Selo Procel de Economia de Energia Máquinas de lavar roupas, Condicionadores de ar, Refrigeradores e Freezers, Sistema solar de aquecimento de água,

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Selo Procel de Economia de Energia Máquinas de lavar roupas, Condicionadores de ar, Refrigeradores e Freezers, Sistema solar de aquecimento de água,"

Transcrição

1

2

3 4

4 Selo Procel de Economia de Energia Máquinas de lavar roupas, Condicionadores de ar, Refrigeradores e Freezers, Sistema solar de aquecimento de água, Motores de indução trifásicos e Equipamentos de Iluminação 5

5 6

6 Expediente CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. ELETROBRÁS Av. Rio Branco, 53-20º andar Centro Rio de Janeiro RJ Tel.: (21) Call Center Fax: (21) Site: MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA Ministro Silas Rondeau ELETROBRÁS S.A. Presidente Aloisio Vasconcelos Diretor de Projetos Especiais e Desenvolvimento Tecnológico e Industrial da Eletrobrás e Secretário Executivo do PROCEL Ruy Castro Chefe do Departamento de Planejamento e Estudos de Conservação de Energia Luiz Eduardo Menandro de Vasconcellos Equipe Técnica Responsável pelo Selo Procel Hamilton Pollis, Alexandre da Silva Raybolt, Daniel Delgado Bouts, Eldon Alves da Costa, Fabiana Gomes de Medeiros Lucas (Estagiária), Rafael Meirelles David, Rodrigo Fernandes Morimoto, David Anderson Veiga Gonçalves (Estagiário) Redação Departamento de Relacionamento com a Sociedade - PRR Marketing Tania Gomes Martins, Márcia D'avila Rodrigues Moreira, Márcio George Pereira de Souza Revisão José Paulo de Araújo Programação Visual Isaías C. Silveira Fotos Sérgio Almeida e Grupo Keystone 7

7 1 2 3 Máquinas de lavar roupas Condicionadores de ar Refrigeradores & Freezers

8 Índice Sistema solar de aquecimento de água Coletores solares & Reservatórios térmicos Motores de indução trifásicos Equipamentos de iluminação Lâmpadas fluorescentes & Reatores eletromagnéticos

9

10 Apresentação 11

11 APRESENTAÇÃO Aidéia de se ter um programa de conservação de energia nasceu há mais de 20 anos. O Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel) foi criado em 1985 e continua trazendo muitos benefícios para o Brasil. De lá pra cá, o país fez escola no que se refere à racionalização do uso de energia elétrica. Em suas duas décadas de existência, o Procel já economizou cerca de 22 bilhões de quilowatts-hora, o que corresponde ao consumo do estado do Rio Grande do Sul durante o período de um ano ou de aproximadamente 13 milhões de residências também nesse mesmo intervalo de tempo. Os números de sucesso do Programa gerido com muito orgulho pela Eletrobrás são resultados dos esforços de cada um dos subprogramas que compõem o Procel e que contribuem para o alcance das metas de economia de energia e de eficiência energética: o Sanear, o Educação, o Indústria, o Edifica, o de Prédios Públicos, o Gestão Energética Municipal e o ReLuz. No fim de 1993, o Procel ganhou mais um aliado na luta contra o desperdício de energia elétrica e a favor do seu uso eficiente e racional: o Selo Procel de Economia de Energia, ou simplesmente Selo Procel. No seu primeiro ano de existência, foram contempladas apenas três categorias de equipamentos. Após mais de dez anos, são 20 categorias agraciadas com o Selo Procel, que vem cumprindo, à risca, o objetivo de indicar ao consumidor brasileiro, no ato da compra, os produtos que apresentam os melhores níveis de eficiência energética. O Selo também visa estimular a fabricação e a comercialização de equipamentos e eletrodomésticos mais eficientes e competitivos, contribuindo para o desenvolvimento tecnológico e a redução dos impactos ambientais. Cada vez mais os fabricantes de equipamentos e eletrodomésticos investem na melhoria de seus produtos e, voluntariamente, os submetem a avaliações técnicas, testes e ensaios laboratoriais indicados pela equipe do Procel. Nessa trajetória de mais de uma década, o Selo Procel de Economia de Energia registrou números significativos de redução no consumo de energia elétrica. De 1994 a 2005, o Selo obteve uma economia de energia de aproximadamente 8 bilhões de quilowatts-hora, o que equivale ao consumo do estado de Goiás durante o período de um ano ou de cerca de 5 milhões de residências. Esses valores correspondem também a cerca de 10% do consumo de energia residencial no país em Porém, muito mais que números, os ganhos do Selo Procel se refletem no comportamento do consumidor brasileiro. Hoje, ele faz valer seu direito básico de ter acesso a informações claras e adequadas sobre os produtos e serviços oferecidos pelo mercado, com especificações corretas de quantidade, características, composição e preço. Mesmo que ainda não adquira o produto mais eficiente, por motivos que estão sendo derrubados ao longo dos anos, o consumidor sabe que o Selo Procel, quando aparece estampado nos equipamentos expostos nas lojas, é garantia de qualidade e eficiência energética. O consumidor, principalmente das novas gerações, que aprende cedo que economizar é essencial para o crescimento do país, tem a certeza de que o produto foi submetido a ensaios específicos, com parâmetros exigentes, em laboratórios idôneos. Essa movimentação do consumidor brasileiro, que está, de forma consciente, em busca do uso racional e inteligente da energia elétrica pelo menos desde 2001, quando o país precisou enfrentar uma 12

12 APRESENTAÇÃO crise de energia, estimula também o desenvolvimento de novas tecnologias por parte dos fabricantes. Hoje, as associações de fabricantes, como Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros), Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento (Abrava), Associação Brasileira da Indústria de Iluminação (Abilux) e Associação Brasileira dos Importadores de Produtos de Iluminação (Abilumi) são parceiras do Selo Procel, junto com o Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), o Centro de Pesquisas de Energia Elétrica (Cepel) e demais laboratórios. E o Procel tem feito seu papel para dar suporte ao Selo e também à Lei de Eficiência Energética, que tem como objetivo definir índices mínimos de eficiência dos equipamentos. Nos últimos anos, o programa investiu cerca de R$ 15 milhões na capacitação de 22 laboratórios para ensaios de eficiência energética. O Laboratório de Sistemas de Aquecimento Solar da PUC-MG, o único da América Latina, os Laboratórios de Iluminação e de Refrigeração do Cepel e o Laboratório para Ensaios de Bombas Centrífugas da Unifei, em Itajubá, são apenas alguns exemplos. Em 2006, a perspectiva é de inauguração de novos laboratórios em instituições de pesquisa espalhadas pelo país. A lista das categorias de equipamentos contemplados com o Selo Procel também crescerá. Esperamos que televisores, fornos de microondas, painéis fotovoltaicos, bombas hidráulicas, lâmpadas a vapor de sódio, boilers elétricos, bombas de calor, ventiladores de teto, equipamentos eletrorrurais e reatores eletrônicos estejam incluídos nos próximos catálogos do Selo Procel e façam companhia aos motores elétricos, responsáveis por cerca de 30% da energia consumida no país, e equipamentos de refrigeração e condicionamento ambiental, que respondem por 20% do consumo nacional, entre outros, que são cada vez mais eficientes e contribuem para o aumento gradativo dos resultados obtidos por um dos maiores programas de conservação de energia do mundo. O Selo Procel é um símbolo cobiçado pelos fabricantes e respeitado pelo cidadão brasileiro. Ele continuará contribuindo para a redução do consumo de energia elétrica no país na medida em que identificar os equipamentos energeticamente mais eficientes. O futuro, com certeza, nos trará novos parceiros nesta jornada, que inclui a conscientização de que energia bem aproveitada será sempre fator decisivo na balança da competição para os grandes consumidores e de economia com as despesas em contas de eletricidade para o cidadão comum. Aloisio Vasconcelos Presidente da Eletrobrás 13

13

14 Benefícios do Selo Procel para o consumidor brasileiro

15 BENEFÍCIOS DO SELO PROCEL PARA O CONSUMIDOR BRASILEIRO Obter informações adequadas e claras sobre produtos e serviços, com especificações corretas, é hoje um direito básico de todo cidadão que está no Código de Defesa do Consumidor. Na área de eletrodomésticos, por exemplo, produtos como condicionadores de ar e refrigeradores, contam, desde 1993, com um importante instrumento identificador dos modelos que proporcionam menor consumo de energia elétrica ou maior eficiência energética: o Selo Procel de Economia de Energia. Há mais de dez anos, portanto, o consumidor brasileiro pode optar por equipamentos que apresentem melhores níveis de eficiência energética, consumam menos energia e pesem menos no seu orçamento na hora do desembolso para o pagamento das contas de luz. A princípio, o consumidor pode se deparar nas lojas com faixas de preços mais altas, se a opção for por um equipamento com Selo Procel. Mas, no fim das contas, os ganhos poderão ser maiores na hora que ele tiver que pagar suas despesas com energia elétrica. Um cliente da concessionária Light, por exemplo, obterá uma redução média no fim do mês de cerca de R$ 40 em sua conta de luz se optar por um arcondicionado de BTU/h ou de BTU/h com o Selo Procel e deixar de comprar um menos eficiente energeticamente, de mesma capacidade, da faixa E (classificação estabelecida pelo Programa Brasileiro de Etiquetagem, coordenado pelo Inmetro). Ainda relacionando os mesmos equipamentos, admitindo que estes funcionem durante o mês inteiro, oito horas por dia, quatro meses do ano, os condicionadores de ar com o Selo Procel proporcionarão uma redução média de consumo de 312 kwh por ano, se comparados aos equipamentos menos eficientes (E). Essa economia corresponde a 18% do consumo médio anual do consumidor residencial brasileiro. Como os preços variam muito no mercado brasileiro, é interessante fazer uma análise sobre o tempo de retorno necessário para se recuperar a diferença paga a mais por um equipamento com o Selo Procel. Se o consumidor que deixou de levar um equipamento da faixa E decidir pagar R$ 500 a mais por um modelo com o Selo Procel, com capacidade de BTU/h, ele conseguirá recuperar o valor desembolsado em 40 meses com a economia obtida em suas contas de luz. Se a diferença entre os produtos cair para R$ 200, o retorno se dará em 14 meses. Agora, se a diferença for de R$ 50, o consumidor conseguirá obter o retorno em apenas dois meses, logo após a aquisição de seu ar-condicionado. Os ganhos do consumidor ao adquirir um refrigerador mais eficiente, com menor consumo e contemplado com o Selo Procel, também são perceptíveis. Na compra de um refrigerador com uma porta - o mais vendido no mercado (70%) -, com faixa de volume de 200 a 300 litros, e com o Selo Procel, a economia no consumo de energia será de 6,70 kwh por mês em relação ao consumo de um refrigerador da faixa D, menos eficiente. Se o consumidor morar na cidade do Rio de Janeiro, cuja tarifa residencial para consumo acima de 300 kwh está em R$ 0,52395 por kwh consumido, ele poderá obter uma economia de R$ 3,51 por mês em sua conta de luz caso opte por um equipamento mais eficiente. No mercado, o preço médio dos refrigeradores com uma porta e com o Selo Procel é de R$ 949. O preço médio dos refrigeradores sem o Selo está em 16

16 BENEFÍCIOS DO SELO PROCEL PARA O CONSUMIDOR BRASILEIRO aproximadamente R$ 896. Se o consumidor decidir desembolsar a diferença de cerca de R$ 50 e levar para casa um equipamento com o Selo Procel, em vez de um da faixa D, ele conseguirá recuperar o retorno de seu investimento em 16 meses. Se a diferença for de apenas R$ 25, o tempo de retorno cai para sete meses. Em menos de um ano, portanto, o consumidor terá de volta o dinheiro pago a mais pelo produto que apresenta um menor consumo de energia elétrica. Um morador de um imóvel composto por sala, dois quartos, banheiro e cozinha também poderá desfrutar de uma economia em suas despesas com energia elétrica se substituir as lâmpadas incandescentes de 60 W por lâmpadas fluorescentes compactas de 15 W com o Selo Procel. Com o uso diário médio de três horas por dia, a economia proporcionada em cada dia por uma lâmpada fluorescente de 15 W será de 135 Wh em relação ao consumo de uma lâmpada incandescente de 60 W. Supondo que o morador do imóvel resolva trocar as lâmpadas dos cinco ambientes, a economia diária passará para 675 Wh. No mês, a economia será de 20,25 kwh. Se o morador for da cidade do Rio de Janeiro e consumir até 300 kwh/mês, ele poderá obter uma redução mensal em sua conta de luz de R$ 8,92. Se o consumo ultrapassar a barreira dos 300 kwh, a redução será ampliada para R$ 10,61 por mês. O preço de uma lâmpada fluorescente (R$ 12) ainda é mais alto que o de uma lâmpada incandescente (R$ 1). Entretanto, com a economia obtida nas contas de energia elétrica, o retorno é garantido e pode acontecer em seis meses. Mas, se levarmos em consideração a vida útil das lâmpadas - a fluorescente dura 6 mil horas e a incandescente apenas 750 horas -, o consumidor que optar pelo modelo menos eficiente, terá que adquirir oito lâmpadas incandescentes ao invés de uma fluorescente. Nesse caso, o tempo de retorno cai para apenas três meses. Os cálculos não deixam dúvidas sobre os ganhos que o consumidor pode ter ao adquirir produtos mais eficientes em relação ao consumo de energia elétrica. Numa conta simples, se o consumidor, com consumo acima de 300 kwh/mês fizer a escolha por equipamentos contemplados com o Selo Procel (um ar condicionado de BTU/h, um refrigerador com uma porta de 200 a 300 litros e cinco lâmpadas fluorescentes compactas), ele terá uma redução mensal no consumo de energia de 105 kwh durante o verão e uma economia na sua conta de luz de cerca de R$ 55,12. Quanto não se pode fazer com esse dinheiro economizado? A história do Selo Procel começou com três categorias da linha de refrigeradores: o de uma porta, o de duas portas ou combinado e o freezer vertical. Posteriormente, foram sendo incluídos outros produtos, como aparelhos de arcondicionado de janela e do tipo split; motores elétricos trifásicos; produtos de iluminação, como lâmpadas fluorescentes compactas; coletores solares e reservatórios térmicos e, neste ano, as máquinas de lavar roupas. Mas outros equipamentos domésticos e industriais como televisores, fornos de microondas, painéis fotovoltaicos e reatores eletrônicos estão na lista para receber o Selo Procel. Com a inclusão desses produtos, será ampliada a economia para o bolso do consumidor e serão adiados investimentos de expansão na área de energia elétrica. No fim das contas, ganha o cidadão brasileiro, que poderá ver mais investimentos destinados às áreas de educação e saúde. Nota: os valores relativos a preços de equipamentos e de tarifas de energia elétrica utilizados nesse texto são referentes a maio de

17 18

18 ARTIGO: NADJA SAMPAIO C onfesso: foi somente em 2001, na época do racionamento, que eu descobri que um aparelho elétrico, quando estava na função stand by, gastava energia. Até então, eu só via a utilização do stand by como um conforto. Ao ter essa informação, saí desligando essa função de todos os aparelhos da casa. E foi também nessa época que aprendi o quanto se economiza com o uso de luzes frias. Outros truques que eu já sabia como, por exemplo, juntar um monte de roupas para passar, economizando ao ligar o ferro uma única vez - foram definitivamente incorporados ao dia-a-dia. Mas a grande descoberta foi apenas uma: a de que a informação estava fazendo toda a diferença. Saber como eu gasto me dá o direito de gastar como eu quero, ou de não gastar. Ter a informação transforma o conceito de ter que economizar pelo de ter o direito de economizar. A obrigação vira direito. E o direito deve ser exercido, deve ser praticado. O racionamento foi a grande escola, A jornalista Nadja Sampaio durante 16 anos à frente da coluna Defesa do Consumidor contribuiu para que o jornal O Globo se dispusesse a editar o livro Guia de Defesa do Consumidor, em Recebeu o Prêmio Esso de Contribuição à Imprensa (2004). Foi escolhida, também, como representante dos consumidores no Conselho Nacional de Auto-Regulamentação Publicitária, no ano de porque me fez fazer um inventário de como eu estava utilizando a energia que pagava. O resultado foi a troca de uma geladeira que estava começando a dar ferrugem na dobradiça, o que fazia com que a porta não se fechasse direito sem um forte empurrão (o que nem sempre era feito, diga-se de passagem). E a troca de um freezer cuja borracha, que estava rachada, não era mais encontrada no mercado. Resultado: entrava ar e formava-se muito gelo. Saí em busca de novos aparelhos. O ponto principal era que o produto tivesse o Selo Procel. Até então, eu conhecia o Selo Procel, mas nunca o tinha utilizado como referência. Aquela era a hora. Afinal, todo esse movimento era em busca do meu direito de economizar energia e diminuir minha conta por um longo período; portanto, a regra número um era que fosse um produto que tivesse o Selo Procel. Depois disso, saí em busca de uma combinação de marca, preço e tamanho que me conviesse. E estou muito satisfeita com as minhas escolhas até hoje. Olhando de perto, esta é só mais uma historinha de consumo como tantas outras que podem ser contadas pelos milhões de brasileiros que incorporaram informações e aprenderam a adaptar hábitos em função do racionamento. Mas, sob uma perspectiva mais abrangente, estamos falando de economizar um bem compartilhado por toda a humanidade. É nosso direito e nosso dever economizar energia. As empresas que compartilham desse pensamento merecem o nosso respeito e a nossa opção de compra. E como informação é fundamental nos processos de escolha, deixe-me explicar por que é importante optar por um produto com o Selo Procel: o Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel) tem o objetivo de promover a racionalização da produção e do consumo de energia elétrica para que se eliminem os desperdícios e se reduzam os custos e os investimentos setoriais. Dentro desse programa, foi criado o Selo Procel, que tem o intuito de orientar o consumidor no ato da compra, indicando os produtos que apresentam os melhores níveis de eficiência energética dentro de cada categoria e, com isso, de contribuir para o desenvolvimento tecnológico e a redução de impactos ambientais. 19

19 ARTIGO: NADJA SAMPAIO O Selo Procel é concedido anualmente aos equipamentos que apresentam, além de outras características, os melhores índices de eficiência energética, aferidos através do Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE), coordenado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro). Os equipamentos que hoje recebem o Selo Procel são refrigeradores, freezers, condicionadores de ar, motores elétricos, coletores solares, reservatórios térmicos, lâmpadas fluorescentes compactas e circulares, reatores para lâmpadas a vapor de sódio de alta pressão e para lâmpadas fluorescentes tubulares e máquinas de lavar roupas. Mas já foram iniciados os trabalhos para estender a concessão do Selo Procel a fornos de microondas, televisores e ventiladores de teto, entre outros. Optar por produtos etiquetados e com o Selo Procel é ter a certeza de que se está escolhendo equipamentos que economizarão energia por muito tempo, o que significa que a redução no valor da conta será sentida ao longo do tempo. Um consumidor consciente é, fundamentalmente, o que presta atenção a seu consumo, pesquisa preço e qualidade, acompanha extratos bancários, analisa suas contas de consumo mensalmente e, quando necessário, reclama e luta pelos seus direitos. Dá trabalho. Mas, vale a pena. O consumidor, quando age com paciência, não compra por impulso e valoriza seu poder de compra, tem a consciência tranqüila de que sabe dar valor a cada centavo conseguido com seu suado trabalho. Portanto, na próxima compra, escolha com cautela e procure o Selo Procel. O bolso agradece. 20

20 21

21 22

22 Especificações Técnicas 23

23 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS CRITÉRIOS TÉCNICOS PARA A CONCESSÃO DO SELO PROCEL Com a finalidade de estabelecer os critérios técnicos e indicar os equipamentos contemplados, foi constituída, pela Secretaria Executiva do Procel, uma Comissão de Análise Técnica composta pelas seguintes entidades: Procel, na condição de coordenador; Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro); Representante dos Laboratórios de Ensaios; Representante dos Consumidores; Associações de fabricantes, cujos participantes possuem produtos contemplados com o Selo Procel, sendo atualmente: - Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) - Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletro-Eletrônicos (ELETROS); - Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento (Abrava); - Associação Brasileira da Indústria de Iluminação (Abilux); - Associação Brasileira dos Importadores de Produtos de Iluminação (Abilumi). Os critérios básicos, atualmente em vigor, para a concessão do Selo Procel de Economia de Energia são os seguintes: O produto deve fazer parte do Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE); Todo produto deve ser submetido anualmente a ensaios de desempenho em laboratórios de referência indicados pelo Procel e pelo Inmetro; O produto deve atender aos níveis de eficiência energética exigidos pelo Procel, que poderão ser, dependendo do tipo de equipamento: - Níveis compatíveis com a faixa A da etiqueta do PBE a etiqueta contempla as faixas A (maior eficiência) a E (menor eficiência). É o caso atualmente dos refrigeradores e freezers, dos aparelhos de ar condicionado de janela e split system, dos coletores solares e das máquinas de lavar roupas. - Níveis iguais ou superiores aos valores definidos pelo Procel (neste caso, não há faixa de classificação). Enquadram-se aqui as lâmpadas fluorescentes circulares e compactas, os reatores eletromagnéticos para lâmpadas fluorescentes tubulares e a vapor de sódio, os reservatórios térmicos para aquecedores solares e os motores elétricos de indução trifásicos. Para alguns equipamentos, o Procel exige também o atendimento a outros critérios além da eficiência energética. Por decisão da Comissão de Análise Técnica, o Selo Procel de Economia de Energia e o Selo Procel Inmetro de Desempenho foram unificados. A partir de janeiro de 2006, há somente um selo a ser concedido aos produtos que atenderem aos critérios acima mencionados: o Selo Procel de Economia de Energia 24

24 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS A Etiqueta que indica os resultados dos ensaios e a classificação obtida pelo produto e o Selo Procel de Economia de Energia têm as seguintes formas: Etiqueta de Eficiência do Inmetro-ENCE Selo Procel de Economia de Energia Tanto a etiqueta quanto o Selo devem estar afixados nos produtos, em exposição e nos pontos de venda, de modo a orientar facilmente o consumidor. Nesta edição estamos apresentando os produtos que obtiveram o Selo Procel de Economia de Energia 2006 nas seguintes categorias: Coletores solares planos aplicação banho. Coletores solares planos aplicação piscina. Condicionadores de ar de janela. Condicionadores de ar tipo Split System. Freezers horizontais. Freezers verticais frost-free. Freezers verticais. Lâmpadas fluorescentes circulares. Lâmpadas fluorescentes compactas. Máquinas de lavar roupas automáticas. Máquinas de lavar roupas semi-automáticas. Motores de indução trifásicos de alto rendimento. Motores de indução trifásicos padrão. Reatores eletromagnéticos para lâmpadas a vapor de sódio. Reatores eletromagnéticos para lâmpadas fluorescentes tubulares. Refrigeradores combinados (de duas portas). Refrigeradores combinados frost-free. Refrigeradores compactos Refrigeradores de uma porta Reservatórios térmicos para coletores solares baixa e alta pressão. Como obter o selo Para se candidatar ao Selo Procel a empresa deverá primeiro verificar com o Inmetro se a categoria na qual seu produto está enquadrado é etiquetada pelo PBE; caso positivo, deverá se integrar ao programa. Possuindo a etiqueta do PBE e atendendo aos requisitos técnicos do Procel, comprovados mediante a realização dos respectivos ensaios laboratoriais, será concedida uma autorização para que o fabricante possa afixar o Selo Procel no seu produto. Está disponível na página do Procel (www.eletrobras.com/ procel) o Regulamento do Selo Procel de Economia de Energia, no qual são descritos, entre outros, os critérios para a concessão do selo, sua forma de aplicação, a validade da concessão e as condições para divulgação. 25

25 26

26 Ganhadores do Selo 27

27 GANHADORES DO SELO SELO PROCEL DE ECONOMIA DE ENERGIA 2006 COLETORES SOLARES AQUECEDORES CUMULUS S.A. INDÚSTRIA E COMÉRCIO - CUMULUS Site: HELIOTEK MÁQUINAS E EQUIP. LTDA - HELIOTEK Site: HELLIOS DO BRASIL LTDA - HELLIOS Site: MAXTEMPER ENERGIA LTDA - MAXTEMPER Site: PANTHO INDUSTRIAL LTDA - PANTHO Site: TRANSSEN INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA - TRANSSEN Site: TUMA INDUSTRIAL LTDA - TUMA Site: RESERVATÓRIOS TÉRMICOS AQUECEDORES CUMULUS S.A. INDÚTRIA E COMÉRCIO - CUMULUS Site: AQUECEMAX ENERGIA SOLAR LTDA - AQUECEMAX CENTER SOL COM. E IND. DE AQUECIMENTO SOLAR LTDA CENTER SOL COLSOL COLETORES SOLARES LTDA - COLSOL Site: JMS INDUSTRIAL LTDA - JMS Site: MAXTEMPER ENERGIA LTDA - MAXTEMPER Site: PANTHO INDUSTRIAL LTDA - PANTHO Site: SOLÁGUA INDÚSTRIA E COM. LTDA-ME - SOLÁGUA Site: SOLAR MINAS LTDA SOLAR MINAS Site: TRANSSEN INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA -TRANSSEN Site: TUMA INDUSTRIAL LTDA - TUMA Site: LÂMPADAS ABD COMERCIAL LTDA ECOLUME / ECOLUX ALTALUX DISTRIB. ELÉTRICA LTDA - GRANLIGHT ARTEK INDUSTRIAL DA AMAZÔNIA LTDA - ARTEK Site: ASIA IMPORTADORA DISTRIBUIDORA ELÉTRICA LTDA - LUZ SOLLAR Site: BRASILUX INDÚSTRIA COMÉRCIO IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA - TASCHIBRA Site: CBI INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA - NKS Site: CHINVEST COMÉRCIO IMP. E EXP. LTDA - LIGHTEX Site: CISI COMERCIAL LTDA SORTE LUZ ELETROFIN IMPORT. E EXPORTAÇÃO LTDA - RONIX EMPALUX LTDA - EMPALUX Site: FORTUNE LIGHT IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA FLC Site: GENERAL ELECTRIC DO BRASIL LTDA - GE Site: GREENLITE DISTRIB. DE MATERIAL DE ILUMINAÇÃO LTDA - AVANT Site: MARSCHALL COMÉRCIO IMP. E EXP. LTDA - G LIGHT Site: ORIENTRADE DO BRASIL LTDA - YELLOWSTAR Site: OSRAM DO BRASIL LÂMPADAS ELÉTRICAS LTDA - OSRAM Site: PANTOP COMÉRCIO IMP EXP LTDA LC LIGHT Site: 28

28 GANHADORES DO SELO PAULISTA BUSINESS COM. IMP. DE MAT. ELÉT. LTDA GOLDEN PLUS Site: PHILIPS DO BRASIL LTDA - PHILIPS Site: RCG TECNOLOGIA ELETROMECÂNICA LTDA - RCG Site: SOMH LTDA SUPER NIKO SYLVANIA DO BRASIL ILUMINAÇÃO LTDA - SYLVANIA Site: TECNOLAMP DO BRASIL LTDA JB LIGHT Site: REATORES ELETROMAGNÉTICOS BEGLI INDÚSTRIA DE COMPONENTES ELETRÔNICOS LTDA - BEGLI Site: DEMAPE INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA DEMAPE Site: GUBRO INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE MATERIAL ELÉTRICO LTDA - GUBRO Site: ILUMATIC S.A. ILUMINAÇÃO E ELETROMETALÚRGICA ILUMATIC Site: INTRAL S.A. IND. DE MAT. ELÉTRICOS - INTRAL Site: KEIKO DO BRASIL IND. E COM. LTDA - KEIKO Site: PHILIPS DO BRASIL LTDA - PHILIPS Site: QS COMPONENTES E CONDUTORES ELÉT. LTDA G COMP REPUME REPUXAÇÃO E METAL. LTDA - REPUME Site: TELUZ BRASIL COM. IND. IMP. E EXP. LTDA - TELUZ TRANSVOLTEC ELETRÔNICA IND. E COM. LTDA TRANSVOLTEC Site: WGR INDÚSTRIA COM. IMP. EXPORTADORA LTDA - WGR Site: REFRIGERADORES, FREEZERS E CONDICIONADORES DE AR ÁSIA DISTRIBUIDORA DE UTILIDADES DOMÉSTICAS LTDA KOMECO Site: BSH CONTINENTAL ELETROD. LTDA BOSCH Site: CONTINENTAL Site: ELECTROLUX DO BRASIL S.A. ELECTROLUX Site: ELGIN S.A. ELGIN Site: ESMALTEC S.A. ESMALTEC Site: FUJITSU DO BRASIL LTDA FUJITSU Site: br.fujitsu-general.com GREE ELECTRIC APPLIANCES DO BRASIL LTDA GREE Site: HITACHI AR CONDICIONADO DO BRASIL S.A. HITACHI Site: LG ELECTRONICS DA AMAZÔNIA LTDA LG Site: MABE ITÚ ELETRODOMÉSTICOS S.A. DAKO Site: GE Site: METALFRIO SOLUTIONS LTDA METALFRIO Site: SAMSUNG ELETR. DA AMAZÔNIA LTDA SAMSUNG Site: SPRINGER CARRIER LTDA CARRIER Site: SPRINGER Site: 29

29 GANHADORES DO SELO COMISSÃO TÉCNICA DO SELO 2006 TOSHIBA Site: TOTALINE Site: TRANE - IDEAL STANDARD WABCO TRANE INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA TRANE Site: WHIRLPOOL S.A. BRASTEMP Site: CONSUL Site: YORK INTERNATIONAL LTDA YORK Site: LAVADORAS DE ROUPA ARNO S.A. ARNO Site: COLOR VISÃO DO BRASIL INDÚSTRIA ACRÍLICA LTDA COLORMAQ Site: ELECTROLUX DO BRASIL S.A. ELECTROLUX Site: LATINA ELETRODOMÉSTICOS S.A. LATINA Site: LG ELECTRONICS DA AMAZÔNIA LTDA LG Site: MABE CAMPINAS ELETRODOMÉSTICOS S.A. GE Site: MADSON ELETROMECÂNICA LTDA MUELLER Site: NEWMAQ ELETRODOMÉSTICOS LTDA NEWMAQ Site: SEDNA ELETRODOMÉSTICOS TECNOLOGIA INDUSTRIAL E COMERCIAL LTDA SEDNA Site: SUGGAR LTDA SUGGAR Site: WANKE S.A. WANKE Site: WHIRLPOOL S.A. BRASTEMP E CONSUL Site: MOTORES ELÉTRICOS KCEL MOTORES E FIOS LTDA KOHLBACH Site: METALCORTE METALURGIA LTDA EBERLE Site: SEW EURODRIVE BRASIL LTDA SEW Site: SIEMENS LTDA SIEMENS Site: WEG EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS S.A. WEG Site: Procel Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica Site: Cepel Centro de Pesquisas de Energia Elétrica Site: Inmetro Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial Site: Abilux Associação Bras. da Indústria de Iluminação Site: Abilumi - Associação Brasileira dos Importadores de Produtos de Iluminação Site: Abinee - Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica Site: Abrava Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento. Site: Eletros Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos Site: Idec Instituto Bras. de Defesa do Consumidor Site: 30

30 O PROCEL O Selo Procel foi criado em 8 de dezembro de 1993 com o objetivo de orientar o consumidor no ato da compra, indicando os produtos que apresentam os melhores níveis de eficiência energética em suas categorias e de estimular a fabricação e a comercialização de equipamentos eletrodomésticos mais eficientes e competitivos que minimizem os impactos ambientais no país. Em 1995, já apareciam no mercado brasileiro os primeiros produtos com o Selo Procel. No início, foram escolhidas três categorias da linha de refrigeradores: o de uma porta, o de duas portas ou combinado e o freezer vertical. Hoje são 20 categorias de produtos que incluem também aparelhos de ar-condicionado, motores elétricos, sistemas de aquecimento solar, produtos de iluminação e máquinas de lavar roupas.

31

32 Máquinas de lavar roupas 1 Os contemplados ARNO, COLORMAQ, CONSUL, ELECTROLUX, LATINA, LG, MABE MUELLER, NEWMAQ, SEDNA, SUGGAR, WANKE, WHIRLPOOL

33 Máquinas de lavar roupas 2 Apresentação Máquinas de lavar roupas Para obter informações mais completas e atualizadas, As máquinas de lavar roupas, atualmente fabricadas em duas categorias, automáticas e semi-automáticas, recentemente chegaram ao Tensão Capac. de Consumo Eficiência Eficiência Consumo comércio (v) Lavagem varejista Energia* com informações Lavagem há Centrifu- tempo de Aguá (kg) (kwh/ciclo) *** gação**** desejadas pela sociedade. Na hora de comprar Água Água Água Água Umidade (Litros/ uma máquina de Fria** lavar Quente roupas, Fria** o Quente consumidor Remanes- ciclo)* cente no agora pode verificar quanto cada modelo Tecido (%) impactará na sua conta de energia elétrica. De forma a auxiliar o consumidor nessa tarefa, o Procel iniciou a concessão do Selo Procel aos modelos que tenham como atributos não somente menor consumo de energia elétrica, mas também baixo consumo de água e alta eficiência de lavagem. O baixo consumo de água, um bem atualmente caro e cada vez mais escasso, resultará também em menor consumo de energia elétrica para o seu abastecimento. A eficiência de centrifugação das máquinas automáticas, atributo também analisado na hora de conceder o Selo Procel, representa a quantidade de umidade remanescente na roupa lavada e centrifugada. Mais uma vez o Selo Procel está cumprindo seu papel de orientar o consumidor e estimular a fabricação de equipamentos mais eficientes. FABRICANTE MARCA MODELO T C CE EL EC CA Para a concessão do Selo Procel foram avaliados o consumo de energia elétrica, o consumo de água, a eficiência de lavagem e a eficiência de centrigugação. (*) O ciclo refere-se ao processo completo de lavagem. (**) Os critérios para concessão do Selo PROCEL se baseiam nos índices obtidos pelo produto utilizando água fria. (***) Quanto maior é este índice melhor é a eficiência de lavagem. (****) Quanto menor é este índice melhor é a eficiência de centrifugação.

34 Para obter informações mais completas e atualizadas, Automáticas com Abertura Superior (Top Load)... FABRICANTE MARCA MODELO T C CE EL EC CA Tensão Capac. de Consumo Eficiência Eficiência Consumo (v) Lavagem Energia* Lavagem Centrifu- de Aguá (kg) (kwh/ciclo) *** gação**** Água Água Água Água Umidade (Litros/ Fria** Quente Fria** Quente Remanes- ciclo)* cente no Tecido (%) ELECTROLUX ELECTROLUX LF ,5 0,23-0,89-60,0 103,0 LF ,5 0,23-0,89-60,0 103,0 LQ ,5 0,23 1,98 0,89 0,98 60,0 103,0 LQ ,5 0,23 2,37 0,89 0,98 60,0 103,0 LF ,2 0,31-0,93-60,0 154,0 LF ,2 0,31-0,93-60,0 154,0 LQ ,2 0,31 3,05 0,93 1,02 60,0 154,0 LQ ,2 0,31 3,65 0,93 1,02 60,0 154,0 MABE GE LVGE102ATDAA1BR ,2 0,29-0,95-60,0 143,0 (ELETRÔNICA PLUS 10,2 kg) LVGE102ATDAA2BR ,2 0,29-0,95-60,0 143,0 (ELETRÔNICA PLUS 10,2 kg) LVGE102ATEAA1BR ,2 0,29-0,95-60,0 143,0 (ELETRÔNICA SUPER 10,2 kg) LVGE102ATEAA2BR ,2 0,29-0,95-60,0 143,0 (ELETRÔNICA SUPER 10,2 kg) LVGE102ATHAA1BR ,2 0,29-0,95-60,0 143,0 (DIGITAL MAXI 10,2 kg) LVGE102ATHAA2BR ,2 0,29-0,95-60,0 143,0 (DIGITAL MAXI 10,2 kg) LVGE102ATIAA1BR ,2 0,29 2,65 0,95 1,06 60,0 143,0 (DIGITAL LUXO 10,2 kg) LVGE102ATIAA2BR ,2 0,29 2,65 0,95 1,06 60,0 143,0 (DIGITAL LUXO 10,2 kg) WHIRLPOOL BRASTEMP BWF09ABANA 127 9,0 0,28-0,91-57,0 122,0 (TURBO PERFORMANCE 9 kg) Máquinas de lavar roupas Para a concessão do Selo Procel foram avaliados o consumo de energia elétrica, o consumo de água, a eficiência de lavagem e a eficiência de centrigugação. (*) O ciclo refere-se ao processo completo de lavagem. (**) Os critérios para concessão do Selo PROCEL se baseiam nos índices obtidos pelo produto utilizando água fria. (***) Quanto maior é este índice melhor é a eficiência de lavagem. (****) Quanto menor é este índice melhor é a eficiência de centrifugação. 3

35 Máquinas de lavar roupas Para obter informações mais completas e atualizadas,...automáticas com Abertura Superior (Top Load) FABRICANTE MARCA MODELO T C CE EL EC CA Tensão Capac. de Consumo Eficiência Eficiência Consumo (v) Lavagem Energia* Lavagem Centrifu- de Aguá (kg) (kwh/ciclo) *** gação**** Água Água Água Água Umidade (Litros/ Fria** Quente Fria** Quente Remanes- ciclo)* cente no Tecido (%) WHIRLPOOL BRASTEMP BWF09ABBNA 220 9,0 0,26-0,93-58,0 122,0 (TURBO PERFORMANCE 9 kg) BWH09ABANA 127 9,0 0,25 1,72 0,91 1,03 60,0 129,0 (SEXTO SENTIDO 9 kg) BWH09ABBNA 220 9,0 0,25 1,82 0,91 1,03 60,0 129,0 (SEXTO SENTIDO 9 kg) BWX09ARANA 127 9,0 0,25 1,72 0,91 1,03 60,0 129,0 (SEXTO SENTIDO 9 kg) BWX09ARBNA 220 9,0 0,25 1,82 0,91 1,03 60,0 129,0 (SEXTO SENTIDO 9 kg) Automáticas com Abertura Frontal (Front Load) LG LG WD-12311RD ,5 0,22 1,20 0,96 1,10 53,0 100,0 (LAVA/SECA (2 EM 1) 10,5 kg) WD-12311RDA ,5 0,17 1,35 0,90 1,10 53,0 85,0 (LAVA/SECA (2 EM 1) 10,5 kg) WD-12270RD ,0 0,22 1,56 0,95 1,10 52,0 92,5 (LAVA/SECA (2 EM 1) 12 kg) WD-12270RDA ,0 0,17 1,63 0,91 1,10 52,0 108,0 (LAVA/SECA (2 EM 1) 12 kg) WD-12276RD ,0 0,22 1,56 0,95 1,10 52,0 92,5 (LAVA/SECA (2 EM 1) 12 kg) WD-12276RDA ,0 0,17 1,63 0,91 1,10 52,0 108,0 (LAVA/SECA (2 EM 1) 12 kg) 4 Para a concessão do Selo Procel foram avaliados o consumo de energia elétrica, o consumo de água, a eficiência de lavagem e a eficiência de centrigugação. (*) O ciclo refere-se ao processo completo de lavagem. (**) Os critérios para concessão do Selo PROCEL se baseiam nos índices obtidos pelo produto utilizando água fria. (***) Quanto maior é este índice melhor é a eficiência de lavagem. (****) Quanto menor é este índice melhor é a eficiência de centrifugação.

36 Para obter informações mais completas e atualizadas, Semi-Automáticas... FABRICANTE MARCA MODELO T C CE EF CA Tensão Capac. de Consumo Eficiência Consumo (v) Lavagem de Energia de Lavagem de Água (kg) (kwh/ciclo)* ** Água Fria Água Fria (Litros/ciclo)* ARNO ARNO LAV3 (PRATIC ARNO) 127 4,3 0,08 0,73 92,4 LAV3 (PRATIC ARNO) 220 4,3 0,08 0,73 92,4 LAVN (LAVETE STAR ARNO) 127 4,3 0,08 0,77 89,6 LAVN (LAVETE STAR ARNO) 220 4,3 0,08 0,77 89,6 LVCL (LAVADORA COLLECTION ARNO) 127 4,3 0,08 0,73 92,4 LVCL (LAVADORA COLLECTION ARNO) 220 4,3 0,08 0,73 92,4 LVVF (FONTANA SUPER ARNO) 127 4,3 0,07 0,77 99,8 LVVF (FONTANA SUPER ARNO) 220 4,3 0,07 0,77 99,8 LV2V (LAVETE REVOLUTION 5.0 ARNO) 127 5,0 0,07 0,75 104,8 LV2V (LAVETE REVOLUTION 5.0 ARNO) 220 5,0 0,07 0,75 104,8 LVST (LAVETE SUPER 5.0 ARNO) 127 5,0 0,07 0,75 104,8 LVST (LAVETE SUPER 5.0 ARNO) 220 5,0 0,07 0,75 104,8 COLORMAQ COLORMAQ LCM 6, ,4 0,11 0,76 130,3 LCM 6, ,4 0,11 0,76 130,3 WHIRPOOL CONSUL CWN04ABANA (SERENATA) 127 4,3 0,08 0,79 101,0 CWN04ABBNA (SERENATA) 220 4,3 0,08 0,79 101,0 LATINA LATINA LALX 4.0P (LX4.0P) 127 4,0 0,08 0,73 97,8 LALX 4.0P (LX4.0P) 220 4,0 0,08 0,73 97,8 LALX 4.5P (LX4.5P) 127 4,0 0,08 0,73 97,8 LALX 4.5P (LX4.5P) 220 4,0 0,08 0,73 97,8 LALX 4.5EP (LX 4.5EP) 127 4,0 0,08 0,73 97,8 LALX 4.5EP (LX 4.5EP) 220 4,0 0,08 0,73 97,8 LALS6M (MAX) 127 4,3 0,08 0,79 101,3 LALS6M (MAX) 220 4,3 0,08 0,79 101,3 Máquinas de lavar roupas Para a concessão do Selo Procel foram avaliados o consumo de energia elétrica, o consumo de água e a eficiência de lavagem. (*) O ciclo refere-se ao processo completo de lavagem. (**) Quanto maior é este índice melhor é a eficiência de lavagem. 5

37 Máquinas de lavar roupas Para obter informações mais completas e atualizadas,...semi-automáticas FABRICANTE MARCA MODELO T C CE EF CA Tensão Capac. de Consumo Eficiência Consumo (v) Lavagem de Energia de Lavagem de Água (kg) (kwh/ciclo)* ** Água Fria Água Fria (Litros/ciclo)* MUELLER MUELLER BELÍSSIMA 127 4,0 0,07 0,82 58,6 BELÍSSIMA 220 4,0 0,07 0,82 58,6 PLUS 127 4,5 0,09 0,81 56,6 PLUS 220 4,5 0,09 0,81 56,6 NEWMAQ NEWMAQ CHARM 127 3,0 0,05 0,80 75,0 CHARM 220 3,0 0,05 0,80 75,0 SEDNA SEDNA AUTOMÁTICA S 127 3,5 0,06 0,72 68,3 AUTOMÁTICA S 220 3,5 0,06 0,72 68,3 SUGGAR SUGGAR TOP ,3 0,07 0,80 70,5 TOP ,3 0,07 0,80 70,5 FAVORITA 127 5,0 0,06 0,75 100,6 FAVORITA 220 5,0 0,06 0,75 100,6 WANKE WANKE FIBER 127 4,5 0,09 0,77 75,0 FIBER 220 4,5 0,09 0,77 75,0 SPACE 127 4,5 0,09 0,77 75,0 SPACE 220 4,5 0,09 0,77 75,0 TRADICIONAL 127 4,5 0,09 0,77 75,0 TRADICIONAL 220 4,5 0,09 0,77 75,0 6 Para a concessão do Selo Procel foram avaliados o consumo de energia elétrica, o consumo de água e a eficiência de lavagem. (*) O ciclo refere-se ao processo completo de lavagem. (**) Quanto maior é este índice melhor é a eficiência de lavagem.

38

39 Condicionadores de ar 2 Os contemplados ELECTROLUX, ELGIN, FUJITSU, GREE, HITACHI, KOMECO, LG, SAMSUNG, SPRINGER CARRIER, TRANE, WHIRLPOOL, YORK

40 Condicionadores de ar Para obter informações mais completas e atualizadas, Apresentação Condicionadores de ar Um modelo de BTU/h foi o primeiro aparelho de ar condicionado de janela a receber o Selo Procel, em Nos dois anos seguintes foi contemplado o melhor modelo de cada uma FABRICANTE MARCA C MODELO VERSÃO CONSUMO* Capacidade 127 V 220 V (BTU/h) das quatro categorias da época. A partir de (Kwh/h) 1998, o Selo Procel passou a ser concedido a todos os produtos que obtivessem classificação A no Programa Brasileiro de Etiquetagem. Desde então, a eficiência energética média dos aparelhos de BTU/h, modelo com a maior participação nas vendas, aumentou 36%, representando uma redução no consumo médio desse aparelho de 48 kwh/mês. Em 2004, deu-se início a etiquetagem dos condicionadores de ar tipo split system com seis fabricantes e 79 modelos. Este ano já são 12 fabricantes e 272 modelos, o que demonstra o sucesso do PBE e do Programa do Selo Procel. Regulamentação específica elaborada pelo Comitê Gestor de Indicadores e Níveis de Eficiência Energética (CGIEE) estabelecerá níveis mínimos de eficiência energética a serem atendidos, a partir de 2007, pelos condicionadores de ar monobloco, de janela ou parede, de corpo único e tipo split system hi-wall de parede, importados ou fabricados no Brasil. 2 * I - Para o cálculo do consumo de energia, considera-se que o aparelho seja utilizado durante 1h e que o compressor funcione durante 70% desse tempo. Para o cálculo de consumo mensal é necessário multiplicar o valor encontrado nesta coluna pelo número de horas que o equipamento é utilizado no mês. II - O consumo real poderá variar em função das condições ambientais do local onde o equipamento será instalado.

41 Para obter informações mais completas e atualizadas, Condicionadores de Ar - Janela FABRICANTE MARCA C MODELO VERSÃO CONSUMO* Capacidade 127 V 220 V (BTU/h) (Kwh/h) ELECTROLUX ELECTROLUX 7500 EAE07F FRIO 0,53 0, EAM07F FRIO 0,53 0, EAM07R REVERSO - 0, EC07F FRIO 0,53 0, EC07R REVERSO - 0, EAE10F FRIO 0,68 0, EAE10R REVERSO - 0, EAM10F FRIO 0,68 0, EAM10R REVERSO - 0, EC10R REVERSO - 0,68 ELGIN ELGIN EAF12000 FRIO - 0, EAQ REVERSO - 0, EAF18000 FRIO - 1, EAQ REVERSO - 1,26 GREE GREE 5600 GJ5-12LM FRIO 0, GJ7-12LM/C FRIO 0, GJ7-22LM/C FRIO - 0, GJ7-22LM/E FRIO - 0, GJ7-22RM/E REVERSO - 0, GJ7-22R/E REVERSO - 0, GJ7-22RM REVERSO - 0, GJ7-12L/C FRIO 0, GJ10-22LA FRIO - 0, GJ10-22LM/B FRIO - 0,71 LG LG 7800 WGM073QGA REVERSO - 0, WME181FGA FRIO - 1, WMM181FGA FRIO - 1,26 SPRINGER CARRIER SPRINGER 7500 FCA075BB FRIO - 0,52 * I - Para o cálculo do consumo de energia, considera-se que o aparelho seja utilizado durante 1h e que o compressor funcione durante 70% desse tempo. Para o cálculo de consumo mensal é necessário multiplicar o valor encontrado nesta coluna pelo número de horas que o equipamento é utilizado no mês. II - O consumo real poderá variar em função das condições ambientais do local onde o equipamento será instalado. 3 Condicionadores de ar

42 Condicionadores de ar 4 Para obter informações mais completas e atualizadas, Condicionadores de Ar - Janela FABRICANTE MARCA C MODELO VERSÃO CONSUMO* Capacidade 127 V 220 V (BTU/h) (Kwh/h) SPRINGER CARRIER SPRINGER 7500 FCA075RB FRIO - 0, FCA078BB FRIO 0, FCA078RB FRIO 0, FQA075BB REVERSO - 0, FQA075RB REVERSO - 0, MCA105BB FRIO - 0, MCA105RB FRIO - 0, MCA108BB FRIO 0, MCA108RB FRIO 0, MQA105BB REVERSO - 0, MQA105RB REVERSO - 0, ZCA185RB FRIO - 1, ZCA185BB FRIO - 1, ZCA215BB FRIO - 1, ZCA215RB FRIO - 1,53 WHIRLPOOL CONSUL 7500 CCC07D FRIO 0,53 0, CCI07D FRIO 0,53 0, CCJ07C REVERSO - 0, CCJ07D REVERSO - 0, CCM07C REVERSO - 0, CCM07D REVERSO - 0, CCN07B FRIO 0,53 0, CCO07B REVERSO - 0, CCY07D FRIO 0,53 0, CCZ07D REVERSO - 0, CCI10A FRIO 0,65 0, CCY10A FRIO 0,65 0, CCC10A FRIO 0,65 0, CCI10C FRIO 0,65 0,62 * I - Para o cálculo do consumo de energia, considera-se que o aparelho seja utilizado durante 1h e que o compressor funcione durante 70% desse tempo. Para o cálculo de consumo mensal é necessário multiplicar o valor encontrado nesta coluna pelo número de horas que o equipamento é utilizado no mês. II - O consumo real poderá variar em função das condições ambientais do local onde o equipamento será instalado.

43 Para obter informações mais completas e atualizadas, Condicionadores de Ar - Janela FABRICANTE MARCA C MODELO VERSÃO CONSUMO* Capacidade 127 V 220 V (BTU/h) (Kwh/h) WHIRLPOOL CONSUL 9900 CCY10C FRIO 0,65 0, CCC10C FRIO 0,65 0, CCM10A REVERSO - 0, CCZ10A REVERSO - 0, CCJ10A REVERSO - 0, CCM10C REVERSO - 0, CCZ10C REVERSO - 0, CCJ10C REVERSO - 0, CCN10B FRIO 0,68 0, CCB10B FRIO 0,68 0, CCO10B REVERSO - 0, CCS10B REVERSO - 0, CCM12C REVERSO - 0, CCZ12C REVERSO - 0, CCI12A FRIO - 0, CCY12A FRIO - 0, CCI12C FRIO 0, CCY12C FRIO 0, CCI12D FRIO 0, CCY12D FRIO 0, CCM12A REVERSO - 0, CCZ12A REVERSO - 0, CCM12D REVERSO - 0, CCZ12D REVERSO - 0, CCM15A REVERSO - 1, CCI18C FRIO - 1, CCI18D FRIO - 1,28 * I - Para o cálculo do consumo de energia, considera-se que o aparelho seja utilizado durante 1h e que o compressor funcione durante 70% desse tempo. Para o cálculo de consumo mensal é necessário multiplicar o valor encontrado nesta coluna pelo número de horas que o equipamento é utilizado no mês. II - O consumo real poderá variar em função das condições ambientais do local onde o equipamento será instalado. 5 Condicionadores de ar

44 Condicionadores de ar 6 Para obter informações mais completas e atualizadas, Condicionadores de Ar - Split FABRICANTE MARCA Capa- MODELO VERSÃO CONcidade Unidade Interna Unidade Externa SUMO* (BTU/h) 220 (kwh/h) ELECTROLUX ELECTROLUX 9000 SI09F SE09F FRIO 0, SI09R SE09R REVERSO 0, SI12F SE12F FRIO 0, SI12R SE12R REVERSO 0,83 FUJITSU FUJITSU 8600 ASB9A1 AOB9A1 FRIO 0, ASB9R1 AOB9R1 REVERSO 0, ASB12A1 AOB12A1 FRIO 0, ASB12R1 AOB12R1 REVERSO 0, ASB24A1 AOB24A1 FRIO 1, ASB24R1 AOB24R1 REVERSO 1, ASB30A1 AOB30A1 FRIO 2, ASB30R1 AOB30R1 REVERSO 2,17 GREE GREE 6000 GSW6 22R(I) GSW6 22R(O) REVERSO 0, GSC9-22L(I) GSC9-22L(O) FRIO 0, GSC9-22R(I) GSC9-22R(O) REVERSO 0, GSW9 22L/C(I) GSW9 22L/C(O) FRIO 0, GSW9 22L/E2(I) GSW9 22L/E2(O) FRIO 0, GSW9 22R/B(I) GSW9 22R/B(O) REVERSO 0, GSW9 22R/C(I) GSW9 22R/C(O) REVERSO 0, GSW9 22R/E2(I) GSW9 22R/E2(O) REVERSO 0, GSW9 22RA(I) GSW9 22RA(O) REVERSO 0, GSW12-22L/B(I) GSW12-22L/B(O) FRIO 0, GSW12-22L/C(I) GSW12-22L/C(O) FRIO 0, GSW12-22L/E(I) GSW12-22L/E(O) FRIO 0, GSW12-22L/E2(I) GSW12-22L/E(O) FRIO 0, GSW12-22R/E2(I) GSW12-22R/E(O) REVERSO 0, GSW12-22R/C(I) GSW12-22R/C(O) REVERSO 0, GSW18 22L/B(I) GSW18 22L/B(O) FRIO 1, GSW18 22R/B(I) GSW18 22R/B(O) REVERSO 1,19 * I - Para o cálculo do consumo de energia, considera-se que o aparelho seja utilizado durante 1h e que o compressor funcione durante 70% desse tempo. Para o cálculo de consumo mensal é necessário multiplicar o valor encontrado nesta coluna pelo número de horas que o equipamento é utilizado no mês. II - O consumo real poderá variar em função das condições ambientais do local onde o equipamento será instalado.

45 Para obter informações mais completas e atualizadas, Condicionadores de Ar - Split FABRICANTE MARCA Capa- MODELO VERSÃO CONcidade Unidade Interna Unidade Externa SUMO* (BTU/h) 220 (kwh/h) HITACHI HITACHI 7000 RKP005A1 RCA005A FRIO 0, RKP006A1 RCA006A FRIO 0, RKP006AH1 RCA006AH REVERSO 0, RKP006C RCA006C FRIO 0, RKP006CH RCA006CH REVERSO 0, RKP008A1 RCA008A FRIO 0, RKP008AH1 RCA008AH REVERSO 0, RKP008C RCA008C FRIO 0, RKP008CH RCA008CH REVERSO 0, RAS324B1 RCA324VX FRIO 0, RKP010A1 RCA010A FRIO 0, RKP010AH1 RCA010AH REVERSO 0, RKP010C RCA010C FRIO 0, RKP010CH RCA010CH REVERSO 0, RKP015A1 RCA015A FRIO 1, RKP015A2 RCA015A FRIO 1, RKP015AH1 RCA015AH REVERSO 1, RKP015AH2 RCA015AH REVERSO 1,15 KOMECO KOMECO 7500 KO SO7FC KO SO7FC FRIO 0, KO S07QC KO SO7QC REVERSO 0, KO S09FC KO SO9FC FRIO 0, KO S09QC KO S09QC REVERSO 0, KO S18FC KO S18FC FRIO 1, KO S18QC KO S18QC REVERSO 1,05 LG LG 6000 SHN060QA SHU060QA REVERSO 0, SLN090FLA SLU090FLA FRIO 0, SLN090QLA SLU090QLA REVERSO 0, LSNC122PML3 LSUC122PUL3 FRIO 0, LSNC122PBL3 LSUC122PUL3 FRIO 0,73 * I - Para o cálculo do consumo de energia, considera-se que o aparelho seja utilizado durante 1h e que o compressor funcione durante 70% desse tempo. Para o cálculo de consumo mensal é necessário multiplicar o valor encontrado nesta coluna pelo número de horas que o equipamento é utilizado no mês. II - O consumo real poderá variar em função das condições ambientais do local onde o equipamento será instalado. 7 Condicionadores de ar

Empresas cujos produtos foram contemplados com Selo Procel 2007

Empresas cujos produtos foram contemplados com Selo Procel 2007 Empresas cujos produtos foram contemplados com Selo Procel 2007 COLETORES SOLARES ALPINA S.A. INDÚSTRIA E COMÉRCIO ALOSOLAR Site: www.alosolar.com.br AQUECEDORES CUMULUS S.A. INDÚTRIA E COMÉRCIO CUMULUS

Leia mais

Selo Procel 2001. Selo Procel Inmetro de Desempenho Equipamentos de Iluminação

Selo Procel 2001. Selo Procel Inmetro de Desempenho Equipamentos de Iluminação Selo Procel 2001 Selo Procel 2001 Selo Procel Inmetro de Desempenho Equipamentos de Iluminação Selo Procel de Economia de Energia Eletrodomésticos, Motores e Coletores Solares Expediente MINISTÉRIO DE

Leia mais

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica www.abinee.org.br EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Eng. Fabián Yaksic Gerente do Departamento de Tecnologia e Política Industrial São Paulo, 5 junho 2012 ABINEE

Leia mais

Quanto você gasta com. energia elétrica?

Quanto você gasta com. energia elétrica? Quanto você gasta com energia elétrica? Os eletrodomésticos da linha branca já foram os vilões do gasto energético residencial. Hoje, eles estão mais econômicos, mas ainda precisam ser escolhidos com atenção.

Leia mais

ENERGIA E MEIO AMBIENTE Rio de Janeiro, 11 de dezembro de 2001

ENERGIA E MEIO AMBIENTE Rio de Janeiro, 11 de dezembro de 2001 Seminário ENERGIA E MEIO AMBIENTE Rio de Janeiro, 11 de dezembro de 2001 PROJETOS DE CONSERVAÇÃO E EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Eletrobrás Saulo José Nascimento Cisneiros Diretor de Projetos Especiais da Eletrobrás

Leia mais

As perspectivas de políticas públicas para gestão da energia e eficiência energética no Brasil

As perspectivas de políticas públicas para gestão da energia e eficiência energética no Brasil As perspectivas de políticas públicas para gestão da energia e eficiência energética no Brasil São Paulo, 5 de dezembro de 2013 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NO BRASIL Principais Programas e Resultados Lei de

Leia mais

É O COMBATE DO DESPERDÍCIO DE ENERGIA ELÉTRICA. É OBTER O MELHOR RESULTADO, DIMINUINDO O CONSUMO, SEM PREJUÍZO DE SEU CONFORTO E LAZER.

É O COMBATE DO DESPERDÍCIO DE ENERGIA ELÉTRICA. É OBTER O MELHOR RESULTADO, DIMINUINDO O CONSUMO, SEM PREJUÍZO DE SEU CONFORTO E LAZER. É O COMBATE DO DESPERDÍCIO DE ENERGIA ELÉTRICA. É OBTER O MELHOR RESULTADO, DIMINUINDO O CONSUMO, SEM PREJUÍZO DE SEU CONFORTO E LAZER. Na verdade você corre o risco de molhar o medidor e causar Curto-circuito.

Leia mais

Selo Procel de Economia de Energia Refrigeradores, Freezers, Condicionadores de Ar e Coletores solares

Selo Procel de Economia de Energia Refrigeradores, Freezers, Condicionadores de Ar e Coletores solares Selo Procel de Economia de Energia Refrigeradores, Freezers, Condicionadores de Ar e Coletores solares Selo Procel Inmetro de Desempenho Lâmpadas Fluorescentes Compactas e Circulares, Reatores Eletromagnéticos,

Leia mais

Manual de Consumo Consciente de Energia. Veja se você está aproveitando a energia com todo o conforto e segurança que ela traz.

Manual de Consumo Consciente de Energia. Veja se você está aproveitando a energia com todo o conforto e segurança que ela traz. Manual de Consumo Consciente de Energia. Veja se você está aproveitando a energia com todo o conforto e segurança que ela traz. Quando você utiliza energia de forma eficiente, todo mundo sai ganhando.

Leia mais

a Energia em casa Da usina até sua casa

a Energia em casa Da usina até sua casa a Energia em casa Da usina até sua casa Para ser usada nas cidades, a energia gerada numa hidrelétrica passa por uma série de transformações A eletricidade é transmitida de uma usina até os centros de

Leia mais

Aquecedores são aparelhos que consomem muita energia elétrica. Por isso, evite deixar o seu sempre ligado.

Aquecedores são aparelhos que consomem muita energia elétrica. Por isso, evite deixar o seu sempre ligado. Aquecedor central Aquecedores são aparelhos que consomem muita energia elétrica. Por isso, evite deixar o seu sempre ligado. Planeje seu uso e habitue-se a ligá-lo apenas o tempo necessário para que você

Leia mais

CRITÉRIOS PARA A CONCESSÃO DO SELO PROCEL DE ECONOMIA DE ENERGIA A MÁQUINAS DE LAVAR ROUPA

CRITÉRIOS PARA A CONCESSÃO DO SELO PROCEL DE ECONOMIA DE ENERGIA A MÁQUINAS DE LAVAR ROUPA CRITÉRIOS PARA A CONCESSÃO DO SELO PROCEL DE ECONOMIA DE ENERGIA A MÁQUINAS DE LAVAR ROUPA (DOCUMENTO COMPLEMENTAR AO REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DO SELO PROCEL DE ECONOMIA DE ENERGIA) (Revisão I) 25/08/2010

Leia mais

ENCE - Etiqueta Nacional de Conservação de Energia Selo PROCEL de Economia de Energia

ENCE - Etiqueta Nacional de Conservação de Energia Selo PROCEL de Economia de Energia Tabela CA ENCE - Etiqueta Nacional de Conservação de Energia Selo PROCEL de Economia de Energia CONDICIONADOR DE AR JANELA Data atualização: 9/11/2015 Classes Categoria 1

Leia mais

MANUAL COM DICAS SOBRE CONSUMO DE ENERGIA

MANUAL COM DICAS SOBRE CONSUMO DE ENERGIA SISTEMA SOLAR DE AQUECIMENTO DE ÁGUA a) Quando for adquirir um sistema de aquecimento solar dê sempre preferência aos modelos com o Selo Procel. b) Dimensione adequadamente o sistema (coletores e reservatórios)

Leia mais

PROCEL 2003 SELO. Coletores solares & Reatores eletromagnético Condicionadores de ar. Lâmpadas fluorescente & Motores

PROCEL 2003 SELO. Coletores solares & Reatores eletromagnético Condicionadores de ar. Lâmpadas fluorescente & Motores C A T Á L O G O PROCEL 2003 1 0 A N O S SELO Coletores solares & Reservatórios térmicos Motores Refrigeradores & Freezers Lâmpadas fluorescente & Reatores eletromagnético Condicionadores de ar A energia

Leia mais

Energia Elétrica: Uso e Abuso

Energia Elétrica: Uso e Abuso Energia Elétrica: Uso e Abuso Palestra apresentada nos Seminários de Atualização promovido pela Pró-reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários da UNICAMP em 13/04/2002 José Antenor Pomilio Faculdade

Leia mais

Dicas da Eletrobras Procel para economizar energia elétrica em residências e condomínios

Dicas da Eletrobras Procel para economizar energia elétrica em residências e condomínios Dicas da Eletrobras Procel para economizar energia elétrica em residências e condomínios Utilizar a energia elétrica com eficiência significa combater desperdícios, e todos nós devemos participar ativamente

Leia mais

Orientações Gerais para fabricantes e importadores sobre a Regulamentação de. Equipamentos para aquecimento solar de água

Orientações Gerais para fabricantes e importadores sobre a Regulamentação de. Equipamentos para aquecimento solar de água Orientações Gerais para fabricantes e importadores sobre a Regulamentação de Equipamentos para aquecimento solar de água Atualizado em 03/09/2013 Índice 2 Neste documento, você encontrará as seguintes

Leia mais

CUIDADO PARA NÃO SER ENGANADO

CUIDADO PARA NÃO SER ENGANADO Ciências da Natureza e Suas Tecnologias Física Prof. Eduardo Cavalcanti nº10 CUIDADO PARA NÃO SER ENGANADO Alguns aparelhos consomem mais eletricidade que outros. Alguns, como a geladeira, embora permanentemente

Leia mais

GRDE Superintendência ncia de Mercado SPM

GRDE Superintendência ncia de Mercado SPM Gerência de P&D e Eficiência Energética GRDE Superintendência ncia de Mercado SPM O "Grupo Empresarial CEB" tem como controladora a Companhia Energética de Brasília - CEB, cuja origem é a Companhia de

Leia mais

Aquecimento alternativo

Aquecimento alternativo 34_Aquecedor domestico.qxd 17/11/2004 16:34 Page 90 AQUECEDOR DOMÉSTICO DE ÁGUA Divulgação Abrava/DASol Aquecimento alternativo Popularizar o produto é um dos objetivos do setor para 2005 Atualmente podemos

Leia mais

Energia em sua casa. Saiba quanto gasta!

Energia em sua casa. Saiba quanto gasta! Energia em sua casa. Saiba quanto gasta! Os eletrodomésticos e equipamentos domésticos apresentam consumos energéticos diferentes. Compare-os no gráfico que segue. Iluminação É na iluminação da casa que

Leia mais

Energia elétrica: como usar e economizar

Energia elétrica: como usar e economizar endividado.com.br Energia elétrica: como usar e economizar Como fazer uso eficiente de Energia Quanto maior o desperdício de energia, maior é o preço que você e o meio ambiente pagam por ela. Ao usar a

Leia mais

PENSE NO MEIO AMBIENTE SIRTEC TEMA: CONSUMO CONSCIENTE DE ENERGIA DISPOSIÇÃO ADEQUADA DE RESÍDUOS

PENSE NO MEIO AMBIENTE SIRTEC TEMA: CONSUMO CONSCIENTE DE ENERGIA DISPOSIÇÃO ADEQUADA DE RESÍDUOS PENSE NO MEIO AMBIENTE SIRTEC TEMA: CONSUMO CONSCIENTE DE ENERGIA DISPOSIÇÃO ADEQUADA DE RESÍDUOS Abril/2015 Fazer obras e serviços para transmissão, distribuição e uso de energia. Contribuir para o bem

Leia mais

MODERNIZE SUA PLANTA FABRIL. Máquinas e equipamentos mais modernos são mais eficientes e consomem menos energia.

MODERNIZE SUA PLANTA FABRIL. Máquinas e equipamentos mais modernos são mais eficientes e consomem menos energia. 1 REALIZE UM DIAGNÓSTICO ENERGÉTICO para identificar todas as oportunidades existentes, avaliar a viabilidade, determinar as prioridades e montar um programa para sua implementação 2 MODERNIZE SUA PLANTA

Leia mais

CATÁLOGO SELO PROCEL 2 0 1 0

CATÁLOGO SELO PROCEL 2 0 1 0 CATÁLOGO SELO PROCEL 2 0 1 0 APRESENTAÇÃO O Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica PROCEL foi criado em 1985 com o desafio de implementar no país o conceito de eficiência energética e, paralelamente,

Leia mais

Vamos Poupar Energia!!! www.facebook.com/experimenta.energia

Vamos Poupar Energia!!! www.facebook.com/experimenta.energia Vamos Poupar Energia!!! www.facebook.com/experimenta.energia Que podemos nós fazer? Eficiência Energética Utilização Racional da Energia, assegurando os níveis de conforto e de qualidade de vida. Como?

Leia mais

Programa Brasileiro de Etiquetagem de Edificações: PBE-Edifica

Programa Brasileiro de Etiquetagem de Edificações: PBE-Edifica Programa Brasileiro de Etiquetagem de Edificações: PBE-Edifica Jefferson Alberto Prestes Analista Executivo de Metrologia e Qualidade Inmetro Inmetro Base de dados: 64,9% das pessoas que já ouviram falar

Leia mais

Economia de energia. No escritório. Ar Condicionado

Economia de energia. No escritório. Ar Condicionado Economia de energia O consumo de energia elétrica nos países em desenvolvimento, como o Brasil, cresce anualmente 8 vezes mais que nos países ditos desenvolvidos. Esse aumento de consumo é devido à modernização

Leia mais

PROGRAMA BRASILEIRO DE ETIQUETAGEM PBE

PROGRAMA BRASILEIRO DE ETIQUETAGEM PBE PROGRAMA BRASILEIRO DE ETIQUETAGEM PBE Leonardo Rocha Diretoria da Qualidade Inmetro INMETRO 35 Anos (fundado em dez/73) Lei 9933 (regulamenta os serviços) Autarquia do Governo Federal Contrato de Gestão

Leia mais

DICAS PARA A SUA ECONOMIA

DICAS PARA A SUA ECONOMIA DICAS PARA A SUA ECONOMIA SELO PROCEL Quer saber como economizar energia de forma simples e em situações práticas do dia a dia? Clique nos números. Depois, é só colocar em prática. 11 7 1 Ao comprar refrigeradores,

Leia mais

CARTILHA DE UTILIZAÇÃO CONSCIENTE DA ENERGIA ELÉTRICA

CARTILHA DE UTILIZAÇÃO CONSCIENTE DA ENERGIA ELÉTRICA CARTILHA DE UTILIZAÇÃO CONSCIENTE DA ENERGIA ELÉTRICA Companhia Paulista de Força e Luz Companhia Piratininga de Força e Luz Companhia Luz e Força Santa Cruz Companhia Jaguari de Energia Companhia Luz

Leia mais

PERSPECTIVAS DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM UM ESTABELECIMENTO COMERCIAL NA CIDADE DE ALAGOINHAS (BA) - UM ESTUDO DE CASO.

PERSPECTIVAS DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM UM ESTABELECIMENTO COMERCIAL NA CIDADE DE ALAGOINHAS (BA) - UM ESTUDO DE CASO. PERSPECTIVAS DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM UM ESTABELECIMENTO COMERCIAL NA CIDADE DE ALAGOINHAS (BA) - UM ESTUDO DE CASO. LEIDIANE BASTOS SENNA (FSSS ) leu.senna@hotmail.com Luana Nascimento Freitas Sodre

Leia mais

catálogo 2014 www.ambientalar.com.br

catálogo 2014 www.ambientalar.com.br catálogo 2014 conheça nossos produtos Categorias SPLIT HI WALL CONVENCIONAL 4 SPLIT HI WALL INVERTER 12 SPLIT PISO TETO 18 SPLIT CASSETE 20 SPLIT DUTADO 22 CORTINA DE AR 23 MULTISPLIT JANELA 25 28 SPLIT

Leia mais

Eficiência Energética em Edificações

Eficiência Energética em Edificações Eficiência Energética em Edificações CONTEÚDO ABORDADO ORGANOGRAMA CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA Consumo Faturado de Energia Elétrica 2011 430 TWh (Fonte: EPE Janeiro 2012) PROCEL EDIFICA O PROGRAMA O Programa

Leia mais

DICAS PARA ECONOMIA DE ENERGIA ELÉTRICA NA ILUMINAÇÃO

DICAS PARA ECONOMIA DE ENERGIA ELÉTRICA NA ILUMINAÇÃO DICAS PARA ECONOMIA DE ENERGIA ELÉTRICA NA ILUMINAÇÃO INTRODUÇÃO A energia elétrica é um recurso importante e indispensável em nossas vidas. Além de proporcionar conforto e segurança à população, garante

Leia mais

Técnicas passivas; Técnicas ativas.

Técnicas passivas; Técnicas ativas. Definição: a conservação de energia deve ser entendida como a utilização de uma menor quantidade de energia para a obtenção de um mesmo produto ou serviço através da eliminação do desperdício; Técnicas

Leia mais

DICAS COMBATE AO DESPERDÍCIO DE ENERGIA ELÉTRICA NO LAR COMBATE AO DESPERDÍCIO DE ENERGIA ELÉTRICA NO LAR

DICAS COMBATE AO DESPERDÍCIO DE ENERGIA ELÉTRICA NO LAR COMBATE AO DESPERDÍCIO DE ENERGIA ELÉTRICA NO LAR DICAS COMBATE AO DESPERDÍCIO DE COMBATE AO DESPERDÍCIO DE ENERGIA ELÉTRICA NO LAR ENERGIA ELÉTRICA NO LAR O consumo de energia elétrica vem aumentando no Brasil em virtude do desenvolvimento econômico

Leia mais

METODOLOGIA DE DIAGNÓSTICO ENERGÉTICO. Oportunidades de redução de custos e maior eficiência energética

METODOLOGIA DE DIAGNÓSTICO ENERGÉTICO. Oportunidades de redução de custos e maior eficiência energética METODOLOGIA DE DIAGNÓSTICO ENERGÉTICO Oportunidades de redução de custos e maior eficiência energética A realização de diagnóstico energético envolve um conjunto bastante diversificado de atividades,

Leia mais

Dicas para economizar energia

Dicas para economizar energia Dicas para economizar energia Vilões do Consumo Os vilões do consumo de energia elétrica são os aparelhos com alta potência ou grande tempo de funcionamento. Considerando uma residência de quatro pessoas,

Leia mais

Exercícios de Física Potência Elétrica

Exercícios de Física Potência Elétrica Questão 01 - Um estudante resolveu acampar durante as férias de verão. Em sua bagagem levou uma lâmpada com as especificações: 220 V - 60 W. No camping escolhido, a rede elétrica é de 110 V. Se o estudante

Leia mais

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S 1 MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. - ELETROBRÁS TOMADA DE PREÇOS N 04/2009 ANEXO I - ESPECIFICAÇÃO DOS SERVIÇOS 2 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO...3 2 DETALHAMENTO DOS SERVIÇOS...3

Leia mais

Ministério de Minas e Energia Consultoria Jurídica

Ministério de Minas e Energia Consultoria Jurídica Ministério de Minas e Energia Consultoria Jurídica PORTARIA INTERMINISTERIAL N o 1.007, DE 31 DE DEZEMBRO DE 2010. OS MINISTROS DE ESTADO DE MINAS E ENERGIA, DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA E DO DESENVOLVIMENTO,

Leia mais

VEICULAR COMO VOCÊ DECIDE A COMPRA DO SEU CARRO

VEICULAR COMO VOCÊ DECIDE A COMPRA DO SEU CARRO VEICULAR A COMPRA DO? COMO VOCÊ DECIDE SEU CARRO Como você decide a compra do seu carro? A escolha de um veículo é resultado de uma análise que considera várias características. O preço é certamente uma

Leia mais

1 de 22 08/03/2013 15:30

1 de 22 08/03/2013 15:30 1 de 22 08/03/2013 15:30 200374.22013.23235.5034.126470650.191 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Departamento de Polícia Federal Superintendência Regional em Mato Grosso Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00002/2013

Leia mais

PROCEL Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica

PROCEL Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica PROCEL Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica ILUMEXPO 2015 São Paulo, 1º de junho de 2015 George Alves Soares Sistema Eletrobras Geração e Transmissão Geração Geração Binacional (100,00%)

Leia mais

Sustentabilidade das Edificações Utilizando Energia Solar para Aquecimento de Água

Sustentabilidade das Edificações Utilizando Energia Solar para Aquecimento de Água Seminário: COPA DO MUNDO DE 2014 NORMATIZAÇÃO PARA OBRAS SUSTENTÁVEIS Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle do Senado Sustentabilidade das Edificações Utilizando Energia

Leia mais

Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA

Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA A Espírito Santo Centrais Elétricas SA, em conformidade com seu Contrato de Concessão de Distribuição, n 001/05 ANEEL e o que dispõe a Lei nº 9.991 de

Leia mais

Solange Nogueira Gerente da Divisão de Eficiência Energética em Edificações ELETROBRÁS / PROCEL

Solange Nogueira Gerente da Divisão de Eficiência Energética em Edificações ELETROBRÁS / PROCEL Solange Nogueira Gerente da Divisão de Eficiência Energética em Edificações ELETROBRÁS / PROCEL O PROCEL EDIFICA e a Etiquetagem de Eficiência Energética de Edificações Projeções de Consumo de Eletricidade

Leia mais

PROJETO ESPLANADA SUSTENTÁVEL. Maio 2012

PROJETO ESPLANADA SUSTENTÁVEL. Maio 2012 PROJETO ESPLANADA SUSTENTÁVEL CAPACITAÇÃO DOS GESTORES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE AÇÃO MÓDULO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Maio 2012 SISTEMAS DE AR CONDICIONADO Oportunidades de melhoria da eficiência dos

Leia mais

Lâmpadas. Ar Condicionado. Como racionalizar energia eléctrica

Lâmpadas. Ar Condicionado. Como racionalizar energia eléctrica Como racionalizar energia eléctrica Combater o desperdício de energia eléctrica não significa abrir mão do conforto. Pode-se aproveitar todos os benefícios que a energia oferece na medida certa, sem desperdiçar.

Leia mais

Dicas para poupar energia Doméstico

Dicas para poupar energia Doméstico Dicas para poupar energia Doméstico Eficiência energética: Poupar energia, utilizá-la de forma eficiente e inteligente, para conseguir mais, com menos. Importância da eficiência energética: Redução da

Leia mais

6º Seminário Tecnologia de sistemas prediais

6º Seminário Tecnologia de sistemas prediais 6º Seminário Tecnologia de sistemas prediais Os projetos de sistemas prediais elétricos, de ar condicionado e iluminação com foco para atender requisitos de conservação de energia na etiquetagem do PROCEL/

Leia mais

Conviver Rural Jaíba. Para se ter eficiência energética é preciso ter inteligência. Grandes resultados para os pequenos produtores do Jaíba.

Conviver Rural Jaíba. Para se ter eficiência energética é preciso ter inteligência. Grandes resultados para os pequenos produtores do Jaíba. Para se ter eficiência energética é preciso ter inteligência Desde 1998, por lei, toda distribuidora de energia precisa investir em ações que reduzam o desperdício de energia elétrica. Uma determinação

Leia mais

cartilha da economia de energia 75 dicas

cartilha da economia de energia 75 dicas cartilha da economia de energia 75 dicas ÍNDICE Dicas gerais Dicas para computadores Dicas para forno micro-ondas Dicas para máquina de lavar roupas 3 6 7 8 Por que é importante economizar energia? Dicas

Leia mais

TABELA ORIENTATIVA Potência Potência Seleção Aparelho Potência de Partida FP lp/ln Seleção Aparelho Potência de Partida FP lp/ln

TABELA ORIENTATIVA Potência Potência Seleção Aparelho Potência de Partida FP lp/ln Seleção Aparelho Potência de Partida FP lp/ln Linha GERADORES Linha GERADORES DE ENERGIA Energia garantida para o seu serviço A linha de Geradores de Energia Schulz foi especialmente desenvolvida para levar energia onde a eletricidade ainda não alcança.

Leia mais

South America Energy & Utilities

South America Energy & Utilities South America Energy & Utilities Eficiência Energética Maio / 2011 1 South America Energy & Utilities Conceitos e Esclarecimentos Maio / 2011 2 O que é? Afinal O que é Eficiência Energética? Eficiência

Leia mais

REDUÇÃO DE DESPERDÍCIO DE RECURSOS NATURAIS

REDUÇÃO DE DESPERDÍCIO DE RECURSOS NATURAIS CONSUMO CONSCIENTE REDUÇÃO DE DESPERDÍCIO DE RECURSOS NATURAIS ÁGUA ENERGIA INSUMOS Desenvolvimento Sustentável A ÁGUA NOSSO BEM MAIS PRECIOSO Distribuição de toda água doce 1,8 % 0,96 % 0,02 % 0,001 %

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO Nº 004/2015 - PROAD

ORDEM DE SERVIÇO Nº 004/2015 - PROAD ORDEM DE SERVIÇO Nº 004/2015 - PROAD Institui e regulamenta o Programa de Uso Racional de Água e Energia Elétrica no âmbito da UFCSPA. O PRÓ-REITOR DE ADMINISTRAÇÃO DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE

Leia mais

:: Eficiência Energética. Fonte: Revista Lumière, maio/2003

:: Eficiência Energética. Fonte: Revista Lumière, maio/2003 :: Eficiência Energética Fonte: Revista Lumière, maio/2003 Os efeitos da crise de energia de 2001 ainda estão sendo absorvidos pelo mercado e pelos consumidores, mas, se medidas mais efetivas não forem

Leia mais

Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA

Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA A EDP Bandeirante, em conformidade com seu Contrato de Concessão de Distribuição, n 202/98 - ANEEL, com a Resolução Normativa n 300, de 12 de fevereiro

Leia mais

Sistemas de Aquecimento Solar no Mercado Brasileiro

Sistemas de Aquecimento Solar no Mercado Brasileiro 1ª CONFERÊNCIA DAS RENOVÁVEIS À EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Sistemas de Aquecimento Solar no Mercado Brasileiro José Ronaldo Kulb Departamento Nacional de Aquecimento Solar da ABRAVA ABRAVA: Desde 1962, 400

Leia mais

Consumo Consciente. Faz bem para você, para a sociedade e para o planeta

Consumo Consciente. Faz bem para você, para a sociedade e para o planeta Consumo Consciente Faz bem para você, para a sociedade e para o planeta Uma mudança do bem Para nós da Rossi, o consumo consciente é algo vital para a sustentabilidade da sociedade e para o futuro do nosso

Leia mais

Como reduzir sua conta de energia elétrica

Como reduzir sua conta de energia elétrica Como reduzir sua conta de energia elétrica Com REDULIGHT você tem energia de melhor qualidade e economiza até 25% na conta Saiba como O que é e como funciona o filtro REDULIGHT O Redulight é um Filtro

Leia mais

SPLIT HI WALL NOVO. Conforto, economia para o bolso e design clean Sua vida merece mais

SPLIT HI WALL NOVO. Conforto, economia para o bolso e design clean Sua vida merece mais SPLIT HI WALL INVERTER R-410A NOVO Conforto, economia para o bolso e design clean Sua vida merece mais SPLIT HI WALL INVERTER R-410A NOVO Conforto e economia em sua casa O Split Hi Wall Inverter da Hitachi

Leia mais

Projeto de Conservação e Reuso de Água ELECTROLUX

Projeto de Conservação e Reuso de Água ELECTROLUX Projeto de Conservação e Reuso de Água ELECTROLUX São Carlos, 31 de Janeiro de 2011. PROJETO REUSO DE ÁGUA - ELECTROLUX 1. IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA Razão Social: Electrolux do Brasil S/A Unidade: São Carlos

Leia mais

A CAMPANHA. A campanha foi iniciada no dia 16 de março, e visa conscientizar a todos sobre a importância do uso consciente de energia elétrica.

A CAMPANHA. A campanha foi iniciada no dia 16 de março, e visa conscientizar a todos sobre a importância do uso consciente de energia elétrica. A CAMPANHA A campanha foi iniciada no dia 16 de março, e visa conscientizar a todos sobre a importância do uso consciente de energia elétrica. Ao usarmos a energia elétrica de forma consciente e responsável

Leia mais

Guia Prático de Eficiência Energética Para um Futuro Sustentável

Guia Prático de Eficiência Energética Para um Futuro Sustentável Guia Prático de Eficiência Energética Para um Futuro Sustentável Capacitação 2013 Orientador: Alexandre de Mello Delpupo. A energia elétrica e os combustíveis estão presentes hoje em todos os momentos

Leia mais

Crédito Imobiliário do HSBC apresenta: Sustentabilidade em Casa

Crédito Imobiliário do HSBC apresenta: Sustentabilidade em Casa Crédito Imobiliário do HSBC apresenta: Sustentabilidade em Casa Seja bem-vindo ao Guia Sustentabilidade em Casa do HSBC. O Guia Sustentabilidade em Casa é uma iniciativa do Crédito Imobiliário do HSBC

Leia mais

como andam os estudos? FFF (Foco, Força e Fé) esse é seu ano. #LQVP

como andam os estudos? FFF (Foco, Força e Fé) esse é seu ano. #LQVP Olá FERA, como andam os estudos? FFF (Foco, Força e Fé) esse é seu ano. #LQVP Neste segundo material da parceria entre o Física Total e o Projeto Medicina teremos 12 novos itens de acordo com a matriz

Leia mais

Consumo Consciente Energia Elétrica

Consumo Consciente Energia Elétrica Consumo Consciente Energia Elétrica Agosto 2010 Planeta SUSTENTABILIDADE NO CONSUMO Incentivo ao consumo responsável e consciente IMPORTÂNCIA DA ENERGIA PARA O GRUPO Compra energia elétrica de 23 concessionárias

Leia mais

DICAS PARA REDUÇÃO DO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA EM CASA

DICAS PARA REDUÇÃO DO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA EM CASA DICAS PARA REDUÇÃO DO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA EM CASA SELO PROCEL Prefira equipamentos com SELO PROCEL, e/ou consumo A de consumo de energia. GELADEIRA Evitar abrir a porta toda hora. Regular o termostato

Leia mais

Desperdício energético gera prejuízo de R$ 12,64 bilhões

Desperdício energético gera prejuízo de R$ 12,64 bilhões Cliente: Trade Energy Veículo: Jornal do Comércio (RS) Assunto: Desperdício energético gera prejuízo Data: 23/02/2015 Desperdício energético gera prejuízo de R$ 12,64 bilhões Mudanças no padrão de consumo

Leia mais

Eficiência Energética

Eficiência Energética Eficiência Energética no Dia a Dia Oficina do Eixo Meio Ambiente, Clima e Vulnerabilidades Facilitadora: Regina Maciel Instituto Efort Rede Mobilizadores Apoio: Furnas e Eletronuclear Agosto-2012 Índice:

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO NORTE DO PARANÁ Campus de Jacarezinho

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO NORTE DO PARANÁ Campus de Jacarezinho 1 UNIVERSIDADE ESTADUAL DO NORTE DO PARANÁ Campus de Jacarezinho AGNALDO BATISTA NUNES VOCÊ SABE CALCULAR A SUA CONTA DE LUZ? JACAREZINHO, PR 2008 2 AGNALDO BATISTA NUNES VOCÊ SABE CALCULAR A SUA CONTA

Leia mais

AR-CONDICIONADO 8 H / DIA = 35,3% / MÊS

AR-CONDICIONADO 8 H / DIA = 35,3% / MÊS O Brasil vive uma crise hídrica e energética que está afetando a distribuição de ambos os recursos no país todo, em maior ou menor intensidade. O Estado de São Paulo, em especial a capital, vem sofrendo

Leia mais

PROJETO DE ECONOMIA ECONOMIA DE CONSUMO ÁGUA E ENERGIA EM CASA, RUA, TRABALHO, ESCOLA...

PROJETO DE ECONOMIA ECONOMIA DE CONSUMO ÁGUA E ENERGIA EM CASA, RUA, TRABALHO, ESCOLA... 1 PROJETO DE ECONOMIA ECONOMIA DE CONSUMO ÁGUA E ENERGIA EM CASA, RUA, TRABALHO, ESCOLA... Risco de racionamento de energia existe para 2015, alertaram em 2014 os economistas Treze anos após o apagão que

Leia mais

Novo Medidor Eletrônico

Novo Medidor Eletrônico Novo Medidor Eletrônico Neste material, você encontra todas as informações sobre o novo equipamento que vai medir o consumo de energia elétrica da sua instalação. bandeirante Instalação do medidor eletrônico

Leia mais

MARINHA DO BRASIL CENTRO DE INSTRUÇÃO E ADESTRAMENTO AERONAVAL ORDEM INTERNA Nº 30-38. Comissão Interna para Conservação de Energia

MARINHA DO BRASIL CENTRO DE INSTRUÇÃO E ADESTRAMENTO AERONAVAL ORDEM INTERNA Nº 30-38. Comissão Interna para Conservação de Energia MARINHA DO BRASIL CENTRO DE INSTRUÇÃO E ADESTRAMENTO AERONAVAL SÃO PEDRO DA ALDEIA, RJ. Em 04 de março de 2009. ORDEM INTERNA Nº 30-38 Assunto: Referência: Anexo: Comissão Interna para Conservação de Energia

Leia mais

Cliente Celpe. Seja bem-vindo. Orientações Importantes sobre a Energia Elétrica e o Uso Consciente

Cliente Celpe. Seja bem-vindo. Orientações Importantes sobre a Energia Elétrica e o Uso Consciente Cliente Celpe Seja bem-vindo. Orientações Importantes sobre a Energia Elétrica e o Uso Consciente LIGAÇÃO NOVA Ao construir ou adquirir um imóvel novo, é necessário solicitar que a Celpe faça a ligação

Leia mais

TABELA 10 - POTÊNCIAS MÉDIAS DE APARELHOS ELETRODOMÉSTICOS E DE AQUECIMENTO

TABELA 10 - POTÊNCIAS MÉDIAS DE APARELHOS ELETRODOMÉSTICOS E DE AQUECIMENTO ND-5.1 7-8 TABELA 10 - POTÊNCIAS MÉDIAS DE APARELHOS ELETRODOMÉSTICOS E DE AQUECIMENTO Aparelhos de Aquecimento e Eletrodomésticos Tipo Potência Tipo Potência ( W ) ( W ) Aquecedor de Água até 80 L 1.500

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Goiás Pró-Reitoria de Administração e Finanças

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Goiás Pró-Reitoria de Administração e Finanças MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Goiás Pró-Reitoria de Administração e Finanças Pregão Eletrônico Nº 00174/2013(SRP) VIGÊNCIA 26/12/2013 A 25/12/2014 RESULTADO POR FORNECEDOR 05.821.117/0001-50

Leia mais

5º Seminário de Tecnologias Prediais SINDUSCON SÃO Paulo SP. Projeto de Sistemas de Aquecimento Solar

5º Seminário de Tecnologias Prediais SINDUSCON SÃO Paulo SP. Projeto de Sistemas de Aquecimento Solar 5º Seminário de Tecnologias Prediais SINDUSCON SÃO Paulo SP Projeto de Sistemas de Aquecimento Solar Coletor Banho Características Técnicas Aletas em Alumínio; Cobertura em Vidro Liso Cristal; Vidro Caixa

Leia mais

Aquecedor Solar. Catalogo_Aquecedor_Solar 009.indd 1 29/03/2010 15:47:15

Aquecedor Solar. Catalogo_Aquecedor_Solar 009.indd 1 29/03/2010 15:47:15 Aquecedor Solar Catalogo_Aquecedor_Solar 009.indd 1 29/03/2010 15:47:15 Aquecedores de Água a Gás Pisos Condicionadores de Ar Catalogo_Aquecedor_Solar 009.indd 2 29/03/2010 15:47:21 SUA VIDA COM KOMECO

Leia mais

AQUECEDORES DE ÁGUA A GÁS, DOS TIPOS INSTANTÂNEOS E DE ACUMULAÇÃO. Portarias Inmetro nº 119/2007, 67/2008, 182/2012 e 390/2013 Códigos 3379 e 3380

AQUECEDORES DE ÁGUA A GÁS, DOS TIPOS INSTANTÂNEOS E DE ACUMULAÇÃO. Portarias Inmetro nº 119/2007, 67/2008, 182/2012 e 390/2013 Códigos 3379 e 3380 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA- INMETRO Diretoria da Qualidade Dqual Divisão de Fiscalização e Verificação

Leia mais

Analisando graficamente o exemplo das lâmpadas coloridas de 100 W no período de três horas temos: Demanda (W) a 100 1 100 100.

Analisando graficamente o exemplo das lâmpadas coloridas de 100 W no período de três horas temos: Demanda (W) a 100 1 100 100. Consumo Consumo refere-se à energia consumida num intervalo de tempo, ou seja, o produto da potência (kw) da carga pelo número de horas (h) em que a mesma esteve ligada. Analisando graficamente o exemplo

Leia mais

Eficiência. Energética. e a energia eléctrica

Eficiência. Energética. e a energia eléctrica Eficiência Energética e a energia eléctrica > Eficiência energética A é um desafio que devemos colocar a todos nós. Está ao nosso alcance, o podermos contribuir de forma decisiva para um mundo melhor e

Leia mais

BANDEIRAS TARIFÁRIAS ENTENDA COMO FUNCIONA

BANDEIRAS TARIFÁRIAS ENTENDA COMO FUNCIONA BANDEIRAS TARIFÁRIAS ENTENDA COMO FUNCIONA BANDEIRAS TARIFÁRIAS O QUE É A BANDEIRA TARIFÁRIA? A bandeira tarifária é uma forma mais clara de demonstrar o quanto custa a geração de energia, permintindo

Leia mais

Sistemas de Eficiência Energética na Pequena e Média Indústria

Sistemas de Eficiência Energética na Pequena e Média Indústria Sistemas de Eficiência Energética na Pequena e Média Indústria SEMINÁRIO BRASIL-ALEMANHA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Junho 2015 Departamento de Infraestrutura Deinfra/Ruy Bottesi A Federação das Indústrias

Leia mais

Motivação para Eficiência Energética

Motivação para Eficiência Energética Eficiência Energética em Edifícios O potencial de redução de consumo de energia em edifícios antigos e as perspectivas dos novos projetos Palestrante: Engº Profº Luiz Amilton Pepplow UTFPR-CT Motivação

Leia mais

uso racional de energia elétrica

uso racional de energia elétrica uso racional de energia elétrica O uso inteligente da energia elétrica faz bem para sua empresa e para o meio ambiente. Atualmente, a energia elétrica tende a tornar-se cada vez mais importante e imprescindível

Leia mais

Uma pesquisa elaborada pelo CIRRA (Centro Internacional de Referência em Reuso de Água), entidade vinculada à Escola Politécnica da Universidade de

Uma pesquisa elaborada pelo CIRRA (Centro Internacional de Referência em Reuso de Água), entidade vinculada à Escola Politécnica da Universidade de ESTUDO DA USP MOSTRA CHUVEIRO ELÉTRICO COMO OPÇÃO MAIS ECONÔMICA PARA O BANHO Uma pesquisa elaborada pelo CIRRA (Centro Internacional de Referência em Reuso de Água), entidade vinculada à Escola Politécnica

Leia mais

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E CONFORMIDADE DE FORNOS ELÉTRICOS

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E CONFORMIDADE DE FORNOS ELÉTRICOS EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E CONFORMIDADE DE FORNOS ELÉTRICOS SUMÁRIO Eficiência Energética e Conformidade em Fornos Elétricos... 5 Eficiência Energética... 6 Vantagens... 6 Desperdícios... 6 Experiências

Leia mais

Latina Eletrodomésticos participa da Eletrolar 2011

Latina Eletrodomésticos participa da Eletrolar 2011 Latina Eletrodomésticos participa da Eletrolar 2011 A Latina Eletrodomésticos estará presente na 6ª edição da Eletrolar 2011, maior feira latino-americana de eletrodomésticos, eletroeletrônicos e informática,

Leia mais

16 Eficiência Energética

16 Eficiência Energética 16 Eficiência 412 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Contextualização A eficiência energética pode ser definida como o desempenho de conversão de um sistema energético. Em outras palavras, representa o quanto de energia

Leia mais

Cenários harmônicos em cargas residenciais

Cenários harmônicos em cargas residenciais 46 provocados por eletroeletrônicos Capítulo VI Cenários harmônicos em cargas residenciais Igor Amariz Pires* Além dos eletrodomésticos apresentados no capítulo anterior, consumidores residenciais e comerciais

Leia mais

ENE065 Instalações Elétricas I

ENE065 Instalações Elétricas I 26/03/2012 ENE065 Instalações Elétricas I Prof.: Ivo Chaves da Silva Junior ivo.junior@ufjf.edu.br Cálculo da Demanda em Edificações Tensão Secundária Cálculo da Demanda em Edificações Individuais (a)

Leia mais

PORTARIA Nº 23, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2015

PORTARIA Nº 23, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2015 PORTARIA Nº 23, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2015 Estabelece boas práticas de gestão e uso de Energia Elétrica e de Água nos órgãos e entidades da Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional

Leia mais

Índice de 11,6% é maior do que 11,4% registrado no último dia de fevereiro. Outros 5 sistemas também subiram,mas São Paulo ainda vive crise hídrica.

Índice de 11,6% é maior do que 11,4% registrado no último dia de fevereiro. Outros 5 sistemas também subiram,mas São Paulo ainda vive crise hídrica. PROJETO ATUALIZAR 2015 TEMA SISTEMA CANTAREIRA DATA DE APLICAÇÃO 09 a 13/03/2015 PROFESSORES RESPONSÁVEIS Cristiane e Felipe 1. SUGESTÕES DE PONTOS QUE PODEM SER ABORDADOS 1.1. A importância da água 1.2.

Leia mais

Linha completa de aquecimento para banho e piscina

Linha completa de aquecimento para banho e piscina Linha completa de aquecimento para banho e piscina Aquecedor solar Aquecedor de piscina Bomba de calor www.heliotek.com.br Coletores solares Heliotek A força da nova geração Ao contrário dos coletores

Leia mais