12 de Outubro. Nossa Senhora Aparecida. São Francisco de Assis. Rogai por nós!

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "12 de Outubro. Nossa Senhora Aparecida. São Francisco de Assis. Rogai por nós!"

Transcrição

1 Paróquia São Francisco de Assis de Umuarama (PR) Ano VI - Nº 64 Outubro de Outubro Nossa Senhora Aparecida Rogai por nós! Novena e Festa São Francisco de Assis R$ 25,00 por pessoa Vendas Antecipadas no Escritório Paroquial Programação Novena de São Francisco de Assis Pagina 12 Serviço dos Coroinhas - 10 anos Pagina 09 Missão, condição ou conseqüência do amor? Pagina 06

2 02 INFORMATIVO PAROQUIAL EDITORIAL Frei João José dos Santos, OFMCap Sai às periferias humanas e anunciai a alegria do Evangelho como fez são Francisco de Assis Todos sabem como a pobreza extrema ainda hoje atinge milhões de pessoas que vivem na miséria e não tem nem o que comer, isso é muito triste e nos faz refletir sobre esta realidade humana. Apesar de tantos avanços da ciência, avanços tecnológicos, de tantas mordomias e riquezas em muitos países, em outros, no entanto não se vê nada além da miséria e da fome. São realidades gritantes e profundamente contraditórias com aquilo que nos diz o Evangelho. Essa situação periférica como consequência da pobreza, de uma forma ou de outra sempre está na mídia, nas políticas sociais, nos discursos políticos, inclusive a ONU se preocupa com esta triste realidade em que vivem muitos seres humanos. No entanto, há um tipo de periferia que tem dificuldade de se mostrar e que o papa Francisco considera uma das origens, na sociedade contemporânea, da pobreza material. Trata-se da periferia existencial. Por periferia existencial se entende o vazio da vida, a falta de sentido, o vazio de sonhos, de utopias, de esperança. Esta realidade não se define pela carência material, mas pela carência de sentido. O papa Francisco tem nos chamado atenção para o neoexistencialismo presente em nossa sociedade, o mesmo que no contexto filosófico reflete sobre os dramas, traumas e conflitos humanos. Como diz a Evagelii Gaudium a crise financeira que atravessamos nos faz esquecer de que, na sua origem há uma crise antropológica profunda que se manifesta nas relações humanas através da intolerância cultural, social, racial e religiosa que muitas vezes são causas de terríveis conflitos. Esta realidade advém da falta de compreensão da pessoa como participante da realidade divina na condição de filho e filha de Deus. A pessoa é entendida como objeto, como instrumento de manipulação das mais terríveis ideologias. Percebe-se nitidamente a falta de um fundamento norteador que de real sustento a realidade humana. Diante deste contexto, São Francisco nos oferece uma alternativa para a convivência humana baseada na FRATERNIDADE. Este estilo de vida proposto por são EXPEDIENTE Direção: Frei João José dos Santos, OFMCap Equipe: Augusto Gaioski Mercedes Peron Marcela Hammerschmidt Baggio Violada Maria de Fátima Silvestre Maia Rita Mércia Antoniassi Revisão: Augusto Gaioski Marcela Hammerschmidt Baggio Violada Francisco é todo ele iluminado pelo Evangelho e fundamentado pela fé em Jesus Cristo. È através deste caminho que o homem pode voltar a se encantar pela vida, a sonhar com o mundo transformado, com um mundo sem fome e sem guerra. É no encontro com Cristo que o homem encontra a sua centralidade, sua verdadeira razão para viver. O convite para sair à periferia humana e anunciar a alegria do Evangelho que nos foi feito, significa levar Cristo a cada homem e mulher que se encontra nesta condição existencial. Na Igreja encontramos tudo o que é necessário para o bom desempenho desta missão. Que assim seja! Paz e Bem! Composição e impressão: Gráfica Paraná Umuarama - PR Tiragem: 1500 Colaboradores: Frei Fabiano Zanatta, OFMCap Pastorais e Movimentos da Paróquia São Francisco Endereço Rua Cambé, 4240 Cx. Postal 17 CEP Tel: (44) Fax: (44) Umuarama PR LITURGIA DIÁRIA Outubro / -/. Jó 9, ; Sl 88; Lc 9, /10 Ex 23,20-23; Sl 91; Mt 18, /10 Jó 38, ,3-5; Sl 139; Lc 10, /10 Jó 42, ; Sl 119,66-130; Lc 10, /10 Is 5,1-7; Sl 80; Fl 4,6-9; Mt 21, /10 Gl 1,6-12; Sl 111; Lc 10, /10 At 1,12-14; Lc 1,46-55; Lc 1, /10 Gl 2, ; Sl 117; Lc 11,1-4 09/10 Gl 3,1-5; Lc 1,69-75; Lc 11, /10 Gl 3,7-14; Sl 111; Lc 11, /10 Gl 3,22-29; Sl 105,1-7; Lc 11, /10 Est 5,1.7,2-3; Sl 45; Ap 12,1-16; Jo 2, /10 Gl 4, ,1; Sl 113; Lc 11, /10 Gl 5,1-6; Sl 119,41-48; Lc 11, /10 Gl 5,18-25; Sl 1; Lc 11, /10 Ef 1,1-10; Sl 98; Lc 11, /10 Ef 1,11-14; Sl 33; Lc 12,1-7 18/10 2Tm 4,10-17; Sl 145; Lc 10,1-9 19/10 Is 45,1.4-6; Sl 96; 1Ts 1,1-5; Mt 22, /10 Ef 2,1-10; Sl 100; Lc 12, /10 Ef 2,12-22; Sl 85; Lc 12, /10 Ef 3,2-12; Is 12,2-6; Lc 12, /10 Ef 3,14-21; Sl 33; Lc 12, /10 Ef 4,1-6; Sl 24; Lc 12, /10 Ef 4,7-16; Sl 122; Lc 13,1-9 26/10 Ex 22,20-26; Sl 18; 1Ts 1,5-10; Mt 22, /10 Ef 4,32-5,8; Sl 1; Lc 13, /10 Ef 2,19-22; Sl 19; Lc 6, /10 Ef 6,1-9; Sl 145; Lc 13, /10 Ef 6,10-20; Sl 144; Lc 13, /10 Fl 1,1-11; Sl 111; Lc 14,1-6 Diagramação: João Paulo Topan Junqueira

3 NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL 03 Vivemos uma sociedade plural. O mundo se tornou plural. Diferentes culturas se mesclam e diferentes formas de viver e pensar coexistem. Se por um lado o pluralismo é libertador no sentido de abrir as possibilidades, rompendo com normas fixas, torna-se também desorientador, pois fragmenta as referências pessoais, sociais, culturais e religiosas. Cristãos católicos frequentam outros cultos como que buscando conforto em suas necessidades. Falta aí o senso de pertença a uma comunidade eclesial que lhe baste, que lhe traga a confiança de estar entre irmãos e, juntos, no caminho desejado de Deus. Nesse contexto, a comunidade cristã é chamada a ser expressão e testemunho do Evangelho de Cristo. E assim, viver o seu cristianismo no chão da vida, no trabalho, na vida social, no lazer, na cultura local. Nesse desafio de integrar em sua própria vida a unidade de diversas pertenças, viver sua vocação e deixar marcas de uma identidade cristã na sociedade COMUNIDADE DE COMUNIDADES - OUTUBRO 2014 (CC ). Já retratamos aqui no PAZ & BEM, enquanto o documento Comunidade de Comunidades Uma nova paróquia - ainda estava em estudo, o quanto a vivência religiosa se tornou v o l t a d a a o b e m e s t a r, a o sentimentalismo e, principalmente, midiática. Sem desmerecer o quanto a comunicação, principalmente a t e l e v i s i v a, é i m p o r t a n t e n a propagação da Palavra de Deus, a p e n a s r e g i s t r a m o s q u e, comunitariamente, esse não deve ser o único modo de expressão da fé do cristão, quando este pode se integrar e criar vínculos engajando-se na paróquia (CC ). Felizmente vivemos hoje em nossa Paróquia um momento peculiar de participação do cristão leigo. Aliados aos movimentos tradicionais de religiosidade surgem outros que buscam incorporar à vida paroquial, cristãos que talvez estivessem ainda no rol dos que se denominam católicos, mas não assumem um compromisso eclesial. Vimos renascer a experiência p a r o q u i a l d e s e v i v e r u m a espiritualidade de irmãos através dos grupos de crianças, adolescentes e jovens, que alegram nosso coração com sua presença fervorosa e alegre; dos grupos de homens e mulheres q u e d e c i d i r a m a s s u m i r s e u compromisso de edificação da Igreja; vimos a soma de nossos movimentos e pastorais, ainda que sem entender com a razão mas com a confiança do c o m a n d o d o E s p í r i t o S a n t o, assumirem a ordem de sair em missão. Nas diretrizes da ação evangelizadora da Igreja aprendemos que estamos vivendo uma mudança de tempo, e não um tempo de mudança. Isso requer muito mais esforço e compromisso de nossa parte, em entender, viver e levar a mensagem do evangelho àqueles a quem o Espírito ordenar. Repensar o que é ser comunidade e como viver uma verdadeira conversão pastoral: Assunto para nosso próximo mês. Até lá. Paz e Bem. Rita Mércia Silvestre Maia Antoniassi. OTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL - NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL - NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL - NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL - NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL - NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL Horário 07h às 08h 08h às 09h 09h às 10h 10h às 11h 11h às 12h 12h às 13h 13h às 14h Grupo Setores 19, 10 Setores 04, 05 Setor 11 Setor 14 Setores 09, 15 Setor 13 Setores 17 e 12 Dia: 23 de outubro Local: Matriz São Francisco de Assis Horário Grupo 14h às 15h Setor 03 15h às 16h Setor 02 16h às 17h Setor 01 17h às 18h Setores 06, 07 18h às 18h30 Setor 08 19h às 20h Setor 16, 18

4 04 F o i c o m m u i t a alegria e com um orgulho que quase não cabia no peito q u e o G A N G ( G r u p o d e Adolescentes Nova G e r a ç ã o ) inaugurou a Casa de Encontros e Formação São Pio de Pietrelcina, realizando lá o seu XIV Encontro, nos dias 29, 30 e 31/08. Cada encontro, por si só é especial, mas esse teve um gostinho diferente e também uma dose extra de ansiedade em cada etapa de planejamento e preparação, afinal essa Casa de Encontros foi um sonho que se tornou real através do trabalho de toda a comunidade. Que honra sermos os primeiros a servir em nossa casa! Tudo o que aconteceu nesses três dias foi abençoado! O encontro foi NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL ENCONTRO DE ADOLESCENTES - GANG coordenado pela Maria Eduarda e pelo Fábio, que desempenharam suas funções com muita competência e responsabilidade. Junto com eles, estavam cerca de 70 adolescentes trabalhando duro, na sala de palestras, capela, cozinha e limpeza. Dos 60 a d o l e s c e n t e s i n s c r i t o s, 5 9 compareceram; portanto tivemos uma média de 130 adolescentes atuando e recebendo formação intensiva durante esses três dias. Foi o maior encontro realizado por nós até hoje! Foram momentos muito fortes de oração, convivência fraterna, alegria e FÉ! Para nós, coordenadores do GANG, esse final de semana teve um gostinho de dever cumprido e ficará para sempre em nossa memória. A alegria de servir a Deus estava claramente estampada no rosto de cada um. Era possível sentir, em todos os ambientes, a presença de cada pessoa que sonhou e colaborou para a realização desse sonho. N o s s a g r a t i d ã o a t o d o s q u e contribuíram na construção dessa maravilhosa Casa de Encontros e Formação. Ela ficou LINDA e será um grande instrumento no projeto de evangelização de nossa Igreja. Nosso sincero agradecimento também a cada palestrante que esteve conosco, à Maria Festa e à Susana que foram nossas super cozinheiras e aos nossos queridos freis que sempre nos apoiam. Aos pais dos encontristas, que confiaram em nosso trabalho e permitiram que seus filhos estivessem conosco, o nosso obrigado. E aos novos membros do GANG, sejam bem vindos e arregacem as mangas porque o t r a b a l h o d e v o c ê s e s t á s ó começando! Com o coração cheio de felicidade e graça, desejamos a todos PAZ e BEM! Lucimara Voytena

5 NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL 05 CELEBRAÇÃO COM O PADROEIRO SETOR 08 No dia 28 de agosto, o Setor 08 Madre Teresa de Calcutá recebeu em uma linda celebração a imagem de nosso Padroeiro São Francisco de Assis que está percorrendo todos os setores até o início da novena. Com a p r e s e n ç a d e a p r o x i m a d a m e n t e 6 0 pessoas e do Frei Clemente, c e l e b r a m o s n o s s o P a d r o e i r o c o m m u i t a oração, cantos e devoção. Nos dias em que a imagem permaneceu em nosso setor, ela percorreu as casas d o s d o e n t e s q u e s e emocionaram com sua presença e muitas gostariam que ela não fosse embora tão cedo. Como disse frei Clemente, com esta passagem de São Francisco e com as visitas às casas, nós nos reunimos como os primeiros cristãos (em comunidade que celebra) e também realizamos uma pequena missão. Que nosso Padroeiro continue intercedendo por nós junto a Deus Pai e que seu exemplo de vida nos anime a fazer o mesmo em favor de nossos irmãos. OTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL - NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL - NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL - NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL - NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL - NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL Visita do Padroeiro - Capela Jurupoca OTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL - NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL - NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL - NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL - NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL - NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL Visita do Padroeiro Setor 22 Capela Jabuticabeira

6 06 Voz da Igreja Frei Fabiano Zanatta Um dos primeiros atos de Jesus quando iniciou a pregação do Reino consistiu na chamada de doze discípulos. Marcos descreve o modo e a finalidade do discipulado. Diz que escolheu doze... escolheu para estarem com ele... e para depois enviá-los em missão (Mc 3,1). A escolha começa para formar uma comunidade, um povo... é uma alusão aos doze filhos de Jacó que deram início ao povo de Israel. Claramente vemos a intenção de Jesus: o projeto de Jesus não é um projeto de avulsos, de indivíduos, mas de comunidade. A escolha de Matias para ocupar o lugar de Judas revela que os apóstolos entenderam a intenção de Jesus, que o ser doze era fundamental. Num segundo momento, temos o tempo do discipulado, o estar com ele, a convivência, para assimilarem o discurso de Jesus, feito em palavras de ações... O melhor jeito da água se aquecer é ficar em contato com o fogo... Jesus não era um professor de Biblia, mas ele mesmo se definia a Verdade e Vida. A vida de Jesus era o ensino. A convivência deveria finalizar em serem cópias vivas do agir de Jesus, adquirir o seu jeito de viver, o conteúdo do anúncio. Diferente dos rabinos, Jesus não queria alunos que aprendessem um ensino, mas discípulos que transmitissem com a vida o que aprendiam na convivência de Jesus. Uma espécie de contágio...eles deveriam adquirir o jeito de Jesus. Jesus era o sentido do chamado, e o que Jesus era para eles, deveria ser para todos. E no dia da ascensão, diplomados como discípulos, segue-se o envio missionário: Missão, condição ou conseqüência do amor? Ide pelo mundo... fazei discípulos meus todos... ensinando a observar o que vos passei... Jesus escolhera os doze para enviá-los em missão, para serem discípulos missionários. A missão é o alvo do chamado, para incluir na comunidade de vida dos doze, todos. A ordem era bem clara. Todo batizado deve viver a simultaneidade de ser discípulo e ser missionário. O grupo dos doze aprendeu caminhando, agindo junto com Jesus. Hoje, quando somos catequizados pela missa dominical, centro da vida cristã, devemos ter clara a visão de que o tempo do discipulado continua para nós... Falamos hoje de catequese de iniciação cristã, ou seja, um processo permanente na vida de cada batizado, para se tornar discípulo missionário, chamado para um envio permanente. Não o somos para alguns atos avulsos, Cristo não veio para ensinar dez mandamentos; para isso bastava Moisés... (Lc 16,29). Ele veio para fazer-nos discípulos. Um fato permanente, um pouco como um filho: quando um filho surge numa família, ele será filho em todo tempo, adquire o jeito dos pais, a fala dos pais, os bens dos pais. Tivemos um tempo de intenso apelo para o envio, nos últimos meses, e fomos enviados, um pouco como a primeira experiência do grupo apostólico, o envio dois a dois ( Mc 6,7). Desta primeira experiência todos experimentaram alegrias, como os apóstolos... ( Lc 10,17) Após três anos de caminhada, Jesus cumprira sua missão dando a vida por todos para que todos vivessem sua vida, de sua vida. Instituiu a Eucaristia para ser fonte permanente de discípulos missionários. Veio o envio oficial no amai-vos como eu vos tenho amado... e tendo amado os seus amou-os até o fim (Jo 13,1). Nesta frase, SABER É BOM D INSULTAR NÃO É CRISTÃO está compendiada a relação de missão que se faz necessidade na vida do batizado para se dizer discípulo de Jesus. E a eucaristia não apenas é um dos pontos de ensino de Jesus, é a plena encarnação salvífica, a comunhão de ideais, de metas, de vida, de Jesus com os apóstolos. Há um fazei isso em memória de mim. Diferentemente de nossas eucaristias que, no mais das vezes, são atos ocasionais, sem nexo com a vida real, aqui no cenáculo temos a máxima encarnação do amor de Deus, no nexo com o Calvário: Pão a ser entregue... sangue a ser derramado... por vós. Sem dúvida, o Calvário é o ápice da doação trinitária: Pai, em tuas mãos entrego meu espírito. Neste Jesus que entrega o seu espírito, temos apenas a descrição de um morrer?... ou aí na morte de Jesus se dá o momento fonte da doação do Espírito?... Não dissera ele: Se eu não for, o Espírito não virá?. O Pentecostes representa a explicitação dinâmica, o envio para a missão... No Pentecostes temos a realização do Pai, eu entrego o meu Espírito (por vós), e a realização do envio determinado no alto do monte da ascensão. Assim, quando falamos de Cristo, ou de missão, não podemos ficar à margem do envio, nem considerar a eucaristia como algo domingueiro, nem a missão como algo marginal, esporádico. Jesus ensinava por palavras e fatos, como um todo. A eucaristia nos insere nesta dimensão do anúncio de Cristo. Se a eucaristia não nos eucaristiza, para que ela serve?... A eucaristia constrói a Igreja... Neste mês de outubro, somos chamados a repensar a nossa condição de batizados: somos ou não discípulos missionários? Nosso dia a dia cristão, liturgia, vida, é um caminhar permanente com Jesus fazendo tudo o que ele ensinou, ensina? É muito feio ver sair da boca de um cristão um insulto ou uma agressão. É feio. Sabe? Nada de insultos! Insultar não é cristão. Entenderam? Insultar não é cristão! (Papa Francisco)

7 Dona Olivia nasceu em 22/02/1935, filha de Victório e Ana K. Bernardi. Foi criada em Joaçaba SC em uma família de 16 irmãos, sempre servindo a Igreja, desde menina. Chegou em Cruzeiro do Oeste em meados de 1952, para morar com a família de Dona Adélia e Sr. Ângelo Batisti ajudando a criar seus filhos. Lá se casou com Otacílio José Muraro e teve seu filho Ricardo. Também em Cruzeiro do Oeste, já colocou seu dom de Boleira com seus bolos maravilhosos, como profissional e a serviço da comunidade. Viúva em 1983, veio para Umuarama e recomeçou sua vida alugando quartos e transformando sua casa em um pensionato para jovens. Com sua atenção às dificuldades e necessidades desses moços e moças, sem contar com seus vizinhos e quem mais se achegar a ela, nunca perdeu a oportunidade de compartilhar a palavra de Deus. Entre decepções e sucessos, sempre se NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL HOMENAGEM EXEMPLO DE PIEDADE CRISTÃ DONA OLÍVIA BERNARDI MURARO dedicou a cuidar e encaminhá-los convidando-os a uma vida reta e feliz em Jesus Cristo. Com uma energia e seriedade invejáveis, participa ativamente na Pastoral do D í z i m o, P a s t o r a l Vo c a c i o n a l e Comunidade Madre Tereza de Calcutá no setor 8. Jamais deixou de servir a Igreja. Os bolos que faz e doa com tanto carinho, são uma tradição nos encontros e retiros da nossa paróquia. Que o digam os grupos de Homens e Mulheres que Edificam a Igreja, Jofac, Gang e Clubinho Paz e Bem! Amiga dos Capuchinhos (muito preocupada com a falta de vocações para o sacerdócio) e mulher de muita oração, sua dedicação no trabalho 07 pra Deus e para nossa paróquia é um e x e m p l o, p a r a t o d o s n ó s, d e perseverança, atenção e amor ao próximo. Apesar do cansaço com tanto trabalho, mesmo alertando que precisa parar, ainda não conseguiu se entregar a esse direito tão merecido. À Dona Olivia: A ETERNA GRATIDÃO do Grupo de Homens que Edificam a Igreja! OTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL - NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL - NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL - NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL - NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL - NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL 14º ENCONTRO DE HOMENS Dando prosseguimento ao trabalho d e e v a n g e l i z a ç ã o e m n o s s a Paróquia, foi realizado nos dias 05, 06 e 07 de setembro, o 14º Encontro de Homens da Paróquia São Francisco de Assis. Este Encontro já foi realizado nas novas instalações do Centro de Formação São Pio, portanto o primeiro encontro de homens naquele local. Tivemos a participação de 64 homens encontristas que foram buscar na palavra de Deus sentido para sua vida, aprofundamento espiritual e encontro ou reencontro com Jesus Cristo. Estes homens acompanhados dos dirigentes do grupo de Homens q u e E d i fi c a m a I g r e j a testemunharam a presença de J e s u s e m u m a m b i e n t e a g r a d á v e l, f r a t e r n o e acolhedor, no interior da Chácara São Francisco de Assis. O enceramento foi com a realização de uma missa com a presença de mais de 500 p e s s o a s c o m p o s t a s d e familiares e amigos dos encontristas e dirigentes. Agradecemos a colaboração de todos e convidamos aqueles que ainda não fizeram este encontro, que sintam o desejo de participar do próximo encontro de homens.

8 08 NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL E as CRIANÇAS NÃO TEM VEZ? Para animar as celebrações a Matriz conta com vários grupos: há os préadolescentes, Clubinho Paz e Bem; há os adolescentes, GANG; há os jovens, JOFAC; há o grupo dos Homens e das Mulheres, além dos grupos de diversos movimentos e comunidades. Com a introdução da Missa das crianças, ficou clara a necessidade de f o r m a r t a m b é m u m g r u p o d e CRIANÇAS para animar a LITURGIA, nas leituras e no canto dessa Missa. E também foi marcado o dia do nascimento desse grupo, com ensaio dos cantos para o dia 11 de Outubro no horário das horas na Igreja. Não faltam os que sentem saudades do antigo CORALZINHO, tendo muitos participantes do mesmo. Não há dúvida que era uma apresentação e s p e r a d a, s e m p r e q u e s e apresentava, e também com certeza foi uma escola d e v i d a cristã, cujos frutos permanecem. Não há, é claro, intenção de recriar o coralzinho, mesmo pelo fato de não haver espaço físico na Matriz, e nem conveniência em reviver um modo de celebração que beirava o espetáculo. Hoje, o que se deseja é que o grupo de canto seja o animador do canto da comunidade, em nosso caso, das crianças em geral. O que esperamos? Em primeiro lugar a adesão dos PAIS das crianças. É para crer esse apoio não há de faltar, pois o envolver os pequenos na Liturgia só pode trazer benefícios para eles e, indiretamente para toda a família. O incentivo que os pequenos receberem de seus pais será a garantia da perseverança nos ensaios, na participação ativa dos mesmos não só no canto, mas na vida comunitária da paróquia. Esperamos como é natural, o apoio das catequistas. Elas, que em contato direto com os pequenos, podem i n c e n t i v a r u m a a t i v i d a d e t ã o catequética como é o canto litúrgico. Esperamos igualmente que um bom grupo de crianças (alias, muitas já se manifestaram) se disponham a ensaiar para que a apresentação possa acontecer o ais rápido possível. E também esperamos o apoio da Comunidade, que já se manifestou. Não faltou para os outros grupos de canto, sempre acompanhados com orgulho pelos parentes e amigos; não há de faltar mais ainda para os pequenos! A experiência da perseverança e liderança dos que participaram do CORALZINHO, deixa claro que trabalhar com crianças é certeza de futuros adultos comprometidos na vida paroquial. Afinal, não haverá árvore se não houver a semente... Sigamos então, agora, o exemplo de Jesus que com sublime amor diz: Deixai vir a mim as crianças, porque delas é o Reino dos Céus (Mt 19,13-15). Seja então bem vindo o GRUPO DE CANTO DAS CRIANÇAS! Frei Clemente Vendramin (OFM Cap) e equipe de apoio. Inscrições para todas as crianças acima de 07 anos na secretaria da Paróquia São Francisco de Assis.

9 «Ser coroinha é viver a Eucaristia, é viver Cristo em todos os momentos da vida. A Eucaristia é a fonte de todas as graças, é alimento que fortalece a alma e nos conduz ao Pai. Ao viver a Eucaristia, o coroinha vive o seu ministério de serviço com mais dignidade, dedicação, oração e amor e, assim, santificase e aproxima-se cada vez mais de Deus." Motivados pelos Freis Davi Nogueira (Pároco) e Frei Itamar (Assessor Espiritual dos coroinhas), tivemos a Graça de poder acolher, preparar e apresentar para a comunidade o primeiro grupo de coroinhas nas festividades NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL Serviço dos Coroinhas 10 Anos na Paróquia São Francisco de Assis de São Francisco de Assis no dia 02/10/2004 com uma solene celebração de vestimentas de 15 candidatos (as) (crianças e jovens) com desejo de servir a Jesus Cristo no altar da Eucaristia que são eles: (Foto): Marco Antônio do Nascimento, Luiz Ricardo Palomo, Luciane de Oliveira, Andressa Pereira Lúcio, Jhony, Jaqueline de Fatima Gaspar Mioli, Mayara Jaqueline Cordaço, Bruno Guilherme de Macedo Bacarin, Ana Paula Vieira Almeida, André Esteves... Após o acolhimento desses jovens na Matriz, iniciamos preparação e vestimenta de novos coroinhas para o serviço nas comunidades das capelas da paróquia: Comunidade Bom Jesus Jardim Cruzeiro (Hoje Paróquia Santa Clara)- Dia 24/10/ Coroinhas; Comunidade São Lucas (Córrego Longe), hoje Capela da Paróquia Santa Clara no dia 20/11/ Coroinhas; Comunidade Nossa Senhora de Fátima Parque Jabuticabeiras no dia 06/03/ Coroinhas; Comunidade Sant'ana Estrada Jaborandi no ano coroinhas; Comunidade São Sebastião do Cedro hoje capela da Paróquia São José Operário, no dia 04/11/ Coroinhas; Comunidade Hoje a Paróquia conta com a presença de 83 coroinhas, sendo 27coroinhas na Capela Nossa Senhora de Fátima (Jabuticabeira), 15 Deixo aqui minha mensagem para todos os jovens que foram ou que ainda são coroinhas Uma vez coroinha, sempre será coroinha, quando vocês se colocam a serviço do altar e do próximo, está respondendo ao Chamado Vocacional que Deus faz. Servir ao altar é participar do Mistério Pascal de Cristo, ou seja da Paixão-Morte-Ressureição de Cristo. Servir ao altar é estar aos pés da cruz, é contemplar o Cristo ressuscitado com os olhos da fé e viver alegremente o Evangelho. Estar a serviço do próximo é estar pronto para a doação e a entrega, é ser amparo e consolo para os que necessitam, é saber amar e viver a caridade. A vida de Cristo foi dedicada a servir o próximo. Da mesma, forma o coroinha Santo Antônio Lovat (Hoje capela da Paróquia Santa Clara) no dia 26/08/ coroinhas; Comunidade Santa Inês Alto São Francisco no dia 03/11/ Coroinhas; Comunidade Nossa Senhora Perpétuo Socorro Vista Alegre no dia 16/11/ coroinhas; Comunidade Imaculada Conceição Jurupoca no dia 18/07/ coroinha; Comunidade Nossa Senhora Aparecida Alto Alegre no dia 20/12/ Coroinhas. Após um período de 04 anos os coroinhas passaram a serem acompanhadas pela equipe paroquial do SAV (Serviço de Animação Vocacional), responsável pela animação/recreação, formação e acompanhamento Espiritual sob a orientação Frei João Jose. Em nossa paróquia ao longo desses 10 anos mais de 800 crianças passaram por essa experiência de ser coroinha, de acordo com os testemunhos em seus coroinhas na Capela Santa Inês (Alto São Francisco) e na Matriz 41 coroinhas -. No último dia 31 de Agosto os coroinhas estiveram presentes no XI Inter Coroinhas da Diocese de Umuarama participando de uma Missa de Ação de Graças pelos coroinhas presididos pelo Bispo D. João é chamado a servir como Cristo. Por isso pedimos que no seu serviço de coroinha busquem sempre a alegria e a disposição, o contato fraterno e amigo, o respeito e a dedicação às coisas sagradas, demonstrando você vive sua fé, observa os Mandamentos de Deus e que procura sempre ser justo e correto. Deve continuamente dar testemunho de que Cristo é o seu Senhor e Mestre. Reforçando aqui o pedido das coordenadoras nas reuniões que na vida do coroinha a oração é fundamental. É pela oração que o jovem aprende a se relacionar com Deus, a se tornar íntimo do Senhor. Na oração recebemse as graças de Deus, o auxílio para os 09 de Oliveira, Luccas Willian Bacarin, Camila Caiado Rodrigues, Gabriel Borsato Lopes, Amanda Leticia de Macedo Bacarin e Bruna Petri Lima. encontros de formação, destacam com muita alegria que fazem o serviço de coroinha com muito amor e devoção e que foi uma das oportunidades que tiveram com o Encontro com Jesus Cristo Ressuscitado. Muitos jovens coroinhas que deixaram o serviço estão inseridos como catequistas, lideres em grupos de jovens, participantes nas equipes de liturgia, na caminhada vocacional, sendo acompanhados em seu discernimento vocacional. Contamos com uma equipe de coordenação: Matriz (Lucia, Elizangela e Andressa); Capela Santa Inês (Paulo Tiveron) e Capela Nossa Senhora de Fátima (Gracielle e Erick), que estão presentes na vida cotidiana desses coroinhas através das reuniões, preparação de escalas, encontros de formação, recreação e lazer e Retiros Espirituais em conjunto com a equipe do SAV.... Mamede na Catedral e logo após foram até o CDF (Centro Diocesano de Formação), local onde passaram à tarde de domingo em confraternização e recreação com a presença de coroinhas de 28 paróquias da Diocese de Umuarama.... momentos difíceis e a força para superar o pecado e as falhas pessoais. Sem oração não se pode servir ao altar, pois como vamos estar com Cristo se não temos intimidade com Ele? É a oração que permite ao coroinha exercer o serviço ao próximo e ao altar de forma digna. Agradeço a Deus Pai por tido a oportunidade de estar presente nesses últimos 10 anos próximos desses coroinhas sempre com ajuda dos Freis Capuchinhos de nossa paróquia e sobre a coordenação paroquial do SAV Serviço de Animação Vocacional. - Henrique Silvio de Oliveira e Luzia Ratti de Oliveira

10 10 NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL SAV Serviço de Animação Vocacional Família Franciscana do Brasil ACOMPANHAMENTO VOCACIONAL FRANCISCANO - ENCONTRO PARA REFLEXÃO COM JOVENS Tema: Vocação da Igreja e sua Missão Se a tocha de sua fé apagar; alguém vai morrer no escuro. 1- Desenvolvendo o tema: Falando sobre o que ela pensa de si mesma, a igreja diz que se reconhece como uma luz no meio do povo, a Luz dos Povos. Sua vocação é ser uma luz indicativa da salvação que Deus oferece a todos os homens e mulheres da terra. Ela não só é luz indicativa, mas também instrumento da salvação de Deus, sinal e sacramento da união de todos com Deus e da unidade da espécie humana. A igreja é o Povo de Deus, que Cristo reuniu, em nome do Pai, na força do 2- Aprofundando o assunto Já pensou que a chama do Evangelho, partindo de Jesus, chegou até você passando por uma cadeia ininterrupta de evangelizadores? Muitos pela palavra, muitos pelo exemplo, contribuíram para que você pudesse crer. Você gostaria que, agora, essa chama passasse pela sua vida, sem iluminar ninguém? 3- Refletindo e respondendo Espírito Santo. Ela tem a missão de evangelizar e é fundada na palavra de Deus e seguidora de Cristo que diz: Vão pelo mundo e façam com que todos os povos se tornem meus discípulos (Mt 28,19). É também missão da igreja reunir o povo para celebrar a Eucaristia e os outros sacramentos, e alimentá-lo com a palavra de Deus. A igreja, todavia, não vive voltada para si mesma, mas é enviada a todos os povos Tente entender o que é a igreja, lendo esta passagem da carta aos romanos: Rm 12,4-13 (um corpo com muitos membros, uma igreja com diferentes carismas). No começo de sua conversão, Francisco rezava diante do Crucificado, quando este lhe falou: Francisco, não vês que minha igreja estas em ruínas? Vai, pois, e para anunciar-lhes o Evangelho da salvação. Por isso ela é missionária. E todo batizado é missionário também. Há dois modos de realizar essa missão evangelizadora, diz São Francisco: pela palavra e pelo testemunho de vida. Sendo a igreja, Povo de Deus, ela comporta diferentes funções: a função dos cristãos leigos, das pessoas consagradas, do padre, do bispo e do papa. restaura-a. O jovem Francisco começou a restaurar a pequena igrejinha onde estava rezando, mas depois percebeu que se tratava da igreja viva que precisava ser renovada, e dedicou-se a ela com todo fervor (3Comp 5,13). Se, hoje, o Crucificado falasse assim a você: que atitude assumiria? 1)- Tente dizer em algumas frases o que é para você a igreja, e qual é a sua missão. 2)- Entre as pessoas que você conhece na igreja Católica, quais as que mais admira? Por quê? 3)- Você também é chamado (a) a ser missionário (a) em sua comunidade: Em que serviços ou de que forma acha que poderia realizar isso? PROXIMOS INFORMATIVOS PAROQUIAL NOVEMBRO/ ENCONTRO 04 TEMA: VOCAÇÃO PROFÉTICA Paz e Bem! OTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL - NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL - NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL - NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL - NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL - NOTÍCIAS DA COMUNIDADE PAROQUIAL ANIMAÇÃO VOCACIONAL FRANCISCANA ORDEM FRANCISCANA SECULAR OFS HENRIQUE ORAÇÃO DA COMUNIDADE S e n h o r, v o s p e ç o p e l a m i n h a comunidade: para que nos conheçamos sempre melhor em nossas aspirações e nos compreendamos mais em nossas limitações. Para que cada um de nós sinta e viva as necessidades do outro. Para que nenhum fique alheio aos momentos de cansaço, dissabor e desânimo do outro. Para que nossas discussões não nos dividam, mas nos unam na busca da verdade do bem. Para que cada um de nós, ao construir a própria vida, não impeça ao outro de viver a sua. Para que nossas diferenças não excluam a ninguém da comunidade, mas nos levem a buscar a riqueza da unidade. Para que olhemos para cada um, Senhor, com os vossos olhos e nos amemos com o vosso coração. Para que nossa Fraternidade não se feche em si mesma, mas seja disponível, aberta e sensível aos desejos dos outros. Para que no fim de todos os caminhos, além de todas as buscas, no final de cada discussão, e depois de cada encontro, nunca haja vencidos, mas somente e sempre irmãos. Amém.

11 espaço jovem 11 Na Bíblia é o próprio Deus que se revela a nós através de sua Palavra. Por isso devemos "acolher a palavra de Deus, não como palavra humana, mas como mensagem de Deus, o que ela é em verdade". Ela é "viva, eficaz, mais penetrante do que uma espada de dois gumes e atinge até a divisão da alma e do corpo, das juntas e medulas, e discerne os pensamentos e intenções do coração" (Hebreus 4, 12). Além disso, "toda a Escritura é inspirada por Deus, e útil para ensinar, para repreender, para corrigir e para formar na justiça. Por ela, o homem de Deus se torna perfeito, capacitado para toda boa obra" (2Tim 3, 16). Ela serve para que as pessoas creiam em Cristo (João 20, 30-31), para ajudar os cristãos a caminharem (Salmo 118(119), 105), para nossa instrução (1Cor 10, 11) e para ajudar-nos a instruir, refutar, corrigir e educar na justiça (2Tim 3, 16). São Jerônimo (+420) dizia: "Desconhecer as Sagradas Escrituras é ignorar o próprio Jesus Cristo". Santa Teresinha do Menino Jesus, falando PARA QUE SERVE A BÍBLIA? do Evangelho, escreveu: "Acima de tudo, o que me sustenta durante a oração é o evangelho. Nele encontro tudo o que necessita minha pobre alma. Nele continuamente descubro novas luzes e sentidos ocultos e misteriosos", no entanto, não basta conhecer a Bíblia, é preciso colocá-la em prática de maneira fiel e criativa (Tiago 1, 22). A Bíblia precisa tornarse fonte da nossa força, luz de nossa caminhada e objetivo de nosso trabalho. Descubra a importância de ler a Bíblia todos os dias. "Feliz aquele que se compraz no serviço do Senhor e medita sua lei dia e noite" (Salmo 1, 2). Ler todos os dias sem exceção. Ler quando estiver com vontade, quando sentir falta, mas também quando não estiver com vontade nenhuma. Assim como você alimenta o corpo todos os dias, deve também alimentar diariamente o seu espírito com a Palavra de Deus. Setembro foi mês da Bíblia, será que lembramos realmente da importância da bíblia em nossa vida? Será que fiz da bíblia um livro qualquer, ou utilizei como o meu livro guia? É importante refletir a importância deste livro que nos foi deixado, não apenas para ler, e sim para viver e dedicar-se a vida ao máximo baseado nas escrituras que o nosso Senhor Jesus Cristo revelou. Que não nos lembremos da Bíblia apenas no mês de setembro que lhe foi dedicado, e sim o ano todo, para nosso crescimento espiritual e pessoal. G r u p o J O FA C. B a s e a d o e m : 21;secao=leitura Espaço Jovem - Espaço Jovem - Espaço Jovem - Espaço Jovem - Espaço Jovem - Espaço Jovem - Espaço Jovem - Espaço Jovem - Espaço Jovem - Espaço Jovem - Espaço Jovem - Espaço Jovem - Espaço Jovem - Espaço Jovem - Espaço Jovem - Espaço Jovem - Espaço Jovem - Espaço Jovem CATEQUESE SETORES 17 E 18 Num clima de muita alegria realizamos em setembro uma reunião celebrativa entre os catequizandos da 1ª etapa e seus pais. Com o tema Jesus Cristo um pastor especial os próprios catequizandos realizaram a explicação da Palavra, Jo 10, 11-15, em forma de jogral, c o n f o r m e a s orientações contidas no alegria dos pequenos com a l i v r o C r e s c e r e m presença dos pais, valorizando e Comunhão. Gratificante reafirmando que é no caminho de sentir a emoção dos pais Jesus Cristo que eles o querem v e n d o s e u s fi l h o s conduzir, como o Bom Pastor faz envolvidos e felizes com a com suas ovelhas. catequese. Maior ainda a

12 Programação Almoço 04/10 novena E FESTA DE SÃO francisco Tradicional Quermesse 25/09 02/10 até 25/09 São Francisco e os pobres - os pobres são os destinatários privilegiados do Evangelho (...). Há de se afirmar sem rodeios que existe um vínculo indissolúvel entre a nossa fé e os pobres. Não os deixemos jamais sozinhos! (EG 48) Celebrante: Frei João José dos Santos Horário: 20h Participação: 1ª Etapa da Catequese 26/09 São Francisco e os excluídos com a exclusão, fere-se na própria raiz, a pertença à sociedade onde se vive, pois quem vive nas favelas, na periferia ou sem poder já não está nela, mas fora. Os excluídos não são explorados, mas resíduos, sobras. (EG 53) Celebrante: Padre Guerino Horário: 20h Participação: 2ª Etapa da Catequese 27/09 São Francisco e a primazia do ser humano - A crise financeira que atravessamos faz-nos esquecer de que, na sua origem, há uma crise antropológica profunda. (EG 55) Celebrante: Padre Orlando Horário: 19h30 Participação: Adolescentes - GANG - DNS - Paz e Bem! 28/09 São Francisco e a fraternidade - Enquanto no mundo, especialmente nalguns países, se reacendem várias formas de guerras e conflitos, nós, cristãos, insistimos na proposta de reconhecer o outro, de curar as feridas, de construir pontes, de estreitar os laços e de nos ajudarmos a carregar as cargas uns dos outros (Gal 6,2). (EG 67) Celebrante: Frei Fabiano Horário: 19h30 Participação: Juventude - JOFAC - Caminho Santo - Vem Louvar 29/09 São Francisco e a inculturação - No caso das culturas populares de povos católicos, podemos reconhecer algumas fragilidades que precisam ainda de ser curadas pelo Evangelho: o machismo, o alcoolismo, a violência doméstica, crenças fatalistas ou supersticiosas (...), etc. (EG 69) Celebrante: Padre Pintenho Horário: 20h Participação: Crianças - Infância Missionária, Pré-Catequese, Projeto Mais Vida 30/09 São Francisco e as realidades urbanas - Novas culturas continuam a formar-se nestas enormes geografias humanas onde o cristão já não costuma ser promotor ou gerador de sentido, mas recebe delas outras linguagens, símbolos, mensagens e paradigmas que oferecem novas orientações de vida, muitas vezes em contraste com o Evangelho de Jesus. (EG 73) Celebrante: Frei Clemente Horário: 20h Participação: 4ª Etapa da Catequese 01/10 São Francisco e o encontro com Cristo Certo dia, na igrejinha de São Damião, diante do crucifixo, Francisco sentiu que o Senhor lhe dizia: Francisco, vai e restaura a minha casa, que como vês, está em ruínas. Este fato, para Francisco, foi um verdadeiro encontro com Jesus Cristo, vivo e ressuscitado. (2 Celano, 10) Celebrante: Frei Alessandro Farinasso OFMCap Horário: 20h Participação: 5ª Etapa da Catequese 02/10 São Francisco e a intercessão de Nossa Senhora. Em Maria, depois de Cristo, punha toda a sua confiança. Por isto a escolheu para advogada sua e de seus religiosos, e em sua honra jejuava devotamente desde a festa de São Pedro e São Paulo até a festa da Assunção". (Constantino Kozer, Pensamento Franciscano) Celebrante: Frei Alessandro Farinasso OFMCap Horário: 20h Participação: 3ª Etapa da Catequese 03/10 São Francisco e a amizade com Santa Clara. Antoine de Saint Exupéry disse: Amar não quer dizer olhar um ao outro, mas olharem juntos na mesma direção. Clara e Francisco na verdade não passaram a vida olhando um ao outro, mas almejaram o mesmo ideal. Celebrante: Frei Alessandro Farinasso OFMCap Horário: 20h Participação: Crisma e Catequese de Adulto Após a novena, todos estão convidados a participar da Vigília pela Paz que acontecerá na Praça Santos Dumont com todas as paróquias da cidade. 04/10 Dia de São Francisco de Assis, Padroeiro Missa Solene às 10h na Igreja Matriz Paz e Bem! MEU DEUS E MEU TUDO! Paz e Bem!

Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética

Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética 2 0 1 2-2 0 1 5 DIOCESE DE FREDERICO WESTPHALEN - RS Queridos irmãos e irmãs, Com imensa alegria, apresento-lhes o PLANO DIOCESANO DE ANIMAÇÃO BÍBLICO -

Leia mais

Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015

Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015 Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015 Introdução: Educar na fé, para a paz, a justiça e a caridade Este ano a Igreja no Brasil está envolvida em dois projetos interligados: a lembrança

Leia mais

PASCOM. A PASCOM agradece a todos que colaboraram com esta edição do INFORMATIVO DA PENHA nos mandando fotos,

PASCOM. A PASCOM agradece a todos que colaboraram com esta edição do INFORMATIVO DA PENHA nos mandando fotos, PASCOM A PASCOM agradece a todos que colaboraram com esta edição do INFORMATIVO DA PENHA nos mandando fotos, t e x t o s e i d é i a s p a r a a s matérias! Nossa Senhora da Penha, que sabe o nome de cada

Leia mais

Lembrança da Primeira Comunhão

Lembrança da Primeira Comunhão Lembrança da Primeira Comunhão Jesus, dai-nos sempre deste pão Meu nome:... Catequista:... Recebi a Primeira Comunhão em:... de... de... Local:... Pelas mãos do padre... 1 Lembrança da Primeira Comunhão

Leia mais

Sal da TERRA e luz do MUNDO

Sal da TERRA e luz do MUNDO Sal da TERRA e luz do MUNDO Sal da terra e luz do mundo - jovens - 1 Apresentação pessoal e CMV Centro Missionário Providência Canto: vós sois o sal da terra e luz do mundo... MOTIVAÇÃO: Há pouco tempo

Leia mais

Elementos da Vida da Pequena Comunidade

Elementos da Vida da Pequena Comunidade Raquel Oliveira Matos - Brasil A Igreja, em sua natureza mais profunda, é comunhão. Nosso Deus, que é Comunidade de amor, nos pede entrarmos nessa sintonia com Ele e com os irmãos. É essa a identidade

Leia mais

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade.

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade. A Palavra de Deus 2 Timóteo 3:16-17 Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. 17 E isso

Leia mais

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 1 a Edição Editora Sumário Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9 Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15 Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 Santos, Hugo Moreira, 1976-7 Motivos para fazer

Leia mais

Por isso, redescobrir a Eucaristia na plenitude é redescobrir o CRISTO. Hoje queremos agradecer este grande dom, que Cristo nos deu.

Por isso, redescobrir a Eucaristia na plenitude é redescobrir o CRISTO. Hoje queremos agradecer este grande dom, que Cristo nos deu. O Pão da Vida Na solenidade de Corpus Christi, queremos recordar que os atos redentores de Cristo, que culminam na sua morte e ressurreição, atualizam-se na Eucaristia, celebrada pelo Povo de Deus e presidida

Leia mais

O texto nomeia os 11, mais algumas mulheres, das quais só menciona Maria, com os irmãos de Jesus. Aqui aparece um fato curioso e edificante.

O texto nomeia os 11, mais algumas mulheres, das quais só menciona Maria, com os irmãos de Jesus. Aqui aparece um fato curioso e edificante. Aula 25 Creio na Igreja Católica.1 Frei Hipólito Martendal, OFM. 1. Leitura de At 2, 1-15. Ler e explicar... Dia de Pentecostes (=Quinquagésima) é o 50º dia depois da Páscoa. Os judeus celebravam a Aliança

Leia mais

Tens Palavras de Vida Eterna

Tens Palavras de Vida Eterna Catequese 40ano Tens Palavras de Vida Eterna Agenda da Palavra de Deus pela minha vida fora ANO A Durante as férias, mantenho-me em contato! CONTATOS DA PARÓQUIA Morada: Telefone: Correio eletrónico: Sítio:

Leia mais

LECTIO DIVINA JESUS CHAMA SEUS DISCI PULOS

LECTIO DIVINA JESUS CHAMA SEUS DISCI PULOS LECTIO DIVINA JESUS CHAMA SEUS DISCI PULOS 1 TEXTO BÍBLICO - Lucas 6,12-19 (Fazer uma Oração ao Espírito Santo, ler o texto bíblico, fazer um momento de meditação, refletindo sobre os três verbos do texto

Leia mais

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia.

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia. EUCARISTIA GESTO DO AMOR DE DEUS Fazer memória é recordar fatos passados que animam o tempo presente em rumo a um futuro melhor. O povo de Deus sempre procurou recordar os grandes fatos do passado para

Leia mais

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel.

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. NOVENA DE NATAL 2015 O Natal e a nossa realidade A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. (Is 7,14) APRESENTAÇÃO O Natal se aproxima. Enquanto renovamos a esperança de

Leia mais

A iniciação cristã como pedagogia de vida comunitária

A iniciação cristã como pedagogia de vida comunitária A iniciação cristã como pedagogia de vida comunitária A evangelização nos dá a alegria do encontro com a Boa Nova da Ressurreição de Cristo. A maioria das pessoas procura angustiada a razão de sua vida

Leia mais

Tema ASCENSÃO DO SENHOR

Tema ASCENSÃO DO SENHOR Encontro n. 6 ema ASCENSÃO DO SENHOR I. ACOLHIDA Ambiente: Lenço branco sobre a mesa, como sinal de despeida; uma cadeira vazia ou um banco próximo ao altar. Bíblia sobre o altar, vela acesa, com flores.

Leia mais

Vivendo a Liturgia Ano A

Vivendo a Liturgia Ano A Vivendo a Liturgia Junho/2011 Vivendo a Liturgia Ano A SOLENIDADE DA ASCENSÃO DO SENHOR (05/06/11) A cor litúrgica continua sendo a branca. Pode-se preparar um mural com uma das frases: Ide a anunciai

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS

CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS Infância/Adolescencia MISSÃO MISSÃO. Palavra muito usada entre nós É encargo, incumbência Missão é todo apostolado da Igreja. Tudo o que a Igreja faz e qualquer campo.

Leia mais

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil Documento do MEJ Internacional Para que a minha alegria esteja em vós Por ocasião dos 100 anos do MEJ O coração do Movimento Eucarístico Juvenil A O coração do MEJ é a amizade com Jesus (Evangelho) B O

Leia mais

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015]

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] 1 Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] Página 9 Na ilustração, Jesus está sob a árvore. Página 10 Rezar/orar. Página 11 Amizade, humildade, fé, solidariedade,

Leia mais

O ENCONTRO DE CATEQUESE E SUA DINÂMICA

O ENCONTRO DE CATEQUESE E SUA DINÂMICA O ENCONTRO DE CATEQUESE E SUA DINÂMICA Nestes últimos anos tem-se falado em Catequese Renovada e muitos pontos positivos contribuíram para que ela assim fosse chamada. Percebemos que algumas propostas

Leia mais

Repasse da 76a. Assembléia da CNBB Sul I Aparecida de 10 a 12/06/2013

Repasse da 76a. Assembléia da CNBB Sul I Aparecida de 10 a 12/06/2013 Repasse da 76a. Assembléia da CNBB Sul I Aparecida de 10 a 12/06/2013 1. Finalidade do Ano da Fé; 2. O que é a Fé; 3. A transmissão da Fé enquanto professada, celebrada, vivida e rezada; 4. O conteúdo

Leia mais

Os encontros de Jesus. sede de Deus

Os encontros de Jesus. sede de Deus Os encontros de Jesus 1 Jo 4 sede de Deus 5 Ele chegou a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, que ficava perto das terras que Jacó tinha dado ao seu filho José. 6 Ali ficava o poço de Jacó. Era mais ou

Leia mais

Informativo da Congregação Pobres Servos da Divina Providência Delegação Nossa Senhora Aparecida. Permanece conosco

Informativo da Congregação Pobres Servos da Divina Providência Delegação Nossa Senhora Aparecida. Permanece conosco Notícias de Família Informativo da Congregação Pobres Servos da Divina Providência Delegação Nossa Senhora Aparecida 06 JUNHO 2014 Permanece conosco Vivemos dias de graça, verdadeiro Kairós com a Celebração

Leia mais

PARÓQUIA SÃO JOSÉ - MATRIZ DE RIBEIRÃO PIRES CALENDÁRIO PAROQUIAL DE PASTORAL ANO 2014

PARÓQUIA SÃO JOSÉ - MATRIZ DE RIBEIRÃO PIRES CALENDÁRIO PAROQUIAL DE PASTORAL ANO 2014 PARÓQUIA SÃO JOSÉ - MATRIZ DE RIBEIRÃO PIRES CALENDÁRIO PAROQUIAL DE PASTORAL ANO 2014 Objetivo A partir das Diretrizes da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil e do 7º Plano Diocesano de Pastoral (2013-20150,

Leia mais

Dia a dia. com o Evangelho 2016. Texto e comentário Ano C São Lucas

Dia a dia. com o Evangelho 2016. Texto e comentário Ano C São Lucas 7 8 9 Dia a dia 10 com o Evangelho 2016 11 12 Texto e comentário Ano C São Lucas 13 14 15 16 17 18 19 20 21 Direção editorial: Claudiano Avelino dos Santos Assistente editorial: Jacqueline Mendes Fontes

Leia mais

DIRECTÓRIO GERAL DA CATEQUESE - SDCIA/ISCRA -2 Oração inicial Cântico - O Espírito do Senhor está sobre mim; Ele me enviou para anunciar aos pobres o Evangelho do Reino! Textos - Mc.16,15; Mt.28,19-20;

Leia mais

OBLATOS ORIONITAS. linhas de vida espiritual e apostólica

OBLATOS ORIONITAS. linhas de vida espiritual e apostólica OBLATOS ORIONITAS linhas de vida espiritual e apostólica Motivos inspiradores da oblação orionita laical O "carisma" que o Senhor concede a um fundador, é um dom para o bem de toda a Igreja. O carisma

Leia mais

COM SÃO FRANCISCO, NA CARIDADE, BUSQUEMOS A ÉTICA EM PROL DO BEM COMUM

COM SÃO FRANCISCO, NA CARIDADE, BUSQUEMOS A ÉTICA EM PROL DO BEM COMUM CONVITE: A Paróquia de São Francisco de Assis tem a honra de lhes convidar para a Festa do Nosso Amado Padroeiro com o Tema: COM SÃO FRANCISCO, NA CARIDADE, BUSQUEMOS A ÉTICA EM PROL DO BEM COMUM Que realizar-se-á

Leia mais

SETEMBRO Visita do governador do Estado - Ceará

SETEMBRO Visita do governador do Estado - Ceará SETEMBRO Visita do governador do Estado - Ceará No dia 04, ocorreu na Casa Cardeal Guarino, em Madalena um evento do governo do Estado do Ceará, o qual consistiu na entrega de uma cisterna de nº 500 mil,

Leia mais

MÍSTICA E CONSTRUÇÃO Por que pensar em Mística e Construção?

MÍSTICA E CONSTRUÇÃO Por que pensar em Mística e Construção? MÍSTICA E CONSTRUÇÃO Espiritualidade e profecia são duas palavras inseparáveis. Só os que se deixam possuir pelo espírito de Deus são capazes de plantar sementes do amanhã e renovar a face da terra. Todo

Leia mais

(DO LIVRO AS FESTAS DA CATEQUESE PEDROSA FERREIRA) Material a preparar: -Um grande coração de cartolina. -Marcadores de várias cores

(DO LIVRO AS FESTAS DA CATEQUESE PEDROSA FERREIRA) Material a preparar: -Um grande coração de cartolina. -Marcadores de várias cores (DO LIVRO AS FESTAS DA CATEQUESE PEDROSA FERREIRA) Material a preparar: -Um grande coração de cartolina -Marcadores de várias cores -Folhas cada qual com a sua letra ocantinhodasao.com.pt/public_html Página

Leia mais

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando.

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando. Celebração de Encerramento PREPARAR 1. Bíblia e velas para a Procissão de Entrada da Palavra 2. Sementes de girassóis para cada catequista depositar num prato com terra diante do altar durante a homilia

Leia mais

QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA. II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA

QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA. II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA At 9.31 A igreja, na verdade, tinha paz por toda Judéia, Galiléia e Samaria, edificando-se

Leia mais

Colégio Marista São José-Tijuca. Reunião de Pais 1ª Eucaristia 18 de novembro de 2015

Colégio Marista São José-Tijuca. Reunião de Pais 1ª Eucaristia 18 de novembro de 2015 Colégio Marista São José-Tijuca Reunião de Pais 1ª Eucaristia 18 de novembro de 2015 A EUCARISTIA: ONDE COMEÇA? A Eucaristia: presença viva de Jesus Cristo ressuscitado. Sacramento da unidade, restaurador

Leia mais

A transmissão da fé na Família. Reunião de Pais. Família

A transmissão da fé na Família. Reunião de Pais. Família A transmissão da fé na Família Reunião de Pais Família Plano Pastoral Arquidiocesano Um triénio dedicado à Família Passar de uma pastoral sobre a Família para uma pastoral para a Família e com a Família

Leia mais

Curso de Discipulado

Curso de Discipulado cidadevoadora.com INTRODUÇÃO 2 Este curso é formado por duas partes sendo as quatro primeiras baseadas no evangelho de João e as quatro últimas em toda a bíblia, com assuntos específicos e muito relevantes

Leia mais

Como utilizar este caderno

Como utilizar este caderno INTRODUÇÃO O objetivo deste livreto é de ajudar os grupos da Pastoral de Jovens do Meio Popular da cidade e do campo a definir a sua identidade. A consciência de classe, ou seja, a consciência de "quem

Leia mais

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 NO CAMINHO DO DISCIPULADO MISSIONÁRIO, A EXPERIÊNCIA DO ENCONCONTRO: TU ÉS O MESSIAS, O FILHO DO DEUS VIVO INTRODUÇÃO Queridos/as Catequistas! Com nossos cumprimentos

Leia mais

SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL

SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL 1 Ivocação ao Espirito Santo (oração ou canto) 2- Súplica inicial. (Em 2 coros: H- homens; M- mulheres) H - Procuramos para a Igreja/ cristãos

Leia mais

Tema 8: Vocação - um novo relacionamento Deus se revela através dos outros

Tema 8: Vocação - um novo relacionamento Deus se revela através dos outros Tema 8: Vocação - um novo relacionamento Deus se revela através dos outros DEUS SE REVELA ATRAVÉS DOS OUTROS Ser Marista com os outros: Experimentar caminhos de vida marista comunitariamente INTRODUÇÃO

Leia mais

LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE

LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE Introdução A CF deste ano convida-nos a nos abrirmos para irmos ao encontro dos outros. A conversão a que somos chamados implica

Leia mais

FESTA DO Pai-Nosso. 1º ano. Igreja de S. José de S. Lázaro. 7 de Maio de 2005

FESTA DO Pai-Nosso. 1º ano. Igreja de S. José de S. Lázaro. 7 de Maio de 2005 FESTA DO Pai-Nosso Igreja de S. José de S. Lázaro 1º ano 1 7 de Maio de 2005 I PARTE O acolhimento será feito na Igreja. Cada criança ficará com os seus pais nos bancos destinados ao seu catequista. Durante

Leia mais

Sumário. Prefácio...3. 1. As evidências da ressurreição de Cristo...5. 2. Se Jesus está vivo, onde posso encontrá-lo?...15

Sumário. Prefácio...3. 1. As evidências da ressurreição de Cristo...5. 2. Se Jesus está vivo, onde posso encontrá-lo?...15 1 Sumário Prefácio...3 1. As evidências da ressurreição de Cristo...5 2. Se Jesus está vivo, onde posso encontrá-lo?...15 Comunidade Presbiteriana Chácara Primavera Ministério de Grupos Pequenos Março

Leia mais

SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA Antes da Solene celebração, entregar a lembrança do centenário No Final terá um momento de envio onde cada pessoa reassumirá a missão. O sinal deste momento será a colocação

Leia mais

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão Jorge Esteves Objectivos 1. Reconhecer que Jesus se identifica com os irmãos, sobretudo com os mais necessitados (interpretação e embora menos no

Leia mais

Páscoa do Senhor de 2015 Missa do Dia.

Páscoa do Senhor de 2015 Missa do Dia. Páscoa do Senhor de 2015 Missa do Dia. Caríssimos Irmãos e Irmãs: Assim que Maria Madalena vira o túmulo vazio, correu à Jerusalém atrás de Pedro e João. Tiraram o Senhor do sepulcro, e não sabemos onde

Leia mais

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010 COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010 ORAÇÃO DE ABERTURA CANTO (REPOUSAR EM TI) Música de Tânia Pelegrino baseada na obra Confissões, de

Leia mais

Lição 01 O propósito eterno de Deus

Lição 01 O propósito eterno de Deus Lição 01 O propósito eterno de Deus LEITURA BÍBLICA Romanos 8:28,29 Gênesis 1:27,28 Efésios 1:4,5 e 11 VERDADE CENTRAL Deus tem um propósito original e eterno para minha vida! OBJETIVO DA LIÇÃO Que eu

Leia mais

Lição 07 A COMUNIDADE DO REI

Lição 07 A COMUNIDADE DO REI Lição 07 A COMUNIDADE DO REI OBJETIVO: Apresentar ao estudante, o ensino bíblico sobre a relação entre a Igreja e o Reino de Deus, para que, como súdito desse reino testemunhe com ousadia e sirva em amor.

Leia mais

Músicos, Ministros de Cura e Libertação

Músicos, Ministros de Cura e Libertação Músicos, Ministros de Cura e Libertação João Paulo Rodrigues Ferreira Introdução Caros irmãos e irmãs; escrevo para vocês não somente para passar instruções, mas também partilhar um pouco da minha experiência

Leia mais

1. Com o Dízimo, aprendemos a AGRADECER a Deus e ao próximo.

1. Com o Dízimo, aprendemos a AGRADECER a Deus e ao próximo. 1. Com o Dízimo, aprendemos a AGRADECER a Deus e ao próximo. Ao contribuir com o dízimo, saímos de nós mesmos e reconhecemos que pertencemos tanto à comunidade divina quanto à humana. Um deles, vendo-se

Leia mais

MENSAGEM À FAMÍLIA MARIANISTA

MENSAGEM À FAMÍLIA MARIANISTA JORNADA DE ORAÇÃO 2010 MENSAGEM À FAMÍLIA MARIANISTA Apresentação do santuário de NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO (Padroeira do Haiti) Porto Príncipe, República do Haiti Jornada Mundial de Oração 10

Leia mais

JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE

JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE A Novena de Natal deste ano está unida à Campanha da Fraternidade de 2013. O tema Fraternidade e Juventude e o lema Eis-me aqui, envia-me, nos leva para o caminho da JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE Faça a

Leia mais

Sobre esta obra, você tem a liberdade de:

Sobre esta obra, você tem a liberdade de: Sobre esta obra, você tem a liberdade de: Compartilhar copiar, distribuir e transmitir a obra. Sob as seguintes condições: Atribuição Você deve creditar a obra da forma especificada pelo autor ou licenciante

Leia mais

Plano Pedagógico do Catecismo 6

Plano Pedagógico do Catecismo 6 Plano Pedagógico do Catecismo 6 Cat Objetivos Experiência Humana Palavra Expressão de Fé Compromisso PLANIFICAÇÃO de ATIVIDADES BLOCO I JESUS, O FILHO DE DEUS QUE VEIO AO NOSSO ENCONTRO 1 Ligar a temática

Leia mais

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral Advento 2014 (Campanha de Preparação para o Natal) A ALEGRIA E A BELEZA DE VIVER EM FAMÍLIA. O tempo do Advento, que devido ao calendário escolar

Leia mais

DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ

DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ EBD DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ OLÁ!!! Sou seu Professor e amigo Você está começando,hoje, uma ETAPA muito importante para o seu CRESCIMENTO ESPIRITUAL e para sua

Leia mais

1ª Leitura - Ex 17,3-7

1ª Leitura - Ex 17,3-7 1ª Leitura - Ex 17,3-7 Dá-nos água para beber! Leitura do Livro do Êxodo 17,3-7 Naqueles dias: 3 O povo, sedento de água, murmurava contra Moisés e dizia: 'Por que nos fizeste sair do Egito? Foi para nos

Leia mais

Ata da reunião Comunidade Central (05/08/2014)

Ata da reunião Comunidade Central (05/08/2014) Ata da reunião Comunidade Central (05/08/2014) No dia 05 de agosto, às 19h30min, foi realizada na Catedral a quinta reunião da Comunidade Central do ano de 2014. Esta reunião contou com a presença de 34

Leia mais

27 de dezembro de 2015 JUBILEU DA FAMILIA SUBSIDIOS PARA A PASSAGEM DA PORTA SANTA

27 de dezembro de 2015 JUBILEU DA FAMILIA SUBSIDIOS PARA A PASSAGEM DA PORTA SANTA 27 de dezembro de 2015 JUBILEU DA FAMILIA SUBSIDIOS PARA A PASSAGEM DA PORTA SANTA [Este subsídio destina-se a ser usado por uma família durante o curto percurso de entrada para a Porta Santa. Dependendo

Leia mais

Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst. O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares

Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst. O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares Carta Pastoral dirigida às igrejas da diocese de Rotemburgo-Estugarda na Quaresma Pascal de 2015 Bispo Sr. Dr.

Leia mais

MISSA DE ABERTURA DA CATEQUESE

MISSA DE ABERTURA DA CATEQUESE MISSA DE ABERTURA DA CATEQUESE XXV domingo do tempo comum 23/09/2012 Igreja de Cedofeita ENTRADA Eu vi meu Deus e Senhor, aleluia, aleluia. Cantai ao amor, cantai, aleluia, aleluia. ADMONIÇÃO DE ENTRADA

Leia mais

CELEBRAÇÃO DA FESTA DA PALAVRA

CELEBRAÇÃO DA FESTA DA PALAVRA PARÓQUIA DE SANTA MARIA DE BORBA CELEBRAÇÃO DA FESTA DA PALAVRA Feliz o homem que ama a Palavra do Senhor e Nela medita dia e noite (Sl 1, 1-2) 4º ANO da CATEQUESE 17 de Janeiro de 09 ENTRADA PROCESSIONAL

Leia mais

ATRAINDO E MANTENDO A MULTIDÃO

ATRAINDO E MANTENDO A MULTIDÃO ATRAINDO E MANTENDO A MULTIDÃO ANOTAÇÕES Como Planejar Um Culto Sensível Aos Não-crentes INTRODUÇÃO Uma das características do ministério de Jesus é que ele atraía muitas pessoas A Bíblia diz que "Numerosas

Leia mais

20ª Hora Santa Missionária

20ª Hora Santa Missionária 20ª Hora Santa Missionária Tema: Missão é Servir Lema: Quem quiser ser o primeiro seja servo de todos Preparação do ambiente: cartaz do Mês missionário, Bíblia e fitas nas cores dos continentes, cruz e

Leia mais

PARÓQUIA SÃO MATEUS CALENDÁRIO 2014

PARÓQUIA SÃO MATEUS CALENDÁRIO 2014 Dia Dia da JANEIRO COM MARIA CONSTRUIR A PAZ 31 MISSA NA SÃO MATEUS 20H 01 Quarta SOLENIDADE DA SANTA MÃE DE DEUS, MARIA/ MISSA NA CAPELA SANTO ANTONIO 10H 2 MISSA NA SÃO MATEUS 19H30 3 HORARIO NORMAL

Leia mais

CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo. CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo

CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo. CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo Tens uma tarefa importante para realizar: 1- Dirige-te a alguém da tua confiança. 2- Faz a pergunta: O que admiras mais em Jesus? 3- Regista a resposta nas linhas.

Leia mais

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER INTRODUÇÃO: Qualquer que seja meu objetivo, ler é a atividade básica do aprendizado. Alguém já disse: Quem sabe ler, pode aprender qualquer coisa. Se quisermos estudar a Bíblia,

Leia mais

Capitulo 3 ESPIRITUALIDADE DA RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA

Capitulo 3 ESPIRITUALIDADE DA RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA Capitulo 3 ESPIRITUALIDADE DA RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA Deus nos alerta pela profecia de Oséias de que o Povo dele se perde por falta de conhecimento. Cf. Os 4,6 1ª Tm 4,14 Porque meu povo se perde

Leia mais

Bíblia Sagrada N o v o T e s t a m e n t o P r i m e i r a E p í s t o l a d e S ã o J o ã o virtualbooks.com.br 1

Bíblia Sagrada N o v o T e s t a m e n t o P r i m e i r a E p í s t o l a d e S ã o J o ã o virtualbooks.com.br 1 Bíblia Sagrada Novo Testamento Primeira Epístola de São João virtualbooks.com.br 1 Capítulo 1 1 O que era desde o princípio, o que temos ouvido, o que temos visto com os nossos olhos, o que temos contemplado

Leia mais

HOMILIA: A CARIDADE PASTORAL A SERVIÇO DO POVO DE DEUS (1 Pd 5,1-4; Sl 22; Mc 10, 41-45) Amados irmãos e irmãs na graça do Batismo!

HOMILIA: A CARIDADE PASTORAL A SERVIÇO DO POVO DE DEUS (1 Pd 5,1-4; Sl 22; Mc 10, 41-45) Amados irmãos e irmãs na graça do Batismo! HOMILIA: A CARIDADE PASTORAL A SERVIÇO DO POVO DE DEUS (1 Pd 5,1-4; Sl 22; Mc 10, 41-45) Amados irmãos e irmãs na graça do Batismo! A vida e o ministério do padre é um serviço. Configurado a Jesus, que

Leia mais

No princípio era aquele que é a Palavra... João 1.1 UMA IGREJA COM PROPÓSITOS. Pr. Cristiano Nickel Junior

No princípio era aquele que é a Palavra... João 1.1 UMA IGREJA COM PROPÓSITOS. Pr. Cristiano Nickel Junior No princípio era aquele que é a Palavra... João 1.1 UMA IGREJA COM PROPÓSITOS Pr. Cristiano Nickel Junior O propósito é que a Igreja seja um exército com bandeiras Martyn Lloyd-Jones No princípio era aquele

Leia mais

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO SOBRE NÓS FAZEI BRILHAR O ESPLENDOR DE VOSSA FACE! 3 º DOMINGO DA PÁSCOA- ANO B 22 DE ABRIL DE 2012 ANIM: (Saudações espontâneas)

Leia mais

"Maria!"! !!!!!!!! Carta!de!Pentecostes!2015! Abade!Geral!OCist!

Maria!! !!!!!!!! Carta!de!Pentecostes!2015! Abade!Geral!OCist! CartadePentecostes2015 AbadeGeralOCist "Maria" Carissimos, vos escrevo repensando na Semana Santa que passei em Jerusalém, na Basílica do Santo Sepulcro, hóspede dos Franciscanos. Colhi esta ocasião para

Leia mais

UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL.

UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL. UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL. Como sabemos o crescimento espiritual não acontece automaticamente, depende das escolhas certas e na cooperação com Deus no desenvolvimento

Leia mais

Catecumenato Uma Experiência de Fé

Catecumenato Uma Experiência de Fé Catecumenato Uma Experiência de Fé APRESENTAÇÃO PARA A 45ª ASSEMBLÉIA DA CNBB (Regional Nordeste 2) www.catecumenato.com O que é Catecumenato? Catecumenato foi um método catequético da igreja dos primeiros

Leia mais

A Apostolicidade da Fé

A Apostolicidade da Fé EMBARGO ATÉ ÀS 18H30M DO DIA 10 DE MARÇO DE 2013 A Apostolicidade da Fé Catequese do 4º Domingo da Quaresma Sé Patriarcal, 10 de Março de 2013 1. A fé da Igreja recebemo-la dos Apóstolos de Jesus. A eles

Leia mais

Após as festas do Natal, em que celebramos o mistério da infância de Jesus, a liturgia nos introduz no mistério da sua vida pública.

Após as festas do Natal, em que celebramos o mistério da infância de Jesus, a liturgia nos introduz no mistério da sua vida pública. Após as festas do Natal, em que celebramos o mistério da infância de Jesus, a liturgia nos introduz no mistério da sua vida pública. No BATISMO DE JESUS, no Rio Jordão, revela-se o Filho amado de Deus,

Leia mais

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal Personal Commitment Guide Guia de Compromisso Pessoal Nome da Igreja ou Evento Nome do Conselheiro Telefone 1. Salvação >Você já atingiu um estágio na vida em que você tem a certeza da vida eterna e que

Leia mais

A Santa Sé ENCONTRO COM OS JOVENS DE ROMA E DO LÁCIO EM PREPARAÇÃO À JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE DIÁLOGO DO PAPA BENTO XVI COM OS JOVENS

A Santa Sé ENCONTRO COM OS JOVENS DE ROMA E DO LÁCIO EM PREPARAÇÃO À JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE DIÁLOGO DO PAPA BENTO XVI COM OS JOVENS A Santa Sé ENCONTRO COM OS JOVENS DE ROMA E DO LÁCIO EM PREPARAÇÃO À JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE DIÁLOGO DO PAPA BENTO XVI COM OS JOVENS Quinta-feira, 25 de Março de 2010 (Vídeo) P. Santo Padre, o jovem

Leia mais

NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS

NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS Pe. Nilton César Boni, cmf NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS EDITORA AVE-MARIA Apresentação Aos membros da família cristã podem aplicar-se de modo particular as palavras com que Cristo promete a sua

Leia mais

igrejabatistaagape.org.br [1] Deus criou o ser humano para ter comunhão com Ele, mas ao criá-lo concedeu-lhe liberdade de escolha.

igrejabatistaagape.org.br [1] Deus criou o ser humano para ter comunhão com Ele, mas ao criá-lo concedeu-lhe liberdade de escolha. O Plano da Salvação Contribuição de Pr. Oswaldo F Gomes 11 de outubro de 2009 Como o pecado entrou no mundo e atingiu toda a raça humana? [1] Deus criou o ser humano para ter comunhão com Ele, mas ao criá-lo

Leia mais

Nº 03 - Setembro/2007

Nº 03 - Setembro/2007 Nº 03 - Setembro/2007 Setembro - Mês da Bíblia Deus viu quanto havia feito e era muito bom Gn 1,31. Por que a Igreja coloca o mês de setembro como Mês da Bíblia, se todos os dias do Ano devem ser Bíblicos?

Leia mais

7 E o Espírito é o que dá testemunho, porque o Espírito é a verdade. 8 Porque três são os que dão testemunho: o Espírito, e a água, e o sangue; e

7 E o Espírito é o que dá testemunho, porque o Espírito é a verdade. 8 Porque três são os que dão testemunho: o Espírito, e a água, e o sangue; e I João 1 1 O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que contemplamos e as nossas mãos apalparam, a respeito do Verbo da vida 2 (pois a vida foi manifestada, e nós

Leia mais

Instituição e Renovação de Ministérios Extraordinários na Diocese

Instituição e Renovação de Ministérios Extraordinários na Diocese Instituição e Renovação de Ministérios Extraordinários na Diocese 1. RITO DE INSTITUIÇÃO DOS MINISTROS(AS) DA COMUNHÃO Diácono: Queiram levantar-se os que receberão o mandato de Ministros Extraordinários

Leia mais

JANEIRO Escola para formadores

JANEIRO Escola para formadores JANEIRO Escola para formadores De 02 a 28, as Irmãs da casa de formação, tiveram a oportunidade de participar da escola para formadores. A mesma é promovida pela Associação Transcender, com sede em São

Leia mais

A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO. Romanos 15:13

A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO. Romanos 15:13 A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO Romanos 15:13 - Ora o Deus de esperança vos encha de toda a alegria e paz em crença, para que abundeis em esperança pela virtude do Espírito Santo. Só Deus pode nos dar uma

Leia mais

Perfil da Igreja que possui maturidade

Perfil da Igreja que possui maturidade Perfil da Igreja que possui maturidade TEXTO BÍBLICO BÁSICO Atos 2.7-45 7 - E, ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração, e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, homens irmãos?

Leia mais

Apostila de Fundamentos. Arrependimento. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados...

Apostila de Fundamentos. Arrependimento. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados... Apostila de Fundamentos Arrependimento Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados... (Atos 3:19) A r r e p e n d i m e n t o P á g i n a 2 Arrependimento É muito importante

Leia mais

Preparar o ambiente com Bíblia, Cruz, velas, fotos e símbolos missionários. 1. ACOLHIDA

Preparar o ambiente com Bíblia, Cruz, velas, fotos e símbolos missionários. 1. ACOLHIDA Preparar o ambiente com Bíblia, Cruz, velas, fotos e símbolos missionários. 1. ACOLHIDA Animador(a): Neste ano, em preparação para as comemorações de seu Centenário, a Diocese de Guaxupé iniciou, na quinta-feira

Leia mais

A Unidade de Deus. Jesus Cristo é o Único Deus. Pai Filho Espírito Santo. Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz?

A Unidade de Deus. Jesus Cristo é o Único Deus. Pai Filho Espírito Santo. Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz? A Unidade de Deus Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz? Vejamos a seguir alguns tópicos: Jesus Cristo é o Único Deus Pai Filho Espírito Santo ILUSTRAÇÃO Pai, Filho e Espírito

Leia mais

Lição 9 Completar com Alegria

Lição 9 Completar com Alegria Lição 9 Completar com Alegria A igreja estava cheia. Era a época da colheita. Todos tinham trazido algo das suas hortas, para repartir com os outros. Havia muita alegria enquanto as pessoas cantavam louvores

Leia mais

Ata do Lançamento do Ano Pastoral FAMÍLIA SALESIANA 2015/2016

Ata do Lançamento do Ano Pastoral FAMÍLIA SALESIANA 2015/2016 Ata do Lançamento do Ano Pastoral FAMÍLIA SALESIANA 2015/2016 Aos dezanove dias do mês de Setembro de dois mil e quinze realizou-se em Fátima, na Casa Nossa Senhora do Carmo, o encontro de apresentação

Leia mais

Intercessão. Missionária. Como e Por que Interceder por Missões

Intercessão. Missionária. Como e Por que Interceder por Missões Intercessão Missionária Como e Por que Interceder por Missões A Importância da Intercessão por Missões - Estamos em uma guerra Há necessidade de intercessores! - Nossa guerra não é pelo controle político

Leia mais

TUDO COMEÇOU... Após alguns meses...

TUDO COMEÇOU... Após alguns meses... TUDO COMEÇOU... Muitas pessoas participaram pra que a igreja São José Operário existisse, no início a irmã Catarina saiu de casa em casa convidando os moradores do bairro pra participar de um culto dominical,

Leia mais

Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011

Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011 Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011 27ºDOMINGO DO TEMPO COMUM (02/10/11) Parábola dos Vinhateiros Poderia ser feito um mural específico para esta celebração com uma das frases: Construir a Igreja

Leia mais