Retrato Estatístico do Funchal

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Retrato Estatístico do Funchal"

Transcrição

1 Retrato Estatístico do Funchal Resultados Definitivos dos Censos 2011 EDUCAÇÃO POPULAÇÃO JUVENTUDE E ENVELHECIMENTO MOVIMENTOS POPULACIONAIS PARQUE HABITACIONAL ECONOMIA E EMPREGO CONDIÇÕES DE HABITABILIDADE Dezembro de 2013

2 Retrato Estatístico do Município do Funchal Resultados Definitivos dos Censos 2011 Gabinete de Informação Câmara Municipal do Funchal Praça do Município Funchal Tel: Ext: 2245/2206 Fax:

3 ÍNDICE NOTA INTRODUTÓRIA 4 ESTRUTURA TERRITORIAL 5 POPULAÇÃO 6 Evolução da População... 6 Densidade Populacional. 7 Estrutura Etária Evolução dos Residentes por Grupo Etário... 8 Grau e Tipo de Dificuldade na Realização das Atividades Diárias População Estrangeira Residente.. 10 Famílias Estatuto da Pessoa na Família Dimensão das Famílias JUVENTUDE E ENVELHECIMENTO 13 Jovens e Idosos % Índice de Envelhecimento.. 13 Indivíduos com 65 ou Mais Anos Vivendo Sós ou com Outros do Mesmo Grupo Etário EDUCAÇÃO 15 Nível de Escolaridade. 15 Frequência do Ensino Pré-Escolar. 16 Taxa de Analfabetismo. 16 Taxa de Abandono Escolar. 17 População que Completou o Ensino superior.. 17 ECONOMIA E EMPREGO 18 Condição Perante a Atividade Económica 18 Emprego e Desemprego.. 18 Emprego por Setor de Atividade Económica Situação na Profissão Principal Meio de Vida Taxa de Desemprego. 21 População Desempregada à Procura de Emprego Atividade Económica das Famílias e Pessoas a Cargo Famílias Clássicas Segundo o Número de Desempregados. 23 Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 2

4 ÍNDICE (Cont.) MOVIMENTOS POPULACIONAIS 24 Movimentos Pendulares - Entradas e Saídas do Município para Trabalhar ou Estudar.. 24 Principal Meio de Transporte Utilizado nos Movimentos Pendulares Duração do Trajeto Residência/ Local de Trabalho ou Estudo Migrações no Território por Município de Residência 26 Migrações no Território por Países de Proveniência.. 26 PARQUE HABITACIONAL 27 Evolução do Número de Edifícios e Alojamentos.. 27 Edifícios por Tipo.. 28 Edifícios por Principais Materiais Utilizados na Construção Alojamentos por Edifício.. 29 Dimensão dos Edifícios Época de Construção dos Edifícios Estado de Conservação dos Edifícios.. 31 Acessibilidade aos Edifícios e Existência de Elevador Edifícios com Existência de Sistema de Recolha de Resíduos Urbanos Forma de Ocupação dos Alojamentos Número Médio de Divisões por Alojamento. 34 Regime de Propriedade dos Alojamentos 34 Alojamentos Clássicos Propriedade dos Ocupantes, Segundo o Escalão de Encargos Alojamentos Clássicos Arrendados, Segundo o Escalão de Renda CONDIÇÕES DE HABITABILIDADE 36 Número Médio de Pessoas por Alojamento.. 36 Área Útil por Ocupante. 36 Alojamentos Familiares, Segundo as Instalações Sanitárias Alojamentos Familiares, Segundo as Instalações Existentes CONCEITOS 39 Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 3

5 NOTA INTRODUTÓRIA O presente documento decorre do tratamento estatístico dos resultados definitivos dos Censos 2011 para o município do Funchal, disponibilizados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). Os dados publicados têm por referência o momento censitário - 21 de Março de A análise dos dados estatísticos permite atualizar e aprofundar o conhecimento do país, da Região Autónoma da Madeira (RAM) e do município do Funchal, pelo que se revela uma prática essencial na definição de políticas e na tomada de decisões. O documento está estruturado em sete grandes temas: População; Juventude e Envelhecimento; Educação; Economia e Emprego; Movimentos Populacionais; Parque Habitacional; Condições de Habitabilidade. Cada grande tema apresenta um conjunto diversificado de variáveis estatísticas, que ajudam a compreender melhor a realidade atual do município. Como complemento às variáveis tratadas, para cada grande tema foi definida uma ligação dinâmica aos quadros originais do INE. O utilizador pode assim aceder a todas as varáveis e produzir os seus próprios gráficos. O Funchal é o foco central desta análise estatística, no entanto, todas as variáveis tratadas permitem o enquadramento do município no contexto regional e nacional. Deste modo, é possível obter uma análise comparativa que enriquece o documento enquanto ferramenta de trabalho. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 4

6 ESTRUTURA TERRITORIAL Superfície (km²) Perímetro (km) Comp. máximo Comp. máximo Norte / Sul (km) Este/ Oeste (km) Portugal , R. A. Madeira 801, Funchal 76, Enquadramento Territorial O Funchal ocupa uma superfície de 76,14 km², distribuída por dez freguesias: Imaculado Coração de Maria, Monte, Santa Luzia, Santa Maria Maior, Santo António, São Gonçalo, São Martinho, São Pedro, São Roque e Sé. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 5

7 POPULAÇÃO Evolução da População Residente Total H M Total H M Portugal R. A. Madeira Funchal Taxa de Variação da População Freguesias População Residente em Freguesias População Residente em 2011, por Sexo - Freguesias O município do Funchal tem residentes (41,8% da população da RAM). Destaca-se o crescimento de 7,6% relativamente a 2001, o que se traduz em mais 7931 residentes; O número médio de pessoas por família clássica e de 2,8. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 6

8 POPULAÇÃO Densidade Populacional em Freguesias Densidade Populacional Portugal 112,4 114,5 R. A. Madeira 312,2 334,3 Funchal 1 371,5 1469,6 Estrutura Etária 90 ou + anos anos anos anos anos anos anos anos anos anos anos anos anos anos anos anos anos 5-9 anos 0-4 anos Homens Mulheres O Funchal apresenta uma densidade populacional de 1469,6 habitantes por Km 2, valor substancialmente superior ao registado a nível regional (334,3) e nacional (114,5); As Freguesias de S. Pedro, Imaculado Coração de Maria e Santa Luzia são as mais densamente povoadas do município; A estrutura etária da população aponta para um estreitamento da base da pirâmide, resultante do declínio da natalidade e para um aumento da população idosa, pelo consequente aumento da esperança média de vida. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 7

9 POPULAÇÃO Evolução dos Residentes por Grupo Etário ou mais ou mais Portugal R. A. Madeira Funchal Residentes em 2011, por Grupo Etário (%) - Funchal População Residente por Grupo Etário - Variação Entre 2001 e 2011 (%) - Freguesias População Residente por Grupo Etário Variação Entre 2001 e 2011 (%) - Funchal Atualmente 16% da população residente no Funchal tem 65 ou mais anos, tendo variado 23,27%, de 2001 para 2011; O grupo dos jovens (0 a 14 anos) representa apenas 14,7% do total populacional, variando negativamente (-7,1%) nesta última década, o que confirma a tendência para declínio da fecundidade; Destaca-se o facto da taxa de variação da população jovem ser positiva apenas nas Freguesias da Sé, S. Martinho e Santo António e da população idosa assumir uma variação positiva em todas as freguesias do município. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 8

10 POPULAÇÃO Grau e Tipo de Dificuldade na Realização das Atividades Diárias Dificuldades Não tem dificuldade ou tem pouca em efetuar a ação Tem muita dificuldade em efetuar a ação Não consegue efetuar a ação Ver Ouvir Andar ou subir degraus Memória ou concentração Tomar banho ou vestir-se sozinho Compreender os outros ou fazer-se compreender População Residente Com 5 ou Mais Anos (%) em 2011, por Grau de Dificuldade Sentido - Funchal Das principais dificuldades sentidas pela população residente com 5 ou mais anos, destaca-se o facto de 1,3% não conseguir andar ou subir degraus, 1,3% não conseguir memorizar ou concentrar-se e 1,8% não conseguir tomar banho ou vestir-se sozinho. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 9

11 POPULAÇÃO População Estrangeira Residente Portugal Nacionalidade da População Residente Estrangeira Dupla nacionalidade Apátrida Portugal R. A. Madeira Funchal Nacionalidade da População Estrangeira Residente em Funchal No Funchal são 2434 os residentes de nacionalidade estrangeira, cuja proveniência é, maioritariamente, da Europa (1241), sobretudo do Reino Unido, seguindo-se a América (813), essencialmente do Brasil e da Venezuela.. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 10

12 POPULAÇÃO Famílias Famílias Clássicas e Institucionais (%) em Funchal Clássicas Famílias Institucionais Portugal R. A. Madeira Funchal Estatuto da Pessoa na Família Estatuto da Pessoa na Família em Funchal No território municipal residem famílias clássicas e 67 institucionais; Quanto ao estatuto da pessoa na família, o predomínio vai para as pessoas que vivem numa família clássica. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 11

13 POPULAÇÃO Dimensão das Famílias Sem núcleos Famílias Clássicas Com um núcleo Com dois núcleos Com três ou mais núcleos Portugal R. A. Madeira Funchal Número de Núcleos Familiares (%) em Funchal Famílias Clássicas Segundo a Dimensão (pessoas) em Funchal 70,2% das famílias clássicas residem num núcleo familiar; Quanto à dimensão das famílias, prevalecem as compostas por duas pessoas. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 12

14 JUVENTUDE E ENVELHECIMENTO Jovens e Idosos (%) em Freguesias Jovens e Idosos(%) Jovens % Idosos % Jovens % Idosos % Portugal 16,0 16,4 14,9 19,0 R. A. Madeira 19,1 13,7 16,4 14,9 Funchal 17,0 14,0 14,7 16,0 Índice de Envelhecimento Índice de Envelhecimento em Freguesias Portugal 102,23 127,84 R. A. Madeira 71,59 90,65 Funchal 82,26 109,15 A percentagem de idosos (16%) no Funchal supera a de jovens (14.7%); O índice de envelhecimento, resultante da relação entre a população idosa e a população jovem, é maior nas freguesias de Santa Luzia, Sé e Imaculado Coração de Maria. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 13

15 JUVENTUDE E ENVELHECIMENTO Indivíduos com 65 ou Mais Anos Vivendo Sós ou com Outros do Mesmo Grupo Etário População residente total com 65 ou mais anos Total de indivíduos com 65 ou mais anos vivendo sós ou com outros do mesmo grupo etário Total de alojamentos familiares só com pessoas com 65 ou mais anos Alojamentos com 1 pessoa com 65 ou mais anos Portugal R. A. Madeira Funchal População Residente Total com 65 ou Mais Anos em Freguesias Alojamentos com 1 Pessoa Com 65 ou Mais Anos(%) em Freguesias (Idosos que Residem Sós) Dos idosos do município, 3117 residem sós. Apesar de Santo António e S. Martinho serem as freguesias onde a percentagem de idosos e o índice de envelhecimento são menores, são as freguesias com maior número absoluto de idosos residentes, pois são as mais populosas; Os idosos que residem sós concentram-se, maioritariamente, nas freguesias de S. Martinho, Santa Maria Maior e Santo António, com 18,8%, 15,6% e 15,3%, respetivamente. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 14

16 EDUCAÇÃO População Residente Segundo o Nível de Escolaridade em 2011 (%) - Funchal Nível de Escolaridade Ensino básico 1º Ciclo 2º Ciclo 3º Ciclo Ensino Ensino póssecundário secundário Ensino superior Portugal R. A. Madeira Funchal População Residente Segundo o Nível de Escolaridade em 2011 Freguesias A população residente no Funchal possui, na sua maioria, o 1º ciclo do ensino básico (31,3%), seguido do ensino secundário (19,2%) e do ensino superior (18,9%). Apenas 1,3% optou pelos cursos técnicos do ensino pós-secundário; Em Santo António, predominam as pessoas com o 1º ciclo, em S. Martinho, predomina as que possuem ensino superior. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 15

17 EDUCAÇÃO Frequência do Ensino Pré-Escolar Frequência do Ensino Pré-Escolar em 2011 Freguesias Ensino pré-escolar Portugal R. A. Madeira 8204 Funchal 3027 Taxa de Analfabetismo (%), em Freguesias Taxa de Analfabetismo (%) Analfabetos com 10 ou Mais Anos Taxa de Analfabetismo Portugal ,23 R. A. Madeira ,99 Funchal ,91 O número de analfabetos com dez ou mais anos no Funchal é de 4991, fixando-se a taxa de analfabetismo nos 4,91%; Esta taxa assume valores máximos nas freguesias de S. Gonçalo (9,57%) e Monte (8,64%). Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 16

18 EDUCAÇÃO Taxa de Abandono Escolar em 2011 (%) Freguesias Taxa de Abandono Escolar (%) Portugal 2,79 1,58 R. A. Madeira 3,14 2,24 Funchal 2,30 2,41 População que Completou o Ensino superior Bacharelato Licenciatura Mestrado Doutoramento Ensino Superior Completo (%), em Funchal Portugal R. A. Madeira Funchal Ensino superior (%) em Funchal A taxa de abandono escolar em 2011 situou-se nos 2,41%, ligeiramente superior à de 2001, que rondava os 2,30%; Santa Maria Maior destaca-se com a maior percentagem de abandono (3,58%), seguindo-se Santa Luzia, com 3,24%. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 17

19 ECONOMIA E EMPREGO População Residente Ativa e Inativa (%), com 15 ou mais Anos em Funchal Condição Perante a Atividade Económica População Ativa População Inativa População Residente Inativa com 15 ou mais Anos em Funchal Portugal R. A. Madeira Funchal Emprego e Desemprego População Residente Ativa, com 15 ou mais Anos Empregada e Desempregada (%), em Funchal Empregados Desempregados Portugal R. A. Madeira Funchal Da população residente no Funchal com 15 ou mais anos, cerca de 57,7% é ativa e 42,3% inativa; Dos ativos residentes, 85,8% estavam empregados em 2011 e 14,2% desempregados. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 18

20 ECONOMIA E EMPREGO População Residente Empregada por Sector de Atividade Económica (%), em Funchal Emprego por Setor de Atividade Económica Primário Secundário Terciário Portugal R. A. Madeira Funchal Situação na Profissão Empregador Trabalhador por conta própria Trabalhador familiar não remunerado Trabalhador por conta de outrem Membro de uma cooperativa de produção Outra situação Portugal R. A. Madeira Funchal Situação na Profissão (%), em Funchal No emprego, o predomínio no Funchal vai para o setor terciário (86,5%), tendo o setor primário pouca expressão (0,81%); Salienta-se o facto de 85,5% trabalhar por conta de outrem e de 3,7% a trabalhar por conta própria. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 19

21 ECONOMIA E EMPREGO Principal Meio de Vida Trabalho Reforma/ Pensão Subsidio de desemprego Subsidio por acidente de trabalho ou doença profissional Rendimento social de inserção Outro subsídio temporário (doença, maternidade, etc.) Rendimento da propriedade ou da empresa Apoio social A cargo da família Outro Portugal R. A. Madeira Funchal Principal Meio de Vida da População Residente com 15 ou Mais Anos (%), em Funchal Atendendo ao principal meio de vida da população residente, destaca-se o facto de cerca de 49% viver do trabalho, 23,4% de reforma ou pensão e 17,4% a cargo da família; A taxa de desemprego da população residente situa-se nos 14,2%. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 20

22 ECONOMIA E EMPREGO Taxa de Desemprego em 2011 (%) - Funchal Taxa de Desemprego (%) HM H M Portugal 13,18 12,58 13,83 R. A. Madeira 14,65 16,69 12,44 Funchal 14,20 16,43 11,93 Taxa de Desemprego em 2011 (%) - Freguesias A taxa de desemprego da população residente situava-se, em 2011, nos 14,2%. Contrariamente ao verificado a nível nacional, os residentes do sexo masculino são mais afetados (16,43%) do que os do sexo feminino (11,93%), o que poderá estar relacionado com o declínio do setor da construção; No contexto municipal, a freguesia de S. Roque é a que se depara com a maior taxa de desemprego (16,52%) e Santa Luzia, com a menor (11,4%). Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 21

23 ECONOMIA E EMPREGO População Desempregada à Procura de Emprego Procura 1º emprego Procura novo emprego Portugal R. A. Madeira Funchal População Desempregada à Procura do Primeiro, ou de Novo Emprego em Freguesias Dos 7822 residentes desempregados no Funchal em 2011, 21% procuram o primeiro emprego e 79% procuram novo emprego. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 22

24 ECONOMIA E EMPREGO Atividade Económica das Famílias e Pessoas a Cargo Nenhuma pessoa ativa 1 pessoa ativa 2 pessoas ativas 3 ou mais pessoas ativas Portugal R. A. Madeira Funchal Famílias Clássicas por Número de Pessoas com Atividade Económica e Pessoas a Cargo em Funchal Famílias Clássicas Segundo o Número de Desempregados Famílias Clássicas Segundo o Número de Pessoas com Atividade Económica e Número de Pessoas Desempregadas em Funchal Atendendo à atividade económica das famílias clássicas do Funchal em 2011, cerca de 22% não tinha nenhuma pessoa ativa, 32% tinha apenas um ativo e a maioria (36%) é constituída por dois ativos. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 23

25 MOVIMENTOS POPULACIONAIS Movimentos Pendulares - Entradas e Saídas do Município para Trabalhar ou Estudar Movimentos Pendulares HM H M Entradas no Funchal Saídas do Funchal População que Entra e Sai dos Municípios para Trabalhar ou Estudar em 2011 Duração do Trajeto Residência/ Local de Trabalho ou Estudo Até 15 minutos De 16 a 30 minutos De 31 a 60 minutos De 61 a 90 minutos Mais de 90 minutos Portugal R. A. Madeira Funchal Duração do Trajeto Residência / Local de Trabalho ou Estudo (%), em Funchal Relativamente à população que entra ou sai dos municípios da Região para trabalhar ou estudar, destaca-se o elevado número de entradas no Funchal (27366) e o considerável número de saídas do município de Santa Cruz (15375); Tendo em conta a duração do trajeto residência/local de trabalho ou estudo, predominam as deslocações até 15 minutos (53,9%), seguidas das de 15 a 30 minutos (36,8%). Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 24

26 MOVIMENTOS POPULACIONAIS Principal Meio de Transporte Utilizado Portugal R. A. Madeira Funchal A pé Automóvel ligeiro como condutor Automóvel ligeiro como passageiro Autocarro Transporte coletivo da empresa ou escola Metropolitano Comboio Motociclo Bicicleta Barco Outro População Residente a Exercer Profissão, Segundo o Principal meio de transporte Utilizado em Funchal População Estudante Residente, Segundo o Principal meio de transporte Utilizado Em Funchal No município do Funchal, mais de metade da população residente que exerce uma profissão utiliza, como principal meio de transporte, o automóvel ligeiro como passageiro (53,24%). Cerca de 22,16% utilizam o autocarro e 17,92 vão trabalhar a pé. A população estudante residente desloca-se, maioritariamente, de automóvel ligeiro como passageiro (46%), de autocarro (30,85%) e a pé (17,92%). Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 25

27 MOVIMENTOS POPULACIONAIS Migrações no Território por Local de Residência Ainda não tinha nascido Não mudou de residência Mudou na mesma freguesia Mudou de freguesia Mudou de município Mudou de país Portugal R. A. Madeira Funchal Migrações no Território (Relativamente a 31/12/2009) - Funchal Migrações no Território por Países de Proveniência Países de Proveniência dos Imigrantes (Relativamente a 31/12/2009) Funchal População Imigrante no município Proveniente de Proveniente do outros municípios estrangeiro Portugal R. A. Madeira Funchal Analisando as migrações no território, relativamente a 31/12/2009, verifica-se que a maior parte da população manteve a sua residência e os que migraram fizeram-no principalmente dentro da mesma freguesia ou para outra, mas no mesmo município. Dos 818 imigrantes no município, relativamente a 31/12/2009, a maioria provém do Reino Unido e da Venezuela. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 26

28 PARQUE HABITACIONAL Evolução do Número de Edifícios e Alojamentos Alojamentos familiares Edifícios clássicos Alojamentos familiares Edifícios clássicos Portugal R. A. Madeira Funchal Taxa de Variação dos Edifícios e Alojamentos (%), entre 2001 e Freguesias Edifícios Alojamentos Em 2011 existiam no Funchal edifícios clássicos e alojamentos. De 2001 para 2011, a freguesia de Santo António foi a que assistiu à maior variação de edifícios (26,04%), contrapondo-se com a Sé, que apresentou uma variação negativa (-2,33%); A maior variação de alojamentos ocorreu na freguesia de S. Martinho, seguida de Santo António e na Sé. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 27

29 PARQUE HABITACIONAL Edificios por Tipo Isolado Com 1 ou 2 alojamentos familiares Geminado Em banda Com 3 ou mais alojamentos familiares Outro tipo Portugal R. A. Madeira Funchal Edificios por Tipo em Freguesias No Funchal predominam os edifícios isolados em todas as freguesias, exceto na da Sé, onde o predomínio vai para os edifícios em banda; Também a Sé destaca-se por ser a freguesias onde predominam edifícios com três ou mais alojamentos, seguindo-se a freguesia de São Martinho. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 28

30 PARQUE HABITACIONAL Edifícios por Principais Materiais Utilizados na Construção Edifícios por Principais Materiais Utilizados na Construção, em Funchal Alojamentos por Edifício Número de Alojamentos nos Edifícios Principalmente Residenciais a 9 10 a ou mais Portugal R. A. Madeira Funchal Número de Alojamentos nos Edifícios Principalmente Residenciais (%), em Funchal O tipo de estrutura dominante nos edifícios municipais é o betão armado e o revestimento exterior é o reboco tradicional ou marmorite. A cobertura é predominantemente inclinada e revestida a telhas cerâmicas ou de betão. Cerca de 88,2% dos edifícios principalmente residenciais, são constituídos por apenas um alojamento. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 29

31 PARQUE HABITACIONAL Dimensão dos Edifícios Edifícios Segundo o Número de Pisos (%) em Funchal 1 piso 2 pisos 3 pisos 4 pisos 5 pisos 6 pisos 7 ou mais pisos Portugal R. A. Madeira Funchal Edifícios Segundo o Número de Pisos em Freguesias No município predominam os edifícios de pequena dimensão em termos de pisos. 43,7% dos edifícios têm apenas um piso e 38,1, dois pisos. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 30

32 PARQUE HABITACIONAL Época de Construção dos Edifícios antes de Portugal R. A. Madeira Funchal Época de construção dos Edifícios - Funchal Estado de Conservação dos Edifícios Estado de conservação dos Edifícios (%), em 2011 Funchal Sem necessidade de reparação Estado de conservação Com necessidade de reparação Muito degradado Portugal R. A. Madeira Funchal A maior parte dos edifícios foram construídos no século passado, sobretudo até a década de oitenta; Quanto ao estado de conservação, 62% estão em bom estado, ou seja, sem necessidade de reparação, 35,8% carecem de reparação e 2,2% estão muito degradados. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 31

33 PARQUE HABITACIONAL Acessibilidade aos Edifícios e Existência de Elevador Entrada acessível à circulação em cadeira de rodas Entrada não acessível à circulação em cadeira de rodas Com elevador Sem elevador Com elevador Sem elevador Portugal R. A. Madeira Funchal Acessibilidade aos Edifícios Construídos Estruturalmente Para Possuir 3 ou Mais Alojamentos (%), em 2011 Funchal Acessibilidade e Existência de Elevador nos Edifícios Construídos Estruturalmente Para Possuir 3 ou Mais Alojamentos, em Funchal Edifícios com Existência de Sistema de Recolha de Resíduos Urbanos Edifícios com Existência de Sistema de Recolha de Resíduos Urbanos (%), em Funchal Com recolha de resíduos urbanos Sem recolha de resíduos urbanos Portugal R. A. Madeira Funchal Dos edifícios construídos estruturalmente para possuir 3 ou mais alojamentos, 56,8% têm entrada acessível à circulação em cadeira de rodas, estando a maior parte equipados com elevador; Em 2011, apenas 5,4% dos edifícios municipais estavam sem recolha de resíduos urbanos. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 32

34 PARQUE HABITACIONAL Forma de Ocupação dos Alojamentos Total Ocupados Residência habitual Residência secundária Total Para venda Vagos Para arrendamento Para demolição Outros Portugal R. A. Madeira Funchal Alojamentos Clássicos, Segundo a Forma de Ocupação(%), em Funchal Alojamentos Clássicos, Segundo a Forma de Ocupação, em 2011 Freguesias Alojamentos Clássicos Ocupados (%), em Funchal Alojamentos Clássicos Vagos (%), em Funchal Cerca de 86% dos alojamentos clássicos estavam ocupados, dos quais 88% como residência habitual e 12% secundária; Dos 14% de alojamentos vagos, 22% estão para venda e 14% para arrendamento. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 33

35 PARQUE HABITACIONAL Número Médio de Divisões por Alojamento Indicadores de Ocupação Média Divis./Aloj. Média Famil./Aloj. Portugal 5,0 1,0 R. A. Madeira 4,7 1,0 Funchal 4,5 1,0 Número Médio de Divisões por Alojamento (%), em Freguesias Regime de Propriedade dos Alojamentos Proprietário ou coproprietário Proprietário em regime de propriedade coletiva de cooperativa de habitação Arrendatário ou subarrendatário Outra situação Portugal R. A. Madeira Funchal Regime de Propriedade dos Alojamentos (%), em 2011 Funchal Regime de Propriedade dos Alojamentos (%), em 2011 Freguesias No Funchal, o número médio de divisões por alojamento é de 4,5, ligeiramente inferior ao valor nacional (5 divisões); Em 2011, cerca de 68% dos alojamentos são de proprietários ou coproprietários, sendo 25% em regime de arrendamento ou subarrendamento. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 34

36 PARQUE HABITACIONAL Alojamentos Clássicos Propriedade dos Ocupantes, Segundo o Escalão de Encargos Com Encargos Sem Encargos Portugal R. A. Madeira Funchal Alojamentos Clássicos Segundo a Existência de Encargos (%), em Funchal Alojamentos Clássicos Segundo o Escalão de Encargos (Euros) em Funchal Alojamentos Clássicos Arrendados, Segundo o Escalão de Renda Alojamentos Clássicos Arrendados Segundo o Escalão de Renda (Euros), em 2011 Funchal Mais de metade dos alojamentos não representa encargos (53%). Dos 47% com encargos, predominam valores entre os 400 e menos de 500 euros; Dos alojamentos arrendados, predominam as rendas de 20 e menos de 35 euros. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 35

37 CONDIÇÕES DE HABITABILIDADE Número Médio de Pessoas por Alojamento Número Médio de Pessoas por Alojamento em Freguesias Indicadores de Ocupação Média Pes./Aloj. Média Pes./Div. Portugal 2,6 0,5 R. A. Madeira 2,9 0,6 Funchal 2,8 0,6 Área Útil por Ocupante Menos de 10m 2 De 10m 2 a menos de 15m 2 Alojamentos Clássicos Segundo a Área Útil por Ocupante De 15m 2 a menos de 20m 2 De 20m 2 a menos de 30m 2 De 30m 2 a menos de 40m 2 De 40m 2 a menos de 60m 2 De 60m 2 a menos de 80m 2 80m 2 ou mais Portugal R. A. Madeira Funchal Área Útil por Ocupante em Funchal O número médio de pessoas por alojamento no Funchal é de 2,8; Analisando a área útil por ocupante, constatamos que predomina o intervalo entre os 40 e os 60m 2. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 36

38 CONDIÇÕES DE HABITABILIDADE Alojamentos Familiares, Segundo as Instalações Sanitárias Alojamentos Familiares, Ocupados Como Residência Habitual, Segundo as Instalações Sanitárias Existentes Com retrete no alojamento Retrete fora do alojamento mas disponível no edifício Sem retrete Portugal R. A. Madeira Funchal Alojamentos com Retrete em Funchal Dos alojamentos familiares, ocupados como residência habitual, apenas 18 têm retrete fora do alojamento, mas disponível no edifício e 79, não têm retrete; A maior parte dos alojamentos com retrete têm dispositivo de descarga e estão ligados à rede pública de drenagem de águas residuais. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 37

39 CONDIÇÕES DE HABITABILIDADE Alojamentos Familiares, Segundo as Instalações Existentes Instalações Existentes nos Alojamentos (%) em Funchal Água Canalizada no Alojamento Instalação de Banho ou Duche Ar Condicionado Sistema de Aquecimento Quanto às instalações existentes nos alojamentos, 98,96% têm água canalizada proveniente da rede pública, 98,67% têm instalação de banho ou duche, apenas 2,2% têm ar condicionado e 22,45% têm aquecimento. Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 38

40 Retrato Estatístico do Funchal - Resultados Definitivos dos Censos 2011 CONCEITOS Câmara Municipal do Funchal Departamento de Planeamento Estratégico l Gabinete de Informação 39

Resultados definitivos. Anabela Delgado INE, Gabinete dos Censos 20 de novembro 2012

Resultados definitivos. Anabela Delgado INE, Gabinete dos Censos 20 de novembro 2012 Resultados definitivos Anabela Delgado INE, Gabinete dos Censos 20 de novembro 2012 Temas em Análise População Família Parque Habitacional 1 População 2 População Residente À data do momento censitário

Leia mais

AMADORA XXI POPULAÇÃO 2011

AMADORA XXI POPULAÇÃO 2011 AMADORA XXI POPULAÇÃO 2011 Nota Introdutória Amadora XXI O Município da Amadora disponibiliza informação censitária de 2011 dirigida aos residentes, estudantes, empresários e interessados em conhecer a

Leia mais

CENSOS 2011: Parque habitacional (Resultados pré-provisórios)

CENSOS 2011: Parque habitacional (Resultados pré-provisórios) 08 de novembro de 2011 Censos 2011 21 de março de 2011 CENSOS 2011: Parque habitacional (Resultados pré-provisórios) Dada a importância que o tema reveste, no quadro da preparação dos resultados provisórios

Leia mais

Caraterização da Área de Reabilitação Urbana Edificado e População Fonte: Censos 2011

Caraterização da Área de Reabilitação Urbana Edificado e População Fonte: Censos 2011 Caraterização da Área de Reabilitação Urbana Edificado e População Fonte: Censos 211 Cristina Maria Magalhães Dinis Técnica Superior de Sociologia Julho de 213 Gabinete de Reabilitação Urbana Departamento

Leia mais

MAPA 1. DEMARCAÇÃO GEOGRÁFICA DO CONCELHO DE CÂMARA DE LOBOS E RESPECTIVAS FREGUESIAS

MAPA 1. DEMARCAÇÃO GEOGRÁFICA DO CONCELHO DE CÂMARA DE LOBOS E RESPECTIVAS FREGUESIAS 2. CÂMARA DE LOBOS MAPA 1. DEMARCAÇÃO GEOGRÁFICA DO CONCELHO DE CÂMARA DE LOBOS E RESPECTIVAS FREGUESIAS Fonte: www.geocities.com/heartland/plains/9462/map.html (adaptado) Localizada na vertente sul da

Leia mais

1. ATUALIZAÇÃO QUANTITATIVA

1. ATUALIZAÇÃO QUANTITATIVA 1. ATUALIZAÇÃO QUANTITATIVA INDICADORES DIAGNOSTICO SOCIAL 2010 Indicadores Periodicidade Fonte Alojamentos (n.º) Decenal INE Censos Alojamento segundo tipo de alojamento (%) Decenal INE Censos Alojamentos

Leia mais

INDICADORES ESTATÍSTICOS

INDICADORES ESTATÍSTICOS INDICADORES ESTATÍSTICOS Indicadores Ano Unidade Estrutura Territorial Área 28 Km 2 27 332,4 92 9, Concelhos - Freguesias 28 nº 47-31 38-426 Lugares 28 nº 947 26797 Cidades Estatísticas 28 nº 15 151 Densidade

Leia mais

RESULTADOS DEFINITIVOS

RESULTADOS DEFINITIVOS CENSOS 20 XV recenseamento geral da população V recenseamento geral da habitação RESULTADOS DEFINITIVOS REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA Instituto Nacional de Estatística Statistics Portugal FICA TÉCNICA Título

Leia mais

Observatório Luta Contra a Pobreza na Cidade de Lisboa

Observatório Luta Contra a Pobreza na Cidade de Lisboa Observatório Luta Contra a Pobreza na Cidade de Apresentação Plenário Comissão Social de Freguesia www.observatorio-lisboa.eapn.pt observatoriopobreza@eapn.pt Agenda I. Objectivos OLCPL e Principais Actividades/Produtos

Leia mais

www.ine.pt Titulo Saúde e Incapacidades em Portugal 2011

www.ine.pt Titulo Saúde e Incapacidades em Portugal 2011 Titulo Saúde e Incapacidades em Portugal 2011 Editor Instituto Nacional de Estatística, IP Av. António José de Almeida 1000-043 Lisboa, Portugal Telefone: 21 842 61 00 Fax: 21 844 04 01 Presidente do Conselho

Leia mais

Em 50 anos a percentagem de crianças na população residente caiu para cerca de metade

Em 50 anos a percentagem de crianças na população residente caiu para cerca de metade 30 de maio de 2014 Dia Mundial da Criança 1 1 de junho Em 50 anos a percentagem de crianças na população residente caiu para cerca de metade Em 50 anos a percentagem de crianças na população residente

Leia mais

INDIVÍDUOS. Freguesia

INDIVÍDUOS. Freguesia INDIVÍDUOS Total de Indivíduos Residentes, INE: Censos de 2011, CAOP 2013 Indivíduos Residentes Homens Mulheres Bucelas 4663 2243 2420 Fanhões 2801 1403 1398 Loures 26769 12787 13982 Lousa 3169 1511 1658

Leia mais

Diagnóstico Social CADERNO 5. EMPREGO E DESEMPREGO. Câmara Municipal de Vila Franca de Xira

Diagnóstico Social CADERNO 5. EMPREGO E DESEMPREGO. Câmara Municipal de Vila Franca de Xira Diagnóstico Social CADERNO 5. EMPREGO E DESEMPREGO Aspetos Gerais; População Residente Inativa; População Residente Ativa; Pessoas ao Serviço e Trabalhadores por Conta de Outrem; Remunerações; Duração

Leia mais

População cresce 2% na última década graças ao saldo migratório

População cresce 2% na última década graças ao saldo migratório 20 de novembro de 2012 Introduzidas precisões de texto nas páginas 11 e 26 (20 novembro, 17:00h) Censos 2011 Momento Censitário 21 de março 2011 População cresce 2% na última década graças ao saldo migratório

Leia mais

(124) Planeamento urbano para a integração de imigrantes

(124) Planeamento urbano para a integração de imigrantes A análise dos grupos profissionais da população activa portuguesa e estrangeira residente na Área Metropolitana do Porto, de acordo com o concelho é a seguinte: Figura 25. Repartição da população activa

Leia mais

"Retrato social" de Portugal na década de 90

Retrato social de Portugal na década de 90 "Retrato social" de Portugal na década de 9 Apresentam-se alguns tópicos da informação contida em cada um dos capítulos da publicação Portugal Social 1991-21, editada pelo INE em Setembro de 23. Capítulo

Leia mais

MAPA 7. DEMARCAÇÃO GEOGRÁFICA DO CONCELHO DE PONTA DO SOL E RESPECTIVAS FREGUESIAS. Fonte:www.geocities.com/Heartland/Plains/9462/map.

MAPA 7. DEMARCAÇÃO GEOGRÁFICA DO CONCELHO DE PONTA DO SOL E RESPECTIVAS FREGUESIAS. Fonte:www.geocities.com/Heartland/Plains/9462/map. 5. PONTA DO SOL O concelho de Ponta do Sol foi fundado no início do século XVI, em consequência do elevado desenvolvimento económico resultante da actividade açucareira. Com uma área de 43,80 Km2 e uma

Leia mais

Departamento de Administração e Desenvolvimento Organizacional Divisão de Recursos Humanos e Organização F r e g u e s i a d e P i n h a l N o v o

Departamento de Administração e Desenvolvimento Organizacional Divisão de Recursos Humanos e Organização F r e g u e s i a d e P i n h a l N o v o Mapa 1. Freguesia de Pinhal Novo Área 54,4 km 2 Fonte: DGT, CAOP 213 População 25.3 habitantes 211 Fonte: CMP, DRHO-SIG População e Famílias Quadro 1. População residente 1991 21 211 Variação (%) 43.857

Leia mais

MOVIMENTOS PENDULARES NA ÁREA METROPOLITANA DE LISBOA 1991-2001

MOVIMENTOS PENDULARES NA ÁREA METROPOLITANA DE LISBOA 1991-2001 Informação à Comunicação Social 25 de Fevereiro de 2003 MOVIMENTOS PENDULARES NA ÁREA METROPOLITANA DE LISBOA 1991-2001 Deslocações entre o local de residência e o local de trabalho / estudo PORTUGAL MINISTÉRIO

Leia mais

A taxa de desemprego do 3º trimestre de 2007 foi de 7,9%

A taxa de desemprego do 3º trimestre de 2007 foi de 7,9% Estatísticas do Emprego 3º trimestre de 2007 16 de Novembro de 2007 A taxa de desemprego do 3º trimestre de 2007 foi de 7,9 A taxa de desemprego estimada para o 3º trimestre de 2007 foi de 7,9. Este valor

Leia mais

Perfil de Saúde e Seus Determinantes da Região de Lisboa e Vale do Tejo

Perfil de Saúde e Seus Determinantes da Região de Lisboa e Vale do Tejo Perfil de Saúde e Seus Determinantes António Tavares, Ph.D., M.D. Delegado de Saúde Regional de Lisboa e Vale do Tejo Diretor do da ARSLVT, IP Fevereiro NOTA METODOLÓGICA Enquadramento Organização para

Leia mais

LISBOA E VALE DO TEJO MINISTÉRIO DA SAÚDE. Perfil de Saúde. e Seus Determinantes da Região de Lisboa e Vale do Tejo VOLUME1

LISBOA E VALE DO TEJO MINISTÉRIO DA SAÚDE. Perfil de Saúde. e Seus Determinantes da Região de Lisboa e Vale do Tejo VOLUME1 LISBOA E VALE DO TEJO MINISTÉRIO DA SAÚDE Perfil de Saúde e Seus Determinantes da Região de Lisboa e Vale do Tejo 2015 VOLUME1 O Padrão dos Descobrimentos Elevar as nossas Crianças a horizontes mais rasgados

Leia mais

115,31 hab/km 2 10.632.482. 51,6 % Mulheres. 4,3 % Estrangeiros residentes. Densidade Populacional. População residente

115,31 hab/km 2 10.632.482. 51,6 % Mulheres. 4,3 % Estrangeiros residentes. Densidade Populacional. População residente RETRATO DE PORTUGAL Resumo de indicadores da sociedade portuguesa contemporânea. Números que contam a nossa história mais recente. Um convite à discussão sobre os factos. Data de última atualização: 30.03.2011

Leia mais

O âmbito geográfico deste estudo é Portugal continental e as regiões autónomas da Madeira e dos Açores. Saidas. Entradas. Mudanças de emprego

O âmbito geográfico deste estudo é Portugal continental e as regiões autónomas da Madeira e dos Açores. Saidas. Entradas. Mudanças de emprego Mobilidade dos Trabalhadores ESTATÍSTICAS STICAS em síntese O presente estudo baseia-se nas informações que integram a base do Sistema de Informação Longitudinal de Empresas, Estabelecimentos e Trabalhadores

Leia mais

A taxa de desemprego foi de 11,1% no 4º trimestre de 2010

A taxa de desemprego foi de 11,1% no 4º trimestre de 2010 Estatísticas do Emprego 4º trimestre de 2010 16 de Fevereiro de 2011 A taxa de desemprego foi de 11,1% no 4º trimestre de 2010 A taxa de desemprego estimada para o 4º trimestre de 2010 foi de 11,1%. Este

Leia mais

Pereira, Fernando a, Nunes, Berta b, Pereira, Conceição c, Azevedo, Ana d, Raimundo, Diogo e, Vieira, Armanda f

Pereira, Fernando a, Nunes, Berta b, Pereira, Conceição c, Azevedo, Ana d, Raimundo, Diogo e, Vieira, Armanda f ESTUDO DE AVALIAÇÃO MULTIDIMENSIONAL DOS IDOSOS A VIVER SOZINHOS NO CONCELHO DE ALFÂNDEGA DA FÉ 1 Autores: Pereira, Fernando a, Nunes, Berta b, Pereira, Conceição c, Azevedo, Ana d, Raimundo, Diogo e,

Leia mais

Rede Social de Lousada

Rede Social de Lousada Rede Social de Lousada Pré-Diagnóstico Social ENTIDADE PROMOTORA: Câmara Municipal de Lousada Divisão de Acção Social PROGRAMA CO-FINANCIADO POR: Ficha Técnica Rede Social de Lousada Pré-diagnóstico Social

Leia mais

ALMADA FICHA TÉCNICA. Título Território e População Retrato de Almada segundo os Censos 2011

ALMADA FICHA TÉCNICA. Título Território e População Retrato de Almada segundo os Censos 2011 DMPATO DPU Divisão de Estudos e Planeamento A ALMADA FICHA TÉCNICA Título Território e População Retrato de Almada segundo os Censos 2011 Serviço Divisão de Estudos e Planeamento Departamento de Planeamento

Leia mais

2 ASPECTOS DEMOGRÁFICOS

2 ASPECTOS DEMOGRÁFICOS 2 ASPECTOS DEMOGRÁFICOS Neste capítulo se pretende avaliar os movimentos demográficos no município de Ijuí, ao longo do tempo. Os dados que fomentam a análise são dos censos demográficos, no período 1920-2000,

Leia mais

PELA PRIMEIRA VEZ, DESDE QUE HÁ REGISTOS, HOUVE MENOS DE 90 MIL NADOS VIVOS

PELA PRIMEIRA VEZ, DESDE QUE HÁ REGISTOS, HOUVE MENOS DE 90 MIL NADOS VIVOS PELA PRIMEIRA VEZ, DESDE QUE HÁ REGISTOS, HOUVE MENOS DE 90 MIL NADOS VIVOS Pela primeira vez, desde que há registos, observaram-se menos de 90 mil nados vivos em Portugal. De facto, o número de nados

Leia mais

3 Panorama da Habitação

3 Panorama da Habitação 3 Habitação... 45 3.1 Famílias Clássicas, Alojamentos Familiares e Edifícios por freguesia... 45 3.1.1 Rácios alojamentos familiares/edifícios e Famílias/Alojamentos familiares... 46 3.1.2 Taxa de variação

Leia mais

Seminário. 12 novembro 2013. Iniciativa conjunta INE LNEC

Seminário. 12 novembro 2013. Iniciativa conjunta INE LNEC Seminário 12 novembro 2013 Iniciativa conjunta INE LNEC Casa própria ou arrendamento perfil da ocupação residencial emportugal Bárbara Veloso INE 12 novembro 2013 Iniciativa conjunta INE LNEC Sumário Aumentaram

Leia mais

REVISÃO DO PLANO DIRETOR MUNICIPAL DE ARGANIL ESTUDOS DE CARACTERIZAÇÃO CAPÍTULO III DEMOGRAFIA VOLUME 4

REVISÃO DO PLANO DIRETOR MUNICIPAL DE ARGANIL ESTUDOS DE CARACTERIZAÇÃO CAPÍTULO III DEMOGRAFIA VOLUME 4 REVISÃO DO PLANO DIRETOR MUNICIPAL DE ARGANIL VOLUME 4 CAPÍTULO III DEMOGRAFIA ABRIL 2013 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 3 2. EVOLUÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DA POPULAÇÃO NA SUB-REGIÃO PINHAL INTERIOR NORTE 4 3. EVOLUÇÃO

Leia mais

BALANÇO SOCIAL 2014 Março de 2015

BALANÇO SOCIAL 2014 Março de 2015 BALANÇO SOCIAL 2014 Março de 2015 Índice Nota de apresentação... 3 Organograma da DREM... 4 1. Pessoal ao serviço por tipo de carreira e tipo de contratação, segundo o sexo... 5 2. Estrutura etária segundo

Leia mais

Território e Demografia

Território e Demografia Indicadores Sociais Moita Península de Setúbal Território e Demografia Concelho: Moita Território Superfície: 55,26 Km 2 Freguesias: 4 Distância Sede Concelho/Sede Distrito: Demografia População Residente:

Leia mais

3. POPULAÇÃO E INDICADORES DEMOGRÁFICOS

3. POPULAÇÃO E INDICADORES DEMOGRÁFICOS 3. POPULAÇÃO E INDICADORES DEMOGRÁFICOS 37 38 3.1. Introdução Para a interpretação dos dados de saúde, quer de morbilidade quer de mortalidade, e nomeadamente para, com base nesses dados, se fazer o planeamento

Leia mais

Envelhecimento da população residente em Portugal e na União Europeia

Envelhecimento da população residente em Portugal e na União Europeia Dia Mundial da População 11 julho de 15 1 de julho de 15 Envelhecimento da população residente em e na União Europeia Para assinalar o Dia Mundial da População (11 de julho), o Instituto Nacional de Estatística

Leia mais

METADE DA POPULAÇÃO RESIDENTE EM CIDADES CONCENTRADA EM APENAS 14 DAS 141 CIDADES

METADE DA POPULAÇÃO RESIDENTE EM CIDADES CONCENTRADA EM APENAS 14 DAS 141 CIDADES Atlas das Cidades de Portugal Volume II 2004 01 de Abril de 2005 METADE DA POPULAÇÃO RESIDENTE EM CIDADES CONCENTRADA EM APENAS 14 DAS 141 CIDADES Apesar das disparidades ao nível da dimensão populacional

Leia mais

ESTATÍSTICAS DEMOGRÁFICAS 2001-2008 DISTRITO DE VIANA DO CASTELO E SEUS CONCELHOS. F e v e r e i r o d e 2 0 1 0

ESTATÍSTICAS DEMOGRÁFICAS 2001-2008 DISTRITO DE VIANA DO CASTELO E SEUS CONCELHOS. F e v e r e i r o d e 2 0 1 0 ESTATÍSTICAS DEMOGRÁFICAS 2001-2008 DISTRITO DE VIANA DO CASTELO E SEUS CONCELHOS U n i d a d e d e S a ú d e P ú b l i c a d o A l t o M i n h o F e v e r e i r o d e 2 0 1 0 U n i d a d e d e S a ú d

Leia mais

Estatísticas do Emprego 1º trimestre de 2010

Estatísticas do Emprego 1º trimestre de 2010 Estatísticas do Emprego 1º trimestre de 2010 18 de Maio de 2010 A taxa de desemprego foi de 10,6% no 1º trimestre de 2010 A taxa de desemprego estimada para o 1º trimestre de 2010 foi de 10,6%. Este valor

Leia mais

Caracterização Demográfica, Socioeconómica e de Saúde da População Idosa Portuguesa

Caracterização Demográfica, Socioeconómica e de Saúde da População Idosa Portuguesa Caracterização Demográfica, Socioeconómica e de Saúde da População Idosa Portuguesa Tânia Costa, Ana Rego, António Festa, Ana Taborda e Cristina Campos Caracterização Demográfica, Socioeconómica e de Saúde

Leia mais

Relatório Balanço Social

Relatório Balanço Social Relatório Balanço Social 12 de Abril, 2012 Índice Introdução... 2 Identificação do Organismo... 3 Indicadores de gestão... 4 Perfil tipo do trabalhador... 5 1. Caracterização do efetivo global... 6 1.1

Leia mais

ASPECTOS FUNDAMENTAIS DE CARACTERIZAÇÃO SOCIO-ECONÓMICA DA REGIÃO ALENTEJO

ASPECTOS FUNDAMENTAIS DE CARACTERIZAÇÃO SOCIO-ECONÓMICA DA REGIÃO ALENTEJO ASPECTOS FUNDAMENTAIS DE CARACTERIZAÇÃO SOCIO-ECONÓMICA DA REGIÃO ALENTEJO Principais linhas de evolução e transformação da paisa social e económica regional População A região, inserida no contexto português

Leia mais

MAPA 1. DEMARCAÇÃO GEOGRÁFICA DO CONCELHO DE RIBEIRA BRAVA E RESPECTIVAS FREGUESIAS. Fonte:www.geocities.com/Heartland/Plains/9462/map.

MAPA 1. DEMARCAÇÃO GEOGRÁFICA DO CONCELHO DE RIBEIRA BRAVA E RESPECTIVAS FREGUESIAS. Fonte:www.geocities.com/Heartland/Plains/9462/map. 8. Ribeira Brava MAPA 1. DEMARCAÇÃO GEOGRÁFICA DO CONCELHO DE RIBEIRA BRAVA E RESPECTIVAS FREGUESIAS Fonte:www.geocities.com/Heartland/Plains/9462/map.html (adaptado) A vila de Ribeira Brava, situada no

Leia mais

Retrato da. Cidade de Lisboa. Observatório de Luta Contra a Pobreza na. Cidade de Lisboa

Retrato da. Cidade de Lisboa. Observatório de Luta Contra a Pobreza na. Cidade de Lisboa Retrato da Cidade de Lisboa Observatório de Luta Contra a Pobreza na Cidade de Lisboa Pontos abordados na apresentação Análise de indicadores quantitativos - Peso do escalão etário dos 65+ - Índice de

Leia mais

A POPULAÇÃO BRASILEIRA

A POPULAÇÃO BRASILEIRA A POPULAÇÃO BRASILEIRA A origem dos brasileiros A população brasileira é heterogênea e foi constituída por três principais grupos étnicos Indígena Cafuzo Negro africano Caboclo ou mameluco Branco europeu

Leia mais

População residente em Portugal com tendência para diminuição e envelhecimento

População residente em Portugal com tendência para diminuição e envelhecimento Dia Mundial da População 11 julho de 214 1 de julho de 214 População residente em Portugal com tendência para diminuição e envelhecimento Para assinalar o Dia Mundial da População (11 de julho), o Instituto

Leia mais

Pela primeira vez na história demográfica recente, Portugal registou em 2007 um saldo natural negativo

Pela primeira vez na história demográfica recente, Portugal registou em 2007 um saldo natural negativo Pela primeira vez na história demográfica recente, Portugal registou em 2007 um saldo natural negativo De acordo com os indicadores demográficos disponíveis relativos a 2007, a população residente em Portugal

Leia mais

Orientação nº 1/2008 ORIENTAÇÕES PARA A ELABORAÇÃO DA ESTRATÉGIA LOCAL DE DESENVOLVIMENTO (EDL) EIXO 4 REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES

Orientação nº 1/2008 ORIENTAÇÕES PARA A ELABORAÇÃO DA ESTRATÉGIA LOCAL DE DESENVOLVIMENTO (EDL) EIXO 4 REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES Programa de da ELABORAÇÃO DA ESTRATÉGIA LOCAL DE DESENVOLVIMENTO (ELD) 1 / 16 Programa de da 1. Caracterização Socioeconómica do Território A caracterização do território deve centrar-se em dois aspectos

Leia mais

Síntese dos conteúdos mais relevantes

Síntese dos conteúdos mais relevantes Síntese dos conteúdos mais relevantes Nos últimos Censos de 2001, o Concelho da Lourinhã contabilizou 23 265 habitantes, reflectindo uma evolução de + 7,7% face a 1991. Em termos demográficos, no Concelho

Leia mais

O Concelho de Beja. Localização

O Concelho de Beja. Localização O Concelho de Beja Localização Beja, capital de distrito, situa-se na região do Baixo Alentejo, no coração da vasta planície alentejana. É sede de um dos maiores concelhos de Portugal, com cerca de 1150

Leia mais

REVISÃO DO PDM DE RIBEIRA BRAVA ESTUDOS SECTORIAIS DINÂMICA EDIFICATÓRIA ÍNDICE

REVISÃO DO PDM DE RIBEIRA BRAVA ESTUDOS SECTORIAIS DINÂMICA EDIFICATÓRIA ÍNDICE ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 4 2. FAMÍLIAS 5 3. ALOJAMENTOS 9 4. EDIFICIOS 21 5. INDICADORES DE EVOLUÇÃO 25 6. ANÁLISE DA EVOLUÇÃO DO EDIFICADO NAS VÁRIAS CATEGORIAS DO SOLO 30 7. DIAGNÓSTICO 35 8. HABITAÇÃO SOCIAL

Leia mais

Parque de habitação social em Portugal

Parque de habitação social em Portugal Caracterização da Habitação Social em Portugal 2012 31 de julho de 2013 Parque de habitação social em Portugal Em 2012 existiam cerca de 118 mil fogos de habitação social (-0,2% face a 2011) distribuídos

Leia mais

93858, 75,7 Km2. 2

93858,  75,7 Km2.  2 Ano letivo 2015/2016 Nota Introdutória O concelho de Valongo integra a Área Metropolitana do Porto, sendo limitado a Norte pelo município de Santo Tirso, a nordeste por Paços de Ferreira, a leste por Paredes,

Leia mais

2.1. Estrutura e Dinâmica da População e Famílias

2.1. Estrutura e Dinâmica da População e Famílias 2.1. Estrutura e Dinâmica da População e Famílias O Diagnóstico Social Concelhio, enquanto ferramenta essencial para o conhecimento e caracterização da realidade local, assume particular importância na

Leia mais

Obras licenciadas e concluídas acentuaram decréscimo em 2013

Obras licenciadas e concluídas acentuaram decréscimo em 2013 Estatísticas da Construção e Habitação 213 9 de julho de 214 Obras licenciadas e concluídas acentuaram decréscimo em 213 De acordo com as Estimativas do Parque Habitacional, em 213 existiam em Portugal

Leia mais

Volume XIII. Diagnóstico Social da Freguesia de Paião ÍNDICE. Rede Social - Conselho Local de Acção Social do Município da Figueira da Foz 1

Volume XIII. Diagnóstico Social da Freguesia de Paião ÍNDICE. Rede Social - Conselho Local de Acção Social do Município da Figueira da Foz 1 ÍNDICE Rede Social - Conselho Local de Acção Social do Município da Figueira da Foz 1 Capítulo I Enquadramento 1. Localização, Acessibilidades e Rede de Transportes...7 1.1. Localização...7 1.2. Acessibilidades...7

Leia mais

Rede Social Pré Diagnóstico Concelho de Castelo de Paiva INDÍCE

Rede Social Pré Diagnóstico Concelho de Castelo de Paiva INDÍCE INDÍCE - NOTA INTRODUTÓRIA... 2 - CAPÍTULO I - Dados Territoriais/Demográficos... 9 - CAPÍTULO II - Habitação... 20 - Sub capítulo I Habitação Social... 27 - CAPÍTULO III - Educação... 31 - CAPÍTULO IV

Leia mais

7ºano 2º período vespertino 25 de abril de 2014

7ºano 2º período vespertino 25 de abril de 2014 GEOGRAFIA QUESTÃO 1 A Demografia é a ciência que estuda as características das populações humanas e exprime-se geralmente através de valores estatísticos. As características da população estudadas pela

Leia mais

PERFIL DE SAÚDE CONCELHO DE VALONGO

PERFIL DE SAÚDE CONCELHO DE VALONGO PERFIL DE SAÚDE CONCELHO DE VALONGO 2016 FICHA TÉCNICA TÍTULO PERFIL DE SAÚDE DO CONCELHO DE VALONGO 2016 EDIÇÃO Município de Valongo RESPONSÁVEL José Manuel Ribeiro Presidente da Câmara Municipal de Valongo

Leia mais

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2010

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2010 05 DEE NOVVEEMBBRRO DEE 2010 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2010 Metade dos agregados domésticos em Portugal

Leia mais

Taxa de desemprego estimada em 11,9%

Taxa de desemprego estimada em 11,9% 5 de agosto de 215 Estatísticas do Emprego 2º trimestre de 215 Taxa de desemprego estimada em 11,9% A taxa de desemprego no 2º trimestre de 215 foi de 11,9%. Este valor é inferior em 1,8 pontos percentuais

Leia mais

Estratégia Nacional para a Habitação

Estratégia Nacional para a Habitação Estratégia Nacional para a Habitação 8 de maio de 2015 Estrutura do Documento O diagnóstico As oportunidades A articulação com outras políticas A visão, os pilares e os desafios As medidas e iniciativas

Leia mais

CENSOS 2001 Análise de População com Deficiência Resultados Provisórios

CENSOS 2001 Análise de População com Deficiência Resultados Provisórios Informação à Comunicação Social 4 de Fevereiro de 2002 CENSOS 2001 Análise de População com Deficiência Resultados Provisórios A disponibilização destes resultados provisórios dos Censos 2001 sobre a população

Leia mais

Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e da Solidariedade entre Gerações

Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e da Solidariedade entre Gerações Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e da Solidariedade entre Gerações M ensagens que devem permanecer A pobreza não se combate apenas com caridade ou medidas de emergência. Queremos que a situação melhore

Leia mais

MINISTÉRIO DA SOLIDARIEDADE, EMPREGO E SEGURANÇA SOCIAL CARTA SOCIAL REDE DE SERVIÇOS E EQUIPAMENTOS RELATÓRIO 2012

MINISTÉRIO DA SOLIDARIEDADE, EMPREGO E SEGURANÇA SOCIAL CARTA SOCIAL REDE DE SERVIÇOS E EQUIPAMENTOS RELATÓRIO 2012 MINISTÉRIO DA SOLIDARIEDADE, EMPREGO E SEGURANÇA SOCIAL CARTA SOCIAL REDE DE SERVIÇOS E EQUIPAMENTOS RELATÓRIO 2012 72 Gabinete de Estratégia e Planeamento (GEP), Ministério da Solidariedade, Emprego e

Leia mais

Abril de 1998 PERFIL DE SAÚDE DO MUNICÍPIO DE SEIXAL

Abril de 1998 PERFIL DE SAÚDE DO MUNICÍPIO DE SEIXAL Abril de 1998 PERFIL DE SAÚDE DO MUNICÍPIO DE SEIXAL Índice Considerações introdutórias... 5 QUEM SOMOS... 6 Quantos somos... 8 Quantos seremos... 10 O Seixal no País e na A.M.L.... 11 O maior crescimento

Leia mais

Região Autónoma da Madeira

Região Autónoma da Madeira Região Autónoma da Madeira Área () km 2 801,0 Densidade populacional () Hab/Km 2 309,0 População residente (31.12.) Nº 247.568 População < 15 anos Nº 42.686 População > 65 anos Nº 32.188 Taxa conclusão

Leia mais

PROXIMIDADE AEROPORTUÁRIA: CONTRIBUTOS PARA UMA LEITURA SÓCIO-ECOLÓGICA

PROXIMIDADE AEROPORTUÁRIA: CONTRIBUTOS PARA UMA LEITURA SÓCIO-ECOLÓGICA PROXIMIDADE AEROPORTUÁRIA: CONTRIBUTOS PARA UMA LEITURA SÓCIO-ECOLÓGICA João Craveiro, Margarida Rebelo, Marluci Menezes, Paulo Machado Laboratório Nacional de Engenharia Civil Departamento de Edifícios

Leia mais

Diagnóstico Social Santa Maria Maior. Documento realizado para a Junta de Freguesia de Santa Maria Maior

Diagnóstico Social Santa Maria Maior. Documento realizado para a Junta de Freguesia de Santa Maria Maior Santa Maria Maior Documento realizado para a Junta de Freguesia de Santa Maria Maior Abril de 2015 Ficha Técnica Equipa de Investigação: Maria Inês Amaro (coord.) Lúcia Manata Miriam Costa Com a participação

Leia mais

Seminário sobre o Novo Regime Jurídico dos Instrumentos de Gestão Territorial

Seminário sobre o Novo Regime Jurídico dos Instrumentos de Gestão Territorial Seminário sobre o Novo Regime Jurídico dos Instrumentos de Gestão Territorial Porto, 13 de Julho de 2015 2 Estrutura do documento O diagnóstico As oportunidades A articulação com outras políticas A visão,

Leia mais

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2013

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2013 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2013 38% DAS PESSOAS COM IDADE ENTRE 16 E 74 ANOS CONTACTAM COM ORGANISMOS

Leia mais

Departamento de Administração e Desenvolvimento Organizacional Divisão de Recursos Humanos e Organização F r e g u e s i a d e P a l m e l a

Departamento de Administração e Desenvolvimento Organizacional Divisão de Recursos Humanos e Organização F r e g u e s i a d e P a l m e l a Mapa 1. Freguesia de Palmela Área 77,5 km 2 Fonte: DGT, CAOP 213 População 17.481 habitantes 211 Fonte: CMP, DRHO-SIG População e Famílias Quadro 1. População residente 1991 21 211 Variação (%) 43.857

Leia mais

CARATERÍSTICAS DE UM BAIRRO AMIGO DAS PESSOAS IDOSAS

CARATERÍSTICAS DE UM BAIRRO AMIGO DAS PESSOAS IDOSAS Sessões Técnicas do Departamento de Edifícios Lisboa LNEC 29 de Março de 2012 CARATERÍSTICAS DE UM BAIRRO AMIGO DAS PESSOAS IDOSAS João Branco Pedro jpedro@lnec.pt Investigador Auxiliar do LNEC Carla Cachadinha

Leia mais

Perfil do Turista Do Território Douro Alliance

Perfil do Turista Do Território Douro Alliance Perfil do Turista Do Território Douro Alliance Vila Real Peso da Régua Lamego 2º Semestre de 2011 O Gabinete de Turismo da Douro Alliance em colaboração com o Observatório Económico e Social desta Associação,

Leia mais

Deslocações turísticas de residentes aumentaram

Deslocações turísticas de residentes aumentaram PROCURA TURÍSTICA DOS RESIDENTES 2º Trimestre 2013 31 de outubro de 2013 Deslocações turísticas de residentes aumentaram Entre abril e junho de 2013, os residentes em Portugal efetuaram 3,9 milhões de

Leia mais

Movimentos Pendulares e Organização do Território Metropolitano: Área Metropolitana de Lisboa e Área Metropolitana do Porto, 1991-2001

Movimentos Pendulares e Organização do Território Metropolitano: Área Metropolitana de Lisboa e Área Metropolitana do Porto, 1991-2001 26 de Setembro de 2003 Movimentos Pendulares e Organização do Território Metropolitano: Área Metropolitana de Lisboa e Área Metropolitana do Porto, 1991-2001 PORTUGAL A análise dos movimentos pendulares

Leia mais

CORREÇÃO TAREFAS. Aulas 1 4 Pág. 24-31

CORREÇÃO TAREFAS. Aulas 1 4 Pág. 24-31 CORREÇÃO TAREFAS Aulas 1 4 Pág. 24-31 Paginas 24 e 25 1. a) População absoluta é a população total de um determinado local. b) População relativa é a densidade demográfica, ou seja, média de habitantes

Leia mais

Relatório de Recursos Humanos 2014 da Administração Pública Regional dos Açores e Setor Empresarial Regional

Relatório de Recursos Humanos 2014 da Administração Pública Regional dos Açores e Setor Empresarial Regional Relatório de Recursos Humanos 2014 da Administração Pública Regional dos Açores e Setor Empresarial Regional Angra do Heroísmo Março de 2015 2 Índice Introdução... 4 Sumário Executivo... 5 1. Trabalhadores

Leia mais

Estudos de Caracterização

Estudos de Caracterização Estudos de Caracterização Demografia e Caracterização Socioeconómica Abril de 2013 II.4.6 ÍNDICE QUADRO DE BORDO...4 1. DEMOGRAFIA E CONDIÇÕES SOCIAIS...5 1.1. INTRODUÇÃO... 5 1.2. ENQUADRAMENTO TERRITORIAL...

Leia mais

Diagnóstico Social. Conselho Local de Acção Social de Ponte de Lima

Diagnóstico Social. Conselho Local de Acção Social de Ponte de Lima Diagnóstico Social Conselho Local de Acção Social de Ponte de Lima 2013 I ÍNDICE I INDICE... 2 II INTRODUÇÃO... 8 III METODOLOGIA... 11 IV ENQUADRAMENTO GEOGRÁFICO... 13 V CAPÍTULOS POR PROBLEMÁTICAS...

Leia mais

Estrutura Populacional e Indicadores socioeconômicos

Estrutura Populacional e Indicadores socioeconômicos POPULAÇÃO BRASILEIRA Estrutura Populacional e Indicadores socioeconômicos Desde a colonização do Brasil o povoamento se concentrou no litoral do país. No início do século XXI, a população brasileira ainda

Leia mais

TEMA: POPULAÇÃO JOVEM DE 16 A 24 ANOS

TEMA: POPULAÇÃO JOVEM DE 16 A 24 ANOS Em 5 de agosto de 2013 foi sancionado o Estatuto da Juventude que dispõe sobre os direitos da população jovem (a Cidadania, a Participação Social e Política e a Representação Juvenil, a Educação, a Profissionalização,

Leia mais

Agência de Planeamento Estratégico e de Meios. 25 de Outubro de 2011

Agência de Planeamento Estratégico e de Meios. 25 de Outubro de 2011 Agência de Planeamento Estratégico e de Meios 25 de Outubro de 2011 Objetivo do estudo Avaliar o comportamento da população portuguesa utilizadora da internet (59% do total da população com +15 anos,

Leia mais

Figura 1: Processo de implementação da Rede Social. 04

Figura 1: Processo de implementação da Rede Social. 04 Índice de Quadros, Gráficos, Imagens, Figuras e Diagramas Introdução 01 Figura 1: Processo de implementação da Rede Social. 04 Parte I: Enquadramentos da Intervenção Social no Concelho de Bragança 08 Quadro

Leia mais

20% Sector Promário Sector Secundário 79% Sector Terciário

20% Sector Promário Sector Secundário 79% Sector Terciário 3. ENQUADRAMENTO DO CONCELHO DE CASCAIS Relatório Agenda 21 - CASCAIS 2007 31 1 - LOCALIZAÇÃO, TOPONÍMIA E FREGUESIAS Situado a ocidente do Estuário do Tejo, entre a Serra de Sintra e o Oceano Atlântico,

Leia mais

mhtml:file://e:\economia\ibge Síntese de Indicadores Sociais 2010.mht

mhtml:file://e:\economia\ibge Síntese de Indicadores Sociais 2010.mht Page 1 of 7 Comunicação Social 17 de setembro de 2010 Síntese de Indicadores Sociais 2010 SIS 2010: Mulheres mais escolarizadas são mães mais tarde e têm menos filhos Embora abaixo do nível de reposição

Leia mais

Comunidade de Países de Língua Portuguesa: breve retrato estatístico

Comunidade de Países de Língua Portuguesa: breve retrato estatístico Estatísticas da CPLP 23-21 12 de julho de 213 Comunidade de Países de Língua Portuguesa: breve retrato estatístico A população residente no conjunto dos oito países 1 da Comunidade de Países de Língua

Leia mais

Caracterização do Concelho de Lisboa. Lisboa, Maio 2007

Caracterização do Concelho de Lisboa. Lisboa, Maio 2007 Caracterização do Concelho de Lisboa Lisboa, Maio 2007 Enquadramento geográfico Lisboa é capital de Portugal Enquadra-se nas regiões: Sintra Odivelas Loures Distrito: Lisboa UT III: Grande Lisboa UT II:

Leia mais

Volume IV. Diagnóstico Social da Freguesia de Bom Sucesso ÍNDICE. Rede Social - Conselho Local de Acção Social do Município da Figueira da Foz

Volume IV. Diagnóstico Social da Freguesia de Bom Sucesso ÍNDICE. Rede Social - Conselho Local de Acção Social do Município da Figueira da Foz ÍNDICE 1 Capítulo I Enquadramento 1. Localização, Acessibilidades e Rede de Transportes...7 1.1. Localização...7 1.2. Acessibilidades...7 1.3. Rede de Transportes...8 2. Economia...9 3. Urbanismo e Habitação...10

Leia mais

Somos 10 555 853 residentes, Constituímos 4 079 577 famílias e. Dispomos de 5 879 845 alojamentos em 3 550 823 edifícios

Somos 10 555 853 residentes, Constituímos 4 079 577 famílias e. Dispomos de 5 879 845 alojamentos em 3 550 823 edifícios Censos 2011 Resultados Preliminares 30 de Junho de 2011 Somos 10 555 853 residentes, Constituímos 4 079 577 famílias e Dispomos de 5 879 845 alojamentos em 3 550 823 edifícios Cem dias após o momento censitário

Leia mais

Em Portugal existem 159 cidades, nas quais residiam 4,5 milhões de indivíduos

Em Portugal existem 159 cidades, nas quais residiam 4,5 milhões de indivíduos Em Portugal existem 159 cidades, nas quais residiam 4,5 milhões de indivíduos Nas 159 cidades portuguesas residiam 4,5 milhões de indivíduos, o que correspondia a 42% da população residente em Portugal

Leia mais

Município de Moimenta da Beira

Município de Moimenta da Beira Município de Moimenta da Beira 2005, MOIMENTA DA BEIRA ÍNDICE GERAL CAPÍTULO I 1.1 Estrutura Espacial e Administrativa do 1.2 Breve Retrato SócioTerritoral e Familiar do Concelho 1.2.1 Evolução e variação

Leia mais

Principais Resultados Preliminares: Temos 110 038 alojamentos

Principais Resultados Preliminares: Temos 110 038 alojamentos 3 de Junho de 211 CENSOS 211 Resultados Preliminares Principais Resultados Preliminares: Somos 246 12 residentes e 82 73 famílias Temos 11 38 alojamentos e 98 85 edifícios Os resultados preliminares dos

Leia mais

INDICADORES SOBRE A IGUALDADE DE GÉNERO FACE AO EMPREGO EM MALTA, PORTUGAL E TURQUIA

INDICADORES SOBRE A IGUALDADE DE GÉNERO FACE AO EMPREGO EM MALTA, PORTUGAL E TURQUIA Igualdade de Género INDICADORES SOBRE A IGUALDADE DE GÉNERO FACE AO EMPREGO EM MALTA, PORTUGAL E TURQUIA Para um conhecimento mais aprofundado da situação de Igualdade de Género e considerando o objectivo

Leia mais

RELATÓRIOS E ANÁLISES

RELATÓRIOS E ANÁLISES RELATÓRIOS E ANÁLISES Relatório de Conjuntura n.º 128 1.º Trimestre de 2012 Relatório de Conjuntura n.º 1.º Trimestre de 2012 Gabinete de Estratégia e Planeamento (GEP) Ministério da Solidariedade e da

Leia mais

TIPOLOGIA SÓCIO-ECONÓMICA DA ÁREA METROPOLITANA DE LISBOA

TIPOLOGIA SÓCIO-ECONÓMICA DA ÁREA METROPOLITANA DE LISBOA Informação à Comunicação Social 3 de Fevereiro de 2000 TIPOLOGIA SÓCIO-ECONÓMICA DA ÁREA METROPOLITANA DE LISBOA Introdução Este estudo procura caracterizar as estruturas territoriais na Área Metropolitana

Leia mais