Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download ""

Transcrição

1 boletim informativo julho 2012 Novo Centro Escolar Um investimento de 3 milhões de euros sendo 2 milhões de euros provenientes de fundos comunitários. Com estas novas instalações o primeiro ciclo deixou de ser o parente pobre do ensino em Portugal acompanhando os demais ciclos de estudo no que às instalações diz respeito.

2 Editorial Mensagem do Presidente CENSOS 2011 Estar perto do cidadão, descongestionando serviços centralizados nunca foi tão fácil assim o queiram os decisores. A internet potenciou como nunca formas de interacção com os cidadãos e por isso, conceitos como a interoperabilidade ou interacção dos cidadãos com a administração Central e Local, poderiam ser de enorme importância na vida quotidiana das pessoas. Temos pois que agir pensando nas pessoas, libertá-las facilitando o cumprimento de obrigações administrativas. Temos de criar formas para materializar essas facilidades e ninguém melhor que as freguesias com determinada dimensão, as tais novas centralidades, poderão encontrar as melhores respostas para os cidadãos. Isto não implica mais custos. O que isto implica é uma nova forma de repartir competências e respectivos meios, mas sempre pensando no interesse dos cidadãos, pois se a freguesia pode tratar, porque continuam as Câmaras e a Administração central a dificultar a vida aos cidadãos. A Junta de Freguesia de Joane apoia os cidadãos nas mais diversas solicitações, disponibilizando meios humanos e materiais para que, obrigações fiscais, da segurança social e administração local possam ser cumpridas sem que seja necessário recorrer a deslocações para além das de orientar no seu propósito. As freguesias que se assumem com condições de novas centralidades poderiam ir mais longe dando resposta a muitas preocupações dos cidadãos. Poderiam substitui-se à administração central e às câmaras se estas aceitassem perder competências e meios transferindo-os para as freguesias. Obrigar um cidadão a gastar seis euros em autocarro, a perder horas de trabalho, quando poderiam tratar dos assuntos na sua própria terra é injusto e desperdício de recursos Estou a falar de freguesias que ganharam dimensão e serviços, tornando-se em novas centralidades nas quais se deveria apostar descongestionando. A minha experiência enquanto autarca de freguesia, permiteme ver e ter a noção das dificuldades e por isso é que custa ouvir algumas ideias e frases feitas. Tenho o privilégio de contactar directamente com as pessoas e por isso sei bem do que falo. Queremos ir mais além no apoio aos cidadãos. Não é só o IRS, Segurança Social, Contribuição autárquica, taxas moderadoras, imposto selo automóvel e outros serviços que viabilizamos via internet. Estamos a disponibilizar apoio na consulta de psicologia e nos diversos pedidos ao município e se nos permitirem queremos ir mais além. Estamos abertos todos os dias uteis e alargamos o horário para o Sábado (manhã). As pessoas estão e estarão no centro das nossas preocupações e temos procurado ir mais além apesar dos recursos financeiros estarem a diminuir. Quando agora se fala em reformar serviços é bom relembrar que facilitar a vida aos cidadãos é contribuir para o bem comum. Assim o queiram aqueles de quem infelizmente muito dependemos. Sá Machado 2 boletim informativo

3 Alargamentos e Pavimentações Rua Almas de Matos Rua Almas de Matos Travessa da Tapada O alargamento e construção de muro de suporte na Rua Almas de Matos (2012), alargamento e pavimentação (sendo o alargamento suportado pelo promotor imobiliário) na Travessa da Tapada (2010), a 2ª fase da pavimentação da Rua de Romão (2012) e o alargamento do Largo de S.Bento (2012) totalizaram um investimento superior a 50 mil euros. Rua do Romão Largo S. Bento boletim informativo 3

4 Alargamentos e Pavimentações Rua Prof. Egas Moniz Rua do Relógio Passeio Rua da Ribeira Rua de Valdomar Travessa de Celorico Na Rua do Relógio procedemos à 2ª fase do seu alargamento (2012), dotando já esta via em grande parte da sua extensão com uma largura de 6 metros. Na Rua de Valdomar, Rua da Lameira e Rua Professor Egas Moniz, reconstruiu-se o colector Rua da Devesa de drenagem de águas pluviais dado o antigo estar parcialmente destruído. Este colector que media de 70 metros, viu duplicada a sua extensão, tendo agora um alcance superior 140 metros e já com uma largura de 80 cm. 4 boletim informativo

5 Centro Escolar Centro Escolar O Centro Escolar de Joane representa uma velha aspiração da Junta de Freguesia. Cientes de que as antigas escolas primárias (Giestais, Mato da Senra, Montelhão, Cima de Pele e Avenida-pré-primária) já não respondiam, quer em termos físicos quer em termos de instalações interiores e exteriores, às modernas exigências da educação, desde do ano 2000 que a Junta de Freguesia vem lutando pela construção de um Centro Escolar, onde se agregassem todos os alunos das escolas de Joane, num edifício moderno, dotado de novos equipamentos e que proporcionasse bem-estar a todos os professores e alunos. A junta de Freguesia sinalizou o local onde o Centro Escolar devia ser implantado, de modo a que ficasse numa zona de serviços e equipamentos públicos (piscinas, EB 2/3 Bernardino Machado e Campo de jogos do G.D. Joane). Finalmente em Setembro de 2011, depois de muitos anos de avanços e recuos, as nossas crianças começaram finalmente a frequentar o ensino pré-primário e o primário no novo Centro Escolar de JOANE. O Presidente da Junta enalteceu a obra e apelou ao reforço dos apoios sociais para as famílias mais carenciadas. Protocolo com o Agrupamento EB 2/3 Bernardino Machado Com a entarda em funcionamento do novo Centro Escolar, novas exigências se impuseram. Neste protocolo celebrado com o Agrupamento de Escolas EB 2/3 Bernardino Machado a Junta de Freguesia cedeu ao agrupamento 2 máquinas fotocopiadoras, sendo responsável pela sua manutenção e funcionamento. Ao encargo da Junta de Freguesia ficam também os custos com o material de expediente e limpeza (detergentes, papel de limpeza, papel higiénico, sacos do lixo, vassouras, etc) que são colocados à disposição das nossas crianças, dos professores e dos funcionários, no novo centro escolar, permitindo uma escola mais limpa e mais saudável. boletim informativo 5

6 Património dos Joanenses Torre da Igreja Velha / Casa mortuária Durante anos o aspecto degradado da torre da Igreja velha sempre motivou insatisfação. Assumindo essa consciência dos joanenses e compreendendo o atraso do seu restauro, sempre manifestamos à paróquia a disponibilidade da Junta para auxiliar no esforço do restauro da mesma. A ambicionada construção da casa mortuária viabilizou a ideia de numa só empreitada avançar com esta obra e ao mesmo tempo o restauro da torre. Desde há muitos anos que se tornava necessário a construção de um espaço, construído especificamente para a realização de velórios. A Junta de Freguesia acompanhou este processo e projecto desde a primeira hora, e tendo em conta que a Paróquia pretendia proceder à construção de tal equipamento, seria contraproducente que a Junta de Freguesia canalizasse recursos para construir outro equipamento para a mesma função. Resolvidos os problemas burocráticos que impediam o início da construção, a casa mortuária está agora quase terminada e em breve estará à disposição de toda a população. O novo equipamento construído no adro da Igreja, permitirá, se necessário a realização de dois velórios ao mesmo tempo, num espaço amplo moderno e com qualidade. A Junta de Freguesia, ciente do cariz público do equipamento construído, decidiu desde logo apoiar quer a construção da casa mortuária, quer a renovação da torre da antiga igreja, contribuindo no ano de 2012, com um subsídio de euros para a realização da obra. Em 2013 este executivo irá propor um adicional de euros que suporte os arranjos exteriores da casa mortuária e da torre da Igreja. 6 boletim informativo

7 Joannem Auditorium A Vila de Joane é dotada de um grande dinamismo associativo, bem espelhado no grande número de actividades, culturais, desportivas, sociais e de outra índole que ao longo do ano se vão sucedendo. Atenta ás necessidades da nossa Vila, a Junta de Freguesia dotou o salão nobre da Antiga Sede da Junta de Freguesia de um moderno auditório com cerca de 75 lugares de capacidade, num investimento, que permite a realização de conferências, colóquios, palestras, espectáculos, e múltiplas iniciativas de cariz social e cultural. Paralelamente a iniciativas culturais os tempos de hoje são de enorme mudança, com tremendas implicações sociais e convocam à reflexão de todos, para além do debate que se impõe e do consequente esclarecimento junto das populações. Espelho disso é o excelente programa inaugural que preparámos para o mês de Julho, mês de aniversário para a nossa Vila. A renovação e transformação deste espaço implicou um investimento de 10 mil euros. boletim informativo 7

8 Obras Espaço lateral cemitério Sanitários no cemitério Construção novos jazigos Entrada cemitério No decorrer do ano 2011 e 2012 a junta de freguesia efectuou diversos investimentos no cemitério. Desde logo na entrada principal, ao colocar novo pavimento ladeado por guias em granito, substituindo o anterior pavimento que estava degradado. Suprimimos uma lacuna no cemitério ao construir casas de banho publicas e ao mesmo tempo uma casa de apoio para aí guardarmos diversos equipamentos possibilitando esta obra a remoção dos materiais existentes nas imediações. Ao fazê-lo libertamos mais lugares de estacionamento num espaço que iremos pavimentar ainda este ano. Por último e dada a insistente procura dos joanenses construímos mais 20 jazigos. O investimento realizado superou assim os 45 mil euros. Avarias da Rede Pública de Abastecimento de Água Recolha de Colchões e outros Monstros (Câmara Municipal) Lâmpadas avariadas (via Pública) Não faça dos ecopontos uma lixeira. Siga as instruções nele contidas. 8 boletim informativo

9 Novas Sedes Associações Escola da Avenida Antigas Escolas Sede do Movimento Associativo Após o anúncio da construção do novo Centro Escolar, a Junta de Freguesia reclamou desde logo junto da Câmara Municipal (proprietária) a necessidade de colocar as escolas primárias à disposição da comunidade local, num fim público, pugnando para que as escolas fossem colocadas à disposição do movimento associativo, pois muitas associações não possuíam sedes, nem espaços para desenvolver convenientemente as suas actividades. A Câmara Municipal atendeu às nossas pretensões e cedeu as antigas escolas ao movimento associativo, cooperativo e à Junta de Freguesia. À Junta de Freguesia cabe a gestão das escolas de Giestais, Montelhão e Mato da Senra. As salas das escolas de Montelhão e Giestais, foram já entregues às associações para que aí desenvolvam as suas actividades. Na escola de Mato da Senra, funcionará em breve numa sala, a LOJA SOCIAL, destinando-se a outra sala à realização de múltiplas actividades por parte da comunidade Joanense. O uso destes espaços está regulado através de um regulamento aprovado em Assembleia de Freguesia, sob proposta do executivo. Terreno da antiga Estamparia Proposta No ano de 2011, aquando do aniversário da Vila, propusemos à Câmara, na pessoa do seu vice-presidente, a aquisição dos terrenos da antiga estamparia. A família mostrou a sua disponibilidade para negociar e o investimento está perfeitamente ao alcance do município. Com a aquisição do terreno, pretendese alargar o Parque da Ribeira e abrir novas vias de acesso ao centro. É claro que se os impostos que os joanenses pagam para o município fossem por nós geridos, obviamente que o terreno já estaria na nossa posse. Assim dependemos da vontade de terceiros. Um ano depois voltaremos a lembrar à Câmara a necessidade de firmar um acordo com os proprietários, aproveitando uma oportunidade única que em muito qualificará Joane. boletim informativo 9

10 Parque da Ribeira Corredor Pedonal Persistindo com o propósito de alargar as áreas de lazer na Vila de Joane, construímos mais uma fase do denominado corredor pedonal do Parque da Ribeira. Tal corredor permitirá em breve ligar ao parque da Ribeira, e à denominada Urbanização de Joane, avizinhando-se para breve a sua continuação no sentido Norte. Construído numa zona aprazível, dotada de muitas árvores e com uma linha de água ao longo do seu curso, o corredor pedonal permite a realização de passeios em família, manutenção física assim como outras actividades de lazer. Este equipamento ficará concluído com a construção de um arruamento e ainda ampla zona de estacionamento. Nesta fase foram investidos cerca de euros. Palco Parque da Ribeira O palco fixo do parque da Ribeira é uma estrutura única nas redondezas e permite a realização de várias actividades no domínio desportivo, recreativo e cultural. A estrutura em metal foi desenhada pela arquitecta Joanense Gabriela Rodrigues, com um design arrojado com dois pilares laterais em ferro em forma de V que sustentam toda uma estrutura de 12 metros de comprido por 12 metros largura. Na parte frontal a estrutura tem uma altura de 6,50 metros e na sua parte posterior a sua altura é de 3,80 metros. O palco e a estrutura estão plenamente integrados na estética do parque, aproveitando a sua envolvente que permite visualizar os espectáculos que ocorrem no palco de qualquer ângulo. O palco está actualmente dotado de um estrado em madeira, pensado especificamente para a actividades dos grupos folclóricos que aí realizam os seus festivais anuais. Dada a degradação natural pelo uso mas também por actos de vandalismo imcompreensíveis foram investidos 9 mil euros na substituição de peças e equipamentos para além do reforço da segurança dos mais pequenos (zona dos baloiços). 10 boletim informativo

11 Obras com dimensão Avenida da República A abertura desta Avenida só foi possível graças ao entendimento entra a junta de freguesia e a proprietária do terreno a Sul. Em 2007 no boletim informativo apresentamos aos joanenses o novo espaço para feira e os novos acessos. Em 2007 compramos o terreno, em 2008 construimos um dos arruamento (Avenida da nova Feira), em 2009 construimos o novo espaço da feira e em 2010 avançamos com o novo acesso à feira (avenida da Republica) ligando a estrada nacional 206 à Rua de Laborins. Prometemos e cumprimos. Largo 3 de Julho Não sendo ainda a obra desejada constitui um melhoramento significativo e asseio da nossa sala de visitas. A Junta de Freguesia continua a apoiar as famílias mais carenciadas com o Gabinete de Psicologia. Com o preenchimento gratuito do IRS a toda a população, o preenchimento da prova de recursos, diversos pedidos para isenções de taxas moderadoras, isenção de IMI e outra documentação requerida pelos cidadãos. Ficha Técnica Director: Luís Santos Design Gráfico e Paginação: António Guimarães Propriedade: Junta de Freguesia de Joane Impressão: Mota & Ferreira, Lda. Tiragem exemplares Distribuição Gratuita Julho 2012 Horário Junta de Freguesia e contactos Segunda a Quinta: 8.30H às 12.30H e das 14.00H às 18.00H Sexta-feira: 9.00H às 12.30H e das 14.00H às 18.00H Sábado: 9.00H às 12.00H Telefone: Horário Posto dos Correios Segunda a Sexta: 9.00H às 12.30H e das 14.00H às 17.00H Horário Centro de Saúde e contactos Segunda a Sexta-feira: 8.00H 0.00H Telefone: boletim informativo 11

12 Deliberações da Assembleia de Freguesia de Joane Assembleia de Freguesia 10/12/2009 Voto de Louvor apresentado pela Coligação PPD-PSD/CDS-PP Agrupamento 184 de Joane de Corpo Nacional de Escutas pelo seu cinquentenário. Aprovado por unanimidade. Voto de Louvor, formulado pelo PS Propor a aprovação de um Voto de Louvor quer às instituições, de Joane, do Concelho e mesmo de outras localidades, bem como aos joanenses e às empresas, que de uma forma dedicada a altruísta têm colaborado na recolha das denominadas tampinhas para auxiliar o cidadão Aprovado por unanimidade. Voto de Recomendação apresentado pelo PS nos seguintes termos Os eleitos do Partido Socialista na Assembleia de Freguesia de Joane, propor a constituição de uma comissão para revisão do Regimento da Assembleia de Freguesia de Joane. Aprovado por unanimidade. Plano Plurianual de Investimento e Orçamento para Aprovado por maioria com sete votos a favor (PS) e seis abstenções. Regulamento de Taxas para o ano de Aprovado por unanimidade. Assembleia de Freguesia 23/04/2010 Voto de Louvor apresentado pelo PS Propor a aprovação de um voto de louvor ao cidadão, Carlos Maurício Barbosa, investigador e professor da Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto, detentor de um vasto e rico curriculum e que recentemente foi eleito Bastonário da Ordem dos Farmaceuticos. Aprovado por unanimidade. Relatório de Gestão e Conta de Gerencia referente ao ano de Aprovado por maioria,com sete votos a favor e seis votos contra. Proposta de Revisão do Regimento da Assembleia de Freguesia. Aprovado por unanimidade. Assembleia de Freguesia 24/06/2010 Voto de Louvor apresentado pela Coligação PPD-PSD/CDS-PP dirigido à Escola Secundária Padre Benjamim Salgado pelo desempenho demonstrado no 6º Concurso Internacional Poético Cancioneiro Infanto-Juvenil para a Lingua Portuguesa. Aprovado por unanimidade. Revisão Orçamental e ao PPI. Aprovado por maioria, com sete votos a favor e seis abstenções. Assembleia de Freguesia 29/09/2010 Voto de Louvor apresentado pela Coligação PPD-PSD/CDS-PP, dirigido à Feira Rural, Numa união de esforços que se saúda o Grupo Etnográfico Rusga de Joane e a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão que levaram a efeito a II Feira Rural de Joane, iniciativa de reconhecimento grande sucesso popular. Aprovado por unanimidade. Voto de Louvor apresentado pelo PS No dia 05 de Outubro de 1910 foi implantado o regime republicano em Portugal. A implantação da República resulta de um longo processo de mudança politica, social e mental. Assim, o Partido Socialista propõe à Assembleia de Freguesia que seja considerado e colocado à votação um Voto de Louvor ao acto em si e á ideologia que esteve na génese do acontecimento. Aprovado por unanimidade. Revisão Orçamental e PPI. Aprovado por maioria com sete votos a favor e seis votos contra. Proposta de Regulamento de utilização do Parque de Laborins. A proposta aceite por todos os Membros da Assembleia de Freguesia. Assembleia de Freguesia 27/12/2010 Discussão e votação das grandes opções do Plano e do Orçamento para o ano de 2011 e Mapa de Pessoal. Aprovado com sete votos a favor e seis abstenções. Alteração da Tabela de Taxas para o ano de Aprovado por unanimidade. Postura de transito. Aprovado com sete votos a favor e seis abstenções. Proposta do executivo de atribuição de Topónimo, ao novo arruamento que liga a Nacional 206 ao novo espaço da feira Avenida da Républica. Proposta aprovada por unanimidade. Assembleia de Freguesia 28/04/2011 Voto de Louvor apresentado pelo PS, ao Grupo Etnográfico Rusga de Joane. Aprovado por nanimidade. Voto de pesar apresentado pelo PS, ao membro do Executivo Mendes da Silva pela perda da sua Mãe. Aprovado por unanimidade. Prestação de Contas do ano económico de 2010 e Inventário. Aprovado por maioria com sete votos a favor e seis votos contra. Proposta de Regulamento de utilização do Parque de Laborins. Aprovada conforme Relatório da comissão, sendo aprovada por unanimidade. Assembleia de Freguesia 30/06/2011 Voto de louvor apresentado pelo PS, pelo vigésimo quinto aniversário de elevação de Joane, quer pelo acto em si, pelo seu valor simbólico e pela relevância do acontecimento: Aprovado por unanimidade. Revisão Orçamental e ao PPI. Aprovado por maioria com sete votos a favor e seis abstenções. Assembleia de Freguesia 28/09/2011 Votos de pesar apresentados pelo PS e eleitos pela Coligação PSD-CDS-PP, falecimento da Senhora Dona Balbina Lopes da Silva, Mãe do eleito desta Assembleia de Freguesia, José Carlos Silva Fernandes. Aprovado por unanimidade. Voto de pesar apresentado pelo PS, falecimento do Actor, Joaquim Faria Martins. Aprovado por unanimidade. Assembleia de Freguesia 28/12/2011 Grandes Opções do Plano e do Orçamento para o ano de 2012 e Mapa de Pessoal. Aprovado com sete votos a favor e seis abstenções. Regulamento tabela e taxas. Aprovado com sete votos a favor e seis abstenções. Assembleia de Freguesia 30 /04/2012 Prestação de contas do ano económico de 2011 e inventário. Aprovado com sete votos a favor e seis votos contra. Proposta de Regulamento Geral de Utilização das Escolas Primárias de Giestais e Montelhão- sedes do Movimento Associativo. Aprovado por unanimidade. Assembleia de Freguesia 28/06/2012 Pedido de suspensão do mandato do eleito Porfírio Carvalho. Aprovado por unanimidade Revisão Orçamental e ao PPI. Aprovado por maioria. Atribuição de topónimo Rua da Feira. Aprovado por maioria.

FREGUESIA DE VILARINHO SANTO TIRSO MANDATO 2014/2017. Grandes opções do plano de atividades e investimentos ANO 2014

FREGUESIA DE VILARINHO SANTO TIRSO MANDATO 2014/2017. Grandes opções do plano de atividades e investimentos ANO 2014 1 FREGUESIA DE VILARINHO SANTO TIRSO MANDATO 2014/2017 Grandes opções do plano de atividades e investimentos ANO 2014 2 ÍNDICE - INTRODUÇÃO 3 - AÇÃO SOCIAL E EMPREGO 3,4 - EDUCAÇÃO SAÚDE 4 CULTURA, DESPORTO

Leia mais

Freguesia de Tabuadelo e São Faustino. Concelho de Guimarães

Freguesia de Tabuadelo e São Faustino. Concelho de Guimarães Freguesia de Tabuadelo e São Faustino Concelho de Guimarães Relatório de Gerência de Contas e Relatório de Actividades Ano de 2013 Índice: Introdução:... 3 Analise Económica e Financeira... 5 Execução

Leia mais

A Participação Voluntária No Planeamento, Execução E Controlo Social Do Orçamento. Participativo

A Participação Voluntária No Planeamento, Execução E Controlo Social Do Orçamento. Participativo Cecília Branco Programa Urbal Red 9 Projecto Orçamento Participativo Reunião de Diadema Fevereiro 2007 A Participação Voluntária No Planeamento, Execução E Controlo Social Do Orçamento Participativo Município

Leia mais

JUNTA DE FREGUESIA DE CANAVIAIS Concelho de Évora GRANDES OPÇÕES DO PLANO

JUNTA DE FREGUESIA DE CANAVIAIS Concelho de Évora GRANDES OPÇÕES DO PLANO GRANDES OPÇÕES DO PLANO Na continuidade das opções que temos vindo a desenvolver ao longo do nosso mandato, que reflectem nas suas linhas gerais de orientação, uma constante preocupação em proporcionar

Leia mais

Acta número quatro de 2010

Acta número quatro de 2010 Acta número quatro de 2010 Ao vigésimo nono dia do mês de Dezembro do ano de dois mil e dez, pelas vinte e uma horas, por convocatória individual de vinte de Dezembro de dois mil e dez e edital afixado

Leia mais

DELIBERAÇÕES APROVADAS EM MINUTA E PARA EFEITOS IMEDIATOS

DELIBERAÇÕES APROVADAS EM MINUTA E PARA EFEITOS IMEDIATOS DELIBERAÇÕES APROVADAS EM MINUTA E PARA EFEITOS IMEDIATOS (Nos termos do nº3 do artº 92º do Decreto-Lei nº 169/99, de 18/09) --------- Reunião de 29 de Maio de 2007 --------- --- PEDIDOS DE ISENÇÃO DE

Leia mais

Mensagem do Presidente

Mensagem do Presidente Mensagem do Presidente MENSAGEM DO PRESIDENTE PRESTAÇÃO DE CONTAS 2014 www.cm-estarreja.pt Os documentos relativos ao Relatório de Atividades e Prestação de Contas 2014 do município de Estarreja têm, como

Leia mais

INTRODUÇÃO OPÇÕES DO PLANO

INTRODUÇÃO OPÇÕES DO PLANO INTRODUÇÃO O presente Orçamento para o ano de 2014 para o qual o órgão Executivo da Junta de Freguesia de Labruja elaborou e aprovou, orientar-se-á na linha do plano traçado para os quatro anos do mandato,

Leia mais

ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE TORRE DE MONCORVO REALIZADA NO DIA QUATRO DE OUTUBRO DO ANO DE DOIS MIL E TREZE

ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE TORRE DE MONCORVO REALIZADA NO DIA QUATRO DE OUTUBRO DO ANO DE DOIS MIL E TREZE ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE TORRE DE MONCORVO REALIZADA NO DIA QUATRO DE OUTUBRO DO ANO DE DOIS MIL E TREZE ------ Aos quatro dias do mês de Outubro do ano de dois mil e treze, nesta

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DO CRATO EDITAL

CÂMARA MUNICIPAL DO CRATO EDITAL CÂMARA MUNICIPAL DO CRATO EDITAL João Teresa Ribeiro, Presidente da Câmara Municipal do Crato, em cumprimento do disposto no artigo 91.º da Lei n.º 169/99 de 18 de setembro, torna público que na 27.ª reunião

Leia mais

Relatório Mensal dos Trabalhos Executados

Relatório Mensal dos Trabalhos Executados - Limpeza de Viária: - Av. 9 de Julho: Foi limpo desde o Noval até à Igreja. - Rua do Lusitano: Em toda a sua extensão. - Rua do Alto da Ola: do Largo do calvário à Escola EB 2,3/S do Monte da Ola. - Travessa

Leia mais

JUNTA DE FREGUESIA DE Nª. SRª GUADALUPE. Concelho de Évora OPÇÕES DO PLANO PARA 2006. Largo Abel Augusto nº 4 7000-222 Nª. Sr.

JUNTA DE FREGUESIA DE Nª. SRª GUADALUPE. Concelho de Évora OPÇÕES DO PLANO PARA 2006. Largo Abel Augusto nº 4 7000-222 Nª. Sr. JUNTA DE FREGUESIA DE Nª. SRª GUADALUPE Concelho de Évora OPÇÕES DO PLANO PARA 2006 Largo Abel Augusto nº 4 7000-222 Nª. Sr.ª Guadalupe Tel. e Fax: 266 781 165 Tel.: 266 747 916 email: jfguadalupe@mail.evora.net

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES Vice - Presidência do Governo Gabinete do Vice-Presidente

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES Vice - Presidência do Governo Gabinete do Vice-Presidente Senhor Presidente da Assembleia Senhoras e Senhores Deputados Senhor Presidente Senhora e Senhores Membros do Governo Permitam-me que, pela primeira vez que tenho a honra de intervir nesta Assembleia,

Leia mais

REGULAMENTO REGULAMENTO PARA O ORÇAMENTO PARTICIPATIVO JOVEM

REGULAMENTO REGULAMENTO PARA O ORÇAMENTO PARTICIPATIVO JOVEM O J O V E M REGULAMENTO REGULAMENTO PARA O PARTICIPATIVO JOVEM Artigo 1º Referências A Junta de Freguesia de Santo António dos Olivais, como forma de potenciar os valores da Democracia, num sector ainda

Leia mais

Câmara Municipal Gondomar REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GONDOMAR

Câmara Municipal Gondomar REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GONDOMAR Câmara Municipal Gondomar REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GONDOMAR Aprovado pela Câmara em 6/02/2003, alterado em Reunião de Câmara de 18/09/2003 Aprovado pela Assembleia Municipal em

Leia mais

Regulamento do Conselho Municipal de Educação do Fundão. Preâmbulo

Regulamento do Conselho Municipal de Educação do Fundão. Preâmbulo REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DO FUNDÃO Publicação II SÉRIE N.º 98 20 de Maio de 2010 Regulamento do Conselho Municipal de Educação do Fundão Preâmbulo A Lei de Bases do Sistema Educativo

Leia mais

Senhor Ministro da Defesa Nacional, Professor Azeredo Lopes, Senhora Vice-Presidente da Assembleia da República, Dra.

Senhor Ministro da Defesa Nacional, Professor Azeredo Lopes, Senhora Vice-Presidente da Assembleia da República, Dra. Senhor Representante de Sua Excelência o Presidente da República, General Rocha Viera, Senhor Ministro da Defesa Nacional, Professor Azeredo Lopes, Senhora Vice-Presidente da Assembleia da República, Dra.

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DE TRÂNSITO DO CONCELHO DE ALJUSTREL NOTA JUSTIFICATIVA

REGULAMENTO MUNICIPAL DE TRÂNSITO DO CONCELHO DE ALJUSTREL NOTA JUSTIFICATIVA REGULAMENTO MUNICIPAL DE TRÂNSITO DO CONCELHO DE ALJUSTREL NOTA JUSTIFICATIVA Atendendo ao aumento de número de viaturas em circulação, à alteração da circulação em algumas vias e locais, à existência

Leia mais

FREGUESIA DE ARRUDA DOS VINHOS

FREGUESIA DE ARRUDA DOS VINHOS FREGUESIA DE ARRUDA DOS VINHOS lano de Activida e es Orçamento PPI 2012 À INTRODUCÃO Para cumprimento do disposto na alínea a) do n 2 do artigo 34 da lei n 169/99 de 18 de Setembro, na redacção que lhe

Leia mais

MUNICÍPIO DE SOURE CÂMARA MUNICIPAL. 9ª Reunião Ordinária, realizada no dia 12 de Maio de 2010, pelas 16h15. ACTA EM MINUTA

MUNICÍPIO DE SOURE CÂMARA MUNICIPAL. 9ª Reunião Ordinária, realizada no dia 12 de Maio de 2010, pelas 16h15. ACTA EM MINUTA MUNICÍPIO DE SOURE CÂMARA MUNICIPAL 9ª Reunião Ordinária, realizada no dia 12 de Maio de 2010, pelas 16h15. ACTA EM MINUTA A Câmara Municipal de Soure deliberou, nos termos do artigo 92.º da Lei n.º 169/99,

Leia mais

REGULAMENTO DA ESCOLA DE MÚSICA DE MONDIM DE BASTO

REGULAMENTO DA ESCOLA DE MÚSICA DE MONDIM DE BASTO REGULAMENTO DA ESCOLA DE MÚSICA DE MONDIM DE BASTO Artigo 1 (Objecto) 1 - Pelo presente Regulamento é constituída e regulado o funcionamento da Escola de Música Municipal de Mondim de Basto. 2 - A Escola

Leia mais

MUNICÍPIO DE CONDEIXA-A-NOVA

MUNICÍPIO DE CONDEIXA-A-NOVA NOTA JUSTIFICATIVA A Lei 159/99, de 14 de Setembro, estabelece no seu artigo 19.º, n.º 2, alínea b), a competência dos órgãos municipais para criar os Conselhos locais de Educação. A Lei 169/99, de 18

Leia mais

ACTA N.º 27/2009 REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 25 / 11 / 2009 RESUMO DIÁRIO DE TESOURARIA REFERENTE AO DIA 19 / 11 / 2009

ACTA N.º 27/2009 REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 25 / 11 / 2009 RESUMO DIÁRIO DE TESOURARIA REFERENTE AO DIA 19 / 11 / 2009 CÂMARA MUNICIPAL DE VIANA DO ALENTEJO _ ACTA N.º 27/2009 REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 25 / 11 / 2009 PRESENÇAS PRESIDENTE : BERNARDINO ANTÓNIO BENGALINHA PINTO VEREADORES : JOÃO ANTÓNIO MERCA PEREIRA

Leia mais

GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2009

GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2009 GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2009 1. Análise do Plano Plurianual de Investimentos (PPI) O plano plurianual de investimentos para 2009 tem subjacente um planeamento financeiro que perspectiva a execução dos

Leia mais

O princípio da afirmação da sociedade civil.

O princípio da afirmação da sociedade civil. Dois dos Valores do PSD O Princípio do Estado de Direito, respeitante da eminente dignidade da pessoa humana - fundamento de toda a ordem jurídica baseado na nossa convicção de que o Estado deve estar

Leia mais

Município de Vieira do Minho

Município de Vieira do Minho CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE VIEIRA DO MINHO REGIMENTO INTERNO A lei nº 159/99, de 14 de Setembro estabelece no seu artigo19º, nº 2, alínea b), a competência dos órgãos municipais para criar os conselhos

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO JUNTA DE FREGUESIA DE S. JOÃO DO CAMPO EDITORIAL SUMÁRIO ANO 7 BOLETIM Nº 27 2012 JULHO AGOSTO SETEMBRO EDITORIAL

BOLETIM INFORMATIVO JUNTA DE FREGUESIA DE S. JOÃO DO CAMPO EDITORIAL SUMÁRIO ANO 7 BOLETIM Nº 27 2012 JULHO AGOSTO SETEMBRO EDITORIAL ANO 7 BOLETIM Nº 27 2012 SUMÁRIO BOLETIM INFORMATIVO EDITORIAL JULHO AGOSTO SETEMBRO A Rua principal, a Dr Jaime Cortesão tem estado cortada EDITORIAL MANIFESTAÇÃO EM LISBOA POSTO MÉDICO ao trânsito, devido

Leia mais

JUNTA DE FREGUESIA DE RIO MAIOR A C T A

JUNTA DE FREGUESIA DE RIO MAIOR A C T A JUNTA DE FREGUESIA DE RIO MAIOR A C T A -----Aos vinte e três dias do mês de Outubro de dois mil e seis, reuniu ordinariamente a Junta de Freguesia de Rio Maior, sob a presidência da Senhora Dra. Isaura

Leia mais

Regimento do Conselho Municipal de Educação de Braga

Regimento do Conselho Municipal de Educação de Braga Regimento do Conselho Municipal de Educação de Braga A lei de bases do sistema educativo assume que o sistema educativo se organiza de forma a descentralizar, desconcentrar e diversificar as estruturas

Leia mais

JUNTA DE FREGUESIA DA VILA DE SANTA CATARINA ACTA N.º 11/2008. Reunião Ordinária de 6 de Outubro de 2008

JUNTA DE FREGUESIA DA VILA DE SANTA CATARINA ACTA N.º 11/2008. Reunião Ordinária de 6 de Outubro de 2008 ----Aos seis dias de Outubro de dois mil e oito, na sede da Junta de Freguesia da Vila de Santa Catarina, compareceram: Hélder Fernando Freire Nunes, Hilário Barros Henriques e Lídia Maria Rebelo Forte,

Leia mais

MUNICIPIO DE CELORICO DE BASTO CÂMARA MUNICIPAL REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA REALIZADA NO DIA 15 DE NOVEMBRO DE 2012 N.º 24/2012

MUNICIPIO DE CELORICO DE BASTO CÂMARA MUNICIPAL REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA REALIZADA NO DIA 15 DE NOVEMBRO DE 2012 N.º 24/2012 MUNICIPIO DE CELORICO DE BASTO CÂMARA MUNICIPAL REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA REALIZADA NO DIA 15 DE NOVEMBRO DE 2012 N.º 24/2012 Aos quinze dias do mês de Novembro do ano de dois mil e doze, na sala de reuniões

Leia mais

Senhor Embaixador dos Estados Unidos da América, Exmo. Senhor Presidente do Conselho de Administração da Oeiras International School,

Senhor Embaixador dos Estados Unidos da América, Exmo. Senhor Presidente do Conselho de Administração da Oeiras International School, Senhor Embaixador dos Estados Unidos da América, Excelência, Exmo. Senhor Presidente do Conselho de Administração da Oeiras International School, Exma. Senhora Directora da Oeiras International School,

Leia mais

Plano de Acção 2016. Manifesto Compromisso para uma Estratégia Nacional de Erradicação da Pobreza. EAPN - Setembro 2015

Plano de Acção 2016. Manifesto Compromisso para uma Estratégia Nacional de Erradicação da Pobreza. EAPN - Setembro 2015 Introdução A AETP As necessidades crescentes das famílias exigem, cada vez mais, respostas eficazes e flexíveis por parte das instituições que se encontram no terreno. Acontece que o cenário se agravou,

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DO CRATO EDITAL

CÂMARA MUNICIPAL DO CRATO EDITAL CÂMARA MUNICIPAL DO CRATO EDITAL João Teresa Ribeiro, Presidente da Câmara Municipal do Crato, em cumprimento do disposto no artigo 91.º da Lei n.º 169/99 de 18 de setembro, torna público que na 16.ª reunião

Leia mais

Plano de Comunicação e Educação para a Sustentabilidade

Plano de Comunicação e Educação para a Sustentabilidade Plano de Comunicação e Educação para a Sustentabilidade Versão 2.0 de 4 de Junho de 2007 Promotores: Co-financiamento: Introdução A Agenda 21 do Vale do Minho é um processo de envolvimento dos cidadãos

Leia mais

REGULAMENTO DE APOIO A INICIATIVAS EMPRESARIAIS ECONÓMICAS DE INTERESSE MUNICIPAL

REGULAMENTO DE APOIO A INICIATIVAS EMPRESARIAIS ECONÓMICAS DE INTERESSE MUNICIPAL REGULAMENTO DE APOIO A INICIATIVAS EMPRESARIAIS ECONÓMICAS DE INTERESSE MUNICIPAL Nota Justificativa O Município de Mirandela tem entendido como de interesse municipal as iniciativas empresariais de natureza

Leia mais

ARTIGO: SOLUÇÕES PARA O SECTOR AUTARQUIAS in IGOV Maio 2010

ARTIGO: SOLUÇÕES PARA O SECTOR AUTARQUIAS in IGOV Maio 2010 CÂMARA MUNICIPAL DE SANTARÉM - R EVOLUÇÃO ADMINISTRATIVA A Autarquia de Santarém, em parceria com a PT Prime, desenvolveu um sistema de soluções integradas e inter-operantes que lhe possibilitaram operacionalizar

Leia mais

Freguesia de Vila Cova à Coelheira Concelho de Vila Nova de Paiva

Freguesia de Vila Cova à Coelheira Concelho de Vila Nova de Paiva INDÍCIE: Introdução Informação da actividade da Junta de Freguesia Funções Gerais Funções Sociais Funções económicas Situação Financeira da Freguesia INTRODUÇÃO: De acordo com o disposto na alínea o),

Leia mais

PLANO E ORÇAMENTO 2014

PLANO E ORÇAMENTO 2014 PLANO E ORÇAMENTO 2014 Junta de Freguesia Assembleia de Freguesia Em reunião de 02 de Dezembro de 2013 Em sessão de 16 de Dezembro 2013 Plano e Orçamento 2014 Página 1 Índice INTRODUÇÃO... 3 EXECUÇÃO E

Leia mais

CORRENTES CAPITAL TOTAL RECEITAS 17 526 004 7 283 896 24 809 900 DESPESAS 12 372 900 12 437 000 24 809 900

CORRENTES CAPITAL TOTAL RECEITAS 17 526 004 7 283 896 24 809 900 DESPESAS 12 372 900 12 437 000 24 809 900 ANÁLISE DO ORÇAMENTO: RECEITA E DESPESA O orçamento para 2014 volta a ser mais contido que o anterior, situando-se em 24.809.900, ou seja menos 4,3% que o de 2013. Como se verá mais à frente, o plano de

Leia mais

PROTOCOLO. Considerando que:

PROTOCOLO. Considerando que: PROTOCOLO Considerando que: Os Julgados de Paz constituem uma forma inovadora de administração da Justiça dirigida aos Cidadãos e, nessa medida, subordinada aos princípios da proximidade, simplicidade

Leia mais

Regimento do Conselho Municipal de Educação

Regimento do Conselho Municipal de Educação Considerando que: 1- No Município do Seixal, a construção de um futuro melhor para os cidadãos tem passado pela promoção de um ensino público de qualidade, através da assunção de um importante conjunto

Leia mais

PROPOSTA DE PLANO DE ACTIVIDADES PARA A VILA DE ARCOZELO

PROPOSTA DE PLANO DE ACTIVIDADES PARA A VILA DE ARCOZELO PROPOSTA DE PLANO DE ACTIVIDADES PARA A VILA DE ARCOZELO ANO ECONÓMICO DE 2010 GRANDES OPÇÕES DO PLANO PARA O QUADRIÉNIO 2009 2013 É tempo de um novo mandato autárquico, resultante das eleições do passado

Leia mais

V Fórum Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis. As Desigualdades em Saúde e o Planeamento Saudável. Montijo 14 de Novembro de 2014

V Fórum Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis. As Desigualdades em Saúde e o Planeamento Saudável. Montijo 14 de Novembro de 2014 V Fórum Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis As Desigualdades em Saúde e o Planeamento Saudável Montijo 14 de Novembro de 2014 1. Saudação Exmo. Sr. Presidente da Câmara Municipal do Montijo Exmo. Sr.

Leia mais

Junta de Freguesia da Marinha Grande ACTA NÚMERO CINCO

Junta de Freguesia da Marinha Grande ACTA NÚMERO CINCO ACTA NÚMERO CINCO Aos quatro dias do mês de Março de dois mil e dez, pelas vinte e uma horas e quarenta e cinco minutos, deu-se início à reunião ordinária do Executivo da Junta de Freguesia, sob a presidência

Leia mais

REGULAMENTO DE APOIO A ACTIVIDADES DE INTERESSE MUNICIPAL PREÂMBULO

REGULAMENTO DE APOIO A ACTIVIDADES DE INTERESSE MUNICIPAL PREÂMBULO REGULAMENTO DE APOIO A ACTIVIDADES DE INTERESSE MUNICIPAL PREÂMBULO Atendendo a que a atribuição de apoios a entidades ou instituições que contribuam para o desenvolvimento do concelho de S. Pedro do Sul

Leia mais

FREGUESIA DE ALVORNINHA

FREGUESIA DE ALVORNINHA 56 Aos vinte dias do mês de setembro do ano de dois mil e doze, nesta Freguesia de Alvorninha e edifício da Junta de Freguesia, compareceram os Senhores: Presidente Virgílio Leal dos Santos, Secretário

Leia mais

Conselho Municipal de Educação de Vila Velha de Ródão

Conselho Municipal de Educação de Vila Velha de Ródão MUNICÍPIO DE VILA VELHA DE RÓDÃO CÂ1VLARA MUNICIPAL Conselho Municipal de Educação de Vila Velha de Ródão ACTA N~ 42 Aos dez dias do mês de Setembro do ano de dois mil e catorze, pelas catorze horas, reuniu

Leia mais

1.1- Aprovação da acta da reunião ordinária do dia 2007/03/14. 2.1- Resumo do diário de Tesouraria referente ao dia 2007-03-27.

1.1- Aprovação da acta da reunião ordinária do dia 2007/03/14. 2.1- Resumo do diário de Tesouraria referente ao dia 2007-03-27. 93 ORDEM DE TRABALHOS 1. ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL 1.1- Aprovação da acta da reunião ordinária do dia 2007/03/14. 2. DIVISÃO FINANCEIRA 2.1- Resumo do diário de Tesouraria referente ao dia 2007-03-27. 2.2-

Leia mais

REGULAMENTO DO COLÉGIO DA ESPECIALIDADE DE URBANISMO

REGULAMENTO DO COLÉGIO DA ESPECIALIDADE DE URBANISMO REGULAMENTO DO COLÉGIO DA ESPECIALIDADE DE URBANISMO PREÂMBULO CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Objecto Artigo 2.º Princípios Artigo 3.º Finalidades Artigo 4.º Atribuições Artigo 5.º Relações

Leia mais

- CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE LAGOS - PREÂMBULO

- CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE LAGOS - PREÂMBULO PREÂMBULO A Lei de Bases do Sistema Educativo (Lei nº 46/86 de 14 de Outubro) consagrou a interacção com a comunidade educativa local como um pilar fundamental da política educativa. Por essa razão o nº

Leia mais

E D I T A L N.º 16/2010

E D I T A L N.º 16/2010 Torna público que nos termos do n.º 1 do art. 91.º da Lei n.º 169/99, de 18 de Setembro, com a redacção actualizada pela Lei n.º 5-A/2002, de 11 de Janeiro e com as alterações introduzidas pela Lei n.º

Leia mais

MAPAS DE FLUXOS FINANCEIROS

MAPAS DE FLUXOS FINANCEIROS DOCUMENTOS DE PRESTAÇÃO DE CONTAS 2010 MAPAS DE FLUXOS FINANCEIROS Documentos de Prestação de Contas 2010 DOCUMENTOS DE PRESTAÇÃO DE CONTAS 2010 Fluxos de Caixa Documentos de Prestação de Contas 2010 DOC

Leia mais

Junta de Freguesia de Carnaxide www.jf-carnaxide.pt

Junta de Freguesia de Carnaxide www.jf-carnaxide.pt UNIVERSIDADE SÉNIOR DE CARNAXIDE - APRENDIZAGEM E LAZER ARTIGO 1º Aspectos Gerais REGULAMENTO 1- A Universidade Sénior de Carnaxide - Aprendizagem e Lazer, adiante designada por USCAL, tem por objectivo

Leia mais

MENSAGEM DO PRESIDENTE2012

MENSAGEM DO PRESIDENTE2012 1. Pela 12 ª vez relatamos atividades e prestamos contas. Este é dos actos mais nobres de um eleito, mostrar o que fez, como geriu o dinheiro dos cidadãos, dar transparência à governação. Constitui um

Leia mais

Junta de Freguesia da Marinha Grande ACTA NÚMERO DOIS

Junta de Freguesia da Marinha Grande ACTA NÚMERO DOIS ACTA NÚMERO DOIS Aos vinte e um dias do mês Janeiro de dois mil e dez, pelas vinte e uma horas e quarenta e cinco minutos, deu-se início à reunião ordinária do Executivo da Junta de Freguesia, sob a presidência

Leia mais

OPÇÕES DO PLANO 2015:2018 datas 2015 2016 2017 2018. conclusão. Respons. início 1 EDUCAÇÃO 207.000,00 186.840,00 191.282,00 196.

OPÇÕES DO PLANO 2015:2018 datas 2015 2016 2017 2018. conclusão. Respons. início 1 EDUCAÇÃO 207.000,00 186.840,00 191.282,00 196. 1 EDUCAÇÃO 207.000,00 186.840,00 191.282,00 196.916,00 1 ENSINO PRÉ-ESCOLAR E DO 1º CICLO 116.500,00 93.625,00 100.574,00 103.487,00 1 Apoios e subsídios CM 13 18 5 05-06-02-03-99 1.000,00 1.030,00 2.122,00

Leia mais

REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DE TRANCOSO

REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DE TRANCOSO REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DE TRANCOSO ÍNDICE Regulamento do Conselho Municipal de Juventude de Trancoso... 1 Preâmbulo... 1 CAPÍTULO I... 2 Parte Geral... 2 Artigo 1º... 2 Lei Habilitante

Leia mais

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE LOUSA ACTA N.º 01/2007

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE LOUSA ACTA N.º 01/2007 1/8 ACTA N.º 01/2007 Aos dezanove dias do mês de Abril de dois mil e sete, pelas vinte horas e trinta minutos reuniu, em Sessão Ordinária, a Assembleia de Freguesia de Lousa, no salão anexo à Junta de

Leia mais

Vida por vida 2014 PLANO DE ATIVIDADES E ORÇAMENTO ANO DE 2014

Vida por vida 2014 PLANO DE ATIVIDADES E ORÇAMENTO ANO DE 2014 Vida por vida PL DE ATIVIDADES E ORÇAMENTO DE Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Amarante Fundada em 1921 NOTA DE APRESENTAÇÃO Excelentíssimos Senhores Associados, Para cumprimento do

Leia mais

ORÇAMENTO E GRANDES OPÇÕES DO PLANO PARA 2015

ORÇAMENTO E GRANDES OPÇÕES DO PLANO PARA 2015 ORÇAMENTO E GRANDES OPÇÕES DO PLANO PARA 2015 Cumprir um orçamento na sua plenitude é factor de credibilidade e confiança perante os seus fregueses. É a linha mestra para uma boa execução, ou seja, atingir

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL MONCHIQUE. Preâmbulo

CÂMARA MUNICIPAL MONCHIQUE. Preâmbulo CÂMARA MUNICIPAL MONCHIQUE REGULAMENTO DO BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE MONCHIQUE Preâmbulo Considerando que a participação solidária em acções de voluntariado, definido como conjunto de acções de interesse

Leia mais

-------- Aos três dias do mês de Março do ano de dois mil e três reuniu no Salão Nobre dos Paços do Município, a Câmara Municipal de Vila Pouca de

-------- Aos três dias do mês de Março do ano de dois mil e três reuniu no Salão Nobre dos Paços do Município, a Câmara Municipal de Vila Pouca de -------- Aos três dias do mês de Março do ano de dois mil e três reuniu no Salão Nobre dos Paços do Município, a Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar, em reunião ordinária para apreciação e deliberação

Leia mais

ALOCUÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O PRIMEIRO-MINISTRO KAY RALA XANANA GUSMÃO POR OCASIÃO DA INAUGURAÇÃO DA MATERNIDADE-ESCOLA DE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA

ALOCUÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O PRIMEIRO-MINISTRO KAY RALA XANANA GUSMÃO POR OCASIÃO DA INAUGURAÇÃO DA MATERNIDADE-ESCOLA DE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR-LESTE GABINETE DO PRIMEIRO-MINISTRO ALOCUÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O PRIMEIRO-MINISTRO KAY RALA XANANA GUSMÃO POR OCASIÃO DA INAUGURAÇÃO DA MATERNIDADE-ESCOLA DE NOSSA SENHORA

Leia mais

Grandes Opções do Plano 2011-2014

Grandes Opções do Plano 2011-2014 Grandes Opções do Plano 2011-2014 Plano Plurianual de Investimentos 2011-2014 Apesar da apresentação efectuada pelo Grupo Águas de Portugal no segundo semestre de 2009 das possibilidades de constituição

Leia mais

OPERAÇÃO 3 - CONSTRUIR UMA CENTRALIDADE - PRAÇA DAS MINAS

OPERAÇÃO 3 - CONSTRUIR UMA CENTRALIDADE - PRAÇA DAS MINAS EIXO 2 AMBIENTE E ESPAÇO PÚBLICO OPERAÇÃO 3 - CONSTRUIR UMA CENTRALIDADE - PRAÇA DAS MINAS Intervenção de ordenamento e requalificação do centro da vida social do bairro, criando condições para o seu desenvolvimento

Leia mais

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar. Projecto de Lei n.º 46/XII/1.ª

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar. Projecto de Lei n.º 46/XII/1.ª PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar Projecto de Lei n.º 46/XII/1.ª Tributa as mais-valias mobiliárias realizadas por Sociedades Gestores de Participações Sociais (SGPS), Sociedades de Capital

Leia mais

Exmo. Senhor Bastonário da Ordem dos Advogados de Moçambique, Exmos. Senhores Membros dos Corpos Directivos da Ordem dos Advogados de Moçambique,

Exmo. Senhor Bastonário da Ordem dos Advogados de Moçambique, Exmos. Senhores Membros dos Corpos Directivos da Ordem dos Advogados de Moçambique, Exmo. Senhor Bastonário da Ordem dos Advogados de Moçambique, Exmos. Senhores Membros dos Corpos Directivos da Ordem dos Advogados de Moçambique, Caros Convidados, Caros Colegas, Permitam-me que comece

Leia mais

ATA NÚMERO CENTO E TRINTA E DOIS

ATA NÚMERO CENTO E TRINTA E DOIS ATA NÚMERO CENTO E TRINTA E DOIS Aos vinte e dois dias de Abril de dois mil e catorze, pelas vinte e uma horas e trinta minutos, reuniram-se em sessão ordinária, os membros da Assembleia de Freguesia de

Leia mais

Ata n.º 14/ Minuta. Reunião Ordinária, realizada em 27 de julho de 2015, pelas 14,30 horas.

Ata n.º 14/ Minuta. Reunião Ordinária, realizada em 27 de julho de 2015, pelas 14,30 horas. A Câmara Municipal de Soure deliberou, nos termos do artigo 57.º da Lei n.º75/2013, de 12 de Setembro, aprovar em minuta o texto das seguintes deliberações Ponto 1.. Período de Antes da Ordem do Dia /

Leia mais

Ninho de Empresas de Mortágua

Ninho de Empresas de Mortágua mortágua ninho de empresas Ninho de Empresas de Mortágua REGULAMENTO Preâmbulo Inserindo-se numa estratégia de Desenvolvimento do Concelho de Mortágua que dá prioridade ao Crescimento Económico e ao Empreendedorismo,

Leia mais

Permitam-me algum informalismo e que leve à risca o Protocolo.

Permitam-me algum informalismo e que leve à risca o Protocolo. 1 - Gostaria de pedir um minuto de silêncio em memória de todos os Bombeiros já falecidos e particularmente de Franquelim Gonçalves, que faleceu no desempenho das suas funções; 25 de maio Inauguração do

Leia mais

INED PROJETO EDUCATIVO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO MAIA

INED PROJETO EDUCATIVO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO MAIA INED INSTITUTO DE EDUCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO PROJETO EDUCATIVO MAIA PROJETO EDUCATIVO I. Apresentação do INED O Instituto de Educação e Desenvolvimento (INED) é uma escola secundária a funcionar desde

Leia mais

CAPÍTULO I Disposições gerais

CAPÍTULO I Disposições gerais Regulamento Municipal do Banco Local de Voluntariado de Lagoa As bases do enquadramento jurídico do voluntariado, bem como, os princípios que enquadram o trabalho de voluntário constam na Lei n.º 71/98,

Leia mais

PROPOSTA DA DIRECÇÃO DO SPN

PROPOSTA DA DIRECÇÃO DO SPN PROPOSTA DA DIRECÇÃO DO SPN ESTATUTOS DO SINDICATO DOS PROFESSORES DO NORTE PROPOSTA DE ALTERAÇÃO 24.NOV.2009 TEXTO ACTUAL TEXTO DA PROPOSTA (alterações a vermelho e sublinhadas) Capítulo I - DA CONSTITUIÇÃO,

Leia mais

---------- 23. - Presente à reunião proposta do Vereador José Maria Magalhães do seguinte teor:

---------- 23. - Presente à reunião proposta do Vereador José Maria Magalhães do seguinte teor: - Conselho Municipal de Educação de Vila Real - Proposta de Regulamento ---------- 23. - Presente à reunião proposta do Vereador José Maria Magalhães do seguinte teor: A Lei de Bases do Sistema Educativo

Leia mais

Associação de Pais do Agrupamento de Escolas de São Pedro do Sul ESTATUTOS

Associação de Pais do Agrupamento de Escolas de São Pedro do Sul ESTATUTOS Associação de Pais do Agrupamento de Escolas de São Pedro do Sul ESTATUTOS Os presentes Estatutos da APAESUL - Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas de São Pedro do Sul,

Leia mais

REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DO CARTAXO. Preâmbulo

REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DO CARTAXO. Preâmbulo REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DO CARTAXO Preâmbulo As Autarquias Locais são os órgãos que, devido à sua proximidade com a população, mais facilmente podem criar condições para uma efetiva

Leia mais

Conselho Municipal de Educação de Santa Marta de Penaguião Projecto de Regimento

Conselho Municipal de Educação de Santa Marta de Penaguião Projecto de Regimento Conselho Municipal de Educação de Santa Marta de Penaguião Projecto de Regimento A Lei de Bases do Sistema Educativo assume que o sistema educativo se deve organizar de forma a descentralizar, desconcentrar

Leia mais

Relatório de Monitorização do Regime de Fruta Escolar. Ano lectivo 2010/2011

Relatório de Monitorização do Regime de Fruta Escolar. Ano lectivo 2010/2011 Relatório de Monitorização do Regime de Fruta Escolar Ano lectivo 2010/2011 Apreciação Geral A aplicação do Regime de Fruta Escolar (RFE) em Portugal tem os seguintes objectivos gerais: Saúde Pública:

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE REDONDO REGIMENTO

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE REDONDO REGIMENTO y Câmara Municipal de Redondo CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE REDONDO REGIMENTO O DL 7/2003, de 15 de Janeiro, que prevê a constituição do Conselho Municipal de Educação, regulou as suas competências

Leia mais

O projeto da Rede Municipal de Hortas Urbanas de Vila Nova de Gaia. Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia

O projeto da Rede Municipal de Hortas Urbanas de Vila Nova de Gaia. Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia O projeto da Rede Municipal de Hortas Urbanas de Vila Nova de Gaia Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia O CONCEITO DE HORTA URBANA Possui objetivos distintos da atividade agrícola enquanto atividade económica

Leia mais

Projecto Integrado da Baixa da Banheira

Projecto Integrado da Baixa da Banheira Projecto Integrado da Baixa da Banheira 1. INTRODUÇÃO O Projecto Integrado da Baixa da Banheira nasce de uma parceria entre a Câmara Municipal da Moita e o ICE tendo em vista induzir as Associações da

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DE VISEU

CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DE VISEU CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DE VISEU PROPOSTA DE REGULAMENTO 1 Preâmbulo Uma sociedade que quer preparar o futuro tem que criar condições para se proporcionar aos jovens o acesso a uma formação educativa,

Leia mais

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE MANTEIGAS ACTA NÚMERO VINTE E UM

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE MANTEIGAS ACTA NÚMERO VINTE E UM 135 ACTA NÚMERO VINTE E UM Aos trinta dias do mês de Junho de dois mil e um, pelas nove horas, reuniu-se no Salão Nobre dos Paços do Concelho em Sessão Ordinária, para o que tinha sido convocada pelo seu

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO E INFORMAÇÃO FINANCEIRA

RELATÓRIO DE GESTÃO E INFORMAÇÃO FINANCEIRA Junta de Freguesia de A-Dos-Negros 2º Trimestre 2015 RELATÓRIO DE GESTÃO E INFORMAÇÃO FINANCEIRA Exmos. Senhores: Presidente da Assembleia Senhores Deputados Senhores Munícipes Começo por, em nome do Executivo,

Leia mais

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação Dos Alunos do Agrupamento de Escolas de Atouguia da Baleia CAPITULO I

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação Dos Alunos do Agrupamento de Escolas de Atouguia da Baleia CAPITULO I Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação Dos Alunos do Agrupamento de Escolas de Atouguia da Baleia CAPITULO I DENOMINAÇÃO, NATUREZA E FINS ARTIGO I A Associação de Pais e Encarregados

Leia mais

Trabalho Prático. Breve descrição de conceitos e desenvolvimento teórico da temática

Trabalho Prático. Breve descrição de conceitos e desenvolvimento teórico da temática Trabalho Prático Designação do Projecto Proposta de Valorização da Zona Ribeirinha do Montijo Tema Cidades Saudáveis e Respostas Locais Breve descrição de conceitos e desenvolvimento teórico da temática

Leia mais

RESUMO DAS OBRAS VISITADAS:

RESUMO DAS OBRAS VISITADAS: RESUMO DAS OBRAS VISITADAS: Bairro da Laje, freguesia de Porto Salvo: - Parque Urbano Fase IV Os Arranjos Exteriores do Parque Urbano Fase IV do bairro da Laje, inserem-se num vasto plano de reconversão

Leia mais

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO E DELEGAÇÃO DE COMPETÊNCIAS ENTRE A CÂMARA MUNICIPAL DE SERPA E A JUNTA DE FREGUESIA DE SALVADOR

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO E DELEGAÇÃO DE COMPETÊNCIAS ENTRE A CÂMARA MUNICIPAL DE SERPA E A JUNTA DE FREGUESIA DE SALVADOR PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO E DELEGAÇÃO DE COMPETÊNCIAS ENTRE A CÂMARA MUNICIPAL DE SERPA E A JUNTA DE FREGUESIA DE SALVADOR Entre: A Câmara Municipal de Serpa, representada pelo seu Presidente, João Manuel

Leia mais

Plano de Acção. Rede Social 2011/2012

Plano de Acção. Rede Social 2011/2012 Plano de Acção - Rede Social Plano de Acção Rede Social Conselho Local da Acção Social de Figueira de Castelo Plano de Acção Rede Social Acções a desenvolver Objectivos Resultados esperados Calendarização

Leia mais

Aos Órgãos Sociais da FAPODIVEL. Odivelas, 20 de Novembro de 2010. Caros Colegas,

Aos Órgãos Sociais da FAPODIVEL. Odivelas, 20 de Novembro de 2010. Caros Colegas, Aos Órgãos Sociais da FAPODIVEL Odivelas, 20 de Novembro 2010 Caros Colegas, Estando a terminar este ano de trabalho na Federação Concelhia de Odivelas, da qual eu fiz parte dos seus Órgãos Sociais neste

Leia mais

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 17 AGOSTO DE 2011

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 17 AGOSTO DE 2011 REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 17 AGOSTO DE 2011 A Câmara deliberou, por unanimidade, justificar a falta do Senhor Presidente e do Vereador Senhor Eng.º Sérgio Manuel

Leia mais

Conselho Municipal de Educação de Barrancos

Conselho Municipal de Educação de Barrancos Conselho Municipal de Educação de Barrancos Regimento Interno (versão consolidada com a 1ª alteração aprovada em 09/10/2008) (Deliberação nº 23/AM/2008, de 15/12, sob proposta aprovada pela Deliberação

Leia mais

D. Virgílio Antunes no Centro Social do Senhor da Serra. Bispo de Coimbra na bênção oficial da Residência Cristo Redentor

D. Virgílio Antunes no Centro Social do Senhor da Serra. Bispo de Coimbra na bênção oficial da Residência Cristo Redentor D. Virgílio Antunes no Centro Social do Senhor da Serra Bispo de Coimbra na bênção oficial da Residência Cristo Redentor O bispo da diocese de Coimbra, D. Virgílio Antunes, procedeu à bênção oficial da

Leia mais

O PROVEDOR DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA NO CONCELHO DE VISEU. Prof. Joaquim Escada

O PROVEDOR DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA NO CONCELHO DE VISEU. Prof. Joaquim Escada O PROVEDOR DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA NO CONCELHO DE VISEU Prof. Joaquim Escada Como surgiu a ideia da criação desta figura no Concelho de Viseu: - Contactos do Executivo da Câmara Municipal de Viseu com

Leia mais

Fundamentação. Artigo 1º Âmbito

Fundamentação. Artigo 1º Âmbito Regulamento Interno Fundamentação As preocupações sociais da Associação Vidas Cruzadas estão bem patentes nos objectivos de intervenção desta Instituição. Face ao actual contexto sócio económico cujas

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL CARTÃO DO IDOSO

REGULAMENTO MUNICIPAL CARTÃO DO IDOSO REGULAMENTO MUNICIPAL CARTÃO DO IDOSO ÍNDICE Preâmbulo Artigo 1.º - Âmbito Artigo 2.º - Objetivo Artigo 3.º - Condições de Atribuição Artigo 4.º - Organização Processual Artigo 5.º - Benefícios do Cartão

Leia mais

REGULAMENTO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO JOVEM DA FREGUESIA DE SÃO TEOTÓNIO (1ª ALTERAÇÃO)

REGULAMENTO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO JOVEM DA FREGUESIA DE SÃO TEOTÓNIO (1ª ALTERAÇÃO) DA FREGUESIA DE SÃO TEOTÓNIO (1ª ALTERAÇÃO) Órgão Executivo, Órgão Deliberativo, Em de 2015 Em de 2015 Preâmbulo A freguesia de São Teotónio tem um compromisso estabelecido com a população de cumprir a

Leia mais

MODELO DE GESTÃO PARA A TRIENAL DE ARQUITECTURA 2007

MODELO DE GESTÃO PARA A TRIENAL DE ARQUITECTURA 2007 PROPOSTA MODELO DE GESTÃO PARA A TRIENAL DE ARQUITECTURA 2007 Como Presidente do Conselho Directivo Nacional, proponho à Assembleia Geral: 1. A constituição de uma Sociedade Unipessoal por quotas, cujo

Leia mais