SEMINÁRIO DE ST. MICHAEL PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO CAPÍTULO 4 A PALAVRA DE DEUS O FUNDAMENTO DA NOSSA FÉ

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SEMINÁRIO DE ST. MICHAEL PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO CAPÍTULO 4 A PALAVRA DE DEUS O FUNDAMENTO DA NOSSA FÉ"

Transcrição

1 CAPÍTULO 4 A PALAVRA DE DEUS O FUNDAMENTO DA NOSSA FÉ A Bíblia é um rico e complexo livro. Reflete as personalidades dos escritores e os estilos literários em suas épocas, contém narrativas históricas, poesia, filosofia, provérbios expressivos, denúncias proféticas, instruções, ensinamentos, sermões e exortações, profecias e grandes visões apocalípticas. A Bíblia relata as momentâneas intervenções de Deus na história, nos introduz a santos e pecadores e nos dá instruções para uma vida religiosa. A Bíblia explica a origem do universo, afirma a singularidade do gênero humano, informa sobre a presença do mal e o sofrimento no nosso mundo, desvenda o futuro, e em sua exaltada revelação de Deus, nos chama à fé. Nela, nos confrontamos com a nossa própria imperfeição, nossos pecados, e a natureza passageira dos nossos dias na terra. Ainda por seu intermédio, entramos em contato com um Deus de poder e de sabedoria, de amor e justiça. Através da Bíblia percebemos Sua dominante compaixão pelos perdidos, Seu temeroso e custoso compromisso com a nossa salvação, e a maravilha do Seu convite para nos tornarmos filhos de Deus através da fé em Cristo. Nenhuma outra maravilhosa ou importante publicação jamais foi produzida. A Bíblia consiste de 66 livros, escritos por aproximadamente 40 autores, atravessando quase anos, e revela ao povo de Deus a unificação da história, de Suas palavras e atos redentores. A Bíblia é um relato dos LUGARES ONDE Deus tem se ESTABELECIDO para mover a terra.o propósito da escritura é colocar homens e mulheres no caminho diante de Deus e capacitar os cristãos à procura da glória divina em todos os esforços e atividades em suas vidas. É acima de tudo, um livro de história redentora. O apóstolo São Paulo falou para Timóteo que Toda a escritura divinamente inspirada é proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente instruído para toda a boa obra.(2tim. 3:16-17). O último foco da Bíblia é a encarnação e a obra redentora de Jesus Cristo (No último LUGAR Deus se levanta!). Jesus Cristo é o centro para o qual tudo o que está unido e encadernado na Bíblia começo e fim, criação e redenção, humanidade, a palavra, a queda, história e futuro. Deus tem nos dado a Sua palavra escrita e permitiu que fizéssemos isso calma e diligentemente para que tenha eficácia sobre nós. Não requereu um grande 206

2 conselho quando a decisão viesse dos líderes das igrejas. Tudo que era necessário era que o povo de Deus estivesse satisfeito nos assuntos sobre a autenticidade histórica e a eficácia prática dos livros em questão. Os profetas e outros escritores que estão registrados em nossa Bíblia estavam convencidos de uma coisa. Suas mensagens não foram frutos de invenções. O que eles anunciavam era a verdadeira Palavra de Deus. Afirmações como estas nos levam a ver a Bíblia como única luz da verdade. A Bíblia não é especulação, mas revelação. Ela não foi simplesmente inspirada, mas inspiradora. De forma que a Bíblia é uma palavra autorizada de Deus, e tem sido reconhecida como tal pelos crentes desde o início. Ela nos dá as palavras de vida divina através de inspiração e revelação do Espírito Santo. PALAVRAS DE VIDA E chegando-se a Ele o tentador disse: Se tu és o Filho de Deus, manda que estas pedras se tornem em pães, Ele, porém, respondendo, disse: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus. Revelação A palavra revelação foi traduzida para o grego e o hebraico como descobrir, expor, revelar ou se fazer conhecido. De acordo com a Bíblia, Deus tem revelado o que o gênero humano precisa saber, e também se fez conhecer a nós nestas revelações, e na pessoa de Jesus Cristo. (Verso chave): As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam. Mas Deus no-las revelou pelo Espírito. (1Cor. 2:9-10). Inspiração Esta palavra é um termo grego que significa O sopro de Deus. Deus então, tem instruído os autores bíblicos para que o que eles escrevessem fossem as mesmas palavras que Ele pretendia usar para transmitir Sua mensagem para a humanidade. Assim as palavras da Bíblia, e não as dos escritores são ditas para serem inspiradas. (Verso chave): Toda escritura divinamente inspirada é proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra. (2Tim. 3:16-17). 207

3 LIÇÃO 31 O QUE É O CÂNON DA ESCRITURA? (COMO ELE FOI DESENVOLVIDO?) A palavra Bíblia em inglês é derivada do grego biblion, que quer dizer rolo ou livro. Mais exatamente, um biblion era um rolo de papiro ou byblus, uma planta em forma de cana, cuja casca interna era secada e moldada para se tornar um material onde se pudesse escrever, usada no mundo antigo. O termo escritura é o nome judaico-cristão para especificar uma literatura que a igreja aceita como instrução divina. Escritura significa uma escrita formada do latim e do grego grafia. O termo é usado cerca de cinqüenta vezes no Novo Testamento e por diversos ou todos do Velho Testamento. O termo cânon no Cristianismo se refere a um grupo de livros que foi aceito na igreja primitiva como regra de costumes e fé. Ambos, Judeus e Cristãos têm cânones de escritura. O Cânon Judeu consiste de trinta e nove livros; o Cristão, de sessenta e seis para os Protestantes e de oitenta para os Católicos (incluindo os apócrifos). O processo pelos quais os diversos livros da Bíblia foram trazidos juntos e cujos valores, referenciados como Escrituras Sagradas é chamado de a história do cânon. Derivando do grego kanon, este termo é designado como uma regra do carpinteiro (possivelmente adotado de um termo hebreu qaneh, referindo-se a um cano medindo seis côvados). Esta palavra tem sido usada para identificar aqueles livros considerados A Palavra de Deus, pelo qual todos os outros foram medidos e encontrados para serem de valor secundário no uso geral da igreja. Apenas uma porção das Literaturas Hebraica e Cristã emergiu finalmente como canônicas. Listas locais de livros canônicos não eram, necessariamente idênticos aos da lista geral, que se tornaram o cânon. O Cânon da escritura consiste eventualmente dos livros em comum a todas as listas locais. Ao contrário do que predomina na opinião crítica, existia uma grande quantidade de literatura sagrada. A fé de Israel existia, independente de um livro, há cem anos entre as épocas de Moisés e Abraão. Nenhum dos patriarcas antes de Moisés tinha escrito algo considerado como literatura sagrada, embora naquela época, já houvesse sido desenvolvida a arte para tal, na pátria de Abraão. Os Sumérios e os Babilônios já haviam desenvolvido os códigos de lei e de contas como consta em suas literaturas em eventos como o dilúvio. Moisés, porém foi o primeiro hebreu conhecido que começou a escrever a história sagrada (Êx. 24:4, 7). Ele escreveu todas as palavras de Deus no livro de convênios (Êx ). Subseqüente à composição do Pentateuco, foi registrado que o local da despedida de Josué foi escrito no livro da lei de Deus (Js. 24:26). Samuel falou sobre o reino e escreveu em um livro (1Sam. 10:35). Assim falou o Senhor era o prefácio comum às expressões vocais dos profetas. 208

4 A lei era sempre para ser considerada como de Deus (Deut. 31:24). As outras duas divisões do cânon Hebreu, os profetas e as escrituras foram selecionados eventualmente de uma vasta literatura. Algumas dessas escritas se encontram no Velho Testamento. Há referências ao livro das guerras do Senhor (Num. 21:14); O livro do Reto (Jos. 10:13); o livro dos Atos de Salomão (1Re. 11:41); os livros de Samuel o vidente, Natã o profeta, e Gade o vidente (1Crôn. 29:29). Quinze ou mais destes livros são mencionados no Velho Testamento. A tradição oral aparece como a base para muitos textos escritos. Um estudo do Novo Testamento nos ajuda a perceber que foi pelo menos de dez a vinte anos após a morte de Jesus antes que quaisquer dos Evangelhos fossem escritos. Antes de o primeiro Evangelho ter sido escrito, muitos sermões dos apóstolos e cartas de Paulo já haviam sido registrados. Naquela época, os primeiros cristãos já conheciam muito da vida e do ministério de Jesus Cristo. Estas informações foram passadas de boca a boca, e transformaram-se em tradições mencionadas pelos escritores dos Evangelhos. Os Evangelhos foram escritos, aparentemente, quando aqueles que conheciam a Jesus pessoalmente, começaram a morrer. Houve um certo medo que as tradições pudessem se perder a menos que elas fossem registradas para os futuros cristãos. O material escrito permitia que as pessoas soubessem das boas novas, que nunca tinham ouvido de um pregador. Como sempre, a manipulação deste material foi feita sob a inspiração do Espírito Santo de Deus. É significante que os credos e tradições de adoração da Igreja Cristã, precederam o cânon final da escritura por muitas gerações. Paulo freqüentemente se referia a tradições que ele havia recebido e que havia repassado para as igrejas (1Cor. 11:23-25; 15:3-7). Ele também apontou algumas coisas que não tinha recebido como tradição (compare com Gl. 1:11-12). A evidência das tradições orais antigas é até mais forte no Velho Testamento. A coleção inteira dos livros dos profetas é composta de material que foi falado originalmente (pregações). Geralmente os sermões deles eram passados e relembrados oralmente por um considerável espaço de tempo antes de terem sido escritos. Jeremias admoestou seu povo para recorrerem às antigas tradições a fim de acharem a forma de viver corretamente com Deus (Jr. 6:16). Sua proclamação era de que as tradições existentes há muito tempo serviam como que um guia apropriado para a vida. A lista de sobrevivência mais antiga do velho Testamento vem de aproximadamente 170 DC. Um estudioso cristão chamado Melito de Sardis fez uma viagem à Palestina para determinar ambos, a ordem e o número de livros da Bíblia Hebraica. Nem a ordem nem o conteúdo deles concordavam com os das nossas Bíblias modernas. Não havia qualquer semelhança na ordem ou conteúdo a contento nos manuscritos das Bíblias Hebraica, Grega ou Latina. A Bíblia moderna segue a ordem do Latin Vulgar e o conteúdo da Bíblia Hebraica. É importante lembrar que o Velho Testamento já estava escrito há mais de mil anos, e também as partes mais antigas escritas por Moisés e as últimas após o exílio babilônio. Durante todo o período histórico bíblico, os 209

5 judeus, no entanto viveram sua fé sem um cânon específico das Escrituras, pois tal cânon não era essencial à prática da religião judaica durante aquela época. Nos tempos de Jesus, o Velho Testamento, chamado de Tanaach pelo judaísmo moderno, consistia da lei, profetas, e escritas (a primeira da quais eram os Salmos, de acordo com Lucas 24:44). Opiniões sobre a extensão completa do cânon parecem não terem sido finalizadas até depois do 1 o. Século DC. Jesus apelou repetidamente às Escrituras como autorizada (Mt. 19:4; 22:29). A igreja primitiva manteve esta mesma atitude em relação ao Velho Testamento, e junto a isto começaram a divulgar as palavras do Senhor. Enquanto o cânon do Velho Testamento tinha sido formalmente concluído, o advento de Cristo tinha de certa forma, aberto-o novamente. Deus estava falando novamente. Uma vez que a cruz era o ato redentor central de Deus na história, o Novo Testamento se tornou uma necessidade lógica. Assim, os escritos dos apóstolos foram aceitos como comentário divino no evento de Cristo. A formação do cânon do Novo Testamento durou cerca de 350 anos. No primeiro século, diversos livros foram escritos para circularem nas igrejas. Com o surgimento da heresia no segundo século, especialmente na forma de gnosticismo, com o seu notável porta-voz, Marcion, isto se tornou um poderoso impulso na formação de um cânon definitivo. Um rigoroso processo iniciou-se no qual a escritura válida se distinguiu da literatura Cristã, em geral, baseado em critérios como a autoria apostólica, a aceitação pelas igrejas e a consistência da doutrina que a igreja já possuía. A formação do Cânon não foi uma decisão dos grandes conselhos da igreja. O mais novo conselho ecumênico, o de Nicéia, em 325, não discutiu o cânon. A formação do cânon do Novo Testamento deve, então, ser considerada como um processo e não como um evento, e um assunto histórico, e não bíblico. O cânon foi finalmente certificado no Conselho de Cartago, no ano de 397 DC. Vinte e sete livros do Novo testamento eventualmente surgiram de uma extensa coletânea de escritos cristãos. Há referencia de uma carta prévia aos Corintos em 1Cor. 5:9. Menção também de uma carta aos Laodiceanos em Cl. 4:16. A inclusão de I e II Clemente no manuscrito do Códice Grego Alexandrino, no 5 o. Século, bem como Barnabas e Hermas no Códice Sinaiticus do 4 o. Século aponta para a leitura de outra literatura cristã. Eusébio citou uma carta do 2 o Século, do Bispo de Corinto, Dionísio, declarando que a Carta de Clemente fora lida na igreja de lá. A mais nova lista de livros do Novo Testamento surgiu em 367 DC, numa carta de Atanásio, Bispo de Alexandria. A ordem era os Evangelhos, Atos, Epístolas Gerais, Epístolas de Paulo e as Revelações (Apocalipse). No primeiro Século, Pedro falou sobre as escritas de Paulo, em todas as suas cartas (2Ped. 3:16), e antes do começo do 2 o.século, as cartas de Inácio estavam sendo colecionadas. Evidências de coleções de cartas para as igrejas ou indivíduos 210

6 foram feitas no segundo Século e é observada nas escritas do Mártir Justino, As discussões sobre a autoria e a autoridade de várias cartas aparecem nos escritores do 2 o. Século. Uma lista do 4 o. Século, o cânon Muratorian diferencia-se entre livros que são satisfatórios para serem usados na adoração e aqueles que devem ser usados em devoções privadas. Leia os textos a seguir: Js. 1:8 Dt. 12:32 Gl. 6:16 Mt. 5: ªCor. 10:13-16 Ap. 22:18 (Agostinho: Batismos Contra o Donatistas ; Livro 2, capítulo 3) Mas ao que pode fracassar, atente que o cânon sagrado da Escritura, ambos do Velho e do Novo Testamento está limitado dentro de seus próprios limites, e se impõe tão absolutamente superior a todas as derradeiras cartas dos bispos, que sobre o assunto não podemos manter dúvidas ou disputas se o que está contido nele, confessadamente é certo e verdadeiro; mas que todas as cartas dos bispos que foram escritas, ou que estão sendo escritas, desde a conclusão do cânon estão passíveis de serem refutadas se houver qualquer coisa neles que se desvie da verdade, ou ainda nos discursos de alguns que pareça ser mais sábio no assunto do que eles próprios, ou por uma autoridade maior e mais conhecedora de outros bispos, pela autoridade dos Conselhos, e, além disso, que os próprios Conselhos que estão organizados em diversos distritos e províncias, possam esclarecer, além da possibilidade de dúvidas, para a autoridade dos Conselhos plenos, que são formados para todo o mundo cristão; e que até os Conselhos plenos possam ser corrigidos por aqueles que o seguem, quando, por alguma eventual experiência, as coisas sejam trazidas à luz, que porventura estivessem obscuras, e que aquilo que agora se tornou conhecido e que estava previamente escondido, possa ocorrer sem qualquer turbilhão de orgulho sacrílego, sem qualquer sobra de arrogância, sem qualquer discussão de ódio ou inveja, mas com santa humildade, a paz católica e a caridade cristã. (O Commonitory de Vicente de Lerins, Livro 2, capítulo 5) Mas aqui, alguns talvez perguntem: uma vez que o cânon da Escritura está completo, e é auto-suficiente para todas as coisas, e mais do que suficiente qual a necessidade de juntá-lo a autoridade de interpretação da Igreja? Por esta razão, por causa da profundidade da Escritura Sagrada, nem todos o aceitam em consenso, mas uns entendem suas palavras de uma forma, outros, de outra; por isso é que parece ser capaz de existir tantas interpretações quanto existem os intérpretes. Novatian expôs uma forma para isto, Sabelius, uma outra, Donatus outra, Arius, Eunomius e Macedônio, outra, Photinus, Apolinário e Prisciliano outra, Lovinian, Pelágio e Celestius outra, e finalmente, Nestor uma outra. Então é muito necessário por causa da complexidade de diversos erros, que a regra para um entendimento correto dos profetas e apóstolos deva ser moldada de acordo com o padrão de interpretações Eclesiástica e Católica. 211

7 1. O que estes escritos nos ensinam sobre a importância do Cânon da Escritura Sagrada? (Do site da IEC declaração de fé) A IEC é na sua complexidade ortodoxa, evangélica, sacramental e carismática. Uma vez que ela é uma ponte entre as formulações de fé Protestante e Católica, nossos credos básicos mantêm em comum as essências da ortodoxia (i.e., que a fé que temos está em todo lugar, sempre e com todos ) encontrada na Ortodoxia Oriental, no Catolicismo Ocidental e nas tradições da Reforma. Não podemos caminhar adequadamente com aqueles que negam as essências da fé; ou aqueles que moveriam uma pedra dos limites antigos (Pv. 22:28) Entre estes credos sublinhamos e recomendamos os seguintes: 1. Uma rigorosa visão da Escritura Sagrada confirmando a importância crítica da oração, da leitura pública da Palavra e o estudo pessoal da Bíblia; 2. Uma rigorosa visão dos Sacramentos dando a graça de Deus, particularmente através da presença real de Cristo na Eucaristia; 3. Uma rigorosa visão da Igreja confirmando a reivindicação de Cipriano que aquele que não tem a Igreja como sua mãe, não pode ter a Deus como seu Pai ; 4. A doutrina de salvação da graça pela fé assegurada pelos Reformadores e 1. o Conselho de Trento; 5. O verdadeiro e presente trabalho do Espírito Santo através dos dons e sinais dados aos crentes pelo serviço e testemunho como uma redescoberta durante este século pelos movimentos Pentecostais e Carismáticos. 2. Resuma a visão da IEC do Cânon da Escritura Sagrada! Resuma o seu entendimento de como o Cânon das Escrituras se desenvolveu! 212

8 OS LIVROS DO VELHO TESTAMENTO NARRATIVA: LIVROS DO RELATO DA HISTÓRIA DE ISRAEL Gënesis (História da Criação) (Família de Abraão: AC) Êxodo (Libertação: 1446 AC) Levítico (Instrução do Culto: 1445 AC) Números (Vagando pelo deserto: AC) Deuteronômio (Os últimos sermões de Moisés: 1406 AC) Josué (Conquista de Canaã: ? AC) Juízes (Anos de Apostasia: 1375? 1043 AC) 1-2 Samuel (A Monarquia estabelecida AC) 1-2 Reis (Monarquia para o cativeiro da Babilônia: AC) 1-2 Crônicas (Monarquia para o cativeiro da Babilônia: AC) Esdras (Retorno do cativeiro: AC) Neemias (Reconstrução de Jerusalém: AC) LITERATURA SABEDORIA E ADORAÇÃO: CONSELHO PRÁTICO PARA UMA VIDA RELIGIOSA Provérbios Salmos Princípios aprendidos com a experiência (período do Velho Testamento) Experiência pessoal com Deus (período do Velho Testamento) BIOGRAFIA: HISTÓRIAS DO POVO DA BÍBLIA Rute Ester (1100 AC?) (477 AC?) PROFETAS: CHAMADOS AO ARREPENDIMENTO E VISÕES DO FUTURO Isaías Jeremias Lamentações Ezequiel Daniel Oséias Joel Amós Obadias Jonas Miquéias Naum Habacuque Sofonias (Início do 8 o. Século AC) (Início do 6 o. Século AC) (Início do 6 o. Século AC) (Início do 6 o. Século AC) (Metade do 6 o. Século AC) (Metade do 8 o. Século AC) (Fins do 9 o. Século AC) (Início do 8 o. Século AC) (Período desconhecido) (Início do 8 o. Século AC) (Metade do 8 o. Século AC) (Fins do 7 o. Século AC) (Fins do 7 o. Século AC) (Fins do 7 o. Século AC) 213

9 Ageu Zacarias Malaquias (Fins do 6 o. Século AC) (Fins do 6 o. Século AC) (Início do 5 o. Século AC) FILOSOFIA: EXAMINANDO AS ÚLTIMAS PREOCUPAÇÕES DA VIDA Jó Eclesiastes Cânticos dos Cânticos Por quê o religioso sofre? (2100 AC?) Qual o significado da vida? (935 AC?) Celebrando a sexualidade, o relacionamento do casamento e apresentando a figura de Cristo e sua noiva a Igreja (925 a.c?) OS LIVROS DO NOVO TESTAMENTO Os Evangelhos: Quatro Visões da Vida de Jesus Cristo na terra - (4-33 DC) Mateus Marcos Lucas João Jesus como o Messias prometido do velho Testamento Jesus como o único para executar a obra de Deus Jesus como um ser humano ideal Jesus como o eterno Filho de Deus, se tornou homem. Narrativa: Os Primeiros Anos da Igreja de Cristo Atos A propagação da igreja através do Império Romano (33-60 DC) Epístolas: Cartas Instruindo as Novas Igrejas na Fé e na Vida Cristã, escritas entre 40 e 90 DC. Cartas de Paulo Romanos O Evangelho e a retidão. 1º Coríntios Resolvendo problemas de relacionamentos. 2º Coríntios Princípios de liderança espiritual. Gálatas Salvação só pela fé. Efésios A Igreja como o corpo vivo de Cristo. Filipenses Chaves para a alegria na vida cristã. Colossenses Explicação sobre a espiritualidade dinâmica. 1º Tessalonicenses Ministério missionário e a nossa esperança. 2º Tessalonicenses A segunda vinda de Cristo. 1º Timóteo Orientação a um jovem ministro. 2º Timóteo Orientação no trato com os falsos pregadores. Tito Orientação para outro jovem líder. Filemon Um apelo para um escravo fugitivo. 214

10 Cartas Católicas de Outros Líderes Cristãos Primitivos, que Explicam a Vida e a Fé Cristã. Hebreus Os cumprimentos sobre Cristo na fé do Velho Testamento. Tiago Vivendo uma vida de fé todos os dias. 1ª Pedro Sofrimento e submissão cristã. 2ª Pedro Escarnecedores e a segunda vinda de Cristo. 1ª João Amor e obediência na vida cristã. 2ª-3ª João Cartas pessoais de encorajamento. Judas Advertência contra falsos pregadores. O Apocalipse Revelações Uma visão histórica e apocalíptica, uma visão do Reino de Deus e um aspecto do julgamento de Deus à humanidade pecadora. O VELHO TESTAMENTO (Aliança) 39 Livros ( ) 17 Livros Nacionais: Prosa e história passada (eventos, obras divinas, narrativas, povo da Aliança) 5 O Pentateuco: Histórico (Torá ou Lei) e Legislativo: Moisés Gênesis Êxodo Levítico Números Deuteronômio. 12 Livros históricos adicionais: Anais de Canaã 9 Pré-exílio: Ocupação Israelita de Canaã: Josué Juízes Rute 1 e 2º Samuel 1 e 2 Reis 1 e 2 Crônicas. NOTA: Exílio para Babilônia de 606 a 536 AC 70 anos. 3 Pós-exílio: dispersão e ajuntamento dos remanescentes : Esdras Neemias Ester. 5 O coração do Velho Testamento: Experiência poética e pessoal (experiências, desígnios divinos, poesia, prática de convênios). Preocupações psicológicas e espirituais e demonstrativos do crescimento espiritual: Jó morte de si próprio; Salmos vida nova; Provérbios comportamento divino; Eclesiastes desejo de Deus; Cantares de Salomão comunhão com o Messias. 17 Livros Proféticos: Profecia principal e futuro secundário (expectativas, vontade de Deus, profecia, pregadores do convênio). 5 Profetas principais: Ético e messiânico. 2 Pré-exílio: Isaías e Jeremias. 215

11 1 A GRANDE PARTILHA: Lamentações divisões históricas e de posicionamento entre os profetas do pré e pós exílio. Queda de Jerusalém e dispersão dos judeus. 2 Pós-exílio: Ezequiel e Daniel. 12 Profetas secundários: Ético e predito. 9 Pré-exílio Oséias, Joel, Amós, Obadias, Jonas, Miquéias, Naum, Habacuque, Sofonias. 3 Pós-exílio Ageu, Zacarias e Malaquias. O NOVO TESTAMENTO (ALIANÇA) 27 LIVROS ( ) 5 Evangelhos e Atos: Passado histórico e fundacional (legislação): Mateus, Marcos, Lucas, João e Atos (aplicação). 9 Epístolas da Igreja Cristã: Ensino doutrina experiência (exortação) 4 Epístolas de salvação: Romanos, 1º e 2º Coríntios, Gálatas. 3 Epístolas da prisão: Efésios, Filipenses, Colossenses. 2 Epístolas do advento: 1º e 2º Tessalonicenses. 4 O Concerto entre as igrejas cristãs e as epístolas hebraico-cristãs: Pastoral 1º e 2º Timóteo, Tito, Filemon. 9 Epístolas hebraico-cristãs: Ensinamento doutrina experiência 1 Hebreus 1 Jacobeina ou Tiago 2 Petrina ou 1 e 2 Pedro 3 Joanina ou 1, 2 e 3 João 1 Judas 1 Revelação profética: O Messias vem! (expectativa) A ÁRVORE DO CONHECIMENTO Tema da Bíblia Desejo universal de redenção da raça humana encontrada pela graça de Deus em Cristo Jesus. A Bíblia contém letras, palavras, capítulos e 66 livros. O capítulo mais longo é o Salmo 119; o menor e o mediano capítulo são o Salmo 117. O versículo mediano é o de número 8 do capítulo 8 de Isaías. A expressão e aconteceu aparece vezes; a palavra Senhor,

12 vezes. O menor verso é João 11:35. Em Esdras 7:21 encontram-se todas as letras do alfabeto, com exceção da letra J. O nome de Deus não é mencionado no livro de Ester. A Bíblia contém conhecimento, sabedoria, a mente de Deus, o estado do homem, o caminho da salvação, a ruína do pecador e a felicidade do cristão. Suas doutrinas são sagradas; seus preceitos são obrigatórios, suas histórias são verdadeiras e suas decisões imutáveis. Ela contém luz para lhe guiar, alimento para mantê-lo e consolo para animá-lo. Deus estava se preparando há anos para escrever a Bíblia; foram anos escrevendo-a e tem anos de cumprimentos. A palavra garoto aparece apenas três vezes na Bíblia, e a palavra garota, apenas duas. Cristo é a chave fundamental de todo o livro. Quarenta homens trabalharam para escreve-la; ela foi escrita por doutores, fazendeiros, pescadores, reis, pastores, novos e velhos, ricos, pobres, letrados e iletrados. É como o mapa do viajante, o cajado do peregrino, a bússola do piloto e a espada do soldado. Não negligencie a sua Bíblia. Ela é uma mina de riquezas e saúde para a alma, e um rio de prazer. Se você quer uma coroa de alegria quando Jesus retornar a terra novamente, leia a sua Bíblia e conduza almas para Cristo e você terá uma grande recompensa quando Ele vier. 2Timóteo 2:15 é a chave que irá abrir o Livro Sagrado para você. Leia, ouça, guarde o que ela contém e você será feliz e próspero. Apocalipse 1:3. O VELHO TESTAMENTO A LEI 5 LIVROS O Pentateuco, Torá ou Humash (ensinamento, instrução religiosa). Este período se refere à PREPARAÇÃO para a ocupação da terra de Canaã. Gênesis: Êxodo: Levítico: Números: Deuteronômio: Destituição (ruína), supremacia. O pecado do homem, a salvação de Deus (gerações). Libertação (redenção), poder. Salvação pelo sangue/poder de Deus (saída). Dedicação (comunhão), santidade. Acesso a Deus pelo sangue (banquetes e ofertas). Direção (orientação), bondade. Salvo para servir (viagens). Disciplina (destruição), Amor. Necessidade de obediência (lei secundária). HISTÓRIA DO PRÉ-EXÍLIO 9 LIVROS Israel e Judá foram divididas em 930 AC, em Reino do Norte (Israel) e do Sul (Judá). Israel fora aniquilada pela Assíria (722 AC). Em 587 AC, a Babilônia, liderada por Nabucodonosor arrasou Judá e seu exílio durou 70 anos (2Reis 25:2-21). Os judeus foram então libertados por Ciro (um persa) em 536AC. Este período se refere à OCUPAÇÃO da terra. Josué: Possessão. A fidelidade a Deus supera e ocupa (conquista). 217

13 Juízes: Declínio. Acordo traz escravidão, a graça de Deus ainda em renovação (ciclos). Rute: Declínio. Repouso através da salvação e união entre adversidades (uma estória de amor). 1ºSamuel: Transição. Teocracia para monarquia. Melhor é não pecar (Samuel e Saul). 2º Samuel: Confirmação. Davi sobrepuja Saul. Seu pecado lhe descobrirá (Davi). 1º Reis: Rompimento. As doze tribos se separam: Israel (Norte) 19 reis, todos maus. Tribos de Jeroboão. Judá (Sul) 20 reis, 8 bons. Duas tribos de Roboão. Privilégio abusivo traz desastre. Deus é governante e soberano. Precaução sobre os ídolos (Salomão e a divisão). História sobre o ponto de vista do homem. 2º Reis: Dispersão. Israel pela Assíria (722 AC); Judá pela Babilônia (587 AC). O Pecado traz o julgamento, mas o Decreto de Ciro (536 AC) Zorobabel traz cerca de para casa. História sobre o ponto de vista do homem. 1º e 2ºCrônicas: Recapitulação. Olhe pra trás e aprenda. A resposta de Deus é fator determinante na história de uma nação (editorial). História sobre o ponto de vista de Deus. HISTÓRIA DO PÓS-EXÍLIO 3 LIVROS Este período se refere à desapropriação da terra. Esdras: Neemias: Ester: Restauração. Sempre há um caminho de volta ao arrependimento (templo e povo). Reconstrução. A fé pode reconstruir os muros que o pecado destrói. Artaxerxes (445 AC). Preservação. De Xeres ( Ahasuerus rei persa). Deus da obscuridade (rainha). POÉTICOS 5 LIVROS Coração/ experiência/ exortação. Problema espiritual se resolvendo em Cristo. Jó: Morte da própria vida em Cristo. Como sofrer (soberania). Salmos: A nova vida em Cristo. Como orar (adoração). Eclesiastes: Ponha sua afeição em Cristo. A vida é vazia sem Cristo (vaidade). Cantares de Salomão: Comunhão com Cristo. Como amar (amor no casamento) 218

14 PROFECIA 17 LIVROS EXPECTATIVA Profetas Maiores 5 Livros Isaías: Deus controla. Deus rege toda a história. Profeta do Filho (lamentação e glória). Jeremias: Deus vinga. Deus traz amor e ódio. Profeta do Pai (faixa corrompida). Lamentações: A grande divisão entre o pré e o pós-exílio. Jerusalém cai (lágrimas). Ezequiel: Deus predomina. Deus controla o poder terreno. Profeta do Espírito (ossos secos). Daniel: Deus vê adiante. Soberania universal de Deus (sonhos). PROFETAS MENORES 12 LIVROS Oséias: O amor imensurável. Restaurando apóstatas (meretriz). Joel: Deus que apela sem castigar. Importância do arrependimento (gafanhotos). Amós: Deus que recompensa o admoestado. Pecado nacional traz julgamento nacional (fila absoluta). Obadias: Deus que julga. Período de orgulho e anti-semitismo (guardião do irmão). Jonas: Deus que poupa pecadores arrependidos. Deus dos gentios. Profeta indisposto (peixe). Miquéias: Deus que castiga ao invés de abençoar. Ira de Deus pela injustiça e o ritual (dia no tribunal). Naum: Deus que nunca é enganado ou escarnecido. Terrível julgamento ao apóstata (dilúvio). Habacuque: Deus que justifica o íntegro. Consistência na visão do mal (sentinela). Sofonias: Deus que vinga o abuso de privilégios. Deus é vingador (Dia do Senhor). Ageu: Deus que restaura as bênçãos perdidas. Deus prioridade na vida e no serviço eclesiástico (templo). Zacarias: Deus que retorna com novas misericórdias. O cuidado de Deus com o Seu povo (Messias). Malaquias: Deus que ainda diz: Fazei prova de mim agora!. Trazei todos o dízimos (corações de pedra). 400 ANOS ENTRE O VELHO E O NOVO TESTAMENTO (PERÍODO INTERTESTAMENTÁRIO) 219

15 Antigo Testamento Expectativa Antecipação Desejo A Necessidade Humana O MESSIAS Ofício Função Passagem Referência Cumprimento Profeta Revelar por causa da cegueira Moisés Dt. 28:18 Oratória e escrita dos profetas O Senhor Jesus Cristo (O Messias) Senhor Designação divina Autosuficiente, abençoador, inventor, Deus Mestre, Supremo na Autoridade Sacerdote Representar as dívidas do pecador Aarão Hb. 5:15 Levítico Jesus Designação Humana Jesus é salvação, O que cura, a totalidade. Rei Para reger devido a teimosia. Davi 2Sam. 7:12-17 Reinado de Davi e Salmos Ofício e título oficial: Messias, O Ungido. Judeu Nativo, descendentes de Judá Hebreu Eber, Filho de Sem. Família, língüística. Israelita Descendente de Jacó. Membro da Teocracia 220

16 Novo Testamento Realização Comprometimento Satisfação A Divina Providência Ofício Época Referência Profeta Passado Lc. 7:16 Os Evangelhos Sacerdote Presente Hb. 4:14-16 O livro de Atos e as Epístolas Rei Futuro Ap.11:15; 12:10; 19:16 Uma nota dos Evangelhos e Atos. (At. 1:8) Apocalipse Mateus: com Atos 1-7: para os Judeus (testemunha em Jerusalém). Cristo o Rei pleno (leão). Roxo (Êx. 36:35). Marcos: com Atos 8-12: para os Romanos (testemunha na Judéia e Samaria).Cristo o servo (boi). Vermelho (Êx. 36:35). Lucas: com Atos 13-28: para os Gregos (testemunha na Judéia e Samaria). Cristo o homem ideal (homem). Branco (Êx. 36). Promessa do Espírito. O Salvador. João: com todos os Atos: para toda a igreja universal (testemunha para a maioria). Cristo é Deus (águia). Azul. Segunda Vinda. Eternidade. Aquele que batiza. CRISTO E AS ESCRITURAS Cristo se refere ao Velho Testamento em Lucas 24:44 (A Lei, Torá, Profetas e os Salmos). Cristo se refere ao Novo Testamento em João 14:26 (... o Espírito enviará = Evangelhos); João 16:13 (... vos guiará = Epístolas); João 16:13 (... as coisas vindouras = Revelação). História 4 Livros / Os Evangelhos - 4 a.c 30 d.c Legislativo. Cristo nosso Profeta. Mateus: Marcos: O Messias Rei. O Cordeiro. Para o Judeu (Rei). O Messias servo. O Leão. Para os Romanos (Servo). 221

17 Lucas: João: A PESSOA ideal. O Homem c/ cabeça de boi. Para o Grego (Pessoa). O Eterno Filho de Deus. A Águia. Para o mundo (Deus). HISTÓRIA 1 LIVRO Atos: Palavra concernente as OBRAS da ascensão do Senhor Jesus, o Messias (Obras). EPÍSTOLAS DA IGREJA CRISTÃ 9 LIVROS / EXORTAÇÃO Epístolas de Salvação: Romanos: O Evangelho e a mensagem. Justificação pela fé (pago por completo). 1ª Coríntios: O Evangelho e o Ministério. A cruz e o domínio de Cristo (espancamento dos santos). 2ª Coríntios: O Evangelho e os ministros. Ética e desempenho (anatomia de um apóstolo). Gálatas: O Evangelho e os mutiladores. Cristo liberta do legalismo (incontinenti). Epístolas da Prisão: Efésios: Filipenses: Colossenses: Epístolas do Advento: O Evangelho e as Divindades: A Igreja e o Corpo de Cristo. Teólogo (construção do corpo). O Evangelho e as coisas terrestres: Unidade cristã. Santo/amigo (feliz, entretanto humilde). O Evangelho e os filósofos: Glória/dignidade de Cristo. Apologista (comandante chefe). 1ª Tessalonicenses: O Evangelho e a ESPERANÇA das igrejas: A vinda de Cristo (permanecer no objetivo). 2 Tessalonicenses: O Evangelho e o anti-cristo (trabalhe enquanto espera) O CONCERTO EXORTAÇÃO Epístolas Hebraico-Cristãs 9 Livros / Exortação Hebreus: Tiago: Firmeza. Visão correta de Cristo cura a heresia (leite para carne). Trabalho ético. Salvação provada por nossos atos (medida de fé). 1ª Pedro: Sofrendo pacientemente / alegremente para a glória de Deus (dor com um propósito). 222

18 2ª Pedro: Pureza / lealdade nos dias de apostasia e corrupção (veneno nos bancos das igrejas). 1ª João: Companheirismo com Deus é alegria, vitória assegurada (barômetro de companheirismo). 2ª João: A verdade deve ser recebida e obedecida a todo custo (coragem à porta). 3ª João: Serviço de hospitalidade e o perigo de líderes arrogantes (abra a porta). Judas: Apocalipse: Preservar-se e manter a fé e a lealdade (acorde para Cristo). Triunfo através de Cristo o nosso Rei! Expectativa (acontecimentos da Vinda). UMA TABELA DESCREVENDO OS LIVROS DO ANTIGO TESTAMENTO RECONHECIDOS COMO CANÔNICOS POR DIVERSAS IGREJAS CRISTÃS. (COM ANOTAÇÕES E COMENTÁRIOS) Definições: Em discussões sobre os apócrifos, é importante notar como as várias igrejas definem as palavras e os termos. Igrejas diferentes podem usar a mesma palavra, mas o significado final pode ser de coisas diferentes ao da palavra. Sendo este o caso, uma breve lista de definições será anunciada a seguir. APÓCRIFO significa coisas que estão ocultas. Para os Protestantes, incluindo Anglicanos e Luteranos, esta palavra se refere à lista completa de 7 a 15 livros (dependendo da numeração) encontrados isolados (nas Bíblias que os contêm), seja no Velho ou Novo Testamento ou após o Novo Testamento. Para os Católicos Romanos, esta palavra se refere a I e II Esdras e à Súplica de Manassés, bem como outras numerosas obras palestinas ou Alexandrinas de valores variados e que não são considerados como parte do Cânon. DEUTEROCANÔNICO significa acrescentado posteriormente ao cânon. Os Protestantes não usam este termo. Os Católicos Romanos usam este termo para se referirem à maioria dos livros cujo termo Protestante é Apócrifo. Para os Cristãos Católicos Romanos não há diferença na autoridade dos livros Deuterocanônicos e os livros Protocanônicos. Os Cristãos Ortodoxos Orientais usam este termo essencialmente da mesma forma que os Católicos Romanos, embora se referindo um pouco diferente da lista de livros. Contudo, para os Cristãos Ortodoxos Orientais, apesar destes 223

19 livros serem considerados Escrituras, surgem questões que eles consideram do mesmo valor de autoridade dos livros Protocanônicos. PSEUDOEPIGRAFIA significa falsas escritas. Os Cristãos Protestantes usam este termo para descrever vários livros que são usados pelos Católicos Romanos como apócrifo (com exceção de I e II Esdras, e a Súplica de Manassés), que ambos, Católicos e Protestantes, consideram apócrifos. Como notamos previamente, os Católicos Romanos têm freqüentemente usado o termo apócrifo da mesma forma que os Protestantes usam para pseudoepigrafia. Contudo, nas escritas escolares, os autores Católicos Romanos seguem freqüentemente o uso protestante deste termo. CONFUSÃO NO NOME DO LIVRO DE ESDRAS No uso Católico Romano, Ezra, Esdras ou ocasionalmente I Esdras geralmente se refere ao livro protocanônico de Esdras Neemias ou ocasionalmente II Esdras se refere ao livro protocanônico de Neemias I Esdras (apêndice da lista de Trento) se refere ao livro apócrifo de I Esdras e II Esdras (apêndice da Lista de Trento) se refere ao livro apócrifo de II Esdras. Na lista Grego Ortodoxa, Ezra se refere ao livro protocanônico de Ezra Neemias se refere ao livro protocanônico de Neemias, e I Esdras se refere ao livro deuterocanônico de I Esdras. Na lista Russa Ortodoxa, I Esdras se refere ao livro protocanônico de Ezra ; Neemias refere-se ao livro protocanônico de Neemias; II Esdras se refere ao livro deuterocanônico conhecido pelos Católicos Romanos e Protestantes como I Esdras; e III Esdras, refere-se ao livro DEUTEROCANÔNICO conhecido como II Esdras. Na tradição Clássica Anglicana, I Esdras se refere ao livro canônico de Ezra II Esdras se refere ao livro canônico de Neemias III Esdras se refere ao livro apócrifo I Esdras e IV Esdras, se refere ao livro apócrifo de II Esdras. 224

20 Anglicanismo Clássico Luteranismo Clássico Protestantismo Evangélico Gênesis Gênesis Gênesis Êxodo Êxodo Êxodo Levítico Levítico Levítico Números Números Números Deuteronômio Deuteronômio Deuteronômio Josué Josué Josué Juízes Juízes Juízes Rute Rute Rute I Samuel I Samuel I Samuel II Samuel II Samuel II Samuel I Reis I Reis I Reis II Reis II Reis II Reis I Crônicas I Crônicas I Crônicas II Crônicas II Crônicas II Crônicas I Esdras Ezra Ezra II Esdras Neemias Neemias Ester Ester Ester Jó Jó Jó Salmos Salmos Salmos Provérbios Provérbios Provérbios Eclesiastes ou Pregador Eclesiastes Eclesiastes Cânticos ou Cantares de Salomão Cantares de Salomão Cantares de Salomão Isaías Isaías Isaías Jeremias Jeremias Jeremias 225

21 Ezequiel Lamentações Lamentações Daniel Ezequiel Ezequiel Oséias Daniel Daniel Joel Oséias Oséias Amós Joel Joel Obadias Amós Amós Jonas Obadias Obadias Miquéias Jonas Jonas Naum Miquéias Miquéias Habacuque Naum Naum Sofonias Habacuque Habacuque Ageu Sofonias Sofonias Zacarias Ageu Ageu Malaquias Zacarias Zacarias Malaquias Malaquias III Esdras IV Esdras Tobias Judite O Descanso de Ester Sabedoria Jesus o Filho de Sirach Baruque o Profeta A Canção das 3 Crianças A História de Susana 226

22 De Bel e o Dragão A Súplica de Manassés I Macabeus II Macabeus NOTAS Os livros em negrito são aceitos como deuterocanônicos por ambas as tradições, Católica Romana e Ortodoxa. I e II Esdras e a Súplica de Manassés, também em itálicos, não são considerados partes nem das Escrituras protocanônicas nem deuterocanônicas pelos Católicos Romanos. Em alguma edição da Bíblia Católica Romana, eles aparecem como apêndices, em seguida ao Novo Testamento. O Luteranismo nunca fez um pronunciamento oficial sobre a canonicidade dos livros em questão. Diferenças de opiniões existem em diversos ramos do Luteranismo, assim como dentro de algumas denominações Luteranas. Algum uso foi feito dos textos disputados em leituras letivas. Muito embora Lutero não estivesse conformado com tais escritas, não obstante ele as traduziu e escreveu o prefácio de muitas delas. A maioria do Protestantismo Evangélico, incluindo os Pentecostais e o Cristianismo Carismático independente, tem rejeitado a canonicidade dos livros disputados. Tal rejeição alcançou uma mera distinção entre as Escrituras Protestantes e outros livros eclesiásticos encontrados na Confissão de Fé Francesa, de 1559, artigos III e IV; e o Credo Belga, de 1561, artigos IV, V, e VI; para completar a rejeição foi encontrada nos Artigos da Religião, da Igreja Episcopal Reformada, de 1875, artigo V; e também nos Artigos da Religião Metodista, de 1784, listado no Velho Testamento Protestante e não faz qualquer menção aos referidos livros. Na tradição Anglicana, bem como mais adiante nos Artigos da Religião, artigo VI, dá-se a seguinte definição dos livros listados: e os outros Livros (como disse Hierome) a Igreja lê como exemplo de vida e instrução de modos; mas ainda não os aplica para estabelecer qualquer doutrina; eles são os seguintes: O Terceiro Livro de Esdras, o Livro de Descanso de Ester, o Quarto Livro de Esdras, o Livro de Sabedoria, o Livro de Tobias, Jesus o Filho de Sirach, o Livro de Judite, a Súplica de Manassés, a História de Susana, o Primeiro Livro dos Macabeus, de Bel e o Dragão e o Segundo Livro dos Macabeus. 227

23 LIÇÃO 32 POR QUÊ GÊNESIS É CONSIDERADO A ORIGEM DA BÍBLIA? A palavra Gênesis significa origem e a primeira palavra na Bíblia é traduzida como no começo. Gênesis é a origem da Palavra de Deus naquele que é um relato da Sua criação, do fracasso humano e da divina providência. Em todos os casos do fracasso humano Ele satisfaz as necessidades da humanidade com promessas de graça soberana. O fracasso humano sob todas as condições foi refutado pela salvação de Deus. Em Gênesis vemos o começo do mundo, da raça humana, o pecado, a promessa de redenção, os relacionamentos familiares, a civilização, as nações do mundo, a raça hebraica e o Convênio do sangue de Deus. Como este é um livro de começos, toda revelação futura está alicerçada nas verdades bíblicas encontradas em Gênesis. Gênesis é dividida em duas partes principais. A primeira (1-11) dá um relato geral da história da humanidade até a Dispersão da Torre de Babel. A Segunda parte representa o início da história de Israel até a morte e o sepultamento de José (12-50). Há cinco personagens principais trazidos na sucessão sob o nosso conhecimento deste livro e ao redor destas pessoas a história dos sucessivos períodos está agrupada. São eles: Adão (1-3), Noé (4-9), Abraão (10-25:18), Isaque (25:19-35:29) e Jacó (36-50). 1.Liste e resuma algumas das principais doutrinas que tiveram seus inícios em Gênesis. Termos para identificar e definir: 1. Gênesis 2. Genealogia 3. Semente de Abraão 4. O Dilúvio 5. A Torre de Babel 6. A Queda do Homem Leia estas escrituras proféticas e conte como cada uma profetiza sobre Cristo. Gn. 3:15 Gn. 12:3 Gn. 22:18 Gn. 18:18 Gn. 28:14 Gn. 49:10 228

24 (Testemunhos No. 15) Saibam todos e para todo o povo de Israel, que em nome de Jesus Cristo de Nazaré, que foi crucificado, e a quem Deus deu poder de se levantar dentre os mortos, por Ele se levanta em sua presença, e por nenhum outro. Esta é a pedra que foi desprezada pelos edificadores, e que se tornou a pedra da esquina. Porque não há outro nome dado entre os homens na terra, pelo qual nós possamos ser salvos. Esta é a pedra, em Gênesis, que Jacó colocou sobre sua cabeça, porque o cabeça dos homens é Cristo; e quando ele dormiu, viu uma escada que alcançava o céu, onde o Senhor foi colocado, e anjos subiam e desciam. E esta pedra designava Cristo como consagrado e ungido com o sacramento da unção. (Cipriano: CICÍLIO, NO SACRAMENTO DO CÁLICE DO SENHOR) 3. Também encontramos em Gênesis, a respeito do sacramento com Noé, esta mesma coisa que foi para eles um precursor e uma figura da paixão do Senhor; porque ele bebeu vinho e ficou bêbado; porque ele ficou nu em sua casa, e porque ele se deitou e suas coxas estavam nuas e expostas; porque a nudez do pai foi vista pelo segundo filho, e foi contada no estrangeiro, mas fora coberto pelos dois, o mais velho e o mais novo; e outros assuntos que não são necessários mencionar, pois isso é suficiente para nós abraçarmos somente, que Noé, estabelecia um tipo de verdade futura, porque não bebia água, mas vinho, e deste modo expressava a figura da paixão do Senhor. (Cipriano: CICÍLIO, NO SACRAMENTO DO CÁLICE DO SENHOR) 4. Também no sacerdócio de Melquisedeque, vemos prefigurado o sacramento do sacrifício do Senhor, de acordo com o que as divinas Escrituras testificam, e que diz, E Melquisedeque, Rei de Salém, trouxe para fora pão e vinho. Agora ele era um sacerdote do Deus Todo Poderoso, e abençoou Abraão. E que Melquisedeque prefigurou um tipo de Cristo, pois o Espírito Santo declarou em Salmos, falando da pessoa do Pai para o Filho: Antes da estrela da manhã eu te gerei; tu serás um sacerdote para sempre, depois da ordem de Melquisedeque ; que a ordem é assegurada desde que venha do sacrifício e através da descendência; que ele ofertou pão e vinho; que ele abençoou Abraão. Para aquele que é mais um sacerdote do Deus todo poderoso do que nosso Senhor Jesus Cristo, que ofereceu um sacrifício a Deus, o Pai, aquelas mesmas coisas que Melquisedeque tinha oferecido, que eram pão e vinho, para a graça do Seu corpo e Seu sangue? E com respeito a Abraão que foi abençoado antes de ter pertencido ao nosso povo. Por isso Abraão acreditava em Deus, e era contado com um justo diante dele, e qualquer um que acredite em Deus pela fé é considerado justo, e já está abençoado num Abraão fervoroso e desta maneira é justificado; assim como o abençoado apóstolo Paulo quando disse Abraão cria em Deus, e foi considerado por ele como um justo. E é sabido então, que aqueles que estão na fé, estes são os filhos de Abraão. Mas a escritura previa que Deus justificaria os gentios através da fé, pronunciando diante de Abraão que todas as nações seriam abençoadas nele; por essa razão, aqueles que estão na fé serão abençoados com a lealdade de Abraão. Onde no Evangelho nós encontramos que os filhos de Abraão se elevarão das pedras, isto é, serão recolhidos dos Gentios. E quando o Senhor exaltou a Zaqueu, Ele respondeu e disse Este é o dia que a salvação vem 229

25 para esta casa, porquanto ele também é um filho de Abraão. Em Gênesis, portanto, que a bênção em respeito de Abraão por Melquisedeque o sacerdote, possa ser devidamente celebrada, a figura do sacrifício de Cristo precede, a saber, como ordenado no pão e no vinho; que coisa o Senhor vem concluindo e cumprindo, ofereceu pão e o cálice misturado com vinho, e assim Ele é a plenitude da verdade cumprida, a verdade da imagem prefigurada. (João Crisóstomo: Homilia No. 23) Por isso, até mesmo de um, todos cresceram como as estrelas do céu e as areias das praias. Por isso (disse ele) até mesmo de um eles todos cresceram. Aqui ele não apenas diz que ela descobriu (uma criança), mas que ela também se tornou a mãe de muitos mesmo sem ter um útero frutífero (São as mães de). Todas as estrelas, Ele diz. Como pode ele contar freqüentemente, embora tivesse afirmado que assim como as estrelas do céu não podem ser contadas, da mesma forma com a vossa semente? (Gên. 15:5). Ele se referia ao excesso ou mais (fala) daqueles que estariam continuamente nascendo. Se isto é possível, diga-me, para numerar os antepassados deles de uma família como aquela, filho de uma como aquela outra, e o filho de uma outra? Mas aqui estão as promessas de Deus, tão sabiamente arranjados são os seus cometimentos. 230

26 LIÇÃO 33 POR QUE AS GENEALOGIAS SÃO IMPORTANTES? (O QUE ELAS REVELAM?). As genealogias encontram-se presentes no Antigo Testamento desde o quarto capítulo do livro de Gênesis. Vários registros de linhagens familiares são referidos de forma bastante significativa na historia do Antigo Testamento, como Números 1:19-49 e Esdras 8. O autor das Crônicas nos oferece vários registros genealógicos (I Crônicas 1-9). As genealogias ocorrem de diversas formas. Por exemplo, em uma genealogia linear, é apontada uma pessoa em cada geração, costumeiramente um pai, um filho, um neto, etc. Em uma genealogia segmentada, registra-se diversas pessoas de, no mínimo, da primeira geração até as gerações subseqüentes, geralmente os filhos de um pai, os filhos de cada filho, e os filhos da próxima geração, etc. A Genealogia Descendente começa com um familiar e aponta a próxima geração. A Genealogia Ascendente começa com o nome do ultimo membro de uma família e traçam uma linha ancestral através dos pais, os avós, os bisavôs, etc, até chegar ao ancestral original daquela família, clã ou nação. Uma Genealogia Linear procura mostrar se uma pessoa mencionada por ultimo em uma linha genealógica possui o legitimo direito a uma posição ou a uma honraria dentro de um determinado grupo. Em seu propósito de apresentar provas legitimas, as genealogias descrevem não apenas relações de parentesco, mas também relações geográficas, sociais, econômicas, religiosas e políticas. A BÍBLIA MOSTRA PELO MENOS NOVE FUNÇÕES ONDE A GENEALOGIA PODE SER APLICADA: 1. Demonstra as relações e as diferenças entre Israel e as outras nações (Gênesis 10). 2. Demonstra a unidade e a coerência de Israel (Êxodo 1:1-5) ou de todas as nações (Gênesis 10). 3. Constrói uma ponte histórica que conecta Israel, através de diferentes períodos, com cada uma das narrativas disponíveis (I Crônicas 1-9). 4. Revela um padrão de ciclos na historia do mundo (Mateus 1:1-17). 5. Descreve funções militares (Números 1:5-16). 6. Mostra o direito de uma pessoa, ou de um grupo, a um determinado oficio ou função (I Crônicas 6; 24-26). 7. Preserva a pureza de uma nação (ver Esdras 10). 8. Cria um senso de unidade e continuidade nacional em épocas de desespero (I Crônicas 5). 231

27 9. Mostra a direção de Deus através do movimento da historia (Gênesis 4; 5; 11:10-32; I Crônicas 1-9). Observe os seguintes versículos em sua Bíblia. O que você compreende de cada uma dessas genealogias? 1. Gênesis 4 2. Números 1: I Crônicas - Cap. 1 a 9 4. Mateus 1: Lucas 3:23-38 AS GENEALOGIAS Mateus inicia seu Evangelho traçando a linhagem genealógica de Jesus, desde Abraão, passando pelo Rei Davi. Lucas também inclui uma genealogia que remonta a Adão e a Deus (3: 23-38). A relação entre estes dois registros não e clara, apesar do evidente enfoque messiânico e a questão da salvação da humanidade. Hebreus 7:3-6 aponta o fato de Melquisedeque ter sido um Sacerdote sem ter uma genealogia. Isto o coloca fora da linha sacerdotal judaica. Existe uma profunda, porém simples verdade, introduzida em Gênesis. Quando o Pai planejou sua criação, Ele plantou uma semente. O povo de Israel se 232

Aula 02 1.8 Divisão da Bíblia e livros a) Como os livros foram reconhecidos e aceitos? padrão regra de fé II Pedro 3:15~16

Aula 02 1.8 Divisão da Bíblia e livros a) Como os livros foram reconhecidos e aceitos? padrão regra de fé II Pedro 3:15~16 1.8 Divisão da Bíblia e livros Velho Testamento 39 livros Novo Testamento 27 livros 40 escritores diferentes Período de 1600 anos para ser escrita a Bíblia, (aprox. entre 1500 a.c. e 100 d.c.) a) Como

Leia mais

Objetivo: Compreender o que é a Bíblia e como foi organizada.

Objetivo: Compreender o que é a Bíblia e como foi organizada. Capítulo 1: A Bíblia e Como ela foi Organizada Objetivo: Compreender o que é a Bíblia e como foi organizada. Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção

Leia mais

conheça sua Bíblia Estudos Panorâmicos no AT e NT TODA QUINTA-FEIRA - DAS 19H30 ÀS 21H - RUA JOSÉ ALVES GUEDES, 1332 - JD. SONIA JAGUARIÚNA/SP

conheça sua Bíblia Estudos Panorâmicos no AT e NT TODA QUINTA-FEIRA - DAS 19H30 ÀS 21H - RUA JOSÉ ALVES GUEDES, 1332 - JD. SONIA JAGUARIÚNA/SP TODA QUINTA-FEIRA - DAS 19H30 ÀS 21H - RUA JOSÉ ALVES GUEDES, 1332 - JD. SONIA JAGUARIÚNA/SP A! Uma grande biblioteca 66 livros Escritos por cerca de 40 homens Em um período de 1600 anos Livros agrupados

Leia mais

Introdução. à Bíblia

Introdução. à Bíblia Introdução à Bíblia Pr. Kenneth Eagleton Escola Teológica Batista Livre (ETBL) Campinas, SP 2012 1 Quarta Lição Estrutura da Bíblia A Bíblia é, na verdade, mais que um só livro: é uma coleção de 66 livros

Leia mais

A BÍBLIA. Bíblia: do grego Biblion = Livro, Livro por excelência

A BÍBLIA. Bíblia: do grego Biblion = Livro, Livro por excelência Conhecendo a Bíblia A BÍBLIA Bíblia: do grego Biblion = Livro, Livro por excelência Divisão em capítulos: Stephen Langton, em 1227 e Cardeal Hugo de Sancto Caro, por volta de 1260. Divisão por versículos:

Leia mais

A BÍBLIA. Leituras - 2 Tm 3.10-17; Sl 19, 119.105-112; Is 40.1-11

A BÍBLIA. Leituras - 2 Tm 3.10-17; Sl 19, 119.105-112; Is 40.1-11 A BÍBLIA Leituras - 2 Tm 3.10-17; Sl 19, 119.105-112; Is 40.1-11 DIVISÃO E CONTEÚDO A palavra "bíblia" vem do grego bíblia, plural de biblion, que traduzido quer dizer "grupo de "livros". Desta forma a

Leia mais

PRIMEIRA SEQÜÊNCIA: INTRODUÇÃO À BÍBLIA. Obter um conhecimento geral dos fundamentos bíblicos

PRIMEIRA SEQÜÊNCIA: INTRODUÇÃO À BÍBLIA. Obter um conhecimento geral dos fundamentos bíblicos PRIMEIRA SEQÜÊNCIA: INTRODUÇÃO À BÍBLIA TEMPO NECESSÁRIO: Duas semanas OBJETIVO: Obter um conhecimento geral dos fundamentos bíblicos A Primeira Seqüência é para quem está começando a ler a Bíblia. Três

Leia mais

A SAGRADA ESCRITURA. Por Marcelo Rodolfo da Costa

A SAGRADA ESCRITURA. Por Marcelo Rodolfo da Costa A SAGRADA ESCRITURA Por Marcelo Rodolfo da Costa A palavra bíblia é de origem grega do termo "biblion" que no plural significa "livros". Logo a bíblia é uma coleção de livros. Ela surge no meio de um oriente,

Leia mais

Uma biblioteca composta de 66 livros. 1.1 O significado da Palavra Bíblia

Uma biblioteca composta de 66 livros. 1.1 O significado da Palavra Bíblia Aula 1 10/09/2014 Uma biblioteca composta de 66 livros 39 antigo testamento 27 novo testamento 1.1 O significado da Palavra Bíblia Grego = Livros ou coleção de pequenos livros João Crisostomos disseminação

Leia mais

Panorama do Antigo Testamento INTRODUÇÃO. Aula 1 IBCU

Panorama do Antigo Testamento INTRODUÇÃO. Aula 1 IBCU Panorama do Antigo Testamento INTRODUÇÃO Aula 1 IBCU Estrutura do Curso 1. Introdução (09.03) 2. O Pentateuco (16.03) 3. Livros Históricos Parte 1 (23.03) 4. Livros Históricos Parte 2 (30.03) 5. Livros

Leia mais

CONHECENDO A BÍBLIA APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS. Volume 01 de 07

CONHECENDO A BÍBLIA APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS. Volume 01 de 07 CONHECENDO A BÍBLIA APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 01 de 07 2 A Bíblia é a Palavra de Deus. É através dela que Deus fala aos nossos corações. A Bíblia também é conhecida como As Escrituras

Leia mais

INTRODUÇÃO À BÍBLIA Revisão aula 1

INTRODUÇÃO À BÍBLIA Revisão aula 1 I NTRODUÇÃO À BÍ BLI A Revisão aula 1 INTRODUÇÃO À BÍBLIA Revisão aula 1 A BÍBLIA... UM CONJUNTO DE 66 LIVROS, COMEÇOU A SER ESCRITO HÁ MAIS OU MENOS 3500 ANOS, DEMOROU QUASE 1600 ANOS PARA SER CONCLUÍDO,

Leia mais

Bíblia, sua importância em minha vida

Bíblia, sua importância em minha vida Bíblia, sua importância em minha vida Bíblia, sua importância em minha vida 2 Timóteo 3:16-17 16 Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação

Leia mais

Panorama do Antigo Testamento. Escola Bíblica IECI 1º Semestre de 2015 Aula 7

Panorama do Antigo Testamento. Escola Bíblica IECI 1º Semestre de 2015 Aula 7 Panorama do Antigo Testamento Escola Bíblica IECI 1º Semestre de 2015 Aula 7 RECAPITULAÇÃO - AT RECAPITULAÇÃO - AT RECAPITULAÇÃO - AT CRONOLOGIA DO AT CRONOLOGIA DO AT 1. Da criação a Abraão (criação 2000

Leia mais

Eis que tudo se fez novo (aluno)

Eis que tudo se fez novo (aluno) Eis que tudo se fez novo (aluno) Índice 01 A Bíblia 02 O ser humano e seu relacionamento com Deus 03 A garantia da salvação 04 Quem é Jesus Cristo 05 O Espírito Santo 06 A Oração 07 As tentações e o pecado

Leia mais

O CÂNON Sagrado compreende 46 Livros no ANTIGO TESTAMENTO e 27 Livros no NOVO TESTAMENTO.

O CÂNON Sagrado compreende 46 Livros no ANTIGO TESTAMENTO e 27 Livros no NOVO TESTAMENTO. Ao contrário do que parece à primeira vista, a Bíblia não é um livro único e independente, mas uma coleção de 73 livros, uma mini biblioteca que destaca o a aliança e plano de salvação de Deus para com

Leia mais

1. LEI 5 livros. 2. HISTÓRIA 12 livros. 3. POESIA 5 livros. 4. PROFETAS MAIORES 5 livros. 5. PROFETAS MENORES 12 livros

1. LEI 5 livros. 2. HISTÓRIA 12 livros. 3. POESIA 5 livros. 4. PROFETAS MAIORES 5 livros. 5. PROFETAS MENORES 12 livros LIÇÃO 4 Os Livros do Velho Testamento Ler o Velho Testamento é o mesmo que ler qualquer outro livro antigo, comentou um jovem que se juntara recentemente ao nosso grupo de estudo da Bíblia. No entanto,

Leia mais

Um Catecismo Batista Livre

Um Catecismo Batista Livre Um Catecismo Batista Livre Paul V. Harrison* A palavra mais comum no Novo Testamento traduzida como ensinar é a palavra grega didasko, do qual se deriva a palavra didática. Outra palavra grega traduzida

Leia mais

PLANO DE LEITURA DA BÍBLIA

PLANO DE LEITURA DA BÍBLIA PLANO DE LEITURA DA BÍBLIA Este plano de leitura foi planejado para a leitura completa da Palavra de Deus em um ano, entretanto, você pode ler no ritmo que desejar. Se tiver mais tempo diário, faça a leitura

Leia mais

Ficha técnica 2010 por Igreja Batista Central de Fortaleza Proibida a reprodução por quaisquer meios, salvo em breves citações, com indicação de

Ficha técnica 2010 por Igreja Batista Central de Fortaleza Proibida a reprodução por quaisquer meios, salvo em breves citações, com indicação de Ficha técnica 2010 por Igreja Batista Central de Fortaleza Proibida a reprodução por quaisquer meios, salvo em breves citações, com indicação de fonte Supervisão editorial: Pr. José Edson Cardoso Coordenação

Leia mais

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade.

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade. A Palavra de Deus 2 Timóteo 3:16-17 Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. 17 E isso

Leia mais

Livros Históricos. Recapitulação

Livros Históricos. Recapitulação Livros Históricos Recapitulação Em nosso Cânon, os livros históricos são doze: Josué, Juízes, Rute, 1 e 2 Samuel, 1 e 2 Reis, 1 e 2 Crônicas, Esdras, Neemias e Ester. Autoria: São anônimos Compiladores:

Leia mais

Panorama do Antigo Testamento. Escola Bíblica IECI 1º Semestre de 2015 Aula 6

Panorama do Antigo Testamento. Escola Bíblica IECI 1º Semestre de 2015 Aula 6 Panorama do Antigo Testamento Escola Bíblica IECI 1º Semestre de 2015 Aula 6 Divisão Mais Usual PENTATEUCO HISTÓRICOS POÉTICOS Maiores PROFÉTICOS Menores Gn Ex Lv Nm Dt Js Jz Rt 1 Sm 2 Sm 1 Re 2 Re 1 Cr

Leia mais

Diferença entre a Bíblia Católica e a Protestante

Diferença entre a Bíblia Católica e a Protestante Diferença entre a Bíblia Católica e a Protestante Hugo Goes A Bíblia é formada por duas partes: o Antigo Testamento e o Novo Testamento. Em relação ao Novo Testamento, não há nenhuma diferença entre a

Leia mais

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado LIÇÃO 1 - EXISTE UM SÓ DEUS 18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado A Bíblia diz que existe um único Deus. Tiago 2:19, Ef. 4 1- O Deus que Criou Todas as coisas, e que conduz a sua criação e

Leia mais

As Divisões da Bíblia

As Divisões da Bíblia As Divisões da Bíblia A palavra "Bíblia" vem do grego bíblia, plural de bíblion, "livros". Desta forma podemos entender que a Bíblia realmente é uma coleção de muitos livros. Esses livros estão divididos

Leia mais

A Unidade de Deus. Jesus Cristo é o Único Deus. Pai Filho Espírito Santo. Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz?

A Unidade de Deus. Jesus Cristo é o Único Deus. Pai Filho Espírito Santo. Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz? A Unidade de Deus Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz? Vejamos a seguir alguns tópicos: Jesus Cristo é o Único Deus Pai Filho Espírito Santo ILUSTRAÇÃO Pai, Filho e Espírito

Leia mais

ASSEMBLÉIA DE DEUS MINISTÉRIO DE MADUREIRA Cristologia

ASSEMBLÉIA DE DEUS MINISTÉRIO DE MADUREIRA Cristologia ASSEMBLÉIA DE DEUS MINISTÉRIO DE MADUREIRA Cristologia Pr. Erivelton Rodrigues Nunes Tema Indo Jesus para as bandas de Cesaréria de Felipe, perguntou a seus discípulos: Quem diz o povo ser o Filho do

Leia mais

Introdução à Bíblia lição 7. VII. compilação

Introdução à Bíblia lição 7. VII. compilação Introdução à Bíblia lição 7 VII. compilação Esta é uma "Introdução à Bíblia," por favor, saibam que estamos apenas brevemente mencionando várias áreas de estudo que poderiam ser desenvolvidas e investigadas.

Leia mais

Livros Históricos. Introdução

Livros Históricos. Introdução Livros Históricos Introdução Em nosso Cânon, os livros históricos são doze: Josué, Juízes, Rute, 1 e 2 Samuel, 1 e 2 Reis, 1 e 2 Crônicas, Esdras, Neemias e Ester. Cânon Judaico: Josué, Juízes, 1 e 2 Samuel,

Leia mais

Introdução à Bíblia e ao Novo Testamento

Introdução à Bíblia e ao Novo Testamento Introdução à Bíblia e ao Novo Testamento A palavra Bíblia deriva do grego: ta biblía; plural de: ton biblíon. E significa "livros" Logo descobrimos que a Bíblia é uma coleção de livros! Nós, cristãos,

Leia mais

Exorto, pois, antes de tudo que se façam súplicas, orações, intercessões, e ações de graças por todos os homens. (1 Timóteo 2:1)

Exorto, pois, antes de tudo que se façam súplicas, orações, intercessões, e ações de graças por todos os homens. (1 Timóteo 2:1) Ministério de Intercessão A Intercessão e a Batalha Espiritual Exorto, pois, antes de tudo que se façam súplicas, orações, intercessões, e ações de graças por todos os homens. (1 Timóteo 2:1) O que é Intercessão?

Leia mais

Como sugestão para o melhor aproveitamento do material, indica-se:

Como sugestão para o melhor aproveitamento do material, indica-se: INTRODUÇÃO O estudo do Antigo Testamento é essencial para a compreensão da revelação dos propósitos de Deus no decorrer da historia da humanidade, por isso, Síntese do Antigo Testamento é um material que

Leia mais

Boa Leitura e muita saúde espiritual! Ministério de Educação Religiosa Primeira Igreja Batista da Penha

Boa Leitura e muita saúde espiritual! Ministério de Educação Religiosa Primeira Igreja Batista da Penha Precisamos ler a Bíblia com um objetivo definido, sabendo o que desejamos alcançar. Há os que dizem: A Bíblia é grande demais. Não sei por onde começar, nem que rumo tomar. É verdade que, se não seguirmos

Leia mais

DECLARAÇÃO DE FÉ ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CONSELHEIROS BÍBLICOS (ABCB)

DECLARAÇÃO DE FÉ ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CONSELHEIROS BÍBLICOS (ABCB) DECLARAÇÃO DE FÉ ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CONSELHEIROS BÍBLICOS (ABCB) A Igreja de Jesus Cristo está comprometida somente com o Antigo e Novo Testamentos como a única autoridade escrita de fé e conduta.

Leia mais

Como a Bíblia foi composta? Escrito por Felipe de Aquino

Como a Bíblia foi composta? Escrito por Felipe de Aquino Os textos da Bíblia começaram a ser escritos desde os tempos anteriores a Moisés (1200 ac). Escrever era uma arte rara e cara, pois se escrevia em tábuas de madeira, papiro, pergaminho (couro de carneiro).

Leia mais

BASES DA CONVERSÃO CRISTÃ E DO DISCIPULADO

BASES DA CONVERSÃO CRISTÃ E DO DISCIPULADO BASES DA CONVERSÃO CRISTÃ E DO DISCIPULADO O que é uma pessoa cristã? É a pessoa que acredita que o Deus vivo é revelado em e por meio de Jesus Cristo, que aceita Jesus Cristo como Senhor e Salvador, que

Leia mais

ESTUDO SOBRE A DISPENSAÇÃO DA LEI (1.718 Anos) Ex 3:1-10 Ex 12:37-38 Lc 16:16 Mt 3:1-3

ESTUDO SOBRE A DISPENSAÇÃO DA LEI (1.718 Anos) Ex 3:1-10 Ex 12:37-38 Lc 16:16 Mt 3:1-3 ESTUDO SOBRE A DISPENSAÇÃO DA LEI (1.718 Anos) Ex 3:1-10 Ex 12:37-38 Lc 16:16 Mt 3:1-3 Definição de Dispensação: período de tempo durante o qual a humanidade é moralmente responsável diante de Deus em

Leia mais

Linha do tempo. A História é a grande mestra. Aprendamos dela! Importa saber ler

Linha do tempo. A História é a grande mestra. Aprendamos dela! Importa saber ler Linha do tempo A História é a grande mestra Aprendamos dela! Importa saber ler 1 Como ler a História Linha reta: tudo já está determinado. Não há participação, nem liberdade Círculo: tudo se repete. O

Leia mais

PANORAMA DO ANTIGO TESTAMENTO. Aula 1- Considerações Iniciais

PANORAMA DO ANTIGO TESTAMENTO. Aula 1- Considerações Iniciais PANORAMA DO ANTIGO TESTAMENTO Aula 1- Considerações Iniciais a) A importância de uma visão panorâmica Resumir grandes eventos da nossa vida é, por si só, um grande desafio. Esquecer detalhes importantes

Leia mais

APRENDENDO SOBRE A BIBLIA. TEOLOGIA PURA. Responda o questionário! Tema "Conhecendo a Bíblia."

APRENDENDO SOBRE A BIBLIA. TEOLOGIA PURA. Responda o questionário! Tema Conhecendo a Bíblia. APRENDENDO SOBRE A BIBLIA. TEOLOGIA PURA Responda o questionário! Tema "Conhecendo a Bíblia." Responda estas questões relacionadas à bíblia, e teste seus conhecimentos e quem acertar acima de 88% ganha

Leia mais

(3ª AULAS) - A BÍBLIA COMO UM LIVRO II - As divisões das Escrituras E S T U D A N D O A L I Ç Ã O!!!

(3ª AULAS) - A BÍBLIA COMO UM LIVRO II - As divisões das Escrituras E S T U D A N D O A L I Ç Ã O!!! (3ª AULAS) - A BÍBLIA COMO UM LIVRO II - As divisões das Escrituras TEMA: OBJETIVO: MEMORIZAR: REFLEXÃO: ABORDAGEM DO ALUNO A ORGANIZAÇÃO DOS LIVROS DA BÍBLIA Que o aluno se familiarize com as divisões

Leia mais

Esperança em um mundo mal Obadias 1-21. Propósito: Confiar em Cristo independente do mundo em que vivemos.

Esperança em um mundo mal Obadias 1-21. Propósito: Confiar em Cristo independente do mundo em que vivemos. Esperança em um mundo mal Obadias 1-21 Propósito: Confiar em Cristo independente do mundo em que vivemos. Introdução Obadias É o livro mais curto do Antigo Testamento. Quase nada se sabe sobre o autor.

Leia mais

Lição 8 Trabalhar com Líderes

Lição 8 Trabalhar com Líderes Lição 8 Trabalhar com Líderes Já havia mais de um ano que o António se tornara membro da sua igreja. Ele tinha aprendido tanto! Começou a pensar nos líderes da igreja que o tinham ajudado. Pensava naqueles

Leia mais

CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO. APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07

CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO. APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07 CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07 A trindade sempre existiu, mas se apresenta com maior clareza com vinda de Cristo e a redação do Novo Testamento. Por exemplo,

Leia mais

A Aliança Abraâmica e as Suas Implicações Atuais

A Aliança Abraâmica e as Suas Implicações Atuais A Aliança Abraâmica e as Suas Implicações Atuais Preparado para a Associação de Igrejas Batistas Regulares do Rio Grande do Norte 6-9 de Janeiro de 2010, Acampamento Elim, RN Pr. Barry Alan Farlow Professor

Leia mais

CONSOLADOR PROMETIDO A TERCEIRA REVELAÇÃO

CONSOLADOR PROMETIDO A TERCEIRA REVELAÇÃO CONSOLADOR PROMETIDO A TERCEIRA REVELAÇÃO Se me amais, guardai os meus mandamentos. E eu rogarei ao Pai, e Ele vos dará outro consolador, para que fique eternamente convosco, o Espírito da Verdade, a quem

Leia mais

SUMÁRIO. Prefácio 09 Introdução 11 Agradecimentos 13 Apresentação 15 Cronologia do Velho Testamento 21

SUMÁRIO. Prefácio 09 Introdução 11 Agradecimentos 13 Apresentação 15 Cronologia do Velho Testamento 21 SUMÁRIO NARRATIVA TEXTOS PÁG Prefácio 09 Introdução 11 Agradecimentos 13 Apresentação 15 Cronologia do Velho Testamento 21 Gráfico: A Integração dos Livros do Velho Testamento em Ordem Cronológica Gráfico:

Leia mais

PENTATEUCO. (Também conhecido por Lei ou Torá)

PENTATEUCO. (Também conhecido por Lei ou Torá) ANTIGO TESTAMENTO PENTATEUCO (Também conhecido por Lei ou Torá) Pentateuco Pentateuco significa cinco rolos, do grego penta, cinco, e teuchos, rolos. É formado pelos cinco primeiros livros do Antigo Testamento:

Leia mais

Introdução e visão geral da História de Israel e dos textos do Antigo Testamento. Jörg Garbers Ms. de Teologia

Introdução e visão geral da História de Israel e dos textos do Antigo Testamento. Jörg Garbers Ms. de Teologia Introdução e visão geral da História de Israel e dos textos do Antigo Testamento Jörg Garbers Ms. de Teologia 26.10.2013 08:00-09:30 Profetas e profetismo na história de Israel 09:50-11:50 A ressurreição

Leia mais

2.6 Como ensinar às crianças a usar a Bíblia?

2.6 Como ensinar às crianças a usar a Bíblia? TREINADOR MASTER - Nível Internacional www.teachingforafrica.com 1 A igreja deseja que crianças aprendam a respeitar a Bíblia como uma autoridade que é capaz de lhes dizer como viver. Por esta razão não

Leia mais

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA MÓDULO I - O NOVO TESTAMENTO Aula IV - Introdução ao Novo Testamento e o caráter Literário dos evangelhos A ORIGEM DO NOME A expressão traduzida

Leia mais

LIVRO INFANTIL PARA COLORIR

LIVRO INFANTIL PARA COLORIR LIVRO INFANTIL PARA COLORIR Este livro foi formulado de tal maneira que os pais podem interagir e ensinar seus filhos a Palavra de Deus. Colorindo uma página por dia, e preenchendo as frases que acompanham

Leia mais

Lição 4. Usando a Bíblia. A importância da Bíblia na sua vida: É muito importante que um novo cristão estabeleça o

Lição 4. Usando a Bíblia. A importância da Bíblia na sua vida: É muito importante que um novo cristão estabeleça o Livro 1 página 28 Lição 4 Usando a Bíblia A importância da Bíblia na sua vida: É muito importante que um novo cristão estabeleça o hábito de ler regularmente a Bíblia. É uma fonte de bênção, inspiração,

Leia mais

Estudo 17 Testemunhar a Cristo: um desafio diário. Em Marcha, 2015.1 IGREJA METODISTA ASA NORTE 406

Estudo 17 Testemunhar a Cristo: um desafio diário. Em Marcha, 2015.1 IGREJA METODISTA ASA NORTE 406 Estudo 17 Testemunhar a Cristo: um desafio diário Em Marcha, 2015.1 IGREJA METODISTA ASA NORTE 406 Roteiro 1- Introdução 2- Fundamento Bíblico 3- Conclusão 1. Introdução Voce entende por que é importante

Leia mais

O povo judeu e sua religião

O povo judeu e sua religião A Vida de JESUS O povo judeu e sua religião O POVO JUDEU Religião Deus e o relacionamento com o homem O Tabernáculo A Arca da Aliança O Templo As Escrituras As Sinagogas Grupos religiosos O POVO JUDEU

Leia mais

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal Personal Commitment Guide Guia de Compromisso Pessoal Nome da Igreja ou Evento Nome do Conselheiro Telefone 1. Salvação >Você já atingiu um estágio na vida em que você tem a certeza da vida eterna e que

Leia mais

8º Capítulo. Petros Os Dons Pilares 1ª Parte

8º Capítulo. Petros Os Dons Pilares 1ª Parte 8º Capítulo Petros Os Dons Pilares 1ª Parte O texto de I Co 12:7-11 fala sobre os dons espirituais, aqui chamados de carismáticos; O texto de Ef 4:11 fala sobre os dons ministeriais, aqui chamados de dons

Leia mais

O seu conceito das religiões é como o seguinte quadro?

O seu conceito das religiões é como o seguinte quadro? ...as religiões? Sim, eu creio que sim, pois não importa a qual religião pertença. O importante é apoiar a que tem e saber levá-la. Todas conduzem a Deus. Eu tenho minha religião e você tem a sua, e assim

Leia mais

LIÇÃO 2 Informação Básica Sobre a Bíblia

LIÇÃO 2 Informação Básica Sobre a Bíblia LIÇÃO 2 Informação Básica Sobre a Bíblia A Bíblia é um livro para todo a espécie de pessoas novos e idosos, cultos e ignorantes, ricos e pobres. É um guia espiritual para ensinar as pessoas como ser-se

Leia mais

PARÓQUIA NOSSA SENHORA APARECIDA e SÃO LOURENÇO Em obediência à vossa palavra, lançarei as redes (Lc 5,5b)

PARÓQUIA NOSSA SENHORA APARECIDA e SÃO LOURENÇO Em obediência à vossa palavra, lançarei as redes (Lc 5,5b) Evangelho A palavra Evangelho significa: Boas Novas. Portando, não temos quatro evangelhos, mas quatro evangelistas que escreveram, cada um, conforme sua visão, as boas-novas de salvação, acerca do Senhor

Leia mais

www.linkchurch.net É o que vamos fazer rapidamente sem nos atermos muito a datas e nomes de pessoas.

www.linkchurch.net É o que vamos fazer rapidamente sem nos atermos muito a datas e nomes de pessoas. www.linkchurch.net Todo estudo deste Periodo tem e será fundamentado em fatos históricos. Não ha registro na Biblia deste periodo, muitas literaturas sacras surgiram neste periodo mas foram consideradas

Leia mais

ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO

ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO ESTUDO 1 NOVA VIDA O presente curso ajudará você a descobrir fatos da Palavra de Deus, fatos os quais você precisa para viver a vida em toda a sua plenitude. Por este estudo

Leia mais

O povo da Bíblia HEBREUS

O povo da Bíblia HEBREUS O povo da Bíblia HEBREUS A FORMAÇÃO HEBRAICA Os hebreus eram pastores nômades que se organizavam em tribos lideradas por chefes de família denominado patriarca. Principais patriarcas: Abraão, Jacó e Isaac.

Leia mais

Formação dos MECE RESUMO CRONOLÓGICO DA HISTÓRIA DA SALVAÇÃO

Formação dos MECE RESUMO CRONOLÓGICO DA HISTÓRIA DA SALVAÇÃO Formação dos MECE RESUMO CRONOLÓGICO DA HISTÓRIA DA SALVAÇÃO ANTES DE CRISTO Para o 1850 ABRAHAM, emigra de Mesopotâmia à terra de Canaã (Palestina). Sua descendência: Isaac, Jacob, José. Para o 1700 Se

Leia mais

CAPÍTULO 2. O Propósito Eterno de Deus

CAPÍTULO 2. O Propósito Eterno de Deus CAPÍTULO 2 O Propósito Eterno de Deus Já falamos em novo nascimento e uma vida com Cristo. Mas, a menos que vejamos o objetivo que Deus tem em vista, nunca entenderemos claramente o porque de tudo isso.

Leia mais

O Batismo é mencionado pela primeira vez, no Novo Testamento, quando do ministério de João Batista.

O Batismo é mencionado pela primeira vez, no Novo Testamento, quando do ministério de João Batista. Lição 11 A DOUTRINA DO BATISMO NAS ÁGUAS Por: Pr Valdimário Santos O Batismo é mencionado pela primeira vez, no Novo Testamento, quando do ministério de João Batista. Em Mateus 3.1,2 notamos que a mensagem

Leia mais

EBD (Jan/Fev) 2013 A ORAÇÃO DO PAI NOSSO

EBD (Jan/Fev) 2013 A ORAÇÃO DO PAI NOSSO EBD (Jan/Fev) 2013 A ORAÇÃO DO PAI NOSSO A ORAÇÃO DO PAI NOSSO MATEUS 6:9/13 PAI NOSSO, QUE ESTÁS NOS CÉUS! SANTIFICADO SEJAO TEU NOME. VENHAO TEU REINO; SEJAFEITAATUAVONTADE, ASSIM NATERRACOMO NO CÉU.

Leia mais

Apêndice 2. Instruções para Manejar Bem a Palavra da Verdade

Apêndice 2. Instruções para Manejar Bem a Palavra da Verdade APÊNDICE 2 259 Apêndice 2 Instruções para Manejar Bem a Palavra da Verdade Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade (2

Leia mais

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT)

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) 11-02-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Em que sentido toda a vida de Cristo é Mistério? Toda a vida

Leia mais

POR QUE ESTUDAR A BÍBLIA? PANORAMA GERAL DA BÍBLIA

POR QUE ESTUDAR A BÍBLIA? PANORAMA GERAL DA BÍBLIA PANORAMA BÍBLICO Pr Jardel Roscamp Guarapuava PR POR QUE ESTUDAR A BÍBLIA? PANORAMA GERAL DA BÍBLIA A BÍBLIA É UM LIVRO OUSADO ETERNIDADE FINAL DO NT A BÍBLIA É O CAMINHO DE VOLTA À DEUS CRIAÇÃO GÊNESIS

Leia mais

IGREJA PRESBITERIANA DO JARDIM BRASIL ESTUDO BÍBLICO QUARTA-FEIRA REV. HELIO SALES RIOS

IGREJA PRESBITERIANA DO JARDIM BRASIL ESTUDO BÍBLICO QUARTA-FEIRA REV. HELIO SALES RIOS IGREJA PRESBITERIANA DO JARDIM BRASIL ESTUDO BÍBLICO QUARTA-FEIRA REV. HELIO SALES RIOS INTRODUÇÃO Culto é um serviço Espiritual oferecido a Deus. Expressão mais profunda do nossos sentimentos de adoração

Leia mais

YEHOSHUA E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos (Atos

YEHOSHUA E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos (Atos YEHOSHUA E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos (Atos 4.12) Quando você se arrepende dos seus pecados e crê

Leia mais

Apêndice 1 Ementário do CTER

Apêndice 1 Ementário do CTER Apêndice 1 Ementário do CTER Apresentamos abaixo a ementa de cada uma das 31 (trinta e uma) disciplinas obrigatórias do CTER. Este ementário está sujeito a alterações. O aluno deve permanecer atento, pois,

Leia mais

PLANO ANUAL DE LEITURA DA BÍBLIA. Por que ler a Bíblia e orar é algo tão importante para cada cristão?

PLANO ANUAL DE LEITURA DA BÍBLIA. Por que ler a Bíblia e orar é algo tão importante para cada cristão? PLANO ANUAL DE LEITURA DA BÍBLIA Por que ler a Bíblia e orar é algo tão importante para cada cristão? Bem, a resposta mais óbvia e direta é que precisamos cultivar relacionamento com Deus, e estes meios

Leia mais

"Ajuntai tesouros no céu" - 5

Ajuntai tesouros no céu - 5 "Ajuntai tesouros no céu" - 5 Mt 6:19-21 Temos procurado entender melhor através das escrituras, o que Jesus desejou ensinar aos seus discípulos nesta sequência de palavras, e pra isso, estudamos algumas

Leia mais

Professor Sebastião Abiceu Colégio Marista São José Montes Claros MG 6º ano

Professor Sebastião Abiceu Colégio Marista São José Montes Claros MG 6º ano Professor Sebastião Abiceu Colégio Marista São José Montes Claros MG 6º ano A Bíblia, na parte denominada Antigo Testamento (Torá), é o principal documento da história dos hebreus. Foi escrita ao longo

Leia mais

Aula 5.1 Conteúdo: As grandes Religiões de matriz ocidental Judaísmo Cristianismo Islamismo ENSINO RELIGIOSO CONTEÚDO E HABILIDADES

Aula 5.1 Conteúdo: As grandes Religiões de matriz ocidental Judaísmo Cristianismo Islamismo ENSINO RELIGIOSO CONTEÚDO E HABILIDADES CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Aula 5.1 Conteúdo: As grandes Religiões de matriz ocidental Judaísmo Cristianismo Islamismo 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO

Leia mais

OS LEVITAS Dicionário Internacional de Teologia Novo Testamento,

OS LEVITAS Dicionário Internacional de Teologia Novo Testamento, OS LEVITAS Vamos ao um breve estudo sobre os levitas, que há muito tempo, nas igrejas evangélicas e até mesmo nos templos católicos, é um título dado aos instrumentistas e cantores. Biblicamente falando,

Leia mais

EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3. Evangelho de João Cap. 3. 1 Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus.

EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3. Evangelho de João Cap. 3. 1 Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus. EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3 LEMBRETE IMPORTANTE: As palavras da bíblia, são somente as frases em preto Alguns comentários explicativos são colocados entre os versículos, em vermelho. Mas é apenas com o intuito

Leia mais

Currículo Cultura Cristã. Matriz curricular

Currículo Cultura Cristã. Matriz curricular Currículo Cultura Cristã Matriz curricular SÉRIE PASSOS (para crianças não alfabetizadas) PRIMEIROS PASSOS (2 e 3 anos) 1. O cuidado de Deus 2. Sou do Papai do céu 3. Tudo era bom 4. Tudo era muito bom

Leia mais

ARTIGOS DE FÉ. I. Deus Trino

ARTIGOS DE FÉ. I. Deus Trino ARTIGOS DE FÉ As referências bíblicas apoiam os Artigos de Fé e são aqui inseridas por acção da Assembleia Geral de 1976, mas não devem ser consideradas como parte do texto da Constituição. I. Deus Trino

Leia mais

CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO

CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO ETERNIDADE DEUS PAI LOGUS ESPIRITO SANTO A TRINDADE 1Jo.5.7 LOGUS QUER DIZER PALAVRA OU VERBO SE REFERE AO FILHO NA ETERNIDADE I - SUA PRÉ-EXISTÊNCIA 1 - SUA EXISTÊNCIA

Leia mais

Ciclo de Seminários Não Técnicos 2010

Ciclo de Seminários Não Técnicos 2010 Ciclo de Seminários Não Técnicos 2010 Introdução à Bíblia Segundo a Igreja Católica Márcio Saraiva (marcio@dsc.ufcg.edu.br) 1 AVISO!!! Deixe o celular com o bluetooth ligado! 2 Agenda Motivação Introdução

Leia mais

Catequese sobre José O pai adoptivo de Jesus

Catequese sobre José O pai adoptivo de Jesus Catequese sobre José O pai adoptivo de Jesus S. José modelo e protector de todos os pais materialdecatequese.webnode.pt 1 A terra de José (Mapa) O seu país era a Palestina e a aldeia onde morava chamava-se

Leia mais

Opovo da época de Ezequiel, como fazem muitas pessoas hoje, tentava justificar seus erros

Opovo da época de Ezequiel, como fazem muitas pessoas hoje, tentava justificar seus erros Lição 6 Deus Age por Amor do Nome Dele: Sua Justiça e Misericórdia (Ezequiel 18:1-20:44) Opovo da época de Ezequiel, como fazem muitas pessoas hoje, tentava justificar seus erros pela tática perversa de

Leia mais

teologiaptodos@gmail.com

teologiaptodos@gmail.com teologiaptodos@gmail.com Atenção: O Ministério Teologia para Todos apoio a divulgação digital deste material sem fins lucrativos. Pirataria é crime, ajude a promover este trabalho comprando as apostilas

Leia mais

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER INTRODUÇÃO: Qualquer que seja meu objetivo, ler é a atividade básica do aprendizado. Alguém já disse: Quem sabe ler, pode aprender qualquer coisa. Se quisermos estudar a Bíblia,

Leia mais

Porque Deus mandou construir o tabernáculo?

Porque Deus mandou construir o tabernáculo? Aula 39 Área da Adoração Êxodo 19:5~6 Qual o significado de: vós me sereis reino sacerdotal? Significa que toda a nação, não parte, me sereis reino sacerdotal, povo santo, nação santa. Israel era uma nação

Leia mais

#61. 10.14 O batismo do Espírito Santo

#61. 10.14 O batismo do Espírito Santo 10.14 O batismo do Espírito Santo #61 Estudamos o novo nascimento e vimos como o Espírito Santo realiza essa obra juntamente com a Palavra de Deus. Tínhamos que entender o novo nascimento e como alguém

Leia mais

A Bíblia afirma que Jesus é Deus

A Bíblia afirma que Jesus é Deus A Bíblia afirma que Jesus é Deus Há pessoas (inclusive grupos religiosos) que entendem que Jesus foi apenas um grande homem, um mestre maravilhoso e um grande profeta. Mas a Bíblia nos ensina que Jesus

Leia mais

Todos Batizados em um Espírito

Todos Batizados em um Espírito 1 Todos Batizados em um Espírito Leandro Antonio de Lima Podemos ver os ensinos normativos a respeito do batismo com o Espírito Santo nos escritos do apóstolo Paulo, pois em muitas passagens ele trata

Leia mais

LIÇÃO 3 S DANIEL 2:1-49

LIÇÃO 3 S DANIEL 2:1-49 Reinos Vindouros LIÇÃO 3 S DANIEL 2:1-49 II. Daniel Interpreta o Sonho de Nabucodonosor sobre os Reinos Vindouros, 2:1-49 A. O sonho e o decreto de Nabucodonosor, 2:1-16 1. Nabucodonosor pede aos sábios

Leia mais

IGREJA CRISTÃ MARANATA PRESBITÉRIO ESPÍRITO SANTENSE EM EFÉSIOS 2.8 PAULO VINCULA A SALVAÇÃO À FÉ QUE VEM DE DEUS.

IGREJA CRISTÃ MARANATA PRESBITÉRIO ESPÍRITO SANTENSE EM EFÉSIOS 2.8 PAULO VINCULA A SALVAÇÃO À FÉ QUE VEM DE DEUS. ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL 21-jun-2015 - TEMA: A FÉ Assunto: INTERFERÊNCIAS NO PROCESSO DA SALVAÇÃO Texto fundamental: JOÃO CAP. 9 EM EFÉSIOS 2.8 PAULO VINCULA A SALVAÇÃO À FÉ QUE VEM DE DEUS. COMENTAR OS

Leia mais

Perfil da Igreja que possui maturidade

Perfil da Igreja que possui maturidade Perfil da Igreja que possui maturidade TEXTO BÍBLICO BÁSICO Atos 2.7-45 7 - E, ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração, e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, homens irmãos?

Leia mais

Curso de Discipulado

Curso de Discipulado cidadevoadora.com INTRODUÇÃO 2 Este curso é formado por duas partes sendo as quatro primeiras baseadas no evangelho de João e as quatro últimas em toda a bíblia, com assuntos específicos e muito relevantes

Leia mais

O Calendário Judaico. Cronologia. Cronologia HARMONIZAÇÃO CRONOLÓGICA O ANO DO NASCIMENTO DE JESUS. Mt 2:1-23 Época do Nascimento:

O Calendário Judaico. Cronologia. Cronologia HARMONIZAÇÃO CRONOLÓGICA O ANO DO NASCIMENTO DE JESUS. Mt 2:1-23 Época do Nascimento: Há Harmonia Entre os Evangelhos? Mar/Abr/2015 Vlademir Hernandes AULA 3 15/3/2015 Recapitulação A importância dos Evangelhos Por que 4 evangelhos Bibliografia A necessidade de harmonização Exercícios sobre

Leia mais

Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Ademir Ifanger

Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Ademir Ifanger Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Introdução Almejamos uma nova compreensão da espiritualidade, que nos impulsione a realizar o projeto integral de Deus, expressando assim genuína adoração (Jo 4.23-24).

Leia mais

O S F U N D A M E N T O S Educação Teológica. Salmo 11.3 Quando os fundamentos estão sendo destruídos, que pode fazer o justo?

O S F U N D A M E N T O S Educação Teológica. Salmo 11.3 Quando os fundamentos estão sendo destruídos, que pode fazer o justo? OS FUNDAMENTOS Salmo 11.3 Quando os fundamentos estão sendo destruídos, que pode fazer o justo? O justo é chamado a perseverar com fé, esperança e amor. Não importa quais sejam as crises, o justo não pode

Leia mais

Obedecer a Deus, Honrar aos pais e viver bem!

Obedecer a Deus, Honrar aos pais e viver bem! Obedecer a Deus, Honrar aos pais e viver bem! Obedecer. Palavra fácil de entender, mas muitas vezes difícil de colocar em prática. Principalmente quando não entendemos ou concordamos com a orientação dada.

Leia mais