Reconhecimento de Curso EAD. Curso. Finalizada 188-Instrumento de reconhecimento de cursos de graduação: bacharelado e licenciatura EAD.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Reconhecimento de Curso EAD. Curso. Finalizada 188-Instrumento de reconhecimento de cursos de graduação: bacharelado e licenciatura EAD."

Transcrição

1 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: Código MEC: Código da Avaliação: Ato Regulatório: Categoria Módulo: Status: Intrumento: Tipo de Avaliação: Nome/Sigla da IES: Reconhecimento de Curso EAD Curso Finalizada 188-Instrumento de reconhecimento de cursos de graduação: bacharelado e licenciatura EAD Avaliação de Regulação UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA - UFJF Endereço da IES: JUIZ DE FORA - Campus Universitário, s/n Martelos. Juiz de Fora - MG. CEP: Curso(s) / Habilitação(ões) sendo avaliado(s): Administração Informações da comissão: N de Avaliadores: 2 Data de Formação: Período de Visita: 22/06/ :26:23 06/11/2011 a 09/11/2011 Situação: Visita Concluída Avaliadores "ad-hoc": (Mauro Maia Laruccia) -> coordenador(a) da comissão (Dario de Oliveira Lima-Filho) CONTEXTUALIZAÇÃO Instituição: A UFJF foi criada em 1960, por ato do então presidente Juscelino Kubitschek. É mantida com recursos da União, através do Ministério da Educação (MEC). A formação da IES se deu com a agregação de estabelecimentos de ensino superior de Juiz de Fora, reconhecidos e federalizados. Naquele momento, a Universidade oferecia os cursos de Engenharia, Medicina, Ciências Econômicas, Direito, Farmácia e Odontologia. Tempos depois, foram também vinculados os cursos de Geografia, Letras, Filosofia, Ciências Biológicas, Ciências Sociais e História.

2 Em 1969, foi construída a Cidade Universitária, a fim de concentrar os cursos em um único local. Os cursos de Licenciatura foram distribuídos entre as diversas unidades do campus. Na década de 1970, com a Reforma Universitária, a UFJF passou a contar com três institutos básicos: Instituo de Ciências Exatas (ICE), Instituto de Ciências Biológicas (ICB) e Instituo de Ciências Humanas e Letras (ICHL). Em 1999 foi criado o Centro de Ciências da Saúde (CCS), onde passaram a funcionar os cursos de Enfermagem, Fisioterapia e Medicina. Segundo o PDI 2009/2013, hoje a UFJF conta com 18 unidades acadêmicas, oferece 31 cursos de graduação, 64 cursos de especialização e residência, 21 mestrados e 7 Doutorados. Recentemente foi criada a Faculdade de Administração e Ciências Contábeis, a partir do desmembramento da Faculdade de Economia e Administração, que abriga os cursos EaD na área de Administração. Além dos cursos oferecidos pela UFJF nas modalidades de graduação e pós-graduação, a IES, em parceria com governos municipais, estadual e federal, desenvolve o programa de Educação a Distância (EaD), visando a universalização e democratização do acesso ao conhecimento. Em um esforço de unir o ensino, a pesquisa e a extensão, a UFJF desenvolve vários projetos junto à comunidade externa, o que reforça sua imagem de Instituição comprometida com o desenvolvimento, da educação e da sociedade. Os documentos analisados revelam como missão da IES mobilizar e disponibilizar os diferentes saberes para a promoção do desenvolvimento regional, considerando a vocação e as peculiaridades da Zona da Mata Mineira, contribuindo, também, para a base do desenvolvimento nacional, mantendo o compromisso com a preservação dos valores éticos, políticos, culturais, sociais e ambientais de uma sociedade pluralista, democrática e republicana com a participação e fomentação do desenvolvimento científico e tecnológico regional e nacional, responsabilizando-se pela formação de cidadãos em todos os níveis de formação, em especial de capital humano voltado para ações no ensino, na pesquisa e na extensão. Tem como metas primordiais a busca da excelência na formação acadêmica e o estabelecimento do intercâmbio entre a instituição e a sociedade, em um exercício de contribuição mútua através da troca de saberes. A UFJF tem hoje um papel importante na cidade de Juiz de Fora, na zona da Mata Mineira e vertentes, constituindo-se em referência para a formação de profissionais, desenvolvimento e inovação de tecnologias, pesquisa, extensão e prestação de serviços, principalmente, nas áreas tecnológicas, saúde e educação. A IES está localizada na cidade de Juiz de Fora, centro de influência e cidade-polo da Zona da Mata mineira. Sua localização privilegiada, entre três capitais (a 270km de Belo Horizonte, a 180km do Rio de Janeiro e a 480km de São Paulo), a coloca como alvo estratégico do turismo de eventos e negócios. Além disso, a presença da UFJF em Juiz de Fora, torna-a referência na formação de capital humano altamente qualificado nas áreas da Educação, Saúde e Tecnologia. Curso: A UFJF, integrando uma rede de 18 IES federais e 7 IES estaduais, em parceria com a SEED/MEC e Banco do Brasil, criou em 2006 o Curso de Bacherelado em Administração, modalidade a distância, como uma proposta inovadora, denominado Projeto Piloto. Posteriormente, ofereceu um novo curso de Bacharelado em Administração (atual) agora vinculado ao programa Universidade Aberta do Brasil UAB/MEC, chamado de UAB I. Este projeto obedece ao que dispõem o Decreto nº 707, de 23 de fevereiro de 2006, o qual instituiu a Política e as Diretrizes para o Desenvolvimento de Pessoal da Administração Pública Federal direta, autarquia e fundacional, e regulamenta dispositivos da Lei Nº 8.112, de 11 de dezembro de A UFJF já oferece o Curso de Bacharelado em Administração, modalidade

3 presencial reconhecido pela portaria 1703, de 17 de novembro de 1992, e o desafio pela opção da modalidade a distância se deve não só pela necessidade de atender aos estudantes residentes em regiões sem instituições de ensino superior (dimensão espacial), mas, também, para profissionais em serviço que necessitam de formação em nível universitário, incluindo-se aí a formação dos servidores públicos, uma das metas do Governo Federal, e muitas vezes não dispõe do tempo necessário para cursar faculdade nos horários convencionais (dimensão temporal). Desta forma, a UFJF está inserida no rol de Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) qualificadas para oferecer um curso de Administração à distância capaz de satisfazer plenamente às demandas das suas múltiplas partes interessadas. A carga horária total do curso é de horas, integralizadas em quatro núcleos, obedecendo o que preconiza as Diretrizes Curriculares dos Cursos de Graduação em Administração (Resolução 4, de 13 de julho de 200): Núcleo 1 Estudos de Formação Básica; Núcleo 2 Estudos de Formação Profissional e de Ciência Aplicada à Administração (inclusive TCC); Núcleo 3 Estudos de Formação Complementar; Núcleo 4 Estudos Quantitativos e suas Tecnologias. Estes quatro núcleos são essenciais ao Curso de Bacharelado em Administração, uma vez que englobam a formação conceitual, profissional, complementar e suas tecnologias. A metodologia adotada para a aplicação dos Módulos é da seguinte forma: Dois módulos anuais, sendo um por semestre. Os estudos são independentes e têm como referência básica o material impresso, o ambiente virtual de aprendizagem e o sistema de acompanhamento. O PPC não prevê Estágio Supervisionado Obrigatório, até porque não há exigência do mesmo nas DCN (artigo 7º da Resolução - Parecer CES/CNE no 023/200). No entanto, consta Trabalho de Curso (TCC), sendo que o mesmo é feito com rigor científico que um trabalho acadêmico merece, conforme constatou estes avaliadores. Outro destaque no PPC são nove disciplinas de Seminários Temáticos - que usa a transversalidade - e objetiva a ajudar o estudante a construir o seu conhecimento a partir da teoria, da sua experiência pessoal e profissional e contextualizado na sua própria realidade (cidade, bairro). O presente Curso de Administração EaD (UAB I) teve 10 estudantes matriculados inicialmente distribuídos em 6 Pólos UAB em MG: Bicas, Boa Esperança, Ilicinea, Pescador e Salinas. Atualmente, segundo a coordenação há cerca de 100 estudantes freqüentando o curso. SÍNTESE DA AÇÃO PRELIMINAR À AVALIAÇÃO Síntese da ação preliminar à avaliação: A Comissão de Avaliação, no período que antecedeu a avaliação in loco, analisou a documentação constante no e-mec - PDI/PPC, Regimento Interno - e estabeleceu uma agenda de trabalho. Percebeu-se que a UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA (UFJF) se propõe, dentre outros objetivos, a propiciar uma formação e atuação acadêmicas que valorizem o desenvolvimento cientifico, sócio-econômico, político e cultural do país. A região geográfica em que se encontra inserida a instituição, na cidade de Juiz de Fora (MG), está em desenvolvimento no que diz respeito ao fomento e desenvolvimento de ações educacionais. O PDI/PPC, avaliados apresentam coerência com o que preceitua o Decreto.773/2006. A princípio a justificativa apresentada para o reconhecimento de curso na modalidade a distância é procedente, tomando por base os documentos e as entrevistas realizadas in loco, conforme o PDI/PPC, e solicitações iniciais protocoladas sob n.º

4 DOCENTES Nome do Docente Titulação Regime Trabalho Vínculo Empregatício Tempo de vínculo initerrupto do docente com o curso Anderson Lopes Belli Castanha Doutorado Integral Estatutário 128 Mês(es) Anderson Rocha Valverde Mestrado Integral Estatutário 189 Mês(es) Angelo Cardoso Pereira Mestrado Integral Estatutário 161 Mês(es) ANTONIO FERNANDO DE CALTRO ALVES Mestrado Integral Estatutário 197 Mês(es) BERALDO Barbara Stella Oliveira Rocha Mestrado Integral Estatutário 13 Mês(es) Clesiane de Oliveira Mestrado Integral Estatutário 37 Mês(es) Euler David de Siqueira Doutorado Integral Estatutário 88 Mês(es) Fernanda Cláudia Alves Campos Doutorado Integral Estatutário 388 Mês(es) Gilmar José dos Santos Doutorado Integral Estatutário 4 Mês(es) GLAUKER MENEZES AMORIM Mestrado Parcial Outro 209 Mês(es) Helena Da Motta Salles Doutorado Integral Estatutário 364 Mês(es) Ilaim Costa Júnior Doutorado Integral Estatutário 48 Mês(es) Ismael Silveira Filho Especialização Parcial Outro 0 Mês(es) JOSE ANTONIO ARAVENA REYES Doutorado Integral Estatutário 10 Mês(es) JOSE HUMBERTO VIANA LIMA JUNIOR Doutorado Integral Estatutário 218 Mês(es) LÉLIO MOURA LOURENÇO Doutorado Integral Estatutário 0 Mês(es) LUIZ ANTONIO Doutorado BARROSO RODRIGUES Integral Estatutário 10 Mês(es) MÁRCIO DE OLVEIRA Mestrado Parcial Estatutário 0 Mês(es) MARCOS TANURE SANÁBIO Doutorado Integral Estatutário 218 Mês(es) MARCUS VINÍCIUS DAVID Doutorado Integral Estatutário 166 Mês(es) PAULO ROBERTO RUFINO PEREIRA Especialização Integral Estatutário 0 Mês(es) REGINA COELI BARBOSA PEREIRA Doutorado Integral Estatutário 236 Mês(es) RICARDO RODRIGUES SILVEIRA DE Mestrado Integral Estatutário 101 Mês(es)

5 MENDONÇA RODRIGO OLIVEIRA DA SILVA WAGNER DE SOUZA CAMPOS Graduação Integral Outro 23 Mês(es) Graduação Integral Estatutário 30 Mês(es) CATEGORIAS AVALIADAS Dimensão 1: Organização didático-pedagógica 1.1. Implementação das políticas institucionais constantes do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), no âmbito do curso Autoavaliação do curso Atuação do coordenador do curso Objetivos do curso (destaque) Perfil do egresso Número de vagas (específico EAD) Conteúdos curriculares (destaque) 1.8. Metodologia Familiarização com a metodologia em EAD/Programa de nivelamento/outros (específico EAD) Estímulo a atividades acadêmicas Estágio supervisionado e prática profissional Atividades complementares Atividades de tutoria Tecnologias de informação e comunicação no processo ensinoaprendizagem 1.1. Material didático institucional impresso (ou em outro formato) (destaque) Efetividade na utilização dos mecanismos gerais de interação entre docentes, tutores e estudantes Coerência dos procedimentos de avaliação dos processos de ensinoaprendizagem com a concepção do curso na modalidade EAD Sistema de avaliação proposto para a verificação de desempenho dos estudantes (destaque) CONSIDERAÇÕES SOBRE A DIMENSÃO 1 Existe plena articulação entre a gestão institucional e a gestão do curso, bem como as políticas institucionais para o curso estão plenamente implementadas com mecanismos de autoavaliação suficientes. Existe plena dedicação à gestão do curso e comprometimento com o PPC. O curso demonstra pleno atendimento aos objetivos e compromissos propostos. Bem como, demonstra pleno atendimento ao perfil do egresso proposto definido no PPP. O número de vagas atende plenamente à dimensão do corpo docente, tutores e de infraestrutura, especialmente, as relacionadas ao atendimento aos estudantes, nos polos de apoio presencial. Os conteúdos curriculares são relevantes, atualizados e coerentes. Verifica-se excelente 4 3 3

6 dimensionamento da carga horária para o seu desenvolvimento complementado por atividades extraclasses definidas de forma excelente com o processo de formação. A metodologia no desenvolvimento das atividades está plenamente comprometida com o desenvolvimento do espírito científico e com a formação de sujeitos. O curso oferece de forma suficiente o conteúdo para a formação do estudante com a metodologia da educação a distância, com programa de nivelamento. Além disso, em reunião com os alunos, foi constatado que para as disciplinas de base quantitativa, os alunos receberam apoio extraclasse com atividades de nivelamento em cada conteúdo que envolve a relação entre o Professor responsável e seus Tutores. Existe pleno estímulo aos discentes para a realização de atividades acadêmicas e eventos complementares, bem como à participação em eventos externos com divulgação, preparação e apoio conforme confirmado por meio dos certificados participação e relatos dos alunos. O TCC consta da matriz curricular do curso e está programado para que seja realizado nos dois (2) últimos anos do curso. Além disso, os locais utilizados são adequados e a supervisão é realizada plenamente, conforme observado nos documentos e nas entrevistas com os alunos. São abordados, de forma plena, nas atividades complementares, temas pertinentes e complementares ao curso, assim como temas transversais, conforme constatado nas entrevistas com os alunos, os professores e os tutores. A tutoria é desenvolvida de forma excelente nas atividades presenciais e a distância do curso tendo em vista o comprometimento com a interdisciplinaridade, o desenvolvimento do espírito científico e a formação para a cidadania. Além disso, foi constatado in loco, que a equipe de tutoria recebe capacitação permanente para oferecer atendimento de excelência. As TICs propostas, basicamente o Moodle, são satisfatoriamente utilizadas e compatíveis ao curso, às disciplinas e às necessidades de professores, tutores, técnicos e estudantes. Utiliza satisfatoriamente o material didático que atenda especificidades da modalidade de EAD, e os materiais educacionais são utilizados com satisfatória abordagem interdisciplinar e contextualizados com a integração dos conteúdos ofertados no âmbito do curso. Foi constatado in loco, conforme relatos que são construídas levando-se em consideração os conteúdos curriculares de forma satisfatória, pois a UFJF, ainda, apresenta acesso limitado à Internet que reduzo escopo das TIC s. Foi constatado in loco, que o material didático impresso está acessível aos estudantes, é plenamente satisfatório em relação à abrangência e profundidade de abordagem dos conteúdos e atende de forma excelente às especificidades de EAD. Constatado, ainda, que as formas de interação entre docentes, tutores e estudantes atendem de forma excelente às propostas no curso. A avaliação do ensino-aprendizagem e a metodologia de avaliação são de forma excelente. A avaliação presencial é composta de pelo menos, 70% da pontuação total e, pelo menos, 70% constitui-se como produção textual, com a suficiente participação dos docentes responsáveis na análise da produção do estudante com procedimentos para garantir a autoria do estudante. Conceito da Dimensão 1 4 Dimensão 2: Corpo social 2.1. Composição do NDE (Núcleo Docente Estruturante) Titulação e formação acadêmica do NDE 2.3. Regime de trabalho do NDE 2.4. Titulação e formação do coordenador do curso Regime de trabalho do coordenador do curso (específico EAD) Composição e funcionamento do colegiado de curso ou equivalente Titulação acadêmica dos docentes (específico EAD) (destaque) 3

7 2.8. Regime de trabalho do corpo docente (destaque) 2.9. Tempo de experiência de magistério superior ou experiência do corpo docente Relação docentes (equivalente 40h em dedicação à EAD) por estudante (específico EAD) (destaque) Número médio de disciplinas por docente Pesquisa e produção científica Formação e experiência do coordenador do curso em EAD Qualificação/Experiência do corpo docente em EAD (destaque) 2.1. Formação e titulação do corpo de tutores Qualificação/experiência do corpo de tutores em EAD Regime de trabalho do corpo de tutores Relação docentes e tutores - presenciais e a distância (todos equivalentes 40h de dedicação à EAD) por estudante (destaque) CONSIDERAÇÕES SOBRE A DIMENSÃO 2 Esta dimensão, de um modo geral, está bem estruturada na IES, com alguns componentes obtendo conceito muito bom. Por exemplo, 3% do corpo docente tem mais de três anos de experiência em EaD. Outro ponto de destaque é que 44% dos tutores possuem título stricto sensu. No entanto, alguns componentes merecem comentários devido à deficiência encontrada: 1) NDE: apesar de estar estruturado como orienta a legislação, o NDE foi constituído recentemente (maio de 2011) e ainda está em fase de implantação, conforme informação da coordenação do curso; 2) Pesquisa e produção científica: este é um componente que apresenta deficiência, pois não há cultura de envolvimento de professores e estudantes em atividades de pesquisa; segundo a coordenação isso se deve em razão de a Faculdade de Administração e Ciências Contábeis não contar com programa de pós-graduação, projeto (APCN) que se encontra em fase de elaboração; 3) Regime de trabalho dos tutores: todos os tutores (presenciais e a distância) trabalham em regime de 20h semanais percebendo bolsa do FNDE/UAB; de acordo com a coordenação, o regime de trabalho fixado pela UAB é de 20h, não podendo o tutor receber duas bolsas para se dedicar 40 h semanais. Conceito da Dimensão 2 4 Dimensão 3: Instalações físicas 3.1. Sala(s) para docentes/tutores/reuniões Registros acadêmicos Acervos da bibliografia básica (específico EAD) (destaque) Livros da bibliografia complementar Periódicos especializados, indexados e correntes 3.6. Laboratórios especializados - infraestrutura e serviços (destaque) 3.7. Utilização de biblioteca virtual CONSIDERAÇÕES SOBRE A DIMENSÃO 3 As salas para docentes/tutores/reuniões estão equipadas e atendem plenamente aos requisitos de dimensão, limpeza, iluminação, acústica, ventilação, conservação e comodidade necessária à atividade desenvolvida. Os registros acadêmicos são informatizados e efetivamente implantados, com pleno acesso aos

8 dados e informações do corpo docente, de tutores e de discentes e com garantia de atualização, confiabilidade e correção. Em todos os pólos há biblioteca física com infraestrutura mínima, mas o acervo de livros, sobretudo de livros-textos (3 titulos pelos menos) é deficiente. A IES fornece a cada estudante um livro-texto por disciplina gratuitamente e baseia o curso nessas obras, indicando outros livros suplementares. A constituição do acervo é de responsabilidade do UAB/CAPES e das prefeituras municipais (mantenedoras dos pólos). Foi observado que as assinaturas de periódicos especializados, indexados e correntes, sob a forma impressa ou informatizada, estão atualizados em sua maioria nos últimos três anos, abrangem as principais áreas temáticas e estão distribuídos entre as principais áreas do curso. O laboratórios de informática existentes nos pólos são atualizados tecnologicamente e atendem, de forma saatisfatória às demandas dos estudantes. Foi constatado que a biblioteca virtual atende de modo excelente, às condições necessárias para garantir a acessibilidade de todos os estudantes à bibliografia disponível em ambiente virtual, incluído necessariamente o acesso e disponibilidade de uso de computadores conectados à Internet banda larga no pólo. Conceito da Dimensão 3 4 Dimensão 4: Requisitos legais e normativos 4.1. Coerência dos conteúdos curriculares com as DCN Sim A estrutura curricular é coerente com as DCN e está dividido quatro núcleos de formação: Estudos de Formação Básica (31%), Estudos de Formação Profissional e de Ciência Aplicada à Administração (44%), Estudos de Formação Complementar (16%) e Estudos Quantitativos e suas Tecnologias (9%) Estágio supervisionado Não O PPC não prevê Estágio Obrigatório, uma vez que as DCN não obriga a inclusão dessa atividade no PPC Disciplina obrigatória/optativa de Libras (Dec. nº.626/200) Não 4.4. Carga horária mínima e tempo mínimo de integralização (Bacharelado: Parecer CNE/CES 08/2007 e Resolução CNE/CES 02/2007); Sim Licenciatura:Parecer CNE/CP 28/2001 e Resolução CNE/CP 02/2002; Pedagogia: Resolução CNE/CES 01/2006). O curso possui carga horária de horas incluindo o TCC. 4.. Condições de acesso para pessoas com deficiência e/ou mobilidade reduzida (Dec..296/2004, com prazo de implantação das condições até dezembro de Sim 2008). dd 4.6. Trabalho de Conclusão de Curso TCC (consoante com as Diretrizes Sim Curriculares Nacionais de cada curso) 4.7. Art. 66. A preparação para o exercício do magistério superior far-se-á em nível de pós-graduação, prioritariamente em programas de mestrado e Sim doutorado. Parágrafo único. O notório saber, reconhecido por universidade com curso de doutorado em área afim, poderá suprir a exigência de título

9 acadêmico. (Art. 66 da LDB) A composição do corpo docente do curso é o seguinte: Doutor (38,2%), Mestre (47,0%) e Especialista (14,7%) 4.8. Realização de atividades presenciais obrigatórias nos pólos de apoio presencial. Há tres encontros presenciais obrigatórios no semestre com a presença de professores, com a seguinte finalidade: apresentação do conteúdo-resumo de cada disciplina (bimestrais) e avaliação (prova). Além disso, há um tutor em cada pólo que disponibiliza entre 10 e 20 horas no pólo para atendimento de estudant Laboratórios especializados (de ensino), quando for o caso. NSA O único laboratório exigido para o curso é o de informática, que já está computado no item Regime de parceria para oferta de curso (Dec. 622/200). Sim Os pólos são mantidos pelas Prefeituras Municipais no que tange aos serviços auxiliares e à disponibilização de infraestrutura física. CONSIDERAÇÕES SOBRE A DIMENSÃO 4 Trata-se de curso com uma única entrada (2007), por meio de edital UAB I - CAPES/MEC e que está em fase de conclusão. Na presente dimensão há quatro componentes que merecem observação: 1) o PPC não prevê Estágio Supervisionado Obrigatório, até porque não há exigência do mesmo nas DCN (artigo 7º da Resolução - Parecer CES/CNE no 023/200). No entanto, consta Trabalho de Curso (TCC), sendo que o mesmo é feito com rigor científico que um trabalho acadêmico merece; 2) disciplina de Libras: não está prevista no PPC nem como obrigatória nem como optativa. Segundo a coordenação, como o curso está em fase de conclusão a IES decidiu não incluir neste curso, mas já o fez para outros, como Bacharelado em Administração Pública (PNAP/UAB), modalidade a distância; 3) fato importante é a existência da disciplina Educação a Distância (EaD), que é a primeira disciplina ministrada no curso; e 4) por último, há no PPC nove disciplinas de Seminários Temáticos - que usa a transversalidade - e objetiva a ajudar o estudante a construir o seu conhecimento a partir da teoria, da sua experiência pessoal e profissional e contextualizado na sua própria realidade (cidade, bairro). Conceito da Dimensão 4 NAC Considerações finais da comissão de avaliadores e Conceito final da Avaliação: CONSIDERAÇÕES FINAIS DA COMISSÃO DE AVALIADORES Esta comissão tendo realizado as considerações sobre cada uma das três dimensões avaliadas e sobre os requisitos legais, todas integrantes deste relatório, atribuiu, em consequência, os seguintes conceitos por Dimensão: DIMENSÃO CONCEITO Dimensão 1: 4 Dimensão 2: 4 Dimensão 3: 4 Em razão do acima exposto e considerando ainda os referenciais de qualidade dispostos na legislação vigente, nas diretrizes da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior- CONAES e neste instrumento de avaliação, este Curso de Graduação em Administração, modalidade a distância, apresenta um perfil BOM de qualidade. CONCEITO FINAL Sim

10 4

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação Bacharelados, Licenciaturas e Cursos Superiores de Tecnologia (presencial e a distância)

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação Bacharelados, Licenciaturas e Cursos Superiores de Tecnologia (presencial e a distância) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior Sinaes

Leia mais

O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO

O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO Portaria nº 808, de 8 de junho de 00. Aprova o instrumento de avaliação para reconhecimento de Cursos Pedagogia, no âmbito do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - SINAES. O MINISTRO DE

Leia mais

D I R E I T O SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES AUTORIZAÇÃO

D I R E I T O SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES AUTORIZAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Superior Sesu Departamento de Supervisão da Educação Superior - Desup Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação em Direito (presencial e a distância)

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação em Direito (presencial e a distância) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior Sinaes

Leia mais

MINI STÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINI STRO P ORTARIA Nº 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010

MINI STÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINI STRO P ORTARIA Nº 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010 MINI STÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINI STRO P ORTARIA Nº 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010 Aprova o instrumento de avaliação para reconhecimento de Cursos Pedagogia, no âmbito do Sistema Nacional de Avaliação

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância - Dresead Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

Leia mais

Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação Secretaria Executiva Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação Secretaria Executiva Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação Secretaria Executiva Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira INEP Diretoria de Avaliação da Educação

Leia mais

NORMATIZAÇÃO E REGULAÇÃO DOS DOCUMENTOS OFICIAIS DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LASSALISTA CURSOS DE GRADUAÇÃO

NORMATIZAÇÃO E REGULAÇÃO DOS DOCUMENTOS OFICIAIS DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LASSALISTA CURSOS DE GRADUAÇÃO NORMATIZAÇÃO E REGULAÇÃO DOS DOCUMENTOS OFICIAIS DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LASSALISTA CURSOS DE GRADUAÇÃO PROVÍNCIA LA SALLE BRASIL - CHILE APRESENTAÇÃO O Setor de Educação Superior da Província

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep

Leia mais

CETEC EDUCACIONAL S.A. Mantenedora FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - ETEP. Mantida

CETEC EDUCACIONAL S.A. Mantenedora FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - ETEP. Mantida CETEC EDUCACIONAL S.A Mantenedora FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - ETEP Mantida PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SÃO JOSÉ DOS CAMPOS 1 SUMÁRIO

Leia mais

SIC 56/07. Belo Horizonte, 8 de novembro de 2007.

SIC 56/07. Belo Horizonte, 8 de novembro de 2007. SIC 56/07 Belo Horizonte, 8 de novembro de 2007. 1. DIRETRIZES PARA A ELABORAÇÃO, PELO INEP, DOS INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO PARA O CREDENCIAMENTO DE INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR E SEUS PÓLOS DE APOIO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior- Conaes Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO

Leia mais

168-Instrumento de Autorização de Cursos de Graduação: Bacharelado ou Licenciatura

168-Instrumento de Autorização de Cursos de Graduação: Bacharelado ou Licenciatura Página 1 de 9 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 20100109 Código MEC: 37883 Código da Avaliação: 89802 Ato Regulatório: Autorização Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira INEP Diretoria de Avaliação da Educação Superior - DAES SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR

Leia mais

MEC. INEP. INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO. REVISÃO - III

MEC. INEP. INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO. REVISÃO - III SIC 38/10* Belo Horizonte, 3 de dezembro de 2010. MEC. INEP. INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO. REVISÃO - III O MEC publicou a Portaria nº 1326, de 18/11/2010 (ver íntegra do texto abaixo). É preciso ser mágico

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria de Avaliação da Educação Superior Daes Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior Sinaes

Leia mais

Documento orientador de um curso que traduz as políticas acadêmicas institucionais

Documento orientador de um curso que traduz as políticas acadêmicas institucionais Documento orientador de um curso que traduz as políticas acadêmicas institucionais Construção coletiva a partir das experiências, coordenada pelo Colegiado do Curso de Graduação (art. 34 do Regimento Geral

Leia mais

CHECK-LIST PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO

CHECK-LIST PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO CHECK-LIST PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO Com a finalidade de otimizar o processo de elaboração e avaliação dos Projetos Pedagógicos do Cursos (PPC), sugere-se que os itens a seguir sejam

Leia mais

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: Conselho Nacional de Educação/Câmara de Educação UF: DF Superior. ASSUNTO: Instrumentos de avaliação para credenciamento

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior CONAES Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira INEP Diretoria de Avaliação da Educação Superior

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO INTRODUÇÃO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO (PPC) Articulação com o Plano de Desenvolvimento Institucional PDI Projeto Político Pedagógico Indissociabilidade entre ensino, pesquisa

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior Sinaes

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação em Medicina

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação em Medicina MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior Sinaes

Leia mais

ASPECTOS QUALITATIVOS DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: O CASO DO CURSO DE PEDAGOGIA EaD DA UFSM

ASPECTOS QUALITATIVOS DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: O CASO DO CURSO DE PEDAGOGIA EaD DA UFSM ASPECTOS QUALITATIVOS DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: O CASO DO CURSO DE PEDAGOGIA EaD DA UFSM AVINIO, Carina de S.¹; ENDERLE, Mariana G.²; VISENTINI, Lucas³. 1 Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Educação

Leia mais

4 Quando o número de vagas proposto corresponde adequadamente à dimensão do corpo

4 Quando o número de vagas proposto corresponde adequadamente à dimensão do corpo MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Superior SESu Diretoria de Regulação e Supervisão da Educação Superior - Desup Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior - Conaes Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - Inep SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO

Leia mais

Reconhecimento de Curso. Curso. 147 - Instrumento de avaliação de reconhecimento dos cursos de graduação - Bacharelados e licenciatura.

Reconhecimento de Curso. Curso. 147 - Instrumento de avaliação de reconhecimento dos cursos de graduação - Bacharelados e licenciatura. RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 201001872 Código MEC: 353375 Código da Avaliação: Ato Regulatório: Categoria Módulo: Status: Intrumento: Tipo de Avaliação: Nome/Sigla

Leia mais

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: Conselho Nacional de Educação/Câmara de Educação UF: DF Superior. ASSUNTO: Diretrizes para a elaboração, pelo INEP,

Leia mais

AVALIAÇÃO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO: BACHARELADO E LICENCIATURA

AVALIAÇÃO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO: BACHARELADO E LICENCIATURA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior - CONAES Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES CREDENCIAMENTO DE PÓLO DE APOIO PRESENCIAL PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES CREDENCIAMENTO DE PÓLO DE APOIO PRESENCIAL PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância - Dresead Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO ELABORAÇÃO DO PPC INTRODUÇÃO O Projeto Pedagógico de Curso (PPC) deve orientar a ação educativa, filosófica e epistemológica do mesmo, explicitando fundamentos políticos,

Leia mais

Ministério da Educação

Ministério da Educação Página 1 de 25 Ministério da Educação Nº 1229 - Segunda feira, 21 de junho de 2010 Gabinete do Ministro - Portaria nº 807, de 18 de junho de 2010 Gabinete do Ministro - Portaria nº 808, de 18 de junho

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos Superiores de Pedagogia

Instrumento de Avaliação de Cursos Superiores de Pedagogia MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira INEP Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior -

Leia mais

Instrumento de Avaliação para Renovação de Reconhecimento de Cursos de Graduação

Instrumento de Avaliação para Renovação de Reconhecimento de Cursos de Graduação MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior - Conaes Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - Inep SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO

Leia mais

Direito. 592 Nível (Bacharelado, Turno. Carga Horária Licenciatura) Bacharelado Noturno 3774 Horas 201111874 24-08-2011

Direito. 592 Nível (Bacharelado, Turno. Carga Horária Licenciatura) Bacharelado Noturno 3774 Horas 201111874 24-08-2011 Curso Direito Código INEP Código UFLA 592 Nível (Bacharelado, Turno Carga Horária Licenciatura) Bacharelado Noturno 3774 Horas Processo e-mec- Tipo Autorização Número Data 201111874 24-08-2011 Despacho

Leia mais

MODELO. Professor, UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Preenchimento do FORMULÁRIO ELETRÔNICO de avaliação

MODELO. Professor, UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Preenchimento do FORMULÁRIO ELETRÔNICO de avaliação Professor, Apresentamos um modelo do Formulário Eletrônico a ser preenchido pelo coordenador do curso durante o processo de autorização ou reconhecimento de cursos. Colocamos na última coluna sugestão

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep

Leia mais

DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL

DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL Faculdade Educacional da Lapa 1 FAEL RESULTADOS - AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2012 O referido informativo apresenta uma súmula dos resultados da autoavaliação institucional, realizada no ano de 2012, seguindo

Leia mais

Dimensão 1 - Organização Didático-Pedagógica do Curso

Dimensão 1 - Organização Didático-Pedagógica do Curso AUTO-AVALIAÇAO INSTITUCIONAL DO CURSO DE PEDAGOGIA FACED-UFAM / Professores Dimensão 1 - Organização Didático-Pedagógica do Curso Objetivos do Curso 01 - Tenho conhecimento do Projeto Pedagógico do Curso.

Leia mais

A Avaliação na Universidade Federal do Pampa: para além da regulação

A Avaliação na Universidade Federal do Pampa: para além da regulação A Avaliação na Universidade Federal do Pampa: para além da regulação Profª. Drª. Amélia Rota Borges de Bastos Coordenadora de Avaliação Pró-Reitoria de Planejamento, Desenvolvimento e Avaliação Março de

Leia mais

PDI 2012-2016 Implementação da Instituição e Organização Acadêmica

PDI 2012-2016 Implementação da Instituição e Organização Acadêmica PDI 2012-2016 Implementação da Instituição e Organização Acadêmica Pró-Reitoria de Ensino do IFG Gilda Guimarães Dulcinéia de Castro Santana Goiânia_ 2012/1 1- PARÂMETROS LEGAIS LEI Nº 11.892, DE 29 DE

Leia mais

N de cursos ofertados; % de vagas ocupadas/ formas de ingresso.

N de cursos ofertados; % de vagas ocupadas/ formas de ingresso. Anexo II Dimensões Elementos Indicadores quantitativos Indicadores qualitativos % de cursos com projeto pedagógico/ adequados ao Projeto Condições de implementação dos Projetos Projeto Pedagógico dos Institucional

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria de Avaliação da Educação Superior Daes Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior Sinaes

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2012 PRÓ-REITORIA DE ENSINO/IFMG/SETEC/MEC, DE 05 DE JUNHO DE 2012.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2012 PRÓ-REITORIA DE ENSINO/IFMG/SETEC/MEC, DE 05 DE JUNHO DE 2012. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS PRÓ-REITORIA DE ENSINO Av. Professor Mario Werneck, nº 2590,

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO - PPC

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO - PPC 1 PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO - PPC O PPC, Projeto Pedagógico de Curso, é o instrumento de concepção de ensino e aprendizagem de um curso e apresenta características de um projeto, no qual devem ser definidos

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UTFPR

DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UTFPR Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UTFPR APROVADO PELA RESOLUÇÃO

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância 1

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância 1 Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior SCS Quadra 07 Bloco "A" Sala 526 - Ed. Torre do Pátio Brasil Shopping 70.307-901 - Brasília/DF Tel.: (61) 3322-3252 Fax: (61) 3224-4933 E-Mail:

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UFPI

PROJETO PEDAGÓGICO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UFPI PROJETO PEDAGÓGICO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UFPI AGENDA Considerações conceituais Características Fundamentos legais Elementos do PPC Implementação e avaliação do PPC CONSIDERAÇÕES CONCEITUAIS PROJETO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Superior Sesu Departamento de Supervisão da Educação Superior - Desup Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 24/8/2009, Seção 1, Pág. 16. Portaria n 816, publicada no D.O.U. de 24/8/2009, Seção 1, Pág. 16. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 200812888 Código MEC: 60550 Código da Avaliação: 9902 Ato Regulatório: Categoria Módulo: Curso Reconhecimento de Curso EAD Status: Finalizada

Leia mais

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX RELATÓRIO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA - LICENCIATURA CAMPUS PL PERÍODO 2014 1 INSTITUTO METODISTA

Leia mais

DIMENSÃO 2: - Política para o ensino, pesquisa, pós-graduação e extensão - Respectivas normas de operacionalização

DIMENSÃO 2: - Política para o ensino, pesquisa, pós-graduação e extensão - Respectivas normas de operacionalização DIMENSÃO 2: - Política para o ensino, pesquisa, pós-graduação e extensão - Respectivas normas de operacionalização 2.1 - GRADUAÇÃO 2.1.1. Descrição do Ensino de Graduação na UESC Cursos: 26 cursos regulares

Leia mais

INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO

INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (CONAES) Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) Diretoria de Avaliação

Leia mais

Reitor Prof. Dr. Reinaldo Centoducatte. Vice-Reitora Profª. Drª. Ethel Leonor Noia Maciel

Reitor Prof. Dr. Reinaldo Centoducatte. Vice-Reitora Profª. Drª. Ethel Leonor Noia Maciel Reitor Prof. Dr. Reinaldo Centoducatte Vice-Reitora Profª. Drª. Ethel Leonor Noia Maciel PROGRAMA DE AUTOAVALIAÇÃO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Pró-Reitoria de Graduação

Leia mais

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX RELATÓRIO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO INTEGRAL CAMPUS PL PERÍODO 2014 1 INSTITUTO METODISTA

Leia mais

Instrumento de Avaliação para Renovação de Reconhecimento de Cursos de Graduação

Instrumento de Avaliação para Renovação de Reconhecimento de Cursos de Graduação MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior - Conaes Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - Inep SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO

Leia mais

PORTARIA Nº 300, DE 30 DE JANEIRO DE 2006.

PORTARIA Nº 300, DE 30 DE JANEIRO DE 2006. PORTARIA Nº 300, DE 30 DE JANEIRO DE 2006. Aprova, em extrato, o Instrumento de Avaliação Externa de Instituições de Educação Superior do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior SINAES O MINISTRO

Leia mais

CONSELHO UNIVERSITÁRIO

CONSELHO UNIVERSITÁRIO P R O P O S T A D E P A R E C E R CONSELHO UNIVERSITÁRIO PROCESS0 Nº: 007/2014 ASSUNTO: Proposta de texto Construção de Políticas e Práticas de Educação a Distância a ser incluído no Plano de Desenvolvimento

Leia mais

MANUAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA OS CURSOS DE BACHARELADO EM SAÚDE

MANUAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA OS CURSOS DE BACHARELADO EM SAÚDE 1 MANUAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA OS CURSOS DE BACHARELADO EM SAÚDE Olinda PE Agosto / 2014 2 Introdução As atividades complementares representam um conjunto de atividades extracurriculares que

Leia mais

Art. 16.O plano de desenvolvimento institucional deverá conter, pelo menos, os seguintes elementos:

Art. 16.O plano de desenvolvimento institucional deverá conter, pelo menos, os seguintes elementos: Referência atual: Decreto 5.773, 9 de maio de 2006. Art. 16.O plano de desenvolvimento institucional deverá conter, pelo menos, os seguintes elementos: I-missão, objetivos e metas da instituição, em sua

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 119-COU/UNICENTRO, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2013. ALTERADA A NOMENCLATURA DESSE CURSO PARA LICENCIATURA EM PSICOLOGIA COMPLEMENTAÇÃO, CONFORME RESOLUÇÃO Nº 182/2014-GR/UNICENTRO. Aprova o Projeto

Leia mais

Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES/INEP Coordenação-Geral de Avaliação de Cursos de Graduação e IES

Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES/INEP Coordenação-Geral de Avaliação de Cursos de Graduação e IES Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES/INEP Coordenação-Geral de Avaliação de Cursos de Graduação e IES EDUCAÇÃO SUPERIOR BRASILEIRA ALGUNS INDICADORES¹ 2.314 IES 245 públicas (10,6%) e 2.069

Leia mais

Perguntas Frequentes

Perguntas Frequentes MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Diretoria de Avaliação da Educação Superior CAPACITAÇÃO DOS AVALIADORES NO NOVO INSTRUMENTO AVALIAÇÃO DOS CURSOS

Leia mais

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX RELATÓRIO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CURSO DE DIREITO - CAMPUS VN PERÍODO 2014 1 INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX CENTRO

Leia mais

INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO LICENCIATURA, BACHARELADO E TECNÓLOGO, PRESENCIAL E EAD

INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO LICENCIATURA, BACHARELADO E TECNÓLOGO, PRESENCIAL E EAD Governo do Estado do Paraná Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior SETI Coordenadoria de Ensino Superior CES Comissão Especial de Avaliação da Educação Superior do Sistema Estadual

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 20102215 Código MEC: 820462 Código da Avaliação: 10452 Ato Regulatório: Autorização Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada Instrumento: RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

Leia mais

ASSOCIACAO EDUCACIONAL DE ENSINO SUPERIOR UNIAO DAS FACULDADES DOS GRANDES LAGOS RELATÓRIO GERAL DE REPOSTA DE PROFESSORES. 2º SEMESTRE DE 2013

ASSOCIACAO EDUCACIONAL DE ENSINO SUPERIOR UNIAO DAS FACULDADES DOS GRANDES LAGOS RELATÓRIO GERAL DE REPOSTA DE PROFESSORES. 2º SEMESTRE DE 2013 ASSOCIACAO EDUCACIONAL DE ENSINO SUPERIOR UNIAO DAS FACULDADES DOS GRANDES LAGOS RELATÓRIO GERAL DE REPOSTA DE PROFESSORES. 2º SEMESTRE DE 2013 1.1 Organização Institucional Q1 Cumprimento da missão da

Leia mais

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso.

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso. RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 201108160 Código MEC: 494997 Código da Avaliação: 91013 Ato Reconhecimento de Curso Regulatório: Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada

Leia mais

Regulação, supervisão e avaliação do Ensino Superior: Perguntas Frequentes. 1

Regulação, supervisão e avaliação do Ensino Superior: Perguntas Frequentes. 1 Regulação, supervisão e avaliação do Ensino Superior: Perguntas Frequentes. 1 1. Quais são os tipos de instituições de ensino superior? De acordo com sua organização acadêmica, as instituições de ensino

Leia mais

MUITO AQUÉM do que expressa o referencial mínimo de qualidade. 2 Quando os indicadores da dimensão avaliada configuram um quadro

MUITO AQUÉM do que expressa o referencial mínimo de qualidade. 2 Quando os indicadores da dimensão avaliada configuram um quadro 1 O INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO, aprovado pelo INEP em 2008 e utilizado no processo de avaliação dos Cursos, presenciais e EaD, instituiu o Referencial Mínimo de Qualidade para cada

Leia mais

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: MEC\Universidade Federal de Juiz de Fora UF: MG ASSUNTO: Recredenciamento da Universidade Federal de Juiz de Fora

Leia mais

Na verdade, esta Resolução 02/2010 não altera a Resolução 06/2006 revoga-a.

Na verdade, esta Resolução 02/2010 não altera a Resolução 06/2006 revoga-a. SIC nº 20/2010* Belo Horizonte, 22 de junho de 2010. 1. ARQUITETURA E URBANISMO. DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS. ALTERAÇÃO. RESOLIUÇÃO Nº 2, DE 17 DE JUNHO DE 2010. CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR. CONSELHO

Leia mais

CONTEXTUALIZAÇÃO Instituição: 1. Nome da mantenedora: Pia Sociedade de São Paulo

CONTEXTUALIZAÇÃO Instituição: 1. Nome da mantenedora: Pia Sociedade de São Paulo 1 de 16 17/03/2014 18:1 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 20132709 Código MEC: 86239 Código da Avaliação: 106602 Ato Regulatório: Autorização Categoria Módulo: Curso Status:

Leia mais

Sistema de Educação a Distância Publica no Brasil UAB- Universidade Aberta do Brasil. Fernando Jose Spanhol, Dr

Sistema de Educação a Distância Publica no Brasil UAB- Universidade Aberta do Brasil. Fernando Jose Spanhol, Dr Sistema de Educação a Distância Publica no Brasil UAB- Universidade Aberta do Brasil Fernando Jose Spanhol, Dr www.egc.ufsc.br www.led.ufsc.br O Sistema UAB Denominação representativa genérica para a rede

Leia mais

AVALIAÇÃO TRIMESTRAL DE METAS PDI- 2011/2015

AVALIAÇÃO TRIMESTRAL DE METAS PDI- 2011/2015 AVALIAÇÃO TRIMESTRAL DE METAS PDI- 2011/2015 METAS AÇÕES PRAZOS Expansão do número de vagas do curso de Engenharia de Produção. SITUAÇÃO MARÇO DE 2015 AVALIAÇÃO PROCEDIDA EM 12.03.2015 CPA E DIRETORIA

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 6, DE 10 DE MARÇO DE 2004 (*)

RESOLUÇÃO Nº 6, DE 10 DE MARÇO DE 2004 (*) RESOLUÇÃO Nº 6, DE 10 DE MARÇO DE 2004 (*) Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Ciências Contábeis, bacharelado, e dá outras providências. O Presidente da Câmara de Educação

Leia mais

Ministério da Educação CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 1, DE 11 DE MARÇO DE 2016 Estabelece Diretrizes e

Ministério da Educação CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 1, DE 11 DE MARÇO DE 2016 Estabelece Diretrizes e Ministério da Educação CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 1, DE 11 DE MARÇO DE 2016 Estabelece Diretrizes e Normas Nacionais para a Oferta de Programas e Cursos de Educação

Leia mais

REFERENCIAIS ESTRATÉGICOS. PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO 2011-2020: metas que envolvem a Educação Profissional

REFERENCIAIS ESTRATÉGICOS. PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO 2011-2020: metas que envolvem a Educação Profissional REFERENCIAIS ESTRATÉGICOS Projeto de Lei nº 8.035, de 2010 PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO 2011-2020: metas que envolvem a Educação Profissional O PNE é formado por: 10 diretrizes; 20 metas com estratégias

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 200710563 Código MEC: 225082 Código da Avaliação: 60025 Ato Regulatório: Autorização Categoria Módulo: Curso Status: Validada pela Comissão RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria de Avaliação da Educação Superior Daes Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior Sinaes

Leia mais

Ednei Nunes de Oliveira - Candidato a Diretor. Por uma EaD focada no aluno e na qualidade com inovação: crescer com justiça e humanização.

Ednei Nunes de Oliveira - Candidato a Diretor. Por uma EaD focada no aluno e na qualidade com inovação: crescer com justiça e humanização. PROGRAMA DE TRABALHO PARA O QUADRIÊNIO 2015-2019 DOS CANDIDATOS À DIREÇÃO DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS Ednei Nunes de Oliveira - Candidato a Diretor

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 28/7/2009, Seção 1, Pág. 53. Portaria n 760, publicada no D.O.U. de 28/7/2009, Seção 1, Pág. 53. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso.

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso. 1 de 13 2/07/2012 16:0 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 2007283 Código MEC: 396 Código da Avaliação: 92728 Ato Regulatório: Reconhecimento de Curso Categoria Módulo: Curso

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO E APERFEIÇOAMENTO PEDAGÓGICO AO DOCENTE

PROGRAMA DE APOIO E APERFEIÇOAMENTO PEDAGÓGICO AO DOCENTE PROGRAMA DE APOIO E APERFEIÇOAMENTO PEDAGÓGICO AO DOCENTE DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÂ DO NORTE - MT 2011 Apresentação Articulado com o novo Plano de Desenvolvimento Institucional (2011-2015)

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 07/2010, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2010

RESOLUÇÃO Nº 07/2010, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2010 RESOLUÇÃO Nº 07/2010, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2010 Normatiza a oferta de cursos a distância, em nível de graduação, sequenciais, tecnólogos, pós-graduação e extensão universitária ofertados pela Universidade

Leia mais

crítica na resolução de questões, a rejeitar simplificações e buscar efetivamente informações novas por meio da pesquisa, desde o primeiro período do

crítica na resolução de questões, a rejeitar simplificações e buscar efetivamente informações novas por meio da pesquisa, desde o primeiro período do Dimensão 2 As políticas para o ensino, a pesquisa, a pós-graduação, a extensão e as respectivas normas de operacionalização, incluídos os procedimentos para estímulo à produção acadêmica, as bolsas de

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep

Leia mais

NORMAS PARA CRIAÇÃO DE CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO E DE GRADUAÇÃO NO ÂMBITO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO

NORMAS PARA CRIAÇÃO DE CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO E DE GRADUAÇÃO NO ÂMBITO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO NORMAS PARA CRIAÇÃO DE CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO E DE GRADUAÇÃO NO ÂMBITO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO Dispõe sobre Normas para criação de cursos Técnicos de Nível

Leia mais

Instrumento de Avaliação

Instrumento de Avaliação Monitoramento e Avaliação do Bolsa-Formação 2012 - Instrumento_de_Avaliação - # 42 Instrumento de Avaliação {{>toc}} I - Contextualização da Unidade Ofertante a. Nome da mantenedora; b. Base legal da mantenedora

Leia mais

PROFLETRAS R E G I M E N T O

PROFLETRAS R E G I M E N T O PROFLETRAS R E G I M E N T O CAPÍTULO I - CAPITULO II - CAPÍTULO III - CAPÍTULO IV - CAPÍTULO V - CAPÍTULO VI - CAPÍTULO VII - CAPÍTULO VIII - Das Finalidades Das Instituições Associadas Da Organização

Leia mais

CENÁRIO DA FORMAÇÃO DE PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM

CENÁRIO DA FORMAÇÃO DE PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM CENÁRIO DA FORMAÇÃO DE PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM Nível Superior Profª Drª Márcia Barbieri Docente Depto Enfermagem/UNIFESP Membro da Comissão Assessora de Avaliação da área de Enfermagem INEP/MEC Quem

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 16/07/201 e MEC IES Informações gerais da avaliação: Protocolo: 20133600 Código MEC: 889381 Código da Avaliação: 10934 Ato Regulatório: Autorização Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada RELATÓRIO

Leia mais

Ofício circular MEC/INEP/DAES/CONAES 067 (09/07/2010) Magda Patrícia Caldeira Arantes

Ofício circular MEC/INEP/DAES/CONAES 067 (09/07/2010) Magda Patrícia Caldeira Arantes Ofício circular MEC/INEP/DAES/CONAES 067 (09/07/2010) Magda Patrícia Caldeira Arantes a) Avaliação Institucional Externa b) Avaliação de Cursos de Graduação - Licenciatura e Bacharelado, para fins de Reconhecimento;

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO. 136 - Instrumento de avaliação de reconhecimento dos cursos de graduação - Bacharelados e licenciatura CONTEXTUALIZAÇÃO

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO. 136 - Instrumento de avaliação de reconhecimento dos cursos de graduação - Bacharelados e licenciatura CONTEXTUALIZAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 20080705 Código MEC: 331983 Código da Avaliação: 80556 Ato Regulatório: Reconhecimento de Curso Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada Instrumento: RELATÓRIO

Leia mais

RELATÓRIO SÍNTESE DA CPA (COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO) - 2014

RELATÓRIO SÍNTESE DA CPA (COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO) - 2014 A CPA (Comissão Própria De Avaliação) apresentou ao MEC, em março de 2015, o relatório da avaliação realizada no ano de 2014. A avaliação institucional, realizada anualmente, aborda as dimensões definidas

Leia mais

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 201200424 Código MEC: 6460 Código da Avaliação: 9979 Ato Regulatório: Reconhecimento de Curso Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada

Leia mais

PROGRAMA SELO DE QUALIDADE

PROGRAMA SELO DE QUALIDADE CONSELHO REGIONAL DE QUÍMICA IV REGIÃO (SP) COMISSÃO DE ENSINO TÉCNICO PROGRAMA SELO DE QUALIDADE PARA CURSOS TÉCNICOS DA ÁREA QUÍMICA CRITÉRIOS PARA A RECERTIFICAÇÃO VERSÃO 1 - NOVEMBRO DE 2010 WWW.CRQ4.ORG.BR

Leia mais

RELATO DE EXPERIÊNCIAS NA GESTÃO DA EAD: NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA(UFSM) E NA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL(UAB).

RELATO DE EXPERIÊNCIAS NA GESTÃO DA EAD: NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA(UFSM) E NA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL(UAB). RELATO DE EXPERIÊNCIAS NA GESTÃO DA EAD: NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA(UFSM) E NA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL(UAB). Profa. Dra. Maria Medianeira Padoin 1 RESUMO: Relato e análise de experiências

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO. Nome/Sigla da IES: FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA - UNIPAMPA - UNIPAMPA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO. Nome/Sigla da IES: FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA - UNIPAMPA - UNIPAMPA Relatório de Avaliação da Visita In loco Curso: Engenharia Civil UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA Informações gerais da avaliação: RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Protocolo: 201001717 Código MEC: 352024 Código da

Leia mais