Padre Conrado é cidadão lapiano!!!

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Padre Conrado é cidadão lapiano!!!"

Transcrição

1 Informativo da Paróquia de Santo Antônio da Lapa - Nº 25 - Ano III - Dezembro 2009 Padre Conrado é cidadão lapiano!!! Foto: Jornal Folha da Lapa

2 EDITORIAL O Léo, membro da coordenação diocesana da ação evangelizadora, pediu o meu editorial do bip de dezembro do ano passado para ser inspiração para toda comunidade diocesana na agenda da Diocese. Li e reli, e acho que são palavras com significado pra nós novamente. Trago elas aqui com alguns acréscimos e novidades. Dezembro é uma correria só. Não sei, mas tudo fica agitado. Até parece que o número de pessoas no mundo aumenta. A gente anda nas ruas e vê gente que muito tempo não via. Todo mundo traz sacola na mão. Uns tem roupas novas para usar no primeiro dia do ano, outros estão com guloseimas paras as ceias. Os patrões estão com cestas de natal para presentear seus funcionários. Os pobres estão a ganhar cestas básicas de corações que nesta época são filantropos. Todo mundo com pressa dizendo que não vai dar tempo. Festa tem a dar com o pé. É só passar perto de um restaurante e ver os amigos secretos. Até os salões de beleza ficam mais cheios. Parece que todo mundo resolve ficar bonito nessa época. Acho que Jesus nasceu em Janeiro. Janeiro é mais parecido com manjedoura, Belém, Noite Feliz. Eu olho para o presépio e escuto silêncio. Em dezembro é o que a gente menos vê. No mês de janeiro todo mundo desaparece e um silêncio toma conta da vida, bem mais parecido com o Menino Jesus. Neste Natal eu não quero entrar no clima de dezembro. Quero antecipar meu janeiro e fazer silêncio para ouvir o Menino Deus. Quero acolhê-lo em mim e permitir Seu nascimento na manjedoura do meu coração. Não quero Papai Noel, presentes, luz piscando. Renas ninguém merece! Muita gente atrapalha, acorda o Menino e Ele faz uma choradeira só. Meu Natal eu quero num clima de janeiro. Quero ficar atento só ao Menino. Muita gente vai sentar no colo do barulhento Papai Noel pra pedir, eu quero me ajoelhar aos pés do silencioso Emanuel para agradecer. Agradecer o ano de 2009, os Cirineu s enviados pra me ajudar a carregar a cruz de cada dia. Quero agradecer por Ele ter Tudo previsto para mim. Deus é Grande, mas é Ele o Menino que cuida de mim. Louvado seja Deus Menino por cuidar de nós!!! Quero te convidar também a ser agradecido a Ele. Adoramos-te. Louvado seja Jesus Menino, no silêncio desde janeiro que antecipamos. Agradeço-te. Esta paróquia és bem cuidada... A festa de aniversário é Tua, mas quem ganhou presentes fui Eu! Aproveito ainda para agradecer ao Pe. Marcos Kastel todos os trabalhos prestados em nossa paróquia neste tempo em que ele aqui ficou. Desejo sucesso na missão que inicia e o confio ao patrocínio da Mãe do perpétuo Socorro. Sucesso, boa sorte e que Deus o acompanhe sempre! Pe. Emerson da Silva Lipinski Mensagem da Pastoral do Dízimo Temos que trazer o Dízimo do 13º Salário? Antes de respondermos a esta pergunta, vamos refletir um pouco sobre os dons de Deus. Deus criou o homem e todo o universo. Ele nos dá saúde, inteligência e força, permitindo que desempenhemos nossas tarefas. O DÍZIMO é sinal da nossa gratidão, da nossa fidelidade, obediência e aceitação da superioridade de Deus sobre nossas vidas. É a devolução de parte do que recebemos através de nosso trabalho. DÍZIMO não é um pagamento, uma oferta, uma esmola, um ato de piedade, uma ajuda, uma doação esporádica. O valor da contribuição pode ser REAL (10%) ou SIMBÓLICO (menos de 10%). Diante desta liberdade de valores, o fiel deve tomar muito cuidado para não transformar a contribuição simbólica em algo insignificante, POIS OS DONS QUE DEUS NOS CONCEDE NÃO SÃO SIMBÓLICOS, SÃO REAIS. O 13º salário é uma parte do que recebemos pelo nosso trabalho. PORTANTO, CABE A CADA PESSOA QUE ACREDITA EM DEUS E RECEBE SEU 13º TRAZER O DÍZIMO DESTA PARTE DO SALÁRIO. Lembre-se, aquele que devolve apenas R$1,00 porque é só o que tem, agrada mais a Deus do que aquele que devolve R$100,00, mas poderia devolver muito mais, porque recebeu mais de Deus. Demonstrativo Financeiro do Dízimo No mês de Outubro, 448 dizimistas (Igreja Matriz, Santuário Diocesano e Casa Paroquial) fizeram a partilha com R$ 7.165,05. A Coordenação da Pastoral do Dízimo agradece a todos e roga muitas bênçãos a Santo Antonio e a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Aniversariantes do mês Aproveitamos este espaço para parabenizar e desejar saúde aos aniversariantes de Dezembro, conforme abaixo:

3 A importância da Novena de Natal em Família Um forte abraço aos amigos, amigas, jovens e crianças da comunidade da LAPA. Estamos nos aproximando do fim do ano outra vez. Que bom! Mais um ano que se finda. Em contra partida, nos vem alguns pensamentos negativos, até ruins por sinal. Não que sejamos pessimistas, mas temos vistos pessoas indo por alguns caminhos e pensamentos que não são certos e corretos. Precisamos ver o NATAL não com os Olhos, mas com o Coração. É impressionante ver as agências de publicidades, desenvolvendo campanhas de marketing, para estimular as vendas numa forma geral. As pessoas acabam se contagiando com a mídia o consumismo, gastam desordenadamente para fazer bonito pra quem? E pra que? A impressão que temos, é que o Natal, se não tiver montanhas de presentes e comilanças não tem sentido. Tudo errado! Vamos tentar entender realmente o espírito Natalino. O Natal é um dos momentos mais oportunos que temos para nossa reflexão interna, de como estamos caminhando, e se estamos indo, em busca da santidade. O Natal nos traz tudo de bom, momentos de confraternização em Família, momentos de oportunidades em busca do perdão, olhar para o lado e ver que tem pessoas que realmente estão precisando de nós, pode ser um sorriso pode ser uma cesta básica. Antigamente aproveitava estes momentos para reunir os amigos, matar um porco, e dividir entre vizinhos. Nossos pais iam de casa em casa fazer filó a noite. Isso era rezar o terço, fazer novena... Precisamos resgatar as coisas simples Tem algo melhor, legal e interessante que fazer NOVENA DE NATAL EM FAMÍLIA! No final da novena um teatro, uma confraternização acompanhada de um amigo secreto simples, mais para darmos risada e vivermos este momento mágico nas nossas vidas. A vida é feita de coisas simples e verdadeiras. Deixamos a nossa imagem pessoal de lado e vamos nos relacionarmos com simplicidades e alegria. Muitas pessoas são apegadas a cargos, poderes, ficam se achando insubstituíveis e desperdiçam tempo pensando em si próprio e deixando de viver as alegrias da comunidade, da família, do amor e da paz de espírito. Convide seus vizinhos, amigos e familiares, para juntos fazer a novena de NATAL, vivendo realmente o espírito Natalino em Jesus Cristo.Que seja um momento Os sonhos de entusiasmo, de de doação... Vai nos dar Desperança de dias melhores, vai nos mostrar que são possíveis as conquistas, vamos acreditar mais nos nossos sonhos, vamos ver a vida com mais paixão! Paixão por viver em Família e em Comunidade. Parabéns a todos nós! Por termos uma religião tão maravilhosa, por temos tantas coisas boas para oferecer aos nossos irmãos.juntos vamos compartilhar este momento tão importante da Novena de Natal. Obrigado a todos, que de uma forma ou de outra, estiveram com a Pastoral Familiar durante este ano de 2009 Ajudando, servindo, apoiando... Um grande abraço a todos os amigos, companheiros, comunidades, Pastorais, Movimentos Obrigado aos nossos Padres, colaboradores em geral e a todo povo de Deus. Que a luz divina desça em cada Lar, em cada Família e em cada Coração. Feliz Natal, com muita paz, saúde e amor.que 2010 seja mais um ano de muito trabalho em Cristo Jesus. Wilson e Sirlei Pastoral Familiar A novena é o ponto de encontro nas famílias, é onde podemos rezar, louvar e meditar a vida de José, Maria e Jesus. Como eles viveram, como se relacionaram... A vida da Sagrada Família nos inspira, por isso é importante as famílias se encontrarem nas casas fazendo as novenas de Natal dando continuidade durante o ano com o grupo de reflexão.é o momento de evangelizar aquelas pessoas que ainda não conhecem Jesus e seus projetos. Jesus veio não só para resolver nossos problemas, veio para um projeto de vida, de amor, de compromisso, de fé, esperança, conversão e caridade. Seja um evangelizador! Jesus te convida para coordenar um grupo de família em sua comunidade, em seu bairro. Diga SIM! FELIZ NATAL! Leonardo Albanski Coordenador da Pastoral dos Grupos de Reflexão Iniciamos um novo Ano Litúrgico, e com ele a preparação de uma das datas mais festejada nas famílias. Apesar de nos dias atuais ter virado uma data comercial, não podemos deixar de procurar resgatar o verdadeiro sentido do Natal para as famílias. Lembro de quando criança que meus pais sempre trabalhando encontravam tempo para participar dos encontros de famílias, terços e novenas. Crescemos na fé através de seus exemplos, participando das novenas nas famílias vizinhas e aprendendo que Jesus era o aniversariante. Era por causa dele que arrumávamos a casa, montávamos o presépio, preparávamos bolachinhas, compotas, e ansiosos esperávamos os presentes. Somente depois da Missa, íamos para a casa dos avós onde a família se reunia. O tempo passou e vieram os filhos que juntos participavam das novenas com as encenações, amigo secreto e a partilha no último dia. Hoje estão adultos e lá vamos novamente mais uma vez dar início à preparação para o natal. Conto estas passagens, por que como nós, muitas famílias têm exemplos maravilhosos das novenas de Natal. Elas servem para nos ajudar a preparar este momento tão importante em nossas vidas, que é a vinda de Jesus. Mais uma vez Ele quer nascer em nosso meio, em nossas famílias. E as novenas nos ajudam a uma mudança de vida, uma conversão, momento das famílias se abrirem para o perdão, para a partilha, a fraternidade, a esperança de um novo tempo. Deixando de lado um pouco o corre- corre do dia a dia, nas novenas encontramos um tempo para o diálogo e a troca de experiência junto às famílias que se reunem. É aí que o Amor se torna festa, não através de roupas novas, presentes caros, mas no abraço, na acolhida, na simplicidade... Como foi a vinda de Jesus ao mundo. Temos plena consciência que a família é a instituição social que não pode e não deve ser substituída, pois é o santuário da vida. E hoje nos deparamos com elas se deteriorando por falta de critérios, de valores. Sabemos que as mudanças sociais causam impacto nas famílias, sendo vítimas de forças que buscam destruíla, como a droga e a violência. Portanto precisamos ir ao encontro das famílias, começando pela nossa. Só assim vamos fortalecer os laços de amizade, diminuir a solidão, sair do comodismo. É Deus que nos convida para ir ao encontro das famílias, formando um grupo e preparando mais uma vez a chegada de seu Filho, recebendo junto Maria e José, o exemplo da Sagrada Família. As novenas de natal são o semear da boa semente. É colocar fermento na massa e oferecer luz nos caminhos da vida. É temperar com sal que dá gosto, é ajudar a promover a família a serviço da vida e da esperança, facilitando a formação da consciência crítica, educando, acolhendo a todos, criando uma nova sociedade justa, solidária, fraterna, sendo a verdadeira Igreja Doméstica. Faça sua parte monte um grupo de novena de natal e no ano que vem continue nos grupos de reflexão, talvez seja isso que está te faltando. Maria Aparecida B. Bueno Pastoral da Criança Você pode adquirir livros para a realização das novenas de Natal na secretaria Paroquial. Busque o nosso expediente e adquira informações sobre como organizar um Grupo. Celebre com seus vizinhos, em seu ambiente de trabalho, na escola a preparação para a chegada do Menino Deus.

4 SÃO NICOLAU O Natal está chegando. Em todas as regiões do mundo celebra-se o Natal, uma confraternização com parentes e amigos. As tradições natalinas têm sua razão de ser. Até o Papai Noel tem razão de ser. Ele já está bem velhinho, com mais de mil anos de existência e iniciou sua história relacionada com São Nicolau ou Santa Claus, no Brasil conhecido como Papai Noel. Um santo que viveu em Mira na Lícia, no sudoeste da Ásia Menor (onde hoje se situa a Turquia). Filho de Epifânio e Joana, devotos cristãos, que lhe deram o nome de Nicolau que significa pessoa virtuosa, este nasceu em 350 D.C., em Patara, uma cidade com um porto movimentado. Nicolau pertencia a uma família abastada e, segundo a lenda, cedo deu sinais da sua bondade e humildade. Uma das histórias mais conhecidas sobre a sua generosidade relata que, ao saber que na sua cidade um homem bastante pobre estava decidido a encaminhar as suas três filhas para a prostituição, já que não tinha dinheiro para lhes dar um dote, Nicolau decidiu deixar às escondidas um saco cheio de ouro para a filha mais velha, já que esta estava em idade de casar e logo era a que necessitava mais do dote. Nicolau repetiu o ato por mais duas vezes, ou seja, sempre que uma das filhas atingia a idade para casar. Segundo a mesma lenda, Nicolau colocava o saco dentro da casa pela chaminé, onde secavam algumas meias (daí o hábito das crianças, em alguns países, deixarem meias na chaminé à espera dos presentes). Ainda jovem, após a morte de seus pais, Nicolau optou pela vida religiosa e foi ordenado padre. Por recomendação de um tio, que o aconselhou a ir visitar a Terra Santa, Nicolau decidiu viajar até a Palestina e depois ao Egito. Durante a viagem, houve uma tempestade, que segundo a lenda, acalmou milagrosamente quando Nicolau começou a rezar com toda a sua Fé. Foi este episódio que o transformou no padroeiro dos marinheiros e pescadores. Quando voltou da sua viagem, decidiu que não queria viver mais em Patara e mudou-se para Mira, onde escolheu viver na pobreza, já que tinha doado toda a sua herança aos mais pobres e desfavorecidos, s e m p r e atencioso e presenteando as crianças que tanto amava. São Nicolau morreu a 06 de Dezembro de 342. Em 1087, os seus restos mortais foram transferidos para a cidade de Bari, na Itália, que se tornou um centro de peregrinação em sua homenagem e milhares de milagres foram creditados como sendo sua obra. Por causa da proximidade de sua festa com a data do nascimento de Cristo, acabou-se transferindo lentamente a tradição de presentear as crianças para o dia 25 de dezembro. As crianças de hoje não conhecem a real história do velhinho de barba branca e roupa vermelha que traz presentes no Natal. Elas conhecem um Papai Noel que veio do comércio. A figura do Papai Noel verdadeiro não precisa desaparecer, pode ser aproveitada, mas jamais deve tirar o lugar do Menino Jesus que veio morar entre nós, se fez nosso irmão, partilhou de nossas vidas, trabalhou com mãos humanas, amou com coração humano. Papai Noel deixa presentes sob nossa árvore... Jesus foi nosso presente no presépio. Que o Papai Noel seja aquele bom velhinho que nos ajude a recolocar Cristo no centro do Natal, levar Jesus para as crianças e para as famílias, ensinando o verdadeiro sentido da festa, a fraternidade universal, a partilha, a conversão e a reconciliação entre os homens. O Natal simplesmente passa para quem não viu o Menino Deus chegar, para quem só festejou e esperou pelo Papai Noel com seus presentes e o Natal permanece para quem abriu as portas do coração para Jesus entrar, para quem entende que o Deus da Vida nos move a cada dia de nossas vidas. Daysi Mendes Dezembro: Mês de Nossa Senhora de Guadalupe Paz e bem a todos! Neste mês de dezembro, mais precisamente no dia 12, comemoramos o dia de Nossa Senhora de Guadalupe, padroeira da América Latina, da juventude e do telecista. O amor de um telecista por essa mãezinha é incontestável, mas, para lhes falar mais sobre esse amor, é preciso que se conte uma breve história, a do aparecimento da Virgem de Guadalupe. No México, no ano de 1531, nas montanhas conhecidas como Tepeyacac, vivia um índio chamado Juan Diego. Foi a ele que a mãezinha de Guadalupe apareceu, fazendo-lhe um pedido, com todo seu amor e carinho de mãe, chamava-o de Dieguito, filhinho. A Virgem pediu a Juan que fosse até o bispo da região e pedisse para que ali fosse construído um templo para Nossa Senhora. O índio foi, até mais de uma vez, mas foi ignorado pelo bispo. Um dia, Juan precisava ir até o sacerdote, pois seu tio estava muito doente e decidiu desviar as montanhas para que não encontrasse com a Virgem, qual foi sua surpresa quando a mãezinha veio até ele pedir novamente para que fosse ao bispo. Juan explicou-lhe que o bispo não acreditava nele e, pediu-lhe um sinal para provar que não estava mentindo e a mãe pediu-lhe para que fosse até as montanhas e colhesse as flores que lá estavam, enrolasse-as em seu tilma (roupa feita de fibras) e levasse-as ao bispo. Até aí tudo bem, mas, era inverno, aquelas flores (as mais perfumadas que já tinha visto) só davam na primavera e só existiam na Espanha. E eles estavam no México, lembram-se?! Dieguito fez tudo o que a mãezinha lhe pediu e foi até o bispo novamente. Quando Juan abriu seu manto, o bispo e seus auxiliares caíram de joelhos a seus pés. No tilma do índio estava a bela imagem de uma Virgem envolta por raios de sol, a lua sob seus pés, um manto cor de anil com estrelas brilhantes por todo ele. O perfume das flores inebriava toda a sala, era o milagre da Virgem. O bispo mandou fazer um templo e lá colocou o manto, para que fieis do mundo todo pudessem venerá-la, logo esse templo tornou-se uma catedral onde até hoje podemos visitar a mãezinha de Guadalupe. O tio de Juan foi curado pela Virgem e esta pediu para que fosse chamada de Virgem Mãe de Guadalupe. Hoje, quase 500 anos depois, o manto ainda está intacto, mesmo depois de ter sofrido vários atentados, não há um sinal de depredação. E mais, até a NASA fez estudos no manto e chegou a várias conclusões: a imagem de Guadalupe está a 5 mm do manto, ou seja, ela não está pintada no manto, mas está sobre ele. O olhar dela é intrigante para a ciência, pois, aparecem imagens nos seus olhos, as imagens de Juan, do bispo e seus auxiliares (a imagem do momento do milagre), somente alguém que está vivo é capaz de transmitir imagens através do olhar. Alguns estudos mais recentes mostram que existe um pulsar no ventre de nossa mãezinha, isso significa que ela está em estado de graça, isto é, grávida. E, ainda, se observarmos o movimento de seu manto, vamos perceber que ela passa uma mensagem a todos nós, seus filhinhos, ali está escrita a palavra LUZ. Posso dizer com toda minha fé e confiança que tudo o que entreguei nas mãos da mãe Guadalupe até hoje foi atendido. Ela não nos desampara nunca, por isso, você jovem, você telecista e toda e qualquer pessoa, quando precisar, coloque-se nos braços da mãezinha de Guadalupe, ela lhe dará conforto. Nossa Senhora de Guadalupe: Rogai por Nós! Shalom! Jociana Bill Para saber mais, basta entrar no site: Dogma da Imaculada Conceição Há 150 anos em Lourdes, na França, Nossa Senhora apareceu para a menina Bernadette. Era o ano de Em 1854 o Papa Pio XI tinha proclamado solenemente o dogma da Imaculada Conceição de Maria. Então, quatro anos depois, a própria Virgem Maria, em pessoa, quis confirmar este dogma. Foi quando em 25 de março de 1858, na festa da Anunciação, revelou seu Nome a Santa Bernadette nas aparições de Lourdes. Disse-lhe ela: Eu sou a Imaculada Conceição. A partir daí, o padre Peyramale, que era o Cura de Lourdes, passou a acreditar nas aparições de Maria à pobre Bernadette, e com ele toda a Igreja. Na plenitude dos tempos, diz o Apóstolo, Deus enviou Seu Filho ao mundo nascido de uma mulher (Gl 4,4). No ponto central da história da salvação se dá um acontecimento ímpar em que entra em cena a figura de uma Mulher. O mesmo Apóstolo nos lembra: Não foi Adão o seduzido, mas a mulher (1Tm 2,14); portanto, devia ser também por meio da mulher que a salvação chegasse à terra. Para isso foi preciso que Deus preparasse uma nova Mulher, uma nova Virgem, uma nova Eva, que fosse isenta do pecado original, que pudesse trazer em seu seio virginal o autor da salvação. A Mãe de Deus não poderia ter o pecado original. Como nenhum ser humano era livre do pecado e de Satanás, foi então preciso que Deus preparasse uma mulher livre, para que Seu Filho fosse também isento da culpa original, e pudesse libertar Seus irmãos. O cardeal Bérulle explica assim: Para tomar a terra digna de trazer e receber seu Deus, o Senhor fez nascer na terra uma pessoa rara e eminente que não tomou parte alguma no pecado do mundo e está dotada de todos os ornamentos e privilégios que o mundo jamais viu e jamais verá, nem na terra e nem no céu (Con. Vidigal, Temas Marianos, p. 307). O Anjo Gabriel lhe disse na Anunciação: Ave, cheia de graça... (Lc 1,28). Nesse cheia de graça, a Igreja entendeu todo o mistério e dogma da Conceição Imaculada de Maria. Se ela é cheia de graça, mesmo antes de Jesus ter vindo ao mundo, é porque é desde sempre toda pura, bela, sem mancha alguma; isto é, Imaculada. Em 8 de dezembro de 1854 o Papa Pio IX declarava dogma de fé a doutrina que ensinava ter sido a Mãe de Deus concebida sem mancha por um especial privilégio divino. Na Bula Ineffabilis Deus, o Papa diz: Nós declaramos, decretamos e definimos que a doutrina segundo a qual, por uma graça e um especial privilégio de Deus Todo Poderoso e em virtude dos méritos de Jesus Cristo, salvador do gênero humano, a bem-aventurada Virgem Maria foi preservada de toda a mancha do pecado original no primeiro instante de sua conceição, foi revelada por Deus e deve, por conseguinte, ser crida firmemente e constantemente por todos os fiéis. Ó Maria concebida sem pecado; rogai por nós que recorremos a Vós! Prof. Felipe Aquino Comunidade canção Nova Celebraremos a Imaculada Conceição em nossa Paróquia, Dia 08 de Dezembro às 19h, na Igreja Matriz. Dia Santo de Guarda, preceito Católico, vamos venerar a Virgem Maria e honrála com o título de Imaculada Conceição!!!

5 Juliane Pacheco Cordeiro Coord da Pastoral Litúrgica O Ano Litúrgico começa com o Tempo do Advento. É um tempo de preparação para a Festa do Natal de Jesus, foi o maior acontecimento da História: o Verbo se fez carne e habitou entre nós. Dignou-se a assumir a nossa humanidade, sem deixar de ser Deus. Assim precisamos preparar e celebrar esse a cada ano. São quatro semanas de preparação, onde somos convidados a esperar Jesus que vem no Natal e que vem no final dos tempos. As duas primeiras semanas do Advento, a liturgia nos convida a vigiar e esperar a vinda gloriosa do Salvador. As duas últimas semanas, lembrando a espera dos profetas e de Maria, nós nos preparamos de modo especial para celebrar o nascimento de Jesus em Belém. O Tempo do Advento necessita ser uma boa preparação para o Natal, precisa ser marcado pela conversão de vida, processo de vital importância no relacionamento do homem com Deus. É um tempo especial, uma oportunidade para praticarmos o amor de Deus em nossa vida através da solidariedade, da partilha, da justiça, do perdão. O Advento deve ser celebrado com sobriedade e com discreta alegria. Não se canta o Glória, para que na festa do Natal, nos unamos aos anjos e entoemos este hino como algo novo, dando glória a Deus pela salvação que realiza no meio de nós. Pelo mesmo Tempo do Advento motivo, o diretório litúrgico da CNBB orienta que flores e instrumentos sejam usados com moderação, para que não seja antecipada a plena alegria do Natal de Jesus. As vestes litúrgicas (casula, estola etc) são de cor roxa, bem como o pano que recobre o ambão, como sinal de conversão em preparação para a festa do Natal com exceção do terceiro domingo do Advento, Domingo da Alegria, cuja cor tradicionalmente usada é a rósea, em substituição ao roxo, para revelar a alegria da vinda do libertador que está bem próxima. Vários símbolos do Advento nos ajudam a mergulhar no mistério da encarnação e a vivenciar melhor este tempo. 1. A coroa do Advento: é o primeiro anúncio do Natal. Ela é da cor verde, que simboliza a esperança e a vida, enfeitada com uma fita vermelha, simbolizando o amor de Deus que nos envolve e também a manifestação do nosso amor, que espera ansioso o nascimento do Filho de Deus. No qual são colocadas 4 grandes velas representando as 4 semanas do Advento. A coroa pode ser colocada em um lugar visível. 2. A cada domingo uma vela é acesa: no 1 domingo uma, no segundo duas e assim por diante até serem acesas as 4 velas no 4 domingo. A luz nascente indica a proximidade do Natal, quando Cristo salvador e luz do mundo brilhará para toda a humanidade, e representa também, nossa fé e nossa alegria pelo Deus que vem. Elas são acesas em honra do Deus que vem a nós. Deus, a grande Luz, a Luz que ilumina todo homem que vem a este mundo, está para chegar, então, nós O esperamos com luzes, porque O amamos e também queremos ser, como Ele, Luz. 3. O círculo sem começo e sem fim simboliza a eternidade. 4. Os ramos sempre verdes são sinais de esperança e da vida nova que Cristo trará e que não passa. A fita vermelha que enfeita a coroa representa o amor de Deus que nos envolve e a manifestação do nosso amor que espera ansioso o nascimento do Filho de Deus. 5. A cor roxa das velas nos convida a purificar nossos corações em preparação para acolher o Cristo que vem. 6. A cor rosa, nos chama a alegria, pois o Senhor está próximo. Os detalhes dourados prefiguram a glória do Reino que virá. Todos nós somos convidados a celebrar e mergulhar no espírito do Advento. Podemos também, em nossas casas, com as nossas famílias, preparar a coroa do Advento que pode ser colocada ao lado da mesa de refeição e assim esperarmos com alegria a Vinda do Emanuel, o Deus Conosco. É NATAL Mais um ano chegando ao fim... Para alguns, com a sensação de vitória... Para outros, com a sensação de fracasso... E para mais outros, apenas a sensação de que mais um ano se passou. Percebemos que as casas começam a ser enfeitadas. Sentimos no ar aquele perfume de sol e flores, ou seria de incenso e mirra... As ruas estão movimentadas, o comércio apresenta suas fachadas luminosas com vitrines decoradas, as crianças pelas mãos de seus pais sorrindo, extasiadas diante dos brinquedos. Um vai-e-vem de pessoas carregadas de presentes... Pela fresta das janelas, as árvores estão sendo decoradas com luzes e bolas coloridas, os enfeites pendurados nas portas. Fogos coloridos misturados às estrelas anunciam a boa nova, cantando mil louvores... É o Natal do mundo. Do bom velhinho de barbas brancas. É o Natal que se aproxima, Nós nos transformamos, floresce o espírito de fraternidade, solidariedade, carinho, amor... Festas de confraternização são organizadas trocam-se mimos e presentes, doam-se cestas de alimento. Natal! Muita festa! Perfumes da cozinha, que vai se enchendo de comidas gostosas preparadas com carinho, roupas novas, abraços e beijos fraternos, desejo de ser feliz e de fazer outras pessoas felizes.. Mas, Natal não é só isso, Natal não é só comércio, Natal é muito mais. Deixe sua alma voar alto e torne seu olhar para a festa maior, que é a do nascimento de Cristo. Pense no presépio, olhe Maria, São José, os pastores e reis magos, a estrela guia, os anjos... Lembre daquele menino que nasceu na manjedoura e O encontre na alegria da linda festa com as pessoas que você ama. Perceba Jesus nas luzes que piscam pela cidade. Sinta-O no abraço dos amigos, no carinho dos idosos, na lembrança dos que já se foram, na mesa farta, na troca de presentes... Lembre de agradecer, por ser uma pessoa privilegiada, em um mundo tão contraditório e pense: Não tem importância que a felicidade não tenha sido constante, porque hoje tenho mais a agradecer, que pedidos a fazer. E reze, reze muito. Reze pelo menor abandonado, pelo jovem encarcerado, pelos doentes e desesperados, pelas famílias desestruturadas, pelos desempregados, pelos que não têm onde morar... Reze pela sua fé. Reze, porque é tempo de reconsiderar, perdoar os que nos fizeram tristes e angustiados, reze para que retomem o caminho da vida cristã. Deixe o egoísmo e descubra que o mundo não existe apenas em volta de você. Reconheça os erros e peça desculpas, e deposite na manjedoura, nesta Noite Santa, todos os seus desejos,todas as suas lágrimas e esperanças. Que Jesus menino abençoe cada pessoa deste mundo, colocando nos corações a Sua paz e o Seu amor. Feliz Natal!

6 Padre Conrado recebe título de Cidadão Honorário No último dia 17/ 11/2009 o Padre Conrado recebeu na Câmara Municipal o título de Cidadão Honorário da Lapa. A proposta deste título foi de iniciativa do vereador Vilmar Favaro Purga, e apoiado por unanimidade pelos demais vereadores. Segundo Purga, o Padre Conrado fez por merecer este título. É para nós testemunho, pelos relevantes serviços prestados a comunidade lapiana, pela espiritualidade através dos 50 anos de atividades sacerdotais. BARRACA DO PASTEL Teve inicio dia 14/ 10/2009 a Barraca do Pastel, instalada em frente da Igreja Matriz, que tem como objetivo arrecadar recursos complementares para a reforma e revitalização do Santuário Diocesano de São Benedito. A Barraca está em pleno funcionamento todas as quartas-feiras, das 6h00 às 23h00. Este trabalho vem sendo executado por grupos de VOLUNTÁRIOS pertencentes às Pastorais e Movimentos de nossa Igreja. Você também pode fazer parte desses grupos; venha e junte-se a nós. Já experimentou o pastel da nossa Barraca? Pe. Conrado chegou à Lapa no ano de 2006, como vigário paroquial. Com a chegada do Pe. Emerson continuou sua missão, tendo zelo e amor pelo sacerdócio. Aqui na Lapa celebrou o seu jubileu áureo sacerdotal. Em bonitas celebrações toda a comunidade louvou a Deus pelos seus cinqüenta anos de vida presbiteral. Após conversas com o senhor bispo Pe. Conrado decidiu: quer terminar sua vida em nossa terrinha. Hoje ele reside na Casa Comunitária e celebra solenemente a Missa Dominical na Igreja Matriz em horário nobre: 10h30min. É o nosso Decano... Se, ainda não, está deixando de ajudar e saborear um ótimo pastel, que é feito na hora, com muito carinho e dedicação. As pessoas trabalham num ambiente de descontração e alegria contagiante e querem fazer o melhor pra Santo Antônio, São Benedito e Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Que Deus abençoe a todos! Combate ao Preconceito e ao Estigma Transformar o 1º de dezembro em Dia Mundial de Luta Contra a Aids foi uma decisão da Assembléia Mundial de Saúde, em outubro de 1987, com apoio da Organização das Nações Unidas - ONU. A data serve para reforçar a solidariedade, a tolerância, a compaixão e a compreensão com as pessoas infectadas pelo HIV/Aids. O preconceito e a discriminação contra as pessoas vivendo com HIV/Aids são as maiores barreiras no combate à epidemia, ao adequado apoio, à assistência e ao tratamento da Aids e ao seu diagnóstico. Os estigmas são desencadeados por motivos que incluem a falta de conhecimento, mitos e medos. Ao discutir preconceito e discriminação, o Ministério da Saúde espera aliviar o impacto da Aids no País. O principal objetivo é prevenir, reduzir e eliminar o preconceito e a discriminação associados à Aids. O Brasil já encontrou um modelo de tratamento para a Síndrome de Imunodeficiência Adquirida, que hoje é considerado pela OMS (Organização Mundial de Saúde) uma referência para o mundo. Agora nós, brasileiros, precisamos encontrar uma forma de quebrarmos os preconceitos contra a doença e seus portadores e sermos mais solidários do que somos por natureza. O 7º Seminário Nacional de Prevenção ao HIV, promovido pela Pastoral da Aids, em Brasília (DF), fez três pedidos à Igreja na Carta de Brasília divulgada ao final do evento. Em primeiro lugar, a Pastoral quer que a Igreja lhe dê mais visibilidade e também às datas de enfrentamento do HIV como o dia 1º de dezembro e a vigília pelos mortos de Aids, realizada no terceiro domingo de maio. Os agentes da Pastoral da Aids querem, ainda, maior participação dos padres e religiosos no enfrentamento da epidemia e superação do preconceito, além do fortalecimento da Pastoral nas dioceses e paróquias. O seminário reuniu 80 agentes da Pastoral da Aids de 18 estados mais o Distrito Federal. Os participantes discutiram o tema Prevenção: perspectivas e desafios na resposta da Igreja. Na Carta de Brasília, os agentes da Pastoral da Aids se manifestam em relação a questões ligadas à política de combate à Aids e de apoio às pessoas com doença de Aids, confira: 1. Pela preservação da vida com qualidade e dignidade em toda sua extensão, da concepção à morte natural; 2. Pela manutenção da atual política de financiamento das ações de prevenção e assistência das DST e Aids através da transferência de recursos do Fundo Nacional aos fundos estaduais e municipais de saúde, mediante os Planos de Ações e Metas PAM conforme disciplinado pelas portarias MS 2313 e 2314/2002; 3. Pelo cumprimento dos dispositivos da Portaria 399/2006 que imputa aos estados e união a fiscalização da correta aplicação dos recursos transferidos por estas esferas governamentais aos fundos municipais de saúde e cumprimento da Portaria MS que disciplina o monitoramento da execução dos Planos de Ações e Metas; 4. Em apoio à Criação de Frentes Parlamentares de enfrentamento ao HIV Aids junto a todas as Assembléias Legislativas dos estados para defesa dos direitos das pessoas vivendo com HIV e Aids e apresentação de emendas aos orçamentos públicos para ações em DST/Aids; 5. Pelo imediato e definitivo arquivamento do Projeto de Lei 4887/2001 que reintroduz o artigo 267-A no Código Penal Brasileiro conforme Decreto Lei 2848, de 7 de dezembro de 1940; 6. Pela ampliação das ações do Diagnóstico Precoce (testagem sorológica) para as HIV, sífilis e Hepatites Virais; 7. Pela maior divulgação dos editais do Departamento de DST e Aids para projetos das organizações não governamentais; 8. Pela atenção diferenciada por parte do Departamento de DST e Aids do Ministério da Saúde aos municípios de pequeno porte e de difícil acesso em virtude do processo de interiorização da epidemia; 9. Em apoio às atividades desenvolvidas pelos Fóruns de ONGs/Aids que fortalecem a resposta brasileira à epidemia; 10. Pelo fortalecimento da Rede Nacional de Jovens vivendo com HIV e Aids, estabelecendo estratégias e políticas integradas para o trabalho com crianças, adolescentes e jovens; 11. Pelo incentivo à criação de Grupos de Trabalho de Aids e Religiões nos Programas Estaduais e Municipais de DST/Aids; A igreja vem somando esforços com o Poder Público e as ONGs no combate a AIDS Na Diocese São José, de São José dos Pinhais a Pastoral da AIDS foi criada em 2007 e vem desenvolvendo ações na prevenção e assistência aos soro positivos e também na vigília aos mortos pela AIDS no terceiro domingo de maio e no dia 1º de dezembro dia mundial de combate a AIDS. Neste ano a Pastoral da AIDS, aliada aos órgãos de saúde local estará promovendo ações como: - panfletagem - montagem de barraca com materiais divulgativos, orientações encaminhamento ao teste rápido, e outras ações; No dia 6 de dezembro, participação na missa das 09hs no Santuário de São Benedito. É a Paróquia de Santo Antonio da Lapa por meio da Pastoral da AIDS engajada nesta ação em defesa da vida. Vilma P. Wille Pastoral da AIDS

7 NÃO DÊ LUGAR AO DESÂNIMO! A paciência tudo alcança, é preciso esperar em Deus, há um tempo para cada coisa. É preciso perseverança, tem jeito sim, não podemos fazer nada sem antes rezar, sem perguntar para Deus a direção certa, a direção correta. Irmã(o) confiança, não desista daquilo que Deus te deu, daquilo que Deus confia a você. Dê passo firmes, confie em Deus, a obra é dele, e Ele não deixa uma obra inacabada! Deus não é homem para mentir, nem para se arrepender, Deus é fiel!!! Deus é fiel!!! Não desista, apesar de tudo não desista... Irmã (o) Esperança!!! Esperança!!! Deus está no controle, confie... Temos que evitar murmurações, tanto exteriores e interiores. Deus fala com aqueles que querem escutar. Confie em Deus, e descanse, não perturbe seu coração. Tem jeito sim!!! A BOCA FALA O QUE O CORAÇÃO ESTÁ CHEIO! O que mede suas palavras possui a ciência (Provérbios 17,27). Às vezes temos que silenciar. Nós somos chamados há suportar as fraquezas de nossos irmãos... Perca a briga e ganhe o irmão para Deus... Temos que viver com responsabilidade. Minhas escolhas têm conseqüências. Deposite toda a sua confiança no Senhor!!! Não te firmes em tua própria sabedoria. O coração na bíblia é considerado como sede da inteligência, dos desejos, dos pensamentos, da vontade, da consciência... Guarda teu coração acima de todas as outras coisas, porque dele brotam todas as fontes de vida! Preserva tua boca da malignidade. Longe de teus lábios a falsidade. A humildade é a via da santidade ela leva para qualquer lugar e para todo o lugar. O Senhor é a tua segurança, tua proteção... Não dê lugar ao desânimo! Roseane Bill Coordenadora da RCC HISTÓRIA DO MOVIMENTO DE CURSILHO O MCC Setor Lapa está desenvolvendo um trabalho de resgate da história do Cursilho na nossa Comunidade (cidade e interior). Se você tem documento (livro ata antigo), calendários de atividades ou fotos antigas procure a coordenação, nós faremos a cópia do documento ou foto e devolveremos em seguida. Se você fez parte de alguma coordenação do Cursilho e tem algum material desse tipo, a sua ajuda será muito importante e você estará ajudando a resgatar o trabalho desenvolvido por aqueles que nos antecederam. Gostaríamos de fazer o Encontrão de 2010 sem esquecer a sua valorosa contribuição. O material poderá ser entregue na Agência dos Correios aos cuidados de Servilho. Álbum Catequético Litúrgico Uma viagem junto com Jesus! Quem vai a esta viagem? De que forma? Catequizandos, pais, responsáveis e catequistas juntos com o compromisso de crescer na fé, compreendendo o projeto de Deus por meio dos evangelhos. A formação religiosa das famílias ao longo dos últimos anos vem se mostrando bastante deficitária. Pais e mães inseridos no mercado de trabalho e na rotina que este exige têm cada vez menos tempo para seus filhos, seu ambiente familiar e consequentemente, para a formação em valores tão necessário a vida cristã. Como exigir das crianças participação religiosa se esta não é uma prática familiar? Como formar os pais por meio dos filhos? Estas e outras questões são alvo de reflexão constante daqueles que acreditam que a sociedade só será melhor se houver um resgate do ser humano em sua humanidade e esta só é possível se houver um resgate de sua dimensão espiritual. Nesse sentido, o álbum litúrgico adotado na catequese em 2009, é mais uma ferramenta de apoio à família e a igreja, e tem como objetivo atingir pais e filhos. Não podemos ficar de braços cruzados, precisamos ir ao encontro das famílias cumprindo a missão de evangelizar. Mais do que nunca é necessário ecoar em nossos lares o Projeto de Deus, e desta forma resgatar o caráter de humanidade, capaz de fazer o homem a sua imagem e semelhança. Pais, o amor de DEUS precisa ser vivido e cultivado nas famílias, precisamos experimentar Deus em nossos corações, só pode dar testemunho àquele que experimenta. Família, primeira escola da fé, vamos dar o testemunho participando juntos com os filhos da Santa Missa ou na Celebração da Palavra, e em casa num encontro familiar refletir o evangelho do Domingo, realizar as atividades propostas no álbum, aprender e ensinar brincando com os jogos e passatempos. O álbum ainda traz um espaço para colar a figurinha, que o catequizando recebe na celebração da Santa Missa ou na Celebração da Palavra, com a imagem do Evangelho do dia. Pais, a figurinha é um elemento do álbum, que no momento está vinculada à participação na Missa ou da Celebração da Palavra, mas o objetivo maior é incutirmos na família e consequentemente no catequizando que DOMINGO SEM MISSA, SEMANA SEM GRAÇA! Enquanto Catequista almejo o sucesso deste álbum, que por meio dele as famílias disponibilizem um tempo para seus filhos e Jesus, que a participação de pais e filhos juntos na celebração da Santa Missa ou na Celebração da Palavra, seja uma conquista familiar, que Deus esteja presente tanto na dor quanto na alegria, caminhando junto com as famílias. E para os catequizandos, que o simples fato de ganhar uma figurinha seja um sinal do amor de Deus, que os mesmos não sintam se coagidos e sim tenham o prazer de completar o álbum, crescer na fé, e com alegria testemunhar o Amor de DEUS. Maria Cristina Ferreira Ganzert Catequista da Comunidade Nossa Senhora dos Milagres

8 Campanha do Devoto, uma opinião laical Caros Irmãos em CRISTO RESSUSCITADO Shalom! Um tema que tem suscitado muitas discussões/indagações por nós leigos, são os gastos com a manutenção da Paróquia, as necessárias restaurações, agora do Santuário Diocesano de São Benedito e depois com a Sede Paroquial da Matriz, e assim por diante. Essas atividades geram despesas e infelizmente o NOSSO DÍZIMO ainda é insuficiente, uma vez que deixamos para o dízimo o que nosso livre arbítrio entrega. Não temos a consciência de que devemos participar materialmente (trabalho e economia) e espiritualmente (sacramental/litúrgica) para a divulgação e o crescimento da fé cristã no coração dos CATÓLICOS. A Igreja, através de seus Administradores (Pároco e demais colaboradores Eclesiais, CAEP, Pastorais, Movimentos e Voluntários), tem a obrigação de não deixar a casa cair e manter as estruturas administrativas e de manutenção das instalações e prédios em condições de utilização. Para que isso aconteça, O voluntariado é OBRIGADO à com muito suor e sacrifício, promover festivais de prêmios, coletas, livro ouro, ações entre amigos, e outros, sabem por quê? Porque tem cristão/católico que mesmo recebendo as benesses da comunidade religiosa, com ela nada colabora e ainda se julga no direito de lançar afinados comentários. Isso não desajusta o comportamento dos CATÓLICOS CONSCIENTES que, a cada dia são em maior número, colaborando de maneira mais contagiante, dando forças para aqueles que têm a responsabilidade de levar adiante a MISSÃO que Cristo nos responsabilizou e também manter as instalações para a recepção dos fiéis. Nessa hora, todos apelam para as armas que tem. Apostolados, Congregações, Redes de Informação, etc, a nível até nacional, lançam mão da chamada MALA DIRETA e encontram todos os cidadãos, católicos ou não, para buscar colaborações em dinheiro para a realização das suas obras ou projetos, e nós, movidos pelo espírito de participação, (porque as cartas têm conteúdo de marketing perfeito), acabamos por nos convencer e mandamos alguns trocados, ou seja: R$ 20,00; 25,00; 30,00 ou mais e deixamos de lado a NOSSA OBRA LOCAL (LAPA). Muitas vezes deixamos a nossa Lapa a mercê ou colaboramos timidamente. Cheguei aonde eu desejava chegar. A CAMPANHA DO DEVOTO que foi lançada neste ano. Será que ao terminar o meu primeiro carnê eu continuarei sendo DEVOTO? R$ 25,00 reais é muito para mim e minha família? Ou é pouco! Qual será a vontade da minha consciência e do meu livre arbítrio? Continuarei sendo tímido ou SEREI UM CATÓLICO PROTAGONISTA! Teu coração é quem deve dizer, afinal, é pela campanha do devoto que nós iremos concluir as obras de restauração do Santuário Diocesano de São Benedito, transformandoo num Santuário para a América Latina. Porque não? Somos tão frágeis assim? A restauração não termina com a pintura, tem muita coisa a ser feita ainda, que vai desde o ajardinamento, à reforma total das instalações de festa do Santuário e da Igreja Matriz. Só Você CATÓLICO CONSCIENTE capaz de fazer isso, ou seja, ajudando como Voluntário e como UM (A) DEVOTO (A) FIEL. Se R$ 25,00 por mês é muito, colabore com a quantia que for possível, mas faça todos os meses. Se dirija até a casa Paroquial, informando a quem o (a) atender, que DESEJA PARTICIPAR DA CAMPANHA DO DEVOTO, que a pessoa vai lhe entregar um carnê com o valor que for possível colaborar mensalmente. Você católico consciente que já vem participando da Campanha do Devoto, ao terminar seu carnê, solicite outro e continue participando ativamente das obras de restauração da Nossa Paróquia. Não me diga que NÃO PODE, porque Você pode sim. DEUS e Você sabem disso. Não de confiabilidade àqueles que se dizendo Católico, acham que porque participam da Missa e dão uma frágil esmola já fizeram a sua parte. Ledo engano. Jesus pagou nossos pecados se entregando para morrer crucificado. E VOCÊ? Vai continuar sendo mesquinho acreditando nos falatórios e destruidores da fé católica? Faça a tua parte, isolando os indolentes e colaborando com as obras de restauração e manutenção da Paróquia, SENDO UM FIEL DEVOTO, contribuindo com a campanha do devoto. Vá até a casa Paroquial que você sairá de lá FELIZ, porque teve a coragem de dizer não à indolência, PARTICIPANDO COM QUANTO PUDER COM A CAMPANHA DO DEVOTO. Jesus, São Bendito e Santo Antônio, certamente vão olhar para a vossa generosidade. Valério Schmidt Izabel Leoni Ribeiro de Souza Canoeiro Marilda Ivone Gritten Canoeiro Benedita de Aguiar Berghauser Vila São José Terezinha de S. Souza CONHEÇA MAIS ALGUNS DEVOTOS PARTICIPANTES DA CAMPANHA Florentina Tribeck Água Azul de Cima Antonia Schimalki Vila do Príncipe Josefa Barbosa São Lucas Espaço reservado para você

9 A Festa de São Benedito em Lapa acontece anualmente no domingo que antecede o Natal, com atividade que decorrem quatro dias de celebração a São Benedito. São Benedito é um dos poucos santos negros consagrados pela igreja católica. Filho de negros escravizados que mais tarde foram libertos, São Benedito viveu entre irmãos eremitas de São Francisco de Assis, e é sempre lembrado por sua humildade, sabedoria e a solidariedade, além de ser considerado o santo protetor do povo negro. Os cultos religiosos associados a São Benedito no Brasil são denominados os mais populares. No período de escravidão, negros eram proibidos de praticar suas diversas manifestações culturais, mas encontravam maneiras de exercê-las as escondidas, e os momentos em que podiam manifestá-las abertamente eram nas festas católicas, único espaço de sociabilidade dos brancos em que os negros poderiam participar, e nesses momentos aproveitavam para exercer e fortalecer seus elementos culturais. Isso explica a existência secular de festas católicas denominadas festas negras que antecedem a abolição em Nas celebrações culturais negras, tradicionalmente, não existia a separação ao que chama de sagrado e profano, festejar e cultuar as figuras religiosas estavam diretamente relacionados. Por isso, onde se encontrar as mais tradicionais e antigas celebrações religiosas das comunidades negras, a festa é um elemento que se une ao ritual religioso. São quatro dias de celebração a São Benedito, com atos simbólicos em sua homenagem como repique dos sinos no Santuário Diocesano de São Benedito e estourar de rojões, tríduo, bênçãos, missas, levantamento de mastro e no último dia a festa é aberta com missa festiva da irmandade de São Benedito, procissão com a imagem de São Benedito pelas ruas da cidade. A cidade da Lapa ao longo de sua história recebeu a comunidade negra de diversas localidades do estado do Paraná e de outros estados do Brasil para celebrar o seu santo negro. Famílias negras se reúnem em excursões para ir celebrar o seu santo protetor, participando da missa e de toda a programação da festa. Por isso podemos afirmar com toda convicção que a festa de São Benedito na Lapa tem uma história rica em expressão de fé. Para essa festa se reúnem milhares de devotos de todos os lugares. A Lapa torna-se palco de um encontro de amigos que participam dos festejos em homenagem ao santo, mostrando grande fé e agradecimento pela graças alcançadas. Venha você também participar dessa festa de amigos. Esta festa é sua Lapiano! Adir Santos Coordenador do CAEP

10 "Ei irmãos, vamos seguir com fé, tudo que ensinou o Homem de Nazaré Mais um ano se passou, muitas conquistas alcançadas e muitos projetos realizados. Quando terminamos algo, sempre deveríamos refletir os momentos mais importantes que passamos. E nós da paróquia Santo Antonio temos muitos momentos marcantes neste ano de Ano que vivemos juntos emoções diversas, muitas vezes partilhamos momentos tristes de dor, choramos, outras vezes rimos juntos das coisas que vivenciamos e partilhamos com aqueles que caminham e estão ao nosso lado. Neste ano tivemos muitas festas em que nos encontramos para se confraternizar e também ajudar a reformar o nosso grande Santuário Diocesano de São Benedito. Celebramos a Páscoa juntos, e em todas as comunidades lapianas nos reunimos diversas vezes ao redor do altar para receber o Cristo, anunciar a paz e promover a unidade. Em muitos finais de semana deste ano de 2009, ministros, liturgistas, administradores, estiveram reunidos para refletirem juntos e receber formação em nossa paróquia. A pastoral Familiar neste ano visitou todos os setores da paróquia e partilhou um pouco da realidade de nossas famílias no interior. Muitas pastorais realizaram assembléias para formar e acompanhar a caminhada dos agentes de evangelização. Fomos felizes pela oportunidade que tivemos de fazer a experiência com Maria todas as quartasfeiras nas novenas a Nossa Senhora do Perpetuo Socorro. Somos gratos aos Padres que fizeram das quintas-feiras um encontro intimo de oração especial nosso com Cristo. Também neste ano, muitos de nós, passamos por momentos difíceis, perdemos pessoas importantes que fizeram parte da nossa vida, que nos marcaram e que para sempre serão lembradas. Neste ano passamos por momentos tensos em que esperávamos chuvas para que pudéssemos produzir e colher bons frutos. Em outras ocasiões pedimos a Deus tempo bom para que pudéssemos nos deslocar em nossas estradas muitas vezes castigadas pelas fortes chuvas. Mais em todas essas dificuldades fomos perseverantes e podemos dizer que confiamos em Deus. Se olharmos atentamente, veremos que sempre alguma coisa boa irá resultar de um fato que não saiu como nós imaginamos, o importante, é que sejamos otimistas e confiantes, pois a cada dia, recebemos de acordo com o que damos. E ainda, se chegarmos ao ponto de nos conhecermos bem, saberemos que sempre teremos a possibilidade de sermos uma pessoa ou uma comunidade vitoriosa e vencedora. O Cristo simboliza para nós o ponto em que Deus e o Homem se tornam um só. Ele é o símbolo entre a união divina e a humana, que nele permaneçamos fortes e esperançosos por um ano de 2010 que há de vir. Adriano Zaranski Seminarista Campanha para a Evagelização Todos os anos, a Igreja no Brasil realiza a Campanha para a Evangelização, que acontece no tempo do advento. Neste ano traz como lema: Ele se faz pobre para nos enriquecer ; e para atingir os objetivos (encontro com Jesus Cristo, a conversão, o discipulado, a comunhão e a missão) procura despertar na consciência de todos a responsabilidade diante da missão evangelizadora para que todos venham a participar ativamente desta missão. Este tema foi escolhido para dar unidade ao ano litúrgico de 2010, que abordará a questão da economia tanto na Campanha para a Evangelização, que acontece no tempo do advento, como na Campanha da Fraternidade, que acontece no tempo da quaresma, e na Campanha Missionária, que acontece em outubro, durante o tempo comum. Uma das principais questões que levaram os bispos do Brasil a promover a Campanha para a evangelização foi a econômica. De fato, o trabalho evangelizador se tornou muito complexo, exigindo pessoas capacitadas para a atuação em todos os níveis, recursos tecnológicos cada vez mais sofisticados e uma estrutura organizacional extremamente complexa, principalmente quando falamos de evangelização em todo o território nacional. Que possamos nos conscientizar de que a Evangelização é papel de cada cristão e que o apelo de Aparecida para que sejamos discípulos e missionários ressoe cada vez com mais força em nossos corações. João Antonio S. da Cruz Ajude a Evangelizar A Igreja do Brasil conta com sua ajuda nesta Coleta especial. Já estão disponíveis os envelopes para esta Campanha na secretaria paroquial. Dom Ladislau pede para que os MESC s motivem à entregas dos envelopes nas celebrações do Segundo Domingo do Advento e que os administradores façam a entrega como costume no expediente paroquial. A pastoral Catequética organizou uma bonita liturgia na qual 79 jovens e adultos receberam a plenitude da Iniciação Cristã, o Sacramento da Confirmação. Santuário lotado, corações alegres. Dom Isidoro Kosinski, Bispo Emérito de Três Lagoas MS presidiu a bela celebração e impôs as Mãos sobre nossos crismandos derramando-lhes a força e os dons do Espírito Santo. CRISMA Parabéns aos catequistas e que Deus abençoe e dê vigora cada um dos Confirmados na Fé!

11 De olhos para o céu Parusia é uma palavra grega que para nós, católicos, tem um significado especial. Uma tradução adequada seria manifestação final. Muitos católicos enfocam a sua vida nesta direção. Vivem para aquele grande dia do encontro definitivo com Jesus, no seio de Deus. E há, também, evangélicos que vivem dentro dessa mística, esperando a vinda gloriosa do Senhor. Outros católicos e evangélicos preferem viver o seu dia-a-dia, preocupados com o seu hoje, aqui e agora. É a minha missão, é o meu momento. É possível ser um cristão de olhos voltados para o futuro e vivendo em função do que acontecerá naquele dia. É possível ser um cristão de olhos voltados para o passado, vivendo o triunfo de uma Igreja que foi, fez, e realizou e quer aquilo mais uma vez. Inclusive há quem se vista hoje, como naqueles tempos de triunfo: cavalheiros ou cavaleiros da idade média, hábitos da idade média. Acreditam que Deus os chama a esse retorno; enquanto pregam, usam e cultivam hábitos que os cavaleiros daquele tempo jamais sonhariam para si. Vestem-se como no passado, mas usam instrumentos do futuro: carros, televisão e computadores. O discurso medeia entre o passado e o futuro. Tentam reconquistar alguma coisa que se perdeu. Fizeram sua escolha como nós fizemos a nossa. O Deus para quem caminham está no reencontro com o passado. Querem o que santificou os santos daquele tempo. A singeleza e o acolhimento de Francisco ou a disciplina dos cavaleiros que conquistaram povos e lugares santos. É possível também, ser um cristão de olhos voltados para o presente, dentro de uma Igreja que faz, pensa, realiza, cai, levanta-se e sofre. Tais cristãos querem melhorar este mundo influindo nas suas leis. Sua militância é social e política. Há quem busque isso e esqueça a graça de Deus. Mas há os que oram e crêem que Deus os iluminará a cada gesto de libertação dos irmãos, a cada enfrentamento político contra os que oprimem o povo. São capazes de agir sem ódio, mas agem também sem medo. Quem conhece o coração humano é Deus. Ele sabe quem está certo e quem está equivocado. Pode ser um enorme equívoco sairmos por aí a dizer que os outros estão equivocados. Os olhos que olham o céu, às vezes olham para o passado, às vezes para o futuro e às vezes, para o presente. O tempo que dedicamos a esses olhares demonstra que tipo de catolicismo escolhemos viver. Pe. Zezinho, scj ANO SACERDOTAL Junho de 2009 a Junho de 2010 Denise S. de Siqueira, secretária do SAV Estamos celebrando o ANO SACERDOTAL e nada mais justo que homenagear os nossos irmãos sacerdotes, missionários de Jesus Cristo, que de diversas maneiras levam a Palavra de Deus a tantos irmãos e irmãs. SÃO JOÃO MARIA VIANNEY foi um presbítero (padre), o Padroeiro dos Párocos, comemorado em 04 de agosto que primou pela Palavra de Deus. Ele não só a proclamava aos outros, na sua melhor forma, com preparação e meditação, mas vivia-a em sua integridade. Seguindo-lhe o exemplo, a palavra de Deus deve ganhar sentido na vida dos presbíteros pela escuta e sua objetividade. Jesus diz: Bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus e a põem em prática. Estamos num período muito importante em nível social e eclesial, com a V CELAM, cujo tema foi: Discípulos e missionários de Jesus Cristo para que nossos povos nele tenham vida. Eu sou o caminho, a verdade e a vida. O tema é bíblico e, ao mesmo tempo, cristológico no discipulado e missionariedade com a vida de Jesus Cristo. No presente momento, alguns aspectos do pensamento de Vianney podem servir de iluminação à vida presbiterial: Padre: O padre possui as chaves dos tesouros do céu: é ele a abrir a porta; ele é o ecônomo de Deus, o administrador dos seus bens. O sacerdócio é o amor do Coração de Jesus. Quando olhais o padre, pensai em Nosso Senhor. Vianney valorizava a pregação ligada ao Evangelho de Jesus e à tradição eclesial, que segue, tanto para o presente como para o futuro. Há uns que se vão embora, repetindo em todos os tons: os padres dizem bem o que querem. Não, meus filhos, os padres não dizem o que querem; dizem o que há no Evangelho... Se nós disséssemos coisas que não estivessem no Evangelho, o senhor bispo logo nos proibiria de pregar. Nós só dizemos o que Nosso Senhor nos ensinou. Graça: A graça de Deus nos ajuda a caminhar e nos sustém. Essa é necessária como as muletas para quem tem mal nas pernas. O conhecimento da doutrina divina leva a amadurecer, cada vez mais, a consciência da importância de aderir a um perfeito molde e estilo de vida, isto é, possibilita abrir os olhos das pessoas para um horizonte sem limite, em busca de um mundo melhor. Dom de si mesmo: Quanta docilidade provamos em esquecer-nos de nós mesmos para procurar a Deus. Sobre o caminho da abnegação aquilo que custa fadiga é o primeiro passo. Uma vez iniciada a estrada, o resto vem por si e, quando a gente tem esta virtude, se tem tudo. É o caminho de todo cristão, chamado a ver nos fatos da vida e da história a presença de um Deus soberano e amigo, que acompanha nossos passos e inspira novas conquistas. É importante resgatar a história João Maria Vianney e reavivar alguns de seus pensamentos e como levava em conta a realidade na atuação de pastor e guia de seu povo. Ele diz: Meus filhos, não é pouca coisa a Palavra de Deus. As palavras de Nosso Senhor, antes de partir para o Pai, foram estas: Ide e instruí(...), para fazer-nos ver que a instrução passa à frente de tudo. João Vianney liga o conhecimento da religião com a escuta da Palavra do Senhor e do próprio pecado: Que é que nos faz conhecer a nossa religião? São as instruções que ouvimos. Que é que nos dá horror do pecado? As instruções, a escuta da Palavra de Deus. Há alguns que não dizem sequer um Pai-Nosso e uma Ave-Maria para pedir a graça de bem ouvi-la e aproveitá-la. A salvação está ligada à Palavra de Deus e à consonância com a mesma. Vianney continua afirmando em suas catequeses: Eu creio, meus filhos, que uma pessoa que não ouve a Palavra de Deus como é preciso, não se salvará; não saberá o que é preciso fazer para isso. Mas com uma pessoa instruída há sempre recurso. Por mais que se extravie por toda sorte de maus caminhos, pode-se sempre esperar que ela torne ao bom Deus, cedo ou tarde ainda quando só fosse na hora da morte. NÃO UM ADEUS... MAS UM ATÉ MAIS! Querida comunidade da Lapa, 3 anos se passaram... e eu como padre percorrendo por varias vezes as comunidades da grande cidade Lapeana. Todos nós temos sonhos... com vocês eu sonhei e continuarei sonhando onde quer que eu esteja. Sonhar com um mundo melhor, de paz e amor. Foi isso que me fez dedicar-me de corpo e alma nesse tempo todo. Assistindo e confortando todos os que necessitavam dos sacramentos e de uma palavra amiga. Aprendi ser padre com vocês! Cresci também na minha espiritualidade e na minha devoção a Maria. Alías, meu ministério sacerdotal coloquei nas mãos da Virgem Santíssima. E através Dela tenho presenciado enumeras Bênçãos a todos os fieis devotos. Nesse tempo tive muitas experiências, como padre e como discípulo, missionário de Jesus Cristo. Momentos de alegrias, como também de provações. No início do meu ministério passei por uma fase de doença, mas graças às orações recebidas consegui vencer a Hepatite. Hoje, fazendo uma retrospectiva vejo mais a alegria; pois tive sempre amigos verdadeiros que sempre estiveram preocupados com o estado de minha saúde. Amigos esses que marcarão a minha vida toda. Sempre que necessitei encontrava famílias e pessoas fazendo o impossível para que supera-se as dificuldades. Só tenho agradecer a Deus, por ter me enviado a esta cidade com este povo santo e pecador que souberam também aceitar as minhas falhas e limitações... Aqui já peço desculpas a todas as pessoas que de alguma forma magoei com palavras impensadas. Estou deixando esta paróquia Santo Antonio em janeiro. Vou assumir um compromisso ainda maior, ser pároco da paróquia Senhor Bom Jesus da Coluna em Rio Negro Pr. Saio daqui com o sentimento de dever cumprido, sempre amei aquilo que fiz e tudo o que fiz, foi por amor. Pessoas me perguntam: Porque o Bispo vai tirar você da Lapa? Em time que esta ganhando não se mexe! A resposta é essa. O atual pároco de Rio Negro, padre José Airton esta deixando a nossa diocese de São José dos Pinhais e voltando para a Arquidiocese de Curitiba á qual ele pertence e esta encardinado. Pe. José Airton assumirá em janeiro a paróquia Imaculada Conceição de Palmeira Pr. Ficando assim vacante, sem padre, a paróquia Senhor Bom Jesus de Rio Negro. Após muitas reuniões do clero, decidiram me confiar à administração da mesma. Já estou contando com a visitação de todos vocês lá. E também com as vossas orações para que eu possa ter o sucesso no trabalho que encontro aqui. Não estou me despedindo de vocês para sempre... Espero voltar sempre que possível aqui, e quem sabe, depois de adquirir uma boa experiência lá, o bispo me transfira para a nova paróquia a ser criada da Lapa. Deixo minha Benção Sacerdotal para Todos! Pe. Marcos Kastel

12 COMUNICADO AOS MESC s Durante este ano a paróquia optou pelo folheto FIDELIDADE e a razão para esta escolha foi fortalecer a pastoral do Dízimo em todas as comunidades. Esperamos que este objetivo tenha sido alcançado e nosso povo tenha se conscientizado do quanto é fundamental o dízimo, não apenas para o sustento da Igreja em suas dimensões, mas como crescimento pessoal de fidelidade. Então fazemos a pergunta: Por que não continuar com essa editora? A questão é que muitos problemas foram detectados, principalmente em relação ao aspecto litúrgico, como celebrações faltando ou mesmo com erros de digitação e de impressão. Diante de tudo isso opta por assinar outro folheto, a edição O DOMINGO, editado pela Paulus e que é muito mais confiável. Tal mudança reflete nossa prioridade pela pastoral litúrgica e pretende levar às comunidades subsídios mais de acordo com o tempo e o tema celebrado. As mudanças e adaptações para a Celebração da Palavra (Culto) serão explicadas na próxima assembléia dos Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão. José Romildo Pontarolo Vocacionado ao Diaconato permanente Reunião com os Administradores No último dia 22 de novembro fizemos a última reunião do ano de com os administradores, para deliberarmos sobre vários assuntos. Iniciando a reunião, Padre Emerson fez a espiritualidade, partindo do trecho bíblico de At. 2, 42, propondo então a necessidade de pessoas engajadas como lideranças em nossas comunidades, administrando e zelando pelo patrimônio como as capelas, barracões e demais itens de valores que as mesmas possuam, em espírito de disponibilidade e fraternidade. Participaram também deste encontro administradores recém empossados, aos quais foi feita uma acolhida muito calorosa. Pe. Emerson agradeceu a disponibilidade e convocou-os para trabalharmos juntos, formando assim uma só paróquia. Explicou sobre a diminuição do quadro de funcionários repentina, dizendo que cada jovem sonha e não devemos cortálos. Disse que a partir de agora iria trabalhar com a ajuda do voluntariado e convidou o Diácono Correa para trabalhar como administrador na paróquia, suprindo assim as ausências da Fabieli e da Hilda. Padre Emerson ainda noticiou a contratação da jovem Sabrina para o atendimento da secretaria juntamente com a Zeneide. Falou o pároco ainda do novo jeito de administrar assumido por ele agora, juntando a conta da Matriz com as contas das capelas e tendo também uma conta para a Revitalização do Santuário e outra para o Memorial Monsenhor Henrique. Comunicou também a abertura de uma conta bancaria no Banco Cooperativo Cresol e combinou-se que a partir de agora para os fechamentos dos caixas, os tesoureiros devem depositar o dinheiro arrecadado no mês para depois irem até a paróquia para fazer o demonstrativo. Pe. Emerson colocou também acerca do Pe. Emerson e Diác. Correa conduziram reunião com os presidentes executivos dos CAEC s andamento das obras de revitalização do Santuário, dizendo que para o mesmo temos uma conta específica no Banco Bradesco. Anunciou que o Pe. Marcos esta indo embora para assumir uma paróquia e que somente a partir do dia 7 de fevereiro haverá um novo vigário paroquial. Os demais assuntos foram apenas lembretes e comunicados como: coletas especiais de 2.010, pedido a colaboração dos mesmos para que arrecadassem brindes, prendas para a Festa de São Benedito que se aproxima, quanto a emissão das notas fiscais, troco para festas, fechamento dos caixas devem ser feitos até o dia 15 do mês corrente. II ASSEMBLÉIA DIOCESANA No dia 21 de novembro a Diocese de São José dos Pinhais viveu um momento muito especial, realizando sua II Assembléia Diocesana, expressando assim a comunhão da Diocese com a Igreja do Brasil. A Paróquia Santo Antonio da Lapa também se fez presente com uma equipe de dez pessoas, entre eles o Padre Emerson, Padre Marcos, os Diáconos Antonio e Bráz, o Seminarista Adriano e representantes das Pastorais de nossa paróquia. O evento ocorreu no Salão Paroquial da Paróquia de São Pedro em São José dos Pinhais. Quando chegamos fomos recepcionados com um delicioso café e em seguida nos dirigimos para o salão num clima de alegria e participação. Todas as paróquias dos cinco setores da Diocese se fizerem presentes através de seus representantes e de seus Párocos. O evento se iniciou com a exposição dos objetivos, planejamentos e compromissos da Assembléia. Após a oração inicial, nosso Bispo Dom Ladislau comentou sobre o plano de ação evangelizadora assumido pelas Dioceses do Regional Sul II: R E N O V A Ç Ã O PAROQUIAL: por uma paróquia missionária; e sobre a importância de revermos as prioridades primeiras da Diocese, para fazermos de fato uma Paróquia Missionária. Disse que é o momento de louvarmos a Deus pelas Paróquias que já assumiram esse desafio. Em seqüência foram apresentadas as Paróquias presentes e seus representantes. O primeiro Público presente na Assembléia da Diocese de São José dos Pinhais momento focou as Pastorais Social, Vocacional e Familiar (prioridades da nossa ação evangelizadora), e foram expostas as realizações e as dificuldades que estão vivendo, bem como as propostas para maior envolvimento e compromisso das comunidades com estas Pastorais. Outro assunto explanado foram as sugestões de mudanças propostas pelas paróquias no Diretório dos Sacramentos, propostas essas que serão estudadas para futuras aprovações da Diocese. Encerrada a primeira parte, em um clima de comunhão e fraternidade, fomos para o almoço preparado com muito carinho pela equipe organizadora do evento. No segundo momento foi comentado sobre o tema paróquia missionária, que tem por objetivo resgatar os cristãos para a Igreja e para uma nova experiência com Jesus Cristo e sobre as cinco linhas de ação apresentadas para que aconteça a missão. Cada Paróquia precisa propor esse encontro com Jesus Cristo, pois Ele é o grande motivador que nos chama para o discipulado e a missionariedade. Em seguida foram formados grupos para refletir sobre as linhas de ação e para apresentarem sugestões de ações concretas. As propostas apresentadas foram muito positivas e proveitosas. Serão avaliadas pela coordenação da ação evangelizadora e com isso a Diocese espera conseguir ter um impulso missionário em todas as paróquias. O evento foi finalizado com a oração do III Congresso Vocacional do Brasil que acontecerá em Não existe vocação sem missão. A missão é um dom de Deus. Todo cristão batizado é um missionário por natureza. Quando se fala em paróquia missionária, o assunto não se restringe a pessoa do pároco e aos membros das Pastorais e Movimentos, mas se estende a todos os cristãos que pertencem a paróquia, pois devemos nos conscientizar de que é uma tarefa de todo discípulo dar testemunho, divulgar, resgatar e despertar aquele irmão que está afastado da Igreja e da Eucaristia, trazendo-o de volta para um novo encontro com Jesus Cristo. Daysi Mendes

13 1) 02 de Dezembro reunião com as líderes voluntárias da Pastoral da Criança da cidade e interior das 09h as 15h30. Local: Educandário. 2) 07 de Dezembro capacitação da pastoral da criança para novos líderes das comunidades das 09h as15h30. Local: Educandário. 3) A Secretaria Paroquial informa que a partir do dia 05 de dezembro estarão sendo feitas as assinaturas de Mensageiro e Liturgia Diária Pede se impreterivelmente que as mesmas sejam efetuadas até dia 31 de dezembro, caso contrário não receberão o subsídio. 4) O CAEP pede a todos a doação de prendas para a Festa de São Benedito. Comunica que na semana da festa passará um carro recolhendo as doações nas comunidades. 5) Pastoral do Batismo comunica que haverá somente encontros no primeiro e segundo sábado de dezembro. Não haverá encontros no mês de janeiro. Retornando com os encontros no mês de fevereiro de Livraria Paroquial informa: Por Apenas R$ 9,00 Adquira MUITO MAIS DO QUE UMA SIMPLES FOLHINHA! Composta de uma estampa com imagem do Sagrado Coração de Jesus e de um bloco com o calendário anual que é encaixado na parte inferior da estampa. Possui conteúdo diversificado: de religião até culinária, mensagens e cuidados para com a saúde. Traz indicação litúrgica diária, calendário agrícola e de pesca, fases da lua, pensamentos bíblicos e de autores diversos, datas comemorativas civis e de santos, comentário do Evangelho dominical, concurso bíblico, reflexões, curiosidades, humor. Venha buscar a sua Folhinha e presentear alguém para você ser lembrado todos os dias do Ano. Por Apenas R$ 8,50 A Folhinha de Nossa do Perpétuo Socorro traz o calendário anual, pelo qual você poderá aumentar seus conhecimentos gerais, com as informações nela contidas. Aprenderá receitas, curiosidades, pensamentos e muito mais. Contém ainda indicações litúrgicas, conselhos e a vida dos santos. 04/12 (Sexta) 08h30 Educandário 14h30 Matriz 14h30 Rio da Areia 16h00 Santos Reis 17h30 Palmital de Baixo 17h30 Pedrinhas 19h00 Cabeçudo 20h30 São Bento I 05/12 (Sábado) 17h30 Vila Esperança 17h30 I Faxinal 18h00 Paiquerê 19h00 Bonito 20h30 Água Azul de Baixo 20h30 Capão Alto 06/12 (Domingo) 09h00 Santa Regina 10h30 Matriz 10h30 São Bento II 10h30 Pedra Alta 08/12 (Terça) Imaculada Conceição 16h00 Km246 16h00 II Faxinal 17h30 Palmital de Cima 17h30 Passa Dois 19h00 II Passa Dois 20h30 Km h30 Mato Queimado 12/12 (Sábado) 14h00 Espigãozinho 16h00 Matriz 16h00 Faxinal dos Pintos 17h30 Cohapar 18h00 Colônia Municipal 13/12 (Domingo) 07h30 Marafigo 07h30 Fazenda dos Forjos 09h00 - Santuário 09h00 Floresta São João 10h30 Matriz 10h30 Carqueja 10h30 Faxinal dos Corrêas 13h00 Barreiro Grande 13h30 Faz Lagoa Dourada 15h00 João Paulo II 16h00 Faxinal dos Pretos 19h00 Milagres DEZEMBRO 17/12(Quinta) 1º Dia do Tríduo 18/12(Sexta) 2º Dia do Tríduo 19/12(Sábado) 3º Dia do Tríduo 20/12(Domingo) 06h00 Santuário Festa de São Benedito 08h00 Santuário Festa de São Benedito 10h30 Santuário Festa de São Benedito 24/12(Segunda) 21h00 Santuário Missa do Galo 25/12 (Sexta) Missas de Natal 06h00 Capão Bonito 08h00 Colônia Johannesdorf 09h30 Vista Alegre 10h00 Água Azul de Cima 11h00 Santo Amaro 26/12 (Sábado) 16h00 Matriz 16h00 Mato Preto Paiol 17h30 Mato Preto Machado 18h00 Vila São José 19h00 Mato Preto Povinho 20h30 Barra dos Melos 20h30 Vila do Príncipe 27/12 (Domingo) 08h00 Estação Nova 09h00 Faxinal dos Dias 10h30 Matriz 10h30- Vila José Lacerda 10h30 Canoeiro 13h00 Espigão Branco 14h30 Pedra Lisa 31/12 (Quinta) Ação de Graças h30 - Santuário JANEIRO 01/01 10h30 Capão Bonito 14h30 Matriz 02/01 16h00 Matriz 03/01 10h30 Matriz 09/01 16h00 Matriz 10/01 10h30 Matriz 16/01 16h00 Matriz 17/01 09h00 Pedra Alta 09h00 II Passa Dois 10h30 Matriz 10h30 Espigãozinho 10h30 Fazenda Forjos 10h30 Bonito 23/01 16h00 Matriz 24/01 10h30 Matriz 10h30 Santo Amaro 30/01 16h00 Matriz 31/01 09h00 Pedra Lisa 09h00 Colônia Municipal 10h30 Matriz 10h30 I Faxinal 10h30 Campina Dores 10h30 Faxinal dos Pretos

14 SEGUNDO DOMINGO DO ADVENTO ( ) Cor Roxa Lucas 3,1-6 Esta é a voz de quem grita no deserto: preparem o caminho do Senhor Atrás das informações históricas deste texto, referentes às autoridades seculares e religiosas que teriam influência nos primórdios do cristianismo, jaz a realidade trágica da resposta negativa deles à Palavra de Deus e aos seus mensageiros, João o Batista, e Jesus, o Cristo! Na pessoa do Pôncio Pilatos, a autoridade romana vai agir na decisão de assassinar o Messias; entre os governantes da Palestina, Herodes Antipas aparece diversas vezes no Evangelho, sempre com juízo negativo, e será o responsável pela morte de João, além de estar presente no sofrimento de Jesus na Semana Santa; Anás (Sumo Sacerdote de 6-15 d.c) e o seu genro Caifás (Sumo Sacerdote de d.c) só funcionam porque os romanos permitiam e realmente foi a eles que serviam. Os sumos sacerdotes sempre serão hostis a Jesus e à sua pregação e no fundo eram eles os responsáveis pela sua morte. No meio deste elenco de poderosos corruptos e perseguidores, Deus manda João, o Batista, como arauto do novo tempo de graça e salvação. Deus não permite que a perversidade e a maldade tenham a palavra final na história da humanidade. Essa será mais tarde a mensagem básica do Apocalipse - o mal já é um derrotado, e embora possa parecer diferente, é Deus e não a maldade que controla a caminhada da história. Mensagem de conforto às comunidades sofridas do fim do primeiro século. Mas esta vitória não se concretiza sem que haja luta, sacrifício, e cruz! Lucas põe na boca de João um trecho de Isaías: Esta é a voz daquele que grita no deserto: preparem o caminho do Senhor, endireitem as suas estradas. Todo vale será aterrado, toda montanha e colina serão aplainadas; as estradas curvas ficarão retas, e os caminhos esburacados serão nivelados. E todo homem verá a salvação de Deus ( v.4-6) Sem dúvida, podemos entender este trecho num sentido metafórico, como descrição de uma mudança radical no estilo de vida de quem quer aceitar o convite à penitência e ao arrependimento. Os vales a serem aterrados, as montanhas e colinas a serem aplainadas, os caminhos esburacados a serem nivelados, simbolizam os empecilhos em nossas vidas a um seguimento mais radical e coerente de Jesus. Quem aceita a sua mensagem terá que mudar radicalmente - isso é, na raiz - a sua vida. Advento, embora não seja tempo de penitência no sentido que a Quaresma é, se torna tempo oportuno para uma revisão de vida, para descobrir quais são as curvas, montanhas, e pedras que teremos que tirar para que o Senhor realmente possa habitar nos nossos corações. O último versículo: E todo homem verá a salvação de Deus (v. 6) faz eco ao tema lucano da universalidade da salvação, usando esta frase que não se encontra no texto paralelo de Mc 1,3. Ninguém é excluída da mensagem e oferta da salvação. Mas a resposta depende de cada um de nós! TERCEIRO DOMINGO DO ADVENTO ( ) Cor Rosa Lucas 3, Ele é quem batizará vocês com o Espírito Santo e com fogo Esta passagem trata da pregação de João Batista, que: Percorria toda a região do rio Jordão, pregando um batismo de conversão para o perdão dos pecados (v.3) O início do texto de hoje, versículos 10-14, que constam somente em Lucas, mostra bem a sua teologia e contexto - não são os líderes religiosos que estão prontos para arrepender-se, mas o povo comum, e até pessoas que estavam à margem da sociedade, - como cobradores de impostos e soldados. Mais adiante no Evangelho, são estas as pessoas que vão responder positivamente diante da pregação do próprio Jesus. Escrevendo para as comunidades pelo ano d.c., Lucas quer lembrar aos cristãos ROTEIROS HOMILÉTICOS que eles também devam estar abertos para achar sinceridade e bondade fora das vias aceitáveis - como fizeram João e Jesus! A frase lapidar do trecho é a pergunta que os diversos grupos formulam para João: O que devemos fazer? Esta pergunta aparece mais vezes no Terceiro Evangelho, em Lc 10, 25 (na boca dum doutor da Lei) e Lc 18,18 (uma pessoa importante), e também nos Atos dos Apóstolos: At 2,37 (os judeus depois da pregação do Pedro), At 16,30 (o carcereiro gentio de Filipos), At 22,10 (Saulo, o perseguidor). Usando este artifício, Lucas quer salientar que é uma pergunta que tem que ser feita constantamente durante a nossa caminhada. Não há cristão que possa se dispensar de fazêla sempre, por achar que já sabe a resposta. É interessante que João, embora uma pessoa de cunho fortemente ascético, não exige sacrifícios, ou práticas religiosos como jejum e abstinência. Ela enfatiza uma exigência muito mais radical, que atinge o cerne do nosso ser - uma preocupação com os mais pobres, manifestada na busca de justiça e solidariedade. As Campanhas da Fraternidade seguem esta linha de João - pois muitas vezes é mais fácil abster-se de uma carne ou uma bebida do que engajar-se na luta por um mundo melhor. Este trecho traz à tona mais uma vez um dos temas principais do Evangelho de Lucas - o uso correto dos bens materiais. No fundo, João aqui prega antecipadamente o que mais tarde Jesus vai ensinar - a partilha dos bens com as pessoas que sofrem necessidades, a justiça nos relacionamentos econômicos e políticos, a conversão que se manifesta numa mudança radical da vida. A segunda parte da passagem insiste que João é inferior a Jesus. João batiza com água como agente de purificação, mas Jesus usará a força purificadora maior do Espírito Santo e do fogo. Lucas vai mostrar em Atos 2 - na história de Pentecostes - como o fogo do Espírito Santo cumpre a sua missão nas pessoas. E o texto termina com a declaração que João anunciava a Boa Notícia ao povo de muitos outros modos (v.18). O que João prega é tão semelhante ao que Jesus pregará que também merece ser taxado de Boa Notícia. A boa notícia da chegada da misericórdia e da salvação de Deus duma forma gratuita, mas que exige resposta de cada pessoa. É a crise existencial do mundo todo - aceitar ou rejeitar a salvação oferecida gratuitamente em Jesus. E para Lucas, esta decisão tem que ser renovada sempre, através da pergunta o que devemos fazer, enquanto continuamos andando pelo caminho! QUARTO DOMINGO DO ADVENTO ( ) Cor Roxa - Lucas 1,39-45 Bendito o fruto do seu ventre! Para entender bem a finalidade de Lucas em relatar os eventos ligados à concepção e nascimento de Jesus, é essencial conhecer algo da sua visão teológica. Para ele, o importante é acentuar o grande contraste, e também a continuidade, entre a Antiga e a Nova Aliança. A primeira está retratada nos eventos que giram ao redor do nascimento de João Batista, e tem os seus representantes em Isabel, Zacarias e João; a segunda está nos relatos ao redor do nascimento de Jesus, com as figuras de Maria, José e Jesus. Para Lucas, a Antiga Aliança está esgotada - os seus símbolos são Isabel, estéril e idosa, Zacarias, sacerdote que não acredita no anúncio do anjo, e o nenê que será um profeta, figura típica do Antigo Testamento. Em contraste, a Nova Aliança tem como símbolos a virgem jovem de Nazaré que acredita e cujo filho será o próprio Filho de Deus. Mais adiante, Lucas enfatiza este contraste nas figuras de Ana e Simeão, no Templo, (Lc 2, 25-38), quando Simeão reza: Agora, Senhor, conforme a tua promessa, podes deixar o teu servo partir em paz. Porque meus olhos viram a tua salvação (2, 29) Assim, não devemos reduzir o texto de hoje a um relato que pretende mostrar a caridade de Maria em cuidar da sua parenta idosa e grávida. Se a finalidade de Lucas fosse mostrar Maria como modelo de caridade, não teria colocado versículo 56, que mostra ela deixando Isabel na hora de maior necessidade: Pe. Thomas Hughes, SVD Maria ficou três meses com Isabel; e depois voltou para casa Também não é verossímil que uma moça judia de mais ou menos quatorze anos enfrentasse uma viagem tão perigosa como a de Galiléia à Judéia! A intenção de Lucas é literária e teológica. Ele coloca juntas as duas gestantes, para que ambas possam louvar a Deus pela sua ação nas suas vidas, e para que fique claro que o filho de Isabel é o precursor do filho de Maria. Por isso, Lucas tira Maria de cena antes do nascimento de João, para que cada relato tenha somente as suas personagens principais: dum lado, Isabel, Zacarias e João; doutro lado, Maria, José e Jesus. O fato que a criança se agitou no ventre de Isabel faz recordar algo semelhante na história de Rebeca, quando Esaú e Jacó pulavam no seu ventre, na tradução da Septuaginta de Gn 25,22. O contexto, especialmente versículo 43, salienta que João reconhece que Jesus é o seu Senhor. Com a iluminação do Espírito Santo, Isabel pode interpretar a agitação de João no seu ventre - é porque Maria está carregando o Senhor. As palavras referentes a Maria: Você é bendita entre as mulheres, e bendito é o fruto do seu ventre (v. 42) fazem lembrar mais duas mulheres que ajudaram na libertação do seu povo, no Antigo Testamento: Jael (Jz 5,24) e Judite (Jd 13,18). Aqui Isabel louva a Maria que traz no seu ventre o libertador definitivo do seu povo. Finalmente, vale destacar o motivo pelo qual Isabel chama Maria de bem-aventurada (v. 45): Bem-aventurada àquela que acreditou. Maria é bendita em primeira lugar, não pela sua maternidade somente, mas pela fé - em contraste com Zacarias, que não acreditou. Assim, Lucas apresenta Maria principalmente como modelo de fé. Notemos que neste capítulo primeiro nós encontramos - na Bíblia - frases que podem fundamentar uma compreensão correta da visão bíblica da pessoa e função de Maria, que pode unir em lugar de dividir cristãos das diversas confissões: Ave Maria (1,28); Bendito o fruto do vosso ventre (1,42). MISSA DA NOITE DE NATAL ( ) Cor Branca Lucas 2, 1-14 Glória a Deus nas Alturas Esta passagem é típica do estilo de Lucas e contém muito material peculiar a ele. Ele toma as tradições de que Maria e José eram de Nazaré e que Jesus nasceu em Belém, liga-as com as figuras de Augusto, Herodes o Grande e o Governador Quirino, e através destas figuras tece um texto que une oito dos seus temas favoritos: comida, graça, alegria, pequenez, paz, salvação, hoje, e universalismo. Lucas é um verdadeiro artista das palavras evangélicas! Este trecho pode ser subdivido assim: 1) O contexto histórico e o nascimento de Jesus - 2, 1-7 2) Pronunciamentos angélicos explicando o sentido de Jesus - 2, ) Respostas aos pronunciamentos dos anjos - 2, A chave para a compreensão do texto se acha nos versículos Aqui Lucas apresenta Jesus como o Messias davídico que trará o dom escatológico de paz, o Shalôm de Deus. Assim ele faz contraste com a figura de César Augusto. Na impotência da sua infância, Jesus é o Salvador que traz a verdadeira paz, em contraste com o poderoso Augusto, que era celebrado no culto oficial imperial como o fundador de um reino de paz, a Pax Romana. O Shalom é, na verdade, o contrário da Pax Romana como hoje seria o oposto da pretensa paz imposta pelos canhões e bombardeiros da força militar prepotente - a Pax Americana!. Essa revelação da parte dos anjos é recebida e aceita pelos humildes pastores e meditada por Maria, modelo de fé, e os discípulos, que terão que meditar e aprofundar o sentido de Jesus para eles, sem cessar! Desde a Idade Média, o presépio tem mantido o seu lugar como um dos símbolos mais caros aos cristãos. Porém, é bom não deixar que a cena do nascimento de Jesus se torne uma cena somente sentimental, com lembranças saudosas da nossa infância! O relato quer sublinhar a opção de Deus que se encarnou como pobre, sem as mínimas condições para um parto digno. Em nossos presépios, até o boi e o asno tomaram banho! A realidade de nascer numa gruta ou Continua na página 15...

15 ROTEIROS HOMILÉTICOS Pe. Thomas Hughes, SVD...Continuação da página 14 estrebaria era diferente! Jesus nasce em condições semelhantes a milhões de pobres e excluídos pelo mundo afora, nos dias de hoje! É mais uma manifestação da fraqueza de Deus, que é mais forte do que os homens! (I Cor 1, 25). Os pastores não somente testemunham a presença do recém-nascido em Belém, mas anunciam o que disseram os anjos (v. 17). Essa Boa-Notícia complementa o que foi já anunciado à Maria em 1, 31-33, por Maria em 1, 46-45, e por Zacarias em 1, É muito significativo o termo que Lucas emprega para descrever a reação de Maria: Maria, porém, conservava todos esses fatos, e meditava sobre eles em seu coração (v. 19). Aqui Lucas retrata, através de Maria, a atitude do/a discípulo/a diante dos mistérios de Deus, revelados em Jesus - Maria não capta o significado pleno dos eventos e os rumina no seu íntimo. A idéia volta de novo em Lc 2, 51: Sua mãe conservava no coração todas essas coisas. É uma maneira de apontar para a caminhada de fé que Maria trilhou - e que todos nós, que não captamos o sentido pleno da ação de Deus em nossas vidas, teremos que andar. O texto encerra afirmando que os pobres e marginalizados - personificados nos pastores: voltaram, glorificando e louvando a Deus por tudo o que haviam visto e ouvido (v. 20). Qualquer celebração de Natal que não dê para os oprimidos motivo para alegria, coragem e louvor a Deus, pode ser tudo, menos uma celebração cristã! MISSA DE NATAL ( ) Cor Branca Jo, 1, O Verbo se fez carne e armou sua tenda no meio de nós Embora sejamos muito mais familiarizados com as leituras de Lucas, referente ao nascimento do Salvador em Belém, na realidade o Evangelho da Missa do Dia, tirado do prólogo de João, nos traz o sentido profundo dos eventos do primeiro Natal. O texto gira ao redor do Verbo ou Palavra Logos em grego. Enquanto Marcos somente começa o seu relato do Evangelho de Jesus com o seu batismo e Lucas e Mateus remontam até a sua concepção, o Quarto Evangelho liga Jesus à sua preexistência, desde o começo: No princípio já existia a Palavra e a Palavra estava com Deus e a Palavra era Deus... a Palavra se fez homem e armou sua tenda entre nós ( 1, 1.14) Mesmo que se expresse sobre Jesus em termos não tão familiares para nós (Verbo, ou Palavra), João se coloca bem na tradição do Antigo Testamento. O projeto de Deus acontece quando essa palavra se fez homem, armou a sua tenda (ou acampou) entre nós. O verbo grego usado eskênôsen deriva-se do termo skêne, que significa uma tenda de campanha. Na visão do Quarto Evangelho, A Palavra, o Verbo Divino, armou sua tenda no meio da humanidade, não ergueu o seu Templo! Templo é fixo, tenda é móvel, ou seja, aonde anda o povo, lá estará a Palavra Viva de Deus, encarnada na pessoa e projeto de Jesus de Nazaré. Nele e por ele a Palavra Criadora age, operando a salvação aqui na terra. Podemos afirmar que o mistério da Palavra tem agora como centro a Pessoa de Jesus Cristo, inseparável da sua missão e projeto. Mas essa encarnação tornou-se o divisor das águas para a humanidade. Pois Veio aos seus e os seus não a acolheram. Assim o texto desafia qualquer acomodação que porventura possa existir entre os cristãos, pois acolher a Palavra encarnada não é em primeiro lugar uma crença intelectual, mas o assumir dum projeto de vida, o seguimento de Jesus de Nazaré. É uma adesão radical à pessoa e missão de Jesus, continuada em nós hoje. Como diz o Evangelho de Mateus, nem todo aquele que me disser Senhor, senhor! entrará no reino de Deus, mas aquele que cumprir a vontade de meu Pai do céu (Mt 7,21). Que a celebração da grande festa de hoje nos confirme na nossa fé nesse Deus que se encarnou entre nós, tomando a condição de escravo, fazendo-se semelhante aos homens (Fil 2, 7) e como resultado dessa renovação espiritual nos encoraje para continuarmos na luta para criar o mundo que Deus quer de justiça, solidariedade e fraternidade, no caminho do Reino, onde todos tenham a vida e a tenham em abundância (Jo 10,10). Como nos diz Hebreus: Corramos com perseverança na corrida, mantendo os olhos fixos em Jesus, autor e consumidor da fé...para que vocês não se cansem e não percam o ânimo, pensem atentamente em Jesus (Hb 12, 1-3) FESTA DA SAGRADA FAMÍLIA ( ) Cor Branca Lucas 2, Ele crescia, cheio de sabedoria e o favor de Deus estava com Ele. O Evangelho da Festa da Sagrada Família é tirado do segundo capítulo de Lucas. Mais uma vez encontramos um tema muito importante para esse Evangelho - o encontro entre o Antigo e o Novo Testamento. Durante o Advento, Lucas fazia o paralelo entre Isabel, Zacarias e João Batista de um lado, e Maria, José e Jesus, do outro. No texto de hoje, os justos da Antiga Aliança são representados pelas figuras de Simeão e Ana, profeta e profetiza. Outros dois temas de Lucas também se destacam nesse relato - o Espírito Santo e a opção pelos pobres. Lucas enfatiza que os pais de Jesus foram ao Templo conforme a Lei (Lv 12, 8), para oferecer o seu sacrifício - de dois pombinhos. Na Lei, esse sacrifício era permitido aos pobres. Mais uma vez, continuando a lição da manjedoura e dos pastores, Lucas sublinha o amor especial de Deus para os pobres. Deixa bem claro que Maria, José e Jesus eram contados entre eles - como, aliás, era toda a população do Nazaré de então! Simeão e Ana representam, em quase os mesmos termos de Zacarias e Isabel, os justos que esperavam a salvação de Deus - o grupo conhecido no Antigo Testamento como os anawim, ou pobres de Javé. É de notar que, no seu canto, Simeão proclama que ele pode ir em paz - simbolizando que as esperanças dos justos da Antiga Aliança agora serão realizadas em Jesus. Como na visitação a idosa Isabel, símbolo também dos justos, acolhia com alegria a chegada de Maria com Jesus, agora Simeão e Ana recebem com a mesma alegria a novidade da Nova Aliança, concretizada em Jesus. Mais uma vez Lucas coloca juntos homem e mulher, um tema comum nos seus escritos (Lc 4, 25-28; 4, 31-39; 7, 1-17; 7, 36-50; 23,55-24,35; At 16, 13-34). Assim, Lucas insiste que o homem e a mulher se colocam juntos diante de Deus. São iguais em dignidade e graça, recebem os mesmos dons e têm as mesmas responsabilidades. Jesus crescia e se fortalecia, cheio de sabedoria e o favor de Deus estava com Ele. Mas, esse crescimento foi gradual, como com todos nós, e a sua família tinha um papel importantíssimo no seu crescimento. Se, como adulto, ele podia nos dar a imagem de Deus como o amoroso Pai - tema tão caro a Lucas - era porque também aprendeu isso através da experiência do seu pai adotivo, José. Se ele foi criado na espiritualidade dos anawim, era porque aprendeu isso desde o berço, junto com os seus pais. Se era fiel na busca da vontade de Deus, era porque assim se aprendia no ambiente familiar. Num mundo como o nosso, que desvaloriza a vida familiar, o texto de hoje deve nos animar e desafiar, para que, como Maria e José, na claridade e na escuridão da caminhada, criemos um ambiente onde o amor possa florescer e onde os nossos jovens possam aprender, como por osmose, a importância do amor nutrido numa fé viva em Deus, na contramão da nossa sociedade consumista e materialista, que vê na família unida uma ameaça aos seus contra-valores. Solenidade de Santa Maria Mãe de Deus ( ) Cor Branca Lucas 2, Maria, Mãe de Deus, a maternidade contínua A narrativa do nascimento de Jesus nos mostra a valorização dada aos pastores que contaram o que lhes fora dito sobre o menino. E todos os que ouviram os pastores ficaram maravilhados com aquilo que contavam. Naquele tempo os pastores não podiam ser testemunhas em processos judiciais porque eram considerados impuros, por sua convivência com os animais, e desonestos por violarem as fronteiras que dividem as propriedades. O seu estatuto civil era baixo, na escala social, e a suas condições de vida não condiziam com a visão idílica e pastoril que nos foi infundida nas catequeses românticas de nossa infância. A família de Belém está cercada de pastores e seus animais aquecem o pequeno corpo do Menino. E Maria, guardava todos esses fatos e meditava sobre eles em seu coração. O Cardeal Danielou exorta: Jesus veio, mas não se manifestou plenamente, nem em cada uma de nossas almas, nem na humanidade inteira. Ele deve nascer espiritualmente em cada um de nós, como se encarnou em Belém de Judá. Maria foi declarada Theotòkos Mãe de Deus no Concílio de Éfeso, em 431, e celebrar a encarnação do Verbo significa glorificar inseparavelmente Maria. Um hino siríaco exalta esta dupla dimensão de Maria: Ela é bem aventurada: os limites de seu corpo encerraram o Ilimitado que enche os céus sem que eles possam circunscrevê-lo. Ela é bem aventurada: deu seu seio àquele que desencadeia as ondas do mar. Ela é bem aventurada: carregou o gigante poderoso que carrega o mundo, beijou-o e o cobriu de carícias. Ela é bem aventurada: alimentou com seu leite aquele que dá vida a todos os mundos. Bendito é o Santo de Deus que nasceu de ti (Tiago de Saroug). Todo o mistério da vida cristã consiste em ser uma natividade contínua. Devemos nos transformar em Jesus, assumir a disponibilidade do Seu coração e o julgar de Sua inteligência. O Filho de Maria não é um teórico que nos traz idéias e conceitos sobre Deus. Jesus é a divindade que se dirige, pessoalmente, a nós por meio de uma humanidade que nada possui e nem pode se apropriar de qualquer coisa. Maria, a Mãe de Deus, nos ensina quão maravilhoso é poder estruturar a nossa vida na beleza; a nossa casa como um sinal de um acolhimento amigo. E quão ainda é mais maravilhoso fazer de toda a nossa vida a irradiação da Presença Divina na banalidade das nossas ocupações cotidianas, abrindo em nossa presença um espaço de luz, de alegria e de ternura. Maria, a Mãe de Deus, nos ensina ainda que podemos, sem violar o segredo dos outros, atingi-los na sua eterna intimidade e atuar nas profundezas de suas almas porque vivemos nas profundezas de Deus, meditando sobre eles no coração. Meditemos neste início de ano, nas palavras de Sartre sobre Maria: Cristo é seu filho, carne de sua carne e fruto das suas entranhas. Ela o carregou durante nove meses e lhe dará o seio e o seu leite se tornará o sangue de Deus... Ela sente ao mesmo tempo que o Cristo é seu filho, seu pequeno, e que ele é Deus. Ela o contempla e medita: Este Deus é meu filho. Esta carne divina é minha carne. Ele é feito de mim, tem meus olhos, e essa forma da sua boca é a forma da minha. Ele se assemelha a mim. É Deus, mas semelhante a mim! Nenhuma mulher teve, assim, seu Deus só para si. Um Deus muito pequenino, que se pode tomar nos braços e cobrir de beijos, um Deus bem quentinho, que sorri e respira, Um Deus que se pode tocar e que está vivo (Sartre, Bariona ou o Filho do Trovão, natal de 1940).

16 MOMENTOS Jovens Crismandos se preparam com retiro espiritual para receber o dom da Confirmação Pe. Emerson se encontrou com o prefeito da Capital do Estado, Beto Richa. A Pastoral Familiar organizou um bonito Encontro de Noivos no último 22 de novembro. Novo presidente executivo do CAEC da Floresta São João, Sr. Claudinei assinou Ata de Posse em Missa presida pelo nosso Pároco. A Coordenação da Pastoral dos Grupos de Reflexão promoveu dia de formação para os agentes, com a presença do coordenador da Ação Evangelizadora de nossa Diocese, Pe. Paulo Sgabaroto. A Paróquia Santo Antônio fez-se presente na 2ªAssembléia Diocesana realizada dia 21/11 em São José dos Pinhais. Pe. Emerson acolheu pela primeira vez em nossa Paróquia o Bispo Emérito de Três Lagoas MS, Dom Isidoro Kosinski, CM. Foto do término da execução da Obra do Telhado do Santuário Diocesano de São Benedito. Pe. Emerson presidiu celebração de catecumenato de Adultos

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015]

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] 1 Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] Página 9 Na ilustração, Jesus está sob a árvore. Página 10 Rezar/orar. Página 11 Amizade, humildade, fé, solidariedade,

Leia mais

Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011

Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011 Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011 27ºDOMINGO DO TEMPO COMUM (02/10/11) Parábola dos Vinhateiros Poderia ser feito um mural específico para esta celebração com uma das frases: Construir a Igreja

Leia mais

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade.

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade. A Palavra de Deus 2 Timóteo 3:16-17 Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. 17 E isso

Leia mais

Vivendo a Liturgia Ano A

Vivendo a Liturgia Ano A Vivendo a Liturgia Junho/2011 Vivendo a Liturgia Ano A SOLENIDADE DA ASCENSÃO DO SENHOR (05/06/11) A cor litúrgica continua sendo a branca. Pode-se preparar um mural com uma das frases: Ide a anunciai

Leia mais

JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE

JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE A Novena de Natal deste ano está unida à Campanha da Fraternidade de 2013. O tema Fraternidade e Juventude e o lema Eis-me aqui, envia-me, nos leva para o caminho da JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE Faça a

Leia mais

Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015

Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015 Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015 Introdução: Educar na fé, para a paz, a justiça e a caridade Este ano a Igreja no Brasil está envolvida em dois projetos interligados: a lembrança

Leia mais

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral Advento 2014 (Campanha de Preparação para o Natal) A ALEGRIA E A BELEZA DE VIVER EM FAMÍLIA. O tempo do Advento, que devido ao calendário escolar

Leia mais

PASCOM. A PASCOM agradece a todos que colaboraram com esta edição do INFORMATIVO DA PENHA nos mandando fotos,

PASCOM. A PASCOM agradece a todos que colaboraram com esta edição do INFORMATIVO DA PENHA nos mandando fotos, PASCOM A PASCOM agradece a todos que colaboraram com esta edição do INFORMATIVO DA PENHA nos mandando fotos, t e x t o s e i d é i a s p a r a a s matérias! Nossa Senhora da Penha, que sabe o nome de cada

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia.

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia. EUCARISTIA GESTO DO AMOR DE DEUS Fazer memória é recordar fatos passados que animam o tempo presente em rumo a um futuro melhor. O povo de Deus sempre procurou recordar os grandes fatos do passado para

Leia mais

CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo. CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo

CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo. CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo Tens uma tarefa importante para realizar: 1- Dirige-te a alguém da tua confiança. 2- Faz a pergunta: O que admiras mais em Jesus? 3- Regista a resposta nas linhas.

Leia mais

Mateus 4, 1-11. Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto.

Mateus 4, 1-11. Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto. Mateus 4, 1-11 Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto.». Este caminho de 40 dias de jejum, de oração, de solidariedade, vai colocar-te

Leia mais

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel.

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. NOVENA DE NATAL 2015 O Natal e a nossa realidade A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. (Is 7,14) APRESENTAÇÃO O Natal se aproxima. Enquanto renovamos a esperança de

Leia mais

FESTA DO Pai-Nosso. 1º ano. Igreja de S. José de S. Lázaro. 7 de Maio de 2005

FESTA DO Pai-Nosso. 1º ano. Igreja de S. José de S. Lázaro. 7 de Maio de 2005 FESTA DO Pai-Nosso Igreja de S. José de S. Lázaro 1º ano 1 7 de Maio de 2005 I PARTE O acolhimento será feito na Igreja. Cada criança ficará com os seus pais nos bancos destinados ao seu catequista. Durante

Leia mais

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando.

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando. Celebração de Encerramento PREPARAR 1. Bíblia e velas para a Procissão de Entrada da Palavra 2. Sementes de girassóis para cada catequista depositar num prato com terra diante do altar durante a homilia

Leia mais

BOM DIA DIÁRIO. Guia: Em nome do Pai

BOM DIA DIÁRIO. Guia: Em nome do Pai BOM DIA DIÁRIO Segunda-feira (04.05.2015) Maria, mãe de Jesus e nossa mãe Guia: 2.º Ciclo: Padre Luís Almeida 3.º Ciclo: Padre Aníbal Afonso Mi+ Si+ Uma entre todas foi a escolhida, Do#- Sol#+ Foste tu,

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão Jorge Esteves Objectivos 1. Reconhecer que Jesus se identifica com os irmãos, sobretudo com os mais necessitados (interpretação e embora menos no

Leia mais

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS I. Nas celebrações do Tempo Advento Deus omnipotente e misericordioso, que vos dá a graça de comemorar na fé a primeira vinda do seu Filho Unigénito e de esperar

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

HINOS DE DESPACHO. www.hinarios.org 01 O DAIME É O DAIME. O Daime é o Daime Eu estou afirmando É o divino pai eterno E a rainha soberana

HINOS DE DESPACHO. www.hinarios.org 01 O DAIME É O DAIME. O Daime é o Daime Eu estou afirmando É o divino pai eterno E a rainha soberana HINOS DE DESPACHO Tema 2012: Flora Brasileira Estrela D Alva www.hinarios.org 1 2 01 O DAIME É O DAIME O é o Eu estou afirmando É o divino pai eterno E a rainha soberana O é o O professor dos professores

Leia mais

SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA Antes da Solene celebração, entregar a lembrança do centenário No Final terá um momento de envio onde cada pessoa reassumirá a missão. O sinal deste momento será a colocação

Leia mais

Tens Palavras de Vida Eterna

Tens Palavras de Vida Eterna Catequese 40ano Tens Palavras de Vida Eterna Agenda da Palavra de Deus pela minha vida fora ANO A Durante as férias, mantenho-me em contato! CONTATOS DA PARÓQUIA Morada: Telefone: Correio eletrónico: Sítio:

Leia mais

pensamentos para o seu dia a dia

pensamentos para o seu dia a dia pensamentos para o seu dia a dia Israel Belo de Azevedo 1Vida e espiritualidade 1 Adrenalina no tédio O interesse por filmes sobre o fim do mundo pode ser uma forma de dar conteúdo ao tédio. Se a vida

Leia mais

Curso de Discipulado

Curso de Discipulado cidadevoadora.com INTRODUÇÃO 2 Este curso é formado por duas partes sendo as quatro primeiras baseadas no evangelho de João e as quatro últimas em toda a bíblia, com assuntos específicos e muito relevantes

Leia mais

Como utilizar este caderno

Como utilizar este caderno INTRODUÇÃO O objetivo deste livreto é de ajudar os grupos da Pastoral de Jovens do Meio Popular da cidade e do campo a definir a sua identidade. A consciência de classe, ou seja, a consciência de "quem

Leia mais

2015 O ANO DE COLHER JANEIRO - 1 COLHER ONDE PLANTEI

2015 O ANO DE COLHER JANEIRO - 1 COLHER ONDE PLANTEI JANEIRO - 1 COLHER ONDE PLANTEI Texto: Sal. 126:6 Durante o ano de 2014 falamos sobre a importância de semear, preparando para a colheita que viria neste novo ano de 2015. Muitos criaram grandes expectativas,

Leia mais

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 1 a Edição Editora Sumário Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9 Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15 Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 Santos, Hugo Moreira, 1976-7 Motivos para fazer

Leia mais

NOVENA COM AS CRIANÇAS NOSSA SENHORA APARECIDA 2015

NOVENA COM AS CRIANÇAS NOSSA SENHORA APARECIDA 2015 1 2 COM MARIA, EM JESUS, CHEGAMOS À GLÓRIA! 5º Dia (Dia 07/10 Quarta-feira) CRIANÇA: BELEZA DA TERNURA DIVINA! Na festa de Maria, unidos neste Santuário, damos graças a Deus, por meio de Maria, pela vida

Leia mais

CELEBRAÇÃO DA FESTA DA PALAVRA

CELEBRAÇÃO DA FESTA DA PALAVRA PARÓQUIA DE SANTA MARIA DE BORBA CELEBRAÇÃO DA FESTA DA PALAVRA Feliz o homem que ama a Palavra do Senhor e Nela medita dia e noite (Sl 1, 1-2) 4º ANO da CATEQUESE 17 de Janeiro de 09 ENTRADA PROCESSIONAL

Leia mais

12:00 Palestra: Jesus confia nos Jovens -Por isso entrega sua mãe - Telmo

12:00 Palestra: Jesus confia nos Jovens -Por isso entrega sua mãe - Telmo 2:00 Palestra: Jesus confia nos Jovens -Por isso entrega sua mãe - Telmo Amados de Deus, a paz de Jesus... Orei e pensei muito para que Jesus me usasse para poder neste dia iniciar esta pregação com a

Leia mais

Maria Maria Maria Maria

Maria Maria Maria Maria 1 Ave, Maria! 2 Introdução Poucas vezes, Maria é citada nas Escrituras Sagradas. Na verdade, são apenas 17 passagens, algumas relativas aos mesmos fatos, distribuídas nos quatro Evangelhos, e uma passagem

Leia mais

Os encontros de Jesus. sede de Deus

Os encontros de Jesus. sede de Deus Os encontros de Jesus 1 Jo 4 sede de Deus 5 Ele chegou a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, que ficava perto das terras que Jacó tinha dado ao seu filho José. 6 Ali ficava o poço de Jacó. Era mais ou

Leia mais

Tema ASCENSÃO DO SENHOR

Tema ASCENSÃO DO SENHOR Encontro n. 6 ema ASCENSÃO DO SENHOR I. ACOLHIDA Ambiente: Lenço branco sobre a mesa, como sinal de despeida; uma cadeira vazia ou um banco próximo ao altar. Bíblia sobre o altar, vela acesa, com flores.

Leia mais

CANTOS - Novena de Natal

CANTOS - Novena de Natal 1 1 - Refrão Meditativo (Ritmo: Toada) D A7 D % G Em A7 % Onde reina o amor, frater---no amor. D A7 D % G A7 D Onde reina o amor, Deus aí está! 2 - Deus Trino (Ritmo: Balada) G % % C Em nome do Pai / Em

Leia mais

Por isso, redescobrir a Eucaristia na plenitude é redescobrir o CRISTO. Hoje queremos agradecer este grande dom, que Cristo nos deu.

Por isso, redescobrir a Eucaristia na plenitude é redescobrir o CRISTO. Hoje queremos agradecer este grande dom, que Cristo nos deu. O Pão da Vida Na solenidade de Corpus Christi, queremos recordar que os atos redentores de Cristo, que culminam na sua morte e ressurreição, atualizam-se na Eucaristia, celebrada pelo Povo de Deus e presidida

Leia mais

Nossa Senhora Chitãozinho & Xororó Cubra-me com seu manto de amor Guarda-me na paz desse olhar Cura-me as feridas e a dor me faz suportar

Nossa Senhora Chitãozinho & Xororó Cubra-me com seu manto de amor Guarda-me na paz desse olhar Cura-me as feridas e a dor me faz suportar Nossa Senhora Chitãozinho & Xororó Cubra-me com seu manto de amor Guarda-me na paz desse olhar Cura-me as feridas e a dor me faz suportar Que as pedras do meu caminho Meus pés suportem pisar Mesmo ferido

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

Vinho Novo Viver de Verdade

Vinho Novo Viver de Verdade Vinho Novo Viver de Verdade 1 - FILHOS DE DEUS - BR-LR5-11-00023 LUIZ CARLOS CARDOSO QUERO SUBIR AO MONTE DO SENHOR QUERO PERMANECER NO SANTO LUGAR QUERO LEVAR A ARCA DA ADORAÇÃO QUERO HABITAR NA CASA

Leia mais

1. Com o Dízimo, aprendemos a AGRADECER a Deus e ao próximo.

1. Com o Dízimo, aprendemos a AGRADECER a Deus e ao próximo. 1. Com o Dízimo, aprendemos a AGRADECER a Deus e ao próximo. Ao contribuir com o dízimo, saímos de nós mesmos e reconhecemos que pertencemos tanto à comunidade divina quanto à humana. Um deles, vendo-se

Leia mais

Bíblia Sagrada N o v o T e s t a m e n t o P r i m e i r a E p í s t o l a d e S ã o J o ã o virtualbooks.com.br 1

Bíblia Sagrada N o v o T e s t a m e n t o P r i m e i r a E p í s t o l a d e S ã o J o ã o virtualbooks.com.br 1 Bíblia Sagrada Novo Testamento Primeira Epístola de São João virtualbooks.com.br 1 Capítulo 1 1 O que era desde o princípio, o que temos ouvido, o que temos visto com os nossos olhos, o que temos contemplado

Leia mais

1ª Carta de João. A Palavra da Vida. Deus é luz. Nós somos pecadores. Cristo, nosso defensor junto a Deus

1ª Carta de João. A Palavra da Vida. Deus é luz. Nós somos pecadores. Cristo, nosso defensor junto a Deus 1ª Carta de João A Palavra da Vida 1 1 O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que contemplamos e o que as nossas mãos apalparam da Palavra da Vida 2 vida esta que

Leia mais

Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética

Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética 2 0 1 2-2 0 1 5 DIOCESE DE FREDERICO WESTPHALEN - RS Queridos irmãos e irmãs, Com imensa alegria, apresento-lhes o PLANO DIOCESANO DE ANIMAÇÃO BÍBLICO -

Leia mais

(DO LIVRO AS FESTAS DA CATEQUESE PEDROSA FERREIRA) Material a preparar: -Um grande coração de cartolina. -Marcadores de várias cores

(DO LIVRO AS FESTAS DA CATEQUESE PEDROSA FERREIRA) Material a preparar: -Um grande coração de cartolina. -Marcadores de várias cores (DO LIVRO AS FESTAS DA CATEQUESE PEDROSA FERREIRA) Material a preparar: -Um grande coração de cartolina -Marcadores de várias cores -Folhas cada qual com a sua letra ocantinhodasao.com.pt/public_html Página

Leia mais

A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO. Romanos 15:13

A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO. Romanos 15:13 A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO Romanos 15:13 - Ora o Deus de esperança vos encha de toda a alegria e paz em crença, para que abundeis em esperança pela virtude do Espírito Santo. Só Deus pode nos dar uma

Leia mais

Lembrança da Primeira Comunhão

Lembrança da Primeira Comunhão Lembrança da Primeira Comunhão Jesus, dai-nos sempre deste pão Meu nome:... Catequista:... Recebi a Primeira Comunhão em:... de... de... Local:... Pelas mãos do padre... 1 Lembrança da Primeira Comunhão

Leia mais

Rita de Sá Freire. Maria: a Mãe do Eterno e Sumo Sacerdote - Homenagem ao Dia do Padre 4 de agosto

Rita de Sá Freire. Maria: a Mãe do Eterno e Sumo Sacerdote - Homenagem ao Dia do Padre 4 de agosto Rita de Sá Freire Maria: a Mãe do Eterno e Sumo Sacerdote - Homenagem ao Dia do Padre 4 de agosto No dia 4 de agosto, a Igreja comemora São João Maria Vianney, Padroeiro dos Padres. Gostaria de prestar

Leia mais

PARÓQUIA DE SÃO PEDRO DO PRIOR VELHO. Procissão em honra de Nossa Senhora de Fátima

PARÓQUIA DE SÃO PEDRO DO PRIOR VELHO. Procissão em honra de Nossa Senhora de Fátima PARÓQUIA DE SÃO PEDRO DO PRIOR VELHO Procissão em honra de Nossa Senhora de Fátima PRIOR VELHO 12-05-2007 Cântico de Entrada: 1. A treze de Maio, na Cova da Iria, apareceu brilhando a Virgem Maria. Ave,

Leia mais

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 NO CAMINHO DO DISCIPULADO MISSIONÁRIO, A EXPERIÊNCIA DO ENCONCONTRO: TU ÉS O MESSIAS, O FILHO DO DEUS VIVO INTRODUÇÃO Queridos/as Catequistas! Com nossos cumprimentos

Leia mais

Preparar o ambiente com Bíblia, Cruz, velas, fotos e símbolos missionários. 1. ACOLHIDA

Preparar o ambiente com Bíblia, Cruz, velas, fotos e símbolos missionários. 1. ACOLHIDA Preparar o ambiente com Bíblia, Cruz, velas, fotos e símbolos missionários. 1. ACOLHIDA Animador(a): Neste ano, em preparação para as comemorações de seu Centenário, a Diocese de Guaxupé iniciou, na quinta-feira

Leia mais

Campanha de Advento Setor da Catequese do Patriarcado de Lisboa

Campanha de Advento Setor da Catequese do Patriarcado de Lisboa 12 Campanha de Advento Setor da Catequese do Patriarcado de Lisboa 2 Jogo da corrida das ovelhas 11 1. Monta-se o presépio (8 de dezembro). 2. Faz-se um caminho para a manjedoura. 3. Cada elemento da família

Leia mais

Músicas para Páscoa. AO REDOR DA MESA F Gm C C7 F Refr.: Ao redor da mesa, repartindo o pão/ A maior riqueza dos que são irmãos.

Músicas para Páscoa. AO REDOR DA MESA F Gm C C7 F Refr.: Ao redor da mesa, repartindo o pão/ A maior riqueza dos que são irmãos. Músicas para Páscoa AO PARTIRMOS O PÃO E C#m #m B7 E7 A C#M Refr.: Ao partirmos o pão reconhecemos/ Jesus Cristo por nós ressuscitado./ Sua paz B7 E A B7 E recebemos e levamos,/ Ao nosso irmão que está

Leia mais

Vigília Jubilar. Vigília do dia 17 para 18. Abrir às 21 horas do dia 17/10 e encerrar às 6h da manhã do dia 18/10.

Vigília Jubilar. Vigília do dia 17 para 18. Abrir às 21 horas do dia 17/10 e encerrar às 6h da manhã do dia 18/10. Vigília Jubilar Vigília do dia 17 para 18. Abrir às 21 horas do dia 17/10 e encerrar às 6h da manhã do dia 18/10. Material: Uma Bíblia Vela da missão Velas para todas as pessoas ou pedir que cada pessoa

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe

Leia mais

Geração compaixão A Revolução do Amor!

Geração compaixão A Revolução do Amor! 1 Geração compaixão A Revolução do Amor! A velocidade com que o tempo passa, nos mostra claramente a fugacidade da vida. Já estamos em 2016! E este será um ano diferente para a juventude adventista no

Leia mais

MENSAGEM À FAMÍLIA MARIANISTA

MENSAGEM À FAMÍLIA MARIANISTA JORNADA DE ORAÇÃO 2010 MENSAGEM À FAMÍLIA MARIANISTA Apresentação do santuário de NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO (Padroeira do Haiti) Porto Príncipe, República do Haiti Jornada Mundial de Oração 10

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR Marcha Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe me disse Que é

Leia mais

SAGRADA FAMÍLIA 28 de dezembro de 2014

SAGRADA FAMÍLIA 28 de dezembro de 2014 SAGRADA FAMÍLIA 28 de dezembro de 2014 Maria e José levaram Jesus a Jerusalém a fim de apresentá-lo ao Senhor Leituras: Genesis 15, 1-6; 21,1-3; Salmo 104 (105), 1b-2, 3.4-5.6.8-9 (R/ 7a.8a); Carta aos

Leia mais

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT)

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) 11-02-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Em que sentido toda a vida de Cristo é Mistério? Toda a vida

Leia mais

A OFERTA DE UM REI (I Crônicas 29:1-9). 5 - Quem, pois, está disposto a encher a sua mão, para oferecer hoje voluntariamente ao SENHOR?

A OFERTA DE UM REI (I Crônicas 29:1-9). 5 - Quem, pois, está disposto a encher a sua mão, para oferecer hoje voluntariamente ao SENHOR? A OFERTA DE UM REI (I Crônicas 29:1-9). 5 - Quem, pois, está disposto a encher a sua mão, para oferecer hoje voluntariamente ao SENHOR? Esse texto é um dos mais preciosos sobre Davi. Ao fim de sua vida,

Leia mais

Músicos, Ministros de Cura e Libertação

Músicos, Ministros de Cura e Libertação Músicos, Ministros de Cura e Libertação João Paulo Rodrigues Ferreira Introdução Caros irmãos e irmãs; escrevo para vocês não somente para passar instruções, mas também partilhar um pouco da minha experiência

Leia mais

SOLENIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS PADROEIRO DA DIOCESE DE UNIÃO DA VITÓRIA (01/07/11)

SOLENIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS PADROEIRO DA DIOCESE DE UNIÃO DA VITÓRIA (01/07/11) Vivendo a Liturgia Julho/2011 SOLENIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS PADROEIRO DA DIOCESE DE UNIÃO DA VITÓRIA (01/07/11) É Importante lembrar que o Sagrado Coração de Jesus é o Padroeiro de nossa Diocese,

Leia mais

DIRECTÓRIO GERAL DA CATEQUESE - SDCIA/ISCRA -2 Oração inicial Cântico - O Espírito do Senhor está sobre mim; Ele me enviou para anunciar aos pobres o Evangelho do Reino! Textos - Mc.16,15; Mt.28,19-20;

Leia mais

sinal de tristeza. Sinal de morte!

sinal de tristeza. Sinal de morte! CULTO FAMÍLIA: Reflexão sobre a morte e o luto Acreditamos que todos nós já sofremos a perda de alguém, seja familiar, amigo, vizinho ou apenas conhecido. Nos sentimos impotentes, indefesos, medrosos diante

Leia mais

MURAL DEZEMBRO 2015. Compromisso NATAL SOLIDÁRIO. O Natal está chegando e nessa data não podemos esquecer de ajudar quem precisa!!

MURAL DEZEMBRO 2015. Compromisso NATAL SOLIDÁRIO. O Natal está chegando e nessa data não podemos esquecer de ajudar quem precisa!! Compromisso NATAL SOLIDÁRIO O Natal está chegando e nessa data não podemos esquecer de ajudar quem precisa!! Todos os anos os Correios fazem uma ação muito bacana para que as crianças carentes possam ter

Leia mais

ECBR PROFESSORA PRISCILA BARROS

ECBR PROFESSORA PRISCILA BARROS CANTATA DE NATAL 2015 ECBR PROFESSORA PRISCILA BARROS 1. O PRIMEIRO NATAL AH UM ANJO PROCLAMOU O PRIMEIRO NATAL A UNS POBRES PASTORES DA VILA EM BELÉM LÁ NOS CAMPOS A GUARDAR OS REBANHOS DO MAL NUMA NOITE

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil Documento do MEJ Internacional Para que a minha alegria esteja em vós Por ocasião dos 100 anos do MEJ O coração do Movimento Eucarístico Juvenil A O coração do MEJ é a amizade com Jesus (Evangelho) B O

Leia mais

Sal da TERRA e luz do MUNDO

Sal da TERRA e luz do MUNDO Sal da TERRA e luz do MUNDO Sal da terra e luz do mundo - jovens - 1 Apresentação pessoal e CMV Centro Missionário Providência Canto: vós sois o sal da terra e luz do mundo... MOTIVAÇÃO: Há pouco tempo

Leia mais

A transmissão da fé na Família. Reunião de Pais. Família

A transmissão da fé na Família. Reunião de Pais. Família A transmissão da fé na Família Reunião de Pais Família Plano Pastoral Arquidiocesano Um triénio dedicado à Família Passar de uma pastoral sobre a Família para uma pastoral para a Família e com a Família

Leia mais

1ª Leitura - Ex 17,3-7

1ª Leitura - Ex 17,3-7 1ª Leitura - Ex 17,3-7 Dá-nos água para beber! Leitura do Livro do Êxodo 17,3-7 Naqueles dias: 3 O povo, sedento de água, murmurava contra Moisés e dizia: 'Por que nos fizeste sair do Egito? Foi para nos

Leia mais

UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL.

UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL. UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL. Como sabemos o crescimento espiritual não acontece automaticamente, depende das escolhas certas e na cooperação com Deus no desenvolvimento

Leia mais

ANO DA FÉ A VIRGEM MARIA PARTE 2

ANO DA FÉ A VIRGEM MARIA PARTE 2 ANO DA FÉ A VIRGEM MARIA PARTE 2 1- MARIA, MÃE DE DEUS (CONTINUAÇÃO) Maria é verdadeiramente Mãe de Deus, visto ser a Mãe do Filho Eterno de Deus feito homem, que é ele mesmo Deus (CIC 509). Santo Agostinho:

Leia mais

Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO

Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO O Baptismo, porta da vida e do reino, é o primeiro sacramento da nova lei, que Cristo propôs a todos para terem a vida eterna, e, em seguida, confiou à

Leia mais

NOVENA PRIMEIRO DIA. Glória a ti Deus Pai, tu que chamaste a Rafqa à santa vida monástica e foste para ela Pai e Mãe.

NOVENA PRIMEIRO DIA. Glória a ti Deus Pai, tu que chamaste a Rafqa à santa vida monástica e foste para ela Pai e Mãe. NOVENA O verdadeiro crente deve conscientizar-se da importância da oração em sua vida. O senhor Jesus disse : Rogai sem cessar ; quando fazemos uma novena que é uma de oração, estamos seguindo um ensinamento

Leia mais

CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS

CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS Infância/Adolescencia MISSÃO MISSÃO. Palavra muito usada entre nós É encargo, incumbência Missão é todo apostolado da Igreja. Tudo o que a Igreja faz e qualquer campo.

Leia mais

Material: Uma copia do fundo para escrever a cartinha pra mamãe (quebragelo) Uma copia do cartão para cada criança.

Material: Uma copia do fundo para escrever a cartinha pra mamãe (quebragelo) Uma copia do cartão para cada criança. Radicais Kids Ministério Boa Semente Igreja em células Célula Especial : Dia Das mães Honrando a Mamãe! Principio da lição: Ensinar as crianças a honrar as suas mães. Base bíblica: Ef. 6:1-2 Texto chave:

Leia mais

QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA. II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA

QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA. II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA At 9.31 A igreja, na verdade, tinha paz por toda Judéia, Galiléia e Samaria, edificando-se

Leia mais

Lição 9 Completar com Alegria

Lição 9 Completar com Alegria Lição 9 Completar com Alegria A igreja estava cheia. Era a época da colheita. Todos tinham trazido algo das suas hortas, para repartir com os outros. Havia muita alegria enquanto as pessoas cantavam louvores

Leia mais

I DOMINGO DA QUARESMA

I DOMINGO DA QUARESMA I DOMINGO DA QUARESMA LITURGIA DA PALAVRA / I Gen 2, 7-9; 3, 1-7 Leitura do Livro do Génesis O Senhor Deus formou o homem do pó da terra, insuflou em suas narinas um sopro de vida, e o homem tornou-se

Leia mais

Começando pela realidade da assembléia, antes de mais nada é preciso perguntar-se: Qual a realidade desta comunidade reunida?

Começando pela realidade da assembléia, antes de mais nada é preciso perguntar-se: Qual a realidade desta comunidade reunida? Agora você vai conhecer dicas indispensáveis para o ministério de música no serviço à liturgia. Mas as orientações aqui apresentadas não dispensam as observações do celebrante. É ele quem preside e, por

Leia mais

Roberto Serpa Ser CRENTE

Roberto Serpa Ser CRENTE Ser CRENTE Roberto Serpa Ser CRENTE romance www.booksprintedizioni.it Copyright 2012 Roberto Serpa Tutti i diritti riservati Sobre o autor Roberto Serpa, brasileiro, nascido no Rio de Janeiro, onde viveu

Leia mais

Bíblia para crianças. apresenta O SÁBIO REI

Bíblia para crianças. apresenta O SÁBIO REI Bíblia para crianças apresenta O SÁBIO REI SALOMÃO Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:Lazarus Adaptado por: Ruth Klassen O texto bíblico desta história é extraído ou adaptado da Bíblia na Linguagem

Leia mais

NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS

NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS Pe. Nilton César Boni, cmf NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS EDITORA AVE-MARIA Apresentação Aos membros da família cristã podem aplicar-se de modo particular as palavras com que Cristo promete a sua

Leia mais

Festa da Avé Maria 31 de Maio de 2009

Festa da Avé Maria   31 de Maio de 2009 Festa da Avé Maria 31 de Maio de 2009 Cântico Inicial Eu era pequeno, nem me lembro Só lembro que à noite, ao pé da cama Juntava as mãozinhas e rezava apressado Mas rezava como alguém que ama Nas Ave -

Leia mais

NOVENA A SÃO PEREGRINO: PROTETOR DOS DOENTES DE CÂNCER. Comentarista: Quem foi São Peregrino? São Peregrino, foi um frade da Ordem dos

NOVENA A SÃO PEREGRINO: PROTETOR DOS DOENTES DE CÂNCER. Comentarista: Quem foi São Peregrino? São Peregrino, foi um frade da Ordem dos NOVENA A SÃO PEREGRINO: PROTETOR DOS DOENTES DE CÂNCER Comentarista: Quem foi São Peregrino? São Peregrino, foi um frade da Ordem dos Servos de Maria e ficou conhecido como o protetor contra o câncer.

Leia mais

Os Mandamentos da Igreja

Os Mandamentos da Igreja Os Mandamentos da Igreja Por Marcelo Rodolfo da Costa Os mandamentos da Igreja situam-se na linha de uma vida moral ligada à vida litúrgica e que dela se alimenta CIC 2041 Os Mandamentos da Igreja tem

Leia mais

JOÁS, O MENINO REI Lição 65. 1. Objetivos: Ensinar que devemos permanecer fiéis a Deus embora nossos amigos parem de segui-lo.

JOÁS, O MENINO REI Lição 65. 1. Objetivos: Ensinar que devemos permanecer fiéis a Deus embora nossos amigos parem de segui-lo. JOÁS, O MENINO REI Lição 65 1 1. Objetivos: Ensinar que devemos permanecer fiéis a Deus embora nossos amigos parem de segui-lo. 2. Lição Bíblica: 2 Reis 11; 2 Crônicas 24.1-24 (Base bíblica para a história

Leia mais

Catequese da Adolescência 7º Catecismo Documentos de Apoio CATEQUESE 1 - SOMOS UM GRUPO COM JESUS. Documento I

Catequese da Adolescência 7º Catecismo Documentos de Apoio CATEQUESE 1 - SOMOS UM GRUPO COM JESUS. Documento I CATEQUESE 1 - SOMOS UM GRUPO COM JESUS Documento I CATEQUESE 1 - SOMOS UM GRUPO COM JESUS Documento 2 CATEQUESE 1 - SOMOS UM GRUPO COM JESUS Documento 3 CATEQUESE 2 - QUEM SOU EU? Documento 1 CATEQUESE

Leia mais

www.encartedigitalmk.com.br Conheça mais esta inovação da MK Music Uma empresa que pensa no futuro

www.encartedigitalmk.com.br Conheça mais esta inovação da MK Music Uma empresa que pensa no futuro Encarte e letras disponíveis em www.encartedigitalmk.com.br Conheça mais esta inovação da MK Music Uma empresa que pensa no futuro Produção executiva: MK Music / Masterização: Max Motta no MK Studio /

Leia mais

MISSA DE ABERTURA DA CATEQUESE

MISSA DE ABERTURA DA CATEQUESE MISSA DE ABERTURA DA CATEQUESE XXV domingo do tempo comum 23/09/2012 Igreja de Cedofeita ENTRADA Eu vi meu Deus e Senhor, aleluia, aleluia. Cantai ao amor, cantai, aleluia, aleluia. ADMONIÇÃO DE ENTRADA

Leia mais

LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE

LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE Introdução A CF deste ano convida-nos a nos abrirmos para irmos ao encontro dos outros. A conversão a que somos chamados implica

Leia mais

A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações I. O CONVITE

A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações I. O CONVITE A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações como ordenado pelo Capítulo Interprovincial da Terceira Ordem na Revisão Constitucional de 1993, e subseqüentemente

Leia mais

Glória! Glória! Glória! Glória ao Senhor! Glória pelos séculos sem fim!

Glória! Glória! Glória! Glória ao Senhor! Glória pelos séculos sem fim! Page 1 of 6 GUIÃO DA CELEBRAÇÃO DA 1ª COMUNHÃO 2006 Ambientação Irmãos: Neste Domingo, vamos celebrar e viver a Eucaristia com mais Fé e Amor e também de uma maneira mais festiva, já que é o dia da Primeira

Leia mais

COMUNIDADE QUE VIVE A FÉ EM DEUS MENINO

COMUNIDADE QUE VIVE A FÉ EM DEUS MENINO Secretariado Diocesano de Evangelização e Catequese de Coimbra VIVÊNCIA DO ADVENTO DE 2014 baseada na proposta da lectio divina COMUNIDADE QUE VIVE A FÉ EM DEUS MENINO PEQUENO GUIÃO PARA OS CATEQUISTAS

Leia mais

Apostila de Fundamentos. Arrependimento. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados...

Apostila de Fundamentos. Arrependimento. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados... Apostila de Fundamentos Arrependimento Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados... (Atos 3:19) A r r e p e n d i m e n t o P á g i n a 2 Arrependimento É muito importante

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA A IMPORTÂNCIA DAS OBRAS DE FÉ William Soto Santiago Cayey Porto Rico 16 de Março de 2011 Reverendo William Soto Santiago, Ph. D. CENTRO DE DIVULGAÇÃO DO EVANGELHO DO REINO http://www.cder.com.br E-mail:

Leia mais

Lição 01 O propósito eterno de Deus

Lição 01 O propósito eterno de Deus Lição 01 O propósito eterno de Deus LEITURA BÍBLICA Romanos 8:28,29 Gênesis 1:27,28 Efésios 1:4,5 e 11 VERDADE CENTRAL Deus tem um propósito original e eterno para minha vida! OBJETIVO DA LIÇÃO Que eu

Leia mais

Plano Pedagógico do Catecismo 6

Plano Pedagógico do Catecismo 6 Plano Pedagógico do Catecismo 6 Cat Objetivos Experiência Humana Palavra Expressão de Fé Compromisso PLANIFICAÇÃO de ATIVIDADES BLOCO I JESUS, O FILHO DE DEUS QUE VEIO AO NOSSO ENCONTRO 1 Ligar a temática

Leia mais