Índice. Seção I Crédito Imobiliário - Histórico. Seção II Financiamento Imobiliário. Seção III FGTS Fundo de Garantia por Tempo de Serviço

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Índice. Seção I Crédito Imobiliário - Histórico. Seção II Financiamento Imobiliário. Seção III FGTS Fundo de Garantia por Tempo de Serviço"

Transcrição

1

2 Índice Seção I Crédito Imobiliário - Histórico Seção II Financiamento Imobiliário Seção III FGTS Fundo de Garantia por Tempo de Serviço Seção IV Sistemas de Amortização Seção V Fluo da Operação e Documentação Seção VI Termos e Condições de Financiamento Imobiliário Aneo

3 Índice Seção I Crédito Imobiliário - Histórico Seção II Financiamento Imobiliário Seção III FGTS Fundo de Garantia por Tempo de Serviço Seção IV Sistemas de Amortização Seção V Fluo da Operação e Documentação Seção VI Termos e Condições de Financiamento Imobiliário Aneo

4 Crédito Imobiliário Tipo de crédito onde o objeto básico da Tipo de crédito onde o objeto básico da negociação entre as partes é um ativo imobiliário em troca de capital.

5 Crédito Imobiliário Histórico Iniciativa Privada Fundação da Casa Popular Criação do Banco Nacional de Habitação (BNH) e do FGTS Etinção do Banco Nacional de Habitação (BNH) Lei Dispõe sobre o Patrimônio de Afetação Dec Estado Novo - Construção dos Primeiros Conjuntos Habitacionais pelo Estado Criação do Sistema Brasileiro de Poupança (SBPE) Lei Criação do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) Lei Criação do Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) MP nº459 Programa Minha Casa, Minha Vida Décadas de 30, 40 e 50: - Industrialização Crescimento desorganizado Cortiços - Intervenção do Estado - Ausência de indeador para direcionamento de recursos - Inflação remunerações reais negativas Necessidade SFH: (i) correção monetária (remuneração dos poupadores) (ii) Criação do BNH - Unidades Financiadas: 1965: : CAGR: 33,7% Problemas no SFH: (i) taa de juros fia (ii) falta de comunicação entre SFH e mercado de capitais SFI: (i) CRI, CCI, LCI (ii) Alienação Fiduciária

6 Crédito Imobiliário Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo - SBPE Depósitos voluntários detidos por pessoas físicas e jurídicas em instituições financeiras participantes do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimos (SBPE) A alocação dos recursos destinados ao financiamento imobiliário é feita por cada participante do SBPE e é decorrente da evolução do seu saldo de depósitos de poupança As instituições financeiras captadoras de poupança devem empregar 65% dos recursos em crédito imobiliário, 20% em compulsório, 10% em adicional e 5% para recursos livres SBPE - Valores Financiados R$ Bilhões SBPE - Unidades Financiadas mil unidades CAGR (até 2009): 52,54% CAGR (até 2009): 39,87% * * Fonte: ABECIP Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança * Dados até março Fonte: ABECIP Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança * Dados até março

7 Crédito Imobiliário O mês de março de 2010 registrou o melhor resultado da história do SBPE Valores Financiados R$ Bilhões 78,2% O montante das operações de crédito imobiliário realizadas em março de 2010 foi de R$ 4,1 bilhões, superando em 36,7% os R$ 3 bilhões observados em fevereiro do mesmo ano, e em mais de 78% as operações realizadas em março do ano anterior. Fonte: ABECIP Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança * Dados até março Unidades Financiadas mil unidades 37,6% O número de unidades financiadas em março de 2010 foi de , superando em 17% o resultado de fevereiro. No primeiro trimestre de 2010, foram financiados imóveis, 38% acima do mesmo período do ano passado. Fonte: ABECIP Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança * Dados até março

8 Crédito Imobiliário Cenário em 2009 Crédito Total/PIB O déficit habitacional brasileiro na ordem de 7 milhões de unidades Infraestrutura carente de investimentos 187% 170% 155% 105% 103% 74% No mundo, o financiamento imobiliário representa 65% da carteira de crédito bancário, enquanto no Brasil, apenas 5% 50% EUA Espanha Ingl. Alem. França Chile Brasil Crédito Imobiliário/PIB Fonte: Banco Central do Brasil Resumo da 2ª Conferência Internacional de Crédito Imobiliário * dados dez/2009 Crédito Imobiliário/Crédito Total 75% 68% 48% 43% 36% 45% 45% 27% 27% 26% 28% 20% 3% 6% Inglaterra EUA Alem. Espanha França Chile Brasil Fonte: Banco Central do Brasil Resumo da 2ª Conferência Internacional de Crédito Imobiliário * dados dez/2009 Ingl Alem. EUA França Chile Espanha Brasil Fonte: Banco Central do Brasil Resumo da 2ª Conferência Internacional de Crédito Imobiliário * dados dez/2009

9 Crédito Imobiliário Cenário Atual Juro real tendendo à estabilidade. Inflação corrente tendendo a 5% no médio/longo prazo. Captação recorde na caderneta de poupança, concomitante com uso recorde de tais recursos para financiamento imobiliário. Novas alternativas às captações fora da caderneta de poupança, devido a possível escassez dos recursos da mesma. - Dentre as alternativas para captação de recurso, uma comumente vista como viável, é a securitização. ABECIP projeta um crescimento da captação líquida de poupança superior a 10% contra 50% dos financiamentos Necessidade de novas fontes de recurso Securitização de Recebíveis Imobiliários

10 Crédito Imobiliário Dentre as alternativas para captação de recurso, tem-se também LHs Captação Eterna CCIs LCIs CRIs

11 Crédito Imobiliário Mercado Imobiliário começa o ano de 2010 animado, apontando para Novo Recorde de Desembolso Unidades Financiadas mil unidades 76,5 Previsão de Unidades Financiadas para ,8 55, º Tri º Tri º Tri * Fonte: ABECIP Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança Dados 1º tri 2010 *Previsão Fonte: ABECIP Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança - Revista SFI Edição nº 30, de 31/03/2010 Primeiro trimestre de 2010: Financiamento de unidades, 38% acima do mesmo período do ano passado. O número de unidades financiadas pela poupança em 2010 poderá chegar a 450 mil unidades, aumento de 48% em relação ao ano passado.

12 Crédito Imobiliário Cenário Atual Volume de financiamentos com recursos da poupança Crédito Imobiliário em relação ao PIB 11% bilhões *Previsão bilhões 3,9% bilhões ATUAL 1 PREVISÃO Fonte: ABECIP Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança Revista SFI Edição nº 30, de 31/03/2010 Fonte: ABECIP Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança Dados: Junho de 2010

13 Índice Seção I Crédito Imobiliário - Histórico Seção II Financiamento Imobiliário Seção III FGTS Fundo de Garantia por Tempo de Serviço Seção IV Sistemas de Amortização Seção V Fluo da Operação e Documentação Seção VI Termos e Condições de Financiamento Imobiliário Aneo

14 Formas de Aquisição Taa Mercado SFH SFI À Vista Consórcio

15 Sistema Financeiro de Habitação Criado em 1964 pela lei Captação de recurso: FGTS e Caderneta de poupança Reajustado mensalmente pela Taa Referencial Limite máimo do valor do imóvel de R$ 500 mil, e financiamento de 90% do valor do imóvel (R$ 450 mil) Normalmente amortizado pelo Sistema de Amortizações Constantes Percentual máimo de 30% de comprometimento de renda (lei 8692/93)

16 Taa Mercado Concorrência livre de taas. Principais formas de captação de recurso: FGTS e Caderneta de poupança. Sem restrição a indeadores, TR sendo o mais comum. Linha normalmente utilizada para pessoas que não se encaiam nas regras do SFH.

17 Sistema Financeiro Imobiliário Definido em 1997 pela lei Utilizado por instituições que não conseguem captar poupança. Sem restrição a indeadores, sendo o IGPM o mais comum. Linha normalmente utilizada por compradores que não se encaiam nas características de crédito do SFH e Taa Mercado. Deu origem a Securitização de Créditos Imobiliários no Brasil. - Alienação Fiduciária - Patrimônio de Afetação - CRI - LCI

18 Outras formas de aquisição À vista - Vantagens e desvantagens - Diferencial de Taas - Custo de Oportunidade Consórcio - Valor do imóvel é rateado pelos consorciados pelo número de períodos do parcelamento. - Dois tipos de grupo, homogêneo e misto.

19 Tabela Comparativa Comparativos SFH - Sistema Financeiro da Habitação Taa Mercado SFI - Sistema Financeiro Imobiliário Funding Poupança Poupança Livre Proporção Poupança Minímo 52% Até 13% - Indeador TR Livre Livre Taa de Juros Limitado a 12% a.a. Livre Livre Valor do Imóvel Até 500 Mil Livre Livre Valor do Financiamento Comprometimento de Renda Até 450 Mil Livre Livre 30% Bruta Livre Livre Seguros MIP e DFI MIP e DFI MIP e DFI Tipos de Amortização SAC e Price SAC e Price SAC e Price FGTS Valor do Imóvel até 500 mil

20 Índice Seção I Crédito Imobiliário - Histórico Seção II Financiamento Imobiliário Seção III FGTS Fundo de Garantia por Tempo de Serviço Seção IV Sistemas de Amortização Seção V Fluo da Operação e Documentação Seção VI Termos e Condições de Financiamento Imobiliário Aneo

21 FGTS Fundo de Garantia por Tempo de Serviço O FGTS, Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, é um conjunto de recursos financeiros administrados pelo Estado brasileiro com a finalidade principal de amparar os trabalhadores em algumas hipóteses de encerramento da relação de emprego, sendo também destinado a investimentos em habitação, saneamento e infra-estrutura. Pode ser utilizado para fins de crédito imobiliário desde que sejam cumpridos os pré-requisitos determinados pelo Ministério do Trabalho. PRINCIPAIS CONDIÇÕES PARA SUA UTILIZAÇÃO COMPRADOR Contribuir para o FGTS no mínimo 3 anos; Não ter financiamento ativo pelo SFH em qualquer parte do território nacional; Não ter sido proprietário do imóvel que deseja adquirir num período de 2 anos. IMÓVEL Não deve ter valor superior a R$ 500 mil; Estar localizado no município onde o comprador eerça sua ocupação principal ou comprove moradia há pelo menos 1 ano; Não deve ter sido adquirido com recursos do FGTS nos últimos 3 anos. Destinar-se à compra de moradia própria em território residencial urbano ;

22 FGTS Fundo de Garantia por Tempo de Serviço Tipos de Saque do FGTS DAMPs - Demonstrativos de Aquisição de Moradia Própria aa 1 Aa 2 3 DAMP 1 Aquisição de imóvel residencial concluído DAMP 1 C Aquisição de Imóvel residencial em construção DAMP 2 Amortização etraordinária ou quitação do saldo devedor do contrato de financiamento DAMP 3 Pagamento de parte do valor das prestações de financiamento

23 Conectividade Social O Conectividade Social é um Canal Eletrônico de relacionamento desenvolvido pela Caia Econômica Federal e disponibilizado gratuitamente às empresas. Instituído pela portaria nº 116, de 09 de fevereiro de 2004, dos Ministérios da Previdência Social e do Trabalho e Emprego; Obrigatoriedade da Certificação Eletrônica para todas as empresas que se relacionam com o FGTS e prestam informações à Previdência Social; Transmissão de arquivos gerados pelo programa do Sistema de Recolhimento do FGTS e informações à Previdência Social, alterações cadastrais e comunicado de afastamento do empregado; Acesso a informações do FGTS dos trabalhadores vinculados à empresa; Outras transações relacionadas à transferência de benefícios à sociedade.

24 Conectividade Social Conectividade Social X Crédito Imobiliário com utilização do FGTS Saques dos tipos DAMP 1, DAMP 1C e DAMP 2 - A Instituição Financeira utiliza-se do canal do Conectividade Social para solicitar à CEF a quantia necessária para o financiamento Saque do tipo DAMP 3 - Não é utilizado o Conectividade Social devido a necessidade de preenchimento de um formulário Padrão estabelecido pela CEF Benefícios Simplifica o processo de recolhimento do FGTS; Reduz os custos operacionais; Melhora a precisão do processo; Fornece mais segurança; Aumenta o sigilo entre as transações.

25 Índice Seção I Crédito Imobiliário - Histórico Seção II Financiamento Imobiliário Seção III FGTS Fundo de Garantia por Tempo de Serviço Seção IV Sistemas de Amortização Seção V Fluo da Operação e Documentação Seção VI Termos e Condições de Financiamento Imobiliário Aneo

26 Sistemas de Amortização Sistemas desenvolvidos para operações de fluo de caia, como empréstimos e financiamentos, envolvendo desembolso periódico do principal e encargos financeiros, objetivando quitar a dívida ao final do prazo contratado. Os mais utilizados, no mercado imobiliário, são: SAC Sistema de Amortização Constante TP - Tabela Price Adotado pela maioria dos Bancos nos financiamentos imobiliários Prestação inicial maior, comparada à Tabela Price, pois o valor da dívida é mais alto já que ainda não houve amortização Juros decrescem mais rapidamente As parcelas diminuem ao longo do período de pagamento. Pouco adotada pelos Bancos nos financiamentos imobiliários Prestação inicial menor, o que pode levar com que o comprometimento de renda do financiado possa ser menor Juros decrescem mais lentamente As parcelas permanecem constantes ao longo do período de pagamento. Em ambos, as prestações são compostas por amortização e juros.

27 Sistemas de Amortização SAC Price Período Prestação SAC Amortização Juros Juros Acumulados SAC Saldo Devedor Período Prestação Price Amortização Juros Juros Acumulados Price Saldo Devedor 0 R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ 0 12 R$ R$ R$ R$ R$ 0 Juros SAC Tabela Price Prestações SAC Price Juros Acumulados SAC Juros Acumulados Price Prestação SAC Prestação Price R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$

28 Taas e Indeadores Meta da Taa Selic O mercado imobiliário brasileiro utiliza, principalmente, os indeadores: TR Taa Referencial - Taa de reajuste da poupança. TJLP Taa de Juros de Longo Prazo - Taa de juros dos financiamentos do BNDES. Fonte: Banco Central do Brasil INCC Índice Nacional de Custos da Construção IGP-M Índice Geral de Preços do Mercado IPCA Índice de Preços ao Consumidor Amplo - Índice de Inflação oficial. CDI Certificado de Depósitos Interbancários - Comparável à taa livre de risco.

29 Seguros O contrato de seguro é o meio pelo qual a seguradora tem a obrigação, mediante a cobrança de prêmio, a ressarcir um dano ao se verificar a eventualidade, segurada, prevista em contrato. Para contratação de crédito imobiliário, independente da modalidade de financiamento, é obrigatório contratar os seguintes seguros: MIP - Morte e Invalidez Permanente Calculado pela Superintendência de Seguros Privados (SUSEP) de acordo com a tábua atuarial vigente no país. Taa que incide no Principal, e segue tabela progressiva qüinqüenal. Incide sobre o saldo devedor. DFI - Danos Físicos ao Imóvel Tem como finalidade garantir a indenização de prejuízos em conseqüência de incêndio, destelhamento e desmoronamento total e parcial. Calculado a partir do valor de avaliação do imóvel e diluído ao longo das prestações. Incide sobre o valor de avaliação do imóvel.

30 Índice Seção I Crédito Imobiliário - Histórico Seção II Financiamento Imobiliário Seção III FGTS Fundo de Garantia por Tempo de Serviço Seção IV Sistemas de Amortização Seção V Fluo da Operação e Documentação Seção VI Termos e Condições de Financiamento Imobiliário Aneo

31 Fluo da Operação A R C A R C R A 1. Simulação e 2. Aceite de Cadastro de R crédito e Proposta entrada de R documentos R A R A R C R Mesa de Crédito Encadeamento de tela Roda Modelo de Crédito A R A R C R 3. Fase de Negociação Central de Documentos A R A Vivere Brasil oferece soluções em Crédito Imobiliário buscando reduzir prazos e custos de seus clientes no processo de concessão de crédito imobiliário. A R C R 4. Avaliação do Imóvel A Como eemplo, temos o fluo ao lado: A R C 5. Análise Jurídica R A R A R C R 6. Reanálise Jurídica A A R C R 7. Liberação e agendamento das assinaturas A A R C R 8. Assinaturas A R A R C R 9. Registro e Liberação dos Recursos ao Vendedor

32 Documentação Central de Documentos A Central de Documentos é uma funcionalidade do sistema Vivere Brasil que atua como uma fábrica de documentos. Através desta funcionalidade a instituição armazena todos os documentos envolvidos em uma operação de forma segura e prática. Há diferentes documentos envolvidos em uma operação de financiamento imobiliário, que variam de acordo com: Opção de utilização ou não do FGTS Valor e condição do imóvel Condições do comprador/vendedor Aneo à apresentação encontra-se uma relação detalhada dos documentos envolvidos no processo.

33 Índice Seção I Crédito Imobiliário - Histórico Seção II Financiamento Imobiliário Seção III FGTS Fundo de Garantia por Tempo de Serviço Seção IV Sistemas de Amortização Seção V Fluo da Operação e Documentação Seção VI Termos e Condições de Financiamento Imobiliário Aneo

34 Termos e condições de financiamento imobiliário - bancos comerciais, múltiplos, caias e companhias hipotecárias INSTITUIÇÃO FINANCEIRA VALOR DO IMÓVEL ENTRADA MÍNIMA COMPROMETIMENTO DE RENDA (% DO VALOR DO (% MÁXIMA DE RENDA LÍQUIDA, MÍN. MÁX. IMÓVEL) BRUTA OU SEM INDICAÇÃO) TAXA DE JUROS (% AO ANO) FINANCIAMENTO DO SALDO PRAZO MÁXIMO (ANOS) SISTEMA DE AMORTIZAÇÃO BANCO BRADESCO S.A. BANCO DO BRASIL S.A. BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S.A. BANCO ITAÚ S.A. não informado ,0 30,0 da renda líquida pré-fiada em 12,23 30 SAC ou Price não informado ,0 30,0 da renda líquida TR + 7,80 por 36 meses e depois TR + 9,50 30 SAC ou Price não informado ,0 30,0 da renda líquida TR + 8,90 30 SAC ou Price ,0 30,0 da renda líquida pré-fiada em 12,23 30 SAC ou Price ,0 30,0 da renda líquida TR + 10,50 30 SAC ou Price ,0 30,0 da renda líquida TR + 11,50 30 SAC ou Price não informado ,0 30,0 da renda líquida pré-fiada em 13,00 30 SAC ou Price não informado ,0 30,0 da renda líquida TR + 11,00 30 SAC ou Price não informado ,0 30,0 da renda líquida pré-fiada em 12,23 30 SAC ou Price não informado ,0 30,0 da renda líquida TR + 8,90 30 SAC ou Price ,0 30,0 da renda líquida pré-fiada em 13,00 30 SAC ou Price ,0 30,0 da renda líquida TR + 11,00 30 SAC ou Price ,0 30,0 da renda líquida pré-fiada em 12,23 30 SAC ou Price ,0 30,0 da renda líquida TR + 8,90 30 SAC ou Price ,0 30,0 da renda líquida pré-fiada em 13,00 30 SAC ou Price ,0 30,0 da renda líquida TR + 11,00 30 SAC ou Price não informado ,0 25,0 da renda bruta TR + 8,50 30 SAC ,0 25,0 da renda bruta TR + 9,50 30 SAC sem limite 20,0 35,0 da renda líquida TR + 11,00 30 SAC sem limite 20,0 35,0 da renda líquida TR + 11,50 para 36 meses e depois TR + 10,35 30 SAC

35 Termos e condições de financiamento imobiliário - bancos comerciais, múltiplos, caias e companhias hipotecárias INSTITUIÇÃO FINANCEIRA VALOR DO IMÓVEL ENTRADA MÍNIMA COMPROMETIMENTO DE RENDA (% DO VALOR DO (% MÁXIMA DE RENDA LÍQUIDA, MÍN. MÁX. IMÓVEL) BRUTA OU SEM INDICAÇÃO) TAXA DE JUROS (% AO ANO) FINANCIAMENTO DO SALDO PRAZO MÁXIMO (ANOS) SISTEMA DE AMORTIZAÇÃO BANCO SANTANDER S.A. BRAZILIAN MORTGAGES CAIXA ECONÔMICA FEDERAL CITIBANK N.A. HSBC BANK BRASIL S.A ,0 27,0 da renda bruta TR + 10,50 30 SAC ,0 27,0 da renda bruta TR + 11,00 30 SAC sem limite 20,0 27,0 da renda bruta pré-fiada em 12,20 30 SAC não informado ,0 27,0 da renda bruta pré-fiada em 13,00 30 Price sem limite 20,0 27,0 da renda bruta pré-fiada em 11,48 30 Price ,0 30,0 da renda bruta pré-fiada em 11,48 30 SAC ou Price ,0 30,0 da renda bruta pré-fiada em 11,22 30 SAC ou Price ,3 30,0 da renda bruta TR + 7,95 15 SAC ou Price não informado ,0 30,0 da renda bruta TR + 8,90 30 SAC ,0 30,0 da renda bruta TR + 10,50 30 SAC sem limite 10,0 30,0 da renda bruta TR + 11,50 30 SAC não informado ,0 30,0 da renda bruta pré-fiada em 12,86 15 SAC ,0 30,0 da renda bruta pré-fiada em 12,36 15 SAC TR + 7,90 por 36 meses e 20,0 30,0 da renda bruta depois TR + 10,95 30 não informado ,0 30,0 da renda bruta TR + 9,95 30 não informado ,0 30,0 da renda bruta TR + 10,95 30 não informado sem limite 20,0 30,0 da renda bruta TR + 11,95 30 não informado sem limite 20,0 30,0 TR + 12,68 10 SAC ,0 30,0 TR + 10,00 25 SAC sem limite 20,0 30,0 TR + 12,00 25 SAC sem limite 50,0 30,0 TR + 12,00 5 SAC TR + 7,90 por 36 meses e ,0 30,0 depois TR + 10,98 25 SAC

36 Principais Players - Crédito Imobiliário Bancos Comerciais, Múltiplos, Caias, e Companhias Hipotecárias Securitizadoras

37 Índice Seção I Crédito Imobiliário - Histórico Seção II Financiamento Imobiliário Seção III FGTS Fundo de Garantia por Tempo de Serviço Seção IV Sistemas de Amortização Seção V Fluo da Operação e Documentação Seção VI Termos e Condições de Financiamento Imobiliário Aneo

38 Banco do Itaú / Santander/ Bradesco HSBC Brasil Unibanco Real CEF Nossa Caia Documentos para Análise de Crédito e Comprovação Renda Consulta de Negócios (Formulário) Cópia Simples do RG Cópia Simples do CPF Cópia Simples do Comprovante de Endereço Cópia Simples do Comprovante de Renda Cópia Simples da Declaração de Imposto de Renda com Recibo de Entrega Cópia Simples da Carteira Profissional Cópia Simples dos Comprovantes de rendimentos de profissionais liberais, autônomos e produtores rurais Cópia Simples do Comprovante de Rendimentos de Empresário Cópia Simples ou Original emitido na Internet da Certidão Conjunta emitida pelo SRF/PGFN Cópia Autenticada ou Original emitido na Internet da Certidão Negativa de Débitos (CND) do INSS Cópia Autenticada da Certidão Negativa de Débitos (CND) do INCRA Cópia Simples do Comprovante de pagamento (holerite) Cópia Simples do Contrato de Locação Cópia Simples da Certidão de Inteiro Teor da Matrícula do imóvel locado Declaração Original do motivo da Aposentadoria Cópia Simples do Comprovante do pagamento mensal do benefício feito pelo INSS Cópia do Contrato Social e última alteração Cópia ou Original da Declaração do contador informando o faturamento dos últimos 6 meses Etratos bancários (da conta PF) original ou Cópia Simples

39 Documentos do Comprador PF Banco do Brasil Bradesco HSBC Itaú / Unibanco Santander/ Cópia Autenticada do RG Cópia Autenticada do RNE - Registro Nacional de Estrangeiro Cópia Auteticada do CPF Declaração Pessoal de Saúde (Formulário) Cópia Autenticada da Certidão de Casamento Cópia Autenticada da Escritura de Pacto Antenupcial Cópia Autenticada da Certidão de Casamento acompanhada do Atestado de Óbito Cópia Autenticada da Certidão de Casamento constando a averbação da separação ou do divórcio Real CEF Nossa Caia Cópia Autenticada Certidão de Nascimento Cópia Autenticada da Escritura de Emancipação Comprovante de Estado Civil para União Estável - Declaração com Firma Reconhecida das Assinaturas Documentos para uso do FGTS Etrato do FGTS original ou emitido pela internet Autorização para Movimentação de Conta Vinculada do FGTS (Formulário) Opção de Venda (Formulário) Declaração de Não-Propriedade (Formulário) Cópia Autenticada da Carteira Profissional Cópia Simples da Comprovação do local da ocupação principal Cópia Simples do Comprovante de Endereço Cópia Simples da Declaração de Imposto de Renda Cópia Simples do Título Aquisitivo do Imóvel Cópia do IPTU Cópia da Matrícula do Imóvel Cópia ou Original da Carta do Empregador

40 Documentos do Vendedor PF Banco do Brasil Bradesco HSBC Itaú / Unibanco Santander/ Cópia Autenticada do RG Cópia Autenticada do RNE - Registro Nacional de Estrangeiro Cópia Autenticada do CPF Cópia Autenticada da Certidão de Casamento Cópia Autenticada da Escritura de Pacto Antenupcial Cópia Autenticada da Certidão de Casamento acompanhada do Atestado de Óbito Cópia Autenticada da Certidão de Casamento constando a averbação da separação ou do divórcio Real CEF Nossa Caia Cópia Autenticada Certidão de Nascimento Cópia Autenticada da Escritura de Emancipação Comprovante de Estado Civil para União Estável - Declaração com Firma Reconhecida das Assinaturas Cópia Simples ou Original emitido na Internet da Certidão Conjunta emitida pelo SRF/PGFN Cópia Autenticada ou Original da Certidão Negativa de Distribuidores Forenses referente Ações Civeis Cópia Autenticada ou Original da Certidão Negativa da Justiça Federal Cópia Autenticada ou Original emitido na Internet da Certidão Negativa de Débitos (CND) do INSS Cópia Autenticada da Certidão Negativa de Débitos (CND) do INCRA Cópia Autenticada ou Original da Certidão Negativa dos Cartórios de Protesto Cópia Autenticada ou Original da Certidão de distribuidores de feitos das instâncias da Justiça do Trabalho

41 Documentos do Vendedor PJ Cópia Autenticada da Ata da Assembléia que cria o Estatuto da Empresa Cópia Autenticada da Ata da Última Eleição de Diretoria da Empresa Cópia Autenticada da Declaração da empresa informando os diretores representantes Apresentar Cartão de Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) Original Cópia Simples ou Original emitido na Internet da Certidão Conjunta emitida pelo SRF/PGFN Cópia Autenticada ou Original da Certidão Negativa de Distribuidores Forenses referente Ações Civeis Cópia Autenticada ou Original da Certidão Negativa da Justiça Federal Cópia Autenticada ou Original emitido na Internet da Certidão Negativa de Débitos (CND) do INSS Cópia Autenticada ou Original da Certidão Simplificada da Junta Comercial Cópia Autentida do Contrato Social ou Consolidação e demais alterações Apresentar CRF (Certificado de Regularidade do Recolhimento do FGTS) em nome da empresa original Cópia Autenticada ou Original da Certidão Simplificada da Junta Comercial Cópia Autenticada ou Original da Certidão Negativa da Justiça do Trabalhista Cópia Autenticada ou Original da Certidão Negativa dos Cartórios de Protesto Cópia do CPF, RG e Declaração de Estado Civil dos Representantes Legais Banco do Itaú / Santander/ Bradesco HSBC Brasil Unibanco Real CEF Nossa Caia

42 Documentos para Avaliação do Imóvel Banco do Brasil Bradesco HSBC Itaú / Unibanco Santander/ Cópia Simples da Escritura do Imóvel Cópia Simples do Carnê de IPTU Pedido de Laudo de Avaliação (Formulário) Documentos do Imóvel Cópia Autenticada da Escritura definitiva de compra e venda do imóvel ou outro título aquisitivo Cópia Autenticada da Carta/Escritura de Aforamento Original - Certidão de Inteiro Teor da Matrícula com Negativa de Ônus Real CEF Nossa Caia Original - Certidão Negativa de Impostos e Taas Municipais Original - Declaração de Não-Eistência de Débitos Condominiais Cópia Simples da Certidão/Declaração Negativa de Foro Cópia Simples do Imposto sobre a Propriedade Territorial e Urbana IPTU Cópia Simples da Ata da Assembléia de Condomínio Cópia Autenticada ou Original da Certidão de quitação de taa de incêndio

43 Fontes /1814/FernandaBrollo2004.pdf?sequence=3 Cartilha FGTS produzido pela CEF Revista SFO, produzida pela ABECIP Materiais próprios produzidos pela Vivere Brasil Soluções em Crédito Imobiliário

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA UTILIZAÇÃO DO FGTS (Check list) Modalidade: AQUISIÇÃO À VISTA (DAMP 1)

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA UTILIZAÇÃO DO FGTS (Check list) Modalidade: AQUISIÇÃO À VISTA (DAMP 1) (I) DO COMPRADOR ( ) Ficha Cadastral do Proponente (Original, preenchida, datada e assinada) ( ) Documento de Identidade de todos os compradores e seus respectivos cônjuges, se for o caso ( ) CPF de todos

Leia mais

CHECKLIST DETALHADO PARA AQUISIÇÃO DE IMÓVEL PESSOA JURÍDICA 1. DOCUMENTOS DE ANÁLISE DE CRÉDITO

CHECKLIST DETALHADO PARA AQUISIÇÃO DE IMÓVEL PESSOA JURÍDICA 1. DOCUMENTOS DE ANÁLISE DE CRÉDITO Após a aprovação do crédito e a avaliação do imóvel, retorne à sua Agência com a relação completa dos documentos descritos nos itens abaixo, para a efetivação de seu financiamento. 1. DOCUMENTOS DE ANÁLISE

Leia mais

Bradesco Administradora de Consórcios Ltda.

Bradesco Administradora de Consórcios Ltda. Prezado(a) Consorciado(a), Para melhor atendê-lo, elaboramos este Guia Prático de Contratação de Imóvel destacando as modalidades de aquisição, fases do processo, documentos necessários, emissão e registro

Leia mais

CHECKLIST DETALHADO PARA AQUISIÇÃO DE LOTE URBANO 1. DOCUMENTOS INICIAIS

CHECKLIST DETALHADO PARA AQUISIÇÃO DE LOTE URBANO 1. DOCUMENTOS INICIAIS Após a aprovação do crédito e a avaliação do imóvel, retorne à sua Agência com a relação completa dos documentos descritos nos itens abaixo, para a efetivação de seu financiamento. 1. DOCUMENTOS INICIAIS

Leia mais

Roteiro Operacional Última atualização 20/11/2014

Roteiro Operacional Última atualização 20/11/2014 Roteiro Operacional Última atualização 20/11/2014 1. Público alvo Pessoas Físicas que possua imóvel com documentação regular, bem como: ASSALARIADO e FUNCIONÁRIO PÚBLICO; APOSENTADOS E PENSIONISTAS; SÓCIO

Leia mais

Prezado (a) Consorciado (a), Parabéns pela contemplação!

Prezado (a) Consorciado (a), Parabéns pela contemplação! Prezado (a) Consorciado (a), Parabéns pela contemplação! Para realizar sua contemplação providenciar a documentação solicitada abaixo e levar até uma loja do Magazine Luiza ou representação autorizada

Leia mais

Guia Crédito Imobiliário Itaú

Guia Crédito Imobiliário Itaú Guia Crédito Imobiliário Itaú Preencha todos os formulários necessários para o financiamento de forma legível e na sua totalidade, utilizando como base as orientações abaixo. Todos os detalhes dos documentos

Leia mais

Parabéns! Agora que a sua cota já está contemplada e você já recebeu sua CARTA DE CRÉDITO, você poderá concretizar o seu projeto.

Parabéns! Agora que a sua cota já está contemplada e você já recebeu sua CARTA DE CRÉDITO, você poderá concretizar o seu projeto. Orientações para aquisição de Bens Imóveis Parabéns! Agora que a sua cota já está contemplada e você já recebeu sua CARTA DE CRÉDITO, você poderá concretizar o seu projeto. Lembrando que a análise do seu

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA AQUISIÇÃO DE IMÓVEL RESIDENCIAL

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA AQUISIÇÃO DE IMÓVEL RESIDENCIAL RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA AQUISIÇÃO DE IMÓVEL RESIDENCIAL Nota: Os documentos abaixo relacionados deverão ser apresentados na forma original ou por cópia autenticada em cartório. DOCUMENTOS DO COMPRADOR

Leia mais

Crédito imobiliário. Entenda melhor o assunto e conheça o novo serviço EBM.

Crédito imobiliário. Entenda melhor o assunto e conheça o novo serviço EBM. Crédito imobiliário. Entenda melhor o assunto e conheça o novo serviço EBM. Índice O momento ideal para comprar imóveis Números da Habitação PRIMEIROS PASSOS PARA A AQUISIÇÃO DE UM IMÓVEL 4 6 8 22 24 EBMCRED

Leia mais

O que é o FGTS? Quem tem direito ao FGTS? Qual o valor do depósito?

O que é o FGTS? Quem tem direito ao FGTS? Qual o valor do depósito? a O que é o FGTS? O FGTS - Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - é um fundo composto por depósitos bancários em dinheiro, compulsório, vinculado, realizado pelo empregador em favor do trabalhador, visando

Leia mais

O que é o FGTS? Quem tem direito ao FGTS? Qual o valor do depósito?

O que é o FGTS? Quem tem direito ao FGTS? Qual o valor do depósito? O que é o FGTS? O FGTS - Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - é um fundo composto por depósitos bancários em dinheiro, compulsório, vinculado, realizado pelo empregador em favor do trabalhador, visando

Leia mais

DOCUMENTOS DO VENDEDOR PESSOA FÍSICA. Cópia da Carteira de Identidade com o nome correto, conforme comprovante de estado civil atualizado;

DOCUMENTOS DO VENDEDOR PESSOA FÍSICA. Cópia da Carteira de Identidade com o nome correto, conforme comprovante de estado civil atualizado; DOCUMENTOS DO VENDEDOR PESSOA FÍSICA Cópia da Carteira de Identidade com o nome correto, conforme comprovante de estado civil atualizado; Nota: caso o proponente for casado(a), enviar também os documentos/certidões

Leia mais

Renda Fixa Privada Certificado de Recebíveis Imobiliários CRI. Certificado de Recebíveis Imobiliários - CRI

Renda Fixa Privada Certificado de Recebíveis Imobiliários CRI. Certificado de Recebíveis Imobiliários - CRI Renda Fixa Privada Certificado de Recebíveis Imobiliários - CRI Certificado de Recebíveis Imobiliários Instrumento de captação de recursos e de investimentos no mercado imobiliário O produto O Certificado

Leia mais

CHECKLIST DETALHADO PARA AQUISIÇÃO DE IMÓVEL 1. DOCUMENTOS DE ANÁLISE DE CRÉDITO

CHECKLIST DETALHADO PARA AQUISIÇÃO DE IMÓVEL 1. DOCUMENTOS DE ANÁLISE DE CRÉDITO Após a aprovação do crédito e a avaliação do imóvel, retorne à sua Agência com a relação completa dos documentos descritos nos itens abaixo, para a efetivação de seu financiamento. 1. DOCUMENTOS DE ANÁLISE

Leia mais

CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE

CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE No ato de entrega dos documentos o candidato deve apresentar os originais e as cópias para conferência. 1.Documentos Diversos a) Cópia de documento de identificação (ou certidão de nascimento, quando menor

Leia mais

ACORDO DE COOPERAÇÃO 03/2009 ENTRE O COMAER/ CFIAe & CAIXA (CEF) INSTRUÇÕES AOS BENEFICIÁRIOS DA CFIAe GENERALIDADES A Caixa de Financiamento Imobiliário da Aeronáutica (CFIAe) vem acompanhando as taxas

Leia mais

Os recursos da conta vinculada do FGTS podem ser utilizados pelos Consorciados nas seguintes operações:

Os recursos da conta vinculada do FGTS podem ser utilizados pelos Consorciados nas seguintes operações: REGRAS DE UTILIZAÇÃO DO FGTS Utilização O Consorciado e o Imóvel devem atender a todas as condições normativas previstas no Manual do FGTS instituído pela Caixa Econômica Federal, na qualidade de Agente

Leia mais

O Sistema de Financiamento Habitacional no Brasil: Potencial para atender o déficit e a demanda

O Sistema de Financiamento Habitacional no Brasil: Potencial para atender o déficit e a demanda O Sistema de Financiamento Habitacional no Brasil: Potencial para atender o déficit e a demanda Claudia Magalhães Eloy Rio de Janeiro, setembro de 2015 IUHF, UNIAPRAVI Financiamento Habitacional no Brasil

Leia mais

Em direção à. Lembre-se de que não é permitido financiar imóveis em áreas não urbanizadas, assim como chácaras e sítios.

Em direção à. Lembre-se de que não é permitido financiar imóveis em áreas não urbanizadas, assim como chácaras e sítios. 24 Dinheiro&Direitos 47 dezembro 2013-janeiro 2014 Bancos Parcelas Em direção à Ilustração: Perkins 1 Tenha em mente o valor da casa ou do apartamento que você deseja comprar. Deve estar de acordo com

Leia mais

C rédito Imobiliário Assessoria Imobiliária Repasse

C rédito Imobiliário Assessoria Imobiliária Repasse C rédito Imobiliário Assessoria Imobiliária Repasse Informações Gerais e Listas de Documentos ATENÇÃO As regras deste informativo são apenas orientativas e a qualquer momento podem ser alteradas, sem aviso

Leia mais

O Sistema de Financiamento Habitacional no Brasil: Potencial para atender o déficit e a demanda

O Sistema de Financiamento Habitacional no Brasil: Potencial para atender o déficit e a demanda O Sistema de Financiamento Habitacional no Brasil: Potencial para atender o déficit e a demanda Claudia Magalhães Eloy Rio de Janeiro, setembro de 2015 IUHF, UNIAPRAVI Financiamento Habitacional no Brasil

Leia mais

O QUE DEVO SABER PARA CONTRATAR O MEU FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO?

O QUE DEVO SABER PARA CONTRATAR O MEU FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO? TERMOS QUE VOCÊ DEVE CONHECER Financiamento é o valor emprestado pelo Banco para ajudá-lo a adquirir o seu imóvel. Juros é o custo do financiamento. Informe-se na sua agência da Caixa ou no correspondente

Leia mais

Administrar uso do FGTS no consórcio de imóvel

Administrar uso do FGTS no consórcio de imóvel Administrar uso do FGTS no consórcio de imóvel Quais são as possibilidades de uso do FGTS no consórcio? Oferta de lance em consórcio de imóvel residencial O consorciado poderá utilizar até 100% do saldo

Leia mais

REPASSE IMOBILIÁRIO FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO

REPASSE IMOBILIÁRIO FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO Prezado Cliente, Com o objetivo de concretizar o negócio, os bancos oferecem condições especiais de financiamento para pessoas física, quando Imóvel Residencial e Comercial e com regras distintas para

Leia mais

O que devo saber para contratar meu Financiamento Habitacional

O que devo saber para contratar meu Financiamento Habitacional O que devo saber para contratar meu Financiamento Habitacional O que devo saber para contratar o meu financiamento imobiliário? Termos que você deve conhecer Financiamento é o valor emprestado pelo Banco

Leia mais

CRÉDITO IMOBILIÁRIO. Parcerias com Imobiliárias INTERNA

CRÉDITO IMOBILIÁRIO. Parcerias com Imobiliárias INTERNA INTERNA CRÉDITO IMOBILIÁRIO Parcerias com Imobiliárias Este documento foi classificado pelo Departamento de Empréstimos e Financiamentos, e o acesso está autorizado, exclusivamente, aos Colaboradores da

Leia mais

Cartilha Entrega de Chaves

Cartilha Entrega de Chaves Cartilha Entrega de Chaves Plano Associativo Você que optou pelo Plano de Financiamento Associativo irá percorrer o seguinte caminho até receber suas chaves: Aquisição do Imóvel com o Banco Pagamento de

Leia mais

CHECKLIST DETALHADO PARA AQUISIÇÃO DE LOTE URBANO 1. DOCUMENTOS DISPENSADOS/FLEXIBILIZADOS

CHECKLIST DETALHADO PARA AQUISIÇÃO DE LOTE URBANO 1. DOCUMENTOS DISPENSADOS/FLEXIBILIZADOS Após a aprovação do crédito e a avaliação do imóvel, retorne à sua Agência com a relação completa dos documentos descritos nos itens abaixo, para a efetivação de seu financiamento. 1. DOCUMENTOS DISPENSADOS/FLEXIBILIZADOS

Leia mais

Programa Minha Casa Minha Vida

Programa Minha Casa Minha Vida Programa Minha Casa Minha Vida Novembro/2012 Apresentação O Programa Minha Casa Minha Vida é uma iniciativa criada pelo Governo Federal com o objetivo de diminuir o déficit habitacional, mediante a construção

Leia mais

Relação de Documentos para a Concessão do Financiamento

Relação de Documentos para a Concessão do Financiamento 1 Prezado(a) Cliente, Estamos felizes em receber sua Proposta de Financiamento Imobiliário. Sabemos que é um importante momento de sua vida e nos sentimos orgulhosos de fazer parte dele. Para que tudo

Leia mais

O CRÉDITO IMOBILIÁRIO NO BRASIL

O CRÉDITO IMOBILIÁRIO NO BRASIL O CRÉDITO IMOBILIÁRIO NO BRASIL 1 O CRÉDITO EM OUTROS PAÍSES PAÍS TOTAL Crédito Privado / PIB Crédito Imobiliário / PIB Outros Créditos / PIB EUA 160% 68% 92% INGLATERRA 110% 75% 35% ALEMANHA 105% 45%

Leia mais

Filipe F. Pontual Diretor Executivo - ABECIP

Filipe F. Pontual Diretor Executivo - ABECIP Filipe F. Pontual Diretor Executivo - ABECIP Fortaleza CE, Brasil 4 de outubro de 2013 Pauta Descolamento recente: Renda X Preço dos Imóveis Uma Breve História o Pré estabilização o Pós estabilização Crédito

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS QUE DEVERÃO SER APRESENTADOS PELO REQUERENTE JUNTAMENTE COM A FICHA PREENCHIDA E ASSINADA.

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS QUE DEVERÃO SER APRESENTADOS PELO REQUERENTE JUNTAMENTE COM A FICHA PREENCHIDA E ASSINADA. LISTA DE DOCUMENTOS RELAÇÃO DE DOCUMENTOS QUE DEVERÃO SER APRESENTADOS PELO REQUERENTE JUNTAMENTE COM A FICHA PREENCHIDA E ASSINADA. O Responsável Financeiro deverá entregar cópias autenticadas/ simples

Leia mais

DOS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS AO PROCESSO DE SELEÇÃO E MATRÍCULA

DOS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS AO PROCESSO DE SELEÇÃO E MATRÍCULA DOS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS AO PROCESSO DE SELEÇÃO E MATRÍCULA A Ficha Socioeconômica deve ser preenchida, sem rasuras, assinada pelo (a) candidato(a) ou pelo(a) pai, mãe e/ou responsável legal e, apresentada

Leia mais

Perguntas mais frequentes

Perguntas mais frequentes Perguntas mais frequentes 01. Quando começo a pagar o condomínio? Caso adquira o imóvel durante a construção, o pagamento do condomínio começa após a primeira reunião de instalação do condomínio, que é

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 1980 R E S O L V E U:

RESOLUÇÃO Nº 1980 R E S O L V E U: RESOLUÇÃO Nº 1980 Aprova regulamento que disciplina direcionamento dos recursos captados pelas entidades integrantes do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstismo (SBPE) e as operações de financiamento

Leia mais

Osvaldo Correa Fonseca Diretor Geral da ABECI P Rio de Janeiro, 16/ 5/ 2007

Osvaldo Correa Fonseca Diretor Geral da ABECI P Rio de Janeiro, 16/ 5/ 2007 Osvaldo Correa Fonseca Diretor Geral da ABECI P Rio de Janeiro, 16/ 5/ 2007 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS ENTIDADES DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO E POUPANÇA Av. Brigadeiro Faria Lima 1.485 13º Andar São Paulo CEP

Leia mais

O Responsável Financeiro deverá entregar cópias autenticadas/ simples ou originais de todo o grupo familiar os documentos abaixo:

O Responsável Financeiro deverá entregar cópias autenticadas/ simples ou originais de todo o grupo familiar os documentos abaixo: LISTA DE DOCUMENTOS RELAÇÃO DE DOCUMENTOS QUE DEVERÃO SER APRESENTADOS PELO REQUERENTE JUNTAMENTE COM A FICHA PREENCHIDA E ASSINADA. O Responsável Financeiro deverá entregar cópias autenticadas/ simples

Leia mais

FINANCIAMENTO À PRODUÇÃO IMÓVEL NA PLANTA ALOCAÇÃO DE RECURSOS

FINANCIAMENTO À PRODUÇÃO IMÓVEL NA PLANTA ALOCAÇÃO DE RECURSOS CAIXA ECONÔMICA FEDERAL FINANCIAMENTO À PRODUÇÃO IMÓVEL NA PLANTA ALOCAÇÃO DE RECURSOS Modalidades IMÓVEL NA PLANTA Produção de empreendimentos habitacionais Financiamento direto às pessoas físicas Organizadas

Leia mais

Documentação. O coordenador do ProUni deverá solicitar, salvo em caso de dúvida, somente um dos seguintes comprovantes de identificação:

Documentação. O coordenador do ProUni deverá solicitar, salvo em caso de dúvida, somente um dos seguintes comprovantes de identificação: Documentação Documentação que deve ser apresentada pelo candidato e membros do grupo familiar, quando for o caso, na Fase de Comprovação de Informações documento de identificação próprio e dos demais membros

Leia mais

CHECKLIST DETALHADO PARA AQUISIÇÃO DE IMÓVEL

CHECKLIST DETALHADO PARA AQUISIÇÃO DE IMÓVEL Após a aprovação do crédito e a avaliação do imóvel, retorne à sua Agência com a relação completa dos documentos descritos nos itens abaixo, para a efetivação de seu financiamento. 1. DOCUMENTOS DISPENSADOS/FLEXIBILIZADOS

Leia mais

GUARDA DE DOCUMENTOS

GUARDA DE DOCUMENTOS GUARDA DE DOCUMENTOS Tabela de Temporalidade de Documentos de Pessoa Física 1. VIDA FINANCEIRA 1.1 PAGAMENTO DE TRIBUTOS 1.1.1 Imposto de 5 anos, contados Renda de Pessoa a partir do Física (IRPF) e exercício

Leia mais

Consultor Legislativo da Área VII Finanças, Direito Comercial, Direito Econômico, Defesa do Consumidor e

Consultor Legislativo da Área VII Finanças, Direito Comercial, Direito Econômico, Defesa do Consumidor e SOBRE AS ALTERAÇÕES NO CRÉDITO IMOBILIÁRIO E OUTRAS REFERENTES À POLÍTICA HABITACIONAL CONTIDAS NA MP 2.212 DE 30/8/01 E NAS MPS 2.221 E 2.223 DE 4/9/01 EDUARDO BASSIT LAMEIRO DA COSTA Consultor Legislativo

Leia mais

O Feirão DA SUA CASA.

O Feirão DA SUA CASA. O Feirão DA SUA CASA. Tudo o que você queria saber sobre o financiamento da CAIXA para comprar, construir ou reformar sua casa. E tudo sobre o Programa Minha Casa Minha Vida para quem ganha até R$ 4.900,00.

Leia mais

LISTA DE DOCUMENTOS RELAÇÃO DE DOCUMENTOS QUE DEVERÃO SER APRESENTADOS PELO REQUERENTE JUNTAMENTE COM A FICHA PREENCHIDA E ASSINADA.

LISTA DE DOCUMENTOS RELAÇÃO DE DOCUMENTOS QUE DEVERÃO SER APRESENTADOS PELO REQUERENTE JUNTAMENTE COM A FICHA PREENCHIDA E ASSINADA. LISTA DE DOCUMENTOS RELAÇÃO DE DOCUMENTOS QUE DEVERÃO SER APRESENTADOS PELO REQUERENTE JUNTAMENTE COM A FICHA PREENCHIDA E ASSINADA. O Responsável Financeiro deverá entregar cópias autenticadas/ simples

Leia mais

CORREÇÃO MONETÁRIA. Prof. M. Sc. Jarbas Thaunahy Santos de Almeida

CORREÇÃO MONETÁRIA. Prof. M. Sc. Jarbas Thaunahy Santos de Almeida CORREÇÃO MONETÁRIA 1 Prof. M. Sc. Jarbas Thaunahy Santos de Almeida Roteiro 2 Roteiro 3 Introdução 4 Introdução 5 Introdução 1. Em maio de 2008, João emprestou R$ 20.000,00 a Pedro, à taxa de juros compostos

Leia mais

BB Crédito Imobiliário

BB Crédito Imobiliário Dados da Agência acolhedora / condutora da Operação BB Crédito Imobiliário Prefixo-dv Nome da agência Proposta nº Dados da Operação Produto Finalidade Tipo de imóvel pretendido Aquisição de imóvel Moradia

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA COMPROVAÇÃO DE INFORMAÇÕES

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA COMPROVAÇÃO DE INFORMAÇÕES DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA COMPROVAÇÃO DE INFORMAÇÕES Documentação que deve ser apresentada pelo candidato e membros do grupo familiar, quando for o caso, na fase de comprovação de informações. É vedado

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA COHAB-ARAUCÁRIA Nº 03, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2014.

INSTRUÇÃO NORMATIVA COHAB-ARAUCÁRIA Nº 03, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2014. INSTRUÇÃO NORMATIVA COHAB-ARAUCÁRIA Nº 03, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2014. Súmula: Estabelece normas e procedimentos para a realização de inscrição dos mutuários, relaciona os documentos necessários a instruir

Leia mais

Programa Agosto / 2011

Programa Agosto / 2011 Programa Agosto / 2011 Apresentação O Programa Minha Casa Minha Vida é uma iniciativa criada pelo Governo Federal com o objetivo de diminuir o déficit habitacional, mediante a construção de 1 milhão de

Leia mais

BB Crédito Imobiliário

BB Crédito Imobiliário Dados da Agência acolhedora / condutora da Operação BB Crédito Imobiliário Prefixo-dv Nome da agência Proposta nº Dados para envio de informações da proposta DDD/Telefone Celular Email Dados pessoais do

Leia mais

Informações! Residênciais e Comerciais;

Informações! Residênciais e Comerciais; Informações! Segue abaixo algumas informações importantes, para realizar sua contemplação providenciar a documentação solicitada e levar até uma loja do Magazine Luiza ou representação autorizada para

Leia mais

LISTA DE DOCUMENTOS - PROUNI -

LISTA DE DOCUMENTOS - PROUNI - LISTA DE DOCUMENTOS - PROUNI - Os candidatos pré-selecionados devem entrar em contato com o SAE (Serviço de Assistência ao Estudante) para agendar a entrevista. Telefone: 35-3299-3044 Segue abaixo a relação

Leia mais

até 31.08.87 100% até 30.09.87 95% até 30.10.87 90% até 30.11.87 85% até 31.12.87 80% Circular n 1214, de 4 de agosto de 1987

até 31.08.87 100% até 30.09.87 95% até 30.10.87 90% até 30.11.87 85% até 31.12.87 80% Circular n 1214, de 4 de agosto de 1987 1 06/01/1988. CIRCULAR Nº 1.214 Documento normativo revogado pela Circular 1278, de 05/01/1988, a partir de Às Sociedades de Crédito Imobiliário, Associações de Poupança e Empréstimo e Caixas Econômicas

Leia mais

CIRCULAR Nº 1.278 Às Caixas Econômicas, Sociedades de Crédito Imobiliário e Associações de Poupança e Empréstimo

CIRCULAR Nº 1.278 Às Caixas Econômicas, Sociedades de Crédito Imobiliário e Associações de Poupança e Empréstimo 1 CIRCULAR Nº 1.278 Às Caixas Econômicas, Sociedades de Crédito Imobiliário e Associações de Poupança e Empréstimo Comunicamos que a Diretoria do Banco Central, tendo em vista o disposto no i- tem XXIII

Leia mais

Atenção Inscrito - Leia com atenção.

Atenção Inscrito - Leia com atenção. Atenção Inscrito - Leia com atenção. A não entrega da documentação comprobatória correta pode comprometer na sua desclassificação. Será necessário somente aquela documentação que comprove os dados informados

Leia mais

DOCUMENTOS PRÉ-SELECIONADOS PARA AS BOLSAS REMANESCENTES DO PROUNI 2009/2

DOCUMENTOS PRÉ-SELECIONADOS PARA AS BOLSAS REMANESCENTES DO PROUNI 2009/2 PROTOCOLO DOCUMENTOS PRÉ-SELECIONADOS PARA AS BOLSAS REMANESCENTES DO PROUNI 2009/2 Os documentos seguintes foram devidamente entregues pelo candidato pré-selecionado do PROUNI para o Curso de, à Faculdade

Leia mais

Coletiva de Imprensa. 1º Trimestre 2012

Coletiva de Imprensa. 1º Trimestre 2012 Coletiva de Imprensa 1º Trimestre 2012 25 de abril de 2012 ABECIP ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS ENTIDADES DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO E POUPANÇA Agenda 1 - Ambiente Macroeconômico 2 - Financiamento Imobiliário

Leia mais

Informativo FGTS (DAMP II)

Informativo FGTS (DAMP II) Para utilizar os recursos do seu Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para amortização ou liquidação do saldo devedor do seu contrato de financiamento imobiliário, leia atentamente este passo

Leia mais

CONTRATOS COM PARTES RELACIONADAS

CONTRATOS COM PARTES RELACIONADAS CONTRATOS COM PARTES RELACIONADAS ITEM 01 Em 05 de dezembro de 2007, a Companhia firmou com o Unibanco quatro cédulas de crédito bancário, nº 044.461076-2, nº 044.461077-0, nº 044.461078-2 e nº 044.461079-6,

Leia mais

ABECIP / SECOVI / ORDEM DOS ECONOMISTAS DO BRASIL IMPLEMENTAÇÃO DO SECURITIZAÇÃO NO BRASIL 05/08/2010

ABECIP / SECOVI / ORDEM DOS ECONOMISTAS DO BRASIL IMPLEMENTAÇÃO DO SECURITIZAÇÃO NO BRASIL 05/08/2010 ABECIP / SECOVI / ORDEM DOS ECONOMISTAS DO BRASIL IMPLEMENTAÇÃO DO S.F.I. SECURITIZAÇÃO NO BRASIL 05/08/2010 A IMPORTÂNCIA DO SFI NO BRASIL LEGISLAÇÃO REGULAMENTAÇÃO ARCABOUÇO LEGAL PRONTO Base Legal Fonte

Leia mais

Agora com a força da Caixa. Seu novo jeito de ser feliz.

Agora com a força da Caixa. Seu novo jeito de ser feliz. Manhattan. Agora com a força da Caixa. Seu novo jeito de ser feliz. O Manhattan passou a contar com o financiamento e a credibilidade da CAIXA. Uma garantia a mais para você, num empreendimento que já

Leia mais

Cartilha Crédito Imobiliário Pessoa Física

Cartilha Crédito Imobiliário Pessoa Física 1 Objetivo Ao iniciar a leitura desta cartilha, você, cliente do Bradesco, está dando um grande passo para tornar realidade o sonho da casa própria. Para que tudo ocorra de maneira tranqüila e dentro de

Leia mais

Securitização De Créditos Imobiliários

Securitização De Créditos Imobiliários Securitização De Créditos Imobiliários Operações Imobiliárias A 1. O que é securitização de créditos imobiliários? Securitização é um processo estruturado, coordenado por uma instituição especializada

Leia mais

Documentação necessária

Documentação necessária Documentação necessária OBS.: Devem ser apresentadas pelo candidato na fase de comprovação de informações: cópias dos documentos e originais para conferência. DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO E

Leia mais

Endereço Residencial Completo Bairro Telefone para contato. Município UF CEP Nome Representante Legal (PJ) ou Procurador

Endereço Residencial Completo Bairro Telefone para contato. Município UF CEP Nome Representante Legal (PJ) ou Procurador Opção de Compra e Venda do Imóvel Dados do Comprador Nome Completo: Comprador 1 Nome Completo: Comprador 2 Preenchimento Obrigatório Dados da Conta Corrente no Santander para Débito das Prestações Nº.

Leia mais

Perguntas e Respostas Alteração no rendimento da caderneta de poupança. 1) Por que o governo decidiu mudar as regras da caderneta de poupança?

Perguntas e Respostas Alteração no rendimento da caderneta de poupança. 1) Por que o governo decidiu mudar as regras da caderneta de poupança? Perguntas e Respostas Alteração no rendimento da caderneta de poupança Novas regras 1) Por que o governo decidiu mudar as regras da caderneta de poupança? Por ter parte de sua remuneração (chamada de adicional)

Leia mais

Diretor Executivo da ABECIP

Diretor Executivo da ABECIP Fontes de Recursos para o Financiamento i Imobiliário Filipe F. Pontual Diretor Executivo da ABECIP 83º ENIC São Paulo, 11 de Agosto de 2011 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS ENTIDADES DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO E

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DE RENDA BOLSA PERMANÊNCIA DO MEC -

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DE RENDA BOLSA PERMANÊNCIA DO MEC - DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DE RENDA BOLSA PERMANÊNCIA DO MEC - ORIENTAÇÕES: a) Apresentar cópia simples dos documentos de todos os membros do grupo familiar (pessoas que vivem na mesma casa,

Leia mais

Central de Relacionamento: 0800 702 4231 Site: www.caixaseguradora.com.br V.9.15

Central de Relacionamento: 0800 702 4231 Site: www.caixaseguradora.com.br V.9.15 0 Central de Relacionamento: 0800 702 4231 Site: www.caixaseguradora.com.br 1 CONHEÇA O PASSO-A-PASSO PARA O PEDIDO DE UTILIZAÇÃO DA SUA CARTA DE CRÉDITO Sumário 1. PRINCIPAIS ORIENTAÇÕES... 2 2. MODALIDADES

Leia mais

ProUni Vagas Remanescentes CURSO PERÍODO VAGAS

ProUni Vagas Remanescentes CURSO PERÍODO VAGAS ProUni Vagas Remanescentes CURSO PERÍODO VAGAS Publicidade e Propaganda Noturno 1 Publicidade e Propaganda Matutino 1 Fotografia Noturno 2 O aluno que manifestar interesse deverá atender aos Pré-Requisitos

Leia mais

Módulo 11 Corretora de Seguros

Módulo 11 Corretora de Seguros Módulo 11 Corretora de Seguros São pessoas físicas ou jurídicas, que se dedicam a angariar e promover contratos entre as Sociedades Seguradoras e seus clientes. A habilitação e o registro do corretor se

Leia mais

MUDANÇAS POUPANÇA CADERNETA DE POUPANÇA

MUDANÇAS POUPANÇA CADERNETA DE POUPANÇA MUDANÇAS POUPANÇA CADERNETA DE POUPANÇA Maria Henriqueta Arantes Ferreira Alves JUNHO 2015 Fonte: Abecip e BCB Financiamento Imobiliário SBPE R$ Bilhões 3,4% Construção e Aquisição Apesar do cenário macroeconômico

Leia mais

FICHA CADASTRAL. Empreendimento: Box: Imobiliária: Gerente: Corretor: CÓDIGO: FCO 001.05 ELABORAÇÃO: CLARISSE XAVIER APROVAÇÃO: JULIANO MELNICK

FICHA CADASTRAL. Empreendimento: Box: Imobiliária: Gerente: Corretor: CÓDIGO: FCO 001.05 ELABORAÇÃO: CLARISSE XAVIER APROVAÇÃO: JULIANO MELNICK FICHA CADASTRAL Empreendimento: Torre: Imobiliária: Gerente: Corretor: Unidade: Box: PÁGINA: 01 de 06 PROPONENTE - 1º Comprador (Se pessoa jurídica, dados do representante da empresa) Data de Pagamento:

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SANTO AMARO MERCADO DE CAPITAIS PRINCIPAIS PRODUTOS BANCARIOS Prof. Esp. Tomás de Aquino Salomão e-mail tomassalomao@gmail.

UNIVERSIDADE DE SANTO AMARO MERCADO DE CAPITAIS PRINCIPAIS PRODUTOS BANCARIOS Prof. Esp. Tomás de Aquino Salomão e-mail tomassalomao@gmail. UNIVERSIDADE DE SANTO AMARO MERCADO DE CAPITAIS PRINCIPAIS PRODUTOS BANCARIOS Prof. Esp. Tomás de Aquino Salomão e-mail tomassalomao@gmail.com Caderneta de Poupança A caderneta de poupança foi criada em

Leia mais

Instrumentos de Financiamento Imobiliário no Brasil Jorge Sant Anna

Instrumentos de Financiamento Imobiliário no Brasil Jorge Sant Anna Instrumentos de Financiamento Imobiliário no Brasil Jorge Sant Anna 1 Março /2010 Evolução do Financiamento Imobiliário 1964 Base Legal Sistema Financeiro de Habitação Lei 4.328 /64 Lei 5.170/66 1997 Base

Leia mais

habitacional. Claudia Magalhães Eloy São Paulo, 14 de outubrode 2014 IBAPE-SP

habitacional. Claudia Magalhães Eloy São Paulo, 14 de outubrode 2014 IBAPE-SP O potencial do SFH para o financiamento habitacional. Claudia Magalhães Eloy São Paulo, 14 de outubrode 2014 IBAPE-SP Introdução: SFH completou 5 décadas em 2014 Suas duas fontes, juntas, somam R$832,1

Leia mais

CRÉDITO IMOBILIÁRIO NO BRASIL Crescimento Sustentável. ESTRATÉGIA DO BRADESCO Posicionamento/Estratégia

CRÉDITO IMOBILIÁRIO NO BRASIL Crescimento Sustentável. ESTRATÉGIA DO BRADESCO Posicionamento/Estratégia CRÉDITO IMOBILIÁRIO NO BRASIL Crescimento Sustentável ESTRATÉGIA DO BRADESCO Posicionamento/Estratégia 1 DE 28 1 Crédito Imobiliário no Brasil Crescimento contínuo e sustentável nos últimos anos, aumento

Leia mais

a) Buscar informações no site da Caixa Econômica Federal, http://www.caixa.gov.br/, ou

a) Buscar informações no site da Caixa Econômica Federal, http://www.caixa.gov.br/, ou CASA PRÓPRIA DO SERVIDOR O Governo do Estado do Goiás, em convênio com a Caixa Econômica Federal, disponibiliza aos seus servidores civis e militares, ativos e inativos, bem como aos pensionistas, linhas

Leia mais

CRÉDITO IMOBILIÁRIO E POLÍTICA HABITACIONAL

CRÉDITO IMOBILIÁRIO E POLÍTICA HABITACIONAL CRÉDITO IMOBILIÁRIO E POLÍTICA HABITACIONAL. O déficit habitacional brasileiro é da ordem de 7 milhões de unidades. A demanda por crescimento demográfico do número de famílias é da ordem de 700 MIL unidades

Leia mais

O que é o FGTS? Quem tem direito ao FGTS? Qual o valor do depósito?

O que é o FGTS? Quem tem direito ao FGTS? Qual o valor do depósito? O que é o FGTS? O FGTS - Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - é um fundo composto por depósitos bancários em dinheiro, compulsório, vinculado, realizado pelo empregador em favor do trabalhador, visando

Leia mais

BB Crédito Imobiliário

BB Crédito Imobiliário Dados da Agência acolhedora / condutora da Operação BB Crédito Imobiliário Prefixo-dv Nome da agência Proposta nº Dados pessoais do Proponente 1 Conta corrente nº (c/ dv) Nome da agência Prefixo-dv Composição

Leia mais

ProUni FADERGS. Documentos para Comprovação de Informações

ProUni FADERGS. Documentos para Comprovação de Informações ProUni FADERGS Documentos para Comprovação de Informações Os candidatos Pré-Selecionados deverão apresentar a FADERGS, para comprovação de informações, cópia simples acompanhada da via original dos seguintes

Leia mais

1º EDITAL UNIFICADO PARA EDUCAÇÃO BÁSICA CONCESSÃO DA BOLSA SOCIAL DE ESTUDO PARA O ANO LETIVO DE 2016

1º EDITAL UNIFICADO PARA EDUCAÇÃO BÁSICA CONCESSÃO DA BOLSA SOCIAL DE ESTUDO PARA O ANO LETIVO DE 2016 CHECKLIST Conferência de Documentos Bolsa Social de Estudo (Concessão) Nº DO PROCESSO: DATA: ALUNO: MATRÍCULA: SÉRIE: Quantidade de Membros: ANO: DOCUMENTOS RG e CPF De todos os membros maiores de 18 anos.

Leia mais

Vagas reservadas - Lei nº 12.711/2012

Vagas reservadas - Lei nº 12.711/2012 Vagas reservadas - Lei nº 12.711/2012 Candidatos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas, com renda familiar bruta per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo e que tenham cursado integralmente

Leia mais

Perspectivas para o crédito imobiliário em 2015. José Aguiar Superintendente Abecip

Perspectivas para o crédito imobiliário em 2015. José Aguiar Superintendente Abecip Perspectivas para o crédito imobiliário em 2015 José Aguiar Superintendente Abecip São Paulo, 29 de Outubro de 2014 AGENDA: Overview Pilares do crescimento Crédito imobiliário: situação atual E o funding?

Leia mais

Crédito Imobiliário HSBC

Crédito Imobiliário HSBC Crédito Imobiliário HSBC A compra de um imóvel é sempre um passo muito importante na vida de qualquer pessoa. E para você ter a certeza de que está fazendo um bom negócio, o banco HSBC desenvolveu um conjunto

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI CIMATEC

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI CIMATEC IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DO SEU GRUPO FAMILIAR - Carteira de Identidade fornecida pelos órgãos de segurança pública das Unidades da Federação; - Carteira Nacional de Habilitação, novo modelo,

Leia mais

OBS.: Devem ser apresentadas pelo candidato na fase de comprovação de informações: cópias dos documentos e originais para conferência.

OBS.: Devem ser apresentadas pelo candidato na fase de comprovação de informações: cópias dos documentos e originais para conferência. ATENÇÃO: Apresentar a documentação na Central de Atendimento - UNICURITIBA, na rua Chile, 1.678, Bairro Rebouças em Curitiba, das 8 às 21 horas. Documentação necessária OBS.: Devem ser apresentadas pelo

Leia mais

BB Crédito Imobiliário

BB Crédito Imobiliário Selecione a Linha de Crédito Aquisição PF PMCMV Aquisição PF FGTS Pró-Cotista Aquisição FGTS PF Aquisição PF PMCMV Convênios Aquisição PF FGTS Convênios Dados da Agência acolhedora / condutora da Operação

Leia mais

DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DE INFORMAÇÕES PROCESSO SELETIVO PROUNI. 1 - Documentos de Escolaridade do Candidato (exclusivo para o candidato):

DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DE INFORMAÇÕES PROCESSO SELETIVO PROUNI. 1 - Documentos de Escolaridade do Candidato (exclusivo para o candidato): Atenção Candidato! DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DE INFORMAÇÕES PROCESSO SELETIVO PROUNI Na Fase de Comprovação você deverá apresentar cópia, acompanhada dos documentos originais abaixo solicitados. Para

Leia mais

Alterações na Poupança

Alterações na Poupança PRODUTOS E SERVIÇOS FINANCEIROS INVESTIMENTOS POUPANÇA A conta de poupança foi criada para estimular a economia popular e permite a aplicação de pequenos valores que passam a gerar rendimentos mensalmente.

Leia mais

CONSÓRCIO DE IMÓVEIS MODELOS DE DECLARAÇÃO

CONSÓRCIO DE IMÓVEIS MODELOS DE DECLARAÇÃO MODELOS DE DECLARAÇÃO Preencha as declarações necessárias de acordo com o seu perfil e o da operação. Elas devem ser enviadas à Administradora junto com os outros documentos e formulários solicitados nessa

Leia mais

BB Crédito Imobiliário

BB Crédito Imobiliário Material Explicativo da Relação de Documentos Prezado (a) Cliente, Disponibilizamos o detalhamento de cada um dos itens da relação de documentos e formulários utilizados nos processos de financiamento

Leia mais

Coletiva de Imprensa - ABECIP. Índice

Coletiva de Imprensa - ABECIP. Índice Coletiva de Imprensa - ABECIP Índice 1. Ambiente Macroeconômico 2. Mercado Imobiliário 3. Financiamento Imobiliário - SBPE 4. Inadimplência 5. Ativos Financeiros 6. Poupança SBPE 7. Expectativas 2013 2

Leia mais

Anexo III - Requisição de Documentos

Anexo III - Requisição de Documentos Anexo III - Requisição de Documentos I - Identificação Documentos de identificação do candidato/aluno e dos membros de seu grupo familiar: 1. Documento de Identidade fornecida pelos órgãos de segurança

Leia mais

Lei 8.036/90 ( FGTS: possibilidades e condições de utilização/saque; Certificado de Regularidade do FGTS; Guia de Recolhimento GRF)

Lei 8.036/90 ( FGTS: possibilidades e condições de utilização/saque; Certificado de Regularidade do FGTS; Guia de Recolhimento GRF) Lei 8.036/90 ( FGTS: possibilidades e condições de utilização/saque; Certificado de Regularidade do FGTS; Guia de Recolhimento GRF) FGTS Fundo indenizatório, criado com o objetivo de proteger o trabalhador

Leia mais

FAQ Perguntas Frequentes

FAQ Perguntas Frequentes FAQ Perguntas Frequentes Índice 01. Incorporação Imobiliária...3 02. Contrato...4 03. Pagamento e Boletos...5 04. Financiamento...6 05. Distrato e Transferência...8 06. Documentações...9 07. Instalação

Leia mais

( ) Coobrigado*, assinalar grau de parentesco: ( ) Pai, ( ) Mãe, ( ) Cônjuge

( ) Coobrigado*, assinalar grau de parentesco: ( ) Pai, ( ) Mãe, ( ) Cônjuge CONSÓRCIO AUTOMÓVEL FICHA CADASTRAL - PESSOA FÍSICA GRUPO (s) COTA (s) Gentileza informar os dados de todas as cotas que serão utilizadas nesta operação. INFORME QUAL A SUA PARTICIPAÇÃO (Apenas uma opção

Leia mais