DEPARTAMENTO DE TAQUIGRAFIA, REVISÃO E REDAÇÃO NÚCLEO DE REDAÇÃO FINAL EM COMISSÕES TEXTO COM REDAÇÃO FINAL. Versão para registro histórico

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DEPARTAMENTO DE TAQUIGRAFIA, REVISÃO E REDAÇÃO NÚCLEO DE REDAÇÃO FINAL EM COMISSÕES TEXTO COM REDAÇÃO FINAL. Versão para registro histórico"

Transcrição

1 CÂMARA DOS DEPUTADOS DEPARTAMENTO DE TAQUIGRAFIA, REVISÃO E REDAÇÃO NÚCLEO DE REDAÇÃO FINAL EM COMISSÕES TEXTO COM REDAÇÃO FINAL Versão para registro histórico Não passível de alteração COMISSÃO DE LEGISLAÇÃO PARTICIPATIVA EVENTO: Seminário N : 0864/13 DATA: 02/07/2013 INÍCIO: 14h38min TÉRMINO: 17h11min DURAÇÃO: 02h33min TEMPO DE GRAVAÇÃO: 02h33min PÁGINAS: 53 QUARTOS: 31 DEPOENTE/CONVIDADO - QUALIFICAÇÃO EDISON EDUARDO ROTHER - Presidente da Associação dos Bombeiros Voluntários do Estado do Rio Grande do Sul VOLUNTERSUL. FABRÍCIO DE OLIVEIRA COELHO- Presidente da Associação dos Bombeiros Civis Voluntários de Três Marias. MARCOS CAMPOLINA - Presidente do Instituto Anjos do Asfalto Resgate Rodoviário. NEYFF SOUZA DA SILVA - Presidente da Associação de Bombeiros Civis do Nordeste. HUMBERTO GUIMARÃES - Presidente do Serviço Voluntário de Resgate SEVOR. SUMÁRIO: Seminário Bombeiros Civis Voluntários. OBSERVAÇÕES Houve exibições de imagens. Houve intervenção fora do microfone. Inaudível.

2 O SR. PRESIDENTE (Deputado Lincoln Portela) - Boa tarde. Agradeço a todos e a todas pela presença. Declaro aberto o seminário que debaterá o tema Bombeiros Civis Voluntários, promovido pela da Câmara dos Deputados, em atendimento à Sugestão nº 67, de 2013, de autoria da Associação de Bombeiros Civis Voluntários de Três Marias, Minas Gerais. Fui o Relator da matéria e apresentei parecer favorável. Foi aprovada pelo Plenário desta Comissão. Informo que esta reunião está sendo gravada e todo o conteúdo deste seminário será disponibilizado em áudio e vídeo na página desta Comissão Essa atividade também faz parte de um bate-papo virtual, em tempo real, possibilitando aos cidadãos interagirem com os Deputados e demais expositores por meio de perguntas ou considerações, também em tempo real. Estará acessível pela página Neste momento, tenho a honra de convidar para compor a Mesa o Sr. Fabrício de Oliveira Coelho, Presidente da Associação de Bombeiros Civis de Três Marias, Minas Gerais (palmas); o Sr. Edison Eduardo Rother, Presidente da Associação dos Bombeiros Voluntários do Estado do Rio Grande do Sul VOLUNTERSUL (palmas); o Sr. Marcos Campolina, Presidente do Instituto Anjos do Asfalto Resgate Rodoviário (palmas); o Sr. Neyff Souza da Silva, Presidente da Associação de Bombeiros Civis do Nordeste (palmas); e o Sr. Humberto Guimarães, Presidente do Serviço Voluntário de Resgate SEVOR. (Palmas.) A minha saudação a todos os membros da Mesa. Senhoras e senhores, a Câmara dos Deputados, esta Comissão de Legislação Participativa em particular, dá as boas-vindas a todos e agradece a todos pela honrosa presença no Seminário Bombeiros Civis Voluntários. Grifamos que é responsabilidade de todos. Eis que vêm à baila os bombeiros voluntários. Muito além da legitimação do dispositivo constitucional, o combustível que os move é o amor ao próximo e a solidariedade àqueles que necessitam da mão amiga. Não concorrem com órgãos oficiais; com sua eficácia, não poucas vezes os complementam, auxiliando assim o Estado no cumprimento da sua missão de proteção ao cidadão e ao patrimônio. 1

3 São homens e mulheres que merecem nosso respeito e admiração. Atuam voluntariamente na preservação e no combate a sinistros e na busca e salvamento. São cidadãos como todos os demais, mas se fazem especiais pela sua dedicação ao outro, pelos riscos que assumem para outras vidas salvar. Diga-se que não há amadorismo, há cendrado grau de profissionalismo no cumprimento de suas missões. Não se pode ser amador com a vida. No País, em que apenas 14% dos Municípios são dotados do trabalho dos Corpos de Bombeiros, e não poucas vezes sucateados e carentes de recursos, bem pode ser compreendido o papel relevante que os bombeiros voluntários desempenham e poderão ainda mais desempenhar no campo da segurança. Tomo como exemplo a cidade de Joinville, em Santa Catarina: de cada três bombeiros, dois são voluntários. Nos Estados Unidos, 9% dos quartéis são compostos por bombeiros contratados, sendo a maior parte do efetivo formada por voluntários. Senhoras e senhores, caracterizada a importância desses anjos salvadores, mais do que para falar, estamos aqui para ouvir o que os seus ilustres representantes têm a dizer ao Brasil. Antes de ouvirmos o primeiro expositor, eu gostaria de dar a palavra aos Parlamentares, como é praxe nesta Comissão. Ressalto que participamos de muitas Comissões eu, por exemplo, teria de estar em três Comissões neste momento. Sendo assim, o Parlamentar que quiser usar da palavra disporá de 5 minutos. Consulto os nobres Deputados Leonardo Monteiro e Dr. Grilo e o meu amigo Deputado Nilmário Miranda se desejam pronunciar-se. Eu quero dizer que tenho um problema sério de hérnia de disco. São duas hérnias. Quando eu tomo determinado medicamento, a boca seca, a memória não corresponde os senhores perceberam isso na reunião que tivemos de manhã. Então, vou pedir-lhes que cooperem comigo, por favor, quando eu não estiver muito bem. Mas eu preciso estar aqui, porque participei da formatura de 89 bombeiros civis da cidade de Três Marias e estamos trabalhando juntos para que possamos ter um Brasil melhor. As informações que eu tenho, inclusive do Rio Grande do Sul, são as melhores possíveis. 2

4 A palavra está aberta aos Deputados Leonardo Monteiro, Nilmário Miranda e Dr. Grilo. O SR. DEPUTADO LEONARDO MONTEIRO - Sr. Presidente, Srs. Deputados, bombeiros civis aqui presentes, eu quero parabenizá-los pela realização deste seminário. Eu conheço algumas experiências de bombeiro civil. Conheço a exitosa experiência de Caratinga. Em conformidade com o preâmbulo que V.Exa. leu, também estou aqui para ouvir. Quero ouvir os representantes dos bombeiros de várias regiões do Brasil que estão aqui presentes, até para conhecer melhor a forma de trabalho dos bombeiros civis do nosso País, que estão representados neste seminário. Muito obrigado. Que posamos ter um excelente seminário nesta tarde, Sr. Presidente! O SR. PRESIDENTE (Deputado Lincoln Portela) - Obrigado, Deputado Leonardo Monteiro. V.Exa. é atuante nesta Comissão, está sempre interessado nas propostas de iniciativa popular. Deputado Nilmário Miranda, V.Exa. sempre trabalhou com direitos humanos... O SR. DEPUTADO NILMÁRIO MIRANDA - Eu trabalho. O SR. PRESIDENTE (Deputado Lincoln Portela) - Pois é, sempre trabalhou com os bombeiros, e os bombeiros civis fazem um trabalho de direitos humanos também. Com a palavra o Deputado Nilmário Miranda. O SR. DEPUTADO NILMÁRIO MIRANDA - Eu vim para ouvi-los. O SR. PRESIDENTE (Deputado Lincoln Portela) - Meu nome é Nilmário Miranda! (Risos.) Eu me lembrei do Dr. Enéas. Com a palavra o Deputado Dr. Grilo. O SR. DEPUTADO DR. GRILO - Sr. Presidente, Srs. Deputados, senhoras e senhores, eu também vim participar deste importante seminário exatamente com o objetivo de conhecer um pouco mais sobre esse importante trabalho dos bombeiros voluntários. Nós que rodamos pelo interior de Minas Gerais, pelo interior do Brasil podemos constatar que existe realmente uma deficiência muito grande do Estado nessa parte e que esse trabalho que é feito pelos bombeiros civis voluntários é muito 3

5 importante. Precisamos tomar medidas que os valorizem e os aperfeiçoem cada vez mais. Refiro-me a treinamentos, cursos, melhor aparelhamento, dando-lhes condições para que continuem realizando esse importante trabalho em todo o Brasil. Nós queremos ouvi-los e conhecer um pouco mais suas experiências, bem como acompanhar, posteriormente, os projetos de lei sobre o tema que tramitam na Câmara dos Deputados, a fim de que sejam dadas melhores condições de trabalho aos bombeiros civis voluntários. O SR. PRESIDENTE (Deputado Lincoln Portela) - Muito bem, Deputado Dr. Grilo. V.Exa. também tem sido atuante e se mostrado muito preocupado com o que acontece nas nossas Minas Gerais. Com a palavra o Deputado Costa Ferreira, que também sempre está presente nesta Comissão. O SR. DEPUTADO COSTA FERREIRA - A nossa Comissão de Legislação Participativa é uma porta aberta para as reivindicações sociais da nossa Pátria, possibilita a entrada de grandes projetos originários da população brasileira. Nós temos participado desta Comissão desde o seu início. Parabenizamos os responsáveis pela realização deste seminário, que visa a fortalecer essa instituição, que realmente tem sido benevolente e até desprendida. Ontem mesmo se noticiou que 19 bombeiros americanos morreram queimados, numa tentativa desesperada de salvar o patrimônio de alguém e muita gente que estava cercada pelo fogo no local. Eu acredito que este seminário, que está sendo promovido por esta Comissão, a, trará a todos nós muitos esclarecimentos e fará com que outros voluntários possam associar-se a essa instituição, que tem prestado serviço digno de nota a toda a nossa Pátria, principalmente àqueles que são surpreendidos por esse tipo de sinistro. Eu parabenizo, então, o Deputado Lincoln Portela, que é uma referência, é um companheiro que se tem destacado, como os demais que fazem parte desta Comissão, demonstrando que estamos aqui aptos a receber todas as aspirações e, dentro do possível, transformá-las em lei, para beneficiar toda a população brasileira. Obrigado. 4

6 O SR. PRESIDENTE (Deputado Lincoln Portela) - Obrigado, Deputado Costa Ferreira. Esta Mesa informa aos senhores as regras de condução dos trabalhos. Cada expositor deverá limitar-se ao tema em debate e terá o prazo de 15 minutos, não podendo ser aparteado darei um aviso quando faltarem 5 minutos e, depois, quando faltarem 2 minutos. Ao final de todas as exposições, iniciaremos os debates. Passarei a palavra primeiramente aos Parlamentares inscritos e, em seguida, aos demais participantes. Tendo sido esclarecidas as regras, passemos, pois, às exposições. Neste momento, teremos a honra de ouvir os membros da Mesa. Concedo a palavra ao Sr. Edison Rother, Presidente da Associação dos Bombeiros Voluntários do Estado do Rio Grande do Sul VOLUNTERSUL. S.Sa. dispõe de 15 minutos. O SR. EDISON EDUARDO ROTHER - Senhoras e senhores, boa tarde. Gostaria, primeiro, de saudar o Deputado Lincoln pela iniciativa e o Fabrício, que incentivou a realização deste evento. Quero aproveitar o Dia do Bombeiro e saudar todos os bombeiros aqui presentes. Hoje se comemora nacionalmente o Dia do Bombeiro, independente de tipificação, modelo. Todos estamos unidos por uma causa, que é salvar vidas e patrimônios. Vou fazer uma apresentação rápida. Meu nome é Edison Eduardo Rother. Sou Presidente da Associação dos Bombeiros Voluntários do Estado do Rio Grande do Sul, a VOLUNTERSUL. Também sou Presidente do Conselho das Corporações Voluntárias da Confederação Nacional de Bombeiros Voluntários do Brasil. Essa confederação é uma entidade recente, que se está estruturando à medida que vai avançando o trabalho de bombeiros voluntários no Brasil. Atuo como bombeiro voluntário há 15 anos. Por 8 anos comandei o Corpo de Bombeiros Voluntários de Nova Petrópolis. Atualmente trabalho como técnico de segurança do trabalho, condutor do SAMU e, nos meus momentos vagos, bombeiro voluntário. (Segue-se exibição de imagens.) 5

7 O SR. EDISON EDUARDO ROTHER - A VOLUNTERSUL é uma OSCIP, uma associação que congrega as Associações de Bombeiros Voluntários do Estado do Rio Grande do Sul. A Organização de Bombeiros Americanos, também chamada de Confederação Nacional dos Bombeiros Voluntários, é ligada à Organização de Bombeiros Americanos Internacional, que os senhores podem conhecer um pouco mais através do site bombeirosamericanos.org. É uma Confederação que congrega todos os bombeiros da América, em que estamos inseridos, através da VOLUNTERSUL e também da ABVESC Associação dos Bombeiros Voluntários do Estado de Santa Catarina, que está aqui, neste momento, representada pelo nosso companheiro Dionei, de Santa Catarina. Farei um breve histórico. Em agosto de 1982, ocorreu o Primeiro Encontro Nacional de Bombeiros Voluntários, em Canela, no Rio Grande do Sul. Daí foi criada a Liga Nacional de Bombeiros Voluntários e, na época, também a LIGABOM Liga Nacional dos Corpos de Bombeiros Militares. Em 1984, a Liga passou a denominar-se Associação Brasileira de Bombeiros Voluntários, com a criação da Regional do Rio Grande do Sul. Em 1991, a Regional torna-se Federação Rio-Grandense de Bombeiros Voluntários. E em 2003, em virtude do novo Código Civil, a gente passou, então, a ser Associação dos Bombeiros Voluntários do Rio Grande do Sul. Mas desde a sua criação, a gente a trata como VOLUNTERSUL. Apresentarei algumas definições que existem hoje dos modelos de bombeiros, ainda amadurecendo, um pouco confusas: bombeiro público militar ou civil, pessoa pertencente a uma corporação de atendimento a emergências públicas; bombeiro profissional civil, pessoa que presta serviço em uma planta ou evento, que tem a sua regulamentação na Lei nº , de 2009 um grande avanço para os bombeiros civis no Brasil ; e bombeiro voluntário, pessoa pertencente a uma organização não governamental, que presta serviços de atendimento a emergências públicas. Somos, de certa forma, amparados pela Lei nº 9.608, de 1998, que é a Lei do Voluntariado. Os tipos de bombeiros de que se tem notícia no Brasil hoje é o bombeiro militar; o bombeiro comunitário ou misto, que é uma junção do bombeiro militar com 6

8 o civil e com o funcionário público, enfim, é a junção de vários bombeiros, sob a coordenação dos bombeiros militares; bombeiros municipais; bombeiros civis; e bombeiro voluntário que represento e atuo. Vou falar um pouco do bombeiro voluntário no Brasil, dessa entidade, dessa pessoa também. O bombeiro voluntário no Brasil existe desde 1892, é a corporação de Joinville que talvez os senhores já tenham ouvido falar dela, foi a que apareceu no Fantástico, que é uma das mais antigas corporações da América Latina e a primeira do Brasil desse gênero ali há uma foto dela. É considerada a capital catarinense do bombeiro voluntário. Uma informação, a título de curiosidade: a maior plataforma elevatória do Sul do País está nessa corporação, atinge 54 metros. Nos Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, ela é a única corporação que tem esse tipo de equipamento. No Rio Grande do Sul, a primeira corporação de bombeiros voluntários ocorreu em 1977, em Nova Prata. Com relação aos bombeiros voluntários nos países vizinhos, porque há bombeiro voluntário em todo o mundo, eu cito: o Chile, 100% voluntário; a Argentina, o único local em que não há bombeiro voluntário é Montevidéu, as demais províncias, como eles chamam, são constituídas por bombeiros voluntários; e também bombeiros voluntários no Paraguai. Nossos objetivos como VOLUNTERSUL são orientar, apoiar, viabilizar, promover, organizar, capacitar, fiscalizar, representar os bombeiros voluntários. A gente procura dar o suporte não só para as associações, para os bombeiros voluntários, mas também para os Municípios que não possuem e querem implantar um sistema de bombeiro. Aqui são as 35 corporações existentes e funcionando no Estado Rio Grande do Sul atualmente. Nós temos um trabalho de implantação até o final do ano, de tratativas com alguns Municípios que não têm o serviço de emergência, seja militar, seja municipal, para poder implantar e elevar o número de pessoas e comunidades servidas por bombeiros. Aqui, algumas imagens das Associações de Bombeiros no Rio Grande do Sul, com suas respectivas equipes, e uniformes. Uma estatística para conhecimento do nosso trabalho: no ano de 2010, atendimentos realizados pelas corporações; disso, foram incêndios. No 7

9 ano de 2012, atendimentos; desses, foram incêndios. Uma média de 13 incêndios por dia é atendida pelos bombeiros voluntários no Estado do Rio Grande do Sul. Aí tem algumas imagens do nosso sempre trabalho. Ativamente, nesse momento, temos 876 bombeiros voluntários atuando, atendendo a comunidade. Temos distribuído pelo Estado 126 veículos de todas as formas, desde combate a incêndio, a carro de resgate, a carro de busca e salvamento, do mais velhinho ao mais moderno. Capacitação. Em nosso trabalho temos hoje três cursos padronizados pela associação: Curso Inicial de Bombeiro Voluntário Nível 1; Curso de Resgate Veicular Nível Operador; Curso de Resgate Veicular Líder e Chefes de Equipe; e Curso de Especialização Flashover Comportamento Extremo do Fogo. Nossos parceiros de capacitação são SEST/SENAT para Condução de veículo de emergência. Nossos mergulhadores têm a certificação PADI. Estamos buscando a ISO 10015, certificação pela ABNT para capacitação. Nós temos uma parceria forte com os bombeiros do Chile, com resgate veicular e breque. Temos também capacitação oriunda da Organização dos Bombeiros Sul-Americanos Internacional, do Centro de Treinamento Internacional do Life Support Brasil, a Tantad, que é o grupo internacional de flashover, de instrutores, no qual nós temos uma equipe. E também temos uma parceria de capacitação com os Bombeiros de Portugal, tanto os sapadores quanto os voluntários. Aqui vocês estão vendo nosso projeto bastante recente, o Centro de Treinamento dos Bombeiros Voluntários do Rio Grande do Sul, que deverá ser implantado nessa área de terra de 2 hectares, doado pelo Município de Passo do Sobrado. Esse centro de treinamento vai ser construído com nosso parceiro, com quem vimos trabalhando há 2 anos, a Fundação Maçônica Educacional, que tinha um trabalho de defesa civil. Como nosso trabalho também é voltado aos Municípios, estamos unindo forças para implantar nosso centro de treinamento ali. Cidades atendidas. No total temos 35 Corpos de Bombeiros que atendem municípios vizinhos, próximos. Atendemos 79 cidades e 802 mil habitantes. No ano 8

10 de 2012, o orçamento dessas 35 corporações chegou em torno de 2 milhões e 800 mil não chega a 3 milhões, um valor per capita de R$3,52. Aí está um mapa da distribuição das corporações voluntárias em nosso Estado. Temas atuais de nossa associação. No centro de capacitação, cuja imagem mostrei antes, nós estamos criando um sistema web integrado de gerenciamento de ocorrência. Depois de ser implantado, à medida que as corporações forem executando seus atendimentos, qualquer um dos senhores vai poder acompanhá-los em tempo real. É só entrar no site, e vai ver a estatística em tempo real do que nós estamos fazendo a nível de Rio Grande do Sul. Estamos buscando, trabalhando, participando em todos os momentos em que somos convidados e buscando apoio para legislações nacional e estadual e acho que esse momento está sendo muito oportuno para isso. Nós temos um trabalho de compras comunitárias, onde unimos as corporações que têm interesse em um equipamento. Com isso, buscamos muitas vezes 25, 30 corporações interessadas em um equipamento, barganhando valores. O nosso comitê técnico aí na foto está buscando executar algumas padronizações em conjunto com o pessoal de Santa Catarina. Uma das coisas já padronizadas, que está em processo de alteração, é o nosso uniforme. Todos os bombeiros do Estado do Rio Grande do Sul vão ter esse uniforme operacional vermelho e esse fardamento que eu uso para momentos sociais. Para vocês terem uma ideia, aqui, à minha direita, é o Curso de Capacitação de Resgate Veicular Padronizado; e, à minha esquerda parece uma norma da ABNT, mas não é, é uma norma do comitê técnico, para composição de uniformes, um padrão que a gente adotou em parceria, em comunicação com Santa Catarina. Esse aí é um sistema de gestão que já existe no nosso site, onde nós cada associação, cada Corpo de Bombeiros Voluntários no Município, no âmbito estadual, lançamos nossas informações, monitorando-os constantemente, e temos acesso às informações do Corpo de Bombeiros, do Bombeiro Voluntário, do material que eles têm. Enfim, é um sistema hoje restrito de gerenciamento, que vai ser agregado ao que falei antes, que é o Sistema de Atendimento à Emergência, que vai ser informação pública. 9

11 Nós temos um trabalho com a Rio Grande Energia, em que a comunidade pode doar recurso financeiro através da conta de energia elétrica. Infelizmente, as outras duas empresas de energia elétrica do Estado não abriram essa porta que abriu a RGE. Isso está viabilizando mantermos e cada vez mais aplicarmos recursos na nossa missão. Algumas reivindicações no contexto geral. A gente precisa tratar sobre uma legislação nacional de reconhecimento, de apoio técnico e financeiro para os bombeiros tanto civil, como voluntário; mas, principalmente para o bombeiro voluntário, porque não tem uma legislação específica de reconhecimento. Até se tentou, se está trabalhando uma legislação em nível de SENASP, num grupo de trabalho, mas a gente não sabe qual vai ser o avanço disso. Não é realmente uma legislação, está se tratando sobre o assunto. Mas a gente vê a importância de se ter uma legislação nacional que nos ampare, para que possamos desenvolver o nosso trabalho. Também uma legislação nacional de padronização mínima das atividades de bombeiro, principalmente do bombeiro voluntário, para que a gente tenha um norte nacional de como formatar essas corporações. Destinação de veículos e equipamentos de órgãos federais, novos principalmente. Todo o mundo quer operar com equipamento novo, mas podem ser usados, podendo ser equipamentos da Defesa Civil Nacional, da SENASP. A gente sabe que tem muito veículo que foi abandonado pelo poder público, espalhado pelo Brasil inteiro, que pode muito bem servir aos nossos Corpos de Bombeiros Voluntários. Outra reivindicação é uma agência nacional de bombeiros que pudesse regulamentar e discutir constantemente a atividade de bombeiro no Brasil. Essas reivindicações praticamente estão inseridas dentro de um projeto, chamado Brasil sem Chamas, que merece ser observado. Passando um pouquinho sobre a situação dos bombeiros no Brasil, para quem não conhece e quer conhecer a fundo, eu indico visitar o site do Ministério da justiça, da SENASP e procurar o perfil profissiográfico. Ali tem um capítulo que fala dos bombeiros e mostra a triste realidade de que apenas 7% dos Municípios do Brasil têm bombeiros. 10

12 Nossos contatos: redes sociais, sites. Era o que tinha no momento a apresentar para a Comissão. (Palmas.) O SR. PRESIDENTE (Deputado Lincoln Portela) - Agradeço ao Sr. Edison Rother pela sua exposição. Passo a palavra agora ao Sr. Fabrício de Oliveira Coelho, Presidente da Associação dos Bombeiros Civis Voluntários de Três Marias, entidade autora da sugestão que deu origem a este evento, para sua exposição. V.Sa. dispõe de até 15 minutos. Quero também ressaltar a presença do Deputado Renato Molling conosco. O SR. FABRÍCIO DE OLIVEIRA COELHO - Boa tarde a todos! Nessa oportunidade, eu gostaria de cumprimentar o Deputado Lincoln Portela, Presidente desta Comissão, e, por meio de sua pessoa, cumprimentar os demais componentes da ; cumprimentar também os demais Deputados de outras Comissões presentes; os Vereadores de Três Marias que vieram: Maria helena, Irmã Alda, Denilson; o Vereador Eli Vaz, de João Pinheiro, onde temos projetos sobre o bombeiro civil e o bombeiro voluntário; o Assessor Jurídico da Associação de Bombeiros Civil de Três Marias, Dr. William Dornas, de Belo Horizonte, que nos tem dado apoio; o Tenente Procácio, Presidente da Associação dos Bombeiros Voluntários de Minas Gerais; e o Sr. Alex, Vice- Presidente da Associação dos Bombeiros Voluntários de Minas Gerais. (Segue-se exibição de imagens.) O SR. FABRÍCIO DE OLIVEIRA COELHO - A nossa apresentação será bem rápida. Pedi ao Sr. Edison que fizesse a primeira apresentação, tendo em vista o nosso trabalho e o nosso desejo de se criar Corpo de Bombeiros também em Três Marias localizada quase no centro de Minas Gerais, a 450 quilômetros de Brasília, considerando a necessidade do Município. Nós fomos ao Rio Grande do Sul, gostamos da ideia e pensamos num projeto para instalá-lo em Três Marias. Com o apoio da Associação de Bombeiros Voluntários de Minas Gerais, conseguimos fazer com que esse projeto chegasse até Brasília. A nossa apresentação focaliza as necessidades que temos hoje na região. A Associação de Bombeiros Civis de Três Marias foi constituída tendo em vista a preocupação que há no Estado de Minas Gerais, pois é um Estado da 11

13 Federação que tem Municípios de grande extensão e vários Municípios com enorme necessidade na área de socorro, na área de salvamento, na área de resgate. Sendo uma das 27 unidades federativas do Brasil, localizada na Região Sudeste, Minas Gerais tem hoje 853 Municípios. E, na contagem, há 54 corporações de bombeiros militares implantadas. Nos demais Municípios, vem sendo preenchida essa lacuna. Muitas vezes, deixa-nos tristes saber que não há equipe eficiente por não haver bombeiros vimos hoje a referência ao Rio Grande do Sul. De alguma forma, nós não os temos. Temos equipes de resgate em algumas regiões, mas não em outras. Essas necessidades vêm sendo preenchidas. Baseado nisso, digo que Três Marias está dentro desse contexto, a cidade de Três Marias propriamente dita. A cidade hoje tem 32 mil habitantes. Temos uma represa com 182 quilômetros de extensão de água, bem frequentada, bem visitada. A cidade é cortada pelo Rio São Francisco, que automaticamente abastece a represa. Temos ali também, dentro da nossa cidade, a BR-040, uma das rodovias federais que liga a Capital do Brasil até o Estado do Rio de Janeiro, bem movimentada, com trânsito intenso. Enfim, Três Marias está cercada por tudo isso. Três Marias é considerada hoje uma cidade de terreno acidentado, devido aos morros. Há construções próximas a rios e córregos. É uma cidade aparentemente pequena, mas tem grandes necessidades nessa área de socorro e salvamento. Estamos falando propriamente da cidade de Três Marias. Em torno da bacia hidrográfica de 182 quilômetros, há mais ou menos 7 Municípios, que são abastecidos por essa bacia e correm o mesmo risco. Nenhum desses Municípios possui corporações de bombeiros implantadas. E as ocorrências e os acidentes cotidianamente estão acontecendo. Recentemente, formamos 83 bombeiros civis em Três Marias, em curso que durou três meses. Não temos ainda um grupamento fundado e constituído para estrutura de resgate e salvamento. Temos projetos para isso. Esse grupo de resgate e salvamento deverá ser formado por esses bombeiros que estão atuando conosco como voluntários. Nós temos justamente o objetivo de prestar serviço de socorro, urgência e emergência, cotidianamente recorrente na região. Para tanto, no dia 23 de janeiro de 2013, recentemente, fundamos a associação do Município, que tem o 12

14 intuito de prestar esse serviço. Estamos estruturando o Município para prevenir os acidentes que têm ocorrido. Com a equipe, hoje, prestamos um plantão voluntário de doze horas. As outras doze horas fica a cargo da minha pessoa muitas vezes, o plantão fica a cargo da pessoa que compõe a presidência ou a diretoria da associação. Durante o dia, por doze horas, temos ali uma equipe de voluntários. São quatro bombeiros, cotidianamente presentes, para prestar esse tipo de serviço, tendo em vista que o bombeiro militar mais próximo de Três Marias está a 130 quilômetros, no Município de Curvelo. Curvelo está na região central de Minas. É uma cidade bem localizada, pois está no centro de Minas Gerais. Para se ter uma ideia, o bombeiro militar de Curvelo possui uma corporação com 32 militares de prontidão, para atender a Município de grande espaço territorial. E muitas vezes nos têm acionado para dar suporte a eles, nas ocorrências próximas aos Municípios. Essa imagem mostra os projetos que estamos fazendo nos Municípios. Uma associação foi criada para fazer esse tipo de projeto, de trabalho. A educação começa da criança: esse é o Projeto Bombeirinhos, um trabalho com crianças nas escolas. Há também educação para jovens, o Bombeiro Educando. Recentemente, conseguimos a Lei de Utilidade Pública, baseados nos princípios que estamos trabalhando na conscientização em conjunto no Município. Há outra questão que estamos trazendo ao Município: hoje, de alguma forma, a Defesa Civil Nacional tem sido fomentada e até mesmo articulada, por meio de projetos, para apoio ao Bombeiro, para que o Bombeiro trabalhe em conjunto com a Defesa Civil. Num Município como três Marias, por exemplo, não existia Defesa Civil. Nós procuramos, por meio do poder público, do Poder Legislativo do Município, criar a Defesa Civil, constituí-la, para que o Bombeiro pudesse ter espaço de trabalho em conjunto com a Defesa Civil. É o que está sendo formado. Já foi abordada pelo Sr. Edison, e não vou repetir, a questão da profissão do bombeiro civil. A nossa preocupação, quando falamos de atendimento a urgência e emergência, é justamente o tempo de resposta que deve ser dado em uma ocorrência. Nos 50 anos de existência no Município de Três Marias, nós dependíamos muito do Bombeiro Militar para nos deslocarmos até as ocorrências na 13

15 região, o que poderia levar em torno de duas horas ou mais para se chegar ao local do acidente quando dava para chegar dentro desse prazo! Prega-se que o tempo de resposta tem que ser 7 minutos. Hoje temos atendido às ocorrências vamos mostrar rapidamente o nosso histórico preciso dentro desse prazo, mesmo assim com muita dificuldade. Eu trouxe uma estatística rápida do atendimento, do dia 23 de janeiro até o dia de ontem considere-se o nosso pouco tempo de existência. Atendemos no Município e na região. Estou falando de Minas Gerais, que está próxima. Paracatu, todo mundo a conhece, está bem próxima a Brasília. Passa-se por João Pinheiro, Três Marias e Felixlândia, que está bem próxima de Belo Horizonte, capital de Minas Gerais. Temos atendido nesse trecho. As ocorrências estão dento do Município e na BR-040. Ali temos um parceiro que nos tem dado apoio e nos solicita para as ocorrências. Vamos falar dos parceiros daqui a pouco. Estes são os números. Atropelamento: atendemos a 3 ocorrências; acidente com vítima presa nas ferragens, 11 ocorrências; acidente com moto, 7 ocorrências; incêndio florestal, 15 ocorrências lembro que o incêndio florestal ocorre em reservas de área de preservação permanente, em que somos solicitados para fazer o controle; incêndio em comércio, 2 ocorrências; enxame de abelhas, 2 ocorrências somos acionados para ir a casas retirar abelhas; captura de animais, 7; vazamento de óleo na pista, limpeza de pista, 6 ocorrências a Polícia Rodoviária Federal sempre nos aciona para conter o óleo na pista, para evitar outros acidentes; afogamento na represa de Três Marias, houve 1 ocorrência nesse caso, a vítima veio a óbito; prevenção em eventos, 28 esse foi o número de eventos em que já atuamos no Município; vistorias em geral, 6 ocorrências; campanhas educativas, 25; participação em eventos oficiais, junto com o conjunto dos bombeiros militares e bombeiros civis, 25 eventos; capotamento de veículos, 3; recolhimento de cadáveres, 3 somos acionados pela Perícia e pela Polícia Civil para fazer esse apoio; retirada de vítima presa em lança de grade, 1 ocorrência nesse caso, foi uma criança, num resgate muito interessante; solicitação pela PRF para localizar vítimas perdidas ou desaparecidas em acidente, projetadas do veículo, 1 ocorrência fomos acionados recentemente para atender a uma ocorrência em Paracatu, perto de Minas Gerais. 14

16 Essa é a nossa base de bombeiro. Hoje não estamos propriamente instalados no Município por questões de documentação. Precisamos localizar ainda a liberação do local, dependemos muito disso. Essa é a nossa base de bombeiro. Hoje não estamos propriamente instalados no Município por questões de documentação. Precisamos localizar ainda a liberação do local, dependemos muito disso. Temos que estar hoje num posto de combustível cedido por um empresário do Município, ligado a um consórcio que abarca desde o Município de Três Marias até o Município de São Gonzalo do Abaeté. Chama-se Posto Beira Rio. Esse empresário nos cedeu o espaço onde instalamos a base de bombeiro, onde outrora funcionava uma sala de caminhoneiro. O proprietário do posto do Grupo Beira Rio nos cedeu o local. Essa imagem mostra os equipamentos que usamos para os resgates. Temos uma pickup Strada e um Monza, que utilizamos para ir às ocorrências. Atuamos muito com o pessoal do hospital. Uma ambulância de emergência do hospital sempre sai conosco. Até mesmo com empresas próximas ao Município fizemos parceria. Deslocam-se para estar conosco nas ocorrências. Para quem não conhece, essa imagem mostra o posto onde estamos instalados, bem próximo de Três Marias. Essa é uma vista aérea do local, estamos bem ali. A futura instalação dos Bombeiros será nesse local que os senhores estão vendo. O local foi cedido pela CODEVASF, em parceria com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade ICMBio, que cedeu o terreno para construirmos a base dos Bombeiros, o grupamento dos Bombeiros, a ser formado nesse local, que está em processo de documentação e deve ser liberado posteriormente, para que instalemos ali o Bombeiro de Três Marias. Essas são algumas fotos que mostram os trabalhos que fizemos. Foi discutido em Belo Horizonte, recentemente, um projeto para implantação de Bombeiro Civil no Município, em Minas Gerais. Essa imagem mostra uma reunião na Câmara Municipal de Belo Horizonte e essas são as parcerias que fizemos. Trabalhamos em conjunto com o pessoal dos Anjos do Asfalto, que está presente na reunião. Temos o apoio da Polícia Militar, do 15

17 Batalhão de Operações Aéreas, para ações de socorro e resgate. Trabalhamos sempre com parcerias. Essa é a represa de Três Marias, uma prainha que lá temos. A Marinha do Brasil está ali, além do Bombeiro Militar e do Bombeiro Civil, só que isso acontece em eventos. Passa o evento, o Bombeiro Militar não permanece, embora a movimentação às vezes continue nos finais de semana. Nós fazemos a prevenção, voluntariamente, nesses locais. A Polícia Rodoviária Federal tem sido nossa parceira. Fizemos esse trabalho em conjunto, recentemente, no projeto Siga Bem Caminhoneiro, um trabalho de conscientização nas estradas. Essas são as ocorrências atendidas no Município de Três Marias, desde a nossa fundação. Vamos passar as fotos rapidamente, para visualização dos atendimentos que fizemos do dia 23 de janeiro até agora. Essa é a criança resgatada de que falei. As nossas reivindicações, que não elenquei ali, são poucas, na verdade. Hoje estamos buscando na legislação federal uma forma de conseguir apoio, uma lei que dê às equipes de bombeiro civil e bombeiro voluntário existentes no Brasil, no Estado de Minas Gerais, condições de atuação. Enfim, que tenham recursos, até mesmo provindos do Estado ou provindos do Governo Federal, para a sua manutenção e a sua sobrevivência. Sabemos que hoje há muito recurso na esfera federal e na esfera estadual. De alguma forma, isso pode ser destinado às equipes de socorro e resgate voluntário, que têm dificuldades referentes a documentações legais e outras exigências, e não têm uma lei que lhes garanta recursos para aquisição de viaturas, para logística, para melhor condição de trabalho, enfim. As nossas reivindicações são essas. Recentemente nos foram doados pela Polícia Rodoviária Federal, que nos ajuda, equipamentos desencarceradores. Fizemos esse trabalho com algumas doações até mesmo de instituições do Governo Federal, como a Polícia Rodoviária Federal, que nos tem dado esse amparo no Estado de Minas Gerais. Com base nisso, nós trouxemos uma breve apresentação do que é o nosso trabalho hoje, em Três Marias. Eu agradeço a atenção de todos. Muito obrigado pela oportunidade. (Palmas.) 16

18 O SR. PRESIDENTE (Deputado Lincoln Portela) - Agradeço ao Sr. Fabrício de Oliveira Coelho pela exposição. Passo a palavra ao Sr. Marcos Campolina, Presidente do Instituto Anjos do Asfalto Resgate Rodoviário, para a sua exposição. V.Sa. dispõe de até 15 minutos. O SR. MARCOS CAMPOLINA - É um prazer estar aqui. Eu agradeço a oportunidade e cumprimento a todos os presentes nesta Comissão. É com muita emoção que eu começo as palavras que tenho a dizer, por trabalhar há 9 anos e meio com resgate e salvamento na BR-381, que é conhecida, acho que por todos, pelo grande número de acidentes com vítimas fatais. É muito difícil a gente trabalhar e fazer um serviço voluntário. Tem que ter muito amor no coração e dedicação para você levar conforto a uma pessoa que está necessitada. Sabemos das dificuldades que o Bombeiro Militar e o Estado têm. Mesmo estando em Belo Horizonte, onde há o Bombeiro Militar e o SAMU, que nos apoiam muito, a gente tem uma grande dificuldade. O Anjos do Asfalto, criado em fevereiro de 2004, vem, nesses mais de 9 anos, mostrando as necessidades do serviço de resgate e salvamento de bombeiros civis e de equipes de resgate voluntárias, mas não está nem perto de suprir as necessidades existentes hoje. Lembro mais uma vez a importância dos Bombeiros Militares e das equipes de resgate voluntárias, como o Serviço Voluntário de Resgate SEVOR, o Grupo de Atendimento Voluntário de Emergência GAVE, e o Grupo de Resgate Voluntário de Emergência GRVE, em Barão de Cocais, que também atuam na BR-381. Os atendimentos em rodovias federais e estaduais são vários, muitos deles com vítimas fatais, além de atender a pequenas cidades, que já conhecem o trabalho desenvolvido pelo Anjos do Asfalto e nos chamam. Estamos ali, prontos, para atender qualquer tipo de ocorrência que nos for cabível. A Rodovia 381 fica num trecho considerado o mais perigoso do Estado de Minas Gerais, e, por muitos, o mais perigoso do Brasil. São 100 quilômetros de rodovia com 200 curvas sinuosas. Por ser palco de um grande número de acidentes, em sua maioria com vítimas fatais, é necessária a sua duplicação e todo mundo sabe disso. Várias vezes citou-se a duplicação, mas até hoje nada se viu. Há 9 17

19 anos eu escuto falar na duplicação da BR-381 e não sei, não entendo quais seriam os motivos de essa obra não ser iniciada. Várias vezes socorremos crianças, jovens e adultos, vítimas de acidentes de trânsito e que vieram a óbito, perante a minha pessoa e perante a outros socorristas, por falta de um equipamento desencarcerador, por falta de socorro. E, como foi citado pelo Fabrício, quanto ao tempo de resposta, quanto mais rápido, melhor. Nós estamos lidando com vida, não temos margem para erro e estamos desamparados na questão de alguns equipamentos. Eu atendi, no Carnaval deste ano, a um motoqueiro que foi acidentado na BR Ele ficou no solo por mais de 3 horas, esperando uma ambulância para transportá-lo até o hospital. Eu estava presente e vi. Isso deixa a gente muito chateado, muito triste. Não era essa a situação que a gente queria ver. E isso porque o Instituto Anjos do Asfalto não possui uma ambulância para transportar vítimas. Então, a gente fica triste ao mesmo tempo em que satisfeito por desenvolver o trabalho por não conseguir alcançar uma meta que suprisse melhor a necessidade das pessoas que sofrem acidentes de trânsito. Nós, do Anjos do Asfalto, assim como, acredito, outras instituições, temos grandes dificuldades com coisas básicas de salvamento, e baratas. Imagine, então, as caras, como uma ambulância, conforme já citei. Eu não trouxe uma estatística para mostrar a V.Exas. porque não tive acesso à mesma no tempo hábil foi até uma distração minha. Mas, só no mês passado, foram mais de 50 ocorrências no trecho, em todos os dias do mês, com mais de 15 vítimas fatais. É um número de uma expressão muito grande, que, eu acredito, comove qualquer pessoa. Quem já perdeu um parente, um amigo, ou conhece a história de uma pessoa que sofreu um acidente, passou por muitas dificuldades e se tornou difícil seguir a vida a partir desse momento. O Bombeiro Civil de Três Marias, que foi implantado há tão pouco tempo, já realizou inúmeras ocorrências. Deputado Lincoln Portela, parabéns pela iniciativa de ajudar. Isso é muito importante para todos nós. Quero parabenizar todos os bombeiros, civis e militares, porque hoje é o dia de todos nós. E não vamos desanimar, não, gente! Vamos continuar. O Fabrício principalmente, com a iniciativa dele, que em tão pouco tempo 18

20 está tendo bastante ajuda. E o Anjos do Asfalto tem orgulho de ter participado do início desse projeto. Eu tenho uma montagem de algumas fotografias e a trouxe para mostrar a V.Exas. É interessantes que às vezes algumas fotografias vão chatear, vão entristecer o coração, porque são de cenas reais, mas a intenção é cada vez mais preservar a vida e alertar os motoristas quanto ao uso dos veículos e de bebida alcoólica junto ao volante, que é a causa maior dos acidentes a que a gente atende. E, na maioria das vezes, o motorista que está embriagado tem a sorte de não sofrer nada, mas ceifa ali várias vidas. Peço a gentileza de colocar o vídeo e a atenção de todos. (Segue-se exibição de imagens.) O SR. MARCOS CAMPOLINA - Isso mostra a parceria que nós temos, no trecho em que trabalhamos, principalmente com o Corpo de Bombeiros e o SAMU, que tanto nos apoiam nos salvamentos que fazemos no dia a dia. (Segue-se exibição de imagens.) O SR. MARCOS CAMPOLINA - Eu agradeço a atenção de todos. Muito obrigado. (Palmas.) O SR. PRESIDENTE (Deputado Lincoln Portela) - Agradeço ao Sr. Marcos Campolina por sua exposição. Passo a palavra agora ao Sr. Neyff Souza da Silva, Presidente da Associação de Bombeiros Civis do Nordeste, para a sua exposição. V.Sa. tem até 15 minutos. (Pausa.) O SR. NEYFF SOUZA DA SILVA - Boa tarde a todos. Exmo. Sr. Deputado Lincoln Portela, digníssimo Presidente desta, na pessoa de quem eu saúdo a Mesa; parabenizo todos os bombeiros aqui presentes, e aos ausentes, aos que aqui não puderam estar, pelo fato de ser hoje o Dia Nacional do Bombeiro, por um decreto do Presidente Getúlio Vargas. Eu sou Coronel Bombeiro Militar. Prestei 33 anos de efetivo serviço, sem contar 1 dia de férias. São 33 anos, e aí podem imaginar o quanto disso aí a gente já passou e viu. Sou operacional. Tenho lutado, desde antes da lei que criou em nosso País a profissão de bombeiro civil, para que não haja uma norma técnica que chame o bombeiro de bombeiro civil profissional ou profissional civil, pois bombeiro civil já é 19

21 uma profissão, portanto, não precisa botar profissional. Norma técnica é técnica, não é lei. Temos uma lei, e vocês devem ter o orgulho de ter uma profissão. Vocês são bombeiros, independentemente de serem militares, voluntários, municipais, consorciados ou comunitários. Os bombeiros de nosso País estão na UTI. E é o motivo pelo qual vocês vêm aqui pedir apoio, alguma coisa. O Fantástico, após essa tragédia que ocorreu em Santa Maria, mostrou como os nossos Corpos de Bombeiros estão esfacelados. Temos muita gente boa. E aqui estamos vendo caráter de vocês. Dentro das corporações de bombeiros militares temos muitos bombeiros voluntários como vocês; porém, os militares seguem uma norma que os impede de falar. Mas a Rede Globo mostrou o estado de falência do Corpo de Bombeiros do Estado do Piauí. Em 2010, o Presidente Lula fez a I Conferência Nacional de Defesa Civil. Como esta Comissão é de Legislação Participativa, Deputado, eu gostaria que V.Exa. lembrasse e citasse o que ocorreu. Vim aqui justamente para isso. Eu normalmente costumo fazer palestras com imagens, porque uma imagem vale mais do que 10 mil palavras. Mas eu vou apresentar algumas letras, porque elas são, na minha opinião, importantíssimas para a mudança deste País. Na referida Conferência Nacional de Defesa Civil e estou aqui com o relatório final houve a participação de praticamente todos os Municípios do País. Foram feitas assembleias com todas as classes do Brasil, em todos os Municípios, para se fazer a nova política de defesa civil do País. Foram levantados todos os problemas. Posteriormente, foram feitas as etapas estaduais. Nessas etapas estaduais usaram novas terminologias para juntar aquelas mesmas ideias que estavam apresentadas com palavras diferentes. Esses encontros culminaram, em março de 2010, com a I Conferência Nacional de Defesa Civil do País. O que eu vou apresentar aqui foi aprovado com a participação de 5 mil delegados deste País, de todos os recantos do País. Isso significa que esse texto tem legitimidade para ser implantado. Infelizmente, não o foi até agora. (Segue-se exibição de imagens.) 20

22 O SR. NEYFF SOUZA DA SILVA - Essa foi a Conferência Nacional de Defesa Civil e Assistência Humanitária de nosso País, a I CNDC, convocada por Decreto Presidencial de 27 de outubro de 2009 para aí são os três objetivos principais, que vou ter que ler para vocês: Avaliar a situação da defesa civil de acordo com os princípios e as diretrizes do Sistema Nacional de Defesa Civil SINDEC, previsto no Decreto nº 5.376, de 17 de fevereiro de 2005; definir diretrizes para a reorganização do Sistema Nacional de Defesa Civil e das ações de defesa civil, com ênfase nos princípios da prevenção e da assistência humanitária, como política de Estado, como condição para o desenvolvimento social; e definir diretrizes que possibilitem o fortalecimento da participação social que é o que vocês fazem no planejamento, gestão e operação do Sistema Nacional de Defesa Civil. Então, eu vou passar aqui para vocês verem o que já foi aprovado pela Nação. Relatório final da I Conferência Nacional de Defesa Civil. Capítulo 5. Deliberações na etapa nacional. Foram vários os capítulos, os quais culminaram na etapa nacional. O Tema 2 foi Carreira e Profissionalização. Dentre as diretrizes aprovadas, conseguimos aprovar, com muita dificuldade, após discussão e com o apoio de Santa Catarina, do Rio Grande do Sul e dos companheiros da Bahia, a Diretriz nº 2 desse tema, que está ali: Realização de convênios com o Poder Público das três esferas para a capacitação e formação do Corpo de Bombeiros Voluntários, civis, municipais e militares, agentes de defesa civil e Cruz Vermelha brasileira. Já está determinada a realização de convênios com o poder público nas três esferas para que vocês possam ser formados e capacitados. Essa diretriz foi aprovada com 725 votos, ou seja, por 72% dos presentes na hora da votação. E 21

23 essa votação não foi no grito; foi no controle remoto, quando havia a opção sim ou não para não haver dúvidas. Então, gente, eu li naquela diretriz o que está aqui:... para a capacitação e formação do Corpo de Bombeiros Voluntários civis municipais (...). Portanto, os senhores já têm uma ferramenta. E nós precisamos, com o apoio da nossa Comissão, fazer com que o País cumpra o que a Nação pediu. Hoje, nós estamos vivenciando um momento mais propício do que nunca, que são essas manifestações que estão trazendo o que o povo quer, o que o povo precisa. Então, nós temos aí uma ferramenta que foi aprovada, com todas as normas possíveis, pela Nação, e que não foi implantada ainda. Deliberações. Tema 5: Financiamento/Fontes de Investimento. Aprovada. Diretriz nº 6. Alocação de recursos federais para estruturar Corpos de Bombeiros Voluntários, Comissões Municipais e Núcleos de Defesa Civil. Então, gente, também há fonte de recurso para ser formado, para ser estruturado. Está aqui: 685 votos, com 78% de aprovação. Isso não é achismo, são fatos. Contra fato não existe argumento. Tema 7 - Legislação Diretrizes Aprovadas Aí nós vamos para a de nº 8. Isso está aqui no caderninho, aprovado. Estava no site da Defesa Civil, porém reformularam o site e tiraram o relatório; mas eu posso passar para vocês. 8 - Revisão da Circular Presi-052/IRB de 1977, do Instituto de Resseguros do Brasil, que trata da classificação de risco dos municípios, considerando sua capacidade real de resposta aos desastres, incentivando a implantação de Corpo de Bombeiros Militar e Civil. O que é isso, gente? Hoje, todos nós que temos um veículo, pagamos um seguro para o mesmo. Quando você vai a uma seguradora qualquer, a qualquer banco, o agente vai perguntar: Você mora onde? Moro em Três Marias. Aí, ele olha lá: Três Marias, Classe D, e entra na Tabela D. Você vai levar uma facada no 22

24 pescoço, porque vai sair caro. Ele está considerando que hoje existe Corpo de Bombeiros civil municipal voluntário em Três Marias, mas no levantamento de 1977 vocês não existiam. Ou seja, Três Marias não está numa nova tabela de classificação de risco. Se isso for feito, todo município será beneficiado, ou seja, essa medida vai ter a capacidade de beneficiar toda a população, porque quem não pôde fazer o seguro do seu carro vai fazer, a seguradora vai ganhar, e quem paga, como a Votorantim, por exemplo, que tem fábrica no Município, vai diminuir seus custos e poderá incrementar seu maquinário ou contratar mais pessoas. Então, ninguém perde; só temos a ganhar. Diretrizes aprovadas. Eixo 2. Órgãos de resposta aos desastres. Diretrizes aprovadas. Criação, implantação e regulamentação de corpos de bombeiros civis voluntários (...) Está ali, gente. Foi difícil conseguirmos colocar essas palavrinhas. O Deputado sabe que, quando se cai na discussão sobre a inclusão do termo municipal, civil ou voluntário, há muita discussão para se conseguir que uma palavra continue no texto. Mas nós conseguimos. Eu digo nós porque nós estávamos presentes. Vocês sabem que é muito bem organizado o pessoal do Corpo de Bombeiros Voluntários de Santa Catarina, assim como o do Rio Grande do Sul e da Bahia. Então, com a ajuda deles, nós conseguimos implantar isso aí. Criação, implantação e regulamentação de corpos de bombeiros civis voluntários e municipais com capacitação e treinamentos para atuar nas ações de prevenção, resposta a desastres, atendimento às emergências e combate a incêndio. Foram 524 votos de aprovação, 72% de aprovação. Isso é fato! Vou repetir, porque eu faço questão que fique memorizado na cabeça de vocês. 2. Criação, implantação e regulamentação de Corpos de Bombeiros civis voluntários e municipais com capacitação e treinamento para atuar nas ações de 23

25 prevenção, resposta a desastres, atendimento às emergências e combate a incêndio. Por que isso, gente? Porque há que haver, a princípio, uma padronização de uniforme dos bombeiros civis neste País, para que vocês tenham uma identidade. Hoje vocês chegam a qualquer lugar e reconhecem um policial, reconhecem o pessoal do Exército, mas não sabem se aquela pessoa é um bombeiro civil. Eu já tentei isso em um evento do sindicato. Fiz um modelo e o entreguei, para que fosse adotado por todos os bombeiros civis. Conheço 22 países por onde estive viajando, fazendo trabalhos com bombeiros civis. No mundo todo, bombeiro civil veste azul. Este uniforme tem a cor internacional de resgate e salvamento, a cor laranja. Nós fizemos várias intervenções. Nesse rolo todinho houve modificações de termos. Precisamos fazer uma moção para que entrasse em votação e conseguimos sua aprovação. Está aqui. São muitas letras, mas eu vou citar detalhes do que está ali: Criar em todos os Municípios do País corpos de bombeiros civis e/ou voluntários, como órgãos integrantes do sistema municipal de defesa civil. Gente, quando acontece um desastre, os bombeiros voluntários que não estão ainda formados são os que realmente atuam. Nas ocorrências que houve em Friburgo, no Rio de Janeiro, levou-se até 13 horas para que se pudesse atender a um pedido de socorro. E a população, sem conhecimento, sem nada, vai lá salvar. Hoje de manhã estava conversando com alguns companheiros e lhes disse que existem os bombeiros natos e os que estão bombeiros. Bombeiro nato é aquele que é bombeiro desde criança. Você tem dois filhos, Deputado, e dá um carrinho apenas para um deles. Quando o que não recebeu o carro quiser brincar, o outro menino se for um bombeiro nato vai dizer: Pode brincar. Se ele não for um bombeiro nato, vai dizer: Não pegue não, que é meu. Desde criança o senhor vê o que é um bombeiro. E aqui eu tenho orgulho de estar com este pessoal que é bombeiro civil os voluntários, principalmente, porque não estão ganhando, estão se dedicando e valem muito mais do que muita gente que se autointitula bombeiro. Então, esse pessoal merece todo o nosso respeito, merece todo o nosso apoio. 24

COMISSÃO DE LEGISLAÇÃO PARTICIPATIVA SUGESTÃO N 67, DE 2013

COMISSÃO DE LEGISLAÇÃO PARTICIPATIVA SUGESTÃO N 67, DE 2013 SUGESTÃO N 67, DE 2013 Sugere a realização de seminário, visando à discussão de projetos que permitam a manutenção das instituições filantrópicas que atuam com resgate, salvamento terrestre e aquático,

Leia mais

DISCURSO DE POSSE. Sinto-me extremamente honrado ao assumir a Presidência da ACISB/CDL nesta cerimônia, agradeço a Deus por este momento.

DISCURSO DE POSSE. Sinto-me extremamente honrado ao assumir a Presidência da ACISB/CDL nesta cerimônia, agradeço a Deus por este momento. DISCURSO DE POSSE Boa Noite a todos! Cumprimento o ex-diretor presidente Sebastião Calais, o Prefeito Leris Braga, o vice-prefeito Alcemir Moreira, o presidente da Câmara de Vereadores Juarez Camilo, o

Leia mais

DEPARTAMENTO DE TAQUIGRAFIA, REVISÃO E REDAÇÃO NÚCLEO DE REDAÇÃO FINAL EM COMISSÕES TEXTO COM REDAÇÃO FINAL. Versão para registro histórico

DEPARTAMENTO DE TAQUIGRAFIA, REVISÃO E REDAÇÃO NÚCLEO DE REDAÇÃO FINAL EM COMISSÕES TEXTO COM REDAÇÃO FINAL. Versão para registro histórico CÂMARA DOS DEPUTADOS DEPARTAMENTO DE TAQUIGRAFIA, REVISÃO E REDAÇÃO NÚCLEO DE REDAÇÃO FINAL EM COMISSÕES TEXTO COM REDAÇÃO FINAL Versão para registro histórico Não passível de alteração COMISSÃO DE LEGISLAÇÃO

Leia mais

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento.

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. museudapessoa.net P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. R Eu nasci em Piúma, em primeiro lugar meu nome é Ivo, nasci

Leia mais

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES:

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES: Atividades gerais: Verbos irregulares no - ver na página 33 as conjugações dos verbos e completar os quadros com os verbos - fazer o exercício 1 Entrega via e-mail: quarta-feira 8 de julho Verbos irregulares

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na visita ao Assentamento Lulão

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na visita ao Assentamento Lulão , Luiz Inácio Lula da Silva, na visita ao Assentamento Lulão Santa Cruz de Cabrália-BA, 28 de setembro de 2005 Meu caro governador Paulo Souto, governador do estado da Bahia, Meu querido companheiro Miguel

Leia mais

Jornalista: Eu queria que o senhor comentasse (incompreensível)?

Jornalista: Eu queria que o senhor comentasse (incompreensível)? Entrevista concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após cerimônia de apresentação dos resultados das ações governamentais para o setor sucroenergético no período 2003-2010 Ribeirão

Leia mais

Sempre estou tranquilo nesta Casa, mas aqui temos posição política. Eu fico admirado de ver

Sempre estou tranquilo nesta Casa, mas aqui temos posição política. Eu fico admirado de ver SESSÃO: 255-S0 DATA: 27/08/15 FL: 1 DE 5 O SR. TONINHO VESPOLI (PSOL) - Boa tarde novamente a todos e a todas. Sempre estou tranquilo nesta Casa, mas aqui temos posição política. Eu fico admirado de ver

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de lançamento do Programa Nacional de Saúde Bucal

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de lançamento do Programa Nacional de Saúde Bucal , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de lançamento do Programa Nacional de Saúde Bucal Sobral-CE, 17 de março de 2004 Meu caro governador do estado do Ceará, Lúcio Alcântara, Meu caro companheiro

Leia mais

Senhoras e Senhores Parlamentares; está desenvolvendo a frente desta Casa, onde tem. demostrado uma postura séria e coerente, ajudando o nosso

Senhoras e Senhores Parlamentares; está desenvolvendo a frente desta Casa, onde tem. demostrado uma postura séria e coerente, ajudando o nosso Discurso proferido pelo Deputado Federal Capitão Wayne, dia 28/06/2005, por ocasião da Sessão Solene em Homenagem aos Bombeiros Militares. Senhor Presidente; Senhores Comandantes Geral do Bombeiro Militar;

Leia mais

DEPARTAMENTO DE TAQUIGRAFIA, REVISÃO E REDAÇÃO NÚCLEO DE REDAÇÃO FINAL EM COMISSÕES TEXTO COM REDAÇÃO FINAL TRANSCRIÇÃO IPSIS VERBIS

DEPARTAMENTO DE TAQUIGRAFIA, REVISÃO E REDAÇÃO NÚCLEO DE REDAÇÃO FINAL EM COMISSÕES TEXTO COM REDAÇÃO FINAL TRANSCRIÇÃO IPSIS VERBIS CÂMARA DOS DEPUTADOS DEPARTAMENTO DE TAQUIGRAFIA, REVISÃO E REDAÇÃO NÚCLEO DE REDAÇÃO FINAL EM COMISSÕES TEXTO TRANSCRIÇÃO IPSIS VERBIS CPI - GRUPOS DE EXTERMÍNIO NO NORDESTE EVENTO: Reunião ordinária

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

ESTATUDO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

ESTATUDO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE ESTATUDO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE (*) ANGELA GUADAGNIN A sociedade de forma organizada conquistou na constituição que os direitos das crianças e adolescentes fossem um dever a ser implantado e respeitado

Leia mais

Câmara Municipal de Cubatão

Câmara Municipal de Cubatão 2 ATA DA 1ª SESSÃO EXTRAORDINÁRIA DO 2º ANO LEGISLATIVO DA 16ª LEGISLATURA REALIZADA EM 27 DE MAIO DE 2014 PRESIDÊNCIA - Sr. César da Silva Nascimento. SECRETARIAS - Sr. Fábio Alves Moreira e Sr. Ricardo

Leia mais

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Meu nome é Alexandre da Silva França. Eu nasci em 17 do sete de 1958, no Rio de Janeiro. FORMAÇÃO Eu sou tecnólogo em processamento de dados. PRIMEIRO DIA

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 32 Discurso na inauguração da ala

Leia mais

Qual o Sentido do Natal?

Qual o Sentido do Natal? Qual o Sentido do Natal? Por Sulamita Ricardo Personagens: José- Maria- Rei1- Rei2- Rei3- Pastor 1- Pastor 2- Pastor 3-1ª Cena Uma música de natal toca Os personagens entram. Primeiro entram José e Maria

Leia mais

Secretaria do Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável-SEMAD

Secretaria do Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável-SEMAD Secretaria do Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável-SEMAD Diretoria de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais e Eventos Críticos DPIFE Palestrante: JARBAS JORGE DE ALCÂNTARA Téc.

Leia mais

Propostas dos GTs da Conferência Municipal de São Paulo. Princípios e diretrizes de Segurança Pública

Propostas dos GTs da Conferência Municipal de São Paulo. Princípios e diretrizes de Segurança Pública Propostas dos GTs da Conferência Municipal de São Paulo Princípios e diretrizes de Segurança Pública Eixo 1 1. Fortalecimento do pacto federativo; 2. Municipalização da Segurança Pública; 3. Estabelecer

Leia mais

QUERIDO(A) ALUNO(A),

QUERIDO(A) ALUNO(A), LANÇADA EM 15 MAIO DE 2008, A CAMPANHA PROTEJA NOSSAS CRIANÇAS É UMA DAS MAIORES MOBILIZAÇÕES PERMANENTES JÁ REALIZADAS NO PAÍS, COM FOCO NO COMBATE À VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E À EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 14 Discurso: em encontro com professores

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca Discurso na cerimónia de regulamentação

Leia mais

Curso ISO 9001:2008 Qualidade em Serviços

Curso ISO 9001:2008 Qualidade em Serviços Curso ISO 9001:2008 Qualidade em Serviços Guia Fundamental para Gestão de Qualidade em Serviços Objetivo Capacitar os participantes a interpretarem os requisitos da Norma ISO 9001:2008, relacionados aos

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 Humberto Cordeiro Carvalho admitido pela companhia em 1 de julho de 1981. Eu nasci em 25 de maio de 55 em Campos do Goytacazes. FORMAÇÃO Segundo grau Escola

Leia mais

ROI COMO SABER DEFINITIVAMENTE O RESULTADO DAS AÇÕES DE MARKETING DO SEU E- COMMERCE. Por: Alexandre Maldonado

ROI COMO SABER DEFINITIVAMENTE O RESULTADO DAS AÇÕES DE MARKETING DO SEU E- COMMERCE. Por: Alexandre Maldonado ROI COMO SABER DEFINITIVAMENTE O RESULTADO DAS AÇÕES DE MARKETING DO SEU E- COMMERCE Por: Alexandre Maldonado Autor do site Marketing para E- commerce www.marketingparaecommerce.com.br TERMOS DE RESPONSABILIDADE

Leia mais

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da Escola Municipal Jornalista Jaime Câmara e alusiva à visita às unidades habitacionais do PAC - Pró-Moradia no Jardim do Cerrado e Jardim Mundo

Leia mais

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em conjunto com o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, com perguntas respondidas pelo presidente Lula Manaus-AM,

Leia mais

Arthur de Carvalho Jaldim Rubens de Almeida Oliveira CÃO ESTELAR. EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados

Arthur de Carvalho Jaldim Rubens de Almeida Oliveira CÃO ESTELAR. EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados Arthur de Carvalho Jaldim Rubens de Almeida Oliveira O CÃO ESTELAR EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados Texto e Pesquisa de Imagens Arthur de Carvalho Jaldim e Rubens de Almeida Oliveira O CÃO ESTELAR

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 Even e Junior Achievement de Minas Gerais UMA PARCERIA DE SUCESSO 1 SUMÁRIO Resultados Conquistados... 3 Resultados do Projeto... 4 Programa Finanças Pessoais... 5 Conceitos

Leia mais

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão Jorge Esteves Objectivos 1. Reconhecer que Jesus se identifica com os irmãos, sobretudo com os mais necessitados (interpretação e embora menos no

Leia mais

Prefeito de São Bernardo do Campo: Hoje tem um show no Cedesc, às 18 horas (incompreensível).

Prefeito de São Bernardo do Campo: Hoje tem um show no Cedesc, às 18 horas (incompreensível). , Luiz Inácio Lula da Silva, durante a inauguração da República Terapêutica e do Consultório de Rua para Dependentes Químicos e outras ações relacionadas ao Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack São

Leia mais

RELATÓRIO FORMADORES DE OPINIÃO E ASSOCIADOS

RELATÓRIO FORMADORES DE OPINIÃO E ASSOCIADOS RELATÓRIO FORMADORES DE OPINIÃO E ASSOCIADOS RESULTADOS PESQUISA COM COMITÊS Definição e significado do PGQP para os comitês: Definições voltadas para ao Programa Significado do PGQP Qualificação das organizações

Leia mais

Vencedores! Ideias de Negócio. Passos para criar. Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais!

Vencedores! Ideias de Negócio. Passos para criar. Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais! Por Rafael Piva Guia 33 Prático Passos para criar Ideias de Negócio Vencedores! Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais! Que bom que você já deu um dos

Leia mais

Homens. Inteligentes. Manifesto

Homens. Inteligentes. Manifesto Homens. Inteligentes. Manifesto Ser homem antigamente era algo muito simples. Você aprendia duas coisas desde cedo: lutar para se defender e caçar para se alimentar. Quem fazia isso muito bem, se dava

Leia mais

Câmara Municipal de Tijucas do Sul

Câmara Municipal de Tijucas do Sul ATA DA 9 a SESSÃO ORDINÁRIA DO PRIMEIRO PERÍODO ORDINÁRIO DA PRIMEIRA SESSÃO LEGISLATIVA DA 15 a LEGISLATURA EM 07/04/2014. Aos sete dias do mês de abril do ano de dois mil e quatorze, nesta cidade de

Leia mais

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos!

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! Documento final aprovado por adolescentes dos Estados do Amazonas, da Bahia, do Ceará, do Mato Grosso,

Leia mais

Precisamos fortalecer cada vez mais nossa profissão. Através dos conselhos e de uma nova regulamentação!

Precisamos fortalecer cada vez mais nossa profissão. Através dos conselhos e de uma nova regulamentação! Resultado da pesquisa feita no dia 10/03/2014, através do Site do Conselho Regional de Relações Públicas 4ª Região, a respeito da Lei 6601/13. Foi disponibilizado uma enquete, com a seguinte pergunta:

Leia mais

Objetivo: Relatar a experiência do desenvolvimento do software Participar. Wilson Veneziano Professor Orientador do projeto CIC/UnB

Objetivo: Relatar a experiência do desenvolvimento do software Participar. Wilson Veneziano Professor Orientador do projeto CIC/UnB Transcrição do vídeo Projeto Participar Duração: 10 minutos e 43 segundos Objetivo: Relatar a experiência do desenvolvimento do software Participar Wilson Veneziano Professor Orientador do projeto CIC/UnB

Leia mais

Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil

Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil Este guia pretende nortear os Grupos Escoteiros do Brasil a desenvolverem um

Leia mais

Então, é difícil para a gente afirmar um número ainda, mas vai estar nesse intervalo entre estabilidade e alguma coisa perto de 2% ou 3%.

Então, é difícil para a gente afirmar um número ainda, mas vai estar nesse intervalo entre estabilidade e alguma coisa perto de 2% ou 3%. Q&A de Teleconferência Resultado 3T08 ALL América Latina Logística 13 de novembro de 2008 Na redução de guidance de vocês, essa expressão interessante, um crescimento marginal de yield. Em um crescimento

Leia mais

É verdade que só começo um livro quando descubro uma pluma branca. Isso é um ritual que me impus apesar se só escrever uma vez cada dois anos.

É verdade que só começo um livro quando descubro uma pluma branca. Isso é um ritual que me impus apesar se só escrever uma vez cada dois anos. 1) Como está sendo a expectativa do escritor no lançamento do livro Ser como um rio que flui? Ele foi lançado em 2006 mas ainda não tinha sido publicado na língua portuguesa, a espera do livro pelos fãs

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 24 Discurso na solenidade de entrega

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 20 Discurso na cerimónia "Jovens

Leia mais

ACS Assessoria de Comunicação Social

ACS Assessoria de Comunicação Social O tempo e a espera Ministro fala de projetos em andamento e ações do governo para a área educacional Entrevista do ministro publicada na Revista Educação no dia 26 de maio de 2004. Tarso Genro é considerado

Leia mais

Análise do Edital ISS Salvador 2014

Análise do Edital ISS Salvador 2014 Análise do Edital ISS Salvador 2014 Olá amigos concurseiros, É com um carinho mais que especial que divulgo que no dia 15/09/2014) saiu uma BOMBA NORDESTINA, ou seja, o concurso para Auditor Fiscal do

Leia mais

CONSULTA Nº 164.517/2013

CONSULTA Nº 164.517/2013 1 CONSULTA Nº 164.517/2013 Assunto: Sobre como SAMU deve proceder em certas situações na sala de Regulação Médica do 192, procedimentos em diversas situações, na sala de Regulação Médica do 192, devido

Leia mais

AÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E CULTURAIS

AÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E CULTURAIS AÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E CULTURAIS Relatório de Atividades 2014 Sumário 1.0 Introdução - Pág 3 2.0 Quem Somos, Estatísticas, Valores - Pág 4 3.0 Projetos 2014 - Pág 5 a 15 3.1 Novo site - Pág 5 a 12

Leia mais

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões 8 Passos para o Recrutamento Eficaz Por Tiago Simões Uma das coisas que aprendi na indústria de marketing de rede é que se você não tem um sistema de trabalho que comprovadamente funcione, muito provavelmente

Leia mais

Como fazer contato com pessoas importantes para sua carreira?

Como fazer contato com pessoas importantes para sua carreira? Como fazer contato com pessoas importantes para sua carreira? - Tem alguém com quem você gostaria de fazer contato? - Porque você não o fez até agora? - Por que é importante aprender a fazer esses contatos?

Leia mais

O Coração Sujo. Tuca Estávamos falando sobre... hm, que cheiro é esse? Tuca Parece cheiro de gambá morto afogado no esgoto.

O Coração Sujo. Tuca Estávamos falando sobre... hm, que cheiro é esse? Tuca Parece cheiro de gambá morto afogado no esgoto. O Coração Sujo Personagens - Tuca - Teco - Tatá - Tia Tuca e Tatá estão conversando. Teco chega. Teco Oi, meninas, sobre o que vocês estão falando? Tuca Estávamos falando sobre... hm, que cheiro é esse?

Leia mais

Sei... Entra, Fredo, vem tomar um copo de suco, comer um biscoito. E você também, Dinho, que está parado aí atrás do muro!

Sei... Entra, Fredo, vem tomar um copo de suco, comer um biscoito. E você também, Dinho, que está parado aí atrás do muro! Capítulo 3 N o meio do caminho tinha uma casa. A casa da Laila, uma menina danada de esperta. Se bem que, de vez em quando, Fredo e Dinho achavam que ela era bastante metida. Essas coisas que acontecem

Leia mais

A deputada Maria José Maninha (PSOL-DF) pronuncia o seguinte discurso: senhor Presidente, senhores Deputados, senhoras Deputadas, senhores e senhoras,

A deputada Maria José Maninha (PSOL-DF) pronuncia o seguinte discurso: senhor Presidente, senhores Deputados, senhoras Deputadas, senhores e senhoras, A deputada Maria José Maninha (PSOL-DF) pronuncia o seguinte discurso: senhor Presidente, senhores Deputados, senhoras Deputadas, senhores e senhoras, Parabenizo a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 40 Discurso na cerimónia comemorativa

Leia mais

Paraná se destaca no cenário brasileiro de sistemas de segurança eletrônica

Paraná se destaca no cenário brasileiro de sistemas de segurança eletrônica Rogério Reis Paraná se destaca no cenário brasileiro de sistemas de segurança eletrônica CRESCIMENTO ECONÔMICO DA REGIÃO SUL IMPULSIONA MERCADO PARANAENSE POR ADRIANE DO VALE redacao@cipanet.com.br FOTOS

Leia mais

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no hotel Skt. Petri

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no hotel Skt. Petri Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no hotel Skt. Petri Copenhague-Dinamarca, 01 de outubro de 2009 Bem, primeiro dizer a vocês da alegria de poder estar

Leia mais

Teste sua empregabilidade

Teste sua empregabilidade Teste sua empregabilidade 1) Você tem noção absoluta do seu diferencial de competência para facilitar sua contratação por uma empresa? a) Não, definitivamente me vejo como um título de cargo (contador,

Leia mais

Diretrizes da Comissão Regional de Imagem e Comunicação Dos Escoteiros do Brasil. Região do Rio Grande do Sul

Diretrizes da Comissão Regional de Imagem e Comunicação Dos Escoteiros do Brasil. Região do Rio Grande do Sul Diretrizes da Comissão Regional de Imagem e Comunicação Dos Escoteiros do Brasil Após um mais de ano de trabalho e experiências adquiridas a CRIC apresenta à diretoria regional as diretrizes que regem

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 49 Discurso no encontro com grupo

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 42 Discurso no Hotel Tropical MANAUS,

Leia mais

Reunião de junho na Sede da Associação

Reunião de junho na Sede da Associação Ano 1 Lagedo, Domingo, 03 de agosto de 2014 N o 3 Reunião de junho na Sede da Associação Reunião na Sede da Associação. foto: Mirene Moraes, 29/06/2014. A reunião estava marcada para ter início as 13:00h.

Leia mais

Ass. de Comunicação www.ptexto.com.br. Veículo: Site Correio Braziliense Data: 14/06/2012. Assunto: Rio+20

Ass. de Comunicação www.ptexto.com.br. Veículo: Site Correio Braziliense Data: 14/06/2012. Assunto: Rio+20 Veículo: Site Correio Braziliense Data: 14/06/2012 Seção: Ser Sustentável Pág.: http://bit.ly/okj5q9 Assunto: Rio+20 Veículo: Site Correio Braziliense Data: 14/06/2012 Seção: Ser Sustentável Pág.: http://bit.ly/okj5q9

Leia mais

Continua o diálogo entre população, prefeitura, consórcio e SABESP

Continua o diálogo entre população, prefeitura, consórcio e SABESP Continua o diálogo entre população, prefeitura, consórcio e SABESP Prazos e metas para o atendimento das solicitações apresentadas pela população foram pauta da reunião que aconteceu na prefeitura no início

Leia mais

Marketing não Sobrevive sem Endomarketing

Marketing não Sobrevive sem Endomarketing Marketing não Sobrevive sem Endomarketing Um ótimo serviço pode se tornar ruim se os funcionários não confiam em si mesmos. Uma endoentrevista sobre endomarketing. Troquemos de lugar! O título é, sem dúvida,

Leia mais

Realização e Organização. www.vamaislonge.com.br

Realização e Organização. www.vamaislonge.com.br Realização e Organização www.vamaislonge.com.br Quem somos... Leonardo Alvarenga, tenho 23 anos, sou criador do Não Tenho Ideia e do #VáMaisLonge. Sou formado em Educação Física mas larguei tudo logo após

Leia mais

Bate-papo: Uso do Scratch, uma nova linguagem de programação, no ensino fundamental - Web Currículo (25/05/2010)

Bate-papo: Uso do Scratch, uma nova linguagem de programação, no ensino fundamental - Web Currículo (25/05/2010) 1 of 6 02/12/2011 16:14 Bate-papo: Uso do Scratch, uma nova linguagem de programação, no ensino fundamental - Web Currículo (25/05/2010) 13:58:20 Bem-vindos ao Bate-papo Educarede! 14:00:54 II Seminário

Leia mais

Quanto ao contrato de SMS, que tem sido também alvo aí do noticiário, eu também queria fazer uma exposição preliminar. Na nossa gestão, desde que

Quanto ao contrato de SMS, que tem sido também alvo aí do noticiário, eu também queria fazer uma exposição preliminar. Na nossa gestão, desde que Quanto ao contrato de SMS, que tem sido também alvo aí do noticiário, eu também queria fazer uma exposição preliminar. Na nossa gestão, desde que entrei, nós instituímos uma reunião de análise crítica

Leia mais

ebook Aprenda como aumentar o poder de captação do seu site. por Rodrigo Pereira Publicitário e CEO da Agência Retina Comunicação

ebook Aprenda como aumentar o poder de captação do seu site. por Rodrigo Pereira Publicitário e CEO da Agência Retina Comunicação por Rodrigo Pereira Publicitário e CEO da Agência Retina Comunicação Sobre o Autor: Sempre fui comprometido com um objetivo de vida: TER MINHA PRÓPRIA EMPRESA. Mas assim como você, eu também ralei bastante

Leia mais

1 Fique atento ao entrar ou sair de sua casa ou apartamento

1 Fique atento ao entrar ou sair de sua casa ou apartamento 1 Fique atento ao entrar ou sair de sua casa ou apartamento O momento em que entramos ou saímos de nossas residências, costuma oferecer grande risco, pois normalmente estamos distraídos, além de abrirmos,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 68 Discurso na cerimónia de lançamento

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 21 Discurso na cerimónia de instalação

Leia mais

RESUMO O HOMEM E O RIO: EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA A SUSTENTABILIDADE DO RIO PARAÍBA DO SUL

RESUMO O HOMEM E O RIO: EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA A SUSTENTABILIDADE DO RIO PARAÍBA DO SUL RESUMO O HOMEM E O RIO: EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA A SUSTENTABILIDADE DO RIO PARAÍBA DO SUL UNITAU - Universidade de Taubaté CBH-PS Comitê de Bacias Hidrográficas do Rio Paraíba do Sul Trabalho realizado

Leia mais

(UNIDADE CEBRAC BOTUCATU)

(UNIDADE CEBRAC BOTUCATU) CAMPANHA MAIS CIDADÃO (UNIDADE CEBRAC BOTUCATU) APRESENTAÇÃO Nossa Missão: Desenvolver o potencial das pessoas e formar o cidadão profissional para atuar com brilhantismo no mercado de trabalho Estar sintonizados

Leia mais

TIMOR LESTE. O PESO DA ORAÇÃO DOS JUSTOS! Tema. Peso e balança justos pertencem ao Senhor Provérbios 16:11a Versículo Chave

TIMOR LESTE. O PESO DA ORAÇÃO DOS JUSTOS! Tema. Peso e balança justos pertencem ao Senhor Provérbios 16:11a Versículo Chave 70 TIMOR LESTE O PESO DA ORAÇÃO DOS JUSTOS! Tema Peso e balança justos pertencem ao Senhor Provérbios 16:11a Versículo Chave PÁIS ALVO No Timor Leste as pessoas são muito acolhedoras, sempre com um sorriso,

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas de Campo Limpo

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas de Campo Limpo , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas de Campo Limpo São Paulo-SP, 20 de outubro de 2004 Meus queridos companheiros e minhas queridas companheiras

Leia mais

DEPARTAMENTO DE TAQUIGRAFIA, REVISÃO E REDAÇÃO NÚCLEO DE REDAÇÃO FINAL EM COMISSÕES TEXTO COM REDAÇÃO FINAL

DEPARTAMENTO DE TAQUIGRAFIA, REVISÃO E REDAÇÃO NÚCLEO DE REDAÇÃO FINAL EM COMISSÕES TEXTO COM REDAÇÃO FINAL CÂMARA DOS DEPUTADOS DEPARTAMENTO DE TAQUIGRAFIA, REVISÃO E REDAÇÃO NÚCLEO DE REDAÇÃO FINAL EM COMISSÕES TEXTO COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS E MINORIAS EVENTO: AUDIÊNCIA PÚBLICA N : 1381/04 DATA: 24/11/2004

Leia mais

Plano Nacional de. Emergências Ambientais com Produtos Químicos Perigosos. Curso LíderesL

Plano Nacional de. Emergências Ambientais com Produtos Químicos Perigosos. Curso LíderesL Plano Nacional de Prevenção, Preparação e Resposta Rápida R a Emergências Ambientais com Produtos Químicos Perigosos Curso LíderesL Brasília, 20 de agosto de 2008 1 Como surgiu o P2R2 Histórico de ocorrência

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES ASSEMBLEIA LEGISLATIVA REGIONAL Gabinete do Presidente

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES ASSEMBLEIA LEGISLATIVA REGIONAL Gabinete do Presidente Diário da Sessão n.º 070 de 18/03/03 Presidente: Passamos ao ponto seguinte da nossa ordem de trabalhos Proposta de Decreto Legislativo Regional que aplica à Região Autónoma dos Açores o Decreto-Lei nº

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO DE BOMBEIRO PROFISSIONAL CIVIL

CURSO DE FORMAÇÃO DE BOMBEIRO PROFISSIONAL CIVIL CURSO DE FORMAÇÃO DE BOMBEIRO PROFISSIONAL CIVIL CENTRO DE FORMAÇÃO A BRITOS TREINAMENTOS, é uma empresa com credênciamento junto ao corpo de Bombeiro do estado de São Paulo, conforme a Portaria nº CCB-008/600/14.

Leia mais

A costa da África pode ser um foco da indústria no futuro próximo;

A costa da África pode ser um foco da indústria no futuro próximo; Fleury Pissaia * Entre 2011 e 2015, investimento previsto no setor industrial é de R$ 600 bilhões. Desse montante, indústria do petróleo representa 62%. No mesmo período, R$ 750 bilhões serão alocados

Leia mais

Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências

Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências boletim Jovem de Futuro ed. 04-13 de dezembro de 2013 Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências O Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013 aconteceu de 26 a 28 de novembro.

Leia mais

Aprenda a Gerar Renda Utilizando Seus Conhecimentos em Promob e Projetos 3D.ACDEMY.COM.BR COMO GERAR RENDA COM PROJETO VERSÃO 1.0

Aprenda a Gerar Renda Utilizando Seus Conhecimentos em Promob e Projetos 3D.ACDEMY.COM.BR COMO GERAR RENDA COM PROJETO VERSÃO 1.0 Aprenda a Gerar Renda Utilizando Seus Conhecimentos em Promob e Projetos CAIO HENRIQUE TEODORO DOS SANTOS Página 1 Versão 1.0 2013 Esforcei-me ao máximo para transmitir em poucas páginas algumas dicas

Leia mais

Conselho Nacional de Controle Interno

Conselho Nacional de Controle Interno Veículo: Site Congresso em Foco Data: 13/07/2012 Editoria: Lei de Acesso Coluna: - Página: - Só 12% das prefeituras dão atenção a transparência Uma mesma pergunta foi feita às administrações de 133 cidades

Leia mais

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos Lição 3: Alegria LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos RESUMO BÍBLICO Gálatas 5:23; Gálatas 6:1; 2 Timóteo 2:25; Tito 3; 1 Pedro 3:16 Como seres humanos estamos sempre à mercê de situações sobre

Leia mais

Palavras-chave: Recursos hídricos; participação comunitária.

Palavras-chave: Recursos hídricos; participação comunitária. Título: Recursos Hídricos: a participação social como requisito para o financiamento de projetos Tema: Recursos Hídricos Autora: Luciana Cibelle Araujo dos Santos Co-autoras: Marize Castro e Isabela dos

Leia mais

Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT

Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT Brasília-DF, 30 de outubro de 2006 Jornalista Ana Paula Padrão: Então vamos às perguntas, agora ao vivo, com

Leia mais

MUNICÍPIO DE CUIABÁ) Excelentíssimo Senhor Presidente do. Supremo Tribunal Federal, Doutor Professor Gilmar Ferreira

MUNICÍPIO DE CUIABÁ) Excelentíssimo Senhor Presidente do. Supremo Tribunal Federal, Doutor Professor Gilmar Ferreira O SR. JOSÉ ANTÔNIO ROSA (PROCURADOR-GERAL DO MUNICÍPIO DE CUIABÁ) Excelentíssimo Senhor Presidente do Supremo Tribunal Federal, Doutor Professor Gilmar Ferreira Mendes, na pessoa de quem cumprimento todos

Leia mais

O Projeto Ações Sociais AMO-RS nasceu do desejo de mudar realidades, incentivar, potencializar e criar multiplicadores.

O Projeto Ações Sociais AMO-RS nasceu do desejo de mudar realidades, incentivar, potencializar e criar multiplicadores. O Projeto Ações Sociais AMO-RS nasceu do desejo de mudar realidades, incentivar, potencializar e criar multiplicadores. Estamos desenvolvendo um exercício de cidadania, pois envolve as pessoas para além

Leia mais

Voluntariado. Sete dicas para ser um voluntário. Por Redação EcoD

Voluntariado. Sete dicas para ser um voluntário. Por Redação EcoD Voluntariado Sete dicas para ser um voluntário Por Redação EcoD O Dia Internacional dos Voluntários, celebrado no dia 5 de dezembro, pode inspirar muitas pessoas a dedicarem seu tempo e talento em prol

Leia mais

DISCURSO DE FRANCIS BOGOSSIAN

DISCURSO DE FRANCIS BOGOSSIAN DISCURSO DE FRANCIS BOGOSSIAN na solenidade de posse do Conselho Consultivo e do presidente executivo da AEERJ Dia 28 de julho de 2014 Centro de Convenções da Firjan Minhas Senhoras e Meus Senhores, Gostaria

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

A medicina da família e a humanização do atendimento ao paciente

A medicina da família e a humanização do atendimento ao paciente A medicina da família e a humanização do atendimento ao paciente por Denise Marson Apesar da implantação do programa Saúde da família, a formação de profissionais especializados na área de medicina da

Leia mais

As Novas Tecnologias e o Processo Legislativo Parlamentar

As Novas Tecnologias e o Processo Legislativo Parlamentar CAMARA DOS DEPUTADOS As Novas Tecnologias e o Processo Legislativo Parlamentar Lúcio Henrique Xavier Lopes XII Encontro da Associação dos Secretários- Gerais dos Parlamentos de Língua Portuguesa CAMARA

Leia mais

PARA SEMPRE CERTIFICAÇÃO FLORESTAL FSC. Carmen Figueiredo

PARA SEMPRE CERTIFICAÇÃO FLORESTAL FSC. Carmen Figueiredo PARA SEMPRE CERTIFICAÇÃO FLORESTAL FSC Carmen Figueiredo PARA SEMPRE CERTIFICAÇÃO FLORESTAL FSC 1ª edição 2005 Realização Apoio CRÉDITOS Produção Ethnos estratégias socio ambientais - ethnosconsultoria@uol.com.br

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da fábrica da Dell no Brasil

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da fábrica da Dell no Brasil Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da fábrica da Dell no Brasil Hortolândia-SP, 14 de maio de 2007 Excelentíssimo deputado Arlindo Chinaglia, presidente

Leia mais

Pauta do Grito da Terra Brasil GTB Estadual 2014 APRESENTAÇÃO

Pauta do Grito da Terra Brasil GTB Estadual 2014 APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO O ano de 2014 foi eleito oficialmente pela FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura) como o Ano Internacional da Agricultura familiar. Tendo como objetivo aumentar

Leia mais

Permitam-me algum informalismo e que leve à risca o Protocolo.

Permitam-me algum informalismo e que leve à risca o Protocolo. 1 - Gostaria de pedir um minuto de silêncio em memória de todos os Bombeiros já falecidos e particularmente de Franquelim Gonçalves, que faleceu no desempenho das suas funções; 25 de maio Inauguração do

Leia mais

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Autora: Tell Aragão Personagens: Voz - não aparece mendigo/pessoa Nervosa/Ladrão faz os três personagens Menina 1 Menina 2 Voz: Era uma vez, duas irmãs que ganharam dois

Leia mais

Jairo Martins da Silva. FOTOs: divulgação

Jairo Martins da Silva. FOTOs: divulgação Jairo Martins da Silva FOTOs: divulgação E N T R E V I S T A Disseminando qualidade e cultura Superintendente-geral da Fundação Nacional da Qualidade, Jairo Martins da Silva fala sobre o desafio da qualidade

Leia mais