Caixa. presente para o mundo. no mundo. A Caixa está presente em quatro continentes Um Banco que desbravou o Mundo. cientistas polares

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Caixa. presente para o mundo. no mundo. A Caixa está presente em quatro continentes Um Banco que desbravou o Mundo. cientistas polares"

Transcrição

1 Caixa no mundo Primavera 2009 #12 cientistas polares A Caixa atribui bolsas de investigação desafio à Reciclagem 2.ª edição do Concurso de Design de Mobiliário com Materiais Reciclados vantagens da caixa Novas ofertas e campanhas para conhecer e aderir presente para o mundo A Caixa está presente em quatro continentes Um Banco que desbravou o Mundo

2 2 mundo caixa editorial Actualmente, a Caixa encontra-se presente nos quatro cantos do Mundo, seja junto das comunidades de emigrantes, seja das empresas portuguesas que singram no mercado internacional ou nos países culturalmente ligados a Portugal. Isto sem nunca ignorar as várias populações locais. Ao todo, são 23 países e mais de 400 pontos de contacto disponíveis, números só por si bem ilustrativos daquilo que é, hoje, a presença da Caixa além-fronteiras. A Caixa está nos quatro Continentes d i r e c t o r a Suzana Ferreira coordenadora Filipa Avillez e d i t o r d e a r t e José Séneca g r a f i s m o Pedro Bénard r e d a c ç ã o Elsa Bastos revisão Laurinda Brandão fotografia Banco de imagem Assim, na sua edição de Primavera, a Caixa no Mundo cruza os quatro continentes, apresentando as marcas desta presença e os valores que o Grupo CGD pretende fazer chegar a cada um destes pontos. Conheça, ainda, as recentes iniciativas desenvolvidas na área da sustentabilidade, tema querido e de importância vital para a Caixa. Além do Concurso de Design de Mobiliário com Materiais Reciclados iniciativa de sucesso, realizada em 2008, que regressa para uma segunda edição, descubra como a Caixa está investindo na ciência portuguesa através da iniciativa Nova Geração de Cientistas Polares. Fique a par destes projectos e de muito mais, aqui, na sua Caixa no Mundo. Suzana Ferreira Direcção de Comunicação p r o j e c t o White Rabbit Custom Publishing p r o p r i e d a d e CGD Direcção de Comunicação, Avenida João XXI, Lisboa n. o d e p ó s i t o l e g a l /08 n. o i c s t i r a g e m exemplares periodicidade Trimestral marca prestígio A CGD entre as melhores A CGD é uma das melhores marcas financeiras do Mundo e a melhor marca financeira de Portugal. Quem o disse foi o BrandFinance Global Banking 500 de 2009 Segundo o BrandFinance Global Banking 500 de 2009, que avaliou as melhores marcas financeiras do Mundo, a marca Caixa Geral de Depósitos (CGD) é a mais valiosa das marcas financeiras portuguesas. Neste ranking, liderado pelo HSBC, a CGD supera instituições como o Scottish Widows, Bank of Scotland, Western Union, Caja Madrid ou Abbey. Segundo o relatório, a marca financeira CGD vale 1000 milhões de euros e está na 77.ª posição, a primeira à escala da Banca nacional. Em posição destacada, logo a seguir à marca líder, encontram-se as marcas Bank of América, Wells Fargo, Santander e ICBC. Entre as marcas que mais subiram neste ranking, podemos encontrar instituições financeiras de mercados como a Índia, Coreia do Sul e Turquia. + cultura Concerto de carlos do carmo O Grand Auditorium Philharmonie, no Luxemburgo, recebeu Carlos do Carmo A Caixa no Luxemburgo promoveu, conjuntamente com a Philharmonie instituição de referência no panorama cultural luxemburguês -, um concerto de Carlos do Carmo, intitulado A Magia do Fado, assumindo o papel de patrocinador exclusivo do evento. Este espectáculo, que contou com a presença de um convidado especial, o pianista Bernardo Sassetti teve lugar no dia 31 de Janeiro de 2009, com casa cheia, estando os 1200 lugares esgotados desde os primeiros dias do ano. Considerado uma das figuras marcantes da música portuguesa e um símbolo fundamental da história do fado, Carlos do Carmo completou, no ano de 2008, 45 anos de carreira, tendo lançado, por essa ocasião, o seu novo álbum Fado Maestro. O seu inegável talento, associado ao brilhantismo das interpretações, evocando os grandes poetas portugueses, contribuem para que cada novo álbum seja comemorado como um grande acontecimento. No âmbito deste concerto, a CGD organizou uma conferência de imprensa com o artista, na véspera do evento, à qual compareceram os mais importantes órgãos de comunicação social luxemburgueses e de expressão portuguesa em actividade no grão-ducado. O patrocínio do concerto de Carlos do Carmo, que actuou pela primeira vez no Philharmonie, reforçou o compromisso social assumido pela Caixa no domínio das actividades culturais. Um compromisso pautado pelo empenho no desenvolvimento e promoção da música e da língua portuguesa junto das mais diferentes comunidades locais. caixa no mundo#11 mundo#12 inverno primavera

3 rosto mundo de sucesso caixa 3 As suas Contas sempre por perto Para quem vive fora de Portugal, é importante aceder, à distância, às suas contas com toda a segurança e conveniência. Temos disponível uma linha telefónica gratuita, exclusiva para os clientes que residam no estrangeiro e tenham aderido ao serviço Caixadirecta Internacional. Com esta linha telefónica, de acesso gratuito, poderá, de um modo simples, rápido e seguro, efectuar consultas de saldos e movimentos, transferências e pagamentos, subscrição e resgate de fundos de investimento, entre muitas outras operações correntes, sobre as suas contas em Portugal. Europa* EUA/Canadá Brasil África do Sul Macau Venezuela Outros países (chamada paga) (+351) *Alemanha, Bélgica, Espanha, França, Holanda, Luxemburgo, Portugal, Reino Unido e Suíça. Caixadirecta on-line Através do serviço Caixadirecta on-line, poderá, também, aceder às suas contas a partir de qualquer computador com ligação segura à Internet. Cartão de débito Maestro RE Para além do serviço Caixadirecta Internacional, a Caixa disponibiliza um Cartão de Débito que lhe permite efectuar consultas, levantamentos, pagamentos, transferências e muitas outras operações. Este cartão foi criado a pensar na comodidade do dia-a-dia de quem reside fora, oferecendo múltiplas vantagens, das quais se salientam: a isenção de comissões de levantamentos e pagamentos no seu país de residência, mesmo que resida fora da zona euro; oferta de um Seguro de Gastos Abusivos com validade de 3 anos e renovação automática, que pode receber directamente na sua morada no estrangeiro. Subscreva este cartão numa Representação ou Agência da Caixa ou através do serviço Caixadirecta e beneficie de todas as suas vantagens. um passo à frente O Caixa Aforro Residentes no Estrangeiro é um depósito a prazo a cinco anos, com remuneração atractiva indexada à Euribor 1, que permite efectuar levantamentos em qualquer momento, sem penalização nas datas de pagamento de juros (com penalização fora destas), e que lhe oferece, ainda, prémios de permanência crescentes do 2º ao 5º ano (inclusive). Poderá subscrever este depósito a partir de 500 euros e reforçar, a qualquer momento, a partir de 100 euros. Os juros são pagos semestralmente, com possibilidade de serem capitalizados de forma automática ou creditados na sua conta à ordem no final de cada período vencido. Para mais informações, contacte-nos em 1 TANB indexada à média da Euribor a 6 meses (base 360 dias), verificada no mês anterior ao período de subscrição ou renovação, arredondada à milésima. É aplicado um spread multiplicativo que varia entre 70% e 110% em função do escalão de saldo da conta. sofisticação infinita Em França, a Sucursal da CGD integrou na sua oferta o cartão Visa Infinite, um mundo de privilégios e serviços exclusivos associados a um cartão de crédito universal e de prestígio. O Visa Infinite é o produto mais sofisticado da linha de cartões de crédito Visa para particulares. Destina-se a clientes que viajam com frequência para o exterior e que requerem disponibilidade total de serviços, seguros médico e de assistência para os mais elevados limites de pagamentos. Os portadores deste cartão beneficiam, também, de vantagens exclusivas: > um pacote de seguros com garantias; > um serviço de assistência médica mundial. Para além destas vantagens, o cartão Visa Infinite é aceite em mais de 29 milhões de estabelecimentos comerciais, em 170 países, e ainda serve para fazer levantamentos em mais de um milhão de ATM. soluções caixa campanha de abertura de conta Está disponível, até 31 de Maio, nas Agências e Representações da Caixa, a nova oferta de Abertura de Conta que irá premiar os novos Clientes Residentes no Estrangeiro. Para tal, basta abrir conta na Caixa e manter um envolvimento superior a 5000 euros até ao final do período de Campanha. O processo de abertura de conta está, agora, simplificado e, com o preenchimento de um documento único, adere, simultaneamente, ao cartão de débito Maestro RE e ao serviço Caixadirecta. No decorrer desta Campanha, foram lançados novos produtos financeiros, disponíveis também para quem já é cliente: Gestão Automática do seu dia-a-dia Ao aderir à Conta Gestão Automática de Tesouraria para Clientes Residentes no Estrangeiro (Conta GAT RE), pode definir limites mínimo e máximo para a sua conta à ordem e, a partir dos montantes definidos, serão realizadas transferências automáticas para uma conta de poupança. Esta solução permite-lhe rentabilizar as suas poupanças e gerir a sua conta à ordem no dia-a-dia, assegurando a existência de saldo que, estando a render juros, está simultaneamente disponível para efectuar os pagamentos que possam surgir. DEPÓSITO A PRAZO ON-LINE Este Depósito a Prazo para Clientes Residentes no Estrangeiro pode ser subscrito, exclusivamente, através do Caixadirecta on-line. Durante o período da Campanha, tem uma taxa de remuneração muito competitiva, correspondente a 100 por cento da Euribor a 6 meses. Para mais informações, consulte- -nos em ou em qualquer Representação ou Agência da Caixa. caixa caixa no mundo#12 no mundo#11 primavera inverno

4 4 mundo caixa caixa internacional cgd nos quatro cantos do mundo A Caixa está presente em 23 países. A aposta passa pela Europa, África, Ásia e América Com 132 anos, a marca Caixa é a referência no mercado financeiro português, aliando a tradição à modernidade. Como matriz de um grupo financeiro preparado para satisfazer as necessidades e expectativas dos seus Clientes e para responder aos desafios da globalização dos mercados, a CGD actua de forma integrada em todos os quadrantes do universo financeiro, incluindo banca de retalho e de empresas, banca de investimento, corretagem e capital de risco, imobiliário, seguros, gestão de activos, crédito especializado e comércio electrónico, bem como nas áreas cultural e da saúde. O Grupo CGD é o que apresenta maior grau de internacionalização entre todos os bancos portugueses. Actualmente, a rede internacional do Grupo é formada por Bancos, Sucursais da CGD e Escritórios de Representação. Ao todo, são cerca de 400 pontos de contacto à disposição dos Clientes do Grupo, no entanto, com especificidades próprias. Os Escritórios de Representação são estabelecimentos da CGD, onde não é possível efectuar operações bancárias. Não sendo permitido por lei receber fundos, efectuar pagamentos ou assinar quaisquer contratos com Clientes, estes locais prestam apoio através de informação sobre a oferta da Caixa em Portugal, encaminhando para a Rede de Agências todo o tipo de pedidos e esclarecendo eventuais dúvidas dos Clientes. A CGD tem Escritórios de Representação na Alemanha, Bélgica, Suíça, Brasil, Venezuela, Índia e no México (via Banco Caixa Geral). Por sua vez, as Sucursais da CGD são estabelecimentos bancários desprovidos de personalidade jurídica própria, mas com oferta comercial local e distinta da casa-mãe, podendo, ao contrário dos Escritórios, abrir contas, receber fundos e executar outros serviços da CGD Portugal. A Caixa tem Sucursais em França, Luxemburgo, Timor-Leste, Reino Unido (Londres), Espanha, EUA (Nova Iorque) e China (Zhuhai). No entanto, apenas as três primeiras são orientadas para Clientes particulares e empresas. As restantes destinam- -se ao apoio da banca de investimento e mercados financeiros. Por último, a Caixa possui participações em Bancos de direito local dotados de personalidade jurídica e constituídos em conformidade com a lei dos países onde estão sediados, sendo permitido, pela legislação local, a realização de todo o tipo de operações bancárias. São os casos do Banco Caixa Geral (Espanha) (99,8%), Banco Comercial do Atlântico (Cabo Verde) (59,17%), Banco Interatlântico (Cabo Verde) (70%), BCI (Moçambique) (51%), Mercantile Bank (África do Sul) (91,8%), BNU Macau (100%) e Banco Caixa Geral Brasil (100%). Ainda que sem deter uma posição de domínio, o Grupo CGD tem como associado o Banco Internacional de São Tomé e Príncipe, com uma participação de 27 por cento. Uma Caixa sempre Presente Há 132 anos a gerar confiança, a Caixa Geral de Depósitos é um Banco de referência no mundo inteiro. Está presente em quatro continentes, através de Sucursais ou Escritórios de Representação. Onde nos pode encontrar: > Na Europa - Alemanha; Bélgica; Espanha; França; Holanda; Luxemburgo; Suíça; > Em África - África do Sul; Angola; Argélia; Cabo Verde; Moçambique; São Tomé e Príncipe. > Na Ásia - China (Macau); Timor-Leste; > No Continente Americano - Brasil; EUA (Nova Iorque e Ilhas Caimão); México; Venezuela Para mais informações, dirija-se à Representação da Caixa mais próxima de si ou consulte-nos em Esperamos por si. caixa no mundo#11 mundo#12 inverno primavera

5 rosto mundo de sucesso caixa 5 No Continente Europeu A equipa da nova Agência de Luxemburgo: Mário Sá Santos (subgerente), Elisabete Cardoso, Filipe Neves e José Silva. Em baixo, Escritório de Representação da Suíça Na Europa, o Grupo CGD é detentor do Banco Caixa Geral, em Espanha, possui Sucursais em França (46 Agências) e no Luxemburgo (2 Agências), Escritórios de Representação na Bélgica, Alemanha e Suíça e um promotor na Holanda. Banco Caixa Geral O Banco Caixa Geral é o rosto do Grupo Caixa em Espanha. Presente no mercado espanhol há 17 anos, a CGD é, actualmente, a quinta instituição financeira da Península Ibérica dispondo de uma ampla rede de 213 Agências, 30 Centros de Empresas e uma rede de Banca Patrimonial (private banking) para o apoiar na gestão do seu património. Ser o agente dinamizador e o parceiro financeiro dos investimentos particulares e das empresas portuguesas e espanholas no seu processo de internacionalização é o grande objectivo do Grupo Caixa. Com a Oferta Ibérica, a Caixa apresenta um conjunto de produtos e serviços para empresas: a abertura de conta no próprio dia, transferências directas entre ambos os bancos, pagamentos directos aos balcões do BCG, e-banking ibérico para as empresas e um preçário ibérico preferencial para os Clientes de ambos os bancos. Sucursal de França A Sucursal de França conta com uma rede de 46 Agências, predominantemente concentradas na região parisiense, onde reside e trabalha a grande parte da comunidade de origem portuguesa. A unidade francesa da CGD exerce actividade, sobretudo, de banca de retalho particulares e empresas -, apresentando uma oferta própria de produtos e serviços, tendo como alvo a população de origem portuguesa, mas também outras populações, como as comunidades lusófonas, francesas ou espanholas. A Sucursal de França desempenha um importante papel na estratégia internacional da CGD, permitindo dar continuidade ao relacionamento com os Clientes, tanto em Portugal como em França. Além disso, presta, localmente, serviços financeiros à numerosa comunidade de origem portuguesa que reside e trabalha em França, explorando o potencial dos fluxos económicos entre os dois países, bem como o potencial das sinergias do Grupo. Sucursal de Luxemburgo A Sucursal do Luxemburgo exerce a sua actividade comercial desde 1997, sendo direccionada, sobretudo, para a banca de retalho e dispondo de uma oferta própria de produtos e serviços para particulares e empresas. Entre os seus Clientes, conta-se não só a forte comunidade lusófona, mas também um conjunto de nacionalidades de países limítrofes, não esquecendo o segmento gama alta, composto, geralmente, por funcionários de representações diplomáticas e das instituições europeias ou outros profissionais do sector financeiro. Recentemente, a Sucursal do Luxemburgo inaugurou uma nova Agência, junto às novas instalações do Consulado Geral de Portugal. A oferta reside, essencialmente, no atendimento personalizado a particulares, de segmento médio, médio alto, com forte incidência na captação de crédito hipotecário e de PME. Assim, a CGD passa a dispor de dois espaços comerciais na cidade do Luxemburgo e de um outro na cidade de Esch-sur-Alzette. Escritório de Representação em Bruxelas O Escritório de Representação em Bruxelas comemorou 5 anos em Julho passado. Situado no edifício da Embaixada e do Consulado português, conta com três colaboradores, dois na Bélgica e um promotor na Holanda, sob coordenação desta estrutura. Em Bruxelas, estão representadas três Embaixadas portuguesas com missões específicas: a bilateral junto do Reino da Bélgica, a Representação Paris (em cima) e Luxemburgo (em baixo) são duas das cidades europeias que contam com a presença da Caixa caixa caixa no mundo#12 no mundo#11 primavera inverno

6 6 mundo caixa Permanente junto da União Europeia e a Delegação Permanente junto da Organização do Tratado do Atlântico Norte. A Caixa tem vindo a colaborar com estas representações, prestando acompanhamento aos funcionários portugueses que trabalham nas instituições europeias, nomeadamente, na Comissão Europeia, no Conselho da UE, no Parlamento Europeu e na NATO. A Caixa privilegia, igualmente, a proximidade às Comunidades, indo ao encontro das necessidades dos portugueses residentes na Bélgica e na Holanda. Com este objectivo, foi lançado, recentemente, uma Campanha de Atendimentos Permanentes nas principais associações de portugueses. O posicionamento da CGD visa proporcionar um serviço de qualidade, dar importância máxima ao desenvolvimento de relações fortes com os Clientes, criar laços de confiança e fomentar campanhas de proximidade. A Caixa presente em Berlim A Caixa abriu, em 1996, um Escritório de Representação em Bona, o qual viria a mudar, em 2000, para Berlim, cidade onde não existe outro Banco português. Localizado no mesmo edifício da Embaixada de Portugal, da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) e do Turismo de Portugal, o Escritório está vocacionado para acompanhar todos os Clientes residentes na Alemanha e dispõe de mais 4 atendimentos semanais em Hamburgo, Colónia, Frankfurt e Estugarda. O Escritório apoia a comunidade portuguesa em todas as necessidades bancárias, através de um atendimento personalizado, mas também com uma vertente de atendimento automático, com a disponibilização de uma área para actualização de cadernetas e um terminal de Caixadirecta. O Escritório de Representação da Caixa Geral de Depósitos em Berlim A Sede do Banco Comercial de Investimento, em Moçambique, cujo principal accionista é a CGD em áfrica Em África, potenciando os laços culturais seculares, o Grupo CGD é o principal accionista de vários bancos: Banco Comercial do Atlântico e Banco Interatlântico (ao todo, 35 Agências), em Cabo Verde, Banco Internacional de S. Tomé e Príncipe (6 Agências), Banco Comercial e de Investimentos (Moçambique, 50 Agências), Mercantile Bank (África do Sul, 15 Agências), estando, também, presente em Angola e Argélia. Moçambique O Banco Comercial e de Investimentos (BCI) é o segundo maior banco comercial a operar em Moçambique. A sua actividade começou em 1996, sobretudo, centrada no apoio ao desenvolvimento das empresas, mas tem vindo a evoluir, progressivamente, para um banco universal. O BCI entrou em 2009 com uma nova imagem institucional, mais viva e moderna, traduzindo um novo posicionamento competitivo, uma maior relação com os seus Clientes e a ligação a Moçambique, decorrente de uma estratégia de aproximação e crescimento junto do segmento de Clientes Particulares. A nova imagem foi adoptada, simultaneamente, em toda a rede de Agências, em Dezembro de 2008, e foi objecto de uma ampla campanha de comunicação institucional, com a assinatura BCI - O Meu Banco, tendo obtido forte impacto e reconhecimento públicos. Cabo Verde O Banco Interatlântico (BI) é um dos dois bancos do Grupo Caixa Geral de Depósitos em Cabo Verde. É um banco de direito cabo- -verdiano, estando presente nas ilhas de Santiago, S. Vicente e Sal, com uma rede de 7 Agências. A presença da CGD em Cabo Verde remonta a 1998, quando, no âmbito das orientações estratégicas de reforçar a sua presença nos países do continente africano, foi inaugurada uma Sucursal. Um ano mais tarde, a mesma daria origem ao Banco Interatlântico, representando um salto qualitativo na sua presença em Cabo Verde. A coexistência no Banco Interatlântico de know-how e capacidade caixa no mundo#11 mundo#12 inverno primavera

7 rosto mundo de sucesso caixa 7 financeira do Grupo Caixa, com o conhecimento e iniciativa de empresários locais de reconhecida competência e credibilidade, veio permitir àquela instituição uma maior capacidade interventiva no processo de modernização do sistema financeiro cabo-verdiano. Hoje, o BI assume-se como o parceiro de referência para os cabo- -verdianos residentes e emigrantes, aproveitando as sinergias decorrentes da plataforma e rating internacionais do Grupo Caixa. Já o Banco Comercial do Atlântico (BCA) foi criado em 1993, como resultado da separação das vertentes comercial e de supervisão, que vinham sendo desempenhadas pelo Banco de Cabo Verde - BCV, desde O BCV passou, assim, a partir de 1993, a assumir apenas as funções de Banco Central. Em 2000, o agrupamento constituído pela Caixa Geral de Depósitos e pelo Banco Interatlântico foi seleccionado como parceiro estratégico para o BCA, tendo adquirido 52,5 por cento do capital do BCA. Em Novembro do mesmo ano, é alienado, pelo Estado de Cabo Verde, 25 por cento da sua participação a pequenos investidores e trabalhadores do Banco, dando cumprimento à segunda fase do processo de privatização. Assim, o sector financeiro cabo-verdiano alterou-se com a aquisição da maioria do capital social do BCA, da Garantia Companhia de Seguros de Cabo Verde e da Promotora Sociedade de Capital de Risco, pelo agrupamento constituído pela Caixa Geral de Depósitos e Banco Interatlântico. Criou-se, deste modo, o maior grupo financeiro do país, o que veio permitir maiores sinergias nas actividades dessas instituições, tendo aumentado, significativamente, a sua rede de distribuição para um total de 28 Agências. No Continente Asiático Na Ásia, prosseguindo a relação histórica com Timor-Leste e Macau, o Grupo CGD é detentor da totalidade do capital do Banco Nacional Ultramarino Macau (China, com 14 Agências), da Subsidiária Offshore de Macau (uma Agência) e da Sucursal CGD em Timor-Leste (oito Agências). Na China, existe, ainda, uma Sucursal CGD (Zhuhai). Ao todo, só neste país, existem 17 pontos de atendimento do Grupo CGD, entre eles o Escritório de Representação de Xangai. Na Índia, a CGD está representada através de um Escritório de Representação em Bombaim, com uma extensão em Goa. BNU MACAU Macau é uma Região Administrativa Especial (RAE), parte integrante da República Popular da China, com uma superfície de 28,6 Km2 e uma população de cerca de 540 mil habitantes. Macau foi administrada por Portugal entre 1557 e 1999, altura em que passou para a soberania da China. Após a transferência de soberania, Macau tornou-se uma RAE da Republica Popular da China, possuindo grande autonomia com excepção de matérias relacionadas com a Defesa e Política Externa. O Grupo CGD está presente neste país desde 1902, através de uma Sucursal do Banco Nacional Ultramarino, exercendo as funções de banco emissor. No âmbito do processo de transferência da soberania, o BNU continua a desempenhar essas funções, conjuntamente com o Bank of China (até 2049). Em 2001, e conforme estabelecido no projecto de integração do BNU na CGD, a Sucursal de Macau passou a ser uma subsidiária A Sede do Banco Caixa Geral Brasil, em S. Paulo da CGD, único accionista, passando a denominar-se BNU Macau. Em 2005, a CGD inaugurou uma Subsidiária Offshore, de que é o único accionista, a fim de promover o negócio com residentes no estrangeiro. No Continente Americano O Brasil assume-se como uma peça fundamental na estratégia de internacionalização da CGD. Actualmente, existem Escritórios de Representação em S. Paulo, na Venezuela e no México e Sucursais em Nova Iorque e nas Ilhas Caimão, sendo que estas últimas não operam, directamente, com Clientes particulares. Banco Caixa Geral no Brasil O Brasil constitui um dos mercados prioritários na estratégia de internacionalização da CGD, fruto da presença histórica, que data de 1887, aquando da instalação da Agência Financial de Portugal. Foi nesse contexto que o Banco Caixa Geral Brasil, SA foi inaugurado, no passado dia 16 de Fevereiro, em São Paulo, contando, logo de início, com o negócio das empresas brasileiras e portuguesas a operar naquele mercado. Com a criação desta nova estrutura, pretende-se dar especial atenção às empresas, nomeadamente às portuguesas e espanholas, com interesses comerciais no Brasil, e às empresas brasileiras com interesses na Península Ibérica ou noutros países onde a CGD está presente, nomeadamente Angola. O Grupo pretende, ainda, participar activamente no mercado de trade finance, aproveitando o crescimento exponencial do comércio internacional entre a China, países do sul de África e Brasil, locais onde o Grupo tem presença física. Esta estrutura será a segunda instituição internacional do Grupo CGD a adoptar a marca Banco Caixa Geral, visando um alinhamento gradual com a marca Caixa Geral de Depósitos. caixa caixa no mundo#12 no mundo#11 primavera inverno

8 8 mundo sustentabilidade caixa projectos caixa Nova geração de cientistas Polares Caixa atribui Bolsas de Investigação os nossos bolseiros Mário Neves, Horácio Tassone, Vanessa Baptista, Ernesto Home Ilha Livingston, próxima da base antártica búlgara St. Kliment Ohridski Caixa carbono zero > 1. Informar sobre a quantificação de emissões de caborno; > 2. Reduzir consumos de caborno e energia; > 3. Negócios, produtos e soluções financeiras; > 4. Comunicar a literacia do carbono; > 5. Compensar emissões inevitáveis. No âmbito do Programa Caixa Carbono Zero 2010 Estratégia CGD para as Alterações Climáticas, a Caixa está a apoiar a investigação científica portuguesa e a sua divulgação, através do programa Nova Geração de Cientistas Polares - Bolsa de Investigação. Em parceria com o Comité Português para o Ano Polar Internacional, a Caixa atribuiu Bolsas de Investigação a jovens cientistas, cujos estudos incidissem sobre a Antárctida. Os trabalhos científicos foram iniciados já neste ano e irão desenvolver-se ao longo do tempo, podendo ter a duração de dois anos. O combate às Alterações Climáticas é uma prioridade do século XXI. Trata-se de um problema que não é exclusivamente ambiental. Estas Alterações têm, também, implicações económicas e sociais. Os seus impactos fazem-se sentir a todos os níveis: na política, nos mercados, na qualidade de vida e no bem-estar das comunidades. Com o Programa Caixa Carbono Zero, a Caixa afirma-se como parte activa da solução. Portugal está obrigado a contribuir para a redução dos gases com efeito de estufa e todos podemos contribuir para essa redução. A Caixa está na linha da frente com o Programa Caixa Carbono Zero que concretiza a estratégia da CGD para as Alterações Climáticas. Neste âmbito, a Caixa tem vindo a desenvolver diferentes iniciativas que contribuem para estes objectivos de redução. Das medidas internas que merecem referência, a instalação da Central Solar Térmica da CGD, que, em conjunto com outras medidas de eficiência já implementadas pela Caixa, permite evitar a emissão anual de 1700 toneladas de C0 2, o equivalente à capacidade de absorção de mais de 170 mil árvores por ano. Ao nível dos produtos que coloca no mercado, destacam-se o Cartão Caixa Carbono Zero, o primeiro cartão de Classe A em eficiência energética e protecção do clima, e as Soluções de Crédito para Energias Renováveis. No âmbito da literacia do carbono, a Caixa tem vindo a desenvolver um conjunto alargado de iniciativas que promovem a sensibilização ambiental, envolvendo todos os stakeholders e a sociedade em geral, com destaque para o Programa Floresta Caixa e para o Concurso de Design de Mobiliário com Materiais Reciclados, entre muitas outras. Temos uma meta até Caixa Carbono Zero. O Planeta Agradece. caixa no mundo#11 mundo#12 inverno primavera

9 rosto sustentabilidade de sucesso 9 concurso SEMINÁRIO ANUNCIA concurso DE DESIGN A CGD lançou a segunda edição do Concurso de Design de Mobiliário com Materiais Reciclados. O anúncio decorreu num seminário, com membros do Júri e potenciais candidatos Em finais de Janeiro, a Fundação Caixa Geral de Depósitos - Culturgest, em Lisboa, serviu de palco ao Seminário Concurso de Design de Mobiliário com Materiais Reciclados. Este encontro entre estudantes do ensino superior e especialistas das áreas de Arquitectura, Design e Ambiente constituiu o ponto de partida para mais uma edição deste concurso, com sucesso já consolidado. Além da intervenção dos especialistas, membros do júri, prestaram-se esclarecimentos sobre o regulamento e calendário (que fechou as candidaturas a 18 de Fevereiro). O desafio é o mesmo da edição anterior: pôr o talento de cada um ao serviço da concepção e criação de um projecto de design de equipamento, com materiais reciclados. Os prémios permanecem aliciantes. Dos inúmeros temas abordados no seminário refiram-se as questões levantadas por Manuel Pássaro, da Sociedade Ponto Verde. A sua intervenção, Lixo, Resíduos ou Matérias Primas, e a de Francisco Ferreira, da Quercus, que lançou o debate à volta da interrogação, Como olhar para um Material em Termos Ambientais? Recursos, Energia e CO 2, animaram a audiência à volta das matérias ambientais. Foi igualmente possível aprofundar A experiência do Remade in Portugal, trazida por Roberto Cremascoli, e A missão do Centro Português de Design, na perspectiva do seu presidente, Henrique Cayatte. O Design foi, ainda, abordado noutras perspectivas pelos restantes membros do Júri. Sandra Martinho, da E.Value, trouxe LCD: Low Carbon Design e Francisco Providência, da Universidade de Aveiro, com Design Lacónico para um Mundo Menos Cínico. O conceito do Concurso, Transformar o Velho em Novo, assenta na necessidade de preservar os recursos naturais, através da utilização de materiais reciclados e recicláveis e da promoção e viabilização de alternativas de concepção e produção de Eco Design. O Concurso insere-se no Caixa Carbono Zero 2010, o Programa estratégico da Caixa Geral de Depósitos para as Alterações Climáticas. O combate às Alterações Climáticas é uma prioridade do século XXI e, com este Programa, a Caixa afirma-se como parte activa da solução. Peças e materiais do concurso > As peças de mobiliário utilizadas podem ser bancos, cadeiras, sofás, puffs, candeeiros, mesas e suportes publicitários e cada peça deve ter um nome; > Os materiais reciclados a utilizar são o vidro, plástico, papel, cartão e metal; > Conforme estipulado, as peças não podem ultrapassar 200x200x200 cm à escala real. O Júri O Júri é composto por pessoas de reconhecido mérito nas áreas do Ambiente, Arquitectura, Design, Comunicação e Imagem, que avaliam os trabalhos, considerando os seguintes critérios: criatividade, inovação, design, funcionalidade e sustentabilidade, materiais aplicados, técnicas utilizadas, versatilidade e indicação da origem dos materiais. Os Prémios Para distinguir a criatividade e desempenho dos participantes, a Caixa oferece viagens a locais ícones do Design, como Zurique, Basileia e Alemanha, ao Museu de Design, Vitra. Ainda a pensar no futuro, o Banco oferece subscrições de produtos e serviços do universo CGD, como soluções financeiras ou vales de oferta de material informático pmelink.pt. A peça vencedora deverá ter o registo do seu Desenho e Modelo em nome da Caixa. O seu autor ou autores recebem um prémio no valor de nove mil euros. O prémio de viagens vai para o segundo classificado. Para mais informações sobre o Concurso de Design visite ou contacte-nos no caixa caixa no mundo#12 no mundo#11 primavera inverno

10 10 mundo notícias caixa exposição caricaturas traço a traço A Caixa Geral de Depósitos no Luxemburgo é o patrocinador exclusivo da Exposição de Caricaturas e Esculturas Traço, Traço, do caricaturista e cartonista António Moreira Antunes, colaborador habitual do semanário Expresso, onde publica semanalmente o fruto da sua criatividade. Patente pela primeira vez no Luxemburgo, entre 13 de Janeiro e 7 de Fevereiro, no Centre des Arts Pluriels, na cidade de Ettelbrück, a exposição reúne caricaturas e desenhos de algumas personagens contemporâneas célebres, ligadas à política, à religião e às artes. A mostra inclui, também, esculturas em bronze de poetas portugueses, como, por exemplo, Camões. O autor, integra o grupo dos caricaturistas portugueses mais reconhecidos, tendo iniciado a sua carreira em Face à qualidade da sua produção artística, tem sido convidado a participar em inúmeras exposições de nível internacional, coleccionando múltiplas distinções. Destacam-se o prémio Grand Prix Salon International de la Caricature, em Montréal, 1983; Grand Prix D Honneur XVème Festival du Dessin Humoristique, em Anglet França, 1993; o Award of Excelence 20th Edition, The Best of Newspaper Design, SND, Estocolmo, Em 2007, recebe, em Portugal, o mais recente reconhecimento dos seus pares: o Prémio Cartoon / Caricatura Stuart Carvalhais. O patrocínio desta exposição reforça o compromisso social assumido pela Caixa, no domínio das actividades culturais. Um esforço em prol da divulgação da língua e da cultura. AGENDA terra, de Mariza Mariza nos Estados Unidos :: Camp Concert Hall, RICHMOND :: Germantown Performing Arts Centre, GERMANTOWN :: Walton Arts Center, FAYETTEVILLE :: Sheldon Concert Hall, ST. LOUIS :: Virgil M. Hancher Auditorium, IOWA CITY :: Wisconsin Union Theatre, MADISON :: Ohio Theatre, CLEVELAND :: Music Hall Center For Performing Arts, DETROIT :: Loeb Playhouse, WEST LAFAYETTE :: Krannert Center, URBANA :: Benaroya Hall, SEATTLE :: Concert Hall - Chan Centre for the Performing Arts, VANCOUVER, CANADA :: Macky Auditorium Concert Hall, BOULDER :: Lensic Theatre, SANTA FE :: Arlene Schnitzer Concert Hall, PORTLAND :: Silva Concert Hall, EUGENE :: The Balboa Theatre, SAN DIEGO :: Margrit Biever Mondavi Theatre, NAPA :: Turlock Community Theatre, TURLOCK :: Masonic Auditorium, SAN FRANCISCO caixa promove cultura No passado mês de Novembro, foi lançado o segundo volume dos Cadernos de Damião de Goes, escrito por Guimarães Rosa, escritor brasileiro centenário. Numa parceria entre a Embaixada de Portugal na Bélgica e a livraria portuguesa Orfeu, de Bruxelas, esta obra contou com o apoio, em exclusivo, da CGD, tendo como objectivo a promoção da cultura e língua portuguesas. Estiveram presentes no evento o embaixador de Portugal no Reino da Bélgica, Vasco Bramão Ramos, o director da livraria Orfeu, Joaquim Pinto da Silva, o escritor Mário Cláudio, vencedor dos Prémios Fernando Pessoa e Vergílio Ferreira, e, em representação da Caixa, a coordenadora do Escritório em Bruxelas, Ana Ochôa. caixa + Cultura mísia em frança No âmbito do lançamento do duplo álbum da fadista Mísia, intitulado Ruas e que inclui os CD Lisboarium e Tourists, a Sucursal de França irá patrocinar os concertos da cantora que se realizarão neste país no decorrer do ano de Mísia convida o público a navegar por uma travessia onírica e imaginária nas ruas e bairros de Lisboa, não só através do fado, mas também pelas marchas de Lisboa e mornas com textos de vários escritores portugueses. O primeiro concerto da tournée terá lugar na sala do Casino de Paris, a 8 de Abril. Seguir-se-ão representações em Lyon e noutras cidades francesas onde existem Agências da Caixa Geral de Depósitos. A tournée de Mísia prolongar-se-á, depois, pela América Latina e pelos Estados Unidos. caixa no mundo#11 mundo#12 inverno primavera

11 rosto de sucesso 11 principais contactos união de sucesso Um caso que é sinónimo de competência. O trabalho em conjunto de Pires Correia e Luís Madalena marcou bons resultados Um nasceu no frio da Beira Alta e o outro no calor do Equador. Ambos queriam ser mais do que o que herdaram e, por isso, estudam e trabalham como muitos da sua geração. Cedo, apostam no sector das telecomunicações. Pires Correia tem a sua primeira experiência como gestor de uma unidade no exterior do Grupo PT na sua terra natal: S. Tomé e Príncipe. Missão cumprida, regressa a Lisboa, para, em 1997, ser chamado a integrar a recém- -privatizada Cabo Verde Telecom. Em 1998, junta-se-lhe Luís Madalena, dupla que se manterá até Setembro de Foram 10 anos de desafios, tanto do ponto de vista de gestão como tecnológico. Desde o desenvolvimento das comunicações móveis, passando pela digitalização global da rede, até à aposta na fibra óptica, tudo foi feito neste período com base numa política de investimentos agressiva, sem deixar de incrementar gradualmente a remuneração dos accionistas. Não foram precisas engenharias financeiras. Bastou muito trabalho da equipa que lideraram. Hoje, as histórias destes dois profissionais são muitas vezes repetidas, sempre que se pretende invocar exemplos de sucesso em ambientes difíceis. Mas o seu exemplo representa mais do que o sucesso do Grupo CV Telecom, hoje a maior empresa de Cabo Verde ou mesmo do Grupo PT. O sucesso destes dois clientes da CGD representa o orgulho de que os quadros portugueses podem ser um exemplo de sucesso a nível internacional. salão dos empresários Quer sejam pequenas ou grandes empresas, a Sucursal de França tornou-se especialista no sector empresarial pelas competências no conselho e na relação personalizada com os seus Clientes empresas. Presente no Salão dos Empresários de Paris, a CGD deu a conhecer a sua gama de produtos e serviços bancários dedicada às Empresas. Esta Sucursal, através da sua rede de 46 agências, oferece um pacote completo de soluções para empresas, para uma gestão eficaz da sua actividade, e ajuda a construir os projectos de cada uma com as soluções mais apropriadas. Para mais informações, vá a Escritórios de Representação da Caixa Alemanha b e r l i m t el efo ne: (49 30) /3 e-m a i l: delegados comerciais estugarda e frankfurt t el efo ne: ( ) e-m a i l: colónia e hamburgo t el em óvel: ( ) e-m a i l: Bélgica b r u x e l a s t el efo ne: (32 2) /2 e-m a i l: Brasil s ã o p a u l o t el efo ne: (55 11) e-m a i l: Reino Unido n ú c l e o d e r e s i d e n t e s no estrangeiro l o n d r e s t el efo ne: (44 207) e-m a i l: suíça g e n è v e t el efo ne: (41 22) e-m a i l: delegados comerciais z u r i q u e t el em óvel: (41 78) e-m a i l: lausana e neuchâtel t el em óvel: (41 79) e-m a i l: Venezuela c a r a c a s t el efo ne: (58 212) / e-m a i l: Promotores África do sul j o a n e s b u r g o t el efo ne: (27 11) holanda a m e s t e r d ã o t el em óvel: (31 6) Sucursais da Caixa frança p a r i s t el efo ne: (33 1) e-m a i l: luxemburgo l u x e m b u r g o t el efo ne: (352) e-m a i l: Timor-leste CaixaDirecta Internacional N. os telefónicos internacionais gratuitos Europa * EUA e Canadá Brasil África do Sul Macau Venezuela Outros países (não gratuito) * Europa: Alemanha, Bélgica, Espanha, França, Holanda, Luxemburgo, Suíça, Reino Unido e Portugal. d í l i t el efo ne: (670 3) e-m a i l: Unidades Offshore s u c u r s a l f i n a n c e i r a e x t e r i o r da madeira f u n c h a l t el efo ne: (351) e-m a i l: OffshoreInternacionalFunchal- cgd-subsidiária offshore de macau m a c a u t el efo ne : (853) Outras Estruturas do Grupo áfrica do sul Mercantile Bank angola Banco Totta Angola a r g él i a Cabinet Internationale d'affaires (BNA) b r a s i l Banco Caixa Geral c a b o v er d e Banco Comercial do Atlântico e Banco Interatlântico ch i n a (m a c a u e x a n g a i) Banco Nacional Ultramarino espanha Banco Caixa Geral eua (nova iorque) Sucursal CGD ilhas caimão Sucursal CGD índia Escritório de Representação CGD m o ç a m b i q u e BCI reino unido (londres) Sucursal CGD s ã o t o m é e prí n cipe Banco Internacional de São Tomé e Príncipe caixa caixa no mundo#12 no mundo#11 primavera inverno

12

Lusoflora 2015. Crédito Agrícola. Santarém, 27 de Fevereiro

Lusoflora 2015. Crédito Agrícola. Santarém, 27 de Fevereiro Lusoflora 2015 Crédito Agrícola Santarém, 27 de Fevereiro Agenda 1. Quem somos 2. Proposta Valor 3. Soluções Crédito Agrícola para EMPRESAS/ ENI 4. CA Seguros 2 Quem somos O Grupo Crédito Agrícola é um

Leia mais

SEMINÁRIO Exportar para o México

SEMINÁRIO Exportar para o México SEMINÁRIO Exportar para o México Gonçalo Gaspar Diretor Direção Internacional de Negócio da CGD Porto, 26 de Setembro de 2012 1 Índice México: relacionamento comercial com Portugal Grupo CGD: Presença

Leia mais

BENEFÍCIOS DOS ADVOGADOS

BENEFÍCIOS DOS ADVOGADOS Produtos e serviços CGD para profissionais liberais e jovens advogados: CONTAS À ORDEM Conta Extracto A informação onde preferir. Com esta conta recebe um extracto com toda a informação da sua conta, na

Leia mais

BANCO BPI, S.A. Sociedade Aberta COMUNICADO

BANCO BPI, S.A. Sociedade Aberta COMUNICADO BANCO BPI, S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua Tenente Valadim, 284, Porto Matriculada na Conservatória do Registo Comercial do Porto sob o número único de matrícula e identificação fiscal 501 214 534 Capital

Leia mais

Jornadas de Diplomacia Económica. Humberto Casanova Direção Internacional de Negócio

Jornadas de Diplomacia Económica. Humberto Casanova Direção Internacional de Negócio Jornadas de Diplomacia Económica Humberto Casanova Direção Internacional de Negócio ISEG, 5 de Dezembro de 2012 1 Índice I. Estratégia e Presença Internacional II. Apoio financeiro à Internacionalização

Leia mais

Gabinete do Governador e dos Conselhos

Gabinete do Governador e dos Conselhos Discurso do Governador do Banco de Cabo Verde, Carlos Burgo, no acto de inauguração da nova agência do Banco Africano de Investimento no Plateau, Cidade da Praia, 5 de Fevereiro de 2010. 1 Exmo. Sr. Presidente

Leia mais

Soluções de Financiamento para a Internacionalização

Soluções de Financiamento para a Internacionalização Soluções de Financiamento para a Internacionalização por João Real Pereira Internacionalização para Moçambique Oportunidades e Financiamento 15 de Março de 2012 Braga Sumário 1. O que é a SOFID? Estrutura

Leia mais

Apoio à Internacionalização. CENA 3 de Julho de 2012

Apoio à Internacionalização. CENA 3 de Julho de 2012 Apoio à Internacionalização CENA 3 de Julho de 2012 Enquadramento Enquadramento Comércio Internacional Português de Bens e Serviços Var. 13,3% 55,5 68,2 57,1 73,4 48,3 60,1 54,5 66,0 67,2 61,7 Exportação

Leia mais

Instrumentos Financeiros de Apoio à Internacionalização

Instrumentos Financeiros de Apoio à Internacionalização Instrumentos Financeiros de Apoio à Internacionalização Castelo Branco, 04.10.2012 Elisabete Grosso Gabinete de Comércio Externo e Bancos Correspondentes (GCB) 1 Comércio Externo Agenda Principais instrumentos

Leia mais

1ª Semana Europeia das PME Workshop Internacionalização

1ª Semana Europeia das PME Workshop Internacionalização 1ª Semana Europeia das PME Workshop Internacionalização Faro, 7 de Maio de 2009 Índice Posicionamento AICEP AICEP - Produtos e Serviços Apoios à Internacionalização Posicionamento AICEP Posicionamento

Leia mais

Santander Totta. Santander Totta. Especializado no Negócio de PME

Santander Totta. Santander Totta. Especializado no Negócio de PME Santander Totta Santander Totta Especializado no Negócio de PME O Banco Santander Totta está integrado num dos maiores Grupos Financeiros a nível Mundial. Distingue-se pela sua capacidade de oferecer as

Leia mais

Para informação adicional sobre os diversos países consultar: http://europa.eu.int/information_society/help/links/index_en.htm

Para informação adicional sobre os diversos países consultar: http://europa.eu.int/information_society/help/links/index_en.htm Anexo C: Súmula das principais iniciativas desenvolvidas na Europa na área da Sociedade de Informação e da mobilização do acesso à Internet em banda larga Para informação adicional sobre os diversos países

Leia mais

O que é o Banco Europeu de Investimento?

O que é o Banco Europeu de Investimento? O que é o Banco Europeu de Investimento? O BEI é o banco da União Europeia. Como primeiro mutuário e mutuante multilateral, proporciona financiamento e conhecimentos especializados a projectos de investimento

Leia mais

Dinâmicas de exportação e de internacionalização

Dinâmicas de exportação e de internacionalização Dinâmicas de exportação e de internacionalização das PME Contribuição da DPIF/ Como fazemos? 1. Posicionamento e actuação da DPIF A DPIF tem como Missão: Facilitar o acesso a financiamento pelas PME e

Leia mais

Apoio à Internacionalização das Empresas

Apoio à Internacionalização das Empresas Apoio à Internacionalização das Empresas 26 de Novembro de 2009 Apoio à internacionalização das empresas Moçambique: Dados Gerais O Sector Financeiro em Moçambique O Grupo Caixa Geral de Depósitos Soluções

Leia mais

REGULAMENTO. Preâmbulo

REGULAMENTO. Preâmbulo REGULAMENTO Preâmbulo O espírito de iniciativa, a criatividade, a capacidade de detectar e aproveitar oportunidades, de assumir o risco e formar decisões, constituem premissas essenciais para o sucesso

Leia mais

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO::

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO:: ::ENQUADRAMENTO:: :: ENQUADRAMENTO :: O actual ambiente de negócios caracteriza-se por rápidas mudanças que envolvem a esfera politica, económica, social e cultural das sociedades. A capacidade de se adaptar

Leia mais

FIT FOR A NEW ERA ECONOMIA DAS LÍNGUAS PORTUGUESA E ESPANHOLA LÍNGUA, COMÉRCIO EXTERNO E INVESTIMENTO ESTRANGEIRO PERSPECTIVAS EMPRESARIAIS

FIT FOR A NEW ERA ECONOMIA DAS LÍNGUAS PORTUGUESA E ESPANHOLA LÍNGUA, COMÉRCIO EXTERNO E INVESTIMENTO ESTRANGEIRO PERSPECTIVAS EMPRESARIAIS LÍNGUA, COMÉRCIO EXTERNO E Paternoster Square Londres ECONOMIA DAS LÍNGUAS PORTUGUESA E ESPANHOLA INVESTIMENTO ESTRANGEIRO PERSPECTIVAS EMPRESARIAIS Francisco Cary 19 de Maio de 2011 O Mercado dos Países

Leia mais

Breve síntese sobre os mecanismos financeiros de apoio à internacionalização e cooperação

Breve síntese sobre os mecanismos financeiros de apoio à internacionalização e cooperação Breve síntese sobre os mecanismos financeiros de apoio à internacionalização e cooperação 1 Incentivos financeiros à internacionalização Em 2010 os incentivos financeiros à internacionalização, não considerando

Leia mais

FRANCISCO MANTERO - PWC - CPLP 23/01/2013. 1. Título "Opções de financiamento para a CPLP" não é meu.

FRANCISCO MANTERO - PWC - CPLP 23/01/2013. 1. Título Opções de financiamento para a CPLP não é meu. FRANCISCO MANTERO - PWC - CPLP 23/01/2013 1. Título "Opções de financiamento para a CPLP" não é meu. Poderia dar ideia que há opções de financiamento específicas para a CPLP em si mesma e para os Estados

Leia mais

1º FÓRUM UNIÃO DE EXPORTADORES CPLP 26 E 27 DE JUNHO DE 2015 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA. JUNTOS IREMOS LONGE www.uecplp.org

1º FÓRUM UNIÃO DE EXPORTADORES CPLP 26 E 27 DE JUNHO DE 2015 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA. JUNTOS IREMOS LONGE www.uecplp.org 1º FÓRUM UNIÃO DE EXPORTADORES CPLP 26 E 27 DE JUNHO DE 2015 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA JUNTOS IREMOS LONGE www.uecplp.org CONCEITO Realização do 1º Fórum União de Exportadores CPLP (UE-CPLP) que integra:

Leia mais

adaptados às características e expectativas dos nossos Clientes, de modo a oferecer soluções adequadas às suas necessidades.

adaptados às características e expectativas dos nossos Clientes, de modo a oferecer soluções adequadas às suas necessidades. A Protteja Seguros surge da vontade de contribuir para o crescimento do mercado segurador nacional, através da inovação, da melhoria da qualidade de serviço e de uma política de crescimento sustentável.

Leia mais

EDP. PREPARAR A ECONOMIA DO CARBONO Eficiência energética em alerta vermelho EMPRESA

EDP. PREPARAR A ECONOMIA DO CARBONO Eficiência energética em alerta vermelho EMPRESA EDP PREPARAR A ECONOMIA DO CARBONO Eficiência energética em alerta vermelho EMPRESA O Grupo EDP Energias de Portugal centra as suas actividades na produção, distribuição e comercialização de energia eléctrica,

Leia mais

PROSPECTO INFORMATIVO Depósito Indexado - Produto Financeiro Complexo

PROSPECTO INFORMATIVO Depósito Indexado - Produto Financeiro Complexo Designação Caixa Eurostoxx Down maio 2015_PFC Classificação Produto Financeiro Complexo Depósito Indexado Caracterização do Produto Garantia de Capital O Caixa Eurostoxx Down maio 2015 é um depósito indexado

Leia mais

Alentejo no horizonte 2020 Desafios e Oportunidades

Alentejo no horizonte 2020 Desafios e Oportunidades Alentejo no horizonte 2020 Desafios e Oportunidades Vendas Novas - 02 de julho de 2013 aicep Portugal Global é uma agência pública de natureza empresarial, cuja missão é: Atrair investimento estrangeiro

Leia mais

Percepção de Portugal no mundo

Percepção de Portugal no mundo Percepção de Portugal no mundo Na sequência da questão levantada pelo Senhor Dr. Francisco Mantero na reunião do Grupo de Trabalho na Aicep, no passado dia 25 de Agosto, sobre a percepção da imagem de

Leia mais

Our innovative solutions wherever you need us. ABREU ADVOGADOS BRAZILIAN DESK. Estabelecendo pontes para o futuro Portugal Brasil

Our innovative solutions wherever you need us. ABREU ADVOGADOS BRAZILIAN DESK. Estabelecendo pontes para o futuro Portugal Brasil Our innovative solutions wherever you need us. ABREU ADVOGADOS BRAZILIAN DESK Estabelecendo pontes para o futuro Portugal Brasil Abreu Advogados Brazilian Desk 2015 ABREU ADVOGADOS Quem Somos A Abreu Advogados

Leia mais

INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS?

INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS? INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS? HOTEL TIVOLI LISBOA, 18 de Maio de 2005 1 Exmos Senhores ( ) Antes de mais nada gostaria

Leia mais

Gestão e tecnologia para PME s

Gestão e tecnologia para PME s www.sage.pt Gestão e tecnologia para PME s Sage Porto Sage Lisboa Sage Portugal A longa experiência que temos vindo a acumular no desenvolvimento de soluções integradas de software de gestão para as pequenas

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS Artigos: 1º OBJECTIVOS São objectivos do Concurso : a) Estimular o empreendedorismo qualificado e inovador junto da comunidade empresarial e académica da região Norte, Centro

Leia mais

- PERFIL DO GRUPO - O Portfólio de negócios, obedece a um critério de maturidade e geração de valor, no qual o Grupo, concilia:

- PERFIL DO GRUPO - O Portfólio de negócios, obedece a um critério de maturidade e geração de valor, no qual o Grupo, concilia: GRUPO FERREIRA A GFH, é um Grupo sólido e inovador, detendo um curriculum de projectos de qualidade reconhecida, com um portfólio de negócios diversificado, e que aposta no processo de internacionalização,

Leia mais

Apresentação dos Resultados Click to edit Master title style

Apresentação dos Resultados Click to edit Master title style Apresentação dos Resultados Click to edit Master title style Seminário de Exportação para o Brasil Serviços Bancários à Exportação CGD Nuno Marques Direção Internacional de Negócio Lisboa, 21 Janeiro 2014

Leia mais

Redução da pegada carbónica dos clientes da PT Portugal

Redução da pegada carbónica dos clientes da PT Portugal Redução da pegada carbónica dos clientes da PT Portugal 1 Redução da pegada carbónica dos clientes da PT Portugal As alterações verificadas no comportamento dos consumidores, consequência dos novos padrões

Leia mais

Manual da Garantia Mútua

Manual da Garantia Mútua Março de 2007 Manual da Garantia Mútua O que é a Garantia Mútua? É um sistema privado e de cariz mutualista de apoio às pequenas, médias e micro empresas (PME), que se traduz fundamentalmente na prestação

Leia mais

REGULAMENTO BOLSA DE IDEIAS. Preâmbulo

REGULAMENTO BOLSA DE IDEIAS. Preâmbulo REGULAMENTO Preâmbulo A Bolsa de Ideias CAIE (BI) é uma iniciativa desenvolvida pelo Projecto CAIE Centro de Apoio à Inovação e ao Empreendedorismo, financiado pela Iniciativa Comunitária EQUAL. Esta iniciativa

Leia mais

Espírito Santo Investment Bank Overview FIT FOR A NEW ERA

Espírito Santo Investment Bank Overview FIT FOR A NEW ERA Espírito Santo Investment Bank Overview FIT FOR A NEW ERA December 2011 Espírito Santo Investment Bank Somos: A unidade de Banca de Investimento do Grupo Banco Espírito Santo O Banco de Investimento de

Leia mais

Fórum Exportador do CEDRAC O Montepio e a atividade exportadora. Roadmap para a Internacionalização Guimarães 12.junho.2015

Fórum Exportador do CEDRAC O Montepio e a atividade exportadora. Roadmap para a Internacionalização Guimarães 12.junho.2015 Fórum Exportador do CEDRAC O Montepio e a atividade exportadora Roadmap para a Internacionalização Guimarães 12.junho.2015 2 Montepio Parceiro no apoio à expansão do negócio das empresas Grupo Montepio

Leia mais

INTERNACIONALIZAR EM PARCERIA

INTERNACIONALIZAR EM PARCERIA INTERNACIONALIZAR EM PARCERIA 2 PROGRAMA INTERNACIONALIZAR EM PARCERIA A Portugal Ventures, Caixa Capital e Mota-Engil Industria e Inovação celebraram um acordo para a concretização de um Programa, designado

Leia mais

UMA BOA IDEIA PARA A SUSTENTABILIDADE

UMA BOA IDEIA PARA A SUSTENTABILIDADE UMA BOA IDEIA PARA A SUSTENTABILIDADE REGULAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS (Aberto a todos os Cidadãos) 1. O QUE É: O concurso Uma Boa Ideia para a Sustentabilidade é uma iniciativa da Câmara Municipal de

Leia mais

Guia Informativo. 8ª Edição do Prémio Empreendedorismo Inovador na Diáspora Portuguesa (2015)

Guia Informativo. 8ª Edição do Prémio Empreendedorismo Inovador na Diáspora Portuguesa (2015) Guia Informativo 8ª Edição do Prémio Empreendedorismo Inovador na Diáspora Portuguesa (2015) Objectivo do Prémio: O Prémio Empreendedorismo Inovador na Diáspora Portuguesa tem como objectivo central o

Leia mais

INTERNACIONALIZAR EM PARCERIA

INTERNACIONALIZAR EM PARCERIA INTERNACIONALIZAR EM PARCERIA 2 PROGRAMA INTERNACIONALIZAR EM PARCERIA A Mota-Engil Indústria e Inovação e a Caixa Capital celebraram um acordo para a concretização de um Programa, designado Internacionalizar

Leia mais

Regulamento. Preâmbulo

Regulamento. Preâmbulo Regulamento Preâmbulo As Empresas e os Empreendedores são a espinha dorsal de qualquer economia, em termos de inovação, de criação de emprego, de distribuição de riqueza e de coesão económica e social

Leia mais

A POSIÇÃO DE PORTUGAL NA EUROPA E NO MUNDO

A POSIÇÃO DE PORTUGAL NA EUROPA E NO MUNDO A POSIÇÃO DE PORTUGAL NA EUROPA E NO MUNDO Portugal situa-se no extremo sudoeste da Europa e é constituído por: Portugal Continental ou Peninsular (Faixa Ocidental da Península Ibérica) Parte do território

Leia mais

REGULAMENTO DO PASSAPORTE PARA O EMPREENDEDORISMO

REGULAMENTO DO PASSAPORTE PARA O EMPREENDEDORISMO REGULAMENTO DO PASSAPORTE PARA O EMPREENDEDORISMO Artigo 1º Âmbito Ao abrigo do n.º 1 do artigo 8.º da Portaria n.º 370-A/2012, de 15 de novembro de 2012, o presente regulamento estabelece os procedimentos

Leia mais

A sustentabilidade da economia requer em grande medida, a criação duma. capacidade própria de produção e fornecimento de bens e equipamentos,

A sustentabilidade da economia requer em grande medida, a criação duma. capacidade própria de produção e fornecimento de bens e equipamentos, REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE -------- MINISTÉRIO DA ENERGIA GABINETE DO MINISTRO INTERVENÇÃO DE S.EXA SALVADOR NAMBURETE, MINISTRO DA ENERGIA, POR OCASIÃO DA INAUGURAÇÃO DA FÁBRICA DE CONTADORES DA ELECTRO-SUL

Leia mais

Vantagem Garantida PHC

Vantagem Garantida PHC Vantagem Garantida PHC O Vantagem Garantida PHC é um aliado para tirar maior partido das aplicações PHC A solução que permite à empresa rentabilizar o seu investimento, obtendo software actualizado, formação

Leia mais

«PRIMEIRAS DEPÊNDENCIAS NO EXTERIOR»

«PRIMEIRAS DEPÊNDENCIAS NO EXTERIOR» «PRIMEIRAS DEPÊNDENCIAS NO EXTERIOR» Criação de dependências da Caixa Geral de Depósitos no estrangeiro Já muito se dissertou sobre a Caixa Geral de Depósitos, desde a sua criação até à sua real vocação,

Leia mais

ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho

ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho Sumário País Portugal Sector Saúde Perfil do Cliente O Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho envolve

Leia mais

O Papel da Banca no Contexto da Internacionalização. Roadmap para a Internacionalização Castelo Branco 19.fevereiro.2015

O Papel da Banca no Contexto da Internacionalização. Roadmap para a Internacionalização Castelo Branco 19.fevereiro.2015 O Papel da Banca no Contexto da Internacionalização Roadmap para a Internacionalização Castelo Branco 19.fevereiro.2015 2 Desafios da internacionalização Desafios Língua e Cultura Hábitos e crenças diferentes

Leia mais

A ÁREA DE PRÁTICA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL, MARKETING E TMT DA ABBC

A ÁREA DE PRÁTICA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL, MARKETING E TMT DA ABBC A ÁREA DE PRÁTICA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL, MARKETING E TMT DA ABBC ABBC A actuação da ABBC assenta na independência, no profissionalismo e na competência técnica dos seus advogados e colaboradores,

Leia mais

O desemprego como oportunidade Fundo Bem Comum

O desemprego como oportunidade Fundo Bem Comum Working Draft Last Modified 30/01/2007 18:09:06 GMT Standard Time O desemprego como oportunidade Fundo Bem Comum Conferência Mercado Laboral: A responsabilidade social das empresas em tempo de crise OJE

Leia mais

O valor da remuneração do Depósito Indexado não poderá ser inferior a 0%. O Depósito garante na Data de Vencimento a totalidade do capital aplicado.

O valor da remuneração do Depósito Indexado não poderá ser inferior a 0%. O Depósito garante na Data de Vencimento a totalidade do capital aplicado. Designação Depósito Indexado PSI 20 Classificação Caracterização do Produto Garantia de Capital Garantia de Remuneração Factores de Risco Instrumentos ou variáveis subjacentes ou associados Perfil de cliente

Leia mais

CONCURSO NACIONAL DE VOZES & FESTIVAL REVELAÇÃO DE VOZES DA DIÁSPORA. Concurso. Nacional de Vozes & Revelação de Vozes da Diáspora - Projecto

CONCURSO NACIONAL DE VOZES & FESTIVAL REVELAÇÃO DE VOZES DA DIÁSPORA. Concurso. Nacional de Vozes & Revelação de Vozes da Diáspora - Projecto Nacional de Vozes & Revelação de Vozes da Diáspora - Projecto Concurso 2015 CONCURSO NACIONAL DE VOZES & FESTIVAL REVELAÇÃO DE VOZES DA DIÁSPORA PROJECTO APRESENTADO PARA EFEITO DE APRECIAÇÃO E RESPECTIVO

Leia mais

BANCO POPULAR. Parceiro na Internacionalização

BANCO POPULAR. Parceiro na Internacionalização BANCO POPULAR Parceiro na Internacionalização Um Banco Ibérico com Presença Internacional Escritórios de representação Banco Popular Genebra Milão Munique Santiago do Chile Xangai Banco Pastor Buenos Aires

Leia mais

PARCERIA DE FUTURO 2015 年 第 二 届 中 国 葡 萄 牙 庆 典 未 来 的 合 作 关 系 COM FÓRUM EMPRESARIAL E CONFERÊNCIA DE NEGÓCIOS 含 商 务 论 坛 及 商 业 贸 易 会 议

PARCERIA DE FUTURO 2015 年 第 二 届 中 国 葡 萄 牙 庆 典 未 来 的 合 作 关 系 COM FÓRUM EMPRESARIAL E CONFERÊNCIA DE NEGÓCIOS 含 商 务 论 坛 及 商 业 贸 易 会 议 II GALA PARCERIA DE FUTURO 2015 年 第 二 届 中 国 葡 萄 牙 庆 典 未 来 的 合 作 关 系 COM FÓRUM EMPRESARIAL E CONFERÊNCIA DE NEGÓCIOS 含 商 务 论 坛 及 商 业 贸 易 会 议 PRAÇA DO COMÉRCIO LISBOA 2015 年 10 月 29 日, 里 斯 本 商 业 广 场, Pátio

Leia mais

SOLUÇÕES IBÉRICAS PARA EMPRESAS MARÇO 2014

SOLUÇÕES IBÉRICAS PARA EMPRESAS MARÇO 2014 MARÇO 2014 EM ESPANHA, COMO EM PORTUGAL BPI e CaixaBank desenvolveram, em parceria, as Soluções Ibéricas para Empresas, uma oferta inovadora de produtos e serviços para apoiar as empresas que operam no

Leia mais

Grant Thornton & Associados SROC, Lda. Apresentação da Firma

Grant Thornton & Associados SROC, Lda. Apresentação da Firma Grant Thornton & Associados SROC, Lda. Apresentação da Firma A nossa competência e experiência e a qualidade dos nossos serviços ao seu serviço A Grant Thornton assenta a sua estratégia no desenvolvimento

Leia mais

Cerimónia de Assinatura Protocolo AICEP/CRUP

Cerimónia de Assinatura Protocolo AICEP/CRUP Cerimónia de Assinatura Protocolo AICEP/CRUP Lisboa, 10 janeiro 2014 António Rendas Reitor da Universidade Nova de Lisboa Presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas Queria começar

Leia mais

Regulamento do Concurso

Regulamento do Concurso Regulamento do Concurso Preâmbulo Considerando que, constituem objectivos do CRÉDITO AGRÍCOLA, enquanto Entidade Promotora: - Promover iniciativas empresariais inovadoras e conciliadoras com sinergias

Leia mais

Caixa acelera. expansão em Angola. Controlo da parceria com Totta. será antecipado para liderar no financiamento às PME Empresas 8 e 9

Caixa acelera. expansão em Angola. Controlo da parceria com Totta. será antecipado para liderar no financiamento às PME Empresas 8 e 9 Caixa acelera expansão em Angola Controlo da parceria com Totta será antecipado para liderar no financiamento às PME Empresas 8 e 9 BANCA CGD antecipa controlo do Caixa Totta e acelera expansão em Angola

Leia mais

WORKSHOP INCLUSÃO E FORMAÇÃO FINANCEIRA PAPEL DO BANCO DE CABO VERDE NA PROMOÇÃO DA INCLUSÃO FINANCEIRA

WORKSHOP INCLUSÃO E FORMAÇÃO FINANCEIRA PAPEL DO BANCO DE CABO VERDE NA PROMOÇÃO DA INCLUSÃO FINANCEIRA WORKSHOP INCLUSÃO E FORMAÇÃO FINANCEIRA PAPEL DO BANCO DE CABO VERDE NA PROMOÇÃO DA INCLUSÃO FINANCEIRA Banco de Portugal, 11 de Julho de 2013 Solange Lisboa Ramos Gabinete de Apoio ao Consumidor do Banco

Leia mais

ACQUALIVEEXPO. Painel A INTERNACIONALIZAÇÃO DO SECTOR PORTUGUÊS DA ÁGUA EVOLUÇÃO DO SECTOR DA ÁGUA NOS BALCÃS: O EXEMPLO DA SÉRVIA

ACQUALIVEEXPO. Painel A INTERNACIONALIZAÇÃO DO SECTOR PORTUGUÊS DA ÁGUA EVOLUÇÃO DO SECTOR DA ÁGUA NOS BALCÃS: O EXEMPLO DA SÉRVIA ACQUALIVEEXPO Painel A INTERNACIONALIZAÇÃO DO SECTOR PORTUGUÊS DA ÁGUA EVOLUÇÃO DO SECTOR DA ÁGUA NOS BALCÃS: O EXEMPLO DA SÉRVIA Lisboa, 22 de Março de 2012 1 1. Introdução A diplomacia económica é um

Leia mais

28 PME Líder CRITÉRIOS. Bloomberg News

28 PME Líder CRITÉRIOS. Bloomberg News 28 PME Líder CRITÉRIOS Bloomberg News CRITÉ RIOS COMO CHEGAR A PME LÍDER Atingir o Estatuto PME Líder é a ambição de muitas empresas. É este o primeiro passo para chegar a PME Excelência. Saiba o que precisa

Leia mais

Introdução à Responsabilidade Social das Pequenas e Médias Empresas

Introdução à Responsabilidade Social das Pequenas e Médias Empresas Introdução à Responsabilidade Social das Pequenas e Médias Empresas Este guia foi produzido como parte da Campanha de Consciencialização Pan-Europeia sobre RSE, uma iniciativa da Comissão Europeia, Directoria

Leia mais

Passaporte para o Empreendedorismo

Passaporte para o Empreendedorismo Passaporte para o Empreendedorismo Enquadramento O Passaporte para o Empreendedorismo, em consonância com o «Impulso Jovem», visa através de um conjunto de medidas específicas articuladas entre si, apoiar

Leia mais

# Confiança Planeamento e Gestão de Investimentos. segurança do seu património. Para isso contamos com o nosso trabalho, no

# Confiança Planeamento e Gestão de Investimentos. segurança do seu património. Para isso contamos com o nosso trabalho, no Caritas Dioces ana de Coim bra Condições válidas para Caritas Diocesana de Coimbra Oferta de Cooperação Barclays at Work Saiba mais em www.barclays.pt/compromissopremier # Confiança Planeamento e Gestão

Leia mais

04 Financiar o Desenvolvimento Sustentável

04 Financiar o Desenvolvimento Sustentável PAULO CATRICA 1965, Lisboa, Portugal Rio Murtiga, Alentejo, Agosto, 2005 Prova cromogénea de ampliação digital (Processo LightJet Lambda) 155 x 125 cm Edição 1/5 Fotografia de Paulo Catrica, Cortesia Galeria

Leia mais

ABREU INTERNATIONAL LEGAL SOLUTIONS. OUR INNOVATIVE SOLUTIONS WHEREVER YOU NEED US. our innovative solutions wherever you need us.

ABREU INTERNATIONAL LEGAL SOLUTIONS. OUR INNOVATIVE SOLUTIONS WHEREVER YOU NEED US. our innovative solutions wherever you need us. ABREU INTERNATIONAL LEGAL SOLUTIONS OUR INNOVATIVE SOLUTIONS WHEREVER YOU NEED US. our innovative solutions wherever you need us. Constituída em 1993 a AB é uma das maiores Sociedades de Advogados portuguesas

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA INOV-ART NOS TERMOS DA PORTARIA N.º 1103/2008 DE 2 DE OUTUBRO

REGULAMENTO DO PROGRAMA INOV-ART NOS TERMOS DA PORTARIA N.º 1103/2008 DE 2 DE OUTUBRO REGULAMENTO DO PROGRAMA INOV-ART NOS TERMOS DA PORTARIA N.º 1103/2008 DE 2 DE OUTUBRO CAPÍTULO I Disposições gerais Artigo 1.º- Âmbito de aplicação O presente Regulamento aplica -se à medida INOV-Art -

Leia mais

4º Congresso brasileiro de meios eletrônicos de pagamento, São Paulo - Brasil, 15/10/2009 4º Congresso brasileiro de meios eletrônicos de pagamento

4º Congresso brasileiro de meios eletrônicos de pagamento, São Paulo - Brasil, 15/10/2009 4º Congresso brasileiro de meios eletrônicos de pagamento Solução Made by Um cartão à medida de cada cliente, São Paulo - Brasil, 15/10/2009 São Paulo, 15-10-2009 1 Agenda Overview Os mercado de meios eletrônicos de pagamento em Portugal Posicionamento da Caixa

Leia mais

Como Vender em Alemanha Uma acção à medida dos seus interesses

Como Vender em Alemanha Uma acção à medida dos seus interesses Como Vender em Alemanha Uma acção à medida dos seus interesses Ficha de Inscrição Encontre a resposta às suas dúvidas! Identifique a sessão pretendida: Porto AICEP (Rua António Bessa Leite, 1430-2.º andar)

Leia mais

Rio de Janeiro, 5 de Dezembro de 2003

Rio de Janeiro, 5 de Dezembro de 2003 Intervenção de Sua Excelência a Ministra da Ciência e do Ensino Superior, na II Reunião Ministerial da Ciência e Tecnologia da CPLP Comunidade dos Países de Língua Portuguesa Rio de Janeiro, 5 de Dezembro

Leia mais

Programa de Parcerias e Submissão de Propostas 2014/15

Programa de Parcerias e Submissão de Propostas 2014/15 DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA Programa de Parcerias e Submissão de Propostas 2014/15 O Departamento de Informática (DI) da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL) procura criar e estreitar

Leia mais

POLÍTICA DE AMBIENTE, QUALIDADE E SEGURANÇA

POLÍTICA DE AMBIENTE, QUALIDADE E SEGURANÇA HOMOLOGAÇÃO: José Eduardo Carvalho 14-03- Pág. 2 de 5 A Tagusgás subscreve a Política AQS da Galp Energia. A Política AQS da Tagusgás foi definida tendo em consideração os Objectivos Estratégicos do Grupo

Leia mais

O papel de Portugal no mundo é mais importante do que imagina

O papel de Portugal no mundo é mais importante do que imagina Informação 8 de Fevereiro de 2011 Campanha institucional do grupo Portucel Soporcel arranca hoje O papel de Portugal no mundo é mais importante do que imagina Arranca hoje a nova campanha institucional

Leia mais

Seminário de apresentação da Rede Gestus

Seminário de apresentação da Rede Gestus Seminário de apresentação da Rede Gestus Rede Gestus O LOGOTIPO Rede Gestus Internacionalização Zona 4 Gestus Compras Cartão ECOTUR Portal Gestus Cartão Gestus Contact Center CRM Zona 4 O LOGOTIPO Características:

Leia mais

APEX- APOIO À PROMOÇÃO DA EXPORTAÇÃO DAS PME 2012

APEX- APOIO À PROMOÇÃO DA EXPORTAÇÃO DAS PME 2012 APEX- APOIO À PROMOÇÃO DA EXPORTAÇÃO DAS PME 2012 A aposta no apoio à internacionalização tem sido um dos propósitos da AIDA que, ao longo dos anos, tem vindo a realizar diversas acções direccionadas para

Leia mais

REGULAMENTO. Artigo 1º. Objeto e âmbito

REGULAMENTO. Artigo 1º. Objeto e âmbito REGULAMENTO O presente regulamento estabelece os procedimentos associados à medida «Passaporte para o Empreendedorismo», regulamentada pela Portaria n.º 370-A/2012, de 15 de novembro de 2012, estabelecida

Leia mais

PRÉMIOS EUROPEUS DE PROMOÇÃO EMPRESARIAL MANUAL OPERACIONAL

PRÉMIOS EUROPEUS DE PROMOÇÃO EMPRESARIAL MANUAL OPERACIONAL 2015 PRÉMIOS EUROPEUS DE PROMOÇÃO EMPRESARIAL 2015 MANUAL OPERACIONAL Prémios Europeus de Promoção Empresarial 2015 2/13 ÍNDICE 1. DEFINIÇÃO E JUSTIFICAÇÃO... 3 1.1. Um prémio que reconhece a excelência

Leia mais

Náutica. Desenvolvimento Económico e Cultura Marítima. Lisboa, 8 de Fevereiro de 2012

Náutica. Desenvolvimento Económico e Cultura Marítima. Lisboa, 8 de Fevereiro de 2012 Náutica Desenvolvimento Económico e Cultura Marítima Lisboa, 8 de Fevereiro de 2012 Aicep Portugal Global é uma agência pública de natureza empresarial, cuja missão é: Atrair investimento estrangeiro para

Leia mais

REGULAMENTO GERAL COMISSÃO ORGANIZADORA PATROCINADOR DE OURO CO-FINANCIAMENTO PATROCINADOR DE PRATA

REGULAMENTO GERAL COMISSÃO ORGANIZADORA PATROCINADOR DE OURO CO-FINANCIAMENTO PATROCINADOR DE PRATA REGULAMENTO GERAL COMISSÃO ORGANIZADORA PATROCINADOR DE OURO CO-FINANCIAMENTO PATROCINADOR DE PRATA PNAM REGULAMENTO GERAL VALORES E NORMAS REGULAMENTARES GERAIS DO 1. ORIGEM, OBJETIVOS E PERIODICIDADE

Leia mais

BES AS APOIO FINANCEIRO BES AS FINANCEIR ÕES ÀS EMPRESAS FINANCEIR ÕES UÇ SOL

BES AS APOIO FINANCEIRO BES AS FINANCEIR ÕES ÀS EMPRESAS FINANCEIR ÕES UÇ SOL 38 PME Líder SOLUÇÕES FINANCEIRAS BES Helen King/CORBIS APOIO FINANCEIRO ÀS EMPRESAS O BES disponibiliza uma vasta oferta de produtos financeiros e serviços, posicionando-se como o verdadeiro parceiro

Leia mais

Hypercluster do mar. Setembro 2009

Hypercluster do mar. Setembro 2009 Hypercluster do mar Setembro 2009 Hypercluster do mar Segurança Marítima Projecto MarBIS Fórum cientifico e tecnológico Considerações finais 2 Hypercluster do mar Parcerias com empresas petrolíferas com

Leia mais

PHC dcrm. Aumente o potencial da força de vendas da sua empresa ao aceder remotamente à informação comercial necessária à sua actividade

PHC dcrm. Aumente o potencial da força de vendas da sua empresa ao aceder remotamente à informação comercial necessária à sua actividade PHC dcrm DESCRITIVO O módulo PHC dcrm permite aos comerciais da sua empresa focalizar toda a actividade no cliente, aumentando a capacidade de resposta aos potenciais negócios da empresa. PHC dcrm Aumente

Leia mais

Ser empreendedor em Portugal é ser:

Ser empreendedor em Portugal é ser: Ser empreendedor em Portugal é ser: Um pouco louco; Muito curioso; Muito persistente; Capaz de arriscar de forma sustentada; É ter noção das limitações do mercado nacional e das potencialidades do mercado

Leia mais

1 - Rádio Ocidente.pt, 29-10-2010, Mais de cem empresas criadas pela DNA Cascais desde 2006. 2 - Diário Económico, 28-10-2010, A não perder

1 - Rádio Ocidente.pt, 29-10-2010, Mais de cem empresas criadas pela DNA Cascais desde 2006. 2 - Diário Económico, 28-10-2010, A não perder Revista de Imprensa 08-11-2010 DNA 1 - Rádio Ocidente.pt, 29-10-2010, Mais de cem empresas criadas pela DNA Cascais desde 2006 2 - Diário Económico, 28-10-2010, A não perder 3 - Diário Económico, 28-10-2010,

Leia mais

COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO DAS EMPRESAS DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA 2014-2020

COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO DAS EMPRESAS DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA 2014-2020 COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO DAS EMPRESAS DA 2014-2020 18-11-2015 INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO EMPRESARIAL, IP-RAM MISSÃO Promover o desenvolvimento, a competitividade e a modernização das empresas

Leia mais

MISSÃO EMPRESARIAL AO MÉXICO 19-27 Fev. 2016

MISSÃO EMPRESARIAL AO MÉXICO 19-27 Fev. 2016 PROJECTO CONJUNTO DE INTERNACIONALIZAÇÃO MÉXICO 2015-2016 MISSÃO EMPRESARIAL AO MÉXICO 19-27 Fev. 2016 INSCRIÇÕES ATÉ 15 DE JANEIRO 2016 Promotor: Co-financiamento: Monitorização: Foto: Miguel Moreira

Leia mais

1. O que é? 2. O que se pretende? 3. Quem pode concorrer?

1. O que é? 2. O que se pretende? 3. Quem pode concorrer? 1. O que é? Trata-se de um Programa de Bolsas de Investigação na Área da Cidade e da Arquitectura, entendido como um apoio a jovens na realização de um trabalho inédito de investigação, com a duração de

Leia mais

CONDIÇÕES PARA OS MEMBROS E COLABORADORES TRABALHADORES POR CONTA DE OUTREM. Conta Ordenado Triplus. Conta Nova Vida

CONDIÇÕES PARA OS MEMBROS E COLABORADORES TRABALHADORES POR CONTA DE OUTREM. Conta Ordenado Triplus. Conta Nova Vida PROTOCOLO ORDENS PROFISSIONAIS CONDIÇÕES PARA OS MEMBROS E COLABORADORES TRABALHADORES POR CONTA DE OUTREM Para aderir a este Protocolo e beneficiar das respectivas condições, abra a sua Conta Ordenado

Leia mais

Enquadramento Turismo Rural

Enquadramento Turismo Rural Enquadramento Turismo Rural Portugal é um País onde os meios rurais apresentam elevada atratividade quer pelas paisagens agrícolas, quer pela biodiversidade quer pelo património histórico construído o

Leia mais

Case study. LX Sustentável BLOGUE SOBRE SUSTENTABILIDADE URBANA EMPRESA

Case study. LX Sustentável BLOGUE SOBRE SUSTENTABILIDADE URBANA EMPRESA Case study 2010 LX Sustentável BLOGUE SOBRE SUSTENTABILIDADE URBANA EMPRESA A Siemens está em Portugal há 105 anos, sendo líder nos seus sectores de Indústria, Energia e Saúde. Com cerca de 2 mil colaboradores,

Leia mais

RESULTADOS ANUAIS 2011

RESULTADOS ANUAIS 2011 RESULTADOS ANUAIS 2011 15 de Fevereiro de 2011 VAA - Vista Alegre Atlantis, SGPS, SA sociedade aberta com sede no Lugar da Vista Alegre em Ílhavo, com o número de contribuinte 500 978 654, matriculada

Leia mais

Dinamizar o Empreendedorismo e promover a Criação de Empresas

Dinamizar o Empreendedorismo e promover a Criação de Empresas Dinamizar o Empreendedorismo e promover a Criação de Empresas À semelhança do que acontece nas sociedades contemporâneas mais avançadas, a sociedade portuguesa defronta-se hoje com novos e mais intensos

Leia mais

Identificação da empresa

Identificação da empresa Identificação da empresa ANA Aeroportos de Portugal, S.A. Missão, Visão e Valores Missão da ANA A ANA - Aeroportos de Portugal, SA tem como missão gerir de forma eficiente as infraestruturas aeroportuárias

Leia mais

PROSPECTO INFORMATIVO Depósito Indexado - Produto Financeiro Complexo Referência: 403862_EUR_20140804_001

PROSPECTO INFORMATIVO Depósito Indexado - Produto Financeiro Complexo Referência: 403862_EUR_20140804_001 Designação Classificação Caracterização do Produto Garantia de Capital Caixa Euro FX Up agosto 2015_PFC Produto Financeiro Complexo Depósito Indexado O Caixa Euro FX Up agosto 2015 é um depósito indexado

Leia mais

Encontro Nacional de Instaladores da APIRAC-Associação Portuguesa da Indústria de Refrigeração e Ar Condicionado. Batalha, 8 Julho de 2010

Encontro Nacional de Instaladores da APIRAC-Associação Portuguesa da Indústria de Refrigeração e Ar Condicionado. Batalha, 8 Julho de 2010 Encontro Nacional de Instaladores da APIRAC-Associação Portuguesa da Indústria de Refrigeração e Ar Condicionado Batalha, 8 Julho de 2010 As vossas necessidades... O apoio aos Empreendedores e às PME s

Leia mais

1. (PT) - Diário Económico, 07/12/2012, Portuguesa Gesto Energy ganha planeamento energético de Angola 1

1. (PT) - Diário Económico, 07/12/2012, Portuguesa Gesto Energy ganha planeamento energético de Angola 1 Tema de Pesquisa: Internacional 07 de Dezembro de 2012 Revista de Imprensa 07-12-2012 1. (PT) - Diário Económico, 07/12/2012, Portuguesa Gesto Energy ganha planeamento energético de Angola 1 2. (PT) -

Leia mais

Excelência Proximidade Profissionalismo. É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado. 300 Anos de Experiência. 50 Milhões de Clientes

Excelência Proximidade Profissionalismo. É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado. 300 Anos de Experiência. 50 Milhões de Clientes Oferta de Cooperação Barclays at Work 1 / 7 Excelência Proximidade Profissionalismo É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado 300 Anos de Experiência 50 Milhões de Clientes 60 Países Spliu

Leia mais

PROGRAMA DE PROMOÇÃO DA

PROGRAMA DE PROMOÇÃO DA UNIVERSIDADE DO PORTO PROGRAMA DE PROMOÇÃO DA LITERACIA FINANCEIRA DA U.PORTO Outubro de 2012 Enquadramento do programa na Estratégia Nacional de Formação Financeira Plano Nacional de Formação Financeira

Leia mais