Dependências Quantidade M 2 Diretoria Geral Diretoria Acadêmica ,60 Secretaria Protocolo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Dependências Quantidade M 2 Diretoria Geral Diretoria Acadêmica. 16 12,60 Secretaria Protocolo"

Transcrição

1 . Infraestrutura Física e Acadêmica.. Área Física e Instalações Prediais São apresentadas no anexo, mais detalhadamente, as instalações físicas da Instituição: salas de aulas disponíveis; laboratórios de informática; laboratórios temáticos para as disciplinas com conteúdo experimental; instalações sanitárias; espaços de convivência; salas ambiente para as atividades profissionalizantes e núcleos de apoio à atividade docente; auditório; área para esporte; biblioteca com espaço físico para leitura, trabalho individual e de grupo. Dependências Quantidade M 2 Diretoria Geral Diretoria Acadêmica 6 2,60 Secretaria Protocolo 26,40 5,35 Tesouraria 6,30 Salas de Coordenação 7 6,00 (cada) Sala de Professores 32,00 Salas de Aula 4 5,50 Sanitários Térreo º. Andar 7,50 (M) + 7,50 (F) 7,50 (M) + 7,50 (F) Sanitários para Deficientes 4 3,62 Laboratório de Informática 50,66 Laboratório Multidisciplinar I 44,40 Laboratório Multidisciplinar II 38,00 Atualizar Laboratório Multidisciplinar III Laboratório Multidisciplinar IV Laboratório Multidisciplinar V 53,60 45,60 45,60 Laboratório de Anatomia 54,00 Hall LabAnat 4,5 SanitLabAnat M 6

2 F 6 Sala de Preparo dos Lab. Térreo º. Andar 2 8,00 8,00 Sala Biblioteca 300 Pátio / Área de Lazer (coberto) 390 Gabinete para Docente TI Sala de Espera 4 6,5 25,80 Vestiário M F 7,60 7,60 Sala Multimeios 2,55..2 Recursos Infraestruturas e Tecnológicos Acadêmicos..2. Recursos Multimídia Material Quantidade TV 34 POL (29) 4 VÍDEO CASSETE 4 DVD 4 DATA SHOW 2 TELÃO 2 RETROPROJETOR 5 AP SOM OU AMPLIFICADOR COM 2 CAIXAS..2.2 Biblioteca..2.3 Dados Gerais A Biblioteca integra a organização acadêmico-administrativa da Faculdade Mineirense Associada, diretamente subordinada à Diretoria. A Biblioteca adotará o Sistema Decimal Dewey (CDU/CDD) para a classificação de seu acervo.

3 A Biblioteca estará aberta à comunidade acadêmica de segunda a sextafeira das 3 às 22 horas e aos sábados das 9 às 3 horas. Aos domingos poderá ser aberta, de acordo com as solicitações da comunidade Espaço Físico O espaço físico de leitura e trabalhos em grupo conta com mesas e cadeiras confortáveis para acomodar os usuários da Biblioteca. Possui espaço reservado para o estudo individual e espaços destinados aos serviços da biblioteca (administração, tratamento técnico e acervo). A infraestrutura atual da biblioteca atende integralmente às necessidades dos cursos a serem implantados Acervo O acervo bibliográfico será atualizado constantemente, por indicação de alunos e professores, por solicitação das coordenadorias e da equipe da Biblioteca, em razão de novas edições ou para atualização dos temas objeto de estudos, além de publicações destinadas a subsidiar projetos de pesquisa e extensão. Será dada prioridade, na aquisição de livros, àqueles indicados pelos professores como bibliografia básica e complementar de cada disciplina dos cursos ministrados, em todos os níveis. O acervo atenderá apropriadamente às funções de ensino, pesquisa e extensão, em livros, periódicos (assinaturas correntes), base de dados, vídeos e software. Além do acervo específico de cada curso, a Biblioteca terá à disposição livros de referência, acervo abrangente das outras áreas de conhecimento e biblioteca eletrônica, que serão utilizados nos computadores postos à disposição dos alunos e que possam contribuir para a formação científica, técnica, geral e humanística da comunidade acadêmica. O planejamento econômico-financeiro reservará dotação orçamentária para atualização e ampliação do acervo, compatíveis com as necessidades.

4 O acervo da Biblioteca será constituído, no próximo quinquênio, de acordo com o seguinte cronograma: (*) (atualizar) ANO/QUANTIDADE TIPO DE ACERVO TOTAIS Livros: Títulos Exemplares Periódicos assinados Fitas de vídeo/cd/dvd Base de dados assinadas Base de dados em CD-Rom Software (*) Quantidade a ser adquirida, em cada ano. Ao final do quinto ano, o acervo contará com quinze mil livros, abrangendo todas as áreas de conhecimento ofertadas pela Faculdade. Os periódicos a serem assinados são os de informação geral, acadêmicos e científicos, nacionais ou estrangeiros, cobrindo todas as áreas do conhecimento humano em que Faculdade atuar. A hemeroteca será integrada, ainda, por coleções de publicações especializadas, editadas no Brasil e no exterior. A comunidade acadêmica poderá contar com trinta e cinco periódicos no quinto ano de funcionamento da Faculdade. A Biblioteca assinará bases de dados que possibilitem à comunidade acadêmica acesso à ampla informação sobre todas as áreas dos conhecimentos humanos, com ênfase para os cursos oferecidos, em todos os níveis. Prevê-se a assinatura de um mínimo de cinco bases de dados, além das 2 bases de dados adquiridas em CD ou DVD-Rom. O acervo será integrado, também, por vídeos educacionais, culturais e científicos (total de 60), abrangendo todas as áreas e, em especial, os cursos ministrados. Para atender às disciplinas de formação pré-profissional e profissional, a Biblioteca colocará à disposição de alunos e professores um acervo de software adequados aos cursos oferecidos. Serão 36 aplicativos, ao final do quinto ano.

5 ..2.6 Serviços Serão desenvolvidos os serviços de seleção e aquisição de material bibliográfico, levantamento bibliográfico, tratamento da informação, preparo para empréstimo e disseminação da informação. O acesso ao material bibliográfico ocorrerá por meio de catálogo informatizado ou ainda pela Internet (a ser implantado). O aluno requisitará o título de interesse via funcionário administrativo. Os empréstimos serão disponibilizados ao público interno (alunos, funcionários e professores), com prazos determinados e renováveis por igual período conforme a necessidade do usuário Recursos Humanos A Biblioteca inicialmente contará com um profissional legalmente habilitado (bibliotecário), que responderá pela administração, e dois auxiliares para prestar atendimento à comunidade acadêmica, além do pessoal que dará cobertura completa ao processo de informatização da biblioteca. Além disso, está prevista a seguinte evolução na composição da equipe de profissionais da biblioteca: FUNÇÃO CARGO QTDE DE PROFISSIONAIS A SEREM ADMITIDOS, POR ANO ATIVIDADE TOTAL Bibliotecário Auxiliar de Biblioteca Informatização A Biblioteca será integralmente informatizada. Estará disponível para seus usuários um sistema de levantamento bibliográfico através do catálogo informatizado (base de dados) e funcionará com as seguintes facilidades:

6 Acesso remoto para consultas /reservas do acervo ( a ser implantado via Internet); Acervo eletrônico (DVD CD/ROM); Consultas do acervo em terminais; Controle de movimentação de acervo (empréstimo/consultas/cobrança) com relatórios estatísticos; Integração com a área acadêmico-administrativa, possibilitando o efetivo controle na cobrança de livros não devolvidos; e Interligação com redes nacionais e internacionais (COMUT, IBICT, Internet) e outras bibliotecas cooperantes (empréstimos entre bibliotecas). Para tal processo, a instituição colocará à disposição da Biblioteca, profissionais de informática, não só para a implantação dos sistemas, mas também para seu gerenciamento, proporcionando à comunidade acadêmica segurança, confiabilidade e agilidade na recuperação da informação. Para o tratamento das informações, descrição bibliográfica e classificação, a Faculdade deverá celebrar convênio com órgão que disponha do processo de catalogação cooperativa, visando menor dispêndio de tempo e maior confiabilidade. A Biblioteca contará, para o seu primeiro ano de funcionamento, com os seguintes equipamentos: Microcomputador funcionando como servidor e conectado à Internet; 2 impressoras; scanner; e 2 Terminais para acesso à Internet e para consulta do acervo. Além dos dois terminais da Biblioteca para acesso à Internet, a comunidade acadêmica terá à sua disposição, já no primeiro ano de funcionamento da Faculdade, mais 25 terminais, no laboratório de informática. A atualização tecnológica desses equipamentos será realizada periodicamente, de acordo com o plano diretor de tecnologia da informação -PDTI. O aumento do número de terminais à disposição dos usuários manterá a relação inicial, de acordo com a evolução dos usuários, especialmente, alunos e professores.

7 Facilidades para Acesso à Informações (Bases de Dados, Internet) As facilidades para acesso à Informações podem ser resumidas em: Comutação Bibliográfica (fornecimento de cópias de artigos de periódicos localizados em universidades e instituições integrantes do Catálogo Coletivo Nacional de Publicações Periódicas, do IBICT/CNPq). Acesso à Internet; Acesso a redes de informação científica e tecnológica; Acesso a Bibliotecas Virtuais; Acesso a Revistas Eletrônicas; Pesquisa em CD-ROM; Pesquisa bibliográfica por . Como exemplo de Relações Institucionais para compartilhamento e intercâmbio de acervo e de informações, podemos citar: INSTITUIÇÃO IBICT/CNPq FENACON Financial Accounting Standards Board FASB Fundação Inst. Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras Instituto Brasileiro de Contadores ENDEREÇO ELETRÔNICO International Accounting Standards Committee IASC Depto Nac. de Registro do Comércio Tribunal de Contas da União Confederação Nacional do Comércio CNPq Biblioteca do BNDES Biblioteca do IPEA Biblioteca Nacional Bibliotecas Virtuais Biblioteca Central do Banco Central

8 Biblioteca Virtual do IBICT Rede Sabi (Senado Federal) Biblioteca do Inst de Matemática Pura e Aplicada Biblioteca da FGV Redes de Informação ICTNET/IBICT/CNPq Serviço de Localização e Apontadores de Informação em C&T no Brasil SCIELO / FAPESP ScientificElectronic Library Online Catálogo de Revistas COMUT / CCN (IBICT) Rede Antares (IBICT) Prossiga (CNPq) Scielo SIBI/USP BIBLIODATA - FGV

9 ..3 Laboratório de Informática..3. Descrição A comunidade acadêmica vai dispor no primeiro ano de funcionamento da Faculdade, dois laboratório de informática, em funcionamento das 8 às 22 h de segunda a sexta-feira, e aos sábados das 8 às 8h. A configuração dos equipamentos está a seguir descrita: QTDE CPU Memória (Mb) CONFIGURAÇÃO HD (Gb) Ligada em Rede (S/N) SO (Unix, NT, etc.) Ano de Aquisiç ão 25 Pentium Mb 40 S S 2005 Estão disponíveis inicialmente os seguintes softwares, para apoio acadêmico e administrativo, todos devidamente registrados e licenciados, na forma da lei: Windows XP Professional Office Características A manutenção e conservação das instalações físicas serão realizadas por pessoal da própria instituição e também mediante terceirização, através de contratos com empresas especializadas. a) Horário de funcionamento Os laboratórios asseguram acessos diários, de 2ª a 6ª feira das 3 às 22 horas, e aos sábados das 8 às 3 horas, para que os docentes e discentes tenham plenas condições de desenvolvimento de seus estudos, práticas investigativas, trabalhos, consultas e serviços e cursos de extensão.

10 b) Política de acesso e uso A utilização dos laboratórios é atividade essencial para o curso tanto dentro da carga horária como em outros horários, de acordo com a organização de cada disciplina e da administração dos laboratórios. As atividades em laboratório poderão ser em grupo ou individualizadas, com acompanhamento direto do professor responsável pela disciplina, auxiliado por monitores e pessoal técnico de apoio. c) Plano de conservação e atualização tecnológica A conservação e atualização dos equipamentos serão feitas a partir de uma análise constante a cargo do pessoal técnico de apoio, com o auxilio do pessoal da manutenção, os quais verificarão a necessidade de aquisição de novos equipamentos e/ou atualização dos existentes. A atualização de software será feita também mediante análise periódica do pessoal técnico de apoio, consideradas as sugestões de professores do curso que utilizarão os laboratórios como suporte para o desenvolvimento das atividades de ensino, pesquisa e extensão. d) Plano de manutenção A manutenção de equipamentos, dependendo de sua amplitude, será assegurada pelo pessoal técnico de apoio da própria instituição ou através de contratos com os fornecedores dos equipamentos. A reposição de materiais de consumo será compatível com a demanda das atividades realizadas em cada semestre. e) Pessoal técnico de apoio O pessoal técnico de apoio será formado por equipe de profissionais escolhidos pela Faculdade, tendo como responsabilidades a atualização tecnológica, manutenção da gerência de redes, manutenção e instalação dos equipamentos nos laboratórios, biblioteca e demais setores, para que o ensino seja sempre ministrado com apoio das novas tecnologias e para assegurar a manutenção da qualidade dos cursos e programas oferecidos à comunidade.

11 Para o seu primeiro ano de funcionamento, a Faculdade Mineirense Associada colocará à disposição de sua comunidade acadêmica um laboratório de informática, já descrito no item anterior. Tabela da rede de comunicação e sua expansão UTILIZAÇÃO Administração Atividades Acadêmicas TOTAL Os laboratórios serão implantados de acordo com o cronograma seguinte, em conformidade com o projeto pedagógico de cada curso: LABORATÓRIO / CLÍNICA Laboratório de Informática Laboratório Anatomia Laboratórios MD I a V Outros Laboratórios da área de Saúde ANO DE INSTALAÇÃO CRONOGRAMA DE EXPANSÃO DA INFRAESTRUTURA PARA O PERÍODO DE VIGÊNCIA DO PDI - MEMORIAL DESCRITIVO DO CAMPUS Para a implantação do Campus, a mantenedora se utilizará da expansão na área existente e no prédio contíguo também de sua propriedade. Estão previstas obras na infraestrutura e edificações necessárias para o funcionamento do primeiro ano da Faculdade já no início do ano de 2006, conforme já descrito anteriormente. Na sua expansão serão construídas 32 Salas de Aula, Biblioteca Central, Auditório, Setor Administrativo, Laboratórios, Área de Convivência, Lanchonetes, Estacionamentos. A seguinte tabela apresenta, em detalhes, toda a infraestrutura física a ser construída no quinquênio, ano a ano, que atenderá, de forma adequada, a todos os cursos previstos neste PDI:

12 ..4. Cronograma de expansão da infraestrutura física 20/º. e 2º semestres Dependências Quantidade M 2 Diretoria Geral Diretoria Acadêmica 6 2,60 Secretaria Protocolo 26,40 5,35 Tesouraria 6,30 Salas de Coordenação 7 6,00 (cada) Sala de Professores 32,00 Salas de Aula 4 5,50 Sanitários Térreo º. Andar 7,50 (M) + 7,50 (F) 7,50 (M) + 7,50 (F) Sanitários para Deficientes 4 3,62 Laboratório de Informática 50,66 Laboratório Multidisciplinar I Laboratório Multidisciplinar II Laboratório Multidisciplinar III Laboratório Multidisciplinar IV Laboratório Multidisciplinar V 44,40 38,00 53,60 45,60 45,60 Laboratório de Anatomia 54,00 Hall LabAnat 4,5 SanitLabAnat M F 6 6 Sala de Preparo dos Lab. Térreo º. Andar 2 8,00 8,00 Sala Biblioteca 300 Pátio / Área de Lazer (coberto) 390 Gabinete para Docente TI Sala de Espera 4 6,5 25,80 Vestiário M 7,60

13 F 7,60 Sala Multimeios 2,55 Necrotério /º. e 2º semestres Dependências Quantidade M 2 Salas de Aula 4 50 Laboratórios da Área de Saúde 5 60 Laboratório de Técnicas de 60 Enfermagem Sala de esterilização 60 WC Feminino 30 WC Masculino /º. e 2º semestres Dependências Quantidade M 2 Biblioteca Central 700 Salas de Aula 4 50 Laboratórios da Área de Saúde 0 60 WC Feminino 30 WC Masculino /º. e 2º semestres Dependências Quantidade M 2 Salas de Aula 4 50 Laboratórios da Área de Saúde 5 60 Clínica de Enfermagem 80 Clínica de Fisioterapia 80 Clínica Odontológica /º. e 2º semestres Dependências Quantidade M 2 Salas de Aula 6 50

14 ..4.2 CRONOGRAMA DE EXPANSÃO DA INFRA-ESTRUTURA TECNOLÓGICA Equipamentos ANOS Computadores Impressoras Televisores DVD s Scanner Videocassete Data Show Laboratórios a serem implantados Central de Medicamentos Odonto Capacidade máxima de alunos: Todos os alunos do curso utilizam o serviço da Central Cursos que utilizam o laboratório: Odontologia Quantidade/Discriminação 02 Amalgamador 4 Aparelho de luz 04 Delineador 02 Geladeira 0 Plastificadora de godiva 03 Soldador de matriz CLÍNICA DE ENFERMAGEM EQUIPAMENTOS E MATERIAIS Equipamento Agulha descartável (25x7) Agulha descartável (25x8) Agulha descartável (30x0) Agulha descartável intra-dérmico Agulha descartável subcutânea Quantidade Álcool-gel (refil) Almotolias de antissépticos Ambú (silicone adulto/infantil) 02 Aparelho de Multimídia 0 Armário grande de aço com prateleiras 04

15 Equipamento EQUIPAMENTOS E MATERIAIS Quantidade Ataduras de crepom 0, 5 e 20 cm (pacote com 0) Autoclave a vapor portátil 0 Balança clínica infantil 02 Balança clínica com antropômetro adulto 0 Balas de oxigênio 02 Banco giratório 02 Bandeja de inox 05 Bolsas de ostomias Cabos de bisturi 04 Cadeiras de rodas 02 Caixa de material perfuro cortante Carro de curativo 02 Cateter venoso periférico (8,20,22,24) Coletor urinário masculino externo Computador 0 Computador 0 Curativo de gaze associado a petrolatum Curativo de hidrogel Curativos de alginato de Cálcio (placa e fita) Curativos de hidropolímero Desfibrilador cardíaco com monitor 0 Dispensador de sabão líquido/álcool-gel Eletrocardiógrafo 02 Eletrodos de vários tamanhos e formatos Equipo de soro microgotas Equipo de soro simples Escovas para degermação da pele Esfignomanômetro 0 Espátulas descartáveis Espéculos vaginais descartáveis Estetoscópios 0 Frascos de ácido graxo essencial apresentação creme Frascos de ácido graxo essencial apresentação oleosa Frascos de soro fisiológico para injeção (250ml, 500ml) Fronhas 24 Geladeira de medicamento 0 Gel para condução Glicosímetro 02 Impressora 0 Jogo de Otoscópio (adulto/infantil) 02 Laminas de bisturi tamanho 2 Lanterna clínica 05 Lanterna clínica 08 Lençóis de 2,00 m x 0,90 m 24 Lixeira com tampa e pedal 5

16 Equipamento EQUIPAMENTOS E MATERIAIS Quantidade Luvas descartáveis caixa com 00 Luvas estéreis 7,5 e 8,0 caixa com 0 Maca 08 Máscara de nebulização 08 Material para oficina de trabalho com clientes Mesa escrivaninha com gavetas e cadeira auxiliar 08 Mesinhas auxiliares com rodízio 05 Monitor de frequência cardíaca 0 Óculos nasal Oximetro de pulso 02 Oximetros digitais 02 Pacote de algodão Pacotes de compressa (pacote com 20) Pacotes de gaze estéril Papel ofício Papel-toalha Paquímetros para articulação (pequenos, médios e grandes) 02 Películas semipermeável de poliuretano Placas de curativos de carvão ativado Placas de curativos hidrocolóide Poltronas reclináveis para pacientes 04 Projetor de slides 0 Quadro branco 0 Retroprojetor 0 Retroprojetor 02 Rolos de Esparadrapo comum Rolos de fita adesiva Rolos de Micropore Rolos Esparadrapo anti-alérgico Sabão líquido (refil) Solução de Álcool a 70% Solução de Clorexidine alcoólico Solução de Clorexidinedegermante Solução de PVP-I alcoólico Solução de PVP-I degermante (0%) Sonda nasoentérica Sondas retais 22, 24, 26 sondas uretrais 06, 08, 0 e 2 Suportes para soro 08 Televisão 0 Toalhas de banho 24 Toalhas de rosto 24 Toalheiro de papel Travesseiros de espuma 08 Vídeo 0 Xilocaína gel tubo Clínica Odontológica Universitária - COU Capacidade máxima de alunos: 60 (a quatro mãos) Cursos que utilizam o laboratório: Odontologia Quantidade/ Discriminação Consultório odontológico completo 32

17 Laboratório de Bromatologia O Laboratório de Bromatologia atende o curso de Nutrição e Farmácia. Será utilizado para as aulas práticas da disciplina de Bromatologia. Analisa as propriedades físicas e químicas dos alimentos, através da identificação dos nutrientes que os compõe. Neste laboratório são quantificados os constituintes básicos de alimentos naturais e processados como proteínas, lipídeos, carboidratos, fibras,umidade, cálcio, fósforo e ferro. Laboratório de Ensino de Fisioterapia / Ambulatório Capacidade máxima de alunos: 50 Cursos que utilizam o laboratório: Fisioterapia Quantidade/ Discriminação 0 Amplificador 0 Aparelho Advantagi 0 Aparelho alta frequência 0 Aparelho andador infantil 0 Aparelho compres. quente 0 Aparelho corrente Diadin - Kw 0 Aparelho de correntes Diadinam 0 Aparelho de estimulação 0 Aparelho de ondas curtas 0 Aparelho de Pressão 0 Aparelho de sonofasis 0 Aparelho de ultrassom/eletroterapia 0 Aparelho eletroestimulador 0 Aparelho eretor 0 Aparelho ergoespirométrico 0 Aparelho estimulador 0 Aparelho fisioterápico 0 Aparelho gerador de pulso Quar 0 Aparelho para eletroterapia 0 Aparelho para flexões de joelho 0 Aparelho para Iontoforese-Skinner 0 Aparelho para tração cerv. truc 0 Aparelho parafina com termostato 0 Aparelho pulmonar 0 Aparelho sequencial - kw 0 Aparelho supinador 0 Aparelho trein. ventil. - bird 0 Aparelho ultraterapia 0 Ar condicionado 8000 Btus 0 Armário de aço 04 Armário de madeira 0 Arquivo aço 0 Arquivo aço pandin 0 Aspirador cirúrgico 02 Balança antropométrica 0 Balanço proprioceptivo 0 bancada fórmica 0 Bengala 0 Bioimpedanciometro 0 Biombo 0 Bonnetkroman

18 0 Cama elástica 0 Cama hospitalar ortostática 0 Carrinho metálico (tipo mesinha) 0 Carrinho para aparelho 0 Chuveiro elétrico 02 Circulador de ar 0 Coletor de lixo 0 Compressor de ar 0 Computador celeron Computador ibm 02 Computador intelpentium 4 0 Computador satélite intel 0 Condicionador de ar consul 0 Cronômetro 0 Dinamômetro 0 Dyadination digital - Kw 0 Efron 0 Endomed 58-Id 0 Escada metálica 0 Escrivaninha 0 Escrivaninha com gaveta 02 Esfignomanômetro 0 Espirômetro 0 Esqueleto humano flexível 0 Estabilizador de voltagem 0 Estante de aço 0 Esteira ergométrica 02 Estetoscópio 0 Estimulador muscular - Skinner 02 Extintor 0L 0 Filtro para piscina - Epex 0 Flanelógrafo 0 Foco aquecedor com tripé 0 Fogareiro elétrico 0 Forno microondas 0 Frigobar 0 Gerador de pulsos 0 Guarda-roupas de aço 6 portas 0 Guincho para elevador Invacare 0 Heneplug laser hélio neon 0 Impressora hp Interferencial 0 Ionizador Stimcel 0 Laser com leitura óptica 0 Lixeira 0 Luminária de mesa 0 Maca / divã 0 Maca para exame ginecológico 0 Maleta em aço para arquivo 0 Manômetro TrialGrip com visor 0 Manovacuômetro digital 0 Máquina de calcular 0 Máquina de escrever 0 Máquina para aplicar ilhoses 0 Marmiteiro com termostato 0v 0 Mesa em fórmica 0 Mesa fotográfica acrílico 0 Mesa kanavel 0 Mesa metálica 0 Mesa ortostática

19 0 Mesa para broncoscópio 02 Mesa para impressora 0 Mesa telefone 0 Microscópio 0 Moto esmeril /2 hp 0v 0 Neofasis - Kld 0 Nobreak 0 Oximetro de pulso 0 Paralelas com 04 barras 0 Paralelas com inversão e aversão 0 Plicômetro Científico 0 Porta editais 0 Prancha para inversão 0 Programa de aquisição de dados 0 Purificador de água 0 Quadro branco 0 Rádio gravador 02 Sistema de alarme 0 Soft Laser 0 Stepper eletromagnético 0 Suporte de madeira para papel 0 Suporte de madeira para peso 0 Tablado móvel para Fisio 0 Transdutor de pressão 02 Transmissor 0 Triturador de gelo 0 Turbilhão para membros 02 Balança mecânica 02 Banheira de hidromassagem 02 Esfignomanômetro 02 Estabilizador de voltagem 02 Fichário 02 Fichário acrílico 02 Fluxômetro 02 Forno Bier 02 Freezer 02 Impressora jato de tinta 02 Infravermelho 02 Massageador Oster 02 Massageador profissional 02 Mocho odontológico com encosto 02 Muleta canadense adulto 02 Quadro negro 02 Regulador medicinal 02 Relógio de parede 02 Roda de ombros 02 Simetógrafo 02 Turbilhão em inox 02 Ventilômetro 03 Aparelho para incontinência urinária 03 Estimulador elétrico 03 Gerador de fluxo - Vital Signs 03 Microcomputador 03 PeritronPerineometer 9300v 03 Rolo de punho 04 Aparelho infravermelho 04 Aquecedor a gás 04 Aquecedor califator 03 lâminas 04 Escada 04 Escrivaninha de madeira

20 04 Hamper de aço inox 04 Maca 04 Manovacuômetro 04 Mesa de madeira 04 Mesa micro/terminal 04 Nebulizador 04 Reanimador de Muller 05 Balcão 05 Banco de madeira 05 Divã 05 Eletroestimulador 05 Espaldar 05 Frequencímetro 05 Negatoscópios 05 Porta papel toalha 05 Tablado de madeira 06 Aparelho de estimulação neuro muscular 06 Aparelho laser 06 Banqueta 06 Muleta canadense - uribarri 06 Ventilador 07 Caixa de som 07 Telefone 08 Andador dobrável 08 Aquecedor de ambiente 08 Cadeiras de rodas 08 Muleta 08 Ondas curtas 08 Tambor em Inox 09 Aparelho de ultrassonografia 09 Bicicleta ergométrica 09 Carrinho para transporte de material 09 Compressor para inaloterapia 09 Espelho 0 Aparelho Tensys Quadro mural Ventilador de mesa 2 Maca fixa 4 Escadinha 5 Suporte de Buck 6 Cadeira de rodas 6 Mesa auxiliar 22 Halteres 30 Armário 45 Cadeira Laboratório de Higiene dos Alimentos Equipamentos para uso acadêmico: Condicionador de ar; Autoclaves Capela de fluxo laminar com UV, vertical, classe II; Estufas bacteriológicas; Microscópios binoculares; Geladeira duplex; Estufa de secagem e esterilização; Bag mixer (= stomacher);

21 Destilador de água de parede (produção mínima de 6 L/h); Lavador automático de pipetas; Balanças semi-analíticas 2000g (ex: Marte modelo AS 2000 C); Balança analítica com capela de proteção(04 casas); Vortex (agitador de tubos); Mesa antivibratória p/ balanças; Bomba de vácuo; Forno de Microondas; Banho-maria com agitação; Micropipetas de volume ajustável P000/P200/P20), Vidrarias para Laboratório e utensílios diversos para Laboratório. LABORATÓRIO DE PRÁTICAS EM SAÚDE E PRIMEIRO SOCORROS Equipamento PRÁTICAS EM SAÚDE Quantidade Manequim de aplicação de injeção intramuscular na região glútea 0 Manequim de sondagem vesical (masculino e feminino) 0 Manequim braços simuladores para treinamento da técnica de punção venosa 0 Manequim tam. Natural para simular técnicas dos procedimentos básicos de Enfermagem 0 Manequim de aplicação de injeção intramuscular no deltoide 0 Equipamento PRIMEIROS SOCORROS Quantidade Ambú de silicone com bolsa reservatória 02 Apoio lateral para cabeça e nuca 02 Cânulas de Guedel (Tamanhos: 03,04,05) 02 Colar cervical (tamanho 4" x 22" Short); 02 Colete de imobilização dorsal tipo Oregon ou similar 02 Kit de imobilizadores 0 Kit de maquiagem para simulação 0 Lanterna para verificação de pupila 05 Maca tipo colher (Comprimento mínimo: 66") 02 Máscara de ressuscitação cardiopulmonar 0 Prancha longa de madeira 04 Máscara de ressuscitação cardiopulmonar 02 Manequim para treinamento de ressuscitação cardiopulmonar com boca cambiável 0 Laboratório de Produção de Prótese Cursos que utilizam o laboratório: Odontologia Quantidade/ Discriminação 0 Balança de precisão tríplice de escala JB 0 Centrífuga 0 Fogão industrial 02 bocas

22 0 Forno de fundição 0 Geladeira 0 Jato de areia 0 Maçarico a gás e ar 02 Motores de corda 0 Recortador de gesso 02 Torno de polimento 02 Vibrador de gesso Laboratório de Radiologia Odontológica Apoio à diagnóstico Quantidade/ Discriminação 0 Aparelho de raio x 0 Aparelho de raio x panorâmico 0 Bancada com negatoscópios para 03 alunos 0 Processador de raios x 0 Máquina de escrever Olivetti LABORATÓRIO DE TÉCNICA CIRÚRGICA Equipamentos/mobiliário: Especificação Qtde Focos brave médio Focos brave para pequenas cirurgias 2 Aspirador Eletro cautério Mesa cirúrgica 2 Bala de oxigênio Mesa de Mayo 2 Mesa de aço inoxidável 2 Mesa de madeira 2 Mesa para instrumental Poltronas Marrelli 2 Suporte para soro 2 Cuba 2 Estufa Observações: As instalações devem atender aos padrões de biossegurança e normas da ABNT. Laboratório de Técnica Dietética Este laboratório permite que sejam enfocadas as técnicas de seleção, pré-preparo, preparo, armazenamento de alimentos e a confecção de cardápios simples ou requintados. Proporcionará ao aluno a oportunidade de verificar diversas formas de cocção de alimentos e planejamento dietético. LABORATÓRIO DE TÉCNICAS DE ENFERMAGEM

23 Equipamento Quantidade Aparelho de videocassete 0 Agulha descartável (25x7/ 25x8)CX 0 Almotolias para antissépticos 0 Ambu (adulto) 02 Aspirador portátil 0 Bacia inox (tamanho médio) 05 Bala de oxigênio 0 Balanças para Adulto - FILIZOLA - carga máxima 50 KG 0 Bancos de fórmica 25 Bandeja pequena 02 Bandeja inox média 02 Bandeja inox grande 02 Biombos triplos 02 Bolsa coletora de urinacx 0 Cabo de bisturi (médio) 05 Cadeira de rodas cromada dobrável BASEMANN 0 Cadeira de rodas para banho 0 Caixa de material perfuro-cortante 05 Camas hospitalares simples 02 Carro de curativo 02 Cateter venoso periférico tipo jelco (tamanho 8, 20, 22)CX 0 Cateter venoso periférico tipo scalp (tamanho 8, 20, 22)CX 0 Cateter vesical de demora (tamanho 8, 20, 22) CX 0 Colchão 02 Colchonetes 03 Coletor urinário 0 Comadres 05 Condom CX 0 Cuba redonda inox (tamanho médio) 02 Cuba rim inox (tamanho médio) 02 dispensador de sabão 03 Eletrocardiógrafo 0 Eletrodos CX 0 Equipo de soro comum CX 0 Equipo de soro micro gotas CX 0 Escadinhas com 2 níveis 05 Esfignomanômetros tamanho Adulto 0 Espátula descartável PC 0 Estetoscópio 0 Fita adesiva 05 Fita esparadrapo 05 Fita micropore 05 Fluxometro 0 Gaze estéril (tamanho 5x5cm) cx 0 Gel condutor 0 Glicosímetro 0 Lâmina curva de laringoscopio (pequena, media e grande) 0 Lâmina de bisturi (tamanho 2, 5, 24) cx 0 Lanterna clínica 05 Laringoscópio 0 Lençóis (cor branca tamanho 2,00x0,90m) 0 Luvas cirúrgicas Luvas cirúrgicas tam Luvas cirúrgicas 7,5 25

24 Equipamento Quantidade Luvas de procedimento cx 05 Maca 03 Marrecos 05 Mascara de nebulização 05 Mesa de fórmica simples 0 Micro nebulizador 05 Monitor cardíaco 0 Óculos nasal pc 0 Otoscópio (adulto) 0 Oximetro de pulso 0 Pacote de algodão pc 05 Pinça anatômica (média) 05 Pinça dente-de-rato (média) 05 Pinça hemostática (média) 05 Sabão líquido (refil) bolsas 03 Seringa descartável insulina 3 ml 0 Solução de álcool a 70% frascos 0 Solução de Clorexidine alcoólico frascos 0 Solução de Clorexidinedegermante frascos 0 Solução de PVP-I degermante frascos 0 Solução de PVP-I tópico frascos 0 Sonda de aspiração traqueal pc 0 Sonda nasogástrica (tamanho 6, 8, 20) pc 0 Sonda uretral (tamanho 06, 08, 0, 2) pc 0 Soro fisiológico 0,9% cx 0 Soro glicosado isotônico cx 0 Suporte de soro 05 Suporte hamper de roupas 0 Suporte para apoio do braço para punção venosa (cromado) 0 Suportes reguláveis de soro 05 Termômetro clínico 0 Tesoura curva (média) 02 Tesoura reta (média) 02 Laboratório de Tecnologia de Alimentos Objetiva processar os alimentos visando aumentar o tempo de conservação ou intensificar a disponibilidade dos mesmos, através de técnicas de branqueamento, defumação, desidratação, salga, concentração, ou fermentação. Além disso, neste laboratório são elaborados, através de tecnologias diversas, outros tipos de alimentos como queijos, iogurtes, linguiças, geleias, bebidas, etc. Laboratório Multidisciplinar Odontologia I Localização: Clínica Odontológica Universitária - COU Cursos que utilizam o laboratório: Odontologia Quantidade/ Discriminação 02 Balança de precisão 0 Centrífuga 0 Fogão industrial 0 Forno de fundição 0 Maçarico a gás e ar 03 Prensa simples

25 02 Recortadores de gesso 60 Terminal composto de alta e baixa rotação 0 Torno de polimento 03 Vibrador de gesso 0 Polimerizador elétrico para dentadura Laboratório Multidisciplinar Odonto II Cursos que utilizam o laboratório: Odontologia Quantidade/ Discriminação 0 Centrífuga 0 Fogão industrial 02 Forno de fundição 0 Maçarico a gás e ar 05 Motor de polimento 5 Negatoscópio móvel 02 Recortador de gesso 6 Terminal composto de baixa rotação Laboratório de Eletro-Termo-Fototerapia Com equipamentos para as aulas práticas, como ultrassommicro processado, laser hélio neon e arsênio de gálio, ondas curtas, micro ondas, micro corrente e forno de bier. Laboratório de Hidroterapia Piscinas aquecida, vestiários e opções de acessibilidade para portadores de deficiência física. Laboratório de Cinesioterapia Com macas especiais de osteopatia e RPG para todos os alunos, colchonetes AIREX com densidade controlada e flutuação programada, bolas suíças de todos os tamanhos, kit theraband de todas as cores, e todo material que se faz necessário para um atendimento cinesioterapêutico. Laboratório de Exames Complementares Equipado com negatoscópios de três corpos, vidros de janelas e portas selados e escurecidos com película protetora contra luminosidade. Clínica-Escola de Fisioterapia que integrará todos os recursos em atendimento ao público. Atendimentos:

26 Particulares Planos de saúde Desconto para alunos, pais, mães e filhos de alunos e funcionários da Faculdade Serviços: Fisioterapia traumato-ortopédica Fisioterapia neurológica Fisioterapia neuropediátrica Fisioterapia respiratória SALA DE PREPARO Setor específico Equipamentos necessários Quantidade Lavagem e Esterilização Autoclave 02 Estufa secagem 0 Estufa de esterilização 02 Geladeira 0 Banho-Maria 02 Preparo de Reagentes e Reativos Balança analítica 02 Agitador magnético 02 Geladeira 0 Banho-Maria 02 Autoclave 02 Freezer 0 Destilador industrial 0 Deionizador 02 Polarímetro 0 Capela de fluxo laminar 0 Chapa elétrica 02 VIDRARIAS QUANT. DESCRIÇÃO 24 Proveta de 00 ml 2 Provetas de 250 ml 06 Provetas de 500 ml 04 Provetas de 000 ml 08 Balões volumétricos 500 ml 05 Balões volumétricos 000 ml 2 Erlenmeyer 500 ml 2 Erlenmeyer 250 ml 06 Balões de fundo chato 500 ml 06 Balões de fundo chato 000 ml 50 Tubos de ensaio 6 Becker 400 ml 6 Grades para Tubo de Ensaio 5 Becker 00 ml 06 Bastões de Vidro 08 Pipetas automáticas 50 Pipetas de ml, 5 ml, 0 ml e 20 ml 04 Pêras 02 Termômetros

Mobiliário, materiais e equipamentos mínimos para UPA. Pronto Atendimento

Mobiliário, materiais e equipamentos mínimos para UPA. Pronto Atendimento Área de recepção e espera para público / pacientes Mobiliário, materiais e equipamentos mínimos para UPA Pronto Atendimento PORTE I Quant. PORTE II Quant. PORTE III Quant. Bebedouro 1 1 2 Balcão de atendimento

Leia mais

Plano Básico Ambiental Componente Indígena. 6. Anexos 6.1. Ofício n.º 264/2013/DPDS-FUNA-MJ - Complementação PBAIs

Plano Básico Ambiental Componente Indígena. 6. Anexos 6.1. Ofício n.º 264/2013/DPDS-FUNA-MJ - Complementação PBAIs 6. Anexos 6.1. Ofício n.º 264/2013/DPDS-FUNA-MJ - Complementação PBAIs 6.2. Carta CHTP 168/2013 - Envio do PBAI Apiaká para aprovação 6.3. Carta CHTP 191/2013 - Envio do PBAI Kayabi para aprovação 6.4.

Leia mais

ANEXO 5 DO CONTRATO PLANO DE EQUIPAMENTOS E MOBILIÁRIOS

ANEXO 5 DO CONTRATO PLANO DE EQUIPAMENTOS E MOBILIÁRIOS ANEXO 5 DO CONTRATO PLANO DE EQUIPAMENTOS E MOBILIÁRIOS Centro de Diagnóstico Sul Centro de Diagnóstico Norte Centro de Diagnóstico Leste Centro de Diagnóstico Centro - Oeste SUMÁRIO CENTRO DE DIAGNÓSTICO

Leia mais

INFRAESTRUTURA 1. ESPAÇO FÍSICO 1.1. Gabinetes de Trabalho para Professores Tempo Integral - TI

INFRAESTRUTURA 1. ESPAÇO FÍSICO 1.1. Gabinetes de Trabalho para Professores Tempo Integral - TI INFRAESTRUTURA 1. ESPAÇO FÍSICO Atualmente a FIBRA encontra-se em novas instalações contando com 33 salas de aula climatizadas, com instalações de equipamentos de multimídia, auditório climatizado com

Leia mais

Anexo 9 Especificações Mínimas de Equipamentos

Anexo 9 Especificações Mínimas de Equipamentos Anexo 9 Especificações Mínimas de s i CONTEXTUALIZAÇÃO... 1 AGRUPAMENTO... 1 LISTA DE EQUIPAMENTOS... 1 1.1 3º SUBSOLO... 1 1.2 1º SUBSOLO... 1 1.3 TÉRREO... 3 1.4 1º PAVIMENTO... 9 1.5 2º PAVIMENTO...

Leia mais

ANEXO I. Área física mínima para UPA

ANEXO I. Área física mínima para UPA ANEXO I ÁREA FÍSICA DA UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO - UPA Para o planejamento e a definição da área física mínima e dos ambientes necessários na Unidade de Pronto Atendimento - UPA, foram levados em consideração

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Educação Física e Fisioterapia Rua Benjamin Constant, 1286 Bairro Aparecida 38400-678 UBERLÂNDIA - MG

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Educação Física e Fisioterapia Rua Benjamin Constant, 1286 Bairro Aparecida 38400-678 UBERLÂNDIA - MG LABORATÓRIOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FISIOTERAPIA 1 Laboratório de Recursos Terapêuticos (LARET) 1.33.09.03.00.00.00.00 Professor responsável: Profa. Dra. Célia Regina Lopes E-mail:celialopes@faefi.ufu.br

Leia mais

Equipamentos disponíveis na Clínica de Odontologia Campus V

Equipamentos disponíveis na Clínica de Odontologia Campus V Equipamentos disponíveis na Clínica de Odontologia Campus V Descrição Quant. ALMOXARIFADO Gaveteiro cinza com 4 gavetas e chave 01 Mesa sem gaveta 01 Estante de aço 01 Armário branco grande com chave 02

Leia mais

TERMO DE RESPONSABILIDADE SOBRE A GUARDA DE BENS MÓVEIS

TERMO DE RESPONSABILIDADE SOBRE A GUARDA DE BENS MÓVEIS TERMO DE RESPONSABILIDADE SOBRE A GUARDA DE BENS MÓVEIS ÓRGÃO / LOCALIZAÇÃO: PA NOVA ALIANÇA DESCANSO MÉDICO TERREO Nº BP Descrição do Bem Cor Modelo Marca Nº de Série Capacidade 004291 ROUPEIRO FIXO COM

Leia mais

LABORATÓRIO DE MODELOS, INCLUSÃO E FUNDIÇÃO

LABORATÓRIO DE MODELOS, INCLUSÃO E FUNDIÇÃO LABORATÓRIO DE MODELOS, INCLUSÃO E FUNDIÇÃO 1. Descrição Física A área mínima deste laboratório deve ser igual ou superior a 59,00 m 2 ; sala quente com área mínima de 10,00 m² e almoxarifado com 9,50

Leia mais

QUALIDADE E PONTUALIDADE

QUALIDADE E PONTUALIDADE modelo HOSPITALARES HOSPITALARES Armário Vitrine c/ 01 Porta Ref.: MM-01 Armário Vitrine c/ 02 Portas Ref.: MM-02 Armário Vitrine c/ 01 Porta, Prateleiras e Laterais de Vidro Ref.: MM-05 Estante de Aço

Leia mais

LABORATÓRIO / DISCIPLINAS

LABORATÓRIO / DISCIPLINAS LABORATÓRIO / DISCIPLINAS Laboratório de Farmacotécnica: Farmacotécnica, Cosmetologia e Farmacotécnica Homeopática e Fitoterápica. ÁREA CONTRUIDA (m 2 ) 80 Multidisciplinar I: Biofísica, Toxicologia, Fisiologia

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR NORTE - RS PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO CURSO DE NUTRIÇÃO RECURSOS HUMANOS E MATERIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR NORTE - RS PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO CURSO DE NUTRIÇÃO RECURSOS HUMANOS E MATERIAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR NORTE - RS PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO CURSO DE NUTRIÇÃO RECURSOS HUMANOS E MATERIAIS Projeto REUNI Novos Cursos Para que a implantação e

Leia mais

UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO - UPA MEMORIAL DESCRITIVO

UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO - UPA MEMORIAL DESCRITIVO UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO - UPA MEMORIAL DESCRITIVO Nome do estabelecimento: UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO - UPA Tipo do estabelecimento: UPA PORTE 02 Proprietária: Fundo Municipal de Saúde de Caicó/RN

Leia mais

Planilha - Câmara Técnica de Nefrologia (Ministério da Saúde)

Planilha - Câmara Técnica de Nefrologia (Ministério da Saúde) Planilha - Câmara Técnica de Nefrologia (Ministério da Saúde). DESPESAS COM PESSOAL. Diretor Técnico. Diretor Médico. Nefrologista Plantonista. Nefrologista pediátrico. Enfermeiro chefe. Enfermeiro Assistencial.

Leia mais

ANEXO I Pregão Presencial Nº 000134/2009 Abertura 19/5/2009 09:30 Processo 003870/2009

ANEXO I Pregão Presencial Nº 000134/2009 Abertura 19/5/2009 09:30 Processo 003870/2009 00001-00001 00001 00003166 SERINGA DESCARTÁVEL 10ML SEM AGULHA UN 20000 00002-00002 00002 00003167 SERINGA DESCARTÁVEL 20ML SEM AGULHA COM BICO LISO UN 6000 00003-00003 00003 00010641 SOLUÇÃO FISIOLÓGICA

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE PÚBLICA COORDENAÇÃO DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE DEPARTAMENTO DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE PÚBLICA COORDENAÇÃO DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE DEPARTAMENTO DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE PÚBLICA COORDENAÇÃO DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE DEPARTAMENTO DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA ROTEIRO DE INSPEÇÃO EM AMBULATÓRIO ESTABELECIMENTO: DATA DA INSPEÇÃO:

Leia mais

TERMO DE RESPONSABILIDADE SOBRE A GUARDA DE BENS MÓVEIS

TERMO DE RESPONSABILIDADE SOBRE A GUARDA DE BENS MÓVEIS TERMO DE RESPONSABILIDADE SOBRE A GUARDA DE BENS MÓVEIS ÓRGÃO / LOCALIZAÇÃO: UBS NOVA ALIANÇA HIPERDIA / SERVIÇO SOCIAL TERREO Nº BP Descrição do Bem Cor Modelo Marca Nº de Série Capacidade 005375 CADEIRA

Leia mais

LABORATÓRIOS DA ÁREA DE ODONTOLOGIA

LABORATÓRIOS DA ÁREA DE ODONTOLOGIA LABORATÓRIOS DA ÁREA DE ODONTOLOGIA Laboratório Pré-clínico de Materiais Dentários e Ortodontia Localização: Bloco S 204 Área: 86,40 m² - 02 Motores de bancada - 02 Polimerizadoras - 30 Mochos Propicia

Leia mais

Metodologia para o Levantamento da Situação Escolar - LSE

Metodologia para o Levantamento da Situação Escolar - LSE Metodologia para o Levantamento da Situação Escolar - LSE BLOCO V- EQUIPAMENTO E MOBILIÁRIO Este bloco, conforme explicitado no formulário, é diretamente relacionado a cada um dos ambientes identificados

Leia mais

ERRATA DE EDITAL. Valor da Aval. do Lote em R$ Preço Inicial 01 13 CPU Sucata Inservível 13,00. 03 05 Impressora Sucata Inservível 40,00 04

ERRATA DE EDITAL. Valor da Aval. do Lote em R$ Preço Inicial 01 13 CPU Sucata Inservível 13,00. 03 05 Impressora Sucata Inservível 40,00 04 PROCESSO ADM Nº.048/11 LEILÃO PÚBLICO Nº.001/11 ERRATA DE EDITAL A Comissão Permanente de Licitação comunica, para conhecimento das empresas convidadas, a errata de Edital de LEILÃO PÚBLICO Nº. 001/11,

Leia mais

LOCALIZAÇÃO: PAVIMENTO TÉRREO IDENTIFICAÇÃO ÁREA (M 2 ) CAPACIDADE Auditório 367,23 406

LOCALIZAÇÃO: PAVIMENTO TÉRREO IDENTIFICAÇÃO ÁREA (M 2 ) CAPACIDADE Auditório 367,23 406 INFRA-ESTRUTURA FÍSICA E TECNOLÓGICA As salas de aula da FACULDADE BARRETOS estão aparelhadas para turmas de até 60 (sessenta) alunos, oferecendo todas as condições necessárias para possibilitar o melhor

Leia mais

Pauta de Reivindicações Específicas dos Cursos da UFV/CRP

Pauta de Reivindicações Específicas dos Cursos da UFV/CRP 1 Pauta de Reivindicações Específicas dos Cursos da UFV/CRP A presente pauta foi elaborada através de levantamento elaborado por comissão de estudantes de cada curso, serão apresentadas as reivindicações

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES CREDENCIAMENTO DE PÓLO DE APOIO PRESENCIAL PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES CREDENCIAMENTO DE PÓLO DE APOIO PRESENCIAL PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância - Dresead Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

Leia mais

As instalações físicas encontram-se detalhadas no quadro seguinte. QUADRO DE INSTALAÇÕES FÍSICAS

As instalações físicas encontram-se detalhadas no quadro seguinte. QUADRO DE INSTALAÇÕES FÍSICAS As instalações físicas encontramse detalhadas no quadro seguinte. QUADRO DE INSTALAÇÕES FÍSICAS ESPAÇO FÍSICO QUANTIDADES GERAL FACULDADE ÁREA M 2 Salas de aula, medindo cada uma, 69, com um quadro branco,

Leia mais

FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE VILA VELHA ESTRUTURA BIBLIOTECA FESVV

FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE VILA VELHA ESTRUTURA BIBLIOTECA FESVV FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE VILA VELHA ESTRUTURA BIBLIOTECA FESVV VILA VELHA 2010 1. BIBLIOTECAS DA FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ ESPÍRITO SANTO As Bibliotecas da Faculdade Estácio de Sá Espírito Santo, seguem

Leia mais

SOCIEDADE EDUCACIONAL CAPIVARI DE BAIXO - SECAB FACULDADE CAPIVARI - FUCAP ESTRUTURA

SOCIEDADE EDUCACIONAL CAPIVARI DE BAIXO - SECAB FACULDADE CAPIVARI - FUCAP ESTRUTURA SOCIEDADE EDUCACIONAL CAPIVARI DE BAIXO - SECAB FACULDADE CAPIVARI - FUCAP ESTRUTURA Sala de Aula A instituição disponibiliza equipadas com todos os recursos multimídias necessários, que são estes: Projetor

Leia mais

MATERIAIS RECEBIDOS (2013)

MATERIAIS RECEBIDOS (2013) MATERIAIS RECEBIDOS (2013) DESTINATÁRIO GRUPO MATERIAL ESPECÍFICO VALOR UNIT. QTDE VALOR TOTAL MEDIDOR PORTATIL DE PH R$ 389,00 1 R$ 389,00 ESPECTROFOTOMETRO R$ 1.534,00 1 R$ 1.534,00 SALAS SALAS DE CAIXA

Leia mais

UNIVERSIDADE IGUAÇU CAMPUS ITAPERUNA CURSO DE DIREITO LABORATÓRIOS

UNIVERSIDADE IGUAÇU CAMPUS ITAPERUNA CURSO DE DIREITO LABORATÓRIOS LABORATÓRIOS ITAPERUNA, Julho/2015 ESTRUTURA DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA ASSOCIADOS AO 1 INTRODUÇÃO Os laboratórios que servem ao curso de Direito têm como objetivo oferecer treinamento prático, auxílio

Leia mais

DISCRIMINAÇÃO DO PRÉDIO I QUANTIDADE ÁREA (m 2 ) SUBSOLO. Redação Tele jornalística 01 80,00. Gráfica 01 20,00

DISCRIMINAÇÃO DO PRÉDIO I QUANTIDADE ÁREA (m 2 ) SUBSOLO. Redação Tele jornalística 01 80,00. Gráfica 01 20,00 DISCRIMINAÇÃO DO PRÉDIO I QUANTIDADE ÁREA (m 2 ) SUBSOLO Redação Tele jornalística 01 80,00 Gráfica 01 20,00 Estúdio Pedagógico de Áudio Visual 01 140,00 Laboratório de Rádio: Estúdio de Radio 01 24,00

Leia mais

ROTEIRO DE INSPEÇÃO EM SERVIÇOS DE REMOÇÃO EM AMBULÂNCIAS II

ROTEIRO DE INSPEÇÃO EM SERVIÇOS DE REMOÇÃO EM AMBULÂNCIAS II ROTEIRO DE INSPEÇÃO EM SERVIÇOS DE REMOÇÃO EM AMBULÂNCIAS II 1. IDENTIFICAÇÃO DO ESTABELECIMENTO AO QUAL PERTENCE O VEÍCULO Razão social do estabelecimento. Nome fantasia do estabelecimento. CGC. Nome

Leia mais

O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições legais, considerando:

O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições legais, considerando: PORTARIA Nº 3.432/MS/GM, DE 12 DE AGOSTO DE 1998 O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições legais, considerando: a importância na assistência das unidades que realizam tratamento intensivo

Leia mais

ANEXO I 1 - SERVIÇO DE REABILITAÇÃO FÍSICA - PRIMEIRO NÍVEL DE REFERÊNCIA INTERMUNICIPAL

ANEXO I 1 - SERVIÇO DE REABILITAÇÃO FÍSICA - PRIMEIRO NÍVEL DE REFERÊNCIA INTERMUNICIPAL ANEXO I NORMAS PARA CADASTRAMENTO DOS SERVIÇOS DE REABILITAÇÃO FÍSICA - PRIMEIRO NÍVEL DE REFERÊNCIA INTERMUNICIPAL, DOS SERVIÇOS DE REABILITAÇÃO FÍSICA - NÍVEL INTERMEDIÁRIO, DOS SERVIÇOS DE REFERÊNCIA

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE NUTRIÇÃO INSTITUIÇÃO: ANHANGUERA EDUCACIONAL

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE NUTRIÇÃO INSTITUIÇÃO: ANHANGUERA EDUCACIONAL PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE NUTRIÇÃO INSTITUIÇÃO: ANHANGUERA EDUCACIONAL 1. INFRAESTRUTURA FÍSICA E SUA UTILIZAÇÃO As instalações destinadas ao curso atendem ao propósito de promover a formação em nível

Leia mais

Necessidades de Equipamentos Médico-Hospitalares para o ano de 2011 CENTRO DE CUSTO ITEM EQUIPAMENTO CLASSE QTD VL UNIT VL TOTAL Hemodinâmica 1

Necessidades de Equipamentos Médico-Hospitalares para o ano de 2011 CENTRO DE CUSTO ITEM EQUIPAMENTO CLASSE QTD VL UNIT VL TOTAL Hemodinâmica 1 Hemodinâmica 1 Ampola de RX Hemodinâmica Toshiba KXO 100G B 1 250.000,00 250.000,00 Imagenologia 2 Ampola de RX para tomógrafo Siemens Emotion B 1 270.000,00 270.000,00 Engenharia Clínica 3 Analisador

Leia mais

Instrução de Trabalho. Circulação de sala

Instrução de Trabalho. Circulação de sala 1 de 5 526 5 RESULTADO ESPERADO: Promover ato cirúrgico em tempo hábil, com segurança para o paciente e para toda a equipe cirurgica. 526 PROCESSOS RELACIONADOS: Atendimento Cirúrgico (Assistência Cirúrgica)

Leia mais

1 Projeto Biblioteca Vitrine Perfil de Biblioteca Parceira Nome da Escola Nome da Biblioteca e CRB Endereço com CEP Cidade, UF (DDD) Telefone e E-mail Telefone E-mail Responsável pela biblioteca Horários

Leia mais

RELATÓRIO DE INSPEÇÃO

RELATÓRIO DE INSPEÇÃO RELATÓRIO DE INSPEÇÃO AMBULÂNCIA 1. Identificação do Estabelecimento Razão Social: Nome Fantasia: CNPJ: Endereço: Bairro: Município: CEP: Fone: Fax: E-mail: Diretor Administrativo: CPF: Responsável Técnico:

Leia mais

65150800201 Bolsa de colostomia, adesivo hipoalérgico (5,0) - drenável, com pinça individual orifício 5,0

65150800201 Bolsa de colostomia, adesivo hipoalérgico (5,0) - drenável, com pinça individual orifício 5,0 65150100137 Abaixador de língua, em madeira, pct. c/100 unidades 65150200190 Absorvente higiênico feminino - uso hospit., larg. 7,0cmx27cm de comprimento 65200101743 Agulha descartável - para seringa tipo

Leia mais

LABORATÓRIO DE FUNDIÇÃO. 1. Descrição Física

LABORATÓRIO DE FUNDIÇÃO. 1. Descrição Física LABORATÓRIO DE FUNDIÇÃO 1. Descrição Física O espaço físico deste laboratório deve ser de 100 m 2, com piso em cimento queimado e uma área de aproximadamente 3 m 2 em terra batida para vazamento de metal,

Leia mais

2355-00-PBA-RL-0001-01. AHE JIRAU Projeto Básico Ambiental - PBA UNIDADE TIPO IIIA*

2355-00-PBA-RL-0001-01. AHE JIRAU Projeto Básico Ambiental - PBA UNIDADE TIPO IIIA* 2355-00-PBA-RL-00- UNIDADE TIPO IIIA* RECEPÇÃO Mesa para secretária Banco giratório 03 Cadeira giratória 04 Arquivo em aço com 04 gavetas para pasta suspensa 04 05 Computador com nobreak 06 Impressora

Leia mais

Serão leiloados os bens caracterizados pelos Lotes 1 a 114 assim distribuídos:

Serão leiloados os bens caracterizados pelos Lotes 1 a 114 assim distribuídos: Serão leiloados os bens caracterizados pelos Lotes 1 a 114 assim distribuídos: LOTE DESCRIÇÃO DOS BENS AVALIAÇÃO R$ 01 02 03 04 05 06 07 600 SUCATAS DE CADEIRAS, 09 CARTEIRAS ESCOLARES, 01 CONJUNTO DE

Leia mais

LISTA CORRELATOS GERENCIA HOSPITALAR

LISTA CORRELATOS GERENCIA HOSPITALAR LISTA CORRELATOS GERENCIA HOSPITALAR DESCRIÇÃO Abaixador de lingua em madeira Absorvente Granulado p/ CO2 ( cal sodada) Ácido Peracético 0,2% Agua Oxigenada 10V Agulha Descartável 13 x 4,5 Agulha Descartável

Leia mais

ERRATA - 02 PROCESSO LICITATÓRIO Nº 37/2011 - PREGÃO PRESENCIAL Nº 011/2011

ERRATA - 02 PROCESSO LICITATÓRIO Nº 37/2011 - PREGÃO PRESENCIAL Nº 011/2011 ERRATA - 02 PROCESSO LICITATÓRIO Nº 37/2011 - PREGÃO PRESENCIAL Nº 011/2011 AQUISIÇÃO DE MEDICAMENTOS, MATERIAIS MÉDICO HOSPITALARES E MATERIAL DE CONSUMO HOSPITALAR O Município de Desterro do Melo torna

Leia mais

INSPEÇÃO EM CLINICAS E CONSULTÓRIOS MÉDICOS I- DADOS CADASTRAIS

INSPEÇÃO EM CLINICAS E CONSULTÓRIOS MÉDICOS I- DADOS CADASTRAIS Prefeitura Municipal do Salvador Secretaria Municipal da Saúde Coordenadoria de Saúde Ambiental Subcoordenadoria de Vigilância Sanitária INSPEÇÃO EM CLINICAS E CONSULTÓRIOS MÉDICOS Razão Social: CGC/CNPJ/CPF:

Leia mais

III - ROTEIRO PARA AVALIAÇÃO DOS PROJETOS DE AUTORIZAÇÃO DE CURSOS

III - ROTEIRO PARA AVALIAÇÃO DOS PROJETOS DE AUTORIZAÇÃO DE CURSOS I - APRESENTAÇÃO O presente documento completa a série de instrumentos elaborados pela Comissão de Especialistas de Ensino de Farmácia, compostos por Roteiro de Autorização de Novos Cursos, Roteiro de

Leia mais

ANEXO III CHECK LIST NOME DA UNIDADE/CNES: MUNICÍPIO TELEFONE: RESPONSÁVEL TÉCNICO PELA UNIDADE:

ANEXO III CHECK LIST NOME DA UNIDADE/CNES: MUNICÍPIO TELEFONE: RESPONSÁVEL TÉCNICO PELA UNIDADE: ANEXO III CHECK LIST DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DATA DA AVALIAÇÃO: / / NOME DA UNIDADE/CNES: MUNICÍPIO TELEFONE: RESPONSÁVEL TÉCNICO PELA UNIDADE: RESPONSÁVEL TÉCNICO PELA AVALIAÇÃO: POSSUI ALVARÁ DA VIGILÂNCIA

Leia mais

Laboratórios de Pesquisa da Biologia

Laboratórios de Pesquisa da Biologia Laboratórios de Pesquisa da Biologia 1 - Laboratório de Biologia e Ecologia Animal (B 1.01) Conta com um espaço físico de 12m x 12m (144m²) phmetro ou medidor de ph: é um aparelho usado para medição de

Leia mais

O curso de Odontologia dispõe de uma Policlínica Odontológica composta de:

O curso de Odontologia dispõe de uma Policlínica Odontológica composta de: INFRAESTRUTURA DO CURSO DE ODONTOLOGIA O curso de Odontologia dispõe de uma Policlínica Odontológica composta de: Sala de Espera, que permite um atendimento ético e humanizado da clientela (informações

Leia mais

FACULDADE GUAIRACÁ GUARAPUAVA PR. Regulamento do Laboratório de Fundamentos. Título I Das Disposições Gerais. Capítulo I Da Apresentação

FACULDADE GUAIRACÁ GUARAPUAVA PR. Regulamento do Laboratório de Fundamentos. Título I Das Disposições Gerais. Capítulo I Da Apresentação FACULDADE GUAIRACÁ GUARAPUAVA PR Regulamento do Laboratório de Fundamentos Título I Das Disposições Gerais Capítulo I Da Apresentação Art. 1. O Laboratório de Fundamentos de Enfermagem da Faculdade Guairacá

Leia mais

NORMAS PARA CADASTRAMENTO DE CENTROS DE REFERÊNCIA EM ASSISTÊNCIA A QUEIMADOS

NORMAS PARA CADASTRAMENTO DE CENTROS DE REFERÊNCIA EM ASSISTÊNCIA A QUEIMADOS NORMAS PARA CADASTRAMENTO DE CENTROS DE REFERÊNCIA EM ASSISTÊNCIA A QUEIMADOS 1 - NORMAS GERAIS As presentes Normas Gerais são válidas para cadastramento de Centros de Referência em Assistência a Queimados

Leia mais

1680 Marquesa eléctrica com elevação dimensões : 1930x675x470-955mm

1680 Marquesa eléctrica com elevação dimensões : 1930x675x470-955mm 1000.* marquesa ginecológica com gavetas dimensões: 1830x650x690mm 1020.* marquesa ginecológica dimensões: 1800x500x850mm 1680 Marquesa eléctrica com elevação dimensões : 1930x675x470-955mm 1070.* divã

Leia mais

BIBLIOTECA 1.1 INFORMAÇÕES GERAIS

BIBLIOTECA 1.1 INFORMAÇÕES GERAIS BIBLIOTECA 1.1 INFORMAÇÕES GERAIS A Biblioteca possui atenção especial dos dirigentes da UCSal, por constituirse em um instrumento de apoio valioso aos programas de ensino, pesquisa e extensão. O foco

Leia mais

Plano de Utilização do Acervo e Acessos

Plano de Utilização do Acervo e Acessos FACULDADE DE RONDÔNIA INSTITUTO JOÃO NEÓRICO Plano de Utilização do Acervo e Acessos SUMÁRIO 1 OBJETIVO GERAL...2 2. OBJETIVOS ESPECÍFICOS...2 3. ABRANGÊNCIA...2 4. BIBLIOTECA...2 4.1 Espaço Físico...4

Leia mais

LABORATÓRIO: FISIOLOGIA HUMANAI

LABORATÓRIO: FISIOLOGIA HUMANAI NOTA: PRÁTICA N O : NOME: GRUPO: CURSO: MEDICINA TURMA: PERÍODO: 1º DATA: / / Antes de iniciar a aula prática, confira sua bancada observando se há pichações ou falta de materiais necessários à atividade.

Leia mais

No que diz respeito às aulas práticas, dispomos de laboratórios específicos, cujos equipamentos estão especificados logo abaixo:

No que diz respeito às aulas práticas, dispomos de laboratórios específicos, cujos equipamentos estão especificados logo abaixo: INFRAESTRUTURA ESPAÇO FÍSICO O curso de Bacharelado em Saúde Coletiva realiza-se nos espaços comuns existentes para o conjunto dos cursos oferecidos pela ASCES, especificamente: salas de aula, sala para

Leia mais

PADRÃO MÍNIMO DE QUALIDADE PARA CURSOS DE FISIOTERAPIA. Brasília 1998. Comissão de Especialistas de Ensino de Fisioterapia - CEEFisio

PADRÃO MÍNIMO DE QUALIDADE PARA CURSOS DE FISIOTERAPIA. Brasília 1998. Comissão de Especialistas de Ensino de Fisioterapia - CEEFisio MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Coordenação das Comissões de Especialistas de Ensino Comissão de Especialistas de Ensino de Fisioterapia -CEEFisio PADRÃO

Leia mais

Rio Grande do Norte Pag.: 1 015048 LUVAS DE PROCEDIMENTOS M C/100 UNIDADES 3.000,0000 CAIXA 015049 LUVAS DE PROCEDIMENTOS P C/100 UNIDADES 2.000,0000 CAIXA 015050 LUVAS DE PROCEDIMENTOS G C/100 UNIDADES

Leia mais

BIBLIOTECA. METRAGEM MÍNIMA (m2)

BIBLIOTECA. METRAGEM MÍNIMA (m2) BIBLIOTECA Administração Balcão de atendimento Balcão de referência Mesa de trabalho para 6 servidores, sendo recomendado 5 a 6m 2 /2 pessoas, com espaço para armários comuns e armários-arquivo para documentos

Leia mais

Despesas de Custeio. 1.1. Material de Apoio Pedagógico. Almofadas, tapetes, cortinas para sala de leitura

Despesas de Custeio. 1.1. Material de Apoio Pedagógico. Almofadas, tapetes, cortinas para sala de leitura Despesas de Custeio 1.1. Material de Apoio Pedagógico Ábaco educativo Alfabeto móvel Almofadas, tapetes, cortinas para sala de leitura Bloco lógico Conjunto de trânsito (educativo) Disco de fração Software

Leia mais

ENFERMAGEM HOSPITALAR Manual de Normas, Rotinas e Procedimentos Sumário ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE DE ENFERMAGEM

ENFERMAGEM HOSPITALAR Manual de Normas, Rotinas e Procedimentos Sumário ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE DE ENFERMAGEM ENFERMAGEM HOSPITALAR Sumário ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE DE ENFERMAGEM Chefia do Serviço de Enfermagem Supervisor de Enfermagem Enfermeiro Encarregado de Unidade/Setor Enfermeiros em Unidade de Terapia Intensiva

Leia mais

FACULDADE ERNESTO RISCALI

FACULDADE ERNESTO RISCALI PLANO DE ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS OLÍMPIA 2015 Rua Bruno Riscali Vila Hípica Olímpia (SP) - (17) 3281-1231 CEP: 15400-000 2 PLANO DE ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DOS EQUIPAMENTOS. 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

Sugestões de Presentes. Eletrodoméstico

Sugestões de Presentes. Eletrodoméstico Sugestões de Presentes Eletrodoméstico Ar condicionado Aspirador de pó Batedeira de bolo Cafeteira elétrica Centrífuga de frutas Depurador Espremedor de frutas Faca elétrica Ferro elétrico Fogão Forno

Leia mais

Resolução Estadual nº 08, de 11 de março de 1987

Resolução Estadual nº 08, de 11 de março de 1987 Resolução Estadual nº 08, de 11 de março de 1987 O Secretário de Estado da Saúde e do Bem-Estar Social, no uso de suas atribuições conferidas pelos artigos 45, letras A e P da Lei Estadual nº 6636/74,

Leia mais

NORMAS TÉCNICAS PARA BANCOS DE LEITE HUMANO:

NORMAS TÉCNICAS PARA BANCOS DE LEITE HUMANO: NORMAS TÉCNICAS PARA BANCOS DE LEITE HUMANO: MATERIAIS BLH-IFF/NT- 45.04 - Lavagem, Preparo e Esterilização de Materiais FEV 2004 BLH-IFF/NT- 45.04 Rede Nacional de Bancos de Leite Humano FIOCRUZ/IFF-BLH

Leia mais

Garantec - Itaú Seguros S.A. Nova Pontocom Comércio Eletrônico S/A

Garantec - Itaú Seguros S.A. Nova Pontocom Comércio Eletrônico S/A Seguradora Representante Garantec - Itaú Seguros S.A. Nova Pontocom Comércio Eletrônico S/A Descrição Faixa Prêmio Total 1+1 Prêmio Total 1+2 Prêmio Total 1+3 LINHA BRANCA CONDICIONADOR DE AR CONVENCIONAL

Leia mais

EDITAL DE LEILÃO Nº001/2012

EDITAL DE LEILÃO Nº001/2012 EDITAL DE LEILÃO Nº001/2012 O Prefeito Municipal de Venda Nova do Imigrante, Estado do Espírito Santo, com base no artigo 22 da Lei Orgânica Municipal, Lei nº8.666/93 e Lei Municipal nº998, de 02 de março

Leia mais

AUTORIZAÇÃO PARA FUNCIONAMENTO DE CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO

AUTORIZAÇÃO PARA FUNCIONAMENTO DE CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DEPARTAMENTO DE POLÍTICA DO ENSINO SUPERIOR - DEPES COORDENAÇÃO DAS COMISSÕES DE ESPECIALISTAS DE ENSINO COMISSÃO DE ESPECIALISTAS DE ENSINO DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DEPARTAMENTO DE SISTEMAS E REDES ASSISTENCIAIS ANEXO I

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DEPARTAMENTO DE SISTEMAS E REDES ASSISTENCIAIS ANEXO I MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DEPARTAMENTO DE SISTEMAS E REDES ASSISTENCIAIS ANEXO I DE ACORDO COM O ESTABELECIDO PELA PORTARIA Nº 3432 /GM/MS, DE 12 DE AGOSTO DE 1998, REFERENTE

Leia mais

BIBLIOTECA CENTRAL. Estrutura física

BIBLIOTECA CENTRAL. Estrutura física BIBLIOTECA CENTRAL A missão da Biblioteca Central Prof. Eurico Back - UNESC é promover com qualidade a recuperação de informações bibliográficas, com enfoque no desenvolvimento das atividades de ensino,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 07, DE 14 DE ABRIL DE 2003.

RESOLUÇÃO Nº 07, DE 14 DE ABRIL DE 2003. RESOLUÇÃO Nº 07, DE 14 DE ABRIL DE 2003. O PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DE POLÍTICA CRIMINAL E PENITENCIÁRIA, no uso de suas atribuições legais e regimentais; CONSIDERANDO a decisão, por unanimidade,

Leia mais

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES E MANUTENÇÃO DA INFRAESTRUTURA FÍSICA DA BIBLIOTECA UNIFAMMA

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES E MANUTENÇÃO DA INFRAESTRUTURA FÍSICA DA BIBLIOTECA UNIFAMMA POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES E MANUTENÇÃO DA INFRAESTRUTURA FÍSICA DA BIBLIOTECA UNIFAMMA MARINGÁ 2012 1 APRESENTAÇÃO O Desenvolvimento de Coleções, qualquer que seja o tipo de biblioteca (pública,

Leia mais

NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS

NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DIRETORIA DE ATIVIDADES TÉCNICAS - DAT NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN nº 041/DAT/CBMSC)

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 2.918, DE 9 DE JUNHO DE 1998.

MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 2.918, DE 9 DE JUNHO DE 1998. MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 2.918, DE 9 DE JUNHO DE 1998. O Ministro de Estado da Saúde no uso de suas atribuições, considerando: - a importância na assistência das unidades que

Leia mais

LABORATÓRIOS DA ÁREA DE QUÍMICA

LABORATÓRIOS DA ÁREA DE QUÍMICA LABORATÓRIOS DA ÁREA DE QUÍMICA Laboratórios de Química I, II, III, IV Localização: - Analítica - Bloco "M" 304 Área: 70,65 m² - Físico Química - Bloco M 303 Área: 95,48m² - Química Inorgânica - Bloco

Leia mais

Prefeitura Munic.de Sao Joao do Polesine Pag: 00001

Prefeitura Munic.de Sao Joao do Polesine Pag: 00001 Prefeitura Munic.de Sao Joao do Polesine Pag: 00001 Codigo Placa Descricao Localizacao Val.Aquisicao Val.Atual Est.Cons. 00003482 416 AUTOMOVEL MERIVA JOY, PRATA, Q 00000026-03.02.01/SECRETARIA EDUC 42.500,00

Leia mais

LABORATÓRIO DE PRÁTICAS EM ENFERMAGEM SUGESTÕES DE MATERIAIS PARA AULAS PRÁTICAS

LABORATÓRIO DE PRÁTICAS EM ENFERMAGEM SUGESTÕES DE MATERIAIS PARA AULAS PRÁTICAS LABORATÓRIO DE PRÁTICAS EM ENFERMAGEM SUGESTÕES DE MATERIAIS PARA AULAS PRÁTICAS Conteúdo Higiene e Conforto Bacia inox Biombo Camisola Compressa Cuba rim Fronha Hamper Jarra de inox Lençol de baixo Lençol

Leia mais

RESOLUÇÃO CREMERJ N. 100/1996. Estabelece as "Normas Mínimas para o Atendimento de Urgências e Emergências no Estado do Rio de Janeiro".

RESOLUÇÃO CREMERJ N. 100/1996. Estabelece as Normas Mínimas para o Atendimento de Urgências e Emergências no Estado do Rio de Janeiro. RESOLUÇÃO CREMERJ N. 100/1996 Estabelece as "Normas Mínimas para o Atendimento de Urgências e Emergências no Estado do Rio de Janeiro". O CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, no uso

Leia mais

1. Biblioteca. 2. Infra-Estrutura. 2.1 Espaço físico

1. Biblioteca. 2. Infra-Estrutura. 2.1 Espaço físico Biblioteca UPIS 1 SUMÁRIO 1. Biblioteca... 3 2. Infra-Estrutura... 3 2.1 Espaço físico... 3 Campus I... 3 Instalações para estudos individuais... 3 Instalações para estudos em grupo... 3 3. Acervo Bibliográfico...

Leia mais

Manual de Normas, Rotinas e Procedimentos Sumário COMISSÃO DE CONTROLE DA INFECÇÃO HOSPITALAR

Manual de Normas, Rotinas e Procedimentos Sumário COMISSÃO DE CONTROLE DA INFECÇÃO HOSPITALAR PROGRAMA PREVENÇÃO E CONTROLE DE Sumário COMISSÃO DE CONTROLE DA INFECÇÃO HOSPITALAR ORGANIZAÇÃO DA CCIH Estrutura Atividades FUNCIONAMENTO Coleta de Dados Análise dos Dados Divulgação dos Dados Recursos

Leia mais

SONDAGEM VESICAL DEMORA FEMININA

SONDAGEM VESICAL DEMORA FEMININA SONDAGEM VESICAL SONDAGEM VESICAL DEMORA FEMININA MATERIAL: Bandeja com pacote de cateterismo vesical; Sonda vesical duas vias(foley) de calibre adequado (em geral n. 14); Xylocaína gel, gazes, luvas estéreis;

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA MUTUM MT

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA MUTUM MT INCORPORAÇÃO 178634 CARRO PARA CURATIVO COM BACIA, PORTA LIXEIRA E BALDE PSF ARARAS 373,4200 00000000/0 INCORPORAÇÃO 233239 CADEIRA ESTOFADA FIXA PRETA 4 PÉS PSF ARARAS 30,0000 00000000/0 INCORPORAÇÃO

Leia mais

BIBLIOTECA PROF. JOSÉ ROBERTO SECURATO RELATÓRIO DE GESTÃO 2014. São Paulo

BIBLIOTECA PROF. JOSÉ ROBERTO SECURATO RELATÓRIO DE GESTÃO 2014. São Paulo BIBLIOTECA PROF. JOSÉ ROBERTO SECURATO RELATÓRIO DE GESTÃO 2014 São Paulo 2015 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. REALIZAÇÕES... 3 2.1 Acervo... 3 2.2 Plano de atualização e expansão do acervo... 3 2.3 Divulgação...

Leia mais

LIVRO INVENTÁRIO CADEIRA DE ALMOFADA CADEIRA DE ALMOFADA CADEIRA DE ALMOFADA CADEIRA DE ALMOFADA CADEIRA DE ALMOFADA CADEIRA DE ALMOFADA

LIVRO INVENTÁRIO CADEIRA DE ALMOFADA CADEIRA DE ALMOFADA CADEIRA DE ALMOFADA CADEIRA DE ALMOFADA CADEIRA DE ALMOFADA CADEIRA DE ALMOFADA DOS BUGRES RUA BELO HORIZONTE, 70, CENTRO, BARRA / MT Orgão...: Unidade...: Localização...: 01 - CÂMARA 001 - GABINETE DA PRESIDÊNCIA 1 - GABINETE PRESIDENTE Código Tipo Descrição Proprietario Plaqueta

Leia mais

HABILITAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO

HABILITAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO Padronização do tipo e quantidade necessária de instalações e equipamentos dos laboratórios das habilitações profissionais HABILITAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO Técnico em Saúde bucal PUBLICAÇÃO

Leia mais

COMISSÃO DE ENSINO MÉDIO E EDUCAÇÃO SUPERIOR Parecer nº 856/2007 Processo UERGS nº 358/19.50/07.5

COMISSÃO DE ENSINO MÉDIO E EDUCAÇÃO SUPERIOR Parecer nº 856/2007 Processo UERGS nº 358/19.50/07.5 COMISSÃO DE ENSINO MÉDIO E EDUCAÇÃO SUPERIOR Parecer nº 856/2007 Processo UERGS nº 358/19.50/07.5 Reconhece o Curso Superior de Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia, desenvolvido, na Unidade de Novo

Leia mais

ESTRUTURA DO MICROSCÓPIO ÓPTICO

ESTRUTURA DO MICROSCÓPIO ÓPTICO ESTRUTURA DO MICROSCÓPIO ÓPTICO Lembre-se que o microscópio utilizado em nosso laboratório possui uma entrada especial para uma câmera de vídeo. Parte Mecânica: Base ou Pé: Placa de apoio do microscópio

Leia mais

Total KG COLETADO: Resíduos Diversos - Fita Sintética KG 145 0 ADMINISTRA. Resíduos Diversos - Louças KG 192 1 HIGI SERV LI

Total KG COLETADO: Resíduos Diversos - Fita Sintética KG 145 0 ADMINISTRA. Resíduos Diversos - Louças KG 192 1 HIGI SERV LI Total KG COLETADO: 9.60,000,000 0,000 6,000 87,000,000 7,000,000 0,000,000.996,000 77,000,000.9,000 9,000 9,000,000 08,000 0,000,000,000 0,000 6,000,000 KG 88 SLAVIERO HO Lâmpadas Fluorescentes Quebradas

Leia mais

PROTOCOLOS E PROCEDIMENTOS RELACIONADOS AOS PROMOTORES DE EVENTOS DO CONVÊNIO CABMMA/CANAL COMBATE (ANO 2015)

PROTOCOLOS E PROCEDIMENTOS RELACIONADOS AOS PROMOTORES DE EVENTOS DO CONVÊNIO CABMMA/CANAL COMBATE (ANO 2015) PROTOCOLOS E PROCEDIMENTOS RELACIONADOS AOS PROMOTORES DE EVENTOS DO CONVÊNIO CABMMA/CANAL COMBATE (ANO 2015) Afiliação de Promotor de Evento Prazo para Requerimento: Até 45 dias antes do evento. Documentação

Leia mais

UNIOESTE - Universidade Estadual do Oeste do Paraná Relatório de Patrimônio

UNIOESTE - Universidade Estadual do Oeste do Paraná Relatório de Patrimônio UNIOESTE - Universidade Estadual do Oeste do Paraná Relatório de Patrimônio Gerado por em 10/04/2013 10:54:30 Chave da unidade Reitoria opção de data tombo pesquisa: Ordenado por: tombo Dado(s) do(s) Patrimônio(s)

Leia mais

caixas e armários primeiros socorros

caixas e armários primeiros socorros A Necessidade de Caixas de 1º Socorros caixas e armários primeiros socorros Todos estabelecimentos deverão estar equipados com material necessário à prestação dos primeiros socorros, considerando as características

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ FUNDACAO MUNICIPAL DE SAUDE DE PAULO FRONTIN ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº: 1/2015. Página: 1/11

ESTADO DO PARANÁ FUNDACAO MUNICIPAL DE SAUDE DE PAULO FRONTIN ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº: 1/2015. Página: 1/11 Página: 1/11 20 ATADURA GESSADA ENROLADA SOBRE UM CILINDRO DE PLASTICO VIRGEM(TUBETE),EMBALADA INDIVIDUALMENTE COM FILME PLASTICO LAMINADO DE BOPP E PEBD, IDENTIFICADA COM OS DADOS DE PROCEDENCIA, DATA

Leia mais

CPA RESULTADOS DAS AÇÕES DE MELHORIAS IMPLEMENTADAS ~ 2014 ~

CPA RESULTADOS DAS AÇÕES DE MELHORIAS IMPLEMENTADAS ~ 2014 ~ CPA RESULTADOS DAS AÇÕES DE MELHORIAS IMPLEMENTADAS ~ 2014 ~ Nossos resultados estão divididos por categorias: Infraestrutura Professores Serviços Acadêmico pedagógico Infraestrutura Unidade FLORIANO PEIXOTO:

Leia mais

NORMAS DE SEGURANÇA E APARELHAGEM UTILIZADA EM LABORATÓRIO

NORMAS DE SEGURANÇA E APARELHAGEM UTILIZADA EM LABORATÓRIO NORMAS DE SEGURANÇA E APARELHAGEM UTILIZADA EM LABORATÓRIO Objetivo: Explicação das normas básicas de segurança no laboratório. Aula teórica com retroprojetor, transparências e demonstração de algumas

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES-RS

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES-RS CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES-RS PARECER Nº 10/2004 APROVADO EM: 15/12/04 I- ASSUNTO: Solicitação de autorização de funcionamento da Creche Casa da Amizade, situada na rua Tiradentes nº

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO FRANCISCO DO GUAPORÉ-RO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO FRANCISCO DO GUAPORÉ-RO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO FRANCISCO DO GUAPORÉ-RO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO Processo: 595/26 SEMSAU Preço de referencia Item Descrição MARCA Quant V.Unt Total 800,00 800,00 ARMÁRIO VITRIME: número

Leia mais

PDI DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UFPI

PDI DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UFPI Ministério da Educação Universidade Federal do Piauí Biblioteca Comunitária Jornalista Carlos Castello Branco Campus Universitário Ministro Petrônio Portella, Bairro Ininga, Teresina, Piauí, Brasil; CEP

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE LEI N. 2.112, DE 31 DE DEZEMBRO DE 2008 Autoriza o Poder Executivo a doar bens móveis às famílias pobres ou em condições de extrema pobreza inseridas nas Zonas de Atendimento Prioritário ZAP s e às instituições

Leia mais

DESCRIÇÃO DE LABORATÓRIOS E INSTALAÇÕES ESPECIAIS

DESCRIÇÃO DE LABORATÓRIOS E INSTALAÇÕES ESPECIAIS DESCRIÇÃO DE LABORATÓRIOS E INSTALAÇÕES ESPECIAIS 1. Laboratórios de Ciências Morfológicas (Anatomia, Histologia, Embriologia e Patologia): 1.1. Anatomia 296 m² Equipamentos e mobiliário 14 mesas de mármore

Leia mais

CAMPUS II Três Marias. Bloco A. Campus II: Bloco A. Salas de Aula. 540 Por turno x Total 514,98 m². Campus II: Bloco A. Laboratório Informática

CAMPUS II Três Marias. Bloco A. Campus II: Bloco A. Salas de Aula. 540 Por turno x Total 514,98 m². Campus II: Bloco A. Laboratório Informática Bloco A 09 Salas 540 Por turno x Total 514,98 m² Todas as salas possuem em torno de 60,00m² com capacidade de 60 alunos cada, todas são climatizadas, possuem quadro branco e carteiras almofadadas, oito

Leia mais