes - 16 Reunião GTER - GTS - 01 a 03/12/2003 p.5/19

6 Honeypots e Honeynets Honeypots Um recurso de segurança preparado especificamente para ser sondado, atacado ou comprometido e para registrar essas atividades Honeynets São redes compostas de uma sub-rede de administração e de uma sub-rede de honeypots Reunião GTER - GTS - 01 a 03/12/2003 p.6/19

7 Honeypots e Honeynets Baixa Interatividade Emulam sistemas e serviços Simples. Fácil gerenciamento Mínimo risco ao ambiente, atacante não tem controle Ações limitadas, captura somente o tráfego Alta Interatividade Executam as versões reais Cuidados na instalação e configuração. Coleta de artefatos Alto risco, pode ser usado para disparar ataques Podem capturar mais informações, incluindo ferramentas, comunicação e comandos - 16 Reunião GTER - GTS - 01 a 03/12/2003 p.7/19

8 Honeypots e Honeynets Coleta de ferramentas Acompanhamento das vulnerabilidades Troca de informações entre os invasores Motivação dos atacantes Correlação de informações com outras fontes - 16 Reunião GTER - GTS - 01 a 03/12/2003 p.8/19

9 Propósito do Trabalho Arquitetura de segurança em camadas, o uso de sistemas de detecção de intrusão, firewall, uma honeynet e um sistema de reconstrução de sessões Identificação e desvio de ataques sem interrupção da sessão hostil Monitoração dos passos dos atacantes - 16 Reunião GTER - GTS - 01 a 03/12/2003 p.9/19

10 Propósito do Trabalho Desvio de tráfego destinado a portas não disponíveis na rede monitorada Provê meios para permitir que o atacante retorne ao sistema comprometido Desvio de tráfego de conexões destinadas a portas que não estão disponíveis na rede monitorada Reunião GTER - GTS - 01 a 03/12/2003 p.10/19

11 Descrição do Sistema Proposto INTERNET INTERFACE 1 - INTERNET Honeypot 1 HONEYNET Honeypot 2 I N T E R F A C E 3 - Snort-Inline Iptables Honeypot 3 Honeypot N H O N E Y N E T Módulo de Integração e Controle Módulo de Reconstrução de Sessões INTERFACE 2 - REDE MONITORADA Diagrama de blocos do sistema proposto Reunião GTER - GTS - 01 a 03/12/2003 p.11/19

12 Descrição do Sistema Proposto iptables: firewall stateful utilizado nos kernels do sistema GNU/Linux versões 2.4.x e 2.5.x Snort-inline: interromperá a sessão entre o sistema atacante e o sistema alvo Terá como base o RECON e trabalhará com análise de dados em tempo-real Armazenamento de todas as sessões ativas Honeynet baseada na criada pelo Projeto Honeynet.BR e isolada da rede monitorada - 16 Reunião GTER - GTS - 01 a 03/12/2003 p.12/19

13 Descrição do Sistema Proposto Módulo de Integração e Controle: Responsável pela interação do sistema de detecção de intrusão, com o módulo de reconstrução de sessões, e o controle do desvio das sessões hostis para o honeypot Desvio de forma transparente para o atacante Armazenamento de todas as sessões ativas (destino) Geração de alertas e logs - 16 Reunião GTER - GTS - 01 a 03/12/2003 p.13/19

14 Arquitetura do Sistema Internet HONEYNET Host 1 Honeypot 1 Honeypot 2 Rede Monitorada Firewall Switch Host 2 Honeypot 3 Honeypot N Rede Interna Host NNN Arquitetura da rede para qual o sistema proposto foi projetado Reunião GTER - GTS - 01 a 03/12/2003 p.14/19

15 Arquitetura do Sistema Identificador de Sessões Receptor de Pacotes Hostis Detectados pelo Snort-Inline Controle de Desvio de Sessões Módulo de Alertas e Logs Diagrama de blocos do módulo de integração e controle Reunião GTER - GTS - 01 a 03/12/2003 p.15/19

16 Mapeamento da Rede Exemplo do arq. de configuração: BPFFILTER "dst net /24" NETMAP TCP \\ TCP-30*-20**-31***-300****-25***** * MAXSESSION ** SESSIONTIMEOUTALL *** SESSIONTIMEOUTB2INPKT **** TAMSESSIONBYTES ***** TAMSESSIONPKT - 16 Reunião GTER - GTS - 01 a 03/12/2003 p.16/19

17 Mecanismos de Controle Captura do tráfego somente destinado a rede monitorada Número máximo de sessões TCP/IP Timeout da sessão em segundos Timeout da sessão entre três pacotes consecutivos pertencentes a ela em segundos Tamanho máximo da sessão em bytes Tamanho máximo da sessão em pacotes - 16 Reunião GTER - GTS - 01 a 03/12/2003 p.17/19

18 Trabalhos Futuros Testes exaustivos antes de ser disponibilizado em ambientes reais de produção Refinamento do conjunto de regras para melhor desempenho Software complementar ao sistema que auxiliar a criação do arquivo de configuração Desenvolvimento de metodologias para tratar sessões criptografadas - 16 Reunião GTER - GTS - 01 a 03/12/2003 p.18/19

19 Considerações Finais Outros sistemas semelhantes não apresentam as funcionalidades necessárias Baseia-se no conceito de arquiteturas de segurança em camadas Ferramenta capaz de identificar uma sessão hostil e desviá-la para um honeypot sem ser interrompida e, que possa ser empregada de modo funcional em qualquer rede de produção - 16 Reunião GTER - GTS - 01 a 03/12/2003 p.19/19

EN-3611 Segurança de Redes Sistemas de Detecção de Intrusão e Honeypots Prof. João Henrique Kleinschmidt

EN-3611 Segurança de Redes Sistemas de Detecção de Intrusão e Honeypots Prof. João Henrique Kleinschmidt EN-3611 Segurança de Redes Sistemas de Detecção de Intrusão e Honeypots Prof. João Henrique Kleinschmidt Santo André, novembro de 2015 Sistemas de Detecção de Intrusão IDS Sistemas de Detecção de Intrusão

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação Segurança da Informação 1 Agenda Sistemas de Firewall 2 1 SISTEMAS DE FIREWALL 3 Sistemas de Firewall Dispositivo que combina software e hardware para segmentar e controlar o acesso entre redes de computadores

Leia mais

Sistemas de Detecção de Intrusão

Sistemas de Detecção de Intrusão Sistemas de Detecção de Intrusão Características Funciona como um alarme. Detecção com base em algum tipo de conhecimento: Assinaturas de ataques. Aprendizado de uma rede neural. Detecção com base em comportamento

Leia mais

Manual. Honeypots e honeynets

Manual. Honeypots e honeynets Manual Honeypots e honeynets Honeypots No fundo um honeypot é uma ferramenta de estudos de segurança, onde sua função principal é colher informações do atacante. Consiste num elemento atraente para o invasor,

Leia mais

Luiz Otávio Duarte 1 André Ricardo Abed Grégio 1 Antonio Montes 1,2 Adriano Mauro Cansian 3

Luiz Otávio Duarte 1 André Ricardo Abed Grégio 1 Antonio Montes 1,2 Adriano Mauro Cansian 3 Eficácia de honeypots no combate a worms em instituições Luiz Otávio Duarte 1 André Ricardo Abed Grégio 1 Antonio Montes 1,2 Adriano Mauro Cansian 3 1 LAC - Laboratório Associado de Computação e Matemática

Leia mais

SMaRT - Session Monitoring and Replay Tool

SMaRT - Session Monitoring and Replay Tool SMaRT - Session Monitoring and Replay Tool Luiz Gustavo C. Barbato e Antonio Montes {lgbarbato,montes}@lac.inpe.br. RESSIN - Redes e Segurança de Sistemas de Informação LAC - Laboratório Associado de Computação

Leia mais

SEGURANÇA EM REDES: HONEYPOTS E HONEYNETS

SEGURANÇA EM REDES: HONEYPOTS E HONEYNETS SEGURANÇA EM REDES: HONEYPOTS E HONEYNETS Alexandre Henrique Picão Hidalgo, Júlio Cesar Pereira Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil alexandrehidalgo@gmail.com, juliocesarp@unipar.br Resumo.

Leia mais

Falaremos um pouco das tecnologias e métodos utilizados pelas empresas e usuários domésticos para deixar a sua rede segura.

Falaremos um pouco das tecnologias e métodos utilizados pelas empresas e usuários domésticos para deixar a sua rede segura. Módulo 14 Segurança em redes Firewall, Criptografia e autenticação Falaremos um pouco das tecnologias e métodos utilizados pelas empresas e usuários domésticos para deixar a sua rede segura. 14.1 Sistemas

Leia mais

Segurança da Informação Segurança de Redes Segurança de Sistemas Segurança de Aplicações

Segurança da Informação Segurança de Redes Segurança de Sistemas Segurança de Aplicações Segurança da Informação Segurança de Redes Segurança de Sistemas Segurança de Aplicações Símbolos Símbolos: S 1, S 2,..., S n Um símbolo é um sinal (algo que tem um caráter indicador) que tem uma determinada

Leia mais

Prof. Roberto Franciscatto 4º Semestre - TSI - CAFW. Free Powerpoint Templates Page 1

Prof. Roberto Franciscatto 4º Semestre - TSI - CAFW. Free Powerpoint Templates Page 1 Segurança na Web Capítulo 7: IDS e Honeypots Prof. Roberto Franciscatto 4º Semestre - TSI - CAFW Page 1 Introdução IDS = Intrusion Detection Systems (Sistema de Detecção de Invasão) O IDS funciona sobre

Leia mais

Ameaças e Contramedidas de Host

Ameaças e Contramedidas de Host Prof. Hederson Velasco Ramos Prof. Henrique Jesus Quintino de Oliveira quintino@umc.br Fonte: http://www.antispam.br/ Monitoramento (PortScan) Exemplos de monitoramento são varreduras de porta, varredura

Leia mais

Políticas de Segurança de Sistemas

Políticas de Segurança de Sistemas Políticas de Segurança de Sistemas Profs. Hederson Velasco Ramos Henrique Jesus Quintino de Oliveira Estudo de Boletins de Segurança O que é um boletim de segurança? São notificações emitidas pelos fabricantes

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE MATEMÁTICA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Thiago Lima Bomfim de Jesus Honeypot de alta-interatividade para detecção e contenção de botnets: caso UFBA Salvador

Leia mais

Aula 13 Mecanismos de Proteção. Fernando José Karl, AMBCI, CISSP, CISM, ITIL

Aula 13 Mecanismos de Proteção. Fernando José Karl, AMBCI, CISSP, CISM, ITIL Aula 13 Mecanismos de Proteção Fernando José Karl, AMBCI, CISSP, CISM, ITIL Agenda ü Mecanismos de Proteção ü Antivírus ü Antimalware ü Antivírus ü Um sistema de sistema de antivírus detecta códigos maliciosos

Leia mais

Conceitos de Segurança Física e Segurança Lógica. Segurança Computacional Redes de Computadores. Professor: Airton Ribeiro Fevereiro de 2016-1

Conceitos de Segurança Física e Segurança Lógica. Segurança Computacional Redes de Computadores. Professor: Airton Ribeiro Fevereiro de 2016-1 Segurança Computacional Redes de Computadores Professor: Airton Ribeiro Fevereiro de 2016-1 1 2 Compreende os mecanismos de proteção baseados em softwares Senhas Listas de controle de acesso - ACL Criptografia

Leia mais

IDS. Honeypots, honeynets e honeytokens. http://www.las.ic.unicamp.br/edmar

IDS. Honeypots, honeynets e honeytokens. http://www.las.ic.unicamp.br/edmar Honeypots, honeynets e honeytokens Motivação O meu comandante costumava dizer que para se defender do inimigo primeiro é preciso conhecer o inimigo, ou seja, conhecer seus métodos de ataque, suas ferramentas,

Leia mais

Segurança de Redes. Aula 3 Elementos de Segurança de Redes Prof. Fred Sauer, D.Sc. fsauer@gmail.com

Segurança de Redes. Aula 3 Elementos de Segurança de Redes Prof. Fred Sauer, D.Sc. fsauer@gmail.com Segurança de Redes Aula 3 Elementos de Segurança de Redes Prof. Fred Sauer, D.Sc. fsauer@gmail.com 1 Sumário Conceitos básicos de Segurança (proteção, contramedidas) Firewall Filtros de Pacotes Stateful

Leia mais

Auditoria e Segurança da Informação GSI536. Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU

Auditoria e Segurança da Informação GSI536. Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Auditoria e Segurança da Informação GSI536 Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Tópicos Motivação Utilização cada vez maior da Internet e a criação de ambientes cooperativos, levam a uma crescente preocupação

Leia mais

Uma Solução de IPS Baseada na Integração SNORT e IPTables

Uma Solução de IPS Baseada na Integração SNORT e IPTables Uma Solução de IPS Baseada na Integração SNORT e IPTables Rivalino Matias Jr. Universidade do Vale do Itajaí Jaime Miranda Junior Grupo Stela/UFSC Porto Alegre - Junho/2004 AGENDA Motivação Conceitos Básicos:

Leia mais

Firewall. Professor: João Paulo de Brito Gonçalves Disciplina: Serviços de Redes. Campus Cachoeiro Curso Técnico em Informática

Firewall. Professor: João Paulo de Brito Gonçalves Disciplina: Serviços de Redes. Campus Cachoeiro Curso Técnico em Informática Firewall Professor: João Paulo de Brito Gonçalves Disciplina: Serviços de Redes Campus Cachoeiro Curso Técnico em Informática Firewall (definições) Por que do nome firewall? Antigamente, quando as casas

Leia mais

Firewalls. Firewalls

Firewalls. Firewalls Firewalls Firewalls Paredes Corta-Fogo Regula o Fluxo de Tráfego entre as redes Pacote1 INTERNET Pacote2 INTERNET Pacote3 Firewalls Firewalls Barreira de Comunicação entre duas redes Host, roteador, PC

Leia mais

Gerência de Redes Segurança

Gerência de Redes Segurança Gerência de Redes Segurança Cássio D. B. Pinheiro cdbpinheiro@ufpa.br cassio.orgfree.com Objetivos Apresentar o conceito e a importância da Política de Segurança no ambiente informatizado, apresentando

Leia mais

Planejando uma política de segurança da informação

Planejando uma política de segurança da informação Planejando uma política de segurança da informação Para que se possa planejar uma política de segurança da informação em uma empresa é necessário levantar os Riscos, as Ameaças e as Vulnerabilidades de

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação Segurança da Informação Professor: Cleber Schroeder Fonseca cleberfonseca@charqueadas.ifsul.edu.br 8 1 SEGURANÇA EM REDES DE COMPUTADORES 2 Segurança em redes de computadores Consiste na provisão de políticas

Leia mais

HoneyPots-Um Projeto Pró-ativo em Segurança de Redes

HoneyPots-Um Projeto Pró-ativo em Segurança de Redes Honeypots Um Projeto Pró-ativo em Segurança de Redes Marita Maestrelli Fernando Spencer marita@cbpf.br spencer@cbpf.br 2006 CAT-Informática 1 Prefácio Hoje necessitamos da segurança virtual tanto quanto

Leia mais

Sistemas para Internet 06 Ataques na Internet

Sistemas para Internet 06 Ataques na Internet Sistemas para Internet 06 Ataques na Internet Uma visão geral dos ataques listados na Cartilha de Segurança para Internet do CGI Comitê Gestor da Internet Componente Curricular: Bases da Internet Professor:

Leia mais

Honeypots Conhecendo o inimigo

Honeypots Conhecendo o inimigo Honeypots Conhecendo o inimigo Definição Um honeypot é um serviço de rede feito para ser atacado e comprometido, pois seu objetivo é fornecer informações de valor inestimável (Spitzner, 2003) Honeypots

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação Segurança da Informação 1 Agenda Sistemas de Detecção de Intrusão 2 1 Sistemas de Detecção de Intrusão Os sistemas de detecção de intrusão ou IDS (Intrusion Detection Systems) são dispositivos de monitoramento

Leia mais

Segurança na Rede Local Redes de Computadores

Segurança na Rede Local Redes de Computadores Ciência da Computação Segurança na Rede Local Redes de Computadores Disciplina de Desenvolvimento de Sotware para Web Professor: Danilo Vido Leonardo Siqueira 20130474 São Paulo 2011 Sumário 1.Introdução...3

Leia mais

Projeto Honeypots Distribuídos. Antonio Montes - CenPRA/MCT Klaus Steding-Jessen NBSO/CGIbr Cristine Hoepers NBSO/CGIbr

Projeto Honeypots Distribuídos. Antonio Montes - CenPRA/MCT Klaus Steding-Jessen NBSO/CGIbr Cristine Hoepers NBSO/CGIbr Projeto Honeypots Distribuídos Antonio Montes - CenPRA/MCT Klaus Steding-Jessen NBSO/CGIbr Cristine Hoepers NBSO/CGIbr Roteiro Introdução Tipos de Honeypots Objetivos Honeyd Primeiros Resultados Conclusão

Leia mais

Honeynets: Invasores, Ferramentas, Técnicas e Táticas.

Honeynets: Invasores, Ferramentas, Técnicas e Táticas. Honeynets: Invasores, Ferramentas, Técnicas e Táticas. E.C.M.G. Jabour, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), COPPE-Poli, GTA, Brasil, CEP 24.210-240 Otto C. M. B. Duarte, Universidade Federal

Leia mais

Intranets. FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO

Intranets. FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO Intranets FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO As intranets são redes internas às organizações que usam as tecnologias utilizadas na rede mundial

Leia mais

Segurança de Redes. Firewall. Filipe Raulino filipe.raulino@ifrn.edu.br

Segurança de Redes. Firewall. Filipe Raulino filipe.raulino@ifrn.edu.br Segurança de Redes Firewall Filipe Raulino filipe.raulino@ifrn.edu.br Introdução! O firewall é uma combinação de hardware e software que isola a rede local de uma organização da internet; Com ele é possível

Leia mais

Características de Firewalls

Características de Firewalls Firewall Firewall é um sistema de proteção de redes internas contra acessos não autorizados originados de uma rede não confiável (Internet), ao mesmo tempo que permite o acesso controlado da rede interna

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação INF-108 Segurança da Informação Firewalls Prof. João Henrique Kleinschmidt Middleboxes RFC 3234: Middleboxes: Taxonomy and Issues Middlebox Dispositivo (box) intermediário que está no meio do caminho dos

Leia mais

www.projetoderedes.com.br Gestão da Segurança da Informação Professor: Maurício AULA 09 Firewall

www.projetoderedes.com.br Gestão da Segurança da Informação Professor: Maurício AULA 09 Firewall www.projetoderedes.com.br Gestão da Segurança da Informação Professor: Maurício O que é Firewall Um Firewall é um sistema para controlar o aceso às redes de computadores, desenvolvido para evitar acessos

Leia mais

Introdução Modelo OSI Sistemas de firewall Bridge x roteamento Atuação de um IPS Funcionamento do Hogwash Instalação do Hogwash Configuração do

Introdução Modelo OSI Sistemas de firewall Bridge x roteamento Atuação de um IPS Funcionamento do Hogwash Instalação do Hogwash Configuração do São Paulo, 03 de novembro de 2005 Introdução Modelo OSI Sistemas de firewall Bridge x roteamento Atuação de um IPS Funcionamento do Hogwash Instalação do Hogwash Configuração do Hogwash Regras do Hogwash

Leia mais

OTES07 Segurança da Informação Módulo 10: IDS Intrusion Detection Systems, IPS Intrusion Prevention Systems, Honeypots&Honeynets

OTES07 Segurança da Informação Módulo 10: IDS Intrusion Detection Systems, IPS Intrusion Prevention Systems, Honeypots&Honeynets OTES07 Segurança da Informação Módulo 10: IDS Intrusion Detection Systems, IPS Intrusion Prevention Systems, Honeypots&Honeynets Prof. Charles Christian Miers e-mail: charles.miers@udesc.br Segurança em

Leia mais

Honeypots e Honeynets: as vantagens de conhecer o inimigo

Honeypots e Honeynets: as vantagens de conhecer o inimigo Honeypots e Honeynets: as vantagens de conhecer o inimigo Alexandre Lopes Faculdade de Tecnologia de Ourinhos FATEC Orientador: Profº. Esp. Thiago José Lucas Introdução Segundo Ulbrich e Della Valle (2009

Leia mais

Dom o ín í i n o i o d e d Con o h n e h cim i ent n o o 3 To T p o o p l o o l g o i g a i s e I D I S Carlos Sampaio

Dom o ín í i n o i o d e d Con o h n e h cim i ent n o o 3 To T p o o p l o o l g o i g a i s e I D I S Carlos Sampaio Domínio de Conhecimento 3 Topologias e IDS Carlos Sampaio Agenda Topologia de Segurança Zonas de Segurança DMZ s Detecção de Intrusão (IDS / IPS) Fundamentos de infra-estrutura de redes Nem todas as redes

Leia mais

Algumas Leis da Segurança

Algumas Leis da Segurança Algumas Leis da Segurança Marcos Aurelio Pchek Laureano laureano@ppgia.pucpr.br Roteiro Leis Fundamentais Leis Imutáveis Seus significados Sua Importância 2 Algumas Leis da Segurança As leis Fundamentais

Leia mais

Uso de Flows no Tratamento de Incidentes da Unicamp

Uso de Flows no Tratamento de Incidentes da Unicamp Uso de Flows no Tratamento de Incidentes da Unicamp Daniela Barbetti daniela@unicamp.br GTS-26 11 de dezembro de 2015 São Paulo, SP Agenda: CSIRT Unicamp Rede de dados da Unicamp Uso de flows no tratamento

Leia mais

Compartilhamento de recursos de forma a racionar e otimizar o uso de equipamentos e softwares. Servidores e Workstations. Segurança é um desafio, por

Compartilhamento de recursos de forma a racionar e otimizar o uso de equipamentos e softwares. Servidores e Workstations. Segurança é um desafio, por $XWDUTXLD(GXFDFLRQDOGR9DOHGR6mR)UDQFLVFR± $(96) )DFXOGDGHGH&LrQFLDV6RFLDLVH$SOLFDGDVGH3HWUROLQD± )$&$3( &XUVRGH&LrQFLDVGD&RPSXWDomR $8',725,$'$7(&12/2*,$'$,1)250$d 2 &\QDUD&DUYDOKR F\QDUDFDUYDOKR#\DKRRFRPEU

Leia mais

Ferramenta de. Humberto Sartini http://web.onda.com.br/humberto

Ferramenta de. Humberto Sartini http://web.onda.com.br/humberto Uitilizando Honeypots como Ferramenta de Segurança Humberto Sartini http://web.onda.com.br/humberto Palestrante Humberto Sartini Analista de Segurança do Provedor Onda S/A Participante dos projetos: Rau-Tu

Leia mais

Software de segurança em redes para monitoração de pacotes em uma conexão TCP/IP

Software de segurança em redes para monitoração de pacotes em uma conexão TCP/IP Software de segurança em redes para monitoração de pacotes em uma conexão TCP/IP Paulo Fernando da Silva psilva@senior.com.br Sérgio Stringari stringari@furbbr Resumo. Este artigo apresenta a especificação

Leia mais

Política de segurança de rede: White Paper de práticas recomendadas

Política de segurança de rede: White Paper de práticas recomendadas Política de segurança de : White Paper de práticas recomendadas Índice Introdução Preparação Criar declarações de política de uso Realizar uma análise de risco Estabelecer uma Estrutura de Equipe de Segurança

Leia mais

1 Introdução 1.1. Segurança em Redes de Computadores

1 Introdução 1.1. Segurança em Redes de Computadores 1 Introdução 1.1. Segurança em Redes de Computadores A crescente dependência das empresas e organizações modernas a sistemas computacionais interligados em redes e a Internet tornou a proteção adequada

Leia mais

Capítulo 2: Introdução às redes comutadas (configuração switch)

Capítulo 2: Introdução às redes comutadas (configuração switch) Unisul Sistemas de Informação Redes de Computadores Capítulo 2: Introdução às redes comutadas (configuração switch) Roteamento e Switching Academia Local Cisco UNISUL Instrutora Ana Lúcia Rodrigues Wiggers

Leia mais

Segurança Internet. Fernando Albuquerque. fernando@cic.unb.br www.cic.unb.br/docentes/fernando (061) 273-3589

Segurança Internet. Fernando Albuquerque. fernando@cic.unb.br www.cic.unb.br/docentes/fernando (061) 273-3589 Segurança Internet Fernando Albuquerque fernando@cic.unb.br www.cic.unb.br/docentes/fernando (061) 273-3589 Tópicos Introdução Autenticação Controle da configuração Registro dos acessos Firewalls Backups

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional PGFN Departamento de Gestão Corporativa - DGC Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação - CTI CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE TECNOLOGIA Infraestrutura

Leia mais

Março/2005 Prof. João Bosco M. Sobral

Março/2005 Prof. João Bosco M. Sobral Plano de Ensino Introdução à Segurança da Informação Princípios de Criptografia Segurança de Redes Segurança de Sistemas Símbolos: S 1, S 2,..., S n Um símbolo é um sinal (algo que tem um caráter indicador)

Leia mais

SOFTWARES PARA CRIAÇÃO DE MECANISMO DE SEGURANÇA BASEADO NA PLATAFORMA LINUX

SOFTWARES PARA CRIAÇÃO DE MECANISMO DE SEGURANÇA BASEADO NA PLATAFORMA LINUX SOFTWARES PARA CRIAÇÃO DE MECANISMO DE SEGURANÇA BASEADO NA PLATAFORMA LINUX Leandro Rodrigo de Carvalho Silva 1, Alexandre Paulino Sierra da Silva 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil

Leia mais

Aumentando a Segurança da Informação com Softwares Livres em uma Universidade

Aumentando a Segurança da Informação com Softwares Livres em uma Universidade Aumentando a Segurança da Informação com Softwares Livres em uma Universidade Carla Elaine Freitas Santos 1, Jerônimo Aguiar Bezerra 2 1 Ponto de Presença da RNP na Bahia (PoP-BA) Rede Nacional de Ensino

Leia mais

Ataques e Intrusões. Invasões Trashing e Engenharia Social. Classificação de Hackers

Ataques e Intrusões. Invasões Trashing e Engenharia Social. Classificação de Hackers Ataques e Intrusões Professor André Cardia andre@andrecardia.pro.br msn: andre.cardia@gmail.com Ataques e Intrusões O termo genérico para quem realiza um ataque é Hacker. Essa generalização, tem, porém,

Leia mais

Proposta de Implementação de uma Honeypot para Detecção de Vulnerabilidades

Proposta de Implementação de uma Honeypot para Detecção de Vulnerabilidades Proposta de Implementação de uma Honeypot para Detecção de Vulnerabilidades Marco A. Trentin 1, Gustavo S. Linden 2, Alcides A. S. Coelho Júnior 3, André L. Fávero 3 Universidade de Passo Fundo - Campus

Leia mais

Rastreando fluxos para detecção de eventos em redes

Rastreando fluxos para detecção de eventos em redes Rastreando fluxos para detecção de eventos em redes GTER - Grupo de Trabalho de Engenharia e Operação de Redes 27ª Reunião 19 de junho de 2009 Jorge Luiz Corrêa André Proto ACME! Computer Security Research

Leia mais

Utilizando Honeypots para Medição de Atividade de Rede não Usual na Internet

Utilizando Honeypots para Medição de Atividade de Rede não Usual na Internet Utilizando Honeypots para Medição de Atividade de Rede não Usual na Internet Emerson Virti 1, Leandro Márcio Bertholdo 2, Liane Tarouco 1, Lisandro Granville 1 1 Instituto de Informática Universidade Federal

Leia mais

Sumário: Segurança da Informação Segurança nos Sistemas operativos M Ó D U L O 1

Sumário: Segurança da Informação Segurança nos Sistemas operativos M Ó D U L O 1 Escola Secundária Alberto Sampaio 2012/2013 Sumário: Segurança da Informação Segurança nos Sistemas operativos 2 Gestão de I/O Categorias Controladores Memória Secundária Interface Homem-Máquina Drivers

Leia mais

SEGURANÇA E CONTROLE DE ACESSO

SEGURANÇA E CONTROLE DE ACESSO SEGURANÇA E CONTROLE DE ACESSO Produzido por: Professor Elber professorelber@gmail.com AULA 01 -FIREWALL - O QUE É FIREWALL? A palavra firewall tem estado cada vez mais comum no nosso cotidiano, ainda

Leia mais

FTP - Protocolo. O protocolo FTP é o serviço padrão da Internet para a transferência de arquivos entre computadores.

FTP - Protocolo. O protocolo FTP é o serviço padrão da Internet para a transferência de arquivos entre computadores. FTP FTP - Protocolo O protocolo FTP é o serviço padrão da Internet para a transferência de arquivos entre computadores. A partir do FTP usuários podem receber ou enviar arquivos de ou para outros computadores

Leia mais

PORTARIA N Nº 182 Rio de Janeiro, 27 de dezembro de 2012.

PORTARIA N Nº 182 Rio de Janeiro, 27 de dezembro de 2012. PORTARIA N Nº 182 Rio de Janeiro, 27 de dezembro de 2012. ACRESCENTA A ARQUITETURA DE PADRÕES TECNOLÓGICOS DE INTEROPERABILIDADE - e-pingrio, NO SEGMENTO SEGURANÇA DE TECNOLOGIA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

Leia mais

Gerenciamento de Redes de Computadores. Introdução ao Gerenciamento de Redes

Gerenciamento de Redes de Computadores. Introdução ao Gerenciamento de Redes Introdução ao Gerenciamento de Redes O que é Gerenciamento de Redes? O gerenciamento de rede inclui a disponibilização, a integração e a coordenação de elementos de hardware, software e humanos, para monitorar,

Leia mais

Segurança de Redes & Internet

Segurança de Redes & Internet Boas Práticas Segurança de Redes & Internet 0800-644-0692 Video Institucional Boas Práticas Segurança de Redes & Internet 0800-644-0692 Agenda Cenário atual e demandas Boas práticas: Monitoramento Firewall

Leia mais

ANEXO XII INFRAESTRUTURA E SEGURANÇA. A finalidade desse Anexo é apresentar a infraestrutura e a segurança requeridas para a execução do Contrato.

ANEXO XII INFRAESTRUTURA E SEGURANÇA. A finalidade desse Anexo é apresentar a infraestrutura e a segurança requeridas para a execução do Contrato. 1 ANEXO XII INFRAESTRUTURA E SEGURANÇA 1. FINALIDADE A finalidade desse Anexo é apresentar a infraestrutura e a segurança requeridas para a execução do Contrato. 2. INFRAESTRUTURA PARA REALIZAÇÃO DOS SERVIÇOS

Leia mais

Firewalls. O que é um firewall?

Firewalls. O que é um firewall? Tópico 13 Firewall Ferramentas de defesa - Firewall. Princípios de projeto de firewall. Sistemas confiáveis. Critérios comuns para avaliação de segurança da tecnologia da informação. 2 Firewalls O que

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação Segurança da Informação Segurança e Vulnerabilidades em Aplicações Web jobona@terra.com.br Definição: Segurança Segundo o dicionário da Wikipédia, o termo segurança significa: 1. Condição ou estado de

Leia mais

Segurança em Sistemas de Informação Tecnologias associadas a Firewall

Segurança em Sistemas de Informação Tecnologias associadas a Firewall Algumas definições Firewall Um componente ou conjunto de componentes que restringe acessos entre redes; Host Um computador ou um dispositivo conectado à rede; Bastion Host Um dispositivo que deve ser extremamente

Leia mais

Implementando um sistema IDS Nível Básico v 1.0 IDS. http://pplware.sapo.pt/wp-content/uploads/2009/09/snort1.jpg. Nível Básico

Implementando um sistema IDS Nível Básico v 1.0 IDS. http://pplware.sapo.pt/wp-content/uploads/2009/09/snort1.jpg. Nível Básico IDS http://pplware.sapo.pt/wp-content/uploads/2009/09/snort1.jpg Nível Básico Índice Índice 2 Apresentação 3 O que é um IDS 4 Entendendo melhor o funcionamento de um IDS 4 Características de um IDS 5 Vantagens

Leia mais

Programas Maliciosos. 2001 / 1 Segurança de Redes/Márcio d Ávila 182. Vírus de Computador

Programas Maliciosos. 2001 / 1 Segurança de Redes/Márcio d Ávila 182. Vírus de Computador Programas Maliciosos 2001 / 1 Segurança de Redes/Márcio d Ávila 182 Vírus de Computador Vírus de computador Código intruso que se anexa a outro programa Ações básicas: propagação e atividade A solução

Leia mais

O processo de tratamento de incidentes de segurança da UFRGS

O processo de tratamento de incidentes de segurança da UFRGS O processo de tratamento de incidentes de segurança da UFRGS João Ceron, Arthur Boos Jr, Caciano Machado, Fernanda Martins, Leandro Rey 1 TRI - Time de Resposta a Incidentes de Segurança da Universidade

Leia mais

Gerência de Redes. Introdução. filipe.raulino@ifrn.edu.br

Gerência de Redes. Introdução. filipe.raulino@ifrn.edu.br Gerência de Redes Introdução filipe.raulino@ifrn.edu.br Introdução Sistemas complexos com muitos componentes em interação devem ser monitorados e controlados. 2 Introdução A de gerência de redes surgiu

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS Usando um firewall para ajudar a proteger o computador A conexão à Internet pode representar um perigo para o usuário de computador desatento. Um firewall ajuda a proteger o computador impedindo que usuários

Leia mais

5º Semestre. AULA 02 Introdução a Gerência de Redes (Arquitetura e Áreas de Gerenciamento)

5º Semestre. AULA 02 Introdução a Gerência de Redes (Arquitetura e Áreas de Gerenciamento) Disciplina: Gerência de Redes Professor: Jéferson Mendonça de Limas 5º Semestre AULA 02 Introdução a Gerência de Redes (Arquitetura e Áreas de Gerenciamento) 2014/1 Agenda de Hoje Evolução da Gerência

Leia mais

Curso de Tecnologia em Redes de Computadores

Curso de Tecnologia em Redes de Computadores Curso de Tecnologia em Redes de Computadores Disciplina: Auditoria e Análise de Segurança da Informação - 4º período Professor: José Maurício S. Pinheiro AULA 2: Segurança Física e Segurança Lógica Segurança

Leia mais

A utilização das redes na disseminação das informações

A utilização das redes na disseminação das informações A utilização das redes na disseminação das informações Elementos de Rede de computadores: Denomina-se elementos de rede, um conjunto de hardware capaz de viabilizar e proporcionar a transferência da informação

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE DE ACESSO DE NOTEBOOKS, DESKTOPS E ATIVOS DE REDE EM UMA LAN. Autor: David Krzizanowski Orientador: Francisco Adell Péricas

SISTEMA DE CONTROLE DE ACESSO DE NOTEBOOKS, DESKTOPS E ATIVOS DE REDE EM UMA LAN. Autor: David Krzizanowski Orientador: Francisco Adell Péricas SISTEMA DE CONTROLE DE ACESSO DE NOTEBOOKS, DESKTOPS E ATIVOS DE REDE EM UMA LAN Autor: David Krzizanowski Orientador: Francisco Adell Péricas Roteiro da apresentação Introdução Objetivos Desenvolvimento

Leia mais

Segurança de Redes de Computadores

Segurança de Redes de Computadores Segurança de Redes de Computadores Aula 8 Segurança nas Camadas de Rede, Transporte e Aplicação Firewall (Filtro de Pacotes) Prof. Ricardo M. Marcacini ricardo.marcacini@ufms.br Curso: Sistemas de Informação

Leia mais

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP HTTP (Hypertext Transfer Protocol ) Protocolo usado na Internet para transferir as páginas da WWW (WEB). HTTPS (HyperText Transfer

Leia mais

Segurança Física e Segurança Lógica. Aécio Costa

Segurança Física e Segurança Lógica. Aécio Costa Segurança Física e Segurança Lógica Aécio Costa Segurança física Ambiente Segurança lógica Programas A segurança começa pelo ambiente físico Não adianta investir dinheiro em esquemas sofisticados e complexos

Leia mais

OBJETIVO DA POLÍTICA DE SEGURANÇA

OBJETIVO DA POLÍTICA DE SEGURANÇA POLÍTICA DE SEGURANÇA DIGITAL Wagner de Oliveira OBJETIVO DA POLÍTICA DE SEGURANÇA Hoje em dia a informação é um item dos mais valiosos das grandes Empresas. Banco do Brasil Conscientizar da necessidade

Leia mais

Fortaleza Digital. Aker FIREWALL UTM. Sua empresa mais forte com uma solução completa de segurança digital.

Fortaleza Digital. Aker FIREWALL UTM. Sua empresa mais forte com uma solução completa de segurança digital. Aker FIREWALL UTM Fortaleza Digital Sua empresa mais forte com uma solução completa de segurança digital. Ideal para o ambiente corporativo, com o Aker Firewall UTM você tem o controle total das informações

Leia mais

Concurso Público. Prova Prática. Tecnólogo em Redes. Técnico Administrativo em Educação 2014. NÃO escreva seu nome ou assine em nenhuma folha da prova

Concurso Público. Prova Prática. Tecnólogo em Redes. Técnico Administrativo em Educação 2014. NÃO escreva seu nome ou assine em nenhuma folha da prova Concurso Público Técnico Administrativo em Educação 2014 Prova Prática Tecnólogo em Redes NÃO escreva seu nome ou assine em nenhuma folha da prova INSTRUÇÕES 1. A duração da prova é de 03 (três) horas.

Leia mais

Cartilha de Segurança para Internet

Cartilha de Segurança para Internet Comitê Gestor da Internet no Brasil Cartilha de Segurança para Internet Parte VII: Incidentes de Segurança e Uso Abusivo da Rede Versão 3.1 2006 CERT.br Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes

Leia mais

Componentes de um sistema de firewall - I

Componentes de um sistema de firewall - I Componentes de um sistema de firewall - I O que são Firewalls? Os firewalls são sistemas de segurança que podem ser baseados em: um único elemento de hardware; um único elemento de software instalado num

Leia mais

Humberto Sartini http://web.onda.com.br/humberto

Humberto Sartini http://web.onda.com.br/humberto Utilizando Honeypots como Ferramenta de Segurança Humberto Sartini http://web.onda.com.br/humberto Palestrante Humberto Sartini Analista de Segurança do Provedor Onda S/A Participante dos projetos: Rau-Tu

Leia mais

Auditoria e Segurança da Informação GSI536. Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU

Auditoria e Segurança da Informação GSI536. Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Auditoria e Segurança da Informação GSI536 Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Tópicos Motivação; Características; Histórico; Tipos de detecção de intrusão; Detecção de intrusão baseada na rede; Detecção

Leia mais

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel Software de gerenciamento do sistema Intel do servidor modular Intel Declarações de Caráter Legal AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE DOCUMENTO SÃO RELACIONADAS AOS PRODUTOS INTEL, PARA FINS DE SUPORTE ÀS PLACAS

Leia mais

Os requisitos de SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO dentro de uma organização passaram por duas mudanças importantes nas últimas décadas:

Os requisitos de SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO dentro de uma organização passaram por duas mudanças importantes nas últimas décadas: $XWDUTXLD(GXFDFLRQDOGR9DOHGR6mR)UDQFLVFR± $(96) )DFXOGDGHGH&LrQFLDV6RFLDLVH$SOLFDGDVGH3HWUROLQD± )$&$3( &XUVRGH&LrQFLDVGD&RPSXWDomR 6(*85$1d$($8',725,$'(6,67(0$6 ³6HJXUDQoDGH,QIRUPDo}HV &\QDUD&DUYDOKR

Leia mais

Software de rede e Modelo OSI André Proto UNESP - São José do Rio Preto andre.proto@sjrp.unesp.br O que será abordado Hierarquias de protocolos (camadas) Questões de projeto relacionadas às camadas Serviços

Leia mais

3 SERVIÇOS IP. 3.1 Serviços IP e alguns aspectos de segurança

3 SERVIÇOS IP. 3.1 Serviços IP e alguns aspectos de segurança 3 SERVIÇOS IP 3.1 Serviços IP e alguns aspectos de segurança Os serviços IP's são suscetíveis a uma variedade de possíveis ataques, desde ataques passivos (como espionagem) até ataques ativos (como a impossibilidade

Leia mais

Elvis Pontes INTRODUÇÃO

Elvis Pontes INTRODUÇÃO Tecnologias de Sistemas de Detecção e Prevenção de Intrusão (IDP) aplicados em ambientes de rede de dados híbridas: avaliação das necessidades e seleção das ferramentas Elvis Pontes OBJETIVO Este artigo

Leia mais

Gerência de Redes e Serviços de Comunicação Multimídia

Gerência de Redes e Serviços de Comunicação Multimídia UNISUL 2013 / 1 Universidade do Sul de Santa Catarina Engenharia Elétrica - Telemática 1 Gerência de Redes e Serviços de Comunicação Multimídia Aula 3 Gerenciamento de Redes Cenário exemplo Detecção de

Leia mais

Gerência de Segurança

Gerência de Segurança Gerência de segurança envolve a proteção de dados sensíveis dos dispositivos de rede através do controle de acesso aos pontos onde tais informações se localizam Benefícios do processo de gerência de segurança

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Centro Universitário de Volta Redonda - UniFOA Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro

Leia mais

Implantação de política de segurança e Sistemas de Detecção e Prevenção de Intrusos IDS/IPS.

Implantação de política de segurança e Sistemas de Detecção e Prevenção de Intrusos IDS/IPS. Implantação de política de segurança e Sistemas de Detecção e Prevenção de Intrusos IDS/IPS. Humberto dos Santos Curso de Especialização de Redes e Segurança de Sistemas semipresencial Pontifícia Universidade

Leia mais

Hardening de Servidores

Hardening de Servidores Hardening de Servidores O que é Mitm? O man-in-the-middle (pt: Homem no meio, em referência ao atacante que intercepta os dados) é uma forma de ataque em que os dados trocados entre duas partes, por exemplo

Leia mais

Towards Secure and Dependable Software-Defined Networks. Carlos Henrique Zilves Nicodemus

Towards Secure and Dependable Software-Defined Networks. Carlos Henrique Zilves Nicodemus Towards Secure and Dependable Software-Defined Networks Carlos Henrique Zilves Nicodemus Sumário Introdução Vetores de Ameaças Segurança e Confiabilidade em SDN Exemplo de Design Trabalhos Relacionados

Leia mais

Auditoria e Segurança de Sistemas: Apresentação da Disciplina

Auditoria e Segurança de Sistemas: Apresentação da Disciplina Auditoria e Segurança de Sistemas: Apresentação da Disciplina Adriano J. Holanda http://holanda.xyz 4 de agosto de 2015 Ementa Segurança em informática como fator crítico de sucesso nas empresas; Planos

Leia mais

Segurança de Redes de Computadores

Segurança de Redes de Computadores Segurança de Redes de Computadores Aula 1 Apresentação da Disciplina Critérios de Avaliação Bibliografia Prof. Ricardo M. Marcacini ricardo.marcacini@ufms.br Curso: Sistemas de Informação 1º Semestre /

Leia mais