EDIFÍCIO RESIDENCIAL VILLA DOS POETAS APARTAMENTO N.º

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EDIFÍCIO RESIDENCIAL VILLA DOS POETAS APARTAMENTO N.º"

Transcrição

1 INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PROMESSA DE CESSÃO DE FRAÇÃO IDEAL DO TERRENO E CONSTRUÇÃO DE APARTAMENTO EM CONDOMÍNIO PELO SISTEMA DE PREÇO FECHADO. EDIFÍCIO RESIDENCIAL VILLA DOS POETAS APARTAMENTO N.º Pelo presente instrumento particular, de um lado como Promitente Cedente, de ora em diante, neste instrumento, designada simplesmente CEDENTE, a VITÓRIA EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS E MATERIAIS PARA CONSTRUÇÕES LTDA., com sede em Santos/SP, na Av. Dr. Pedro Lessa n.º ª. andar, Aparecida, CEP , inscrita no CNPJ sob n.º / , representada na forma de seu contrato social por qualquer um dos seus sócios gerentes:,,,, portador da cédula de identidade R.G. n.º, inscrito no CPF/MF sob n.º ; e do outro lado como Promitente Cessionário, Condômino Subscritor e Locatário de Serviços, de ora em diante, neste instrumento, designado simplesmente SUBSCRITOR (A, S, ES) :,,,, portador da cédula de identidade R.G. nº., inscrito no CPF/MF sob o nº., residente e domiciliado em Santos/SP, na Av. nº., apto., Bairro, CEP, tem entre si justo e contratado o seguinte: CLÁUSULA 1ª Por força da averbação feita na Matrícula do 2º Cartório de Registro de Imóveis de Santos, a CEDENTE tornou-se titular de UM TERRENO situado na cidade de Santos/SP, à Rua Álvares de Azevedo, nº 51. Bairro Boqueirão. CLÁUSULA 2ª A CEDENTE irá aproveitar o terreno descrito na cláusula anterior, com a construção de um prédio residencial em planos horizontais, ao qual denominou chamá-lo RESIDENCIAL VILLA DOS POETAS, que terá estrutura de concreto armado e será construído na conformidade do projeto aprovado pela Prefeitura Municipal de Santos, fazendo esse projeto parte integrante na documentação que foi depositada pela CEDENTE, no Cartório Imobiliário competente, em cumprimento ao disposto no artigo 32 da Lei 4.591, de 16 de Dezembro de 1964 e sua respectiva regulamentação. CLÁUSULA 3ª O RESIDENCIAL VILLA DOS POETAS é composto de um único bloco de 13 (treze) pavimentos com escadaria e elevador, tendo 20 apartamentos, dois por pavimento existindo no mezanino área comum destinada a lazer com salão de festa, churrasqueira, sala de ginástica, sala de jogos, sauna e banheiros, bem como no térreo e subsolo área destinada às vagas de garagens. CLÁUSULA 4ª Pelo presente instrumento e nos melhores termos de direito a CEDENTE promete ceder ao SUBSCRITOR (A., S, ES) os direitos sobre uma fração ideal correspondente ao apartamento n.º do terreno e subscreve a unidade autônoma n.º, localizado no º andar tipo, que possui as metragens, a de descrição a saber: Com área útil de m², área comum de m², área de garagem m², perfazendo a área total de m², e uma fração ideal de % do terreno, é de propriedade exclusiva do apartamento n.º, a vaga e espaço sob o nº. (garagem privativa para dois autos), localizada no subsolo. CLÁUSULA 5ª O preço certo e ajustado da presente promessa de venda e compra, é o declarado no QUADRO DE RESUMO, pagável na forma ali declarada, preço este estabelecido em valor á vista, sem a inclusão de quaisquer valores compensatórios e eventuais fatores inflacionários, insusceptível assim de redução em razão de futuras e eventuais medidas desindexatórias (tablitas), ou seja: o preço acertado e a forma de pagamento conforme QUADRO DE RESUMO não contêm embutidas nenhuma previsão de alteração de custos ou variações inflacionárias, tudo para que este contrato produza sempre os mesmos efeitos de direitos e obrigações aqui estabelecidos. Sendo certo que o preço aqui estabelecido, será pago conforme o QUADRO DE RESUMO. Este contrato, nos termos do inciso XXXVI, do artigo 5º, da Constituição Federal, é um ato jurídico perfeito e acabado, representado sua vontade, que não poderá ser prejudicado por lei ou por decisão futura. O reajuste

2 monetário, assim como os juros, são condições essenciais do negócio ajustado para proteger equilíbrio econômico e financeiro contratual. QUADRO DE RESUMO O preço certo e ajustado para a presente promessa de cessão é de R$ ( reais). 5.1) Pagamentos Pré-chaves: Parte Fixa: a) R$ ( reais), como sinal e princípio de pagamento, pagos neste ato, representado pelo cheque nº, banco nº, agência nº, conta corrente nº, com vencimento para / /20, recebendo o (a, s) SUBSCRITOR (A, S, ES) a respectiva quitação após o seu efetivo recebimento. Parte Variável: -R$ ( reais) pagáveis nas seguintes condições: 5.2) Pagamentos Pós-chaves: b) R$ ( reais) - em uma única parcela com vencimento em / /20, a ser paga em espécie ou através da obtenção de financiamento imobiliário no S.F.H., que poderá ser diretamente com o interveniente anuente, desde que atendidos os requisitos por ele estabelecidos. O índice para a correção da parte variável é o INCC-M (ÍNDICE NACIONAL DA CONSTRUÇÃO CIVIL), até a entrega das chaves ou Habite-se (o que ocorrer primeiro), e após a entrega das chaves ou Habite-se: o IGP-M (ÍNDICE GERAL DE PREÇO DE MERCADO), mais 1% (um por cento) de juros ao mês, que corresponde a 12% ao ano. As partes do presente contrato concordam que os juros e correções das parcelas da parte variável serão cobrados a cada mês enviando-se assim a cobrança do acréscimo da correção e dos juros, mês a mês. Ou seja, nos termos da legislação vigente, as parcelas reajustadas, terão seus valores mantidos e cobrados na periodicidade mínima legalmente admitida, que atualmente é mensal. PARÁGRAFO PRIMEIRO: DA ATUALIZAÇÃO MONETÁRIA E DOS JUROS Todo o saldo da parte variável terá seus vencimentos sempre no primeiro (1º) dia de cada mês, sendo que o pagamento poderá ser efetuado até o dia ( ) subseqüente, sem prejuízo para as partes contratantes. Os valores deste instrumento serão atualizados monetariamente até a entrega das chaves, pela variação mensal do INCC-M (Índice Nacional de Custos da Construção Civil), divulgado mensalmente pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), conforme consta do QUADRO DE RESUMO. A variação será apurada entre o índice ou variação correspondente ao mês anterior ao da assinatura deste Instrumento, e o índice relativo ao mês anterior ao do vencimento de cada parcela; e após a entrega das chaves, será corrigido pela variação mensal do IGP-M (Índice Geral de Preços de Mercado), também divulgado mensalmente pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), mais juros de 1% ao mês, ou seja, 12% ao ano. O (a,s) SUBSCRITOR (A,S,ES) declara(m) conhecer os reajustes aqui livremente contratados e as normas que implicam nos seus reajustes. Sempre que houver variação, haverá atualização do saldo devedor das parcelas, da forma ora ajustada, para todos os efeitos legais jurídicos e administrativos. A Atualização monetária ora pactuada indiciará sobre o saldo devedor (parte variável) todo o dia primeiro (1º) de cada mês, a partir do primeiro dia do mês em que foi feita a proposta, independentemente do dia da compra, isto porque o preço da venda aqui avençado é apurado no dia primeiro (1º) de cada mês.

3 As partes concordam realizar o acerto de contas de eventual valor a pagar resultante da diferença dos valores já pagos pelo (a, s) SUBSCRITOR (A, S. ES), em relação aqueles efetivamente devidos, está diferença será apurada mensalmente, sendo que o seu efetivo pagamento será feito à vista, nos termos do Decreto n.º 2008, de 16 Setembro de PARAGRAFO SEGUNDO DO ÍNDICE SUBSTITUTO Caso, por força de restrição ou proibição legal, os índices eleitos e aceitos no presente instrumento (INCC-M FGV) e (IGP-M FGV), não puderem ser adotados, ou se por qualquer motivo deixarem de ser publicados, ou forem congelados, os valores iniciais do saldo devedor (parcelas vincendas e/ou vencidas e não pagas), serão atualizados monetariamente até a entrega das chaves, pelo IGP-DI, divulgado mensalmente pela Fundação Getúlio Vargas e, na ausência destes, pela variação mensal do Índice Básico da Caderneta de Poupança do dia primeiro (1º) de cada mês anterior ao mês do vencimento, sendo independente do índice escolhido, acrescidos de juros de 1% ao mês remuneratório, após a entrega das chaves. PARAGRAFO TERCEIRO DO PAGAMENTO Os pagamentos das parcelas do saldo devedor do preço, bem como dos demais encargos contratuais deverão ser feitos pontualmente e na ordem cronológica dos respectivos vencimentos. O (a, s) SUBSCRITOR (A, S, ES) deverá (ão) efetuar os pagamentos devidos á CEDENTE nos locais que a mesma indicar ou, na falta de indicação, em seu escritório. A falta de recebimento de aviso de vencimento não exime o (a, s) SUBSCRITOR (A, S, ES) de efetuar (em) os pagamentos previstos neste contrato nas datas dos respectivos vencimentos. Autorizado pela CEDENTE, o (a,s) SUBSCRITOR (A, S, ES) poderá(ão) efetuar os pagamentos por via bancária, na forma que a CEDENTE indicar. Neste caso, o (a, s) SUBSCRITOR (A, S, ES), se comprometerá(ão) a enviar, sistematicamente, as cópias dos comprovantes de pagamento ao escritório da CEDENTE. Para isso, terá um prazo de 10 (dez) dias sem o que poderá(ão) ser qualificado (a, s) como inadimplente(s). Os pagamentos por via bancária, quando autorizados pela CEDENTE, obedecerão sempre os critérios contratuais de correção. Quando os valores forem representados por notas-promissórias, as mesmas, quando quitadas, serão entregues ao (à,s) SUBSCRITOR (A, S, ES) ou ao seu representante com poderes específicos, no escritório da CEDENTE, mediante a apresentação do comprovante de pagamento. O empreendimento está sendo financiado com recursos a construção pelo Banco Bradesco S.A, portanto o recebimento das parcelas referente ao saldo devedor do preço serão feitos obrigatoriamente pela Cobrança Bradesco. CLÁUSULA 6ª Quando o(s) pagamento(s) for(em) efetuado(s) através de cheque(s), F.G.T.S, e. ou financiamento bancário o(s) mesmo(s) só ser(ao) dado(s) como recebido(s), quando da sua compensação e credito na conta da CEDENTE, sendo os valores correspondidos aos mesmos corrigidos conforme regras do contrato até seus efetivos créditos, sendo a responsabilidade pela montagem do processo junto aos bancos para liberação de FGTS e Financiamento de responsabilidade do (a/s) SUBSCRITOR (A, S, ES). O atraso no pagamento de qualquer parcela mencionada neste contrato acarretará uma multa de 02% (dois por cento) sobre o valor atualizado, mais correção monetária e juros de mora de 1% (um por cento) ao mês, além dos honorários advocatícios e outras despesas necessárias para o recebimento. No caso de pagamento efetuado via bancaria, sem os acréscimos acima, fica a CEDENTE autorizada a emitir documento hábil de cobrança, para efetivo acerto das diferenças do pagamento com atraso, ficando a critério da CEDENTE, o tipo de documento a ser emitido, podendo ser nota-promissória de debito ou letra de câmbio, ou ainda outra forma de sua melhor conveniência. Se qualquer prestação atrasada for paga após o ajuizamento da competente notificação premonitória judicial, e dentro do prazo legal, além dos juros, multa e correção acima ajustados, será ainda devido o equivalente a 20% (vinte por cento) sobre o débito atualizado a título de honorários advocatícios, mais custas processuais, mesmo que saldado o débito no prazo para inocorrência em mora.

4 CLÁUSULA 7ª O repasse da mesma ao mutuário final será com garantia hipotecaria ou alienação fiduciária, a critério do agente financeiro, com que o comprador está de pleno acordo. CLÁUSULA 8ª A CEDENTE aceitará a antecipação dos pagamentos das parcelas previstas neste contrato desde que a intenção do (a,s) SUBSCRITOR (A, S, ES) neste sentido, seja procedida de notificação com prazo mínimo de 30 (trinta) dias. Havendo a liquidação total ou parcial, esta somente será feita até o dia igual ao dia do vencimento das obrigações objeto do resgate, com base nos índices vigentes à data, devendo ser antecipadas as parcelas e/ou prestações que se vencerem por ultimo. As partes concordam que, qualquer que seja a época da antecipação, seja ela parcial ou total o saldo devedor deverá ser atualizado baseado no INCC-M (FGV) e IGP-M (FGV) ou conforme índice adotado no QUADRO DE RESUMO, e feita a analise mês a mês, para a apuração de eventual diferença a favor da CEDENTE, sendo que tal diferença deverá ser paga de imediato. O apartamento subscrito e objeto do presente contrato será entregue pela CEDENTE ao (s) SUBSCRITOR (A, S, ES) pronto e acabado na conformidade dos projetos aprovados, memorial descritivo e materiais e acabamentos e do memorial da incorporação arquivados no cartório imobiliário competente, dos quais o (a,s) SUBSCRITOR (A,S, ES) declaram ter pleno conhecimento. PRIMEIRO: As partes convencionam que as eventuais diferenças de metragem de até 5% (cinco por cento) para mais ou para menos, que por ventura venham a serem constatadas nas áreas comuns ou nas unidades autônomas após a conclusão das obras de edificação, com relação ás metragens constantes do projeto aprovado, não darão aos contratantes quaisquer direitos a ressarcimentos pelas diferenças que, até aquele limite vierem a ocorrer, conforme o disposto no artigo 1.136, parágrafo único do Código Civil Brasileiro. CLÁUSULA 9ª Os direitos decorrentes deste contrato somente poderão ser cedidos ou transferidos pelo (a, s) SUBSCRITOR (A, S, ES), a terceiros se estiver (em) em dia com suas obrigações contratuais e com a anuência expressa da CEDENTE, mediante o pagamento da taxa de 2% (dois por cento) sobre o valor total atualizado deste Contrato até o dia 10 (dez) de cada mês, valor este que se destina a remuneração pela pratica dos atos necessários e sua formalização. O (a,s) novo (a,s) deverá (ão) preencher todos os requisitos deste contrato e assumir todas as obrigações do subscrito originário inclusive todos os direitos e obrigações inerentes à propriedade, não sendo admitida a cessão 60 (sessenta) dias anterior ou posterior ao habite-se. Fica reservado à CEDENTE o direito de ceder ou caucionar a terceiros, no todo ou em parte, os direitos creditórios decorrentes deste instrumento, independente de aviso ou concordância do (a,s) SUBSCRITOR (A, S, ES), subsistindo todas as cláusulas deste instrumento, podendo a CEDENTE cede-lo à instituições financeiras ou não. CLÁUSULA 10ª O presente contrato é irrevogável e irretratável para as partes contratantes, obrigando-as, assim como a seus herdeiros ou sucessores a título singular ou universal. ÚNICO: Em que pese a irrevogabilidade e irretratabilidade estabelecida nesta cláusula, o presente contrato rescindir-se-á se qualquer das partes infringir quaisquer das condições aqui pactuadas, especialmente em relação aos subscritores nas condições estabelecidas diante descritas: A-) Qualquer ação judicial, extrajudicial ou administrativa conta o(a,s) SUBSCRITOR (A, S, ES) que venha a colocar em risco os direitos ou garantias da CEDENTE. B-) Cessão dos direitos e obrigações deste contrato, pelo (a,s) SUBSCRITOR (A, S, ES), sem anuência por escrito da CEDENTE, e/ou não pagamento da taxa de 2% (dois por cento) sobre o valor atualizado do contrato, conforme pactuado nas cláusulas DA ATUALIZAÇÃO MONETÁRIA E DOS JUROS E CESSÃO E TRANSFERÊNCIA. C-) A falta de atendimento de qualquer das parcelas previstas retro consignadas, acarretará a rescisão do contrato de pleno direito, independentemente de qualquer procedimento judicial, após a notificação do condômino faltoso, para que, no prazo de 15 (quinze) dias, pague a importância que se encontra em débito, sendo que, ultrapassado esse prazo sem que seja efetuado o pagamento das parcelas em atraso acrescidas das penalidades

5 previstas neste contrato, ficará a disposição do (a,s) SUBSCRITOR (A, S, ES), o valor correspondente a 70% (setenta por cento) da importância que já houver pago por conta do preço, devidamente corrigidas pelo INCC-M (ÍNDICE NACIONAL DA CONSTRUÇÃO CIVIL) até a entrega das chaves e pelo IGP-M (ÍNDICE GERAL DE PREÇO DE MERCADO) após a mesma, considerando-se os restantes 30% (trinta por cento), neste ato ajustado e acordado pelas partes, como ressarcimento de despesas de corretagem, propaganda, multa contratual pela rescisão, pagamento de PIS, COFINS, IRPJ, CSLL, que são calculados sobre cada pagamento por conta do preço e não recuperáveis em caso de rescisão, processamento de contrato, despesas de cobrança e demais custos suportados pela CEDENTE, perdendo, ainda, a posse precária do imóvel. O valor a ser restituído aqui ajustado, será pago em 12 (doze) parcelas mensais, iguais e consecutivas, devidamente atualizado, devendo, o (a/s) SUBSCRITOR (A, S, ES), caso estejam usufruindo o imóvel, pagar á CEDENTE, até a efetiva desocupação do imóvel indenização do imóvel equivalente a 1% (um por cento) do presente contrato cujo valor correspondente será atualizado pelo INCC (ÍNDICE NACIONAL DA CONSTRUÇÃO CIVIL) e descontado da parte a ser restituída o (a/s) SUBSCRITOR (A, S, ES). O (a,s) SUBSCRITOR (A, S, ES) se obrigam a fazer constar nos instrumentos de alienação ou locação do apartamento, cláusulas que obriguem o(s) adquirente(s) ou locatário(s) ao cumprimento das cláusulas deste contrato sob pena de responder pela omissão. CLÁUSULA 11ª O prazo para entrega do edifício totalmente concluído será de 24 meses após o início da obra, que iniciou-se em fevereiro de 2008, ressalvado a ocorrência de caso fortuito ou força maior por razões de origens alheias á vontade das partes, considerando-se como tais, todas e quaisquer ocorrências que direta ou indiretamente, possam impedir ou prejudicar o cumprimento integral da obrigação aqui assumida, como exemplificativamente, as seguintes: a) greves gerais ou parciais da industria da construção civil, ou de alguma atividade que afete; b) atos de hostilidade ou de guerra, rebelião, revolução, insurreição, motim e outras perturbações da ordem pública; c) chuvas prolongadas, terremotos, tufões, furacões, inundações e outras convulsões da natureza; d) incêndio, explosões, queda de aeronaves que afetem a obra; e) paralisação geral dos transportes; f) quaisquer problemas provenientes das fundações (estacas, blocos, muro de arrimo, drenagem, etc); g) eventuais demandas judiciais, que resultem na paralisação das obras, ou sejam impeditivas de sua execução na forma programada; h) exigências feitas pelos componentes órgãos públicos, decorrentes de normas administrativas ou legais, supervenientes á data do presente contrato; i) demora do Poder Publico na concessão do Auto de Conclusão Parcial provisório ou definitivo (Habite-se), desde que atendidas as exigências legais pertinentes pela CEDENTE. ÚNICO: Fica estabelecida uma carência de 6 (seis) meses para mais ou para menos para a entrega da unidade autônoma ao (à/s) SUBSCRITOR (A, S, ES), com relação ao prazo estipulado no caput desta cláusula. CLÁUSULA 12ª Uma vez concluídas as obras de edificação e obtida a Carta de Habitação, mesmo que partes do edifício se encontrem na dependência da conclusão de seus arremates e mesmo que não tenham sido efetivados as ligações definitivas de água, luz, força, gás e telefone, a CEDENTE transferirá ao (à, s) SUBSCRITOR (A, S, ES) a posse do apartamento, desde que esteja quitado todos os pagamentos constante no quadro resumo (cláusula 5ª. Letra b ), a qual será exercida por esta a título precário até final e completo pagamento do preço ajustado, sendo que, á partir da notificação da CEDENTE para recebimento das chaves, passarão a ser por conta do (a/s) SUBSCRITOR (A, S, ES) todas e quaisquer despesas condominiais, impostos e taxas, que incidir ou vier a incidir sobre a unidade autônoma subscrita, mesmo que lançada em nome da CEDENTE ou de terceiros. CLÁUSULA 13ª O (a,s ) SUBSCRITOR (A, S, ES), desde já fica ciente que o CEDENTE contratou financiamento do banco Bradesco S/A., para execução das obras do EDIFÍCIO RESIDENCIAL VILLA DOS POETAS, declarando o (a/s) SUBSCRITOR (A, S, ES) que estão cientes e concordam: a) o imóvel foi hipotecado á instituição financeira credora, bem como os direitos creditórios da venda da unidade do empreendimento será á ela cedido, como garantia do pagamento do referido financiamento; b) a hipoteca abrangerá o terreno e cada uma das unidades residenciais do edifício (benfeitorias), incluindo-se o imóvel que estão adquirindo;

6 c) a instituição financeira credora poderá avisá-lo para que efetuem os pagamentos das parcelas do imóvel que estão adquirindo diretamente á ela. CLÁUSULA 14ª No caso de quaisquer das partes se vir obrigada a recorrer ás vias judiciais para compelir a outra ao cumprimento de suas obrigações, caberá a parte culpada ao pagamento dos honorários do advogado da parte inocente e das despesas judiciais e extrajudiciais a que der causa. CLÁUSULA 15ª O (a/s) SUBSCRITOR (A, S, ES) declaram estarem cientes de que, tanto o apartamento, quanto o edifício do qual é parte, deverão ser objeto de serviços periódicos de manutenção, tudo efetuado de acordo com o manual do proprietário, termo de garantia, aquisição, uso manutenção do imóvel e operação do imóvel e manual das áreas comuns. CLÁUSULA 16ª Para os efeitos do que dispões as cláusulas 2ª (Segunda), 4ª (Quarta) e 18ª (Décima oitava), o (a/s) SUBSCRITOR (A, S, ES) nomeiam e constituem sua bastante procuradora a CEDENTE, a quem poderes especiais para representá-los perante as repartições públicas federais, estaduais e municipais, companhias concessionárias de serviços públicos e Corpo de Bombeiros, apresentando e ou assinando plantas, memoriais e modificações de projetos que venham a se tornar necessários, perante as empresas e entidades componentes do Sistema Financeiro da Habitação, para os efeitos no disposto na cláusula 13ª (décima terceira), assim como averbar a construção junto ao cartório imobiliário competente, assinando em nome do (a/s) SUBSCRITOR (A, S, ES) a especificação e convenção condominial e o regulamento interno do edifício, utilizando, em qualquer caso, dos poderes da cláusula extra, podendo inclusive substabelecer. CLÁUSULA 17ª Dando cumprimento á obrigação legal que lhe é imposta pela alínea j do artigo 32 da Lei de Incorporações, a CEDENTE redigiu a minuta da Convenção Condominial que regerá as relações entre os condôminos, depois de terminadas as obras de construção, estando essa convenção devidamente arquivada no Cartório Imobiliário competente, o que é do inteiro conhecimento do (a/s) SUBSCRITOR (A, S, ES) como ora afirmam aprovando-a e obrigando-se a cumprir e faze-la cumprir, bem e inteiramente, por si, seus herdeiros ou sucessores, dependentes, locatários, comodatários, agregados ou convidados. CLÁUSULA 18ª Após o pagamento do saldo devedor, terão o (a/s) SUBSCRITOR (A, S, ES) o prazo de 180 (cento e oitenta) dias para o recebimento das escrituras definitivas em cumprimento ao presente contrato, cujas despesas, tributos, certidões, emolumentos, registros, etc., correrão por sua conta, ficando, após esse prazo, obrigatório a pagar á CEDENTE uma multa equivalente a 5% (cinco por cento) calculada sobre o valor venal do imóvel na ocasião da efetivação desta escritura, ficando, ainda, com a obrigação de transferir para seu nome o apartamento junto ao cadastro da Prefeitura Municipal de Santos e entregando á CEDENTE a respectiva certidão. CLÁUSULA 19ª A CEDENTE fica autorizada e para tanto lhe são outorgados poderes bastantes a promover concorrência entre firmas idôneas e especializadas, para a escolha da Administradora que será responsável pela administração do condomínio durante o primeiro ano de sua instalação, ajustando a remuneração desta, obrigando-se desde já os condôminos a respeitarem a contratação feita, bem como atenderem ás solicitações de numerários á instalação e funcionamento do condomínio. Fica a CEDENTE autorizada também a celebrar contratos de manutenção relativos a maquinários, equipamentos (bombas, etc.), aparelhos (portões eletrônicos, interfone, etc.) e elevadores. CLÁUSULA 20ª A CEDENTE, fica autorizada a manter um corretor de imóveis de plantão pertencente ao quadro de funcionários da imobiliária parceira da CEDENTE ou dela própria, bem como placas e cavaletes (alusivos ao empreendimento) nas dependências do prédio, até a venda da última unidade da CEDENTE, ficando assim sem aplicação de qualquer artigo do regulamento interno que contrarie esta cláusula. Os locais para colocação das placas, luminosos poderão ser: nas fachadas, no jardim, topo do edifício acima da casa de máquinas, caixa d água.

7 Fica eleito o FORO DA COMARCA DE SANTOS, para dirimir quaisquer demandas com origem neste contrato, com expressa renuncia de outro, por mais privilegiado que seja. E por estarem assim justos e contratados, assim o presente instrumento em 03 (três) vias de igual teor e forma, na presença das testemunhas infra-assinadas, dando tudo por bom, firme e valioso. Santos, de de 20. CEDENTE: VITÓRIA EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS E MATERIAIS PARA CONSTRUÇÕES LTDA. SUBSCRITOR:. Testemunhas: 1-) NOME: CPF: 2-) NOME: CPF:

8 Anexo ao Instrumento Particular de Promessa de Compra e Venda Firmado em / /20. I Da especificação do Imóvel: Unidade n.º, Nome do Edifício: Residencial Villa dos Poetas. Vaga de garagem nº., situado na Rua Álvares de Azevedo, nº. 51, no Boqueirão, em Santos/SP. II Promitente(s) vendedor(a,es): VITÓRIA EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS E MATERIAIS PARA CONSTRUÇÕES LTDA., com sede em Santos/SP, na Av. Dr. Pedro Lessa, nº ª. andar, inscrita no CNPJ sob n.º / , representada na forma de seu contrato social por qualquer um dos seus sócios gerentes:, brasileiro, casado, empresário, portador da cédula de identidade R.G. n.º, inscrito no CPF/MF sob n.º. III Promitente(s) comprador(a,es):,,,, portador da cédula de identidade R.G. nº., inscrito no CPF/MF sob o nº., residente e domiciliado em Santos/SP, na Av. nº., apto., Bairro, CEP. IV Interveniente Anuente: Banco S.A. V Preço Ajustado: R$ ( reais). VI Forma de pagamento: 6.1 Pagamentos pré-chaves: Parte Fixa: a) R$ ( reais), como sinal e princípio de pagamento, pagos neste ato, representado pelo cheque nº, banco nº, agência nº, conta corrente nº, com vencimento para / /20, recebendo o (a, s) SUBSCRITOR (A, S, ES) a respectiva quitação após o seu efetivo recebimento. Parte Variável: -R$ ( reais) pagáveis nas seguintes condições: 6.2) Pagamentos Pós-chaves: b) R$ ( reais) - em uma única parcela com vencimento em / /20, a ser paga em espécie ou através da obtenção de financiamento imobiliário no S.F.H., que poderá ser diretamente com o interveniente anuente, desde que atendidos os requisitos por ele estabelecidos.

9 VII Forma de reajuste: A cada mês, pelo índice INCC (ÍNDICE NACIONAL DE CUSTO DA CONSTRUÇÃO CIVIL) durante a construção e pelo IGP-M (ÍNDICE GERAL DE PREÇO DE MERCADO) após o HABITE-SE acrescidos de juros de 1% ao mês, ou seja, 12% ao ano. VIII Sobre a Hipoteca do Imóvel: O(s) promitente(s) comprado(a,es) tem ciência de que o imóvel objeto deste instrumento particular encontra-se hipotecado em primeiro grau a favor do Banco S.A., como garantia pelo empréstimo destinado a produção do imóvel acima mencionado, e que o credor hipotecário somente liberará o gravame hipotecário mediante o recebimento da importância relativa a dívida daquela unidade. A eventual amortização extraordinária, parcial ou total do saldo do preço, deverá ser obrigatoriamente realizada diretamente ao credor hipotecário. IX Do Penhor dos créditos: O(s) promitente(s) vendedor(a,es) com a ciência do(s) promitente(s) comprador(a,es), nos termos do artigo do Código Civil, dá ao Banco S.A., em penhor os créditos oriundos de todas as parcelas vincendas deste contrato, os quais serão cobrados através de boleto de emissão do Credor e creditados em conta empenhada e vinculada a operação do financiamento da obra, cujo produto será destinado a amortização da dívida relativa a unidade objeto desta transação. Também integra o montante empenhado, a parcela anual correspondente a correção monetária do período, cujo valor será apresentado pelo(a,s) promitente vendedor(a,es) ao Banco S.A., para cobrança através de boleto de emissão do Credor e creditados em conta empenhada e vinculada a operação de financiamento da obra, cujo produto será destinado a amortização da dívida relativa a unidade objeto desta transação. X - O(s) promitente(s) comprado(a,es), nos termos do artigo do Código Civil Brasileiro, declara(m) estar cientes que os créditos das parcelas com vencimentos pós chaves serão cedidas em penhor ao Banco S.A. XI Da Impontualidade: Na hipótese de atraso no(s) pagamento(s), fica estabelecido que incidirá sobre a(s) parcela(s) vencida(s) e não paga(s) o fator de impontualidade ou multa de 02%(dois por cento) ao mês ou fração e mais juros de mora de 1% (hum por cento) de juros ao mês ou fração e atualização monetária pelo IGP-M (ÍNDICE GERAL DE PREÇO DE MERCADO), desde a data de seu vencimento até a data do seu efetivo pagamento. XII Do seguro: O(s) promitente(s) comprado(a,es) tem ciência de que este financiamento não esta coberto por seguro de morte e invalidez permanente. Cláusulas a serem incluídas nas promessas em que houver previsão de financiamento na carteira Tabelada S.F.H. A(s) parcela(s) indicada(s) no(a) clausula 6ª, item 6.2, letra b, caso venha a ser financiada pelo Banco S.A., obedecerá as seguintes condições,ressaltando ainda que o

10 interessado deverá preencher os requisitos de crédito vigentes na época da solicitação do financiamento. A) A importância relativa a parcela a ser financiada não poderá ultrapassar a 80% do menor dos valores de venda ou avaliação, limitado ao valor máximo permitido para o S.F.H.; B) O prazo máximo de reembolso do financiamento será de 360 meses, sendo que a idade do proponente mais idoso somada ao prazo de financiamento não poderá ultrapassar a 75 anos e seis meses; C) A prestação na data do contrato comprometerá no máximo: 30% da renda líquida comprovada do mês imediatamente anterior, para o Sistema de Amortização Constante (SAC) ou 15% para financiamento na Tabela Price (TP), que somente poderá ser composta por casal (marido e mulher); D) O saldo residual por ventura existente no final do prazo contratual não terá cobertura do FCVS (Fundo de Compensação de Variação Salarial) ou qualquer subsídio, ficando de responsabilidade do(a,s) devedor(a,es,s); E) O saldo devedor do financiamento será atualizado monetariamente nas datas de vencimento do encargo mensal, mediante a aplicação do coeficiente de atualização monetária idêntico ao utilizado para os reajustes das contas de poupança livre mantidas nas instituições integrantes do sistema brasileiro de poupança e empréstimo; F) As prestações serão reajustadas pelo índice que corrige a poupança; G) A taxa de juros efetiva será a vigente no momento da contratação; H) Serão devidas ao Banco S.A., a Taxa de Inscrição e Expediente (TIE) e a taxa de administração e cobrança mensal que estiverem vigorando no ato da contratação; I) As prestações serão cobradas exclusivamente mediante débito em conta corrente no Banco Bradesco S.A; J) Será cobrado (a,s) devedor(a,es) a TIE de acordo com o que estiver em vigor quando da contratação, mediante débito na conta corrente do (a,s) devedor (a,es,s), mesmo na hipótese do Banco S.A., emitir o contrato de financiamento e este vier a ser cancelado por solicitação das partes. K) Se a soma dos títulos empenhados ou do repasse, estiver abaixo do valor mínimo para o desligamento neste ato e, na época em que a operação estiver sendo individualizada ou repassada, o devedor hipotecário deverá, obrigatoriamente, efetuar amortização extraordinária correspondente a diferença entre o valor mínimo para o desligamento da hipoteca e o valor que estiver sendo individualizado ou repassado. L) A garantia do financiamento poderá ser, a critério do Banco, de hipoteca ou alienação fiduciária do próprio imóvel objeto do financiamento. M) Sendo elemento essencial do contrato de financiamento à produção, sem a que não teria sido celebrado, o compromisso da Vendedora em direcionar as vendas ao Credor com o objetivo do repasse, facilitando o financiamento deste diretamente para os compradores finais, a Vendedora disponibilizará em favor do Credor todas as informações necessárias sobre os contratos e facilidades de pagamento que tenha concedidas aos adquirentes. Por esta razão assim como pela força da garantia hipotecaria e do penhor avençados no contrato

11 de financiamento à produção, a Vendedora não se opõe a que o Credor estabeleça comunicação direta com os adquirentes para agilizar os referidos repasses, momento em que o Credor informará também a estes sobre o VMD Valor Mínimo de Desligamento, atribuído à respectiva unidade, o qual corresponde ao valor da dívida hipotecária que recai sobre a mesma, bem como a repassar a informação recebida da vendedora sobre o saldo devedor pendente de pagamento pelo comprador. OS DIREITOS CREDITÓRIOS RELATIVOS A ESTE CONTRATO ESTÃO, EM INSTRUMENTO APROPRIADO, SENDO EMPENHADOS PELOS (A,S) VENDEDOR (A,ES,S) EM FAVOR DO BANCO S.A., FICANDO O (A,S) COMPRADOR (A,ES,S) CIENTE (S) QUE AS PARCELAS POR ELE(S) DEVIDAS, DEVERÁ(ÃO) SER PAGAS DIRETAMENTE AO CITADO BANCO. Santos, de de 20.. VITÓRIA EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS E MATERIAIS PARA CONSTRUÇÕES LTDA. (BANCO S.A.)

5) COMPROMISSO PARTICULAR DE VENDA E COMPRA E OUTRAS COMPROMISSÁRIO VENDEDOR:..., brasileiro, solteiro, produtor rural, inscrito no CPF sob o

5) COMPROMISSO PARTICULAR DE VENDA E COMPRA E OUTRAS COMPROMISSÁRIO VENDEDOR:..., brasileiro, solteiro, produtor rural, inscrito no CPF sob o 5) COMPROMISSO PARTICULAR DE VENDA E COMPRA E OUTRAS AVENÇAS PARTES CONTRATANTES COMPROMISSÁRIO VENDEDOR:..., brasileiro, solteiro, produtor rural, inscrito no CPF sob o n.... e no RG sob o n...., residente

Leia mais

MINUTA DE CONTRATO CONTRATO DE COMPRA E VENDA

MINUTA DE CONTRATO CONTRATO DE COMPRA E VENDA MINUTA DE CONTRATO CONTRATO DE COMPRA E VENDA TERMO DE COMPROMISSO DE COMPRA E VENDA DE BEM IMÓVEL QUE ENTRE SI FAZEM A FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE ALTO VALE DO RIO DO PEIXE - FUNIARP E. Na forma abaixo: FUNDAÇÃO

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE COMPRA DE VENDA DE APARTAMENTO EM CONSTRUÇÃO

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE COMPRA DE VENDA DE APARTAMENTO EM CONSTRUÇÃO INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE COMPRA DE VENDA DE APARTAMENTO EM CONSTRUÇÃO Valor: R$...000,00 Pelo presente instrumento particular de promessa de compra e venda de apartamento em construção, entre

Leia mais

Que fazem entre si, de um lado a empresa..., na..., aqui representada. por..., brasileiro,

Que fazem entre si, de um lado a empresa..., na..., aqui representada. por..., brasileiro, 34) INSTRUMENTO DE CONTRATO DE COMPRA E VENDA Que fazem entre si, de um lado a empresa..., inscrita no CNPJ/MF sob nº...., com sede na..., aqui representada por..., brasileiro, maior, casado, administrador

Leia mais

FAQ Perguntas Frequentes

FAQ Perguntas Frequentes FAQ Perguntas Frequentes Índice 01. Incorporação Imobiliária...3 02. Contrato...4 03. Pagamento e Boletos...5 04. Financiamento...6 05. Distrato e Transferência...8 06. Documentações...9 07. Instalação

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE VENDA E COMPRA - PARCELADO -

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE VENDA E COMPRA - PARCELADO - INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE VENDA E COMPRA - PARCELADO - 1 LOTE Nº: I PROMITENTE VENDEDOR II PROMITENTE COMPRADOR III IMÓVEL A SITUAÇÃO DO IMÓVEL ( ) OCUPADO ( ) DESOCUPADO ( ) FRAÇÃO IDEAL IV

Leia mais

CCB Cédula de Crédito Bancário Consignação INSS

CCB Cédula de Crédito Bancário Consignação INSS CCB Cédula de Crédito Bancário Consignação INSS Pela presente CÉDULA DE CRÉDITO BANCARIO, doravante designada como CÉDULA, pagarei ao Banco Ibi S.A. Banco Múltiplo, com sede na Alameda Rio Negro, 585,

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONSTITUIÇÃO DE GARANTIA DE PENHOR DE DIREITOS. Quadro Resumo

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONSTITUIÇÃO DE GARANTIA DE PENHOR DE DIREITOS. Quadro Resumo INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONSTITUIÇÃO DE GARANTIA DE PENHOR DE DIREITOS Quadro Resumo BANCO CNPJ/MF Banco Bradesco S.A. 60.746.948/0001 12 Sede Cidade de Deus, Município e Comarca de Osasco, Estado de

Leia mais

Empreendimento: Condomínio Residencial Vila Branca. Localização: Rua Jaú, nº. 125, bairro Parque Universitário, Americana, Estado de São Paulo.

Empreendimento: Condomínio Residencial Vila Branca. Localização: Rua Jaú, nº. 125, bairro Parque Universitário, Americana, Estado de São Paulo. CONDOMÍNIO RESIDENCIAL VILA BRANCA QUADRO RESUMO CONTRATO DE COMPROMISSO DE COMPRA E VENDA PARA ENTREGA FUTURA DE APARTAMENTO, VAGA DE GARAGEM E CESSÃO DE FRAÇÃO IDEAL DE TERRENO. Empreendimento: Condomínio

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEL URBANO, que entre si celebram:

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEL URBANO, que entre si celebram: INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEL URBANO, que entre si celebram: I - de um lado, na qualidade de Promitente VENDEDORA, a FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL DO BANCO ECONÔMICO S/A-ECOS,

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO A PARTICIPANTE DO PLANO DE BENEFICIO CEBPREV.

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO A PARTICIPANTE DO PLANO DE BENEFICIO CEBPREV. REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO A PARTICIPANTE DO PLANO DE BENEFICIO CEBPREV. Sumário Capítulo I Da finalidade...1 Capítulo II - Dos contratantes...1 Capítulo III - Dos limites individuais...2 Capítulo IV -

Leia mais

Empreendimento: Lacqua Residencial.

Empreendimento: Lacqua Residencial. LACQUA RESIDENCIAL QUADRO RESUMO CONTRATO DE COMPROMISSO DE COMPRA E VENDA PARA ENTREGA FUTURA DE APARTAMENTO, VAGA DE GARAGEM E CESSÃO DE FRAÇÃO IDEAL DE TERRENO. Empreendimento: Lacqua Residencial. Localização:

Leia mais

Contrato de compra e venda (imóvel na planta financiado)

Contrato de compra e venda (imóvel na planta financiado) Contrato de compra e venda (imóvel na planta financiado) EDIFÍCIO APARTAMENTO INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE COMPRA E VENDA QUE ENTRE SI FAZEM, COMO PROMITENTE(S) VENDEDOR(ES) E PROMISSÁRIO(S) COMPRADOR(ES)

Leia mais

O mútuo, objeto deste contrato, será concedido conforme condições que se seguem:

O mútuo, objeto deste contrato, será concedido conforme condições que se seguem: SÃO PARTES DESTE CONTRATO: CONTRATO DE EMPRÉSTIMO FUNCEF NA MODALIDADE DE CREDINÂMICO FUNCEF 13º SALÁRIO QUE ENTRE SI FAZEM AS PARTES ABAIXO IDENTIFICADAS, NAS CONDIÇÕES QUE SE SEGUEM: A FUNDAÇÃO DOS ECONOMIÁRIOS

Leia mais

I - EMITENTE II - INTERVENIENTE(S) / AVALISTA(S) III - CARACTERÍSTICAS DO(S) PRODUTO(S) MARCA MODELO ANO/MODELO COR COMBUSTÍVEL

I - EMITENTE II - INTERVENIENTE(S) / AVALISTA(S) III - CARACTERÍSTICAS DO(S) PRODUTO(S) MARCA MODELO ANO/MODELO COR COMBUSTÍVEL Nº DA CÉDULA CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO I - EMITENTE II - INTERVENIENTE(S) / AVALISTA(S) III - CARACTERÍSTICAS DO(S) (S) MARCA MODELO ANO/MODELO COR COMBUSTÍVEL RENAVAN CHASSI PLACA NOTA FISCAL (CASO VEÍCULO

Leia mais

CONTRATO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL. Empresa: Matrícula: Telefone: ( ) Renegociação? ( ) NÃO ( ) SIM Novo Contrato:

CONTRATO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL. Empresa: Matrícula: Telefone: ( ) Renegociação? ( ) NÃO ( ) SIM Novo Contrato: CONTRATO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL Nome do Participante/Assistido: Empresa: Matrícula: Telefone: ( ) Valor do Empréstimo: Quantidade de Prestações: Renegociação? ( ) NÃO ( ) SIM Novo Contrato: Valor liquido

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 1980 R E S O L V E U:

RESOLUÇÃO Nº 1980 R E S O L V E U: RESOLUÇÃO Nº 1980 Aprova regulamento que disciplina direcionamento dos recursos captados pelas entidades integrantes do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstismo (SBPE) e as operações de financiamento

Leia mais

=CONTRATO 01/2013 LOCAÇÃO DE SOFTWARE=

=CONTRATO 01/2013 LOCAÇÃO DE SOFTWARE= =CONTRATO 01/2013 LOCAÇÃO DE SOFTWARE= CONTRATO PARA LOCAÇÃO DE SOFTWARE - PROGRAMA PARA GERENCIAMENTO DOS DADOS PREVIDENCIÁRIOS DOS SERVIDORES PÚBLICOS CIVIS DO MUNICÍPIO DE CAMPINA GRANDE DO SUL E CESSÃO

Leia mais

Regulamento da Promoção TEST LIFE EVEN

Regulamento da Promoção TEST LIFE EVEN Regulamento da Promoção TEST LIFE EVEN A) DO TEST LIFE 1. A presente promoção é realizada pela EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S/A, por si e pelas empresas de seu grupo econômico, doravante GRUPO EVEN,

Leia mais

CONTRATO DE COMPRA E VENDA COM CESSÃO E TRANSFERÊNCIA DE QUOTAS DE SOCIEDADE POR QUOTAS DE RESPONSABILIDADE LIMITADA

CONTRATO DE COMPRA E VENDA COM CESSÃO E TRANSFERÊNCIA DE QUOTAS DE SOCIEDADE POR QUOTAS DE RESPONSABILIDADE LIMITADA 1 CONTRATO DE COMPRA E VENDA COM CESSÃO E TRANSFERÊNCIA DE QUOTAS DE SOCIEDADE POR QUOTAS DE RESPONSABILIDADE LIMITADA I PARTES: a) Sócia 2, doravante denominada simplesmente PROMITENTE VENDEDOR CEDENTE;

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL GERDAU PREVIDÊNCIA

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL GERDAU PREVIDÊNCIA REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL GERDAU PREVIDÊNCIA Capítulo I Da Finalidade Artigo 1 - O presente Regulamento de Empréstimo Pessoal, doravante denominado Regulamento, tem por finalidade definir normas

Leia mais

V AL R Qualificação do Microempreendedor

V AL R Qualificação do Microempreendedor V AL R Qualificação do Microempreendedor Data: Nome Completo: CPF/CNPJ: Nº Identidade: Órgão Emissor : Sexo: Data de Nascimento: Estado Civil: Naturalidade: Nome do Pai: Nome da Mãe: Endereço: Bairro:

Leia mais

CONTRATO DE LOCAÇÃO LOCADOR:-

CONTRATO DE LOCAÇÃO LOCADOR:- CONTRATO DE LOCAÇÃO Pelo presente instrumento, as pessoas abaixo nomeadas e qualificadas contratam a locação do bem imóvel descrito e caracterizado, adiante designado simplesmente Objeto, com a finalidade,

Leia mais

Resolvem, na melhor forma de direito, celebrar o presente Contrato de Mútuo ( Contrato ), de acordo com os seguintes termos e condições:

Resolvem, na melhor forma de direito, celebrar o presente Contrato de Mútuo ( Contrato ), de acordo com os seguintes termos e condições: CONTRATO DE MÚTUO Prelo presente instrumento particular, [O Estudante, pessoa física proponente de empréstimo com determinadas características ( Proposta )], identificado e assinado no presente contrato

Leia mais

CONTRATO DE PROMESSA DE COMPRA E VENDA. PROMITENTES VENDEDORES:

CONTRATO DE PROMESSA DE COMPRA E VENDA. PROMITENTES VENDEDORES: <identificação dos vendedores, nome endereço cpf cgc etc> CONTRATO DE PROMESSA DE COMPRA E VENDA PROMITENTES VENDEDORES: PROMITENTES COMPRADORES:

Leia mais

Guia de Compra Segura Apartamentosna planta

Guia de Compra Segura Apartamentosna planta Guia de Compra Segura Apartamentosna planta de A compra de um apartamento gera muita dúvida aos consumidores, pensando nisso a Tecnisa criou esse Guia que vai ajudá-lo a entender um pouco do universo do

Leia mais

CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SISTEMA DE ENGENHARIA GERENCIADOR DE OBRAS ON LINE IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES

CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SISTEMA DE ENGENHARIA GERENCIADOR DE OBRAS ON LINE IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SISTEMA DE ENGENHARIA GERENCIADOR DE OBRAS ON LINE IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES LOCADOR: Obra24horas Soluções Web para Engenharia Ltda., com sede na Rua Formosa, 75 1º andar

Leia mais

CONTRATO DE COMPROMISSO DE COMPRA E VENDA

CONTRATO DE COMPROMISSO DE COMPRA E VENDA CONTRATO DE COMPROMISSO DE COMPRA E VENDA Pelo presente instrumento de Promessa de Compra e Venda, de um lado, como PROMITENTE VENDEDORA, VILLAS DO ARRAIAL EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS LTDA., pessoa jurídica

Leia mais

ANEXO I CONTRATO DE MÚTUO (EMPRÉSTIMO) COM DESTINAÇÃO ESPECÍFICA

ANEXO I CONTRATO DE MÚTUO (EMPRÉSTIMO) COM DESTINAÇÃO ESPECÍFICA ANEXO I CONTRATO DE MÚTUO (EMPRÉSTIMO) COM DESTINAÇÃO ESPECÍFICA O, autarquia criada pela Lei n. 1079, de 5 de novembro de 1987, e mantido pela Lei n. 3.344, de 28 de dezembro de 2001, com sede nesta cidade,

Leia mais

*ESTE CONTRATO ESTÁ REGISTRADO NO 9O. OFICIAL DE REGISTRO DE TÍTULOS E DOCUMENTOS DE SÃO PAULO SOBRE O NÚMERO 793973.

*ESTE CONTRATO ESTÁ REGISTRADO NO 9O. OFICIAL DE REGISTRO DE TÍTULOS E DOCUMENTOS DE SÃO PAULO SOBRE O NÚMERO 793973. *ESTE CONTRATO ESTÁ REGISTRADO NO 9O. OFICIAL DE REGISTRO DE TÍTULOS E DOCUMENTOS DE SÃO PAULO SOBRE O NÚMERO 793973. CONTRATO DE LOCAÇÃO INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE LOCAÇÃO DE BEM MÓVEL Contrato

Leia mais

Atendimento das 08:00 hs. às 15:00 hs. CNPJ 01.530.136/0001-76 PROPOSTA DE EMPRÉSTIMO. Cooperado. Matrícula R.G. CPF

Atendimento das 08:00 hs. às 15:00 hs. CNPJ 01.530.136/0001-76 PROPOSTA DE EMPRÉSTIMO. Cooperado. Matrícula R.G. CPF COOPERARATIVA DE ECONOMIA E CRÉDITO MÚTUO DOS FUNCIONÁRIOS DA CPTM Rua Zuma de Sá Fernandes, 360 - Térreo - Presidente Altino - Osasco - SP - CEP 06213-040 Telefones: 3689-9166 / 3652-2600 - Ramais 2771

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 1.446 R E S O L V E U:

RESOLUÇÃO Nº 1.446 R E S O L V E U: RESOLUÇÃO Nº 1.446 O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do artigo 9º da Lei nº 4.595, de 31.12.64, torna público que o Presidente do CONSELHO MONETÁRIO NACIONAL, por ato de 18.12.87, com base no artigo

Leia mais

TERMO DE ADESÃO A CONTRATO DE OPERAÇÃO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE. Associado: Endereço: CNPJ: Inscrição Estadual: Representante legal:

TERMO DE ADESÃO A CONTRATO DE OPERAÇÃO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE. Associado: Endereço: CNPJ: Inscrição Estadual: Representante legal: TERMO DE ADESÃO A CONTRATO DE OPERAÇÃO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE Associado: Endereço: CNPJ: Inscrição Estadual: CEP: Telefone: Representante legal: RG: CPF: 1. Por este termo, o associado

Leia mais

CONTRATO DE INTERMEDIAÇÃO DE LOCAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DE IMÓVEL

CONTRATO DE INTERMEDIAÇÃO DE LOCAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DE IMÓVEL CONTRATO DE INTERMEDIAÇÃO DE LOCAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DE IMÓVEL, que entre si fazem, GMI - Grupo Mineiro de Imóveis Ltda, inscrita no CNPJ sob o n.º 42.771.485/0001-67, CRECI PJ 2427, estabelecida nesta

Leia mais

MODELO DE CONTRATO DE PROMESSA DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL

MODELO DE CONTRATO DE PROMESSA DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL Sugestão de Contrato de Promessa de Compra e Venda de Imóvel MODELO DE CONTRATO DE PROMESSA DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL Pelo presente instrumento de promessa de compra e venda, de um lado como promitente

Leia mais

ESCRITURA DE COMPRA E VENDA

ESCRITURA DE COMPRA E VENDA RGI N: ESCRITURA DE COMPRA E VENDA VENDEDOR: COMPRADORA: IMÓVEL: VALOR DA VENDA E COMPRA: R$ VALOR VENAL DE REFERÊNCIA: R$ INSCRIÇÃO CADASTRAL: S A I B A M quantos esta pública escritura virem aos ----

Leia mais

Anexo 1.2.7 : Modelo de instrumento de cessão de crédito sem coobrigação

Anexo 1.2.7 : Modelo de instrumento de cessão de crédito sem coobrigação Anexo 1.2.7 : Modelo de instrumento de cessão de crédito sem coobrigação INSTRUMENTO PARTICULAR DE CESSÃO DE CRÉDITOS SEM COOBRIGAÇÃO Por este instrumento, as partes a seguir designadas e qualificadas,

Leia mais

MODELO DE CONTRATO SALARIO MINIMO

MODELO DE CONTRATO SALARIO MINIMO MODELO DE CONTRATO SALARIO MINIMO IMOBILIÁRIA : EMPRETUR EMPREEND. TURIST.E IMOB.LTDA. EMPREENDIMENTO : QUINTA DOS AÇORIANOS(Residencial Lagoa do Encanto) PROPRIETÁRIO : EMPRETUR EMPREEND. TURIST.E IMOB.LTDA.

Leia mais

TERMO DE DOAÇÃO Nº 0003/2015 CONCORRÊNCIA Nº 0001/2015

TERMO DE DOAÇÃO Nº 0003/2015 CONCORRÊNCIA Nº 0001/2015 1 TERMO DE DOAÇÃO Nº 0003/2015 CONCORRÊNCIA Nº 0001/2015 Termo Doacao 0003 IDM Pelo presente termo de doação de imóvel com encargos, de um lado o Município de Xanxerê, com sede na cidade de Xanxerê, Estado

Leia mais

REGULAMENTO PROMOÇÃO ISENÇÃO DE CONDOMÍNIO, IPTU E ESCRITURA GRÁTIS

REGULAMENTO PROMOÇÃO ISENÇÃO DE CONDOMÍNIO, IPTU E ESCRITURA GRÁTIS REGULAMENTO PROMOÇÃO ISENÇÃO DE CONDOMÍNIO, IPTU E ESCRITURA GRÁTIS Promoção a ser realizada por GUARENAS INVESTIMENTOS IMOBILIÁRIOS LTDA, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ/MF sob nº

Leia mais

REGULAMENTO DA CARTEIRA DE EMPRÉSTIMO BÁSICO

REGULAMENTO DA CARTEIRA DE EMPRÉSTIMO BÁSICO Rev. 01 Data: 21/05/2014 Página 1 de 8 CAPÍTULO I DEFINIÇÕES Art. 1º - Para fins de aplicação deste Regulamento, o masculino incluirá o feminino e o singular incluirá o plural, a menos que o contexto indique

Leia mais

CONTRATO DE INTERMEDIAÇÃO DE PROGRAMAS DE VIAGENS

CONTRATO DE INTERMEDIAÇÃO DE PROGRAMAS DE VIAGENS 1 CONTRATO DE INTERMEDIAÇÃO DE PROGRAMAS DE VIAGENS IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES O(a)Sr(a)., RG n.º, CPF, telefone(s),e-mail, endereço, Bairro,Cidade, Cep, de ora em diante denominado(a) simplesmente

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO PRFN 3ª REGIÃO Nº 004 de 16 de dezembro de 2009.

ORDEM DE SERVIÇO PRFN 3ª REGIÃO Nº 004 de 16 de dezembro de 2009. ORDEM DE SERVIÇO PRFN 3ª REGIÃO Nº 004 de 16 de dezembro de 2009. Dispõe sobre o procedimento a ser adotado para a formalização e controle dos processos de parcelamentos de arrematação ocorrida nas hastas

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE FIANÇA CURSO DE MEDICINA BACHARELADO FAMINAS-ME

INSTRUMENTO PARTICULAR DE FIANÇA CURSO DE MEDICINA BACHARELADO FAMINAS-ME INSTRUMENTO PARTICULAR DE FIANÇA CURSO DE MEDICINA BACHARELADO FAMINAS-ME 1. (FIADOR), naturalidade:, estado civil:, profissão:, data de nascimento: / /, residente e domiciliado na cidade de:, estado:,cep:

Leia mais

CONTRATO DE COMODATO DE IMÓVEL

CONTRATO DE COMODATO DE IMÓVEL 1/5 CONTRATO DE COMODATO DE IMÓVEL Pelo presente instrumento particular de contrato, que tem de um lado FUNDAÇÃO FACULDADE DE MEDICINA, pessoa jurídica de direito privado, de fins não lucrativos, reconhecida

Leia mais

TABELA FEVEREIRO 2014 - MOEDA FORTE

TABELA FEVEREIRO 2014 - MOEDA FORTE TABELA FEVEREIRO 2014 - MOEDA FORTE Exclusividade de Intermediação: fevereiro-14 Incorporação e Construção: CENTRAL DE ATENDIMENTO DA ABYARA BROKERS IMOBILIÁRIO TEC VENDAS CONSULTORIA DE IMOVEIS LTDA Av.

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO Art. 1º Este documento, doravante denominado Regulamento de Empréstimo, estabelece os direitos e as obrigações da Boticário Prev, dos Participantes e Assistidos, para a concessão

Leia mais

PORTARIA DETRO/PRES. Nº 1088 DE 17 DE SETEMBRO DE 2012.

PORTARIA DETRO/PRES. Nº 1088 DE 17 DE SETEMBRO DE 2012. PORTARIA DETRO/PRES. Nº 1088 DE 17 DE SETEMBRO DE 2012. Dispõe sobre os procedimentos a serem observados e aplicados no parcelamento/reparcelamento de débitos referente a multas e taxa de vistoria e fiscalização

Leia mais

ACORDO DE COOPERAÇÃO

ACORDO DE COOPERAÇÃO ACORDO DE COOPERAÇÃO DEFINE O ACORDO DE COOPERAÇÃO QUE ENTRE SI CELEBRAM A CAIXA ECONÔMICA FEDERAL E O CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA DO ESPIRITO SANTO - CREA/ES, PARA CONCESSÃO

Leia mais

Contrato de Adesão CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO (STFC)

Contrato de Adesão CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO (STFC) Contrato de Adesão CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO (STFC) O texto deste Contrato foi submetido à aprovação da Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL, estando sujeito a

Leia mais

JOSÉ AFRÂNIO MARQUES DE MELO

JOSÉ AFRÂNIO MARQUES DE MELO CONTRATO LOCAÇÃO Nº 07/2015 Pelo presente instrumento particular de contrato de locação que entre si celebram, de um lado a Câmara Municipal de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe, pessoa jurídica de

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PIC

CONDIÇÕES GERAIS DO PIC CONDIÇÕES GERAIS DO PIC I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: CIA ITAÚ DE CAPITALIZAÇÃO CNPJ: 23.025.711/0001-16 PIC - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.005217/2012-63 WEB-SITE:

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE LOCAÇÃO

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE LOCAÇÃO INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE LOCAÇÃO Pelo presente instrumento e na melhor forma de direito, as partes, de um lado, na qualidade de LOCADOR, e doravante assim designado, Landlord, e, de outro

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08 MINUTA 1 1 TERMO DE CONTRATO Tomada de Preços nº 041/08 Processo nº 31.744/08 Contratante: Prefeitura Municipal de Franca Contratada: Valor: R$ ( ) OBJETO: AQUISIÇÃO E INSTALAÇÃO DE EQUIPAMENTOS PARA SISTEMA

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA. Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional PORTARIA PGFN Nº 79, DE 03 FEVEREIRO DE 2014

MINISTÉRIO DA FAZENDA. Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional PORTARIA PGFN Nº 79, DE 03 FEVEREIRO DE 2014 MINISTÉRIO DA FAZENDA PUBLICADO NO DOU DE 06/02 SEÇÃO 1, PÁG. 53 Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional PORTARIA PGFN Nº 79, DE 03 FEVEREIRO DE 2014 Disciplina o parcelamento do valor correspondente à

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08 MINUTA 1 1 TERMO DE CONTRATO Tomada de Preços nº 019/08 Processo nº 5935/0/ Contratante: Prefeitura Municipal de Franca Contratada: Valor: R$ ( ) OBJETO: AQUISIÇÃO DE TERMINAIS DE AUTO ATENDIMENTO Pelo

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO PARA CONCESSÃO DE USO DE LINHA DE TELEFONIA MÓVEL

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO PARA CONCESSÃO DE USO DE LINHA DE TELEFONIA MÓVEL Nº Do contrato: Fone: ( ) IMEI: * *A ser preenchido pela associação. INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO PARA CONCESSÃO DE USO DE LINHA DE TELEFONIA MÓVEL Pelo presente instrumento particular, de um lado

Leia mais

QUADRO RESUMO DO INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA

QUADRO RESUMO DO INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA QUADRO RESUMO DO INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA 1 - PROMITENTE VENDEDORA: E assim denominada, VMC SPE EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS LTDA, inscrita no CNPJ/MF sob nº 12.202.752/0001-14,

Leia mais

Art. 2 o Esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação. Reitoria da Universidade Estadual de Ponta Grossa.

Art. 2 o Esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação. Reitoria da Universidade Estadual de Ponta Grossa. RESOLUÇÃO CA N o 220 DE 9 DE JUNHO DE 2014. Aprova a assinatura do Convênio a ser celebrado entre a Universidade Estadual de Ponta Grossa e a Barigui S/A- Crédito, Financiamento e Investimentos. O CONSELHO

Leia mais

ANEXO I DECLARAÇÃO DE INEXISTÊNCIA DE AÇÃO JUDICIAL

ANEXO I DECLARAÇÃO DE INEXISTÊNCIA DE AÇÃO JUDICIAL ANEXO I DECLARAÇÃO DE INEXISTÊNCIA DE AÇÃO JUDICIAL (razão social do devedor), com inscrição no CNPJ nº, devidamente representada por (nome e qualificação do representante), DECLARA, para os fins da RN

Leia mais

CONSÓRCIO DE IMÓVEIS MODELOS DE DECLARAÇÃO

CONSÓRCIO DE IMÓVEIS MODELOS DE DECLARAÇÃO MODELOS DE DECLARAÇÃO Preencha as declarações necessárias de acordo com o seu perfil e o da operação. Elas devem ser enviadas à Administradora junto com os outros documentos e formulários solicitados nessa

Leia mais

Este Contrato contém 5 (cinco) páginas que deverão ser lidas e preenchidas nos itens abaixo relacionados.

Este Contrato contém 5 (cinco) páginas que deverão ser lidas e preenchidas nos itens abaixo relacionados. INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO E ENVIO DO CONTRATO DE ABERTURA DE CRÉDITO ELETRÔNICO Este Contrato contém 5 (cinco) páginas que deverão ser lidas e preenchidas nos itens abaixo relacionados. página 1/5 -

Leia mais

REGULAMENTO A CONCESSÃO E MANUTENÇÃO DE EMPRÉSTIMO SIMPLES AOS PARTICIPANTES E ASSISTIDOS DO PLANO BENEFÍCIO PREV-RENDA.

REGULAMENTO A CONCESSÃO E MANUTENÇÃO DE EMPRÉSTIMO SIMPLES AOS PARTICIPANTES E ASSISTIDOS DO PLANO BENEFÍCIO PREV-RENDA. REGULAMENTO A CONCESSÃO E MANUTENÇÃO DE EMPRÉSTIMO SIMPLES AOS PARTICIPANTES E ASSISTIDOS DO PLANO BENEFÍCIO PREV-RENDA. Índice Capítulo I Da Carteira de Empréstimo Simples... 3 Capítulo II Dos Recursos

Leia mais

Cédula de Crédito Bancário Abertura de Crédito Pessoa Física

Cédula de Crédito Bancário Abertura de Crédito Pessoa Física Cédula nº: Valor: Data da emissão: Data do vencimento: 1. EMITENTE(S): 1.1 Nome: 1.2 RG: 1.3 CPF/MF - CNPJ/MF: E os coemitentes, demais titulares da conta corrente ao final nomeados, todos qualificados

Leia mais

REGULAMENTO DE CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS SIMPLES. 1.1 Estabelecer as diretrizes para a concessão de empréstimo simples.

REGULAMENTO DE CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS SIMPLES. 1.1 Estabelecer as diretrizes para a concessão de empréstimo simples. REGULAMENTO DE CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS SIMPLES 1 OBJETIVO 1.1 Estabelecer as diretrizes para a concessão de empréstimo simples. 2 CONCESSÃO 2.1 O empréstimo simples poderá ser concedido exclusivamente

Leia mais

Guia Rápido do Cliente

Guia Rápido do Cliente Guia Rápido do Cliente Seja bem-vindo! Está chegando a hora de viver a vida em Alphaville. Para nós, é um grande prazer recebê-lo e poder compartilhar esse momento de realização com você. Nesse Guia Rápido,

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL 1. OBJETIVO Estabelecer as condições, critérios e normas de concessão de Empréstimo Pessoal aos participantes da PREVICEL Previdência Privada da CELEPAR, obedecendo as disposições legais vigentes sobre

Leia mais

Guia de Compra Segura

Guia de Compra Segura Guia de Compra Segura de Apartamentos na planta A compra de um apartamento gera muita dúvida aos consumidores, pensando nisso criamos esse Guia que vai ajudá-lo a entender um pouco do universo do mercado

Leia mais

Em caso de dúvidas, entre em contato com nossa Central Especializada:

Em caso de dúvidas, entre em contato com nossa Central Especializada: MODELOS DE DECLARAÇÃO Preencha as declarações necessárias de acordo com o seu perfil e o da operação. Elas devem ser enviadas à Administradora junto com os outros documentos e formulários solicitados nessa

Leia mais

Portaria PGFN nº 164, de 27.02.2014 - DOU de 05.03.2014

Portaria PGFN nº 164, de 27.02.2014 - DOU de 05.03.2014 Portaria PGFN nº 164, de 27.02.2014 - DOU de 05.03.2014 Regulamenta o oferecimento e a aceitação do seguro garantia judicial para execução fiscal e seguro garantia parcelamento administrativo fiscal para

Leia mais

CONTRATO DE FORNECIMENTO DE GÁS NATURAL CANALIZADO CONTENDO AS CONDIÇÕES GERAIS DE FORNECIMENTO DE GÁS CANALIZADO REFERENTES AOS CLIENTES COMERCIAIS

CONTRATO DE FORNECIMENTO DE GÁS NATURAL CANALIZADO CONTENDO AS CONDIÇÕES GERAIS DE FORNECIMENTO DE GÁS CANALIZADO REFERENTES AOS CLIENTES COMERCIAIS CONTRATO DE FORNECIMENTO DE GÁS NATURAL CANALIZADO CONTENDO AS CONDIÇÕES GERAIS DE FORNECIMENTO DE GÁS CANALIZADO REFERENTES AOS CLIENTES COMERCIAIS DA CEG 1.º PARTES a) CEG: COMPANHIA DISTRIBUIDORA DE

Leia mais

COMPRA E VENDA DE MOVEIS E IMÓVEIS Modelo 02

COMPRA E VENDA DE MOVEIS E IMÓVEIS Modelo 02 ANUÊNCIA PARA DOAÇÃO OU VENDA DE IMÓVEL ENTRE ASCENDENTE E DESCENDENTES Modelo 01 a quem confere poderes para o fim especial de, como interveniente na escritura de (doação, venda ) que seu(sua)(s) ( pai,

Leia mais

CIRCULAR Nº 1.278 Às Caixas Econômicas, Sociedades de Crédito Imobiliário e Associações de Poupança e Empréstimo

CIRCULAR Nº 1.278 Às Caixas Econômicas, Sociedades de Crédito Imobiliário e Associações de Poupança e Empréstimo 1 CIRCULAR Nº 1.278 Às Caixas Econômicas, Sociedades de Crédito Imobiliário e Associações de Poupança e Empréstimo Comunicamos que a Diretoria do Banco Central, tendo em vista o disposto no i- tem XXIII

Leia mais

CONTRATO DE MÚTUO. Assistido é o Participante ou seus beneficiários em gozo de Benefício de prestação continuada.

CONTRATO DE MÚTUO. Assistido é o Participante ou seus beneficiários em gozo de Benefício de prestação continuada. Página 1 de 7 CONTRATO DE MÚTUO Cláusulas e Condições Gerais do Contrato de Mútuo que entre si fazem a Fundação Vale do Rio Doce de Seguridade Social - VALIA e seus Participantes. Fundação Vale do Rio

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO IBICAPITALIZAÇÃO MAIS

CONDIÇÕES GERAIS DO IBICAPITALIZAÇÃO MAIS CONDIÇÕES GERAIS DO IBICAPITALIZAÇÃO MAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 33.010.851/0001-74 PLANO PM 60/60 A - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP

Leia mais

COMPRA SEGURA LUA NOVA

COMPRA SEGURA LUA NOVA COMPRA SEGURA LUA NOVA ALGUMAS COISAS QUE VOCÊ DEVE SABER ANTES DE COMPRAR UM IMÓVEL SELECIONANDO UM IMÓVEL É importante levar em consideração alguns pontos na hora da escolha do seu imóvel. O primeiro,

Leia mais

Realização, Construção e Intermediação:

Realização, Construção e Intermediação: TABELA MARÇO 2014 * * * * * Intermediação: março-14 Realização, Construção e Intermediação: CENTRAL DE ATENDIMENTO DA VNC BROKERS IMOBILIÁRIO Praça Pereira Coutinho, 182 - Vila Nova Conceição - CEP 04510-010

Leia mais

CONTRATO PARTICULAR DE MÚTUO PARA CONCESSÃO FAAES- FUNDO DE APOIO AO ACADÊMICO DO ENSINO SUPERIOR

CONTRATO PARTICULAR DE MÚTUO PARA CONCESSÃO FAAES- FUNDO DE APOIO AO ACADÊMICO DO ENSINO SUPERIOR CONTRATO PARTICULAR DE MÚTUO PARA CONCESSÃO FAAES- FUNDO DE APOIO AO ACADÊMICO DO ENSINO SUPERIOR CONTRATO (2013/2) MUTUANTE: ASSOCIAÇÃO JUINENSE DO ENSINO SUPERIOR DO VALE DO JURUENA - AJES, inscrita

Leia mais

Os honorários serão sempre pagos pelo vendedor; Nas locações, os honorários previstos acima serão pagos 50% pelo locador e 50% pelo locatário.

Os honorários serão sempre pagos pelo vendedor; Nas locações, os honorários previstos acima serão pagos 50% pelo locador e 50% pelo locatário. TABELA DE HONORÁRIOS TABELA MÍNIMA DE HONORÁRIOS LITORAL NORTE a) Intermediação de Lotes 10% b) Intermediação de Casas e Apartamentos 8% c) Intermediação na Locação por Temporada 20% Os honorários serão

Leia mais

CONTRATO DE LICENÇA DE USO E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SOFTWARE

CONTRATO DE LICENÇA DE USO E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SOFTWARE CONTRATO DE LICENÇA DE USO E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SOFTWARE I DA IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES: CONTRATANTE:... Ltda, com sede na cidade de..., na Rua..., nº...,... andar, Condomínio Edifício...,

Leia mais

CONTRATO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMO COM FINALIDADE ESPECÍFICA

CONTRATO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMO COM FINALIDADE ESPECÍFICA CONTRATO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMO COM FINALIDADE ESPECÍFICA CAIXA DE PREVIDÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS DO BANCO DO BRASIL, entidade fechada de previdência complementar, com sede na Praia de Botafogo, nº

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONSTITUIÇÃO DE GARANTIA DE ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA. Quadro Resumo

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONSTITUIÇÃO DE GARANTIA DE ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA. Quadro Resumo INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONSTITUIÇÃO DE GARANTIA DE ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA Quadro Resumo BANCO CNPJ/MF Banco Bradesco S.A. 60.746.948/0001 12 Sede Cidade de Deus, Município e Comarca de Osasco, Estado

Leia mais

CONTRATO PARTICULAR DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS

CONTRATO PARTICULAR DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS CONTRATO PARTICULAR DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS Que fazem entre si, de um lado a SOCIEDADE EDUCACIONAL E EMPRESARIAL PHYSION LTDA., inscrita no CNPJ/MF sob no. 06.190.520/0001-90, sediada na

Leia mais

1. COMPRA E VENDA OBJETO DE DIREITO CIVIL 1

1. COMPRA E VENDA OBJETO DE DIREITO CIVIL 1 1. COMPRA E VENDA OBJETO DE DIREITO CIVIL 1 1.1 COMPROMISSO PARTICULAR DE COMPRA E VENDA (Modelo 1) Pelo presente instrumento particular, entre partes, como promitentes vendedores, doravante denominados

Leia mais

1 - A MUTUANTE concede ao MUTUÁRIO um empréstimo no valor, prazo e demais condições indicadas no Termo de Requerimento de Mútuo.

1 - A MUTUANTE concede ao MUTUÁRIO um empréstimo no valor, prazo e demais condições indicadas no Termo de Requerimento de Mútuo. Folha 1 DE 6 Cláusulas e Condições Gerais do Contrato de Mútuo que entre si fazem a Fundação Vale do Rio Doce de Seguridade Social - VALIA e seus participantes na forma do seu Regulamento Básico. Fundação

Leia mais

PROGRAMA COMPROU, GANHOU MÓVEIS PLANEJADOS - VERDE MORUMBI

PROGRAMA COMPROU, GANHOU MÓVEIS PLANEJADOS - VERDE MORUMBI PROGRAMA COMPROU, GANHOU MÓVEIS PLANEJADOS - VERDE MORUMBI REALIZADORA BONNAIRE RESIDENCIAL EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A., sociedade por ações, inscrita no CNPJ sob n. 09.259.333/0001-04, com seus

Leia mais

Prezado (a) Consorciado (a), Parabéns pela contemplação!

Prezado (a) Consorciado (a), Parabéns pela contemplação! Prezado (a) Consorciado (a), Parabéns pela contemplação! Para realizar sua contemplação providenciar a documentação solicitada abaixo e levar até uma loja do Magazine Luiza ou representação autorizada

Leia mais

PROPOSTA DE EMPRÉSTIMO MODALIDADE PRÉ-FIXADO (Preenchimento Obrigatório) Nome. Matrícula Lotação Tel. Comercial. Email: Carteira de Identidade CPF

PROPOSTA DE EMPRÉSTIMO MODALIDADE PRÉ-FIXADO (Preenchimento Obrigatório) Nome. Matrícula Lotação Tel. Comercial. Email: Carteira de Identidade CPF ELETRA - FUNDAÇÃO CELG DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA www.eletra.org.br - versão: 05/2015 12.08.2015 - pág.: 1 PROPOSTA DE EMPRÉSTIMO MODALIDADE PRÉ-FIXADO (Preenchimento Obrigatório) ( ) ATIVO ( ) APOSENTADO

Leia mais

Norma do Programa de Empréstimo Pessoal TECHNOS

Norma do Programa de Empréstimo Pessoal TECHNOS Norma do Programa de Empréstimo Pessoal TECHNOS SUMÁRIO CAPÍTULO I - DA FINALIDADE...3 CAPÍTULO II - DOS PARTICIPANTES E ASSISTIDOS...3 CAPÍTULO III - DOS CRITÉRIOS PARA CONCESSÕES...4 CAPÍTULO IV - DOS

Leia mais

Regulamento da Carteira de Empréstimo - Antecipação do Abono Anual

Regulamento da Carteira de Empréstimo - Antecipação do Abono Anual Regulamento da Carteira de Empréstimo - Antecipação do Abono Anual Art. 1º - O presente Regulamento tem por finalidade disciplinar o funcionamento da Carteira de Empréstimo - Antecipação do Abono Anual,

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SORTE DIA&NOITE

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SORTE DIA&NOITE I INFORMAÇÕES INICIAIS CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SORTE DIA&NOITE SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO SORTE DIA&NOITE PLANO PM

Leia mais

CONTRATO QUE DISCIPLINA A CONSTITUIÇÃO E O FUNCIONAMENTO DE GRUPOS DE CONSÓRCIO REFERENCIADOS EM BENS IMÓVEIS.

CONTRATO QUE DISCIPLINA A CONSTITUIÇÃO E O FUNCIONAMENTO DE GRUPOS DE CONSÓRCIO REFERENCIADOS EM BENS IMÓVEIS. CONTRATO QUE DISCIPLINA A CONSTITUIÇÃO E O FUNCIONAMENTO DE GRUPOS DE CONSÓRCIO REFERENCIADOS EM BENS IMÓVEIS. Cláusula 1ª - A Proposta de Adesão é o instrumento pelo qual o proponente, doravante denominado

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08 MINUTA 1 1 TERMO DE CONTRATO Tomada de Preços nº 015/08 Processo nº 41.128/07 Contratante: Prefeitura Municipal de Franca Contratada: Valor: R$ ( ) OBJETO: AQUISIÇÃO DE VEÍCULOS TIPO VIATURA (VW GOL 1.6,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitações e Compras Contrato nº 081/2007 Fls.

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitações e Compras Contrato nº 081/2007 Fls. Contrato nº 081/2007 Fls. 1 MINUTA TERMO DE CONTRATO Convite de Preços n.º 081/07 Processo n.º 11784/05 Objeto: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE DESCUPINIZAÇÃO DO PREDIO E ACERVO DO

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA AQUISIÇÃO DE IMÓVEL RESIDENCIAL

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA AQUISIÇÃO DE IMÓVEL RESIDENCIAL RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA AQUISIÇÃO DE IMÓVEL RESIDENCIAL Nota: Os documentos abaixo relacionados deverão ser apresentados na forma original ou por cópia autenticada em cartório. DOCUMENTOS DO COMPRADOR

Leia mais

8) Qual o papel da administradora?

8) Qual o papel da administradora? 1) Como funciona o consórcio? R= Consórcio é um sistema que reúne em grupo pessoas físicas e/ou jurídicas com interesse comum para compra de bens ou serviços, por meio de autofinanciamento, onde o valor

Leia mais

ALUNO Nome: Identidade: Órgão Emissor: UF: Data de Expedição: / /. CPF: Data de Nascimento: / /. CEP: Cidade: UF: Curso:

ALUNO Nome: Identidade: Órgão Emissor: UF: Data de Expedição: / /. CPF: Data de Nascimento: / /. CEP: Cidade: UF: Curso: Pelo presente instrumento particular, o ALUNO e, se for o caso, seu RESPONSÁVEL FINANCEIRO, em conjunto denominados CONTRATANTE, ALUNO Nome: Identidade: Órgão Emissor: UF: Data de Expedição: / /. CPF:

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA 1 REGULAMENTA O FUNDO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO DE ALTO BELA VISTA GERAINVEST, REVOGA DECRETO 1883 E DA OUTRAS PROVIDENCIAS O Prefeito Municipal de Alto Bela Vista, Estado de Santa Catarina, no uso

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO RENDA GARANTIDA

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO RENDA GARANTIDA REGULAMENTO DA PROMOÇÃO RENDA GARANTIDA HAF SPE017 HA JARDIM BOTÂNICO LTDA., pessoa jurídica de direito privado, com sede na Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, nº. 1280, Mossunguê, nesta Capital,

Leia mais

Incorporação Imobiliária

Incorporação Imobiliária Incorporação Imobiliária Lei nº 4.591, de 16 de dezembro de 1964 Incorporação Imobiliária Incorporação imobiliária é a atividade exercida pela pessoa física ou jurídica, empresário ou não que se compromete

Leia mais