PLANO DE AÇÃO Plano de Ação 2015.indd 1 Plano de Ação 2015.indd 1 10/08/ :27:42 10/08/ :27:42

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PLANO DE AÇÃO 2015 1 Plano de Ação 2015.indd 1 Plano de Ação 2015.indd 1 10/08/2015 16:27:42 10/08/2015 16:27:42"

Transcrição

1 PLANO DE AÇÃO Plano de Ação 2015.indd 1 10/08/ :27:42

2 GEORGE WILLIAMS QUEM SOMOS Fundada em 06 de junho de 1844, em Londres, pelo jovem George Williams, a Associação Cristã de Moços nasceu para oferecer à juventude britânica caminhos e alternativas para uma vida social mais digna, embasada nos preceitos de fraternidade humana e cristã. Desde o princípio, a unidade na fé em Jesus Cristo e na propagação do seu Evangelho sempre despontou como prioridade em todos os encontros, atividades e ações lideradas pela ACM / YMCA. E isso se intensificou em 1855, com o estabelecimento da Base de Paris : declaração de missão e visão de todas as Associações Cristãs. São mais de 170 anos de história pelo mundo e, em São Paulo, graças à garra e disposição do voluntário Myron August Clark, mais de 112 anos. A ACM / YMCA é uma instituição internacional presente em 119 países e em milhares de comunidades, abrangendo todos os continentes e alcançando 58 milhões de pessoas. Nas sedes, mais de 96 mil colaboradores e 725 mil voluntários contribuem com a educação do caráter, disciplina do corpo e, sobretudo, com o desenvolvimento do espírito humanitário da juventude. A ACM / YMCA São Paulo, reconhecida como uma instituição de utilidade pública nas esferas municipal, estadual e federal, está entre as 10 maiores instituições filantrópicas, no Brasil, em volume de atendimento e projetos socioculturais, com atuação expressiva em todo o estado de São Paulo, por intermédio de suas 12 unidades esportivas e 20 pontos de atendimento social, entre eles, 07 Centros de Desenvolvimento Comunitário e 01 Centro de Educação Infantil. Promover qualidade de vida, saúde e bem-estar à população é o que motiva a Instituição a permanecer por mais de um século no Brasil e no mundo. MISSÃO Fortalecer pessoas, famílias e comunidades. VISÃO Movimento internacional de voluntários e profissionais, líder no fortalecimento do ser humano. VALORES :: Honestidade; :: Respeito; :: Responsabilidade; :: Solidariedade. Plano de Ação 2015.indd 2 10/08/ :27:44

3 PLANEJAMENTO 2015 Para permanecer renovada, ativa, pronta a servir de forma solidária e eficaz aos associados e beneficiários das unidades esportivas, e continuar a cumprir com sua missão institucional, a ACM / YMCA São Paulo elabora, anualmente, seu Plano de Ação, estabelecendo suas respectivas metas e projetos essenciais para balizar o trabalho dos voluntários e 808 colaboradores da Instituição. O Plano de Ação 2015 apresenta as principais ações das áreas de Desporto, Programa Aquático, Musculação, Ginástica, Programa Internacional, Recursos Humanos e Voluntariado, além de todos os investimentos nas unidades esportivas, estratégias de Comunicação e Marketing e para a captação de receita extraordinária à Campanha Financeira. Nas próximas páginas, acompanhe uma síntese de todo o planejamento e programação das ações que serão implementadas no ano de 2015, e veja o quão preparada está a ACM / YMCA São Paulo para assegurar o desenvolvimento contínuo do seu trabalho em prol da saúde e bem-estar de pessoas, famílias e comunidades. 3 Plano de Ação 2015.indd 3 10/08/ :27:48

4 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Focado em realizar o gerenciamento dos trabalhos do Comitê Operacional Estratégico (COE), via road map, o qual norteará as ações do programa de recuperação do Quadro Associativo, Departamento de Gestão de Pessoas e Produtos e Serviços. O COE, formado por voluntários (Diretores e Conselheiros) e profissionais (Secretários Executivos), organiza-se em reuniões periódicas para tratar do planejamento estratégico da Instituição e definir objetivos, metas e projetos institucionais, com foco na autossustentabilidade da ACM / YMCA São Paulo, embasado nos preceitos do organograma. abaixo: 4 Plano de Ação 2015.indd 4 10/08/ :27:52

5 ÁREAS PROGRAMÁTICAS 5 Plano de Ação 2015.indd 5 10/08/ :27:57

6 CRIANÇAS A Área Programática Crianças promove o desenvolvimento integral da garotada com idade entre 03 e 14 anos, enfatizando o lúdico, por intermédio de um trabalho pedagógico alinhado à missão e valores institucionais. Além disso, a área atua embasada nos quatro pilares da Educação: Aprender a conhecer, a fazer, a ser e a conviver. OBJETIVOS :: Fortalecer as 12 unidades esportivas, desenvolvendo projetos, programas e ações focadas nas classes regulares; :: Investir em treinamentos para o educador, no intuito de desenvolver e ampliar sua sensibilidade no relacionamento com os associados; :: Minimizar as substituições e saídas de profissionais de Educação Física atuantes nesta Área Programática; :: Oferecer suporte específico e criar projetos para o grupo etário, nas unidades. Realização de eventos sociais, torneios, campeonatos, festivais, apresentações artísticas e esportivas, entre outras atividades, em âmbito regional, com o objetivo de aproximar a unidade dos demais agentes comunitários: instituições cristãs, escolas, clubes e entidades como o Rotary Club, Lions, Associação Comercial, mídia etc.; e desenvolvimento de atividades e eventos, em âmbito institucional, apenas para ressaltar a grandeza da ACM / YMCA São Paulo e potencializar as ações de Comunicação e Marketing em torno dessas ações. 6 Plano de Ação 2015.indd 6 10/08/ :27:58

7 :: Super Férias, nos meses de janeiro e julho, com atividades voltadas à criatividade e a brincadeiras, como: rodas, amarelinha, esconde-esconde, peão, pipa, carrinho de rolimã etc.; :: Reuniões com educadores atuantes na Área Programática Crianças, durante o ano, para a organização de diversos eventos e ações pedagógicas; :: Acemíadas de Crianças*, envolvendo as modalidades Futsal, Basquete, Handebol, Vôlei, Natação, Dança, Ballet e Ginástica de Solo, e com premiação para a torcida mais numerosa, animada, criativa e disciplinada de todas as unidades. Além disso, pela segunda vez consecutiva, o evento organizará concursos de redação, desenho e pintura em sulfite, com a temática Água, e receberá apoio de voluntários e das comissões de pais; :: I Treinamento de Pré-Liderança da Área Programática Crianças; :: Estação Criança; :: Terceira campanha Meu Amigo Tá Comigo, em comemoração ao mês das crianças, cujo objetivo é arregimentar associados por meio daqueles que já participam das atividades regulares da Instituição. Ou seja, associado indica associado, com a possibilidade de ganharem descontos especiais e brindes exclusivos. *Evento de crianças com a participação de todas as unidades, ocupando o período de baixa de inverno, ACAMPAMENTO O despertar do brincar ocorre nos tradicionais acampamentos da ACM / YMCA São Paulo, com mais de 60 anos de história de mobilização e formação do caráter de crianças e adolescentes. OBJETIVOS :: Investir no desenvolvimento humano, priorizando os aspectos sociais, cognitivos, físicos e emocionais da formação dos participantes; :: Favorecer a interação entre indivíduos e meio ambiente. :: Temporadas Kids e Teens de verão e inverno; :: Reuniões com pais e/ou responsáveis pelas crianças e adolescentes participantes das temporadas do Acampamento na Toca do Tuim, para informações e esclarecimentos; :: IV e V Treinamentos para Jovens e Educadores, capacitando-os para atuarem em Acampamentos; :: Reencontro de Acampantes a ser realizado um em cada semestre deste ano. 7 Plano de Ação 2015.indd 7 10/08/ :28:05

8 JOVENS A Área Programática Jovens atua em prol da formação integral de acemistas com idade entre 15 e 30 anos, promovendo diversas atividades voltadas ao empoderamento juvenil e desenvolvendo projetos e programas específicos para esse grupo etário. OBJETIVO :: Implementar ações criativas, empreendedoras e inovadoras que se adequem aos objetivos do CampusACM: desenvolvimento do caráter, da liderança e da habilidade de convivência, fortalecendo o programa regular das classes e levando seu know-how às comunidades locais e organizações parceiras. :: Acampamento Nacional de Jovens, em Canela Rio Grande do Sul; :: Intercâmbio Cultural Virtual Carolina do Norte Estados Unidos; :: Hike, trilhas em contato com a natureza, em Campos do Jordão São Paulo; :: 4 edição da Campanha do Agasalho Palmas para quem doa ; :: Programa de Formação de Liderança Jovem YMCA Líderes; :: Challenge 15: Marque um gol pelo empoderamento juvenil ; :: Encontro Nacional de Líderes ENALI, em Porto Alegre Rio Grande do Sul; :: Jogos Acemistas Brasileiros JABs, em Porto Alegre Rio Grande do Sul; :: Conferência TEDx Ideias que merecem ser espalhadas ; :: Workshop Desenvolvendo líderes através do teatro, com apoio do parceiro institucional Clube do Mecenas, que organizará seis encontros durante o ano; :: Encontro Paulista de Líderes EPALI, na unidade Ribeirão Preto; :: Programa de Desenvolvimento de Líderes PDL, na unidade Osasco; :: Night Out Balada Jovem; 8 :: Confrajovens e posse de voluntários do CampusACM, na unidade Guarulhos. Plano de Ação 2015.indd 8 10/08/ :28:10

9 ADULTOS A Área Programática Adultos incentiva o convívio social entre os acemistas com idade entre 31 e 60 anos, por meio de diversas ações e atividades socioculturais e físico-esportivas, idealizadas, especialmente, para este público, nas 12 unidades da Instituição. OBJETIVO :: Investir em convivência e valorização individual dos associados, com foco na fidelização do Quadro Associativo, por intermédio dos educadores, os quais estão em processo constante de treinamento e capacitação profissional para melhor identificar as necessidades, expectativas e interesses dos acemistas. :: Lançamento do curso Organizar, com o qual os participantes aprenderão técnicas de organização de armários, malas para viagens, documentos etc.; :: Viagem Capitais Imperiais, para o Leste Europeu; :: Reuniões e encontros com Líderes e Conselho de Voluntários, durante o ano; :: Atividades e ações especiais para o Dia Internacional da Mulher ; :: Organização de saídas, em grupo, a espetáculos teatrais; :: Festival de Futebol Society, envolvendo as unidades Lapa, Osasco, Itaquera e Norte; :: Acemíadas de Futsal, Vôlei, Basquete e Handebol; :: Salão de Artes, concedendo oportunidades a artistas amadores exporem seus trabalhos artísticos; :: Reunião planejamento 2016 e avaliação do ano de 2015; 9 Plano de Ação 2015.indd 9 10/08/ :28:16

10 MASTERS A Área Programática Masters zela pelo desenvolvimento pleno da terceira idade (acemistas acima dos 60 anos), estimulando a convivência e provocando relacionamentos, promovendo ações, projetos e programas que incentivam o convívio social e estimulam o melhor aproveitamento do tempo livre desse grupo etário. OBJETIVOS :: Fortalecer o trabalho das classes regulares, oferecendo suporte específico; :: Criar projetos, programas e produtos fitness específicos para o grupo etário, nas 12 unidades esportivas e nos 20 pontos de atendimento social. :: Desenvolvimento de produtos especiais; :: Salão de Photos / Artes, concedendo oportunidades a artistas amadores exporem seus trabalhos artísticos; :: Encontro da Melhor Idade; :: Viva Vida; :: Desenvolvimento do Manual de Atendimento para os Colaboradores. 10 Plano de Ação 2015.indd 10 10/08/ :28:22

11 DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E SERVIÇOS A Divisão de Desenvolvimento de Produtos e Serviços acompanha o mercado fitness e, sempre atenta às tendências das áreas de saúde e educação física, cria ações, atividades e programas exclusivos para a ACM / YMCA São Paulo, como o Funcional YLife, YFitness, YWellness e YGold Fit. Esta divisão é a responsável pelas capacitações nas áreas de Ginástica, Desporto, Programa Aquático e a de Musculação e Condicionamento Físico, da Instituição, coordenando a atuação de todo o quadro de educadores das 12 unidades esportivas, por intermédio de certificações e workshops elaborados por uma equipe técnica de profissionais, orientada por um corpo de conselheiros voluntários. OBJETIVOS :: Atuar focada na permanente atualização dos profissionais das áreas de Educação Física, promovendo capacitações técnicas aos educadores do Desporto, Musculação e Condicionamento Físico, Ginástica e Natação; :: Envolver os associados e as comunidades para a prática de atividade física, em eventos abertos ao público. :: Atividades especiais em comemoração ao Dia Mundial da Atividade Física e ao Dia do Profissional de Educação Física ; :: Semana Move Brasil, com atividades para incentivar pessoas, famílias e comunidades a adotar hábitos para uma vida mais saudável. 11 Plano de Ação 2015.indd 11 10/08/ :28:28

12 DESPORTO Basquete, Vôlei, Futsal, Handebol, Futebol Society e Badminton. :: Dois dias de workshops para as modalidades: Vôlei, Basquete, Handebol, Futsal e Badminton, com a orientação dos profissionais da ACM / YMCA São Paulo e em parceria com os voluntários; :: Lançamento do Manual do Desporto; :: 12 Horas de Futsal; :: Campeonato 3x3 de Basquete. PROGRAMA AQUÁTICO Natação, Hidroginástica, Travessias Aquáticas, YSwim e YSurf. :: Continuidade ao processo de atualização e implantação da padronização da Natação Infantil e Adulta, com visitas às unidades para a efetivação desse processo; :: Capacitações e workshops para as travessias aquáticas; :: Certificações, clínicas, credenciamentos e workshops para o YSurf; MUSCULAÇÃO E CONDICIONAMENTO FÍSICO 12 Atividades aeróbicas (esteiras, bicicletas, elípticos etc.) e anaeróbicas (pesos livres e máquinas). :: Conservação, atualização e avaliação das necessidades dos Centros de Condicionamento Físico (CCFs) das unidades da ACM / YMCA São Paulo; :: Lançamento de software para a informatização dos CCFs; :: Três workshops ministrados por voluntários e profissionais com assuntos relacionados à Musculação na Atualidade. Plano de Ação 2015.indd 12 10/08/ :28:32

13 GINÁSTICA YFitness, YWellness e YGold Fit. :: Comemoração aos dez anos do programa YFitness; :: Workshops YFitness e YWellness, com lançamento de mixes para as aulas; :: Vinte certificações e dois cursos de Formação e Educação Continuada FEC, visando o enquadramento de novos educadores à metodologia de ensino da ACM / YMCA São Paulo, além de clínicas, de acordo com a necessidade detectada pelas lideranças; :: Disponibilidade para analisar solicitações de certificações em ACMs / YMCAs de outros estados e países que utilizam a metodologia YFitness e YWellness; :: Pilates Day: um dia de YPilates para associados e profissionais. YRUNNING Treinamento para corridas, competições nacionais e internacionais. :: Palestras específicas sobre o programa YRunning, voltadas para educadores; :: Capacitação profissional com foco em treinamento de corrida de rua e na esteira; :: Prueba Aerobica - Argentina: corrida de maior destaque dentre a lista de provas que serão realizadas durante o ano e divulgadas pela Divisão de Desenvolvimento de Produtos e Serviços. FUNCIONAL YLIFE Prática de atividades funcionais no ambiente do Centro de Condicionamento Físico das unidades da ACM / YMCA São Paulo. :: Instalação de espaços apropriados para o Funcional YLife nos CCFs das unidades esportivas interessadas em desenvolver o programa; :: Capacitações profissionais aos educadores. 13 Plano de Ação 2015.indd 13 10/08/ :28:39

14 COMUNICAÇÃO E MARKETING A Divisão de Comunicação e Marketing é a responsável por disseminar a marca, missão, visão e valores da ACM / YMCA São Paulo para os públicos interno e externo, por meio de políticas de criação de instrumentos, estratégias, ações e metodologias claras, ágeis e padronizadas. OBJETIVO :: Zelar pela marca, conceito e imagem da Instituição, de maneira que todos os trabalhos executados ocorram de forma padronizada, organizada, transparente e atrativa, seguindo a s d i r e t r i z e s d o P l a n e j a m e n t o Estratégico. :: Implantar o estúdio (área física) de fotografia e TV ACM, produzindo conteúdos fotograficos e audiovisuais, e veiculando-os nos canais de comunicação da Instituição; :: Prosseguir com as pesquisas para estudo de modernização da logomarca; :: Manter e ampliar as parcerias para a divulgação da ACM / YMCA São Paulo junto às mídias massivas (jornais, TV, revistas etc.); :: Lançar projeto para a divulgação da ACM / YMCA São Paulo nas Olimpíadas 2016; :: Desenvolver o trabalho de pesquisa vivencial (Cliente Oculto); :: Fortalecer o trabalho nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, YouTube e Google Adwords (site de busca) e ferramentas de remarketing; :: Realizar trabalho de assessoria de imprensa; :: Buscar alternativas para comercializar anúncios em nossas revistas; :: Aplicar pesquisas de satisfação com os associados ativos, ex-associados, mercado (concorrentes) e segmentos de interesse; :: Colaborar no treinamento (técnico e institucional) dos(as) colaboradores(as) da área de atendimento das unidades; :: Criar campanhas promocionais com o intuito de atrair mais associados para a Instituição; :: Retomar estudo do projeto de implantação da Central de Relacionamento com o cliente; 14 Plano de Ação 2015.indd 14 :: Prosseguir com o projeto ACM / YMCA CARD (Cartão Fidelidade). 10/08/ :28:45

15 CAMPANHAS E ATIVIDADES ESPECIAIS :: Prosseguimento à criação das webséries #ACMDICAS e #ACMSAÚDE, com mais vídeos sobre atividades físicas e alimentação saudável, envolvendo educadores da ACM / YMCA São Paulo e nutricionista; :: Desevolvimento do novo vídeo institucional; :: Elaboração da campanha de conscientização do uso da água, devido à crise hídrica; :: Captação de patrocinadores para o projeto Olimpíadas 2016 ; :: Sessão de fotos com associados; :: Criação da grade de programação da TV ACM; :: Formalização de parcerias estratégicas com grupos teatrais e diversos artistas para a divulgação da ACM / YMCA São Paulo como Empresa Amiga da Cultura. PROGRAMA INTERNACIONAL Experiências profissionais, culturais e acadêmicas no exterior, baseadas na missão, visão e valores da Instituição. :: Promover atividades internacionais customizadas, envolvendo todas as Áreas Programáticas da ACM / YMCA São Paulo; :: Viabilizar a participação de associados, voluntários e profissionais em viagens, treinamentos e eventos internacionais, incluindo: inscrição, planejamento de despesas, transporte, alojamento etc.; :: Realizar palestras em empresas, instituições etc., prestando informações sobre a ACM / YMCA São Paulo e os programas de intercâmbio oferecidos; :: Participar de feiras, eventos e afins que envolvam a divulgação e comercialização de programas de intercâmbio; :: Pensar e desenvolver novas oportunidades de ações na área, com o intuito de gerar novos recursos ordinários para a Instituição. 15 Plano de Ação 2015.indd 15 10/08/ :28:52

16 DESENVOLVIMENTO DE NOVOS NEGÓCIOS Pesquisas e estudos para viabilidade de novas alternativas de sustentabilidade financeira à Instituição :: Desenvolver pesquisa e estudo para viabilizar a implantação das ACMs / YMCAs EXPRESS; :: Elaborar pesquisa e estudo para viabilizar a implantação da Faculdade de Educação Física; :: Buscar novas alternativas práticas e sustentáveis para a Instituição. INSTITUIÇÃO CRISTÃ PRINCIPAL AÇÃO :: Ressaltar o caráter cristão da ACM / YMCA São Paulo, com foco na família, em todas as ações e projetos de Comunicação e Marketing. DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL A Divisão de Desenvolvimento Organizacional realiza a gestão dos recursos humanos da ACM / YMCA São Paulo (profissionais e voluntários), vinculando suas ações ao planejamento estratégico da Instituição. O foco de atuação desta Divisão está em promover o ser humano, zelando pelo bem-estar físico e mental do público interno, com oportunidades de desenvolvimento pessoal e profissional. OBJETIVO 16 :: Desenvolver políticas, técnicas e práticas para selecionar, gerir e reter os profissionais e voluntários da ACM / YMCA São Paulo, a fim de manter uma equipe capaz de obter resultados focados no cumprimento das metas estabelecidas pela Instituição. Plano de Ação 2015.indd 16 10/08/ :28:56

17 PROFISSIONAIS :: Aproximar a Divisão de Desenvolvimento Organizacional de nossos Colaboradores, por meio de visitas locais e criação de canais que facilitam o contato direto, identificando, com mais assertividade, as necessidades, anseios e expectativas existentes em nosso público interno; :: Finalizar a implantação do módulo Gestão de Pessoas, do Sistema Integrado de Gestão SIG, que permitirá o desenvolvimento dos trabalhos da Divisão, de maneira mais atual, rápida e assertiva; :: Ampliar o Programa de Incentivo à Capacitação, disponibilizando recursos para fins educacionais, de forma criteriosa e estratégica, com a finalidade de aprimorar as competências técnicas e comportamentais dos colaboradores; :: Incrementar, por meio da Divisão de Comunicação e Marketing, a utilização das redes sociais para a divulgação de vagas e captação de Colaboradores; :: Aplicar Análise de Desempenho 360, envolvendo todos os Colaboradores celetistas, para a obtenção de resultados que permitam planejar e executar vários trabalhos que vão ao encontro do desenvolvimento do colaborador e, consequentemente, da Instituição; :: Prosseguir com o Programa YExcellence, desenvolvendo novas capacitações, com base no levantamento das necessidades internas, e realizando acompanhamento sistemático para a análise dos resultados obtidos, aprimorando, dessa forma, os serviços disponibilizados para os clientes internos; :: Acompanhar a evolução de cargos e salários junto ao mercado externo, realizando estudos internos e propondo nomenclaturas e salários mais competitivos e condizentes com o praticado por outras organizações; :: Criar outros mecanismos estatísticos e de controle que permitam diagnosticar o grau de assertividade dos trabalhos que são desenvolvidos pela Divisão de Desenvolvimento Organizacional para os nossos colaboradores; VOLUNTÁRIOS :: Desenvolver em todos os Conselhos de Unidades o Programa de Capacitação Ciclo de Informações Acemistas, atendendo às necessidades locais de desenvolvimento de cada conselho; :: Implementar treinamento para voluntários nas unidades, em conjunto com os Secretários Executivos e Conselhos; :: Posse de Voluntários nas unidades esportivas. 17 Plano de Ação 2015.indd 17 10/08/ :29:01

18 INVESTIMENTOS A Divisão de Administração e Finanças priorizará os investimentos em todas as unidades da ACM / YMCA São Paulo, sobretudo os relacionados à redução e captação de água, aquisição de equipamentos e sua respectiva manutenção preventiva. Unidade Ribeirão Preto Principais investimentos nas unidades esportivas: BARUERI ALPHAVILLE Reforma geral do Ginásio Poliesportivo. CENTRO Readequação e modernização das instalações; GUARULHOS Pintura geral do edifício; ITAQUERA Reforma da recepção da unidade, conforme projeto de arquitetura aprovado; LAPA Reforma das salas de Ginástica C e D; OSASCO Reforma das salas de ginástica do andar térreo; RIBEIRÃO PRETO Construção de novos vestiários; SANTO AMARO Adequação das instalações, conforme projeto de reforma e construção, em aprovação junto à Prefeitura de São Paulo; SÃO JOSÉ DOS CAMPOS Conclusão da construção do novo edifício. 18 Todas as unidades receberão investimentos para a instalação de área para a atividade Funcional YLife, com a aquisição de equipamentos. Plano de Ação 2015.indd 18 10/08/ :29:06

19 CAMPANHA FINANCEIRA - RECEITA EXTRAORDINÁRIA Sob a liderança do Diretor da ACM / YMCA São Paulo e Presidente da Comissão de Receita Extraordinária, sr. Aarão Ruben de Oliveira, e com o suporte do Secretário-Adjunto da Secretaria-Geral, sr. Marcos Janowsky, a ACM / YMCA São Paulo atuará em diferentes frentes para atender às expectativas orçamentárias. :: Projeto Mão Amiga: promove a inclusão e a integração social de crianças e adolescentes, de 07 a 14 anos, em situação de vulnerabilidade social, cujos contribuintes apadrinham uma ou mais crianças, com doação mensal, auxiliando os beneficiários em seu desenvolvimento sociocultural e educacional; :: Nota Fiscal Paulista: mais uma opção para contribuir com os projetos sociais da ACM /YMCA São Paulo, por intermédio dos créditos da Nota Fiscal Paulista, que são revertidos como doação para a Instituição; :: Prospecção e conquistas de novos doadores, com ênfase nas lideranças das comunidades onde estão localizadas as unidades da ACM / YMCA São Paulo; :: Eventos nas unidades, com foco na captação de recursos extraordinários. Meta de arrecadação para 2015: R$ ,00 19 Plano de Ação 2015.indd 19 10/08/ :29:12

20 DESENVOLVIMENTO SOCIAL A Divisão de Desenvolvimento Social é a responsável por coordenar e supervisionar todo o trabalho de Assistência e Desenvolvimento Social da ACM / YMCA São Paulo, além de orientar os pontos de atendimento social sobre as diretrizes e regulamentações da Política de Assistência Social que norteia as diversas secretarias e conselhos da esfera pública. OBJETIVO :: Contribuir com a prevenção de situações de risco pessoal e social, por meio do desenvolvimento de potencialidades e aquisições e do fortalecimento de vínculos familiares e comunitários. :: Fortalecer o relacionamento da Divisão com os conselhos e fóruns das áreas de Assistência Social, Crianças e Adolescentes e Terceira Idade; :: Realizar capacitação envolvendo colaboradores da área de Desenvolvimento Social; :: Estudar a viabilidade para a ampliação do Programa de Iniciação e Capacitação Profissional e encaminhamento para o mercado de trabalho; :: Acompanhar e implantar as novas diretrizes trazidas pela regulamentação do Marco Regulatório para Organizações da Sociedade Civil, número / Plano de Ação 2015.indd 20 10/08/ :29:17

21 RELAÇÕES INSTITUCIONAIS :: Realizar seminário com temática sobre a garantia de direitos de crianças e adolescentes, coordenando a Comissão respectiva da Rede Brasileira do Terceiro Setor Rebrates; :: Prosseguir com a implantação do Plano de Comunicação do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente Conanda, órgão do qual a ACM / YMCA São Paulo é membro, representando a Federação Brasileira das ACMs; :: Participar ativamente da Comissão do Terceiro Setor da Associação Comercial de São Paulo, responsável por apoiar e incentivar diversas ações sociais e projetos de instituições assistenciais que atendem crianças e adolescentes. PROMOÇÃO DO QUADRO SOCIAL :: Ampliar o treinamento das equipes de Quadro Social com recursos internos e externos; :: Rever os planos diurnos, tornando-os mais atrativos e buscando, estrategicamente, captar associados para as unidades em horários e atividades que estejam com capacidade ociosa; :: Pensar em ações promocionais pontuais em parceria com a Divisão de Comunicação & Marketing, que visem ampliar a atratividade em busca do aumento do Quadro Associativo. 21 Plano de Ação 2015.indd 21 10/08/ :29:23

22 JUNTOS, VOLUNTÁRIOS E PROFISSIONAIS FORTALECEM A ACM / YMCA SÃO PAULO! A união de forças entre voluntários e profissionais facilita o progresso da Associação Cristã de Moços de São Paulo, uma vez que, historicamente, a ação institucional de um grupo complementa a do outro e ambos atuam em benefício da perenidade da Instituição. Cumplicidade, respeito, dedicação, coragem, inteligência, experiência, liderança, determinação, talento e foco são alguns dos predicativos para caracterizar o exército de pessoas do bem, responsável por pensar, dar diretrizes, salvaguardar a missão institucional e garantir uma trajetória segura à ACM / YMCA São Paulo, ano após ano. Voluntário Acemista, para colocar em prática este Plano de Ação, a Instituição contará, mais uma vez, com seu ânimo e satisfação íntima de ajudar, de servir ao seu semelhante, de transformar e de ser útil à sociedade. Profissional Acemista, continue ao lado do voluntário, colaborando e contribuindo com o direcionamento dos programas, projetos e ações institucionais, a fim de preservar o sucesso alcançado em 112 anos de história. Juntos, voluntários e profissionais ajudam a contribuir com a construção de um mundo melhor, com as bênçãos de Deus. 22 Plano de Ação 2015.indd 22 10/08/ :29:28

23 E X P E D I E N T E Publicação anual Secretaria-Geral da ACM / YMCA São Paulo Coordenação Divisão de Comunicação & Marketing Jornalista responsável João Paulo Barbosa MTB: SP Projeto Editorial Divisão de Comunicação & Marketing Projeto Gráfico e Diagramação Patricia Medrado Victor Felix e Mauricio Vilela Redação / Revisão Fernando Piovezam Michele Reis (estagiária) Fotos Acervo da ACM / YMCA São Paulo Shutterstock - Banco de imagens (internet) Plano de Ação 2015.indd 23 10/08/ :29:40

24 RUA NESTOR PESTANA, 147 CONSOLAÇÃO / SÃO PAULO - SP / BRASIL FACEBOOK.COM/YMCAACM ACMSAOPAULOMKT 24 Plano de Ação 2015.indd 24 10/08/ :29:44

Plano de Ação Plano de Ação Plano de Açã Plano de Ação 2012 2012 201 2012

Plano de Ação Plano de Ação Plano de Açã Plano de Ação 2012 2012 201 2012 Plano de Ação 2012 Quem somos George Williams A Associação Cristã de Moços é uma instituição internacional, presente em mais de 125 países e que proporciona saúde e qualidade de vida para aproximadamente

Leia mais

Plano de Ação ACM / YMCA São Paulo

Plano de Ação ACM / YMCA São Paulo Plano de Ação ACM / YMCA São Paulo 2013 QUEM SOMOS A Associação Cristã de Moços é uma instituição internacional, presente em mais de 125 países e que proporciona saúde e bem-estar a mais de 45 milhões

Leia mais

PLANO DE AÇÃO 2014. ACM / YMCA São Paulo

PLANO DE AÇÃO 2014. ACM / YMCA São Paulo PLANO DE AÇÃO 2014 ACM / YMCA São Paulo 1 QUEM SOMOS A primeira Associação Cristã de Moços foi fundada em 06 de junho de 1844, em Londres, na Inglaterra, por George Williams, um jovem comerciário que pretendia

Leia mais

2. ATIVIDADES ADMINISTRATIVAS

2. ATIVIDADES ADMINISTRATIVAS PLANO DE TRABALHO 2009 1. INTRODUÇÃO A Fundação Stickel em 2009 dará prosseguimento à sua atuação sócio-cultural, como prevista em sua missão. Na área da assistência social, com a continuidade do Programa

Leia mais

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo Projeto Amplitude Plano de Ação 2015 P r o j e t o A m p l i t u d e R u a C a p i t ã o C a v a l c a n t i, 1 4 7 V i l a M a r i a n a S ã o P a u l o 11 4304-9906 w w w. p r o j e t o a m p l i t u

Leia mais

DIRETRIZ NACIONAL DE EDUCAÇÃO, PROMOCÃO SOCIAL E DESENVOLVIMENTO COOPERATIVISTA

DIRETRIZ NACIONAL DE EDUCAÇÃO, PROMOCÃO SOCIAL E DESENVOLVIMENTO COOPERATIVISTA DIRETRIZ NACIONAL DE EDUCAÇÃO, PROMOCÃO SOCIAL E DESENVOLVIMENTO COOPERATIVISTA Área de Atuação 1. Formação Profissional Cooperativista São ações voltadas à formação, qualificação e capacitação dos associados,

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL ANEXO IV Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO 1-Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes Buscar apoio das esferas de governo (Federal e Estadual)

Leia mais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Estatuto da Criança e do Adolescente: 18 anos, 18 Compromissos A criança e o adolescente no centro da gestão municipal O Estatuto

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

PLANO DE TRABALHO Rede Nacional de Jovens Líderes

PLANO DE TRABALHO Rede Nacional de Jovens Líderes PLANO DE TRABALHO Rede Nacional de Jovens Líderes PLANO DE TRABALHO Rede Nacional de Jovens Líderes pág. 1 PLANO DE TRABALHO Rede Nacional de Jovens Líderes MISSÃO Somos uma rede nacional escoteira de

Leia mais

visitas às instituições sociais. Os colaboradores voluntários também foram consultados, por meio da aplicação de um questionário.

visitas às instituições sociais. Os colaboradores voluntários também foram consultados, por meio da aplicação de um questionário. 1. Apresentação O Voluntariado Empresarial é um dos canais de relacionamento de uma empresa com a comunidade que, por meio da atitude solidária e proativa de empresários e colaboradores, gera benefícios

Leia mais

PREFEITURA DE XINGUARA

PREFEITURA DE XINGUARA 50/000-20 Anexo IV - Programas, Metas e Ações - (PPA Inicial) Página de 5 Programa: 000 AÇÃO LEGISLATIVA Manutenção da CMX através do apoio financeiro às atividades legislativas, custeio de despesas administrativas,

Leia mais

2009, um ano de grandes realizações e conquistas

2009, um ano de grandes realizações e conquistas 2009, um ano de grandes realizações e conquistas 2009 foi um ano de grandes realizações e conquistas para o Serviço Social da Indústria (SESI), entidade que integra o Sistema Federação das Indústrias no

Leia mais

O IDEC é uma organização não governamental de defesa do consumidor e sua missão e visão são:

O IDEC é uma organização não governamental de defesa do consumidor e sua missão e visão são: 24/2010 1. Identificação do Contratante Nº termo de referência: TdR nº 24/2010 Plano de aquisições: Linha 173 Título: consultor para desenvolvimento e venda de produtos e serviços Convênio: ATN/ME-10541-BR

Leia mais

DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS

DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS 1 DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E OBJETIVO DO MOVIMENTO 2 Artigo 1º O Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade/Nós

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013 Instituto Lojas Renner Instituto Lojas Renner Promover a inserção de mulheres no mercado de trabalho por meio de projetos de geração de renda é o objetivo do Instituto Lojas

Leia mais

Número de. Empregados. Pessoa Física Nenhum R$ 50,00 R$ 600,00. Microempresa Até 5 R$ 70,00 R$ 840,00. Acima de 5 R$ 400,00 R$ 4800,00

Número de. Empregados. Pessoa Física Nenhum R$ 50,00 R$ 600,00. Microempresa Até 5 R$ 70,00 R$ 840,00. Acima de 5 R$ 400,00 R$ 4800,00 FICHA DE ADESÃO Por esta Ficha de adesão, solicito meu ingresso como associado da ABRIMPE ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE INCENTIVO E MELHORIA EM PROJETOS EMPRESARIAIS, EMPREENDEDORISMO E EDUCACIONAL, comprometendo-me

Leia mais

CRONOGRAMA DE IMPLEMENTAÇÃO DO PDI

CRONOGRAMA DE IMPLEMENTAÇÃO DO PDI CRONOGRAMA DE IMPLEMENTAÇÃO DO PDI A implementação do Plano de Desenvolvimento Institucional, envolve além dos objetivos e metas já descritos, o estabelecimento de indicadores, como forma de se fazer o

Leia mais

PLANO DE AÇÃO - 2014

PLANO DE AÇÃO - 2014 PREFEITURA MUNICIPAL DE QUIXADÁ SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO PEDAGÓGICO PLANO DE AÇÃO - 2014 MISSÃO Assessorar as Regionais Educacionais, fortalecendo o processo

Leia mais

UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/013

UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/013 UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/013 O UNICEF, Fundo das Nações Unidas para a Infância, a Organização mundial pioneira na defesa dos direitos das crianças e adolescentes, convida profissionais

Leia mais

POLíTICA DE PATROCíNIOS E DOAÇÕES VOLVO DO BRASIL

POLíTICA DE PATROCíNIOS E DOAÇÕES VOLVO DO BRASIL POLíTICA DE PATROCíNIOS E DOAÇÕES VOLVO DO BRASIL índice APRESENTAÇÃO...3 POLíTICA DE PATROCíNIOS DA VOLVO DO BRASIL...3 1. Objetivos dos Patrocínios...3 2. A Volvo como Patrocinadora...3 3. Foco de Atuação...4

Leia mais

Edital de Seleção. Edital de seleção PROGRAMA DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA E PROGRAMA JOVENS PESQUISADORES para organizações da sociedade civil

Edital de Seleção. Edital de seleção PROGRAMA DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA E PROGRAMA JOVENS PESQUISADORES para organizações da sociedade civil Edital de seleção PROGRAMA DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA E PROGRAMA JOVENS PESQUISADORES para organizações da sociedade civil Início das inscrições: 22 de fevereiro de 2013 Final das inscrições: 20 de março de

Leia mais

PLANO DE TRABALHO Rede Nacional de Jovens Líderes

PLANO DE TRABALHO Rede Nacional de Jovens Líderes PLANO DE TRABALHO Rede Nacional de Jovens Líderes pág. 1 VISÃO GERAL Objetivo 1 - No âmbito da seção escoteira, apoiar a correta aplicação do método escoteiro, em especial as práticas democráticas previstas

Leia mais

INTRODUÇÃO. Sobre o Sou da Paz: Sobre os Festivais Esportivos:

INTRODUÇÃO. Sobre o Sou da Paz: Sobre os Festivais Esportivos: 1 INTRODUÇÃO Sobre o Sou da Paz: O Sou da Paz é uma organização que há mais de 10 anos trabalha para a prevenção da violência e promoção da cultura de paz no Brasil, atuando nas seguintes áreas complementares:

Leia mais

PROJETO Educação de Qualidade: direito de todo maranhense

PROJETO Educação de Qualidade: direito de todo maranhense PROJETO Educação de Qualidade: direito de todo maranhense 1. DISCRIMINAÇÃO DO PROJETO Título do Projeto Educação de Qualidade: direito de todo maranhense Início Janeiro de 2015 Período de Execução Término

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária Área de Comunicação Tecnologia em Produção Publicitária Curta Duração Tecnologia em Produção Publicitária CARREIRA EM PRODUÇÃO PUBLICITÁRIA Nos últimos anos, a globalização da economia e a estabilização

Leia mais

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Outubro 2009 Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Sustentabilidade Articulação Ampliação dos limites Sistematização Elementos do Novo Modelo Incubação

Leia mais

PROGRAMA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL PRS-FACIIP

PROGRAMA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL PRS-FACIIP PROGRAMA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL PRS-FACIIP Aprovado na Reunião do CONASU em 21/01/2015. O Programa de Responsabilidade Social das Faculdades Integradas Ipitanga (PRS- FACIIP) é construído a partir

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO INSTITUCIONAL 2014-2018

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO INSTITUCIONAL 2014-2018 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO INSTITUCIONAL 2014-2018 (Síntese da Matriz estratégica) Texto aprovado na 19ª Reunião Extraordinária do CONSUNI, em 04 de novembro de 2013. MISSÃO Ser uma Universidade que valoriza

Leia mais

Atuando com responsabilidade para. colher um futuro melhor. Fábrica de São José dos Campos

Atuando com responsabilidade para. colher um futuro melhor. Fábrica de São José dos Campos Atuando com responsabilidade para colher um futuro melhor. Fábrica de São José dos Campos Compromisso com um futuro melhor. Com o nosso trabalho, somos parte da solução para uma agricultura mais sustentável.

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 1 Relatório de Sustentabilidade 2014 2 Linha do Tempo TAM VIAGENS 3 Política de Sustentabilidade A TAM Viagens uma Operadora de Turismo preocupada com a sustentabilidade, visa fortalecer o mercado e prover

Leia mais

9 anos acreditando na comunidade! 05.05 - RELATÓRIO GERAL DE ATIVIDADES 2012 / 2013

9 anos acreditando na comunidade! 05.05 - RELATÓRIO GERAL DE ATIVIDADES 2012 / 2013 INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO ESPERANÇA BRASIL OSCIP ORGANIZAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL DE INTERESSE PÚBLICO 9 anos acreditando na comunidade! 05.05 - RELATÓRIO GERAL DE ATIVIDADES 2012 / 2013 Janeiro de 2014.

Leia mais

Programa de Comunicação Interna e Externa

Programa de Comunicação Interna e Externa Programa de Comunicação Interna e Externa Aprovado na Reunião do CONASU em 21/01/2015. O Programa de Comunicação Interna e Externa das Faculdades Integradas Ipitanga FACIIP pretende orientar a execução

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Grupos de trabalho: formação Objetivo: elaborar atividades e

Leia mais

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PROPOSTA DE AÇÃO Criar um fórum permanente onde representantes dos vários segmentos do poder público e da sociedade civil atuem juntos em busca de uma educação

Leia mais

O GRUPO DOM BOSCO ENSINO FUNDAMENTAL DOM BOSCO

O GRUPO DOM BOSCO ENSINO FUNDAMENTAL DOM BOSCO ENSINO FUNDAMENTAL DOM BOSCO O GRUPO DOM BOSCO Este é o momento de dar espaço à curiosidade, de fazer novas descobertas e formar suas próprias ideias. SEDE HORTO - Berçário - Educação Infantil - 1º Ano

Leia mais

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013 Relatório Despertar 2013 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

Nossos Valores Quem Somos? Nossa Missão Nossa Visão Nossa Atuação Nossos Resultados Modelos de Ecovilas e Projetos Sustentáveis.

Nossos Valores Quem Somos? Nossa Missão Nossa Visão Nossa Atuação Nossos Resultados Modelos de Ecovilas e Projetos Sustentáveis. Nossos Valores Quem Somos? Nossa Missão Nossa Visão Nossa Atuação Nossos Resultados Modelos de Ecovilas e Projetos Sustentáveis Localização Missão, Valores e Visão Os 5 Pilares Objetivos e estratégias

Leia mais

CARGOS E FUNÇÕES APEAM

CARGOS E FUNÇÕES APEAM CARGOS E FUNÇÕES APEAM 1. PRESIDÊNCIA A Presidência possui por finalidades a representação oficial e legal da associação, coordenação e integração da Diretoria Executiva, e o acompanhamento, avaliação,

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia Área de Comunicação Produção Multimídia Curta Duração Produção Multimídia Carreira em Produção Multimídia O curso superior de Produção Multimídia da FIAM FAAM forma profissionais preparados para o mercado

Leia mais

Prefeitura Municipal de Botucatu

Prefeitura Municipal de Botucatu I- Identificação: Projeto Empresa Solidária II- Apresentação : O Fundo Social de Solidariedade é um organismo da administração municipal, ligado ao gabinete do prefeito, que atua em diversos segmentos

Leia mais

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA. TERMO DE REFERÊNCIA CONS - OPE 03 01 Vaga

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA. TERMO DE REFERÊNCIA CONS - OPE 03 01 Vaga INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA CONS - OPE 03 01 Vaga 1. IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Consultoria para promover estudos, formular proposições e apoiar as Unidades

Leia mais

Projeto Verão Para Todos

Projeto Verão Para Todos Projeto à Projeto Verão Para Todos O Verão Para Todos visa ser o maior torneio de São Paulo de esportes de praia incluindo modalidades de paradesporto. Levaremos ao litoral diversas competições em um mês

Leia mais

Espaço Criança Esperança São Paulo CEE Oswaldo Brandão

Espaço Criança Esperança São Paulo CEE Oswaldo Brandão Espaço Criança Esperança São Paulo CEE Oswaldo Brandão OS RECURSOS FINANCEIROS DO ESPAÇO CRIANÇA ESPERANÇA TV GLOBO realiza CAMPANHA CRIANÇA ESPERANÇA com programa na TV UNESCO recebe DOAÇÃO e apóia diferentes

Leia mais

EDITAL Nº 003/2009. Quadro de vagas. semanal ASC-01 Analista Social - Comercialização 01 44h R$3.949,69

EDITAL Nº 003/2009. Quadro de vagas. semanal ASC-01 Analista Social - Comercialização 01 44h R$3.949,69 EDITAL Nº 003/2009 O Presidente da UNIÃO BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO E ENSINO UBEE, por meio do Diretor do Instituto Marista de Solidariedade IMS, torna público a abertura de inscrições para contratação de

Leia mais

Prêmio Itaú-Unicef Fundamentos da edição 2007. Ações Socioeducativas

Prêmio Itaú-Unicef Fundamentos da edição 2007. Ações Socioeducativas Fundamentos da edição 2007 Ações Socioeducativas I - conjuguem educação e proteção social como meio de assegurar o direito ao desenvolvimento integral de crianças e adolescentes de 6 a 18 anos em condições

Leia mais

Conhecendo a Fundação Vale

Conhecendo a Fundação Vale Conhecendo a Fundação Vale 1 Conhecendo a Fundação Vale 2 1 Apresentação Missão Contribuir para o desenvolvimento integrado econômico, ambiental e social dos territórios onde a Vale atua, articulando e

Leia mais

INSTITUTO LOJAS RENNER

INSTITUTO LOJAS RENNER 2011 RELATÓRIO DE ATIVIDADES INSTITUTO LOJAS RENNER Instituto Lojas Renner Inserção de mulheres no mercado de trabalho, formação de jovens e desenvolvimento da comunidade fazem parte da essência do Instituto.

Leia mais

A letra Q, símbolo do programa de qualidade no serviço público Gespública, pelo qual a Seplan é certificada, figura em todos os seus documentos.

A letra Q, símbolo do programa de qualidade no serviço público Gespública, pelo qual a Seplan é certificada, figura em todos os seus documentos. Q A letra Q, símbolo do programa de qualidade no serviço público Gespública, pelo qual a Seplan é certificada, figura em todos os seus documentos. É uma alusão à essência e ao compromisso da Secretaria

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

V Encontro Nacional de Fortalecimento dos Conselhos Escolares

V Encontro Nacional de Fortalecimento dos Conselhos Escolares V Encontro Nacional de Fortalecimento dos Conselhos Escolares Programa Nacional de Fortalecimento dos Conselhos Escolares: uma política de apoio à gestão educacional Clélia Mara Santos Coordenadora-Geral

Leia mais

EIXO VI VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO: FORMAÇÃO, REMUNERAÇÃO, CARREIRA E CONDIÇÕES DE TRABALHO:

EIXO VI VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO: FORMAÇÃO, REMUNERAÇÃO, CARREIRA E CONDIÇÕES DE TRABALHO: EIXO VI VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO: FORMAÇÃO, REMUNERAÇÃO, CARREIRA E CONDIÇÕES DE TRABALHO: PROPOSIÇÕES E ESTRATÉGIAS 1. Profissionais da educação: formação inicial e continuada 1.1. Implantar

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL Nº 254/2014

EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL Nº 254/2014 EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL Nº 254/2014 O Presidente do Instituto Pauline Reichstul-IPR, torna público que receberá inscrições para o processo seletivo de pessoal para atuação no projeto Ações Integradas

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA DADOS DA CONSULTORIA

TERMO DE REFERÊNCIA DADOS DA CONSULTORIA TERMO DE REFERÊNCIA DADOS DA CONSULTORIA Função no Projeto: Contratação de consultoria especializada para desenvolver e implementar estratégias de impacto e sustentabilidade da Campanha Coração Azul no

Leia mais

Consulta Pública ESTRATÉGIAS

Consulta Pública ESTRATÉGIAS Plano Municipal de Educação PME Secretaria Municipal de Educação São Francisco do Sul Fórum Municipal de Educação Consulta Pública META 3: Universalizar, até 2016, o atendimento escolar para toda a população

Leia mais

DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA 52, 102, CEP

DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA 52, 102, CEP DADOS JURÍDICOS O Instituto SAVIESA DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA é uma associação, pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, com sede no município de Vitória, Estado do Espírito Santo, à Rua

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS

TERMO DE REFERÊNCIA CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS TERMO DE REFERÊNCIA CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS 1.Objetivo geral: Apoiar tecnicamente a gestão e implementação das atividades dos Projetos de Fortalecimento da Assistência Farmacêutica (Termo de Cooperação

Leia mais

A estratégia do PGQP frente aos novos desafios. 40ª Reunião da Qualidade 09-10-2006 Eduardo Guaragna

A estratégia do PGQP frente aos novos desafios. 40ª Reunião da Qualidade 09-10-2006 Eduardo Guaragna A estratégia do PGQP frente aos novos desafios 40ª Reunião da Qualidade 09-10-2006 Eduardo Guaragna PROCESSO DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO MACROFLUXO ENTRADAS PARA O PROCESSO - Análise de cenários e conteúdos

Leia mais

1. Centro para a Juventude. 199 jovens frequentaram os cursos de:

1. Centro para a Juventude. 199 jovens frequentaram os cursos de: Relatório Despertar 2014 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE Palestra para o Conselho Regional de Administração 1 O QUE É O SEBRAE? 2 O Sebrae O Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas da Bahia

Leia mais

PROGRAMA TEMPO DE ESCOLAO

PROGRAMA TEMPO DE ESCOLAO PROGRAMA TEMPO DE ESCOLAO O Programa Tempo de Escola foi iniciado em junho de 2010, com a participação de Escolas Municipais e ONGs executoras. O Programa Tempo de Escola, que inclui o Programa Mais Educação

Leia mais

Por uma educação de qualidade para crianças e adolescentes

Por uma educação de qualidade para crianças e adolescentes Por uma educação de qualidade para crianças e adolescentes O que é o Instituto C&A? Organização sem fins lucrativos que investe em educação Foi criada pelos acionistas da C&A em 1991 Missão Promover a

Leia mais

Reunião do Comitê de Marketing 13 e 14 de janeiro de 2011

Reunião do Comitê de Marketing 13 e 14 de janeiro de 2011 ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Reunião do Comitê de Marketing 13 e 14 de janeiro de 2011 Memória Presentes: membros do

Leia mais

LÍDERES DA CPLP ENCONTRO DE JOVENS. Este desafio é nosso! Iº ENCONTRO DE JOVENS LÍDERES COMUNIDADE DE PAÍSES DA CPLP NA DIÁSPORA PORTUGUESA

LÍDERES DA CPLP ENCONTRO DE JOVENS. Este desafio é nosso! Iº ENCONTRO DE JOVENS LÍDERES COMUNIDADE DE PAÍSES DA CPLP NA DIÁSPORA PORTUGUESA ENCONTRO DE JOVENS Iº ENCONTRO DE JOVENS LÍDERES COMUNIDADE DE PAÍSES DA CPLP NA DIÁSPORA PORTUGUESA Aveiro, 22 a 24 de Junho de UNIVERSIDADE DE AVEIRO Entidades Promotoras Parceiros Apoios O que é o Festival

Leia mais

Cooperação científica e técnica e o mecanismo de intermediação de informações

Cooperação científica e técnica e o mecanismo de intermediação de informações Página 144 VIII/11. Cooperação científica e técnica e o mecanismo de intermediação de informações A Conferência das Partes, Informando-se sobre o relatório do Secretário Executivo sobre as atividades do

Leia mais

Projeto Futuros Craques São Paulo

Projeto Futuros Craques São Paulo Projeto Futuros Craques São Paulo O Projeto Futuros Craques é considerado o carro chefe da B16 em São Paulo, a sua programação destina-se à oferecer esportes de maneira saudável para crianças da rede pública

Leia mais

PLANO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO NO SISTEMA PRISIONAL PLANO DE AÇÃO

PLANO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO NO SISTEMA PRISIONAL PLANO DE AÇÃO EIXO: GESTÂO Fortalecer a parceria entre e instituições parceiras para o desenvolvimento de ações educacionais Formalização de Termo de Cooperação Técnica entre e SEC do Estado para a efetivação de políticas

Leia mais

O PAPEL DO GESTOR COMO MULTIPLICADOR

O PAPEL DO GESTOR COMO MULTIPLICADOR Programa de Capacitação PAPEL D GESTR CM MULTIPLICADR Brasília 12 de maio de 2011 Graciela Hopstein ghopstein@yahoo.com.br Qual o conceito de multiplicador? Quais são as idéias associadas a esse conceito?

Leia mais

TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL

TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL Eixos Temáticos, Diretrizes e Ações Documento final do II Encontro Nacional de Educação Patrimonial (Ouro Preto - MG, 17 a 21 de julho

Leia mais

PROJETO interação FAMÍLIA x ESCOLA: UMA relação necessária

PROJETO interação FAMÍLIA x ESCOLA: UMA relação necessária PROJETO interação FAMÍLIA x ESCOLA: UMA relação necessária Apoio: Secretária municipal de educação de santo Afonso PROJETO INTERAÇÃO FAMÍLIA X ESCOLA: UMA RELAÇÃO NECESSÁRIA. É imperioso que dois dos principais

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO SEBASTIÃO DO OESTE ESTADO DE MINAS GERAIS

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO SEBASTIÃO DO OESTE ESTADO DE MINAS GERAIS LEI COMPLEMENTAR Nº 38, DE 22 DE FEVEREIRO DE 2011. Altera dispositivos e Cria Secretaria de Esporte, Cultura, Lazer e Turismo na Lei Complementar nº 24, de 23 de abril de 2009, que dispõe sobre a Organização

Leia mais

Inscrições abertas para edital com foco em crianças e adolescentes

Inscrições abertas para edital com foco em crianças e adolescentes Financiamento e apoio técnico Inscrições abertas para edital com foco em crianças e adolescentes A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) e o Conselho Nacional dos Direitos

Leia mais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais Especialização em Gestão Estratégica de Apresentação CAMPUS COMÉRCIO Inscrições Abertas Turma 02 --> Início Confirmado: 07/06/2013 últimas vagas até o dia: 05/07/2013 O curso de Especialização em Gestão

Leia mais

Ponto de Partida do Projeto Doar Escola do Futuro

Ponto de Partida do Projeto Doar Escola do Futuro Relatório Projeto Doar Objetivo: Envolver os alunos em Projetos Sociais, estimulando-os a colocar em prática os traços de caráter Cristão ensinados na Instituição. Potencializar a responsabilidade social,

Leia mais

Política de Comunicação Integrada

Política de Comunicação Integrada Política de Comunicação Integrada agosto 2009 Política de Comunicação Integrada Política de Comunicação Integrada 5 1. Objetivos Promover a comunicação integrada entre as empresas Eletrobras e dessas

Leia mais

Transformando o presente, construindo o amanhã.

Transformando o presente, construindo o amanhã. Transformando o presente, construindo o amanhã. Primeira sede em 1988 História No dia 23 de novembro de 1988, a Fundação Belgo-Mineira foi oficialmente constituída, a fim de promover ações de marketing

Leia mais

COMO SE ASSOCIAR 2014

COMO SE ASSOCIAR 2014 2014 QUEM SOMOS FUNDADO EM 2004, O CONSELHO EMPRESARIAL BRASIL CHINA CEBC É UMA INSTITUIÇÃO BILATERAL SEM FINS LUCRATIVOS FORMADA POR DUAS SEÇÕES INDEPENDENTES, NO BRASIL E NA CHINA, QUE SE DEDICA À PROMOÇÃO

Leia mais

Plan International e IIDAC com recursos do Fundo União Europeia

Plan International e IIDAC com recursos do Fundo União Europeia INSTITUTO INTERNACIONAL PARA O DESENVOLVIMENTO DA CIDADANIA TERMO DE REFERÊNCIA No. 012/2015 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA/JURÍDICA CONSULTOR POR PRODUTO 1. PROJETO Pontes para o Futuro 2. RECURSOS

Leia mais

RESUMO DOS PROGRAMAS POR TIPO

RESUMO DOS PROGRAMAS POR TIPO Tipo: 1 - Finalístico Programa: 5224 - NÚCLEO DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO Objetivo: CRIAR UM NÚCLEO DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO CAPAZ DE MAPEAR, CATEGORIZAR, ORGANIZAR E DISTRIBUIR INFORMAÇÕES PARA OS DIVERSOS

Leia mais

AVISO DE RETIFICAÇÃO II CREDENCIAMENTO N.º 502/2009

AVISO DE RETIFICAÇÃO II CREDENCIAMENTO N.º 502/2009 AVISO DE RETIFICAÇÃO II CREDENCIAMENTO N.º 502/2009 O SESI/SENAI - PR, torna pública a RETIFICAÇÃO referente ao Edital de CREDENCIAMENTO N.º 502/2009, conforme segue: Fica Incluído no ANEXO III - ÁREAS

Leia mais

Política de Patrocínios e Doações da Volvo do Brasil

Política de Patrocínios e Doações da Volvo do Brasil Política de Patrocínios e Doações da Volvo do Brasil Data de publicação: 10/07/2007 Última atualização: 10/07/2007 APRESENTAÇÃO Os patrocínios exercem um importante papel na estratégia de comunicação e

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 Institui o Programa Mais Educação, que visa fomentar a educação integral de crianças, adolescentes e jovens, por meio do apoio a atividades

Leia mais

ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL

ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL Diretor Geral O Diretor Geral supervisiona e coordena o funcionamento das unidades orgânicas do Comité Olímpico de Portugal, assegurando o regular desenvolvimento das suas

Leia mais

10º Congreso Argentino y 5º Latinoamericano de Educación Física y Ciencias

10º Congreso Argentino y 5º Latinoamericano de Educación Física y Ciencias 10º Congreso Argentino y 5º Latinoamericano de Educación Física y Ciencias Relato de experiência de um agente social sobre suas atividades com as comunidades do município de Santa Maria- RS, através do

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO N 12.653

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO N 12.653 Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO N 12.653 Estabelece a forma de organização e regulamenta o funcionamento das unidades administrativas da Secretaria de Trabalho e Geração

Leia mais

PROPOSTA DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

PROPOSTA DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA PROPOSTA DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA Proposta de ações para elaboração do Plano Estadual da Pessoa com Deficiência Objetivo Geral: Contribuir para a implementação

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO Manual com normas para solicitação de produção e publicação de material informativo jornalístico no site, lista de

Leia mais

Apresentação Institucional. Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida

Apresentação Institucional. Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida Apresentação Institucional Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida A empresa que evolui para o seu crescimento A VCN Virtual Communication Network, é uma integradora de Soluções Convergentes

Leia mais

MANUAL DE TRANSIÇÃO DE MARCA

MANUAL DE TRANSIÇÃO DE MARCA MANUAL DE TRANSIÇÃO DE MARCA Mudança da Marca e Posicionamento Esse boletim explicativo tem o objetivo de esclarecer suas dúvidas sobre a nova marca Evolua e de que forma ela será útil para aprimorar os

Leia mais

PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019

PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019 PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019 Candidato Gilmar Ribeiro de Mello SLOGAN: AÇÃO COLETIVA Página 1 INTRODUÇÃO Considerando as discussões realizadas com a comunidade interna

Leia mais

ABM BLUE CONVÊNIO E PUBLICIDADE - LTDA CNPJ: 22.153.768/0001-38 Endereço: Rua C-5, lote 09, sala 101, Taguatinga - Centro Brasília / Distrito Federal

ABM BLUE CONVÊNIO E PUBLICIDADE - LTDA CNPJ: 22.153.768/0001-38 Endereço: Rua C-5, lote 09, sala 101, Taguatinga - Centro Brasília / Distrito Federal Sumário A. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA... 3 1. Sobre Nós... 3 1.1. - Missão... 3 1.2. - Visão... 3 1.3. - Valores... 3 2. Serviços... 4 2.1. Das atividades da BLUE CONVÊNIO: seus objetivos e finalidade...

Leia mais

FORMAÇÃO DA CIDADANIA OBJETIVOS E METAS

FORMAÇÃO DA CIDADANIA OBJETIVOS E METAS FORMAÇÃO DA CIDADANIA OBJETIVOS E METAS 1. Garantir a participação juvenil na elaboração e acompanhamento das políticas públicas na área de cidadania, em nível municipal, estadual e nacional, promovendo

Leia mais

Política de Sustentabilidade

Política de Sustentabilidade Política de Sustentabilidade Síntese O Compromisso ALIANSCE para a Sustentabilidade demonstra o nosso pacto com a ética nos negócios, o desenvolvimento das comunidades do entorno de nossos empreendimentos,

Leia mais

O desafio da Integração de Políticas Esportivas. Eduardo Augusto Carreiro SESI-SP

O desafio da Integração de Políticas Esportivas. Eduardo Augusto Carreiro SESI-SP O desafio da Integração de Políticas Esportivas Eduardo Augusto Carreiro SESI-SP 1. Base de investimento do esporte no Brasil Investimento x Produção (numero de participantes) 2. Sistema federações/confederações

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul Planejamento Estratégico de TIC da Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul MAPA ESTRATÉGICO DE TIC DA JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO (RS) MISSÃO: Gerar, manter e atualizar soluções tecnológicas eficazes,

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS 1. Objetivo geral: Apoiar tecnicamente a gestão e a implementação das atividades do TC 50 - Qualidade do Sistema Único de Saúde - QUALISUS,

Leia mais

Associativismo a modernização do sindicalismo nacional

Associativismo a modernização do sindicalismo nacional A união faz a força O dito popular encaixa-se como uma luva quando o assunto é associativismo o assunto em pauta no meio sindical. As principais confederações patronais do País estão investindo nessa bandeira

Leia mais

ESCOLA TÉCNICA SANTA CASA BH CONHECIMENTO NA DOSE CERTA PARA O SEU SUCESSO PROFISSIONAL

ESCOLA TÉCNICA SANTA CASA BH CONHECIMENTO NA DOSE CERTA PARA O SEU SUCESSO PROFISSIONAL ESCOLA TÉCNICA SANTA CASA BH CONHECIMENTO NA DOSE CERTA PARA O SEU SUCESSO PROFISSIONAL A SANTA CASA BH TEM TODOS OS CUIDADOS PARA VOCÊ CONQUISTAR UMA CARREIRA SAUDÁVEL. Missão Humanizar a assistência

Leia mais