Métodos PCR em Tempo Real Testes Alimentares. Mais Rápido, Mais Fácil, Melhor

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Métodos PCR em Tempo Real Testes Alimentares. Mais Rápido, Mais Fácil, Melhor"

Transcrição

1 Métodos PCR em Tempo Real Testes Alimetares Mais Rápido, Mais Fácil, Melhor

2 O sistema iq-check tira o máximo partido do PCR em tempo real para forecer uma solução mais rápida e fiável os testes alimetares de agetes patogéicos. Cocebido tedo em mete o cotrolo de qualidade e os laboratórios de serviço, o iq-check ajuda a garatir o melhor cotrolo microbiológico de produtos alimetares e do ambiete idustrial. Abragedo uma ampla gama de testes e istrumetos para satisfazer diferetes ecessidades, o iq-check é um sistema flexível e aberto que oferece aos laboratórios idustriais de microbiologia rapidez de cotrolo e reação os respetivos procedimetos HACCP. Tecologia Comprovada Com base a amplificação geética através da reação de polimerização em cadeia (PCR) e deteção em tempo real, os kits iq-check utilizam os iiciadores do ADN e sodas fluorescetes específicos do orgaismo alvo. A deteção de um sial fluorescete para as sequêcias amplificadas visadas idica a preseça do agete patogéico a amostra a ser testada. Para uma melhor exatidão, o teste foi cocebido como um esaio multiplex: as sodas e os iiciadores para o ADN alvo e o cotrolo itero estão a mesma mistura de reação, rotulada com diferetes fluoróforos. O cotrolo itero avalia a eficácia de cada reação de amplificação por determiação da preseça de fatores iibitórios e assegurado a fiabilidade dos resultados egativos. Resultados Verdadeiramete Rápidos Acelere a libertação dos produtos acabados e lotes em processo. Devido à elevada sesibilidade e especificidade do PCR em tempo real, um úico eriquecimeto de um dia para outro é suficiete para a obteção de resultados equivaletes ou melhores do que a ISO ou outros métodos de referêcia. Ecotram-se dispoíveis protocolos com resultados em apeas 2 horas. iq-check, A sua solução para a seguraça alimetar Uma solução completa Reagetes padroizados: - Meios de eriquecimeto - Kits iq-check de PCR em tempo real - Ágares cromogéicos Testes bioquímicos de cofirmação Equipametos e software validados: - Solução de automação itegrada para preparação de amostras - Sistemas de deteção de PCR em tempo real da Bio-Rad - Iterpretação e rastreabilidade automatizadas dos dados - Liberdade para operar a ível de equipametos e reagetes Resultados mais rápidos Resultados de testes em poucas horas após o eriquecimeto Resultados de Salmoella e E. coli O57:H7 em meos de 2 horas para cares cruas Cofirmação de colóia com ágar cromogéico validado Facilidade de utilização Reagetes protos a usar Procedimetos automatizados ou mauais simples de extração do ADN com produção elevada Leitor de códigos de barras para cofiguração de placas Amplificação, deteção e iterpretação automatizadas Risco míimo Cotrolos positivos, egativos e iteros de iibição de PCR para resultados exatos e fiáveis Sem passos pós-pcr para risco míimo de cotamiação Resultados de alta qualidade VALIDAÇÃO NF certificada coforme o protocolo ISO 640 Validado por AOAC-RI, Health Caada, NordVal Flexibilidade total Até 94 amostras por série Todos os agetes patogéicos podem ser processados em paralelo a mesma placa Equipameto para produção baixa ou alta Software aberto Rastreabilidade Automação, ligação LIMS e/ou leitor de códigos de barras dispoíveis Direitos de acesso diferetes O relatório de dados completo iclui todas as iformações relativas à aálise iq-check PCR em tempo real Eriquecimeto Resultados PCR Métodos de referêcia padroizados Eriquecimeto Eriquecimeto Ágar seletivo Testes bioquímicos Resultados dia dia 2 dia 3 dias 4 7 iq-check: eriquecimeto úico de 8 a 24 horas

3 Método iq-check AOAC VALIDAÇÃO NF Health Caada NordVal Campylobacter spp. Croobacter spp. E. coli O57:H7 Listeria moocytogees Listeria spp. Salmoella spp. Salmoella Eteritidis Gees de virulêcia STEC* 7 grupos O pricipais STEC 7* * Sem Carta de Objeção por parte da USDA MiiOptico Termociclador de base MJ Mii C000 Touch Capacidade de amostras 48 poços 96 poços Fote de luz 48 LED azul-verde 6 LED filtrados o shuttle óptico Deteção óptica 2 fotodíodos 6 fotodíodos o shuttle óptico Itervalo de excitação m m Itervalo de deteção m m Capacidade multiplex Até 2 alvos Até 5 alvos Opções de coectividade uidade Até 4 uidades de PC Taxa máxima de subida 2,5 C/seg 2,5 C/seg de temperatura Capacidade do gradiete Sim Sim Itervalo do gradiete C C Itervalo diferecial 6 C 24 C da temperatura Dimesões (L x P x A) 8 x 32 x 33 cm 33 x 46 x 36 cm Peso 6.8 kg 2.4 kg CFX96 Touch Deep Well CFX Maager Software - Edição Diagóstico Idustrial O software CFX Maager cotrola todas as operações os sistemas de deteção de PCR em tempo real CFX96 e MiiOptico e itegra a cofiguração de fucioameto do iq-check Prep. Facilidade de utilização Food Sciece CFX Maager Software Idustrial Diagostic Editio Itegração da preparação automatizada de amostras, aálise automatizada e iterpretação completa de todos resultados iq-check, além de acesso completo aos gráficos e dados de amplificação Os dados podem ser importados/exportados de/para um LIMS Os relatórios podem ser arquivados O mesmo computador pode processar até 4 istrumetos CFX96 ou MiiOptico Versio V2G Bio-Rad Laboratories, Ic. All rights reserved.

4 Solução completa Desevolvida como flexível e aberta, a solução iq-check pode ser maual ou automatizada. Uma úica amostra ou até 94 amostras podem ser aalisadas em istrumetos mais pequeos (48 poços) ou istrumetos de produção mais alta (96 poços). Cada istrumeto de PCR em tempo real da Bio-Rad oferece um deseho modular úico associado a óptica de alta resolução para a deteção da sequêcia alvo através da química de deteção fluorescete. Ao associar istrumetação de PCR em tempo real, software fácil de usar e potetes kits e meios de PCR da Bio-Rad, pode obter de forma cosistete dados de alta qualidade de PCR em tempo real para todas as aplicações de testes alimetares e ambietais. A automação cofere rastreabilidade e cofiaça adicioais. Solução Maual Protocolo de Quatro Passos Eriquecimeto da amostra Extração de ADN Recolher amostra eriquecida e células da lise Preparação + amplificação PCR Adicioar ADN extraído a poços PCR Aálise, iterpretação e criação de relatório automatizadas o 5 μl Eriquecimeto Extração e cofiguração PCR Deteção Resultados Solução Automatizada Fluxo de Trabalho da Solução iq-check Prep 2 3 Carregue as amostras eriquecidas uma placa de poços profudos de acordo com a lista de trabalho Carregue os cosumíveis, reagetes e amostras e execute o sistema iq-check Prep Execute PCR em tempo real e obteha os resultados Eriquecimeto Processameto Deteção Resultados

5 Solução iq-check Prep iq-check Prep é uma plataforma para maipulação de líquidos que realiza a extração do ADN e a cofiguração da placa de PCR. A facilidade de utilização e rastreabilidade ideais são obtidas usado o software IDE CFX Maager. Cocebida para utilizar toda a ossa gama de kits de deteção de agetes patogéicos alimetares iq-check e sistema de PCR em tempo real CFX96 Touch Deep Well, oferece uma solução automatizada completamete itegrada para teste de agetes patogéicos alimetares. A solução iq-check Prep oferece mais cofiaça, melhor reprodutibilidade e robustez aos laboratórios de testes rotieiros. Ecaixa-se perfeitamete o fluxo de trabalho do laboratório e costitui uma solução ideal para laboratórios de testes de média a alta produtividade. Produtividade O seu laboratório realiza até 250 testes um turo de 8 horas Icluido preparação de amostras e tempo de recarga, é ecessário um istrumeto iq-check Prep com um CFX96 Touch Deep Well (istrumeto de PCT em tempo real) Kits iq-check Prep, CFX96 Touch Deep Well e iq-check O seu laboratório realiza mais de 500 testes um turo de 8 horas Basta adicioar mais um istrumeto CFX Sistema de Deteção PCR em Tempo Real MiiOptico Sistema de Deteção PCR em Tempo Real CFX96 Touch Deep Well O sistema MiiOptico é um dos sistemas mais pequeos e portáteis dispoíveis para aplicações de PCR em tempo real. O sistema CFX96 Touch Deep Well oferece um desempeho multiplex sesível a 5 cores um deseho com 96 poços. Sistema MiiOptico A capacidade multiplex de 2 cores permite a deteção de uma gama de fluoróforos O sistema MiiOptico icorpora uma matriz fixa de 48 LEDs um deseho óptico sem peças em movimeto Pode processar até 48 testes Sistema CFX96 Touch Deep Well Todos os compoetes para excitação e deteção de fluoróforos são trazidos diretamete para cada poço pelo deseho óptico avaçado do shuttle fotóico Pode processar até 96 testes

6 Iformação Relativa a Ecomedas Nº de catálogo Descrição Reagetes Kits iq-check Kits iq-check Campylobacter kit, 96 reações iq-check Croobacter spp. kit, 96 reações iq-check E.coli O57:H7 kit, 96 reações iq-check Listeria moocytogees II kit, 96 reações iq-check Listeria spp. kit, 96 reações iq-check Salmoella II kit, 96 reações iq-check S. Eteritidis kit, 96 reações iq-check STEC VirX kit, 96 reações iq-check STEC SerO kit, 32 reações Meios para eriquecimeto de amostras Água peptoada tampoada, 225 ml x 6 garrafas Água peptoada tampoada, 3 L x 4 sacos Água peptoada tampoada, 5 L x 2 sacos Água peptoada tampoada, 500 g Caldo Fraser ½, 225 ml x 6 garrafas Caldo Fraser ½, 3 L x 4 sacos Caldo Fraser ½, 5 L x 2 sacos Base Fraser ½, 500 g Suplemeto Fraser ½, 0 frascos TCS (Triptoa-caseía-soja), 0 ml x 25 tubos LSB (caldo especial Listeria), 225 ml x 6 garrafas LSB, 5 L x 2 sacos LSB desidratado, 500 g LSB, 5 kg SEB (Caldo de eriquecimeto STEC), 500 g SEB (Caldo de eriquecimeto STEC), 5 kg Meios cromogéicos para cofirmação RAPID E.coli O57:H7 ágar, 00 g Suplemeto de ovobiocia para RAPID E.coli O57:H7, g garrafa RAPID Listeria spp. ágar, 500 g RAPID Listeria spp. ágar, suplemeto, 0 frascos RAPID Listeria spp. ágar, suplemeto 2, 0 frascos RAPID L.moo ágar, 90 mm x 20 placas RAPID L.moo ágar, 90 mm x 20 placas RAPID L.moo ágar, Base 500 g RAPID L.moo ágar, Suplemeto, 0 frascos ( frasco qsp 500 ml) RAPID L.moo ágar, Suplemeto 2, 0 frascos ( frascos qsp 500 ml) RAPID L.moo ágar, 90 ml + supl RAPID Sakazakii ágar, 90 mm x 20 placas RAPID Salmoella ágar, 90 mm x 20 placas RAPID Salmoella ágar, 500 g RAPID Salmoella Cápsulas, 0 x coc., RAPID Salmoella Cápsulas, RAPID Salmoella Suplemeto, caixa qsp 00 aálises () Para artigos ecomedados a América do Norte, aplicam-se os seguites úmeros de catálogo: MLL-485XTU, TLS-085XTU, TCS-0803XTU, XTU, HSP-9655XTU (2) Para artigos ecomedados a Europa, aplicam-se os seguites úmeros de catálogo: 35MLL485, 35TLS085, 35TCS0803, , 35HSP-9655 Nº de catálogo Descrição Equipameto e material descartável Istrumetos Idustrial Diagostic CFX96 Touch Deep Well sistema de deteção de PCR em tempo real, 96 poços ( para América do Norte) Idustrial Diagostic MiiOptico sistema de deteção de PCR em tempo real, 48 poços CFX Maager Software Idustrial Diagostic Editio Cofiguração do sistema iq-check Prep Cosumíveis para os sistemas CFX96 Touch Deep Well e MiiOptico HSP-9655, 2 Placas PCR Hard-Shell 96 poços com saia, perfil baixo, ivólucro braco, poços bracos, x 50 MLL-485, 2 Placas PCR 48 poços perfil baixo sem saia, bracas, x 50 MSB-00 Película Microseal 'B', vedação adesiva opticamete trasparete, x 00 TLS-085, 2 Tiras de 8 tubos PCR perfil baixo 0,2 ml sem tampas, paredes fias, bracas, x 20 TCS-0803, 2 Tiras ópticas plaas de 8 tampas, para tubos e placas de 0,2 ml, ultratrasparetes, x 20 Cosumíveis para extração de ADN , 2 Tubos cóicos,,5 ml, com tampas de rosca com juta de vedação circular istalada, esterilizados, x Placa de poços profudos de ml, 96 poços, x X-Pierce Films, x X-Pierce Films, x 00 Cosumíveis para iq-check Prep Placa de poço profudo de ml, x Tubo para mistura PCR de 5 ml, x Potas 50 µl, x Potas 000 µl, x Reservatório 60 ml, x 28 HSP-9955 Placa PCR ivólucro rígido com código de barras (HSP-9955XTU para América do Norte) Compoetes do kit X-Pierce is a trademark of Excel Scietific, Ic. Notice regardig Bio-Rad thermal cyclers ad real-time systems: These products are covered by oe or more of the followig U.S. patets or their foreig couterparts owed by Eppedorf AG: U.S. Patet Numbers 6,767,52 ad 7,074,367. Hard-Shell plates are covered by oe or more of the followig U.S. patets or their foreig couterparts owed by Eppedorf AG: U.S. Patet Numbers 7,347,977; 6,340,589; ad 6,528,302. Bio-Rad Laboratories, Ic. Os kits iq-check são completos e protos a usar, icluido reagetes para preparação de amostras: Reagete de lise para extração de ADN Sodas fluorescetes Mistura de amplificação PCR, icluido cotrolo de amplificação itero Cotrolos positivos e egativos Bio-Rad, S.N.C. au capital de , Locataire-Gérat, RCS Naterre N Itracommuautaire FR Siret Life Sciece Group Web site USA Australia Austria Belgium Brazil Caada Chia Czech Republic Demark Filad Frace Germay Greece Hog Kog Hugary Idia Israel Italy Japa Korea Mexico The Netherlads New Zealad Norway Polad Portugal Russia Sigapore South Africa Spai Swede Switzerlad Taiwa Thailad Uited Kigdom Rev B US/EG Sig 23

Esta Norma estabelece o procedimento para calibração de medidas materializadas de volume, de construção metálica, pelo método gravimétrico.

Esta Norma estabelece o procedimento para calibração de medidas materializadas de volume, de construção metálica, pelo método gravimétrico. CALIBRAÇÃO DE MEDIDAS MATERIALIZADAS DE VOLUME PELO MÉTODO GRAVIMÉTRICO NORMA N o 045 APROVADA EM AGO/03 N o 01/06 SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Campo de Aplicação 3 Resposabilidade 4 Documetos Complemetes 5 Siglas

Leia mais

MINISTÉRIO DAS CIDADES, ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E AMBIENTE Instituto do Ambiente PROCEDIMENTOS ESPECÍFICOS DE MEDIÇÃO DE RUÍDO AMBIENTE

MINISTÉRIO DAS CIDADES, ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E AMBIENTE Instituto do Ambiente PROCEDIMENTOS ESPECÍFICOS DE MEDIÇÃO DE RUÍDO AMBIENTE MINISÉRIO DAS CIDADES, ORDENAMENO DO ERRIÓRIO E AMBIENE Istituto do Ambiete PROCEDIMENOS ESPECÍFICOS DE MEDIÇÃO DE RUÍDO AMBIENE Abril 2003 . Equadrameto O presete documeto descreve a metodologia a seguir

Leia mais

Sistemas de Visualização Estéreo. Uma superior qualidade de imagem para aplicação em todos os tipos de inspeção. Inclui NOVA opção

Sistemas de Visualização Estéreo. Uma superior qualidade de imagem para aplicação em todos os tipos de inspeção. Inclui NOVA opção Iclui NOVA opção de captura de imagem Sistemas de Visualização Estéreo Uma superior qualidade de imagem para aplicação em todos os tipos de ispeção. Tecologia ótica pateteada para visualização livre de

Leia mais

Um arquivo digital para dados de monitorização

Um arquivo digital para dados de monitorização Um arquivo digital para dados de moitorização Fábio Costa, Gabriel David, Álvaro Cuha ViBest e INESC TEC, Faculdade de Egeharia Uiversidade do Porto {fabiopcosta, gtd, acuha}@fe.up.pt 1 Uidade de ivestigação

Leia mais

LAYOUT CONSIDERAÇÕES GERAIS DEFINIÇÃO. Fabrício Quadros Borges*

LAYOUT CONSIDERAÇÕES GERAIS DEFINIÇÃO. Fabrício Quadros Borges* LAYOUT Fabrício Quadros Borges* RESUMO: O texto a seguir fala sobre os layouts que uma empresa pode usar para sua arrumação e por coseguite ajudar em solucioar problemas de produção, posicioameto de máquias,

Leia mais

Anexo VI Técnicas Básicas de Simulação do livro Apoio à Decisão em Manutenção na Gestão de Activos Físicos

Anexo VI Técnicas Básicas de Simulação do livro Apoio à Decisão em Manutenção na Gestão de Activos Físicos Aexo VI Técicas Básicas de Simulação do livro Apoio à Decisão em Mauteção a Gestão de Activos Físicos LIDEL, 1 Rui Assis rassis@rassis.com http://www.rassis.com ANEXO VI Técicas Básicas de Simulação Simular

Leia mais

Instrumento de medição de vídeo

Instrumento de medição de vídeo Istrumeto de medição de vídeo para medições precisas com 3 eixos 50 aos de experiêcia óptica comprovada reuidos em um efetivo istrumeto de medição de vídeo sem cotato e com 3 eixos Eficiete e ituitivo

Leia mais

PIM da Janela Única Logística Vertente funcional

PIM da Janela Única Logística Vertente funcional Workshop Stakeholders Lisboa PIM da Jaela Úica Logística Vertete fucioal Coceito e Pricípios de Fucioameto Bruo Cima Lisboa, 9 de Maio de 0 Ageda. A compoete BB do projecto MIELE. Equadrameto da compoete

Leia mais

CYCLER CHECK. Kit de teste para a validação da uniformidade da temperatura em termocicladores. pronto a usar, pré-aliquotado. REF 71044 (4 testes)

CYCLER CHECK. Kit de teste para a validação da uniformidade da temperatura em termocicladores. pronto a usar, pré-aliquotado. REF 71044 (4 testes) PT Instruções de utilização CYCLER CHECK Kit de teste para a validação da uniformidade da temperatura em termocicladores pronto a usar, pré-aliquotado REF 7104 (10 testes) REF 71044 (4 testes) Índice 1.

Leia mais

LIVRETO. Armazenamento de Amostra, Manuseio e Gestão. Um armazenamento de amostra completo e rastreável para o seu laboratório

LIVRETO. Armazenamento de Amostra, Manuseio e Gestão. Um armazenamento de amostra completo e rastreável para o seu laboratório Um armazeameto de amostra completo e rastreável para o seu laboratório LIVRETO Armazeameto de Amostra, Mauseio e Gestão PRODUÇÃO NA HOLANDA E NOS ESTADOS UNIDOS MOLDE POR INJEÇÃO E MONTAGEM EM SALA LIMPA

Leia mais

GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS E A SEGURANÇA DO ALIMENTO: UMA PESQUISA EXPLORATÓRIA NA CADEIA EXPORTADORA DE CARNE SUÍNA

GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS E A SEGURANÇA DO ALIMENTO: UMA PESQUISA EXPLORATÓRIA NA CADEIA EXPORTADORA DE CARNE SUÍNA GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS E A SEGURANÇA DO ALIMENTO: UMA PESQUISA EXPLORATÓRIA NA CADEIA EXPORTADORA DE CARNE SUÍNA Edso Talamii CEPAN, Uiversidade Federal do Rio Grade do Sul, Av. João Pessoa, 3,

Leia mais

Sistemas de medição por vídeo para medição e inspeção precisas

Sistemas de medição por vídeo para medição e inspeção precisas S W IFT-DUO SWIFT Sistemas de medição por vídeo para medição e ispeção precisas S W IFT-DUO Sistemas de medição por vídeo 2 eixos, ideais para medir recursos em 2D de peças pequeas e itricadas Variação

Leia mais

Artículo técnico CVM-NET4+ Cumpre com a normativa de Eficiência Energética. Novo analisador de redes e consumo multicanal Situação actual

Artículo técnico CVM-NET4+ Cumpre com a normativa de Eficiência Energética. Novo analisador de redes e consumo multicanal Situação actual 1 Artículo técico Joatha Azañó Departameto de Gestão Eergética e Qualidade de Rede CVM-ET4+ Cumpre com a ormativa de Eficiêcia Eergética ovo aalisador de redes e cosumo multicaal Situação actual As ormativas

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE TRANSPORTES E GESTÃO TERRITORIAL PPGTG DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL ECV

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE TRANSPORTES E GESTÃO TERRITORIAL PPGTG DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL ECV PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE TRANSPORTES E GESTÃO TERRITORIAL PPGTG DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL ECV DISCIPLINA: TGT410026 FUNDAMENTOS DE ESTATÍSTICA 8ª AULA: ESTIMAÇÃO POR INTERVALO

Leia mais

Carteiras de Mínimo VAR ( Value at Risk ) no Brasil

Carteiras de Mínimo VAR ( Value at Risk ) no Brasil Carteiras de Míimo VAR ( Value at Risk ) o Brasil Março de 2006 Itrodução Este texto tem dois objetivos pricipais. Por um lado, ele visa apresetar os fudametos do cálculo do Value at Risk, a versão paramétrica

Leia mais

Inspeção e medição em Full HD Excelente sistema de inspeção de vídeo digital, projetado para captura de imagens, documentação e medição fáceis

Inspeção e medição em Full HD Excelente sistema de inspeção de vídeo digital, projetado para captura de imagens, documentação e medição fáceis Ispeção e medição em Full HD Excelete sistema de ispeção de vídeo digital, projetado para captura de images, documetação e medição fáceis Realize ispeções, ampliações e medições em Full HD com o Makrolite

Leia mais

CAPÍTULO 8 - Noções de técnicas de amostragem

CAPÍTULO 8 - Noções de técnicas de amostragem INF 6 Estatística I JIRibeiro Júior CAPÍTULO 8 - Noções de técicas de amostragem Itrodução A Estatística costitui-se uma excelete ferrameta quado existem problemas de variabilidade a produção É uma ciêcia

Leia mais

AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL O QUE É AUTOMAÇÃO? O QUE É TELEMETRIA?

AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL O QUE É AUTOMAÇÃO? O QUE É TELEMETRIA? AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL O QUE É AUTOMAÇÃO? Desevolvemos soluções para automação idustrial em idustrias gerais, telecomado e telemetria para supervisão e cotrole remotos, com desevolvimeto e fabricação de

Leia mais

Otimização e complexidade de algoritmos: problematizando o cálculo do mínimo múltiplo comum

Otimização e complexidade de algoritmos: problematizando o cálculo do mínimo múltiplo comum Otimização e complexidade de algoritmos: problematizado o cálculo do míimo múltiplo comum Custódio Gastão da Silva Júior 1 1 Faculdade de Iformática PUCRS 90619-900 Porto Alegre RS Brasil gastaojuior@gmail.com

Leia mais

RESISTORES E RESISTÊNCIAS

RESISTORES E RESISTÊNCIAS ELETICIDADE CAPÍTULO ESISTOES E ESISTÊNCIAS No Capítulo estudamos, detre outras coisas, o coceito de resistêcia elétrica. Vimos que tal costitui a capacidade de um corpo qualquer se opôr a passagem de

Leia mais

MAC122 Princípios de Desenvolvimento de Algoritmos EP no. 1

MAC122 Princípios de Desenvolvimento de Algoritmos EP no. 1 MAC122 Pricípios de Desevolvimeto de Algoritmos EP o. 1 Prof. Dr. Paulo Mirada 1 Istituto de Matemática e Estatística (IME) Uiversidade de São Paulo (USP) 1. Estrutura dos arquivos de images o formato

Leia mais

SISTEMA DE MEDIÇÃO DE DESEMPENHO

SISTEMA DE MEDIÇÃO DE DESEMPENHO CAPÍTULO 08 SISTEMA DE MEDIÇÃO DE DESEMPENHO Simplificação Admiistrativa Plaejameto da Simplificação Pré-requisitos da Simplificação Admiistrativa Elaboração do Plao de Trabalho Mapeameto do Processo Mapeameto

Leia mais

Calendário de inspecções em Manutenção Preventiva Condicionada com base na Fiabilidade

Calendário de inspecções em Manutenção Preventiva Condicionada com base na Fiabilidade Caledário de ispecções em Mauteção Prevetiva Codicioada com base a Fiabilidade Rui Assis Faculdade de Egeharia da Uiversidade Católica Portuguesa Rio de Mouro, Portugal rassis@rassis.com http://www.rassis.com

Leia mais

defi departamento de física www.defi.isep.ipp.pt

defi departamento de física www.defi.isep.ipp.pt defi departameto de física Laboratórios de Física www.defi.isep.ipp.pt stituto Superior de Egeharia do Porto- Departameto de Física Rua Dr. Atóio Berardio de Almeida, 431 4200-072 Porto. T 228 340 500.

Leia mais

Área de Consultoria. Mais de 100 filiais e 800 profissionais na Europa e América. www.infosn.com 214 143 334. Edição Portuguesa

Área de Consultoria. Mais de 100 filiais e 800 profissionais na Europa e América. www.infosn.com 214 143 334. Edição Portuguesa Mais de 100 filiais e 800 profissioais a Europa e América www.ifos.com 214 143 334 Catálogo de Servicios Cosultoría Edição Portuguesa Catálogo de Serviços Área de Cosultoria Edição Portuguesa Catálogo

Leia mais

UM MODELO DE PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO CONSIDERANDO FAMÍLIAS DE ITENS E MÚLTIPLOS RECURSOS UTILIZANDO UMA ADAPTAÇÃO DO MODELO DE TRANSPORTE

UM MODELO DE PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO CONSIDERANDO FAMÍLIAS DE ITENS E MÚLTIPLOS RECURSOS UTILIZANDO UMA ADAPTAÇÃO DO MODELO DE TRANSPORTE UM MODELO DE PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO CONSIDERANDO FAMÍLIAS DE ITENS E MÚLTIPLOS RECURSOS UTILIZANDO UMA ADAPTAÇÃO DO MODELO DE TRANSPORTE Debora Jaesch Programa de Pós-Graduação em Egeharia de Produção

Leia mais

Pesquisa Operacional

Pesquisa Operacional Faculdade de Egeharia - Campus de Guaratiguetá esquisa Operacioal Livro: Itrodução à esquisa Operacioal Capítulo 6 Teoria de Filas Ferado Maris fmaris@feg.uesp.br Departameto de rodução umário Itrodução

Leia mais

5 Proposta de Melhoria para o Sistema de Medição de Desempenho Atual

5 Proposta de Melhoria para o Sistema de Medição de Desempenho Atual 49 5 Proposta de Melhoria para o Sistema de Medição de Desempeho Atual O presete capítulo tem por objetivo elaborar uma proposta de melhoria para o atual sistema de medição de desempeho utilizado pela

Leia mais

LEICHTMETALL-GETRIEBE MIT GLATTMOTOREN 0,37 1,1 kw

LEICHTMETALL-GETRIEBE MIT GLATTMOTOREN 0,37 1,1 kw Itelliget Drivesystems, Worldwide Services Services LEICHTMETALL-GETRIEBE MIT GLATTMOTOREN 0,37 1,1 kw BR PT REDUTORES E MOTORES EM ALUMÍNIO AS VANTAGENS DE REDUTORES DE LIGA LEVE Carcaça resistete à corrosão,

Leia mais

Métodos RAPID Cromogénicos Testes Alimentares. A Diferença é Clara

Métodos RAPID Cromogénicos Testes Alimentares. A Diferença é Clara Métodos RAPID Cromogénicos Testes Alimentares A Diferença é Clara Métodos RAPID Cromogénicos para Alimentos Enumeração em menos de 24 horas RAPID L.mono RAPID E.coli 2 O meio cromogénico RAPID L.mono deteta

Leia mais

Detecção de Perdas com WaterGEMS usando AG - Case de Sucesso

Detecção de Perdas com WaterGEMS usando AG - Case de Sucesso Detecção de Perdas com WaterGEMS usado AG - Case de Sucesso Ego. Jua Carlos Gutiérrez, M.Sc. Regioal Egieer - Water ad Wastewater Solutios Jua.Gutierrez@Betley.com Problema Mudial: cotrole e redução de

Leia mais

Estatística stica para Metrologia

Estatística stica para Metrologia Estatística stica para Metrologia Aula Môica Barros, D.Sc. Juho de 28 Muitos problemas práticos exigem que a gete decida aceitar ou rejeitar alguma afirmação a respeito de um parâmetro de iteresse. Esta

Leia mais

CAPÍTULO 5 - INTRODUÇÃO À INFERÊNCIA ESTATÍSTICA

CAPÍTULO 5 - INTRODUÇÃO À INFERÊNCIA ESTATÍSTICA CAPÍTULO 5 - INTRODUÇÃO À INFERÊNCIA ESTATÍSTICA 5. INTRODUÇÃO É freqüete ecotrarmos problemas estatísticos do seguite tipo : temos um grade úmero de objetos (população) tais que se fossem tomadas as medidas

Leia mais

CFTV GRAVAÇÃO DE VIDEO DIGITAL E GESTÃO O QUE É CFTV DIGITAL? EXISTEM 2 TIPOS DE CFTV DIGITAL

CFTV GRAVAÇÃO DE VIDEO DIGITAL E GESTÃO O QUE É CFTV DIGITAL? EXISTEM 2 TIPOS DE CFTV DIGITAL CFTV GRAVAÇÃO DE VIDEO DIGITAL E GESTÃO O QUE É CFTV DIGITAL? O CFTV que a verdade sigifica "circuito fechado de televisão", ou "circuito itero de televisão" é um sistema de câmeras baseados em computador

Leia mais

Sistema Accu-Chek Inform II Glicemia Profissional para Hospitais

Sistema Accu-Chek Inform II Glicemia Profissional para Hospitais Sistema Accu-Chek Inform II Glicemia Profissional para Hospitais Sistema Accu-Chek Inform II Controle em tempo real Leitor de código de barras integrado Leitura avançado do código de barras com confirmação

Leia mais

OTIMIZAÇÃO DA OPERAÇÃO DE TORRES DE RESFRIAMENTO

OTIMIZAÇÃO DA OPERAÇÃO DE TORRES DE RESFRIAMENTO OTIMIZAÇÃO DA OPERAÇÃO DE TORRES DE RESFRIAMENTO Kelle Roberta de Souza (1) Egeheira Química pela UNIMEP, Especialista em Gestão Ambietal pela UFSCar, Mestre em Egeharia e Tecologia Ambietal pela Uiversidad

Leia mais

STATIM 2000/5000 CASSETTE AUTOCLAVE. Operator s Manual Manual del Operador Manual do Operação

STATIM 2000/5000 CASSETTE AUTOCLAVE. Operator s Manual Manual del Operador Manual do Operação STATIM 2000/5000 CASSETTE AUTOCLAVE Operator s Maual Maual del Operador Maual do Operação STATIM 2000/5000 Operator s Maual 95-113471 Rev 1.0. Copyright 2012 SciCa Ltd. All rights reserved. Ídice 1. Itrodução.......................

Leia mais

REDUTORES DE LIGA LEVE COM MOTORES LISOS 0.37 1,1 kw

REDUTORES DE LIGA LEVE COM MOTORES LISOS 0.37 1,1 kw Itelliget Drivesystems, Worldwide Services Services REDUTORES DE LIGA LEVE COM MOTORES LISOS 0.37 1,1 kw BR PT REDUTORES E MOTORES DE ALUMÍNIO AS VANTAGENS DE REDUTORES DE LIGA LEVE Carcaça resistete à

Leia mais

[Type the document subtitle] Análise Técnica Principais conceitos, indicadores e formações gráficas

[Type the document subtitle] Análise Técnica Principais conceitos, indicadores e formações gráficas Aálise Técica Coceitos [Type the documet subtitle] Aálise Técica Pricipais coceitos, idicadores e formações gráficas A Aálise Técica (AT) tem por objetivo forecer idicações dos movimetos ou formação de

Leia mais

Eletrodinâmica III. Geradores, Receptores Ideais e Medidores Elétricos. Aula 6

Eletrodinâmica III. Geradores, Receptores Ideais e Medidores Elétricos. Aula 6 Aula 6 Eletrodiâmica III Geradores, Receptores Ideais e Medidores Elétricos setido arbitrário. A ddp obtida deve ser IGUAL a ZERO, pois os potos de partida e chegada são os mesmos!!! Gerador Ideal Todo

Leia mais

Catálog de Produtos. 2009: Volume 2. Catálogo de Produtos. Soluções de Medição e Teste de Vídeo

Catálog de Produtos. 2009: Volume 2. Catálogo de Produtos. Soluções de Medição e Teste de Vídeo Catálog de Produtos 2009: Volume 2 Catálogo de Produtos Soluções de edição e Teste de Vídeo Possibilitado iovações o Novo udo Digital empresas voltadas à criação e distribuição de coteúdo, assim como projetistas

Leia mais

CFTV GRAVAÇÃO DE VIDEO DIGITAL E GESTÃO O QUE É CFTV DIGITAL? EXISTEM 2 TIPOS DE CFTV DIGITAL

CFTV GRAVAÇÃO DE VIDEO DIGITAL E GESTÃO O QUE É CFTV DIGITAL? EXISTEM 2 TIPOS DE CFTV DIGITAL O Lie com a ecessidade de sua empresa CFTV GRAVAÇÃO DE VIDEO DIGITAL E GESTÃO O QUE É CFTV DIGITAL? O CFTV que a verdade sigifica "circuito fechado de televisão", ou "circuito itero de televisão" é um sistema

Leia mais

PARABÉNS! ASSISTÊNCIA TÉCNICA DADOS DA EMPRESA. Assistência Técnica Autorizada Cozil MANUAL DE OPERAÇÃO E INSTALAÇÃO

PARABÉNS! ASSISTÊNCIA TÉCNICA DADOS DA EMPRESA. Assistência Técnica Autorizada Cozil MANUAL DE OPERAÇÃO E INSTALAÇÃO A Empresa A Cozil produz equipametos para cozihas profissioais desde 1985. São aproximadamete três décadas de dedicação, seriedade e profissioalismo, ode costatemete vem iovado, aperfeiçoado e produzido

Leia mais

Projetos Agropecuários - Módulo 4 ANÁLISE FINANCEIRA DE INVESTIMENTO

Projetos Agropecuários - Módulo 4 ANÁLISE FINANCEIRA DE INVESTIMENTO Projetos Agropecuários - Módulo 4 ANÁLISE FINANCEIRA DE INVESTIMENTO A parte fiaceira disciplia todas as áreas de uma orgaização que esteja direta ou idiretamete ligadas à tomada de decisão. Todo profissioal

Leia mais

Séries de Potências AULA LIVRO

Séries de Potências AULA LIVRO LIVRO Séries de Potêcias META Apresetar os coceitos e as pricipais propriedades de Séries de Potêcias. Além disso, itroduziremos as primeiras maeiras de escrever uma fução dada como uma série de potêcias.

Leia mais

MAN TeleMatics. O caminho para uma frota eficiente.

MAN TeleMatics. O caminho para uma frota eficiente. Dowloadig % 99 SYSTEM Dowloadig % 71 % 25 Dowloadig % 25 % 16 % 88 START % 29 % 06 Dowloadig % 34 Dowloadig % 23 % 16 % 48 % 65 Dowloadig % 75 Dowloadig % 23 MAN TeleMatics. O camiho para uma frota eficiete.

Leia mais

1.5 Aritmética de Ponto Flutuante

1.5 Aritmética de Ponto Flutuante .5 Aritmética de Poto Flutuate A represetação em aritmética de poto flutuate é muito utilizada a computação digital. Um exemplo é a caso das calculadoras cietíficas. Exemplo:,597 03. 3 Este úmero represeta:,597.

Leia mais

Sistema Computacional para Medidas de Posição - FATEST

Sistema Computacional para Medidas de Posição - FATEST Sistema Computacioal para Medidas de Posição - FATEST Deise Deolido Silva, Mauricio Duarte, Reata Ueo Sales, Guilherme Maia da Silva Faculdade de Tecologia de Garça FATEC deisedeolido@hotmail.com, maur.duarte@gmail.com,

Leia mais

INE 5111- ESTATÍSTICA APLICADA I - TURMA 05324 - GABARITO LISTA DE EXERCÍCIOS SOBRE AMOSTRAGEM E PLANEJAMENTO DA PESQUISA

INE 5111- ESTATÍSTICA APLICADA I - TURMA 05324 - GABARITO LISTA DE EXERCÍCIOS SOBRE AMOSTRAGEM E PLANEJAMENTO DA PESQUISA INE 5111- ESTATÍSTICA APLICADA I - TURMA 534 - GABARITO LISTA DE EXERCÍCIOS SOBRE AMOSTRAGEM E PLANEJAMENTO DA PESQUISA 1. Aalise as situações descritas abaixo e decida se a pesquisa deve ser feita por

Leia mais

1.4- Técnicas de Amostragem

1.4- Técnicas de Amostragem 1.4- Técicas de Amostragem É a parte da Teoria Estatística que defie os procedimetos para os plaejametos amostrais e as técicas de estimação utilizadas. As técicas de amostragem, tal como o plaejameto

Leia mais

M = 4320 CERTO. O montante será

M = 4320 CERTO. O montante será PROVA BANCO DO BRASIL / 008 CESPE Para a veda de otebooks, uma loja de iformática oferece vários plaos de fiaciameto e, em todos eles, a taxa básica de juros é de % compostos ao mês. Nessa situação, julgue

Leia mais

Plásticos para Cultivo Celular

Plásticos para Cultivo Celular Linha Cultivo de Células e Tecidos Fabricada em poliestireno cristal virgem (GPPS), oferece produtos com alta transparência para ótima visualização e sem presença de contaminantes, assegurando integridade

Leia mais

QUALIDADE APLICADA EM LABORATÓRIO DE METROLOGIA: INCERTEZA DE MEDIÇÃO EM BLOCOS PADRÃO

QUALIDADE APLICADA EM LABORATÓRIO DE METROLOGIA: INCERTEZA DE MEDIÇÃO EM BLOCOS PADRÃO QUALIDADE APLICADA EM LABORATÓRIO DE METROLOGIA: INCERTEZA DE MEDIÇÃO EM BLOCOS PADRÃO Dr. Olívio Novaski Uiversidade Estadual de Campias - UNICAMP - DEF CP 6122 CEP 13083-970 CAMPINAS - SP - BRASIL MSc.

Leia mais

Modelo Matemático para Estudo da Viabilidade Econômica da Implantação de Sistemas Eólicos em Propriedades Rurais

Modelo Matemático para Estudo da Viabilidade Econômica da Implantação de Sistemas Eólicos em Propriedades Rurais Modelo Matemático para Estudo da Viabilidade Ecoômica da Implatação de Sistemas Eólicos em Propriedades Rurais Josiae Costa Durigo Uiversidade Regioal do Noroeste do Estado do Rio Grade do Sul - Departameto

Leia mais

Descubra o novo sistema de 5 ml!

Descubra o novo sistema de 5 ml! www.eppendorf.com/advantage Descubra o novo sistema de 5 ml! Novidades! Acessórios do sistema de 5 ml estão disponíveis para os seguintes equipamentos da Eppendorf: Centrífuga 5427 R; 5430/R; 5702/R/RH;

Leia mais

SIME Sistema de Incentivos à Modernização Empresarial

SIME Sistema de Incentivos à Modernização Empresarial SIME Sistema de Icetivos à Moderização Empresarial O presete documeto pretede fazer um resumo da Portaria.º 687/2000 de 31 de Agosto com as alterações itroduzidas pela Portaria.º 865-A/2002 de 22 de Julho,

Leia mais

Apresentando a adesão universal sem primer

Apresentando a adesão universal sem primer 4c Apresetado a adesão sem primer Fabricado a Uião Europeia. 4c A Scott Bader é uma empresa global com mais de 25 aos de experiêcia em desig de adesivos de alta qualidade e mais de 60 a fabricação de compósitos.

Leia mais

Unidade V - Desempenho de Sistemas de Controle com Retroação

Unidade V - Desempenho de Sistemas de Controle com Retroação Uidade V - Desempeho de Sistemas de Cotrole com Retroação Itrodução; Siais de etrada para Teste; Desempeho de um Sistemas de Seguda Ordem; Efeitos de um Terceiro Pólo e de um Zero a Resposta Sistemas de

Leia mais

METODOLOGIA DE CALIBRAÇÃO DE SISTEMA DE MEDIDA DE PRESSÃO EM TÚNEIS DE VENTO

METODOLOGIA DE CALIBRAÇÃO DE SISTEMA DE MEDIDA DE PRESSÃO EM TÚNEIS DE VENTO VI CONGRESSO NACIONAL DE ENGENHARIA MECÂNICA VI NATIONAL CONGRESS OF MECHANICAL ENGINEERING 18 a 21 de agosto de 2010 Campia Grade Paraíba - Brasil August 18 21, 2010 Campia Grade Paraíba Brazil METODOLOGIA

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA COM MICROSOFT EXCEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA COM MICROSOFT EXCEL MATEMÁTICA FINANCEIRA COM MICROSOFT EXCEL 2 OBJETIVO Trasmitir ao participate as formas de evolução do diheiro com o tempo as aplicações e empréstimos e istrumetos para aálise de alterativas de ivestimetos,

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA

MATEMÁTICA FINANCEIRA MATEMÁTICA FINANCEIRA VALOR DO DINHEIRO NO TEMPO Notas de aulas Gereciameto do Empreedimeto de Egeharia Egeharia Ecoômica e Aálise de Empreedimetos Prof. Márcio Belluomii Moraes, MsC CONCEITOS BÁSICOS

Leia mais

Engenharia Molecular. Kit Autossômico GEM. EM-22plex sem extração. Manual Técnico WWW.GENOMIC.COM.BR

Engenharia Molecular. Kit Autossômico GEM. EM-22plex sem extração. Manual Técnico WWW.GENOMIC.COM.BR Engenharia Molecular Kit Autossômico GEM EM-22plex sem extração Manual Técnico WWW.GENOMIC.COM.BR 1. Introdução STRs (short tandem repeats) são sequências repetitivas de 3 a 7 pares de bases encontradas

Leia mais

- 6,5% de consumo de combustível

- 6,5% de consumo de combustível - 6,5% de cosumo de combustível MAN EfficietLie 2. Meos combustível e mais gahos. Campeões da eficiêcia: MAN EfficietLie 2 Ídice O EfficietLie 2 com Euro 6 é melhor para o ambiete e utiliza meos combustível

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO E INSTALAÇÃO

MANUAL DE OPERAÇÃO E INSTALAÇÃO A Empresa A Cozil produz equipametos para cozihas profissioais desde 1985. São aproximadamete três décadas de dedicação, seriedade e profissioalismo, ode costatemete vem iovado, aperfeiçoado e produzido

Leia mais

Capítulo 2 Análise Descritiva e Exploratória de Dados

Capítulo 2 Análise Descritiva e Exploratória de Dados UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS C E N T R O D E C I Ê N C I A S E X A T A S E D E T E C N O L O G I A D E P A R T A M E N T O D E E S T A T Í S T I C A INTRODUÇÃO AO PLANEJAMENTO E ANÁLISE ESTATÍSTICA

Leia mais

MOMENTOS DE INÉRCIA. Física Aplicada à Engenharia Civil II

MOMENTOS DE INÉRCIA. Física Aplicada à Engenharia Civil II Física Aplicada à Egeharia Civil MOMENTOS DE NÉRCA Neste capítulo pretede-se itroduzir o coceito de mometo de iércia, em especial quado aplicado para o caso de superfícies plaas. Este documeto, costitui

Leia mais

CPV seu Pé Direito no INSPER

CPV seu Pé Direito no INSPER CPV seu Pé Direito o INSPE INSPE esolvida /ovembro/0 Prova A (Marrom) MATEMÁTICA 7. Cosidere o quadrilátero coveo ABCD mostrado a figura, em que AB = cm, AD = cm e m(^a) = 90º. 8. No plao cartesiao da

Leia mais

Aplicação de geomarketing em uma cidade de médio porte

Aplicação de geomarketing em uma cidade de médio porte Aplicação de geomarketig em uma cidade de médio porte Guilherme Marcodes da Silva Vilma Mayumi Tachibaa Itrodução Geomarketig, segudo Chasco-Yrigoye (003), é uma poderosa metodologia cietífica, desevolvida

Leia mais

L IE CATÁLOGO DE PRODUTOS

L IE CATÁLOGO DE PRODUTOS L IE CATÁLOGO DE PRODUTOS L IE Linha de produtos fabricados em material de alta transparência, em sala limpa escala 100,000, de acordo com as normas ISO 9001 e ISO 13485:2003/AC:2007, certificados como

Leia mais

Universidade Federal do Maranhão Centro de Ciências Exatas e Tecnologia Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Física

Universidade Federal do Maranhão Centro de Ciências Exatas e Tecnologia Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Física Uiversidade Federal do Marahão Cetro de Ciêcias Exatas e Tecologia Coordeação do Programa de Pós-Graduação em Física Exame de Seleção para Igresso o 1º. Semestre de 2011 Disciplia: Mecâica Clássica 1.

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA PREFEITURA MUNICÍPIO DE TAIOBEIRAS/MG - EDITAL 1/2014 -

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA PREFEITURA MUNICÍPIO DE TAIOBEIRAS/MG - EDITAL 1/2014 - CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA PREFEITURA MUNICÍPIO DE TAIOBEIRAS/MG - EDITAL 1/014 - ESTE CADERNO DE PROVAS DESTINA-SE AOS CANDIDATOS AOS SEGUINTES CARGOS: Auxiliar de Saúde Soldador

Leia mais

CARTÕES DE COLETA DE AMOSTRAS

CARTÕES DE COLETA DE AMOSTRAS CARDS CARTÕES DE COLETA DE AMOSTRAS Os cartões para extração Biopur proporcionam uma coleta simples, confiável e eficiente, garantindo a preservação de ácidos nucleicos a longo prazo. São ideais para o

Leia mais

Lista 2 - Introdução à Probabilidade e Estatística

Lista 2 - Introdução à Probabilidade e Estatística UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Lista - Itrodução à Probabilidade e Estatística Modelo Probabilístico experimeto. Que eveto represeta ( =1 E )? 1 Uma ura cotém 3 bolas, uma vermelha, uma verde e uma azul.

Leia mais

O SETOR DE PESQUISAS DE MARKETING,OPINIÃO E MÍDIA NO BRASIL

O SETOR DE PESQUISAS DE MARKETING,OPINIÃO E MÍDIA NO BRASIL O SETOR DE PESQUISAS DE MARKETING,OPINIÃO E MÍDIA NO BRASIL THE SECTOR OF MARKETING RESEARCH,OPINION AND MEDIA IN BRAZIL RESUMO Com base em dados da ABEP, o artigo faz um relato da evolução do setor de

Leia mais

PARECER SOBRE A PROVA DE MATEMATICA FINANCEIRA CAGE SEFAZ RS

PARECER SOBRE A PROVA DE MATEMATICA FINANCEIRA CAGE SEFAZ RS PARECER SOBRE A PROVA DE MATEMATICA FINANCEIRA CAGE SEFAZ RS O coteúdo programático das provas objetivas, apresetado o Aexo I do edital de abertura do referido cocurso público, iclui etre os tópicos de

Leia mais

A seguir, uma demonstração do livro. Para adquirir a versão completa em papel, acesse: www.pagina10.com.br

A seguir, uma demonstração do livro. Para adquirir a versão completa em papel, acesse: www.pagina10.com.br A seguir, uma demostração do livro. Para adquirir a versão completa em papel, acesse: www.pagia10.com.br Matemática comercial & fiaceira - 2 4 Juros Compostos Iiciamos o capítulo discorredo sobre como

Leia mais

Problema de Fluxo de Custo Mínimo

Problema de Fluxo de Custo Mínimo Problema de Fluo de Custo Míimo The Miimum Cost Flow Problem Ferado Nogueira Fluo de Custo Míimo O Problema de Fluo de Custo Míimo (The Miimum Cost Flow Problem) Este problema possui papel pricipal etre

Leia mais

O TESTE DOS POSTOS ORDENADOS DE GALTON: UMA ABORDAGEM GEOMÉTRICA

O TESTE DOS POSTOS ORDENADOS DE GALTON: UMA ABORDAGEM GEOMÉTRICA O TESTE DOS POSTOS ORDENADOS DE GALTON: UMA ABORDAGEM GEOMÉTRICA Paulo César de Resede ANDRADE Lucas Moteiro CHAVES 2 Devail Jaques de SOUZA 2 RESUMO: Este trabalho apreseta a teoria do teste de Galto

Leia mais

Incertezas de Medição e Ajuste de dados

Incertezas de Medição e Ajuste de dados Uiversidade Federal do Rio Grade do Sul Escola de Egeharia Egeharia Mecâica Icertezas de Medição e Ajuste de dados Medições Térmicas - ENG0308 Prof. Paulo Scheider www.geste.mecaica.ufrgs.br pss@mecaica.ufrgs.br

Leia mais

Tipo SF4B - F 111. Altura de proteção

Tipo SF4B - F 111. Altura de proteção CORTINAS DE LUZ CORTINAS DE LUZ Modelos para proteção de dedos, mãos e braços. Altura de proteção desde 0 mm até 90 mm. Distâcia de operação até 9 m. Modelo - Cortia de Luz Tipo F - proteção para os dedos

Leia mais

ESPECIALISTA EM EVENTOS E CONVENÇÕES

ESPECIALISTA EM EVENTOS E CONVENÇÕES ESPECIALISTA EM EVENTOS E CONVENÇÕES Bem-vido ao Almeat, um espaço ode tudo foi projetado especialmete para realizar desde pequeas reuiões e evetos até grades coveções, com coforto, praticidade e eficiêcia,

Leia mais

RECon Line. Conversores para Energias Renováveis

RECon Line. Conversores para Energias Renováveis RECo Lie Coversores para Eergias Reováveis Com ivestimetos cotíuos o sector da ivestigação e do desevolvimeto, a FRIEM FRIEM é líder as ovas tecologias aplicadas a coversores de alta potêcia a díodos,

Leia mais

A durabilidade e a confiabilidade da Rubbermaid são incomparáveis. Feitos Para Durar

A durabilidade e a confiabilidade da Rubbermaid são incomparáveis. Feitos Para Durar A durabilidade e a cofiabilidade da Rubbermaid são icomparáveis. Feitos Para Durar Duráveis. Cofiáveis. Apresetado um ovo padrão de excelêcia em gereciameto de resíduos e trasporte de materiais. Desde

Leia mais

www.partnervision.com.br

www.partnervision.com.br www.partervisio.com.br SERVIÇOS E SUPORTE PROCESSOS E INICIATIVAS PRODUTOS DE SOFTWARE SOLUÇÕES PARA A INDÚSTRIA Software para o Desevolvimeto de Coteúdo e Processos Para Otimizar o Desevolvimeto de Produtos

Leia mais

Faculdade de Engenharia Investigação Operacional. Prof. Doutor Engº Jorge Nhambiu

Faculdade de Engenharia Investigação Operacional. Prof. Doutor Engº Jorge Nhambiu Programação Diâmica Aula 3: Programação Diâmica Programação Diâmica Determiística; e Programação Diâmica Probabilística. Programação Diâmica O que é a Programação Diâmica? A Programação Diâmica é uma técica

Leia mais

CONTROLE DA QUALIDADE DE PADRÕES ESCALONADOS UTILIZADOS NA VERIFICAÇÃO DE MÁQUINAS DE MEDIR POR COORDENADAS

CONTROLE DA QUALIDADE DE PADRÕES ESCALONADOS UTILIZADOS NA VERIFICAÇÃO DE MÁQUINAS DE MEDIR POR COORDENADAS CONTROLE DA QUALIDADE DE PADRÕES ESCALONADOS UTILIZADOS NA VERIFICAÇÃO DE MÁQUINAS DE MEDIR POR COORDENADAS José Carlos Valete de Oliveira Aluo do mestrado profissioal em Sistemas de Gestão da Uiversidade

Leia mais

INTEGRAÇÃO DAS CADEIAS DE SUPRIMENTOS DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL COM BASE NA SELEÇÃO DE FORNECEDORES

INTEGRAÇÃO DAS CADEIAS DE SUPRIMENTOS DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL COM BASE NA SELEÇÃO DE FORNECEDORES INTEGRAÇÃO DAS CADEIAS DE SUPRIMENTOS DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL COM BASE NA SELEÇÃO DE FORNECEDORES Margaret Souza Schmidt Jobim (); Helvio Jobim Filho (); Valdeci Maciel (3) () Uiversidade Federal

Leia mais

Termociclador TION96GL. Imagens meramente ilustrativas

Termociclador TION96GL. Imagens meramente ilustrativas Termociclador TELA DE LCD COLORIDA, BLOCOS INTERCAMBIÁVEIS, TRABALHA COM MICROPLACAS DE 96 POÇOS (0,2ML) E 384 POÇOS (0,05ML) TUBOS INDIVIDUAIS OU EM TIRAS (STRIPS) DE 0,2ML, COM TAMPA AQUECIDA AJUSTÁVEL,

Leia mais

Lista 9 - Introdução à Probabilidade e Estatística

Lista 9 - Introdução à Probabilidade e Estatística UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Lista 9 - Itrodução à Probabilidade e Estatística Desigualdades e Teoremas Limites 1 Um ariro apota a um alvo de 20 cm de raio. Seus disparos atigem o alvo, em média, a 5 cm

Leia mais

Banco de Dados. Linguagem SQL

Banco de Dados. Linguagem SQL Baco de Dados Liguagem SQL 1 A liguagem SQL: história Em juho de 1970, o matemático Edgar Frak Codd, publicou o artigo "A Relatioal Model of Data for Large Shared Data Baks" a revista "Commuicatios of

Leia mais

AULA: Inferência Estatística

AULA: Inferência Estatística AULA: Iferêcia Estatística stica Prof. Víctor Hugo Lachos Dávila Iferêcia Estatística Iferêcia Estatística é um cojuto de técicas que objetiva estudar uma oulação através de evidêcias forecidas or uma

Leia mais

APONTAMENTOS DE ÁLGEBRA LINEAR E GEOMETRIA ANALÍTICA

APONTAMENTOS DE ÁLGEBRA LINEAR E GEOMETRIA ANALÍTICA UNIVERSIDADE DO ALGARVE ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA APONTAMENTOS DE ÁLGEBRA LINEAR E GEOMETRIA ANALÍTICA (III ) ÁREA DEPARTAMENTAL DE ENGENHARIA CIVIL Ídice Itrodução Aplicação do cálculo matricial aos

Leia mais

CREBi Media Kit. Site CREBI Conforme relatórios de visitas emtidos em dezembro de 2008, temos os seguintes dados médios:

CREBi Media Kit. Site CREBI Conforme relatórios de visitas emtidos em dezembro de 2008, temos os seguintes dados médios: CREBi Media Kit Atualmente, somos a mais representativa mídia eletrônica do setor de jóias e afins e também já superamos em muito as maiores médias de outras categorias de mídia. O CREBi oferece três canais

Leia mais

Revista Árvore ISSN: 0100-6762 r.arvore@ufv.br Universidade Federal de Viçosa Brasil

Revista Árvore ISSN: 0100-6762 r.arvore@ufv.br Universidade Federal de Viçosa Brasil Revista Árvore ISSN: 000-6762 r.arvore@ufv.br Uiversidade Federal de Viçosa Brasil Noce, Rommel; Carvalho Mirada Armod, Rosa Maria; Soares, Thelma Shirle; Silva Lopes da, Márcio Desempeho do Brasil as

Leia mais

SUMÁRIO 1. AMOSTRAGEM 4. 1.1. Conceitos básicos 4

SUMÁRIO 1. AMOSTRAGEM 4. 1.1. Conceitos básicos 4 SUMÁRIO 1. AMOSTRAGEM 4 1.1. Coceitos básicos 4 1.. Distribuição amostral dos estimadores 8 1..1. Distribuição amostral da média 8 1... Distribuição amostral da variâcia 11 1..3. Distribuição amostral

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 2013 MATEMÁTICA PARA TODOS OS CARGOS DA CLASSE "D" TEORIA E 146 QUESTÕES POR TÓPICOS. 1ª Edição JUN 2013

CONCURSO PÚBLICO 2013 MATEMÁTICA PARA TODOS OS CARGOS DA CLASSE D TEORIA E 146 QUESTÕES POR TÓPICOS. 1ª Edição JUN 2013 CONCURSO PÚBLICO 01 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL UFMS MATEMÁTICA PARA TODOS OS CARGOS DA CLASSE "D" TEORIA E 16 QUESTÕES POR TÓPICOS Coordeação e Orgaização: Mariae dos Reis 1ª Edição

Leia mais

UM ESTUDO DO MODELO ARBITRAGE PRICING THEORY (APT) APLICADO NA DETERMINAÇÃO DA TAXA DE DESCONTOS

UM ESTUDO DO MODELO ARBITRAGE PRICING THEORY (APT) APLICADO NA DETERMINAÇÃO DA TAXA DE DESCONTOS UM ESTUDO DO MODELO ARBITRAGE PRICING THEORY (APT) APLICADO NA DETERMINAÇÃO DA TAXA DE DESCONTOS Viícius Atoio Motgomery de Mirada e-mail: vmotgomery@hotmail.com Edso Oliveira Pamploa e-mail: pamploa@iem.efei.rmg.br

Leia mais

Questão 11. Questão 13. Questão 12. Questão 14. alternativa B. alternativa E. alternativa A

Questão 11. Questão 13. Questão 12. Questão 14. alternativa B. alternativa E. alternativa A Questão Em uma pesquisa, foram cosultados 00 cosumidores sobre sua satisfação em relação a uma certa marca de sabão em pó. Cada cosumidor deu uma ota de 0 a 0 para o produto, e a média fial das otas foi

Leia mais

CAP. I ERROS EM CÁLCULO NUMÉRICO

CAP. I ERROS EM CÁLCULO NUMÉRICO CAP I ERROS EM CÁLCULO NUMÉRICO 0 Itrodução Por método umérico etede-se um método para calcular a solução de um problema realizado apeas uma sequêcia fiita de operações aritméticas A obteção de uma solução

Leia mais