PAUTA DE REIVINDICAÇÃO Sindicato dos Empregados em Concessionárias e Distribuidoras de Veículos Automotores no Estado do Rio de Janeiro.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PAUTA DE REIVINDICAÇÃO Sindicato dos Empregados em Concessionárias e Distribuidoras de Veículos Automotores no Estado do Rio de Janeiro."

Transcrição

1 PAUTA DE REIVINDICAÇÃO Sindicato dos Empregados em Concessionárias e Distribuidoras de Veículos Automotores no Estado do Rio de Janeiro. Cláusula 1ª MANUTENÇÃO DE TODAS AS CLÁUSULAS DA ATUAL CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO: As partes convenentes, desde já, estabelecem que todas as cláusulas e termos aditivos da última CCT 2016/2017, estarão mantidos na próxima CCT 2017/2018 com as devidas correções para as cláusulas econômicas. Cláusula 2ª - CESTA BÁSICA: As empresas fornecerão mensalmente, a todos os seus empregados representados pelo Sindicato dos Empregados uma cesta básica, gratuitamente, no valor correspondente a 500,00 (Quinhentos Reais), inclusive aos empregados em gozo de auxílio doença. Cláusula 3ª - VALE TRANSPORTE: As empresas procederão aos descontos do vale-transporte de seus empregados da seguinte forma: A Os empregados que percebem salário até R$ 3500,00 (Três Mil e Quinhentos Reais), o percentual de desconto será de 0,5% (meio por cento) sobre o referido salário; B Os empregados que percebem salário acima de R$ 3500,00 (Três Mil e Quinhentos Reais), o percentual de desconto será de até 6% (seis por cento) do referido salário. PARÁG. ÚNICO Só será considerado para efeito do desconto, o salário base do empregado. Cláusula 4ª - REFEIÇÃO: As empresas reajustarão o valor facial do ticketrefeição para R$ 30,00 (Trinta Reais), em número idêntico a serem trabalhados. PARÁGRAFO ÚNICO: As empresas procederão aos descontos da seguinte forma: A Os empregados que percebem salário até R$ 1.930,00 (Hum Mil Novecentos e Trinta Reais), o percentual de desconto será de até 5% (cinco por cento) sobre o valor mensal da refeição, o mesmo ocorrendo no caso de fornecimento de refeições pela empresa; B Os empregados que percebem salário de R$ 1.930,01 (Hum Mil Novecentos e Trinta Reais e Um Centavo) a R$ 1

2 2.735,00 (Dois Mil Setecentos e Trinta e Cinco Reais), o percentual de desconto será de até 10% (dez por cento) sobre o valor mensal do ticket refeição, o mesmo ocorrendo no caso de fornecimento de refeições pela empresa; C Os empregados que percebem salário de R$ 2.735,01 (Dois Setecentos e Trinta e Cinco Reais e Um Centavo) a R$ 3.540,00 (Três Mil Quinhentos e Quarenta Reais), o percentual de desconto será de até 15% (quinze por cento) sobre o valor mensal do ticket refeição, o mesmo ocorrendo no caso de fornecimento de refeições pela empresa; D Os empregados que percebem salário acima de R$ 3,540,00 (Três Mil Quinhentos e Quarenta Reais), o percentual de desconto será de até 20% (vinte por cento) sobre o valor mensal do ticket refeição, o mesmo ocorrendo no caso de fornecimento de refeições pela empresa. Cláusula 5ª - CORREÇÃO SALARIAL: As Empresas concederão a todos os seus empregados, representados pelo Sindicato, a partir de , correção salarial, correspondente ao percentual pleno do INPC de abril de 2017, acrescidos de 5 (cinco por cento) que equivalem ao ganho real. Cláusula 6ª PLANO DE ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA: As empresas comprometem-se a proceder ao desconto, em folha de pagamento, da quantia de R$ 18,00 (Dezoito Reais) por empregado, a partir de 01 de Maio de 2017, conforme determinado na Assembleia Geral Extraordinária dos empregados da categoria, para a manutenção do Plano de Assistência Odontológica. PARÁGRAFO PRIMEIRO - Os empregados que não se opuserem ao referido desconto, automaticamente, não sofrerão os descontos da contribuição assistencial, mesmo que não façam a carta de oposição. PARÁGRAFO SEGUNDO - O empregado, após ter sido efetuado o desconto de que trata o caput da presente cláusula, deverá comparecer na sede do sindicato laboral para assinar ficha cadastral e receber a respectiva carteira de assistência odontológica ou sua exclusão. PARÁGRAFO TERCEIRO Caso o empregado queira adicionar dependentes ao benefício descrito no caput desta cláusula, o mesmo deverá solicitar ao sindicato a sua mudança de condição para associado, passando desta forma a ter direito a todos os benefícios, bem como os seus dependentes ao custo de 6% do salário mínimo vigente para titulares, 4% do salário 2

3 mínimo vigente para dependentes diretos e 8% do salário mínimo vigente para dependentes indiretos. PARÁGRAFO QUARTO - Aos empregados que se opuserem ao desconto que trata esta cláusula, será concedido o prazo de 30 (trinta) dias após o referido desconto em seu contracheque, para manifestar-se diretamente na sede do Sindicato laboral. O Sindicato Laboral irá excluir o empregado do banco de dados da operadora e fará o comunicado à mesma. PARÁGRAFO QUINTO Os empregados, associados ao sindicato laboral não sofrerão o desconto previsto no caput desta cláusula, tendo em vista que o mesmo já possui o benefício do tratamento odontológico dentro do valor pago à título de mensalidade sindical. Cláusula 7ª - PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS OU RESULTADOS DAS EMPRESAS: Levando em consideração o alto custo dos encargos sociais e em conformidade com o que dispõe, a lei /2000 as empresas concederão aos seus empregados 02 gratificações anuais nos meses de agosto de 2017 e fevereiro de 2018, sendo cada uma no valor equivalente a 02 (dois) salários nominais do empregado, que será paga a título de Participação nos Lucros e Resultados, não integrativos ao salário. Cláusula 8ª - PISO SALARIAL: Fica estabelecido a partir de 01/05/2017 como piso salarial, aplicável aos empregados o mínimo de R$ 1.930,00 (Hum Mil Novecentos e Trinta Reais). PARÁGRAFO PRIMEIRO Ao comissionista misto está garantido o piso da categoria sendo, que a parte fixa não deverá ser inferior ao salário mínimo nacional vigente conforme, preceitua o art. 7º Inciso VI da CF. PARÁGRAFO SEGUNDO - Em caso de reajuste do piso regional ficar acima do piso estipulado no caput da presente, prevalecerá o valor maior. Cláusula 9ª ADICIONAL DE INSALUBRIDADE: Tendo como base o piso da categoria. Cláusula 10ª CONTRIBUIÇÃO ASSISTENCIAL: As Empresas como meras intermediarias, descontarão dos salários dos seus empregados, em folha de pagamento, a contribuição assistencial. A contribuição assistencial será 3

4 descontada mensalmente no valor referente a 01% (um por cento) da remuneração do empregado e recolhida até o dia dez do mês subseqüente ao mês do desconto, em guia fornecida gratuitamente pelo Sindicato dos Empregados. Caso não ocorra o recolhimento até a data fixada, incidirá sobre o valor devido multa de 10%(dez por cento), além de juros de mora de 1% (um por cento) por cada mês de atraso. O referido desconto ocorrerá a partir do mês de maio de Cláusula 11ª - FIXAÇÃO DA DATA-BASE E DA VIGÊNCIA: Estipula-se para os Municípios de Angra dos Reis, Barra Mansa, Barra do Piraí, Engenheiro Paulo de Frontin, Mangaratiba, Paracambi, Paraty, Resende, Rio das Flores, Rio Claro, Valença, Volta Redonda, Belford Roxo, Duque de Caxias, Guapimirim, Itaboraí, Itaguaí, Magé, Maricá, Mesquita, Miguel Pereira, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçú, Pati do Alferes, Rio Bonito, Rio de Janeiro, São Gonçalo, São João de Meriti, Sapucaia, Tanguá, Três Rios, Vassouras, Bom Jesus de Itabapoana, Cambuci, Campos dos Goytacazes, Cardoso Moreira, Italva, Itaperuna, Macaé, Miracema, Natividade, Porciúncula, Quissamã, Santa Maria Madalena, Santo Antônio de Pádua, São Fidelis, São João da Barra, Trajano de Moraes e Varre-Sai, a data-base em , com vigência até PARÁGRAFO ÚNICO: As partes ajustam que a presente convenção se aplica a todas as concessionárias e distribuidoras de veículos automotores nacionais e importados, situadas no Estado do Rio de Janeiro, abrangendo todos os empregados, devendo ser depositada e arquivada na SRTE Superintendência das relações do Trabalho e Emprego. Cláusula 12ª ABONO DE FALTAS DO CONCESSIONARISTA: O empregado que deixar de comparecer ao serviço, para acompanhamento de filhos menores de 14 (Quatorze) anos, ou inválidos e incapazes com qualquer idade, em consultas médicas ou internações hospitalares, devidamente comprovadas, terá suas faltas abonadas, observados os limites a seguir: a) Até o máximo de 05 (Cinco) dias, no caso de consultas médicas; b) Até o máximo de 15 (Quinze) dias, no caso de internações hospitalares. Cláusula 13ª DOS TRABALHADORES TEMPORÁRIOS E/ OU TERCEIRIZADOS: Aos trabalhadores que forem contratados de forma temporária, ou ainda, os que forem contratados de forma terceirizada, nos parâmetros da PL 4302/98, a estes, serão garantidos, todas as garantias e benefícios dos empregados efetivos, sendo desta forma, representados pelo SINDCON-RJ, e contribuindo para o mesmo. 4

5 Cláusula 14ª - MULTA: O não cumprimento de quaisquer das cláusulas do presente acordo pelas empresas implicará em multa de 10 (dez) salários mínimos vigente, por infração, que reverterá em favor do Sindicato dos Empregados. Rio de Janeiro, 30 de Março de

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO DE JANEIRO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO DE JANEIRO * RESOLUÇÃO N o 746/10 TRE/RJ O TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, e CONSIDERANDO que compete, privativamente, aos Tribunais Regionais, nos

Leia mais

Sindicato das Misericórdias e Entidades Filantrópicas e Beneficentes do Estado do Rio de Janeiro.

Sindicato das Misericórdias e Entidades Filantrópicas e Beneficentes do Estado do Rio de Janeiro. Circular 11/2016 Rio de Janeiro, 29 de março de 2016. Ref: Desconto da Contribuição Sindical Ilmo Provedor / Presidente / Diretor Novamente estamos no período do desconto da Contribuição Sindical, anteriormente

Leia mais

PROFESSORA RAQUEL TINOCO

PROFESSORA RAQUEL TINOCO PROFESSORA RAQUEL TINOCO DIVISÃO TERRITORIAL Art. 9º ao14 ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA Regiões Judiciárias Comarcas Distritos Zonas Judiciárias Subdistritos Circunscrições 1 DIVISÃO JUDICIÁRIA Regiões Judiciárias

Leia mais

Situação da Dengue no Estado do Rio de Janeiro

Situação da Dengue no Estado do Rio de Janeiro Boletim Semanal Semana 34 de 2016 O Estado Regionais de Saúde: Metropolitana I Metropolitana II Litoral Sul Médio Paraíba Centro Sul Serrana Baixada Litorânea Norte Noroeste Municípios: Tabela de Municípios

Leia mais

Situação da Dengue no Estado do Rio de Janeiro

Situação da Dengue no Estado do Rio de Janeiro Boletim Semanal Semana 36 de 2016 O Estado Regionais de Saúde: Litoral Sul Noroeste Baixada Litorânea Médio Paraíba Metropolitana I Serrana Norte Centro Sul Metropolitana II Municípios: Tabela de Municípios

Leia mais

Situação da Dengue no Estado do Rio de Janeiro

Situação da Dengue no Estado do Rio de Janeiro Boletim Semanal Semana 39 de 2016 O Estado Regionais de Saúde: Litoral Sul Noroeste Baixada Litorânea Médio Paraíba Metropolitana I Serrana Norte Centro Sul Metropolitana II Municípios: Tabela de Municípios

Leia mais

Situação da Dengue no Estado do Rio de Janeiro

Situação da Dengue no Estado do Rio de Janeiro Boletim Semanal Semana 31 de 2016 O Estado Regionais de Saúde: Metropolitana I Metropolitana II Litoral Sul Médio Paraíba Centro Sul Serrana Baixada Litorânea Norte Noroeste Municípios: Tabela de Municípios

Leia mais

Situação da Dengue no Estado do Rio de Janeiro

Situação da Dengue no Estado do Rio de Janeiro Boletim Semanal Semana 49 de 2016 O Estado Regionais de Saúde: Litoral Sul Noroeste Baixada Litorânea Médio Paraíba Metropolitana I Serrana Norte Centro Sul Metropolitana II : Tabela de Situação da Dengue

Leia mais

Situação da Dengue no Estado do Rio de Janeiro

Situação da Dengue no Estado do Rio de Janeiro Boletim Semanal Semana 46 de 2016 O Estado Regionais de Saúde: Litoral Sul Noroeste Baixada Litorânea Médio Paraíba Metropolitana I Serrana Norte Centro Sul Metropolitana II : Tabela de Situação da Dengue

Leia mais

Situação da Dengue no Estado do Rio de Janeiro

Situação da Dengue no Estado do Rio de Janeiro Boletim Semanal Semana 25 de 2016 O Estado Regionais de Saúde: Metropolitana I Metropolitana II Litoral Sul Médio Paraíba Centro Sul Serrana Baixada Litorânea Norte Noroeste Municípios: Tabela de Municípios

Leia mais

Situação da Dengue no Estado do Rio de Janeiro

Situação da Dengue no Estado do Rio de Janeiro Boletim Semanal Semana 47 de 2016 O Estado Regionais de Saúde: Litoral Sul Noroeste Baixada Litorânea Médio Paraíba Metropolitana I Serrana Norte Centro Sul Metropolitana II : Tabela de Situação da Dengue

Leia mais

Situação da Dengue no Estado do Rio de Janeiro

Situação da Dengue no Estado do Rio de Janeiro Boletim Semanal Semana 44 de 2016 O Estado Regionais de Saúde: Litoral Sul Noroeste Baixada Litorânea Médio Paraíba Metropolitana I Serrana Norte Centro Sul Metropolitana II : Tabela de Situação da Dengue

Leia mais

Situação da Dengue no Estado do Rio de Janeiro

Situação da Dengue no Estado do Rio de Janeiro Boletim Semanal Semana 43 de 2016 O Estado Regionais de Saúde: Litoral Sul Noroeste Baixada Litorânea Médio Paraíba Metropolitana I Serrana Norte Centro Sul Metropolitana II Municípios: Tabela de Municípios

Leia mais

Info Dengue Relatório de situação da dengue no Estado do Rio de Janeiro

Info Dengue Relatório de situação da dengue no Estado do Rio de Janeiro Info Dengue Relatório de situação da dengue no Estado do Rio de Janeiro Data: 2016-05-05 Índice Mapa do Estado Código de Cores Sinopse Variáves nas tabelas Região Metropolitana I Duque de Caxias e Rio

Leia mais

Situação da Dengue no Estado do Rio de Janeiro

Situação da Dengue no Estado do Rio de Janeiro Boletim Semanal Semana 15 de 2017 O Estado Regionais de Saúde: Litoral Sul Noroeste Baixada Litorânea Médio Paraíba Metropolitana I Serrana Norte Centro Sul Metropolitana II : Tabela de Situação da Dengue

Leia mais

Situação da Dengue no Estado do Rio de Janeiro

Situação da Dengue no Estado do Rio de Janeiro Boletim Semanal Semana 20 de 2017 O Estado Regionais de Saúde: Litoral Sul Noroeste Baixada Litorânea Médio Paraíba Metropolitana I Serrana Norte Centro Sul Metropolitana II : Tabela de Situação da Dengue

Leia mais

Situação da Dengue no Estado do Rio de Janeiro

Situação da Dengue no Estado do Rio de Janeiro Boletim Semanal Semana 7 de 2017 O Estado Regionais de Saúde: Litoral Sul Noroeste Baixada Litorânea Médio Paraíba Metropolitana I Serrana Norte Centro Sul Metropolitana II : Tabela de Situação da Dengue

Leia mais

Info Dengue Relatório de situação da dengue no Estado do Rio de Janeiro

Info Dengue Relatório de situação da dengue no Estado do Rio de Janeiro Info Dengue Relatório de situação da dengue no Estado do Rio de Janeiro Data: 2016-03-16 Situação da dengue em todos os municípios do estado do Rio de Janeiro referentes a semana epidemiológica 10-2016,

Leia mais

Info Dengue Relatório de situação da dengue no Estado do Rio de Janeiro

Info Dengue Relatório de situação da dengue no Estado do Rio de Janeiro Info Dengue Relatório de situação da dengue no Estado do Rio de Janeiro Data: 2016-02-28 Situação da dengue em todos os municípios do estado do Rio de Janeiro referentes a semana epidemiológica 06-2016,

Leia mais

Situação da Dengue no Estado do Rio de Janeiro

Situação da Dengue no Estado do Rio de Janeiro Boletim Semanal Semana 2 de 2019 O Estado Regionais de Saúde: Metropolitana I Metropolitana II Litoral Sul Médio Paraíba Centro Sul Serrana Baixada Litorânea Norte Noroeste : Tabela de Situação da Dengue

Leia mais

Situação da Dengue no Estado do Rio de Janeiro

Situação da Dengue no Estado do Rio de Janeiro Boletim Semanal Semana 9 de 2019 O Estado Regionais de Saúde: Metropolitana I Metropolitana II Litoral Sul Médio Paraíba Centro Sul Serrana Baixada Litorânea Norte Noroeste : Tabela de Situação da Dengue

Leia mais

JORGE LUIZ GONÇALVES DE ALMEIDA Presidente Nacional da Comissão Organizadora DIRETORIA:

JORGE LUIZ GONÇALVES DE ALMEIDA Presidente Nacional da Comissão Organizadora DIRETORIA: Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos Administração Central Processo seletivo para o Programa Jovem Aprendiz dos Correios Inscrição Indeferida Edital Nº 125/2014 A Empresa Brasileira de Correios

Leia mais

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO Agosto, Setembro e Outubro de François E. J. de Bremaeker Rio de Janeiro, agosto de ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO Agosto, Setembro e Outubro de

Leia mais

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO Setembro, Outubro e Novembro de François E. J. de Bremaeker Rio de Janeiro, setembro de ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO Setembro, Outubro e Novembro

Leia mais

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO Outubro, Novembro e Dezembro de François E. J. de Bremaeker Rio de Janeiro, outubro de ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO Outubro, Novembro e Dezembro

Leia mais

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO Novembro e Dezembro de e Janeiro de François E. J. de Bremaeker Rio de Janeiro, novembro de ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO Novembro e Dezembro de

Leia mais

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO Dezembro de 2018 e Janeiro e Fevereiro de François E. J. de Bremaeker Rio de Janeiro, dezembro de 2018 ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO Dezembro de

Leia mais

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO Janeiro, Fevereiro e Março de François E. J. de Bremaeker Rio de Janeiro, janeiro de ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO Janeiro, Fevereiro e Março de

Leia mais

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO Dezembro de e Janeiro e Fevereiro de François E. J. de Bremaeker Rio de Janeiro, dezembro de ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO Dezembro de e Janeiro

Leia mais

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO Agosto, Setembro e Outubro de François E. J. de Bremaeker Rio de Janeiro, agosto de ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO Agosto, Setembro e Outubro de

Leia mais

RESOLUÇÃO SES N 1477 DE 22 DE DEZEMBRO DE 2016 ATUALIZA O PROGRAMA DE FINANCIAMENTO INTEGRADO DA ATENÇÃO BÁSICA COFINANCIAMENTO ESTADUAL.

RESOLUÇÃO SES N 1477 DE 22 DE DEZEMBRO DE 2016 ATUALIZA O PROGRAMA DE FINANCIAMENTO INTEGRADO DA ATENÇÃO BÁSICA COFINANCIAMENTO ESTADUAL. RESOLUÇÃO SES N 1477 DE 22 DE DEZEMBRO DE 2016 ATUALIZA O PROGRAMA DE FINANCIAMENTO INTEGRADO DA ATENÇÃO BÁSICA COFINANCIAMENTO ESTADUAL. O SECRETÁRIO DE ESTADO DE SAÚDE e Gestor do Sistema Único de Saúde

Leia mais

PAUTA DE REIVINDICAÇÃO Sindicato dos Empregados em Concessionárias e Distribuidoras de Veículos Automotores no Estado do Rio de Janeiro.

PAUTA DE REIVINDICAÇÃO Sindicato dos Empregados em Concessionárias e Distribuidoras de Veículos Automotores no Estado do Rio de Janeiro. PAUTA DE REIVINDICAÇÃO Sindicato dos Empregados em Concessionárias e Distribuidoras de Veículos Automotores no Estado do Rio de Janeiro. Cláusula 1ª - AVISO PRÉVIO ESPECIAL: Ao empregado que contar mais

Leia mais

CUSTEIO 339093. Total: 12.860,57. Total: 6.513,13. Total: 8.272,46. Total: 10.317,23 33909302 RESTITUIÇÕES

CUSTEIO 339093. Total: 12.860,57. Total: 6.513,13. Total: 8.272,46. Total: 10.317,23 33909302 RESTITUIÇÕES CREDORES - R.P. e Realizadas - /INVESTIMENTO - Página: Page 1 of 16 02 RESTITUIÇÕES 2º DISTRITO DA COMARCA DE CAMPOS DOS GOYTACAZES CNPJ/CPF: 23064378000154 2º RCPN DA COMARCA DA CAPITAL CNPJ/CPF: 23407222000129

Leia mais

ATENÇÃO PSICOS. EXTRA-HOSP. ATENÇÃO PSICOS. EXTRA- HOSP res.235 PORTARIAS SIA

ATENÇÃO PSICOS. EXTRA-HOSP. ATENÇÃO PSICOS. EXTRA- HOSP res.235 PORTARIAS SIA 1 PROGRAMAÇÃO PACTUADA E INTEGRADA DA ASSISTÊNCIA À SAÚDE NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO LIMITES FINANCEIROS GLOBAIS MENSAIS DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - TETO ABRIL DE 2009 APROVADO EM REUNIÃO

Leia mais

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO Dezembro de, Janeiro e Fevereiro de François E. J. de Bremaeker Rio de Janeiro, dezembro de ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO Dezembro de, Janeiro

Leia mais

um lado, o SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO DE BARRA DO PIRAÍ, VALENÇA, / , e, de outro, a Empresa......,

um lado, o SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO DE BARRA DO PIRAÍ, VALENÇA, / , e, de outro, a Empresa......, ACORDO COLETIVO DE TRABALHO que entre si fazem, de um lado, o SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO DE BARRA DO PIRAÍ, VALENÇA, VASSOURAS, MENDES E PIRAÍ, inscrito no CNPJ sob o n 28.579.308/0001-52, e,

Leia mais

Salários, Reajustes e Pagamento

Salários, Reajustes e Pagamento TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR065290/2010 NÚMERO DO PROCESSO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: DATA DE REGISTRO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 46254.003732/2009-17

Leia mais

Pesquisa de Opinião Pública Estado do Rio de Janeiro

Pesquisa de Opinião Pública Estado do Rio de Janeiro Pesquisa Estado do Paraná Rio de Janeiro Outubro Junho de de 2018 Pesquisa Espírito Santo Junho de 2018 1 essa Pesquisa de Opinião Pública Estado do Rio de Janeiro Account Manager: Murilo Hidalgo (paranapesquisas@gmail.com

Leia mais

Q1 Cidade de Residência:

Q1 Cidade de Residência: Q Cidade de Residência: Respondidas: 8 Ignoradas: RIO DE JANEIRO ANGRA DO REIS APERIBE ARARUAMA AREAL ARMACAO DO BUZIOS ARRAIAL DO CABO BARRA DO PIRAI BARRA MANSA BELFORD ROXO BOM JARDIM BOM JESUS DO ITABAPOANA

Leia mais

IV Simpósio Internacional de Salvamento Aquático

IV Simpósio Internacional de Salvamento Aquático TRAMANDAÍ-HEL.wmv SOCIEDADE BRASILEIRA DE SALVAMENTO AQUÁTICO-SOBRASA IV Simpósio Internacional de Salvamento Aquático O USO DO HELICÓPTERO NO SALVAMENTO AQUÁTICO Paulo Roberto Moreira Goulart Rio de Janeiro

Leia mais

Processos distribuídos em 2006

Processos distribuídos em 2006 Rio de Janeiro, 3 de julho de 06. Diante da solicitação realizada por Leonardo Ostwald Vilardi, doutorando na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, seguem as respostas às informações requeridas..

Leia mais

PANORAMA DA PISCICULTURA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Augusto da Costa Pereira Pesquisador e Biólogo F I P E R J

PANORAMA DA PISCICULTURA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Augusto da Costa Pereira Pesquisador e Biólogo F I P E R J PANORAMA DA PISCICULTURA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Augusto da Costa Pereira Pesquisador e Biólogo F I P E R J MUNDIAL Produção Mundial de Pescado,5 milhões de toneladas FAO - 2 5,6 milhões ton. Consumo

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2017/2018

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2017/2018 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2017/2018 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000531/2017 DATA DE REGISTRO NO MTE: 30/08/2017 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR050673/2017 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.008303/2017-11

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000660/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 08/11/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR065811/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.021348/2012-77

Leia mais

Pauta dos Trabalhadores do seguimento de Asseio e Conservação 2016.

Pauta dos Trabalhadores do seguimento de Asseio e Conservação 2016. Pauta dos Trabalhadores do seguimento de Asseio e Conservação 2016. 1)PISO SALARIAL- Os pisos salariais serão recompostos a partir de 01/01/2016, pelo percentual de 10% (dez por cento) INPC. 1.1) Os pisos

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 DATA DE REGISTRO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 22/12/2011

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 DATA DE REGISTRO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 22/12/2011 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR061899/2012 NÚMERO DO PROCESSO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 47998.008319/2011-22 DATA DE REGISTRO DA CONVENÇÃO COLETIVA

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 DATA DE REGISTRO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 28/12/2011

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 DATA DE REGISTRO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 28/12/2011 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR061900/2012 NÚMERO DO PROCESSO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 46268.004620/2011-49 DATA DE REGISTRO DA CONVENÇÃO COLETIVA

Leia mais

Principais cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho

Principais cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho SINPEFESP-(empregados)-SINDELIVRE-(patronal) Principais cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho 2012/2013. VIGÊNCIA E DATA-BASE As cláusulas e condições da presente Convenção Coletiva de Trabalho que

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000883/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 13/07/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR027076/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46334.002370/2009-57 DATA

Leia mais

CIRCULAR CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2013

CIRCULAR CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2013 CIRCULAR CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2013 Esta circular do segmento VAREJISTA se aplica aos comerciários da base comum dos sindicatos signatários deste documento: SINCOMÉRCIARIOS E SINCOMÉRCIO,

Leia mais

CIDADES CRIATIVAS. Dilemas e oportunidades

CIDADES CRIATIVAS. Dilemas e oportunidades FGV, setembro 2011 CIDADES CRIATIVAS Dilemas e oportunidades Dilemas: economia de setores não priorizados pelo mercado Literatura, Descentraliza editoração, Descentraliza publicação ç ão ç ão Artes Cênicas,

Leia mais

Principais cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho

Principais cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho SINPEFESP-(empregados)-SINDELIVRE-(patronal) Principais cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho 2012/2013. VIGÊNCIA E DATA-BASE As cláusulas e condições da presente Convenção Coletiva de Trabalho que

Leia mais

TERMO DE ADITAMENTO À CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2014

TERMO DE ADITAMENTO À CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2014 TERMO DE ADITAMENTO À CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2014 JORNADA NORMAL DE TRABALHO - Atendido ao disposto no artigo 3 da Lei n 12.790/2013, a jornada normal dos empregados comerciários não excederá

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000220/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 06/07/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR021989/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.006115/2009-49

Leia mais

SINPEFESP (empregados) e SINDICLUBE (patronal)

SINPEFESP (empregados) e SINDICLUBE (patronal) SINPEFESP (empregados) e SINDICLUBE (patronal) PRINCIPAIS CLÁUSULAS DA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO DE 2014 a 2015 REAJUSTE SALARIAL 7% (sete por cento). Sobre os salários de novembro de 2014, será aplicado

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2011

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2011 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001364/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 21/07/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR031317/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46666.001448/2010-06 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000583/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 29/05/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR017375/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46666.001300/2009-20 DATA

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR031503/2015 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 27/05/2015 ÀS 16:33 NÚMERO DO PROCESSO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 46215.016006/2014

Leia mais

Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do Curso Superior de Tecnologia em Recursos Humanos

Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do Curso Superior de Tecnologia em Recursos Humanos Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do Curso Superior de Tecnologia em Recursos Humanos A presente pesquisa foi realizada em abril de 2012, na Unidade da Carioca,

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000631/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 17/06/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR018605/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46334.001938/2009-12 DATA

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2018/2018

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2018/2018 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2018/2018 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR000466/2018 DATA DE REGISTRO NO MTE: 23/02/2018 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR003129/2018 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.002548/2018-37

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001615/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 19/08/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR043236/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.024556/2010-57

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2016/2017

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2016/2017 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2016/2017 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR064708/2016 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 23/09/2016 ÀS 10:21 NÚMERO DO PROCESSO: 46219.015089/2016-20 DATA DO PROTOCOLO: 13/10/2016 SINDICATO

Leia mais

Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do Curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética

Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do Curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do Curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética A presente pesquisa foi realizada em abril de 2012, na unidade da

Leia mais

PAUTA REIVINDICAÇÕES

PAUTA REIVINDICAÇÕES 1 PAUTA REIVINDICAÇÕES 2017-2018 SUSCITANTE: SINTENUTRI - SINDICATO DOS TÉCNICOS EM NUTRIÇÃO E DIETÉTICA DO ESTADO DE SÃO PAULO; entidade sindical profissional, registrada no Ministério do Trabalho sob

Leia mais

PAUTA REIVINDICAÇÕES

PAUTA REIVINDICAÇÕES 1 PAUTA REIVINDICAÇÕES 2018-2019 SUSCITANTE: SINTENUTRI - SINDICATO DOS TÉCNICOS EM NUTRIÇÃO E DIETÉTICA DO ESTADO DE SÃO PAULO; entidade sindical profissional, registrada no Ministério do Trabalho sob

Leia mais

Saneamento no estado do Rio de Janeiro Cobertura e Oportunidades de Investimentos

Saneamento no estado do Rio de Janeiro Cobertura e Oportunidades de Investimentos Novembro/2017 Saneamento no estado do Rio de Janeiro Cobertura e Oportunidades de Investimentos Saneamento básico é o conjunto de serviços, infraestruturas e instalações operacionais de abastecimento de

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO REAJUSTES/CORREÇÕES SALARIAIS

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO REAJUSTES/CORREÇÕES SALARIAIS TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR025062/2015 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 08/05/2015 ÀS 15:28 NÚMERO DO PROCESSO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 46215.022244/2014

Leia mais

Reunião CIB arboviroses / de abril de 2017

Reunião CIB arboviroses / de abril de 2017 Reunião CIB arboviroses / 2017 06 de abril de 2017 VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA Região Residência Notificações de Dengue, Chikungunya e Zika em 2017. Casos Notif. DENGUE CHIKUNGUNYA ZIKA Incid/100 mil hab

Leia mais

TERMO ADITIVO A ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010

TERMO ADITIVO A ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010 TERMO ADITIVO A ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MT000124/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 07/05/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR011080/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46210.001765/2009-39

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL Página 1 de 10 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001927/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR050843/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.020365/2013-69 DATA

Leia mais

Resumo da Convenção Coletiva 2011 / 2012

Resumo da Convenção Coletiva 2011 / 2012 Resumo da Convenção Coletiva 2011 / 2012 RESUMO DA CONVENÇÃO COLETIVA 2011 / 2012 Pelo presente instrumento particular, de um lado, o SINDICATO DOS PUBLICITÁRIOS, AGENCIADORES DE PROPAGANDA E TRABALHADORES

Leia mais

SINPEFESP- (empregados) SEADESP - (patronal)

SINPEFESP- (empregados) SEADESP - (patronal) SINPEFESP- (empregados) SEADESP - (patronal) Principais cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho 2013/2014. VIGÊNCIA E DATA-BASE As cláusulas e condições da presente Convenção Coletiva de Trabalho que

Leia mais

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO 008/2015

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO 008/2015 SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DO RIO DE JANEIRO SUBSECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE SUPERINTENDÊNCIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA E AMBIENTAL COORDENAÇÃO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA GERÊNCIA DE DOENÇAS

Leia mais

COMUNICADO. Seguem as Cláusulas da CCT 2018/219 ajustadas com os valores atualizados: Jornada de 8 (oito) horas diárias (40 horas semanais):

COMUNICADO. Seguem as Cláusulas da CCT 2018/219 ajustadas com os valores atualizados: Jornada de 8 (oito) horas diárias (40 horas semanais): COMUNICADO Ficou acordado nas negociações com o SINCOR-PR em 2018, a vigência da CCT por 02 (dois) anos (2018/2019), com o reajuste das Cláusulas Econômicas em 2019 - Salário Normativo, Reajuste Salarial,

Leia mais

SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE MÁQUINAS E IMPLEMENTOS AGRÍCOLAS NO RIO GRANDE DO SUL CIRCULAR ESPECIAL CONVENÇÃO COLETIVA CUT 2010/2011

SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE MÁQUINAS E IMPLEMENTOS AGRÍCOLAS NO RIO GRANDE DO SUL CIRCULAR ESPECIAL CONVENÇÃO COLETIVA CUT 2010/2011 CIRCULAR ESPECIAL CONVENÇÃO COLETIVA CUT 2010/2011 Pela presente informamos que foram encerradas as negociações coletivas do ano em curso, resultando na Convenção Coletiva de Trabalho com a Federação e

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010 SINDICATOS DO INTERIOR

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010 SINDICATOS DO INTERIOR CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010 SINDICATOS DO INTERIOR Comunicamos o Acordo Coletivo celebrado com a o Sindicato dos Empregados de Agentes Autônomos do Comércio e em Empresas de Assessoramento, Perícias,

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2015

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2015 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000926/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/06/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR070301/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46232.001993/2015-07

Leia mais

Somos vinculados à FECOMBUSTÍVEIS e mantemos ligação permanente com as entidades coirmãs em todo o Brasil.

Somos vinculados à FECOMBUSTÍVEIS e mantemos ligação permanente com as entidades coirmãs em todo o Brasil. Página 1 Conheça o seu Sindicato O Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniência no Estado do Rio de Janeiro (SINDESTADO-RJ) existe desde 1963, sendo a entidade

Leia mais

I. VIGÊNCIA, DATA-BASE E ABRANGÊNCIA. 1- VIGÊNCIA O presente instrumento vigorará de 1º de julho de a 30 de junho de

I. VIGÊNCIA, DATA-BASE E ABRANGÊNCIA. 1- VIGÊNCIA O presente instrumento vigorará de 1º de julho de a 30 de junho de CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2.016 / 2.017 SINDICATO DOS EMPREGADOS DE AGENTES AUTÔNOMOS DO COMÉRCIO E EM EMPRESAS DE ASSESSORAMENTO, PERÍCIAS, INFORMAÇÕES E PESQUISAS E DE EMPRESAS DE SERVIÇOS CONTÁBEIS

Leia mais

USANDO O IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA PARA DOAR. Prof.ª Msc Sandra Helena Pedroso Contadora CRC-RJ Abril, 2018.

USANDO O IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA PARA DOAR. Prof.ª Msc Sandra Helena Pedroso Contadora CRC-RJ Abril, 2018. USANDO O IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA PARA DOAR Prof.ª Msc Sandra Helena Pedroso Contadora CRC-RJ Abril, 2018. Você é um doador? Já foi? Você gostaria de ser? Sabe como doar? FUNDO DOS DIREITOS DA CRIANÇA

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2016/2017

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2016/2017 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2016/2017 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO que entre si celebram, de um lado o SINDICATO DOS TRABALHADORES NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO, DO MOBILIÁRIO E DA EXTRAÇÃO DE MÁRMORE, CALCÁRIO

Leia mais

SÍNTESE DA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2018/2019

SÍNTESE DA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2018/2019 SÍNTESE DA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2018/2019 CORREÇÕES SALARIAIS A partir de 1º de março de 2018, as indústrias abrangidas por esta Convenção, reajustarão os salários de seus empregados com percentual

Leia mais

PROPOSTA DE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2017 /2018

PROPOSTA DE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2017 /2018 PROPOSTA DE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2017 /2018 FEDERACAO DOS TRABALHADORES, EMPREGADOS E EMPREGADAS NO COMERCIO E SERVICOS NO ESTADO DO CEARA - FETRACE, CNPJ n. 07.343.320/0001-93, neste ato representado(a)

Leia mais

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO 004/2015

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO 004/2015 SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DO RIO DE JANEIRO SUBSECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE SUPERINTENDÊNCIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA E AMBIENTAL COORDENAÇÃO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA GERÊNCIA DE DOENÇAS

Leia mais

TERMO ADITIVO A ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

TERMO ADITIVO A ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 TERMO ADITIVO A ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000002/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 05/01/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR075415/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.018991/2011-32

Leia mais

Ao Sindicato das Indústrias do Material Plástico no Estado de Santa Catarina SIMPESC Att. do Senhor Presidente:

Ao Sindicato das Indústrias do Material Plástico no Estado de Santa Catarina SIMPESC Att. do Senhor Presidente: Joinville, 4 de março de 2014 Ao Sindicato das Indústrias do Material Plástico no Estado de Santa Catarina SIMPESC Att. do Senhor Presidente: Prezado senhor: Em Assembléia Geral Extraordinária realizada

Leia mais

SINDICATO NACIONAL DAS EMPRESAS DE TÁXI AÉREO

SINDICATO NACIONAL DAS EMPRESAS DE TÁXI AÉREO SEGUNDA CIRCULAR AEROVIÁRIOS COM ASSISTÊNCIA DA FENTAC CCT 2015 / 2016 / 2017. Nov.17 Às EMPRESAS DE TÁXI AÉREO. O SINDICATO NACIONAL DAS EMPREAS DE TÁXI AÉREO SNETA encaminha, anexa à presente circular,

Leia mais

/2009- PRINCIPAL:

/2009- PRINCIPAL: TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000548/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 08/12/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR067881/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.013810/2010-09

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço

Confira a autenticidade no endereço TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR000062/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 13/01/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR073771/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.000204/2014-60

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS001260/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 17/07/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR034965/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.008742/2012-81 DATA DO

Leia mais

Salários, Reajustes e Pagamento

Salários, Reajustes e Pagamento TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR071972/2014 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 02/12/2014 ÀS 14:30 NÚMERO DO PROCESSO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 46254.001157/2014-85

Leia mais

CLÁUSULA 3ª - O piso salarial para as funções abaixo, a partir de 1 /01/2013 até 31/12/2013, será:

CLÁUSULA 3ª - O piso salarial para as funções abaixo, a partir de 1 /01/2013 até 31/12/2013, será: TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000006/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 07/01/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR079299/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 47480.000009/2014-32

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR029342/2013 NÚMERO DO PROCESSO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: DATA DE REGISTRO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 46261.003130/2012-76

Leia mais

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO 010/2014

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO 010/2014 SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DO RIO DE JANEIRO SUBSECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE SUPERINTENDÊNCIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA E AMBIENTAL GERÊNCIA DE DOENÇAS TRANSMITIDAS POR VETORES E ZOONOSES -

Leia mais

Análise Especial IFDM 2018 Ano Base 2016: Rio de Janeiro

Análise Especial IFDM 2018 Ano Base 2016: Rio de Janeiro Análise Especial IFDM 2018 Ano Base 2016: Rio de Janeiro O Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal (IFDM) acompanha o desenvolvimento socioeconômico dos mais de cinco mil municípios brasileiros com

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 SINDICATO DOS PUBLICITÁRIOS E TRABALHADORES EM AGÊNCIAS DE PROPAGANDA DE BELO HORIZONTE, CNPJ n. 20.991.758/0001-46, neste ato representado(a) por seu Presidente,

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001766/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 26/08/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR039477/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.019141/2013-12 DATA DO PROTOCOLO: 22/08/2013 ACORDO COLETIVO

Leia mais

TERMO ADITIVO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2018/2019 RAMO CRÉDITO

TERMO ADITIVO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2018/2019 RAMO CRÉDITO TERMO ADITIVO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2018/2019 RAMO CRÉDITO FENATRACOOP - FEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRABALHADORES CELETISTAS NAS COOPERATIVAS NO BRASIL, de um lado, CNPJ n. 09.509.920/0001-04, neste

Leia mais