Siderurgia Bens de Capital Veículos Aeroespacial Comunicações Saúde Imobiliário Financeiro Transportes e Logística Diversos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Siderurgia Bens de Capital Veículos Aeroespacial Comunicações Saúde Imobiliário Financeiro Transportes e Logística Diversos"

Transcrição

1 Agroindústria Alimentos Bebidas Comércio Têxteis Materiais de Construção Papel e Celulose Energia Química e Petroquímica Mineração e Metalurgia Siderurgia Bens de Capital Veículos Aeroespacial Comunicações Saúde Imobiliário Financeiro Transportes e Logística Diversos

2 A trading Crystalsev, que comercializa a produção de açúcar e álcool de nove usinas paulistas e suas associadas, negocia a fusão entre os oito grupos integrantes de seu capital. Se concretizada, a união resultará na criação de uma companhia com o porte da líder Cosan, com faturamento da ordem de R$ Ambiente Macroeconômico e de Investimentos A inflação sob controle e o reduzido crescimento econômico vêm abrindo espaço para novas quedas de juros, assim como para um discurso oficial mais voltado à expansão produtiva. A estes dois movimentos soma-se a tranquilidade no cenário externo e o fim da corrida eleitoral, o que favorece a queda do Risco Brasil e sinaliza para reais chances de o País ascender ao investment grade entre as agências internacionais. Claro que ainda falta uma atitude fiscal e tributária convincentes no longo prazo, sendo este o único motivo a limitar o atual otimismo entre os agentes. Mas seja como for, o cenário é mesmo positivo, se não em termos de robustez do crescimento, pelo menos no âmbito das intenções oficiais e da confiança dos investidores. Com relação à movimentação das empresas, vale acompanhar alguns destaques setoriais destas últimas semanas. Dentre eles, apontamos os novos lances deflagrados no setor de frigoríficos, os investimentos do setor de energia (que inclui a área de biodiesel), a consolidação cada vez contundente do setor siderúrgico, os novos anúncios de abertura de capital (em especial as do setor imobiliário) e a reestruturação do setor de TVs por assinatura e suas inter-relações com as empresas de telecomunicações. CENÁRIO ECONÔMICO * 2007* PIB (PM) - Var % ,5 Inflação IPCA - Var % Tx de Câmbio - R$/US$ Fim Ano Tx de Juros Nominal - % Acum. Ano Dívida Pública - % PIB Saldo Comercial - US$ Bilhões Trans. Corrente - US$ Bilhões Investimentos Diretos - US$ Bilhões * Fonte: Relatório de Mercado - Banco Central do Brasil - 24/11/2006 Agroindústria A Organização Balbo, maior produtora de álcool orgânico do mundo, está investindo R$ 150 m para construir sua terceira usina sucroalcooleira. A unidade ficará em Uberaba (MG) e deverá entrar em operação em O investimento será em parceria com os grupos Caldema e ML4 Participações. A Balbo terá participação direta de 35% e o controle do empreendimento. A Organização Balbo hoje possui duas unidades em Sertãozinho (SP).

3 2,5 bilhões. Numa primeira fase, seria formada uma aliança entre a Santa Elisa, a Vale do Rosário, a Jardest e a MB, que são próximas entre si e possuem participações cruzadas. Em um segundo momento seriam abrangidas a Mandu, a Pioneiros, a Moema e a Paraíso, que são menores. A nova empresa teria capital aberto. Alimentos Por meio da Swift Argentina, o Grupo JBS adquiriu a unidade industrial de Venado Tuerto, na Argentina, que pertencia à falida Companhia Elaboradora de Produtos Alimentícios (CEPA). A Swift arrendava a unidade há um ano e a operação custou US$ 15,8 m. O JBS é o controlador do frigorífico Friboi e a operação consolida seu plano de expansão na América Latina. Mas a empresa também anunciou investimentos de R$ 60 m para expandir suas unidades em Guapó, Luziânia e Goiânia e para reabrir uma unidade frigorífica em Anápolis, todas em Goiás. O aporte será ao longo de Individualmente, o maior investimento será na unidade de produtos de higiene e limpeza de Luziânia, onde estão programados R$ 40 m. O frigorífico mineiro Pif Paf Alimentos anunciou investimentos de R$ 260 m para construir um complexo agroindustrial nas cidades goianas de Palmeiras de Goiás e Paraúna. As operações da nova unidade estão previstas para o início de O complexo contará com cinco divisões: duas fábricas de rações, um matrizeiro, um incubatório para pintos e um abatedouro. O empreendimento visa os mercados local e externo. O grupo MPE assumiu a participação de 50% da norteamericana Smithfield Foods na Carrolls Foods do Brasil, onde passou a ser o único controlador. A Carrols Food possui uma unidade de suínos em Mato Grosso. Em 2005 a MPE já havia realizado movimento semelhante no setor de sucos, com a compra da participação de uma sócia portuguesa na Sumol, do RJ. O valor da transação com a Smithfield, que é a maior produtora integrada de suínos do mundo, não foi divulgado. O Marfrig, terceiro maior exportador brasileiro de carne bovina, assumiu o Tacuarembó., que é o terceiro maior do Uruguai. O valor da operação é estimado em US$ 35 m. No Uruguai, o Marfrig também incorporou o Elbio Perez Rodriguez, numa transação com valor estimado de US$ 25 m. O objetivo do Marfrig com as duas plantas uruguaias é acessar o mercado norte-americano, já que aquele País não sofre as barreiras sanitárias impostas pelos EUA ao Brasil e Argentina. Nestes dois últimos mercados, o Marfrig também assumiu o Frigoclass, de Promissão (SP), e o Argentine Breeders & Packers (ABP). As duas unidades pertenciam à britânica Terry Johnson e as operações são avaliadas em respectivamente US$ 23 m e US$ 20 m. A oferta secundária de ações da M. Dias Branco alcançou o valor de R$ 410,8 m. O moinho fabrica biscoitos, massas, farinha de trigo, margarinas e gorduras vegetais, sendo líder de mercado nos dois primeiros segmentos. A M. Dias Branco tem sede no Ceará e é controladora da marca Adria. Investidores estrangeiros ficaram com 71,7% dos papéis colocados pelo acionista Dibra Fundo de Investimento. A Perdigão Alimentos, segundo maior frigorífico de aves e suínos do país, captou R$ 800 m com seu aumento de capital. A oferta pública foi global e vem em sequência à ofensiva de sua rival Sadia para assumir seu controle. Os novos recursos deverão ser utilizados pela Perdigão na aquisição de uma processadora de carnes na Europa ou na Ásia, na construção de uma unidade de abate bovino em GO, em uma fábrica de lácteos

4 no Nordeste e em uma planta de margarinas em local ainda indefinido. Bebidas Depois de assumir a Kaiser por US$ 68 m no ano passado, a mexicana Femsa agora negocia a incorporação de sua conterrânea Sucos Del Valle. A Femsa é a maior engarrafadora da Coca-Cola na América Latina. A transação envolve as seis fábricas da Sucos Del Valle no México e sua unidade brasileira. O valor é estimado em aproximadamente US$ 500 m. A Sucos Del Valle ocupa a segunda posição no ranking de sucos prontos no México e é líder de mercado no Brasil. E a Coca-Cola do Brasil está vendendo a Sucos Mais, de Linhares (ES), para seus 17 engarrafadores brasileiros. A gigante do setor de refrigerantes havia comprado a fabricante de sucos prontos em agosto de 2005 por R$ 110 m. Pelo acordo, a Sucos Mais deverá funcionar como plataforma de bebidas não-carbonatadas e atuará a partir das unidades de qualquer de seus novos sócios. Os valores e participações ainda estão sendo discutido entre as partes. Com a operação, a Coca-Cola pretende incentivar seus fabricantes a vender mais sucos, água, isotônicos, chás e energéticos. O Grupo Schincariol está iniciando a construção de sua décima fábrica, que ficará em Horizonte (CE). Esta será sua quinta planta no Norte/Nordeste e receberá investimentos de R$ 135 m. As outras unidades na região ficam em no MA, PA, PE e BA. O início da produção deverá ser no final de Inicialmente focada na produção de cerveja, daqui a três anos ela também passará a produzir refrigerantes, sucos e água mineral. Comércio A francesa Fnac está investindo R$ 25 m para instalar uma megaloja no Shopping Morumbi, em São Paulo (SP). Lá, a empresa irá reproduzir sua disputa com a Saraiva, a qual já ocorre no Barra Shopping do Rio de Janeiro. Esta será a primeira unidade Fnac em um shopping center paulistano. Já a Saraiva está no Morumbi desde sua inauguração e aposta em seu recente acordo com a rede norte-americana de cafés Starbuks. O Carrefour, segunda maior cadeia de supermercados do País, incorporou oito postos de combustíveis da distribuidora Esso. São cinco unidades em Porto Alegre (RS), dois em São Paulo (SP) e um em Curitiba (PR). Todos eles manterão a bandeira Esso. Com a transação, a rede francesa entra em dois novos segmentos no País, o de postos de rua e o de lojas de conveniência, setores em que já é forte na Europa. Os sites de comércio eletrônico Submarino e Americanas.com firmaram acordo para fundir suas atividades. Tratam-se das duas maiores empresas de comércio eletrônico do País, sendo que a nova companhia vai se chamar B2W Companhia Global de Varejo e tem valor de mercado da ordem de R$ 7 bilhões. A Lojas Americanas (Lasa) investirá entre R$ 200 m e R$ 300 m e ficará com 53,25% da empresa, sendo sua principal acionista individual. O Submarino, que tem 70% de seu capital pulverizado, ficará com os outros 46,75%. As marcas das duas ex-concorrentes deverão ser mantidas independentes. Têxteis A Springs Global, sociedade entre a Coteminas e a norteamericana Springs com atuação em artigos de cama e banho, pretende trazer seis fábricas dos EUA para o Brasil até o início de O objetivo é reduzir custos fixos e a operação vai resultar

5 em aumento das exportações brasileiras. Quatro unidades locais serão beneficiadas com o maquinário importado: Natal (RN), Blumenau (SC), João Pessoa e Campina Grande, na Paraíba. Uma unidade argentina também receberá parte dos equipamentos. A mudança custará US$ 60 m. A indústria de tecelagem Karsten vai investir R$ 32,8 m para modernizar sua principal fábrica, em Blumenau (SC). O projeto prevê obras civis, aquisição de equipamentos, montagens e instalações, móveis e utensílios, treinamento e capital de giro. A Karsten fabrica tecidos lisos para cama, mesa e decoração, e tecidos felpudos para toalhas e roupões. Cerca de 40% da sua produção segue para mercado externo. Materiais de Construção A Quartzolit, fabricante de argamassas do grupo francês Saint Gobain, está finalizando seu processo de reestruturação produtiva, no qual foram empregados R$ 80 m. Em janeiro a empresa inaugura em Cuiabá (MS) sua sétima fábrica, de R$ 5 m e com a qual passará a produzir em todas as regiões do País. Até 1997 toda a produção da Quartzolit era concentrada em Jandira (SP) e hoje ela possui unidades em SP, RS, MG, PE, MT e PA. A Votorantim Cimentos fechou os termos do acordo para a recompra da Companhia Cimento Ribeirão Grande (CCRG). A Votorantim irá pagar R$ 425 m em seis parcelas anuais e ficará com 95,65% do capital total da Ribeirão Grande, que estavam em poder da CP Cimento. Trata-se de uma recompra, pois em 2000 a Votorantim havia vendido a fábrica à CP. O acordo prevê o cancelamento de uma dívida de quase R$ 400 m da holding Santo Estevão com a Votorantim, originada com a própria operação de venda da Ribeirão Grande. Papel e Celulose Dois anos depois da compra da Ripasa, os grupos Suzano e Votorantim fecharam acordo para dividir as marcas da antiga fabricante. A Suzano ficará com a marca Ripax para papéis de imprimir, uma das mais conhecidas no mercado, sendo que a Suzano já atua neste segmento com a marca Report. E também herdará a marca Kromma, no segmento de papel couchê. Já a VCP, que fabrica o papel da marca Copimax, ficará com a Image, que também dá nome a uma linha de papel couchê. A International Paper (IP) vendeu a Amapá Florestal e Celulose (Amcel) para os grupos japoneses Nippon Papers e Marubeni. O valor da transação não foi divulgado mas é estimado entre US$ 80 m e US$ 120 m. A Amcel produz cavacos de madeira utilizados pela indústria de celulose. Além da unidade industrial, também foram vendidas florestas de pinus e eucalipto em seis municípios do Amapá. A Nippon Papers é a maior fabricante de papel do Japão e no Brasil participa do controle Cenibra. A trading Marubeni tem atuação diversificada, como por exemplo, o controle da Companhia Iguaçu de Café Solúvel. Energia A Aneel licitou duas novas usina hidrelétricas. Trata-se da usina Dardanelos (MT), arrematada pelo consórcio liderado pela Odebrecht e pela Neoenergia, e da usina de Mauá (PR), que foi arrematada pelo consórcio formado pelas estatais Eletrosul e Copel. Outros dois empreendimentos, as usinas Cambuci e Barra do Pomba, ambas no RJ, não despertaram interesse entre os investidores. E mais dois outros projetos foram suspensos por ainda não terem licenças ambientais. As duas usinas licitadas deverão entregar energia a partir de 2011.

6 E em novo leilão de linhas de transmissão de energia, o governo federal repassou sete empreendimentos ao setor privado. A espanhola Elecnor ficou com o maior bloco do leilão e sua conterrânea Cobra ficou com outros dois. Juntas, elas irão investir R$ 950 m em obras e equipamentos até A brasileira Alusa ficou com dois projetos e a Chesf com um. A colombiana ISA, nova controladora da CTEEP, também arrematou um trecho. O deságio médio do leilão foi de expressivos 51,13% e a Receita Anual Permitida (RAP) ficou em R$ 99 m. A CPFL Energia pagou R$ 203 m por 99,99% das ações da Companhia Luz e Força Santa Cruz que pertencia à Companhia Brasileira do Alumínio (CBA) do grupo Votorantim. Com a aquisição a CPFL ampliou para 12,7% sua fatia no mercado nacional de distribuição de energia. A Santa Cruz atua em 24 municípios do interior paulista e em 3 do Paraná. Em São Paulo, a CPFL também controla a Paulista e a Piratininga. A Terna Participações, filial brasileira do grupo italiano de linhas de transmissão Terna, conseguiu R$ 626 m com seu lançamento de units na Bolsa. Desse valor, R$ 371 m ficam no caixa da empresa no Brasil e o restante segue para os controladores italianos. Com os recursos novos, a empresa prepara-se para adquirir concessões e empreendimentos na América Latina, em especial no Brasil. Aqui, a Terna já controla a Novatrans Energia e a Transmissora Sudeste Nordeste, situadas no Norte e Nordeste. A Petrobras anunciou investimentos de R$ 227 m para construir três usinas de biodiesel em Quixadá (CE), Candeias (BA) e Montes Claros (MG). As obras deverão ser concluídas até dezembro de As unidades serão construídas pela Tecnial, de Erexim (RS). E no RS a Petrobras vai implantar outras duas usinas de biodiesel, com investimentos de R$ 100 m em cada unidade. As plantas vão iniciar suas operações na virada de 2007 para 2008 e irão processar óleo de produtos como soja, girassol, canola, mamona, amendoim e gordura animal recebidos das cooperativas Cooperbio, de Palmeira das Missões, e Biopampa, de Bagé. Além destes, a Petrobras estuda outros treze projetos de biodiesel no País. A Brasil Ecodiesel captou R$ 388 m em sua oferta pública de ações, apenas 55% dos R$ 654 m esperados. A operação foi prejudicada pela falta de informações sobre a identidade dos sócios do fundo BT Global, com sede nas Ilhas Cayman e único acionista da Eco Green Solutions, controladora da empresa. A Brasil Ecodiesel é a maior produtora de biodiesel do País. Atualmente ela opera uma planta no Piauí e conta com outra em teste no Ceará. Mais quatro unidades estão em fase de construção e dependem dos recursos obtidos com a oferta de ações. Sexta maior distribuidora de combustíveis do País, a AleSat pretende investir R$ 130 m na construção de uma esmagadora de oleaginosas e em uma usina de biodiesel. O complexo irá atuar com soja e pinhão-manso. A AleSat detém 1,1 mil postos distribuídos em 20 Estados. A localização da nova planta ainda não foi definida, mas é certo que ela ficará no Centro-Oeste. Química e Petroquímica A Artecola, fabricante gaúcha de material adesivo, adquiriu a Addax Colas, de Diadema (SP). Com isso, a Artecola expande sua atuação no Sudeste, região que responde por metade do consumo de adesivos no Brasil. O valor da transação não foi

7 divulgado. A Artecola fabrica cola para madeiras, setor automotivo, calçados, tintas, embalagens de alimentos e produtos de limpeza. A alemã AGA/Linde tem planos de investir R$ 150 m na construção de uma nova unidade de separação de gases em Santa Cruz (RJ). As obras devem ser concluídas em A AGA/Linde visa aproveitar o ciclo de investimento dos setores de celulose, papel, siderurgia e petroquímico e até o final do ano ainda pode anunciar novos aportes. Atualmente a empresa conta com seis unidades fabris no RJ, SP, MG e PE. O fundo de private equity AIG Capital liderou a compra do grupo Providência, maior fabricante brasileiro de não-tecidos e com sede em Curitiba (PR). A transação tem valor estimado de R$ 1 bilhão. O Providência também atua nos segmentos de tubos e conexões de PVC e embalagens flexíveis (origem do grupo) e não tinha dívidas acumuladas. Cerca de 80% de suas receitas vêm de não-tecidos, produto utilizados em fraldas descartáveis, carpetes, colchões e isolantes. A Braskem, maior petroquímica brasileira, fechou joint venture com a venezuelana Pequiven, ex-subsidiária da petrolífera estatal PDVSA, para instalarem o complexo de olefinas de Jose, na Venezuela. Cada empresa terá 50% de participação na sociedade. O investimento deverá ficar entre US$ 1,5 bilhão a US$ 2,5 bilhões e deverá contar com um "cracker" de gás etano e uma unidade de polietileno. Mineração e Metalurgia A Cia. Vale do Rio Doce (CVRD) assumiu o controle da canadense Inco ao incorporar 75,66% de suas ações ordinárias. A operação soma pagamentos de US$ 13,5 bilhões, mas a Vale ainda tenta adquirir o restante do capital da Inco, o que elevaria os desembolsos para US$ 17,7 bilhões. Esta é a maior incorporação já realizada por uma empresa da América Latina. A Inco vai se chamar CVRD Inco, manterá sua sede em Toronto e concentrará os negócios com níquel da mineradora brasileira. A transação diversifica a atuação territorial da Vale e reduz sua dependência em relação aos minerais ferrosos. Com ela, a CVRD torna-se a segunda maior mineradora do mundo, atrás apenas da anglo-australiana BHP Billiton. Depois de aplicar R$ 20 m em pesquisas na região de Itagibá (BA), a australiana Mirabela Nickel decidiu investir R$ 450 m para explorar níquel na região, que é considerada a maior reserva da América do Sul. O projeto é denominado Santa Rita e as atividades de extração deverão ter início no segundo semestre de O grupo Votorantim, por meio da subsidiária Vototantim Metais (VM), anunciou investimentos de R$ 558 m em uma nova metalurgia de níquel em Niquelândia (GO). A unidade marca a entrada do grupo na produção de ferro-níquel, suas obras deverão ser iniciadas em 2007 e suas operações estão previstas para abril de O complexo deverá contar com uma unidade energética, orçada em mais R$ 180 m. A VM também atua nos segmentos de aço e zinco. A sul-africana Anglo American pretende inaugurar em 2010 sua unidade de ferro-níquel em Barro Alto (GO), empreendimento orçado em US$ 1,2 bilhão e que envolve expansão da mina e instalação de uma pirometalúrgica. A empresa já produz ferro-níquel em Niquelândia (GO) e também avalia a produção em outras duas jazidas, a de Jacaré (PA) e a de Morro Sem Boné (MT). E para garantir fornecimento energético ao seu novo projeto, a Anglo American firmou

8 parceria com a comercializadora Enecel, que promoveu leilão de compra de energia. O contrato tem prazo de onze anos e terá início em Seu valor não foi divulgado, mas é estimado em R$ 1,7 bilhão. A britânica Bodycote, líder mundial em tratamento térmico de metais, está entrando no mercado brasileiro com a compra do controle da Brasimet, segunda maior empresa do setor nas Américas. A intenção da Bodycote é expandir-se em toda a América Latina. O valor da aquisição não foi divulgado. A Brasimet pertencia à Tecpart, do Grupo Ligna, e possui seis unidades industriais: São Paulo (SP), Guarulhos (SP), Campinas (SP), Contagem (MG), Joinville (SC) e São Leopoldo (RS). A empresa de alumínio Novelis vendeu os direitos da usina hidrelétrica Caçu-Barra dos Coqueiros, em Goiás, para a Açominas, siderúrgica de Ouro Branco (MG) controlada pelo grupo Gerdau. A Novelis também vendeu sua participação de 25% na Petrocoque, de Cubatão (SP), para os demais sócios da empresa: Petroquisa, CBA/Votorantim e Universal. As duas transações totalizaram US$ 35 m e fazem parte do plano global da Novelis de desfazer-se de ativos não ligados à laminação de alumínio. Siderurgia A Gerdau Ameristeel está formando uma joint venture com a Pacific Coast Steel (PCS) e sua controlada Bay Area Reinforcing (BAR) para atuarem no corte e dobra de aço na costa oeste dos EUA. A Gerdau Ameristeel é a subsidiária norte-americana da Gerdau e seu investimento na operação será de US$ 104 m. A Gerdau hoje possui 32 unidades nos EUA e 20 na América Latina, das quais 12 no Brasil. Com investimentos previstos de US$ 200 m, está nascendo a Siderúrgica do Planalto, nova fabricante de vergalhões com sede em Nova Glória (GO). A empresa foi formada pelo grupo mineiro Ferroeste, pela goiana Toctao e pela paranaense Sidepar. A usina irá produzir a partir de sucata e vai disputar o mercado da Região Centro-Oeste do País. Os controladores da Usiminas fecharam um novo acordo de acionistas. Para ingressar no grupo de controle, a CVRD, que detinha 23% das ações da empresa e era a maior acionista individual, ficará com apenas 9%, sendo que sua oferta pública de papéis irá movimentar algo como R$ 1,2 bilhão no mercado. Já acionistas como Nippon Steel, Camargo Corrêa e Votorantim irão ampliar suas participações na siderúrgica. O resultado final será um maior equilíbrio de poder entre os acionistas. Estão saindo do bloco controlador o Bradesco e a distribuidora de aço Johannes. O novo grupo de controle terá 63,9% das ações ordinárias do conglomerado Usiminas. A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) fez uma oferta de compra da anglo-holandesa Corus, que detém 11% do mercado europeu de aço. A transação pode chegar a US$ 8 bilhões, fora dívidas assumidas. Se concretizada, a união criaria a quinta maior siderúrgica mundial com faturamento estimado em US$ 20 bilhões. A CSN hoje possui 3,8% do capital da Corus, adquiridos em bolsa, e sua aposta é nas sinergias entre a mina Casa de Pedra e as operações da Corus. A CSN disputa o controle da siderúrgica européia com o grupo indiano Tata Steel. E nos EUA, com vistas a vencer as novas resistências surgidas, a CSN melhorou a oferta de fusão entre sua subsidiária LLC e a siderúrgica Wheeling-Pittsburgh (WPC), apresentada em agosto. Pela nova proposta seria formada uma nova empresa com os ativos da Wheeling e da LLC, ficando a empresa brasileira

9 com 49,5% de suas ações e os acionistas da Wheeling com 50,5%. A transação também envolve um empréstimo de US$ 225 m da CSN, que poderá ser convertido em ações. E os atuais acionistas da Wheeling ainda ficam com um bônus da CSN por desempenho em quatro anos. A decisão da WPC sairá no início de Bens de Capital A Lupatech continua seu agressivo programa de incorporações e anunciou a compra da Válvulas Worcester e da Esferomatic, fabricantes argentinas de válvulas de esfera para o setor industrial. Com essas, a empresa de Caxias do Sul (RS) passa a somar cinco aquisições desde maio, quando abriu seu capital. A compra das duas unidades argentinas custou US$ 55,6 m à Lupatech. Com investimentos que podem chegar a US$ 100 m, a austríaca VA Tech decidiu construir sua primeira unidade produtiva no Brasil. A empresa produz turbinas e geradores e concorre com a Alstom, GE e Siemens. As obras da nova planta serão realizadas em 2007, para iniciar operações em Seu local ainda é disputado por SP, SC e MG. A VA Tech é controlada pelo grupo Andritz, do setor de bens de capital. Veículos A montadora francesa Renault vai lançar cinco novos veículos no mercado brasileiro até 2009, além de dois novos modelos da Nissan, empresa que faz parte do mesmo grupo. Um dos novos modelos será o Logan, que dará início a uma família de veículos com diversas versões. A montadora prevê investimentos de US$ 360 m nas operações brasileiras, que estão concentradas em São José dos Pinhais (PR). A japonesa Toyota tem planos de produzir no Brasil um novo modelo de veículos compactos não-populares. A linha terá a mesma plataforma dos que serão vendidos na Rússia, Índia e China e a unidade local deverá ficar no RS, SC, BA ou SP. Atualmente a empresa produz o modelo Corolla em Indaiatuba (SP). A nova unidade está prevista para ser inaugurada até 2008 e o investimento, inicialmente previsto em US$ 200 m, ainda está em definição. A Toyota pretende saltar dos atuais 4% do mercado brasileiro de automóveis para 10% até Aeroespacial A empresa aérea TAM fechou a compra de quatro jatos da Boing para vôos internacionais, operação no valor de US$ 1,05 bilhão. A atual frota da TAM é dominada por modelos da européia Airbus, sendo que o maior cliente da Boing na região é a Gol. Os jatos começarão a ser entregues em meados de Em seguida, porém, a TAM fechou acordo ainda maior com a Airbus, envolvendo 37 aviões. E com a opção de compra de outros 12 aparelhos. A TAM usará os aviões para atender o mercado doméstico e sua expansão internacional e o valor desta operação não foi divulgado. A Aeromot, de Porto Alegre (RS), fechou acordo com a estatal chinesa Guizhou Aviation Industries Corporation (Gaic) para atuarem na produção de motoplanadores. Está prevista a instalação de uma unidade na China até o final de 2007, ao custo de US$ 5 m. O investimento será suportado pela Gaic, sendo que a Aeromot terá 25% de participação em troca da transferência de tecnologia. A Graúna Aerospace, fabricante de peças aeronáuticas de Caçapava (SP), fechou acordo com o banco de investimentos Stratus para impulsionar suas atividades. Pelo acordo, o Stratus

10 está assumindo uma participação na Graúna e aportando R$ 11 m em seu capital. Os recursos serão empregados para ampliar a montagem de subconjuntos e alavancar exportações. A participação do Stratus não foi divulgada, mas é inferior a 20%. A VarigLog, nova controladora da Varig, planeja investir US$ 173 m para ampliar sua frota de aeronaves. Deste total, US$ 140 m serão desembolsados no arrendamento de sete aviões Boeing, que chegarão a partir de janeiro do ano que vem. Os US$ 33 m restantes serão investidos na compra de 22 aviões de médio porte da Cessan. A atual frota da VarigLog é composta por 17 aeronaves. O grupo capixaba Águia Branca adquiriu 50% do capital da Trip Linhas Aéreas, empresa antes totalmente controlada pela paulista Caprioli. A Trip tem sede em Campinas (SP) e atende 32 destinos em oito estados. A Águia Branca tem sede em Colatina (ES) e suas atividades abrangem transportes, logística e comércio de veículos. Sua divisão de passageiros conta com a Viação Águia Branca, a Viação Salutaris e a Companhia de Viação Sul Baiano. Os novos planos da Trip envolvem padronização e expansão de sua frota, hoje com oito aeronaves. Comunicações A Net Serviços, maior operadora de TV por assinatura no País, vai incorporar a Vivax, que atua em 31 cidades do interior de SP. A operação será em duas etapas e não envolve pagamento, apenas troca de ações e aumento de capital na Net. Na primeira fase, a Net absorverá os 36,7% da Horizon na Vivax. Num segundo momento o controle da Vivax será transferido à Net em troca de ações preferenciais da compradora. O valor total da operação é estimado em cerca de R$ 1,33 bilhão. Com ela, a participação da Net no mercado de TV por assinatura passa a 45% e no mercado de banda larga para 14%. A Net é controlada pela Globo Comunicação e Participações e pela mexicana Telmex e sua aposta é na convergência dos serviços de TV por assinatura, telefonia e acesso à internet em banda larga. A espanhola Telefônica fechou a compra de 100% da ações preferenciais e boa parte das ações ordinárias da TVA (Tevecap), operadora de TV a cabo do Grupo Abril. Pela legislação, empresas estrangeiras podem controlar no máximo 49% de empresas de TV a cabo. O acordo envolve também a totalidade das operações por microondas (MMDS), que não têm esse obstáculo. A TVA responde por 7% do mercado brasileiro de TV por assinatura, mesmo percentual da Vivax, que foi comprada pela líder de mercado Net (38%). Com a transação, a Telefônica e a TVA poderão oferecer serviços envolvendo TV por assinatura, telefonia e internet em banda larga. O valor da transação ficará pouco abaixo de R$ 1 bilhão, mas permitirá ao Grupo Abril abater a totalidade de suas dívidas. Foi formalmente aprovada a proposta da Telecom Italia para eliminar a sobreposição de licenças entre a TIM Brasil e a Brasil Telecom (BrT) nos serviços de telefonia fixa (longa distância) e móvel. A operação envolve a transferência dos 38% de ações ordinárias da TIM na Solpart (controladora da BrT) para um fundo fiduciário a ser administrado de forma independente pelo Credit Suisse. Com isso, a TIM sai do bloco de controle da BrT, mas continua como beneficiária do fundo. E a América Móvil, controladora mexicana da Claro, apresentou à Telecom Italia proposta pelas operações da TIM Brasil. O negócio é estimado em R$ 15 bilhões, seria 100% em dinheiro e englobaria a totalidade das ações ordinárias e preferenciais em poder do grupo italiano. Por meio da holding TIM Brasil, a Telecom Italia possui 81,2% das ações ordinárias

11 e 63,7% das preferenciais da TIM Participações. A Claro e a TIM, juntas, somariam uma participação de 48,3% no mercado de telefonia celular, ultrapassando a líder Vivo, que atualmente conta com 30%. Mas as duas operadoras possuem sobreposição de licenças. A oferta da América Móvil é a maior apresentada à TIM, mas o mercado ainda aguarda um lance da espanhola Telefónica, que atualmente divide o controle da Vivo com a Portugal Telecom. Saúde A Telmex, controladora mexicana da Embratel, desembolsou R$ 1,676 na compra de papéis em mercado da Embratel Participações (Embrapar). A adesão dos acionistas minoritários chegou a 90%. Com a operação, a Telmex passa a deter 96,4% do capital total da Embratel (98% das ações ordinárias e 94,7% das preferenciais), só faltando agora a autorização da Anatel para poder fechar o capital da operadora. A Global Crossing comprou a empresa de telecomunicações Impsat, de origem argentina e com operações no mercado brasileiro, por US$ 336 m. As duas empresas já mantinham uma parceria comercial, sendo que, do valor acordado, US$ 241 m correspondem a dívidas da Impsat. A expectativa é de que a operação seja concluída no início de A Impsat atua em sete países da América Latina na área de sistemas de transmissão de dados por IP, hospedagem e outros serviços. Com R$ 401 m em caixa, provenientes de sua oferta inicial de ações, a distribuidora de medicamentos Profarma pretende incorporar novas empresas e consolidar seu mercado de atuação. Hoje a empresa detém cerca de 10% do mercado, que abrange 340 empresas. As três maiores distribuidoras para farmácias no Brasil (Profarma, Santa Cruz e Panarello) detém 28% de participação. Atualmente a Profarma conta com 8 centros de distribuição. A Odontoprev, maior empresa de planos odontológicos do País, abriu seu capital e passou a ter 65,9% de suas ações em bolsa. Ao todo a operação registrou um valor R$ 453,9 m, dos quais um terço decorrente da colocação primária. Dentre os acionistas que reduziram sua participação estão os fundos Mariscal e FMO e a ZNT Empreendimentos. A Odontoprev possui 17,6% do mercado brasileiro de planos odontológicos. Imobiliário Por meio de um aumento de capital, a GP Investmentos e a norte-americana Equity International assumiram 28,8% da Ecisa, empresa que incorpora, comercializa e administra shopping centers no Brasil. A transação custou R$ 192 m e as sócias ainda poderão chegar a 55% de participação num prazo de dois anos. A Ecisa possui participações em sete shopping centers e administra outros 13 empreendimentos. Juntas, a GP e a Equity International já atuam no setor imobiliário, por meio dos 45,6% que detêm na incorporadora Gafisa. E a Gafisa adquiriu o controle da AlphaVille Urbanismo, empresa focada em condomínios residenciais de alto padrão e responsável pelo empreendimento que leva seu nome na cidade de Barueri, SP. A Gafisa é uma das principais empresas do setor imobiliário brasileiro e vai ficar com 60% da AlphaVille, devendo assumir a participação restante num prazo de até cinco anos. O negócio envolveu R$ 383 m, sendo R$ 20 m em pagamento e o restante em ações da própria Gafisa. Atualmente a AlphaVille está presente em 35 cidades e 16 estados brasileiros. A Gafisa também anunciou que pretende lançar suas ações em Wall Street no início de 2007, tornando-se a primeira

12 imobiliária brasileira a ter seus papéis negociados na Bolsa de Nova York. A estréia se dará por uma oferta pública de ações de aproximadamente US$ 400 m. A operação deve marcar a saída definitiva da GP Investimentos de seu capital. A Klabin Segall, imobiliária do segmento residencial, abriu seu capital em Bolsa e captou R$ 344 m por meio de uma emissão primária. Os recursos obtidos pela Klabin Segall serão investidos na compra de terrenos, em incorporação de novos empreendimentos e no financiamento a clientes. Na onda das aberturas de capital, a Tenda Construtora, incorporadora mineira especializada em imóveis de baixo padrão, prepara-se para entrar na Bolsa em Até fevereiro a companhia deverá pedir seu registro de companhia aberta, quando também inicia a transferência de sua sede de Belo Horizonte (MG) para São Paulo. A emissão está prevista para o segundo semestre de 2007 e deverá ficar entre R$ 200 m e R$ 300 m. A oferta pública de ações ordinárias da Brascan Residential Properties movimentou R$ 1,188 bilhão. Foram vendidos mais de 40% do capital da empresa, sendo que investidores estrangeiros ficaram com 87,5% da colocação. A Brascan Residential foi a sétima empresa representante do setor de construção civil a abrir seu capital na Bolsa. Boa parte dos recursos obtidos serão empregados pela incorporadora na amortização de dívidas. A Pactual Desenvolvimento e Gestão Realty (PDG Realty), empresa de investimentos imobiliários do Banco Pactual, também pretende lançar ações em Bolsa. A PDG atua na incorporação de imóveis por meio da aquisição de cotas de projetos residenciais e participações em empresas do setor. Possui parceria com construtoras como Klabin Segall, Cyrela e RJZ e detém participação em empresas como a Lindencorp, a Goldfarb e a CHL. Estão previstas duas colocações públicas, sendo uma primária e outra secundária. A consultoria de imóveis Lopes, líder na comercialização de apartamentos em São Paulo, vai lançar ações na bolsa de valores. A empresa é a segunda corretora do setor a abrir capital no Brasil, seguindo a estreante Abyara. Mas enquanto o objetivo da Abyara é tornar-se uma incorporadora com a aquisição de projetos imobiliários, o foco da Lopes é investir ainda mais em consultoria e venda imobiliária, expandindo sua atuação geográfica. A Developers Diversified, empresa norte-americana do setor imobiliário, está assumindo metade da Sonae Sierra Brazil, braço do grupo português com participação em nove shopping centers no Brasil. O valor da operação foi de US$ 150 m. A Developers possui e administra cerca de 500 empreendimentos no varejo dos EUA e Porto Rico. Os planos da empresa no Brasil envolvem novos aportes de US$ 300 m até O portfólio da Sonae Sierra Brazil hoje é formado por cinco empreendimentos em São Paulo, um em Campinas, um em Franca, um São Bernardo do Campo e um em Brasília. A Bracor, empresa de investimentos imobiliários, adquiriu aproximadamente R$ 100 m em prédios de escritórios e fábricas no Brasil. Os valores individuais não foram divulgados, mas envolvem ativos de empresas como IBM, São Paulo Alpargatas, Galderma e DHL. Ao todo, foram seis imóveis prontos e outros dois em fase de construção sob o modelo build to suit. Depois de vender a divisão de televisores Philco para a

13 Gradiente e de encerrar suas atividades na área de semicondutores, a Itautec deu mais um passo em sua reestruturação. A empresa cedeu o imóvel de sua sede em São Paulo para a Camargo Corrêa Desenvolvimento Imobiliário (CCDI) e em troca ficará com 7,5% do capital desta empresa. A CDDI está prestes a lançar ações em bolsa. Segundo a Itautec, as atividades da unidade paulistana serão transferidas para Jundiaí (SP), onde funcionava sua área de semicondutores. A rede varejista C&A vendeu o imóvel de 30 lojas para o fundo de investimentos imobiliários Comercial Progressivo II, estruturado pela Brazilian Mortagages e administrado pela Ourinvest. Com a operação, a C&A deixa de ter lojas próprias no Brasil. A varejista é controlada pela holandesa Cofra e o valor da transação foi de aproximadamente R$ 200 m. A intenção da Cofra é sair do ramo imobiliário no Brasil, no qual atua por meio da subsidiária Redevco. A C&A deve fechar 2006 com 130 lojas, atuando apenas com instalações locadas. Financeiro A Losango, empresa do HSBC no segmento de financiamento ao consumo, fechou dez novas parcerias com redes varejistas. No total, as redes somam 577 novas lojas à estrutura da Losango. No NO e CO foram fechados acordos com a City Lar (112 lojas) e a Franco Eletro (38 unidades). No NE os acordos foram com a Laser Eletro (54 lojas), a Credimóveis (33 lojas), a Rabelo (30 lojas), a Casa Amarela (49 lojas), a Lojas Emanuelle (9 lojas) e a Ricardo Eletro (120 lojas). No SE com a rede Epa (60 lojas) e no SU com a Volpato (42 lojas). O Unibanco fechou acordo com o Cruzeiro do Sul para criarem uma financeira especializada em crédito consignado. A nova instituição vai se chamar Bancred e seu capital será dividido igualmente entre os sócios. O Unibanco é o terceiro maior banco privado nacional, com cerca de R$ 100 bilhões e carteira de aproximadamente R$ 600 m em crédito consignado. A Porto Seguro vendeu sua carteira de seguro saúde individual para a Amil Assistência Médica Internacional. O valor da transação não foi divulgado, mas o mercado estima algo em torno de R$ 24 m. O forte da Porto Seguro é sua atuação no segmento de automóveis. A seguradora também fechou parceria com a Lojas Renner. Com o acordo, a Lojas Renner amplia sua atuação no segmento de serviços financeiros e a Porto Seguro amplia sua rede de distribuição. A parceria tem cláusula de exclusividade e seu prazo é de cinco anos a partir do início de A Lojas Renner hoje conta com 81 pontos-de-vendas. A Dicico, uma das maiores redes varejistas de materiais de construção do País, fechou parceria com o Banco do Brasil para financiamento de vendas e oferta de crédito e seguros. A Dicico tem planos de dobrar seu faturamento até 2010, sendo que o acordo financeiro e a abertura de seu capital devem propiciar o funding necessário. Atualmente sua rede conta com 18 lojas em SP, sendo que outras seis deverão ser inauguradas em O Grupo Opus aumentou sua participação na Ágora, maior corretora de valores do Brasil, e assumiu seu controle acionário. O Opus atua na gestão de recursos e investimentos. Já detinha 23% do capital da Ágora e adquiriu mais 30%. O valor da transação não foi divulgado. Está prevista uma integração entre as áreas de gestão de recursos das duas empresas e o Grupo Opus já anunciou que irá reforçar o capital da corretora. O Banco Itaú assumiu o private banking do BankBoston por US$ 155 m e deu mais um passo em seu processo de internacionalização. O BankBoston pertence ao Bank of

14 America Corporation (BAC). Com a operação, o Itaú agrega 5,5 mil clientes e US$ 3,666 bilhões em ativos, dobrando sua carteira de private banking no exterior. O Itaú já havia incorporado as unidades do BankBoston no Brasil, Argentina, Chile e Uruguai, operação que custou US$ 2,2 bilhões em ações. A incorporação do private banking será paga em dinheiro pelo Banco Itaú Europa (BIE). A Braxis IT está fundindo suas operações com a Unitech. As duas empresas são de capital nacional e a marca Braxis deverá prevalecer. A união cria uma organização com faturamento estimado em R$ 200 m e atuação em São Paulo (SP), Salvador (BA), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG) e Brasília (DF). Seu catálogo de serviços abrange soluções SAP e multiplataforma, com consultoria, desenvolvimento e Transportes e Logística A Ecorodovias pretende construir em Cubatão (SP) uma área de apoio logístico a caminhões que trafegam junto ao Porto de Santos. Trata-se do projeto da Ecopátio Logística, cujo terminal deverá receber investimentos de R$ 92 m. A Ecopátio será a primeira investida da Ecorodovias no segmento de logística. Dentre as três concessões atuais da empresa, destaca-se o Sistema Anchieta-Imigrantes. A Vale do Rio Doce e a Companhia Siderúrgica Nacional promoveram o descruzamento de suas participações na Ferrovia Centro-Atlântica (FCA) e na Companhia Ferroviária do Nordeste (CFN). Pelo acordo, cujos valores não foram divulgados, a CSN passa sua participação de 11,65% na FCA para a Vale, que ficará com 31,65% da empresa. Na CFN cada sócia detinha 32,4% de participação e a Vale vendeu metade de sua cota para a siderúrgica, que passará a 48,6%. No primeiro contrato de parceria público-privada (PPP) do País, o Metrô de São Paulo e a Companhia de Concessões Rodoviárias (CCR) assinaram acordo para a construção da Linha 4 Amarela. Pelo acordo, o Estado fará as obras e a empresa privada trará os trens. A CCR atualmente controla três rodovias com trechos paulistas: a AutoBan, a NovaDutra (SP-RJ), e a ViaOeste. Na Linha 4 o investimento da CCR será de US$ 340 m para a aquisição de 29 trens e implantação de sistemas. O terminal de contêineres Santos Brasil concretizou sua abertura de capital e captou R$ 801 m com a colocação de units em mercado. Os recursos obtidos foram direcionados para o pagamento de dívidas e reforço de caixa. Ao final da operação, o Santos Brasil ficou com 28,8% de seu capital pulverizado em Bolsa. Diversos A norte-americana Leggett & Platt (LP), fabricante de molejos para colchões, adquiriu a unidade de molas da Probel em Suzano (SP). A LP está no Brasil há seis anos e no ano passado havia adquirido uma unidade de molejos da Bel Sonno em Campinas (SP). Tanto a Bel Sonno quanto a Probel seguem produzindo colchões. O valor da operação, que consolida a liderança da LP no segmento de molejos, não foi divulgado. O Grupo Senna firmou parceria com a norte-americana Syntax-Brillan para produzir TVs de LCD no Brasil. A Syntax- Brillan atua com a marca Olevia. Na joint venture, que se chamará Olevia Senna do Brasil, o grupo brasileiro terá inicialmente 80% de participação, ficando os 20% restantes com a sócia estrangeira. A fábrica da empresa será construída em Manaus (AM), mas os valores envolvidos não foram divulgados.

15 manutenção de aplicativos. A Guerra, fabricante de reboques e semi-reboques rodoviários de Caxias do Sul (RS), está preparando a abertura de seu capital. O objetivo é captar recursos para investimentos a partir de O montante de sua primeira emissão não está definido, mas deve ficar em torno de R$ 150 m. A Guerra concorre com a também gaúcha Randon e tem planos de diversificar suas operações em direção ao setor agrícola. A BRASILPAR possui mais de 25 anos de experiência em assessoria a fusões e aquisições, avaliação de projetos e negócios e gestão de capital de risco. Já acumulou transações que somam mais de US$ 3 bilhões. Seus atuais serviços englobam: assessoria em compra, venda e associações entre empresas; atração de sócios e levantamento de capital para projetos e empresas; desenvolvimento de planos de negócios e assessoria estratégica; assessoria em investimentos em novos negócios; aconselhamento financeiro e estratégico em geral. Alberto Ortenblad Filho Daniel Chama Baldin Daniel Dumas Nascimbeni Luiz Eduardo Costa Luis Fernando Amatti Salem Luiz Roberto Carvalho Pereira Marco Antonio dos Reis Serra Natália Soares de Matos Almeida Paulo Vasquez Varela Tom Waslander Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 28-8 o andar São Paulo - SP Tel.: (011) Fax : (011) O boletim NEGÓCIOS E INVESTIMENTOS é editado bimestralmente pela Brasilpar Serviços Financeiros. Diretores Responsáveis: Marco Antonio Serra e Alberto Ortenblad Filho. O cenário econômico contido neste boletim refere-se a consulta de opiniões do Banco Central do Brasil e pode ser modificado sem prévia comunicação. A Brasilpar não se responsabiliza pela utilização comercial ou financeira dessas previsões. Os projetos e valores de investimentos das empresas citadas neste boletim referem-se aos divulgados nos principais meios jornalísticos. A Brasilpar não se responsabiliza pela veracidade das informações. Não é permitida a reprodução sem autorização da Brasilpar. A Brasilpar respeita a sua privacidade e é contra o SPAM.

Fusões e Aquisições. Fusões e aquisições movimentam R$ 43 bi no primeiro semestre. Destaque. Fusões e Aquisições

Fusões e Aquisições. Fusões e aquisições movimentam R$ 43 bi no primeiro semestre. Destaque. Fusões e Aquisições Fusões e Boletim Ano VIII Nº 9 Primeiro Semestre de 03 Fusões e aquisições movimentam R$ 3 bi no primeiro semestre Fusões e Anúncios Fusões,, OPAs e Reest. Societárias R$ bilhões N o º Semestre/ 3 3,0

Leia mais

Apresentação da Companhia. Setembro de 2010

Apresentação da Companhia. Setembro de 2010 Apresentação da Companhia Setembro de 2010 Comprovada capacidade de execução Visão geral da Inpar Empreendimentos por segmento (1) Modelo de negócios integrado (incorporação, construção e venda) Comercial

Leia mais

Fusões e Aquisições. Coletiva de Imprensa 2011 15/02/2012. Classificação da Informação: Pública

Fusões e Aquisições. Coletiva de Imprensa 2011 15/02/2012. Classificação da Informação: Pública Fusões e Aquisições Coletiva de Imprensa 2011 15/02/2012 Principais Características da Metodologia de Fusões e Aquisições 2 Fusões e Aquisições Metodologia A partir de 2010, os critérios da metodologia

Leia mais

INDÚSTRIA DE ALIMENTOS

INDÚSTRIA DE ALIMENTOS DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos INDÚSTRIA DE ALIMENTOS OUTUBRO DE 2015 PRODUTOS INDÚSTRIA DE ALIMENTOS NO BRASIL 2012 EXPORTAÇÕES US$ 43 Bilhões (23%) 23% Ásia 22% União Europeia FATURAMENTO

Leia mais

LUCRO DA PERDIGÃO CRESCE 174% EM 2007. Novos negócios respaldaram o bom desempenho operacional da empresa

LUCRO DA PERDIGÃO CRESCE 174% EM 2007. Novos negócios respaldaram o bom desempenho operacional da empresa LUCRO DA PERDIGÃO CRESCE 174% EM 2007 Novos negócios respaldaram o bom desempenho operacional da empresa A Perdigão encerrou 2007 com faturamento bruto de R$ 7,8 bilhões, valor 27,6% superior ao registrado

Leia mais

A GP no mercado imobiliário

A GP no mercado imobiliário A GP no mercado imobiliário A experiência singular acumulada pela GP Investments em diferentes segmentos do setor imobiliário confere importante diferencial competitivo para a Companhia capturar novas

Leia mais

Índice da apresentação

Índice da apresentação Cenário da reparação de veículos 2013 Índice da apresentação 1. Indicadores 2. Ameaças e oportunidades 3. Cenário futuro Indicadores Total 5.565 Municípios NORTE 449 Amazonas 62 Pará 143 Rondônia 52 Acre

Leia mais

20 de dezembro de 2010. Perguntas e Respostas

20 de dezembro de 2010. Perguntas e Respostas Perguntas e Respostas Índice 1. Qual é a participação de mercado da ALL no mercado de contêineres? Quantos contêineres ela transporta por ano?... 4 2. Transportar por ferrovia não é mais barato do que

Leia mais

PESQUISA de HONORÁRIOS e TENDÊNCIAS da CONSULTORIA no BRASIL 11ª edição- 2011 / 2012

PESQUISA de HONORÁRIOS e TENDÊNCIAS da CONSULTORIA no BRASIL 11ª edição- 2011 / 2012 Member of ICMCI International Council of Management Consulting Institutes PESQUISA de HONORÁRIOS e TENDÊNCIAS da CONSULTORIA no BRASIL 11ª edição 2011 / 2012 Av. Paulista, 326 Conj. 77 Bela Vista CEP 01310902

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Junho 2009

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Junho 2009 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Junho 2009 O papel do private equity na consolidação do mercado imobiliário residencial Prof. Dr. Fernando Bontorim Amato O mercado imobiliário

Leia mais

Grandes empresas familiares brasileiras Uma análise da publicação VALOR 1000

Grandes empresas familiares brasileiras Uma análise da publicação VALOR 1000 Grandes empresas familiares brasileiras Uma análise da publicação VALOR 1000 VALOR 1000 é uma publicação anual do jornal Valor Econômico Copyright 2004 Prosperare SUMÁRIO EXECUTIVO INTRODUÇÃO PANORAMA

Leia mais

Paraná Cooperativo EDIÇÃO ESPECIAL EXPORTAÇÕES Informe Diário nº 2.092 Sexta-feira, 08 de maio de 2009 Assessoria de Imprensa da Ocepar/Sescoop-PR

Paraná Cooperativo EDIÇÃO ESPECIAL EXPORTAÇÕES Informe Diário nº 2.092 Sexta-feira, 08 de maio de 2009 Assessoria de Imprensa da Ocepar/Sescoop-PR Paraná Cooperativo EDIÇÃO ESPECIAL EXPORTAÇÕES Informe Diário nº 2.092 Sexta-feira, 08 de maio de 2009 Assessoria de Imprensa da Ocepar/Sescoop-PR EXPORTAÇÕES DAS COOPERATIVAS NO AGRONEGÓCIO EM 1. RESULTADO

Leia mais

A importância do Investimento Privado na Concessão dos

A importância do Investimento Privado na Concessão dos A importância do Investimento Privado na Concessão dos Serviços Públicos Regulados Geraldo Villin Prado ABAR Mai/09 Demanda Anual de Investimentos no Brasil ENERGIA ELÉTRICA PETRÓLEO & GÁS (*) TRANSPORTES/

Leia mais

50 cidades com as melhores opções para aberturas de franquias

50 cidades com as melhores opções para aberturas de franquias 50 cidades com as melhores opções para aberturas de franquias Pesquisa realizada pela Rizzo Franchise e divulgada pela revista Exame listou as 50 cidades com as melhores oportunidades para abertura de

Leia mais

GRUPO CGSC INVESTE FORTE NO BRASIL

GRUPO CGSC INVESTE FORTE NO BRASIL Ano XVI Nº 157 2015 R$ 20,00 GRUPO CGSC INVESTE FORTE NO BRASIL Fábio Basilone Presidente da CGSC para o Brasil Especial: saiba tudo sobre o 4º Encontro de Resseguro do Rio de Janeiro reuniu mais de 500

Leia mais

No que diz respeito à siderurgia em nível mundial, podemos destacar como principais pontos:

No que diz respeito à siderurgia em nível mundial, podemos destacar como principais pontos: Setor Siderúrgico 1 O setor siderúrgico brasileiro passou por profundas transformações na década de 90, tendo como principal elemento de mudança o processo de privatização do setor, que desencadeou, num

Leia mais

Apresentação de Resultados 4T10

Apresentação de Resultados 4T10 Apresentação de Resultados 4T10 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que apresentem expectativas da Administração da Companhia sobre eventos ou resultados futuros. Todas as declarações

Leia mais

OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012

OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012 OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012 (Estudo Técnico nº 175) François E. J. de Bremaeker Salvador, julho de 2012 2 OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012 François E. J. de Bremaeker Economista e Geógrafo Associação

Leia mais

Perspectivas para Atividade de M&A no Brasil Agosto de 2010

Perspectivas para Atividade de M&A no Brasil Agosto de 2010 Perspectivas para Atividade de M&A no Brasil Agosto de 2010 Seminário Tendências Mega Fusões e aquisições e defesa da concorrência Rogério Gollo rogerio.gollo@br.pwc.com 11 3674 2333 Apresentação elaborado

Leia mais

Características Gerais

Características Gerais Características Gerais Área: 924.620 km² (cerca de 10% do território nacional); População: 85,1 milhões de habitantes (2014); Estados formadores: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo;

Leia mais

Informe Semanal de Investimentos Setoriais Anunciados 19 de novembro de 2014

Informe Semanal de Investimentos Setoriais Anunciados 19 de novembro de 2014 Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos Informe Semanal de Investimentos Setoriais Anunciados 19 de novembro de 1 A Lojas Americanas planeja investir R$ bilhões até 19 A Lojas Americanas anunciou

Leia mais

PRÉVIA DOS RESULTADOS OPERACIONAIS 4T13

PRÉVIA DOS RESULTADOS OPERACIONAIS 4T13 Lançamentos consolidados atingem R$ 1,6 bilhão no trimestre, uma expansão de 9% ante o 4T12 Vendas Líquidas alcançam R$ 1,3 bilhão, reportando uma evolução de 45% em comparação ao ano anterior PARA DIVULGAÇÃO

Leia mais

Governo do Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Departamento de Cooperativismo e Associativismo DENACOOP

Governo do Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Departamento de Cooperativismo e Associativismo DENACOOP Governo do Brasil Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Departamento de Cooperativismo e Associativismo DENACOOP Integração Contratual para Acesso a Mercado Rodolfo Osorio de Oliveira Coordenador

Leia mais

Termômetro da Consultoria Organizacional e Pesquisa Rápida de Honorários. 9ª edição

Termômetro da Consultoria Organizacional e Pesquisa Rápida de Honorários. 9ª edição Termômetro da Consultoria Organizacional e Pesquisa Rápida de Honorários 9ª edição Av Paulista, 6 Conj 77 Bela Vista CEP -9 São Paulo SP Fone/Fax: 89-5/6 897 ibco@ibcoorgbr - wwwibcoorgbr Agosto de 8 Índice

Leia mais

ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES Janeiro a Dezembro / 2007

ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES Janeiro a Dezembro / 2007 ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES / 2007 1- Balança Comercial Mato Grosso continua tendo superávit na Balança Comercial registrando em 2007 um expressivo saldo de US$ 4,38 bilhões valor que representa

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Av. Paulista -SP Eco s Natureza Clube- SP UP Residence Macaé (RJ) Porto Pinheiros- SP Terraço Empresarial Jd Sul - SP Set Cabral -Curitiba Connect Campos de Goytacazes(RJ) In

Leia mais

Por uma nova etapa da cooperação econômica Brasil - Japão Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil São Paulo, 11 de Julho de 2014

Por uma nova etapa da cooperação econômica Brasil - Japão Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil São Paulo, 11 de Julho de 2014 1 Por uma nova etapa da cooperação econômica Brasil - Japão Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil São Paulo, 11 de Julho de 2014 Brasil: Fundamentos Macroeconômicos (1) Reservas International

Leia mais

EMBRAER ANUNCIA PERSPECTIVAS DE LONGO PRAZO PARA AVIAÇÃO Estimativas de demanda mundial abrangem os mercados de jatos comerciais e executivos

EMBRAER ANUNCIA PERSPECTIVAS DE LONGO PRAZO PARA AVIAÇÃO Estimativas de demanda mundial abrangem os mercados de jatos comerciais e executivos EMBRAER ANUNCIA PERSPECTIVAS DE LONGO PRAZO PARA AVIAÇÃO Estimativas de demanda mundial abrangem os mercados de jatos comerciais e executivos São José dos Campos, 7 de novembro de 2008 A Embraer (BOVESPA:

Leia mais

Indústria química no Brasil

Indústria química no Brasil www.pwc.com.br Indústria química no Brasil Um panorama do setor Indústria química no Brasil A indústria química e petroquímica é um dos mais importantes setores da economia brasileira e está entre as

Leia mais

Financiamento ao Agronegócio. Internacionalização da Agroindústria

Financiamento ao Agronegócio. Internacionalização da Agroindústria Financiamento ao Agronegócio Internacionalização da Agroindústria BRF Visão Geral BRF Principais Key Brands Marcas Dados Financeiros 3 Uma das maiores empresas de alimentos do Brasil e do mundo 7 a maior

Leia mais

DESEMPENHO DA INDÚSTRIA CATARINENSE

DESEMPENHO DA INDÚSTRIA CATARINENSE DESEMPENHO DA INDÚSTRIA CATARINENSE SANTA CATARINA e BRASIL Desempenho econômico em 2013 INDICADOR SANTA CATARINA BR % % acumulado 2013/2012 % acumulado 2012/2011 acumulado 2013/2012 Produção Ind. (jan-ago)

Leia mais

O grande salto das marcas: a valorização das principais grifes nacionais

O grande salto das marcas: a valorização das principais grifes nacionais O grande salto das marcas: a valorização das principais grifes nacionais JUNIOR, M.E.F.O 1 LIMA, M.S 2 FREDERICO, V.M 3 LACERDA, T.A 4 RAMOS, C.P. 5 SANTOS, F.A.A 6 RESUMO Esse artigo abordará a crescente

Leia mais

INTEGRAÇÃO CONTRATUAL

INTEGRAÇÃO CONTRATUAL INTEGRAÇÃO CONTRATUAL Uma Estratégia de Acesso ao Mercado Internacional Pedro Viana Borges Esp. Pol. Públicas P e Gestão Governamental Internacionalização de Cooperativas Integração Regional no Mercosul

Leia mais

2005 Corretora em Nova York. Diversificação do portfólio. 2007 Expansão em Investment Bank, Consignado e Cartões. Estrutura acionária 3

2005 Corretora em Nova York. Diversificação do portfólio. 2007 Expansão em Investment Bank, Consignado e Cartões. Estrutura acionária 3 VISÃO GERAL - 2T5 Histórico 99 Início das operações como banco múltiplo 2002 Agência em Nassau 2005 Corretora em Nova York 2009 Início da parceria estratégica com o Banco do Brasil 205 BV Promotora (Consignado

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA APRESENTAÇÃO CORPORATIVA Julho 2009 Apoio Corporativo Áreas de Atuação Companhias Abertas 65,5% Incorporação 5,8% Aço 28,4% Energia Geração & Distribuição 68 anos de operação; Liderança em diversos mercados;

Leia mais

Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global

Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global Exportações de açúcar da empresa devem aumentar 86% na safra 2009/2010 A Copersucar completa

Leia mais

Apresentação dos resultados do 2T09 & 1S09. Agosto/2009

Apresentação dos resultados do 2T09 & 1S09. Agosto/2009 Apresentação dos resultados do 2T09 & 1S09 Agosto/2009 Destaques 2T09 & 1S09 DESTAQUES OPERACIONAIS 2T09 VENDAS CONTRATADAS LÍQUIDAS PRO RATA PDG REALTY DE R$710 MILHÕES, REPRESENTANDO UM CRESCIMENTO DE

Leia mais

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO L2 0 0 6 R E L AT Ó R I O A N U A EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO Prêmio de Seguros Participação no Mercado (em %) Mercado 74,2% Fonte: Susep e ANS Base: Nov/2006 Bradesco 25,8%

Leia mais

A Indústria de Alimentação

A Indústria de Alimentação A Indústria de Alimentação 61 A indústria brasileira de alimentação está inserida na cadeia do agronegócio e representa parte significativa do PIB. O texto aponta as características do setor, seu desempenho

Leia mais

Produção Industrial Março de 2015

Produção Industrial Março de 2015 Produção Industrial Março de 201 PRODUÇÃO INDUSTRIAL DE SANTA CATARINA - MARÇO/1 Em março, a indústria de Santa Catarina produziu 4,0% menos na comparação com o mesmo mês do ano anterior, sexto resultado

Leia mais

Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais.

Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais. Maio/2014 OBJETIVO Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais. Permitir ainda, uma análise comparativa da evolução

Leia mais

INTEGRAÇÃO NA CADEIA PRODUTIVA COM USO DE

INTEGRAÇÃO NA CADEIA PRODUTIVA COM USO DE Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo - SDC Departamento de Cooperativismo e Associativismo - DENACOOP INTEGRAÇÃO NA CADEIA PRODUTIVA COM USO DE CONSÓRCIO Raul de Oliveira Fontoura

Leia mais

São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios

São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios A importância da economia paulista transcende as fronteiras brasileiras. O Estado é uma das regiões mais desenvolvidas de toda a América

Leia mais

A LOCAMERICA SEMINOVOS

A LOCAMERICA SEMINOVOS A LOCAMERICA A Locamerica é uma companhia especializada em locação de frotas customizadas para empresas. Desde 13 no mercado, a locadora ocupa o segundo lugar no ranking das maiores do setor em número

Leia mais

Northern Telecom Ltd (Nortel). Isto devido ao seu atraso na substituição da tecnologia analógica pela digital.

Northern Telecom Ltd (Nortel). Isto devido ao seu atraso na substituição da tecnologia analógica pela digital. MOTOROLA A empresa alcançou um faturamento global da ordem de US$ $37.6 bilhões em 2000. É líder mundial em sistemas e serviços eletrônicos avançados. Atuando de maneira globalizada em 45 países, mais

Leia mais

crescimento nos últimos cinco anos. Desde 1995, as vendas cresceram num total de 85%. A maior parte das vendas da GE no ano 2000 ocorreram em seu

crescimento nos últimos cinco anos. Desde 1995, as vendas cresceram num total de 85%. A maior parte das vendas da GE no ano 2000 ocorreram em seu GENERAL ELECTRIC A General Electric Company é uma empresa diversificada, atuando em vários segmentos, sempre com o compromisso declarado de alcançar liderança mundial em cada um de seus negócios. Atualmente,

Leia mais

Apresentação dos resultados do 4T09 & 2009. Março/2010

Apresentação dos resultados do 4T09 & 2009. Março/2010 Apresentação dos resultados do & Março/2010 Destaques & DESTAQUES OPERACIONAIS DO E VENDAS CONTRATADAS LÍQUIDAS ATINGIRAM R$753 MILHÕES NO E R$2,67 BILHÕES EM, REPRESENTANDO UM CRESCIMENTO DE 47% EM RELAÇÃO

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Marconi Ferreira Perillo Júnior. SECRETARIA DE ESTADO DE GESTÃO E PLANEJAMENTO Leonardo Moura Vilela

GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Marconi Ferreira Perillo Júnior. SECRETARIA DE ESTADO DE GESTÃO E PLANEJAMENTO Leonardo Moura Vilela Maio - 2014 1 GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Marconi Ferreira Perillo Júnior SECRETARIA DE ESTADO DE GESTÃO E PLANEJAMENTO Leonardo Moura Vilela CHEFE DO GABINETE ADJUNTO DE PLANEJAMENTO Júlio Alfredo Rosa

Leia mais

Perspectiva de crescimento para América Latina Paulo Funchal

Perspectiva de crescimento para América Latina Paulo Funchal Perspectiva de crescimento para América Latina Paulo Funchal Foco na América Latina Grant Thornton International Business Report (IBR) Grant Thornton Global Dynamism Index (GDI) The Economist Intelligence

Leia mais

Apresentação ao Senado Telefônica Antônio Carlos Valente 23 de maio de 2007

Apresentação ao Senado Telefônica Antônio Carlos Valente 23 de maio de 2007 Apresentação ao Senado Telefônica Antônio Carlos Valente 23 de maio de 2007 Agenda I. Panorama do Setor II. Convergência e Consolidações 2 O mercado de telecomunicações no mundo alcançou 1,3bi de linhas

Leia mais

Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015. Perspectivas da economia / Comprometimento de renda. Novembro/2015. Copyright Boa Vista SCPC 1

Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015. Perspectivas da economia / Comprometimento de renda. Novembro/2015. Copyright Boa Vista SCPC 1 Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015 Perspectivas da economia / Comprometimento de renda Novembro/2015 Copyright Boa Vista SCPC 1 Objetivo, metodologia e amostra o Objetivo: Pesquisa para

Leia mais

Empresa Setor Avaliação

Empresa Setor Avaliação Empresa Setor Avaliação São Martinho Açúcar e Alcool Bom Minerva Alimentos / Abatedouros Bom JBS Alimentos / Abatedouros Bom BRF Foods Alimentos / Abatedouros Bom M. Diasbranco Alimentos / Massas e Farináceos

Leia mais

Desde as primeiras edições do

Desde as primeiras edições do TV POR ASSINATURAanálise Disputa acirrada Segmento é hoje um competidor importante em novos serviços, mas aia há espaço a ocupar. Desde as primeiras edições do Atlas Brasileiro de Telecomunicações o mercado

Leia mais

Fusões e Aquisições no Brasil* Novembro de 2008

Fusões e Aquisições no Brasil* Novembro de 2008 Corporate Finance Fusões e Aquisições no Brasil* Novembro de 2008 * Relatório elaborado pela área de Corporate Finance da PwC O número acumulado de transações até novembro de 2008 diminuiu 7% em relaçãoa2007,masaindaé19%maiordoque2006.

Leia mais

PDG Realty ingressa no mercado imobiliário argentino, adquirindo

PDG Realty ingressa no mercado imobiliário argentino, adquirindo PDG Realty ingressa no mercado imobiliário argentino, adquirindo participação i na TGLT Relações com Investidores: Michel Wurman Diretor Vice-Presidente Financeiro e de RI João Mallet Gerente Financeiro

Leia mais

Brasil Telecom. Gigantes dos Mercados Emergentes UBS Warburg. Dezembro de 2002

Brasil Telecom. Gigantes dos Mercados Emergentes UBS Warburg. Dezembro de 2002 Brasil Telecom Gigantes dos Mercados Emergentes UBS Warburg Dezembro de 2002 1 OSetor de Telecomunicações no Brasil 2 Empresas de Telefonia Fixa Região IV (Somente Longa Distância) Preço Mínimo: US$1.548

Leia mais

Audiência Pública CFFC - Comissão de Fiscalização Financeira e Controle

Audiência Pública CFFC - Comissão de Fiscalização Financeira e Controle Audiência Pública CFFC - Comissão de Fiscalização Financeira e Controle Brasília, 17 de abril de 2012 Visão Geral AC Rio Branco Venezuela Boa Vista Manaus AM Hub Satélite RR Porto Velho Rede de fibra ótica

Leia mais

NORDESTE: DESEMPENHO DO COMÉRCIO EXTERIOR EM 2009

NORDESTE: DESEMPENHO DO COMÉRCIO EXTERIOR EM 2009 O nosso negócio é o desenvolvimento ESCRITÓRIO TÉCNICO DE ESTUDOS ECONÔMICOS DO NORDESTE-ETENE INFORME SETORIAL INDÚSTRIA E SERVIÇOS NORDESTE: DESEMPENHO DO COMÉRCIO EXTERIOR EM 2009 Ano IV No 2 O nosso

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2014. Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2014. Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2014 Unidade de Estudos Econômicos O COMÉRCIO EXTERIOR DO RS EM JANEIRO Exportações Apesar do bom crescimento de Produtos Alimentícios e Máquinas e Equipamentos,

Leia mais

MPX Assina Acordos Definitivos para Joint Venture com a E.ON

MPX Assina Acordos Definitivos para Joint Venture com a E.ON MPX ENERGIA S.A. CNPJ/MF: 04.423.567/0001-21 Companhia Aberta BOVESPA: MPXE3 MPX Assina Acordos Definitivos para Joint Venture com a E.ON Rio de Janeiro, 18 de abril de 2012 MPX Energia S.A. ( MPX ou Companhia

Leia mais

Apresentação para Investidores. Março, 2009

Apresentação para Investidores. Março, 2009 Apresentação para Investidores Março, 2009 1 Filosofia Gerdau VISÃO Ser uma empresa siderúrgica global, entre as mais rentáveis do setor. MISSÃO O Grupo Gerdau é uma empresa com foco em siderurgia, que

Leia mais

Soluções Integradas em Petróleo, Gás e Energia BRASIL

Soluções Integradas em Petróleo, Gás e Energia BRASIL BRASIL O Brasil possui uma economia sólida, construída nos últimos anos, após a crise de confiança que o país sofreu em 2002, a inflação é controlada, as exportações sobem e a economia cresce em ritmo

Leia mais

BRASIL Comércio Exterior

BRASIL Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC BRASIL Comércio Exterior Novembro de 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014

Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014 Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014 EQUIPE TÉCNICA DO IPETURIS Coordenação: Mariana Nery Pesquisadores: César Melo Tamiris Martins Viviane Silva Suporte: Gerson

Leia mais

A JBS. A JBS tem seu capital listado na BM&FBovespa desde 2007. Perfil

A JBS. A JBS tem seu capital listado na BM&FBovespa desde 2007. Perfil Perfil GRI G4-3 G4-5 G4-7 S.A. é uma empresa de alimentos com 61 anos de tradição e líder global no processamento de proteína animal. Operando em mais de 20 países, a companhia atende uma base de mais

Leia mais

TELEFONIA FIXA E MÓVEL

TELEFONIA FIXA E MÓVEL DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TELEFONIA FIXA E MÓVEL NOVEMBRO DE 2015 PRODUTOS PLANTA DE TELEFONIA NO BRASIL 2011 Acessos fixos 14,4% Acessos móveis 85,6% FONTE: ANATEL dez/10 PLANTA

Leia mais

Palmeiras de Goiás. 13º Lugar. População: 21.199 hab. Área do Município: 1.539,68 km² Localização: Região Oeste Goiano PIB (2005):

Palmeiras de Goiás. 13º Lugar. População: 21.199 hab. Área do Município: 1.539,68 km² Localização: Região Oeste Goiano PIB (2005): Palmeiras de Goiás População: 21.199 hab. Área do Município: 1.539,68 km² Localização: Região Oeste Goiano PIB (2005): R$ 209,1 milhões PIB per capita: R$ 11.260,00 Principais distâncias: Goiânia: 76 km

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 Relatório de Sustentabilidade 2014 Sumário Executivo Março de 2015 A Brasil Kirin Jovem, mas cheia de história A Brasil Kirin faz parte de um dos maiores grupos de bebidas do mundo, a japonesa Kirin Holdings

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 Relatório de Sustentabilidade 2014 Sumário Executivo Março de 2015 BrKirin_RAS2014_Compacta.indd 1 02/06/15 13:03 A Brasil Kirin Jovem, mas cheia de história A Brasil Kirin faz parte de um dos maiores

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer Técnico n.º 06061/2007/RJ COGCE/SEAE/MF Rio de Janeiro, 29 de janeiro de 2007 Referência: Ofício nº 360/2007/SDE/GAB, de 17 de janeiro

Leia mais

Convergência às Normas Internacionais: desafios e avanços

Convergência às Normas Internacionais: desafios e avanços Convergência às Normas Internacionais: desafios e avanços O Processo de Convergência Importância para os usuários Wang Jiang Horng Gerente de Desenvolvimento de Empresas BOVESPA BOVESPA Único centro de

Leia mais

Investe São Paulo. Campinas, 17 de março de 2015

Investe São Paulo. Campinas, 17 de março de 2015 Investe São Paulo Campinas, 17 de março de 2015 Missão Ser a porta de entrada para novos investimentos e a expansão dos negócios existentes, gerando inovação tecnológica, emprego e renda. Promover a competitividade

Leia mais

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO COM FOCO EM TÍTULOS DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ESTRUTURADO REIT RIVIERA FII

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO COM FOCO EM TÍTULOS DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ESTRUTURADO REIT RIVIERA FII FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO COM FOCO EM TÍTULOS DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ESTRUTURADO REIT RIVIERA FII Crédito lastreado em imóveis, alta rentabilidade e fluxo de caixa constante, com a solidez do concreto.

Leia mais

Em 2014, IED registra queda de 2,3%

Em 2014, IED registra queda de 2,3% São Paulo, 04 de fevereiro de 2015. Dezembro de 2014 Em 2014, IED registra queda de 2,3% O total de investimentos estrangeiros diretos (IED) que ingressou no Brasil em 2014 foi de US$ 62,5 bilhões, uma

Leia mais

Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009

Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009 Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009 EBITDA atingiu a soma de R$ 391 milhões no ano passado São Paulo, 24 de março de 2010 A Algar Telecom, empresa de telecomunicações do Grupo Algar,

Leia mais

PDG Realty aumenta para 70% sua participação na Goldfarb

PDG Realty aumenta para 70% sua participação na Goldfarb PDG Realty aumenta para 70% sua participação na Goldfarb Relações com Investidores: Michel Wurman Diretor de Relações com Investidores João Mallet Gerente de Relações com Investidores Telefone: (21) 3504

Leia mais

Informe Semanal de Investimentos Setoriais Anunciados

Informe Semanal de Investimentos Setoriais Anunciados Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos Informe Semanal de Investimentos Setoriais Anunciados de agosto de 13 Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração investirá R$ 1 bilhão A Companhia Brasileira

Leia mais

QUEM SOMOS Brasil Brokers

QUEM SOMOS Brasil Brokers QUEM SOMOS Um dos maiores e mais completos grupos de venda de imóveis do país. Assim é a Brasil Brokers. Formado por 25 imobiliárias líderes em 12 estados, o grupo conta com mais de 14 mil corretores associados

Leia mais

Descrição do Sistema de Franquia. Histórico do Setor. O Fórum Setorial de Franquia

Descrição do Sistema de Franquia. Histórico do Setor. O Fórum Setorial de Franquia Descrição do Sistema de Franquia Franquia é um sistema de distribuição de produtos, tecnologia e/ou serviços. Neste sistema uma empresa detentora de know-how de produção e/ou distribuição de certo produto

Leia mais

ÓRGÃO: JUSTIÇA FEDERAL

ÓRGÃO: JUSTIÇA FEDERAL ÓRGÃO: JUSTIÇA FEDERAL Programa: 0569 - PRESTAÇÃO JURISDICIONAL NA JUSTIÇA FEDERAL Objetivo: Garantir pleno exercício do direito por meio da prestação dos serviços jurisdicionais, observando o disposto

Leia mais

O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil. Aquisição da Rodoviário Schio Ltda. Apresentação a Investidores 22 de Novembro de 2011

O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil. Aquisição da Rodoviário Schio Ltda. Apresentação a Investidores 22 de Novembro de 2011 O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil Aquisição da Rodoviário Schio Ltda. Apresentação a Investidores 22 de Novembro de 2011 Agenda 1 Descrição e Estrutura da Transação 2 Racional da Aquisição

Leia mais

ORÇAMENTO DE INVESTIMENTO DAS EMPRESAS ESTATAIS - 2006. Principais Grupos

ORÇAMENTO DE INVESTIMENTO DAS EMPRESAS ESTATAIS - 2006. Principais Grupos Principais Grupos Empresas correntes 2003 2004 2005 2006 Realizado Realizado Realizado LOA Setor Produtivo Estatal 17.301 18.285 20.554 31.404 - Grupo PETROBRAS (No País) 13.839 14.960 16571 24.095 - Grupo

Leia mais

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Características Agropecuárias A sociedade brasileira viveu no século XX uma transformação socioeconômica e cultural passando de uma sociedade agrária para uma sociedade

Leia mais

Plano Estratégico Petrobras 2030 e Plano de Negócios e Gestão 2014 2018

Plano Estratégico Petrobras 2030 e Plano de Negócios e Gestão 2014 2018 Plano Estratégico Petrobras 2030 e Plano de Negócios e Gestão 2014 2018 A Petrobras comunica que seu Conselho de Administração aprovou o Plano Estratégico Petrobras 2030 (PE 2030) e o Plano de Negócios

Leia mais

BNDES Financiamento à Indústria de Base Florestal Plantada. Outubro de 2014

BNDES Financiamento à Indústria de Base Florestal Plantada. Outubro de 2014 BNDES Financiamento à Indústria de Base Florestal Plantada Outubro de 2014 Agenda 1. Aspectos Institucionais 2. Formas de Atuação 3. Indústria de Base Florestal Plantada 1. Aspectos Institucionais Linha

Leia mais

2 Histórico de fusões e aquisições e conceitos.

2 Histórico de fusões e aquisições e conceitos. 2 Histórico de fusões e aquisições e conceitos. 2.1. Fusões e aquisições globais Com a globalização e a necessidade de escalas cada vez maiores de operação, as grandes empresas ultrapassaram fronteiras

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos INDÚSTRIA DE MÓVEIS OUTUBRO DE 2015

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos INDÚSTRIA DE MÓVEIS OUTUBRO DE 2015 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos INDÚSTRIA DE MÓVEIS OUTUBRO DE 2015 PRODUTOS INDÚSTRIA DE MÓVEIS Importação 3,3% Residenciais 67,7% Mercado interno 96,4% Escritório 16,6% INDÚSTRIA

Leia mais

O Brasil Plural é um Grupo Financeiro fundado em 2009 que possui escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo e Nova York. Nossos sócios possuem um amplo

O Brasil Plural é um Grupo Financeiro fundado em 2009 que possui escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo e Nova York. Nossos sócios possuem um amplo O Brasil Plural é um Grupo Financeiro fundado em 2009 que possui escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo e Nova York. Nossos sócios possuem um amplo histórico de sucesso no mercado de capitais brasileiro

Leia mais

PERFIL DOS FABRICANTES DE ESTRUTURAS DE AÇO. Resumo Executivo Pesquisa 2013

PERFIL DOS FABRICANTES DE ESTRUTURAS DE AÇO. Resumo Executivo Pesquisa 2013 PERFIL DOS FABRICANTES DE ESTRUTURAS DE AÇO Resumo Executivo Pesquisa 2013 APRESENTAÇÃO Em ação conjunta para o melhor conhecimento das capacidades do mercado brasileiro da construção em aço, o CBCA Centro

Leia mais

Informe Semanal de Investimentos Setoriais Anunciados 25 de novembro de 2014

Informe Semanal de Investimentos Setoriais Anunciados 25 de novembro de 2014 Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos Informe Semanal de Investimentos Setoriais Anunciados 2 de novembro de 14 A ThyssenKrupp planeja investir R$ 2 bilhões até 19 A ThyssenKrupp, grupo industrial

Leia mais

Divulgação de resultados 3T13

Divulgação de resultados 3T13 Brasil Brokers divulga seus resultados do 3º Trimestre do ano de 2013 Rio de Janeiro, 13 de novembro de 2013. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no

Leia mais

PERFIL DAS EMPRESAS APOIADAS PELO PROGRAMA DE SUBVENÇÃO ECONÔMICA 2006 A 2009

PERFIL DAS EMPRESAS APOIADAS PELO PROGRAMA DE SUBVENÇÃO ECONÔMICA 2006 A 2009 2011 Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) Diretoria de Inovação (DRIN) Departamento de Acompanhamento (DAC) PERFIL DAS EMPRESAS APOIADAS PELO PROGRAMA DE SUBVENÇÃO ECONÔMICA 2006 A 2009 Janeiro/2011

Leia mais

Siderurgia no Brasil

Siderurgia no Brasil www.pwc.com.br Siderurgia no Brasil Um panorama do setor siderúrgico brasileiro SICETEL Sindicato Nacional da Indústria de Trefilação e Laminação de Metais Ferrosos IABR Instituto Aço Brasil 1 Setor de

Leia mais

Participação da PDG Realty na Brasil Brokers

Participação da PDG Realty na Brasil Brokers Participação da PDG Realty na Brasil Brokers Relações com Investidores: Michel Wurman Diretor Financeiro e de RI João Mallet Gerente Financeiro e de RI Gustavo Janer Analista Financeiro e de RI Telefone:

Leia mais

Março de 2012. Destaques dos Investimentos Brasileiros no Exterior. Destaques dos Investimentos Estrangeiros Diretos no Brasil

Março de 2012. Destaques dos Investimentos Brasileiros no Exterior. Destaques dos Investimentos Estrangeiros Diretos no Brasil Março de 2012 Destaques dos Investimentos Brasileiros no Exterior Retorno do Investimento Brasileiro Direto Líquido se acentua no ano: Os dados apurados no mês de março, de US$ 5,0 bilhões, acentuaram

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer Técnico n.º 06183/2005/RJ COGPI/SEAE/MF Rio de Janeiro, 02 de maio de 2005 Referência: Ofício n o 1888/2005/SDE/GAB de 19 de abril de

Leia mais

Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais

Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais ANÁLISE MENSAL DO MERCADO DE BIODIESEL: EDIÇÃO Nº 13 FEVEREIRO DE 214 A, documento elaborado pela Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais ABIOVE, possui o intuito de levar ao mercado informações

Leia mais

Inauguração do Condomínio Logístico Global Cumbica em Guarulhos.

Inauguração do Condomínio Logístico Global Cumbica em Guarulhos. Fundada em 2006, a GWI Real Estate é uma empresa de empreendimentos imobiliários, especializada na aquisição, desenvolvimento e operação de condomínios logísticos de galpões modulares de alto padrão e

Leia mais

BRASIL. Francisca Peixoto

BRASIL. Francisca Peixoto BRASIL Francisca Peixoto INTRODUÇÃO BRASIL Um dos principais fornecedores de alimentos e matériasprimas do mundo Dotação única em recursos naturais Política agropecuária alinhada com estratégia nacional

Leia mais

PLASCAR ANUNCIA RESULTADOS EM 30 SETEMBRO 2015.

PLASCAR ANUNCIA RESULTADOS EM 30 SETEMBRO 2015. PLASCAR ANUNCIA RESULTADOS EM 30 SETEMBRO 2015. Cotação (30/09/15) PLAS3 - R$ 5,50 (*) Valor de mercado em 30/09/15 (MARKET CAP BOVESPA) R$ 27 milhões Quantidade Ações (*) Ordinárias: 4.970 M Relação com

Leia mais