FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS, ECONÔMICAS E DA SAÚDE DE ARAGUAÍNA- FAHESA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS, ECONÔMICAS E DA SAÚDE DE ARAGUAÍNA- FAHESA"

Transcrição

1 FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS, ECONÔMICAS E DA SAÚDE DE ARAGUAÍNA- FAHESA CURSO DE ODONTOLOGIA

2 Sumário 1. INTRODUÇÃO E CITAÇÃO DO ATO DE CRIAÇÃO CURRICULO PELO PROPOSTO, EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS E BIBLIOGRAFIA BÁSICA MURRAY, Robert K. et al. Harper: bioquímica. 8.ed. São Paulo: Atheneu, p. 4ex A disciplina, trata dos Conceitos gerais de Microbiologia, dando enfoque a Bacteriologia, Micologia e Virologia da Cavidade Bucal, traçando eixos de relações com as patologias, e o papel do Odontólogo no processo de diagnóstico de diferentes agentes etiológicos, no seu controle e na efetiva cura NISENGARD, R. J.; NEWMAN, Michael G. Microbiologia oral e imunologia. 2. ed. Rio de Janeiro : Guanabara Koogan, p. 10ex MURRAY, Robert K. et al. Harper: bioquímica. 8.ed. São Paulo: Atheneu, p. 4ex A disciplina, trata dos Conceitos gerais de Microbiologia, dando enfoque a Bacteriologia, Micologia e Virologia da Cavidade Bucal, traçando eixos de relações com as patologias, e o papel do Odontólogo no processo de diagnóstico de diferentes agentes etiológicos, no seu controle e na efetiva cura NISENGARD, R. J.; NEWMAN, Michael G. Microbiologia oral e imunologia. 2. ed. Rio de Janeiro : Guanabara Koogan, p. 10ex CURRICULUM VITTAE DO COODENADOR ACADÊMICO DO CURSO REGIME DE TRABALHO, PLANO DE CARREIRA E REMUNERAÇÃO DO CORPO DOCENTE REGIME ESCOLAR, VAGAS ANUAIS, TURNOS DE FUNCIONAMENTO E DIMENSÃO DAS TURMAS BIBLIOTECA, SUA ORGANIZAÇÃO, ACERVO DE LIVROS, PERIODICOS ESPECIALIZADOS, RECURSOS E MEIOS INFORMATIZADOS, ÁREA FÍSICA, PLANO DE EXPANSÃO, FORMAS DE UTILIZAÇÃO VOLUMES CURSOS EDIFICAÇÕES E INSTALAÇÕES A SEREM UTILIZADAS NO CURSO DOCUMENTAÇÃO RELATIVA Á REGULARIDADE FISCAL E PARAFISCAL DA INSTITUIÇÃO PROJETO DE CURSO/HABILITAÇÃO CONTENDO AS INFORMAÇÕES FORNECIDAS POR OCASIÃO DA AUTORIZAÇÃO DOS MESMOS, COM AS DEVIDAS ATUALIZAÇÕES: a) Projeto Pedagógico Para os casos de urgência : Exodontia ou Endodontia;

3 b) Fluxo discente de entrada no curso (número de ingressantes e matriculados) 201 c) Fluxo discente de saída no curso (transferências, desistências evasões, trancamentos, diplomados) d) Projeto de Estágio Relacionado a Estrutura Antiga Projeto de Estágio Relacionado a Estrutura Nova e) Projeto de Trabalho de Conclusão de Curso ANEXOS

4 1. INTRODUÇÃO E CITAÇÃO DO ATO DE CRIAÇÃO Considerado um dos Estados da Federação que apresenta um dos maiores índices de crescimento, o Tocantins possui área de km² ocupada por uma população de cerca de 1 milhão de habitantes, distribuídos em 139 municípios, com sua capital instalada no centro geográfico do país. No centro norte, localizada a cerca de 400 km da capital, a cidade de Araguaína é o segundo município mais populoso do Estado e sempre representou pólo de referência regional, antes mesmo da criação do Tocantins. Relaciona-se sócio-economicamente com o sul do Pará e o sul do Maranhão, compondo, segundo os analistas de estudos regionais, uma ampla área populacional que abriga mais de 1 milhão de habitantes, na convergência dos três estados mencionados. No setor educacional, o estado do Tocantins conta com alunos nos cursos de educação infantil e ensino fundamental. No ensino médio as matriculas abrangem uma população de O município de Araguaína possui alunos no ensino fundamental e alunos no ensino médio. O avanço cultural é uma exigência que se instala na região. Araguaína é a principal cidade do norte do Tocantins e de uma promissora região aliada a outros conglomerados urbanos de expressão regional e aguarda oportunidades para crescer, desenvolver-se e alcançar metas sociais de que carece toda a comunidade. Para dar suporte a este avanço cultural e ao desenvolvimento, crescimento e metas pretendidas, é real a necessidade de um avanço tecnológico tanto no que diz respeito a equipamentos quanto a recursos humanos. Atualmente, essa necessidade ainda não é atendida. A Faculdade de Ciências Humana, Econômicas e da Saúde de Araguaína - FAHESA, de forma pioneira na região, através do curso de Bacharelado em Odontologia, visa aproveitar o potencial humano da população. O Parecer 077/00, Res.045/00, Decreto n de 18/10/2000 autorizou o funcionamento e aprovou a estrutura curricular do referido curso. Renovou no 4

5 Par. 336/02, Dec.1.789, 16/06/03. Aprovou a Estrutura Curricular no Par.171/003, Res. 82/2003. Reconhecido por três anos no Par. 311/04, Dec em 10/02/ CURRICULO PELO PROPOSTO, EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS E BIBLIOGRAFIA BÁSICA Considerando que a prática e a teoria precisam trabalhar juntas para o enriquecimento do conhecimento, as disciplinas do curso de Odontologia da Faculdade de Ciências Humana, Econômicas e da Saúde de Araguaína - FAHESA visam fornecer aos acadêmicos aulas teóricas-práticas preparando-o para a necessidades do mercado de trabalho. ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ODONTOLOGIA (VIGÊNCIA 2000/2º SEMESTRE) Essa estrutura curricular está em vigor desde o 2º semestre de 2000 de acordo com o Parecer 077/00, Dec.1.058,18/08/00 do Conselho Estadual de Educação, a mudança é o resultado de discussões realizadas no âmbito da Faculdade de Ciências Humana, Econômicas e da Saúde de Araguaína - FAHESA, através da Direção Geral, Diretoria Acadêmica, Coordenadoria de Área, Coordenadoria de Curso, professores e alunos, no sentindo de adequar a estrutura curricular ao perfil desejado do curso de Odontologia. Os fatores que desencadearam as discussões e culminaram com a proposta da nova estrutura curricular foram as diretrizes dos cursos da área de odontologia, que estão em andamento no Conselho Nacional de Educação e a necessidade da constante atualização das estruturas em função dos avanços tecnológicos e das exigências do mercado em relação aos profissionais egressos. Atualmente o curso de odontologia conta com cinco turmas contemplando essa Estrutura Curricular. 5

6 ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ODONTOLOGIA Vigência: 2º semestre de 2000 Carga horária do curso: h/a Turno: Integral Regime: Seriado/Semestral Tempo de integralização: mínimo de 8 e máximo de 14 períodos 1º Período Disciplinas Carga /Horária CH- TEORICA CH- PRÁTICA PRÉ- REQUISITOS Anatomia Humana I Bioquímica Genética e evolução Ciências Políticas Língua Portuguesa Metodologia Científica I Introdução à Odontologia Biossegurança Materiais Dentários I Carga Horária Total º Período Disciplinas Carga /Horária CH- TEORICA CH- PRÁTICA PRÉ- REQUISITO S Anatomia Humana II Anatomia dental e escultura Microbiologia Histologia humana Fisiologia humana Bioestatística Materiais dentários II Farmacologia I Carga Horária Total

7 3º Período Disciplinas Carga/ Horária CH- TEORICA CH- PRÁTICA PRÉ- REQUISITOS Farmacologia II Histologia Bucal Anatomia Humana III Patologia Geral Fisiologia Bucal Imunologia Oclusão Odontologia Social e Preventiva I Carga Horária Total º Período Disciplinas Carga/ Horária CH- TEORICA CH- PRÁTICA PRÉ- REQUISITOS Dentística I Patologia Bucal Anestesiologia Radiologia I Orientação Profissional Semiologia I Prótese Total ;16 Psicologia Odontologia Social e Preventiva II Carga Horária Total

8 5º Período Disciplinas Carga /Horária CH- TEORICA CH- PRÁTICA PRÉ- REQUISITOS Periodontia I Dentística II Técnicas Cirúrgicas Semiologia II Radiologia II Prótese Parcial Removível Endodontia I Carga Horária Total º Período Disciplinas Carga /Horária CH-TEORICA CH- PRÁTICA PRÉ- REQUISITOS Periodontia II Endodontia II ;29;41 Prótese Fixa ;26 Cirurgia Bucal I Dentística III ;36 Odontologia Coletiva I Informática Odontologia Carga Horária Total

9 7º Período Disciplinas Carga/ Horária CH- TEORICA CH-PRÁTICA PRÉ- REQUISITOS Clinica Integrada I ;43; 44;46 Ortodontia I Odontologia Coletiva II ;43; 44;46 Odontopediatria I Cirurgia Bucal II ; 36 Trabalho de Conclusão de Curso - TCC Deontologia Legal Carga Horária Total º Período Disciplinas Carga /Horária CH- TEORICA CH-PRÁTICA PRÉ- REQUISITOS Clínica Integrada II ; 43; 44; 45 46; 49 Ortodontia II Odontopediatria II Implantodontia/Cirurgia TBMF Odontogeriatria e Pacientes Especiais Carga Horária Total

10 1º PERÍODO ANATOMIA HUMANA I Métodos de estudos em Anatomia. Sistemas orgânicos em geral. Organização morfo-funcionais dos principais segmentos corpóreos. Bibliografia Básica DANGELO,Jose Geraldo; FATTINI,Carlos Americo. Anatomia segmentar. 2.ed. São Paulo: Atheneu, p. 32ex. humana, sistêmica e SPENCE, Alexandre P. Anatomia básica. 2.ed. São Paulo: Mande, p. 11ex. MOORE, Keith L.. Anatomia orientada para a clinica. 3.ed. Rio de Koogan, p. 7ex. Janeiro: Guanabara DIDIO, Liberato J. A. Tratado de anatomia aplicada. São Paulo: Atheneu, p. 3ex. GARDNER, Ernest; GRAY, Donald J.; O'RAHILLY, Ronan. Anatomia:estudo do corpo humano. 4.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 9ex. regional YOKOCHI,Chiliro; ROHEN,Jshammes W.; WEINREB,Eva Lurie. Anatomia fotográfica do corpo humano. 3.ed. São Paulo: Mande, p. 5ex. NETTER,Frank h.. Atlas de anatomia humana. 2.ed. Porto Alegre: Art Med, ex. PUTZ, R.(edit.); PABST, R.(edit). SOBOTTA: atlas da anatomia humana. Janeiro: Guanabara Koogan, v2. 08ex. 21.ed. Rio de PUTZ, R.(edit.); PABST, R.(edit.). SOBOTTA: atlas da anatomia Janeiro: Guanabara Koogan, v1. 08ex. BIOQUÍMICA humana. 21.ed. Rio de 10

11 Conhecer as características estruturais e aspectos funcionais das biomoléculas (aminoácidos, proteínas, lipídeos, carboidratos e ácidos nucléicos). Evidenciando sua importância na bioquímica da cavidade oral e no comportamento metabólico do organismo e suas implicações na clínica odontológica. Bibliografia Básica LEHNINGER, A.L.; NELSON, D.L.; COX, M.M. Princípios de Bioquímica. 2.ed. São Paulo, Sarvier, p. 10ex STRYER, Lubert. Bioquímica. 4.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 10ex. VIEIRA, E.C.; GAZZINELLI, G.; MARES-GUIA, M. Bioquímica Celular e Biologia Molecular. 2.ed. São Paulo: Atheneu. 396p ex. CONN, E.E. & STUMPF, P.K. Introdução à Bioquímica. São Paulo, Edgard Blucher, p. 5ex. CAMPBELL, Mary K. Bioquímica. 3.ed. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, p. 5ex. 2.3 MURRAY, Robert K. et al. Harper: bioquímica. 8.ed. São Paulo: Atheneu, p. 4ex. GENÉTICA E EVOLUÇÃO Explorar conceitos e definições da genética humana, sua origem e evolução. Definindo as características hereditárias e nas possíveis variações cromossômicas relacionadas com a clínica odontológica. 11

12 Bibliografia Básica COOPER, G. M. A célula: uma abordagem molecular, 2.ed. Porto Alegre: Artmed Editora, p. 8ex. JORDE, L. B. et al. Genética médica. 2. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 10ex. GRIFFITHS, A. J. F. et al. Genética moderna. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 5ex. GRIFFITHS, A. J. F. et al. Introdução à genética. 6.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 5ex. VOGEL, F., MOTULSKY, A. G. Genética humana: problemas e abordagens. 3ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 8ex. BURNS, G. W., BOTTINO, P. J. Genética. 6.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 6ex. CIÊNCIAS POLÍTICAS Noções de Ciência Política Conceito, metapolítica, micropolítica, macropolítica, nunciopolítica Doutrinas políticas Liderança e Partidos Políticos Comunicação Política e veículos de comunicação Organização política, e importância da Constituição Forma do Estado, sistema de governo, direitos fundamentais, ordem pública e sua manutenção A Constituição Brasileira e seus principais títulos A Política de Saúde no Brasil e seus instrumentos administrativos (Ministérios, Secretarias, SUS etc.). Bibliografia Básica 12

13 ANDRADA, Bonifácio de. Ciência Política Ciência do Poder. São Paulo: LTR, p. 10ex. BONAVIDES, Paulo. Ciência Política. 10.ed. São Paulo: Malheiros, p. 5ex. BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. 26.ed. São Paulo: Saraiva, p. 10ex. ANDRADA, Bonifácio. Ciência política e seus aspectos atuais. Brasília: Câmara dos Deputados, p. 4ex. AZAMBUJA, Darcy. Teoria Geral do Estado. 39.ed. São Paulo: Globo, ex. MAQUIAVEL, Nicolau. O príncipe. 2.ed. São Paulo: Martins Fontes, p. 2ex. LÍNGUA PORTUGUESA Linguagem oral, linguagem escrita. Estudo teórico-prático sobre a natureza do texto. Elementos coesivos e de coerência. Articulados. O parágrafo; tópico frasal. Tipologia textual. A reescrita de textos. Instrumentação nas áreas de produção de textos oral e escrito, considerando suas especialidades. A formação do leitor e a função social da linguagem/relação: leitor-textos-mundo. Estudo de textos científicos. Bibliografia Básica FIORIN, J. L.; SAVIOLI, F. S. Para entender o texto: leitura e redação. 16.ed. São Paulo: Ática, p. 7ex.. GERALDI, João Wanderley (Org) et al. O texto na sala de aula. 3 ed. São Paulo: Ática, ex.. CHIAPPINI, Lígia et al. Aprender e ensinar com textos e alunos. São Paulo: Cortez, ex. 13

14 Revista da Associação Paulista de Cirurgiões Dentistas. TREVISAN, Denise Raquel Soares. Dicionário Odontológico e Áreas Afins. Curitiba: Editora Maio, p. 2ex. SANTOS, Antônio Raimundo. Metodologia científica: a construção do conhecimento. 3.ed. Rio de Janeiro: DP&A, P. 2ex. CEGALLA, Domingos Paschoal. Novíssima gramática da língua portuguesa. 43.ed. São Paulo: Companhia Nacional, p. 4ex. METODOLOGIA CIENTÍFICA I A disciplina Metodologia Científica, propicia-se introduzir o aluno no conhecimento a cerca dos diferentes tipos de pesquisa, abordando os métodos científicos e os diversos tipos de trabalhos acadêmicos e científicos, instrumentalizando-o ao desenvolvimento dos mais diversos trabalhos exigidos no decorrer de sua graduação. Bibliografia Básica LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos de metodologia cientifica. 3.ed. São Paulo: Atlas, p. 6ex. ANDRADE, Maria Margarida. Introdução a metodologia do trabalho elaboração de trabalhos na graduação. 4.ed. São Paulo: Atlas, p. 5ex cientifico: GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 3.ed. São Paulo: Atlas, p. 5ex. GALLIANO, A. Guilherme. O método cientifico: teoria e pratica. São Paulo: Harbra, p. 5ex. 14

15 SALOMON, Délcio Vieira. Como fazer uma monografia. 9.ed. São Paulo: Martins Fontes, p. 5ex. CERVO, Amado Luiz; BERVIAN, Pedro Alcino. Metodologia Cientifica.4.ed. São Paulo: Markron Books, p. 10ex. DEMO, Pedro. Pesquisa: Principio Cientifico. 7.ed. São Paulo: Cortez, p. 5ex. (Biblioteca da Educação) INTRODUÇÃO Á ODONTOLOGIA A disciplina de Introdução à Odontologia é composta por aulas teóricas e atividades práticas. Nas aulas teóricas, são abordados assuntos acerca da história da Odontologia, da estrutura do curso de Odontologia e Introdução á Anatomia Dental. As atividades práticas de desenhos das estruturas dentais e de esculturas em cera introduzem o aluno a prática de laboratório, desenvolvendo a habilidade manual. Bibliografia Básica VERY, James. K. Fundamentos da histologia e embriologia bucal: uma abordagem clínica. 2.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 200p. 10ex. MADEIRA, Miguel Carlos. Anatomia do dente. 2.ed. São Paulo: Sarvier, p. 10ex. RING, Malvimm E. História ilustrada da odontologia. São Paulo: Manole, p. 3ex. DELLA SERRA, O.; FERREIRA, F. V. Anatomia dental. 3.ed. São Paulo: Artes Médicas, p. 7ex. EUGÊNIO, O. S. Anatomia e escultura dental: teoria e prática de ensino. São Paulo: Santos, CATE, Richard Ten. Histologia Bucal: desenvolvimento, estrutura e função. 5.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 10ex. 15

16 BIOSSEGURANÇA Conhecer as características estruturais e aspectos funcionais das biomoléculas (aminoácidos, proteínas, lipídeos, carboidratos e ácidos nucléicos). Evidenciando sua importância na bioquímica da cavidade oral e no comportamento metabólico do organismo e suas implicações na clínica odontológica. Bibliografia Básica GUIMARÂES JÚNIOR, Jairo. Biossegurança e controle de infecção cruzada em consultórios odontológicos. São Paulo: Santos. 536p. 10ex. HIRATA, Mário Hiroyuki; MANCINI FILHO, Jorge. Manual de biossegurança. São Paulo: Manole, p. 12ex. TEIXEIRA, Pedro; VALE, Sílvio (Orgs). Biossegurança. Rio de Janeiro: FIOCRUZ, p. 4ex. COSTA, Marco Antônio F. et al. Biossegurança em ambientes hospitalares e odontológicos. São Paulo: Santos, p. 2ex. COSTA, Marco Antônio F. Biossegurança: segurança química básica em biotecnologia em ambientes hospitalares. São Paulo: Santos, p. 2ex. MATERIAIS DENTÁRIOS I Introdução ao estudo dos materiais odontológicos. Propriedades dos materiais dentários. Noções sobre moldes, modelos e moldeiras. Gessos odontológicos. Godivas para 16

17 moldagens. Pastas Zincoenólicas. Hidrocolóides reversíveis. Hidrocolóides irreversíveis (alginato). Materiais de moldagem a base de borracha (Elastômeros). Polímeros. Resina acrílica para moldeiras (RAAQ). Resina acrílica para base de prótese total (RAAT). Montagem dos dentes. Técnica de dentadura. Ciclo de polimerização. Metalização de moldes. Abrasão e polimento. Bibliografia Básica ANUSAVICE, K. J. Phillips: materiais dentários. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 14ex. CALAN JÚNIOR, João. Materiais dentários: o essencial para o estudante e o clínico geral. São Paulo: Santos, p. 7ex. GRAIG, Robert G. et al. Materiais dentários: propriedades e manipulação. 3.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 4ex. 2º PERÍODO ANATOMIA HUMANA II Localização e exposição das estruturas anatômicas da região crânio-facial e cervical, com reconhecimento e familiarização das mesmas, além de treinamento dos 17

18 métodos de dissecção, visando a correlação com as futuras disciplinas do Curso de Odontologia. Bibliografia Básica FIGUN, M. E.; GARINO, R. A. Anatomia odontológica funcional e aplicada. Porto Alegre: Artmed, p. 11ex. MOORE, Keith L.. Anatomia orientada para a clinica. 3.ed. Rio de Koogan, p. 7ex. Janeiro: Guanabara NETTER,Frank h.. Atlas de anatomia humana. 2.ed. Porto Alegre: Art Med, ex. DUBRUL, E. Lloud. Anatomia oral de Secher e Dubrul. 8.ed. São Paulo: Artes Médicas, p. 14ex. DANGELO,Jose Geraldo; FATTINI,Carlos Americo. Anatomia segmentar. 2.ed. São Paulo: Atheneu, p. 10ex. humana,sistêmica e MACHADO, Ângelo B. M. Neuroanatomia. 2.ed. São Paulo: Atheneu, p. 15ex. ANATOMIA DENTAL E ESCULTURA A Anatomia e Escultura Dental deverão proporcionar ao aluno de Odontologia bases anatômicas para que o mesmo reconheça e confeccione cada elemento dentário dos diferentes grupos. Bibliografia Básica 18

19 DELLA SERRA; Octavio; Ferreira,Flavio Vellini. Anatomia dental. 3.ed. São Paulo: Artes medicas, p. 5ex. MADEIRA,Miguel Carlos. Anatomia do dente. 2.ed. São Paulo: Sarvier, p. 10ex. CANTISANO, Waldemar et al. Anatomia dental e escultural. 3.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, ex. EUGÊNIO, Odila Santiago. Anatomia e escultura dental: teoria e prática de ensino. São Paulo: Santos, p. 2ex. TEIXEIRA, Lucília Maria de Souza et al. Anatomia aplicada à odontologia. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 2ex. SILVA, Ricardo Gariba; PECORA, Jesus Djalma. Anatomia dental: dentes permanentes. São Paulo: Santos, p. 2ex. MICROBIOLOGIA A disciplina, trata dos Conceitos gerais de Microbiologia, dando enfoque a Bacteriologia, Micologia e Virologia da Cavidade Bucal, traçando eixos de relações com as patologias, e o papel do Odontólogo no processo de diagnóstico de diferentes agentes etiológicos, no seu controle e na efetiva cura. Bibliografia Básica 2 NISENGARD, R. J.; NEWMAN, Michael G. Microbiologia oral e imunologia. 2. ed. Rio de Janeiro : Guanabara Koogan, p. 10ex. BROOKS, Geo F.; BUTEL, Janet S.; ORNSTON, L. Nicholas et al. Microbiologia medica. 20.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 8ex. 19

20 CIMERMAN, Benjamin; CIMERMAN, Sergio. Parasitologia Humana e seus Fundamentos. 2.ed. São Paulo: Atheneu, p. 12ex. NEVES, David Pereira. Parasitologia Humana. 10.ed. São Paulo: Atheneu, p. 12ex. TRABULSI, L. R. et al. Microbiologia. 3.ed. São Paulo : Editora Atheneu, p. 2ex. REY, L. Parasitologia, parasitos e doenças parasitárias do homem nas Américas e na África. 3.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 5ex. HISTOLOGIA HUMANA A disciplina de Histologia Humana, utilizando a literatura básica, a microscopia óptica e os modelos embriológicos, pretende levar ao acadêmico do 2º período do Curso de Odontologia, o conhecimento das características morfológicas das células, as etapas embriológicas, a diferenciação dos tecidos, a organogênese assim como a localização e distribuição dos tecidos formados nos diversos órgãos dos sistemas corporais. Bibliografia Básica ROSS, M.H.; REITH, E. J.; ROMRELL, L.J. Histologia: texto e atlas, 2.ed. São Paulo: Panamericana, p. 15ex. KATCHBURIAN, E.; ARAN, V. Histologia e embriologia oral. São Paulo: Panamericana, p. 16ex. CATE, Richard Ten. Histologia Bucal: desenvolvimento, estrutura e função. 5.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 10ex. 20

21 BRUCE, Alberts; et al. Biologia Molecular da Célula. 3.ed. Porto Alegre: Artes Médicas Sul p. 10ex. GARTNER, Leslie P.; HIATT, James L. Tratado de histologia. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 18 ex AVERY, J.K. Fundamentos de histologia e embriologia bucal: uma abordagem clínica. 2.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 10ex. FISIOLOGIA HUMANA I Conceitos fundamentais em Fisiologia: meio interno e sistemas de controle, sistema nervoso autônomo, sangue e hemostasia, sistema circulatório, sistema renal. Bibliografia Básica GUYTON, Arthur C.; HALL, John E. Fisiologia humana e mecanismos das doenças. 6.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 10ex. GUYTON, Arthur C.; HALL, John E. Tratado de fisiologia médica. 10.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 6ex. GANONG, Willian F. Fisiologia médica. 19.ed. Rio de Janeiro: Mcgraw-Hill, p. 8ex. AIRES, Margarida de Mello et al. Fisiologia. 2.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 6ex. BERNE, Robert M. Fisiologia. 4.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 2ex. DOUGLAS, C. R. Patofisiologia oral: fisiologia normal e patologia aplicada à odontologia e fonoaudiologia. São Paulo: Pancast, v. 2ex. 21

22 BIOESTATÍSTICA Conhecimentos fundamentais de Estatística. Levantamento de dados. Amostragem. Índice e coeficientes. Medidas de Tendência Central. Medidas de variabilidade ou dispersão. Correlação de duas variáveis. Delineamento de pesquisa. Bibliografia Básica VIEIRA, Sônia. Introdução à Bioestatística.3.ed. Rio de janeiro: Campus. Rio Janeiro, p. 8ex. CRESPO, Antônio Arnot. Estatística Fácil. São Paulo: Saraiva, p. 5ex. DORA FILHO, Ulysses. Introdução à Bioestatística Para Simples Mortais, São Paulo: Negócio Editora, ex. MALETTA, Carlos Henrique Mudado; BRANDÃO, Lídia Luzia. Bioestatística: saúde pública. Belo Horizonte: Littera Maciel, 1981, 176p. 10ex. SOARES, José Francisco; SIQUEIRA, Arminda Lúcia. Introdução à estatística médica. Belo Horizonte: UFMG, p. 4ex. JEKEL, James F.; et al. Epidemiologia, bioestatística e medicina preventiva. Porto Alegre: Artes Médicas, p. 5ex. MARTINS, Gilberto de A.; DONAIRE, Denis. Princípios de estatística. 4.ed. São Paulo: Atlas p. 10ex. MATERIAIS DENTÁRIOS II Estudo dos Materiais Dentários restauradores. Noções de órgão dental, suas faces e cavidades. Amálgama. Limpeza e proteção do complexo dentina/polpa. Bases e vernizes. 22

23 Cimento de fosfato de zinco. Resina Composta. Ataque Ácido. Adesivos. Noções de silicato e policarboxilato. Ionômero de vidro Porcelanas pura e para metalo-cerâmica. Processo de fundição em Odontologia. Ceras para fundições. Revestimentos. Aurificação. Ligas áureas. Aço. Ligas alternativas. Ligas de Crômio-Cobalto para PPR. Bibliografia Básica ANUSAVICE, K. J. Phillips: materiais dentários. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 14ex. GRAIG, Robert G. et al. Materiais dentários: propriedades e manipulação. 3.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 4ex. CALAN JÚNIOR, João. Materiais dentários: o essencial para o estudante e o clínico geral. São Paulo: Santos, p. 7ex. GRAIG, Robert G. et al. Materiais dentários: propriedades e manipulação. 3.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 4ex. FARMACOLOGIA I Formas farmacêuticas. Farmacocinética. Farmacodinâmica no Sistema Nervoso Autônomo, Motor e Central. Drogas hemostáticas, Anti-sépticas e desinfetantes. Anestésicos Locais. Autacóides e Drogas Antihistamínicas. Bibliografia Básica RANG, H., DALE, M., RITTER, J.. Farmacologia. 4.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 10ex. 23

24 GOODMAN, Lowis S.; GILMAN, Alfred. As Bases farmacológicas. 10.ed. Rio de Janeiro: Mcgraw Hill, p. 6ex. YAGIELA, J. Farmacologia e terapêutica para dentistas. 4.ed. Rio de Janeiro: Guanabara koogan, p. 12ex. ANDRADE, Eduardo Dias. Terapêutica medicamentosa em odontologia: procedimentos clínicos e uso de medicamentos nas principais situações da prática odontológica. São Paulo: Artes Médicas, p. 8ex. SILVA, P. Farmacologia. 6.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 5ex. FUCHS, Flávio Danni; WANNAMACHER, Lenita. Farmacologia clínica: fundamentos da terapêutica racional. 2.ed. Rio de Janeiro: Guanabara koogan, p. 5ex. PAGE, Clive P. et al. Farmacaologia integrada. 5.ed. São Paulo: Manole, p. 5ex. 3º PERÍODO FARMACOLOGIA II Formas farmacêuticas. Farmacocinética. Farmacodinâmica no Sistema Nervoso Autônomo, Motor e Central. Drogas hemostáticas, Anti-sépticas e desinfetantes. Anestésicos Locais. Autacóides e Drogas Antihistamínicas. 24

25 Bibliografia Básica RANG, H., DALE, M., RITTER, J.. Farmacologia. 4.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 10ex. GOODMAN, Lowis S.; GILMAN, Alfred. As Bases farmacológicas. 10.ed. Rio de Janeiro: Mcgraw Hill, p. 6ex. YAGIELA, J. Farmacologia e terapêutica para dentistas. 4.ed. Rio de Janeiro: Guanabara koogan, p. 12ex. ANDRADE, Eduardo Dias. Terapêutica medicamentosa em odontologia: procedimentos clínicos e uso de medicamentos nas principais situações da prática odontológica. São Paulo: Artes Médicas, p. 8ex. SILVA, P. Farmacologia. 6.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 5ex. FUCHS, Flávio Danni; WANNAMACHER, Lenita. Farmacologia clínica: fundamentos da terapêutica racional. 2.ed. Rio de Janeiro: Guanabara koogan, p. 5ex. PAGE, Clive P. et al. Farmacaologia integrada. 5.ed. São Paulo: Manole, p. 5ex. WANNMACHER, Lenita; FERREIRA, Maria Beatriz Cardoso (Edit.). Farmacologia clínica para dentistas. 2.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 2ex. HISTOLOGIA BUCAL Reconhecimento morfológico dos diversos tipos celulares e dos tecidos que compõem sistema digestório e a cavidade oral, através da observação por microscopia óptica. Conhecimento das características estruturais e aspectos funcionais dos sistemas interrelacionados com os processos da maceração, digestão e absorção dos alimentos. Enfatizando as características embriológicas dos órgãos responsáveis pela maceração dos 25

26 alimentos os dentes, a forma como se desenvolvem e se organizam para a fisiologia digestiva. Bibliografia Básica AVERY, James. K. Fundamentos da histologia e embriologia bucal: uma abordagem clínica. 2.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 200p. 10ex. ROSS, M.H.; REITH, E. J.; ROMRELL, L.J. Histologia: texto e atlas, 2.ed. São Paulo: Panamericana, p. 15ex. KATCHBURIAN, E.; ARAN, V. Histologia e embriologia oral. São Paulo: Panamericana, p. 16ex. TEN CATE, Richard. Histologia Bucal: desenvolvimento, estrutura e função. 5.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 10ex. BHASKAR, S.N. Histologia e embriología oral de Orban. 10.ed. São Paulo: Artes Médicas, p. 5ex.. ANATOMIA HUMANA III Localização e exposição das estruturas anatômicas das estruturas referentes ao sistema estomatognático e vias respiratórias superiores, reconhecimento e familiarização das mesmas além de treinamento dos métodos de dissecção, visando a correlação com as futuras disciplinas do Curso de Odontologia. PATOLOGIA GERAL 26

27 A disciplina visa tornar o aluno capaz de: conceituar o Binômio SAÚDE X DOENÇA, ao mesmo tempo que, descreva ao final do período, os aspectos Etiopatogênicos, Morfológicos e Fisiopatológicos dos principais agravos ou lesões em níveis molecular, celular e orgânico. Bibliografia Básica COTRAN, Ramzi S., KUMAR, Vinay, COLLINS, Tucker Robbins: Patologia Estrutural e Funcional. 6. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 15ex. BRASILEIRO FILHO, Geraldo. Bogliolo: Patologia. 6. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 8ex. MONTENEGRO, Mário Rubens; FRANCO, Marcello. Patologia: processos gerais. 4.ed. São Paulo: Atheneu, p. 1ex. SCHNEIDER, Arthur; AZANTO, Philip. Patology, 2.ed. Pennsylvania: Lippin Cott Willians & Wilkins, p. 1ex. FISIOLOGIA BUCAL A disciplina estará explorando, no decorrer do curso, conhecimentos fundamentais teóricos e práticos sobre o funcionamento do corpo humano, enfatizando a função das estruturas do sistema estomatognático. Bibliografia Básica 27

28 PERALTA, Casimiro Cabrera. Fisiologia orofacial: aspectos morfofuncionais básicos. São Paulo: Gráfica e Editora Araçatubense. 2003, 385p. 9ex. GUYTON AC, HALL JE. Tratado de Fisiologia Médica. 10. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan. 2002, 973p. SINGI G. Fisiologia para odontologia. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 10ex. ASH MM, RAMFJORD SP, SCHMIDSEDER J. Oclusão. 2. ed. São Paulo: Editora Santos, p. CARRANZA JÚNIOR FA, NEWMAN MG. Periodontia clínica. 8. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. ESTRELA C, FIGUEIREDO JAP. Endodontia: Princípios biológicos e mecânicos. São Paulo: Artes médicas, p. SIQUEIRA JTT, TEIXEIRA MJ. Dor orofacial: diagnóstico, terapêutica e qualidade de vida. Curitiba: Editora Maio, 2001, 673p. TEN CATE, A.R. Histologia bucal: desenvolvimento, estrutura e função. 5.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. IMUNOLOGIA A Disciplina trata dos Conceitos gerais de Imunologia, destaca a existência e a importância das Defesas Inatas do Organismo, ressaltando sobretudo os diferentes sistemas de Respostas Imunológicas Adaptativas que são as Bases Celulares da Resposta Imune; demonstra também a Avaliação do Sistema de Defesa do Hospedeiro e Antígenos Microbianos; as Reações Imunológicas, Doenças do Sistema Imune e as Reações a enxertos e transplantes. 28

29 Bibliografia Básica BENJAMINI, Eli et al. Imunologia. 4.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 10ex. BROOKS, G. F.; BUTEL, J. S. ; ORNSTON, L. N.; et al. Microbiologia Médica. 20.ed. Rio de Janeiro : Guanabara Koogan, ROITT, I.; BROSTOFF, J.; MALE, D. Imunologia. 5. ed. São Paulo : Manole, p. 5ex. SCROCENEKER, Maria Lúcia ( Org.) et al. Imunologia básica e aplicada. Porto Alegre: Sogra Luzzoitto, p. 5ex. ROITT,Ivan, BROSTOFF,Jonathan,MALE,David. Imunologia. 5.ed. São Paulo: Manole, p. 18ex. AMATO NETO, Vicente; BALDY, Jose Luis da Silveira; SILVA, Luiz Jacinto da. Imunizações. 3.ed. São Paulo: Sarvier, ex. ANTUNES, Lucyr D. Imunologia geral. São Paulo: Atheneu, p. 3ex. CALCH, Vera; VAZ, Celideia. Imunologia. Rio de Janeiro: Revinter, ex. JANEWAY JR., Charles et al. Imunobiologia: o sistema imune na saúde e na doença. 5.ed. Porto Alegre: Artmed, p. 3ex. OCLUSÃO Conhecimento do Sistema Estomatognático Fisiologia do Sistema Estomatognático. Uso do articulador semi-ajustável. Conhecimentos dos movimentos e posições básicas da mandíbula. Conhecimento da arquitetura dos sistemas oclusais. 29

30 Conhecimento das alterações das funções do Sistema Estomatognático. Conhecimento da análise oclusal. Bibliografia Básica OKESON, Jeffery.P. Tratamento das desordens temporomandíbulares e oclusão. 4.ed. São Paulo: Artes Médicas, p. 6ex. SANTOS JR, José dos Santos. Oclusão: princípios e conceitos. 5.ed. São Paulo: Santos, p. 12ex. ASH, Major M.; RAMFJORD, Sigurd P. Oclusão. 4.ed. São Paulo: Santos, p. 2ex. GOIRIS, Fábio Aníbal J. Oclusão: conceitos e discussões fundamentais. 2.ed. São Paulo: Santos, p. 2ex. MCNEILL, Charles. Ciência e prática da oclusão. São Paulo: Quintessence, p. 3ex. MEZZOMO, Elio et al. Reabilitação oral para o clínico. 3.ed. São Paulo: Santos, p. 5ex. ORTHLIEB, Jean Daniel; et al. Oclusão: princípios práticas. São Paulo: ArtMed, p. 3ex. VÍDEOS: MIRANDA, Milton Edson. Prótese Parcial Fixa e Oclusão. VIDEOMED. Partes 1, 2, 3 e 4. MIRANDA, Milton Edson. Ajuste oclusal por desgaste seletivo. VIDEOMED. Partes 1 e 2. ODONTOLOGIA SOCIAL E PREVENTIVA I 30

31 Composição do Currículo Odontológico, História da Odontologia, Odontologia Atual, Processo Saúde Doença, Políticas de Saúde, Epidemiologia Geral, Epidemiologia de Doenças Cárie Periodontal Demais Doenças Bucais, Métodos de Prevenção, Desenvolvimento do Sistema Estomagnático de Programas de Saúde Bucal, Índices, Níveis de Prevenção. Bibliografia Básica CHAVES, Mário M. Odontologia social. 3.ed. São Paulo: Artes Médicas, p. 5ex. PINTO, Vitor Gomes. Saúde bucal coletiva. 4.ed. São Paulo: Santos, p. 8ex. KRIGER, Leo ( Org. ). ABOPREV: promoção de saúde bucal. 3.ed. São Paulo: Artes Médicas, p. 5ex. KRAMER, Paulo Floriani et al. Promoção de saúde bucal em odontopediatria: diagnóstico, prevenção e tratamento de cárie oclusal. São Paulo: Artes Médicas, p. 5ex. LASCALA, Nelson Thomaz. Prevenção na clínica odontológica: promoção de saúde bucal. São Paulo: Artes Médicas, p. 3ex. BUICH, Yovane de Paiva. Promoção de saúde bucal na clínica odontológica. São Paulo: Artes Médicas, p. 3ex PEREIRA, Antônio Carlos. Odontologia em saúde coletiva. Porto Alegre: Artmed, p. 1ex. MORATO, Ana Maria Rodrigues. Aprendendo a sorrir: educação bucal para crianças de 0 a 12 anos. São Paulo: Pancast, p. 1ex. 4º PERÍODO DENTÍSTICA I 31

32 A disciplina de Dentística Operatória I, é o estudo dos conceitos de preparos cavitários básicos, tendo em vista a necessidade de conhecimentos específicos por parte do futuro Cirurgião Dentista. A prioridade é que o aluno aprenda: nomenclatura e classificação das cavidades, postura de trabalho, cunhas e matrizes, princípios gerais do preparo cavitário, instrumentos operatórios, isolamento do campo operatório, Selamento de Cicatriculas e fissuras, cavidades de classe I, II, III, IV e V de BLACK. Slot Vertical e horizontal. Bases e vernizes. Limpeza cavitária. Técnica de restauração para Amálgama. Técnica de restauração para Resinas Compostas. Técnica de restauração para Ionômero de Vidro. Cavidades especiais e outras preconizadas em Odontologia. Bibliografia Básica BARATIERI, L. N. et al. Dentística: procedimentos preventivos e restauradores. 2.ed. São Paulo: Santos, 2000, 509p. 4ex. BUSATO, A L. S. et al. Dentística : restaurações em dentes posteriores. São Paulo: Artes médicas, p. 4ex. BUSATO, A L. S. et al. Dentística: restaurações em dentes anteriores. São Paulo: Artes médicas, p. 4ex. HORSTED-BINDSLEV et al. Dentística operatória moderna. 3.ed. São Paulo: Santos, p. 5ex. MONDELLI, J. et al. Dentística.: procedimentos pré-clínicos. São Paulo: Santos, p. 8ex. BARATIERI, L. N. et al. Estética: restaurações adesivas diretas em dentes anteriores fraturados. São Paulo: Santos, 1998, 398p. 2ex. 32

33 NAVARRO, M. F. L. et al. Cimentos de Ionômero de vidro: aplicações clínicas em Odontologia. São Paulo: Artes médicas, 1998, 179p. 2ex. CONCEIÇÃO, E.N. Dentística: saúde e estética. Porte Alegre: Artmed, p. 1ex. MONDELLI, J. Proteção do complexo dentino-pulpar. São Paulo: Arte médicas, p. 10ex. PATOLOGIA BUCAL A disciplina apresenta como objetivo principal tornar o aluno apto a demonstrar conhecimentos básicos clínicos e histopatológicos das principais doenças de origem buco maxilar, bem como elaborar diagnósticos das manifestações bucais das doenças sistêmicas que mais afetam a cavidade bucal. Bibliografia Básica NEVILLE, Brad W. et al. Patologia oral e maxilofacial. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 5ex. REGEZI Joseph A.; SCIUBBA, James J. Patologia bucal: correlações clinicopatológicas. 3.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 7ex. SHAFER, William G. et al. Tratado de patologia bucal. 4.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 5ex. TOMMASI, Antônio F. Diagnóstico em patologia bucal. 3.ed. São Paulo: Pancast, p. 6ex. 33

34 PINDBORG, Jens J. Câncer e pré-câncer bucal. São Paulo: Panamericana, p. 6ex. ALLEGRA, Fúlvio; GENNARI, Píer Umberto. As doenças da mucosa bucal. 2.ed. São Paulo: Santos, p. 2ex. REGEZI, Joseph A.; SCIUBBA, James J.; POGREL, M. Anthony. Patologia oral e maxillofacial. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 1ex. NEVILLE, Brad W. et al. Atlas colorido de patologia oral clínica. 2.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 1ex. BORAKS, Sílvio. Diagnóstico bucal. 2.ed. São Paulo: Artes Médicas, p. 4ex. ANESTESIOLOGIA O enfoque da disciplina de Anestesiologia é o estudo das técnicas anestésicas básicas, inter-relacionadas com as demais disciplinas afins, tendo em vista a necessidade de conhecimento de Anatomia bem como em Farmacologia, embasados em pesquisas científicas, visando o aprimoramento técnico-científico. Bibliografia Básica BENNETT, C. Richard. Anestesia local e controle da dor na prática dentária. 7 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 5 ex. GRAZIANI, Mario. Cirurgia bucomaxilofacial. 8.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 11ex. MARZOLA, C. Técnicas exodônticas. 8.ed. São Paulo: Pancast p. 5ex. 34

35 EVERS, Hans; HAEGERSTAM, Glem. Introdução a anestesia local odontológica. São Paulo: Manole, p. 2ex. LIMA, José Roberto de Sá. Atlas Colorido de Anestesia local em Odontologia: fundamentos e técnicas. São Paulo: Santos, p. 3ex MALAMED, Stanley F. Manual de anestesia local. 4.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan ex. ARAUJO, Maria Amélia Maximo de; VALERA, Márcia Carneiro. Tratamento clínico dos traumatismos dentários. São Paulo: Artes médicas, p. 2ex. FRANCISCHONE, C. E.; VASCONCELOS, L. W. Osso integração e as próteses unitárias, como otimizar a estética. São Paulo: Artes Medicas, p. 2ex. HOWE, G. L. Cirurgia oral menor. 3.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 4ex HOWE, G. L. Exodontias. São Paulo: Santos, [19.] 101p. 2ex WAY, Lawrence W. Cirurgia: diagnóstico e tratamento. 9.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 5ex. RADIOLOGIA I I) Histórico Natureza e Produção das radiações iônicas Os Raios X Tubos para Produção dos Raios X Constituição dos Aparelhos e Funcionamento Seguro Acessórios radiográficos Fatores que influem na formação da imagem radiográfica Os filmes radiográficos e seu processamento. 35

36 II) Técnicas radiográficas intrabucais Processamento dos filmes bucais Tipos de filmes Tipos de aparelhos Sistema de Proteção em Radiologia Odontológica Interpretação radiográfica (técnicas periapical, oclusal e interproximal) Anatomia Patológica Radiográfica. Bibliografia Básica ALVARES, Luiz Casati; TAVANO, Orivaldo. Curso de radiologia em odontologia. 4.ed. São Paulo: Santos, p. 5ex. FREITAS, Aguinaldo de; ROSA, José Edu; SOUZA, Icleo Faria. Radiologia odontológica. 5.ed. São Paulo: Artes Médicas, p. 5ex. JUHL, John. Interpretação radiológica. 7.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 8ex. COCLETE, Gilberto Aparecido; TAVANO, Orivaldo. Radiologia odontológica: interpretação radiológica, atlas radiográfico. Araguaína: ITPAC, ex. ( Apostila ) RAKOSI, Thomas et al. Ortodontia e ortopedia facial: diagnóstico. Porto Alegre: Artmed, p. 1ex. NOVELLINE, Robert A.. Fundamentos de radiologia de Squire. 5.ed. Porto Alegre: Artmed, p. 10ex. ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL Noções gerais a respeito de saúde pública. Posição atual do Mercado Profissional. Importância da relação Profissional x Paciente. Dia a dia do Cirurgião-Dentista no Consultório. 36

37 Bibliografia Básica CHAVES, Mário M. Odontologia social. 3.ed. São Paulo: Artes Médicas, p. 5ex. PINTO, Vitor Gomes. Saúde bucal coletiva. 4.ed. São Paulo: Santos, p. 8ex. KRIGER, Leo ( Org. ). ABOPREV: promoção de saúde bucal. 3.ed. São Paulo: Artes Médicas, p. 5ex. LASCALA, Nelson Thomaz. Prevenção na clínica odontológica: promoção de saúde bucal. São Paulo: Artes Médicas, p. 3ex. BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. 26.ed. São Paulo: Saraiva, p. 10ex. SEGER, Liliana. Psicologia e Odontologia: uma abordagem integradora. 3.ed. São Paulo; Santos, p. SEMIOLOGIA I A disciplina tem como objetivo principal através de embasamento teórico e prático tornar o acadêmico do curso de odontologia apto a diagnosticar doenças infecto contagiosas, auto-imunes, crônico degenerativas, metabólicas, neoplásicas, e sistêmicas com manifestações bucais; assim como de informar o aluno da importância do exame clínico e da solicitação e interpretação de exames complementares para a elaboração do diagnóstico e conseqüentemente prognóstico, plano de tratamento e acompanhamento dos pacientes; alem de torná-lo apto a encaminhar o paciente às outras disciplinas do curso para tratamento específico. Bibliografia Básica 37

38 SHAFER, William G. et al. Tratado de patologia bucal. 4.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 5ex. TOMMASI, Antônio F. Diagnóstico em patologia bucal. 3.ed. São Paulo: Pancast, p. 6ex. ALLEGRA, Fúlvio; GENNARI, Píer Umberto. As doenças da mucosa bucal. 2.ed. São Paulo: Santos, p. 2ex. REGEZI, Joseph A.; SCIUBBA, James J.; POGREL, M. Anthony. Patologia oral e maxillofacial. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 1ex. NEVILLE, Brad W. et al. Atlas colorido de patologia oral clínica. 2.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 1ex. BORAKS, Sílvio. Diagnóstico bucal. 2.ed. São Paulo: Artes Médicas, p. 4ex. CASTRO, A. C. Estomatologia. 3.ed. São Paulo: Santos, p. 6ex. PRÓTESE TOTAL Considerações gerais. Relação com as demais disciplinas. Integração física - psíquica do paciente. Tipos de próteses (unitária e total). Moldagem clínica. Princípios biomecânicos. Balanceio. Orientação ao TPD. Técnicas e passos para confecção laboratorial e clínica. Controle posterior. Evolução das próteses sobre implantes. 38

39 Bibliografia Básica TURANO, José Ceratti; TURANO, Luiz Martins. Fundamentos de prótese total: 6.ed. São Paulo: Santos, ex. MAZZO, D.; VIEIRA, G. F. Manual de prótese total. 2.ed. São Paulo: Santos, ex. TELLES, Daniel et al. Prótese total convencional e sobre implantes. São Paulo: Santos, p. 5ex. SHILLINGBURG JÚNIOR, Herbet T. et al. Fundamentos dos prepares dentários para restaurações metálicas e de porcelana. 3.ed. São Paulo: Quintessence, p. 2ex. GOMES, Thomaz et al. Atlas de caracterização em prótese total e prótese parcial removível. São Paulo: Santos, p. 2ex. CORREA, Gerson de Arruda. Prótese total híbrida. São Paulo: Santos, p. 2ex. STRUB, Jorg R. et al. Aspectos protéticos. São Paulo: Quintessence, p. 2ex. PSICOLOGIA APLICADA À ODONTOLOGIA A multideterminadação do ser humano: visão integral do homem (ser biológico, psicológico e social). Psicologia, ciência do comportamento: caracterização, história, evolução e principais linhas de atuação.fenômenos psicológicos: percepção, representações, juízo e raciocínio, memória e esquecimento, linguagem e pensamento, atenção. Personalidade: conceitos, estrutura, caráter e temperamento, principais patologias da afetividade, ansiedades, medos, angústias. Diferenças individuais: diferenças comportamentais. Motivação, impulso e desejos. Emoções: básicas e secundárias. Ajustamento do indivíduo: conflitos e frustrações. Técnicas de entrevista. 39

40 Bibliografia Básica SEGER, Liliana. Psicologia e Odontologia: uma abordagem integradora. 3.ed. São Paulo; Santos, p. GUEDES-PINTO, A.C. et al. Conduta clínica e psicologia em odontologia pediátrica. 3.ed. São Paulo: Santos, p. BRAGHIROLLI, Elaine Maria et. al. Psicologia geral. Petrópolis: Vozes, p. 7ex. BOCK, Ana M. Bahia et all. Psicologias: uma Introdução ao estudo de Psicologia. 13.ed. São Paulo: Saraiva, p. 6ex. SALOMÉ, Jacques. Relação de Ajuda: sua para acompanhamento psicológico de apoio pessoal, familiar e profissional. Petrópolis, RJ: Vozes, p. 5ex. ANGERAMI-CAMON, Valdemar Augusto et al. E a psicologia entrou no hospital. São Paulo: Pioneira, p. 2ex. ANGERAMI-CAMON, Valdemar Augusto et al. Psicologia da saúde: um novo significado para a prática clínica. São Paulo: Pioneira, p. 2ex. ODONTOLOGIA SOCIAL E PREVENTIVA II Composição do Currículo Odontológico, História da Odontologia, Odontologia Atual, Processo Saúde Doença, Políticas de Saúde, Epidemiologia Geral, Epidemiologia de Doenças Cárie Periodontal Demais Doenças Bucais, Métodos de Prevenção, Desenvolvimento do Sistema Estomagnático de Programas de Saúde Bucal, Índices, Níveis de Prevenção. 40

41 Bibliografia Básica CHAVES, Mário M. Odontologia social. 3.ed. São Paulo: Artes Médicas, p. 5ex. PINTO, Vitor Gomes. Saúde bucal coletiva. 4.ed. São Paulo: Santos, p. 8ex. KRIGER, Leo ( Org. ). ABOPREV: promoção de saúde bucal. 3.ed. São Paulo: Artes Médicas, p. 5ex. KRAMER, Paulo Floriani et al. Promoção de saúde bucal em odontopediatria: diagnóstico, prevenção e tratamento de cárie oclusal. São Paulo: Artes Médicas, p. 5ex. LASCALA, Nelson Thomaz. Prevenção na clínica odontológica: promoção de saúde bucal. São Paulo: Artes Médicas, p. 3ex. BUICH, Yovane de Paiva. Promoção de saúde bucal na clínica odontológica. São Paulo: Artes Médicas, p. 3ex PEREIRA, Antônio Carlos. Odontologia em saúde coletiva. Porto Alegre: Artmed, p. 1ex. MORATO, Ana Maria Rodrigues. Aprendendo a sorrir: educação bucal para crianças de 0 a 12 anos. São Paulo: Pancast, p. 1ex. 5º PERÍODO PERIODONTIA I Anatomia e histologia periodontal; Histopatologia periodontal; Etiologia; Classificação; Diagnóstico; Tratamento da Doença Periodontal; Higiene e fisioterapia oral; Epidemiologia da Doença Periodontal; Prevenção; Laboratório. 41

42 Bibliografia Básica LINDHE, Jan. Tratado de periodontia clínica e implantologia oral. 3.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 8ex. FERRAZ, Cid. Periodontia. São Paulo: Artes Médicas, ex. CARDOSO, Rielson José Alves; GONÇALVES, Elenice Aparecida Nogueira. Periodontia, cirurgia, cirurgia para implantes. São Paulo: Artes Médicas, p. 6ex. LASCALA, Nelson Thomaz; MOUSSALLI, Ninon Huguette. Compêndio terapêutico periodontal. 3.ed. São Paulo: Artes Médicas, p. 2ex. CARRANZA JÚNIOR, Fermim A.; NEWMAN, Michael G. Periodontia clínica. 8.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 4ex. NOVAES JÚNIOR; Arthur Belém; NOVAES, Arthur Belém. Cirurgia periodontal: com finalidade protética. São Paulo: Artes Médicas, p. 2ex. TUNES, Ulvino da Rocha; RAPP, Gisella Estela. Atualização em periodontia e implantodontia. São Paulo: Artes Médicas, p. 2ex. OPPERMAN, Rui Vicente; ROSINO, Cassiano Kuchenbecker (Coords.). Periodontia: ciência e clínica. São Paulo: Artes Médicas, p. 1ex. PREUS, Hans R.; LAURELL, Lars; EDUNG, Karl-Gutaf. Doenças periodontais: diagnóstico, tratamento e manutenção. São Paulo: Artes Médicas, p. 1ex. DENTÍSTICA II Revisão dos princípios gerais de preparos cavitários para a realização de restaurações diretas em Amálgama e Resina composta. Acabamento e polimento das restaurações. Adesivos dentinários. Preparos e princípios gerais de Restaurações Metálicas Fundidas (RMF). Núcleos de preenchimento (pino intracanal, tipos pinos). Interação dos conhecimentos básicos de Cariologia e fundamentos dos fatores etiológicos da Cárie 42

43 Dentária. Diagnóstico e Plano de Tratamento. Preenchimento de ficha clínica. Treinamento laboratorial e atendimento ambulatorial de pacientes na Clínica Odontológica do ITPAC. Bibliografia Básica BARATIERI, L. N. et al. Dentística: procedimentos preventivos e restauradores. 2.ed. São Paulo: Santos, 2000, 509p. 4ex. BUSATO, A L. S. et al. Dentística : restaurações em dentes posteriores. São Paulo: Artes médicas, p. 4ex. BUSATO, A L. S. et al. Dentística: restaurações em dentes anteriores. São Paulo: Artes médicas, p. 4ex. HORSTED-BINDSLEV et al. Dentística operatória moderna. 3.ed. São Paulo: Santos, p. 5ex. MONDELLI, J. et al. Dentística.: procedimentos pré-clínicos. São Paulo: Santos, p. 8ex. BARATIERI, L. N. et al. Estética: restaurações adesivas diretas em dentes anteriores fraturados. São Paulo: Santos, 1998, 398p. 2ex. NAVARRO, M. F. L. et al. Cimentos de Ionômero de vidro: aplicações clínicas em Odontologia. São Paulo: Artes médicas, 1998, 179p. 2ex. CONCEIÇÃO, E.N. Dentística: saúde e estética. Porte Alegre: Artmed, p. 1ex. MONDELLI, J. Proteção do complexo dentino-pulpar. São Paulo: Arte médicas, p. 10ex. TÉCNICAS CIRÚRGICAS 43

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 2.891, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2002

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 2.891, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2002 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 2.891, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2002 Define o currículo do Curso de Graduação em Odontologia. O REITOR

Leia mais

CURSO DE BACHARELADO EM ODONTOLOGIA-FORMAÇÃO ODONTÓLOGO

CURSO DE BACHARELADO EM ODONTOLOGIA-FORMAÇÃO ODONTÓLOGO CURSO DE BACHARELADO EM ODONTOLOGIA-FORMAÇÃO ODONTÓLOGO E-mail: odontologia@immes.com.br Telefone (96)3223-4244 ramal: 228 Objetivos do Curso Formar Odontólogo para atuar em todos os níveis de atenção

Leia mais

FACULDADE ADVENTISTA DA BAHIA Instituição Adventista Nordeste Brasileira de Educação e Assistência Social CURSO DE ODONTOLOGIA

FACULDADE ADVENTISTA DA BAHIA Instituição Adventista Nordeste Brasileira de Educação e Assistência Social CURSO DE ODONTOLOGIA MATRIZ CURRICULAR - FADBA Período Núcleos Componente curricular Créditos Anatomia geral 1º período Básica Bioquímica Citologia, Histologia e Embriologia Humanas 5 72 18 90 Políticas de Saúde Anatomia e

Leia mais

Matriz Curricular. Carga Horária. Unidades Acadêmicas. Período

Matriz Curricular. Carga Horária. Unidades Acadêmicas. Período Matriz Curricular Período 1º Unidades Acadêmicas UAI: Introdução ao Estudo da Odontologia Conhecer a estrutura do indivíduo nas suas bases biomoleculares e celulares quanto às propriedades e interrelações

Leia mais

Cré d. Cód Sem Módulo Ementa Créd

Cré d. Cód Sem Módulo Ementa Créd Conselho Universitário - CONSUNI Câmara de Ensino Curso de Graduação em Odontologia da UNIPLAC Quadro de Equivalência para Fins de Aproveitamento de Estudos entre duas Estruturas Curriculares Modulares

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR 2012.2 NOVO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO (PPC) OBRIGATÓRIAS: 264 CREDITOS OPTATIVAS: 14 CRÉDITOS TOTAL: 278 CRÉDITOS

MATRIZ CURRICULAR 2012.2 NOVO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO (PPC) OBRIGATÓRIAS: 264 CREDITOS OPTATIVAS: 14 CRÉDITOS TOTAL: 278 CRÉDITOS MATRIZ CURRICULAR 2012.2 NOVO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO (PPC) TOTAL DE CRÉDITOS: 278 TOTAL DE HORAS: 4448 HORAS OBRIGATÓRIAS: 2 CREDITOS OPTATIVAS: 14 CRÉDITOS TOTAL: 278 CRÉDITOS SEMESTRE 01 Módulo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS DE SOBRAL CURSO DE ODONTOLOGIA PATOLOGIA GERAL E ORAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS DE SOBRAL CURSO DE ODONTOLOGIA PATOLOGIA GERAL E ORAL SUB- PATOLOGIA GERAL E ORAL Estomatologia Métodos de Diagnóstico I e II Processos Patológicos PROGRAMA SUGERIDO (PROVA ESCRITA / DIDÁTICA / PRÁTICA) - TEMAS 1. Cistos dos maxilares. 2. Neoplasias benignas

Leia mais

RESOLUÇÃO. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no início do ano 2000, para os matriculados no 1º semestre.

RESOLUÇÃO. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no início do ano 2000, para os matriculados no 1º semestre. RESOLUÇÃO CONSEPE 51/99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE ODONTOLOGIA, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso da atribuição

Leia mais

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág. CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: ODONTOLOGIA PRÉ-CLÍNICA I Código: Pré-requisito: ANATOMIA HUMANA

Leia mais

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág. CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: ODONTOLOGIA PRÉ-CLÍNICA I Código: ODO-021 Pré-requisito: ANATOMIA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CCS ODT - CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA P L A N O D E E N S I N O

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CCS ODT - CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA P L A N O D E E N S I N O UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CCS ODT - CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA P L A N O D E E N S I N O DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Semestre: 2011/2 Nome da disciplina Departamentos: ODT

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEIS SUPERIOR, MÉDIO E TÉCNICO NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE PALMARES

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEIS SUPERIOR, MÉDIO E TÉCNICO NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE PALMARES CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEIS SUPERIOR, MÉDIO E TÉCNICO NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE PALMARES AVISO DE RETIFICAÇÃO DE EDITAL Nº 01 A Comissão de Concurso torna publica

Leia mais

CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE CÓDIGO DISCIPLINA TEOR PRAT CHA 99-7162-02 BIOQUÍMICA 40 40 80 99-8302-02 COMUNICAÇÃO ORAL E ESCRITA* 80 0 80

CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE CÓDIGO DISCIPLINA TEOR PRAT CHA 99-7162-02 BIOQUÍMICA 40 40 80 99-8302-02 COMUNICAÇÃO ORAL E ESCRITA* 80 0 80 MATRIZ CURRICULAR Curso: ODONTOLOGIA Graduação: BACHARELADO Habilitação: CIRURGIÃO - DENTISTA Regime: SERIADO ANUAL - INTEGRAL Duração: 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO =

Leia mais

Semestre: 2 Quantidade de Módulos:8 Unidade de Ensino:Núcleo de Saúde

Semestre: 2 Quantidade de Módulos:8 Unidade de Ensino:Núcleo de Saúde 212 Semestre: 2 Módulo: 8º Período e Mês Início do Módulo:216/1 Numero da Página: 1 Impresso em:16/12/215 11:48:45 5697 TÉCNICAS DE PESQUISA EM ODONTOLOGIA II DCOP(N/C)APS 2 1 Estudo dos tipos de trabalhos

Leia mais

Perfil do egresso Profissional generalista, e com possibilidades de aprofundamento em áreas específicas, consciente de suas responsabilidades no

Perfil do egresso Profissional generalista, e com possibilidades de aprofundamento em áreas específicas, consciente de suas responsabilidades no Perfil do egresso Profissional generalista, e com possibilidades de aprofundamento em áreas específicas, consciente de suas responsabilidades no processo saúde/doença, com sólida formação técnico-científica,

Leia mais

C U R S O O D O N T O L O G I A

C U R S O O D O N T O L O G I A C U R S O O D O N T O L O G I A Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: CLÍNICA INTEGRADA III Código: Pré-requisito: ODONTOLOGIA

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ODONTOLOGIA Atividades Complementares Atividades extracurriculares desenvolvidades pelo aluno durante os 10 semestres do curso, nas áreas de ensino, pesquisa

Leia mais

I. DOS PRÉ-REQUISITOS.

I. DOS PRÉ-REQUISITOS. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA UFSM FUNDAÇÃO DE APOIO À TECNOLOGIA E CIÊNCIA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO INSCRIÇÕES PARA SELEÇÃO DE ALUNOS DO CURSO DE CAPACITAÇÃO EM CLÍNICA ODONTOLÓGICA INTEGRADA

Leia mais

Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14

Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 C U R S O O D O N T O L O G I A Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: ODONTOLOGIA PRÉ-CLÍNICA II Código: ODO-028 Pré-requisito:

Leia mais

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág. CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: CLÍNICA INTEGRADA II Código: ODO-031 Pré-requisito: Clínica

Leia mais

Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 PLANO DE CURSO

Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 PLANO DE CURSO C U R S O O D O N T O L O G I A Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: Diagnóstico Oral Código: ODO-020 Pré-requisito:

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/ 2013 1.ª SÉRIE

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/ 2013 1.ª SÉRIE MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Habilitação: Regime: Duração: ODONTOLOGIA BACHARELADO CIRURGIÃO DENTISTA SERIADO ANUAL INTEGRAL 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04

Leia mais

INFORMÁTICA ANS GUIA TISS CERTIFICADO DIGITAL TABELA TUSS TABELA DE ATOS ESPECIALIDADES

INFORMÁTICA ANS GUIA TISS CERTIFICADO DIGITAL TABELA TUSS TABELA DE ATOS ESPECIALIDADES INFORMÁTICA ANS GUIA TISS CERTIFICADO DIGITAL TABELA TUSS TABELA DE ATOS ESPECIALIDADES 21/06/2014 A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) é a agência reguladora vinculada ao Ministério da Saúde

Leia mais

Estrutura Curricular do Curso de Medicina Habilitação: Bacharel em Medicina Carga Horária: 8220 horas Regime: Semestral Turno de Aplicação: Integral

Estrutura Curricular do Curso de Medicina Habilitação: Bacharel em Medicina Carga Horária: 8220 horas Regime: Semestral Turno de Aplicação: Integral FAHESA - Faculdade de Ciências Humanas, Econômicas e da Saúde de Araguaína. ITPAC - INSTITUTO TOCANTINENSE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS LTDA. Av. Filadélfia, 568 Setor Oeste Araguaína TO CEP 77.816-540 Fone:

Leia mais

Cirurgiã Dentista, Especialista em Radiologia, Especializanda em Ortodontia PLANO DE CURSO

Cirurgiã Dentista, Especialista em Radiologia, Especializanda em Ortodontia PLANO DE CURSO C U R S O O D O N T O L O G I A Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: RADIOLOGIA Código: ODO-14 Pré-requisito: ANATOMIA

Leia mais

CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ANATOMIA DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA GERAL DEPARTAMENTO DE HISTOLOGIA

CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ANATOMIA DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA GERAL DEPARTAMENTO DE HISTOLOGIA CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ANATOMIA DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA GERAL DEPARTAMENTO DE HISTOLOGIA PROGRAMA DO MÓDULO 6MOD059 CONCEPÇÃO E FORMAÇÃO DO CORPO HUMANO ODONTOLOGIA 1º ano LONDRINA

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM PRÓTESE DENTÁRIA. Universidade Estadual do Oeste do Paraná UNIOESTE

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM PRÓTESE DENTÁRIA. Universidade Estadual do Oeste do Paraná UNIOESTE CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM PRÓTESE DENTÁRIA Universidade Estadual do Oeste do Paraná Reconhecido pelo Conselho Federal de Odontologia - Portaria CF0 447/2004-2004. Resolução 020/2004 CEPE COORDENADOR :

Leia mais

CURSO ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria nº 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14

CURSO ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria nº 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 CURSO ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria nº 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: CLÍNICA ODONTOLÓGICA III Código: ODO-041 Pré-requisito: CLÍNICA

Leia mais

II CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DENTÍSTICA

II CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DENTÍSTICA II CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DENTÍSTICA Coordenadora: Profa.Dra. Fabiana Scarparo Naufel mail: biberes@terra.com.br Celular: (45) 9978.1515 Corpo Docente: Profa.Dra. Fabiana Scarparo Naufel Profa do Curso

Leia mais

FACIDER FACULDADE DE COLIDER. FACIDER atualizado 2014/1 FARMACIA, BACHARELADO ESTUDOS FORMATIVOS Página 1

FACIDER FACULDADE DE COLIDER. FACIDER atualizado 2014/1 FARMACIA, BACHARELADO ESTUDOS FORMATIVOS Página 1 Portaria Credenciamento IES: Portaria 1658 D.O.U. 25/07/01. Portaria Autorização Administração : Portaria 1658 D.O.U. 25/07/01 Portaria Reconhecimento Administração : Portaria 3.519 D.O.U.14/10/05. Portaria

Leia mais

EDITAL nº 103/2009 - ANEXO I CONCURSO PÚBLICO PARA O MAGISTÉRIO SUPERIOR DA UEA. Escola Superior de Ciências da Saúde

EDITAL nº 103/2009 - ANEXO I CONCURSO PÚBLICO PARA O MAGISTÉRIO SUPERIOR DA UEA. Escola Superior de Ciências da Saúde EDITAL nº 103/2009 - ANEXO I CONCURSO PÚBLICO PARA O MAGISTÉRIO SUPERIOR DA UEA Escola Superior de Ciências da Saúde Período de Inscrição: 18 de janeiro de 2010 a 19 de fevereiro de 2010. Local de Inscrição:

Leia mais

Prof. Carolina Borges e prof. Márcia Redendeiro

Prof. Carolina Borges e prof. Márcia Redendeiro Prof. Carolina Borges e prof. Márcia Redendeiro PRÁTICA ODONTOLÓGICA= FATORES EXTERNOS + FATORES INTERNOS CONHECIMENTO CIENTÍFICO TECNOLOGIAS PRÁTICA ODONTOLÓGICA RECURSOS HUMANOS AMBIENTES RECURSOS HUMANOS

Leia mais

CURSO DE MEDICINA - MATRIZ CURRICULAR 2013

CURSO DE MEDICINA - MATRIZ CURRICULAR 2013 CURSO DE MEDICINA - MATRIZ CURRICULAR 2013 Eixos longitudinais, conteúdos e objetivos cognitivos psicomotores Eixos transversais, objetivos Per. 1º Ano eixo integrador: O CORPO HUMANO CH INT. COMUM. HAB.

Leia mais

TABELA DE EQUIVALÊNCIA Curso de Odontologia

TABELA DE EQUIVALÊNCIA Curso de Odontologia TABELA DE EQUIVALÊNCIA Curso de Odontologia Disciplina A Disciplina B Código Disciplina C/H Curso Disciplina C/H Código Curso Ano do Currículo 64823 MICROBIOLOGIA GERAL 17/34 ODONTOLOGIA MICROBIOLOGIA

Leia mais

RESOLUÇÃO. Artigo 4º - Os alunos inseridos no regime anual seguem o currículo previsto na Resolução CONSEPE 38/96, até sua extinção.

RESOLUÇÃO. Artigo 4º - Os alunos inseridos no regime anual seguem o currículo previsto na Resolução CONSEPE 38/96, até sua extinção. RESOLUÇÃO CONSEPE 91/2000 ATERA O CURRÍCULO DO CURSO DE ODONTOLOGIA DO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CCBS. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso de suas atribuições

Leia mais

Faculdade Independente do Nordeste Credenciada pela Portaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada no D.O.U. de 09/07/2001.

Faculdade Independente do Nordeste Credenciada pela Portaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada no D.O.U. de 09/07/2001. CURSO ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: CLÍNICA ODONTOLÓGICA IV Código: ODO-045 Pré-requisito: CLÍNICA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA FACULDADE DE ODONTOLOGIA COORDENAÇÃO DO CURSO HORÁRIO DO SEGUNDO SEMESTRE LETIVO DE 2014

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA FACULDADE DE ODONTOLOGIA COORDENAÇÃO DO CURSO HORÁRIO DO SEGUNDO SEMESTRE LETIVO DE 2014 UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA FACULDADE DE ODONTOLOGIA COORDENAÇÃO DO CURSO HORÁRIO DO SEGUNDO SEMESTRE LETIVO DE 2014 PRIMEIRO PERÍODO SEGUNDO SEMESTRE LETIVO DE 2014 7:00-8:00 Bioquímica Aplicada

Leia mais

DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL

DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL CURSO DE ODONTOLOGIA Turno: INTEGRAL Currículo n 10 Reconhecido pelo Decreto n 40.445, de 30.11.56, D.O.U. nº 275 de 30.11.56. Renovação de Reconhecimento Decreto nº. 868, de 24.03.11. D.O.E. nº 8431 de

Leia mais

Reconhecido pelo Decreto n 40.445, de 30.11.56, D.O.U. de 30.11.56. Renovação de Reconhecimento Decreto nº. 868, de 24.03.11. D.O.E. de 24.03.

Reconhecido pelo Decreto n 40.445, de 30.11.56, D.O.U. de 30.11.56. Renovação de Reconhecimento Decreto nº. 868, de 24.03.11. D.O.E. de 24.03. CURSO DE ODONTOLOGIA Turno: INTEGRAL Currículo n 10 Reconhecido pelo Decreto n 40.445, de 30.11.56, D.O.U. de 30.11.56. Renovação de Reconhecimento Decreto nº. 868, de 24.03.11. D.O.E. de 24.03.11 Para

Leia mais

A Câmara Superior de Ensino da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições,

A Câmara Superior de Ensino da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições, SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE COLEGIADO PLENO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 02/2012 Aprova a estrutura curricular contida no Projeto

Leia mais

Relação das Disciplinas/Curso que serão atribuídas em 2010. Importante!

Relação das Disciplinas/Curso que serão atribuídas em 2010. Importante! Relação das Disciplinas/Curso que serão atribuídas em 2010. Importante! A Direção do IMES Catanduva e a Comissão Organizadora do Processo Seletivo 007/2009 alerta os candidatos inscritos que as disciplinas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR FUNÇÃO: Recuperação / Reabilitação SUBFUNÇÃO OU COMPONENTE CURRICULAR:

Leia mais

L - ÁREA PROFISSIONAL ODONTOLOGIA HOSPITALAR L 31 - ODONTOLOGIA HOSPITALAR

L - ÁREA PROFISSIONAL ODONTOLOGIA HOSPITALAR L 31 - ODONTOLOGIA HOSPITALAR L - ÁREA PROFISSIONAL ODONTOLOGIA HOSPITALAR L 31 - ODONTOLOGIA HOSPITALAR Pacientes com Necessidades Especiais em Psiquiatria Instituto de Psiquiatria Supervisor: Dr. José Tadeu Tesseroli de Siqueira

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIENCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROJETO PRÓ-SAÚDE

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIENCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROJETO PRÓ-SAÚDE UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIENCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROJETO PRÓ-SAÚDE Florianópolis, 09 de novembro de 2007. Da: Coordenadoria do Curso de Graduação em

Leia mais

Anexo II da Resolução nº 146/2003-CEPE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

Anexo II da Resolução nº 146/2003-CEPE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO Anexo II da Resolução nº 146/2003-CEPE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ANO: 2008 ANO DO CURSO: 3 Curso: Odontologia Modalidade: Profissionalizante

Leia mais

CURSO DE ODONTOLOGIA MANUAL DO ALUNO

CURSO DE ODONTOLOGIA MANUAL DO ALUNO Trata-se de admissão solicitada por pessoas já graduadas para ingresso em novo curso, cujo deferimento depende da existência de vagas no curso pretendido e de processo seletivo. CURSO DE ODONTOLOGIA MANUAL

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 099/CAEn/2013. RESOLVE:

RESOLUÇÃO Nº 099/CAEn/2013. RESOLVE: RESOLUÇÃO Nº 099/CAEn/2013. Dispõe sobre Adequação da Descrição dos Estágios Curriculares na Matriz Curricular Curso de Retroativo ao ano de 2010. O Reitor da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai

Leia mais

ODONTOLOGIA MATRIZ CURRICULAR

ODONTOLOGIA MATRIZ CURRICULAR ODONTOLOGIA Coordenadores: Paulo César Ribeiro Campus I Elias Daruis Assad Neto Campus V Duração: 8 semestres Carga Horária Total: 4700 Situação Legal: Reconhecido Dec. Federal Nº 963/1992 MATRIZ CURRICULAR

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR FUNÇÃO: Educação para Saúde SUBFUNÇÃO OU COMPONENTE CURRICULAR: ANATOMIA

Leia mais

DISCIPLINAS CHP CHS CHST CHSP

DISCIPLINAS CHP CHS CHST CHSP MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA (Bacharelado) Aplicada aos Ingressantes a partir de 2011/1 Turnos Integral Matutino/Vespertino e Integral Vespertino/Noturno 1 o Período BIOLOGIA CELULAR

Leia mais

EDITAL 003/2011 Processo de Seleção de Mestrado e Doutorado (Ingresso em 2012)

EDITAL 003/2011 Processo de Seleção de Mestrado e Doutorado (Ingresso em 2012) EDITAL 003/2011 Processo de Seleção de Mestrado e Doutorado (Ingresso em 2012) A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Odontologia da Universidade Estadual de Ponta Grossa torna público o presente

Leia mais

PARECER CEE/PE Nº 93/2006-CES APROVADO PELO PLENÁRIO EM 15/08/2006 I RELATÓRIO:

PARECER CEE/PE Nº 93/2006-CES APROVADO PELO PLENÁRIO EM 15/08/2006 I RELATÓRIO: INTERESSADA: UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO UPE FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PERNAMBUCO - FOP ASSUNTO: RENOVAÇÃO DE RECONHECIMENTO DO CURSO DE ODONTOLOGIA RELATORA: CONSELHEIRA NELLY MEDEIROS DE CARVALHO PROCESSO

Leia mais

Av. Júlio de Castilhos, 2101, sala 51, Centro 95010-005. Caxias do Sul-RS (54) 32239207 (54) 99012424 ncguerra@terra.com.br

Av. Júlio de Castilhos, 2101, sala 51, Centro 95010-005. Caxias do Sul-RS (54) 32239207 (54) 99012424 ncguerra@terra.com.br Currículo Natalia Comerlato Guerra Hecher Cirurgiã Dentista Especialista em Dentística Restauradora Av. Júlio de Castilhos, 2101, sala 51, Centro 95010-005. Caxias do Sul-RS (54) 32239207 (54) 99012424

Leia mais

EDITAL 009/2013 Processo de Seleção de Mestrado e Doutorado (Ingresso em 2014)

EDITAL 009/2013 Processo de Seleção de Mestrado e Doutorado (Ingresso em 2014) UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM ODONTOLOGIA ÁREAS DE CONCENTRAÇÃO: CLÍNICA INTEGRADA, DENTÍSTICA RESTAURADORA e

Leia mais

Plano de Ensino 1. IDENTIFICAÇÃO: UNIDADE DE CIRURGIA BUCO MAXILAR III

Plano de Ensino 1. IDENTIFICAÇÃO: UNIDADE DE CIRURGIA BUCO MAXILAR III MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO FACULDADE DE ODONTOLOGIA DEPARTAMENTO DE CIRURGIA, TRAUMATOLOGIA E PRÓTESE BUCO-MAXILO-FACIAIS Plano de Ensino 1. IDENTIFICAÇÃO:

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA COMANDO DA AERONÁUTICA DEPARTAMENTO DE ENSINO DA AERONÁUTICA

MINISTÉRIO DA DEFESA COMANDO DA AERONÁUTICA DEPARTAMENTO DE ENSINO DA AERONÁUTICA MINISTÉRIO DA DEFESA COMANDO DA AERONÁUTICA DEPARTAMENTO DE ENSINO DA AERONÁUTICA PORTARIA DEPENS Nº 150-T/DE-2, DE 26 DE ABRIL DE 2012. Protocolo COMAER nº 67500.013024/2012-19 Altera dispositivos nas

Leia mais

CARAMÊS ADVANCED EDUCATION CENTER

CARAMÊS ADVANCED EDUCATION CENTER NOVO PROGRAMA [Revisto & Atualizado] CARAMÊS ADVANCED EDUCATION CENTER CURSO MODULAR DE FORMAÇÃO DE ASSISTENTES DENTÁRIOS 6.ª edição Início a 21 de novembro de 2015 ORGANIZAÇÃO E FUNCIONAMENTO DESCRIÇÃO

Leia mais

EMENTÁRIO E REFERÊNCIAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA BACHARELADO 1º PERÍODO

EMENTÁRIO E REFERÊNCIAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA BACHARELADO 1º PERÍODO EMENTÁRIO E REFERÊNCIAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA BACHARELADO 1º PERÍODO ANATOMIA HUMANA I Estuda a organização estrutural do corpo humano considerando-o do ponto de vista da morfologia

Leia mais

UEPB EMENTAS DO CURSO DE ODONTOLOGIA Campus I ANATOMIA E HISTOLOGIA E EMBRIOLOGIA BUCAL CARGA HORÁRIA 120

UEPB EMENTAS DO CURSO DE ODONTOLOGIA Campus I ANATOMIA E HISTOLOGIA E EMBRIOLOGIA BUCAL CARGA HORÁRIA 120 UEPB EMENTAS DO CURSO DE ODONTOLOGIA Campus I ANATOMIA E HISTOLOGIA E EMBRIOLOGIA BUCAL Desenvolvimento da face e da cavidade oral- Odontogênese - Desenvolvimento do Dente - Estrutura do Esmalte e Amelogênese

Leia mais

Curso de Especialização em Endodontia

Curso de Especialização em Endodontia Curso de Especialização em Endodontia Coordenador: Prof. Nilton Vivacqua EndodontiaAvancada.com OBJETIVOS DO CURSO Este curso tem como objetivos colocar à disposição de clínicos gerais, a oportunidade

Leia mais

VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX TRABALHO

VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX TRABALHO VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX TRABALHO Orientador Empresarial Dentistas-Consolidação das Normas para Procedimentos nos Conselhos de Odontologia-Alteração RESOLUÇÃO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE COORDENAÇÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE COORDENAÇÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE COORDENAÇÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA EDITAL PARA REVALIDAÇÃO DE DIPLOMAS DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA EXPEDIDOS NO EXTERIOR O Colegiado

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE ODONTOLOGIA. Reconhece a Acupuntura, a Homeopatia e a Odontologia do Esporte como especialidades odontológicas.

CONSELHO FEDERAL DE ODONTOLOGIA. Reconhece a Acupuntura, a Homeopatia e a Odontologia do Esporte como especialidades odontológicas. CONSELHO FEDERAL DE ODONTOLOGIA RESOLUÇÃO CFO-160, DE 2 DE OUTUBRO DE 2015 Reconhece a Acupuntura, a Homeopatia e a Odontologia do Esporte como especialidades odontológicas. O presidente do Conselho Federal

Leia mais

Profª Márcia Rendeiro

Profª Márcia Rendeiro Profª Márcia Rendeiro CONHECIMENTO CIENTÍFICO TECNOLOGIAS PRÁTICA ODONTOLÓGICA AMBIENTES INSTRUMENTOS MATERIAIS RECURSOS HUMANOS O PROCESSO DE TRABALHO ODONTOLÓGICO VEM SOFRENDO TRANSFORMAÇÕES AO LONGO

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS, TECNOLOGIA E SAÚDE CURSO DE ODONTOLOGIA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS, TECNOLOGIA E SAÚDE CURSO DE ODONTOLOGIA UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS, TECNOLOGIA E SAÚDE CURSO DE ODONTOLOGIA PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR POR PRAZO DETERMINADO EDITAL N 0/06 O Diretor do Centro de Ciências,

Leia mais

- Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial, promovido pela PUCRS, Porto Alegre, setembro de 1979.

- Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial, promovido pela PUCRS, Porto Alegre, setembro de 1979. PARTICIPAÇÃO EM CURSOS - Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial, promovido pela PUCRS, Porto Alegre, setembro de 1979. - Prótese Fixa; Prótese Removível, promovido pela ABO/RS, em Porto Alegre, julho,

Leia mais

ODONTOLOGIA PERIODONTIA I. 5º Período / Carga Horária: 90 horas

ODONTOLOGIA PERIODONTIA I. 5º Período / Carga Horária: 90 horas ODONTOLOGIA PERIODONTIA I 5º Período / Carga Horária: 90 horas 1. PRÉ-REQUISITO: Biossegurança e Orientação Profissional Odontológica; Diagnóstico por Imagem I; Patologia Buço Denta. 2. EMENTA: O aluno

Leia mais

CURSO: MEDICINA. INFORMAÇÕES BÁSICAS Unidade curricular Bases Biológicas da Prática Médica I. Carga Horária Prática 55

CURSO: MEDICINA. INFORMAÇÕES BÁSICAS Unidade curricular Bases Biológicas da Prática Médica I. Carga Horária Prática 55 Turno: INTEGRAL Currículo 2009 CURSO: MEDICINA INFORMAÇÕES BÁSICAS Unidade curricular Bases Biológicas da Prática Médica I Departamento CCO Período 1 Teórica 125 Carga Horária Prática 55 Total 180 Código

Leia mais

Avaliar, sistematizar e decidir as condutas mais adequadas, baseadas em evidências científicas;

Avaliar, sistematizar e decidir as condutas mais adequadas, baseadas em evidências científicas; CURSO: FISIOTERAPIA Missão O curso de Fisioterapia da Universidade Estácio de Sá, através de uma estrutura embasada em princípios contemporâneos, tem por missão a formação de um fisioterapeuta generalista,

Leia mais

Faculdade Independente do Nordeste Credenciada pela Portaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada no D.O.U. de 09/07/2001.

Faculdade Independente do Nordeste Credenciada pela Portaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada no D.O.U. de 09/07/2001. CURSO ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: PATOLOGIA BUCO-DENTAL Código: ODO-017 Pré-requisito: - Período

Leia mais

a) ÁREA DE CONHECIMENTO BÁSICO: História do Pensamento Econômico/História Econômica.

a) ÁREA DE CONHECIMENTO BÁSICO: História do Pensamento Econômico/História Econômica. Campus Governador Valadares Concurso 106: Departamento de Economia Proc. nº 23071.009825/2013-25 Vaga(s): 01(uma) Classe A: Professor Assistente A a) ÁREA DE CONHECIMENTO BÁSICO: Econometria. DAS PROVAS:

Leia mais

DIVISÂO DE ENSINO E PESQUISA. Especialização em Cirurgia e Traumatologia Buco- Maxilo- Facial na Modalidade de Residência.

DIVISÂO DE ENSINO E PESQUISA. Especialização em Cirurgia e Traumatologia Buco- Maxilo- Facial na Modalidade de Residência. HOSPITAL FEDERAL DOS SERVIDORES DO ESTADO DIVISÂO DE ENSINO E PESQUISA. SERVIÇO DE CIRURGIA ORAL E MAXILOFACIAL EDITAL PARA O CONCURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM CIRURGIA BUCO- MAXILO- FACIAL NA MODALIDADE DE

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR 2014/1. 60 h. 104 h. 146 h. 72 h 2º SEMESTRE. Carga horária

ESTRUTURA CURRICULAR 2014/1. 60 h. 104 h. 146 h. 72 h 2º SEMESTRE. Carga horária MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI FACULDADE DE MEDICINA DE DIAMANTINA - FAMED CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA ESTRUTURA CURRICULAR 2014/1 MED001 MED002 MED003

Leia mais

DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL

DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL CURSO DE ODONTOLOGIA Turno: INTEGRAL Currículo n 10 Reconhecido pelo Decreto n 40.445, de 30.11.56, D.O.U. nº 275 de 30.11.56. Renovação de Reconhecimento Decreto nº. 868, de 24.03.11. D.O.E. nº 8431 de

Leia mais

Área de Biologia Craniofacial e Biomateriais

Área de Biologia Craniofacial e Biomateriais Bibliografia e tópicos para a prova de seleção 2013 (Mestrado / Doutorado) Área de Biologia Craniofacial e Biomateriais Tópicos - Mestrado e Doutorado (prova teórica*) *O candidato poderá excluir um número

Leia mais

INCLUSÃO E ALTERAÇÃO DE PROCEDIMENTOS DA TABELA DE PROCEDIMENTOS, MEDICAMENTOS E OPM DO SUS

INCLUSÃO E ALTERAÇÃO DE PROCEDIMENTOS DA TABELA DE PROCEDIMENTOS, MEDICAMENTOS E OPM DO SUS Circular 275/2013 São Paulo, 3 de Julho de 2013. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) INCLUSÃO E ALTERAÇÃO DE PROCEDIMENTOS DA TABELA DE PROCEDIMENTOS, MEDICAMENTOS E OPM DO SUS Diário Oficial da União Nº 126,

Leia mais

CRONOGRAMA CURSO IMPLANTE E PERIO

CRONOGRAMA CURSO IMPLANTE E PERIO CRONOGRAMA CURSO IMPLANTE E PERIO Equipe: Coordenador Geral: Prof. Dr. Rafael Pinelli Henriques Doutor pela FOB USP Bauru S.P. Diretor COPH Bauru Coordenadora Específica: Profa. Dra. Gabriela Gennaro Especialista

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA MATRÍCULAS ESPECIAS 2014/II ANEXO II DO EDITAL Nº. 027/2014 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS E REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS CURSO DE DIREITO 1 E 2 PERÍODOS: INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO

Leia mais

PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 16/3/2009, Seção 1, Pág. 21. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 16/3/2009, Seção 1, Pág. 21. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 16/3/2009, Seção 1, Pág. 21. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: Ministério da Educação/Secretaria de Educação

Leia mais

ATO NORMATIVO n.º 007, de 13 de junho de 2013.

ATO NORMATIVO n.º 007, de 13 de junho de 2013. ATO NORMATIVO n.º 007, de 13 de junho de 2013. Divulga REVOGAÇÃO de quadros de disciplinas do Ato Normativo nº 006/2013, de 10 de junho de 2013, sobre processo de seleção de professores para ministrar

Leia mais

Componentes curriculares do Curso de Graduação em Odontologia BACHARELADO

Componentes curriculares do Curso de Graduação em Odontologia BACHARELADO Componentes curriculares do Curso de Graduação em Odontologia BACHARELADO Disciplinas C.H.R C.H.S T P T P Anatomia Humana II 060 040 03 02 Biologia II 080 020 04 01 Bioquímica I 060 020 03 01 Histologia

Leia mais

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: ANATOMIA III: DESENHO E ESCULTURA DENTAL Código: ODO-016 Pré-requisito: Anatomia

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROPOSTA DE DIRETRIZES CURRICULARES

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROPOSTA DE DIRETRIZES CURRICULARES CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROPOSTA DE DIRETRIZES CURRICULARES 1 1. PERFIL DO FORMANDO EGRESSO/PROFISSIONAL Cirurgião dentista, profissional generalista, com sólida formação técnico-científica,

Leia mais

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria MEC nº 131 de 13.01.11, DOU de 17.01.11

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria MEC nº 131 de 13.01.11, DOU de 17.01.11 Componente Curricular: HISTOLOGIA BUCO-DENTAL Código: ODO-007 Pré-Requisito: HISTOLOGIA E EMBRIOLOGIA HUMANA Período Letivo: 2013.1 CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria MEC nº 131 de 13.01.11,

Leia mais

CURSO DE BACHARELADO EM FISIOTERAPIA-FORMAÇÃO FISIOTERAPEUTA

CURSO DE BACHARELADO EM FISIOTERAPIA-FORMAÇÃO FISIOTERAPEUTA CURSO DE BACHARELADO EM FISIOTERAPIA-FORMAÇÃO FISIOTERAPEUTA Coordenaçăo: Profª. Esp. Lidiane Alves Dias E-mail: fisioterapia@immes.com.br Telefone (96)3223-4244 ramal: 219 Conceito É uma ciência da Saúde

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 3.360, DE 14 DE JULHO DE 2005

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 3.360, DE 14 DE JULHO DE 2005 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 3.360, DE 14 DE JULHO DE 2005 Homologa o Parecer n.º 117/05-CEG, que aprova a alteração da Resolução

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 02/2011 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO Aprova a estrutura curricular do Curso de Nutrição, na modalidade bacharelado,

Leia mais

Aprovado no CONGRAD: 14.02.06 Vigência: ingressos a partir de 2006/2 CÓD. 1548 CURSO DE MEDICINA

Aprovado no CONGRAD: 14.02.06 Vigência: ingressos a partir de 2006/2 CÓD. 1548 CURSO DE MEDICINA Aprovado no CONGRAD: 14..06 Vigência: ingressos a partir de 2006/2 CÓD. 48 CURSO DE MEDICINA EIXOS TRANSVERSAIS E ÁREAS DO CONHECIMENTO DO CURRÍCULO PLENO ACADÊMI COS I FUNDAMENTOS CONCEITUAIS DO CURSO

Leia mais

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAI CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE MEDICINA - BACHARELADO

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAI CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE MEDICINA - BACHARELADO UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAI CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE MEDICINA - BACHARELADO EMENTAS DISCIPLINAS MATRIZ 3 1º AO 3º PERÍODO 1 º Período C.H. Teórica: 90 C.H. Prática: 90 C.H. Total: 180 Créditos: 10

Leia mais

ODONTOLOGIA. Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC

ODONTOLOGIA. Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC ODONTOLOGIA Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC 1 CURSO: ODONTOLOGIA Dados de identificação da Universidade de Cuiabá - UNIC Dirigente da Mantenedora Presidente: Ed. Rodrigo Calvo Galindo Base legal

Leia mais

P L A N O D E E N S I N O. Eixo Temático Odontologia/Multidisciplinar Local Serviço de Odontologia Hospitalar, HU/UFSC

P L A N O D E E N S I N O. Eixo Temático Odontologia/Multidisciplinar Local Serviço de Odontologia Hospitalar, HU/UFSC UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE PATOLOGIA P L A N O D E E N S I N O DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Semestre: 2015/1 Nome da disciplina RMP110027

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR BACHARELADO EM NUTRIÇÃO

MATRIZ CURRICULAR BACHARELADO EM NUTRIÇÃO MATRIZ CURRICULAR BACHARELADO EM PRIMEIRO PERÍODO / 1 O ANO CIÊNCIAS SOCIAIS, HUMANAS E CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE Sociologia, Antropologia e Filosofia 2-40 Iniciação à Pesquisa em Nutrição 2-40 Leitura

Leia mais

CURSO DE BACHARELADO EM FARMÁCIA-FORMAÇÃO FARMACÊUTICO GENERALISTA

CURSO DE BACHARELADO EM FARMÁCIA-FORMAÇÃO FARMACÊUTICO GENERALISTA CURSO DE BACHARELADO EM FARMÁCIA-FORMAÇÃO FARMACÊUTICO GENERALISTA Coordenaçăo: Profª. MS. Érika Guimarães Costa E-mail: farmacia@immes.com.br Telefone (96)3223-4244 ramal: 217 O Curso forma o profissional

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de 21/10/11 - DOU de 24/10/11 PLANO DE CURSO

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de 21/10/11 - DOU de 24/10/11 PLANO DE CURSO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de 21/10/11 - DOU de 24/10/11 Componente Curricular: Citologia e Histologia Código: Pré-requisito: ---- Período

Leia mais

PLANO DE CURSO. Faculdade Independente do Nordeste Credenciada pela Portaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada no D.O.U. de 09/07/2001.

PLANO DE CURSO. Faculdade Independente do Nordeste Credenciada pela Portaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada no D.O.U. de 09/07/2001. C U R S O O D O N T O L O G I A Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: ODONTOLOGIA PRÉ-CLÍNICA 1 Código: ODO-022 Pré-requisito:

Leia mais

Diretoria de Saúde da Marinha Centro Médico Assistencial da Marinha Odontoclínica Central da Marinha

Diretoria de Saúde da Marinha Centro Médico Assistencial da Marinha Odontoclínica Central da Marinha Diretoria de Saúde da Marinha Centro Médico Assistencial da Marinha Odontoclínica Central da Marinha MANUAL DE DIREITOS E RESPONSABILIDADES DOS PACIENTES www.ocm.mar.mil.br MARINHA DA BRASIL ODONTOCLÍNICA

Leia mais

SALVADOR SAÚDE NUCLEARES GABARITO OFICIAL DA MULTIDISCIPLINAR 2016.1 GRUPO UNIRB

SALVADOR SAÚDE NUCLEARES GABARITO OFICIAL DA MULTIDISCIPLINAR 2016.1 GRUPO UNIRB SALVADOR SAÚDE NUCLEARES ANTROPOLOGIA E SOCIEDADE B B A D E A B E C D DIREITOS HUMANOS N N N N N N N N N N FILOSOFIA E ÉTICA B A C D B C D E C B GESTÃO E DESENVOLVIMENTO HUMANO B A C E E A B C D E HISTORIA

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 012/2007 CONSUNIV

RESOLUÇÃO Nº 012/2007 CONSUNIV RESOLUÇÃO Nº 012/2007 CONSUNIV Fixa o currículo do Curso de Graduação em Medicina, na modalidade Bacharelado, da Universidade do Estado do Amazonas. A REITORA DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS e PRESIDENTE

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR FUNÇÃO: Recuperação / Reabilitação SUBFUNÇÃO OU COMPONENTE CURRICULAR:

Leia mais

Graduação em Odontologia pelo Instituto Superior de Ciências, Letras e Artes de Três Corações - INCOR. Conclusão do curso: 1993

Graduação em Odontologia pelo Instituto Superior de Ciências, Letras e Artes de Três Corações - INCOR. Conclusão do curso: 1993 Graciene Mesquita Odontologia Estética G Formada em Odontologia pelo Instituto Superior de Ciências, Letras e Artes de Três Corações (INCOR) em dezembro de 1993, aos 21 anos de idade, a Dra. Graciene Mesquita

Leia mais