Insurance Insurance. Estudos de Remuneração 2012

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Insurance Insurance. Estudos de Remuneração 2012"

Transcrição

1 Insurance Insurance Estudos de Remuneração 2012

2 3 Michael Page Estudos de Remuneração Insurance 4 Apresentamos-lhe os Estudos de Remuneração 2012, realizados pela Michael Page. O objectivo dos nossos Estudos de Remuneração é fornecer uma visão detalhada e actualizada dos níveis retributivos dos perfis mais procurados e também aproximar empresas e candidatos na delicada fase da negociação salarial. As descrições contêm responsabilidades, formação, experiência, bem como uma tabela com remunerações. Agradeço a todos os que contribuiram para a realização deste estudo e espero que vos possam ser úteis. Toda a equipa do Page Group em Portugal estará disponível para responder a qualquer dúvida ou consulta. Com os melhores cumprimentos, Os estudos incluem as seguintes disciplinas: Finance Banking & Financial Services Human Resources Tax & Legal Commercial & Marketing Retail Healthcare & Life Sciences Engineering & Manufacturing Property & Construction Information Technology Álvaro Fernández Director Geral Page Group Av. da Liberdade, nº 180-A, 3º andar Lisboa

3 5 Michael Page Estudos de Remuneração Insurance 6 MICHAEL PAGE INTERNATIONAL A Michael Page International é a consultora líder em recrutamento especializado. Criada em 1976 em Inglaterra, apresenta uma experiência de 30 anos em consultoria de selecção especializada de quadros directivos, estando presente na Europa, Ásia-Pacífico e América do Norte e do Sul. Em Portugal, a Michael Page International trabalha com 9 divisões: Finance Banking & Financial Services Tax & Legal Human Resources Commercial & Marketing Retail Healthcare & Life Sciences Engineering & Property Information Technology O PAGE GROUP EM PORTUGAL O Page Group está presente em Portugal desde o ano 2000, tendo registado um grande crescimento através das suas divisões. Actualmente, o Page Group recruta para os seus clientes quadros médios e superiores, para processos de carácter permanente e temporário, através das seguintes marcas: Page Executive - área de negócio especializada no recrutamento de quadros directivos; Michael Page - unidade de negócio especializada no recrutamento de quadros médios e superiores; Page Personnel - área de negócio especializada no recrutamento de posições intermédias e funções técnicas de suporte.

4 7 Michael Page Estudos de Remuneração Insurance 8 ÍNDICE 1. Nota Preliminar pág Funções A. Funções específicas A.1. Actuário Vida / IARD A.2. Subscritor A.3. Sinistros pág. 13 pág. 18 pág. 21 B. Funções Comerciais B.1. Executivo de contas B.2. Comercial de Seguros Colectivos (empresas) B.3. Gerente de Rede Externa pág. 25 pág. 26 pág. 29 pág. 32 C. Funções de Marketing C.1. Director de Marketing C.2. Responsável de Comunicação C.3. Responsável de Marketing Online pág. 35 pág. 38 pág Os nossos escritórios pág. 44

5 9 Michael Page Estudos de Remuneração Insurance NOTA PRELIMINAR A Michael Page Insurances, a divisão do Grupo dedicada à selecção de profissionais no âmbito dos Seguros, foi criada para responder às necessidades dos nossos clientes em seleccionar profissionais desta área para todos os sectores de actividade. A forte especialização da divisão oferece às empresas clientes um valor acrescentado, graças à formação e experiência profissional dos nossos consultores, oriundos das áreas para as quais recrutam. Esta experiência traduz-se num profundo conhecimento do mercado e na capacidade de validar as aptidões técnicas dos candidatos. Para cada perfil profissional, realizamos uma análise das principais características: Dependência hierárquica; Responsabilidades; Perfil; Evolução; Remuneração em euros. Esperamos que este estudo o ajude na gestão dos seus recursos. O estudo de remuneração que lhe apresentamos foi realizado com base no nosso conhecimento de mercado e na nossa relação com clientes e candidatos. A informação deste estudo é o resultado de uma análise empírica, combinando duas fontes de informação: Base de dados de clientes e candidatos na área dos seguros; Publicação de anúncios na imprensa e internet.

6 Michael Page Salary Survey Engineering & Manufacturing 2. Funções

7 13 Michael Page Estudos de Remuneração Insurance 14 A. Funções Específicas A.1. Actuário Vida / IARD Dentro das posições do sector de seguros, o Actuário tem um papel muito importante: intervem a concepção e criação de produtos e cobrança dos mesmos. Corresponde ao Actuário de Seguros a actuação, em exclusivo, de todas as questões de técnica, matemática e económica das Instituições de Seguros, Poupança e Capitalização, e, como título de intervalo facultativo, autoriza a quem possa exercer os cargos de alta direcção das empresas de Seguros, Cobranças e Capitalização. O aconcelhamento, a peritagem e o desempenho de cargos nos que requerem o uso dos seus conhecimentos específicos nas matérias de estatística matemática, teoria económica das Empresas de Seguros, direcção e técnica de contabilidade e estimação quantitativa de operações financeiras. Os actuários estão especializados em todos os ramos do sector de Seguros. Contando com as grandes diferenças de Vida e Não Vida. Os actuários vão-se actualizando a nova exigências de acordo com o que o mercado e os organismos reguladores pretendem. Encontramos actuários em todos os intervenientes do mercado: companhias de resseguro, companhias de seguro, corretoras, consultoras (actuariais) e empresas de diferentes sectores que pretendem esta posição por um grande volume de seguros que gerem. O actuário deve avaliar a rentabilidade, a análise das suas margens, e também intervir na gestão de activos/passivos, ou seja, na adequação entre os recursos da empresa e os seus compromissos. Em Portugal, os actuários estudam uma licenciatura, cada vez mais extensa: Licenciatura em Ciências Actuariais e Financeiras. Estes podem encontrar uma saída profissional como especialistas em análise de mercados financeiros e dos departamentos de qualquer empresa relacionados com as finanças, seguros, administração e contabilidade, devido aos seus altos conhecimentos analíticos e matemáticos. Isto, em conjunto os poucos actuários que se licenciam por ano, faz com que haja poucos profissionais para cobrir as necessidades das campanhas de seguros, o que provoca inflações salariais neste ponto.

8 15 Michael Page Estudos de Remuneração Insurance 16 Hierarquia O actuário reporta a um Director técnico. Responsabilidades Criação de produtos. Estabelecer Tarifas; Categorizar os riscos; Definir as condições de rentabilidade económica e financeira das políticas; Aconselhar e acompanhar tecnicamente os encarregados da subescrição e comercialização de produtos. Perfil O grau exigido é a licenciatura em Ciências Actuariais e Financeiras. Os actuários que desejem exercer a tempo inteiro estas funções têm de estar registados na Associação dos Actuários Portugueses. É requerido o controlo de programas informáticos devido às inovações estatísticas e pelas últimas tendências de modelização económica. Requere-se também sentido de análise, capacidade de sintese, trabalho em equipa, sentido de comunicação, curiosidade e espírito criativo. Os conhecimentos em Inglês são requeridos dada a informação conexa que vem de países estrangeiros e a internacionalização das companhias. Evolução A progressão lógica de um actuário é dirigir-se para uma direcção técnica. A evolução é normalmente feita em etapas passando de posições junior, sénior, e manager. Também há saídas na parte de subscrição, gestão de activos, marketing, etc. Alguns exemplos da evolução depois de anos de desenvolvimento de funções actuariais, entre outras, são: Responsável técnico de produtos; Responsável Actuariado; Responsável ALM (gestão de activos e passivos); Responsável de serviços de Estudos; Responsável de ramos; Direcção Técnica Actuarial. Figurando entre a elite de assalariados do sector de seguros, os actuários evoluem muito facilmente para postos Directivos.

9 17 Michael Page Estudos de Remuneração Insurance 18 A. Funções Específicas Remuneração Os Actuários são poucos em comparação com os que são necessários, o que faz com que a inflação salarial seja patente. A remuneração é formada por uma parte fixa e pode ser formada por uma parte variável, sobretudo em posições sénior, representando uma medida de 15% do salário bruto fixo. Remuneração em euros Experiência Mínimo Máximo Bónus A.2. Subscritor Hierarquia Depende do Responsável de Subscrição, do Responsável da Unidade de Negócio, do Director técnico ou do Director Comercial. O Subscritor é responsável por avaliar o risco específico de uma operação concreta e determinar a quotização correspondente. Habitualmente o subscritor especializa-se dentro de um ramo específico: riscos industriais, transporte, responsabilidade civil. Actuário Júnior < 2 anos a 10% Responsabilidades Actuário Actuário Sénior Director 3 a 5 anos 5 a 10 anos >10 anos a 20% 10 a 20% 20 a 30% Avaliar e analisar o risco de uma operação a partir de uma informação facultada pela rede comercial de mediadores ou pela própria empresa; Defenir as condições de garantia, fixar tarifas das matérias-primas e do contrato; Participar com os comerciais e mediadores a negociação com clientes; Participar na elaboração do plano de negócios e a criação de novos produtos devido ao conhecimento específico do mercado e do produto;

10 19 Michael Page Estudos de Remuneração Insurance 20 Defenir as escalas de tarifas e as condições de garantia. Eventualemente participar na avaliação de um sinistro importante. Os subscritores de risco são especialmente procurados pelas empresas seguradores e pelas suas filiais já que são uma figura para: Poder avaliar a rentabilidade das operações realizadas; Ter a sinistralidade incurrida controlada; Ter o risco operativo da empresa controlado; Evolução A evolução habitual dentro de uma organização é assumir maior autonomia, capacidade de subscrição e maior implicação no desenho das políticas de sobscrição do seu ramo. Pode chegar a Manager de Subscrição, Responsável de Subscrição ou, inclusivamente, Director de Subcrição ou Director de Unidade de Negócio. Através da sua experiência e conhecimento técnico podem chegar a optar por posições de Direcção Geral ou Gerência de empresas. Além disso, os subscritores permitem que as empresas conheçam directamente a evolução de um mercado concreto e detectar novas oportunidades de negócio ao estar em contacto directo com a rede de mediadores e as forças comerciais próprias da organização. Remuneração em euros Experiência Mínimo Máximo Bónus Perfil Subscritor Júnior < 2 anos a 10% Devido à componente técnica e à exposição comercial da posição, o subscritor tem uma formação técnica específica vinculada ao ramo no qual desenvolve a sua actividade e competências comerciais elevadas a nível relacional, analítico e de negociação. Subscritor Subscritor Sénior 3 a 6 anos 6 a 10 anos a 20% 10 a 20% Director >10 anos > a 30%

11 21 Michael Page Estudos de Remuneração Insurance 22 A. Funções Específicas A.3. Sinistros Hierarquia O reporte das responsabilidades de sinistros é feito normalmente ao director de serviço a cliente ou ao director do Back Office. Responsabilidades O responsável dos sinistros é a pessoa encarregada de administrar e gerir os sinistros dos assegurados. O responsável dos sinistros entra em acção quando ocorre o sinistro, gere as acções que conduzem à indemnização e liquidação do sinistro. As suas principais funções são: Assegurar a selecção e a formação dos distintos colaboradores; Responder à procura de informação, tanto de forma interna como externa; Controlar a qualidade do serviço prestado, mediante o estabelecimento de uma técnica e o respeito dos processos estabelecidos, assim como a demarcação dos mesmos; Definir os objectivos, controlar os desvios e analizar os resultados; Participar nos grupos de trabalho (estudo de rentabilidade, evolução de sinistros, renovação de políticas e auditoria das mesmas); Zelar pelo interesses da sua companhia e clientes; Conferir os factos que provocaram o sinistro e que provocam o accionar do princípio de indeminização; Mediação entre as partes envolvidas no sinistro; Em caso de não chegar a um acordo extrajudicial, é necessário estabelecer um acordo com o departamento legal; Evolução do dano do assugurado e da sua indemnização, de acordo com a certificação de operação financeiras. O perfil de responsável de sinistros, é mais comum nas empresas, embora também possa existir outros departamentos, como por exemplo, as corretoras. O responsável de sinistros é fundamental para garantir a rentabilidade das operaçãoes financeiras. Perfil A formação para esta posição não é específica; pode ser licenciado em Direito ou Economia. Os perfis mais procurados pelas empresas são perfis que devem demonstrar uma experiência de 5 a 10 anos, em função do departamento, com preferência para candidatos com experiência em Sinistros, Produção, Colectivos, entre outros. O responsável de sinistros deve dispor de um grande rigor profissional já que deve prestar uma especial atenção à qualidade dos processos.

12 23 24 Michael Page Estudos de Remuneração Insurance Deve contar com um espírito crítico e ser capaz de sintetizar, enfrentar os diversos problemas (humanos, de organização, técnicos de seguros) e solucioná-los. Também deve ser capaz de tomar decisões de forma autónoma e, ao mesmo tempo, deve contar com uma dose de diplomacia para gerir os conflitos ocasionais. A sua orientação para o cliente faz com que se desenvolva de forma especial o conceito de qualidade de serviço. Evolução Remuneração em euros Experiência 0 a 10 anos >10 anos Mín. Máx. Mín. Máx. Empresa, Banca seguros Corretagem > > A progressão profissional pode ser tanto horizontal como vertical. Horizontal ganhando domínio das suas competências. Vertical, ganhando competências em si mesmo.

13 25 Michael Page Estudos de Remuneração Insurance 26 B. Funções Comerciais B. Funções Comerciais Os mercados sofreram grandes alterações nos último anos. Sob o efeito dos aumento das competências (grupos bancários ou de grande distribuição, redes especializadas, etc.) os participantes do sector teêm, dentro de uma preocupação pela rentabilidade, a missão de reorganizar a sua rede, especializando os seus pontos de venda e segmentando os seus clientes. Paralelamente, desde há muito tempo, cada vez com mais força, estamos perante o aparecimento de plataformas telefónicas de cosultoria que apoiam as redes fisicas para a gestão de operações correntes. Desde o aparecimento deste novo canal, o comercial converteu-se num vendedor mais ouro. Dirige-se a uma clientela determinada, deve alcançar objectivos comerciais que variam segundo a qualificação do cliente e da empresa que gere. No que se refere a clientes colecvtivos (grandes empresas e PME s) teêm igualmente uma grande importância nos últimos tempos. B.1. Executivo de Contas Hierarquia Em dependência do Responsá vel Comercial da zona atribuida. Responsabilidades Trabalha por conta de outro ou de forma autonoma, vende contratos de seguros a clientes particulares ou empresas. Pode trabalhar num lugar determinado ou em determinada zona. Trata-se, antes de mais, de um posto puramente comercial onde as missões são: Gerir uma carteira; o número e as caracteristicas dos seus clientes variam segundo se trate de uma clientela de grande público e/ ou de elevada gama e /ou profissional ; De forma directa ou indirecta, prospecta e identifica novos potenciais clientes; Fideliza e desenvolve a sua carteira (por prospecção telefónica, , recomendação, etc.); Aconselha e vende aos clientes os produtos de seguros (Vida ou Não Vida) que melhor de adaptem às suas necessidades.

14 27 Michael Page Estudos de Remuneração Insurance 28 Perfil Geralmente os perfis encontrados não só dispoem de formação superior como também, como tambem, ultimamente, a grande oferta de licenciadofaz com que cada vez mais universitários optem por estes postos. A selecção destas profissões evoluiram teem evoluido com o mercado, as empresas do sector procuram cada vez mais perfis comerciais. É por isso que se orientam mais para formações comerciais. (formações profissionais do sector comercial e técnicas de comercialização, em detrimento de perfis puramente financeiros. tembem é importante dizer, que com a situação actual do mercadocada vez há mais gente com uma formação superior o que benificia o serviço ao cliente, já que teem um conhecimento mais tecnico do produto. O que se procura defenitivamenteé uma pessoa que seja capaz de criar uma relação de confiança com os clientes. Evolução Remuneração Em relação à remuneração, a parte variavel da mesma pode ser pequena (no caso de companhias mutualistas), ou significativa (para companhias e corretoras) e inclusivamente total (por contrato mercantil). Remuneração em euros Experiência 0 a 5 anos >5 anos Mín. Máx. Mín. Máx. Empresa Companhias Mutualistas Contrato Mercantil > O executivo de contas opde evoluir até posições de Direcção Comercial.

15 29 30 Michael Page Estudos de Remuneração Insurance B. Funções Comerciais B.2. Comercial de Seguros Colectivos (empresas) Hierarquia Em dependência do Director regional e da Direcção Comercial. Responsabilidades Trabalha por conta de outrem, vede apolices de diferentes ramos a empresas. O mercado está em plena alteração como resultado da segmentação dos clientes. A situação do mercado actual requere uma amior rofissionalização e maior presença num mercado carregado de competência. Por outro lado, os produtos e serviços desenvolvidos para estes clientes são numerosos e especificos. As principais missões são as seguintes: Fidelizar e desenvolver uma carteira; Para além da prspecção, é necessario identificar as necessidades de cada um dos clientes e criar produtos à medida para cada um dos colectivos; São responsáveis pela negociação de contratos, assim como do seguimento comercial; Manter os contactos com as direcções de Recursos Humanos, as direcções financeiras e com os Directores Gerais. Com eles tratam das especificidades de cada um e orientam-nos para a gestão personalizada dos seus diferentes risco. Perfil É uma profissão onde se acontram uma grande diversidade de perfis. O perfil está tanto orientado para perfis séniors, que contamcom uma boa experiência comercial, como para perfis juniors que contam com uma formação superior (licenciatura, escola de comércio ou terceiro ciclo universitário). Os profissionais devem, para além de possuir qualidades comerciais, ser bons ouvintes (saber escutar) e grande capacidade de análise. Evolução A possivel projecção profissional deste perfis evolui para acrteiras mais importantes, para grandes contas ou para responsáveis de um departamento.

16 31 Michael Page Estudos de Remuneração Insurance 32 B. Funções Comerciais Remuneração As remunerações, em função das categorias de postos compoem-se por uma parte fixa e uma variavel mais ou menos relevante. B.3. Gerente de Rede Externa Hierarquia Remuneração em euros Experiência 0 a 5 anos >5 anos Mín. Máx. Mín. Máx. Comercial Empresas Responsável de Zona > Director de sucursal/ região NS Responsável de Zona NS > Director Comercial NS > O Gerente é sobretudo um gestor. Trata-se de uma profissão polivalente e evolutiva. Os continuos movimentos do mercado fazem desta posição, uma posição dinâmica que necessita por-se em dia regularmente das competências dentro de todos os apectos do sector: conhecimentos dos contratos de seguros (geralmente mais complexos do que noutros sectores), exportação de técnicas comerciais (renovadas consttantemente), e alta capatidade de adaptação à mudança. Reporta ao director Geral ou Comercial. Responsabilidades NS: Não Significativo Tem a seu cargo a venda de diferentes produtos de uma empresa, geralmente pra uma determinada região, este manager recruta e está no comando de uma equipa de comerciais, mediadores ou carteira de corretores. A sua principal função consiste em alcançar o volume de vendas fixada pela Direcção Comercial através de diversos meios: Em ocasiões intervir para apoiar um comercial a negociar um contrato completo proporcionando-lhe um apoio tecnico e comercial.

17 33 Michael Page Estudos de Remuneração Insurance 34 Negociar os objectivos a alcançar, os meios e o pressuposto necessário para ele. Desenhar e desenvolver os planos comerciais. Assegurar um seguimento regular, quantitativamente e qualitativamente dos resultados comerciais Participar na selecção, e formação de equipas, fixar os objectivos individuais e doa seus colaboradores e motivá-los. Remuneração em euros Experiência 0 a 5 anos Mín. Máx Perfil A profissão de Gerente de Rede Externa requere geralmente orientado para o comercial, técnico ou jurídico. Um perfil comercial marcado é imprescindivel. Esta posição necessita geralmente de uma expriência comercial prévia de alguns anos. É tambem importante uma certa autonomia, iniciativa e disponibilidade. A capacidade de motivar a equipa é determinante para desenvolver uma boa carreira nesta posição. >5 anos Mín. Máx Evolução A trajectória profissional depende em grande medida dos resultados. Um Gerente que é por sua vez um bom comercial e um sólido menager, pode evoluir para um posto de Director Comercial ou Regional.

18 35 Michael Page Estudos de Remuneração Insurance 36 C. Funções de Marketing C.1. Director de Marketing Hierarquia Em dependência do Director Geral ou do Director Comercial. Responsabilidades Criar, definir e implementar um plano de Merketing da empresa a nível nacional, assegurando a sua compatibilidade e sinergia com a estratégia de marketing coorporativo do grupo; Definir, juntamente com a Direcção Geral/Comercial, a estratégia de Marketing para o portefólio de produtos e/ou serviços da empresa; Elaborar, controlar e gerir o pressuposto do departamento garantino a optimização do mesmo; Gestão da equipa da sua responsabilidade; Medir e analisar a rentabilidade das acçoes de marketing realizadas; Cooredenar a sua actividade com outros departamentos da empresa. Perfil Experiência minima de 7 a 10 anos em departamentos de marketing onde tenha desempenhado nos últimos 3 anos posições de Marketing Manager ou Director de Marketing; Elevado nível de interlocução com agências de comunicação/ publicidade (Director de Contas/Director Geral) e central de meios (Planificador /Director Geral); Formação superior em Ciências Económicas/Empresariais ou Marketing, valorisando-se positivamente mestrado numa escola de negócios prestigiada; Indespensável nivel elevado de inglês e/ou francês; Grande capacidade de análise, polivalente, orientado para resultados, proactivo, inovador e com elevada capacidade de liderança e gestão de equipas humanas. Evolução O Director de Marketing pode orientar-se para uma responsabilidade de um centro de aproveitamento ou de uma Direcção de Marketing Internacional. Para os restantes fortes potenciais, a Direscção de Marketing é frequentemente um passo necessário no caminho para a Direcção Geral.

19 37 Michael Page Estudos de Remuneração Insurance 38 C. Funções de Marketing Remuneração em euros VN < 60M > 60M VN < 120M VN > 120M Mínimo Médio C.2. Responsável de Comunicação Hierarquia Em dependência de Direcção Comercial e de Marketing. Responsabilidades Máximo VN = Volume de negócio Define a política de comunicação externa e interna necessária para por em marcha os diferentes projectos (negociação com subcontratados, ferramentas de suporte à venda, maketing promocional e organização de férias, etc.); Organiza e supervisiona as operações de relação com os meios de comunicação e as conferências de imprensa (redacção dos comunicados, elaboração dos planos de difusão, e assegura-se de ter a melhor repercussão da sua empresa estabelecendo contactos directos com os jornalistas). Do mesmo modo assegura a presença da empresa nas feiras de emprego., conferências e congressos especializados; Põem em marcha acções de marketing directo necessário para gerar carteiras: mailing, etc.; Dirige as relações com os distribuidores (desde que iniciou a suas acções promocionais) e decide o pressuposto dos mesmos; Adapta a nível local as acções de comunicação internacionais.

20 39 Michael Page Estudos de Remuneração Insurance 40 C. Funções de Marketing Perfil O responsável de Marketing e Comunicação tem muitas vezes uma formação do tipo Licenciatura em Comunicação ou em Escola Superior de Comércio. Deve ter uma experiência de 2 a 5 anos e muitas vezes adquirida em qualidade de Chefe de Produto. Evolução A evolução lógica é muitas vezes vertical, para una função de Direcção de Marketing. Remuneração em euros VN = Volume de negócio VN < 60M < 60M VN < 120M VN > 120M Mínimo Médio Máximo C.3. Responsável de Marketing Online Hierarquia Em dependência do Director de Marketing ou do Director de Comunicação. Responsabilidades Criar, definir e Implementar, junto com o Director de Marketing ou o Director de Comunicação, a estratégia de comunicação da empresa; Definir, criar e implementar o plano de marketing online e a estratégia da marca no meio online para maximizar o tréfego na Web, assim como a procura através da mesma; Definir e negociar a compra de espaços online para optimizar a presença da marca e dos seus produtos na rede; Coordenar todas as acções de marketing digital com os restantes departamentos da empresa, trabalhando em estreita parceria com as brand teams e o Departamento Comercial; Gerir as adaptações e as mudanças da página Web corporativa, incluindo os conteúdos, desenvolvimentos, melhoras, inovações; Planear, gerir e seguir as campanhas de marketing online;

21 41 Michael Page Estudos de Remuneração Insurance 42 Procurar, avaliar e recomendar novos canais online e gerar novas oportunidades; Gerir projectos de SEM (search engine marketing) da empresa; Desenvolver a estratégia de SEO (search engine optimization) e supervisionar o desenvolvimentos do posicionamento das páginas do gruop a longo prazo; Manter e gerir a relação com agências externas. Participar na evolução de tais agências e negociar os fees; Vigiar o cumprimento da identidade corporativa e da marca na área da Internet. Perfil Remuneração em euros VN = Volume de negócio VN < 60M 60M < VN < 120M VN > 120M Mínimo Médio Máximo Experiência minima de 4 anos em departamentos de marketing online e/ou agências de marketing online; Formação superior, valorizando-se pós-graduações; O domínio do inglês é imprescindível. Evolução A posição evolui para Direcção de Marketing.

22 43 Michael Page Estudos de Remuneração Insurance 44 Os nossos escritórios: Lisboa: Avenida da Liberdade, nº 180-A, 3º andar Lisboa Tel. : Porto: The Brasília Building Praça Mouzinho de Albuquerque Centro Empresarial Regus, 5º andar Porto Tel.:

Human Resources Human Resources. Estudos de Remuneração 2012

Human Resources Human Resources. Estudos de Remuneração 2012 Human Resources Human Resources Estudos de Remuneração 2012 3 Michael Page Page 4 Apresentamos-lhe os Estudos de Remuneração 2012, realizados pela Michael Page. O objectivo dos nossos Estudos de Remuneração

Leia mais

ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2013. Specialists in human resources recruitment www.michaelpage.pt

ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2013. Specialists in human resources recruitment www.michaelpage.pt ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2013 Healthcare Human Resources & Life Sciences Specialists in human resources recruitment www.michaelpage.pt Human Resources Estudo de Remuneração 2013 Apresentamos-lhe os Estudos

Leia mais

Property & Construction

Property & Construction ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2014 Healthcare Property & Construction & Life Sciences Property & Construction Specialists in property & construction recruitment www.michaelpage.pt Property & Construction Estudo

Leia mais

ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2015. Specialists in tax & legal recruitment www.michaelpage.pt

ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2015. Specialists in tax & legal recruitment www.michaelpage.pt ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2015 Healthcare Tax & Legal& Life Sciences Specialists in tax & legal recruitment www.michaelpage.pt Tax & Legal Estudo de Remuneração 2015 Apresentamos-lhe os Estudos de Remuneração

Leia mais

Property & Construction

Property & Construction ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2015 Healthcare Property & Construction & Life Sciences Property & Construction Specialists in property & construction recruitment www.michaelpage.pt Property & Construction Estudo

Leia mais

ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2015. Specialists in human resources recruitment www.michaelpage.pt

ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2015. Specialists in human resources recruitment www.michaelpage.pt ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2015 Healthcare Human Resources & Life Sciences Specialists in human resources recruitment www.michaelpage.pt Human Resources Estudo de Remuneração 2015 Apresentamos-lhe os Estudos

Leia mais

Property & Construction Property & Construction. Estudos de Remuneração 2012

Property & Construction Property & Construction. Estudos de Remuneração 2012 Property & Construction Property & Construction Estudos de Remuneração 2012 3 Michael Page Page Estudos de Remuneração 2012 - Property & Construction 4 Apresentamos-lhe os Estudos de Remuneração 2012,

Leia mais

Healthcare & Life Sciences Healthcare & Life Sciences. Estudos de Remuneração 2012

Healthcare & Life Sciences Healthcare & Life Sciences. Estudos de Remuneração 2012 Healthcare & Life Sciences Healthcare & Life Sciences Estudos de Remuneração 2012 3 Michael Page Estudos de Remuneração 2012 - Healthcare 4 Apresentamos-lhe os Estudos de Remuneração 2012, realizados pela

Leia mais

Healthcare & Life Sciences

Healthcare & Life Sciences ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2013 Healthcare & Life Sciences Specialists in retail recruitment www.michaelpage.pt Estudo de Remuneração 2013 Apresentamos-lhe os Estudos de Remuneração 2013, realizados pela Michael

Leia mais

Hospitality & Leisure

Hospitality & Leisure ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2015 Hospitality & Leisure Hospitality & Leisure Specialists in hospitality & leisure recruitment www.michaelpage.pt Hospitality & Leisure Estudo de Remuneração 2015 Apresentamos-lhe

Leia mais

Estudo de Remuneração 2015

Estudo de Remuneração 2015 2015 COMMERCIAL & MARKETING Temporary & permanent recruitment www.pagepersonnel.pt Editorial Page Personnel ir ao encontro do talento A Page Personnel recruta para os seus clientes os melhores perfis qualificados,

Leia mais

Commercial & Marketing. Estudos de Remuneração 2012

Commercial & Marketing. Estudos de Remuneração 2012 Commercial & Marketing Estudos de Remuneração 2012 Estudos de Remuneração Commercial & Marketing 2012 2 Nota preliminar pág. 3 Funções de Marketing Funções Comerciais Assistente de Marketing pág. 12 Supervisor

Leia mais

Estudo de Remuneração 2015

Estudo de Remuneração 2015 2015 HUMAN RESOURCES Temporary & permanent recruitment www.pagepersonnel.pt Editorial Page Personnel ir ao encontro do talento A Page Personnel recruta para os seus clientes os melhores perfis qualificados,

Leia mais

Estudo de Remuneração 2015

Estudo de Remuneração 2015 2015 information TECHNOLOGY Temporary & permanent recruitment www.pagepersonnel.pt Editorial Page Personnel ir ao encontro do talento A Page Personnel recruta para os seus clientes os melhores perfis qualificados,

Leia mais

Specialists in information & technology recruitment www.michaelpage.pt

Specialists in information & technology recruitment www.michaelpage.pt Estudo de Remuneração 2014 Healthcare &Technology Information Life Sciences Specialists in information & technology recruitment www.michaelpage.pt MICHAEL PAGE A Michael Page é a consultora líder em recrutamento

Leia mais

Estudo de Remuneração 2015

Estudo de Remuneração 2015 2015 TAX & LEGAL Temporary & permanent recruitment www.pagepersonnel.pt Editorial Page Personnel ir ao encontro do talento A Page Personnel recruta para os seus clientes os melhores perfis qualificados,

Leia mais

Estudo de Remuneração 2015

Estudo de Remuneração 2015 2015 SECRETARIAL & MANAGEMENT SUPPORT Temporary & permanent recruitment www.pagepersonnel.pt Editorial Page Personnel ir ao encontro do talento A Page Personnel recruta para os seus clientes os melhores

Leia mais

ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2015. Specialists in information & technology recruitment www.michaelpage.pt

ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2015. Specialists in information & technology recruitment www.michaelpage.pt ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2015 Healthcare Information & Technology Life Sciences Specialists in information & technology recruitment www.michaelpage.pt Information Technology Estudo de Remuneração 2015 Apresentamos-lhe

Leia mais

Banking. Estudos de Remuneração 2012

Banking. Estudos de Remuneração 2012 Estudos de 2012 Estudos de Banking 2012 2 Nota preliminar pág. 3 Técnico de Tesouraria pág. 4 Banking Técnico de Controlo de Crédito pág. 5 Analista de Crédito Técnico de Back-Office Técnico de Derivados

Leia mais

Advocacia e TI estão entre as mais procuradas e melhor pagas

Advocacia e TI estão entre as mais procuradas e melhor pagas Guia das Funções Mais Procuradas Page Personnel 2015 Advocacia e TI estão entre as mais procuradas e melhor pagas Lisboa, 16 de Junho de 2015 - A Page Personnel, empresa de recrutamento de quadros intermédios

Leia mais

ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2016. Specialists in commercial & marketing recruitment www.michaelpage.pt

ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2016. Specialists in commercial & marketing recruitment www.michaelpage.pt ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2016 Healthcare &&Life Commercial Marketing Sciences Specialists in commercial & marketing recruitment www.michaelpage.pt Estudo de Remuneração 2016 Apresentamos-lhe os Estudos de

Leia mais

Retail. Estudos de Remuneração 2012

Retail. Estudos de Remuneração 2012 Estudos de 2012 Estudos de Retail 2012 2 Nota preliminar pág. 3 Retail Gerente de Loja Supervisor de Lojas Supervisor de Operações Chefe de Perecíveis Estilista Designer Visual Merchandising pág. 4 pág.

Leia mais

Specialists in commercial & marketing recruitment www.michaelpage.pt

Specialists in commercial & marketing recruitment www.michaelpage.pt Estudo de Remuneração 2014 Healthcare &&Life Commercial Marketing Sciences Specialists in commercial & marketing recruitment www.michaelpage.pt MICHAEL PAGE A Michael Page é a consultora líder em recrutamento

Leia mais

Estudo de Remuneração 2015

Estudo de Remuneração 2015 Estudo 2015 RETAIL Temporary & permanent recruitment www.pagepersonnel.pt Estudo Editorial Page Personnel ir ao encontro do talento A Page Personnel recruta para os seus clientes os melhores perfis qualificados,

Leia mais

ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2015. Specialists in commercial & marketing recruitment www.michaelpage.pt

ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2015. Specialists in commercial & marketing recruitment www.michaelpage.pt ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2015 Healthcare Commercial && Life Marketing Sciences Specialists in commercial & marketing recruitment www.michaelpage.pt Commercial & Marketing Estudo de Remuneração 2015 Apresentamos-lhe

Leia mais

Estudo de Remuneração 2015

Estudo de Remuneração 2015 2015 FINANCE Temporary & permanent recruitment www.pagepersonnel.pt Editorial Page Personnel ir ao encontro do talento A Page Personnel recruta para os seus clientes os melhores perfis qualificados, sendo

Leia mais

Estudo de Remuneração 2015

Estudo de Remuneração 2015 2015 BANKING Temporary & permanent recruitment www.pagepersonnel.pt Editorial Page Personnel ir ao encontro do talento A Page Personnel recruta para os seus clientes os melhores perfis qualificados, sendo

Leia mais

Healthcare & Life Sciences

Healthcare & Life Sciences ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2015 Healthcare & Life Sciences Healthcare & Life Sciences Specialists in healthcare & life sciences recruitment www.michaelpage.pt Healthcare & Life Sciences Estudo de Remuneração

Leia mais

ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2015. Banking & Financial Services. Specialists in banking & financial services recruitment www.michaelpage.

ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2015. Banking & Financial Services. Specialists in banking & financial services recruitment www.michaelpage. ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2015 Healthcare Banking & Financial & Life Sciences Services Banking & Financial Services Specialists in banking & financial services recruitment www.michaelpage.pt Banking & Financial

Leia mais

Europass-Curriculum Vitae

Europass-Curriculum Vitae Europass-Curriculum Vitae Informação pessoal Apelido(s) / Nome(s) próprio(s) Correio(s) electrónico(s) Miguel Pedro Mendes d Araújo Morada(s) Rua António Gustavo Moreira, n.º 35 Hab. 2.5 4400-660 Vila

Leia mais

GUIA DAS FUNÇÕES MAIS PROCURADAS. Interim & specialized recruitment www.pagepersonnel.pt

GUIA DAS FUNÇÕES MAIS PROCURADAS. Interim & specialized recruitment www.pagepersonnel.pt 2015 GUIA DAS FUNÇÕES MAIS PROCURADAS Interim & specialized recruitment www.pagepersonnel.pt 2 Sílvia Nunes Executive Manager Page Personnel Portugal O guia das funções mais procuradas procura responder

Leia mais

Finance. Estudos de Remuneração 2012

Finance. Estudos de Remuneração 2012 Estudos de 2012 Estudos de Finance 2012 2 Nota preliminar pág. 3 Finance Auditor Interno Controller Financeiro Contabilista Accounts Payable Accounts Receivable Técnico de Controlo de Crédito e Cobranças

Leia mais

ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2015. Engineering & Manufacturing. Specialists in engineering & manufacturing recruitment www.michaelpage.pt

ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2015. Engineering & Manufacturing. Specialists in engineering & manufacturing recruitment www.michaelpage.pt ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2015 Healthcare Engineering & Life Manufacturing Sciences Engineering & Manufacturing Specialists in engineering & manufacturing recruitment www.michaelpage.pt Engineering & Manufacturing

Leia mais

Departamento Comercial e Marketing. Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010. Técnicas de Secretariado

Departamento Comercial e Marketing. Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010. Técnicas de Secretariado Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010 Técnicas de Secretariado Departamento Comercial e Marketing Módulo 23- Departamento Comercial e Marketing Trabalho realizado por: Tânia Leão Departamento

Leia mais

EStUDo DE remuneração information technology 2013

EStUDo DE remuneração information technology 2013 ESTUDO DE REMUNERAÇÃO information 2013 ÍNDICE Pág. Administrador de Sistemas 4 Técnico de Redes de Comunicações 6 Administrador de Bases de Dados 8 Programador 10 Analista Programador 12 Analista Funcional

Leia mais

Barómetro das Profissões

Barómetro das Profissões Número 1T/2011 Período: 1 de Janeiro a 31 de Março Abril 2011 Realizado por Isabel Machado para IPAM Carreiras INTRODUÇÃO O presente Barómetro trimestral inserido na investigação do IPAM Carreiras pretende

Leia mais

ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2015. Healthcare Finance & Life Sciences. Specialists in finance recruitment www.michaelpage.pt

ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2015. Healthcare Finance & Life Sciences. Specialists in finance recruitment www.michaelpage.pt ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2015 Healthcare Finance & Life Sciences Specialists in finance recruitment www.michaelpage.pt Finance Estudo de Remuneração 2015 Apresentamos-lhe os Estudos de Remuneração para 2015,

Leia mais

Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000

Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000 Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000 Outras conclusões: Recrutamento na área de Marketing Digital registou crescimento de 15%. Área de E- commerce cresceu 6% Remuneração dos profissionais

Leia mais

sabi bvdinfo.com Informação financeira de empresas espanholas e portuguesas

sabi bvdinfo.com Informação financeira de empresas espanholas e portuguesas sabi Informação financeira de empresas espanholas e portuguesas A gama clássica da BvD a solução ideal para pesquisa e análise de dados financeiros bvdinfo.com Uma base de dados com informação empresarial

Leia mais

Sistema de Incentivos à Inovação e I&DT (Sector Automóvel) Quadro de Referência Estratégico Nacional [QREN]

Sistema de Incentivos à Inovação e I&DT (Sector Automóvel) Quadro de Referência Estratégico Nacional [QREN] Sistema de Incentivos à Inovação e I&DT (Sector Automóvel) Quadro de Referência Estratégico Nacional [QREN] Frederico Mendes & Associados Sociedade de Consultores Lda. Frederico Mendes & Associados é uma

Leia mais

www.tal-search.com P O R T U G A L E S P A N H A A N G O L A M O Ç A M B I Q U E

www.tal-search.com P O R T U G A L E S P A N H A A N G O L A M O Ç A M B I Q U E www.tal-search.com P O R T U G A L E S P A N H A A N G O L A M O Ç A M B I Q U E Quem somos? Quem somos? O que fazemos? O que nos distingue? Onde estamos? 2 Quem somos? APRESENTAÇÃO A Talent Search foi

Leia mais

Estudo de Remuneração 2012 2013

Estudo de Remuneração 2012 2013 1 Estudo de Remuneração 2012 2013 Apresentação Prezado (a), Nós da Michael Page temos a honra de apresentar a 6ª edição de nosso Estudo de Remuneração, versão 2012/2013. Há 6 anos este mapeamento tem o

Leia mais

MASTER EM DIRECÇÃO DE COMÉRCIO INTERNACIONAL E DE MARKETING OBJECTIVOS DO PROGRAMA A Escola de Negócios EUDEM apresenta o seu programa MCIM - Master em Direcção de Comércio Internacional e de Marketing,

Leia mais

Secretarial & Management Support. Estudos de Remuneração 2012

Secretarial & Management Support. Estudos de Remuneração 2012 Secretarial & Management Support Estudos de 2012 Estudos de Secretarial & Management Support 2012 2 Nota preliminar pág. 3 Secretarial Secretário Executivo Sénior Secretário Executivo Secretário Executivo

Leia mais

Recursos Humanos em Portugal

Recursos Humanos em Portugal O Maior Salão Profissional de Recursos Humanos em Portugal 9.ª Edição 17e 18 de Março de 2010 Centro de Congressos do Estoril www.ife.pt OS DECISORES SÃO UMA PRESENÇA GARANTIDA + 2000 profissionais de

Leia mais

A AICEP e os apoios à internacionalização das empresas

A AICEP e os apoios à internacionalização das empresas A AICEP e os apoios à internacionalização das empresas A aicep Portugal Global A aicep Portugal Global aicep Portugal Global missão é: é uma agência pública de natureza empresarial, cuja Atrair investimento

Leia mais

b. País de constituição Data de constituição / /

b. País de constituição Data de constituição / / Esta proposta de seguro é válida para Sociedades com facturação superior a 50 Milhões Euros. Excluem-se também desta proposta qualquer entidade seguradora e/ou financeira regulada pelos organismos competentes.

Leia mais

ACE BUSINESS CLASS PLUS SEGURO DE VIAGEM CORPORATE INTERNACIONAL

ACE BUSINESS CLASS PLUS SEGURO DE VIAGEM CORPORATE INTERNACIONAL ACE BUSINESS CLASS PLUS SEGURO DE VIAGEM CORPORATE INTERNACIONAL Apesar das sequelas da crise financeira global e da ressaca de uma recessão em vários países, os analistas esperam que a procura de viagens

Leia mais

SERVIÇOS FINANCEIROS PROFISSIONAIS. www.svc.pt www.areaeconomica.net

SERVIÇOS FINANCEIROS PROFISSIONAIS. www.svc.pt www.areaeconomica.net SERVIÇOS FINANCEIROS PROFISSIONAIS www.svc.pt www.areaeconomica.net DEPARTAMENTOS E DIVISÕES Contabilidade e Fiscalidade [Accounting/Tax/Reporting] Oferecemos um serviço diferenciado no âmbito da execução

Leia mais

NOVOS FUNDOS COMUNITÁRIOS

NOVOS FUNDOS COMUNITÁRIOS NOVOS FUNDOS COMUNITÁRIOS Sessão de Esclarecimento Associação Comercial de Braga 8 de abril de 2015 / GlobFive e Creative Zone PT2020 OBJETIVOS DO PORTUGAL 2020 Promover a Inovação empresarial (transversal);

Leia mais

A AICEP e os apoios à internacionalização das empresas. Porto, 25 de Setembro de 2012

A AICEP e os apoios à internacionalização das empresas. Porto, 25 de Setembro de 2012 A AICEP e os apoios à internacionalização das empresas Porto, 25 de Setembro de 2012 A aicep Portugal Global A aicep Portugal Global aicep Portugal Global missão é: é uma agência pública de natureza empresarial,

Leia mais

Programas Operacionais e Sistemas de Incentivos às Empresas

Programas Operacionais e Sistemas de Incentivos às Empresas Programas Operacionais e Sistemas de Incentivos às Empresas Da União Europeia vão chegar até 2020 mais de 20 mil milhões de euros a Portugal. Uma pipa de massa, nas palavras do ex-presidente da Comissão

Leia mais

Factor PME. Junho 2011

Factor PME. Junho 2011 Projecto Factor PME Junho 2011 Índice Âmbito e Objectivos 03 Condições de Elegibilidade _Entidade beneficiária 04 _Projecto 05 Investimentos Elegíveis _Componentes de financiamento 06 _Despesas elegíveis

Leia mais

Como Vender em Alemanha Uma acção à medida dos seus interesses

Como Vender em Alemanha Uma acção à medida dos seus interesses Como Vender em Alemanha Uma acção à medida dos seus interesses Ficha de Inscrição Encontre a resposta às suas dúvidas! Identifique a sessão pretendida: Porto AICEP (Rua António Bessa Leite, 1430-2.º andar)

Leia mais

Apoio à Internacionalização. CENA 3 de Julho de 2012

Apoio à Internacionalização. CENA 3 de Julho de 2012 Apoio à Internacionalização CENA 3 de Julho de 2012 Enquadramento Enquadramento Comércio Internacional Português de Bens e Serviços Var. 13,3% 55,5 68,2 57,1 73,4 48,3 60,1 54,5 66,0 67,2 61,7 Exportação

Leia mais

O desemprego como oportunidade Fundo Bem Comum

O desemprego como oportunidade Fundo Bem Comum Working Draft Last Modified 30/01/2007 18:09:06 GMT Standard Time O desemprego como oportunidade Fundo Bem Comum Conferência Mercado Laboral: A responsabilidade social das empresas em tempo de crise OJE

Leia mais

das funções novas nuevas por Michael Page International

das funções novas nuevas por Michael Page International guiade novas nuevas das funções por Michael Page International 1 O que entendemos por Nova Função? O que têm um Director de Obras Internacional e um Community Manager em comum? São ambas novas funções.

Leia mais

Consultoria de Gestão Sistemas Integrados de Gestão Contabilidade e Fiscalidade Recursos Humanos Marketing e Comunicação Consultoria Financeira JOPAC SOLUÇÕES GLOBAIS de GESTÃO jopac.pt «A mudança é a

Leia mais

SECRETARIAL Healthcare & Life Sciences & MANAGEMENT SUPPORT

SECRETARIAL Healthcare & Life Sciences & MANAGEMENT SUPPORT ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2016 SECRETARIAL Healthcare & Life Sciences & MANAGEMENT SUPPORT Secretarial & Management Support Specialists in human resources recruitment www.michaelpage.pt Estudo de 2016 Apresentamos-lhe

Leia mais

Carta de Compromisso - Centro para a Qualificação Profissional e o Ensino Profissional

Carta de Compromisso - Centro para a Qualificação Profissional e o Ensino Profissional Carta de Compromisso - Centro para a Qualificação Profissional e o Ensino Profissional 1024036 - PROFIFORMA, GABINETE DE CONSULTADORIA E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, LDA Missão É missão do CQEP Profiforma: -

Leia mais

Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME CONDIÇÕES DE ENQUADRAMENTO

Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME CONDIÇÕES DE ENQUADRAMENTO Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME CONDIÇÕES DE ENQUADRAMENTO Aviso para apresentação de candidaturas Nº 04/SI/2012 Índice Condições de Elegibilidade do Promotor... 3 Condições

Leia mais

Manual do Revisor Oficial de Contas. Directriz de Revisão/Auditoria 310 ÍNDICE

Manual do Revisor Oficial de Contas. Directriz de Revisão/Auditoria 310 ÍNDICE Directriz de Revisão/Auditoria 310 CONHECIMENTO DO NEGÓCIO Outubro de 1999 ÍNDICE Parágrafos Introdução 1-7 Obtenção do Conhecimento 8-13 Uso do Conhecimento 14-18 Apêndice Matérias a Considerar no Conhecimento

Leia mais

RESULTADOS DO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2015: A COFACE APRESENTA LUCRO DE 66 MILHÕES DE EUROS, APESAR DE UM AUMENTO DE SINISTROS EM PAÍSES EMERGENTES

RESULTADOS DO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2015: A COFACE APRESENTA LUCRO DE 66 MILHÕES DE EUROS, APESAR DE UM AUMENTO DE SINISTROS EM PAÍSES EMERGENTES RESULTADOS DO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2015: A COFACE APRESENTA LUCRO DE 66 MILHÕES DE EUROS, APESAR DE UM AUMENTO DE SINISTROS EM PAÍSES EMERGENTES Crescimento de volume de negócios: + 5.1% a valores e taxas

Leia mais

PRÉMIOS MORNINGSTAR DIÁRIO ECONÓMICO 2012 OBJETIVO

PRÉMIOS MORNINGSTAR DIÁRIO ECONÓMICO 2012 OBJETIVO PRÉMIOS MORNINGSTAR DIÁRIO ECONÓMICO 2012 OBJETIVO O objectivo dos Prémios Morningstar consiste em seleccionar os fundos e gestoras que mais valor proporcionaram aos participantes neste tipo de fundos,

Leia mais

Programas. cabo verde. Angola. portugal. s.tomé e príncipe. Fundación Universitaria San Pablo CEU

Programas. cabo verde. Angola. portugal. s.tomé e príncipe. Fundación Universitaria San Pablo CEU Programas de MESTRADO Online MBA Master in Business Administration Mestrado em Direcção de Empresas Mestrado em Direcção de Marketing e Vendas Mestrado em Direcção Financeira Mestrado em Comércio Internacional

Leia mais

Índice. Quem somos... 3. Comunicação... 4. Parcerias e eventos... 5. Contactos... 6

Índice. Quem somos... 3. Comunicação... 4. Parcerias e eventos... 5. Contactos... 6 MARKETING SOLUTIONS Índice Quem somos... 3 Comunicação... 4 Parcerias e eventos... 5 Contactos... 6 2 Quem somos AGAINSTIME é uma empresa de consultoria de serviços em Marketing, que surge no mercado numa

Leia mais

magazine business HOTELS & TRAVEL Distributions

magazine business HOTELS & TRAVEL Distributions magazine HOTELS & TRAVEL Distributions 2 magazine O QUE FAZEMOS WHAT WE DO Somos uma empresa jovem e dinâmica com larga experiência na componente comercial através da execução de funções de gestão, em

Leia mais

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS FACTOS A Internet mudou profundamente a forma como as pessoas encontram, descobrem, compartilham, compram e se conectam. INTRODUÇÃO Os meios digitais, fazendo hoje parte do quotidiano

Leia mais

MESTRADO EM GESTÃO DE SEGURADORAS E FUNDOS DE PENSÕES

MESTRADO EM GESTÃO DE SEGURADORAS E FUNDOS DE PENSÕES MESTRADO EM GESTÃO DE SEGURADORAS E FUNDOS DE PENSÕES 2ª Edição no Porto / 4ª Edição em Lisboa Outubro de 2006 Objectivos do Mestrado em Gestão de Seguradoras e Fundos de Pensões Os sectores dos seguros

Leia mais

Na APCER, o Microsoft Dynamics CRM é central na gestão comercial e na obtenção de indicadores

Na APCER, o Microsoft Dynamics CRM é central na gestão comercial e na obtenção de indicadores Microsoft Dynamics CRM Customer Solution Case Study APCER Na APCER, o Microsoft Dynamics CRM é central na gestão comercial e na obtenção de indicadores Sumário País Portugal Sector Serviços Perfil do Cliente

Leia mais

Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME CONDIÇÕES DE ENQUADRAMENTO

Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME CONDIÇÕES DE ENQUADRAMENTO Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME CONDIÇÕES DE ENQUADRAMENTO Aviso para apresentação de candidaturas Nº 07/SI/2010 1 Índice Condições de Elegibilidade do Promotor... 3 Condições

Leia mais

apresentação corporativa

apresentação corporativa apresentação corporativa 2 Índice 1. Apresentação da BBS a) A empresa b) Evolução c) Valores d) Missão e Visão 2. Áreas de Negócio a) Estrutura de Serviços b) Accounting/Tax/Reporting c) Management & Consulting

Leia mais

Responsabilidade Civil Profissional para Profissões Específicas

Responsabilidade Civil Profissional para Profissões Específicas O propósito desta proposta de seguro é conhecê-lo a si e à sua actividade. O seu preenchimento não vincula nenhuma das partes à contratação deste seguro. Um seguro é um contrato de confiança entre duas

Leia mais

MNF Gestão de Activos

MNF Gestão de Activos MNF Gestão de Activos BREVE RESUMO HISTÓRICO A MNF Gestão de Activos é detida em 80% pela MNF Capital, uma holding de investimentos constituída em 2003 e detida por mais de 70 accionistas. Os restantes

Leia mais

SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS

SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS Sistema de Incentivos às Empresas O que é? é um dos instrumentos fundamentais das políticas públicas de dinamização económica, designadamente em matéria da promoção da

Leia mais

CURRICULUM VITAE. Desde Janeiro 2006 Responsável pela Unidade de Negócios da Lisboagás para Lisboa e Amadora.

CURRICULUM VITAE. Desde Janeiro 2006 Responsável pela Unidade de Negócios da Lisboagás para Lisboa e Amadora. CURRICULUM VITAE Nome: Nuno Miguel de Campos Matos Vaz Neto Morada: Rua João de Oliveira Miguens, 5-5º C Código Postal e Localidade: 1350-187 Lisboa Nacionalidade: Portuguesa Telefone: +351917765911 E-mail:

Leia mais

a)conteúdos do site e redes sociais Do Something (notícias, artigos, dicas de acção, etc.)

a)conteúdos do site e redes sociais Do Something (notícias, artigos, dicas de acção, etc.) GESTOR (A) DE COMUNICAÇÃO E IT DO PROJECTO DO SOMETHING Responsabilidades do Gestor(a) de comunicação e IT do Do Something: -Produzir, supervisionar e gerir diariamente todos os conteúdos do Do Something,

Leia mais

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS FACTOS A Internet mudou profundamente a forma como as pessoas encontram, descobrem, compartilham, compram e se conectam. INTRODUÇÃO Os meios digitais, fazendo hoje parte do quotidiano

Leia mais

Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais

Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais 24 de maio de 2012 Auditório ISEGI - UNL Patrocínio Principal Apoios Patrocinadores Globais APDSI A AICEP e os apoios à internacionalização das empresas Lisboa,

Leia mais

a sua visão, a sua estratégia, a sua vontade, as nossas pessoas

a sua visão, a sua estratégia, a sua vontade, as nossas pessoas a sua visão, a sua estratégia, a sua vontade, as nossas pessoas trabalho temporário I search & selection I outsourcing I hr consulting I onsite serviços 360º Se o principal capital das empresas são as

Leia mais

O Franchising City School

O Franchising City School O Franchising City School O negócio da City School é a formação Profissional. A formação de línguas e informática na óptica do utilizador são uma componente essencial dos produtos City School. A formação

Leia mais

TERMOS DE REFERÊNCIA. Diretor/a de Administração e Finanças

TERMOS DE REFERÊNCIA. Diretor/a de Administração e Finanças TERMOS DE REFERÊNCIA Diretor/a de Administração e Finanças O Secretariado Executivo da CPLP pretende contratar um/a (1) Diretor/a de Administração e Finanças para exercer funções nas instalações da sua

Leia mais

Diagnóstico de Competências para a Exportação

Diagnóstico de Competências para a Exportação Diagnóstico de Competências para a Exportação em Pequenas e Médias Empresas (PME) Guia de Utilização DIRECÇÃO DE ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL Departamento de Promoção de Competências Empresariais Índice ENQUADRAMENTO...

Leia mais

Criamos. valor à sua empresa

Criamos. valor à sua empresa Criamos valor à sua empresa ORGANIZAÇÃO Somos o que fazemos repetidamente. Então, a excelência não é um acto isolado, mas sim um hábito. Aristóteles Compromisso A FISCOSEGUR é uma organização que presta

Leia mais

POWER-RH. organizacional e individual - OS NOSSOS SERVIÇOS

POWER-RH. organizacional e individual - OS NOSSOS SERVIÇOS POWER-RH Gestão estratégica a de mudança organizacional e individual - OS NOSSOS SERVIÇOS PARA EMPRESAS - A Power-rh Somos peritos em gestão estratégica de mudança organizacional e desenvolvimento humano.

Leia mais

O seu parceiro de negócios. APRESENTAÇÃO AGEMPER LISBOA XX de junho de 2013 1

O seu parceiro de negócios. APRESENTAÇÃO AGEMPER LISBOA XX de junho de 2013 1 O seu parceiro de negócios APRESENTAÇÃO AGEMPER LISBOA XX de junho de 2013 1 Serviços prestados A AGEMPER iniciou a sua actividade há mais de 50 anos e actualmente presta serviços em diversas áreas Contabilidade

Leia mais

PROJECTO DE NORMA REGULAMENTAR

PROJECTO DE NORMA REGULAMENTAR PROJECTO DE NORMA REGULAMENTAR Princípios aplicáveis ao desenvolvimento dos Sistemas de Gestão de Riscos e de Controlo Interno das Empresas de Seguros As melhores práticas internacionais na regulamentação

Leia mais

COMMUNITY MANAGER CERTIFICAÇÃO LISBOA E PORTO: 3 DE FEVEREIRO DE 2015 A 7 DE JULHO DE 2015 LISBOA: 18 DE SETEMBRO DE 2015 A 15 ABRIL DE 2016

COMMUNITY MANAGER CERTIFICAÇÃO LISBOA E PORTO: 3 DE FEVEREIRO DE 2015 A 7 DE JULHO DE 2015 LISBOA: 18 DE SETEMBRO DE 2015 A 15 ABRIL DE 2016 COMMUNITY MANAGER CERTIFICAÇÃO LISBOA E PORTO: 3 DE FEVEREIRO DE 2015 A 7 DE JULHO DE 2015 LISBOA: 18 DE SETEMBRO DE 2015 A 15 ABRIL DE 2016 18 DIAS / 90 HORAS MAXIMIZAR A SUA COMUNIDADE E ANIMAR EM COERÊNCIA

Leia mais

INCENTIVOS ÀS EMPRESAS NO ÂMBITO DO QREN ABERTURA DE CONCURSOS

INCENTIVOS ÀS EMPRESAS NO ÂMBITO DO QREN ABERTURA DE CONCURSOS INCENTIVOS ÀS EMPRESAS NO ÂMBITO DO QREN ABERTURA DE CONCURSOS SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO (SI INOVAÇÃO) - INOVAÇÃO PRODUTIVA Objectivos e Prioridades O presente concurso destina-se a apoiar investimentos

Leia mais

QUADROS SUPERIORES DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, DIRIGENTES E QUADROS SUPERIORES DE EMPRESA

QUADROS SUPERIORES DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, DIRIGENTES E QUADROS SUPERIORES DE EMPRESA GRANDE GRUPO 1 QUADROS SUPERIORES DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, DIRIGENTES E QUADROS SUPERIORES DE EMPRESA Os quadros superiores da administração pública, dirigentes e quadros superiores de empresa dão pareceres

Leia mais

O Social pela Governança. Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais

O Social pela Governança. Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais O Social pela Governança Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais ÍNDICE CONTABILIDADE, FISCALIDADE E FINANÇAS EMPRESARIAIS... 3 OBJECTIVOS...

Leia mais

Directores Comerciais

Directores Comerciais Produzido e desenvolvido pelo Sociser empresa 100% Angolana, partner do iir Cursos para Gestão Competitiva 1 e Inovadora Como planificar, controlar e tirar o máximo rendimento da sua EQUIPA de VENDAS 2

Leia mais

CURSO DE GESTÃO DE VENDAS (15 horas)

CURSO DE GESTÃO DE VENDAS (15 horas) CURSO DE GESTÃO DE VENDAS Inedem- Apotec Outono 2007 25 e 26 de Setembro 9h00 às 18h30 Dirigido a gestores da área financeira com necessidade de ferramentas informáticas de elevada eficácia na avaliação

Leia mais

90,5% dos perfis de TI disponível para mobilidade profissional

90,5% dos perfis de TI disponível para mobilidade profissional Michael Page lança Barómetro de TI 90,5% dos perfis de TI disponível para mobilidade profissional Lisboa, 21 de Julho de 2015 A Michael Page, empresa líder em recrutamento de quadros médios e superiores,

Leia mais

MINISTÉRIOS DAS FINANÇAS E DA ECONOMIA. Portaria n.º 1502/2002 de 14 de Dezembro

MINISTÉRIOS DAS FINANÇAS E DA ECONOMIA. Portaria n.º 1502/2002 de 14 de Dezembro MINISTÉRIOS DAS FINANÇAS E DA ECONOMIA Portaria n.º 1502/2002 de 14 de Dezembro A Resolução do Conselho de Ministros n.º 103/2002, de 17 de Junho, publicada em 26 de Julho, que aprovou o PPCE - Programa

Leia mais

Gestão e tecnologia para PME s

Gestão e tecnologia para PME s www.sage.pt Gestão e tecnologia para PME s Sage Porto Sage Lisboa Sage Portugal A longa experiência que temos vindo a acumular no desenvolvimento de soluções integradas de software de gestão para as pequenas

Leia mais

A ÁREA DE PRÁTICA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL, MARKETING E TMT DA ABBC

A ÁREA DE PRÁTICA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL, MARKETING E TMT DA ABBC A ÁREA DE PRÁTICA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL, MARKETING E TMT DA ABBC ABBC A actuação da ABBC assenta na independência, no profissionalismo e na competência técnica dos seus advogados e colaboradores,

Leia mais

PROPOSTA DE SEGURO DE RETIRADA DE PRODUTOS

PROPOSTA DE SEGURO DE RETIRADA DE PRODUTOS PROPOSTA DE SEGURO DE RETIRADA DE PRODUTOS INTERNATIONAL COMMERCIAL AND ENGINEERING ICE SEGUROS S.A. 141A Rua José Craveirinha Bairro de Polana Cidade de Maputo Moçambique INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO

Leia mais

1ª Semana Europeia das PME Workshop Internacionalização

1ª Semana Europeia das PME Workshop Internacionalização 1ª Semana Europeia das PME Workshop Internacionalização Faro, 7 de Maio de 2009 Índice Posicionamento AICEP AICEP - Produtos e Serviços Apoios à Internacionalização Posicionamento AICEP Posicionamento

Leia mais

A AICEP e os Apoios à Internacionalização. Porto, 27 de maio de 2014

A AICEP e os Apoios à Internacionalização. Porto, 27 de maio de 2014 A AICEP e os Apoios à Internacionalização Porto, 27 de maio de 2014 Índice 1. A aicep Portugal Global 2. Produtos e serviços AICEP 3. O Processo de Internacionalização A aicep Portugal Global A aicep Portugal

Leia mais