Pontão de Cultura Ocão da Leitura. Mapeamento Cultural dos Pontos de Cultura Sertão, Agreste e Litoral de Alagoas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Pontão de Cultura Ocão da Leitura. Mapeamento Cultural dos Pontos de Cultura Sertão, Agreste e Litoral de Alagoas"

Transcrição

1 Pontão de Cultura Ocão da Leitura Mapeamento Cultural dos Pontos de Cultura Sertão, Agreste e Litoral de Alagoas 1

2 Mapeamento Cultural 11 Pontos de Cultura de Alagoas 2. Inhapi 3. Água Branca 9. Chã Preta 1. Delmiro Golveia 6. Estrela de Alagoas 7. Igaci Palmeira dos Índios 4. Arapiraca 8. Boca da Mata 11. Maceió 5. Lagoa da Canoa 10. Piaçabuçu

3 Apresentação O Mapeamento Cultural dos Pontos de Cultura resulta de uma Caravana Cultural realizada com os integrantes do projeto Pontão Ocão de Leitura pelo Movimento Pró-Desenvolvimento Comunitário MPDC, de Palmeira dos Índios, Alagoas, com a colaboração do Centro de Educação Ambiental São Bartolomeu e do Projeto Cartografia dos Pontos de Cultura de Alagoas. Concebido como instrumento de acompanhamento das ações dos Pontos de Cultura, o Mapeamento Cultural registra informações sobre as experiências, as atividades literárias realizadas, o contexto sociocultural das comunidades e, em especial, as manifestações populares, sua importância e influência na trajetória das comunidades. A Caravana Cultural aconteceu nos meses de setembro a novembro de 2011 e compreendeu visitas técnicas aos 11 Pontos de Cultura localizados nas regiões do Sertão, Agreste e Litoral de Alagoas, incluindo Maceió. O trabalho contou com o apoio do Ministério da Cultura, Programa Cultura Viva. As visitas foram realizadas nos 11 (onze) Pontos de Cultura associados ao Pontão Ocão de Leitura, localizados nas regiões do Sertão (municípios de Delmiro Gouveia, Inhapi, Água Branca), Agreste (Arapiraca, Estrela de Alagoas, Igací, Lagoa da Canoa), Zona da Mata (Boca da Mata e Chã Preta), Litoral Sul (Piaçabuçu) e em Maceió, capital de Alagoas. Esses Pontos compõem a Rede Alagoana dos Pontos de Cultura composta por 42 (quarenta e dois) Pontos integrantes do Programa Cultura Viva MinC. O Pontão Guerreiros Alagoanos, criado em 2005, articula e fortalece as ações dos Pontos de Cultura, a partir do Modelo de Gestão Compartilhada e Paritária entre Órgãos do Governo e Entidades Civis ligados à Cultura, possibilitando a articulação e discussões na Rede. O Pontão Ocão de Leitura é um recorte temático da atuação da Rede que objetiva estimular e fortalecer o hábito e o gosto pela leitura. Uma das metas do projeto é a articulação da Rede Literária Alagoana dos Pontos de Cultura e Pontos de Leitura em uma gestão compartilhada. O Mapeamento Cultural, promovido pelo Pontão Ocão de Leitura compreendeu o levantamento da prática da leitura e dos Baús de Leitura nos Pontos integrados à Rede, no registro da ação desses Pontos, tanto nas ações literárias quanto nas manifestações culturais por eles estimuladas, resgatadas e preservadas desde a sua formação. O catálogo foi construído a partir do relatório geral do mapeamento dos Pontos de Cultura e traz uma síntese das ações e práticas culturais direcionadas à inclusão social e ao intercâmbio das ações enriquecedores da cultura de Alagoas. 3

4 O Movimento Pró Desenvolvimento Comunitário de Palmeira às diversas regiões de Alagoas Glecielle Tenório de Holanda ¹ Fim da ditadura militar no Brasil e fortalecimento da sonhada democracia. Eclosão de movimentos sociais e de resistência no sentido de priorizar políticas para promover os direitos das crianças e dos adolescentes e de suas famílias. Nesse contexto surge em Palmeira dos Índios, no Agreste alagoano, o Movimento Pró Desenvolvimento Comunitário, formado por educadores de diversas origens. Das primeiras atividades mobilizadoras pelos direitos, surgiu a Escola Oasis, na comunidade da Cafurna, situada na chamada rua da gandaia, área de prostíbulos e de bares. O Movimento passou a se dedicar aos filhos/as das mulheres trabalhadoras do sexo para garantir o acesso à escola. O cenário cotidiano era de muita violência, com marcas visíveis na vida das crianças e adolescentes, geradas por preconceitos e estereótipos. A Escola Oasis buscou uma educação baseada no Construtivismo, na aprendizagem a partir dos conhecimentos da realidade e da vivência das crianças. O processo de alfabetização, incomum às práticas de ensino local, ofereceu oportunidades para o sonhar e o ser criança,na perspectiva do sociólogo Herbert de Souza Se não vejo na criança uma criança é porque algo a foi roubado e o que vejo é a sobra de tudo que lhe foi tirado Além do direito à escola regular, eram negados o acesso ao sistema de saúde, à habitação e outras condições de vida digna. E muitas não tiveram direito à vida, com histórico de alta mortalidade gerada por surto de cólera, em meados da década de 80. Esse fato é tido como resultado da ausência de políticas ambientais de saneamento, que permitiam que muitas famílias vivessem no e do lixo. Os educadores/as do Movimento recorreram ao lúdico e à arte educação, ofertando música, dança, capoeira e o teatro como estratégias de organização de núcleos de base. Núcleos formados por crianças e adolescentes estimulados à reflexão sobre a situação de vida pessoal e comunitária e ao protagonismo na busca de alternativas de intervenção na realidade. Essa metodologia de trabalho levou à parceria com organizações internacionais, a exemplo do Fundo das Nações Unidas para a Infância -UNICEF, a Visão Mundial e ZWD, entidade holandesa. Para atender aos núcleos, nasceu o Baú de Leitura, programa de incentivo à leitura, baseado em oficinas lúdicas de leitura e cidadania, na perspectiva de formar cidadãos críticos e conscientes de seu papel sócio político e cultural. A leitura, segundo a metodologia do programa Baú de leitura, é o fio condutor para uma leitura de mundo, baseado nos ensinamentos de Paulo Freire de que A leitura do mundo precede a leitura da palavra. Na década de 90, o Movimento disseminou a metodologia em vários municípios, através de cursos de formação de educadores que passam a ser também dinamizadores de leitura. Os municípios, orientados pelo Movimento e com apoio do UNICEF, integraram-se ao projeto Fazer Valer os Direitos das Crianças e dos Adolescentes em Alagoas e à mobilização pelo Selo UNICEF Município Aprovado. E a partir da aprovação na seleção pública do Ministério da Cultura (MINC), em 2009, articulam-se os 10 Pontos de Cultura, situados nas regiões do Agreste, Sertão e Mata de Alagoas, formando o Pontão de Cultura Ocão da Leitura, uma referência em articulação de redes de educadores baseados na importância da leitura e da cultura no estado. 4 1 Coordenadora Pedagógico do Ocão de Cultura

5 SERTÃO 1 - PONTO de CULTURA Arte e Ação - Fundação Delmiro Gouveia- Município Delmiro Gouveia Fundada em 1997, a Fundação Delmiro Gouveia é uma organização não governamental e Ponto de Cultura dedicada ao resgate e preservação dos valores culturais do sertão alagoano, atuando por projetos realizados em parceria com a comunidade, empresas e órgãos públicos. Principais ações desenvolvidas pela instituição: Ações Desenvolvidas Projetos Ponto de Cultura Arte e Ação Projeto Algodão: uma tecnologia a serviço da cidadania Projeto Forró Sanfona e Cangaço I Projeto Sala Verde Projeto Semana Delmiro Gouveia Projeto de Gestão Transitória da Usina Angiquinho Consócio Social da Juventude Programa Segundo Tempo Centro de Arte e Cultura de Delmiro Gouveia Finalidades Explorar as diversas linguagens artísticas (teatro, dança, música, artes visuais e plásticas), em ações interativas e oficinas que estimulam a criatividade e a vivência cultural Resgate da cultura do Algodão Atividades culturais e de pesquisa sobre temas do cangaço e costumes contemporâneos regionais nos municípios de Água Branca e Delmiro Gouveia Sistematização de informações e estudos socioambientais para desenvolver programas e ações educativas sobre a temática ambiental Produção de evento anual para o resgate, a valorização e a divulgação da cultura regional Projeto de ordenamento das visitações turísticas com enfoque histórico, educacional, técnico, ambiental e cultural de forma sustentável Programa de estímulo ao Primeiro Emprego para qualificar os jovens e preparar o mercado de trabalho Projeto em convênio com o Ministério do Esporte/Governo Federal e Prefeituras Municipais Atividades esportivas para 1600 crianças de Delmiro, Água Branca e Pariconha Divulgação do artesanato e comercialização de produtos de toda região do Sertão Alagoano 5

6 As atividades do Ponto de Cultura Arte e Ação primam pelo resgate da cultura local e regional junto à população de baixa renda, estudantes de escolas públicas, crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social. O destaque especial é o Sr.Virgílio. poeta de currículo extenso, promotor cultural, repentista, professor, contador de histórias, entre outros ofícios. Fez teatro ao lado do ator Jofre Soares, um dos seus primos e atuou em circo. Natural de Palmeira dos Índios, encontrou em Delmiro Gouveia um refúgio para escrever e manter vida tranqüila, sendo considerado pela população um patrimônio vivo local. 2 - PDA Mandacaru Município Inhapí Inhapí teve sua origem a partir do vocábulo indígena Tupi Guarani Inha: de água e Pi: de pedra Buraco na Pedra, nome relacionado a Lagoa do Inhapí - Água sobre Pedra. PDA de Inhapí - o PDA Mandacaru, apóia grupos de vulnerabilidade social e econômica em iniciativas que objetivam diminuir as desigualdades, promover a inclusão social, desenvolver o protagonismo comunitário, estimular a vida associativa das populações e contribuir para a qualidade de vida das crianças e adolescentes. Abaixo quadro das ações do Mandacaru: Ações Desenvolvidas Criação de pequenos animais Organização de bancos de sementes Construção de cisternas Distribuição de sementes para o plantio Organização de grupos produtivos Acompanhamento do crescimento e desenvolvimento infantil Baú de Leitura 6 O Baú de Leitura, ação de incentivo à leitura, é realizado com crianças de comunidades da zona rural de Inhapí e se destaca pelo grande poder de transformação. Ornamentado com tapetes, almofadas e bichinhos, o espaço atende, aproximadamente, 35 crianças. Em dois anos de atuação, quatro baús foram implantados em três comunidades rurais com bons resultados e, em parceria com a prefeitura, atende estudantes das escolas municipais durante todo o ano letivo. Maria Bispo, Antônio e Genú Tradição e saber popular Dona Maria Bispo é parente de Lampião, famoso rei do Cangaço da história nordestina. É parteira e benzedeira e

7 Associação Jovem Guarda/ Ponto de Cultura Engenho da Serra desenvolve atividades em áreas rurais e urbana pelo resgate e fortalecimento das manifestações culturais do município. A Associação Cultural Jovem Guarda de Água Branca surgiu com a integração de jovens dos coletivos da igreja Católica. Sem fins lucrativos, atua em diversos projetos sociais para jovens de 15 a 27 anos. O Ponto de Cultura Engenho da Serra promove oficinas de teatro, cinema e artes cênicas e busca a expressão de talentos, seja em teatro ou em linguagens audiovisuais. Produziu o vídeo documentário Água Branca Um Olhar Sobre as Cofala sobre as tradições populares da localidade. Uma delas se refere ao nascimento de crianças com o costume de soltar fogos (rojões) em sinal de comemoração e aviso para a comunidade: três rojões indicativos do nascimento de meninos e dois, o nascimento de meninas. Sr. Antônio é outro destaque por ser profundo conhecedor dos efeitos medicinais das plantas. Relata ter conseguido salvar a vida de muitos de seus parentes com folhas, raízes, raspas de caules e ervas. E recorda que na década de 60, a comunidade só possuía a igrejinha e três casas de taipa, sem assistência médica, sendo a solução recorrer à natureza. Mas seu Sr. Antônio não revela o segredo de suas receitas para as curas. Apenas afirma ser inspiração divina. Sr. Daniel Genú é sanfoneiro aposentado e mais um ator cultural anônimo. Atuou na profissão de sanfoneiro por 30 anos e aos 71 anos de idade, Seu Genú,como é conhecido, lamenta a nova geração ser pouco exigente com a música, apreciando, como ele chama qualquer barulho. 3 Ponto de Cultura Engenho da Serra - Município de Água Branca munidades da SERRA sobre a cultura local, além do espetáculo teatral Um Olhar da Água Branca, focando a trajetória histórica do município. As principais ações desenvolvidas são: Ações Desenvolvidas Projetos Baú de Leitura Oficinas de teatro Tele centro Cineclube Artesanato Finalidades Estímulo à leitura para cerca de 20 crianças e adolescentes Formação de grupo de teatro dedicado à história de Água Branca, em especial ao período da passagem de Lampião Acesso à informática aberto à população Exibição de filmes educativos e documentários para as comunidades Incentivo ao artesanato local de palha de coqueiro 7

8 A sede da instituição está na área urbana de Água Branca e conta com equipamentos de informática, cinema, figurino de peças teatrais, mesas, cadeiras e uma ornamentação diversificada, com expressões de diversas linguagens. Sítio Mercador e Coronel Cobra O Sítio Mercador é um importante local da zona rural de Água Branca, local bastante habitado com escola, igreja e uma associação comunitária. Joana Vieira Sandes de Barros é uma das moradoras e relata casos sobre o sofrimento da população durante o domínio do Coronel Cobra, temido por atos de valentia, maus tratos aos trabalhadores e apropriação de terras. Após muitos anos de sua morte, o Coronel ainda atemoriza moradores que falam de modo quase inaudível, sobre seus feitos cruéis. Atualmente, as terras usurpadas são assentamentos da reforma agrária para descendentes das famílias expulsas pelo Coronel. E a Casa Grande passou a ser local de encontro e reuniões dos assentados, com planos de transformá-la em pousada. AGRESTE Ponto de Cultura Corredor de Cultura Município Arapiraca O Corredor de Cultura busca o fortalecimento do movimento cultural para resistir à forte influência da cultura massificada, lutar pela preservação da identidade e dos costumes da região, e atuar na mobilização pela organização dos artistas locais. Entre as suas ações há a Tenda Multicultural, espaço público que abriga e oportuniza a difusão das atrações culturais locais. O Corredor funciona no centro da cidade de Arapiraca, juntamente com a Casa da Cultura municipal e a Secretaria Municipal de Cultura, e possui espaços para oficinas cuturais, biblioteca e cineclube. O Museu da Cidade é próximo à sede do Corredor e se integra à praça de Eventos, espaço para apresentações de grupos populares às segundas feiras, formando esse conjunto um verdadeiro Corredor Cultural. Associação Comunitária dos Moradores e Amigos da Comunidade Canafístula / Ponto de Cultura Cultura para o Desenvolvimento Canafístula é um bairro da periferia de Arapiraca e se destaca como centro de produção de farinha e produtos cerâmicos. A comunidade mantém viva suas tradições, com apoio da Associação dos Moradores e Amigos da Comunidade de Canafístula (AMACC). O Cultura para o Desenvolvimento tem por objetivo fortalecer e enriquecer o ambiente escolar e toda comunidade. As ações buscam o desenvolvimento da aprendizagem, o reconhecimento ancestral e a valorização dos saberes e fazeres populares. O Ponto de Cultura objetiva valorizar a auto-estima da população através do sentimento de pertencimento da história local e contribuição para preservação das expressões e manifestações populares. A seguir, quadro dos principais projetos/ações desenvolvidos pela AMACC:

9 Projetos Ponto de Cultura - Cultura para o Desenvolvimento Programa Segundo Tempo Coral de Destaladeiras de Fumo Ação Griô Ações Desenvolvidas Finalidades Assiste a mais de 200 pessoas nos grupos de Reisado, Pastoril, Coco de Roda, Dança da Fita, Quadrilha Junina (matuta e estilizada) Promoção de atividades esportivas e pedagógicas para 200 crianças e adolescentes de escolas públicas, com apoio do Ministério do Esporte Promoção de Grupo de música tradicional Reconhecimento Nacional de seis Mestres e Griôs de Tradição Oral da comunidade, que trabalham em parceria com as escolas num processo de transmissão dos saberes e fazeres populares A Associação dos Moradores e Amigos da Comunidade de Canafístula (AMACC) foi fundada em agosto de A expressão artística da comunidade é registrada nos folguedos e nas cantigas das destaladeiras de fumo. O Ponto promove oficinas, espetáculos, feiras e apresentações artísticas, além de realizar filmagem e montagem de vídeos, assim como aulas e ensaios de danças populares, reunindo crianças, adolescentes e toda a comunidade. Canafístula A Produção Cultural da Periferia Em Canafístula valoriza-se a sistematização dos saberes e fazeres populares, a exemplo das experiências do mestre de reisado, Sr. Duda e das Destaladeiras de Fumo, tidos como personagens de ações bastante expressivas. Na sua idade avançada, Sr. Duda enaltece o trabalho da comunidade e do Ponto de Cultura, relatando que brinca o reisado desde criança e que valoriza o folguedo como se fosse um esporte olímpico, algo que traz benefícios, orgulho e prestígio ao participante, assim como para todo povoado e região. As Destaladeiras de Fumo de Canafístula são um atrativo cultural de valor oral imensurável e que nos revelam simpatia e recordações da árdua tarefa de destalar o fumo em rimas e versos cantados. 5 Ponto de Cultura Associação Unidos pela Educação Município Lagoa da Canoa A Associação Unidos Pela Educação (UPEC) foi criada a partir da preocupação de professores com o alto número de jovens fora do ambiente acadêmico e baixo interesse pelo ensino universitário. Criaram a UPEC para desenvolver um cursinho pré-vestibular e dessa primeira iniciativa surgiu o Ponto de Cultura de Hermeto à Gajurú, um espaço focado na cultura e nas artes dirigido aos adolescentes. O destaque do Ponto é atuação audiovisual, a exemplo do documentário Canoense sobre a história de Lagoa da Canoa, seus filhos ilustres e atores culturais anônimos da localidade. A seguir, quadro das principais ações desenvolvidas: 9

10 Projetos Baú de Leitura Oficinas Audiovisual Curso Pré-vestibular Ações Desenvolvidas Finalidades Ação de incentivo à leitura com crianças do município Ação pedagógica para educação em ciências e matemática, tecnologias na educação, pintura em tela, artesanato em crochê, pintura em tecido, bordados e informática Ação de incentivo à formação cineclubista e produção de vídeo documentário Ação de incentivo ao ingresso na universidade A arte que vem do barro O trabalho em barro dos artesões de Lagoa da Canoa é a sua mais expressiva arte. O árduo ofício de confeccionar peças em cerâmica é passado de geração em geração. As peças em barro contam um pouco da trajetória de vida de cada mestre artesão e expõem seu cotidiano e sonhos. Os artesãos da região temem que o ofício aprendido por seus antepassados, e que sustenta suas famílias, possa desaparecer devido à falta de incentivo dos órgãos públicos, além do desinteresse dos jovens pela tradição do barro Ponto de Cultural - Cultura e Tradição Popular - Associação Comunitária dos Produtores Rurais São Sebastião ACPRUS Município Estrela de Alagoas Fundada em 1982, a Associação dos Produtores Rurais São Sebastião ACPRUS está sediada na comunidade Impueiras, comunidade da zona rural de Estrela de Alagoas com grande importância econômica e política, sendo a comunidade a que mais impulsiona o desenvolvimento do município. A Associação nasceu com a finalidade de buscar recursos para a melhoria da comunidade e a organizar e firmar parcerias. Através da ACPRUS foi instalado o Posto de Saúde, Escolas, Igreja, entre outros benefícios obtidos a partir da organização popular. O seu projeto Água Doce objetivou a dessalinização da água da região e foi uma grande conquista, estimulando novos projetos como o Criatório de Peixes e o Ponto de Cultura. O Ponto de Cultura Cultura e Tradição Popular nasce do interesse em preservar costumes e tradições, a exemplo do Pagode de Aterro, evento tradicional nos mutirões para construção de casas. Iniciou atividades em 2009 e, atualmente, atende cerca de 80 pessoas entre crianças, jovens e adultos em situação de vulnerabilidade social da zona rural de Estrela de Alagoas. O Ponto proporciona o aprendizado das artes integradas - artesanato e danças folclóricas - e contribui para disseminar a cultura e o resgate das atividades culturais, através

11 de ações como o cinema na escola, aulas de flauta doce, informática e formação de agentes culturais O Cultura e Tradição Popular busca revitalizar e movimentar a cena cultural de Estrela, principalmente nas comunidades rurais A sede do Ponto de Cultura está localizada na comunidade rural Jiquiri, com uma biblioteca utilizada para pesquisas escolares dos jovens da comunidade. Raízes de Jiquiri O Grupo de flauta doce Raízes de Jiquiri é uma ação recente do Ponto de Cultura, destinada a atender crianças e jovens da região, a partir da ação de voluntários. Um exemplo de resgate da cultura local vem de Dona Salete, benzedeira. Profunda conhecedora das plantas, so- corre pais aflitos com crianças doentes e que não sabem o que fazer diante das morfinas do tempo. Projetos Oficina de danças folclóricas Oficina de Artesanato Oficina de multimídia Oficina de música Biblioteca comunitária Museu da farinha Ações Desenvolvidas Finalidades Pagode de aterro, pastoril Palha, pintura em tecido Núcleo de computação Aulas de flauta doce Núcleo de estudos Patrimônio material 7 - Ponto de Cultura Meninos do Sítio Associação Comunitária de Arte Cultura do Agreste - AACA - Município Igací A Associação Comunitária de Arte e Cultura do Agreste AACA é uma instituição não governamental situada no Sítio Cachoeira (zona rural de Igací). A Associação existe há 11 anos e desenvolve diversas atividades voltadas para o folclore popular nordestino. O Sítio Cachoeira é um local de difícil acesso e isolado das demais comunidades. Para difusão dos artistas locais, a AACA criou a Rádio Comunitária Mundial FM. Funciona nas instalações da Associação e, aos domingos, produz ao vivo o Espaço Comunitário, com audiência garantida. A programação da rádio promove grupos folclóricos locais, como a banda de pífano, grupos de reisado, encontro de sanfoneiros, repentistas, e o pastoril. O Ponto de Cultura Meninos do Sítio surge da necessidade de movimentar a localidade e promover atividades recreativas e culturais com as crianças da região. O Ponto tem por objetivo revitalizar os grupos folclóricos, valorizar os contadores de histórias, violeiros e trovadores remanescentes de grupos de guerreiros, entre outras manifestações. O Ponto de Cultura oportuniza a inclusão digital dispondo de um espaço com computador e internet com livre acesso para a comunidade, bem como estimula a produção teatral com o grupo de teatro Sou do Sítio. 11

12 Ações Desenvolvidas Projetos Formação de Grupos Folclóricos Cursos Profissionalizantes Pesquisa cultural Radialismo Comunitário Inclusão digital Teatro Finalidades Forró, quadrilhas matutas Operadores de áudio, locução e manutenção dos equipamentos Patrimônio cultural da comunidade e região Programação voltada para cultura popular Acesso à internet, curso básico de informática Formação de grupo de teatro Para efetivar suas ações, a AACA conta com 30 associados e membros voluntários, entre eles, ex-alunos que regressam ao Ponto de Cultura visando contribuir com o desenvolvimento local. Atualmente realizam trabalhos voltados para as crianças e jovens das escolas públicas, especialmente para estímulo à leitura e à cidadania. O Ponto Meninos do Sítio pretende ofertar ações de emprego e renda através de oficinas de fotografia, vídeo e filmes, incluindo aprendizagem de edição de vídeos. Mestre Guerreiro José da Silva, conhecido como Zé Né, é agricultor e figura de grande representatividade no Sítio Cachoeira, zona rural de Igací. ZONA DA MATA Zé Né é envolvido com as manifestações culturais da região, em especial o Guerreiro, e juntamente com seu irmão, Zeca do Pandeiro, formam uma dupla de emboladores e contadores de causos, representando a memória viva da comunidade. Aos 73 anos de idade, Zé Né lamenta a estilização dos folguedos, em especial o Guerreiro, folguedo tipicamente alagoano e pelo qual possui o título de Mestre Guerreiro. O Mestre afirma que os guerreiros de hoje já não contam com mestres preparados, tampouco a população brinca o folguedo, motivos que o fazem temer o esquecimento pelas futuras gerações. 8 - Ponto de Cultura Girassol Instituto Girassol de Desenvolvimento Social - IGDS Município Boca da Mata 12 O Instituto Girassol de Desenvolvimento Social IGDS é uma instituição não governamental idealizada por um grupo de organizações voltadas ao atendimento de crianças e adolescentes. A instituição nasceu com o objetivo de propor um projeto de desenvolvimento social a partir do protagonismo

13 juvenil, iniciando suas ações na área da formação política e social. Existe há 9 anos e o seu nome traz o simbolismo da missão do girassol nos campos, a de regenerar o solo empobrecido pela monocultura da cana-de-açúcar. O IGDS tem o objetivo de fortalecer a ação dos jovens para o desenvolvimento local, agregar novos valores ao trabalho e criar um ambiente favorável para o crescimento integrado e sustentável do território. O foco do Instituto está na erradicação da evasão escolar na localidade e prevenção e combate ao trabalho infantil. A inserção do município no setor canavieiro é um agravante que acarreta o abandono de crianças e jovens da escola para trabalhar no corte da cana. O Ponto de Cultura Girassol surge da necessidade de promover atividades constantes para crianças, adolescentes e jovens de Boca da Mata, a exemplo de exibição de filmes nas comunidades e escolas e da promoção de oficinas de cinema. Além dessas ações criou um espaço virtual (www.cirandadospontos.org.br) com informações e notícias sobre os pontos de cultura de Alagoas. Incentiva a prática esportiva, xadrez e inclusão digital, com objetivo de criar uma produtora de vídeos, blogs e sites para fortalecer a criatividade juvenil e a geração de emprego e renda. Em seus 4 espaços, sendo dois adquiridos com recursos próprios, mantém uma biblioteca e realiza ações pontuais em bairros da cidade e povoados, com atendimento a mais de 500 crianças e adolescentes. O Baú de Leitura se destaca como mais importante atividade de incentivo à leitura e é compreendida como algo libertador e com grande poder de transformação. Muito além de Manoel da Marinheira Manoel da Marinheira é referência marcante na cultura e na arte Matense e norteia as ações dos novos atores culturais do município. Gideone, popularmente conhecido como Dione Aqualtune, nome adotado em referência e homenagem aos afrodescendentes, é ex-aluno do IGDS, capoeirista, caricaturista e enxadrista, participa ativamente das atividades da instituição. Atualmente é educador do Girassol e ensina xadrez às crianças do Ponto. Edjamir é outro personagem de destaque por ser educador e estudante de Ciências Sociais, motivado pelo sonho de se tornar um grande dançarino. O educador trabalha com 71 crianças do Ponto na sua comunidade. Começou na escola do Instituto e atualmente faz apresentações artísticas, além de coreografar os desfiles cívicos da cidade. A Contação de Histórias é uma das atividades do IGDS que vem ganhando forma. Na sede da instituição, onde funciona a biblioteca Silvia Pompéia, um grupo de meninas está se especializando na arte de contar histórias com o objetivo de despertar e estimular o interesse pela leitura através das narrativas lúdicas. 9 - Ponto de Cultura Cultura Com Inserção Social - Associação de Cultura Popular Mestre Pedro Teixeira - ASCUMPET - Município Chã Preta A ASCUMPET é uma instituição sem fins lucrativos que tem como missão trabalhar pela união e valorização da identidade cultural local. A ASCUMPET realiza ações para preservar a memória cultural, o patrimônio histórico, promover eventos culturais, as artes, o teatro e diversas atividades literárias. Também incentiva esporte, artesanato, educação e promoção da ci- 13

14 dadania, bem como ação social recreativa e ambiental. O Projeto Cultura com Inserção Social oportuniza e amplia os trabalhos pela cultura popular e incentiva a criação de grupos liderados por mestres e monitores. O Ponto atua em três vertentes de ação: artesanato, música e folguedos e dá prosseguimento ao trabalho institucional de Pedro Teixeira. Uma das ações de destaque do Ponto é a inclusão dos mestres e músicos no cenário cultural da região através da confecção/gravação de CDs, shows e festas tradicionais. Os cursos de geração de renda revitalizam e disseminam a identidade local. As práticas de artesanato favorecem certa de 20 pessoas. A produção e publicação de livros que retratam as manifestações populares do povo Chãpretense é mais uma atividade de resgate cultural e criação de acervo. Abaixo quadro dos principais trabalhos desenvolvidos pelo Ponto: Projetos Finalidades Ações Desenvolvidas Cidadania Musical Caravana Musical Cidadã Ponto de Leitura e Telecentro Oficinas Preservação de Grupos Folclóricos Ensino de música aos jovens de 17 a 29 anos Comunicação pela música nativa com apresentações de forró, Quadrilhas Juninas, emboladores de toada/repentes, entre outros Baú de Leitura, Oficinas de Inclusão e Educação Digital, Mídia Livre, Pequenos Meios e Comunicação Social Redação e Interpretação de Texto e Material Reciclado Oficinas e apresentações de Baiana, Coco de Roda e Quadrilha Junina 14 A música como ofício e disseminação cultural José Aparecido de Freitas (Bacalhau) é um dos muitos personagens de destaque encontrados em Chã Preta. É cantor de toada, vaqueiro e tocador de pife. No Ponto de Cultura é responsável pela movimentação do cenário cultural do município. Integra o CD da coletânea musical produzida pelo Ponto de Cultura no projeto Agricultores Musicais. Outro traço marcante da personalidade desse músico é o incentivo ao filho André Bezerra de Freitas, 13 anos, o fato de ter uma vida honesta com base nos ensinamentos passados através pela música do LITORAL SUL 10 Ponto de Cultura Caminhos do São Francisco Olha o Chico - Associação Amigos de Piaçabuçu Município Piaçabuçu pife. Bacalhau lamenta o descaso dos jovens pela arte popular e teme o desaparecimento da cultura local. Sr. João Batista dos Santos é mais uma personalidade de destaque de Chã Preta. Sr. João é sanfoneiro aposentado e tocou com o mestre Pedro Teixeira durante as apresentações de Reisado e Guerreiro. Sr. João reside em São Paulo e sempre retorna a Chã Preta para reencontrar familiares e amigos. Convicto do seu trabalho tem orgulho de ser sanfoneiro e afirma ter vivido o ápice do Guerreiro e do Reisado de Chã Preta. A Associação Amigos do Velho Chico a Olha o Chico é uma instituição não governamental fundada em 1999, com atuação nas comunidades ribeirinhas do Baixo São Francisco. A Olha o Chico foi criada a partir do mapeamento do rio São Francisco e de suas expressões culturais. A instituição atua em educação popular e arte, privilegian-

15 do os saberes das tradições culturais das comunidades e suas relações com o ambiente natural A Olha o Chico surgiu do grupo Caçuá de música regional e do empenho da pesquisadora, professora e cineasta Vicentina Dalva. A associação promove várias linguagens artísticas e culturais e mistura música, teatro e dança no repasse lúdico das informações sobre o rio São Francisco e a cidade de Piaçabuçu. O Ponto de Cultura Caminhos do São Francisco surgiu em 2006, e assume a pedagogia da Ação Griô e do Turismo de Base Comunitária. Em quatro anos recebeu títulos e prêmios nacionais, a exemplo do Revelando Brasis, Inclusão da pessoa idosa e outros. O Caminhos do São Francisco está sediado em um espaço rústico que abriga um estúdio de gravação de áudio e vídeo, um anfiteatro e biblioteca. É nos saraus onde tudo se encontra dando voz e vez à arte, à cultura e à expressão do povo do Velho Chico. O Ponto é um dos mais antigos de Alagoas e passou por sérias dificuldades financeiras. Atualmente, rearticula o Caçuazinho (ação de aprendizado de formação teatral e musical), e realiza rodas de contação de história em escolas do município, mantendo em sua sede um Baú de Leitura. Adiante, quadro de alguns dos projetos desenvolvidos: Ações Desenvolvidas Projetos Sarau Noite Livre Cinema BR em Movimento Projeto Caçuá Rio Arriba Produção de Curtas Projeto Ação Griô Nacional Projeto Segundo Tempo Escola Viva Caçuazinho Contadores de Histórias SAIGON Produção de Arte e Cultura Popular Finalidades Funciona como um palco aberto a experimentações e à comunidade. Conta com apresentações de música, dança, teatro e folguedos Exibições de filmes para a comunidade Viagem do Grupo Caçuá pelo Baixo São Francisco, interagindo, registrando e aprendendo com o meio Produção do curta metragem BORBOLETAS Diálogo entre o saber popular e o científico. Busca inserir nos Projetos Pedagógicos das escolas ações de cultura popular Atividades esportivas para 200 crianças, com apoio do Ministério do Esportes Aulas de música, teatro e dança para crianças e adolescentes da cidade de Piaçabuçu Grupo de contadores de histórias (professores e estudantes) que saem pelas escolas e praças públicas contando histórias para crianças e adolescentes Sistema Agro florestal Ilha do Gundim: experiência de reflorestamento com plantas nativas e exóticas, integrado ao cultivo de culturas anuais, hortaliças e plantas medicinais e funciona como base para educação ambiental Guerreiro de Crianças do Bairro Paciência, Reisado Raio de Luz, Grupo Caçuá, Grupo Casa de Taipa, Nativos do Velho Chico, Trio Beija-Flor, Ervilha Elétrica, Trilhas Sonoras, Magia Corpórea, Quadrilha Chapéu de Couro 15

16 A tradição oral dos Mestres Griôs O Ponto de Cultura possibilita ver e ouvir muitos causos, a exemplo da paixão pelo Guerreiro da mestra Griô Maria de Lourdes Menezes. Ela afirma que fazia simples bonecas de pano, mas agora seus bonecos e bonecas reproduzem os personagens dos contos e dos folguedos da região através de retalhos e material reciclado. A arte que iniciou do nada, como relata, gera renda para os artesãos do município e é prestigiada pelo povo da cidade. A criatividade resiste ao tempo e se baseia na imagem do Guerreiro nas ruas de Piaçabuçu. D. Grinaura é brincante de Reisado. Aprendeu muito cedo os primeiros passos do folguedo e, após algum tempo, criou seu próprio grupo de Reisado. A maestrina é bastante aclamada em Piaçabuçu e com grande reconhecimento dentro da Pedagogia Griô. A Contação de Histórias de Trancoso é outra atividade desempenhada por D. Grinaura que relembra que, antes da chegada da televisão à comunidade, todos se juntavam para ouvir suas narrativas cheias de romance e aventura. 16 LITORAL 11 - Ponto de Cultura Guerreiros da Vila - Centro de Educação Ambiental São Bartolomeu CEASB / Município Maceió O Centro de Educação Ambiental São Bartolomeu -CEASB tem como objetivos a promoção e a defesa de bens e direitos sociais relativos ao meio ambiente e ao patrimônio cultural, a construção de uma sociedade justa, baseada no desenvolvimento sustentável, no respeito à vida e à diversidade cultural. Fundado em 1996, em Salvador, Bahia, desenvolve projetos nas áreas de educação, cultura, comunicação, pesquisa e geração de renda, voltados para a inclusão social de crianças, adolescentes e jovens em situação de risco e capacitação de educadores e lideranças comunitárias. O trabalho com as crianças, adolescentes e jovens da Vila Emater, favela vizinha ao lixão de Maceió, foi iniciado em 2001, com o Projeto de Apoio ao Fórum Lixo e Cidadania de Alagoas, em cooperação com o UNICEF, no contexto das ações integrantes da campanha Criança No Lixo Nunca Mais. Em 2003, foi criado o Projeto Guerreiro, Educação, Ambiente e Cidadania, também contando com o apoio do UNICEF. Os objetivos eram o desenvolvimento de competências familiares no cuidado com as crianças, com diversas atividades como o circo escola, formação de jovens monitores e atendimento direto a 200 crianças e adolescentes. Em 2005, em convênio com o Ministério da Cultura essas ações foram fortalecidas com a criação do Ponto de Cultura e a realização de um curso de formação de agentes culturais. Ponto de Cultura, Cooperativismo e Economia Solidária O Ponto de Cultura Guerreiros da Vila é um projeto de cultura voltado para o lúdico, as artes, a formação para o trabalho e exercício da cidadania. Atua junto a crianças, jovens e comunidade para pensar o seu lugar, seus sonhos e projetos, desenvolver vocações e interesses, no sentido de agir sobre o que está mais próximo e compreender suas conexões com o mundo.

17 Ações Desenvolvidas Projetos Circo escola Guerreiros da Vila A luta por moradia e pela dignidade do catador A luta pela Creche Fortalecimento da Coopvila Núcleos Produtivos Espaço cultural Baú dos Guerreirinhos Finalidades O projeto teve como objetivo apoiar a luta pela garantia dos direitos das crianças, adolescentes e jovens em situação de risco e sua inclusão numa escola de qualidade. desenvolvendo ações educativas e culturais junto a crianças, adolescentes e jovens: teatro-fórum, mobilização pela melhoria da escola pública, a formação de agentes culturais, contação de historias, música, acrobacia e artes circenses, produção de vídeo e fotografia As atividades do Ponto de Cultura estão associadas a um trabalho sistemático de assessoria ao movimento de moradores pela regularização fundiária e melhoria habitacional, capacitação dos catadores para organização de cooperativas e construção de alternativas de geração de renda com inclusão digna no sistema de gerenciamento dos resíduos sólidos de Maceió A luta e conquista da creche foi desenvolvida por cinco anos com o apoio do UNICEF. Hoje assumida pela prefeitura, a creche atende 120 crianças em regime de tempo parcial. Os moradores lutam pela ampliação dessa conquista com funcionamento em tempo integral e ampliação para o ensino fundamental Cooperativa fundada em dezembro de 2008, a partir da necessidade de encontrar uma saída para os catadores que trabalhavam em condições extremamente insalubres no lixão de Maceió e a erradicação do trabalho infantil. Realiza atividades de coleta seletiva e de sensibilização da sociedade através do teatro e ações educativas Implantação de núcleos de produção de vassouras a partir de reaproveitamento de garrafas pet, núcleo de artes gráficas, que promoveu a formação de 60 jovens em serigrafia, xilogravura, desenho e computação gráfica e núcleo de costura com mulheres da comunidade e de artesanato com pet e barro com os catadores da COOPVILA Espaço de reunião e de realização de atividades comunitárias localizado na Vila Emater, construído com a participação de jovens integrantes do Ponto de cultura e apoio do CEASB Espaço de incentivo à leitura onde jovens agentes culturais da comunidade atua como contadores de histórias e brincantes. Baú dos Guerreirinhos, Em 2007, a desativação do circo escola pelo desgaste do equipamento levou à criação de espaço na Vila Emater o Baú de Leitura. Um curso de formação de contadores de historias foi promovido e, em paralelo, realizadas as atividades de atendimento no Baú. Em 2009, foi inaugurada a sede do Baú dos Guerreirinhos. Inspirado nas experiências das Casinhas de Cultura criadas no vale do Jequitionha em Minas Gerais com a assessoria da Casa das Cinco Pedrinhas e dos Baús de Leitura desenvolvidos pelo Movimento Pró-Desenvolvimento Comunitário de Palmeira dos Índios, o Baú é espaço de incentivo à leitura, valorização da cultura das crianças, de intercâmbio e trocas culturais (histórias, adivinhas, músicas da cultura da criança e brinquedos e brincadeiras). 17

18 Visão geral O impacto dos projetos executados pelos Pontos de Cultura no Estado de Alagoas é relevante. As ações contribuem na preservação das manifestações populares e memória coletiva e se constituem elos importantes para o exercício da cidadania cultural, inclusão social e afirmações das identidades locais. Os aspectos identitários regionais vão além das artes, da dança, do canto e da culinária. Estão expressos nos pactos coletivos de conduta e pensamento, refletindo o conjunto dos aspectos sociais, ecológicos, políticos, educacionais e econômicos, sendo a projeção de uma nova cultura que se forjou num contexto de ausência do poder público e de políticas públicas. Visualizar e entender o fluxo da cultura, registrando a evolução e a forte influência exercida pelos Pontos de Cultura nas diversas regiões, diante da conjuntura mundial para o desenvolvimento cultural, é imprescindível para a manutenção da memória cultural e resgate do cabedal artístico por eles realizado. Cronograma de Visitas Meses Períodos Cidades Ponto de Culturas Regiões Setembro 12 e e 15 Delmiro Gouveia Inhapi Arte e Ação PDA Mandacaru Sertão 16 e 17 Água Branca Engenho da Serra 21 e e 26 Arapiraca Lagoa da Canoa Cultura para o Desenvolvimento Corredor da Cultura Ponto de Cultura de Hermeto a Gajurú Agreste Outubro 25 e 26 Piaçabuçu Caminhos do São Francisco Litoral Sul Boca da Mata Chã Preta Instituto Girassol de Desenvolvimento Social Cultura com Inserção Social Zona da Mata Estrela de Alagoas Igací Cultura e a Tradição Popular Meninos do Sítio Agreste Novembro 01 Maceió Guerreiros da Vila Litoral 18

19 Presidenta da República Federativa do Brasil Dilma Vana Rousseff Ministra de Estado da Cultura Anna Maria Buarque de Hollanda Secretária de Cidadania Cultural Márcia Helena Gonçalves Rollemberg Ficha técnica Movimento Pró-Desenvolvimento Comunitário RUA: Chico Nunes Bairro: Alto do Cruzeiro CEP: Palmeira dos Índios - Alagoas Fone: Site: Blog: Diretoria: Presidente - Maria Gorete de Souza Orestes; Vice-Presidente: Maria Genilda Bispo;Tesoureiro: José Maciel da Silva; Vice-Tesoureira: Maria Alves da Silva; Secretário: Pedro Alves; Vice-Secretária: Carmem Cristina Conselho Fiscal: 1ª Conselheira: Edvânia Vieira da Silva; 2ª Conselheira: Angela Maria Gomes Santos; 3º Conselheiro: Cicero José da Silva Coordenação do Pontão de Cultura Ocão de Leitura: Marcone Correia de Lima Coordenação de Articulação de Rede: Salete Barbosa de Oliveira Coordenação Pedagógica: Glecielle Tenório de Holanda Lima Entrevistadores: Marcone Correia de Lima, Salete Barbosa de Oliveira, Simone Lopes de Almeida, Glecielle Tenório de Holanda Lima, Bruna Fernandes da Silva e Ana lúcia Ferraz de Menezes. Fotos: José Antonio dos Santos Bezerra - Bibita (Arapiraca, Água Branca e Delmiro Gouveia); Alex Ricardo da Silva (Inhapí); Marcone Correia de Lima (Lagoa da Canoa e Boca da Mata); Salete Barbosa de Oliveira (Piaçabuçu, Chã Preta, Estrela de Alagoas, Igaci e Maceió). Organização do Texto Base do Relatório Geral: Edisangela Marta da Silva Santos Edição Final: Ana Maria Andrade de Azevedo - FENAJ 1702-PE Projeto Gráfico: Via Design Criação Estratégica- 19

20 Realização: Parceria: 20

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013 Relatório Despertar 2013 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

Conhecendo a Fundação Vale

Conhecendo a Fundação Vale Conhecendo a Fundação Vale 1 Conhecendo a Fundação Vale 2 1 Apresentação Missão Contribuir para o desenvolvimento integrado econômico, ambiental e social dos territórios onde a Vale atua, articulando e

Leia mais

Cultura Oficina Litoral Sustentável

Cultura Oficina Litoral Sustentável Cultura Oficina Litoral Sustentável 1 ESTRUTURA DA AGENDA REGIONAL E MUNICIPAIS 1. Princípios 2. Eixos 3. Diretrizes 4. Ações 4.1 Natureza das ações (planos, projetos, avaliação) 4.2 Mapeamento de Atores

Leia mais

PROJETO TERRA CHÃO - DANÇA E ARTE

PROJETO TERRA CHÃO - DANÇA E ARTE PROJETO TERRA CHÃO - DANÇA E ARTE 1. JUSTIFICATIVA A região do Baixo Tocantins apresenta-se na área cultural e artística, é um grande celeiro de talentos, que vem enraizado culturalmente em nosso povo,

Leia mais

1. Centro para a Juventude. 199 jovens frequentaram os cursos de:

1. Centro para a Juventude. 199 jovens frequentaram os cursos de: Relatório Despertar 2014 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

Lista de Projetos Contemplados no Programa Integração Petrobras Comunidade

Lista de Projetos Contemplados no Programa Integração Petrobras Comunidade Lista de Projetos Contemplados no Programa Integração Petrobras Comunidade ITABORAÍ Projeto: Fábrica de Sonhos Nome da instituição: Liga Independente das Escolas de Samba e Blocos Carnavalescos de Itaboraí

Leia mais

Mais Cultura nas Escolas

Mais Cultura nas Escolas Mais Cultura nas Escolas O que é o Programa Mais Cultura nas Escolas? Projeto Andarilha das Letras, Circulação Literária/ FUNARTE É o encontro de projetos pedagógicos de escolas da rede pública com experiências

Leia mais

http://www.youtube.com/watch?v=h54vsr wwueo

http://www.youtube.com/watch?v=h54vsr wwueo http://www.youtube.com/watch?v=h54vsr wwueo Site:http://www.ccnma.org.br Coordenador: Carlos Sérgio Ferreira (coordenação cultura e identidade Afro brasileira) O Centro de Cultura Negra do Maranhão é uma

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO URBANO E MEIO AMBIENTE DE CARA LIMPA COM A NATUREZA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO URBANO E MEIO AMBIENTE DE CARA LIMPA COM A NATUREZA PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO URBANO E MEIO AMBIENTE DE CARA LIMPA COM A NATUREZA Cuiabá- 2009 I - Apresentação Este Programa pretende sensibilizar a sociedade cuiabana para

Leia mais

A experiência do Baú de leitura

A experiência do Baú de leitura A experiência do Baú de leitura Sueli Maria Gonçalves Hitti 1 Vera Maria Oliveira Carneiro 2 No Baú, qualquer baú, é onde guardamos lembranças, alegres e tristes, objetos preciosos, outros de valor afetivo,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DOCE CNPJ: 18.316.265/0001-69 CEP: 35442-000 ESTADO DE MINAS GERAIS

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DOCE CNPJ: 18.316.265/0001-69 CEP: 35442-000 ESTADO DE MINAS GERAIS I FEIRA GASTRO-CULTURAL DE RIO DOCE MG De 24/09 à 01/10/2011, o município de Rio Doce abrigará a I Feira Gastro-Cultural que movimentará a cultura, a arte e a culinária no interior na zona da mata mineira.

Leia mais

A DIVERSIDADE CULTURAL: UM ELO ENTRE A MATEMÁTICA E OUTROS SABERES

A DIVERSIDADE CULTURAL: UM ELO ENTRE A MATEMÁTICA E OUTROS SABERES A DIVERSIDADE CULTURAL: UM ELO ENTRE A MATEMÁTICA E OUTROS SABERES Marilene Rosa dos Santos Coordenadora Pedagógica de 5ª a 8ª séries da Prefeitura da Cidade do Paulista rosa.marilene@gmail.com Ana Rosemary

Leia mais

Realização de rodas de conversa e de troca de conhecimento para intercâmbio do que foi desenvolvido e produzido.

Realização de rodas de conversa e de troca de conhecimento para intercâmbio do que foi desenvolvido e produzido. Realização de rodas de conversa e de troca de conhecimento para intercâmbio do que foi desenvolvido e produzido. Criar novos mecanismos de intercâmbio e fortalecer os programas de intercâmbio já existentes,

Leia mais

Página 2. categoria GESTOR PÚBLICO 1º LUGAR:

Página 2. categoria GESTOR PÚBLICO 1º LUGAR: Página 1 categoria GESTOR PÚBLICO Revista Tu Visse?!: registrando e divulgando o patrimônio imaterial da comunidade pesqueira Fundação Municipal de Cultura de Bombinhas Bombinhas, SC, 2005 Criada em 2005,

Leia mais

cerca de 200 crianças, adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social do Centro Histórico e da periferia de Salvador.

cerca de 200 crianças, adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social do Centro Histórico e da periferia de Salvador. I ENCONTRO, CAPOEIRA e PATRIMÔNIO IMATERIAL no BRASIL: perspectivas para a implementação de políticas públicas de salvaguarda da Capoeira. Local: UFF Niterói RJ Data: 3 de setembro de 2006 às 16:00 h Tema:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA PROGRAMA Nº- 042 PALCO SOBRE RODAS Projeto inspirado no clássico modelo de teatro itinerante, através da montagem de um palco móvel que percorre os bairros da cidade, levando cultura. Levar o Palco sobre

Leia mais

MINIFÓRUM CULTURA 10. Fórum Permanente para Elaboração do Plano Municipal de Cultura 2012 a 2022 RELATÓRIA DA AUDIÊNCIA PÚBLICA

MINIFÓRUM CULTURA 10. Fórum Permanente para Elaboração do Plano Municipal de Cultura 2012 a 2022 RELATÓRIA DA AUDIÊNCIA PÚBLICA MINIFÓRUM CULTURA 10 Fórum Permanente para Elaboração do Plano Municipal de Cultura 2012 a 2022 RELATÓRIA DA AUDIÊNCIA PÚBLICA Orientação aprovada: Que a elaboração do Plano Municipal de Cultura considere

Leia mais

História. ADAV: Associação para o Desenvolvimento e a Assistência de Talentos e Vocações

História. ADAV: Associação para o Desenvolvimento e a Assistência de Talentos e Vocações História ADAV: Associação para o Desenvolvimento e a Assistência de Talentos e Vocações Em 1929, convidada a dirigir um dos primeiros laboratórios de psicologia de Minas Gerais, ligado à Escola de Aperfeiçoamento

Leia mais

SERVIÇOS DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS SCFV

SERVIÇOS DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS SCFV SERVIÇOS DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS SCFV SOCIOASSISTENCIAL X SOCIOEDUCATIVO SOCIOASSISTENCIAL apoio efetivo prestado a família, através da inclusão em programas de transferência de renda

Leia mais

Câmara Municipal de Volta Redonda RJ PROGRAMA Nº - 096

Câmara Municipal de Volta Redonda RJ PROGRAMA Nº - 096 Eventos Culturais PROGRAMA Nº - 096 Levar cultura à população através de shows musicais, espetáculos teatrais, poesia, oficinas de teatro, música, artesanato, artes plásticas e outros. Contratar empresas

Leia mais

III Encontro da Indústria Nuclear ENIN. Recife, 25/11/2013

III Encontro da Indústria Nuclear ENIN. Recife, 25/11/2013 III Encontro da Indústria Nuclear ENIN Benefícios gerados pela implementação e operação da Central Nuclear às comunidades do entorno Recife, 25/11/2013 Coordenação de Responsabilidade Socioambiental e

Leia mais

Texto a ser submetido ao Prêmio VivaLeitura 2014 UM OLHAR NEGRO: RELATO DA EXPERIÊNCIA DO PONTO DE CULTURA SANTA BÁRBARA

Texto a ser submetido ao Prêmio VivaLeitura 2014 UM OLHAR NEGRO: RELATO DA EXPERIÊNCIA DO PONTO DE CULTURA SANTA BÁRBARA Texto a ser submetido ao Prêmio VivaLeitura 2014 UM OLHAR NEGRO: RELATO DA EXPERIÊNCIA DO PONTO DE CULTURA SANTA BÁRBARA JUSTIFICATIVA Desde 1996, o trabalho social voluntário, voltado para crianças e

Leia mais

OFICINA DE FOTOGRAFIA E VÍDEO COM CELULARES

OFICINA DE FOTOGRAFIA E VÍDEO COM CELULARES OFICINA DE FOTOGRAFIA E VÍDEO COM CELULARES RELATÓRIO Oficina de fotografia e vídeo com celulares como ferramenta de inclusão visual através de tecnologias acessíveis, percepção do território, construção

Leia mais

1º Lugar: Leia e Passe Adiante.

1º Lugar: Leia e Passe Adiante. Programas Vencedores: três 7º Concurso FNLIJ Os Melhores Programas de Incentivo à Leitura junto a Crianças e Jovens de todo o Brasil / Programa Nacional de Incentivo à Leitura - PROLER 2002 1º Lugar: Leia

Leia mais

Mulheres Periféricas

Mulheres Periféricas PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, fevereiro de 2011 Mulheres Periféricas Proponente RG: CPF: Rua Fone: E-mail: 1 Índice Dados do Projeto

Leia mais

CULTURA OBJETIVOS E METAS

CULTURA OBJETIVOS E METAS CULTURA OBJETIVOS E METAS 1. Garantir a participação juvenil na elaboração das políticas públicas na área de cultura com a participação de mais entidades e partidos políticos, via projetos e via mobilização

Leia mais

Elaboração de Projetos Sociais e Capitação de Recursos

Elaboração de Projetos Sociais e Capitação de Recursos Elaboração de Projetos Sociais e Capitação de Recursos MARINA MONTEIRO DE QUEIROZ RAVAZZI Coordenadora de Políticas para as Mulheres de Marília/SP Elaboração de Projetos Sociais INSTITUIÇÃO PROPONENTE:

Leia mais

Filosofia Elos transformando comunidades Isoladas em comunidades empreendedoras ABES SP 29/09/2015

Filosofia Elos transformando comunidades Isoladas em comunidades empreendedoras ABES SP 29/09/2015 Filosofia Elos transformando comunidades Isoladas em comunidades empreendedoras ABES SP 29/09/2015 ETAPAS MOBILIZAÇÃO + IMPULSO Realização Guerreiros Sem Armas 2014 AÇÃO + FORMAÇÃO Desenvolvimento do

Leia mais

PROJETOS ÁREA COMUNICAÇÃO

PROJETOS ÁREA COMUNICAÇÃO Comunicação Christina Ferraz Musse estratégica Comunicação Social para grupos de economia popular solidária de Juiz de Fora e região (Núcleo de Comunicação Social da INTECOOP/ UFJF) Website da Liga Acadêmica

Leia mais

ATIVIDADE. Educação Patrimonial 100 4.000,00 2.381,00

ATIVIDADE. Educação Patrimonial 100 4.000,00 2.381,00 REGISTRO #39 COD. INEP 28009894 NOME DA ESCOLA ESCOLA ESTADUAL JOAO DE MATTOS CARVALHO 2012 ALUNADO PARTICIPANTE 1 2 0 0 0 0 40 20 20 20 0 100 MACROCAMPO ATIVIDADE QUANTIDADE DE ALUNOS POR ATIVIDADE VALOR

Leia mais

PASTORAL UNIVERSITÁRIA

PASTORAL UNIVERSITÁRIA PASTORAL UNIVERSITÁRIA Objetivos: 1. Oportunizar a comunidade educativa uma vivência de fraternidade que possibilite transcender os limites meramente humanos e a excelência acadêmica, com uma atitude de

Leia mais

FICHA TÉCNICA. Concepção Marcelo Garcia João Cruz Rodrigo Salgueiro Naira de Araújo. Revisão Ludmila Schmaltz Pereira

FICHA TÉCNICA. Concepção Marcelo Garcia João Cruz Rodrigo Salgueiro Naira de Araújo. Revisão Ludmila Schmaltz Pereira SENAR INSTITUTO FICHA TÉCNICA Presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil Senadora Kátia Abreu Secretário Executivo do SENAR Daniel Carrara Presidente do Instituto CNA Moisés Pinto

Leia mais

RESOLUÇÃO N.º 36, DE 04 DE ABRIL DE 2005. Dispõe sobre alterações à Resolução CONSEPE n. 57, de 14 de maio de 2001. R E S O L V E: I DA CONCEITUAÇÃO

RESOLUÇÃO N.º 36, DE 04 DE ABRIL DE 2005. Dispõe sobre alterações à Resolução CONSEPE n. 57, de 14 de maio de 2001. R E S O L V E: I DA CONCEITUAÇÃO RESOLUÇÃO N.º 36, DE 04 DE ABRIL DE 2005. Dispõe sobre alterações à Resolução CONSEPE n. 57, de 14 de maio de 2001. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO, no

Leia mais

FÓRUM MUNDIAL DE DIREITOS HUMANOS. Data: 10 a 13 de Dezembro de 2013 Local: Brasília

FÓRUM MUNDIAL DE DIREITOS HUMANOS. Data: 10 a 13 de Dezembro de 2013 Local: Brasília FÓRUM MUNDIAL DE DIREITOS HUMANOS Data: 10 a 13 de Dezembro de 2013 Local: Brasília Nome do Evento: Fórum Mundial de Direitos Humanos Tema central: Diálogo e Respeito às Diferenças Objetivo: Promover um

Leia mais

Associação Beneficente de Amparo á Família

Associação Beneficente de Amparo á Família Associação Beneficente de Amparo á Família Perfil A Associação Beneficente de Amparo à Família (ABENAF) é uma Organização Não Governamental (ONG), sem fins lucrativos, que tem como objetivo oferecer cultura,

Leia mais

Projeto Voz do Batuque

Projeto Voz do Batuque Mostra Local de: Maringá PR Projeto Voz do Batuque Categoria do projeto: I Projetos em Andamento Nome da Instituição/Empresa: Instituto Morena Rosa de Responsabilidade Sócio Ambiental, Cultural e Desenvolvimento

Leia mais

MINISTÉRIO DA CULTURA SECRETARIA DA CIDADANIA E DA DIVERSIDADE CULTURAL FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO ANEXO 1

MINISTÉRIO DA CULTURA SECRETARIA DA CIDADANIA E DA DIVERSIDADE CULTURAL FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO ANEXO 1 MINISTÉRIO DA CULTURA SECRETARIA DA CIDADANIA E DA DIVERSIDADE CULTURAL FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO ANEXO 1 EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA Nº 03, DE 3 DE JULHO DE 2015. CULTURA DE REDES PREMIAÇÃO A REDES CULTURAIS

Leia mais

GUERREIROS DA VILA: CONHECENDO UM POUCO O COTIDIANO DE UMA ONG EM MACEIÓ

GUERREIROS DA VILA: CONHECENDO UM POUCO O COTIDIANO DE UMA ONG EM MACEIÓ ISSN: 1981-3031 GUERREIROS DA VILA: CONHECENDO UM POUCO O COTIDIANO DE UMA ONG EM MACEIÓ Ana Cristina Santos Soares 1 Érika Thaline da Silva 2 Gilvanda de Souza Ferreira 3 RESUMO As reflexões suscitadas

Leia mais

AGENDINHA ARAPIRACA Secretaria Municipal de Cultura e Turismo

AGENDINHA ARAPIRACA Secretaria Municipal de Cultura e Turismo AGENDINHA ARAPIRACA Secretaria Municipal de Cultura e Turismo Matéria: O Maior São João Comunitário do Brasil FOTO DA CAPA: ENTRANDO NO CLIMA DE SÃO JOÃO Cultura, comunitária e democraticamente, o maior

Leia mais

Diretrizes: 1. Cumprir as metas do Compromisso Todos Pela Educação- TPE

Diretrizes: 1. Cumprir as metas do Compromisso Todos Pela Educação- TPE IV. CÂMARA TEMÁTICA DA EDUCACÃO, CULTURA E DESPORTOS Diretrizes: 1. Cumprir as metas do Compromisso Todos Pela Educação- TPE Meta 1 Toda criança e jovem de 4 a 17 anos na escola; Meta 2 Até 2010, 80% e,

Leia mais

Movimento Republica de Emaus- Por uma solidariedade que Transforme

Movimento Republica de Emaus- Por uma solidariedade que Transforme Movimento Republica de Emaus Por uma solidariedade que Transforme A logomarca: Os discípulos no caminho de Emaús reconhecem Cristo Ressuscitado na partilha do pão. (Lc. 24,13 33). Frentes de Trabalho República

Leia mais

e construção do conhecimento em educação popular e o processo de participação em ações coletivas, tendo a cidadania como objetivo principal.

e construção do conhecimento em educação popular e o processo de participação em ações coletivas, tendo a cidadania como objetivo principal. Educação Não-Formal Todos os cidadãos estão em permanente processo de reflexão e aprendizado. Este ocorre durante toda a vida, pois a aquisição de conhecimento não acontece somente nas escolas e universidades,

Leia mais

Projeto CIRCO-ESCOLA NA BAHIA

Projeto CIRCO-ESCOLA NA BAHIA Projeto CIRCO-ESCOLA NA BAHIA Objetivo geral do projeto O objetivo do projeto Circo-Escola na Bahia é oferecer às crianças e jovens de Serra Grande um espaço privilegiado para que possam desenvolver atividades

Leia mais

INICIATIVAS PREMIADAS

INICIATIVAS PREMIADAS INICIATIVAS PREMIADAS Gestão Pública 1º LUGAR Programa de Valorização das Culturas Regionais: Cultura em Movimento Secretaria da Cultura do Estado do Ceará 184 municípios (CE) A iniciativa surgiu em 2003

Leia mais

:: LINHAS DE AÇÃO. Apoio aos Municípios. Tecnologia e Informação em Resíduos. Promoção e Mobilização Social. Capacitação

:: LINHAS DE AÇÃO. Apoio aos Municípios. Tecnologia e Informação em Resíduos. Promoção e Mobilização Social. Capacitação :: LINHAS DE AÇÃO Apoio aos Municípios Tecnologia e Informação em Resíduos Capacitação Promoção e Mobilização Social :: PRESSUPOSTOS DA COLETA SELETIVA Gestão participativa Projeto de Governo Projeto da

Leia mais

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Este documento faz parte do Repositório Institucional do Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org CLIPPING FSM 2009 AMAZÔNIA Jornal: CARTA MAIOR Data: 29/01/09 http://www.cartamaior.com.br/templates/materiamostrar.cfm?materia_id=15538

Leia mais

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL ANEXO IV Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO 1-Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes Buscar apoio das esferas de governo (Federal e Estadual)

Leia mais

Inclusão Social - mudanças K A T I A C A V A L C A N T E 2 0 1 4

Inclusão Social - mudanças K A T I A C A V A L C A N T E 2 0 1 4 Inclusão Social - mudanças K A T I A C A V A L C A N T E 2 0 1 4 Sumário Assistência Social Saúde Educação Infraestrutura - Comunicação e Energia Moradia Bolsa Família Bolsa Verde Direitos Culturais A

Leia mais

1ª Retificação do Edital Nº 024/2015

1ª Retificação do Edital Nº 024/2015 1ª Retificação do Edital Nº 024/2015 O Diretor Geral do Câmpus Juiz de Fora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais (IF Sudeste MG), no uso de suas atribuições

Leia mais

Pólos da Paz e Praças da Paz SulAmérica

Pólos da Paz e Praças da Paz SulAmérica A iniciativa O projeto Praças é uma iniciativa do Instituto Sou da Paz, em parceria com a SulAmérica, que promove a revitalização de praças públicas da periferia de São Paulo com a participação da comunidade

Leia mais

PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE

PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE Sérgio Dal-Ri Moreira Pontifícia Universidade Católica do Paraná Palavras-chave: Educação Física, Educação, Escola,

Leia mais

11. CRONOGRAMA DE ATIVIDADES

11. CRONOGRAMA DE ATIVIDADES 11. CRONOGRAMA DE ATIVIDADES AÇÕES 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 2 0 21 2 2 2 3 24 Segmento do Estímulo à Participação (ESP) 1) Constituição da Equipe Técnica Social executora do projeto:

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL

DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO - FNDE PROINFÂNCIA BAHIA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - UFBA FACULDADE DE EDUCAÇÃO - FACED DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A

Leia mais

COLIGAÇÃO INOVAR É PRECISO PROPOSTA DE GOVERNO 2013/2016

COLIGAÇÃO INOVAR É PRECISO PROPOSTA DE GOVERNO 2013/2016 COLIGAÇÃO INOVAR É PRECISO PROPOSTA DE GOVERNO 2013/2016 ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL Implantar o Plano Diretor. Implantar o Orçamento participativo. Valorização pessoal do funcionário público municipal. Implantação

Leia mais

TRABALHANDO A CULTURA ALAGOANA NA EDUCAÇÃO INFANTIL: UMA EXPERIÊNCIA DO PIBID DE PEDAGOGIA

TRABALHANDO A CULTURA ALAGOANA NA EDUCAÇÃO INFANTIL: UMA EXPERIÊNCIA DO PIBID DE PEDAGOGIA TRABALHANDO A CULTURA ALAGOANA NA EDUCAÇÃO INFANTIL: UMA EXPERIÊNCIA DO PIBID DE PEDAGOGIA Pedro Henrique Santos da Silva - Bianca dos Santos Cristovão - Luciana Maria da Silva* - RESUMO O Programa Institucional

Leia mais

Apresentação. SUPERINTEDÊNCIA GERAL Magda Fonseca Coutinho. COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA Mércia Corrêa de Oliveira

Apresentação. SUPERINTEDÊNCIA GERAL Magda Fonseca Coutinho. COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA Mércia Corrêa de Oliveira Apresentação SUPERINTEDÊNCIA GERAL Magda Fonseca Coutinho COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA Mércia Corrêa de Oliveira Descritivo: "A educação deve possibilitar ao corpo e à alma toda a perfeição e a beleza que podem

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DO BAIRRO PEDREGAL PROJETO OFICINA ESCOLA

ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DO BAIRRO PEDREGAL PROJETO OFICINA ESCOLA Relatório das Ações Desenvolvidas pelo Projeto Oficina Escola 1. Apresentação Companheiros (as) da Associação Tremembé estamos concluindo mais um ano missão e com isso somos convidados (as) a socializar

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Baú da Leitura

Mostra de Projetos 2011. Baú da Leitura Mostra de Projetos 2011 Baú da Leitura Mostra Local de: Dois Vizinhos Categoria do projeto: Projeto em implantação, com resultados parciais Nome da Instituição/Empresa: Secretaria Municipal de Educação,

Leia mais

FUNDAÇÃO DE ARTE E CULTURA DE UBATUBA

FUNDAÇÃO DE ARTE E CULTURA DE UBATUBA RELATÓRIO PRÉ-CONFERÊNCIA REGIÃO SUL 1 - RESPONSÁVEL PELO EVENTO: 1. MUNICÍPIO: UBATUBA-SP. 2. ÓRGÃO RESPONSÁVEL PELO EVENTO: FUNDAÇÃO DE ARTE E CULTURA DE UBATUBA - FUNDART 3. ENDEREÇO DO ÓRGÃO RESPONSÁVEL

Leia mais

Coral Infantil Dikaion

Coral Infantil Dikaion Coral Infantil Dikaion Mostra Local de: Piraquara Categoria do projeto: Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Associação Beneficente Dikaion Cidade: Piraquara

Leia mais

Nossos Valores Quem Somos? Nossa Missão Nossa Visão Nossa Atuação Nossos Resultados Modelos de Ecovilas e Projetos Sustentáveis.

Nossos Valores Quem Somos? Nossa Missão Nossa Visão Nossa Atuação Nossos Resultados Modelos de Ecovilas e Projetos Sustentáveis. Nossos Valores Quem Somos? Nossa Missão Nossa Visão Nossa Atuação Nossos Resultados Modelos de Ecovilas e Projetos Sustentáveis Localização Missão, Valores e Visão Os 5 Pilares Objetivos e estratégias

Leia mais

Áfricas no Brasil: aprendendo sobre os sons, as cores, as imagens e os sabores

Áfricas no Brasil: aprendendo sobre os sons, as cores, as imagens e os sabores Áfricas no Brasil: aprendendo sobre os sons, as cores, as imagens e os sabores Rosália Diogo 1 Consideramos que os estudos relacionados a processos identitários e ensino, que serão abordados nesse Seminário,

Leia mais

9 anos acreditando na comunidade! 05.05 - RELATÓRIO GERAL DE ATIVIDADES 2012 / 2013

9 anos acreditando na comunidade! 05.05 - RELATÓRIO GERAL DE ATIVIDADES 2012 / 2013 INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO ESPERANÇA BRASIL OSCIP ORGANIZAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL DE INTERESSE PÚBLICO 9 anos acreditando na comunidade! 05.05 - RELATÓRIO GERAL DE ATIVIDADES 2012 / 2013 Janeiro de 2014.

Leia mais

Prefeitura Municipal de Taubaté Estado de São Paulo

Prefeitura Municipal de Taubaté Estado de São Paulo DECRETO Nº 13034, DE 05 DE JUNHO DE 2013. Torna obrigatória a implementação do Programa de Ensino Aluno em Tempo Integral nas escolas de Ensino Fundamental da Rede Municipal de Ensino e dá outras providências

Leia mais

FUNK CONSCIENTIZA. VAI 1 - música

FUNK CONSCIENTIZA. VAI 1 - música PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, fevereiro de 2010 FUNK CONSCIENTIZA VAI 1 - música Proponente Nome RG: CPF: Endereço Fone: E-mail: DADOS

Leia mais

BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR DA EDUCAÇÃO INFANTIL

BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR DA EDUCAÇÃO INFANTIL BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR DA EDUCAÇÃO INFANTIL 1988 CONSTITUIÇÃO FEDERAL ANTECEDENTES Art. 210. Serão fixados conteúdos mínimos para o ensino fundamental, de maneira a assegurar formação básica comum

Leia mais

Jovens cuidando do Brasil

Jovens cuidando do Brasil ação constitui uma parte da política dos três R reduzir, reutilizar e reciclar, depreende-se a necessidade de um trabalho com lixo que se inicie com uma revisão crítica dos hábitos e padrões de consumo.

Leia mais

EIXO DE TRABALHO 01 DIREITO A CIDADANIA, PARTICIPAÇÃO SOCIAL E POLÍTICA E A REPRESENTAÇÃO JUVENIL

EIXO DE TRABALHO 01 DIREITO A CIDADANIA, PARTICIPAÇÃO SOCIAL E POLÍTICA E A REPRESENTAÇÃO JUVENIL EIXO DE TRABALHO 01 DIREITO A CIDADANIA, PARTICIPAÇÃO SOCIAL E POLÍTICA E A REPRESENTAÇÃO JUVENIL Proposta I Fomentar a criação de grêmios estudantis, fóruns de juventude, diretórios centrais de estudantes,

Leia mais

PROJETO PONTO DE CULTURA FAZENDO ARTE 1

PROJETO PONTO DE CULTURA FAZENDO ARTE 1 PROJETO PONTO DE CULTURA FAZENDO ARTE 1 MENDONÇA, Marcelo Rodrigues OLIVEIRA, João Manoel Borges RESUMO: O Ponto de Cultura Fazendo Arte é uma ação da Associação dos Moradores do Bairro Santa Terezinha

Leia mais

Que acontece quando se solta uma mola comprimida, quando se liberta um pássaro, quando se abrem as comportas de uma represa? Veremos...

Que acontece quando se solta uma mola comprimida, quando se liberta um pássaro, quando se abrem as comportas de uma represa? Veremos... Que acontece quando se solta uma mola comprimida, quando se liberta um pássaro, quando se abrem as comportas de uma represa? Veremos... Gilberto Gil file:///c:/documents and Settings/normapaula/Meus documentos/norma

Leia mais

CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CRAS

CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CRAS CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CRAS Porta de entrada dos munícipes que necessitam das ações de assistência social que potencializam a família, a comunidade de referência, fortalecendo seus

Leia mais

PROGRAMA MAIS CULTURA - EDITAL MICROPROJETOS TERRITÓRIOS DE PAZ ANEXO 3 FORMULÁRIO PESSOA JURÍDICA 1. IDENTIFICAÇÃO DA PROPOSTA TÍTULO: ÁREA

PROGRAMA MAIS CULTURA - EDITAL MICROPROJETOS TERRITÓRIOS DE PAZ ANEXO 3 FORMULÁRIO PESSOA JURÍDICA 1. IDENTIFICAÇÃO DA PROPOSTA TÍTULO: ÁREA 1 PROGRAMA MAIS CULTURA - EDITAL MICROPROJETOS TERRITÓRIOS DE PAZ ANEXO 3 FORMULÁRIO PESSOA JURÍDICA 1. IDENTIFICAÇÃO DA PROPOSTA TÍTULO: ÁREA: ÁREA Artes Visuais Artes Cênicas Música Literatura Audiovisual

Leia mais

Informações sobre a Organização. Nome: MOC - Movimento de Organização Comunitária

Informações sobre a Organização. Nome: MOC - Movimento de Organização Comunitária Centro Brasileiro de Referência em Tecnologia Social Instituto de Tecnologia Social Curso: Tecnologia Social: Desenvolvimento Local, Participativo e Sustentável nos Municípios Resumo a partir de fontes

Leia mais

Ficha de Caracterização de Projecto

Ficha de Caracterização de Projecto Ficha de Caracterização de Projecto Projecto +Skillz E5G Programa Escolhas Promotor: Associação Mais Cidadania 2 A. IDENTIFICAÇÃO GERAL DA ENTIDADE Projecto Projecto +Skillz E5G Promotor: Associação Mais

Leia mais

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos!

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! Documento final aprovado por adolescentes dos Estados do Amazonas, da Bahia, do Ceará, do Mato Grosso,

Leia mais

TITULO: AUTORES: INSTITUIÇÃO: ÁREA TEMÁTICA: OBJETIVOS Gerais Específicos

TITULO: AUTORES: INSTITUIÇÃO: ÁREA TEMÁTICA: OBJETIVOS Gerais Específicos TITULO: Oficina de Cultura Popular e Cidadania AUTORES: Maria Auxiliadora Gama Pereira orientadora; Ismerina Paulino Mesquita Bolsista; Deodôra Alves de Sousa Arruda Bolsista; Keyla Juliany Gama Pereira

Leia mais

Valéria Carrilho da Costa

Valéria Carrilho da Costa A FOLIA NA ESCOLA: ENTRE CORES E CANTOS Valéria Carrilho da Costa gmacala@netsite.com.br Prefeitura Municipal de Uberlândia E.M. Profª Maria Leonor de Freitas Barbosa Relato de Experiência Resumo O projeto

Leia mais

CENTRO DE ARTES E ESPORTES UNIFICADOS CEU MUNICÍPIO PONTA GROSSA - PARANÁ

CENTRO DE ARTES E ESPORTES UNIFICADOS CEU MUNICÍPIO PONTA GROSSA - PARANÁ CENTRO DE ARTES E ESPORTES UNIFICADOS CEU MUNICÍPIO PONTA GROSSA - PARANÁ Mobilização Social Sensibilização e mobilização: Sociedade civil, poder público local e sociedade civil organizada; Contato com

Leia mais

LEI N 1299, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2015.

LEI N 1299, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2015. LEI N 1299, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2015. APROVA O CALENDÁRIO DE EVENTOS DO MUNICÍPIO PARA O ANO DE 2016, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. BRAULIO MARCOS GARDA, Prefeito Municipal de Guabiju-RS, no uso de sua atribuições

Leia mais

Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social. O Projeto Social Luminando

Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social. O Projeto Social Luminando Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social O Projeto Social Luminando O LUMINANDO O Luminando surgiu como uma ferramenta de combate à exclusão social de crianças e adolescentes de comunidades

Leia mais

Relatório Anual. Instituto Çarakura. Instituto Çarakura

Relatório Anual. Instituto Çarakura. Instituto Çarakura Resumo da ONG O é uma organização não governamental ambientalista que tem como finalidade promover atividades referentes a preservação e a conservação da natureza, a valorização da diversidade cultural

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO CEARÁ PLANO DE AÇÃO 2012

ASSOCIAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO CEARÁ PLANO DE AÇÃO 2012 ASSOCIAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO CEARÁ PLANO DE AÇÃO 2012 Avenida Oliveira Paiva, 2621 Seis Bocas Fortaleza, Ceará, CEP: 60.822-131 Tel: (85) 4006.4058 Fax: (85) 4006.4059

Leia mais

Vereador de Verdade. Vejam só: Vereador de Verdade é Eneias.

Vereador de Verdade. Vejam só: Vereador de Verdade é Eneias. Vereador de Verdade Vereador de Verdade é Eneias. É gente da gente e busca soluções para transformar nossa cidade numa Feliz Cidade. Não basta apenas fiscalizar e denunciar. É claro que isso tem que ser

Leia mais

LAMSA (Recurso Direto)

LAMSA (Recurso Direto) O Instituto Invepar e as empresas do grupo - Linha Amarela S/A - LAMSA (RJ), Concessionária Litoral Norte - CLN (BA), Concessionária Auto Raposo Tavares - CART (SP), MetrôRio (RJ) e Concessionária Bahia

Leia mais

INTRODUÇÃO. Sobre o Sou da Paz: Sobre os Festivais Esportivos:

INTRODUÇÃO. Sobre o Sou da Paz: Sobre os Festivais Esportivos: 1 INTRODUÇÃO Sobre o Sou da Paz: O Sou da Paz é uma organização que há mais de 10 anos trabalha para a prevenção da violência e promoção da cultura de paz no Brasil, atuando nas seguintes áreas complementares:

Leia mais

Escola Municipal de 1º Grau de Caeté-Açu

Escola Municipal de 1º Grau de Caeté-Açu Escola Municipal de 1º Grau de Caeté-Açu Base II Palmeiras - Bahia Antes... 2012 Hoje... 2013 Nosso Escovódromo Mutirão na escola Mutirão de limpeza e construção de canteiros, com participação de pais,

Leia mais

PREFEITURA DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

PREFEITURA DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO PROGRAMA DE METAS Gestão 2013/2016 APRESENTAÇÃO... 2 I - VISÃO DO MUNICÍPIO... 3 II COMPROMISSO... 3 III PRINCÍPIOS DE GESTÃO... 3 IV DIRETRIZES ESTRATÉGIAS... 4 PROGRAMA DE METAS DESENVOLVIMENTO URBANO...

Leia mais

CINEMA NOSSO. Ação educacional pela democratização e convergência do audiovisual

CINEMA NOSSO. Ação educacional pela democratização e convergência do audiovisual CINEMA NOSSO escola audiovisual Ação educacional pela democratização e convergência do audiovisual Nossa História Em Agosto de 2000, um grupo de duzentos jovens de áreas populares cariocas foi reunido

Leia mais

1- Introdução: Programas Vivenciais para o Desenvolvimento de Comunidades

1- Introdução: Programas Vivenciais para o Desenvolvimento de Comunidades 1- Introdução: Programas Vivenciais para o Desenvolvimento de Comunidades 2015 Um grupo de pessoas conscientes e engajadas pode mudar o mundo Quem Somos Engenheiro Pós Graduado, foi Consultor Socioambiental

Leia mais

Willian Nicolas Varella Graduado em Geografia, Universidade do Sagrado Coração, Bauru/SP E-mail:wnvarella@hotmail.com.

Willian Nicolas Varella Graduado em Geografia, Universidade do Sagrado Coração, Bauru/SP E-mail:wnvarella@hotmail.com. Valorização e resgate cultural, uma experiência no projeto Rondon: a importância das pessoas responsáveis pela perpetuação da cultura local da cidade de Palmeirina-PE Willian Nicolas Varella Graduado em

Leia mais

São Paulo, 17 de julho, de 2011. Prezados,

São Paulo, 17 de julho, de 2011. Prezados, São Paulo, 17 de julho, de 2011. Prezados, Em resposta ao processo administrativo 02/2011, recebido no dia 27/06/2011, tendo como proponente o Grupo de Trabalho da Amazônia, a Suzano Papel e Celulose vem,

Leia mais

PROJETO LITERATUDO JUSTIFICATIVA

PROJETO LITERATUDO JUSTIFICATIVA PROJETO LITERATUDO JUSTIFICATIVA Iniciado em 2010, o LITERATUDO é um projeto de incentivo à leitura desenvolvido pela Secretaria de Educação de Juiz de Fora (SE), por meio do Departamento de Planejamento

Leia mais

Tipo OCA. Subação. 1-Ações de Infraestrutura da Gestão Superior NEX. 2-Participação da Fundação em Eventos Locais, Nacionais e Internacionais NEX

Tipo OCA. Subação. 1-Ações de Infraestrutura da Gestão Superior NEX. 2-Participação da Fundação em Eventos Locais, Nacionais e Internacionais NEX Relatório do Criança e Adolescente ( ) Página 1 de 42 EIXO: ACESSO À EDUCAÇÃO DE QUALIDADE SUB-EIXO: CULTURA (b) (c) 13-Cultura 122-Administração Geral 146-Gestão da Política Cultural 2338-Gestão Superior

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede 1. Identificação DEPARTAMENTO: Pré-Escolar PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES - PROPOSTA DE ACTIVIDADES ANO LECTIVO - 2010 / 2011 Coordenador(a):

Leia mais

Organização da Aula. Gestão de Política Social. Aula 4. Políticas Públicas. Contextualização. Áreas e Setores das Políticas Públicas

Organização da Aula. Gestão de Política Social. Aula 4. Políticas Públicas. Contextualização. Áreas e Setores das Políticas Públicas Gestão de Política Social Aula 4 Profa. Maria José Soares de Mendonça de Gois Organização da Aula Tópicos que serão abordados na aula Políticas públicas Áreas e setores de políticas públicas Legislação

Leia mais

REGULAMENTO do Prêmio Griô na Escola, na Internet e na TV Concurso de propostas de realização de vídeos, registros audiovisuais e oficinas

REGULAMENTO do Prêmio Griô na Escola, na Internet e na TV Concurso de propostas de realização de vídeos, registros audiovisuais e oficinas REGULAMENTO do Prêmio Griô na Escola, na Internet e na TV Concurso de propostas de realização de vídeos, registros audiovisuais e oficinas 1. O Concurso e seus objetivos 1.1. O Prêmio Griô na Escola, na

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 Institui o Programa Mais Educação, que visa fomentar a educação integral de crianças, adolescentes e jovens, por meio do apoio a atividades

Leia mais

PROGRAMA Nº- 105 CASA DA MULHER/CENTRO ESPECIALIZADO DE ATENDIMENTO A MULHER CASA ABRIGO

PROGRAMA Nº- 105 CASA DA MULHER/CENTRO ESPECIALIZADO DE ATENDIMENTO A MULHER CASA ABRIGO ÓRGÃO RESPONSÁVEL: Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulher NOME: PROGRAMA Nº- 105 CASA DA MULHER/CENTRO ESPECIALIZADO DE ATENDIMENTO A MULHER CASA ABRIGO Código Descrição FUNÇÃO: 14 Direitos

Leia mais

Projeto de banda de fanfarra o SALVADOR

Projeto de banda de fanfarra o SALVADOR Projeto de banda de fanfarra o SALVADOR Alexander Santos Silva Projeto de implantação de uma atividade sócio educacional apresenta a Prefeitura Municipal de Salvador do Estado da Bahia. Salvador Fevereiro

Leia mais

MEU NEGÓCIO É RECICLAR A EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE ALAGOINHAS - BAHIA NO APOIO AO MOVIMENTO DE CATADORES DE RUA

MEU NEGÓCIO É RECICLAR A EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE ALAGOINHAS - BAHIA NO APOIO AO MOVIMENTO DE CATADORES DE RUA MEU NEGÓCIO É RECICLAR A EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE ALAGOINHAS - BAHIA NO APOIO AO MOVIMENTO DE CATADORES DE RUA Patrícia Cristina de Lima Moreira (1) Assistente Social (UNIT), Assistente Social do Serviço

Leia mais