COMO RECEBER NOSSOS AMIGOS NÃO CRENTES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COMO RECEBER NOSSOS AMIGOS NÃO CRENTES"

Transcrição

1 COMO RECEBER NOSSOS AMIGOS NÃO CRENTES Você nunca terá uma segunda chance para causar uma boa primeira impressão (autor desconhecido). A primeira impressão que nossos visitantes recebem na igreja vem daqueles que os recebem no templo. Por isso, essa tarefa precisa ser vista por nós como um ministério muito importante em nossas igrejas locais. A própria Palavra de Deus nos instrui a fazermos bem feita qualquer coisa que esteja sob nossa responsabilidade (Ec 9:10). Nosso maior objetivo é receber bem as pessoas que vêm à casa do Senhor. Devemos nos preparar para recebê-los adequadamente em todas as programações da igreja, demonstrando sempre simpatia, alegria, calor humano, para que tenham uma boa impressão e sintam o amor de Deus, através das nossas vidas. O mesmo carinho deve ser dispensado a todos, independentemente de aparência, escolaridade, simpatia, gênero, sejam estes membros ou não de nossas igrejas. Devemos nos aproximar das pessoas como se estivéssemos recebendo o Senhor Jesus, procurando despertar nelas o amor pelas coisas celestiais e eternas. Como organizar uma equipe de recepção? Para a recepção, podem ser escolhidos homens ou mulheres de diferentes faixas etárias. Recomendamos, no mínimo, duas pessoas. Devem ter bom conceito da comunidade e uma personalidade agradável, ser simpáticos e afáveis, como se estivessem recebendo um COMO RECEBER NOSSOS AMIGOS NÃO CRENTES 3 oamigo.indd 3 08/06/ :10

2 visitante em suas próprias casas. Deverão ter sempre uma saudação amável e um sorriso. Deverão ser designados com antecedência para irem preparados para o desempenho da função. Alguns cuidados importantíssimos Com o preparo espiritual: A função indica que as pessoas escolhidas são vistas como responsáveis. Devem ter a Cristo em seu pensamento, e executar o trabalho com a ajuda do Espírito Santo. Devem permanecer sempre em atitude de oração. Com a aparência: Os recepcionistas devem sempre estar bem vestidos. Isso inclui roupas limpas, bem passadas, discretas, cabelos bem penteados, mãos limpas, etc. Muito cuidado com a halitose (mauhálito) ou desodorante vencido. Lembre-se de que, nessa função, estamos representando a igreja e devemos fazê-lo bem. 4 COMO RECEBER NOSSOS AMIGOS NÃO CRENTES oamigo.indd 4 08/06/ :10

3 Com a comunicação: Caso as pessoas escaladas não possam cumprir suas escalas, deverão comunicar com antecedência sua impossibilidade, a fim de que sejam substituídas em tempo hábil. Devem sempre chegar ao local com, pelo menos, 15 minutos de antecedência. Lembrete: Os diáconos e as diaconisas estarão sempre atentos e prontos para servir. Muitas das orientações abaixo podem já ser desempenhadas pela Junta Diaconal de sua Igreja. Procure conhecer o sistema de trabalho desta, e ajudá-la onde se fizer necessário. Orientações Práticas para o Desempenho da Função de Recepcionista Evite recostar-se nas paredes e bancos; se possível, mantenha-se em pé. As duplas de recepcionistas não devem ficar à porta, impedindo a passagem das pessoas. COMO RECEBER NOSSOS AMIGOS NÃO CRENTES 5 oamigo.indd 5 08/06/ :10

4 doamigo.indd 6 Cuide de seu vocabulário. Nunca use gírias ou expressões inadequadas. Depois do início do culto, locomova-se somente quando necessário. Encaminhe os convidados aos assentos, permitindo que expressem suas preferências quanto ao lugar onde desejam sentar, ou encaminhe-os ao diácono (ou à diaconisa) responsável por essa função. Procure dar aos visitantes os melhores lugares, evitando os lugares próximos a irmãos com crianças, porque elas poderão desviar a atenção, durante o programa de culto. 6 COMO RECEBER NOSSOS AMIGOS NÃO CRENTES 08/06/ :10

5 Procure sentar as pessoas idosas mais à frente, a fim de que possam ouvir melhor. Trate as crianças com carinho e amor. Elas também são importantes como visitantes e devem ser valorizadas. Procure saber se há atividades específicas para as crianças nas dependências da igreja, a fim de poder encaminhá-las (se quiserem ir). Evite chamar a atenção de crianças visitantes. Ao acomodar os grupos de visitantes, evite (se possível) separá-los. Se, para acomodá-los, precisar desalojar alguém, dê preferência aos adultos da igreja. Não aponte com o dedo o banco em que há lugar disponível. Leve-os até o lugar, sem andar muito depressa. Nunca encaminhe alguém para sentar-se durante a leitura bíblica ou orações (isso se aplica aos crentes, que devem, gentilmente, ser orientados a aguardar um pouquinho). Forneça ao visitante: programa do culto, hinário, Bíblia, Boletim Informativo, etc. COMO RECEBER NOSSOS AMIGOS NÃO CRENTES 7 Esteja sempre pronto a responder perguntas sobre a igreja e os programas. Conheça bem o prograoamigo.indd 7 08/06/ :10

6 ma do culto e o Boletim Informativo da sua igreja. Esteja atento às escadas (se houver). Evite que pessoas permaneçam nelas desnecessariamente. Esteja alerta, em todo o tempo, aos sinais do público. Se o visitante parecer incomodado, procure checar as possíveis razões: Pode estar com calor ou incomodado com o ventilador; Pode estar num banco superlotado; Pode estar aborrecido com uma criança pequena. Se observar isto, procure entrar em contato com o Dijap, que está preparado para tentar resolver o problema; Pode estar precisando de um copo de água; Pode estar com alguma dor, queda de pressão, etc. Neste caso, converse com um consagrado (a), a fim de que ofereça ajuda. Forneça a cada visitante, na entrada, uma ficha de identificação, contendo, basicamente, os seguintes dados: Nome completo e endereço (rua, nº, bairro, cidade, Cep, telefone e ). Você deve orientá-los a devolverem-nas preenchidas, no final do culto. Deixe bem claro que o preenchimento é opcional. Não se esqueça de oferecer-lhes canetas. 8 COMO RECEBER NOSSOS AMIGOS NÃO CRENTES oamigo.indd 8 08/06/ :10

7 Esses dados deverão ser encaminhados posteriormente à liderança do evento (no caso de ser um culto específico da Sofap ou outro departamento), ou à liderança da igreja ou, ainda, ao Departamento de Evangelismo local. Lembrem-se, também, de que tais nomes devem ser incluídos nos grupos de oração de sua Sofap (ou igreja). COMO RECEBER NOSSOS AMIGOS NÃO CRENTES 9 oamigo.indd 9 08/06/ :10

8 Orientações Práticas para o Desempenho da Direção do Culto 10 COMO RECEBER NOSSOS AMIGOS NÃO CRENTES Como apresentar publicamente as visitas: Maneira Adequada: De uma maneira geral, observamos que os visitantes se constrangem ao serem apresentados nominalmente em um culto. Em função disso, sugerimos que seus nomes não sejam menoamigo.indd 10 08/06/ :11

9 cionados em público. Os dirigentes da programação deverão sempre agradecer a presença dos visitantes, expressando a alegria de tê-los presentes. Maneira Inadequada: - Fique em pé quem é visita! - Quantos aqui não são adventistas? - Quem aqui não é da igreja? - Levante a mão quem é visitante. Frases como estas, não devem ser utilizadas de maneira alguma. Elas são constrangedoras e podem ser responsáveis pelo desejo do visitante de não mais retornar ao templo. Cuidado com suas expressões: Temos um vocabulário muito conhecido entre nós, mas desconhecido dos visitantes (Ex.: Tá na bênção? ; Misericórdia! ; Vai dando glória, irmão! ). Precisamos ter muito cuidado, principalmente, em cultos evangelísticos com este fato. Procure usar expressões que sejam facilmente compreendidas por todos. Lembre-se, também, de que não devemos dar ordens a ninguém. Por exemplo: Levante-se! Abra sua Bíblia! Ajoelhe-se! Devemos sempre utilizar expressões delicadas: Por favor, fiquem em pé. Por gentileza, abra sua Bíblia, etc. COMO RECEBER NOSSOS AMIGOS NÃO CRENTES 11 oamigo.indd 11 08/06/ :11

10 Após o culto É muito importante que, após o encerramento do culto, os visitantes sejam cumprimentados por outros irmãos e irmãs. Precisamos conscientizar a igreja deste papel necessário. Estejamos atentos aos nossos visitantes, a fim de procurarmos integrá-los à igreja, deixando-lhes uma impressão acolhedora. CONCLUSÃO Com este trabalho, a Fesofap não tem a pretensão de modificar os procedimentos internos em sua igreja, mas de contribuir com orientações para nossas irmãs, a fim de que nossos visitantes sintam-se acolhidos com bondade, e façam parte dos salvos por Cristo Jesus. Que Deus continue nos abençoando e confirmando a obra das nossas mãos. Em tudo, queremos sempre que o nome de Jesus Cristo seja engrandecido. A ele, o louvor e a glória. E tudo o que fizerdes, seja em palavra, seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai. (Cl 3:17) 12 COMO RECEBER NOSSOS AMIGOS NÃO CRENTES oamigo.indd 12 08/06/ :11

11 COMO RECEBER NOSSOS AMIGOS NÃO CRENTES 13 oamigo.indd 13 08/06/ :11

12 14 COMO RECEBER NOSSOS AMIGOS NÃO CRENTES oamigo.indd 14 08/06/ :11

13 COMO RECEBER NOSSOS AMIGOS NÃO CRENTES 15 oamigo.indd 15 08/06/ :11

14 16 COMO RECEBER NOSSOS AMIGOS NÃO CRENTES oamigo.indd 16 08/06/ :11

ATRAINDO E MANTENDO A MULTIDÃO

ATRAINDO E MANTENDO A MULTIDÃO ATRAINDO E MANTENDO A MULTIDÃO ANOTAÇÕES Como Planejar Um Culto Sensível Aos Não-crentes INTRODUÇÃO Uma das características do ministério de Jesus é que ele atraía muitas pessoas A Bíblia diz que "Numerosas

Leia mais

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel.

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. NOVENA DE NATAL 2015 O Natal e a nossa realidade A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. (Is 7,14) APRESENTAÇÃO O Natal se aproxima. Enquanto renovamos a esperança de

Leia mais

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER INTRODUÇÃO: Qualquer que seja meu objetivo, ler é a atividade básica do aprendizado. Alguém já disse: Quem sabe ler, pode aprender qualquer coisa. Se quisermos estudar a Bíblia,

Leia mais

PROJETO DE EVANGELIZAÇÃO

PROJETO DE EVANGELIZAÇÃO PROJETO DE EVANGELIZAÇÃO ANUNCIANDO AS BOAS NOVAS DE EVANGELIZAÇÃO SINODAL SERGIPE AGENDA DE PROGRAMAÇÃO DE EVANGELIZAÇÃO JANEIRO: Preparação da Programação do Ano. FEVEREIRO: Caminhada da Mulher Presbiteriana

Leia mais

Igreja Cristã Maranata. Trabalho com Surdos. Orientações gerais. Trabalho de LIBRAS

Igreja Cristã Maranata. Trabalho com Surdos. Orientações gerais. Trabalho de LIBRAS Orientações gerais Trabalho de LIBRAS Orientações quanto ao. Vimos, através desta, informar sobre a conduta básica para recepção dos nossos irmãos surdos e sobre procedimentos no tocante à introdução e

Leia mais

Primeiros Passos na Vida Cristã

Primeiros Passos na Vida Cristã IGREJA BATISTA FUNDAMENTALISTA CRISTO É VIDA D I S C I P U L A D O Primeiros Passos na Vida Cristã C a p í t u l o ADEUS 1À VIDA VELHA Discipulador: / / No Culto... APÓS O Culto... Agora você é um nascido

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DA IGREJA METODISTA 1ª REGIÃO ECLESIÁSTICA SEDE REGIONAL

ASSOCIAÇÃO DA IGREJA METODISTA 1ª REGIÃO ECLESIÁSTICA SEDE REGIONAL Rio de Janeiro, 29 de fevereiro de 2008. CGE/011/08 Aos/Às Pastores e Pastoras Estimados/as irmãos e irmãs Jesus Cristo é o Senhor! Encaminho esta carta através do seu pastor/a, visto não possuirmos ainda

Leia mais

DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESCOLA DOMINICAL

DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESCOLA DOMINICAL SUGESTÃO DE CELEBRAÇÃO DE NATAL 2013 ADORAÇÃO Prelúdio HE 21 Dirigente: Naqueles dias, dispondo-se Maria, foi apressadamente à região montanhosa, a uma cidade de Judá, entrou na casa de Zacarias e saudou

Leia mais

Igreja Batista Itacuruçá ESTAÇÃ ÇÃO DO EVANGELISMO

Igreja Batista Itacuruçá ESTAÇÃ ÇÃO DO EVANGELISMO Igreja Batista Itacuruçá ESTAÇÃ ÇÃO DO EVANGELISMO ORIENTAÇÕES GERAIS Bem-vindos à nova estação dos GFs: a estação do evangelismo! Nesta estação queremos enfatizar pontos sobre nosso testemunho de vida

Leia mais

Objetivo deste tema: Falar do sacrifício de Jesus Cristo, anunciar a mensagem da Cruz.

Objetivo deste tema: Falar do sacrifício de Jesus Cristo, anunciar a mensagem da Cruz. (Programa de Culto) Culto Evangelístico para o Dia Internacional da Mulher Tema: Foi por Você!!! Objetivo deste tema: Falar do sacrifício de Jesus Cristo, anunciar a mensagem da Cruz. Leitura Bíblica:

Leia mais

Igreja Amiga da criança. Para pastores

Igreja Amiga da criança. Para pastores Igreja Amiga da criança Para pastores Teste "Igreja Amiga da Criança" O povo também estava trazendo criancinhas para que Jesus tocasse nelas. Ao verem isso, os discípulos repreendiam aqueles que as tinham

Leia mais

SECRETARIA GERAL DO TRABALHO MASCULINO TEMA: "Sacerdócio Real".

SECRETARIA GERAL DO TRABALHO MASCULINO TEMA: Sacerdócio Real. SECRETARIA GERAL DO TRABALHO MASCULINO TEMA: "Sacerdócio Real". "José é um ramo frutífero, ramo frutífero junto a fonte; seus galhos se estendem sobre o muro." Gen. 49:22 UPH EM AÇÃO Sugestão para programações

Leia mais

Geração compaixão A Revolução do Amor!

Geração compaixão A Revolução do Amor! 1 Geração compaixão A Revolução do Amor! A velocidade com que o tempo passa, nos mostra claramente a fugacidade da vida. Já estamos em 2016! E este será um ano diferente para a juventude adventista no

Leia mais

Lição 9 Completar com Alegria

Lição 9 Completar com Alegria Lição 9 Completar com Alegria A igreja estava cheia. Era a época da colheita. Todos tinham trazido algo das suas hortas, para repartir com os outros. Havia muita alegria enquanto as pessoas cantavam louvores

Leia mais

NOME DO CURSO ORAR É AÇÃO EBA. Nome do professor

NOME DO CURSO ORAR É AÇÃO EBA. Nome do professor ORAR É AÇÃO EBA Aprendendo a ORAR com Paulo Ef. 1:15-19. Por isso também eu, tendo ouvido da fé que há entre vós no Senhor Jesus e o amor para com todos os santos, não cesso de dar graças por vós, fazendo

Leia mais

Aula 1 Introdução e definição de termos

Aula 1 Introdução e definição de termos Aula 1 Aula 1 Introdução e definição de termos - Apresentação da Teologia do Culto (Adoração e Louvor - Definição dos principais termos relacionados à matéria Objetivo: ao final da aula, o aluno terá em

Leia mais

Casas de Paz Uma estratégia para levar famílias a experimentar a paz que só Jesus pode oferecer.

Casas de Paz Uma estratégia para levar famílias a experimentar a paz que só Jesus pode oferecer. Casas de Paz Uma estratégia para levar famílias a experimentar a paz que só Jesus pode oferecer. 1) Introdução. Pouco antes da sua morte Jesus declarou aos seus discípulos: Deixo com vocês a paz. É a minha

Leia mais

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando.

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando. Celebração de Encerramento PREPARAR 1. Bíblia e velas para a Procissão de Entrada da Palavra 2. Sementes de girassóis para cada catequista depositar num prato com terra diante do altar durante a homilia

Leia mais

Diz respeito ao que vamos realizar em Cristo, pelo poder do Espírito Santo para cumprir a nossa missão:

Diz respeito ao que vamos realizar em Cristo, pelo poder do Espírito Santo para cumprir a nossa missão: II) NOSSA VISÃO Diz respeito ao que vamos realizar em Cristo, pelo poder do Espírito Santo para cumprir a nossa missão: A) Adorar a Deus em espírito e verdade Queremos viver o propósito para o qual Deus

Leia mais

IGREJA PENTECOSTAL DO EVANGELHO PLENO Ministério de Avivamento Mundial Maranatha

IGREJA PENTECOSTAL DO EVANGELHO PLENO Ministério de Avivamento Mundial Maranatha TREINAMENTO DE PROFESSORES DA ESCOLA BÍBLICA INFANTIL Provérbios 22: 6 Instrui o menino no caminho em que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele. Objetivos da EBD Infantil: A EBD infantil

Leia mais

ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO

ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO ESTUDO 1 NOVA VIDA O presente curso ajudará você a descobrir fatos da Palavra de Deus, fatos os quais você precisa para viver a vida em toda a sua plenitude. Por este estudo

Leia mais

Prezados pais de: a desenvolver o hábito da oração. Lembre-se: é chegado o momento de buscarmos, ainda mais, a presença de Deus através da oração

Prezados pais de: a desenvolver o hábito da oração. Lembre-se: é chegado o momento de buscarmos, ainda mais, a presença de Deus através da oração Prezados pais de: O tema deste trimestre trata sobre a oração, enfatizando às crianças que Deus sempre ouve e responde as nossas súplicas. Você está orando por alguma coisa? Deus responderá. Ele pode dizer

Leia mais

Discipulado Parte II Pastor Emanuel Adriano (Mano)

Discipulado Parte II Pastor Emanuel Adriano (Mano) Discipulado Parte II Pastor Emanuel Adriano (Mano) Estruturas Para Formar Discípulos Célula Evangelística: Esta estrutura ajuda nas ações de ganhar e consolidar. Ela tem dois objetivos principais: 1 )Despertar

Leia mais

Como levar alguém a Jesus Cristo usando o Cubo Evangelístico (Use as setas do cubo para ajudá-lo a abrir as figuras)

Como levar alguém a Jesus Cristo usando o Cubo Evangelístico (Use as setas do cubo para ajudá-lo a abrir as figuras) Como levar alguém a Jesus Cristo usando o Cubo Evangelístico (Use as setas do cubo para ajudá-lo a abrir as figuras) Mostre o "Homem em Pecado" separado de Deus Esta luz (aponte para o lado direito) representa

Leia mais

LIÇÃO 6 Bondade & Benignidade: Retribuindo a bondade de Deus

LIÇÃO 6 Bondade & Benignidade: Retribuindo a bondade de Deus Lição 3: Alegria LIÇÃO 6 Bondade & Benignidade: Retribuindo a bondade de Deus RESUMO BÍBLICO Provérbios 11:17; Gálatas 5:22; Gálatas 6:10; Salmos 116:12 O ser humano reflete a benignidade e a bondade de

Leia mais

Multiplicação de Células

Multiplicação de Células Multiplicação de Células O objetivo principal da Célula Sub-metas: 1. Definir uma Data 2. Aumentar a presença de Deus 3. Levantar um novo Líder 4. Firmar novos membros 5. Encontrar um novo Anfitrião Multiplicar

Leia mais

A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO. Romanos 15:13

A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO. Romanos 15:13 A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO Romanos 15:13 - Ora o Deus de esperança vos encha de toda a alegria e paz em crença, para que abundeis em esperança pela virtude do Espírito Santo. Só Deus pode nos dar uma

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA O ATENDIMENTO AO SURDO NAS IGREJAS WHARLLEY DOS SANTOS

ORIENTAÇÕES PARA O ATENDIMENTO AO SURDO NAS IGREJAS WHARLLEY DOS SANTOS ORIENTAÇÕES PARA O ATENDIMENTO AO SURDO NAS IGREJAS WHARLLEY DOS SANTOS Intérprete de Libras Educacional Pró-Libras 2008 Interpretação e Tradução Graduando em Letras/Libras Bel (UFSC) NOMENCLATURA CORRETA

Leia mais

Sobre esta obra, você tem a liberdade de:

Sobre esta obra, você tem a liberdade de: Sobre esta obra, você tem a liberdade de: Compartilhar copiar, distribuir e transmitir a obra. Sob as seguintes condições: Atribuição Você deve creditar a obra da forma especificada pelo autor ou licenciante

Leia mais

Programa de Incentivo à Leitura Infantil Revista EBD Aprender+ 1º Tri 2016: O Ministério de Jesus

Programa de Incentivo à Leitura Infantil Revista EBD Aprender+ 1º Tri 2016: O Ministério de Jesus O PIL KIDS foi desenvolvido para ajudar na fixação das lições das revistas EBD infantil da Editora Betel de forma lúdica e contém várias atividades semanais elaboradas dentro de uma perspectiva e linguagem

Leia mais

Material: Uma copia do fundo para escrever a cartinha pra mamãe (quebragelo) Uma copia do cartão para cada criança.

Material: Uma copia do fundo para escrever a cartinha pra mamãe (quebragelo) Uma copia do cartão para cada criança. Radicais Kids Ministério Boa Semente Igreja em células Célula Especial : Dia Das mães Honrando a Mamãe! Principio da lição: Ensinar as crianças a honrar as suas mães. Base bíblica: Ef. 6:1-2 Texto chave:

Leia mais

Cartilha de Treinamento para Garçons.

Cartilha de Treinamento para Garçons. Cartilha de Treinamento para Garçons. Informe-se e saia na frente. A Sodexo é a melhor parceira na hora de incentivar o crescimento e desenvolvimento de seu negócio. Está presente em cada etapa da administração

Leia mais

O seu conceito das religiões é como o seguinte quadro?

O seu conceito das religiões é como o seguinte quadro? ...as religiões? Sim, eu creio que sim, pois não importa a qual religião pertença. O importante é apoiar a que tem e saber levá-la. Todas conduzem a Deus. Eu tenho minha religião e você tem a sua, e assim

Leia mais

SEMINÁRIO TEOLÓGICO COMO ELABORAR ESBOÇOS DE SERMÕES

SEMINÁRIO TEOLÓGICO COMO ELABORAR ESBOÇOS DE SERMÕES SEMINÁRIO TEOLÓGICO Prof. Herbert A. Pereira LOCAL Igreja Evangélica Deus Todo Poderoso Rua Schoroeder, 410 Jardim Santa Maria Guarulhos - SP. COMO ELABORAR ESBOÇOS DE SERMÕES Os esboços de pregação não

Leia mais

Secretaria de Espiritualidade. Colaborar com a Presidente no planejamento da atividade de toda parte devocional da Sociedade.

Secretaria de Espiritualidade. Colaborar com a Presidente no planejamento da atividade de toda parte devocional da Sociedade. Secretaria de Espiritualidade Colaborar com a Presidente no planejamento da atividade de toda parte devocional da Sociedade. O que é liturgia? Roteiro do Culto; Ordem do Culto; Levar as pessoas a disposição

Leia mais

AS CONEXÕES. QUEBRA GELO: Cite o nome de uma pessoa que mais te influenciou na vida. Comente como essa pessoa é, e explique como te influenciou.

AS CONEXÕES. QUEBRA GELO: Cite o nome de uma pessoa que mais te influenciou na vida. Comente como essa pessoa é, e explique como te influenciou. Lição 4 AS CONEXÕES QUEBRA GELO: Cite o nome de uma pessoa que mais te influenciou na vida. Comente como essa pessoa é, e explique como te influenciou. VERSO DA SEMANA: Sim, qualquer que seja o tipo de

Leia mais

DICAS DA COORDENADORA ESTADUAL DE JCA

DICAS DA COORDENADORA ESTADUAL DE JCA DICAS DA COORDENADORA ESTADUAL DE JCA Queridas irmãs, é com temor e tremor que estou diante deste desafio do trabalho junto a JCA, mas sei que quem nos capacita é o Senhor da obra; certo de contar com

Leia mais

Lição 8 Trabalhar com Líderes

Lição 8 Trabalhar com Líderes Lição 8 Trabalhar com Líderes Já havia mais de um ano que o António se tornara membro da sua igreja. Ele tinha aprendido tanto! Começou a pensar nos líderes da igreja que o tinham ajudado. Pensava naqueles

Leia mais

13. O DEUS QUE NOS COMPLETA Páginas 272-278

13. O DEUS QUE NOS COMPLETA Páginas 272-278 13. O DEUS QUE NOS COMPLETA Páginas 272-278 ENCONTRO: Se você pudesse levar um amigo para morar com você, quem seria? EXALTAÇÃO: Leia Efésios 4.1-15. Peça que compartilhem em que o Gf tem ajudado a cada

Leia mais

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP)

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) Copyright 2009 por Marcos Paulo Ferreira Eliézer dos Santos Magalhães Aridna Bahr Todos os direitos em língua portuguesa reservados por: A. D. Santos Editora Al. Júlia da Costa, 215 80410-070 - Curitiba

Leia mais

Curso de Discipulado

Curso de Discipulado cidadevoadora.com INTRODUÇÃO 2 Este curso é formado por duas partes sendo as quatro primeiras baseadas no evangelho de João e as quatro últimas em toda a bíblia, com assuntos específicos e muito relevantes

Leia mais

UNIDADE 1: A ARMADURA DE DEUS O CAPACETE DA SALVAÇÃO (MENSAGEM DA SALVAÇÃO)

UNIDADE 1: A ARMADURA DE DEUS O CAPACETE DA SALVAÇÃO (MENSAGEM DA SALVAÇÃO) Frutos-3 Impact0 LIÇÃO 1 VIVENDO A VIDA COM DEUS UNIDADE 1: A ARMADURA DE DEUS O CAPACETE DA SALVAÇÃO (MENSAGEM DA SALVAÇÃO) 9-11 Anos CONCEITO CHAVE O primeiro passo para se ganhar a batalha é escolher

Leia mais

fé, a esta graça na qual estamos firmes; e gloriamo-nos na esperança da glória de Deus.

fé, a esta graça na qual estamos firmes; e gloriamo-nos na esperança da glória de Deus. ACESSO A DEUS Texto Base: Rm 5.2 =... pôr intermédio de quem obtivemos igualmente acesso, pela fé, a esta graça na qual estamos firmes; e gloriamo-nos na esperança da glória de Deus. Introdução: Ter acesso

Leia mais

Obedecer a Deus, Honrar aos pais e viver bem!

Obedecer a Deus, Honrar aos pais e viver bem! Obedecer a Deus, Honrar aos pais e viver bem! Obedecer. Palavra fácil de entender, mas muitas vezes difícil de colocar em prática. Principalmente quando não entendemos ou concordamos com a orientação dada.

Leia mais

NOVOS TEMPOS, NOVAS ABORDAGENS NO SERVIÇO

NOVOS TEMPOS, NOVAS ABORDAGENS NO SERVIÇO NOVOS TEMPOS, NOVAS ABORDAGENS NO SERVIÇO Constituição da Igreja Presbiteriana do Brasil: Art.8º - O governo e a administração de uma Igreja local competem ao Conselho, que se compõe de pastor ou pastores

Leia mais

LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE

LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE Introdução A CF deste ano convida-nos a nos abrirmos para irmos ao encontro dos outros. A conversão a que somos chamados implica

Leia mais

CANTOS - Novena de Natal

CANTOS - Novena de Natal 1 1 - Refrão Meditativo (Ritmo: Toada) D A7 D % G Em A7 % Onde reina o amor, frater---no amor. D A7 D % G A7 D Onde reina o amor, Deus aí está! 2 - Deus Trino (Ritmo: Balada) G % % C Em nome do Pai / Em

Leia mais

Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst. O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares

Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst. O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares Carta Pastoral dirigida às igrejas da diocese de Rotemburgo-Estugarda na Quaresma Pascal de 2015 Bispo Sr. Dr.

Leia mais

Apostila Fundamentos. Batismo nas Águas. batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19

Apostila Fundamentos. Batismo nas Águas. batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19 Apostila Fundamentos Batismo nas Águas batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19 B a t i s m o n a s Á g u a s P á g i n a 2 Batismo nas Águas Este é outro passo que está

Leia mais

Se você já possui experiências em lançar um produto, por que não se lançar ao mercado de trabalho, ou identificar melhores oportunidades?

Se você já possui experiências em lançar um produto, por que não se lançar ao mercado de trabalho, ou identificar melhores oportunidades? Se você já possui experiências em lançar um produto, por que não se lançar ao mercado de trabalho, ou identificar melhores oportunidades? Não esqueça que o produto a ser vendido é você. Definição do Produto:

Leia mais

Ministério da Consolidação

Ministério da Consolidação 1 Ministério da Consolidação Igreja Metodista de Vila Isabel Ministério da Evangelização 2 CONSOLIDAÇÃO 1 Por esta razão, também nós, desde o dia em que o ouvimos, não cessamos de orar por vós e de pedir

Leia mais

Informativo da Congregação Pobres Servos da Divina Providência Delegação Nossa Senhora Aparecida. Permanece conosco

Informativo da Congregação Pobres Servos da Divina Providência Delegação Nossa Senhora Aparecida. Permanece conosco Notícias de Família Informativo da Congregação Pobres Servos da Divina Providência Delegação Nossa Senhora Aparecida 06 JUNHO 2014 Permanece conosco Vivemos dias de graça, verdadeiro Kairós com a Celebração

Leia mais

Igreja Renovadora Cristã Rua Harmonia, 670 Vila Madalena São Paulo SP. Em Mateus 21, Verso 13 Está Escrito: A Minha Casa Será Chamada Casa De Oração

Igreja Renovadora Cristã Rua Harmonia, 670 Vila Madalena São Paulo SP. Em Mateus 21, Verso 13 Está Escrito: A Minha Casa Será Chamada Casa De Oração Igreja Renovadora Cristã Rua Harmonia, 670 Vila Madalena São Paulo SP Em Mateus 21, Verso 13 Está Escrito: A Minha Casa Será Chamada Casa De Oração NORMAS DE COMPORTAMENTO 1 Não pare em frente de garagens,

Leia mais

HINOS DE DESPACHO. www.hinarios.org 01 O DAIME É O DAIME. O Daime é o Daime Eu estou afirmando É o divino pai eterno E a rainha soberana

HINOS DE DESPACHO. www.hinarios.org 01 O DAIME É O DAIME. O Daime é o Daime Eu estou afirmando É o divino pai eterno E a rainha soberana HINOS DE DESPACHO Tema 2012: Flora Brasileira Estrela D Alva www.hinarios.org 1 2 01 O DAIME É O DAIME O é o Eu estou afirmando É o divino pai eterno E a rainha soberana O é o O professor dos professores

Leia mais

Juventude e Relações Humanas

Juventude e Relações Humanas SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA UNIDADE: DATA: / / 03 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE EDUCAÇÃO RELIGIOSA.º ANO/EM PROFESSOR(A): VALOR: 0,0 MÉDIA: 6,0 RESULTADO:

Leia mais

Roberto Serpa Ser CRENTE

Roberto Serpa Ser CRENTE Ser CRENTE Roberto Serpa Ser CRENTE romance www.booksprintedizioni.it Copyright 2012 Roberto Serpa Tutti i diritti riservati Sobre o autor Roberto Serpa, brasileiro, nascido no Rio de Janeiro, onde viveu

Leia mais

Como Praticar o Discipulado. Projeto Timóteo. Apostila do Aluno 1

Como Praticar o Discipulado. Projeto Timóteo. Apostila do Aluno 1 Como Praticar o Discipulado Projeto Timóteo Apostila do Aluno 1 Como Praticar o Discipulado Projeto Timóteo Coordenador do Projeto Dr. John Barry Dyer Equipe Pedagógica Marivete Zanoni Kunz Tereza Jesus

Leia mais

DESPREZO PELA IGREJA PROJETO NEEMIAS 2 EFÉSIOS 3.20-21

DESPREZO PELA IGREJA PROJETO NEEMIAS 2 EFÉSIOS 3.20-21 CELEBRANDO A GRAÇA EFÉSIOS 3.20-21 20 Àquele que é capaz de fazer infinitamente mais do que tudo o que pedimos ou pensamos, de acordo com o seu poder que atua em nós, 21 a ele seja a glória na igreja e

Leia mais

CURSO DE CAPACITAÇÃO LÍDERES DE CÉLULA 25-05-2014. Primeira Igreja Batista da Cidade da Serra Uma comunidade marcada pelo amor

CURSO DE CAPACITAÇÃO LÍDERES DE CÉLULA 25-05-2014. Primeira Igreja Batista da Cidade da Serra Uma comunidade marcada pelo amor CURSO DE CAPACITAÇÃO LÍDERES DE CÉLULA 6 25-05-2014 Primeira Igreja Batista da Cidade da Serra Uma comunidade marcada pelo amor Recapitulando ETAPAS NA VIDA DE UMA CÉLULA DESCOBERTA Conhecimento mútuo

Leia mais

DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ

DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ EBD DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ OLÁ!!! Sou seu Professor e amigo Você está começando,hoje, uma ETAPA muito importante para o seu CRESCIMENTO ESPIRITUAL e para sua

Leia mais

UMA ESCOLA SABATINA MISSIONÁRIA

UMA ESCOLA SABATINA MISSIONÁRIA UMA ESCOLA SABATINA MISSIONÁRIA Uma das principais funções da Escola Sabatina é levar os membros a cumprirem a missão. Desde o início, havia uma clara certeza de sua função missionária: Há, na Escola Sabatina,

Leia mais

Vigília Jubilar. Vigília do dia 17 para 18. Abrir às 21 horas do dia 17/10 e encerrar às 6h da manhã do dia 18/10.

Vigília Jubilar. Vigília do dia 17 para 18. Abrir às 21 horas do dia 17/10 e encerrar às 6h da manhã do dia 18/10. Vigília Jubilar Vigília do dia 17 para 18. Abrir às 21 horas do dia 17/10 e encerrar às 6h da manhã do dia 18/10. Material: Uma Bíblia Vela da missão Velas para todas as pessoas ou pedir que cada pessoa

Leia mais

dependência de Deus transformação integral acolhedora, discipuladora e multiplicadora transformação integral de pessoas, sociedades e povos.

dependência de Deus transformação integral acolhedora, discipuladora e multiplicadora transformação integral de pessoas, sociedades e povos. ser humano. Na dependência de Deus, ser reconhecida com uma igreja que promove a transformação integral do Ser uma igreja acolhedora, discipuladora e multiplicadora, que na dependência de Deus promove

Leia mais

O INVESTIMENTO. 4 pontos principais para apresentar a mensagem do Evangelho a qualquer pessoa:

O INVESTIMENTO. 4 pontos principais para apresentar a mensagem do Evangelho a qualquer pessoa: Lição 5 O INVESTIMENTO QUEBRA GELO: Compartilhe qual foi o maior investimento que você fez em sua vida. Por que você investiu? O que lhe garantiu o sucesso? VERSO DA SEMANA: Estejam sempre preparados para

Leia mais

A simplicidade do culto a Deus

A simplicidade do culto a Deus A simplicidade do culto a Deus Hoje quero falar sobre a simplicidade no culto a Deus. Se olharmos a vida de Jesus e dos discípulos, vamos descobrir o princípio da simplicidade na vida da igreja primitiva.

Leia mais

DISCIPULADO PASSO A PASSO

DISCIPULADO PASSO A PASSO DISCIPULADO PASSO A PASSO DISCIPULADO PASSO A PASSO PALAVRA PASTORAL Dentro das nossas concepções de que uma igreja em células não é uma estratégia de grupos pequenos, mas sim uma estratégia de liderança,

Leia mais

Treinamento de Líderes Ministério da Mulher

Treinamento de Líderes Ministério da Mulher 1 Treinamento de Líderes Ministério da Mulher Introdução A liderança feminina sempre encontra barreiras impostas pelas tradições; é necessário que a mulher vença o seu interior, disponha-se a liderar e

Leia mais

resolvam suas diferenças e façam as pazes. Deus não quer que seus filhos guardem ressentimentos.

resolvam suas diferenças e façam as pazes. Deus não quer que seus filhos guardem ressentimentos. Texto Bíblico: Filipenses 4. 2-9 Versão Contemporânea 2 Insisto em que Evódia e Síntique resolvam suas diferenças e façam as pazes. Deus não quer que seus filhos guardem ressentimentos. 3 Ah, Sízigo, com

Leia mais

#DesafioLeitorInsano? 3ª EDIÇÃO +++ Ano 2015

#DesafioLeitorInsano? 3ª EDIÇÃO +++ Ano 2015 #DesafioLeitorInsano? 3ª EDIÇÃO +++ Ano 2015 Dedique à disciplina o seu coração, e os seus ouvidos às palavras que dão conhecimento. Provérbios 23.12 Regulamento Para receber a camiseta como prêmio do

Leia mais

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade.

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade. A Palavra de Deus 2 Timóteo 3:16-17 Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. 17 E isso

Leia mais

TRÊS ESTILOS DE VIDA

TRÊS ESTILOS DE VIDA TRÊS ESTILOS DE VIDA 1 Co 2:14 Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. 15 Porém o homem

Leia mais

CAMINHOS. Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves

CAMINHOS. Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves CAMINHOS Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves Posso pensar nos meus planos Pros dias e anos que, enfim, Tenho que, neste mundo, Minha vida envolver Mas plenas paz não posso alcançar.

Leia mais

Exorto, pois, antes de tudo que se façam súplicas, orações, intercessões, e ações de graças por todos os homens. (1 Timóteo 2:1)

Exorto, pois, antes de tudo que se façam súplicas, orações, intercessões, e ações de graças por todos os homens. (1 Timóteo 2:1) Ministério de Intercessão A Intercessão e a Batalha Espiritual Exorto, pois, antes de tudo que se façam súplicas, orações, intercessões, e ações de graças por todos os homens. (1 Timóteo 2:1) O que é Intercessão?

Leia mais

PREGAÇÃO DO DIA 30 DE NOVEMBRO DE 2013 TEMA : A LUTA PELA FÉ PASSAGEM BASE: FILIPENSES 1:27-30

PREGAÇÃO DO DIA 30 DE NOVEMBRO DE 2013 TEMA : A LUTA PELA FÉ PASSAGEM BASE: FILIPENSES 1:27-30 PREGAÇÃO DO DIA 30 DE NOVEMBRO DE 2013 TEMA : A LUTA PELA FÉ PASSAGEM BASE: FILIPENSES 1:2730 FILIPENSES 1:2730 Somente deveis portarvos dignamente conforme o evangelho de Cristo, para que, quer vá e vos

Leia mais

Dentre os poucos textos bíblicos que se pode aplicar em uma ocasião como esta este é o mais apropriado, penso eu.

Dentre os poucos textos bíblicos que se pode aplicar em uma ocasião como esta este é o mais apropriado, penso eu. As qualificações essenciais da esposa do líder cristão 1 Timóteo 3.11 Pr. Fernando Fernandes PIB Penápolis, 01/03/2009 (Por ocasião do Dia Batista da Esposa de Pastor) Dentre os poucos textos bíblicos

Leia mais

COMPARTILHAR A MINHA HISTÓRIA O OITAVO PASSO NO CAMINHO DA RESTAURAÇÃO

COMPARTILHAR A MINHA HISTÓRIA O OITAVO PASSO NO CAMINHO DA RESTAURAÇÃO INTRODUÇÃO: COMPARTILHAR A MINHA HISTÓRIA O OITAVO PASSO NO CAMINHO DA RESTAURAÇÃO AO LONGO DE ALGUMAS SEMANAS TEMOS APRENDIDO A RESPEITO DO CAMINHO DA RESTAURAÇÃO VIMOS, OS SETE PRIMEIROS PASSOS, AOS

Leia mais

Eu acredito que a Bíblia é a melhor dádiva que Deus deu à humanidade. Todas as coisas boas do Salvador do mundo nos são ditas através deste Livro.

Eu acredito que a Bíblia é a melhor dádiva que Deus deu à humanidade. Todas as coisas boas do Salvador do mundo nos são ditas através deste Livro. A importância do estudo bíblico para a vida cristã 2 Pedro 1.12-2121 Pr. Fernando Fernandes Eu acredito que a Bíblia é a melhor dádiva que Deus deu à humanidade. Todas as coisas boas do Salvador do mundo

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO DIACONATO CATEDRAL EVANGÉLICA

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO DIACONATO CATEDRAL EVANGÉLICA MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO DIACONATO CATEDRAL EVANGÉLICA 1 MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO DIACONATO CATEDRAL EVANGÉLICA INTRODUÇÃO. Atos 6:1 Ora, naqueles dias, crescendo o numero dos discípulos, houve uma

Leia mais

Explicação da Missa MISSA

Explicação da Missa MISSA Explicação da Missa Reunidos todos os catequizandos na Igreja, num primeiro momento mostram-se os objetos da missa, ensinam-se os gestos e explicam-se os ritos. Em seguida celebra-se a missa sem interrupção.

Leia mais

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal Personal Commitment Guide Guia de Compromisso Pessoal Nome da Igreja ou Evento Nome do Conselheiro Telefone 1. Salvação >Você já atingiu um estágio na vida em que você tem a certeza da vida eterna e que

Leia mais

Excursionista Nome: Unidade: Geral 1. Ter no mínimo 14 anos de idade. Cole aqui sua copia de identidade. Excursionista. Desbravador Unidade 1

Excursionista Nome: Unidade: Geral 1. Ter no mínimo 14 anos de idade. Cole aqui sua copia de identidade. Excursionista. Desbravador Unidade 1 Excursionista Nome: Unidade: Geral 1. Ter no mínimo 14 anos de idade. Cole aqui sua copia de identidade 2. Ser membro ativo do Clube de Desbravadores. Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez R

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO MINISTÉRIO DE LOUVOR DA CATEDRAL EVANGÉLICA

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO MINISTÉRIO DE LOUVOR DA CATEDRAL EVANGÉLICA MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO MINISTÉRIO DE LOUVOR DA CATEDRAL EVANGÉLICA 1 MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO MINISTÉRIO DE LOUVOR INTRODUÇÃO falando entre vós em salmos, hinos, e cânticos espirituais, cantando

Leia mais

Lição 3 O Plano de Deus Para os Obreiros

Lição 3 O Plano de Deus Para os Obreiros Lição 3 O Plano de Deus Para os Obreiros O António estudou as razões por que os crentes da Igreja primitiva se reuniam. Observou que muitos tipos de necessidades reuniam os crentes a necessidade de ensino,

Leia mais

OS SACRAMENTOS. O que é um Sacramento?

OS SACRAMENTOS. O que é um Sacramento? OS SACRAMENTOS Os sacramentos da nova lei foram instituídos por Cristo e são sete, a saber: o Batismo, a Crisma ou Confirmação, a Eucaristia, a Penitência, a Unção dos Enfermos, a Ordem e o Matrimônio.

Leia mais

Consolidação para o Discipulado - 1

Consolidação para o Discipulado - 1 Consolidação para o Discipulado - 1 Fortalecendo o novo convertido na Palavra de Deus Rev. Edson Cortasio Sardinha Consolidador/a: Vida consolidada: 1ª Lição: O Amor de Deus O amor de Deus está presente

Leia mais

Versículo para memorizar: Deus ama quem dá com alegria (2 Coríntios 9:7)

Versículo para memorizar: Deus ama quem dá com alegria (2 Coríntios 9:7) A ALEGRIA DE OFERTAR A lição a seguir é relato de um fato ocorrido durante a Campanha de Missões de Setembro /2001. O objetivo principal é desenvolver nas crianças o amor pela contribuição na obra missionária.

Leia mais

SERVIR COM ALEGRIA C O N F I R A

SERVIR COM ALEGRIA C O N F I R A 2014 UMA FAMÍLIA A SERVIÇO DO REI JESUS SERVIR COM ALEGRIA Boa Vista RR OUT./NOV./DEZ.- Celebrai com júbilo ao SENHOR, todas as terras. Servi ao Senhor com alegria; e entrai diante dele com canto. Sabei

Leia mais

QUERIDO DEUS, TE AGRADECEMOS A FAMÍLIA, A IGREJA. QUERIDO DEUS, TE AGRADECEMOS OS AMIGOS, AS AMIGAS. OS PASTORES, AS PASTORAS, PROFESSORES,

QUERIDO DEUS, TE AGRADECEMOS A FAMÍLIA, A IGREJA. QUERIDO DEUS, TE AGRADECEMOS OS AMIGOS, AS AMIGAS. OS PASTORES, AS PASTORAS, PROFESSORES, QUERIDO DEUS, TE AGRADECEMOS A FAMÍLIA, A IGREJA. QUERIDO DEUS, TE AGRADECEMOS OS AMIGOS, AS AMIGAS. OS PASTORES, AS PASTORAS, PROFESSORES, PROFESSORAS. EM NOME DE JESUS, EM NOME DE JESUS, EM NOME DE JESUS.

Leia mais

O MOTIVO POR QUE A CORTESIA E

O MOTIVO POR QUE A CORTESIA E O MOTIVO POR QUE A CORTESIA E OS BONS HÁBITOS SÃO IMPORTANTES CHRISTOPHER KLICKA Parte da experiência de dar aulas escolares em casa é ensinar os filhos a praticar boas maneiras. Para nossa própria sobrevivência,

Leia mais

O Canto Litúrgico. Como escolher os cantos para nossas celebrações?

O Canto Litúrgico. Como escolher os cantos para nossas celebrações? O Canto Litúrgico Como escolher os cantos para nossas celebrações? O que é Liturgia? Liturgia é antes de tudo "serviço do povo", essa experiência é fruto de uma vivencia fraterna, ou seja, é o culto, é

Leia mais

ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO

ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO 1 ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO LIÇÃO Nº 01 DIA 16/06/2014 INTRODUÇÃO: Vamos começar uma nova série de estudos em nossas células. Esta será uma série muito interessante

Leia mais

Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO

Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO O Baptismo, porta da vida e do reino, é o primeiro sacramento da nova lei, que Cristo propôs a todos para terem a vida eterna, e, em seguida, confiou à

Leia mais

IGREJA CRISTÃ MARANATA PRESBITÉRIO ESPÍRITO SANTENSE EM EFÉSIOS 2.8 PAULO VINCULA A SALVAÇÃO À FÉ QUE VEM DE DEUS.

IGREJA CRISTÃ MARANATA PRESBITÉRIO ESPÍRITO SANTENSE EM EFÉSIOS 2.8 PAULO VINCULA A SALVAÇÃO À FÉ QUE VEM DE DEUS. ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL 21-jun-2015 - TEMA: A FÉ Assunto: INTERFERÊNCIAS NO PROCESSO DA SALVAÇÃO Texto fundamental: JOÃO CAP. 9 EM EFÉSIOS 2.8 PAULO VINCULA A SALVAÇÃO À FÉ QUE VEM DE DEUS. COMENTAR OS

Leia mais

Muitos descrentes ao observarem a obra da cruz em sua visão natural pensam que tal gesto praticado por Jesus parece ser de derrota e não de vitória.

Muitos descrentes ao observarem a obra da cruz em sua visão natural pensam que tal gesto praticado por Jesus parece ser de derrota e não de vitória. 1 A OBRA DA CRUZ Mas longe esteja de mim gloriar-me, senão na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim, e eu, para o mundo. Gálatas 6.14 OBJETIVO. Este sermão tem

Leia mais

DOM DA HOSPITALIDADE

DOM DA HOSPITALIDADE ALINE SEBAJOS E FRANCIS NATAN GONÇALVES MARTINS DOM DA HOSPITALIDADE Monografia apresentada para cumprir as exigências da disciplina de Teologia Sistemática III do Curso de Bacharel em Teologia, ministrada

Leia mais

Relatório Mensal dos meses de Janeiro, Fevereiro e Março de 2012

Relatório Mensal dos meses de Janeiro, Fevereiro e Março de 2012 Relatório Mensal dos meses de Janeiro, Fevereiro e Março de 2012 Visitas Evangelísticas: 15 Visitas a Irmãos Enfermos em residência: 10 Visitas de Ensino Bíblico: 09 Visitas de Aconselhamento: 10 Visitas

Leia mais

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DAS SAF s

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DAS SAF s CONFEDERAÇÃO NACIONAL DAS SAF s TEMA: VIVENDO EM CRISTO E SERVINDO AOS SEUS PROFETAS Prezados pastores: De ordem da Sra. Ana Maria Prado, Presidente da CNSAFs, divulgamos a seguir algumas orientações relativas

Leia mais

Você é um zero à direita!

Você é um zero à direita! Você é um zero à direita! A igreja é um corpo. Uma pequena parte do corpo, é uma célula. Uma micro-célula, é o discipulado. Para o corpo crescer, tudo precisa estar bem. Quando uma criança não cresce,

Leia mais