Prova de Equivalência à Frequência de Educação Física (Prova Escrita) Informação Prova de Equivalência à Frequência. Prova

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Prova de Equivalência à Frequência de Educação Física (Prova Escrita) Informação Prova de Equivalência à Frequência. Prova 28 2014"

Transcrição

1 Informação Prova de Equivalência à Frequência Data: Prova de Equivalência à Frequência de Educação Física (Prova Escrita) Prova º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do 2.º ciclo do ensino básico da disciplina de Educação Física, a realizar em 2013, pelos alunos que se encontram abrangidos pelos planos de estudo instituídos pelo Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho. Deve ainda ser tido em consideração o Despacho Normativo n.º 24-A/2012, de 6 de dezembro e o Despacho Normativo n.º 5/2013, de 8 de abril. As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina. O presente documento dá a conhecer os seguintes aspetos relativos à prova: Objeto de avaliação; Características e estrutura; Critérios gerais de classificação; Material; Duração. Importa ainda referir que, nas provas desta disciplina, o grau de exigência decorrente do enunciado dos itens e o grau de aprofundamento evidenciado nos critérios de classificação estão balizados pelo Programa, em adequação ao nível de ensino a que a prova diz respeito. 2. Objeto de avaliação A prova tem por referência o Programa de Educação Física em vigor. A prova desta disciplina permite avaliar a aprendizagem e os conteúdos, enquadrados em três grandes campos consagrados no Programa da disciplina, a saber, Atividades Físicas, Aptidão Física e Conhecimentos, passíveis de avaliação em prova de modalidade escrita e prática, de duração limitada. A prova avalia a aprendizagem nas diferentes atividades fisico-desportivas numa perspetiva de continuidade e de consolidação relativamente às diferentes aprendizagens ao longo do primeiro e segundo ciclos do ensino básico. A conceção desta prova respeita as orientações curriculares, as infra estruturas e equipamentos desportivos existentes, pretendendo sistematizar os benefícios, centrando-se no valor educativo da atividade física eclética, pedagogicamente orientada para o desenvolvimento multilateral e harmonioso do aluno. Esta conceção concretiza-se na avaliação da apropriação das habilidades e conhecimentos, na elevação das capacidades do aluno e na formação das diferentes aptidões. Domínios APTIDÃO FÍSICA O aluno conhece e demonstra capacidades em testes de resistência aeróbica e testes de aptidão muscular adequada às normas de aptidão física representativa da saúde, para a sua idade (segundo a tabela de resultados do Fitnessgram). ATIVIDADES FÍSICAS O aluno descreve e executa com correção as ações tecnicas e as exigências dos regulamentos nas atividades físicas e desportivas individuais nomeadamente: ginástica e atletismo. O aluno descreve e executa com correção as ações tecnico-táticas nas várias atividades físicas e desportivas coletivas nomeadamente: basquetebol, andebol, voleibol e futebol. CONHECIMENTOS O aluno revela conhecimentos definidos pelo Programa de Educação Física e de acordo com os regulamentos técnicos das várias modalidades desportivas abordadas. Prova 28 1

2 Conteúdos Aptidão Física Teste VV20 Realização dos testes de aptidão física da bateria fitnessgram avaliando as capacidades de resistência aeróbica de força e flexibilidade, alcançando um resultado dentro da zona saudável (segunda a tabela de referência do fitnessgram). Atividades Físicas e Desportivas Individuais - Ginástica Realização de vários elementos gimnícos de solo apresentados de forma harmoniosa; Identifica e descreve vários elementos gímnicos. Atividades Físicas e Desportivas Individuais - Atletismo Realização de um salto (altura), um lançamento (bola) e de uma corrida (velocidade ou resistência) cumprido com o regulamento técnico da modalidade; Identifica e caracteriza as diferentes disciplinas do atletismo; Conhece o regulamento específico, as designações e os aspetos técnicos de cada disciplina. Atividades Físicas e Desportivas Coletivas Basquetebol, Andebol, Voleibol e Futebol Realização de várias ações técnicas de forma encadeada em situação de exercício critério; Conhecer o objetivo e caracterizar a modalidade bem como o seu regulamento, as designações e aspetos técnicos das diferentes ações técnico-tática. 3. Caracterização da Prova A prova de Educação Física é constituída por duas componentes, uma escrita e outra prática. A classificação final da prova corresponde à média aritmética simples, arredondada às unidades, das classificações das suas componentes, expressas em escala percentual de 0 a 100. A prova escrita apresenta quatro grupos. No Grupo I, avalia-se os conhecimentos no âmbito dos desportos individuais ginástica. Cotação pontos. No Grupo II, avalia-se os conhecimentos no âmbito dos desportos individuais atletismo. Cotação pontos. No Grupo III, avalia-se os conhecimentos no âmbito dos desportos coletivos basquetebol. Cotação pontos. No Grupo IV, avalia-se os conhecimentos no âmbito dos desportos coletivos futebol. Cotação pontos. A estrutura da prova sintetiza-se no Quadro 1. Quadro 1 Valorização dos domínios e conteúdos na prova Cotação Campos / Domínios Conteúdos (em pontos) Grupo I GINÁSTICA Grupo II ATLETISMO Grupo III BASQUETEBOL Grupo IV FUTEBOL Identificar os diferentes aparelhos da ginástica; Conhecer as habilidades gímnicas; Identificar as diferentes disciplinas da modalidade; Conhecer o regulamento específico das várias disciplinas; Conhecer os aspetos técnicos de cada disciplina Conhecer o objetivo e caracterizar a modalidade bem como o seu regulamento; Conhecer as designações e aspetos técnicos das diferentes ações técnico-tática Conhecer o objetivo e caracterizar a modalidade bem como o seu regulamento; Conhecer as designações e aspetos técnicos das diferentes ações técnico-tática Prova 28 2

3 A prova inclui os tipos de itens discriminados no Quadro 2. Quadro 2 Tipologia, número de itens e cotação I GRUPO II GRUPO III GRUPO IV GRUPO Tipologia de itens Questão Número de itens Cotação por item (em pontos) Completamento Resposta curta Completamento Completamento Resposta curta Resposta curta 2 4 0,75 Completamento 3 2 0, Resposta curta 4 6 0,75 Escolha múltipla Completamento Resposta curta 7 4 0,75 Resposta curta Completamento Escolha múltipla Resposta curta Resposta curta Completamento Resposta curta Resposta curta Resposta curta 4 4 0,5 Cotação por grupo (em pontos) 4. Critérios de classificação As classificações a atribuir às respostas são expressas através de certo ou errado, atribuindo-se a cotação máxima à resposta certa e a cotação de zero à resposta errada, de acordo com os elementos de resposta solicitados e apresentados. Os valores registam-se em tabela própria. 5. Material Caneta azul ou preta; A prova será realizada no enunciado. 6. Duração A prova tem a duração de 45 minutos. Prova 28 3

4 Informação Prova de Equivalência à Frequência Data: Prova de Equivalência à Frequência de Educação Física (Prova Prática) Prova º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do 2.º ciclo do ensino básico da disciplina de Educação Física, a realizar em 2013, pelos alunos que se encontram abrangidos pelos planos de estudo instituídos pelo Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho. Deve ainda ser tido em consideração o Despacho Normativo n.º 24-A/2012, de 6 de dezembro e o Despacho Normativo n.º 5/2013, de 8 de abril. As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina. O presente documento dá a conhecer os seguintes aspetos relativos à prova: Objeto de avaliação; Características e estrutura; Critérios gerais de classificação; Material; Duração. Importa ainda referir que, nas provas desta disciplina, o grau de exigência decorrente do enunciado dos itens e o grau de aprofundamento evidenciado nos critérios de classificação estão balizados pelo Programa, em adequação ao nível de ensino a que a prova diz respeito. 2. Objeto de avaliação A prova tem por referência o Programa de Educação Física em vigor. A prova desta disciplina permite avaliar a aprendizagem e os conteúdos, enquadrados em três grandes campos consagrados no Programa da disciplina, a saber, Atividades Física, Aptidão Física e Conhecimentos, passíveis de avaliação em prova de modalidade escrita e prática, de duração limitada. A prova avalia a aprendizagem nas diferentes atividades fisico-desportivas numa perspetiva de continuidade e de consolidação relativamente às diferentes aprendizagens ao longo do primeiro e segundo ciclos do ensino básico. A conceção desta prova respeita as orientações curriculares, as infra estruturas e equipamentos desportivos existentes, pretendendo sistematizar os benefícios, centrando-se no valor educativo da atividade física eclética, pedagogicamente orientada para o desenvolvimento multilateral e harmonioso do aluno. Esta conceção concretiza-se na avaliação da apropriação das habilidades e conhecimentos, na elevação das capacidades do aluno e na formação das diferentes aptidões. Domínios APTIDÃO FÍSICA O aluno conhece e demonstra capacidades em testes de resistência aeróbica e testes de aptidão muscular adequada às normas de aptidão física representativa da saúde, para a sua idade (segundo a tabela de resultados do Fitnessgram). ATIVIDADES FÍSICAS O aluno descreve e executa com correção as ações tecnicas e as exigências dos regulamentos nas atividades físicas e desportivas individuais nomeadamente: ginástica e atletismo. O aluno descreve e executa com correção as ações tecnico-táticas nas várias atividades físicas e desportivas coletivas nomeadamente: basquetebol, andebol, voleibol e futebol. CONHECIMENTOS O aluno revela conhecimentos definidos pelo Programa de Educação Física e de acordo com os regulamentos técnicos das várias modalidades desportivas abordadas. Prova 28 1

5 Conteúdos Aptidão Física Teste VV20 Realização dos testes de aptidão física da bateria fitnessgram avaliando as capacidades de resistência aeróbica de força e flexibilidade, alcançando um resultado dentro da zona saudável (segunda a tabela de referência do fitnessgram). Atividades Físicas e Desportivas Individuais - Ginástica Realização de vários elementos gimnícos de solo apresentados de forma harmoniosa; Identifica e descreve vários elementos gímnicos. Atividades Físicas e Desportivas Individuais - Atletismo Realização de um salto (altura), um lançamento (bola) e de uma corrida (velocidade ou resistência) cumprido com o regulamento técnico da modalidade; Identifica e caracteriza as diferentes disciplinas do atletismo; Conhece o regulamento específico, as designações e os aspetos técnicos de cada disciplina. Atividades Físicas e Desportivas Coletivas Basquetebol, Andebol, Voleibol e Futebol Realização de várias ações técnicas de forma encadeada em situação de exercício critério; Conhecer o objetivo e caracterizar a modalidade bem como o seu regulamento, as designações e aspetos técnicos das diferentes ações técnico-tática. 3. Caracterização da prova A prova de Educação Física é constituída por duas componentes, uma escrita e outra prática. A classificação final da prova corresponde à média aritmética simples, arredondada às unidades, das classificações das suas componentes, expressas em escala percentual de 0 a 100. A prova apresenta quatro grupos. No Grupo I, avalia-se uma capacidade física através de um teste da bateria de testes Fitnessgram. Cotação 20 pontos. No Grupo II, avalia-se a aprendizagem no domínio das atividades físicas e desportivas individuais ginástica, na realização de elementos gímnicos de solo (rolamentos, posição de equilíbrio e apoio facial invertido) apresentada de forma livre e na realização de elementos gímnicos em aparelhos apresentados de forma encadeada, conforme o aparelho (plinto, trave olímpica, barra fixa, paralelas e minitrampolim). Cotação: 20 pontos. No Grupo III, avalia-se a aprendizagem no domínio das atividades físicas e desportivas individuais atletismo, na realização de um salto em altura (utilizando a técnica de tesoura), ou um salto em comprimento, na realização de um lançamento (bola) e na realização de uma corrida de velocidade e de uma corrida de resistência. Cotação: 20 pontos. No Grupo IV, avalia-se a aprendizagem no domínio das atividades físicas e desportivas coletivas nas modalidades de basquetebol, andebol, voleibol e futebol na realização de um exercício critério através para cada uma. Cotação: 40 pontos. A estrutura da prova sintetiza-se no Quadro 1. Prova 28 2

6 Quadro 1 Valorização dos domínios e conteúdos na prova Campos / Domínios APTIDÃO FÍSICA ATIVIDADES FÍSICAS Conteúdos Resistência Aeróbica Realização do teste VV20 alcançando a um resultado dentro da zona saudável (segunda a tabela de referência do fitnessgram). Força e Flexibilidade Realização de testes de avaliação da força e flexibilidade alcançando a um resultado dentro da zona saudável (segunda a tabela de referência do fitnessgram). Ginástica Realização de elementos gímnicos de solo apresentados de forma harmoniosa: rolamento à frente engrupado, rolamento à retaguarda engrupado, posição de equilíbrio (avião), e apoio facial invertido de três apoios. Realização de elementos gímnicos em aparelhos apresentados de forma harmoniosa e encadeada através de uma sequência gímnica específica para o respetivo aparelho. Atletismo Saltos Realização de um salto em altura (técnica de tesoura) e de um salto em comprimento. Corridas Realização de uma corrida de velocidade (40 metros) e uma corrida de resistência (quilometro ou milha). Lançamentos Realização de um lançamento da bola. Andebol Realização de um exercício critério constituído por passe/receção, drible e remate. Basquetebol Realização de um exercício critério constituído por passe/receção, drible e lançamento na passada. Futebol Realização de um exercício critério constituído por passe/receção, condução de bola e remate. Voleibol Realização de um exercício critério constituído por serviço por baixo, passe e manchete. Cotação (em pontos) A prova pode incluir os tipos de itens discriminados no Quadro 2. Prova 28 3

7 Quadro 2 Tipologia, número de itens e cotação Tipologia de itens Número de itens Cotação por item (em pontos) I PARTE Condição Física 1 20 II PARTE Prestação Motora 4 5 III PARTE Prestação Motora 1 20 IV PARTE Prestação Motora Critérios de classificação As classificações a atribuir às prestações físico/motoras são expressas através da menção Realiza (R) e Não Realiza (NR) e aplicam-se através da observação direta dos vários elementos do júri com base nos critérios de classificação definidos para cada um dos exercícios segundo as normas regulamentares definidas pelo Programa de Educação Física, expressando-se em números inteiros e resultam da aplicação dos critérios de classificação relativos à tipologia de itens constantes na prova. Em situação de avaliação, todos os exercícios critério deverão ser executados uma única vez. No entanto, por solicitação do Júri ou do aluno, pode haver lugar a uma segunda execução. 5. Material Materiais e utensílios de que o examinando deve ser portador: - Equipamento desportivo: t-shirt e calções ou fato de treino. - Sapatilhas e ténis. Não é permitido o uso de roupa e calçado que não se seja para uso desportivo. Material a fornecer pelo estabelecimento de ensino: - Bolas. - Equipamento fixo e portátil existente no estabelecimento e indispensável à realização da prova. 6. Duração A prova tem a duração 45 minutos. Prova 28 4

8 Informação Prova de Equivalência à Frequência Data: Prova de Equivalência à Frequência de Educação Física (Prova Escrita) Prova º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do 2.º ciclo do ensino básico da disciplina de Educação Física, a realizar em 2013, pelos alunos que se encontram abrangidos pelos planos de estudo instituídos pelo Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho. Deve ainda ser tido em consideração o Despacho Normativo n.º 24-A/2012, de 6 de dezembro, bem como o Despacho Normativo n.º 5/2013, de 8 de abril. As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina. O presente documento dá a conhecer os seguintes aspetos relativos à prova: Objeto de avaliação; Características e estrutura; Critérios gerais de classificação; Material; Duração. Importa ainda referir que, nas provas desta disciplina, o grau de exigência decorrente do enunciado dos itens e o grau de aprofundamento evidenciado nos critérios de classificação estão balizados pelo Programa, em adequação ao nível de ensino a que a prova diz respeito. 2. Objeto de avaliação A prova tem por referência o Programa de Educação Física em vigor. A prova desta disciplina permite avaliar a aprendizagem e os conteúdos, enquadrados em três grandes campos consagrados no Programa da disciplina, a saber, Atividades Físicas, Aptidão Física e Conhecimentos, passíveis de avaliação em prova de modalidade escrita e prática, de duração limitada. A prova avalia a aprendizagem nas diferentes atividades fisico-desportivas numa perspetiva de continuidade e de consolidação relativamente às diferentes aprendizagens ao longo do primeiro e segundo ciclos do ensino básico. A conceção desta prova respeita as orientações curriculares, as infra estruturas e equipamentos desportivos existentes, pretendendo sistematizar os benefícios, centrando-se no valor educativo da atividade física eclética, pedagogicamente orientada para o desenvolvimento multilateral e harmonioso do aluno. Esta conceção concretiza-se na avaliação da apropriação das habilidades e conhecimentos, na elevação das capacidades do aluno e na formação das diferentes aptidões. Domínios APTIDÃO FÍSICA O aluno conhece e demonstra capacidades em testes de resistência aeróbica e testes de aptidão muscular adequada às normas de aptidão física representativa da saúde, para a sua idade (segundo a tabela de resultados do Fitnessgram). ATIVIDADES FÍSICAS O aluno descreve e executa com correção as ações tecnicas e as exigências dos regulamentos nas atividades físicas e desportivas individuais nomeadamente: ginástica e atletismo. O aluno descreve e executa com correção as ações tecnico-táticas nas várias atividades físicas e desportivas coletivas nomeadamente: basquetebol, andebol, voleibol e futebol. CONHECIMENTOS O aluno revela conhecimentos definidos pelo Programa de Educação Física e de acordo com os regulamentos técnicos das várias modalidades desportivas abordadas. Prova 26 1

9 Conteúdos Aptidão Física Teste VV20 Realização dos testes de aptidão física da bateria fitnessgram avaliando as capacidades de resistência aeróbica de força e flexibilidade, alcançando um resultado dentro da zona saudável (segunda a tabela de referência do fitnessgram). Atividades Físicas e Desportivas Individuais - Ginástica Realização de vários elementos gimnícos de solo apresentados de forma harmoniosa; Identifica e descreve vários elementos gímnicos. Atividades Físicas e Desportivas Individuais - Atletismo Realização de um salto (altura), um lançamento (bola) e de uma corrida (velocidade ou resistência) cumprido com o regulamento técnico da modalidade; Identifica e caracteriza as diferentes disciplinas do atletismo; Conhece o regulamento específico, as designações e os aspetos técnicos de cada disciplina. Físicas e Desportivas Coletivas Basquetebol, Andebol, Voleibol e Futebol Realização de várias ações técnicas de forma encadeada em situação de exercício critério; Conhecer o objetivo e caracterizar a modalidade bem como o seu regulamento, as designações e aspetos técnicos das diferentes ações técnico-tática. 3. Caracterização da prova A prova de Educação Física é constituída por duas componentes, uma escrita e outra prática. A classificação final da prova corresponde à média aritmética simples, arredondada às unidades, das classificações das suas componentes, expressas em escala percentual de 0 a 100. A prova escrita apresenta quatro grupos. No Grupo I, avalia-se os conhecimentos no âmbito dos desportos individuais ginástica. Cotação pontos. No Grupo II, avalia-se os conhecimentos no âmbito dos desportos individuais atletismo. Cotação pontos. No Grupo III, avaliam-se os conhecimentos no âmbito dos desportos coletivos basquetebol. Cotação pontos. No Grupo IV, avaliam-se os conhecimentos no âmbito dos desportos coletivos futebol. Cotação pontos. A estrutura da prova sintetiza-se no Quadro 1. Quadro 1 Valorização dos domínios e conteúdos na prova Campos / Domínios Grupo I GINÁSTICA Grupo II ATLETISMO Grupo III BASQUETEBOL Grupo IV FUTEBOL Conteúdos Identificar os diferentes aparelhos da ginástica; Conhecer as habilidades gímnicas; Identificar as diferentes disciplinas da modalidade; Conhecer o regulamento específico das várias disciplinas; Conhecer os aspetos técnicos de cada disciplina Conhecer o objetivo e caracterizar a modalidade bem como o seu regulamento; Conhecer as designações e aspetos técnicos das diferentes ações técnico-tática Conhecer o objetivo e caracterizar a modalidade bem como o seu regulamento; Conhecer as designações e aspetos técnicos das diferentes ações técnico-tática Cotação (em pontos) Prova 26 2

10 A prova inclui os tipos de itens discriminados no Quadro 2. Quadro 2 Tipologia, número de itens e cotação I GRUPO II GRUPO III GRUPO IV GRUPO Tipologia de itens Questão Número de itens Cotação por item (em pontos) Completamento Resposta curta Completamento Completamento Resposta curta Resposta curta 2 4 0, Completamento 3 1 0, , ,5 Resposta curta Completamento Completamento 6 5 0,5 Resposta curta , Resposta curta 8 4 0,5 Completamento Escolha múltipla Resposta curta Resposta curta Completamento Resposta curta Resposta curta Resposta curta Cotação por grupo (em pontos) 4. Critérios de classificação As classificações a atribuir às respostas são expressas através de certo ou errado, atribuindo-se a cotação máxima à resposta certa e a cotação de zero à resposta errada, de acordo com os elementos de resposta solicitados e apresentados. Os valores registam-se em tabela própria. 5. Material Caneta azul ou preta; A prova será realizada no enunciado. 6. Duração A prova tem a duração de 45 minutos. Prova 26 3

11 Informação Prova de Equivalência à Frequência Data: Prova de Equivalência à Frequência de Educação Física (Prova Prática) Prova º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do 3.º ciclo do ensino básico da disciplina de Educação Física, a realizar em 2013, pelos alunos que se encontram abrangidos pelos planos de estudo instituídos pelo Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho. Deve ainda ser tido em consideração o Despacho Normativo n.º 24-A/2012, de 6 de dezembro, bem como o Despacho Normativo n.º 5/2013, de 8 de abril. As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina. O presente documento dá a conhecer os seguintes aspetos relativos à prova: Objeto de avaliação; Características e estrutura; Critérios gerais de classificação; Material; Duração. Importa ainda referir que, nas provas desta disciplina, o grau de exigência decorrente do enunciado dos itens e o grau de aprofundamento evidenciado nos critérios de classificação estão balizados pelo Programa, em adequação ao nível de ensino a que a prova diz respeito. 2. Objeto de avaliação A prova tem por referência o Programa de Educação Física em vigor. A prova desta disciplina permite avaliar a aprendizagem e os conteúdos, enquadrados em três grandes campos consagrados no Programa da disciplina, a saber, Atividades Físicas, Aptidão Física e Conhecimentos, passíveis de avaliação em prova de modalidade escrita e prática, de duração limitada. A prova avalia a aprendizagem nas diferentes atividades fisico-desportivas numa perspetiva de continuidade e de consolidação relativamente às diferentes aprendizagens ao longo do primeiro e segundo ciclos do ensino básico. A conceção desta prova respeita as orientações curriculares, as infra estruturas e equipamentos desportivos existentes, pretendendo sistematizar os benefícios, centrando-se no valor educativo da atividade física eclética, pedagogicamente orientada para o desenvolvimento multilateral e harmonioso do aluno. Esta conceção concretiza-se na avaliação da apropriação das habilidades e conhecimentos, na elevação das capacidades do aluno e na formação das diferentes aptidões. Domínios APTIDÃO FÍSICA O aluno conhece e demonstra capacidades em testes de resistência aeróbica e testes de aptidão muscular adequada às normas de aptidão física representativa da saúde, para a sua idade (segundo a tabela de resultados do Fitnessgram). ATIVIDADES FÍSICAS O aluno descreve e executa com correção as ações tecnicas e as exigências dos regulamentos nas atividades físicas e desportivas individuais nomeadamente: ginástica e atletismo. O aluno descreve e executa com correção as ações tecnico-táticas nas várias atividades físicas e desportivas coletivas nomeadamente: basquetebol, andebol, voleibol e futebol. CONHECIMENTOS O aluno revela conhecimentos definidos pelo Programa de Educação Física e de acordo com os regulamentos técnicos das várias modalidades desportivas abordadas. Prova 26 1

12 Conteúdos Aptidão Física Teste VV20 Realização dos testes de aptidão física da bateria fitnessgram avaliando as capacidades de resistência aeróbica de força e flexibilidade, alcançando um resultado dentro da zona saudável (segunda a tabela de referência do fitnessgram). Atividades Físicas e Desportivas Individuais - Ginástica Realização de vários elementos gimnícos de solo apresentados de forma harmoniosa; Identifica e descreve vários elementos gímnicos. Atividades Físicas e Desportivas Individuais - Atletismo Realização de um salto (altura), um lançamento (bola) e de uma corrida (velocidade ou resistência) cumprido com o regulamento técnico da modalidade; Identifica e caracteriza as diferentes disciplinas do atletismo; Conhece o regulamento específico, as designações e os aspetos técnicos de cada disciplina. Físicas e Desportivas Coletivas Basquetebol, Andebol, Voleibol e Futebol Realização de várias ações técnicas de forma encadeada em situação de exercício critério; Conhecer o objetivo e caracterizar a modalidade bem como o seu regulamento, as designações e aspetos técnicos das diferentes ações técnico-tática. 3. Caracterização da prova A prova de Educação Física é constituída por duas componentes, uma escrita e outra prática. A classificação final da prova corresponde à média aritmética simples, arredondada às unidades, das classificações das suas componentes, expressas em escala percentual de 0 a 100. A prova apresenta quatro grupos. No Grupo I, avalia-se uma capacidade física através de um teste da bateria de testes Fitnessgram. Cotação 20 pontos. No Grupo II, avalia-se a aprendizagem no domínio das atividades físicas e desportivas individuais ginástica na realização de elementos gímnicos de solo (rolamentos, posição de equilíbrio e apoio facial invertido) apresentada de forma livre e na realização de elementos gímnicos em aparelhos apresentados de forma encadeada, conforme o aparelho (plinto, trave olímpica, barra fixa, paralelas e minitrampolim. Cotação: 20 pontos. No Grupo III, avalia-se a aprendizagem no domínio das atividades físicas e desportivas individuais atletismo, na realização de um salto em altura (utilizando a técnica de tesoura), ou um salto em comprimento, na realização de um lançamento (bola) e na realização de uma corrida de velocidade e de uma corrida de resistência. Cotação: 20 pontos. No Grupo IV, avalia-se a aprendizagem no domínio das atividades físicas e desportivas coletivas nas modalidades de basquetebol, andebol, voleibol e futebol na realização de um exercício critério através para cada uma. Cotação: 40 pontos. A estrutura da prova sintetiza-se no Quadro 1. Prova 26 2

13 Quadro 1 Valorização dos domínios e conteúdos na prova Domínios APTIDÃO FÍSICA ATIVIDADES FÍSICAS Conteúdos Resistência Aeróbica Realização do teste VV20 alcançando a um resultado dentro da zona saudável (segunda a tabela de referência do fitnessgram). Força e Flexibilidade Realização de testes de avaliação da força e flexibilidade alcançando a um resultado dentro da zona saudável (segunda a tabela de referência do fitnessgram). Ginástica Realização de elementos gímnicos de solo apresentados de forma harmoniosa e encadeada através de uma sequência gímnica onde conste os seguintes elementos: rolamento à frente engrupado, rolamento à retaguarda de pernas afastadas, posição de equilíbrio (avião/bandeira), ponte e apoio facial invertido de dois apoios. Realização de elementos gímnicos em aparelhos apresentados de forma harmoniosa e encadeada através de uma sequência gímnica específica para o respetivo aparelho. Atletismo Saltos Realização de um salto em altura (técnica de fosbury flop) e de um salto em comprimento. Corridas Realização de uma corrida de velocidade (40 metros) e uma corrida de resistência (quilometro ou milha). Lançamentos Realização de um lançamento do peso. Andebol Realização de um exercício critério constituído por passe/receção, drible e remate. Basquetebol Realização de um exercício critério constituído por passe/receção, drible e lançamento na passada. Futebol Realização de um exercício critério constituído por passe/receção, condução de bola e remate. Voleibol Realização de um exercício critério constituído por serviço por baixo, passe e manchete. Cotação (em pontos) A prova pode incluir os tipos de itens discriminados no Quadro 2. Prova 26 3

14 Quadro 2 Tipologia, número de itens e cotação Tipologia de itens Número de itens Cotação por item (em pontos) I PARTE Condição Física 1 20 II PARTE Prestação Motora 4 5 III PARTE Prestação Motora 1 20 IV PARTE Prestação Motora Critérios de classificação As classificações a atribuir às prestações físico/motoras são expressas através da menção Realiza (R) e Não Realiza (NR) e aplicam-se através da observação direta dos vários elementos do júri com base nos critérios de classificação definidos para cada um dos exercícios segundo as normas regulamentares definidas pelo Programa de Educação Física, expressando-se em números inteiros e resultam da aplicação dos critérios de classificação relativos à tipologia de itens constantes na prova. Em situação de avaliação, todos os exercícios critério deverão ser executados uma única vez. No entanto, por solicitação do Júri ou do aluno, pode haver lugar a uma segunda execução. 5. Material Materiais e utensílios de que o examinando deve ser portador: - Equipamento desportivo: t-shirt e calções ou fato de treino. - Sapatilhas e ténis. Não é permitido o uso de roupa e calçado que não se seja para uso desportivo. Material a fornecer pelo estabelecimento de ensino: - Bolas. - Equipamento fixo e portátil existente no estabelecimento e indispensável à realização da prova. 6. Duração A prova tem a duração de 45 minutos. Prova 26 4

15 Prova de Equivalência à Frequência de Educação Musical (Prova Escrita) Informação Prova de Equivalência à Frequência Data: Prova º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do 2.º ciclo do ensino básico da disciplina de Educação Musical, a realizar em 2013, pelos alunos que se encontram abrangidos pelos planos de estudo instituídos pelo Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho. As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina. O presente documento dá a conhecer os seguintes aspetos relativos à prova: Objeto de avaliação; Características e estrutura; Critérios de classificação; Material; Duração. Importa ainda referir que nas provas desta disciplina, o grau de exigência decorrente do enunciado dos itens e o grau de aprofundamento, evidenciado nos critérios de classificação, estão balizados pelo Programa, em adequação ao nível de ensino a que a prova diz respeito. 2. Objeto de avaliação A prova tem por referência o Programa de Educação Musical em vigor. A prova desta disciplina permite avaliar a aprendizagem e os conteúdos lecionados na disciplina ao longo do ciclo. Conteúdos TIMBRE RITMO ALTURA Sons do meio ambiente Sons vocais Sons corporais Sons instrumentais (instrumentos da sala de aula) Pulsação Semínima e pausa de Semínima Colcheia Adágio/Moderato/Presto Ostinato Rítmico Mínima e Pausa de Mínima Semibreve e a sua respetiva pausa Accelerando e ritardando Pausa de colcheia Anacruse Agudo e grave (Pauta Musical e Clave de Sol/Flauta de Bisel) Notas dó (agudo) e Lá Agudo e grave (Pauta Musical e Clave de Sol/Flauta de Bisel) Notas Sol, Mi, Ré e Dó (grave) Notas Fá e Si Melodia e harmonia Textura fina e textura densa Intervalos melódicos e Harmónicos Escala Diatónica de Dó Maior; Modo Instrumentos da Orquestra Pontilhismo Tímbrico Alteração Tímbrica Harmonia e Realce Tímbrico Expressividade Tímbrica Contratempo Ponto de aumentação Semicolcheia Monorritmia e Polirritmia Alternância de Compassos Compassos Compostos Ritmos Pontuados Síncopa e Ritmos Pontuados Ritmos Assimétricos; Tercina Ritmos Pontuados (Galope) Si Bemol; Escala Diatónica de Fá Maior Instrumentos do Mundo Cordofones, Aerofones, Membranofones e Idiofones Monofonia e Polifonia Fá Sustenido Escala Diatónica de Sol Maior Escala Diatónica Ré menor natural e Harmónica Acorde Prova 14 1

16 DINÃMICA FORMA Dórico Ré Agudo Acidentes musicais Piano, Meio-Forte e Forte Crescendo e Diminuendo Legato e Staccato Elementos repetitivos e contrastantes Binária e Ternária. Dó Sustenido (agudo) - Escala Diatónica de Ré Maior Mi agudo Sforzato; Tenuto Densidade Sonora Música Eletrónica Binária Ternária e Rondó Cânone 3. Caracterização da prova A prova de Educação Musical é constituída por duas componentes, uma escrita e outra prática. A classificação final da prova corresponde à média aritmética simples, arredondada às unidades, das classificações das suas componentes, expressas em escala percentual de 0 a 100. Na prova escrita avalia-se a aprendizagem nos domínios do conhecimento, mobilização de conceitos e procedimentos e compreensão. A prova escrita apresenta dois grupos. No Grupo A, avalia-se os conhecimentos no âmbito da identificação de conceitos em obras musicais. Cotação 20 pontos. No Grupo B, avalia-se a aprendizagem nos domínios do conhecimento, mobilização de conceitos e procedimentos e compreensão. Cotação 80 pontos. A estrutura da prova sintetiza-se no Quadro 1. Quadro 1 Valorização dos domínios e conteúdos na prova CARACTERÍSTICAS E ESTRUTURA ESCRITA/ AUDITIVO CONTEÚDOS COMPETÊNCIAS QUESTÃO GRUPO A COTAÇÃO (20%+72%+18%) Intensidade Identificar a terminologia/conceitos Musicais I 5% Os instrumentos musicais Reconhecer os instrumentos Musicais II 5% Escalas maiores Identificar escalas maiores III 4% Ditado rítmico visual Reconhecer ritmos IV 6% GRUPO B Figuras rítmicas Identificar as Figuras rítmicas 1 9% Notas musicais Identificar e representar notas musicais na pauta 2 5% Clave Desenhar a clave 3 2% ESCRITA/ TEÓRICA Simbologia musical Identificar a simbologia musical 4 6% Flauta de bisel Os instrumentos musicais Forma: binária, ternária, Reproduz por escrito as notas na flauta de bisel 5 6% Reconhecer Instrumentos Musicais 6 5% Identificar instrumentos de Altura definida e Indefinida 7 5% As Escalas diatónicas Conhecer a construção de escalas maiores 8 6% Os Compassos simples Identificar Compassos simples 9 4% Os Intervalos Identificar Intervalos 10 4% Acordes Identificar acordes 11 10% Prova 12 2

17 4. Critérios de classificação As classificações a atribuir à prova escrita são expressas através de certo ou errado, às respostas redigidas pelo aluno, atribuindo-se a cotação máxima à resposta certa e a cotação de zero à resposta errada. As classificações a atribuir às respostas são expressas em números inteiros e resultam da aplicação dos seguintes critérios: Rigor científico; Objetividade, clareza e coerência da resposta; Capacidade de audição e entendimento da obra de arte musical, considerando o seu enquadramento artístico e histórico. Tipos de questões Tipos de Itens Critérios Itens de seleção Escolha múltipla A cotação total do item é atribuída às respostas que apresentem de forma inequívoca a única opção correta. São classificadas com zero pontos as respostas em que seja assinalada: - Uma opção incorreta; - Mais do que uma opção. Não há lugar a classificações intermédias. Itens de construção Resposta curta Completamento/ Associação A classificação é atribuída de acordo com os elementos de resposta solicitados e apresentados para cada item e é expressa por um número inteiro. As respostas corretas são classificadas com a cotação total do item e as respostas incorretas são classificadas com zero pontos. Não há lugar a classificações intermédias. A classificação é atribuída de acordo com o nível de desempenho. Considera-se incorreta qualquer/correspondência que relacione um elemento de um dado conjunto com mais do que um elemento do outro conjunto. Caso a resposta não cumpra de forma inequívoca a instrução no que respeita ao tema a desenvolver, deve ser classificado com zero pontos em todos os parâmetros. 5. Material Materiais e utensílios de que o examinando deve ser portador: - Caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. Não é permitido o uso de corretor. 6. Duração A prova escrita tem a duração de 60 minutos. Prova 12 3

18 Prova de Equivalência à Frequência de Educação Musical (Prova Prática) Informação Prova de Equivalência à Frequência Data: Prova º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do 2.º ciclo do ensino básico da disciplina de Educação Musical, a realizar em 2014, pelos alunos que se encontram abrangidos pelos planos de estudo instituídos pelo Decreto-Lei n.º 139/2014, de 5 de julho. As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina. O presente documento dá a conhecer os seguintes aspetos relativos à prova: Objeto de avaliação; Características e estrutura; Critérios de classificação; Material; Duração. Importa ainda referir que, nas provas desta disciplina, o grau de exigência decorrente do enunciado dos itens e o grau de aprofundamento evidenciado nos critérios de classificação estão balizados pelo Programa, em adequação ao nível de ensino a que a prova diz respeito. 2. Objeto de avaliação A prova tem por referência o Programa de Educação Musical em vigor. A prova desta disciplina permite avaliar a aprendizagem e os conteúdos lecionados na disciplina ao longo do ciclo. Conteúdos TIMBRE RITMO ALTURA Sons do meio ambiente Sons vocais Sons corporais Sons instrumentais (instrumentos da sala de aula) Pulsação Semínima e pausa de Semínima Colcheia Adágio/Moderato/Presto Ostinato Rítmico Mínima e Pausa de Mínima Semibreve e a sua respetiva pausa Accelerando e ritardando Pausa de colcheia Anacruse Agudo e grave (Pauta Musical e Clave de Sol/Flauta de Bisel) Notas dó (agudo) e Lá Agudo e grave (Pauta Musical e Clave de Sol/Flauta de Bisel) Notas Sol, Mi, Ré e Dó (grave) Notas Fá e Si Melodia e harmonia Textura fina e textura densa Intervalos melódicos e Harmónicos Escala Diatónica de Dó Maior; Modo Dórico Instrumentos da Orquestra Pontilhismo Tímbrico Alteração Tímbrica Harmonia e Realce Tímbrico Expressividade Tímbrica Contratempo Ponto de aumentação Semicolcheia Monorritmia e Polirritmia Alternância de Compassos Compassos Compostos Ritmos Pontuados Síncopa e Ritmos Pontuados Ritmos Assimétricos; Tercina Ritmos Pontuados (Galope) Si Bemol; Escala Diatónica de Fá Maior Instrumentos do Mundo Cordofones, Aerofones, Membranofones e Idiofones Monofonia e Polifonia Fá Sustenido Escala Diatónica de Sol Maior Escala Diatónica Ré menor natural e Harmónica Acorde Dó Sustenido (agudo) - Escala Diatónica de Ré Maior Prova 14 1

19 DINÃMICA FORMA Ré Agudo Acidentes musicais Piano, Meio-Forte e Forte Crescendo e Diminuendo Legato e Staccato Elementos repetitivos e contrastantes Binária e Ternária. Mi agudo Sforzato; Tenuto Densidade Sonora Música Eletrónica Binária Ternária e Rondó Cânone 3. Caracterização da prova A prova de Educação Musical é constituída por duas componentes, uma escrita e outra prática. A classificação final da prova corresponde à média aritmética simples, arredondada às unidades, das classificações das suas componentes, expressas em escala percentual de 0 a 100. Na prova prática avalia-se o desenvolvimento da capacidade de interpretação, expressão e comunicação musical. Cotação 100 pontos. A estrutura da prova sintetiza-se no Quadro 1. Quadro 1 Valorização dos domínios e conteúdos na prova PRÁTICA Flauta de Bisel Executar uma peça instrumental a partir da leitura de uma partitura elementar em simbologia musical convencional 4. Critérios de classificação As classificações a atribuir às prestações musicais são expressas através da menção Realiza (R) e Não Realiza (NR) e aplicam-se através da observação direta dos vários elementos do júri com base nos critérios de classificação definidos para cada um dos exercícios segundo as normas regulamentares definidas pelo Programa de Educação Musical, expressando-se em números inteiros e resultam da aplicação dos critérios de classificação relativos à tipologia de itens constantes na prova. Em situação de avaliação, todos os exercícios critério deverão ser executados uma única vez. No entanto, por solicitação do Júri ou do aluno, pode haver lugar a uma segunda execução. 5. Material - Flauta de bisel. 6. Duração A prova prática tem a duração máxima de 15 minutos. Prova 12 2

20 Informação Prova de Equivalência à Frequência Data: Prova de Equivalência à Frequência de Educação Tecnológica (Prova Escrita) Prova º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do 2.º ciclo do ensino básico da disciplina de Educação Tecnológica, a realizar em 2013, pelos alunos que se encontram abrangidos pelos planos de estudo instituídos pelo Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho. Deve ainda ser tido em consideração o Despacho Normativo n.º 24-A/2012, de 6 de dezembro e o Despacho Normativo n.º 5/2013, de 8 de abril. As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina. O presente documento dá a conhecer os seguintes aspetos relativos à prova: Objeto de avaliação; Características e estrutura; Critérios gerais de classificação; Material; Duração. Importa ainda referir que, nas provas desta disciplina, o grau de exigência decorrente do enunciado dos itens e o grau de aprofundamento evidenciado nos critérios de classificação estão balizados pelo Programa, em adequação ao nível de ensino a que a prova diz respeito. 2. Objeto de avaliação A prova de equivalência à frequência incide sobre os conteúdos do programa e tem como referência as Metas Curriculares estabelecidas para o respetivo ciclo de escolaridade. As metas curriculares organizamse através de quatro domínios que se conjugam para o desenvolvimento de conhecimentos no contexto da Técnica, da Representação, do Discurso e do Projeto, estimulando o aluno a apreender e a desfrutar diferentes universos técnicos e tecnológicos. No âmbito dos objetivos gerais do 2. Ciclo, as metas incidem sobre conteúdos como a tecnologia e o objeto técnico, medições, comunicação tecnológica, fontes de energia, matérias-primas e materiais, movimentos, processos de utilização, fabrico e construção e estruturas. 3. Caracterização da prova A prova de Educação Tecnológica é constituída por duas componentes, uma escrita e outra prática. A classificação final da prova corresponde à média aritmética simples, arredondada às unidades, das classificações das suas componentes, expressas em escala percentual de 0 a 100. A estrutura da prova escrita sintetiza-se no Quadro 1 (sete grupos). Quadro 1 Valorização dos domínios, conteúdos e objetivos gerais Grupos I Domínios de Referência T5 Conteúdos A tecnologia e o objeto técnico II R5 Medições III D5 Comunicação tecnológica Objetivos gerais Reconhecer o papel da tecnologia. Discriminar a relevância do objeto técnico. Dominar a aquisição de conhecimento técnico. Reconhecer tipos de grandeza e respetivos instrumentos de medição. Aplicar princípios da comunicação tecnológica. Desenvolver princípios da comunicação tecnológica. Dominar a comunicação como um processo de organização de factos. Cotação (em pontos) Prova 03 1

21 IV V P5 T6 Fontes de energia Matérias-primas e materiais VI R6 Movimentos VII P6 Processos de utilização, fabrico e construção e estruturas. Distinguir as principais fontes de energia. Compreender processos de produção e de transformação de energia. Explorar soluções energéticas no âmbito dos operadores elétricos. Dominar procedimentos de análise e de sistematização. Conhecer a origem e propriedades dos materiais. Reconhecer processos de transformação das principais matérias-primas. Distinguir alterações no meio ambiente determinadas pela ação humana. Conhecer diversos tipos de movimentos. Reconhecer operadores mecânicos de transmissão e de transformação do movimento. Dominar a representação esquemática como registo de informação. Conhecer tipos de estrutura. Explorar estruturas no âmbito da forma e função A prova pode incluir os tipos de itens discriminados no Quadro 2. Quadro 2 Tipologia, número de itens e cotação Tipos de questões Tipos de Itens Nº de itens Itens de seleção Itens de construção Escolha múltipla 1 a 6 Associação/correspondência 1 a 6 Ordenação 1 a 6 Resposta curta 1 a 6 Resposta restrita 1 a 2 Cotação (em pontos) Critérios de classificação As classificações a atribuir às respostas são expressas em números inteiros e resultam da aplicação dos critérios de classificação relativos à tipologia de itens constantes na prova de exame. Nas respostas classificadas por níveis de desempenho, a cada etapa e/ou nível de desempenho corresponde uma dada pontuação, de acordo com o domínio dos conceitos, conhecimento das técnicas e dos procedimentos. A classificação é atribuída de acordo com os elementos de resposta solicitados e apresentados. O afastamento integral dos aspetos de conteúdo implica que a resposta seja classificada com zero pontos. 5. Material Materiais e utensílios de que o examinando deve ser portador: - Caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. Não é permitido o uso de corretor. 6. Duração A prova escrita tem a duração de 45 minutos. Prova 03 2

22 Informação Prova de Equivalência à Frequência Data: Prova de Equivalência à Frequência de Educação Tecnológica (Prova Prática) Prova º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do 2.º ciclo do ensino básico da disciplina de Educação Tecnológica, a realizar em 2013, pelos alunos que se encontram abrangidos pelos planos de estudo instituídos pelo Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho. Deve ainda ser tido em consideração o Despacho Normativo n.º 24-A/2012, de 6 de dezembro e o Despacho Normativo n.º 5/2013, de 8 de abril. As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina. O presente documento dá a conhecer os seguintes aspetos relativos à prova: Objeto de avaliação; Características e estrutura; Critérios gerais de classificação; Material; Duração. Importa ainda referir que, nas provas desta disciplina, o grau de exigência decorrente do enunciado dos itens e o grau de aprofundamento evidenciado nos critérios de classificação estão balizados pelo Programa, em adequação ao nível de ensino a que a prova diz respeito. 2. Objeto de avaliação A prova de equivalência à frequência incide sobre os conteúdos do programa e tem como referência as Metas Curriculares estabelecidas para o respetivo ciclo de escolaridade. As metas curriculares organizamse através de quatro domínios que se conjugam para o desenvolvimento de conhecimentos no contexto da Técnica, da Representação, do Discurso e do Projeto, estimulando o aluno a apreender e a desfrutar diferentes universos técnicos e tecnológicos. No âmbito dos objetivos gerais do 2. Ciclo, as metas incidem sobre conteúdos como a tecnologia e o objeto técnico, medições, comunicação tecnológica, fontes de energia, matérias-primas e materiais, movimentos, processos de utilização, fabrico e construção e estruturas. 3. Caracterização da prova A prova de Educação Tecnológica é constituída por duas componentes, uma escrita e outra prática. A classificação final da prova corresponde à média aritmética simples, arredondada às unidades, das classificações das suas componentes, expressas em escala percentual de 0 a 100. A estrutura da prova prática sintetiza-se no Quadro 1. Quadro 1 Valorização dos domínios, conteúdos e objetivos gerais Domínios de Referência Conteúdos Objetivos gerais R5 T6 Medições Matérias-primas e materiais Discriminar a conveniência de medições rigorosas na execução de trabalhos. Dominar a representação como instrumento de exposição rigorosa. Reconhecer processos de transformação das principais matériasprimas. Dominar procedimentos sistemáticos e metodológicos. Cotação (em pontos) 100 Prova 03 1

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina.

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina. INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CARNAXIDE - 171487 EDUCAÇÃO FÍSICA PROVA 311 2014 12.º ANO DE ESCOLARIDADE 1. INTRODUÇÃO O presente documento divulga informação

Leia mais

Realizam a prova os alunos que se encontram abrangidos pelos planos de estudo instituídos pelo Decreto-Lei n.º139/2012, de 5 de julho.

Realizam a prova os alunos que se encontram abrangidos pelos planos de estudo instituídos pelo Decreto-Lei n.º139/2012, de 5 de julho. Prova de equivalência à frequência INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Educação Física maio de 15 PROVA /26 15 3º Ciclo do Ensino Básico O presente documento divulga informação relativa à prova

Leia mais

As informações sobre a prova apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida, e do Programa da disciplina.

As informações sobre a prova apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida, e do Programa da disciplina. INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA EDUCAÇÃO MUSICAL Abril de 2015 Prova 12 2015 2.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) Tipo de Prova: Escrita e Prática Duração:

Leia mais

Prova de Equivalência à Frequência de História. Informação Prova de Equivalência à Frequência. Prova 19 2015. 3.º Ciclo do Ensino Básico

Prova de Equivalência à Frequência de História. Informação Prova de Equivalência à Frequência. Prova 19 2015. 3.º Ciclo do Ensino Básico Informação Prova de Equivalência à Frequência Data: 2015.04.22 Prova de Equivalência à Frequência de História Prova 19 2015 3.º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de junho, com as alterações

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA CIÊNCIAS NATURAIS

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA CIÊNCIAS NATURAIS INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA CIÊNCIAS NATURAIS 2015 3.º CICLO DO ENSINO BÁSICO (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)» INTRODUÇÃO O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

Educação Musical Prova 12 2015

Educação Musical Prova 12 2015 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Educação Musical Prova 12 2015 2.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) Introdução O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO - 150915

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO - 150915 Informação Exame de Equivalência a Frequência (Decreto lei 139/2012, de 5 de julho) Inglês 6ºAno Modalidade: Prova Escrita Prova Oral: 15 minutos 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA PROVA 26 2015 9º ANO 3º Ciclo do Ensino Básico

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA PROVA 26 2015 9º ANO 3º Ciclo do Ensino Básico INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA PROVA 26 2015 9º ANO 3º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova final do 3º

Leia mais

Informação - Prova final de Português

Informação - Prova final de Português Informação - Prova final de Português Necessidades Educativas Especiais de Carácter Permanente 3.º Ciclo do Ensino Básico 2014 9 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova

Leia mais

Deve ainda ser tido em consideração o Despacho Normativo n.º 24-A/2012, de 6 de dezembro, bem como o Despacho n.º 15971/2012, de 14 de dezembro.

Deve ainda ser tido em consideração o Despacho Normativo n.º 24-A/2012, de 6 de dezembro, bem como o Despacho n.º 15971/2012, de 14 de dezembro. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALMANCIL (145142) Prova de equivalência à frequência de Educação Física 3.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova

Leia mais

DISCIPLINA DE EDUCAÇÃO FÍSICA

DISCIPLINA DE EDUCAÇÃO FÍSICA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DISCIPLINA DE EDUCAÇÃO FÍSICA Prova 26 2015 3º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova final do

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA CIÊNCIAS NATURAIS Abril de 2015. Duração: 90 minutos

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA CIÊNCIAS NATURAIS Abril de 2015. Duração: 90 minutos INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA CIÊNCIAS NATURAIS Abril de 2015 Prova 10 2015 3.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) Tipo de Prova: Escrita Duração: 90 minutos

Leia mais

Informação Prova de Equivalência à Frequência EDUCAÇÃO FÍSICA

Informação Prova de Equivalência à Frequência EDUCAÇÃO FÍSICA Informação Prova de Equivalência à Frequência EDUCAÇÃO FÍSICA Prova 311 2015 Prova Escrita e Prática Curso científico humanístico Ensino Secundário /12º Ano Decreto Lei n.º 139/2012 de 5 de julho O presente

Leia mais

A classificação do exame corresponde à média aritmética simples, arredondada às unidades, das classificações das duas provas (escrita e prática).

A classificação do exame corresponde à média aritmética simples, arredondada às unidades, das classificações das duas provas (escrita e prática). INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Nº 2/2015 EDUCAÇÃO FÍSICA Abril de 2015 Prova 28 2015 2.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) O presente documento divulga as

Leia mais

O presente documento dá a conhecer os seguintes aspetos relativos à prova:

O presente documento dá a conhecer os seguintes aspetos relativos à prova: INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA EDUCAÇÃO MUSICAL Prova Escrita Abril de 2015 Prova nº 12 2015 ---------------------------------------------------------------------------------------- 2º Ciclo

Leia mais

Educação Física Componente Escrita

Educação Física Componente Escrita Informação Prova de Equivalência à Frequência / Prova Final de Ciclo Educação Física Componente Escrita Prova 26 2015 9.º Ano de Escolaridade Duração da Prova: 45 minutos 3º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVAS GLOBAIS DE FORMAÇÃO MUSICAL 2014/2015 12.º ANO / 8.º GRAU

INFORMAÇÃO PROVAS GLOBAIS DE FORMAÇÃO MUSICAL 2014/2015 12.º ANO / 8.º GRAU INFORMAÇÃO PROVAS GLOBAIS DE FORMAÇÃO MUSICAL 2014/2015 12.º ANO / 8.º GRAU 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova global do ensino secundário da disciplina de Formação

Leia mais

Informação Exame de Equivalência. à disciplina de: EDUCAÇÃO FÍSICA

Informação Exame de Equivalência. à disciplina de: EDUCAÇÃO FÍSICA Informação Exame de Equivalência à disciplina de: EDUCAÇÃO FÍSICA 3º Ciclo do Ensino Básico Ano letivo de 2011/12 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de exame de

Leia mais

Português Abril 2015

Português Abril 2015 Direção Geral de Estabelecimentos Escolares AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO - 150915 Informação Prova Final de ciclo a nível de escola Português Abril 2015 Prova 81/ 2015 3.º Ciclo do Ensino

Leia mais

Direção Geral de Estabelecimentos Escolares - DSRN AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO 150915

Direção Geral de Estabelecimentos Escolares - DSRN AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO 150915 Direção Geral de Estabelecimentos Escolares - DSRN AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO 150915 INFORMAÇÃO - PROVA FINAL DE CICLO A NÍVEL DE ESCOLA PORTUGUÊS Prova 51 2015 2.º Ciclo do Ensino Básico

Leia mais

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida no parágrafo anterior e do programa de disciplina.

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida no parágrafo anterior e do programa de disciplina. Ano Letivo 2014/2015 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA EDUCAÇÃO FÍSICA 1ª e 2ª Fase Prova 26 2015 9ºAno/3.º Ciclo do Ensino Básico Prova Escrita/Prática 1. Introdução O presente documento visa

Leia mais

INFORMAÇÃO-PROVA DE EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

INFORMAÇÃO-PROVA DE EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INFORMAÇÃO-PROVA DE EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Prova Final de Ciclo de Prova Escrita e prática Educação Musical 2º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA ANO LETIVO: 2013/2014

INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA ANO LETIVO: 2013/2014 INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA ANO LETIVO: 2013/2014 ENSINO BÁSICO 6º ANO DISCIPLINA DE EDUCAÇÃO FÍSICA CÓDIGO 28 MODALIDADE PROVA ESCRITA E PROVA PRÁTICA INTRODUÇÃO: O presente documento

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho Departamento de Expressões e Tecnologias Planificação Anual de Educação Musical 6º ano Ano Letivo 2015/2016

Leia mais

Disciplina: Educação Física abril de 2015

Disciplina: Educação Física abril de 2015 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Disciplina: Educação Física abril de 2015 Prova 2015 2.º Ciclo do Ensino Básico O presente documento divulga informação relativa à prova de equivalência à

Leia mais

Este documento vai ser divulgado na escola-sede do Agrupamento e na página eletrónica: www.aepjm.pt/joomla.

Este documento vai ser divulgado na escola-sede do Agrupamento e na página eletrónica: www.aepjm.pt/joomla. Agrupamento de Escolas Pedro Jacques de Magalhães INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA EDUCAÇÃO FÍSICA Prova 28 2015 2.º Ciclo do Ensino Básico O presente documento divulga a informação relativa

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS 201 3.º CICLO DO ENSINO BÁSICO (Decreto-Lei n.º 139/2012, de de julho)» INTRODUÇÃO O presente documento visa divulgar as características da prova

Leia mais

AGRUPAMENTO DE CLARA DE RESENDE COD. 242 937 COD. 152 870

AGRUPAMENTO DE CLARA DE RESENDE COD. 242 937 COD. 152 870 CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO ( Aprovados em Conselho Pedagógico de 16 outubro de 2012 ) No caso específico da disciplina de E. Musical, do 5ºano de escolaridade, a avaliação incidirá ainda ao nível

Leia mais

As informações sobre o exame apresentadas neste documento não dispensam a consulta do Programa da disciplina.

As informações sobre o exame apresentadas neste documento não dispensam a consulta do Programa da disciplina. Prova de Equivalência à Frequência de Educação Física Informação - Prova Data: 16-05-2014 Prova 311/2014 Ensino Secundário Cursos Científico-Humanísticos Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho As informações

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS PROVA 16 / 2015 9 º ANO 3 º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova final a nível de escola,

Leia mais

INFORMAÇÃO - EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA 2.º CICLO DO ENSINO BÁSICO

INFORMAÇÃO - EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA 2.º CICLO DO ENSINO BÁSICO INFORMAÇÃO - EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA 2.º CICLO DO ENSINO BÁSICO DISCIPLINA: EDUCAÇÃO FÍSICA CÓDIGO DA PROVA: 28 ANO LETIVO: 2014/15 MODALIDADE: PROVA PRÁTICA 1. Introdução O presente documento

Leia mais

Informação - Prova de Equivalência à Frequência. Física Código da Prova: 315 2014 12.º Ano de Escolaridade

Informação - Prova de Equivalência à Frequência. Física Código da Prova: 315 2014 12.º Ano de Escolaridade Disciplina - Física Código - 315 2013/2014 Informação - Prova de Equivalência à Frequência Física Código da Prova: 315 2014 12.º Ano de Escolaridade 1. Introdução As informações sobre a prova apresentadas

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho Departamento de Expressões e Tecnologias Planificação Anual de Educação Musical 5º ano Ano Letivo 2013/2014

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCANENA ANO LETIVO 2014/2015

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCANENA ANO LETIVO 2014/2015 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCANENA ANO LETIVO 2014/2015 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS 6º Ano Abril de 2015 Prova 06* 2015 Inglês Prova escrita (Decreto-Lei 3/2008, de 7 de janeiro)

Leia mais

Escola Básica 2,3 com Ensino Secundário de Alvide

Escola Básica 2,3 com Ensino Secundário de Alvide Informação Prova de equivalência à frequência de Educação Física Prova 26 2013 3.º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho 1. Objeto de avaliação A prova tem por referência o Programa

Leia mais

Escola Básica 2,3/S Dr. Azevedo Neves

Escola Básica 2,3/S Dr. Azevedo Neves Escola Básica 2,3/S Dr. Azevedo Neves 5º e 6º ano Professor Hugo Costa 2009/2010 A Cappella música vocal sem acompanhamento de instrumentos musicais. Accelerando - Aumento gradual do andamento de uma parte

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Abação. Escola Básica de Abação

Agrupamento de Escolas de Abação. Escola Básica de Abação Agrupamento de Escolas de Abação Escola Básica de Abação Informação n.º 1 ---------------------------------------------------- Data: 07/05/2014 Prova de Equivalência à Frequência do Ensino Básico (Alunos

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DO ENSINO BÁSICO

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DO ENSINO BÁSICO PROVA DE MÚSICA - 3º CICLO 1. INTRODUÇÃO O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do ensino básico, a realizar em 2013 pelos alunos que se encontram abrangidos

Leia mais

Informação - Prova de Equivalência à Frequência Ciências Naturais Código da Prova: 10/2015 9º Ano de Escolaridade

Informação - Prova de Equivalência à Frequência Ciências Naturais Código da Prova: 10/2015 9º Ano de Escolaridade Disciplina Ciências Naturais Código 10 2014/2015 Informação - Prova de Equivalência à Frequência Ciências Naturais Código da Prova: 10/2015 9º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho,

Leia mais

Departamento de Expressões. Planificação Anual de Educação Musical 2015/2016. 6º Ano

Departamento de Expressões. Planificação Anual de Educação Musical 2015/2016. 6º Ano Departamento de Expressões Planificação Anual de Educação Musical 201/2016 6º Ano 1 1. PERÍODO ( ) REVISÃO DOS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DO. ANO Harmonia Tímbrica Realce Tímbrico Cordofones Identificar e

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS 2015 3.º CICLO DO ENSINO BÁSICO (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)» INTRODUÇÃO O presente documento visa divulgar as características da prova

Leia mais

INFORMAÇÃO- EXAME EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS 3º CICLO DO ENSINO BÁSICO 2012

INFORMAÇÃO- EXAME EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS 3º CICLO DO ENSINO BÁSICO 2012 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PINHEIRO ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA INFORMAÇÃO- EXAME EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS 3º CICLO DO ENSINO BÁSICO 2012 1. INTRODUÇÃO O presente documento visa divulgar

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Samora Correia Informação - Prova de Exame de Equivalência à Frequência de INGLÊS I Data: abril 2015

Agrupamento de Escolas de Samora Correia Informação - Prova de Exame de Equivalência à Frequência de INGLÊS I Data: abril 2015 Agrupamento de Escolas de Samora Correia Informação - Prova de Exame de Equivalência à Frequência de INGLÊS I Data: abril 2015 2ºCiclo - 6º Ano de Escolaridade (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)

Leia mais

Ano Letivo 2011/2012

Ano Letivo 2011/2012 Ano Letivo 2011/2012 Informação/ Exame de Equivalência à Frequência Disciplina de Educação Física 2ºciclo 1. Objeto de Avaliação A prova tem por referência o Programa de Educação Física. A prova desta

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Disciplina Francês Tipo de Prova Escrita e oral Ano letivo 2014/2015 3.º Ciclo do Ensino Básico O presente documento divulga informação relativa à prova de

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL 3º CICLO EDUCAÇÃO FÍSICA 8º ANO Documento(s) Orientador(es): Programas nacionais de Educação Física; legislação em vigor

Leia mais

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS D. ANTÓNIO FERREIRA GOMES INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE INGLÊS 2º CICLO ANO 2015

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS D. ANTÓNIO FERREIRA GOMES INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE INGLÊS 2º CICLO ANO 2015 AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS D. ANTÓNIO FERREIRA GOMES INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE INGLÊS 2º CICLO ANO 2015 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da

Leia mais

AGRUPAMENTO ESCOLAS DE REDONDO Escola Básica e Secundária Dr. Hernâni Cidade. INGLÊS Abril de 2015 PROVA 06 2º Ciclo do Ensino Básico

AGRUPAMENTO ESCOLAS DE REDONDO Escola Básica e Secundária Dr. Hernâni Cidade. INGLÊS Abril de 2015 PROVA 06 2º Ciclo do Ensino Básico AGRUPAMENTO ESCOLAS DE REDONDO Escola Básica e Secundária Dr. Hernâni Cidade INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA (ORAL E ESCRITA) INGLÊS Abril de 2015 PROVA 06 2º Ciclo do Ensino Básico I. INTRODUÇÃO

Leia mais

DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ARTÍSTICA EDUCAÇÃO FÍSICA _7º ANO_A

DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ARTÍSTICA EDUCAÇÃO FÍSICA _7º ANO_A DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ARTÍSTICA EDUCAÇÃO FÍSICA _7º ANO_A Ano Letivo: 0/03. Introdução A Educação Física, enquanto área curricular estabelece um quadro de relações com as que com ela partilham

Leia mais

Desenvolvimento do pensamento e imaginação musical, isto é, a capacidade de imaginar e relacionar sons;

Desenvolvimento do pensamento e imaginação musical, isto é, a capacidade de imaginar e relacionar sons; DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ARTÍSTICA Educação Musical _ º ANO _ A Ano Letivo: 0/0. Introdução / Finalidades O processo de ensino e aprendizagem da educação musical consiste na interação de um conjunto

Leia mais

INFORMAÇÃO- EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FÍSICA - PROVA 315/ 2015. Secundário. [Despacho normativo n.º6/2012 de 10 de abril]

INFORMAÇÃO- EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FÍSICA - PROVA 315/ 2015. Secundário. [Despacho normativo n.º6/2012 de 10 de abril] AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VIEIRA DE ARAÚJO ESCOLA EB/S VIEIRA DE ARAÚJO VIEIRA DO MINHO INFORMAÇÃO- EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FÍSICA - PROVA 315/ 2015 Secundário [Despacho normativo n.º6/2012 de

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ ESTÊVÃO Escola Secundária José Estêvão

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ ESTÊVÃO Escola Secundária José Estêvão Informação-Prova de Equivalência à Frequência de Físico-Química 3.º Ciclo do Ensino Básico 9 2014 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência

Leia mais

MATEMÁTICA 2015 Prova 32 / 2015

MATEMÁTICA 2015 Prova 32 / 2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA INFORMAÇÃO PROVA A NÍVEL DE ESCOLA MATEMÁTICA 2015 Prova 32 / 2015 --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

PORTUGUÊS 3º ANO abril de 2014

PORTUGUÊS 3º ANO abril de 2014 MATRIZ DA PROVA DE AVALIAÇÃO INTERNA PORTUGUÊS 3º ANO abril de 2014 5 Páginas 1.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar informação relativa à prova de avaliação interna

Leia mais

DISCIPLINA: Ciências Naturais CÓDIGO DA PROVA: 02

DISCIPLINA: Ciências Naturais CÓDIGO DA PROVA: 02 DISCIPLINA: Ciências Naturais CÓDIGO DA PROVA: 02 CICLO: 2º Ciclo ANO DE ESCOLARIDADE: 6º 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de exame de equivalência à frequência

Leia mais

de conteúdos Timbre Alteração tímbrica Realce tímbrico Expressividade Dinâmica Legato e staccato Densidade sonora Altura Intervalos Melódicos e

de conteúdos Timbre Alteração tímbrica Realce tímbrico Expressividade Dinâmica Legato e staccato Densidade sonora Altura Intervalos Melódicos e Planificação 2014/2015 6º ano Educação Musical Núcleos organizadores Interpretação e Comunicação Metas de aprendizagem O aluno decide sobre a aplicação de elementos de dinâmica e agógica na interpretação

Leia mais

2.º Ciclo do Ensino Básico. 1. Introdução. Prova de equivalência à frequência de Ciências Naturais

2.º Ciclo do Ensino Básico. 1. Introdução. Prova de equivalência à frequência de Ciências Naturais AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALMANCIL (145142) Prova de equivalência à frequência de Ciências Naturais 2.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova

Leia mais

INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Ano Letivo 2012/2013 INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Disciplina: ECONOMIA C Prova/Código: 312 Ano(s) de Escolaridade: 12º Ano 1. Introdução A prova

Leia mais

1ª/2ª Fase. As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do programa da disciplina.

1ª/2ª Fase. As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do programa da disciplina. Agrupamento de Escolas de Barrancos INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DO ENSINO BÁSICO INGLÊS abril de 2015 Prova 21 2015 1ª/2ª Fase 3.º Ciclo do Ensino Básico Tipo de Prova: Escrita + Oral

Leia mais

Este documento vai ser divulgado na escola-sede do Agrupamento e na página eletrónica: www.aepjm.pt/joomla

Este documento vai ser divulgado na escola-sede do Agrupamento e na página eletrónica: www.aepjm.pt/joomla Agrupamento de Escolas Pedro Jacques de Magalhães INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS 2014 3.º Ciclo do Ensino Básico O presente documento divulga a informação relativa à prova de Equivalência

Leia mais

Ano Letivo 2014/2015. Introdução INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS. 1ª e 2ª Fase. Prova 16 2015

Ano Letivo 2014/2015. Introdução INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS. 1ª e 2ª Fase. Prova 16 2015 Ano Letivo 2014/2015 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS 1ª e 2ª Fase Prova 16 2015 9ºAno/3.º Ciclo do Ensino Básico Prova Escrita/Oral Introdução O presente documento visa divulgar as

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE S. PEDRO DA COVA

ESCOLA SECUNDÁRIA DE S. PEDRO DA COVA ESCOLA SECUNDÁRIA DE S. PEDRO DA COVA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE GEOGRAFIA PROVA 18/ 2015 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. Ano letivo de 2012/2013

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. Ano letivo de 2012/2013 ESCOLAS COM ENSINO BÁSICO DA AP10 Agrupamentos de Escolas: Carcavelos, Ibn Mucana, Parede, S. João Estoril Escola Salesiana de Manique INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Francês nível 3 (16)

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANSELMO DE ANDRADE DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES ENSINO BÁSICO 2º CICLO PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANSELMO DE ANDRADE DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES ENSINO BÁSICO 2º CICLO PLANIFICAÇÃO ANUAL Domínios e Subdomínios Desenvolvimento da Capacidade de Expressão e Comunicação: Interpretação e Comunicação INDICADORES O aluno canta controlando a emissão vocal em termos de afinação e respiração. O

Leia mais

INFORMAÇÃO -PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DO ENSINO BÁSICO

INFORMAÇÃO -PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DO ENSINO BÁSICO Ciências Naturais Código 10 1. INTRODUÇÃO O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do ensino básico, a realizar em 2015 pelos alunos que se encontram

Leia mais

Departamento de Expressões. Planificação Anual de Educação Musical 2015/2016. 5º Ano

Departamento de Expressões. Planificação Anual de Educação Musical 2015/2016. 5º Ano Departamento de Expressões Planificação Anual de Educação Musical 2015/2016 5º Ano 1º PERÍODO Conceitos Conteúdos Objetivos Meio ambiente, vocal, corporal e Instrumentos de percussão: família das peles,

Leia mais

Deve ainda ser tido em consideração o Despacho Normativo n.º 24-A/2012, de 6 de dezembro, bem como o Despacho n.º 15971/2012, de 14 de dezembro.

Deve ainda ser tido em consideração o Despacho Normativo n.º 24-A/2012, de 6 de dezembro, bem como o Despacho n.º 15971/2012, de 14 de dezembro. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALMANCIL (145142) Prova de equivalência à frequência de Ciências Naturais 2.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova

Leia mais

Informação-Exame de Equivalência à Frequência Psicologia 12ºano. PROVA 340 /2015 Secundário

Informação-Exame de Equivalência à Frequência Psicologia 12ºano. PROVA 340 /2015 Secundário AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VIEIRA DE ARAÚJO ESCOLA EB/S VIEIRA DE ARAÚJO VIEIRA DO MINHO Informação-Exame de Equivalência à Frequência Psicologia 12ºano 1. INTRODUÇÃO PROVA 340 /2015 Secundário O presente

Leia mais

DISCIPLINA: Biologia CÓDIGO DA PROVA: 302

DISCIPLINA: Biologia CÓDIGO DA PROVA: 302 DISCIPLINA: Biologia CÓDIGO DA PROVA: 302 CICLO: Secundário ANO DE ESCOLARIDADE: 12º 1. INTRODUÇÃO O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do ensino

Leia mais

Informação-Prova de Equivalência à Frequência

Informação-Prova de Equivalência à Frequência Informação-Prova de Equivalência à Frequência 2º Ciclo do Ensino Básico Prova de Equivalência à Frequência de Língua Estrangeira I Inglês Escrita e Oral Prova 06/ 2013 Despacho normativo nº 5/ 2013, de

Leia mais

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina.

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina. Informação Agrupamento de Escolas de Samora Correia Data: Maio 2012 Escola E. B. 2,3 Prof. João Fernandes Pratas Exame de Equivalência à Frequência de Inglês 2º Ciclo - 6.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei

Leia mais

(Nos termos do Despacho Normativo 6-A/2015, de 5 de março)

(Nos termos do Despacho Normativo 6-A/2015, de 5 de março) Código: 345921 Escola Básica e Secundária de Melgaço Sede do Agrupamento de Escolas de Melgaço INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA 10 E 11º ANOS DE ESCOLARIDADE INGLÊS (Nos termos do Despacho

Leia mais

1. INTRODUÇÃO 2. OBJETO DE AVALIAÇÃO

1. INTRODUÇÃO 2. OBJETO DE AVALIAÇÃO INFORMAÇÃO-Prova de Equivalência à Frequência 2º Ciclo do Ensino Básico Despacho Normativo nº 6-A/2015 de 5 de março Disciplina: INGLÊS Código: 06 Tipo de Prova: ESCRITA E ORAL (Língua Estrangeira I, Nível

Leia mais

Espanhol (Prova Escrita + Oral)

Espanhol (Prova Escrita + Oral) Informação-Prova de Equivalência à Frequência Espanhol (Prova Escrita + Oral) Prova 15 2015 9º Ano de Escolaridade Duração da Prova: 90 minutos (escrita) 15 minutos (oral) O presente documento visa divulgar

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE EDUCAÇÃO MUSICAL 5.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE EDUCAÇÃO MUSICAL 5.º ANO DE EDUCAÇÃO MUSICAL 5.º ANO Ano Letivo 2015 2016 PERFIL DO ALUNO Perfil do aluno no final do 5.º Ano O aluno canta a solo e em grupo, com intencionalidade expressiva, canções em diferentes tonalidades

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro

Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro Informação Prova de Equivalência à Frequência INGLÊS Abril 2015 2ºCiclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) Prova 06/2015 Tipo de Prova: Escrita e Oral Duração: 90 minutos + 15 minutos

Leia mais

O presente documento dá a conhecer os seguintes aspetos relativos à prova:

O presente documento dá a conhecer os seguintes aspetos relativos à prova: Informação sobre Prova de Equivalência à Frequência de Inglês Data: 10 de abril de 2013 Prova nº 21 2013 3º Ciclo do Ensino Básico Despacho Normativo n.º 24-A/2012 Agrupamento de Escolas de Vallis Longus-Valongo

Leia mais

Disciplina: Educação Física

Disciplina: Educação Física INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Disciplina: Educação Física 2017 Prova 28 2.º Ciclo do Ensino Básico (Despacho Normativo n.º 1-A/2017) O presente documento divulga a informação relativa à

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro Informação Prova de Equivalência à Frequência

Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro Informação Prova de Equivalência à Frequência Informação Prova de Equivalência à Frequência CIÊNCIAS NATURAIS Abril de 2015 2ºCiclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) Prova 02/2015 Tipo de Prova: Escrita Duração: 90 minutos

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA

INFORMAÇÃO - PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VIEIRA DE ARAÚJO INFORMAÇÃO - PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA 4.º ANO DE ESCOLARIDADE / PORTUGUÊS INTRODUÇÃO O presente documento divulga informação relativa à prova final a nível

Leia mais

Informação - Prova de Equivalência à Frequência Inglês (Geral Continuação) Código da Prova: 367 2014 10.º e 11.º Anos de Escolaridade

Informação - Prova de Equivalência à Frequência Inglês (Geral Continuação) Código da Prova: 367 2014 10.º e 11.º Anos de Escolaridade Disciplina Inglês (Cont.) Código - 367 2013/2014 Informação - Prova de Equivalência à Frequência Inglês (Geral Continuação) Código da Prova: 367 2014 10.º e 11.º Anos de Escolaridade 1. Introdução As informações

Leia mais

Direção. Ensino Básico. de avaliação. Material; Duração; 2. Objeto. ao centro, geométricos) - Álgebra )

Direção. Ensino Básico. de avaliação. Material; Duração; 2. Objeto. ao centro, geométricos) - Álgebra ) Direção de Serviços da Região Norte Ensino Básico Matemática - 9º ano Matrizz da Prova Comum 1- Informação O presente documento visa divulgar as características da prova comum da disciplina de Matemática

Leia mais

ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR

ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR INFORMÁTICA - 1º ANO (pontos básicos de aprendizagem) Operações / constituição das janelas. Escrever as primeiras palavras (funções do teclado) Pintar / desenhar / jogar para treino dos movimentos com

Leia mais

INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA 1. Introdução O presente documento visa, conforme previsto no Despacho Normativo n.º 5/2013, de 8 de abril, divulgar as características da prova de equivalência

Leia mais

Escola E.B. 2/3 dos Olivais

Escola E.B. 2/3 dos Olivais Escola E.B. 2/3 dos Olivais Esta planificação foi concebida como um instrumento necessário. Os objectivos da Educação Física no ensino básico bem como os princípios de organização das actividades nas aulas,

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº1 DE SERPA INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE 3.º CICLO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº1 DE SERPA INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE 3.º CICLO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº DE SERPA INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE 3.º CICLO Ano Letivo de 204/205 Modalidade da Prova: Escrita Disciplina: INGLÊS (Língua Estrangeira I) Duração: 90

Leia mais

Prova Escrita da Disciplina de Educação Musical - Critérios de Correção

Prova Escrita da Disciplina de Educação Musical - Critérios de Correção Prova de Equivalência à Frequência Decreto-Lei nº 139/2012, de 5 de julho Prova Escrita da Disciplina de Educação Musical - Critérios de Correção 2.º Ciclo do Ensino Básico Prova 12 / 2ª fase 7 Páginas

Leia mais

Prova Escrita de Matemática

Prova Escrita de Matemática Informação-Prova Final a Nível de Escola Prova Escrita de Matemática Prova 52 2015 6.º Ano de Escolaridade Duração da Prova: 90 minutos 2.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)

Leia mais

INFORMAÇÃO DA PROVA FINAL DE HISTÓRIA 9.º ANO

INFORMAÇÃO DA PROVA FINAL DE HISTÓRIA 9.º ANO 1. INTRODUÇÃO INFORMAÇÃO DA PROVA FINAL DE HISTÓRIA 9.º ANO Ano Letivo 2014-2015 O presente documento visa divulgar as caraterísticas da prova final do 3.º ciclo do ensino básico da disciplina de História,

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE ODIVELAS MATRIZ DO EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA EDUCAÇÃO FÍSICA 3º Ciclo Ano lectivo 2009/2010

ESCOLA SECUNDÁRIA DE ODIVELAS MATRIZ DO EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA EDUCAÇÃO FÍSICA 3º Ciclo Ano lectivo 2009/2010 Ginástica de Solo Prova Prática ESCOLA SECUNDÁRIA DE ODIVELAS MATRIZ DO EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA EDUCAÇÃO FÍSICA 3º Ciclo Ano lectivo 2009/2010 Tempo de realização: 45m A prova é composta por

Leia mais

Matemática para as Artes

Matemática para as Artes Informação Prova de Equivalência à Frequência Prova 95 014 Disciplina 11º e 1º Anos de Escolaridade Matemática para as Artes 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova

Leia mais

Informação - Prova de Equivalência à Frequência

Informação - Prova de Equivalência à Frequência Informação - Prova de Equivalência à Frequência Prova de Equivalência à Frequência de EDUCAÇÃO FÍSICA Código: 28 Ano de escolaridade: 6º ano (Decreto Lei n.º 139/2012, de 5 de julho e Despacho Normativo

Leia mais

Informação-Prova de Equivalência à Frequência COMPONENTE ESCRITA

Informação-Prova de Equivalência à Frequência COMPONENTE ESCRITA Agrupamento de Escolas do Viso Porto Prova de Equivalência à Frequência Espanhol (LE II) Prova 15 3º- Ciclo do Ensino Básico Informação-Prova de Equivalência à Frequência Tipo de Prova: Escrita e Oral

Leia mais

(Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)

(Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) Escola Básica 2.º e 3.º Ciclos Roque Gameiro INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Prova Escrita + oral 2014/201 2º Ciclo do Ensino Básico INGLÊS CÓD. 06 (Decreto-Lei n.º 139/2012, de de julho)

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCANENA ANO LETIVO 2014/2015

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCANENA ANO LETIVO 2014/2015 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCANENA ANO LETIVO 04/05 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS 6º Ano Abril de 05 Prova 06 05 Inglês Prova escrita -------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

PROVA ESCRITA. As informações sobre a prova apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina.

PROVA ESCRITA. As informações sobre a prova apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina. INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA ESPANHOL (LE II) Abril de 2015 Prova 15 2015 3.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) Tipo de Prova: Escrita e Oral Duração: 90

Leia mais

PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA [INGLÊS]

PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA [INGLÊS] INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS ANO DE ESCOLARIDADE: 10º E 11º ANOS ANO LETIVO: 2012 2013 TIPO DE PROVA: DURAÇÃO: CÓDIGO DA PROVA: MATERIAL NECESSÁRIO/PERMITIDO: ESCRITA 90 MINUTOS

Leia mais

Informação-Exame de Equivalência à disciplina de: INGLÊS (LE I) Prova Oral e Prova Escrita

Informação-Exame de Equivalência à disciplina de: INGLÊS (LE I) Prova Oral e Prova Escrita Informação-Exame de Equivalência à disciplina de: INGLÊS (LE I) Prova Oral e Prova Escrita 2º Ciclo do Ensino Básico Ano letivo de 2011/12 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

Carga Formação Total de. Carga. horária Semanal. Tempos letivos

Carga Formação Total de. Carga. horária Semanal. Tempos letivos GERAL CURSOS VOCACIONAIS DO ENSINO BÁSICO ORGANIZAÇÃO CURRICULAR DA DISCIPLINA DE EDUCAÇÃO FÍSICA 1. Matriz Curricular dos Cursos (Educação Física) 1º ano 2º ano Componentes de Carga Carga Formação Total

Leia mais

INGLÊS PROVA ESCRITA. 1. Introdução. 2. Objeto de avaliação. Metas COLÉGIO LICEAL DE SANTA MARIA DE LAMAS

INGLÊS PROVA ESCRITA. 1. Introdução. 2. Objeto de avaliação. Metas COLÉGIO LICEAL DE SANTA MARIA DE LAMAS Informação Prova de Exame de Equivalência à Frequência do Ensino Básico de COLÉGIO LICEAL DE SANTA MARIA DE LAMAS Prova de Exame de Equivalência à Frequência do Ensino Básico de: 2ª Fase 2015 6º Ano de

Leia mais