Semana do Empreendedorismo Evento reúne histórias sobre a arte de enxergar oportunidades Pg. 10

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Semana do Empreendedorismo Evento reúne histórias sobre a arte de enxergar oportunidades Pg. 10"

Transcrição

1

2

3 ÍNDICE Pesquisas Trabalhos do FGVcenn publicados Pg. 66 ALMANAQUE FGVcenn Semana do Empreendedorismo Evento reúne histórias sobre a arte de enxergar oportunidades Pg. 10 FGV Latin Moot Corp Alunos da EAESP vencem competição Pg. 22 Aliança Sumaq Escolas avaliam negócios socialmente empreendedores Pg. 28 Da sala de aula para a Califórnia Aluno do FGVcenn faz sucesso vendendo água de coco nos EUA Pg. 26 Casos Brasileiros Concurso incentiva produção técnica sobre empreendedorismo Pg. 32 Fórum do Empreendedor Relatos sobre inovação e superação nos negócios Pg. 40 Prêmio Empreendedor de Sucesso A saga das empresas que conquistaram o 1º Prêmio Pg. 48 FGVcenn na Imprensa Eventos que viraram notícia na mídia e os principais artigos Pg. 54 EQUIPE Coordenador do FGVcenn Prof. José Augusto Corrêa Coordenadores Adjuntos Prof. Marcelo Aidar Prof. Tales Andreassi Gerente Laura Cristina Prates Pansarella Coordenador de Projetos Sênior Renê José Rodrigues Fernandes Coordenadores de Projetos Batista Gigliotti Edward Yang Fabio Fernandes Fabíola Odani Igor Tasic Jeanete Herzberg José Carlos Cruz Laura Cristina Prates Pansarella Leornardo Leite Mariana Chammas Rogério Tsukamoto Responsável Contábil Bruno Ueno Residentes em Pesquisa Anna Caroline Moreira Daniel Thuronyi Fernanda Ganança Gustavo Inoe FGV-EAESP Av. Nove de julho, º andar - Ala Sul Bela Vista - São Paulo - SP Tel. (11) Almanaque é uma publicação do Centro de Empreendedorismo e Novos Negócios da Fundação Getulio Vargas. Produção editorial: Pavini & Bittencourt Editora de Textos Ltda ME Endereço: Rua Caraibas, 719, Pompéia. CEP: , São Paulo- São Paulo. uol.com.br. Editora: Fernanda Bittencourt (MTb ) Editora-adjunta: Ana Cristina da Conceição (MTb ) Colaborador: Glauco di Pierri (MTb ) Produção gráfica: Infografe Projeto gráfico: Mario Kanno Diagramação: Isac Barrios Impressão: xxxx gráfica Tiragem: xxxxx Artigos e pesquisas reproduzidos nesta edição são responsabilidade de seus autores. Informações sobre empresas vencedoras do 1º Prêmio Empreendedor de Sucesso foram extraídas da revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios nº 227 (dezembro/2007).

4 INTRODUÇÃO Marcia minillo/fgvcenn A Fundação Getulio Vargas é uma tradicional geradora de bens públicos e visa o permanente estímulo ao desenvolvimento nacional. Por isso, um dos nossos objetivos é a criação de uma cultura empreendedora na nossa casa, a Escola de Administração de Empresas de São Paulo (EAESP), e em toda a FGV, tornando-a centro de irradiação desse novo conceito. Estudar, ensinar e difundir idéias sobre Empreendedorismo é educar pessoas para um futuro que será diferente do que já vivemos. As escolas brasileiras, em geral, têm objetivado a empregabilidade dos alunos. Temos preparado pessoas para conseguirem bons empregos. Isso ainda é importante, mas não basta. Daí nosso esforço para que a EAESP passe a aumentar a empresariabilidade dos nossos alunos, sua capacidade de criar empresas. Já enxergamos resultados, pois desde 2007 a EAESP introduziu as disciplinas Experiência Empreendedora I e II nos dois primeiros semestres do curso de graduação em Administração. A EAESP é uma escola onde a geração e a difusão do conhecimento são feitas com objetivos claros de aplicabilidade. Quando se trata de Empreendedorismo, experiências de outros países ajudam, mas não são suficientes. Por essa razão, o Centro de Empreendedorismo e Novos Negócios (FGVcenn) trata também de desenvolver e difundir conhecimento aplicável à realidade de nosso País. Esta publicação mostra o que fizemos no período entre março de 2007 e abril de A visibilidade é fundamental para que cada vez mais pessoas físicas e jurídicas juntem-se a nós. Essa participação crescente é um dos mais importantes objetivos do FGVcenn. Ela espelha o interesse da comunidade e permite até mensurar a mudança de cultura que buscamos: a disseminação da mentalidade empreendedora. Ver as coisas sob outros ângulos, inovar, enxergar sinergias, livrar-se de paradigmas, criar valor pela inteligência, reunir nesse esforço pessoas dedicadas, sérias e competentes. É o que buscamos com nosso trabalho. Como escreveu Proust, a verdadeira viagem de descoberta não consiste em procurar novas paisagens, mas em ter novos olhos. José Augusto Corrêa Coordenador do FGVcenn ALMANAQUE FGVCENN

5 Agradecimentos aos patrocinadores - Galeria de Parceiros 2007/2008 ALMANAQUE FGVcenn

6 2oo6/2005 Apoiadores ALMANAQUE FGVCENN

7 Agradecimentos Nossos doadores de tempo O FGVcenn agradece aos palestrantes, debatedores, moderadores e juízes de competições de planos de negócios que gratuitamente compartilharam sua experiência com a comunidade acadêmica e o público em geral Adir Ribeiro Afonso Cozzi Alberto Saraiva Alecsandro Araujo de Souza Alexandre Botton Alexandre Hadade Alexandre Souza Altair Assumpção Amália Sina André Rebelo André Saito Andre Skaf Andrea Matarazzo Angela Hirata Antonio Pulchinelli Augusto Camargo Ayrton Aguiar Bob Wollheim Caio Ramalho Caito Maia Carlos A Gamboa Carlos Balma Carlos Faccina Carlos Lino Carlos Ronaldo Ferreira Célia Cruz Celso Nunes Cesar Adames Cristiano Buerger Daniel Heise Eduardo Bom Ângelo Eduardo Ribeiro Capobianco Elcio de Lucca Emerson Moraes Vieira Eric Acher Fábio Bellotti Fabio Fernandes Felipe Sigrist Fernando Peixoto Flavio Pimenta Flavio Weizenmann Francisco Jardim Francisco Utsch Frederico Greve Heberson Hoerbe Heloisa Helena Assis Henrique Bozzo Netto Henrique Ribeiro Hugo Ribeiro Irineu Gianese Janete Moura Jarbas Castro Neto João Paulo Diniz José Antônio Fernandes Martins José Aurélio Drummond José Dornelas José Ernesto Marino Neto José Luiz Ricca José Manoel José Roberto A Cunha Jr Julio Bueno Julio Capobianco Laércio Consentino Laís Fleury Leila Vélez Leonardo Fontenele Lito Rodriguez Luciana Lanzoni Luigi Giavina Luiz Ernesto Gemignani Luiz Fernando Furlan Luiz Manetti Manoel Benevidez Marcelo Cavalcanti Marcelo Ferraz Marcio Kakumoto Marco Aurélio Bedê Marco Gregori Marcos Hadade Marcus Andrade Maria Inês Ré Marianna Aragão Marilia Rocca Maurício Serafim Monique Shohet Ozires Silva Paulo César F. Montenegro Paulo Duque Paulo Veras Pedro Mello Percival Maricato Prof. Gerald Hills Prof. Hsia Hua Sheng Prof. Stavros P. XanthopoyLos Renato Fonseca de Andrade Renato Velloso Dias Cardoso Riad Nassib Ricardo Kobashi Roberta Rossetto Rodolfo Zabisky Rodrigo Azevedo Rodrigo Froes Rodrigo Mendes Rodrigo Teles Ronaldo Koloszuk Sergio Milano Silvana Mautone Tarcísio Gargioni Ulrico Barini Walter Torre Wilson Poit 8 ALMANAQUE FGVcenn

8 ALMANAQUE FGVCENN

9 SEMANA DO EMPREENDEDORISMO CASOS 10 ALMANAQUE FGVcenn

10 DE SUCESSO Semana do Empreendedorismo 2008 reúne histórias de empresários e executivos que souberam enxergar oportunidades Mais que um evento em que empresários contam suas experiências no mundo dos negócios, a Semana do Empreendedorismo busca despertar a visão empreendedora, inspirar o surgimento de novas empresas e contribuir para o crescimento de quem está no mercado. Realizada há quatro anos pelo FGVcenn, a Semana do Empreendedorismo, valoriza a capacidade de enxergar oportunidades, caso de Caito Maia, da Chilli Beans, e de Alexandre Botton, da Propay. E também do Sebrae, que incluiu o empreendedorismo no currículo escolar, e da Fundação Amazônia Sustentável, que mostra como ganhar dinheiro salvando a floresta. Na edição 2008, realizada entre 31 de março e 4 de abril, também foram destaques o apoio do Banco Real aos negócios sustentáveis, a filosofia de inovação da Whirlpool, o suporte da Artemisia a empresas de impacto social e a estréia da experiente executiva Amalia Sina como empresária no setor de cosméticos. fotos: marcia minillo/fgvcenn ALMANAQUE FGVCENN

11 SEMANA DO EMPREENDEDORISMO CHILLI BEANS Divulgação/Chilli Beans Marca para todas as modas Segredo do sucesso é combinar design fashion e pequenas tiragens de novos modelos a cada dez dias Caito Maia foi músico por 14 anos, fez parte de uma banda de rock e chegou a ser um dos dois finalistas de um concurso promovido por um canal de televisão especializado em música. Por sorte, perdeu o prêmio para o grupo J.Quest, deixou a música de lado e se tornou o empresário que transformou, em oito anos, a Chilli Beans, uma desconhecida marca de óculos e relógios, em sinônimo de produtos de qualidade e com preços acessíveis. Marca sempre foi minha preocupação. Queria ter meu próprio produto, não oferecer várias marcas e concorrer com o mercado de óticas e camelôs, contou o empresário. A história da empresa, que conta hoje com 205 pontos de venda apenas no Brasil, além de franquias em países como Portugal e Estados Unidos, começou num pequeno estande do Mercado Mundo Mix, uma feira de moda voltada para o público jovem de São Paulo. Os óculos, com design fashion, ficavam expostos numa tábua apoiada em dois cavaletes e atraíam a atenção de um público alternativo pelo visual e pelos preços convidativos. O sucesso do empreendimento foi baseado no conceito inédito de que o produto foi feito para durar só um tempo. Percebi isso quando morei nos Estados Unidos. Quem ia à praia queria óculos só para aquele momento, destaca o empresário que teve problemas sérios de qualidade no início dos negócios. Por isso fui atrás do Inmetro para conseguir a certificação de qualidade, e agregar valor à minha marca. Hoje, meus óculos têm garantia de oferecer proteção contra raios solares. Existem produtos desenhados por brasileiros e produzidos em Diadema e na China com mais qualidade que muitos feitos na Europa, diz. O sistema self-service das lojas da Chilli Beans e a estratégia de lançar, em pequenas tiragens, 10 novos modelos de óculos a cada 10 dias, além de 15 novos tipos de relógios por mês, conquistou público de todas as idades e garantiu a expansão. Minha primeira loja foi inaugurada em 1997 na Galeria Ouro Fino, na rua Augusta. Quando me convidaram para ir para o Shopping Villa Lobos tive de optar por um quiosque porque não tinha dinheiro para bancar a loja. Foram muitas dificuldades. Hoje, a marca chega a ter quiosque e loja dentro do mesmo shopping e está presente em templos de consumo como os shoppings Iguatemi, Ibirapuera e Eldorado Inovações Inovações como colocar, no lugar de espelhos, um sistema de câmeras e monitores que filma o rosto do cliente e mostra em quatro ângulos como ele fica de óculos, também ajudaram o negócio a prosperar. O empresário também se preocupa com os franqueados. Tenho de oferecer um negócio lucrativo para eles, com retorno rápido. Cansei de tirar dinheiro do meu bolso para colocar no do franqueado e fazer o negócio prosperar, explica Caito Maia. Agora, a Chilli Beans está olhando para Dubai, no Oriente Médio. Porque é lá que estão os formadores de opinião da moda e é lá que as grandes marcas estão lançando seus produtos, conclui. 12 ALMANAQUE FGVcenn

12 SEMANA DO EMPREENDEDORISMO SEBRAE Crianças aprendem ABC dos negócios Projeto do Sebrae estimula visão empreendedora dos alunos do ensino fundamental e médio Divulgação/Sebrae SP Emerson Morais Vieira, gerente do Sebrae-SP Cada vez mais o mundo dos negócios ganha espaço nas escolas. A preocupação em formar estudantes capazes de alcançar o sucesso profissional fez com que conceitos que ensinam a superar obstáculos, assumir riscos nos negócios e planejar o futuro se transformassem em experiências práticas na sala de aula. Com a ajuda do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado de São Paulo Sebrae-SP, estudantes de escolas públicas e privadas estão aprendendo princípios básicos de empreendedorismo e desenvolvendo ao longo do curso tradicional as habilidades exigidas para que o jovem seja protagonista de sua carreira. Desenvolvido pela Unidade de Educação do Sebrae-SP, o programa simula, por exemplo, a montagem de uma briquedoteca com materiais recicláveis e ensina às crianças técnicas de negociação, compra, venda e manipulação de dinheiro, além de operações matemáticas simples como soma e subtração. Já crianças mais velhas são convidadas a montar uma locadora de gibis, atividade que exige, além de iniciativa, pesquisa de mercado para definição do perfil do negócio e dos clientes. Ao mesmo tempo, os jovens tomam contato com novos elementos como ética e cidadania, cultura da cooperação, cultura da inovação e sustentabilidade. Oportunidades Segundo Emerson Morais Vieira, gerente da Unidade Educação do Sebrae-SP, levar a cultura empreendedora às crianças nada mais é que estimular os mais jovens a ver oportunidades com seus próprios olhos. A iniciativa tem a ver com o mundo que queremos para os próximos 20 anos. Trata-se de uma mudança com- portamental que pode evitar que o avanço tecnológico transforme os indivíduos do futuro em seres individualistas. Outra vantagem é que os alunos que recebem noções de empreendedorismo têm mais chances de enxergar e aproveitar oportunidades, sem depender apenas das vagas oferecidas pelo mercado do trabalho. Segundo Vieira, o Brasil tem de preparar seus jovens para não perder competitividade em relação ao resto do mundo. O conceito é que o empreendedorismo ajuda a comunidade e não é somente uma questão de economia. ALMANAQUE FGVCENN

13 SEMANA DO EMPREENDEDORISMO PROPAY Recursos humanos sob medida para o cliente Empresa paulista oferece serviços de administração de pessoal ajustados às necessidades da clientela Divulgação/Propay Desde adolescentes, Alexandre Botton e Mark Barcinski pensavam em ter a própria empresa. Por coincidência do destino, tornaramse amigos ao estudar economia na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, fizeram cursos de especialização nos Estados Unidos e conseguiram empregos de deixar os parentes com inveja. Tudo muito bom, um futuro promissor. O único porém é que eles ainda queriam ser empreendedores. E foi assim que a idéia de oferecer no Brasil serviços de terceirização de processos de recursos humanos, como administração de pessoal, processamento da folha de pagamento e gestão de benefícios, saiu do papel em 1999 e virou a Propay de hoje, que tem clientes como Drogaria Onofre e Levi s na sua carteira e processa pelo menos 84 mil contracheques por mês. Foram meses de planos, contas e análises de comportamento de mercados estrangeiros até os dois amigos pedirem demissão dos seus empregos e chegarem à conclusão de que o Brasil era sim um mercado em potencial para terceirização de serviços de administração de pessoal. A mudança de rumo era mais que justificada: a oportunidade de se prestar serviços para um mercado de 20 milhões de pessoas que trabalhavam com carteira assinada foi avaliada em R$ 2,3 bilhões. Com o adendo a favor da dupla: a maioria das empresas só podia contar com softwares e escritórios de contabilidade para cuidar do seu pessoal. Para Alexandre Botton, analisar a oportunidade de um negócio também inclui analisar o mercado, antes de mobilizar os recursos. Percebemos o potencial do mercado pouco explorado no Brasil e que, nos Estados Unidos, vinha registrando lucro nas ações em 150 trimestre seguidos. Referências A complexidade da legislação brasileira e o problema da informalidade exigiram esforços redobrados da dupla que, sem muitas referências nacionais, adaptou conceitos usados em países como Estados Unidos. Ter contratado três pessoas que entendiam mesmo do negócio ajudou. Foi preciso ainda equilibrar os custos com a capacidade de pagamento do cliente e convencer médias e grandes empresas de que terceirizar o departamento de recursos humanos valia a pena. A empresa, que nasceu num escritório de apenas 20 metros quadrados em Moema, em São Paulo, não pára de crescer. Seus serviços são cobrados por funcionário atendido, um meio justo de acompanhar o crescimento dos clientes. 14 ALMANAQUE FGVcenn

14 SEMANA DO EMPREENDEDORISMO SINA COSMÉTICOS Negócio próprio exige coragem, paixão e criação Desafio do empreendedor é igual ao do executivo: não pode, mas se falhar, deve saber se reerguer e recomeçar Divulgação/Sina Cosméticos Empreender é tão difícil quanto ser empregado e encarar um chefe todos os dias. Exige um pouco mais de liberdade, primairmã da criação, além de paixão e bons profissionais. Também é preciso apertar o cinto, se preparar para o solavanco e avançar sem medo rumo ao sucesso. Essa foi a fórmula que Amalia Sina adotou para abrir seu próprio negócio, a Sina Cosméticos, após bem-sucedida carreira de 23 anos como executiva. Primeira mulher em 100 anos a comandar a divisão de tabaco da Philip Morris, cargo seguinte ao de presidente da Walita e dos laboratórios White Whitehall, Amalia diz que não há diferença entre dirigir o próprio negócio e ser o CEO na empresa dos outros. Você não pode falhar. Mas se falhar, deve saber se reerguer e recomeçar. Critérios Palestrante da 4ª Semana de Empreendedorismo, Amalia revela que a opção pelo ramo de cosméticos obedeceu critérios muito objetivos: o setor cresce à taxa de 12% há 24 anos; o Brasil é o terceiro maior mercado do mundo, com faturamento anual de R$ 16 bilhões; e seu públicoalvo é exigente, informado e influente: a mulher, responsável por 80% das decisões de compra da família. Há dois anos, Amalia escolheu a maior feira mundial de beleza, a Cosmoprof de Bolonha, Itália, para lançar sua empresa com pedigree internacional e a missão de ser ética, eficiente e criativa. Construído com madeiras brasileiras certificadas, o estande ao lado de outros expositores já mostrava o diferencial da Sina. Somos uma empresa comprometida em entregar o melhor produto sem destruir o planeta. Até Bolonha, foram nove meses de muito trabalho. Da produção inicial de 25 quilos, hoje a Sina fabrica cinco toneladas de cada produto da linha Amazonutry. Presente na Dinamarca, Inglaterra e Estados Unidos, começa a abrir espaço no mercado chinês e já fechou 360 contratos internacionais. Saber enxergar oportunidades é fundamental. A Sina investe em biotecnologia para ampliar a vocação de empresa verde. Associou-se à empresa SuperBac, que desenvolve bactérias capazes de eliminar qualquer resíduo, como sujeira e gordura, com amplas possibilidades de uso na recuperação ambiental. Juntas, criaram um selo para certificar fabricantes que usam a biotecnologia. Como não poderia deixar de ser, a Sina será a primeira empresa certificada. ALMANAQUE FGVCENN

15 SEMANA DO EMPREENDEDORISMO Artemisia Brasil Divulgação/Artemisia Oficina de criatividade da Artemisia Capacitar para fazer a diferença Jovens empreendedores recebem formação para tornar viáveis negócios que geram impactos sociais positivos Marcelo Cavalcanti, presidente da Artemisia Brasil Empreendedores de soluções para problemas sociais e ambientais são o alvo da Artemisia Brasil, organização que desde 2004 capacita jovens para o desenvolvimento de novos negócios. A cada ano, a Artemisia promove a seleção de cinco empreendedores de 18 a 35 anos, que vão receber formação para estabelecer um negócio sustentável, capaz de gerar receita e impacto social positivo. O perfil desses jovens deve combinar espírito empreendedor (visão de futuro e de oportunidades para transformar a visão em resultados concretos), liderança para mobilizar as pessoas, comportamento ético e criatividade para buscar novas soluções. Minha função é servir as pessoas que fazem a diferença para milhares de outras pessoas, resume Marcelo Cavalcanti, presidente da Artemisia, que lista entre os desafios do empreendedorismo sustentável a ausência de infra-estrutura jurídica e a busca de novos modelos de atuação. É preciso também oferecer inovação e potencial de escala, com a capacidade de replicar esses novos modelos para outros mercados, influenciar organizações e se tornar uma política pública. Durante a 4ª Semana de Empreendedorismo, a Artemisia apresentou cinco cases de negócios, selecionados e apoiados pelo Programa Jovens Empreendedores. Um desses exemplos é a Gastromotiva, formada há dois anos. A empresa do chef David Hertz é uma organização sem fins lucrativos que capacita e incentiva jovens a abrir negócios gastronômicos em suas comunidades. Essa capacitação acontece na prática: além de aulas sobre gastronomia, liderança, gestão e empreendedorismo, os aprendizes trabalham nos eventos sociais e corporativos atendidos pelo bufê da Gastromotiva. Momentos importantes Quando eu trabalhava como consultor, um problema que me incomodava muito era a falta de capacitação das pessoas, lembra Hertz. Além de transformar a vida dos jovens, essa formação permite oferecer serviço de qualidade nas comunidades de baixa renda. Essas comunidades gastam mais em festa e batizado. São momentos muito importantes para quem tem tão pouco e decidimos participar desses momentos. 16 ALMANAQUE FGVcenn

16 Leandro Leme/Artemisia Esse também é o pensamento de quatro profissionais da Arquitetas da Comunidade, que desenvolvem projetos de construção para a população de baixa renda. Após um projeto piloto no bairro de Campo Grande em Campinas, elas se inscreveram no Programa Jovens Empreendedores da Artemisia para tornar seu negócio visível, sustentável, com redução de custos e otimização de processos. Nós vamos à comunidade, fazemos o contato, identificamos as necessidades e fazemos projetos para famílias com renda de três a seis salários mínimos. A experiência mostra que não basta apresentar um projeto no papel. É preciso saber captar a expectativa do cliente, ajudá-lo a planejar a construção, levantar custos e, às vezes, auxiliar na captação de recursos, explica Katia Sartorelli. O planejamento permite construir em menor prazo e a menor custo, aliar soluções econômicas como o uso da energia solar e prevenir situações de risco. Museu e feira preta O apoio da Artemisia deu novo impulso à Museus Acessíveis. Há dois anos, essa empresa capacita museus para ampliar o acesso de visitantes portadores de deficiência e de outros com dificuldade de locomoção, como idosos e mães que empurram o carrinho do bebê. Aprendi que posso ganhar escala e oferecer essa capacitação em rede, barateando muito os nossos custos, observa Viviane Sarraf. Por meio do Programa de Jovens Empreendedores, ela assimilou os conceitos do negócio sustentável. Hoje sua empresa não espera mais ser procurada: leva aos museus sua proposta de beneficiar o máximo de pessoas. Idealizada por Adriana Barbosa em 2002 como um pequeno evento na Praça Benedito Calixto, a Feira Preta reuniu mais de 400 artistas, 300 expositores e 7 mil pessoas no Anhembi em 2007, em torno da Marcelo Rocha (de boné) orienta participante de oficina Arquitetas da Comunidade Leandro Leme/Artemisia auto-estima da população negra e da valorização da cultura afrobrasileira. A empresa também atua como promotora do empreendedorismo étnico, voltado a produtos para esse público. Adriana percebeu que, enquanto a economia brasileira cresce, aumenta também o poder de compra dos afro-descendentes - que representam 42% da população, consomem aproximadamente R$ 6 bilhões por ano, mas não têm suas necessidades atendidas. Em seis anos, mais de 100 mil pessoas passaram pelos eventos da Feira Preta. Antes da Artemisia, eu achava que era apenas um evento. Agora, vejo como a Feira impacta a vida das pessoas e pude me enxergar como empreendedora, testemunha Adriana. A promoção da cultura é o objetivo de Marcelo Rocha, conhecido como DJ Bola, que lidera o grupo de rap Voz da Periferia e administra uma produtora que capta recursos, patrocinadores e voluntários para eventos gratuitos em comunidades carentes. Em dois anos, já realizou mais de 25 eventos com público médio de 4 mil pessoas. Além de incentivar o microempreendedor local, que pode expor seus produtos nos eventos, DJ Bola possui um selo fonográfico, a Trindade Records, e tem programados seis eventos este ano no Jardim Angela. David Herz e equipe da Gastromotiva

17 SEMANA DO EMPREENDEDORISMO FUNDAÇÃO AMAZONas SUSTENTÁVEL Uma floresta pronta para novos negócios Projeto combina preservação ambiental, uso sustentável dos recursos naturais e melhor condição de vida para famílias Luiz Fernando Furlan, presidente da Fundação Amazonas Sustentável Sustentabilidade é uma palavra comprida que muita gente costuma associar só à ação dos ambientalistas. Outros, como o ex-ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio do Governo Lula, Luiz Fernando Furlan, a entendem como sinônimo de novas oportunidades profissionais em setores pouco explorados, principalmente para empreendedores jovens. Após colocar no seu currículo de empresário respeitado a experiência da vida pública, Furlan deixou o Governo em março de 2007 e nove meses depois abraçou outro ideal ao aceitar o convite para ser presidente da Fundação Amazonas Sustentável, cujo compromisso é preservar as florestas do Estado do Amazonas e melhorar a vida das pessoas que nelas vivem. Uso sustentável Com capital inicial de R$ 40 milhões metade do Bradesco e outros 50% do governo da Amazonas, a fundação criada em dezembro de 2007 tem uma meta ambiciosa: impedir o desmatamento em 34 unidades de conservação do Estado e ao mesmo tempo viabilizar projetos de uso sustentável dos recursos florestais. Temos um contrato com o governo do Amazonas para explorar, por 20 anos, serviços e produtos ambientais numa área de 16,4 milhões de hectares, explica Furlan. Divulgação/Fundação Amazonas Sustentável Segundo o ex-ministro, nesta área moram famílias. As que assinarem um compromisso para manter a floresta em pé receberão como recompensa por evitar o desmatamento R$ 50 por mês, contribuição que faz parte do programa Bolsa Floresta. O benefício é repassado para quem ajuda a proteger a floresta, pois é justamente essa floresta em pé que gera serviços ambientais. O programa incentiva a atividade econômica sustentável e oferece possibilidades a novos empreendedores. À procura de parcerias De olho em novos recursos para financiar operações e projetos de infra-estrutura na região, a Fundação Amazonas Sustentável pretende ampliar parcerias com a iniciativa privada, criando oportunidades para empreendedores que queiram explorar a floresta sem destruir o meio ambiente. Algumas empresas já exploram produtos da Amazônia, caso da castanha do Pará ou mesmo matéria-prima usada por indústrias de cosméticos. As oportunidades de negócios na região são imensas para quem souber aproveitar. O Bradesco, por exemplo, percebeu que o pagamento do Bolsa Floresta criava um novo nicho de clientes e hoje oferece na região até títulos de capitalização para quem mora no meio da floresta. 18 ALMANAQUE FGVcenn

18 SEMANA DO EMPREENDEDORISMO BANCO REAL Fazer o que é certo traz resultados Banco Real mostra que é possível promover qualidade de vida e preservar o planeta sem deixar de ter lucro fotos: eduardo lopes merege/fgvcenn Altair Assumpção O que o terceiro maior banco privado brasileiro, com 13,8 milhões de clientes e patrimônio líquido de R$ 12 bilhões pode fazer pelas pessoas? Esta pergunta está presente no dia-a-dia do Real desde 2001, quando o banco optou por um caminho sem volta chamado sustentabilidade. De lá para cá, o Real coleciona histórias de que é possível dar certo, fazendo a coisa certa e do jeito certo. Algumas dessas histórias foram contadas pelos diretores Altair Assumpção e Antonio Pulchinelli na 4ª Semana de Empreendedorismo. A estratégia da sustentabilidade está baseada na relação ganha-ganha-ganha, isto é, o banco, a sociedade e o cliente ganham. Todos os negócios são avaliados sob três perspectivas: a do lucro (mas não a qualquer preço), a social (qualidade de vida para todos) e a ambiental (respeito aos limites biofísicos do planeta). Dentro dessa filosofia, o banco passou a questionar sua responsabilidade em financiar atividades que geram impactos socioambientais. Era o caso de um curtume que possuía um sistema insatisfatório de tratamento de efluentes e que obteve crédito condicionado à eliminação dos problemas ambientais. Avaliamos mais de 7 mil empresas. E deixamos de trabalhar com 48 clientes que apresentavam ótimos balanços financeiros, mas cujas práticas não estavam sintonizadas com os nossos valores, lembra Pulchinelli. Essa sintonia fez com que o Sistema DryWash obtivesse apoio do banco para investir em melhorias no processo de lavar carros sem usar água. Hoje, o sistema, presente em mais de 20 cidades, lava 70 mil carros por mês e economiza mais de 22 milhões de litros de água. Antonio Pulchinelli Fornecedores As práticas dos fornecedores também fazem parte da visão de sustentabilidade do banco. Caso emblemático é o da empresa de entregas rápidas Help Express. Estimulada pelo Real, a Help Express formalizou a contratação dos motociclistas e promoveu curso de direção defensiva para melhorar o ambiente de trabalho e a auto-estima da equipe. Vale a pena apostar na sustentabilidade? Em 2001, 92% dos funcionários tinham orgulho de trabalhar na organização. O índice hoje é de 98%. Em maio, o Real foi eleito o banco sustentável do ano pelo jornal britânico Financial Times e o International Finance Corporation, ligado ao Banco Mundial. Exemplos de que fazer o que é certo dá certo. ALMANAQUE FGVCENN

19 Divulgação/meninos do morumbi SEMANA DO EMPREENDEDORISMO MENINOS DO MORUMBI Cantar, dançar e mudar o mundo Música faz os Meninos do Morumbi cruzarem a ponte rumo a um futuro melhor e mais bonito Maestro Flávio Pimenta, idealizador do projeto A banda Meninos do Morumbi teve início em 1996, quando o maestro Flávio Pimenta começou a ensinar música para tirar crianças da rua e do alcance do tráfico e da delinqüência juvenil. No fim daquele ano a banda reunia uma centena de jovens que participavam de atividades musicais e esportivas. Em 12 anos, foram mais de 700 shows, inclusive na França e na Inglaterra, que transformaram a vida de 4 mil crianças e adolescentes de bairros carentes da Zona Sul de São Paulo e dos municípios de Taboão da Serra e Embu. A saga desses meninos abriu a 4ª Semana de Empreendedorismo do FGVcenn. O projeto ensina a se dedicar, a valorizar a família e a escola, a mapear os bons valores, e fazer os jovens da periferia entenderem que existe uma ponte que vai do gueto e da favela para um futuro bonito, resume o maestro. Sem assistencialismo Com uma agenda bastante movimentada - só em 2007, foram 112 eventos - os jovens tocam, dançam e cantam arranjos como jongo, maracatu, funk, samba, maxixe e aguerê. Esses eventos respondem por 60% do orçamento da banda, que cobra cachê por apresentação. Cada jovem ajuda a pagar os funcionários e os prestadores de serviço. Temos 46 funcionários, não há voluntariado, nem assistencialismo, ressalva Pimenta. Um aparato profissional garante a qualidade das apresentações: técnicos, engenheiro de som, caminhão de equipamento, lanche para as crianças. A banda já se apresentou na Inglaterra, França e Estados Unidos. A sede no Morumbi, doada pela British Airways, foi palco da apresentação para o presidente norte-americano George W.Bush durante a visita ao Brasil em No suporte a esses futuros artistas, a associação conta com uma equipe de funcionários, formada por psicólogos, pedagogos, professores de inglês, informática e tudo o que for necessário para capacitar a banda em artes, esportes, capoeira e jiujitsu, entre outros cursos. Para participar desse grupo, o jovem deve estar na escola e com notas boas. São 600 alunos que aprendem canto, dança e instrumentos musicais. A banda tem programas em parceria com outras instituições para atender famílias, como mediação de conflitos e programas de combate à Aids e às drogas, maternidade precoce e dependência química. As parcerias com empresas fogem do formato assistencialista. Um exemplo é o projeto Garagem Digital com a HP Brasil que oferece 150 microcomputadores com banda larga para capacitação em informática. Essa parceria rendeu, inclusive, o prêmio Corporate Awards 2002, concedido pela Social Accountability International, organização não-governamental norte-americana pioneira em responsabilidade social corporativa, e a construção do portal da banda na internet. 20 ALMANAQUE FGVcenn

20 SEMANA DO EMPREENDEDORISMO Whirlpool Talento para inovar Fabricante investe no desenvolvimento de pessoas para criar eletrodomésticos e manter liderança no mercado Divulgação/Whirlpool Presente no Brasil com as marcas Brastemp, Consul e KitchenAid as duas primeiras líderes com 40% do mercado de linha branca e 70% da preferência do consumidor -, a Whirlpool acredita que as pessoas são a principal vantagem competitiva de uma empresa. Especialmente se a companhia pretende manter consumidores leais por toda a vida. Queremos estar em todos os lares e lugares com orgulho, paixão e performance, observa o presidente da Whirlpool na América Latina, José Aurélio Drummond Júnior. A inovação não acontece sozinha. O talento precisa ter a oportunidade de aflorar e empreender. Por isso, mantemos programas de trainees, estagiários e MBAs. A Whirlpool se orgulha de abrigar em seus três centros tecnológicos no Brasil (Rio Claro, Joinville e Manaus) um total de 500 engenheiros pesquisando novidades para o mercado brasileiro e para o mundo. Eles fazem parte do time de 22 mil funcionários em quatro fábricas e responsáveis por uma receita de R$ 6 bilhões em Se as pessoas forem mais talentosas, você tem mais confiança de correr o risco, observa Drummond. Importante também é a capacidade de sonhar e perseguir o sonho, sabendo que pode dar errado. Quando dá errado, temos que corrigir rápido. É preciso um ambiente que permita isso, pois tanto o sucesso como o fracasso não são responsabilidade de um só. Regras da inovação A Whirlpool adota algumas regras sobre inovação. A primeira é que a solução não é inovação se não for única, estimulante e difícil de copiar. Deve estar alinhada à estratégia global da companhia. Ah, sim, também deve trazer valor para o acionista, com resultado melhor que a média do produto substituído. Dentro dessas regras, a Whirlpool lançou a minilavadora Eggo, solução originalmente chinesa adaptada para a lavagem de peças íntimas no banheiro, o refrigerador Flex, que se transforma em freezer em menos de duas horas, e a linha Aquarela da Consul que permite escrever e desenhar nas portas e nas laterais do refrigerador. Drummond alerta que produto novo não é a mesma coisa que produto inovador. Inovação é a linha de purificadores de água que não são vendidos, mas alugados. Neste caso, a inovação da Whirlpool não foi alugar o produto e, sim, enxergar as oportunidades oferecidas pelo mercado da água. Este será o bem mais escasso da humanidade, uma commodity para ser negociada na BM&F, prevê. patrocinadores ouro prata bronze

21 Competições plano de negócios Alunos da EAESP ganham 8 FGV Latin Moot Corp Solução econômica para substituir turbinas de geração de energia eólica conquista primeiro lugar entre os planos de negócios inscritos em 2008 Nove equipes disputaram a oitava edição do FGV Latin Moot Corp, promovida pelo FGVcenn entre os dias 5 e 7 de março em São Paulo. O FGV Latin Moot Corp é a mais renomada competição de planos de negócios da América Latina voltada a alunos de pósgraduação. A equipe HWT, da Escola de Administração de Empresas de São Paulo (EAESP-FGV), venceu com uma solução inovadora na substituição das tradicionais turbinas usadas na geração de energia eólica. O segundo colocado foi a equipe e- Guide, da INCAE Business School da Costa Rica, que trouxe à competição um GPS com informações turísticas. A equipe Ecoplast, do IBMEC São Paulo, conquistou o terceiro lugar com a criação de um composto plástico ecológico. O FGV Latin Moot Corp destinou US$ 17 mil aos três vencedores, sendo US$ 10 mil para o primeiro colocado, US$ 5 mil para o segundo e US$ 2 mil para o terceiro. Para Severiano Leão Macedo Junior, integrante da equipe HWT, três fatores foram determinantes para vencer o 8º FGV Latin Moot Corp: "ser um plano ecologicamente correto que engloba um mercado crescente; deter tecnologia inovadora com registro de patente; e contar com um time multidisciplinar de advogados, engenheiros e administradores. O coordenador da competição, Rene José Rodrigues Fernandes, observa que o concurso contribui para o processo educacional e a formação dos concorrentes por meio de uma simulação do ambiente empresarial. "O FGV Latin Moot Corp estimula o clima de competição entre os alunos. E também é uma oportunidade para conhecerem o funcionamento de venture capital, terem contato com colegas de outras nacionalidades e apresentarem projetos para o mundo real", descreve. Sucesso também lá fora Em maio, as vencedoras HWT e e-guide representaram a América Latina na grande final mundial, o Global Moot Corp, promovido há 24 anos pela Universidade do Texas, em Austin (Estados Unidos). A competição reuniu 32 universidades de 13 países, sendo 18 norte-americanas. Em Austin, a equipe HWT recebeu o prêmio Outstanding Presentation e o e-guide conquistou o Outstanding Market. Terceira colocada do 8º FGV Latin Moot, a Ecoplast apresentou seu composto plástico na Stuart Clark Business Plan Competition, em Manitoba, Canadá. Os empreendedores voltaram dessa disputa com uma proposta de investimento para o início do negócio. 22 ALMANAQUE FGVcenn

22 fotos: eduardo lopes merege/fgvcenn ALMANAQUE FGVCENN

23 Competições plano de negócios Participantes do 8º FGV Latin Moot Corp 2008 EQUIPE ORIGEM RESUMO Zapcare SIMS Lavamix Ecommerce USIART E-GUIDE Ecoplast Procría Project HWT Brasil - Unifacs (Universidade de Salvador) Brasil - Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) Brasil - UFC (Universidade Federal do Ceará) Brasil - PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo) Brasil - Mackenzie Costa Rica - INCAE Business School Brasil - IBMEC São Paulo Argentina - Escuela de Direccion y Negócios de La Universidad Austral Brasil - FGV- EAESP (Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas) Construção de rede de informações sobre médicos e profissionais de saúde que facilite o processo de busca por um especialista e o agendamento de consultas. SIMS (Sistema de Integração Multidisciplinar em Saúde) é um software projetado para integrar e organizar todos os segmentos que atuam em serviços de saúde. Os relatórios, os resultados dos exames e outros diferentes tipos de descrição do tratamento de um paciente podem ser arquivados e acessados pelas pessoas autorizadas. A Lavamix Beneficiamento Têxtil Ltda. é uma empresa de serviços B2B (business-to-business) que realiza modificações em peças jeans através de processos físico-químicos como, por exemplo, o lixamento de uma peça até ficar com aspecto de gasta. Plataforma eletrônica de comércio com enfoque sustentável. Primeiro portal de comércio verde da América Latina, que promove, de forma transparente e responsável, a venda e a compra de produtos "ecologicamente corretos". Atuará no mercado de joalheria e no de prótese por meio do fornecimento de máquinas com cortes, formas e ângulos complexos em uma única instalação. Dispositivo de mão que exclui navegação pessoal (através do GPS) e apresenta informações detalhadas de destinos turísticos da Costa Rica por meio de texto, imagens, áudios e vídeos. Criação de composto plástico ecológico com a aplicação de fibras naturais tais como o bagaço do bastão de açúcar e a fibra do coco no molde de injeção. O Procría oferece um serviço de outsourcing para melhorar a eficiência da produção leiteira durante os primeiros dois anos de vida do animal, assumindo a criação de bezerros. Três dias após o nascimento, o filhote (fêmea) é separado da mãe - que está livre para fazer parte do estoque produtivo novamente - para a realização de exames capazes de estimular sua produtividade precoce, na idade de vinte quatro a vinte sete meses. A tecnologia HWT (Hovering Wind Turbine ou turbinas sustentadas pelo vento) permite a exploração de unidades geradoras eólicas ("UGEs") com custos e prazo de implantação mais baixos que as tecnologias convencionais. Com informações do site Universia. Disponível em: patrocinadores

24 fotos: eduardo lopes merege/fgvcenn Regras do jogo Pelas regras da competição, os participantes devem apresentar um plano completo de negócios com todas as informações para a estruturação e abertura de um novo empreendimento. As apresentações são feitas em inglês. A comissão julgadora, composta por acadêmicos, investidores de venture capital e empresários, avalia a viabilidade financeira e a probabilidade de sucesso dos projetos e escolhe aquele que vai representar os países latinos na Global Moot Corp Competition, em Austin. Para fazer essa escolha, os juízes devem responder à seguinte pergunta: em qual desses planos você, pessoalmente, investiria? Além do plano de negócios, são avaliados também o comportamento, o poder de persuasão e as atitudes dos representantes das equipes durante os três dias de competição. O consultor do Sebrae-SP (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado de São Paulo) Renato Fonseca de Andrade, que fez parte da comissão julgadora, avalia que venceu a equipe com maior poder de persuasão. "O plano de negócio tem que apresentar grande probabilidade de retorno financeiro, mas, na apresentação, a equipe deve saber defender o seu projeto com unhas e dentes. Afinal, se alguém tem que confiar no projeto, esse alguém é o empreendedor." ALMANAQUE FGVCENN

25 Competições ONE NATURAL EXPERIENCE Da sala de aula para a Califórnia Incentivado pelo FGVcenn, vencedor do FGV Latin Moot Corp 2005 é um bem-sucedido empresário de bebidas saudáveis na América do Norte Mais do que um concurso acadêmico, o FGV Latin Moot Corp pode ser a porta do sucesso para um empreendedor de visão. Que o diga o mineiro Rodrigo Veloso, de 29 anos, que venceu a etapa nacional do FGV Latin Moot Corp em 2005 com a idéia de vender água de coco em caixinha no mercado norte-americano e canadense. O plano de negócios elaborado por Rodrigo e seu colega americano Eric Loudon não ganhou a competição mundial na Universidade de Austin, no Texas, mas conquistou algo mais importante: investidores que apostaram nessa idéia. Desde 2006, Rodrigo mora em Los Angeles, Califórnia, de onde comanda a ONE Natural Experience (O.N.E.), cujos produtos naturais estão presentes em mais de 10 mil pontos de venda no mercado norte-americano. Sucesso entre as celebridades, como atestam as fotos na página da empresa na internet, a O.N.E. deve fechar 2008 com faturamento superior a US$ 9 milhões (um crescimento de 250% em relação a 2007) e planos de chegar aos mercados europeu e asiático em O segredo desse sucesso foi vender não um suco exótico produzido no Brasil e sim bebidas funcionais. Nos Estados Unidos, este é um mercado que cresce US$ 2 bilhões por ano, enquanto cai o consumo das bebidas gasosas, de baixo valor nutricional e alto teor de açúcar como os refrigerantes. No caso da água de coco, estamos vendendo uma bebida com alto poder de hidratação, uma alternativa natural aos isotônicos artificiais e com maior concentração de potássio que a banana. Um produto perfeito, por exemplo, para quem pratica esporte, lembra Rodrigo. Este ano, a O.N.E. foi premiada como melhor empresa de bebidas dos EUA pela Health Magazine. Onde tudo começou A história da O.N.E. começou na Fundação Getulio Vargas, mais precisamente nas aulas de empreendedorismo do professor José Augusto Corrêa, fundador e coordenador do FGVcenn. Ele incentivava a escrever o plano como se fosse o nosso negócio de verdade, lembra Rodrigo. E como um negócio de verdade, a O.N.E. se divulgação/one natural experience prepara para ampliar o seu portfólio de produtos, todos fabricados e embalados no Brasil. Hoje, dois anos depois de lançar a água de coco, a O.N.E. também é conhecida pelo suco de açaí, apresentado ao mercado norte-americano em 2007 como a fruta que contém o maior número de antioxidantes. A empresa acaba de lançar mais duas novidades. Uma delas é o suco 26 ALMANAQUE FGVcenn

26 de caju, fruta rica em ferro e com cinco vezes mais vitamina C que a laranja. Antes da O.N.E., o suco de caju era encontrado apenas em lojas de produtos étnicos nos EUA. A outra novidade é simplesmente o primeiro suco de polpa de café do mundo. A tradicional bebida quente aproveita apenas o grão (caroço) que é torrado e moído. A inovação da O.N.E. é oferecer suco da polpa (a parte vermelha que envolve o grão) que até agora era desprezada. Rico em polifenóis e vitamina C, o suco estreou este ano com grande aceitação no mercado norte-americano, garante Rodrigo. A O.N.E. também lançou uma edição limitada de água de coco em embalagens criadas pelo artista plástico brasileiro Romero Britto, que mora nos Estados Unidos. O lançamento foi um sucesso, não apenas por causa do artista e das propriedades da bebida: os lucros dessa edição serão doados para construção de cisternas de captação de água das chuvas nas áreas pobres do Nordeste Brasileiro. As pessoas chegam a andar oito quilômetros para conseguir água durante a seca, observa Rodrigo. Um projeto que tem tudo a ver com o negócio da O.N.E.: saúde e Brasil. Rodrigo Veloso: novos produtos e crescimento de 250% no faturamento ALMANAQUE FGVCENN

27 Competições aliança Sumaq Estratégia para empresas que geram valor social Escolas da América Latina e Europa premiam planos de negócios socialmente empreendedores 28 ALMANAQUE FGVcenn Empresas cujo objetivo é gerar resultados sociais ou ambientais também precisam ter uma estratégia de mercado e de negócio para sobreviver. Esse é foco da Competição de Planos de Negócios Socialmente Empreendedores promovida desde 2006 pela Aliança Sumaq, uma associação que reúne oito escolas de negócios da América Latina e Espanha. Os organizadores da competição definem o empreendedor social como aquele que estabelece ou lidera uma organização, com ou sem fins lucrativos, para oferecer produtos ou serviços inovadores que beneficiam populações excluídas. Esses empreendedores criam organizações híbridas que empregam metodologias de negócio, mas seu objetivo principal é a criação de valor social ou ambiental. A Escola de Administração de Empresas da Fundação Getulio Vargas (FGV-EAESP), berço do FGVcenn, é a única representante brasileira da Aliança. Também fazem parte da associação a IE Business School (Espanha), Instituto Tecnológico de Monterrey EGADE (México), INCAE (Costa Rica), PUC (Chile), Universidad de San Andrés (Argentina), IESA (Venezuela) e Universidad de Los Andes (Colombia). A competição é aberta a equipes de alunos da graduação, pós-graduação ou ex-alunos formados há pelo menos dois anos nessas escolas. Uma comissão formada por representantes das oito escolas e mais um juiz independente avaliam os empreendimentos segundo critérios como idéia, impacto social, equipe de gestão, oportunidade de mercado, modelo de negócio e estratégia, sustentabilidade financeira e retorno social do investimento. Em 2007, o projeto VeloCity, da espanhola IE Business School, venceu a competição entre os 15 planos de negócios inscritos. Trata-se de um projeto de bicicletas urbanas na Espanha que mede a quantidade de emissões de carbono evitadas por quilômetro e serve como instrumento de responsabilidade social para empresas participantes do programa. O caso brasileiro O case Tekoha foi selecionado pelo FGVcenn para representar o Brasil em A Tekoha é uma organização que comercializa produtos 100% artesanais e ecologicamente sustentáveis, como cestaria, bijuterias e utensílios domésticos, produzidos por comunidades das regiões Norte e Nordeste do Brasil. O objetivo do negócio, pautado por princípios de ética e trans-

28 parência, é gerar renda para ser aplicada na melhoria da qualidade de vida das comunidades produtoras, valorizar a cultura local e criar produtos naturais, biodegradáveis e ecologicamente sustentáveis. Na apresentação do plano de negócios, a equipe formada por Henrique Bussacos, Lícia Rosa, Rodrigo Moura e Thiago Seiki Kato, Maurício Romaniewicz, Andressa Trivelli e Isabelle Pavin assinala, porém, que a atuação da Tekoha vai muito além de vender produtos ou serviços. Segundo a equipe, a Tekoha proporciona uma experiência que contribui para a evolução do nível de consciência dos consumidores e de todas as partes envolvidas nos processos Tekoha. Esta experiência pode começar com a compra virtual de um artesanato. E evoluir até o contato direto com a realidade das comunidades. ALMANAQUE FGVCENN

29 ENTREVISTA Com José Augusto Corrêa - fundador do FGVcenn Empreender é muito mais que começar um novo negócio O sucesso de um empreendimento é resultado de inovação no tempo e no espaço O engenheiro José Augusto Corrêa iniciou sua carreira como professor em 1998, por insistência de um consultor de sua empresa que era professor na Fundação Getulio Vargas. Começou na Escola de Administração (EAESP-FGV) dando o curso Competitividade Global, que ele mesmo criou com base na sua experiência no mercado internacional. Dinâmico e entusiasmado, sua vivência empresarial não lhe permitiu ficar somente dando aula. Com a ajuda essencial de outros colegas, em 2004 tirou do papel um projeto embrionário para criação de um centro de empreendedorismo. Somou ao projeto o conceito de novos negócios e daí surgiu o Centro de Empreendedorismo e Novos Negócios (FGVcenn), cujo objetivo é conscientizar as pessoas sobre seu potencial como empreendedoras. Qual o objetivo do FGVcenn? Do ponto de vista acadêmico, a idéia é criar a cultura empreendedora dentro da Fundação Getulio Vargas, que vem adotando posições de vanguarda no meio universitário. E consolidar a Fundação como um centro de excelência e referência quando o assunto é empreendedorismo. Qual o diferencial oferecido a alunos e colaboradores? Trabalhamos com a realidade brasileira. É difícil ensinar administração e empreendedorismo a partir de cases que fazem parte de currículos de universidades estrangeiras. Outros países têm realidades econômicas diferentes da nossa. O acesso ao capital, por exemplo, é mais fácil. Quais as vantagens que esse tipo de abordagem traz? Ao valorizar o estudo das empresas brasileiras, geramos e expandimos conhecimento sobre empreendedorismo no Brasil, que é outro objetivo do FGVcenn. Isso permite que mais pessoas tenham condições de se tornar empregadores e não mais empregados, fato importante numa economia que não sustenta mais o tradicional mercado de emprego com carteira assinada. Existe diferença entre o empreendedor e uma pessoa que simplesmente abre um negócio? Sim. O empreendedorismo inclui a abertura de um negócio, mas é muito mais do que isso. É a atitude da pessoa que consegue enxergar a oportunidade de negócio onde as demais só enxergam problemas. O que é mais importante para o empreendedor? Definir o mercado no qual quer atuar. Um empreendedor tem mais chances de ter sucesso se conhecer o mercado no qual pretende inovar com seu empreendimento. Se trabalha com gado, por exemplo, pode ver num chip de computador a oportunidade de armazenar toda informação sobre cada boi. E desenvolver um meio de colocar um chip em cada cabeça de gado. É a oportunidade de criar um mercado de 200 milhões de chips. Como uma pessoa consegue calcular o valor de mercado de uma idéia? E como sabe se o negócio vale o investimento? Depende da formação do empreendedor. Mas quanto mais conhecimento tiver e maior sua rede de contatos, cresce a chance de ter a noção correta do negócio. Por isso, vale a pena freqüentar e partici- 30 ALMANAQUE FGVcenn

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ JOVEM APRENDIZ Eu não conhecia nada dessa parte administrativa de uma empresa. Descobri que é isso que eu quero fazer da minha vida! Douglas da Silva Serra, 19 anos - aprendiz Empresa: Sinal Quando Douglas

Leia mais

UMA PROPOSTA INOVADORA PARA ENSINAR EMPREENDEDORISMO AOS JOVENS

UMA PROPOSTA INOVADORA PARA ENSINAR EMPREENDEDORISMO AOS JOVENS UMA PROPOSTA INOVADORA PARA ENSINAR EMPREENDEDORISMO AOS JOVENS www.empreende.com.br emp@empreende.com.br FAZENDO ACONTECER Programa de ensino de empreendedorismo inovador em nível mundial, desenvolvido

Leia mais

No Brasil, a Shell contratou a ONG Dialog para desenvolver e operar o Programa, que possui três objetivos principais:

No Brasil, a Shell contratou a ONG Dialog para desenvolver e operar o Programa, que possui três objetivos principais: PROJETO DA SHELL BRASIL LTDA: INICIATIVA JOVEM Apresentação O IniciativaJovem é um programa de empreendedorismo que oferece suporte e estrutura para que jovens empreendedores de 18 a 30 anos desenvolvam

Leia mais

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE Palestra para o Conselho Regional de Administração 1 O QUE É O SEBRAE? 2 O Sebrae O Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas da Bahia

Leia mais

A Feira do Empreendedor 2014 em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação.

A Feira do Empreendedor 2014 em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação. 1 A Feira do Empreendedor é um evento de sucesso promovido pelo SEBRAE-SP, com o objetivo de oferecer informação, conhecimento e oportunidade para empresários e futuros empreendedores. A Feira do Empreendedor

Leia mais

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO 1 BUSINESS GAME UGB Eduardo de Oliveira Ormond Especialista em Gestão Empresarial Flávio Pires Especialista em Gerencia Avançada de Projetos Luís Cláudio Duarte Especialista em Estratégias de Gestão Marcelo

Leia mais

Empresas descobrem a importância da educação no trabalho e abrem as portas para pedagogos

Empresas descobrem a importância da educação no trabalho e abrem as portas para pedagogos Empresas descobrem a importância da educação no trabalho e abrem as portas para pedagogos Já passou a época em que o pedagogo ocupava-se somente da educação infantil. A pedagogia hoje dispõe de uma vasta

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 Even e Junior Achievement de Minas Gerais UMA PARCERIA DE SUCESSO 1 SUMÁRIO Resultados Conquistados... 3 Resultados do Projeto... 4 Programa Finanças Pessoais... 5 Conceitos

Leia mais

Inovação é oxigênio para os pequenos negócios CASO DE SUCESSO

Inovação é oxigênio para os pequenos negócios CASO DE SUCESSO CASO DE SUCESSO O empresário Marcelo Folha conseguiu tirar o restaurante do vermelho graças ao atendimento que recebeu do Sebrae, por meio do Programa Agentes Locais de Inovação. Inovação é oxigênio para

Leia mais

O dentista que virou dono de restaurante chinês 1

O dentista que virou dono de restaurante chinês 1 O dentista que virou dono de restaurante chinês 1 O cirurgião dentista Robinson Shiba, proprietário da rede China In Box, em 1992 deixava de exercer sua profissão como dentista para inaugurar a primeira

Leia mais

AÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E CULTURAIS

AÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E CULTURAIS AÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E CULTURAIS Relatório de Atividades 2014 Sumário 1.0 Introdução - Pág 3 2.0 Quem Somos, Estatísticas, Valores - Pág 4 3.0 Projetos 2014 - Pág 5 a 15 3.1 Novo site - Pág 5 a 12

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Instrutora: Keila Coimbra Senac Varejo 1/44. Foto: Stock.Schng

EMPREENDEDORISMO. Instrutora: Keila Coimbra Senac Varejo 1/44. Foto: Stock.Schng EMPREENDEDORISMO Instrutora: Keila Coimbra Senac Varejo Foto: Stock.Schng 1/44 CONCEITO Empreendedorismo é o estudo voltado para o desenvolvimento de competências e habilidades relacionadas à criação de

Leia mais

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Inscrição Prêmio ABF-AFRAS - Categoria Fornecedor

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Inscrição Prêmio ABF-AFRAS - Categoria Fornecedor PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Inscrição Prêmio ABF-AFRAS - Categoria Fornecedor Dados da empresa Razão Social: Visa do Brasil Empreendimentos Ltda. Nome Fantasia:

Leia mais

Nome e contato do responsável pelo preenchimento deste formulário: Allyson Pacelli (83) 88252115 e Mariana Oliveira.

Nome e contato do responsável pelo preenchimento deste formulário: Allyson Pacelli (83) 88252115 e Mariana Oliveira. Dados da empresa PRÊMIO ABF- AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Franqueado Razão Social: Capacita Empreendimentos Educacionais Nome Fantasia: SOS Educação Profissional

Leia mais

Empreender na Aposentadoria

Empreender na Aposentadoria Empreender na Aposentadoria A Terceira Idade Produtiva Profª Carla Rufo Instituto Federal de São Paulo campus São Carlos profcarla_r@hotmail.com Parece filme de terror... O Brasil possui atualmente 17,9

Leia mais

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL Trabalho apresentado no III ENECULT Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura, realizado entre os dias 23 a 25 de maio de 2007, na Faculdade de Comunicação/UFBa, Salvador-Bahia-Brasil. METODOLOGIA

Leia mais

DICAS PARA SEU PROCESSO SELETIVO

DICAS PARA SEU PROCESSO SELETIVO DICAS PARA SEU PROCESSO SELETIVO Você tem um real interesse em mudar de emprego? O headhunter entende que quando o candidato toma a decisão de avaliar o mercado, ele está à procura de uma oportunidade

Leia mais

ações de cidadania ONG estimula o protagonismo de jovens para que eles atuem transformando a realidade de região castigada pela seca no Ceará

ações de cidadania ONG estimula o protagonismo de jovens para que eles atuem transformando a realidade de região castigada pela seca no Ceará ações de cidadania Onde o sol nasce ONG estimula o protagonismo de jovens para que eles atuem transformando a realidade de região castigada pela seca no Ceará O triste cenário já é um velho conhecido por

Leia mais

PROGRAMAs de. estudantil

PROGRAMAs de. estudantil PROGRAMAs de empreendedorismo e protagonismo estudantil Ciclo de Palestras MAGNUM Vale do Silício App Store Contatos Calendário Fotos Safari Cumprindo sua missão de oferecer uma educação inovadora e de

Leia mais

Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social. O Projeto Social Luminando

Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social. O Projeto Social Luminando Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social O Projeto Social Luminando O LUMINANDO O Luminando surgiu como uma ferramenta de combate à exclusão social de crianças e adolescentes de comunidades

Leia mais

Campus Cabo Frio. Projeto: Incubadora de Empresas criação de emprego e renda.

Campus Cabo Frio. Projeto: Incubadora de Empresas criação de emprego e renda. Campus Cabo Frio Trabalho de Microeconomia Prof.: Marco Antônio T 316 / ADM Grupo: Luiz Carlos Mattos de Azevedo - 032270070 Arildo Júnior - 032270186 Angélica Maurício - 032270410 Elias Sawan - 032270194

Leia mais

Estamos presentes em 20 estados

Estamos presentes em 20 estados http://goo.gl/7kuwo O IDEBRASIL é voltado para compartilhar conhecimento de gestão com o empreendedor do pequeno e micro negócio, de forma prática, objetiva e simplificada. A filosofia de capacitação é

Leia mais

MINIWEB EDUCAÇÃO - A EXPERIÊNCIA DA CRIAÇÃO DE UM PORTAL EDUCACIONAL E CURSOS A DISTÂNCIA.

MINIWEB EDUCAÇÃO - A EXPERIÊNCIA DA CRIAÇÃO DE UM PORTAL EDUCACIONAL E CURSOS A DISTÂNCIA. 1 MINIWEB EDUCAÇÃO - A EXPERIÊNCIA DA CRIAÇÃO DE UM PORTAL EDUCACIONAL E CURSOS A DISTÂNCIA. Profa. Arlete Embacher MiniWeb Educação S/C Ltda webmaster@miniweb.com.br Resumo Este relato descreve como surgiu

Leia mais

FILOSOFIA EMPRESARIAL

FILOSOFIA EMPRESARIAL FILOSOFIA EMPRESARIAL FILOSOFIA EMPRESARIAL Bebidas S/A Troféu Prata FILOSOFIA EMPRESARIAL MISSÃO SACIAR NATURALMENTE A SEDE DOS GAÚCHOS. Bebidas S/A Troféu Prata FILOSOFIA EMPRESARIAL VISÃO QUEREMOS SER

Leia mais

Empreendedorismo na prática

Empreendedorismo na prática Empreendedorismo na prática Autor: José Carlos Assis Dornelas Aluno: Douglas Gonzaga; Diana Lorenzoni; Paul Vogt; Rubens Andreoli; Silvia Ribeiro. Turma: 1º Administração Venda Nova do Imigrante, Maio

Leia mais

Seminário gratuito do PROFUTURO aborda estratégias para o crescimento dos negócios

Seminário gratuito do PROFUTURO aborda estratégias para o crescimento dos negócios Seminário gratuito do PROFUTURO aborda estratégias para o crescimento dos negócios O Programa de Estudos do Futuro da FIA (Fundação Instituto de Administração) realizará no dia 24 de agosto, a partir das

Leia mais

O RH dos sonhos dos CEOs

O RH dos sonhos dos CEOs O RH dos sonhos dos CEOs Expectativas e estratégias da liderança para os Recursos Humanos Presidentes de empresas de todos os portes falaram sobre a importância dos Recursos Humanos para as suas empresas

Leia mais

EMPREENDEDORISMO DE. Professor Victor Sotero

EMPREENDEDORISMO DE. Professor Victor Sotero EMPREENDEDORISMO DE NEGÓCIOS COM INFORMÁTICA Professor Victor Sotero 1 OBJETIVOS DA DISCIPLINA Esta disciplina apresenta uma metodologia para formação de empreendedores. Aberta e flexível, baseada em princípios

Leia mais

Dados sobre a Feira do Empreendedor 2015

Dados sobre a Feira do Empreendedor 2015 Dados sobre a Feira do Empreendedor 2015 1 Feira do Empreendedor 2015 O sucesso é grande. Há pessoas que demostram o interesse em adquirir até 10 máquinas de uma só vez. Alexandre Ronconi, diretor da Hot

Leia mais

MARIANA IMPLEMENTA LEI GERAL DA MICRO E PEQUENA EMPRESA

MARIANA IMPLEMENTA LEI GERAL DA MICRO E PEQUENA EMPRESA INFORMATIVO DEZEMBRO DE 2013 Acesse também: www.mariana.gov.br MARIANA IMPLEMENTA LEI GERAL DA MICRO E PEQUENA EMPRESA Promover a criação de um ambiente favorável para valorizar a micro e pequena empresa,

Leia mais

NASCER BEM 2/44. Foto: Stock.Schng

NASCER BEM 2/44. Foto: Stock.Schng 2/44 Foto: Stock.Schng NASCER BEM OBJETIVOS: Fase 1: * Fornecer informações e orientações para empreendedores que pretendem iniciar um negócio, sobretudo na elaboração do Plano de Negócio. 3/44 Foto: Stock.Schng

Leia mais

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade O caminho para o sucesso Promovendo o desenvolvimento para além da universidade Visão geral Há mais de 40 anos, a Unigranrio investe em ensino diferenciado no Brasil para cumprir com seu principal objetivo

Leia mais

.: parceria para a gestão eficaz

.: parceria para a gestão eficaz .: parceria para a gestão eficaz Eu tenho como objetivo inspirar as pessoas ao meu redor a buscar se desenvolver e alcançar a gestão eficaz dos negócios além de motivar o empreendedorismo. O espírito empreendedor

Leia mais

Nossa atuação no setor financeiro

Nossa atuação no setor financeiro Nossa atuação no setor financeiro No mundo No Brasil O porte da equipe de Global Financial Services Industry (GFSI) da Deloitte A força da equipe do GFSI da Deloitte no Brasil 9.300 profissionais;.850

Leia mais

Energisa e Junior Achievement de Minas Gerais: UMA PARCERIA DE SUCESSO

Energisa e Junior Achievement de Minas Gerais: UMA PARCERIA DE SUCESSO Energisa e Junior Achievement de Minas Gerais: UMA PARCERIA DE SUCESSO Minas Gerais 2013 1 SUMÁRIO Resultados Gerais Junior Achievement... 2 Resultados Conquistados desta parceria... 3 Resultados Conquistados

Leia mais

A Feira do Empreendedor 2014em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação.

A Feira do Empreendedor 2014em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação. 1 A Feira do Empreendedor é um evento de sucesso promovido pelo SEBRAE-SP, com o objetivo de oferecer informação, conhecimento e oportunidade para empresários e futuros empreendedores. A Feira do Empreendedor

Leia mais

Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio.

Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio. Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio. Plano de negócios estruturado ajuda na hora de conseguir financiamento. Veja dicas de especialistas e saiba itens que precisam constar

Leia mais

Negociação Estratégica e Gestão de Conflitos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Negociação Estratégica e Gestão de Conflitos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Guaiaquil tira proveito da IoE para oferecer à população os benefícios da telemedicina e do governo eletrônico

Guaiaquil tira proveito da IoE para oferecer à população os benefícios da telemedicina e do governo eletrônico Guaiaquil tira proveito da IoE para oferecer à população os benefícios da telemedicina e do governo eletrônico RESUMO EXECUTIVO Objetivo Melhorar a vida dos moradores e ajudálos a serem bem-sucedidos na

Leia mais

2ª SEMANA NACIONAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA MARÇO

2ª SEMANA NACIONAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA MARÇO Design & Saúde Financeira para maiores de 50 anos Vera Damazio Laboratório Design Memória Emoção :) labmemo (: O que Design tem a ver com Saúde Financeira para maiores de 50 anos? E o que faz um Laboratório

Leia mais

Você sabe onde quer chegar?

Você sabe onde quer chegar? Você sabe onde quer chegar? O Ibmec te ajuda a chegar lá. Gabriel Fraga, Aluno de Administração, 4º periodo, Presidente do Ibmex, Empresa Jr. Ibmec. Administração Ciências Contábeis Ciências Econômicas

Leia mais

_ APLAUSOS - PROGRAMA GLOBAL DE RECONHECIMENTO DA ANGLO AMERICAN

_ APLAUSOS - PROGRAMA GLOBAL DE RECONHECIMENTO DA ANGLO AMERICAN _ APLAUSOS - PROGRAMA GLOBAL DE RECONHECIMENTO DA ANGLO AMERICAN Apresentação e Cenário A Anglo American é uma das maiores empresas de mineração do mundo, com operações na África do Sul, América do Sul

Leia mais

Comunidade Solidária: parcerias contra a pobreza

Comunidade Solidária: parcerias contra a pobreza Comunidade Solidária: parcerias contra a pobreza OConselho da Comunidade Solidária foi criado em 1995 com base na constatação de que a sociedade civil contemporânea se apresenta como parceira indispensável

Leia mais

O que é? Um Programa para entender a relação da INOVAÇÃO com você, a próxima geração.

O que é? Um Programa para entender a relação da INOVAÇÃO com você, a próxima geração. Carreira 2015 O que é? Um Programa onde jovens compartilham com você, as trajetórias profissionais que percorreram. E discutem pontos importantes a serem considerados no momento de sua ESCOLHA PROFISSIONAL.

Leia mais

Só vence nos negócios quem se preocupa com as pessoas

Só vence nos negócios quem se preocupa com as pessoas Só vence nos negócios quem se preocupa com as pessoas Dezoito anos à frente da maior empresa de inseminação Artificial Bovina do Brasil, Heverardo Rezende Carvalho conta o que teve que aprender para se

Leia mais

Promover maior integração

Promover maior integração Novos horizontes Reestruturação do Modelo de Gestão do SESI leva em conta metas traçadas pelo Mapa Estratégico Promover maior integração entre os departamentos regionais, as unidades de atuação e os produtos

Leia mais

QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS!

QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS! QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS! 4 Introdução 5 Conheça seu público 5 Crie uma identidade para sua empresa 6 Construa um site responsivo 6 Seja direto, mas personalize o máximo possível

Leia mais

QUANDO TODO MUNDO JOGA JUNTO, TODO MUNDO GANHA!

QUANDO TODO MUNDO JOGA JUNTO, TODO MUNDO GANHA! QUANDO TODO MUNDO JOGA JUNTO, TODO MUNDO GANHA! NOSSA VISÃO Um mundo mais justo, onde todas as crianças e todos os adolescentes brincam, praticam esportes e se divertem de forma segura e inclusiva. NOSSO

Leia mais

II SIMPÓSIO DE PESQUISA E DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS 2014 ANAIS

II SIMPÓSIO DE PESQUISA E DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS 2014 ANAIS BUSINESS GAME UGB VERSÃO 2 Luís Cláudio Duarte Graduação em Administração de Empresas APRESENTAÇÃO (DADOS DE IDENTIFICAÇÃO) O Business Game do Centro Universitário Geraldo Di Biase (BG_UGB) é um jogo virtual

Leia mais

TÍTULO: COMERCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO

TÍTULO: COMERCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO TÍTULO: COMERCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES): EBERSON EVANDRO DA SILVA GUNDIN, PAULO

Leia mais

Ana possui uma promissora. Ambiente virtual para inovar

Ana possui uma promissora. Ambiente virtual para inovar Ambiente virtual para inovar Secti lança Portal Paraense de Inovação para conectar atores estratégicos e aumentar investimento em inovação no Pará Por Igor de Souza Ana possui uma promissora empresa de

Leia mais

UMA PARCERIA DE SUCESSO!

UMA PARCERIA DE SUCESSO! RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013 Parceria Santa Dorotéia e Junior Achievement de Minas Gerais: UMA PARCERIA DE SUCESSO! 1 SUMÁRIO 1. Resultados Conquistados... 3 2. Resultados 2013... 4 3. Resultados Pesquisas...

Leia mais

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com. AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.br COM O SEBRAE, O SEU NEGÓCIO VAI! O Sebrae Goiás preparou diversas

Leia mais

Gestão. Práticas. Editorial. Geovanne. Acesse online: 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) 03 e 04

Gestão. Práticas. Editorial. Geovanne. Acesse online: 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) 03 e 04 Práticas de Gestão Editorial Geovanne. 02 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) Como faço isso? Acesse online: 03 e 04 www. No inicio da década de 90 os

Leia mais

InfoReggae - Edição 32 Inclusão Digital 11 de abril de 2014. Coordenador Executivo José Júnior

InfoReggae - Edição 32 Inclusão Digital 11 de abril de 2014. Coordenador Executivo José Júnior O Grupo Cultural AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a autoestima de jovens das camadas populares.

Leia mais

jeitos demudar mundo para crianças venda proibida Sandra Aymone

jeitos demudar mundo para crianças venda proibida Sandra Aymone 8 jeitos demudar o mundo para crianças venda proibida Sandra Aymone Autora: Sandra Aymone Coordenação editorial: Sílnia N. Martins Prado Preparação e revisão: Katia Rossini Ilustração: Leandro Bucate Projeto

Leia mais

Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide

Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide A Nova América na vida das pessoas 8 Cultural Empresarial Missão Do valor do campo ao campo de valor

Leia mais

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio CBA Comércio Internacional Comércio Internacional A intensidade das relações comerciais e produtivas das empresas no atual contexto econômico tem exigido das empresas um melhor entendimento da complexidade

Leia mais

Prêmio Jovens Inspiradores 2014 está com inscrições abertas

Prêmio Jovens Inspiradores 2014 está com inscrições abertas Prêmio Jovens Inspiradores 2014 está com inscrições abertas O que jovens brasileiros podem fazer diante dos intrincados e desafiadores problemas do país? Muito, provam jovens inspiradores. O potiguar Samuel

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE TERCEIRIZAÇÃO - TST -

AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE TERCEIRIZAÇÃO - TST - AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE TERCEIRIZAÇÃO - TST - (4 e 5 de outubro de 2011) PROF. LÍVIO GIOSA PROF. LÍVIO GIOSA Administrador de Empresas com Pós Graduação em Business Administration pela New York University

Leia mais

A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores da Alegria

A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores da Alegria Agentes Financiadores Notícias e atualidades sobre Agentes Financiadores nacionais e internacionais página inicial A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores

Leia mais

VISÃO Crescer sustentavelmente e ser referência nacional em serviços imobiliários de qualidade.

VISÃO Crescer sustentavelmente e ser referência nacional em serviços imobiliários de qualidade. MISSÃO Oferecer serviços imobiliários de qualidade, gerando valor para os clientes, colaboradores, sociedade e acionistas. VISÃO Crescer sustentavelmente e ser referência nacional em serviços imobiliários

Leia mais

Informativo EDIÇÃO 12 ANO IV. Julho/ Agosto/ Setembro 2015. PACER comemora 12 anos de história DESTAQUES DESTA EDIÇÃO TRANSPORTE DE CARGAS:

Informativo EDIÇÃO 12 ANO IV. Julho/ Agosto/ Setembro 2015. PACER comemora 12 anos de história DESTAQUES DESTA EDIÇÃO TRANSPORTE DE CARGAS: EDIÇÃO 12 ANO IV (11) 3648-4700 / (21) 3161-8600 www.pacer.com.br Informativo Julho/ Agosto/ Setembro 2015 PACER comemora 12 anos de história DESTAQUES DESTA EDIÇÃO TRANSPORTE DE CARGAS: 10 ANOS PACER:

Leia mais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa,

Leia mais

MERITOR INVESTE EM AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL

MERITOR INVESTE EM AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NOTÍCIAS Contato Paula Balduino SD&PRESS Consultoria Tel. 11 3759-1333 MERITOR INVESTE EM AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL Formare ganha reconhecimento internacional por conta de suas iniciativas voltadas

Leia mais

MBA IBMEC 30 anos. No Ibmec, proporcionamos a nossos alunos uma experiência singular de aprendizado. Aqui você encontra:

MBA IBMEC 30 anos. No Ibmec, proporcionamos a nossos alunos uma experiência singular de aprendizado. Aqui você encontra: MBA Pós - Graduação QUEM SOMOS Para pessoas que têm como objetivo de vida atuar local e globalmente, ser empreendedoras, conectadas e bem posicionadas no mercado, proporcionamos uma formação de excelência,

Leia mais

ATENDIMENTO 3D O diferencial para o sucesso em vendas

ATENDIMENTO 3D O diferencial para o sucesso em vendas Perfil... Atuando há 20 anos em vendas Jean Oliveira já viveu na pele cada experiência que essa profissão promove, é especialista com MBA em Estratégias de Negócios e graduado em Tecnologia de Processamento

Leia mais

Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008

Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008 Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008 Seção: Entrevista Pág.: www.catho.com.br SABIN: A MELHOR EMPRESA DO BRASIL PARA MULHERES Viviane Macedo Uma empresa feita sob medida para mulheres. Assim

Leia mais

GUIa Prático para enfrentar a concorrência no e-commerce

GUIa Prático para enfrentar a concorrência no e-commerce GUIa Prático para enfrentar a concorrência no e-commerce Você é do tipo que quer arrancar os cabelos toda vez que um concorrente diminui o preço? Então você precisa ler este guia rápido agora mesmo. Aqui

Leia mais

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses Estudo de Caso Cliente: Rafael Marques Duração do processo: 12 meses Coach: Rodrigo Santiago Minha idéia inicial de coaching era a de uma pessoa que me ajudaria a me organizar e me trazer idéias novas,

Leia mais

PAÍSES PRESENTES. República Tcheca. Coreia do Sul. Alemanha. Inglaterra. Angola. Equador. Suiça. Israel. Argentina. Espanha. Itália. Taiwan.

PAÍSES PRESENTES. República Tcheca. Coreia do Sul. Alemanha. Inglaterra. Angola. Equador. Suiça. Israel. Argentina. Espanha. Itália. Taiwan. 1 O EVENTO 3 4 PAÍSES PRESENTES Alemanha Coreia do Sul Inglaterra República Tcheca Angola Equador Israel Suiça Argentina Espanha Itália Taiwan Áustria EUA Japão Turquia Brasil Finlândia México Uruguai

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 1 Relatório de Sustentabilidade 2014 2 Linha do Tempo TAM VIAGENS 3 Política de Sustentabilidade A TAM Viagens uma Operadora de Turismo preocupada com a sustentabilidade, visa fortalecer o mercado e prover

Leia mais

A falta deste rumo traz consequências desastrosas para qualquer ser humano e para qualquer profissional.

A falta deste rumo traz consequências desastrosas para qualquer ser humano e para qualquer profissional. Planejar a vida e carreira traz sucesso e felicidade No mundo globalizado que nos encontramos hoje em dia, as pessoas estão o tempo todo correndo para tudo quanto é lugar e canto de forma desenfreada acreditando

Leia mais

Inteligência em. redes sociais. corporativas. Como usar as redes internas de forma estratégica

Inteligência em. redes sociais. corporativas. Como usar as redes internas de forma estratégica Inteligência em redes sociais corporativas Como usar as redes internas de forma estratégica Índice 1 Introdução 2 Por que uma rede social corporativa é um instrumento estratégico 3 Seis maneiras de usar

Leia mais

CASE PRÊMIO ANSP 2005

CASE PRÊMIO ANSP 2005 CASE PRÊMIO ANSP 2005 1 BVP HAND: Mobilidade para fazer cotações através de dispositivos portáteis. Índice...2 Resumo Executivo...3 Clientes no Brasil...4 1. Sinopse...5 2. Problema...6 3. Solução...7

Leia mais

No início de 2008, um grupo de amigos passou a se reunir para discutir problemas sociais da cidade do Rio de Janeiro, principalmente nas áreas de

No início de 2008, um grupo de amigos passou a se reunir para discutir problemas sociais da cidade do Rio de Janeiro, principalmente nas áreas de No início de 2008, um grupo de amigos passou a se reunir para discutir problemas sociais da cidade do Rio de Janeiro, principalmente nas áreas de educação, segurança e transporte público. O objetivo dessas

Leia mais

GESTÃO FINANCEIRA PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

GESTÃO FINANCEIRA PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS GESTÃO FINANCEIRA PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS Thais Peixoto de Medeiros(1); Estephany Calado(2); Gisele Gregório Araújo(2); Márcio André Veras Machado (3); Francisco Roberto Guimarães Júnior(4) Centro

Leia mais

Veículo: Site Catho Data: 18/09/2009

Veículo: Site Catho Data: 18/09/2009 Veículo: Site Catho Data: 18/09/2009 Seção: Estilo&Gestão RH Pág.: www.catho.com.br Assunto: Entrevista Marly Vidal Marly Macedo ajuda a Sabin a ser uma das melhores empresas para trabalhar Tatiana Aude

Leia mais

Módulo Internacional em Administração

Módulo Internacional em Administração MÓDULO INTERNACIONAL Módulo Internacional em Administração Data de Realização: 21 a 30 de agosto de 2015 Convênio.................... 3 Apresentação................... 3 Universidade da Califórnia..............

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LI ESTAMOS PASSANDO PELA MAIOR TRANSFORMAÇÃO NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE. VALORIZAR PESSOAS

Leia mais

Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos - Abimaq

Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos - Abimaq Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos - Abimaq A Indústria de Máquinas na Era da Economia Verde Perfil geral A indústria da indústria Fundação:1937- origem de um sindicato têxtil; Possui 1.500

Leia mais

Liderança e Gestão de Pessoas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Liderança e Gestão de Pessoas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Plano de Negócios. Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa. Modelo de Planejamento prévio

Plano de Negócios. Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa. Modelo de Planejamento prévio Plano de Negócios Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa Modelo de Planejamento prévio Fraiburgo, 2015 Plano de Negócios Um plano de negócios é uma descrição do negócio

Leia mais

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os melhores resultados. 2 ÍNDICE SOBRE O SIENGE INTRODUÇÃO 01

Leia mais

EVENTOS 2009 ENCONTRO INTERNACIONAL SOBRE SUSTENTABILIDADE NA CONSTRUÇÃO. Ruth Goldberg. 04 de junho de 2009

EVENTOS 2009 ENCONTRO INTERNACIONAL SOBRE SUSTENTABILIDADE NA CONSTRUÇÃO. Ruth Goldberg. 04 de junho de 2009 Responsabilidade Social Empresarial em Empresas Construtoras case Even Ruth Goldberg 04 de junho de 2009 Alinhando conceitos: SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL E C O N Ô

Leia mais

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PROPOSTA DE AÇÃO Criar um fórum permanente onde representantes dos vários segmentos do poder público e da sociedade civil atuem juntos em busca de uma educação

Leia mais

Uma Experiência Empreendedora da Educação Cooperativa

Uma Experiência Empreendedora da Educação Cooperativa Uma Experiência Empreendedora da Educação Cooperativa Prá colher, temos que plantar, compadre, temos que pensar no futuro. José Dionízio Leite É TICA L IDERANÇA L IBERDADE O RGANIZAÇÃO S OLIDARIEDADE

Leia mais

Prof. Dr. José Dornelas www.josedornelas.com. Manual do Professor

Prof. Dr. José Dornelas www.josedornelas.com. Manual do Professor Prof. Dr. José Dornelas www.josedornelas.com Manual do Professor Manual do professor Este manual deve ser usado em conjunto com o vídeo do autor disponível no site da editora: www.campus.com.br Maiores

Leia mais

BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS SOBRE O CURSO O administrador é um profissional com um mercado vasto, pois é um generalista por natureza e pode trabalhar nas mais diversas áreas. O profissional

Leia mais

Balanced Scorecard BSC. O que não é medido não é gerenciado. Medir é importante? Também não se pode medir o que não se descreve.

Balanced Scorecard BSC. O que não é medido não é gerenciado. Medir é importante? Também não se pode medir o que não se descreve. Balanced Scorecard BSC 1 2 A metodologia (Mapas Estratégicos e Balanced Scorecard BSC) foi criada por professores de Harvard no início da década de 90, e é amplamente difundida e aplicada com sucesso em

Leia mais

Como as empresas podem minimizar os efeitos da crise e manterem-se competitivas?

Como as empresas podem minimizar os efeitos da crise e manterem-se competitivas? Como as empresas podem minimizar os efeitos da crise e manterem-se competitivas? Professor e consultor Álvaro Camargo explica a importância dos processos de aproveitamento de lições aprendidas nas organizações

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Qual a história do empreendedorismo? O CAMINHO PARA O SUCESSO! Profº.. Luiz Henrique Casaretti. Profº. Luiz Henrique Casaretti

EMPREENDEDORISMO. Qual a história do empreendedorismo? O CAMINHO PARA O SUCESSO! Profº.. Luiz Henrique Casaretti. Profº. Luiz Henrique Casaretti EMPREENDEDORISMO O CAMINHO PARA O SUCESSO! Qual a história do empreendedorismo? Há aproximadamente 80 anos atrás, o mundo dependia, para gerar empregos, exclusivamente das grandes empresas e dos governos.

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR Cada um de nós, na vida profissional, divide com a Essilor a sua responsabilidade e a sua reputação. Portanto, devemos conhecer e respeitar os princípios que se aplicam a todos.

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

CLIPPING Mídias de Primeiro Foco. Cliente: Fharos Veículo: revista da Farmácia Seção: Artigos Data: Agosto/2008

CLIPPING Mídias de Primeiro Foco. Cliente: Fharos Veículo: revista da Farmácia Seção: Artigos Data: Agosto/2008 CLIPPING Mídias de Primeiro Foco Cliente: Fharos Veículo: revista da Farmácia Seção: Artigos Data: Agosto/2008 2 Cliente: Fharos Veículo: Revista Posto de Observação Data: Agosto/2008 3 4 Cliente: Fharos

Leia mais

Empresas e Mercado na CHINA atual FGV IBRACH TSINGHUA

Empresas e Mercado na CHINA atual FGV IBRACH TSINGHUA Empresas e Mercado na CHINA atual P r o g r a m a c o n j u n t o FGV IBRACH TSINGHUA Apresentação O Programa Empresas e Mercado na China Atual é uma iniciativa pioneira na América Latina promovida pelo

Leia mais

Titulo do Case: Transforme a sociedade com a força do empreendedorismo social Categoria: Prática Interna Temática: Sociedade

Titulo do Case: Transforme a sociedade com a força do empreendedorismo social Categoria: Prática Interna Temática: Sociedade Titulo do Case: Transforme a sociedade com a força do empreendedorismo social Categoria: Prática Interna Temática: Sociedade Resumo: Quanto custa um projeto? As possíveis respostas são inúmeras. Os números

Leia mais

Vida Universitária Maio 2007 Ano XVII Nº 172

Vida Universitária Maio 2007 Ano XVII Nº 172 Mercado exige velocidade na atualização profissional Trabalhadores precisam estar capacitados para solucionar problemas, ser criativos e flexíveis e gostar da sua atividade A competição pela colocação

Leia mais