Nas trilhas de Aquários WILLIAM SALIBA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Nas trilhas de Aquários WILLIAM SALIBA"

Transcrição

1 Nas trilhas de Aquários WILLIAM SALIBA 3

2 4

3 Nas Trilhas de Aquários William Saliba 5

4 Obra registrada no Escritório de Direitos Autoriais da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro. Abril

5 Dedico este livro à minha esposa Ângela e aos meus filhos Patrícia, William e Guilherme, que souberam me apoiar e respeitar a seriedade do trabalho que me propus. Ao meu netinho Gabriel que, na alegria e simplicidade da infância, corria para meu colo querendo brincar com o teclado do computador, contemplando-me com momentos de descontração e reconhecimento da necessidade de acreditarmos num mundo melhor. À amiga Clélia Mayrink Vieira e ao meu irmão Sérgio Rodrigues Saliba; pela atenção e colaboração na revisão conceitual desta obra. 7

6 8

7 Sumário Prefácio CAPÍTULO I A Era de Aquários CAPÍTULO 2 Conceito das religiões CAPÍTULO 3 Nostradamus, o visionário CAPÍTULO 4 As profecias das antigas civilizações CAPÍTULO 5 As limitações da Ciência CAPÍTULO 6 A fase da transição CAPÍTULO 7 Vida extraterrestre CAPÍTULO 8 Revelações bíblicas CAPÍTULO 9 As aparições de Fátima CAPÍTULO 10 Canalizações

8 CAPÍTULO 11 Ajuda Extraterrestre CAPÍTULO 12 Uma esperança nos céus, um pouco da verdade CAPÍTULO 13 Nossos irmãos de luz CAPÍTULO 14 Ascensão, uma introdução CAPÍTULO 15 Imagine

9 Prefácio O instinto jornalístico desenvolvido em quase 30 anos de carreira profissional talvez seja o grande responsável a levar-me a esta pesquisa, num momento em que são nítidas as transformações que o mundo vivencia ao iniciar um novo milênio. Surgem questionamentos nas pessoas de espírito aberto, que buscam a Verdade e o seu crescimento integral. Muitas das informações aqui contidas chocarão conceitos filosóficos e religiosos sedimentados nos corações de algumas pessoas. No entanto, é preciso ousar para buscarmos o conhecimento. Gostaria de lembrar aqui as palavras do escritor Roberto C. P. Júnior: Sabemos que uma parte da humanidade, trava uma dura luta consigo mesma. Sente que a sua religião, a sua filosofia de vida, não lhe traz a sua tão almejada paz de espírito. Falta algo. Algo que não sabe exprimir em palavras, mas que arde dentro de seu íntimo e que impulsiona para busca. Durante a busca, várias dessas pessoas mudam de religião ou de filosofia, procurando inconscientemente, algo que se aproxime mais da Verdade. Infelizmente, ao encontrarem alguma coisa que julgam mais acertada, acomodam-se muitas vezes nesse novo saber e suprimem aquele anseio de busca. Apesar de terem assimilado algo que talvez se encontre mais próximo da Verdade, elas estacionam e deixam de se movimentar, deixam de procurar. É um erro terrível do ser humano ainda desperto, interromper a sua busca da Verdade em razão das decepções com que se depara. Teria sido errado iniciar a busca? Não, pois a exortação de Jesus é muito clara: PROCURAIS...E ENCONTRAREIS! (Mateus 7, 7). Essas palavras não encerram um conselho, mas uma exigência! É uma ordem a ser cumprida. 11

10 Caso você não esteja preparado para aceitar as informações que exporei a seguir, aconselho a não ler este livro, porque poderá causar-lhe grande constrangimento. Para estas pessoas, lembro que se você acredita na chegada da Era de Aquários ou Nova Era e na existência de civilizações extraterrestres, nenhuma prova é necessária. Se não acredita, nenhuma prova será suficiente. 12 As citações a seguir, no entanto, merecem reflexão: Chegou a hora de nos acostumarmos a pensar de uma maneira nova no homem, na sociedade humana, na história e nos destinos do mundo - Papa Paulo VI, na abertura da Assembléia Geral da ONU, em A vida extraterrestre é outra manifestação da criatividade de Deus. - Robert Russele, físico, pastor e fundador do Centro de Teologia e Ciências Naturais de Berkeley, Califórnia, EUA. A Teologia admite vida em outros planetas. Os discos voadores não perturbam a fé católica. A doutrina católica de modo algum se opõe à crença na vida humana, sobre-humana ou superhumana em outro mundo. - Cardeal Dom Helder Câmara, em entrevista publicada em 1954, no Diário de Notícias, do Rio de Janeiro. Não tenhais medo de olhar para frente, de caminhar para frente, rumo ao Novo Milênio. Um mundo novo deve surgir, em nome de Deus e do homem. Não recueis. - Papa João Paulo II. Ainda para sua reflexão, chamo a atenção para a pequena notícia publicada pelo jornal O Estado de São Paulo, no dia 1º de dezembro de 1996, a seguir reproduzida: VATICANO - O papa João Paulo II pediu aos cristãos, em sua homilia durante uma missa celebrada ontem, na Igreja de São Girolamo

11 Emiliani, em Roma, que fiquem atentos à volta definitiva de Cristo à Terra. A primeira e a segunda já se realizaram; vivemos agora na espera da terceira vinda, durante a qual, a criação e a redenção se completarão, disse João Paulo II. 13

12 14

13 CAPÍTULO I A Era de Aquários Para o parapsicólogo, padre e escritor Lauro Trevisan, em seu livro Aquarius, a Nova Era Chegou, Jesus inaugurou a Era de Peixes, há anos, mas anunciou a Era de Aquários: Revelarei o que estava oculto desde a criação do mundo (Mateus 13,31-32). Jesus estava falando uma linguagem estranha tanto à religião quanto à mentalidade dominante naquele tempo. Ele, no entanto, era visionário conhecedor do futuro da Verdade e da Vida. - explica Trevisan, que prossegue - Sua firmeza e segurança eram absolutas. Diante dos ouvidos surdos e dos olhos cegos dos homens da Era de Peixes, Jesus exclamou: - Falo para que vendo não vejam e ouvindo não ouçam!. Em outra obra, Jesus, Anunciador e Precursor da Nova Era, o mesmo autor cita que, na época em que se cultivava a teoria da ação das estrelas sobre a vida humana, o céu foi distribuído em 12 casas, que correspondem aos 12 signos do zodíaco. Pela ordem: Carneiro (Áires), Touro (Taurus), Gêmeos (Gemini), Caranguejo (Câncer), Leão (Leo), Virgem (Virgo), Balança (Libra), Escorpião (Scorpio), Sagitário (Sagittarius), Capricórnio (Capricornius), Aquário (Aquárius) e Peixes (Pisces). Essa, porém, não é a ordem do grande ano do tempo. A Enciclopédia Mirador informa que o grande ano dura anos solares e corresponde ao período de tempo que o eixo polar da Terra leva para passar em redor de um círculo imaginário em relação às estrelas e retornar à sua posição original. Essa oscilação do eixo é denominada mutação pelos astrônomos. Astrologicamente, o grande ano se divide em 12 grandes meses, cada um deles com pouco mais de anos. 15

14 A medida que o eixo polar se move em redor do seu círculo, a Terra passa de uma a outra constelação, ou signo zodiacal. Estivemos na era do grande mês de Pisces (Peixes), o que corresponde aproximadamente a anos da era cristã, penetrando, agora, no grande mês de Aquárius. Retrocedendo no tempo, verificamos que os grandes meses antecedentes abrangeram períodos das civilizações clássicas, do Egito antigo, da descoberta da cerâmica e de outros ofícios, do culto às primitivas deidades femininas e da arte pictória das cavernas da Idade da Pedra. Na visão de Lauro Trevisan, em seu livro Jesus, Anunciador e Precursor da Nova Era, o planeta Terra, na Era de Aquários será um mundo onde a humanidade vivenciará o Deus imanente. Buscará e conquistará o microcosmo; terá conhecimento das Leis Universais; estará em comunhão com o Universo; o Estado diminui e aumenta o espaço individual. O homem de Aquários harmonizará a mente com o espírito, para que se manifeste perenemente a verdadeira realidade humana, que é a imagem e semelhança de Deus. Na Nova Era, o ser humano estará em contato com sua essência, que é o amor. O amor permeia o homem aquariano, assim como a energia permeia todos os seres. Em seu livro Jesus, Anunciador e Precursor da Nova Era, Lauro observa que os domínios estatais, culminando com o comunismo, existiram por aberração e abuso do poder, já que caminharam ao contrário dos destinos maiores da humanidade. Nestas situações, aconteceu que a criatura gerou o Estado, que devorou a criatura. Em outra obra de sua autoria, Aquarius, a Nova Era Chegou, Lauro afirma que humanidade adotará a Cosmocracia, um passo além da democracia. O cosmo será a forma de vida organizada ideal, onde o indivíduo se sentirá um no todo. O tempo intermediário entre uma era e outra é de 40 anos, informa Ergom em seu livro Projeto Evacuação Mundial. E ele explica como se constitui na Via Láctea, a Zona de Aquário: 16

15 A Via Láctea é um enorme corpo celeste, formado principalmente por um núcleo eletroplasmático e uma zona de Supernova, Nova e zonas planetárias, tudo isso girando em órbita, ao redor do enorme núcleo galático. A nossa galáxia possui aproximadamente 25 bilhões de estrelas e três são as principais magnitudes. O nosso Sol, denominado Hélios, é uma dessas estrelas, de magnitude menor. A galáxia está dividida em 12 sóis centrais, que regem todas as estrelas, mundos, luas, asteróides, cometas e todos os seres viventes que pertencem nosso sistema estrelar. Desde o seu imenso núcleo, até à periferia, partem 12 linhas ou campos de forças, que atravessam a órbita das estrelas e delimitam 12 partes, chamadas Zonas Astrológicas. O percurso da órbita da galática dura aproximadamente 25 mil anos, portanto, para percorrermos cada zona, levaremos um tempo médio de anos e quatro meses. A linha que separa a Zona de Peixes da Zona de Aquário é conhecida cosmicamente pelo nome de Linha de Volta. Por isso, a ação de tudo aquilo que a atravessa se manifesta em seu campo vibratório. Essa é a origem de todas as transformações geofísicas, mentais, morfológicas e psicológicas que hão de ocorrer no em nosso planeta. Tudo isso acontecerá durante o tempo que a Terra estiver transitando no espaço da Linha de Volta. A Terra entrou na Linha de Volta em 1982 e incrementa gradualmente sua freqüência vibratória até 1990, acelera um pouco mais até 1992, aumenta novamente em 1995 e se submete à sua ação máxima a partir de 1996 até 2005; começa a sair da Linha de Volta entre 2006 até o ano Estando fora desta linha, começará a situar-se totalmente na Zona de Aquário. 17

16 18

17 CAPÍTULO 2 Conceito das religiões Religião significa religação. É aquilo que possibilita ao ser humano religar-se ao Criador, ou seja, que reconduz ao caminho certo. Assim, por definição, a religião admite que o ser humano tenha deliberadamente se afastado de seu Criador, competindo a ela, portanto, promover uma nova união com Ele. Para Roberto C. P. Júnior, em seu livro Vivemos os últimos dias do Juízo Final, apesar de esta definição literal indicar claramente que a religião é uma instituição exclusivamente humana, que procura reconstruir a ponte rompida pelos próprios seres humanos, os fundadores e dirigentes das inúmeras religiões e seitas hodiernas procuram aparentar o inverso disso. Ele prossegue: a maior parte deles consideram-se pessoas especialmente agraciadas, que através de alguma experiência incomum (geralmente mística), foram incumbidas de trazer luz aos que se perderam. Sua missão, segundo eles próprios, é trazer a salvação a todos os desencaminhados, ou seja, todos os que ainda não professam a mesma crença. Essa concepção de religião é muito danosa, pois quer fazer crer que Deus, o Senhor de todos os mundos, necessita mendigar a atenção dos seres humanos, para que estes finalmente consigam serem salvos, sem naturalmente despender nenhum esforço próprio para isso. Com esforço próprio entende-se o empenho em melhorar interiormente, redirecionando o pensar, o falar e o agir. Não significa, de maneira alguma, aquilo que líderes religiosos entendem como esforço. Toda a religião, seita, movimento religioso ou filosófico que exclui o livre-arbítrio do ser humano, e não o guia para consciência da responsabilidade pessoal de tudo o quanto faz, pensa e fala, é prejudicial ao desenvolvimento do espírito. Não se coaduna com a Verdade. - prossegue Roberto. 19

18 As religiões poderiam e deveriam ser apoios valiosos para o ser humano que anseia pelo desenvolvimento espiritual. Roberto C.P. Júnior afirma que deveriam reeducar com amor e bondade os que se desencaminharam, mostrando como atuam as leis inflexíveis da Criação, a que todas as criaturas estão sujeitas, e como o ser humano deve comportar-se em relação a elas, para poder colher apenas bênçãos e alegrias no seu caminho de ascensão, no qual ele próprio tem de seguir. O ser humano só poderá tirar proveito de uma religião se, após, minuciosa análise, tomar para si aquilo que pode admitir como certo, isto é, aquilo que ele tem convicção íntima de corresponder à Verdade. Não deve imaginar que é grandeza aceitar as coisas que não compreende ou, pior, que ele no fundo sente como falsas mas que ainda assim assimila para si, apenas porque alguém se ocupou com aquilo antes. Muito pelo contrário. O questionamento de coisas que ele não considera certas em sua religião mostra que seu espírito está vivo, e que se insurge automaticamente contra todo o falso, através de sua voz, a intuição. - finaliza o autor. Há verdades relativas em quase todas religiões e filosofias. A verdade absoluta só Deus a tem. Mas quem se esforçar realmente por sua elucidação, quem procurar pela Verdade de toda a sua alma, este terá de encontrá-la integralmente, obtendo, assim, repostas a todas às suas perguntas. A Verdade integral só pode ser encontrada pela manifestação de um desejo espiritual ardente, e não através de uma simples vontade mental. É errado dizer que apenas uma religião é verdadeira, sendo falsas todas as demais. O que é único e determinante para uma alma humana é o princípio correto de vida, isto é, o viver em conformidade com o Universo. A esse princípio de vida correto pode-se sim, dar o nome de religião verdadeira, pois engloba tudo que o próprio ser humano tem de fazer para aproximar-se novamente de seu Criador. 20

19 O padre Lauro Trevisan, em seu livro Jesus, Precursor e Anunciador da Nova Era, relata que a descoberta da Presença Divina no âmago da criatura humana faz com que acontecesse, não raro, esta dicotomia: muitos se desinteressam pela prática externa da religião, mas procuram vivenciar cada vez mais forte e profundamente a religião interna. Não se ligam tanto no Deus transcendente, embora o vejam e reverenciem nos seres do Universo, mas principalmente no Deus imanente. Não sentem necessidade de buscar Deus nas igrejas, porque o encontram dentro de si. Há, portanto o aumento da religiosidade interior e diminuição da religiosidade pública, exterior, eclesial. Lauro complementa: Para que haja fé, é necessário existir, em primeiro lugar uma realidade mental em forma de idéia, de pensamento, de imagem, de desejo, de contemplação, de oração, de mentalilzação, de visualização, de palavra. Uma idéia, porém, que você cria na mente, pode não coincidir com a sua verdade interior a respeito dela - nesse caso não há fé. O padre paulino Virgílio Ciaccio, redator do semanário litúrgico O Domingo, assinala em seu artigo O Desafio de Crer, publicado no dia 21 de dezembro de 1997: Fé não é apenas força a derrubar a lógica deste mundo violento; ela é também energia misteriosa. Energia capaz de fazer com que se concretizem para nós as antigas promessas de Deus. Por isso, felizes daqueles que crêem na paz e trabalham a fim de que ela aconteça - porque haverão de contemplar a aurora de um mundo finalmente reconciliado. Felizes daqueles que crêem no amor e cooperam para que o amor acabe com a corrente de ódio - porque haverão de conviver num mundo em que o amor será a única lei. Existem, entretanto, vários contestadores da Nova Era ou da Era de Aquários. Trevisan lembra que em tudo aparecem contestadores. Há aquela piada em que chegou o sujeito na fronteira e perguntou: - Aqui tem governo? 21

20 22 - Sim. - Eu sou contra! Existem vários tipos de contestadores: os que o são simplesmente porque surge algo que não se fecha com a sua mentalidade e com seus hábitos tradicionais; e os que contestam porque os outros contestam (os maria vai com as outras, os eternos apavorados, que vêem a desgraça e o diabo em qualquer coisa que seja um pouco diferente; também os que se assustam com sua própria sombra) e não faltam os contestadores invejosos e arrogantes. A freira protestante Basilea Schilink, por exemplo, publicou um livreto de bolso, de 30 páginas, A Nova Era à Luz da Bíblia. Seu livreto é fruto do obscurantismo ou má-fé, porque tudo o que disse nada tem a ver com a Nova Era e sim com fantasias demoníacas (a autora afirma três vezes, em 14 linhas, que a Nova Era é coisa do demônio). Um outro exemplo é o jornal A Semana, da cidade mineira de Caratinga, que publicou em sua edição do dia 11 de maio de 1997, a manchete: Diocese incentiva esoterismo - Evangelizadores denunciam Igreja Católica por permitir práticas por eles consideradas hereges. Os dois integrantes da Comunidade Evangelizadora São José, da Catedral e do Santuário declaram ao jornal que a Diocese de Caratinga não só vem tolerando, mas também incentivando a difusão de práticas hereges, como hipnose, magnetismo, cromoterapia, uso de ervas curativas, etc. Informações como estas, acima citadas, tem causado devastação em certas mentes, contesta a utilidade da meditação, do pensamento positivo, da cura psíquica e da ação da mente subconsciente sobre o pensamento. - observa o padre e parapsicólogo Lauro Trevisan, que continua - Estas posições significam o retrocesso incompreensível, já que são descobertas científicas de grande valor e

21 utilidade para o ser humano. O princípio que move o microcosmo está inteiro no homem. Somos feitos à semelhança de Deus (vide Genesis 1, 26-27). Isto porque o microcosmo e o macrocosmo são feitos de átomos e suas partículas elementares, cujos movimentos geram transformações permanentes. O homem é feito de átomo, como tudo mais no universo físico. Agora sabemos que a matéria e a energia são aspectos distintos de uma única realidade. O homem é a mais perfeita criação desta única realidade, porque possui algo mais que o universo físico não possui: o espírito, a sua consciência cósmica. 23

22 24

23 CAPÍTULO 3 Nostradamus, o visionário Um dos mais famosos visionários da Era de Aquários, foi Miguel de Nostradamus, um francês, nascido em St. Remy, 11 anos após o descobrimento da América, por Cristovão Colombo, ao meio-dia de 14 de dezembro de 1503, pelo calendário antigo, em St. Rémy de Provence, conforme narra Erka Cheetham, em seu livro As Profecias de Nostradamus. Sua família de origem judia e de linhagem simples, se converteu ao catolicismo quando Nostradamus tinha seus nove anos de idade. Era o filho mais velho. Tinha quatro irmãos. Seu poderoso intelecto evidenciou-se logo na infância, e sua educação foi confiada a seu avô, Jean, que o iniciou em latim, grego, hebraico, matemática e na astrologia. Quando o avô morreu, o rapaz retornou à casa de seus pais e seu outro avô procurou continuar sua educação. Ainda jovem, Nostradamus defendeu a esfericidade da Terra, que girava em torno do Sol, proposta por Corpénico 100 anos antes de Galileu ser condenado por suas convicções. Seus pais preocupavam-se com as suas atitudes, pois vivia-se em plena inquisição, e como ex-judeus, eram por demais visados. Assim, enviaram-no a Montpellier em 1522, para estudar medicina. Tinha 19 anos e obteve o diploma de bacharel em três anos, com extrema facilidade. Em 1525, Nostradamus ganhou grande reputação como médico. No ano de 1534, casou-se e teve um filho e uma filha. Mas, uma epidemia retirou-lhe a mulher e os filhos. Neste período, foi considerado o doutor milagroso no combate à peste negra, o que o levou à condição de médico do rei. 25

24 Nostradamus desenvolveu a sua paranormalidade, com previsões do futuro num período de grande censura da Igreja Católica. Conta-se que um certo senhor de Florinville, que conversava com Nostradamus sobre profecias, resolveu testá-lo. Interrogou-o sobre o destino dos dois leitões de seu quintal. Nostradamus previu que o senhor comeria o preto e o lobo o branco. Imediatamente de Florinville ordenou ao cozinheiro que matasse o leitão branco para o jantar daquela noite, no que foi obedecido. No entanto, um filhote de lobo que estava sendo criado pelos empregados roubou a carne. Assustado, o cozinheiro matou o leitão preto e serviu-o no jantar, tendo o senhor de Florinville anunciado a Nostradamus que comiam o leitão branco. Ante à negativa do profeta, o cozinheiro foi chamado e acabou confessando o incidente. Nostradamus era um homem profundamente religioso de crente; o que não o fez ignorar as proibições eclesiásticas. Assim as suas previsões, eram codificadas em poemas, denominados de Centúrias. Redigiu inicialmente sete Centúrias, resumindo os acontecimentos dos séculos futuros. Cada Centúria compunha-se de 100 estrofes de quatro versos. A Sétima Centúria possui apenas 44 quadras. No entanto, as eventuais falhas ocorridas em suas previsões devem ser atribuídas aos cálculos astrológicos que determinam as datas, pois 400 anos após as suas profecias, o mundo mudou, com conceitos bastante diferentes. E mudou, principalmente, a contagem do tempo. Em 1582, foi adotado o calendário gregoriano, organizado por ordem do papa Gregório XIII. O tempo então era medido por ampulhetas ou precários relógios mecânicos. No século 16, a falta de relógios de precisão dificultava a navegação, impedindo que se conhecesse até a longitude das embarcações. Esse problema só foi resolvido com a criação do cronômetro, em 1736, pelo inglês John Harrison ( ). 26 O calendário gregoriano, contado a partir do nascimento de Je-

25 sus Cristo, foi resultado da reformulação do calendário juliano, criado por ordem de Júlio César, em 45 a.c. Uma de suas primeiras dificuldades está na definição do ano exato do nascimento de Cristo. Investigações astronômicas sugerem que ele possa ter nascido até sete anos antes do que fixa o calendário. A pista para estas investigações passa basicamente pela estrela de Belém, que teria guiado os reis magos. Os astrônomos sugerem que ela possa ter sido um cometa ou a conjunção de dois planetas, resultando num corpo muito brilhante. A data de 25 de dezembro para o nascimento de Cristo é ainda mais arbitrária, pois satisfaz uma necessidade de fé sem nenhum respaldo científico. No entanto, voltemos a Nostradamus. Como ele mesmo admitia, como qualquer outra pessoa, não estava livre de cometer erros. Outro fator que pode levar a erros era a sua capacidade, com os conhecimentos da época, de interpretar explosões atômicas, mísseis, naves espaciais e armamentos sofisticados de guerra aérea e submarina. Em quatro séculos, houve muita especulação em torno das profecias de Nostradamus. Algumas foram, às vezes, interpretadas de maneira absurda. Quem ler as Centúrias corre o risco de interpretá-las segundo os seus conceitos. Toda a tradução para uma das línguas modernas, certamente será uma versão sujeita a erros, provenientes de falsas e incompletas interpretações, o que, inegavelmente comprometeu a imagem do profeta no decorrer do tempo. Kurt Algeier, em seu livro As Grandes Profecias de Nostradamus, esclarece que as reedições das profecias se sucediam. Os editores buscavam textos antigos em almanaques, que acrescentavam às Centúrias como presságios, anunciações, predições ou vaticínios. Não tardaram a surgir também profecias secretas, uma grosseira falsificação. Nostradamus previu a própria morte. Em 1º de julho de 1556, ele passou a noite conversando e se divertindo com o amigo Chavigny. Na despedida disse: Adeus amigo, amanhã, ao raiar do Sol não estarei mais vivo. Chavigny tomou aquelas palavras como brincadeira, 27

26 mas na manhã seguinte, Nostradamus levantou cedo, com grande dor no peito. Sentou-se no banco junto à cama e caiu morto, enfartado. Apesar de não haver precisão nas datas, as suas previsões parecem estar se concretizando, como o descobrimento do planeta Netuno; o nascimento de Hitler; a Segunda Guerra Mundial; a construção dos campos de concentração e dos crematórios; a morte de Hitler, após seu casamento; a fundação do Estado de Israel; a morte do presidente norte-americano, John Kennedy; os americanos no Vietnam; a morte do Papa João Paulo I; a vitória de Komeini sobre o xá Reza Parlevi, do Irã; a piora das condições meteorológicas (efeito El Nino), terremotos e enchentes nos tempos atuais; o atentado ao Papa; a Guerra no Golfo; e a reunificação da Alemanha, entre outras coisas. 28

27 Capítulo 4 As profecias das antigas civilizações Diversas civilizações antigas já previam a transição da Terra para uma Nova Era. Em seu livro As Profecias Maias, os autores Adrian Gilbert e Maurice Cotterell mostram que o Calendário Sagrado Maia, de dias, indica um antigo conhecimento do ciclo do Sol e seus efeitos sobre a raça humana. Eles exploram, em sua pesquisa, a lenda do Quetzalcoatl e as idéias dos maias em relação ao ciclo do Sol. Os autores demonstram a ligação entre as civilizações pré-colombianas da América Central e do Velho Mundo, em particular a egípcia. Examinando registros arqueológicos, encontraram grandes evidências que ligam as origens da civilização maia com os misterioso continente perdido de Atlântida, o qual teria sido destruído por uma série de catástrofes. Eles revelam que o Calendário Maia profetiza o fim de nossa era (segundo os maias Era do Jaguar ), no ano de 2012 DC. Isto, segundo Cotterell, ocorrerá com uma repentina reversão do campo magnético da Terra. O México é um país misterioso, que guarda muitos segredos. Em 4 de março de 1519, Hernan Cortes, com 11 navios, 600 soldados da infantaria, 16 cavalos e alguma artilharia, desembarcou próximo à costa que seria conhecida como Vera Cruz. Em 13 de agosto de 1521, ele já havia conquistado o Império Astesca, então o mais poderoso estado em todas as Américas. Parte desta conquista estava no erro de 29

28 identidade. Os astecas e os maias acreditavam que Hernam era um deus chamado Quetzalcoatl, o qual o seu retorno havia sido profetizado. A Espanha, por outro lado, estava fascinada e apelava para que ele conquistasse o Novo Mundo. Para os espanhóis, as religiões indígenas, com seus sacrifícios humanos em grande escala, eram bárbaras e satânicas. Eles desejam o extermínio total dos indígenas; e os que não sucumbiram em batalhas, doenças ou fome, foram forçados pelos espanhóis a se converterem ao catolicismo. Felizmente, nem todos os espanhóis eram simpáticos à ação de Cortes. Alguns poucos, como Bernardino Sahagun, fez amigos entre os nativos e tentou registrar para a posteridade as crenças e idéias deles. Ele descobriu que o centro da filosofia nativa era a crença no ciclo natural do tempo e o temor de que algum dia, o mundo teria fim. Os nativos acreditavam que o Sol, ao qual dedicavam seus sacrifícios, deveria um dia dar-lhes força vital, quando chegasse o fim da quinta e última era dos humanos na Terra. A civilização asteca contava os dias de acordo com dois calendários, um com o ano de 365 dias e outro, com 260 dias. Cada dia tinha dois nomes, de acordo com cada calendário. O período de 52 anos, era conhecido como o Século Asteca. No final de cada século, eles deixavam suas cidades, subiam ao topo das montanhas, e ansiosamente ficavam a olhar as estrelas, observando a constelação das Plêiades. Os astecas celebravam o nascimento de um novo século com regozijo e com o acendimento de fogueiras, significando o renascimento do mundo. Muitos documentos dos nativos meso-americanos foram destruídos no período da ocupação espanhola, mas alguns preciosos manuscritos e algumas relíquias foram salvos da destruição, escondidos pelos indígenas ou enviados à Europa para presentear o rei da Espanha. O mais importante destes manuscritos era o Código Dresden (Dresden Code). Este estranho livro, escrito em desconhecidos 30

29 hieroglifos, foi decodificado em 1880, na Alemanha. Por um extraordinário processo investigativo, foi quebrado o código, tornando-se possível aos pesquisadores e exploradores traduzir muitas inscrições encontradas nas ruínas e antigos artefatos maias. Descobriu-se que o Código Dresden foi concebido com conhecimentos astronômicos, apresentando detalhadas tabelas de eclipses da Lua e outros fenômenos. Foi encontrada também a evidência de um mágico número ( dias), o qual poderia ser fatorizado nos dois ciclos anuais usados pelos maias, o sagrado calendário tzolkin de 260 dias; e o outro, o Haab, de 365 dias. Também descobriram que os maias tinham outro sistema de contagem de dias chamado de Nascimento de Vênus. Este calendário era dividido em meses (uinals) de 20 dias; e anos (tuns) de 360 dias; e longos períodos de dias (katun) e de dias (baktun). O número 13 era magicamente importante para eles, que acreditavam que, com o nascimento de Vênus, após 13 longos períodos (baktun), o mundo chegaria ao fim. Pesquisando esta data referencial, as profecias maias indicam a data de 22 de dezembro 2012 como o fim do mundo. Em 1986, Maurice Cotterell expôs uma revolucionária teoria, concernente a astrologia e aos ciclos solares. Ele suspeitou que a variação dos campos magnéticos do Sol traz conseqüências à vida na Terra. O Sol tem um complexo campo de giros e balanços em sua própria órbita. Há a suspeita de que estes giros aumentam as manchas solares. O número, tamanho e localização destas manchas constantemente se modificam, promovendo efeitos no campo magnético da Terra. Trabalhando no Instituto de Tecnologia de Cranfield, Cotterel desenvolveu um programa que processou as observações dos campos magnéticos da Terra e do Sol. Ele chegou a gráficos que mostram ciclos de dias, o mesmo número de dias previsto no Código Dresden. Mais recentemente, em seu trabalho denominado Astrogenetics, ele mostra que fertilidade humana tem relação com as manchas solares, e que o Calendário Maia não foi elaborado arbitrariamente, mas baseado nos efeitos das manchas solares. 31

30 Cotterell encontrou em 1994, Adrian Gilbert, autor de um livro sobre as pirâmides egípcas, denominado The Orion Mystery. Gilbert, como Cotterel, estiveram no México e ficaram fascinados quando descobriram algumas semelhanças culturais entre a civilização Maias e a antiga civilização egípcia, embora as duas estivessem separadas por milhares de anos no tempo. Enquanto os egípcios estudavam os movimentos de Hyades, Orion e da estrela Sirius, os mais estavam maias interessados na constelação das Plêiades. Os maias, como os astecas, acreditavam ter existido quatro eras antes da sua própria. Gilbert reporta a primeira destas à Atlântida e investigou certas profecias, concluindo que as mesmas relatam a história daquela fantástica civilização desparecida. 32

31 CAPÍTULO 5 As limitações da Ciência A ciência é incapaz de responder às questões básicas do ser humano: quem somos, de onde viemos e para onde vamos. Quando se tenta obter respostas às estas questões fundamentais com base na ciência, o resultado é um desastre completo, pois o intelecto jamais poderá perscrutar o que está acima da matéria, já que ele próprio provém do ambiente terrenal, ressalta Roberto C.P. Júnior, em seu livro Os Últimos Dias do Juízo Final. E acrescenta: o intelecto é um produto do cérebro, que faz parte do corpo terreno, o qual é formado de matéria. Assim, pela sua própria constituição, o intelecto, o raciocínio humano, não pode desvendar nem explicar nada que esteja acima da matéria. A ciência pode virar-se, revirar-se quanto quiser, pode estabelecer as mais incríveis e estapafúrdias teorias para tentar explicar as questões humanas fundamentais, jamais, porém, o conseguirá, pois as respostas não estão em tubos de ensaio ou lâminas de microscópios. Sem o olhar humilde do espírito para com a Fonte primordial de toda a vida, não pode haver verdadeiro progresso para os seres humanos, tampouco verdadeiro saber. Em lugar disso, só poderá formar algo insano, fragmentário, exclusivamente racional, com aparência de elevado, mas sem nenhum valor perante as leis que regem a Criação. Todavia, como a maioria dos cientistas nem admite que exista algo além da matéria terrena, eles têm a ilusão de que atingiram o ápice do saber humano com as capacitações do seu intelecto, que só pode compreender aquilo que existe dentro dos limites do espaço e do tempo terrenos, já que o próprio raciocínio nada mais é do que um produ- 33

32 to do cérebro material. Eles, os inatingíveis cientistas, imaginam estar nas alturas máximas e, no entanto, toda a sua atividade, todas as suas teorias e descobertas, movem-se apenas nos limites mais grosseiros do plano mais baixo da Criação: o plano material. No entanto, é interessante destacar a teoria apresentada já em 1956, pelo cientista Jimmy Guieu, da Bordeland Sciences Research de San Diego, Califórnia, que sugere que as naves extraterrestres são engenhos provenientes de um universo extradimensional. Na tese, o cientista desenvolve que as naves são perfeitamente materiais em seu universo de n dimensões, podendo desmaterializarse a fim de sair desse universo e penetrar no nosso. Ele fundamenta a tese no testemunho de pessoas que afirmam ter visto discos voadores aparecerem como que espontaneamente no céu, parecendo emergir do próprio local. Outras sustentam que os OVNIs (Objetos Voadores Não Identificados) desapareceram subitamente de suas vistas, como se uma lâmpada, que os iluminasse, de repente se apagasse. Segundo ele, as súbitas aparições e desaparições seriam devidas ao fato destas naves se deslocarem a velocidades muito superiores a da luz ( quilômetros por segundo), pelo que nessas condições deixariam literalmente de existir. A hipótese do cientista pode parecer ilógica para ciência atual, mas não impossível no sentido matemático. 34

33 CAPÍTULO 6 A fase da transição Em Aquárius, a Nova Era Chegou, o padre Lauro Trevisan ressalta que a passagem de um ciclo para o outro não significa o fim do mundo, com mortes e destruição, hecatombes, terremotos e maremotos. Sim, momentos de sofrimentos podem ocorrer, porque Aquárius não é realidade no coração de todos os seres humanos - assinala o religioso. Nostradamus, profetas bíblicos e o próprio filho de Deus, nosso mestre Jesus, previram a alteração do eixo da terra; e a série de catástrofes decorrentes. Segundo Nostradamus, serão tão acentuadas as mudanças, que se acreditará que a força da gravidade da Terra tenha perdido sua função natural. 35

34 O profeta Isaías, na Bíblia, cita: A Terra é feita em pedaços, estala, fende-se, é sacudida, cambaleia como um homem embriagado e balança como uma rede. (Isaías 24, 19-20). Jesus foi claro: O Sol escurecerá, a lua não terá claridade, cairão do céu as estrelas e as potências do céu serão abaladas (Mateus, 24, 29). São João também cita no Apocalipse: O Sol se escureceu como um tecido de crina, a Lua tornou-se toda vermelha como sangue, e as estrelas do céu caíram na Terra como frutos verdes que caem da figueira agitada por forte ventania. O céu desapareceu como um pedaço de papiro que se enrola, e todos os montes e ilhas foram tirados de seus lugares (Apocalipse 6, 12-14). O Livro Juízo Final, de autoria de Roselis von Sass, (editado pela ordem do Graal) cita a vinda de um grande cometa, que causará a mudança da órbita da Terra. Embora não de forma explícita, estas previsões têm preocupado nossos cientistas, principalmente depois de julho de 1994, quando o cometa Shoemaker-Levy 9 se chocou com Júpiter. Mais de 20 fragmentos atingiram aquele planeta, elevando até a estratosfera nuvens de gás e poeira com milhares de quilômetros de diâmetro. Se a Terra tivesse sido alvo do Shoemaker-Levy 9, o impacto teria efeitos devastadores em todo o planeta. Segundo o cientista William K. Hartmann, do Instituto de Ciência Planetária, dos Estados Unidos, nosso sistema solar está repleto de corpos de todos os tamanhos. A maioria não oferece qualquer tipo de ameaça à Terra. Ou por serem muito pequenos ou por se encontrarem a uma grande distância. Todo o risco corre por conta dos asteróides e cometas. Quando um deles atravessa a atmosfera terrestre, ganha o nome de meteoro. Se atinge a superfície, passa a se chamar meteorito. 36 Por isso, foi instalado na montanha de Kitt Peaik, próximo à Tucson,

35 Arizona, nos Estados Unidos, o telescópio de vigilância espacial Spacewatch. Neste observatório, a equipe liderada pelo astrônomo Tom Gehrels, identificou quase dois terços dos corpos já descobertos nas proximidades da atmosfera terrestre. Outro programa de busca é desenvolvido em Pasadena, Califórnia, também nos EUA, pelo laboratório Near-Earth Asteroid Tracking (NEAT). Em apenas um mês, o NEAT descobriu quatro novos asteróides e um cometa veloz que poderão cruzar a órbita da Terra. Estas descobertas sugerem certamente que poderíamos vir a ter um encontro-surpresa com um objeto de grandes proporções, que até então, nem sabíamos que existia - observa a pesquisadora-chefe Eleanor Helin. Os asteróides são corpos rochosos ou metálicos de tamanhos variados: podem ser simples partículas ou pequenos planetas com até 900 quilômetros de diâmetro. A maioria transita em torno do Sol dentro de um cinturão principal de asteróides, situado entre Marte e Júpiter, ali se mantém devido à tremenda força gravitacional deste último planeta. De tempos em tempos, dois asteróides em órbita, neste cinturão colidem, produzido fragmentos que são lançados para o interior do sistema solar e podem acabar atravessando a órbita da Terra. Os cometas são formados de rocha e poeira, que permanecem juntas graças a ação do gelo. O gelo vira vapor, a medida que o cometa se aproxima do Sol, produzindo uma longa e linda cauda. O núcleo do cometa pode ter até 200 quilômetros de diâmetro, embora a maioria não tenha mais do que 15 quilômetros. Alguns cometas têm a sua órbita em torno do Sol situada na faixa denominada de Kuiper, logo depois do planeta Netuno. Outros ficam na nebulosa Oort, fora dos sistema solar. A cada ano, diversos cometas desconhecidos, como o Hyakutake, em 1996, alcançam o interior do sistema solar, impelidos talvez pelas forças gravitacionais de estrelas próximas. Até 1996, os astrônomos descobriram mais de 300 corpos celestes que poderiam atravessar a órbita da Terra. Felizmente, os obje- 37

36 tos maiores raramente atingiram a superfície terrestre. Os fragmentos de um asteróide com menos de alguns metros de diâmetros são pulverizados ao entrar na atmosfera de nosso planeta. Entretanto, um fragmento de dimensões maiores poderia explodir antes de colidir e danificar a superfície da Terra com sua onda de choque. Os cientistas estimam que corpos com medidas entre 450 metros e metros possam atingir a Terra a cada período superior a anos. Se um corpo com diâmetro de aproximadamente dois quilômetros atingir a Terra, o impacto criariam uma cratera com 4,5 quilômetros, trazendo destruição a uma área de quilômetros ao redor. Se a colisão acontecesse em São Paulo, o número de vítimas poderia chegar a 25 milhões. Os corpos maiores, com mais de dois quilômetros de diâmetro, embora sejam relativamente raros, ameaçam todo o planeta com o seu potencial destruidor - afirma o cientista Gregory Canavan, do Laboratório Nacional de Los Alamos, no Novo México, à jornalista Dana Desonie, da revista Seleções. Segundo notícia divulgada pelo jornal inglês The Sunday Times, em sua edição do dia 14 de dezembro de o próprio Vaticano vai instalar no deserto do Arizona, nos Estados Unidos, um dos mais poderosos observatórios astronômicos do planeta Terra. O observatório terá dois possantes telescópios, capazes de identificar gases e poeira cósmica em torno das estrelas e sistemas planetários. No entanto, uma recente descoberta sobressaltou a comunidade científica, causando, como era de esperar, divisões no meio. A possibilidade de colisão de um asteróide de grandes dimensões com o planeta Terra ocupou todos os noticiários no dia 13 de março de A notícia, distribuída pela agência Associated Press, foi assim publicada por alguns jornais brasileiros : 38 O ESTADO DE SÃO PAULO (13/03/98) WASHINGTON - O asteróide 1997 XF11, que pode estar em

37 curso de colisão com a Terra, é a maior ameaça desse tipo que o planeta já sofreu. Para o pesquisador da Sociedade Americana de Astronomia Steven Maran, o asteróide tem um enorme potencial de destruição, mas faltam cerca de quatro anos de observação para que se possa ter certeza de seu curso. No entanto, de acordo com um relatório da União Internacional de Astronomia, as chances reais de uma colisão são pequenas, mas existem. O impacto do asteróide, com 1,6 quilômetro de diâmetro, criaria uma cratera de 32 quilômetros e espalharia poeira e vapor suficientes para encobrir a luz do sol por semanas - talvez meses - na região. Segundo o especialista em asteróides Jack G. Hills, o XF11, se caísse no oceano, provocaria ondas de centenas de metros, que arrasariam milhares de quilômetros ao longo da costa. Hills calculou também que a colisão, a 27,2 mil quilômetros por hora, equivaleria à explosão de 320 mil megatons de dinamite, ou quase 2 milhões de bombas de Hiroshima. Segundo as pesquisas dos astrônomos da Universidade do Texas, o asteróide estará mais próximo da Terra - ou colidindo com ela - em 26 de outubro de 2028, às 18h30, no horário de Greenwich. Os cálculos de Steven Maran chagaram à estimativa de que o XF11 entrará na órbita da lua, a 48 mil quilômetros do centro da Terra. Essa conta, entretanto, admite uma margem de erro de 288 mil quilômetros, tornando possível a colisão com a Terra. O GLOBO (13/03/98) WASHINGTON - Um asteróide passará perto da Terra em 2028 e poderá se chocar contra o planeta, advertiram ontem astrônomos. Segundo eles, o asteróide passará a cerca de 42 mil quilômetros da Terra, em uma proximidade nunca antes alcançada por qualquer outro objeto. A chance de uma colisão é pequena, mas isso não está fora de cogitação, declarou o Sindicato Internacional dos Astrônomos (IAU). 39

38 Com diâmetro de 1,6 quilômetro, o asteróide foi batizado de 1997 XF11, depois de descoberto por Jim Scotti, do programa Spacewatch da Universidade de Arizona. Segundo o IAU, ele poderá passar a uma distância inferior à da Lua em relação à Terra. O asteróide foi incluído na lista de objetos perigosos, que precisam ser monitorados, porque estão destinados a se aproximar perigosamente da Terra nos próximos séculos. Existem atualmente 108 desses objetos, informou o IAU. Segundo o sindicato, o 1997 XF11 poderá se chocar com a Terra às 15h30 (hora no Brasil) na quinta-feira, 26 de outubro de Naquele dia, ele deverá ser visível a olho nu. Na Europa, onde isto aconteceria à noite, o objeto seria facilmente visto durante horas se movendo no céu, do Nordeste para o Sudeste. O IAU informou que os cálculos ainda são imprecisos e que não está claro se o asteróide pode se aproximar ainda mais da Terra do que se prevê. O sindicato sugeriu a astrônomos amadores que procurem pelo XF11. Cientistas acreditam que o impacto de um asteróide que se chocou contra a Terra há 65 milhões de anos foi tão grande que provocou o desaparecimento dos dinossauros. 40 O GLOBO (14/03/98) Em 11 de março, o Sindicato Internacional dos Astrônomos assustou o mundo com a notícia de que um asteróide passará perto da Terra em 2028 e poderá se chocar contra o planeta. Segundo os astrônomos da entidade, o asteróide passará a cerca de 42 mil quilômetros da Terra, em uma proximidade nunca antes alcançada por qualquer outro objeto. A chance de uma colisão é pequena, mas isso não está fora de cogitação, declarou o Sindicato Internacional dos Astrônomos (IAU). Com diâmetro de 1,6 quilômetro, o asteróide foi batizado de

39 1997 XF11, depois de descoberto por Jim Scotti, do programa Spacewatch da Universidade de Arizona. Segundo o IAU, ele poderá passar a uma distância inferior à da Lua em relação à Terra. Dois dias depois, a Nasa acalmou o espírito dos mais assustados, com explicações sobre o asteróide. Segundo a agência, a possibilidade de um asteróide colidir com a Terra é muito pequena e não deve alarmar as pessoas. Foi o que garantiu, em 13 de fevereiro, o cientista da Nasa Donald K.Yeomans. Já o porta-voz da instituição americana, Doug Isbell, afirma que a trajetória do asteróide XF , que, segundo a União Astronômica Internacional (UAI), passará em 2028 mais próximo do planeta do que qualquer outro corpo celeste, será estudada. Asteróide poderá se chocar com a Terra no ano de O GLOBO (14/03/98) Os astrônomos estão excitados com a possibilidade de conhecer de perto um asteróide, mas não se surpreenderam com o fato de um astro desse tipo passar tão perto da Terra. Daniela Lazzaro, especialista em asteróides do Observatório Nacional, no Rio, afirmou que a descoberta do 1997 XF11 confirmou o que os astrônomos dizem há anos. Ela acredita que a possibilidade de o 1997 XF11 se aproximar perigosamente da Terra fará com que o projeto de mísseis espaciais dos Estados Unidos, criado para evitar choques com a Terra, saia da gaveta. - Temos alertado há anos que asteróides devem ser melhor estudados porque oferecem risco de colisão, ainda que remoto. A aproximação do 1997 XF11 comprovou isso. Trinta anos é tempo suficiente para que se tente encontrar uma solução para o problema - disse. O projeto americano prevê o desenvolvimento de mísseis nucle- 41

40 ares capazes de atingir um asteróide quando ele ainda estiver bem longe da Terra e evitar o choque mudando sua rota ou destruindo-o. O problema é que ainda não existe a tecnologia necessária para lançar um míssil nuclear tão longe. Além disso, teme-se que um acidente fizesse a explosão acontecer perto da Terra, afetando o planeta. Enquanto não se chega a um acordo sobre a melhor forma de destruir um asteróide, a Nasa resolveu conhecê-los melhor. Para isso, lançou a nave Near, que ano que vem chegará ao asteróide Eros para estudar sua órbita e composição. Dados obtidos pela Near podem ser importantes para avaliar os riscos que o 1997 XF11 oferece. Daniela Lazzaro disse que a aproximação do 1997 XF11 dará aos cientistas uma boa chance de conhecer a região onde os asteróides se originam e encontrar formas de prever colisões. O 1997 XF11 nos dará uma oportunidade de conhecer o que chamamos de caminho para a Terra, isto é, como um asteróide toma o rumo de nosso planeta. Esse tipo de estudo poderá ajudar a prever aproximações perigosas - explicou Lazzaro. Pelo visto, resta-nos esperar para ver. 42

41 CAPÍTULO 7 Vida extraterrestre O jornal O Estado de São Paulo, em sua edição de 15 de agosto de 1996, reproduziu matérias publicadas no diário americano The New York Times e na revista News Week, onde se afirma que as recentes descobertas de indícios de vida no planeta Marte não chegam a causar desconfortos religiosos. Alguns criacionistas afirmam que a vida extraterrestre é quase uma necessidade A descoberta de vida em Marte poderia ser um golpe contra a idéia bíblica da criação? O conhecimento de seres extraterrestres abala a fé num Deus que teria criado o céu, a Terra e a vida numa semana? Há anos, criacionistas apregoam a existência de extraterrestres e Marte é o planeta que se destaca nesse caso. Ronald Numbers, professor de história da ciência na Universidade de Wisconsin e autor do livro The Creationists - Uma História Deste Movimento - foi educado numa comunidade fundamentalista de Adventistas do Sétimo Dia onde o estudo da vida fora da Terra, a exobiologia, era um fato. Para alguns criacionistas, avalia Numbers, a vida fora da Terra é quase uma necessidade. Aqui, a inspiração vem da profetisa dos Adventistas do Sétimo Dia, Ellen G. White. No livro The Story of Patriarchs and Prophets, escrito em 1890, ela conta a história do conflito de Satã com Deus. Num ponto crucial do confronto, relata ela, tornou-se necessário demonstrar perante os habitantes do céu e de todos os mundos que o governo de Deus era justo. Para White, a vida fora da Terra era uma premissa suposta. Seguindo a dica dada por White, George McCready Price, fundador da Ciência da Criação, argumentava no inicio do século 20 43

42 que o Gênese não se referia apenas à vida na Terra. Entretanto, como, de acordo com a Bíblia, a vida na Terra tem apenas cerca de 6 mil anos, outros mundos podem ter formas de vida mais antigas. Segundo alguns criacionistas, a crença em extraterrestres encontra respaldo na Bíblia. O Gênese, capítulo 6, versículo 2, diz que os filhos de Deus viram que as filhas dos homens eram belas e as escolheram e as tomaram por mulher. O engenheiro Henry Morris, discípulo de McCready Price e fundador do Instituto para a Ciência da Criação, em San Diego, interpreta esta passagem como significando que os anjos maus do espaço desceram à Terra para violar nossas mulheres. Para os criacionistas - cristãos, judeus ou muçulmanos - o problema não é o fato de existir ou não vida fora da Terra, mas o que acontece à vida em outros mundos. Para a maioria dos criacionistas, a evolução não é uma opção. Segundo Robert Russell - físico, ministro e fundador do Centro de Teologia e Ciências Naturais de Berkeley - a vida fora da Terra seria outra manifestação da criatividade de Deus. O padre George Coyne, jesuíta e astrônomo que dirige o Observatório Vaticano, concorda. Na tradição agostiniana, segundo a qual Deus é a bondade absoluta, existe quase uma necessidade de que a bondade se reproduza, se difunda, considera. Teólogos das principais correntes de pensamento, não consideram a vida em Marte como satânica. Nem são contrários à possibilidade de evolução dessa vida. A maioria dos teólogos católicos e protestantes das principais correntes diriam hoje que Deus criou através de processos evolutivos, diz Russell. Como as leis da evolução são universais e, como a ciência nos diz que nenhum lugar é mais especial que outro, não há razão para dizer que estas leis não possam estar em ação também em outros planetas. Assim, diz Russell, não é surpresa o fato de podermos encontrar vida em outras partes. Contudo, o que desagrada os cristãos das principais correntes é 44

43 o fato de a clássica teoria darwiniana contar inteiramente com o acaso. Se a vida evolui apenas por uma série de eventos fortuitos, não existe papel para Deus como um criador ativo. Mas mesmo neste ponto, cientistas e teólogos podem ser menos diferentes que se poderia esperar. Numa recente conferência sobre Deus e a evolução, na sede do Observatório Vaticano, em Castelgandolfo, residência de verão do papa, nos arredores de Roma, Paul Davies, físico inglês que recebeu também recentemente o Prêmio Templeton, para o progresso na religião, deu a entender como a ciência e a teologia cristã estão se aproximando. Segundo observou, a nova ciência da teoria da complexidade sugere que o Universo não é regido apenas pelo acaso, mas por uma tendência em desenvolver estruturas mais complexas. Desde uma perspectiva teológica, isso abre a porta para Deus, porque, como explica Davies, o Universo parece agora propositalmente feito sob medida para garantir o surgimento de seres como nós. Não seres humanos propriamente ditos, mas alguma forma de criaturas capazes de sentir. Isso prova que Deus escolheu as leis da natureza que garantiriam a evolução de seres inteligentes, capazes de auto-reflexão. Num Universo desse tipo, poderíamos imaginar a vida evoluindo em muitos lugares diferentes. Copérnico, Galileu, Darwin. A história da ciência é salpicada de descobertas que fizeram os teólogos repensar o que as Escrituras diziam sobre a criação do Universo. No Vaticano, ficaram felizes com a possibilidade de vida fora da Terra. Encontrar vida em outros planetas é uma prova de que Deus não é limitado pela nossa imaginação, disse o jesuíta Guy Consulmagno, especialista em meteoritos. À medida que aumenta nosso conhecimento sobre a criação, nosso conhecimento sobre Deus fica maior, disse. 45

A ÚNICA EXPLICAÇÃO PARA A NUVEM

A ÚNICA EXPLICAÇÃO PARA A NUVEM No dia 28 de Fevereiro de 1963 um estranho fenômeno aconteceu no estado do Arizona E.U.A que deixou os cientistas sem palavras. Antes do por do sol, no estado do Arizona um SINAL apareceu nas nuvens. Uma

Leia mais

Curso de Discipulado

Curso de Discipulado cidadevoadora.com INTRODUÇÃO 2 Este curso é formado por duas partes sendo as quatro primeiras baseadas no evangelho de João e as quatro últimas em toda a bíblia, com assuntos específicos e muito relevantes

Leia mais

Boa tarde a todos!! Sejam bem vindos a aula de Física!! Professor Luiz Fernando

Boa tarde a todos!! Sejam bem vindos a aula de Física!! Professor Luiz Fernando Boa tarde a todos!! Sejam bem vindos a aula de Física!! Professor Luiz Fernando Minha História Nome: Luiz Fernando Casado 24 anos Naturalidade: São José dos Campos Professor de Física e Matemática Formação:

Leia mais

INTRODUÇÃO À ASTRONOMIA SANDRO FERNANDES

INTRODUÇÃO À ASTRONOMIA SANDRO FERNANDES INTRODUÇÃO À ASTRONOMIA SANDRO FERNANDES O que é a Astronomia? É a ciência que estuda o universo, numa tentativa de perceber a sua estrutura e evolução. Histórico É a ciência mais antiga. Os registros

Leia mais

VIVER ALÉM DA RELIGIOSIDADE

VIVER ALÉM DA RELIGIOSIDADE VIVER ALÉM DA RELIGIOSIDADE É Preciso saber Viver Interpretando A vida na perspectiva da Espiritualidade Cristã Quem espera que a vida seja feita de ilusão Pode até ficar maluco ou morrer na solidão É

Leia mais

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado LIÇÃO 1 - EXISTE UM SÓ DEUS 18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado A Bíblia diz que existe um único Deus. Tiago 2:19, Ef. 4 1- O Deus que Criou Todas as coisas, e que conduz a sua criação e

Leia mais

IV PARTE FILOSOFIA DA

IV PARTE FILOSOFIA DA IV PARTE FILOSOFIA DA 119 P á g i n a O que é? Como surgiu? E qual o seu objetivo? É o que veremos ao longo desta narrativa sobre a abertura do trabalho. Irmos em busca das estrelas, no espaço exterior,

Leia mais

A NUVEM. O Sétimo Anjo

A NUVEM. O Sétimo Anjo A NUVEM O Sétimo Anjo PARADO NA BRECHA 1963 - Jeffersonville - Indiana - E.U.A. - Tradução: GO 82 E agora, eu não sabia naquela época, que eles estavam tirando fotos daquilo, os cientistas que estavam

Leia mais

ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO

ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO ESTUDO 1 NOVA VIDA O presente curso ajudará você a descobrir fatos da Palavra de Deus, fatos os quais você precisa para viver a vida em toda a sua plenitude. Por este estudo

Leia mais

A CRIAÇÃO DO MUNDO-PARTE II

A CRIAÇÃO DO MUNDO-PARTE II Meditação Crianças de 10 a 11 anos NOME: DATA: 03/03/2013 PROFESSORA: A CRIAÇÃO DO MUNDO-PARTE II Versículos para decorar: 1 - O Espírito de Deus me fez; o sopro do Todo-poderoso me dá vida. (Jó 33:4)

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade.

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade. A Palavra de Deus 2 Timóteo 3:16-17 Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. 17 E isso

Leia mais

LC 19_1-10 OS ENCONTROS DE JESUS ZAQUEU O HOMEM QUE QUERIA VER JESUS

LC 19_1-10 OS ENCONTROS DE JESUS ZAQUEU O HOMEM QUE QUERIA VER JESUS 1 LC 19_1-10 OS ENCONTROS DE JESUS ZAQUEU O HOMEM QUE QUERIA VER JESUS Lc 19 1 Jesus entrou em Jericó e estava atravessando a cidade. 2 Morava ali um homem rico, chamado Zaqueu, que era chefe dos cobradores

Leia mais

O seu conceito das religiões é como o seguinte quadro?

O seu conceito das religiões é como o seguinte quadro? ...as religiões? Sim, eu creio que sim, pois não importa a qual religião pertença. O importante é apoiar a que tem e saber levá-la. Todas conduzem a Deus. Eu tenho minha religião e você tem a sua, e assim

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Roteiro 4 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo I Aprendendo com as Profecias Objetivos Interpretar, à luz da Doutrina

Leia mais

História... Esta Teoria permaneceu Oficial durante 13 Séculos!!

História... Esta Teoria permaneceu Oficial durante 13 Séculos!! Astronomia História... O modelo grego para explicar o movimento dos corpos celestes foi estabelecido no século IV a.c. Neste modelo a Terra estava no centro do universo e os outros planetas, Sol e Lua

Leia mais

15 O sistema solar e seus planetas

15 O sistema solar e seus planetas A U A UL LA Atenção O sistema solar e seus planetas Leia com atenção as notícias abaixo, que apareceram em jornais de diferentes épocas. ANO DE 1781 CIENTISTAS DESCOBREM NOVO PLANETA De há quase 2.000

Leia mais

TRADUÇÃO Hope Gordon Silva Regina Aranha

TRADUÇÃO Hope Gordon Silva Regina Aranha TRADUÇÃO Hope Gordon Silva Regina Aranha 7 João Desfrutando João ao máximo Pode-se resumir o fato mais relevante de toda a história em quatro palavras: Jesus Cristo é Deus! A maior declaração da Bíblia

Leia mais

Como surgiu o universo

Como surgiu o universo Como surgiu o universo Modelos para o universo Desde os tempos remotos o ser humano observa o céu, buscando nele pistas para compreender o mundo em que vive. Nessa busca incansável, percebeu fenômenos

Leia mais

IGREJA CRISTÃ MARANATA PRESBITÉRIO ESPÍRITO SANTENSE EM EFÉSIOS 2.8 PAULO VINCULA A SALVAÇÃO À FÉ QUE VEM DE DEUS.

IGREJA CRISTÃ MARANATA PRESBITÉRIO ESPÍRITO SANTENSE EM EFÉSIOS 2.8 PAULO VINCULA A SALVAÇÃO À FÉ QUE VEM DE DEUS. ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL 21-jun-2015 - TEMA: A FÉ Assunto: INTERFERÊNCIAS NO PROCESSO DA SALVAÇÃO Texto fundamental: JOÃO CAP. 9 EM EFÉSIOS 2.8 PAULO VINCULA A SALVAÇÃO À FÉ QUE VEM DE DEUS. COMENTAR OS

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA PARCIAL DE GEOGRAFIA Aluno(a): Nº Ano: 6º Turma: Data: 26/03/2011 Nota: Professora: Élida Valor da Prova: 50 pontos Assinatura do responsável: Orientações

Leia mais

A cena começa com uma descida. Então, quem desceu se Jesus tomou o livro e se assentou?

A cena começa com uma descida. Então, quem desceu se Jesus tomou o livro e se assentou? A resposta para sua pergunta é Sim, e Não. Permita-me explicar porque as duas coisas. Eu creio que o Cordeiro saiu do Trono SIM, mas eu NÃO creio que ele desceu. Há aqueles que defendem a tese de que o

Leia mais

Naquela ocasião Jesus disse: "Eu te louvo, Pai, Senhor dos céus e da terra, porque escondeste estas coisas dos sábios e cultos, e as revelaste aos

Naquela ocasião Jesus disse: Eu te louvo, Pai, Senhor dos céus e da terra, porque escondeste estas coisas dos sábios e cultos, e as revelaste aos As coisas encobertas pertencem ao Senhor, ao nosso Deus, mas as reveladas pertencem a nós e aos nossos filhos para sempre, para que sigamos todas as palavras desta lei. Deuteronômio 29.29 Naquela ocasião

Leia mais

A Unidade de Deus. Jesus Cristo é o Único Deus. Pai Filho Espírito Santo. Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz?

A Unidade de Deus. Jesus Cristo é o Único Deus. Pai Filho Espírito Santo. Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz? A Unidade de Deus Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz? Vejamos a seguir alguns tópicos: Jesus Cristo é o Único Deus Pai Filho Espírito Santo ILUSTRAÇÃO Pai, Filho e Espírito

Leia mais

Lição 01 O propósito eterno de Deus

Lição 01 O propósito eterno de Deus Lição 01 O propósito eterno de Deus LEITURA BÍBLICA Romanos 8:28,29 Gênesis 1:27,28 Efésios 1:4,5 e 11 VERDADE CENTRAL Deus tem um propósito original e eterno para minha vida! OBJETIVO DA LIÇÃO Que eu

Leia mais

EFEMÉRIDES DO MÊS DE AGOSTO DE 2014

EFEMÉRIDES DO MÊS DE AGOSTO DE 2014 EFEMÉRIDES DO MÊS DE AGOSTO DE 2014 POSIÇÃO GEOGRÁFICA: LATITUDE: -8.1º LONGITUDE: -34.9º LATITUDE: 8º 0 48.1 Sul LONGITUDE: 34º 51 3.4 Oeste CALENDÁRIO DO CÉU COM OS HORÁRIOS DE VISIBILIDADE DOS OBJETOS

Leia mais

LIÇÃO 2 Informação Básica Sobre a Bíblia

LIÇÃO 2 Informação Básica Sobre a Bíblia LIÇÃO 2 Informação Básica Sobre a Bíblia A Bíblia é um livro para todo a espécie de pessoas novos e idosos, cultos e ignorantes, ricos e pobres. É um guia espiritual para ensinar as pessoas como ser-se

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE GEOGRAFIA Aluno(a): Nº Ano: 6º Turma: Data: Nota: Professor(a): Élida Valor da Prova: 65 pontos Orientações gerais: 1) Número de

Leia mais

Estudos na Palavra de Deus. Jovens

Estudos na Palavra de Deus. Jovens Estudos na Palavra de Deus Jovens Grandes Santos de Deus Jovens programação Jovens Sirvo a um Deus preciso Richard Roger (1550-1618) Jovens Família Igreja Sociedade Jovens CTB Os Puritanos Juliano Heyse

Leia mais

Um domingo além da razão

Um domingo além da razão Um domingo além da razão Leon Tolstói Confissão Minha pergunta - aquela que aos 50 anos quase me levou ao suicídio - era a mais simples das perguntas que habitam a alma de qualquer ser humano... uma pergunta

Leia mais

O Sistema Solar 11/12/2014. Unidade 2 O SISTEMA SOLAR. 1. Astros do Sistema Solar 2. Os planetas do Sistema Solar

O Sistema Solar 11/12/2014. Unidade 2 O SISTEMA SOLAR. 1. Astros do Sistema Solar 2. Os planetas do Sistema Solar Ciências Físico-químicas - 7º ano de escolaridade Unidade 2 O SISTEMA SOLAR O Sistema Solar 1. Astros do Sistema Solar 2. Os planetas do Sistema Solar 2 1 Competências a desenvolver: Caracterização do

Leia mais

EFEMÉRIDES DO MÊS DE OUTUBRO DE 2014

EFEMÉRIDES DO MÊS DE OUTUBRO DE 2014 EFEMÉRIDES DO MÊS DE OUTUBRO DE 2014 POSIÇÃO GEOGRÁFICA: LATITUDE: -8.1º LONGITUDE: -34.9º LATITUDE: 8º 0 48.1 Sul LONGITUDE: 34º 51 3.4 Oeste CALENDÁRIO DO CÉU COM OS HORÁRIOS DE VISIBILIDADE DOS OBJETOS

Leia mais

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 1 a Edição Editora Sumário Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9 Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15 Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 Santos, Hugo Moreira, 1976-7 Motivos para fazer

Leia mais

ÓRBITA ILUMINADA HU F 152/ NT4091

ÓRBITA ILUMINADA HU F 152/ NT4091 ÓRBITA ILUMINADA HU F 152/ NT4091 INTRODUÇÃO Trata-se de um modelo científico de trabalho, representando o Sol, a Terra e a Lua, e mostrando como estes se relacionam entre si. Foi concebido para mostrar

Leia mais

Sistema Solar. Sistema de Ensino CNEC. 4 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades de Ciências Nome:

Sistema Solar. Sistema de Ensino CNEC. 4 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades de Ciências Nome: 4 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades de Ciências Nome: Sistema Solar 1 o Mercúrio 5 o Júpiter 2 o Vênus 6 o Saturno 3 o Terra 7 o Urano 4 o Marte 8 o Netuno Com certeza você já deve ter ouvido

Leia mais

Súmula Teoria Energética. Paulo Gontijo

Súmula Teoria Energética. Paulo Gontijo Súmula Teoria Energética Paulo Gontijo O Universo Chama-se Universo ao conjunto de todas as coisas. Sua existência pressupõe a necessidade de dois conceitos anteriores a ele, que se denominam existência

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL - CIÊNCIAS 9ºANO- UNIDADE 3 - CAPÍTULO 1

ENSINO FUNDAMENTAL - CIÊNCIAS 9ºANO- UNIDADE 3 - CAPÍTULO 1 ENSINO FUNDAMENTAL - CIÊNCIAS 9ºANO- UNIDADE 3 - CAPÍTULO 1 questão 01. O que é Astrofísica? questão 02. O que são constelações? questão 03. Como era o calendário Lunar? questão 04. Qual era diferença

Leia mais

Os encontros de Jesus. sede de Deus

Os encontros de Jesus. sede de Deus Os encontros de Jesus 1 Jo 4 sede de Deus 5 Ele chegou a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, que ficava perto das terras que Jacó tinha dado ao seu filho José. 6 Ali ficava o poço de Jacó. Era mais ou

Leia mais

Escola Estadual Jerônimo Gueiros Professor (a) Supervisor (a): Ary Pereira Bolsistas: Ana Moser e Débora Leyse

Escola Estadual Jerônimo Gueiros Professor (a) Supervisor (a): Ary Pereira Bolsistas: Ana Moser e Débora Leyse Universidade Federal do Rio Grande do Norte Centro de Ciências Humanas Letras e Artes Departamento de Geografia Programa Institucional de Iniciação à docência (PIBID) Escola Estadual Jerônimo Gueiros Professor

Leia mais

José Otávio e Adriano 2º ano A

José Otávio e Adriano 2º ano A José Otávio e Adriano 2º ano A Vênus é um planeta que faz parte do Sistema Solar. Está localizado entre os planetas Mercúrio e Terra. Tem esse nome em homenagem a Vênus (deusa do amor da mitologia romana).

Leia mais

Aula 52 Conteúdos: Artigo: definido e indefinido. Expressão numérica com adição, subtração e multiplicação. Corpos celestes. LINGUAGENS MAT., C. HUM.

Aula 52 Conteúdos: Artigo: definido e indefinido. Expressão numérica com adição, subtração e multiplicação. Corpos celestes. LINGUAGENS MAT., C. HUM. 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA Aula 52 Conteúdos: Artigo: definido e indefinido. Expressão numérica com adição, subtração e multiplicação. Corpos

Leia mais

É verdade que só começo um livro quando descubro uma pluma branca. Isso é um ritual que me impus apesar se só escrever uma vez cada dois anos.

É verdade que só começo um livro quando descubro uma pluma branca. Isso é um ritual que me impus apesar se só escrever uma vez cada dois anos. 1) Como está sendo a expectativa do escritor no lançamento do livro Ser como um rio que flui? Ele foi lançado em 2006 mas ainda não tinha sido publicado na língua portuguesa, a espera do livro pelos fãs

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA: FIM DO MUNDO: MITO OU REALIDADE?

PROJETO DE PESQUISA: FIM DO MUNDO: MITO OU REALIDADE? UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROJETO NOSSA ESCOLA PESQUISA SUA OPINIÃO - POLO RS CURSO ESCOLA E PESQUISA: UM ENCONTRO POSSÍVEL PROFESSORA MORGANA BOZZA ALUNAS DA TURMA 71 DA ESCOLA

Leia mais

LECTIO DIVINA JESUS CHAMA SEUS DISCI PULOS

LECTIO DIVINA JESUS CHAMA SEUS DISCI PULOS LECTIO DIVINA JESUS CHAMA SEUS DISCI PULOS 1 TEXTO BÍBLICO - Lucas 6,12-19 (Fazer uma Oração ao Espírito Santo, ler o texto bíblico, fazer um momento de meditação, refletindo sobre os três verbos do texto

Leia mais

Eu acredito que a Bíblia é a melhor dádiva que Deus deu à humanidade. Todas as coisas boas do Salvador do mundo nos são ditas através deste Livro.

Eu acredito que a Bíblia é a melhor dádiva que Deus deu à humanidade. Todas as coisas boas do Salvador do mundo nos são ditas através deste Livro. A importância do estudo bíblico para a vida cristã 2 Pedro 1.12-2121 Pr. Fernando Fernandes Eu acredito que a Bíblia é a melhor dádiva que Deus deu à humanidade. Todas as coisas boas do Salvador do mundo

Leia mais

O CAMINHO PARA A ESPIRITUALIDADE

O CAMINHO PARA A ESPIRITUALIDADE José Carlos Pezini Luis Alexandre Ribeiro Branco O CAMINHO PARA A ESPIRITUALIDADE Uma Espiritualidade Cristocêntrica 1 Revisão: Bruna Perrella Brito 2 Prefácio Introdução 1 Índice O Que é Espiritualidade

Leia mais

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER INTRODUÇÃO: Qualquer que seja meu objetivo, ler é a atividade básica do aprendizado. Alguém já disse: Quem sabe ler, pode aprender qualquer coisa. Se quisermos estudar a Bíblia,

Leia mais

A revelação do Sétimo Selo

A revelação do Sétimo Selo A revelação do Sétimo Selo Apocalipse 8:1. E havendo aberto o sétimo selo, fez-se silêncio no céu quase por meia hora. Em todos os demais selos que João escreveu haviam símbolos. Primeiro selo: cavalo

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 2º BIMESTRE 6º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ

CIÊNCIAS PROVA 2º BIMESTRE 6º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 2º BIMESTRE 6º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ Prova elaborada

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 1 O QUE VEMOS NO CÉU? Levantamento inicial. Delimitando o céu para o estudo da Astronomia

SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 1 O QUE VEMOS NO CÉU? Levantamento inicial. Delimitando o céu para o estudo da Astronomia SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 1 O QUE VEMOS NO CÉU? Levantamento inicial Páginas 3-4 1. Esperam-se respostas como: Lua, estrelas, nuvens, Sol, pássaros, aviões, satélites etc. 2. Resposta pessoal. Caso os alunos

Leia mais

A Liderança do Espírito

A Liderança do Espírito A Liderança do Espírito Autor : Andrew Murray Para muitos Cristãos a liderança do Espírito é considerada como uma sugestão de pensamentos para nossa orientação. Eles almejam e pedem por ela em vão. Quando

Leia mais

A ASTRONOMIA NAS CULTURAS DA AMÉRICA PRÉ-COLOMBIANA

A ASTRONOMIA NAS CULTURAS DA AMÉRICA PRÉ-COLOMBIANA A ASTRONOMIA NAS CULTURAS DA AMÉRICA PRÉ-COLOMBIANA Astronomia Fundamental Caroline F. Dorneles Abril, 2011 Civilizações pré-colombianas MAIAS ASTECAS INCAS Civilizações pré-colombianas Estas civilizações

Leia mais

Grupo de Evangelismo. Igreja Vida em Cristo

Grupo de Evangelismo. Igreja Vida em Cristo 1 GE Grupo de Evangelismo Igreja Vida em Cristo 2 GE Grupo de Evangelismo Índice Apresentação... 3 Introdução ao GE (Grupo de Evangelismo)... 4 Primeira semana... 5 Segunda semana... 6 Terceira semana...

Leia mais

Docente: Prof. Doutor Ricardo Cunha Teixeira Discentes: Carlos Silva Sara Teixeira Vera Pimentel

Docente: Prof. Doutor Ricardo Cunha Teixeira Discentes: Carlos Silva Sara Teixeira Vera Pimentel Docente: Prof. Doutor Ricardo Cunha Teixeira Discentes: Carlos Silva Sara Teixeira Vera Pimentel Sem a Matemática, não poderia haver Astronomia; sem os recursos maravilhosos da Astronomia, seria completamente

Leia mais

EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3. Evangelho de João Cap. 3. 1 Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus.

EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3. Evangelho de João Cap. 3. 1 Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus. EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3 LEMBRETE IMPORTANTE: As palavras da bíblia, são somente as frases em preto Alguns comentários explicativos são colocados entre os versículos, em vermelho. Mas é apenas com o intuito

Leia mais

Movimento Annual do Sol, Fases da Lua e Eclipses

Movimento Annual do Sol, Fases da Lua e Eclipses Movimento Annual do Sol, Fases da Lua e Eclipses FIS02010 Professora Ana Chies Santos IF/UFRGS https://anachiessantos.wordpress.com/ensino/fis02010/ Facebook #AstroUFRGS Relembrando... Sistemas de Coordenadas

Leia mais

Universidade Federal Fluminense

Universidade Federal Fluminense Universidade Federal Fluminense Curso de Formação continuada em Astronomia Para professores de Educação Básica Prof. Dr. Tibério Borges Vale Projeto de Extensão O uso da Astronomia como elemento didático

Leia mais

INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P. Centro de Emprego e Formação Profissional da Guarda Curso: Técnico de Informática Sistemas

INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P. Centro de Emprego e Formação Profissional da Guarda Curso: Técnico de Informática Sistemas INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P. Centro de Emprego e Formação Profissional da Guarda Curso: Técnico de Informática Sistemas (EFA-S4A)-NS Formando: Igor Daniel Santos Saraiva Covilhã,

Leia mais

CARNE UM LIVRETE SOBRE CRESCIMENTO ESPIRITUAL PARA CRISTÃOS FAMINTOS

CARNE UM LIVRETE SOBRE CRESCIMENTO ESPIRITUAL PARA CRISTÃOS FAMINTOS CARNE UM LIVRETE SOBRE CRESCIMENTO ESPIRITUAL PARA CRISTÃOS FAMINTOS 2 SÉRIE CRESCIMENTO CRISTÃO Por Jerry Dean e Frank Hamrick editora batista regular CONSTRUINDO VIDAS NA PALAVRA DE DEUS Rua Kansas,

Leia mais

4ºano Turma Mista. Autora: Beatriz Rodrigues

4ºano Turma Mista. Autora: Beatriz Rodrigues 4ºano Turma Mista O ESPAÇO Autora: Beatriz Rodrigues O que é e como é o Espaço? Os seres humanos chamam Espaço a tudo o que está fora da superfície e atmosfera terrestre. A maioria dos peritos acredita

Leia mais

Sumário. Prefácio...3. 1. As evidências da ressurreição de Cristo...5. 2. Se Jesus está vivo, onde posso encontrá-lo?...15

Sumário. Prefácio...3. 1. As evidências da ressurreição de Cristo...5. 2. Se Jesus está vivo, onde posso encontrá-lo?...15 1 Sumário Prefácio...3 1. As evidências da ressurreição de Cristo...5 2. Se Jesus está vivo, onde posso encontrá-lo?...15 Comunidade Presbiteriana Chácara Primavera Ministério de Grupos Pequenos Março

Leia mais

I Olimpíada Brasileira de Astronomia Brasil, 22 de agosto de 1998. Nível 1 GABARITO OFICIAL

I Olimpíada Brasileira de Astronomia Brasil, 22 de agosto de 1998. Nível 1 GABARITO OFICIAL I Olimpíada Brasileira de Astronomia Brasil, 22 de agosto de 1998. Nível 1 GABARITO OFICIAL Questão 1 a) (VALOR: 0,2 pts) Quais os planetas do Sistema Solar que têm sistema de anéis? R: Saturno, Júpiter,

Leia mais

MITO. De MÝEIN se fez a palavra MÝSTES, iniciado nos mistérios, de onde derivou MYSTÉRION, doutrina secreta, arcano, culto secreto.

MITO. De MÝEIN se fez a palavra MÝSTES, iniciado nos mistérios, de onde derivou MYSTÉRION, doutrina secreta, arcano, culto secreto. MITO Mito vem do Grego MYTHÓS, que tinha um grande número de significados dentro de uma idéia básica: discurso, mensagem palavra, assunto, invenção, lenda, relato imaginário. Modernamente está fixada nestes

Leia mais

OLHANDO FIRMEMENTE PARA JESUS

OLHANDO FIRMEMENTE PARA JESUS OLHANDO FIRMEMENTE PARA JESUS Autor e Consumador da Nossa Fé (Hebreus 12) Introdução: Para uma melhor compreensão do texto sobre o qual vamos meditar durante todo esse ano, é necessário observar que ele

Leia mais

Capitulo 3 ESPIRITUALIDADE DA RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA

Capitulo 3 ESPIRITUALIDADE DA RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA Capitulo 3 ESPIRITUALIDADE DA RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA Deus nos alerta pela profecia de Oséias de que o Povo dele se perde por falta de conhecimento. Cf. Os 4,6 1ª Tm 4,14 Porque meu povo se perde

Leia mais

UNIDADE 2: ASTRONOMIA

UNIDADE 2: ASTRONOMIA UNIDADE 2: ASTRONOMIA ARISTÓTELES (384-322 a.c.) Afirmou que a Terra era redonda devido à sombra esférica deixada por ela durante o eclipse lunar. ERATÓSTENES (273-194 a.c.) Mediu a circunferência da Terra

Leia mais

AUTORES: NANCY MARTINS DE SÁ STOIANOV

AUTORES: NANCY MARTINS DE SÁ STOIANOV Ciências AUTORES: NANCY MARTINS DE SÁ STOIANOV Graduada em História e Pedagogia, Doutora em Filosofia e Metodologia de Ensino, Autora da Metodologia ACRESCER. REGINALDO STOIANOV Licenciatura Plena em Biologia,

Leia mais

Nº 8 - Mar/15. PRESTA atenção RELIGIÃO BÍBLIA SAGRADA

Nº 8 - Mar/15. PRESTA atenção RELIGIÃO BÍBLIA SAGRADA SAGRADA Nº 8 - Mar/15 PRESTA atenção RELIGIÃO! BÍBLIA Apresentação Esta nova edição da Coleção Presta Atenção! vai tratar de um assunto muito importante: Religião. A fé é uma questão muito pessoal e cada

Leia mais

MANUAL. Esperança. Casa de I G R E J A. Esperança I G R E J A. Esperança. Uma benção pra você! Uma benção pra você!

MANUAL. Esperança. Casa de I G R E J A. Esperança I G R E J A. Esperança. Uma benção pra você! Uma benção pra você! MANUAL Esperança Casa de I G R E J A Esperança Uma benção pra você! I G R E J A Esperança Uma benção pra você! 1O que é pecado Sem entender o que é pecado, será impossível compreender a salvação através

Leia mais

9.9 Jesus Cristo é homem perfeito

9.9 Jesus Cristo é homem perfeito 9.9 Jesus Cristo é homem perfeito Aula 48 Assim como é importante verificarmos na Palavra de Deus e crermos que Jesus Cristo é Deus, também é importante verificarmos e crermos na humanidade de Jesus após

Leia mais

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil Documento do MEJ Internacional Para que a minha alegria esteja em vós Por ocasião dos 100 anos do MEJ O coração do Movimento Eucarístico Juvenil A O coração do MEJ é a amizade com Jesus (Evangelho) B O

Leia mais

JESUS É A LUZ DO MUNDO João 8.12 Pr. Vlademir Silveira IBME 24/03/13

JESUS É A LUZ DO MUNDO João 8.12 Pr. Vlademir Silveira IBME 24/03/13 JESUS É A LUZ DO MUNDO João 8.12 Pr. Vlademir Silveira IBME 24/03/13 INTRODUÇÃO O Evangelho de João registra 7 afirmações notáveis de Jesus Cristo. Todas começam com Eu sou. Jesus disse: Eu sou o pão vivo

Leia mais

EXOPLANETAS EIXO PRINCIPAL

EXOPLANETAS EIXO PRINCIPAL EXOPLANETAS Antes mesmo de eles serem detectados, poucos astrônomos duvidavam da existência de outros sistemas planetários além do Solar. Mas como detectar planetas fora do Sistema Solar? Às suas grandes

Leia mais

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015]

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] 1 Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] Página 9 Na ilustração, Jesus está sob a árvore. Página 10 Rezar/orar. Página 11 Amizade, humildade, fé, solidariedade,

Leia mais

Apostila Fundamentos. Batismo nas Águas. batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19

Apostila Fundamentos. Batismo nas Águas. batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19 Apostila Fundamentos Batismo nas Águas batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19 B a t i s m o n a s Á g u a s P á g i n a 2 Batismo nas Águas Este é outro passo que está

Leia mais

A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO. Romanos 15:13

A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO. Romanos 15:13 A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO Romanos 15:13 - Ora o Deus de esperança vos encha de toda a alegria e paz em crença, para que abundeis em esperança pela virtude do Espírito Santo. Só Deus pode nos dar uma

Leia mais

Insígnia de Competência de Astrónomo Alguns apontamentos para Exploradores

Insígnia de Competência de Astrónomo Alguns apontamentos para Exploradores Insígnia de Competência de Astrónomo Alguns apontamentos para Exploradores 1 Conhecer a influência do sol, terra e lua nas estações do ano (exs: culturas, flores, frutos, árvores, entre outros) 2 Conhecer

Leia mais

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA MÓDULO I - O NOVO TESTAMENTO Aula XXII A PRIMEIRA CARTA DE PEDRO E REFLEXÕES SOBRE O SOFRIMENTO Até aqui o Novo Testamento tem dito pouco sobre

Leia mais

PASTORAL É O HOJE DA IGREJA

PASTORAL É O HOJE DA IGREJA PASTORAL É O HOJE DA IGREJA As mudanças sociais são desafios à Evangelização. A atualização da mensagem cristã nas diversas realidades e em diferentes tempos fez surgir a Pastoral. Hoje em nossas paróquias

Leia mais

Lembrança da Primeira Comunhão

Lembrança da Primeira Comunhão Lembrança da Primeira Comunhão Jesus, dai-nos sempre deste pão Meu nome:... Catequista:... Recebi a Primeira Comunhão em:... de... de... Local:... Pelas mãos do padre... 1 Lembrança da Primeira Comunhão

Leia mais

MOISÉS NO MONTE SINAI Lição 37

MOISÉS NO MONTE SINAI Lição 37 MOISÉS NO MONTE SINAI Lição 37 1 1. Objetivos: Ensinar que quando Moisés aproximou-se de Deus, os israelitas estavam com medo. Ensinar que hoje em dia, por causa de Jesus, podemos nos sentir perto de Deus

Leia mais

T O U R O : R E V E L A Ç Ã O D A N O VA L U Z E M E R G E N T E

T O U R O : R E V E L A Ç Ã O D A N O VA L U Z E M E R G E N T E PLENILÚNIO DE TOURO (Lua Cheia 14/5/2014 às 16h16 hora local de Argentina e Brasil) T O U R O : R E V E L A Ç Ã O D A N O VA L U Z E M E R G E N T E Desenvolvimento e revelação ou (se preferirem) uma revelação

Leia mais

Sobre a profecia de 1977

Sobre a profecia de 1977 Sobre a profecia de 1977 Recebi uma pergunta na página que mantenho no orkut, http://www.orkut.com.br/main#home.aspx Nesta pergunta uma irmã dizia que William Branham errou ao dá uma profecia sobre a volta

Leia mais

REFORMA E CONTRARREFORMA. Professor Sebastião Abiceu 7º ano Colégio Marista de Montes Claros

REFORMA E CONTRARREFORMA. Professor Sebastião Abiceu 7º ano Colégio Marista de Montes Claros REFORMA E CONTRARREFORMA Professor Sebastião Abiceu 7º ano Colégio Marista de Montes Claros INTRODUÇÃO A Reforma Religiosa e o Renascimento ocorreram na mesma época e expressam a grande renovação de ideias

Leia mais

PREFÁCIO DA SÉRIE. estar centrado na Bíblia; glorificar a Cristo; ter aplicação relevante; ser lido com facilidade.

PREFÁCIO DA SÉRIE. estar centrado na Bíblia; glorificar a Cristo; ter aplicação relevante; ser lido com facilidade. PREFÁCIO DA SÉRIE Cada volume da série A Palavra de Deus para Você o transporta ao âmago de um livro da Bíblia e aplica as verdades nele contidas ao seu coração. Os objetivos principais de cada título

Leia mais

Meditação Crianças de 10 a 11 anos NOME: DATA: 17/03/2013 A QUEDA. Versículos para Decorar (Estamos usando a Bíblia na Nova Versão Internacional NVI)

Meditação Crianças de 10 a 11 anos NOME: DATA: 17/03/2013 A QUEDA. Versículos para Decorar (Estamos usando a Bíblia na Nova Versão Internacional NVI) Meditação Crianças de 10 a 11 anos NOME: DATA: 17/03/2013 A QUEDA Versículos para Decorar (Estamos usando a Bíblia na Nova Versão Internacional NVI) 1 - Sei que sou pecador desde que nasci, sim, desde

Leia mais

Oficina de CNII/EF Material do Aluno. Tema: Sistema Solar. Prezado Aluno,

Oficina de CNII/EF Material do Aluno. Tema: Sistema Solar. Prezado Aluno, Tema: Sistema Solar Prezado Aluno, Nesta oficina, você desenvolverá atividades que abordam a constituição do Sistema Solar, os movimentos dos astros, os fenômenos celestes e sua relação com o planeta Terra.

Leia mais

Consolidação para o Discipulado - 1

Consolidação para o Discipulado - 1 Consolidação para o Discipulado - 1 Fortalecendo o novo convertido na Palavra de Deus Rev. Edson Cortasio Sardinha Consolidador/a: Vida consolidada: 1ª Lição: O Amor de Deus O amor de Deus está presente

Leia mais

As fontes da nossa auto-imagem

As fontes da nossa auto-imagem AUTO IMAGEM O QUE EU ACHO DE MIM MESMO QUEM SOU EU E QUAL E O MEU VALOR? NARCISISMO (deus da mitologia grega que se apaixonou por si mesmo ao ver sua imagem refletida na água) AS FONTES DA NOSSA AUTO -

Leia mais

O Baptismo Bíblico (Mateus 3:13-17)

O Baptismo Bíblico (Mateus 3:13-17) O Baptismo Bíblico (Mateus 3:13-17) Tivemos esta manhã a alegria de testemunhar vários baptismos bíblicos. Existem outras coisas e outras cerimónias às quais se dá o nome de baptismo. Existe até uma seita,

Leia mais

Uma vez que todos já conseguiram identificar no céu as constelações que estudamos até aqui, vamos viajar pelo nosso Sistema Solar.

Uma vez que todos já conseguiram identificar no céu as constelações que estudamos até aqui, vamos viajar pelo nosso Sistema Solar. Olá amiguinhos! Uma vez que todos já conseguiram identificar no céu as constelações que estudamos até aqui, vamos viajar pelo nosso Sistema Solar. Antes mesmo de existir o Sol, nesta mesma região existiam

Leia mais

ASTEROIDES. Daniela Araldi 1 Tina Andreolla 2

ASTEROIDES. Daniela Araldi 1 Tina Andreolla 2 ASTEROIDES Daniela Araldi 1 Tina Andreolla 2 Asteroides são pequenos objetos rochosos e metálicos com movimento próprio que se transitam no espaço; a grande maioria possui uma órbita situada entre as órbitas

Leia mais

Ciências da Natureza VOLUME 1 UNIDADE 1 E 2

Ciências da Natureza VOLUME 1 UNIDADE 1 E 2 EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS ENSINO FUNDAMENTAL Ciências da Natureza VOLUME 1 UNIDADE 1 E 2 CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS 2015 1 SUMÁRIO Unidade 1 Origem do Universo... 03 Unidade

Leia mais

Prisões mentais. Escrito por Mário Moreno Dom, 05 de Junho de 2011 15:37. Prisões mentais

Prisões mentais. Escrito por Mário Moreno Dom, 05 de Junho de 2011 15:37. Prisões mentais Prisões mentais Hoje podemos afirmar que há satan o adversário conseguiu algo muito grande quando fez o homem pecar além de fazer dele um peregrino fora do Gan Éden e de tirar-lhe a imortalidade. O adversário

Leia mais

As estações do ano acontecem por causa da inclinação do eixo da Terra em relação ao Sol. O movimento do nosso planeta em torno do Sol, dura um ano.

As estações do ano acontecem por causa da inclinação do eixo da Terra em relação ao Sol. O movimento do nosso planeta em torno do Sol, dura um ano. PROFESSORA NAIANE As estações do ano acontecem por causa da inclinação do eixo da Terra em relação ao Sol. O movimento do nosso planeta em torno do Sol, dura um ano. A este movimento dá-se o nome de movimento

Leia mais

Prefácio CÂNCER DE MAMA 7

Prefácio CÂNCER DE MAMA 7 Prefácio Quantas vezes você já não ouviu alguém contar uma experiência difícil que viveu em seu ministério? Quantos já não passaram por situações em que não souberam o que dizer ou fazer? Pastores, líderes

Leia mais

HINÁRIO NOVA DIMENSÃO

HINÁRIO NOVA DIMENSÃO HINÁRIO NOVA DIMENSÃO Tema 2012: Flora Brasileira Rabo de Galo (Worsleya rayneri) Padrinho Alfredo Alfredo Gregório de Melo 1 www.hinarios.org 2 01 BRILHANTES PEDRAS FINAS Marcha - Valsa Ao pai eterno

Leia mais

O chamado de Jesus ao discipulado

O chamado de Jesus ao discipulado Lição 3 12 a 19 de janeiro O chamado de Jesus ao discipulado Sábado à tarde Ano Bíblico: Gn 37 39 VERSO PARA MEMORIZAR: "Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não

Leia mais

Escola E. B. 2º e 3º ciclos do Paul. Trabalho elaborado por: Diana Vicente nº 9-7ºB No âmbito da disciplina de Ciências Naturais

Escola E. B. 2º e 3º ciclos do Paul. Trabalho elaborado por: Diana Vicente nº 9-7ºB No âmbito da disciplina de Ciências Naturais Escola E. B. 2º e 3º ciclos do Paul Trabalho elaborado por: Diana Vicente nº 9-7ºB No âmbito da disciplina de Ciências Naturais Introdução Formação do sistema solar Constituição * Sol * Os planetas * Os

Leia mais