I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (ENSINO E INSTRUÇÃO)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (ENSINO E INSTRUÇÃO)"

Transcrição

1 GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR DO PARÁ AJUDÂNCIA GERAL BOLETIM GERAL Nº DE JUNHO DE 2014 Para conhecimento dos Órgãos subordinados e execução, publico o seguinte: I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) SERVIÇO PARA O DIA 10 DE JUNHO DE 2014 (TERÇA-FEIRA) Superior de Dia à PM MAJ QOPM DENISE CG Oficial de Dia ao CG TEN QOPM HEIDER CG Oficial Coordenador ao CIOP - 1º Turno CAP QOPM ANTÔNIO JÚNIOR CG Oficial Coordenador ao CIOP - 2º Turno CAP QOPM ADAUTO CG Oficial Coordenador ao CIOP - 3º Turno CAP QOPM KÁTIA CG Oficial Psicólogo de Dia à PM TEN QCOPM IURI CIPAS Veterinário de Dia à PM TEN QOSPM ALEXANDRE CMV Dentista de Dia à PM MAJ QOSPM MAURÍCIO ODC II PARTE (ENSINO E INSTRUÇÃO) ATO DO COMANDANTE GERAL PORTARIA Nº 002/2014 CPO: O Comandante Geral da Polícia Militar do Pará, no exercício das atribuições de Presidente da Comissão de Promoção de Oficiais da Polícia Militar do Pará, RESOLVE: Art. 1º NOMEAR os policiais militares relacionados a seguir para comporem a comissão encarregada de aplicar o Teste de Aptidão Física (TAF) aos Oficiais incluídos no limite quantitativo, referente às promoções previstas para o dia 25 de setembro de 2014: I CEL QOPM RG ARTHUR RODRIGUES DE MORAES, Presidente da Comissão; II - MAJ QOPM RG JÚLIO ILDEFONSO DAMASCENO FERREIRA, membro da Comissão; III - 1º TEN QOPM RG CÍNTHYA THEREZA DA COSTA MILHOMEM, membro da Comissão; IV - 1º TEN QOAPM RG CARLOS BERNARDO LEITE DA CUNHA, membro da Comissão; PMPA/AJG Pág. 1

2 V - 2º TEN QOPM RG CHARLLENY DIONNELLY PINHEIRO LOBO, membro da Comissão; VI - 2º SGT RG SÔNIA RODRIGUES DE ARAÚJO, membro da Comissão; VII - SD PM RG BRUNO LEONARDO DE FRANÇA GASPAR, membro da Comissão; Art. 2º Designar os dias 26 e 27 de junho de 2014, para aplicação dos referidos testes, nas instalações do Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar (CIABA), com início para às 08 horas; Art. 3º Determinar ao Diretor do CMS, que remeta ao Presidente da Comissão nomeado por esta portaria, a relação dos Oficiais aptos e inaptos, para realização do TAF e que viabilize medidas necessárias para garantir assistência médica por ocasião dos testes físicos a que se refere esta portaria. Quartel em Belém-PA, 04 de junho de DANIEL BORGES MENDES CEL PM COMANDANTE GERAL DA PMPA ATO DA DIRETORIA DE ENSINO E INSTRUÇÃO O CEL QOPM ARTHUR RODRIGUES DE MORAES, Diretor de Ensino e Instrução da PMPA, no uso de suas atribuições legais, aprovou o CURSO DE ADAPTAÇÃO DE CABOS PM CAC/PM POLOS DE TAILÂNDIA, SÃO FÉLIX DO XINGÚ E REDENÇÃO, tendo em vista análise realizada pela Seção Técnica de Ensino acerca das Notas de Instrução de Nº 004/2014-6ª CIPM (Tailândia), Nº 001/P-3/ º BPM (São Félix do Xingu), Nº 001/2014 7º BPM (Redenção), aprovou os referidos documentos para fins de execução nos polos do Curso de Adaptação de Cabos PM CAC/PM-2014, respectivamente, nos termos seguintes: I - POLO DE TAILÂNDIA / 6ª CIPM: NOTA DE INSTRUÇÃO DE Nº 004/2014-6ª CIPM (Tailândia) CURSO DE ADAPTAÇÃO DE CABOS PM/ IDENTIFICAÇÃO: 1.1. Unidade Responsável: 6ª CIPM (Tailândia) 1.2. Nível / Denominação: Curso de Adaptação de Cabos Coordenador do Curso: MAJ PM ROBSON Titulação: Especialista. 2. CARACTERIZAÇÃO DO CURSO: 2.1. Carga Horária: 200 h/a 2.2. Tipo / Modalidade: Adaptação Profissional 2.3. Período de realização: 02 a 27 de junho de PMPA/AJG Pág. 2

3 2.4. Número de vagas: 15 vagas Clientela: Cabos PM das OPM's subordinadas ao CPR IV (TUCURUÍ). 3. JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS DO PROGRAMA DE INSTRUÇÃO: 3.1. JUSTIFICATIVA: O crescimento populacional do Estado do Pará, cada vez mais exige uma atuação dos profissionais de segurança pública condizente com as necessidades contextuais detectadas, e o conhecimento amplo e generalizado torna-se determinante da modalidade de intervenção humana no contexto social, possibilitando o enfrentamento de situações complexas e de soluções inusitadas. Desta feita, o Projeto Pedagógico do CAC vem com uma abordagem centrada no aluno, vinculando teoria e prática com vistas a um aprendizado que permita eficiência no desempenho das funções, bem como o acompanhamento da constante evolução social. As disciplinas foram criteriosamente selecionadas, considerando os principais objetivos, eixos articuladores, áreas temáticas e orientações teórico-metodológicas. O Policial Militar, após o curso, compreenderá melhor que durante um eminente confronto o mais importante depois da sua segurança pessoal, é preservar vidas. 3.2 OBJETIVOS: a) GERAL: Proporcionar aos discentes conhecimentos atualizados na área de Segurança Pública e de defesa do Cidadão, adequados às orientações da SENASP, que propiciem a compreensão da realidade e a reflexão de forma crítica da prática profissional. b) ESPECÍFICOS: - Desenvolver habilidades para o desempenho da atividade policial militar de caráter preventivo e/ou repressivo, visando o atendimento ao cidadão com enfoque à segurança, proteção e orientação em todas as suas atuações. - Habilitar o Cabo PM no conhecimento dos princípios gerais de Direitos Humanos, da ética e da cidadania; - Propor conhecimentos necessários para que o policial militar adquira habilidades no trato com armamento e saiba distinguir o momento oportuno do uso da arma de fogo; - Melhorar a qualidade no atendimento, percepção e sensibilização no desempenho das tarefas executadas. 4. NECESSIDADE / IMPORTÂNCIA DO CURSO: O Curso de ADAPTAÇÃO DE CABOS visa proporcionar atualização profissional às praças da Polícia Militar promovidos em conformidade com a Lei Nº de 27 JUL 2004, e tem por finalidade apresentar ao seu corpo discente conceitos, problemas e realidades que se apresentam no contexto social do Estado do Pará, do Brasil e do mundo, vinculando tais situações com realidade policial no exercício da atividade de segurança e Defesa do Cidadão. PMPA/AJG Pág. 3

4 A proposição do CAC, nos Polos fora da capital do Estado, é amainar os transtornos sociais e administrativos ocasionados pela movimentação do efetivo daquelas regiões para a realização do curso em pólos diferentes de suas unidades de origem. III IV VIII 5. DESENHO CURRICULAR: Área Temática da Matriz Disciplinas C/H Cultura e Conhecimentos Jurídicos Modalidade de Gestão de Conflitos e Eventos Críticos Funções, técnicas e procedimentos em Segurança Pública 1 Direitos Humanos 20 2 Conduta Ética na atividade policial 10 3 Conhecimento básico de direito para a atividade policial militar 4 Noções de Legislação Básica Institucional 10 5 Gerenciamento de Crises 30 6 Técnica Policial Militar 30 7 Fundamento de Polícia Comunitária 20 8 Armamento, munição e tiro defensivo 30 TOTAL DO CURSO: 6.1. O curso funcionará na sede em instalação física disponibilizada pelo CFAP para fim de capacitação profissional O funcionamento do Curso será em regime intensivo, sendo que a duração será de 05 (cinco) h/a, correspondente a 04h20min, por turno de aula, sendo dois turnos diários de segunda a sexta-feira O total de docentes por turma corresponderá à demanda da própria unidade, a fim de atender a relação da Demanda x Recurso Humano Extraordinariamente poderão ser utilizadas outras instalações, de acordo com a conveniência e oportunidade, porém sempre com vista à melhor qualificação do corpo discente Período do Curso: 02 a 27 de junho de 2014, com aulas no turno da manhã (08h00min às 12h20min) e no turno da tarde (13h30 às 17h50min) Documentos necessários: Ofício de Apresentação dos policiais militares nas unidades onde será realizado o CAC. 7. METODOLOGIA DE ENSINO: Aulas expositivas, teóricas e práticas, com emprego de técnicas e recursos audiovisuais e de computação. Estudo de casos e exercícios simulados. PMPA/AJG Pág. 4

5 8. AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM: 8.1. DA AVALIAÇÃO: a) CORPO DOCENTE: O Corpo Docente será selecionado pelas unidades onde será realizado o CAC e no caso de falta de instrutores, a DEI deverá ser informada em tempo hábil para as devidas providências. Serão ministradas instruções sem ônus para a PMPA, portanto com oficiais e praças capacitado no período de serviço dos mesmos. b) CORPO DISCENTE: A avaliação do Corpo Discente será realizada pelo instrutor da Disciplina com aplicação de provas escritas ou trabalhos, devendo ser verificada a assimilação do aluno durante o curso ao final da carga horária de cada Disciplina. O aluno que não conseguir obter a nota mínima 6,0 (seis) será submetido a novo programa de instrução. Também será submetido a novo programa de instrução o aluno que tiver frequência menor que 85%, em cada disciplina, além do previsto no CEDPM relativo à conduta disciplinar do policial militar, podendo ainda o Sr. Diretor de Ensino e Instrução da PMPA determinar normas específicas para o Programa. Para determinar a média geral e classificação dos alunos será feita a somatória das notas e o resultado será dividido pelo número de disciplinas. 9. NORMAS GERAIS: 9.1. Durante o Curso os policiais militares estarão sujeitos às normas internas da Unidade executora, no caso a 6ª CIPM O Coordenador do Curso será responsável por toda a vida acadêmica do policial militar, bem como pela providência, em tempo hábil, de todos os meios necessários para o bom andamento das aulas e exercícios referentes ao curso O professor deverá, na sua disciplina, utilizar-se dos recursos da transversalidade e interdisciplinaridade, com o objetivo de sintonizar os conteúdos debatidos em sala de aula com o exercício da Ética, Cidadania e com o respeito inquestionável aos Direitos Humanos Deverá ser confeccionado relatório ao final do curso, onde serão relatadas todas as alterações, sejam positivas e negativas, com o objetivo de informar as Instituições envolvidas no processo de ensino, além de subsidiar a Diretoria de Ensino da PMPA quanto aos planejamentos futuros Previsão de Munição, Alvos e Obréias: a munição utilizada no curso será solicitada/fornecida pela Diretoria de Ensino e Instrução conforme os quadros abaixo: a) PREVISÃO DE MUNIÇÃO: CALÍBRE QUANT. ALUNOS TIROS POR ALUNOS QUANT. TOTAL Total PMPA/AJG Pág. 5

6 b) ALVOS E OBRÉIAS: ALVOS TIPO QUANT. ALUNOS QUANT. POR ALUNOS QUANT. TOTAL PM-L PM-L Total DISPOSIÇÕES FINAIS: A Coordenação geral do curso ficará a cargo da DEI/PMPA O P3 da OPM deverá remeter à DEI nota de instrução do referido curso, com base no projeto pedagógico do Curso à Graduação de Cabos da PMPA/DEI, publicado no Adit. ao BG Nº 160, de 31 AGO O relatório referentes ao Curso deverá seguir os modelos estipulados pela NPCEI, republicada no Adit. ao BG Nº 018, de 27 JAN Tailândia-PA, maio de ROBSON MARTINS DE OLIVEIRA MAJ QOPM RG Comandante da 6ª CIPM (Nota nº 140/2014 DEI). II POLO DE SÃO FÉLIX DO XINGÚ / 36º BPM: NOTA DE INSTRUÇÃO Nº 001/P-3/2014 CURSO DE ADAPTAÇÃO DE CABOS PM/2014 POLO SÃO FÉLIX DO XINGU 1. FINALIDADE O presente documento tem por objeto nortear as ações que serão adotadas por esta Unidade com escopo de se capacitar os Cabos pertencentes ao 36º BPM e que não possuem o Curso de Adaptações de Cabos, o qual é pré-requisito ao acesso ao Curso de Formação de Sargentos. 2. DOCUMENTAÇÃO BÁSICA - Projeto Pedagógico do Curso à Graduação de Cabos da PMPA/DEI, publicado no Adit. ao BG Nº 160, de 31 AGO 2010; - Manual Técnico Curso de Adaptação de Cabos MTPM DE/PMPA; - Boletim Geral Nº 103, de 07 de junho OBJETIVO 3.1) GERAL Proporcionar adaptação profissional aos Cabos PM para o desempenho das funções dessa graduação de maneira eficiente e eficaz. 3.2) ESPECÍFICOS a) Proporcionar conhecimentos necessários para que o CB PM atue nas atividades policiais militares para o manuseio das ferramentas jurídicas, técnicas e táticas inerentes à sua atividade policial militar; PMPA/AJG Pág. 6

7 b) Propiciar o desenvolvimento das habilidades de manuseio de armamento policial, para a abordagem policial e atuação em segurança pública, com respeito aos direitos humanos e pela consecução de ações e operações policiais militares que vão desde a atuação comunitária até o gerenciamento de crises. c) Oportunizar a tomada de atitudes profissionais para a proteção dos direitos humanos e proximidade com a comunidade, alicerçadas na conduta ética policial militar e nos procedimentos técnicos e táticos adotados pela corporação. 4. EXECUÇÃO 4.1) MATRIZ CURRICULAR A Matriz Curricular do CAC comunga da definição dos eixos temáticos contidos na Matriz Curricular Nacional SENASP/2009, cujas disciplinas encontram-se distribuídas conforme adiante: Área Temática da Matriz Disciplinas C/H 1 Direitos Humanos 20 III IV VIII Cultura e Conhecimentos Jurídicos Modalidade de Gestão de Conflitos e Eventos Críticos Funções, técnicas e procedimentos em Segurança Pública 2 Conduta Ética na atividade policial 10 3 Conhecimento básico de direito para a atividade policial militar 4 Noções de Legislação Básica Institucional 10 5 Gerenciamento de Crises 30 6 Técnica Policial Militar 30 7 Fundamento de Polícia Comunitária 20 8 Armamento, munição e tiro defensivo 30 TOTAL ) DO CURSO 1. O curso funcionará em instalação física do Pelotão de Ourilândia do Norte, para fim de capacitação profissional. 2. O funcionamento do Curso será em regime intensivo, sendo que a duração será de 05 (cinco) h/a cada turno. 3. O total de docentes por turma corresponderá à demanda da própria unidade, afim de atender a relação da demanda x recurso humano. 4. Extraordinariamente poderão ser utilizadas outras instalações, de acordo com a conveniência e oportunidade, porém sempre com vista à melhor qualificação do corpo discente. PMPA/AJG Pág. 7

8 5. Período do curso: mês de junho e julho de 2014, sendo que no mês de julho as aulas ocorrerão em sistema intensivo de terça a quinta nos três turnos: distribuído em uma turma, com aulas no turno da manhã (08h00min às 12h20min) e no turno da tarde (14h00 às 18h20min) e em julho, devido a operação veraneio as aulas também serão ministradas de terça a quinta das 19h30 às 22h Documentos necessários: ofício de apresentação dos policiais militares na Unidade onde será realizado o CAC. 4.3) METODOLOGIA DE ENSINO Aulas expositivas teóricas, aulas práticas, estudo de casos, com emprego de simulações, de técnicas, exercícios e recursos audiovisuais. 4.4) AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM A) CORPO DOCENTE: O Corpo Docente será oriundo do 36º BPM, utilizando-se Oficiais e Praças com experiência e qualificação técnica na área de ensino e instrução. b) CORPO DISCENTE: A avaliação do Corpo Discente será realizada pelo instrutor da Disciplina com aplicação de provas escritas ou trabalhos, devendo ser verificada a assimilação do aluno durante o curso ao final da carga horária de cada Disciplina. O aluno que não conseguir obter a nota mínima 6,0 (seis) será submetido a novo programa de instrução. Também será submetido a novo programa de instrução o aluno que tiver frequência menor que 85%, em cada disciplina, além do previsto no CEDPM relativo à conduta disciplinar do policial militar, podendo ainda o Sr. Diretor de Ensino e Instrução da PMPA, determinar normas específicas para o curso. Para determinar a média geral e classificação dos alunos será feita a somatória das notas e o resultado será dividido pelo número de disciplinas. 5. NORMAS GERAIS 5.1. Durante o Curso os policiais militares estarão sujeitos às normas internas da Unidade executora, bem como às normas funcionais da Corporação O Coordenador do Curso será responsável por toda a vida acadêmica do policial militar, bem como pela providência, em tempo hábil, de todos os meios necessários para o bom andamento das aulas e exercícios referentes ao curso O instrutor deverá, na sua disciplina, utilizar-se dos recursos da transversalidade e interdisciplinaridade, com o objetivo de sintonizar os conteúdos debatidos em sala de aula com o exercício da Ética, Cidadania e com o respeito inquestionável aos Direitos Humanos Deverá ser confeccionado relatório mensal e ao final do curso, onde serão relatadas todas as alterações, sejam positivas e negativas, com o objetivo de informar e subsidiar a Diretoria de Ensino da PMPA quanto aos planejamentos futuros. PMPA/AJG Pág. 8

9 5.5. Previsão de Munição, Alvos e Obreias: a munição utilizada no curso será fornecida pela Diretoria de Ensino e Instrução conforme os quadros seguintes: MUNIÇÃO CALIBRE QUANT. ALUNOS TIROS POR ALUNO TOTAL.40 S&W S&W ALVOS E OBRÉIAS: TIPO QUANT. ALUNOS QUANT. POR ALUNO TOTAL ALVOS PM-L PM-L OBREIAS 01 Milheiro EQUIPAMENTO PARA PROTEÇÃO (Obrigatório durante a Prática de Tiro) c.1. Colete Balístico c.2. Óculos de Proteção c.3. Proteção Auricular 6. DISPOSIÇÕES FINAIS 6.1. A Coordenação geral do curso ficará a cargo da DEI da PMPA O Comandante do 36º BPM deverá remeter à DEI nota de instrução do referido curso, com base no projeto pedagógico do Curso à Graduação de Cabos da PMPA/DEI, publicado no Adit. ao BG Nº 160, de 31 AGO O recurso Orçamentário-Financeiro será de responsabilidade da Polícia Militar Os relatórios referentes ao Curso deverão seguir os modelos estipulados pela NPCEI, republicada no Adit. ao BG Nº 018, de 27 JAN UNIFORME: Instrução completo (5ºA) e TFM. 8. PRESCRIÇÕES DIVERSAS: a) O chefe do P-1 deverá providenciar efetivo para a instrução; b) O chefe do P-3, sob a indicação do comandante da Unidade deverá convocar os instrutores, bem como providenciar ofício para o CTT solicitando o estande de tiro; c) O almoxarife deverá providenciar armamento, equipamento e munições a serem utilizadas na instrução de tiro e ainda efetuar a limpeza das salas de instruções deixando-as em condições de uso; d) O chefe da motomecanização deverá disponibilizar VTR s para as aulas praticas bem como o ônibus para a condução dos instruendos ao estande de tiro. e) O Subcomandante deverá providenciar ambulância e equipe médica para o dia da prática de tiro. PMPA/AJG Pág. 9

10 f) Concluídas as atividades docentes, as Atas de Conclusão do Curso e de Tiro Defensivo serão encaminhadas à Diretoria de Ensino e Instrução para fins de publicação dos concluintes em Boletim Geral da corporação. São Félix do Xingu-PA, maio de JOÃO LUIZ DOS SANTOS TEN CEL PM RG Comandante do 36º BPM (Nota nº 140/2014 DEI). III POLO DE REDENÇÃO / 7º BPM: NOTA DE INSTRUÇÃO Nº Nº 001/2014 7º BPM (Redenção) CURSO DE ADAPTAÇÃO DE CABOS PM/2014 POLO REDENÇÃO 1. FINALIDADE A construção de um conjunto de ações que venham nortear o processo de ensino e instrução dentro da PMPA é de extrema importância para se alcançar efetivamente resultados positivos nesta área. Considerando, pois, as experiências obtidas através das turmas anteriores, formulase o presente documento, no intuito de estabelecer as principais providências a serem adotadas por ocasião da execução do Curso de Adaptação de Cabos CAC PM/2014, no 7º BPM. 2. DOCUMENTAÇÃO BÁSICA - Projeto Pedagógico do Curso à Graduação de Cabos da PMPA/DEI, publicado no Adit. ao BG Nº 160, de 31 AGO 2010; - Manual Técnico Curso de Adaptação de Cabos MTPM DEI/PMPA ; - Boletim Geral Nº 103, de 07 de junho OBJETIVO 3.1) GERAL Proporcionar adaptação profissional aos Cabos PM para o desempenho das funções dessa graduação de maneira eficiente e eficaz. 3.2) ESPECÍFICOS a) Proporcionar conhecimentos necessários para que o CB PM atue nas atividades policiais militares para o manuseio das ferramentas jurídicas, técnicas e táticas inerentes à sua atividade policial militar; b) Propiciar o desenvolvimento das habilidades de manuseio de armamento policial, para a abordagem policial e atuação em segurança pública, com respeito aos direitos humanos e pela consecução de ações e operações policiais militares que vão desde a atuação comunitária até o gerenciamento de crises. PMPA/AJG Pág. 10

11 c) Oportunizar a tomada de atitudes profissionais para a proteção dos direitos humanos e proximidade com a comunidade, alicerçadas na conduta ética policial militar e nos procedimentos técnicos e táticos adotados pela corporação. 4. EXECUÇÃO 4.1) MATRIZ CURRICULAR A Matriz Curricular do CAC comunga da definição dos eixos temáticos contidos na Matriz Curricular Nacional SENASP/2009, cujas disciplinas encontram-se distribuídas conforme adiante: Área Temática da Matriz Disciplinas C/H 1 Direitos Humanos 20 III IV VIII Cultura e Conhecimentos Jurídicos Modalidade de Gestão de Conflitos e Eventos Críticos Funções, técnicas e procedimentos em Segurança Pública 2 Conduta Ética na atividade policial 10 3 Conhecimento básico de direito para a atividade policial militar 4 Noções de Legislação Básica Institucional 10 5 Gerenciamento de Crises 30 6 Técnica Policial Militar 30 7 Fundamento de Polícia Comunitária 20 8 Armamento, munição e tiro defensivo 30 TOTAL ) DO CURSO 1. O curso funcionará em instalação física disponibilizada pelo 7º BPM, para fim de capacitação profissional. 2. O funcionamento do Curso será em regime intensivo, sendo que a duração será de 05 (cinco) h/a cada turno. 3. O total de docentes por turma corresponderá a 26 (vinte e seis) alunos. 4. Extraordinariamente poderão ser utilizadas outras instalações, de acordo com a conveniência e oportunidade, porém sempre com vista à melhor qualificação do corpo discente. 5. Período do curso: 26 de maio a 27 de julho de 2014, com aulas no turno da manhã (08h00min às 12h20min). 4.3) METODOLOGIA DE ENSINO Aulas expositivas teóricas, aulas práticas, estudo de casos, com emprego de simulações, de técnicas, exercícios e recursos audiovisuais. PMPA/AJG Pág. 11

12 4.4) AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM a) CORPO DOCENTE: O Corpo Docente será selecionado pelo Comando do 7º BPM, utilizando Oficiais e Praças com experiência na área de ensino e instrução. b) CORPO DISCENTE: A avaliação do Corpo Discente será realizada pelo instrutor da Disciplina com aplicação de provas escritas ou trabalhos, devendo ser verificada a assimilação do aluno durante o curso ao final da carga horária de cada Disciplina. O aluno que não conseguir obter a nota mínima 6,0 (seis) será submetido a novo programa de instrução. Também será submetido a novo programa de instrução o aluno que tiver frequência menor que 85%, em cada disciplina, além do previsto no CEDPM relativo à conduta disciplinar do policial militar, podendo ainda o Sr. Diretor de Ensino e Instrução da PMPA determinar normas específicas para o curso. Para determinar a média geral e classificação dos alunos será feita a somatória das notas e o resultado será dividido pelo número de disciplinas. 5. NORMAS GERAIS 5.1. Durante o Curso os policiais militares estarão sujeitos às normas internas da Unidade executora, bem como às normas funcionais da Corporação O Coordenador do Curso será responsável por toda a vida acadêmica do policial militar, bem como pela providência, em tempo hábil, de todos os meios necessários para o bom andamento das aulas e exercícios referentes ao curso O instrutor deverá, na sua disciplina, utilizar-se dos recursos da transversalidade e interdisciplinaridade, com o objetivo de sintonizar os conteúdos debatidos em sala de aula com o exercício da Ética, Cidadania e com o respeito inquestionável aos Direitos Humanos Deverá ser confeccionado relatório mensal e ao final do curso, onde serão relatadas todas as alterações, sejam positivas e negativas, com o objetivo de informar e subsidiar a Diretoria de Ensino da PMPA quanto aos planejamentos futuros Previsão de Munição, Alvos e Obreias: a munição utilizada no curso será fornecida pela Diretoria de Ensino e Instrução conforme os quadros seguintes: MUNIÇÃO CALIBRE QUANT. ALUNOS TIROS POR ALUNO TOTAL.40 S&W S&W ALVOS E OBRÉIAS: ALVOS TIPO QUANT. ALUNOS QUANT. POR ALUNO TOTAL PM-L PM-L OBREIAS 01 Milheiro PMPA/AJG Pág. 12

13 c) EQUIPAMENTO PARA PROTEÇÃO (Obrigatório durante a Prática de Tiro) c.1. Colete Balístico c.2. Óculos de Proteção c.3. Proteção Auricular 6. DISPOSIÇÕES FINAIS 6.1. O Comandante da Unidade que realiza o CAC deverá remeter à DEI nota de instrução do referido curso, com base no projeto pedagógico do Curso à Graduação de Cabos da PMPA/DEI, publicado no Adit. ao BG Nº 160, de 31 AGO O recurso Orçamentário-Financeiro será de responsabilidade da Polícia Militar Os relatórios referentes ao Curso deverão seguir os modelos estipulados pela NPCEI, republicada no Adit. ao BG Nº 018, de 27 JAN UNIFORME: Instrução completo (5ºA) e TFM. 8. PRESCRIÇÕES DIVERSAS: a) O Chefe do P-1 deverá providenciar efetivo para a instrução; b) O Chefe do P-3, sob a indicação do Comandante da Unidade deverá convocar os instrutores, bem como providenciar ofício solicitando o estande de tiro; c) O Almoxarife deverá providenciar armamento, equipamento e munições a serem utilizadas na instrução de tiro e ainda efetuar a limpeza das salas de instruções deixando-as em condições de uso; d) O Chefe da Motomecanização deverá disponibilizar VTR s para as aulas práticas bem como o caminhão condutor do 7º BPM para a condução dos instruendos ao estande de tiro. e) Concluídas as atividades docentes, as Atas de Conclusão do Curso e de Tiro Defensivo serão encaminhadas à Diretoria de Ensino e Instrução para fins de publicação dos concluintes em Boletim Geral da corporação. Redenção-PA, maio de FRANCISCO ANTÔNIO PAIVA RIBAS - CAP QOPM RG CHEFE DO P/2 e P/3 do 7º BPM (Nota nº 140/2014 DEI). ANEXO I = EMENTAS DAS DISCIPLINAS: I. DISCIPLINA: DIREITOS HUMANOS (20 h/a): 1. EMENTA: Objetiva atualizar os conhecimentos do discente quanto aos Direitos Humanos e sua aplicabilidade em casos concretos da atividade Policial Militar, proporcionando ao policial militar a reflexão crítica sobre sua atividade cotidiana. 2. OBJETIVOS: Apresentar ao discente os princípios dos Direitos Humanos, sua importância para a sociedade atual, uma vez que é direito inerente a pessoa humana, trazendo o discente a discutir, refletir e repensar seus conceitos sobre o assunto. PMPA/AJG Pág. 13

14 3. UNIDADES DIDÁTICAS: Conceito; Direito Internacional Humanitário; Uso da força policial e de armas de fogo; Controle Social; Grupos Vulneráveis; Vítimas da criminalidade e do abuso de poder. Poderes básicos da aplicação da lei; Direitos Humanos no Brasil e a relação com Direito Internacional dos Direitos humanos; Direitos humanos como limite no contexto da segurança pública; 4. METODOLOGIA APLICADA: As estratégias de ensino devem privilegiar métodos, técnicas e uso de tecnologias que levem em conta, tanto quanto possível, as experiências individuais dos policiais em formação / qualificação, a fim de motivá-los, facilitando assim o processo de construção do conhecimento. Além disso, o processo de ensino aprendizagem deverá ser centrado na análise jurídica de situações reais, que se apresentem ou possam apresentar-se no dia-a-dia do policial, com vistas à realização de atividade mental tendente à efetiva construção do conhecimento. II. DISCIPLINA: GERENCIAMENTO DE CRISES (30 h/a) 1. EMENTA: objetiva capacitar o policial para identificar as situações de crise ou diagnosticar a possibilidade de sua emergência, analisar rapidamente as alternativas para encaminhá-las a uma solução, administrar de maneira equilibrada os conflitos que surgem nessas situações de crise e apresentar comportamentos assertivos. 2. OBJETIVOS: Propiciar ao policial militar a compreensão da dinâmica do evento crítico e as concepções doutrinárias que norteiam a otimização da técnica na execução das ações policiais, objetivando resoluções aceitáveis para a sociedade, bem como para o Sistema de Defesa Social. 3. UNIDADES DIDÁTICAS: Conceitos; Doutrina de gerenciamento de crises; Difusão do conhecimento; Características de um evento crítico; Classificação dos graus de risco ou ameaça; Tipologia dos causadores do evento crítico; Critérios de ação no gerenciamento de crises; PMPA/AJG Pág. 14

15 Ações preliminares e resposta inicial da polícia; Responsabilidade do gerente da crise; Fases do evento crítico; Alternativas táticas; Suporte técnico. III. DISCIPLINA: TIRO DEFENSIVO NA PRESERVAÇÃO DA VIDA (40 h/a). 1. EMENTA: A disciplina visa capacitar os discentes a recorrer ao uso da arma de fogo dentro dos princípios que regem as ações dos Encarregados de Aplicação da Lei, dando ênfase à Doutrina do Método Giraldi de Tiro Defensivo na Preservação da Vida vinculada com os Direitos Humanos. 2. OBJETIVOS: Capacitar os discentes a recorrer ao uso da arma de fogo dentro dos princípios da legalidade, segurança própria e de terceiros, e da proporcionalidade, desenvolver habilidades para montar, desmontar, manejar e utilizar o armamento convencional disponibilizado pela força policial. 3. UNIDADES DIDÁTICAS: Princípios do tiro defensivo; Regras básicas de segurança; Visão periférica durante a execução do tiro; Proteção durante o tiro; Armas de fogo utilizadas atualmente no treinamento de tiro defensivo pela PMPA; Pista de Tiro Policial. IV. DISCIPLINA: TÉCNICA POLICIAL MILITAR (30 h/a). 1. EMENTA: Visa esta disciplina, capacitar o discente a planejar e executar abordagens observando os princípios legais, bem como dos Direitos Humanos e de segurança individual e coletiva, proporcionando maior segurança e efetividade do Policial em serviço. 2. OBJETIVOS: Planejar ações de abordagem primando pela segurança individual e coletiva, Ilustrar de que maneira os princípios de direitos humanos podem ser aplicados à prática policial do cotidiano, utilizando técnicas policiais adequadas à oportunidade, Arcabouço Jurídico. 3. UNIDADES DIDÁTICAS: Abordagem: Princípios da abordagem e maneiras de se abordar as pessoas a pé; veículos suspeitos; ônibus; caminhão; motocicletas; Como efetuar o desarmamento dos suspeitos; Sobrevivência policial; Códigos para atendimento de ocorrências. PMPA/AJG Pág. 15

16 V. DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DE POLÍCIA COMUNITÁRIA (20 h/a) 1. EMENTA: Visa proporcionar o policial militar conhecimentos básicos a respeito da doutrina de Polícia Comunitária, destacando as vantagens e estratégias para se efetivar este tipo de policiamento. 2. OBJETIVOS: Propiciar ao profissional da área de Segurança do Cidadão os Conhecimentos sobre as questões teóricas e empíricas relacionadas à estratégia de Polícia Comunitária. Instrumentalizar o policial para atender as vantagens, os problemas e a metodologia de Polícia Comunitária. 3. UNIDADES DIDÁTICAS: Problemas da sociedade atual; Polícia comunitária comparada no plano internacional; Diretrizes para a interação com a comunidade parceria com a comunidade; Mudança gerencial; A integração com entidades representativas da comunidade; Diferenças básicas da polícia tradicional e da comunitária; Os dez princípios da polícia comunitária; O que não é policiamento comunitário; Implantação do modelo de polícia comunitária: condições básicas; Princípios da polícia moderna; Mobilização comunitária; Atividades que poderão ser desenvolvidas na comunidade. VI. DISCIPLINA: NOÇÕES BÁSICAS DE DIREITO PARA A ATIVIDADE PM (30 h/a) 1. EMENTA: Visa atualizar conhecimento do discente quanto ao ordenamento jurídico brasileiro e sua aplicabilidade em casos concretos da atividade policial militar, proporcionando ao Policial Militar a reflexão crítica sobre sua atividade cotidiana. 2. OBJETIVOS: Propiciar ao profissional da área de Segurança os princípios do Direito, sua importância para a função policial, uma vez que é utilizado diariamente pelo policial militar, nas mais diversas atribuições, trazendo o discente a discutir, refletir e repensar seus conceitos. 3. UNIDADES DIDÁTICAS: Crime Definição, Formas do Crime, Elementos Subjetivos do crime, Flagrante Delito, Excludente de Ilicitude, Identificação de Suspeito, Inviolabilidade do Domicílio, Imunidades e Prerrogativas, Testemunha, Porte de Arma. VII. DISCIPLINA: CONDUTA ÉTICA NA ATIVIDADE POLICIAL (10 h/a) 1. EMENTA: Objetiva atualizar os conhecimentos do discente quanto a necessidade de atuação profissional dentro dos padrões éticos e morais que regulam a vida em sociedade, bem como pertinente à conduta ética dos aplicadores da lei nos termos do ordenamento jurídico internacional preceituados nos Direitos Humanos. PMPA/AJG Pág. 16

17 2. OBJETIVOS: Apresentar ao discente os princípios éticos e morais dos Direitos Humanos, sua importância para a sociedade atual, uma vez que é direito inerente a pessoa humana, trazendo o discente a discutir, refletir e repensar seus conceitos sobre o assunto. 3. UNIDADES DIDÁTICAS: Ética e Moral; Ética Pessoal e Ética Profissional; Código de Ética e Disciplina Policial Militar Princípios da Hierarquia e Disciplina Policial Militar; Comando e Subordinação; Deontologia e Valor Policial Militar; Ética e Compromisso Policial Militar; Violação dos Deveres PM. Conduta Ética e Legal na Aplicação da Lei 4. METODOLOGIA APLICADA: As estratégias de ensino devem privilegiar métodos, técnicas e uso de tecnologias que levem em conta, tanto quanto possível, as experiências individuais dos policiais em formação / qualificação, a fim de motivá-los, facilitando assim o processo de construção do conhecimento. Além disso, o processo de ensino aprendizagem deverá ser centrado na análise ético-moral das situações reais, de forma a conduzir o Policial Militar, através do convencimento, à tomada de posturas dentro dos padrões ético-morais vigente na corporação e respaldados no ordenamento jurídico nacional. VIII. DISCIPLINA: NOÇÕES DE LEGISLAÇÃO BÁSICA POLICIAL MILITAR (10 h/a) 1. EMENTA: Objetiva atualizar os conhecimentos do discente quanto às principais leis e decretos vigentes na corporação de modo a permitir que o profissional de segurança pública, na graduação de Cabo PM, possa conhecer e se conduzir dentro dos parâmetros legais existentes na corporação, conhecendo seus direitos e obrigações. 2. OBJETIVOS: Apresentar ao discente as principais leis existentes na corporação possa conhecer e se conduzir dentro dos parâmetros legais existentes na corporação, conhecendo seus direitos e obrigações. 3. UNIDADES DIDÁTICAS: Lei de Promoção de Praças (Lei nº 5250, de 29 de julho de 1985): Critérios e Condições para Promoção; Quadro de Acesso; Antiguidade, Interstício e Qualificações PM; Processamento das Promoções; Comissão de Promoção de Praças. Estatuto dos Policiais Militares (Lei nº 5251, de 02 de outubro de 1985): Disposições Preliminares; Hierarquia e Disciplina; Círculos Hierárquicos; Cargo e Função; Deveres, Compromisso, Comando e Subordinação; Violação das Obrigações e dos Deveres; Direitos e Prerrogativas; Remuneração; Promoção; Férias e outros agastamentos; Licenças, Pensões; Agregação, Reversão, Excedente, Ausente, Desertor, Desaparecido, Extraviado; Reserva e Reforma; Demissão, Licenciamento, Exclusão, Falecimento e Tempo de Serviço. PMPA/AJG Pág. 17

18 Código de Ética e Disciplina Policial Militar Abrangência; Competência; Transgressões Disciplinares; Classificação, Especificação e Julgamento das Transgressões Disciplinares; Normas para Aplicação e Cumprimento das Punições Disciplinares; Medidas Disciplinares Cautelares; Modificação das Punições e Comportamento Policial Militar. Lei nº 6.669, de 27 de julho de 2004 Lei da Carreira dos Cabos e Soldados da PMPA: 4. METODOLOGIA APLICADA: A legislação deverá ser apresentada e comentada mensurando-se o grau de conhecimento e intimidade de cada Policial Militar com as mesmas, proporcionando-se a tirada de dúvidas, assim como o aprofundamento de questões pertinentes ao exercício de sua atividade profissional na graduação de Cabo PM. Quartel em Belém-PA, 26 de maio de RONALDO BRAGA CHARLET MAJ QOPM RG CHEFE DA SEÇÃO TÉCNICA/DEI (Nota nº 140/ DEI). III PARTE (ASSUNTOS GERAIS E ADMINISTRATIVOS) 1 - ASSUNTOS GERAIS A) ALTERAÇÕES DE OFICIAIS APRESENTAÇÃO NO LIVRO DOS OFICIAIS AJG 02 JUN 2014: TEN CEL QOPM RG BENEDITO TOBIAS SABBÁ CORRÊA, da CorCPR II (Marabá), por ter vindo a Capital do Estado, para ouvir os acusados em IPM do qual é encarregado, retornando para o município de Marabá-PA, no dia 07 JUN TEN CEL QOPM RG BENEDITO TOBIAS SABBÁ CORRÊA, CorCPR II, por ter sido promovido ao posto de TEN CEL PM, em 21 ABR JUN 2014: MAJ QOPM RG FÁBIO ROBERTO DIAS DE CARVALHO, do CPR VIII (Altamira), por ter vindo a Capital do Estado, para tratar de assuntos particulares, retornando no dia 07 JUN CAP QOPM RG ALESSANDRO SILVA CELESTINO, do CPR VIII (Altamira), por ter vindo a Capital do Estado, em razão da apresentação para o Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais/2014, com início previsto para o dia 09 JUN CAP QOPM RG EXPEDITO MARCOS MATTOS ANDRADE, do CPR X (Itaituba), por ter vindo a Capital do Estado, tratar de assuntos particular junto a DEI e DP. PMPA/AJG Pág. 18

19 CAP QOPM RG JOÁS SOUZA PEREIRA, do CG/DP, por ter sido apresentado no QCG, em razão de haver cessado o motivo de sua permanência na Assembléia Legislativa do Pará. CEL QOPM RG 7623 ARTUR JOSÉ DE FIGUEIREDO PIEDADE, do CG, por ter seguido para a cidade do Rio de Janeiro-RJ, no período de 07 a 11 ABR 2014, para participar de reunião extraordinária relacionada a Segurança Pública. CEL QOPM RG 7623 ARTUR JOSÉ DE FIGUEIREDO PIEDADE, do CG, por ter seguido para a cidade de Campo Grande MS, no período de 03 a 06 DEZ 2013, para participar de reunião ordinária da CNCG / CBM. CAP QOPM RG SIMONE FRANCESKA PINHEIRO DAS CHAGAS, do CG, por ter seguido para a cidade de Campo Grande MS, no período de 03 a 06 DEZ 2013, acompanhando o Chefe de Gabinete do Comando Geral da PMPA. CAP QOAPM RG ROBERTA MARIA DE OLIVEIRA MARQUES, do HME/CMS, por ter retornado do gozo de férias regulamentar. 05 JUN 2014: 1 TEN QOAPM RG ALMERINDO LIMA DE SOUSA, da 9ª CIPM (São Miguel do Guamá), por ter vindo a Capital do Estado, por ordem do Comandante da 9ª CIPM (São Miguel do Guamá), a fim de tratar de assunto administrativo. 06 JUN 2014: CAP QOPM RG HÉLIO PAIXÃO DE MORAES, do 20 BPM, por ter sido designado Inspetor Geral da Guarda Municipal de Marituba, conforme Portaria do Município n 191/2014, de 04 JUN INFORMAÇÃO O TEN CEL QOPM RG ROBINSON AUGUSTO BOULHOSA BEZERRA, Chefe do Almoxarifado Central da PMPA, no uso de suas atribuições legais, informou a este Comando, que a CAP QOPM RG KÁTIA REGINA DE OLIVEIRA ROCHA passou a responder pela Seção do Almoxarifado e Distribuição, acumulativamente com as funções que já exerce, no período de 02 JUN a 01 JUL 2014, em razão de sua titular, MAJ QOPM RG CRISTIANE DOS SANTOS BRITO CORDEIROS DOS SANTOS, se encontrar em gozo de férias regulamentar (Nota nº 010/2014 ALMOX. CENTRAL). B) ALTERAÇÕES DE PRAÇAS ESPECIAIS INCLUSÃO DE DEPENDENTES Ficam incluídos como dependentes do ASP OF PM RG JÚLIO CÉSAR DIÓGENES ANDRADE, do 21 BPM (Marituba), a Srª EDIANA CARNEIRO DA SILVA (esposa), nascida em 20 JUN 1988, e o menor ARTHUR VINÍCIUS CARNEIRO DIÓGENES (filho), nascido em 11 JUN 2013, conforme cópias das Certidões de Casamento e Nascimento PMPA/AJG Pág. 19

20 apresentadas na Diretoria de Pessoal (Mem. n 226/ BPM, de 02 ABR 2014, Prot SIGPOL ) (Nota nº 071/2014 DP/2). Fica incluído como dependente do ASP OF PM RG RAIMUNDO MOZER SANTOS DA SILVA, da APM (Marituba), o menor MURILO BOAVENTURA RODRIGUES DA SILVA (filho), nascido em 03 FEV 2014, conforme cópia da Certidão de Nascimento apresentada na Diretoria de Pessoal (Mem. n 015/2014 APM, de 10 FEV 2014, Prot. SIGPOL ) (Nota nº 071/2014 DP/2). C) ALTERAÇÕES DE PRAÇAS APRESENTAÇÃO NO LIVRO DAS PRAÇAS AJG 02 JUN 2014: 1 SGT PM RG CARMEN EUNICE MOURA PALHA DA SILVA, do BPGDA, por ter cessado sua permanência no TCE. SD PM RG ANDRÉ DA SILVA ARAÚJO, da CorCPR II (Marabá), por ter vindo a Capital do Estado, na função de motorista do MAJ ALUIZIO FILHO, Membro da CorCPR II (Marabá) e Encarregado da Sindicância de Portaria nº 12/2014 CorCPR II, no dia 02 JUN 2014, retornando no dia 07 JUN JUN 2014: 1 SGT PM RG VALDIR DE JESUS SILVA DO AMARAL, do BPGDA, por haver sido apresentado na DP, por ter cessado sua permanência na Casa Militar da Governadoria, conforme Ofício N 087/2014 CMG. CB PM RG IOLANDA DA SILVA SOARES, da CCS/QCG, adida à AJG, por ter retornado do gozo de férias regulamentar, referente ao ano de 2013, no período de 05 MAIO a 04 JUN JUN 2014: 2 SGT PM RG JOÃO MATOS CARDOSO JÚNIOR, do BPCHOQ, à disposição do TJE/PA, por ter retornado do gozo de férias regulamentar, referente ao ano de 2013, no período de 01 a 30 MAIO SGT PM RG JOSÉ MARIA BRASIL DA CONCEIÇÃO, da 9ª CIPM (São Miguel do Guamá), por ter vindo a Capital do Estado, por ordem do Comandante da 9ª CIPM (São Miguel do Guamá), a fim de tratar de assunto administrativo. SD PM RG RONDINELLI SOUSA DOS SANTOS LIRA, da 9ª CIPM (São Miguel do Guamá), por ter vindo a Capital do Estado, por ordem do Comandante da 9ª CIPM (São Miguel do Guamá), a fim de tratar de assunto administrativo. PMPA/AJG Pág. 20

21 APRESENTAÇÃO DE PRAÇAS O TEN CEL QOPM RG ANDERSON LEVY MARDOCK CORRÊA, Comandante do 18º BPM (Monte Alegre), no uso de suas atribuições legais, apresentou neste Comando: a) CB PM RG MAELZA CONCEIÇÃO CATETE, daquela OPM, para atender chamado da Justiça Comum no dia 10 JUN 2014 (Mem. N 236/ º BPM). b) CB PM RG MARCOS JOAQUIM ALMEIDA LEMOS, daquela OPM, para tratar de assunto particular (Mem. N 239/ º BPM). INCLUSÃO DE DEPENDENTES Fica incluído como dependente do 3 SGT PM RG ELIAS CARDOSO SOARES, do BPOT, o menor ELISEU GERRARD DO NASCIMENTO SOARES (filho), nascido em 13 ABR 2014, conforme cópia da Certidão de Nascimento apresentada na Diretoria de Pessoal (Mem. n 424/2014 BPOT, de 28 ABR 2014, Prot. SIGPOL ) (Nota nº 070/ DP/2). Fica incluído como dependente do SD PM RG BRUNO AFONSO DE MELO FAVACHO, da 14ª CIPM (Tomé-Açu), o menor LUCAS MARQUES FAVACHO (filho), nascido em 13 JUN 2013, conforme cópia da Certidão de Nascimento apresentada na Diretoria de Pessoal (Mem. n 129/ ª CIPM, de 24 ABR 2014, Prot. SIGPOL ) (Nota nº 070/2014 DP/2). Fica incluída como dependente da SD PM RG TÂNIA CORRÊA DOS SANTOS, do 13 BPM (Tucuruí), a menor ANA THAMYRES SANTOS DE ASSUNÇÃO (filha), nascida em 18 MAR 2014, conforme cópia da Certidão de Nascimento apresentada na Diretoria de Pessoal (Ofício n 224/ BPM, de 10 ABR 2014, Prot. SIGPOL ) (Nota nº 070/2014 DP/2). Fica incluída como dependente do SD PM RG RUI ARAÚJO BARBOSA JUNHO, da 14ª CIPM (Tomé-Açu), a Srª MARA DE SOUZA CAVALCANTE (esposa), nascida em 16 JAN 1988, conforme cópia da Certidão de Casamento apresentada na Diretoria de Pessoal (Mem. n 55/ ª CIPM, de 18 FEV 2014, Prot. SIGPOL ) (Nota nº 070/2014 DP/2). Fica incluída como dependente do SD PM RG ADALBERTO MORAIS DOS SANTOS, do 13 BPM (Tucuruí), a Srª JEISSIANE SALGUEIRO FRANÇA (esposa), nascida em 19 ABR 1992, conforme cópia da Certidão de Casamento apresentada na Diretoria de Pessoal (Ofício n 108/ BPM, de 18 FEV 2014, Prot. SIGPOL ) (Nota nº 070/2014 DP/2). PMPA/AJG Pág. 21

22 Fica incluída como dependente do SD PM RG DOVANE LENO BASTOS DE BRITO, da 14ª CIPM (Tomé-Açu), a Srª NATÁLIA REGINA CARDOSO DA SILVA (companheira), nascida em 12 JAN 1990, conforme cópia da Declaração de Convivência apresentada na Diretoria de Pessoal (Mem. n 57/ ª CIPM, de 19 FEV 2014, Prot. SIGPOL ) (Nota nº 070/2014 DP/2). Fica incluída como dependente da CB PM RG MARIA ODETE SOUSA DOS SANTOS, do 7 BPM (Redenção), a menor SARA RÉGIA SOUSA DOS SANTOS (filha), nascida em 08 JUL 2006, conforme cópia da Certidão de Nascimento apresentada na Diretoria de Pessoal (Mem. n 063/ BPM, de 14 FEV 2014, Prot. SIGPOL ) (Nota nº 070/2014 DP/2). Fica incluída como dependente do SD PM RG CLODOALDO RUFINO DO AMARAL MACEDO JÚNIOR, da CCS/QCG, à disposição do MP/PA, a menor KAMYLLA LUANNY RAMOS MACEDO (filha), nascida em 22 DEZ 2012, conforme cópia da Certidão de Nascimento apresentada na Diretoria de Pessoal (Ofício n 044/2014 Gab. Militar/MP/PA, de 13 FEV 2014, Prot. SIGPOL ) (Nota nº 070/2014 DP/2). Fica incluída como dependente do SD PM RG CHARLES FREITAS DE MORAIS, do 16 BPM (Altamira), a Srª KAROLINE SUSAN MENEZES DE MELLO MORAIS (esposa), nascida em 29 MAR 1996, conforme cópia da Certidão de Casamento apresentada na Diretoria de Pessoal (Mem. n 147/ BPM, de 11 FEV 2014, Prot. SIGPOL ) (Nota nº 070/2014 DP/2). Ficam incluídos como dependentes da SD PM RG GABRIELA NAMIAS DE SOUZA DE HOLANDA, do CPR IV (Tucuruí), o Sr. EDINALDO MOURA DE HOLANDA (esposo), nascido em 29 MAIO 1986, e as menores GRAZIELLY NAMIAS TOCANTINS SOUSA (filha), nascida em 16 SET 2008, e EMANUELLY NAMIAS DE SOUZA DE HOLANDA (filha), nascida em 02 OUT 2012, conforme cópias das Certidões de Casamento e Nascimento apresentadas na Diretoria de Pessoal (Mem. n 053/2014 CPR IV, de 24 JAN 2014, Prot. SIGPOL ) (Nota nº 070/2014 DP/2). Ficam incluídos como dependentes do SD PM RG JOSÉ AUGUSTO CORRÊA DE SOUZA, do 9 BPM (Breves), a Srª ADRIANA CRUZ DO CARMOS (esposa), nascida em 30 MAIO 1985, e o menor RENATO DO CARMO DE SOUZA (filho), nascido em 07 JUN 2013, conforme cópias das Certidões de Casamento e Nascimento apresentadas na Diretoria de Pessoal (Mem. nº 014/ BPM, de 05 FEV 2014, Prot. SIGPOL ) (Nota nº 070/2014 DP/2). Fica incluída como dependente do CB PM RG JEREMIAS SILVA MONTEIRO, da CCS/QCG, a menor LÁYNNA VITÓRIA VITAL MONTEIRO (filha), nascida em 21 OUT 2002, conforme cópia da Certidão de Nascimento apresentada na Diretoria de Pessoal (Mem. n 017/2014 CCS/QCG, de 14 FEV 2014, Prot. SIGPOL ) (Nota nº 070/2014 DP/2). PMPA/AJG Pág. 22

23 Fica incluída como dependente do SD PM RG JOZIMAR RODRIGUES DE ALMEIDA, do 14 BPM (Barcarena), a menor MYRELLA VITÓRIA DOS REIS RODRIGUES (filha), nascida em 27 JUN 2013, conforme cópia da Certidão de Nascimento apresentada na Diretoria de Pessoal (Mem. n 049/ BPM, de 12 FEV 2014, Prot. SIGPOL ) (Nota nº 070/2014 DP/2). Fica incluída como dependente da SD PM RG DANIELLE SIQUEIRA DA SILVA MARGALHO, da DAL, a menor GIULIA SIQUEIRA DA SILVA MARGALHO (filha), nascida em 05 JAN 2014, conforme cópia da Certidão de Nascimento apresentada na Diretoria de Pessoal (Mem. n 120/2013 DAL/1, de 06 FEV 2014, Prot. SIGPOL ) (Nota nº 070/2014 DP/2). Fica incluída como dependente do CB PM RG WARLEI ROBERTSON DE JESUS ANETE SANTOS, do BPOP, a Srª KÁTIA MARIA SOUSA DE ALENCAR (companheira), nascida em 14 JAN 1963, conforme cópia da Declaração de União Estável apresentada na Diretoria de Pessoal (Mem. n 072/2014 BPOP, de 27 JAN 2014, Prot. SIGPOL ) (Nota nº 070/2014 DP/2). Ficam incluídos como dependentes do SD PM RG MAURO ROBERT BARBOSA COSTA, da 8ª CIPM (São Félix do Xingu), os menores GABRIEL SEBASTIAN DA SILVA MIRANDA BARBOSA COSTA (filho), nascido em 27 MAR 2009, e SARAH GABRIELA DA SILVA BARBOSA COSTA (filha), nascida em 03 OUT 2012, conforme cópias das Certidões de Nascimento apresentadas na Diretoria de Pessoal (Mem. n 039/2014 8ª CIPM, de 31 JAN 2014, Prot. SIGPOL ) (Nota nº 070/2014 DP/2). Fica incluído como dependente do 3 SGT PM RG RENATO EWERTON GONÇALVES MARTINS, da CCS/QCG, o menor LUCAS EWERTON PANTOJA MARTINS (filho), nascido em 13 ABR 2011, conforme cópia da Certidão de Nascimento apresentada na Diretoria de Pessoal (Mem. n 004/2014 CCS/QCG, de 03 FEV 2014, Prot. SIGPOL ) (Nota nº 070/2014 DP/2). Ficam incluídos como dependentes do 1 SGT PM RG EMERSON DE ALENCAR GALVÃO, do GRAESP, a Srª ELIETE DA SILVA FEIO (esposa), nascida em 04 NOV 1983, e o menor JOSÉ HEITOR FEIO GALVÃO (filho), nascido em 11 JUL 2013, conforme cópias das Certidões de Casamento e Nascimento apresentadas na Diretoria de Pessoal (Ofício n 021/2014 GRAESP, de 07 FEV 2014, Prot. SIGPOL ) (Nota nº 070/2014 DP/2). Fica incluída como dependente do SD PM RG RONALDO BRITO DO NASCIMENTO, do BPOP, a Srª FRÉCIA FERNANDA FRANCO PUREZA (companheira), nascida em 22 MAR 1987, conforme cópia da Declaração de União Estável apresentada na Diretoria de Pessoal (Mem. n 126/2014 BPOP, de 11 FEV 2014, Prot. SIGPOL ) (Nota nº 070/2014 DP/2). PMPA/AJG Pág. 23

24 Fica incluída como dependente do SD PM RG ALESSANDRO RIBEIRO PARENTE, do 14 BPM (Barcarena), a Srª DANIEYSY BOTELHO MORAES (esposa), nascida em 15 SET 1990, conforme cópia da Certidão de Casamento apresentada na Diretoria de Pessoal (Mem. n 051/ BPM, de 13 FEV 2014, Prot. SIGPOL ) (Nota nº 070/2014 DP/2). Fica incluída como dependente do SD PM RG LUAN DIEGO ROSA DE OLIVEIRA, da 9ª CIPM (São Miguel do Guamá), a Srª NYLA CAROLLINE SOUZA E SILVA (companheira), nascida em 12 FEV 1992, conforme cópia da Declaração de União Estável apresentada na Diretoria de Pessoal (Mem. n 037/2014 9ª CIPM, de 17 FEV 2014, Prot. SIGPOL ) (Nota nº 070/2014 DP/2). Fica incluído como dependente do SD PM RG RIVO SOUZA DE SOUZA, da DAL, o menor ÍCARO DA SILVA DE SOUZA (filho), nascido em 10 SET 2013, conforme cópia da Certidão de Nascimento apresentada na Diretoria de Pessoal (Mem. n 067/2014 DAL/1, de 21 JAN 2014, Prot. SIGPOL ) (Nota nº 071/2014 DP/2). Ficam incluídos como dependentes do SD PM RG AMILTON GOMES PEREIRA, da CCS/QCG, a Srª LIDIANY DA CRUZ CARDOSO PEREIRA (esposa), nascida em 16 JUL 1988, e os menores ISAQUE VICTOR CARDOSO PEREIRA (filho), nascido em 19 JUN 2006, e LÍDIA CARDOSO PEREIRA (filha), nascida em 07 DEZ 2008, conforme cópias das Certidões de Casamento e Nascimento apresentadas na Diretoria de Pessoal (Mem. n 026/2014 DAL, de 04 FEV 2014) (Nota nº 071/2014 DP/2). Fica incluída como dependente do SD PM RG EDISON DE SOUSA E SOUSA, do 16 BPM (Altamira), a Srª LARISSA DE SOUSA CARDONHA (esposa), nascida em 20 JUL 1997, conforme cópia da Certidão de Casamento apresentada na Diretoria de Pessoal (Mem. n 019/ º BPM, de 30 JAN 2014, Prot. SIGPOL ) (Nota nº 071/2014 DP/2). Ficam incluídos como dependentes do CB PM RG MAZURKIEWICZ AQUINO VIEIRA, do 22 BPM (Conceição do Conceição), a Srª KAROLINY COSTA CARVALHO (esposa), nascida em 19 AGO 1984, e os menores JOÃO VICTOR CARVALHO VIEIRA (filho), nascido em 24 DEZ 2002, e MARCOS VINÍCIUS CARVALHO VIEIRA (filho), nascido em 10 AGO 2010, conforme cópias das Certidões de Casamento e Nascimento apresentadas na Diretoria de Pessoal (Mem. Nº 049/ BPM, de 22 JAN 2014, Prot. SIGPOL ) (Nota nº 071/2014 DP/2). Fica incluído como dependente do SD PM RG WILLIAM LIMA MENDES, do CPR IX (Abaetetuba), o menor ARTHUR WILLIAM SENA MENDES (filho), nascido em 03 SET 2013, conforme cópia da Certidão de Nascimento apresentada na Diretoria de Pessoal (Mem. n 047/2014 CPR IX, de 22 JAN 2014, Prot. SIGPOL ) (Nota nº 071/2014 DP/2). PMPA/AJG Pág. 24

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (ENSINO E INSTRUÇÃO) III PARTE (ASSUNTOS GERAIS E ADMINISTRATIVOS)

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (ENSINO E INSTRUÇÃO) III PARTE (ASSUNTOS GERAIS E ADMINISTRATIVOS) GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR DO PARÁ AJUDÂNCIA GERAL ADITAMENTO AO BG Nº 025 05 FEV 2013 Para conhecimento dos Órgãos subordinados

Leia mais

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (ENSINO E INSTRUÇÃO)

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (ENSINO E INSTRUÇÃO) GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR DO PARÁ AJUDÂNCIA GERAL BOLETIM GERAL Nº 084 08 DE MAIO DE 2014 Para conhecimento dos Órgãos subordinados

Leia mais

P-1 BOLETIM INTERNO N.º 225. Mossoró/RN, em 01 de Dezembro de 2014. (Segunda-feira)

P-1 BOLETIM INTERNO N.º 225. Mossoró/RN, em 01 de Dezembro de 2014. (Segunda-feira) RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR QUARTEL DO COMANDO GERAL 12º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR 01 P-1 BOLETIM INTERNO N.º 225 Mossoró/RN, em 01

Leia mais

EDITAL Nº 001/2014 P/3 2º BPM

EDITAL Nº 001/2014 P/3 2º BPM ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO MARANHÃO COMANDO DO POLICIAMENTO DE ÁREA DO INTERIOR 4 2º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR EDITAL Nº 001/2014 P/3 2º BPM I Curso

Leia mais

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (INSTRUÇÃO)

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (INSTRUÇÃO) GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO PARÁ AJUDÂNCIA GERAL ADIT. AO BOLETIM GERAL Nº 191 19 OUT 2010 Para conhecimento dos Órgãos subordinados e execução,

Leia mais

POLÍCIA MILITAR DO PIAUÍ QUARTEL DO COMANDO GERAL DIRETORIA DE ENSINO, INSTRUÇÃO E PESQUISA - DEIP

POLÍCIA MILITAR DO PIAUÍ QUARTEL DO COMANDO GERAL DIRETORIA DE ENSINO, INSTRUÇÃO E PESQUISA - DEIP A P R O V O Em / / V I S T O Em / / CMT GERAL/PMPI Diretor da DEIP/PMPI POLÍCIA MILITAR DO PIAUÍ QUARTEL DO COMANDO GERAL DIRETORIA DE ENSINO, INSTRUÇÃO E PESQUISA - DEIP PLANO DO 2º CURSO TEÓRICO E PRÁTICO

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO ACRE POLÍCIA MILITAR DIVISÃO DE ENSINO E INSTRUÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DO ACRE POLÍCIA MILITAR DIVISÃO DE ENSINO E INSTRUÇÃO GOVERNO DO ESTADO DO ACRE POLÍCIA MILITAR DIVISÃO DE ENSINO E INSTRUÇÃO Portaria nº 033/DEI/PM/2015 Processo seletivo CHOA PM/2015/AC O COMANDANTE GERAL DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DO ACRE, no uso de

Leia mais

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (INSTRUÇÃO) III PARTE (ASSUNTOS GERAIS E ADMINISTRATIVOS)

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (INSTRUÇÃO) III PARTE (ASSUNTOS GERAIS E ADMINISTRATIVOS) GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO PARÁ AJUDÂNCIA GERAL ADIT. AO BOLETIM GERAL Nº 018 26 JAN 2011 Para conhecimento dos Órgãos subordinados e execução,

Leia mais

P-1 BOLETIM INTERNO N.º 042. Mossoró/RN, em 05 de março de 2015. (Quarta-feira)

P-1 BOLETIM INTERNO N.º 042. Mossoró/RN, em 05 de março de 2015. (Quarta-feira) RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR QUARTEL DO COMANDO GERAL 12º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR 01 P-1 BOLETIM INTERNO N.º 042 Mossoró/RN, em 05

Leia mais

Quartel em Mossoró/RN, 25 de julho de 2014 BOLETIM INTERNO Nº 136. Para o conhecimento desta Unidade e devida execução, publico o seguinte:

Quartel em Mossoró/RN, 25 de julho de 2014 BOLETIM INTERNO Nº 136. Para o conhecimento desta Unidade e devida execução, publico o seguinte: ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR COMANDO DE POLICIAMENTO DO INTERIOR COMANDO DE POLICIAMENTO REGIONAL - I 2º BATALHÃO DE POLÍCIA

Leia mais

BOLETIM INTERNO Nº. 011 Natal/RN, 14 de Março de 2014. (Sexta-feira)

BOLETIM INTERNO Nº. 011 Natal/RN, 14 de Março de 2014. (Sexta-feira) BI Nº. 011 CIPGd 14 DE MARÇO DE 2014 56 RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR COMANDO DE POLICIAMENTO METROPOLITANO COMPANHIA INDEPENDENTE DE

Leia mais

Quartel em Mossoró/RN, 25 de março de 2014 BOLETIM INTERNO Nº 056. Para o conhecimento desta Unidade e devida execução, publico o seguinte:

Quartel em Mossoró/RN, 25 de março de 2014 BOLETIM INTERNO Nº 056. Para o conhecimento desta Unidade e devida execução, publico o seguinte: =001= ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR COMANDO DE POLICIAMENTO DO INTERIOR COMANDO DE POLICIAMENTO REGIONAL - I 2º BATALHÃO DE

Leia mais

BOLETIM INTERNO Nº. 046 Natal/RN, 22 de Novembro de 2013. (Sexta-feira)

BOLETIM INTERNO Nº. 046 Natal/RN, 22 de Novembro de 2013. (Sexta-feira) BI Nº. 046 CIPGD 22 DE NOVEMBRO DE 2013 247 RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR COMANDO DE POLICIAMENTO METROPOLITANO COMPANHIA INDEPENDENTE

Leia mais

POLÍCIA MILITAR DA BAHIA DEPARTAMENTO DE ENSINO

POLÍCIA MILITAR DA BAHIA DEPARTAMENTO DE ENSINO POLÍCIA MILITAR DA BAHIA DEPARTAMENTO DE ENSINO COORDENAÇÃO DE PLANEJAMENTO E CONTROLE PEDAGÓGICO CPCP CURSO DE CINOTECNIA POLICIAL MILITAR EDITAL N.º DE - 048/2013 O DEPARTAMENTO DE ENSINO DA PMBA (D.E),

Leia mais

P-1 BOLETIM INTERNO N.º 049. Mossoró/RN, em 16 de março de 2015. (Segunda-feira)

P-1 BOLETIM INTERNO N.º 049. Mossoró/RN, em 16 de março de 2015. (Segunda-feira) RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR QUARTEL DO COMANDO GERAL 12º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR 01 P-1 BOLETIM INTERNO N.º 049 Mossoró/RN, em 16

Leia mais

Quartel em Mossoró/RN, 13 de novembro de 2014 BOLETIM INTERNO Nº 209. Para o conhecimento desta Unidade e devida execução, publico o seguinte:

Quartel em Mossoró/RN, 13 de novembro de 2014 BOLETIM INTERNO Nº 209. Para o conhecimento desta Unidade e devida execução, publico o seguinte: ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR COMANDO DE POLICIAMENTO DO INTERIOR COMANDO DE POLICIAMENTO REGIONAL 2º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR

Leia mais

POLÍCIA MILITAR DA BAHIA DEPARTAMENTO DE ENSINO

POLÍCIA MILITAR DA BAHIA DEPARTAMENTO DE ENSINO 1 POLÍCIA MILITAR DA BAHIA DEPARTAMENTO DE ENSINO COORDENAÇÃO DE PLANEJAMENTO E CONTROLE PEDAGÓGICO CPCP CURSO DE OPERAÇÕES DE CHOQUE PARA OFICIAIS E PRAÇAS (COpChq) Edição 2013 2ª Turma EDITAL N.º DE

Leia mais

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (ENSINO E INSTRUÇÃO) III PARTE (ASSUNTOS GERAIS E ADMINISTRATIVOS)

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (ENSINO E INSTRUÇÃO) III PARTE (ASSUNTOS GERAIS E ADMINISTRATIVOS) GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO PARÁ AJUDÂNCIA GERAL BOLETIM GERAL Nº 112 18 JUNHO 2009 Para conhecimento dos Órgãos subordinados e execução, publico

Leia mais

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (ENSINO E INSTRUÇÃO) III PARTE (ASSUNTOS GERAIS E ADMINISTRATIVOS)

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (ENSINO E INSTRUÇÃO) III PARTE (ASSUNTOS GERAIS E ADMINISTRATIVOS) GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR DO PARÁ AJUDÂNCIA GERAL ADITAMENTO AO BG Nº 037 24 FEV 2012 Para conhecimento dos Órgãos subordinados

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO ACRE POLÍCIA MILITAR DIRETORIA DE ENSINO E INSTRUÇÃO EDITAL Nº 001 / PMAC / DEI/ 2015 1º CURSO DE SWAT OPERATIONS / PMAC/ CPO-I

GOVERNO DO ESTADO DO ACRE POLÍCIA MILITAR DIRETORIA DE ENSINO E INSTRUÇÃO EDITAL Nº 001 / PMAC / DEI/ 2015 1º CURSO DE SWAT OPERATIONS / PMAC/ CPO-I GOVERNO DO ESTADO DO ACRE POLÍCIA MILITAR DIRETORIA DE ENSINO E INSTRUÇÃO EDITAL Nº 001 / PMAC / DEI/ 2015 1º CURSO DE SWAT OPERATIONS / PMAC/ CPO-I O Comandante Geral da PMAC, no uso de suas atribuições

Leia mais

ESTADO DA SEGURANÇA, DEFESA E CIDADANIA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE RONDÔNIA COORDENADORIA DE RECURSOS HUMANOS DEPARTAMENTO DE ENSINO

ESTADO DA SEGURANÇA, DEFESA E CIDADANIA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE RONDÔNIA COORDENADORIA DE RECURSOS HUMANOS DEPARTAMENTO DE ENSINO ESTADO DA SEGURANÇA, DEFESA E CIDADANIA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE RONDÔNIA COORDENADORIA DE RECURSOS HUMANOS DEPARTAMENTO DE ENSINO EDITAL Nº 006/CRH/2015, PARA O PREENCHIMENTO DE VAGAS PARA O CURSO

Leia mais

- Normas para Planejamento e Condúta de Ensino e Instrúçao- NPCEI/2003

- Normas para Planejamento e Condúta de Ensino e Instrúçao- NPCEI/2003 GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR DO PARÁ COMANDO GERAL DIRETORIA DE ENSINO E INSTRUÇÃO NOTA DE INSTRUÇAO Nº 009/2015 DEI/PMPA CICLO DE

Leia mais

P-1 BOLETIM INTERNO N.º 112. Mossoró/RN, em 18 de Junho de 2015. (Quinta-feira)

P-1 BOLETIM INTERNO N.º 112. Mossoró/RN, em 18 de Junho de 2015. (Quinta-feira) RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR QUARTEL DO COMANDO GERAL 12º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR 01 P-1 BOLETIM INTERNO N.º 112 Mossoró/RN, em 18

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 001/2015-DP/4

PROCESSO SELETIVO Nº 001/2015-DP/4 ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO MARANHÃO DIRETORIA DE PESSOAL Av. Jerônimo de Albuquerque, s/n, Calhau, CEP.: 65.074-220, Fone: (98) 3227-4088 PROCESSO SELETIVO

Leia mais

Quartel em Mossoró/RN, 18 de junho de 2015 BOLETIM INTERNO Nº 107. Para o conhecimento desta Unidade e devida execução, publico o seguinte:

Quartel em Mossoró/RN, 18 de junho de 2015 BOLETIM INTERNO Nº 107. Para o conhecimento desta Unidade e devida execução, publico o seguinte: ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR COMANDO DE POLICIAMENTO DO INTERIOR COMANDO DE POLICIAMENTO REGIONAL 2º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO. Matriz 23

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO. Matriz 23 MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA LICENCIATURA Matriz 23 Junho de 2013 1 MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO DO CURSO DE LICENCIATURA

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 463, DE 03 DE JANEIRO DE 2012.

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 463, DE 03 DE JANEIRO DE 2012. RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 463, DE 03 DE JANEIRO DE 2012. Dispõe sobre o subsídio dos Militares do Estado e dá outras providências. A GOVERNADORA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: FAÇO SABER

Leia mais

INSTRUÇÃO CONJUNTA N.º 001 - DRH/DS/DAL, DE 17 DE OUTUBRO DE 2008.

INSTRUÇÃO CONJUNTA N.º 001 - DRH/DS/DAL, DE 17 DE OUTUBRO DE 2008. INSTRUÇÃO CONJUNTA N.º 001 - DRH/DS/DAL, DE 17 DE OUTUBRO DE 2008. Orienta procedimentos visando à aquisição, à manutenção de porte e à posse de arma de fogo na PMMG. O CORONEL PM DIRETOR DE RECURSOS HUMANOS,

Leia mais

ADITAMENTO BOLETIM GERAL

ADITAMENTO BOLETIM GERAL Polícia Militar do Pará Comando Geral Ajudância Geral ADITAMENTO BOLETIM GERAL Belém Pará 05 ABR 2001 Adit. ao BG Nº 066 Para conhecimento dos Órgãos subordinados e execução, publico o seguinte: I PARTE

Leia mais

RELATÓRIO DO TREINAMENTO DO SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE PROCESSOS E DOCUMENTOS

RELATÓRIO DO TREINAMENTO DO SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE PROCESSOS E DOCUMENTOS RELATÓRIO DO TREINAMENTO DO SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE PROCESSOS E DOCUMENTOS Goiânia Setembro/2015 Descrição do Evento A, em parceria com a Secretaria de Tecnologia e Informação, promoveu no dia 28 de

Leia mais

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (INSTRUÇÃO)

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (INSTRUÇÃO) GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO PARÁ AJUDÂNCIA GERAL ADIT. AO BOLETIM GERAL Nº 225 13 DEZ 2010 Para conhecimento dos Órgãos subordinados e execução,

Leia mais

Campus de Franca TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Campus de Franca TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL DA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO TÍTULO I DAS

Leia mais

Capítulo I Das Disposições Preliminares

Capítulo I Das Disposições Preliminares POLÍCIA MILITAR CENTRO DE EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO Nº 0001/2013-CEPM ESTABELECE NORMAS PARA FUNCIONAMENTO DO CURSO DE HABILITAÇÃO DE SARGENTOS POLICIAIS MILITARES (CHS/PM), COM BASE NO DECRETO ESTADUAL Nº 23.287/2002,

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR COMPANHIA INDEPENDENTE DE PROTEÇÃO AMBIENTAL

RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR COMPANHIA INDEPENDENTE DE PROTEÇÃO AMBIENTAL RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR COMPANHIA INDEPENDENTE DE PROTEÇÃO AMBIENTAL CIPAM BOLETIM INTERNO Nº. 67 Natal/RN, 13 de Abril de 2015

Leia mais

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO MARANHÃO-IESMA UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR DO SUL DO MARANHÃO-UNISULMA NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO MARANHÃO-IESMA UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR DO SUL DO MARANHÃO-UNISULMA NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO MARANHÃO-IESMA UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR DO SUL DO MARANHÃO-UNISULMA NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Especialização em Metodologia do Ensino Superior Imperatriz

Leia mais

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (ENSINO E INSTRUÇÃO) III PARTE (ASSUNTOS GERAIS E ADMINISTRATIVOS)

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (ENSINO E INSTRUÇÃO) III PARTE (ASSUNTOS GERAIS E ADMINISTRATIVOS) GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR DO PARÁ AJUDÂNCIA GERAL ADITAMENTO AO BG Nº 037 21 DE FEVEREIRO DE 2014 Para conhecimento dos Órgãos

Leia mais

ASSISTÊNCIA MILITAR DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SALVADOR

ASSISTÊNCIA MILITAR DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SALVADOR ASSISTÊNCIA MILITAR DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SALVADOR Órgão/Sigla: Natureza Jurídica: Subordinação: Finalidade: ASSISTÊNCIA MILITAR DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SALVADOR - ADMINISTRAÇÃO DIRETA AO PREFEITO

Leia mais

CAPÍTULO I DA IDENTIFICAÇÃO

CAPÍTULO I DA IDENTIFICAÇÃO CAPÍTULO I DA IDENTIFICAÇÃO Art. 1º O Laboratório de Línguas é um órgão complementar de fomento ao ensino, pesquisa, extensão, e prestação de serviços vinculado ao Centro de Letras e Ciências Humanas sob

Leia mais

Educação em direitos humanos na polícia do Ceará: novas ações formativas, orientações e contéudos

Educação em direitos humanos na polícia do Ceará: novas ações formativas, orientações e contéudos Educação em direitos humanos na polícia do Ceará: novas ações formativas, orientações e contéudos Autores: Glauciria Mota Brasil; Emanuel Bruno Lopes; Ana Karine Pessoa Cavalcante Miranda Paes de Carvalho

Leia mais

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (ENSINO E INSTRUÇÃO) III PARTE (ASSUNTOS GERAIS E ADMINISTRATIVOS)

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (ENSINO E INSTRUÇÃO) III PARTE (ASSUNTOS GERAIS E ADMINISTRATIVOS) GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR DO PARÁ AJUDÂNCIA GERAL ADITAMENTO AO BG Nº 064 03 ABR 2012 Para conhecimento dos Órgãos subordinados

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE DIREITO DE VITÓRIA FDV

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE DIREITO DE VITÓRIA FDV REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE DIREITO DE VITÓRIA FDV REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA TÍTULO I Dos Princípios gerais Art. 1. Este regimento Interno disciplina

Leia mais

Tropa de Elite - Polícia Militar Legislação da Polícia Militar Parte 05 Wagner Gomes

Tropa de Elite - Polícia Militar Legislação da Polícia Militar Parte 05 Wagner Gomes Tropa de Elite - Polícia Militar Legislação da Polícia Militar Parte 05 Wagner Gomes 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. PROMOÇÃO CONCEITO: O acesso na hierarquia

Leia mais

O Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, da Faculdade. de maio de 2007, publicada em DOU de 22 de maio de 2007, considerando:

O Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, da Faculdade. de maio de 2007, publicada em DOU de 22 de maio de 2007, considerando: Resolução Nº. 024/2010/CONSEPE/ Regulamento de Estágio Supervisionado O Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, da Faculdade de Educação e Meio Ambiente, credenciada pela Portaria MEC

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR COMANDO DE POLICIAMENTO DO INTERIOR

ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR COMANDO DE POLICIAMENTO DO INTERIOR ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR COMANDO DE POLICIAMENTO DO INTERIOR BOLETIM INTERNO Nº 165 Natal,RN, 03 de Setembro de 2015 (Quinta-Feira)

Leia mais

NORMAS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO PARA OS CURSOS DE LICENCIATURA EM LETRAS DA PUCRS

NORMAS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO PARA OS CURSOS DE LICENCIATURA EM LETRAS DA PUCRS NORMAS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO PARA OS CURSOS DE LICENCIATURA EM LETRAS DA PUCRS CURSOS DE LICENCIATURA EM LETRAS: Habilitações: Língua Portuguesa e respectivas Literaturas Língua Espanhola e respectivas

Leia mais

SECRETARIA DE SEGURANÇA, DEFESA E CIDADANIA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE RONDÔNIA COORDENADORIA DE RECURSOS HUMANOS

SECRETARIA DE SEGURANÇA, DEFESA E CIDADANIA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE RONDÔNIA COORDENADORIA DE RECURSOS HUMANOS SECRETARIA DE SEGURANÇA, DEFESA E CIDADANIA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE RONDÔNIA COORDENADORIA DE RECURSOS HUMANOS EDITAL DO CURSO DE APERFEIÇOAMENTO DE SARGENTOS Nº06/CRH/PMRO-2014 O COMANDANTE GERAL

Leia mais

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (ENSINO E INSTRUÇÃO)

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (ENSINO E INSTRUÇÃO) GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR DO PARÁ AJUDÂNCIA GERAL BOLETIM GERAL Nº 128 11 JUL 2012 Para conhecimento dos Órgãos subordinados e

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA ADMISSÃO AO CURSO DE ADAPTAÇÃO DE OFICIAIS DA POLICIA MILITAR DO ESTADO DO PARÁ CADO/PM/2012

CONCURSO PÚBLICO PARA ADMISSÃO AO CURSO DE ADAPTAÇÃO DE OFICIAIS DA POLICIA MILITAR DO ESTADO DO PARÁ CADO/PM/2012 GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA POLICIA MILITAR DO ESTADO DO PARÁ CONCURSO PÚBLICO Nº 002/PMPA/2012 EDITAL Nº 08, DE 25 DE ABRIL

Leia mais

=BOLETIM INTERNO N 101/13 - BPTran= PARA CONHECIMENTO DO BPTRAN E DEVIDA EXECUÇÃO, PUBLIQUE-SE O SEGUINTE:

=BOLETIM INTERNO N 101/13 - BPTran= PARA CONHECIMENTO DO BPTRAN E DEVIDA EXECUÇÃO, PUBLIQUE-SE O SEGUINTE: ESTADO DO AMAPÁ POLÍCIA MILITAR BATALHÃO DE POLICIAMENTO DE TRÂNSITO - BPTran QUARTEL EM MACAPÁ-AP 07 DE JUNHO DE 2013 6ª FEIRA =BOLETIM INTERNO N 101/13 - BPTran= PARA CONHECIMENTO DO BPTRAN E DEVIDA

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA CRECHE DA UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE

REGIMENTO INTERNO DA CRECHE DA UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE Conforme texto publicado no Boletim de Serviço nº 047 de 18/04/2005 páginas 05 a 11 REGIMENTO INTERNO DA CRECHE DA UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CAPÍTULO I Das Disposições Preliminares Seção I Da criação

Leia mais

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (ENSINO E INSTRUÇÃO)

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (ENSINO E INSTRUÇÃO) GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR DO PARÁ AJUDÂNCIA GERAL ADITAMENTO AO BG Nº 191 20 DE OUTUBRO DE 2014 Para conhecimento dos Órgãos subordinados

Leia mais

POLÍTICA DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL

POLÍTICA DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL POLÍTICA DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL Abril / 2014 Apresentação O Estágio Supervisionado em Serviço Social é um ato educativo que acontece no ambiente de trabalho e

Leia mais

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS)

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO PARÁ AJUDÂNCIA GERAL BOLETIM GERAL Nº 180 28 SET 2011 Para conhecimento dos Órgãos subordinados e devida execução,

Leia mais

Universidade Federal de Lavras Pró-Reitoria de Pós-Graduação

Universidade Federal de Lavras Pró-Reitoria de Pós-Graduação Universidade Federal de Lavras Pró-Reitoria de Pós-Graduação EDITAL PRPG/UFLA N 011/2014 PRÓ-REITORIA ADJUNTA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EDITAL INTERNO DE SELEÇÃO DE OFERTA DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO CURSO DE LETRAS PORTUGUÊS/INGLÊS

REGULAMENTO DO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO CURSO DE LETRAS PORTUGUÊS/INGLÊS REGULAMENTO DO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO CURSO DE LETRAS PORTUGUÊS/INGLÊS CAPÍTULO I DA NATUREZA DO ESTÁGIO Art. 1º O Estágio Obrigatório previsto na Estrutura Curricular do Curso de Letras, Licenciatura Português/Inglês

Leia mais

A Malha Curricular a ser aplicada ao CAO/2015, transcrita a seguir, obedecerá ao seu Projeto Pedagógico.

A Malha Curricular a ser aplicada ao CAO/2015, transcrita a seguir, obedecerá ao seu Projeto Pedagógico. NP Nº 079/2015-DT/APMSAM PLANO DO CURSO DE APERFEIÇOAMENTO DE OFICIAIS CAO/ 2015 1. FINALIDADE DO PLANO Regulamentar, no âmbito da Polícia Militar do Estado de Alagoas, o Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais,

Leia mais

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (ENSINO E INSTRUÇÃO)

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (ENSINO E INSTRUÇÃO) GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR DO PARÁ AJUDÂNCIA GERAL BOLETIM GERAL Nº 107 10 DE JUNHO DE 2014 Para conhecimento dos Órgãos subordinados

Leia mais

1.2 Duração e Períodos de Realização

1.2 Duração e Períodos de Realização SECRETARIA DA SEGURANÇA E DA DEFESA SOCIAL COMANDO GERAL DA POLÍCIA MILITAR CENTRO DE EDUCAÇÃO EDITAL Nº 0001/2013-CEPM O DIRETOR DO CENTRO DE EDUCAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR, no uso de suas atribuições, conferidas

Leia mais

P-1 BOLETIM INTERNO N.º 183. Mossoró/RN, em 28 de Setembro de 2015. (Segunda-feira)

P-1 BOLETIM INTERNO N.º 183. Mossoró/RN, em 28 de Setembro de 2015. (Segunda-feira) RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR QUARTEL DO COMANDO GERAL 12º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR 01 P-1 BOLETIM INTERNO N.º 183 Mossoró/RN, em 28

Leia mais

ESTATUTO LIGA ACADÊMICA PRÓ-RIM

ESTATUTO LIGA ACADÊMICA PRÓ-RIM ESTATUTO LIGA ACADÊMICA PRÓ-RIM TÍTULO I DA DEFINIÇÃO E SUA FINALIDADE Artigo 1 - A Liga Acadêmica Pró-Rim é uma associação civil e científica livre, de duração indeterminada, sem fins lucrativos, com

Leia mais

PORTARIA Nº 99-DECEx, DE 19 DE AGOSTO DE 2011.

PORTARIA Nº 99-DECEx, DE 19 DE AGOSTO DE 2011. PORTARIA Nº 99-DECEx, DE 19 DE AGOSTO DE 2011. Aprova as Instruções Reguladoras para a Organização, Funcionamento e Matrícula no Curso de Pós-Graduação em Direito Militar (IROFM/Dirt Mil - IR 60-49). O

Leia mais

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS)

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO PARÁ AJUDÂNCIA GERAL BOLETIM GERAL Nº 190 14 OUTUBRO 2011 Para conhecimento dos Órgãos subordinados e devida execução,

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DE CONSELHEIRO LAFAIETE FDCL,

FACULDADE DE DIREITO DE CONSELHEIRO LAFAIETE FDCL, Especialização: Direito Penal Ênfase: Segurança Pública PÓS-GRADUAÇÃO 2012 A FACULDADE DE DIREITO DE CONSELHEIRO LAFAIETE FDCL, Instituição de Ensino Superior, aprovada pelo Decreto Estadual n. 73.815,

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ FUNDAÇÃO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE COORDENADORIA DE POLÍTICAS ESTRATÉGICAS DE DESENVOLVIMENTO DO ATENDIMENTO

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ FUNDAÇÃO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE COORDENADORIA DE POLÍTICAS ESTRATÉGICAS DE DESENVOLVIMENTO DO ATENDIMENTO EDITAL Nº 001/2012/FCRIA PROJETO ADOLESCENTE DE BRAÇOS DADOS COM A CIDADANIA SOCIAL CONTRATO 6000.0065086.11.2/PETROBRAS/GEA/FCRIA A DO ESTADO DO AMAPÁ FCRIA executa o Projeto ADOLESCENTE DE BRAÇOS DADOS

Leia mais

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS)

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO PARÁ AJUDÂNCIA GERAL BOLETIM GERAL Nº 012 19 JANEIRO 2010 Para conhecimento dos Órgãos subordinados e execução, publico

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO COMANDO MILITAR DO PLANALTO 11a REGIÃO MILITAR (Cmdo Mil de Bsb/1960) REGIÃO TENENTE-CORONEL LUIZ CRULS

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO COMANDO MILITAR DO PLANALTO 11a REGIÃO MILITAR (Cmdo Mil de Bsb/1960) REGIÃO TENENTE-CORONEL LUIZ CRULS MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO COMANDO MILITAR DO PLANALTO 11a REGIÃO MILITAR (Cmdo Mil de Bsb/1960) REGIÃO TENENTE-CORONEL LUIZ CRULS DIVULGAÇÃO DO RESULTADO DOS RECURSOS DOS CANDIDATOS AO ESTÁGIO

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR DIRETORIA DE SAÚDE

RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR DIRETORIA DE SAÚDE RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR DIRETORIA DE SAÚDE BOLETIM INTERNO N 181 Natal/ RN, em 22 de setembro de 2015. (terça-feira) Diretor de

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES São Paulo 2011 1 APRESENTAÇÃO Atividades Complementares de um Curso de Graduação é toda e qualquer atividade que vise à complementação do processo de ensino aprendizagem,

Leia mais

Belo Horizonte, 28 de setembro 2015.

Belo Horizonte, 28 de setembro 2015. Certifico que, Ademir dos Santos Ferreira, participou da palestra Logística Urbana, ministrada pelo Certifico que, Almir Junio Gomes Mendonça, participou da palestra Logística Urbana, ministrada pelo Engenheiro

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR QUARTEL DO COMANDO GERAL AJUDÂNCIA GERAL

RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR QUARTEL DO COMANDO GERAL AJUDÂNCIA GERAL RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR QUARTEL DO COMANDO GERAL AJUDÂNCIA GERAL BOLETIM GERAL Nº 093 Natal/RN, 22 de Maio de 2014. (Quinta-feira)

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL Faculdade de Ciências Biomédicas de Cacoal CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL Cacoal RO REGULAMENTO DE ESTÁGIOS

Leia mais

Regimento Geral dos Núcleos Docentes Estruturantes da Faculdade de Jussara

Regimento Geral dos Núcleos Docentes Estruturantes da Faculdade de Jussara Mantenedora Centro de Ciências de Jussara Mantida Faculdade de Jussara - FAJ Regimento Geral dos Núcleos Docentes Estruturantes da Faculdade de Jussara Jussara 2009 Regimento geral dos Núcleos Docentes

Leia mais

P-1 BOLETIM INTERNO N.º 136. Mossoró/RN, em 25 de Julho de 2014. (Sexta-feira)

P-1 BOLETIM INTERNO N.º 136. Mossoró/RN, em 25 de Julho de 2014. (Sexta-feira) RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR QUARTEL DO COMANDO GERAL 12º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR 01 P-1 BOLETIM INTERNO N.º 136 Mossoró/RN, em 25

Leia mais

ADITAMENTO AO BOLETIM GERAL BELÉM PARÁ 25 JAN 2006 ADIT. AO BG Nº 018

ADITAMENTO AO BOLETIM GERAL BELÉM PARÁ 25 JAN 2006 ADIT. AO BG Nº 018 Governo do Estado do Pará Secretaria Especial de Defesa Social ADITAMENTO AO BOLETIM GERAL BELÉM PARÁ 25 JAN 2006 ADIT. AO BG Nº 018 Polícia Militar do Pará Comando Geral Ajudância Geral Para conhecimento

Leia mais

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DO CURSO DE PSICOLOGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES LEGAIS

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DO CURSO DE PSICOLOGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES LEGAIS REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DO CURSO DE PSICOLOGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES LEGAIS Art. 1. Os estágios supervisionados específicos, obrigatórios e não-obrigatórios

Leia mais

SEQUÊNCIA LISTA NOMINAL DOS CANDIDATOS APROVADOS 1 MAURO ROBERTO P. DUARTE 2 PAULO RENATO PEDRONI DE ALMEIDA 3 ALEX LOPES LYRIO 4 MARCOS ANDRE MURTA

SEQUÊNCIA LISTA NOMINAL DOS CANDIDATOS APROVADOS 1 MAURO ROBERTO P. DUARTE 2 PAULO RENATO PEDRONI DE ALMEIDA 3 ALEX LOPES LYRIO 4 MARCOS ANDRE MURTA LISTA NOMINAL DOS CANDIDATOS APROVADOS 1 MAURO ROBERTO P. DUARTE 2 PAULO RENATO PEDRONI DE ALMEIDA 3 ALEX LOPES LYRIO 4 MARCOS ANDRE MURTA RIBEIRO 5 ALEXANDRE FERREIRA DE MENEZES 6 ADALBERTO GOMES DA SILVA

Leia mais

LEI Nº 10.031. Parágrafo único A execução do Programa terá uma programação inicial de 12 (doze) meses, podendo ser prorrogado se houver interesse.

LEI Nº 10.031. Parágrafo único A execução do Programa terá uma programação inicial de 12 (doze) meses, podendo ser prorrogado se houver interesse. LEI Nº 10.031 Autoriza a criação e a composição da estrutura organizacional do Programa de Educação em tempo integral - PROETI. O Povo do Município de Uberaba, Estado de Minas Gerais, por seus representantes

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU R E G I M E N T O G E R A L PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Regimento Geral PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Este texto foi elaborado com as contribuições de um colegiado de representantes da Unidades Técnico-científicas,

Leia mais

DIRETRIZES PARA A GESTÃO DAS ATIVIDADES DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DO IFPB

DIRETRIZES PARA A GESTÃO DAS ATIVIDADES DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DO IFPB Ministério da Educação Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba Pró-Reitoria de Ensino Pró-Reitoria de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação Pró-Reitoria de Extensão DIRETRIZES PARA A

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO CONDUCENTE AO MESTRADO EM CRIMINOLOGIA A REALIZAR NO BRASIL E A REALIZAR EM PORTUGAL

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO CONDUCENTE AO MESTRADO EM CRIMINOLOGIA A REALIZAR NO BRASIL E A REALIZAR EM PORTUGAL FUNDAÇÃO SOUSÂNDRADE INSTITUTO UNIVERSITÁRIO ATLÂNTICO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO CONDUCENTE AO MESTRADO EM CRIMINOLOGIA A REALIZAR NO BRASIL E A REALIZAR EM PORTUGAL UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA São Luis

Leia mais

Atendimento no sábado 06/11/2010. Grupo I 8h00 às 10h30. Local: Campus Samambaia. José Osvaldino da Silva Francisco Santos Sousa João Batista Quirino

Atendimento no sábado 06/11/2010. Grupo I 8h00 às 10h30. Local: Campus Samambaia. José Osvaldino da Silva Francisco Santos Sousa João Batista Quirino Atendimento no sábado 06/11/2010 Grupo I 8h00 às 10h30 NOME José Osvaldino da Silva Francisco Santos Sousa João Batista Quirino Edmilson de Araujo Cavalcante Alexandre Brito dos Santos Vacirlene Moura

Leia mais

RESOLUÇÃO nº 18 DE 17 DE DEZEMBRO DE 2009

RESOLUÇÃO nº 18 DE 17 DE DEZEMBRO DE 2009 RESOLUÇÃO nº 18 DE 17 DE DEZEMBRO DE 2009 Aprova o Regimento Interno do Núcleo de Educação Técnica e Tecnológica Aberta e a Distância NETTAD - CAVG. O Presidente em exercício do Conselho Coordenador do

Leia mais

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (ENSINO E INSTRUÇÃO) III PARTE (ASSUNTOS GERAIS E ADMINISTRATIVOS)

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (ENSINO E INSTRUÇÃO) III PARTE (ASSUNTOS GERAIS E ADMINISTRATIVOS) GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR DO PARÁ AJUDÂNCIA GERAL BOLETIM GERAL Nº 103 09 DE JUNHO DE 2015 Para conhecimento dos Órgãos subordinados

Leia mais

ROTEIRO PARA MONTAGEM DE CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM NÍVEL DE ESPECIALIZAÇÃO

ROTEIRO PARA MONTAGEM DE CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM NÍVEL DE ESPECIALIZAÇÃO UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS ASSESSORIA DE PÓS GRADUAÇÃO E PESQUISA ROTEIRO PARA MONTAGEM DE CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM NÍVEL DE ESPECIALIZAÇÃO i:\latosens\rot_esp.doc Pelotas, março de 1996 PROCEDIMENTOS

Leia mais

Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Tocantins decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Tocantins decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 1.374, DE 08 DE ABRIL DE 2003. Publicado no Diário Oficial nº 1.425. Dispõe sobre a Política Estadual de Educação Ambiental e adota outras providências. O Governador do Estado do Tocantins Faço

Leia mais

Anexo 2 5 Manual de Treinamento, Conscientização e Competência voltado ao Sistema de Gestão Ambiental

Anexo 2 5 Manual de Treinamento, Conscientização e Competência voltado ao Sistema de Gestão Ambiental CAPÍTULO 2 ANDAMENTO DO PROJETO BÁSICO AMBIENTAL Anexo 2 5 Manual de Treinamento, Conscientização e Competência voltado ao Sistema de Gestão Ambiental MANUAL GERENCIAL Superintendência de Recursos Humanos

Leia mais

Curso de Serviço Social Manual do estagiário

Curso de Serviço Social Manual do estagiário Curso de Serviço Social Manual do estagiário I - Apresentação Caro aluno, A disciplina denominada Supervisão Acadêmica em Serviço Social, objetiva contribuir na compreensão das atividades relativas ao

Leia mais

161718 - Agrupamento Escolas Castro Daire 343717 - Escola Básica dos 2.º e 3.º Ciclos de Castro Daire. Relação de Alunos

161718 - Agrupamento Escolas Castro Daire 343717 - Escola Básica dos 2.º e 3.º Ciclos de Castro Daire. Relação de Alunos 343717 - Escola Básica dos 2.º e 3.º s de Castro Daire Turma : A 1498 1 Ana Catarina Costa Esteves 14920 2 Ana Francisca da Silva Fernandes 16292 3 Beatriz Monteiro Andrade 14409 4 Camila Almeida Oliveira

Leia mais

Curso de Sistema de Informação

Curso de Sistema de Informação 1 Regulamento de Estágio Curricular Obrigatório Curso de Sistema de Informação Cascavel - PR CAPITULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. Este regulamento tem por finalidade normatizar o Estágio Curricular

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARANÁ. Campus Paranaguá. Credenciada pelo Decreto nº 9538, de 05/12/2013 D.O.E. 05/12/2013

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARANÁ. Campus Paranaguá. Credenciada pelo Decreto nº 9538, de 05/12/2013 D.O.E. 05/12/2013 REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS 2015. PARTE I DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Art. 1º. O Trabalho de Conclusão de Curso TCC será desenvolvido

Leia mais

FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPITULO I DO OBJETIVO, DA NATUREZA E DA FINALIDADE

FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPITULO I DO OBJETIVO, DA NATUREZA E DA FINALIDADE FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPITULO I DO OBJETIVO, DA NATUREZA E DA FINALIDADE Art. 1º. O objetivo das Atividades Complementares é fomentar complementação

Leia mais

Centro Universitário de Brusque - UNIFEBE Conselho Universitário - CONSUNI

Centro Universitário de Brusque - UNIFEBE Conselho Universitário - CONSUNI REGULAMENTO DA CLÍNICA ESCOLA E SERVIÇOS DE PSICOLOGIA - CESP Aprovado pela Resolução CONSUNI nº 11/15 de 08/04/15. CAPÍTULO I DO OBJETIVO DO REGULAMENTO Art. 1º A Clínica Escola de Psicologia é o ambiente

Leia mais

QUARTEL DO COMANDO GERAL 3ª SEÇÃO DO ESTADO MAIOR GERAL PM/3 NOTA DE INSTRUÇÃO Nº 012/2015-PM/3

QUARTEL DO COMANDO GERAL 3ª SEÇÃO DO ESTADO MAIOR GERAL PM/3 NOTA DE INSTRUÇÃO Nº 012/2015-PM/3 POLÍCIA MILITAR DO PIAUÍ QUARTEL DO COMANDO GERAL 3ª SEÇÃO DO ESTADO MAIOR GERAL PM/3 NOTA DE INSTRUÇÃO Nº 012/2015-PM/3 SOLENIDADE CÍVICO MILITAR ALUSIVA AO DIA DA BANDEIRA, CONCESSÃO DE DIPLOMAS DE AMIGO

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 1.247/MD, DE 2 DE SETEMBRO DE 2008

MINISTÉRIO DA DEFESA GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 1.247/MD, DE 2 DE SETEMBRO DE 2008 MINISTÉRIO DA DEFESA GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 1.247/MD, DE 2 DE SETEMBRO DE 2008 Disciplina a ocupação de cargos e funções militares, a concessão da Gratificação de Exercício em Cargo

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE LEI COMPLEMENTAR N. 305, DE 8 DE OUTUBRO DE 2015 Cria o Corpo Voluntário de Militares do Estado da Reserva Remunerada e dispõe sobre a convocação dos inscritos para serviço ativo em caráter transitório.

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 006/2014-DE

PROCESSO SELETIVO Nº 006/2014-DE ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA CIDADÃ POLICIA MILITAR DO MARANHÃO DIRETORIA DE ENSINO Av. Jerônimo de Albuquerque, s/n, Calhau; CEP. 65.074-220; São Luís/MA; Telefax: (0xx98) 3268-3057

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURSOS TÉCNICOS Revisão: setembro/2012 Escola SENAI Santos Dumont CFP 3.02 Rua Pedro Rachid, 304 Santana São José dos Campos - SP Fone: (12) 3519-4850 Fax: (12) 3922-9060 ELABORAÇÃO

Leia mais

Art. 1º - Os Quadros de Organização da Brigada Militar e a carreira dos Militares Estaduais passam a observar os preceitos estatuídos na presente Lei.

Art. 1º - Os Quadros de Organização da Brigada Militar e a carreira dos Militares Estaduais passam a observar os preceitos estatuídos na presente Lei. ANTEPROJETO DE LEI Nº xx DE 2013. Dispõe sobre a carreira dos Militares do Estado do Rio Grande do Sul e dá outras providências. Art. 1º - Os Quadros de Organização da Brigada Militar e a carreira dos

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE INTEGRADA BRASIL AMAZÔNIA FIBRA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE INTEGRADA BRASIL AMAZÔNIA FIBRA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE INTEGRADA BRASIL AMAZÔNIA FIBRA Regula o funcionamento do Núcleo de Prática Jurídica NPJ do curso de Direito Bacharelado da Fibra. CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES

Leia mais

RESOLUÇÃO CSA N.º 03, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2015

RESOLUÇÃO CSA N.º 03, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2015 RESOLUÇÃO CSA N.º 03, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2015 Aprova o regulamento do Núcleo de Direitos Humanos das Faculdades Ponta Grossa. A Presidente do Conselho Superior de Administração das Faculdades Ponta

Leia mais