CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO"

Transcrição

1 CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO ILHÉUS, ITACARÉ E MARAÚ - BA 06 a 10 de maio de 2009 Caravana Brasil Nacional Caderno de Viagem PI

2 MINISTÉRIO DO TURISMO Luiz Eduardo Pereira Barretto Filho, Ministro de Estado Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Airton Nogueira Pereira Júnior, Secretário Departamento de Promoção e Marketing Nacional Márcio Nascimento, Diretor Jurema Monteiro, Coordenadora-geral de Apoio à Comercialização SEBRAE NACIONAL Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Paulo Tarciso Okamotto, Diretor-Presidente Diretoria de Administração e Finanças Carlos Alberto dos Santos, Diretor Diretoria Técnica Luiz Carlos Barboza, Diretor Gerência da Unidade de Atendimento Coletivo, Comércio e Serviços Ricardo Guedes, Gerente Aryanna Nery Dival Schmidt Germana Magalhães Lara Franco Valéria Barros BRAZTOA Associação Brasileira das Operadoras de Turismo José Eduardo Barbosa Presidente Monica Eliza Samia Diretora Executiva Daniela Sarmento Coordenadora Geral Leandro Queiroz Supervisor Técnico Marina Telles Equipe Técnica Nivea Lima Equipe Técnica Roberta Giglio Equipe Técnica Consultores Eduardo Cecchini José Cordeiro Rafael Andreguetto Rosier Saraiva Oficina de Hospitalidade Alessandro Rodrigues Pinto Ana Laura Ravagnani Simone Scorsato Articulador local Nelma Fidelis Caravana Brasil Nacional 2

3 ÍNDICE Caravana Brasil 04 Ilhéus, Itacaré e Maraú 06 Oficina de Capacitação 07 Viagem Técnica 12 Avaliação Destino 16 Hospitalidade 19 Produtos e Serviços 24 Público Alvo 27 Promoção e Comercialização 28 Encontro de Conhecimento 32 Considerações Finais 35 3 Caravana Brasil Nacional

4 CARAVANA BRASIL O projeto Caravana Brasil, realizado pela EMBRATUR desde 2003, tem como principal meta incentivar a comercialização de novos produtos turísticos brasileiros no mercado internacional. Com isso, de forma geral, ampliou-se também a oferta turística brasileira. Foram realizadas 100 caravanas para quase 450 destinos, com a participação de cerca de 900 profissionais formadores de opinião, operadoras de turismo nacional e internacional, além da imprensa. A partir de 2007, o Ministério do Turismo e o SEBRAE firmaram uma parceria com a Braztoa para realizar a Caravana Brasil Nacional, que segue as mesmas linhas conceituais do projeto original. Busca, no entanto, incorporar novas características a fim de se adaptar com mais eficiência ao mercado atual. Dessa forma, o projeto realiza: 1- Viagens com Agentes de Viagem, nas quais os participantes conhecem destinos e produtos turísticos e também visitam feiras e/ou eventos comerciais de destaque do setor; 2- Viagens com Agentes de Viagem e Operadoras de Turismo, nas quais Agentes e Operadores conhecem melhor os destinos já comercializados; 3- Viagens com Operadoras de Turismo, nas quais os participantes conhecem novos destinos com a finalidade de diversificar sua cesta de produtos. A Caravana Brasil Nacional promove ainda: 1- Capacitação para os fornecedores locais dos destinos visitados, a fim de melhor prepará-los para atender Agentes de Viagem e Operadoras de Turismo, bem como adequar seus produtos às necessidades do mercado. Esta ação acontece durante a viagem precursora em que representantes do projeto visitam o destino para a validação do roteiro final. 2- Encontros de Negócios, que são encontros entre Operadoras de Turismo, Representantes Institucionais e Fornecedores Locais, e possibilitam a convergência de interesses e o estabelecimento de negócios. Esta ação acontece durante as viagens com Operadoras de Turismo. Caravana Brasil Nacional 4

5 3- Encontros de Conhecimento, que propõem a apresentação do destino de forma diferenciada para Operadoras e Agentes. Esta ação acontece durante as viagens entre Operadoras de Turismo e Agentes de Viagem. 4- Encontros para Apresentação dos Resultados das Avaliações, que constituem um retorno ao destino das avaliações feitas pelos Agentes de Viagem e Operadoras de Turismo. Esta ação acontece em um evento previsto para aproximadamente um mês depois da viagem. O projeto Caravana Brasil Nacional pretende, com suas ações, desenvolver o mercado turístico nacional de forma geral. As ações realizadas, então, constituem uma importante ferramenta para acompanhar essas mudanças e proporcionar conhecimento qualificado aos profissionais envolvidos nesse setor, um importante gerador de divisas do país. 5 Caravana Brasil Nacional

6 ILHÉUS, ITACARÉ E MARAÚ - BA Fonte: Viagem Técnica Fotógrafo: Paulo Ferrera. Maio/2009. Caravana Brasil Nacional 6

7 OFICINA DE CAPACITAÇÃO 12 de março de 2009 Durante a viagem precursora ao destino foi realizada a Oficina de Capacitação para os empresários locais. O foco central da oficina é a preparação dos fornecedores locais para o encontro de conhecimento, bem como, propiciar a todos os participantes por meio de exercícios e dinâmicas de integração, reflexão sobre a hospitalidade do destino, o turista e suas expectativas, produtos e segmentos e as possíveis ferramentas de promoção, comercialização e distribuição do produto turístico. A Oficina de Capacitação foi realizada na cidade de Ilhéus, tendo a participação de representantes de empresas e de instâncias de governança local. Ao todo participaram 72 pessoas de diferentes setores empresariais conforme gráfico abaixo: 7 Caravana Brasil Nacional

8 Abaixo segue relação dos participantes da capaictação realizada: Empreendimento Abav Abi Sul Abih Abrajet Acerti Aci Agência Maré Alta Aldeita Eco Lodge Amubs Ass.Cabanas de Praia Atil Back Door Village Bahitatursa Bar das Meninas Bnb Canabrava Resort Cdl Comtur Cristina Turismo Desenbahia Easy Turismo Eco Village Indaiá Ecoresort Encantur Espaço Turismo Femicro Fundaci Hotel Aldeia da Praia Hotel Jardim Atlântico Hotel La Doce Vita Hotel La Dolce Vita Participante Alfredo Landim Valerio Magalhães Maria Aparecida Roberto Santana Ary Monteiro Orlando Oliveira Geórgia Couto Eron Andrade Julio José Wilson Arruda Luigi Massa Rossana Colleoni Lílian Andrade Claudia Godinho Vandelucia Alexandre Leila Borges Marcelo Oliveira Gustavo Suzart Ursula Schoefer Helder de Souza Falk Alex Camargo Menonça Zaira Garcia Daniel Karrer Alessandra Quaresma Marileide Brito Mauricio Carvalho Mauricio Corso Flavio Lemos Monika Schulter Cássia Torres Luigi Massa Caravana Brasil Nacional 8

9 Hotel Praia do Sol Hotel Vila Ecoporaam Infraero Interatividade Itacaré Interatividade Itacaré Interatividade Itacaré Iti Mar Aberto Bar e Rest NV Turismo Opaba Hotel Passeios na Floresta Passeios Vip Pousada 13 de maio Pousada Casa de Praia Pousada Casabranca Pousada do Mar Pousada dos Corais Pousada dos Corais Pousada Girassol Pousada Girassol Pousada Girassol Pousada L arcobaleno Pousada L arcobaleno Pousada Praia Bela Pousada Solarium Pousada Terra Mar Pousada Vila do Dengo Pousada Vila Pássaros Pousada Vila Pássaros Resort Itacaré Village Rest Maróstica Rest Oca Cuia Porá Rest. Cantinho Caipira Reserva Mãe da Mata Sebrae Ricardo Prudente Victor Rollin João B. Bezerra Érika Santos Patrícia R Macedo Nacia Martins Claudia Regina P Cruz Atilla Seabra Diego Cruz da Silva Leila Borges Cláudio Lopo Andréa Cisi Priscilla Moreira Robert Godoy Everaldo de Souza Frederico Garcia Ivone Gabrielle Cascelli Jean Marie Cornet Maria Emilia Martins Marialice Martins Thiago Martins Luciene Angelica Lori Eliana de Araújo Souza Ricardo Miyazato Ary Monteiro Ursula Schoefer Geraldo Sobral / Roberta Denise Batista Fernando Luis Pinczowski Kleber Filho Alessandra Neres Marinho Otilia Maria Silva Mauricio Almeida Ronaldo Santana Sara Santos 9 Caravana Brasil Nacional

10 Sebrae Costa Cacau Sebrae Costa Dende Secretaria Desenv Secretaria Turismo Secretaria Turismo Secretaria Turismo Secretaria Turismo Secretaria Turismo Secretaria Turismo Secretaria Turismo Secretaria Turismo Secretária Turismo Secretária Turismo Secretário de Obras Secretário turismo Taipu Turismo Renato Lisboa Karla Barros Fernando Figueiras Filho Kátia Silva Marco Aurélio Pedot Vera Lúcia Sarmento Marcos V R Santos Pestrusca Melo Mônica Santos Barros Karlla Miranda da Costa Indira Barros Costa Diana Quadros Ma Madalena Halmenschlager Jose Cosme S Porto Hermano Fahning Claudia Godinho Na Oficina de Capacitação foram desenvolvidos dois tipos de exercícios: Exercício 1: Análise do destino nos aspectos da Hospitalidade. De preenchimento individual, este exercício possui o objetivo de avaliar elementos e características do destino que possam representar indicadores de hospitalidade do lugar. Cada participante avaliou por meio de notas o nível de excelência para elementos/situações e/ou serviços que representem a grau de hospitalidade do lugar. Valores de referência 3 Indicadores na média considerados excelentes (ótimo). 2 Indicadores na média considerados satisfatórios (bom). 1 Indicadores na média considerados pouco adequados (regular). 0 Indicadores na média considerados insuficientes, inexistentes ou ruins. (ruim). Caravana Brasil Nacional 10

11 Exercício 2: Análise de produto, mercado e segmento. Exercício em grupo que tem por objetivo identificar na percepção dos empresários locais quais são os produtos mais importantes no destino e para qual público é oferecido. Os grupos devem avaliar por meio de valores de referência o grau de excelência do produto. Valores de referência 3 Excelente: ótima qualidade de serviços e estrutura ofertada ao turista, superando a expectativa do cliente. 2 Bom: estrutura e serviços funcionais e de qualidade no atendimento das necessidades dos turistas. 1 - Regular: estrutura e serviços atendem de maneira regular as expectativas dos turistas. 0 Precário: insuficiência e/ou deficiência nos serviços prestados/apresentados para seu uso turísticos. 11 Caravana Brasil Nacional

12 VIAGEM TÉCNICA BA Ilhéus, Itacaré, Maraú 06 a 10 de Maio de 2009 A viagem técnica aconteceu seguindo o seguinte roteiro: 06 de maio (quarta-feira) Ilhéus Transfer do Aeroporto de Ilhéus/Pousada. Vistas técnicas: Pousada La Dolce Vita com Apresentação Cultural, Pousada Praia Bela, Village Back Door, Aldeia da Praia, Jardim Atlântico. Check-In Hotel Cana Brava Resort. Jantar - Hotel Cana Brava Resort com Recreação noturna. 07 de maio (quinta-feira) Ilhéus / Itacaré Café da manhã no hotel. Visita Técnica: Hotel Cana Brava Resort e Check-Out. City tour centro histórico de Ilhéus. Visita a Catedral de São Sebastião, Bar Vesúvio, Teatro Municipal, Casa de Cultura Jorge Amado, Casa dos Artistas, Igreja Matriz de São Jorge e Bordel Bataclan. Tour panorâmico até o distrito de Olivença, parada na Fábrica de Chocolate Caseiro de Ilhéus. Transfer de Ilheús para Itacaré (70 km) com parada no Mirante de Serra Grande. Visita técnica no Txai Resort. Parada para Banho na Cachoeira do Tijuipe com Almoço. Visita ao Centro de Aventuras Interatividade Itacaré. Encontro de Conhecimento. Check-In e jantar no Hotel Aldeia do Mar. Caravana Brasil Nacional 12

13 Fonte: Viagem Técnica Fotógrafo: Paulo Ferrera. Maio/ de maio (sexta-feira) Itacaré Café da manhã no Itacaré Ecoresort com Visita Técnica. Manhã livre para descanso na Praia de São José. Almoço com Visita Técnica no Itacaré Village. Visita Técnica: Villa na Kara, Villa do Dengo, Pedra Torta e Marinha Farinha. Jantar no Hotel Villa de Ecoporan com Show de Forró e Visita Técnica. 09 de maio (sábado) Maraú Café da manhã e Check-Out. Transfer em Land Rover de Itacaré para Maraú. Visita Técnica: Bar das Meninas, Encanto da Lua e Kiaroa Lancha rápida - Baía de Camamu, passagem pela Ilha da Pedra Furada, Povoado de Sapinho, Cajaíba, Campinho e parada na Cachoeira de Tremembé com almoço. Check-In Pousada Terra & Mar com apresentação cultural. Jantar na Pousada Taipu de Fora. 13 Caravana Brasil Nacional

14 Fonte: Viagem Técnica Fotógrafo: Paulo Ferrera. Maio/ de maio (domingo) Maraú/ Ilhéus Café da manhã e Check-Out. Transfer de Maraú para Ilhéus. Almoço no Hotel Praia do Sol com Visita Técnica. Transfer para aeroporto de Ilhéus. Caravana Brasil Nacional 14

15 PARTICIPANTES Agentes EMPRESA REPRESENTANTE CIDADE/UF Agência de Turismo Boqueirão Carla Sofia Alves Santos / SP Álamo Turismo Juliana Lemos Campinas / SP Alzira Turismo Duemondi Viagens e Turismo Estrela Viagens Maffeitur Viagens e Turismo MHTour Mara de Paula Machado Andrea Garrido Barbosa Angela Cristina Garcia Eveline Mezzeti Hurtado Maria Helena Michieletto Ribeirão Preto / SP Itú / SP São Paulo / SP Presidente Prudente / SP São Paulo / SP Seiva Turismo Edgar Sena Motta São Paulo / SP Tavarestour Luciana Fares de Campo Campinas / SP TWM Viagens Tatiana Medeiros São Carlos/ SP CLM Operadora Turística PARTICIPANTES - Operadoras de Turismo Ana Paula Dias Ribeirão Preto / SP Intravel Sidneia Dias Gurjão São Paulo / SP 15 Caravana Brasil Nacional

16 AVALIAÇÃO DO DESTINO As atividades propostas na oficina de capacitação tiveram como objetivo analisar o olhar e a percepção dos empresários locais (fornecedores) sobre seu destino. No decorrer da viagem técnica os operadores foram convidados também a opinar sobre questões similares às apresentadas na Oficina. Esta metodologia possui como objetivo propiciar, quando possível, referenciais de comparação entre estes dois olhares (fornecedor x operadores). Os indicadores possíveis de análise comparativa se referem à hospitalidade do destino, especificamente, a acesso, identidade (diversidade de oferta para os operadores/agentes), legibilidade, hospitalidade comercial (atendimento e prestação de serviços para os operadores/agentes), notoriedade (ações de comercialização). Para melhor compreensão estes indicadores possuem em seu conceito as seguintes definições: Por acesso entendeu-se o grau de facilidade com que o destino e seus produtos podem ser acessados. Aqui a avaliação se refere aos meios de transporte que trazem o turista ao destino e ao grau de mobilidade que se tem dentro do destino, qualidade dos transportes turísticos, estado de conservação de estradas e, se houver portal turístico, etc. Legibilidade caracteriza a facilidade com a qual as partes da cidade podem ser visualmente apreendidas, reconhecidas e organizadas de acordo com uma imagem coerente. A cidade torna-se mais hospitaleira na medida Caravana Brasil Nacional 16

17 em que o usuário a lê com mais facilidade e nesta questão se incorporam a análise do desenho urbano, a orientação e a sinalização, a existência de espaços públicos como praças, áreas de lazer e a conservação destes espaços. O item identidade está relacionado ao grau de experiência que o turista pode ter no destino por meio da interpretação dos hábitos, costumes, história e memória do lugar, bem como, se os prestadores de serviço e a comunidade local valorizam e incorporam os aspectos históricos e culturais naquilo que oferecem aos turistas. Por hospitalidade comercial analisou-se a diversidade e a qualidade na prestação de serviços turísticos, ou seja, a possibilidade do destino de possuir uma gama abrangente de produtos e serviços a serem ofertados aos turistas, onde também se insere a qualificação de mão obra local, as ações cooperadas entre os empresários locais e a política comercial destes prestadores de serviços para com empresas do setor de agenciamento e transporte. Já por notoriedade, considera-se o grau de conhecimento do destino pelo mercado, além das ações que objetivam levar informação qualificada ao mercado e ao turista como a comunicação virtual, participação em feiras, existência de roteiros promocionais, etc. De forma detalhada como citado nos conceitos acima os fornecedores locais avaliaram seu destino, já o operador/agente analisou estes tópicos de maneira mais objetiva. Para comparar estes dois olhares, a tabulação dos instrumentos de avaliação teve como referência os critérios (médias) conforme tabela abaixo: 17 Caravana Brasil Nacional

18 Operadores e agentes Fornecedores (média) Ótimo Acima de 2,25 Bom de 1,5 à 2,25 Regular de 0,75 à 1,49 Ruim Abaixo de 0,75 Caravana Brasil Nacional 18

19 Hospitalidade A avaliação feita na oficina de capacitação entre os fornecedores do destino possibilitou caracterizar a hospitalidade, tendo esta avaliação uma média geral de 1,51 BOM. Já o indicador que teve maior destaque foi o referente a identidade local com 1,87, nota esta considerada BOA. Os itens que obtiveram menor índice foram o acesso com 1,31 e a legibilidade com 1,32, ambos REGULARES. 19 Caravana Brasil Nacional

20 Na viagem técnica participaram 10 agências de viagem e 2 operadoras de turismo. Foram avaliados como destinos Ilhéus, Itacaré e Maraú. No item referente à hospitalidade, Itacaré de destacou dos demais destinos na avaliação, sendo citado por 10 empresas participantes como ÓTIMO. Cabe ressaltar que todos tiveram avaliações positivas, somente Maraú teve duas citações de regular. Caravana Brasil Nacional 20

21 Em referência ao acesso, Ilhéus e Itacaré obtiveram de oito participantes avaliações de ÓTIMO e Maraú teve somente 3 citações de ÓTIMO. O indicador que obteve maior parcialidade do número de citações foi BOM, sendo 4 citações para Ilhéus e Itacaré e 5 citações para Maraú. Novamente, Maráu recebe citações de REGULAR e RUIM. Estas avaliações caracterizam a forma de acesso ao destino e, como Maraú está localizado em uma península tem acesso somente via balsa (de Itacaré), lancha (de Ilhéus) e rodoviário em estrada de terra partindo de Valença. A legibilidade teve melhor avaliação para o destino Itacaré com 8 citações de ÓTIMO, Ilhéus também teve citações entre ÓTIMO (6) e BOM (6) e, Maraú teve 8 citações de BOM para a legibilidade e uma REGULAR. 21 Caravana Brasil Nacional

22 Em relação à identidade, todos os destinos foram bem avaliados, havendo destaque para Ilhéus com 9 citações de ÓTIMO e na sequência, Itacaré (8) e Maráú (7). No que tange ao atendimento (considerado aqui como a cordialidade, a qualidade de atendimento dos hotéis, passeios e demais equipamentos visitados) e a prestação de serviços todos os destinos tiveram ótimas avaliações, somente Ilhéus teve uma citação como REGULAR. Caravana Brasil Nacional 22

23 Sobre notoriedade, aqui considerado como o grau de conhecimento do destino pelo mercado, todos os destinos mostraram que necessitam de mais ações para melhorar o seu reconhecimento pelo trade turístico. As avaliações se mostraram positivas para todos os destinos, no entanto, percebe-se que a necessidade em melhorar o processo de comuncação com o mercado, principalmente, Maraú com 5 indicações de REGULAR. Para ilustrar esta avaliação segue relato de participante da viagem técnica: Precisa melhorar a divulgação, imagem na mídia e o acesso, principalmente de Maraú. 23 Caravana Brasil Nacional

24 PRODUTOS E SERVIÇOS Para avaliação de produtos na oficina de capacitação, os participantes foram divididos em pequenos grupos de diferentes setores e do mesmo local e, convidados a identificar e avaliar por meio de notas os principais atrativos/produtos do destino. O objetivo era verificar aqueles produtos mais lembrados espontaneamente e a forma que são avaliados (precário, regular, bom ou excelente). Foram formados 6 grupos, sendo 3 de Ilhéus, 2 de Itacaré e um de Maraú. No olhar dos fornecedores locais, os atrativos/produtos de Itacaré obtiveram melhor avaliação, conforme demonstra a tabela: PRODUTOS CITADOS Nº de Citações AVALIAÇÃO Ilhéus Praia dos Milionários 1 Regular Centro Histórico 3 Ótimo Fazenda de cacau 2 Bom Passeio no Rio do 1 Regular Engenho Eco Parque 2 Bom Lagoa Encantada 1 Regular Maraú Passeio por ilhas e cachoeiras 1 Bom Piscinas naturais de Taipu 1 Regular Passeio pela península 1 Regular terrestre Itacaré Cachoeira do Jijupe 1 Bom Praia do Itacarezinho 1 Bom Centro de aventura e 1 interatividade Ótimo Rafting Rio das Contas 2 Ótimo Caravana Brasil Nacional 24

25 Arvorismo Conduru 1 Ótimo Produto cultural casa do 1 boneco Bom Praia de Jeribucaçu 1 Ótimo Subida Rio canoa e 1 mangue Ótimo Pode-se comparar a avaliação de produtos com a avaliação feita pelos participantes da viagem técnica sobre a diversidade de oferta do destino, aqui considerada como diversidade de atrativos, hotéis, restaurantes e receptivo local. Verificamos que no geral houve uma ótima avaliação dos agentes/operadores participantes da viagem técnica: Os dados acima são justificados pelos relatos dos participantes da viagem técnica: A diversidade de hotéis, restaurantes e passeios de todos os destinos são satisfatórios, a riqueza cultural e a beleza natural são os itens mais importantes que levam um destino a ser comercializado e, neste roteiro, é o que mais tem. 25 Caravana Brasil Nacional

26 (...) a quantidade de hotéis e pousadas e a qualidade apresentada por esses estabelecimentos. Já, em relação ao entendimento de quais segmentos turísticos os produtos acima estão relacionados e já ocorrem no destino, foi destacado para Ilhéus o Turismo Rural e Cultural, para Itacaré e Maraú o ecoturismo e para todos os destinos o turismo de sol e praia. O turismo de negócios foi citado na cidade de Ilhéus. Como segmentos potenciais foram destacados o turismo de negócios e aventura em Ilhéus, e segmentos específicos de demanda para Itacaré e Maraú com a melhor idade e o GLS. SEGMENTOS REAIS FORNECEDORES LOCAIS Nº DE CITAÇÃO SEGMENTOS POTENCIAIS Nº DE CITAÇÃO ECOTURISMO 5 ECOTURISMO 1 SOL E PRAIA 5 TURISMO CULTURAL 4 TURISMO DE NEGÓCIOS 3 TURISMO RURAL 3 TURISMO DE AVENTURA 1 TURISMO CULTURAL TURISMO DE NEGÓCIOS TURISMO DE AVENTURA ESPECÍFICO: MELHOR IDADE ESPECÍFICO: MELHOR IDADE Caravana Brasil Nacional 26

27 PÚBLICO ALVO Em relação ao público alvo potencial, as agências e operadoras participantes da viagem técnica citaram de forma unânime grupos como famílias, casais e solteiros, sendo o público específico direcionado ao ecoturismo. Esta visão sobre o público alvo para os fornecedores locais, foi similar tendo como citação grupos de famílias, casais, estudantes e jovens e também cruzeiristas. 27 Caravana Brasil Nacional

28 PROMOÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO A avaliação das ações de promoção e comercialização teve como objetivo identificar na visão dos operadores e agentes as novas e reais possibilidades de negociação com o destino. A primeira questão se refere à possibilidade de estabelecer contatos futuros e as respostas foram positivas: Nota-se também que o objetivo de projeto foi alcançado já que quase 100% dos participantes identificaram conhecer novos produtos/roteiros e possibilidades de inserção em seu portfólio de produtos. Caravana Brasil Nacional 28

29 Sobre a promoção, os participantes foram questionados sobre a percepção do esforço de promoção do destino por parte dos fornecedores locais. 29 Caravana Brasil Nacional

30 Apesar de positiva a avaliação sugere que há algo a ser feito em relação às ações de promoção, já que os destinos possuem excelente diversidade de atrações e equipamentos de hospedagem e alimentação, mas é pouco conhecido perante o mercado, especialmente, Maraú. Também no quesito distribuição, os participantes entenderam de forma positiva que há esforços de venda por parte dos fornecedores locais, mas também, conforme demonstra no gráfico há a necessidade de inserção de estratégias para a distribuição. Caravana Brasil Nacional 30

31 Finalmente, os participantes foram questionados sobre a adequação dos preços para o público consumidor que, embora tenha respostas positivas sugere-se que este tema deva ser repensado pelos empresários locais. 31 Caravana Brasil Nacional

32 ENCONTRO DE CONHECIMENTO Fonte: Viagem Técnica Fotógrafo: Paulo Ferrera. Maio/2009. Foi feito um Encontro de Conhecimento em cada destino, ou melhor, cada destino se preparou para receber os operadores e agentes. A receptividade foi marcada com apresentações culturais e a presença do trade local, tendo como objetivo estreitar relações entre os agentes e operadores e os fornecedores locais. Neste momento os empresários locais apresentam o destino e seus produtos para os agentes e operadores. Na sua grande maioria, os agentes e operadores avaliaram como ÓTIMO a forma de apresentação do destino. Caravana Brasil Nacional 32

33 Outra pergunta feita na avaliação com operadores e agentes, foi para saber se o Encontro de Conhecimento possibilitou conhecer diferentes atrativos e produtos do destino. As respostas, em sua maioria (9 participantes), foram SIM. No tocante a organização do encontro, as avaliações foram positivas, tendo por sete participantes avaliação de ÓTIMO. 33 Caravana Brasil Nacional

34 Desta forma, percebe-se a importância de uma estratégia bem definida para a apresentação do destino e seus produtos, reforçando a necessidade dos empresários locais em organizarem ações conjuntas para promoverem o destino. Caravana Brasil Nacional 34

35 CONSIDERAÇÕES FINAIS Fonte: Viagem Técnica Fotógrafo: Paulo Ferrera. Maio/2009. Como considerações finais foram avaliadas as respostas abertas de todos os participantes, enfocando os fatores satisfatórios e os fatores insatisfatórios do turismo em Ilhéus, Itacaré e Maraú. PONTOS FORTES Citações Hospedagem excelente/diversificação 8 Hospitalidade baiana 7 Gastronomia boa/diversificada/excelente 5 Praias - beleza natural 5 Atendimento 4 Diversidade de passeios e cultura 3 Receptivo 3 Região de muito sol o ano inteiro/clima agradável 3 Encantur 1 Espaço Interatividade 1 Riqueza do artesanato 1 Sossego e paz 1 35 Caravana Brasil Nacional

36 Os pontos satisfatórios destacam a diversidade de serviços, a qualidade e a hospitalidade baiana e a diversidade natural e cultural dos destinos. Abaixo segue comentários dos participantes da viagem técnica: O povo acolhedor faz com que o turista se sinta em casa devido ao atendimento diferenciado. (...) a receptividade das pessoas que lidam diretamente com os clientes. Caravana Brasil Nacional 36

37 PONTOS FRACOS Citação Estrada de acesso BA precário 6 Melhoria/modernização de alguns meios de hospedagem 3 Distância entre os passeios - península do Maraú 3 Dificuldade de acesso para públicos específicos - melhor idade 2 Preço de diárias 1 Ilhéus - limpeza pública 1 Falta de divulgação 1 Já em relação aos aspectos insatisfatórios estes, recaíram sobre a qualidade de acesso a Maraú, a distância de alguns atrativos e passeios e a dificuldade de acesso/acessibilidade para públicos especiais como melhor idade e cadeirantes. Cabe ressaltar que os fatores positivos se apresentaram em maior quantidade do que os fatores negativos, ressaltando os seguintes comentários: Gostei muito do destino só acho que não é de fácil acesso a melhor idade. BA muito esburacada e, apesar de favorecer o passeio, deveria ser menos demorado e seria mais recomendável e menos cansativo. Por fim, uma citação merece destaque e pode resumir a percepção de um dos participantes no projeto: Carmem Miranda tinha razão quando cantava: - O que é que a Bahia tem?. Por tudo o que se avaliou neste documento, os objetivos do Projeto Caravana Brasil Nacional em Ilhéus, Itacaré e Maraú foram satisfeitos. 37 Caravana Brasil Nacional

38 A oficina de capacitação parece ter propiciado reflexão coletiva suficiente à percepção dos fornecedores locais quanto a seu produto e as necessidades de criar uma política comercial e de distribuição em conjunto com os agentes e operadoras para melhor trabalhar o turismo na região. A aproximação entre fornecedores e os canais de distribuição ocorreu de forma satisfatória, uma vez que, os fornecedores locais se mobilizaram em apresentar o que possuem de melhor para o turismo. O desafio que se sugere vencer é o de aproximar os fornecedores locais ao sistema de distribuição do turismo (agentes de viagem, operadoras) por meio de novas ações de comunicação e marketing. Ampliar tanto a reflexão coletiva quanto a aproximação dos fornecedores com os canais de distribuição e, mais que isso, fazer com que isso ocorra com a máxima freqüência possível. Os resultados positivos serão constantes. É para o que se espera ter contribuído este projeto. Caravana Brasil Nacional 38

39 39 Caravana Brasil Nacional

40 Caravana Brasil Nacional 40

CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO

CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO ARACAJU E XINGÓ - SE 18 a 22 de março de 2009 MINISTÉRIO DO TURISMO Luiz Eduardo Pereira Barretto Filho, Ministro de Estado Secretaria Nacional de Políticas de Turismo

Leia mais

CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO

CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO RECIFE, OLINDA E PORTO DE GALINHAS - PE 20 a 24 de maio de 2009 Caravana Brasil Nacional Caderno de Viagem PI MINISTÉRIO DO TURISMO Luiz Eduardo Pereira Barretto Filho,

Leia mais

CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO

CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO Manaus/AM 31 de julho a 04 de agosto de 2010 Apoio institucional Realização 1 2 MINISTÉRIO DO TURISMO Luiz Eduardo Pereira Barretto Filho, Ministro de Estado Secretaria

Leia mais

CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO

CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO BELÉM/PA 12 a 16 de agosto de 2010 Apoio institucional Realização 1 2 MINISTÉRIO DO TURISMO Luiz Eduardo Pereira Barretto Filho, Ministro de Estado Secretaria Nacional

Leia mais

CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO NATAL E PIPA - RN. 24 a 28 de junho de 2009.

CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO NATAL E PIPA - RN. 24 a 28 de junho de 2009. CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO NATAL E PIPA - RN 24 a 28 de junho de 2009. Caravana Brasil Nacional Caderno de Viagem PI MINISTÉRIO DO TURISMO Luiz Eduardo Pereira Barretto Filho, Ministro de Estado

Leia mais

CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO

CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO FOZ DO IGUAÇU/PR 24 a 27 de abril de 2010 Apoio institucional Realização 1 2 MINISTÉRIO DO TURISMO Luiz Eduardo Pereira Barretto Filho, Ministro de Estado Secretaria

Leia mais

CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO. Rio de Janeiro, Paraty e Angra dos Reis/RJ

CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO. Rio de Janeiro, Paraty e Angra dos Reis/RJ CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO Rio de Janeiro, Paraty e Angra dos Reis/RJ 01 a 05 de maio de 2010 Apoio institucional Realização 1 2 MINISTÉRIO DO TURISMO Luiz Eduardo Pereira Barretto Filho, Ministro

Leia mais

CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO

CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO MACEIÓ E MARAGOGI/AL 09 a 13 de abril de 2010 Apoio institucional Realização 1 2 MINISTÉRIO DO TURISMO Luiz Eduardo Pereira Barretto Filho, Ministro de Estado Secretaria

Leia mais

Passeios. City Tour Ilhéus

Passeios. City Tour Ilhéus Passeios City Tour Ilhéus Bem vindos à terra de Jorge Amado para um passeio pelos seus quase 500 anos de história! Terra de beleza rara, onde o verde do mar beija o azul do céu desafiando o olhar que tenta,

Leia mais

1. Descrição da Cidade

1. Descrição da Cidade 1. Descrição da Cidade 2. Top Atrações da Cidade 2.1 - Atração Centro Histórico de Ilhéus 2.2 - Atração Ecoturismo e esportes radicais 2.3 - Atração Farol do Morro de Pernambuco 2.4 - Atração Fazendas

Leia mais

CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO

CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO BRASÍLIA, PIRENÓPOLIS E CHAPADA DOS VEADEIROS GOIÁS 27 a 31 de maio de 2009. Caravana Brasil Nacional Caderno de Viagem PI MINISTÉRIO DO TURISMO Luiz Eduardo Pereira

Leia mais

CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO

CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO CARAVANA BRASIL CADERNO DE AVALIAÇÃO FERNANDO DE NORONHA/PE 12 a 16 de junho de 2010 Apoio institucional Realização 1 2 MINISTÉRIO DO TURISMO Luiz Eduardo Pereira Barretto Filho, Ministro de Estado Secretaria

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Promoção do turismo de excelência CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Município de Nova Friburgo RJ Vencedores do 4º

Leia mais

FERRAMENTAS UTILIZADAS PELO SEBRAE / MT

FERRAMENTAS UTILIZADAS PELO SEBRAE / MT MISSÃO SEBRAE Missão: Ser uma organização de desenvolvimento, ética e séria, gerando alternativas de soluções para nossos clientes tornarem-se competitivos alinhados à sustentabilidade da vida. ÁREA DE

Leia mais

TURISMO DE NEGÓCIOS EM VOLTA REDONDA, RJ: ESTUDO COMPARATIVO DE GESTÃO HOTELEIRA

TURISMO DE NEGÓCIOS EM VOLTA REDONDA, RJ: ESTUDO COMPARATIVO DE GESTÃO HOTELEIRA TURISMO DE NEGÓCIOS EM VOLTA REDONDA, RJ: ESTUDO COMPARATIVO DE GESTÃO HOTELEIRA Alexandro Ferreira Reis Carlos Eduardo Brasil Campos Rossana Souza Almeida, Esp. (Orientadora) Este estudo tem como objetivo

Leia mais

Gestão do Turismo. Bento Gonçalves Serra Gaúcha RS

Gestão do Turismo. Bento Gonçalves Serra Gaúcha RS Gestão do Turismo Bento Gonçalves Serra Gaúcha RS Secretaria Municipal de Turismo Grupo Gestor Destino Indutor Estudo de Competitividade Breve Histórico - Primeira Pesquisa MTUR/FGV 12/01 a 18/01/2008

Leia mais

Secretaria de Turismo da Bahia

Secretaria de Turismo da Bahia Secretaria de Turismo da Bahia Secretaria de Turismo do Estado da Bahia SETUR Sustentabilidade do Turismo na Zona Costeira UPB - 24 de março de 2009 Sustentabilidade do Turismo na Zona Costeira Para compreender

Leia mais

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS Técnico de Multimédia 10 H 7536 Alberto Filipe Cardoso Pinto 7566 Ana Isabel Lomar Antunes 7567 Andreia Carine Ferreira Quintela 7537 Bruno Manuel Martins Castro 7538 Bruno Miguel Ferreira Bogas 5859 Bruno

Leia mais

MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre

MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre Jorge Costelha Seabra 2 18,2 110402182 Ana Catarina Linhares

Leia mais

COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA

COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA CLASSIFICAÇÕES DO SEGUNDO TESTE E DA AVALIAÇÃO CONTINUA Classificações Classificação Final Alex Santos Teixeira 13 13 Alexandre Prata da Cruz 10 11 Aleydita Barreto

Leia mais

Escola sede: Escola Secundária de S. Pedro do Sul Alunos Matriculados - 2015/2016

Escola sede: Escola Secundária de S. Pedro do Sul Alunos Matriculados - 2015/2016 13008 10 E Técnico de Instalações Elétricas Carlos Jorge Oliveira Rodrigues Escola Secundária de São Pedro do Sul 13791 10 E Técnico de Instalações Elétricas Daniel dos Santos Rodrigues Escola Secundária

Leia mais

Hospital Sofia Feldman

Hospital Sofia Feldman Hospital Sofia ldman Relatório de Remuneração de Médicos Referente a Mês/Ano: 07/2015 NOME DO TRABALHADOR ROBERTO SALES MARTINS VERCOSA PAULO MAX GARCIA LEITE LUCAS BARBOSA DA SILVA JOAO BATISTA MARINHO

Leia mais

Apto Superior Apto Executivo. Sandard Deluxe. Suite Luxo. Suite Superior. Suite Luxo. Superiores Luxo. Suite Deluxe Superiores Twin

Apto Superior Apto Executivo. Sandard Deluxe. Suite Luxo. Suite Superior. Suite Luxo. Superiores Luxo. Suite Deluxe Superiores Twin TABELA DE HOSPEDAGEM CBA - 14 A 18 DE NOVEMBRO DE 2014 PACOTE P/ PESSOA - 4 NOITES (14.11.14 A 18.11.14) HOTEL DISTÂNCIA DO LOCAL DO EVENTO TIPO APT SGL DBL TPL Mar Hotel 16,3 km Apto Superior Apto Executivo

Leia mais

TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO EM TURISMO E HOTELARIA

TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO EM TURISMO E HOTELARIA TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO EM TURISMO E HOTELARIA 01 Estudo da Viabilidade para o Desenvolvimento dos Atrativos Turísticos Naturais em Quarto Centenário PR. 02 A Implantação de Uma Cartilha de conscientização

Leia mais

Viaje na sustentabilidade

Viaje na sustentabilidade A Tory Viagens e Turismo constrói programas préformatados e também cria rotas e programações sob demanda, de acordo com os interesses de aprendizagem dos viajantes e das organizações/experiências visitadas.

Leia mais

Concurso Público do Município de Feira Grande Edital nº 001/2014, de 28 de fevereiro de 2014 RESULTADO PRELIMINAR DA PROVA DE TÍTULOS

Concurso Público do Município de Feira Grande Edital nº 001/2014, de 28 de fevereiro de 2014 RESULTADO PRELIMINAR DA PROVA DE TÍTULOS 919819 ADRIANA ALVES DA SILVA 0,00 0,00 20,00 20,00 RECEBIDA 913078 ADRIANA LEITE DA SILVA BALBINO 0,00 NÃO RECEBIDA 919466 ADRIELLI LEANDRO SANTOS 0,00 NÃO RECEBIDA 931317 AGNA SANTANA SILVA 0,00 NÃO

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 206/2015

PROCESSO SELETIVO Nº 206/2015 PROCESSO SELETIVO Nº 206/2015 O Sesc em Minas comunica a relação nominal com as notas da prova ocorrida entre os dias 07/06/2015 à 14/06/2015 Considerando o que está previsto no subitem 5.1.3.1 do Descritivo

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TRIÂNGULO MINEIRO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TRIÂNGULO MINEIRO ANEXO II INSCRIÇÕES HOMOLOGADAS CANDIDATOS AUTODECLARADOS NEGROS EDITAL 74 DE 03/12/2015 TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM ADUCAÇÃO INSCRICAO CAMPUS CARGO NOME 19941 CAMPUS PATROCÍNIO TÉCNICO EM ALEX DE SOUZA

Leia mais

TURISMO. o futuro, uma viagem...

TURISMO. o futuro, uma viagem... TURISMO o futuro, uma viagem... PLANO NACIONAL DO TURISMO 2007-2010 OBJETIVOS Desenvolver o produto turístico brasileiro com qualidade, contemplando nossas diversidades regionais, culturais e naturais.

Leia mais

Câmara temática de gestão: Capacitação, Tecnologia e Inovação Coord.: Aluísio Cabral. Ação: Capacitar em Gestão

Câmara temática de gestão: Capacitação, Tecnologia e Inovação Coord.: Aluísio Cabral. Ação: Capacitar em Gestão Câmara temática de gestão: Capacitação, Tecnologia e Inovação Coord.: Aluísio Cabral Ação: Capacitar em Gestão 1. Palestras no Fórum com representantes ABRASEL e ABIH (nos seis municípios) 1. Associativismo

Leia mais

Luís Eduardo Magalhães - Bahia

Luís Eduardo Magalhães - Bahia Luís Eduardo Magalhães - Bahia APRESENTAÇÃO O II Festival Gastronômico de Luís Eduardo Magalhães, denominado II LEM Gastronomia, acontecerá de 01 a 04 de outubro de 2015, no Centro de Eventos Nossa Senhora

Leia mais

ESCOLA E.B. 2,3 DE LAMAÇÃES 2013-2014

ESCOLA E.B. 2,3 DE LAMAÇÃES 2013-2014 5º1 1 ANA CATARINA R FREITAS SIM 2 BEATRIZ SOARES RIBEIRO SIM 3 DIOGO ANTÓNIO A PEREIRA SIM 4 MÁRCIO RAFAEL R SANTOS SIM 5 MARCO ANTÓNIO B OLIVEIRA SIM 6 NÁDIA ARAÚJO GONÇALVES SIM 7 SUNNY KATHARINA G

Leia mais

APL DE TURISMO NO LITORAL DO PIAUÍ

APL DE TURISMO NO LITORAL DO PIAUÍ APL DE TURISMO NO LITORAL DO PIAUÍ (A) Teresina; (B) Cajueiro da Praia; (C) Luis Correia; (D) Parnaíba; (E) Ilha Grande Rota das Emoções: Jericoacoara (CE) - Delta (PI) - Lençóis Maranhenses (MA) Figura

Leia mais

19ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO ESTADUAL DE TURISMO. 05 de Dezembro de 2013 BDMG Belo Horizonte

19ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO ESTADUAL DE TURISMO. 05 de Dezembro de 2013 BDMG Belo Horizonte 19ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO ESTADUAL DE TURISMO 05 de Dezembro de 2013 BDMG Belo Horizonte ESTATÍSTICAS DO TURISMO MINEIRO -Perfil da Demanda -Estudo de Competitividade -Dados Econômicos RAFAEL OLIVEIRA

Leia mais

Belém e Ilha de Marajó 7 dias

Belém e Ilha de Marajó 7 dias A surpreendente paisagem das praias marajoaras Belém é encantadora por suas mangueiras centenárias que sombreiam as ruas da capital paraense, localizada em uma baía rodeada por água e floresta amazônica.

Leia mais

RESULTADOS. Nome Global ( /100) PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1

RESULTADOS. Nome Global ( /100) PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1 PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1 PT1840721 ADRIANA XAVIER DA SILVA FERNANDES 38 Pré-A1 PT1840722 ALEXANDRA FILIPA AZEVEDO SANTOS 52 A1 PT1840723

Leia mais

PROGRAMAS E PROJETOS PARA O DESENVOLVIMENTO DO ECOTURISMO NO PÓLO DO CANTÃO

PROGRAMAS E PROJETOS PARA O DESENVOLVIMENTO DO ECOTURISMO NO PÓLO DO CANTÃO º PROGRAMAS E S PARA O DESENVOLVIMENTO DO ECOTURISMO NO PÓLO DO CANTÃO Programa de utilização sustentável dos atrativos turísticos naturais Implementação do Plano de Manejo do Parque do Cantão Garantir

Leia mais

CURSO: 42 - TERESINA - GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

CURSO: 42 - TERESINA - GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS CURSO: 42 - TERESINA - GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS INSC NOME DOC. IDENT. NASCIMENTO MAT HIS L. POR L. EST REDA ESCORE COLOC SITUAÇÃO 83771 DENIS DE ALENCAR CARVALHO 5035176-1 22/12/1988 14 20 16 13 20 1463,76

Leia mais

RESULTADO FINAL CURSO: INGLÊS BÁSICO / INTERMEDIÁRIO FUNÇÃO: PROFESSOR PONTUAÇÃO. Análise de Currículo. Elvys Aron Bohn 80 50 130 1º

RESULTADO FINAL CURSO: INGLÊS BÁSICO / INTERMEDIÁRIO FUNÇÃO: PROFESSOR PONTUAÇÃO. Análise de Currículo. Elvys Aron Bohn 80 50 130 1º MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE GOIÁS PRO-REITORIA DE EXTENSÃO CÂMPUS APARECIDA DE GOIÂNIA PROCESSO DE SELEÇÃO

Leia mais

Poder Judiciário Seção Judiciária do RJ Justiça Federal - 2a Região

Poder Judiciário Seção Judiciária do RJ Justiça Federal - 2a Região Poder Judiciário Seção Judiciária do RJ Justiça Federal - 2a Região Sessão de Julgamento da 04ªTR PAUTA DA 14ª SESSÃO DE JULGAMENTO DO ANO DE 2016 DA 04ªTR, MARCADA PARA O DIA 11/05/2016, ÀS 14:00 H, QUANDO

Leia mais

COMITÊS DE ÉTICA EM PESQUISA DO ESTADO DA BAHIA

COMITÊS DE ÉTICA EM PESQUISA DO ESTADO DA BAHIA COMITÊS DE ÉTICA EM PESQUISA DO ESTADO DA BAHIA Hospital Ana Nery - HAN/SESAB Coordenador : Thelma Lopes Menezes Rua Saldanha Marinho, S/N Bairro : Caixa D'Água Cidade : Salvador Estado : BA Cep : 44.323-010

Leia mais

Legado turístico pós-copa: as potencialidades de BH. Roberto Luciano Fagundes Presidente do BHC&VB

Legado turístico pós-copa: as potencialidades de BH. Roberto Luciano Fagundes Presidente do BHC&VB Legado turístico pós-copa: as potencialidades de BH Roberto Luciano Fagundes Presidente do BHC&VB Legado turístico pós-copa: as potencialidades de BH O que é Belo Horizonte Convention & Vistors Bureau

Leia mais

Estrada Real é Nossa vai dar descontos em restaurantes. Passaporte ER chega ao Caminho do Sabarabuçu. Programa do IER treina condutores dos parques

Estrada Real é Nossa vai dar descontos em restaurantes. Passaporte ER chega ao Caminho do Sabarabuçu. Programa do IER treina condutores dos parques Ano 1 Nº 3 Informativo Estrada Real é Nossa vai dar descontos em restaurantes Pág. 02 Novo portal do Instituto Estrada Real é lançado Pág. 03 Passaporte ER chega ao Caminho do Sabarabuçu Pág. 05 Programa

Leia mais

PROAGÊNCIA II. CURSOS EaD EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA

PROAGÊNCIA II. CURSOS EaD EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA PROAGÊNCIA II CURSOS EaD EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA 1. NOME DO CURSO: GESTÃO DE EMPRESAS DE AGENCIAMENTO E OPERAÇÕES TURÍSTICAS 2. OBJETIVO: o curso visa envolver os profissionais nos seguintes assuntos: - as

Leia mais

APURAÇÃO DE RESULTADO ENTREVISTA. 15 - ÁREA: DIRETORIA DE EXTENSÃO Secretaria e Coordenação de Estágio. Nível Superior

APURAÇÃO DE RESULTADO ENTREVISTA. 15 - ÁREA: DIRETORIA DE EXTENSÃO Secretaria e Coordenação de Estágio. Nível Superior 15 - ÁREA: DIRETORIA DE EXTENSÃO Secretaria e Coordenação de Estágio. Nível Superior 46 Samuel Souza Evangelista 130 104 Jussara Cândida Soares Desclassificada 45 Bruno José Rupino 130 61 Fabiana Grigógio

Leia mais

Profa. Mirian Lernic Sartori Diretora da FAFIL. Comissão Organizadora

Profa. Mirian Lernic Sartori Diretora da FAFIL. Comissão Organizadora Certificamos que ABIKEYLA DOS SANTOS NASCIMENTO assistiu à palestra intitulada "CORPO, CIDADE E QUALIDADE DE VIDA: UM NOVO OLHAR" no Certificamos que ADRIELLY BERNARDO CARDOSO assistiu à palestra Certificamos

Leia mais

P019 NAT Chapada Diamantina / BA

P019 NAT Chapada Diamantina / BA P019 NAT Chapada Diamantina / BA INTRODUÇÃO AO DESTINO Localizada no coração da Bahia, a Chapada Diamantina é considerada um oásis em pleno sertão nordestino, com temperaturas amenas e reduto para diversas

Leia mais

Edital 04/13 - Inglês Grupo 1

Edital 04/13 - Inglês Grupo 1 Edital 04/13 - Inglês Grupo 1 1º DANIELLE OLIVEIRA LELIS GONRING 74,00 25,90 62,00 18,60 100,00 15,00 89,00 17,80 77,30 2º MARA CORRÊA SENNA 96,00 33,60 41,00 12,30 94,00 14,10 83,00 16,60 76,60 3º CAROLINA

Leia mais

FECOMÉRCIO VEÍCULO: NOVO JORNAL DATA: 06.02.15 EDITORIA: CAPA E CIDADES

FECOMÉRCIO VEÍCULO: NOVO JORNAL DATA: 06.02.15 EDITORIA: CAPA E CIDADES FECOMÉRCIO VEÍCULO: NOVO JORNAL DATA: 06.02.15 EDITORIA: CAPA E CIDADES Classificação: Positiva VEÍCULO: TRIBUNA DO NORTE DATA: 06.02.15 EDITORIA: ECONOMIA Classificação: Positiva VEÍCULO: TRIBUNA DO

Leia mais

3.10.1. Educação da Comunidade para o Turismo

3.10.1. Educação da Comunidade para o Turismo PRODETUR NE-II PDITS Salvador e Entorno3.10.1 Capacitação da Comunidade para o Turismo 410 3.10.1. Educação da Comunidade para o Turismo Introdução O objetivo deste capítulo é analisar o nível de conscientização

Leia mais

GASTRONOMIA SUSTENTÁVEL - PARATY. Oficina de Planejamento 2010-2012

GASTRONOMIA SUSTENTÁVEL - PARATY. Oficina de Planejamento 2010-2012 GASTRONOMIA SUSTENTÁVEL - PARATY Oficina de Planejamento 2010-2012 Paraty, agosto de 2010 Objetivo da oficina Elaborar o Direcionamento Estratégico da Gastronomia Sustentável de Paraty para os próximos

Leia mais

GRUPOS QUE UTILIZARÃO OS ALOJAMENTOS

GRUPOS QUE UTILIZARÃO OS ALOJAMENTOS V CONGRESSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO VALE DO SÃO FRANCISCO - CEFIVASF Petrolina, PE Complexo Multieventos UNIVASF 30 de abril a 2 de maio de 2015 GRUPOS QUE UTILIZARÃO OS ALOJAMENTOS GRUPO ALOJAMENTO PROFESSORA

Leia mais

Obs.: poderá ocorrer mudanças na lista.

Obs.: poderá ocorrer mudanças na lista. ALUNOS APTOS PARA PARTICIPAREM DA COLAÇÃO DE GRAU 2015/2 Obs.: poderá ocorrer mudanças na lista. AGRIMENSURA Nº NOME PENDÊNCIAS 1 Ana Claudia Nardes Carvalho OK 2 Caio Cesar dos Anjos Carneiro OK 3 Carine

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE TURISMO DE MINAS GERAIS. Pesquisa de Demanda - 2011

SECRETARIA DE ESTADO DE TURISMO DE MINAS GERAIS. Pesquisa de Demanda - 2011 SECRETARIA DE ESTADO DE TURISMO DE MINAS GERAIS Pesquisa de Demanda - 2011 Ficha técnica Realização: Governo do Estado de Minas Gerais Governador Antônio Augusto Junho Anastasia Secretaria de Estado de

Leia mais

Resultados da Candidatura a Alojamento

Resultados da Candidatura a Alojamento Resultados da Candidatura a Alojamento Unidade Orgânica: Serviços de Acção Social RESIDÊNCIA: 02 - ESE ANO LECTIVO: 2015/2016 2ª Fase - Resultados Definitivos >>> EDUCAÇÃO BÁSICA 14711 Ana Catarina Mendes

Leia mais

Projeto de Inovação Tecnológica - (PIT) da Câmara Brasileira da Indústria da Construção. Projeto 6 Capacitação para a Inovação

Projeto de Inovação Tecnológica - (PIT) da Câmara Brasileira da Indústria da Construção. Projeto 6 Capacitação para a Inovação Projeto de Inovação Tecnológica - (PIT) da Câmara Brasileira da Indústria da Construção Projeto 6 Capacitação para a Inovação Vicente Mattos Sinduscon-BA Coordenador Geral: Equipe Técnica Vicente Mattos

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL REDA 001/2013 CANDIDATOS APROVADOS POR ORDEM DE CLASSIFICAÇÃO 678.244.125-04 806.514.025-49 668.468.

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL REDA 001/2013 CANDIDATOS APROVADOS POR ORDEM DE CLASSIFICAÇÃO 678.244.125-04 806.514.025-49 668.468. CARGO Área de Atuação Nº CPF NOME DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL REDA 001/2013 CANDIDATOS APROVADOS POR ORDEM DE CLASSIFICAÇÃO 678.244.125-04 BÁRBARA CRISTINA DOS CORREIA Nota Final

Leia mais

CANAVIEIRAS E SEBRAE. Parceria entre Canavieiras e Sebrae. objetiva ampliar a qualificação

CANAVIEIRAS E SEBRAE. Parceria entre Canavieiras e Sebrae. objetiva ampliar a qualificação Diário Oficial Ano: 2 Edição: 189 Páginas: 8 CANAVIEIRAS E SEBRAE Parceria entre Canavieiras e Sebrae objetiva ampliar a qualificação O secretário do Turismo e Esportes de Canavieiras, Fernando Volpi,

Leia mais

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO MINISTÉRIO DO TURISMO Ministro do Turismo Pedro Novais Lima Secretário Executivo Frederico Silva da Costa Secretário Nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo Colbert Martins da Silva Filho Secretária

Leia mais

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL Trabalho apresentado no III ENECULT Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura, realizado entre os dias 23 a 25 de maio de 2007, na Faculdade de Comunicação/UFBa, Salvador-Bahia-Brasil. METODOLOGIA

Leia mais

Caruaru (com jantar no Papangu de Bezerros incluso) Localizada no interior de Pernambuco, cerca de 135 km de Recife, Caruaru surpreende com um dos

Caruaru (com jantar no Papangu de Bezerros incluso) Localizada no interior de Pernambuco, cerca de 135 km de Recife, Caruaru surpreende com um dos Caruaru (com jantar no Papangu de Bezerros incluso) Localizada no interior de Pernambuco, cerca de 135 km de Recife, Caruaru surpreende com um dos mais importantes centros artesanais do Nordeste. A atração

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADA PARA CADASTRO DE RESERVA TÉCNICA BOLSITAS PRONATEC RESULTADO FINAL

PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADA PARA CADASTRO DE RESERVA TÉCNICA BOLSITAS PRONATEC RESULTADO FINAL PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADA PARA CADASTRO DE RESERVA TÉCNICA BOLSITAS PRONATEC RESULTADO FINAL O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás IFG, por meio da Pró - Reitoria de Extensão

Leia mais

ARRAIAL D'AJUDA ECO RESORT - 8 DIAS FRETAMENTO TAM - MALHA 9560 (SAÍDAS ATÉ 27/MAR)

ARRAIAL D'AJUDA ECO RESORT - 8 DIAS FRETAMENTO TAM - MALHA 9560 (SAÍDAS ATÉ 27/MAR) ARRAIAL D'AJUDA ECO RESORT 8 DIAS FRETAMENTO TAM MALHA 9560 (SAÍDAS ATÉ /MAR) Arraial D Ajuda Eco Resort Localizado em frente a praia Ponta do Apaga Fogo Apto Especial CHD (3) CHD (3) 3.898 748 2. 4.578

Leia mais

MESTRADOS E DOUTORAMENTOS - 2015. Página 1 de 8

MESTRADOS E DOUTORAMENTOS - 2015. Página 1 de 8 MESTRADOS E DOUTORAMENTOS - 2015 1ª FASE - ECVA SUPLENTE EXCLUÍDO LISTA DE CANDIDATOS SERIAÇÃO Nome completo Curso a que se candidata Classificação Ordenação Deliberação Observações LUIS ÂNGELO PEREIRA

Leia mais

CURSO: 42 - TERESINA - GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

CURSO: 42 - TERESINA - GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS CURSO: 42 - TERESINA - GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS INSC NOME DOC. IDENT. NASCIMENTO MAT HIS L. POR L. EST REDA ESCORE COLOC SITUAÇÃO 71769 ILMARA CECILIA PINHEIRO DA SILVA MORAIS 50318624 27/08/1990 9 22

Leia mais

Pesquisa com Comerciantes de Artesanato setembro / 2013

Pesquisa com Comerciantes de Artesanato setembro / 2013 Pesquisa com Comerciantes de Artesanato setembro / 2013 1 2013. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Todos os direitos reservados A reprodução não autorizada desta publicação,

Leia mais

Observatório do Turismo de Paranaguá Destino Indutor do Paraná FESTA DE NOSSA SENHORA DO ROCIO 2014

Observatório do Turismo de Paranaguá Destino Indutor do Paraná FESTA DE NOSSA SENHORA DO ROCIO 2014 Observatório do Turismo de Paranaguá Destino Indutor do Paraná FESTA DE NOSSA SENHORA DO ROCIO 2014 APRESENTAÇÃO A Fundação Municipal de Turismo esteve presente no evento da Festa de Nossa Senhora do Rocio,

Leia mais

O SETOR PÚBLICO E AS AÇÕES DE ORGANIZAÇÃO DO TURISMO NO MUNICÍPIO DA ILHA DE ITAMARACÁ-PE

O SETOR PÚBLICO E AS AÇÕES DE ORGANIZAÇÃO DO TURISMO NO MUNICÍPIO DA ILHA DE ITAMARACÁ-PE 1 O SETOR PÚBLICO E AS AÇÕES DE ORGANIZAÇÃO DO TURISMO NO MUNICÍPIO DA ILHA DE ITAMARACÁ-PE GUILHERME ALVES DE SANTANA, MICHELLY ELAINE DE OLIVEIRA CONCEIÇÃO & EVERTON MEDEIROS BEZERRA Introdução Devido

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: REGIÃO SUDESTE PLANEJAMENTO

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: REGIÃO SUDESTE PLANEJAMENTO Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais em várias categorias CATEGORIA: REGIÃO SUDESTE PLANEJAMENTO Município de Três Marias MG Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito

Leia mais

LITORAL SUL DA BAHIA

LITORAL SUL DA BAHIA LITORAL SUL DA BAHIA Combinando grandes cidades com destinos pouco explorados É melhor com a CVC Salvador, Morro de São Paulo, Península de Maraú, Itacaré e Ilhéus Morro de São Paulo ROTEIROS EXCLUSIVOS

Leia mais

Programa de Internacionalização: Cursos a Distância. Marketing Internacional. Exportação. Exportar CURSO

Programa de Internacionalização: Cursos a Distância. Marketing Internacional. Exportação. Exportar CURSO Programa de Internacionalização: Cursos a Distância Marketing Internacional Procedimentos Planejamento para Exportação Exportar CURSO FICHA TÉCNICA Curso Marketing Internacional SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO

Leia mais

CRONOGRAMA PARA APLICAÇÃO DAS PROVAS

CRONOGRAMA PARA APLICAÇÃO DAS PROVAS CRONOGRAMA PARA APLICAÇÃO DAS PROVAS Alberto Gomes da Silva Junior 19/02/2014: (4ª feira) - Prova oral de inglês = 9h Prova oral de espanhol = 9h20 André Luiz Bispo Oliveira 19/02/2014: (4ª feira) - Prova

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE PÚBLICA HOSPITAL OPHIR LOYOLA PROCESSO SELETIVO À RESIDÊNCIA MEDICA 2013 RESULTADO FINAL

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE PÚBLICA HOSPITAL OPHIR LOYOLA PROCESSO SELETIVO À RESIDÊNCIA MEDICA 2013 RESULTADO FINAL GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE PÚBLICA HOSPITAL OPHIR LOYOLA PROCESSO SELETIVO À RESIDÊNCIA MEDICA 2013 RESULTADO FINAL O Hospital Ophir Loyola HOL através da Diretoria de Ensino

Leia mais

Jeroaldo de Souza Santos Rita Jaqueline Nogueira Chiapetti. Miriam Cleide Cavalcante de Amorim Rossela Franchino Matteo Nigro Paulo Fernando Meliani

Jeroaldo de Souza Santos Rita Jaqueline Nogueira Chiapetti. Miriam Cleide Cavalcante de Amorim Rossela Franchino Matteo Nigro Paulo Fernando Meliani EIXO 1: ANÁLISE AMBIENTAL URBANA Local: AUDITÓRIO 1 MÓDULO LUIZÃO Dia/Horário: 01/11-20:00 às 22:00 AS TRANSFORMAÇÕES SOCIOECONÔMICAS E AMBIENTAIS NO ESPAÇO URBANO NO DISTRITO DE COMANDATUBA, UNA - BA,

Leia mais

REPENSAR O TURISMO EM SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

REPENSAR O TURISMO EM SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE REPENSAR O TURISMO EM SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE Num contexto de modernização e inovação constante, torna-se imperioso e urgente criar uma legislação turística em São Tomé e Príncipe, sendo este um instrumento

Leia mais

1º Ciclo 1ª Categoria. 5.º Campeonato Regional de Jogos Matemáticos. Classificação Nome Escola 1º 9 Vasco Batista. 2º 2 Rodrigo de Carvalho F.

1º Ciclo 1ª Categoria. 5.º Campeonato Regional de Jogos Matemáticos. Classificação Nome Escola 1º 9 Vasco Batista. 2º 2 Rodrigo de Carvalho F. 1º 9 Vasco Batista Matriz 2º 2 Rodrigo de Carvalho F. Junior y 3º 7 Beatriz Cunha São Roque 4º 1 Isabel Maria C. R. da Ponte Medina y 5º 5 Maria João Cabral 6º 4 Ângela Oliveira 7º 6 Letícia Rego 8º 3

Leia mais

ADRIANO JOSÉ CAVALCANTI SILVA CRM AL 03616 ENDEREÇO: AV.HUMBERTO MENDES, 140 FAROL (82) 3326-6816

ADRIANO JOSÉ CAVALCANTI SILVA CRM AL 03616 ENDEREÇO: AV.HUMBERTO MENDES, 140 FAROL (82) 3326-6816 ADRIANO JOSÉ CAVALCANTI SILVA CRM AL 03616 ENDEREÇO: AV.HUMBERTO MENDES, 140 FAROL (82) 3326-6816 ALAN TEIXEIRA BARBOSA CRM AL 02229 RUA COMENDADOR PALMEIRA, 122 FAROL (82) 3223-5517 ALBERTO ANTUNES DOS

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO ESCOLA DE CONTAS CONSELHEIRO OTACÍLIO SILVEIRA - ECOSIL D E C L A R A Ç Ã O

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO ESCOLA DE CONTAS CONSELHEIRO OTACÍLIO SILVEIRA - ECOSIL D E C L A R A Ç Ã O Declaramos, para os devidos fins, que PAULO ROBERTO DINIZ DE OLIVEIRA, participou no dia 10 de março de 2015, no horário das 10h00 às 12h00, do treinamento sobre o Envio das Prestações de Contas do Exercício

Leia mais

Secretaria Municipal de Cultura e Turismo PLANO DE AÇÃO MUNICIPAL 2013/2016

Secretaria Municipal de Cultura e Turismo PLANO DE AÇÃO MUNICIPAL 2013/2016 Secretaria Municipal de Cultura e Turismo PLANO DE AÇÃO MUNICIPAL 2013/2016 RESULTADOS ESPERADOS Gestão estratégica integrada e descentralizada; Ações realizadas na busca pela excelência da hospitalidade;

Leia mais

(Melhor visualização em Tela cheia) Av. Rui Barbosa, s/nº - Itaparica - Bahia Brasil

(Melhor visualização em Tela cheia) Av. Rui Barbosa, s/nº - Itaparica - Bahia Brasil (Melhor visualização em Tela cheia) A Ilha de Itaparica está localizada em uma das mais belas ilhas do litoral brasileiro. Única estância hidromineral à beira-mar das Américas. Possui 146 km 2 de superfície

Leia mais

Alunos apurados para a 2ª fase do concurso: 7º ano

Alunos apurados para a 2ª fase do concurso: 7º ano DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS CONCURSO ORTOGRÁFICO DE INGLÊS - 3º CICLO 2011 /2012 Resultados da 1ª fase Alunos apurados para a 2ª fase do concurso: 7º ano 7º A 7º B Nº 1, André Santos Nº 2, André Matos Nº 4,

Leia mais

Ministério da Educação e Ciência Resultados da 1ª Fase do Concurso Nacional de Acesso de 2013

Ministério da Educação e Ciência Resultados da 1ª Fase do Concurso Nacional de Acesso de 2013 13897152 ALEXANDRE RIBEIRO DA SILVA Colocado em 0701 9011 11279428 ANA CATARINA MELO DE ALMEIDA Colocada em 0902 14423301 ANA CATARINA VITORINO DA SILVA Colocada em 0604 9229 14306028 ANA JOÃO REMÍGIO

Leia mais

Programação. Dia 31/05 1º período do curso de Engenharia de Computação

Programação. Dia 31/05 1º período do curso de Engenharia de Computação Programação Dia 31/05 1º período do curso de Engenharia de Computação 1ª PALESTRA DO DIA: 19h As perspectivas mercadológicas na era da Tecnologia da Informação para Utilização de Software nas Empresas

Leia mais

LOCAIS DE PROVA E INFORMAÇÕES GERAIS

LOCAIS DE PROVA E INFORMAÇÕES GERAIS Processo Seletivo do Programa de Pós-graduação em Engenharia Sanitária 2015 Mestrado em Engenharia Sanitária LOCAIS DE PROVA E INFORMAÇÕES GERAIS Comunicamos que a prova escrita do Processo Seletivo do

Leia mais

Índice. O projeto. Público-Alvo do Projeto. Critérios de Participação. Sistema de Convidados. Processo de Participação. Pedidos e Alocação

Índice. O projeto. Público-Alvo do Projeto. Critérios de Participação. Sistema de Convidados. Processo de Participação. Pedidos e Alocação Guideline Copa do Mundo da FIFA 2014 TM Índice O projeto Público-Alvo do Projeto Critérios de Participação Sistema de Convidados Processo de Participação Jogos com Hospitality Pedidos e Alocação As Responsabilidades

Leia mais

O TURISMO SOB A ÓTICA DA PLATAFORMA DE SUSTENTABILIDADE DO LITORAL NORTE

O TURISMO SOB A ÓTICA DA PLATAFORMA DE SUSTENTABILIDADE DO LITORAL NORTE Contratantes: O TURISMO SOB A ÓTICA DA PLATAFORMA DE SUSTENTABILIDADE DO LITORAL NORTE Tópicos da apresentação: Turismo Sustentável sob a Ótica da PSLN. Tópicos: I Informações gerais sobre a PSLN; II Diagnóstico

Leia mais

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO. Coordenação Geral Rosiane Rockenbach

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO. Coordenação Geral Rosiane Rockenbach MINISTÉRIO DO TURISMO Ministro do Turismo Luiz Eduardo Barretto Filho Secretaria Executiva Secretaria Nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Diretor

Leia mais

Belo Horizonte, 28 de setembro 2015.

Belo Horizonte, 28 de setembro 2015. Certifico que, Ademir dos Santos Ferreira, participou da palestra Logística Urbana, ministrada pelo Certifico que, Almir Junio Gomes Mendonça, participou da palestra Logística Urbana, ministrada pelo Engenheiro

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Promoção do turismo de excelência CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Município de Santo Antônio da Patrulha RS Vencedores

Leia mais

turístico: a oferta e a demanda turísticas

turístico: a oferta e a demanda turísticas 2 Mercado turístico: a oferta e a demanda turísticas Meta da aula Apresentar os conceitos e o funcionamento do mercado turístico, especialmente a oferta e a demanda turística. Objetivos Esperamos que,

Leia mais

3- Aguarde contato do SEBRAE PR para inserção dos dados no Cadastro Específico de Pessoas Jurídicas para Prestação de Serviços de Consultoria e

3- Aguarde contato do SEBRAE PR para inserção dos dados no Cadastro Específico de Pessoas Jurídicas para Prestação de Serviços de Consultoria e SEBRAE/PR - Edital 03/2014 Credenciamento de Pessoas Jurídicas para Prestação de Serviços de Consultoria e Capacitação Empresarial RESULTADO DO PROCESSO DE CREDENCIAMENTO Publicado em 14/04/2015 INFORMAÇÕES

Leia mais

Pesquisa junto ao público visitante e turistas do Desfile das Escolas de Samba do Carnaval de Vitória. Vitória, março de 2011

Pesquisa junto ao público visitante e turistas do Desfile das Escolas de Samba do Carnaval de Vitória. Vitória, março de 2011 Pesquisa junto ao público visitante e turistas do Desfile das Escolas de Samba do Carnaval de Vitória Vitória, março de 2011 Governo do Espírito Santo Governador Jose Renato Casagrande Vice Governador

Leia mais

São Francisco do Sul. Masculino 66% 56% 50% 51% 55% Feminino 34% 44% 50% 49% 45%

São Francisco do Sul. Masculino 66% 56% 50% 51% 55% Feminino 34% 44% 50% 49% 45% 1 2 A FECOMÉRCIO SC, com o intuito de mapear o perfil do turista e do empresário do turismo de carnaval em Santa Catarina, realizou uma pesquisa com esses públicos nas quatro cidades de maior movimento

Leia mais

11º GRANDE PRÉMIO DE S.JOSÉ

11º GRANDE PRÉMIO DE S.JOSÉ 11º GRANDE PRÉMIO DE S.JOSÉ 1 FRANCISCO PEREIRA 36 SENIOR MASC. VITÓRIA S.C. 20.23 2 ANDRE SANTOS 48 SENIOR MASC. C.A.O.VIANENSE 20.27 3 JORGE CUNHA 3 SENIOR MASC. S.C.MARIA DA FONTE 21.14 4 DOMINGOS BARROS

Leia mais

151713 - Agrupamento de Escolas de Mosteiro e Cávado 346652 - Escola E.B.2,3 do Cávado. Relação de Alunos

151713 - Agrupamento de Escolas de Mosteiro e Cávado 346652 - Escola E.B.2,3 do Cávado. Relação de Alunos 3452 - Escola E.B.2,3 do Cávado : A 137 1 Adriana Manuela Gomes Pinheiro 14 S S 20 2 Alexandra Pereira Ferreira 28 3 Ângelo Rafael Araújo Gomes S 28 4 Beatriz da Costa Oliveira S 2 5 Domingos Gonçalo Ferreira

Leia mais

RELATÓRIO EIXO TEMÁTICO: INCLUSÃO SOCIAL POLÍTICAS PÚBLICAS GRUPO DE TRABALHO: ECONOMIA DA CULTURA E DO TURISMO

RELATÓRIO EIXO TEMÁTICO: INCLUSÃO SOCIAL POLÍTICAS PÚBLICAS GRUPO DE TRABALHO: ECONOMIA DA CULTURA E DO TURISMO RELATÓRIO EIXO TEMÁTICO: INCLUSÃO SOCIAL POLÍTICAS PÚBLICAS GRUPO DE TRABALHO: ECONOMIA DA CULTURA E DO TURISMO 1. NOME COMPLETO DO RELATOR 2. E-MAIL Rafael Ângelo Fortunato fortunatoturismo@bol.com.br

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE ATLETISMO DE SÃO MIGUEL

ASSOCIAÇÃO DE ATLETISMO DE SÃO MIGUEL ASSOCIAÇÃO DE ATLETISMO DE SÃO MIGUEL FOLHA DE RESULTADOS CORTA-MATO ESCOLAR 2013 PROVA: Corta-Mato Escolar - Fase de Ilha ORGANIZAÇÃO: S. Desporto de S. Miguel / A. Atletismo de S. Miguel DATA: 16 de

Leia mais

Núcleo de Pesquisa Comércio Internacional, Gestão e Sustentabilidade.

Núcleo de Pesquisa Comércio Internacional, Gestão e Sustentabilidade. Núcleo de Pesquisa Comércio Internacional, Gestão e Sustentabilidade. Composição do Núcleo de Pesquisa em Comércio Internacional, Gestão e Sustentabilidade. Linhas de Pesquisa Coordenador Prof. Dr. Sérgio

Leia mais

ANALISTA DE INFORMÁTICA / SISTEMAS

ANALISTA DE INFORMÁTICA / SISTEMAS EMPRESA MUNICIPAL DE INFORMÁTICA - EMPREL ANALISTA DE INFORMÁTICA / SISTEMAS ALEXANDRE CANTINHO SALSA JUNIOR 900861 30º 60,00 ANA CECILIA VITAL DE ANDRADE, 901526 14º 67,00 ANDRE LUIZ DE OLIVEIRA LOPES

Leia mais