A NOVA GERAÇÃO DE EQUIPAMENTOS HEAD END

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A NOVA GERAÇÃO DE EQUIPAMENTOS HEAD END"

Transcrição

1 A WISI no Brasil TV para as gerações A NOVA GERAÇÃO DE EQUIPAMENTOS HEAD END Por João Neves, Consultor em Telecomunicações e Responsável de vendas da WISI em Portugal e no Brasil

2 WISI Communications GmbH & Co. KG 2 A WISI foi fundada na Alemanha em 1926 pelo Sr. Wilhelm Sihn Sobre a WISI Pioneira na tecnologia de recepção e distribuição de TV. Criada a partir de uma familia tornou-se num dos mais importantes fabricantes no mercado de processamento e distribuição para redes de TV A WISI está empenhada em fornecer: Sistemas de comunicação e informação Desenvolvimento de novas áreas Componentes de qualidade superior Serviços ISO 9001 ISO TS 1696

3 WISI Communications GmbH & Co. KG 3 A NOVA GERAÇÃO DE EQUIPAMENTOS HEAD END AGENDA Como inserir canais abertos do ISDB-TB e do Satélite na rede de operador? Os programas que deixaram de caber no MUX DVBC (Cabo digital). Como resolver? Multiplexagem em IP. O ISDB-TB no cabo ou na fibra óptica.

4 WISI Communications GmbH & Co. KG 4 A NOVA GERAÇÃO DE EQUIPAMENTOS HEAD END AGENDA Como inserir canais abertos do ISDB-TB e do Satélite na rede de operador? Os programas que deixaram de caber no MUX DVBC (Cabo digital). Como resolver? Multiplexagem em IP. O ISDB-TB no cabo ou na fibra óptica.

5 WISI Communications GmbH & Co. KG 5 Como inserir canais abertos do ISDB-TB e do Satélite na rede de operador? Versão comum Operador Cabo HFC ASI MUX DVBS-S2 * Encoder Modulador QAM ISDB-TB 2 ou Conversor AV/SDI Encoder 2 DVBC DVBC HFC Network STB House Customer *Integrated Receiver Decoder

6 WISI Communications GmbH & Co. KG 6 Como inserir canais abertos do ISDB-TB e do Satélite na rede de operador? Novo conceito Operador Cabo HFC DVBS-S2 ISDB-TB Multi-tuner e transformação em IP IP Modulador QAM MUX DVB-C HFC Network STB House Customer

7 WISI Communications GmbH & Co. KG 7 Como inserir canais abertos do ISDB-TB e do Satélite na rede de operador? Novo conceito IPTV DVBS-S2 ISDB-TB Multi-tuner e transformação em IP IPTV (SPTS) OLT xpon PON Network STB House Customer

8 WISI Communications GmbH & Co. KG 8 Como inserir canais abertos do ISDB-TB e do Satélite na rede de operador? Diagrama Equipammento SWITCH IP com IGMP Snooping DVB-S/S2 ISDB-TB 4x Multi Tunner IPTV SPTS/MPTS UDP/RTP Mod 8x QAM C/ MUX DVB-C Annex A,B,C IPTV UDP/RTP Portas GE RJ45 e/ou SFP

9 WISI Communications GmbH & Co. KG 9 Como inserir canais abertos do ISDB-TB e do Satélite na rede de operador? Novo conceito - Alguns canais dísponiveis SATELITE BANDA Frequencia Symbol Rate Programa Modulação INTELSAT 119 Banda C 3838 H 3600 WooHoo DVB-S INTELSAT 119 Banda C 3844 H 3600 Curta! DVB-S INTELSAT 119 Banda C 4026 V Canal Rural DVB-S INTELSAT 119 Banda C 3834 H 3200 FishTV DVB-S2 INTELSAT 119 Banda C 4150 V Prime Box Brazil HD DVB-S2 INTELSAT 119 Banda C 4150 V FashionTV Brasil DVB-S2 INTELSAT 119 Banda C 4150 V Music Box Brazil HD DVB-S2 INTELSAT 21 Banda C 4040 H NHK World HD DVB-S INTELSAT 21 Banda C 4162 V 2941 RIT DVB-S INTELSAT 21 Banda C 3934 V 7000 NHK World HD DVB-S StarONE C2 Banda C 3648 V 2170 Rede Super DVB-S StarONE C2 Banda C 3667 V 2500 Canal Educar DVB-S StarONE C2 Banda C 3674 V 6666 TV Justiça DVB-S StarONE C2 Banda C 3690 V 2220 Canal Saúde DVB-S StarONE C2 Banda C 3711 V 2170 TV Novo Tempo DVB-S StarONE C2 Banda C 3993 H Canal do Boi DVB-S StarONE C2 Banda C 3993 H Agro Canal DVB-S StarONE C2 Banda C 3685 V 5000 Rede Vida HD DVB-S2 StarONE C3 Banda C 3627 H 3255 Agrobrasil TV DVB-S StarONE C3 Banda C 3684 H 2500 Cinebrasil TV DVB-S StarONE C3 Banda C 3833 V 3255 TV Brasil Pantanal DVB-S StarONE C3 Banda C 3883 H 3928 TV Gazeta DVB-S IntelSat805 Banda C 4101 V 2320 RTP Internacional América DVB-S2

10 WISI Communications GmbH & Co. KG 10 Como inserir canais abertos do ISDB-TB e do Satélite na rede de operador? Novo conceito - High Lights Compactação / Espaço Flexibilidade Consumo de energia Organização do RACK Configuração simples Menos pontos de falha Fiabilidade dos equipamentos

11 WISI Communications GmbH & Co. KG 11 A NOVA GERAÇÃO DE EQUIPAMENTOS HEAD END AGENDA Como inserir canais abertos do ISDB-TB e do Satélite na rede de operador? Os programas que deixaram de caber no MUX DVBC (Cabo digital). Como resolver? Multiplexagem em IP. O ISDB-TB no cabo ou na fibra óptica.

12 WISI Communications GmbH & Co. KG 12 Os programas que deixaram de caber no MUX DVBC (Cabo digital). Como resolver? Mudança do débito As programadoras alteraram os programas para uma qualidade de imagem superior Com o corte analógico, os operadores de Tv a Cabo passaram a captar os programas directamente do ISDB-TB (SBTV) Os operadores já não estão com espaço disponivel no espectro para colocar mais frequências. Analógicos Digitais 0 Mhz 1000 Mhz

13 WISI Communications GmbH & Co. KG 13 Os programas que deixaram de caber no MUX DVBC (Cabo digital). Como resolver? Exemplo Antes 5/9Mbp s ASI/IP Depois 10/20Mbps ASI/IP MUX QAM Máx 38 Mbps (annex A, 5217 ) Programa 1 Programa 2 Programa 3 Programa 4 Programa 5 TOTAL 6 Mbps 6 Mbps 6 Mbps 7 Mbps 7 Mbps 32 Mbps MUX QAM Máx 38 Mbps (annex A, 5217 ) Programa 1 Programa 2 Programa 3 Programa 4 Programa 5 TOTAL 6 Mbps 6 Mbps 6 Mbps 7 Mbps 15 Mbps 40 Mbps

14 WISI Communications GmbH & Co. KG 14 Os programas que deixaram de caber no MUX DVBC (Cabo digital). Como resolver? Solução 10/20Mbps ASI/IP TRANSCODER IP MUX IP Modulador QAM MUX QAM Máx 38 Mbps (annex A, 5217 ) Programa 1 Programa 2 Programa 3 Programa 4 Programa 5 TOTAL 6 Mbps 6 Mbps 6 Mbps 7 Mbps 7 Mbps 32 Mbps MUX QAM Máx 38 Mbps (annex A, 5217 ) Programa 1 Programa 2 Programa 3 Programa 4 Programa 5 TOTAL 6 Mbps 6 Mbps 6 Mbps 7 Mbps 9 Mbps 34 Mbps

15 WISI Communications GmbH & Co. KG 15 Os programas que deixaram de caber no MUX DVBC (Cabo digital). Como resolver? Diagrama Equipammento SWITCH IP com IGMP Snooping DVB-S/S2 ISDB-TB 4x Multi Tunner IPTV SPTS/MPTS UDP/RTP TRANSCODER IPTV SPTS/MPTS UDP/RTP Mod 8x QAM C/ MUX DVB-C Annex A,B,C IPTV UDP/RTP Portas GE RJ45 e/ou SFP

16 WISI Communications GmbH & Co. KG 16 Os programas que deixaram de caber no MUX DVBC (Cabo digital). Como resolver? High Lights Manter QAM existentes Sistema integrado para e progressivo Transcoder base IP Algoritmos de compressão garantem qualidade

17 WISI Communications GmbH & Co. KG 17 A NOVA GERAÇÃO DE EQUIPAMENTOS HEAD END AGENDA Como inserir canais abertos do ISDB-TB e do Satélite na rede de operador? Os programas que deixaram de caber no MUX DVBC (Cabo digital). Como resolver? Multiplexagem em IP. O ISDB-TB no cabo ou na fibra óptica.

18 WISI Communications GmbH & Co. KG 18 Multiplexagem em IP Versão comum de multiplexagem RACK 1 RACK 2 RACK 3 ASI MUX MUX MUX MUX MUX MUX MUX MUX MUX ASI Modulador QAM Modulador QAM Modulador QAM Modulador QAM ASI DVB-C

19 WISI Communications GmbH & Co. KG 19 Multiplexagem em IP Novo Conceito RACK 1 RACK 2 RACK 3 ASI/IP MUX + Modulador DVB-C ASI/IP

20 WISI Communications GmbH & Co. KG 20 Multiplexagem em IP Novo Conceito SWITCH IP com IGMP Snooping ASI ASI IPTV SPTS/MPTS UDP/RTP Mod 8x QAM C/ MUX DVB-C Annex A,B,C IPTV UDP/RTP Portas GE RJ45 e/ou SFP IPTV SPTS/MPTS UDP/RTP

21 WISI Communications GmbH & Co. KG 21 Multiplexagem em IP Novo Conceito SWITCH IP com IGMP Snooping ASI ASI IPTV SPTS/MPTS UDP/RTP IPTV SPTS/MPTS UDP/RTP MUX IP Mod 8x QAM C/ MUX DVB-C Annex A,B,C IPTV UDP/RTP Portas GE RJ45 e/ou SFP IPTV SPTS/MPTS UDP/RTP

22 WISI Communications GmbH & Co. KG 22 Multiplexagem em IP Novo Conceito SWITCH IP com IGMP Snooping Partilha e inserção tabelas video (PSI/SI) Mesclar e criar novos PIDs Criar serviços novos Scrambling CSA e AES LCN (canal lógico) SAP Redundâncias (backup) Inserção EPG NIT/NID MUX IP IPTV UDP/RTP Portas GE RJ45 e/ou SFP IPTV SPTS/MPTS UDP/RTP Mod 8x QAM C/ MUX DVB-C Annex A,B,C

23 WISI Communications GmbH & Co. KG 23 Multiplexagem em IP Novo Conceito Compactação / Espaço Flexibilidade Consumo de energia Organização do RACK Configuração simples Menos pontos de falha Fiabilidade dos equipamentos

24 WISI Communications GmbH & Co. KG 24 A NOVA GERAÇÃO DE EQUIPAMENTOS HEAD END AGENDA Como inserir canais abertos do ISDB-TB e do Satélite na rede de operador? Os programas que deixaram de caber no MUX DVBC (Cabo digital). Como resolver? Multiplexagem em IP. O ISDB-TB no cabo ou na fibra óptica.

25 WISI Communications GmbH & Co. KG 25 O ISDB-TB no cabo ou na Fibra Óptica Aproveitamento do standard Re-aproveitar o espectro do operador de cabo 1 programa por frequência ocupada 2 programas por frequência ocupada 50 prog Analógicos Digitais 50 prog ISDBT Digitais 0 Mhz 1000 Mhz 0 Mhz 1000 Mhz

26 WISI Communications GmbH & Co. KG 26 O ISDB-TB no cabo ou na Fibra Óptica Aproveitamento do standard Não precisa de Set Tob Box para os TVs da ultima geração ISDB-TB

27 WISI Communications GmbH & Co. KG 27 O ISDB-TB no cabo ou na Fibra Óptica Aproveitamento do standard Aumento da qualidade de imagem

28 WISI Communications GmbH & Co. KG 28 O ISDB-TB no cabo ou na Fibra Óptica Aproveitamento do standard Aproveitamento da rede coaxial existente

29 WISI Communications GmbH & Co. KG 29 O ISDB-TB no cabo ou na Fibra Óptica Equipamento Solução SWITCH IP com IGMP Snooping ASI ASI IPTV SPTS/MPTS UDP/RTP Mod ISDB-TB C/ MUX ISDB-TB IPTV UDP/RTP Portas GE RJ45 e/ou SFP IPTV SPTS/MPTS UDP/RTP

30 WISI Communications GmbH & Co. KG 30 O ISDB-TB no cabo ou na Fibra Óptica Edge ISDBT no RFoL IPTV Multicast UDP/RTP (que vem do MAIN HEAD-END) OLT xpon existente RF-ISDB-TB Transmissor Óptico Modulação Externa FO ISDB-TB EDFA 32 Portas com WDM PON Network ONU xpon

31 WISI Communications GmbH & Co. KG 31 Estarei disponivel para qualquer esclarecimento. Muito obrigado pela sua atenção. WISI Communications GmbH & Co. KG Empfangs- und Verteiltechnik Germany Celular:

32 SERIE TANGRAM WISI Density Headend Front view Rear view GT 01 Chassis Front & back pannel 6 RF slots on the back (SFM single function modules) 2 power supply slots at the front (controlled & hot-swap) Fan bay (controlled & hot-swap) GT11 for management and multiple IP streaming GT12 extension for GT11 (and other future modules) WISI Communications GmbH & Co. KG 32

33 The Tangram Concept GT11 IP switch GT11 Switch and control unit 1 Gigabit port for management (separated) 4 Gigabit ports for video streaming Multicast traffic of SPTS and MPTS (IGMP) Configuration via web interface (GUI) Management support with SNMP WISI Communications GmbH & Co. KG 33

34 The Tangram Concept GT12: SFP port expansion 4 SFP ports GT12 Switch extension module 4 additional Gigabit ports with standard SFP SFP = Small Form-factor Pluggable Extension for redundancy functionality Copper of fibre SPF can be used WISI Communications GmbH & Co. KG 34

35 The Tangram Concept GT31: DVB-S / S2 / C / T / T2/ISDBT IP Gateway GT31 DVB GATEWAY Module Multi transport stream reception for DVB signals ( 4x DVB-S / S2 / C / T / T2/ISDBT RF inputs ) Advanced DVB transport stream processing UDP & RTP MPEG transport stream over IP protocol SPTS and MPTS streaming ( CBR or VBR ) Demultiplexing MPEG-2/4 signals for SPTS transmission Handling of teletext and EPG Data FEC output support Redundancy for video streaming output WISI Communications GmbH & Co. KG 35

36 The Tangram Concept GT26: IP to 2 x ISDB-T channels out GT26 Edge ISDBT Module High quality IP to ISDB-T modulation For measurement / monitoring test ports of the output signal Outstanding signal parameters by direct digital modulation RTP/ IP input streaming with FEC error correction Advanced DVB transport stream processing Output detection for alarming and redundancy switching Up to 12 ISDB-T channels in 1 RU WISI Communications GmbH & Co. KG 36

37 WISI Communications GmbH & Co. KG 37 The Tangram Concept GT41: Universal Processing Module GT41 IP to IP High density MPTS SPTS IP Gateway 16MPTS Input --> 64 SPTS Output 64SPTS Input --> 16 MPTS Output Mux and de-mux DVB-CSA Simulcrypt Scrambling Support of VBR in to digital output DVB-CSA & AES-128 Scrambling for IPTV-out EIT barker channel input/filtering/output

38 The Tangram Concept GT37: Linear Transcoder Module GT37 Transcoder Module 24 transcoded HD or SD in 1 RU (6x GT37) 2x ASI input; 1x ASI output 2x input MPTS/SPTS CBR 3x output MPTS/SPTS CBR Transcoding up to 4 HD or 4 SD channels per module Transcoding MPEG-4/AVC <--> MPEG-2 Supports MPEG-2 H.262 and MPEG-4 H.264 Supported formats: 1080i, 720p, 576i, 480i Full decode and re-encode transcoder architecture Inputs options for Transcoding: ASI or IP Multicast Outputs options for Transcoding: ASI or IP Multicast/Unicast WISI Communications GmbH & Co. KG 38

39 The Tangram Concept GT23: IP to DVB-C 8 QAM channels out GT23 Edge QAM Module FPGA based creation of standard QAM signals Fully digital, high density 2 RF-ports / module Annex A/C 8 QAM channels / module, Annex B 4 QAM channels / module. Basic re-multiplexing functionality Support for DVB scrambling (software option) WISI Communications GmbH & Co. KG 39

40 The Tangram Concept GT32: Frontend ASI IP Gateway GT32 DVB GATEWAY Module 4x ASI input or output Each BNC port configurable as input or output Support of FEC in Demultiplexing PID remapping and filtering WISI Communications GmbH & Co. KG 40

41 The Tangram Concept GT50 TANGRAM power supply input/output voltage, output current, temperature manageable input/output voltage, output current, temperature manageable 220 W output power > 90% efficiency 230 VAC (main power) 110 VAC (main power) VDC (battery power) Hot pluggable WISI Communications GmbH & Co. KG 41

42 WISI Communications GmbH & Co. KG 42 High Density Video SERIE TANGRAM: The WISI Density Headend Extreme performance Output level DVB-C (256 QAM) 119dB uv MER (256 QAM) 46 db S/N video in PAL Typ 63 db Spurious inside and outside band < -60 dbc IP switch streaming throughput up to 6 Gbit/s 5 to 1006 MHz tuning range Quad IP stream redundancy Very High Density in 1 RU 24 DVB inputs 36 PAL outputs 48 DVB-C outputs 12 ISDB-T outputs 24 DVB_CI slots 96 FM-radio channels 8 x GigE ports Very low power consumption < 3,7 watt/dvb-c output < 6,5 watt/pal channel < 3 watt/dvb input >90% efficiency power supply Much increased number of functions Stream redundancy Power supply redundancy SNMP HD-Encoding Web server IP-switch GigE streaming DDS modulation HD decoding and downscaling

43 WISI Communications GmbH & Co. KG 43 High Density Video SERIE TANGRAM: The WISI Density Headend Article Chassis GT01W0230 GT01W0110 GT01W0048 Modules GT12W GT21W GT22C GT23W GT24W GT26W GT31W GT32W GT37W GT41W GT42W Options GTM1 GTM3 Description Text Base unit with switch, 230 V Base unit with switch, 110 V Base unit with switch, 48 V SFP extension board 6 x VSB analogue modulator board (PAL / NTSC) 8 x FM modulator board QAM modulator board 8 x ANNEX A/B/C 4 x COFDM modulator board 2 x ISDB-T modulator board 4 x Universal DVB to IP module with DVB- S/S2/T/T2/C/ISDB-T frontend 4 x ASI input / output module Transcoder for 4 HD/SD services Universal processing module (incl. MUX) 4 x CI module 1 year maintenance support 3 years maintenance support All modules and chassis require gapless SLA inorder to upload updates. Article Options GTMUX GTPSISI GTSYMUX GTSCR GTRED GTNRED GTFEC GTBTS GTDOL GTT2MIDE GTDT2MIDE GTQT2MIPL Accessories GT55W0230 GT55W0110 GT55W0048 GT99 GN AMP Description Text License for multiplexer for GT31, GT32, GT42, GT23, GT24. SI/PSI table generation only from data within this module. License for sharing SI/PSI data over several modules (for mux and for transmodulation) License for multiplexer for GT31, GT32, GT42, GT23, GT24, GT25. SI/PSI table generation including sharing data with interconnected multiplexers in this network. SW option for scrambling for GT23 and GT24 SW option for input redundancy per GT module SW option for n+1 redundancy per chassis IP streaming in/out FEC per module 3 x BTSC/SAP option for GT21 6 x DOLBY AC3 option for GT21 1 T2MI deincapsulator with up to 2 PLPs 2 T2MI deincapsulator with up to 4 PLPs 4 PLPs Redundant power supply 230 V AC Redundant power supply 110 V AC Redundant power supply 48 V DC Support brackets Headend combiner amplifier

44 WISI Communications GmbH & Co. KG 44 Estarei disponivel para qualquer esclarecimento. Muito obrigado pela sua atenção. WISI Communications GmbH & Co. KG Empfangs- und Verteiltechnik Germany Celular:

GPON-IN-A-BOX. QREN - I&D em Co-Promoção. Co-financiado por:

GPON-IN-A-BOX. QREN - I&D em Co-Promoção. Co-financiado por: Co-financiado por: Co-financiado por: PT Inovação/DSR3 GPON Solutions - Central Office OLT8CH / OLT360 3 Agenda FTTx Topology OLT7-8CH Equipment OLT360 Equipment SW Features & HW Resources RF Overlay in

Leia mais

Distribuição do Conteúdo Digital BTS Comprimido. Sistema ISDB-Tb. Fabrízio Reis

Distribuição do Conteúdo Digital BTS Comprimido. Sistema ISDB-Tb. Fabrízio Reis Distribuição do Conteúdo Digital BTS Comprimido Sistema ISDB-Tb Fabrízio Reis SFN BTS Distribuição do Conteúdo Tecnologia possibilitando a entrega de diferentes conteúdos em diferentes áreas de uma rede

Leia mais

Conceitos Inovadores na Operação da Rede Nacional de TV Pública Digital RNTPD

Conceitos Inovadores na Operação da Rede Nacional de TV Pública Digital RNTPD Conceitos Inovadores na Operação da Rede Nacional de TV Pública Digital RNTPD Rio de Janeiro, 10 de dezembro 2009 Rede Nacional de TV Pública Digital Cobertura em todos os municípios com mais de 100 mil

Leia mais

Bart Van Utterbeeck SSPI Broadcast day 5 de junho 2007. Shaping the future of satellite communications 1

Bart Van Utterbeeck SSPI Broadcast day 5 de junho 2007. Shaping the future of satellite communications 1 Bart Van Utterbeeck SSPI Broadcast day 5 de junho 2007 1 O que é DVB-S2? Novo padrão DVB para transmissão digital por satélite (2004) Deve substituir DVB-S & DVB-DSNG no futuro Digital Video Broadcasting

Leia mais

COAXDATA. Coaxdata Homeplug e Coaxdata Gigabit ADAPTADOR COAXIAL ETHERNET. 200 Mbps. 700 Mbps. 300 Catálogo 2013 / 2014

COAXDATA. Coaxdata Homeplug e Coaxdata Gigabit ADAPTADOR COAXIAL ETHERNET. 200 Mbps. 700 Mbps. 300 Catálogo 2013 / 2014 ADAPTADOR COAXIAL ETHERNET QR-A00171 Coaxdata Homeplug e Coaxdata Gigabit A largura de banda do cabo coaxial permite combinar outros serviços no cabo sem interferir o sinal de televisão. O Coaxdata é um

Leia mais

Tecnologia de Transmissão de Rádio e Óptica para Telecomunicações. Abel Ruiter Gripp

Tecnologia de Transmissão de Rádio e Óptica para Telecomunicações. Abel Ruiter Gripp Tecnologia de Transmissão de Rádio e Óptica para Telecomunicações Abel Ruiter Gripp Agenda História Portfolio Mercado Labs P&D Principais produtos GPON WDM Radio Ponto a Ponto Gerência Conscius AsGa -

Leia mais

Melhores Práticas: Digitalização de Serviços de Acesso Condicionado (SeAC)

Melhores Práticas: Digitalização de Serviços de Acesso Condicionado (SeAC) Melhores Práticas: Digitalização de Serviços de Acesso Condicionado (SeAC) Por Bruno Ferreira Especialista de Aplicação de Produtos de Telecomunicações APRESENTAÇÃO: O presente artigo tem como objetivo

Leia mais

One corporate culture. A company promise.

One corporate culture. A company promise. One corporate culture. A company promise. Microwave systems Satellite equipment Satellite networks "Utilizando satelite como forma de cobertura abrangente para a distribuição de conteudo de TV movel e

Leia mais

PARA OS NETS É AGORA

PARA OS NETS É AGORA PARA OS NETS É AGORA A NET é a empresa que lidera a inovação no mercado de telecomunicações no Brasil Pioneira na TV por Assinatura Pioneira na Banda Larga Pioneira nas Mega Velocidades Pioneira na Oferta

Leia mais

Item Descrição Marca Part Number Qtde. 1.1. SWITCH DE ACESSO GIGABIT ETHERNET POE 1.2. MÓDULO DE EMPILHAMENTO PARA SWITCH DE ACESSO

Item Descrição Marca Part Number Qtde. 1.1. SWITCH DE ACESSO GIGABIT ETHERNET POE 1.2. MÓDULO DE EMPILHAMENTO PARA SWITCH DE ACESSO Item Descrição Marca Part Number Qtde. Un 1 1.1. SWITCH DE ACESSO GIGABIT ETHERNET POE 1.1 Catalyst 2960-X 48 GigE PoE 370W 2 x 10G SFP+ LAN Base CISCO WS-C2960X-48LPD-L 185 HW 1.2 AC Power cord 16AWG

Leia mais

SET2012. Distribuição do BTS na Interiorização TVD Cases e Desafios

SET2012. Distribuição do BTS na Interiorização TVD Cases e Desafios SET2012 Distribuição do na Interiorização TVD Cases e Desafios DEMANDAS MODELOS, EQUIPAMENTOS ENVOLVIDOS E MODELO HÍBRIDO PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO DESENVOLVIMENTO, NOVAS DEMANDAS REDES SFN IMPLANTADAS

Leia mais

Medidor de Campo Profissional

Medidor de Campo Profissional F O P T I C H45 PRIMEIRO MEDIDOR DE CAMPO COM PROCESSAMENTO DIGITAL Medidor de Campo Profissional O primeiro medidor do mercado capaz de medir e apresentar sinais MPEG-4 I B R E I N P U T Medidor de Campo

Leia mais

Manual Rápido Izibox Basic HD

Manual Rápido Izibox Basic HD Ligue o receptor e o menu principal vai aparecer como mostra a imagem abaixo. No menu principal mostra as várias opções e pode alternar entre elas com as teclas CH ou os números do comando. Para escolher

Leia mais

SUMÁRIO 2.1 INSTALAÇÃO DO EQUIPAMENTO... 4

SUMÁRIO 2.1 INSTALAÇÃO DO EQUIPAMENTO... 4 SUMÁRIO SEÇÃO 1 DADOS GERAIS 1.1 INTRODUÇÃO... 2 1.2 APRESENTAÇÃO... 2 1.3 ASSISTÊNCIA TÉCNICA... 2 1.4 INSPEÇÃO NO ATO DO RECEBIMENTO... 2 1.5 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS... 3 1.5.1 MODO ENCODER... 3 1.5.2

Leia mais

Inovando seu futuro MANUAL DE INSTRUÇÕES TS 9500/DVB-S MODULADOR DIGITAL QPSK

Inovando seu futuro MANUAL DE INSTRUÇÕES TS 9500/DVB-S MODULADOR DIGITAL QPSK Rua Orós, 146 - Parque Industrial CEP:12237-150 - São José dos Campos - SP (12) 3937-8802 www.tecsysbrasil.com.br MODULADOR DIGITAL QPSK MANUAL DE INSTRUÇÕES TS 9500/DVB-S Inovando seu futuro Inovando

Leia mais

IPTV. Anexo ao Manual de Operação do TSW800TP+

IPTV. Anexo ao Manual de Operação do TSW800TP+ Manual de Operação IPTV Anexo ao Manual de Operação do TSW800TP+ Versão: 2 Revisão: 4 Setembro/2010 Direitos de edição Este manual foi elaborado pela equipe da Wise Indústria de Telecomunicações. Nenhuma

Leia mais

Ref. 554901. Modulador DVB-T. Manual de Instruções

Ref. 554901. Modulador DVB-T. Manual de Instruções Ref. 554901 PT Modulador DVB-T Manual de Instruções w w w. t e l e v e s. c o m Índice PT 1. Introdução...................................................................... 4 1.1 Visão geral do produto.......................................................

Leia mais

DESENVOLVIMENTO & INTEGRAÇÃO DE SET-TOP-BOX 30/06/2010

DESENVOLVIMENTO & INTEGRAÇÃO DE SET-TOP-BOX 30/06/2010 DESENVOLVIMENTO & INTEGRAÇÃO DE SET-TOP-BOX 30/06/2010 1 Sistema Distribuição DTH HEADEND Serviços de Áudio e Vídeo Dados (aplicações interativas, jogos, CAS, etc.) Footprint Definição da configuração

Leia mais

: TV Linear TV para todos. os dispositivos. SSPI Maio 2013. Jurandir Pitsch

: TV Linear TV para todos. os dispositivos. SSPI Maio 2013. Jurandir Pitsch os dispositivos : TV Linear TV para todos SSPI Maio 2013 Jurandir Pitsch Escopo: : Satelite para todos os dispositivos IP? 2 Solução 3 Conceito SAT>IP fará com que os serviços satélites: 1. estejam disponíveis

Leia mais

TABELA DE PREÇOS WYRESTORM

TABELA DE PREÇOS WYRESTORM www.esistemas.pt geral@esistemas.pt WYRESTORM HDMI INSTALLATION TEST KIT C/IVA WYRES-TT-KIT-4K WyreStorm 4K HDMI test Case with Signal generator, Signal Analyzer, Integrated Batteries 1148,51 1412,67 WYRESTORM

Leia mais

ORIENTAÇÕES TÉCNICAS PARA AS CÂMARAS MUNICIPAIS INTEGRANTES DA REDE LEGISLATIVA DE RÁDIO E TV

ORIENTAÇÕES TÉCNICAS PARA AS CÂMARAS MUNICIPAIS INTEGRANTES DA REDE LEGISLATIVA DE RÁDIO E TV ORIENTAÇÕES TÉCNICAS PARA AS CÂMARAS MUNICIPAIS INTEGRANTES DA REDE LEGISLATIVA DE RÁDIO E TV 1. Nova configuração de transmissão via Satélite A Câmara dos Deputados irá adotar uma nova configuração de

Leia mais

Inovando seu futuro MANUAL DE INSTRUÇÕES TS 9500/DVB-C MODULADOR DIGITAL QAM

Inovando seu futuro MANUAL DE INSTRUÇÕES TS 9500/DVB-C MODULADOR DIGITAL QAM Rua Orós, 146 - Parque Industrial CEP:12237-150 - São José dos Campos - SP (12) 3937-8802 www.tecsysbrasil.com.br MODULADOR DIGITAL QAM MANUAL DE INSTRUÇÕES TS 9500/DVB-C Inovando seu futuro Inovando seu

Leia mais

Distribuição do sinal ISDB-T BTS por diferentes meios usando ferramenta de compressão e adaptação

Distribuição do sinal ISDB-T BTS por diferentes meios usando ferramenta de compressão e adaptação Distribuição do sinal ISDB-T por diferentes meios usando ferramenta de compressão e adaptação Broadcast & Cable SET 2011 24/8/2011 Prof. Dr. Cristiano Akamine Escola de Engenharia Mackenzie Universidade

Leia mais

Agenda: INTRODUÇÃO HISPAMAR PLATAFORMA BANDA LARGA SOBRE O BRASIL PLATAFORMA BANDA LARGA SOBRE A AMERICA LATINA PROCESSAMENTO A BORDO - AMERHIS

Agenda: INTRODUÇÃO HISPAMAR PLATAFORMA BANDA LARGA SOBRE O BRASIL PLATAFORMA BANDA LARGA SOBRE A AMERICA LATINA PROCESSAMENTO A BORDO - AMERHIS Agenda: INTRODUÇÃO HISPAMAR PLATAFORMA BANDA LARGA SOBRE O BRASIL PLATAFORMA BANDA LARGA SOBRE A AMERICA LATINA PROCESSAMENTO A BORDO - AMERHIS /0* -').' +,,* ()%*(' %'( $ # 30º e 61º Oeste: Coberturas

Leia mais

Vanessa Lima. TRANSMISSÃO DE BTS COM TAXA REDUZIDA EM DIFERENTES TECNOLOGIAS, MANTENDO COMPATIBILIDADE COM OPERAÇÃO SFN NO SISTEMA ISDB-T

Vanessa Lima. TRANSMISSÃO DE BTS COM TAXA REDUZIDA EM DIFERENTES TECNOLOGIAS, MANTENDO COMPATIBILIDADE COM OPERAÇÃO SFN NO SISTEMA ISDB-T TRANSMISSÃO DE BTS COM TAXA REDUZIDA EM DIFERENTES TECNOLOGIAS, MANTENDO COMPATIBILIDADE COM OPERAÇÃO SFN NO SISTEMA ISDB-T 23/08/2012 Hitachi Kokusai Linear. Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos. Vanessa

Leia mais

Padrões de Middleware para TV Digital

Padrões de Middleware para TV Digital Padrões de Middleware para TV Digital Alexsandro Paes, Renato Antoniazzi UFF Universidade Federal Fluminense Centro Tecnológico Departamento de Engenharia de Telecomunicações Mestrado em Telecomunicações

Leia mais

MPEG-7. Padrão ISO finalizado em Julho de 2001. Denominado Interface de descrição de conteúdo multimídia :

MPEG-7. Padrão ISO finalizado em Julho de 2001. Denominado Interface de descrição de conteúdo multimídia : Padrão MPEG-7 MPEG-7 Padrão ISO finalizado em Julho de 2001. Denominado Interface de descrição de conteúdo multimídia : Forma padrão de descrição de informações multimídia associadas ao conteúdo para permitir

Leia mais

Público Alvo: Critérios de admissão para o curso:

Público Alvo: Critérios de admissão para o curso: Fundado em 1965, o Instituto Nacional de Telecomunicações - Inatel - é um centro de excelência em ensino e pesquisa na área de Engenharia, e tem se consolidado cada vez mais, no Brasil e no exterior, como

Leia mais

Televisão Digital Interativa se faz com Ginga. Guido Lemos de Souza Filho LAVID DI - UFPB

Televisão Digital Interativa se faz com Ginga. Guido Lemos de Souza Filho LAVID DI - UFPB Televisão Digital Interativa se faz com Ginga Guido Lemos de Souza Filho LAVID DI - UFPB Instituições Selecionadas para Elaborar Propostas de Alternativas Tecnológicas Requisitos básicos b do SBTVD Robustez

Leia mais

1 INTRODUÇÃO 1 2 CONSIDERAÇÕES INICIAIS 1 2.1 ARQUITETURA DO SISTEMA 4 3 CONFIGURAÇÃO DO PROCESSADOR BTS 4 3.1 COMPRESSOR 5 3.

1 INTRODUÇÃO 1 2 CONSIDERAÇÕES INICIAIS 1 2.1 ARQUITETURA DO SISTEMA 4 3 CONFIGURAÇÃO DO PROCESSADOR BTS 4 3.1 COMPRESSOR 5 3. COMPRESSOR / DECOMPRESSOR TS9600 BTS i SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO 1 2 CONSIDERAÇÕES INICIAIS 1 2.1 ARQUITETURA DO SISTEMA 4 3 CONFIGURAÇÃO DO PROCESSADOR BTS 4 3.1 COMPRESSOR 5 3.2 DECOMPRESSOR 6 4. CARACTERÍSTICAS

Leia mais

HS/SM. Sistema de Rádio Microondas de Montagem Dividida. Características do Produto

HS/SM. Sistema de Rádio Microondas de Montagem Dividida. Características do Produto HS/SM Sistema de Rádio Microondas de Montagem Dividida Hardware Available configurations Default 155 Mbps @ 128 QAM 28 MHz Ch BW Option 310 Mbps @ 128 QAM 56 MHz Ch BW Full Duplex TX + RX 1 + 0 Half Duplex

Leia mais

Novidades Equipamentos PROMAX

Novidades Equipamentos PROMAX Novidades Equipamentos PROMAX Durante a implementação da Televisão Digital na Europa, a PROMAX participou ativamente na definição dos parâmetros de qualidade e das medidas necessárias para garantir uma

Leia mais

2 Perspectivas de Consumo de Banda no Acesso

2 Perspectivas de Consumo de Banda no Acesso 2 Perspectivas de Consumo de Banda no Acesso Esse capítulo apresenta os novos serviços disponíveis aos usuários e a tendência de oferta futura, indicando as previsões de bandas associadas necessárias a

Leia mais

ESCOLHENDO A MELHOR TECNOLOGIA PARA APLICAÇÕES WIRELESS. Alexsander Loula Gerente de Eng. de Aplicações

ESCOLHENDO A MELHOR TECNOLOGIA PARA APLICAÇÕES WIRELESS. Alexsander Loula Gerente de Eng. de Aplicações ESCOLHENDO A MELHOR TECNOLOGIA PARA APLICAÇÕES WIRELESS Alexsander Loula Gerente de Eng. de Aplicações Agenda A necessidade por conexões sem fio Faixa de 2.4 GHz Produtos NI baseados nas normas IEEE 802.11

Leia mais

Linha de Switches EX. June 2010 Fabio Melchert Channel Director Juniper Networks Brazil

Linha de Switches EX. June 2010 Fabio Melchert Channel Director Juniper Networks Brazil Linha de Switches EX June 2010 Fabio Melchert Channel Director Juniper Networks Brazil PORTFOLIO DA SÉRIE EX Juniper Network & Policy Mgmt Infranet Controller SA Series J Series EX3200 WAN SSG WX/WXC EX2200

Leia mais

CENTRAIS DE CABEÇA T05

CENTRAIS DE CABEÇA T05 CENTRAIS DE CABEÇA T05 SMATV QR-000 Processadores FI/FI (simples/triplo) Sistema modular que permite a selecção de um (ref. 5860) ou três transponders (ref. 58640) da banda de FI satélite e efectua um

Leia mais

O Mercado de TV Assinatura

O Mercado de TV Assinatura STA O Mercado de TV Assinatura André Sanches - NET Serviços Bem vindo! Dados do setor; Tecnologias; Evolução tecnologia/serviços; 3 Play ; Pirataria. Objetivo Dados do setor Fonte ABTA Dez/ 2,7 Milhões

Leia mais

ENCODER MPEG2 MOD. SE-1000

ENCODER MPEG2 MOD. SE-1000 ENCODER MPEG2 MOD. SE-1000 SATSUL ELETRÔNICA INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA. Rua Harry Feeken, nº 152 - SÃO JOSÉ DOS PINHAIS - PR CEP: 83040-000 - FONE/FAX (41) 3383-1677 E-mail: satsul@satsul.com.br / www.satsul.com.br

Leia mais

O CASO PORTUGUÊS. Ismael Augusto. Leadership Business Consulting MOÇAMBIQUE DIGITAL

O CASO PORTUGUÊS. Ismael Augusto. Leadership Business Consulting MOÇAMBIQUE DIGITAL O CASO PORTUGUÊS Ismael Augusto Leadership Business Consulting MOÇAMBIQUE DIGITAL Conferência Internacional sobre Rádio e Televisão Digital Terrestre 31 de Maio, Hotel VIP Maputo Moçambique Digital Conferência

Leia mais

SISTEMA VIDEOWALL MÓDULOS DOS PAINÉIS VÍDEO WALL DAS SALAS DE OPERAÇÃO E DE CRISE

SISTEMA VIDEOWALL MÓDULOS DOS PAINÉIS VÍDEO WALL DAS SALAS DE OPERAÇÃO E DE CRISE SISTEMA VIDEOWALL MÓDULOS DOS PAINÉIS VÍDEO WALL DAS SALAS DE OPERAÇÃO E DE CRISE Tecnologia LCD (Liquid Crystal Display) com backlight lâmpada ou backlight LED (Light Emitting Diode). Medida diagonal

Leia mais

TV DIGITAL APLICADA NA EDUCAÇÃO. Email: fujio.yamada@mackenzie.br

TV DIGITAL APLICADA NA EDUCAÇÃO. Email: fujio.yamada@mackenzie.br II SIMPOSIO INTERNACIONAL SOBRE NOVAS COMPETENCIAS EM TECNOLOGIA DIGITAL INTERATIVAS NA EDUCAÇÃO LABORATÓRIO DE TV DIGITAL DR. PROF. FUJIO YAMADA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Email: fujio.yamada@mackenzie.br

Leia mais

ICS-GT INTEGRATED CONTROL SYSTEM FOR GAS TURBINE

ICS-GT INTEGRATED CONTROL SYSTEM FOR GAS TURBINE ICS-GT INTEGRATED CONTROL SYSTEM FOR GAS TURBINE ICS Gas Turbine Complete Control ICS-GT control system is an plc-based, integrated solution for gas turbine control and protection. The ICS-GT control system

Leia mais

ACESSO de BANDA LARGA. Uma perspectiva de Operador

ACESSO de BANDA LARGA. Uma perspectiva de Operador ACESSO de BANDA LARGA Uma perspectiva de Operador António Varanda I S T Lisboa, 8-Maio-2007 SUMÁRIO Um pouco de história e a evolução da Banda Larga Vídeo em tempo real: requisitos Análise de Operador:

Leia mais

Fast News Gathering: Eventos e Jornalismo via Satélite. Bart Van Utterbeeck

Fast News Gathering: Eventos e Jornalismo via Satélite. Bart Van Utterbeeck Fast News Gathering: Eventos e Jornalismo via Satélite Bart Van Utterbeeck 1 Agenda Fast News Gathering Contexto DualFlow Casos de referência Tour de France Al Sumaria 2 O mundo do Broadcast (Tendências)

Leia mais

GTTV - Grupo de Trabalho de Televisão Digital. Guido Lemos de Souza Filho LAViD - DI CCEN UFPB

GTTV - Grupo de Trabalho de Televisão Digital. Guido Lemos de Souza Filho LAViD - DI CCEN UFPB GTTV - Grupo de Trabalho de Televisão Digital Guido Lemos de Souza Filho LAViD - DI CCEN UFPB Sistema de TV Digital ITV Middleware (eg. MHP or DASE) Real-Time Operating System Device Drivers Conditional

Leia mais

SUMÁRIO 2.1 INSTALAÇÃO DO EQUIPAMENTO... 4 2.2 PAINEL FRONTAL... 4 2.3 PAINEL TRASEIRO... 4

SUMÁRIO 2.1 INSTALAÇÃO DO EQUIPAMENTO... 4 2.2 PAINEL FRONTAL... 4 2.3 PAINEL TRASEIRO... 4 SUMÁRIO SEÇÃO 1 DADOS GERAIS 1.1 INTRODUÇÃO... 2 1.2 APRESENTAÇÃO... 2 1.3 ASSISTÊNCIA TÉCNICA... 2 1.4 INSPEÇÃO NO ATO DO RECEBIMENTO... 2 1.5 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS... 3 1.5.1 CARACTERÍSTICAS GERAIS...

Leia mais

1.1 Sobre este manual... 8. 1.2 Instruções de segurança... 8. 1.1 Organização deste manual... 9. 3.1 Cabeamento XLR... 12

1.1 Sobre este manual... 8. 1.2 Instruções de segurança... 8. 1.1 Organização deste manual... 9. 3.1 Cabeamento XLR... 12 3 Sumário Capítulo 1 APRESENTAÇÃO... 8 1.1 Sobre este manual... 8 1.2 Instruções de segurança... 8 1.1 Organização deste manual... 9 Capítulo 2 INTRODUÇÃO... 9 Capítulo 3 PAINÉIS FRONTAL E TRASEIRO...

Leia mais

COMPANHIA DE ENGENHARIA DE TRÁFEGO CET. Termo de Referência para Equipamentos de Redes Ópticas Passivas - GPON. Versão 2.

COMPANHIA DE ENGENHARIA DE TRÁFEGO CET. Termo de Referência para Equipamentos de Redes Ópticas Passivas - GPON. Versão 2. COMPANHIA DE ENGENHARIA DE TRÁFEGO CET Termo de Referência para Equipamentos de Redes Ópticas Passivas - GPON Versão 2.0 Revisão STE 26/01/2016 SUMÁRIO 1. OBJETIVO...3 2. INTRODUÇÃO...3 3. DEFINIÇÕES...3

Leia mais

Otimizando comunicações Direct To Home

Otimizando comunicações Direct To Home Otimizando comunicações Direct To Home Retrospectiva do Mercado de TV por Assinatura O número de plataformas DTH, a nível mundial, subiu para 113 em 2009 (+38% em 3 anos), somando agora 131 milhões de

Leia mais

Me Engº Leonardo Ortolan. Me Engº Thiago L. S. Santos

Me Engº Leonardo Ortolan. Me Engº Thiago L. S. Santos TV Digital Me Engº Leonardo Ortolan Me Engº Thiago L. S. Santos Sumário Introdução Desenvolvimento TV Digital: O que é? Padrões de TV Digital TV Digital Brasileira Participação da PUCRS no SBTVD Conclusão

Leia mais

Novidades Equipamentos PROMAX

Novidades Equipamentos PROMAX Novidades Equipamentos PROMAX TV EXPLORER HD ISDB-T/T B Medidor para a TV de Alta Definição ATSC DVB-T/T2 Espectro Medidas Imagem Agora com ECOS (Delay Profile) Análise de cobertura: RM-404 + GPS= RM-404G

Leia mais

Obtenha medidas de potência de um sinal de fluxo abaixo DOCSIS usando um analisador de espectro

Obtenha medidas de potência de um sinal de fluxo abaixo DOCSIS usando um analisador de espectro Obtenha medidas de potência de um sinal de fluxo abaixo DOCSIS usando um analisador de espectro Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Negação Convenções Compreendendo o monte

Leia mais

TETRATAC. Solução TETRA para as Forças Armadas. Carlos Augusto Teixeira Filho. Selex Communications do Brasil Vice-presidente Executivo

TETRATAC. Solução TETRA para as Forças Armadas. Carlos Augusto Teixeira Filho. Selex Communications do Brasil Vice-presidente Executivo TAC Solução para as Forças Armadas Carlos Augusto Teixeira Filho Selex Communications do Brasil Vice-presidente Executivo Os Próximos 10 Anos São Paulo 27/10/2008 Sumário Introdução O Conceito TAC Características

Leia mais

TONE - Ajusta as frequências agudas do sinal molhado, com boost de agudo no máximo, treble CUT no mínimo, e flat às 12:00hrs.

TONE - Ajusta as frequências agudas do sinal molhado, com boost de agudo no máximo, treble CUT no mínimo, e flat às 12:00hrs. Painel frontal SPEED Ajusta a velocidade do chorus. TYPE SWITCH - Seleciona a partir de um single delay-line chorus em modo chorus, a um estúdio trifásico multi-delay-line no modo multi, e um circuito

Leia mais

Maxiva UAX. Transmissor de TV UHF Refrigerado a Ar para Multimídia. Detalhes do Produto. Características. PowerSmart de GatesAir

Maxiva UAX. Transmissor de TV UHF Refrigerado a Ar para Multimídia. Detalhes do Produto. Características. PowerSmart de GatesAir Maxiva UAX Transmissor de TV UHF Refrigerado a Ar para Multimídia O transmissor Maxiva UAX de estado sólido UHF refrigerado a ar incorpora as tecnologias PowerSmart de GatesAir e do excitador multimídia

Leia mais

MEDIÇÃO DA CORRENTE ELÉCTRICA COM SENSOR DE EFEITO HALL

MEDIÇÃO DA CORRENTE ELÉCTRICA COM SENSOR DE EFEITO HALL TRABALHO 1 MEDIÇÃO DA CORRENTE ELÉCTRICA COM SENSOR DE EFEITO HALL DESCRIÇÃO DO TRABALHO Pretende se medir a corrente eléctrica (DC) que atravessa um condutor de forma indirecta. A figura que se segue

Leia mais

Soluções para Rede GPON e Metro Ethernet

Soluções para Rede GPON e Metro Ethernet Soluções para Rede GPON e Metro Ethernet ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO - Apresentação da DATACOM - Soluções para Acesso - ADSL/VDSL - GPON - Metro Ethernet - Soluções para Distribuição (Transporte) - Soluções

Leia mais

Qualidade. Confiança. Inovação.

Qualidade. Confiança. Inovação. Qualidade. Confiança. Inovação. Soluções em Radiodifusão, Vídeo e Comunicação do Brasil para o mundo. Transmissores Excitadores Multiplexadores Encoders Gap-fillers Micro-ondas Rádio Digital Câmeras Broadcast

Leia mais

X??? Digital Subscriber Line

X??? Digital Subscriber Line Tecnologias XDSL X??? Digital Subscriber Line AGENDA GERAL Tecnologias de Transmissão A Rede Rede Pública Comutada Loop local Central PROVEDOR REDE CORPORATIVA usuário Central Central usuário Par trançado

Leia mais

Capítulo III Descrição geral dos testes de campo

Capítulo III Descrição geral dos testes de campo Capítulo III Descrição geral dos testes de campo A) Teste de Campo de Cobertura para Comparação de Desempenho dos Sistemas ATSC, DVB-T e ISDB-T A1. Objetivo Este teste tem como objetivo comparar o desempenho

Leia mais

Câmera IP LECVOX 1.3MP com PoE LEC-13DLP

Câmera IP LECVOX 1.3MP com PoE LEC-13DLP Câmera IP LECVOX 1.3MP com PoE LEC-13DLP - Sensor CMOS de alta definição Sony - PoE padrão IEEE 802.3af - 20m de alcance do infra - IP66 (uso interno e externo) - Resolução de 1.3MP (960p) - IR-CUT Descrição

Leia mais

DOCSIS. A evolução do DOCSIS. 1.0 a 3.0. DOCSIS 1.0 a 3.0. 1 Marcelo Costa

DOCSIS. A evolução do DOCSIS. 1.0 a 3.0. DOCSIS 1.0 a 3.0. 1 Marcelo Costa DOCSIS A evolução do DOCSIS 1.0 a 3.0 1 O que é DOCSIS Data Over Cable Service Interface Specification (DOCSIS) É o método utilizado para transportar dados através da rede HFC (Hybrid Fiber Coaxial) utilizando

Leia mais

Transmissão e Multiplexação. Rodolfo I. Meneguette

Transmissão e Multiplexação. Rodolfo I. Meneguette Transmissão e Multiplexação Rodolfo I. Meneguette Redes de Acesso e Meios Físicos P: Como conectar os sistemas finais aos roteadores de borda? Redes de acesso residencial redes de acesso institucional

Leia mais

SynCross. Roteador modular compacto. Português. Um produto Synapse

SynCross. Roteador modular compacto. Português. Um produto Synapse SynCross Um produto Synapse Roteador modular compacto Português SynCross SynCross Roteador modular compacto 2 Sobre a AXON Com sede nos Países Baixos e estabelecida em 1987, a AXON é líder global no desenvolvimento,

Leia mais

PADRÕES DE MIDDLEWARE PARA TV DIGITAL

PADRÕES DE MIDDLEWARE PARA TV DIGITAL Niterói, RJ, Brasil, 8-10 de novembro de 2005. PADRÕES DE MIDDLEWARE PARA TV DIGITAL Alexsandro Paes, Renato H. Antoniazzi, Débora C. Muchaluat Saade Universidade Federal Fluminense (UFF) / Centro Tecnológico

Leia mais

Entretenimento e Interatividade para TV Digital

Entretenimento e Interatividade para TV Digital Entretenimento e Interatividade para TV Digital Desenvolvimento de Aplicativos para TV Digital Interativa Rodrigo Cascão Araújo Diretor Comercial Apresentação da Empresa A EITV desenvolve software e provê

Leia mais

Sumário. 1. Introdução... 3. 2. Sobre este manual... 3 3. Instruções de segurança... 3 4. Instruções de instalação... 4

Sumário. 1. Introdução... 3. 2. Sobre este manual... 3 3. Instruções de segurança... 3 4. Instruções de instalação... 4 i Sumário 1. Introdução... 3 1.1 Apresentação... 3 2. Sobre este manual... 3 3. Instruções de segurança... 3 4. Instruções de instalação... 4 4.1 Fixação... 4 4.2 Ventilação... 4 4.3 Proteção contra umidade...

Leia mais

Bart Van Utterbeeck,

Bart Van Utterbeeck, Evoluções em Satellite Broadcast Bart Van Utterbeeck, Diretor de Vendas América Latina SSPI Broadcast Day, Junho 2009 Broadband Systems Professional Equipment IP Software Desafio: Sobre o que vou falar?

Leia mais

Introdução SUMÁRIO. 1. Introdução... 3. 2. Sobre este manual... 3 3. Componentes... 3 4. INSTALAÇÃO... 4. 5. Funcionalidade... 9

Introdução SUMÁRIO. 1. Introdução... 3. 2. Sobre este manual... 3 3. Componentes... 3 4. INSTALAÇÃO... 4. 5. Funcionalidade... 9 REMUX TS 9600-HD-RMX i SUMÁRIO Introdução 1. Introdução... 3 1.1 Apresentação... 3 2. Sobre este manual... 3 3. Componentes... 3 4. INSTALAÇÃO... 4 4.1 Instalação do driver usb... 4 4.2 Instalação da Máquina

Leia mais

VS-100. H.264 PoE Servidor Vídeo. H.264 Compressão. Comparação Taxa Compressão

VS-100. H.264 PoE Servidor Vídeo. H.264 Compressão. Comparação Taxa Compressão VS-100 H.264 PoE Servidor Vídeo AirLive VS-100 é um canal servidor de vídeo para facilmente actualizar a sua antiga camera CCTV numa camera IP com capacidade-rede e assim converter o seu sistema local

Leia mais

Monitor ou TV com altíssima qualidade de imagem. A escollha é sua.

Monitor ou TV com altíssima qualidade de imagem. A escollha é sua. Monitor ou TV com altíssima qualidade de imagem. A escollha é sua. Full HD Receptor Digital HDMI Música Foto 2,5 Alta resolução e novo design para você usar como quiser. 2,5 2,5 Painel LED livre de Hg

Leia mais

Redes de Dados e Comunicações. Prof.: Fernando Ascani

Redes de Dados e Comunicações. Prof.: Fernando Ascani Redes de Dados e Comunicações Prof.: Fernando Ascani Redes Wireless / Wi-Fi / IEEE 802.11 Em uma rede wireless, os adaptadores de rede em cada computador convertem os dados digitais para sinais de rádio,

Leia mais

Agregação de enlace ethernet e balanceamento de carga

Agregação de enlace ethernet e balanceamento de carga Agregação de enlace ethernet e balanceamento de carga Sobre LAG na terminologia ethernet: Agregação de enlace (link aggregation), balanceamento de carga (load balancing), ligação de enlace (link bonding)

Leia mais

Dell Networking & Network1. Artur H. Poyares Networking Brand Manager - Latam Network1 Julho 2014

Dell Networking & Network1. Artur H. Poyares Networking Brand Manager - Latam Network1 Julho 2014 Dell Networking & Network1 Artur H. Poyares Networking Brand Manager - Latam Network1 Julho 2014 O que impulsiona os projetos de Networking Novas tecnologias e arquiteturas necessitam maior eficiência

Leia mais

TV Digital e Interatividade

TV Digital e Interatividade TV Digital e Interatividade Quem somos: Associação de Empresas Tecnologia e processos em estações de Televisão Plataformas de distribuição OTT / IPTV Redes de Teledifusão Digital DVB T / S / C Redes de

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES BOX IPTV HD + BANTU

MANUAL DE INSTRUÇÕES BOX IPTV HD + BANTU MANUAL DE INSTRUÇÕES BOX IPTV HD + 2 ÍNDICE BOX HD IPTV... 5 Introdução... 5 Modelo preto... 6 Modelo cinza... 7 Comando... 8 MIDDLEWARE... 10 Menu Principal (Botão Home)... 10 Guia... 12 Lista de canais...

Leia mais

Rede Ipê - Visão técnica

Rede Ipê - Visão técnica Rede Ipê - Visão técnica Nova rede de núcleo Raniery Pontes Outubro 2005 Tópicos sobre conectividade básica em redes Enlaces e Operadoras Lambdas, acessos, equipamentos Rede Ipê Roteadores e switches Premissas

Leia mais

DESCOMPLICANDO OS FORMATOS. para tornar nosso dia a dia mais simples!

DESCOMPLICANDO OS FORMATOS. para tornar nosso dia a dia mais simples! DESCOMPLICANDO OS FORMATOS para tornar nosso dia a dia mais simples! Nosso objetivo é ter um filme lindo no ar. Nosso objetivo é ter um filme lindo no ar. Pra isso, ter atenção aos detalhes é fundamental.

Leia mais

TELEVISÃO DIGITAL TERRESTRE. José Lucas, N.º70685

TELEVISÃO DIGITAL TERRESTRE. José Lucas, N.º70685 TELEVISÃO DIGITAL TERRESTRE José Lucas, N.º70685 Instituto Superior Técnico - Taguspark Av. Professor Cavaco Silva, 2780-990 Porto Salvo, Portugal E-mail: jose.lucas@ist.utl.pt RESUMO Neste artigo aborda-se

Leia mais

TV Dig ital - S ocial

TV Dig ital - S ocial Edson Luiz Castilhos Gerente Célula Software Livre - RS Marco Antonio Munhoz da Silva Gestor Projeto TV Digital Social 1 AGENDA O que é TV Digital? Histórico TV Analógica x TV Digital Sistema de TV Digital

Leia mais

CATÁLOGO 2015 PHONAK SYSTEM VENDA

CATÁLOGO 2015 PHONAK SYSTEM VENDA PHONAK SYSTEM VENDA POR QUE PHONAK? ÍNDICE Sabendo da importância do mecanismo para solução em comunicação para emissoras de TV (Broadcast), eventos, entre outros, a R&FCom Tecnologia em Comunicação disponibiliza

Leia mais

MEDIÇÕES DE RÁDIO-FREQUÊNCIA SUPORTANDO A OPERAÇÃO DE SISTEMAS DE TV DIGITAL ISDB-T. Agilent Restricted

MEDIÇÕES DE RÁDIO-FREQUÊNCIA SUPORTANDO A OPERAÇÃO DE SISTEMAS DE TV DIGITAL ISDB-T. Agilent Restricted MEDIÇÕES DE RÁDIO-FREQUÊNCIA SUPORTANDO A OPERAÇÃO DE SISTEMAS DE TV DIGITAL ISDB-T Agilent Restricted Agenda Medições da rede para ISDB-T Medições relevantes em Transmissores EVM / MER MER por segmento

Leia mais

PA-2000 Series Hardware Reference Guide. 8/31/11 Esboço de Revisão Final - CONFIDENCIAL DA EMPRESA Palo Alto Networks

PA-2000 Series Hardware Reference Guide. 8/31/11 Esboço de Revisão Final - CONFIDENCIAL DA EMPRESA Palo Alto Networks PA-2000 Series Hardware Reference Guide 8/31/11 Esboço de Revisão Final - CONFIDENCIAL DA EMPRESA Palo Alto Networks Palo Alto Networks, Inc. www.paloaltonetworks.com Copyright 2011 Palo Alto Networks.

Leia mais

DIGIAIR PRO MANUAL DO UTILIZADOR

DIGIAIR PRO MANUAL DO UTILIZADOR DIGIAIR PRO MANUAL DO UTILIZADOR Conteúdo DIGIAIR PRO DESCRIÇÃO...2 1 COMEÇAR....3 1.1 LIGAR/DESLIGAR...3 1.2 ALIMENTAÇÃO E BATERIA...3 1.3 COMO UTILIZAR O MEDIDOR...4 ATENUADOR......4 2 DESCRIÇÃO DE FUNÇÕES...5

Leia mais

Integrated Network Operations Support System ISO 9001 Certified A Plataforma Integradora Integrated Platform O INOSS V2 é uma poderosa plataforma de operação e gestão centralizada de redes e serviços de

Leia mais

Matriz HDMI 4x4 MX EDID/RS232 (SBMX44)

Matriz HDMI 4x4 MX EDID/RS232 (SBMX44) Matriz HDMI 4x4 MX EDID/RS232 (SBMX44) Versão 24.9.7 Você acaba de adquirir um produto AV LIFE Não deixe de acessar nosso site www.avlife.com.br para ficar por dentro das novidades, assistir a vídeos,

Leia mais

Implementação da rede de Televisão Digital Terrestre (TDT)

Implementação da rede de Televisão Digital Terrestre (TDT) Implementação da rede de Televisão Digital Terrestre (TDT) Palestras da ComSoc/POSTIT 19 de Abril de 2011 Carlos Lages DPT/PLT carlos.m.lages@telecom.pt Índice 1. Breve Historial da TV em Portugal 2. Vantagens

Leia mais

ELECTRÓNICA. multiswitch conversão / processamento TV extensores / moduladores domésticos receptores

ELECTRÓNICA. multiswitch conversão / processamento TV extensores / moduladores domésticos receptores ELECTRÓNICA multiswitch conversão / processamento TV extensores / moduladores domésticos receptores AMPLIFICADOR DE MASTRO Switch acessível do exterior. Ajuste individual de ganho. Tecnologia SMD. Blindagem

Leia mais

PASSIVE OPTICAL NETWORK - PON

PASSIVE OPTICAL NETWORK - PON PASSIVE OPTICAL NETWORK - PON É uma solução para a rede de acesso, busca eliminar o gargalo das atuais conexões entre as redes dos usuários e as redes MAN e WAN. A solução PON não inclui equipamentos ativos

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações Interativas. GINGA NCL e LUA. Projeto TV Digital Social

Desenvolvimento de Aplicações Interativas. GINGA NCL e LUA. Projeto TV Digital Social Desenvolvimento de Aplicações Interativas GINGA NCL e LUA Projeto TV Digital Social Marco Antonio Munhoz da Silva DATAPREV Gestor do Proejeto TV Digital Social AGENDA Divisão dos assuntos em quatro partes

Leia mais

Solução Hibrida para Integração de Câmeras Analógicas e Câmeras IP no Mesmo Servidor

Solução Hibrida para Integração de Câmeras Analógicas e Câmeras IP no Mesmo Servidor Gravador de Vídeo Digital Hibrido em Tempo-Real de até 36 Câmeras Solução Hibrida para Integração de Câmeras Analógicas e Câmeras IP no Mesmo Servidor Velocidade de gravação e visualização entre 120 FPS

Leia mais

RECEPTORES E ACESSÓRIOS LAR

RECEPTORES E ACESSÓRIOS LAR RECEPTORES E ACESSÓRIOS LAR RECEPTORES INDIVIDUAIS - TV TERRESTRE Receptor Digital Terrestre zas Hbb QR-A00120 Receptor TDT híbrido (SD e HDTV) com ligação à internet. Acesso ao conteúdo HbbTV, o que permite

Leia mais

Descritivo Técnico BreezeACCESS-VL

Descritivo Técnico BreezeACCESS-VL Broadband Wireless Access -Visualização da linha de produtos BreezeACCESS VL- Solução completa ponto multiponto para comunicação Wireless em ambiente que não tenha linda de visada direta, utiliza a faixa

Leia mais

Redes de Computadores. Redes de Computadores ADSL / XDSL. Protocolos de Redes. Aula 9 ADSL FACULDADE PITÁGORAS DE TECNOLOGIA

Redes de Computadores. Redes de Computadores ADSL / XDSL. Protocolos de Redes. Aula 9 ADSL FACULDADE PITÁGORAS DE TECNOLOGIA Redes de Computadores Protocolos de Redes Redes de Computadores Aula 9 / XDSL Introdução A tecnologia (Asymmetric Digital Subscriber Line - Linha Digital Assimétrica de Assinante) opera com transmissões

Leia mais

Série ImagePRO II. Multiplicador de frequências de vídeo, conversor de digitalização e comutador multifuncional

Série ImagePRO II. Multiplicador de frequências de vídeo, conversor de digitalização e comutador multifuncional O ImagePRO II é um multiplicador de frequências, conversor de busca, comutador e transcoder avançado de vídeo completo e com alto desempenho que converte qualquer formato de sinal de entrada em qualquer

Leia mais

PADRÃO DE RESPOSTA APLICAÇÃO: 14/9/2014

PADRÃO DE RESPOSTA APLICAÇÃO: 14/9/2014 DISSERTAÇÃO Espera-se que o candidato redija texto dissertativo acerca da evolução das redes de comunicação e da infraestrutura destinada para a provisão de novos serviços, abordando, necessariamente,

Leia mais

Redes Ópticas Passivas. Rodovias Sistemas de ITS

Redes Ópticas Passivas. Rodovias Sistemas de ITS Redes Ópticas Passivas Rodovias Sistemas de ITS Fibra Óptica Meio Ideal para Backbones e Redes de Acesso Arquitetura Rede de Acesso PON para Operadoras & ISP TECNOLOGIA PON Padronização ITU & IEEE ITU-T

Leia mais

Infraestrutura para Redes de 100 Gb/s. André Amaral Marketing andre.amaral@padtec.com Tel.: + 55 19 2104-0408

Infraestrutura para Redes de 100 Gb/s. André Amaral Marketing andre.amaral@padtec.com Tel.: + 55 19 2104-0408 Infraestrutura para Redes de 100 Gb/s 1 André Amaral Marketing andre.amaral@padtec.com Tel.: + 55 19 2104-0408 Demanda por Banda de Transmissão: 100 Gb/s é Suficiente? Demanda por Banda de Transmissão:

Leia mais

PT INOVAÇÃO 10/07/2009. (versão 2.0) Especificação para Televisores TDT Portugal Telecom

PT INOVAÇÃO 10/07/2009. (versão 2.0) Especificação para Televisores TDT Portugal Telecom Especificação para Televisores TDT Portugal Telecom PT INOVAÇÃO 10/07/2009 (versão 2.0) Especificação para Televisores TDT Portugal Telecom Versão Data Alterações 1.0 17-04-2009 Versão inicial 2.0 10-07-2009

Leia mais

Microelectrónica (ME)

Microelectrónica (ME) Microelectrónica (ME) LEEC (opção) Lic. Lic. Engª. AeroEspacial (Aviónica) Tipos de projecto de CIs Marcelino Santos (marcelino.santos@ist.utl.pt) 2004/05 Tipos de projecto de CIs ASIC - Application Specific

Leia mais