Professor de História

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Professor de História"

Transcrição

1 MUNICÍPIO DE MATIAS CARDOSO ESTADO DE MINAS GERAIS CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2012 Professor de História MANHÃ

2 CARGO: PROFESSOR DE HISTÓRIA Texto I para as questões de 01 a 07. A idade das palavras A vida contemporânea tem desgastado vocábulos e expressões com mais rapidez, reavivando o interesse de pesquisadores e escritores pelo passado da linguagem. Assim como os seres vivos, as palavras também envelhecem. Alguns vocábulos tornam-se melhores com a idade, adquirindo cada vez mais significados e popularidade, ao passo que outros acabam caducando, praticamente sumindo do vocabulário ou sobrevivendo com sentidos distintos do original. É consenso entre os estudiosos da linguagem que o tempo imprime sinais específicos na língua. Esses sinais, assim como as rugas no rosto de um ancião, fornecem pistas importantes sobre a existência linguística das palavras. São traços que se manifestam sob as mais diversas formas desde a ortografia datada de tempos idos, que denuncia a escrita de uma época; passando pela variação de significados de uma mesma palavra ao longo das décadas e por termos que caíram em desuso junto com os objetos a que davam nome; até o uso estilístico de arcaísmos e grafias antigas na literatura, entre outros passadismos que, paradoxalmente, fazem parte do presente do idioma. O fascínio com a idade das palavras parece crescer a uma velocidade diretamente proporcional aos avanços da vida contemporânea. A impressão é que a obsolescência de muitas palavras começa a ocorrer em períodos de tempo cada vez menores, sobretudo em tempos de Internet, em que modismos surgem e somem do dia pra noite. Colecionador Foi assim, por exemplo, que o jornalista Alberto Villas começou a coletar termos, gírias e expressões caídas em desuso. A ideia de publicar Pequeno Dicionário Brasileiro da Língua Morta Palavras que Sumiram do Mapa (Editora Globo, 2012) lhe ocorreu ao perceber que seus filhos não entendiam algumas palavras que ele dizia em casa. Sem pretensões científicas, como um fashionista vai a brechós ou um colecionador zanza por antiquários, Villas consultou revistas das décadas de 50 a 70, bem como pessoas mais velhas do que ele, atrás de matériaprima lexical. Seu livro padece de limitações (os verbetes bituca e guimba, por exemplo, se anulam, cada um remetendo ao outro como seu substituto), mas tem a impulsividade charmosa das seleções mais ou menos aleatórias, com palavras obsoletas, gírias fora de moda e sentidos caducos, outros nem tanto. Fui buscar palavras a partir dos anos 50, que foi quando nasci. Costumo brincar que, se fosse buscar palavras desde o início do século passado, só o Oscar Niemeyer e a Dona Canô, mãe do Caetano Veloso, iriam lembrar brinca Villas. Além de gírias características de épocas e movimentos, a curiosidade de Villas recaiu sobre termos (ou sentidos) que desapareceram ou estão por desaparecer juntamente com os objetos a que dão nome. Acho curioso palavras que sumiram junto com o progresso da tecnologia. Datilografar, por exemplo. A máquina de escrever desapareceu e a datilografia foi junto. Colchetes, ilhós, opaca, popeline estão sumindo porque as costureiras que costumavam ir em casa fazer roupa também estão desaparecendo. O meu critério foi colocar no dicionário palavras que ouvimos nos últimos 60 anos explica. (Revista Língua Portuguesa. Ed. Segmento Junho/2012.) 01 O fascínio com a idade das palavras parece crescer a uma velocidade diretamente proporcional aos avanços da vida contemporânea. A impressão é que a obsolescência de muitas palavras começa a ocorrer em períodos de tempo cada vez menores, sobretudo em tempos de Internet, em que modismos surgem e somem do dia pra noite. Diante do exposto, é correto afirmar que A) as palavras que envelheceram não são do interesse da sociedade contemporânea, que evolui numa velocidade cada vez maior. B) em tempos de Internet, a linguagem deixa de ter o seu valor, já que modismos surgem e somem do dia para noite. C) à medida que os avanços da vida contemporânea ocorrem, o interesse pelas palavras do passado também cresce. D) o uso da Internet não permite que vocábulos antigos provoquem qualquer tipo de interesse à sociedade. E) o fascínio por palavras antigas dá-se diante da necessidade de comunicação exigida pela Internet

3 02 A linguagem subjetiva tem como uma de suas características o uso das figuras de linguagem. A partir desta consideração, tal subjetividade na linguagem pode ser identificada em A) Assim como os seres vivos, as palavras também envelhecem. B)... que o jornalista Alberto Villas começou a coletar termos,... C)... seus filhos não entendiam algumas palavras que ele dizia em casa. D)... Villas consultou revistas das décadas de 50 a E) Fui buscar palavras a partir dos anos 50, que foi quando nasci. 03 De acordo com o texto, a sobrevivência de certas palavras depende da atribuição de um novo sentido que lhe é dado. A polissemia das palavras é algo inerente ao sistema da linguagem. Assinale a alternativa que apresenta o significado correto atribuído ao vocábulo em destaque considerando o contexto. A)... as palavras também envelhecem. adquirem notoriedade B) adquirindo cada vez mais significados e popularidade... trivialidade C) ao passo que outros acabam caducando... caindo em desuso D)... em que modismos surgem e somem do dia pra noite. espaço de tempo equivalente a 24 horas E) Acho curioso palavras que sumiram... esquivaram-se 04 O vocábulo que pode ter diversas classificações quanto à classe de palavras a que pertence. Indique a seguir o trecho em que a palavra que é classificada como pronome relativo, atuando, deste modo, como elemento de coesão textual. A) É consenso entre os estudiosos da linguagem que o tempo imprime sinais específicos na língua. B) São traços que se manifestam sob as mais diversas formas... C) Foi assim, por exemplo, que o jornalista Alberto Villas começou a coletar termos,... D)... lhe ocorreu ao perceber que seus filhos não entendiam algumas palavras... E) Costumo brincar que, se fosse buscar palavras desde o início do século passado, Analise as características textuais a seguir. I. Restringe-se à divulgação de um fato novo, do interesse da comunidade. II. Demonstra predominância de um tom mais pessoal indicando subjetividade. III. Apresenta um fato a respeito do qual confronta opiniões de pessoas envolvidas. Está(ão) correta(s) apenas a(s) afirmativa(s) A) II. B) III. C) I e II. D) I e III. E) II e III. 06 Em um texto, algumas palavras podem ser empregadas para transmitir opinião, intencionalmente ou não. Analise os segmentos a seguir e assinale aquele que expressa uma opinião. A) São traços que se manifestam sob as mais diversas formas... B)... começou a coletar termos, gírias e expressões caídas em desuso. C) seus filhos não entendiam algumas palavras que ele dizia em casa. D) mas tem a impulsividade charmosa das seleções mais ou menos aleatórias,... E)... a curiosidade de Villas recaiu sobre termos (ou sentidos) que desapareceram Em... lhe ocorreu ao perceber que seus filhos..., o vocábulo lhe tem a mesma função sintática que o termo grifado em A) o tempo imprime sinais específicos... D)... cada um remetendo ao outro... B)... que denuncia a escrita de uma época... E) palavras que sumiram... C)... que ele dizia em casa

4 Texto II para as questões de 08 a 10. Antigamente Antigamente, as moças chamavam-se mademoiselles e eram todas mimosas e muito prendadas. Não faziam anos: completavam primaveras, em geral dezoito. Os janotas, mesmo não sendo rapagões, faziam-lhes péde-alferes, arrastando a asa, mas ficavam longos meses debaixo do balaio. E se levavam tábua, o remédio era tirar o cavalo da chuva e ir pregar em outra freguesia. As pessoas, quando corriam, antigamente, era para tirar o pai da forca e não caíam de cavalo magro. Algumas jogavam verde para colher maduro, e sabiam com quantos paus se faz uma canoa. O que não impedia que, nesse entrementes, esse ou aquele embarcasse em canoa furada. Encontravam alguém que lhes passasse a manta e azulava, dando às de vila-diogo. Os mais idosos, depois da janta, faziam o quilo, saindo para tomar fresca; e também tomavam cautela de não apanhar sereno. Os mais jovens, esses iam ao animatógrafo, e mais tarde ao cinematógrafo, chupando balas de alteia. Ou sonhavam em andar de aeroplano; os quais, de pouco siso, se metiam em camisa de onze varas, e até em calças pardas; não admira que dessem com os burros n água. (Carlos Drummond de Andrade. In Quadrante (1962), obra coletiva reproduzida em Caminhos de João Brandão. José Olympio, 1970 Fragmento) 08 A crônica de Drummond Antigamente a ideia expressa na oração Assim como os seres vivos, as palavras também envelhecem. Assinale a alternativa que completa corretamente a afirmativa anterior. A) contraria B) confirma C) condena D) ressalva E) polemiza 09 Em Os mais jovens, esses iam ao animatógrafo, e mais tarde ao cinematógrafo,... ao substituir cinematógrafo por apresentação mantém-se a correção, de acordo com a norma culta, em A)... à apresentação. D)... naquela apresentação. B) a apresentação. E) em uma apresentação. C)... na apresentação. 10 O texto II faz referência ao passado, retratando uma época em que a linguagem apresentava como característica o(a) A) objetividade. D) desvio da norma culta. B) sentido conotativo. E) predominância do regionalismo. C) sentido denotativo. CONHECIMENTOS DIDÁTICO-PEDAGÓGICOS 11 Sobre o conceito de Vygotsky em relação à Zona de Desenvolvimento Proximal (ZDP), assinale a alternativa INCORRETA. A) É a distância entre a zona ou nível de desenvolvimento real, que se costuma determinar através da solução independente de problemas pela criança, e o nível ou zona de desenvolvimento potencial, determinado pela solução de problemas sob a orientação de um adulto ou em colaboração com companheiros. B) Consiste na distância que medeia entre o nível atual de desenvolvimento da criança, determinado pela capacidade atual de resolver problemas individualmente e o nível de desenvolvimento potencial, definido através da resolução de problemas sob a orientação de adultos ou em colaboração com os pares mais capazes. C) As suas implicações para com o processo de instrução são imensas, pois a aprendizagem é subordinada ao desenvolvimento cognitivo, condicionando-a e enclausurando-a nos limites de cada estágio de desenvolvimento. A aprendizagem precede e condiciona o desenvolvimento cognitivo. D) É uma verdadeira janela de oportunidades para a aprendizagem, sendo necessário que o professor a prepare, conceba e ponha em prática tarefas de ensino e aprendizagem que potenciem essa janela. E) Os instrumentos principais que o professor pode utilizar, no sentido de potencializar a ZDP, são a linguagem e o contexto cultural, considerados como as mais importantes ferramentas a serviço da aprendizagem e do desenvolvimento

5 12 De acordo com a Lei de Diretrizes e Bases, Lei nº 9.394/96 e suas alterações, analise. I. O dever do Estado com educação escolar pública será efetivado mediante a garantia de oferta do ensino noturno regular adequado às condições do educando. II. O acesso ao ensino fundamental é direito público subjetivo, podendo qualquer cidadão, grupo de cidadãos, associação comunitária, organização sindical, entidade de classe ou outra igualmente constituída e, ainda, o Ministério Público, acionar o Poder Público para exigi-lo. III. É dever dos pais ou responsáveis efetuar a matrícula dos menores, a partir dos cinco anos de idade, no ensino fundamental. IV. A União incumbir-se-á de elaborar o Plano Nacional de Educação em colaboração com os Estados, Distrito Federal e Municípios. V. Coletar, analisar e disseminar informações sobre educação é, também, incumbência da União. VI. A educação escolar compõe-se de educação básica e ensino médio. Estão corretas apenas as afirmativas A) I, II, III e IV. B) I, II, IV e V. C) II, III, V e VI. D) III e IV. E) I, III e IV. 13 De acordo com as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil, analise. I. De caráter mandatório, estabelecem novas exigências para as instituições de educação infantil, particularmente quanto às orientações curriculares e processos de elaboração dos projetos pedagógicos. II. Estabelecem, entre outros, os princípios éticos, políticos e estéticos que devem fundamentar as propostas pedagógicas em educação infantil, a adoção da metodologia do planejamento participativo e afirmam a autonomia das escolas na definição da abordagem curricular a ser adotada. III. Fundamentam-se em uma concepção de criança, enquanto sujeito sócio-histórico-cultural, que interage com diferentes parceiros, brinca, dá sentido ao mundo, produz história e cria cultura. Está(ão) correta(s) a(s) afirmativa(s) A) I, apenas. B) II, apenas. C) III, apenas. D) II e III, apenas. E) I, II e III. 14 Relacione corretamente as funções do processo avaliativo às suas características. 1. Diagnóstico. 2. Formativa. 3. Somativa. ( ) Determina a presença ou ausência de habilidades e pré-requisitos, bem como a identificação das causas de repetidas dificuldades na aprendizagem. ( ) Determina a posição do aluno ao longo de uma unidade de ensino, no sentido de identificar dificuldades e de lhes dar solução. ( ) Pretende ajuizar o progresso realizado pelo aluno no final de uma unidade de aprendizagem, no sentido de aferir resultados já colhidos por outras avaliações, obtendo indicadores que permitem aperfeiçoar o processo de ensino. A sequência está correta em A) 1, 2, 3 B) 2, 3, 1 C) 3, 1, 2 D) 1, 3, 2 E) 2, 1, 3 15 A função das instituições escolares vai muito além do ensino pedagógico. Formar cidadãos politizados, com poder de decisão e capazes de agir e interagir no meio em que vivem, deve ser a missão das escolas comprometidas com a sociedade. Uma maneira de promover essa interação é por meio do colegiado escolar. É uma função consultiva do colegiado escolar A) decidir em grau de recurso, sobre questões de interesse da comunidade escolar, no que diz respeito à vida dos estudantes. B) participar da elaboração do Projeto Político Pedagógico, do Plano de Gestão e do Regimento Escolar. C) manifestar-se sobre a proposta curricular, bem como analisar dados do desempenho da unidade escolar para propor o planejamento das atividades pedagógicas. D) acompanhar periodicamente e ao final de cada ano letivo, o desenvolvimento do Projeto Político Pedagógico, bem como o cumprimento do Plano de Gestão e do Regimento Escolar. E) deliberar, sempre que solicitado pela direção da escola, sobre o cumprimento das ações disciplinares a que estiverem sujeitos os estudantes, de acordo com o disposto no Regimento Escolar e no Estatuto da Criança e do Adolescente

6 16 Sobre os Parâmetros Curriculares Nacionais, assinale a afirmativa INCORRETA. A) O documento afirma o princípio da unidade na diversidade, visto o estabelecimento de parâmetros curriculares comuns para todo o país, ao mesmo tempo em que visa contribuir para a construção da unidade, busca garantir o respeito à diversidade, que é a marca cultural do país, por meio de adaptações que integrem as diferentes dimensões da prática educacional. B) Com o intuito de evitar a excessiva fragmentação de objetivos e conteúdos, assim como uma visão parcelada dos conhecimentos, os PCN s propõem uma distribuição de objetivos e conteúdos em ciclos, o que permite trabalhar com dimensões de tempo mais amplas e flexíveis. C) Junto da apresentação dos conteúdos de cada área de conhecimento, o documento faz referência a conceitos, procedimentos, valores, normas e atitudes e indica critérios de avaliação, aprendizagem e orientações didáticas. D) Os temas transversais contidos nos PCN s envolvem questões sociais relativas a: Ética, Saúde, Orientação Sexual, Meio Ambiente, Trabalho e Consumo, Pluralidade Cultural. Foram concebidos como novas disciplinas que devem ser acrescentadas ao currículo escolar na formação comum obrigatória. E) O documento estabelece desafios para a educação brasileira, em termos da garantia de acesso e permanência dos alunos na escola, de formação continuada em serviço dos professores, de melhoria física da escola e de introdução de recursos tecnológicos, sempre contando com o envolvimento e a participação da comunidade. 17 São características do projeto pedagógico I. preocupar-se em instaurar uma forma de organização de trabalho pedagógico que desvele os conflitos e as contradições. II. preservar o processo pedagógico de ensino aprendizagem livre de conceitos e julgamentos inerentes à política. III. conter opções explícitas na direção de superar problemas no decorrer do trabalho educativo voltado para uma realidade específica. IV. nascer da própria realidade, tendo como suporte a explicitação das causas dos problemas e das situações nas quais tais problemas aparecem. Estão corretas apenas as alternativas A) I, II e IV. B) I, III e IV. C) III e IV. D) II e III. E) I. 18 Segundo Libâneo, são atitudes necessárias ao currículo do professor frente às exigências da contemporaneidade, EXCETO: A) Assumir o ensino como mediação, possibilitando aprendizagem ativa do aluno com a ajuda pedagógica do professor. B) Modificar a ideia de uma escola com uma prática interdisciplinar para uma escola pluridisciplinar. C) Persistir no empenho e auxílio quanto à busca de uma perspectiva crítica dos alunos, em se habituarem a aprender as realidades enfocadas nos conteúdos escolares de forma crítico-reflexiva. D) Investir na atualização científica, técnica e cultural, como ingredientes do processo de formação continuada. E) Desenvolver um comportamento ético e saber orientar os alunos em valores e atitudes em relação à vida, ao ambiente, às relações humanas e a si próprio. 19 De acordo com Pimenta (1999), o processo da construção da identidade do professor revela os saberes necessários à prática docente. Analise. I. A experiência de um professor se dá por meio da sua construção social, pelo cotidiano docente, num processo permanente de reflexão sobre sua prática. II. O conhecimento deve ser entendido simplesmente como informação, e não como o trabalho das informações, através de sua classificação, análise e contextualização. III. Os saberes pedagógicos constituem-se no relacionamento professor-aluno, na importância da motivação e do interesse dos alunos no processo de aprendizagem e das técnicas de ensinar, bem como os saberes científicos, a experiência dos professores e seus estudos. Está(ão) correta(s) apenas a(s) afirmativa(s) A) I. B) II. C) III. D) I e II. E) I e III

7 20 Acerca do currículo escolar, marque V para as afirmativas verdadeiras e F para as falsas. ( ) Não se trata de algo pronto e acabado, mas de algo a ser construído permanentemente no dia a dia da escola, com a participação ativa de todos os interessados na atividade educacional, particularmente daqueles que atuam diretamente no estabelecimento escolar, como educadores e educandos, mas também dos membros da comunidade em que se situa a escola. ( ) Situa-se entre as intenções, princípios, orientações gerais e a prática pedagógica. Mais do que apenas evitar a distância e o hiato entre esses dois polos do processo educacional as intenções e as práticas, o currículo deve estabelecer um vínculo coerente entre eles, constituir um eficaz instrumento que favoreça a realização das intenções, princípios e orientações numa ação prática efetiva com vistas ao desenvolvimento dos educandos. ( ) É abrangente, não compreende apenas as matérias ou conteúdos do conhecimento, mas também sua organização e sequência adequadas, bem como os métodos que permitem um melhor desenvolvimento destas e o próprio processo de avaliação, incluindo questões como o quê, como e quando avaliar. ( ) É um projeto a ser executado tal qual foi concebido. É instrumento útil para dirigir a prática pedagógica. Por isso mesmo deverá ser seguido para que o processo ensino-aprendizagem não seja prejudicado com modificações. O professor precisa estar atento para o cumprimento do que foi estabelecido. ( ) Deve considerar as reais condições nas quais vão se concretizar: as condições do professor, dos alunos, do ambiente escolar, da comunidade, as características dos materiais didáticos disponíveis, etc. A sequência está correta em A) F, V, F, V, F B) V, F, V, F, V C) F, V, V, V, F D) V, V, V, F, V E) V, F, F, F, V CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 21 Para grande parte da população brasileira, Vargas é o patrono da legislação social, o pai dos pobres, o benfeitor e o estadista que outorgou direitos ao trabalhador brasileiro. De fato, em seu governo, acompanhando uma tendência mundial, o país produziu e implementou uma vasta legislação sobre direitos trabalhistas. São políticas sociais de Vargas, EXCETO: A) Justiça do trabalho para que patrões e empregados resolvessem suas disputas. B) Carteira de trabalho para registro da vida profissional do cidadão. C) Proibição do trabalho para menores de 14 anos. D) Autorização e regulamentação do trabalho noturno. E) Criação de um salário mínimo para o trabalhador. 22 O governo de João Goulart foi marcado pela insatisfação de alguns setores da sociedade, o que, inclusive, o ajudou a ser retirado do poder à força por um golpe militar. Os agentes que promoveram a retirada de Jango do poder se justificaram nos pressupostos de A) salvar o país da subversão e do comunismo, da corrupção e do populismo. B) colocar no poder um representante melhor instruído academicamente. C) tornar o país uma nação cristã livrando-a do demônio do comunismo. D) implantar uma ditadura socialista à luz de Stalin. E) oferecer maior dignidade financeira às classes mais pobres. 23 Estudantes, particularmente secundaristas, pintaram o rosto em sinal de luta, ocupando ruas e praças em todo o país. Os jovens pareciam não tão polarizados em esquerda e direita, e seguidores de um ou outro partido político. Havia um sentimento maior no ar, abrangendo um movimento dito pela ética na política. (Silva, Francisco Carlos Teixeira. Brasil em Direção ao Século XXI. In. Linhares, Maria Yedda (org.) História Geral do Brasil. 9 Ed. Rio de Janeiro: Elsevier, p. 407.) O movimento descrito anteriormente trata-se de A) mobilização da sociedade brasileira no movimento das Diretas Já. B) uma manifestação contra a corrupção realizada em São Paulo no ano de C) movimento dos caras-pintadas pelo impeachment do então presidente Collor. D) uma manifestação no carnaval de 1979 pelo fim da ditadura militar no Brasil. E) movimento denominado marcha da maconha, ocorrido em diversos lugares do país em busca da legalização da droga

8 24 Educação do futuro O consenso entre os docentes é que o grande desafio da educação está cada vez mais na busca por recursos que fujam, quando possível, à educação tradicional, utilizando livros, músicas, filmes, ou dinâmicas de eleições e júri simulados, como relataram os professores entrevistados. Utilizar o lúdico para facilitar o aprendizado é a chave para uma educação do futuro e para formação de cidadãos cientes de seu papel no processo histórico. (www.historia.uff.br/cantareira) Nesse contexto, analise as seguintes afirmativas. Não se aprende História apenas no espaço escolar. PORQUE As crianças e os jovens têm acesso a inúmeras informações, imagens e explicações no convívio social e familiar, nos festejos de caráter local, regional, nacional e mundial. São atentos às transformações e aos ciclos da natureza, envolvem-se com os ritmos acelerados da vida urbana, da televisão e dos videoclipes, são seduzidos pelos apelos de consumo da sociedade contemporânea e preenchem a imaginação com ícones recriados a partir de fontes e épocas diversas. Nas convivências entre as gerações, nas fotos e lembranças dos antepassados e de outros tempos, crianças e jovens socializam-se, aprendem regras sociais e costumes, agregam valores, projetam o futuro e questionam o tempo. (...) A respeito dessas afirmativas é correto afirmar que A) as duas são verdadeiras, e a segunda é uma justificativa correta da primeira. B) as duas são verdadeiras, mas a segunda não é uma justificativa correta da primeira. C) a primeira é verdadeira, e a segunda falsa. D) a primeira é falsa, e a segunda verdadeira. E) tanto a primeira quanto a segunda são falsas. 25 O período das regências ou período regencial ( ) foi marcado por uma intensa instabilidade política em todas as dimensões. Os regentes não possuíam autoridade legitimada pela maioria da população, bem como sofriam enormes pressões oposicionistas, sem contar as várias províncias que se rebelaram. Assinale a alternativa que apresenta as principais rebeliões provinciais na ordem cronológica correta (base ano de início). A) Cabanagem / Farroupilha / Sabinada / Balaiada D) Balaiada / Farroupilha / Cabanagem / Sabinada B) Sabinada / Cabanagem / Balaiada / Farroupilha E) Farroupilha / Cabanagem / Balaiada / Sabinada C) Farroupilha / Sabinada / Cabanagem / Balaiada 26 A sociedade capitalista foi gestada em meio à dissolução da ordem feudal, particularmente na Inglaterra e o noroeste europeu mais desenvolvido (nos demais países a dissolução do feudalismo deu lugar a estados absolutistas, onde as revoluções burguesas adviriam quase dois séculos depois da inglesa, de ). O enfraquecimento da relação de servidão e da renda como relação de produção predominante, e a concomitante expansão da produção de mercadorias acabou por quebrar o isolamento dos feudos e levou à formação de um mercado unificado dentro do arcabouço institucional do Estado-nação burguês. (www5.usp.br) Nesse contexto, analise as seguintes afirmativas. A desagregação do sistema feudal e a progressiva estruturação do sistema capitalista ocorreram durante um período de transição, sempre em estreitas e recíprocas relações. PORQUE A relação capital-trabalho e a maneira pela qual o capital tendeu a se distribuir para todos de forma justa passou a ser empregado na aquisição de matérias-primas, máquinas e, acima de tudo, de força de trabalho. A respeito das afirmativas anteriores é correto afirmar que A) as duas são verdadeiras, e a segunda é uma justificativa correta da primeira. B) as duas são verdadeiras, mas a segunda não é uma justificativa correta da primeira. C) a primeira é verdadeira, e a segunda falsa. D) a primeira é falsa, e a segunda verdadeira. E) tanto a primeira quanto a segunda são falsas

9 CONCURSO PÚBLICO MUNICÍPIO DE MATIAS CARDOSO/MG 27 (Arruda,, Jobson de A. Arruda. Atlas Histórico Básico. São Paulo: Ática, p. p 41.) A relação entre os dois mapas é adequada para se trabalhar em sala de aula o seguinte tema A) Segunda Guerra Mundial. D) ocupação do território nos anos setecentistas. B) Conjuração Mineira. E) conflitos agrários no século XVIII. C) formação dos limites territoriais brasileiros. 28 O novo mundo espanhol (parte da América colonizada pela Espanha) apresenta características peculiares em seu processo de colonização. Sobre a colonização espanhola na América, marque V para as afirmativas verdadeiras e F para as falsas. ( ) Para a historiografia, o processo de colonização sedimentou um ódio aos espanhóis, espanhóis que marcou o início do processo de independência ao mesmo tempo em que se iniciava a colonização. ( ) Sobre os metais preciosos, a Espanha se mostrou inoperante em suas políticas, pois foram incapazes de utilizá-los los em proveito próprio e enriqueceu a Inglaterra. ( ) Na estratégia de controle e ocupação, os espanhóis utilizaram mecanismos de desestruturação já conhecidos na Europa, nas guerras que, ainda naquele momento, mo afetavam várias regiões, como a eliminação da unidade comunitária e, com ela, a interdição das tradições religiosas. ( ) Os espanhóis nascidos na América receberam o nome de chapetones. A sequência está correta em A) V, F, V, F B) V, F, F, F C) V, V, V, F D) F, F, V, F E) V, F, V, V -9Prova aplicada em 02/09 /09/2012 Disponível no site a partir do dia 03/0 3/09/2012

10 29 No processo de transição do feudalismo para o capitalismo, a sociedade europeia sofreu mudanças gradativas nos campos da cultura, organização social, da religião, que de certa forma estava ligada à transformação no poder e na economia. Nesse processo, ocorreu um conjunto de mudanças na forma de pensar, compreender e expressar o mundo, a chamada Revolução Cultural, a qual também recebe a denominação de A) Absolutismo. D) Mercantilismo. B) Reforma. E) Renascimento. C) Revolução Industrial. 30 Estamos nas fogueiras do inferno: Tuyucué nos devora com suas chamas, pois sahirmos de tuyuti para cahir n este abismo. Oh meu Deos! Tira-nos de penas e leva-nos a descançar. (Charge publicada no jornal paraguaio El Centinela, 1867) Acima se encontra uma charge produzida no contexto da Guerra do Paraguai ( ). Sobre essa guerra, analise. I. O Paraguai lutou na Guerra ao lado de Argentina e Uruguai, formando a Tríplice Aliança contra o Brasil. II. Derrubar a ditadura de Solano Lopes e a livre navegação dos rios Paraguai e Paraná eram alguns dos objetivos do Brasil nessa guerra. III. O Brasil enviou escravos para lutar na Guerra do Paraguai. IV. Essa foi uma guerra estritamente terrestre, sem nenhum confronto naval. Estão corretas apenas as afirmativas A) I e II. B) II e III. C) III e IV. D) I e III. E) II e IV. Leia o trecho e responda às questões de 31 a 33. CONHECIMENTOS GERAIS A partir desta quinta-feira (1º de janeiro de 2009), o novo acordo ortográfico da língua portuguesa começará a fazer parte do nosso cotidiano. Governos e empresas brasileiras terão quatro anos para incorporar de forma gradual as mudanças sugeridas. Já em Portugal, esse prazo será maior: de seis anos. (...) Apesar do longo período, muitas editoras nacionais de livros e de revistas se adiantam para adotar as novas regras. O Abril.com passará a adotar as novas propostas também a partir do primeiro dia do ano. Já o governo federal, por exemplo, promete atualizar todos os livros escolares já para o ano letivo de Proposto pela Comunidade dos Povos de Língua Portuguesa (CPLP), o acordo pretende uniformizar a ortografia dos oito países falantes do idioma. Juntos, eles somam uma população estimada em 230 milhões de pessoas (sendo 190 milhões só do Brasil). Com o acordo, a língua portuguesa deixará de ser a única com duas ortografias e poderá ser classificada como idioma oficial na Unesco. (Portal Abril 01/01/2009 às 09h25 Com adaptações.) 31 Qual das alternativas apresenta a principal autoridade que assinou o decreto de regulamentação deste acordo, datado em 29 de setembro de 2008? A) Ana Maria Machado Presidente da Academia Brasileira de Letras (ABL). B) Fernando Haddad Ministro da Educação. C) Fernando Henrique Cardoso Presidente do Brasil. D) José Alencar Vice-presidente da República. E) Luiz Inácio Lula da Silva Presidente do Brasil

11 32 Os oito países integrantes da Comunidade dos Povos de Língua Portuguesa (CPLP) que assinaram o acordo são A) Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Macau, Mauritânia, Portugal, São Vicente e Granadinas. B) Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste. C) Angola, Brasil, Camarões, Guiné Equatorial, Madagascar, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste. D) Angola, Brasil, Costa do Marfim, Macau, Moçambique, Portugal, Timor Leste e Trinidad e Tobago. E) Angola, Brasil, Costa do Marfim, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Vicente e Granadinas e Togo. 33 No Brasil, a obrigatoriedade de utilização das novas regras ortográficas da língua portuguesa, oriunda do acordo da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), assinado em 1990, ficou definida para a data de A) 1º de janeiro de D) 15 de novembro de B) 21 de abril de E) 1º de janeiro de C) 7 de setembro de Em meados de 2012, foi elevado(a) a Patrimônio Mundial pela como paisagem cultural por oferecer interação entre a beleza natural e o espaço urbano. Assinale a alternativa que completa correta e sequencialmente a afirmativa anterior. A) Brasília DF / Unicef D) Salvador BA / Unesco B) Natal RN / ONU E) São Paulo SP / ONU C) Rio de Janeiro RJ / Unesco 35 Acredita-se que pouco mais de 7 bilhões de pessoas habitem atualmente o planeta Terra distribuídos em grande maioria nas áreas urbanas. Sobre a distribuição populacional, é correto afirmar que o(a) I. África é o continente mais populoso do planeta. II. Ásia concentra o maior número de pessoas do mundo. III. hemisfério Sul concentra a região mais populosa do planeta. IV. Brasil é o país mais populoso da América Latina. Estão corretas apenas as afirmativas A) I e II. B) III e IV. C) I e III. D) II e IV. E) II, III e IV. Leia o trecho e responda às questões de 36 a 38. Os grandes centros urbanos de países periféricos e semiperiféricos são a perfeita manifestação da macrocefalia urbana. Podemos citar, por exemplo, o caso do Brasil. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o país possui, atualmente, mais de cinco mil cidades. Porém, 22 delas concentram funções econômicas, culturais, administrativas, políticas, deixando as demais dependentes do que acontece nessas 22. (Portal Globo 19/01/2010 às 13h43.) 36 Este fenômeno pode ser melhor caracterizado pelo(a) A) ausência de limite entre municípios que têm suas áreas urbanas totalmente povoadas, gerando a necessidade de uma administração compartilhada. B) baixo índice de desigualdade social, através do enriquecimento conjunto da população em decorrência da geração de empregos oriunda da industrialização. C) concentração da população nas áreas rurais em número superior às regiões urbanas, de modo a exigir políticas especiais e descentralizadas. D) crescimento acelerado e desordenado dos centros urbanos marcado pelo inchaço e falta de estrutura em determinadas áreas da cidade. E) implantação de programas sociais eficientes que elevam os municípios a uma categoria superior de cidades com alto índice de qualidade de vida

12 37 As cidades com manifestação de macrocefalia urbana se concentram, principalmente, nos países subdesenvolvidos, como A) África do Sul, China e Reino Unido. D) Espanha, Portugal e França. B) Austrália, Itália e Alemanha. E) EUA, Canadá e Venezuela. C) Brasil, Índia e México. 38 São consequências naturais desse fenômeno para os habitantes de uma cidade A) crescimento populacional e igualdade social. D) enriquecimento e sustentabilidade. B) desemprego e surgimento de favelas. E) miséria e inclusão social. C) desenvolvimento social e desigualdade de gêneros. 39 Chegando a uma década de realização, a Flip (Festa Literária Internacional de Paraty RJ) já entrou para o calendário cultural do país, atraindo para a cidade histórica fluminense grandes editoras, os mais importantes escritores brasileiros e vários nomes internacionais consagrados na área literária. O evento comemorativo da 10ª edição da Feira terá como escritor homenageado um mineiro, considerado um dos maiores poetas da literatura brasileira, que iniciou um de seus poemas de forma pretensiosa, mas, acima de tudo, premonitória: E como ficou chato ser moderno. / Agora serei eterno. Trata-se de A) Carlos Drummond de Andrade. D) Guimarães Rosa. B) Ferreira Gullar. E) Manuel Bandeira. C) Graciliano Ramos. 40 A atividade de hackers tornou-se comum a partir da década de 1990, mas vem se intensificando nos últimos anos. No ano passado, o grupo despertou a atenção do planeta com a invasão da rede online do PlayStation, da, vazando dados a milhões de usuários e obrigando a retirada do programa da rede. Assinale a alternativa que completa correta e sequencialmente a afirmativa anterior. A) Al Qaeda / Hewlett Packard (HP) D) Hezbollah / Microsoft B) Fatah / Apple E) Lulz Security (LulzSec) / Sony C) Euskadi Ta Askatasuna (ETA) / Samsung

13

14

15

16 INSTRUÇÕES 1.Material a ser utilizado: caneta esferográfica azul ou preta. Os objetos restantes devem ser colocados em local indicado pelo fiscal da sala, inclusive aparelho celular desligado e devidamente identificado com etiqueta. 2.Não é permitido consulta, utilização de livros, códigos, dicionários, apontamentos, apostilas, calculadoras e etc. Não é permitido ao candidato ingressar na sala de provas sem a respectiva identificação e o devido recolhimento de telefone celular, bip e outros aparelhos eletrônicos. 3.Durante a prova, o candidato não deve levantar-se, comunicar com outros candidatos e nem fumar. 4.A duração da prova é de 03 (três) horas, já incluindo o tempo destinado à entrega do Caderno de Provas e à identificação que será feita no decorrer da prova e ao preenchimento do Cartão de Respostas (Gabarito). 5.Somente em caso de urgência pedir ao fiscal para ir ao sanitário, devendo no percurso permanecer absolutamente calado, podendo antes e depois da entrada sofrer revista através de detector de metais. Ao sair da sala no término da prova, o candidato não poderá utilizar o sanitário. Caso ocorra uma emergência, o fiscal deverá ser comunicado. 6.O Caderno de Provas consta de 40 (quarenta) questões de múltipla escolha, exceto para os cargos de nível fundamental incompleto em que os Cadernos de Provas constam de 30 (trinta) questões. Leia-o atentamente. 7.As questões das provas objetivas são do tipo múltipla escolha, com 05 (cinco) opções (A a E) e uma única resposta correta. 8.Ao receber o material de realização das provas, o candidato deverá conferir atentamente se o Caderno de Provas corresponde ao cargo a que está concorrendo, bem como se os dados constantes no Cartão de Respostas (Gabarito) que lhe foi fornecido, estão corretos. Caso os dados estejam incorretos, ou o material esteja incompleto ou tenha qualquer imperfeição, o candidato deverá informar tal ocorrência ao fiscal. 9.Os fiscais não estão autorizados a emitir opinião e prestar esclarecimentos sobre o conteúdo das provas. Cabe única e exclusivamente ao candidato interpretar e decidir. 10.O candidato poderá retirar-se do local de provas somente a partir dos 90 (noventa) minutos após o início de sua realização, contudo não poderá levar consigo o Caderno de Provas, somente sendo permitida essa conduta apenas no decurso dos últimos 30 (trinta) minutos anteriores ao horário previsto para o seu término. 11.Os 3 (três) últimos candidatos de cada sala só poderão sair juntos. Caso um dos 3 (três) candidatos insista em sair do local de aplicação das provas, deverá assinar termo desistindo do Concurso Público e, caso se negue, deverá ser lavrado Termo de Ocorrência, testemunhado pelos 2 (dois) outros candidatos, pelo fiscal da sala e pelo coordenador da unidade. RESULTADOS E RECURSOS - As provas aplicadas, assim como os gabaritos preliminares das provas objetivas serão divulgados na Internet, no site às 16h00min do dia subsequente ao da realização das provas escritas. - Os recursos deverão ser apresentados, conforme determinado no item 8 do Edital de Concurso Público nº. 001/2012, sendo observados os seguintes aspectos: a) O candidato que desejar interpor recursos contra os gabaritos preliminares das provas objetivas disporá de 02 (dois) dias úteis, a contar do dia subsequente ao da publicação, em requerimento próprio disponibilizado no link correlato ao Concurso Público no site b) A interposição de recursos poderá ser feita somente via Internet, através do Sistema Eletrônico de Interposição de Recursos, com acesso pelo candidato ao fornecer dados referentes à sua inscrição apenas no prazo recursal, ao IDECAN, conforme disposições contidas no site no link correspondente ao Concurso Público.

Professor de Educação Física

Professor de Educação Física MUNICÍPIO DE MATIAS CARDOSO ESTADO DE MINAS GERAIS CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2012 Professor de Educação Física MANHÃ CARGO: PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA Texto I para as questões de 01 a 07. A idade das palavras

Leia mais

Supervisor de Merenda Escolar

Supervisor de Merenda Escolar MUNICÍPIO DE MATIAS CARDOSO ESTADO DE MINAS GERAIS CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2012 Supervisor de Merenda Escolar MANHÃ CARGO: SUPERVISOR DE MERENDA ESCOLAR Texto I para as questões de 01 a 07. A idade das

Leia mais

MUNICÍPIO DE MATIAS CARDOSO ESTADO DE MINAS GERAIS CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2012. Assistente Social MANHÃ

MUNICÍPIO DE MATIAS CARDOSO ESTADO DE MINAS GERAIS CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2012. Assistente Social MANHÃ MUNICÍPIO DE MATIAS CARDOSO ESTADO DE MINAS GERAIS CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2012 Assistente Social MANHÃ CARGO: ASSISTENTE SOCIAL Texto I para as questões de 01 a 07. A idade das palavras A vida contemporânea

Leia mais

MUNICÍPIO DE MATIAS CARDOSO ESTADO DE MINAS GERAIS CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2012. Cirurgião Dentista MANHÃ

MUNICÍPIO DE MATIAS CARDOSO ESTADO DE MINAS GERAIS CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2012. Cirurgião Dentista MANHÃ MUNICÍPIO DE MATIAS CARDOSO ESTADO DE MINAS GERAIS CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2012 Cirurgião Dentista MANHÃ CARGO: CIRURGIÃO DENTISTA Texto I para as questões de 01 a 07. A idade das palavras A vida contemporânea

Leia mais

MUNICÍPIO DE MATIAS CARDOSO ESTADO DE MINAS GERAIS CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2012. Gari TARDE

MUNICÍPIO DE MATIAS CARDOSO ESTADO DE MINAS GERAIS CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2012. Gari TARDE MUNICÍPIO DE MATIAS CARDOSO ESTADO DE MINAS GERAIS CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2012 Gari TARDE CARGO: GARI Texto Prevenção e combate ao trabalho infantil De acordo com os dados do Ministério do Desenvolvimento

Leia mais

7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL PORTUGUÊS GABARITO

7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL PORTUGUÊS GABARITO 7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL PORTUGUÊS GABARITO 1. A alternativa que melhor completa a frase abaixo é: - não posso ir sozinho? - é muito longe. a) Porquê Porquê b) Porquê Por quê c) Por que Por que d) Por

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SENAI 02/2013 INTERNO

PROCESSO SELETIVO SENAI 02/2013 INTERNO PROCESSO SELETIVO 02/2013 INTERNO O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, Departamento Regional da Paraíba, torna pública a realização do Processo Seletivo Nº 02/2013 INTERNO destinado a selecionar

Leia mais

PROVA SIMULADA SOBRE A LEI DE DIRETRIZES E BÁSICAS DA EDUCAÇÃO NACIONAL LDBEN

PROVA SIMULADA SOBRE A LEI DE DIRETRIZES E BÁSICAS DA EDUCAÇÃO NACIONAL LDBEN PROVA SIMULADA SOBRE A LEI DE DIRETRIZES E BÁSICAS DA EDUCAÇÃO NACIONAL LDBEN 1. A Lei de Diretrizes e Bases, Lei nº. 9394/96, em seu artigo 3º enfatiza os princípios norteadores do ensino no Brasil. Analise-os:

Leia mais

TÍTULO V DOS NÍVEIS E DAS MODALIDADES DE EDUCAÇÃO E ENSINO CAPÍTULO II DA EDUCAÇÃO BÁSICA. Seção I Das Disposições Gerais

TÍTULO V DOS NÍVEIS E DAS MODALIDADES DE EDUCAÇÃO E ENSINO CAPÍTULO II DA EDUCAÇÃO BÁSICA. Seção I Das Disposições Gerais TÍTULO V DOS NÍVEIS E DAS MODALIDADES DE EDUCAÇÃO E ENSINO CAPÍTULO II DA EDUCAÇÃO BÁSICA Seção I Das Disposições Gerais Art. 22. A educação básica tem por finalidades desenvolver o educando, assegurar-lhe

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO. Concurso Público n.º 01/2015. Estado de Santa Catarina MUNICÍPIO DE IOMERÊ

MANUAL DO CANDIDATO. Concurso Público n.º 01/2015. Estado de Santa Catarina MUNICÍPIO DE IOMERÊ MANUAL DO CANDIDATO Concurso Público n.º 01/2015 Estado de Santa Catarina MUNICÍPIO DE IOMERÊ Orientações e Instruções para a Realização das Provas 1. Do horário de comparecimento para a realização das

Leia mais

PROCESSO SELETIVO EDITAL 05/2014

PROCESSO SELETIVO EDITAL 05/2014 PROCESSO SELETIVO EDITAL 05/2014 CARGO E UNIDADES: Professor de Educação Infantil e Fundamental (MACAÍBA) Atenção: NÃO ABRA este caderno antes do início da prova. Tempo total para resolução desta prova:

Leia mais

RASCUNHO Nº DE INSCRIÇÃO. PROVA ESCRITA OBJETIVA CARGO: PROFESSOR CLASSE SL (MATEMÁTICA) DATA: 20/01/2013 HORÁRIO: 9h às 12h (horário do Piauí)

RASCUNHO Nº DE INSCRIÇÃO. PROVA ESCRITA OBJETIVA CARGO: PROFESSOR CLASSE SL (MATEMÁTICA) DATA: 20/01/2013 HORÁRIO: 9h às 12h (horário do Piauí) NÚCLEO DE CONCURSOS E PROMOÇÃO DE EVENTOS NUCEPE PROCESSO SELETIVO SEDUC/PI - 2012 FOLHA DE ANOTAÇÃO DO GABARITO - ATENÇÃO: Esta parte somente deverá ser destacada pelo fiscal da sala, após o término da

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 2014

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 2014 1 FACULDADE DE ESTUDOS SOCIAIS DO ESPÍRITO SANTO PIO XII CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO EM COMÉRCIO EXTERIOR I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 2014 O currículo

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR:

ESTRUTURA CURRICULAR: ESTRUTURA CURRICULAR: Definição dos Componentes Curriculares Os componentes curriculares do Eixo 1 Conhecimentos Científico-culturais articula conhecimentos específicos da área de história que norteiam

Leia mais

Edital de Vestibular

Edital de Vestibular FACULDADE DE TECNOLOGIA CNA Processo seletivo 2014 Edital de Vestibular O Mantenedor INSTITUTO CNA e o Diretor da FACULDADE DE TECNOLOGIA CNA, sediada em Brasília/DF, com base na Lei n.º 9394/1996, legislação

Leia mais

DCN DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS

DCN DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS DCN DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS 01. Diretrizes Curriculares Nacionais são o conjunto de definições doutrinárias sobre princípios, fundamentos e procedimentos na Educação Básica, expressas pela Câmara

Leia mais

Rua Moreira e Costa, 531 Ipiranga CEP 04266 010 São Paulo SP Tel.: (11) 3013 0320 Fax: (11) 3013 0366 www.sanfra.g12.

Rua Moreira e Costa, 531 Ipiranga CEP 04266 010 São Paulo SP Tel.: (11) 3013 0320 Fax: (11) 3013 0366 www.sanfra.g12. Rua Moreira e Costa, 531 Ipiranga CEP 04266 010 São Paulo SP Tel.: (11) 3013 0320 Fax: (11) 3013 0366 www.sanfra.g12.br M I S S Ã O O Colégio São Francisco Xavier, da Rede Jesuíta de Educação, tem como

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE ALÉM PARAÍBA Credenciada pelo Decreto Federal nº 78709, de 10/11/1976, DOU DE 11/11/1976

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE ALÉM PARAÍBA Credenciada pelo Decreto Federal nº 78709, de 10/11/1976, DOU DE 11/11/1976 FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE ALÉM PARAÍBA Credenciada pelo Decreto Federal nº 78709, de 10/11/1976, DOU DE 11/11/1976 EDITAL 2011 PROCESSO SELETIVO ISECC 2011 2º SEMESTRE 2 O Presidente da Fundação Educacional

Leia mais

Prefeitura Municipal de Leopoldina/MG CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2016

Prefeitura Municipal de Leopoldina/MG CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2016 0 067300 056335 Prefeitura Municipal de Leopoldina/MG CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2016 Agente de Serviços Auxiliares (Limpeza predial, entrega de documentos e ronda e vigilância das dependências da Prefeitura)

Leia mais

1º PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR FAENE 2013.2 EDITAL Nº 002/2013

1º PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR FAENE 2013.2 EDITAL Nº 002/2013 1 1º PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR FAENE 2013.2 EDITAL Nº 002/2013 A FACULDADE ESCOLA DE NEGÓCIOS EXCELLENCE FAENE torna pública a abertura de inscrições para o Processo Seletivo 2013.2 destinado a selecionar

Leia mais

FACULDADE DE TALENTOS HUMANOS

FACULDADE DE TALENTOS HUMANOS FACULDADE DE TALENTOS HUMANOS PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UBERABA MG INSTITUTO EDUCACIONAL GUILHERME DORÇA PRESIDENTE: LUIZ HUMBERTO DORÇA FACULDADE DE TALENTOS HUMANOS DIRETOR

Leia mais

GRADUAÇÃO. Edital DG nº004- Vestibular PROCESSO SELETIVO - 2012.2

GRADUAÇÃO. Edital DG nº004- Vestibular PROCESSO SELETIVO - 2012.2 GRADUAÇÃO Edital DG nº004- Vestibular PROCESSO SELETIVO - 2012.2 ODiretor da FACULDADE INTERNACIONAL SIGNORELLI, credenciada pelo parecer CNE/CES41/2009, publicado no D.O.U. nº.38 de 26/03/2009, e pela

Leia mais

3 a 5. 6 a 10. 11 a 14. Faixa Etária Prevista. Etapa de Ensino. Duração. Educação Infantil. anos. Ensino Fundamental: Anos Iniciais. 5 anos.

3 a 5. 6 a 10. 11 a 14. Faixa Etária Prevista. Etapa de Ensino. Duração. Educação Infantil. anos. Ensino Fundamental: Anos Iniciais. 5 anos. Etapa de Ensino Faixa Etária Prevista Duração Educação Infantil 3 a 5 anos Ensino Fundamental: Anos Iniciais 6 a 10 anos 5 anos Ensino Fundamental: Anos Finais 11 a 14 anos 4 anos EDUCAÇÃO INFANTIL EDUCAÇÃO

Leia mais

CADERNO DE PROVAS OBJETIVA E REDAÇÃO

CADERNO DE PROVAS OBJETIVA E REDAÇÃO CADERNO DE PROVAS OBJETIVA E REDAÇÃO CURSO: PEDAGOGIA LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO: 1. Esta prova contém Redação e 20(vinte) questões objetivas. Caso o caderno esteja incompleto e/ou tenha qualquer

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO DE VAGAS REMANESCENETES 2º SEMESTRE DE 2015

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO DE VAGAS REMANESCENETES 2º SEMESTRE DE 2015 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO DE VAGAS REMANESCENETES 2º SEMESTRE DE 2015 O Diretor da, mantida pela Saint Paul Educacional Ltda., no uso de suas atribuições regimentais e da legislação vigente, por meio

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2016-1º SEMESTRE Nº 008/2015

PROCESSO SELETIVO 2016-1º SEMESTRE Nº 008/2015 PROCESSO SELETIVO 2016-1º SEMESTRE Nº 008/2015 O Diretor da NOVA FACULDADE, Pablo Fernandes Bittencourt, faz saber aos interessados que estão abertas as inscrições para o Processo Seletivo do 1º Semestre

Leia mais

Das 12 às 22horas (Segunda a Sexta) Das 8 às 11horas (Sábado) Internet www.unifafibe.com.br Até 24 de setembro de 2015

Das 12 às 22horas (Segunda a Sexta) Das 8 às 11horas (Sábado) Internet www.unifafibe.com.br Até 24 de setembro de 2015 Caro Estudante, A finalidade deste manual é oferecer aos candidatos as informações necessárias para uma boa preparação ao Processo Seletivo do. Além do calendário do Processo Seletivo, este manual traz

Leia mais

INSS Diretoria de Benefícios

INSS Diretoria de Benefícios IV CONFERÊNCIA BRASILEIROS NO MUNDO INSS Diretoria de Benefícios Praia do Forte, 20 de novembro de 2013 ACORDOS INTERNACIONAIS Globalização Principais objetivos ou finalidades dos Acordos Internacionais

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR 1.ª SÉRIE DE OFERTA 99-8791-04 DIDÁTICA 160 0 160 99-8792-04

MATRIZ CURRICULAR 1.ª SÉRIE DE OFERTA 99-8791-04 DIDÁTICA 160 0 160 99-8792-04 Curso: Graduação: Regime: Duração: PEDAGOGIA LICENCIATURA PLENA MATRIZ CURRICULAR SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04 (QUATRO) ANOS LETIVOS - MÁXIMO

Leia mais

PROVA UNIJUÍ. Locais de Realização da Prova Câmpus/Polo Ijuí, Câmpus Santa Rosa, Câmpus Panambi e Câmpus Três Passos.

PROVA UNIJUÍ. Locais de Realização da Prova Câmpus/Polo Ijuí, Câmpus Santa Rosa, Câmpus Panambi e Câmpus Três Passos. PROVA UNIJUÍ Data 08 de fevereiro de 2015 (domingo) Modalidades e Horários Cursos EaD Prova da Unijuí (Redação) Início às 8h30min e término às 11h30min. Cursos Presenciais Prova da Unijuí (Redação e 40

Leia mais

Campanha Nacional de Escolas da Comunidade CNEC

Campanha Nacional de Escolas da Comunidade CNEC Campanha Nacional de Escolas da Comunidade CNEC Regulamento Geral do Provão Faculdade CNEC Unaí Unaí/MG RESOLUÇÃO Nº CS/010/2015, DE 30 DE JUNHO DE 2015. Entra em vigor em 1º de julho de 2015. 1 RESOLUÇÃO

Leia mais

Edital de Vestibular

Edital de Vestibular FACULDADE DE TECNOLOGIA CNA Processo seletivo 2016 Edital de Vestibular A Mantenedora INSTITUTO CNA e o Diretor da FACULDADE DE TECNOLOGIA CNA, sediada em Brasília/DF, com base na Lei n.º 9394/1996, na

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE INSTITUTO DE ESTUDOS EM SAÚDE COLETIVA. edital n 294, 09 de setembro de 2015

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE INSTITUTO DE ESTUDOS EM SAÚDE COLETIVA. edital n 294, 09 de setembro de 2015 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE INSTITUTO DE ESTUDOS EM SAÚDE COLETIVA edital n 294, 09 de setembro de 2015 seleção para o curso de residência multiprofissional em saúde

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA PMT SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS SEMA

PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA PMT SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS SEMA 0 PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA PMT SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS SEMA EDITAL DE SELEÇÃO PARA BOLSAS DO PROGRAMA SERVIDOR UNIVERSITÁRIO 2011 A Secretaria Municipal de Administração

Leia mais

CINEMA PEDAGÓGICO COMO INTERVENÇÃO PARA PRÁTICA DOCENTE. Elaine Fernanda Dornelas de Souza

CINEMA PEDAGÓGICO COMO INTERVENÇÃO PARA PRÁTICA DOCENTE. Elaine Fernanda Dornelas de Souza Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 721 CINEMA PEDAGÓGICO COMO INTERVENÇÃO PARA PRÁTICA DOCENTE Elaine Fernanda Dornelas de Souza Serviço Nacional de

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES CAMBRIDGE ENGLISH E UNOi

PERGUNTAS FREQUENTES CAMBRIDGE ENGLISH E UNOi PERGUNTAS FREQUENTES CAMBRIDGE ENGLISH E UNOi ANTES DO EXAME O que é a parceria entre UNOi e Cambridge English? Por que eu devo prestar os exames Cambridge English? Quais são os exames? O que é o Placement

Leia mais

UPIS - UNIÃO PIONEIRA DE INTEGRAÇÃO SOCIAL ATO EDITAL N.º 133/2015

UPIS - UNIÃO PIONEIRA DE INTEGRAÇÃO SOCIAL ATO EDITAL N.º 133/2015 UPIS - UNIÃO PIONEIRA DE INTEGRAÇÃO SOCIAL ATO EDITAL N.º 133/2015 O Coordenador-Geral da Comissão Permanente de Concurso das Faculdades Integradas da UPIS torna públicas as condições do concurso para

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO- BRASILEIRA (UNILAB) EDITAL Nº 04/2013

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO- BRASILEIRA (UNILAB) EDITAL Nº 04/2013 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO- BRASILEIRA (UNILAB) EDITAL Nº 04/2013 PROCESSO SELETIVO 2013/1 PARA INGRESSO DE ESTUDANTES ESTRANGEIROS, NOS CURSOS DE

Leia mais

EDITAL PROGRAMA GANHE O MUNDO

EDITAL PROGRAMA GANHE O MUNDO EDITAL PROGRAMA GANHE O MUNDO O SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições, e considerando a Lei nº 14.512/11, torna pública a abertura do processo seletivo para participação no programa de intercâmbio

Leia mais

Padrões de Competências para o Cargo de Professor Alfabetizador

Padrões de Competências para o Cargo de Professor Alfabetizador Padrões de Competências para o Cargo de Professor Alfabetizador Alfabetização de Crianças O Professor Alfabetizador é o profissional responsável por planejar e implementar ações pedagógicas que propiciem,

Leia mais

Art. 1º - Definir o sistema de avaliação dos discentes nas disciplinas dos cursos de Graduação da FEAMIG, nos seguintes termos:

Art. 1º - Definir o sistema de avaliação dos discentes nas disciplinas dos cursos de Graduação da FEAMIG, nos seguintes termos: Belo Horizonte, 15 de julho de 2011. PORTARIA DIRETORIA ACADÊMICA Nº 10/2011 DEFINE O SISTEMA DE AVALIAÇÃO DOS DISCENTES NAS DISCIPLINAS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FEAMIG O Diretor da Faculdade de Engenharia

Leia mais

MUNICÍPIO DE I ENA RO CONCUR O P ICO N

MUNICÍPIO DE I ENA RO CONCUR O P ICO N MUNICÍPIO DE I ENA RO CONCUR O P ICO N TARDE CARGO: MECÂNICO GERAL Texto I para responder às questões de 01 a 08. Manifestações no Brasil: quais as razões? O início das manifestações populares no Brasil,

Leia mais

PST PROCESSO SELETIVO PARA TUTORES NOME DO CANDIDATO: Nº DE INSCRIÇÃO: PROCESSO SELETIVO PARA TUTORES

PST PROCESSO SELETIVO PARA TUTORES NOME DO CANDIDATO: Nº DE INSCRIÇÃO: PROCESSO SELETIVO PARA TUTORES PST PROCESSO SELETIVO PARA TUTORES 2015.1 NOME DO CANDIDATO: Nº DE INSCRIÇÃO: PROCESSO SELETIVO PARA TUTORES CURSO DE LETRAS (LICENCIATURA) LÍNGUA PORTUGUESA - EAD Modalidade Tutor a Distância Quadro I

Leia mais

COLÉGIO SHALOM PROCESSO SELETIVO PARA BOLSAS DE ESTUDO - 2015

COLÉGIO SHALOM PROCESSO SELETIVO PARA BOLSAS DE ESTUDO - 2015 1 COLÉGIO SHALOM PROCESSO SELETIVO PARA BOLSAS DE ESTUDO - 2015 EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA BOLSAS DE ESTUDO 2015 A Direção Geral do COLÉGIO SHALOM faz saber que as inscrições para o Processo Seletivo

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO 2016

MANUAL DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO 2016 MANUAL DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO 2016 FACULDADE DE EDUCAÇÃO DE TANGARÁ DA SERRA - FAEST UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR DE TANGARÁ DA SERRA LTDA - UNISERRA EDITAL/VEST. Nº 03/15 PROCESSO SELETIVO AGENDADO

Leia mais

Questões fundamentadas Lei 9.394/96 - LDB

Questões fundamentadas Lei 9.394/96 - LDB Para adquirir apostila digital de 500 Questões Fundamentadas da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Lei 9.394/96 (LDB) acesse o site: www.odiferencialconcursos.com.br OBS.: ESSA APOSTILA DIGITAL SERÁ

Leia mais

Campanha Nacional de Escolas da Comunidade CNEC

Campanha Nacional de Escolas da Comunidade CNEC Campanha Nacional de Escolas da Comunidade CNEC Regulamento de Projeto Integrador dos Cursos Superiores de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Segurança da Informação e Sistemas para Internet

Leia mais

2º Processo Seletivo para o 2º semestre de 2015 EDITAL

2º Processo Seletivo para o 2º semestre de 2015 EDITAL 2º Processo Seletivo para o 2º semestre de 2015 EDITAL A Direção-Geral da Faculdade Salesiana Maria Auxiliadora faz saber, através do presente Edital, que estarão abertas, no período de 22/06/15 a 17/07/2015,

Leia mais

02 De acordo com as ideias do texto, são características da água, EXCETO: A) Desperdiçada. B) Santificada. C) Prática. D) Poluída. E) Essencial.

02 De acordo com as ideias do texto, são características da água, EXCETO: A) Desperdiçada. B) Santificada. C) Prática. D) Poluída. E) Essencial. CARGO: PEDREIRO Texto Água, cultura e civilização Misteriosa, santificada, purificadora, essencial. Através dos tempos, a água foi perdendo o caráter divino ressaltado na mitologia e na religiosidade dos

Leia mais

CULTURA E HISTÓRIA AFRO-BRASILEIRA NA AULA DE INGLÊS: E A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE NACIONAL NA ESCOLA

CULTURA E HISTÓRIA AFRO-BRASILEIRA NA AULA DE INGLÊS: E A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE NACIONAL NA ESCOLA CULTURA E HISTÓRIA AFRO-BRASILEIRA NA AULA DE INGLÊS: E A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE NACIONAL NA ESCOLA Júlio César Paula Neves Tânia Mayra Lopes de Melo Modalidade: Pôster Sessão Temática 5: Educação e

Leia mais

Edital Nº. 04/2009-DIGPE 10 de maio de 2009

Edital Nº. 04/2009-DIGPE 10 de maio de 2009 Caderno de Provas EDUCAÇÃO FÍSICA Edital Nº. 04/2009-DIGPE 10 de maio de 2009 INSTRUÇÕES GERAIS PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA Use apenas caneta esferográfica azul ou preta. Escreva o seu nome completo e o

Leia mais

CURSOS PRECISAM PREPARAR PARA A DOCÊNCIA

CURSOS PRECISAM PREPARAR PARA A DOCÊNCIA Fundação Carlos Chagas Difusão de Idéias novembro/2011 página 1 CURSOS PRECISAM PREPARAR PARA A DOCÊNCIA Elba Siqueira de Sá Barretto: Os cursos de Pedagogia costumam ser muito genéricos e falta-lhes um

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ UECE CENTRO DE HUMANIDADES CH

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ UECE CENTRO DE HUMANIDADES CH UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ UECE CENTRO DE HUMANIDADES CH SELEÇÃO PARA O NÚCLEO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS DO ITAPERI Semestre 2016.1 Edital Nº 01/2016 Regulamenta o Teste de admissão para os cursos de

Leia mais

3.360 H/AULA (*) CURRÍCULO PLENO/

3.360 H/AULA (*) CURRÍCULO PLENO/ MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Regime: Duração: HISTÓRIA LICENCIATURA PLENA SERIADO ANUAL 3 (TRÊS) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 03 (TRÊS) ANOS LETIVOS - MÁXIMO = 05 (CINCO)

Leia mais

EDITAL Nº 04/2014 EDITAL DE ABERTURA DO VESTIBULAR 2014/2

EDITAL Nº 04/2014 EDITAL DE ABERTURA DO VESTIBULAR 2014/2 EDITAL Nº 04/2014 EDITAL DE ABERTURA DO VESTIBULAR 2014/2 A Comissão Coordenadora do Processo Seletivo das Faculdades Integradas de Vitória FDV, para conhecimento de todos os interessados, torna público

Leia mais

MUNICÍPIO DE FLORIANÓPOLIS CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. Resolução n 01/2010

MUNICÍPIO DE FLORIANÓPOLIS CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. Resolução n 01/2010 MUNICÍPIO DE FLORIANÓPOLIS CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO Resolução n 01/2010 Fixa normas para o Ensino Fundamental de 09 (nove) anos da Rede Municipal de Ensino de Florianópolis, Santa Catarina. O CONSELHO

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 2015/2

MANUAL DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 2015/2 MANUAL DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 2015/2 FACULDADE DE EDUCAÇÃO DE TANGARÁ DA SERRA - FAEST UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR DE TANGARÁ DA SERRA LTDA - UNISERRA EDITAL/VEST. Nº 02/15 PROCESSO

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA

LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA Prova de 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Leia atentamente as instruções que se seguem. 1 - Este caderno contém seis questões, abrangendo um total de nove

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) 2015 1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) 2015 1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA 1 CURSO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) 2015 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INVESTIGAÇÃO DA PRÁTICA DOCENTE I... 4 02 LEITURA E PRODUÇÃO DE TEXTO... 4 03 PROFISSIONALIDADE DOCENTE... 4 04 RESPONSABILIDADE

Leia mais

REPENSANDO O ENSINO DE LÍNGUA INGLESA NA ESCOLA PÚBLICA: DA TEORIA À PRÁTICA

REPENSANDO O ENSINO DE LÍNGUA INGLESA NA ESCOLA PÚBLICA: DA TEORIA À PRÁTICA REPENSANDO O ENSINO DE LÍNGUA INGLESA NA ESCOLA PÚBLICA: DA TEORIA À PRÁTICA MARIA ANDRÉIA SILVA LELES (UNEC- CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA). Resumo As variadas metodologias do ensino aprendizagem

Leia mais

Brasil fica em quarto lugar em desigualdade social

Brasil fica em quarto lugar em desigualdade social Material elaborado pelo Ético Sistema de Ensino Ensino fundamental Publicado em 2012 Prova bimestral 4 o Bimestre 5 o ano Geografia 1. Leia a notícia, divulgada em vários jornais brasileiros, no dia 21

Leia mais

BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR DA EDUCAÇÃO INFANTIL

BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR DA EDUCAÇÃO INFANTIL BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR DA EDUCAÇÃO INFANTIL 1988 CONSTITUIÇÃO FEDERAL ANTECEDENTES Art. 210. Serão fixados conteúdos mínimos para o ensino fundamental, de maneira a assegurar formação básica comum

Leia mais

> Folha Dirigida, 18/08/2011 Rio de Janeiro RJ Enem começa a mudar as escolas Thiago Lopes

> Folha Dirigida, 18/08/2011 Rio de Janeiro RJ Enem começa a mudar as escolas Thiago Lopes > Folha Dirigida, 18/08/2011 Rio de Janeiro RJ Enem começa a mudar as escolas Thiago Lopes Criado em 1998, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), inicialmente, tinha como objetivo avaliar o desempenho

Leia mais

EDITAL PARA A SELEÇÃO DO CURSO DE MESTRADO EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS NA AMÉRICA DO SUL ANO ACADÊMICO 2010 O presente Edital foi aprovado em reunião

EDITAL PARA A SELEÇÃO DO CURSO DE MESTRADO EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS NA AMÉRICA DO SUL ANO ACADÊMICO 2010 O presente Edital foi aprovado em reunião EDITAL PARA A SELEÇÃO DO CURSO DE MESTRADO EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS NA AMÉRICA DO SUL ANO ACADÊMICO 2010 O presente Edital foi aprovado em reunião da Comissão de Coordenação do Mestrado de Pós- Graduação

Leia mais

EDITAL N.º 001/2013-CCV CONCURSO VESTIBULAR DE INVERNO - 2013

EDITAL N.º 001/2013-CCV CONCURSO VESTIBULAR DE INVERNO - 2013 FACULDADE ESTADUAL DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS UNIÃO DA VITÓRIA - ESTADO DO PARANÁ HISTÓRIA E PEDAGOGIA: Decreto Federal nº 61.120-31.07.67 - DOU 03.08.67 LETRAS/INGLÊS E GEOGRAFIA: Decreto Federal

Leia mais

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2010.2

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2010.2 01 BIOLOGIA EDUCACIONAL Fase: 1ª Carga Horária: 30 h/a Prática: 30 h/a Créditos: 4 A biologia educacional e os fundamentos da educação. As bases biológicas do crescimento e desenvolvimento humano. A dimensão

Leia mais

EDITAL SEMED Nº 01/2015. Edital de Exame de Certificação para Credenciamento à Função de Direção Escolar

EDITAL SEMED Nº 01/2015. Edital de Exame de Certificação para Credenciamento à Função de Direção Escolar EDITAL SEMED Nº 01/2015 Edital de Exame de Certificação para Credenciamento à Função de Direção Escolar A Secretária Municipal da Educação de Aracaju, no uso de suas atribuições e considerando o disposto

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PARA VALORIZAÇÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA AVAPE PROCESSO SELETIVO EDITAL Nº.001/2013. Porteiro MANHÃ. Organizadora:

ASSOCIAÇÃO PARA VALORIZAÇÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA AVAPE PROCESSO SELETIVO EDITAL Nº.001/2013. Porteiro MANHÃ. Organizadora: ASSOCIAÇÃO PARA VALORIZAÇÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA AVAPE PROCESSO SELETIVO EDITAL Nº.001/2013 Porteiro MANHÃ Organizadora: 0000000202 CARGO: PORTEIRO Texto O direito de ir e vir, pedalando Por que

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2010/1 EDITAL Nº 9 IFRS Campus Sertão, DE 09 DE OUTUBRO DE 2009

PROCESSO SELETIVO 2010/1 EDITAL Nº 9 IFRS Campus Sertão, DE 09 DE OUTUBRO DE 2009 Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus PROCESSO SELETIVO 2010/1 EDITAL Nº 9 IFRS Campus,

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE ENSINO FUNDAMENTAL DE 9 ANOS

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE ENSINO FUNDAMENTAL DE 9 ANOS PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE ENSINO FUNDAMENTAL DE 9 ANOS Perguntas mais frequente e respostas do Departamento de Políticas Educacionais. 1. Qual é a nomenclatura adequada para o primeiro ano do ensino fundamental

Leia mais

CURSO PRÉ - VESTIBULAR COMUNITÁRIO SISTEMA DINAMUS Edital 01/2012 PROEX/SIMULADO ENEM 2012

CURSO PRÉ - VESTIBULAR COMUNITÁRIO SISTEMA DINAMUS Edital 01/2012 PROEX/SIMULADO ENEM 2012 UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS UFAL PRÓ-REITORIA DE EXTENSÁO PROEX PROGRAMA CONEXÕES DE SABERES CURSO PRÉ - VESTIBULAR COMUNITÁRIO SISTEMA DINAMUS Edital 01/2012 PROEX/SIMULADO ENEM 2012 A UNIVERSIDADE

Leia mais

1º Processo Seletivo para o 1º semestre de 2016. Edital

1º Processo Seletivo para o 1º semestre de 2016. Edital 1º Processo Seletivo para o 1º semestre de 2016 Edital A Direção Geral da Faculdade Salesiana Maria Auxiliadora faz saber, através do presente Edital, que estarão abertas, no período de 17/09 a 13/11/2015,

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA RELAÇÃO DE RESUMOS DE MONOGRAFIAS E ARTIGOS DE PÓS- GRADUAÇÃO Lato sensu Curso: Língua Inglesa/2005 Nome Aluno(a) Título Monografia/Artigo Orientador/Banca Annelise Lima

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE PEDAGOGIA, Licenciatura REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO Das disposições gerais O presente documento

Leia mais

MUDANÇA NO VESTIBULAR DA UDESC Florianópolis, agosto de 2011. Sandra Makowiecky PROEN Comissão Permanente do Vestibular da UDESC

MUDANÇA NO VESTIBULAR DA UDESC Florianópolis, agosto de 2011. Sandra Makowiecky PROEN Comissão Permanente do Vestibular da UDESC MUDANÇA NO VESTIBULAR DA UDESC Florianópolis, agosto de 2011 Sandra Makowiecky PROEN Comissão Permanente do Vestibular da UDESC As mudanças propostas para o concurso do Vestibular da UDESC, do Edital 2011/2,

Leia mais

CURSO DE PORTUGUÊS AVANÇADO COM ÊNFASE EM LINGUAGEM JURÍDICA

CURSO DE PORTUGUÊS AVANÇADO COM ÊNFASE EM LINGUAGEM JURÍDICA CURSO DE PORTUGUÊS AVANÇADO COM ÊNFASE EM LINGUAGEM JURÍDICA 1 JUSTIFICATIVA O Curso de Português Avançado com Ênfase em Linguagem Jurídica, na modalidade a distância, tem por finalidade atender a necessidade

Leia mais

RESOLUÇÃO. Habilitação em Língua Espanhola extinta pela Res. CONSEPE 51/2003, de 29 de outubro de 2003.

RESOLUÇÃO. Habilitação em Língua Espanhola extinta pela Res. CONSEPE 51/2003, de 29 de outubro de 2003. RESOLUÇÃO CONSEPE 53/99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE LETRAS, DO CÂMPUS DE ITATIBA. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso da atribuição que lhe confere

Leia mais

É com imensa satisfação que iniciamos nossas atividades das aulas 1 e 2 do Módulo IV do Curso, em que iremos tratar dos seguintes assuntos:

É com imensa satisfação que iniciamos nossas atividades das aulas 1 e 2 do Módulo IV do Curso, em que iremos tratar dos seguintes assuntos: EXERCÍCIO ANTECIPADO PARA O ESTUDO DIRIGIDO Módulo IV Aspectos Contemporâneos do Marco legal Profa. Maria José Lacerda Xavier Prezado (a) Aluno (a), É com imensa satisfação que iniciamos nossas atividades

Leia mais

CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO 026/2009, 22 DE NOVEMBRO DE 2009

CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO 026/2009, 22 DE NOVEMBRO DE 2009 CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO 026/2009, 22 DE NOVEMBRO DE 2009 Aprova as normas e critérios para a oferta e o funcionamento de componentes curriculares semi-presenciais nos cursos de graduação presenciais

Leia mais

EDUCAÇÃO PARA TODOS DECLARAÇÃO DE COCHABAMBA

EDUCAÇÃO PARA TODOS DECLARAÇÃO DE COCHABAMBA BR/2001/PI/H/4 EDUCAÇÃO PARA TODOS DECLARAÇÃO DE COCHABAMBA Os Ministros da Educação da América Latina e do Caribe, reunidos a pedido da UNESCO, na VII Sessão do Comitê Intergovernamental Regional do Projeto

Leia mais

CONHECIMENTOS GERAIS (5 questões)

CONHECIMENTOS GERAIS (5 questões) 1. Paulo Freire na sua concepção pedagógica parte de alguns princípios que marcam, de forma clara e objetiva, o seu modo de entender o ato educativo. Considerando as características do pensamento desse

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2 º SEMESTRE DE 2015

PROCESSO SELETIVO 2 º SEMESTRE DE 2015 1 Processo Seletivo 2015.2 Edital FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC RIO PROCESSO SELETIVO 2 º SEMESTRE DE 2015 SENAC RJ FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC RIO O SENAC Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial,

Leia mais

CENTRO DE CIÊNCIAS MATEMÁTICAS E DA NATUREZA INSTITUTO DE QUÍMICA

CENTRO DE CIÊNCIAS MATEMÁTICAS E DA NATUREZA INSTITUTO DE QUÍMICA CENTRO DE CIÊNCIAS MATEMÁTICAS E DA NATUREZA INSTITUTO DE QUÍMICA EDITAL Nº 156, de 25 de maio de 2015 A UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO (UFRJ), por intermédio da Direção do Instituto de Química,

Leia mais

O ENSINO DE LÍNGUA INGLESA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS- EJA

O ENSINO DE LÍNGUA INGLESA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS- EJA O ENSINO DE LÍNGUA INGLESA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS- EJA RESUMO Alba Patrícia Passos de Sousa 1 O presente artigo traz como temática o ensino da língua inglesa na educação de jovens e adultos (EJA),

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHAIS

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHAIS LEI Nº 1059, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2009. Dispõe sobre a Organização do Sistema Municipal de Ensino do Município de Pinhais e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE PINHAIS,, aprovou e eu, PREFEITO

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

INED PROJETO EDUCATIVO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO MAIA

INED PROJETO EDUCATIVO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO MAIA INED INSTITUTO DE EDUCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO PROJETO EDUCATIVO MAIA PROJETO EDUCATIVO I. Apresentação do INED O Instituto de Educação e Desenvolvimento (INED) é uma escola secundária a funcionar desde

Leia mais

Palavras chave: texto, gêneros textuais, ensino, PCN, educação.

Palavras chave: texto, gêneros textuais, ensino, PCN, educação. Karen Alves de Andrade 1 RESUMO A inserção dos gêneros textuais no ensino vem mudando a dinâmica da educação em língua portuguesa em nosso país. A importância de se trabalhar a língua em uso, através de

Leia mais

HOSPITAL DA CRUZ VERMELHA BRASILEIRA FILIAL DO PARANÁ COMISSÃO DE RESIDÊNCIA MÉDICA COREME EDITAL Nº. 02/2015

HOSPITAL DA CRUZ VERMELHA BRASILEIRA FILIAL DO PARANÁ COMISSÃO DE RESIDÊNCIA MÉDICA COREME EDITAL Nº. 02/2015 HOSPITAL DA CRUZ VERMELHA BRASILEIRA FILIAL DO PARANÁ COMISSÃO DE RESIDÊNCIA MÉDICA COREME EDITAL Nº. 02/2015 CONCURSO DE SELEÇÃO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA 2015 A Comissão de Residência Médica do Hospital

Leia mais

Índice. 1. Metodologia na Educação de Jovens e Adultos...3

Índice. 1. Metodologia na Educação de Jovens e Adultos...3 GRUPO 6.1 MÓDULO 4 Índice 1. Metodologia na Educação de Jovens e Adultos...3 1.1. Desenvolvimento e Aprendizagem de Jovens e Adultos... 4 1.1.1. Educar na Diversidade... 5 1.2. Os Efeitos da Escolarização/Alfabetização

Leia mais

Do 6º ao 9º ano, valoriza-se o trabalho interdisciplinar, visando à formação integral do aluno.

Do 6º ao 9º ano, valoriza-se o trabalho interdisciplinar, visando à formação integral do aluno. ENSINO FUNDAMENTAL Onde está a tradição? No que sempre deu certo: na valorização do conteúdo disciplinar, na precisão de conceitos e noções, no estímulo a atitudes e comportamentos éticos e construtivos,

Leia mais

DA EDUCAÇÃO TRADICIONAL ÀS NOVAS TECNOLOGIAS APLICADAS À EDUCAÇÃO

DA EDUCAÇÃO TRADICIONAL ÀS NOVAS TECNOLOGIAS APLICADAS À EDUCAÇÃO 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 DA EDUCAÇÃO TRADICIONAL ÀS NOVAS TECNOLOGIAS APLICADAS À EDUCAÇÃO Natália Aguiar de Menezes 1 RESUMO: Observa-se que com o passar dos anos o ensino superior

Leia mais

CRUZ VERMELHA BRASILEIRA FILIAL DO ESTADO DO PARANÁ COMISSÃO DE ESPECIALIZAÇÃO COESP EDITAL Nº. 03/2015 CONCURSO DE SELEÇÃO PARA ESPECIALIZAÇÃO 2015

CRUZ VERMELHA BRASILEIRA FILIAL DO ESTADO DO PARANÁ COMISSÃO DE ESPECIALIZAÇÃO COESP EDITAL Nº. 03/2015 CONCURSO DE SELEÇÃO PARA ESPECIALIZAÇÃO 2015 CRUZ VERMELHA BRASILEIRA FILIAL DO ESTADO DO PARANÁ COMISSÃO DE ESPECIALIZAÇÃO COESP EDITAL Nº. 03/2015 CONCURSO DE SELEÇÃO PARA ESPECIALIZAÇÃO 2015 A Comissão de Especialização do Hospital da Cruz Vermelha

Leia mais

Resolução SME N 24/2010

Resolução SME N 24/2010 Resolução SME N 24/2010 Dispõe sobre orientações das rotinas na Educação Infantil, em escolas e classes de período integral da rede municipal e conveniada, anexos I e II desta Resolução, com base no Parecer

Leia mais

1. Linguagens e Códigos; 2. Raciocínio Lógico e Matemática; 3. Leitura e Interpretação de Textos; 4. Atualidades.

1. Linguagens e Códigos; 2. Raciocínio Lógico e Matemática; 3. Leitura e Interpretação de Textos; 4. Atualidades. ANEXO I - PROGRAMA DAS PROVAS DE CONHECIMENTOS GERAIS E DE REDAÇÃO Prova (Todos os Cursos) Trabalhando em consonância com as diretrizes curriculares nacionais, o UNIFEMM entende que as avaliações do processo

Leia mais

Caro(a) aluno(a), Estaremos juntos nesta caminhada. Coordenação NEO

Caro(a) aluno(a), Estaremos juntos nesta caminhada. Coordenação NEO Caro(a) aluno(a), seja bem-vindo às Disciplinas Online da Faculdade Presidente Antônio Carlos de Bom Despacho e Faculdade de Educação de Bom Despacho. Em pleno século 21, na era digital, não poderíamos

Leia mais

AULA 3: BrOffice Writer Numeração de páginas e outros comandos. Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de:

AULA 3: BrOffice Writer Numeração de páginas e outros comandos. Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de: AULA 3: BrOffice Writer Numeração de páginas e outros comandos Objetivo Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de: Conhecer o controle de exibição do documento; Fazer a correção ortográfica do documento

Leia mais

Apontamentos das obras LeYa em relação ao Currículo em Movimento do DISTRITO FEDERAL. Geografia Leituras e Interação

Apontamentos das obras LeYa em relação ao Currículo em Movimento do DISTRITO FEDERAL. Geografia Leituras e Interação Apontamentos das obras LeYa em relação ao Currículo em Movimento do DISTRITO FEDERAL Geografia Leituras e Interação 2 Caro professor, Este guia foi desenvolvido para ser uma ferramenta útil à análise e

Leia mais

EDITAL Nº 35/2014 EDITAL DE ABERTURA DO VESTIBULAR 2015

EDITAL Nº 35/2014 EDITAL DE ABERTURA DO VESTIBULAR 2015 EDITAL Nº 35/2014 EDITAL DE ABERTURA DO VESTIBULAR 2015 A Comissão Coordenadora do Processo Seletivo das Faculdades Integradas de Vitória FDV, para conhecimento de todos os interessados, torna público

Leia mais

MANUAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

MANUAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES MANUAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES São Vicente 2011 INTRODUÇÃO As atividades complementares, também designadas como Atividades e Estudos Independentes, são consideradas componentes pedagógicos próprios

Leia mais