Vozes e Testemunhos. Ser Mulher À MULHER CASAPIANA. Curso Artístico Especializado Desenho de Arquitetura

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Vozes e Testemunhos. Ser Mulher À MULHER CASAPIANA. Curso Artístico Especializado Desenho de Arquitetura"

Transcrição

1 Presidente do Conselho Diretivo Cristina Fangueiro Conhecer a História dos Direitos das Mulher implica uma viagem em torno das múltiplas discriminações e confrontarmo-nos com uma "paisagem" repleta de repressões. Nunca é demais transmitir às gerações mais novas o longo sofrimento a que a Mulher tem sido sujeita. Poderia optar por inúmeros exemplos, mas ocorre-me evidenciar que só em 1918 é que foi elaborado um decreto-lei que autorizava as mulheres a exercerem a advocacia. O acesso à escola por parte das mulheres no Estado Novo era particularmente restrito. No século XXI, felizmente, a Mulher tem protagonizado muitos Direitos e conseguido recuperar a sua dignidade. No entanto, há ainda, muito por fazer. Não esquecemos que o machismo é, fundamentalmente, um problema cultural profundamente enraizado no imaginário coletivo de algumas sociedades. A violência doméstica está na ordem do dia e revela os números trágicos da violência que em Portugal se continua a exercer sobre as mulheres. Enquanto responsável pela Casa Pia de Lisboa, uma Instituição centrada nas áreas da educação e acolhimento, compete-me estar particularmente atenta no sentido de incentivar a nossa comunidade a empenharse nesta luta que deve ser travada do ponto de vista cultural, isto é, desde que as nossas crianças começam a aprender as primeiras letras. Este é um dos contributos fundamentais que a Escola pode dar no sentido de restituir à mulher a sua dignidade e a sua verdadeira condição humana. Termino com uma sentida homenagem às muitas gerações de mulheres (as nossas Bisavós, Avós e Mães) que sofreram e lutaram em prol da conquista de muitos Direitos que hoje consideramos elementares. Vozes e Testemunhos Ser Mulher À MULHER CASAPIANA Curso Artístico Especializado Desenho de Arquitetura Curso Vocacional de Saúde, Ambiente e Técnicas Laboratoriais Eventos e Notícias Sites a Consultar

2 02 NEWS MAR 15 VOZES Ser Mulher Mulher: sinónimo de amor e ternura. A Mulher é a voz da paciência calma e serena. A Mulher simboliza o equilíbrio, tendo existido desde o início dos tempos para compensar a ousadia e brusquidão do Homem. A Mulher é a protetora fidedigna do lar e das crianças a quem oferece todo o seu cuidado e carinho. Porque existem o Homem e a Mulher e não apenas um deles? Pois bem, esta é a razão: Deus deu vida ao Homem, mas mudou de ideias e decidiu criar alguém melhor - a Mulher. Alexandra Saraiva Pato 8ºA CED Nª Srª da Conceição Mulher é sinónimo de força, lealdade e garra. Mulher é quem consegue manter uma sublime paciência. É aquela que, apesar de todos os pensamentos perversos, consegue ter a mente pura como a água. Mulher é aquela que consegue ser transparente como as gotas da chuva, é o canto da sabedoria. É sinónimo de independência e simplicidade. É aquela que consegue ter uma calma e serenidade semelhantes à brisa de um verão quente. Mulher é o caminho infinito para o mistério; é, sem dúvida, uma bela incógnita. Mulher é quem sabe dar um abraço num momento de ternura e um raspanete no momento certo, é sinónimo de beleza. Ser mulher é ser um mundo Maria Magdalena, 8ºA CED Nª Srªda Conceição Nos dias de hoje, a mulher para além de desempenhar um papel melhor na sociedade, mantém o seu papel de mãe que é insubstituível Tomás Santos 15 Anos RA António do Couto CED Sta Clara " Única, inteligente, lutadora que não desiste, tem coragem e é brava, trata e cuida, é frágil mas forte - É MULHER!" Duarte César Curso Técnico de Desporto CED Pina Manique "Mulher bela, mulher feminina, lutadora e inspiradora. Raiz forte e caule longo de sabedoria no qual só corre boa energia! Bernardo Miranda Curso Técnico de Desporto CED Pina Manique SER MULHER Ser mulher é ser forte e suportar qualquer coisa.. Ser mulher é estar atenta e presente. Mas ser mulher também é ser homem.. Por vezes uma mulher faz de pai, e de avô. Ser mulher é "Ser forte e suportar qualquer coisa". Ser mulher é ser humano Ter direito ao mesmo que um homem. Ser mulher é ser-se flor, e acompanhar uma bela fatia de pizza com uma bela imperial. Ser mulher é ser o que os homens não entendem ou não querem entender. Bárbara Pereira Ser mulher é ser algo mais, é lutar, vencer, é conseguir o impossível; é ocupar-se com mil e uma tarefas e ainda ter tempo para si própria. Ser mulher é ser super-herói na vida real. Suportar o mundo às costas e o universo a reboque. Ser mulher é ver tudo desconcertado à sua volta e ser a louca que ainda acredita que pode ajudar a mudar o mundo. Ser mulher é ter mil sentimentos à flor da pele, ser transparente, curiosa e lutadora. Mas acima de tudo, Ser mulher é Ser capaz de Amar o Mundo! Fátima Sebastião A mulher tem um papel fundamental na sociedade que deve ser respeitado. Várias vezes as mulheres sofrem discriminação, simplesmente por "pensarem " e por serem consideradas mais fracas, vulneráveis ou mais emocionais, mas na verdade são seres fortes, portadores de uma beleza singular e complexidade genial. A mulher é fruto da natureza, dá "vida" à natureza e deve ser respeitada pelo "dom" de gerar a vida. Infelizmente, em várias culturas e tradições, as mulheres são vistas como escravas e objetos sexuais. Por isso, muitas delas sentem-se desprezadas, com baixa auto-estima e "desnecessárias". Há um papel muito grande na sociedade, por parte dos homens, que é o de tomarem consciência e contribuírem para que cada vez mais as atividades consideradas "restritas a homens" possam ser desempenhadas pelas mulheres, isto porque o ser feminino é tão capaz e importante como o ser masculino. Nedylia Rosa Educandos do Ensino Secundário Artístico Especializado CED D. Maria Pia

3 03 NEWS MAR 15 CONVIDADA SER MULHER Só sei ser mulher e, na que sou, compreendo todas que poderia ter sido. Nesta conta, um e um não são dois, são infinitas as fórmulas para chegar ao resultado de se ser mulher, e, em todos eles, elas são diferentes. No mundo actual, ser mulher significa nascer no prato com menos peso na balança das escolhas e decisões e este desequilíbrio deu e continua a dar espaço a um gigante número de situações de injustiça. As mulheres representam cerca de 50% da população mundial. Globalmente as meninas e mulheres têm menos acesso a cuidados de saúde e à instrução. Das pessoas em situação de pobreza, 70% são mulheres. Em todos os cantos do mundo, ainda que trabalhem as mesmas horas e desempenhem a mesma função, as mulheres ganham MENOS do que os homens e, na agricultura, detêm menos terreno, ainda que, enquanto proprietárias, invistam o dobro no seu cultivo. A cada dia que passa, 39 mil MENINAS são obrigadas a casar e 800 MULHERES morrem por complicações relacionadas com a gravidez, o parto e o pós-parto perfeitamente evitáveis. Na esfera política, e no mundo, as mulheres representam apenas 8% dos decisores. Parece a realidade de um universo distante no qual eu não gostaria de habitar mas a verdade é que estas mulheres existem e vivem no mesmo planeta em que pousamos os pés na terra. Mas pousamos com tal leveza que não chegamos a deixar marca. Pousamos com tal leveza que não provocamos agitação suficiente que desperte consciências e derrube estes maus hábitos, estas práticas enraizadas. A mulher que sou recusa-se a cruzar os braços e vive angustiada perante o girar do nosso mundo que parece não entrar no eixo. Enquanto actriz e apresentadora tenho procurado abordar assuntos que despertem o ser humano para o reconhecimento da igualdade do outro. Acredito com todos os sentidos do meu ser que, com toda a riqueza das nossas particularidades, no dia em que reconhecermos o outro como igual, como ser humano merecedor de uma vida digna com todas as suas liberdades, o mundo será efectivamente um lugar melhor para se frequentar. Sabiam que se as meninas forem à escola, o rendimento das famílias e a riqueza dos países aumenta? Sabiam que as mulheres gastam 80 a 90% do seu salário no bem-estar, saúde e educação dos filhos e da família? Sabiam que as raparigas mais escolarizadas casam mais tarde, morrem menos durante a gravidez e o parto, garantem melhores cuidados de alimentação e educação aos seus filhos? Sabiam que as meninas e as jovens que vão à escola fazem escolhas mais saudáveis e sabem defenderse melhor de situações de violência? Sabiam que ter as meninas e as raparigas na escola tem um forte impacto positivo no desenvolvimento económico, social e político dos países e do mundo? São muito óbvios os benefícios da luta pela igualdade mas parece haver uma barreira que congela a indignação e impede a mudança. Muitas vezes, na demora em reunir um grupo expressivo para agirmos, acabamos por ficar com o papel de espectadores passivos e serenos. Deixem-me contar-vos um segredo: o muitos fazse um a um. Tem de ser cada um de nós, na medida do alcance dos seus braços e da sua voz, a responsabilizar-se pela revolução e ela começa connosco, na primeira pessoa. É preciso saber para querer e querer é poder. Cláudia Semedo Jornalista e apresentadora de televisão (investida Embaixadora do Ano Europeu do Desenvolvimento 2015 pelo Camões- Instituto da Cooperação e da Língua)

4 04 NEWS MAR 15 ARTIGO INTERNO " À MULHER CASAPIANA" Desde os primórdios da humanidade que a mulher tem lutado para conquistar os seus direitos. Durante séculos, a sociedade considerava que a mulher devia limitar-se a cumprir com as suas funções de esposa e mãe. Com o tempo, as mulheres começaram a desempenhar funções socais mais relevantes em diversas áreas, como no mundo do trabalho e da política. É graças à mulher que a nossa espécie continua. Foi ela quem inspirou os grandes pintores, os grandes escritores de textos literários, foi ela quem inspirou os músicos a criarem as mais belas canções. A mulher é por natureza um ser multifacetado, desempenhando o seu papel de mãe, mulher, trabalhadora, participativa e capaz de contribuir de forma inequívoca para a evolução dos tempos e da nossa sociedade. A mulher percorreu um longo caminho para alcançar um estatuto de igualdade face ao homem e saiu da sombra a que a história a tinha condenado. Essa luta tem sido histórica. Neste último século a mulher adquiriu o direito ao voto, à participação ativa na vida cívica e politica, ao divórcio, a tratar dos filhos em situação de divórcio, à independência face ao cônjuge ou pai, a trabalhar em igualdade de oportunidades e salário e a exercer cargos políticos, bem como profissões exclusivamente masculinas. Adquiriu também o direito a estudar e frequentar o ensino superior e a ter a sua independência económica e poder financeiro, outrora exclusivo do chefe de família, estatuto só abolido em 1977 com a revisão do Código Civil. A história nunca favoreceu as mulheres, no entanto, algumas conseguiram, em épocas onde o seu papel era totalmente anulado, contribuir para alcançar a igualdade e destacarem-se numa sociedade masculina. É o caso da Rainha D. Leonor, que em 1487 criou as Misericórdias, a primeira instituição pública de beneficência. Deve-se a esta Rainha a primeira forma de ação social pública da história portuguesa. Também a Rainha D. Maria Pia (que dá hoje nome ao CED D. Maria Pia) foi uma mulher que se destacou pelo seu porte, a sua figura, a sua generosidade e o seu espírito moderno, quase vanguardista para a época, tornaram-na numa Rainha adorada pelo povo e hoje lembrada por todos como o "Anjo da Caridade", por se dedicar às causas sociais. D. Maria I foi a primeira rainha reinante em Portugal. Rainha amante da paz, dedicada a obras sociais, fundou no âmbito da assistência, a Casa Pia de Lisboa (Real Casa Pia do Castelo) por influência do Intendente Geral da Polícia da Corte e do Reino, Pina Manique. A padroeira da Casa Pia de Lisboa foi a Rainha Santa Isabel, por isso foi escolhido o dia 3 de julho para a inauguração (1780), dia da Santa Padroeira. No ano de 1889, Elisa Augusta da Conceição de Andrade torna-se a primeira mulher licenciada em medicina através da Faculdade de Medicina de Lisboa e no ano seguinte é autorizado o acesso das raparigas aos liceus públicos. É em 1910, aquando da implantação da República que a primeira mulher vota em Portugal. Aproveitando-se da omissão legal sobre o sexo do chefe de família, Carolina Beatriz Ângelo - médica, viúva e mãe de duas crianças - faz prevalecer a sua condição de chefe de família para depositar o seu voto nas eleições para a Assembleia Constitucional. Em 1920, foi autorizado o acesso das raparigas aos liceus dos rapazes e seis anos depois, no início do Estado Novo, as mulheres foram autorizadas a ensinar em liceus masculinos. Em 1931, o direito de voto foi concedido às mulheres com um grau universitário ou com o secundário concluído. Em 1974, o regime autocrático é derrubado e substituído por um regime democrático. As mulheres podem aceder pela primeira vez à magistratura, ao serviço diplomático e a certas posições na administração local, que lhes estavam interditas. São abolidas as restrições ao direito ao voto e o país assiste à primeira mulher

5 05 NEWS MAR 15 ministra: Maria da Lourdes Pintasilgo, como Ministra dos Assuntos Sociais. Em 1997, a Constituição da República é novamente revista. As alterações mais importantes sobre os Direitos das Mulheres são o conceber a promoção da Igualdade de Oportunidades entre Mulheres e Homens, como uma das tarefas fundamentais do Estado e a afirmação de que a igual participação política das mulheres e dos homens, deve ser consumada. O nível académico médio das mulheres é hoje bem superior ao dos homens evidenciando-se em áreas como a política, o desporto, a saúde e a educação. Na área da educação e ação social, destacam-se na última década a Dra. Joaquina Madeira e a Dra. Cristina Fangueiro na direção da Casa Pia de Lisboa, assumindo um papel relevante e de destaque, na promoção e proteção dos direitos de cada criança, assegurando desta forma a criação de bases para um futuro equitativo e sustentável. Destaca-se o papel ativo das mulheres, que exercem e exerceram a sua atividade profissional na Casa Pia e contribuíram significativamente para o cumprimento da missão da Instituição (Educadoras, Professoras, Assistentes de Ação Educativa, Costureiras, Cozinheiras, Assistentes Sociais, Psicólogas e funcionárias de outros serviços). Muitas foram as educandas que ao longo dos anos tiveram na Casa Pia o suporte educativo e formativo que mais tarde lhes permitiu a sua independência económica. Atualmente, muitas educandas, algumas já mães, procuram hoje o apoio da Casa Pia para frequentarem cursos profissionais com vista a uma melhor inserção profissional e independência financeira. A todas as mulheres Casapianas, um bem-hajam. ARTIGO INTERNO Grita, mulher! Afinal o que são os direitos humanos, se nem tu própria os conheces? Ouviste falar da liberdade de expressão, e de igualdade perante a lei e que esses são Direitos que todas as pessoas têm devido à sua condição de humanas. Mas tu, que nada conheces deste assunto perguntas a ti própria por que é que continuas a ser descriminada, física e psicologicamente sem garantires o exercício dos teus direitos na tua liberdade individual. Já perguntaste a ti própria, por que é que continuas a não ser considerada na sociedade, não seres tratada por igual ou simplesmente seres um objecto, completamente dependente dos homens. Esses, casam quando querem o número de vezes que lhes apetece!.. Grita, mulher, não deixes de reivindicar a garantia dos teus direitos, pois estes são prioritários nas sociedades que lutam contra a injustiça, que faz com que te sintas aprisionada e injustiçada! Grita, mulher, pois o teu rosto não vê nunca a luz do dia, nem para te tirarem a foto para o Bilhete de Identidade /Cartão de Cidadão. Grita, mulher, quando todo o teu tempo é ensacado no uso do véu e da burca, desde a puberdade. És ainda obrigada a aceitar piamente a escolha de marido, seja ele quem for à face do dote e independentemente da idade. Grita, mulher, toma consciência do teu valor, e acredita que os homens já não são superiores, como no passado. Grita, mulher, quando no tribunal te aceitam o testemunho pela metade. Grita, mulher, pois está na altura de te emancipares e acreditares que a restrição opressiva imposta pelo homem já terminou. Grita, mulher e luta pela igualdade perante o voto, pois já não és nem deves ser objeto! Helena Sabino Assistente Social CED D. Maria Pia As amarras são tais que para tirares uma simples radiografia não te podes desnudar, pondo em causa a tua própria saúde ou a tua própria vida.

6 06 NEWS MAR 15 Grita, pois és igual perante o direito de viver, o direito de te exprimires, e teres o direito à cultura, à economia e teres direitos sociais. Não aceites andar sempre na rua atrás do teu homem, nem aceites ser mais agredida. Grita, mulher quando és privada de comer à mesa com o teu marido ou mesmo de rezar na sala principal da Mesquita, apenas vedada aos homens. Grita, não deixes de lutar nunca!... Cremilde Carvalho Docente do CED D. Maria Pia SER MULHER Nascemos todos iguais Mas algo nos diferencia Se é menino, é um rapaz Se é menina, que harmonia! Mas isso são aparências Num invólucro de pele Ser mulher, é ser sensível Ter a doçura do mel É saber rir e chorar É ser esposa, mãe, avó É lutar sem desistir Mesmo quando luta só A mulher é alma, é paz É conforto, luz, amor Ninguém pode imaginar Um jardim sem uma flor Ser mulher é dar-se sempre Em tudo, em qualquer sistema Não olha à raça nem cor Ser mulher, É UM POEMA! Zulmira Servo Antiga aluna da Casa Pia de Lisboa ( ) Secções "28 de maio" e "Santa Clara" A definição de mulher não tem tempo nem espaço, nem tão pouco palavras que a descrevam no seu expoente máximo. Não tem sinónimo nem par, nem equivalência no seu todo. Representa, mais do que um género, uma força matriz, em flor, no esplendor das Eras. Mulher é irreverência, liberdade, e simultaneamente, fragilidade, beleza, a simplicidade e a necessidade de proteção. É o alento, o cerne, de todas as coisas. A amplitude do nascimento, a vida por desabrochar. Mulher é vida, alegria, cor e inspiração. Mulher é princípio, meio e fim. Mulher é ser mulher, é ter o amor no coração, a luxúria nas curvas, a intensidade no olhar. A solta jovialidade nos cabelos, a segurança nas mãos, a proteção no abraço. O saber nas palavras, a distância no rosto, a dor numa lágrima, a certeza nas ações. A verdade de um afeto, a felicidade despreocupada de se ser, de se existir. Cada mulher é uma história por contar, com múltiplos capítulos. Cada mulher se faz menina, mulher por florescer, por crescer face aos dias e ao anoitecer. Cada menina se faz mulher, mãe. O mais belo dos vocábulos do dicionário do viver, do conhecer, do impossível até acontecer. Cada gesto feminino encerra segredos sem fim, momentos infinitos da glória do passar do tempo, das coisas. Cada som trazendo uma mensagem secreta por desvendar. Cada passo singelo uma escolha perante as opções, as razões, as implicações de se ser mulher. Mulher é para ser amada, protegida. Cuidada, amparada. É a base da Vida. Mariana Lopes, educanda do curso Técnico de Optica Ocular do CED Pina Manique

7 07 NEWS MAR 15 CURSOS na CASA PIA ENSINO SECUNDÁRIO ARTÍSTICO ESPECIALIZADO DESENHO DE ARQUITETURA PODE CONCORRER 9º ano completo ou formação equivalente. CONFERE Qualificação Profissional de nível 4 e 12º ano de escolaridade DURAÇÃO 3 anos / 3100 horas ONDE CED Jacob Rodrigues Pereira PERFIL É o profissional qualificado para trabalhar em ateliers de arquitetura e executar graficamente a representação de projetos, utilizando desenho assistido por computador, em 2D e 3D, imagem digital e apresentação interativa de projetos. SAÍDAS PROFISSIONAIS São Entidades Empregadoras os Gabinetes de arquitetura; Gabinetes técnicos da administração pública; Gabinetes técnicos de Câmaras Municipais; Empresas de construção civil; Gabinetes técnicos de empresas de outros sectores COORDENAÇÃO Alexandre Louro

8 08 NEWS MAR 15 CURSOS na CASA PIA CURSO VOCACIONAL DE SAÚDE, AMBIENTE E TÉCNICAS LABORATORIAIS PODE CONCORRER Jovens com mais de 13 anos, designadamente aqueles que tenham duas retenções no mesmo ciclo ou três retenções em ciclos distintos. CONFERE 9º ano de Escolaridade DURAÇÃO horas por ano. ONDE CED D. Nuno Álvares Pereira PERFIL / OBJETIVO Permite obter certificação escolar correspondente ao 3º CEB e adquirir conhecimentos, desenvolver capacidades e práticas no domínio da saúde, ambiente e técnicas laboratoriais.

9 09 NEWS MAR 15 EVENTOS E NOTÍCIAS OCAMPEONATO DAS PROFISSÕES - SKILLS NA CASA PIA DE LISBOA No passado dia 06 de março realizou-se o encerramento do Campeonato das Profissões - Skills CPL com vista a preparar os nossos educandos para o próximo Skills Portugal promovido pelo IEFP. Parabéns a todos os participantes. CASA PIA PARTICIPA NA FUTURÁLIA Realizou-se, entre os dias 11 a 14 de Março, a Futurália, a maior feira de educação, formação e orientação educativa em Portugal, na Feira Internacional de Lisboa, onde a Casa Pia de Lisboa, esteve mais uma vez presente. A Casa Pia apresentou a sua oferta formativa e educativa para o ano letivo de 2015/2016, animando o stand com um extenso programa de atividades, através de apresentações ao vivo, abertas à participação de todos. Um agradecimento a todos os educandos que estiveram no stand, que, mais uma vez foram os melhores embaixadores da Instituição.

10 10 NEWS MAR 15 SITES A CONSULTAR Apoio à Vitima Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género Apoio para o Planeamento Familiar Wikipedia - História das Mulheres _mulheres FICHA TÉCNICA Proprietário: Casa Pia de Lisboa, I.P. Diretora: Cristina Fangueiro. Coordenação/Edição: Centro Cultural Casapiano Conselho Editorial: Áurea Maia, Carla Ventura, Cristina Fangueiro,Conceição Duarte, Diana Carmona, Fátima Martinho, Graça Freitas, Hugo Agostinho, Ilda Pissara, Isabel Morais, Isabel Gil, João Louro, Paula Liques, Magda Costa, Margarida Neves, Olga Miralto, Paulo Videira, Pedro Figueiredo, Pedro Silveira, Raquel Afonso, Rui Eira, Vasco Barata e Vera Matos. Colaboraram nesta edição: Cláudia Semedo - Jornalista e apresentadora de televisão. Helena Sabino - Assistente Social do CED D. Maria Pia. Zulmira Servo - Antiga aluna da Casa Pia de Lisboa. Cremilde Carvalho - docente do CED D. Maria Pia. Educandos do CED de Santa Clara, do CED de Pina Manique e do CED de N. Srª da Conceição. Design e Paginação: Teresa Reynolds /Casa Pia de Lisboa Redação e Assinaturas: Centro Cultural Casapiano Rua dos Jerónimos, nº 7 A Lisboa Tel Fax: Data de Publicação: Março de 2015 Distribuição: Digital gratuita Newsletter disponível em CONTACTOS Contactos dos Serviços Centrais: Av. do Restelo, nº Lisboa Tel.: Fax: Contactos dos Centros de Educação e Desenvolvimento: D. Maria Pia Tel.: D. Nuno Álvares Pereira Tel.: Jacob Rodrigues Pereira Tel.: Pina Manique Tel.: Francisco Margiochi Tel.: Santa Clara Tel.: Nª Srª da Conceição Tel.: Santa Catarina Tel.: António Aurélio da Costa Ferreira Tel.:

Vozes e Testemunhos. O CED D. Nuno Alvares Pereira é: Modelo de Excelência de Promoção da Cidadania.

Vozes e Testemunhos. O CED D. Nuno Alvares Pereira é: Modelo de Excelência de Promoção da Cidadania. Presidente do Conselho Diretivo Cristina Fangueiro A identidade da Casa Pia de Lisboa (CPL), desde a sua génese, pode ser resumida através do combate à pobreza. Não é por acaso que a nossa missão está,

Leia mais

Concurso Literário. O amor

Concurso Literário. O amor Concurso Literário O Amor foi o tema do Concurso Literário da Escola Nova do segundo semestre. Durante o período do Concurso, o tema foi discutido em sala e trabalhado principalmente nas aulas de Língua

Leia mais

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma.

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. PERTO DE TI Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. Jesus! Perto de ti, sou mais e mais. Obedeço a tua voz. Pois eu sei que tu és Senhor, o

Leia mais

CONSELHO INTERACÇÃO. Declaração Universal dos Deveres do Homem. Setembro de 1997. Criado em 1983. InterAction Council

CONSELHO INTERACÇÃO. Declaração Universal dos Deveres do Homem. Setembro de 1997. Criado em 1983. InterAction Council CONSELHO INTERACÇÃO Criado em 1983 Declaração Universal dos Deveres do Homem Setembro de 1997 InterAction Council Declaração Universal dos Deveres do Homem Preâmbulo Considerando que o reconhecimento da

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

ESPECIAL. 235º Aniversário Casa Pia 235º ANIVERSÁRIO 02 NEWS JUL 15 CASA PIA DE LISBOA COMEMORA O. Homenagem a Pina Manique

ESPECIAL. 235º Aniversário Casa Pia 235º ANIVERSÁRIO 02 NEWS JUL 15 CASA PIA DE LISBOA COMEMORA O. Homenagem a Pina Manique 02 NEWS JUL 15 CASA PIA DE LISBOA COMEMORA O 235º ANIVERSÁRIO A Casa Pia de Lisboa comemorou o 235º aniversário da sua fundação. Nunca é demais lembrar a sua origem e Missão ligadas umbilicalmente à História

Leia mais

ExpressARTE Recursos Didácticos para Aprender a Ser Mais. Igualdade de Género

ExpressARTE Recursos Didácticos para Aprender a Ser Mais. Igualdade de Género ExpressARTE Recursos Didácticos para Aprender a Ser Mais Igualdade de Género ExpressARTE Recursos Didácticos para Aprender a Ser Mais Legislação O que é um homem e o que é uma mulher? Homem, s.m. (do lat.

Leia mais

Escola E.B. 2/3 Ciclos do Paul. Trabalho elaborado por: Frederico Matias 8ºA nº8 João Craveiro 8ºA nº5

Escola E.B. 2/3 Ciclos do Paul. Trabalho elaborado por: Frederico Matias 8ºA nº8 João Craveiro 8ºA nº5 Escola E.B. 2/3 Ciclos do Paul Trabalho elaborado por: Frederico Matias 8ºA nº8 João Craveiro 8ºA nº5 Introdução Este trabalho foi-nos proposto na aula de Área de Projecto pela Professora. Pretendemos

Leia mais

LIÇÕES DE VIDA. Minha mãe Uma mulher fascinante Guerreira incessante Gerou sete filhos Em tentativa pujante De vencer as dificuldades com amor!

LIÇÕES DE VIDA. Minha mãe Uma mulher fascinante Guerreira incessante Gerou sete filhos Em tentativa pujante De vencer as dificuldades com amor! LIÇÕES DE VIDA Regilene Rodrigues Fui uma menina sem riquezas materiais Filha de pai alcoólatra e mãe guerreira. Do meu pai não sei quase nada, Algumas tristezas pela ignorância e covardia Que o venciam

Leia mais

Sr. Presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores Sras. e Srs. Deputados Sra. e Srs. membros do Governo

Sr. Presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores Sras. e Srs. Deputados Sra. e Srs. membros do Governo A mulher e o trabalho nos Piedade Lalanda Grupo Parlamentar do Partido Socialista A data de 8 de Março é sempre uma oportunidade para reflectir a realidade da mulher na sociedade, apesar de estes dias

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

Eleição. para o Presidente da República

Eleição. para o Presidente da República Eleição para o Presidente da República O que é uma eleição? Uma eleição é quando votamos na melhor pessoa para defender os nossos interesses. Podemos decidir votar numa pessoa porque concordamos com as

Leia mais

Coaching para pessoas disponíveis, ambos

Coaching para pessoas disponíveis, ambos Nota da Autora 1001 maneiras de ser Feliz, é o meu terceiro livro. Escrevi Coaching para mães disponíveis e Coaching para pessoas disponíveis, ambos gratuitos e disponíveis no site do Emotional Coaching.

Leia mais

Sobre esta obra, você tem a liberdade de:

Sobre esta obra, você tem a liberdade de: Sobre esta obra, você tem a liberdade de: Compartilhar copiar, distribuir e transmitir a obra. Sob as seguintes condições: Atribuição Você deve creditar a obra da forma especificada pelo autor ou licenciante

Leia mais

Vai ao encontro! de quem mais precisa!

Vai ao encontro! de quem mais precisa! Vai ao encontro! 2ª feira, 05 de outubro: Dos mais pobres Bom dia meus amigos Este mês vamos tentar perceber como podemos ajudar os outros. Vocês já ouviram falar das muitas pessoas que estão a fugir dos

Leia mais

A PREENCHER PELO ALUNO

A PREENCHER PELO ALUNO Prova Final do 1.º e do 2.º Ciclos do Ensino Básico PLNM (A2) Prova 43 63/2.ª Fase/2015 Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho A PREENCHER PELO ALUNO Nome completo Documento de identificação Assinatura

Leia mais

Presidente do Conselho Diretivo Cristina Fangueiro

Presidente do Conselho Diretivo Cristina Fangueiro Presidente do Conselho Diretivo Cristina Fangueiro O ano de 2015 reafirma a prioridade dada pela Casa Pia de Lisboa (CPL) ao alinhamento entre a formação profissional ministrada pela nossa comunidade,

Leia mais

SAUDAÇÃO À BANDEIRA NOVEMBRO/2008 A BANDEIRA DO BRASIL

SAUDAÇÃO À BANDEIRA NOVEMBRO/2008 A BANDEIRA DO BRASIL SAUDAÇÃO À BANDEIRA 2008 NOVEMBRO/2008 A BANDEIRA DO BRASIL Quando Dom Pedro I ergueu a espada E independência pediu O povo gritou com força E liberdade conseguiu. Foram feitas outras bandeiras Para o

Leia mais

Dedico este livro a todas as MMM S* da minha vida. Eu ainda tenho a minha, e é a MMM. Amo-te Mãe!

Dedico este livro a todas as MMM S* da minha vida. Eu ainda tenho a minha, e é a MMM. Amo-te Mãe! Dedico este livro a todas as MMM S* da minha vida. Eu ainda tenho a minha, e é a MMM. Amo-te Mãe! *MELHOR MÃE DO MUNDO Coaching para Mães Disponíveis, www.emotionalcoaching.pt 1 Nota da Autora Olá, Coaching

Leia mais

ADOLESCÊNCIA SEXUALIDADE

ADOLESCÊNCIA SEXUALIDADE ADOLESCÊNCIA E SEXUALIDADE Adolescência É o período de transição entre a infância e a idade adulta. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS),o período da adolescência situa-se entre os 10 e os 20 anos.

Leia mais

Levantamento do Impacto Plataforma de Beijing no desenvolvimento da rapariga

Levantamento do Impacto Plataforma de Beijing no desenvolvimento da rapariga Levantamento do Impacto Plataforma de Beijing no desenvolvimento da rapariga Há 20 anos atrás, no mês de Setembro, as Nações Unidas realizaram a Quarta Conferência sobre a Mulher em Beijing, China. Neste

Leia mais

NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS

NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS Pe. Nilton César Boni, cmf NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS EDITORA AVE-MARIA Apresentação Aos membros da família cristã podem aplicar-se de modo particular as palavras com que Cristo promete a sua

Leia mais

www. Lifeworld.com.br

www. Lifeworld.com.br 1 Artigos da Constituição Mundial A Constituição Mundial é composta de 61º Artigos, sendo do 1º ao 30º Artigo dos Direitos Humanos de 1948, e do 31º ao 61º Artigos estabelecidos em 2015. Dos 30 Artigos

Leia mais

Notas Biobibliográficas

Notas Biobibliográficas Guião de educação. Género e cidadania. Notas Biobibliográficas 333 Guião de Educação. Género e Cidadania 3 ciclo 334 Lisboa, CIG, 2009 NOTAS BIOBIBLIOGRÁFICAS Ângela Rodrigues é doutorada em Ciências da

Leia mais

GEDCC 89 ANOS NOSSA ESPIRITUALIDADE JORNADA DAS ESCOLHAS E DECISÕES SEXTA-FEIRA 04/04/2014

GEDCC 89 ANOS NOSSA ESPIRITUALIDADE JORNADA DAS ESCOLHAS E DECISÕES SEXTA-FEIRA 04/04/2014 SEXTA-FEIRA 04/04/2014 Que haja Paz em vossos corações. As opções que fazemos, no decorrer de nossas vidas, determinam os caminhos para que possamos chegar juntos ao Pai. E a opção do Amor ao próximo,

Leia mais

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar 1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar nosso amor 4. Porque a gente discute nossos problemas

Leia mais

Transcrição de Entrevista nº 5

Transcrição de Entrevista nº 5 Transcrição de Entrevista nº 5 E Entrevistador E5 Entrevistado 5 Sexo Feminino Idade 31 anos Área de Formação Engenharia Electrotécnica e Telecomunicações E - Acredita que a educação de uma criança é diferente

Leia mais

DADOS. Histórico de lutas

DADOS. Histórico de lutas MULHERES O partido Solidariedade estabeleceu políticas participativas da mulher. Isso se traduz pela criação da Secretaria Nacional da Mulher e por oferecer a esta Secretaria completa autonomia. Acreditamos

Leia mais

cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 1 CAPA

cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 1 CAPA cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 1 CAPA cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 2 TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI* *Artigo 5º da Constituição Brasileira

Leia mais

Bíblia para crianças. apresenta O ENGANADOR

Bíblia para crianças. apresenta O ENGANADOR Bíblia para crianças apresenta JACÓ O ENGANADOR Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:M. Maillot; Lazarus Adaptado por: M Kerr; Sarah S. Traduzido por: Berenyce Brandão Produzido por: Bible for Children

Leia mais

BANDEIRA NACIONAL: IDENTIDADE BRASILEIRA

BANDEIRA NACIONAL: IDENTIDADE BRASILEIRA SAUDAÇÃO À BANDEIRA 2009 NOVEMBRO/2009 BANDEIRA NACIONAL: IDENTIDADE BRASILEIRA Assim como nós, cidadãos, temos documentos para sermos identificados onde quer que estejamos, como brasileiros temos nossa

Leia mais

MANUAL DO JOVEM DEPUTADO

MANUAL DO JOVEM DEPUTADO MANUAL DO JOVEM DEPUTADO Edição 2014-2015 Este manual procura expor, de forma simplificada, as regras do programa Parlamento dos Jovens que estão detalhadas no Regimento. Se tiveres dúvidas ou quiseres

Leia mais

O papel da mulher na construção de uma sociedade sustentável

O papel da mulher na construção de uma sociedade sustentável O papel da mulher na construção de uma sociedade sustentável Sustentabilidade Socioambiental Resistência à pobreza Desenvolvimento Saúde/Segurança alimentar Saneamento básico Educação Habitação Lazer Trabalho/

Leia mais

Quando for grande... QUERO SER PAI!

Quando for grande... QUERO SER PAI! Quando for grande... QUERO SER PAI! Ficha Técnica Autora Susana Teles Margarido Título Quando for grande...quero SER PAI! Ilustrações Joana Dias Paginação/Design Ana do Rego Oliveira Revisão Brites Araújo

Leia mais

Enquete. Dia dos Professores

Enquete. Dia dos Professores Enquete Dia dos Professores No dia 15 de outubro será comemorado o dia do professor. Muito se fala que a profissão, apesar de muito importante, perdeu seu glamour e prestígio, sendo incapaz de atrair a

Leia mais

CADERNO DE PROVA 2.ª FASE. Nome do candidato. Coordenação de Exames Vestibulares

CADERNO DE PROVA 2.ª FASE. Nome do candidato. Coordenação de Exames Vestibulares CADERNO DE PROVA 2.ª FASE Nome do candidato Nome do curso / Turno Local de oferta do curso N.º de inscrição Assinatura do candidato Coordenação de Exames Vestibulares I N S T R U Ç Õ E S LEIA COM ATENÇÃO

Leia mais

Patrocínio Institucional Parcerias Apoio

Patrocínio Institucional Parcerias Apoio Patrocínio Institucional Parcerias Apoio O Grupo Cultural AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam

Leia mais

coleção Conversas #19 - fevereiro 2015 - Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #19 - fevereiro 2015 - Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #19 - fevereiro 2015 - Eu posso dizer para "NÃO" filho? meu Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora AfroReggae nasceu

Leia mais

CANTOS - Novena de Natal

CANTOS - Novena de Natal 1 1 - Refrão Meditativo (Ritmo: Toada) D A7 D % G Em A7 % Onde reina o amor, frater---no amor. D A7 D % G A7 D Onde reina o amor, Deus aí está! 2 - Deus Trino (Ritmo: Balada) G % % C Em nome do Pai / Em

Leia mais

coleção Conversas #10 - junho 2014 - Respostas que podem estar sendo feitas para algumas perguntas Garoto de Programa por um.

coleção Conversas #10 - junho 2014 - Respostas que podem estar sendo feitas para algumas perguntas Garoto de Programa por um. coleção Conversas #10 - junho 2014 - Eu sou Estou garoto num de programa. caminho errado? Respostas para algumas perguntas que podem estar sendo feitas Garoto de Programa por um. A Coleção CONVERSAS da

Leia mais

Catequese da Adolescência 7º Catecismo Documentos de Apoio CATEQUESE 1 - SOMOS UM GRUPO COM JESUS. Documento I

Catequese da Adolescência 7º Catecismo Documentos de Apoio CATEQUESE 1 - SOMOS UM GRUPO COM JESUS. Documento I CATEQUESE 1 - SOMOS UM GRUPO COM JESUS Documento I CATEQUESE 1 - SOMOS UM GRUPO COM JESUS Documento 2 CATEQUESE 1 - SOMOS UM GRUPO COM JESUS Documento 3 CATEQUESE 2 - QUEM SOU EU? Documento 1 CATEQUESE

Leia mais

Textos escritos pelos alunos das oitavas séries para homenagear as mulheres. - Prof. Luana Batista

Textos escritos pelos alunos das oitavas séries para homenagear as mulheres. - Prof. Luana Batista Textos escritos pelos alunos das oitavas séries para homenagear as mulheres. - Prof. Luana Batista 1. Uma história de minha mulher Alisson Ribeiro Sousa 8ª Série D (Ally Scott) Posso não ser mulher, mais

Leia mais

Conselho Nacional de Educação. Falecimento Prof. a Doutora Maria Teresa Ambrósio (1937-2006)

Conselho Nacional de Educação. Falecimento Prof. a Doutora Maria Teresa Ambrósio (1937-2006) Votos de Pesar VOTOS DE PESAR Conselho Nacional de Educação Falecimento Prof. a Doutora Maria Teresa Ambrósio (1937-2006) Faleceu hoje, vítima de doença prolongada, a Prof. a Doutora Maria Teresa Vieira

Leia mais

Recados do Espírito. Quem receber um destes meninos em meu nome é a mim que recebe. (Mc 9, 36-37)

Recados do Espírito. Quem receber um destes meninos em meu nome é a mim que recebe. (Mc 9, 36-37) Recados do Espírito Quem receber um destes meninos em meu nome é a mim que recebe. (Mc 9, 36-37) Que a vossa fé e a vossa esperança estejam postas em Deus (1 Pe 1,21) Descarrega sobre o Senhor os teus

Leia mais

Direitos LGBT: do casamento ao enfrentamento da discriminação

Direitos LGBT: do casamento ao enfrentamento da discriminação Direitos LGBT: do casamento ao enfrentamento da discriminação Publicado em 28/06/2015, às 15h26 Atualizado em 28/06/2015, às 15h58 Sérgio Costa Floro* Especial para o NE10 #LoveWins tomou conta do discurso

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 68 Discurso na cerimónia de lançamento

Leia mais

Consagração do Aposento. Hinos de DESPACHO Hinos de CONCENTRAÇÃO Hinário CRUZEIRINHO Mestre Irineu Hinos de ENCERRAMENTO

Consagração do Aposento. Hinos de DESPACHO Hinos de CONCENTRAÇÃO Hinário CRUZEIRINHO Mestre Irineu Hinos de ENCERRAMENTO Oração Pai Nosso Ave Maria Chave Harmonia Hinos da ORAÇÃO Consagração do Aposento Hinos de DESPACHO Hinos de CONCENTRAÇÃO Hinário CRUZEIRINHO Mestre Irineu Hinos de ENCERRAMENTO Pai Nosso - Ave Maria Prece

Leia mais

BOM DIA DIÁRIO. Guia: Em nome do Pai

BOM DIA DIÁRIO. Guia: Em nome do Pai BOM DIA DIÁRIO Segunda-feira (04.05.2015) Maria, mãe de Jesus e nossa mãe Guia: 2.º Ciclo: Padre Luís Almeida 3.º Ciclo: Padre Aníbal Afonso Mi+ Si+ Uma entre todas foi a escolhida, Do#- Sol#+ Foste tu,

Leia mais

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil Documento do MEJ Internacional Para que a minha alegria esteja em vós Por ocasião dos 100 anos do MEJ O coração do Movimento Eucarístico Juvenil A O coração do MEJ é a amizade com Jesus (Evangelho) B O

Leia mais

Contos. Tod@s Contamos. Projecto de Intervenção - de Mulher para Mulher2 -

Contos. Tod@s Contamos. Projecto de Intervenção - de Mulher para Mulher2 - Contos Tod@s Contamos Projecto de Intervenção - de Mulher para Mulher2 - Nota Introdutória O livro Contos - Tod@s Contamos é a compilação de quatro contos sobre a Igualdade de Género realizados por dezasseis

Leia mais

IV CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA MULHERES DE PORTO ALEGRE

IV CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA MULHERES DE PORTO ALEGRE IV CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA MULHERES DE PORTO ALEGRE Diagnóstico e Desafios 11 e 12 de setembro de 2009 Políticas Públicas e o Orçamento em Porto Alegre Mulheres no Orçamento Participativo:

Leia mais

coleção Conversas #20 - MARÇO 2015 - t t o y ç r n s s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #20 - MARÇO 2015 - t t o y ç r n s s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. Vocês acham possam a coleção Conversas #20 - MARÇO 2015 - cer d o t t o a r que ga cr ia n y ç a s s? Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora

Leia mais

ELEIÇÕES REGIONAIS ELEIÇÃO DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA

ELEIÇÕES REGIONAIS ELEIÇÃO DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA ELEIÇÕES REGIONAIS 2 0 1 5 ELEIÇÃO DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA O que é uma eleição? Uma eleição é quando votamos para escolher quem nos vai representar e falar em nosso nome.

Leia mais

DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESCOLA DOMINICAL

DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESCOLA DOMINICAL SUGESTÃO DE CELEBRAÇÃO DE NATAL 2013 ADORAÇÃO Prelúdio HE 21 Dirigente: Naqueles dias, dispondo-se Maria, foi apressadamente à região montanhosa, a uma cidade de Judá, entrou na casa de Zacarias e saudou

Leia mais

Conselho da Europa Plano de Acção para a Deficiência 2006-2015

Conselho da Europa Plano de Acção para a Deficiência 2006-2015 Conselho da Europa Plano de Acção para a Deficiência 2006-2015 Versão Linguagem Fácil Conselho da Europa Plano de Acção para a Deficiência 2006-2015 Versão Linguagem Fácil Página 1 de 60 Plano de Acção

Leia mais

Amar Dói. Livro De Poesia

Amar Dói. Livro De Poesia Amar Dói Livro De Poesia 1 Dedicatória Para a minha ex-professora de português, Lúcia. 2 Uma Carta Para Lúcia Querida professora, o tempo passou, mas meus sonhos não morreram. Você foi uma pessoa muito

Leia mais

PRÓLOGO. #21diasdeamor. DEUS É AMOR 1 João 4:8

PRÓLOGO. #21diasdeamor. DEUS É AMOR 1 João 4:8 PRÓLOGO DEUS É AMOR 1 João 4:8 Quando demonstramos amor, estamos seguindo os passos de Jesus. Ele veio para mostrar ao mundo quem Deus é. Da mesma maneira, temos a missão de mostrar ao mundo que Deus é

Leia mais

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO. NOME: Serviço Voluntário Europeu (SVE) EMAIL: info@euromedp.org

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO. NOME: Serviço Voluntário Europeu (SVE) EMAIL: info@euromedp.org PROGRAMA DE VOLUNTARIADO NOME: Serviço Voluntário Europeu (SVE) EMAIL: info@euromedp.org WEBSITES: Serviço de Voluntariado Europeu: http://www.sve.pt http://www.facebook.com/l.php?u=http%3a%2f%2fwww.sve.pt%2f&h=z

Leia mais

Projeto de Lei n.º 278/XII

Projeto de Lei n.º 278/XII Projeto de Lei n.º 278/XII Consagra a possibilidade de co-adoção pelo cônjuge ou unido de facto do mesmo sexo e procede à 23.ª alteração ao Código do Registo Civil Nos últimos anos tem-se tornado cada

Leia mais

Oração ao finalizar o Ano 2015

Oração ao finalizar o Ano 2015 Oração ao finalizar o Ano 2015 QUE SEU AMOR SE EXTENDA POR TODA A TERRA Reunimos em oração no último dia do Ano para dar graças a Deus por tantos dons recebidos pessoalmente, na família, na comunidade,

Leia mais

Discurso da Presidente da Comissão Organizadora das Comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, Profª Doutora Elvira

Discurso da Presidente da Comissão Organizadora das Comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, Profª Doutora Elvira Discurso da Presidente da Comissão Organizadora das Comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, Profª Doutora Elvira Fortunato Lamego, 10 de Junho de 2015 Senhor Presidente

Leia mais

Preces POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS?

Preces POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? Preces POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? A grande maioria das pessoas só recorrem à oração quando estão com problemas de ordem material ou por motivo de doença. E sempre aguardando passivamente

Leia mais

Vinho Novo Viver de Verdade

Vinho Novo Viver de Verdade Vinho Novo Viver de Verdade 1 - FILHOS DE DEUS - BR-LR5-11-00023 LUIZ CARLOS CARDOSO QUERO SUBIR AO MONTE DO SENHOR QUERO PERMANECER NO SANTO LUGAR QUERO LEVAR A ARCA DA ADORAÇÃO QUERO HABITAR NA CASA

Leia mais

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos Prova de certificação de nível de proficiência linguística no âmbito do Quadro de Referência para o Ensino Português no Estrangeiro,

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

Demonstração de Maturidade

Demonstração de Maturidade Demonstração de Maturidade TEXTO BÍBLICO BÁSICO 2 Reis 4.12-17 12 - Então disse ao seu servo Geazi: Chama esta sunamita. E chamando-a ele, ela se pôs diante dele. 13 - Porque ele tinha falado a Geazi:

Leia mais

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Conhece os teus Direitos A caminho da tua Casa de Acolhimento Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Dados Pessoais Nome: Apelido: Morada: Localidade: Código Postal - Telefone: Telemóvel: E

Leia mais

O que são Direitos Humanos?

O que são Direitos Humanos? O que são Direitos Humanos? Técnico comercial 4 (1º ano) Direitos Humanos são os direitos e liberdades básicas de todos os seres humanos. O principal objetivo dos Direitos Humanos é tratar cada indivíduo

Leia mais

MURAL DEZEMBRO 2015. Compromisso NATAL SOLIDÁRIO. O Natal está chegando e nessa data não podemos esquecer de ajudar quem precisa!!

MURAL DEZEMBRO 2015. Compromisso NATAL SOLIDÁRIO. O Natal está chegando e nessa data não podemos esquecer de ajudar quem precisa!! Compromisso NATAL SOLIDÁRIO O Natal está chegando e nessa data não podemos esquecer de ajudar quem precisa!! Todos os anos os Correios fazem uma ação muito bacana para que as crianças carentes possam ter

Leia mais

Homens. Inteligentes. Manifesto

Homens. Inteligentes. Manifesto Homens. Inteligentes. Manifesto Ser homem antigamente era algo muito simples. Você aprendia duas coisas desde cedo: lutar para se defender e caçar para se alimentar. Quem fazia isso muito bem, se dava

Leia mais

DTIM Associação Regional para o Desenvolvimento das Tecnologias de Informação na Madeira

DTIM Associação Regional para o Desenvolvimento das Tecnologias de Informação na Madeira DTIM Associação Regional para o Desenvolvimento das Tecnologias de Informação na Madeira APOIO DO FUNDO SOCIAL EUROPEU: Através do Programa Operacional Plurifundos da Região Autónoma da Madeira (POPRAM

Leia mais

Os ídolos do coração

Os ídolos do coração Os ídolos do coração Êxodo 20.1-17 As Dez Palavras 1. E Deus falou todas estas palavras: 2. Eu sou o Senhor, o teu Deus, que te tirou do Egito, da terra da escravidão. 3. Não terás outros deuses além de

Leia mais

Estudo Espírita. Promovido pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Centro Espírita Léon Denis http://www.celd.org.

Estudo Espírita. Promovido pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Centro Espírita Léon Denis http://www.celd.org. Estudo Espírita Promovido pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Centro Espírita Léon Denis http://www.celd.org.br Tema: O Livro dos Espíritos - questões 223 a 232 Expositor: Andreia Azevedo

Leia mais

O QUE SE SABE SOBRE A MIOPATIA?

O QUE SE SABE SOBRE A MIOPATIA? 1 TODO O MUNDO É DIFERENTE, NINGUÉM É PERFEITO Toda a gente é diferente; ninguém é perfeito. Se olhares á tua volta, verás crianças que têm problemas nos olhos e que usam óculos; outras, que ouvem mal;

Leia mais

O rei Davi e o seu palácio

O rei Davi e o seu palácio O rei Davi e o seu palácio 2 Sm 11:1-5 Estes versículos registram um terrível e assustador período na vida do rei Davi que poderia ter sido evitado, se o mesmo não escolhesse desprezar suas responsabilidades

Leia mais

Eu tenho direitos, tu tens direitos, ele/ela tem direitos...

Eu tenho direitos, tu tens direitos, ele/ela tem direitos... Eu tenho direitos, tu tens direitos, ele/ela tem direitos... Uma introdução aos direitos da criança Todas as pessoas têm direitos. Se fores um rapaz ou uma rapariga com menos de 18 anos, tens também certos

Leia mais

Mensagem do. 1º de Dezembro de 2003. Por S.A.R. O Duque de Bragança

Mensagem do. 1º de Dezembro de 2003. Por S.A.R. O Duque de Bragança Mensagem do 1º de Dezembro de 2003 Por S.A.R. O Duque de Bragança 1 Neste mosteiro de Santa Cruz de Coimbra, finalmente elevado a Panteão Nacional, é para mim uma responsabilidade e uma honra falar junto

Leia mais

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral Advento 2014 (Campanha de Preparação para o Natal) A ALEGRIA E A BELEZA DE VIVER EM FAMÍLIA. O tempo do Advento, que devido ao calendário escolar

Leia mais

Apresentação. 8-11 de Abril 2015: Seminário para Formadores/ as. 23-26 de Setembro 2015: Congresso para jovens consagrados/as

Apresentação. 8-11 de Abril 2015: Seminário para Formadores/ as. 23-26 de Setembro 2015: Congresso para jovens consagrados/as Nota pastoral da Conferência Episcopal sobre o Ano da Vida Consagrada Chamados a levar a todos o abraço de Deus ) Para além da abertura (30 de Novembro de 2014 e do encerramento (2 de Fevereiro de 2016,

Leia mais

UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL.

UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL. UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL. Como sabemos o crescimento espiritual não acontece automaticamente, depende das escolhas certas e na cooperação com Deus no desenvolvimento

Leia mais

Transcrição de Entrevista n º 22

Transcrição de Entrevista n º 22 Transcrição de Entrevista n º 22 E Entrevistador E22 Entrevistado 22 Sexo Masculino Idade 50 anos Área de Formação Engenharia Electrotécnica E - Acredita que a educação de uma criança é diferente perante

Leia mais

Gtp+ PROGRAMAS E PROJETOS Grupo de Trabalhos em Prevenção Posithivo (GTP+) Fundação em 2000, Recife-PE O Grupo de Trabalhos em Prevenção Posithivo é a única ONG da Região Nordeste do Brasil coordenada

Leia mais

O que procuramos está sempre à nossa espera, à porta do acreditar. Não compreendemos muitos aspectos fundamentais do amor.

O que procuramos está sempre à nossa espera, à porta do acreditar. Não compreendemos muitos aspectos fundamentais do amor. Capítulo 2 Ela representa um desafio. O simbolismo existe nas imagens coloridas. As pessoas apaixonam-se e desapaixonam-se. Vão onde os corações se abrem. É previsível. Mereces um lugar no meu baloiço.

Leia mais

DESENVOLVIMENTO E SUCESSO

DESENVOLVIMENTO E SUCESSO DESENVOLVIMENTO E SUCESSO Janeiro de 2014 número 1 DISBEME COMEMORA UM ANO DO SEU PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Neste mês, a Disbeme Distribuidora de Tanhaçú/BA, comemorou um ano do lançamento do seu planejamento

Leia mais

Autora: Rivani Nasario (Cangaceira do Cordel)

Autora: Rivani Nasario (Cangaceira do Cordel) Autora: Rivani Nasario (Cangaceira do Cordel) CNTSS e FENASPS Guerreiras Dedicamos esse cordel Mulheres: do Preconceito à Justiça!, a todas valentes guerreiras, mães, fortes e vitoriosas. A arte desses

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 1295 Honra-vos terdes escolhido,

Leia mais

Acólitos. São João da Madeira. Cancioneiro

Acólitos. São João da Madeira. Cancioneiro Acólitos São João da Madeira Cancioneiro Índice Guiado pela mão...5 Vede Senhor...5 Se crês em Deus...5 Maria a boa mãe...5 Quanto esperei por este momento...6 Pois eu queria saber porquê?!...6 Dá-nos

Leia mais

Feira Literária. Todo dia é dia de ser criança! Banca de trocas de livros e gibis. 12/10, 2ª feira Feriado da Padroeira do Brasil

Feira Literária. Todo dia é dia de ser criança! Banca de trocas de livros e gibis. 12/10, 2ª feira Feriado da Padroeira do Brasil Outubro/2015 Parabenizamos também aos adultos que no auge da maturidade ainda conservam o sorriso e o olhar puro para a humanidade. 12/10, 2ª feira Feriado da Padroeira do Brasil Feira Literária Todo dia

Leia mais

coleção Conversas #11 - agosto 2014 - n a h u e s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #11 - agosto 2014 - n a h u e s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #11 - agosto 2014 - Não quero s o a negra a m e pr s s eu e n ta min Respostas r pais. So perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. h u a n ra a m cis o t r a a?

Leia mais

Como Tratar as Crianças Tânia Mara de Matogrosso Coleção Pantanal

Como Tratar as Crianças Tânia Mara de Matogrosso Coleção Pantanal Como Tratar as Crianças Tânia Mara de Matogrosso Coleção Pantanal 1 FICHA TÉCNICA Coleção Pantanal 2010 Tânia Mara de Matogrosso Como Tratar as Crianças PREFIXO EDITORIAL: 905081 NR: 1234. 21 taniamaramt@bol.com.br

Leia mais

www.aciportugal.org ESTOU NESTE MUNDO COMO NUM GRANDE TEMPLO Santa Rafaela Maria

www.aciportugal.org ESTOU NESTE MUNDO COMO NUM GRANDE TEMPLO Santa Rafaela Maria www.aciportugal.org ESTOU NESTE MUNDO COMO NUM GRANDE TEMPLO Santa Rafaela Maria 2 www.aciportugal.org 11 ORAÇÃO FINAL Senhor Jesus Cristo, hoje sentimos a Tua paixão por cada um de nós e pelo mundo. O

Leia mais

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 1 a Edição Editora Sumário Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9 Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15 Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 Santos, Hugo Moreira, 1976-7 Motivos para fazer

Leia mais

MENSAGENS NATALINAS DE 2015. Nedson. Irmão Robson

MENSAGENS NATALINAS DE 2015. Nedson. Irmão Robson MENSAGENS NATALINAS DE 2015 Nedson Irmão Robson Professor Paulo José Meus amigos, que neste natal todos os seus hormônios estejam em perfeita homeostase, sem diabetes, e com os seus eixos hormonais

Leia mais

Álbum: O caminho é o Céu

Álbum: O caminho é o Céu Álbum: O caminho é o Céu ETERNA ADORAÇÃO Não há outro Deus que seja digno como tu. Não há, nem haverá outro Deus como tu. Pra te adorar, te exaltar foi que eu nasci, Senhor! Pra te adorar, te exaltar foi

Leia mais

Felizes os puros de coração porque verão a Deus (Mt 5, 8)

Felizes os puros de coração porque verão a Deus (Mt 5, 8) Janeiro e Fevereiro 2015 Editorial Esta é a Síntese dos meses de Janeiro e Fevereiro, assim como a Palavra de Vida, em que o nosso diretor espiritual, Pe. Pedro, fala sobre Felizes os puros de coração

Leia mais

Resumo do [Plano de Ações de Aichi Concernentes à Educação e Edificação dos Direitos Humanos] (Versão revisada)

Resumo do [Plano de Ações de Aichi Concernentes à Educação e Edificação dos Direitos Humanos] (Versão revisada) Resumo do [Plano de Ações de Aichi Concernentes à Educação e Edificação dos Direitos Humanos] (Versão revisada) Por uma AICHI que respeita os direitos humanos Conceitos básicos 1. Objetivo básico do plano

Leia mais

José teve medo e, relutantemente, concordou em tomar a menina como esposa e a levou para casa. Deves permanecer aqui enquanto eu estiver fora

José teve medo e, relutantemente, concordou em tomar a menina como esposa e a levou para casa. Deves permanecer aqui enquanto eu estiver fora Maria e José Esta é a história de Jesus e de seu irmão Cristo, de como nasceram, de como viveram e de como um deles morreu. A morte do outro não entra na história. Como é de conhecimento geral, sua mãe

Leia mais