ATIVIDADES DE LEITURA E ESCRITA NA CONSCIENTIZAÇÃO AMBIENTAL E CRÍTICA: SABERES ESCOLARES E FORMAÇÃO DOCENTE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ATIVIDADES DE LEITURA E ESCRITA NA CONSCIENTIZAÇÃO AMBIENTAL E CRÍTICA: SABERES ESCOLARES E FORMAÇÃO DOCENTE"

Transcrição

1 ATIVIDADES DE LEITURA E ESCRITA NA CONSCIENTIZAÇÃO AMBIENTAL E CRÍTICA: SABERES ESCOLARES E FORMAÇÃO DOCENTE Flávio Rêgo dos Santos 1, Kamilla Rosa da Silva 1, Sarah Soares Brum 1 e Maria Cristina Ferreira dos Santos 2 1 Estudante da Faculdade de Formação de Professores (FFP) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e bolsista de Iniciação à Docência do Subprojeto Interdisciplinar PIBID/CAPES/UERJ - Campus São Gonçalo. 2 Professora Adjunta da UERJ e Coordenadora do Subprojeto Interdisciplinar PIBID/CAPES/UERJ - Campus São Gonçalo. Resumo - No Instituto de Educação Clélia Nanci (IECN), localizado no município de São Gonçalo na região metropolitana do estado do Rio de Janeiro, alunos, licenciandos bolsistas de Iniciação à Docência, professores deste Instituto e da Faculdade de Formação de Professores da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (FFP-UERJ) vêm desenvolvendo atividades de educação ambiental no ensino fundamental com a implantação do subprojeto Interdisciplinar Biologia Geografia do PIBID/CAPES/UERJ Campus São Gonçalo, com o intuito inicial de aproximação à compreensão dos problemas socioambientais numa ampla relação entre a natureza, sociedade, cultura e saberes escolarizados. O diagnóstico inicial apontou que os alunos do 8 e 9 anos do IECN produzem grande quantidade de lixo e que o descarte não é realizado de forma adequada, em contradição às idéias destes sobre a conservação ambiental. Também foram diagnosticadas dificuldades na leitura, escrita e interpretação no alunado, levando à priorização de desenvolvimento de atividades desta natureza na conscientização e sensibilização ambiental e crítica. Iniciou-se a leitura e a escrita com a proposta de organização de uma coletânea de produções dos alunos e estimulou-se a interpretação com o uso de materiais audiovisuais. Foi apresentado o documentário Ilha das Flores, de Jorge Furtado, para alunos de turmas do 8º e 9º anos e utilizada a análise de conteúdo para o estudo das idéias dos alunos em suas produções textuais. Na análise foram elencadas seis categorias: descrição, evocação, interpretação, indignação, solução e consumismo. As práticas de leitura, escrita, interpretação e discussão entre alunos, licenciandos e professores no IECN vêm sendo formuladas visando à conscientização sobre os problemas socioambientais locais e globais, na perspectiva de interação e construção interdisciplinar de saberes e práticas escolares. Palavras-chave: interdisciplinaridade, educação ambiental, saberes escolares.

2 2 SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL E A ABORDAGEM INTERDISCIPLINAR O debate em educação ambiental é amplo na sociedade e busca alternativas para os problemas advindos do desenvolvimento e modernização. Juntamente com progresso de uma cidade, aumenta a demanda de saneamento básico, moradia, educação e saúde (ALMEIDA, 2013). Lopes (2009) assinala dois momentos importantes para a Educação Ambiental no ambiente escolar no Brasil: a realização da Conferência sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento, que ficou conhecida como Rio-92 ou Eco-92, e a produção dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs), com focos diferentes. A conferência conhecida como Eco-92 foi promovida pela ONU e realizada no inicio da década de 1990 no estado do Rio de Janeiro, contando com a participação de cerca de 170 países, 102 chefes de estado e milhares de participantes, sinalizando a preocupação com o meio ambiente pela sociedade brasileira. Ao analisar a importância dos PCNs para a Educação Ambiental nas escolas, o foco se volta para o processo de ensino e aprendizagem, com a proposta de se trabalhar de forma transversal a Educação Ambiental, de forma a [...] contribuir para a formação de cidadãos conscientes, aptos para decidirem e atuarem na realidade sócio-ambiental de um modo comprometido com a vida, com o bem-estar de cada um e da sociedade local e global. Para isso é necessário que, mais do que informações e conceitos, a escola se proponha a trabalhar com atitudes, com formação de valores, com o ensino e a aprendizagem de habilidades e procedimentos. E esse é um grande desafio para a educação. (BRASIL, 2002, p. 187) Assim, o estudo da Educação Ambiental na educação básica não está vinculado apenas a algumas disciplinas escolares, como Ciências, Biologia e Geografia, e sim abrange todas as disciplinas, contextualizadas com temas e vivências dos alunos, em que os conhecimentos devem estar relacionados com os aspectos da vida cotidiana, visando proporcionar novos saberes para enfrentar os desafios dessa temática emergente do campo escolar (AZEVEDO, 2010, p. 104). De acordo com REIGOTA (2002), o papel da educação ambiental enquanto tema transversal parte de um pensamento que valoriza a escola como local para formulação de propostas de intervenção social em seu espaço-tempo. Deste modo, as concepções do professor sobre a educação ambiental são de grande importância, já que seus saberes influenciam as suas escolhas e práticas. Por meio da educação ambiental, a escola, os conteúdos, e o papel do professor e dos alunos são colocados em uma nova

3 3 situação, não apenas relacionada com o conhecimento, mas sim com o uso que fazemos dele e a sua importância para a nossa participação política cotidiana (ibidem, p.82). Assim, possibilitar aos alunos a conscientização ambiental desde o início da sua vida escolar pode contribuir para reflexões no presente e futuro. De acordo com Jacobi (2003, p.190), a partir da Conferência Intergovernamental sobre Educação Ambiental realizada em Tsibilisi (EUA) em 1977, inicia-se um amplo processo em nível global orientado para criar as condições que formem uma nova consciência sobre o valor da natureza e reorientem a produção de conhecimento baseada nos métodos da interdisciplinaridade e nos princípios da complexidade. Segundo este autor, esse campo educativo tem sido fertilizado transversalmente, o que tem possibilitado a realização de experiências concretas de educação ambiental de forma criativa e inovadora por diversos segmentos da população e em diversos níveis de formação. Para compreender o significado de interdisciplinaridade, apoiamo-nos em Fazenda (2002, p. 15), que afirma que, o pensar interdisciplinar parte da premissa de que nenhuma forma de conhecimento é em si mesma exaustiva e é uma atitude de valorização de todo tipo de conhecimento, integração de conhecimentos e busca de novos para a transformação da realidade. Esta autora aponta que a interdisciplinaridade surgiu na Itália e na França, por volta de 1960, coincidindo com uma época em que os estudantes promoviam uma série de movimentos nos quais reivindicavam um ensino coerente com as questões sociais, políticas e econômicas da época. A resposta encontrada teria sido um ensino interdisciplinar, o único capaz de atender a estes anseios. Para ela, no Brasil, o precursor dos estudos sobre interdisciplinaridade foi Hilton Japiassu, que apresentou os principais questionamentos a respeito da temática e seus conceitos. Segundo PAVIANI (apud BONATTO et al, p. 4), a finalidade da interdisciplinaridade é de ampliar uma ligação entre o momento identificador de cada disciplina de conhecimento e o necessário corte diferenciador, não se tratando de um simples deslocamento de conceitos e metodologias, mas de uma recriação conceitual e teórica. Desta forma, ao se fazer uso da interdisciplinaridade entre conhecimentos das disciplinas Geografia e Ciências pensa-se na atribuição de uma nova de visão de pensamentos e saberes aos se estudar educação ambiental na escola. No PCN do Ensino Médio afirma-se que o trabalho interdisciplinar precisa

4 4 [...] partir da necessidade sentida pelas escolas, professores e alunos de explicar, compreender, intervir, mudar, prever, algo que desafia uma disciplina isolada e atrai a atenção de mais de um olhar, talvez vários. A interdisciplinaridade tem uma função instrumental. Trata-se de recorrer a um saber diretamente útil e utilizável para resolver às questões e aos problemas sociais contemporâneos (BRASIL, 2002, p ). É importante considerar que existem dificuldades para a implementação da interdisciplinaridade nas escolas: a conceituação errônea da interdisciplinaridade com a imposição de projetos pluridisciplinares, a preocupação em ensinar todos os conteúdos por parte das escolas e professores, a insegurança ou despreparo do professor em ser um mediador num trabalho interdisciplinar, já que a sua formação é fragmentada e muitas vezes lhe falta tempo para estudos (CARDOSO et al, 2008). Uma educação com base na interdisciplinaridade pretende formar alunos com uma visão de mundo, hábeis para articular, religar, contextualizar, situar-se num contexto e, se possível, globalizar, reunir os conhecimentos adquiridos (MORIN apud AUGUSTO et al, 2004). Para isso, é extremamente importante que os professores acreditem nessa possibilidade e estejam hábeis para desenvolver as possíveis relações entre as disciplinas. Pensando a educação ambiental de forma interdisciplinar na educação básica e na formação inicial, este trabalho foi idealizado por professores e licenciandos do subprojeto Interdisciplinar Biologia Geografia do PIBID/CAPES/UERJ e vem sendo realizado no Instituto de Educação Clélia Nanci (IECN), no município de São Gonçalo, região metropolitana do Rio de Janeiro, com o intuito de aproximação à compreensão dos problemas socioambientais numa ampla relação entre a natureza, sociedade, cultura e saberes escolarizados. A intenção foi fomentar a conscientização ambiental e crítica de alunos 8 e 9 anos do ensino fundamental, fomentada por atividades de leitura, escrita e interpretação de textos. METODOLOGIA A primeira atividade realizada com as três turmas do 8 e 9 anos do IECN em 2014 foi um levantamento das concepções dos alunos sobre preservação do meio ambiente. Em seguida foram realizadas atividades de leitura de textos sobre unidades de conservação e lixo, apresentação de vídeos relacionados à temática da educação ambiental, objetivando-se promover nos alunos uma visão crítica sobre o ambiente e a sociedade e incentivando a leitura (SANTOS; MIRANDA, 2003).

5 5 Como forma de estimular a interpretação envolvendo as questões socioambientais e com base em abordagem proposta por Lisboa e Kindel (2012), foi apresentado para os alunos de duas turmas do 8º e 9º anos o filme Ilha das Flores, de Jorge Furtado, com duração de 10 minutos. Após a apresentação houve uma discussão sobre o filme entre alunos, licenciandos e professores e a turma foi dividida em grupos para elaborar produções textuais manuscritas sobre este documentário. Os textos foram estudados pelo método de analise de conteúdo, que define unidades de analise por meio de palavras-chave ou afirmativas e propostas sobre uma determinada questão (BARDIN, 2011; MORAES, 1999), e categorizados em: descrição refere-se à narração dos fatos que aconteceram no vídeo; evocação quando se faz uma referencia a um fato da experiência cotidiana ou a um evento que supõe conhecido; interpretação são passagens explicitas nas quais se utilizam os conceitos teóricos para descrever relações entre os acontecimentos; indignação relacionadas ao sentimento de revolta diante da circunstância; solução ação ou proposta de resolver um problema; consumismo refere-se consciência sobre o consumo excessivo. Essas unidades de análise foram construídas a partir de repetidas leituras dos textos sobre o documentário e as categorias evocação e interpretação foram pensadas com apoio em Diniz e Tomazello (2005, p.7). As produções textuais dos grupos de alunos foram numeradas e representadas por letras e números, variando de R1 a R14, e fragmentos foram marcados como unidades de análise, de acordo com as categorias explicitadas. CONCEPÇÕES DOS ALUNOS SOBRE O MEIO AMBIENTE O diagnóstico inicial apontou que os alunos do 8 e 9 anos do IECN produzem grande quantidade de lixo e que o descarte não é realizado de forma adequada, em contradição às idéias por eles expressas em textos sobre a conservação do ambiente. Também foram diagnosticadas dificuldades de leitura e interpretação, o que resultou na priorização da conscientização e sensibilização ambiental e crítica nas aulas, com o estímulo da leitura por meio de textos e da interpretação por meio de vídeos e outros recursos voltados para a educação ambiental. Esta ação se baseia no entendimento de que a leitura no espaço escolar contribui para o processo de aprendizagem possibilitando ao educando adquirir uma postura reflexiva necessária à prática da cidadania. Assim, os valores éticos podem se

6 6 transformar em importantes ferramentas para ampliar e aprofundar a consciência sócioambiental e reorganizar a sociedade, pois indivíduos conscientes de sua condição no mundo podem se engajar para transformar a realidade. ANÁLISE DAS PRODUÇÕES TEXTUAIS SOBRE O DOCUMENTÁRIO As produções textuais foram lidas várias vezes e fragmentos foram categorizados em seis unidades de análise, que denotam afirmativas, intenções ou sentimentos dos alunos: descrição, evocação, interpretação, indignação, solução e consumismo. A primeira categoria que discutiremos é a descrição. Descrição - Nesta categoria, notou-se a preocupação em relatar a pobreza e a fome de seres humanos que recebiam a comida que não servia para os porcos: [...] vimos sobre a Ilha das Flores, um lugar onde jogam os lixos fora, mas nessa ilha não à só lixos também a pessoas lá, os lixos são alimentos dessas pessoas e dos porcos, os lixos que não servem para os porcos são dados para os humanos que vivem lá, que são os orgânicos dados aos humanos. (R1) Eu vi que na Ilha das Flores, tem muitas pessoas pobres, que não tem trabalho, nem dinheiro para comprar comida, que passam fome e necessidade.(r8) Entendemos que, por trás de um lugar que há muito lixo na verdade as pessoas que moram lá comem alimentos estragados e rejeitados pelos humanos que moram nas cidades, e pelos porcos [...] (R5) [...] senhor suzuki tem uma plantação de tomate, ele vende sua plantação de tomate, ele troca o tomate por dinheiro Dona nete troca dinheiro por perfume extraído das flores que ela compra da fabrica, dona nete troca dinheiro por tomates. (R12). Evocação - Nessa categoria encontram-se nos textos afirmativas que correlacionam aspectos do filme com o seu cotidiano e que foram construídas a partir das suas relações com o meio: [...] é um lugar onde não há princípios de limpeza, nem saneamento básico, e não há atividades para melhor distribuição de renda da população, cercado por um mar poluído o que acaba dificultando a atividade da pesca. (R3) Hoje em dia, pessoas com menas condições financeiras são super desvalorizadas, até um porco tem + opções de alimentação que (digamos) a classe inferior. (R4) [...] assim como o governo é culpado pela maioria da poluição dos rios (por não nos dar uma opção mais adequada para jogar o esgoto), o mesmo

7 7 também é culpado pelas condições em que vivem os moradores de Ilha das flores. (R4) Percebe-se que estes alunos apontam uma relação entre o descaso do governo e a precária condição da população partindo de uma visão empirista. A educação ambiental permite associar a ação humana e o meio, possibilitando uma discussão sobre as questões ambientais e a formação de uma consciência social. Os alunos se referiram às questões socioeconômicas decorrentes dos baixos salários se aliam os males que vêm com a poluição, com a precariedade dos serviços de saúde, e com a falta de instalações públicas adequadas e de equipamentos culturais (SILVA; RAINHA, 2013). Tratando a educação ambiental de maneira interdisciplinar, deve-se ressaltar a importância de não discutir esse tema de forma isolada, mas sim considerando a influência da relação entre o meio, a economia, o Estado e a sociedade. Interpretação - Os alunos interpretaram as questões do filme e explicaram as suas consequências: [...] com isso acaba ocasionando, mortes pelo consumo impróprio de alimentos. (R3) [...] isso é muito errado porque as pessoas são seres humano. (R8) [...] com isso causa muitas doenças e até a morte. (R9) [...] As pessoas eram tratadas piores que os animais porque não tinha condição de arrumar um emprego para comprar comida e ainda não tinha estudo e por isso tinha que comer sobras dos animais. (R10) [...] o filme representa o ciclo da sociedade. Uma simples tomate jogado no lixo servi de comida para os porcos depois de servir de comida para os porcos isto vira comida para a população pobre. (R12) [...] já os piores alimentos vão para o consumo dos seres humanos que não tem que comer. (esses seres humanos são: mulheres crianças... que não tem dinheiro para comprar.). (R14) Os alunos não demonstraram indignação, mas também não concordaram com a situação, explicando as conseqüências do lixo para a sociedade, como nos trechos acima de R3 e R9. As falas acima representam o que foi relatado no filme e não demonstram consciência prática ou crítica. A consciência prática seria correlacionada às atividades individuais e cotidianas, trazendo a culpa dos problemas ambientais para si. A consciência crítica refere-se à sociedade e ao sistema, colocando a responsabilidade de tais problemas na coletividade (LISBOA; KINDEL, 2012).

8 8 Os fragmentos também se referem aos indivíduos e sua humanidade: isso é muito errado porque as pessoas são seres humano (R8) e As pessoas eram tratadas piores que os animais (R10). Nestes trechos vimos indícios de consciência crítica quando os alunos afirmam que é necessário haver humanidade no tratamento dos Homo sapiens sapiens (GUIMARÃES et al, 2012). Indignação - Nesta unidade pretende-se organizar os trechos elaborados pelos os alunos, onde os mesmos demonstram total revolta e insatisfação para as condições de vida a qual alguns moradores apresentados no documentário estão submetidos. [...] como vamos ajudar os porcos, e não vamos ajudar os seres humanos? (R2) [...] um lugar onde os porcos são prioridade os seres humanos são tratados como porcos!(r3) Mais humanidade, compaixão e respeito por favor! (R4) [...] hoje em dia o ser humano tem menos valor do que o animal (R6) [...] é triste vê as crianças, até adultos, comendo lixo (R9) E isso é um absurdo, pessoas sendo tratada com tanto desrespeito, pois todos nós somos seres humanos e merecemos uma alimentação digna. (R14) De acordo com as frases apresentadas observa-se o expressivo incomodo que as condições dos moradores da Ilha das Flores causaram aos alunos. A questão ética é uma das características que a educação ambiental possui. Nos discursos dos alunos observamos a preocupação com aquela parcela da população, ou seja, estende a fronteira do cuidado e preocupação para além do imediato e pessoal, em direção a um senso participativo de solidariedade para com as outras pessoas e ambientes (SOUZA, 2003, p.20). Solução As afirmativas correspondem a ações e soluções para os problemas apresentados no vídeo: [...] vamos aproveitar os alimentos!(r2) Afinal, deveria haver um lugar para cada tipo de lixo, (há em alguns lugares), como coleta seletiva de lixo, aterros sanitários e reciclagem. (R4)

9 9 [...] e o lixo jogado deveria ser reaproveitado (R9) [...] e o lixo jogado deveria ser reaproveitado e não jogado nos rios poluindo o ambiente. (R9) Os alimentos que compramos em muita contidade pode ser doado porque querendo ou não isso acaba voltando para nós mesmos! (R11) Na maioria das redações acima os estudantes propõem uma solução para a quantidade de lixo, que é o problema central do nosso vídeo, mas não vemos nenhuma redação criticando o sistema que promove isso, a política do nosso estado, não se observa muito neste segmento uma consciência ambiental crítica (GUIMARÃES et al, 2012). É importante que os estudantes construam uma visão crítica, que o possibilite olhar o ambiente de várias maneiras (LISBOA; KINDEL, 2012). O máximo que é citado é a necessidade de existirem mais coletas seletivas: como coleta seletiva de lixo, aterros sanitários e reciclagem (R4). No fragmento citado salienta-se esta lacuna na coleta de lixo, como em: deveria haver um lugar para cada tipo de lixo (R4) e o lixo jogado deveria ser reaproveitado (R9), mas quem é responsável por isso não foi apontado. Dessa forma observamos que estes alunos ainda não desenvolveram uma consciência crítica frente aos problemas ambientais. Consumismo Em alguns trechos os alunos relacionam a grande produção de lixo com o consumo excessivo de grande parte da sociedade: [...] e quando jogamos algo que poderia ser utilizado fora demonstramos o mesmo que muita gente. (R2) [...] temos que valorizar os alimentos, e não jogar fora os alimentos que ainda podem ser utilizados. (R2) [...] é ai que a gente vê que nós temos as coisas para comer e as vezes reclamamos do que temos, e nós temos que aprender a dar valor as coisas que temos porque tem muita gente pelo mundo passando fome. (R7) Percebemos que os alimentos que compramos desnecessariamente em quantidade absurdas estragam e acabam parando no lixo. (R11) Alguns mostram uma consciência prática em relação ao meio, como em: quando jogamos algo (R2) e temos que valorizar os alimentos (R2). A consciência ambiental está presente nas bases escolares; nos fragmentos acima ela é notada, mesmo que de forma superficial (LISBOA; KINDEL, 2012). Não foi identificada a crítica aos órgãos responsáveis e possivelmente pensam na sua realidade diária como os responsáveis pelos problemas vistos no vídeo (GUIMARÃES et al, 2012).

10 10 CONSIDERAÇÕES FINAIS As práticas de leitura escrita, interpretação e debate entre alunos, licenciandos e professores na escola, sobre temas ambientais contribuíram para a compreensão dos problemas socioambientais locais e globais e podem se constituir em um caminho para a construção interdisciplinar de saberes escolares e práticas docentes. Segundo Lisboa e Kindel (2012), o que se observa hoje nas escolas são alunos preocupados com notas, levados pelos professores que tratam da educação ambiental de forma segmentada, não ligada a realidade do aluno. Após a análise efetuada neste trabalho, entendemos que o incentivo à leitura e à escrita deva ser ressignificado. Os erros na escrita nos impulsionam a ampliar as atividades, considerando a necessidade de estímulos para que os alunos superem suas dificuldades. Outra questão posta é a promoção de uma conscientização ambiental que não se limite ao individual e parcial e envolva a coletividade, numa perspectiva crítica, valorizando projetos ligados a educação ambiental na escola (GUIMARÃES et al, 2012). Em prosseguimento, pretendemos desenvolver atividades de leitura de livros e revistas sobre questões socioambientais e realizar uma saída de campo a uma unidade de conservação no município de São Gonçalo para discutir questões locais e globais. APOIO Os autores agradecem o apoio financeiro da CAPES e da FAPERJ. REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS ALMEIDA, Ellen Maria Pestilide; MONTANHA, Solange Maria; SANTANA, Patrícia Mariana da Costa; SOARES, Lanny Cristina Burlandy. Educação ambiental na escola: Estudo da relação entre a alimentação e a produção de resíduos. Revista Brasileira de Educação Ambiental, Rio Grande, v. 8, n 2, AUGUSTO, Thaís Gemenez da Silva; CALDEIRA, Ana Maria de; CALUZI, João José; NARDI, Roberto. Interdisciplinaridade: concepções de professores da área ciências da natureza em formação em serviço. Ciência & Educação, v. 10, n. 2, 2004.

11 11 AZEVEDO, Denilson Santos de; FERNANDES, Kalina Ligia Ferreira. Educação Ambiental na Escola: um estudo sobre os saberes docentes. Educ. em foco, Juiz de Fora, v. 14, n. 2, BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70, BONATTO, Andréia; BARROS, Caroline Ramos; GEMELI, Rafael Agnoletto; LOPES, Tatiana Bica; FRISON, Marli Dallagnol. Interdisciplinaridade no ambiente escolar. In: IX ANPED SUL - Seminário de Pesquisa em Educação na Região do Sul, BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Meio Ambiente. Brasília: Ministério da Educação, CARDOSO, Fernanda Serpa; THIENGO, Angela Maura de Almeida; GONÇALVES, Maria Helena Dias; SILVA, Nilza Ribeiro da; NOBREGA, Ana Lúcia; RODRIGUES, Carlos Rangel; CASTRO, Helena Carla. Interdisciplinaridade: fatos a considerar. Revista Brasileira de Ensino de Ciência e Tecnologia, Vol.1, nº1, DINIZ, Edna Maria; TOMAZELLO, Maria Guiomar Carneiro. Um estudo sobre o tema biodiversidade em livros didáticos de ciências do ensino fundamental. In: [CD-ROM]III EPEA, FAZENDA, Ivani Catarina A. Interdisciplinaridade: um projeto em parceria. 5ª edição. São Paulo: Edições Loyola, GUIMARÃES Zara Fria Sobrinha; SANTOS Wildson Luiz Pereira dos;machado Patrícia Fernandes Lootens; BAPTISTA, Joice de Aguiar. Projetos de educação ambiental em escolas: a necessidade da sistematização para superar a informalidade e o improviso. Pesquisa em Educação Ambiental. Vol. 7, n. 1, JOCABI, Pedro. Educação ambiental, cidadania e sustentabilidade. Cadernos de Pesquisa, n. 118,

12 12 LISBOA, Cassiano Pamplona; KINDEL, Eunice Aita Isaia. Educação ambiental: da teoria à prática. Editora Mediação. Porto Alegre, LOPES, Welersom; BISPO, Wellyda; CARVALHO, Janaina. Educação ambiental nas escolas: Uma estratégia de mudança efetiva, Disponível em: 91/periodo/Educacao_ambiental_nas_escolas_uma_estrategia_de_mudanca_efetiva.pdf. Ultimo acesso em: 17 out MORAES, Roque. Análise de conteúdo. Revista Educação, Porto Alegre, v. 22, n. 37, p. 7-32, REIGOTA, Marcos. Meio ambiente e representação social. São Paulo: Cortez, SANTOS, Salvadora Passos de Araújo; MIRANDA, Maria da Conceição Gomes de. Oficina de Eco-leitura: Ler para descobrir o mundo. II Encontro Temático: Meio ambiente e educação ambiental na UFPB, João Pessoa, Paraíba, SILVA, Catia Antonia da; RAINHA, Felippe Andrade. Metodologia de ensino de educação ambiental em escola situada na área costeira da Baía de Guanabara. Revista de Gestão Costeira Integrada, 13(2), SOUZA, Roosevelt Fideles de. Uma experiência em educação ambiental: Formação de valores socioambientais. Rio de Janeiro: PUC, Departamento de Serviço Social, 2003.

A Interdisciplinaridade como Metodologia de Ensino INTRODUÇÃO

A Interdisciplinaridade como Metodologia de Ensino INTRODUÇÃO A Interdisciplinaridade como Metodologia de Ensino O bom professor é o que consegue, enquanto fala trazer o aluno até a intimidade do movimento de seu pensamento. Paulo Freire INTRODUÇÃO A importância

Leia mais

SUSTENTABILIDADE NO COTIDIANO ESCOLAR: Desafios da construção de uma proposta interdisciplinar

SUSTENTABILIDADE NO COTIDIANO ESCOLAR: Desafios da construção de uma proposta interdisciplinar SUSTENTABILIDADE NO COTIDIANO ESCOLAR: Desafios da construção de uma proposta interdisciplinar Mariely Rodrigues Anger 1 Ana Carla Ferreira Nicola Gomes 2 Jussara Aparecida da Fonseca 3 Resumo: Apresentam-se

Leia mais

ARTIGO EDUCAÇÃO AMBIENTAL E RECICLAGEM DO LIXO

ARTIGO EDUCAÇÃO AMBIENTAL E RECICLAGEM DO LIXO ARTIGO EDUCAÇÃO AMBIENTAL E RECICLAGEM DO LIXO EDUCAÇÃO AMBIENTAL E RECICLAGEM DO LIXO Resumo: O presente artigo pretende refletir sobre os problemas ambientais em nossa sociedade, em especial, sobre o

Leia mais

POR QUE A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO CONTEXTO ESCOLAR?

POR QUE A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO CONTEXTO ESCOLAR? EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO CONTEXTO DAS AÇÕES DO SUBPROJETO PIBID. ED. DO CAMPO CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS: CONSTRUINDO CAMINHOS PARA CONSCIENTIZAÇÃO AMBIENTAL Auricelia de Melo Araujo (UFCG); Fabiano Custódio

Leia mais

PROJETO RECICLAR PARA PRESERVAR

PROJETO RECICLAR PARA PRESERVAR PROJETO RECICLAR PARA PRESERVAR FABIA GRAVINA VIEIRA ROCHA Colégio e Faculdade Modelo do Paraná- Curitiba/PR fabiagravina@hotmail.com RESUMO Sensível à necessidade de reflexão sobre as relações dos seres

Leia mais

PIBID Ciências da Natureza/2011. Integração Universidade-Escola-Comunidade: A importância da intervenção no meio em que vivemos

PIBID Ciências da Natureza/2011. Integração Universidade-Escola-Comunidade: A importância da intervenção no meio em que vivemos PIBID Ciências da Natureza/2011 Grupo de Química Integração Universidade-Escola-Comunidade: A importância da intervenção no meio em que vivemos Bolsistas: Adelaide Maldonado Cátia Carrazoni Lopes Emerson

Leia mais

LEITURA E ESCRITA: ALIMENTAÇÃO E PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE

LEITURA E ESCRITA: ALIMENTAÇÃO E PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE LEITURA E ESCRITA: ALIMENTAÇÃO E PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE Renata Angélica dos SANTOS, Cristiana Alves da SILVA, Maria Marta L. FLORES, Dulcéria TARTUCI, Ângela Aparecida DIAS, Departamento de Educação,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE RESENDE AGÊNCIA DO MEIO AMBIENTE DO MUNICÍPIO DE RESENDE

PREFEITURA MUNICIPAL DE RESENDE AGÊNCIA DO MEIO AMBIENTE DO MUNICÍPIO DE RESENDE PREFEITURA MUNICIPAL DE RESENDE AGÊNCIA DO MEIO AMBIENTE DO MUNICÍPIO DE RESENDE CONVÊNIO PUC - NIMA/ PETROBRAS / PMR PROJETO EDUCAÇÃO AMBIENTAL Formação de Valores Ético-Ambientais para o exercício da

Leia mais

A Educação Ambiental no Ensino Fundamental de escolas municipais de Pesqueira-PE

A Educação Ambiental no Ensino Fundamental de escolas municipais de Pesqueira-PE A Educação Ambiental no Ensino Fundamental de escolas municipais de Pesqueira-PE Autor(a): Josineide Braz de Miranda Coautor(es): Anderson Carlos Maia da Silva, Josefa Sandra de Almeida Silva, kelren Jane

Leia mais

ANÁLISE DA PERCEPÇÃO AMBIENTAL DOS ALUNOS DE 6 AO 9 ANO EM UMA ESCOLA PARTICULAR NO MUNICIPIO DE TERESINA-PI

ANÁLISE DA PERCEPÇÃO AMBIENTAL DOS ALUNOS DE 6 AO 9 ANO EM UMA ESCOLA PARTICULAR NO MUNICIPIO DE TERESINA-PI Belo Horizonte/MG 24 a 27/11/2014 ANÁLISE DA PERCEPÇÃO AMBIENTAL DOS ALUNOS DE 6 AO 9 ANO EM UMA ESCOLA PARTICULAR NO MUNICIPIO DE TERESINA-PI Graciane Rodrigues Rocha (*), Juliana Rodrigues Rocha, Caroline

Leia mais

EDUCAR PARA UM FUTURO SUSTENTÁVEL: UM ESTUDO ENVOLVENDO PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA

EDUCAR PARA UM FUTURO SUSTENTÁVEL: UM ESTUDO ENVOLVENDO PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA EDUCAR PARA UM FUTURO SUSTENTÁVEL: UM ESTUDO ENVOLVENDO PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA 1 DEUS, Josiani Camargo & 1 AMARAL, Anelize Queiroz 1 Universidade Estadual do Oeste do Paraná/Unioeste RESUMO Nos

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL E MEIO RURAL: Análise curricular

EDUCAÇÃO AMBIENTAL E MEIO RURAL: Análise curricular EDUCAÇÃO AMBIENTAL E MEIO RURAL: Análise curricular Vanessa Minuzzi Bidinoto 1 Viviane Dal-Souto Frescura 2 Aline Pegoraro 3 Resumo: O presente trabalho buscou provocar reflexões sobre a importância da

Leia mais

REPRESENTAÇÃO SOCIAL DE MEIO AMBIENTE E EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO ENSINO SUPERIOR

REPRESENTAÇÃO SOCIAL DE MEIO AMBIENTE E EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO ENSINO SUPERIOR REPRESENTAÇÃO SOCIAL DE MEIO AMBIENTE E EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO ENSINO SUPERIOR LUIZ, Cintya Fonseca; AMARAL, Anelize Queiroz & PAGNO, Sônia Fátima Universidade Estadual do Oeste do Paraná/Unioeste. cintya_fonseca@hotmail.com;

Leia mais

FIC SEM LIXO - Projeto de Educação Ambiental desenvolvido na Escola Estadual Professor Francisco Ivo Cavalcanti em Natal/RN

FIC SEM LIXO - Projeto de Educação Ambiental desenvolvido na Escola Estadual Professor Francisco Ivo Cavalcanti em Natal/RN FIC SEM LIXO - Projeto de Educação Ambiental desenvolvido na Escola Estadual Professor Francisco Ivo Cavalcanti em Natal/RN Brenda Luíza Patriota Lima e Silva¹ André Elias Nóbrega² João Batista dos Santos³

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL E A IMPORTÂNCIA DA PLURALIDADE METODOLÓGICA NO ENSINO FUNDAMENTAL

EDUCAÇÃO AMBIENTAL E A IMPORTÂNCIA DA PLURALIDADE METODOLÓGICA NO ENSINO FUNDAMENTAL EDUCAÇÃO AMBIENTAL E A IMPORTÂNCIA DA PLURALIDADE METODOLÓGICA NO ENSINO FUNDAMENTAL Marques, J 1, 2,* ; Queiroz, T. V. 1,2 ; Ennes, M. R. 1,2 ; Dornfeld, C. B. 1,3. ¹Universidade Estadual Paulista (UNESP),

Leia mais

SEGURANÇA ALIMENTAR, SUSTENTABILIDADE, EDUCAÇÃO AMBIENTAL: REFLEXÕES A CERCA DA FORMAÇÃO DO PROFESSOR.

SEGURANÇA ALIMENTAR, SUSTENTABILIDADE, EDUCAÇÃO AMBIENTAL: REFLEXÕES A CERCA DA FORMAÇÃO DO PROFESSOR. SEGURANÇA ALIMENTAR, SUSTENTABILIDADE, EDUCAÇÃO AMBIENTAL: REFLEXÕES A CERCA DA FORMAÇÃO DO PROFESSOR. Jonas da Silva Santos Universidade do Estado da Bahia UNEB DEDC XV jonasnhsilva@hotmail.com jonas.ss@inec.org.br

Leia mais

Justificativa: Cláudia Queiroz Miranda (SEEDF 1 ) webclaudia33@gmail.com Raimunda de Oliveira (SEEDF) deoliveirarai@hotmail.com

Justificativa: Cláudia Queiroz Miranda (SEEDF 1 ) webclaudia33@gmail.com Raimunda de Oliveira (SEEDF) deoliveirarai@hotmail.com 1 COMO COLOCAR AS TEORIAS ESTUDADAS NA FORMAÇÃO DO PNAIC EM PRÁTICA NA SALA DE AULA? REFLEXÕES DE PROFESSORES ALFABETIZADORES SOBRE O TRABALHO COM O SISTEMA DE NUMERAÇÃO DECIMAL Cláudia Queiroz Miranda

Leia mais

PERCEPÇÃO AMBIENTAL DE PROFESSORES DE GEOGRAFIA DO ENSINO FUNDAMENTAL

PERCEPÇÃO AMBIENTAL DE PROFESSORES DE GEOGRAFIA DO ENSINO FUNDAMENTAL PERCEPÇÃO AMBIENTAL DE PROFESSORES DE GEOGRAFIA DO ENSINO FUNDAMENTAL Danilo Coutinho da Silva Bacharel e Licenciado em Geografia - UFPB danilogeog@hotmail.com INTRODUÇÃO A Educação Ambiental (EA) deve

Leia mais

SEPARAR PRA QUÊ? Idealizadoras. Eduarda Ramires Silveira. Evelyn Victória Cardoso Lopes. Mel Suzane Santos Marques. Voluntários

SEPARAR PRA QUÊ? Idealizadoras. Eduarda Ramires Silveira. Evelyn Victória Cardoso Lopes. Mel Suzane Santos Marques. Voluntários SEPARAR PRA QUÊ? Idealizadoras Eduarda Ramires Silveira Evelyn Victória Cardoso Lopes Mel Suzane Santos Marques Voluntários Joyce Thaís Mendes Alves Sílvia Rocha Pena Rodrigues Luíza Almeida Dias de Carvalho

Leia mais

ANÁLISE DOCENTE SOBRE O TEMA MONUMENTO NATURAL VALE DOS DINOSSAUROS, NAS ESCOLAS DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO DE SOUSA-PB.

ANÁLISE DOCENTE SOBRE O TEMA MONUMENTO NATURAL VALE DOS DINOSSAUROS, NAS ESCOLAS DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO DE SOUSA-PB. ANÁLISE DOCENTE SOBRE O TEMA MONUMENTO NATURAL VALE DOS DINOSSAUROS, NAS ESCOLAS DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO DE SOUSA-PB. Mariana Moreira Torres Gadelha [marianamtgadelha@gmail.com] Marcus José Conceição

Leia mais

48 Os professores optaram por estudar a urbanização, partindo dos espaços conhecidos pelos alunos no entorno da escola. Buscavam, nesse projeto, refletir sobre as características das moradias existentes,

Leia mais

ENSINO DE QUÍMICA: VIVÊNCIA DOCENTE E ESTUDO DA RECICLAGEM COMO TEMA TRANSVERSAL

ENSINO DE QUÍMICA: VIVÊNCIA DOCENTE E ESTUDO DA RECICLAGEM COMO TEMA TRANSVERSAL ENSINO DE QUÍMICA: VIVÊNCIA DOCENTE E ESTUDO DA RECICLAGEM COMO TEMA TRANSVERSAL MENDONÇA, Ana Maria Gonçalves Duarte. Universidade Federal de Campina Grande. E-mail: Ana.duartemendonca@gmail.com RESUMO

Leia mais

LINGUAGENS DA INFÂNCIA: PROJETO RECICLAR

LINGUAGENS DA INFÂNCIA: PROJETO RECICLAR LINGUAGENS DA INFÂNCIA: PROJETO RECICLAR ANNA PAULA SILVA (PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS), ELIANE FERREIRA PINTO (PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS). Resumo A reciclagem tem como principal foco a conscientização

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: ELEMENTO FUNDAMENTAL NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM 1

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: ELEMENTO FUNDAMENTAL NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM 1 EDUCAÇÃO AMBIENTAL: ELEMENTO FUNDAMENTAL NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM 1 Autora: Maria Thaís de Oliveira Batista Graduanda do Curso de Pedagogia Unidade Acadêmica de Educação/CFP/UFCG Email: taholiveira.thais@gmail.com

Leia mais

de Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia

de Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia Anais do I Seminário Internacional de Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO E EDUCAÇÃO AMBIENTAL: UMA NECESSÁRIA RELAÇÃO PARA A CONSTRUÇÃO DA CIDADANIA. Dayane

Leia mais

Palavras chave: Interdisciplinaridade; Ciências da Natureza; Formação de professores; Concepções de professores.

Palavras chave: Interdisciplinaridade; Ciências da Natureza; Formação de professores; Concepções de professores. INTERDISCIPLINARIDADE NO ENSINO DE CIÊNCIAS DA NATUREZA: DIFICULDADES DE PROFESSORES DE EDUCAÇÃO BÁSICA, DA REDE PÚBLICA BRASILEIRA, PARA A IMPLANTAÇÃO DESSAS PRÁTICAS. GIMENEZ DA SILVA AUGUSTO, THAÍS

Leia mais

PROJETO INTERDISCIPLINAR: UM OLHAR PARA NOSSA ALIMENTAÇÃO

PROJETO INTERDISCIPLINAR: UM OLHAR PARA NOSSA ALIMENTAÇÃO PROJETO INTERDISCIPLINAR: UM OLHAR PARA NOSSA ALIMENTAÇÃO Andréia Scherer da Silva (andreiass@universo.univates.br) Marlise Heemann Grassi (marlisehg@univates.br) Rógério Schuck (rogerios@univates.br)

Leia mais

de Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia

de Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia Anais do I Seminário Internacional de Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia A CONTRIBUIÇÃO DA DIDÁTICA CRÍTICA NA INTERLIGAÇÃO DE SABERES AMBIENTAIS NO PROCESSO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES

Leia mais

Reflexão das Monitorias de Química Oferecida pelo Projeto PIBID nas Escolas de Pelotas

Reflexão das Monitorias de Química Oferecida pelo Projeto PIBID nas Escolas de Pelotas Reflexão das Monitorias de Química Oferecida pelo Projeto PIBID nas Escolas de Pelotas Eduardo Vargas Pereira (IC) 1*, Diego Soares de Moura (IC) 1, Caroline Pereira Dutra (IC) 1, Roberta Almeida dos Santos

Leia mais

IV Colóquio Internacional Educação e Contemporaneidade ISSN 1982-3657

IV Colóquio Internacional Educação e Contemporaneidade ISSN 1982-3657 TEMAS DE BIOLOGIA MAIS FREQUENTES NO PROCESSO SELETIVO SERIADO (PSS) DA UFPB E OS CONTEÚDOS DE ENSINO DE BIOLOGIA, SEGUNDO OS ORIENTADORES CURRICULARES Alessandro Tomaz Barbosa 1, Marsílvio Gonçalves Pereira

Leia mais

1. Introdução e Revisão Bibliográfica 1.1. A problemática da conservação ambiental e o descarte de resíduos sólidos

1. Introdução e Revisão Bibliográfica 1.1. A problemática da conservação ambiental e o descarte de resíduos sólidos RECICLAGEM DE RESÍDUOS SÓLIDOS EM ESCOLA DE ENSINO BÁSICO FERREIRA, A. A. R. 1, NASCIMENTO, J. P. L 1, FALONE, S. Z. 2. 1 IFGoiano - Câmpus Rio Verde (Alunos do Projeto de Extensão do IF Goiano, Câmpus

Leia mais

Palavras-chave: Escola, Educação Física, Legitimidade e cultura corporal.

Palavras-chave: Escola, Educação Física, Legitimidade e cultura corporal. A ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO DA EDUCAÇÃO FÍSICA NA ESCOLA MUNICIPAL RECANTO DO BOSQUE: LIMITES E POSSIBILIDADES PARA UMA INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA A PARTIR DO SUBPROJETO DA EDUCAÇÃO FÍSICA DA ESEFFEGO/UEG.

Leia mais

Procuramos verificar o que propõem alguns professores que ministram disciplinas relacionadas aos temas em questão nos cursos de licenciatura em

Procuramos verificar o que propõem alguns professores que ministram disciplinas relacionadas aos temas em questão nos cursos de licenciatura em A SISTEMATIZAÇÃO DOS CONTEÚDOS DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR RELACIONADA AOS TEMAS JOGOS E BRINCADEIRAS E CAPOEIRA, NA PERSPECTIVA DE DOCENTES DO ENSINO SUPERIOR André Barros Laércio Iório Luciana Venâncio

Leia mais

SUSTENTABILIDADE NA ESCOLA

SUSTENTABILIDADE NA ESCOLA SUSTENTABILIDADE NA ESCOLA Yam de Sousa Santos¹; Aclébia Alves Quaresma¹; Ronier Pereira da Silva¹; Maria do Socorro Pereira 2. 1 Bolsistas ID da CAPES, Pibid/UFCG da Universidade Federal de Campina Grande/Centro

Leia mais

DESTINO CONSCIENTE: UM ESTUDO ACERCA DO TRABALHO DE CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE A COLETA DE LIXO NA ZONA RURAL DE TAPEROÁ-PB.

DESTINO CONSCIENTE: UM ESTUDO ACERCA DO TRABALHO DE CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE A COLETA DE LIXO NA ZONA RURAL DE TAPEROÁ-PB. DESTINO CONSCIENTE: UM ESTUDO ACERCA DO TRABALHO DE CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE A COLETA DE LIXO NA ZONA RURAL INTRODUÇÃO DE TAPEROÁ-PB. Janaina Ferreira de Aquino (UEPB) 1 Janainaferreira86@hotmail.com Glauciene

Leia mais

RELATO DE EXPERIÊNCIA E PRÁTICA A PRÁTICA PEDAGÓGICA EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL CRÍTICA COMO MEDIADORA DE SABERES

RELATO DE EXPERIÊNCIA E PRÁTICA A PRÁTICA PEDAGÓGICA EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL CRÍTICA COMO MEDIADORA DE SABERES RELATO DE EXPERIÊNCIA E PRÁTICA A PRÁTICA PEDAGÓGICA EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL CRÍTICA COMO MEDIADORA DE SABERES Nayane Camila Silva Cavalcanti * Roberta de Paula Sales ** Francisco Kennedy Silva dos Santos

Leia mais

Alternativa berço a berço

Alternativa berço a berço Alternativa berço a berço Nível de Ensino/Faixa Etária: Ensino Fundamental Final Áreas Conexas: Ciências, Língua Portuguesa Consultor: Robson Castro RESUMO Sobre o que trata a série? O documentário traz

Leia mais

LEI Nº 4.791 DE 2 DE ABRIL DE

LEI Nº 4.791 DE 2 DE ABRIL DE Lei nº 4791/2008 Data da Lei 02/04/2008 O Presidente da Câmara Municipal do Rio de Janeiro nos termos do art. 79, 7º, da Lei Orgânica do Município do Rio de Janeiro, de 5 de abril de 1990, não exercida

Leia mais

O terceiro passo foi a construção e análise de gráfico Produção de lixo doméstico por residência:

O terceiro passo foi a construção e análise de gráfico Produção de lixo doméstico por residência: Consumo, lixo e Cidadania Alunos do 8º ano aprofundam estudo do tema nas aulas de Geografia O projeto interdisciplinar Consumo, lixo e cidadania, que vem sendo desenvolvido com as turmas de 8º ano, está

Leia mais

Texto base para discussão na Jornada Pedagógica julho/2009 O PLANO DE ENSINO: PONTE ENTRE O IDEAL E O REAL 1

Texto base para discussão na Jornada Pedagógica julho/2009 O PLANO DE ENSINO: PONTE ENTRE O IDEAL E O REAL 1 Texto base para discussão na Jornada Pedagógica julho/2009 O PLANO DE ENSINO: PONTE ENTRE O IDEAL E O REAL 1 É comum hoje entre os educadores o desejo de, através da ação docente, contribuir para a construção

Leia mais

JOGO DE PALAVRAS OU RELAÇÕES DE SENTIDOS? DISCURSOS DE LICENCIANDOS SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA PRODUÇÃO DE TEXTOS EM UMA AVALIAÇÃO

JOGO DE PALAVRAS OU RELAÇÕES DE SENTIDOS? DISCURSOS DE LICENCIANDOS SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA PRODUÇÃO DE TEXTOS EM UMA AVALIAÇÃO JOGO DE PALAVRAS OU RELAÇÕES DE SENTIDOS? DISCURSOS DE LICENCIANDOS SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA PRODUÇÃO DE TEXTOS EM UMA AVALIAÇÃO Tatiana Galieta (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) Introdução

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: UMA EXPERIÊNCIA COM ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL NO SUDOESTE DO PARANÁ

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: UMA EXPERIÊNCIA COM ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL NO SUDOESTE DO PARANÁ EDUCAÇÃO AMBIENTAL: UMA EXPERIÊNCIA COM ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL NO SUDOESTE DO PARANÁ Eliangela Palharini de Carvalho (Discente Licenciatura em Ciências Naturais UFFS Realeza/PR Bolsista extensão

Leia mais

PLANEJAMENTO: um vai-e-vem pedagógico

PLANEJAMENTO: um vai-e-vem pedagógico 1 PLANEJAMENTO: um vai-e-vem pedagógico Vera Maria Oliveira Carneiro 1 Educar é ser um artesão da personalidade, um poeta da inteligência, um semeador de idéias Augusto Cury Com este texto, pretendemos

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: UMA PROPOSTA DE FORMAÇÃO NO PIBID- GEO

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: UMA PROPOSTA DE FORMAÇÃO NO PIBID- GEO EDUCAÇÃO AMBIENTAL: UMA PROPOSTA DE FORMAÇÃO NO PIBID- GEO EDLENE OLIVEIRA A. DE SANTANA Graduanda em Geografia na UNEMAT. Bolsista PIBID-GEO. Email: leneoliveiramt@gmail.com LAURA REGINA DA SILVA Graduanda

Leia mais

Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI. Coordenação Prof. Dr. Marcos T. Masetto

Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI. Coordenação Prof. Dr. Marcos T. Masetto Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI Coordenação Prof. Dr. Marcos T. Masetto 1 Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI Professor Doutor Marcos T. Masetto Objetivos Desenvolver competências

Leia mais

Tendências temáticas do blog Quimicando com a Ciência: a riqueza da diferença

Tendências temáticas do blog Quimicando com a Ciência: a riqueza da diferença VIII Encontro Paulista de Pesquisa em Ensino de Química (VIII EPPEQ) EEI,EEI,ENF,MEX,FP,LC,MD,TIC Tendências temáticas do blog Quimicando com a Ciência: a riqueza da diferença Daniele Gomes Bispo (IC)

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO (PME)

PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO (PME) PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO (PME) NÚCLEO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL (NEA) SEMED TÉCNICAS RESPONSÁVEIS: REGINA FREIRE ARNALDO DO NASCIMENTO (GESTORA AMBIENTAL) E SOLANGE ALVES OLIVEIRA (BIÓLOGA) LEI N o 9.795,

Leia mais

O ENSINO DA GEOGRAFIA NA INTERFACE DA PEDAGOGIA DE PROJETOS SOCIOAMBIENTAIS E DO MACROCAMPO INTEGRAÇÃO CURRICULAR.

O ENSINO DA GEOGRAFIA NA INTERFACE DA PEDAGOGIA DE PROJETOS SOCIOAMBIENTAIS E DO MACROCAMPO INTEGRAÇÃO CURRICULAR. O ENSINO DA GEOGRAFIA NA INTERFACE DA PEDAGOGIA DE PROJETOS SOCIOAMBIENTAIS E DO MACROCAMPO INTEGRAÇÃO CURRICULAR. Wedell Jackson de Caldas Monteiro E.E.M.I. Auzanir Lacerda wedellprofessor@gmail.com Nadia

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL LÚDICO-EXPOSITIVA PARA CRIANÇAS DO ENSINO FUNDAMENTAL. Josiane Teresinha Cardoso 1 (Coordenador da Ação de Extensão)

EDUCAÇÃO AMBIENTAL LÚDICO-EXPOSITIVA PARA CRIANÇAS DO ENSINO FUNDAMENTAL. Josiane Teresinha Cardoso 1 (Coordenador da Ação de Extensão) EDUCAÇÃO AMBIENTAL LÚDICO-EXPOSITIVA PARA CRIANÇAS DO ENSINO FUNDAMENTAL Área Temática: Meio Ambiente Josiane Teresinha Cardoso 1 (Coordenador da Ação de Extensão) Moira Ramos Rabeschini 2 Helen Hayra

Leia mais

A PEDAGOGIA DA COMPLEXIDADE E O ENSINO DE CONTEÚDOS ATITUDINAIS NA EDUCAÇÃO AMBIENTAL

A PEDAGOGIA DA COMPLEXIDADE E O ENSINO DE CONTEÚDOS ATITUDINAIS NA EDUCAÇÃO AMBIENTAL A PEDAGOGIA DA COMPLEXIDADE E O ENSINO DE CONTEÚDOS ATITUDINAIS NA EDUCAÇÃO AMBIENTAL DINIZ, EDNA MARIA; CARNEIRO TOMAZELLO, MARIA GUIOMAR Universidade Metodista de Piracicaba. Palavras chave: Pedagogia

Leia mais

FACCAMP - FACULDADE DE CAMPO LIMPO PAULISTA CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO FINANCEIRA Campo Limpo Paulista - Maio 2013

FACCAMP - FACULDADE DE CAMPO LIMPO PAULISTA CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO FINANCEIRA Campo Limpo Paulista - Maio 2013 FACCAMP - FACULDADE DE CAMPO LIMPO PAULISTA CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO FINANCEIRA Campo Limpo Paulista - Maio 2013 DISCIPLINA - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL Integrantes: Adriano de Oliveira RA: 14759 Karina

Leia mais

A CONTRIBUIÇÃO DO PROJETO MEIO AMBIENTE: CONSCIENTIZAR PARA PRESERVAR NO PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM NA ESCOLA EEEF ANTENOR NAVARRO

A CONTRIBUIÇÃO DO PROJETO MEIO AMBIENTE: CONSCIENTIZAR PARA PRESERVAR NO PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM NA ESCOLA EEEF ANTENOR NAVARRO A CONTRIBUIÇÃO DO PROJETO MEIO AMBIENTE: CONSCIENTIZAR PARA PRESERVAR NO PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM NA ESCOLA EEEF ANTENOR NAVARRO Natália Oliveira de Lima; Adjeane Farias da Silva; Thainá Marques

Leia mais

FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA: SABERES E PRÁTICAS INTERDISCIPLINARES 1

FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA: SABERES E PRÁTICAS INTERDISCIPLINARES 1 FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA: SABERES E PRÁTICAS INTERDISCIPLINARES 1 Luciane Rodrigues de Bitencourt- UPF/Brasil 2 Clóvia Marozzin Mistura UPF/Brasil 3 Luiz Marcelo Darroz UPF/Brasil

Leia mais

PROBLEMÁTICA DO LIXO: PEQUENAS ATITUDES, UM BOM COMEÇO

PROBLEMÁTICA DO LIXO: PEQUENAS ATITUDES, UM BOM COMEÇO PROBLEMÁTICA DO LIXO: PEQUENAS ATITUDES, UM BOM COMEÇO Janelene Freire Diniz, Adeilton Padre de Paz, Hellen Regina Guimarães da Silva, Verônica Evangelista de Lima RESUMO Departamento de Química, Universidade

Leia mais

A AVALIAÇÃO EM CONTEXTO DIFERENCIADO PARA EDUCAÇÃO INFANTIL

A AVALIAÇÃO EM CONTEXTO DIFERENCIADO PARA EDUCAÇÃO INFANTIL A AVALIAÇÃO EM CONTEXTO DIFERENCIADO PARA EDUCAÇÃO INFANTIL JOSÉ MATEUS DO NASCIMENTO zenmateus@gmail.com POLIANI SANTOS DA SILVA poliany_mme@hotmail.com MARIA AUXILIADORA DOS SANTOS MARINHO Campus IV(CCAE)

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: Educando gerações para repensar, reduzir, reaproveitar e reciclar EDSON MANOEL DA SILVA

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: Educando gerações para repensar, reduzir, reaproveitar e reciclar EDSON MANOEL DA SILVA 1 EDUCAÇÃO AMBIENTAL: Educando gerações para repensar, reduzir, reaproveitar e reciclar Introdução EDSON MANOEL DA SILVA O projeto de Educação Ambiental realizado na Escola Antônio Firmino, rede municipal

Leia mais

Comemoração da 1ª semana de Meio Ambiente do Município de Chuvisca/RS

Comemoração da 1ª semana de Meio Ambiente do Município de Chuvisca/RS Comemoração da 1ª semana de Meio Ambiente do Município de Chuvisca/RS Sustentabilidade: Reflexões sobre a temática ambiental P R E F E I T O M U N I C I P A L E R V I N O W A C H H O L S V I C E - P R

Leia mais

SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM: O QUE FAZER COM TANTO LIXO?

SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM: O QUE FAZER COM TANTO LIXO? SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM: O QUE FAZER COM TANTO LIXO? Eixo Temático -Ser Humano e Saúde. Tema -O que Fazer com Tanto Lixo? Subtema - Qualidade de Vida: A Saúde Individual, Coletiva e Ambiental. Ano/Série

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA GESTÃO EMPRESARIAL: REFLEXÕES SOBRE O TEMA. Renata Ferraz de Toledo Maria Claudia Mibielli Kohler

EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA GESTÃO EMPRESARIAL: REFLEXÕES SOBRE O TEMA. Renata Ferraz de Toledo Maria Claudia Mibielli Kohler EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA GESTÃO EMPRESARIAL: REFLEXÕES SOBRE O TEMA Renata Ferraz de Toledo Maria Claudia Mibielli Kohler REPRESENTAÇÕES DE EDUCAÇÃO E DE MEIO AMBIENTE O QUE ENTENDEMOS POR EDUCAÇÃO? O QUE

Leia mais

PESQUISA AÇÃO: ACOMPANHANDO OS IMPACTOS DO PIBID NA FORMAÇÃO DOCENTE

PESQUISA AÇÃO: ACOMPANHANDO OS IMPACTOS DO PIBID NA FORMAÇÃO DOCENTE PESQUISA AÇÃO: ACOMPANHANDO OS IMPACTOS DO PIBID NA FORMAÇÃO DOCENTE Rafaela Souza SANTOS, Valquiria Rodrigues do NASCIMENTO, Dayane Graciele dos SANTOS, Tamíris Divina Clemente URATA, Simara Maria Tavares

Leia mais

PROJETO MEIO AMBIENTE: CONSCIENTIZAR PARA PRESERVAR - RELATO DA EXPERIÊNCIA DESENVOLVIDA COM ALUNOS DO 3ºANO NA EEEF ANTENOR NAVARRO

PROJETO MEIO AMBIENTE: CONSCIENTIZAR PARA PRESERVAR - RELATO DA EXPERIÊNCIA DESENVOLVIDA COM ALUNOS DO 3ºANO NA EEEF ANTENOR NAVARRO PROJETO MEIO AMBIENTE: CONSCIENTIZAR PARA PRESERVAR - RELATO DA EXPERIÊNCIA DESENVOLVIDA COM ALUNOS DO 3ºANO NA EEEF ANTENOR NAVARRO OLIVEIRA, Khomar Tander s (Bolsista do PIBID) PAULINO, Jailson da Silva

Leia mais

Palavras chaves: Formação Continuada, religação dos saberes, aprendizagem, ética.

Palavras chaves: Formação Continuada, religação dos saberes, aprendizagem, ética. 1 EDUCAÇÃO, SAÚDE E CULTURA: RELIGANDO SABERES NA FORMAÇÃO CONTINUADA DE DOCENTES E GESTORES MUNICIPAIS. Amélia Carmelita Gurgel dos Anjos Ana Claudia Gouveia Sousa Gleuba Regina L. Rodrigues Maria do

Leia mais

A SUSTENTABILIDADE NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA: UM PROJETO DO PIBID NA ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA SÃO JOÃO BATISTA

A SUSTENTABILIDADE NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA: UM PROJETO DO PIBID NA ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA SÃO JOÃO BATISTA A SUSTENTABILIDADE NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA: UM PROJETO DO PIBID NA ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA SÃO JOÃO BATISTA Carla Regiane, VARGAS, carlavargas80@yahoo.com.br¹ João Derli de Souza, SANTOS, derli@unifebe.edu.br²

Leia mais

Educação Ambiental: um exercício. Cidadania

Educação Ambiental: um exercício. Cidadania Educação Ambiental: um exercício de Cidadania II CARACTERIZAÇÃO Empresa: Coteminas Macaíba Segmento: Ensino Médio Equipe de elaboração: Aldécia Cortez Pereira Pinto Coordenadora pedagógica Rosa de Medeiros

Leia mais

USO DE REVISTAS EM QUADRINHOS PARA TRABALHAR A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NAS AULAS DE GEOGRAFIA 1

USO DE REVISTAS EM QUADRINHOS PARA TRABALHAR A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NAS AULAS DE GEOGRAFIA 1 USO DE REVISTAS EM QUADRINHOS PARA TRABALHAR A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NAS AULAS DE GEOGRAFIA 1 VASCONCELOS, Valquíria Sarah de valquiriasarahdevasconcelos@hotmail.com.bracadêmica Bolsista do PIBID Universidade

Leia mais

EDUCAÇÃO FÍSICA E EDUCAÇÃO AMBIENTAL: POSSÍVEIS DIÁLOGOS PARA PRÁTICA DO PROFESSOR

EDUCAÇÃO FÍSICA E EDUCAÇÃO AMBIENTAL: POSSÍVEIS DIÁLOGOS PARA PRÁTICA DO PROFESSOR 1 EDUCAÇÃO FÍSICA E EDUCAÇÃO AMBIENTAL: POSSÍVEIS DIÁLOGOS PARA PRÁTICA DO PROFESSOR Pollyana de Macedo Villela ESEFFEGO/UEG Suzianne Morais ESEFFEGO/UEG RESUMO O presente trabalho apresenta possíveis

Leia mais

PROJETO COMUNITÁRIO NA FISIOTERAPIA DA PUCPR E PRÁTICA PEDAGÓGICA: NOVAS POSSIBILIDADES NA FORMAÇÃO PROFISSIONAL

PROJETO COMUNITÁRIO NA FISIOTERAPIA DA PUCPR E PRÁTICA PEDAGÓGICA: NOVAS POSSIBILIDADES NA FORMAÇÃO PROFISSIONAL PROJETO COMUNITÁRIO NA FISIOTERAPIA DA PUCPR E PRÁTICA PEDAGÓGICA: NOVAS POSSIBILIDADES NA FORMAÇÃO PROFISSIONAL Ana Paula Loureiro Cunha, PUCPR Eliani de Souza Arruda, PUCPR Marilda Aparecida Behrens,

Leia mais

APRENDENDO A ENSINAR: A SALA DE AULA COMO UM ESPAÇO DE REFLEXÃO

APRENDENDO A ENSINAR: A SALA DE AULA COMO UM ESPAÇO DE REFLEXÃO APRENDENDO A ENSINAR: A SALA DE AULA COMO UM ESPAÇO DE REFLEXÃO PAIXÃO LINHARES 1, MARÍLIA e MACEDO REIS 2, ERNESTO 1 Laboratório de Ciências Físicas, UENF 2 Coordenação de Física, CEFET-Campos Palavras

Leia mais

Eixo Temático ET-13-003 - Educação Ambiental

Eixo Temático ET-13-003 - Educação Ambiental 482 Anais do Congresso Brasileiro de Gestão Ambiental e Sustentabilidade - Vol. 2: Congestas 2014 Eixo Temático ET-13-003 - Educação Ambiental OS DESAFIOS DO LIXO NOS DIVERSOS AMBIENTES Viviane Susy de

Leia mais

PRÁTICA DE ENSINO INTERDISCIPLINAR NO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO NA PERSPECTIVA DOS DISCENTES.

PRÁTICA DE ENSINO INTERDISCIPLINAR NO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO NA PERSPECTIVA DOS DISCENTES. PRÁTICA DE ENSINO INTERDISCIPLINAR NO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO NA PERSPECTIVA DOS DISCENTES. Introdução As mudanças e desafios no contexto social influenciam a educação superior, e como consequência, os

Leia mais

Pibid 2013 Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência

Pibid 2013 Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência Proposta Edital nº. 61/2013 Número da proposta 128395 ID Projeto - UFU Instituição de Ensino Superior Nome UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA/UFU Código INEP 17 CNPJ 25.648.387/0001-18 Categoria administrativa

Leia mais

LEI Nº 13.558, de 17 de novembro de 2005. Dispõe sobre a Política Estadual de Educação Ambiental - PEEA - e adota outras providências.

LEI Nº 13.558, de 17 de novembro de 2005. Dispõe sobre a Política Estadual de Educação Ambiental - PEEA - e adota outras providências. LEI Nº 13.558, de 17 de novembro de 2005 Procedência: Governamental Natureza: PL. 332/05 DO. 17.762 de 17/11/05 Fonte: ALESC/Div. Documentação Dispõe sobre a Política Estadual de Educação Ambiental - PEEA

Leia mais

FUNDAÇÃO CARMELITANA MÁRIO PALMÉRIO FACIHUS FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS Educação de qualidade ao seu alcance SUBPROJETO: PEDAGOGIA

FUNDAÇÃO CARMELITANA MÁRIO PALMÉRIO FACIHUS FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS Educação de qualidade ao seu alcance SUBPROJETO: PEDAGOGIA SUBPROJETO: PEDAGOGIA Alfabetizar letrando com as tecnologias INTRODUÇÃO A escola necessita formar seu aluno a aprender a ler o mundo, ter autonomia para buscar seu conhecimento, incentivá-lo a ser autor

Leia mais

II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores

II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores CONSTRUINDO UMA REFLEXÃO CRÍTICA SOBRE O CONSUMO: AS POTENCIALIDADES DOS TEMAS TRANSVERSAIS

Leia mais

Unidade II EDUCAÇÃO AMBIENTAL. Profa. Lucy Almeida

Unidade II EDUCAÇÃO AMBIENTAL. Profa. Lucy Almeida Unidade II EDUCAÇÃO AMBIENTAL Profa. Lucy Almeida Ecocidadania e movimentos sociais Crise ambiental do mundo globalizado: A crise ambiental do mundo globalizado trouxe a necessidade de se desenvolver a

Leia mais

PALAVRAS-CHAVES: Educação Ambiental Reserva Escolas

PALAVRAS-CHAVES: Educação Ambiental Reserva Escolas A CONTRIBUIÇÃO DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA CONSERVAÇÃO DA RESERVA R-3 ENVOLVENDO TRÊS ESCOLAS PÚBLICAS EM SINOP-MT Sinovia Cecília Rauber Curso de Especialização em Educação e Meio Ambiente FASIPE SINOP/MT

Leia mais

VI- 064 BRINCANDO E APRENDENDO EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL

VI- 064 BRINCANDO E APRENDENDO EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL VI 064 BRINCANDO E APRENDENDO EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL Iara Amorim Leôncio Bióloga pela Universidade Estadual da Paraíba Monica Maria Pereira da Silva (1) Bióloga pela Universidade Estadual da Paraíba; Especialista

Leia mais

Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Tocantins decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Tocantins decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 1.374, DE 08 DE ABRIL DE 2003. Publicado no Diário Oficial nº 1.425. Dispõe sobre a Política Estadual de Educação Ambiental e adota outras providências. O Governador do Estado do Tocantins Faço

Leia mais

ALFABETIZAÇÃO INTERDISCIPLINAR COM A LENDA DO BOTO RESUMO

ALFABETIZAÇÃO INTERDISCIPLINAR COM A LENDA DO BOTO RESUMO ALFABETIZAÇÃO INTERDISCIPLINAR COM A LENDA DO BOTO RESUMO Cristina Maria da Silva Lima cris86lima@yahoo.com.br Diana Gonçalves dos Santos dianasantos07@gmail.com (IEMCI/UFPA) Este estudo apresenta um relato

Leia mais

Eixo Temático: Processos de Ensino-Aprendizagem

Eixo Temático: Processos de Ensino-Aprendizagem 91 Eixo Temático: Processos de Ensino-Aprendizagem ET-06-015 INFLUÊNCIA DA MONTAGEM DE UM JOGO DIDÁTICO DO SISTEMA DIGESTÓRIO PARA A MELHORIA NO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM Jéssica Maria Bernardo da Silva,

Leia mais

EXPERIÊNCIAS E PRÁTICAS NO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM GEOGRAFIA: MEIO AMBIENTE E LIXO URBANO

EXPERIÊNCIAS E PRÁTICAS NO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM GEOGRAFIA: MEIO AMBIENTE E LIXO URBANO EXPERIÊNCIAS E PRÁTICAS NO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM GEOGRAFIA: MEIO AMBIENTE E LIXO URBANO Angela Maria de Lima da SILVA 1 Universidade Federal de Campina Grande- Cajazeiras angelacidinha@hotmail.com

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL E CIDADANIA ELEMENTOS COMPLEMENTARES NO COTIDIANO ESCOLAR

EDUCAÇÃO AMBIENTAL E CIDADANIA ELEMENTOS COMPLEMENTARES NO COTIDIANO ESCOLAR EDUCAÇÃO AMBIENTAL E CIDADANIA ELEMENTOS COMPLEMENTARES NO COTIDIANO ESCOLAR LUZ, Janes Socorro da 1, MENDONÇA, Gustavo Henrique 2, SEABRA, Aline 3, SOUZA, Bruno Augusto de. 4 Palavras-chave: Educação

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO ENSINO BÁSICO: PROJETO AMBIENTE LIMPO

EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO ENSINO BÁSICO: PROJETO AMBIENTE LIMPO EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO ENSINO BÁSICO: PROJETO AMBIENTE LIMPO Autor: Dassayanne dos Santos Vasconcelos¹, Co-autores:Carlos de Oliveira Bispo¹; Jonathan Alisson dos Santos Souza¹; Prof. Marcos Lopes de Sant

Leia mais

Palavras-chave: Concepção de professores, contextualização, interdisciplinaridade. Resumo 1. INTRODUÇÃO

Palavras-chave: Concepção de professores, contextualização, interdisciplinaridade. Resumo 1. INTRODUÇÃO CONTEXTUALIZAÇÃO E INTERDISCIPLINARIDADE: CONCEPÇÕES DE PROFESSORES NO ENSINO DE GASES Helena Cristina Aragão de Sá 1 (FM) Roberto Ribeiro da Silva 2 (PQ) 1 SEEDF/E.C. 803 - Recanto das Emas, helenaaragaosa@gmail.com

Leia mais

O Programa de Educação em Saúde e Mobilização Social em Guarulhos-SP: desenvolvimento e contribuições

O Programa de Educação em Saúde e Mobilização Social em Guarulhos-SP: desenvolvimento e contribuições O Programa de Educação em Saúde e Mobilização Social em Guarulhos-SP: desenvolvimento e contribuições Autora: Vânia Maria Nunes dos Santos Outros autores: Marcos Tsutomu Tamai, Erotides Lacerda Choueri

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES DO PIBID PARA O APERFEIÇOAMENTO DA PRÁTICA DOCENTE: INOVAÇÕES NO AMBIENTE ESCOLAR

CONTRIBUIÇÕES DO PIBID PARA O APERFEIÇOAMENTO DA PRÁTICA DOCENTE: INOVAÇÕES NO AMBIENTE ESCOLAR ISSN 2316-7785 CONTRIBUIÇÕES DO PIBID PARA O APERFEIÇOAMENTO DA PRÁTICA DOCENTE: INOVAÇÕES NO AMBIENTE ESCOLAR Gabriela Dutra Rodrigues Conrado Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA gabrielapof@hotmail.com

Leia mais

PROJETO INTERDISCIPLINAR PEDAGOGIA

PROJETO INTERDISCIPLINAR PEDAGOGIA PROJETO INTERDISCIPLINAR PEDAGOGIA GUARUJÁ 2013 PROJETO INTERDISCIPLINAR/PEDAGOGIA 1 OBJETIVOS GERAIS E ESPECÍFICOS Levando-se em consideração que: 1. A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (n

Leia mais

Justificativa. Meio ambiente conforme o Dicionário Aurélio é aquilo que cerca ou envolve os seres vivos ou as coisas.

Justificativa. Meio ambiente conforme o Dicionário Aurélio é aquilo que cerca ou envolve os seres vivos ou as coisas. Justificativa Meio ambiente conforme o Dicionário Aurélio é aquilo que cerca ou envolve os seres vivos ou as coisas. A Escola de Ensino Fundamental Mondrian, fundada em 2011, começou suas atividades em

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: A RELAÇÃO ENTRE AS AULAS DE CAMPO E O CONTEÚDO FORMAL DA BIOLOGIA

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: A RELAÇÃO ENTRE AS AULAS DE CAMPO E O CONTEÚDO FORMAL DA BIOLOGIA EDUCAÇÃO AMBIENTAL: A RELAÇÃO ENTRE AS AULAS DE CAMPO E O CONTEÚDO FORMAL DA BIOLOGIA NOGUEIRA, Bárbara Gabriele de Souza PUCPR barbaragsnogueira@gmail.com GONÇALVES, Guilherme Machado PUCPR guilhermemg40@hotmail.com

Leia mais

Projetos Interdisciplinares Por quê? Quando? Como?

Projetos Interdisciplinares Por quê? Quando? Como? Projetos Interdisciplinares Por quê? Quando? Como? Profª. Ms. Maria Cecília Nobrega de Almeida Augusto 26 e 27/10/2011 A aula de hoje: Situando a discussão sobre projetos interdisciplinares; O conceito

Leia mais

ABORDAGEM AMBIENTAL NOS LIVROS DIDÁTICOS DE QUÍMICA APROVADOS PELO PNLEM/2007. Programa de mestrado em Educação em Ciências e Matemática - UFG

ABORDAGEM AMBIENTAL NOS LIVROS DIDÁTICOS DE QUÍMICA APROVADOS PELO PNLEM/2007. Programa de mestrado em Educação em Ciências e Matemática - UFG ABORDAGEM AMBIENTAL NOS LIVROS DIDÁTICOS DE QUÍMICA APROVADOS PELO PNLEM/2007 Karla Ferreira DIAS 1 ; Dr. Agustina Rosa ECHEVERRÍA 2 1,2 Programa de mestrado em Educação em Ciências e Matemática - UFG

Leia mais

II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores

II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores FORMANDO CIDADÃOS PELA SUSTENTABILIDADE - PROJETO ECOJACQUES Andreza Menezes Nunes, Cinara

Leia mais

Formação Continuada de Professores de Matemática: Uma Extensão Válida *

Formação Continuada de Professores de Matemática: Uma Extensão Válida * Formação Continuada de Professores de Matemática: Uma Extensão Válida * Mariene Helena Duarte¹, Maria da Gloria Bastos de Freitas Mesquita² marieneduarte@hotmail.com ¹ Graduanda em Química Bolsista Iniciação

Leia mais

EXERCÍCIO DA CIDADANIA E O TRABALHO DE CAMPO NA ESCOLA

EXERCÍCIO DA CIDADANIA E O TRABALHO DE CAMPO NA ESCOLA EXERCÍCIO DA CIDADANIA E O TRABALHO DE CAMPO NA ESCOLA ESTEVAN LISKA 1, DENIS DE OLIVEIRA RODRIGUES 1, GUSTAVO COSTA 1, GUSTAVO FIALHO 1, JENNIFER SILVA 1, JOSIAS OLIVEIRA 1, RENAN FERNANDO 1, TAMARES

Leia mais

PROJETO CHICO MENDES: Ciclos da vida: ambiente, saúde e cidadania

PROJETO CHICO MENDES: Ciclos da vida: ambiente, saúde e cidadania 2010 PROJETO CHICO MENDES: Ciclos da vida: ambiente, saúde e cidadania Mogi Guaçu/SP PROJETO CHICO MENDES CICLOS DA VIDA: AMBIENTE, SAÚDE E CIDADANIA Equipe FMPFM Prof. Ms. Glauco Rogério Ferreira Desenvolvimento

Leia mais

GESTÃO AMBIENTAL E CIDADANIA

GESTÃO AMBIENTAL E CIDADANIA GESTÃO AMBIENTAL E CIDADANIA João Sotero do Vale Júnior ¹ a) apresentação do tema/problema: A questão ambiental está cada vez mais presente no cotidiano da população das nossas cidades, principalmente

Leia mais

O TEMA TRANSVERSAL MEIO AMBIENTE E O LIVRO DIDÁTICO DE MATEMÁTICA

O TEMA TRANSVERSAL MEIO AMBIENTE E O LIVRO DIDÁTICO DE MATEMÁTICA O TEMA TRANSVERSAL MEIO AMBIENTE E O LIVRO DIDÁTICO DE MATEMÁTICA Karine Machado Fraga de Melo 1 Claudia Lisete Oliveira Groenwald 2 Resumo Este artigo apresenta a análise de como o tema transversal Meio

Leia mais

DIFICULDADES DE LEITURA E ESCRITA: REFLEXÕES A PARTIR DA EXPERIÊNCIA DO PIBID

DIFICULDADES DE LEITURA E ESCRITA: REFLEXÕES A PARTIR DA EXPERIÊNCIA DO PIBID DIFICULDADES DE LEITURA E ESCRITA: REFLEXÕES A PARTIR DA EXPERIÊNCIA DO PIBID BARROS, Raquel Pirangi. SANTOS, Ana Maria Felipe. SOUZA, Edilene Marinho de. MATA, Luana da Mata.. VALE, Elisabete Carlos do.

Leia mais

OLIMPÍADAS DE CIÊNCIAS EXATAS: UMA EXPERIÊNCIA COM ALUNOS DO ENSINO PÚBLICO E PRIVADO

OLIMPÍADAS DE CIÊNCIAS EXATAS: UMA EXPERIÊNCIA COM ALUNOS DO ENSINO PÚBLICO E PRIVADO ISSN 2177-9139 OLIMPÍADAS DE CIÊNCIAS EXATAS: UMA EXPERIÊNCIA COM ALUNOS DO ENSINO PÚBLICO E PRIVADO André Martins Alvarenga - andrealvarenga@unipampa.edu.br Andressa Sanches Teixeira - andressaexatas2013@gmail.com

Leia mais