Novas tecnologias de equipamentos de monitoramento e controle de redes de abastecimento

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Novas tecnologias de equipamentos de monitoramento e controle de redes de abastecimento"

Transcrição

1 Novas tecnologias de equipamentos de monitoramento e controle de redes de abastecimento Nilson Massami Taira IPT Instituto de Pesquisas Tecnológicas Centro de Metrologia de Fluidos Av. Prof. Almeida Prado, 532 Cidade Universitária São Paulo SP

2 SISTEMA DE MEDIÇÃO DE ÁGUA ESTUDO DE CASO Reservatório de água Registrador com totalizador CONCESSIONÁRIA Medidor de vazão INDÚSTRIA CARACTERÍSTICAS: Instalação da década de 60 Diâmetro da tubulação: 600 mm (24 pol) Medidor de vazão do tipo Dall curto Vazão nominal de projeto: 2160 m³/h (600 L/s) Vazão normal de operação: 360 a 540 m³/h (100 a 150 L/s) Diferenças de medição:?????

3 SISTEMA DE MEDIÇÃO DE ÁGUA ESTUDO DE CASO Reservatório de água Registrador com totalizador Sistema de medição computadorizado CONCESSIONÁRIA Medidor de vazão Medidor de vazão INDÚSTRIA CARACTERÍSTICAS: Instalação da década de 60 Diâmetro da tubulação: 600 mm (24 pol) Medidor de vazão do tipo Dall curto Vazão nominal de projeto: 2160 m³/h (600 L/s) Vazão normal de operação: 360 a 540 m³/h (100 a 150 L/s) Diferenças de medição: 15 a 20% a favor da Concessionária

4 SISTEMA DE MEDIÇÃO DE ÁGUA ESTUDO DE CASO SITUAÇÃO ENCONTRADA

5 SISTEMA DE MEDIÇÃO DE ÁGUA ESTUDO DE CASO SITUAÇÃO APÓS LIMPEZA DO MEDIDOR

6 SISTEMA DE MEDIÇÃO DE ÁGUA ESTUDO DE CASO Reservatório de água Registrador com totalizador Sistema de medição computadorizado CONCESSIONÁRIA Medidor de vazão INDÚSTRIA Medidor de vazão menor (10 ) em paralelo SOLUÇÃO: INSTALAÇÃO DE UM MEDIDOR ELETROMAGNÉTICO MENOR EM PARALELO AO MEDIDOR ATUAL VANTAGENS: Medidor de tecnologia mais moderna (menor incerteza, maior rangeabilidade, etc) Possibilidade de calibração do medidor (rastreabilidade, confiabilidade) Possibilidade de execução de manutenção em ambos os sistemas de medição Possibilidade de determinação do coeficiente de descarga do medidor Dall

7 SISTEMA DE MEDIÇÃO DE ÁGUA PROJETO E OPERAÇÃO ACEITAÇÃO DE SISTEMA DE MEDIÇÃO DE VAZÃO Análise do projeto Inspeção de fornecimento Inspeção de operação Aceitação do sistema de medição Especificação Verificação Instalação Documentação Dimensionamento Normas Configuração conceito antigo

8 SISTEMA DE MEDIÇÃO DE ÁGUA PROJETO, OPERAÇÃO E CERTIFICAÇÃO Análise do projeto Inspeção de fornecimento Inspeção de operação Estimativa da incerteza de medição Certificação do sistema de medição Especificação Verificação Instalação Modelo matemático Documentação Dimensionamento Medição Calibração Fontes de incerteza Normas Avaliação preliminar da incerteza Certificação de conformidade Configuração conceito atual Estimativa Calibração periódica

9 MEDIÇÃO DE VAZÃO POR QUÊ MEDIR? Medir a vazão de um fluido significa medir o fluxo de $$$! Comércio de gás natural no Brasil: 40 milhões de std m 3 /dia. Incerteza acumulada de 1% na medição: std m 3 /dia Preço: R$ 1,00/m 3 R$400 mil/dia ou R$146 milhões/ano Produção de água tratada na RMSP: 63 m 3 /s Incerteza acumulada de 3% na medição: 163mil m 3 /dia Preço: R$ 0,50/m 3 R$82 mil/dia ou R$ 30 milhões/ano

10 MEDIÇÃO DE VAZÃO POR QUÊ MEDIR? Água tornou-se fluido caro Falta de confiabilidade na medição e controle Perdas nos sistemas urbanos (30 a 40%) Shoppings gastam mais $ com água que eletricidade Esgoto é grande problema $, tanto para indústria quanto p/ empresas de saneamento Cobrança pelo uso água: captação e lançamentos

11 MEDIÇÃO DE VAZÃO POR QUÊ MEDIR? O setor de água ainda não se apropriou do conceito de transferência de custódia, que é velho conhecido do setor de petróleo. Nos próximos anos vamos assistir a uma corrida meio ansiosa na busca de soluções de medição e de rastreabilidade para a medição de vazão de água. INMETRO? ANA?

12 MEDIÇÃO DE VAZÃO O QUE É? INSTRUMENTAÇÃO MEDIDOR FLUIDO INSTALAÇÃO SOFTWARE PROCEDIMENTOS OUTROS FATORES AMBIENTAIS RECURSOS HUMANOS

13 MEDIÇÃO DE VAZÃO DE LÍQUIDOS

14 MEDIÇÃO DE VAZÃO TIPO DE MEDIDORES MEDIDOR VOLUMÉTRICO VAZÃO INSTANTÂNEA força vórtice térmico área variável Coriollis diferencial de pressão velocidade turbina eletromagnético ultra-sônico pistão recíproco pistão rotativo diafragma disco nutante palhetas multirotor resistência linear tubo de Pitot placa de orifício tubo de Venturi bocal tubo multifuros lóbulos engrenagens

15 MEDIÇÃO DE VAZÃO TIPO DE MEDIDORES VOLUMÉTRICO MEDIDOR VAZÃO INSTANTÂNEA Indústria alimentos, química e petroquímica e processos em geral Indústria do petróleo e derivados força vórtice térmico diferencial de pressão área variável velocidade Coriollis turbina eletromagnético ultra-sônico resistência linear tubo de Pitot placa de orifício tubo de Venturi bocal tubo multifuros Indústria da água e saneamento básico

16 MEDIÇÃO DE VAZÃO TIPO DE MEDIDORES Outros 16% Ultra-sônico 2% Vórtice 2% Placa de orifício 48% Deslocamento positivo 14% Turbina 6% Eletromagnético 12% Europa, 1980

17 FATORES RELEVANTES PARA A SELEÇÃO DE UM MEDIDOR DE VAZÃO I.Exigências e necessidades da medição II.Condições externas ao conduto III.Condições internas ao conduto IV.Local de calibração V.Acessórios e instalação VI.Fatores econômicos MEDIÇÃO DE VAZÃO REQUISITOS

18 MEDIDOR DE VAZÃO TUBO DE VENTURI p p T v D d modelo matemático tico ISO 5167 Q = C d π d p 1 β 4 ρ

19 MEDIDOR DE VAZÃO PLACA DE ORIFÍCIO p p T v D d modelo matemático tico ISO 5167 Q = C d π d p 1 β 4 ρ

20 MEDIDOR DE VAZÃO VENTURI - PLACA DE ORIFÍCIO Vantagens Relativamente baratos Conhecidos a mais de século Resistentes (não tem peças móveis) Não requerem calibração freqüente Tem resposta rápida em escoamentos pulsantes ou intermitente Leitura direta de vazão (controle) Desvantagens Exatidão pobre (da ordem de 2%) Provocam perda de carga Sensíveis ao perfil do escoamento Range limitado Depende da qualidade da medida de pressão Perda de exatidão com o tempo (incrustações)

21 MEDIDOR DE VAZÃO ELETROMAGNÉTICO E=(4 x B)/(p x D) x Q Onde: E é a força eletromotriz B é o módulo do campo magnético D é o diâmetro do tubo Q é a vazão Princípio de funcionamento baseado na lei de Faraday Medição de fluidos condutores Primeirosmedidores apareceram no início dos anos 60

22 MEDIDOR DE VAZÃO ELETROMAGNÉTICO Vantagens Medidor de tecnologia bem desenvolvida e confiável Sem partes móveis Boa rangeabilidade (10 até 100:1) Diâmetros entre 1/10 até 80 Repetitividade ±0,1% da leitura até ±2,0% do FS Bom tempo de resposta > 0,2 segundos perda de carga desprezível bidirecional Desvantagens Interferência de ruídos de fontes eletromagnéticas e da rede elétrica (necessita aterramento) Medidor altamente suscetível ao perfil de velocidades Exige trechos retos: >10D a montante e > 5D a jusante Exige calibrações sistemáticas Fluidos condutibilidade elétrica entre 0,05 até 20 ms/cm problemas com eletrodos

23 MEDIDOR DE VAZÃO ELETROMAGNÉTICO - APLICAÇÃO Medição de água bruta, tub. 2,5m de diâmetro, vazão 18 m³/s. Entrada de reservatório, tub. 1,5m de diâmetro, vazão 4 m³/s

24 MEDIDOR DE VAZÃO TURBINA Rotor Pick up Defletor de jusante Pick up Corpo do medidor Mancais do rotor Defletor de montante Espaçador de jusante Pás do rotor Suportes dos mancais e aletas guia Medidor desenvolvido durante a 2 a Guerra Mundial Normalmente utilizado em medições de grandes vazões

25 MEDIDOR DE VAZÃO TURBINA DE INSERÇÃO

26 MEDIDOR DE VAZÃO ELETROMAGNÉTICO PRINCÍPIO DE OPERAÇÃO O escoamento do fluido provoca a rotação do rotor da turbina A velocidade angular da pá é proporcional à velocidade do fluido V = 2 π r n cotα onde: V = velocidade do fluido r = raio médio do rotor da turbina a = ângulo entre o eixo do rotor e a roda do parafuso em r n = número de revoluções por unidade de tempo A rotação da turbina é medida e convertida em velocidade

27 MEDIDOR DE VAZÃO TURBINA DE INSERÇÃO Vantagens Um dos medidores mais versáteis e de larga faixa de operação disponíveis atualmente Normalmente utilizado em medições de grandes vazões Diâmetros: 1 a 50 custo baixo Desvantagens Fluido limpo Medidor que incorpora partes móveis (desgaste) Sofre influência da temperatura devido à variação da viscosidade Exige calibrações sistemáticas Medidor altamente suscetível ao perfil de velocidades Exige trechos retos: >20D a montante e > 5D a jusante Não é padronizado (inserção)

28 MEDIDOR DE VAZÃO HIDRÔMETRO São medidores utilizados na medição doméstica, comercial e industrial de água TIPOS Taquimétricos (vazões até 30 m³/h) Woltmann (vazões acima até 1500 m³/h) Deslocamento positivo * Existe classificação por classe metrológica * não existe portaria do INMETRO para este tipo de hidrômetro

29 MEDIDOR DE VAZÃO HIDRÔMETRO II. Curva característica ERRO zona inferior de erros zona superior de erros +5% +2% erros positivos 0 sobre medição erros negativos -2% sub medição Q min 30 L/h (Classe B ) Q transição 120 L/h (Classe B ) Vazão Q nominal 1500 L/h Q max 3000 L/h -100 % zona de sobre medição sem indicação zona de submedição

30 MEDIDOR DE VAZÃO HIDRÔMETRO baixo custo Vantagens fácil manutenção rangeabilidade de até 280:1 tecnologia reconhecida e certificada pelo INMETRO Desvantagens deve trabalhar com água limpa Medidor que incorpora partes móveis (desgaste) exatidão inferior com relação a outros medidores de vazão perda de carga pode chegar a 10 mca na vazão máxima

31 MEDIDOR DE VAZÃO ULTRA-SÔNICO - EFEITO DOPLLER Efeito Doppler θ V f 1 f 2 f 1 - f 2 = 1/t 1-1/t 2 = 2 V f 1 cosq/a a = γrt a = velocidade do som no meio V = velocidade do fluido f 1 = frequência de transmissão f 2 = frequência de recepção θ = ângulo de incidência

32 MEDIDOR DE VAZÃO ULTRA-SÔNICO - TEMPO DE TRÂNSITO Tempo de Trânsito B a 2 L V θ V a 1 V A a 1, t 1 = veloc. e tempo de propagação do som de A para B a 1 = a + V cosq = L/Dt 1 a 2, t 2 = veloc. e tempo de propagação do som de B para A a = velocidade do som no fluido estacionário V = velocidade do fluido (V << a) θ = ângulo de incidência a 2 = a - V cosq = L/ Dt 2 V = L /(2 cosq) (1/t 1-1/t 2 )

33 MEDIDOR DE VAZÃO ULTRA-SÔNICO - TEMPO DE TRÂNSITO Tipo Tempo de Trânsito entre flanges

34 MEDIDOR ULTRA-SÔNICO MEDIDOR DE VAZÃO ULTRA-SÔNICO - TEMPO DE TRÂNSITO Montagem de medidor tipo tempo de trânsito Clamp-on Tipo Tempo de Trânsito sensor molhado

35 MEDIDOR DE VAZÃO ULTRA-SÔNICO - TEMPO DE TRÂNSITO Vantagens Similar aos medidores eletromagnéticos, com exceção do tipo por efeito Doppler que possui problemas de repetitividade e reprodutilidade Fácil montagem (tipo Clamp On) Custo praticamente independe do diâmetro da tubulação Não necessita parar o escoamento na montagem Desvantagens Custo elevado Ruídos da válvula reguladora podem afetar a operação Medidor altamente suscetível ao perfil de velocidades Exige trechos retos: >20D a montante e > 5D a jusante Exige calibrações sistemáticas custo elevado Tecnologia relativamente recente que exige treinamento e conhecimento profundo

36 MEDIDOR DE VAZÃO VÓRTICE

37 MEDIDOR DE VAZÃO VÓRTICE Vantagens baixo custo de instalação; boa exatidão; boa repetitividade a longo tempo; ampla faixa de vazão em geral; manutenção mínima, pelo fato de não possuir partes móveis; curva de resposta e temperatura dentro das faixas de trabalho; instalação relativamente simples. Desvantagens não adequado para fluidos com sujeira ou abrasivos; não adequado para líquidos viscosos; faixa de tamanho limitada (50 a 150 mm de diâmetro); máxima pressão e temperatura; perda de carga relativamente alta (comparável à de um tubo Venturi); resolução limitada.

38 MEDIDOR DE VAZÃO MULTIFUROS P H L + - Nomes comerciais: Annubar, Sonda 4, Pitot proporcional... fluxo m& = Km p Q = K p

39 MEDIDOR DE VAZÃO MULTIFUROS Vantagens Baixo custo de instalação; Baixa perda de carga; Disponível para diâmetros de 1 até 80 ; Pode operar com líquidos, gás ou vapor d água. Desvantagens Medidor altamente suscetível ao perfil de velocidades; Exige trechos retos: >10D a montante e > 5D a jusante; Exatidão pobre (da ordem de 2%) Range limitado; Depende da qualidade da medida de pressão; Perda de exatidão com o tempo (incrustações e risco de entupimento).

40 MEDIDOR DE VAZÃO MULTIFUROS Medição industrial, tubulação de 200 mm de diâmetro Medição de água bruta, tubulação de 2 m de diâmetro, vazão de 7,5 m³/s

41 MEDIDOR DE VAZÃO CANAL ABERTO Medição de nível ultra-sônica Calha Parshall e Vertedouros

42 CONFIABILIDADE DA MEDIÇÃO DE VAZÃO

43 MEDIÇÃO DE VAZÃO CALIBRAÇÃO (AFERIÇÃO?) conceito atual de calibração Medidor a ser calibrado PONTO DE MEDIÇÃO Medidor calibrado e certificado LABORAT ÓRIO DE CALIBRAÇÃO Condição necessária. Porém, não suficiente!

44 MEDIÇÃO DE VAZÃO CALIBRAÇÃO (AFERIÇÃO?) Indústria do petróleo e gás natural Conceito moderno Medidor a ser calibrado PONTO DE MEDIÇÃO Medidor calibrado e certificado LABORAT ÓRIO DE CALIBRAÇÃO Garantia da qualidade metrológica do sistema de medição.

45 MEDIÇÃO DE VAZÃO CALIBRAÇÃO (AFERIÇÃO?) Indústria da água (Saneamento) SISTEMA DE PITOMETRIA PARA MEDIÇÃO DE VAZÃO DE ÁGUA

46 MEDIÇÃO DE VAZÃO CALIBRAÇÃO (AFERIÇÃO?) Indústria da água (Saneamento) SISTEMA DIGITAL DE CALIBRAÇÃO EM CAMPO DE GRANDES MEDIDORES DE VAZÃO DE ÁGUA Secundário do medidor em teste "shunt" de telemetria - + Q P 25 Ω O N + - S Notebook Convesor Analógico/ Digital A/D L + - I Hart modem Transdutor de pressão D2 - H L D Bateria Ω H M + G E F J B Transdutor de pressão D1 - H L + A C R P max = 500 mmh 2O V max =1,9 m/s P max = 5000 mmh 2O V max =8,6 m/s Tubo de Pitot Cole y

47 MEDIÇÃO DE VAZÃO CALIBRAÇÃO (AFERIÇÃO?)

48 MEDIÇÃO DE VAZÃO CALIBRAÇÃO (AFERIÇÃO?) SISTEMA DIGITAL DE CALIBRAÇÃO EM CAMPO DE GRANDES MEDIDORES DE VAZÃO DE ÁGUA EP Consolação DN 2100mm Q = 9 m³/s

49 MEDIÇÃO DE VAZÃO CALIBRAÇÃO (AFERIÇÃO?)

50 Interpretação dos resultados MEDIÇÃO DE VAZÃO CALIBRAÇÃO (AFERIÇÃO?) Mapeamento com tubo de Pitot Cole Indicação do secundário do medidor Vazão incerteza Vazão desvio de indicação (m³/s) (m³/s) (%) (m³/s) (m³/s) (%) 0,253 0,006 2,2 0,258 0,005 1,9 0,398 0,009 2,3 0,399 0,001 0,3 0,517 0,012 2,2 0,512-0,006-1,1 - A variação máxima no desvio de indicação, observada nas vazões ensaiadas, é de 3%, valor próximo das incertezas de medição calculadas; Valor verdadeiro e o médio Medição

51 MEDIÇÃO DE VAZÃO CALIBRAÇÃO (AFERIÇÃO?) 1.1 u/v c ,22 m³/s 0,31 m³/s 0,37 m³/s 0,43 m³/s y/d u/v c Perfis de velocidade simétricos e assimétricos 0.45 m³/s 0.63 m³/s 0.84 m³/s 1.07 m³/s y/d

52 MEDIÇÃO DE VAZÃO CALIBRAÇÃO - DESVIOS desvio 54% 24% 10,7% 10,8% Parshall Eletromagnético Turbina de inserção Eletromagnético de inserção referência +3% (High) -3% (Low) +4% (HiHi) -4% (LoLo) 10% -10% 12,9% 5% 3% 0% 7,2% 7,0% -3% -5% -7,5% -9,6% -13,6% -22,6% diâmetro da tubulação da EP (mm)

53 MEDIÇÃO DE VAZÃO CALIBRAÇÃO / INCERTEZA incerteza 16,3% Parshall Eletromagnético Turbina de inserção Eletromagnético de inserção +3% (High) +5% (HiHi) 2% melhor medição 7,4% 6,0% 5% 3% 2% diâmetro da tubulação da EP (mm)

54 MEDIÇÃO DE VAZÃO CALIBRAÇÃO / RESULTADO aplicação desvio admissível (*) incerteza expandida da medição com tubo de Pitot Cole transferência de custódia ± 2% ±3% transferência interna ± 3% ±4% controle operacional ± 5% ±5% REAVALIAÇÃO periodicidade (6 meses, 1 ano, 2 anos, etc)? carta de controle metrológico (história) para cada estação de medição Ações corretivas

55 MEDIÇÃO DE VAZÃO CENÁRIO ATUAL - BRASIL Crescente importância da medição de vazão Agências reguladoras Indústria do petróleo e gás natural - ANP Recursos hídricos e saneamento - ANA e Comitê de Bacias Indústria - CQ, certificação, competividade, eficiência, redução de custos, etc..

56 MEDIÇÃO DE VAZÃO CENÁRIO ATUAL - BRASIL Ampliação do mercado de medidores de vazão Novos fabricantes, fornecedores e usuários Inserção de novas tecnologias de medição e conceitos Novos medidores (ultra-sônicos, V-cone, térmicos, incorporação de microprocessadores, com modelos simplificados de CFD, etc) Automação, padronização de protocolos de comunicação, sistema de supervisão remota e telemetria Eficiência energética, cálculo de perdas físicas e não físicas (não somente estimativas), medição de energia total Capacitação da comunidade metrológica Congressos, cursos, eventos técnicos, atividades de normalização

57 FIM OBRIGADO Nilson Massami Taira IPT Instituto de Pesquisas Tecnológicas Centro de Metrologia de Fluidos Av. Prof. Almeida Prado, 532 Cidade Universitária São Paulo SP

COMUNICAÇÃO TÉCNICA Nº 172690

COMUNICAÇÃO TÉCNICA Nº 172690 COMUNICAÇÃO TÉCNICA Nº 172690 Tecnologia de macromediação de água Nilson Massami Taira Slides apresentado na Cia. EspiritoSantense de Saneamento CESAN Vitória, 2014 e na Associação das Empresas de Saneamento

Leia mais

Vazão ou fluxo: quantidade de fluido (liquido, gás ou vapor) que passa pela secao reta de um duto por unidade de tempo.

Vazão ou fluxo: quantidade de fluido (liquido, gás ou vapor) que passa pela secao reta de um duto por unidade de tempo. Medição de Vazão 1 Introdução Vazão ou fluxo: quantidade de fluido (liquido, gás ou vapor) que passa pela secao reta de um duto por unidade de tempo. Transporte de fluidos: gasodutos e oleodutos. Serviços

Leia mais

Cases relacionados a pendências de medição. Jorge Venâncio 07/02/2012

Cases relacionados a pendências de medição. Jorge Venâncio 07/02/2012 Cases relacionados a pendências de medição Jorge Venâncio 07/02/2012 CASES RELACIONADOS Á PENDÊNCIAS DE MEDIÇÃO OBJETIVO: Descrever pleitos típicos de medição em consumidores industriais e seus solucionamentos.

Leia mais

PLANO DIRETOR PARA COMBATE ÀS PERDAS EM SISTEMAS DE ABASTECIMENTO PÚBLICO DE ÁGUA

PLANO DIRETOR PARA COMBATE ÀS PERDAS EM SISTEMAS DE ABASTECIMENTO PÚBLICO DE ÁGUA PLANO DIRETOR PARA COMBATE ÀS PERDAS EM SISTEMAS DE ABASTECIMENTO PÚBLICO DE ÁGUA A PERDA DE ÁGUA NO ABASTECIMENTO PÚBLICO O índice de perdas é um dos principais indicadores da eficiência da operação dos

Leia mais

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR 1 Validade: A partir de 01/91 Departamento: Engenharia Elétrica Curso: Engenharia Industrial Elétrica Carga Horária: 60H ( Teórica: 30H Lab.: 30H Exerc.: 00H ) Créditos: 03 Pré-requisitos: Controle e Servomecanismos

Leia mais

Vazão. 7.1 Introdução

Vazão. 7.1 Introdução Cap. 7 Medição de 7.1 Introdução Vazão Existem diversos tipos de medidores de vazão de escoamento, sendo que a escolha de um tipo dependerá das condições necessárias ao sistema, como por exemplo, a faixa

Leia mais

Seleção Dimensionamento de Hidrômetros

Seleção Dimensionamento de Hidrômetros Seleção Dimensionamento de Hidrômetros 4 O hidrômetro é um equipamento destinado a indicar e totalizar continuamente o volume de água que o atravessa. Normalmente a preocupação na operação da micromedição

Leia mais

Sistemas de Medidas e Instrumentação

Sistemas de Medidas e Instrumentação Sistemas de Medidas e Instrumentação Parte 3 Prof.: Márcio Valério de Araújo 1 Medição de Nível Capítulo VII Nível é a altura do conteúdo de um reservatório Através de sua medição é possível: Avaliar o

Leia mais

I Congresso Baiano de Engenharia Sanitária e Ambiental - I COBESA

I Congresso Baiano de Engenharia Sanitária e Ambiental - I COBESA AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES DE INSTALAÇÃO DE UMA MALHA DE MEDIÇÃO DE VAZÃO COM O ELEMENTO SENSOR PRIMÁRIO DO TIPO CALHA PARSHALL EM UM SISTEMA DE EFLUENTES INDUSTRIAIS Jéssica Duarte de Oliveira Engenheira

Leia mais

Medidores de efluentes: As novas tecnologias disponíveis no Mercado

Medidores de efluentes: As novas tecnologias disponíveis no Mercado Medidores de efluentes: As novas tecnologias disponíveis no Mercado LEIS EXISTENTES : -LEI ESTADUAL Nº 997 DE 31/05/1976. -LEI FEDERAL Nº 11.445 DE 05/01/2007. -DECRETO-LEI Nº 7.217 DE 21/06/2010. -PORTARIA

Leia mais

MEDIÇÃO Ã DE D VAZÃO

MEDIÇÃO Ã DE D VAZÃO MEDIÇÃO DE VAZÃO MEDIÇÃO DE PRESSÃO DEFINIÇÃO É a quantidade de fluído que passa por um determinado local durante um intervalo de tempo MEDIÇÃO DE PRESSÃO APLICAÇÕES A medição de vazão é aplicada onde

Leia mais

Manual de Operação e Instalação

Manual de Operação e Instalação Manual de Operação e Instalação Calha Parshall MEDIDOR DE VAZÃO EM CANAIS ABERTOS Cód: 073AA-025-122M Setembro / 2004 S/A. Rua João Serrano, 250 Bairro do Limão São Paulo SP CEP 02551-060 Fone: (0xx11)

Leia mais

MEDIÇÃO DE VAZÃO. Instrumentação Industrial ENG3501 Prof. Letícia Chaves

MEDIÇÃO DE VAZÃO. Instrumentação Industrial ENG3501 Prof. Letícia Chaves MEDIÇÃO DE VAZÃO Instrumentação Industrial ENG3501 Prof. Letícia Chaves Medição de Vazão 2 1 MEDIDORES DE QUANTIDADE 1.1 Medidores de Quantidade por Pesagem 1.2 Medidores de Quantidade Volumétrica 2 MEDIDORES

Leia mais

Portaria Inmetro/Dimel/n.º 0198, de 01 de julho de 2011.

Portaria Inmetro/Dimel/n.º 0198, de 01 de julho de 2011. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL- INMETRO Portaria Inmetro/Dimel/n.º 0198, de 01

Leia mais

Portaria Inmetro/Dimel/n.º 0208, de 05 de julho de 2011.

Portaria Inmetro/Dimel/n.º 0208, de 05 de julho de 2011. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL- INMETRO Portaria Inmetro/Dimel/n.º 0208, de 05

Leia mais

Unidade Curricular HIDRÁULICA II

Unidade Curricular HIDRÁULICA II Unidade Curricular HIDRÁULICA II Luís Tecedeiro luistecedeiro@dec.isel.ipl.pt Gab. C 2.18 - ext. 1728 http://pwp.net.ipl.pt/dec.isel/luistecedeiro MEDIÇÕES HIDRÁULICAS Medição do nível Directa: Régua graduada.

Leia mais

Guias práticos MACROMEDIÇÃO VOLUME 1. Técnicas de operação em sistemas de abastecimento de água. Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental

Guias práticos MACROMEDIÇÃO VOLUME 1. Técnicas de operação em sistemas de abastecimento de água. Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental PNCDA Técnicas de operação em sistemas de abastecimento de água VOLUME 1 MACROMEDIÇÃO Guias práticos Programa Nacional de Combate ao Desperdício de Água PNCDA Apoio Banco Mundial P N U D Guias práticos

Leia mais

SANEAMENTO. www.conaut.com.br

SANEAMENTO. www.conaut.com.br www.conaut.com.br SANEAMENTO PRODUTOS WATERFLUX - MEDIDOR DE VAZÃO SEM NECESSIDADE DE TRECHOS RETOS (0D:0D) O inovador WATERFLUX apresenta o melhor desempenho de sua classe e foi desenvolvido para facilitar

Leia mais

Portaria Inmetro/Dimel n.º 0305, de 13 de outubro de 2011.

Portaria Inmetro/Dimel n.º 0305, de 13 de outubro de 2011. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA - INMETRO Portaria Inmetro/Dimel n.º 0305, de 13 de outubro

Leia mais

Sistema de Telemetria para Hidrômetros e Medidores Aquisição de Dados Móvel e Fixa por Radio Freqüência

Sistema de Telemetria para Hidrômetros e Medidores Aquisição de Dados Móvel e Fixa por Radio Freqüência Sistema de Telemetria para Hidrômetros e Medidores Aquisição de Dados Móvel e Fixa por Radio Freqüência O princípio de transmissão de dados de telemetria por rádio freqüência proporciona praticidade, agilidade,

Leia mais

Medida de Vazão. Vazão: quantidade de líquidos, gases ou sólidos que passa por um determinado local na unidade de tempo;

Medida de Vazão. Vazão: quantidade de líquidos, gases ou sólidos que passa por um determinado local na unidade de tempo; Medida de Vazão Medida de Vazão Vazão: quantidade de líquidos, gases ou sólidos que passa por um determinado local na unidade de tempo; Unidade de medida (SI): m 3 /s Outras unidades: litros/min, m 3 /hora,

Leia mais

MEDIDORES DE VAZÃO. Prof. Ruy Alexandre Generoso

MEDIDORES DE VAZÃO. Prof. Ruy Alexandre Generoso MEDIDORES DE VAZÃO Prof. Ruy Alexandre Generoso Definição Velocidade com que um fluido passa por uma determinada seção de uma tubulação ou canal. Corresponde à taxa de escoamento de algum material transportado

Leia mais

Curso Básico de Instrumentação

Curso Básico de Instrumentação Curso Básico de Instrumentação Ementa O treinamento aborda os fundamentos de controle de processos visando preparar profissionais com formação técnica para atuar em projetos de instrumentação no setor

Leia mais

Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais IMPLANTAÇÃO DO LABORATÓRIO DE VAZÃO DE GÁS DA FUNDAÇÃO CENTRO TECNOLÓGICO DE MINAS GERAIS

Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais IMPLANTAÇÃO DO LABORATÓRIO DE VAZÃO DE GÁS DA FUNDAÇÃO CENTRO TECNOLÓGICO DE MINAS GERAIS Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais IMPLANTAÇÃO DO LABORATÓRIO DE VAZÃO DE GÁS DA FUNDAÇÃO CENTRO TECNOLÓGICO DE MINAS GERAIS V Seminário de Metrologia Aeroespacial V SEMETRA 21 a 24 de julho de

Leia mais

Medição de vazão. Aplicações. Características especiais. Descrição

Medição de vazão. Aplicações. Características especiais. Descrição Medição de vazão Bocal de vazão para instalação interna na tubulação, modelo FLC-FN-PIP Bocal de vazão para montagem entre flanges, modelo FLC-FN-FLN WIKA folha de dados FL 10.03 Aplicações Geração de

Leia mais

Portaria Inmetro/Dimel n.º 0048, de 09 de março de 2012.

Portaria Inmetro/Dimel n.º 0048, de 09 de março de 2012. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA INMETRO Portaria Inmetro/Dimel n.º 0048, de 09 de março de

Leia mais

Processos em Engenharia: Modelagem Matemática de Sistemas Fluídicos

Processos em Engenharia: Modelagem Matemática de Sistemas Fluídicos Processos em Engenharia: Modelagem Matemática de Sistemas Fluídicos Prof. Daniel Coutinho coutinho@das.ufsc.br Departamento de Automação e Sistemas DAS Universidade Federal de Santa Catarina UFSC DAS 5101

Leia mais

Manutenção e calibração de medidores de vazão com foco em resultados econômicos. Oswaldo Fernandes Junior INTELLIGENT PROVIDER SOLUTION

Manutenção e calibração de medidores de vazão com foco em resultados econômicos. Oswaldo Fernandes Junior INTELLIGENT PROVIDER SOLUTION Manutenção e calibração de medidores de vazão com foco em resultados econômicos. Oswaldo Fernandes Junior INTELLIGENT PROVIDER SOLUTION Visão Empresarial de empresas modernas Empresas de alta tecnologia

Leia mais

Portaria Inmetro /Dimel n.º 224, de 25 de junho de 2009

Portaria Inmetro /Dimel n.º 224, de 25 de junho de 2009 Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL INMETRO Portaria Inmetro /Dimel n.º 224, de 25

Leia mais

Sensores e atuadores (continuação)

Sensores e atuadores (continuação) AULA 05: Sensores e atuadores (continuação) OBJETIVO: Apresentar os sensores e atuadores mais utilizados nos projetos de automação.. A pirâmide de automação Nível 5: Gerenciamento corporativo Nível 3:

Leia mais

Condensação. Ciclo de refrigeração

Condensação. Ciclo de refrigeração Condensação Ciclo de refrigeração Condensação Três fases: Fase 1 Dessuperaquecimento Redução da temperatura até a temp. de condensação Fase 2 Condensação Mudança de fase Fase 3 - Subresfriamento Redução

Leia mais

Comandos Eletro-eletrônicos SENSORES

Comandos Eletro-eletrônicos SENSORES Comandos Eletro-eletrônicos SENSORES Prof. Roberto Leal Sensores Dispositivo capaz de detectar sinais ou de receber estímulos de natureza física (tais como calor, pressão, vibração, velocidade, etc.),

Leia mais

Estudo dos Conceitos e Metodologias Envolvidas em Sistemas de Medição de Vazão

Estudo dos Conceitos e Metodologias Envolvidas em Sistemas de Medição de Vazão Estudo dos Conceitos e Metodologias Envolvidas em Sistemas de Medição de Vazão Richard Thomas Lermen (FAHOR) richard@fahor.com.br Resumo O presente trabalho tem como objetivo descrever sete principais

Leia mais

DigitalFlow GF868. Medidor ultrassônico de vazão mássico para gás de flare da Panametrics. GE Sensing. Características. Aplicações

DigitalFlow GF868. Medidor ultrassônico de vazão mássico para gás de flare da Panametrics. GE Sensing. Características. Aplicações Aplicações Características O medidor de vazão DigitalFlow GF868 é um sistema completo de medição de vazão ultrassônica para: Gás de flare Controlar ou impedir perdas em vazamentos, com identificação positiva

Leia mais

MEDIDOR DE VAZÃO EM CANAIS ABERTOS

MEDIDOR DE VAZÃO EM CANAIS ABERTOS S CALHA PARSHALL REV 0-2012 MEDIDOR DE VAZÃO EM CANAIS ABERTOS 1- INTRODUÇÃO O medidor Parshall desenvolvido pelo engenheiro Ralph L. Parshall, na década de 1920, nos Estados Unidos, é uma melhoria realizada

Leia mais

Medidor Vórtex Conceitos, tecnologia e aplicações na medição de vazão

Medidor Vórtex Conceitos, tecnologia e aplicações na medição de vazão Medidor Vórtex Conceitos, tecnologia e aplicações na medição de vazão Genildo Marques Gonçalves Departamento de Engenharia de Aplicações Instrumentação e Automação Industrial Yokogawa América do Sul Resumo

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL INMETRO Portaria INMETRO/DIMEL/Nº 221, de 09 de dezembro de 2005.

Leia mais

TRANSMISSOR INTELIGENTE DE PRESSÃO LD301 LD301 CENTRO DE TREINAMENTO - SMAR TECNOLOGIA SMAR

TRANSMISSOR INTELIGENTE DE PRESSÃO LD301 LD301 CENTRO DE TREINAMENTO - SMAR TECNOLOGIA SMAR TRANSMISSOR INTELIGENTE DE TECNOLOGIA SMAR Uma Família Completa de Instrumentos de Campo O que é a Série LD? São instrumentos de campo que incorporam a altamente comprovada técnica de medição de pressão

Leia mais

DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO

DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO Objetivo: DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO Representar o processo, possibilitando identificar todos os equipamentos (bombas, válvulas,...), instrumentos (medidores de vazão, nível, pressão, analisadores,...),

Leia mais

PORTFÓLIO DE SERVIÇOS SOLUÇÕES EM AUTOMAÇÃO, VAZÃO E NÍVEL

PORTFÓLIO DE SERVIÇOS SOLUÇÕES EM AUTOMAÇÃO, VAZÃO E NÍVEL PORTFÓLIO DE SERVIÇOS SOLUÇÕES EM AUTOMAÇÃO, VAZÃO E NÍVEL Com experiência consolidada em quase três décadas de atividades no mercado brasileiro, a Hirsa oferece soluções de alta tecnologia e serviços

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO Portaria INMETRO/DIMEL/Nº 49, de 04 de março de 2008.

Leia mais

Desenvolvimento do primeiro laboratório móvel de calibração de medidores residenciais e comerciais de gás da América Latina

Desenvolvimento do primeiro laboratório móvel de calibração de medidores residenciais e comerciais de gás da América Latina Desenvolvimento do primeiro laboratório móvel de calibração de medidores residenciais e comerciais de gás da América Latina Ovídio Bessa Leite Neto Chefe de Serviço de Tecnologia do Gás CEG/CEG RIO 1854

Leia mais

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE SÃO PAULO CEFET-SP. Instrumentação Industrial - ITI Medição de Pressão. Força por unidade de área F A.

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE SÃO PAULO CEFET-SP. Instrumentação Industrial - ITI Medição de Pressão. Força por unidade de área F A. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE SÃO PAULO CEFET-SP Instrumentação Industrial - ITI Medição de Pressão Definição - I Força por unidade de área p = Força (F) grandeza vetorial Área (A) grandeza

Leia mais

Sistemas Separação de Medição de Vazão

Sistemas Separação de Medição de Vazão Departamento de Engenharia Química e de Petróleo UFF custo Outros Unidade Processos de 05 Sistemas Separação de Medição de Vazão Prof a Ninoska Bojorge Introdução Medição de Vazão Na maioria das operações

Leia mais

TECNOLOGIA DE MEDIÇÃO DE VAZÃO NÍVEL E PRESSÃO

TECNOLOGIA DE MEDIÇÃO DE VAZÃO NÍVEL E PRESSÃO TECNOLOGIA DE MEDIÇÃO DE VAZÃO NÍVEL E PRESSÃO NOVEMBRO DE 2015 TÓPICOS ABORDADOS NO CURSO Apresentação das empresas Lamon Produtos e Isoil Lamon Evolução da Instrumentação/Automação Medição de Pressão

Leia mais

INSTRUMENTAÇÃO E CONTROLE. vazão. Professor Miguel Neto

INSTRUMENTAÇÃO E CONTROLE. vazão. Professor Miguel Neto INSTRUMENTAÇÃO E CONTROLE vazão Professor Miguel Neto Conceito de vazão Definição: É a quantidade de fluido que passa atravésdeumaseçãodeumatubulação ou canal por unidade de tempo. Q=vazão V=velocidade

Leia mais

MÓDULO 1 INTRODUÇÃO À AUTOMAÇÃO E INSTRUMENTAÇÃO CARGA HORÁRIA 24 HORAS

MÓDULO 1 INTRODUÇÃO À AUTOMAÇÃO E INSTRUMENTAÇÃO CARGA HORÁRIA 24 HORAS MÓDULO 1 INTRODUÇÃO À AUTOMAÇÃO E INSTRUMENTAÇÃO CARGA HORÁRIA 24 HORAS INTRODUÇÃO À INSTRUMENTAÇÃO 1 Introdução à instrumentação 2 A evolução da instrumentação 3 Definições na instrumentação 3.1 Classes

Leia mais

Controlador Automático para Escoamentos de Gases

Controlador Automático para Escoamentos de Gases Controlador Automático para Escoamentos de Gases Aluno: Diego Russo Juliano Orientador: Sergio Leal Braga Introdução Medidores e controladores de vazão são peças fundamentais nos principais setores industriais,

Leia mais

TÍTULO: SISTEMA DE MEDIÇÃO DE ESGOTO EM CANAL ABERTO (Calha Parshall)

TÍTULO: SISTEMA DE MEDIÇÃO DE ESGOTO EM CANAL ABERTO (Calha Parshall) TÍTULO: SISTEMA DE MEDIÇÃO DE ESGOTO EM CANAL ABERTO (Calha Parshall) Nome do Autor: Engº Leonel Gomes Pereira Cargo atual: Engenheiro de Controle de Perdas Formação: Engenheiro Civil formado pela PUC

Leia mais

1º Seminário Nacional de Gestão e Controle de Perdas de Água ABES-RS. Eng. Gustavo Lamon

1º Seminário Nacional de Gestão e Controle de Perdas de Água ABES-RS. Eng. Gustavo Lamon 1º Seminário Nacional de Gestão e Controle de Perdas de Água ABES-RS Eng. Gustavo Lamon JULHO DE 2015 TÓPICOS ABORDADOS NESTA APRESENTAÇÃO PRINCIPAIS NÚMEROS NO BRASIL PITOMETRIA SETORIZAÇÃO MACROMEDIDOR

Leia mais

Figura 5.2 Foto da Montagem Experimental.

Figura 5.2 Foto da Montagem Experimental. 53 5 Montagem Experimental Os dados sobre as características dinâmicas de uma válvula de alívio comercial foram levantados em uma bancada de ensaios especialmente construída para este fim. A montagem experimental

Leia mais

OPTIPROBE Ficha de dados técnicos

OPTIPROBE Ficha de dados técnicos OPTIPROBE Ficha de dados técnicos O indicador de caudal de baixo custo Instalação fácil Medidas exatas e estáveis Qualidade KROHNE KROHNE ÍNDICE DE OPTIPROBE 1 Características do Produto 3 1.1 O indicador

Leia mais

CALIBRAÇÃO DE PRESSÃO Conhecendo e Comparando Padrões

CALIBRAÇÃO DE PRESSÃO Conhecendo e Comparando Padrões CALIBRAÇÃO DE PRESSÃO Conhecendo e Comparando Padrões WIKA Referência Mundial em produtos para medição, controle e calibração de pressão e temperatura, a WIKA está presente em mais de 75 países, fornecendo

Leia mais

Portaria Inmetro/Dimel n.º 0089, de 31 de maio de 2012.

Portaria Inmetro/Dimel n.º 0089, de 31 de maio de 2012. Portaria Inmetro/Dimel n.º 0089, de 31 de maio de 2012. O Diretor de Metrologia Legal do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia Inmetro, no exercício da delegação de competência outorgada

Leia mais

COMPRESSORES, SOPRADORES E VENTILADORES COMPRESSORES CENTRÍFUGOS (NORMA API 617)

COMPRESSORES, SOPRADORES E VENTILADORES COMPRESSORES CENTRÍFUGOS (NORMA API 617) COMPRESSORES, SOPRADORES E VENTILADORES FAIXAS MAIS USADAS ÁRA SELEÇÃO DOS COMPRESSORES. CENTRÍFUGOS: ENTRE 2.000 E 200.000 FT 3 /MIN (CFM) PRESSÃO ATÉ 5.000 PSIG ALTERNATIVOS: ATÉ 16.000 CFM PRESSÃO ATÉ

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO Portaria INMETRO/DIMEL/Nº 049, de 06 de abril de 2004.

Leia mais

EDITAL DE PREGÃO N.º 50/15 RETIFICADO EM 07/12/2015

EDITAL DE PREGÃO N.º 50/15 RETIFICADO EM 07/12/2015 SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO - SAAE CNPJ: 21.260.443/0001-91 - Inscrição Estadual: isento Rua Nonô Ventura, 394, CEP 35680-205, Bairro Lourdes - Itaúna/MG EDITAL DE PREGÃO N.º 50/15 RETIFICADO EM

Leia mais

INTRODUÇÃO INFORMAÇÕES ADICIONAIS NOTAS

INTRODUÇÃO INFORMAÇÕES ADICIONAIS NOTAS 1 INTRODUÇÃO Neste catálogo estão descritos todos os modelos de bombas das linhas E e EP de nossa fabricação assim como seus acessórios e opcionais. Dele constam informações técnicas, desde a construção,

Leia mais

APRESETAÇÃO E SÍNTESE

APRESETAÇÃO E SÍNTESE Estudo do Pitot Ver 4 APRESETAÇÃO E SÍNTESE O artigo Tubo de Pitot, calibrar ou não calibrar, tem por finalidade demonstrar de maneira Teórica, Estatística e Prática, a não necessidade de enviar seu tubo

Leia mais

FATOR DE CORREÇÃO AUTOMÁTICO DE VAZÃO. Fcl = Fator de correção Lamon

FATOR DE CORREÇÃO AUTOMÁTICO DE VAZÃO. Fcl = Fator de correção Lamon FATOR DE CORREÇÃO AUTOMÁTICO DE VAZÃO Fcl = Fator de correção Lamon No livro Pitometria e Macro medição, demonstrou-se que V= 2g(H + εp) para o tubo de Pitot Cole, onde εp é uma pequena parcela de energia

Leia mais

Fundamentos de Automação. Hidráulica 01/06/2015. Hidráulica. Hidráulica. Hidráulica. Considerações Iniciais CURSO DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Fundamentos de Automação. Hidráulica 01/06/2015. Hidráulica. Hidráulica. Hidráulica. Considerações Iniciais CURSO DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL Ministério da educação - MEC Secretaria de Educação Profissional e Técnica SETEC Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Rio Grande Fundamentos de Automação CURSO

Leia mais

INSTRUMENTAÇÃO. Mensuração de Força e Pressão. Medidores de Força. Jocarli Alencastro. Profs. Isaac Silva - Filipi Viana - Felipe Dalla Vecchia 2013

INSTRUMENTAÇÃO. Mensuração de Força e Pressão. Medidores de Força. Jocarli Alencastro. Profs. Isaac Silva - Filipi Viana - Felipe Dalla Vecchia 2013 INSTRUMENTAÇÃO Mensuração de Força e Pressão Jocarli Alencastro Profs. Isaac Silva - Filipi Viana - Felipe Dalla Vecchia 2013 Medidores de Força 1 Medidores de Força Na prática, a medição de força ou torque

Leia mais

ECA303 INSTRUMENTAÇÃO INDUSTRIAL I

ECA303 INSTRUMENTAÇÃO INDUSTRIAL I NOTAS 03 - MEDIÇÃO DE VAZÃO 3.1. INTRODUÇÃO A medição de vazão é uma das tarefas mais importantes em vários processos industriais, principalmente nos setores químico e petroquímico onde possuem um papel

Leia mais

Automação Hidráulica

Automação Hidráulica Automação Hidráulica Definição de Sistema hidráulico Conjunto de elementos físicos associados que, utilizando um fluido como meio de transferência de energia, permite a transmissão e o controle de força

Leia mais

TransPort PT878. Medidor de Vazão Ultrassônico Portátil para Líquidos da Panametrics. GE Sensing. Aplicações. Características

TransPort PT878. Medidor de Vazão Ultrassônico Portátil para Líquidos da Panametrics. GE Sensing. Aplicações. Características Aplicações Características O medidor de vazão portátil para líquidos TransPort PT878 é um sistema de medição de vazão ultrassônico completo para medir: Água potável Águas residuais Água de refrigeração

Leia mais

Curso de Engenharia de Produção. Manutenção dos Sistemas de Produção

Curso de Engenharia de Produção. Manutenção dos Sistemas de Produção Curso de Engenharia de Produção Manutenção dos Sistemas de Produção Introdução: A manutenção preditiva é a primeira grande quebra de paradigma nos tipos de manutenção. No Brasil a aplicação é pequena apenas

Leia mais

Medição de Vazão. João Karlos Locastro contato: prof.joaokarlos@feitep.edu.br

Medição de Vazão. João Karlos Locastro contato: prof.joaokarlos@feitep.edu.br 1 Medição de Vazão João Karlos Locastro contato: prof.joaokarlos@feitep.edu.br 2 Vazão 3 Definição Vazão: Refere-se a quantidade volumétrica de um fluido que escoa por um duto ou canal em unidade de tempo

Leia mais

Portaria Inmetro/Dimel/nº 480, de 16 de dezembro de 2009.

Portaria Inmetro/Dimel/nº 480, de 16 de dezembro de 2009. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL INMETRO Portaria Inmetro/Dimel/nº 480, de 16 de

Leia mais

Noemi Cristina Hernandez

Noemi Cristina Hernandez Noemi Cristina Hernandez METROLOGISTA Metrologia, gerência de laboratorio, instrumentação, certificação/normalização QUALIFICAÇÕES Experiência de 09 anos em metrologia de fluidos, atuando em laboratório

Leia mais

Instrumentação Industrial. Autor: Perez. Instrumentos de Vazão 1

Instrumentação Industrial. Autor: Perez. Instrumentos de Vazão 1 Instrumentação Industrial Autor: Perez Instrumentos de Vazão 1 AULA VI - Instrumentos de Vazão Parte 1 Instrumentos de Vazão 2 Medidores de Vazão Instrumentos de Vazão 3 Instrumentos de Vazão 4 Medidores

Leia mais

MÓDULO 01 INTRODUÇÃO A AUTOMAÇÃO E INSTRUMENTAÇÃO INDUSTRIAL CARGA HORÁRIA 24 HORAS JÁ REALIZADO

MÓDULO 01 INTRODUÇÃO A AUTOMAÇÃO E INSTRUMENTAÇÃO INDUSTRIAL CARGA HORÁRIA 24 HORAS JÁ REALIZADO MÓDULO 01 INTRODUÇÃO A AUTOMAÇÃO E INSTRUMENTAÇÃO INDUSTRIAL CARGA HORÁRIA 24 HORAS JÁ REALIZADO INTRODUÇÃO À INSTRUMENTAÇÃO INDUSTRIAL 1. Introdução à instrumentação 2. A evolução da instrumentação 3.

Leia mais

Redes Sem Fio. Em termos de benefícios podemos citar, entre outros:

Redes Sem Fio. Em termos de benefícios podemos citar, entre outros: Wireless Line Redes Sem Fio Nos últimos anos, a tecnologia de redes sem fio sofreu grandes avanços tecnológicos, o que hoje pode proporcionar: segurança, confiabilidade, estabilidade, auto-organização

Leia mais

SERVIÇO DE ÁGUA, ESGOTO E MEIO AMBIENTE DO MUNICÍPIO DE ARARAS

SERVIÇO DE ÁGUA, ESGOTO E MEIO AMBIENTE DO MUNICÍPIO DE ARARAS QUESTIONAMENTO ACERCA DO EDITAL PARA LICITAÇÃO NA MODALIDADE PREGÃO PRESENCIAL Nº 043/2015 Aos Licitantes Objeto: Aquisição de 03 (três) medidores de vazão para serem instalados na ETA Estação de Tratamento

Leia mais

3 Instrumentação. 3.1 Medidores de Pressão e Temperatura

3 Instrumentação. 3.1 Medidores de Pressão e Temperatura 3 Instrumentação O sistema de medição de vazão tem medição secundária instalada em posição pré-definida de acordo com as normas pertinentes, nos medidores de vazão tipo turbinas. São instalados os medidores

Leia mais

ESTUDO COMPARATIVO DOS MÉTODOS DE MEDIÇÃO DE VAZÃO UMA APLICAÇÃO EM COMISSIONAMENTO DE TURBINAS HIDRÁULICAS

ESTUDO COMPARATIVO DOS MÉTODOS DE MEDIÇÃO DE VAZÃO UMA APLICAÇÃO EM COMISSIONAMENTO DE TURBINAS HIDRÁULICAS 73 Grupo: (Turbomáquinas) ESTUDO COMPARATIVO DOS MÉTODOS DE MEDIÇÃO DE VAZÃO UMA APLICAÇÃO EM COMISSIONAMENTO DE TURBINAS HIDRÁULICAS Luiz Augusto de Andrade 1, Carlos Barreira Martinez 1, Jair Nascimento

Leia mais

EQUIPAMENTOS ROTATIVOS

EQUIPAMENTOS ROTATIVOS 1 INTRODUÇÃO EQUIPAMENTOS ROTATIVOS O objetivo da presente apostila é prestar informações mínimas, a nível técnico, sobre os principais equipamentos rotativos utilizados na indústria de petróleo e petroquímica.

Leia mais

Método Comparativo de Calibração de Sistema por Interferometria a laser para medição Linear Wellington Santos Barros 1,Gregório Salcedo Munõz 2,

Método Comparativo de Calibração de Sistema por Interferometria a laser para medição Linear Wellington Santos Barros 1,Gregório Salcedo Munõz 2, METROLOGIA-003 Metrologia para a Vida Sociedade Brasileira de Metrologia (SBM) Setembro 0 05, 003, Recife, Pernambuco - BRASIL Método Comparativo de Calibração de Sistema por Interferometria a laser para

Leia mais

Estudo de Caso: M&V CEDAE Guandu

Estudo de Caso: M&V CEDAE Guandu Estudo de Caso: M&V CEDAE Guandu Sumário 1. A Light em Números 2. A Eficiência Energética na Light 3. Investimentos e Resultados 4. Case de Eficiência Energética ETA CEDAE GUANDU Procedimentos de Medição

Leia mais

3 Controle metrológico na medição de vazão de petróleo e gás

3 Controle metrológico na medição de vazão de petróleo e gás 3 Controle metrológico na medição de vazão de petróleo e gás A Petrobras, por meio da sua Unidade de Negócios Bacia de Campos (UNBC) produz anualmente 800.000 barris de óleo e 12.000.000 m 3 de gás natural

Leia mais

CONTEÚDO: Capítulo 4. Válvulas Industriais. Email: vendas@jefferson.ind.br Fone: 016 3622-5744/3622-9851 Site: www.jefferson.ind.

CONTEÚDO: Capítulo 4. Válvulas Industriais. Email: vendas@jefferson.ind.br Fone: 016 3622-5744/3622-9851 Site: www.jefferson.ind. CONTEÚDO: Capítulo 4 Válvulas Industriais Email: vendas@jefferson.ind.br Fone: 016 3622-5744/3622-9851 Site: 1 VÁLVULAS DEFINIÇÃO: DISPOSITIVOS DESTINADOS A ESTABELECER, CONTROLAR E INTERROMPER O FLUXO

Leia mais

8º CONGRESSO IBEROAMERICANO DE ENGENHARIA MECANICA Cusco, 23 a 25 de Outubro de 2007

8º CONGRESSO IBEROAMERICANO DE ENGENHARIA MECANICA Cusco, 23 a 25 de Outubro de 2007 8º CONGRESSO IBEROAMERICANO DE ENGENHARIA MECANICA Cusco, 23 a 25 de Outubro de 2007 ESTUDO E DETERMINAÇÃO DE UM SISTEMA DE AQUECIMENTO DE MISTURA ÁGUA/ÓLEO PARA AVALIAÇÃO AUTOMÁTICA DE MEDIDORES DE VAZÃO

Leia mais

Especificação Técnica ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE REQUISITOS DE CALIBRAÇÃO ÍNDICE DE REVISÕES

Especificação Técnica ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE REQUISITOS DE CALIBRAÇÃO ÍNDICE DE REVISÕES UNIDADE: GERAL 1 de 7 ÍNDICE DE REVISÕES Rev. 0 EMISSÃO INICIAL DESCRIÇÃO E/OU FOLHAS ATINGIDAS Rev. 0 Rev. 1 Rev. 2 Rev. 3 Rev. 4 Rev. 5 Rev. 6 Rev. 7 Rev. 8 DATA: 19/09/14 ELABORAÇÃO: Volnei VERIFICAÇÃO:

Leia mais

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE TECNOLOGIA LABORATÓRIO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E HIDRÁULICA EM SANEAMENTO ATIVIDADES DESENVOLVIDAS João Pessoa, 26 de julho de 2007 Prof. Heber Pimentel Gomes

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior - MDIC

Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior - MDIC Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior - MDIC Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial - INMETRO Portaria nº 246 de 17 de outubro de 2000. O PRESIDENTE

Leia mais

Norma Técnica SABESP NTS 277

Norma Técnica SABESP NTS 277 Norma Técnica SABESP NTS 277 Critérios para implantação de medição individualizada em condomínios horizontais ou verticais. Procedimento São Paulo Dezembro 2008 - Rev. 1 NTS 277 : 2008 Rev.1 Norma Técnica

Leia mais

Ministério da Indústria e do Comércio. Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial - INMETRO

Ministério da Indústria e do Comércio. Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial - INMETRO Ministério da Indústria e do Comércio Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial - INMETRO Portaria nº 023 de 25 de fevereiro de 1985 O Presidente do Instituto Nacional de Metrologia,

Leia mais

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DE HIDRÔMETROS EM SISTEMAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DE HIDRÔMETROS EM SISTEMAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DE HIDRÔMETROS EM SISTEMAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA Fernando Inácio dos Santos (1) Engenheiro Civil pela Escola de Engenharia de Taubaté. Especialista em Engenharia Sanitária pela

Leia mais

TRANSMISSOR DE PRESSÃO

TRANSMISSOR DE PRESSÃO TRANSMISSOR DE PRESSÃO Introdução O desenvolvimento dos transmissores de pressão teve seu início já no século 20, com diferentes tipos de sensores sendo aplicadas em diferentes funcionalidades. A grande

Leia mais

3.12 Simulação de Experiência de Reynolds. Na execução desta experiência, evocamos os seguintes conceitos:

3.12 Simulação de Experiência de Reynolds. Na execução desta experiência, evocamos os seguintes conceitos: 196 Curso Básico de Mecânica dos Fluidos 3.12 Simulação de Experiência de Reynolds Além de simular a experiência de Reynolds, objetivamos mostrar uma das muitas possibilidades de construção de uma bancada

Leia mais

Série de medidores de vazão ultrassônicos Fuji

Série de medidores de vazão ultrassônicos Fuji Série de medidores de vazão ultrassônicos Fuji Medição de líquido em uma ampla faixa Medição não impedida pela entrada de bolhas e material sólido Linha de produtos diversificada 21A1-E-0008 Recursos do

Leia mais

das válvulas de vazão de líquidos e gases

das válvulas de vazão de líquidos e gases Válvulas de Vazão de Líquidos e Gases Wagner Britto Vaz de Oliveira 00/16144 Pedro Kouri Paim 00/16063 9 de Junho de 2005 1 Introdução No contexto de automação industrial, válvulas de comando são elementos

Leia mais

SENSORES INDUSTRIAIS

SENSORES INDUSTRIAIS SENSORES INDUSTRIAIS Sensores: são dispositivos que transformam grandezas físicas em um sinal Sensores Analógicos e Digitais Caracterís:cas Alcance Precisão Resolução Sensibilidade Tempo de Resposta Não

Leia mais

Relógios Comparadores. Prof. Dr. Eng. Gustavo Daniel Donatelli Anderson César Silva

Relógios Comparadores. Prof. Dr. Eng. Gustavo Daniel Donatelli Anderson César Silva Relógios Comparadores Prof. Dr. Eng. Gustavo Daniel Donatelli Anderson César Silva 1 Conteúdos 2 Medição diferencial O relógio comparador mecânico Aspectos metrológicos Calibração de relógios comparadores

Leia mais

Apoiada nestes 3 pilares buscamos oferecer uma completa linha de produtos e serviços (de???), oferecendo aos nosso clientes o mais elevado nível de

Apoiada nestes 3 pilares buscamos oferecer uma completa linha de produtos e serviços (de???), oferecendo aos nosso clientes o mais elevado nível de Apoiada nestes 3 pilares buscamos oferecer uma completa linha de produtos e serviços (de???), oferecendo aos nosso clientes o mais elevado nível de satisfação, de forma sustentável. Solução analítica para

Leia mais

Sistemas de. Medição de Vazão

Sistemas de. Medição de Vazão Departamento de Engenharia Química e de Petróleo UFF custo Sistemas de Outros Processos de Separação Medição de Vazão Prof a Ninoska Bojorge Introdução Parte I Medição de Vazão Na maioria das operações

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR-MDIC

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR-MDIC MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR-MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL- INMETRO Portaria INMETRO/DIMEL/Nº 094, de 24 de setembro de 1999.

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DAS CURVAS DE POTÊNCIA DE UM VENTILADOR DE FLUXO AXIAL

CARACTERIZAÇÃO DAS CURVAS DE POTÊNCIA DE UM VENTILADOR DE FLUXO AXIAL XIX Congresso Nacional de Estudantes de Engenharia Mecânica - 13 a 17/08/2012 São Carlos-SP Artigo CREEM2012 CARACTERIZAÇÃO DAS CURVAS DE POTÊNCIA DE UM VENTILADOR DE FLUXO AXIAL Rangel S. Maia¹, Renato

Leia mais

Curso Calibração, Ajuste, Verificação e Certificação de Instrumentos de Medição

Curso Calibração, Ajuste, Verificação e Certificação de Instrumentos de Medição Curso Calibração, Ajuste, Verificação e Certificação de Instrumentos de Medição Instrutor Gilberto Carlos Fidélis Eng. Mecânico com Especialização em Metrologia pelo NIST - Estados Unidos e NAMAS/UKAS

Leia mais