Leis e Modelos Científicos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Leis e Modelos Científicos"

Transcrição

1 Leis e Modelos Científicos

2 Pág 2 Antes de existir meios para desenvolver pesquisas em relação à Ciência, a maior parte dos seres humanos tinham a ideia de que o mundo apareceu devido a uma obra divina. Mas anos mais tarde, depois de várias pesquisas, apareceram várias teorias e a mais credível e aceitável, é a do Big Bang, que provocou o desenvolvimento inicial do universo. Além desta, houve também a teoria da Relatividade, que compara o relato genésico e os acontecimentos que ocorreram simultaneamente no Universo. Os instrumentos que permitiram ao Homem a exploração do Universo, foram: foguetões, sondas, satélites, telescópios, radiotelescópio, entre outros. A sonda espacial é uma nave espacial não-tripulada, utilizada para a exploração remota de outros planetas, satélites, asteróides ou cometas. Normalmente as sondas têm recursos de telemetria, que permitem estudar à distância as características físico-químicas, tirar fotografias e por vezes também o seu meio ambiente. Pousam na superfície dos planetas que visitam, filmam, escavam e recolhem com os seus braços, amostras de solo, analisam a atmosfera dos planetas (ventos, temperatura, composição, entre outros), não têm tripulação.

3 Pág 3 As descobertas científicas têm sido inúmeras ao longo dos tempos. Ao modo como estas descobertas são convertidas em algo prático chama-se tecnologia. A tecnologia mudou muito o nível do desenvolvimento científico e económico: sistemas informáticos, telescópios, satélites e microscópios, cada vez mais sofisticados, são bons exemplos desta realidade. Todo este desenvolvimento tecnológico tem permitido uma maior rapidez na progressão do conhecimento científico. Graças à tecnologia, também a vida das pessoas tem mudado muito: existem hoje máquinas e aparelhos que facilitam as várias actividades profissionais, culturais, desportivas e de lazer: computadores, telemóveis, automóveis, máquinas de lavar, microondas e televisões, são bons exemplos de como a tecnologia pode servir as populações, permitindo-lhes, simultaneamente, usufruir de uma melhor qualidade de vida. Hoje, mais do que nunca, a Ciência depende de um grande suporte tecnológico para poder progredir. Acontece que a investigação tecnológica, sobretudo a espacial, é muito dispendiosa exigindo grandes investimentos. Por isso, mesmo os países que no início da investigação espacial desenvolviam projectos nacionais, participam, cada vez mais, em projectos e missões que envolvem várias nações. Esta evolução tecnológica nem sempre foi uma sucessão de êxitos, havendo a registar muitos fracassos que colocaram muitas vezes em risco vidas humanas e materiais técnicos, além de comportarem enormes custos económicos. As descobertas científicas feitas ao longo dos tempos têm permitido um grande desenvolvimento tecnológico, sendo este influenciado por interesses sociais e económicos.

4 Pág 4 O ser humano sempre se sentiu fascinado pelo Universo. No entanto, foi com a invenção do telescópio que a exploração espacial se desenvolveu. A exploração espacial sofreu um grande crescimento durante o século XX, graças a um conjunto de tecnologias: telescópios, radiotelescópios, satélites, estações espaciais, sondas e naves espaciais. Sendo que, se não existisse a tecnologia, nunca iria ser possível dar a conhecer o Universo ao ser humano. A Terra é o único corpo celeste em que se sabe existirem seres vivos. Segundo os cientistas são certas condições particulares do planeta que permitem a existência de vida. A massa e a distância da Terra ao Sol, não só criam condições de vida, mas também geram fenómenos geológicos externos e internos muito diversificados, que conduzem ao desenvolvimento de uma série de ambientes muito variados que sustentam uma enorme diversidade de formas de vida, contribuindo estas também, activamente, para a manutenção desse ambiente de vida, que são: Distância ideal da Terra ao Sol; Atmosfera rica em oxigénio; Temperaturas médias de 22ºC; Existência de camada do Ozono; Água no estado líquido; Substâncias nutritivas.

5 Pág O grupo de três estrelas está da Terra a 1,41x10 15 KM. 7.2 A luz do sol demora a chegar à terra 500 segundos. É necessário que a Ciência evolua numa nova Ciência, para impedir a destruição da Ciência pela própria Ciência. Mário Vieira Referências Bibliográficas: niverso.pdf

INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P. Centro de Emprego e Formação Profissional da Guarda Curso: Técnico de Informática Sistemas

INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P. Centro de Emprego e Formação Profissional da Guarda Curso: Técnico de Informática Sistemas INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P. Centro de Emprego e Formação Profissional da Guarda Curso: Técnico de Informática Sistemas (EFA-S4A)-NS Formando: Igor Daniel Santos Saraiva Covilhã,

Leia mais

CIÊNCIA, TECNOLOGIA, SOCIEDADE e AMBIENTE

CIÊNCIA, TECNOLOGIA, SOCIEDADE e AMBIENTE CIÊNCIA, TECNOLOGIA, SOCIEDADE e AMBIENTE A EVOLUÇÃO DA CIÊNCIA SabinaValente A CIÊNCIA AO LONGO DOS SÉCULOS Surgiu com o inicio da humanidade. Desde sempre que o Homem se questiona sobre tudo o que o

Leia mais

4ºano Turma Mista. Autora: Beatriz Rodrigues

4ºano Turma Mista. Autora: Beatriz Rodrigues 4ºano Turma Mista O ESPAÇO Autora: Beatriz Rodrigues O que é e como é o Espaço? Os seres humanos chamam Espaço a tudo o que está fora da superfície e atmosfera terrestre. A maioria dos peritos acredita

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 2º BIMESTRE 6º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ

CIÊNCIAS PROVA 2º BIMESTRE 6º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 2º BIMESTRE 6º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ Prova elaborada

Leia mais

Cap. 2: A evolução dos instrumentos astronômicos. Equipe de Ciências 8º Ano do Ensino Fundamental

Cap. 2: A evolução dos instrumentos astronômicos. Equipe de Ciências 8º Ano do Ensino Fundamental Cap. 2: A evolução dos instrumentos astronômicos Equipe de Ciências 8º Ano do Ensino Fundamental Instrumentos astronômicos antigos Relógio de Sol Instrumentos astronômicos antigos Relógio hidráulico Instrumentos

Leia mais

Material de estudo ROBÔS NO ESPAÇO. André Luiz Carvalho Ottoni

Material de estudo ROBÔS NO ESPAÇO. André Luiz Carvalho Ottoni Material de estudo ROBÔS NO ESPAÇO 2010 André Luiz Carvalho Ottoni Robôs no Espaço O spacewalker (veste robótica). O spacewalker, que significa andador espacial, é uma veste robótica projetada para os

Leia mais

Ciências Naturais 7º ano

Ciências Naturais 7º ano Veículos colocados em órbita da Terra, ou de outros corpos celestes, que permitem a investigação de inúmeros fenómenos no âmbito da Ciência, das telecomunicações, da meteorologia, da luta contra a poluição,

Leia mais

TECNOLOGIAS DE MONITORAMENTO DE ASTERÓIDES

TECNOLOGIAS DE MONITORAMENTO DE ASTERÓIDES TECNOLOGIAS DE MONITORAMENTO DE ASTERÓIDES Tina Andreolla 1 Já era de se imaginar que o homem não descansaria. A NASA e a ESA são exemplos de agências espaciais financiadas por seus respectivos Estados

Leia mais

Início 15.09.11 03.01.12 10.04.12 Final 16.12.11 23.03.12 08.06.12 Interrupções - 20 22 Fev 2012 -

Início 15.09.11 03.01.12 10.04.12 Final 16.12.11 23.03.12 08.06.12 Interrupções - 20 22 Fev 2012 - TOTAL Outras Atividades Tema B: Terra em Transformação Tema A: Terra no Espaço Departamento de Matemática e Ciências Experimentais PLANIFICAÇÃO 7º Ano de Ciências Físico-Químicas Ano Letivo 2011 / 2012

Leia mais

Algumas sondas espaciais que pesquisaram o Sistema Solar com sucesso

Algumas sondas espaciais que pesquisaram o Sistema Solar com sucesso Algumas sondas espaciais que pesquisaram o Sistema Solar com sucesso data de lançamento sonda espacial país feito científico Explorer 1 31 de janeiro de 1958 descobriu a existência de cinturões de radiação

Leia mais

07 e 08 06/10/2011 Sumário

07 e 08 06/10/2011 Sumário Sumário Correção do TPC. Conclusões da atividade experimental da lição anterior. Como se tornou possível o conhecimento do Universo? Modelos de organização do Universo: Teoria Geocêntrica e Teoria Heliocêntrica.

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE FÍSICO-QUÍMICA 7.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE FÍSICO-QUÍMICA 7.º ANO DE FÍSICO-QUÍMICA 7.º ANO Ano Letivo 2015 2016 PERFIL DO ALUNO O aluno é capaz de: o Conhecer e compreender a constituição do Universo, localizando a Terra, e reconhecer o papel da observação e dos instrumentos

Leia mais

Domínio: Terra no Espaço

Domínio: Terra no Espaço Escola Secundária Vitorino Nemésio Disciplina de Ciências Físico-Químicas Metas de Aprendizagem - 7º Ano de Escolaridade Domínio: Terra no Espaço Subdomínio: Universo O aluno constrói uma interpretação

Leia mais

Um Dia e Uma Noite em Júpiter

Um Dia e Uma Noite em Júpiter Escola Básica Integrada - Quinta do Conde - Um Dia e Uma Noite em Júpiter Trabalho Realizado no âmbito da disciplina de Físico-Químicas Trabalho Realizado por: Ana Mónica Fidalgo, 7.ºB, N.º3 Dezembro de

Leia mais

PROF. RICARDO TEIXEIRA O UNIVERSO E O SISTEMA SOLAR

PROF. RICARDO TEIXEIRA O UNIVERSO E O SISTEMA SOLAR PROF. RICARDO TEIXEIRA O UNIVERSO E O SISTEMA SOLAR Teorias da origem do Universo O Universo É tudo que existe; é o conjunto formado pelos planetas, cometas, estrelas, galáxias, etc. Existem várias teorias

Leia mais

15 O sistema solar e seus planetas

15 O sistema solar e seus planetas A U A UL LA Atenção O sistema solar e seus planetas Leia com atenção as notícias abaixo, que apareceram em jornais de diferentes épocas. ANO DE 1781 CIENTISTAS DESCOBREM NOVO PLANETA De há quase 2.000

Leia mais

Sugere-se a elaboração de um documento em Word, na qual articule as respostas às questões propostas, nas três dimensões:

Sugere-se a elaboração de um documento em Word, na qual articule as respostas às questões propostas, nas três dimensões: Pág 1 Proposta de Trabalho Título: Leis e Modelos Científicos Data: 14 de Março de 2011 Data Limite: 21 de Março de 2011 Descrição: UC/UFCD: STC Núcleo Gerador 7 Formador[a]: Maria João Canudo Tendo em

Leia mais

OBA Conteúdos das Avaliações Data: 15/5/2015 (6ª feira)

OBA Conteúdos das Avaliações Data: 15/5/2015 (6ª feira) OBA Conteúdos das Avaliações Data: 15/5/2015 (6ª feira) Constituição da Avaliação 5 perguntas de Astronomia; 3 perguntas de Astronáutica; 2 perguntas sobre Energia. Perguntas Práticas e/ou Observacionais

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 09 DE AGOSTO PALÁCIO DO PLANALTO

Leia mais

Escola Secundária Anselmo de Andrade. Biologia e Geologia de 10ºAno. Nome Nº Turma

Escola Secundária Anselmo de Andrade. Biologia e Geologia de 10ºAno. Nome Nº Turma Escola Secundária Anselmo de Andrade Biologia e Geologia de 10ºAno Nome Nº Turma Data / / Avaliação 1. climáticas solar cinzas redução geográficas A projecção de vulcânicas teria como consequência a de

Leia mais

Escola Secundária c/ 3º Ciclo de Azambuja Abril/2008. Recursos Naturais. Melissa Albuquerque 8º C. Ciências Físico-Químicas Profª Isabel Oliveira

Escola Secundária c/ 3º Ciclo de Azambuja Abril/2008. Recursos Naturais. Melissa Albuquerque 8º C. Ciências Físico-Químicas Profª Isabel Oliveira Escola Secundária c/ 3º Ciclo de Azambuja Abril/2008 Recursos Naturais Ciências Físico-Químicas Profª Isabel Oliveira Melissa Albuquerque 8º C INTRODUÇÃO Recursos Naturais, foi o tema escolhido por nós.

Leia mais

Escola Estadual Jerônimo Gueiros Professor (a) Supervisor (a): Ary Pereira Bolsistas: Ana Moser e Débora Leyse

Escola Estadual Jerônimo Gueiros Professor (a) Supervisor (a): Ary Pereira Bolsistas: Ana Moser e Débora Leyse Universidade Federal do Rio Grande do Norte Centro de Ciências Humanas Letras e Artes Departamento de Geografia Programa Institucional de Iniciação à docência (PIBID) Escola Estadual Jerônimo Gueiros Professor

Leia mais

Observatórios Virtuais

Observatórios Virtuais UNIVASF: UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE SÃO FRANCISCO TRABALHO DE ASTROFÍSICA ALUNO: PEDRO DAVID PEDROSA PROFESSOR: MILITÃO CURSO: MESTRADO NACIONAL PROFISSIONAL EM ENSINO DE FÍSICA Observatórios Virtuais

Leia mais

Um outro olhar sobre o Universo

Um outro olhar sobre o Universo Escola Superior de Educação Jean Piaget Um outro olhar sobre o Universo (disciplina leccionada em regime semi-presencial) Edição 2007 Guia de aprendizagem do aluno Ana Filipa Coelho, Júlia M. Carvalho,

Leia mais

2. Compreender a classificação dos materiais em substâncias e misturas.

2. Compreender a classificação dos materiais em substâncias e misturas. ESCOLA E.B. 2,3 DE ANTÓNIO FEIJÓ Departamento de Matemática e Ciências Experimentais Ciências Físico-Químicas 7.º ano Ano letivo 2015/201 Distribuição dos temas específicos da disciplina de ciências Físico-Químicas,

Leia mais

ESCOLA BÁSICA 2,3 DE PEDROUÇOS ANO LETIVO 2012/2013. PLANIFICAÇÃO DIDÁTICA Ciências Físico-Químicas 7º Ano

ESCOLA BÁSICA 2,3 DE PEDROUÇOS ANO LETIVO 2012/2013. PLANIFICAÇÃO DIDÁTICA Ciências Físico-Químicas 7º Ano ESCOLA BÁSICA, DE PEDROUÇOS ANO LETIVO 0/0 PLANIFICAÇÃO DIDÁTICA Ciências Físico-Químicas 7º Ano Domínio / Subdomínio Meta Final Metas Intermédias Tempos Letivos Avaliação Terra no Espaço Universo O aluno

Leia mais

Metas Objetivos/Descritores de Desempenho. 1. Conhecer e compreender a constituição do Universo, localizando a Terra, e O que existe no Universo.

Metas Objetivos/Descritores de Desempenho. 1. Conhecer e compreender a constituição do Universo, localizando a Terra, e O que existe no Universo. Agrupamento de Escolas de Freixo 3.º Ciclo Disciplina Ciências Físico-Químicas Ano 7.º Domínios/Subdomínios Metas Objetivos/Descritores de Desempenho Atividades/ Conteúdos Aulas Previstas 1. Conhecer e

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO de 2012/13 A Água e o Universo

REGULAMENTO DO CONCURSO de 2012/13 A Água e o Universo REGULAMENTO DO CONCURSO de 2012/13 A Água e o Universo Enquadramento LUA FORNECE ÁGUA PARA SATURNO (MSN, 27/7/2011) Segundo um novo estudo, uma lua gelada de Saturno está a regar o seu planeta de origem,

Leia mais

Escola E.B. 2,3 D. Afonso III Ano Letivo: 2014/2015

Escola E.B. 2,3 D. Afonso III Ano Letivo: 2014/2015 Escola E.B. 2,3 D. Afonso III Ano Letivo: 2014/2015 Plano Curricular de Ciências Físico-Químicas - 3º Ciclo 7º Ano Domínio Subdomínios Metas Nº de Aulas Previstas ESPAÇO 7º Ano Universo 1. Conhecer e compreender

Leia mais

Estrutura da Terra Contributos para o seu conhecimento

Estrutura da Terra Contributos para o seu conhecimento Estrutura da Terra Contributos para o seu conhecimento O Sistema Solar Generalidades Origem do Sistema Solar A Teoria mais aceite para explicar a origem do Sistema Solar é a Teoria Nebular. Segundo esta

Leia mais

Os Descobrimentos, a comunicação a nível global e a Conquista do Espaço

Os Descobrimentos, a comunicação a nível global e a Conquista do Espaço Os Descobrimentos, a comunicação a nível global e a Conquista do Espaço Este ponto é aqui. É a nossa casa. Somos nós, numa imagem tirada a partir de 6 mil milhões de quilómetros da Terra pela sonda Voyager

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ BELCHIOR VIEGAS

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ BELCHIOR VIEGAS Planificação Anual FÍSICO- QUÍMICA - 3º CICLO 7º ANO Ano letivo 2015/2016 Calendarização Subdomínio Nº de aulas previstas Domínio: Espaço Metas Curriculares Subdomínios: 1. Conhecer e compreender a constituição

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Moura Escola Básica nº 1 de Moura (EB23)

Agrupamento de Escolas de Moura Escola Básica nº 1 de Moura (EB23) Planificação de Ciências Físico Químicas 7º ano 2014/2015 Tema Conteúdos Metas de aprendizagem Operacionalização Avaliação Terra no espaç o O Universo 1. O que existe no Universo 1.1.Origem e evolução

Leia mais

Novas Descobertas sobre o Sistema Solar

Novas Descobertas sobre o Sistema Solar FIS 2009 Explorando o Universo: dos Quarks aos Quasares Novas Descobertas sobre o Sistema Solar Jorge Ricardo Ducati Departamento de Astronomia Universidade Federal do Rio Grande do Sul Planeta Terra:

Leia mais

O Sistema Solar 11/12/2014. Unidade 2 O SISTEMA SOLAR. 1. Astros do Sistema Solar 2. Os planetas do Sistema Solar

O Sistema Solar 11/12/2014. Unidade 2 O SISTEMA SOLAR. 1. Astros do Sistema Solar 2. Os planetas do Sistema Solar Ciências Físico-químicas - 7º ano de escolaridade Unidade 2 O SISTEMA SOLAR O Sistema Solar 1. Astros do Sistema Solar 2. Os planetas do Sistema Solar 2 1 Competências a desenvolver: Caracterização do

Leia mais

Planificação Anual. Professora: Pedro Miguel Bezerra Disciplina: Ciências Naturais Ano: 5.º Turma: B Ano letivo: 2014-2015

Planificação Anual. Professora: Pedro Miguel Bezerra Disciplina: Ciências Naturais Ano: 5.º Turma: B Ano letivo: 2014-2015 Planificação Anual Professora: Pedro Miguel Bezerra Disciplina: Ciências Naturais Ano: 5.º Turma: B Ano letivo: 2014-2015 Domínio/Objetivos Descritores de Desempenho Atividades/Estratégias Avaliação Matéria

Leia mais

Ano letivo: 2011/2012 TERRA EM TRANSFORMAÇÃO

Ano letivo: 2011/2012 TERRA EM TRANSFORMAÇÃO Agrupamento de Escolas de Aveiro ESCLA BÁSICA 2º E 3º CICLS JÃ AFNS DE AVEIR CIÊNCIAS FÍSIC-QUÍMICAS - 7º AN PLANIFICAÇÃ Ano letivo: 2011/2012 1º P E R Í D 2º P E R Í D 3º P E R Í D TEMAS TERRA EM TRANSFRMAÇÃ

Leia mais

Sistema Solar. Sistema de Ensino CNEC. 4 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades de Ciências Nome:

Sistema Solar. Sistema de Ensino CNEC. 4 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades de Ciências Nome: 4 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades de Ciências Nome: Sistema Solar 1 o Mercúrio 5 o Júpiter 2 o Vênus 6 o Saturno 3 o Terra 7 o Urano 4 o Marte 8 o Netuno Com certeza você já deve ter ouvido

Leia mais

Universidade da Madeira. Sistema Solar. Grupo de Astronomia. Laurindo Sobrinho. 7 de dezembro de 2015. Image Credit: NASA/CXC/SAO

Universidade da Madeira. Sistema Solar. Grupo de Astronomia. Laurindo Sobrinho. 7 de dezembro de 2015. Image Credit: NASA/CXC/SAO Sistema Solar Laurindo Sobrinho 7 de dezembro de 2015 Image Credit: NASA/CXC/SAO 1 Planetas principais do Sistema Solar (são 8): Planetas rochosos (planetas interiores): Mercúrio Vénus Terra Marte Planetas

Leia mais

Ciências da Natureza VOLUME 1 UNIDADE 1 E 2

Ciências da Natureza VOLUME 1 UNIDADE 1 E 2 EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS ENSINO FUNDAMENTAL Ciências da Natureza VOLUME 1 UNIDADE 1 E 2 CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS 2015 1 SUMÁRIO Unidade 1 Origem do Universo... 03 Unidade

Leia mais

Massa... 6 x 10 27 grm Gases principais... N2 (77%), O2 (21%) CO2 (95%), N2 (2.7%)

Massa... 6 x 10 27 grm Gases principais... N2 (77%), O2 (21%) CO2 (95%), N2 (2.7%) Período de translação... 365 dias (um ano) Período de rotação... 23 h 56 m 04 s (um dia) Massa... 6 x 10 27 grm Gases principais... N2 (77%), O2 (21%) 1.88 anos = 687 dias terrestres 24 h 37 m 22.6 s.

Leia mais

METEOROLOGIA. Disciplina: Ciências Série: 5ª - 4º BIMESTRE Professor: Ivone Fonseca Assunto: Meteorologia e Astronomia

METEOROLOGIA. Disciplina: Ciências Série: 5ª - 4º BIMESTRE Professor: Ivone Fonseca Assunto: Meteorologia e Astronomia METEOROLOGIA Disciplina: Ciências Série: 5ª - 4º BIMESTRE Professor: Ivone Fonseca Assunto: Meteorologia e Astronomia A meteorologia (do grego meteoros, que significa elevado no ar, e logos, que significa

Leia mais

Agrupamento de Escolas Luís de Camões Escola Básica 2/3 Luís de Camões

Agrupamento de Escolas Luís de Camões Escola Básica 2/3 Luís de Camões Agrupamento de Escolas Luís de Camões Escola Básica 2/3 Luís de Camões Departamento de Matemática e Ciências Experimentais Ano lectivo 2014/2015 Projeto Curricular de Físico-Química 7º Ano Domínios/Subdomínios

Leia mais

Ciclo: 3º Ano: 7º Disciplina: Físico-Química. Atividades / Estratégias. Nº aulas previstas. Avaliação

Ciclo: 3º Ano: 7º Disciplina: Físico-Química. Atividades / Estratégias. Nº aulas previstas. Avaliação código 171608 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. DOMINGOS JARDO Direção Regional de Educação de Lisboa Ciclo: º Ano: 7º Disciplina: Físico-Química Conteúdos I - O Universo 1. O que existe no Universo 1.1 Estrutura

Leia mais

Físico-Químicas / 7º Ano PCA Planificação Anual 2014-2015

Físico-Químicas / 7º Ano PCA Planificação Anual 2014-2015 Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Sede na Escola Secundária/3 José Cardoso Pires Santo António dos Cavaleiros Físico-Químicas / 7º Ano PCA Planificação Anual 201-201 METAS CURRICULARES DOMÍNIO

Leia mais

O Cinturão de Kuiper

O Cinturão de Kuiper O Cinturão de Kuiper NetProf Figura 1 O 1.º objecto descoberto do cinturão de Kuiper, 1992 QB1 Os corpos menores do cinturão de Kuiper O cinturão de Kuiper é uma região em forma de disco achatado para

Leia mais

Feito pela Professora Elizabete Soares. Disponibilizado especialmente para Resumos.tk

Feito pela Professora Elizabete Soares. Disponibilizado especialmente para Resumos.tk Feito pela Professora Elizabete Soares Disponibilizado especialmente para Resumos.tk Formação do Universo Teoria aceite: Big Bang Toda a matéria e corpos celestes se formaram a partir de uma massa inicial

Leia mais

Universidade da Madeira. Sistema Solar. Grupo de Astronomia. Laurindo Sobrinho. 15 de dezembro de 2014. Image Credit: NASA/CXC/SAO

Universidade da Madeira. Sistema Solar. Grupo de Astronomia. Laurindo Sobrinho. 15 de dezembro de 2014. Image Credit: NASA/CXC/SAO Sistema Solar Laurindo Sobrinho 15 de dezembro de 2014 Image Credit: NASA/CXC/SAO 1 Planetas principais do Sistema Solar: Planetas rochosos (planetas interiores): Mercúrio Vénus Terra Marte Planetas gasosos

Leia mais

Estrutura da Terra Contributos para o seu conhecimento

Estrutura da Terra Contributos para o seu conhecimento Estrutura da Terra Contributos para o seu conhecimento O Sistema Terra Lua e o passado da Terra O Sistema Terra Lua A conquista da Lua pelo Homem (em 21 de Julho de 1969), tornou possível conhecer com

Leia mais

IV. Da luz visível à luz invisível

IV. Da luz visível à luz invisível IV. Da luz visível à luz invisível 1. o que é a luz A luz é o princípio de toda a ciência, porque é a luz que nos permite ver o mundo. Sem luz não existiria a relação íntima entre sujeito observador e

Leia mais

Disciplina: Ciências Professor(a): Klícia Regateiro Série: 6º ano. Água

Disciplina: Ciências Professor(a): Klícia Regateiro Série: 6º ano. Água Disciplina: Ciências Professor(a): Klícia Regateiro Série: 6º ano Água Água é vida A água é para o Homem, para os animais e para as plantas um elemento de primeira necessidade, É essencial à vida! É indispensável

Leia mais

06-01-2012. Sumário. O Sistema Solar. Principais características dos planetas do Sistema Solar 05/01/2012. 23 e 24

06-01-2012. Sumário. O Sistema Solar. Principais características dos planetas do Sistema Solar 05/01/2012. 23 e 24 Sumário Os planetas do Sistema Solar e as suas principais características. (BI dos Planetas do Sistema Solar). Atividade Prática de Sala de Aula Características dos planetas. Preenchimento de tabelas,

Leia mais

Planetas do Sistema Solar

Planetas do Sistema Solar Planetas do Sistema Solar Paulo Roberto - http://laboratoriodopaulo.blogspot.com A astronomia é uma experiência de humildade e formação de caráter. [Carl Sagan em O pálido ponto azul.] Planetas Internos

Leia mais

EXOPLANETAS EIXO PRINCIPAL

EXOPLANETAS EIXO PRINCIPAL EXOPLANETAS Antes mesmo de eles serem detectados, poucos astrônomos duvidavam da existência de outros sistemas planetários além do Solar. Mas como detectar planetas fora do Sistema Solar? Às suas grandes

Leia mais

ÁGUA... O planeta Terra

ÁGUA... O planeta Terra os Planetas e a Lua O nosso planeta Terra é o é um planeta grande e a ÁGUA... O planeta Terra maior parte dele é O planeta Terra é o terceiro planeta do nosso sistema solar. Tomando o Sol como referência,

Leia mais

1. A água. 1.1. A água e as atividades humanas

1. A água. 1.1. A água e as atividades humanas 1. A água 1.1. A água e as atividades humanas O homem utiliza a água para os mais determinados fins (Figura 1): consumo doméstico higiene pessoal e da casa, preparar os alimentos; agricultura; indústria;

Leia mais

Mariângela de Oliveira-Abans. MCT/Laboratório Nacional de Astrofísica

Mariângela de Oliveira-Abans. MCT/Laboratório Nacional de Astrofísica Mariângela de Oliveira-Abans MCT/Laboratório Nacional de Astrofísica J unho 2003 Árvores Que Estiveram Lá 31/01/1971: a nave Apollo 14 partiu em direção à Lua Os astronautas Shepard e Mitchell desceram

Leia mais

Introdução ao Sensoriamento Remoto

Introdução ao Sensoriamento Remoto Introdução ao Sensoriamento Remoto Cachoeira Paulista, 24 a 28 novembro de 2008 Bernardo Rudorff Pesquisador da Divisão de Sensoriamento Remoto Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - INPE Sensoriamento

Leia mais

Prof. Franco Augusto

Prof. Franco Augusto Prof. Franco Augusto Astros São corpos que giram no espaço, classificados de acordo com a luminosidade. Iluminados ou opacos não possuem luz própria, recebendo luz das estrelas. São os planetas, asteroides,

Leia mais

Pobre forma de vida programada, de patinhas para o ar!

Pobre forma de vida programada, de patinhas para o ar! A experiência O João seguiu com o olhar o voo da abelha, tamanho XL, que desde manhã cedo entrara no seu escritório e perturbava a sua concentração. O insecto tentava agora sair através do vidro da janela

Leia mais

AUTORES: NANCY MARTINS DE SÁ STOIANOV

AUTORES: NANCY MARTINS DE SÁ STOIANOV Ciências AUTORES: NANCY MARTINS DE SÁ STOIANOV Graduada em História e Pedagogia, Doutora em Filosofia e Metodologia de Ensino, Autora da Metodologia ACRESCER. REGINALDO STOIANOV Licenciatura Plena em Biologia,

Leia mais

XI CURSO DE INTRODUÇÃO À ASTRONOMIA

XI CURSO DE INTRODUÇÃO À ASTRONOMIA Plutão SAR - SOCIEDADE ASTRONÔMICA DO RECIFE XI CURSO DE INTRODUÇÃO À ASTRONOMIA INTRODUÇÃO TEÓRICA E OBSERVACIONAL R 1 Introdução Este curso destina-se a todas as pessoas interessadas por observações

Leia mais

INTERVENÇÃO. Jogo da Memória sobre O Sistema Solar

INTERVENÇÃO. Jogo da Memória sobre O Sistema Solar INTERVENÇÃO Jogo da Memória sobre O Sistema Solar Autor: Cassiano Santos Rodrigues Plano de Intervenção CONTEXTUALIZAÇÃO O sistema solar é um conjunto de planetas, asteroides e cometas que giram ao redor

Leia mais

CONTEÚDOS COMPETÊNCIAS ESTRATÉGIAS/ACTIVIDADES Articulação com

CONTEÚDOS COMPETÊNCIAS ESTRATÉGIAS/ACTIVIDADES Articulação com PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS 7ºANO Ano letivo 2012-2013 CONTEÚDOS COMPETÊNCIAS ESTRATÉGIAS/ACTIVIDADES Articulação com Apresentação 1.1. O Universo 1.1.1. O que existe no Universo: Estrelas

Leia mais

CIÊNCIAS. Tantas vezes a morte é apercebida, na Terra tanta guerra, tanto engano, tanta necessidade aborrecida. Os Lusíadas, Luís Vaz de Camões.

CIÊNCIAS. Tantas vezes a morte é apercebida, na Terra tanta guerra, tanto engano, tanta necessidade aborrecida. Os Lusíadas, Luís Vaz de Camões. Tantas vezes a morte é apercebida, na Terra tanta guerra, tanto engano, tanta necessidade aborrecida. Os Lusíadas, Luís Vaz de Camões. Capítulo 1 Astronomia (Os cientistas e suas teorias sobre o Universo

Leia mais

Observações na antiguidade

Observações na antiguidade Júpiter Tunç Tezel (from The World at Night ) Observações na antiguidade Sendo um dos objectos mais brilhantes no céu à noite, Júpiter tem sido observado desde a antiguidade e esteve ligado às crenças

Leia mais

Veja as descobertas científicas mais importantes da década

Veja as descobertas científicas mais importantes da década (UOL Ciência & Saúde) Veja as descobertas científicas mais importantes da década Entre outros acontecimentos científicos marcantes, a década contou com o sequenciamento do genoma humano, de importância

Leia mais

3ª Aula Gênese Mosaica e Espírita. Gênese Espiritual (Parte 1) Curso Aprendizes do Evangelho Aula 4 05/03/2014

3ª Aula Gênese Mosaica e Espírita. Gênese Espiritual (Parte 1) Curso Aprendizes do Evangelho Aula 4 05/03/2014 3ª Aula Gênese Mosaica e Espírita. Gênese Espiritual (Parte 1) Curso Aprendizes do Evangelho Aula 4 05/03/2014 Doutrinas Filosóficas Propõe-se a responder às questões transcendentais: Quem somos? De onde

Leia mais

Entrevista a Galileu Galilei

Entrevista a Galileu Galilei Escola Secundária Emidio Navarro 2009/2010 Disciplina: Físico-Quimica Entrevista a Galileu Galilei Trabalho realizado por: Cristiana Monteiro nº5 Francisco Pinto nº9 11ºCT2 Entrevista a Galileu Galilei

Leia mais

PROGRAMA DIA 12/02 - Mar e Atmosfera

PROGRAMA DIA 12/02 - Mar e Atmosfera 1 A Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa convida-o a participar, entre 10 e 14 de fevereiro, na 1ª Semana Ciências em Movimento. A Ciência é a mais eficaz resposta do Ser Humano à curiosidade

Leia mais

Telecomunicações. Prof. André Y. Kusumoto andre_unip@kusumoto.com.br

Telecomunicações. Prof. André Y. Kusumoto andre_unip@kusumoto.com.br Telecomunicações Prof. André Y. Kusumoto andre_unip@kusumoto.com.br Satélites Satélite é o elemento comum de interligação das estações terrenas, atuando como estação repetidora. Devido a sua altitude,

Leia mais

CAPÍTULO 2 A ATMOSFERA TERRESTRE

CAPÍTULO 2 A ATMOSFERA TERRESTRE CAPÍTULO 2 A ATMOSFERA TERRESTRE 1.0. O Universo O Universo que pode ser observado pelo homem abrange milhões e milhões de quilômetros. Dentro desse Universo existem incontáveis galáxias, destacando-se

Leia mais

Autor: (C) Ángel Franco García. Ptolomeu e Copérnico. Os planetas do Sistema Solar. Os satélites. Atividades

Autor: (C) Ángel Franco García. Ptolomeu e Copérnico. Os planetas do Sistema Solar. Os satélites. Atividades Nesta página eu apenas traduzi podendo ter introduzido, retirado ou não alguns tópicos, inclusive nas simulações. A página original, que considero muito boa é: Autor: (C) Ángel Franco García O Sistema

Leia mais

Escola Secundária de Eça de Queirós-Póvoa de Varzim PLANIFICAÇÃO A MÉDIO / LONGO PRAZO

Escola Secundária de Eça de Queirós-Póvoa de Varzim PLANIFICAÇÃO A MÉDIO / LONGO PRAZO 2015/201 1.º Período DISCIPLINA: Ciências Físico-Químicas ANO: 7.º CURSO: 3.º Ciclo do Ensino Básico Total de aulas previstas: 38 Domínio: I. Espaço Subdomínio: I.1. Universo Objetivo Geral: 1. Conhecer

Leia mais

UNIDADE 2: ASTRONOMIA

UNIDADE 2: ASTRONOMIA UNIDADE 2: ASTRONOMIA ARISTÓTELES (384-322 a.c.) Afirmou que a Terra era redonda devido à sombra esférica deixada por ela durante o eclipse lunar. ERATÓSTENES (273-194 a.c.) Mediu a circunferência da Terra

Leia mais

ESCOLA SALESIANA DE MANIQUE MATRIZ DO 5.º TESTE 2010/2011 CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS 7.º ANO

ESCOLA SALESIANA DE MANIQUE MATRIZ DO 5.º TESTE 2010/2011 CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS 7.º ANO ESCOLA SALESIANA DE MANIQUE MATRIZ DO 5.º TESTE 2010/2011 CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS 7.º ANO TEMAS OBJECTIVOS DE APRENDIZAGEM COTAÇÃO ESTRUTURA CRITÉRIOS DE CORRECÇÃO Questão 1 Questão 1: 8% Tipo de questões:

Leia mais

PLANIFICAÇÃO CIÊNCIAS NATURAIS (8.º ANO) 2015/2016 Docentes: João Mendes, Madalena Serra e Vanda Messenário

PLANIFICAÇÃO CIÊNCIAS NATURAIS (8.º ANO) 2015/2016 Docentes: João Mendes, Madalena Serra e Vanda Messenário PLANIFICAÇÃO CIÊNCIAS NATURAIS (8.º ANO) 2015/2016 Docentes: João Mendes, Madalena Serra e Vanda Messenário 1 Metras Curriculares Estratégias Tempo Avaliação TERRA UM PLANETA COM VIDA Sistema Terra: da

Leia mais

Oficina de CNII/EF Material do Aluno. Tema: Sistema Solar. Prezado Aluno,

Oficina de CNII/EF Material do Aluno. Tema: Sistema Solar. Prezado Aluno, Tema: Sistema Solar Prezado Aluno, Nesta oficina, você desenvolverá atividades que abordam a constituição do Sistema Solar, os movimentos dos astros, os fenômenos celestes e sua relação com o planeta Terra.

Leia mais

Nome: N º: Turma: Data: Professor: Encarregado(a) de Educação: Lê toda a informação com atenção e responde de forma objectiva.

Nome: N º: Turma: Data: Professor: Encarregado(a) de Educação: Lê toda a informação com atenção e responde de forma objectiva. Ficha de trabalho Biologia e Geologia - 10º Ano A Geologia, os geólogos e os seus métodos I Nome: N º: Turma: Data: Professor: Encarregado(a) de Educação: Lê toda a informação com atenção e responde de

Leia mais

A Produção de Vídeos Educativos com o Celestia. Igor Borgo Universidade Federal do Rio de Janeiro Observatório do Valongo [igorborgo@gmail.

A Produção de Vídeos Educativos com o Celestia. Igor Borgo Universidade Federal do Rio de Janeiro Observatório do Valongo [igorborgo@gmail. A Produção de Vídeos Educativos com o Celestia Igor Borgo Universidade Federal do Rio de Janeiro Observatório do Valongo [igorborgo@gmail.com] Marta F. Barroso Universidade Federal do Rio de Janeiro Instituto

Leia mais

TESTE DE AVALIAÇÃO - Matriz

TESTE DE AVALIAÇÃO - Matriz Biologia e Geologia 10º Ano TESTE DE AVALIAÇÃO - Matriz Todas as respostas deverão ser perfeitamente legíveis, sendo anuladas em caso contrário. Os termos científicos que contenham erros ortográficos serão

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC MINAS E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015 Caro (a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

Maqueta do Sistema Solar

Maqueta do Sistema Solar Projecto Com a Cabeça na Lua OASA - Observatório Astronómico de Santana Açores Maqueta do Sistema Solar Fundamentos teóricos Já vimos que o Universo se encontra povoado por milhões de galáxias, estando

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL. Física e Química (7º ANO) Ano letivo 2015/2016. Departamento de Matemática e Ciências Experimentais

PLANIFICAÇÃO ANUAL. Física e Química (7º ANO) Ano letivo 2015/2016. Departamento de Matemática e Ciências Experimentais AGRUPAMENTO ESCOLAS PROF. CARLOS TEIXEIRA (Cód.150502) Departamento de Matemática e Ciências Experimentais Física e Química PLANIFICAÇÃO ANUAL (7º ANO) Ano letivo 2015/2016 Ciências Físico-Químicas Planificação

Leia mais

Estudo para OBA Olimpíada Brasileira de Astronomia. Nível 1. 2º ano Água

Estudo para OBA Olimpíada Brasileira de Astronomia. Nível 1. 2º ano Água Estudo para OBA Olimpíada Brasileira de Astronomia Nível 1 2º ano Água Estrelas Cadentes Ana Beatriz e Giovanna 2º ano Água As Estrelas Cadentes na verdade são rochas. Estrelas cadentes não passam de um

Leia mais

AGRUPAMENTO DE CLARA DE RESENDE COD. 346 779 COD. 152 870

AGRUPAMENTO DE CLARA DE RESENDE COD. 346 779 COD. 152 870 CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO ( Aprovados em Conselho Pedagógico de 21 de Outubro de 2014) No caso específico da disciplina de Ciências Físico-Químicas, do 7ºano de escolaridade, a avaliação incidirá

Leia mais

São partes integrantes do respectivo projeto as seguintes atividades:

São partes integrantes do respectivo projeto as seguintes atividades: REDESCOBRINDO A ASTRONOMIA: UMA NOVA JANELA PARA O CÉU DO CERRADO SANTOS, Dener Pereira.; MARTINS, Alessandro.; PRADO, Valdiglei Borges.; LIMA, Thiago Oliveira. 1 Palavras-chaves: Divulgação científica,

Leia mais

MINIGUIA DO UTILIZADOR

MINIGUIA DO UTILIZADOR MINIGUIA DO UTILIZADOR ~ VERSÂO 1.6.1. Windows e Mac Guia Realizado por: André Vieira, 27063 Inês Conde, 26018 Docente: Sr. Prof. António Vieira INTRODUÇÃO Muitos de nós, numa noite escura, já olharam

Leia mais

As Telecomunicações. Constituição do grupo: Alexandre Fialho 9ºA N.º 1 Henrique Calisto 9ºA N.º 11

As Telecomunicações. Constituição do grupo: Alexandre Fialho 9ºA N.º 1 Henrique Calisto 9ºA N.º 11 As Telecomunicações Constituição do grupo: Alexandre Fialho 9ºA N.º 1 Henrique Calisto 9ºA N.º 11 Sumário A evolução das telecomunicações?...3 O que e a aldeia Global ou a globalização?...4 O que a comunicação

Leia mais

Formadora/Isabel carvalho/formando Manuel Miranda. O Homem no espaço. Pag.1

Formadora/Isabel carvalho/formando Manuel Miranda. O Homem no espaço. Pag.1 STC Turma S12 Formadora/Isabel carvalho/formando Manuel Miranda Sociedade Guia do trabalho O Homem no espaço Pag.1 Teorias geocêntricas e heliocêntricas O heliocentrismo tem o sol como o centro, e geocentrismo

Leia mais

O que são satélites? Existem 2 tipos de satélite, são os satélites naturais e satélites artificiais.

O que são satélites? Existem 2 tipos de satélite, são os satélites naturais e satélites artificiais. O que são satélites? Existem 2 tipos de satélite, são os satélites naturais e satélites artificiais. Satélites naturais são: a Lua que gravita em torno da Terra. Satélites artificiais são: dispositivos,

Leia mais

AS MISSÕES MODERNAS. Denizar Blitzkow EPUSP PTR. Laboratório de Topografia e Geodésia - LTG IV CONFEGE - IBGE Rio de Janeiro - 21 de agosto de 2006

AS MISSÕES MODERNAS. Denizar Blitzkow EPUSP PTR. Laboratório de Topografia e Geodésia - LTG IV CONFEGE - IBGE Rio de Janeiro - 21 de agosto de 2006 AS MISSÕES MODERNAS Denizar Blitzkow EPUSP PTR Laboratório de Topografia e Geodésia - LTG IV CONFEGE - IBGE Rio de Janeiro - 21 de agosto de 2006 Era Espacial Foi responsável por inúmeras mudanças na geodésia

Leia mais

Venus Express. 11 de Abril: Inserção em Órbita de Vénus

Venus Express. 11 de Abril: Inserção em Órbita de Vénus Venus Express 11 de Abril: Inserção em Órbita de Vénus 1 O Planeta Vénus Índice O Planeta Vénus...2 Venus Express...3 Dia 11 de Abril...4 Contactos...5 Mais informações...5 Planeta Vénus está coberto por

Leia mais

Rota de Aprendizagem 2015/16 5.º Ano

Rota de Aprendizagem 2015/16 5.º Ano Projeto 1 Onde existe Vida? Tempo Previsto: 4 quinzenas (do 1ºPeríodo) Ciências Naturais A ÁGUA, O AR, AS ROCHAS E O SOLO MATERIAIS TERRESTRES 1.ª Fase: Terra um planeta com vida 2.ª Fase: A importância

Leia mais

Comunicação e informação...9 1. Produção, processamento, propagação e armazenamento da informação... 10

Comunicação e informação...9 1. Produção, processamento, propagação e armazenamento da informação... 10 S UNIDADE 1 U M Á R I O Comunicação e informação...9 1. Produção, processamento, propagação e armazenamento da informação... 10 ARMAZENAMENTO E PROCESSAMENTO DE INFORMAÇÕES...10 O registro das informações...11

Leia mais

Como surgiu o universo

Como surgiu o universo Como surgiu o universo Modelos para o universo Desde os tempos remotos o ser humano observa o céu, buscando nele pistas para compreender o mundo em que vive. Nessa busca incansável, percebeu fenômenos

Leia mais

Grandes Problemas Ambientais

Grandes Problemas Ambientais Grandes Problemas Ambientais O aumento do efeito de estufa; O aquecimento global; A Antárctica; A desflorestação; A Amazónia; A destruição da camada de ozono; As chuvas ácidas; O clima urbano; Os resíduos

Leia mais

Vestibular Engenharia 2016 Prova de Comunicação Escrita

Vestibular Engenharia 2016 Prova de Comunicação Escrita Vestibular Engenharia 2016 Prova de Comunicação Escrita Nome Completo Assinatura CADERNO DE PROVA Este Caderno de Prova deve conter um conjunto de páginas numeradas sequencialmente, contendo duas propostas

Leia mais

International Space Station - ISS

International Space Station - ISS International Space Station - ISS International Space Station - ISS Agenda O que é a Estação Espacial Internacional (ISS)? O kit da ISS: Propostas de integração no currículo do 3.º ciclo - Algumas questões

Leia mais

UM GRANDE SALTO. Coleção de sonhos. Instituto de Educação INFANTIL E JUVENIL Outono, 2013. Londrina, de. NOME: ANO: Tempo Início: término: total:

UM GRANDE SALTO. Coleção de sonhos. Instituto de Educação INFANTIL E JUVENIL Outono, 2013. Londrina, de. NOME: ANO: Tempo Início: término: total: Instituto de Educação INFANTIL E JUVENIL Outono, 2013. Londrina, de. NOME: ANO: Tempo Início: término: total: Edição VIII MMXIII FASE 2 GRUPO C UM GRANDE SALTO Questão 1 Organize em um quadro, em ordem

Leia mais