Conheça a Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Conheça a Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras"

Transcrição

1 Conheça a Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras

2 INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NA ESTRATÉGIA COMPETITIVA A MISSÃO da Anpei é: Estimular a Inovação Tecnológica nas Empresas Ação Transversal A associação reúne empresas e instituições dos mais variados setores da economia que tem como convergência a busca da competitividade através da Inovação Tecnológica.

3 INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NA ESTRATÉGIA COMPETITIVA 4 PILARES ESTRATÉGICOS Fortalecer a inovação tecnológica na agenda política do país, visando a elaboração e implementação de políticas de governo voltadas para o incentivo à inovação. Promover a inovação tecnológica como fator estratégico para a melhoria da competitividade junto às empresas. Propiciar às empresas capacitação tecnológica para melhor gerir o esforço inovador. Sensibilizar a sociedade para a importância da inovação tecnológica como propulsora do desenvolvimento econômico nacional.

4 INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NA ESTRATÉGIA COMPETITIVA Integração A ANPEI tem o papel de ser o agente integrador desse processo contínuo em busca de sinergias, fortalecendo o desenvolvimento da inovação tecnológica no Brasil, visando garantir a vantagem competitiva de suas associadas.

5 A SUA EMPRESA EM PARCERIA COM A INOVAÇÃO

6 10 MOTIVOS PARA A SUA ORGANIZAÇÃO PARTICIPAR DA ANPEI 1 AMBIENTE COLABORATIVO E NETWORKING

7 1 AMBIENTE COLABORATIVO E NETWORKING Quadro de associados por categoria (2012) EMPRESA INSTITUTO INDIVIDUAIS TOTAL

8 1 AMBIENTE COLABORATIVO E NETWORKING Associadas Anpei 10 Empresas Associadas com Faturamento acima R$5 de bilhões Empresa Faturamento Bilhões de Reais (2009) Petrobras 180,0 Energia Vale 28,0 Mineração Fonte: Exame 1000 Maiores e Melhores 2010 Setor Fiat Automóveis S.A. 27,2 Autoindústria Braskem S.A. 18,3 Química e Petroquímica Usiminas 11,8 Siderurgia e Metalurgia BRF Brasil Foods 11,4 Bens de Consumo Oi 10,3 Telecomunicações Embraer 9,6 Autoindústria Whirlpool 6,8 Eletroeletrônico Nestlé 5,9 Bens de Consumo Natura 5,5 Bens de Consumo

9 1 AMBIENTE COLABORATIVO E NETWORKING Associadas Anpei 10 Micro e Pequenas de Base Tecnológica Associadas Empresa Pelenova Biotecnologia SA Electrocell Fazdesig FK Biotecnologia Inventiva Inov. em Produtos Magnoflux Nanocore Nanox Novocell Sist. De Energia S/A P&D Consultoria Química Setor Biotecnologia Energia Serviços Tecnológicos Biotecnologia Nanotecnologia Máquinas e Equip. Biotecnologia Nanotecnologia Energia Serviços Tecnológicos

10 1 AMBIENTE COLABORATIVO E NETWORKING Diretoria da associação

11 1 AMBIENTE COLABORATIVO E NETWORKING Conselho superior Anpei: membros Pedro Wongtschowski Presidente, Grupo Ultra José Fernando Perez Presidente, Recepta Biopharma Pedro Antonio Arraes Pereira Presidente, Embrapa Marcos Isaac Assayag Gerente Executivo, CENPES/Petrobras Paulo Ricardo Stark Presidente, Siemens Carlos Eugênio Fonseca Dutra Diretor do Produto e Exportação, Fiat José Carlos Fadigas Presidente, Braskem Mauro Kern Junior Vice-Presidente de Tecnologia, Embraer Siegfried Kreutzfeld Diretor Superintendente, WEG Victor Fernandes Diretor de Desenvolv. e Inovação, Natura Rodrigo da Rocha Loures Presidente Nutrimental/ Presidente da FIEP Ernesto Peres Pousada Junior Diretor Industrial, Suzano

12 O Inohub é uma rede social de colaboração de inovação, junção entre trabalho colaborativo e rede social Proposta de valor Trabalho colaborativo = + Rede social de colaboração Rede social - Acesso fácil a pessoas de inovação; - Acesso fácil a conteúdo relevante sobre inovação; - Acesso à tecnologias e projetos; - Exposição pessoal e alavancagem de carreira; - Compartilhamento e construção de conhecimento. 10

13 Estrutura de início da rede Comunidades INOHUB Elementos Descrição Comunidades oficiais da Anpei para a fomentação de inovações Comunidades dos Comitês Comunidades restritas para os participantes dos Comitês Comunidades Educanpei Vitrines Comunidades para alunos e professores da Educanpei, uma comunidade por rota de educação Locais para organizações apresentarem: suas oportunidades de desenvolvimento, tecnologias, projetos e pesquisas Perfis de pessoas Informações pessoais Perfis de empresas Informações sobre a empresa 16

14 10 MOTIVOS PARA A SUA ORGANIZAÇÃO PARTICIPAR DA ANPEI 1 AMBIENTE COLABORATIVO E NETWORKING 2 COMITÊS ANPEI

15 2 COMITÊS E GTs ANPEI Ambiente para aprendizado e construção de Networking entre organizações Alta Performance na Gestão de Centros de P&D Colaboração e aprendizado no processo de gestão de pessoas, da estrutura e dos serviços de apoio aos centros de pesquisa Coordenação : Petrobrás Gestão da Propriedade Intelectual Troca de experiências no processo de gestão de PI e o fortalecimento da cultura de PI no Brasil Coordenação : Whirlpool Promovendo a interação ICT-Empresas Promoção da interação entre ICTs e Empresas com base nas experiências dos membros da Anpei Coordenação : Natura

16 2 COMITÊS E GTs ANPEI GT Finep / Anpei - Financiamento e Incentivos a Inovação A constituição do Grupo de Trabalho Permanente entre a Anpei e a Finep. Palavras Glauco Arbix Temos todo o interesse de nos reunir com as empresas e com os diretores da Anpei, Permanentemente. Estamos abertos a todas as críticas e sugestões que eles possam fazer Para melhorar a Finep, temos que saber exatamente o que mexer e como mexer. Então, recolher contribuições da Anpei será essencial. Anpei e Finep criam grupo de trabalho permanente para discutir aperfeiçoamento dos mecanismos de financiamento à inovação Enfoque do GT: Acompanhamento de processos críticos de associados junto a Finep Discussão sobre a proposta do Marco de regulamentação da Finep (Banco) Diálogo para o aperfeiçoamento dos processos Finep

17 2 COMITÊS E GTs ANPEI GT LEI DO BEM Receita Federal estabelece regras para utilização dos incentivos fiscais à inovação: Instrução Normativa 1187 O GT continua mobilizado e atuante, trabalhando no encaminhamento de dúvidas sobre a interpretação da IN1187 e também na construção de propostas de aprimoramento.

18 10 MOTIVOS PARA A SUA ORGANIZAÇÃO PARTICIPAR DA ANPEI 1 AMBIENTE COLABORATIVO E NETWORKING 2 COMITÊS ANPEI 3 ALIANÇAS INTERNACIONAIS COM OUTRAS INSTITUIÇÕES E GOVERNOS

19 3 Alianças Internacionais W-FIRA World Federation of Innovation and Industrial Research Associations Our playground is the world, our lead is innovation! Membros Fundadores: Promover programas em conjunto, compartilhar informações sobre programas de gestão da inovação, políticas públicas e estimular iniciativas de colaboração internacional entre membros

20 10 MOTIVOS PARA A SUA ORGANIZAÇÃO PARTICIPAR DA ANPEI 1 AMBIENTE COLABORATIVO E NETWORKING 2 COMITÊS ANPEI 3 ALIANÇAS INTERNACIONAIS COM OUTRAS INSTITUIÇÕES E GOVERNOS 4 SELO ANPEI DE EMPRESA INOVADORA

21 4 SELO ANPEI DE EMPRESA INOVADORA

22 10 MOTIVOS PARA A SUA ORGANIZAÇÃO PARTICIPAR DA ANPEI 1 AMBIENTE COLABORATIVO E NETWORKING 2 COMITÊS ANPEI 3 ALIANÇAS INTERNACIONAIS COM OUTRAS INSTITUIÇÕES E GOVERNOS 4 SELO ANPEI DE EMPRESA INOVADORA 5 ESTUDOS E PROJETOS PARA ESTÍMULO DA INOVAÇÃO

23 5 ESTUDOS E PROJETOS PARA ESTÍMULAO DA INOVAÇÃO Projetos em andamento Programa nacional de sensibilização e mobilização para inovação Pró Inova MCT/Anpei Guia Prático de Inovação Inovar dá Lucro (workshops) SEBRAE I9 SEBRAE Criatividade Inovação Competitividade da Média Empresa MCT-Anpei-PGT

24 10 MOTIVOS PARA A SUA ORGANIZAÇÃO PARTICIPAR DA ANPEI 1 AMBIENTE COLABORATIVO E NETWORKING 2 COMITÊS ANPEI 3 ALIANÇAS INTERNACIONAIS COM OUTRAS INSTITUIÇÕES E GOVERNOS 4 SELO ANPEI DE EMPRESA INOVADORA EVENTOS DIRECIONADOS À INOVAÇÃO 6 5 ESTUDOS E PROJETOS PARA ESTÍMULO DA INOVAÇÃO

25 6 EVENTOS DIRECIONADOS À INOVAÇÃO XII Conferência Anpei 2012 Complexo Centreventos Cau Hansen 11 a 13 de Junho de inscritos Próxima Edição: XIII Conferência ANPEI

26 XIII Conferência Anpei INSCREVA-SE

27 10 MOTIVOS PARA A SUA ORGANIZAÇÃO PARTICIPAR DA ANPEI 1 AMBIENTE COLABORATIVO E NETWORKING 2 COMITÊS ANPEI 3 ALIANÇAS INTERNACIONAIS COM OUTRAS INSTITUIÇÕES E GOVERNOS CAPACITAÇÃO 7 4 SELO ANPEI DE EMPRESA INOVADORA EVENTOS DIRECIONADOS À INOVAÇÃO 6 5 ESTUDOS E PROJETOS PARA ESTÍMULO DA INOVAÇÃO

28 7 CAPACITAÇÃO ROTAS DE DESENVOLVIMENTO Custo Diferenciado para Associados O Iniciante Está começando a carreira e necessita de conteúdos de vários temas ligados a inovação para ter uma visão geral. Gestor da Inovação Responsável por gerenciar processos de inovação, já possui alguma experiência e quer otimizar sua prática. Rotas de Desenvolvimento Gestor de Projetos em Inovação Profissional com alguma experiência e que foca sua atuação no controle dos processos e projetos. Gestor de Recursos para Inovação Profissional que percebeu a oportunidade de alavancar a inovação com recursos externos. Empreendedores das PMEs Tem demanda por diversos assuntos relacionados a inovação e possui uma visão e papel estratégicos. Market-based innovator Profissional que quer identificar formas de puxar a criação de inovação através do cliente. Gestor da Tecnologia Profissional de P&D preocupado com os caminhos da tecnologia. Desenvolvedor de novos negócios Tem aptidão por pensar novos modelos de negócio como forma de capturar mais valor para a inovação. Formador de Redes de Parceria Conecta atores essenciais para a rápida elaboração ou implementação da inovação.

29 7 CAPACITAÇÃO Workshop Como Utilizar a Legislação de Incentivo à Inovação Tecnológica 9464 Downloads Simulador de Benefícios Números 2500 participantes tomaram conhecimento de como se beneficiar das leis e dos recursos públicos destinados ao incentivo à inovação.

30 10 MOTIVOS PARA A SUA ORGANIZAÇÃO PARTICIPAR DA ANPEI 1 AMBIENTE COLABORATIVO E NETWORKING 2 COMITÊS ANPEI PUBLICAÇÕES 8 3 ALIANÇAS INTERNACIONAIS COM OUTRAS INSTITUIÇÕES E GOVERNOS CAPACITAÇÃO 7 4 SELO ANPEI DE EMPRESA INOVADORA EVENTOS DIRECIONADOS À INOVAÇÃO 6 5 ESTUDOS E PROJETOS PARA ESTÍMULO DA INOVAÇÃO

31 8 PUBLICAÇÕES Interação ICT-Empresas Fruto de uma construção coletiva, este material visa estimular o desenvolvimento de diversas formas de parcerias para alavancar inovação tecnológica no país.

32 8 PUBLICAÇÕES Comunicação e Informação NotiAnpei: semanalmente leva informações do SNI e dos Associados Anpei a mais de assinantes O jornal Engenhar Serão 5 edições em 2012, com tiragens entre e exemplares RTM - 6 edições distribuídas aos associados

33 10 MOTIVOS PARA A SUA ORGANIZAÇÃO PARTICIPAR DA ANPEI 1 AMBIENTE COLABORATIVO E NETWORKING PORTA VOZ DAS EMPRESAS E INSTITUIÇÕES ASSOCIADAS 9 2 COMITÊS ANPEI PUBLICAÇÕES 8 3 ALIANÇAS INTERNACIONAIS COM OUTRAS INSTITUIÇÕES E GOVERNOS CAPACITAÇÃO 7 4 SELO ANPEI DE EMPRESA INOVADORA EVENTOS DIRECIONADOS À INOVAÇÃO 6 5 ESTUDOS E PROJETOS PARA ESTÍMULO DA INOVAÇÃO

34 9 PORTA VOZ DAS EMPRESAS E INSTITUIÇÕES ASSOCIADAS Algumas das Representações institucionais Conselho Temático Política Industrial e Desenvolvimento Tecnológico (COPIN/CNI) Conselho de Inovação e Tecnologia CONIC e Depto. de Competitividade e Tecnologia (FIESP) Conselho Consultivo (FINEP) Comitê Gestor do Sistema Brasileiro de Tecnologia (SIBRATEC) Comitê Técnico dos Centros de Inovação (SIBRATEC) Comitê Gestor do Acordo Tecnológico Brasil/Israel(MDIC/SECEX/SI) Comitê Consultivo para Área de Natotecnologia (Rede BrasilNano-Nano Ciência e Nano Tecnologia) Conselho de Competitivo Setorial de Serviços (Plano Brasil Maior PBM) Conselho de Administração do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) Conselho Deliberativo do SEBRAE Nacional Conselho Deliberativo do SEBRAE São Paulo Conselho da Mobilização Empresarial pela Inovação - MEI (CNI) Conselho de Administração da ABTLuS Conselho de administração da Associação Parque tecnológico de São José dos Campos Conselho Superior da Agência USP de Inovação Conselho Técnico Científico CTC (INT) Grupo de Estudos Gestão da Inovação (FNQ)

35 10 MOTIVOS PARA A SUA ORGANIZAÇÃO PARTICIPAR DA ANPEI REPRESENTATIVIDADE NAS POLÍTICAS PÚBLICAS 10 1 AMBIENTE COLABORATIVO E NETWORKING PORTA VOZ DAS EMPRESAS E INSTITUIÇÕES ASSOCIADAS 9 2 COMITÊS ANPEI PUBLICAÇÕES 8 3 ALIANÇAS INTERNACIONAIS COM OUTRAS INSTITUIÇÕES E GOVERNOS CAPACITAÇÃO 7 4 SELO ANPEI DE EMPRESA INOVADORA EVENTOS DIRECIONADOS À INOVAÇÃO 6 5 ESTUDOS E PROJETOS PARA ESTÍMULO DA INOVAÇÃO

36 10 REPRESENTATIVIDADE NAS POLÍTICAS PÚBLICAS Carta de Joinville Entrega da Carta de Joinville ao Ministro Marco Antonio Raupp. Recomendações: Estabelecer programas estruturantes em áreas estratégicas e vocacionais do Brasil Garantir a exploração plena do Pré Sal mediante investimentos consistentes em C,T&I feitos no Brasil Recompor o FNDCT dentro de uma perspectiva de longo prazo Avançar definitivamente na questão do acesso e da repartição dos benefícios em relação ao uso da biodiversidade Modernizar o marco legal e viabilizar o P&D em biodiversidade, possibilitando a liderança do Brasil em bioeconomia Ampliar a formação de recursos humanos em carreiras das ciências básicas e engenharias

37 10 REPRESENTATIVIDADE NAS POLÍTICAS PÚBLICAS Manifesto em Defesa da Ciência, da Tecnologia e da Inovação Contra o corte orçamentário do MCTI

38 10 REPRESENTATIVIDADE NAS POLÍTICAS PÚBLICAS Porta voz das empresas associadas nos fóruns que compõem o sistema brasileiro de C,T&I Propostas ao governo para criação da Lei de Inovação e de Incentivos Fiscais para Inovação (Lei do Bem) MCT Incrementar o relacionamento entre instituições de pesquisa e empresas Lei da Inovação (2004) Dedução de 160% a 180% dos gastos de P&D na base de cálculo do IRPJ e da CSLL Lei do Bem (2005) Proposta de Ações Transversais do FNDCT - MCT Proposta de criação do Pró-Inova - MCT Propostas de melhorias dos novos instrumentos de incentivo à inovação MCT/Receita Federal Propostas e sugestões ao BNDES e Finep Propostas e sugestões para a nova Secretaria de Inovação Tecnológica SIT MDIC Propostas e sugestões para o projeto substitutivo do PL 2177 (Código Nacional de C,T&I) Consulta Pública Anvisa CP 66 Anuência Previa às Patentes da área de saúde Propostas para o PL 4411 Linha direta de importação para P&D

39 10 MOTIVOS PARA A SUA ORGANIZAÇÃO PARTICIPAR DA ANPEI REPRESENTATIVIDADE NAS POLÍTICAS PÚBLICAS 10 1 AMBIENTE COLABORATIVO E NETWORKING PORTA VOZ DAS EMPRESAS E INSTITUIÇÕES ASSOCIADAS 9 2 COMITÊS ANPEI PUBLICAÇÕES 8 3 ALIANÇAS INTERNACIONAIS COM OUTRAS INSTITUIÇÕES E GOVERNOS CAPACITAÇÃO 7 4 SELO ANPEI DE EMPRESA INOVADORA EVENTOS DIRECIONADOS À INOVAÇÃO 6 5 ESTUDOS E PROJETOS PARA ESTÍMULO DA INOVAÇÃO

40 LANÇAMENTO DA ANPEI-RJ

41 VENHA FAZER PARTE DESTE TIME! Fone: (11)

Conheça a Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras

Conheça a Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras Conheça a Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NA ESTRATÉGIA COMPETITIVA A MISSÃO da Anpei é: Estimular a Inovação Tecnológica nas Empresas Ação

Leia mais

Chegou a hora de impulsionar a inovação tecnológica em sua empresa

Chegou a hora de impulsionar a inovação tecnológica em sua empresa Chegou a hora de impulsionar a inovação tecnológica em sua empresa 10 Motivos para você ser um associado Anpei Inovação tecnológica como estratégia competitiva A missão da Anpei é: Estimular a Inovação

Leia mais

Plano Brasil Maior e as Micro e Pequenas Empresas Agenda de Ações para Competitividade dos Pequenos Negócios. Curitiba, 20 de novembro de 2012

Plano Brasil Maior e as Micro e Pequenas Empresas Agenda de Ações para Competitividade dos Pequenos Negócios. Curitiba, 20 de novembro de 2012 Plano Brasil Maior e as Micro e Pequenas Empresas Agenda de Ações para Competitividade dos Pequenos Negócios Curitiba, 20 de novembro de 2012 PBM: Dimensões Dimensão Estruturante: diretrizes setoriais

Leia mais

O Papel da FINEP como Fomentadora de Projetos de Inovação Tecnológica EDGARD ROCCA Área de Institutos Tecnológicos e de Pesquisa AITP

O Papel da FINEP como Fomentadora de Projetos de Inovação Tecnológica EDGARD ROCCA Área de Institutos Tecnológicos e de Pesquisa AITP O Papel da FINEP como Fomentadora de Projetos de Inovação Tecnológica EDGARD ROCCA Área de Institutos Tecnológicos e de Pesquisa AITP erocca@finep.gov.br Tel: 21 2555-0641 Financiadora de Estudos e Projetos

Leia mais

O QUE SOMOS UNIQUENESS

O QUE SOMOS UNIQUENESS O QUE SOMOS A ANPEI É A ÚNICA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA MULTISETORIAL E INDEPENDENTE QUE REÚNE OS PRINCIPAIS PROFISSIONAIS QUE PRATICAM INOVAÇÃO ANCORADA EM TECNOLOGIA E GERAÇÃO DE NEGÓCIOS DE ALTO VALOR AGREGADO

Leia mais

Plano BrasilMaior 2011/2014

Plano BrasilMaior 2011/2014 Plano BrasilMaior 2011/2014 Inovar para competir. Competir para crescer. Agenda de Ações para a Competitividade dos Pequenos Negócios Dimensões do Plano Brasil Maior -Quadro Síntese Dimensão Estruturante:

Leia mais

Visão de Futuro (2022), Competitividade & Inovação

Visão de Futuro (2022), Competitividade & Inovação Visão de Futuro (2022), Competitividade & Inovação Roberto A. Paranhos do Rio Branco Vice-Presidente do CONIC-FIESP São Paulo, 29 de Abril de 2014 CONIC Conselho Superior de Inovação e Competitividade

Leia mais

PRIORIDADES E DESAFIOS PARA POLÍTICAS EM NÍVEL SUB-NACIONAL

PRIORIDADES E DESAFIOS PARA POLÍTICAS EM NÍVEL SUB-NACIONAL Políticas de Inovação para o Crescimento Inclusivo: Tendências, Políticas e Avaliação PRIORIDADES E DESAFIOS PARA POLÍTICAS EM NÍVEL SUB-NACIONAL Rafael Lucchesi Confederação Nacional da Indústria Rio

Leia mais

Ciência, Tecnologia e Indústria para um novo Brasil

Ciência, Tecnologia e Indústria para um novo Brasil ANAIS DA 65ª REUNIÃO ANUAL DA SBPC RECIFE, PE JULHO/2013 Ciência, Tecnologia e Indústria para um novo Brasil Glauco Arbix Somente a inovação será capaz de reverter o quadro de estagnação da economia brasileira,

Leia mais

Painel B3: Transferência de Tecnologia

Painel B3: Transferência de Tecnologia Painel B3: Transferência de Tecnologia fatores de risco e de sucesso Ana Lúcia Vitale Torkomian Secretária Adjunta de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério da Ciência e Tecnologia Pró-Inova

Leia mais

Tributação e Incentivos à Inovação

Tributação e Incentivos à Inovação VIII Seminário do Setor de Saúde - BRITCHAM Tributação e Incentivos à Inovação São Paulo/SP, 17 de junho de 2009 Inovação Tecnológica no Brasil 30% das empresas industriais realizam algum tipo de inovação

Leia mais

Desenvolvimento de Novos Produtos e Serviços para a Área Social

Desenvolvimento de Novos Produtos e Serviços para a Área Social Programa 0465 SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO - INTERNET II Objetivo Incrementar o grau de inserção do País na sociedade de informação e conhecimento globalizados. Público Alvo Empresas, usuários e comunidade

Leia mais

Agenda de Políticas para Inovação. Brasília, 14 de fevereiro de 2013

Agenda de Políticas para Inovação. Brasília, 14 de fevereiro de 2013 Agenda de Políticas para Inovação Brasília, 14 de fevereiro de 2013 Recursos Humanos para Inovação Horácio Lafer Piva - Klabin A Agenda Promover uma mudança no ensino brasileiro com direcionamento claro

Leia mais

O QUE SOMOS UNIQUENESS

O QUE SOMOS UNIQUENESS O QUE SOMOS A ANPEI É A ÚNICA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA MULTISETORIAL E INDEPENDENTE QUE REÚNE OS PRINCIPAIS PROFISSIONAIS QUE PRATICAM INOVAÇÃO ANCORADA EM TECNOLOGIA E GERAÇÃO DE NEGÓCIOS DE ALTO VALOR AGREGADO

Leia mais

A POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO PRODUTIVO DO GOVERNO FEDERAL E A MACROMETA DE

A POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO PRODUTIVO DO GOVERNO FEDERAL E A MACROMETA DE A POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO PRODUTIVO DO GOVERNO FEDERAL E A MACROMETA DE AUMENTAR O INVESTIMENTO PRIVADO EM P&D ------------------------------------------------------- 3 1. O QUE É A PDP? ----------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Audiência Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) Senado Federal

Audiência Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) Senado Federal Audiência Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) Senado Federal Brasília 22 de março o de 2009 Inovação Chave para a competitividade das empresas e o desenvolvimento do país Determinante para o aumento

Leia mais

2013 Inventta Todos os direitos reservados.

2013 Inventta Todos os direitos reservados. Agenda Quem Somos Gerindo a Inovação nas Empresas Estímulos Governamentais à Inovação Resultados da pesquisa FDC/Inventta Conclusões O GRUPO A Inventta é uma consultoria especializada em gestão da inovação,

Leia mais

Rodrigo da Rocha Loures Presidente do CONIC-FIESP

Rodrigo da Rocha Loures Presidente do CONIC-FIESP Estratégias para a Inovação e Empreendedorismo Ecossistemas Regionais de Inovação, por meio do Empreendedorismo de Base Tecnológica e empresas Startups de Classe Mundial Visão de Futuro (2022), Competitividade

Leia mais

Avaliação do Fomento à Inovação no Brasil

Avaliação do Fomento à Inovação no Brasil Avaliação do Fomento à Inovação no Brasil Pedro Wongtschowski Grupo Ultra Reunião do Comitê de Líderes da MEI 02 de Outubro Apesar do aumento dos recursos para P&D no Brasil, há concentração no Ensino

Leia mais

Conceitos e Contexto Indicadores e Legislação Vantagens e Benefícios

Conceitos e Contexto Indicadores e Legislação Vantagens e Benefícios MODELO DE ATUAÇÃO Conceitos e Contexto Indicadores e Legislação Vantagens e Benefícios Conceitos É a implementação (do que?) de um produto (bem ou serviço) novo ou significamente melhorado, ou processo,

Leia mais

OS INCENTIVOS FISCAIS À

OS INCENTIVOS FISCAIS À DECOMTEC OS INCENTIVOS FISCAIS À INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DA LEI Nº 11.196/2005 Departamento de Competividade e Tecnologia - DECOMTEC São Paulo, 08 de outubro de 2012 Principais incentivos da Lei do Bem (Cap.

Leia mais

Ana Lúcia Vitale Torkomian. Secretária Adjunta de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério da Ciência e Tecnologia

Ana Lúcia Vitale Torkomian. Secretária Adjunta de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério da Ciência e Tecnologia Sessão Plenária 5: Programas Nacionais de Estímulo e Apoio às Incubadoras de Empresas e Parques Tecnológicos Ana Lúcia Vitale Torkomian Secretária Adjunta de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério

Leia mais

Cenário brasileiro do investimento da empresa em P&D. Ricardo Magnani

Cenário brasileiro do investimento da empresa em P&D. Ricardo Magnani Cenário brasileiro do investimento da empresa em P&D Ricardo Magnani Corporate Connect 2011 Agenda PACTI 2007-2010 Leis e Instrumentos Desafios de se investir em Inovação no Brasil E se eu não investir...

Leia mais

POLÍTICA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

POLÍTICA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA POLÍTICA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA ESTEVÃO FREIRE estevao@eq.ufrj.br DEPARTAMENTO DE PROCESSOS ORGÂNICOS ESCOLA DE QUÍMICA - UFRJ Tópicos: Ciência, tecnologia e inovação; Transferência de tecnologia; Sistemas

Leia mais

TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL

TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL Eixos Temáticos, Diretrizes e Ações Documento final do II Encontro Nacional de Educação Patrimonial (Ouro Preto - MG, 17 a 21 de julho

Leia mais

Marco Legal da Inovação. Igor Cortez - CNI

Marco Legal da Inovação. Igor Cortez - CNI Marco Legal da Inovação Igor Cortez - CNI Australia Austria Belgica Canada Dinamarca Finlândia França Alemanha Irlanda Itália Japão Coreia do Sul Holanda Nova Zelândia Espanha Suécia Suíca Reino Unido

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. MEMÓRIA: Reunião Preparatória do Comitê Temático de Inovação e Crédito GT de Tecnologia e Inovação

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. MEMÓRIA: Reunião Preparatória do Comitê Temático de Inovação e Crédito GT de Tecnologia e Inovação PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Secretaria da Micro e Pequena Empresa Fórum Permanente de Microempresas e Empresas de Pequeno Porte MEMÓRIA: Reunião Preparatória do Comitê Temático de Inovação e Crédito GT de

Leia mais

Tendências Tecnológicas da Siderurgia Brasileira

Tendências Tecnológicas da Siderurgia Brasileira Tendências Tecnológicas da Siderurgia Brasileira ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO Parte 1 Estudo Prospectivo do Setor Siderúrgico Recomendações tecnológicas Parte 2 Proposta da ABM para ampliar sua participação

Leia mais

Prioridades e Recomendações (2011-2014) INOVAÇÃO E PRODUTIVIDADE NA INDÚSTRIA

Prioridades e Recomendações (2011-2014) INOVAÇÃO E PRODUTIVIDADE NA INDÚSTRIA Prioridades e Recomendações (2011-2014) INOVAÇÃO E PRODUTIVIDADE NA INDÚSTRIA Documento de Trabalho SESSÃO TEMÁTICA INOVAÇÃO E PRODUTIVIDADE NA INDÚSTRIA Indicador de importância das prioridades (Resultado

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. MEMÓRIA: Reunião Preparatória do Comitê Temático de Inovação e Crédito GT Rede de Disseminação, Informação e Capacitação

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. MEMÓRIA: Reunião Preparatória do Comitê Temático de Inovação e Crédito GT Rede de Disseminação, Informação e Capacitação PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Secretaria da Micro e Pequena Empresa Fórum Permanente de Microempresas e Empresas de Pequeno Porte MEMÓRIA: Reunião Preparatória do Comitê Temático de Inovação e Crédito GT Rede

Leia mais

Conferência Estadual Paulista de C&TI 12 de abril de 2010 Mesa 1: P&D no setor privado. Sistema de Inovação... Como chegar ao P&D?

Conferência Estadual Paulista de C&TI 12 de abril de 2010 Mesa 1: P&D no setor privado. Sistema de Inovação... Como chegar ao P&D? Conferência Estadual Paulista de C&TI 12 de abril de 2010 Mesa 1: P&D no setor privado Sistema de Inovação... Como chegar ao P&D? Ronald M. Dauscha Agenda - Foco em maturidade de inovação - Serviços para

Leia mais

Experiência da CNI na promoção da Inovação no Setor Mineral

Experiência da CNI na promoção da Inovação no Setor Mineral Experiência da CNI na promoção da Inovação no Setor Mineral PAULO MOL Diretor de Inovação Brasília, 10 de junho de 2013 Brasil precisa ser mais competitivo e a inovação é um dos caminhos 6ª Economia Mundial

Leia mais

Importância da Inovação

Importância da Inovação GESTÃO DA INOVAÇÃO Importância da Inovação Schumpeter: Inovações são o fenômeno fundamental do desenvolvimento econômico. Empreendimento = concretização de uma Inovação. Empresário (Empreendedor) = realizador

Leia mais

FIESP - DECOMTEC INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

FIESP - DECOMTEC INOVAÇÃO TECNOLÓGICA FIESP - DECOMTEC INOVAÇÃO TECNOLÓGICA Programa de Inovação Tecnologica FIESP CIESP - SENAI Sede Fiesp 2013 Chave para a competitividade das empresas e o desenvolvimento do país Determinante para o aumento

Leia mais

Plano Plurianual 2012-2015

Plano Plurianual 2012-2015 12. Paraná Inovador PROGRAMA: 12 Órgão Responsável: Contextualização: Paraná Inovador Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior - SETI As ações em Ciência, Tecnologia e Inovação visam

Leia mais

Título da Apresentação

Título da Apresentação Título da Apresentação Financiadora de Estudos e Projetos Agência Brasileira de Inovação Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil 2º Workshop Platec E&P Onshore - Sondas de Perfuração e Workover - Equipamentos

Leia mais

Centro de Referência em Inovação (CRI) Multinacionais. Incentivos governamentais (financiamentos e subsídios) para a inovação no Brasil

Centro de Referência em Inovação (CRI) Multinacionais. Incentivos governamentais (financiamentos e subsídios) para a inovação no Brasil Centro de Referência em Inovação (CRI) Multinacionais Incentivos governamentais (financiamentos e subsídios) para a inovação no Brasil Carlos Arruda Erika Barcellos Cleonir Tumelero Agenda Abertura e apresentação

Leia mais

APLs como Estratégia de Desenvolvimento: Inovação e conhecimento. CNI e o Projeto de APLs Petróleo e Gás

APLs como Estratégia de Desenvolvimento: Inovação e conhecimento. CNI e o Projeto de APLs Petróleo e Gás APLs como Estratégia de Desenvolvimento: Inovação e conhecimento CNI e o Projeto de APLs Petróleo e Gás Dezembro 2013 Tópicos Cenário P&G Rede de Núcleos de P&G - CNI e Federações Desenvolvimento de APLs

Leia mais

Formação de Recursos Humanos na área de fármacos e medicamentos

Formação de Recursos Humanos na área de fármacos e medicamentos Formação de Recursos Humanos na área de fármacos e medicamentos A formação em Farmácia Seminário do BNDES 7 de maio de 2003 Por que RH para Fármacos e Medicamentos? Fármacos e Medicamentos como campo estratégico

Leia mais

Centro Internacional de Inovação. Ronald Dauscha

Centro Internacional de Inovação. Ronald Dauscha Centro Internacional de Inovação Ronald Dauscha V Encontro da Rota MM (24.11.2010, CIETEP) C2i Centro Internacional de Inovação Ronald M. Dauscha, Sistema FIEP Federação das Indústrias do Estado do Paraná

Leia mais

Núcleo de Capital Inovador. Estratégia de Inovação e Difusão Tecnológica

Núcleo de Capital Inovador. Estratégia de Inovação e Difusão Tecnológica Núcleo de Capital Inovador Estratégia de Inovação e Difusão Tecnológica Anápolis cenário atual Segunda maior cidade do estado, com mais de 335 mil habitantes; 4,7 bilhões de reais de produto interno bruto,

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E

POLÍTICAS PÚBLICAS DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E POLÍTICAS PÚBLICAS DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO CARTA SÃO PAULO 2006 1 CARTA SÃO PAULO 2006 Visão para inovação, competitividade e renda. Reunidos na cidade de São Paulo-SP, no dia 25 de agosto de

Leia mais

Mobilização Empresarial pela Inovação: Estratégia e Objetivos

Mobilização Empresarial pela Inovação: Estratégia e Objetivos Mobilização Empresarial pela Inovação: Estratégia e Objetivos 1. Introdução Inovar é transformar ideias em valor. Seu motor é o mercado: é um imperativo da concorrência. É a capacidade de atender as necessidades

Leia mais

Financiadora de Estudos e Projetos. Agência Brasileira de Inovação

Financiadora de Estudos e Projetos. Agência Brasileira de Inovação Financiadora de Estudos e Projetos Agência Brasileira de Inovação Missão da FINEP Promover e financiar a Inovação e a Pesquisa científica e tecnológica em: Empresas; Universidades; Centros de pesquisa;

Leia mais

Projeto: Rede MERCOSUL de Tecnologia

Projeto: Rede MERCOSUL de Tecnologia ANEXO XIII XXXIII REUNIÓN ESPECIALIZADA DE CIENCIA Y TECNOLOGÍA DEL MERCOSUR Asunción, Paraguay 1, 2 y 3 de junio de 2005 Gran Hotel del Paraguay Projeto: Rede MERCOSUL de Tecnologia Anexo XIII Projeto:

Leia mais

Inovação como Agenda Estratégica nas Políticas do MCT

Inovação como Agenda Estratégica nas Políticas do MCT Inovação como Agenda Estratégica nas Políticas do MCT Inovação: motor da competitividade e do desenvolvimento sustentado O investimento bem sucedido em inovação: Aumenta produtividade e cria novos produtos:

Leia mais

Proposta de Programa- Quadro de Ciência, Tecnologia e Inovação 2014-2018. L RECyT, 8.11.13

Proposta de Programa- Quadro de Ciência, Tecnologia e Inovação 2014-2018. L RECyT, 8.11.13 Proposta de Programa- Quadro de Ciência, Tecnologia e Inovação 2014-2018 L RECyT, 8.11.13 Delineamento do Programa - Quadro Fundamentação Geral Programa público, plurianual, voltado para o fortalecimento

Leia mais

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS PEQUENOS negócios no BRASIL 99% 70% 40% 25% 1% do total de empresas brasileiras da criação de empregos formais da massa salarial do PIB das exportações

Leia mais

Financiamento de Projetos para a Inovação

Financiamento de Projetos para a Inovação GESTÃO Financiamento de Projetos para a Inovação Objetivos da Aula Conhecer sobre o financiamento de projetos de pesquisa aplicada; Conhecer a dinâmica do processo de elaboração de projetos de pesquisa

Leia mais

FINEP Financiadora de Estudos e Projetos

FINEP Financiadora de Estudos e Projetos FINEP Financiadora de Estudos e Projetos Agência Brasileira de Inovação Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil Projeto do Mercado de Carbono no Brasil Rio de Janeiro RJ, 09 de novembro de 2010 FINEP

Leia mais

Profª.. MSc. Silvana Pimentel de Oliveira Manaus/2009

Profª.. MSc. Silvana Pimentel de Oliveira Manaus/2009 Profª.. MSc. Silvana Pimentel de Oliveira Manaus/2009 SECT- AM: Missão e Diretrizes A SECT foi criada para formular e gerir políticas estaduais de C&T buscando articular os esforços os de fazer com que

Leia mais

Impacto do Fundo Social na Ciência e Tecnologia e Política Industrial

Impacto do Fundo Social na Ciência e Tecnologia e Política Industrial Impacto do Fundo Social na Ciência e Tecnologia e Política Industrial Ronaldo Mota Secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação Comissão Especial Pré-Sal / Fundo Social Câmara dos Deputados 6 de

Leia mais

Ata de Reunião. Data da Reunião: 02/07/2013 Horário: 10h00min às 18h00min Local: Apex Brasil.

Ata de Reunião. Data da Reunião: 02/07/2013 Horário: 10h00min às 18h00min Local: Apex Brasil. Ata de Reunião 1. IDENTIFICAÇÃO DA REUNIÃO Data da Reunião: 02/07/2013 Horário: 10h00min às 18h00min Local: Apex Brasil. Líder da Reunião: Regina Silvério Telefones: (61) 3426-0785 Ordem do dia: Reunião

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE TECNOLOGIA Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico para a Inovação www.int.gov.br

INSTITUTO NACIONAL DE TECNOLOGIA Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico para a Inovação www.int.gov.br Empresas Empresas Empresas Grupo de Trabalho EMBRAPII Projeto Piloto de Aliança Estratégica Pública e Privada Agosto 2011 Embrapii: P&D Pré-competitivo Fase intermediária do processo inovativo Essencial

Leia mais

Inovação, Regulação e Certificação. I CIMES 1º Congresso de Inovação em Materiais e Equipamentos para Saúde

Inovação, Regulação e Certificação. I CIMES 1º Congresso de Inovação em Materiais e Equipamentos para Saúde Inovação, Regulação e Certificação I CIMES 1º Congresso de Inovação em Materiais e Equipamentos para Saúde São Paulo 11/04/2012 ABDI Criada pelo Governo Federal em 2004 Objetivo Objetivos Desenvolver ações

Leia mais

Plano Brasil Maior 2011/2014

Plano Brasil Maior 2011/2014 Plano Brasil Maior 2011/2014 Inovar para competir. Competir para crescer 1ª. Reunião do Conselho de Competitividade Serviços Brasília, 12 de abril de 2012 Definições O PBM é: Uma PI em sentido amplo: um

Leia mais

Gestão da Inovação no Contexto Brasileiro. Hugo Tadeu e Hérica Righi 2014

Gestão da Inovação no Contexto Brasileiro. Hugo Tadeu e Hérica Righi 2014 Gestão da Inovação no Contexto Brasileiro Hugo Tadeu e Hérica Righi 2014 INTRODUÇÃO Sobre o Relatório O relatório anual é uma avaliação do Núcleo de Inovação e Empreendedorismo da FDC sobre as práticas

Leia mais

DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS

DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS 1 DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E OBJETIVO DO MOVIMENTO 2 Artigo 1º O Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade/Nós

Leia mais

O que é HORIZONTE 2020?

O que é HORIZONTE 2020? O que é HORIZONTE 2020? Maior Programa Mundial para financiamento da Pesquisa e Inovação 80 bilhões (2014-2020) Responder a crise econômica através de investimentos em empregos, crescimento e inovação

Leia mais

ASSESSORIA ADJUNTA DE. Gerência de Propriedade Intelectual Gerência de Inovação

ASSESSORIA ADJUNTA DE. Gerência de Propriedade Intelectual Gerência de Inovação ASSESSORIA ADJUNTA DE INOVAÇÃO Gerência de Propriedade Intelectual Gerência de Inovação Estruturar o ambiente de inovação - Como ampliar o papel das universidades (instituições de pesquisa) no desenvolvimento

Leia mais

2003: ajuste macroeconômico, com corte substancial nos gastos públicos e aumento nas taxas reais de juro.

2003: ajuste macroeconômico, com corte substancial nos gastos públicos e aumento nas taxas reais de juro. 1 1 2 2 3 2003: ajuste macroeconômico, com corte substancial nos gastos públicos e aumento nas taxas reais de juro. 2004-06: recuperação econômica, com direcionamento do aumento da arrecadação federal

Leia mais

Inovação aberta na Engenharia de Powertrain da FIAT

Inovação aberta na Engenharia de Powertrain da FIAT Inovação aberta na Engenharia de Powertrain da FIAT Saulo Soares saulo.soares@fiat.com.br Instituto Tecnológico de Aeronáutica ITA Centro de Competência em Manufatura CCM Fiat Chrysler VIII WORKSHOP DE

Leia mais

Diretrizes para a Construção de uma Política Tecnológica com Foco na Inovação 1

Diretrizes para a Construção de uma Política Tecnológica com Foco na Inovação 1 Diretrizes para a Construção de uma Política Tecnológica com Foco na Inovação 1 No mundo atual, um dos campos prioritários de intervenção do Estado está sendo a promoção do desenvolvimento tecnológico,

Leia mais

Estado de Goiás Secretaria de Ciência e Tecnologia Superintendência de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Estado de Goiás Secretaria de Ciência e Tecnologia Superintendência de Desenvolvimento Científico e Tecnológico SIBRATEC Instituído por meio do Decreto 6.259, de 20 de novembro de 2007 e complementado pela Resolução do Comitê Gestor SIBRATEC nº 001, de 17 de março de 2008, para atender as demandas específicas de

Leia mais

História da tecnologia em São José dos Campos. Cbers. 1ª Exportação. Sistema Astros. Programa Bandeirante. Embraer 170/190

História da tecnologia em São José dos Campos. Cbers. 1ª Exportação. Sistema Astros. Programa Bandeirante. Embraer 170/190 São José dos Campos São Paulo Brasil, Junho de 2015 História da tecnologia em São José dos Campos 1947 1950 1961 1965 1969 1971 1975 1ª Exportação 1999 Cbers Sistema Astros Programa Bandeirante Embraer

Leia mais

Anexo V - A. Proposta de um Novo Programa de Trabalho e Funcionamento da RECYT

Anexo V - A. Proposta de um Novo Programa de Trabalho e Funcionamento da RECYT Anexo V - A Proposta de um Novo Programa de Trabalho e Funcionamento da RECYT Breve Histórico A Reunião Especializada em Ciência e Tecnologia do MERCOSUL RECYT, criada em 1992, realizou a sua primeira

Leia mais

Investimento em inovação para elevar a produtividade e a competitividade da economia brasileira:

Investimento em inovação para elevar a produtividade e a competitividade da economia brasileira: Plano Inova Empresa Inovação e desenvolvimento econômico Investimento em inovação para elevar a produtividade e a competitividade da economia brasileira: Ampliação do patamar de investimentos Maior apoio

Leia mais

Levantamento da Base. Industrial de Defesa. Levantamento da Base. Industrial de Defesa (BID) Reunião Plenária do COMDEFESA

Levantamento da Base. Industrial de Defesa. Levantamento da Base. Industrial de Defesa (BID) Reunião Plenária do COMDEFESA Levantamento da Base Industrial de Defesa (BID) Levantamento da Base Reunião Plenária do COMDEFESA Industrial de Defesa São Paulo, 05 de março de 2012 (BID) Reunião Ordinária ABIMDE São Bernardo do Campo,

Leia mais

Ana possui uma promissora. Ambiente virtual para inovar

Ana possui uma promissora. Ambiente virtual para inovar Ambiente virtual para inovar Secti lança Portal Paraense de Inovação para conectar atores estratégicos e aumentar investimento em inovação no Pará Por Igor de Souza Ana possui uma promissora empresa de

Leia mais

Plano Brasil Maior 2011/2014. Inovar para competir. Competir para crescer.

Plano Brasil Maior 2011/2014. Inovar para competir. Competir para crescer. Plano Brasil Maior 2011/2014 Inovar para competir. Competir para crescer. Foco e Prioridades Contexto Dimensões do Plano Brasil Maior Estrutura de Governança Principais Medidas Objetivos Estratégicos e

Leia mais

VI FIPEN CONVÊNIO PETROBRAS SEBRAE

VI FIPEN CONVÊNIO PETROBRAS SEBRAE VI FIPEN CONVÊNIO PETROBRAS SEBRAE PETROBRAS - REGAP Contagem 19 de outubro de 2011 Iniciativas de Qualificação - PROMINP PROMINP O PROMINP (Programa de Mobilização da Indústria Nacional do Petróleo e

Leia mais

Abrangência do Programa de Expansão do ITA

Abrangência do Programa de Expansão do ITA Abrangência do Programa de Expansão do ITA Programa de Expansão do ITA EDUCAÇÃO (Ensino e Pesquisa) INOVAÇÃO (P,D & I) Projetos Cooperações ITA Projeto Cooperações Infraestrutura 5 IFES Centro de Inovação

Leia mais

PRINCIPAIS LINHAS DE FINANCIAMENTO E FOMENTO PARA INOVAÇÃO

PRINCIPAIS LINHAS DE FINANCIAMENTO E FOMENTO PARA INOVAÇÃO PRINCIPAIS LINHAS DE FINANCIAMENTO E FOMENTO PARA INOVAÇÃO inovação. Dentre esses se destacam as formas especiais de financiamento a projetos inovadores através de Editais e linhas de fomento. Nesse sentido

Leia mais

Carta da Indústria 2014 (PDF 389) (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/cartadaindstria_2.pdf)

Carta da Indústria 2014 (PDF 389) (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/cartadaindstria_2.pdf) www.cni.org.br http://www.portaldaindustria.com.br/cni/iniciativas/eventos/enai/2013/06/1,2374/memoria-enai.html Memória Enai O Encontro Nacional da Indústria ENAI é realizado anualmente pela CNI desde

Leia mais

O MCTI E SUA POLÍTICA DE FOMENTO À INOVAÇÃO

O MCTI E SUA POLÍTICA DE FOMENTO À INOVAÇÃO O MCTI E SUA POLÍTICA DE FOMENTO À INOVAÇÃO SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA Goiânia, GO, 16 de Outubro de 2014 Armando Z. Milioni SETEC, MCTI ROTEIRO 1 A ESTRUTURA GERAL DO MCTI 2 A SETEC: FOMENTO

Leia mais

O desafio da Inovação na Indústria de Bens de Capital: a importância das parcerias entre empresas e universidades. Piracicaba, 21 de março de 2013

O desafio da Inovação na Indústria de Bens de Capital: a importância das parcerias entre empresas e universidades. Piracicaba, 21 de março de 2013 O desafio da Inovação na Indústria de Bens de Capital: a importância das parcerias entre empresas e universidades Piracicaba, 21 de março de 2013 A ABIMAQ Uma das principais associações industriais do

Leia mais

Financiadora de Estudos e Projetos

Financiadora de Estudos e Projetos Financiadora de Estudos e Projetos Cenário da Metrologia Nacional: Demandas e Oportunidades Carlos A. M. Couto Superintendente da ATED Área dos Institutos de Pesquisa Tecnológica. Rio de Janeiro, 17 de

Leia mais

Desafios na Realização de Investimento de P&D e a Destinação de Recursos. Chesf Companhia Hidro Elétrica do São Francisco

Desafios na Realização de Investimento de P&D e a Destinação de Recursos. Chesf Companhia Hidro Elétrica do São Francisco Desafios na Realização de Investimento de P&D e a Destinação de Recursos Chesf Companhia Hidro Elétrica do São Francisco AGENDA 1. Visão Macro do Cenário P&D Nacional 2. A formula da Inovação 3. Desafios

Leia mais

Iniciativa Nacional de Inovação em Biotecnologia

Iniciativa Nacional de Inovação em Biotecnologia Iniciativa Nacional de Inovação em Biotecnologia Visão Atual e 2021 3º CB APL 29 de novembro de 2007. Brasília - DF 1 CONTEXTO Fórum de Competitividade de Biotecnologia: Política de Desenvolvimento da

Leia mais

Incentivos Fiscais Pro r f. f.dr. r.a ri r st s e t u G omes T i T ninis C iab a á, á 1 5 1 5 de d ez e e z mbr b o r de 2 0 2 1 0 5

Incentivos Fiscais Pro r f. f.dr. r.a ri r st s e t u G omes T i T ninis C iab a á, á 1 5 1 5 de d ez e e z mbr b o r de 2 0 2 1 0 5 MCTI - Secretaria de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação Incentivos Fiscais Prof. Dr. Aristeu Gomes Tininis Cuiabá, 15 de dezembro de 2015 MCTI SETEC. AGENDA Programa Inovar Auto. Lei do Bem. Possibilidades

Leia mais

Apoio financeiro da FINEP para Metrologia e Telecomunicações

Apoio financeiro da FINEP para Metrologia e Telecomunicações Apoio financeiro da FINEP para Metrologia e Telecomunicações Painel Setorial de Telecomunicações INMETRO 27 de outubro de 2006 Missão da FINEP Promover e financiar a inovação e a pesquisa científica e

Leia mais

CIAB FEBRABAN 2009. Elcio Anibal de Lucca Presidente do Conselho Superior do MBC Presidente da LUCCRA Autor do Livro Gestão Para Um Mundo Melhor

CIAB FEBRABAN 2009. Elcio Anibal de Lucca Presidente do Conselho Superior do MBC Presidente da LUCCRA Autor do Livro Gestão Para Um Mundo Melhor CIAB FEBRABAN 2009 Elcio Anibal de Lucca Presidente do Conselho Superior do MBC Presidente da LUCCRA Autor do Livro Gestão Para Um Mundo Melhor 1 Lições da crise Certamente, todos nós seremos outras pessoas

Leia mais

Plano Brasil Maior Inovar para competir. Competir para crescer. 2011/2014

Plano Brasil Maior Inovar para competir. Competir para crescer. 2011/2014 II Seminário Brasileiro de Terras-Raras Plano Brasil Maior Inovar para competir. Competir para crescer. 2011/2014 Indústria de Terras Raras no Brasil Proposta de articulação empresarial para integração

Leia mais

Apoio para fornecedores do setor de Petróleo & Gás em São Paulo

Apoio para fornecedores do setor de Petróleo & Gás em São Paulo Apoio para fornecedores do setor de Petróleo & Gás em São Paulo Ubirajara Sampaio de Campos Subsecretário de Petróleo e Gás Secretaria de Energia do Estado de São Paulo Santos Offshore 09 Abril 2014 Indústria

Leia mais

Política Industrial, Tecnológica e de Comércio Exterior Construindo o Brasil do Futuro

Política Industrial, Tecnológica e de Comércio Exterior Construindo o Brasil do Futuro Política Industrial, Tecnológica e de Comércio Exterior Construindo o Brasil do Futuro Mario Sergio Salerno Diretor de Estudos Setoriais do IPEA 1 de julho de 2005 Uma nova trajetória de desenvolvimento

Leia mais

Inovação e Competitividade! João Alberto De Negri! Secretario Executivo MCTI!

Inovação e Competitividade! João Alberto De Negri! Secretario Executivo MCTI! Inovação e Competitividade! João Alberto De Negri! Secretario Executivo MCTI! 1 É preciso elevar a produtividade da economia brasileira (Fonte: BID ECLAC, Índice 1980=100) Produtividade na Ásia (média

Leia mais

EQPS Belo Horizonte. Política de Software e Serviços: Política Industrial & Plano de Ação C,T&I 2007-2010

EQPS Belo Horizonte. Política de Software e Serviços: Política Industrial & Plano de Ação C,T&I 2007-2010 EQPS Belo Horizonte Política de Software e Serviços: Política Industrial & Plano de Ação C,T&I 2007-2010 Antenor Corrêa Coordenador-Geral de Software e Serviços Ministério da Ciência e Tecnologia Secretaria

Leia mais

Este Fórum Local da Agenda 21 se propõe a escutar, mobilizar e representar a sociedade local, para construirmos em conjunto uma visão compartilhada

Este Fórum Local da Agenda 21 se propõe a escutar, mobilizar e representar a sociedade local, para construirmos em conjunto uma visão compartilhada Fórum da Agenda 21 de Guapimirim Aprender a APRENDER e a FAZER. Aprender a CONVIVER, e Aprender a SER Cidadãos Participativos, Éticos e Solidários Este Fórum Local da Agenda 21 se propõe a escutar, mobilizar

Leia mais

Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria São Paulo, 13 e 14 de maio de 2015

Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria São Paulo, 13 e 14 de maio de 2015 Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria São Paulo, 13 e 14 de maio de 2015 INOVAR É FAZER Manifesto da MEI ao Fortalecimento da Inovação no Brasil Para nós empresários Inovar é Fazer diferente, Inovar

Leia mais

Agenda. Inovação. A Finep. Instrumentos de Apoio (Reembolsável, Não-Reembolsável, Fundos) Inova Empresa / Inova Saúde. Programas de Descentralização

Agenda. Inovação. A Finep. Instrumentos de Apoio (Reembolsável, Não-Reembolsável, Fundos) Inova Empresa / Inova Saúde. Programas de Descentralização Agenda Inovação A Finep Instrumentos de Apoio (Reembolsável, Não-Reembolsável, Fundos) Inova Empresa / Inova Saúde Programas de Descentralização Nova fase da FINEP O que é inovação? Inovação é a introdução

Leia mais

RECONHECENDO a geometria variável dos sistemas de pesquisa e desenvolvimento dos países membros do BRICS; ARTIGO 1: Autoridades Competentes

RECONHECENDO a geometria variável dos sistemas de pesquisa e desenvolvimento dos países membros do BRICS; ARTIGO 1: Autoridades Competentes MEMORANDO DE ENTENDIMENTO SOBRE A COOPERAÇÃO EM CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO ENTRE OS GOVERNOS DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL, FEDERAÇÃO DA RÚSSIA, REPÚBLICA DA ÍNDIA, REPÚBLICA POPULAR DA CHINA E

Leia mais

Visa, como objetivo final, a promoção do desenvolvimento sustentável da região.

Visa, como objetivo final, a promoção do desenvolvimento sustentável da região. Agenda 21 Comperj Iniciativa voluntária de relacionamento da Petrobras para contribuir para que o investimento na região retorne para a população, fomentando a formação de capital social e participação

Leia mais

Sistema Indústria. 28 Áreas de atuação 730 Unidades de Operação 4 Milhões de matrícula/ano (2014), mais de 57 milhões de alunos capacitados

Sistema Indústria. 28 Áreas de atuação 730 Unidades de Operação 4 Milhões de matrícula/ano (2014), mais de 57 milhões de alunos capacitados Sistema Indústria CNI 27 Federações de Indústrias 1.136 Sindicatos Associados 622.874 Indústrias SENAI SESI IEL 28 Áreas de atuação 730 Unidades de Operação 4 Milhões de matrícula/ano (2014), mais de 57

Leia mais

Seminário ENQUALAB_RESAG / DEMANDAS EMPRESARIAIS DE TECNOLOGIA

Seminário ENQUALAB_RESAG / DEMANDAS EMPRESARIAIS DE TECNOLOGIA Seminário ENQUALAB_RESAG / DEMANDAS EMPRESARIAIS DE TECNOLOGIA Formação da Rede Nacional de Institutos SENAI de Inovação Como Ação Estruturante do Programa SENAI de Apoio à Competitividade da Indústria

Leia mais

XVI Encontro da Rede Mineira de Propriedade Intelectual

XVI Encontro da Rede Mineira de Propriedade Intelectual XVI Encontro da Rede Mineira de Propriedade Intelectual Ouro Preto, Novembro/2014 A Vale A Vale foi fundada em 1942 Exploração das reservas de minério de ferro no Brasil Governo brasileiro deteve total

Leia mais

Integração Produtiva Brasil/Argentina Setor de Lácteos Cândida Maria Cervieri SECEX/MDIC Brasília, 03 de agosto de 2010

Integração Produtiva Brasil/Argentina Setor de Lácteos Cândida Maria Cervieri SECEX/MDIC Brasília, 03 de agosto de 2010 Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria de Comércio Exterior Integração Produtiva Brasil/Argentina Setor de Lácteos Cândida Maria Cervieri SECEX/MDIC Brasília, 03 de agosto

Leia mais

Apresentação Institucional. Instrumentos de apoio. Evolução dos recursos. Apresentação de propostas

Apresentação Institucional. Instrumentos de apoio. Evolução dos recursos. Apresentação de propostas FINEP Financiadora de Estudos e Projetos Agência Brasileira de Inovação da Finep São Paulo, 28/04/2009 O desenvolvimento das economias modernas demonstra o papel fundamental que, nesse processo, compete

Leia mais

POLÍTICA DE INOVAÇÃO DA SOFTEX

POLÍTICA DE INOVAÇÃO DA SOFTEX POLÍTICA DE INOVAÇÃO DA SOFTEX Março de 2009 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO...4 1.1 Objetivos...4 1.2 Público alvo deste documento...4 2 GLOSSÁRIO...5 3 POLÍTICA DE INOVAÇÃO DA SOFTEX...7 3.1 Em relação aos ambientes

Leia mais

Apoiamos grandes empresas a otimizar os investimentos em P,D&I e reduzir os riscos de inovar

Apoiamos grandes empresas a otimizar os investimentos em P,D&I e reduzir os riscos de inovar Apoiamos grandes empresas a otimizar os investimentos em P,D&I e reduzir os riscos de inovar Com quase 10 anos de atuação no Brasil, é uma das empresas pioneiras especializadas em mecanismos financeiros

Leia mais

SEMINÁRIO INTERNACIONAL Senado Federal Câmara dos Deputados. Estratégias legislativas para o investimento privado em ciência, tecnologia e inovação

SEMINÁRIO INTERNACIONAL Senado Federal Câmara dos Deputados. Estratégias legislativas para o investimento privado em ciência, tecnologia e inovação DATA/HORÁRIO/LOCAL:08.12.2015, terça-feira 9h-18h20 - Auditório do Interlegis, Senado Federal DATA/HORÁRIO/LOCAL:09.12.2015, quarta-feira 9h-13h - Auditório Nereu Ramos, Câmara dos Deputados SEMINÁRIO

Leia mais