PROGRAMAS DE LÍNGUA E LITERATURA ELEMENTAR A. Nível de Língua: A1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROGRAMAS DE LÍNGUA E LITERATURA ELEMENTAR A. Nível de Língua: A1"

Transcrição

1 PROGRAMAS DE LÍNGUA E LITERATURA ELEMENTAR A Nível de Língua: A1 LÍNGUA PORTUGUESA Unidades temáticas: descrição pessoal; vida quotidiana; comércio e serviços; orientação e viagens; saúde. Conteúdos gramaticais: verbo: o modo indicativo: presente e pretérito perfeito simples; o modo imperativo; o construções perifrásticas (futuro e outros valores). nome: o flexão em número; o variação em género. determinante: o artigo (definido e indefinido); o demonstrativo; o possessivo; o indefinido. pronome: o pessoal: sujeito, reflexo e acompanhado de preposição; o demonstrativo; o possessivo; o interrogativo; o indefinido. adjetivo: o flexão em número; o variação em género; o variação em grau. quantificador advérbio

2 preposição conjunção: o coordenativa CONVERSAÇÃO/ COMPOSIÇÃO Unidades temáticas 1 : descrição pessoal; vida quotidiana; comércio e serviços; orientação e viagens; saúde. Conteúdos gramaticais 2 : verbo: o modo indicativo: pretérito imperfeito simples; o construção perifrástica (estar a ). Géneros textuais: Retrato Carta informal Relato de vivências Diálogos LABORATÓRIO a) Os sons vocálicos e consonânticos do português padrão: valores fonéticos das letras relações grafema-fone e fone-grafema a) Glides e ditongos decrescentes orais e nasais b) Hiatos e ditongos crescentes c) Fenómenos de fonética sintáctica (realização das consoantes sibilantes em final de sílaba; crases, dissimilações e assimilações) d) O acento principal de palavra nos verbos e não verbos e) Redução do vocalismo átono f) Entoação: tipos frásicos declarativo, interrogativo (com pronome), imperativo e exclamativo contrastes entoacionais entre frases declarativas e interrogativas globais. 1 As mesmas da Língua Portuguesa consolidação de vocabulário e construções frásicas. 2 Na oralidade, aplicação dos conteúdos estudados em L.P. e lecionação de outros.

3 ELEMENTAR B NÍVEL A2 LÍNGUA PORTUGUESA Blocos temáticos 1. Viagens: aspetos utilitários e pontos de interesse; itinerários; aspetos geográficos e culturais 2. Conhecer Portugal: variedades regionais, festividades, ícones culturais e gastronomia Conteúdos gramaticais 1. Verbos Flexão no presente e pretérito perfeito simples do indicativo Paradigmas de flexão dos verbos regulares e dos principais verbos irregulares Flexão no pretérito perfeito simples vs. pretérito imperfeito do indicativo e pretérito mais-que-perfeito composto; particípio passado Paradigmas de flexão dos verbos com alternância vocálica e/ou alternância consonântica Flexão no imperativo 2. Nomes: flexão de número e contrastes de género 3. Adjetivos: flexão de número, contrastes de género (adj. uniformes e biformes) 4. Determinantes Revisão: Artigos (definidos e indefinidos) Contextos de omissão dos artigos definido e indefinido Demonstrativos e possessivos 5. Pronomes Revisão dos possessivos Pessoais: reflexos, com forma de sujeito e interrogativos Demonstrativos, interrogativos, indefinidos Pessoais clíticos Relativos (QUE) 6. Preposições e locuções prepositivas 7. Advérbios e locuções adverbiais: caráter invariável e colocação na frase 8. Quantificadores 9. Conjunções e locuções coordenativas 10. Conjunções e locuções subordinativas (com modo Indicativo) 11. Sintaxe Frase simples: estrutura - Ordens sintáticas - Construções negativas - Construções interrogativas - Construção da passiva de ação

4 Frase complexa: estrutura - Orações coordenadas - Orações subordinadas substantivas completivas (Ex: com verbos de opinião - penso que vai chover;) - Orações subordinadas relativas com antecedente expresso - Posição do pronome pessoal átono com orações substantivas completivas (expressões impessoais, ex: é claro que, é óbvio que + indicativo; interrogativas indiretas totais SE, QUANDO, ONDE) - Orações adverbiais causais e temporais 11. Formação de palavras Derivação (formação de avaliativos, agentivos, locativos, nomina actionis, nomina essendi, adjetivos relacionais, gentílicos, advérbios em -mente) Composição COMPOSIÇÃO Aspectos ortográficos da língua portuguesa aplicação das regras gerais de ortografia regras de translineação Aspectos sintáctico-semânticos: Selecção semântico-categorial de verbos como TOMAR (banho/café/cuidado), TIRAR, (fotografias/a roupa), FAZER (amigos/as malas/tempo), PASSAR (um bom bocado/bem/por Xlugar/a ferro/um cheque), APANHAR (sol/gripe/o autocarro/x do chão), FICAR (de cama/doente/preocupado) Verbos + preposições Tempo e aspecto: ser/estar; presente do indicativo com valor de futuro, complexos verbais de expressão de eventos futuros; hic et nunc vs. valor habitual/atemporal do presente do indicativo (cf. também COSTUMAR + infinitivo); a construção ACABAR + DE + infinitivo; COMEÇAR + A + infinitivo; CONTINUAR + A + infinitivo; pretérito imperfeito do indicativo com valor temporal anafórico e co-ocorrência de adverbiais temporais (DANTES, ANTIGAMENTE, NESSE DIA) e com valor frequentativo Modalidade: DEVER + infinitivo e TER QUE/DE+ infinitivo, QUERER+ infinitivo e PRECISAR DE+ infinitivo Mecanismos de coesão textual: conectores de natureza argumentativa: pois, porque, assim, de facto, deste modo, por isso conectores de natureza contra-argumentativa: todavia, pelo contrário, contudo, enquanto, Tipologia textual: texto descritivo texto narrativo texto dialogal (uso de perguntas-tag; uso de fórmulas de cortesia; uso de fórmulas cristalizadas) texto epistolar (fórmulas epistolares de abertura e fecho; uso de perguntas-tag; uso de fórmulas de cortesia; uso de fórmulas cristalizadas)

5 texto expositivo CONVERSAÇÃO Semântica lexical antonímia sinonímia (contextos diferenciados de usos dos sinónimos e de alguns verbos poder vs. conseguir, saber vs. conhecer, dever vs. ter de/que, necessitar vs. precisar de, olhar vs. ver ) hiperonímia / hiponímia Aspectos sociolinguísticos e pragmático-textuais formas de tratamento em Portugal deixis pessoal (pronomes pessoais), espacial (demonstrativos) e temporal (advérbios de natureza temporal) actos ilocutórios básicos: perguntar, pedir, rejeitar, aceitar, exprimir desejo/vontade/intenção; a modalização estruturas interrogativas de natureza metadiscursiva pedidos de repetição pedidos de confirmação pedidos de clarificação formulação de actos de discurso indirectos: pedidos, ordens, perguntas utilização de imperfeito recurso a verbos modais recurso a fórmulas de cortesia recurso a modalidades enunciativas diversas (enunciado assertivo em substituição da pergunta; pergunta em substituição do enunciado directivo ) LABORATÓRIO Fonética, prosódia e grafia: Aspetos ortoépicos e fonéticos Os sons vocálicos e consonânticos do português padrão: valores fonéticos das letras relações grafema-fone e fone-grafema Glides e ditongos decrescentes orais e nasais Hiatos e ditongos crescentes Fenómenos de fonética sintática O acento principal de palavra nos verbos e não verbos Redução do vocalismo átono Entoação: tipos frásicos declarativo, interrogativo, imperativo e exclamativo contrastes entoacionais entre frases declarativas e interrogativas globais

6 Unidade temáticas Actividades de lazer Atualidades Cidadania LÍNGUA PORTUGUESA NÍVEL COMPLEMENTAR Nível de Língua: B1 Verbos: Introdução de novos tempos verbais: o Tempos compostos do Indicativo (pretérito perfeito composto) o Conjuntivo (presente, futuro) o Perífrases verbais com Infinitivo e Gerúndio Nomes: revisão Adjectivos: revisão Pronomes: pessoais (acusativo, dativo, acusativo+dativo), pronomes relativos (que, quem, onde) Quantificadores: AMBO/A/S; QUALQUER; CADA Preposições e locuções prepositivas: Estrutura da frase: a estrutura da frase simples a estrutura da frase complexa e conectores Conjunções e locuções Coordenativas: copulativa: nem, não só mas também adversativa: porém, todavia, contudo, no entanto, apesar disso disjuntiva: quer quer, nem nem conclusiva: portanto, pelo que... Conjunções e locuções Subordinativas: causal porque, visto que condicional: se, caso, desde que... concessiva: embora, ainda que, apesar de... final: para que, a fim de que temporal: enquanto, no momento em que, ao mesmo tempo que, antes que, antes de, quando, depois de, assim que completiva: que, se

7 construção passiva discurso direto vs. discurso indireto transformação de tempos verbais transformação de pronomes e determinantes transformação de advérbios de lugar e de tempo transformação de actos de discurso (menção do verbo performativo correspondente à realização do acto de discurso (perguntar, responder, ordenar, pedir, sugerir, afirmar, negar ) COMPOSIÇÃO CONVERSAÇÃO Aspectos sintático-semânticos: contextos diferenciados de usos dos sinónimos e de alguns verbos poder vs. conseguir, saber vs. conhecer, dever vs. ter de/que, necessitar vs. precisar de, olhar vs. ver ) expressão de valores modais: certamente verbos: duvidar / crer / julgar / saber / ter a certeza advérbios de enunciação: possivelmente / provavelmente / poder + INFINITIVO; ser proibido / estar proibido/a de; proibir; não ser permitido ainda bem que + indicativo; lamentar que + conjuntivo; ter pena que + conjuntivo; ser bom que + conjuntivo Mecanismos de coesão textual: conectores: pois, porque, visto que, portanto, de modo que, assim, de facto, efectivamente, daí que, logo, deste modo, por isso... mas, todavia, pelo contrário, porém, entretanto, mesmo que, contudo, enquanto, já Sequências textuais: Descritiva narrativa dialogal expositiva Tipos de texto: carta resumo texto de opinião Fonética, prosódia e grafia contraste entoacional entre frases declarativas e interrogativas globais; frase exclamativa, imperativa e persuasiva Aspectos sociolinguísticos e pragmático-textuais formas de tratamento em Portugal deixis pessoal (pronomes pessoais; possessivos), espacial (demonstrativos; advérbios de natureza espacial) e temporal (tempos verbais; advérbios de natureza temporal)

8 actos ilocutórios básicos: perguntar, pedir, rejeitar, aceitar, exprimir desejo/vontade/intenção; a modalização (por ex. pretérito imperfeito do indicativo de cortesia) estruturas interrogativas pedidos de repetição (com exploração dos valores modais associados) pedidos de confirmação (com exploração dos vários tipos de pergunta-tag) pedidos de clarificação (com análise de fórmulas de cortesia) LABORATÓRIO formulação de actos de discurso indirectos: pedidos, ordens, perguntas utilização de imperfeito recurso a verbos modais recurso a fórmulas de cortesia recurso a modalidades enunciativas diversas (enunciado assertivo em substituição da pergunta; pergunta em substituição do enunciado diretivo ) a) Os sons vocálicos e consonânticos do português padrão; b) Valores fonéticos das letras c) Glides e ditongos decrescentes orais e nasais; d) Hiatos e ditongos crescentes; e) Fenómenos de fonética sintáctica (realização das consoantes sibilantes em final de sílaba; crases, dissimilações e assimilações); f) O acento principal de palavra nos verbos e não verbos; g) Regras de colocação do acento gráfico; h) Redução do vocalismo átono; i) Entoação: tipos frásicos declarativo, interrogativo (com pronome), imperativo e exclamativo; contrastes entoacionais entre frases declarativas e interrogativas globais. Unidades temáticas Atividades de lazer Atualidades Cidadania LÍNGUA PORTUGUESA NÍVEL DE LÍNGUA: B2 Verbos: Introdução de novos tempos verbais: o Tempos compostos do Indicativo (Pretérito Perfeito, Futuro, Gerúndio) o Conjuntivo (Presente, Imperfeito, Futuro) o Condicional e Gerúndio (simples) o Perífrases verbais com Infinitivo e Gerúndio Nomes: revisão Adjetivos:

9 revisão Pronomes: revisão: pessoais (mesóclise; contração incompleta), possessivos, demonstrativos, interrogativos, indefinidos (frases negativas); introdução dos pronomes relativos; limitações de uso à série O/A QUAL; O QUE vs AQUILO QUE. Quantificadores: Revisão (MUITO, POUCO, TODO/A/S, ALGUM/A/NS) AMBOS/AMBAS; POUCO/A/S+DE; NUMERAL+DE. Preposições e locuções prepositivas: consolidação. Estrutura da frase: a estrutura da frase simples concordância (sujeito/verbo em GN complexos) a estrutura da frase complexa e conectores Conjunções e locuções coordenativas: copulativa: nem, não só mas também adversativa: porém, todavia, contudo, no entanto, apesar disso, ainda assim disjuntiva: quer quer, nem nem conclusiva: portanto, pelo que, por conseguinte Conjunções e locuções subordinativas: causal porque, uma vez que, visto que condicional: se, caso, no caso de, desde que, a não ser que, exceto se concessiva: embora, ainda que, apesar de, mesmo que final: para que, a fim de que temporal: enquanto, no momento em que, ao mesmo tempo que, antes que, antes de, quando, depois de, assim que completiva: que, se (com verbos de inquirição ou comunicação, dubitativos ou negativos) discurso direto vs. discurso indireto transformação de tempos verbais transformação de pronomes e determinantes transformação de advérbios de lugar e de tempo transformação de atos de discurso COMPOSIÇÃO CONVERSAÇÃO Aspetos sintático-semânticos: contextos diferenciados de usos dos sinónimos e de alguns verbos poder vs. conseguir, saber vs. conhecer, dever vs. ter de/que, necessitar vs. precisar de, olhar vs. ver ) expressão de valores modais: verbos: duvidar / crer / julgar / saber / ter a certeza

10 certamente advérbios de enunciação: possivelmente / provavelmente / poder + infinitivo; ser proibido / estar proibido/a de; proibir; não ser permitido ainda bem que + indicativo; lamentar que + conjuntivo; ter pena que + conjuntivo; ser bom que + conjuntivo Mecanismos de coesão textual: conectores: pois, porque, visto que, portanto, de modo que, assim, de facto, efetivamente, daí que, logo, deste modo, por isso mas, todavia, pelo contrário, ao passo que, porém, entretanto, mesmo que, contudo, enquanto, já Sequências textuais: Descritiva narrativa dialogal expositiva Tipos de texto: carta resumo texto de opinião Fonética, prosódia e grafia contraste entoacional entre frases declarativas e interrogativas globais; frase exclamativa, imperativa e persuasiva Aspetos sociolinguísticos e pragmático-textuais formas de tratamento em Portugal deixis pessoal (pronomes pessoais; possessivos), espacial (demonstrativos; advérbios de natureza espacial) e temporal (tempos verbais; advérbios de natureza temporal) atos ilocutórios básicos: perguntar, pedir, rejeitar, aceitar, exprimir desejo/vontade/intenção; a modalização (por ex. pretérito imperfeito do indicativo de cortesia) estruturas interrogativas de natureza metadiscursiva pedidos de repetição (com exploração dos valores modais associados) pedidos de confirmação (com exploração dos vários tipos de pergunta-tag) pedidos de clarificação (com análise de fórmulas de cortesia) LABORATÓRIO formulação de atos de discurso indiretos: pedidos, ordens, perguntas utilização de imperfeito/ condicional recurso a verbos modais recurso a fórmulas de cortesia recurso a modalidades enunciativas diversas (enunciado assertivo em substituição da pergunta; pergunta em substituição do enunciado diretivo ) a. Os sons vocálicos e consonânticos da variedade normativa da língua portuguesa; b. Correspondência fonema/ grafia; c. Glides e ditongos decrescentes, orais e nasais;

11 d. Hiatos e ditongos crescentes; e. O acento principal de palavra nos verbos e não verbos; f. Redução do vocalismo átono; g. Fenómenos de fonética sintática realização das consoantes sibilantes em final de sílaba; crases, dissimilações e assimilações; h. Regras de colocação do acento gráfico; i. Fenómenos de alternância vocálica em nomes e adjetivos e em verbos; j. Entoação: tipos frásicos declarativo, interrogativo (com pronome), imperativo e exclamativo; contrastes entoacionais entre frases declarativas e interrogativas globais. LITERATURA PORTUGUESA Cosmopolitismo(s): do Modernismo português ao Post-Modernismo Objetivos: - Apresentar uma visão panorâmica da poesia de Fernando Pessoa no quadro do Modernismo português. - Conhecer aspetos fundamentais da obra de Miguel Torga. - Perspetivar continuidade(s) e ruptura(s) da produção ficcional mais recente: a produção ficcional de José Saramago. Conteúdos programáticos: 1. A crise do sujeito em Fernando Pessoa e a constelação heteronímica O significado da Carta a Adolfo Casais Monteiro Os heteterónimos Alberto Caeiro, Álvaro de Campos e Ricardo Reis. 2. A dimensão humanista da produção literária de Miguel Torga O conto Vicente (in Bichos) 3. A obra de José Saramago Temas e formas Obras de leitura recomendada Fernando Pessoa Obra Poética Miguel Torga Vicente (in Bichos) José Saramago A Maior Flor do Mundo

12 NÍVEL SUPERIOR Nível de Língua: C1 LÍNGUA PORTUGUESA 1. Objetivos No âmbito da disciplina de Língua Portuguesa, trabalhar-se-ão os conteúdos lexicais e gramaticais necessários à comunicação oral e escrita, através de textos longos e exigentes, de enunciados fluentes e espontâneos, relativos a temas complexos de âmbito social, académico e profissional. 2. Programa 2.1. Blocos temáticos e léxico básico respetivo: Património: História e Cultura Atualidades Viagens e Lazer Cidadania 2.2. Conteúdos gramaticais: a) Classes de Palavras Nomes e adjetivos Consolidação da flexão em número: compostos; formas terminadas em ão e em l Expressão do género Pronomes Articulação das diversas subclasses (essencialmente os pessoais, possessivos e demonstrativos) com a deixis pessoal Consolidação do uso das restantes subclasses Verbo Formas compostas do Conjuntivo, Infinitivo composto e Gerúndio composto (morfologia e uso) Advérbio e Locuções adverbiais Abordagem das formas que podem assumir valores modais (até, nem sequer, aliás, etc.) A colocação na frase e implicações na sintaxe frásica O grau Nomes (aumentativo e diminutivo) Adjetivos e Advérbios formas irregulares e anómalas Superlativos sintéticos menos recorrentes b) Sintaxe Casos de alteração da ordem SVO Posição dos clíticos face à forma verbal (revisão geral) Conjugação pronominal mesoclítica (Futuro e Condicional) Coordenação

13 Revisão geral (conectores e valores semânticos) Subordinação Infinitivas Gerundivas Participiais Temporais Análise dos conceitos de posterioridade, anterioridade, simultaneidade e intervalo de tempo Exploração do conjunto de conectores temporais, na sua articulação com as três esferas cronológicas Finais - Confronto de estruturas finitas e não finitas Concessivas - Exploração dos diversos conectores e das diferentes estruturas finitas e não finitas - Aproximação ao conjunto das frases contrastivas Causais - Exploração dos diversos conectores e das diferentes estruturas finitas e não finitas - Expressão da causa com grupo nominal Consecutivas - Exploração dos diversos conectores Condicionais Expressão da condição no passado, no presente e no futuro - Exploração dos diversos conectores e das diferentes estruturas finitas e não finitas Relativas - Usos e restrições de uso dos diversos pronomes relativos - Questões de regência preposicional: evidências e enganos Completivas - Exploração dos diversos conectores e das diferentes estruturas finitas e não finitas c) Aspetos sintático-semânticos Tempo, Aspeto e Modalidade Oposição das formas simples e compostas dos verbos - Oposição entre Indicativo e Conjuntivo Uso estratégico de alguns advérbios As perífrases verbais temporais, aspetuais e modais (síntese) d) Mecanismos de coesão textual Questões de coerência e de coesão deixis e anáfora Discurso direto e indireto Conectores textuais e) Aspetos sociolinguísticos e pragmático-textuais

14 Adequação do registo ao contexto e normas sociais: (in)congruência nas formas de tratamento Marcação da subjetividade na enunciação (marcas do sujeito, persuasão, ironia, expressão de pontos de vista, referência ao interlocutor, etc.) Atos de fala (o dito e o explícito; idiomatismos; ironia) Componentes não-verbais e paralinguísticos da comunicação A ficção portuguesa post-modernista Objetivos: LITERATURA PORTUGUESA Conhecer a produção literária de alguns autores da ficção portuguesa contemporânea. Identificar as principais características do Post-Modernismo. Conteúdos programáticos: 1. A obra de José Saramago Ciclos de produção literária 1.2. Temas principais O peculiar uso da História. 2. A obra de António Lobo Antunes As obsessões temáticas As inovações formais. 3. A ficção de Mário Cláudio 3.1. O redimensionamento do real Obras de leitura recomendada: José Saramago Memorial do Convento António Lobo Antunes Os Cus de Judas Mário Cláudio Ursamaior

PARTE 1 FONÉTICA CAPÍTULO 1 FONÉTICA...

PARTE 1 FONÉTICA CAPÍTULO 1 FONÉTICA... Sumário PARTE 1 FONÉTICA CAPÍTULO 1 FONÉTICA... 3 1.1. Fonema...3 1.2. Classificação dos fonemas...4 1.3. Encontros vocálicos...5 1.4. Encontros consonantais...5 1.5. Dígrafos...6 1.6. Dífono...7 1.7.

Leia mais

Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos PORTUGUÊS 7º ano Ano letivo 2015 2016 ORALIDADE LEITURA / EDUCAÇÃO LITERÁRIA 1º PERÍODO CONTEÚDOS

Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos PORTUGUÊS 7º ano Ano letivo 2015 2016 ORALIDADE LEITURA / EDUCAÇÃO LITERÁRIA 1º PERÍODO CONTEÚDOS Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos PORTUGUÊS 7º ano Ano letivo 2015 2016 1º PERÍODO CONTEÚDOS ORALIDADE Elementos constitutivos do texto publicitário. Ouvinte. Informação. Princípios reguladores

Leia mais

ESCOLA BÁSICA FERNANDO CALDEIRA Currículo de Português. Departamento de Línguas. Currículo de Português - 7º ano

ESCOLA BÁSICA FERNANDO CALDEIRA Currículo de Português. Departamento de Línguas. Currículo de Português - 7º ano Departamento de Línguas Currículo de Português - Domínio: Oralidade Interpretar discursos orais com diferentes graus de formalidade e complexidade. Registar, tratar e reter a informação. Participar oportuna

Leia mais

Observação directa: ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL SECUNDÁRIO DISCIPLINA: PLNM (A1) ANO: 11º ANO LECTIVO 2010/2011

Observação directa: ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL SECUNDÁRIO DISCIPLINA: PLNM (A1) ANO: 11º ANO LECTIVO 2010/2011 ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL SECUNDÁRIO DISCIPLINA: PLNM (A1) ANO: 11º ANO LECTIVO 2010/2011 COMPETÊNCIAS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS ACTIVIDADES ESTRATÉGIAS AULAS PREVISTAS

Leia mais

Deve-se analisar a frase e sublinhar todas as formas verbais nelas existentes. Assim sendo, a frase fica:

Deve-se analisar a frase e sublinhar todas as formas verbais nelas existentes. Assim sendo, a frase fica: Revisão sobre: - Orações complexas: coordenação e subordinação. - Análise morfológica e análise sintáctica. - Conjugação verbal: pronominal, reflexa, recíproca, perifrástica. - Relação entre palavras.

Leia mais

FACCAT FACULDADES INTEGRADAS DE TAQUARA Nomes: Ana Carvalho, Tairini, Ellen, Tâmiris, Cássia, Cátia Weber. Professor: Zenar Schein Data:

FACCAT FACULDADES INTEGRADAS DE TAQUARA Nomes: Ana Carvalho, Tairini, Ellen, Tâmiris, Cássia, Cátia Weber. Professor: Zenar Schein Data: FACCAT FACULDADES INTEGRADAS DE TAQUARA Nomes: Ana Carvalho, Tairini, Ellen, Tâmiris, Cássia, Cátia Weber. Professor: Zenar Schein Data: Listagem Conteúdos: 6º ano ensino fundamental Morfologia Fonética

Leia mais

Língua Portuguesa 9º ano

Língua Portuguesa 9º ano Língua Portuguesa 9º ano Conteúdos por unidade didática 1º Período A - Comunicação Oral.. Intencionalidade comunicativa. Adequação comunicativa: Ideia geral. Ideias principais. Ideias secundárias. Informação

Leia mais

PORTUGUÊS PARA CONCURSOS

PORTUGUÊS PARA CONCURSOS PORTUGUÊS PARA CONCURSOS Sumário Capítulo 1 - Noções de fonética Fonema Letra Sílaba Número de sílabas Tonicidade Posição da sílaba tônica Dígrafos Encontros consonantais Encontros vocálicos Capítulo 2

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2013 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2013 Conteúdos Habilidades Avaliação Produção textual COLÉGIO LA SALLE BRASÍLIA Disciplina: Língua Portuguesa Trimestre: 1º Tipologia textual Narração Estruturação de um texto narrativo: margens e parágrafos; Estruturação de parágrafos: início,

Leia mais

2013/2014 CONTEÚDOS TEMÁTICOS CONTEÚDOS GRAMATICAIS CALENDARIZAÇÃO UNIDADE

2013/2014 CONTEÚDOS TEMÁTICOS CONTEÚDOS GRAMATICAIS CALENDARIZAÇÃO UNIDADE Escolas João de Araújo Correia EB 2.3PESO DA RÉGUA Disciplina de Português 6º Ano Ano Letivo 2013/2014 CONTEÚDOS TEMÁTICOS CONTEÚDOS GRAMATICAIS CALENDARIZAÇÃO UNIDADE 0 Ponto de partida Reportagem televisiva

Leia mais

Planificação anual Ano letivo: 2015/2016

Planificação anual Ano letivo: 2015/2016 Planificação anual Período: 1.º Ano Número total de aulas previstas: 75-78 Competências Compreensão oral: seleção da mensagens emitidas em situação de presença, sobre temas familiares para os alunos e

Leia mais

Plano Curricular de Português. 6ºano Ano Letivo 2015/2016

Plano Curricular de Português. 6ºano Ano Letivo 2015/2016 Plano Curricular de Português 6ºano Ano Letivo 2015/2016 1º Período Conteúdos Programados Texto Narrativo: contos tradicionais, lendas e fábulas Categorias da Narrativa: Obra/autor Narrador (presente e

Leia mais

2013/2014 (Despacho nº 13 599/2006 [2ª série], artigo 10º, ponto 9) 3º Ciclo 9º Ano CONTEÚDOS ANUAIS Português DESCRITORES DE DESEMPENHO

2013/2014 (Despacho nº 13 599/2006 [2ª série], artigo 10º, ponto 9) 3º Ciclo 9º Ano CONTEÚDOS ANUAIS Português DESCRITORES DE DESEMPENHO 2013/2014 (Despacho nº 13 599/2006 [2ª série], artigo 10º, ponto 9) 3º Ciclo 9º Ano CONTEÚDOS ANUAIS Português CONTEÚDOS/ COMPETÊNCIAS AULAS PREVISTAS 9ºA 9ºB 9ºC 160 157 160 DESCRITORES DE DESEMPENHO

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE PORTUGUÊS 6.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE PORTUGUÊS 6.º ANO DE PORTUGUÊS 6.º ANO Ano Letivo 2015 2016 PERFIL DO ALUNO No final do 6.º ano de escolaridade, o aluno deve ser capaz de: interpretar e produzir textos orais com diferentes finalidades e coerência, apresentando

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA LOGOTIPO MACMILLAN BRASIL Utilização colorido; preto/branco e negativo Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que

Leia mais

Planificação periódica 7ºano

Planificação periódica 7ºano EB 2/3 João Afonso de Aveiro Planificação periódica 7ºano Língua Portuguesa Ano lectivo 2010/2011 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AVEIRO Escola EB 2/3 João Afonso de Aveiro Planificação 1ºPeríodo 7ºAno 2010/2011

Leia mais

Alemão (Nível A1) - Nível de Iniciação

Alemão (Nível A1) - Nível de Iniciação Alemão (Nível A1) - Nível de Iniciação Ano letivo 2014-2015 Docente: Paulo Alexandre da Silva Brito Martins SINOPSE Esta disciplina destina-se aos aprendentes de língua alemã como língua estrangeira sem

Leia mais

Sumário. Apresentação - 1. a edição /13 Apresentação - 2 edição /14

Sumário. Apresentação - 1. a edição /13 Apresentação - 2 edição /14 Sumário Apresentação - 1. a edição /13 Apresentação - 2 edição /14 1 Variação lingüística / 15 1.1 Os níveis de linguagem / 17 1.1.1 O nível informal /17 1.1.2 O nível semiformal /1 7 1.1.3 O nível formal/18

Leia mais

Síntese da Planificação da Disciplina de Português - 5 º Ano

Síntese da Planificação da Disciplina de Português - 5 º Ano Síntese da Planificação da Disciplina de Português - 5 º Ano Dias de aulas previstos Período 2.ª 3.ª 4.ª 5.ª 6.ª 1.º período 13 13 13 12 13 2.º período 9 9 9 11 11 3.º período 9 11 10 10 11 (As Aulas previstas

Leia mais

O resumo Se procurares num dicionário o verbo resumir encontrarás uma definição semelhante a esta: dizer em poucas palavras o que se disse ou escreveu mais extensivamente; condensar. Sendo uma forma de

Leia mais

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS (Planificação anual) 3º ano de escolaridade 1º Período

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS (Planificação anual) 3º ano de escolaridade 1º Período PROGRAMÁTICOS (Planificação anual) 3º ano de escolaridade 1º Período DISCIPLINA: Língua Portuguesa Compreensão do oral; Ouvinte (DT); Vocabulário; Notas, esquemas; Oralidade (DT); Texto oral e texto escrito

Leia mais

VISÃO GERAL DOS CONTEÚDOS 3ª CLASSE 4ª CLASSE 5ª CLASSE

VISÃO GERAL DOS CONTEÚDOS 3ª CLASSE 4ª CLASSE 5ª CLASSE VISÃO GERAL DOS CONTEÚDOS 19 Família : - a minha história A família: - tipos de família - membros da família e suas funções - regras de convivência na família - a minha infância A família do meu amigo,

Leia mais

Dr. Joaquim de Carvalho Figueira da Foz

Dr. Joaquim de Carvalho Figueira da Foz Curso Profissional de 12º H Português Planificação Anual - Módulos: 10,11 e 12 Ano Letivo: 2015/2016 Módulos Compreensão Âmbito dos Conteúdos Avaliação Leitura/descrição / Expressão de imagens oral Testes

Leia mais

Português. Índice de aulas. Tipologias textuais

Português. Índice de aulas. Tipologias textuais Índice de aulas Tipologias textuais Texto narrativo em prosa Ação Personagens Narrador Espaço Tempo Modalidades do discurso A consequência dos semáforos, de António Lobo Antunes História sem palavras,

Leia mais

2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL 7.º ANO

2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL 7.º ANO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ BELCHIOR VIEGAS ESCOLA BÁSICA 2.3 POETA BERNARDO DE PASSOS PORTUGUÊS 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL 7.º ANO (cerca de 165 aulas) 1 DOMÍNIO: ORALIDADE OBJETIVOS DESCRITORES DE

Leia mais

Planificação de Língua Portuguesa 7º ano 2012/2013. Conteúdos Leitura/Escrita/Oralidade Atividades de Diagnose. PNL O Cavaleiro da Dinamarca

Planificação de Língua Portuguesa 7º ano 2012/2013. Conteúdos Leitura/Escrita/Oralidade Atividades de Diagnose. PNL O Cavaleiro da Dinamarca Planificação de Língua Portuguesa 7º ano 2012/2013 Metas Compreensão do oral Capacidade de compreensão de formas complexas do oral, exigidas para o prosseguimento de estudos ou para a entrada na vida ativa;

Leia mais

Português- Prof. Verônica Ferreira

Português- Prof. Verônica Ferreira Português- Prof. Verônica Ferreira 1 Com relação a aspectos linguísticos e aos sentidos do texto acima, julgue os itens a seguir. No trecho que podemos chamar de silenciosa (l.15-16), o termo de silenciosa

Leia mais

As Metas Curriculares de Português, para o 3º Ciclo, apresentam cinco características essenciais:

As Metas Curriculares de Português, para o 3º Ciclo, apresentam cinco características essenciais: DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PORTUGUÊS 9º ANO C Ano Letivo: 204 /205. Introdução / Metas Curriculares Na disciplina de Português o desenvolvimento do ensino será orientado por Metas Curriculares cuja definição

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS S DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE SECRETARIADO EXECUTIVO TRILÍNGUE DISCIPLINA: COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO Leitura e compreensão de textos. Gêneros textuais. Linguagem verbal e não verbal. Linguagem

Leia mais

AGRUPAMENTO DE CLARA DE RESENDE COD. 346 779 COD. 152 870

AGRUPAMENTO DE CLARA DE RESENDE COD. 346 779 COD. 152 870 CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO ( Aprovados em Conselho Pedagógico de21 de outubro de 2014 ) No caso específico da disciplina de Português, do 6.º ano de escolaridade, a avaliação incidirá ao nível

Leia mais

Escutar discursos breves para aprender e construir conhecimentos.

Escutar discursos breves para aprender e construir conhecimentos. METAS CURRICULARES 2º ANO Português Oralidade Respeitar regras da interação discursiva. Escutar discursos breves para aprender e construir conhecimentos. Produzir um discurso oral com correção. Produzir

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Eugénio de Castro 1.º Ciclo

Agrupamento de Escolas de Eugénio de Castro 1.º Ciclo Agrupamento de Escolas de Eugénio de Castro 1.º Ciclo PLANIFICAÇÃO ANUAL Ano Letivo 2014/2015 Português 3.º Ano DISCIPLINA DOMÍNIOS CONTEÚDOS INTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO CALENDARIZAÇÃO PORTUGUÊS Pesquisa

Leia mais

PLANO DE CURSO PORTUGUÊS DIÁLOGO

PLANO DE CURSO PORTUGUÊS DIÁLOGO RIZVI INTERNATIONAL SCHOOLS PLANO DE CURSO PORTUGUÊS DIÁLOGO Rizvi International Schools Av. Otacílio Negrão de Lima, 5450 T 31 3223 8949 E atendimento@rizvi.com.br W www.rizvi.com.br Índice Panorama Geral

Leia mais

Agrupamento de Escolas de S. Pedro do Sul 161780 Escola-sede: Escola Secundária de São Pedro do Sul

Agrupamento de Escolas de S. Pedro do Sul 161780 Escola-sede: Escola Secundária de São Pedro do Sul Agrupamento de Escolas de S. Pedro do Sul 161780 Escola-sede: Escola Secundária de São Pedro do Sul INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA ENSINO BÁSICO 3º CICLO ANO LETIVO: 2014/2015 1 ª / 2ª fases

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. para o Exame de Suficiência do CFC. Bacharel em Ciências Contábeis

LÍNGUA PORTUGUESA. para o Exame de Suficiência do CFC. Bacharel em Ciências Contábeis LÍNGUA PORTUGUESA para o Exame de Suficiência do CFC Bacharel em Ciências Contábeis O livro é a porta que se abre para a realização do homem. Jair Lot Vieira con cursos con cursos LÍNGUA PORTUGUESA para

Leia mais

COESÃO COERÊNCIA. É um dos meios que garante a unidade semântica e a organização de um enunciado.

COESÃO COERÊNCIA. É um dos meios que garante a unidade semântica e a organização de um enunciado. 1. COESÃO 1.1. O que é? É um dos meios que garante a unidade semântica e a organização de um enunciado. Dito de forma mais simples: a coesão textual tem a ver com a maneira como se processa a ligação entre

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DANIEL SAMPAIO. Departamento de 1º Ciclo. Ano letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO A LONGO PRAZO. 4º ANO DISCIPLINA: Português

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DANIEL SAMPAIO. Departamento de 1º Ciclo. Ano letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO A LONGO PRAZO. 4º ANO DISCIPLINA: Português AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DANIEL SAMPAIO Departamento de 1º Ciclo Ano letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO A LONGO PRAZO 4º ANO DISCIPLINA: Português PERÍODO 1º *Oralidade Interação discursiva >Princípio de cortesia;

Leia mais

Alemão (Nível A2) - Nível de Elementar

Alemão (Nível A2) - Nível de Elementar Alemão (Nível A2) - Nível de Elementar Ano letivo 2014/2015 Docente: Paulo Alexandre da Silva Brito Martins SINOPSE Esta disciplina destina-se aos aprendentes de língua alemã como língua estrangeira que

Leia mais

... Página 1 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANO LETIVO: 2013/2014 ANO: 4º CURRÍCULO DA DISCIPLINA: PORTUGUÊS 1º PERÍODO CONTEÚDOS

... Página 1 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANO LETIVO: 2013/2014 ANO: 4º CURRÍCULO DA DISCIPLINA: PORTUGUÊS 1º PERÍODO CONTEÚDOS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VILA POUCA DE AGUIAR SUL (150666) ANO LETIVO: 2013/2014 ANO: 4º CURRÍCULO DA DISCIPLINA: PORTUGUÊS 1º PERÍODO ORALIDADE/ESCRITA - retrato - Autorretrato Textos diversos- Convite

Leia mais

Salesianos Mogofores Colégio

Salesianos Mogofores Colégio Salesianos Mogofores Colégio Rota de Aprendizagem PORTUGUÊS 6º ano Grupo de Português 2015-16 * Em anexo encontram-se Lista de Obras e Textos para Iniciação à Educação literária; e Metas Curriculares (2º

Leia mais

Nova gramática do português brasileiro: tradição e ruptura...25. Como consultar esta gramática...35

Nova gramática do português brasileiro: tradição e ruptura...25. Como consultar esta gramática...35 SUMÁRIO Nova gramática do português brasileiro: tradição e ruptura...25 Prefácio de Rodolfo Ilari Introdução...31 Como consultar esta gramática...35 1. O que se entende por língua e por gramática...41

Leia mais

PROVA ESCRITA. As informações sobre a prova apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina.

PROVA ESCRITA. As informações sobre a prova apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina. INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA ESPANHOL (LE II) Abril de 2015 Prova 15 2015 3.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) Tipo de Prova: Escrita e Oral Duração: 90

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PEDROUÇOS. Planificação de Português

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PEDROUÇOS. Planificação de Português AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PEDROUÇOS Escola Básica 2/3 de Pedrouços Planificação de Português 7. 7ºano de escolaridade Ano letivo 2012/2013 Expressão oral Compreensão oral 1. o Período (+-64 aulas ) ))))))))646464+66666646

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ROMEU CORREIA

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ROMEU CORREIA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ROMEU CORREIA EB FEIJO Nº1/EB1 Nº2 DO FEIJÓ/EB1/JI DE VALE FLORES 3.º Ano Ano Letivo: 2013-2014 Plano Curricular Simplificado da Disciplina de Português CONTEÚDOS (SÍNTESE) Oralidade

Leia mais

DISCIPLINA: LINGUA PORTUGUESA

DISCIPLINA: LINGUA PORTUGUESA DISCIPLINA: LINGUA PORTUGUESA EMENTA: A Língua Portuguesa priorizará os conteúdos estruturantes (ouvir, falar, ler e escrever) tendo como fundamentação teórica o sociointeracionismo. APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA

Leia mais

PED LÍNGUA PORTUGUESA ORIENTAÇÕES ACADÊMICAS

PED LÍNGUA PORTUGUESA ORIENTAÇÕES ACADÊMICAS PED LÍNGUA PORTUGUESA ORIENTAÇÕES ACADÊMICAS Prezado aluno, O maior diferencial deste projeto pedagógico é o desenvolvimento da autonomia do estudante durante sua formação. O currículo acadêmico do seu

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL DE ESPANHOL ENSINO MÉDIO

PLANEJAMENTO ANUAL DE ESPANHOL ENSINO MÉDIO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO PLANEJAMENTO ANUAL DE ESPANHOL ENSINO MÉDIO Docente: Breno Soler Longo Ano: 2013 Introdução: O Espanhol é o segundo idioma mais falado no mundo e é a língua nativa de 7% da população

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO 4º PERÍODO/2015 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO 4º PERÍODO/2015 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO 4º PERÍODO/2015 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL LÍNGUA PORTUGUESA (Unidades 1, 2, 3 e 4) Gêneros Poema Crônica História em quadrinhos Conto de fadas Conto maravilhoso História de

Leia mais

Informação-Prova de Equivalência à Frequência COMPONENTE ESCRITA

Informação-Prova de Equivalência à Frequência COMPONENTE ESCRITA Agrupamento de Escolas do Viso Porto Prova de Equivalência à Frequência Espanhol (LE II) Prova 15 3º- Ciclo do Ensino Básico Informação-Prova de Equivalência à Frequência Tipo de Prova: Escrita e Oral

Leia mais

Redação no ENEM: considerações preliminares e propostas passadas

Redação no ENEM: considerações preliminares e propostas passadas Redação no ENEM: considerações preliminares e propostas passadas Neste texto, vamos delinear o que se espera do participante do ENEM na situação específica de produção de textos. Para isso, nada melhor

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS LE I (2 anos) 2015

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS LE I (2 anos) 2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS LE I (2 anos) 2015 Prova 06 / 2015 --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Sumário. Apresentação... 33. Editais e plano de estudos. Parte ii

Sumário. Apresentação... 33. Editais e plano de estudos. Parte ii Sumário Apresentação... 33 Parte i Editais e plano de estudos Capítulo 1 Editais... 39 1. Introdução... 39 2. Plano de estudos... 39 3. Editais... 40 3.1. TRT 15 Campinas/SP FCC (outubro 2013)... 40 3.2.

Leia mais

Planificação anual Ano letivo: 2015/2016

Planificação anual Ano letivo: 2015/2016 Período: 1.º Ano Número total de aulas previstas: 39 Competências Compreensão oral: compreender textos orais, de natureza diversificada e de acessibilidade adequada ao Compreensão escrita: compreender

Leia mais

Salesianos Mogofores Colégio

Salesianos Mogofores Colégio Rota de Aprendizagem 2015-2016 PORTUGUÊS 7º ano Grupo de Português * Em anexo encontra-se Lista de Obras e Textos para Iniciação à Educação literária; e Metas Curriculares (3º Ciclo - 7º Ano): Domínios

Leia mais

Estudo das classes de palavras Conjunções. A relação de sentido entre orações presentes em um mesmo período e o papel das

Estudo das classes de palavras Conjunções. A relação de sentido entre orações presentes em um mesmo período e o papel das Um pouco de teoria... Observe: Estudo das classes de palavras Conjunções A relação de sentido entre orações presentes em um mesmo período e o papel das I- João saiu, Maria chegou. II- João saiu, quando

Leia mais

* Tempo = 45minutos Grupo 300 Página 1 de 8

* Tempo = 45minutos Grupo 300 Página 1 de 8 Conteúdos Objectivos/Competências a desenvolver Tempo* Estratégias Recursos Avaliação Apresentação: Turma e professor Programa Critérios de avaliação Normas de funcionamento Conhecer os elementos que constituem

Leia mais

EDITAL N. º 001/CTPM/2015 CONCURSO DE ADMISSÃO 2016 ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO EXAME INTELECTUAL

EDITAL N. º 001/CTPM/2015 CONCURSO DE ADMISSÃO 2016 ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO EXAME INTELECTUAL EDITAL N. º 001/CTPM/2015 CONCURSO DE ADMISSÃO 2016 ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO EXAME INTELECTUAL 1) PARA O ENSINO MÉDIO REDAÇÃO Do 1º ano ao 3º ano do ensino médio, a prova discursiva será composta

Leia mais

Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa

Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa 01. Alternativa (E) Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa Alternativa que contém palavras grafadas de acordo com o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa - VOLP 02. Alternativa

Leia mais

Academia Diplomática y Consular Carlos Antonio López

Academia Diplomática y Consular Carlos Antonio López FUNDAMENTACIÓN: IDIOMA: PORTUGUÊS CONTENIDO TEMÁTICO Llevando en consideración las directrices del Marco Europeo Común de Referencia, el examen será encuadrado en un nivel Intermedio Superior. En este

Leia mais

AGRUPAMENTO DE CLARA DE RESENDE COD. 242 937 COD. 152 870

AGRUPAMENTO DE CLARA DE RESENDE COD. 242 937 COD. 152 870 CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO (Aprovados em Conselho Pedagógico de 16 outubro de 2012) No caso específico da disciplina de PORTUGUÊS, do 3.º ano de escolaridade, a avaliação incidirá ainda ao nível

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA MATEMÁTICA

LÍNGUA PORTUGUESA MATEMÁTICA LÍNGUA PORTUGUESA Leitura oral de palavras e frases simples Compreensão de texto (registrar como souber) Formação de palavras (com recursos pedagógicos) Treino ortográfico (auto-ditado). MATEMÁTICA Relação

Leia mais

Curso FIC Espanhol Intermediário

Curso FIC Espanhol Intermediário Curso FIC Espanhol Intermediário Descrição do Curso O Curso tem como objetivo o desenvolvimento de habilidades intermediárias de compreensão, conversação, leitura e escrita da língua espanhola, com o intuito

Leia mais

COLÉGIO AFAM SÃO MIGUEL Conteúdo Processo Seletivo 2014

COLÉGIO AFAM SÃO MIGUEL Conteúdo Processo Seletivo 2014 ENSINO FUNDAMENTAL I 2º ANO PORTUGUÊS: Famílias silábicas simples e formação de palavras; Auto-ditado; Reconhecer e aplicar vogais e consoantes; Completar palavras com vogais e consoantes; letra cursiva

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA LOGOTIPO MACMILLAN BRASIL Utilização colorido; preto/branco e negativo Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES ENSINO SECUNDÁRIO Curso Profissional de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos PLANIFICAÇÃO ANUAL INGLÊS MÓDULOS 7, 8 e 9 12º ANO TURMA F ANO LETIVO

Leia mais

H) Final: funciona como adjunto adverbial de finalidade. Conjunções: a fim de que, para que, porque.

H) Final: funciona como adjunto adverbial de finalidade. Conjunções: a fim de que, para que, porque. H) Final: funciona como adjunto adverbial de finalidade. Conjunções: a fim de que, para que, porque. Ex. Ele não precisa do microfone, para que todos o ouçam. I) Proporcional: funciona como adjunto adverbial

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Você que se inscreveu no Bolsão do Colégio Futuro Vip para cursar o 6º ano do Ensino Fundamental está recebendo o programa das provas. BOLSÃO 6º ANO Fonética Fonema distinção entre FONEMA e LETRA Sílaba

Leia mais

ANEXO I FUNÇÕES, VAGAS, PRÉ-REQUISITOS, VENCIMENTOS, JORNADA DE TRABALHO E LOTAÇÃO.

ANEXO I FUNÇÕES, VAGAS, PRÉ-REQUISITOS, VENCIMENTOS, JORNADA DE TRABALHO E LOTAÇÃO. ANEXO I FUNÇÕES, VAGAS, PRÉ-REQUISITOS, VENCIMENTOS, JORNADA DE TRABALHO E LOTAÇÃO. Cargos/ Área de Atuação Hs/ Sem Nº de Vagas Nº de Vagas LOTAÇÃO Pré-Requisitos/ Escolaridade Vencimento Básico R$ Comuns

Leia mais

Língua Portuguesa. Uma perspectiva de ensino para as áreas de conhecimento escolar - Língua Portuguesa

Língua Portuguesa. Uma perspectiva de ensino para as áreas de conhecimento escolar - Língua Portuguesa Uma perspectiva de ensino para as áreas de conhecimento escolar - Língua Portuguesa A proposta O ensino da língua materna no Material Didático Positivo é entendido como uma interação viva com as forças

Leia mais

Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO

Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO 1 Q236899 Prova: CESGRANRIO - 2012 - Caixa - Técnico Bancário Disciplina: Português Assuntos: 6. Interpretação

Leia mais

Redação: critérios de correção dos exames da Fuvest, Unicamp, Unesp e Enem. FUVEST e UNESP

Redação: critérios de correção dos exames da Fuvest, Unicamp, Unesp e Enem. FUVEST e UNESP Singular-Anglo Vestibulares Professora Natália Sanches Redação: critérios de correção dos exames da Fuvest, Unicamp, Unesp e Enem. Retirado do site oficial do vestibular. FUVEST e UNESP Na correção, três

Leia mais

Prefeitura Municipal de Santo Ângelo A N E XO II. (Do Conteúdo Programático)

Prefeitura Municipal de Santo Ângelo A N E XO II. (Do Conteúdo Programático) 1 A N E XO II (Do Conteúdo Programático) 2 Cargos: CARPINTEIRO, COZINHEIRA, PADEIRO, PINTOR (LETRISTA). Português: Ortografia (escrita correta das palavras). Divisão silábica. Pontuação. Acentuação Gráfica.

Leia mais

Níveis de desempenho. Perguntar e fornecer opiniões. Perguntar e responder sobre os diferentes tipos de férias

Níveis de desempenho. Perguntar e fornecer opiniões. Perguntar e responder sobre os diferentes tipos de férias Competências.Adquirir conhecimentos sobre a cultura e civilização Anglo- Americana numa perspectiva intercultural. - Aprofundar o conhecimento da realidade Portuguesa através do confronto com aspectos

Leia mais

1º ANO. Atividades Acadêmico-Científico-Culturais 20. Pesquisa e construção do Conhecimento/ Sociologia

1º ANO. Atividades Acadêmico-Científico-Culturais 20. Pesquisa e construção do Conhecimento/ Sociologia 1º ANO 1º básica Leitura e produção de textos/filosofia Pesquisa e construção do Conhecimento/ Sociologia Língua Portuguesa I Noções Básicas de Língua Portuguesa A gramática e sua subdivisão As relações

Leia mais

Aula 05. Locução Adjetiva = expressão que tem a mesma função: qualificar o substantivo.

Aula 05. Locução Adjetiva = expressão que tem a mesma função: qualificar o substantivo. RESUMÃO 2º SIMULADO DE PORTUGUÊS Aula 05 Adjetivo e suas flexões Adjetivo = palavra que qualifica o substantivo. Locução Adjetiva = expressão que tem a mesma função: qualificar o substantivo. Os adjetivos

Leia mais

Prazer em Conhecê-lo. APRENDA Cumprimentos Dias da Semana Meses do Ano O Alfabeto

Prazer em Conhecê-lo. APRENDA Cumprimentos Dias da Semana Meses do Ano O Alfabeto EU E VOCÊ Unidade 1 01 Prazer em Conhecê-lo Cumprimentos Dias da Semana Meses do Ano O Alfabeto 02 Frases: Afirmativa, Negativa, Interrogativa Artigos: Definidos e Indefinidos Substantivos e Adjetivos

Leia mais

Conteúdos Programáticos Bolsão 2016. Centro Educacional Apogeu ENSINO FUNDAMENTAL I. Conteúdo para ingresso no 2 o ano

Conteúdos Programáticos Bolsão 2016. Centro Educacional Apogeu ENSINO FUNDAMENTAL I. Conteúdo para ingresso no 2 o ano Conteúdos Programáticos Bolsão 2016 Centro Educacional Apogeu ENSINO FUNDAMENTAL I Conteúdo para ingresso no 2 o ano LÍNGUA PORTUGUESA: Alfabeto (maiúsculo e minúsculo); vogal e consoante; separação silábica;

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DAS PROVAS / ATIVIDADES PEDAGÓGICAS Processo Seletivo 2016 para Ensino Fundamental e Ensino Médio

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DAS PROVAS / ATIVIDADES PEDAGÓGICAS Processo Seletivo 2016 para Ensino Fundamental e Ensino Médio / ATIVIDADES PEDAGÓGICAS 1º Ano do Ensino Fundamental (Alunos concluintes do 2º Período da Educação Infantil) Escrita do nome completo; Identificar e reconhecer as letras do alfabeto; Identificar e diferenciar

Leia mais

PROVA 358. (Dec.- Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) 2014/2015 1.ª e 2.ª Fases

PROVA 358. (Dec.- Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) 2014/2015 1.ª e 2.ª Fases PROVA 358 INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Formação Específica Anual 12.º Ano (Dec.- Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) 2014/2015 1.ª e 2.ª Fases Provas Escrita e Oral Cursos Científico-

Leia mais

Informação Prova de Equivalência à Frequência

Informação Prova de Equivalência à Frequência Básico Informação Prova de Equivalência à Frequência INGLÊS (LE I) Prova escrita e oral Prova 21 2015 do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de exame

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS 2015 3.º CICLO DO ENSINO BÁSICO (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)» INTRODUÇÃO O presente documento visa divulgar as características da prova

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU PLANIFICAÇÃO ANUAL INGLÊS. MÓDULOS 1,2,3 e 4 ACTIVIDADES ESTRATÉGIAS. - Exercícios de:

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU PLANIFICAÇÃO ANUAL INGLÊS. MÓDULOS 1,2,3 e 4 ACTIVIDADES ESTRATÉGIAS. - Exercícios de: Página1 ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU PLANIFICAÇÃO ANUAL ENSINO SECUNDÁRIO PROFISSIONAL Cursos: Comunicação, Marketing, Relações Públicas e Publicidade; Gestão e Programação de Sistemas Informáticos;

Leia mais

Objetivos Domínios/ Conteúdos Atividades

Objetivos Domínios/ Conteúdos Atividades AGRUPAMENTO DE ESCOLAS N.º 1 DE GONDOMAR EB 2/3 de Jovim e Foz do Sousa PLANIFICAÇÃO ANUAL DE PORTUGUÊS 1º Período 5º Ano ANO LETIVO 2014/2015 Objetivos Domínios/ Conteúdos Atividades Conhecer o alfabeto.

Leia mais

Processo Seletivo 2016 Conteúdo Programático - 1º ano do Ensino Fundamental

Processo Seletivo 2016 Conteúdo Programático - 1º ano do Ensino Fundamental Conteúdo Programático - 1º ano do Ensino Fundamental Avaliação do Desenvolvimento e Desempenho da Criança nos aspectos cognitivo, afetivo, socialização e psicomotor, através de atividades compatíveis com

Leia mais

HABILIDADES E DETALHAMENTO DAS HABILIDADES

HABILIDADES E DETALHAMENTO DAS HABILIDADES Conteúdo Básico Comum (CBC) de Língua Portuguesa do Ensino Fundamental do 6º ao 9º ano Nas páginas a seguir, os tópicos de conteúdo e suas respectivas habilidades aparecem em negrito; os subtópicos e o

Leia mais

NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco

NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET Professora: Sandra Franco Período Composto 1.Orações Subordinadas Adverbiais. 2. Apresentação das conjunções adverbiais mais comuns. 3. Orações Reduzidas. As orações subordinadas

Leia mais

Questão 01 Interpretação de texto. Questão 02 Acentuação gráfica

Questão 01 Interpretação de texto. Questão 02 Acentuação gráfica COMENTÁRIOS E RESPOSTAS À PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA DE NÍVEL MÉDIO PARA AGENTE ADMINSITRATIVO AUXILIAR PORTO ALEGRE DO CONCURSO DA FUNDAÇÃO ESTADUAL DE PROTEÇÃO E PESQUISA EM SAÚDE FEPS PROVA REALIZADA

Leia mais

Informação - Prova de Equivalência à Frequência ESPANHOL (continuação) Código da Prova:368 2015 10.º e 11.º Anos de Escolaridade

Informação - Prova de Equivalência à Frequência ESPANHOL (continuação) Código da Prova:368 2015 10.º e 11.º Anos de Escolaridade Disciplina Espanhol Código - 368 Informação - Prova de Equivalência à Frequência ESPANHOL (continuação) Código da Prova:368 2015 10.º e 11.º Anos de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho,

Leia mais

COMPETÊNCIAS EM INFORMAÇÃO SABER FAZER UM RESUMO. Saber comunicar a informação de forma eficaz. Literacia da informação

COMPETÊNCIAS EM INFORMAÇÃO SABER FAZER UM RESUMO. Saber comunicar a informação de forma eficaz. Literacia da informação COMPETÊNCIAS EM INFORMAÇÃO SABER FAZER UM RESUMO Saber comunicar a informação de forma eficaz Literacia da informação Rute Simões 30 de Março de 2012 Segundo G. Vigner 1, o resumo é uma operação de tradução

Leia mais

ENSINO SECUNDÁRIO CIENTIFICO HUMANÍSTICO

ENSINO SECUNDÁRIO CIENTIFICO HUMANÍSTICO Escola Secundária Dr. Solano de Abreu Abrantes ENSINO SECUNDÁRIO CIENTIFICO HUMANÍSTICO DISCIPLINA: Espanhol Iniciação ANO: 10º ANO LETIVO 2012/2013 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS ATIVIDADES ESTRATÉGIAS AULAS

Leia mais

1.º CEB. Clara Amorim

1.º CEB. Clara Amorim 1.º CEB Metas Curriculares de Português Documento de referência para o ensino e a aprendizagem e para a avaliação interna e externa, de progressiva utilização obrigatória. Contém os conteúdos do programa

Leia mais

Informação Prova de Equivalência à Frequência

Informação Prova de Equivalência à Frequência Ano letivo 2014/2015 Ensino Secundário - 1ª e 2ª Fase Disciplina de ESPANHOL (INICIAÇÃO BIENAL) - 375 Informação Prova de Equivalência à Frequência 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

Plano de Estudo e de Desenvolvimento do Currículo

Plano de Estudo e de Desenvolvimento do Currículo DGEste - Direção de Serviços da Região Norte AGRUPAMENTO DE ESCOLAS LEONARDO COIMBRA FILHO, PORTO Código 152213 4.º ANO Ano Letivo 2014/2015 Aulas Previstas/Ano de Escolaridade Plano de Estudo e de Desenvolvimento

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015/2016 PORTUGUÊS - 4ºANO

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015/2016 PORTUGUÊS - 4ºANO . Interação discursiva Princípios de cortesia e cooperação Informação, explicação; pergunta. Compreensão e expressão Vocabulário: variedade e precisão Informação: essencial e acessória; implícita Facto

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA LOGOTIPO MACMILLAN BRASIL Utilização colorido; preto/branco e negativo Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que

Leia mais

Curso Profissional 11º ano. Módulo III Lugares e Transportes

Curso Profissional 11º ano. Módulo III Lugares e Transportes Curso Profissional 11º ano Módulo III Lugares e Transportes 1. Competências visadas (a desenvolver no aluno) Compreensão oral: - Compreender o suficiente para resolver necessidades concretas, desde que

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015/2016 PORTUGUÊS - 3ºANO

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015/2016 PORTUGUÊS - 3ºANO DIREÇÃO DE SERVIÇOS DA REGIÃO ALGARVE Agrupamento de Escolas José Belchior Viegas (Sede: Escola Secundária José Belchior Viegas) PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015/2016 PORTUGUÊS - 3ºANO METAS Domínios/ Conteúdos

Leia mais

Espanhol. Agrupamento de Escolas de Alvalade. Informação - Prova Equivalente a Exame Nacional. Prova 847 2015

Espanhol. Agrupamento de Escolas de Alvalade. Informação - Prova Equivalente a Exame Nacional. Prova 847 2015 Informação - Prova Equivalente a Exame Nacional Espanhol Prova 847 2015 11º ano de escolaridade continuação (CCH) Tipo de prova Escrita Duração 120 min + 30 min Nº de páginas 7 1 Introdução Temas transversais:

Leia mais

CURRÍCULO DE PORTUGUÊS PARA O ENSINO MÉDIO COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO

CURRÍCULO DE PORTUGUÊS PARA O ENSINO MÉDIO COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO CURRÍCULO DE PORTUGUÊS PARA O ENSINO MÉDIO COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO GOVERNADOR DE PERNAMBUCO Eduardo Campos VICE-GOVERNADOR João Lyra Neto SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO Ricardo

Leia mais

PROGRAMAS PARA OS CANDIDATOS A VAGAS 2016 3 o Ano Ensino Fundamental

PROGRAMAS PARA OS CANDIDATOS A VAGAS 2016 3 o Ano Ensino Fundamental 3 o Ano Textos Ler, entender e interpretar contos infantis e textos informativos. Gramática Será dada ênfase à aplicação, pois ela é entendida como instrumento para que o aluno se expresse de maneira adequada

Leia mais