EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 017/2010 PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE INSTRUTORIA EDITAL DE RETIFICAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 017/2010 PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE INSTRUTORIA EDITAL DE RETIFICAÇÃO"

Transcrição

1 EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 017/2010 PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE INSTRUTORIA EDITAL DE RETIFICAÇÃO O SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM DO COOPERATIVIMOS NO ESTADO DE SÃO PAULO SESCOOP/SP, tendo em vista o Edital de Credenciamento nº 17/2010 Prestação de Serviço de Instrutoria, informa a ABERTURA de novos cursos, que a partir desta data, passam a fazer parte em complementação ao Anexo II do referido Edital e seguem as determinações e orientações contidas no mesmo. Anexo II QUADRO SÍNTESES DAS ÁREAS E SUBÁREAS Área: 1. Administração Geral Subárea: 1.8 Boas Práticas Administrativas (16horas) A importância de se conhecer o macroambiente e os cenários do ambiente externo, seus impactos nos negócios e nas empresas com suas implicações nas estratégias empregas e nas finanças dessas empresas. I. A importância de se conhecer o macroambiente e os cenários do ambiente externo Impacto nos negócios e nas empresas II. Ciclos econômicos III. Conjuntura econômica IV. Montagem de um cenário V. Conceitos de missão, valores e visão empresariais e sua relação com a gestão estratégica. Página 1 de 147

2 VI. O processo de formulação de estratégia. VII. As cinco forças e a dinâmica competitive VIII. O conceito da cadeia de valor IX. As forças e fraquezas: recursos e competências da organização X. BSC XI. A função contábil / Conceitos e Princípios XII. Sistemas de Controle Gerencial (métodos e aplicações) XIII. Análise de Indicadores Econômico-Financeiros XIV. Custos e Pontos de Equilíbrio XV. Orçamento e Fluxo de Caixa XVI. Finanças Empresariais Subárea: S /Housekeeping (16horas) Preparar os participantes para implantar um programa 5 S /Housekeeping em suas cooperativas, com vistas à redução de custos, à melhoria da qualidade, ao bem estar das pessoas, à prevenção de acidentes e às questões ligadas à limpeza e higiene. I. A importância de se trabalhar e produzir em um local organizado II. III. IV. Organização e limpeza melhoram a vida da cooperativa e das pessoas Os custos da desarrumação: perda de qualidade e de produtividade X ganho de riscos e insegurança O que são os 5 S? Página 2 de 147

3 V. O primeiro S (Seiri): liberação de área VI. VII. VIII. IX. O segundo S (Seiton): organização O terceiro S (Seiso): limpeza O quarto S(Seiketsu): padronização O quinto S (Shitsuke): disciplina X. Housekeeping: conceito e aplicação XI. Atividade prática Área: 3. Gestão Estratégica Subárea 3.7 Criatividade e Inovação (16horas) Conceituar o que é a Criatividade, possibilitando aos colaboradores a visualização da sua capacidade e potencialidades na criação de situações novas no trabalho, no dia a dia. Mostrar aos colaboradores como implantar planos e projetos criativos nas diferentes situações do trabalho, através dos conceitos técnicos, administrativos e científicos. I. Pensamento criativo II. Os lados do cérebro III. Bloqueios IV. Resistências V. Ferramentas da criatividade VI. Chuva de idéias VII. Exercícios e simulações Página 3 de 147

4 Subárea: 3.8 Governança Corporativa (04horas) Trazer conhecimento sobre o sistema de Governança Corporativa e as melhores práticas para a cooperativa. I. Introdução a Governança: Princípios da boa governança corporativa, código das melhores práticas, conflito de interesse, competências do executivo principal, relacionamento com as partes interessadas (stakeholders) e avaliação do executivo principal e da diretoria. II. Legislação e Controles da Governança: Sistemas de controle e supervisão dos atos dos administradores, O ambiente regulatório da Governança Corporativa, Direitos e deveres dos cooperados, AGO, AGE e Assembléia Especial. III. Conselho Administração: Visão geral sobre as atribuições do conselho de administração, missão e atribuições, os papéis do conselho, composição, comitês do Conselho, relacionamento com cooperados e demais stakeholders e o processo de tomada de decisão do conselho de administração. IV. Ética: visão pratica da Ética, relação das empresas com a sociedade e o meio ambiente, a importância das empresas na sociedade e o meio ambiente, a importância das empresas na sociedade moderna, Ética nas empresas, os principais tipos de Código de Conduta e Fatores críticos de sucesso dos Códigos de Conduta. Subárea: 3.9 Assessment (16horas) Aplicar ferramenta que possibilita um mapeamento dos perfis dos gestores, como também uma avaliação para o desenvolvimento profissional. Página 4 de 147

5 I. Identificar talentos e diagnosticar o potencial de cada profissional avaliado. II. Traçar um plano de desenvolvimento individual e coletivo, dando à cooperativa condições de investir em ações de formação e aperfeiçoamento deste grupo. Subárea: 3.10 Gestões Por Competência e Meritocracia (24horas) Formar e capacitar gestores nas ferramentas para implantação de Gestão por Competência e Meritocracia. I. Conceitos principais na elaboração do Sistema. II. Apresentar o sistema concedido, seus critérios e regras de funcionamento III. Atividades práticas Compreensão e Aderência do Sistema Área: 4. Contabilidade e Finanças Subárea: 4.8 Matemática Financeira- Com o uso do Excel (16horas) Proporcionar conhecimentos e habilidades que permitam aos participantes utilizar os conceitos e técnicas operacionais de matemática financeira através da HP 12-C e do Excel I. HP 12C Operações matemáticas básicas Funções da HP 12C Página 5 de 147

6 Fundamentos da matemática financeira Juros simples Juros compostos Operações com taxas de juros Descontos Séries uniformes de pagamentos Sistemas de amortização de empréstimos Financiamentos II. Excel Revisão dos conceitos básicos do Excel Operações de crédito direto ao consumidor (CDC) Relação entre compra a vista e a prazo Configuração do Excel para uso das funções financeiras (aplicação prática de juros simples e compostos) Fórmulas financeiras Funções financeiras: taxa; VP; VF; Nper; LN VP; VF; Nper; LN; Tipo; Pagamento; Tir; VPL Somar produto Dia trabalho total Índice Soma Média aritmética Maior; menor Página 6 de 147

7 Texto Planilhas com teste de condição Comandos lógicos SE e PROCV Equivalência de taxas anuais, mensais e diárias Amortização de empréstimos sistema francês, planilha tabela PRICE Taxa interna de retorno (TIR): análise do custo efetivo, fluxo de caixa Valor presente líquido (VPL): análise de operação Análise de investimentos Planilhas com operações bancárias: CDB, CDI, poupança comparação entre operações para tomada de decisão Operações com descontos de duplicatas incidência de IOF, TAC, tarifas Subárea: 4.9 LALUR e Fcont - Ajustes ao Lucro Real e Escrituração (08 horas) Dar aos participantes conhecimentos e habilidades que permitam atual melhor frente aos conceitos e exigências relativos ao Lucro Real e sua escrituração, em cumprimento à normas existentes. I. Lucro Real: Introdução/Conceito/Noções Gerais Real Anual e Trimestral Regras básicas de apuração Regime de competência Base de cálculo Página 7 de 147

8 Alíquota do imposto adicional Suspensão, redução e dispensa do imposto mensal Incentivos fiscais Ajustes Adições Exclusões e compensações Casos pontuais Escrituração do contribuinte Sociedade em conta de participação SCP Processamento eletrônico de dados Falsificação da escrituração Livros comerciais Livros fiscais Responsáveis pela escrituração Demonstrações financeiras Demonstração do lucro real II. LALUR Escrituração introdução Instituição do LALUR Obrigatoriedade Modelo do livro Autenticação e registro Lançamentos de ajuste do lucro líquido Parte A Época do lançamento Forma de escrituração Estorno de lançamento Valores a serem lançados Demonstração do lucro real Parte A Momento da demonstração Modelo e forma de apresentação Registros e controles Parte B Momento e modelo de registro Página 8 de 147

9 Forma de escrituração Contas suscetíveis de controle Outras contas a serem controladas Imposto pago no exterior Elementos indispensáveis no controle Controle de compensação de prejuízos Individuação Registro do prejuízo Compensação Falta de escrituração do LALUR Demonstração do resultado ajustado da CSLL Modelos Parte A Parte B Perguntas e respostas Pessoa Jurídica (PIR 2009) III. FCont Controle Fiscal Contábil de Transição Instituição Obrigatoriedade Modelo Prazo de entrega Registros Subárea: 4.10 Normas Contábeis Brasileiras Aspectos Importantes para Cooperativas (08 horas) Dar aos participantes conhecimentos sobre as Normas Contábeis Brasileiras suas aplicações, destacando sua importância para as cooperativas e possibilitando a melhoria do desempenho desses profissionais. I. Histórico - Contabilidade Internacional e o Papel do IASB. Página 9 de 147

10 II. Adoção das normas pelo Brasil Implantação do CPC, aprovação e obrigatoriedade dos pronunciamentos, III. Apresentação das Demonstrações Contábeis IV. Demonstração dos Fluxos de Caixa-DFC V. Relatório por Segmento aspectos importantes do segmento cooperativa VI. Ativos Imobilizados e Intangíveis VII. Perdas por Recuperabilidade de Ativos (Impairment) VIII. Investimentos, Consolidação e Consolidação Proporcional IX. Combinações de Negócios participação em coligadas e controladas. X. Provisões, Contingências Ativas e Passivas XI. Imposto de Renda prós e contras para o cooperativismo XII. Políticas Contábeis, Mudanças em Estimativas Contábeis e Erros. XIII. Adoção pela Primeira Vez das IFRS aspectos importantes na Conjuntura Brasileira e Cooperativista. Subárea: 4.11 Atualização para assistentes e auxiliares (16 horas) Proporcionar a assistentes a auxiliares administrativos das cooperativas conhecimentos e habilidades que permitam sua melhor atuação nos processos e procedimentos dos controles internos, possibilitando a melhoria do seu desempenho. I. Visão geral de fluxo de caixa e fluxo econômico financeiro II. Cálculos utilizados no contas a pagar Página 10 de 147

11 III. Valores futuro e presente de séries de pagamento IV. Empréstimos utilizando o sistema SAC V. Tabela Price, americano e com pagamentos variáveis VI. Contas a pagar eficiente VII. Funções e responsabilidades VIII. Controle dos pagamentos IX. Ciclo de pagamentos X. Organograma XI. Problemas diários XII. Utilização do Excel para estruturação do contas a pagar Subárea: 4.12 SPED para Contadores (08 horas) Dar aos participantes conhecimentos e habilidades para a execução da EFD Escrituração Fiscal Digital, orientando-os sobre as informações a serem geradas para o SPED Fiscal e sobre a origem destas, tornando-os capazes de efetuar a entrega dessa nova obrigação, com abordagens sobre Controle de Crédito de ICMS do Ativo permanente CIAP e EFD PIS/COFINS I. SPED Fiscal Regulamentação Instituição e leiaute Obrigatoriedade e opção voluntária Livros abrangidos Periodicidade e prazo de entrega Página 11 de 147

12 Penalidades Geração, validação e assinatura Recepção e compartilhamento de informações Dispensa de obrigações acessórias O guia prático A importância do guia Padrões técnicos de geração Nova regra de importação do arquivo Enfoque do declarante Tabelas de códigos Perfis de apresentação Composição dos blocos de registro Análise dos registros Análise dos registros dos blocos O, C, D, E, G, H e I Aplicação dos registros Principais regras de preenchimento e validação Considerações importantes Ações a serem tomadas Cruzamento de dados II. EFD PIS/COFINS Aspectos legais Instituição Conceito Obrigatoriedade Validação do arquivo Certificação digital Página 12 de 147

13 Periodicidade Retificação dispensa Penalidades III. Estrutura do arquivo Organizações Dados técnicos Regras gerais de preenchimento Apresentação dos blocos Subárea: 4.13 DIPJ, Dacon, Dirf, DCTF, DCOMP Cruzamento das Informações (08 horas) Preparar o participante para o correto preenchimento das obrigações acessórias exigidas peã Receita Federal (DIPJ, Dacon, DCTF, DCOPMP), analisando as amarrações e os cruzamentos de informações que serão feitas pelo órgão, de forma a evitar intimações Fiscel (Fiscalização Eletrônica da Receita Federal) e PER/DCOMP para as cooperativas. I. PER/DCOMP principais aspectos Previsão legal da compensação de tributos federais Prazo de entrega da DECOMP Extinção de débito tributário Obrigatoriedade da utilização do PER/DECOMP Compensação entre tributos de mesma espécie e de espécies diferentes Página 13 de 147

14 Tipos de créditos compensáveis na DCOMP Atualização dos créditos compensáveis na DCOMP Composição de créditos utilizados na DCOMP Como efetuar a compensação do crédito Como informar o crédito utilizado parcialmente Pasta créditos Pasta débitos DCOMP retificadora Aspectos contábeis da compensação II. Confronto das informações amarração dos valores (casos práticos) I. Vinculação da pessoa física DIRF X DCTF X DIRPF X DIMOB X DECRED II. DIPJ, Dacon, Dirf, DCTF informações gerais Finalidade Prazos de entrega Periodicidade de entrega Obrigatoriedade e dispensa de apresentação Retificação das informações Penalidade pela não entrega ou entrega fora do prazo Informações gerais Pontos principais no preenchimento de cada declaração Demais cuidados Página 14 de 147

15 No preenchimento Informações gerais Quadro resumo das obrigações acessórias III. Vinculações da pessoa jurídica DCTF X DIPJ: confronto dos débitos informados na DCTF com as informações da DIPJ DCTF X Dacon: confronto dos débitos informados na DCTF com as informações do Dacon DCTF X DIRF: confronto dos débitos informados na DCTF com as informações do DIRF DCTF X DCOMP: confronto dos débitos informados na DCTF e vinculações com créditos compensados na DECOMP DCOMP X DIPJ: confronto dos créditos informados na DCOMP com as fichas DIPJ DIRF X DIPJ: confronto dos valores retidos informados na DIRF com as fichas DIPJ DCTF X DARF: confronto dos débitos informados na DCTF com as informações do DARF DCOMP X DARF: confronto dos créditos informados na DCOMP com as informações do DARF Outros cruzamentos SUBÁREA: 4.14 Escrita Fiscal ICMS (08horas) A ação educativa visa o atendimento do ICMS na pratica através do estudo da legislação desse imposto e do desenvolvimento de casos práticos, com Página 15 de 147

16 documentos oficiais, o participante conhecerá a sistemática que envolve a escrituração fiscal do ICMS das empresas. I. Condições para o Crédito dos Impostos. II. Livros Fiscais exigidos pela legislação do ICMS. III. Normas para escrituração dos Livros Fiscais por processamento de dados. IV. Comentários sobre a Escrituração Fiscal Digital EDF. V. Análise de operações Fiscais. VI. Apuração e recolhimento do ICMS. SUBÁREA: 4.15 Controladoria Estratégica e Operacional (16horas) Dar aos participantes conhecimentos sobre os aspectos conceituais e operacionais da controladoria, habilitando-os para atuar estratégica e operacionalmente no exercício dessa função, implementar a gestão por meio de indicadores de desempenho, fazer a análise de custo e orçamento e utilizar as ferramentas práticas mais comuns. I. Conceitos, objetivos e estrutura A Controladoria como ciência O sistema empresa com o objetivo da eficácia O modelo de gestão e o processo de gestão Missão, estrutura da Controladoria e o papel do Controller Sistema de informação de Controladoria Valor da Empresa: o foco da Controladoria II. A Controladoria na estratégia Controladoria estratégica e planejamento estratégico Página 16 de 147

17 Sistema de informação de acompanhamento do negócio Controle de metas estratégicas Balanced Score Card Principais indicadores de desempenho empresarial Análise comparativa com concorrentes III. A Controladoria no planejamento operacional e na execução Determinação da estrutura do ativo Determinação da estrutura do passivo Plano orçamentário Projeção dos demonstrativos contábeis Controle orçamentário Capital de giro e fluxo de caixa Gestão operacional IV. A Controladoria no controle Principais técnicas para elaboração do orçamento empresarial Controle do fluxo de caixa Principais relatórios gerenciais Fundamentos de custos: métodos de custeio e sistemas de acumulação Ponto de equilíbrio Modelo de decisão de margem de contribuição unitária e mixada Formação e gestão dos preços de venda Rentabilidade de produtos e política de redução de custos V. Avaliação de desempenho e investimento Avaliação global do resultado e desempenho Análise da geração de lucros EBIT/EBITIDA/EBITCO Valor econômico adicionado EVA Avaliação do desempenho setorial: contabilidade por responsabilidade e unidades de negócios Página 17 de 147

18 Retorno de investimento (ROI/ROE/ROA/ROCE) Subárea: 4.16 GFIP/ SEFIP 8.4 para Cooperativas (16 horas) Informar aos participantes sobre o correto os códigos e o correto preenchimento da GFIP/SEFIP para cooperativas e esclarecer sobre as implicações do preenchimento incorreto. I. GFIP/SEFIP 8.4; II. Códigos; III. Preenchimento correto para cooperativas; IV. Implicações do preenchimento incorreto pela cooperativa em relação ao governo e ao SESCOOP; V. Vantagens e Benefícios do recolhimento correto; Subárea: 4.17 Tributação (08 horas) Dar aos participantes conhecimentos e habilidades que possibilitem sua atuação, nas cooperativas, tendo por base os conceitos específicos sobre tributos. I. Distinção entre ato cooperativo e não cooperativo II. Tributos Federais III. Tributos Estaduais IV. Tributos Municipais Subárea: 4.18 Planejamento Financeiro (16 horas) Desenvolver no participante a competência de analisar e projetar estratégias empresariais a partir de informações financeiras. Página 18 de 147

19 I. Administração financeira da empresa II. Projetar o fluxo de caixa III. Fatores que influenciam o planejamento IV. Definição de metas com base nos resultados gerenciais Subárea: 4.19 Custos e Orçamento (16 horas) Fornecer ferramentas de controle dos custos e dos orçamentos das cooperativas, que possam ser úteis no apoio à tomada de decisão, visando dar suporte às escolhas que gerem valor para a cooperativa. I. Métodos de custeio II. III. IV. Ponto de equilíbrio Retorno de investimento Mecanismos orçamentários V. Fluxo de caixa projetado VI. VII. Planejamento e controles Comparativo: orçado X realizado Área: 7. Gestão de Projetos Subárea: 7.7 Formação em projetos (24 horas) Fornecer subsídios para que o grupo elabore projetos e planos de ação. I. Diagnóstico e delimitação de um problema (fio lógico, árvore de problemas, mapa de contexto do público alvo, mapa de ativos, mapa de stakeholders); Página 19 de 147

20 II. Plano de ação, delimitação de papeis e prazos; III. Ciclo de vida de um projeto; IV. Roteiros de projeto ; V. Planilhas de controle, orçamento, cronograma, 5W2H; VI. Meta x objetivos x resultados; VII. Monitoramento, avaliação e apresentação de resultados; VIII. O uso adequado de conceitos e referências; IX. Eficiência, eficácia e efetividade. Subárea 7.8: Gerenciamento de Projetos (32 horas) Dar aos participantes conhecimentos e habilidades que permitam atuar na elaboração, execução e avaliação de projetos, com base em resultados. I. Os projetos em nosso dia-a-dia II. A gestão de projetos como ferramenta para a gestão estratégica III. Diagnóstico e delimitação de um problema IV. Análise de riscos aplicada a projetos V. Planejamento de projetos VI. Plano de projeto VII. Detalhamento do projeto VIII. Execução e controle do projeto IX. Encerramento do projeto X. Planos de comunicação em projetos XI. Eficiência, eficácia e efetividade. XII. Monitoramento, avaliação e apresentação de resultados; Página 20 de 147

21 Subárea O profissional de RH e a inclusão da pessoa com deficiência visual no mercado (20 horas) Orientar os profissionais de RH sobre as estratégias de inclusão e retenção das pessoas com deficiência visual no mercado de trabalho.. Deficiência Visual conceitos legais. O mundo do trabalho e a pessoa com deficiência visual. Competências e habilidades da pessoa com deficiência visual. Legislação sobre empregabilidade Lei de Cotas e Acessibilidade. Empresas e responsabilidade social. Ambiente de trabalho acessível facilitador para a inclusão. Empregabilidade mitos e verdades. Como auxiliar a pessoa com deficiência visual no ambiente corporativo Subárea 7.10 Acessibilidade: conceitos e aplicações no cotidiano (4 horas) Apresentar os conceitos básicos de acessibilidade e desenho universal e discutir sua aplicação prática Aspectos de edificação, comunicação e sinalização em diversos ambientes. Página 21 de 147

22 Área: 8. Desenvolvimento de Negócios Subárea: 8.11 Relacionamento com o Cliente (04horas) Entender o processo de recepção e atendimento de necessidades de clientes e explorar meios de melhorar procedimentos. I. Perfil e responsabilidades do profissional do século XXI II. Eficiência no relacionamento com o cliente III. Prestação de serviços: a hora da verdade IV. Por que atender bem? V. Como descobrir a necessidade do cliente VI. Solução de problemas e habilidades de negociação Subárea: SAC- Serviço de Atendimento ao Cliente em Central de Táxi (8 horas) Conscientização dos participantes sobre a necessidade de se criar e manter uma identidade no atendimento ao cliente e como melhorar a comunicação da central com os cliente e taxistas. I. Características específicas de Central de Taxi II. Identidade no atendimento ao cliente III. O que é um script e para que serve? IV. Como construir um script V. A percepção do cliente VI. Como ouvir e fazer perguntas Página 22 de 147

23 VII. VIII. Como responder as dúvidas e reclamações dos clientes Como registrar com clareza as informações obtidas Subárea: 8.13 Treinamento para Supervisores de Vendas (16 horas) Capacitar a equipe de supervisores de vendas com vistas desenvolver o jeito de vender e atender da cooperativa (rotina), esclarecendo a importância do processo, as necessidades do mercado e seus benefícios; discutir o papel do líder na garantia do alcance dos resultados; apresentar o passo a passo da implementação e motivar para a ação. I. Abertura: integração, pré-teste, aquecimento e alinhamento das expectativas II. III. IV. Mudanças: introdução ao tema; como agir frente às mudanças; papel do líder no processo de mudança Papel do supervisor de vendas: o desafio de gerir equiupes de vendas; responsabilidades; desafios e competências necessárias à gestão de pessoas e resultados Gestão: equilíbrio entre gerir pessoas, processo e resultados V. Liderança: comunicação planejada; estilos de liderança laissez faire, diretivo, modelador, autoritário, visionário, afetivo, participativo e coaching VI. O líder coach (coaching e feedback) VII. Elementos de uma equipe de alto desempenho: 8 C s comunicação, cooperação, compartilhamento, confiança, comprometimento, conflito, criatividade e consenso Página 23 de 147

24 VIII. IX. O jeito de a cooperativa vender e atender: a rotina da equipe de supervisores de vendas benefícios do processo; construção conjunta do passo a passo Administração do tempo: cronograma de atividades X. Planejamento semanal: estabelecimento das rotinas; avaliação dos indicadores de produtividade; desdobramento de metas; acompanhamento de metas plano de ação SMART XI. Atividades diárias: acompanhamento periódico de resultados; conceitos e ferramentas; apresentação da rotina do vendedor e formulário de acompanhamento XII. Atividades de alinhamento e suporte: conceitos e dicas apresentação do formulário de aplicação de coaching XIII. Prática: avaliando as oportunidades e ameaças diante desse novo processo o planejado X realizado; planejar o dia seguinte XIV. Motivação e compromisso: pós teste Subárea: 8.14 Treinamento para Supervisores de Trade (16 horas) Capacitar a equipe de supervisores de trade com vistas desenvolver o jeito de vender e atender da cooperativa (rotina), esclarecendo a importância do processo, as necessidades do mercado e seus benefícios; discutir o papel do líder na garantia do alcance dos resultados; apresentar o passo a passo da implementação e motivar para a ação. I. Abertura: integração, pré-teste, aquecimento e alinhamento das expectativas Página 24 de 147

25 II. III. IV. Mudanças: introdução ao tema; como agir frente às mudanças; papel do líder no processo de mudança Papel do supervisor de trade: o desafio de gerir equipes de vendas; responsabilidades; desafios e competências necessárias à gestão de pessoas e resultados Gestão: equilíbrio entre gerir pessoas, processo e resultados V. Liderança: comunicação planejada; estilos de liderança laissez faire, diretivo, modelador, autoritário, visionário, afetivo, participativo e coaching VI. O líder coach (coaching e feedback) VII. Elementos de uma equipe de alto desempenho: 8 C s comunicação, cooperação, compartilhamento, confiança, comprometimento, conflito, criatividade e consenso VIII. IX. O jeito de a cooperativa vender e atender: a rotina da equipe de supervisores de trade benefícios do processo; construção conjunta do passo a passo Administração do tempo: cronograma de atividades X. Planejamento semanal: estabelecimento das rotinas; avaliação dos indicadores de produtividade; monitoramento de adereência XI. Atividades diárias: apresentação da rotina da equipe de promotores XII. Atividades de alinhamento e suporte: conceitos e dicas apresentação do formulário de aplicação de coaching XIII. Prática: avaliando as oportunidades e ameaças diante desse novo processo o planejado X realizado; planejar o dia seguinte XIV. Motivação e compromisso: pós teste Página 25 de 147

26 Subárea: 8.15 Treinamento para Vendedores (16 horas) Capacitar a equipe de vendedores no jeito de vender e atender da cooperativa (rotina), esclarecendo sobre a importância do processo, as necessidades do mercado e seus benefícios; apresentar o passo a passo da implementação e motivá-los para a ação. I. Abertura: integração; pré-teste; aquecimento; alinhamento de expectativas II. III. IV. Mercado: a evolução do mercado; novo perfil do consumidor; segmento de alimentos industrializados; relação indústria X varejo X consumidor sell in e sell out -, concorrência; o promotor como agente de vendas Clientes: perfil de consumo; canais de vendas da cooperativa; pequeno varejo _ peculiaridades e desafios -, necessidades; perfis de clientes Papel do vendedor: a evolução do papel; responsabilidades; desafios e competências necessárias a uma prestação de serviços com excelência através da venda consultiva e construção de um relacionamento sólido com o cliente parceiro de negócios V. Produto: qualidade dos produtos; impactos no resultado; características; vantagens e benefícios dos produtos; valor agregado; gestão por categoria; portfólio X materiais; mix VI. Ipaq: importância da inserção de dados; eficácia na alimentação de dados; orientações gerais; funcionalidade e recursos; dúvidas comuns Página 26 de 147

27 VII. O jeito de vender e atender da cooperativa: rotina da equipe de vendas benefícios do processo; construção conjunta do passo a passo Planejamento Execução do PDV Leitura de loja (por que é importante e como fazer Merchandising (conceito e aplicação) Negociação (foco no cliente; contorno de objeções; mix; ferramentas DCA e DC) Fechamento (pró atividade e prestação de serviço) Avaliação do dia (planejado X realizado) VIII. IX. Atividades de alinhamento e suporte Motivação e compromisso (pós teste) Subárea: 8.16 Treinamento para Promotores (08 horas) Capacitar a equipe de promotores para o jeito de vender e atender da cooperativa (rotina), esclarecendo sobre a importância do processo, as necessidades do mercado e seus benefícios; apresentar o passo a passo da implementação e motivar o grupo para a ação. I. Abertura: integração; pré-teste; aquecimento; alinhamento das expectativas Página 27 de 147

28 II. III. IV. Mercado: a evolução do mercado; novo perfil do consumidor; segmento de alimentos industrializados; relação indústria X varejo X consumidor sell in e sell out -, concorrência; o promotor como agente de vendas Clientes: perfil de consumo; canais de vendas da cooperativa; pequeno varejo _ peculiaridades e desafios -, necessidades; perfis de clientes Papel do promotor: responsabilidades; desafios e competências necessárias a uma prestação de serviços com excelência V. Produto: gestão por categoria e sua influência na definição de mix do cliente; portfólio da cooperativa; materiais X produtos VI. VII. VIII. O jeito de vender e atender da cooperativa: a rotina da equipe de promotores passo a passo Execução no PDV: detalhamento das ações da rotina e instrumentalização da equipe para aplicação prática Motivação e compromisso: pós-teste Subárea: 8.17 Treinamento para a equipe de logística- entregadores / motoristas (04 horas) Capacitar a equipe de logística para o jeito de vender e atender da cooperativa (rotina), esclarecendo sobre a importância do processo, as necessidades do mercado e seus benefícios; apresentar o passo a passo da implementação; motivar o grupo para a ação I. Abertura: integração; pré-teste; aquecimento; alinhamento de expectativas Página 28 de 147

29 II. III. IV. Mercado: mudanças ocorridas no segmento; desafios; clientes Produto: a importância da qualidade na entrega manuseio; armazenamento; cuidados com o transporte Papel do entregador: responsabilidades; desafios e competências necessárias a uma prestação de serviços com excelência V. Cliente: canais de vendas da cooperativa; pequeno varejo peculiaridades e desafios VI. VII. VIII. Jeito de vender e atender da cooperativa: a rotina da equipe de logística passo a passo Processo: planejamento liberação da frota; entrega; retorno da frota Motivação e compromisso pós-teste Subárea: 8.18 Treinamento para a Equipe de Multiplicadores (supervisores) (16 horas) Capacitar os supervisores para a aplicação dos treinamentos sobre o jeito de vender e atender da cooperativa para suas equipes, desenvolvendo e destacando modelos de técnicas de apresentação e de ensino/aprendizagem I. Abertura: integração; pré-teste; aquecimento; alinhamento de expectativas II. III. IV. Construindo a identidade do multiplicador: expectativas sobre o papel; comportamentos; capacidades e crenças allinhadas O impacto da comunicação: conteúdo, voz e não verbal Recursos instrucionais: como maximizar a aplicação de dinâmicas; apresentação de vídeos; exercícios; etc. Página 29 de 147

30 V. Público: como lidar com situações inesoeradas VI. VII. VIII. IX. Gestão da sala: equipamentos; materiais; apresentação; intervalos; clima do grupo Apresentação do treinamento Simulações de aplicação Dúvidas e desafios X. Encerramento Subárea: 8.19 Técnicas de Vendas (16 horas) Desenvolver nos participantes competências para planejar e executar todas as etapas do processo de vendas, avaliando as necessidades dos clientes, visando superar suas expectativas e provocar sua fidelização por meio da aprendizagem de técnicas de vendas, de negociação e de superação de objeções. I. Contexto macroeconômico II. Perfil do profissional de vendas III. Tipos de Vendas (interna, externa, B2B,...) IV. Conhecimento dos produtos e serviços V. Conhecimento sobre os clientes VI. Prospecção de Clientes potenciais e como atingí-los VII. Planejar e sistematizar o processo de vendas VIII. Etapas da negociação IX. Tratamento de objeções X. Técnicas de Fechamento de vendas Página 30 de 147

31 XI. XII. Pós-Vendas Fidelização do cliente Área: 9.Gestão de Pessoas Subárea: 9.9.Trabalho sob pressão (16 horas) Dar aos participantes conhecimentos e habilidades que os tornem capazes de bem desempenhar suas funções, mesmo quando sujeitos às pressões comuns dos ambientes de trabalho. I. Como manter a calma II. III. IV. Solução de problemas alternativas mais comuns Desafios como enfrentá-los com sucesso Utilização do tempo foco no alcance de objetivos V. Controle do estresse VI. VI. Exercício da reflexão pensar antes de fazer Qualidade de vida mantendo as condições pessoais e profissionais Subárea: 9.10.Avaliação do Desempenho (16 horas) Página 31 de 147

32 Desenvolver a compreensão dos principais conceitos sobre a avaliação do desempenho de profissionais no exercício das suas atividades laborais, tendo por base os conhecimentos e práticas sobre competências. I. O mundo moderno... as organizações... as mudanças... as pessoas II. A estratégia nas organizações III. Metas e resultados nas organizações IV. O papel das pessoas frente às metas e aos resultados V. Competências X competência VI. Por que avaliar o desempenho das pessoas? VII. Avaliação de competências X avaliação de desempenho VIII. Indicadores de desempenho IX. O que avaliar, o indivíduo ou o grupo? Subárea: 9.11.Treinamento e Desenvolvimento (16 horas) Desenvolver a compreensão dos principais conceitos sobre treinamento e desenvolvimento em uma organização, sua importância para os resultados da organização e a forma de melhor planejar sua execução. I. Conceitos importantes: informação, instrução, treinamento, desenvolvimento e educação. II. Diferenças entre treinamento e desenvolvimento. III. Mudança de comportamento através do treinamento: é possível? Página 32 de 147

33 IV. Impactos do treinamento e desenvolvimento nos resultados das organizações. V. Vantagens do treinamento. VI. Diferenças entre treinamento técnico e comportamental VII. Avaliação do treinamento: reação, aprendizagem e impacto organizacional VIII. Indicadores para gestão e mensuração de resultados de treinamento e desenvolvimento IX. As normas NBR ISO 10015:2001 Subárea: 9.12 Gestão Estratégica de Pessoas (64 horas) Analisar e discutir conceitos, estruturais e metodologias de administração de recursos humanos, visando desenvolver os fundamentos do novo perfil de atuação do profissional de RH. I. Revisão das finalidades e contextos do RH nas organizações (Sistema Unimed) II. RH Passado, presente e futuro III. Estratégia e RH IV. Teorias da organização e estruturas em RH V. Técnicas experiências, praticas e instrumentos em RH VI. Cultura organizacional VII. Liderança VII. Aprendizagem organizacional Página 33 de 147

34 Subárea: 9.13 Etiqueta Empresarial (16 horas) Aprimorar os relacionamentos internos e externos, através da postura, linguagem, voz e atitudes. I. Atuais exigências do mercado II. Marketing Pessoal III. Crescimento e Mudança IV. A Linguagem Certa V. Cuidado com a Voz VI. Postura Corporal VII. Etiqueta Empresarial e Marketing Pessoal VIII. Vestuário masculino e feminino Subárea: 9.14 Relações Humanas no Trabalho (16 horas) Aprimorar as habilidades de comunicação dos participantes, enfatizando a comunicação verbal e a não verbal. Identificar, analisar e fornecer ferramentas que possibilitem trabalhar as situações de divergências e conflitos. I. Competência interpessoal II. Entendendo os conflitos III. Feedback como instrumento nas relações interpessoais IV. Reavaliando comportamentos e atitudes Página 34 de 147

35 V. Carisma / Conhecendo o outro / Empatia VI. Administração de Conflitos VII. Autoconhecimento para aprimoramento do Relacionamento Interpessoal Subárea: 9.15 Gestão de Carreira (16 horas) Promover aos colaboradores de diversas áreas (faturamento e cobrança, cadastro e contas médicas) conhecimentos para se desenvolver ações que permitam o gerenciamento da carreira, com o objetivo de atingir metas profissionais e conquistar maior qualidade de vida. I. A Importância do Gerenciamento da Carreira II. Gerenciamento de Carreira, Valores e Objetivos Pessoais e Organizacionais III. Estratégias individuais no mundo do trabalho flexibilizado de hoje IV. A Influência da Personalidade no Percurso do Sucesso V. Carreira e Importância de acordo com os Ciclos de Crescimento (as fases da vida e a carreira: do primeiro trabalho as diferentes escolhas profissionais na carreira) VI. Marketing Pessoal e a Auto-Motivação para Resultados (O Estado Fundamental da Liderança da Vida) IX. Equilíbrio entre Vida Pessoal, Familiar e Profissional. Subárea: Jornada Emocional Agregando Valor com as Cinco Competências emocionais (24 horas) Página 35 de 147

36 A jornada Emocional sensibilizará os participantes para a importância da aplicação das competências emocionais no seu dia a dia e criar um ambiente motivador e participativo. I. Autoconhecimento (necessidade e valores, objetivo e foco e canais sensoriais) II. Autocontrole (tempo racional e emocional, relógio dos seis ponteiros, impacto dos papéis sociais, profissionais e pessoais, stress, metaprograma: por que as pessoas reagem de forma diferente mensagens idênticas. III. Empatia (tríade da resiliência: mobilizadora, transformadora e estratégica, âncoras e ciência do condicionamento neuro-associativo. IV. Empatia (comunicação empática e assertiva escuta empática, flexibilidade, gerações e feedback, administração de conflitos e alinhamento de valores) V. Habilidade Social (Ética e valores, Política e sustentabilidade e Rapport). Subárea: Competências Emocionais na Gestão de Pessoas (24 horas) Fornecer uma ferramenta que amplie a capacidade de ter resultados através de equipes. Por meio da ampliação da consciência das diferenças entre pessoas, o reconhecimento dos potenciais que cada membro da equipe dispõe e como tais potenciais podem contribuir para uma equipe mais engajada. I. Identificar o que motiva e o que desmotiva os líderes e suas equipes. II. Conhecer os estilos de liderança e suas influências sobre a performance dos relacionamentos. Página 36 de 147

37 III. Perceber o que impede cada um de dar o seu melhor. IV. Lidar com as diferenças entre as pessoas V. Criar comprometimento pela melhoria das relações interpessoais. VI. Conhecer melhor cada colaborador VII. Fortalecer as relações entre membros da equipe, criando um maior comprometimento e engajamento. VIII. Reconhecer o que limita o indivíduo e impede sua criatividade e iniciativa em grupo. Subárea: 9.18 Marketing Pessoal (04horas) Proporcionar reflexões e vivências sobre a importância do marketing pessoal para o sucesso na carreira profissional. I. Credibilidade: a importância da imagem positiva II. Apresentação pessoal III. Padrões de comportamento Subárea: 9.19 Gestão de Pessoas Para Líderes (24horas) Possibilitar que os participantes, após receberem conhecimentos e desenvolverem habilidades na gestão de pessoas, melhorem seu desempenho no exercício de funções de liderança. I. O líder e suas habilidades (8 horas) A liderança em cooperativas Página 37 de 147

38 Ferramentas de liderança Autoanálise dos estilos de liderança O impacto do estilo de liderança nos resultados da equipe Gestão para resultados Estabelecimento de metas O processo decisório A delegação Os processos de comunicação Comunicação interpessoal Transformar grupos em equipes II. Mediação de conflitos e motivação (8 horas) O conflito conceitos principais As causas dos conflitos Os efeitos dos conflitos positivos e negativos Os stágios do conflito Administrando os conflitos A influência das emoções no comportamento; Os diversos tipos de inteligência e a inteligência emocional; Avaliando as Emoções Como lidar com as emoções: autocontrole e empatia; O aprendizado do equilíbrio emocional através de práticas contínuas; Página 38 de 147

39 III. Ética, coaching e feedback (8 horas) O líder coach e os contextos de coaching Princípios e práticas de coaching Autoconhecimento e feedback Exposição e feedback Finalidade e tipos de feedback O que é código de ética Valores e princípios éticos Cultura organizacional ética A ética e a segurança no trabalho Subárea: Planejamento Tático e Gestão de Projetos de RH (32 horas) Proporcionar aos participantes as condições necessárias para que possam visualizar a cooperativa no curto e no longo prazo, com acesso às principais ferramentas de rompimento de bloqueios mentais e de construção de mecanismos perceptivos e criativos, antecipando-se aos fatos e potencializando as oportunidades de desenvolvimento dos colaboradores, bem como plotando todas essas variáveis numa plataforma de Projetos, Metas e Indicadores através do BSC. I. Planejamento tático estratégico (8 horas) Cenários e tendências As principais mudanças no mundo empresarial Os cenários: globalização e competitividade Página 39 de 147

40 II. A cooperativa e o seu posicionamento mercadológico A visão e o pensamento estratégico em RH Essência da visão estratégica: a missão da gestão de pessoas Planejar ou planejar? Eis a questão Planejamento estratégico X tático O ambiente interno e externo do negócio As oportunidades e as ameaças do mercado Pontos fortes e fracos da empresa Futuro: o que nos espera? As tendências que estão mudando os negócios O planejamento das ações Análise da estratégia atual X ideal Estabelecendo mudança estratégica Qual a estratégia a implementar Gestão de projetos BSC Os cinco principais prismas do BSC Avaliação e ferramentas de medição A liderança e a equipe Liderança e seus papéis Estilos de liderança Fluxo e refluxo de informações: condução dos processos Como montar um planejamento eficaz As etapas da administração estratégica Poder, autoridade e responsabilidades Criatividade e flexibilidade nos processos decisórios (8 horas) Percepção Trabalhando a mente: espaço e tempo Fatores formadores Percepção individual e seletiva Criatividade e senso comum Pensamento criativo Os três grandes grupos Página 40 de 147

41 Frequência e profundidade criativa Bloqueios mentais Os principais bloqueios e seus impactos Métodos de rompimento e reconstrução Superando o medo e o pessimismo Educados pelo medo e pela limitação Mecanismo do medo Abrindo-se para oportunidades Os elementos do equilíbrio emocional A capacidade de aceitar e mudar Cultivando a harminia e a integração nas rotinas A arte de interagir com os desafios e problemas Superestima dos desafios Aprendendo a conhecer, administrar e buscar soluções criativas III. Liderança, decisão e resultados (8 horas) Cenário atual e sua influência nas organizações O líder como gestor de pessoas Liderança empreendedora Orientação para resultados O processo de comunicação na motivação de pessoas Estilos de liderança A percepção de si A percepção do outro A percepção da equipe Condução da equipe para a obtenção de resultados Liderando pelo exemplo Postura profissional e pessoal Atitudes facilitadoras Fornecendo feedback Recebendo feedback de equipes Administração de conflitos Lidando com as diferenças Página 41 de 147

42 Diferenciando conflitos pessoais e profissionais Análise de conflitos Tomada de decisões IV. Comunicação e relacionamento (8 horas) Cultura organizacional O que é e seus modelos básicos Como influi na empresa Essência do processo de ações grupais Emoção X razão Processo de interação Energização da ação A linguagem como ato social Suas várias cocepções Adequação às diversas situações comunicativas Relações interpessoais A máscara Auto conhecimento Conhecendo o outro Convivendo com as diferenças Aceitação do outro Crescendo com as diferenças Carisma pessoal Desenvolvendo a produtividade O direito de ser eficaz e feliz Comprometendo-se com a tarefa pessoal Criatividade Arte e disciplina Habilidades e competências criativas Maturidade criativa Motivar na prática Projeto motivacional Quem queremos motivar? Página 42 de 147

43 Subárea: 9.21 Legislação previdenciária- CLT (16 horas) Dar aos participantes a compreensão dos conceitos e rotinas de aspectos legais da Legislação Previdenciária a fim de que se possa melhorar o desempenho profissional daqueles que atuam diariamente na área de Recursos Humanos e/ou são representantes/delegados das cooperativas em processos trabalhistas. I. Aposentadoria: especial, por idade, por invalidez, por tempo de contribuição; II. Auxílio: Acidente, doença, reclusão. III. Salários: família, maternidade, assistência social, BPC, LOAS; IV. Pensão por morte, PPP, CAT; V. Serviços eletrônicos oferecidos pela previdência social; VI. Outros - pertinentes ao tema; Subárea: 9.22 Oficina: Lei 8.213/91 Lei de Cotas (04 horas) Oferecer orientações iniciais sobre a Lei 8.213/91 Lei de Cotas. I. Quem é obrigado a cumprir a lei 8.213/91 II. Processo seletivo para contratação de Pessoas com Deficiência III. Inclusão para além da contratação IV. Instituições e órgãos relacionados. Subárea:9.23 Oficina: Inclusão de Pessoas com Deficiência (03horas) Página 43 de 147

44 Oferecer orientações iniciais para favorecer a inclusão e a convivência com Pessoas com Deficiência. I. Conceito de deficiência II. III. IV. Tipos de deficiência Convivência, preconceitos e comportamentos que favorecem a inclusão Exercícios práticos de auxílio adequado Subárea: 9.24 Rotinas de DPI (08horas) Dar ao participante condições de executar algumas das principais tarefas envolvidas na rotina de um departamento de pessoal, assim como trabalhar de acordo com as principais fontes do Direito do Trabalho. I. Contratação de Serviços II. Admissão de Pessoas III. Jornada de Trabalho IV. Contribuições Sindicais Subárea: 9.25 Rotinas de DPII (08horas) Dar ao participante condições de executar algumas das principais tarefas envolvidas na rotina de um departamento de pessoal, assim como trabalhar de acordo com as principais fontes do Direito do Trabalho. I. Fundo de Garantia II. Obrigações Trabalhistas III. Férias Página 44 de 147

45 IV. Hora Extra Subárea: 9.26 Rotinas de DPIII (08horas) Dar ao participante condições de executar algumas das principais tarefas envolvidas na rotina de um departamento de pessoal, assim como trabalhar de acordo com as principais fontes do Direito do Trabalho. I. Fundo de Garantia II. Obrigações Trabalhistas III. Férias IV. Hora Extra Subárea 9.27: Diagnóstico de necessidades de desenvolvimento de cooperados, dirigentes e colaboradores (12 horas) Dar aos participantes conhecimentos e habilidades que permitam realizar o diagnóstico de necessidades de desenvolvimento de pessoas, com base em conceitos de competência profissional e qualidade, e orientar para o trabalho direcionado às várias áreas das cooperativas, contemplando demandas de cooperados, dirigentes e colaboradores. I. Competência profissional Abordagens Competência e qualidade Dimensões da competência: conhecimentos, habilidades e atitudes Competências humanas e organizacionais Identificação de Competências Página 45 de 147

46 II. III. *Referenciais de Desempenho *Descrição de Competências Mapeamento dos lacunas de Competências Treinamento e desenvolvimento O papel do Treinamento e Desenvolvimento na organização Gestão de pessoas alinhada à estratégia organizacional Diagnóstico de necessidades de desenvolvimento baseado em competências Ações reativas Ações proativas Métodos, técnicas e estratégias Ferramenta Área: 10.Liderança Subárea: 10.5 Programa de Desenvolvimento de Líderes - básico (80 horas) Capacitar o líder para enfrentar novos desafios e gerir pessoas e resultados, criar na equipe um clima de colaboração, motivação, aprendizagem e estimulador para a inovação. I. O Modelo de Liderança para conquista de resultados II. O Paradoxo da Liderança como vencê-lo para o atingimento de metas III. O Estado Fundamental de Liderança IV. Formação de Equipes de Alto Desempenho V. Liderança e Trabalho em Equipe VI. Desenvolvimento de Pessoas Página 46 de 147

47 VII. O Líder-Coach: modelos e práticas VIII. Comunicação Assertiva e Receptiva IX. Feedback como Ferramenta de Desenvolvimento Subárea: 10.6 Programa de Desenvolvimento de Líderes - avançado (80 horas) Capacitar o líder para enfrentar novos desafios e gerir pessoas e resultados, criar na equipe um clima de colaboração, motivação, aprendizagem e estimulador para a inovação. I. O Modelo de Liderança para conquista de resultados II. O Paradoxo da Liderança como vencê-lo para o atingimento de metas III. O Estado Fundamental de Liderança IV. Formação de Equipes de Alto Desempenho V. Liderança e Trabalho em Equipe VI. Desenvolvimento de Pessoas VII. O Líder-Coach: modelos e práticas VIII. Comunicação Assertiva e Receptiva IX. Feedback como Ferramenta de Desenvolvimento X. Revistando o líder interno XI. Liderança Criativa XII. O líder transformador XIII. O líder empreendedor Página 47 de 147

48 Subárea: 10.7 Desenvolvimento de Equipe (12 horas) Criar um espaço interativo, dinâmico, reflexivo e prático sobre a importância e os impactos do trabalho em equipe. Garantir o alto nível da sinergia entre as equipes, potencializar os colaboradores e otimizar as competências Individuais. I. Metodologia circular ação/ reflexão/ ação II. Auto Motivação (teoria e prática) III. Integração de Equipe e Compartilhamento IV. Conscientização para a mudança V. Desenvolvimento Profissional (jogos e dinâmicas) VI. Pontes entre o comportamental e técnico (Vivências em grupo e resgates conclusivos) Subárea: Arte de Liderar (4 horas) Reflexão do papel do líder como aquele que é capaz de inspirar projetos, idéias, movimentos e pessoas. I. Liderança por exemplo II. Postura de líder III. Resolução de conflitos IV. Equilíbrio pessoal e profissional Subárea: Desenvolvimento de Líderes para Gestão Sustentável (08 horas) Página 48 de 147

49 Contribuir para a formação de lideres da cooperativa, considerando a sustentabilidade como fator estratégico para desenvolvimento do negócio e uma vantagem competitiva; apresentar ferramentas que possam avaliar resultados, prever riscos e identificar oportunidades. I. Principais ferramentas para gestão da sustentabilidade; II. SELO Responsabilidade Social e suas correlações com ferramentas para uma gestão sustentável; III. Mapeamento dos stakeholders estratégicos para a cooperativa; IV. Análise da relevância dos stakeholders mapeados; V. Identificação dos principais dilemas/dificuldades na relação com os stakeholders relevantes para a cooperativa; VI. Análise de aspectos e impactos da Responsabilidade Social em cada área; VII. Case e dinâmica; Subárea: Capacitação de Lideranças Médias (40horas) Dar aos ocupantes de cargos de liderança média em cooperativas os conhecimentos e as habilidades em gestão, que possibilitem o seu crescimento profissional e pessoal, melhorando seu desempenho e facilitando sua atuação para a obtenção dos resultados da cooperativa. Módulo I: 1) Atividade de integração (dinâmica de integração; levantamento das expectativas dos participantes; apresentação do programa); 2) O papel do líder Página 49 de 147

50 (papel profissional; importância do papel na organização; identificação dos estilos de liderança; impacto do estilo de liderança nos resultados da equipe). Módulo II: 1) Comunicação e Relacionamento Interpessoal (o processo de comunicação; identificação dos obstáculos à comunicação e proposta de melhoria; assertividade; percepção; empatia e relacionamento interpessoal); 2) Inteligência Emocional (inteligências múltiplas; conhecer as próprias emoções autoconsciência; lidar com os sentimentos capacidade de gerenciar sentimentos; reconhecer emoções nos outros; aptidão social lidar com relacionamentos) Módulo III: 1) Liderança - Coach e Feedback (o perfil do atual líder; o que é coaching; como se tornar um líder coach; importância do coach para a organização; importância do feedback como dar e receber). Módulo IV: 1) Gestão de equipes e motivação (conceitos de grupos e equipes; trabalho em equipe; administração de conflitos; análise de problemas e tomada de decisão; delegação; motivação). Módulo V: 1) Planejamento e orientação para resultados (funções gerenciais básicas planejamento/organização/direção/controle; administração do tempo); 2) Trabalhos finais estudo, discussão e apresentação de cases ; 3) Avaliação do curso Subárea: PDL Programa de Desenvolvimento de Líderes (112horas) Página 50 de 147

NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO EMPRESARIAL 2014

NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO EMPRESARIAL 2014 NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO EMPRESARIAL 2014 WORKSHOPS CH DATA HORÁRIO INVESTIMENTO CONTEÚDO 1. Evolução e conceito de geomarketing. 2. Técnicas de geoprocessamento. Geomarketing : Tomada de Decisão no Varejo

Leia mais

A Casa do Cooperativismo Paulista

A Casa do Cooperativismo Paulista SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM DO COOPERATIVISMO NO ESTADO DE SÃO PAULO EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 017/2010 PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE INSTRUTORIA EDITAL DE RETIFICAÇÃO O SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM

Leia mais

Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ

Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ Um jeito Diferente, Inovador e Prático de fazer Educação Corporativa Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ Objetivo: Auxiliar o desenvolvimento

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Pessoas

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Pessoas Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Pessoas Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Pessoas tem por objetivo o fornecimento de instrumental que possibilite

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Nome da disciplina Evolução do Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação;

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 1. Comercial e Marketing 1.1 Neurovendas Objetivo: Entender

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Evolução de Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

CURSOS: ÁREA ADMINISTRAÇÃO E COMÉRCIO

CURSOS: ÁREA ADMINISTRAÇÃO E COMÉRCIO CURSOS: ÁREA ADMINISTRAÇÃO E COMÉRCIO ELABORANDO O PLANO DE NEGÓCIOS 16h Entendendo o negócio Perfil do Empreendedor de Sucesso Visão e missão do Negócio Características do Plano de Negócios Plano de Investimento

Leia mais

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 901491 - EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução da teoria organizacional

Leia mais

TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br

TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br Cursos para Melhoria do desempenho & Gestão de RH TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br Administração do Tempo Ampliar a compreensão da importância

Leia mais

NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO EMPRESARIAL 2014

NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO EMPRESARIAL 2014 NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO EMPRESARIAL 2014 WORKSHOPS CH DATA HORÁRIO INVESTIMENTO CONTEÚDO 1. Razões para prestar um fantástico atendimento. 2. Motivação e empregabilidade. 3. Fidelização do cliente. 4.

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão Estratégica de Negócios tem por objetivo desenvolver a

Leia mais

MBA Gestão de Negócios e Pessoas

MBA Gestão de Negócios e Pessoas PROJETO PEDAGÓGICO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Nome do Curso MBA Gestão de Negócios e Pessoas Área de Conhecimento Ciências Sociais Aplicadas Nome do Coordenador do Curso e Breve Currículo: Prof.

Leia mais

EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 017/2010 PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE INSTRUTORIA EDITAL DE RETIFICAÇÃO

EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 017/2010 PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE INSTRUTORIA EDITAL DE RETIFICAÇÃO EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 017/2010 PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE INSTRUTORIA EDITAL DE RETIFICAÇÃO O SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM DO COOPERATIVIMOS NO ESTADO DE SÃO PAULO SESCOOP/SP, tendo em vista o Edital

Leia mais

PÚBLICO ALVO: Todos os profissionais da área de agenciamento de viagens.

PÚBLICO ALVO: Todos os profissionais da área de agenciamento de viagens. 6. Gestão Empresarial 6.1 Inovando para crescer: turismo nos novos tempos INSTRUTOR(A): Carlos Silvério Todos os profissionais da área de agenciamento de viagens. Proporcionar uma reflexão sobre o panorama

Leia mais

Área 01. Administração Geral. Subárea 01.1. Rotinas Administrativas. Carga horária: 16 horas. Participantes: 30

Área 01. Administração Geral. Subárea 01.1. Rotinas Administrativas. Carga horária: 16 horas. Participantes: 30 EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 017/2010 PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE INSTRUTORIA EDITAL DE RETIFICAÇÃO O SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM DO COOPERATIVIMOS NO ESTADO DE SÃO PAULO SESCOOP/SP, tendo em vista o Edital

Leia mais

ÊNFASE EM GESTÃO DE PESSOAS

ÊNFASE EM GESTÃO DE PESSOAS MBA DESENVOLVIMENTO AVANÇADO DE EXECUTIVOS ÊNFASE EM GESTÃO DE PESSOAS O MBA Desenvolvimento Avançado de Executivos possui como característica atender a um mercado altamente dinâmico e competitivo para

Leia mais

Capacitando Profissionais

Capacitando Profissionais Capacitando Profissionais 2014 Setup Treinamentos & Soluções em TI www.setuptreinamentos.com APRE SENTA ÇÃ O A atual realidade do mercado de trabalho, que cada dia intensifica a busca por mão-de-obra qualificada,

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING CENÁRIO E TENDÊNCIAS DOS NEGÓCIOS 8 h As mudanças do mundo econômico e as tendências da sociedade contemporânea.

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu. MBA em Estratégia e Liderança Empresarial

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu. MBA em Estratégia e Liderança Empresarial Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Estratégia e Liderança Empresarial Apresentação O programa de MBA em Estratégia e Liderança Empresarial tem por objetivo preparar profissionais para

Leia mais

Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes

Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes 1 SÉRIE DESENVOLVIMENTO HUMANO FORMAÇÃO DE LÍDER EMPREENDEDOR Propiciar aos participantes condições de vivenciarem um encontro com

Leia mais

Especialização em Gestão Estratégica de Pessoas e Liderança

Especialização em Gestão Estratégica de Pessoas e Liderança Especialização em Gestão Estratégica de Pessoas e Liderança Apresentação CAMPUS IGUATEMI Inscrições em Breve Turma 02 --> *Alunos matriculados após o início das aulas poderão cursar as disciplinas já realizadas,

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

MBA em Gestão de Pessoas

MBA em Gestão de Pessoas REFERÊNCIA EM EDUCAÇÃO EXECUTIVA MBA em Gestão de Pessoas Coordenação Acadêmica: Profª. Dra. Ana Ligia Nunes Finamor A Escola de Negócios de Alagoas. A FAN Faculdade de Administração e Negócios foi fundada

Leia mais

Balanced Scorecard BSC. O que não é medido não é gerenciado. Medir é importante? Também não se pode medir o que não se descreve.

Balanced Scorecard BSC. O que não é medido não é gerenciado. Medir é importante? Também não se pode medir o que não se descreve. Balanced Scorecard BSC 1 2 A metodologia (Mapas Estratégicos e Balanced Scorecard BSC) foi criada por professores de Harvard no início da década de 90, e é amplamente difundida e aplicada com sucesso em

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 2. Finanças 2.1 Orçamento anual integrado Objetivo: Melhorar

Leia mais

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE 1º SEMESTRE 7ECO003 ECONOMIA DE EMPRESAS I Organização econômica e problemas econômicos. Demanda, oferta e elasticidade. Teoria do consumidor. Teoria da produção e da firma, estruturas e regulamento de

Leia mais

www.avantassessoria.com.br

www.avantassessoria.com.br www.avantassessoria.com.br Nossa Empresa A AVANT Assessoria Contábil e Tributária é uma empresa de contabilidade especializada em consultoria e assessoria de empresas e profissionais liberais, oferecendo

Leia mais

CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO

CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM ECOTURISMO Objetivo: O Curso tem por objetivo capacitar profissionais, tendo em vista a carência de pessoas qualificadas na área do ecoturismo, para atender,

Leia mais

Pessoas e Negócios em Evolução

Pessoas e Negócios em Evolução Empresa: Atuamos desde 2001 nos diversos segmentos de Gestão de Pessoas, desenvolvendo serviços diferenciados para empresas privadas, associações e cooperativas. Prestamos serviços em mais de 40 cidades

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Grupos de trabalho: formação Objetivo: elaborar atividades e

Leia mais

ANEC PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO UMA ABORDAGEM. Reflexões voltadas para a Gestão

ANEC PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO UMA ABORDAGEM. Reflexões voltadas para a Gestão ANEC PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO UMA ABORDAGEM Reflexões voltadas para a Gestão MUDANÇAS EDUCAÇÃO NO BRASIL 1996 Lei 9.934 LDB 1772 Reforma Pombalina 1549 Ensino Educação público no dos Brasil Jesuítas Lei

Leia mais

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS GESTÃO POR COMPETÊNCIAS STM ANALISTA/2010 ( C ) Conforme legislação específica aplicada à administração pública federal, gestão por competência e gestão da capacitação são equivalentes. Lei 5.707/2006

Leia mais

4. Tendências em Gestão de Pessoas

4. Tendências em Gestão de Pessoas 4. Tendências em Gestão de Pessoas Em 2012, Gerenciar Talentos continuará sendo uma das prioridades da maioria das empresas. Mudanças nas estratégias, necessidades de novas competências, pressões nos custos

Leia mais

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com. AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.br COM O SEBRAE, O SEU NEGÓCIO VAI! O Sebrae Goiás preparou diversas

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Matriz Curricular aprovada pela Resolução nº 18/09-CONSUNI, de 1º de dezembro de 2009. MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Válida para os acadêmicos ingressantes

Leia mais

Ribeirão Preto, Franca, São Carlos e Araraquara GESTÃO DE PESSOAS. COORDENAÇÃO: Profª Drª Ana Ligia Nunes Finamor

Ribeirão Preto, Franca, São Carlos e Araraquara GESTÃO DE PESSOAS. COORDENAÇÃO: Profª Drª Ana Ligia Nunes Finamor Ribeirão Preto, Franca, São Carlos e Araraquara GESTÃO DE PESSOAS COORDENAÇÃO: Profª Drª Ana Ligia Nunes Finamor OBJETIVO: A Gestão de Pessoas vem passando por inúmeras transformações nestes últimos anos.

Leia mais

Desenvolvimento Humano

Desenvolvimento Humano ASSESSORIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Desenvolvimento Humano ADVISORY Os desafios transformam-se em fatores motivacionais quando os profissionais se sentem bem preparados para enfrentá-los. E uma equipe

Leia mais

O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade. O Administrador na Gestão de Pessoas

O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade. O Administrador na Gestão de Pessoas O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade Eficácia e Liderança de Performance O Administrador na Gestão de Pessoas Grupo de Estudos em Administração de Pessoas - GEAPE 27 de novembro

Leia mais

CONSULTORIA DE DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL

CONSULTORIA DE DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL CONSULTORIA DE DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL Somos especializados na identificação e facilitação de soluções na medida em que você e sua empresa necessitam para o desenvolvimento pessoal, profissional,

Leia mais

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br POR QUE ESCREVEMOS ESTE E-BOOK? Nosso objetivo com este e-book é mostrar como a Gestão de Processos

Leia mais

MBA em Gestão de Negócios (Sexta e Sábado)

MBA em Gestão de Negócios (Sexta e Sábado) MBA em Gestão de Negócios (Sexta e Sábado) Apresentação CAMPUS STIEP Inscrições Abertas Turma 14 (Nova) -->Início Confirmado:05/07/2013 Mercados dinâmicos têm imposto desafios crescentes para as empresas:

Leia mais

EIXO DE APRENDIZAGEM: CERTIFICAÇÃO E AUDITORIA Mês de Realização

EIXO DE APRENDIZAGEM: CERTIFICAÇÃO E AUDITORIA Mês de Realização S QUE VOCÊ ENCONTRA NO INAED Como instituição que se posiciona em seu mercado de atuação na condição de provedora de soluções em gestão empresarial, o INAED disponibiliza para o mercado cursos abertos,

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Desenvolvimento Humano de Gestores

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Desenvolvimento Humano de Gestores NÚCLEO AVANÇADO DE PÓS-GRADUAÇÃO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Desenvolvimento Humano de Gestores De acordo com a Resolução n o 1 de 08/06/2007 da CES do CNE do MEC Coordenação

Leia mais

MANTENEDOR E CONTADOR

MANTENEDOR E CONTADOR MANTENEDOR E CONTADOR No ano de 2000, Darci de Paula, Contador formado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, em Ciências Contábeis e Pós graduado em MBA IFRS(Normas Internacionais de Contabilidade),

Leia mais

METODOLOGIA HSM Centrada nos participantes com professores com experiência executiva, materiais especialmente desenvolvidos e infraestrutura tecnológica privilegiada. O conteúdo exclusivo dos especialistas

Leia mais

Quais são os objetivos dessa Política?

Quais são os objetivos dessa Política? A Conab possui uma Política de Gestão de Desempenho que define procedimentos e regulamenta a prática de avaliação de desempenho dos seus empregados, baseada num Sistema de Gestão de Competências. Esse

Leia mais

Administração geral. Curso rotinas administrativas. Participantes: 30

Administração geral. Curso rotinas administrativas. Participantes: 30 EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 017/2010 PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE INSTRUTORIA EDITAL DE RETIFICAÇÃO O SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM DO COOPERATIVISMO NO ESTADO DE SÃO PAULO SESCOOP/SP, tendo em vista o edital

Leia mais

liderança conceito Sumário Liderança para potenciais e novos gestores

liderança conceito Sumário Liderança para potenciais e novos gestores Sumário Liderança para potenciais e novos gestores conceito Conceito de Liderança Competências do Líder Estilos de Liderança Habilidades Básicas Equipe de alta performance Habilidade com Pessoas Autoestima

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, BACHARELADO Administração LFE em Administração de Empresas Lajeado 4811 Administração LFE em Administração

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

MBA EM GESTÃO FINANCEIRA: CONTROLADORIA E AUDITORIA Curso de Especialização Pós-Graduação lato sensu

MBA EM GESTÃO FINANCEIRA: CONTROLADORIA E AUDITORIA Curso de Especialização Pós-Graduação lato sensu MBA EM GESTÃO FINANCEIRA: CONTROLADORIA E AUDITORIA Curso de Especialização Pós-Graduação lato sensu Coordenação Acadêmica: Prof. José Carlos Abreu, Dr. 1 OBJETIVO: Objetivos Gerais: Atualizar e aprofundar

Leia mais

Business & Executive Coaching - BEC

Business & Executive Coaching - BEC IAC International Association of Coaching Empresas são Resultados de Pessoas José Roberto Marques - JRM O Atual Cenário no Mundo dos Negócios O mundo dos negócios está cada vez mais competitivo, nesse

Leia mais

ÊNFASE EM GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA

ÊNFASE EM GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA MBA DESENVOLVIMENTO AVANÇADO DE EXECUTIVOS ÊNFASE EM GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA O MBA Desenvolvimento Avançado de Executivos possui como característica atender a um mercado altamente dinâmico e competitivo

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR PROJETO INTEGRADOR 1. INTRODUÇÃO Conforme as diretrizes do Projeto Pedagógico dos Cursos Superiores de Tecnologia da Faculdade Unida de Suzano

Leia mais

Prover conhecimento, aprimorar habilidades e inspirar novas atitudes de pessoas ou empresas através de diagnóstico comportamental e da aplicação

Prover conhecimento, aprimorar habilidades e inspirar novas atitudes de pessoas ou empresas através de diagnóstico comportamental e da aplicação Prover conhecimento, aprimorar habilidades e inspirar novas atitudes de pessoas ou empresas através de diagnóstico comportamental e da aplicação contínua de treinamentos e palestras Eduardo Amati em Treinamentos

Leia mais

Ementário do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial

Ementário do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial 01 ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS I EMENTA: Introdução à administração de recursos humanos; orçamento de pessoal; processo de recrutamento e seleção de pessoal; processo de treinamento e desenvolvimento

Leia mais

CAPÍTULO 1 - CONTABILIDADE E GESTÃO EMPRESARIAL A CONTROLADORIA

CAPÍTULO 1 - CONTABILIDADE E GESTÃO EMPRESARIAL A CONTROLADORIA CAPÍTULO 1 - CONTABILIDADE E GESTÃO EMPRESARIAL A CONTROLADORIA Constata-se que o novo arranjo da economia mundial provocado pelo processo de globalização tem afetado as empresas a fim de disponibilizar

Leia mais

Al. dos Pamaris, 308 Moema São Paulo / SP - CEP: 04086-020 Fone: 11 5535-1397 Fax: 11 5531-5988 www.humus.com.br

Al. dos Pamaris, 308 Moema São Paulo / SP - CEP: 04086-020 Fone: 11 5535-1397 Fax: 11 5531-5988 www.humus.com.br PALESTRAS E CURSOS IN COMPANY PARA O ENSINO SUPERIOR ACADÊMICOS A Coordenação de Curso e sua Relevância no Processo de Competitividade e Excelência da IES Acessibilidade: requisito legal no processo de

Leia mais

Desenvolvimento de Pessoas na Administração Pública. Assembléia Legislativa do Estado de Säo Paulo 14 de outubro de 2008

Desenvolvimento de Pessoas na Administração Pública. Assembléia Legislativa do Estado de Säo Paulo 14 de outubro de 2008 Desenvolvimento de Pessoas na Administração Pública Assembléia Legislativa do Estado de Säo Paulo 14 de outubro de 2008 Roteiro 1. Contexto 2. Por que é preciso desenvolvimento de capacidades no setor

Leia mais

ATENDIMENTO AO CLIENTE - 15H (R$ 90,00)

ATENDIMENTO AO CLIENTE - 15H (R$ 90,00) 3 ABRIL ATENDIMENTO AO CLIENTE - 15H (R$ 90,00) DATA: 06 a 10/04/2015 HORÁRIO: 19h às 22h CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: Bem tratado ou bem atendido? Momentos da verdade das empresas O perfil do profissional de

Leia mais

REFLEXÃO. (Warren Bennis)

REFLEXÃO. (Warren Bennis) RÉSUMÉ Consultora nas áreas de Desenvolvimento Organizacional e Gestão de Pessoas; Docente de Pós- Graduação; Coaching Experiência de mais de 31 anos na iniciativa privada e pública; Doutorado em Administração;

Leia mais

Sistemas de Remuneração Tradicionais e a Remuneração Estratégica

Sistemas de Remuneração Tradicionais e a Remuneração Estratégica Sistemas de Remuneração Tradicionais e a Remuneração Estratégica por Camila Hatsumi Minamide* Vivemos em um ambiente com transformações constantes: a humanidade sofre diariamente mudanças nos aspectos

Leia mais

Saiba tudo sobre o esocial

Saiba tudo sobre o esocial Saiba tudo sobre o esocial Introdução Com a criação do Sistema Público de Escrituração Digital (Sped), o Governo propiciou maior controle e agilidade na fiscalização das informações contábeis e fiscais

Leia mais

MBA EM GESTÃO DO MARKETING ESTRATÉGICO - EMENTAS

MBA EM GESTÃO DO MARKETING ESTRATÉGICO - EMENTAS MBA EM GESTÃO DO MARKETING ESTRATÉGICO - EMENTAS Branding Corporativo O que é Branding. O que é uma marca. História da Marcas. Naming. Arquitetura de Marcas. Tipos de Marcas. Brand Equity. Gestão de Marcas/Branding.

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Fundamentos

Gerenciamento de Projetos Fundamentos Gerenciamento de Fundamentos MBA EM GESTÃO DE PROJETOS - EMENTAS Definição de Projeto. Contexto e Evolução do Gerenciamento de. Areas de conhecimento e os processos de gerenciamento do PMI - PMBoK. Ciclo

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM DMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS (FGV)

PÓS-GRADUAÇÃO EM DMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS (FGV) OBJETIVO: Capacitar profissionais, de qualquer área de atuação, para a carreira executiva, desenvolvendo as principais habilidades gerenciais, tais como: liderança, comunicação interpessoal e visão estratégica,

Leia mais

FACULDADE TECSOMA DEPARTAMENTO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL

FACULDADE TECSOMA DEPARTAMENTO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL FACULDADE TECSOMA DEPARTAMENTO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL 1. OBJETIVOS Proporcionar aos discentes conhecimentos teóricos e práticos acerca da gestão empresarial com intuito de

Leia mais

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS Graduação PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS Prepara os estudantes para o empreendedorismo e para a gestão empresarial. Com foco nas tendências

Leia mais

GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS NÚCLEO COMUM

GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS NÚCLEO COMUM GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS NÚCLEO COMUM DISCIPLINA: Gestão de Pessoas EMENTA: O sistema clássico de estruturação da gestão de recursos humanos e suas limitações: recrutamento e seleção, treinamento

Leia mais

Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide

Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide A Nova América na vida das pessoas 8 Cultural Empresarial Missão Do valor do campo ao campo de valor

Leia mais

2. Classificar atos e fatos contábeis.

2. Classificar atos e fatos contábeis. MÓDULO II Qualificação Técnica de Nível Médio de ASSISTENTE FINANCEIRO II.1 PROCESSOS DE OPERAÇÕES CONTÁBEIS Função: Planejamento de Processos Contábeis 1. Interpretar os fundamentos e conceitos da contabilidade.

Leia mais

EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 017/2010 PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE INSTRUTORIA

EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 017/2010 PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE INSTRUTORIA EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 017/2010 PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE INSTRUTORIA EDITAL DE RETIFICAÇÃO O SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM DO COOPERATIVISMO NO ESTADO DE SÃO PAULO SESCOOP/SP, tendo em vista o edital

Leia mais

Permita-se ir além e descubra uma nova possibilidade, um conjunto de ideias e inovação, construído por você.

Permita-se ir além e descubra uma nova possibilidade, um conjunto de ideias e inovação, construído por você. Somos uma empresa inovadora, que através de uma metodologia vencedora proporciona a nossos clientes um ambiente favorável ao desenvolvimento de capacidades, para que seus profissionais alcancem o melhor

Leia mais

Fatores e Indicadores de Desempenho ADP

Fatores e Indicadores de Desempenho ADP Fatores e Indicadores de Desempenho ADP RESPONSABILIDADE / COMPROMETIMENTO COM A INSTITUIÇÃO - Assumir o compromisso na realização das atribuições - Atuar com disposição para mudanças - Buscar qualidade

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Matriz Curricular aprovada pela Resolução nº 16/09-CONSUNI, de 1º de dezembro de 2009. MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Fase Cód. I

Leia mais

MBA Gestão de Mercados ementas 2015/2

MBA Gestão de Mercados ementas 2015/2 MBA Gestão de Mercados ementas 2015/2 Análise de Tendências e Inovação Estratégica Levar o aluno a compreender os conceitos e as ferramentas de inteligência preditiva e inovação estratégica. Analisar dentro

Leia mais

Trilhas de aprendizagem UCSebrae um caminho em construção

Trilhas de aprendizagem UCSebrae um caminho em construção Trilhas de aprendizagem UCSebrae um caminho em construção Trilhas de aprendizagem Trilhas de desenvolvimento Foco no desenvolvimento de competências Foco no desenvolvimento de carreiras O Sebrae O Serviço

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Coordenadoria Geral de Pós-Graduação Lato Sensu

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Coordenadoria Geral de Pós-Graduação Lato Sensu PORTFÓLIO ESPECIALIZAÇÃO / MBA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Sumário ÁREA: CIÊNCIAS DA SAÚDE... 2 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO: PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO... 2 ÁREA: COMUNICAÇÃO E LETRAS...

Leia mais

Política de Gestão de Pessoas

Política de Gestão de Pessoas julho 2010 5 1. Política No Sistema Eletrobras, as pessoas são agentes e beneficiárias do fortalecimento organizacional, contribuindo para a competitividade, rentabilidade e sustentabilidade empresarial.

Leia mais

Alinhamento entre Estratégia e Processos

Alinhamento entre Estratégia e Processos Fabíola Azevedo Grijó Superintendente Estratégia e Governança São Paulo, 05/06/13 Alinhamento entre Estratégia e Processos Agenda Seguros Unimed Modelo de Gestão Integrada Kaplan & Norton Sistema de Gestão

Leia mais

AÇÕES EFETIVAS DE GERENCIAMENTO DO STRESS OCUPACIONAL: Desafio de Conciliar Embasamento Científico e Planejamento Estratégico

AÇÕES EFETIVAS DE GERENCIAMENTO DO STRESS OCUPACIONAL: Desafio de Conciliar Embasamento Científico e Planejamento Estratégico AÇÕES EFETIVAS DE GERENCIAMENTO DO STRESS OCUPACIONAL: Desafio de Conciliar Embasamento Científico e Planejamento Estratégico Sâmia Simurro Novembro/2011 FATOS SOBRE O STRESS Inevitável Nível positivo?

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL 1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO SUPERIOR DE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2011.1 BRUSQUE (SC) 2014 Atualizado em 6 de junho de 2014 pela Assessoria de

Leia mais

Professora Débora Dado. Prof.ª Débora Dado

Professora Débora Dado. Prof.ª Débora Dado Professora Débora Dado Prof.ª Débora Dado Planejamento das aulas 7 Encontros 19/05 Contextualizando o Séc. XXI: Equipes e Competências 26/05 Competências e Processo de Comunicação 02/06 Processo de Comunicação

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes

POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Elaboração Luiz Guilherme D CQSMS 10 00 Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes Avaliação da Necessidade de Treinamento

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 141, DE 24 DE JUNHO DE 2009

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 141, DE 24 DE JUNHO DE 2009 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 141, DE 24 DE JUNHO DE 2009 O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

Leia mais

Secretaria de Estado da Administração e da Previdência Departamento de Recursos Humanos Escola de Governo do Paraná SÍNTESE DAS EMENTAS PROPOSTAS

Secretaria de Estado da Administração e da Previdência Departamento de Recursos Humanos Escola de Governo do Paraná SÍNTESE DAS EMENTAS PROPOSTAS 1º MÓDULO: SÍNTESE DAS EMENTAS PROPOSTAS Economia e Sociedade do Conhecimento: Conceitos básicos: economia da informação e conhecimento. Investimentos tangíveis e intangíveis. Gestão do Conhecimento e

Leia mais

MBA Gestão Estratégica de Marketing e Vendas

MBA Gestão Estratégica de Marketing e Vendas Página 1 de 6 MBA Gestão Estratégica de Marketing e Vendas Carga Horária: 360 horas/ aulas presenciais + monografia orientada. Aulas: sábados: 8h30 às 18h, com intervalo para almoço. Valor: 16 parcelas

Leia mais

Administração geral. Curso rotinas administrativas. Participantes: 30

Administração geral. Curso rotinas administrativas. Participantes: 30 EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 017/2010 PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE INSTRUTORIA EDITAL DE RETIFICAÇÃO O SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM DO COOPERATIVISMO NO ESTADO DE SÃO PAULO SESCOOP/SP, tendo em vista o edital

Leia mais

NOSSA MISSÃO OS PROGRAMAS METODOLOGIAS AVALIAÇÕES

NOSSA MISSÃO OS PROGRAMAS METODOLOGIAS AVALIAÇÕES Desde 1999 NOSSA MISSÃO AÇÕES DE TREINAMENTO OS PROGRAMAS METODOLOGIAS AVALIAÇÕES MISSÃO Inspirar nossos clientes para a expansão de ideias e formação de relacionamentos saudáveis e duradouros no ambiente

Leia mais

Balanced Scorecard. Planejamento Estratégico através do. Curso e- Learning

Balanced Scorecard. Planejamento Estratégico através do. Curso e- Learning Curso e- Learning Planejamento Estratégico através do Balanced Scorecard Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste material sem a permissão expressa

Leia mais

Perfil e Competências do Coach

Perfil e Competências do Coach Perfil e Competências do Coach CÉLULA DE TRABALHO Adriana Levy Isabel Cristina de Aquino Folli José Pascoal Muniz - Líder da Célula Marcia Madureira Ricardino Wilson Gonzales Gambirazi 1. Formação Acadêmica

Leia mais

A Casa do Cooperativismo Paulista

A Casa do Cooperativismo Paulista EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 017/2010 PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE INSTRUTORIA EDITAL DE RETIFICAÇÃO O SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM DO COOPERATIVIMOS NO ESTADO DE SÃO PAULO SESCOOP/SP, tendo em vista o Edital

Leia mais

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO.

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Workshop para empreendedores e empresários do Paranoá DF. SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Dias 06 e 13 de Dezembro Hotel Bela Vista Paranoá Das 08:00 às 18:00 horas Finanças: Aprenda a controlar

Leia mais

MANUAL DO EMPRESÁRIO

MANUAL DO EMPRESÁRIO MANUAL DO EMPRESÁRIO ÍNDICE GERAL Pagina CAPITULO I VOCÊ, COMO EMPRESÁRIO E SUA EMPRESA 012 PARTE I TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER 012 ITEM I O QUE VOCÊ DEVE SER E TER 012 PARTE II O PLANEJAMENTO DA SUA

Leia mais

FACULDADE ESTÁCIO MONTESSORI DE IBIÚNA ESTÁCIO FMI SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

FACULDADE ESTÁCIO MONTESSORI DE IBIÚNA ESTÁCIO FMI SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: ADMINISTRAÇÃO - BACHARELADO MISSÃO DO CURSO Formar profissionais de elevado nível de consciência crítica, competência técnica empreendedora, engajamento

Leia mais

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO NOVAS LIDERANÇAS

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO NOVAS LIDERANÇAS Apresentação Atenta aos movimentos do mercado e ao cenário competitivo vivenciado pelas empresas e profissionais, a ADVB/RS atua na área de educação corporativa e oferece conhecimentos alinhado às principais

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2010.2 A BRUSQUE (SC) 2014 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INFORMÁTICA APLICADA À... 4 02 MATEMÁTICA APLICADA À I... 4 03 METODOLOGIA CIENTÍFICA... 4 04 PSICOLOGIA... 5 05

Leia mais