REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DIÁRIO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DIÁRIO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS"

Transcrição

1 REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DIÁRIO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS AA ANO LXIII - Nº TERÇA-FEIRA, 15 DE JULHO DE BRASÍLIA-DF

2 MESA DA CÂMARA DOS DEPUTADOS (Biênio 2007/2008) PRESIDENTE ARLINDO CHINAGLIA PT - SP 1º VICE-PRESIDENTE NARCIO RODRIGUES PSDB-MG 2º VICE-PRESIDENTE INOCÊNCIO OLIVEIRA PR - PE 1º SECRETÁRIO OSMAR SERRAGLIO PMDB - PR 2º SECRETÁRIO CIRO NOGUEIRA PP - PI 3º SECRETÁRIO WALDEMIR MOKA PMDB - MS 4º SECRETÁRIO JOSE CARLOS MACHADO DEM - SE 1º SUPLENTE MANATO PDT - ES 2º SUPLENTE ARNON BEZERRA PTB - CE 3º SUPLENTE ALEXANDRE SILVEIRA PPS - MG 4º SUPLENTE DELEY PSC - RJ

3 CÂMARA DOS DEPUTADOS SUMÁRIO SEÇÃO I 1 ATA DA 169ª SESSÃO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS, SOLENE, MATUTINA, DA 2ª SESSÃO LEGISLATIVA ORDINÁRIA, DA 53ª LE- GISLATURA, EM 14 DE JULHO DE 2008 I Abertura da sessão II Leitura e assinatura da ata da sessão anterior III Leitura do expediente MENSAGENS Nº 391/2008 do Poder Executivo Submete à apreciação do Congresso Nacional, os atos constantes dos Decretos de 13 de junho de 2008, que outorgam concessões às entidades abaixo relacionadas para explorar, pelo prazo de quinze anos, sem direito de exclusividade, serviços de radiodifusão de sons e imagens:1- Fundação Dom Heleno, no município de Governador Valadares MG;2- TV nova Conexão Ltda., no município de Francisco Beltão PR;3- TV Nova Conexão Ltda., no município de Pato Branco PR;4- Televisão Diamante Ltda., no município de Caxias do Sul PR;5- Natureza Comunicações Ltda., no município de Corumbá MS;6- Natureza Comunicações Ltda., no município de Três Lagoas MS; 7- Farol Radiodifusão Ltda., no município de Rio Grande RS;8- TV Sobral Ltda., no município de Sobral CE Nº 473/2008 do Poder Executivo Comunica o Excelentíssimo Senhor Presidente da República que se ausentará do País no período de 06 a 13 de julho de 2008, em viagens oficiais ao Japão, nos dias 8 e 9, ao Vietnã, nos dias 9 e 10, ao Timor Leste, no dia 11, e na Indonésia, nos dias 11 e OFÍCIOS Nº 079/08 Do Senhor Deputado Léo Vivas, do Bloco PSB/PDT/PCdoB/PMN/PRB indicando os Deputados Cleber Verde e Walter Brito para integrarem a Comissão Especial destinada a proferir parecer à PEC nº 495-A/ N 087/07 Do Senhor Deputado Mendes Ribeiro Filho, Presidente em exercício da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, encaminhando o PDC nº 2.528/06, aprovado pela referida Comissão Nº 345/08 Do Senhor Deputado João Matos, Presidente da Comissão de Educação e Cultura, comunicando a apreciação do PL nº 1.876/ RECLAMAÇÃO Nº 3/08 Da Senhora Deputada Alice Portugal, reclama, nos termos do art. 55 c/c art. 130, ambos do RICD, contra o parecer da Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público ao PLP nº 92/ RECURSO Do Senhor Tarcísio Marcelo Barbosa de Lima à Mesa, contra decisão do Presidente que deixou de lhe dar posse como Deputado Federal em virtude de afastamento do titular, na qualidade de segundo suplente, convocando o suplente imediato para preencher a representação do Estado da Paraíba PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 275/2008 do Sr. Paulo Bornhausen Acrescenta os 10 e 11 ao art. 144, da Constituição Federal, destinando recursos para os Conselhos Municipais de Segurança Pública CONSEG RECURSOS Nº 190/08 Do Senhor Deputado José Genoíno, contra decisão do Presidente da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, sobre questão de ordem Nº 191/08 Do Senhor Deputado Ronaldo Caiado, contra decisão do Presidente da Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania, sobre questão de ordem Nº 192/08 Do Senhor Deputado Silvinho Peccioly, contra decisão do Presidente da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, sobre questão de ordem Nº 193/08 Do Senhor Deputado Efraim Filho, contra decisão do Presidente da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, sobre questão de ordem Nº 194/08 Do Senhor Deputado Silvinho Peccioly, contra decisão do Presidente da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, sobre questão de ordem Nº 195/08 Do Senhor Deputado José Carlos Aleluia, contra decisão do Presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática, sobre questão de ordem

4 32790 Terça-feira 15 DIÁRIO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS Julho de 2008 REQUERIMENTOS Nº 2.963/2008 Do Sr. Carlos Eduardo Cadoca Requerimento para retirada do PL 2.847/ Nº 2.965/2008 Do Sr. Onyx Lorenzoni Requeremos, nos termos regimentais, seja dado novo despacho ao PL nº 3571/ Nº 2.978/2008 Do Sr. Tarcísio Zimmermann Requer a revisão do despacho aposto ao PL nº 7.409/ Nº 2.984/2008 Da Comissão de Direitos Humanos e Minorias Requer, nos termos regimentais, com base nos artigos 139, II, a, 53, I, 32, VIII e 141 do RICD, a inclusão da Comissão de Direitos Humanos e Minorias no despacho inicial aposto ao Projeto de Lei n.º 1.949/ Nº 2.989/2008 Do Sr. Leandro Vilela Solicito a retirada do Projeto de Lei Complementar n.º 31, de Nº 2.994/2008 Do Sr. Júlio Delgado Requer a retirada de tramitação do Projeto de Lei nº 3657/ Nº 3.000/2008 Do Sr. Ratinho Junior Requer a revisão do despacho de distribuição do Projeto de Lei n.º 5.921, de 2001, para incluir o exame de mérito pela Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática IV Homenagem Transcurso do centenário de fundação do Villa Nova Atlético Clube PRESIDENTE (Mauro Benevides) Composição da Mesa Diretora dos trabalhos. Transcurso do centenário de fundação do Villa Nova Atlético Clube Oradores: VITOR PENIDO (DEM, MG), MAU- RO BENEVIDES (Bloco/PMDB, CE), JÚLIO DEL- GADO (Bloco/PSB, MG), VELOSO (Bloco/PMDB, BA) Usaram da palavra os Srs. JOÃO BOSCO PESSOA, Presidente do Villa Nova Atlético Clube; JACONIAS GOMES DE SOUZA, Vice-Prefeito do Município de Nova Lima, Estado de Minas Gerais PRESIDENTE (Vitor Penido) Saudações aos convidados presentes. Agradecimento aos participantes da sessão solene V Encerramento 2 ATA DA 170ª SESSÃO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS, ORDINÁRIA, DA 2ª SESSÃO LEGISLATIVA ORDINÁRIA, DA 53ª LEGISLATU- RA, EM 14 DE JULHO DE 2008 * Inexistência de quorum regimental para abertura da sessão I Abertura da sessão II Leitura e assinatura da ata da sessão anterior III Leitura do expediente IV Pequeno Expediente LUIZ COUTO (PT, PB Pela ordem) Matérias sob o título Caça aos torturadores; Impunes, por enquanto; A ponta do iceberg; e Cairia o queixo de Rui Barbosa, publicadas pela revista CartaCapital ÁTILA LINS (Bloco/PMDB, AM Pela ordem) Realização de audiência pública da Comissão de Minas e Energia, para debate do Programa Luz para Todos, com a presença de autoridades do Ministério de Minas e Energia e do Coordenador Nacional do Programa, Sr. Hélio Morito Shinoda. Falecimento do fotógrafo e colunista social do Jornal de Brasília, Emivaldo Silva JANETE CAPIBERIBE (Bloco/PSB, AP Pela ordem) Aprovação, pela Casa, do Projeto de Lei nº 1.531, de 2007, sobre obrigatoriedade da instalação de mecanismos de proteção dos motores, dos eixos e de outras partes móveis de embarcações de pequeno porte. Continuidade da luta pela efetivação de políticas públicas destinadas às vítimas de escalpelamento MAURO BENEVIDES (Bloco/PMDB, CE) Transcurso do 56º aniversário de fundação do Banco do Nordeste do Brasil S/A JANETE CAPIBERIBE (Bloco/PSB, AP) Criação, pelo Ministério dos Transportes, de Grupo de Trabalho para elaboração de política pública de navegação fluvial na Amazônia LUIZ COUTO (PT, PB) Solidariedade ao Juiz Federal Fausto Martin de Sanctis pela determinação da prisão de acusados por prática de crimes contra o patrimônio público. Participação do orador em subcomissão do Conselho Nacional de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana, destinada à verificação in loco de ações de grupos de extermínio no Estado do Ceará. Continuidade da luta pela erradicação de milícias privadas e grupos de extermínio no País ÁTILA LINS (Bloco/PMDB, AM) Aprovação, pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, do Projeto de Lei Complementar nº 124, de 2007, a respeito da justificação para a desfiliação partidária. Interesse do Presidente da República na realização da reforma político-eleitoral FRANCISCO RODRIGUES (DEM, RR) Inauguração de ponte sobre o Rio Tacutu, entre o Estado de Roraima e à República Cooperativa da Guiana. Recuperação da BR-174, trecho Manaus Boa Vista fronteira da Venezuela GUILHERME MENEZES (PT, BA) Matéria sobre a economia brasileira, publicada pelo jornal britânico Financial Times. Êxito de programas sociais desenvolvidos pelo Governo Luiz Inácio Lula da Silva JANETE CAPIBERIBE (Bloco/PSB, AP Como Líder) Execução de emendas orçamentárias da oradora em prol de municípios do Estado do Amapá. Encontro da Parlamentar com reitores de universidades federais da região amazônica

5 Julho de 2008 DIÁRIO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS Terça-feira AUGUSTO CARVALHO (PPS, DF Como Líder) Prisão de integrante das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia FARC. Repúdio às ações praticadas pelo grupo guerrilheiro. Congratulações ao Presidente da Colômbia, Álvaro Uribe Vélez. Defesa de exclusão das FARC do chamado Fórum de São Paulo V Grande Expediente MAURO BENEVIDES (Bloco/PMDB, CE Pela ordem) Urgente aprovação da Medida Provisória nº 431, de 2008, sobre a reestruturação do Plano Geral de Cargos do Poder Executivo. Apoio à reivindicação dos policiais rodoviários federais NILSON MOURÃO (PT, AC) Participação em encontro de Parlamentares latino-americanos e caribenhos para debate sobre a condenação de cidadãos cubanos pelos Estados Unidos da América. Declaração assinada pelos participantes no evento, em prol da realização de novo julgamento dos cubanos pela Justiça norte-americana VITOR PENIDO (DEM, MG) Realização, pela Casa, de sessão solene por ocasião do transcurso do centenário de fundação do Villa Nova Atlético Clube. Urgente aprovação, pelo Senado Federal, da Proposta de Emenda à Constituição nº 333, de 2004, sobre o limite de despesas e a composição numérica das Câmaras de Vereadores. Apresentação de emenda aglutinativa à matéria. Gastos excessivos da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro. Decisão do Tribunal Superior Eleitoral sobre a composição das Câmaras Municipais brasileiras RODRIGO ROLLEMBERG (Bloco/PSB, DF) Inadmissibilidade de desvio das funções constitucionais das Forças Armadas brasileiras. Inexistência de políticas voltadas para o aproveitamento dos recursos da Zona Econômica Exclusiva e da Plataforma Continental. Dependência da economia brasileira com relação ao transporte marítimo. Importância da prospecção de petróleo no mar para o Brasil. Potencial econômico da pesca. Alocação de recursos para a Marinha, com vistas ao adequado desempenho de sua missão institucional. Anúncio da liberação de verbas para a conclusão do Programa Nuclear da Marinha. Realização de pesquisas por órgãos oficiais na região amazônica. Importância estratégica do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais INPE. Considerações sobre o sistema de controle do tráfego aéreo brasileiro. Defesa da conclusão do Centro de Lançamento de Alcântara e de aporte financeiro para o prosseguimento do Programa Espacial Brasileiro. Ampliação da interação entre as Forças Armadas brasileiras e a classe política. Escolha do orador para Relator Setorial da Lei Orçamentária Anual na área de justiça e defesa. Atuação do Exército na região amazônica. Necessidade de fortalecimento da indústria militar e do aparato defensivo brasileiro DOMINGOS DUTRA (PT, MA) Contestação a matérias divulgadas pela mídia a respeito do desempenho dos Parlamentares. Proposições apresentadas pelo orador. Conveniência de extinção do cargo de Suplente de Senador. Convite ao Presidente da República para uma visita ao Município de Central, Estado do Maranhão WILSON BRAGA (Bloco/PMDB, PB Pela ordem) Visita do Ministro das Comunicações, Hélio Costa, ao Município de Campina Grande, Estado da Paraíba. Implantação do Programa de Inclusão Digital no Estado ANTONIO CARLOS BISCAIA (PT, RJ) Êxito dos programas de combate à fome implementados pelo Governo Luiz Inácio Lula da Silva. Desenvolvimento da economia brasileira. Recrudescimento dos índices de violência no País. Matéria PF diz que Garotinho chefiava quadrilha e prende Álvaro Lins, publicada pelo jornal O Globo. Atuação da Polícia Federal e do Ministério Público Federal no combate ao crime organizado. Protesto contra a concessão pelo Presidente do Supremo Tribunal Federal, Ministro Gilmar Mendes, de habeas corpus ao banqueiro Daniel Dantas, acusado por crimes contra a ordem econômica. Implementação do Sistema Único de Segurança Pública e do Programa de Segurança Pública Com Cidadania PRONASCI. Contrariedade à aprovação, pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, de projeto de lei sobre o estabelecimento de restrições à apresentação de ação civil pública e de ação popular. Apresentação do Projeto de Lei Complementar nº 203, de 2004, a respeito da inelegibilidade parlamentar. Ligação do Prefeito Mário Tricano, do Município de Teresópolis, Estado do Rio de Janeiro, com o crime organizado JOSÉ PAULO TÓFFANO (PV, SP Pela ordem) Transcurso do centenário de fundação do jornal Comércio do Jahu, no Município de Jaú, Estado de São Paulo FELIPE MAIA (DEM, RN Pela ordem) Matéria sob o título Um ano depois do desastre, ainda falta muito para que o País resolva os problemas que levaram o caos aos aeroportos brasileiros, publicada pela revista Veja. Prejuízos causados ao turismo no Estado do Rio Grande do Norte, em decorrência das condições do Aeroporto Augusto Severo em Natal COSTA FERREIRA (PSC, MA Pela ordem) Combate à pirataria no País Apresentação de proposições: COMISSÃO DE RELAÇÕES EXTERIORES E DE DEFESA NA- CIONAL VI Comunicações Parlamentares MAURO BENEVIDES (Bloco/PMDB, CE) Transcurso do 83 aniversário da Associação Cearense de Imprensa ACI

6 32792 Terça-feira 15 DIÁRIO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS Julho de 2008 VII Encerramento DISCURSO PROFERIDO PELO SR. DE- PUTADO PAES LANDIM (PTB, PI) NO PERÍO- DO DESTINADO AO GRANDE EXPEDIENTE DA SESSÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA DOS DEPU- TADOS Nº 160, REALIZADA EM 3 DE JULHO DE 2008 RETIRADO PELO ORADOR PARA REVI- SÃO: Entrevista concedida ao jornal O Globo pelo Presidente do Supremo Tribunal Federal, Ministro Gilmar Mendes. Apoio ao posicionamento do Presidente do STF no tocante à divulgação de nomes de pessoas públicas envolvidas em processos administrativos ou judiciais inconclusos. Ressalvas a editorial publicado pelo jornal Folha de S.Paulo sobre a importância do acesso à informação para a ética na política. Desagravo de denúncias infundadas contra o ex-ministro Carlos Mário da Silva Velloso, da Suprema Corte. Regozijo com a libertação da Senadora colombiana Ingrid Betancourt, mantida refém pelo grupo guerrilheiro Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia FARC. Realização, pela Companhia Vale do Rio Doce, de audiência pública no Município de São João do Piauí, Estado do Piauí, para debate de projeto de pesquisa e exploração de jazidas de níquel. Irregularidade cometida por gerente de agência do Banco do Brasil S/A em São João do Piauí PARECERES Projeto de Lei nº B/07 e Projeto de Decreto Legislativo nº A/ SEÇÃO II 4 ATOS DO PRESIDENTE a) Designar: Evilásio da Silva Nunes, Fabiana Ramos Ferreira de Melo Todorov b) Designar (substitutos): Carlos André França Laquintinie, Daniela Guerson André, Evelin Maciel Brisolla, Fábio Henrique Tenório Pedrosa, Gisele Sampaio Fernandes, Hudson Gomes de Paula, Irani Coimbra de Oliveira, Joana D Arc Braga de Medeiros, Luciana César Cordeiro Couto, Magnólia Maria de Figueiredo Vicente, Márcia Becker, Normando Fernandes MESA 6 LÍDERES E VICE-LÍDERES 7 DEPUTADOS EM EXERCÍCIO 8 COMISSÕES

7 Julho de 2008 DIÁRIO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS Terça-feira SEÇÃO I Ata da 169ª Sessão, Solene, Matutina, em 14 de julho de 2008 Presidência dos Srs.: Mauro Benevides, Vitor Penido, 2º do artigo 18 do Regimento Interno. I ABERTURA DA SESSÃO (ÀS 11 HORAS E 10 MINUTOS) O SR. PRESIDENTE (Mauro Benevides) Declaro aberta a sessão. Sob a proteção de Deus e em nome do povo brasileiro iniciamos nossos trabalhos. O Sr. Secretário procederá à leitura da ata da sessão anterior. II LEITURA DA ATA O SR. PRESIDENTE (Mauro Benevides) Fica dispensada a leitura da ata da sessão anterior. O SR. PRESIDENTE (Mauro Benevides) Passase à leitura do expediente. O SR. VITOR PENIDO, servindo como 1 Secretário, procede à leitura do seguinte III EXPEDIENTE MENSAGEM Nº 391, DE 2008 (do Poder Executivo) AVISO Nº 476, DE 2008 C. Civil Submete à apreciação do Congresso Nacional, os atos constantes dos Decretos de 13 de junho de 2008, que outorgam concessões às entidades abaixo relacionadas para explorar, pelo prazo de quinze anos, sem direito de exclusividade, serviços de radiodifusão de sons e imagens: TVR 874/2008 Fundação Dom Heleno, no município de Governador Valadares - MG; TVR 875/2008 TV nova Conexão Ltda., no município de Francisco Beltão - PR TVR 876/2008 TV Nova Conexão Ltda., no município de Pato Branco - PR TVR 877/2008 Televisão Diamante Ltda., no município de Caxias do Sul -PR TVR Natureza Comunicações Ltda., no município de Corumbá - MS TVR 879/2008 Natureza Comunicações Ltda., no município de Três Lagoas - MS; TVR 880/2008 Farol Radiodifusão Ltda., no município de Rio Grande RS TVR 881/2008 TV Sobral Ltda., no município de Sobral CE. (Às Comissões de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática; e de Constituição e Justiça e de Cidadania (Art. 54)) Senhores Membros do Congresso Nacional, Nos termos do art. 49, inciso XII, combinado com o 39, do art. 223, da Constituição, submeto à apreciação de Vossas Excelências, acompanhados de Exposições de Motivos do Senhor Ministro de Estado das Comunicações, os atos constantes dos Decretos de 13 de junho de 2008, que outorgam concessões às entidades abaixo relacionadas para explorar, pelo prazo de quinze anos, sem direito de exclusividade, serviços de radiodifusão de sons e imagens: 1 Fundação Dom José Heleno, no município de Governador Valadares - MG; 2 TV Nova Conexão Ltda., no município de Francisco Beltrão - PR; 3 IV Nova Conexão Ltda., no município de Pato Branco PR; 4 Televisão Diamante Ltda., no município de Caxias do Sul - RS; 5 Natureza Comunicações Ltda., no município de Corumbá - MS; 6 Natureza Comunicações Ltda., no município de Três Lagoas - MS; 7 Farol Radiodifusão Ltda., no município de Rio Grande - RS; e 8 TV Sobral Ltda., no município de Sobral - CE. Brasília, 16 de junho de MC 154 EM Brasília, 6 de abril de 2006 Excelentíssimo Senhor Presidente da República, 1. Em conformidade com as atribuições legais e regulamentares cometidas a este Ministério, determinou-se a instauração de procedimento licitatório, na modalidade Concorrência, com vistas à outorga de

8 32794 Terça-feira 15 DIÁRIO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS Julho de 2008 concessão para explorar serviços de radiodifusão de sons e imagens, na localidade e Unidade da Federação abaixo indicada. 2. A Comissão Especial de Âmbito Nacional, criada pela Portaria nº 63, de 5 de fevereiro de 1997, alterada pela Portaria nº 795, de 17 de dezembro de 1997, após analisar a documentação de habilitação e as propostas técnica e de preço das entidades proponentes, com observância da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, e da legislação específica de radiodifusão, concluiu que obteve a maior pontuação do valor ponderado, nos termos estabelecidos pelos respectivos Editais, tornando-se assim vencedora da Concorrência, conforme atos da mesma Comissão, que homologuei, a seguinte entidade: Fundação Dom José Heleno, serviço de radiodifusão de sons e imagens no Município de Governador Valadares, Estado de Minas Gerais (Processo nº /1998 e Concorrência nº 014/1998 SSR/MC). 3. Nessa conformidade, e em observância ao que dispõe o art. 29 do Regulamento dos Serviços de Radiodifusão, aprovado pelo Decreto nº , de 31 de outubro de 1963, com a redação que lhe foi dada pelo Decreto nº 1.720, de 28 de novembro de 1995, submeto à elevada consideração de Vossa Excelência projeto de decreto que trata da outorga de concessão à referida entidade para explorar o serviço de radiodifusão mencionado. 4. Esclareço que, nos termos do 3ºdo art. 223 da Constituição Federal, o ato de outorga somente produzirá efeitos legais após deliberação do Congresso Nacional, pra onde solicito seja encaminhado o referido ato, acompanhado do processo correspondente. Respeitosamente, Assinado eletronicamente por: Hélio Calixto da Costa. O Presidente da República, no uso das atribuições que lhe conferem os arts. 84, inciso IV e 223,, da Constituição, e 34, 1º, da Lei nº 4.117, de 27 de agosto de 1962, e tendo em vista o disposto no art. 29 do Regulamento dos Serviços de Rádiodifusão, aprovado pelo Decreto nº , de 31 de outubro de 1963, Decreta Art. 1º Fica outorgada concessão à Fundação Dom José Heleno, para explorar, pelo prazo de quinze anos, sem direito de exclusividade, serviço de radiodifusão de sons e imagens, no Município de Governador Valadares, Estado de Minas Gerais. Parágrafo único. A concessão ora outorgada regerse-á pelo Código Brasileiro de Telecomunicações, leis subseqüentes, regulamentos e obrigações assumidas pela outorgada. Art. 2º Este ato somente produzirá efeitos legais após deliberação do Congresso Nacional, do 3º do art. 223 da Constituição. Art. 3º O contrato decorrente dessa concessão deverá ser assinado dentro de sessenta dias, data de publicação da deliberação de que trata o art. 2º. Art. 4º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Brasília, 13 de junho de 2008; 187º da Independência e 120º da República. Referendado eletronicamente por: Helio Calixto da Costa. MC 283 EM Brasília, 16 de julho de 2007 Excelentíssimo Senhor Presidente da República, 1. De conformidade com as atribuições legais e regulamentares cometidas a este Ministério, determinou-se a publicação da Concorrência nº 66/2001- SSR/MC, com vistas à implantação de uma estação de radiodifusão de sons e imagens, no município de Francisco Beltrão, Estado do Paraná. 2. A Comissão Especial de Licitação, constituída pela Portaria nº 811, de 29 de dezembro de 1997, e suas alterações, depois de analisar a documentação de habilitação e as propostas técnica de preço pela outorga das entidades proponentes, com observância da Lei nº 8.666, de 21 de julho de 1993, e da legislação específica de radiodifusão, concluiu que a TV Nova Conexão Ltda., (Processo nº /2001) obteve a maior pontuação do valor ponderado, nos termos estabelecidos pelo Edital, tornando-se assim a vencedora da Concorrência, conforme ato da mesma Comissão, que homologuei, havendo por bem outorgar a concessão, na forma da Portaria inclusa. 3. Esclareço que, de acordo com o 3º do art. 223 da Constituição, o ato de outorga somente produzirá efeitos legais após deliberação do Congresso Nacional, para onde solicito seja encaminhado o referido ato. Respeitosamente, Hélio Calixto da Costa. DECRETO DE 13 DE JUNHO DE 2008 Outorga concessão à TV Nova Conexão Ltda., para explorar serviço de radiodifusão de sons e imagens, no município de Francisco Beltrão, Estado do Paraná. O Presidente da República, no uso das atribuições que lhe conferem os arts. 84, inciso IV, e 223, caput, da Constituição, e 34, 1º, da Lei nº 4.117, de 27 de agosto de 1962, e tendo em vista o disposto no art. 29 do Regulamento dos Serviços de Radiodifusão, aprovado pelo Decreto nº , de 31 de outubro de 1963, e o que consta do Processo nº /2001, Concorrência nº 66/2001-SSR/MC,

9 Julho de 2008 DIÁRIO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS Terça-feira Decreta: Art. 1º Fica outorgada a concessão à TV Nova Conexão Ltda., para explorar, pelo prazo de quinze anos, sem direito de exclusividade, serviço de radiodifusão de sons e imagens, no Município de Francisco Beltrão, Estado do Paraná. Art. 2º A concessão ora outorgada reger-se-á pelo Código Brasileiro de Telecomunicações, leis subseqüentes, regulamentos e obrigações assumidas pela outorgada. Art. 3º Este ato somente produzirá efeitos legais após deliberação do Congresso Nacional, nos termos do 3º do art. 223 da Constituição. Art. 4º O contrato decorrente desta concessão deverá ser assinado dentro de sessenta dias, a contar da data de publicação da deliberação de que trata o art. 3º. Art. 5º Este decreto entra em vigor na data de sua publicação. Brasília, 13 de junho de 2008; 187º da Independência e 120º da República. Luiz Inácio Lula da Silva. MC 284 EM Brasília, 16 de julho de 2007 Excelentíssimo Senhor Presidente da República, De conformidade com as atribuições legais e regulamentares cometidas a este Ministério, determinouse a publicação da Concorrência nº 66/2001 SSR/MC, com vistas à implantação de uma estação de radiodifusão de sons e imagens, no município de Pato Branco, Estado do Paraná. A Comissão Especial de Licitação, constituída pela Portaria nº 811, de 29 de dezembro de 1997, e suas alterações, depois de analisar a documentação de habilitação e as propostas técnica e de preço pela outorga das entidades proponentes, com observância da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, e da legislação específica de radiodifusão, concluiu que a TV Nova Conexão Ltda. (Processo nº /2001) obteve a maior pontuação do valor ponderado, nos termos estabelecidos pelo Edital, tornando-se assim a vencedora da Concorrência, conforme ato da mesma Comissão, que homologuei, havendo por bem outorgar a concessão, na forma da Portaria inclusa. Esclareço que, de acordo com o 3º o art. 223 da Constituição, o ato de outorga somente produzirá efeitos legais após deliberação do Congresso Nacional, para onde solicito seja encaminhado o referido ato. Respeitosamente, Hélio Calixto da Costa. DECRETO DE 13 DE JUNHO DE 2008 Outorga concessão à TV Nova Conexão Ltda., para explorar serviço de radiodifusão de sons e imagens, no município de Pato Branco, Estado do Paraná. O Presidente da República, no uso das atribuições que lhe conferem os arts. 84, inciso IV, e 223, caput, da Constituição, e 34, 1º, da Lei nº 4.117, de 27 de agosto de 1962, e tendo em vista o disposto no art. 29 do Regulamento dos Serviços de Radiodifusão, aprovado pelo Decreto nº , de 31 de outubro de 1963, e o que consta do Processo nº /2001, Concorrência nº 66/2001-SSR/MC, Decreta: Art. 1º Fica outorgada concessão à TV Nova Conexão Ltda., para explorar, pelo prazo de quinze anos, sem direito de exclusividade, serviço de radiodifusão de sons e imagens, no Município de Pato Branco, Estado do Paraná. Art. 2º A concessão ora outorgada reger-se-á pelo Código Brasileiro de Telecomunicações, leis subseqüentes, regulamentos e obrigações assumidas pela outorgada. Art. 3º Este ato somente produzirá efeitos legais após deliberação do Congresso Nacional, nos termos do 3º do art. 223 da Constituição. Art. 4º O contrato decorrente desta concessão deverá ser assinado dentro de sessenta dias, a contar da data de publicação da deliberação de que trata o art. 3º. Art. 5º Este decreto entra em vigor na data de sua publicação. Brasília, 13 de junho de 2008; 187º da Independência e 120º da República. Luiz Inácio Lula da Silva. MC 152 EM Brasília, 6 de abril de 2006 Excelentíssimo Senhor Presidente da República, 1. Em conformidade com as atribuições legais e regulamentares cometidas a este Ministério, determinou-se a publicação da Concorrência nº 30/1998 SSR/MC, com vistas à implantação de uma estação de radiodifusão de sons e imagens, no município de Caxias do Sul, Estado do Rio Grande do Sul. 2. A Comissão Especial de Licitação, constituída pela Portaria nº 811, de 29 de dezembro de 1997, e suas alterações, depois de analisar a documentação de habilitação e as propostas técnica e de preço pela outorga das entidades proponentes,

10 32796 Terça-feira 15 DIÁRIO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS Julho de 2008 com observância da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, e da legislação específica de radiodifusão, concluiu que a Televisão Diamante Ltda., (Processo nº /1998) obteve a maior pontuação do valor ponderado, nos termos estabelecidos pelo Edital, tornando-se assim a vencedora da Concorrência, conforme ato da mesma Comissão, que homologuei, havendo por bem outorgar a concessão, na forma do decreto incluso. 3. Esclareço que, de acordo com o 3º do art. 223 da Constituição, o ato de outorga somente produzirá efeitos legais após deliberação do Congresso Nacional, para onde solicito seja encaminhado o referido ato. Respeitosamente, Assinado eletronicamente por: Helio Calixto da Costa DECRETO DE 13 DE JUNHO DE 2008 Outorga concessão à Televisão Diamante Ltda., para explorar serviço de radiodifusão de sons e imagens, no município de Caxias do Sul, Estado do Rio Grande do Sul, e dá outras providências. O Presidente da República, no uso das atribuições que lhe conferem os arts. 84, inciso IV,e 223, caput, da Constituição,e 34, 1º, da Lei nº 4.117, de 27 de agosto de 1962, e tendo em vista o disposto no art. 29 do Regulamento dos Serviços de Radiodifusão, aprovado pelo Decreto nº , de 31 de outubro de 1963, e o que consta do Processo nº /1998, Concorrência nº 030/1998-SSR/MC, Decreta: Art. 1º Fica outorgada concessão à Televisão Diamante Ltda., para explorar, pelo prazo de quinze anos, sem direito de exclusividade, serviço de radiodifusão de sons e imagens, no município de Caxias do Sul, Estado do Rio Grande do Sul. Art. 2º A concessão ora outorgada reger-se-á pelo Código Brasileiro de Telecomunicações, leis subseqüentes, regulamentos e obrigações assumidas pela outorgada. Art. 3º Este ato somente produzirá efeitos legais após deliberação do Congresso Nacional, nos termos do 3º do art. 223 da Constituição. Art. 4º O contrato decorrente desta concessão deverá ser assinado dentro de sessenta dias, a contar da data de publicação da deliberação de que trata o art. 3º Art. 5º Este decreto entra em vigor na data de sua publicação. Brasília, 13 de junho de 2008; 187º da Independência e 120º da República. Luiz Inácio Lula da Silva, Helio Calixto da Costa. MC 153 EM Brasília, 6 de abril de 2006 Excelentíssimo Senhor Presidente da República, 1. Em conformidade com as atribuições legais e regulamentares cometidas a este Ministério, determinou-se a instauração de procedimento licitatório, na modalidade Concorrência, com vistas à outorga de concessão para explorar serviços de radiodifusão de sons e imagens, na localidade e Unidade da Federação abaixo indicada. 2. A Comissão Especial de Âmbito Nacional, criada pela Portaria nº 63, de 5 de fevereiro de 1997, alterada pela Portaria nº 795, de 17 de dezembro de 1997, após analisar a documentação de habilitação e as propostas técnica e de preço das entidades proponentes, com observância da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, e da legislação específica de radiodifusão, concluiu que obteve a maior pontuação do valor ponderado, nos termos estabelecidos pelos respectivos Editais, tomando-se assim vencedora da Concorrência, conforme atos da mesma Comissão, homologados em despacho datado de 7 de dezembro de 2002, a seguinte entidade: Natureza Comunicações Ltda., serviço de radiodifusão de sons e imagens no município de Corumbá, Estado de Mato Grosso do Sul (Processo nº /2001 e Concorrência nº 43/200 1 SSRIMC). 3. Nessa conformidade, e em observância ao que dispõe o art. 29 do Regulamento dos Serviços de Radiodifusão, aprovado pelo Decreto nº , de 31 de outubro de 1963, com a redação que lhe foi dada pelo Decreto nº 1.720, de 28 de novembro de 1995, submeto à elevada consideração de Vossa Excelência projeto de decreto que trata da outorga de concessão à referida entidade para explorar o serviço de radiodifusão mencionado. 4. Esclareço que, nos termos do 3º do art. 223 da Constituição Federal, o ato de outorga somente produzirá efeitos legais após deliberação do Congresso Nacional, para onde solicito seja encaminhado o referido ato, acompanhado do processo correspondente. Respeitosamente, Assinado eletronicamente por: Helio Calixto da Costa DECRETO DE 13 DE JUNHO DE 2008 Outorga concessão à Natureza Comunicações Ltda., para explorar serviço de radiodifusão de sons e imagens, na cidade de Corumbá, Estado de Mato Grosso do Sul. O Presidente da República, no uso das atribuições que lhe conferem os arts. 84, inciso IV, e 223, caput,

11 Julho de 2008 DIÁRIO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS Terça-feira da Constituição, e 34, 1º, da Lei nº 4.117, de 27 de agosto de 1962, e tendo em vista o disposto no ad. 29 do Regulamento dos Serviços de Radiodifusão, aprovado pelo Decreto nº , de 31 de outubro de 1963, e o que consta no Processo nº / , Concorrência nº 43/2001 SSR/MC, Decreta: Art. 1º Fica outorgada concessão à Natureza Comunicações Ltda., para explorar, pelo prazo de quinze anos, sem direito de exclusividade, serviço de radiodifusão de sons e imagens, no Município de Corumbá, Estado de Mato Grosso do Sul. Art. 2º A concessão ora outorgada reger-se-á pelo Código Brasileiro Telecomunicações, leis subseqüentes, regulamentos e obrigações assumidas pela outorgada. Art. 3º Este ato somente produzirá efeitos legais após deliberação do Congresso Nacional, nos termos do 3º do art. 223 da Constituição. Art. 4º contrato decorrente dessa concessão deverá ser assinado dentro de sessenta dias, a contar da data de publicação da deliberação de que trata o art. 3º. Art. 5º Este decreto entra em vigor na data de sua publicação. Brasília, 13 de junho de 2008; 187º da Independência e 120º da República. Luiz Inácio Lula da Silva, Helio Calixto da Costa. MC Nº 488 EM Brasília, 22 de setembro de 2006 Excelentíssimo Senhor Presidente da República, 1. De conformidade com as atribuições legais e regulamentares cometidas a este Ministério, determinou-se a publicação da Concorrência nº 43/2001-SSR/ MC, com vistas à implantação de uma estação de radiodifusão de sons e imagens, no Município de Três Lagoas, Estado de Mato Grosso do Sul. 2. A Comissão Especial de Licitação, constituída pela Portaria nº 811, de 29 de dezembro de 1997, e suas alterações, depois de analisar a documentação de habilitação e as propostas técnica e de preço pela outorga das entidades proponentes, com observância da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, e da legislação específica de radiodifusão, concluiu que a Natureza Comunicações Ltda (Processo nº /2001) obteve a maior pontuação do valor ponderado, nos termos estabelecidos pelo Edital, tomando-se assim a vencedora da Concorrência, conforme ato da mesma Comissão, que homologuei, havendo por bem outorgar a concessão, na forma do Decreto incluso. 3. Esclareço que, de acordo com o 3º do art. 223 da Constituição, o ato de outorga somente produzirá efeitos legais após deliberação do Congresso Nacional para onde solicito seja encaminhado o referido ato. Respeitosamente, Assinado eletronicamente por: Helio Calixto da Costa DECRETO DE 13 DE JUNHO DE Outorga concessão à Natureza Comunicações Ltda., para explorar serviço de radiodifusão de sons e imagens, no Município de Três Lagoas, Estado de Mato Grosso do Sul, e dá outras providências. O Presidente da República, no uso das atribuições que lhe conferem os arts. 84, inciso IV, e 223, caput, da Constituição, e 34, 1º, da Lei nº 4.117, de 27 de agosto de 1962, e tendo em vista o disposto no art. 29 do Regulamento dos Serviços de Radiodifusão, aprovado pelo Decreto nº , de 31 de outubro de 1963, e o que consta do Processo nº /2001, Concorrência nº 43/2001 SSR/MC, Decreta: Art. 1º Fica outorgada concessão à Natureza Comunicações Ltda., para explorar, pelo prazo de quinze anos, sem direito de exclusividade, serviço de radiodifusão de sons e imagens, no Município de Três Lagoas, Estado de Mato Grosso do Sul. Art. 2º A concessão ora outorgada reger-se-á pelo Código Brasileiro de Telecomunicações, leis subseqüentes, regulamentos e obrigações assumidas pela outorgada. Art. 3º Este ato somente produzirá efeitos legais após deliberação do Congresso Nacional, do 3º do art. 223 da Constituição. Art. 4º O contrato decorrente desta concessão deverá ser assinado dentro de sessenta dias, a contar da data de publicação da deliberação de que trata o art. 3º. Art. 5º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Brasília, 13 de junho de 2008; 187º da Independência e 120º da República. Luiz Inácio Lula da Silva, Helio Calixto da Costa, D-NATUREZA COMUNICAÇÔES(EM 488 MCXL4) MC Nº 151 EM Brasília, 6 de abril de 2006 Excelentíssimo Senhor Presidente da República, 1. De conformidade com as atribuições legais e regulamentares cometidas a este Ministério, determinou-se a publicação da Concorrência nº 30/1998-SSR/ MC, com vistas à implantação de uma estação de radiodifusão de sons e imagens, no Município de Rio Grande, Estado do Rio Grande do Sul.

12 32798 Terça-feira 15 DIÁRIO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS Julho de A Comissão Especial de Licitação, constituída pela Portaria nº 811, de 29 de dezembro de 1997, e suas alterações, depois de analisar a documentação de habilitação e as propostas técnica e de preço pela outorga das entidades proponentes, com observância da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, e da legislação específica de radiodifusão, concluiu que a Farol Radiodifusão Ltda., (Processo nº /1998) obteve a maior pontuação do valor ponderado, nos termos estabelecidos pelo Edital, tomando-se assim a vencedora da Concorrência, conforme ato da mesma Comissão, que homologuei, havendo por bem outorgar a concessão, na forma do Decreto incluso. 3. Esclareço que, de acordo com o 3º do art. 223 da Constituição, o ato de outorga somente produzirá efeitos legais após deliberação do Congresso Nacional, para onde solicito seja encaminhado o referido ato. Respeitosamente, Assinado eletronicamente por: Helio Calixto da Costa DECRETO 13 DE JUNHO DE 2008 Outorga concessão à Farol Radiofusão Ltda; para explorar serviço de radiodifusão de sons e imagens, no Município de Rio Grande,Estado do Rio Grande do Sul,e dá outras providências. O Presidente da República, no uso das atribuições que lhe conferem os arts.84, inciso IV, e 223, caput da Constituição, e 34, 1º, da Lei nº 4.117, de 27 de agosto de 1962, e tendo em vista o disposto no art. 29. do Regulamento dos serviços de Radiofusão, aprovado pelo Decreto nº , de 31 de outubro de 1963, e o que consta do Processo nº /1998,Concorrência nº 30/1998-SSR/ MC, Decreta: Art. 1º Fica outorgada concessão à Farol Radiofusão Ltda.para explorar, pelo prazo de quinze anos,sem direito de exclusividade, serviço de radiofusão de sons e imagens, no Município de Rio Grande, Estado do Rio Grande do Sul. Art. 2º A concessão ora outorgada reger-se-á pelo Código Brasileiro de Telecomunicações, leis subseqüentes, regulamentos e obrigações assumidas pela outorgada. Art. 3º Este ato somente produzirá efeitos legais após deliberação do Congresso Nacional, nos termos do 3º do art.223 da Constituição. Art. 4º O contrato decorrente desta concessão deverá ser assinado dentro de sessenta dias, a contar da data de publicação da deliberação de que trata o art. 3º. Art. 5º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Brasília, 13 de junho de 2008; 187º da Independência e 120º da República. Luiz Inácio Lula da Silva, Hélio Calixto da Costa, D-EM 151 MC-FAROL RADIOFUSÃO(L2) MC 155 EM Brasília, 6 de abril de 2006 Excelentíssimo Senhor Presidente da República, 1. Em conformidade com as atribuições legais e regulamentares cometidas a este Ministério, determinou-se a instauração de procedimento licitatório, na modalidade Concorrência, com vistas à outorga de concessão para explorar serviços de radiodifusão de sons e imagens, na localidade e Unidade da Federação abaixo indicada. 2. A Comissão Especial de Âmbito Nacional, criada pela Portaria nº 63, de 5 de fevereiro de 1997, alterada pela Portaria nº 795, de 11 de dezembro de 1997, após analisar a documentação de habilitação e as propostas técnica e de preço das entidades proponentes, com observância da Lei n º 8.666, de 21 de junho de 1993, e da legislação especifica de radiodifusão, concluiu que obteve a maior pontuação do valor ponderado, nos termos estabelecidos pelos respectivos Editais, tornando-se assim vencedora da Concorrência, conforme atos da mesma Comissão, homologados em despacho datado de 7 de dezembro de 2002, a seguinte entidade: TV Sobral Ltda., serviço de radiodifusão de sons e imagens no Município de Sobral, Estado do Ceará (Processo n º /1998 e Concorrência n º 216/1997 SSR/MC). 3. Nessa conformidade, e em observância ao que dispõe o art. 29 do Regulamento dos Serviços de Radiodifusão, aprovado pelo Decreto nº , de 31 de outubro de 1963, com a redação que lhe foi dada pelo Decreto n º 1.720, de 28 de novembro de 1995, submeto à elevada consideração de Vossa Excelência projeto de decreto que trata da outorga de concessão à referida entidade para explorar o serviço de radiodifusão mencionado. 4. Esclareço que, nos termos do 3º do art. 223 da Constituição Federal, o ato de outorga somente produzirá efeitos legais após deliberação do Congresso Nacional, para onde solicito seja encaminhado o referido ato, acompanhado do processo correspondente. Respeitosamente, Assinado eletronicamente por: Helio Calixto da Costa

13 Julho de 2008 DIÁRIO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS Terça-feira DECRETO DE 13 DE JUNHO DE 2008 Outorga concessão à TV Sobral Ltda., para explorar serviço de radiodifusão de sons e imagens, na cidade de Sobral, Estado do Ceará. O Presidente da República, no uso das atribuições que lhe conferem os arts. 84, inciso IV e 223, caput, da Constituição, e 34, 1º, da Lei nº 4.117, de 27 de agosto de 1962, e tendo em vista o disposto no art. 29 do Regulamento dos Serviços de Radiodifusão, aprovado pelo Decreto n º , de 31 de outubro de 1963, e o que consta do Processo n º /1 998, e Concorrência n º 216/1997 SSR/MC, Decreta: Art. 1º Fica outorgada concessão à TV Sobral Ltda., para explorar, pelo prazo de quinze anos, sem direito de exclusividade, serviço de radiodifusão de sons e imagens, no Município de Sobral, Estado do Ceará. Art. 2º A concessão ora outorgada reger-se-á pelo Código Telecomunicações, leis subseqüentes, regulamentos e obrigações assumidas pela outorgada. Brasileiro de Art. 3º Este ato somente produzirá efeitos legais após deliberação do Congresso Nacional, nos termos do 3º do art. 223 da Constituição. Art. 4º O contrato decorrente dessa concessão deverá ser assinado dentro de sessenta dias, a contar da data de publicação da deliberação de que trata o art. 3º. Art. 5º Este decreto entra em vigor na data de sua publicação. Brasília, 13 de junho de 2008; 187º da Independência e 120º da República. Luiz Inácio Lula da Silva. MENSAGEM Nº 473, DE 2008 (Do Poder executivo) AVISO N º 554/2008 C. Civil Comunica o Excelentíssimo Senhor Presidente da República que se ausentará do País no período de 6 a 13 de julho de 2008, em viagens oficiais ao Japão, nos dias 8 e 9, ao Vietnã, nos dias 9 e 10, ao Timor Leste, no dia 11, e na Indonésia, nos dias 11 e 12. Despacho: Publique-se. Senhores Membros da Câmara dos Deputados, Informo a Vossas Excelências que me ausentarei do País no período de 6 a 13 de julho de 2008, em viagens oficiais ao Japão, nos dias Se 9, ao Vietnã, nos dias 9 e 10 ao Timor Leste, no dia 11, e na Indonésia, nos dias 11 e 12. Brasília, 3 de julho de Luiz Inácio Lula da Silva Ofício GDLV 79/2008 Brasilia, 8 de julho de 2008 A Sua Excelência o Senhor Deputado Arlindo Chinaglia Presidente da Câmara dos Deputados Brasília DF Assunto: Indicação Comissão Especial Senhor Presidente, Com os meus cordiais cumprimentos, venho à presença de Vossa Excelência apresentar o nome do deputado Cleber Verde para compor a Comissão Especial destinado a proferir parecer à Proposta de Emenda à Constituição nº 495 A, de 2006, do Senado Federal, que acrescenta artigo ao Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, sobre a formação de novos municípios até o ano de 2000, representando o Partido Republicano Brasileiro (PRB/MA), como membro titular e o Deputado Walter Brito (PRB/PB) como suplente. Sem mais para o momento e certo da especial atenção de Vossa Excelência, antecipo meu sincero agradecimento. Atenciosamente, Léo Vivas, Líder do PRB Publique-se Em : Arlindo Chinaglia, Presidente COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA OF. N º 87 PP/2007 CCJC Brasília, 24 de abril de 2007 A Sua Excelência o Senhor Deputado Arlindo Chinaglia DD. Presidente da Câmara dos Deputados Nesta Senhor Presidente, Encaminho a Vossa Excelência, para as providências regimentais cabíveis, o Projeto de Decreto Legislativo nº 2.528/2006, aprovado por este Órgão Técnico, nesta data. Aproveito o ensejo para reiterar a Vossa Excelência protestos de elevada estima e distinta consideração. Deputado Mendes Ribeiro Filho, Presidente em exercício Publique-se Em : Arlindo Chinaglia, Presidente

14 32800 Terça-feira 15 DIÁRIO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS Julho de 2008 COMISSÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA Of.Pres - nº 345/08-CEC Brasília, 2 de julho de A Sua Excelência o Senhor Deputado Arlindo Chinaglia Presidente da Câmara dos Deputados Edifício Principal Assunto: Comunica apreciação de Proposição. Senhor Presidente, Comunico a Vossa Excelência, para as providências regimentais cabíveis, que o Projeto de Lei nº 1.876, de 2007, foi apreciado, nesta data, por este Órgão Técnico. Atenciosamente, Deputado João Matos, Presidente Publique-se. Em Arlindo Chinhaglia, Presidente RECLAMAÇÃO Nº 3, DE 2008 (Da Srª Alice Portugal) Requer a retirada dos itens ensino e pesquisa formação profissional cultura e hospitais universitários do Substitutivo apresentado ao PLP nº 92/2007 e aprovado pela Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público por exorbitar as atribuições da Comissão. Senhor Presidente, O Projeto de Lei Complementar nº 92/2007, de autoria do Poder Executivo, que regulamenta o disposto no inciso XIX do art. 37 da Constituição, que determina que Lei Complementar definirá as áreas de atuação de fundações instituídas pelo Poder Público, foi apresentado a esta Casa em 13 de julho de 2007 e distribuído às Comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público e de Constituição e Justiça e de Cidadania. No dia 17 de julho de 2007, foi apresentado o Requerimento nº 1.363/2007 pelo Deputado Alceni Guerra solicitando criação de Comissão Especial para tratar do PLP nº 92/2007. Em 31 de julho de 2007 a Mesa da Câmara dos Deputados indeferiu o Requerimento nº 1.363/2007. Em 1º de agosto de 2007, foi apresentado Requerimento nº 1.366/2007, da Comissão de Seguridade Social e Família, que solicita a revisão do despacho aposto ao Projeto de Lei Complementar nº 92/2007. Em 10 de agosto de 2007 a Mesa Diretora da Câmara dos Deputados indeferiu o Requerimento nº 1.366/2007. Em 29 de agosto de 2007 foi apresentado pela Deputada Maria do Rosário o Requerimento nº 1.554/2007, que pede a apreciação do PLP nº 92/2007 pela Comissão de Educação e Cultura. A Mesa Diretora da Câmara dos Deputados indeferiu também este requerimento em 17 de setembro de Após a aprovação do Substitutivo do Relator ao PLP nº 92/2007 em 18 de junho de 2008, a Comissão de Educação e Cultura requereu a revisão do despacho de distribuição aposto ao Projeto de Lei Complementar nº 92/07, requerimento este ainda não apreciado pela Mesa. As modificações incluídas pelo relator da CTASP tornam indispensável a apreciação do PLP nº 92/2007 pela Comissão de Educação e Cultura, uma vez que cabe a esta Comissão analisar a oportunidade e conveniência de se incluir, além da cultura, ensino e pesquisa e formação profissional entre as áreas da Administração Pública onde poderão ser autorizadas a criação de fundações estatais. É esta a comissão temática da Câmara dos Deputados encarregada de opinar, no mérito, sobre matéria que disponha sobre ensino e pesquisa e cultura e também sobre formação profissional, vez que nesta última área certamente estarão incluídos, no plano federal, os Centros Federais de Educação Profissional e Tecnológica e as Escolas Agrotécnicas Federais. Ademais, o PLP nº 92/2007 e seu substitutivo tratam ainda dos Hospitais Universitários, unidades indissociáveis das Instituições Federais de Ensino Superior, encarregadas da tarefa de combinar o trinômio ensino-pesquisa-extensão para a boa formação dos alunos da área de saúde, além de exercerem a missão complementar de assistência de saúde á população. Cabe ressaltar que o art. 55 do Regimento Interno é claro ao dispor: Art. 55. A nenhuma Comissão cabe manifestar-se sobre o que não for de sua atribuição específica. Parágrafo único. Considerar-se-á como não escrito o parecer, ou parte dele, que infringir o disposto neste artigo, o mesmo acontecendo em relação às emendas ou substitutivos elaborados com violação do art. 119, 2º e 3º, desde que provida reclamação apresentada antes da aprovação definitiva da matéria pelas Comissões ou pelo Plenário. Os 2º e 3º do art. 119 do mesmo texto legal estabelecem: 2º A emenda somente será tida como da Comissão, para efeitos posteriores, se versar sobre matéria de seu campo temático ou área de atividade e for por ela aprovada. 3º A apresentação de substitutivo por Comissão constitui atribuição da que for competente para opinar sobre o mérito da proposição, exceto quando se destinar a aperfeiçoar a técnica legislativa, caso em que a iniciativa será da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania. Já o art. 130 e seu parágrafo único complementam: Art Os pareceres aprovados, depois de opinar a última Comissão a que tenha sido distribuído o processo, serão remetidos juntamente com a proposição à Mesa.

15 Julho de 2008 DIÁRIO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS Terça-feira Parágrafo único, O Presidente da Câmara devolverá à Comissão o parecer que contrarie as disposições regimentais, para ser reformulado na sua conformidade, ou em razão do que prevê o parágrafo único do art. 55. Diante do exposto, com base no disposto no art. 55, nos 2º e 3º do art. 119 e no art. 130 do Regimento Interno da Câmara dos Deputados, requeiro a Vossa Excelência que os itens ensino e pesquisa, formação profissional, cultura, bem como os dispositivos referentes aos Hospitais Universitários sejam retirados do Substitutivo ao PLP nº 92/2007, aprovado pela CTASP, por não se tratarem de matérias do campo temático da Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público, ou que a Comissão de Educação e Cultura seja ouvida para opinar sobre o mérito da proposição. Sala das Sessões, 9 de julho de Alice Portugal, Deputada Federal. RECLAMAÇÃO Nº 3, DE 2008 Reclama, nos termos do art. 55 do c/c art. 130, ambos do Regimento Interno da Câmara dos Deputados, contra o parecer da CTASP, por contrariedade à disposição regimental. Reclamante: Deputada Alice Portugal Reclamada: Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público Assunto: Reclama, nos termos do art 55 c/c art. 130, ambos do Regimento Interno da Câmara dos Deputados, contra o parecer da Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público, por conter matérias não atinentes ao campo temático da Comissão, contrariando disposição regimental. Encaminhe-se, preliminarmente, à Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público, para manifestar-se, no prazo de três sessões. Publique-se. Em Arlindo Chinaglia, Presidente. Exm Sr. Deputado Federal Arlindo Chinaglia, M. D. Presidente da Câmara dos Deputados: Tarcísio Marcelo Barbosa de Lima, brasileiro, casado, funcionário público e 2º suplente de Deputado Federal do Estado da Paraíba, eleito pela Coligação Por Amor a Paraíba II (PFL, PTC, PSDB e PTdoB), inconformado, data vênia, com a decisão desta Presidência, que deixou de lhe dar posse no cargo de Deputado Federal, em virtude do afastamento do titular, depois de convocá-lo para tal finalidade, atendendo representação do Deputado Federal Luiz Couto (PT), vem, mui respeitosamente, à presença de V. Exª, por intermédio dos seus procuradores e advogados infraassinados, constituídos conforme instrumento procuratório junto (doc. 1), com escritórios estabelecidos, respectivamente, na Rua 13 de Maio, n 815, Centro, na cidade de João Pessoa/PB, onde recebe as intimações na pessoa do Dr. Augusto Sergio Santiago de Brito Pereira, e na SHS, Quadra 6, Bloco C, salas 316/318, Brasília DF, interpor o presente Recurso Inominado para a Mesa da Câmara dos Deputados, onde a matéria deverá ser novamente apreciada. Pede, portanto, que o presente recurso seja recebido, determinando-se a intimação do Deputado Federal Luiz Couto para respondê-lo, querendo, no prazo legal. Com ou sem a resposta do recorrido, pede que o recurso seja admitido e regularmente processado, dando-se-lhe provimento, a fim de que seja modificada a decisão recorrida, para confirmar a eleição do recorrente como 2 Suplente de Deputado Federal, pelo Estado da Paraíba, na Coligação mencionada, declarando sua condição de elegibilidade e de tomar posse no cargo de Deputado Federal, em casos de afastamento do titular, pelos fundamentos de fato e de direito expostos nas razões anexas. Nestes termos, Pede Deferimento. Brasília, 1º de julho de Augusto Sergio Santiago de Brito Pereira Advogado, Juliana Brasil Ponte Guimarães Coury Advogada. Razões do Recurso Inominado Pelo direito do recorrente Tarcísio Marcelo Barbosa de Lima. Eminentes Membros da Mesa da Câmara dos Deputados: Não pode prosperar, data vênia, a decisão recorrida, prolatada isoladamente pelo Exm Sr. Presidente da Câmara dos Deputados, em matéria da competência da Mesa desta Casa Legislativa, merecendo ser reformada não somente por este motivo, mas, principalmente, pelo total cerceamento da defesa do recorrente e pela injustiça do conteúdo da decisão, considerando a condição de elegível do recorrente, bem ainda sua diplomação como Segundo Suplente de Deputado Federal, pela Coligação Por Amor a Paraíba II, perante o Colendo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, além de se encontrar acobertado por decisão judicial que suspendeu os efeitos dos Acórdãos do Tribunal de Contas da União, que julgou irregulares suas contas, relativas a um convênio firmado entre a União Federal e a Prefeitura Municipal de Belém/PB, quando o recorrente exercia o mandato de Prefeito do referido Município, decisão esta que já foi até reformada pelo próprio TCU, quando reconheceu o cerceamento de defesa sofrido pelo apelante, tudo o que se demonstrará doravante. I Os fatos e a tempestividade do recurso: O recorrente recebeu, em data de 22 de fevereiro de 2008, um telegrama do Exm Sr. Presidente da Câmara dos Deputados, convocando-o para assumir o cargo de Deputado Federal em razão do afastamento

16 32802 Terça-feira 15 DIÁRIO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS Julho de 2008 do titular (docs. 2 e 3), ocasião em que, na mesma data, remeteu correspondência àquela autoridade comunicando a sua aceitação em assumir o honroso cargo (doc. 4). A esta correspondência foi anexado um despacho, assinado pelo Presidente e datado de 5 de março de 2008 (doc. 5), esclarecendo que o ofício contendo a aceitação do convocado estava prejudicado. Eis o teor do referido despacho: Prejudicado em virtude de Decisão desta Presidência de 4 de março do corrente (cópia anexa). Arquive-se. Ao mesmo processo foi anexado um expediente do Deputado Federal pela Paraíba Luiz Couto (PT) adversário político do recorrente e interessado em não permitir a sua posse no cargo de Deputado Federal datado de 25 de fevereiro de 2008, remetido ao Presidente da Câmara dos Deputados (docs. 5 e 6), informando que o apelante teve seu registro de candidatura indeferido pela Tribunal Superior Eleitoral por meio de Acórdão prolatado nos autos processuais de n RO nº 1.132, da Lavra do eminente Ministro Caputo Bastos, afirmando tratar-se de decisão plenamente eficaz e vigente, posto que sobre ela não existe efeito suspensivo e remetendo cópia ao Presidente (doc. 7), para que fossem dados os encaminhamentos legais e jurídicos pertinentes, bem como garantida a eficácia do Acórdão. Em face de tal expediente, na mesma data de , o Presidente suspendeu a posse do recorrente determinando que fosse oficiado o Presidente do TSE indagando sobre a sua aptidão para tomar posse como Deputado Federal (doc. 8), o que foi devidamente cumprido naquela mesma data, por meio do ofício n 211/2008/SGM/P (doc. 9). E foram anexadas aos autos as Certidões juntas (docs. 10/12). Ainda na mesma data ( ), foram expedidos os ofícios n s 210/2008/SGM/P (doc. 13) para o Deputado Luiz Couto; 212/2008/SGM/P (doc. 14), para o Deputado José Aníbal, Presidente do PSDB; 213/2008/SGM/P (doc. 15), para o recorrente mas recebido por terceiro; 214/2008/SGM/P (doc. 16), para o Deputado José Aníbal; 215/2008/SGM/P (doc. 17), para o recorrente mas recebido por terceiro; todos dando ciência do ofício remetido ao Presidente do TSE e da Certidão remetida pelo TER/PB sobre a situação eleitoral do apelante. E foi lavrada no processo a Certidão junta, do Secretário da Mesa da Câmara dos Deputados (doc. 18). Em 28 de fevereiro de 2008 foi remetido ao Presidente da Câmara dos Deputados o ofício n 978, do Presidente do Tribunal Superior Eleitoral, respondendo à indagação formulada, ocasião em que foi informado que o TSE indeferiu, mediante o provimento do Recurso Ordinário n 1.132, o registro da candidatura do Sr. Tarcísio Marcelo Barbosa de Lima, ficando afastada a eleição para a cadeira de Deputado Federal, mas esclarecendo que contra tal decisão foi interposto recurso extraordinário para o Supremo, cuja negativa de seqüência deu origem à protocolização de agravo de instrumento, não contando esse recurso com eficácia suspensiva, finalizando com a informação de que, no Supremo, o inconformismo do interessado não mereceu acolhida, motivando, esse fato, a apresentação de novo recurso que está pendente de julgamento e de que, em síntese, prevalece, até aqui, o pronunciamento deste Tribunal (gritos nossos - doc. 19). Recebida a informação do TSE, o Presidente da Câmara dos Deputados prolatou decisão, em data de (doc. 20), com a seguinte conclusão: Diante da informação oficial do TSE sobre prevalecer a decisão de indeferimento do registro da candidatura do Sr. Tarcísio Marcelo Barbosa de Lima, ficando afastada a eleição para a cadeira de Deputado Federal, não pode esta Casa lhe dar posse, visto que não ostenta a condição de suplente de Deputado Federal. Nesse quadro, deixo de dar posse ao Sr. Tarcísio Marcelo Barbosa de Lima e determino que se convoque o suplente imediato para preencher a representação do Estado da Paraíba. Oficie-se ao Requerente e ao Sr. Tarcísio Marcelo Barbosa de Lima, dando ciência desta decisão. Publique-se. E, prolatada esta decisão, foram expedidos os ofícios nºs 259/2008/SGM/P (doc. 21), para o recorrente mas recebido por terceiro; 260/2008/SGM/P (doc. 22), para o Deputado Luiz Couto e 261/2008/ SGM/P (doc. 23), para o Deputado José Aníbal, Líder do PSDB. Bem se vê, portanto, que o recorrente jamais foi oficialmente comunicado da decisão ora recorrida, prolatada pelo Presidente da Câmara dos Deputados, considerando que todas as comunicações para ele expedidas eram recebidas por terceiro. Somente depois de encaminhar um pedido de cópia de todo o procedimento administrativo teve conhecimento do teor da decisão prolatada pelo Presidente da Câmara dos Deputados, em data de 19 de junho de 2008 (doc. 24), o que atesta a tempestividade deste apelo. Por outro lado, a referida decisão jamais foi submetida à apreciação da Mesa, órgão Colegiado competente para decidir sobre tal matéria, como se demonstrará no próximo tópico desenvolvido neste recurso, o que também atesta a tempestividade do presente recurso e a necessidade imperiosa de seu recebimento e admissibilidade. II Competência da Mesa para decidir a matéria após oportunidade de ampla defesa ao interessado. Cerceamento do direito de defesa do

17 Julho de 2008 DIÁRIO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS Terça-feira recorrente no processo administrativo. Afronta à Lei Fundamental: A Constituição Federal estabelece, no seu art. 55, inciso IV e V que perderá o mandato o Deputado ou Senador que perder ou tiver suspensos os direitos políticos e quando o decretar a Justiça Eleitoral, nos casos previstos nesta Constituição. E o 3 do mesmo dispositivo da Lei Maior destaca: 3 Nos casos previstos nos incisos III a V, a perda será declarada pela Mesa da Casa respectiva, de ofício ou mediante provocação de qualquer de seus membros, ou de partido político representado no Congresso Nacional, assegurada ampla defesa grifos nossos. Ora, no caso concreto, não existe qualquer declaração da Mesa da Câmara dos Deputados sobre a perda dos direitos políticos pela recorrente, não cabendo, data vênia, ao Presidente substituir o órgão colegiado competente para dar posse ou declarar a impossibilidade de empossar candidato eleito e diplomado pela Justiça Eleitoral, para o cargo de Deputado Federal. Por isso mesmo, o Regimento Interno da Câmara dos Deputados, logo nos arts. 3, e 4 e seus parágrafos, quando trata da posse dos eleitos, deixa clara a competência da Mesa para a prática de tais atos; estabelecendo: Art. 3 O candidato diplomado Deputado Federal deverá apresentar à Mesa, pessoalmente ou por intermédio do seu partido, até o dia 31 de janeiro do ano de instalação de cada legislatura, o diploma expedido pela Justiça Eleitoral, juntamente com a comunicação de seu nome parlamentar, legenda partidária e unidade da Federação de que proceda a representação grifos nossos Art. 4º Omissis º O Deputado empossado posteriorrnente prestará o compromisso em sessão e junto à Mesa exceto durante período de recesso do Congresso Nacional, quando o fará perante o Presidente grifos nossos. E complementando a norma constitucional acima transcrita, o mesmo Regimento Interno da Câmara dos Deputados também prescreve: Art. 15. À Mesa compete dentre outras atribuições estabelecidas em lei, neste Regimento ou por resolução da Câmara, ou delas implicitamente resultantes: IX adotar as providências cabíveis, por solicitação do interessado, para defesa judicial e extrajudicial de deputado contra a ameaça ou a prática de ato atentatório do livre exercício e das prerrogativas constitucionais do mandato parlamentar; XIV declarar a perda do mandato de deputado, nos casos previstos nos incisos III, IV e V do art. 55 da Constituição Federal, observado o disposto no 3º do mesmo artigo; XVI decidir conclusivamente, em grau de recurso, as matérias referentes ao ordenamento jurídico de pessoal e aos serviços administrativos da Câmara; Parágrafo único. Em caso de matéria inadiável, poderá o Presidente, ou quem o estiver substituindo, decidir, ad referendum da Mesa, sobre assunto de competência desta. No caso concreto, pela regras constitucionais e regimentais acima transcritas e indicadas é evidente que a competência para decidir sobre posse e perda de mandato de deputado federal e de suplentes é da Mesa da Câmara dos Deputados. E, dentre as atribuições do Presidente não se encontra a possibilidade de substituição da Mesa em tais decisões, como se verifica pela redação do art. 17, inciso IV, letras a a d, do aludido Regimento Interno, in verbis: Art. 17. São atribuições do Presidente, além das que estão expressas neste regimento ou decorram da natureza de suas funções e prerrogativas: IV quanto à Mesa: a) presidir suas reuniões ; b) tomar parte nas discussões e deliberações, com direito a voto ; c) distribuir a matéria que dependa de parecer ; d) executar as suas decisões, quando tal incumbência não seja atribuída a outro membro;. Assim, demonstrada, indubitavelmente, a ilegalidade da decisão monocrática, ante a competência da Mesa da Câmara dos Deputados para decidir a matéria, mesmo que em reexame de decisão do Presidente, por força da norma contida no Parágrafo único do Art. 15, do Regimento Interno desta Casa Legislativa, configura-se, ainda, no caso concreto o total cerceamento da defesa do recorrente, ante o desrespeito, pelo procedimento adotado, à norma consagrada no 3º, do art. 55, da Lei Maior, uma vez que não se deu ao reorrente qualquer oportunidade de defesa. III Obtenção, pelo recorrente, de provimento judicial suspendendo os Acórdãos do TCU que en-

18 32804 Terça-feira 15 DIÁRIO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS Julho de 2008 sejaram o indeferimento do seu pedido de registro de candidatura na Instância Superior da Justiça Eleitoral. Modificação da situação jurídica do recorrente, depois da decisão do TSE, que enseja a sua elegibilidade, em razão da ressalva contida na letra g, do inciso I, do artigo 1º, da LC nº 64/90. Da decisão prolatada pelo Tribunal Superior Eleitoral, inderindo o pedido de registro da candidatura do recorrente (doc. 7), se extrai os seguintes trechos: Destaco, com relação à matéria, o quanto afirmado pelo acórdão regional, no sentido de que (...) o impugnado teve suas contas referentes aos exercícios de 1998, 2000, 2001, e 2002 devidamente aprovadas pela Câmara Municipal, intempestivamente (...) (fl. 224) Assim, aprovadas as contas pelo órgão competente, no caso o Legislativo Municipal, não há o que falar em ocorrência de inelegibilidade no que diz respeito às contas referentes aos citados exercícios financeiros. Resta, assim, analisar a prestação de contas relativa ao convênio celebrado entre a prefeitura e o Governo Federal, cuja competência para apreciá-la é do Tribunal de Contas da União. Contra decisão do TCU, que rejeitou a prestação de contas relativa ao citado convênio, o ora recorrente ajuizou Ação Ordinária Anulatória dos Acórdãos nºs 162/2002 e 1.903/2003, Processo nº (fl ). Em tal ação é alegada a ocorrência de cerceamento de defesa, uma vez que o Acórdão nº 1.903/2003-TCU, não levou em consideração que, (...) posteriormente à prolação do acórdão condenatório, o Ministério da Saúde informou que, embora o objeto do convênio não tivesse sido realizado, os recursos repassados foram restituídos dos pelo então convenente (fl. 120) Como se observa, na referida ação, o ora recorrido atacou especificamente os fundamentos das decisões do Tribunal de Contas da União. Entendo, assim, que esta ação se reveste de aparente idoneidade para desconstituir o acórdão da Corte de Contas, não revelando, por isso mesmo, simples manobra do recorrente, tendo em vista o pedido de registro de candidatura. De outra parte, não obstante a aparente idoneidade da citada ação ordinária para desconstituir a decisão do Tribunal de Contas, este Tribunal em , ao julgar o Recurso Ordinário nº 912, relator eminente Ministro César Asfor Rocha, firmou jurisprudência no sentido de que, para se afastar a inelegibilidade prevista no art. 1º, I, g, da LC nº 64/90, não basta a mera propositura de ação objetivando a desconstituição da decisão que rejeitou as contas, antes, se impõe que o candidato consiga provimento judicial suspendendo os efeitos daquele julgado, mesmo que provisório grifos nossos. Bem se vê, portanto, que o único argumento que embasou o indeferimento da sua candidatura, pelo TSE, foi ausência de provimento judicial que suspendesse os efeitos dos Acórdãos nºs 162/2002 e 1.903/2003, do TCU, em face do novo entendimento adotado pela aludida Corte Julgadora, durante o processo eleitoral, mudando a regras anteriormente estabelecidas e até modificando o entendimento consagrado na Súmula nº 1 do TSE. Mas o recorrente obteve o provimento judicial exigido pela Justiça Eleitoral, depois de prolatado o Acórdão do TSE, como se verifica pela cópia da decisão proferida pelo eminente Desembargador Federal Ivan Lira de Carvalho (convocado), do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (doc. 25.) Aliás, não havia obtido antes o provimento judicial liminar porque tal circunstância não era exigida pelo TSE nas eleições anteriores, tratando-se de novo entendimento, adotado durante o processo eleitoral do último pleito. Tanto assim que, apesar da impugnação apresentada pelo Ministério Público Eleitoral ao seu pedido de registro de candidatura, obteve deferimento do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, concorrendo às eleições e elegendose para a suplência, sendo inclusive diplomado no cargo de 2º suplente de Deputado Federal da Paraíba, em sessão realizada em data de 18 de dezembro de 2006, perante o TRE/PB, não havendo qualquer impugnação à sua Diplomação, como atesta a certidão fornecida pela referida Corte Regional (doc. 11). É indubitável, portanto, que a situação jurídica do recorrente agora é outra, caracterizando-se a sua elegibilidade, de conformidade com a ressalva contida na letra g, do inciso I, do art. 1º, da Lei Complementar nº 64/90, e em consonância com a nova interpretação dada ao Enunciado nº 1, do Tribunal Superior Eleitoral, considerando que está protegido por decisão judicial, que suspendeu provisoriamente os efeitos dos Acórdãos do TCU que ensejavam a sua inelegibilidade, indicados na impugnação

19 Julho de 2008 DIÁRIO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS Terça-feira apresentada pelo Ministério Público Eleitoral, bem como em face de se encontrar devidamente diplomado no cargo de 2º suplente, de Deputado Federal, tendo o direito líquido e certo de tomar posse quando do afastamento do titular do cargo para o qual foi eleito. IV Inexistência de irregularidade insanável e de decisão irrecorrível perante o TCU quando do julgamento do registro de candidatura do recorrente. Matéria não analisada pelo TSE. Reconhecimento, pelo próprio TCU, em julgamento posterior, de cerceamento da defesa do recorrente. Decisão equivocada da Justiça Eleitoral que merece reforma. No caso concreto, quando do julgamento do pedido de registro da candidatura do recorrente, pelo TSE, ainda não existia decisão irrecorrível perante o TCU, não se configurando a inelegibilidade prevista na alínea g, do inciso I, do art. 1º, da Lei Complementar nº 64/90 que indica como inelegíveis os que tiverem suas contas relativas ao exercício de cargos ou funções públicas rejeitadas, por irregularidade insanável e por decisão irrecorrível do órgão competente. Ora, os Acórdãos nºs 162/2002 e 1.903/2003, do TCU, que fundamentaram a impugnação do pedido de registro da candidatura do recorrente pelo Ministério Público Eleitoral da Paraíba não tinham ainda transitado em julgado por ocasião do julgamento do Recurso Eleitoral, pelo TSE. Tanto assim que o próprio TCU, julgando um recurso interposto pelo interessado prolatou nova decisão, através da qual reconheceu o cerceamento do direito de defesa do recorrente, conforme se verifica pela cópia anexa (doc. 26). Nesta nova decisão o TCU, depois de esclarecer que sobreveio nos autos documentação comprovando a devolução integral dos recursos por parte do município ao Ministério da Saúde, ensejando o Acórdão nº 1.903//2003, que tornou insubsistente o Acórdão nº 162/2002 2ª Câmara, no voto do Relator, depois também de reconhecer que o ora recorrente não foi devidamente intimado para responder ao recurso interposto pelo Ministério Público, salienta: Assim, entendo que, por razões distintas, o Acórdão nº 1.963/2003 Plenário agravou a situação do Sr. Tarcísio Marcelo, estando pois, configurada sua sucumbência em face dessa nova deliberação do Tribunal. Todavia, nem por isso julgo que se deva considerar nulo o referido acórdão, por suposta violação do contraditório e da ampla defesa, até porque proferido segundo a disposição regimental e a melhor lógica processual. Esta nova decisão revela a inexistência de irregularidade insanável e de decisão irrecorrível do órgão competente, quando do julgamento do recurso eleitoral pelo TSE, considerando que existia recurso pendente de julgamento perante o TCU e os valores liberados em favor do município, relativos ao convênio questionado, foram regularmente devolvidos. Aliás, o TSE nem sequer se pronunciou sobre estes temas, se atendo, tão-somente, sobre a inexistência de provimento judicial que amparasse o candidato, suspendendo os efeitos dos Acórdãos do TCU, sem sequer verificar que não se tratavam de decisões transitadas em julgado naquela Corte de Contas, o que demonstra que a decisão do TSE foi equivocada, violando, o direito líquido e certo do recorrente de manter o deferimento de sua candidatura, já obtido perante o Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba. E, convém destacar, é flagrante a inexistência de irregularidade insanável, considerando a devolução dos recursos recebidos pelo município ao Ministério da Saúde não se verificando qualquer prejuízo para os cofres públicos da União Federal. V Diplomação do recorrente que convalidou ao registro de sua candidatura. Ausência de impugnação à referida diplomação. Prevalência do Diploma em face da ausência de decisão transitada em julgado. Depois do deferimento do registro de sua candidatura pelo TER/PB, o recorrente concorreu às eleições para o cargo de Deputado Federal, obtendo expressiva votação no seu estado, realizando todas as despesas de campanha e delas prestando contas perante a Justiça Eleitoral. Posteriormente, foi regularmente diplomado como 2º suplente de Deputado Federal perante o Tribunal Regional Eleitoral, sem que houvesse qualquer recurso contra a sua diplomação, conforme certificou o TER/PB (doc. 11). No caso concreto, a situação do recorrente se consolidou, não havendo porque se falar mais em indeferimento de sua candidatura mesmo porque a candidatura foi admitida, as eleições foram realizadas, ele foi eleito e diplomado e os motivos que ensejaram a impugnação da candidatura desapareceram com a decisão da Justiça Federal suspendendo os efeitos dos Acórdãos do TCU. Assim, não há mais que se falar em impedir a posse do recorrente, considerando inexistir qualquer das hipóteses previstas na legislação para suspensão da sua posse. Aliás, o art. 15, da Lei Complementar nº 64/90 dispõe:

20 32806 Terça-feira 15 DIÁRIO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS Julho de 2008 Art. 15. Transitada em julgado a decisão que declarar a inexigibilidade do candidato, ser-lhe-á negado registro, ou cancelado, se já tiver sido feito, ou declarado nulo o diploma, seja expedido grifos e destaques nossos. No caso concreto não existe nenhuma decisão transitada em julgado declaratória da inelegibilidade do recorrente, considerando que foi interposto recurso da decisão do TSE que indeferiu o seu registro de candidatura, que se encontra ainda pendente de julgamento no STF. Assim, prevalece a sua diplomação, muito mais quando os Acórdãos do TCU que ensejaram a sua alegada inelegibilidade tiveram seus efeitos provisoriamente suspensos por decisão judicial. Assim, é indubitável o direito do recorrente de tomar posse no cargo de Deputado Federal, no caso de afastamento do titular, o que se encontra prestes a acontecer, considerando a confirmação do Deputado Federal Rômulo Gouveia como candidato a Prefeito do Município de Campina Grande/PB, no próximo pleito. VI Inexistência de coisa julgada na Justiça Eleitoral. Competência Constitucional da Mesa da Câmara dos Deputados para decidir sobre a posse do recorrente. Autonomia do Poder Legislativo estabelecida na Lei Maior. É fato incontroverso que a decisão do TSE em que se apega o Deputado Luiz Couto para impedir a posse do recorrente em eventual vaga que venha a aparecer por conta do afastamento do Deputado Federal titular, ainda não transitou em julgado, estando pendente do julgamento de um recurso interposto no STF, como atesta a própria certidão remetida pelo Ministro Marco Aurélio, Presidente do TSE, em resposta à indagação formulada pelo Presidente da Câmara dos Deputados, sobre a aptidão do recorrente, para tomar posse no cargo de Deputado Federal pela Paraíba. Assim, diante de tal fato e da nova situação jurídica ostentada pelo recorrente, que obteve uma liminar jurídica suspendendo os Acórdãos do TCU que ensejaram o indeferimento da sua candidatura, não pode a Câmara dos Deputados se submeter a esta equivocada decisão prolatada pelo TSE, mesmo porque o Parlamento é Poder autônomo, que tem competência constitucional para decidir sobre a posse ou não dos eleitos para cada uma das duas Casas Legislativas, como preceitua o 3º, do art. 55, da Carta Magna. Com efeito, tanto por força das normas constitucionais como por conta dos dispositivos contidos no Regimento Interno da Câmara dos Deputados, a competência para empossar os Deputados Federais e suplentes eleitos e diplomados é da Mesa da Câmara dos Deputados, não estando esta obrigada a seguir o entendimento contido na decisão prolatada pelo TSE, em face da nova situação jurídica existente, criada depois de exarado o aludido Acórdão do TSE, em face do qual foi interposto recurso para o STF, que se encontra ainda pendente de julgamento. A Mesa da Câmara dos Deputados tem autonomia para decidir tal matéria antes mesmo do julgamento, pelo STF, do recurso interposto pelo ora apelante, considerando a independência dos Poderes Constituídos, consagrada na nossa Lei Maior, que prescreve: Art. 2º São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário. Esta autonomia e/ou independência entre os Poderes é princípio consagrado em todas as democracias, merecendo ser respeitado e cumprido pelo Legislativo brasileiro, que tem competência constitucional e independência para decidir sobre a posse dos eleitos para a Câmara Federal e para o Senado, por intermédio de suas respectivas Mesas, conforme dispõe o 3º, do art. 55, da Lei Maior. Assim, o apelante pede que seja o presente recurso apreciado imediatamente pela Mesa da Câmara dos Deputados, a fim de que não seja novamente prejudicado no seu direito de assumir o cargo, quando da ocorrência de eventual afastamento do titular. Aliás, é fato público e notório que o Deputado Federal da Paraíba Rômulo Gouveia, eleito pela mesma Coligação Partidária do recorrente, é candidato ao cargo de Prefeito do Município de Campina Grande/PB, sendo certo o seu afastamento para concorrer às próximas eleições municipais, o que provocará a abertura da vaga de deputado federal, devendo ser convocado o 2º suplente para seu preenchimento, considerando que do primeiro suplente já assumiu o cargo no lugar do ex-deputado Ronaldo Cunha Lima que renunciou ao mandato. VII Requerimento Final Diante de todo o exposto o recorrente pede à Mesa da Câmara dos Deputados o acolhimento do presente recurso, para reformar a decisão recorrida e permitir a sua posse, no cargo de deputado federal, por ocasião do afastamento do titular do mandato, tudo por ser de direito e Justiça. Nestes termos, Pede deferimento. Brasília, 2 de julho de Augusto Sergio Santiago de Brito Pereira Juliana Brasil Ponte Guimarães Coury.

PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº 618, DE 2004 (Nº 885/2003, na Câmara dos Deputados)

PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº 618, DE 2004 (Nº 885/2003, na Câmara dos Deputados) Maio de 2004 DIÁRIO DO SENADO FEDERAL Quinta-feira 27 16139 1) De acordo 2) Encaminhe-se o processo ao Departamento de Fiscalização e Outorgas para prosseguimento. São Paulo, 26 de junho de 1997. Eduardo

Leia mais

SENADO FEDERAL PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº 445, DE 2004 (Nº

SENADO FEDERAL PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº 445, DE 2004 (Nº SENADO FEDERAL PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº 445, DE 2004 (Nº 333 /2003 na Câmara dos Deputados) Aprova o ato que outorga permissão à Sudoeste Comunicações Soc. Ltda., para explorar serviço de radiodifusão

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS

CÂMARA DOS DEPUTADOS CÂMARA DOS DEPUTADOS SESSÃO ORDINÁRIA DE 04/05/2009 PRESIDENTE (Luiz Couto) - Inexistência de quorum regimental para abertura da sessão. PRESIDENTE (Luiz Couto) - Abertura da sessão. IV - PEQUENO EXPEDIENTE

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS

CÂMARA DOS DEPUTADOS CÂMARA DOS DEPUTADOS Em 06 de março de 2013 (Quarta-feira) SESSÃO ORDINÁRIA (Às 14 horas) (DELIBERATIVA) PEQUENO EXPEDIENTE (Das 14 às 15 horas) GRANDE EXPEDIENTE (Às 15 horas) Oradores: 15h Arolde de

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Em 18 de outubro de 2012 (Quinta-feira)

CÂMARA DOS DEPUTADOS Em 18 de outubro de 2012 (Quinta-feira) CÂMARA DOS DEPUTADOS Em 18 de outubro de 2012 (Quinta-feira) SESSÃO DE DEBATES (Às 14 horas) PEQUENO EXPEDIENTE (Das 14 às 15 horas) GRANDE EXPEDIENTE (Às 15 horas) Oradores: 15h Renan Filho (PMDB - AL)

Leia mais

O SR. PRESIDENTE (Gim Argello. PTB DF) Sobre a mesa, requerimento que passo a ler. É lido o seguinte:

O SR. PRESIDENTE (Gim Argello. PTB DF) Sobre a mesa, requerimento que passo a ler. É lido o seguinte: 30730 Sexta-feira 15 DIÁRIO DO SENADO FEDERAL Agosto de 2008 O SR. PRESIDENTE (Gim Argello. PTB DF) Sobre a mesa, requerimento que passo a ler. É lido o seguinte: REQUERIMENTO Nº 979, DE 2008 Requeiro,

Leia mais

O SENADO FEDERAL resolve:

O SENADO FEDERAL resolve: PROJETO DE RESOLUÇÃO DO SENADO Nº 27, DE 2015 Altera o inciso II do caput do art. 383 do Regimento Interno do Senado Federal para disciplinar, no âmbito das comissões, a arguição pública dos indicados

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 TÍTULO IV DA ORGANIZAÇÃO DOS PODERES CAPÍTULO I DO PODER LEGISLATIVO Seção II Das Atribuições do Congresso Nacional Art. 49. É da competência exclusiva

Leia mais

Bala Rocha na Comissão de Direitos Humanos

Bala Rocha na Comissão de Direitos Humanos Bala Rocha na Comissão de Direitos Humanos O PDT escolheu os nomes de Pompeo de Mattos (RS) e de Sebastião Bala Rocha (AP) para ocupar, respectivamente, a presidência e a vice-presidência da Comissão de

Leia mais

Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira NOVO RATEIO DOS RECURSOS DO FUNDO DE PARTICIPAÇÃO DOS ESTADOS

Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira NOVO RATEIO DOS RECURSOS DO FUNDO DE PARTICIPAÇÃO DOS ESTADOS Nota Técnica 7/13 (7 de Maio) Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Núcleo de Assuntos Econômico-Fiscais NOVO RATEIO DOS RECURSOS DO FUNDO DE PARTICIPAÇÃO DOS ESTADOS IMPACTOS DA DIVISÃO DO

Leia mais

Art. 1º Fica aprovado, na forma do Anexo, o Regimento Interno do Conselho Nacional de Arquivos - CONARQ. JOSÉ EDUARDO CARDOZO ANEXO

Art. 1º Fica aprovado, na forma do Anexo, o Regimento Interno do Conselho Nacional de Arquivos - CONARQ. JOSÉ EDUARDO CARDOZO ANEXO PORTARIA Nº 2.588, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2011 Aprova o Regimento Interno do Conselho Nacional de Arquivos O MINISTRO DE ESTADO DA JUSTIÇA, no uso de suas atribuições previstas nos incisos I e II do parágrafo

Leia mais

PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO N.º 740-A, DE 2012 (Da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática)

PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO N.º 740-A, DE 2012 (Da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO N.º 740-A, DE 2012 (Da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática) TVR 130/2012 MSC 272/2012 Aprova o ato que autoriza a Associação

Leia mais

ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA LEGISLATIVA NATAL, 25.03.2008 BOLETIM OFICIAL 2423 ANO XIX TERÇA-FEIRA

ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA LEGISLATIVA NATAL, 25.03.2008 BOLETIM OFICIAL 2423 ANO XIX TERÇA-FEIRA A MESA DIRETORA Deputado ROBINSON FARIA PRESIDENTE Deputada MÁRCIA MAIA 1 VICE-PRESIDENTE Deputado RICARDO MOTTA 1 SECRETÁRIO Deputado LUIZ ALMIR 3 SECRETÁRIO Deputado EZEQUIEL FERREIRA 2 VICE-PRESIDENTE

Leia mais

PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO N.º 1.528, DE 2014 (Da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática)

PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO N.º 1.528, DE 2014 (Da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática) *C0050223A* C0050223A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO N.º 1.528, DE 2014 (Da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática) TVR 855/2014 MSC 215/2014 Aprova o ato que

Leia mais

PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA

PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA ( 44.ª EDIÇÃO ) AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES - ANATEL PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA PRESIDENTE Ronaldo Mota Sardenberg CONSELHEIROS Emília

Leia mais

MENSAGEM Nº, de 2008.

MENSAGEM Nº, de 2008. MENSAGEM Nº, de 2008. = Tenho a honra de submeter à elevada consideração de Vossas Excelências o projeto de Lei anexo, que objetiva criar o Conselho Municipal Antidrogas COMAD. Um dos mais graves problemas

Leia mais

Câmara Municipal de Carnaubal

Câmara Municipal de Carnaubal Câmara Municipal de Carnaubal ATA DA 2º ( SEGUNDDA) SESSÃO ORDINÁRIA DO 1º PRIMEIRO PERÍODO LEGISLATIVO ANO 2015 Ata da Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Carnaubal CE; realizada no dia 24 ( VINTE

Leia mais

H CONSELHO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

H CONSELHO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL H CONSELHO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL (Criado pela Lei nº 8.389, de 30 de dezembro de 1991) (Regimento Interno aprovado nos termos do Ato da Mesa nº 1, de 2013) H.1 - COMPOSIÇÃO INICIAL DO CONSELHO DE COMUNICAÇÃO

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 200, DE 2015 (Do Sr. Pompeo de Mattos)

PROJETO DE LEI N.º 200, DE 2015 (Do Sr. Pompeo de Mattos) *C0051224A* C0051224A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 200, DE 2015 (Do Sr. Pompeo de Mattos) Altera o Parágrafo único do art. 66 da Lei nº 6.815, de 19 de agosto de 1980. DESPACHO: ÀS COMISSÕES

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O Nº 1, DE 2002-CN(*)

R E S O L U Ç Ã O Nº 1, DE 2002-CN(*) REPUBLICAÇÃO ATOS DO CONGRESSO NACIONAL R E S O L U Ç Ã O Nº 1, DE 2002-CN(*) Faço saber que o Congresso Nacional aprovou, e eu, Ramez Tebet, Presidente do Senado Federal, nos termos do parágrafo único

Leia mais

Portaria Interministerial N 416, de 23 de Abril de 2004

Portaria Interministerial N 416, de 23 de Abril de 2004 Portaria Interministerial N 416, de 23 de Abril de 2004 Portaria Interministerial N 416, de 23 de abril de 2004 Presidência da República Casa Civil OS MINISTROS DE ESTADO CHEFE DA CASA CIVIL DA PRESIDÊNCIA

Leia mais

RESPOSTA A QUESTÃO DE ORDEM SOBRE A INCLUSÃO DE MATÉRIA ESTRANHA À MEDIDA PROVISÓRIA EM PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO ENVIADO À APRECIAÇÃO DO SENADO

RESPOSTA A QUESTÃO DE ORDEM SOBRE A INCLUSÃO DE MATÉRIA ESTRANHA À MEDIDA PROVISÓRIA EM PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO ENVIADO À APRECIAÇÃO DO SENADO RESPOSTA A QUESTÃO DE ORDEM SOBRE A INCLUSÃO DE MATÉRIA ESTRANHA À MEDIDA PROVISÓRIA EM PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO ENVIADO À APRECIAÇÃO DO SENADO Em resposta à questão de ordem apresentada pelo Senador

Leia mais

Senado Federal Secretaria-Geral da Mesa Atividade Legislativa - Tramitação de Matérias

Senado Federal Secretaria-Geral da Mesa Atividade Legislativa - Tramitação de Matérias Identificação da Matéria PROJETO DE LEI DO SENADO N º 225, DE 2011 - Complementar Autor: SENADOR - José Pimentel Ementa: Altera dispositivos da Lei Complementar nº 101, de 04 de maio de 2000, que estabelece

Leia mais

PORTARIA Nº 281, DE 16 DE JUNHO DE 2015

PORTARIA Nº 281, DE 16 DE JUNHO DE 2015 PORTARIA Nº 281, DE 16 DE JUNHO DE 2015 Aprova o anexo Regimento Interno do Fórum Permanente para o Transporte Rodoviário de Cargas. O SECRETÁRIO-EXECUTIVO, SUBSTITUTO, DO MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES, no

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO COLÉGIO DE PRESIDENTES DAS SUBSEÇÕES CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO E FINALIDADES

REGIMENTO INTERNO DO COLÉGIO DE PRESIDENTES DAS SUBSEÇÕES CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO E FINALIDADES 1 REGIMENTO INTERNO DO COLÉGIO DE PRESIDENTES DAS SUBSEÇÕES CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO E FINALIDADES Art. 1º O Colégio de Presidentes das Subseções é órgão de Consulta, Sugestões e de Recomendações ao Conselho

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO DECRETO Nº.1478-R de 14 de Abril de 2005 Regulamenta a Lei Complementar nº290, de 23 de junho de 2004, publicada no Diário Oficial do Estado em 25 de junho de 2004, que dispõe sobre a criação da Fundação

Leia mais

Curso de Regimento Interno da Câmara dos Deputados Prof. Gabriel Dezen Junior

Curso de Regimento Interno da Câmara dos Deputados Prof. Gabriel Dezen Junior Curso de Regimento Interno da Câmara dos Deputados Prof. Gabriel Dezen Junior Teste 1 1. ( ) É competência da Mesa da Câmara dos Deputados a decisão de reunião dessa Casa fora do Palácio do Congresso Nacional,

Leia mais

COMUNICADO LEGISLATIVO Nº 1/2013. Projetos de Lei e Trâmites 1ª quinzena de novembro/2013

COMUNICADO LEGISLATIVO Nº 1/2013. Projetos de Lei e Trâmites 1ª quinzena de novembro/2013 Matérias na Câmara PEC 185/2012 Acrescenta parágrafos ao art. 37 da Constituição Federal para estabelecer data certa para a revisão geral anual da remuneração dos servidores públicos e dá outras providências.

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL Seção de São Paulo SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA STJ. Atualizado em 08/09/2015

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL Seção de São Paulo SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA STJ. Atualizado em 08/09/2015 SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA STJ Atualizado em 08/09/2015 RESOLUÇÃO STJ/GP N. 3 DE 5 DE FEVEREIRO DE 2015. Dispõe sobre o pagamento de custas judiciais e porte de remessa e retorno de autos no âmbito do

Leia mais

ADENDO AO RELATÓRIO. RELATOR: Senador EDUARDO BRAGA I RELATÓRIO

ADENDO AO RELATÓRIO. RELATOR: Senador EDUARDO BRAGA I RELATÓRIO ADENDO AO RELATÓRIO Da COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, sobre a Proposta de Emenda à Constituição nº 18, de 2013, primeiro signatário o Senador Jarbas Vasconcelos, que altera o art. 55 da

Leia mais

DEPARTAMENTO DE TAQUIGRAFIA, REVISÃO E REDAÇÃO

DEPARTAMENTO DE TAQUIGRAFIA, REVISÃO E REDAÇÃO DEPARTAMENTO DE TAQUIGRAFIA, REVISÃO E REDAÇÃO SESSÃO: 017.4.54.N DATA: 27/05/14 TURNO: Matutino TIPO DA SESSÃO: Solene - CN LOCAL: Plenário Principal - SF INÍCIO: 11h43min TÉRMINO: 11h54min DISCURSOS

Leia mais

PARECER Nº, DE 2009. RELATOR: Senador MARCELO CRIVELLA

PARECER Nº, DE 2009. RELATOR: Senador MARCELO CRIVELLA PARECER Nº, DE 2009 Da COMISSÃO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA, sobre o Projeto de Lei da Câmara nº 117, de 2006, que regula o exercício profissional de Geofísico e altera

Leia mais

Subseção I Disposição Geral

Subseção I Disposição Geral Subseção I Disposição Geral Art. 59. O processo legislativo compreende a elaboração de: I - emendas à Constituição; II - leis complementares; III - leis ordinárias; IV - leis delegadas; V - medidas provisórias;

Leia mais

23450 Quinta-feira 12 DIÁRIO DO SENADO FEDERAL Julho de 2007

23450 Quinta-feira 12 DIÁRIO DO SENADO FEDERAL Julho de 2007 23450 Quinta-feira 12 DIÁRIO DO SENADO FEDERAL Julho de 2007 LEGISLAÇÃO CITADA ANEXADA PELA SECRETARIA-GERAL DA MESA CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL... Art. 49. É da competência exclusiva

Leia mais

PARECER Nº, DE 2011. RELATOR: Senador JOSÉ PIMENTEL

PARECER Nº, DE 2011. RELATOR: Senador JOSÉ PIMENTEL PARECER Nº, DE 2011 Da COMISSÃO DE ASSUNTOS ECONÔMICOS, sobre o Projeto de Lei da Câmara nº 132, de 2008 Complementar (Projeto de Lei Complementar nº 182, de 2004, na origem), do Deputado José Carlos Aleluia,

Leia mais

MENSAGEM N.º 671, DE 2009 (Do Poder Executivo)

MENSAGEM N.º 671, DE 2009 (Do Poder Executivo) CÂMARA DOS DEPUTADOS MENSAGEM N.º 671, DE 2009 (Do Poder Executivo) Aviso nº 603/2009 C. Civil Submete à deliberação do Congresso Nacional o Texto do Acordo Geral de Cooperação entre o Governo da República

Leia mais

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DIÁRIO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DIÁRIO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DIÁRIO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS AA ANO LXII - Nº 148 - TERÇA-FEIRA, 21 DE AGOSTO DE 2007 - BRASÍLIA-DF MESA DA CÂMARA DOS DEPUTADOS (Biênio 2007/2008) PRESIDENTE ARLINDO CHINAGLIA

Leia mais

PROJETO DE LEI 1.407, DE 2015.

PROJETO DE LEI 1.407, DE 2015. COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA PROJETO DE LEI 1.407, DE 2015. Dispõe sobre a prestação do serviço de telefonia móvel em regime público. Autor: Deputado ÁUREO Relator: Deputado

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Em 13 de dezembro de 2012 (Quinta-feira)

CÂMARA DOS DEPUTADOS Em 13 de dezembro de 2012 (Quinta-feira) CÂMARA DOS DEPUTADOS Em 13 de dezembro de 2012 (Quinta-feira) SESSÃO DE DEBATES (Às 14 horas) (NÃO DELIBERATIVA) PEQUENO EXPEDIENTE (Das 14 às 15 horas) GRANDE EXPEDIENTE (Às 15 horas) Oradores: 15h Luiz

Leia mais

Senhores Membros do Congresso Nacional,

Senhores Membros do Congresso Nacional, Mensagem n o 913 Senhores Membros do Congresso Nacional, Nos termos do disposto no art. 49, inciso I, combinado com o art. 84, inciso VIII, da Constituição, submeto à elevada consideração de Vossas Excelências,

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Em 11 de outubro de 2012 (Quinta-feira)

CÂMARA DOS DEPUTADOS Em 11 de outubro de 2012 (Quinta-feira) CÂMARA DOS DEPUTADOS Em 11 de outubro de 2012 (Quinta-feira) SESSÃO ORDINÁRIA (Às 14 horas) PEQUENO EXPEDIENTE (Das 14 às 15 horas) GRANDE EXPEDIENTE (Às 15 horas) Oradores: 15h Erika Kokay (PT - DF) 15h25min

Leia mais

Principais Parlamentares Cotados para Presidir as Comissões Permanentes da Câmara em 2014. Parlamentares Cotados

Principais Parlamentares Cotados para Presidir as Comissões Permanentes da Câmara em 2014. Parlamentares Cotados Principais Parlamentares Cotados para Presidir as Comissões Permanentes da Câmara em 2014 Comissão Parlamentares Cotados PT Vicente Cândido (SP) Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania CCJC Cândido

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO REGIMENTO INTERNO

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO REGIMENTO INTERNO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I DO CONSELHO, ATRIBUIÇÕES E SUA COMPOSIÇÃO Art. 1.º- O Conselho Municipal de Educação de Carlos Barbosa, criado pela Lei Municipal nº1.176 de

Leia mais

ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA LEGISLATIVA NATAL, 17.09.2008 BOLETIM OFICIAL 2473 ANO XIX QUARTA-FEIRA

ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA LEGISLATIVA NATAL, 17.09.2008 BOLETIM OFICIAL 2473 ANO XIX QUARTA-FEIRA A MESA DIRETORA Deputado ROBINSON FARIA PRESIDENTE Deputada MÁRCIA MAIA 1 VICE-PRESIDENTE 1 SECRETÁRIO Deputado LUIZ ALMIR 3 SECRETÁRIO Deputado EZEQUIEL FERREIRA 2 VICE-PRESIDENTE Deputado RAIMUNDO FERNANDES

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O Nº 002/88

R E S O L U Ç Ã O Nº 002/88 R E S O L U Ç Ã O Nº 002/88 CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA UFPI Aprova o Regimento do Conselho de Administração da UFPI. O Reitor da Universidade Federal do Piauí e Presidente do Conselho de Administração,

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO FISCAL DO FUNDO DE APOSENTADORIA E PENSÃO DO SERVIDOR- FAPS

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO FISCAL DO FUNDO DE APOSENTADORIA E PENSÃO DO SERVIDOR- FAPS REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO FISCAL DO FUNDO DE APOSENTADORIA E PENSÃO DO SERVIDOR- FAPS CAPÍTULO I DA NATUREZA Art. 1.º - O Conselho Fiscal do Fundo de Aposentadoria e Pensão do Servidor- FAPS, criado

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS

CÂMARA DOS DEPUTADOS CÂMARA DOS DEPUTADOS SESSÃO ORDINÁRIA DE 14/05/2004 IV - PEQUENO EXPEDIENTE ANN PONTES (PMDB, PA) - Inadimplência da empresa Centrais Elétricas do Norte do Brasil S.A. ELETRONORTE no pagamento de indenizações

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA. PROJETO DE LEI N o 117, DE 2011 I - RELATÓRIO

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA. PROJETO DE LEI N o 117, DE 2011 I - RELATÓRIO COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA PROJETO DE LEI N o 117, DE 2011 (Apensos: Projetos de Lei n os 130, 289, 561, 747, 911, 1.389, 1.629, 2.238 e 2.543, de 2011) Altera dispositivos da Lei nº 8.742,

Leia mais

RESOLUÇÃO STJ N. 1 DE 4 DE FEVEREIRO DE 2014.

RESOLUÇÃO STJ N. 1 DE 4 DE FEVEREIRO DE 2014. RESOLUÇÃO STJ N. 1 DE 4 DE FEVEREIRO DE 2014. Dispõe sobre o pagamento de custas judiciais e porte de remessa e retorno de autos no âmbito do Superior Tribunal de Justiça. O PRESIDENTE DO SUPERIOR TRIBUNAL

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI Nº 2.576, DE 2000

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI Nº 2.576, DE 2000 PROJETO DE LEI Nº 2.576, DE 2000 (Apensos: PL s nºs 4.399, de 2001; 4.505, de 2001; 4.587, de 2001; 5.241, de 2001; 5.843, de 2001; 6.835, de 2002) Dispõe sobre a instalação de fontes emissoras de radiação

Leia mais

MENSAGEM Nº 110, DE 2007

MENSAGEM Nº 110, DE 2007 COMISSÃO DE RELAÇÕES EXTERIORES E DE DEFESA NACIONAL MENSAGEM Nº 110, DE 2007 Submete à consideração do Congresso Nacional, o texto do Memorando de Entendimento sobre Cooperação Trilateral em Agricultura

Leia mais

A Sua Excelência o Senhor Deputado Federal RÔMULO GOUVEIA DD. Presidente da Comissão Especial do PL 1.775/2015

A Sua Excelência o Senhor Deputado Federal RÔMULO GOUVEIA DD. Presidente da Comissão Especial do PL 1.775/2015 Nota Técnica ADPF/ANPR/AJUFE Registro Civil Nacional (RCN) Proposição: PL 1.775/2015 Ementa: Dispõe sobre o Registro Civil Nacional - RCN e dá outras providências. Explicação da Ementa: Revoga a Lei nº

Leia mais

Presidentes das Comissões Permanentes da Câmara em 2014

Presidentes das Comissões Permanentes da Câmara em 2014 Presidentes das Comissões Permanentes da Câmara em 2014 Comissão Presidente PT Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania CCJC Vicente Cândido (SP) Comissão de Seguridade Social e Família CSSF Amauri

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI Nº 7.645, DE 2014. Altera o art. 18 do Decreto-Lei nº 667, de 2 de julho de 1969, que extingue a pena de prisão disciplinar para as polícias

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2015

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2015 PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2015 As Mesas da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, nos termos do 3º do art. 60 da Constituição Federal, promulgam a seguinte Emenda ao texto constitucional:

Leia mais

Responsável (CPF): Nelson Monteiro da Rocha (549.133.147-34)

Responsável (CPF): Nelson Monteiro da Rocha (549.133.147-34) Tribunal de Contas da União Data DOU: 19/07/2004 Colegiado: Segunda Câmara Número da Ata: 25/2004 Texto do Documento: RELAÇÃO Nº 58/2004 - Segunda Câmara - TCU Gabinete do Ministro Benjamin Zymler Relação

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 496-A, DE 2015 (Do Sr. Mário Negromonte Jr.)

PROJETO DE LEI N.º 496-A, DE 2015 (Do Sr. Mário Negromonte Jr.) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 496-A, DE 2015 (Do Sr. Mário Negromonte Jr.) Dispõe sobre a exclusão dos custos de transmissão de energia elétrica da base de cálculo da tarifa de energia elétrica

Leia mais

DECRETO Nº 6.555, DE 8 DE SETEMBRO DE 2008.

DECRETO Nº 6.555, DE 8 DE SETEMBRO DE 2008. DECRETO Nº 6.555, DE 8 DE SETEMBRO DE 2008. Dispõe sobre as ações de comunicação do Poder Executivo Federal e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso das atribuições que lhe confere o

Leia mais

PROJETO DE RESOLUÇÃO N.º 215-A, DE 2013 (Do Sr. Ricardo Izar)

PROJETO DE RESOLUÇÃO N.º 215-A, DE 2013 (Do Sr. Ricardo Izar) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE RESOLUÇÃO N.º 215-A, DE 2013 (Do Sr. Ricardo Izar) Dispõe sobre locações de veículos para exercício da atividade parlamentar, custeadas com recursos providos pela Câmara

Leia mais

REGIMENTO INTERNO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO CONSEPE

REGIMENTO INTERNO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO CONSEPE REGIMENTO INTERNO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO CONSEPE TÍTULO I DA COMPOSIÇÃO E DAS COMPETÊNCIAS CAPÍTULO I - DA COMPOSIÇÃO Art. 1º O CONSEPE é o órgão colegiado superior que supervisiona e

Leia mais

PARECER Nº, DE 2009. RELATOR: Senador César Borges

PARECER Nº, DE 2009. RELATOR: Senador César Borges PARECER Nº, DE 2009 Da COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, em decisão terminativa, ao Projeto de Lei da Câmara nº 281, de 2009 (Projeto de Lei nº 5.245, de 2009, na origem), do Presidente da

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 5.963, DE 2001 (Do Sr. Milton Monti)

PROJETO DE LEI Nº 5.963, DE 2001 (Do Sr. Milton Monti) COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI Nº 5.963, DE 2001 (Do Sr. Milton Monti) Que torna obrigatório o exame de acuidade visual em todos os alunos matriculados no ensino fundamental

Leia mais

Professor Rodrigo Marques de Oliveira Presidente do Conselho Acadêmico do IFMG - Campus Governador Valadares

Professor Rodrigo Marques de Oliveira Presidente do Conselho Acadêmico do IFMG - Campus Governador Valadares SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS CAMPUS GOVERNADOR VALADARES - CONSELHO ACADÊMICO Av. Minas Gerais, 5.189 - Bairro Ouro

Leia mais

PROJETO DE LEI N o 422, DE 2007 (Apenso o PL nº 3.707, de 2008)

PROJETO DE LEI N o 422, DE 2007 (Apenso o PL nº 3.707, de 2008) ** 1 COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA PROJETO DE LEI N o 422, DE 2007 (Apenso o PL nº 3.707, de 2008) Altera o art. 162, Seção III, e o art. 168, Seção V, do Capítulo V do Título II da Consolidação

Leia mais

2.3. Endereço: Avenida Presidente Vargas, 1012, Rio de Janeiro - RJ. 2.7. Responsáveis: Jorge Luís da Silveira; Maria Teresa Outeiro de Azevedo Lima

2.3. Endereço: Avenida Presidente Vargas, 1012, Rio de Janeiro - RJ. 2.7. Responsáveis: Jorge Luís da Silveira; Maria Teresa Outeiro de Azevedo Lima ATA DE REGISTRO DE PREÇOS nº 10/2013 CGTI/DPF A UNIÃO FEDERAL, através da COORDENAÇÃO GERAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DO /MJ, localizada no SPO (Setor Policial), Lote 07, Edifício 23, CEP: 70.610-902,

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 7.706-A, DE 2010 (Do Sr. Onyx Lorenzoni)

PROJETO DE LEI N.º 7.706-A, DE 2010 (Do Sr. Onyx Lorenzoni) AVULSO NÃO PUBLICADO REJEIÇÃO NA DE MÉRITO CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 7.706-A, DE 2010 (Do Sr. Onyx Lorenzoni) Cria o Dia Nacional da Marca; tendo parecer da Comissão de Cultura pela rejeição

Leia mais

Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira

Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Nota Técnico n.º 08/07 Relações das obras com indícios de irregularidades graves constantes nos anexos às leis orçamentárias para os exercícios de 2002

Leia mais

Cadastro Organizacional/PMS CMI/SETAD CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO - CMI

Cadastro Organizacional/PMS CMI/SETAD CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO - CMI CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO Órgão/Sigla: Natureza Jurídica: Vinculação: Finalidade: CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO - CMI ÓRGÃO COLEGIADO SECRETARIA MUNICIPAL DO TRABALHO, ASSISTÊNCIA SOCIAL E DIREITOS DO

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO I V S E M I N Á R I O D E E X E C U Ç Ã O F I N A N C E I R A D E P R O J E T O S F I N A N C I A D O S C O M R E C U R S O S E X T E R N O S MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE JACAREÍ

CÂMARA MUNICIPAL DE JACAREÍ PROJETO DE LEI Dispõe sobre a instituição do Conselho de Comunicação Social do Canal de Cidadania de Jacareí, e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE JACAREÍ, USANDO DAS ATRIBUIÇÕES QUE LHE

Leia mais

Proposição: Projeto de Lei e Diretrizes Orçamentárias. a) O Excelentíssimo Relator da Lei de Diretrizes

Proposição: Projeto de Lei e Diretrizes Orçamentárias. a) O Excelentíssimo Relator da Lei de Diretrizes NOTA TÉCNICA CONJUNTA Associação Nacional dos Procuradores da República Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho Associação do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios Associação Nacional

Leia mais

COORDENAÇÕES ESTADUAIS DO ARTESANATO

COORDENAÇÕES ESTADUAIS DO ARTESANATO COORDENAÇÕES ESTADUAIS DO ARTESANATO ACRE Secretaria de Estado de Turismo e Lazer Endereço: Av. Chico Mendes, s/n - Arena da Floresta - Bairro Areal. CEP: 69.906-119 - Rio Branco - AC TEL: (68) 3901-3027/

Leia mais

A MESA DIRETORA Deputado RICARDO MOTTA PRESIDENTE

A MESA DIRETORA Deputado RICARDO MOTTA PRESIDENTE A MESA DIRETORA Deputado RICARDO MOTTA PRESIDENTE Deputado GUSTAVO CARVALHO 1 VICE-PRESIDENTE Deputado LEONARDO NOGUEIRA 2 VICE-PRESIDENTE Deputado GUSTAVO FERNANDES 1 SECRETÁRIO Deputado RAIMUNDO FERNANDES

Leia mais

SÍNTESE DAS PRINCIPAIS ATIVIDADES DA SAFL REALIZADAS NOS DIAS 17 E 18/09/2010 BRASÍLIA DF (Prestação de contas às Lojas do Sul de Minas)

SÍNTESE DAS PRINCIPAIS ATIVIDADES DA SAFL REALIZADAS NOS DIAS 17 E 18/09/2010 BRASÍLIA DF (Prestação de contas às Lojas do Sul de Minas) SÍNTESE DAS PRINCIPAIS ATIVIDADES DA SAFL REALIZADAS NOS DIAS 17 E 18/09/2010 BRASÍLIA DF (Prestação de contas às Lojas do Sul de Minas) 17/09/10 (sexta-feira) 10 às 13 hs - Mesa Diretora, Comissões e

Leia mais

º 000107-AL LEI COMPLEMENTAER Nº. 0042, DE 15 DE AGOSTO DE

º 000107-AL LEI COMPLEMENTAER Nº. 0042, DE 15 DE AGOSTO DE Referente ao Projeto de Lei Complementar n. º 000107-AL LEI COMPLEMENTAER Nº. 0042, DE 15 DE AGOSTO DE 2007. Publicada no Diário Oficial do Estado nº 4073, de 20.08.07 Autor: Deputado Jorge Amanajás Autoriza

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI N o 5.731, DE 2009 Altera as Leis n.ºs 8.218, de 29 de agosto de 1991, e 10.406, de 10 de janeiro de 2002 Código Civil, para permitir a

Leia mais

Regimento Interno de Atuação do Conselho Fiscal da Fundação das Escolas Unidas do Planalto Catarinense Fundação UNIPLAC

Regimento Interno de Atuação do Conselho Fiscal da Fundação das Escolas Unidas do Planalto Catarinense Fundação UNIPLAC 1 Regimento Interno de Atuação do Conselho Fiscal da Fundação das Escolas Unidas do Planalto Catarinense Fundação UNIPLAC Capítulo I Da Natureza, Finalidade e Composição Art. 1 - O Conselho Fiscal é o

Leia mais

PROJETO DE LEI. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 2º O SESF terá em sua estrutura organizacional os seguintes órgãos:

PROJETO DE LEI. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 2º O SESF terá em sua estrutura organizacional os seguintes órgãos: PROJETO DE LEI Dispõe sobre a criação do Serviço Social do Transporte Ferroviário - SESF e altera a redação do art. 3º da Lei nº 8.706, de 14 de setembro de 1993. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1º

Leia mais

COMITÊ DA CONTA TFCA

COMITÊ DA CONTA TFCA COMITÊ DA CONTA TFCA REGIMENTO Título Das disposições INTERNO I preliminares Art. 1 - O Comitê da Conta TFCA é um órgão colegiado de caráter deliberativo, instituído pela Portaria 398, de 21 de outubro

Leia mais

CONGRESSO NACIONAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 675 DE, 21 DE MAIO DE 2015.

CONGRESSO NACIONAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 675 DE, 21 DE MAIO DE 2015. CONGRESSO NACIONAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 675 DE, 21 DE MAIO DE 2015. (Mensagem nº 153, de 2015, na origem) Altera a Lei nº 7.689, de 15 de dezembro de 1988, para elevar a alíquota da Contribuição Social

Leia mais

PROCESSO ORÇAMENTÁRIO

PROCESSO ORÇAMENTÁRIO PROCESSO ORÇAMENTÁRIO Consultor de Orçamento: Ricardo Volpe E mail: ricardo.volpe@camara.gov.br PROCESSO ORÇAMENTÁRIO SOCIEDADE E GOVERNO ASPECTO POLÍTICO E LEGAL ASPECTO ECONÔMICO E FISCAL ASPECTO ADMINISTRATIVO

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CANOAS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CANOAS Mensagem nº 3, de 2013. Canoas, 25 de janeiro de 2013. A Sua Excelência o Senhor Vereador Juares Carlos Hoy Presidente da Câmara Municipal de Canoas Canoas RS Senhor Presidente, Na forma da legislação

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 175, DE 2011. Relator: Deputado Paulo Abi-Ackel.

PROJETO DE LEI N.º 175, DE 2011. Relator: Deputado Paulo Abi-Ackel. CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA PROJETO DE LEI N.º 175, DE 2011. Determina a adoção de número único para emergências e segurança pública. Autor: Deputado

Leia mais

A MESA DIRETORA Deputado RICARDO MOTTA PRESIDENTE

A MESA DIRETORA Deputado RICARDO MOTTA PRESIDENTE A MESA DIRETORA Deputado RICARDO MOTTA PRESIDENTE Deputado GUSTAVO CARVALHO 1 VICE-PRESIDENTE Deputado GUSTAVO FERNANDES 1 SECRETÁRIO Deputado VIVALDO COSTA 3 SECRETÁRIO Deputado LEONARDO NOGUEIRA 2 VICE-PRESIDENTE

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DOS DIREITOS DAS MULHERES REGIMENTO INTERNO CAPITULO I DA CATEGORIA E FINALIDADE

CONSELHO NACIONAL DOS DIREITOS DAS MULHERES REGIMENTO INTERNO CAPITULO I DA CATEGORIA E FINALIDADE CONSELHO NACIONAL DOS DIREITOS DAS MULHERES REGIMENTO INTERNO CAPITULO I DA CATEGORIA E FINALIDADE Art.1º _ O Conselho Nacional dos Direitos da Mulher CNDM, é órgão colegiado de natureza consultiva e deliberativa,

Leia mais

Interessados: Interessado: Ministério das Comunicações, Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Interessados: Interessado: Ministério das Comunicações, Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL Tribunal de Contas da União Número do documento: DC-0483-30/01-P Identidade do documento: Decisão 483/2001 - Plenário Ementa: Acompanhamento. ANATEL. Licitação. Outorga de direito de concessão para a exploração

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO GESTOR DA UNICEASA CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO GESTOR DA UNICEASA CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO GESTOR DA UNICEASA CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL Sete Lagoas 2012 REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO GESTOR DA UNICEASA CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL SUMÁRIO TÍTULO PÁGINA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PILÕES CNPJ: 08.148.488/0001-00 CEP: 59.5960-000

PREFEITURA MUNICIPAL DE PILÕES CNPJ: 08.148.488/0001-00 CEP: 59.5960-000 1 9 6 3 1 9 6 3 PREFEITURA MUNICIPAL DE PILÕES CNPJ: 08.148.488/0001-00 CEP: 59.5960-000 Lei nº 299/ 2008. Dispõe sobre a criação do Conselho Municipal do Idoso, do Fundo Municipal do Idoso e dá outras

Leia mais

PARECER HOMOLOGADO(*)

PARECER HOMOLOGADO(*) PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Despacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União de 17/3/2004 (*) Portaria/MEC nº 652, publicada no Diário Oficial da União de 17/3/2004 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO

Leia mais

Pesquisa de Informações Básicas Estaduais 2012

Pesquisa de Informações Básicas Estaduais 2012 Pesquisa de Informações Básicas Estaduais 2012 Informações Básicas Recursos Humanos Foram pesquisadas as pessoas que trabalhavam na administração direta e indireta por vínculo empregatício e escolaridade;

Leia mais

DATA 22 / 06 / 2006 PÁGINA : 02

DATA 22 / 06 / 2006 PÁGINA : 02 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 5.811, DE 21 DE JUNHO DE 2006. Dispõe sobre a composição, estruturação, competência e funcionamento do Conselho Nacional

Leia mais

Processo Legislativo

Processo Legislativo Processo Legislativo Os Projetos de Lei Ordinária e de Lei Complementar são proposições que visam regular toda a matéria legislativa de competência da Câmara e devem ser submetidos à sanção do prefeito

Leia mais

Ata de Audiência Pública

Ata de Audiência Pública Ata de Audiência Pública Assunto: Audiência Pública referente à Quinta Rodada de Licitações para contratação de atividades de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo e gás natural Data: 26 de

Leia mais

Modelo - Projeto de Lei Municipal de criação do Conselho Municipal do Idoso

Modelo - Projeto de Lei Municipal de criação do Conselho Municipal do Idoso Fonte: Ministério Público do Rio Grande do Norte Responsável: Dra. Janaína Gomes Claudino Criação do Conselho Municipal do Idoso Modelo - Projeto de Lei Municipal de criação do Conselho Municipal do Idoso

Leia mais

REGIMENTO DO CONSELHO CONSULTIVO DO AUDIOVISUAL DE PERNAMBUCO

REGIMENTO DO CONSELHO CONSULTIVO DO AUDIOVISUAL DE PERNAMBUCO REGIMENTO DO CONSELHO CONSULTIVO DO AUDIOVISUAL DE PERNAMBUCO CAPITULO I DA NATUREZA E FINALIDADE Art. 1º - O Conselho Consultivo do Audiovisual de Pernambuco, órgão colegiado permanente, consultivo e

Leia mais

PARECER Nº, DE 2015. RELATORA: Senadora MARTA SUPLICY I RELATÓRIO

PARECER Nº, DE 2015. RELATORA: Senadora MARTA SUPLICY I RELATÓRIO PARECER Nº, DE 2015 Da COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS sobre o Projeto de Lei da Câmara nº 75, de 2014, do Deputado George Hilton, que dispõe sobre a regulamentação da profissão de instrumentador cirúrgico.

Leia mais

SENADO FEDERAL COMISSÃO DE EDUCAÇÃO, CULTURA E ESPORTE PAUTA DA 27ª REUNIÃO. (1ª Sessão Legislativa Ordinária da 55ª Legislatura)

SENADO FEDERAL COMISSÃO DE EDUCAÇÃO, CULTURA E ESPORTE PAUTA DA 27ª REUNIÃO. (1ª Sessão Legislativa Ordinária da 55ª Legislatura) SENADO FEDERAL COMISSÃO DE EDUCAÇÃO, CULTURA E ESPORTE PAUTA DA 27ª REUNIÃO (1ª Sessão Legislativa Ordinária da 55ª Legislatura) 17/06/2015 QUARTA-FEIRA às 10 horas Presidente: Senador Romário Vice-Presidente:

Leia mais

SÚMULA DA 374ª REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA ESPECIALIZADA DE GEOLOGIA E ENGENHARIA DE MINAS

SÚMULA DA 374ª REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA ESPECIALIZADA DE GEOLOGIA E ENGENHARIA DE MINAS Data: 26 de novembro de 2012 Local: Auditório Rebouças - Edifício "Santo Antônio de Sant'Anna Galvão" Av. Rebouças, 1028 2º andar Jardim Paulista São Paulo / SP Coordenação: Geólogo Fábio Augusto Gomes

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 7.966, DE 2014 (Do Sr. Valmir Assunção)

PROJETO DE LEI N.º 7.966, DE 2014 (Do Sr. Valmir Assunção) *C0049990A* C0049990A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 7.966, DE 2014 (Do Sr. Valmir Assunção) Acrescenta artigo 140-A à Lei 9.503, de 1997, para instituir o Programa CNH- Social. DESPACHO: APENSE-SE

Leia mais

Outrossim, ficou assim formatado o dispositivo do voto do Mn. Fux:

Outrossim, ficou assim formatado o dispositivo do voto do Mn. Fux: QUESTÃO DE ORDEM Nos termos do art. 131 e seguintes do Regimento do Congresso Nacional, venho propor a presente QUESTÃO DE ORDEM, consoante fatos e fundamentos a seguir expostos: O Congresso Nacional (CN)

Leia mais