Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social"

Transcrição

1 EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº da SSPDS. OBJETO: Registro de Preços para futuras e eventuais aquisições de fardamentos e acessórios diversos (CALÇA, CAMISA, JAQUETAS, COTURNOS, BOINAS, DISTINTIVOS, DENTRE OUTROS) para os integrantes da Polícia Militar (PROGRAMA RONDA / PROGRAMA PRÓ-CIDADANIA). - ÍNDICE. ÍTENS ÍNDICE. PREÂMBULO 01 DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 02 DO OBJETO 03 DAS CONDIÇÕES PARA PARTICIPAÇÃO TÓPICOS 04 DO CREDENCIAMENTO DOS REPRESENTANTES 05 DA FORMA DE APRESENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE PLENO ATENDIMENTO AOS REQUISITOS DE HABILITAÇÃO, DA PROPOSTA E DOS DOCUMENTOS. 06 DO CONTEÚDO DO ENVELOPE PROPOSTA 07 DO CONTEÚDO DO ENVELOPE DOCUMENTAÇÃO DE HABILITAÇÃO. 08 DO PROCEDIMENTO E DO JULGAMENTO 09 DOS ESCLARECIMENTOS, DA IMPUGNAÇÃO, DO RECURSO E DA HOMOLOGAÇÃO. 10 DA HOMOLOGAÇÃO E DA ASSINATURA DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS 11 DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS 12 DO CANCELAMENTO DO REGISTRO DE PREÇOS 13 DAS SANÇÕES ADMINISTRATIVAS 14 DO PAGAMENTO 15 DO PRAZO DE ENTREGA DOS MATERIAIS 16 DO RECEBIMENTO DO MATERIAL 17 DA DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA 18 DO PRAZO 19 DAS GARANTIAS 20 DAS NORMAS DE EXECUÇÃO DO FORNECIMENTO 21 DA CONTRATAÇÃO 22 DAS DISPOSIÇÕES GERAIS PÁG. Nº_1_

2 - PARA TODOS OS FINS, INTEGRAM ESTE EDITAL OS SEGUINTES ANEXOS: NÚMERO I II III IV V VI VII VIII IX X XI XII XIII XIV TERMO DE REFERÊNCIA. DESCRIÇÃO MODELO DE DECLARAÇÃO DE INEXISTÊNCIA DE EMPREGADO MENOR NO QUADRO DA LICITANTE. MODELO DE DECLARAÇÃO DE HABILITAÇÃO (ENTREGAR JUNTO COM A CARTA DE CREDENCIAMENTO) MODELO DE DECLARAÇÃO DE FATOS SUPERVENIENTES MODELO DE CARTA DE CREDENCIAMENTO. MODELO DA FICHA DE INSCRIÇÃO DO CRC- CERTIFICADO DE REGISTRO CADASTRAL DA PESSOA FÍSICA/PESSOA JURÍDICA MINUTA DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS. ORDEM DE COMPRA OU SERVIÇO. ESPECIFICAÇÕES DOS UNIFORMES E ACESSÓRIOS. TERMO DE PROPOSTA. TERMO DE RECEBIMENTO PROVISÓRIO. TERMO DE RECEBIMENTO DEFINITIVO. FOTOS ILUSTRATIVAS DOS FARDAMENTOS E ACESSÓRIOS. QUADRO ESTIMATIVO DE DISTRIBUIÇÃO DOS UNIFORMES PÁG. Nº_2_

3 Pregão Presencial nº da SSPDS. Processo n. º: SPU Nº Modalidade de Licitação: PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇOS. Tipo de Licitação: Menor Preço. Categoria Econômica: 3 Despesas Correntes. Elemento da Despesa: 30 Material de Consumo. Fonte de Recurso: 00 Recursos do Tesouro Estadual (Ordinário). Fonte de Recurso: 82 Convênios com Órgãos Federais Administração Direta. Data da Licitação: / / Hora da Realização: ( ). Forma de Fornecimento: ( ) Integral. / ( X ) Parcelada. Setores Requisitantes: SSPDS / PMCE. Local de Realização: Av. Dr. José Martins Rodrigues, 150 Edson Queiroz (Centro Administrativo Bárbara de Alencar) CEP FORTALEZA-CE. Endereço Eletrônico para pedidos de esclarecimentos: O GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ, através da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social, por intermédio do Pregoeiro e sua Equipe de Apoio, designados através dos Decretos Estaduais nº de 07/02/08 publicado no D.O.E de 08/02/08 e nº de 05/02/2009, publicado no D.O.E de 11/02/2009, torna público para conhecimento dos interessados que, na data, horário e local acima indicados, fará realizar licitação na modalidade de PREGÃO PRESENCIAL, para REGISTRO DE PREÇOS, do tipo MENOR PREÇO, de acordo com as condições deste Edital e seus Anexos. Esta licitação observará as condições estabelecidas no presente Edital, bem como os preceitos do direito público, em especial as disposições da Lei Federal nº , de 17/07/2002; Lei Federal nº , de 15/06/2007; Lei Complementar nº 123, de 14/12/2006; Decretos Estaduais nº , de 10/01/2006 e nº , de 10/01/2006, e subsidiariamente a Lei Federal nº 8.666/93, de 21/06/1993, e Decreto Federal nº 5.450, de 31/05/2005; Decreto Estadual nº , de 22/11/2004, observadas as condições deste Edital e seus anexos, além das demais disposições legais aplicáveis. As propostas deverão obedecer às especificações deste instrumento convocatório e anexos, que dele fazem parte integralmente. 1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Os envelopes contendo a PROPOSTA COMERCIAL e DOCUMENTOS DE HABILITAÇÃO serão recebidos no endereço retromencionado, na sessão pública de processamento do Pregão, após o credenciamento dos interessados que se apresentarem para participar do certame, e será conduzida pelo Pregoeiro com o auxílio da Equipe de Apoio Caso seja decretado feriado, as reuniões previstas serão realizadas no primeiro dia útil subseqüente Este Edital está disponível gratuitamente no site: Neste Edital serão encontrados nomes, palavras, siglas e abreviações com os significados abaixo: a. Sistema de Registro de Preços (SRP): conjunto de procedimentos para seleção de proposta mais vantajosa, visando o registro formal de preços para futuras e eventuais contratações de bens, de produtos e de serviços. PÁG. Nº_3_

4 b. Ata de Registro de Preços: documento de caráter obrigatório e vinculativo em que são registrados o Órgão Gestor, os Órgãos Participantes, a descrição dos bens, dos produtos ou dos serviços, os preços unitários, a unidade de medida, as quantidades, a marca, os fornecedores detentores do registro e as condições a serem observadas nas possíveis contratações, conforme as disposições contidas no instrumento convocatório e propostas apresentadas. c. Órgão Gestor do Registro de Preços: órgão ou entidade da Administração Pública Estadual responsável pela gestão do SRP, inclusive pela organização e realização do procedimento licitatório, bem como pelos atos dele decorrentes. d. Órgão Gestor Geral de Registro de Preços: órgão ou entidade da Administração Pública Estadual responsável pela gestão estratégica da sistemática de registro de preços no âmbito do Governo do Estado do Ceará. e. Órgão Participante: órgão ou entidade da Administração Pública que aderir ao SRP e integrar a Ata de Registro de Preços. f. Órgão Interessado: órgão ou entidade da Administração Pública que não tenha constado do certame como Órgão Participante e que tenha interesse em utilizar a Ata de Registro de Preços, mediante comprovação da vantagem e prévia consulta ao Órgão Gestor. g. Pesquisa de Mercado: pesquisa realizada junto ao mercado fornecedor, bem como junto aos órgãos de divulgação de preços oficiais ou, ainda, no âmbito dos preços praticados pelos órgãos e entidades da Administração Pública, visando à obtenção de preço de referência para subsidiar a realização ou atualização do Registro de Preços. h. Ordem de Compra ou de Serviço: documento formal emitido com o objetivo de autorizar a entrega do bem ou do produto ou o início da prestação do serviço, conforme disciplinado no Anexo IV do Decreto Estadual nº , de 02 de maio de i. Classificado, Detentor ou Beneficiário do Registro de Preços: licitante que, respeitando a ordem de classificação das propostas e após a assinatura da Ata de Registro de Preços, encontra-se apto a fornecer para a Administração Pública Estadual. 2. DO OBJETO. - Registro de Preços para futuras e eventuais aquisições de fardamentos e acessórios diversos (CALÇA, CAMISA, JAQUETAS, COTURNOS, BOINAS, DISTINTIVOS, DENTRE OUTROS) para os integrantes da Polícia Militar (PROGRAMA RONDA / PROGRAMA PRÓ-CIDADANIA). - Para especificações mais detalhadas do objeto, vide Anexos de I a XII do presente edital. 3. DAS CONDIÇÕES PARA PARTICIPAÇÃO Poderão participar desta Licitação: a) toda e qualquer PESSOA FÍSICA E/OU PESSOA JURÍDICA IDÔNEA E CUJA NATUREZA SEJA COMPATÍVEL COM O OBJETO LICITADO; b) que seja regularmente estabelecida no País; c) que satisfaça todas as exigências, especificações e normas contidas neste Edital e em seus Anexos; 3.2. É vedada a participação de interessados: Que estejam reunidos em consórcio, coligação ou grupos de empresas, que tenham em comum com uma ou mais empresas participantes deste processo licitatório, um ou mais sócios quotistas ou membros de diretoria; PÁG. Nº_4_

5 Que estejam cumprindo pena de suspensão temporária de participar de licitações e impedimento de contratar com a Administração Pública; Que tenham sido declarados inidôneos pela Administração Pública; Estrangeiros que não funcionem no País; Que estejam sob processo de recuperação judicial ou extrajudicial, sob concurso de credores, concordata, falência, dissolução, fusão, cisão, incorporação, liquidação ou esteja suspensa de licitar; 3.3. Servidor (es) dos órgãos e entidades da Administração Pública Estadual, inclusive Fundações instituídas e/ou mantidas pelo Poder Público, participar como licitante, direta ou indiretamente, por si ou por interposta pessoa, do presente processo licitatório; 3.4. A participação na licitação implica automaticamente a aceitação integral dos termos deste Edital e seus Anexos e legislação aplicável. 4. DO CREDENCIAMENTO DOS REPRESENTANTES A abertura da presente licitação dar-se-á em sessão pública, dirigida por um Pregoeiro, a ser realizada conforme indicado abaixo, de acordo com a legislação mencionada no preâmbulo e o conteúdo deste Edital Cada licitante deverá apresentar Declaração de Habilitação conforme Anexo III deste edital, através de seu representante credenciado No local, data e hora indicados no preâmbulo deste edital e na presença do Pregoeiro e da Equipe de Apoio, será realizado o credenciamento do (s) representante (s) do (s) licitante (s). Para tanto será indispensável a apresentação dos seguintes documentos: a) Documento oficial de identidade; b) Carta de credenciamento devidamente preenchida, em papel timbrado do licitante, conforme modelo do anexo V deste Edital; c) tratando-se de representante legal, o estatuto social, contrato social ou outro instrumento de registro comercial, tratando-se de sociedades civis, o ato constitutivo registrado no Cartório de Registro Civil de Pessoas Jurídicas, no qual estejam expressos seus poderes para exercer direitos e assumir obrigações em decorrência de tal investidura; d) tratando-se de procurador, o instrumento de procuração público ou particular com firma reconhecida do qual constem poderes específicos para formular lances, negociar preço, interpor recursos e desistir de sua interposição e praticar todos os demais atos pertinentes ao certame, acompanhado do correspondente documento que comprove os poderes do mandante para a outorga (contrato social ou documento similar) A não apresentação ou incorreção de qualquer documento de credenciamento, impossibilitará o representante de formular lances no certame; 4.5. O credenciado deverá ter amplo conhecimento do teor da proposta apresentada, em todos os seus itens, a fim de que o licitante se faça representar, legitimamente, em umas eventuais negociações entre as partes, evitando com isso a interrupção da sessão para contatos externos visando o esclarecimento de dúvidas sobre o teor da mesma, ficando, todavia, os casos excepcionais para serem avaliados pelo Pregoeiro; 4.6. Cada licitante credenciará apenas um representante que será o único admitido a intervir nas fases do procedimento licitatório e a responder por todos os atos e efeitos previstos neste Edital, por sua representada; PÁG. Nº_5_

6 4.7. Não será admitida a participação de um mesmo representante para mais de uma empresa licitante. 5. DA FORMA DE APRESENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE PLENO ATENDIMENTO AOS REQUISITOS DE HABILITAÇÃO, DA PROPOSTA E DOS DOCUMENTOS A declaração de pleno atendimento aos requisitos de habilitação de acordo com modelo estabelecido no Anexo III ao Edital deverá ser apresentada fora dos Envelopes nºs 1 e No dia, hora e local designado neste Edital de Pregão, na presença dos representantes dos licitantes, devidamente credenciados e demais pessoas que queiram assistir ao ato, o Pregoeiro receberá dos representantes credenciados, em envelopes distintos, devidamente fechados e rubricados nos fechos, as propostas de preço e a documentação exigida para a habilitação dos licitantes, registrando em ata os participantes do certame; 5.3. A PROPOSTA e a DOCUMENTAÇÃO DEVERÃO ser apresentadas, separadamente, em 02 envelopes fechados e indevassáveis, contendo em sua parte externa, além do nome da proponente, os seguintes dizeres: AO PREGOEIRO DA CENTRAL DE LICITAÇÕES ENVELOPE Nº 1 PROPOSTA PREGÃO PRESENCIAL Nº da SSPDS. PROPONENTE: C.N.P.J. TELEFONE AO PREGOEIRO DA CENTRAL DE LICITAÇÕES ENVELOPE Nº 2 DOCUMENTOS DE HABILITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº da SSPDS. PROPONENTE: C.N.P.J. TELEFONE 5.4. A proposta deverá ser elaborada em papel timbrado do licitante e redigida em língua portuguesa, com suas páginas numeradas seqüencialmente, rubricadas, sem rasuras, emendas, borrões ou entrelinhas e ser datada e assinada pelo titular do licitante ou representante legal (titular ou procurador), juntando-se cópia da procuração; 5.5. Os documentos deverão ser apresentados em original, por qualquer processo de cópia autenticada por tabelião de notas, ou via internet. 6. DO CONTEÚDO DO ENVELOPE PROPOSTA 6.1. A proposta deverá ser apresentada datilografada/digitada ou impressa por qualquer processo mecânico ou eletrônico, em formulário próprio do licitante, devendo ser redigida em linguagem clara, sem rasuras, entrelinhas ou emendas, em duas vias separadas, (a eventual falta da segunda via não implica em motivo para desclassificação da proposta comercial da licitante no atual certame), contendo no mínimo o conteúdo dos sub-itens seguintes, precedidas de folha de índice, com todas folhas numeradas, rubricadas, indicação do número total de folhas, em envelope fechado Razão social, inscrição estadual, inscrição no cadastro nacional de pessoa jurídica (C.N.P.J.), o endereço da proponente Especificação completa do (s) produto (s) oferecido (s), marca (s) e modelo (s) ofertado (s) Preço unitário e global, em moeda corrente nacional (real), sendo este último por extenso, prevalecendo em se tratando de valor global, aquele discriminado por extenso em caso de divergência, na modalidade C.I.F. (incluindo todos os custos e despesas diretas e indiretas) Detalhamento dos valores dos impostos (IPI, ICMS, ISS, etc.), explicitando as alíquotas do ICMS e IPI, registrando-se para os mesmos as condições de inclusão ou não no preço. PÁG. Nº_6_

7 Folder (s) ou catalogo (s) figurativos com as características técnicas dos materiais ofertados (para os uniformes, a licitante deverá apresentar folder do tipo de tecido cotado), de conformidade com as especificações do objeto descrito nos Anexos I e XI do presente edital AMOSTRA DE TODOS OS ITENS COTADOS EM SUA PROPOSTA, DE CONFORMIDADE COM O DESCRITIVO TÉCNICO, PARA VERIFICAÇÃO DA CONFORMIDADE DO MATERIAL COM AS ESPECIFICAÇÕES CONTIDAS NO EDITAL, QUE SERVIRÁ COMO CRITÉRIO TÉCNICO PARA CLASSIFICAÇÃO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS PARA A FASE DE LANCES VERBAIS. NOTA 1: PARA OS UNIFORMES QUE ESTÃO SENDO CONFECCIONADOS PELA 1ª VEZ, AS LICITANTES PODERÃO APRESENTAR AMOSTRA DO UNIFORME NO MESMO TECIDO EM COR DIFERENTE DA PREVISTA NO EDITAL DOCUMENTOS COMPROBATÓRIOS DAS EXIGÊNCIAS TÉCNICAS EXPRESSAMENTE CONTIDAS NO ANEXO XI DO EDITAL, TAIS COMO LAUDOS, CERTIFICAÇÕES DOS FABRICANTES, DENTRE OUTRAS Prazo de validade da proposta mínimo de 60 (sessenta) dias contados da data de sua apresentação Prazo de entrega do material, de conformidade com o item 15 deste edital Deverá conter a data, a assinatura, o nome legível, o número do CPF, o número da carteira de identidade com a identificação do órgão expedidor do documento, tudo do representante legal da proponente Prazo de garantia dos equipamentos e materiais licitados, de conformidade com o estabelecido no Anexo I do presente instrumento convocatório Fica convencionado que, ao apresentar sua proposta comercial a licitante concorda com os termos dos tópicos: - DAS GARANTIAS e DAS NORMAS DE EXECUÇÃO DO FORNECIMENTO, de conformidade com o exigido nos itens 19 e 20 do presente edital de convocação Número de telefone e fax, número de agência de conta bancária PARA EFEITO DE JULGAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS, O VALOR A SER INFORMADO NAS PROPOSTAS PELOS LICITANTES SITUADOS NO ESTADO DO CEARÁ, SERÁ O VALOR DEDUZIDO DO PERCENTUAL DE 7,5% (SETE VÍRGULA CINCO POR CENTO), CORRESPONDENTE À MÉDIA DAS DIFERENÇAS DE ALÍQUOTAS INTERESTADUAIS DO ICMS, CONFORME DECRETO ESTADUAL Nº , DE 22/11/ APÓS A FASE DE LANCES, PARA AS LICITANTES SITUADAS NO ESTADO DO CEARÁ, OS VALORES DE SEUS LANCES REFERENTES AO VALOR TOTAL POR LOTE CALCULADO EM CADA ITEM, SERÃO READEQUADOS, UTILIZANDO A SEGUINTE FÓRMULA: VALOR FINAL DA PROPOSTA = VALOR DA PROPOSTA VENCEDORA , Onde: - VFP= VALOR FINAL DA PROPOSTA, ACRESCIDO DA ALÍQUOTA DE 7,5%(SETE E MEIO POR CENTO). - VPV = VALOR DA PROPOSTA VENCEDORA APÓS O ENCERRAMENTO DA DISPUTA; - 0,925 = FATOR DE REVERSÃO CORRESPONDENTE A 7,5% ( SETE E MEIO POR CENTO), QUE FORAM DEDUZIDOS ANTES DA DISPUTA; 7. DO CONTEÚDO DO ENVELOPE DOCUMENTAÇÃO DE HABILITAÇÃO. PÁG. Nº_7_

8 Para habilitação os interessados deverão apresentar na sessão de recebimento da documentação, em uma via, os documentos discriminados adiante precedidos de uma folha de índice, com todas as folhas numeradas, rubricadas e indicação do número total de folhas, em envelope fechado; 7.1. O LICITANTE CADASTRADO deverá apresentar o Certificado de Registro Cadastral (CRC) emitido pela Secretaria de Planejamento e Gestão SEPLAG do Estado do Ceará, com situação REGULAR, compatível com o ramo do objeto licitado, obrigando-se a parte a declarar, sob as penalidades legais, a superveniência de fato impeditivo da habilitação, na forma do 2, art. 32, da lei n 8.666/93; Nesta situação, fica o licitante, desobrigado de apresentar os documentos exigidos nos subitens e e se Pessoa Física os subitens e deste edital; A Central de Licitações através do site verificará a situação do cadastro do licitante. Caso o mesmo esteja com algum documento vencido, deverá apresentá-los juntamente com os documentos de habilitação, sob pena de inabilitação, salvo os documentos de Regularidade Fiscal acessíveis para consulta em sites oficiais que poderá ser consultado pelo Pregoeiro; 7.2. O licitante não cadastrado junto a SEPLAG/CE deverá apresentar os documentos de habilitação acompanhados da ficha de inscrição anexa ao edital, devidamente preenchida e assinada Os documentos de habilitação da pessoa jurídica consistirão de: DA HABILITAÇÃO JURÍDICA Prova de registro comercial, no caso de empresa individual; Ato constitutivo, estatuto ou contrato social e aditivos em vigor, devidamente registrado, em se tratando de sociedades comerciais e, no caso de sociedades por ações, acompanhado de documentos de eleição de seus administradores; Inscrição do ato constitutivo, no caso de sociedades civis, acompanhada de prova da diretoria em exercício; Decreto de autorização, em se tratando de empresa ou sociedade estrangeira em funcionamento no País e ato de registro ou autorização para funcionamento expedido pelo órgão competente, quando a atividade assim o exigir DA REGULARIDADE FISCAL Prova de inscrição no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) Prova de regularidade para com a Fazenda Federal, Estadual e Municipal da sede do LICITANTE, através de certidões expedidas pelos órgãos competentes no prazo de sua validade, composta de: a) prova de regularidade para com a Fazenda Pública Federal, por meio de Certidão Conjunta Negativa de Débitos relativos a Tributos Federais e à Dívida Ativa da União, emitida pela Secretaria da Receita Federal do Brasil SRFB e Procuradoria - Geral da Fazenda Nacional - PGFN, conforme decreto Federal nº 5.512, de 15/08/2005; b) prova de situação regular para com a Fazenda Estadual, que deverá ser feita por meio de Certidão Negativa de Débitos inscritos na Dívida Ativa Estadual; c) prova de situação regular para com a Fazenda Municipal, que deverá ser feita por meio de Certidão Negativa de Débitos inscritos na Dívida Ativa Municipal; PÁG. Nº_8_

9 Prova de situação regular perante o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço FGTS (art. 27, alínea a, Lei n.º de 11/05/90) através da apresentação do CRF - Certificado de Regularidade do FGTS, emitido pela Caixa Econômica Federal; Comprovação de que a licitante detém situação regular perante o INSS, na forma exigida pela Constituição Federal, em seu artigo 195, parágrafo 3º com a apresentação da CND Certidão Negativa de Débitos A comprovação da regularidade fiscal poderá ser feita, ainda, por meio de certidões positivas com efeito de negativas DA QUALIFICAÇÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA Certidão Negativa de Recuperação Judicial, Falência ou Concordata, expedida pelo distribuidor da sede do licitante dentro do prazo de validade expresso na própria certidão. Se a certidão não conter o prazo de validade, será considerado o prazo de 90 (noventa) contados a partir da data da sua expedição; Balanço Patrimonial e Demonstrações Contábeis do último exercício social, já exigíveis e apresentados na forma da Lei, que comprovem a boa situação financeira da empresa, conforme índice abaixo: a) Índice de liquidez geral (LG) igual ou superior a 1,20 (um vírgula vinte). LG= ATIVO CIRCULANTE + REALIZÁVEL A LONGO PRAZO PASSIVO CIRCULANTE + EXIGÍVEL A LONGO PRAZO a.1) O índice financeiro deverá ser apresentado com 02 (duas) casas decimais, sem arredondamento DA QUALIFICAÇÃO TÉCNICA Comprovação de aptidão para o desempenho de atividade pertinente e compatível em características com o objeto da licitação, a qual será atendida por atestado(s) fornecido(s) por pessoa(s) jurídica(s) de direito público ou privado, devidamente registrado na entidade profissional competente (se ouver), ou com firma reconhecida da pessoa que assinou. OBS: caso o atestado não contenha a firma reconhecida, o pregoeiro fará diligência para constatar a veracidade da assinatura A licitante deverá comprovar o fornecimento anterior de produtos similares, em quantidades de pelo menos 50% deste fornecimento, para o lote em que estiver participando DA QUALIFICAÇÃO TRABALHISTA Declaração do licitante do cumprimento fiel das recomendações determinadas pelo artigo 7º, inciso XXXIII, da Constituição Federal, incluindo o inciso V do artigo 27 da Lei nº 8.666/93. A declaração deverá ser feita no Termo de Proposta do licitante, conforme modelo definido no Anexo XII Termo de Proposta, deste Edital Os documentos de habilitação da PESSOA FÍSICA consistirão de: Cédula de identidade Prova de inscrição no cadastro de pessoa física (CPF). PÁG. Nº_9_

10 Prova de regularidade para com as Fazendas Federal, Estadual e municipal do domicílio do licitante, ou outro equivalente Certidão negativa de execução patrimonial expedida no domicílio da pessoa física Comprovação de aptidão para o desempenho de atividade nos termos do subitem e no cumprimento do subitem deste Edital ORIENTAÇÕES SOBRE A FASE DE HABILITAÇÃO a) Caso haja documento redigido em idioma estrangeiro, os mesmos somente serão considerados se forem acompanhados da versão em Português, firmada por tradutor juramentado; b) Somente serão aceitos documentos acondicionados no envelope 2, não sendo admitido posteriormente, o recebimento pelo Pregoeiro e Equipe de Apoio de qualquer outro documento, nem permitido ao Licitante fazer qualquer adendo aos documentos entregues aos mesmos; c) Caso haja inserção de original de documento junto com as cópias autenticadas, o mesmo constará do processo e não poderá ser devolvido ao Licitante; d) Dentro do prazo de validade. Na hipótese do documento não constar expressamente o prazo de sua validade, este deverá ser acompanhado de declaração ou regulamentação do órgão emissor que disponha sobre a validade do mesmo. Na ausência de tal declaração ou regulamentação, o documento será considerado válido pelo prazo de 90 (noventa) dias a partir da data de sua emissão, quando se tratar de documentação referente à habilitação fiscal e econômico-financeira; e) O Pregoeiro poderá solicitar, também, originais de documentos já autenticados, para fins de verificação, sendo o licitante obrigado a apresentá-los no prazo máximo de 24 horas, contadas a partir da solicitação, sob pena, de não o fazendo, ser considerado inabilitado; f) Caso a solicitação constante do subitem anterior seja feita durante a sessão de Habilitação, o mesmo deverá constar em ATA, nela constando o prazo máximo referido; g) O Pregoeiro e a Equipe de Apoio não autenticarão cópias de documentos exigidos neste Edital; h) A falta de credenciamento ou da entrega da declaração de habilitação por parte do Licitante, importa na preclusão do direito de participar das fases subseqüentes; i) Os documentos apresentados deverão ser, obrigatoriamente, da mesma sede, ou seja, se da matriz, todos da matriz, se de alguma filial, todos da mesma filial, com exceção dos documentos que são válidos para matriz e todas as filiais. O contrato, ou instrumento equivalente será celebrado com a sede que apresentou a documentação; j) A documentação deverá ser apresentada em qualquer processo de fotocópia, obrigatoriamente autenticada em Cartório. Caso a documentação tenha sido emitida pela Internet, só será aceita se for original ou cópia autenticada. Caso o Pregoeiro ache conveniente poderá ainda proceder a conferência no site que os emitiu; l) Constatando o atendimento das exigências previstas no Edital, o licitante será DECLARADO VENCEDOR, sendo-lhe adjudicado o objeto da licitação pelo próprio Pregoeiro, na hipótese de inexistência de recursos, ou pela Autoridade Superior, na hipótese de existência de recursos; m) Se o licitante desatender às exigências previstas neste subitem, o Pregoeiro examinará a oferta subseqüente na ordem de classificação, verificando a sua aceitabilidade e procedendo a sua habilitação, repetindo esse procedimento sucessivamente, se for necessário, até a apuração de uma proposta que atenda ao Edital, sendo o respectivo licitante declarado vencedor. PÁG. Nº_10_

11 n) A microempresa, empresa de pequeno porte ou cooperativa que se enquadre nos termos do art. 34 da Lei nº /2007 e tenha utilizado o direito de preferência determinado pela Lei Complementar nº 123/2006 durante o certame deverá comprovar esta condição. 8. DO PROCEDIMENTO E DO JULGAMENTO No horário e local indicados no preâmbulo deste edital, será aberta a sessão de processamento do Pregão, iniciando-se com o recebimento das fichas de credenciamento dos interessados em participar do certame, com duração mínima de 20 (vinte) minutos; O tempo a que se refere o subitem anterior não é de tolerância para a abertura da sessão, e sim para o período de credenciamento; 8.2. Junto com o credenciamento, os licitantes entregarão ao Pregoeiro a declaração de pleno atendimento aos requisitos de habilitação, de acordo com o estabelecido no Anexo III ao Edital e, em envelopes separados, a proposta de preços e os documentos de habilitação; 8.3. A análise das propostas pelo Pregoeiro visará ao atendimento das condições estabelecidas neste Edital e seus anexos, sendo desclassificadas as propostas: a) cujo objeto não atenda às especificações, prazos e condições fixados no Edital; b) serão desconsideradas ofertas ou vantagens baseadas nas propostas dos demais licitantes. c) Com amostras em desacordo com as especificações contidas no memorial descritivo deste edital As propostas não desclassificadas serão selecionadas para a etapa de lances, com observância dos seguintes critérios: a) Seleção da proposta de menor preço e as demais com preços até 10% superiores àquela; b) Não havendo pelo menos 3 (três) preços na condição definida na alínea anterior, serão selecionadas as propostas que apresentarem os menores preços, até o máximo de 3 (três). No caso de empate nos preços, serão admitidas todas as propostas empatadas, independentemente do número de licitantes; c) O Pregoeiro convidará individualmente os autores das propostas selecionadas a formular lances de forma seqüencial, a partir do autor da proposta de maior preço e os demais em ordem decrescente de valor, decidindo-se por meio de sorteio para o início da oferta de lance no caso de empate de preços; d) o licitante sorteado em primeiro lugar poderá escolher a posição na ordenação de lances, em relação aos demais empatados, e assim sucessivamente até a definição completa da ordem de lances; e) os lances deverão ser formulados em valores distintos e decrescentes, inferiores à proposta de menor preço; f) a etapa de lances será considerada encerrada quando todos os participantes dessa etapa declinarem da formulação de lances; g) encerrada a etapa de lances, serão classificadas as propostas selecionadas e não selecionadas para a etapa de lances, na ordem crescente dos valores, considerando-se para as selecionadas o último preço ofertado; h) o Pregoeiro poderá negociar com o autor da oferta de menor valor com vistas à redução do preço; PÁG. Nº_11_

12 i) após a negociação, se houver, o Pregoeiro examinará a aceitabilidade do menor preço, decidindo motivadamente a respeito; j) sendo aceitável a proposta final classificada em primeiro lugar, será aberto o envelope contendo a documentação de habilitação do licitante que a formulou, para confirmação das suas condições de habilitação; l) constatado o atendimento das exigências fixadas neste edital, o Pregoeiro declarará o licitante vencedor, e lhe adjudicará o objeto do certame; m) se a oferta não for aceitável, ou se o licitante desatender as exigências para a habilitação, o Pregoeiro examinará a oferta subseqüente de menor preço, negociará com o seu autor, decidirá sobre a sua aceitabilidade e, em caso positivo, verificará as condições de habilitação e assim sucessivamente, até a apuração de uma oferta aceitável cujo proponente atenda os requisitos de habilitação, caso em que será declarado vencedor Encerrada definitivamente a disputa do Lote, o Pregoeiro examinará o porte da arrematante, em cumprimento ao que determina a Lei complementar nº 123/2006, a microempresa, a empresa de pequeno porte ou a cooperativa, que se enquadre nos termos do art. 34 da Lei nº /2007, que ofertou Lance de até 5% (cinco por cento) maior que a do arrematante que não se enquadre nessa categoria, será convocado na sala de disputa, para no prazo de 05 (cinco) minutos, utilizando-se do direito de preferência, apresentar proposta de preço inferior ao do licitante arrematante Se o primeiro licitante consultado pelo Pregoeiro, que seja ME, EPP ou cooperativa, fechar negócio, a licitação será encerrada; se não, o Pregoeiro consultará os demais em ordem seqüencial; 8.7. Se nenhum licitante que se encontre nas condições determinadas pela LC 123/06 fechar negócio, o Pregoeiro considerará a proposta da arrematante; 8.8. Da sessão será lavrada ata circunstanciada, na qual estarão registrados todos os atos do procedimento e as ocorrências relevantes DO JULGAMENTO DA PROPOSTA A licitação será julgada pelo tipo informado no preâmbulo deste edital, ou seja, pelo MENOR PREÇO GLOBAL POR LOTE. NOTA: EM VIRTUDE DE A PRESENTE LICITAÇÃO SER REALIZADA PELO CRITÉRIO DE MENOR PREÇO GLOBAL POR LOTE, A LICITANTE DEVERÁ PROCEDER A COTAÇÃO DE TODOS OS ITENS DENTRO DO MESMO LOTE CONSTANTES NO ANEXO I DESTE EDITAL, SENDO DESCLASSIFICADA A PROPOSTA DA EMPRESA QUE ASSIM NÃO PROCEDER, POR NÃO SER POSSÍVEL (INVIÁVEL) O DESMEMBRAMENTO DO OBJETO DA LICITAÇÃO EM VÁRIOS CONTRATOS DIFERENTES. NOTA 2: OS ITENS COMPONENTES DE CADA LOTE FORMAM UM CONJUNTO COMPLETO E PARA ELES DEVEM SER OBSERVADAS AS SEGUINTES REGRAS CONTIDAS NA NOTA DO SUB-ITEM DO PRESENTE EDITAL DE CONVOCAÇÃO Constitui motivo para desclassificação da proposta a verificação de uma das seguintes ocorrências: a) A apresentação de propostas que não atendam as exigências deste ato convocatório, ou da Legislação em vigor. b) A apresentação de preços excessivamente superiores aos praticados no mercado, ou manifestamente inexeqüíveis. c) A apresentação de preço baseado em outras propostas, inclusive com o oferecimento de redução sobre a de menor valor. d) A oferta de propostas alternativas. e) A apresentação de proposta contendo mais de 02 (duas) casas decimais em seus valores totais. PÁG. Nº_12_

13 f) A apresentação de proposta incompleta, isto é, não contenham informação(ões) suficiente(s) que permita(m) a perfeita identificação do material licitado. g) A apresentação de proposta que contenha qualquer limitação ou condição substancialmente contrastante com o presente Edital. h) A falta de amostra para qualquer um dos itens componentes do lote, ou a apresentação de amostra em desconformidade com as especificações descritas Os preços apresentados pelas licitantes em suas propostas comerciais e nos lances serão considerados C.I.F., mesmo que esta informação não venha expressamente registrada nas mesmas DO JULGAMENTO DA HABILITAÇÃO Encerrada a etapa competitiva e ordenadas as ofertas, o Pregoeiro procederá ao julgamento dos documentos de habilitação do (s) licitante (s) que apresentou (aram) a (s) melhor (es) proposta (s), para verificação do atendimento das condições fixadas no edital A habilitação far-se-á com a verificação de que o licitante está em situação regular com suas obrigações, sendo que esta comprovação será feita com base na documentação apresentada pela licitante, que atendendo as exigências estipuladas no edital será considerada habilitada para o certame licitatório Constitui-se motivo para inabilitação da empresa, a verificação das seguintes ocorrências: a) A falta de algum documento exigido no rol descrito no item 7 do presente edital. b) Apresentação de algum documento exigido, fora do prazo de validade. c) Incompatibilidade entre o objeto licitado e a listagem de atividades que podem ser desenvolvidas pelos licitantes e comprovada pelo C.R.C. (Certificado de Registro Cadastral). d) Descumprimento das exigências adicionais contidas nos sub-itens do item 7 do edital. e) Incompatibilidade entre o atestado de capacidade técnica e o objeto da licitação. 9. DOS ESCLARECIMENTOS, DA IMPUGNAÇÃO, DO RECURSO, DA ADJUDICAÇÃO E DA HOMOLOGAÇÃO Os pedidos de esclarecimentos referentes ao processo licitatório deverão ser enviados ao Pregoeiro, até 03 (três) dias úteis anteriores a data fixada para a abertura da sessão pública; 9.2. Até 02 (dois) dias úteis antes da data fixada para a abertura da sessão pública, quaisquer pessoas poderão impugnar o ato convocatório do pregão; Caberá ao Pregoeiro, auxiliado pela área interessada, quando for o caso, decidir sobre a petição de impugnação no prazo de 24 (vinte e quatro) horas; Acolhida a impugnação contra o ato convocatório, será definida e publicada nova data para realização do certame; 9.3. Declarado o vencedor, qualquer licitante poderá manifestar, imediata e motivadamente, a intenção de recorrer contra qualquer manifestação do Pregoeiro, com registro em Ata da síntese dos respectivos fundamentos, desde que munido de procuração com poderes específicos para tal, e terá o prazo de 03 (três) dias para trazer as razões escritas, ficando os demais licitantes desde logo intimados a apresentar as contra-razões no mesmo prazo, que começará a correr do término do prazo da recorrente, sendo-lhe assegurada vista imediata dos autos; As impugnações e os recursos devem ser protocolizados na sede da Procuradoria Geral do Estado (PGE), sito na Av. Dr. José Martins Rodrigues, 150, Bairro Edson Queiroz, Fortaleza/CE, CEP Contendo o nome completo do representante legal, telefone, fax, para facilitar a comunicação entre o Pregoeiro e os licitantes; PÁG. Nº_13_

14 9.4. A ausência de manifestação imediata e motivada do licitante importará a decadência do direito de recurso, e a homologação do objeto do certame ao licitante vencedor pela autoridade competente; 9.5. Interposto o recurso, o Pregoeiro poderá reconsiderar a sua decisão ou encaminhá-lo devidamente informado à autoridade competente; 9.6. Decididos os recursos e constatada a regularidade dos atos praticados, a autoridade competente homologará o objeto do certame ao licitante vencedor. 10. DA HOMOLOGAÇÃO E DA ASSINATURA DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS A homologação da licitação é de responsabilidade da autoridade competente e só poderá ser realizada depois de declarado o proponente vencedor do objeto pelo Pregoeiro, ou, quando houver recurso, pela própria autoridade competente Ocorrendo recursos, resolvidos os mesmos, caberá à autoridade competente a adjuciação do objeto da licitação ao licitante vencedor, seguindo-se a competente homologação do resultado, com a divulgação da decisão no Diário Oficial do Estado do Ceará Após a homologação do resultado da licitação, os preços ofertados pelos licitantes vencedores de cada item serão registrados na Ata de Registro de Preços, elaborada conforme o ANEXO VII MINUTA DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS, deste Edital PARA O REGISTRO DE PREÇOS DOS FORNECEDORES SITUADOS NO ESTADO DO CEARÁ, O VALOR HOMOLOGADO SERÁ O VALOR READEQUADO, MEDIANTE A APLICAÇÃO DA SEGUINTE FÓRMULA: VALOR A SER REGISTRADO NA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS = VALOR HOMOLOGADO , Os licitantes classificados em primeiro lugar terão o prazo de 05 (cinco) dias, a contar da data do recebimento da convocação, para comparecer Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social- SSPDS, a fim de assinar a Ata de Registro de Preços. O prazo de comparecimento poderá ser prorrogado uma única vez, por igual período, desde que ocorra motivo justificado, aceito pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social A recusa injustificada em assinar a Ata de Registro de Preços no prazo e condições estabelecidas implicará no cancelamento do registro do preço do LOTE para este fornecedor No caso do item anterior, os demais fornecedores classificados neste processo, em ordem crescente de preço proposto por item, poderão ser convocados para compor a Ata de Registro de Preços, na condição de aceitarem os preços do primeiro colocado em cada LOTE, ou nos casos previstos neste Edital e na Ata dele decorrente É facultado à Administração, quando o convocado não assinar a Ata de Registro de Preços, no prazo e condições estabelecidas, convocar os licitantes remanescentes, conforme subitem anterior, na ordem de classificação, para fazê-lo em igual prazo e nas condições propostas referente a sua classificação, ou revogar a licitação, independentemente da aplicação das sanções previstas neste Edital. 11. DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social será o Órgão Gestor da Ata de Registro de Preços de que trata este Edital A Ata de Registro de Preços, elaborada conforme o Anexo VII - Minuta da Ata de Registro de Preços, será assinada pelo titular da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social - Órgão Gestor do Registro de Preços - ou, por delegação, por seu substituto legal, e pelos representantes PÁG. Nº_14_

15 de cada um dos fornecedores legalmente credenciados e identificados conforme modelo constante no ANEXO IX - FICHA DE DADOS DO REPRESENTANTE LEGAL A Ata de Registro de Preços terá validade pelo prazo de 12 (doze) meses, contados a partir da data de sua publicação, podendo, por acordo das partes e quando a proposta continuar se mostrando mais vantajosa, ser prorrogada, por igual período, nas mesmas condições e quantidades originais, nos termos do Decreto Estadual nº de 10 de janeiro de 2006 e do Art. 116 da Lei Federal de 21 de junho de 1993 e suas alterações Os preços registrados na Ata de Registro de Preços serão aqueles ofertados nas propostas de preços dos licitantes vencedores da disputa A Ata de Registro de Preços uma vez lavrada e assinada, não obriga a Administração a firmar as contratações que dela poderão advir, ficando-lhe facultada a utilização de procedimento de licitação, respeitados os dispositivos da Lei Federal 8.666/93, sendo assegurada à detentora do registro de preços a preferência em igualdade de condições O direito de preferência de que trata o subitem anterior poderá ser exercido pelo beneficiário do registro, quando o preço decorrente de procedimento de licitação for igual ou superior ao registrado Os participantes do SRP, quando necessitar, poderão efetuar aquisições junto às empresas detentoras de preços registrados na Ata de Registro de Preços, de acordo com os quantitativos e especificações previstos, durante a vigência do documento supracitado Os fornecedores detentores de preços registrados ficarão obrigados a fornecer o objeto licitado aos participantes do SRP, nos prazos estabelecidos neste Edital, desde que notificados por estes e durante a vigência da Ata de Registro de Preços, mesmo que a entrega do objeto esteja prevista para data posterior a do vencimento da mesma Os órgãos e entidades da Administração Pública Estadual, participantes ou não do Registro de Preços, poderão realizar contratações decorrentes do remanejamento de quantitativos registrados na Ata, com a interveniência do Órgão Gestor e mediante anuência do Órgão Participante cedente, independentemente da concordância do fornecedor, conforme disciplina o Art.15 do Decreto Estadual nº de 10 de janeiro de A Ata de Registro de Preços, durante sua vigência, poderá ser utilizada por qualquer órgão ou entidade da Administração Pública Municipal, Estadual ou Federal, na condição de Órgão Interessado, mediante consulta prévia ao Órgão Gestor do Registro de Preços e concordância do fornecedor, conforme disciplina o Arts. 16 e 18 do Decreto Estadual nº , de 10 de janeiro de Os órgãos interessados, quando desejarem fazer uso da Ata de Registro de Preços, deverão manifestar seu interesse junto ao Órgão Gestor do Registro de Preços, o qual indicará o fornecedor e o preço a ser praticado As contratações decorrentes da utilização da Ata de Registro de Preços de que trata este subitem não poderão exceder, por Órgão Interessado, ao somatório dos quantitativos registrados na Ata O fornecedor detentor de preço registrado poderá optar pela aceitação ou não do fornecimento aos Órgãos Interessados, desde que este fornecimento não prejudique as obrigações anteriormente assumidas Caberá ao Órgão Gestor do Registro de Preços, para utilização da Ata por Órgãos Interessados da Administração Pública Estadual, proceder à negociação do fornecimento, obedecida a ordem de classificação O detentor de preços registrados que descumprir as condições da Ata de Registro de Preços recusando-se a fornecer o objeto licitado aos participantes do SRP, não aceitando reduzir os preços registrados quando estes se tornarem superiores aos de mercado, ou nos casos em que ficar impedido ou PÁG. Nº_15_

16 for declarado inidôneo para licitar ou contratar com a Administração, e ainda, por razões de interesse público, devidamente fundamentado, terá o seu registro cancelado Os preços registrados poderão ser revistos a qualquer tempo em decorrência da redução dos preços praticados no mercado ou de fato que eleve os custos dos itens registrados, obedecendo aos parâmetros constantes no artigo 22, do Decreto Estadual nº de 10 de janeiro de A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social convocará o fornecedor para negociar o preço registrado e adequá-lo ao preço de mercado, sempre que verificar que o preço registrado está acima do preço de mercado. Caso seja frustrada a negociação, o fornecedor será liberado do compromisso assumido Não havendo êxito nas negociações com o primeiro colocado, a Administração poderá convocar os demais fornecedores classificados de acordo com o subitem 13.7., nas mesmas condições ou revogar a Ata de Registro de Preços ou parte dela Serão considerados preços de mercado, os preços que forem iguais ou inferiores à média daqueles apurados pela Administração para os itens registrados As alterações dos preços registrados, oriundas da revisão dos mesmos, serão publicadas no Diário Oficial do Estado e na página oficial do Governo do Estado na INTERNET. 12. DO CANCELAMENTO DO REGISTRO DE PREÇOS A Ata de Registro de Preços poderá ser cancelada de pleno direito: Pela autoridade competente do Órgão Gestor do Registro de Preços, mediante comunicação da unidade requisitante, quando: a empresa detentora não cumprir as obrigações dela constantes; a empresa detentora der causa à rescisão administrativa da contratação decorrente deste instrumento de registro de preços, em alguma das hipóteses previstas no art. 78, inciso I a XII, ou XVII, da Lei Federal n.º 8.666/93, com as respectivas alterações posteriores; em qualquer das hipóteses de inexecução total ou parcial da contratação decorrente deste instrumento de registro; os preços registrados se apresentarem superiores aos praticados no mercado e a detentora não aceitar reduzir o preço registrado; por razões de interesse público devidamente demonstradas e justificadas pela Administração Pela detentora, quando, mediante solicitação por escrito, comprovar estar impossibilitada de cumprir as exigências nela contidas ou quando ocorrer alguma das hipóteses contidas no art. 78, incisos XIV e XVI da Lei Federal n.º 8.666/93, com as respectivas alterações posteriores A solicitação da(s) detentora(s) para cancelamento dos preços registrados deverá ser dirigida ao Órgão Gestor do Registro de Preços (Secretaria do Planejamento e Gestão - SEPLAG), facultada a esta, a aplicação das penalidades previstas, caso não aceitas as razões do pedido Ocorrendo o cancelamento do registro de preços pela Administração, a empresa detentora será comunicada por correspondência com aviso de recebimento, devendo este ser anexado ao processo que tiver dado origem ao registro de preços No caso de ser ignorado, incerto ou inacessível o endereço da detentora, a comunicação será feita por publicação no Diário Oficial do Estado, por 02 (duas) vezes consecutivas, considerando-se cancelado o preço registrado a partir da última publicação. PÁG. Nº_16_

17 13. DAS SANÇÕES ADMINISTRATIVAS No caso de inadimplemento de suas obrigações estará sujeito sem prejuízo das sanções legais na esfera civil e criminal, as seguintes sanções administrativas: a) Advertência, quando do descumprimento de obrigações assumidas, desde que não acarrete grande prejuízo à execução do contrato e à administração. b) Multas estipuladas na forma a seguir: I. Multa de 10% (dez por cento) sobre o valor global do Contrato, em caso de recusa não justificada em assinar o contrato dentro de 5 (cinco) dias úteis, contados da data de sua convocação. II. 0,3% (três décimos por cento) ao dia, até o trigésimo dia de atraso sobre o valor global estimado do contrato, no caso da não entrega do material e/ou descumprimento das demais obrigações contratuais; III. 10% (dez por cento) após o trigésimo dia de atraso sobre o valor global estimado, no caso da não entrega do material e/ou descumprimento das demais obrigações contratuais; IV. 10% (dez por cento) sobre o valor global estimado, no caso de desistência de entregar o material com o conseqüente cancelamento da NE (Nota de Empenho). c) Suspensão Temporária de participar de licitações e impedimento de contratar com a Administração pelo prazo de até 05 (cinco) anos A Suspensão Temporária que trata a alínea c do item 13.1 poderá ocorrer mediante condições previstas no Art. 32 do Decreto Estadual nº / A penalidade que trata a alínea c do item 13.1 será obrigatoriamente registrada no CRC - SEPLAG, e no caso de suspensão de licitar, o licitante deverá ser descredenciado por igual período, sem prejuízo das multas previstas no edital e das demais cominações legais A inexecução total ou parcial do contrato, inclusive a sua transferência total ou parcial a outra empresa, sem prévio assentimento da CONTRATANTE, enseja sua rescisão com as conseqüentes penalidades previstas legalmente e contratualmente As multas que não forem possíveis descontadas na garantia da CONTRATADA ou por ocasião do pagamento, serão recolhidas, voluntariamente, por meio de DAE Documento de Arrecadação Estadual, podendo ser substituído por outro instrumento legal em nome do órgão competente. Se não o fizer, será cobrado em processo de execução Nenhuma sanção será aplicada sem que seja assegurado em processo administrativo para apuração dos fatos, garantindo sempre os direitos prévios da citação, da ampla defesa e do contraditório, assegurados pela Constituição Federal de 1988, no prazo de 05 (cinco) dias úteis, previsto no 2º do Art. 87 da Lei nº 8.666/1993 e suas alterações. 14. DO PAGAMENTO O pagamento será efetuado após a formalização e apresentação da seguinte documentação: Nota fiscal de mercadoria e/ou serviço, fatura discriminativa (em duas vias) correspondentes, devidamente atestadas pelo responsável do setor solicitante a sua execução O pagamento será efetuado em uma parcela única, a ser realizada em até 10 (dez) dias após o recebimento definitivo de cada material empenhado. 15. DO PRAZO DE ENTREGA DOS MATERIAIS As entregas do objeto desta licitação serão iniciadas imediatamente após a publicação da ata de registro de preços, que terá vigência de 12 (doze) meses O Prazo máximo de entrega do objeto desta licitação será de 30 (trinta) dias a contar da emissão da ordem de compra juntamente com a nota de empenho, expedida pela Célula de Execução Financeira desta SSPDS. PÁG. Nº_17_

18 16. DO RECEBIMENTO DO MATERIAL O objeto da licitação será recebido: a) provisoriamente, para efeito de posterior verificação da conformidade do material com a especificação. b) definitivamente, após a verificação da qualidade e quantidade do material e conseqüente aceitação, devendo haver rejeição no caso de desconformidade Somente será recebido material de 1ª (primeira) qualidade, sem nenhum uso anterior, ou seja, de 1ª mão, que não seja remanufaturado, que não apresente defeito e que atenda às especificações exigidas no Edital. 17. DA DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA As despesas decorrentes da execução das futuras contratações correrão por conta de dotações orçamentárias próprias de cada participante do Registro de Preços. 18. DO PRAZO A Ata de Registro de Preços terá validade pelo prazo de 12(doze) meses, contados a partir da data da sua publicação, podendo, por acordo das partes e quando a proposta continuar se mostrando mais vantajosa, ser prorrogada, por igual período, nas mesmas condições e quantidades originais, nos termos do Art. 19 do Decreto Estadual nº , de 10 de janeiro de DAS GARANTIAS Ficam definidos como garantia a substituição dos itens que apresentarem defeito, por parte da contratada, dentro do prazo estabelecido especificamente para cada produto no Anexo I, sem qualquer ônus adicional para a CONTRATANTE, salvo quando comprovado uso indevido dos equipamentos, sem exclusão, no que couber, das garantias genéricas pertinentes e devidas, previstas no CDC Código de Defesa do Consumidor Os prazos de garantia iniciar-se-ão a partir da data da emissão dos termos de recebimento definitivo dos materiais pela CONTRATANTE. 20. DAS NORMAS DE EXECUÇÃO DO FORNECIMENTO Todo o material licitado deverá ser entregue no almoxarifado geral desta SSPDS, sito na Av. Bezerra de Menezes, 581, São Gerardo Fortaleza/CE. De segunda a sexta-feira, no horário comercial, Responsável, SGT FARIAS JÚNIOR, Tel Todos os produtos deverão ser fornecidos com dados de identificação do produto, marca do fabricante, data de fabricação e prazo de validade Não haverá limite mínimo e máximo para faturamento mensal, sendo que as solicitações de uniformes variarão de acordo com a demanda desta Secretaria Os itens serão recebidos mediante inspeção de recebimento a ser realizada no Almoxarifado da SSPDS Havendo rejeição de material inspecionado no Almoxarifado, o fornecedor será informado para proceder ao devido recolhimento no prazo máximo de 03 (três) dias úteis. Esgotado tal prazo e se nenhuma providência for tomada pelo fornecedor, a CONTRATANTE providenciará a devolução, debitando à CONTRATADA as despesas correspondentes. PÁG. Nº_18_

19 20.6. A existência de preços registrados não obriga a Administração Pública Estadual a firmar as contratações nas quantidades estimadas no ANEXO I - TERMO DE REFERÊNCIA, ficando-lhe facultada a utilização de outros meios, respeitada a legislação relativa às licitações, sendo assegurada ao beneficiário do registro a preferência de contratação em igualdade de condições Cada aquisição do(s) LOTE(S) registrado(s) será(ão) efetuada através da Ordem de Compra ou Serviço, emitida pela SSPDS, conforme ANEXO VIII O documento de que trata o subitem anterior, emitido em 03 (três) vias, sendo a primeira para o fornecedor, a segunda para o Órgão Gestor e a terceira para arquivo da contratante, terá caráter convocatório e será enviado para o fornecedor juntamente com a Nota de Empenho NE, que deverão ser assinados e devolvidos à contratante no prazo máximo de 05 (cinco) dias a contar da data do seu recebimento O fornecedor ficará obrigado a atender às ordens de compras ou serviços efetuadas dentro do prazo de validade do Registro de Preços, mesmo se a entrega dos itens ocorrer em data posterior a do seu vencimento Os Valores cotados nas propostas das licitantes constituir-se-ão na única fonte de remuneração da LICITANTE, nele já devem estar incluídos todos os custos e despesas diretas e indiretas incidentes sobre o objeto da licitação AS AMOSTRAS DOS MATERIAIS ESTARÃO À DISPOSIÇÃO DAS LICITANTES PARA ANÁLISE NA SEDE DA SECRETARIA EXECUTIVA DA SSPDS A confecção de todas as peças dos uniformes deverá ser feita rigorosamente de conformidade com as especificações do edital. As amostras apresentadas para análise da SSPDS, deverá ser devolvida quando da entrega do lote, para atestar a conformidade do material A CRITÉRIO DO PREGOEIRO, QUANDO HOUVER DÚVIDA QUANTO À QUALIDADE OU DESCONFORMIDADE DA AMOSTRA APRESENTADA PELO LICITANTE, SERÁ SUSPENSO O JULGAMENTO PARA O RESPECTIVO ITEM, A FIM DE QUE SEJAM PROCEDIDOS EXAMES PARA EXPEDIÇÃO DE LAUDOS, NOS QUAIS RESTEM COMPROVADOS OU NÃO AS CARACTERÍSTICAS MÍNIMAS EXIGIDAS NO ATO CONVOCATÓRIO. PARA TANTO RECORRERÁ AOS SEGUINTES INSTITUTOS DE PESQUISAS, SENDO QUE OS CUSTOS DOS REFERIDOS TESTES SERÃO DE RESPONSABILIDADE DO PRÓPRIO LICITANTE: A) IPT INSTITUTO DE PESQUISAS TECNOLÓGICAS, SEDIADO EM FRANCA-SP. (FONE B) CENTRO TECNOLÓGICO DE COUROS, CALÇADOS E AFINS (FONE ). C) OUTROS CENTROS DE PESQUISAS RECONHECIDOS PELA ABNT São obrigações da CONTRATADA: a) Fornecer o objeto do contrato de acordo com o estabelecido neste termo. b) Executar fielmente o contrato, de conformidade com suas cláusulas, responsabilizando-se pela sua qualidade, exatidão e segurança, diligenciando no sentido de que os trabalhos sejam conduzidos segundo a melhor técnica aplicável, observando os prazos que lhe forem programados para a sua realização e garantia. c) Manter durante toda a execução do Contrato, em compatibilidade com as obrigações assumidas, todas as condições de habilitação e qualificação exigidas. d) Assumir inteira responsabilidade pela execução do fornecimento do material previsto no objeto do Contrato. 21. DA CONTRATAÇÃO. PÁG. Nº_19_

20 21.1. Durante o prazo de validade do registro, as empresas detentoras poderão ser convidadas a firmar contratações de fornecimento, observadas as condições fixadas neste Edital e nas determinações contidas na legislação pertinente A cada aquisição será emitida a Ordem de Compra e a Nota de Empenho, respectivamente em favor da licitante vencedora Aplica-se às contratações de fornecimento decorrentes de registro de preços o disposto no Capítulo III da Lei Federal n.º 8.666/93, com suas respectivas alterações posteriores, no que couber Na hipótese de a licitante primeira classificada ter seu registro cancelado e/ou não firmar a contratação no prazo e condições estabelecidos, poderá ser firmada contratação com a segunda classificada, desde que nas mesmas condições propostas pela primeira e atendidas as especificações e prazos exigidos neste Edital A contratação resultante do objeto deste Edital reger-se-á ainda pelas normas fixadas pelo Código de Defesa do Consumidor, Lei n , de DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Conforme dispõe a legislação federal em vigor sobre a matéria, a Lei 8.666/93 em estrito resguardo do interesse público, sem que isso gere direito aos licitantes à indenização, esta Licitação poderá ser: a) Anulada, a qualquer tempo, por ilegalidade constatada ou provocada em qualquer fase do processo. b) Revogada unilateralmente, total ou parcialmente, por conveniência da Administração, quando da ocorrência de fato superveniente, pertinente e suficiente a justificar o ato. c) Adiada, por motivo justificável O Pregoeiro, após a verificação da conformidade da especificação do objeto, classificará os licitantes, ressalvado o direito de confrontar o material com as especificações ofertadas, para classificar definitivamente o licitante Participar deste Pregão implica na aceitação integral e irretratável dos termos deste Edital e seus anexos, bem como a observância dos regulamentos administrativos Não poderá participar direta ou indiretamente da licitação ou da execução de obra ou serviço e do fornecimento de bens a eles necessários o servidor ou dirigente de órgão ou entidade contratante ou responsável pela licitação As propostas que forem entregues fora da data, horário e local previstos neste Edital, não serão objeto de julgamento pelo Pregoeiro O proponente é responsável pela fidelidade e legitimidade das informações prestadas e dos documentos apresentados em qualquer fase da licitação. A falsidade de qualquer documento apresentado ou a inverdade das informações nele contidas implicará a imediata desclassificação do proponente que o tiver apresentado, ou, caso tenha sido o vencedor, a rescisão do contrato ou do pedido de compra, sem prejuízo das demais sanções cabíveis As normas que disciplinam este Pregão serão sempre interpretadas em favor da ampliação da disputa entre os proponentes, desde que não comprometam o interesse da Administração, a finalidade e a segurança da contratação As decisões referentes a este processo licitatório poderão ser comunicadas aos proponentes por qualquer meio de comunicação que comprove o recebimento ou, ainda, mediante publicação no Diário Oficial do Estado. PÁG. Nº_20_

21 22.9. Os casos omissos neste Edital serão resolvidos pelo Pregoeiro, nos termos da legislação pertinente Para dirimir as questões decorrentes deste Edital, que não puderem ser administrativamente solucionadas, fica eleito o Foro da Comarca de Fortaleza, Capital do Estado do Ceará Simples omissões ou impropriedades irrelevantes, sanáveis ou desprezíveis, a exclusivo critério do Pregoeiro, desde que não causem prejuízo à SSPDS e às demais licitantes, poderão ser relevadas. Fortaleza, de de ORDENADOR DE DESPESA CIENTE: MARCOS ALEXANDRINO ALVES GONDIM PREGOEIRO PÁG. Nº_21_

22 1. DO OBJETO: ANEXO I - TERMO DE REFERÊNCIA. - Registro de Preços para futuras e eventuais aquisições de fardamentos e acessórios diversos (CALÇA, CAMISA, JAQUETAS, COTURNOS, BOINAS, DISTINTIVOS, DENTRE OUTROS) para os integrantes da Polícia Militar (PROGRAMA RONDA / PROGRAMA PRÓ-CIDADANIA), de conformidade com as especificações e quantitativos contidos na planilha a seguir: 01. LOTE DE UNIFORME DE INSTRUÇÃO. LOTE 01. ITEM DISCRIMINAÇÃO UNID QUANT CALÇA DE INSTRUÇÃO, CONFECCIONADA DE CONFORMIDADE COM AS ESPECIFICAÇÕES CONTIDAS NO ANEXO XI - COM GARANTIA DE 12 (DOZE) MESES. CAMISA MANGA CURTA DE INSTRUÇÃO, CONFECCIONADA DE CONFORMIDADE COM AS ESPECIFICAÇÕES CONTIDAS NO ANEXO XI - COM GARANTIA DE 12 (DOZE) MESES. JAQUETA MANGA LONGA CONFECCIONADA DE CONFORMIDADE COM AS ESPECIFICAÇÕES CONTIDAS NO ANEXO XI - COM GARANTIA DE 12 (DOZE) MESES. LUVA (PLATINA), CONFECCIONADA DE CONFORMIDADE COM AS ESPECIFICAÇÕES CONTIDAS NO ANEXO XI - COM GARANTIA DE 12 (DOZE) MESES. UND UND UND PAR VALOR UNITÁRIO VALOR TOTAL TOTAL DO LOTE LOTE DE CAMISETAS. LOTE 02. ITEM DISCRIMINAÇÃO UNID QUANT 2.1. CAMISETA CONFECCIONADA DE CONFORMIDADE COM AS ESPECIFICAÇÕES CONTIDAS NO ANEXO XI - COM GARANTIA DE 12 (DOZE) MESES. UND VALOR UNITÁRIO VALOR TOTAL TOTAL DO LOTE LOTE DE MEIAS. LOTE 03. ITEM DISCRIMINAÇÃO UNID QUANT 3.1. MEIAS, CONFECCIONADAS DE CONFORMIDADE COM AS ESPECIFICAÇÕES CONTIDAS NO ANEXO XI - COM GARANTIA DE 12 (DOZE) MESES. PAR VALOR UNITÁRIO VALOR TOTAL TOTAL DO LOTE LOTE DE CINTOS MILITARES. LOTE 04. ITEM DISCRIMINAÇÃO UNID QUANT VALOR UNITÁRIO VALOR TOTAL PÁG. Nº_22_

23 4.1. Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social CINTO DE NYLON C/ FIVELA CONFECCIONADO DE CONFORMIDADE COM AS ESPECIFICAÇÕES CONTIDAS NO ANEXO XI - COM GARANTIA DE 12 (DOZE) MESES. UND TOTAL DO LOTE LOTE DE FIEL DE NYLON. LOTE 05. ITEM DISCRIMINAÇÃO UNID QUANT 5.1. FIEL DE NYLON, CONFECCIONADO DE CONFORMIDADE COM AS ESPECIFICAÇÕES CONTIDAS NO ANEXO XI - COM GARANTIA DE 12 (DOZE) MESES. UND VALOR UNITÁRIO VALOR TOTAL TOTAL DO LOTE LOTE DE APITOS MILITARES LOTE 06. ITEM DISCRIMINAÇÃO UNID QUANT VALOR UNITÁRIO VALOR TOTAL 6.1. APITO DE METAL CROMADO POLIDO, DE CONFORMIDADE COM AS ESPECIFICAÇÕES CONTIDAS NO ANEXO XI. - COM GARANTIA DE 12 (DOZE) MESES. UND TOTAL DO LOTE 6... LOTE LOTE DE COTURNOS MILITARES. ITEM DISCRIMINAÇÃO UNID QUANT 7.1 COTURNOS MILITARES, CONFECCIONADOS DE CONFORMIDADE COM AS ESPECIFICAÇÕES CONTIDAS NO ANEXO XI - COM GARANTIA DE 12 (DOZE) MESES. PAR VALOR UNITÁRIO VALOR TOTAL TOTAL DO LOTE 7... LOTE LOTE DE DISTINTIVOS MILITARES ITEM DISCRIMINAÇÃO UNID QUANT 8.1. DISTINTIVOS PARA UNIFORMES EM BRONZE (BRASÃO). CONFECCIONADOS DE CONFORMIDADE COM AS ESPECIFICAÇÕES CONTIDAS NO ANEXO XI - COM GARANTIA DE 12 (DOZE) MESES. UND VALOR UNITÁRIO VALOR TOTAL PÁG. Nº_23_

24 8.2. Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social DISTINTIVOS PARA BOINAS EM BRONZE (BREVÊ). CONFECCIONADOS DE CONFORMIDADE COM AS ESPECIFICAÇÕES CONTIDAS NO ANEXO XI - COM GARANTIA DE 12 (DOZE) MESES. UND TOTAL DO LOTE LOTE DE BOINAS MILITARES LOTE 9. ITEM DISCRIMINAÇÃO UNID QUANT 9.1 BOINA COR AZUL MARINHO. CONFECCIONADA DE CONFORMIDADE COM AS ESPECIFICAÇÕES CONTIDAS NO ANEXO XI - COM GARANTIA DE 12 (DOZE) MESES. UND VALOR UNITÁRIO VALOR TOTAL TOTAL DO LOTE 9... LOTE LOTE DE ROUPAS EMBORRACHADAS E CAPAS PLÁSTICAS ITEM DISCRIMINAÇÃO UNID QUANT CONJUNTO DE ROUPAS EMBORRACHADAS, NA COR AZUL MARINHO, CONFECCIONADO DE CONFORMIDADE COM AS ESPECIFICAÇÕES CONTIDAS NO ANEXO XI. - COM GARANTIA DE 12 (DOZE) MESES. CAPA PLÁSTICA, NA COR AZUL MARINHO, CONFECCIONADA DE CONFORMIDADE COM AS ESPECIFICAÇÕES CONTIDAS NO ANEXO XI. - COM GARANTIA DE 12 (DOZE) MESES. CONJ UND VALOR UNITÁRIO VALOR TOTAL TOTAL DO LOTE LOTE DE UNIFORME DE MOTOCICLISTAS. LOTE 11. ITEM DISCRIMINAÇÃO UNID QUANT VALOR UNITÁRIO VALOR TOTAL 11.1 UNIFORME TIPO MOTOCICLISTA, COMPOSTO DE:- CALÇA; GANDOLA MANGA LONGA E PLATINAS. CONFECCIONADOS DE CONFORMIDADE COM AS ESPECIFICAÇÕES CONTIDAS NO ANEXO XI. - COM GARANTIA DE 12 (DOZE) MESES. CONJ TOTAL DO LOTE LOTE DE BOTAS PARA MOTOCICLISTAS LOTE 12. ITEM DISCRIMINAÇÃO UNID QUANT VALOR UNITÁRIO VALOR TOTAL 12.1 BOTAS PARA MOTOCICLISTAS. CONFECCIONADAS DE CONFORMIDADE COM AS ESPECIFICAÇÕES CONTIDAS NO ANEXO XI - COM GARANTIA DE 12 (DOZE) MESES. PAR PÁG. Nº_24_

25 TOTAL DO LOTE DA JUSTIFICATIVA: - A presente licitação é feita visando o atendimento das demandas da PMCE no tocante a fardamentos dos militares, objetivando sua distribuição entre os integrantes da tropa, proporcionando a uniformização de seus componentes. 3. DA DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA: 3.1. As despesas decorrentes da execução das futuras contratações correrão por conta de dotações orçamentárias próprias de cada participante do Registro de Preços. 4. DO PAGAMENTO: 4.1. O pagamento será efetuado após a formalização e apresentação da seguinte documentação: Nota fiscal de mercadoria e/ou serviço, fatura discriminativa (em duas vias) correspondentes, devidamente atestadas pelo responsável do setor solicitante a sua execução O pagamento será efetuado em uma parcela única, a ser realizada em até 10 (dez) dias após o recebimento definitivo de cada material empenhado. 5. ÓRGÃOS PARTICIPANTES - SSPDS _- SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA SOCIAL E SUA VINCULADA PMCE POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ. Fortaleza, de de Ordenador de Despesas PÁG. Nº_25_

26 ANEXO II - MODELO DE DECLARAÇÃO DE INEXISTÊNCIA DE EMPREGADO MENOR NO QUADRO DA LICITANTE EMPREGADOR PESSOA FÍSICA OU JURÍDICA. (Papel timbrado ou personalizado da empresa ou emitido por pessoa física (licitante)). Referente ao Processo Licitatório / Pregão Presencial n.º da SSPDS. Local e data Ao Pregoeiro, Marcos Alexandrino Alves Gondim, da Central de Licitações da Procuradoria Geral do Estado PGE. Fortaleza/CE. Senhor Pregoeiro, A empresa, inscrita no C.N.P.J. MF sob o n.º, por intermédio de seu representante legal o(a) Sr(a), portador(a) da Carteira de Identidade n.º e do CPF n.º, DECLARA, para fins do disposto no inciso IV, do art. 27, da Lei n.º 8.666, de 21 de junho de 1993, acrescido pela Lei n.º 9.854, de 27 de outubro de 1999, que não emprega menor de 18 (dezoito) anos em trabalho noturno, perigoso ou insalubre e não emprega menor de 16 (dezesseis) anos. Ressalva: emprega menor, a partir de 14 (quatorze) anos, na condição de aprendiz ( ). Assinatura do Representante Legal * Observação: em caso afirmativo, assinalar a ressalva acima. (Apresentado por pessoa física (licitante)) A pessoa física a seguir descrita (nome completo), inscrita no C.P.F. MF sob o n.º, portador(a) da Carteira de Identidade n.º DECLARA, para fins do disposto no inciso IV, do art. 27, da Lei n.º 8.666, de 21 de junho de 1993, acrescido pela Lei n.º 9.854, de 27 de outubro de 1999, que não emprega menor de 18 (dezoito) anos em trabalho noturno, perigoso ou insalubre e não emprega menor de 16 (dezesseis) anos. Ressalva: emprega menor, a partir de 14 (quatorze) anos, na condição de aprendiz ( ). Assinatura da pessoa física licitante * Observação: em caso afirmativo, assinalar a ressalva acima. PÁG. Nº_26_

27 ANEXO III - MODELO DE DECLARAÇÃO DA HABILITAÇÃO (Papel timbrado da empresa) Pregão Presencial nº da SSPDS A empresa, inscrita no CNPJ nº, sediada à Rua/Avenida nº, Bairro, na cidade de Estado de, DECLARA, para efeito do cumprimento ao estabelecido no inciso VII do artigo 4º da Lei Federal nº de 17/07/2002, sob as penas da Lei que cumpre plenamente os requisitos de habilitação exigidos no Edital de Pregão Presencial nº da SSPDS., de de. (Local) Assinatura, Nome e número da identidade do declarante PÁG. Nº_27_

28 ANEXO IV - MODELO DECLARAÇÃO DE EXISTÊNCIA DE FATOS IMPEDITIVOS DA HABILITAÇÃO (Nome da Empresa), CNPJ n.º, sediada (endereço completo), declara, em atendimento ao previsto no Edital do PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº , sob as penas da Lei, a superveniência dos fatos a seguir elencados, os quais poderão constituir-se em impeditivos da habilitação neste procedimento licitatório. 1. ; 2. ; 3. ; (Especificar outros), de de. (Local) Assinatura, Nome e número da identidade do declarante PÁG. Nº_28_

29 ANEXO V MODELO DE CARTA DE CREDENCIAMENTO (Papel timbrado ou personalizado da empresa) Referente ao Processo Licitatório / Pregão Presencial n.º. CARTA DE CREDENCIAMENTO Local e data Ao Pregoeiro da Central de Licitações. Fortaleza/CE. Senhor Pregoeiro, Pela presente, designamos o Sr.(a), portador (a) da carteira de identidade nº, expedida pela SSP do Estado de, para nos representar no processo licitatório relativo ao Pregão n.º, podendo o mesmo formular lances verbais à proposta escrita apresentada, quando convocado, negociar preços e, ainda, rubricar documentos, renunciar o direito de recurso e apresentar impugnação à recursos, assinar atas, recorrer de decisões administrativas, enfim praticar todos os atos inerentes à referida licitação. Atenciosamente, Identificação e assinatura do outorgante PÁG. Nº_29_

30 ANEXO VI - FICHA DE INSCRIÇÃO DO CERTIFICADO DE REGISTRO CADASTRAL(CRC) PARA PESSOA JURÍDICA. SECRETARIA DO PLANEJAMENTO E GESTÃO COORDENADORIA DE GESTÃO DE SERVIÇOS CORPORATIVOS CÉLULA DE GESTÃO DE COMPRAS FICHA DE INSCRIÇÃO PESSOA FÍSICA PEDIDO DE INSCRIÇÃO ( ) N. DO CRC NOME CPF IDENTIDADE ENDEREÇO N. COMPLEMENTO BAIRRO CIDADE UF CEP FONE 1 FONE 2 REPRESENTANTE LEGAL ENDEREÇO FONE FAX PRINCIPAL(IS) ATIVIDADE(S) FORTALEZA, DE DE ASSINATURA OBSERVAÇÃO: TODA A DOCUMENTAÇÃO DEVERÁ SER APRESENTADA EM CÓPIAS AUTENTICADAS EM CARTÓRIO. PÁG. Nº_30_

31 FICHA DE INSCRIÇÃO DO CERTIFICADO DE REGISTRO CADASTRAL(CRC) PARA PESSOA FÍSICA. SECRETARIA DO PLANEJAMENTO E GESTÃO COORDENADORIA DE GESTÃO DE SERVIÇOS CORPORATIVOS CÉLULA DE GESTÃO DE COMPRAS FICHA DE INSCRIÇÃO PESSOA JURÍDICA PEDIDO DE INSCRIÇÃO ( ) CNPJ N. DO CRC N. DO REG. NA JUNTA COMERCIAL RAZÃO SOCIAL NOME DE FANTASIA DATA INÍCIO DA ATIVIDADE CAPITAL SOCIAL DATA ATUALIZ. CAPITAL ENDEREÇO N. COMPLEMENTO BAIRRO CIDADE UF CEP DISTRITO FONE FAX RAZÃO SOCIAL ANTERIOR DATA DO REGISTRO DA MUDANÇA SÓCIO E/OU DIRETOR DA EMPRESA 1) ASS.: 2) ASS.: REPRESENTANTE LOCAL ENDEREÇO FONE FAX PRINCIPAL(IS) ATIVIDADE(S) FORTALEZA, DE DE ASSINATURA OBSERVAÇÕES 01. DEVERÁ CONTER O NOME E A ASSINATURA DE PELO MENOS 1 (UM) SÓCIO OU DIRETOR. 02. TODA A DOCUMENTAÇÃO DEVERÁ SER APRESENTADA EM CÓPIAS AUTENTICADAS EM CARTÓRIO. PÁG. Nº_31_

32 ANEXO VII MINUTA DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº XXX/2009 PREGÃO PRESENCIAL Nº da SSPDS VALIDADE DA ATA: 12 MESES PODENDO SER PRORROGADA POR IGUAL PERÍODO, NAS MESMAS CONDIÇÕES. Aos XX dias do mês de XXXXX de 2009, na sede da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social, foi lavrada a presente Ata de Registro de Preços, conforme deliberação da Ata do Pregão Presencial nº da SSPDS, e do respectivo resultado publicado no Diário Oficial do Estado em XX/XX/20XX, homologado às fls XXX, do Processo nº xxxxxxxxxx/2009, que vai assinada pelo Secretário Adjunto da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social Órgão Gestor do Registro de Preços, pelo Pregoeiro e pelos representantes legais dos licitantes classificados para registro de preços, todos qualificados e relacionados ao final, a qual será regida pelas cláusulas e condições seguintes: CLÁUSULA PRIMEIRA DO FUNDAMENTO LEGAL 1.1. A presente contratação fundamenta-se na Lei Federal nº de 21/06/1993 e alterações posteriores; Decreto Estadual nº de 10/01/2006, D.O.E. de 12/01/2006; Decreto Estadual e nº , de 20/09/2005, além das demais disposições legais aplicáveis à espécie. CLÁUSULA SEGUNDA - DO OBJETO 2.1. A presente Ata tem por objeto o registro de preços, visando futuras e eventuais aquisições de fardamentos e acessórios diversos (CALÇA, CAMISA, JAQUETAS, COTURNOS, BOINAS, DISTINTIVOS, DENTRE OUTROS) para os integrantes da Polícia Militar (PROGRAMA RONDA / PROGRAMA PRÓ- CIDADANIA), para implementação de 45 (quarenta e cinco) Delegacias Municipais no Interior do Estado do Ceará, pelos órgãos e entidades participantes do Sistema de Registro de Preços do Estado do Ceará, cujas especificações e quantidades encontram-se detalhadas no Anexo Único desta Ata Este instrumento não obriga a Administração a firmar contratações nas demandas estimadas ou adquirir, exclusivamente por seu intermédio, os bens referidos na cláusula segunda, podendo realizar licitações específicas, obedecida a legislação pertinente, sem que, desse fato, caiba recurso ou indenização de qualquer espécie às empresas detentoras do registro de preços, sendo-lhes assegurada a preferência de fornecimento, em igualdade de condições. CLÁUSULA TERCEIRA - DA VALIDADE DO REGISTRO DE PREÇOS 3.1. A presente Ata de Registro de Preços terá validade pelo prazo de 12 (doze) meses, contados a partir da data da sua publicação no Diário Oficial do Estado, podendo, por acordo das partes e quando a proposta continuar se mostrando mais vantajosa, ser prorrogada, por igual período, nas mesmas condições e quantidades originais, nos termos do Art. 19, do Decreto /2006. CLÁUSULA QUARTA DA GERÊNCIA DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS 4.1. Caberá à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social o gerenciamento deste instrumento, no seu aspecto operacional e nas questões legais, em conformidade com as normas do Decreto Estadual nº , de 10/01/2006, DOE de 12/01/2006. CLÁUSULA QUINTA - DA UTILIZAÇÃO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS 5.1. Em decorrência da publicação desta Ata, os participantes do SRP poderão efetuar compras diretamente aos fornecedores com preços registrados, devendo para tanto, adotar os seguintes procedimentos: I. Emitir em 03 (três) vias a Ordem de Compra ou Serviço, conforme modelo definido no Anexo VIII, do Edital do Pregão Presencial nº da SSPDS, sendo a primeira enviada ao fornecedor, a segunda ao Órgão Gestor e a terceira, para arquivo do órgão/entidade contratante; PÁG. Nº_32_

33 II. Comunicar ao Órgão Gestor, a recusa do detentor de registro de preços em fornecer os bens no prazo estabelecido na Ordem de Compra ou Serviço. CLÁUSULA SEXTA - DAS OBRIGAÇÕES E RESPONSABILIDADES 6.1. Os signatários desta Ata de Registro de Preços assumem as obrigações e responsabilidades constantes no Decreto Estadual de Registro de Preços nº /2006, além das descritas a seguir Competirá ao Órgão Gestor do Registro de Preços o controle e administração do SRP, em especial: I - gerenciar a Ata de Registro de Preços; II - providenciar, sempre que solicitada, a indicação do fornecedor detentor de preço registrado, para atendimento às necessidades da Administração, obedecendo à ordem de classificação e aos quantitativos definidos nesta Ata; III - IV - Preços: conduzir os procedimentos relativos a eventuais renegociações dos preços registrados; aplicar as seguintes penalidades por descumprimento do pactuado na Ata de Registro de a) advertência; b) multa, na forma prevista no instrumento convocatório ou nesta Ata ; c) suspensão temporária de participação em licitação e impedimento de contratar com a Administração, por prazo não superior a 05 (cinco) anos nos Pregões; V - cancelar o registro do fornecedor detentor do preço registrado, em razão do disposto no Art. 22 do citado Decreto; VI - comunicar aos Órgãos Participantes do SRP a aplicação de penalidades ao fornecedor detentor de preços registrados Caberá aos órgãos participantes: I - tomar conhecimento da Ata de Registro de Preços, inclusive das alterações porventura ocorridas, com o objetivo de assegurar, quando do seu uso, o correto cumprimento de suas disposições; II - indicar o gestor de compras, quando da necessidade de utilização desse instrumento, ao qual, além das atribuições previstas no art. 67 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, compete: a) promover consulta prévia junto ao Órgão Gestor do Registro de Preços, quando da necessidade de aquisições, a fim de obter a indicação do fornecedor, os respectivos quantitativos e os preços a serem praticados, encaminhando, tempestivamente, as informações sobre a aquisições efetivamente realizadas; b) assegurar-se, quando do uso da Ata de Registro de Preços, que a aquisição a ser procedida atende aos interesses da Administração Pública Estadual, sobretudo quanto aos valores praticados, informando ao Órgão Gestor do Registro de Preços eventual desvantagem quanto à sua utilização; c) zelar pelo cumprimento das obrigações assumidas pelo fornecedor e, em coordenação com o Órgão Gestor do Registro de Preços, pela aplicação de eventuais penalidades decorrentes do descumprimento dos compromissos assumidos; d) informar ao Órgão Gestor do Registro de Preços a recusa do detentor do preço registrado em realizar o fornecimento, bem como o não atendimento às condições estabelecidas no Edital e as firmadas nesta Ata de Registro de Preços, além das divergências relativas à entrega e às características do objeto licitado. PÁG. Nº_33_

34 III - realizar Pesquisa de Mercado, nos termos do inciso VIII do Art. 1º do Decreto Estadual nº /2006 antes de efetivar aquisições de itens com preços registrados caso decorridos mais de 180 (cento e oitenta) dias da assinatura da Ata de Registro de Preços e desde que o item não tenha sido contemplado na última Pesquisa de Mercado realizada, nos termos do parágrafo único, do inciso VI do Art. 6º deste Decreto, visando verificar se os preços registrados estão de acordo com os praticados no mercado; IV - comunicar ao Órgão Gestor do Registro de Preços, através de documento formal, a constatação de preço de mercado inferior ao preço registrado; V - para cada aquisição, abrir processo numerado e instruído contendo: a) certidão de consulta à Ata de Registro de Preços; b) comprovante de realização da Pesquisa de Mercado, caso decorridos mais de 180 (cento e oitenta) dias do último preço publicado para o LOTE; e c) posteriormente, uma via da Nota de Empenho, cópia da Ordem de Compra ou de Serviço e Contrato O detentor do registro de preços, durante o prazo de validade da Ata de Registro de Preços, fica obrigado a: a) atender a todos os pedidos efetuados pelos órgãos e entidades participantes do SRP, bem como aqueles decorrentes de remanejamento de quantitativos registrados na Ata, durante a sua vigência, mesmo que a execução do objeto esteja prevista para data posterior à do seu vencimento. b) fornecer os bens ofertados, por preço unitário registrado, nas quantidades indicadas pelos participantes do Sistema de Registro de Preços, no prazo estabelecido na Ordem de Compra ou Serviço. CLÁUSULA SÉTIMA - DOS PREÇOS REGISTRADOS 7.1. Os preços registrados são os preços unitários e totais ofertados em cada LOTE do Pregão Presencial nº da SSPDS, contidos nas propostas das empresas signatárias desta Ata, que estão relacionados, segundo a classificação de cada fornecedor, no Mapa de Preços dos Bens, anexo a esta Ata e servirão de base para as futuras contratações, observadas as condições de mercado. CLÁUSULA OITAVA DA REVISÃO DOS PREÇOS REGISTRADOS 8.1. Os preços registrados só poderão ser revistos nos casos previstos nesta Ata, no Edital de Pregão Presencial nº da SSPDS e obedecendo ao seguinte: I. Sempre que verificar que o preço registrado está acima do preço de mercado, o Órgão Gestor convocará o fornecedor para negociar o preço registrado e adequá-lo ao preço corrente, procedendo a respectiva alteração na Ata, caso haja a concordância do Detentor do Registro. Frustrada a negociação, o fornecedor será liberado do compromisso assumido, respeitados os contratos já firmados. II. Não havendo êxito nas negociações com o primeiro colocado, o Órgão Gestor poderá convocar os demais fornecedores classificados para, nas mesmas condições, oferecer igual oportunidade de negociação, ou revogar a Ata de Registro de Preços ou parte dela. III. O Fornecedor poderá solicitar a revisão dos preços registrados, mediante requerimento fundamentado, com apresentação de comprovantes e de planilha detalhada do custo, que demonstrem que o mesmo não pode cumprir as obrigações assumidas, em função da elevação dos custos dos bens, decorrentes de fatos supervenientes. O Órgão Gestor providenciará a alteração na Ata de Registro de Preços, caso acate o pedido ou, se indeferido, o licitante poderá ser liberado do compromisso assumido. IV. Em qualquer hipótese os preços decorrentes da revisão não poderão ultrapassar os praticados no mercado, mantendo-se, no mínimo, a diferença percentual apurada entre o valor originalmente constante da proposta do licitante e aquele vigente no mercado à época do registro. PÁG. Nº_34_

35 V. Serão considerados preços de mercado, os preços que forem iguais ou inferiores a média daqueles apurados pela Administração para os bens. VI. As alterações dos preços registrados oriundas da revisão dos mesmos serão comunicadas aos Participantes e publicadas no Diário Oficial do Estado e na página oficial do Governo do Estado na INTERNET. CLÁUSULA NONA DO CANCELAMENTO DO REGISTRO DE PREÇOS 9.1. Os preços registrados na presente Ata poderão ser cancelados de pleno direito, nas seguintes situações, além de outras previstas no Edital do Pregão Presencial nº da SSPDS e em lei: I. No caso do fornecedor classificado recusar-se a atender à convocação para assinar a Ata de Registro de Preços no prazo estabelecido pela Administração, sem justificativa aceitável. II. Na hipótese do detentor de preços registrados descumprir as condições desta Ata de Registro de Preços. III. Na hipótese do detentor de preços registrados recusar-se a fornecer o bem registrado, quando solicitado pelos participantes do SRP. IV. Na hipótese do detentor de preços registrados não aceitar reduzir os preços registrados quando estes se tornarem superiores aos de mercado. V. Nos casos em que o detentor do registro de preços ficar impedido ou for declarado inidôneo para licitar ou contratar com a Administração. VI. E ainda, por razões de interesse público, devidamente fundamentado. Subcláusula Primeira - A comunicação do cancelamento do registro de preços, nos casos previstos nesta cláusula, será feita por correspondência com aviso de recebimento ou por meio eletrônico, juntando-se comprovante nos autos do processo que deu origem ao cancelamento. Subcláusula Segunda - No caso de ser ignorado, incerto ou inacessível o endereço do fornecedor, a comunicação será feita mediante publicação no Diário Oficial do Estado do Ceará, por 02 (duas) vezes consecutivas, considerando-se cancelado o registro de preços a partir de 05 (cinco) dias úteis contados da última publicação. Subcláusula Terceira - Fica assegurado o direito à defesa e ao contraditório nos casos de cancelamento de registro de preços de que trata esta Cláusula, sendo oferecido o prazo de 05 (cinco) dias úteis contados da ciência do cancelamento, para interposição do recurso. CLÁUSULA DÉCIMA - DAS CONDIÇÕES PARA A AQUISIÇÃO As aquisições de bens que poderão advir desta Ata de Registro de Preços serão formalizadas por meio de ORDEM DE COMPRA OU SERVIÇO, emitida conforme o modelo definido no Anexo VIII, do Edital do Pregão Presencial nº da SSPDS obedecidos os procedimentos estabelecidos na Cláusula Quinta desta Ata. Subcláusula Primeira - Caso o fornecedor não cumpra o prazo estabelecido na ORDEM DE COMPRA OU SERVIÇO ou se recuse a efetuar o fornecimento, terá o seu registro de preço cancelado, sem prejuízo das demais sanções previstas em lei, nesta Ata e no Edital do Pregão nº da SSPDS. Subcláusula Segunda - Neste caso, o Participante poderá, com a prévia autorização do Órgão Gestor convidar, sucessivamente, por ordem de classificação, os demais licitantes, os quais ficarão sujeitos às mesmas condições previstas para o primeiro classificado. PÁG. Nº_35_

36 Subcláusula Terceira - O fornecedor obriga-se a manter as mesmas condições de habilitação e qualificação exigidas na licitação, durante toda a execução desta Ata. Subcláusula Quarta O fornecedor será obrigado a atender todos os pedidos efetuados pelos órgãos e entidades participantes do SRP durante a vigência da Ata de Registro de Preços, mesmo que a entrega do objeto esteja prevista para data posterior à do vencimento da Ata. CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA - DA EXECUÇÃO DO OBJETO LICITADO Os prazos, as quantidades, a forma de entrega, de recebimento, de aceite e as demais condições de execução do objeto serão definidos na ORDEM DE COMPRA OU SERVIÇO. CLÁUSULA DÉCIMA SEGUNDA - DO PAGAMENTO Os recursos financeiros para fazer face ao pagamento das aquisições advindas desta Ata de Registro de Preços correrão à conta de dotações orçamentárias de cada Participante. Subcláusula Primeira Após confirmação dos valores efetivamente devidos pelo Órgão Participante, este efetuará o pagamento em até 10 (dez) dias úteis a contar da data do recebimento efetivo do(s) lote(s), mediante apresentação da Nota Fiscal da Mercadoria. Subcláusula Segunda Durante a vigência da ATA o licitante detentor do preço registrado deverá manter as condições de habilitação constantes do item 12 do presente Edital. Deverá ser solicitado também o Certificado Eletrônico de Nota Fiscal para Órgão Público CENFOP, conforme disposto na Lei Estadual nº de 15 de julho de 2005 e no Decreto Estadual e nº , de 20/09/2005. Subcláusula Quarta Fica vedada a antecipação de pagamento do objeto prestado, por força do que dispõe o 2º, Item III do Art. 63 da Lei Federal nº 4.320/64. CLÁUSULA DÉCIMA TERCEIRA - DAS PENALIDADES Ficará impedido de licitar e de contratar com a Administração, garantido o direito ao contraditório e à defesa, pelo prazo de até 05 (cinco) anos, enquanto perdurarem os motivos determinantes da punição ou até que seja promovida a reabilitação perante a autoridade que aplicou penalidade, além de ser descredenciado no Cadastro de Fornecedores do Estado, sem prejuízo das sanções previstas no Edital de Pregão Presencial nº da SSPDS e das demais cominações legais, o licitante que: I - ensejar o retardamento da execução do certame; II - convocado dentro do prazo de validade de sua proposta: a) não assinar a ata de registro de preços; b) deixar de entregar documentação exigida no Edital; c) não mantiver a proposta. III - apresentar documentação falsa; IV - ensejar o retardamento da execução do objeto; V - cometer fraude; VI - comportar-se de modo inidôneo; VII - fizer declaração falsa; ou VIII - cometer fraude fiscal. Subcláusula Primeira - O licitante classificado que convocado para assinar a Ata de Registro de Preços, deixar de fazê-lo no prazo de 05 (cinco) dias úteis, contados da data de sua convocação, terá o seu registro cancelado e dela será excluído. Subcláusula Segunda - Nenhuma penalidade será aplicada sem que seja concedido direito de defesa ao licitante, na forma da lei. PÁG. Nº_36_

37 CLÁUSULA DÉCIMA QUARTA DAS SANÇÕES ADMINISTRATIVAS No caso de atraso injustificado ou inexecução total ou parcial do compromisso assumido com o Órgão Participante, as sanções administrativas aplicadas ao licitante beneficiário da Ata de registro de Preços serão: I - Advertência; II - Multa; III - Suspensão temporária de participar de licitações e impedimento de contratar com a Administração. IV - Declaração de inidoneidade para licitar ou contratar com a Administração Pública. Subcláusula Primeira O licitante beneficiário da Ata de registro de Registro de Preços poderá ser apenado com Advertência nos seguintes casos: I - descumprimento de obrigações assumidas, desde que não acarretem prejuízos para a Administração, independentemente da aplicação de multa; II - outras ocorrências que possam acarretar pequenos transtornos ao fornecimento dos bens contratados ou à Administração, a seu critério. Subcláusula Segunda - O atraso injustificado no prazo de execução do objeto a ele vinculado implicará multa correspondente a 0,33% (trinta e três centésimos por cento) por dia, calculada sobre o valor correspondente ao objeto não executado, até o limite de 10% (dez por cento) desse valor. Subcláusula Terceira - Na hipótese mencionada da subcláusula anterior, o atraso injustificado por período superior a 30 (trinta) dias, caracterizando o inadimplemento absoluto da obrigação, com lesão ao interesse público devidamente caracterizado, ensejará na exclusão do registro do mesmo na Ata de Registro de Preços, e a aplicação das sanções previstas nos incisos III e IV do caput desta Cláusula, sem prejuízo da cobrança de multa. Subcláusula Quarta - A Suspensão Temporária do direito de licitar e contratar com a Administração, poderá ocorrer, ainda, nas seguintes hipóteses: I - se o licitante, por culpa ou dolo, prejudicar ou tentar prejudicar a execução da Ata, por fatos graves; II - atraso no cumprimento das obrigações assumidas, que tenha acarretado prejuízos para a Administração ou terceiros; III - execução insatisfatória do objeto, se antes já houver sido aplicada sanção de advertência; IV - cometer quaisquer outras irregularidades que acarretem prejuízo à Administração ou a terceiros, ensejando na exclusão do registro do mesmo na Ata de Registro de Preços; V - tiver sofrido condenação definitiva por praticar, por meios dolosos, fraude fiscal no recolhimento de quaisquer tributos; VI - apresentar à Administração qualquer documento falso ou falsificado durante a vigência do contrato. Subclásula Quinta O licitante será declarado inidôneo para licitar e contratar com a Administração Pública, enquanto perdurarem os motivos determinantes da punição ou até que seja promovida a sua reabilitação perante a Administração, na ocorrência dos seguintes casos: I - quando constatada má-fé, ação maliciosa e premeditada em prejuízo da Administração, atuação com interesses escusos ou reincidência de faltas que acarretem prejuízo à Administração ou, ainda, aplicações anteriores e sucessivas de outras sanções; II - se tiver sofrido condenação definitiva por ter praticado, por meios dolosos, fraude fiscal no recolhimento de quaisquer tributos; III - se praticar atos ilícitos, visando frustrar a execução do contrato; IV - se demonstrar, a qualquer tempo, não possuir idoneidade para licitar e contratar com a Administração Pública, em virtude de atos ilícitos praticados. Subcláusula Sexta - Serão considerados injustificados os atrasos não comunicados tempestivamente ou indevidamente fundamentados, e a aceitação da justificativa ficará a critério do Órgão participante. PÁG. Nº_37_

38 Subcláusula Sétima - Sempre que não houver prejuízo para o Órgão participante, as penalidades impostas poderão ser relevadas ou transformadas em outras de menor sanção, a seu critério. Subcláusula Oitava - Nenhuma sanção será aplicada sem o devido processo administrativo, sendo facultada a apresentação de defesa prévia, no prazo de 05 (cinco) dias úteis a contar da data em que o licitante receber a intimação. Subcláusula Nona - As multas porventura aplicadas serão descontadas dos pagamentos devidos pelo Órgão participante ou cobradas diretamente do licitante, amigável ou judicialmente, e poderão ser aplicadas cumulativamente às demais sanções previstas nesta cláusula. Subcláusula Décima - Quando os créditos forem insuficientes para o pagamento das multas aplicadas, o licitante fica obrigado a depositar a diferença através de DAE (Documento de Arrecadação Estadual), no prazo de 10 (dez) dias contados a partir da notificação. CLÁUSULA DÉCIMA QUINTA - DAS DISPOSIÇÕES FINAIS Os casos omissos serão resolvidos de acordo com a Lei Federal nº 8.666/93, com o Decreto Estadual nº , de 10/01/2006, D.O.E de 12/01/2006, no que não colidir com a primeira e nas demais normas aplicáveis. Subsidiariamente, aplicar-se-ão os Princípios Gerais de Direito. CLÁUSULA DÉCIMA SEXTA - DO FORO Fica eleito o foro da cidade de Fortaleza, para conhecer das questões relacionadas com a presente Ata que não possam ser resolvidas pelos meios administrativos. Assinam esta Ata, os Signatários relacionados e qualificados a seguir, os quais firmam o compromisso de zelar pelo fiel cumprimento das suas cláusulas e condições. SIGNATÁRIOS: Órgão Gestor Nome do Titular Cargo CPF RG Assinatura xxxxxxxxxxx José Nival Freire da Silva Secretário Adjunto xxx.xxx.xxx-xx xxx.xxx Detentores do RP Nome do Representante Cargo CPF RG Assinatura xxx.xxx.xxx-xx xxx.xxx PÁG. Nº_38_

39 ANEXO ÚNICO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº XXX/2009 MAPA DE PREÇOS DOS BENS Este documento é parte integrante da Ata de Registro de Preços acima referenciada, celebrada entre a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social e as Empresas cujos preços estão a seguir registrados por LOTE, em face da realização do Pregão Presencial nº da SSPDS. Nº DO LOTE DESCRIÇÃO DO ITEM QUANTIDADE PREÇO UNITÁRIO REGISTRADO 01 EMPRESAS POR ORDEM DE CLASSIFICAÇÃO N. Nº DO LOTE DESCRIÇÃO DO ITEM QUANTIDADE PREÇO UNITÁRIO REGISTRADO 02 EMPRESAS POR ORDEM DE CLASSIFICAÇÃO N. Nº DO LOTE DESCRIÇÃO DO ITEM QUANTIDADE PREÇO UNITÁRIO REGISTRADO 03 EMPRESAS POR ORDEM DE CLASSIFICAÇÃO N. XXXXXXXXXXXX PÁG. Nº_39_

40 ANEXO VIII ORDEM DE COMPRA OU SERVIÇO. (MODELO) ORDEM DE COMPRA OU SERVIÇO Nº /2009 da SSPDS. REF. ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº /2009 da SSPDS. Pregão Presencial nº da SSPDS. Autorizamos a empresa abaixo qualificada a fornecer os bens adiante discriminados, observadas as especificações e demais condições constantes do Edital do Pregão Presencial nº da SSPDS, e da Ata de Registro de Preços acima referenciada, pelos preços registrados, devendo o representante legal da empresa beneficiária do registro de preços, no prazo máximo de 20 (vinco) dias, contados da data da ciência desta autorização. Empresa Beneficiária do Registro de Preços: Endereço: CNPJ: Telefone: Fax: Nº DO ITEM DESCRIÇÃO DO ITEM QUANTIDADE PREÇO REGISTRADO VALOR TOTAL Os bens deverão ser entregues nos endereços e prazos abaixo, contados em dias do recebimento e assinatura do presente instrumento: Nº DO ITEM QUANTIDADE ENDEREÇO PRAZO Local e data Assinatura do Emitente da Contratante Data da Ciência: / /2009 Assinatura do Representante Legal da Contratada PÁG. Nº_40_

41 ANEXO IX - ESPECIFICAÇÕES DOS UNIFORMES E ACESSÓRIOS ITEM 1.1 CALÇA ARTIGO: CALÇA Fig CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DO TECIDO: ITEM VALORES REFERÊNCIA NORMAS DADOS FÍSICOS % ALGODÃO 33,00 AATCC-20 e 20A % POLIÉSTER 67,00 AATCC-20 e 20A TÍTULO URDUME TÍTULO TRAMA Ne 20,00 / 67% PES / 33% CO * Contém poliéster reciclado Ne 12,00 / 67% PES / 33% CO * Contém poliéster reciclado ASTM D 1059 ASTM D 1059 FIOS POR CM 46,30 - BATIDAS POR CM 20,30 - LIGAMENTO SARJA 3/1 Esquerda NBR LARGURA (+ / cm) 161 cm NBR PESO (+ / - 5%) 265 g/m 2 ISO 3801 PILLING Valor mínimo 3,00 ASTM D3512 RESISTÊNCIA A TRAÇÃO (TRAMA) / Valor mínimo RESISTÊNCIA A TRAÇÃO (URDUME) / Valor mínimo RESISTÊNCIA AO RASGO (TRAMA) / Valor mínimo RESISTÊNCIA AO RASGO (URDUME) / Valor mínimo Kgf Kgf 4.80 Kgf 5.40 Kgf ASTM D5034 GRAB ASTM D5034 GRAB ASTM D1424 ELMENDORF ASTM D1424 ELMENDORF Obs: Obs: Cor Pantone: TP ou TP Outros pantones poderão ser solicitados 2. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DO ARTIGO CONFECCIONADO 2.1. DESCRIÇÃO: PÁG. Nº_41_

42 Calça em talhe esportivo, com pala, com acolchoado em nervura nos joelhos, dois bolsos sanfonados com portinholas nas laterais, dois bolsos traseiros chapados, com nervura começando na metade da tampa e metade do bolso descendo ¾ do bolso, fechado com velcro preto. Dois bolsos dianteiros embutidos. bainha das pernas com elástico. Fechamento do fundo e pala com fechadeira de duas agulhas larga, lateral interlocada e rebatida, entrepernas interlocada com bitola larga. Conforme foto 02. Conforme especificações abaixo: 2.2. ESPECIFICAÇÕES: Bolsos Laterais : Dois sanfonados medindo 170 x 190 mm, com abertura do sanfonado medindo 50 mm de profundidade, fechamento com velcro preto. Bolsos Traseiros : Dois chapados, medindo 150 x 160 mm, com nervura começando na metade da tampa e metade do bolso descendo ¾ do bolso. Bolsos Dianteiros : Dois embutidos, tipo americano, com 25 x 18 mm, medindo da linha do cós 13 mm até a abertura lateral e saindo do cós abaixo 70 mm. Borda em dobra dupla com 20 mm de largura, com velcro costurado em pesponto simples abaixo da borda. Pespontado com pesponto simples com travetes de segurança nas bordas dos bolsos e portinholas, costuradas no sentido vertical. Portinholas : Com cantos quadrados medindo 170 x 80 mm, fechadas por velcro de 20 mm pregados na parte inferior da portinhola por simples pesponto, sem costura aparente. Pespontadas e pregadas ao bolso por pesponto simples, com travetes de segurança no sentido vertical. Frente : Braguilha Fechada por um zíper, com quatro rebites metálicos em detalhes nos bolsos. Acolchoado dos Joelhos : Esponja embutida em forro do próprio tecido da calça com detalhe nervuras formato reto com cantos sextavado medindo 170 x 150mm, nos joelhos. Cós: Faixa de 40 mm pespontado nas bordas superior e inferior em ponto corrente, sendo pesponto simples na borda superior do cós e pesponto duplo na borda inferior do cós, fechado por um botão metálico tipo jeans, com cinco passantes. Passantes : Com 50 mm de comprimento e 20 mm de largura, posicionados dois no dianteiro distribuídos eqüidistantes um do outro e três no traseiro distribuídos eqüidistantes um do outro, com bordas inferiores embutidas no cós. Bainha da perna: Com elástico de 10 mm embutido na borda. Travetes : Bolsos laterais, bolsos traseiros, bolsos dianteiros, portinholas, passantes, braguilha e no fundo internamente no encontro do gancho e fundilho. Pontos por centímetro nas costuras: 3,5 a 4,0 Etiqueta : - Etiqueta de produto com composição e instruções de lavagem, numeração e identificação da Confecção conforme CONMETRO resolução n 2, inserida na linha da cintura no cós - Etiqueta de garantia total do fabricante do tecido com o nome da confecção fornecedora. Embalagem: - As peças devem ser acondicionadas em sacos plásticos individuais (com numeração visível) e instrução de lavagem. - Embalagem coletiva em caixa de papelão com as devidas identificações. CARTA GARANTIA: - A confecção deverá apresentar carta de garantia do fornecedor do tecido atestando a autenticidade dos dados físicos do tecido TABELA DE MEDIDAS: DA CALÇA ITENS NUMERAÇÃO PÁG. Nº_42_

43 TOLERÂNCIAS PP P M G GG XG CINTURA DE -1 A QUADRIL DE -1 A COXA DE -1 A GANCHO DIANTEIRO GANCHO TRASEIRO ENTREPERNAS C/ BARRA ILHARGAS SEM CÓS DE -1 A , , , DE -1 A DE -1 A DE -1 A ITEM 1.2 CAMISA MANGA CURTA. ARTIGO: CAMISA MANGA CURTA Fig CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DO TECIDO: PÁG. Nº_43_

44 ITEM VALORES REFERÊNCIA NORMAS DADOS FÍSICOS % ALGODÃO 33,00 AATCC-20 e 20A % POLIÉSTER 67,00 AATCC-20 e 20A TÍTULO URDUME TÍTULO TRAMA Ne 27,00 / 67% PES / 33% CO * Contém poliéster reciclado Ne 27,00 / 67% PES / 33% CO * Contém poliéster reciclado ASTM D 1059 ASTM D 1059 FIOS POR CM 40,30 - BATIDAS POR CM 24,90 - LIGAMENTO Tela NBR LARGURA (+ / cm) 150 cm NBR PESO (+ / - 5%) 165 g/m 2 ISO 3801 PILLING Valor mínimo 3,00 ASTM D3512 RESISTÊNCIA A TRAÇÃO (TRAMA) Valor mínimo RESISTÊNCIA A TRAÇÃO (URDUME) Valor mínimo RESISTÊNCIA AO RASGO (TRAMA) Valor mínimo RESISTÊNCIA AO RASGO (URDUME) Valor mínimo Kgf Kgf 2.00 Kgf 2.40 Kgf ASTM D5034 GRAB ASTM D5034 GRAB ASTM D2261 TONGUE ASTM D2261 TONGUE ACABAMENTO ANTIMICROBIAL AATCC 147 Obs: Cor Pantone: TP ou TP Obs: Outros pantones poderão ser solicitados. 2. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DO ARTIGO CONFECCIONADO 2.1. DESCRIÇÃO : Camisa mangas curtas, gola social, parte interna da gola no pantone TP ou TP, dois bolsos com tampa retangular, abertura para caneta, costas lisa e reforço ombros com nervuras, platinas nos ombros e detalhes (duas listas) nas mangas, centralizada na união do ombro com a manga, até o final da bainha, aberta na frente e fechada em ordem de cinco botões embutidos. Colarinho interno na mesma cor da calça e tecido igual ao da camisa. Fechamento total em Interlock com bitola de 7 mm. Conforme foto 01. conforme especificações abaixo: 2.2. ESPECIFICAÇÕES: Bolsos: dois, chapados com cantos quadrados medindo 135 x 150 mm, com detalhe no bolso em nervuras. Nervuras começando na metade da abertura, descendo até ¾ do bolso. Borda em dobra dupla com 20 mm de largura, com velcro na cor branca costurado em pesponto simples PÁG. Nº_44_

45 ao centro da borda. Pregamento dos bolsos em pesponto simples, com travetes de segurança nas bordas dos bolsos e portinholas, costuradas no sentido transversal Tampas : Com cantos quadrados medindo 135 x 60 mm, fechadas por velcro branco de 20 mm pregados na parte inferior da portinhola por simples pesponto, sem costura aparente. Pespontadas e pregadas ao bolso por pesponto simples, com travetes de segurança no sentido transversal, com abertura para canetas na tampa esquerda com 30 mm de abertura. Com nervuras começando na metade da tampa. Platinas : Duas, medindo 140 mm x 55 mm,com 55 mm na parte do ombro e 45 mm na parte do botão, inseridas nos ombros e pespontadas em pesponto simples na largura do calcador, abotoadas por um botão de 04 furos na cor do tecido. Luvas de Graduação: Duas, com bordado das patentes. Frente : com braguilha embutida medindo 35 mm de largura pespontada por pesponto Simples, fechada por cinco botões de quatro furos na cor do tecido, o primeiro botão começando a cima da linha do bolso e o restante distribuído até a linha do quadril. Braguilha embutida começando acima da linha do bolso 2 cm. Bordado de identificação com nome de guerra e fator Rh, acima do bolso direito de quem veste. Costas : lisa, com reforço em nervuras nos ombros. Gola : Inteira com bicos de cantos vivos, com 80 mm de comprimento no bico e largura entre 7,5 mm e 80 mm, pespontada em pesponto simples na largura do calcador. Mangas curtas: Com duas listas na cor da calça, centralizada ao meio da manga, com distancia de 10 mm entre uma e outra, com largura de 10 mm, na manga direita a etiqueta em alta definição da bandeira do estado e na manga esquerda etiqueta em alta definição do Brasão da Polícia Militar do Ceará. Bainha da barra: Pespontada por embanhador a 20 mm da borda. Travetes : Bolsos, portinholas e abertura lateral. Pontos por centímetro nas costuras: 4,0 a 4,5 Etiqueta : - Etiqueta de produto com composição e instruções de lavagem, numeração e identificação da Confecção conforme CONMETRO resolução n 2, inserida na linha da cintura no cós - Etiqueta de garantia total do fabricante do tecido com o nome da confecção fornecedora. Embalagem: - As peças devem ser acondicionadas em sacos plásticos individuais (com numeração visível) e instrução de lavagem. - Embalagem coletiva em caixa de papelão com as devidas identificações. Logotipos: Bordado de identificação e fator RH, nas cores azul e vermelho, etiqueta em alta definição do Brasão da Polícia Militar do ceará e etiqueta em alta definição da bandeira do estado nas cores negativas: preto, cinza e prata. Etiquetas coladas e costuradas. CARTA GARANTIA: A confecção deverá apresentar carta de garantia do fornecedor do tecido atestando a autenticidade dos dados físicos do tecido. 2.3 TABELA DE MEDIDAS: CAMISA MANGA CURTA TABELA DE MEDIDAS PARA PEÇAS PRONTAS ITENS NUMERAÇÃO TOLERÂNCIAS PP P M G GG EG COLARINHO De -0,5 a +0, TÓRAX De -1 a ESPALDA De -1 a PÁG. Nº_45_

46 CONTORNO DE CAVA Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social De -1 a MANGAS CURTA De -0,5 a +0, COMPRIMENTO C/ BARRA De -1 a ITEM 1.3 JAQUETA MANGA LONGA. ARTIGO: JAQUETA MANGA LONGA Fig CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DO TECIDO: ITEM VALORES REFERÊNCIA NORMAS DADOS FÍSICOS % ALGODÃO 33,00 AATCC-20 e 20A % POLIÉSTER 67,00 AATCC-20 e 20A TÍTULO URDUME TÍTULO TRAMA Ne 20,00 / 67% PES / 33% CO * Contém poliéster reciclado Ne 12,00 / 67% PES / 33% CO * Contém poliéster reciclado ASTM D 1059 ASTM D 1059 FIOS POR CM 46,30 - BATIDAS POR CM 20,30 - LIGAMENTO SARJA 3/1 Esquerda NBR LARGURA (+ / cm) 161 cm NBR PESO (+ / - 5%) 265 g/m 2 ISO 3801 PILLING Valor mínimo 3,00 ASTM D3512 RESISTÊNCIA A TRAÇÃO (TRAMA) Valor mínimo RESISTÊNCIA A TRAÇÃO (URDUME) Valor mínimo RESISTÊNCIA AO RASGO (TRAMA) Valor mínimo RESISTÊNCIA AO RASGO (URDUME) Valor mínimo Kgf Kgf 4.80 Kgf 5.40 Kgf Obs: Cor Pantone: 1443 Obs: Cor Pantone: TP OBS: OUTROS PANTONES PODERÃO SER SOLICITADOS. ASTM D5034 GRAB ASTM D5034 GRAB ASTM D1424 ELMENDORF ASTM D1424 ELMENDORF PÁG. Nº_46_

47 2. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DO ARTIGO CONFECCIONADO 2.1. DESCRIÇÃO : Jaqueta toda forrada em cetim, mangas longas, sanfonada na gola, punhos e cós.dois bolsos nas laterais rente ao friso, com corte princesa nas costas, frente e mangas, com viés nas mangas, lateral frente, costas e reforço dos ombros, reforço com nervuras nos ombros. Conforme foto 03 Conforme especificações abaixo: 2.2. ESPECIFICAÇÕES: Bolsos : dois, rente a lateral embutido, com abertura rente ao viés. Frente : Fechada por zíper destacável, compatível na cor do tecido. Corte princesa com detalhes, com nervuras nas laterais. Etiqueta de identificação com nome de guerra e fator RH bordado acima do bolso direito de quem veste. Costas : corte princesa, com detalhes com nervuras nas laterais. Gola : Ribana. Viés: de forma roliça. Mangas longas: Com punhos de ribana, com nervuras nas laterais e viés roliço. Cós barra: Ribana. Etiqueta : - Etiqueta de produto com composição e instruções de lavagem, numeração e identificação da Confecção conforme CONMETRO resolução n 2, inserida na linha da cintura no cós. - Etiqueta de garantia total do fabricante do tecido com o nome da confecção fornecedora. Pontos por centímetro nas costuras: 4,0 a 4,5 Embalagem: - As peças devem ser acondicionadas em sacos plásticos individuais (com numeração visível) e instrução de lavagem. - Embalagem coletiva em caixa de papelão com as devidas identificações. Logotipos: Bordado de identificação e fator RH, na cores azul e vermelho, etiqueta em alta definição do Brasão da Polícia Militar do Ceará e etiqueta em alta definição da bandeira do estado nas cores negativas: preto, cinza e prata. Etiquetas coladas e costuradas. CARTA GARANTIA: A confecção deverá apresentar carta de garantia do fornecedor do tecido atestando a autenticidade dos dados físicos do tecido. PÁG. Nº_47_

48 2.3. TABELA DE MEDIDAS: JAQUETA TABELA DE MEDIDAS PARA PEÇAS PRONTAS ITENS NUMERAÇÃO TOLERÂNCIAS PP P M G GG EG Colarinho De -0,5 a +0, Tórax De -1 a Espalda De -1 a Contorno de cava De -1 a Mangas Curta De -0,5 a +0, Comprimento c/ barra De -1 a ITEM 1.4 LUVA (PLATINA) (PAR). Características técnicas: Platinas : Duas, medindo 140 mm x 55 mm,com 55 mm na parte do ombro e 45 mm na parte do botão, inseridas nos ombros e pespontadas em pesponto simples na largura do calcador, abotoadas por um botão de 04 furos na cor do tecido. Luvas de Graduação: Duas, com bordado das patentes. FAZENDO CONJUNTO COM A CAMISA. PÁG. Nº_48_

49 ITEM 2.1. CAMISETA. ARTIGO: CAMISA DE MALHA 1. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DO TECIDO: Construção: Meia Malha Peso STD : 180 g/m2 Composição: 67% Poliéster e 33% Algodão Nome Comercial: Poliviscose Cor: Preta (OUTROS PANTONES PODERÃO SER SOLICITADOS) Acabamento: Especial antimicrobial. 2. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DO ARTIGO CONFECCIONADO 2.1. DESCRIÇÃO : Camisa meia malha polivoscose preta, mangas curtas, gola sanfonada, com degolo com largura de 25 mm, fixada por três costuras na gola, bainha da barra e mangas, fechamento das laterais em overlock com ponto chuleado; ombros unidos por três costuras. Etiqueta de identificação e conservação afixada internamente no centro do degolo das costas. Com bordado no peito esquerdo o Brasão da Polícia do Ceará. ITEM 3.1. MEIAS (PAR). ARTIGO: MEIA DE MALHA 1. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DO TECIDO E ARTIGO CONFECCIONADO 1.1. DESCRIÇÃO: Confeccionada com 97 % poliamida e 3% elastano; cano longo; tipo meião; tamanho único. Cor branca. ITEM 4.1. CINTO DE NYLON COM FIVELA. ARTIGO: CINTO DE NYLON 1. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DO TECIDO E DO ARTIGO CONFECCIONADO 1.1. DESCRIÇÃO: Confeccionado em correia de nylon, de forma plana, lisa e com duas ourelas, tendo 1400 mm de comprimento, largura de 35 mm e espessura de 2,5 mm, com fivela niquelada com ponteira e impressa em alto relevo o símbolo da Polícia Militar, nas cores vermelha e azul. Conforme foto. COR PRETA. OBS: OUTROS PANTONES PODERÃO SER SOLICITADOS. PÁG. Nº_49_

50 ITEM 5.1. FIEL DE NYLON. ARTIGO: FIEL 1. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DO ARTIGO CONFECCIONADO 1.1. DESCRIÇÃO: Cordão de nylon trançado com duas tranças, e duas pontas com mosquetões niquelados, sendo uma ponta para o revólver e outro para o apito metálico tam. 17 mm por 40 mm, as tranças serão presas na platina. NA COR PRETA. ITEM 6.1 APITO MODELO POLICIAL. Características técnicas: Apito de metal cromado polido, tamanho padrão, com biqueira, para uso no transito, dotado de zarelho para prender ao fiel. PÁG. Nº_50_

51 ITEM 7.1 COTURNOS CANO MÉDIO (PAR). BOTA TÁTICA /MEMBRANA DRY, COM SISTEMA DE CANAL DE AR, PALMILHA DE ALTA PERFORMANCE E SOLADO BORRACHA. 1. OBJETIVO A) O presente Memorial Descritivo fixa as características exigíveis a aquisição de BOTA TÁTICA /MEMBRANA DRY, PALMILHA DE ALTA PERFORMANCE, COM SISTEMA DE CANAL DE AR E SOLADO DE BORRACHA e estabelece as condições técnicas para o seu recebimento, relatórios de ensaios e o Certificado de Aprovação (C.A.) conforme NBR da ABNT; B) Confeccionada em couro semi-cromo de primeira qualidade, hidrofugado, sem marcas, isentas de cortes, furos, cicatrizes, bem como sinais de parasitas, ou seja, carrapatos, bernes e outros defeitos provocados pôr riscos de cerca, chifradas, marca de fogo, etc., com espessura mínima de 1,8mm, devendo estar de acordo com a amostra. 2. DESCRICÃO A) CANO: de couro semi-cromo na cor preta, e forrado internamente com poliéster e poliamida e membrana dry, composição do sistema do forro permite a absorção e circulação de ar, o sistema de absorção consiste na junção de filamentos de alta tecnologia, forro este que permite a umidade e transpiração afastada da superfície de contato da pele, permitindo uma eficiente circulação de ar, mantendo o calçaado seco, proporcionando uma sensação de frescor e conforto, conforme item L, Revestimento lateral e no cano em PVC rígido de cor preta, protegendo contra pequenos impactos. Na borda superior do cano, haverá um acolchoado em espuma de PU com 10mm Densidade 60, revestido em couro tipo napa vestuário, para dar maior conforto, abaixo da borda pelo lado interno do pé existe várias perfurações. Revestimento lateral em borracha de cor preta com no mínimo 1,6 mm de espessura, fixada por sistema de colagem à quente, reforçada com costura dupla em linha n.º 30, em toda a volta do cabedal para maior proteção do couro onde há maior ocorrência de atrito lateral em operação e caminhadas em pisos irregulares, paredes, estruturas, etc., B) LINGUETA: 100% poliéster, preta, fixada pelo sistema fole, ligada na parte inferior e lateral da gáspea por meio de costura dupla, fechando a parte fronteiriça do coturno. A altura da lingüeta deverá ser no mínimo até a altura do cano. C) BIQUEIRA: lâmina de resina termoplástica com adesivo termoativável, reforçado com não tecido de poliéster, em um dos lados. D) CONTRAFORTE: material termoplástico, conformado termicamente, com espessura de 2,0 mm tipo rígido, resistente revestido de couro pelo lado externo e couro raspa no lado interno. E) GASPEA: Totalmente forrada com poliéster e poliamida conforme item L. F) PALMILHA DE MONTAGEM: composta de manta não tecido com tratamento antifungo e antibactericida, localizada na parte interna do calçado com a função de estruturá-lo, possuindo alta rigidez, com espessura mínima de 2 mm. Deverá ser reforçada com a mesma manta não tecido própria para este fim, para que o calçado não deforme com o uso. G) PALMILHA DE LIMPEZA: palmilha termo conformada anatomic, alta performance em amortecimento para maior conforto, redução de impacto e alta memória, composta em Evax - EVA Engage - Fusbondc - Evaloy..Oferece uma combinação única em processamento e características de performance, desenho anatômico com perfurações formando câmeras de ar eficientes no isolamento térmico e no conforto dos pés. PÁG. Nº_51_

52 Espessura do salto(centro): 19 mm + Espessura enfranque (centro): 12 mm + - Espessura da planta (centro): 11 mm + - Espessura lateral do salto: 26mm + - Espessura lateral do enfranque: 20mm + - Espessura lateral da planta: 13 mm + - H) PASSADORES E GANCHOS: 8 pcs por pé de passadores de zamac, fixado com rebites de alta resistência, com tratamento anti-corrosivo, 8 pçs de ilhos gancho por pé de engate rápido, 4 pçs por pé de passadores com retenção, com tratamento anti-corrosivo. I ) AVIAMENTOS: de 1 a. qualidade, sendo que as costuras do reforço da gáspea, reforço frontal, partes dianteira e traseira do cano deverão ser feita com linha 40, e as demais com linha 60, ambas de nylon. J) SOLADO: Borracha látex legítima, em forma de unisola (sola e salto em peça única), antiderrapante, com canaleta para blaqueação, tendo como polímero básico borracha de estirenobutadieno (SBR), vulcanizada com enxofre. Altura do Salto: 29.5 mm Altura do enfranque: 8.5 mm Altura da planta: 15 mm Profundidade do antiderrapante: 5mm Espessura do antiderrapante: 6 mm Densidade: g/cm3 Abrasão: =- 140mm3 Dureza: Shore A Norma DIM Resistente a flexão: Acréscimo max 4mm (fenda ata 6 mm após ciclos L ) SISTEMA DE MONTAGEM: Cabedal, Palmilha e solado, fixados pelo sistema blak, o calcados devera ser blaqueado na lateral, máximo 91% de blaqueação (costura feita com 2 fios e dupla laçada, sendo um n.º 3 de poliéster e outro n.º 4 de nylon, encerado). M ) FORRO: poliéster e poliamida, com os seguintes dados técnicos: COMPOSICAO 75% PES / 25% PA GRAMATURA +/- 5%)- ASTM d3776: 315g/m2 SPECTOFOMETRIA (D 65) DELTA E : 1.2 DELTA: C DELTA L : DELTA : H SOLIDEZ A LAVAGEM NOTA DE ALTERACAO DE COR POLIESTER: 4 NOTA DE ALTERACAO DE COR POLIESTER : 4 SOLIDEZ A FRICCAO COR CLARA / MEDIA SECO : 4 UMIDO : 3/5 COR ESCURA SECO: 3 UMIDO: 3 PÁG. Nº_52_

53 RESISTÊNCIA A TRAÇÃO COMPRIMENTO (Kgf/cm): min LARGURA (Kgf/cm): mim 20,00 ALONGAMENTO A TRAÇÃO COMPRIMENTO (%): 162 LARGURA (%): 159,00 RESISTÊNCIA AO RASGAMENETO COMPRIMENTO (Kgf): min 4,5 LARGURA (Kgf): min 4,5 ENCOLHIMENTO COMPRIMENTO (%): 7,5 LARGURA (%) : 6,5 ABRASÃO STOLL CICLOS : min 60 Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social Rápida dispersão da transpiração Acelerado transporte da umidade Completamente respirável Toque macio e confortável Superior resistência à abrasão N ) ATACADOR: 100% poliéster na cor preta, com ponteiras em acetato, comprimida ou plastificada; medindo 1,80 cm, com os seguintes dados técnicos abaixo: RESISTÊNCIA À FRICÇÃO : CICLOS RESISTÊNCIA À TRAÇÃO : 690 N (força de ruptura em (N) ) O) ALMA: Plaqueta de aço colocado entre o papelão de reforço e a palmilha, destinada a impedir a flexão excessiva do solado e manter a forma do calcado, deverá ser de aço, com as seguintes dimensões: destinada a impedir a flexão excessiva do solado e manter a forma do calçado, deverá ser de aço, com as seguintes dimensões: Comprimento Largura Espessura Tratamento superficial antiferrugem Mínimo de 100mm Mínimo de 10mm Mínimo de 1,5mm P ) CANO / ALTURA: Constituído todo em couro, com altura de 205mm de altura para o número 39, podendo aumentar ou diminuir, conforme a numeração: Q) EXIGENCIAS TÉCNICAS PARA OS ENSAIOS FÍSICOS E QUÍMICOS 1.1) Couro Cor e estampa Defeitos Cor preta, estampa lisa Isento de defeitos PÁG. Nº_53_

54 Espessura Resistência à tração Mínimo 1,8mm Mínimo 15MPa Alongamento percentual Mínimo 40% Ph ph min 3,5 ; cifra dif. Máx. 0,7 Tempo de penetração de água Tempo mínimo de 60 minutos Umidade 14 a 18% Teor de graxa 3 a 8% Óxido de cromo Mínimo de 3% 1.2) Separação do solado ao cabedal BICO: 800 N ( 81,6 Kgf) PLANTA : 500 N ( 51.0 Kgf) 3. EMBALAGEM 3.1. A embalagem será em caixas de papelão resistente, e de primeira qualidade, contendo externamente: -Nome da firma -Nome do material -Número do material -Numero do Certificado de Aprovação - C.A. -Número da Nota de Empenho. PÁG. Nº_54_

55 ITEM 8.1 DISTINTIVO FARDA / BRASÃO POLICIAL. Características técnicas: Distintivo Material : Latão ASTM B 36 ou NBR Dimensões : Chapa # 0,90mm de espessura x 62 de Altura e 53 de largura Visual do anverso Distintivo em formato de escudo polonês, com o campo em ouro para Oficiais e prata para Praças. Em chefe contém um listel com letras pretas identificando o batalhão ao qual pertence o militar. Em contra chefe um listel com a descrição Policia Militar do Ceará. Os listeis são em alto relevo e as letras em cor preta. No centro do distintivo em alto relevo o Brasão da PMCE, com suas cores em pintura epoxy por pigmentação. Visual do reverso Contém 3 pinos soldados para fixação do distintivo a farda, através de fechos de borracha por pressão. Quantidade 6 (sendo 3 reserva) Processo de fabricação : Através de estampagem a frio. Garantia de 12 meses Tratamento térmico do material : Normalização por recozimento Processo de acabamento : Pré-tratamento superficial, limpeza da peça por peróxido, desengraxada eletroliticamente ativada em acido, com aplicação de fundo de cobre acido e níquel Distintivo Prata para praças: O processo acima mais uma camada de CROMO. Distintivo Ouro para oficiais: O processo acima mais uma camada de flash de ouro ( 8microns ). COM A PALAVRA BPCOM Características técnicas: ITEM 8.2 DISTINTIVO BOINA / BREVÊ. - BREVÊ CONFECCIONADO EM BRONZE NIQUELADO, COM COBERTURA DE RESINA, MEDINDO 3,5 CM DE ALTURA E 3 CENTÍMETROS DE LARGURA, NO FORMATO DO BRASÃO DO ESTADO DO CEARÁ, COM LOGOMARCA DA POLÍCIA MILITAR DO CEARÁ, COLORIDA, AO CENTRO, COM O NOME DA OPM (ORGANIZAÇÃO POLICIAL MILITAR) GRAVADO NA PARTE SUPERIOR, ACIMA DO BRASÃO POLICIAL MILITAR. ITEM 9.1. BOINAS Características técnicas: BOINA COR AZUL MARINHO, CONFECCIONADA EM TECIDO 100% LÃ VIRGEM, FORRADA INTERNAMENTE EM TECIDO 100% VISCOSE, COM ACABAMENTO DA BORDA EM COURO NA COR PRETA, COM CADARÇO INTERNO PARA AJUSTAR À CABEÇA. A BOINA DEVE POSSUIR DOIS FUROS LATERAIS PARA VENTILAÇÃO. DEVE SER IMPERMEÁVEL E LAVÁVEL A SECO. OBS: OUTROS PANTONES PODERÃO SER SOLICITADOS. PÁG. Nº_55_

56 ITEM CONJUNTO EMBORRACHADO PARA MOTOCICLISTA CONJUNTO DE ROUPAS EMBORRACHADAS 1. CONDIÇÕES TÉCNICAS a. ESPECIFICAÇÃO DO TECIDO. - Deverá ser de nylon DN 70, emborrachado com espessura de 0,20 mm (+/- 0,02), e com 47 +/- 2 fios no urdume e 36 =/- 2 fios na trama, com resistência mínima ao rasgamento de 33 kg urdume e 26 kg na trama. O tecido deverá ser isento de manchas ou defeitos prejudiciais e devera ser coberto no lado interno por uma camada de filme impermeabilizante de polivinil macio e sem cheiro, deixando o tecido completamente impermeável, deverá ser apresentado laudo técnico atestando a solidez das cores com nível mínimo 4. Deverá ser apresentado também laudo técnico quanto a permeabilidade do tecido com resistência a pressão hidrostastica em coluna de água com capacidade máxima do equipamento igual (100)., na cor azul marinho (escala pantone). b. Zíper O zíper deverá ser de plástico resistente de boa qualidade e marca conhecida. c. Faixas refletivas - As faixas refletivas deverão se apresentar na cor branca ( prata/cristal) quando observadas sob incidência de luz; fixado através de Transfer. Nas Costa uma barra de 03 centimetros de largura por toda sua extensão. Nas Mangas. - O material refletivo deverá apresentar um índice mínimo de retro reflexão de 500 cd/lux. m² medindo através do aparelho RETROREFLECTOMETER MODELO 920, fabricado pela ART INC, LA MESA, CA, USA, ou equivalente, na geometria de ângulo de observação de 0,2 (zero vírgula dois graus). - O índice de retroreflexão sob chuva não deverá ser menor do que 60% do valor do material medido seco. d. Aviamentos Deverão ser empregados na sua confecção aviamentos de superior qualidade, compreendendo zíper em plástico resistente na cor do tecido; velcro (fecho paraguaio) com 4,5cm + ou - (0,5cm) para a gola. 2. BLUSA a. Blusa impermeável confeccionada em nylon emborrachado na cor azul marinho, com espessura de mais ou menos 0,20mm gramatura de 180 grs. m², mais ou menos 10grs. Toda forrada internamente com tela de poliéster macio. b. Com mangas compridas, tendo elástico nas extremidades para ajuste ao punho e impedir a entrada de água. Deverá apresentar, ainda, reforço do mesmo tecido para proteção dos cotovelos. Abertura frontal com fechamento duplo através de zíper de nylon e velcron, sendo um na vista (com aproximadamente 5 cm de cada lado), deverá ter forro em tela de poliéster internamente para uma boa ventilação, todas as costuras do blusão deverão ser duplas, com vedação termo eletrônica. Deverá ter uma faixa refletiva de mais ou menos 3 cm de largura em toda a extensão das costas, fixada mais ou menos 1 cm acima da costura da sobre pala. Deverá ter nas costas gravação de 4 cm acima da faixa refletiva. Deverá ter faixa refletiva, no punho 8,0cm acima da costura do sobre punho, faixa refletiva de 30 cm na extremidade. No peito deverá ter gravação do brasão da Polícia Rodoviária. PÁG. Nº_56_

57 A blusa deverá ter gola alta medindo 6,5cm + ou - (0,5cm) nas extremidades e 9,5cm + ou - (0,5cm) na parte traseira onde terá um zíper de 25 cm onde deverá estar embutido o capuz. A gola será fechada na frente por velcro de 5 cm de largura. Capuz fixado na gola através de costura para ser embutido na parte traseira da gola, ajustável através de cordão de nylon, poliéster ou polipropileno branco, que será embutido na parte frontal e correrá através de uma barra com 2 cm de largura + ou - (0,5cm). Na cintura em toda volta, barra de 2 cm de largura internamente, cadarço resistente para fixar à blusa a cintura impedindo a entrada de água. A forração da blusa deve ser de boa qualidade não apresentando defeitos ou acesso de tamanho. 3. CALÇA Calça de nylon emborrachado impermeável fechado com costuras duplas ponto corrente, todas as costuras com solda termo eletrônica para uma perfeita vedação. Cintura com barra de 3,5 cm, e elástico de 3 cm rebatidos internamente para fixar a cintura internamente na barra sobre peito do mesmo tecido tendo nas extremidades duas fivelas tipo pressão para fixar tiras de percinta de poliéster com largura de 40 mm tipo suspensório para fixação de calça. Na extremidade das pernas da calça do lado externo, deverá ter abertura tipo fole com 30 cm de altura fechada através de zíper de plástico, na extremidade inferior da calça será fixado elástico com + ou - 27 cm para segurar a perna da calça a bota dando melhor fixação da mesma ao corpo do usuário, na cor do tecido. Deverá apresentar faixa refletiva de 3 cm de largura, entre o cós e o zíper. Deverá contar reforço do mesmo tecido de proteção para os joelhos. 4. BOLSA (embalagem) Formato de envelope, medindo 29 X 24 cm (+ ou 0,5cm) tendo um fole de 3 cm de largura, dois passantes na parte de trás medindo 5 X 10 cm ( + ou 0,5cm). Fechado por um botão de pressão na parte dianteira. 5. TABELA DE MEDIDAS JAQUETA P M G GG EXG TÓRAX COMPRIMENTO COMPR. DA MANGA CALÇA P M G GG EXG COMPRIMENTO S/ CÓS ENTREPERNA QUADRIL BOCA As medidas acima têm tolerância de + - 1,5 cm. PÁG. Nº_57_

58 6. GARANTIA DE QUALIDADE Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social O abrigo de chuva deverá ser garantido por 12 (DOZE) MESES contra defeitos de fabricação, tais como: Qualidade de costura; Vedação termo eletrônica; Resistência do tecido, zíper e outros aviamentos utilizados contra ruptura; Aderência do material refletivo; Capacidade de retro reflexão; Solidez das cores. 7. GRAVAÇÃO: - Na altura do Peito esquerdo o Brasão da Policia Militar e o nome da Policia Militar do Ceará. - Nas Costa a Palavra Policia Militar do Ceará refletiva. 8. DEVERA SER APRESENTA JUNTAMENTE COM A AMOSTRA: - Certificado de Aprovação pelo Ministério do Trabalho CA - Relatórios do Ensaio pelo IPT Instituto de Pesquisas Tecnologias. CAPA DE CHUVA MODELO POLÍCIA MILITAR ITEM CAPA PLÁSTICA DE CHUVA. I DESCRIÇÃO Capa de chuva impermeável, padrão, cor azul marinho (escala pantone),com mangas, com capuz, abertura frontal total e abertura traseira parcial, obedecendo às características a seguir relacionadas: a) Capuz: deve ser anatômico, fixado na base da gola através de costura, com cadarço de nylon para ajuste, e quando não estiver em uso, ter viabilidade de ser guardado em um compartimento instalado conjugadamente na base da própria gola e fechado por zíper de nylon na tonalidade preto, medindo 30 cm; b) Mangas Raglam: devem ser compridas. A barra deve ser dobrada internamente, tendo acabamento através de solda eletrônica. c) Bolsos: dois bolsos embutidos nas laterais da frente, com tampa, nas medidas 190mm de comprimento por 150mm de largura. d) Respiradouros: deverão ser colocados sob a pala traseira e sob a pala da frente, confeccionado em malha sintética (composição abaixo), que permita uma boa ventilação. Composição da malha sintética: 100% poliéster Contextura: 4 malhas/cm Gramatura: 24± 2g/m2 Cor: a mesma da capa ou branca e) Abertura frontal: fechamento duplo com botão, tendo uma carcela com 60mm de largura no lado esquerdo (para cobrir o botão). f) Abertura traseira: o comprimento da abertura deve ser de acordo com tabela do item V, tendo carcela com 40mm de largura no lado esquerdo. PÁG. Nº_58_

59 g) Guarda-capa: a capa deverá estar acondicionada em bolsa confeccionada do mesmo material da capa, tipo envelope, medindo 290mm x 240mm (± 0,5cm), tendo um fole de 30mm de largura, com dois passadores na parte traseira medindo 50mm x 100mm (± -0,5cm) e fechado com um botão de pressão na parte dianteira. II - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DO TECIDO Nylon DN 70, emborrachado com espessura de 0,20mm (± 0,02), com 47 ± 2 fios no urdume e 36 ± 2 fios na trama, com resistência mínima ao rasgamento de 33 kg urdume e 26 kg na trama. O tecido deverá ser isento de manchas ou outros defeitos prejudiciais e deverá ser coberto no lado interno por uma camada de filme impermeabilizante de polivinil macio e sem cheiro, deixando o tecido completamente impermeável. III - CONDIÇÕES DE EXECUÇÃO: a) Os aviamentos utilizados na confecção das capas devem ser da mesma tonalidade do tecido e devem ser de primeira qualidade, de marca conhecida. b) Todas as costuras deverão ser reforçadas, usando linha mista de algodão de primeira qualidade, com titulagem 120 e, quando necessário, nas costuras duplas utilizar fechadeira de duas agulhas ponto corrente para maior resistência. c) As barras deverão ser vedadas e soldadas eletronicamente. d) A capa deve ser toda vedada nas costuras através de selagem termoeletrônica, deixando as uniões completamente impermeáveis, resistindo a chuvas fortes, possíveis jatos de água, dando ao usuário maior proteção e conforto possível. e) Cada peça deverá possuir uma ou duas etiqueta(s) contendo em caracteres indeléveis e bem visíveis, o nome comercial da empresa fabricante, ano de fabricação, número do manequim, composição do tecido, e instruções de lavagem. f) As capas deverão ser entregues com a gravação POLÍCIA MILITAR na parte traseira e o brasão da referida Corporação no peito, lado direito. IV GARANTIA O fornecedor deverá oferecer garantia de no mínimo 01 (um) ano contra defeito de fabricação. V TABELA DE MEDIDAS Tamanho Manequim Largura total do tórax Comprimento da manga Medidas (em centímetro) Comprimento total s/ colarinho Largura total da barra inferior Altura da abertura traseira PP 40/ P 44/ M 48/ G 52/ PÁG. Nº_59_

60 GG EXG 58/ Tolerância admitida + ou ou 1 + ou ou ou - 2 VI - DEVERÁ SER APRESENTADO JUNTAMENTE COM A AMOSTRA: - O Certificado de aprovação pelo Ministério do Trabalho CA - Relatórios dos ensaios IPT Instituto de Pesquisas Tecnológicas. ITEM UNIFORME MOTOCICLISTA COMPOSTO POR CALÇA E GANDOLA COM PLATINA (CONJ). ARTIGO: CALÇA PARA POLICIAMENTO MODELO MOTOCICLISTA. PÁG. Nº_60_

61 1. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DO TECIDO: ITEM VALORES REFERÊNCIA NORMAS DADOS FÍSICOS % ALGODÃO 50 AATCC-20 E 20A % POLIAMIDA 50 AATCC-20 E 20A TÍTULO DO URDUME NE 20/1 50% ALGODÃO 50% POLIAMIDA ASTM D1059 TITULO DA TRAMA NE 16/1 50% ALGODÃO 50% POLIAMIDA ASTM 1060 FIOS POR CM 39,7 - BATIDAS POR CM 21,1 - LIGAMENTO TELA RIP STOP NBR LARGURA (+/- 1,5 CM) 160 NBR PESO (+/- 5%) 220G/M² ASTM D3776 *PILLING 3,0 ASTM D3512 *RESISTÊNCIA TRAÇÃO TRAMA 100 KGF ASTM D5034 *RESISTENCIA TRAÇÃO URDUME 145 KGF ASTM D5035 *RESISTENCIA AO RASGO TRAMA *RESISTENCIA AO RASGO URDUME GF ASTM D GF ASTM D1425 NOTAS MINIMAS TRANSFERENCIA ALTERAÇÃO NORMAS SUOR ÁCIDO 4 4 AATCC 15 FERRO QUENTE SECO - 4 AATCC 133 FERRO QUENTE ÚMIDO AATCC 133 LAVAGEM III A (INDUSTRIAL) AATCC 61 (3A) FRICÇÃO SECO AATCC 8 FRICÇÃO ÚMIDO 3 - AATCC 8 CLORO ISSO 105-N01 LUZ - 2 AATCC 16-E PÁG. Nº_61_

62 - Com tratamento antimicrobial, garantido com base no método AATCC 147; - Repelência a água e óleo, garantido com base nos métodos AATCC 22 e AATCC 118 após 5 ciclos AATCC 96 (IV) (A). Obs: Cor: Pantone TP. Obs: Outros pantones poderão ser solicitados. 2. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DO ARTIGO CONFECCIONADO 2.1. Descrição: - Calça cós postiço de 4,5cm, 7 passantes, vista com zíper embutido, 2 bolsos dianteiros embutidos com abertura obliqua tipo faca, 2 bolsos laterais chapados com fole na parte lateral traseira e 2 pregas tombadas para a lateral; portinholas entretelada fechadas através do fecho de contato, traseiro com pences e 2 bolsos embutidos com vivo de 10 mm e portinholas entreteladas em V. Barra com cadarço embutido para ajuste, saindo através de 2 caseados paralelos entre a costura de fechamento do entrepernas. - Aplicação de reforço em costura metalassê do mesmo tecido na altura dos joelhos de 22cm +/- 1cm aplicado a 3 cm acima da base inferior do bolso (bolsos sobrepondo os reforços dianteiros das pernas). - Aplicação de reforço do mesmo tecido em costura matelassê aplicado nos traseiros em formato de meia circunferência partindo da altura das portinholas até a junção dos ganchos traseiros Costuras: - Fixação do cós em máquina de pregar cós. - Fechamento das ilhargas e gancho traseiro em fechadeira 2 agulhas paralelas ou interlock bitola mínima 10mm rebatido com ponto corrente 2 agulhas paralelas. - Fechamento do entrepernas em interlock bitola mínima 10mm. - Máq. reta 2 agulhas paralelas para o pesponto da vista, gancho dianteiro, fixação dos bolsos das pernas, portinholas, reforço das pernas, bainhas dos bolsos dianteiros e portinholas dos bolsos traseiros. - Máq. reta 1 agulha para fixação do zíper, fecho de contato, bainhas dos bolsos das pernas, vivos dos bolsos traseiros e cadarço das barras das pernas e costura metalasse. - Travete nas extremidades dos bolsos, portinholas, final da vista, fixação dos passantes e na junção dos ganchos por sobre a costura de segurança do interlock. - Overlock nas partes desfiantes do tecido Pontos por Centímetro: 3,5 a 4,0 em todas as costuras Aviamentos: - Linha 80 Pes./Alg. ou 100% Poliéster para as costuras de fechamento, fixação, pespontos, linha 120 e filamento para o overlock. - Zíper metálico com cadarço na cor do tecido. - Fecho metálico. - Fecho de contato na cor do tecido. - Cadarço na cor do tecido. - Forro de bolso em tecido 100% poliéster na cor do tecido base ou nuance aproximada. PÁG. Nº_62_

63 2.5. Etiquetas: - Etiqueta de produto com composição e instruções de lavagem, numeração e identificação da Confecção conforme CONMETRO resolução n 2. - Etiqueta de garantia total do fabricante do tecido com o nome da confecção fornecedora. 3. Embalagem: - As peças devem ser acondicionadas em sacos plásticos individuais (com numeração visível e instrução de lavagem). - Embalagem coletiva em caixa de papelão com as devidas identificações. 4. CARTA GARANTIA: A confecção deverá apresentar carta de garantia do fornecedor do tecido atestando a autenticidade dos dados físicos do tecido. 3. TABELA DE MEDIDAS: CALÇA PARA POLICIAMENTO MODELO MOTOCICLISTA TABELA DE REFERÊNCIA PARA MEDIDAS DE PEÇAS PRONTAS MASCULINA ITENS NUMERAÇÃO TOLERÂNCIAS PP P M G GG EG Cintura com cós De -1 a Quadril De -1 a Coxa De -1 a Gancho dianteiro De -0,5 a +0, , , , , , ,5 Gancho traseiro De -0,5 a +0, , , , , , Entrepernas c/ barra De -1,5 a +1, Ilhargas s/ cós De -1,5 a +1,5 104, , , , , ,5 110 Joelho De -0,5 a +0, ,5 23, , ,5 28, ,5 Barra da calça De -0,5 a +0, , , , , , ,5 PÁG. Nº_63_

64 ARTIGO: GANDOLA PARA POLICIAMENTO MODELO MOTOCICLISTA MANGA COMPRIDA COM PLATINA. 1. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DO TECIDO: ITEM VALORES REFERÊNCIA NORMAS DADOS FÍSICOS % ALGODÃO 50 AATCC-20 E 20A % POLIAMIDA 50 AATCC-20 E 20A TÍTULO DO URDUME NE 20/1 50% ALGODÃO 50% POLIAMIDA ASTM D1059 TITULO DA TRAMA NE 16/1 50% ALGODÃO 50% POLIAMIDA ASTM 1060 FIOS POR CM 39,7 - BATIDAS POR CM 21,1 - LIGAMENTO TELA RIP STOP NBR LARGURA (+/- 1,5 CM) 160 NBR PESO (+/- 5%) 220G/M² ASTM D3776 *PILLING 3,0 ASTM D3512 *RESISTÊNCIA TRAÇÃO TRAMA 100 KGF ASTM D5034 *RESISTENCIA TRAÇÃO URDUME 145 KGF ASTM D5035 *RESISTENCIA AO RASGO TRAMA GF ASTM D1424 *RESISTENCIA AO RASGO URDUME GF ASTM D1425 NOTAS MINIMAS TRANSFERENCIA ALTERAÇÃO NORMAS SUOR ÁCIDO 4 4 AATCC 15 FERRO QUENTE SECO - 4 AATCC 133 FERRO QUENTE ÚMIDO AATCC 133 LAVAGEM III A (INDUSTRIAL) AATCC 61 (3A) FRICÇÃO SECO AATCC 8 FRICÇÃO ÚMIDO 3 - AATCC 8 CLORO ISSO 105-N01 LUZ - 2 AATCC 16-E PÁG. Nº_64_

65 - Com tratamento antimicrobial, garantido com base no método AATCC 147; - Repelência a água e óleo, garantido com base nos métodos AATCC 22 e AATCC 118 após 5 ciclos AATCC 96 (IV) (A). Cor: Pantone TP Obs: Outros pantones poderão ser solicitados. 2. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DO ARTIGO CONFECCIONADO 2.1. Descrição: - Colarinho com pé de gola entretelado, frente aberta com fechamento através de botões e caseados (no pé de gola sentido horizontal e os demais sentido vertical), vista de botões embutida, mangas longas com punhos fechados por fecho de contato e reforços nos cotovelos no mesmo tecido em costura metalassê medindo 20 cm de comprimento X 14cm de largura, platina de 4,5 cm com entretela nos ombros presas através de botão e caseado. Dois bolsos chapados com cantos chanfrados e prega macho no centro; fechados por portinholas com cantos chanfrados e presas através de fecho de contato. Na portinhola do bolso esquerdo (de quem veste) abertura de 3 cm para colocação de caneta; e acima do bolso direito (de quem veste) fixação de tarjeta de identificação na largura do bolso com altura de 22 mm. Tira interna de tecido para passar cadarço de ajuste na altura da cintura. Costas com pregas laterais partindo dos ombros até altura da cintura na costura do passa cadarço. - Aplicação da bandeira do Estado Do Ceará em alta definição negativada na manga direita (de quem veste), fixada a 8cm (+/- 0,5) medido da borda da bandeira à junção do ombro conforme especificação da PMCE. - Aplicação do brasão da Policia do Estado Do Ceará em alta definição negativado na manga esquerda (de quem veste), fixada a 8cm (+/- 0,5) medido da borda do brazão à junção do ombro conforme especificação da PMCE. - Tamanhos de bolsos: - 13cm largura X 14cm (+/-0,5) altura para tamanhos do 40 ao 48-14,5cm largura X 15,5cm (+/-0,5) altura para tamanhos do 50 ao 56-15,5cm largura X 16,5cm (+/-0,5) altura para tamanhos do 58 ao Costuras: - Em máquina fechadeira 2 agulhas paralelas ou interloque bitola mínima 10 mm rebatidos com 2 agulhas paralelas, para fechamento dos ombros,ilhargas,mangas (fixação e fechamento). - Em máquina reta ponto fixo 1 agulha para fixação e pesponto do pé de gola, fecho de contato, vista de botão, passa cadarço, identificação, carcela dos punhos, bainha do bolso, pregas traseiras, bainhas e barra. - Em máquina reta ponto fixo 2 agulhas paralelas para fixação e pesponto da gola, platinas, portinholas, bolsos, prega dos bolsos, vista, punhos e final das pregas traseiras (do passa cadarço para baixo). - Caseado reto de 20 mm de comprimento. - Overlock nas partes desfiantes do tecido. 2.3 Pontos por Centímetro: 3,5 a 4,0 em todas as costuras 2.4 Aviamentos: - Linha 80 Pes./Alg. ou 100% Pes. na cor do tecido para as operações de fechamentos, fixações e pespontos, caseado e pregar botões; linha 120 e filamento para o overloque. - Botão 4 furos de 15 mm de diâmetro, na cor do tecido. - Colarinho e entretela pré-encolhida. - Fecho de contato de 25 mm de largura na cor do tecido. - Cadarço na cor do tecido PÁG. Nº_65_

66 2.5. Etiquetas: - Etiqueta do produto com composição e instruções de lavagem, numeração e etiqueta de identificação da Confecção conforme CONMETRO resolução 2. - Etiqueta de garantia total do fabricante do tecido com o nome da confecção fornecedora. 3. Embalagem: - As peças devem ser acondicionadas em sacos plásticos individuais (com numeração visível e instruções de lavagem). - Embalagem coletiva em caixa de papelão com as devidas identificações. 4. TARGETA DE IDENTIFICAÇÃO: Fundo em tecido sintético na cor preta. Moldura e nome na cor azul claro. Tipo sangüíneo e fator rh na cor vermelha. Linha especial p/ bordado em 100% material sintético. 5. PLATINA: Platina entretelada no tecido colante, abotoáveis, com cantos chanfrados de 3 cm cada lado formando uma ponta, centralizado a 1,5 cm da ponta dos chanfros com a seguintes dimensões comprimento 14 cm da ponta dos chanfros, largura de 4,5 cm fixada na cava e abotoadas no ombro através 1 botão. 6. LUVA DA PLATINA: Luva Bordada em tecido Sarja 3X1 com gramatura de 260 gramas/m2, entretelada no tecido colante, na cor preta, com as seguintes dimensões comprimento 11,5 cm e largura de 6 cm. 7. CARTA GARANTIA: A confecção deverá apresentar carta de garantia do fornecedor do tecido atestando a autenticidade dos dados físicos do tecido. TABELA DE REFERÊNCIA PARA MEDIDAS DE PEÇAS PRONTAS MASCULINA ITENS NUMERAÇÃO TOLERÂNCIAS PP P M G GG EG TÓRAX De -1 a COSTAS De -1 a , , , ,5 62 MANGAS LONGAS CONTORNO DE CAVA De 1 a De -1 a , ,5 28, , ,5 32,5 33 COMPRIMENTO De -1 a , , ,5 82,5 82,5 82,5 TABELA DE REFERÊNCIA PARA MEDIDAS DE PEÇAS PRONTAS FEMININA ITENS NUMERAÇÃO TOLERÂNCIAS PP P M G GG EG Tórax De -1 a Costas De -1 a Mangas longa De -1 a Contorno de cava De -1 a Comprimento De -1 a PÁG. Nº_66_

67 FORMA DE CONFERÊNCIA DAS MEDIDAS DA PEÇA PRONTA: CAMISAS A) COLARINHO: De uma extremidade à outra da base do colarinho. Esta medida deve ser tomada com a camisa e colarinho abertos (exceto para jaquetas). B) BUSTO / TÓRAX: Da parte inferior de uma cava à outra, com a blusa / camisa / jaqueta abotoada. C) COSTAS (ombro a ombro): De uma extremidade do ombro com a cava à outra, nas costas (exceto para mangas raglã). D) MANGAS LONGAS: Da parte da junção com o ombro até o final do punho. E) MANGAS CURTAS: Da parte da junção com o ombro até o final da bainha (não considerar o tecido dobrado internamente). F) CONTORNO DE CAVA: Na junção da manga com a blusa / camisa (exceto manga raglã). G) COMPRIMENTO: Da junção da gola no ombro até o final da bainha da frente (não considerar o tecido dobrado internamente). H) MANGAS RAGLÃ: Da junção da gola, com a fita métrica centralizada sobre o ombro até o final da bainha (não considerar o tecido dobrado internamente). Obs.: Quando as camisas apresentarem pregas, as medidas devem ser consideradas com as pregas relaxadas. PÁG. Nº_67_

68 ITEM BOTA TIPO MOTOCICLISTA (PAR). BOTA CANO LONGO MOTOCICLISTA /COM REFLETIVO SOLADO BORRACHA RESISTENTE DE 1º A 300º 1. OBJETIVO A) O Presente Memorial Descritivo fixa as características exigíveis à aquisição de Bota Cano Longo Motociclista/Bombeiro, e estabelece as condições técnicas para o seu recebimento, relatórios de ensaios e o Certificado de Aprovação (C.A.) conforme Norma ABNT NBR 12594/1992; ABNT NBR 12591; ISO 20344;2004. B) Bota de cano longo, confeccionada em couro semi-cromo, de primeira qualidade HIDROFUGADA, sem marcas, isenta de cortes, furos, cicatrizes, bem como sinais de parasitas, ou seja, carrapatos, bernes e outros defeitos provocados por riscos de cerca, chifradas, marcas de fogo, etc.., com espessura mínima de 2,0 mm, zíper lateral na parte externa, com forro de isolamento interno na extensão do zíper, cano superior em couro tipo napa, forro almofadado, cano superior com elástico, caneleira com reforço interno de Recouro e palmilha conformada em P.U., blaqueado, com solado de borracha reforçado, antiderrapante, com resistência para altas temperaturas. 2. DESCRICÃO A)- CABEDAL, couro bovino de 1 a.qualidade, curtida ao cromo, espessura mínima de 2,0 mm com acabamento semi-cromo HIDROFUGADO; B)- GASPEA em couro bovino curtido ao cromo, com biqueira em borracha, com desenhos em alto relevo(3d), para melhor proteção na região dos pés, evitar desgaste do couro e costurada. C)- FORRO DO CANO poliéster e poliamida, com os seguintes dados técnicos: COMPOSICAO 75% PES / 25% PA GRAMATURA +/- 5%)- ASTM d3776: 315g/m2 SPECTOFOMETRIA (D 65) DELTA E : 1.2 DELTA: C DELTA L : DELTA : H SOLIDEZ A LAVAGEM NOTA DE ALTERACÃO DE COR POLIESTER: 4 NOTA DE ALTERACÃO DE COR POLIESTER : 4 SOLIDEZ A FRICCÃO COR CLARA / MÉDIA SECO : 4 UMIDO : 3/5 COR ESCURA SECO: 3 UMIDO: 3 RESISTÊNCIA A TRACÃO COMPRIMENTO (Kgf/cm): min LARGURA (Kgf/cm): mim 20,00 PÁG. Nº_68_

69 ALONGAMENTO A TRACÃO COMPRIMENTO (%): 162 LARGURA (%): 159,00 RESISTÊNCIA AO RASGAMENTO COMPRIMENTO (Kgf): min 4,5 LARGURA (Kgf): min 4,5 ENCOLHIMENTO COMPRIMENTO (%): 7,5 LARGURA (%) : 6,5 ABRASÃO STOLL CICLOS : min 60 Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social - Rápida dispersão da transpiração - Acelerado transporte da umidade - Completamente respirável - Toque macio e confortável - Superior resistência à abrasão D)- FORRO FRONTAL INTERIOR DO CANO, com espuma de P.U. de 6,0 mm, dublada em não-tecido 100% Poliamida com 315g/m2. E)- FORRO DA GÁSPEA, de couro tipo camurça com espessura de 1,5 mm ± F)- ZÍPER DE NYLON, na lateral interna do cano, comprimento de 34 cm, n.º 40, devendo aumentar ou diminuir conforme a numeração, recoberta por pala externa de couro que cubra todo o zíper com fechamento através de velcro preto. G)- FOLE PROTETOR INTERNO AO ZÍPER, de couro tipo napa com espessura de 1,0 a 1,2 mm, costurado verticalmente ao longo da extensão da abertura do zíper. Devera também estar gravado o numero do C.A. VELCRO, para fechamento de segurança fixado na extensão do zíper, para proteção do mesmo. H)- PARTE SUPERIOR TRASEIRA, acolchoada com espuma látex de quatro gomos e revestimento de couro tipo napa e elástico nas laterais de 10(dez) cm de comprimento a partir da parte superior para melhor ajuste na panturrilha. Este elástico é de alta pressão que permite uma abertura de 3(três) cm, para permitir uma melhor acomodação da panturrilha. I)- PARTE DIANTEIRA, na altura do peito do pé em couro tipo napa vacun, havera um acolchoado de espuma P.U. 10 mm D-45, com nove gomos para melhor mobilidade. J)- PARTE TRASEIRA, Acima do calcanhar, haverá um acolchoado de espeuma P.U. 10mm D-45 em couro tipo napa vacun, com 6 gomos, para melhor mobilidade do tornozelo. L)- PROTEÇÃO DE RECOURO, interna no comprimento da parte dianteira do cano, revestido de couro hidrofugado e costura duplas transversais. M)- CONTRA FORTE INTERNO, material termoplástico, conformado termicamente, com espessura de 2,0 mm tipo rígido, resistente revestido de couro pelo externo e couro raspa no lado interno. N)- PALMILHA DE MONTAGEM, composta de manta não tecido com tratamento antifungo e antibactericida, localizada na parte interna do calçado com a função de estruturá-lo, possuindo alta rigidez, com espessura mínima de 2 mm. PÁG. Nº_69_

70 O)- Palmilha de limpeza: palmilha conformada em Poliuretano compacto de 5mm de espessura para dar maior conforto e redução de impacto, forrado com tecido 100% poliamida, livre de odores, secagem rápida, antibactericida, antifungo, transpirante e lavável. P)- BIQUEIRA, lâmina de resina termoplástica com adesivo termoreativável, reforçado com não tecido de poliéster, em um dos lados. Q)- ALMA., plaqueta de aço colocado entre o papelão de reforço e a palmilha, destinada a impedir a flexão excessiva do solado e manter a forma do calcado, deverá ser de aço, com as seguintes dimensões: Comprimento Mínimo de 100mm Largura Mínimo de 10mm Espessura Mínimo de 1,5mm Tratamento superficial antiferrugem R)- SISTEMA DE MONTAGEM, Cabedal, Palmilha e solado, fixados pelo sistema blak; o calçado deverá ser blaqueado na lateral, minimo 91% de blaqueação (costura feita com 2 fios e dupla laçada, sendo um n.º 3 de poliéster e outro n.º 4 de nylon, encerado). S)- Aviamentos de 1 a. qualidade, sendo que as costuras do reforço da gáspea, reforço frontal, partes dianteira e traseira do cano deverão ser feitas com linha 30, e as demais com linhas 40, ambas de nylon. T)- SOLADO Borracha látex legítima cor preta, em forma de unisola (sola e salto em peça única), antiderrapante, com canaleta para blaqueação, tendo como polímero básico especial borracha de estirenobutadieno (SBR), vulcanizada com enxofre, para resistir a 1 minuto 300º. Altura do Salto: 29.5 mm Altura do enfranque: 8.5 mm Altura da planta: 15 mm Profundidade do antiderrapante: 5mm Espessura do antiderrapante: 6 mm Densidade: g/cm3 Abrasão: =- 140mm3 Dureza: Shore A Norma DIM Resistente a flexão: Acréscimo max 4mm (fenda ata 6 mm após ciclos.. RESISTÊNCIA A PRODUTOS QUÍMICOS DA BORRACHA NITRÍLICA PRODUTO RESISTÊNCIA Acetona F Ácido Acético 5% E PÁG. Nº_70_

1.1 O recebimento dos envelopes dar-se-á até às 14:00h do dia 09 de março de 2010, pela Comissão Permanente de Licitação, no endereço acima citado.

1.1 O recebimento dos envelopes dar-se-á até às 14:00h do dia 09 de março de 2010, pela Comissão Permanente de Licitação, no endereço acima citado. EDITAL DE CARTA CONVITE N 02/2010 CRM-PR OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA PARA O DESENVOLVIMENTO E SUPERVISÃO DE PROJETO DE TELEMEDICINA, VIDEOCONFERÊNCIA E EDUCAÇÃO CONTINUADA PARA

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA EDUCAÇÃO EEEP RITA MATOS LUNA JUCÁS CEARÁ

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA EDUCAÇÃO EEEP RITA MATOS LUNA JUCÁS CEARÁ Convite N. 004/2015 Natureza da Despesa/ OBJETIVO: Fonte do Recurso Contratação de Serviço de INSTALAÇÃO DE SERVIÇO DE LINK DE INTERNET - 5MB Dotação Orçamentária Data da Emissão 22/06/2015 Data da Licitação

Leia mais

INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL

INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL 1. DA ENTREGA DA DOCUMENTAÇÃO 1.1. Os interessados em se inscrever e/ou renovar o Registro Cadastral junto ao GRB deverão encaminhar a documentação a seguir estabelecida,

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA 1ª REGIÃO

CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA 1ª REGIÃO 1 CARTA CONVITE n.º 001/2011 São Paulo, 20 de outubro de 2011. O CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA - 1ª REGIÃO, nos termos da autorização constante no Processo Administrativo em epígrafe, vem, por intermédio

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 002/2010

CARTA CONVITE Nº 002/2010 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2010. SESSÃO DE ABERTURA: Local: Rua Pamplona 1200 7º andar Horário: 10:30 horas do dia 08 de março de 2.

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2010. SESSÃO DE ABERTURA: Local: Rua Pamplona 1200 7º andar Horário: 10:30 horas do dia 08 de março de 2. IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM 03 (TRÊS) DIAS DE ANTECEDENCIA NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP: 01405-001

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 028/2009 M I N U T A

CARTA CONVITE Nº 028/2009 M I N U T A IMPORTANTE : PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDÊNCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JARDIM PAULISTA

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 023/2009

CARTA CONVITE Nº 023/2009 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA TERRA DE LUTA E FÉ - DOE ORGÃOS, DOE SANGUE:SALVE VIDAS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA TERRA DE LUTA E FÉ - DOE ORGÃOS, DOE SANGUE:SALVE VIDAS EDITAL DE CARTA CONVITE 027/2015 A PREFEITA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA, torna público, para conhecimento dos interessados, que no dia 20 DE NOVEMBRO DE 2015, às 10 horas, reunirse-á a Comissão Permanente

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PEDRO DAS MISSÕES

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PEDRO DAS MISSÕES PROCESSO LICITATÓRIO Nº 003/2016 TOMADA DE PREÇO Nº 003/2016 Aldoir Godois Vezaro, Prefeito Municipal de São Pedro das Missões RS, no uso de suas atribuições legais e de conformidade com a Lei nº 8.666,

Leia mais

INFORMAÇÕES AOS FORNECEDORES SEJA NOSSO FORNECEDOR REGULAMENTO PARA EMISSÃO DO CRC COCEL (parte integrante do site www.cocel.com.

INFORMAÇÕES AOS FORNECEDORES SEJA NOSSO FORNECEDOR REGULAMENTO PARA EMISSÃO DO CRC COCEL (parte integrante do site www.cocel.com. 1/7 INFORMAÇÕES AOS FORNECEDORES SEJA NOSSO FORNECEDOR REGULAMENTO PARA EMISSÃO DO CRC COCEL (parte integrante do site www.cocel.com.br) INFORMAÇÕES I. O interessado na inscrição no Cadastro de Fornecedores

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 005/2008 M I N U T A

CARTA CONVITE Nº 005/2008 M I N U T A IMPORTANTE : PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDÊNCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 004/2012

PROCESSO SELETIVO Nº 004/2012 PROCESSO SELETIVO Nº 004/2012 O Instituto de Gestão e Humanização IGH, torna público para conhecimento dos interessados, que fará realizar Processo Seletivo objetivando a contratação de serviços de Coleta,

Leia mais

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015.

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. EMENTA: Regulamenta o Sistema de Registro de Preços SRP previsto no art. 15 da Lei nº 8.666/93, no âmbito do Município de Central Bahia. O PREFEITO DO MUNICÍPIO

Leia mais

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993.

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. DECRETO N.º 7.892, DE 23 DE JANEIRO DE 2013. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que

Leia mais

Prefeitura Municipal de Floriano Peixoto 01.612.289/0001-62 Avenida Alfredo Joahnes Dücker - 99.910-000 - Floriano Peixoto/RS EDITAL DE LICITAÇÃO

Prefeitura Municipal de Floriano Peixoto 01.612.289/0001-62 Avenida Alfredo Joahnes Dücker - 99.910-000 - Floriano Peixoto/RS EDITAL DE LICITAÇÃO Prefeitura Municipal de Floriano Peixoto 01.612.289/0001-62 Avenida Alfredo Joahnes Dücker - 99.910-000 - Floriano Peixoto/RS EDITAL DE LICITAÇÃO Processo...: 8/2015 Modalidade.: Convite Número...: 6/2015

Leia mais

ESTADO DO CEARÁ MINISTÉRIO PÚBLICO PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA SECRETARIA GERAL COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

ESTADO DO CEARÁ MINISTÉRIO PÚBLICO PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA SECRETARIA GERAL COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº.017/2009 Processo nº 6869/2009-1 O ESTADO DO CEARÁ, POR INTERMÉDIO DA, com sede na Rua Assunção, nº 1100, José Bonifácio, em Fortaleza-Ceará, por

Leia mais

I - LOCAL DE ENTREGA DOS ENVELOPES:

I - LOCAL DE ENTREGA DOS ENVELOPES: EDITAL de LICITAÇÃO MODALIDADE: CARTA CONVITE N.º 17/2013 Data da abertura dos envelopes: Dia: 25/10/2013 Horário: 13:00 horas Data limite para entrega dos envelopes: Dia: 25/10/2013 Horário: 13:00 horas

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2013 PROCESSO SECOM Nº 0357/2012. Alterações e Normas complementares M I N U T A

PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2013 PROCESSO SECOM Nº 0357/2012. Alterações e Normas complementares M I N U T A IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ PREENCHER O RECIBO DE RETIRADA DE EDITAL, CONSTANTE DO ANEXO I E DEVOLVER COM ATÉ 24 HS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2013

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 003/2014 TIPO: MENOR PREÇO

CARTA CONVITE Nº 003/2014 TIPO: MENOR PREÇO CARTA CONVITE Nº 003/2014 TIPO: MENOR PREÇO PROCESSO Nº 003/2014 Tipo de Licitação: MENOR PREÇO DATA: 22/08/2014 HORÁRIO: 10h00min LOCAL: Universidade de Brasília Campus Universitário Darcy Ribeiro Edifício

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N 007/2015 REFERENTE AO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 124/2014

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N 007/2015 REFERENTE AO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 124/2014 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N 007/2015 REFERENTE AO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 124/2014 Pelo presente instrumento, a SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO, órgão gerenciador do Registro de Preços, localizada na

Leia mais

FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014.

FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014. FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014. Emissão: 09/12/2014. Abertura: 29/12/2014. Horário: 10:00 H. O Fundo de Previdência dos Servidores Municipais

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG CNPJ/MF 17.281.106/0001 03 Rua Mar de Espanha, 453 / Sto. Antônio Belo Horizonte (MG)

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG CNPJ/MF 17.281.106/0001 03 Rua Mar de Espanha, 453 / Sto. Antônio Belo Horizonte (MG) COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG CNPJ/MF 17.281.106/0001 03 Rua Mar de Espanha, 453 / Sto. Antônio Belo Horizonte (MG) NORMAS DE CREDENCIAMENTO PARA INSTITUIÇÕES BANCÁRIAS 1. DA FINALIDADE

Leia mais

EEEP PROFESSOR GUSTAVO AUGUSTO LIMA E-mail: eeepgustavolima@escola.ce.gov.br Lavras da Mangabeira Ceará

EEEP PROFESSOR GUSTAVO AUGUSTO LIMA E-mail: eeepgustavolima@escola.ce.gov.br Lavras da Mangabeira Ceará MINUTA DO CONVITE Nº 030/2014. Natureza da Despesa: SERVIÇOS PESSOA JURÍDICA 3390390091 - REPASSE PARA MANUTENÇÃO DE ESCOLAS Data de Emissão: 29/09/2013 Data da Licitação: 09/10/2014 Hora da Licitação:

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008. EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado:

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008. EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado: SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008 EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado: Prezado (a) Senhor (a), O Projeto de Cooperação para Apoio às Políticas e à Participação

Leia mais

EDITAL PREGÃO PRESENCIAL Nº. 05/2012 PROCESSO Nº. 0116/2012

EDITAL PREGÃO PRESENCIAL Nº. 05/2012 PROCESSO Nº. 0116/2012 EDITAL PREGÃO PRESENCIAL Nº. 05/2012 PROCESSO Nº. 0116/2012 1. INTRODUÇÃO: 1.1 O CONSELHO REGIONAL DE ODONTOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL, por intermédio da Pregoeira Angela Ferraz Jaeger, torna público,

Leia mais

Conselho Regional de Economia da Paraíba 21ª Região

Conselho Regional de Economia da Paraíba 21ª Região EDITAL DE LICITAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE CONTADOR PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PROFISSIONAIS CONTÁBEIS E DE ASSESSORIA CONTÁBIL PARA O CONSELHO REGIONAL DE ECONOMIA 21ª REGIÃO PARAÍBA CONVITE Nº 002/2016

Leia mais

CLÁUSULA SEGUNDA - DA VINCULAÇÃO AO EDITAL

CLÁUSULA SEGUNDA - DA VINCULAÇÃO AO EDITAL PROCESSO Nº 01550.000345/2009-46. PREGÃO Nº 26/2009. ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 1/2010. A FUNDAÇÃO CASA DE RUI BARBOSA, pessoa jurídica de direito público vinculada a Ministério da Cultura, com sede

Leia mais

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DO ESTADO DE SANTA CATARINA

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DO ESTADO DE SANTA CATARINA CARTA CONVITE N 005/2015 SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL - ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE SANTA CATARINA - SENAR-AR/SC Edital de Convite nº. 005/2015 1 - Preâmbulo 1.1 - O Serviço Nacional de Aprendizagem

Leia mais

EMPRESA MUNICIPAL DE OBRAS E URBANIZAÇÃO

EMPRESA MUNICIPAL DE OBRAS E URBANIZAÇÃO 1 FUNDAMENTAÇÃO Este Manual contem regras para Cadastramento com fins de Licitação, nos termos da Lei 8.666/93 e alterações posteriores. e está disponível no site www.aracaju.se.gov.br/emurb. REGRAS PARA

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 013/2007 PROCESSO N.º 1.612/2007

CARTA CONVITE Nº 013/2007 PROCESSO N.º 1.612/2007 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP: 01405-001 - DEPTO DE COMPRAS - 8º ANDAR. Regime

Leia mais

Tomada de Preços n.º 015/2010

Tomada de Preços n.º 015/2010 Tomada de Preços n.º 015/2010 Procedimento Administrativo n.º 0848/2010 Modalidade: Tomada de Preços Tipo: Menor Preço Julgamento: global Regime de execução: empreitada por preço unitário Objeto: Contratação

Leia mais

FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE

FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE LICITAÇÃO PARA AQUISIÇÃO DE PNEUS DESTINADOS AOS VEÍCULOS DA SECRETARIA MUNICIPAL SAÚDE PARA O EXERCÍCIO DE DE 2014 2014 O FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE/MUNICIPIO DE DOMINGOS MARTINS, com sede na Rua Bernardino

Leia mais

INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 CONSULTORIA EM SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO EMPRESARIAL

INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 CONSULTORIA EM SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO EMPRESARIAL INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 CONSULTORIA EM SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO EMPRESARIAL O INSTITUTO DE SAÚDE E GESTÃO HOSPITALAR - ISGH, pessoa jurídica de direito privado, associação sem fins lucrativos

Leia mais

FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE

FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE 2926- CNPJ: 13.959.466/1-6 Tel: 2732683178 Fax: 273268376 Site: Pregão Presencial Nº 6/214 LICITAÇÃO PARA AQUISIÇÃO DE MEDICAMENTOS PARA ATENDER A SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE POR UM PERÍODO DE DE (6)

Leia mais

2.2. É vedada a participação na Licitação de pessoas jurídicas que:

2.2. É vedada a participação na Licitação de pessoas jurídicas que: SECRETARIA DA EDUCAÇÃO 6ª COORDENADORIA REGIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO 6ª CREDE RUA DR. JOSÉ EUCLIDES FERREIRA GOMES, S/N COLINA DA BOA VISTA- SOBRAL CNPJ: 00.273.843/0001-61 CARTA CONVITE Nº

Leia mais

RECIBO DE RETIRADA DE EDITAL PELA INTERNET

RECIBO DE RETIRADA DE EDITAL PELA INTERNET Pregão Presencial nº 02/2013 Processo nº 05/2013 RECIBO DE RETIRADA DE EDITAL PELA INTERNET Razão Social: CNPJ: Endereço: Cidade: Telefone: e-mail: Pessoa para contato: Estado: Fax: Recebemos, através

Leia mais

Câmara Municipal de Itatiba

Câmara Municipal de Itatiba DOCUMENTOS PARA EFETUAR CADASTRO PARA EMISSÃO DO CERTIFICADO DE REGISTRO CADASTRAL "CRC" INFORMAÇÕES PARA CADASTRO DE FORNECEDORES Razão Social: Endereço: Bairro: Cidade: CEP: CNPJ: Inscrição Estadual:

Leia mais

EDITAL OBJETO: CABO GIGALAN CATEGORIA 6 U/UTP 23AWGX4PARES - VERMELHO EM CAIXA DE 305 METROS, CONFORME ESPECIFICAÇÃO TECNICA Nº 036/2009.

EDITAL OBJETO: CABO GIGALAN CATEGORIA 6 U/UTP 23AWGX4PARES - VERMELHO EM CAIXA DE 305 METROS, CONFORME ESPECIFICAÇÃO TECNICA Nº 036/2009. EDITAL A SÃO PAULO TRANSPORTE S.A. SPTrans, inscrita no CNPJ-MF sob o n.º 60.498.417/0001-58, comunica que se encontra aberta a licitação, EXCLUSIVAMENTE para participação de microempresas e empresas de

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, no uso da atribuição que lhe confere o art. 82, incisos V e VII, da Constituição do Estado,

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, no uso da atribuição que lhe confere o art. 82, incisos V e VII, da Constituição do Estado, DECRETO N 42.434, DE 09 DE SETEMBRO DE 2003, DOERS. Regulamenta, no âmbito do Estado do Rio Grande do Sul, a modalidade de licitação denominada pregão, por meio eletrônico, para a aquisição de bens e serviços

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO N.º 005/2014 CARTA CONVITE Nº 002/2014

EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO N.º 005/2014 CARTA CONVITE Nº 002/2014 EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO N.º 005/2014 CARTA CONVITE Nº 002/2014 O CONSELHO REGIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA DA 7ª REGIÃO CREF7/DF, Autarquia Federal, criada pela Lei nº 9.696/98, torna público

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitações e Compras Convite nº 081/2007 Fls.

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitações e Compras Convite nº 081/2007 Fls. Convite nº 081/2007 Fls. 1 CARTA CONVITE Processo nº 11784/05 Convite nº 081/2007 Entrega Envelopes até o dia: 15 de junho de 2007, às 14h00. Abertura Envelopes dia: 15 de junho de 2007, às 14h30. A COMISSÃO

Leia mais

Prefeitura Municipal de Antonina do Norte GOVERNO MUNICIPAL CNPJ n 07.594.500/0001-48 EDITAL CONVOCATÓRIO

Prefeitura Municipal de Antonina do Norte GOVERNO MUNICIPAL CNPJ n 07.594.500/0001-48 EDITAL CONVOCATÓRIO EDITAL CONVOCATÓRIO CONVITE Nº 2013.02.18.2 1.0 EDITAL 1.1 Órgão: SECRETARIA MUNICIPAL DE AÇÃO SOCIAL 1.2 Modalidade: CONVITE 1.3 Tipo de Licitação: Menor preço Global 1.4 Torna público para conhecimento

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 3.931, DE 19 DE SETEMBRO DE 2001. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO PRESENCIAL Nº. 017/2015 - SRP

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO PRESENCIAL Nº. 017/2015 - SRP ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO PRESENCIAL Nº. 017/2015 - SRP Aos 27 (vinte e sete) dias de mês de maio do ano de 2015, o Município de Parazinho/RN, CNPJ nº. 08.113.631/0001-29, com sede na Praça Senador

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014 ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014 O Município de Boa Vista do Buricá, comunica aos interessados

Leia mais

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE RUGBY

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE RUGBY AVISO PROCESSO SELETIVO São Paulo, 23 de junho de 2014. PROCESSO SELETIVO Nº 001/2014 I. Proponente: Confederação Brasileira de Rugby CNPJ: 50.380.658/0001-44 E-mail: kaiza.cappi@brasilrugby.com.br Endereço:

Leia mais

TELECOMUNICAÇÕES BRASILEIRAS S/A TELEBRÁS

TELECOMUNICAÇÕES BRASILEIRAS S/A TELEBRÁS TELECOMUNICAÇÕES BRASILEIRAS S/A TELEBRÁS PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 008/2009 EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº 02/2009 1.1 MODALIDADE: PREGÃO PRESENCIAL 1.1.1.1 TIPO DE LICITAÇÃO: MAIOR DESCONTO OFERTADO

Leia mais

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO COORDENADORIA GERAL DE LICITAÇÃO ATENÇÃO

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO COORDENADORIA GERAL DE LICITAÇÃO ATENÇÃO ATENÇÃO As empresas interessadas em participar deste Pregão Presencial, deverão confirmar a participação por e-mail ou fax para a Coordenadoria Geral de Licitação Tel/fax: (24) 3339-9071, e-mail: cgl@vr.rj.gov.br.

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 08/2012 PROCESSO N.19.544/2012

EDITAL DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 08/2012 PROCESSO N.19.544/2012 1 EDITAL DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 08/2012 PROCESSO N.19.544/2012 1. PREÂMBULO 1.1 A FACULDADE ESTADUAL DE CIENCIAS E LETRAS DE CAMPO MOURÃO - FECILCAM, por seu diretor Antônio Carlos Aleixo, nomeado pelo

Leia mais

COTAÇÃO PREVIA DE PREÇOS Nº 005/2015

COTAÇÃO PREVIA DE PREÇOS Nº 005/2015 Tipo: Menor preço COTAÇÃO PREVIA DE PREÇOS Nº 005/2015 A CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DO DESPORTO UNIVERSITÁRIO - CBDU, entidade privada sem fins lucrativos, inscrita sob o CNPJ nº 42.467.787/0001-46, com sede

Leia mais

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO COORDENADORIA-GERAL DE LICITAÇÕES ATENÇÃO

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO COORDENADORIA-GERAL DE LICITAÇÕES ATENÇÃO 1 ATENÇÃO As empresas interessadas em participar deste Convite, deverão passar um fax para a Coordenadoria Geral de Licitação (24) 3339-9038/3339-9071, confirmando a retirada deste edital pela internet.

Leia mais

EDITAL DE CADASTRAMENTO FINANCEIRA BRB 2008/001

EDITAL DE CADASTRAMENTO FINANCEIRA BRB 2008/001 OBJETO: CADASTRAMENTO DE EMPRESAS OBJETIVANDO FUTURAS CONTRATAÇÕES DE PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS DE CORRESPONDENTES. 1 PREÂMBULO 1.1 A BRB CRÉDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A ( FINANCEIRA BRB ) torna

Leia mais

EDITAL DE PREGÃO N.º 069/2015

EDITAL DE PREGÃO N.º 069/2015 EDITAL DE PREGÃO N.º 069/2015 JOÃO PEDRO TILL, Diretor Presidente da Autarquia Municipal de Turismo GRAMADOTUR, no uso legal de suas atribuições, e de conformidade com a Lei n.º 8.666 de 21.06.93 e demais

Leia mais

CARTA CONVITE 12/2015 FUnC REPUBLICAÇÃO

CARTA CONVITE 12/2015 FUnC REPUBLICAÇÃO 1 CARTA CONVITE 12/2015 FUnC REPUBLICAÇÃO 1 - PREÂMBULO 1.1 - A Fundação Universidade do Contestado, através do seu Departamento de Compras, situado à Rua Victor Sopelsa, 3000, Bairro Salete, Concórdia,

Leia mais

CADASTRO DE FORNECEDORES E RENOVAÇÃO CADASTRAL DME DISTRIBUIÇÃO S/A - DMED DOS PROCEDIMENTOS

CADASTRO DE FORNECEDORES E RENOVAÇÃO CADASTRAL DME DISTRIBUIÇÃO S/A - DMED DOS PROCEDIMENTOS CADASTRO DE FORNECEDORES E RENOVAÇÃO CADASTRAL DME DISTRIBUIÇÃO S/A - DMED DOS PROCEDIMENTOS A Supervisão de Suprimentos é a responsável pelo cadastramento dos fornecedores, bem como pela renovação cadastral

Leia mais

CONVITE Nº 0002/2011 OBJETO: AQUISIÇÃO DE TINTAS DATA DA REALIZAÇÃO: 31/01/11 HORA: 11:00 HORAS

CONVITE Nº 0002/2011 OBJETO: AQUISIÇÃO DE TINTAS DATA DA REALIZAÇÃO: 31/01/11 HORA: 11:00 HORAS AVISO CONVITE Nº 0002/2011 OBJETO: AQUISIÇÃO DE TINTAS DATA DA REALIZAÇÃO: 31/01/11 HORA: 11:00 HORAS LOCAL: RUA VISC. DE SEPETIBA, 987 11ºANDAR NITERÓI- RJ. 1/6 A FIRMA: ENDEREÇO: Prezados Senhores, CONVITE

Leia mais

CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº221/2014 CONTRATO QUE ENTRE SI FAZEM O MUNICÍPIO DE GUAPORÉ E A EMPRESA ZAFRA SUL INDÚSTRIA DE UNIFORMES PROFISSIONAIS LTDA.

CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº221/2014 CONTRATO QUE ENTRE SI FAZEM O MUNICÍPIO DE GUAPORÉ E A EMPRESA ZAFRA SUL INDÚSTRIA DE UNIFORMES PROFISSIONAIS LTDA. CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº221/2014 CONTRATO QUE ENTRE SI FAZEM O E A EMPRESA ZAFRA SUL INDÚSTRIA DE UNIFORMES PROFISSIONAIS LTDA. O, Pessoa Jurídica de Direito Público Interno, sita a Av. Silvio Sanson,

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - 3ª Região (SP, MS)

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - 3ª Região (SP, MS) CARTA CONVITE Nº: 008/2013. São Paulo, 04 de junho de 2.013. Processo n.º 042-05/2013 Tipo: MENOR PREÇO Firma: A/C: E-mail: Convidamos a referida empresa a apresentar proposta para atendimento do objeto

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N 001/2013 REFERENTE AO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 037/2013

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N 001/2013 REFERENTE AO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 037/2013 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N 001/2013 REFERENTE AO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 037/2013 Pelo presente instrumento, a SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO, órgão gerenciador do Registro de Preços, localizada na

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014 EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014 O Município de Vale do Sol, RS, através do Prefeito Municipal. Sr. Clécio Halmenschlager, comunica aos interessados que está procedendo ao CREDENCIAMENTO de pessoas

Leia mais

PROCESSO Nº 574/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº7/2014. Do Objeto

PROCESSO Nº 574/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº7/2014. Do Objeto PROCESSO Nº 574/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº7/2014 O Município de Mariano Moro, RS, torna público, em conformidade com a Lei Federal n.º 8.666/93 e suas alterações, que no dia 30 de setembro as 14

Leia mais

Forma de Fornecimento: ( X ) 1- Integral ( ) 2- Parcelada

Forma de Fornecimento: ( X ) 1- Integral ( ) 2- Parcelada Modalidade: Convite Data de Emissão: 06/02/2012 Data da Licitação: 13/02/2012 Hora da Licitação: 15:00 horas Tipo da Licitação: MENOR PREÇO GLOBAL Unidade Administrativa: Dotação Orçamentária: NP. Nº 14374

Leia mais

EDITAL PROCESSO 4674/2009

EDITAL PROCESSO 4674/2009 EDITAL PROCESSO 4674/2009 A Justiça Federal de Primeiro Grau em Minas Gerais, por intermédio da Pregoeira designada pela Portaria 10/58-DIREF de 24/06/2009 realizará o pregão presencial em epígrafe, regido

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL EDIÇÃO Nº 030224 de 30/06/2004

DIÁRIO OFICIAL EDIÇÃO Nº 030224 de 30/06/2004 DIÁRIO OFICIAL EDIÇÃO Nº 030224 de 30/06/2004 GABINETE DO GOVERNADOR D E C R E T O Nº 1.093, DE 29 DE JUNHO DE 2004 Institui, no âmbito da Administração Pública Estadual, o Sistema de Registro de Preços

Leia mais

SEGUNDA ATUALIZAÇÃO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº.006/2015 PREGÃO PRESENCIAL Nº.008/2015. VALIDADE: 01/04/2016

SEGUNDA ATUALIZAÇÃO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº.006/2015 PREGÃO PRESENCIAL Nº.008/2015. VALIDADE: 01/04/2016 SEGUNDA ATUALIZAÇÃO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº.006/2015 PREGÃO PRESENCIAL Nº.008/2015. VALIDADE: 01/04/2016 Aos três dias do mês de junho de 2015, o Município de Santo Antônio da Patrulha/RS, neste

Leia mais

G E S T Ã O D E C O M P R A S P O R R E G I S T R O D E P R E Ç O S. VALDIR AUGUSTO DA SILVA Gestão Estratégica de Compras Portal de Compras

G E S T Ã O D E C O M P R A S P O R R E G I S T R O D E P R E Ç O S. VALDIR AUGUSTO DA SILVA Gestão Estratégica de Compras Portal de Compras G E S T Ã O D E C O M P R A S P O R R E G I S T R O D E P R E Ç O S VALDIR AUGUSTO DA SILVA Gestão Estratégica de Compras Portal de Compras SUMÁRIO O Sistema de Registro de Preços do Governo do Estado

Leia mais

L I C I T A Ç Ã O: Convite: Compras e outros serviços, N.º 4/2014 Menor preço POR ITEM

L I C I T A Ç Ã O: Convite: Compras e outros serviços, N.º 4/2014 Menor preço POR ITEM Serviço Autônomo Municipal de Saneamento Básico SAMAE Travessa Theodoro Junctum, 124 - Bairro Centro RIO NEGRINHO - SC - Santa Catarina 85.908.309/0001-37 89.295-000 L I C I T A Ç Ã O: Convite: Compras

Leia mais

INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF

INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF Ref: Aviso de Edital ADG nº 003/2014 publicado em 28/10/2014. 1 1. OBJETO A

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MATO RICO ESTADO DO PARANÁ CNPJ - 95.684.510/0001-31 COMISSÃO MUNICIPAL DE LICITAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE MATO RICO ESTADO DO PARANÁ CNPJ - 95.684.510/0001-31 COMISSÃO MUNICIPAL DE LICITAÇÃO DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA REGISTRO CADASTRAL (Conf. Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993) I - Para a habilitação jurídica: a) Cédula de identidade e registro comercial na repartição competente, para

Leia mais

CONVITE N.º 004-001/2013-CV

CONVITE N.º 004-001/2013-CV 1 CONVITE N.º 004-001/2013-CV REFERÊNCIA: Contratação de organização, associação ou empresa que preste serviço de hospedagem com local para realização de evento, destinado aos contratados e convidados

Leia mais

Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação / CREDE 12 Quixadá/CE E-mail: gerlania.oliveira@crede12.seduc.ce.gov.br

Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação / CREDE 12 Quixadá/CE E-mail: gerlania.oliveira@crede12.seduc.ce.gov.br Carta Convite Nº 0013/2015 Natureza da Despesa: Serviços de Hospedagem Fonte do Recurso: Função Programática nº 22100022.12.362.073.19509.0500000.33903900.10.0.40-13837 Data da Emissão: 28/05/15 Data da

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE IPIRANGA DO SUL Estado do Rio Grande do Sul Rua do Comércio, 124 IPIRANGA DO SUL RS EDITAL DE LICITAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE IPIRANGA DO SUL Estado do Rio Grande do Sul Rua do Comércio, 124 IPIRANGA DO SUL RS EDITAL DE LICITAÇÃO EDITAL DE LICITAÇÃO Modalidade...: Tomada de Preços Número...: 008/2014 Número da Modalidade: 003/2014 Data de Abertura da Licitação...: 20/02/2014 Data de Abertura das Propostas..: 14/03/2014 Horário...:

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 017/2007 TIPO: MENOR PREÇO

CARTA CONVITE Nº 017/2007 TIPO: MENOR PREÇO CARTA CONVITE Nº 017/2007 TIPO: MENOR PREÇO PROCESSO Nº 017/2007 Tipo de Licitação: MENOR PREÇO DATA: 22/08/2007 HORÁRIO: 10:00 HORAS LOCAL: Universidade de Brasília Campus Universitário Darcy Ribeiro

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JAGUARAÇU ESTADO DE MINAS GERAIS

PREFEITURA MUNICIPAL DE JAGUARAÇU ESTADO DE MINAS GERAIS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS/CONTRATO Nº004-B/2016 PROCESSO LICITATÓRIO Nº018/2016 MODALIDADE: PREGÃO PRESENCIAL N 006/2016 VALIDADE: 12 (doze) meses O Município de Jaguaraçu, neste ato representado por seu

Leia mais

COTAÇÃO PREVIA DE PREÇOS Nº 009/2015. Lote Único - Locação de veículos: tipo: carros de passeio, van e ônibus.

COTAÇÃO PREVIA DE PREÇOS Nº 009/2015. Lote Único - Locação de veículos: tipo: carros de passeio, van e ônibus. COTAÇÃO PREVIA DE PREÇOS Nº 009/2015 Tipo: Menor preço total Lote Único - Locação de veículos: tipo: carros de passeio, van e ônibus. A CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DO DESPORTO UNIVERSITÁRIO - CBDU, entidade

Leia mais

Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N 92092-03/2010

Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N 92092-03/2010 FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N 92092-03/2010 A Fundação de Apoio à Ciência e Tecnologia - FATEC, por meio de sua pregoeira, Claudia Pippi Lorenzoni torna público

Leia mais

DECRETO Nº. 6.204, DE 5 DE SETEMBRO DE 2007 DOU 06.09.2007

DECRETO Nº. 6.204, DE 5 DE SETEMBRO DE 2007 DOU 06.09.2007 DECRETO Nº. 6.204, DE 5 DE SETEMBRO DE 2007 DOU 06.09.2007 Regulamenta o tratamento favorecido, diferenciado e simplificado para as microempresas e empresas de pequeno porte nas contratações públicas de

Leia mais

Comissão de Licitação

Comissão de Licitação CARTA CONVITE: 2014.0010 19ª Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação A da EEEP RAIMUNDO SARAIVA COELHO JUAZEIRO DO NORTE CE comunica a V.Sª. que às 16h do dia 28 DE NOVEMBRO DE 2014, na Sede

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE BIOLOGIA 3ª REGIÃO RS/SC

CONSELHO REGIONAL DE BIOLOGIA 3ª REGIÃO RS/SC CONSELHO REGIONAL DE BIOLOGIA 3ª REGIÃO CONVITE Nº 05/2013 SERVIÇOS DE ASSESSORIA CONTÁBIL O Conselho Regional de Biologia 3ª Região, através da Comissão Permanente de Licitações, convida V.S.a. a apresentar

Leia mais

3. DA ABERTURA, DIA, HORA E LOCAL

3. DA ABERTURA, DIA, HORA E LOCAL Cotação Prévia de Preço n 003-2012 Convênio 11.778 FBB Maior percentual de desconto Cotação prévia de Preços na modalidade maior percentual de desconto para contratação de empresa para intermediação de

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES. Órgãos: DEPARTAMENTO DE SAÚDE

SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES. Órgãos: DEPARTAMENTO DE SAÚDE EDITAL PREGÃO PRESENCIAL Nº 048/2009 PROCESSO ADMINISTRATIVO: 074/2009 SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES Órgãos: DEPARTAMENTO DE SAÚDE A Secretaria Municipal de Administração

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 014/2013

PROCESSO SELETIVO Nº 014/2013 PROCESSO SELETIVO Nº 014/2013 O Instituto de Gestão e Humanização IGH, torna público para conhecimento dos interessados, que fará realizar Processo Seletivo objetivando a Contratação de Empresa para a

Leia mais

ESCLARECIMENTOS. Em virtude do exposto, segue o Anexo A, com os itens mencionados, que para todos os efeitos ficam incorporados ao edital publicado.

ESCLARECIMENTOS. Em virtude do exposto, segue o Anexo A, com os itens mencionados, que para todos os efeitos ficam incorporados ao edital publicado. ESCLARECIMENTOS Em curso nesta Autarquia a licitação nº 0453/13, Processo nº 0363/13, que almeja a contratação de pessoa jurídica para prestação de serviços de medicina e segurança do trabalho. Foi recebido

Leia mais

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE RONDÔNIA SENAR-AR/RO CNPJ Nº. 04.293.236/0001-14

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE RONDÔNIA SENAR-AR/RO CNPJ Nº. 04.293.236/0001-14 AVISO DE LICITAÇÃO O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural Administração Regional de Rondônia SENAR-AR/RO, comunica aos interessados que no dia 11/11/2010, ás 09:30 hs, ocorrerá a ABERTURA DOS ENVELOPES

Leia mais

CONVITE N.º 003-001/2013-CV

CONVITE N.º 003-001/2013-CV 1 CONVITE N.º 003-001/2013-CV REFERÊNCIA: Contratação de organização, associação ou empresa que preste serviço de fornecimento de alimentação no município de Santarém/Pará. A TERRA DE DIREITOS, entidade

Leia mais

MUNICÍPIO DE SENGÉS CNPJ/MF 76.911.676/0001-07 TRAVESSA SENADOR SOUZA NAVES N. 95 SENGÉS PARANÁ

MUNICÍPIO DE SENGÉS CNPJ/MF 76.911.676/0001-07 TRAVESSA SENADOR SOUZA NAVES N. 95 SENGÉS PARANÁ DECRETO Nº 600/2014 Súmula:- Regulamenta a aquisição de Bens Permanentes, de Consumo e Serviços destinados a Administração Direta, Indireta e Fundacional do Município de Sengés, através de Pregão, tendo

Leia mais

INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 FORNECIMENTO DE LINK DE INTERNET

INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 FORNECIMENTO DE LINK DE INTERNET INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 FORNECIMENTO DE LINK DE INTERNET O INSTITUTO DE SAÚDE E GESTÃO HOSPITALAR - ISGH, pessoa jurídica de direito privado, associação sem fins lucrativos de interesse público,

Leia mais

PREGÃO SESC/AN Nº 15/0072 PG EDITAL

PREGÃO SESC/AN Nº 15/0072 PG EDITAL PREGÃO SESC/AN Nº 15/0072 PG EDITAL O SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO ADMINISTRAÇÃO NACIONAL, entidade de direito privado, sem fins lucrativos, comunica a realização de licitação na modalidade PREGÃO ELETRÔNICO,

Leia mais

CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº 277/2015 CONTRATO QUE ENTRE SI FAZEM O MUNICÍPIO DE GUAPORÉ E A EMPRESA CORES ARTE GRÁFICA LTDA

CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº 277/2015 CONTRATO QUE ENTRE SI FAZEM O MUNICÍPIO DE GUAPORÉ E A EMPRESA CORES ARTE GRÁFICA LTDA 1 CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº 277/2015 CONTRATO QUE ENTRE SI FAZEM O E A EMPRESA CORES ARTE GRÁFICA LTDA O, Pessoa Jurídica de Direito Público Interno, sita a Av. Silvio Sanson, 1135, Guaporé-RS, CNPJ nº

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 28/2009

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 28/2009 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 28/2009 Processo nº: 8478AD/2008 Pregão Eletrônico nº: 001/2009 Validade: 06 (seis) meses, de 19/05/2009 a 18/12/2009 Empresa: AMAZON INFORMÁTICA LTDA End: Av. Conselheiro

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - 3ª Região (SP, MS)

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - 3ª Região (SP, MS) TOMADA DE PREÇOS N.º: 2/213 PROCESSO N.º: 11-4/213 TIPO: MENOR PREÇO EDITAL O CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS 3ª. REGIÃO, por intermédio da COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO, torna pública a realização

Leia mais

Câmara Municipal De Natividade Da Serra

Câmara Municipal De Natividade Da Serra DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA A INCRIÇÃO NO REGISTRO CADASTRAL (Em conformidade com os artigos 28 a 31 da Lei Federal Nº 8.666/93 e demais alterações posteriores): PESSOA JURÍDICA 1 - Documentação Relativa

Leia mais

CADASTRO DE FORNECEDORES (MATERIAL/SERVIÇOS)

CADASTRO DE FORNECEDORES (MATERIAL/SERVIÇOS) CADASTRO DE FORNECEDORES (MATERIAL/SERVIÇOS) ÍNDICE RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA CADASTRO DE FORNECEDORES DE MATERIAL/SERVIÇOS PÁGINA 2 FICHA DE INFORMAÇÕES PARA CADASTRO DE FORNECEDORES PÁGINA 4 DECLARAÇÃO

Leia mais

Edital de Credenciamento 003/2012

Edital de Credenciamento 003/2012 1/5 Edital de Credenciamento 003/2012 1 DO OBJETO: 1.1. O presente Termo tem por objetivo o credenciamento de Instituições Financeiras autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil, para prestação

Leia mais

EDITAL DE DISPENSA DE LICITAÇÃO N 004/2014 TIPO: MENOR PREÇO

EDITAL DE DISPENSA DE LICITAÇÃO N 004/2014 TIPO: MENOR PREÇO EDITAL DE DISPENSA DE LICITAÇÃO N 004/2014 TIPO: MENOR PREÇO (PROCESSO N 2014/11/267) O Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Paranaguá, por sua Comissão Permanente de Licitação, designada

Leia mais

Tomada de Preços n.º 006/2009

Tomada de Preços n.º 006/2009 Tomada de Preços n.º 006/2009 Procedimento Administrativo n.º 0802/2008 Modalidade: Tomada de Preços Tipo: Menor Preço Julgamento: por item Regime de execução: empreitada por preço global Objeto: Aquisição

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N 039/2014 REFERENTE AO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 096/2013

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N 039/2014 REFERENTE AO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 096/2013 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N 039/2014 REFERENTE AO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 096/2013 Pelo presente instrumento, a SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO, órgão gerenciador do Registro de Preços, localizada na

Leia mais

22100022.12.362.014.21747.0700000.33903000.51.0.30-4955

22100022.12.362.014.21747.0700000.33903000.51.0.30-4955 Convite N.º 003/2015 Natureza da Despesa Funcional Programática Data da Emissão 15 de Junho de 2015 Data da Licitação 22 de Junho de 2015 Horário da Licitação 08:00h Tipo de Licitação Aquisição de Material

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA DE ÁGUA E ESGOTO AV. HUGO ALESSI Nº 50 B. NDUSTRIAL - FONE: (0**34) 3242-3579/3242-5026 ARAGUARI MG

SUPERINTENDÊNCIA DE ÁGUA E ESGOTO AV. HUGO ALESSI Nº 50 B. NDUSTRIAL - FONE: (0**34) 3242-3579/3242-5026 ARAGUARI MG SUPERINTENDENCIA DE AGUA E ESGOTO DE ARAGUARI DEPARTAMENTO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS COMISSÃO ESPECIAL DE CADASTRO/SETOR DE CADASTRO INSTRUÇÕES GERAIS 1. OBJETIVO Estabelecer normas e procedimentos para

Leia mais