UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE COMUNICAÇÃO, TURISMO E ARTES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM JORNALISMO MESTRADO PROFISSIONAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE COMUNICAÇÃO, TURISMO E ARTES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM JORNALISMO MESTRADO PROFISSIONAL"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE COMUNICAÇÃO, TURISMO E ARTES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM JORNALISMO MESTRADO PROFISSIONAL Chamada de credenciamento para compor o quadro de docentes do PPJ O Programa de Pós-graduação em Jornalismo / Mestrado Profissional da UFPB, PPJ, ouvido o seu Colegiado, em reunião ordinária realizada no último dia 14 de agosto de 2014, de acordo com o que preconiza a sua resolução de número 01/2013 e ainda com base na resolução 79/2013 do Consepe, torna pública sua chamada para o credenciamento de docentes. 1. Do credenciamento Poderão requerer credenciamento ao PPJ, docentes do Departamento de Comunicação da UFPB, de outros departamentos da UFPB e de instituições de ensino superior, portadores do título de doutor ou de livre docência, com produção científica / intelectual / técnica, vinculada ao campo do jornalismo. 2. Do Processo de solicitação de credenciamento Os interessados em credenciar-se ao PPJ, devem obedecer ao que segue: - Encaminhar solicitação através de ofício à Coordenação do Programa; - Anexar à solicitação, plano de trabalho, indicando a disciplina (s) na qual desejam atuar (ver Anexo I), explicitando as ações que serão desenvolvidas no programa (ensino, orientação, pesquisa e produção científica intelectual e/ou profissional), assim como justificativa que demonstre a vinculação da sua produção com a linha de pesquisa do Programa. - Currículo Lattes atualizado. 3. Da homologação das inscrições As solicitações serão apreciadas pela Comissão de Credenciamento do PPJ, que emitirá parecer sobre as mesmas, a ser homologado pelo Colegiado do Programa. 4. Do cronograma do processo de credenciamento O processo de credenciamento obedecerá ao seguinte cronograma: - 18 de agosto de 2014: divulgação da chamada de credenciamento no site do Programa; - 20 de agosto a 30 de agosto de 2014: encaminhamento das solicitações e respectivos documentos à Coordenação do Programa; - 1 a 5 de setembro de 2014: apreciação pela Comissão de Credenciamento e homologação pelo Colegiado do PPJ. João Pessoa, 18 de agosto de Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo PPJ / CCTA / UFPB

2 ANEXO I QUADRO DAS DISCIPLINAS DO PPJ DISCIPLINAS TEORIAS DO JORNALISMO JORNALÍSTICA Carga Horária: 45 Creditos: 3 Ementa: A partir de um panorama críticoanalítico, estudam-se diferentes aportes teóricos que fundamentam o Jornalismo como atividade de produção de codificação da realidade, e que servem como referências para orientar suas práticas. Percorre os estudos calcados nas teorias do agendamento, concepções de noticiabilidade, "News Making", assim como a hipótese "Espiral do Silêncio". Serão enfatizados, principalmente, conceitos que refletem sobre o jornalismo como atividade de mediação social, as transformações que esta dimensão vem sofrendo face às mutações pelas quais passa a noticiabilidade, bem como a própria identidade do jornalista. Estudar-se-á, através de trabalhos práticos, repercussões dessas hipóteses teóricas, na produção jornalística local e regional a ser analisada. Bibliografia: PONTE, Cristina. Para entender as notícias. Florianópolis: Insular, 2005 SHOEMAKER, Pamela J. Teoria do gatekeeping: construção e seleção da notícia. Porto Alegre: Editora Penso, MCOMBS, Maxwell. A Teoria da Agenda. Petrópolis: Editora Vozes, TRAQUINA, Nelson. O estudo do Jornalismo no século XX, São Leopoldo: Unisinos, TRAQUINA, Nelson. Teorias do Jornalismo: porque as notícias são como são. Florianópolis: Insular, TÉCNICAS, LINGUAGENS E AMBIÊNCIAS JORNALÍSTICAS JORNALÍSTICA Carga Horária: 45 Créditos: 3 Ementa: Enfatiza-se a contribuição que técnica e linguagem emprestam às práticas jornalísticas, estruturando sua divisão social do trabalho, sobre a qual se apoiam as rotinas produtivas jornalísticas. Está previsto o desenvolvimento de reflexões, a partir de estudo de casos, através dos quais estes dois conceitos se compõem em elementos constitutivos da produção jornalística, chamando atenção para as intervenções que, por exemplo, regras jornalísticas desempenham para transformar as potencialidades da técnica e da linguagem para organização dos ambientes, processos, práticas, produtos jornalísticos. Exercícios práticos serão realizados como dinamização pedagógica para a compreensão desta problemática. Bibliografia: BENJAMIN, Walter. O Narrador. Coleção Os Pensadores. São Paulo: Abril Cultural, CARLON, Mário. Sobe el televisivo: dispositivos, discursos y sujetos. Buenos Aires: La Crujia, FAUSTO NETO, Antônio. O Jornalismo e os Limites da Interpretação. Revista caleidoscópio, no. 56, Lisboa, Edições Lusófonas Universitárias, DARHTON Robert. O beijo de Lamourette. São Paulo: Cia das Letras MESQUITA, Mário Coimbra. O Quarto Poder. Coimbra: Minerva, RODRIGUES, Adriano Duarte. As técnicas da informação e da comunicação. Lisboa: Editorial Presença, ÉTICA DO JORNALISMO Nível: Mestrado Profissional Obrigatória: Sim Área(s) de Concentração: PRODUÇÃO JORNALÍSTICA Carga Horária: 45 Créditos: 3 Ementa: O "ato jornalístico" é tradicionalmente explicado segundo duas perspectivas: a primeira, que prioriza os insumos técnicos sobre os quais se estruturam e se elaboram processos, produtos e práticas. De outro que situa a linguagem apenas como um meio instrumental para a atividade jornalística. A proposta desta disciplina visa desenvolver uma reflexão que compreenda referido ato além da referência técnica, colocando em primeiro plano, para tanto, a dimensão ética. Ou seja, situar o trabalho jornalístico como um fazer que se apoia, sobretudo, numa dimensão reflexiva, através da qual a atividade técnica está subordinada. A disciplina enfatiza que o "fazer técnico" não se desenvolve de modo autônomo, estando mediado pela dimensão ética, cujos fundamentos são essenciais para um exercício autocompreensivo que destaca os limites e as potencialidades das práticas jornalísticas. Bibliografia: ALMINO, João. O segredo e a informação: ética e política no espaço público. São Paulo: Brasiliense, BARBOSA, Rui. A imprensa e o dever da verdade. São Paulo: Com-Arte, KUCINSKI, Bernardo. Jornalismo na Era virtual. São Paulo: Unesp, COSTA, Caio Túlio. Ética, Jornalismo e Nova Mídia. São Paulo: Zahar CHRISTOFOLETTI, Rogério. Ética no Jornalismo. São Paulo: Contexto, 2008.

3 SEMINÁRIOS DE TRABALHO FINAL I JORNALÍSTICA Carga Horária: 30 Créditos: 2 Ementa: A disciplina aborda os processos de pesquisa aplicados ao jornalismo, com um panorama das principais metodologias, a exemplo dos estudos de caso, análise de conteúdo, método biográfico, análise de discurso. Incentiva o conhecimento de pesquisas para a criação de produtos e práticas voltadas ao desenvolvimento técnico científico aplicado ao jornalismo local e regional. Estimula ainda, a atualização de conhecimentos e práticas calcadas nos instrumentos de coleta próprios ao trabalho do jornalista, como entrevistas, enquetes, incentivando também, trabalhos voltados para os processos de editoração e de produção nos variados meios do campo profissional. Bibliografia: LAGO, Cláudia; BENETTI, Márcia. Metodologias de Pesquisa em Jornalismo. Petrópolis: Vozes, DE CERTEAU, M. A escrita da história. São Paulo: Forense Universitária, FAUSTO NETO, A. Comunicação e mídia impressa. São Paulo: Hacker, FERNANDES, José David Campos. Semiótica e Gramática do Design Visual, João Pessoa: Editora da UFPB, MANOVICH, L. The language of new media. Cambridge: Mit Press, PRADO, J. L. A. & BAIRON, S. A invenção do Outro na mídia semanal. In: LAGO, C. & BENETTI, M. Metodologia de pesquisa em jornalismo. Petrópolis: Vozes, 2007 SEMINÁRIOS DE TRABALHO FINAL 2 JORNALÍSTICA Carga Horária: 30 Créditos: 2 Ementa: Oportuniza o processo de orientação para o planejamento e a elaboração do trabalho final de curso. Aqui, a bibliografia apresentada tem somente um caráter sugestivo, na medida em que cada trabalho demandará bibliografia específica. Bibliografia: BERGER, Peter L.; LUCKMANN, Thomas. A construção social da realidade. 7. ed. Petrópolis: Vozes, 1987 (edição original: Doubleday, 1966). CURVELLO, João José Azevedo. Comunicação interna e cultura organizacional. São Paulo: Scortecci, DEMO, Pedro. Pesquisa e informação qualitativa: aportes metodológicos. Campinas: Papirus, AGUIRRE ROJAS, Carlos Antônio. La biografia como gênero historiográfico: algunas reflexiones sobre sus posibilidades actuales. In: SCHMIDT, Benito. O biográfico: perspectivas interdisciplinares. Santa Cruz do Sul: Edunisc, A CONSTRUÇÃO DA NOTÍCIA JORNALÍSTICA Nível: Mestrado Profissional Obrigatória: Não Carga Horária: 45 Créditos: 3 Ementa: Os critérios de noticiabilidade e a construção da notícia. Gêneros noticiosos e as narrativas jornalísticas. Notícia e reportagem nos contextos regionais/locais. Jornalismo de proximidade e as possibilidades de leitura e transformação da realidade regional brasileira. O global/nacional/regional/local e os fatos jornalísticos: interfaces necessárias. Identidades culturais e vocações econômicas regionais/locais como valores para a construção da informação jornalística. Bibliografia: ALSINA, Miquel Rodrigo. La construcción de la notícia. Barcelona: Ediciones Paidós, 1989 CAMPONEZ, Carlos. Jornalismo de Proximidade: rituais de comunicação na imprensa regional. Coimbra: Edições Minerva, 2002 TRAQUINA, Nelson. Teorias do jornalismo. Florianópolis: Insular,2005 JORNALISMO DIGITAL Nível: Mestrado Profissional Obrigatória: Não Carga Horária: 45 Creditos: 3 Ementa: Investiga o processo da produção jornalística mediado pela convergência midiática. Práticas jornalísticas online e constituição de novos espaços de apuração, redação e circulação de conteúdos jornalísticos. Novos atores dos processos jornalísticos: jornalismo cidadão, jornalismo colaborativo, jornalismo em redes sociais, entre outros. Mobilidade e jornalismo: Práticas jornalísticas com celulares. Fomenta a análise de produtos jornalísticos digitais, assim como a experimentação e a confecção de práticas e produtos que promovam sinergia entre jornalismo e tecnologias digitais. Bibliografia: BARBOSA, Suzana (Org.). Jornalismo Digital de Terceira Geração. Covilhã: Universidade da Beira Interior (UBI), BORGES, Juliano. Webjornalismo: política e jornalismo em tempo real. São Paulo: Apicuri, DALMONTE, Edson. Pensar o discurso no webjornalismo: temporalidade, paratexto e comunidades de experiência. Salvador: Edufba, WARD, Mike. Jornalismo Online. São Paulo: Rocco, VARELA, Juan. Blogs: revolucionando os meios de comunicação. São Paulo: Thompson, 2006.

4 INTERFACES JORNALÍSTICAS: FONTES, JORNALISTAS, LEITORES Nível: Mestrado Profissional Obrigatória: Não Carga Horária: 45 Créditos: 3 Ementa: Estuda as interações entre fontes, jornalistas e leitores, receptores, numa perspectiva de múltiplas relacionalidades. Tomar-se-á como referência os efeitos das novas tecnologias que transformam papéis e lugares dessas três instâncias, reunindo-os em formas de contatos não lineares e afetando antigos "status" nos quais cada um deles se enquadrava. Com base em estudos de casos, descreverse-á por exemplo, mudanças havidas na mediação jornalística bem como naqueles atribuídos à fontes e aos receptores, que num contexto atual interagem num ambiente comunicacional segundo fronteiras muito tênues. Bibliografia: MESQUITA, Mário. A personagem jornalística: as ciências da comunicação na viragem do século. Comunicação e linguagens. Lisboa: Vega, CHARAUDEAU, P.; GHIGLIONE, R. A palavra confiscada: um gênero televisivo, o talkshow. Lisboa: Instituto Piaget, BARBOSA, Suzana. Jornalismo digital e a informação de proximidade: o caso dos portais regionais, com estudo sobre o Uai e o Ibahia. Salvador: Facom/UFBA, 2002 [Dissertação de mestrado]. LEMOS, Renata; SANTAELLA Lúcia (orgs). Redes Sociais digitais: a conexão cognitiva do Twitter. São Paulo: Paulus, JOHNSON, Steven. Emergência: a dinâmica de rede em formigas, cérebros, cidades e softwares. Maria Carmelita Pádua Dias (trad.). Rio de Janeiro: Zahar, LEÃO, Lúcia. Derivas: Cartografias do Ciberespaço. São Paulo: Anablume/Senac, 2004 LEÃO, Lúcia. O Labirinto da Hipermídia. São Paulo: Iluminuras, LABORATÓRIO DE REDAÇÃO JORNALÍSTICA: IMPRESSO, VISUAL, SONORO, DIGITAL Nível: Mestrado Profissional Obrigatória: Não Carga Horária: 45 Créditos: 3 Ementa: A disciplina se estrutura em módulos a serem ministrados por diversos professores. No módulo 1, trabalha-se o percurso clássico que fundamenta a linguagem jornalística em seus produtos (notícia, reportagem, infografias, gêneros jornalísticos). Experimentações na linguagem jornalística: o jornalismo literário, o "New Journalism". O livro-reportagem como produto jornalístico. No módulo 2, propiciará experimentos nos processo gráficos e de editoração, com incidência nos diversos produtos jornalísticos e o debate sobre o design da informação na contemporaneidade. No módulo 3, trabalha-se os processos de apropriação da linguagem jornalística em dimensões audivisuais: o Radiojornalismo e o Telejornalismo são debatidos nas lógicas teoria e prática. No módulo 4, experimenta-se o debate em torno do jornalismo online, enfatizando o papel da interação e da convergência midiática, na constituição de novas modalidades para o fazer jornalístico. Bibliografia: BENETTI, Márcia; FONSECA, Virgínia P. da Silveira. Jornalismo e acontecimento: mapeamentos críticos. Florianópolis: Insular, GOMES, Itânia (org.). Gêneros Televisivos e Modos de Endereçamento no Telejornalismo. Salvador: Edufba, JESPERS, J.J. Jornalismo televisivo. Coimbra: Minerva, MEDITSCH, Eduardo. O rádio na era da informação: teoria e técnica do novo radiojornalismo. Florianópolis: Insular/UFSC, SPONHOLZ, Liriam. Jornalismo, conhecimento e objetividade. Florianópolis: Insular, PRÁTICA JORNALÍSTICA NAS ORGANIZAÇÕES Nível: Mestrado Profissional Obrigatória: Não Carga Horária: 45 Créditos: 3 Ementa: A prática do jornalista nas organizações; o papel do profissional como agente da comunicação; práticas de planejamento e implantação de assessorias; Os diferentes públicos da organização e suas demandas específicas. A pesquisa de opinião e o planejamento editorial dos veículos jornalísticos. Impressos de circulação interna e externa (revistas, relatórios, house organs, boletins, folders, jornais murais, cartilhas, manuais). Jornalismo eletrônico aplicado às organizações (websites, hotsites, intranets, blogs e mídias sociais digitais). Bibliografia: CESCA, Cleuza Gimenes. Comunicação dirigida escrita na empresa: teoria e prática. São Paulo: Summus, CIPRIANI, Fábio. Blog Corporativo. São Paulo: Novatec Ed., DUARTE, Jorge. Assessoria de imprensa e relacionamento com a mídia: teoria e técnica. São Paulo: Atlas, FRANÇA, Fábio. Públicos: como identificá-los em uma nova visão estratégica. São Caetano do Sul/SP: Difusão Editora, MACHADO NETO, Octaviano. Competência em comunicação organizacional escrita. Rio de Janeiro: Qualitymark, SOLIO, Marlene Branca. Jornalismo organizacional: produção e recepção. São Paulo: Summus, TERRA, Carolina Frazon. Blogs corporativos: modismo ou tendência? S. Caetano do Sul: Difusão, 2008.

5 LABORATÓRIO DE ANÁLISE DE LINGUAGENS DOS MEIOS Nível: Mestrado Profissional Obrigatória: Não Carga Horária:45 Créditos: 3 Ementa: Investiga as linguagens jornalísticas nos distintos meios, entendidos como geradores de ambiências e sentidos, na perspectiva dos métodos de análise: semiótica, estética, de conteúdo e de discurso. Realiza estudos das relações entre os processos de produção, circulação e consumo, na construção das narrativas jornalísticas. Analisa recursos e sonoridades, audiovisualidades e intertextualidades na produção jornalística. Bibliografia: ABREU, João Batista; BARBOSA FILHO, André. Gêneros Radiofônicos: os formatos e os programas em áudio. São Paulo: Paulinas, CHARAUDEAU, Patrick. Discurso das Mídias. São Paulo: Contexto, FECHINE, Yvana. Televisão e Presença: uma abordagem semiótica da transmissão direta. São Paulo: Estação das Letras e Cores, GOMES, Itânia (org.). Gêneros televisivos e modos de endereçamento no telejornalismo. Salvador: Edufba, PRATA, Nair. Webradio: novos gêneros, novas formas de interação. Florianópolis: Insular, MOUILLAUD, Maurice. O Jornal: da forma ao sentido. Brasília: Paralelo 15, ARQUITETURAS DOS PRODUTOS JORNALÍSTICOS Nível: Mestrado Profissional Obrigatória: Não Carga Horária: 45 Créditos: 3 Ementa: Estudarse-ão os produtos jornalísticos a partir de suas concepções arquiteturais, suas formas, estruturas, além de aspectos técnico-estéticos. Defende-se a hipótese segundo a qual a eficácia da mensagem que os textos jornalísticos podem suscitar no leitor, depende diretamente, do planejamento que é feito, em termos de formas e de linguagens, sobre os produtos em construção. Para tanto a disciplina pretende, mediante reflexão mais aprofundada, se apoiar em produtos jornalísticos como jornal, site, blogs, telejornais, videoclip, documentários, fanzine, revista e inovações tecno-midiáticas que permeiam através de seus processos, a emergência de novos produtos e de novas práticas jornalísticas. Bibliografia: FERNANDES, José David Campos. Alltype: informação, cognição e estética do discurso tipográfico. João Pessoa: Editora da UFPB, Editora da UFRN, Marca de Fantasia, LEMOS, Guido; BRENNAND, Edna, (orgs). Televisão Digital Interativa: reflexões, sistemas e padrões, São Paulo: Mackenzie, MOHERDAUÍ, Luciana. Guia de Estilo Web, Produção e edição de Notícias Online. São Paulo: Editora Senac, JORNALISMO TEMÁTICO Nível: Mestrado Profissional Obrigatória: Não Carga Horária: 45 Créditos: 3 Ementa: Estuda-se práticas desenvolvidas, de forma conjuntural e que evolui na organização editorial-jornalística, através de temas (político, religioso, esportivo, cientifico, cultural etc) recortados e inseridos nas rotinas jornalísticas. Examina, através de "estudos de caso", os formatos editoriais que transformam os temas acima indicados, em modalidades de práticas jornalísticas. A disciplina dará ênfase ao estudo de modelos editoriais e produção jornalística no contexto paraibano e regional. Bibliografia: MARTINS, Franklin. Jornalismo Político. São Paulo: Contexto, BASILI, Sidnei. Elementos de Jornalismo Econômico. São Paulo.: Editora Campus, CAPOTE, Truman. A Sangue Frio. São Paulo: Companhia das Letras, Medina, Cremilda de Araújo. A arte de tecer o presente. São Paulo: Summus Editorial, UNZELT, Celso; PRADO, Magaly, (organizadores). Jornalismo esportivo. São Paulo: Saraiva Editora, PRÁTICAS INVESTIGATIVAS EM JORNALISMO Nível: Mestrado Profissional Obrigatória: Não Carga Horária: 43 Créditos: 3 Ementa: Investigação jornalística: conceitos e métodos. O campo investigativo: Sujeitos, espaços, instituições. Aportes antropológicos para Pesquisa de Campo. Ética na investigação. Teoria de Prática da Entrevista em profundidade. Pesquisa jornalística: Arquivos, Memória e Bases de dados. A reportagem investigativa e suas formas narrativas. Bibliografia: CHRISTOFOLETTI, Rogério; KARAM, Francisco José. Jornalismo Investigativo e Pesquisa Científica. Florianópolis: Insular, FLEISCHER, Soraya; SCHUCH, Patrice. Ética e Regulamentação na Pesquisa Antropológica. Brasília: Editora UnB, MOURA, Sandra. Caco Barcellos: O Repórter e O Método. João Pessoa: UFPB, ROSA, Maria Virgínia de Figueiredo; ARNOLDI, Marlene Aparecida. A Entrevista na Pesquisa Qualitativa. São Paulo: Autêntica, SIQUEIRA, Cleofe Monteiro de. Jornalismo Investigativo. São Paulo: Summus, 2005.

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 92/ 2011 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Radialismo, Bacharelado,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 93/ 2011 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Jornalismo, Bacharelado,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SECRETARIA DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SECRETARIA DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS DELIBERAÇÃO Nº 65, DE 11 DE MAIO DE 2012 O DA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO, tendo em vista a decisão tomada em sua 257ª Reunião Extraordinária, realizada em 11 de maio de 2012, e considerando

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Curso de Jornalismo CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Área 1 Jornalismo Especializado (1 vaga) Graduação Exigida: Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo Titulação mínima exigida:

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 2202D - Comunicação Social: Jornalismo. Ênfase. Disciplina 0003015A - Jornalismo Impresso I

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 2202D - Comunicação Social: Jornalismo. Ênfase. Disciplina 0003015A - Jornalismo Impresso I Curso 2202D - Comunicação Social: Jornalismo Ênfase Identificação Disciplina 0003015A - Jornalismo Impresso I Docente(s) Angelo Sottovia Aranha Unidade Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação Departamento

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

2º SEMESTRE CARGA HORÁRIA

2º SEMESTRE CARGA HORÁRIA ESTRUTURA CURRICULAR Universidade Estadual da Paraíba UEPB Campina Grande - Campus I DIURNO 1º SEMESTRE CARGA HORÁRIA História da Comunicação (básica) 30 02 Filosofia da Comunicação (complementar) 30 02

Leia mais

Trabalho interdisciplinar e atividade extensionista na UEPG: o projeto Portal Comunitário

Trabalho interdisciplinar e atividade extensionista na UEPG: o projeto Portal Comunitário Trabalho interdisciplinar e atividade extensionista na UEPG: o projeto Portal Comunitário SOUZA, Kauana Mendes 1 ; XAVIER, Cintia 2 Universidade Estadual de Ponta Grossa, Paraná, PR RESUMO O projeto Portal

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Programa de TIDD

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Programa de TIDD Disciplina: Aplicações da Teoria dos Signos, Símbolos e Códigos ATSC Módulo: 3 Área de Concentração: Processos Cognitivos e Ambientes Digitais Linha de Pesquisa: (comum às três linhas de pesquisa) Professor:

Leia mais

DATAS DE PRÉ-MATRÍCULA

DATAS DE PRÉ-MATRÍCULA Mestrado e Doutorado em Comunicação Matrícula e Calendário acadêmico 2014.2 DATAS DE PRÉ-MATRÍCULA: 29, 30 e 31/07/2014 LOCAL: A pré-matrícula deverá ser efetivada na Secretaria do PPGCOM ou através do

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS PLANO DE ENSINO Código Unidade 042 Cód. Curso Curso 42501 COMUNICAÇÃO SOCIAL Habilitação Etapa Sem/Ano JORNALISMO 6ª 1º / 2009 Cód. Disc. Disciplina Créditos CH Sem Teoria Prática 121.3604.2 TELEJORNALISMO I 04 X X Docentes

Leia mais

O PAPEL DA AGÊNCIA DE JORNALISMO DA UEPG NO FOMENTO À PRODUÇÃO DE NOTÍCIAS INSTITUCIONAIS NA WEB

O PAPEL DA AGÊNCIA DE JORNALISMO DA UEPG NO FOMENTO À PRODUÇÃO DE NOTÍCIAS INSTITUCIONAIS NA WEB 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( X ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA O PAPEL DA

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 90/ 2011 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Relações Públicas, Bacharelado,

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 292/2014

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 292/2014 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 292/2014 Dispõe sobre o Currículo do Curso de Jornalismo, regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do Processo Nº COS- 144/2012, aprovou e eu promulgo

Leia mais

PRIMEIRO SEMESTRE. Fundamentos Teóricometodológicos SUB-TOTAL 360 TOTAL 360

PRIMEIRO SEMESTRE. Fundamentos Teóricometodológicos SUB-TOTAL 360 TOTAL 360 PRIMEIRO SEMESTRE Teórica Fundamentos da Comunicação e do Jornalismo Comunicação em Língua Portuguesa I Teoria da Comunicação Sociologia da Comunicação Introdução à Economia Fundamentos Epistemológicos

Leia mais

EMENTÁRIO DO CURO DE JORNALISMO

EMENTÁRIO DO CURO DE JORNALISMO EMENTÁRIO DO CURO DE JORNALISMO LET 02630 LÍNGUA PORTUGUESA Noções gerais da língua portuguesa. Leitura e produção de diferentes tipos de textos, em especial os relativos à comunicação de massa. Os tipos

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA INICIAÇÃO CIENTÍFICA FONTES DO JORNALISMO IMPRESSO EM CAMPO GRANDE

PROJETO DE PESQUISA INICIAÇÃO CIENTÍFICA FONTES DO JORNALISMO IMPRESSO EM CAMPO GRANDE Gerson Luiz Martins PROJETO DE PESQUISA INICIAÇÃO CIENTÍFICA FONTES DO JORNALISMO IMPRESSO EM CAMPO GRANDE A contribuição da Reportagem, Assessorias e Agências para a formação do jornal diário. Equipe

Leia mais

Apresentação da FAMA

Apresentação da FAMA Pós-Graduação Lato Sensu CURSO DE ESPECIIALIIZAÇÃO 444 horras/aulla 1 Apresentação da FAMA A FAMA nasceu como conseqüência do espírito inovador e criador que há mais de 5 anos aflorou numa família de empreendedores

Leia mais

Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação Câmpus de Bauru PLANO DE DISCIPLINA

Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação Câmpus de Bauru PLANO DE DISCIPLINA PLANO DE DISCIPLINA 1. UNIDADE: Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação 2. PROGRAMA: Pós-graduação em Televisão Digital: Informação e Conhecimento 3. NÍVEL: Mestrado Profissional 4. ÁREA DE CONCENTRAÇÃO:

Leia mais

Sistemas de Publicação em Ciberjornalismo Rotinas produtivas

Sistemas de Publicação em Ciberjornalismo Rotinas produtivas Sistemas de Publicação em Ciberjornalismo Rotinas produtivas Luciana Mielniczuk UFRGS UFSM luciana.mielniczuk@gmail.com redação jornalística em fins de 1980 X redação jornalística hoje Uma redação jornalística

Leia mais

Disciplinas Optativas Jornalismo

Disciplinas Optativas Jornalismo Universidade Federal Fluminense IACS - Instituto de Arte e Comunicação Social Departamento de Comunicação Social Curso de Jornalismo Disciplinas Optativas Jornalismo Carga horária total de optativas: 930

Leia mais

Programa do Curso. Cultura da mobilidade e Educação: desvendando possibilidades pedagógicas

Programa do Curso. Cultura da mobilidade e Educação: desvendando possibilidades pedagógicas UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA UNEB DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO CAMPUS I MESTRADO EM EDUCAÇÃO E CONTEMPORANEIDADE LINHA DE PESQUISA: JOGOS ELETRÔNICOS E APRENDIZAGEM GRUPO DE PESQUISA: COMUNIDADES VIRTUAIS

Leia mais

Atualidade e crítica dos processos comunicacionais Natureza: Obrigatória CH: 60 Horas Créditos: 4 Turno: Matutino

Atualidade e crítica dos processos comunicacionais Natureza: Obrigatória CH: 60 Horas Créditos: 4 Turno: Matutino Programa de Disciplina Nome: Atualidade e Crítica dos processos comunicacionais Profa. Marta R. Maia 2015.1 Atualidade e crítica dos processos comunicacionais Natureza: Obrigatória CH: 60 Horas Créditos:

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO - UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 60/00-CEPE RESOLVE:

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO - UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 60/00-CEPE RESOLVE: RESOLUÇÃO Nº /00-CEPE 1 Fixa o Currículo Pleno do Curso de Comunicação Social, Habilitações em Jornalismo, Relações Públicas e Publicidade e Propaganda, do Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes. O,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE COMUNICAÇÃO, TURISMO E ARTES Coordenação de Jornalismo

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE COMUNICAÇÃO, TURISMO E ARTES Coordenação de Jornalismo UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE COMUNICAÇÃO, TURISMO E ARTES Coordenação de Jornalismo REGIMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM JORNALISMO Capítulo I Da concepção de estágio O Estágio visa oportunizar

Leia mais

JORNALISMO NA INTERNET

JORNALISMO NA INTERNET UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA FACULDADE DE COMUNICAÇÃO DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO JORNALISMO NA INTERNET Coord. Prof. Dr. Marcos Palacios Equipe: Susana Barbosa Carla Schwingel Salvador, 2002 1. Definição

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO SOCIAL CURSO DE MESTRADO E DOUTORADO - PARA ESTRANGEIROS

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO SOCIAL CURSO DE MESTRADO E DOUTORADO - PARA ESTRANGEIROS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO SOCIAL CURSO DE MESTRADO E DOUTORADO - PARA ESTRANGEIROS E D I T A L PARA ESTRANGEIROS - 2016 O Departamento de Comunicação Social da Pontifícia Universidade Católica

Leia mais

E D I T A L 2016. 1. INSCRIÇÕES 1.1. Poderão inscrever-se aqueles que concluíram curso de Mestrado em Comunicação Social ou áreas afins.

E D I T A L 2016. 1. INSCRIÇÕES 1.1. Poderão inscrever-se aqueles que concluíram curso de Mestrado em Comunicação Social ou áreas afins. PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO SOCIAL CURSO DE DOUTORADO E D I T A L 2016 O Departamento de Comunicação Social da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro torna pública a abertura

Leia mais

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Currículo 17/06/2015 17:31. Centro de Ciências Humanas e da Comunicação

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Currículo 17/06/2015 17:31. Centro de Ciências Humanas e da Comunicação 7/6/5 7: Centro de Ciências Humanas e da Comunicação Curso: 85 Jornalismo (Matutino) Currículo: / COM..- Teorias da Comunicação I Ementa: Conceituação e objetivo da Comunicação Social. História da comunicação.

Leia mais

a importância de formar profissionais para atuar nos campos de trabalho emergentes na área;

a importância de formar profissionais para atuar nos campos de trabalho emergentes na área; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n. 66/ 2012 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Computação, Licenciatura

Leia mais

Fernando Correia. Principais atividades e funções atuais

Fernando Correia. Principais atividades e funções atuais 1 Fernando Correia Fernando António Pinheiro Correia nasceu em Coimbra em 1942. Jornalista. Docente universitário, com o grau de Professor Associado Convidado. Investigador em Sociologia, História e Socioeconomia

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS E PROJETOS EXPERIMENTAIS

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS E PROJETOS EXPERIMENTAIS CURSO DE JORNALISMO MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS E PROJETOS EXPERIMENTAIS 1 1 ÁREAS TEMÁTICAS Respeitada a disponibilidade de carga horária dos professores orientadores e a escolha dos alunos,

Leia mais

EXAMES ÉPOCA ESPECIAL

EXAMES ÉPOCA ESPECIAL EXAMES ÉPOCA ESPECIAL ANO LETIVO 2014/2015 LICENCIATURAS MESTRADOS PÓS-GRADUAÇÃO EXAMES ÉPOCA ESPECIAL 2014/2015 LICENCIATURA // AUDIOVISUAL E MULTIMÉDIA 4º Semestre 1º Semestre Teorias da Comunicação

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso null - null. Ênfase. Disciplina 0003029A - História da Comunicação

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso null - null. Ênfase. Disciplina 0003029A - História da Comunicação Curso null - null Ênfase Identificação Disciplina 0003029A - História da Comunicação Docente(s) Vinicius Martins Carrasco de Oliveria Unidade Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação Departamento

Leia mais

MESTRADO EM MEMÓRIA SOCIAL E BENS CULTURAIS. 1.1 Matriz Curricular Disciplinas obrigatórias

MESTRADO EM MEMÓRIA SOCIAL E BENS CULTURAIS. 1.1 Matriz Curricular Disciplinas obrigatórias MESTRADO EM MEMÓRIA SOCIAL E BENS CULTURAIS 1.1 Matriz Curricular Disciplinas obrigatórias C/H Memória Social 45 Cultura 45 Seminários de Pesquisa 45 Oficinas de Produção e Gestão Cultural 45 Orientação

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO SOCIAL CURSO DE MESTRADO

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO SOCIAL CURSO DE MESTRADO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO SOCIAL CURSO DE MESTRADO E D I T A L - 2016 O Departamento de Comunicação Social da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro torna pública a abertura

Leia mais

EDITAL Abertura de inscrições para a seleção de candidatos ao Programa de Mestrado em Comunicação da UNIP

EDITAL Abertura de inscrições para a seleção de candidatos ao Programa de Mestrado em Comunicação da UNIP EDITAL Abertura de inscrições para a seleção de candidatos ao Programa de Mestrado em Comunicação da UNIP Mestrado recomendado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES,

Leia mais

Práticas Laboratoriais de uma Rede de Comunicação Acadêmica Rede Teia de Jornalismo

Práticas Laboratoriais de uma Rede de Comunicação Acadêmica Rede Teia de Jornalismo Práticas Laboratoriais de uma Rede de Comunicação Acadêmica Rede Teia de Jornalismo Autores: Maria Zaclis Veiga e Élson Faxina Docentes do Centro Universitário Positivo UnicenP Resumo: A Rede Teia de Jornalismo

Leia mais

Jornalismo cultural na internet e a proposta do site Movamente 1

Jornalismo cultural na internet e a proposta do site Movamente 1 Jornalismo cultural na internet e a proposta do site Movamente 1 Letícia BARROSO 2 Thaís PEIXOTO 3 Centro Universitário Fluminense Campus II- Campos/RJ RESUMO: A falta de espaço nos veículos convencionais

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010 Curso: Pedagogia Disciplina: Metodologia Científica Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º 1 - Ementa (sumário, resumo) Conceito e concepção de ciência

Leia mais

I. DO PROCESSO SELETIVO 1.1. O processo seletivo docente será composto de três etapas: homologação da inscrição, prova didática e entrevista.

I. DO PROCESSO SELETIVO 1.1. O processo seletivo docente será composto de três etapas: homologação da inscrição, prova didática e entrevista. Rua do Salete, 50, Barris - Salvador - Bahia. Tel: (71) 2108-8562 / 2108-8503 home page: www.cairu.br - E-mail: presidencia@fvc.br E D I T A L A FVC - Fundação Visconde de Cairu, informa a abertura das

Leia mais

- Ler e discutir criticamente os textos clássicos sobre a imprensa e o jornalismo;

- Ler e discutir criticamente os textos clássicos sobre a imprensa e o jornalismo; Dados de identificação: Período Letivo 2015/2 Professor VIRGINIA PRADELINA DA SILVEIRA FONSECA Disciplina SOCIOLOGIA DO JORNALISMO Sigla COM287 Créditos 4 Carga Horária 60 Súmula O jornalismo nas ciências

Leia mais

Rastreamento da notícia: a produção jornalística no Jornal De Fato 1

Rastreamento da notícia: a produção jornalística no Jornal De Fato 1 Rastreamento da notícia: a produção jornalística no Jornal De Fato 1 André Luís da SILVA 2 Tamara de Sousa SENA 3 Marcília Luzia Gomes da Costa MENDES 4 Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, Mossoró,

Leia mais

EDITAL Nº 03/2013-PPGCOM/CCE/UFPI

EDITAL Nº 03/2013-PPGCOM/CCE/UFPI MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO PROFESSOR MARIANO DA SILVA NETO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO (PPGCOM)-

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO CURSO DE PEDAGOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO CURSO DE PEDAGOGIA PLANO DE ENSINO 2011-1 DISCIPLINA: Arte e Educação - JP0029 PROFESSOR: Ms. Clóvis Da Rolt I DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Carga Horária Teórica: 60h Carga Horária Prática: 15h II EMENTA A disciplina de Arte e

Leia mais

MBA em Gestão Estratégica e Marketing Digital Objetivo do curso:

MBA em Gestão Estratégica e Marketing Digital Objetivo do curso: Com carga horária de 420 horas o curso MBA em Gestão Estratégica e Marketing Digital é desenvolvido em sistema modular, com 01 encontro por bimestre (total de encontros no curso: 04) para avaliação nos

Leia mais

Universidade Federal Fluminense IACS - Instituto de Arte e Comunicação Social Departamento de Comunicação Social Curso de Publicidade e Propaganda

Universidade Federal Fluminense IACS - Instituto de Arte e Comunicação Social Departamento de Comunicação Social Curso de Publicidade e Propaganda Universidade Federal Fluminense IACS - Instituto de Arte e Comunicação Social Departamento de Comunicação Social Curso de Publicidade e Propaganda Disciplinas Optativas Publicidade Carga horária total

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO PERÍODO LETIVO/ANO 2009 Programa: Pós-Graduação stricto sensu em Educação/PPGE Área de Concentração: Sociedade,

Leia mais

EXAMES ÉPOCA DE RECURSO

EXAMES ÉPOCA DE RECURSO EXAMES ÉPOCA DE RECURSO 2.º SEMESTRE ANO LETIVO 2014/2015 LICENCIATURAS MESTRADOS PÓS-GRADUAÇÃO EXAMES ÉPOCA DE RECURSO 2.º, 4.º e 6.º SEMESTRES 2014/2015 LICENCIATURA // AUDIOVISUAL E MULTIMÉDIA Comunicação

Leia mais

PRÊMIO DE JORNALISMO FAEPA/SENAR-PB 2015 REGULAMENTO. Encerramento das inscrições. Cerimônia de premiação dos vencedores

PRÊMIO DE JORNALISMO FAEPA/SENAR-PB 2015 REGULAMENTO. Encerramento das inscrições. Cerimônia de premiação dos vencedores PRÊMIO DE JORNALISMO FAEPA/SENAR-PB 2015 REGULAMENTO Calendário ATIVIDADES DATA Lançamento no site Encerramento das inscrições Anúncio oficial dos finalistas Cerimônia de premiação dos vencedores 03 de

Leia mais

1 INSTITUIÇÕES E ENTIDADES ENVOLVIDAS NO PROJETO

1 INSTITUIÇÕES E ENTIDADES ENVOLVIDAS NO PROJETO TITULO: Assessoria de Comunicação às Instituições da UFSM no norte gaúcho EJE: Incorporación curricular de la extensión AUTORES: Mariana Cristina Raimondi, Bruna Occhi, Tássia Becker Alexandre. REFERENCIA

Leia mais

Ementa das disciplinas optativas 2011.1 (em ordem alfabética independente do curso e do turno)

Ementa das disciplinas optativas 2011.1 (em ordem alfabética independente do curso e do turno) Ementa das disciplinas optativas 2011.1 (em ordem alfabética independente do curso e do turno) Disciplina Ementa Pré- requisito C.H. Curso Assessoria de Comunicação Conhecimento geral, reflexão e prática

Leia mais

Linha 2- Desenvolvimento e Conflitos Sociais:

Linha 2- Desenvolvimento e Conflitos Sociais: UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO REGIONAL Edital 01/2014 CREDENCIAMENTO DE DOCENTES 1. PREÂMBULO A Coordenação do Programa

Leia mais

Natureza - Obrigatoria. Natureza - Obrigatoria. Natureza - Obrigatoria. Natureza - Obrigatoria. Natureza - Obrigatoria. Natureza - Obrigatoria

Natureza - Obrigatoria. Natureza - Obrigatoria. Natureza - Obrigatoria. Natureza - Obrigatoria. Natureza - Obrigatoria. Natureza - Obrigatoria 1 de 8 01 CAH297 - OFICINA DE TEXTOS I - Ativa desde: 18/01/2008 CAH299 - TEORIAS DA COMUNICAÇÃO - Ativa desde: 18/01/2008 CAH789 - INTRODUÇÃO À TEORIA SOCIAL - Ativa desde: 09/05/2013 CAH790 - FUNDAMENTOS

Leia mais

Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu Mestrado em Design

Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu Mestrado em Design Disciplina: Departamento: Interface Visual e Tecnológica Planejamento e Configuração - DEPC Carga Horária: 45 h/a Créditos: 03 Professor Responsável: Maria Regina Álvares Correia Dias EMENTA: Estudo dos

Leia mais

TÍTULO / TÍTULO: TV EXPERIMENTAL DE COMUNICAÇÃO: PROJETO INTEGRADO DE EXTENSÃO E COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA

TÍTULO / TÍTULO: TV EXPERIMENTAL DE COMUNICAÇÃO: PROJETO INTEGRADO DE EXTENSÃO E COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA TÍTULO / TÍTULO: TV EXPERIMENTAL DE COMUNICAÇÃO: PROJETO INTEGRADO DE EXTENSÃO E COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA AUTOR / AUTOR: Ruy Alkmim Rocha Filho INSTITUIÇÃO / INSTITUCIÓN: Universidade Federal do Rio Grande

Leia mais

A DIVULGAÇÃO DO CURSO DE JORNALISMO ATRAVÉS DO SITE E DAS REDES SOCIAIS

A DIVULGAÇÃO DO CURSO DE JORNALISMO ATRAVÉS DO SITE E DAS REDES SOCIAIS 11. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( X ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO

Leia mais

NOVO MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE JORNALISMO ADAPTADA À RESOLUÇÃO 001/2013 - CNE

NOVO MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE JORNALISMO ADAPTADA À RESOLUÇÃO 001/2013 - CNE NOVO MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE JORNALISMO ADAPTADA À RESOLUÇÃO 001/2013 - CNE 1º Período TEORIA DA COMUNICAÇÃO I Conceitos de comunicação e de comunicação social. Contexto histórico do surgimento da

Leia mais

Ementas das disciplinas do Curso de Comunicação Social Resolução 58/04, de 15/06/2004

Ementas das disciplinas do Curso de Comunicação Social Resolução 58/04, de 15/06/2004 Ementas das disciplinas do Curso de Comunicação Social Resolução 58/04, de 15/06/2004 HT011 Teoria da Comunicação I 2 02 Não tem Introdução á teoria da Comunicação. O surgimento da sociedade de massa e

Leia mais

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA 1 CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) 2012 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INTRODUÇÃO A PUBLICIDADE E PROPAGANDA... 4 02 HISTÓRIA DA ARTE... 4 03 COMUNICAÇÃO

Leia mais

CALENDÁRIO - PED TECNOLOGIAS EM ENSINO A DISTÂNCIA Grupo 097 - Junho/2012

CALENDÁRIO - PED TECNOLOGIAS EM ENSINO A DISTÂNCIA Grupo 097 - Junho/2012 informações: 1.º 2.º 3.º CALENDÁRIO - PED TECNOLOGIAS EM ENSINO A DISTÂNCIA Grupo 097 - Junho/2012 Estrutura do Calendário Antes de utilizar o Calendário do Curso, leia atentamente o Manual do Aluno de

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação 2014 383 COMUNICAÇÃO SOCIAL - JORNALISMO. COORDENADORA Mariana Lopes Bretas marianabretas@ufv.br

UFV Catálogo de Graduação 2014 383 COMUNICAÇÃO SOCIAL - JORNALISMO. COORDENADORA Mariana Lopes Bretas marianabretas@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2014 383 COMUNICAÇÃO SOCIAL - JORNALISMO COORDENADORA Mariana Lopes Bretas marianabretas@ufv.br 384 Currículos dos Cursos do CCH UFV Bacharelado ATUAÇÃO O jornalista é um profissional

Leia mais

WEBJORNALISMO. Aula 03: Contextualizando o webjornalismo. Conceitos e Nomenclaturas

WEBJORNALISMO. Aula 03: Contextualizando o webjornalismo. Conceitos e Nomenclaturas WEBJORNALISMO Aula 03: Contextualizando o webjornalismo Prof. Breno Brito Conceitos e Nomenclaturas Jornalismo digital Jornalismo eletrônico Ciberjornalismo Jornalismo on-line Webjornalismo 2 Prof. Breno

Leia mais

MÍDIA E ESPORTE: A EXPERIÊNCIA INTERDISCIPLINAR DO LABORATÓRIO DE COMUNICAÇÃO, MOVIMENTO E MÍDIA NA EDUCAÇÃO FÍSICA DO CEFD/UFSM/RS

MÍDIA E ESPORTE: A EXPERIÊNCIA INTERDISCIPLINAR DO LABORATÓRIO DE COMUNICAÇÃO, MOVIMENTO E MÍDIA NA EDUCAÇÃO FÍSICA DO CEFD/UFSM/RS MÍDIA E ESPORTE: A EXPERIÊNCIA INTERDISCIPLINAR DO LABORATÓRIO DE COMUNICAÇÃO, MOVIMENTO E MÍDIA NA EDUCAÇÃO FÍSICA DO CEFD/UFSM/RS Resumo Marli Hatje (UFSM RS) e Sérgio Carvalho (UFSM RS) Este texto trata

Leia mais

Fabyanne Nabofarzan Rodrigues

Fabyanne Nabofarzan Rodrigues Fabyanne Nabofarzan Rodrigues A relação entre o Poder Legislativo e a imprensa O papel da assessoria de imprensa na relação entre o Legislativo e a imprensa Projeto de pesquisa apresentado ao Programa

Leia mais

APOLO NEWS: um novo meio de aproveitar tudo o que a internet oferece 1

APOLO NEWS: um novo meio de aproveitar tudo o que a internet oferece 1 APOLO NEWS: um novo meio de aproveitar tudo o que a internet oferece 1 Igor Samuel de Oliveira PRADO 2 Juscelino Ribeiro de OLIVEIRA Júnior 3 Shaianna da Costa ARAÚJO 4 Orlando Maurício de Carvalho BERTI

Leia mais

DOUTORADO EM MEMÓRIA SOCIAL E BENS CULTURAIS

DOUTORADO EM MEMÓRIA SOCIAL E BENS CULTURAIS DOUTORADO EM MEMÓRIA SOCIAL E BENS CULTURAIS DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS Tópicos Avançados em Memória Social 45 Tópicos Avançados em Cultura 45 Tópicos Avançados em Gestão de Bens Culturais 45 Seminários

Leia mais

Anuários de Criação. Imagens da intimidade em propaganda impressa

Anuários de Criação. Imagens da intimidade em propaganda impressa USCS UNIVERSIDADE MUNICIPAL DE SÃO CAETANO DO SUL PRÓ-REITORIA DE PÓS GRADUAÇÃO E PESQUISA COMISSÃO DE PESQUISAS ACADÊMICAS Anuários de Criação Imagens da intimidade em propaganda impressa Docente Responsável:

Leia mais

COMUNICAÇÃO SOCIAL - JORNALISMO. COORDENADOR Ricardo Duarte Gomes da Silva rduarte@ufv.br

COMUNICAÇÃO SOCIAL - JORNALISMO. COORDENADOR Ricardo Duarte Gomes da Silva rduarte@ufv.br COMUNICAÇÃO SOCIAL - JORNALISMO COORDENADOR Ricardo Duarte Gomes da Silva rduarte@ufv.br 288 Currículos dos Cursos do CCH UFV Bacharelado ATUAÇÃO O jornalista é um profissional com qualificação técnica

Leia mais

Título: A formação do professor para o uso do jornal na sala de aula no ensino

Título: A formação do professor para o uso do jornal na sala de aula no ensino Título: A formação do professor para o uso do jornal na sala de aula no ensino fundamental Resumo O projeto de iniciação científica está vinculado à pesquisa Uso do jornal em sala de aula e compreensão

Leia mais

CARTILHA MONTE SEU PERCURSO DE FORMAÇÃO LIVRE

CARTILHA MONTE SEU PERCURSO DE FORMAÇÃO LIVRE CARTILHA MONTE SEU PERCURSO DE FORMAÇÃO LIVRE Tutorial básico para realização de atividades de formação livre em campi temporários ÍNDICE Apresentação, 03 Como funcionam os campi temporários?, 04 O que

Leia mais

ADAIR LEONARDO ROCHA Matrícula: 00338707 Carga Horária Contratual: 40 hs/sem

ADAIR LEONARDO ROCHA Matrícula: 00338707 Carga Horária Contratual: 40 hs/sem ADAIR LEONARDO ROCHA Matrícula: 00338707 Comunicação, Arte e Ciência 2 QUI - 18:45 às 19:30 Comunicação Comunitária 4 TER - 19:35 às 20:20-20:20 às 21:05 QUI - 19:35 às 20:20-20:20 às 21:05 POS- LATO SENSU

Leia mais

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA 1 CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) 2012 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INTRODUÇÃO A PUBLICIDADE E PROPAGANDA... 4 02 HISTÓRIA DA ARTE... 4 03 COMUNICAÇÃO

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE PEDAGOGIA Disciplina: Comunicação e Expressão Ementa: A leitura como vínculo leitor/texto através do conhecimento veiculado pelo texto escrito. Interpretação:

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS PLANO DE ENSINO 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS PLANO DE ENSINO 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS CÓDIGO UNIDADE 042 CÓD. CURSO CURSO 42501 JORNALISMO CÓD. DISC. DISCIPLINA ETAPA CH SEM CH TOTAL SEM/ANO 121.3508.9 ASSESSORIA DE IMPRENSA 5ª 02 34 1º/2011 PROFESSOR (A) ANA LUÍSA SOUZA / FERNANDO PEREIRA

Leia mais

SEINCOM - SEMANA INTEGRADA DE COMUNICAÇÃO DA UNIVEL DE 06 A 08 DE OUTUBRO DE 2015

SEINCOM - SEMANA INTEGRADA DE COMUNICAÇÃO DA UNIVEL DE 06 A 08 DE OUTUBRO DE 2015 SEINCOM - SEMANA INTEGRADA DE COMUNICAÇÃO DA UNIVEL DE 06 A 08 DE OUTUBRO DE 2015 REGULAMENTO 1. CONSIDERANDO I) A necessidade de efetivação e divulgação de um evento de comunicação com a marca Univel;

Leia mais

DIVISÕES TEMÁTICAS DT

DIVISÕES TEMÁTICAS DT DIVISÕES TEMÁTICAS DT Divisão Temática Coordenador Data Horário DT 1 - Jornalismo Prof. Dr. Bruno Barreto (Unigran) 08/06-09/06 14:00 DT 2 e 3 - Publicidade e Propaganda e Relações Públicas e Organizacional

Leia mais

ENSINO DE RELAÇÕES PÚBLICAS: UMA PROPOSTA DE ESTRUTURA CURRICULAR. Dra. Cláudia Peixoto de Moura (FAMECOS/PUCRS)

ENSINO DE RELAÇÕES PÚBLICAS: UMA PROPOSTA DE ESTRUTURA CURRICULAR. Dra. Cláudia Peixoto de Moura (FAMECOS/PUCRS) ENSINO DE RELAÇÕES PÚBLICAS: UMA PROPOSTA DE ESTRUTURA CURRICULAR Dra. Cláudia Peixoto de Moura (FAMECOS/PUCRS) Este trabalho versa sobre a aplicação das diretrizes curriculares na Comunicação Social,

Leia mais

Sumário. Apresentação...7

Sumário. Apresentação...7 Sumário Apresentação................................7 1. CONCEITOS BÁSICOS.........................11 Delimitação de funções..................... 12 2. ORIGENS E DESENVOLVIMENTO...................21 3.

Leia mais

A AGÊNCIA DE JORNALISMO COMO SUPORTE E APOIO AOS PROJETOS E AÇÕES DO CURSO DE JORNALISMO UEPG

A AGÊNCIA DE JORNALISMO COMO SUPORTE E APOIO AOS PROJETOS E AÇÕES DO CURSO DE JORNALISMO UEPG ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( x ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA A AGÊNCIA DE JORNALISMO COMO SUPORTE

Leia mais

Site institucional da Secretaria de Saúde de Goiânia como comunicação estratégica¹

Site institucional da Secretaria de Saúde de Goiânia como comunicação estratégica¹ Site institucional da Secretaria de Saúde de Goiânia como comunicação estratégica¹ Serena Veloso GOMES² Thamara Rocha Ribeiro FAGURY³ Kalyne Menezes SOUZA4 Silvana Coleta Santos PEREIRA5 Universidade Federal

Leia mais

ADITIVO AO EDITAL PRPG/UFLA N o 06/2012 PROCESSO SELETIVO DO PPGAP PARA INGRESSO EM 2013/1 MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

ADITIVO AO EDITAL PRPG/UFLA N o 06/2012 PROCESSO SELETIVO DO PPGAP PARA INGRESSO EM 2013/1 MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA ADITIVO AO EDITAL PRPG/UFLA N o 06/2012 PROCESSO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 72/2009 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Sistemas de Informação, modalidade

Leia mais

10º Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo PROGRAMAÇÃO DE COMUNICAÇÕES COORDENADAS. Sexta-feira, 09 de novembro de 2012, 14h00 18h15

10º Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo PROGRAMAÇÃO DE COMUNICAÇÕES COORDENADAS. Sexta-feira, 09 de novembro de 2012, 14h00 18h15 10º Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo PROGRAMAÇÃO DE COMUNICAÇÕES COORDENADAS Sexta-feira, 09 de novembro de 2012, 14h00 18h15 Desafios teórico-metodológicos para o estudo do jornalismo:

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Diretoria de Comunicação Social (Dirco) Políticas Públicas de Comunicação

Universidade Federal de Uberlândia Diretoria de Comunicação Social (Dirco) Políticas Públicas de Comunicação Universidade Federal de Uberlândia Diretoria de Comunicação Social Políticas Públicas de Comunicação...a presença ativa duma universidade, revigorada ao contato de seu núcleo mais vivo e ciosa do seu espaço

Leia mais

Anexo I Ementário das Modalidades conforme Categorias DA EXPOCOM

Anexo I Ementário das Modalidades conforme Categorias DA EXPOCOM Anexo I Ementário das Modalidades conforme Categorias DA EXPOCOM JORNALISMO JO 01 Agência Jr. de Jornalismo (conjunto/ série) Modalidade voltada a agências de jornalismo experimentais, criadas, desenvolvidas

Leia mais

(30h/a 02 créditos) Dissertação III (90h/a 06 Leituras preparatórias para a

(30h/a 02 créditos) Dissertação III (90h/a 06 Leituras preparatórias para a GRADE CURRICULAR DO MESTRADO EM LETRAS: LINGUAGEM E SOCIEDADE DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS 34 CRÉDITOS Teorias da Linguagem (60h/a 04 Teorias Sociológicas (60h/a 04 Metodologia da Pesquisa em Linguagem (30h/a

Leia mais

Regulamento de Transição Curricular e Plano de Creditações para o Ano Letivo 2015/2016

Regulamento de Transição Curricular e Plano de Creditações para o Ano Letivo 2015/2016 Regulamento de Transição Curricular e Plano de Creditações para o Ano Letivo 201/201 Os cursos de 1º ciclo da ESCS, estruturam- se num Plano de Estudos de seis semestres curriculares num total de 180 ECTS

Leia mais

Carlos Fabiano de Souza IFF UFF carlosfabiano.teacher@gmail.com

Carlos Fabiano de Souza IFF UFF carlosfabiano.teacher@gmail.com VIII Jornada de Estudos do Discurso NARRANDO A VIDA SOCIAL A FALA DO PROFESSOR DE INGLÊS SOBRE A SUA ATIVIDADE DOCENTE EM CURSOS DE IDIOMAS: POR UM ITINERÁRIO INVESTIGATIVO NA INTERFACE TRABALHO & LINGUAGEM

Leia mais

Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Plano de Trabalho Docente 2015

Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Plano de Trabalho Docente 2015 Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico ETEC PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: São Carlos SP Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnico em Recursos Humanos Qualificação:

Leia mais

Coordenador do Curso: Prof. Heitor Costa Lima da Rocha

Coordenador do Curso: Prof. Heitor Costa Lima da Rocha UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO UFPE CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO CAC CURSO DE JORNALISMO Coordenador do Curso: Prof. Heitor Costa Lima da Rocha IDENTIFICAÇÃO DO CURSO 1. Denominação do Curso: Jornalismo.

Leia mais

Nome do candidato TÍTULO DO PROJETO

Nome do candidato TÍTULO DO PROJETO Nome do candidato TÍTULO DO PROJETO Projeto de Pesquisa apresentado ao Programa de Pós- Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Santa Maria como requisito parcial para a seleção de ingresso

Leia mais

Plano de Ensino PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO EMENTA EIXO TECNOLÓGICO: Gestão e Negócios CURSO: Bacharelado em Administração MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( x ) bacharelado (

Leia mais

AUTOR(ES): GABRIELA RUIZ CANDOLO VILAS BOAS DE OLIVEIRA, CRISLAINE MARA MESSIAS

AUTOR(ES): GABRIELA RUIZ CANDOLO VILAS BOAS DE OLIVEIRA, CRISLAINE MARA MESSIAS TÍTULO: PORTAL USP RIBEIRÃO: DIVULGAÇÃO DA CIÊNCIA CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: COMUNICAÇÃO SOCIAL INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE DE RIBEIRÃO PRETO AUTOR(ES): GABRIELA RUIZ

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010 PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010 Curso: Pedagogia Disciplina: Metodologia do Ensino na Educação de Jovens e Adultos Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 4º 1 - Ementa (sumário, resumo)

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO CURSO DE PEDAGOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO CURSO DE PEDAGOGIA PLANO DE ENSINO 2011-1 DISCIPLINA: Ensinar e aprender História - JP0038 PROFESSORA: Dra. Hilda Jaqueline de Fraga I DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Carga Horária 75h II EMENTA Concepções e temas recorrentes no

Leia mais

Diretrizes Curriculares ENADE 2012. Curso de: Publicidade e Propaganda

Diretrizes Curriculares ENADE 2012. Curso de: Publicidade e Propaganda Diretrizes Curriculares ENADE 2012 Curso de: Publicidade e Propaganda MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA MEC Nº207 DE 22 DE JUNHO DE

Leia mais

EMENTÁRIO DO CURO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA

EMENTÁRIO DO CURO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA EMENTÁRIO DO CURO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA LET 02630 LÍNGUA PORTUGUESA Noções gerais da língua portuguesa. Leitura e produção de diferentes tipos de textos, em especial os relativos à comunicação de

Leia mais

ANÁLISE DOS TERMOS DE DESIGNAÇÃO PARA INCLUSÃO EDUCACIONAL NO WEBJORNALISMO

ANÁLISE DOS TERMOS DE DESIGNAÇÃO PARA INCLUSÃO EDUCACIONAL NO WEBJORNALISMO ANÁLISE DOS TERMOS DE DESIGNAÇÃO PARA INCLUSÃO EDUCACIONAL NO WEBJORNALISMO PALAVRAS-CHAVE: Análise, Educação, Inclusão. Lucas Lameira Martins RESUMO Este artigo tem como objetivo apresentar um trabalho

Leia mais